CLASSIFICADOS

Сomentários

Transcrição

CLASSIFICADOS
Escola de Educação Comunitária • Av. Engenheiro Richard, 116 - Grajaú - (21) 2577-4546 • DISTRIBUIÇÃO GRATUITA
Primeira publicação: 29 de Maio de 1995
Exemplar n° 72
Abril 2013
CLASSIFICADOS
Aí, mãe, te amo mais que a Lucy, o
RK, o Nash Ian, Jamie, Pretty Little
Liars, sério! Mãe, você tem ideia do
que significa eu te amar mais do que
tudo isso? Não Ivo sem você! Beijão!
Giulia Furtado – T. 91
Em ti sei que posso confiar, amar,
me entregar, sorrir… Posso pedir
socorro, pedir sua ajuda sem ter de
retribuir. Ah… saudade de brincar, mas
nunca de brigar! Te amo demais!
Maria Clara – T. 91
Tudo que conquistei, tenho de
agradecer a você. Agradeço por ter me
dado força, por me deixar desistir. Sinto
falta do nosso tempo juntas, de quando
você me abraçava e eu sentia como se
tudo estivesse bem.
Giovanna – T.91
Mãe, que saudade de nós juntas…
acordar e dormir com você! Saudade,
mãe, de sentar no chão, deitada no
seu colo, ouvindo nossa canção!
Karla - T.91
Mãe, te agradeço por sempre me
entender e por me ajudar a crescer.
Quero me desculpar por te irritar e por
inúmeras vezes te magoar.
Sou eternamente grata por sempre me
apoiar, sempre me abraçar quando
estou a chorar.
Lara - T.91
Mãe amada, parece até uma fada…
Está sempre ajudando e eu continuo te
amando! Você tem muitas qualidades,
também já fez caridades. Eu e Lia
somos suas fãs, Feliz Dia das Mães!
Letícia Martins – T. 52
Não jogue este impresso em vias públicas
O amor que um filho tem pela sua mãe
é maior que o universo, mas seu amor
é ainda maior! Sua vida é cuidar do filho
com amor, dedicação, força e carinho.
Cada segundo com você é especial!
Seu amor é como os raios do sol.
Gustavo - T.52
Mãe só tem uma e o amor de uma mãe
é infinito! Eu não viveria sem o seu
amor, mas por você eu sobreviveria sem
comer! Escreveria um texto de mil
linhas! Atravessaria a galáxia inteira
para dizer que te amo!
Mãe, você é muito especial. Gosto de Henrique - T.52
você do jeitinho que você é: muito Mãe, amo você da pontinha do pé até
carinhosa, risonha, alegre, brincalhona.
Você estava lá todas as noites que a ponta do nariz! Eu quero te abraçar
precisei, por isso quero dizer o quanto te para sempre! No dia das mães vou
comemorar por todas as mães,
amo e OBRIGADO, mãe!
principalmente por você!
Vitor Brigante – T. 52
Luisa Costa - T.42
Não existe mãe mais meiga,
carinhosa e cheirosa do que você, que
é tão linda! No seu dia você não é só
especial, mas sim SUPER ESPECIAL!
Felipe – T. 42
MÃE
A mãe que ama você toda hora!
Que sente saudade quando você está fora
A mãe que te abraça quando você vê TV
Que quando ela pode, beija e ama você
Que te salva quando está em perigo,
Sua melhor amiga!
Essa mãe é você, essa mãe é você!
Ela cuida, ajuda e nunca nos deixa
quando precisamos.
Seu radar sempre está alerta e nunca
falha. Ela é especial para todos nós,
nossa mãe! Te amo, mãe e
FELIZ DIA DAS MÃES!
Rani – T. 61
Todo dia é Dia das Mães e você
merece presentes e muito carinho!
Você vale mais do que mil diamantes,
mesmo que algumas pessoas não
achem isso! Você me dá presentes,
seria justa eu te dar também, mas como
não tenho dinheiro, posso fazer cartas e
desenhos! FELIZ DIA DAS MÃES!
Guilherme Bretas - T.52
Por Dentro da Sala de Aula Página 7
Veja com nossos alunos dicas
de como passar por cima da
ansiedade em Por Dentro da
Sala de Aula.
Mãe, estou há quase dois anos sem te
dar um presente de Dia das Mães, mas
eu te amo, tá?! Você é top, não sei como
ainda não é capa de revista…
Parabéns pelo teu dia e prometo que
esse ano vou te dar um presente além do
beijo e do abraço!
Giulia Oliva – T. 91
Mãe, você é tão especial que não
consigo te definir, assim como não
consigo definir meu amor por você!
Sempre me dá carinho, amor, sempre
teve paciência. Te amo mais do que tudo
nessa galáxia! Não posso mais
escrever, porque demoraria todo o
tempo do mundo!
Pablo - T.52
Mamãe, você é a dona do meu coração!
Às vezes eu te chateio, te deixo com raiva,
mas te amo! Sem você fico perdido, com
você tudo sempre tem solução!
Vitor Faria - T.42
Mãe, você é especial para mim. Sei
que todo carinho que você me dá vem
do
fundo do seu coração! Sinto saudade
Pedro Carvalho - T:52
quando você está fora, viajando ou
trabalhando! Feliz Dia das Mães!
Mãe, obrigado por todo seu amor e
Flora - T.42
carinho! Você é melhor presente de
Natal, aniversário ou de Dia das
Mãe, nenhuma medida de tempo com
Crianças! Te amo, mãe!
você será suficiente! Obrigada por ser
João Victor - T.61
minha amiga, obrigada por sempre estar
Mãe, você é minha melhor amiga, em
ao meu lado, por sempre me consolar e
todas as horas! Você é a mãe mais
me fazer rir! Obrigada por tudo que você
querida, tem amor à natureza, nunca
já sofreu para me ver feliz!
matou uma formiga… Quero te pedir
Anna Karolyna – T. 91
para nunca me deixar, porque você é
meu bem maior!
Alice - T.52
Mãe é proteção, amor, um ser humano
sem igual! Cada mãe tem seu jeito, a
minha é amorosa, estilosa, bonita e
sensacional. Minha mãe é uma rosa
sem os espinhos!
Letícia Macedo - T.52
Falando em TV Página 5
Televisão: Mocinha ou Vilã?
Confira esse pequeno debate na
coluna Falando em TV.
A Escola ECO deseja
um feliz dia das mães!
escola
Soltando o Verbo Página 8
Qual será o futuro das espécies
quanto ao meio ambiente?
Reflita sobre este assunto na
coluna Soltando o Verbo.
2
www.eco.g12.br
O Livro Tem Que Ser Mais Bom Que Mau
A escola, a família, a mídia, a igreja, o museu educam sem os
mesmos processos e com objetivos diferentes.
No meu passado, os estudantes queimavam seus livros no
final do ano. Era ódio com significado entendido. Nem pensavam
que a celulose poderia escassear. Era a ignorância.
Num passado lembrado, copiar fórmulas, lições e poemas,
dez, vinte vezes, era castigo frequente.
“Fala pouco e bem, ter-te-ão por alguém!” – Quem é esse
TER-TE-ÃO? A frase no final da cartilha mostrava a distância
entre o livro e a criança.
E o “Primo Basílio” de Eça de Queirós? Não é imoral.
É arte. É amoral. O realismo e o naturalismo despem a família
burguesa urbana do século XIX; dão luz ao sexo e ao
homossexualismo. Tanto aqui como em Portugal (berço do Eça) a
leitura para os jovens era indecorosa, contrária à conduta vigente
da sociedade naquela época.
Quem leu “Memórias Póstumas de Brás Cubas” ou amou
“Grande Sertão: Veredas” coloca num pedestal Machado e Rosa. E
também há os apaixonados por Drummond, Clarice, Pessoa e
outros que valem a pena.
Qualquer leitura é válida, desde que lhe dê prazer. O livro
tem que ser mais bom que mau.
E o jovem do infomundo, que lê?
A existência humana impõe a concretização de nossas
realizações respeitando ciclos: o ciclo da vida, o ciclo que
envolve causa e consequências e o ciclo do tempo. Esse
último, cada vez mais breve, nos traz novamente ao início,
e junto com ele, inevitavelmente, as reflexões pertinentes
ao recomeço.
(Re) Começar de novo é sempre preciso, é inerente a
nossa vida e precisamos fazê-lo nosso aliado. Dar uma
guinada em nossos planos e ideais, aperfeiçoar objetivos,
alcançá-los de maneira plena – tudo isso faz parte da nossa
expectativa.
O início sempre nos motiva a arrumar a casa, esvaziar
armários, dar nova cor a uma velha parede… Tragamos toda
essa vontade para o nosso interior: pintemos nossas velhas
paredes, já desbotadas pelo tempo, esvaziemos nossos
armários, repletos de itens obsoletos e sem utilidade,
joguemos fora aquilo que não nos é útil, mas que insistimos
em mantê-los em algum lugar de nós.
Em 2013, a PAPELETA apresenta novos e velhos
colaboradores, sempre dispostos a contribuir com o
conhecimento e com arte da palavra. Aproveitemos toda
essa vontade de brincar e jogar com as letras, embora o
momento da criação seja, algumas vezes, quase uma luta,
diante dos afazeres, do tempo escasso e da busca pela
palavra perfeita: transpiração.
Planos, suor e metas sempre cabem em nossas linhas e
em nosso pensamento, entretanto o segredo está na forma
como podemos conduzi-los.
Abril 2013
Outono
Como despertá-lo para uma leitura reflexiva e analítica?
Não sabemos.
O incentivo à leitura de ficção representa a luta contra o
desinteresse crescente. Poucos leem, mas muitos assistem aos
cultuados programas de tevê, mais e mais empobrecidos, porque
não exigem esforço; quando muito, um clique, um telefonema,
uma mensagem, e assim, não percebemos o pensamento dos
semelhantes. Não vemos, não ouvimos, não sentimos, não
dialogamos, não contrapomos.
Ao apresentar um título, o professor fala sobre o autor e a
obra. E, com brilho nos olhos (verdadeiro ou artístico) apresenta
as orelhas, o prólogo, o comentário, o prefácio e excertos do título.
Mas é preciso mais. É necessário discutir o que os pais não
querem ou proíbem que seus filhos leiam, porque há a
metamorfose dos dias.
Há outras incongruências: a violência e o sexo, os assuntos
mais recorrentes na internet, são transgressões com salvoconduto, porque vivem na casa, no quarto, na escuridão, no
anonimato. Também o tablet, marketing nas escolas, apresentase como oposição temporal, porque ele mesmo, atual, é o
facilitador da ortodoxia dos vestibulares que continuam fazendo
as regras do fim para o princípio.
Os nossos filhos veem coisas que não conseguimos
vislumbrar. Se pedirmos seus olhos emprestados veremos as
mesmas coisas com novo entendimento, nunca dantes
navegados. No entanto, só eles são capazes de ver sem fronteiras o
sagrado e o profano, com a naturalidade do século XXI, com a
placidez do beija-flor extasiado com a escova de macaco*.
* (Trepadeira exótica e tropical que encanta a todos com sua
floração exuberante.)
Professor Abelardo Soares
Metas e planos sempre cabem na PAPELETA, espaço
físico e concreto, onde podemos dar som e amplificar a nossa
voz.
Nos textos a seguir essas vozes, pensamentos e ideais se
fazem presentes, fortes e marcantes, mostrando que o jovem
ainda nos enche de esperança em um mundo tão
desacreditado de nós mesmos.
Neste ano, nossas expectativas serão renovadas com a
inspiração da poesia de Marina Colasanti, nossa
homenageada do XXVIII Concurso de Literatura Maria
Helena Xavier Fernandes:
“Preciso que um barco atravesse o mar
lá longe
para sair dessa cadeira
para esquecer esse computador…”
Quantas vezes, todos nós, nos sentimos dessa forma?
Precisando de um barco que nos leve para longe, longe de
nós mesmos, onde talvez, nos encontremos de verdade.
Com Marina Colasanti, esse barco é a literatura. Em seus
textos, conseguimos nos afastar de nós mesmos, ver no
outro e em suas personagens o reflexo necessário para
captarmos a nossa essência. Deixe-se levar pelo barco
Colasanti.
Os textos de Marina têm a transparência da nossa
existência. Falando de amor, de misérias, de fadas,
unicórnios ou meninos de rua nossa homenageada abre um
mundo repleto de olhares e horizontes. Mergulhe neles.
Desfrute-os. Inspire-se.
Façam ótimas leituras!
Até a próxima!
Professora Ana Carolina
Abril 2013
3
Outono
www.eco.g12.br
Feliz Dia das Mães!
O Dia das Mães é comemorado, aqui no Brasil, no segundo
domingo de maio.
Adaptações: as melhores e as piores
Cinema e Literatura, duas artes tão apreciadas, vêm
construindo uma relação de amor e ódio. Algumas adaptações de
livros para os cinemas deixam um gostinho de “quero mais” no
leitor/ espectador. Já outras parecem uma versão catastrófica de
uma obra já existente.
Entre as melhores, certamente “Jogos Vorazes” está no topo
da lista. O que mais impressiona, sem dúvida, é a tecnologia
avançada e as imagens da cidade de Panem.
Quem leu o livro sabe que a personagem principal sempre
comenta sobre o comportamento bizarro das pessoas da capital
como nos trechos: “Por que essa gente fala com uma voz tão
aguda?”, “Por que suas bocas quase não se abrem quando eles
falam?”, “Por que o fim das sentenças sempre tem um tom
acentuado, como se estivessem fazendo uma pergunta?” e
“Octavia, uma mulher roliça cujo todo corpo foi tingido de uma
tonalidade esverdeada”. O diretor Gary Ross conseguiu transmitir
com toda a qualidade essas ideias para a telona.
Outra adaptação que recebeu inúmeros prêmios e milhares
de fãs foi “Harry Potter”. O elenco era ótimo, não economizaram
em efeitos especiais e figurino. Outro fator importante foi o fato
dos atores terem acompanhado bem a idade de suas personagens.
Apesar de muitas críticas, o best-seller “Crepúsculo” foi
também ganhador de diversos prêmios e conquistou uma legião
de fãs em todo o mundo.
Entre as piores está o filme “Percy Jackson e o ladrão de raios”.
O filme não deixou a desejar no quesito efeitos especiais, o que
agrada a muitas pessoas que não tenham lido o livro. Entretanto,
quanto ao roteiro e personagens houve muitas falhas como a
morte de Luke, o fato de Annabeth ser morena e o trio (Percy
Jackson, Annabeth e Grover) ter enfrentado criaturas que
apareceriam apenas nas sequências da saga. Parte do sucesso do
filme se deve ao ator principal, Logan Lerman, que conquistou o
coração de inúmeras garotas. Eis mais uma falha, na obra original
a personagem tinha treze e não dezesseis anos, como no filme.
“Avalon High” foi adaptado pela Disney. Infelizmente foi
outro Best-seller completamente alterado, prejudicando o filme e
impossibilitando uma continuação.
De qualquer forma parabéns aos autores dessas incríveis
sagas que conquistaram milhões de fãs pelo mundo
independente da qualidade das adaptações para as telas.
Para quem não assistiu a algum desses filmes ou ainda não
leu os livros, fica a dica: aproveitem e confiram essas e outras
adaptações, você pode se surpreender.
Yasmin Bonaparte – Pré I
A data surgiu em virtude do sofrimento de uma americana que,
após perder a mãe, passou por um processo depressivo. As amigas
mais próximas de Anna Jarvis, para livrá-la de tal sofrimento, fizeram
uma homenagem para sua mãe, que havia trabalhado na guerra civil
do país. A festa fez tanto sucesso que em 1914, o presidente Thomas
Woodrow Wilson oficializou a data, e a comemoração se difundiu
pelo mundo afora.
As mães são homenageadas desde os tempos mais antigos. Os
povos gregos faziam uma comemoração à mãe dos deuses, Reia. Na
Idade Média os trabalhadores que moravam longe de suas famílias
ganhavam um dia para visitar suas mães, que os ingleses chamavam
de “mothering day”.
Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode
ser aquela que cria um ente querido como se fosse sua geradora,
dando-lhe carinho e proteção.
As mães merecem respeito e muito amor de seus filhos, pois
fazem tudo para agradá-los, partilham seus sofrimentos e querem
que estes estejam sempre bem.
Com o passar dos anos, o DIA DAS MÃES aqueceu o comércio
de todo o mundo, pois todos compram presentes para agradá-las e
para agradecer toda forma de carinho e dedicação que recebem ao
longo da vida.
Em outras localidades do mundo, a comemoração é feita em
dias diferentes. Na Noruega é comemorada no segundo domingo de
fevereiro; na África do Sul e Portugal, no primeiro domingo de maio;
na Suécia, no quarto domingo de maio; no México é uma data fixa,
dia 10 de maio. Na Tailândia, no dia 12 de agosto, em comemoração
ao aniversário da rainha Mom Rajawongse Sirikit. Em Israel não
existe um dia próprio para as mães, mas sim um dia para a família.
No Brasil, assim como nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália,
a data é comemorada no segundo domingo de maio. Aqui, a data foi
instituída pela Associação Cristã de Moços, em maio de 1918, sendo
oficializada pelo presidente Getúlio Vargas, no ano de 1932.
Prof. Giselle
A MENINA ARCO-ÍRIS
Virgínia caiu na xícara de leite.
Debruçou-se demais, e agora lá está no fundo
branco, tudo branco ao redor.
Nenhum caminho visível,
cidade nenhuma. Talvez montanhas,
ou nuvens.
E um silêncio parado, de algodão. […]
O pastor nunca tinha visto uma menina como Virgínia.
Saia azul, blusa verde, cabelos louros, olhos, laços,
casaco, tudo colorido.
Era a primeira menina arco-íris que alegrava sua vida.
Estendeu a mãe devagar, pegou a mão de Virgínia,
cheirou, lambeu de leve procurando sabor e
reconhecimento. […]
“Coisa tão linda!” pensou o pastor
vendo o azul da saia de Virgínia.
E encantado pediu um pedaço
daquela cor, que no ar ondeou
como estandarte. […]
O leite desceu apagando as cores, subiu inundando
tudo, levando Virgínia, transbordando o mundo branco
para fora da xícara.
Agora lá está Virgínia de volta à cadeira, de volta à
manhã e à mesa do café.
O colo todo molhado, como convencer a mãe de que
não foi ela que entornou o leite?
Jennifer Lawrence como Katniss Everdeen (Jogos Vorazes - 2012)
COLASANTI, Marina. A menina arco-íris. 5 ed. São Paulo:
Global, 2007
4
www.eco.g12.br
Estamos sempre antenadas em tudo o que acontece no
mundo da moda, por isso estamos mais uma vez cheias de
dicas imperdíveis para você dar um up grade no seu
guarda-roupa com a estação que se aproxima.
Em março começou o outono, e agora, o que usar?
Fique ligada, a seguir vão as dicas de tendências da estação
para você arrasar!
O clássico CONJUNTINHO CALÇA + BLAZER
continua fazendo sucesso.
Roupa de alfaiataria bem
cortada, roubada do
armário masculino (e que
nunca mais devolvemos
kk), são elegantes e podem
ser usadas em conjunto.
A novidade está nos
tecidos: estampas floridas,
risca de giz, etc.
O brilho fez a cabeça do
mulheril e o ESTILO
METALIZADO continua
em alta. As cores dourada,
prateada e bronze surgiram
tímidas com as coleções de
verão e agora prometem
ser a “cara” da moda no
outono/inverno 2013.
Prepare seu guardaroupa! Antes, os tons
metálicos eram usados para incrementar as produções da
balada. Hoje, é possível ousar em looks mais casuais,
garantindo o glamour que toda mulher deseja a qualquer
hora do dia.
Você já conhece a novidade que está conquistando
cada vez mais espaço no armário das famosas? É o ESTILO
PEPLUM. Com essa nova tendência algumas peças
ganham uma aplicação de volume extra, em forma de
babado, na região entre o quadril e a cintura. A novidade
pode trazer movimento, mas normalmente é
representada por algo mais estático e estruturado,
podendo aparecer em vestidos, saias ou blusas.
O estilo Peplum é uma tendência que define a silhueta
feminina e, por isso, relembra a cintura fininha, tão
valorizada antigamente. Faz parte de um estilo retro,
normalmente associado a algo mais romântico, porém
também pode ajudar a compor um visual sensual e
autêntico. Veja alguns “modelitos”, que graça!
Homenaje a las Madres, de Mafalda y su Pandilla
Abril 2013
Outono
A moda sempre aparece com algo que já foi visto e
usado antes. Agora é a vez do CROPPED TOP, que pelo
que parece vai continuar em alta por bastante tempo.
O Cropped Top é um estilo composto por uma mini Tshirt, top, regata ou qualquer parte de cima, curta,
revelando parte da barriguinha. Sempre vimos muitas
meninas de barriga de fora no verão, mas agora, com
mangas longas, o look pode ser usado também no
inverno.
O segredo para acertar no visual é combinar a blusa
com uma peça – calça ou saia – de cintura alta, deixando
só um pedacinho da barriga de fora, dando um tom mais
elegante à composição.
Se você não estiver com a “malhação” em dia e sua
barriguinha não for nenhum
exemplo de boa forma, use o
cropped top a seu favor, com a
blusa um pouco mais larga e
abuse das sobreposições com
um vestido por baixo, por
exemplo.
A TRANSPARÊNCIA
continua com força total na
próxima estação. Combinálas de maneira inteligente,
durante o dia ou noite,
deixam longe o risco de você
se tornar vulgar na balada ou
em um evento entre amigos
ou familiares.
O ESTILO MILITAR volta
com tudo neste outono e está
pronto para ocupar o seu
armário! Peças com a cintura
marcada e ombros estruturados
serão indispensáveis. Se você
ainda tem peças de coleções
passadas, aproveite para deixálas prontas para o combate!
Para encerrar nossa conversa com chave de ouro aí vai a
promessa da estação, o ESTILO SPIKE E TACHAS. Aposte
nas roupas e acessórios com tachas. Os spikes têm sido
um item muito requisitado nas últimas estações. Isso
porque as tachinhas pontiagudas em formato de
pirâmide, além de combinarem com vários estilos, saíram
das tradicionais bijuterias e invadiram os guarda-roupas.
Essa moda, inspirada no movimento punk e no rock,
fez sucesso nos anos oitenta e agora voltou com força
total. Por isso, que tal invadir o guarda-roupa da sua mãe
ou tia? Você pode “garimpar” a raridade que vai garantir o
diferencial da sua produção.
E então, qual dos estilos você vai usar nesta estação?
Marcella Paduano, Roberta Pinheiro - T. 91
Prof. Simone
Abril 2013
5
Outono
Tecnologia e
Informação
Iphone 6... Mas já?
É isso mesmo, a versão do iPhone 5 foi lançada
recentemente, mas já existem diversos rumores sobre o 6, e a
Apple já esta até trabalhando em seu design. Seu primeiro
conceito foi remover o botão "Home", que até então estava em
todos os aparelhos da empresa para que assim a tela pudesse ser
aumentada, – em 0,8 polegadas – mas sem alterar o tamanho do
aparelho em si.
Já em seu segundo conceito, ele teria o botão "Home", mas
seu design seria mais quadrado, com os ângulos da borda menos
curvos, e esse design seria inspirado no conhecido smartphone
Xperia Z, da Sony.
Apesar de todas essas notícias sobre o novo iPhone, não se
sabe ao certo quando será seu lançamento, mas é provável que
seja no fim deste ano e apesar de que ele esteja sendo chamado
de iPhone 6, a Apple não confirmou se esse será seu nome, ou
apenas iPhone 5S. Só nos resta esperar!
Pablo Dominguez e Juan Buriticá – Pré I
www.eco.g12.br
Por Dentro do Jogo
A GAMEFREAK lançou no final de 2012 os jogos Pokémon
Black 2 e White 2, sequências diretas dos aclamados últimos jogos
da série “Pokémon” lançados para o Nintendo DS (Black e
White). A sequência prometia novidades e adições aos títulos
originais, será que ela atendeu a essas expectativas?
Primeiro com a jogabilidade. Mesmo com as mecânicas de
batalha e exploração permanecendo as mesmas do jogo anterior,
o modo de história é extremamente divertido e diferente para
jogadores novos e antigos da série, pois ele apresenta uma maior
variedade de monstrinhos para se capturar nas áreas do jogo,
possibilitando maior diversidade no time do jogador e mais
complexas estratégias de combate. O jogo também introduz
áreas novas para se explorar, uma história diferente do jogo
anterior e uma infinidade de atividades extras para se realizar.
A história, por outro lado, sofreu um regresso. Se o jogador é
uma criança, dificilmente ficará atento à história ou levantar
qualquer crítica, mas para os jogadores mais velhos, a trama não é
mais estimulante e diferente como a de Black e White. A
organização “Team Plasma”, de “Black e White” que fazia o
jogador filosofar sobre como um Pokémon se sentia confinado
dentro de uma pequena esfera durante o resto de sua vida e
realmente fazia o jogador refletir se devia ou não se opor a ela (o
que é bem diferente e maduro para um jogo desta série), agora,
nesta sequência, só realiza pequenos furtos e coisas
insignificantes que qualquer ladrão faria, não oferecendo ao
jogador incentivo a lutar contra ela.
Em relação aos gráficos, os gráficos 2D combinados com os
3D na parte de exploração continuam excelentes, e nas lutas, o
movimento dos Pokémons também não deixam a desejar. Além
disso, cada treinador encontrado pelas áreas possui sua própria
animação de batalha, o que é realmente um ótimo toque.
Resumindo, mesmo reutilizando muitas áreas do jogo
anterior, Pokémon Black 2 e White 2 adicionam muitos
diferenciais e novidades a essa sequência, e mesmo com uma
história um tanto ruim, a jogabilidade é extremamente divertida e
vale apena mesmo àqueles que já possuem o Black ou o White.
Matheus Mendonça – Pré I
Mocinha ou Vilã?
Falando em TV
Todos sabemos que a TV não deve ser nossa única fonte de
lazer e informação. O seriado Pretty Little Liars nos mostra como
uma atração pode despertar a curiosidade e o espírito investigativo.
Pretty Little Liars é uma serie que conta sobre os segredos de
quatro amigas – Hanna, Aria, Spencer e Emily – que um ano
depois do misterioso desaparecimento de Alison (líder do grupo)
começam a receber mensagens anônimas de “A” que parece saber
de tudo, inclusive os segredos que só Alison sabia.
As garotas, então, começam a achar que talvez sua amiga
desaparecida estivesse viva, porém suas esperanças acabam
quando, em uma noite, o corpo de Alison é encontrado.
O misterioso pesadelo das amigas parecia estar chegando ao
fim, contudo “-A” continua a enviar mensagens e ameaça revelar
segredos que poderiam destruir a vida dessas quatro belas garotas,
que se veem sem saída.
Começa, a partir de então, uma busca por pistas que
desvendem o mistério do desaparecimento de Alison. A missão
torna-se cada mais difícil à medida que Rosewood inteira parece
estar mentindo.
O que estará por trás de tantos mistérios? Assista e arrisque
um palpite!
Eduarda Brito e Giulia Furtado – T. 91
Já parou para pensar o quão interessante a TV é em alguns
momentos e o quão entediante ela é em outros?
Todos os dias, ligamos nossas televisões para assistirmos à
programação. Desejamos relaxar, assistir a um filme ou
reportagem.
A televisão é o aparelho que não falta na casa de qualquer
indivíduo. Muitas pessoas podem passar horas assistindo aos seus
programas favoritos perdendo parte de seus dias assim.
A programação transmitida pela televisão pode estimular ou
atrapalhar a comunicação entre as pessoas. Ela estimula à medida
que alguns podem se reunir para discutir um assunto
televisionado; atrapalha, pois muitas vezes ela impede o diálogo
entre amigos e familiares, afinal, quantas vezes uma família se
reúne para o jantar, entretanto quando um de seus membros
esboça engrenar uma conversa, é interrompido por um grave
pedido de silêncio?
O segredo da boa convivência com o eletrodoméstico está na
consciência dos limites. Ao saber da utilidade da televisão,
podemos aproveitá-la da melhor forma possível, extraindo dela
informações, ciência e, por que não, lazer. Não devemos permitir
que um aparelho criado para transmitir cultura e conhecimento
nos deixe alienados, nem nos faça pensar de determinada forma.
Assim ela nunca irá nos prejudicar e, ao contrário, será muito útil.
Deixamos aqui a seguinte proposta: descubra a medida
certa, afinal, não precisamos abolir a TV da nossa rotina, apenas
não permitir que ela se torne nossa única fonte de entretenimento
e informação.
Lara Barbosa, Giulia Oliva e Manuella de Carvalho – T. 91
Abril 2013
6
Outono
www.eco.g12.br
Quando o Amor está nas páginas
Mistura Musical
Na vida real muitas vezes ele é bom, ou então aparece
para complicar; outras vezes aparece para fazermos acreditar
que para tudo tem um significado, mas do que estamos
falando se não do sentimento mais puro, verdadeiro, por
muitas vezes raro? Simplificando, falamos do amor!
Nos livros, o clima de romance sempre traz várias
sensações que fascinam e encantam os leitores. Quando se fala
de romance, todos pensam nas mesmas histórias, a nerd que se
apaixona pelo popular da escola, a garota invisível pelo garoto
mais lindo e rico, a patricinha que se apaixona pelo bad boy, a
menina que se acha a mais feia do colégio e se apaixona por um
ser supernatural, sem contar o famoso triângulo amoroso!
Há leitores que gostam de diferentes tipos de
personagens e de romances. Há aqueles romances clássicos,
que se passam em épocas distantes, “super adocicados” que nos
fazem suspirar e chorar; há aqueles que gostam dos romances
eróticos, tão intensos que transmitem “calor” em suas páginas;
há os que gostam dos sobrenaturais que nos fazem roer as
unhas e até querer arrancar os cabelos e também há aqueles que
gostam simplesmente dos que tratam sobre a vida real, tudo se
resumindo nas belas palavras amor e romance.
Quase sempre, ao lermos um livro nos vemos no cenário
que ele descreve, nos tornamos o personagem principal,
imaginando tudo com muita verdade e intensidade. Por isso
pergunto “quem disse que custa caro viajar?”. Quando temos
um livro, viajamos sem sair do lugar! As páginas de um livro,
com simples frases são capazes de levar aos leitores emoções
diversas. A leitura muitas vezes é a melhor forma de ignorar a
vida e viver a fantasia que uma boa narrativa pode
proporcionar. A leitura de um bom livro é um dialogo
incessante, o livro fala e a alma responde*.
O Brasil possui uma grande diversidade cultural, tendo
em seu vasto território características muito antagônicas
de Norte a Sul. Isso, também, se reflete na música, e é
facilmente observado pelo imenso número de ritmos
existentes por aqui. Uma das causas, se não a principal, são
as etnias de todas as partes do mundo que vieram para cá.
Desde o início da colonização do Brasil pelos europeus,
em especial os portugueses, que começou a miscigenação
de gêneros musicais. E, hoje, percebe-se que a identidade
da música brasileira é bastante original, mesmo sendo
resultado de uma interseção de ritmos de outros povos.
Os hits que fazem grande sucesso entre a população
podem ser demonstrações dessa mistura. O funk é de
origem americana e se modificou muito ao chegar aqui. E o
samba, o ritmo que é característico do Brasil, é uma junção
de gêneros africanos que sofreram mudanças até dar
origem ao que agita o carnaval de hoje.
Sendo assim, mesmo tendo influência de várias etnias,
a musicalidade daqui não pode ser intitulada como cópia.
Muito pelo contrário, o Brasil é um país com uma grande
criatividade e riqueza cultural. E, devido ao grande
número de imigrantes, tornou-se um verdadeiro
caldeirão onde os povos, ritmos e sons se encontram,
porém sempre com um tempero especial que só o Brasil –
e o brasileiro – têm.
*Citação de André Maurois, pseudônimo de Emile Salomon
Wilhelm Herzog, escritor francês.
Anna Karolyna e Beatriz Goldfeld – T.91
O importante é realizar seu próprio sonho
Tempos atrás, a festa de quinze anos era uma tradição pela
qual toda garota tinha de passar, pois a apresentação à sociedade
era (quase) obrigatória, principalmente para famílias que
prezavam a tradição e os bons costumes.
Com o passar do tempo e das gerações, a comemoração foi
esquecida e o desejo de toda menina era, ao completar quinze
anos, viajar para outro país.
Como moda e tendência são ondas que vão e voltam, uma
das festas mais tradicionais voltou a ser o sonho das meninas que
estão prestes a completar as tão sonhadas quinze primaveras.
Novamente o desejo de muitas garotas é de ter sua famosa
“quinceanera”, festa de quinze anos que marca a passagem da
“criança” para a fase mais madura.
Apesar de ser um sonho para algumas meninas, outras ainda
não gostam de algo tão tradicional e preferem viajar, pois acham
que apesar da festa ser um lindo marco em suas vidas, os gastos
financeiros são altos para um evento que tem a máxima duração
Luiz Henrique - Pré II
de cinco horas, aproximadamente. Já a viagem normalmente
acontece durante quinze dias, ou seja, diversão garantida por
muito mais tempo, gastando-se quase a mesma quantia.
Muitas vezes, a festa é incentivada pelos pais ou amigos, pois o
sonho dos pais, principalmente, é ver sua filhinha com o vestido,
com os amigos, recebendo homenagens e dançando a valsa. Apesar
de tudo – viagem ou festa – ser muito caro, só fazemos quinze anos
uma vez na vida e só temos essa oportunidade para realizar nossa
festa dos sonhos, enquanto a viagem é algo que podemos fazer em
qualquer outro momento.
Cada menina e sua família têm uma opinião a respeito de
optar entre festa ou viagem para a comemoração dos quinze anos,
mas se você pode arcar com os custos de uma grande ou pequena
festa, temos certeza de que vale a pena, principalmente se o evento
estiver em seus sonhos desde a infância. Afinal faremos dezesseis,
dezessete, dezoito, vinte anos, mas nenhuma comemoração será
tão inesquecível quando a festa de debutante.
Independente de como será sua festa, com troca de vestido e
sapato e valsa, o mais importante são as homenagens dos seus
amigos e principalmente o amor e o orgulho que sua família terá de
você. O melhor é que cada menina realize seu próprio sonho.
Manuella de Carvalho e Maria Clara Ramos – T. 91
Abril 2013
7
Outono
Crescimento x Desenvolvimento e fases evolutivas
Da mesma forma que a tecnologia foi evoluindo com o passar
do tempo, a visão que temos do aluno também foi se modificando e
ampliando com as novas tendências e teorias científicas a respeito
de seu desenvolvimento.
O crescimento refere ao aspecto quantitativo das proporções
do organismo, ou seja, trata-se das mudanças das dimensões
corpóreas, como peso, altura, perímetro cefálico, etc. que termina
em determinada idade, quando esta alcança sua maturidade
biológica. Desenvolvimento é um processo que acompanha o
homem através de toda a sua existência.
O desenvolvimento refere às mudanças qualitativas, tais
como aquisição e o aperfeiçoamento de capacidades e funções, que
permitem à criança realizar coisas novas, progressivamente mais
complexas, com uma habilidade cada vez maior abrangendo
processos fisiológicos, psicológicos e ambientais contínuos e
ordenados, ou seja, segue determinados padrões gerais. Tanto o
crescimento como o desenvolvimento produzem mudanças nos
componentes físicos, mental, emocional e social do indivíduo,
independente de sua vontade. As mudanças ocorrem segundo uma
ordem invariante. Por exemplo: antes de falar a primeira palavra a
criança balbucia. Antes de formar uma sentença completa com
sujeito, verbo e complemento, ela usa frases e palavras
monossílabas. O mesmo acontece com a marcha. Antes de andar, a
criança senta e engatinha. Essa sequência segue um padrão de
evolução e da mesma forma acontece em outras áreas do
desenvolvimento.
Apesar das diferenças individuais de cada criança, há
evidências de que o processo maturacional, a sequência dos
estágios evolutivos e a direção do desenvolvimento são comuns a
todos os seres humanos em todos os lugares e em todos os tempos
de sua história.
Maturação e aprendizagem: o aluno em questão
Embora todos os alunos progridam com certos padrões, a
idade em que cada um se torna capaz de executar atividades novas e
www.eco.g12.br
a maneira como as executa, varia de um para outro. Por
exemplo: um aluno pode desenvolver-se de uma forma lenta,
rápida, regular ou irregular em vários aspectos de sua vida. E esta é
uma das várias razões para se afirmar que um aluno não deve ser
comparado com outro, pois cada um segue um estilo próprio e um
ritmo peculiar de desenvolvimento. Destaca-se então a função do
educador: ter a sensibilidade para perceber o “tempo” de cada um
de seus alunos. Jamais compará-los!
Durante toda a sua vida, o ser humano tem que ajustar-se às
mudanças causadas pelas transformações do seu próprio corpo e
pelos fatores do meio em que vive, e isto depende de dois aspectos
básicos: maturação e aprendizagem.
É importante fazer a distinção entre crescimento e
desenvolvimento, maturação e aprendizagem, para saber o que
esperar de um aluno em cada estágio e não exigir dele determinada
atitude ou comportamento que não está de acordo com seu grau de
maturidade.
A maturação é o processo através do qual ocorre a mudança e o
crescimento progressivo, nas áreas física e psicológica do
organismo. A maturidade ocorre no momento em que o organismo
está pronto para a execução de determinada atividade e não se
limita ao estado adulto. Em qualquer fase da vida, podemos falar em
maturidade. Por exemplo, a criança que anda com um ano de idade,
apresenta maturidade nesta função, porém não existe apenas
maturidade física, mas também maturidade mental, social,
emocional, sexual.
É oportuno lembrar que se o aluno não está maduro para
executar uma determinada atividade, não poderá aprendê-la, pois
não disporá de condições para a sua realização. Toda aprendizagem
depende da maturação (condições orgânicas e psicológicas) e das
condições ambientais (cultura, classe social). É através da
aprendizagem que o homem desenvolve os comportamentos que o
possibilita viver, e atualmente, estudiosos afirmam que este
processo se inicia mesmo antes do nascimento.
Se seu aluno tem hoje, apenas cinco anos, quinze ou dezoito,
não importa. Para compreendê-lo e amenizar conflitos e
frustrações, é necessário descobri-lo como um ser individual com
capacidades, necessidades e sentimentos próprios. E isto é um
grande desafio. A informação a respeito do seu desenvolvimento é
importante, no sentido de facilitar a ação dos pais/professores em
cada etapa, oferecendo os estímulos corretos e, sobretudo não
exigindo determinados comportamentos ou desempenhos
incompatíveis com a fase de amadurecimento em que o indivíduo
se encontra.
Prof.ª Carla Rezende
– O bom domínio do conteúdo é essencial para controlar a
ansiedade. Se você souber a matéria, fica mais calmo, com a
mente tranquila. Não deixe para estudar na véspera e dê o seu
melhor, mas sem passar do seu limite!
A ansiedade em provas
Em todos os bimestres, com a chegada do período de
provas, muitos alunos ficam “sob pressão” e, por isso
tornam-se ansiosos.
É difícil lidar com o nervosismo diante da obrigação
de tirar boas notas e, muitas vezes, toda essa ansiedade é
prejudicial para seu desempenho.
A maioria dos que sofrem de ansiedade não
entendem o motivo pelo qual, seus resultados ficam
abaixo daquilo que esperavam, embora tivessem pleno
domínio dos conteúdos avaliados.
Os sinais da ansiedade – desde que comedidos – são
considerados normais e atingem boa parte dos alunos,
como a inquietude durante e depois da realização de uma
prova, a falta de concentração na hora de estudar, a
dificuldade para resolver questões e até a qualidade do
sono na véspera de uma prova. Todos esses sintomas são
mais comuns do que imaginamos e daremos algumas dicas
para amenizar esse “sofrimento”.
– Mesmo tendo complicações e dificuldade com a matéria
ocasional, mantenha uma atitude positiva e confiante antes e
depois da prova. Se você esperar o pior, dificilmente irá bem e
ficará ainda mais nervoso.
– Tente praticar exercícios no dia anterior a prova; tenha uma
boa noite de sono. Isso o deixará calmo, aliviando o estresse e
a ansiedade.
– Não se influencie pelo nervosismo de outros colegas. Se eles
acham a prova difícil demais, não significa que ela seja difícil
para você.
– Se você não souber como resolver uma questão, não fique
tenso e não se desespere; passe para a seguinte. Depois de
responder a todas as questões fáceis, volte para as difíceis.
– Não se desconcentre, mantenha o seu foco na prova. Toda
concentração é necessária quando é preciso se desligar da
ansiedade, afastando-a de sua mente.
Sucesso, mantenha a calma e boa sorte!
Beatriz Zava e Felipe Tinoco – Pré I
Abril 2013
8
Outono
www.eco.g12.br
Automóvel: a escolha certa!
Garantindo o Futuro
A necessidade de comprar e dirigir automóveis vem
crescendo. Possuir um carro faz a diferença na vida de muitas
pessoas pelo fato de facilitar a locomoção e proporcionar
conforto, agilidade e, por que não, segurança, tendo em vista a
presente situação dos transportes públicos, como ônibus, metrôs
e trens de nossa cidade.
Para realizar a compra de um veículo, o consumidor precisa
ter o mínimo de equilíbrio financeiro, pois os carros – novos,
seminovos ou usados – podem apresentar problemas mecânicos
e o valor do conserto, quando muito elevado, proporcionar um
“desastre” no bolso do motorista. Em casos extremos, isto é, na
ocasião de um grande prejuízo (com o valor do conserto acima da
expectativa) aliada à dificuldade financeira que o motorista pode
atravessar naquele momento, o dono de um veículo abandona
seu veículo até reunir condições financeiras para realizar seu
reparo, o que pode levar um “bom” tempo.
Determinadas marcas ou modelos novos são mais caros do
que outros. No Brasil embarcaram multinacionais chinesas como
a Jac Motors e a Chery oferecendo veículos com uma boa
tecnologia como os “freios ABS” e “air bags” essenciais para e
segurança dos passageiros. Alguns modelos dessas marcas saem
completos de fábricas a um preço baixo, oferecendo ao mercado
consumidor uma escolha econômica e de qualidade.
Os carros são muito úteis para a realização viagem longas,
idas ao trabalho, compras, entre outras atividades. Porém, no
momento da escolha devemos que pesquisar os melhores preços,
o custo-benefício e se teremos condições para arcar com os custos
que o carro pode proporcionar.
Nicolas Sodré e Pedro Calil – T. 91
Em todo mundo – e no Brasil não seria diferente – há
diversas espécies de seres vivos que correm o risco de serem
extintas, isto é, algumas espécies estão desaparecendo de
forma preocupante.
Todos os tipos de seres vivos (animais ou vegetais) são
importantes para o ambiente, e a falta de uma dessas espécies
causa prejuízos para várias outras, ocasionando no
desequilíbrio ecológico.
Há vários agentes que provocam a extinção das espécies.
O desmatamento apresenta-se como um dos mais graves,
pois dele resultam a extinção animal – com a retirada das
árvores, pássaros e outros animais fogem e muitos deles
morrem – e a extinção vegetal, visto que algumas madeireiras
ilegais retiram árvores da natureza, isto é, ameaçam parte da
nossa flora, patrimônio da natureza e do homem.
Foi sancionada a lei 12.651, de 25 de maio de 2012 que
pretende garantir e proteger os recursos naturais do nosso
país. Segue um pequeno trecho do texto da lei:
"Esta Lei estabelece normas gerais sobre a proteção da
vegetação, áreas de Preservação Permanente e as áreas de
Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de
matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos
florestais e o controle e prevenção dos incêndios florestais, e
prevê instrumentos econômicos e financeiros para o alcance
de seus objetivos.
Parágrafo único° Tendo como objetivo o desenvolvimento
sustentável, esta Lei atenderá aos seguintes princípios –
afirmação do compromisso soberano do Brasil com a
preservação das suas florestas e demais formas de vegetação
nativa, bem como da biodiversidade, do solo, dos recursos
hídricos e da integridade do sistema climático, para o bem
estar das gerações presentes e futuras;”.
É muito importante que tenhamos responsabilidade,
respeito e consciência de nossos hábitos e atitudes. Devemos
nos lembrar do que podemos fazer para impedir que mais
espécies sejam extintas. Pense nisso.
Lucas Dalvi – T. 91
Colaboradores:
Lucas Dalvi - T.81
Giulia Oliva - T.81
Lorenzo Martinez - T.81
Marcela Paduano - T.91
Juan Carlos - T.91
Pablo Dominguez - T.91
Roberta Pinheiro - T.91
Yasmin Bonaparte - T.91
Barbara Frast - T.91
Naiara Ferreira - T.91
Paula Amaral - T.91
Lorena Cianci - T.91
Luiz Henrique - Pré I
Lenise Maria - Pré III
Prof. Abelardo
Prof.ª Ana Carolina
Prof. Paulo
Prof.ª Debora
Prof.ª Carla Rezende
Prof.ª Simone Diegues
Prof.ª Giselle Maleh
Diagramação:
Fabio de Carvalho
Editor Responsável:
Prof.ª Ana Carolina
Coordenação:
Prof.ª Ana Carolina

Documentos relacionados

Um Novo Tempo Um Novo Tempo

Um Novo Tempo Um Novo Tempo Primeira publicação: 29 de Maio de 1995

Leia mais