Limpeza pública vai atingir 100% de Uruaçu

Сomentários

Transcrição

Limpeza pública vai atingir 100% de Uruaçu
JORNAL CIDADE
Editor-chefe: jota marcelo
uruaçu-Go., segunda quinzena DE MAIO/2013 - ED. 163 - Ano xii - R$2,50
www.jotAcIdadE.com
Assessoria de Comunicação/Prefeitura
Limpeza pública vai
atingir 100% de Uruaçu
Desenvolvendo ações que
vão contemplar todos os
bairros de Uruaçu, além
da limpeza pública convencional a Administração
2013-2016 realiza amplo
trabalho de capina de meiofio e calçada, varrição, coleta de entulhos e pintura de
meio-fio. Da mesma forma,
a Prefeitura prossegue com
outros serviços, inclusive
pavimentação asfáltica.
CIDADE - Página 3
OPINIÃO
COMUNIDADES
Diferenciar. Fofoca Mobilização em diferentes cidades
é fofoca. Jornalismo ajuda combater abuso e exploração
é jornalismo
sexual de crianças e adolescentes
Editorial - Página 2
JORNAL CIDADE - DISTRIBUIÇÃO DE PÁGINAS
Capa....................................................................1
Opinião............................................................... 2
Cidade................................................................ 3
Cidade................................................................ 4
Comunidades..................................................... 5
Comunidades..................................................... 6
Comunidades..................................................... 7
Comunidades..................................................... 8
Cultura & Educação........................................... 9
Informes............................................................10
(PÁGINAS POSTADAS NO SITE WWW.JOTACIDADE.COM)
Página 5
Conquista: usina
produz e coloca
Uruaçu no mercado
nacional de etanol
Comunidades - Página 6
JORNAL CIDADE - ACONTECIMENTOS MUNDIAIS
JORNAL CIDADE - CONTATOS COM A REDAÇÃO
Cultura - Morreu dia 20 de maio em Rosenheim (Alemanha), aos 74 anos,
o tecladista/compositor Ray Manzarek, um dos fundadores da banda The
Doors, ao lado de Jim Morrison. Fez discos de “spoken words” com o poeta
‘beat’ Michael McLure e estava na ativa. Seguia tocando com The Doors e
esteve duas vezes ao Brasil com a banda já reformada; a primeira com Ian
Astbury (ex-The Cult) nos vocais e a última com o cantor Scallions (ex-The Fuel).
Manzarek sofria de câncer no ‘ducto’ biliar.
JC (IMPRESSO): DESDE FEVEREIRO/2002 - JC (ON-LINE): DESDE SETEMBRO/2005
(Fonte: agências internacionais)
JC (BLOG DO JORNAL CIDADE): DESDE JULHO/2008
*(62) 3357-4158 *8500-1331 *9657-1441 *[email protected]
*www.jotacidade.com *blogdojornalcidade.blogspot.com
*flickr.com/marcellojunior *mjrdantas.blogspot.com
Visite Uruaçu, ‘Terra do Caju’ e do Lago Serra da Mesa
‘Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a constroem.’ - Salmo 126:1
OPINIÃO
2 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
Editorial
Imprensa: fiscalizar. Imprensa: ser fiscalizada
passados 25 anos: “Da forma como aprovamos o texto, não há possibilidade de um
“O repórter tem por obrigação fazer o registro dos acontecimentos de um País.” conselho de comunicação cassar conteúdo. A democracia é administrar o dissenso,
Caco Barcellos, repórter e diretor do Profissão Repórter (Rede Globo). Jornalismo é
e não impor o consenso.” Relator no Supremo Tribunal Federal (STF) da ação que
jornalismo. Fofoca é fofoca. O Jornal Cidade pratica jornalismo. Nenhuma reportarevogou a chamada Lei de Imprensa, editada sob o signo da censura durante o regime
gem ou nota do quinzenário é feita com base em apenas uma única fonte de informamilitar, Carlos Ayres Britto é contrário a qualquer tipo de regulamentação externa do
ção. Todas são checadas. A apuração, a edição e a veiculação não resultam de má-fé.
trabalho jornalístico, que é passível de punições por eventuais excessos. Na visão do
Nenhuma reportagem ou nota do periódico é publicada para agradar ou não agradar.
jurista, a própria imprensa deve fiscalizar suas ações: “Para aprimorar os procedimenJustamente por isso é que o JC nunca foi processado, ao longo de quase 12 anos de
tos, a imprensa deve ter seus próprios mecanismos, o ombudsman ou a
atuação. Da mesma forma ninguém da sua direção foi processado.
Dissimulada é a marca da pessoa que faz de conta não querer enxergar
‘A democracia cartilha de conduta, mas sem controle externo.”
Dia 16 de maio, Lula (PT) declarou apoio à presidente da Argentina,
a verdade. É iniciativa de quem quer se jogar para a plateia e quer se esé administrar Cristina Kirchner, versando sobre polêmica envolvendo o grupo jornalísconder. A pessoa ali, alucinada com algo que não lhe diz respeito... E a
o dissenso, tico Clarín, daquele País. Tomando partido contra o maior conglomerado
bomba explodindo no colo dela, em certos casos bombas. No mundo isso
aconteceu ontem, acontece hoje, acontecerá amanhã. Querer se jogar para
e não de mídia de lá, ameaçado de intervenção estatal, externou o ex-presidente:
“Podem vir todos os jornais, canais de televisão que quiserem que não
a plateia e se esconder... Isso não é prática deste veículo de comunicação,
impor poderão negar o apoio que este governo tem.” Na passagem por Buenos
que não abona tal duplo erro. Enfrentar os problemas de frente é uma neo consenso’ Aires disse que no Brasil não se entende o processo pelo qual é visto em
cessidade. Por que esconder problemas? Fato é verdade. Verdade é fato.
solo argentino, jorrando comparação com os dias da gestão dele. “Setores
Do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente
conservadores não entendem o que aconteceu no Brasil na última década,
da Câmara dos Deputados, em maio: a liberdade de expressão é inseparáassim
como
nunca entenderam o que aconteceu na Argentina entre os anos 40 e 50 e
vel da democracia, pensamento comungado pelo senador José Agripino (DEM-RN),
não entendem o que está acontecendo agora.” Ainda: “Quero sugerir que os argentinos
integrante, como o primeiro, da Assembleia Constituinte que redigiu o texto de 1988.
não deixem os adversários escreverem a história do que vocês representam para a ArPara o democrata, o trabalho jornalístico sem censura é ferramenta vital de denúncia
gentina.” Numa direta, atacou a imprensa brasileira. “Pensei que quando eu deixasse o
contra a corrupção, ajudando a aprimorar a democracia: “Liberdade de expressão é o
governo no Brasil, a nossa imprensa fosse parar de falar mal de mim, hoje fala mal de
freio permanente contra a arrogância dos que se julgam poderosos.” Outro integrante
mim e da Dilma [Rousseff, do PT]. Às vezes eu tenho a impressão de que a imprensa
da Constituinte, o ex-ministro Nelson Jobim destacou que a concepção da Carta Magestá exilada dentro do nosso País, está isolada. Quando nos criticam, dizem que é dena vetou a regulamentação da liberdade de expressão por meio de leis ordinárias ou
mocracia, e quando nós criticamos, dizem que estão sendo atacados.” Então tá, Lula!
conselhos, como colegas pretendiam à época, possibilidade ainda discutida mesmo
Imagem... - Hoje
Jota Marcelo (03/05/12)
Samu/Divulgação (com Wendel Max)/www.uruacu.net
Imagem... - Ontem
...Cerca de um ano atrás o Jornal Cidade veiculou reportagem mostrando a
situação de abandono da área definida para abrigar a sede do Hospital Regional
do Norte, reduto em Uruaçu (foto) repleto de mato, lixo e ponto para prática de
outras irregularidades. Hoje a construção está em andamento, sob responsabilidade da Agência Goiana de Transportes e Obras, presidida por Jayme Rincon,
que se tornará cidadão uruaçuense, após o vereador Idelmar Pedreiro (PSDB)
ter apresentado propositura na Câmara Municipal, aprovada por unanimidade.
...Equipe de socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) (Samu Uruaçu), digna de aplausos: Ana Paula Pereira, Lucas Renner,
Por meio da Agetop, o Governo de Goiás beneficia Uruaçu com outras várias Luis Carlos, Carlos de Souza, Roberto Naziozeno, Ueber Pimenta, José Olimpio, Valdson Tavares, Silvana Sara Bandeira, Epaminondas Reginaldo, Dã das
obras na atualidade. Esses assuntos serão destacados pelo JC.
Graças, Polyana Silva, Anderson Roberto, Leiliane Camelo, Osmair Pedreira, Gilberto de Freitas e Eliezer Aguiar - Dados: Carlos de Souza
Nota da Redação: destacado neste quadro na edição passada, o comerciante Clovis da Cunha Costa (Antônio Miranda), da Casa Costa (Uruaçu), faleceu dia 15 de junho de 2009 e, não de 2011, conforme foi publicado
SABOR
DA LEITURA
O SUCESSO DE UM LENHADOR
Capítulo 3
...COLUNISTA BRINDA VOCÊ, LEITOR E
INTERNAUTA, COM BONS CONTEÚDOS
CULTURAIS/DE OUTRAS ÁREAS. ESTE
É MAIS UM CONTO, PUBLICADO POR
CAPÍTULOS. Também acompanhe esses
atrativos no link Sabor da Leitura, do site
www.jotacidade.com
Dr. Mariano Peres
“Em verdade, a viagem não foi mas parece-me que quando nasci, todo
tão difícil, como prometia.”
aquele chão era Município de Patos.
Região achacada de maleita que nem
Eu sou o Sansão. Acho muito aquela, estou para ver outra.
chato este negócio de falar de mim
Quando eu era ainda muito pemesmo, mas o leitor precisa saber queno, meu pai, por algum problema
quem sou.
que não me foi dito, abandou minha
Nasci em Minas Gerais, nos ser- mãe e esguaritou-se no mundo, como
tões das cabeceiras dos Rios Paracatu faziam todos os daquelas bandas que
e Manabuiú.
se viam às voltas com algum problema
São Braz, Lagoa, São Pedro, grave, principalmente com a polícia.
Lagamar, Presidente Olegário, são Vinham se acoitar nos ermos de
núcleos urbanos daquela minha re- Goiás. Foi por isso que o Véi Tonico,
gião, mas se alguém pergunta-me de com todos os seus filhos, veio parar
onde sou, como todos que nasceram na Mata do Café, nas cabeceiras do
naquelas brenhas, digo que sou de Corgo Javaés.
Patos de Minas. Não sei muito bem,
Meu Padrinho Juquinha, casado
com minha tia, a Madrinha Maria,
irmã de mamãe, também veio parar
nas vizinhanças do Véi Tonico e, ali,
teve notícias de meu pai, morando
na Serra Dourada, no Município de
Uruaçu. Nessa época eu já contava uns
quinze anos e era um homenzarrão.
Meu irmão era mais velho do que eu,
mas era muito fresco. Para que o leitor
entenda o que digo de meu irmão de
ele ser muito fresco, esclareço que
a palavra “fresco” lá na minha terra
naquele tempo não tinha o significado
de hoje, não. Fresco era simplesmente
uma pessoa sossegada, tranquila. Por
isso que meus tios diziam o Zé Prego
(este é o nome do meu irmão) é mais
fresco de que água de lagoa. Por causa
dessa fresquidão do Zé Prego (anote aí
no seu caderninho de vocabulário que
fresquidão não é frescura), eu apesar
de mais novo, tomei a incumbência de
vir atrás de nosso pai.
Mamãe, com o sumiço de papai,
passou a viver maritalmente com
Raimundo, que era tio do Padrinho
Juquinha. Dessa união de mamãe com
o Raimundo, nasceram muitos filhos,
tornando uma família muito grande.
Filhos de meu pai, éramos quatro e
do Raimundo, perdi a conta. Para
todos nós, papai havia sumido, talvez
morrido nos sertões de Goiás ou de
Mato Grosso, por isso grande foi a
surpresa de minha mãe ao ler a carta
do Padrinho Juquinha dando notícias
dele, morando na Serra Dourada,
Município de Uruaçu.
Na mesma ocasião, Nenen Caburé
marcou uma viagem a Goiás para conhecer a Mata do Café, onde morava
seu irmão o Padrinho Juquinha. Vinha
conhecer o lugar e, ao mesmo tempo,
fazer uma visita ao irmão. Tomou informações com pessoas que já tinham
feito essa viagem para saber como vir.
Eu viajaria com ele. A viagem seria
difícil. Jardineira de Lagamar até a
estação ferroviária mais próxima de
Patos de Minas; mas a jardineira havia
quebrado, fomos obrigados a percorrer
Blog do doutor
Mariano Peres
-Endereço abaixo-
a pé esse primeiro trecho da viagem;
daí, de trem até Anápolis. De Anápolis, novamente jardineira até a
Barranca. Da Barranca em diante, a
pé, mais ou menos cinco léguas, até
o Corgo da Pedra, no centro da Mata
do Café, onde morava o Padrinho.
Em verdade, a viagem não foi tão
difícil, como prometia. Foi até muito
divertida. O Nego Carreiro, contou
parte dessa minha trajetória no livro
“O REVOLUCIONÁRIO”, de modo
que se alguém desejar saber mais a
meu respeito, é só ler aquela obra do
mesmo autor destas linhas.
Uruaçu, 2010 a 2011
DR. MARIANO PERES reside em Uruaçu e, é advogado, escritor, poeta e membro da Academia Uruaçuense de Letras (AUL). Contatos: (62) 3357-2377 e [email protected] Visite o site http://mariano.peres.zip.net
Registro Profissional GO01589JP/DRT-GO
Editora-assistente
Márcia Cristina Dantas Lopes (Márcia Cristina)
Editores/Colaboradores
Política - Jota Marcelo/(62) 8500-1331
Comunidades - Márcia Cristina/9657-1441
Cidade e, Cultura & Educação - Redação
Social - Márcia Cristina (2197/DRT-GO)
Fotografia - Marcello Dantas/9949-4411
Articulistas-Colaboradores:
Editor-chefe
José Marcelo Lopes dos Reis (Jota Marcelo)
Matriz: rua Minas Gerais, 37-A, Salas 1 e 2, Caixa Postal 84, bairro São Vicente, 76400-000, Uruaçu-GO *** Telefax (62) 3357-4158 * 8500-1331 * 9657-1441
www.jotacidade.com * [email protected] * @jornalcidade * blogdojornalcidade.blogspot.com - flickr.com/marcellojunior * mjrdantas.blogspot.com
Dr. Mariano Peres/[email protected]
Pe. Crésio Rodrigues/[email protected]
Professor Cleiber Fernandes Santos/[email protected]
Professor André Luiz dos Santos/[email protected]
Dr. João Joaquim/[email protected]
Dr. Natalício Cardoso/3357-2577
Historiadora Cylene Gama/[email protected]
Dr. José Carlos Mendonça/Goiânia-GO
CIRCULAÇÃO/COMERCIAL
(62) 3357-4158
-Assinantes,
-Anunciantes,
-Especial,
-Dirigida:
Parte de Goiás (Goiânia e
interior), parte do Distrito
Federal, parte de outros
Estados e parte do exterior.
TODO O CONTEÚDO DO IMPRESSO CONSTA NO SITE.
Filiado a Associação das
Empresas de Jornais
e Revistas do Estado
de Goiás (Assejor)
FUNDADO EM 11 DE SETEMBRO DE 2001
Exclusivamente editado pela
CIDADE EDITORA JORNALÍSTICA LTDA,
empresa sediada na cidade de
URUAÇU, localizada na
região Norte de GOIÁS, Estado
do Centro-Oeste do BRASIL,
CNPJ 04.818.128/0001-18,
Inscrição Municipal 3.993.
Divulgadores/Serviços (comercial e jornalismo)
Goiás (interior) - Isomar Lopes e Rodrigues Neto * Goiás (Goiânia/Especial) - Marcello Dantas * Brasília-DF - Cida Carvalho
CONTRATE nossos
Serviços Fotográficos
(baixos preços).
DIVULGUE seu
Evento
(baixos preços).
Os artigos, colunas assinadas e entrevistas são de inteira responsabilidade de seus autores ou entrevistados, e não refletem necessariamente, a opinião do jornal. Os editores ou colaboradores e divulgadores ou serviços não têm vínculos empregatícios com o jornal.
Não jogue este impresso ou parte dele em vias públicas
EXPEDIENTE
3 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
CIDADE
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
CIDADE
Fotos: Marquim do Site e Mirtys Cristiane/Ascom/Prefeitura
Trabalho contínuo de limpeza pública
Serviços diversos de limpeza pública: ações nos bairros e na zona rural de Uruaçu
Jota Marcelo
Desenvolvendo ações que contemplarão todos os bairros, além
da limpeza pública convencional a
Administração 2013-2016 uruaçuense realiza trabalho de capina de
meio-fio e calçada, varrição, coleta
de entulhos e pintura de meio-fio.
Da mesma forma, a Prefeitura prossegue com outros serviços, inclusive
pavimentação asfáltica.
A atual Administração de Uruaçu
se iniciou em meio a inúmeros transtornos herdados da gestão anterior,
entre os quais a desorganização envolvendo a limpeza pública, paralisada
(em sua normalidade) antes de uma
semana para terminar a gestão passada. O governo 2013-2016 recebeu a
cidade repleta de lixo, sem frota (veículos, equipamentos) adequada para
lidar com o problema e sem prestação
de serviço contratada.
Reportagem de uma das edições
de outubro de 2012 do JC destacou
desafios a serem enfrentados pela
então prefeita eleita. Um dos trechos:
‘Sem dúvida, Solange Bertulino tem
milhares de buscas pela frente e trabalho contínuo.’.
Com calma, dentro das normas,
provisoriamente a Prefeitura providenciou de 1º a 6 de janeiro, caçambas
terceirizadas para transportar rejeitos
inicialmente, em especial resíduos
sólidos de vias centrais. O governo de
Uruaçu contratou emergencialmente
a Quebec Construções e Tecnologia
Ambiental S/A, empresa que passou
a atuar na manhã de 7 de janeiro.
Emergencial, pois o excessivo acúmulo de lixo, situação irregular,
causou irritação geral na população.
Repete-se: acumulou porque já não
era recolhido desde os últimos dias
de dezembro.
‘Para se travar uma discussão, embora eu
não tenha procuração da prefeita, acho um
tanto quanto precipitadas as críticas quanto
à empresa Quebec, porque se o contrato
foi quase que dobrado, o serviço também
dobrou. Só para lembrar, a Multiclean não
fazia o serviço de limpeza que a Quebec
está fazendo.’. Bavi Multiclean foi a empresa que prestou serviços ao Município
na gestão anterior.
Segundo o vereador Joeli do Salão,
a Prefeitura de Uruaçu “tem trabalhado
muito por defender o de melhor para a
população.” Citando os investimentos da
área vistos na zona urbana, o líder do Poder
Executivo na Câmara Municipal assinala
nunca antes testemunhar bairros tão bem
cuidados. “O melhor dessa iniciativa é
que todos os bairros serão atendidos”,
comemora, emendando a importância da
pavimentação asfáltica do momento na
parte Oeste da cidade, “onde moradores
de localidades como o Parque Paraíso e a
Vila Guimarães, são muito bem atendidos
com a chegada do asfalto.” Mais: “Na zona
rural, temos visto também um ‘show’ de
benefícios: patrolamento, roçagem, manilhamento, reformas de pontes, serviços de
prevenção de erosão. Está do jeito que eu
tanto pedi e peço. A Marisa nos atendeu. Na
Administração passada [2009-2012] não
fomos atendidos com essa qualidade. E,
agora, a Solange está atendendo as nossas
reivindicações e também cumprindo desde
já o que prometeu para as pessoas da zona
rural”, arremata o parlamentar do PMDB
e de grande ligação com as comunidades
camponesas.
‘População inteira’
Falando sobre a limpeza pública, em
especial o recolhimento do lixo, externou
em 2012 Solange Bertulino, na reportagem
citada. “A cidade está toda cheia de lixo,
entulhos e, se a gente quer o bem-estar da
população começa pela limpeza. Depois
vêm os demais pré-requisitos. A minha
equipe jurídica está cuidando disso e vamos fazer todas as nossas ações dentro da
legalidade, pois é preciso ser com a transparência e lisura que o povo necessita.”.
Sobre prazos para desenvolvimento das
atividades de limpeza, salientou a prefeita
ao JC em 24 de maio: “Demora? Mas o
importante é que toda a cidade receberá o
serviço, beneficiando a população inteira.
Eu trabalho com o propósito de ser justa ao
máximo. Trabalho dentro do que é certo.
Depois do mandato ou dos mandatos, a
gente precisa ‘ter vida’.”
Limpeza contínua
Desenvolvendo ações que chegarão a todos os bairros - fora a limpeza
pública tradicional -, a Administração
2013-2016 tem desenvolvido trabalho
Higiene pública em benefício da povo: Uruaçu cobrava modelo eficiente e com a nova
dinâmica a cidade tomou conhecimento de como pode ser feita limpeza com qualidade
Trabalho sem fim
A qualidade da nova dinâmica da
limpeza pública feita pela Quebec e a
clara melhora em parte da cena uruaçuense devem sempre estar agregadas
a mais uma realidade: trata-se de uma
rotina (nunca vai acabar) o recolhimento de milhares de toneladas de
lixo que os cerca de 40 mil habitantes
de Uruaçu e visitantes habitualmente
jogam em tudo que é lugar - nos quintais, nos terreiros, nas calçadas de casa
e do comércio, nas ruas, nos córregos,
rios, no lago Serra da Mesa, até nos
cemitérios, além dos erros de muitos
envolvendo acondicionamentos inadequados de lixo nos recipientes e, a
colocação no simples lixo doméstico
de produtos perigosos, substâncias
tóxicas, agentes patogênicos que,
inclusive, interferem na qualidade do
meio ambiente e que são precursores
de doenças na população, começando
pelos operários da coleta.
Cada um deve fazer sua parte.
Leia mais a seguir.
platô da construção do Centro Municipal
de Educação Infantil [CMEI], no setor
Sul ll). -Podas de todas as árvores e todos
os gramados dos canteiros e das praças
públicas. -Operação tapa-buraco em toda
a cidade. -Limpeza em todos os bairros.
-Pinturas de meios-fios. --Pavimentação
asfáltica (com meios-fios) nos setores
Parque Paraíso, Nossa Senhora d’Abadia,
bairro Francisco Martins, Vila Guimarães,
Casego e outros. A partir da segunda semana de junho, a Vila Santana receberá asfalto. -Construção, em andamento, de dois
grandes Centros Municipais de Educação
Infantil (CMEIs). -Reformas dos Postos de
Saúde, que já voltaram a funcionar. -Recuperação dos veículos e das máquinas que
fundiram (foi colocada areia nos motores
criminalmente). -Está sendo concluída a
reposição de lâmpadas e dos braços das
luminárias em todos os bairros. -Colaboração na manutenção da sede do Memorial de
Serra da Mesa. -Manutenção na estrutura
de toda a praia Generosa (lago Serra da
Mesa), com reposição de areia e outros
serviços necessários, além de colaboração
na sinalização de trânsito (faixas).
Observação sobre a limpeza urbana:
foi elaborada e está em andamento uma
agenda de serviços e obras que atende pelo
nome de Rotas da Limpeza Urbana 2013,
contendo determinados bairros (e adjacências), mais os itens capina de meio-fio;
capina de calçada; varrição; coleta de entulhos; e, pintura de meio-fio. O cronograma
até 31 de maio foi o seguinte:
-Vale do Sol: de 06/02 a 22/02. -Setor
Sol Vermelho: de 23/02 a 02/03. -Setor Ana
Park: de 03/03 a 28/03. -Setor Aeroporto
I, II e III: de 30/03 a 11/04. -Bairro São
Vicente: de 05/04 a 21/05. -Jardim Campo
Formoso: de 12/04 a 15/05. -Setor Bela
Vista e Área Alfa: de 16/04 a 03/05. -Vila
JK: iniciada em 23/05, a frente de serviço
permanecia em andamento dia 31/05.
> ZONA RURAL:
-Reforma da ponte sobre o rio Passa
Três (região da Pedra Branca)
-Reforma da ponte sobre o rio Passa
Três (região da Colônia/Urualina)
-Patrolamento e reabertura de estrada
que dá acesso à região do Pastinho, também
região da Usininha
-Colocação de manilhas e cascalho nas
estradas com pontos críticos, diminuindo o
índice de acidentes
-Patrolamento e cascalhamento de estradas da região do Riachão, até a Aldeia
-Patrolamento de grande parte das
estradas da região da Igreja São Marcos
(Urualina), região do Barro Vermelho,
Córrego da Mula, Titara e outras, em
parceria com a Prefeitura de Campinorte,
onde também foram colocadas manilhas
em vários pontos
-Recuperação emergencial em estradas de várias regiões, como Gameleira,
Barroso e Macaco, utilizando caminhões
e pá-carregadeira (alugada).
Mais informações, a seguir.
prefeita Marisa [Araújo, que governou
o Município de 2001 a 2008]. Isso
implica nas diminuições do custo e
beneficia o cidadão’, se manifestou na
rede social Facebook, tendo discursado posicionamento idêntico na tribuna
da Casa de Leis dia 20 de maio.
Na mesma sessão, o vereador Taroba (PSB) salientou enfaticamente na
tribuna que a prefeita havia decidido
antes mesmo da data do Pregão negociar valores com os empresários para
reduzir o preço teto. “Penso que nós
vamos reduzir até mais [que os R$230
mil].” Residente no setor Bela Vista, o
pessebista tornou saliente: “Eu nunca
vi Uruaçu assim! Começando do
Vale do Sol, nunca vi os bairros tão
organizados como agora.”
O vereador Zorão (PT) discursou acreditar que o negócio poderia
ser fechado no valor de R$210 mil
mensais, comentando: “Ficaria de
bom tamanho para a nossa cidade. É
notório que a cidade está mais bonita
e há três anos ou mais não se via isso.”
Ele listou duas cidades nortenses e os
valores contratados - Minaçu, R$235
mil e, Porangatu, R$245 mil.
Francisco do Ônibus (PR) usou a
tribuna legislativa na mesma data e
narrou que Solange Bertulino e as assessorias financeira e jurídica da Prefeitura sempre estiveram cientes das
etapas da tramitação do processo para
contratação de uma empresa, independente da ganhadora. “Jamais. Jamais a
prefeita aceitaria. Jamais esse contrato
[com o preço teto apresentado] seria
feito”, categorizou o vereador aliado
do Poder Executivo.
Presidente da Câmara, Jairo Balbino (PT) disse que a responsabilidade
deve estar acima de tudo para que
a Casa de Leis e os seus 13 componentes sejam bem vistos através de
trabalho sério. Um alerta aos colegas
que levantaram suspeitas - sem comprovação alguma -, de que o edital da
Prefeitura estivesse dirigido para a
Quebec vencer.
Órgão fiscalizador algum determinou a suspensão cautelar ou pós-realização da etapa do dia 16 do processo
de licitação realizado pela Prefeitura
para contratar empresa prestadora
de serviços de limpeza pública. Até
quando do fechamento da reportagem,
a Câmara Municipal, o Tribunal de
Contas dos Municípios (TCM) e o
Ministério Público (MP) não haviam
sequer sido provocados a respeito do
assunto. Não houve impugnações ou
disputas judiciais entre as empresas
concorrentes.
contínuo de limpeza da cidade, mais
vários procedimentos na zona rural.
Atendendo a reportagem dia 24 de
maio, a prefeita do PMDB comentou:
“São ações que representam zelo com
o povo. As pessoas não podem ser
valorizadas só no momento de pedir
o voto. São as pessoas que constroem
a cidade. E, nada de se preocupar apenas com o Centro de Uruaçu. Isso foi
uma promessa nossa: limpar a cidade
de fora para dentro. Os bairros são
importantes também.”
Uma das frentes de serviço urbanos está promovendo a limpeza e
organização de toda a cidade através
de diferentes atividades e a melhoria
é visível através de investimentos. Até
o fechamento da reportagem (31 de
maio), o trabalho havia sido concluído
em vários bairros; confira na submatéria. Ao mesmo tempo, nas mesmas
localidades foram feitos outros serviços, até troca de lâmpadas.
Elogios destacam iniciativas da Prefeitura
Jota Marcelo e Márcia Cristina
A reportagem colheu depoimentos
sobre o amplo trabalho de limpeza pública
e outras melhorias idealizado pelo governo
municipal 2013-2016 para beneficiar 100
por cento dos bairros de Uruaçu.
Abadia Amaral da Silva, moradora da
rua 11 (entre as ruas Alexandre Rose e 2),
Jardim Santa Helena, disse à reportagem
que “a limpeza realizada melhorou muito,
deixando tudo melhor. Ficou uma beleza”,
narrando também que apenas uma vez
viu pintura de meio-fio onde reside: “Foi
na época da Marisa [Araújo, gestora de
Uruaçu de 2001 a 2008]. Disse ainda que
se conseguir apoio legal pretende construir
a calçada onde hoje existe um terreiro
bem tratado.
Habitante do bairro São Vicente - rua
João Pessoa, entre as ruas São Paulo e
Rio de Janeiro -, o radialista e cambista
Noelcio Alves Braga (Braguinha) opina:
“A limpeza ficou nota dez e a Prefeitura
está de parabéns.” Pedindo que a população
contribua, lamenta: “Ficou tudo limpo,
mas você vê gente colocando entulhos de
maneira errada na porta de casa. Colocam
o lixo tudo de novo, de qualquer jeito. Aí
não!”. Aproveitou para fazer uma reclamação: a lâmpada do poste em frente à casa
dele “fica acesa 24 horas”. É um alerta que
este periódico já fez publicamente por mais
de uma vez cerca de dois anos atrás.
Do serventuário da Justiça Antônio
Carlos Borges Cardoso (que mora no
Jardim Campo Formoso) ao periódico, via
participação pela rede social Facebook:
Atividades realizadas
Comandada por José Antônio Moreira
(o Chapolin, responsável maior pela frente
de serviços das melhorias contínuas), a Secretaria de Obras, Transporte e Urbanismo
disponibilizou relação de atividades mais
relevantes feitas até 31 de maio.
> ZONA URBANA:
-Recuperação de todas as ruas não
asfaltadas da cidade. -Recuperação e
adequações de rede pluvial (rua Goiânia,
esquina com avenida Goiás [Centro]; rua
Goiânia, entre as ruas Oldrado da Silva
Roca Vidal e Miracema do Norte [Centro];
avenida Coronel Gaspar [em frente a sede
da Receita Federal, no Centro]; e, sob o
Governo de Uruaçu está concluindo obras do asfalto em
diferentes bairros. Prefeita Solange Bertulino (3ª esq.)
vistoria todas as obras e conversa com a população
Esclarecimentos sobre críticas à licitação
Pregão Presencial que definiu ganhadora para prestação dos serviços ocorreu dia 16
Jota Marcelo
Durante recentes sessões realizadas na Câmara Municipal de Uruaçu,
os vereadores Robson Pimentel (PP) e
Professor Horbylon focaram a relação
da Prefeitura de Uruaçu com a Quebec
Construções e Tecnologia Ambiental
S/A, responsável pelos serviços de
limpeza pública da cidade desde 7 de
janeiro. Nessa mesma linha de atitudes está a vereadora licenciada Maria
das Neves (PSB), titular da cadeira
ocupada pelo colega de sigla.
Em linhas gerais, comentários (e
críticas) deles divergem sobre valo-
res de dois contratos: o assinado em
janeiro com a Quebec (emergencial,
com duração de 180 dias), de R$1,970
milhão, ou seja, R$328,3 mil mensais.
E, o que está por ser assinado, de cerca
de R$2,760 milhões (duração de um
ano [R$230 mil por mês]), fruto de
Pregão Presencial transcorrido dia 16
de maio, ganhado pela Quebec. Outras
seis empresas concorrentes participaram. Comentários não oficiais dando
conta que o novo contrato somaria
R$568 mil/mês - o que alcançaria
R$6,816 milhões/ano -, não têm fundo
de verdade, esclarece a Prefeitura.
O valor não foi e não é uma fixação
definitiva e oficial, mas preço teto
apresentado, o que não significa que
o novo contrato seria fechado por esse
montante superior a meio milhão de
reais a cada 30 dias.
Professor Horbylon informa discordar também do método de administração do serviço de limpeza, que para
o mesmo devia se dá através de administração direta. ‘Estive no palanque
junto com a prefeita [então candidata
Solange Bertulino {PMDB}] e no meu
projeto que estampava de um lado seu
rosto e do outro o meu, defendi que a
limpeza urbana deveria ser feita pela
administração direta, a exemplo da ex-
‘Nota’ oficial
Da mesma forma que outras muitas
Prefeituras, a de Uruaçu avalia que
lidar com o serviço de limpeza pública por conta própria se torna mais
oneroso, devido o conjunto de despesas existente, reunindo as estruturas
maquinário-trabalhadores.
Em Nota oficial (publicada na
Capa), a Prefeitura de Uruaçu se
pronunciou, afirmando que a licitação
pública não foi concluída dia 16 de
maio e, que as suas etapas obedecem
orientações de leis federais.
A Prefeitura também havia esclarecido, através da Assessoria de
Comunicação Social (Ascom). Veja
transcrição, sem adaptações, sem
correções: ‘Após serem cumpridas
todas as formalidades e exigências
legais para realização do processo
licitatório das contratações de serviços
e produtos para prefeitura de Uruaçu
, foi dado início aos certames do ano
de 2013. Na ultima quinta-feira, dia
16, foi realizado o pregão da limpeza
pública que contou com participação
de sete empresas do ramo, além da
equipe de avaliação e a presença
do vereador Horbylon (PSB) que
acompanhou todo o processo. Isso
mostra mais uma vez que o Governo
de Uruaçu tem exercido seu papel
com seriedade, responsabilidade e
transparência.’.
A Prefeitura Solange Bertulino
informa ainda que, além da nova e
produtiva dinâmica da limpeza pública, as estruturas foram aumentadas e
qualificadas. Solange Bertulino frisa
não achar ruim que critiquem o que é
verdade e, até pede apoio da população para ajudar fiscalizar e conferir se
esse ou aquele serviço foi, está sendo
ou será realizado. Isso, envolvendo a
Administração de Uruaçu em geral.
Porém, as críticas infundadas apenas
visam tumultuar o trabalho de todos.
4 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
CIDADE
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
José Eliton destaca parcerias para o Norte
Fotos: Jota Marcelo
Mirtys Cristiane/Ascom/Prefeitura de Uruaçu
Ladeado por autoridades, como Mauri Lemes (que em
Uruaçu preside o PSDB) (dir.) e a prefeita Solange
Bertulino (centro), José Eliton conhece a Escola Betinho
Valmir Pedro discursa na cerimônia de entrega de kits escolares,
sob atenção, dentre outros, de Oildo Silveira (prefeito de Alto
Horizonte) (esq.), da subsecretária Dania Wobeto e de José Eliton
Jota Marcelo
ção horizontal e vertical e, drenagem,
no valor de R$740,9 mil). Ele assinou
ordem de serviço dos investimentos
no aeródromo; e, mais uma - oficializando a Saneamento de Goiás S/A
(Saneago) ampliar o abastecimento
de água na cidade, com valor orçado
em R$595 mil.
Devido as condições de pouso de
aeronaves maiores justamente em função das obras, na véspera a direção do
JC informou o caso para diferentes estruturas do Governo de Goiás e autoridades e personalidades, em especial
a Superintendência do Serviço Aéreo,
comandada pelo tenente-coronel Ami
de Souza Conceição. Razão pela qual
José Eliton e comitiva aterrissaram
em Alto Horizonte, se deslocando por
rodovias até Uruaçu.
Vanda Dasdores Siqueira Batista
(Professora Vanda), superintendente
de Ensino Fundamental da Secretaria
de Estado da Educação, narrou que
os investimentos são estritamente em
favor dos alunos e que outros benefícios estão por ser entregues em todas
as cidades. Tomada pela tensão, uma
educadora local discursou. Além de
não lembrar o nome de José Eliton
e o cargo de momento dele, rotulou
Valmir Pedro (político uruaçuense e
gerente dos Distritos Industriais da
Companhia de Distritos Industriais
de Goiás [Goiasindustrial]) de “nosso
eterno candidato”. Mário Simonsen,
chefe de Gabinete da SEE, representou o secretário estadual Thiago Peixoto, que se encontrava enfermo.
Em visita institucional a Uruaçu
dia 29 de maio, o governador em
exercício José Eliton (sem partido)
destacou parcerias da gestão estadual com os Municípios para superar as mais diferentes dificuldades
encontradas pela população.
Após se livrar do déficit herdado,
através das Pastas agora é possível
apoiar a municipalidade, com recursos, nas ações de superação de
demandas, ao mesmo tempo em que
investimentos são direcionados para
as cidades. Foi a tônica do discurso
dele, que mais cedo esteve em São Miguel do Araguaia e Porangatu. Outras
cidades de diferentes regiões foram
visitadas por José Eliton naquela data,
seguindo o ritmo de dias anteriores e
seguintes, enquanto o titular Marconi
Perillo (PSDB) está de férias.
O chefe de Estado esteve na sede
do Centro de Atendimento Educacional Especializado Herbert José
de Souza (Escola Betinho), quando
recebeu pedidos de ajuda para a unidade (se comprometendo ajudar); e,
no galpão de eventos da Paróquia São
Sebastião, onde cerimônia oficializou
a entrega de 2.500 kits escolares ao
alunado da rede estadual de ensino
local, sob responsabilidade de Dania
Wobeto, subsecretária Regional da
Educação, na Unidade Uruaçu. Permanência maior em cidades visitadas
anteriormente e consequente atraso na
agenda impediram a ida programada
até o canteiro da obra do Hospital
Regional do Norte, que está em pleno
andamento. Da mesma forma, o correcorre frustrou alguns, em especial
quem tanto lidou com preparativos
para a cerimônia de entrega de mochilas, cadernos, agendas, lápis, outros
acessórios. Daí é que dizem: Uruaçu
em segundo plano.
‘Volume de obras’
“Temos o maior volume de obras,
envolvendo todos os Estados da Federação”, comentou José Eliton no
discurso, especificando que o governo
Marconi Perillo acredita em Goiás e
no seu povo. “Nessa trajetória, a nossa
vontade é de continuar trabalhando,
gerando empregos e renda. Nossa
produção é grande, o Estado cresce
e somos fortes.” Ao expressar que o
Norte é representativo, o governador
em exercício, que disse querer “conversar um pouquinho”, lembrou: a
região “contribui muito para com o
desenvolvimento estadual. Sabemos
da importância que a região tem.”
Especificamente sobre Uruaçu,
a afirmação versando sobre investimentos foi feita focando a área
educacional, o conjunto de obras civis
em andamento. Enaltecendo a chegada
dos kits, disse que quanto mais os alunos forem incentivados, melhor será
o futuro do Brasil e deixou exemplo:
“Uns 25 anos atrás eu era estudante lá
na minha cidade, Posse [Nordeste do
Estado], em escola pública. Estudei
muito e cheguei onde estou. Daqui do
meio de vocês sairão grandes e compromissados profissionais. Eu tenho
certeza disso!”, motivou as crianças
e os adolescentes.
José Eliton adiantou que mais benefícios do segmento serão entregues
nas cidades: tablets para que cada
professor possa melhor planejar aulas,
usando a tecnologia; computadores
para os alunos; implantação de aparelhos de ar-condicionado nas unidades;
suportes para escolas de tempo integral; entre outros. Comparou ainda as
condições de trabalho dos educadores
antes e durante as gestões Marconi
Perillo, aproveitando para cutucar
governos estaduais do PMDB e o de
Alcides Rodrigues (2007-2010).
Citou também a construção da Escola Padrão Século XXI; a reforma de
todas as unidades de ensino estaduais
de Uruaçu; e, cobertura de quadras
esportivas. E, a construção do Hospital
Regional; o serviço de recapeamento
do anel viário, largada para a o recapeamento da GO-237 (trecho UruaçuNiquelândia); e, melhorias em outras
rodovias da região; os serviços em
andamento de adequação e melhorias
do Aeroporto (revestimento de pista,
implantação de alambrado, sinaliza-
Relacionamentos
Filiado no PSDB, na oratória Valmir Pedro mencionou dezenas de benefícios disponibilizados para Uruaçu
pelas gestões Marconi Perillo. Tom
mais acentuado, demonstrando nítida
oposição ao governo municipal, usou
termos como “grupo [político]”. Apesar de o presidente da Câmara Municipal, Jairo Balbino (PT), compor mesa,
saudou os vereadores na pessoa de um
edil aliado politicamente. Como faz
há meses, o popularmente chamado
representante do governador em Uruaçu disse de novo se sentir no dever de
Fotos: Márcia Cristina
Vereador por Uruaçu, Paulinho da Ambulância
(PT) (1) espontaneamente procurou e elogiou a
iniciativa de o Jornal Cidade veicular mensagens
alusivas ao Dia das Mães na edição da primeira
quinzena de maio. Comentando se tratar de
figura humana importante, lembra que as mães
merecem todo o respeito da parte dos filhos e de
pessoas das famílias. Aproveitando, Paulinho da
Ambulância renova votos de felicidades para as
matriarcas de Uruaçu e do mundo. Já o vereador
Marcello Dantas/Arquivo
A toda população do meu município de Uruaçu.
Venho através desta oportunidade, dividir e porque não dizer, desabafar, com todos os meus amigos e
amigas, sobre a existência de fatos
e momentos difíceis por quais estou
passando.
Uma avalanche de informações e
acontecimentos extremamente desa-
Professor Horbylon (PSB) (2), também de Uruaçu,
pacificamente procurou o JC e externou ter em
mão documentação mostrando que ele poderia
permanecer atuando na titularidade da Secretaria Municipal de Pacificação Social, da qual saiu
no início de maio. Afirmando não ter deixado a
Pasta por incompatibilidade de horários, mas por
perseguição política, junto com a fome de que ele
saísse (dura crítica), disse estar tranquilo e atua
como suplente na Câmara (Jota Marcelo).
lutar permanentemente pela conquista
de benefícios para Uruaçu, mesmo não
ocupando cargo eletivo. Valmir Pedro
elogiou as condutas do núcleo maior
governamental e agradeceu pelas
ajudas destinadas.
A prefeita de Uruaçu, Solange Bertulino (PMDB), ponderou em discurso
que as conquistas são alcançadas
através de somatórias de forças, união
institucional. Agradecendo a estada,
informou para José Eliton que todas
as vezes que o Governo de Goiás se
fizer presente em Uruaçu será muito
bem acolhido, com a Prefeitura se
colocando à disposição para colaborar
e participar das cerimônias. Ela pediu
que outros benefícios sejam repassados para a cidade, iniciativa também
feita via ofícios elaborados em conjunto com o Poder Legislativo.
Ao discursar em Uruaçu, Júlio da
Retífica (PSDB) externou ser importante as visitas feitas pelo governador
em exercício, pois o mesmo vê e ouve
as bases. Enaltecendo a iniciativa da
entrega dos kits, o deputado estadual
salientou que a contemplação ajuda
as famílias e incentiva ainda mais os
estudantes prosseguirem nas salas.
“Estamos contentes com o trabalho
dele a frente do Governo de Goiás e
queremos dizer que o Norte de Goiás
precisa de muitos investimentos,
inclusive Uruaçu, apesar de estarmos
vendo diversas obras em andamento
por todos os lados.” Dizendo que
Uruaçu será a mais importante das
cidades do Norte goiano em pouco
tempo, o parlamentar avaliou uma
vez mais que o Hospital Regional do
Norte representa “grande conquista de
todos os nortenses” e relembrou que
ele lutou desde o início das conversações para que a sede fosse em Uruaçu,
conforme consta nas atas das reuniões
da Associação dos Municípios do
Norte (Amunorte). Falando em relações institucionais, Júlio da Retífica
elogiou Solange Bertulino, pautando
que a mesma está concentrada no
trabalho em favor do Município e que
está certa em reivindicar benefícios ao
Governo de Goiás. “Depois de eleitos,
temos que trabalhar é para o povo.
Ano que vem teremos ‘Eleições’ de
novo. Os que ganharem terão também
que trabalhar pelo povo.”
Na seara dos relacionamentos,
José Eliton havia falado ao microfone:
quem imaginou que o Governo de
Goiás fosse dar as costas para Uruaçu
devido a Prefeitura ser dirigida por Solange Bertulino, se enganou. Foi mais
adiante, após chamar para ficarem em
pé ao lado dele a prefeita e Valmir Pedro: disse que o governador Marconi
Perillo e ele vão destinar mais apoios
para Uruaçu. “Nosso governo é voltado para as pessoas”, cravou.
Diversas outras autoridades, personalidades político-administrativas,
líderes religiosos, e servidores públicos participaram, de parte ou
integralmente dos acontecimentos
em Uruaçu, entre os quais, Maxwell
Franco de Morais (Major Maxwell),
comandante do 14º Batalhão de
Polícia Militar do Estado de Goiás
(14º BPM); Erlan Carvalho, diretor
da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran); Joveny Magalhães,
presidente da Associação Comercial,
Industrial e Agropecuária de Uruaçu
Em entrevista, prefeita Solange Bertulino tece
comentários sobre o segmento educacional
(Aciau); vice-prefeito Professor Francisco (PSB); parte do secretariado
municipal; sete dos 13 vereadores; e,
presidentes de partidos, como Mauri
Lemes (PSDB), Batista da Retífica
(DEM) e doutor Francisco (PR). De
Alto Horizonte, Oildo Silveira (prefeito) e Silvestre Fróis (vice-prefeito)
prestigiaram integralmente a visitação
de José Eliton.
Ida para o PP
José Eliton, até dias atrás dos quadros do DEM, vai se filiar no PP dia 6
de junho, em evento agendado para o
Clube Jaó, na capital Goiânia. A justificativa para deixar a então sigla foram
as divergências tidas com o deputado
federal Ronaldo Caiado, presidente
regional. Corre a informação de que
ele comandará mutirão de filiações.
Entrevistado em Uruaçu com
exclusividade pelo Jornal Cidade e
perguntado se 2018 pesou na decisão
de ir para PP (ensaiou assinar ficha no
PR), respondeu: “Vamos esperar 2018,
mas sempre estamos trabalhando.” O
senhor vai assumir a presidência do
Saneamento: mais de R$23
milhões para Porangatu
Ascom do deputado/Divulgação
Saneamento: José Eliton, entre Júlio da Retífica (esq.) e
Eronildo Valadares, mostra ordem de serviço assinada
Mais cedo José Eliton (sem partido)
passou por São Miguel do Araguaia.
E, visitou em Porangatu obras do programa Rodovida (na GO-244; trecho
Porangatu-São Miguel), iniciativa que
visa, nas modalidades Construção e
Reconstrução, a recuperação da malha
rodoviária goiana. O que representa
grande anseio dos porangatuenses,
o governador em exercício assinou
ordem de serviço superior a R$23
milhões que permite a realização da
obra do sistema de coleta e tratamento
de esgoto sanitário da cidade. Uma
universalização do sistema. Outras
ordens foram assinadas.
Passando por duas unidades de
ensino estaduais - Colégios Estaduais
Presidente Kennedy e, Stellanis Kopanakis Pacheco, liderou entrega coletiva
de 2.747 kits escolares. Ao pronunciar,
José Eliton afirmou estar autorizada a
obra de cobertura da quadra de esportes do Presidente Kennedy, através de
emenda do deputado estadual Júlio
da Retifica (PSDB), que com força
maior representa o Norte goiano na
Assembleia Legislativa do Estado
de Goiás. Da mesma forma, garantiu
que em poucos meses as salas de aula
do Stellanis receberão aparelhos de
ar-condicionado, além da construção
de apropriado almoxarifado.
CARTA ABERTA AO POVO DE URUAÇU
gradáveis envolvendo uma pessoa de
minha íntima convivência está sendo
comentada por todas as pessoas do
nosso município. Não é fácil para ninguém se ver ou ver alguém importante
para si, em meio a uma enxurrada
de notícias ruins, ainda mais quando
tomam enormes proporções.
Muitos têm me cercado na rua para
me doar carinho, palavras de confiança e resignação; a minha família
neste momento me cerca de atenção
e conforto. O apoio dessas pessoas
impregna em meu estado psicológico
uma força que até poucos dias atrás
eu não acreditaria possuir.
O fato que tanto sofrimento tem
causado não só a mim, mas a muitos,
se refere ao objeto das investigações
administradas pela competente Polícia
Civil do nosso município, a cerca de
transferências de valores possivelmente de origem ilícitas, feitas em contas
bancárias do Banco do Povo.
As investigações citadas estão tendo uma condução imparcial e bastante
técnica, no sentido de ver apurados
todos os fatos realmente acontecidos.
Estou tentando, na medida das minhas
possibilidades, colaborar para a elucidação sobre tudo que aconteceu, pois
repito, todo o ocorrido envolve de certa
forma uma pessoa de minha íntima
convivência, e isto tem me causado
um ferimento que em todos os momentos, principalmente quando estou
comentando sobre tal fato, estrangula
meu peito, deixando em mim uma
necessidade cada vez maior de ver
apuradas o quanto mais rápido, todas
as indagações.
A vida me tem testado de várias
maneiras. Não é fácil neste momento,
ficar exposto a ataques pessoais e afirmações duvidosas como as proferidas
recentemente através de alguns meios
de comunicação e de alguns sites de
relacionamento; sem esquecer os
ataques praticados por pessoas que
se dizem serem meus adversários
políticos, os quais agora vêm promovendo acusações e, principalmente,
afirmando inverdades, fazendo isto
ao invés de se acautelarem para não
correrem o risco de machucar ainda
mais alguém que nada deve.
A tristeza que no momento venho
publicamente relatar, não me impediu
de ser transparente, e ainda, de buscar
me conduzir por uma postura honesta.
Não vou ficar parado frente aos acontecimentos, não sou desonesto, não
preciso me esconder ou esquivar de
perguntas ou de pessoas.
Além de me dirigir espontaneamente à Delegacia de Polícia Civil e
prestar informações junto à equipe
de investigadores, ainda declarei nos
autos do respectivo Inquérito a minha
autorização para quebra do meu sigilo
bancário.
Meus amigos, minhas amigas! Eu
não lesei ninguém! Eu não pratiquei
ou mesmo participei de qualquer ato
que tenha correlação com os fatos
que estão sendo apurados referentes
aos desvios de valores, possivelmente
ilegais.
PP? Resposta: “Vamos ver, mas será
possível se houver entendimento.”
Fator 2018: em caso de reeleição da
chapa Marconi Perillo/José Eliton, o
vice seria apoiado pelo tucano para
encabeçar chapa nas Eleições daquele
ano. O PTB também está de olho na
mesma vaga para 2014 propagando ter
dois nomes para vice: Jovair Arantes,
deputado federal, ou Zé Gomes da
Rocha, presidente da Saneago.
Ao mesmo tempo em que Marconi
Perillo tem comportamento de précandidato para 2014, paira uma dúvida
nos bastidores políticos: se Marconi
não concorrer ele poderia indicar José
Eliton para concorrer a governador?
O tempo dirá, mas o JC quis saber se
José Eliton toparia e perguntado isso
a ele, mesmo andando com rapidez
para ir embora de Uruaçu, deu uma
paradinha e disse: “Pergunta difícil
para uma resposta difícil. De novo,
eu uso um termo: ‘vamos ver’.” Como
política é igual nuvem, realmente o
negócio é aguardar.
Mais sobre a estada de José Eliton
no Norte, abaixo.
Eu e minha família agradecemos
por todas as mensagens de conforto
e companheirismo que estamos recebendo, temos certeza que estes momentos de angústias que nos colocam
em condições extremas de fragilidade
vão passar, mesmo que arranquem de
uns e de outros algumas “penas”.
O Vereador Robson Pimentel não
praticou nenhum ilícito, e, em respeito
próprio e em respeito à população de
Uruaçu, abriu sua vida para as autoridades competentes.
Venho realmente reconhecer que
estas palavras vêm externar a dor
que não cala e ao mesmo tempo lateja
dentro de mim. Estarei trabalhando
todos os dias, tocando minha vida e
regularmente exercendo minhas atividades. Minhas ações hoje são visíveis
por todo o município, mostrando os
resultados do meu trabalho e da minha
dedicação. Nunca fui uma pessoa orgulhosa ou ambiciosa a ponto de me
cegar e colocar minha vida e minha
trajetória política que tanto me honrou
Olhar para o Norte
O governador em exercício se fez
acompanhado pelo deputado federal
Roberto Balestra (PP); secretário
estadual de Infraestrutura, Danilo de
Freitas; por auxiliares da Secretaria
de Estado da Educação (que visitaram
Uruaçu) e segundo escalão da Agência
Goiana de Transportes e Obras (Agetop); autoridades/lideranças locais e
regionais, entre elas o prefeito anfitrião, Eronildo Valadares (PMDB) e, a
primeira-dama Vanuza Valadares.
Na ocasião (em informações da
assessoria do parlamentar), Júlio da
Retífica frisou se tratar de vitórias
marcantes tais benefícios educacionais, de obra “super importante” para
a região e agradeceu o empenho do
Governo de Goiás: “O Norte se transformou em grande canteiro de obras e,
essa [da GO] em especial, por atender
diversas cidades.” De José Eliton:
“Vemos que as obras proporcionam
melhorias não só para as rodovias,
mas geram economia no transporte
de cargas e asseguram que vidas não
se percam em acidentes.” E: “A região
Norte tem recebido atenção especial
do governo do Estado para recuperação integral de sua malha rodoviária.
Fato que se repete em todas as regiões
(Jota Marcelo [com Ascom]).”
INFORME
o povo dessa cidade, em perigo
através de tão desatinada e absurda
atitude possivelmente ilícita.
Não peço impunidade a ninguém,
mas também não deixarei indefeso
qualquer dos meus familiares, isto é
o meu dever como homem e como
cristão.
Tenho filhos, família, amigos e
uma imensidão de pessoas pelas
quais vivo em auxílio, e, a estas pessoas agradeço de maneira especial,
pois a necessidade que sinto de vêlos bem, é a mais forte base em que
a minha vontade de continuar lutando
se alicerça.
Por fim, declaro que vou continuar trabalhando. Isto me indulta, me
isenta, do que é negativo na vida do
homem, e me eleva à condição de
cidadão honesto, porque isto é o que
realmente sou.
Uruaçu, 24 de maio de 2013.
VEREADOR Robson Pimentel
(idealizador/autor do texto)
5 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
COMUNIDADES
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
COMUNIDADES
Yamana une forças contra violência sexual
Fotos: Márcia Cristina
Semana da Família mobiliza população, autoridades, alerta
sobre a violência sexual contra menores, além de outros
abusos nos lares. Na foto, Caminhada em Alto Horizonte
Jota Marcelo
De 14 a 17 de maio, a Mineração Maracá Indústria e Comércio
(MMIC, empresa da Yamana) e o
Conselho Tutelar de três cidades
do Norte goiano desenvolveram
série de atividades conjuntas com a
meta de mobilizar e envolver população e representações em prol dos
direitos da criança, do adolescente
e do bem-estar das famílias de Alto
Horizonte, Campinorte e Nova
Iguaçu de Goiás.
Uma das principais atrações realizadas foram as Caminhadas da
campanha Faça Bonito, reunindo
mais de mil participantes nos redutos
envolvidos. Foi quando crianças e
adolescentes, os adultos se apresentaram com flores em homenagem às
vítimas da violência. A ação evidencia
18 de maio, Dia Nacional Combate
ao Abuso e à Exploração Sexual de
Crianças e Adolescentes, segundo a
lei federal 9.970/2000 e luta sempre
atual para reduzir a zero ocorrências
desse gênero.
Ao longo da programação, nas
três localidades foram apresentadas
palestras para pais, motoristas/caminhoneiros e esposas, para os menores,
além das atividades desempenhadas
nos estandes do Conselho Tutelar.
Nos quatro dias, integrantes dos Conselhos entregaram brindes, panfletos,
lembranças e ajudaram tirar dúvidas
das pessoas, estimulando denúncias
e auxiliando familiares a assegurar
os direitos dos menores, de membros
dos lares.
A reportagem esteve pppresente
dia 16 em Alto Horizonte durante a
Caminhada, testemunhando vias do
Centro repletas de alunos, educadores,
autoridades, lideranças de diferentes
áreas e voluntários. A movimentação
se encerrou na sede da Feira Coberta,
e, na concentração pública mais experiências foram repassadas através
de atos e mensagens transmitidas
por nomes da Prefeitura e da Câmara
Municipal anfitriãs, personalidades,
pelos Conselhos Tutelares e pelo
Ministério Público (MP). Conselhos
dos três redutos detalharam a meta
da campanha e agradeceram parcerias
firmadas.
Na mesma data, à noite, no plenário da Câmara Municipal, a palestra
Combate à violência sexual e doméstica reuniu pessoas de todas as faixas
etárias, que receberam conscientização dos valores familiares e, informações sobre a Lei Maria da Penha,
com orientação sobre procedimentos
em caso de ocorrência de agressão no
lar. Lei essa, que estabelece: todo caso
de violência doméstica e intrafamiliar
é crime, deve ser apurado através
de inquérito policial e ser remetido
ao MP.
nidades da MMIC, Josielle Padilha,
esclareceu que a Mineração desenvolve trabalho no decorrer de todo apno
com o Programa Na Mão Certa. A
empresa apoia e é signatária do Programa para trabalhar tais ações nas
comunidades, na empresa com os funcionários, motoristas dos caminhões
que transportam concentrados. “A
gente trabalha no decorrer de todo o
ano.” Existe a Childhood Brasil, organização nacional integrante da World
Childhood Foundation (Childhood),
instituição internacional criada em
1999 pela rainha Silvia, da Suécia,
para proteger a infância, adolescência. Através do Pacto Empresarial,
signatários afirmam compromissos.
Ela disse ser ímpar também o papel
desempenhado pelas Prefeituras, que
não negaram apoio incondicional e, de
outros aliados como a Câmara, outros
órgãos, o terceiro setor e a iniciativa
privada de cada cidade.
Questionada se o envolvimento
nas cidades atendeu a expectativa,
Josielle Padilha notou: “Com certeza
e, este ano foram realizados movimentos nas três cidades, onde, para as
atividades, principalmente o Conselho
Tutelar, busca todos os parceiros. Teve
cidade em que todos os comerciantes
participaram, caminhando. Grande
parte da população está envolvida na
ação em busca de agentes protetores
da criança e do adolescente em comRepercussão
bate à exploração sexual deles.”
Atendendo o JC após o aconteciAfirmando valer a pena ajudar na
mento do dia 16, a analista de Comu- proteção dos menores, adianta que
Lucélia Alves (1ª d.), presidente do Conselho Tutelar de
Alto Horizonte; Josielle Padilha (Mineração Maracá) (3ª d.)
e outros participantes: mobilização e defesa dos menores
sempre a MMIC realizará ações nesse
sentido. “O que sempre procuramos
é que a comunidade participe com a
gente, denunciando os casos no Disque 100, um número nacional e, que
as pessoas entrem em contato com o
Conselho Tutelar mais próximo, dando procedimento nas questões em caso
de abuso. Então, todo mundo, vamos
ajudar na campanha, vamos ser agente
de proteção dessas crianças.”
Josielle Padilha relembra: “A ‘Semana da Família’ tem como objetivo
levar os familiares e responsáveis
a serem os agentes de proteção dos
menores com relação à violência
doméstica e sexual, conscientizandoos sobre o convívio harmonioso e
adequado dentro e fora do lar. Todos
os anos, reunimos pessoas do entorno
da unidade para alertar sobre este
tema tão importante e recorrente em
diversas regiões.”
A reportagem ouviu quatro estudantes do Colégio Municipal Cora
Coralina II. Para Daniel José de
Araújo Rodrigues (12 anos), as atividades são importantes “para acabar
com os casos de exploração sexual.”
Adeilson Araújo da Silva Filho (15)
disse que “os crimes contra os menores e adolescentes passaram da
hora de acabar, até mesmo o estupro
contra as mulheres. Todos precisam
se defender e ter segurança.” Segundo
Regiane Batista (11), “é tudo muito
importante, para combater. A divulgação ajuda sabermos muitas formas
de nos defender.” A aluna Tândela
Giovana (11) afirmou achar “bom”
todo o movimento, pois “ninguém
merece passar por momentos ruins,
envolvendo crimes sexuais.”
Mais informações, abaixo.
Waltemy cita Governo de Uruaçu
Câmara Municipal de
esporte como
Alto Horizonte apoia
outro aliado faz bonito e deixa
mobilização em favor das no combate claro ser contra
abuso e exploração
crianças e dos adolescentes
sexual infantil
Após Caminhada alusiva ao 18 de Maio autoridades/personalidades, educadores/alunos
se concentraram na Feira Coberta, registrando novas mensagens, orientações e alertas.
Presidente da Câmara de Alto Horizonte Rosana leva mensagem de apoio aos presentes
Jota Marcelo e Márcia Cristina
Ajudando conscientizar a sociedade e todas as representações em
geral sobre a gravidade do abuso e da
exploração sexual de crianças e adolescentes, mais a violência doméstica,
a Câmara Municipal de Alto Horizonte não mediu esforços para ajudar
na mobilização, destacando a data
18 de maio, Dia Nacional Combate
ao Abuso e à Exploração Sexual de
Crianças e Adolescentes, estabelecida
em 2000 conforme instruções da lei
federal número 9.970.
Durante Caminhada da campanha
Faça Bonito, dia 16 na cidade do
Norte goiano, vereadores e servidores
participaram do evento, do mesmo
jeito participaram de outras atividades
promovidas sob diferentes parcerias.
Um cartaz da Caminhada trazia
a mensagem Abuso sexual é crime
- Quem não denuncia também violenta!. A gravidade do assunto e a
importância da participação não podem ser deixadas de lado, razão pela
qual a somatória de forças é primordial. Na cerimônia de enceramento
da Caminhada, a reportagem colheu
opiniões que destacam a relevância
da iniciativa.
Presidente do Poder Legislativo
altorizontino, a vereadora Rosana
Rodrigues Frois disse ao Jornal
Cidade ser essencial a participação
geral, “começando pelas crianças. A
participação do Poder Executivo, do
Legislativo no combate à violência e
exploração da criança e do adolescente ajuda, e muito. Esse encontro não
é só de Alto Horizonte, ele também
existe muito bem organizado nos
Municípios de Campinorte e Nova
Iguaçu [de Goiás] [cidades vizinhas]
através dessa parceria com a Mineração Maracá.” Satisfeita por avistar
tantas pessoas nas ruas participando,
a vereadora salientou: “Nas ruas, para
lutar contra esse tipo de violência
contra o menor e adolescente, que
são o futuro do nosso Brasil. Nós, da
Câmara, que estamos aqui para somar,
somos parceiros do Conselho Tutelar,
da comunidade, para fazermos com
que o Município cresça, mas que cresça também com qualidade de vida.” A
presidente reforçou: “Essa data é para
ser lembrada ainda mais, só que nós
temos que fazer isso no dia a dia. Não
é só no dia 18 de maio.”
Também presente na Caminhada,
a vereadora Lauanda Guimarães comentou ao periódico que a iniciativa
ajuda preparar os menores, é um passo
a mais “na conscientização dos que
vivem em condições de vulnerabilidade.” Frisando ser magnífico o trabalho
de prevenção, classifica como absurdo
o assédio e crime contra o futuro da
humanidade. “Da mesma forma temos
que denunciar a violência doméstica
e tantos outros atos cruéis, em termos
de agressão física.” Elogiando o
Conselho Tutelar, opinou que Lucélia
Alves e as conselheiras “têm feito bom
trabalho na presidência local.”
Prefeitura, outra incentivadora
De fato, Lucélia Alves e equipe
desenvolvem trabalho ímpar, com a
preocupação de zelar ao máximo em
defesa da integridade física de todas
as crianças e dos adolescentes de Alto
Horizonte, igualmente a direção dos
Conselhos campinortense e novaiguaçuense. A presidente informa que
no decorrer do ano existe também
conscientização feita junto aos pais
e responsáveis. É uma instrução aos
menores e adultos de maneira concomitante.
Avaliando o conjunto de atividades públicas dos quatro dias, Lucélia
Alves transmite parabéns e agradecimentos às conselheiras e os funcionários dos três Conselhos; bem como
perante a Mineração Maracá Indústria
e Comércio (MMIC - empresa da
Yamana e com atuação na região das
três cidades), diferentes Secretarias
Municipais, Prefeituras, Câmaras,
outros órgãos, unidades de ensino e
representações que colaboraram com
a realização.
De forma permanente, as três
Prefeituras apoiam os trabalhos dos
Conselhos Tutelares. Josielle Padilha,
analista de Comunidades da Mineração, comunicou ao periódico: “Este
ano nós tivemos a parceria grande
mesmo da Prefeitura de Alto Horizonte, que apoiou totalmente o Conselho
Tutelar nessa ação, onde a gente viu
grande quantidade de pessoas.”
Primeira-dama e secretária de
Promoção e Assistência Social de Alto
Horizonte, Marina Pereira do Lago
disse, em discurso que a Prefeitura
não mede esforços para ajudar na
defesa dos menores, pois combater
a violência sexual contra as crianças
e os adolescentes é uma necessidade
que deve ter participação coletiva.
Ao JC o secretário municipal de
Educação de Alto Horizonte, Vilmar
José, classificou que os atos promovidos em alusão ao 18 de Maio são
vitais, mas que a conscientização
deve existir o ano inteiro. “Temos
que envolver os membros da comunidade, buscando maior proximidade
e identificação junto à sociedade.
Essa identificação com a causa é importante.” Para o educador, é preciso
evitar acontecer, por isso o valor da
prevenção. “Da mesma forma temos
que evitar outras adversidades e, a
vigilância deve ser permanente”,
expressa, obsevando que a Prefeitura,
em parceria com a Polícia Militar,
também desenvolve nas unidades
de ensino conscientização sobre a
questão dos atos agressivos verbais
ou físicos de maneira repetitiva, o
chamado bullying. Leia mais sobre o
assunto, ao lado.
Outra autoridade que se fez presente no evento de 16 de maio em
Alto Horizonte, representando o Poder Executivo, o prefeito local, Oildo
Silveira (que se encontrava viajando,
lidando com exame médico pessoal),
foi Waltemy Braz Gomides, gestor
administrativo da Prefeitura da cidade nortense.
Em entrevista ao Jornal Cidade,
após a Caminhada que referencia o
Dia Nacional Combate ao Abuso e
à Exploração Sexual de Crianças e
Adolescentes, evento promovido fruto de parceria das iniciativas pública
e privada, ele disse ser de suma importância todas as ações que visam
combater o mal em direção aos menores. Elogiando o espírito de parceria o popular Waltemy do Esporte
(que é vereador licenciado) destacou
que o Conselho Tutelar local conseguiu mobilizar a comunidade e divulgar tão bem a causa. “Isso é muito
importante para nós, assim ficamos
mais atentos, ainda mais contra a pedofilia, a exploração sexual, contra o
espancamento aos menores e outras
formas de violência.”
Classificando a prática esportiva
como grande aliada, expõe: “Alto
Horizonte está se preparando para
isso, cada vez mais, com os programas esportivos e sociais que temos
aqui na cidade. Hoje nós temos mais
de seiscentas crianças contempladas
e praticando esporte - futebol, futsal, caratê, capoeira, natação, outras
modalidades -, e, isso ajuda os pais
fiscalizarem, estão vendo o que acontece no dia a dia com seus filhos, que
ficam ocupados com práticas saudáveis, dificultando a prática de certos
erros.” Mais: “O esporte faz parte
não só desta questão, mas também da
educação de nossas crianças, porque
ajuda na saúde, na vida social, nos
aprendizados nas escolas e em vários aspectos. Formar caráter é que o
esporte de Alto Horizonte tem feito
sempre”, categoriza.
Apoio ao Conselho Tutelar
Ao garantir que a Prefeitura está
disposta ajudar ao máximo nessas
questões, Waltemy do Esporte detalhou que o prefeito está atento. “O
Oildo é um prefeito que nos dá total liberdade para trabalharmos - e
hoje eu falo em nome dele, ausente
devido exame que faz em Ceres -, e
tem dado força e continuidade a esse
trabalho que o Conselho realiza junto
com outras representações.”
Para o domingo 19, a Prefeitura
de Alto Horizonte (que ajudou o Conselho de diversas formas para enaltecer o histórico dia 18 de Maio) havia
programado evento na Feira Coberta
que consistia em também apresentar
manifestações contra todas as formas
de violência sexual e outras de agressões ao ser humano (Jota Marcelo e
Márcia Cristina).
Mirtys Cristiane/Ascom/Prefeitura de Uruaçu
Caminhada em Uruaçu chamou atenção de todos para
a importância da denúncia contra o abuso sexual e a
violência contra as crianças e os adolescentes
Jota Marcelo
Governo de Uruaçu contra o abuso
e a exploração sexual infantil, contra
também a violência doméstica: por
analisar ser fundamental essa iniciativa em desfavor de monstruosidades
praticadas por agressores de seres
humanos, na cidade de Uruaçu a união
igualmente falou alto, com profissionais da rede educacional, alunos e expressivos nomes da sociedade saindo
em Caminhada pacífica na manhã de
17 de maio.
A mobilização faz parte da campanha Faça Bonito, que tem muito
o que protestar em alusão à data seguinte - 18 de maio -, Dia Nacional
Combate ao Abuso e à Exploração
Sexual de Crianças e Adolescentes,
atendendo determinação da lei federal
9.970/2000.
Se reduzir a zero essa espécie de
ocorrência está longe, mobilizar e
dar gritos de alertas são iniciativas
de suma importância. Não sendo
diferente de localidades ou regiões
quaisquer, em Uruaçu e no Norte de
Goiás existem os aliciadores, tarados,
estupradores, os pedófilos infiltrados
em todos os segmentos, todas as camadas sociais, inclusive os portadores
de ações serenas no dial, sem esquecer
dos bandidos (ou doentes, como rotulam certos defensores dos maléficos)
que estão bem mais próximos das
vítimas do que se possa imaginar.
Escândalos não param de pipocar
em Uruaçu e em cidades nortenses,
inflacionando os números de inquéritos policiais e, de ações junto ao
Ministério Público (MP), que fazem
suas avaliações, remetendo ou não ao
Poder Judiciário. Vigilantes e defensores de direitos básicos, os delegados
de Polícia e promotores com atuação
em Uruaçu não têm vistas grossas
quando deparam com crimes desses
naipes. Seja quem for o agressor. Isso
é de conhecimento público dentro de
Uruaçu, com condenações, prisões.
Parceiros
Através da Secretaria de Promoção
Social, com coordenação do Centro de
Referência Especializado de Assistência Social de Uruaçu (Creas) e atuação
da Superintendência Municipal de
Trânsito (SMT), a Prefeitura recebeu
(e recebe) para o evento apoio das
redes de ensino municipal, estadual
e particular; de igrejas; do Conselho
Tutelar; Conselho Municipal dos
Direitos da Criança e do Adolescente
(CMDCA); Polícia Militar; Polícia
Civil; Corpo de Bombeiros; Samu;
Câmara Municipal; e, Saneamento de
Goiás S/A (Saneago). Todas as frentes imbuídas claramente em chamar
atenção geral para a importância de se
denunciar os abusos da vida.
A prefeita Solange Bertulino
(PMDB), ladeada por toda essa
representação e por cerca de mil
participantes, de fato atraiu atenção
pública, sobretudo dos que estavam
nos estabelecimentos da via principal
uruaçuense.
No encerramento, em frente à sede
da Câmara de Municipal, a chefe do
Poder Executivo pediu envolvimento
permanente de toda a sociedade na
proteção das crianças e dos adolescentes. Ao Jornal Cidade, Solange Bertulino pronunciou que a iniciativa é
válida, pois alerta publicamente e que
é vital o engajamento de todos, ainda
mais por se tratar de um problema
que pode envolver qualquer família.
Envolve e devasta as famílias.
6 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
COMUNIDADES
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
Fotos: Jota Marcelo
Uruaçu se insere na produção de etanol
Safra 2013/2014 da cana coloca Uruaçu no mercado
nacional de etanol. Produção inicial: 40 milhões de litros
Jota Marcelo
Através da Uruaçu Açúcar e
Álcool, produção de etanol passa
a ser realidade em Uruaçu, cidade
do Norte de Goiás. Usina produtora
do biocombustível (foto) a partir da
cana-de-açúcar gera 300 empregos
diretos e cerca de 250 indiretos. A
reportagem tem início com alguns
dados e resumida história sobre o
etanol (o mesmo que álcool).
A moagem de cana-de-açúcar
pelas unidades produtoras da região
Centro-Sul do Brasil desde o início da
safra 2013/2014 (com início em abril
e término em março do ano seguinte)
somou, até dia 15 de maio, mais de
81,11 milhões de toneladas. Ao final
da colheita nacional geral, somente
Goiás deve produzir 58 milhões de
toneladas. No Estado, a abertura oficial da safra se deu dia 17 de maio.
Em relação à fabricação de açúcar,
foram produzidas 3,7 milhões de toneladas no acumulado desde o início
da safra até 15 de maio, crescimento
de 139,7 por cento em relação à safra
anterior.
“Houve uma antecipação do início
de moagem pelas unidades produtoras devido ao maior volume de cana
disponível para processamento”,
informou no meio do mês Antonio
de Padua Rodrigues, diretor técnico
da União da Indústria de Cana-deAçúcar (Unica), acrescentando que o
clima neste ano também colabora com
o bom andamento da safra.
Conforme já publicado pelo Jornal Cidade, empresários nacionais e
Modernidade: do cultivo da cana, passando pelo processamento, ao carregamento
sediada em Uruaçu e quinta usina
do grupo Japungu, passou a produzir
álcool hidratado, com capacidade
média inicial de moagem de 2,750
mil toneladas/dia. A produção geral
dessa safra inicial é de cerca de 40 mil
metros cúbicos de litros de álcool, o
equivalente a 40 milhões de litros. A
usina, legalizada perante a Agência
Nacional do Petróleo, Gás Natural
e Biocombustíveis (ANP), vende
inicialmente para distribuidoras de
combustíveis situadas em Goiânia e
Brasília-DF.
O fornecimento de matéria-prima
é feita por produtores da região, que
juntos têm área atual plantada de 9,5
mil hectares (1.962,80 alqueires). A
usina tem o corte de cana-de-açúcar
mecanizado em 100 por cento da
colheita (dispensando queima da
palha da cana antes do corte) e, plano
de reaproveitamento de resíduos da
produção como fertilizante, mais acúmulo de água da palha no solo.
Localizada em região distante
apenas 230 quilômetros de Brasília
(via BR-080) e 280 de Goiânia (via
BR-153), a sede e estrutura da Uruaçu
Açúcar e Álcool está no coração do
Brasil. Nos planos, a usina visa enxergar aumento do plantio canavieiro
na região, permitindo frequente crescimento do processamento, conforme
explicações de técnicos ao JC (quando
de visita do editor-chefe Jota Marcelo
em 23 de maio), mostrando estrutura
e, espaços reservados para ampliação.
Dia em que Uruaçu se inseriu novamente na produção de etanol.
23 de maio de 2013: Uruaçu
Para a fase de expansão, à vista
Açúcar e Álcool produz etanol
A Uruaçu Açúcar e Álcool Ltda, já a partir do momento em que a
internacionais não cessam fechamentos de acordos com as usinas de Goiás
para a compra de milhões e milhões
de litros de etanol.
Reconhecido no mundo face o
seu pioneirismo na introdução em
sua matriz energética de um biocombustível produzido a partir da
cana-de-açúcar (o etanol), o Brasil é
assediado fartamente nesse segmento.
Desde a década de 1970, quando foi
lançado o Programa Nacional do
Álcool (Proálcool), o etanol ganhou
impulso enorme, se tornando definitivamente importante fonte de energia
para o País.
O crescimento do consumo do álcool é contínuo (relembra-se: etanóis
hidratado [para abastecimento direto
dos veículos] e anidro [destinado à
mistura com a gasolina] eram conhecidos até pouco tempo apenas pelo
nome de álcool). Ou seja: o álcool com
que é abastecido o carro é diferente
daquele que é adicionado à gasolina.
O combustível que abastece os veículos movidos a álcool ou flexfuel
é o hidratado, que se caracteriza por
sua apresentação límpida e incolor. O
produto que é adicionado à gasolina é
o álcool etílico anidro.
O mercado para o açúcar também é sempre positivo. Enfim, os
biocombustíveis apresentam muitas
vantagens ambientais, entre elas
estão a redução das emissões de gás
carbônico (o CO2) e menor geração
de partículas poluentes.
‘Não viemos brincar’
usina acaba de entrar em operação, a
determinação pautada é a mesma que
reinou no período da implantação da
nova estrutura, ocasião em que foi
aproveitada pequena parte do que
existia da então Distribuidora de
Álcool Uruaçu Ltda (Dalur), de propriedade de Mauri Lemes - leia sobre
o mesmo na submatéria -, e familiares,
desativada há quase 30 anos.
Essa projeção de crescimento a
cada safra só é possível devido o uso
de alta tecnologia, tornando moderno
o processo de produção do biocombustível (o plantio e trato da lavoura
diretos, a colheita mecanizada, pesagem, análise química, passagem pela
mesa alimentadora, moagem, dinâmica da caldeira, o tratamento, fermentação [transformação da molécula do
etanol], destilação, a questão dos dois
tanques de armazenamento [capacidade para 6,5 milhões de litros], indo até
a plataforma de carregamento).
Ao mesmo tempo, em função da
atuação dos colaboradores (funcionários [atuando com segurança no
trabalho, saúde e qualidade de vida]
e prestadores de serviço [no cotidiano respeitados e bem tratados, da
mesma forma]). Com a geração de
empregos e renda, a usina contribui
com o desenvolvimento sustentável
de Uruaçu. Isso, somando colabora-
dores das partes agrícola, industrial e
administrativa.
Basicamente foi o que explanou
o diretor-geral Bartolomeu Ferreira
Lima Filho, em entrevista ao Jornal
Cidade na manhã da data citada no
escritório-sede, estabelecido na zona
rural de Uruaçu (leia abaixo). O gerente agrícola da usina é Carlos Magno;
a Agro-Rubi Agropecuária Ltda cuida
desse segmento. E, Marcus Antonio
da Costa Araújo o responsável pelo
Laboratório, a parte química.
Grupo Japungu
O empreendimento faz parte do
grupo Japungu, que no final da década
de 1980 se resumia apenas a Usina
Japungu, quando Paulo Fernando
Cavalcanti de Morais Filho, Luismar
Melo e José Ivanildo Cavalcanti de
Morais adquiriram aquele empreendimento sediado no Estado da Paraíba.
Em 1996, os empresários e líderes
sucroenergético fundaram a Agroval.
As duas estruturas estão sediadas no
Município de Santa Rita, região Metropolitana da capital João Pessoa e,
segundo núcleo de povoamento mais
antigo do Estado, reduto pioneiro no
quesito economia, que um dia abrigou
cerca de 30 engenhos de açúcar.
Com coletiva visão empreendedora
para a região central do Brasil (espe-
A emoção de
Mauri Lemes
sucesso da empresa. A gente depende
do peão ao diretor. A importância é
igual para todos, desde que cada um
cumpra bem a sua função para que o
negócio caminhe bem. O diretor não
pode fazer o papel do peão e nem o
peão o do diretor, mas o papel do peão
é tão importante como o do diretor.
Senão o negócio não funciona.
Bartolomeu Ferreira Lima Filho, gerente-geral da nova
usina: “Não viemos aqui brincar. Viemos para produzir”
Jota Marcelo
Um dos braços direitos do grupo
Japungu, sob comando de Paulo Fernando Cavalcanti de Morais Filho e
com sede na Paraíba, o gerente-geral
da Uruaçu Açúcar e Álcool Ltda, Bartolomeu Ferreira Lima Filho, recémchegado a Uruaçu, foi entrevistado
pelo Jornal Cidade dia 23 de maio no
escritório da unidade, localizada na
zona rural uruaçuense. Trabalhador,
determinado e atencioso, ele esclarece: “Estamos aqui para produzir
e a tendência será sempre de estar
crescendo. Não viemos para fazer
brincadeira não.” Leia.
O que representa para o grupo
produzir etanol em Uruaçu?
É sempre emocionante. Chegamos, pegamos uma indústria totalmente demolida. Trabalhamos para
levantar, levantamos e, o resultado
está aí: começamos a produzir.
Fale sobre a capacidade de produção da usina.
De início, trata-se de capacidade
razoável. Estamos começando com
uma moagem média de 2,8 mil, 2,7
mil toneladas de cana-de-açúcar por
dia e queremos fazer uma produção
geral de 40 mil metros cúbicos de
álcool [40 milhões de litros] durante
toda a safra.
O que pode ser adiantado em
termos de futuro da usina?
Falando em futuro, é como dizia
o meu avô um dia: “O futuro a Deus
pertence”, mas somos um grupo sério.
Estamos aqui para produzir e a tendência será sempre de estar crescendo.
Não viemos para fazer brincadeira
não. Não viemos aqui brincar. Viemos
para produzir.
Nota da Redação: é provável que
a partir da safra 2015/2016 a usina
uruaçuense produza açúcar
A usina possui patrolas e tem
feito manutenção permanente na
estrada vicinal que liga a BR-153
a sede. O intuito, óbvio, é sempre
manter a via em bom estado de
conservação...
...A estrada vicinal recebe nossa
atenção especial. A Prefeitura de
Uruaçu tem nos ajudado um pouco,
fez algumas correções [logística da
estrada], mas sempre a manutenção
é dada pela usina.
Quais são as grandes adversidades hoje?
Falta de mão de obra especializada
na área de campo e da indústria. Estamos promovendo alguns cursos, para
que as pessoas se qualifiquem. Boa
parte de nossos colaboradores é de
fora. Torcemos também pelo funcionamento pleno da Ferrovia Norte-Sul
[FNS], para que possamos escoar
A tradição do grupo vem de a produção sem uso do transporte
rodoviário.
longas datas...
...A tradição é de vários anos.
Prefeitura valoriza usina
Começamos em Goiás, por exemplo,
Falando ao JC um dia depois,
com uma indústria, como esta de
Uruaçu. Adquirimos mais uma e as Solange Bertulino (PMDB), prefeita
duas estão produzindo açúcar e álcool de Uruaçu, disse que “com satisfação”
e, com Uruaçu vamos chegar a esse conheceu o executivo Bartolomeu
mesmo patamar [conforme destacado Filho e, da mesma forma que registrou
para outros chegantes, desejou boas
no início da reportagem].
vindas ao gerente-geral da Uruaçu
A reportagem apurou que a Açúcar e Álcool, usina símbolo de
usina mantém grande preocupação expressivas “conquistas para a nossa
para com o desenvolvimento susten- cidade e a comunidade num todo.”
Ao periódico, ela comentou que
tável. Comente.
A gente procura fazer tudo dentro “a Prefeitura sempre estará com o
da lei, cumprindo detalhes minuciosos propósito de dialogar e firmar parpara não causarmos mal nenhum: nem cerias com essa grande e importante
ao meio ambiente, nem aos colabo- empresa, a Uruaçu Açúcar e Álcool,
radores, nem para nós e nem para a que faz parte de um grupo industrial
comunidade em geral. Em todas as respeitado em todo o País”, assinalou
áreas temos colaboradores para tomar a chefe do Poder Executivo da cidade
do Norte goiano.
de conta dessas questões.
Outras informações ao lado (e com
O que o senhor tem a dizer sobre mais informações e várias fotos, toda
os funcionários e prestadores de a reportagem está postada no site do
Jornal Cidade/www.jotacidade.com,
serviço?
A importância deles é imensa, pois link Regionais. Acesse, confira, leia e
cada um tem a sua participação no indique ao mundo).
Alegria é vista no empreendedor Mauri Lemes (e), ladeado
por Marcus Antonio/Celso Resende (d), técnicos da usina
Era virada dos anos 1970 para 1980
quando integrantes da família Lemes
decidiram empreender arrojadamente
em Uruaçu, através da Destilaria de
Álcool Uruaçu Ltda (Dalur). Um
dos proprietários, Mauri Lemes hoje
arrenda área para cultivo de cana-deaçúcar, utilizada pela Uruaçu Açúcar
e Álcool Ltda na safra 2013/2014 pela
primeira vez.
A família constituiu também a empresa Agral Agropecuária Álcool Ltda,
responsável pela parte agrícola da
idealização. Memorizando ao JC que
nas safras 1981/1982 e 1983/1984, a
família produziu álcool, ele comenta:
“Hoje é mais fácil, ou menos difícil.
Naquela época era muito diferente.
A tecnologia de agora ajuda demais
[na última safra listada, o editor da
reportagem chegou a trabalhar como
cortador de cana, contratado por
Francisco Cordeiro da Silva {Chico
Paraíba}, morador do bairro uruaçuense São Vicente, falecido].”
Mais que manter vínculo com o
local de nome Amarra Cachorro, Agral
(e até Água Branca, em rotulação
de alguns) por ser dono de parte da
propriedade rural (20 quilômetros do
Centro da cidade [oito por asfalto, 12
por estrada vicinal muito bem zelada]),
Mauri Lemes prosseguiu e prossegue
trabalhando por meio de diferentes
atividades profissionais, todas legais.
Prosseguiu sempre também - tornando
público o intento -, com o sonho de ver
a usina funcionando novamente, sob a
responsabilidade de terceiros.
Diferentes pretensos ou supostos
compradores mantiveram contatos
de tudo quanto é jeito com Mauri
Lemes nesse período, comentando
querer fechar negócio e investir. No
início da década de 2000, ele chegou
a ver investimentos serem iniciados na
usina, após assinar contrato com um
grupo empresarial, porém o negócio
não foi adiante, mesmo com tantos comentários pela cidade dando conta que
iria funcionar. Passado algum tempo
chegou a colher cana e, moer em
usina alheia. Não se tratou de venda
de cana, fez sim foi moer, para depois
comercializar o álcool apurado.
Seriedade do grupo Japungu
Não faz muito tempo, Mauri Lemes manteve contatos iniciais, intermediários e definitivos com o grupo
Japungu, do Estado da Paraíba, que
desde o princípio das conversações
representou segurança e seriedade - na
opinião dele -, pois soube desde antes
da primeira conversação se tratar de
empreendedores compromissados
com a verdade e que já haviam realizado duas aquisições de usinas em
Goiás, conforme informa reportagem
neste espaço. “A seriedade do doutor
Paulo Fernando [Paulo Fernando
Cavalcanti de Morais Filho, nome
maior do grupo] é de respeito e eu
acredito nele”, elogia.
Negócio fechado, de imediato
executivos adquirentes enviaram a
Uruaçu profissionais para darem o
pontapé no processo de averiguações,
resoluções dos trabalhos para que um
dia a usina passasse a industrializar,
juntamente com o ato de estimular
produtores plantarem de cana.
Investimento alto e serviço amplo
para que a indústria viesse a funcionar é o que justamente fora visto e,
é como afirma na entrevista da submatéria Bartolomeu Ferreira Lima
Filho, gerente-geral da Uruaçu Açúcar
e Álcool: “Chegamos, pegamos uma
indústria totalmente demolida. Trabalhamos para levantar, levantamos e, o
resultado está aí.”.
cificamente no Vale do São Patrício
de Goiás), no ano 2001 adquiriram
a CRV Industrial Ltda, sediada em
Carmo do Rio Verde. Em 2003, compraram a Cooperativa Agroindustrial
de Rubiataba Ltda (Cooper-Rubi),
com sede em Rubiataba, distante
apenas 26 quilômetros da primeira
e, antes controlada por associados de
uma Cooperativa.
Plantio cresce em Goiás
Em dados da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás, a safra
de cana-de-açúcar 2013/2014 em
Goiás deve crescer para 58 milhões
de toneladas, volume 11,5 por cento
superior aos 52 milhões de toneladas do último ciclo. A produção de
açúcar está estimada em 2 milhões
de toneladas, 13 por cento menor do
que os 2,3 milhões de 2012/2013. A
de etanol deve aumentar em 9,3 por
cento, de 3,2 bilhões para 3,5 bilhões
de litros. Assessor técnico da Faeg
para cana e bioenergia, Alexandro
Alves comunica que 72 por cento da
oferta de cana será destinada à fabricação do biocombustível, porcentual
semelhante ao da safra passada.
O Estado tem 37 unidades processando cana na temporada e todas produzem etanol, das quais 14 produzem
etanol e açúcar. Segundo o técnico,
Goiás briga com Minas Gerais pelo
segundo lugar em moagem de cana no
País. São Paulo lidera. “Se ficarmos
em terceiro, vai ser por coisa mínima.
Tudo vai depender das condições
climáticas”, salienta.
Os canaviais de Goiás, de terras
férteis com chuvas e que crescem sem
parar, têm topografia bastante adequada para mecanização da lavoura, o que
reduz custos, ao contrário de terrenos
acidentados do Nordeste. Além disso,
as terras são consideradas baratas. Estrategicamente bem localizadas, além
de as usinas de Goiás servirem de base
de distribuição para as regiões Norte
e Nordeste do País, têm como potenciais consumidores o Distrito Federal
e Tocantins. Essa movimentação para
o Centro-Oeste tem, ainda, atrativos
fiscais de gestões estaduais. Leia mais
nas duas submatérias.
na planta da usina atendendo convite
de Mauri Lemes, homem apaixonado
por Uruaçu. Foi quando esse mesmo
Mauri Lemes, ainda que distante cerca
de um quilômetro da sede, ladeado
por canaviais, de dentro do veículo
avistava a fumaça subindo, tomado
pela emoção, pelo orgulho. Emoção
e orgulho de sobra, alegria nítida e
comemoração ao volante.
Praticamente três décadas depois,
era a fumaça da empresa que chegou
(com uma unidade a mais no Estado),
a partir de Uruaçu, para atuar no mercado sucroalcooleiro, visando atender
a crescente demanda dos mercados
interno e externo por etanol.
Inicialmente sentando de frente
para o gerente-geral no escritório,
onde permaneceu algum tempo conversando, após colocar equipamento
de segurança teve início a visitação
guiada por Celso Resende na parte
industrial. Ao longo da extensa andança, com planícies, subidas e descidas, várias explicações da parte de
profissionais que Celso ia encontrando
e apresentando.
Os olhos de Mauri Lemes corriam
por todas as partes dos muitos ângulos
existentes na planta. Alguns operários
residentes em Uruaçu, o conhecendo,
saudavam e até parabenizavam o mesmo, de sorriso quase sempre aberto.
Nas conversas, impossível não rechear
o presente com referências ao passado,
em alguns casos apontando essa ou
aquela parte. Tudo registrado através
da câmera do JC, através de duzentas
e oitenta e cinco clicadas.
Cena (e cenas)
“Vou ali direto, já fui muitas vezes,
mas ver aquela cena foi a primeira vez
depois que paralisamos as atividades,
em 1984”, disse ao JC após concluída
a visitação especial.
“Aquela cena”: a fumaça subindo; o cumprimento aos funcionários
administrativos (para quem levou refrigerantes uma vez mais); bate-papo
com o executivo Bartolomeu Filho,
a quem o visitante fez questão de
externar parabéns; acompanhamento
da entrevista; fogo/pressão-vapor da
caldeira, movida com bastante bagaço
de cana-de-açúcar enviado por usina
coirmã; barulho do conjunto de máquinas, dos geradores; as diferentes
fases da viagem da cana em pedaços;
larguras e profundezas de grandes
compartimentos; sentindo o cheiro de
álcool; ouvindo explicações; canaviais
(olhados do alto); parte dos operários
almoçando. E muito mais.
Otimista de primeira, Mauri Lemes
vai falando: “Essa usina é muito importante para Uruaçu. Nós temos boa
estrutura dentro de Uruaçu, uma boa
localização e logística, nossa aptidão
agrícola é grande e se Deus quiser a
produção de álcool só vai aumentar
Emoção
a cada safra, oferecendo ainda mais
Sob sol escaldante, na manhã de 23 empregos e movimentando a econode maio, a reportagem se fez presente mia (Jota Marcelo).”
7 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
COMUNIDADES
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
Deputado Pedro Chaves defende o direito
de acesso à informação
Marcello Dantas/Arquivo
Márcia Cristina
Deputado federal Pedro Chaves
(PMDB) defende a implantação e o
funcionamento da Lei de Acesso à
Informação (LAI), regulamentada
em maio do ano passado, em todos
os órgãos municipais, estaduais e
federais.
O congressista goiano é de opinião
que a transparência deve reinar sempre
na iniciativa pública, algo conseguido
com práticas corretas e em respeito à
população em geral. Em 17 de maio de
2012, foi publicado no Diário Oficial
da União decreto regulamentador da
LAI, que entrou em vigor imediatamente. A Lei obriga órgãos públicos
a prestarem informações sobre suas
atividades a qualquer cidadão interessado. O projeto é de iniciativa do
Poder Executivo e vale para todo o
serviço público do País.
Salientando que os órgãos e as
entidades do Executivo federal - ao
mesmo tempo toda a estrutura estadual e municipal -, têm de assegurar o
direito de acesso à informação, Pedro
Chaves lembra certa particularidade
SAÚDE DO
CORAÇÃO
oficializada: ‘Mediante procedimentos objetivos e ágeis, de forma transparente, clara e em linguagem de fácil
compreensão’ aos cidadãos.
Avaliando que todo órgão deve
atender aos pedidos de informação
dentro da normalidade, o representante goiano cita a existência de diversos
canais de comunicação para obtenção
de dados. Informações tais que podem
ser solicitadas nos Serviços de Informações ao Cidadão (SICs) de cada
representação, que têm também padronizados telefones, e-mails, canais
nas redes sociais e outros opcionais,
inclusive a tradicional e velha carta
Chaves: defesa do direito de acesso à informação
despachada pelos Correios, mais o
ato do comparecimento, pedido serviço oferecido pela Casa a qualquer escritório do congressista está locapresencial (dependendo dos sistemas cidadão. ‘Usando este serviço, você lizado na rua 96, número 306, setor
adotados por cada órgão).
receberá quinzenalmente informações Sul, CEP 74083-000; o telefax é (62)
por e-mail sobre a atuação de um ou 3275-1171.
‘Boletim Eletrônico’
mais deputados, tais como discursos,
Para que o cidadão possa ao má- notícias, movimentação parlamentar,
Câmara: quase 28 mil
ximo acompanhar as atividades dos votações, proposições apresentadas e
Em informações da Agência Câcongressistas, Pedro Chaves relembra relatadas’, informa a Câmara.
mara Notícias de 15 de maio último,
os canais TV, rádio, internet, veículos
Na Câmara dos Deputados o gabi- antes mesmo da promulgação da Lei, a
de comunicação próprios e através nete de Pedro Chaves é o de número Casa já oferecia um grande número de
do Boletim Eletrônico. Pelo Boletim 406, do Anexo IV, CEP 70160-900. O dados administrativos e legislativos,
é possível acompanhar, no caso da telefone é (61) 3215-5406 ou 3406 e, como informações sobre contratos,
Câmara Federal, os 513 deputados, em o fax (61) 3215-2406. Em Goiânia, o concursos, processo legislativo e polí-
ticas de remuneração, por exemplo.
Em 11 meses, a Casa recebeu
27.903 pedidos de informação. Desse
total, 99,8 por cento foram atendidos,
ou, em números exatos: 27.846. Foram indeferidos 17 e 40 ainda estavam
em processo de resposta no último
dia de abril. O período em destaque
foi desde a entrada em vigência da
Lei de Acesso à Informação (número
12.527/11), em 16 de maio de 2012,
até 30 de abril de 2013.
São Luiz do Norte
O deputado Pedro Chaves parabeniza São Luiz do Norte pela
passagem de mais um aniversário de
emancipação político-administrativa
da localidade situada no Vale do São
Patrício goiano, divisa com o Norte
do Estado.
“Nas pessoas do prefeito Jacob
Ferreira, colega nosso de PMDB, dos
vereadores e, de toda a população
eu quero desejar sinceros votos de
parabéns por esta data tão importante.
A cidade é de um povo ordeiro, trabalhador e que sempre quer o seu bem”,
registra felicitações, lembrando que a
agenda marcava visitação dele em São
Luiz do Norte durante a celebração de
14 anos. A data natalícia do Município
é 1º de junho e as festividades tiveram
início em 29 de maio.
‘Idosos Abandonados Pelos Filhos’
Doutor João Joaquim de Oliveira
[email protected] * Acesse www.jjoaquim.blogspot.com.br
“...Não apenas sonegam am- cuidar de, desprezar, ao abandono: seu
paro aos pais, mas muita vez, se auxílio, sem proteção, sem cuidado ou
apoderam até de suas pensões, tratamento.
aposentadorias e outros bens.”
O ser humano tem duas fases vulneráveis ao abandono, a infância e a
Sempre que tenho dúvidas so- senilidade (velhice). Aliás, todos os
bre palavras, sua etimologia, suas animais tem esta vulnerabilidade, no
analogias busco ajuda de meus alvorecer e no ocaso da vida.
dicionários. Aí então gosto mesmo
Todos os dias somos surpreendidos
dos tradicionais em papel, Aurélio, com notícias dessa grave epidemia
Houaiss, etc. E não precisa ser pala- que assola nosso País, o abandono de
vra difícil. O que importa para mim é pessoas incapazes, crianças e idosos.
o significado primitivo do termo, de Meu foco dessa matéria será o idoso,
onde nosso idioma o herdou.
grupo etário em risco com o qual
Falo aqui de abandono, um eu lido diuturnamente e posso falar
termo que com frequência ocupa de vivência pessoal. Outro grupo de
noticiário e outros temas das relações ulterior matéria são as crianças abanhumanos. O verbete tem origem donadas. Estas podem-se considerar
na língua francesa como deverbal aquelas deixadas à própria sorte, nas
de abandonar (do fr. abandonner). ruas, ou com melhor destino em
Abandonar: deixar, desamparar, não abrigos ou instituições filantrópicas à
espera de famílias adotivas.
Em geral, esses menores, são
frutos da pobreza, do analfabetismo,
do mundo perverso do tráfico de drogas. Tudo, resultado do desamparo
também do Estado, que não oferece
nenhum programa digno de planejamento familiar e outras políticas de
orientação na prevenção de gravidezes
indesejadas.
Torno à questão do abandono de
idosos e com estrita mira no papel das
famílias. Não há como não se espantar
ou indignar-se quando vimos muitos
idosos vivendo em condições precárias ou sub-humanas por negligência e
descaso de familiares diretos, os filhos
em especial. É notório na Medicina e
do senso comum que a maioria dos
idosos tem propensão a múltiplas
doenças. A senilidade por si mesma
já implica em severas limitações
para o indivíduo em sua rotina diária
de se alimentar, locomover, vestir e
cuidados de higiene.
Então imaginemos o idoso doente
com sequelas de doença degenerativas
(reumatismo, artrose, derrame cerebral, demências). Este paciente muitas
vezes não necessita de hospitalização
e sim cuidados básicos de familiares
em seu domicílio: higiene diária, auxílio no banho, alimentação adequada e
administração de medicamentos. Tem
sido frequente idosos doentes malcuidados e abandonados em suas próprias
casas. São considerados um estorvo,
um trambolho pelos próprios filhos.
Tenho presenciado casos dessa natureza que me causam um certo asco e
perplexidade. Isto se torna muito mais
grave quando constatamos que são
justamente filhos e filhas com plenas
condições de oferecer cuidados dignos para os próprios pais, justamente
na fase da vida mais frágil do ser
humano, a velhice. Parece que estes
parentes que abandonam os próprios
pais e avós, têm a juventude eterna,
não serão idosos amanhã.
Idosos doentes e desamparados.
Trata-se de uma realidade dolorosa
contra a qual pouco ou nada se pode
fazer, já que ela se desenrola no seio da
família, ao abrigo da opinião pública
e das autoridades. São fatos e cenas
muito contundentes e pungentes;
saber que filhos e filhas da obrigação
de cuidadores se tornam negligentes,
omissos e frios ante as necessidades
básicas dos pais. Não bastasse este
abandono total, muitos desses parentes
ainda se apoderam de bens ou salários
dos pais em proveito próprio. Uma
demonstração de como o ser humano, se renuncia desumanamente, do
sentimento protetor ou paternal e se
traveste em um canibal, autênticos
bestas-feras ou serpentes que matam
e devoram as próprias crias. Credo
em cruz! Que bicho estranho somos
nós, o bicho homem.
Deixo esse alerta para as pessoas
em geral. E, sobretudo, aqueles que
têm um parente idoso, carente de cuidados da família. Que sejam também
denunciados os casos sabidos, de
abandono e maus-tratos, por filhos
e filhas que, não apenas sonegam
amparo aos pais, mas muita vez, se
apoderam até de suas pensões, aposentadorias e outros bens. Aqui já se
trata de um caso de policia, de justiça
ou de Ministério Público.
DR. JOÃO JOAQUIM DE OLIVEIRA é especialista em Medicina Interna e Cardiologia, Assistente do Serviço de Cardiologia e Risco Cirúrgico do Hospital das Clínicas-Faculdade de Medicina/Universidade Federal de Goiás - Goiânia; membro Sociedade Brasileira de Cardiologia; e, Estudante de Filosofia
Artigo
Comentários e esclarecimentos sobre a PEC 66/2012 (PEC das Domésticas)
Martiniano Gomes
Ferreira Neto
Os empregados domésticos sempre foram considerados uma classe
especial de trabalhadores, sendo que
seus direitos eram diferenciados dos
demais. Embora esses empregados
tenham até mesmo uma lei específica, que é a Lei 5.859, de 11 de dezembro de 1972, seus direitos assegurados eram poucos, colocando-os
em desvantagem durante a evolução
do Direito Trabalhista.
Há muito tempo os empregados
domésticos clamam por melhorias
nas condições de trabalho e complementação salarial, sendo que
a partir das ausências legislativas,
surgiram as diaristas. Essa “nova”
classe difere daquela pelo fato de
não configurar o vínculo trabalhista
com quem contrata, passando o
empregado doméstico a figurar
como um fornecedor de serviços
sem qualquer tipo de pessoalidade
e habitualidade.
Pois bem, em 26 de março de
2013, o Senado Federal deu a última
aprovação necessária para a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional número 66, de 2012 (PEC
66), de autoria do deputado federal
Carlos Bezerra (PMDB-MT).
Tal instrumento alterador trouxe a
ampliação dos direitos conferidos e
resguardados ao empregado doméstico no artigo 7º, parágrafo único, da
Constituição da República. Antes do
advento dessa PEC, os empregados
domésticos tinham direito a receber
apenas: o salário não inferior ao mínimo, desde que cumprida a jornada acima de 20h semanais; a irredutibilidade
de salário, ou seja, não ter seu salário
reduzido sem que haja a alteração do
trabalho; 13º salário; repouso semanal
remunerado, que é a garantia de descansos aos domingos; férias; licença
maternidade; licença paternidade;
aviso prévio; e, aposentadoria.
Com a aprovação da PEC, além
dos direitos citados, estão garantidos:
o direito de proteção do salário, jornada diária de até oito horas; recebimento de horas extras; reconhecimento
de acordos e convenções coletivas;
proibição de diferenças salariais entre
pessoas que exerçam as mesmas
funções; proibição de distinção salarial
em razão de deficiência; a proibição
do trabalho noturno perigoso ou insalubre para empregados domésticos
menores de 18 anos e a proibição de
trabalho para pessoas com menos de
16 anos, salvo se estive na condição
de aprendiz.
A aplicação dessas mudanças
é imediata, porém o recolhimento
do Fundo de Garantia do Tempo de
Serviço (FGTS) e pagamento do
seguro-desemprego ainda dependem
de regulamentações específicas.
Trocando em miúdos, os empregados domésticos terão que cumprir
uma jornada diária de oito horas diárias, com intervalos contínuos para
almoço e descanso entre uma e duas
horas por dia; recolhimento obrigatório
do FGTS. Ressalta-se que o intervalo para almoço e descanso não é
computado nas oito horas de jornada
ordinária, ou seja, contar seis horas
de labor com oito horas de descanso
não é correto para se alcançar as oito
horas de labor por dia.
Tratando-se do cômputo da jornada
semanal, esclarece-se que as orientações legais resguardam a carga de 40
horas semanais, sendo distribuídas de
segunda à sexta com oito horas diárias
e aos sábados com quatro horas diárias. Tal método é chamado no meio
jurídico de “semana espanhola”. Isso
faz com que o empregado cumpra,
ordinariamente, uma jornada de 220
horas mensais.
Não é proibido aos empregados
fazerem horas extras, porém deve
ser feita com a determinação ou
concordância do empregador, sendo
expressamente proibido que essas
horas sejam mais do que duas horas
por dia. As horas extras terão acrésci-
mo de 50 por cento em dias normais
e de 100 por cento quando feitas em
domingos e/ou feriados.
Recomenda-se extrema cautela
aos empregadores ao combinar com
os empregados domésticos sobre
banco de horas, ou seja, diluir ou abater as 220 horas mensais dentro dos
dias trabalhados. Tal recomendação
é feita com base no artigo 7º, XIII, da
Constituição Federal, que exige que
tais compensações sejam avençadas
em acordo ou convenção coletiva de
trabalho, que são feitas pelos Sindicatos dos empregados e, apenas
no segundo caso, pelos Sindicatos
dos empregadores. Descumprir tais
ordens pode gerar penalidades ao
empregador.
Quanto à questão de controle de
jornada diária, essa é exigida apenas
dos empregadores que tenham mais
de dez empregados, sendo facultativo
aos demais. Em caso de disputa judicial, cabe ao reclamante (empregado),
nos termos do artigo 74, § 2, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)
e da súmula número 338 do Tribunal
Superior do Trabalho (TST), provar sua
jornada de trabalho. Mas é preferível
utilizar-se de toda cautela possível, até
mesmo porque a Justiça do Trabalho
coloca o empregado como parte extremamente frágil na disputa judicial.
Outro direito que passa a ser
garantido ao empregado doméstico
é o adicional noturno. Nas atividades
urbanas, que é o caso mais usual do
empregado doméstico, considera-se o
trabalho desenvolvido das 22h de um
dia às 5h do dia seguinte.
A hora normal tem a duração de
60 sessenta minutos, contudo a hora
noturna, por força do artigo 73 da CLT,
nas atividades urbanas, é computada
como sendo de 52 e 30 segundos. Ou
seja, cada hora noturna sofre a redução de sete minutos e 30 segundos, o
que equivale a 12,5 por cento sobre o
valor da hora diurna.
A hora noturna, nas atividades
urbanas, deve ser paga com um
acréscimo de, no mínimo, 20 por cento
sobre o valor da hora diurna, exceto
condições mais benéficas previstas
em acordo, convenção coletiva ou
sentença normativa.
Observando o que foi dito neste artigo, o direito da empregada doméstica
ter carteira assinada não é de agora,
sendo uma obrigatoriedade desde
tempos atrás, resguardada pelo artigo
29 da CLT.
Orientação complementar
Para se achar o valor da hora de
trabalho, divida o valor do salário por
220 (que é referente às horas trabalhadas durante o mês). Com isso,
multiplique o valor hora trabalhada
pela quantidade das horas laboradas
extraordinariamente. Se o acréscimo
for de 50 por cento, multiplique o valor
encontrado por 1,5; se o acréscimo
for de 100 por cento, multiplique o
valor encontrado por dois.
Por exemplo: a empregada doméstica B recebe um salário mínimo
por mês. Se ela fizer um total de 12
horas extras em determinado mês,
sendo oito horas durante a semana
e quatro em dias de domingo, deve
ser feito o seguinte cálculo:
R$678 / 220 = R$3,08 por hora
trabalhada
Horas extras de 50 por cento:
R$3,08 x 8 = 24,64 » 24,64 x 1,5 =
R$ 36,96
Horas extras de 100 por cento:
R$3,08 x 4 = 12,3 » 12,32 x 2 = R$
24,64
Assim, além do salário mensal, B
terá que receber R$61,60, que dará
um total de R$739,60.
Martiniano Gomes Ferreira Neto
reside em Uruaçu e, é advogado,
graduado em Direito pela Pontifícia
Universidade Católica de Goiás
(PUC-GO), especialista em Direito e
Processo Tributário pela PUC-GO e,
presidente da Comissão de Direito
do Trabalho e Direito Comercial da
Subseção de Uruaçu da Ordem dos
Advogados do Brasil (OAB-GO)
COMUNIDADES
8 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
Anápolis: PSD reúne a base
Divulgação
Vilmar Rocha (centro), na reunião das siglas: “Articular,
organizar e estruturar as forças políticas de Anápolis”
Da Redação
O Partido Social Democrático
(PSD), sob liderança do deputado
federal licenciado Vilmar Rocha,
realizou dia 23 de maio uma reunião
com todos as partidos da base aliada do governador Marconi Perillo
(PSDB) em Anápolis.
No almoço, participaram presidentes e representantes de 14 parti-
dos, além de 13 vereadores locais e
também o vice-prefeito de Itumbiara,
José Antônio (PSD). “O objetivo desta
reunião é articular, organizar e estruturar as forças políticas de Anápolis, que
estão um pouco dispersas, para que
elas possam apresentar e defender um
projeto para a cidade e para o Estado”,
explicou Vilmar Rocha, presidente
regional do PSD, acrescentando que
“uma cidade quando é politicamente
organizada, vai para a frente, se desen-
volve e cresce. Mas quando a cidade
é politicamente desorganizada, ocorre
o contrário.”
Durante o evento, Vilmar Rocha,
que atualmente é o chefe da Casa Civil
de Goiás, aproveitou também para
expor os projetos que o Governo de
Goiás está desenvolvendo em Anápolis, como o Aeroporto de cargas, o
Centro de Convenções, a reforma de
todas as escolas estaduais, a doação de
área para a construção do Parque da
Cidade e um convênio de R$8 milhões
firmado com a Prefeitura, através da
Casa Civil, para pavimentação de
bairros. “São diversos projetos e,
muitas vezes, as lideranças políticas
daqui não estão bem informadas e
engajadas neles. Então, apresentamos
o que estamos fazendo e abrimos espaço para discutir outros problemas
e buscar alternativas e soluções para
estas demandas”, esclareceu Vilmar
Rocha.
Um fato que chamou a atenção na
reunião foi a presença do vereador
Eni Rosa e do ex-vereador e atual
presidente do Sindicato Rural, José
Caixeta, ambos do PMDB. “Eles são
meus amigos pessoais e importantes
lideranças aqui da região”, afirmou
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
Vilmar Rocha. “Eu os convidei pessoalmente porque acredito que precisamos aprofundar esses debates sobre
Anápolis e a região, independente de
partidos. Esta foi uma reunião suprapartidária e fiquei muito feliz com a
presença deles”, completou.
‘Eleições/2014’
Sobre o processo sucessório de
2014, Vilmar Rocha afirmou que o
PSD espera repetir o sucesso que
obteve em 2012, quando elegeu 21
prefeitos, 23 vice-prefeitos e 262
vereadores em Goiás. “Foi um desempenho excelente e que nos consolidou
com a terceira maior força política de
Goiás, atrás apenas do PMDB e do
PSDB”, disse o presidente regional
da legenda.
Segundo ele, a expectativa do PSD
é de que, em 2014, eleja um senador
e pelo menos quatro deputados federais e seis estaduais. “Este número
de federais e estaduais é o que temos
atualmente e queremos repetir esses
números que consideramos bem expressivos”, concluiu Vilmar Rocha,
um dos mais experientes políticos do
País (Com Assessoria de Imprensa
do PSD, sob adaptações).
Faeg leva ‘Plano Estratégico’
ao Município de Goianésia
Gerência de Comunicação
do Sistema Faeg/Senar - Cleiber
Di Ribeiro (sob adaptações)
O presidente da Federação da
Agricultura e Pecuária de Goiás, José
Mário Schreiner, entregou o primeiro
Plano Estratégico Municipal de
Desenvolvimento ao prefeito de Goianésia, Jalles Fontoura (PSDB), dia 24
de maio, no auditório da Prefeitura da
cidade do Vale do São Patrício. Documento faz parte da terceira fase do programa Prefeito Aliado do Progresso,
desenvolvido entre a Faeg e Prefeitura, em parceria com o Sindicato Rural
de Goianésia e o Serviço de Apoio
às Micro e Pequenas Empresas em
Goiás (Sebrae Goiás). Seminário foi
realizado com presença de autoridades
municipais, produtores rurais e entidades locais. Houve apresentação de
palestras do superintendente da Faeg,
Claudinei Rigonatto, e do consultor
do Sebrae, Otacílio Pacheco Filho,
sobre o funcionamento do programa
e detalhamento de execução do Plano
Estratégico, respectivamente.
José Mário elogiou a capacidade
empreendedora de Jalles Fontoura
pelo pioneirismo na parceria com a
Faeg. “Parabéns por Goianésia ter
sido o primeiro Município a realizar
a parceria e receber o planejamento”,
disse. Para ele, existem vazios sociais
Fábio Henrique/Prefeitura de Goianésia
Presidente José
Mário (3º - esq.),
prefeito Jalles
Fontoura
(4º - esq.)
e outras
personalidades
exibem placa
alusiva ao
Plano Estratégico
Municipal de
Desenvolvimento
e muito a ser feito no meio rural, ao
comentar sobre a contribuição do
Plano Estratégico na gestão daquela
municipalidade.
O Prefeito Aliado do Progresso
executará ações eficientes de gestão
por meio da Secretaria Municipal de
Desenvolvimento Econômico e Social
ao setor rural visando o progresso de
Goianésia e a melhoria na capacidade de renda e na vida da população.
José Mário também explicou como
se divide as classes de renda dos
produtores rurais e como a migração
dos produtores entre as classes, por
meio de assistência técnica, poderia
gerar mais riqueza ao Valor Bruto da
Produção (VBP) estadual, garantindo
incremento de renda, consumo da
população local e maior arrecadação
municipal.
Jalles Fontoura comentou que a
iniciativa apresentada pela Faeg tem
contribuído muito para a realização
de outro plano, o Plurianual, realizado
pela gestão dele para os próximos
quatro anos de gestão pelo fato de
apresentar um diagnóstico completo
do Município com dados oficiais
do Instituto Brasileiro de Geografia
e Estatística (IBGE). “Entender
corretamente os problemas é muito
importante. E é isto que o esse plano
do Prefeito Aliado do Progresso nos
apresenta.” Para o chefe do Poder
Executivo, Goianésia é uma cidade
de forte inserção na produção agropecuária e a parceria com a Faeg
veio reforçar esse momento de planejamento da Prefeitura. “Estamos
no momento de planejar o Município
para depois executarmos as ações de
forma correta”, ressaltou.
O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Social, João
Pedro Braollos, agradeceu a equipe
de funcionários da Secretaria por não
medir esforços para colocar as ações
do programa em prática. Segundo ele
“o programa vai atender bem toda a
população de Goianésia.”
VENDE-SE UMA MOTO (Uruaçu)
Honda/CG 125 FAN ES vermelha 2010/2011 seminova. Dona
única. Documentação em dia. (62) 8463-7622, 9657-1441.
Prefeitura de Hidrolina homenageia mães
Márcia Cristina
Evento concorrido da noite de 8
de maio foi promovido pela Prefeitura
de Hidrolina evidenciando o Dia das
Mães.
Em dedicação do prefeito Zazá
Eloi (PMDB), da primeira-dama Albeny Vaz e de servidores, o acontecimento social se tornou grande atrativo,
deixando contentes os participantes,
convidados de diferentes maneiras,
todas legais e transparentes, inclusive
através de publicidade volante. Participantes, que lotaram o salão social do
Centro Paroquial da cidade do Vale do
São Patrício de Goiás.
Como parte da homenagem prestada pela Prefeitura, alunos de unidades
de ensino fizeram apresentações,
transmitindo mensagens temáticas
com graça e harmonia.
nas noites para cobrir do frio, uma
emocionante demonstração de amor”,
comentou, com aplausos.
Tanto o prefeito, a primeira-dama,
da mesma forma o funcionalismo
envolvido com a festa, registram
agradecimentos e fazem questão de
tornar público uma vez mais que tudo
foi planejado e desenvolvido com
carinho. Deixam ainda a observação
de que nunca é demais render homenagens para com as genitoras, pessoas
que normalmente estão com as mãos
e os braços estendidos para acolher os
filhos de todas as idades.
Zazá Eloi esclarece e adianta que
o evento será realizado anualmente e
acima de tudo é uma justa homenagem
Prefeito Zazá Eloi, com a esposa/primeira-dama Albeny
Promovida na sede do Centro Paroquial, homenagem
Vaz e, a mãe Dona Lázara, durante o evento em Hidrolina às matriarcas de Hidrolina, “cidade
reuniu centenas de convidados de todas classes socias
onde conhecemos muitas mães,
Eloi se mostrou ainda mais emociona- Dona Lázara, afirmou ser eternamente “cuidou tão bem” do hoje filho gestor pessoas de honra”, finaliza (Com
Proteção
Respeito e emoção grandes, Zazá do quando abraçado com a mãe dele, grato a mesma, que ao longo dos anos municipal. “Ela sempre acordava informações de Agnes Reis).
Fotos: grupo Agnes Reis Fotografia
‘Trânsito organizado gera riqueza’
O conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO)
e gerente de recuperação de receitas
do Departamento Estadual de Trânsito
de Goiás (Detran-GO), Renato de
Sousa Faria, fez um alerta aos prefeitos e secretários municipais reunidos
no auditório do Sest/Senat (Goiânia)
para participar do 1º Seminário Goiano de Municipalização do Trânsito,
promovido 21 de maio pelo Governo
de Goiás: “Trânsito organizado gera
riqueza. Trânsito organizado se traduz
em lucro para o Município”, afirmou
ele, um dos três palestrantes, que
também expôs: “Não só por causa das
multas, mas também pelos benefícios
que o ordenamento correto do tráfego
traz para o comércio. Calçadas bem
sinalizadas e regras claras para estacionamento fazem parte da receita de
prosperidade do setor produtivo”
Palestraram ainda os convidados
desde 1997, mas apenas 34 cidades
goianas se adequaram à normativa do
Código Brasileiro de Trânsito (CBT).
A omissão das Prefeituras, na opinião
do tecnólogo, é uma das razões que
justificam o fato de o Brasil ter um dos
maiores índices de mortes em acidentes em vias urbanas do mundo.
O secretário estadual das Cidades
e anfitrião do evento, João Balestra,
seguiu a mesma linha do representante
da OAB e disse que as Prefeituras
precisam buscar a cooperação com o
Estado e governo federal de “forma
verdadeira”, porque, segundo ele, o
trabalho coordenado vai resultar em
mais cidadania e dignidade para famílias goianas (Comunicação Setorial/
Secretaria de Estado das Cidades
- Alexandre Bittencourt e Mara
Rúbia Rodrigues e, com informaBalestra: ‘Forma verdadeira’
Ângelis alertou existir lei federal ções da Gerencia de Comunicação/
que regulamenta a municipalização Detran, sob adaptações).
João Norberto de Ângelis, tecnólogo
em transporte, conselheiro do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran): e,
Aridney Barcellos, coordenador-geral
de Planejamento do Departamento
Nacional de Trânsito (Denatran).
O conselheiro apontou a formação
de Consórcios Intermunicipais, tema
focado na edição da quinzena inicial
de maio do JC, como saída viável
para pequenas cidades, interessadas
em gastar pouco na área. Lembrou
também que, por meio de Consórcio,
conseguem captar recursos federais
com mais facilidade para sinalização e
campanhas educativas - via Denatran.
“Os prefeitos têm que cooperar de
forma decisiva, com idealismo, não
só para cumprir obrigações.”
CULTURA & EDUCAÇÃO
9 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013
CULTURA & EDUCAÇÃO
Uruaçu: abastecimento de
água debatido em audiência
Jota Marcelo
manancial.
de 2012 atingimos o pico dessa crise,
com a população ficando apavorada,
passando por sérias dificuldades, faltando água demais, água chegando de
maneira inadequada para as pessoas.
Enfim, precisamos resolver isso de
uma vez por toda, lembrando que a
cidade não para de crescer.”
Atendendo a reportagem, Idelmar
Pedreiro expressou: “A iniciativa
veio em boa hora!”. E, pontuou que
o “grave problema” da falta de água
ano passado foi sério, atingindo praticamente toda a cidade. O vereador
registra, da mesma forma: “Será que
vamos ter de passar por isso outras
vezes?”. Afirmando esperar que os
usuários “passem a contar com água
de maneira permanente”, disse ainda
torcer para que “essa mesma água
sempre seja de boa qualidade.”
Comissão de Meio Ambiente
Entre outros fatores, diz Jairo
Balbino, será a oportunidade de os
segmentos da sociedade se manifestarem, opinarem e sugerirem. “Por
isso, é importante a presença de todos,
lotando o nosso auditório”, comenta.
No Legislativo de Uruaçu, assim
está composta a Comissão de Direitos
Humanos, Defesa do Consumidor,
Meio Ambiente e Minorias - responsável direta por tratativas do assunto
água (meio ambiente): presidente:
vereador Zorão (PT); 1º membro: Tavares Amigo10 (PSD); e, 2º membro:
Idelmar Pedreiro (PSDB).
Na opinião de Zorão, a audiência
pública tem tudo para acolher grande
e qualificado número de participantes.
“Inclusive nós convidamos o presidente da Saneago, Zé Gomes da Rocha
e, esperamos que ele compareça. Se
não for possível, que envie o assessor
imediato dele e técnicos, para que a
empresa ‘veja’ mais proximamente
os problemas que tivemos no final
de 2012 e no início de 2013, e, outros problemas existentes”, disse na
entrevista.
Na visão de Tavares Amigo10, é
plausível os fatos de o fornecimento
de água e outros assuntos serem
discutidos durante audiência pública.
“Estarei na audiência, com certeza”,
adianta. Para o edil, o sistema de
abastecimento de água de Uruaçu
realmente carece de novos investimentos e alerta: “Há muitos meses
estamos assistindo a comunidade
enfrentar o sério problema da falta de
água, sendo que no segundo semestre
Saneago
Em dados da empresa, a água
utilizada em Uruaçu é captada pela
Saneago no rio Passa Três (manancial de superfície). Antes de chegar
aos pontos consumidores é tratada,
passando por rigoroso processo de
controle de qualidade. Portal da Saneago: ‘São realizadas diversas análises
físico-químicas e bacteriológicas
durante todo o seu percurso. Depois
do tratamento, a água vai para os
reservatórios, localizados em pontos
estratégicos da cidade. A distribuição
é feita por adutoras e redes que levam
a água potável para o consumo. Ela
chega nas casas através do sistema de
ligação domiciliar e fica armazenada
em caixas d’água, que devem ser lavadas a cada seis meses. O consumo é
medido pelo hidrômetro individual.’.
Empresa de economia mista do
Governo de Goiás, a Saneago tem
as seguintes atribuições: promover o
saneamento básico em Goiás, cumprindo-lhe especificamente elaborar
projetos, realizar estudos e praticar
a exploração dos serviços de água e
esgotos sanitários; os encargos relativos ao controle da poluição ambiental;
promover a execução de novas obras;
ampliar as instalações de sistemas de
esgotos sanitários já existentes; e, fixar
tarifas e contribuições para os seus
serviços, reajustando-as, sempre que
necessário, de modo a atender à amortização dos investimentos, encargos de
manutenção e operação, bem como da
natural e imperiosa necessidade de
expansão dos sistemas (com Ascom
Câmara).
Márcia Cristina
Câmara Municipal de Uruaçu
promove audiência pública para
discussão de questões relacionadas
ao fornecimento de água tratada na
cidade. Para o presidente Jairo Balbino (PT), que convida a todos para
participar, iniciativa representa,
entre outros fatores, oportunidade
para manifestações e sugestões.
Por que esta reportagem ganha veiculação nesta página? Devido a causa
central representar comportamentos
de cunhos cultural e educacional...
Também... Onde defender o meio ambiente é fator salutar. O acontecimento
visa discutir questões referentes ao
fornecimento de água tratada dentro
da cidade do Norte goiano, mais
outros procedimentos em termos de
melhor estrutura do setor.
Segundo o vereador, trata-se de
iniciativa conjunta com a Saneamento
de Goiás S/A (Saneago). Juntamente
com os demais 12 parlamentares, ele
convida membros de toda a comunidade e representantes da área de centros
distintos.
Em convite formulado pela Casa
de Leis, foram especialmente convidados para ajudar nos debates
nomes pertencentes ao Poder Legislativo; à Saneago (servidores com
atuação na cidade e na sede [capital
Goiânia-GO]); Prefeitura de Uruaçu;
Ministério Público (MP); Poder Judiciário; Delegacia de Polícia Civil; 14º
Batalhão de Polícia Militar do Estado
de Goiás (14º BPM); Corpo de Bom-
Jairo Balbino: “É importante a presença de todos”
beiros Militar; Associação Comercial;
Subseção de Uruaçu da Ordem dos
Advogados do Brasil (OAB-GO);
igrejas em geral.
As questões pautadas para o debate, agendado para 5 de junho, 14h, no
plenário Antônio de Freitas Carvalho
(sede da Câmara), são: comprometimento no fornecimento de água
em Uruaçu devido a diminuição de
volume do precioso bem no lago Serra
da Mesa. Redução da quantidade de
água produzida para a população.
Qualidade e capacidade de operação
de tratamento. Perfuração de poços
artesianos profundos (mananciais
subterrâneos) para reforçar o atendimento à população. Projeto para
construção de estação de tratamento
de água convencional, com o intuito
de impedir acúmulos de sujeiras no
MURO CULTURAL
‘Recorte de jornal’
[João Felipe de Souza]
Reprodução/jornal O Popular
João Felipe de Souza, criança moradora de Uruaçu e que completará quatro anos em julho, é parente de diretores do Jornal Cidade.
Dia desses recortou esta imagem de Caderno infantil de um periódico
de Goiânia e pediu para colocar no jornal. Pedido feito, pedido atendido. Se envolver com veículos de comunicação é arte, é cultura
A Cidade
Marina Lima (interpretação)
A cidade não para
A cidade só cresce
O de cima sobe
E o de baixo desce
Marina Lima, nascida no Rio de Janeiro-RJ, mora em São PauloSP e, é cantora e compositora. Trata-se de uma das menores canções
brasileiras, com 55 segundos de duração, parte integrante do disco
Abrigo, de 1995. É um trecho da canção de mesmo nome, autoria
de Chico Science (1966-1997), que possui oito estrofes e constante
no disco Da Lama ao Caos, de 1994. Em breve, o quadro publicará
a letra de A Cidade, via obra completa de Chico Science
VOCÊ PODE AJUDAR,
FAZENDO A SUA PARTE.
COLABORE, POIS É PRECISO
COMBATER ESSE MAL.
CUIDADO COM A DENGUE
Como evitar a dengue?
Eliminando o mosquito, o
que é possível acabando
com os criadouros,
aqueles espaços de
nascimento,
desenvolvimento das
larvas. Zelar com atenção
nas residências ou nos
locais de trabalho é
fundamental. AJUDE.
AÇÕES SIMPLES
EVITAM ESSE GRAVE
PROBLEMA QUE MATA.
Toda ATENÇÃO diante do CASO!
Administração 2013-2016
Composto por nove vereadores, o
PODER LEGISLATIVO de Alto
Horizonte atua coletivamente em
favor da normalidade do
Município, com o propósito de
cumprir normas vigentes. Todo
cidadão pode participar das
Sessões (primeiros cinco dias úteis
de cada mês), conferir o trabalho
das Comissões e registrar
sugestões aos parlamentares.
CÂMARA MUNICIPAL
de Alto Horizonte (GO)
Legislatura 2013-2016 / Ano 2013
10 - Jornal Cidade (PÁGINA POSTADA EM WWW.JOTACIDADE.COM)
INFORMES
Uruaçu, segunda quinzena de maio de 2013

Documentos relacionados

Jornal Cidade 1149.p65

Jornal Cidade 1149.p65 Revistas do Estado de Goiás Esporte - Motta Filho/9991-0870 (Assejor) Cultura - Antônio Eckert/9954-8449 Circulação/Assinantes Social - Márcia Cristina/8425-2052 Parte de Goiás (Goiânia e interior)...

Leia mais

Pedido é protocolado no MEC e Alto Horizonte

Pedido é protocolado no MEC e Alto Horizonte derrotou a de Madri (Espanha) e a de Istambul (Turquia).

Leia mais

Para Solange Bertulino, Uruaçu estava carente de

Para Solange Bertulino, Uruaçu estava carente de Registro Profissional GO01589JP/DRT-GO

Leia mais

Artigo - Jornal Cidade

Artigo - Jornal Cidade Em dezembro, a Editoria-chefe do JC manteve contato com a Vale, comumente chamada de Vale do Rio Doce e, cinco foram os tópicos explorados (-Consta nos planos da Vale investir em algum projeto

Leia mais