Dezembro 2015 - Paróquia Santuário São Judas Tadeu

Сomentários

Transcrição

Dezembro 2015 - Paróquia Santuário São Judas Tadeu
ANO XL - Nº 424 - SÃO PAULO, Dezembro/2015 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - NÃO PODE SER VENDIDO
O rosto da
misericórdia
do Pai é
Jesus Cristo!
Entenda o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia – Páginas 2, 3 e 4
A espiritualidade do Natal – Página 7
Como foi a Festa de São Judas Tadeu – Páginas 10 e 11
Programação de Natal e Ano Novo no Santuário – Página 12
Dezembro/2015
Jornal São Judas
www.saojudas.org.br
1
E
DITORIAL
Q
Gratidão e misericórdia!
ueridos paroquianos, funcionários, voluntários, agentes de
pastoral e devotos de São Judas
Tadeu, chega Dezembro e torna-se para
nós natural e indispensável, o despertar
da verdadeira gratidão: pelo ano vivido, os desafios superados, o trabalho
realizado e tantas amizades feitas e
cultivadas no decorrer do ano...
A sensação de “missão cumprida”,
apesar do cansaço, é restauradora! E
nada é feito sozinho. Aqui no Santuário São Judas Tadeu, por exemplo,
celebramos a Festa do nosso Padroeiro,
em 28 de Outubro, com a participação
de muitas, mas muitas pessoas, e isso
exigiu muito de todos que organizaram e trabalharam nesta festa: desde
as primeiras e muitas reuniões com
os funcionários até a multidão de voluntários que nos ajudaram em tantos
afazeres no dia e depois da festa. Uma
bonita festa religiosa, essencialmente
com participação do povo de Deus
nas missas e confissões, tudo na mais
perfeita paz e harmonia.
Graças a Deus, a intercessão de São
Judas e o esforço de muita gente, a Festa
de São Judas Tadeu neste ano foi muito
bonita e abençoada! Que o Senhor
recompense a todos os que de alguma
forma colaboraram e fizeram esta Festa
acontecer, pois o mais importante é o
encontro das pessoas com Cristo, para
conversão, restauração e transformação
de vidas, enfim, salvação!
Aproveito para convidar a todos para
as celebrações de final de ano em nosso
Santuário, de Natal e Ano Novo, aonde,
juntos, vamos agradecer ao Senhor da
Vida por nos permitir participar desta
família santa, dos fiéis, voluntários,
agentes de pastoral... gente praticante
da Palavra na vida, com as mangas
da camisa arregaçadas, gente pronta
para servir, incansável na construção
do Reino de Deus, no aqui e agora da
nossa comunidade.
Nos juntamos a todos os que sofrem,
e que recorrem ao Santuário, um oásis
no deserto, para renovar as esperanças
e se fortalecerem na fé e nas lutas da
vida, fé tão necessária na caminhada.
Jesus Cristo é o rosto da misericórdia
de Deus! E nessa misericórdia nós
vamos mergulhar, a partir do dia 08
de Dezembro, com a abertura do “Ano
da Misericórdia” na Igreja, convocado
pelo Papa Francisco. O Santuário São
Judas será um local privilegiado aos fiéis, local de peregrinação, onde haverá
a Porta Santa, aberta a todos...
A misericórdia de Deus é tão necessária em nosso mundo hoje, e ela só será
conhecida através do nosso testemunho. Vivamos a misericórdia!
Desejo a você e sua família um Santo
e abençoado Natal e um ano novo repleto da graça e misericórdia de Deus!
Pe. Sérgio
Hemkemeier, scj
Reitor do Santuário
São Judas Tadeu
R
ECEBA O JORNAL SÃO JUDAS EM SUA CASA!
Para receber o Jornal São Judas em casa, pedimos que os interessados façam um depósito
no valor de R$ 30,00 para pagamento das despesas com Correio por um ano. O Jornal
é gratuito. Depósitos: Banco Bradesco, Agência: 0287-9; Conta: 27577-8. Favorecido:
Paróquia São Judas Tadeu. Valor: R$ 20,00. Após fazer o depósito, favor enviar um fax
do comprovante de pagamento, tel: (0**11) 276-4698. Logo após o recebimento do comprovante, enviaremos o Jornal São Judas durante um ano, no endereço indicado.
P
GENDA - Dezembro 2015
01 – Dia Mundial da luta contra a AIDS
02 – Dia Nacional de Relações Públicas,
dia do Samba e do Astrônomo
03 – São Francisco Xavier; Dia
Internacional das pessoas com Deficiência
04 – Dia do Publicitário, dia do Orientador
Educacional; Missa Reparadora do
Sagrado Coração de Jesus às 9h na igreja
nova seguida deAdoração ao Santíssimo
(Apostolado da Oração) e 20h, com a
participação dos agentes de pastoral da
comunidade, na igreja antiga
05 – Dia Nacional da Pastoral da Criança
e Dia Internacional do Voluntário para o
Desenvolvimento Econômico e Social;
Confraternização dos Voluntários da
Obra Social São Judas Tadeu
06 – 2º Domingo do Advento; São
Nicolau de Mira; dia do Casal
07 – Dia Nacional do Cirurgião Plástico
08 – Solenidade da Imaculada Conceição
de Nossa Senhora; Abertura do Ano
Santo da Misericórdia em Roma. Dia
Nacional da Família; Dia da Justiça
09 – Dia Nacional do Fonoaudiólogo e
dia Internacional contra a Corrupção
10 – Dia Internacional dos Direitos
Humanos e dia do Palhaço
11 – Dia do Engenheiro. Missa de Envio da
Novena de Natal às 19h30 na igreja antiga
De 12/12 à 20/12 – Novena de Natal nas
Comunidades, Pastorais, etc..
12 – Festa de Nossa Senhora de
Guadalupe, Padroeira daAmérica Latina;
Missa do Clube do Ouvinte (Rádio
Capital AM) com o comunicador Eli
Correa às 10h. Ordenação Sacerdotal do
Diácono Fábio dos Santos da Hora,scj,
às 17h, na igreja nova
13 – 3º Domingo do Advento; Primeira
missa presidida pelo neo sacerdote Pe.
Fábio dos Santos da Hora,scj, às 12h.
Abertura da Porta Santa nas Igrejas e
no Santuário São Judas Tadeu às 15h
na igreja nova.
Coleta Nacional da Campanha para
a Evangelização em todas as igrejas,
capelas e oratórios do Brasil, para a
evangelização da Igreja. Santa Luzia; Dia
do deficiente visual; Dia da Bíblia; Dia do
Marinheiro, do Pedreiro e do Lapidador;
Dia Nacional do Forró
15 – Dia do Jornaleiro e dia nacional do
Arquiteto e Urbanista
16 – Missa pelos enfermos (Pastoral da
Saúde) às 15h na igreja nova
17 – Aniversário natalício do Papa
Francisco
18 – Nossa Senhora da Expectação do Ó;
Dia Internacional do Migrante
19 – Sorteio da Ação entre Amigos e
Devotos de São Judas Tadeu 2015 do
Santuário, pela Loteria Federal
20 – 4º Domingo do Advento
21 – Missa de encerramento da Novena
de Natal às 19h30 na igreja antiga, com
bênção das imagens do Menino Jesus
22 – Início do Verão à 1h48
23 – Dia do Vizinho
24 – Aniversário natalício do Pe.
Antônio Luciano da Silva,scj (Missa
concelebrada às 7h na igreja antiga).
Missas no Santuário às 7h, 9h, 12h, 15h
e 17h e a Missa de Natal às 19h30 na
igreja nova, Neste dia não haverá missa
pelos falecidos.
25 – Natal de nosso Senhor Jesus
Cristo. Encerramento do Ano da
Paz (CNBB). Missas nos horários de
Domingo no Santuário: às 7h, 8h30, 10h,
12h, 16h30, 18h e 19h30, na igreja nova
26 – Santo Estevão, Protomártir
27 – Festa da Sagrada Família, Jesus,
Maria e José
28 – Memória do Apóstolo e Mártir
São Judas Tadeu no Santuário. Dia do
Salva-vidas
31 – São Silvestre I; Dia da Esperança e
dia das Devoluções; Missas no Santuário
às 7h, 9h, 12h, 15h e 17h e a Missa Solene
de ação de graças pelo Ano Novo 2016
às 19h30 na igreja nova. Neste dia não
haverá missa pelos falecidos
01/01/2016 – Santa Maria, Mãe de
Deus (Solenidade), Dia Mundial da
Paz - Missas nos horários de Domingo
no Santuário, às 7h, 8h30, 10h, 12h,
16h30, 18h e 19h30, na igreja nova
Aniversários de ordenação sacerdotal dos padres do Santuário
ENSAMENTO DE PADRE DEHON
“O ideal da minha vida é conquistar o mundo para Jesus Cristo!”
Padre Leão João Dehon, scj - Fundador da Congregação dos Padres do
Sagrado Coração de Jesus, Dehonianos (1843-1925).
EXPEDIENTE JORNAL SÃO JUDAS
Distribuição gratuita, 20.000 exemplares.
Publicação mensal, dia 28 de cada mês. Av.
Jabaquara, 2.682, CEP 04046-500 – São Paulo/
SP – Tel: (11) 5072-9928 / (11) 3504-5700.
São Judas na Internet:
home-page: www.saojudas.org.br
E-mail: [email protected]
2
A
Fundador: Pe. Cláudio Weber, scj - 28/07/76.
Pároco e Reitor: Pe. Sérgio José Hemkemeier,scj
Diretor: Pe. Sérgio José Hemkemeier,scj
Editora: Priscila Thomé Nuzzi – MTb nº
29753 L. 131 F. 26.
Foto de capa: Reprodução
Expedição: Secretaria Paroquial.
Registro de Jornal: No. 13828/Livro B do 1º
Jornal São Judas
08/12 – Pe. Damião Pereira da Silva,scj
(4 anos) e Pe. Antônio Luciano da Silva,scj
(17 anos)
11/12 –Pe. Sérgio Hemkemeier,scj (33 anos)
13/12 – Pe. Marcos Giarola,scj (35 anos) e
Pe. Dionísio Tecilla,scj (46 anos)
Reg. Tit. e Doc.
Diagramação: Daniel Ramos
Distribuição: Voluntários dia 28
Impressão: Gráfica e Editora TAIGA
Os artigos e matérias publicadas no Jornal São Judas
são de responsabilidade exclusiva dos(as) autores(as).
*NOTA: Nos contratos de compra e venda firmados
entre consumidores e anunciantes em jornal, as
www.saojudas.org.br
15/12 – Pe. Cláudio Weber,scj (42 anos)
19/12 – Pe. Sebastião Pitz,scj (34 anos)
20/12 – Pe. Oscar Longen,scj (57 anos)
31/12 – Pe. Jacinto Weizenmann,scj (28 anos)
12/01 – Pe. André Luís Leme Marana,scj
(3 anos)
empresas jornalísticas não se enquadram no conceito
de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código do
Consumidor. [...] Assim, a empresa jornalística não
pode ser responsabilizada pelos produtos ou serviços
oferecidos pelos seus anunciantes, sobretudo quando
dos anúncios publicados não se infere qualquer
ilicitude. (Excertos do Resp 1046241/SC, Rel.
Ministra NANCY ANDRIGHI, TERCEIRA TURMA,
julgado em 12/08/2010, DJe 19/08/2010)
Dezembro/2015
OSSO BISPO
Foto: Reprodução
N
O
Misericordiosos como o Pai
te o Ano Santo, uma Porta da Misericórdia.
Neste sentido, nosso Arcebispo,
Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, em
sua Carta Pastoral à Arquidiocese de
São Paulo, com o objetivo de motivar e
orientar a celebração do Ano Santo, faz
uma boa catequese sobre a Porta Santa.
Eis as palavras do Cardeal: “Passar
pela Porta Santa é uma ação simbólica
e deve significar nossa atitude de fé em
Deus misericordioso e em Jesus Cristo
Salvador, bem como nosso desejo de
obter misericórdia e indulgência da
parte de Deus. A passagem pela Porta
Santa deve ser preparada com fé e oração, para levar-nos ao encontro profundo com o Deus da misericórdia através
da escuta da Palavra, da Confissão e da
Eucaristia. A Porta Santa aberta é um
convite a entrar, a não ficar fechados
Foto: Priscila Thomé Nuzzi
Ano Santo abrir-se-á no próximo dia 08 de Dezembro de
2015, Solenidade da Imaculada
Conceição. Eis as palavras do Papa
Francisco, na Bula Misericordiae
Vultus (MV): “Na Solenidade da
Imaculada Conceição, terei a alegria
de abrir a Porta Santa. Será então uma
Porta de Misericórdia, onde qualquer
pessoa que entre poderá experimentar
o amor de Deus que consola, perdoa e
dá esperança (…)”.
A Porta Santa é um dos símbolos
do Ano Santo, representa Jesus, a porta
das ovelhas (cf. Jo 10, 7). Quem quiser
chegar a Deus, precisa passar por esta
Porta: “Ninguém vai ao Pai, a não ser
por mim” (Jo 14, 6).
Em cada Diocese, por determinação do
Papa Francisco, se abra igualmente, duran-
Dezembro/2015
Jornal São Judas
“Na Região Episcopal
Ipiranga, a Porta Santa
será aberta na Paróquia/
Santuário de São Judas
Tadeu, domingo, às 15h,
dia 13 de Dezembro.
E, certamente, será um
canal de graças para
muitas pessoas!”
e indiferentes diante da graça especial
que Deus nos oferece. Uma das obras
de misericórdia espirituais, ao longo do
Ano Santo, pode ser justamente esta:
visitar pessoas afastadas da Igreja e da
prática da vida cristã e convidá-las com
carinho a passarem pela Porta Santa, que
é Cristo, e a retomarem a vida da Igreja.
Em cada diocese, o bispo determina
qual, ou quais serão as Igrejas destinadas
à peregrinação, onde haverá especial
atendimento de confissões, celebrações
e pregações durante o Ano Santo e a
concessão das indulgências previstas”.
Na Arquidiocese de São Paulo haverá Portas Santas na Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Assunção e São
Paulo Apóstolo, Região Episcopal Sé, e
nas demais cinco Regiões Episcopais,
que compõem a Arquidiocese.
Particularmente, na Região Episcopal Ipiranga, a Porta Santa será aberta
na Paróquia/Santuário de São Judas
Tadeu, domingo, às 15h, dia 13 de Dezembro. E, certamente, será um canal
de graças para muitas pessoas. Ainda
www.saojudas.org.br
mais, que a Porta Santa é um convite
à reconciliação com Deus, um convite
a buscar o perdão divino, através do
sacramento da confissão.
Por isso mesmo, durante o Ano
Santo, as paróquias deverão oferecer
ocasiões e horários abundantes para
a confissão sacramental individual. O
confessionário é o local do encontro
da miséria humana com a misericórdia
divina.
Enfim, o Papa Francisco confia à intercessão da Virgem Maria o Ano Santo
da Misericórdia: “Ao pé da cruz, Maria,
juntamente com João, é testemunha das
palavras de perdão que saem dos lábios
de Jesus. O perdão oferecido a quem o
crucificou, mostra-nos até onde pode
chegar a misericórdia de Deus. Maria
atesta que a misericórdia do Filho de
Deus não conhece limites e alcança a
todos, sem excluir ninguém. Dirijamoslhe a oração, antiga e sempre nova,
Salve Rainha, pedindo-lhe que nunca se
canse de volver para nós os seus olhos
misericordiosos e nos faça dignos de
contemplar o rosto da misericórdia, seu
Filho Jesus” (MV, 24).
Que o Ano Santo da Misericórdia
leve-nos a experimentar como Deus é
bom, é misericordioso, feliz de quem
nele encontra o seu refúgio, o seu abrigo! (cf. Sl 34, 9)
Dom José Roberto
Fortes Palau
Bispo Auxiliar da
Arquidiocese de São Paulo para
a Região Episcopal Ipiranga
3
IDA ATUAL
Foto: Reprodução
V
A misericórdia para o
mundo moderno
O
homem nasceu no “jardim de
delícias”, para viver o projeto de
vida do Pai para a humanidade.
Mas, ela rebelou-se contra o Pai e decidiu
viver sua vida conforme seu próprio projeto. Deu no que deu! Logo em seguida ao
pecado, Deus o expulsou do Paraíso. Mas,
imediatamente o Pai elaborou um projeto
misericordioso de salvação da humanidade.
O pecado provocou um projeto maravilhoso de salvação. Tendo, pois, o projeto
elaborado, o Pai precisou de alguém que o
executasse. Jesus Cristo ofereceu-se como
primeiro e maior missionário e assumiu
o projeto. Realizou a Salvação por seu
corpo entregue e o seu sangue derramado.
E garantiu a realização do projeto por sua
ressurreição. Sabendo que não ficaria no
mundo todo o tempo, o próprio Jesus
fundou a Igreja exatamente para ela dar
continuidade à sua missão misericordiosa.
Para renovar-se sempre, a Igreja recebe
de cada geração de cristãos a herança de
Jesus – que é o projeto de misericórdia – e se
compromete cada vez com a fidelidade ao
projeto. É pela continuidade da herança e da
fidelidade dos herdeiros que o projeto toma
sua força. Para ser fiel á missão recebida,
a Igreja adapta o projeto de misericórdia
de acordo com a necessidade. Para a nossa
época, realizou o Concílio Vaticano II
(1962-1965) para dar continuidade à missão com o projeto do Pai. O problema que
desafiava a Igreja do século 20 era o seu
relacionamento autoritário com o mundo.
Esta atitude exigia dela uma reconciliação
consigo e com as realidades terrestres. Deus
está nas realidades terrestres: é preciso
procurá-lo, porque ele se deixa encontrar.
O Concílio era desafiado pela indagação do Papa São João XXIII: “Igreja, o
que pensas e dizes de ti mesma? Qual é a
tua natureza e qual a tua missão?”. João
XXIII havia detectado o problema grave
do mau relacionamento da Igreja com o
mundo moderno e decidiu enfrentá-lo pela
restauração da imagem autoritária para a
nova linguagem da Igreja dialogante com o
mundo moderno. A resposta do Concílio foi
uma nova visão da Igreja sobre sua natureza
divina e sua missão divina, no campo do
mundo. O Concílio é a resposta da Igreja
ao chamado do Espírito. João XXIII,
abrindo o Concílio, falou claro: “Muitas
vezes a Igreja condenou os erros com a
maior severidade. Hoje, a Esposa de Cristo
ajuda o mundo usando o remédio da misericórdia; e satisfaz as necessidades de hoje
mostrando a validade de sua doutrina mais
que condenando erros: mãe amorosa cheia
de misericórdia com os filhos separados”.
“A Igreja do
Papa Francisco é a
discípula missionária
continuadora do anúncio
do projeto do Ano da
Misericórdia, anunciado
lá no início da história
da humanidade!”
Agora, o Papa Francisco, consciente do
processo de continuidade do Concílio que
desafia a Igreja de hoje, inaugura o Ano
Santo da Misericórdia. Para Francisco, a
continuidade do Concílio na missão da Igreja é o Ano da Misericórdia com a linguagem
da misericórdia sonhada por João XXIII.
Portanto, hoje, a Igreja do Papa Francisco é a discípula missionária continuado-
ra do anúncio do
projeto do Ano
da Misericórdia
anunciado lá no
início da história
da humanidade.
A Igreja nasceu e continua
“missionária”
do projeto de misericórdia do Pai. Renovando-se sempre, ela recebe das gerações
de comunidades – que se sucedem em
cadeia pelos séculos – a herança de Jesus
e se compromete com a fidelidade ao projeto. É como na corrida de “revezamento
do bastão”: um corredor passa o bastão
ao seguinte, de etapa em etapa, até que um
chegue ao final com a vitória de todos.
O fato de o Jubileu começar na celebração dos 50 anos do encerramento do
Concílio Ecumênico Vaticano 2º é um
sinal claro do Papa Francisco como que
dizendo que o Concílio termina, mas o
projeto do Pai de Misericórdia continua.
Deus Pai salvou o mundo outrora
por meio de um projeto de misericórdia;
a Igreja moderna do Papa Francisco se
compromete a renovar-se construindo de
si uma imagem do rosto da misericórdia.
O objetivo do Papa Francisco com
o projeto na versão de hoje tem sua
força na continuidade da herança e na
fidelidade dos herdeiros com a missão
misericordiosa.
Pe. Augusto
César Pereira, scj
Dehoniano
Calendário dos principais eventos do Jubileu da Misericórdia
O calendário dos principais eventos do Jubileu da Misericórdia na Igreja foi publicado no dia 30 de Julho de 2015. Confira e acompanhe:
• No site dedicado ao evento, http://www.iubilaeummisericordiae.va/content/gdm/pt.html, é possível consultar todas as datas, começando com o dia 8 de
Dezembro de 2015, Solenidade da Imaculada Conceição, e abertura da Porta Santa da Basílica de São Pedro.
• A Abertura da Porta Santa da Basílica de São João em Latrão e nas Catedrais do Mundo, inclusive em nossa Paróquia/Santuário São Judas Tadeu, será
feita em 13 de Dezembro.
• Já a abertura da Porta Santa da Basílica de Santa Maria Maior, será feita no primeiro dia do ano de 2016, único evento previsto para o mês de Janeiro.
• Em Fevereiro, destaque para o Jubileu da Vida Consagrada e encerramento do Ano da Vida Consagrada, e o Jubileu da Cúria Romana.
• O Papa Francisco convocou o Jubileu dos Adolescentes, de 13 a 16 anos, no Domingo de Páscoa (27 de Março).
• Em Junho, será a vez de os Doentes e as Pessoas com Deficiência celebrarem o seu Jubileu. Os jovens o viverão em Cracóvia, na Polônia, na Jornada
Mundial da Juventude, em Julho.
• Setembro será o mês dos catequistas. Outubro, o Jubileu Mariano. A novidade, em Novembro, é o Jubileu dos Presos, na Praça de São Pedro, no dia 6/11.
• No dia 13 de Novembro haverá o Encerramento da Porta Santa nas Basílicas de Roma e nas Dioceses. E no dia 20, Solenidade de Nosso Senhor Jesus
Cristo, Rei do Universo, o Encerramento da Porta Santa em São Pedro e conclusão do Jubileu da Misericórdia.
Fonte: Rádio Vaticano
4
Jornal São Judas
www.saojudas.org.br
Dezembro/2015
ALAVRAS DO PAPA FRANCISCO
F
Principais perguntas e respostas
sobre o Ano da Misericórdia!
oi com estas palavras que o Papa
Francisco anunciou o Jubileu da
Misericórdia, no dia 13 de Março
de 2015, segundo aniversário da sua
eleição ao Pontificado. Ele proclamou
2016 como o Ano Santo Extraordinário
da Misericórdia em 11 de Abril, com a
Bula Misericordiae Vultus (O Rosto da
misericórdia do Pai é Jesus Cristo). Para
compreender melhor o que é um Jubileu,
demos resposta a algumas questões que
muitos de nós se fazem neste momento.
O que é um Jubileu?
A celebração do Jubileu católico
tem origem no Jubileu hebraico, onde a
cada 50 anos, durante um ano, chamado
ano sabático, eram libertados escravos,
as dívidas eram perdoadas e as terras
deixavam de ser cultivadas, entre outras
coisas. Estas comemorações são referenciadas na Bíblia, nomeadamente em
Levítico (LV 25,8).
Na tradição católica o Jubileu tem
também a duração de um ano, mas tem
um sentido mais espiritual, consistindo
no perdão dos pecados dos fiéis que
cumprem certas disposições eclesiais estabelecidas pelo Vaticano (Indulgências).
De onde surge a palavra
Jubileu?
A palavra Jubileu vem do hebraico
“yobel” que faz alusão ao chifre do cordeiro que servia como instrumento. Jubileu
provém também da palavra latina “iubilum” que significa “grito de alegria”.
Santo ordinário ocorre a cada 25 anos, o
Ano Santo extraordinário é proclamado
pelo Papa sempre que pretenda celebrar
algum fato de forma especial.
Por quê esse Jubileu extraordinário agora?
O Jubileu extrordinário do Ano da
Misericórdia, convocado pelo Papa
Francisco, na perspectiva da “nova
evangelização”, com o objetivo de
anunciar e testemunhar a misericórdia de
Deus, que faz parte da essência do Evangelho. Além disso, há a comemoração do
cinquentenário do Concílio Vaticano II,
encerrado em 8 de Dezembro de 1965.
Quando se realizará o
Jubileu da Misericórdia?
O Jubileu vai começar oficialmente
no dia 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição, com a abertura da Porta
Santa da Basílica de São Pedro. Neste
dia celebra-se também o 50º aniversário
da conclusão do Concílio Vaticano II.
O encerramento do Ano Santo será no
dia 20 de Novembro de 2016, festa de
Cristo Rei. Este é o primeiro Jubileu
desde o que foi convocado por João
Paulo II, em 2000, para assinalar o
início do terceiro milênio.
Qual a diferença entre
Jubileu e Ano Santo?
A celebração de um Jubileu ocorre
durante um ano, daí que esse ano seja
chamado “Ano Santo” ou “Ano Jubilar”. A designação de “Ano Santo”
começou a ser utilizada pelo Papa Sisto
IV no Jubileu de 1475.
Porque se abre a Porta
Santa no início do Jubileu?
A Porta Santa só se abre durante um
Ano Santo e significa que se abre um
caminho extraordinário para a Salvação. Na cerimônia de abertura, o Papa
toca a porta com um martelo 3 vezes enquanto diz: “Aperite mihi leva justitiae,
ingressus in eas confitebor Domino”
que significa “Abram-me as portas da
justiça; entrando por elas confessarei
ao Senhor”. Depois de aberta a porta,
entoa-se o Te Deum e o Papa atravessa
esta porta com os seus colaboradores.
De quanto em quanto tempo se realiza um Jubileu?
O Jubileu pode ser ordinário ou extraordinário. Se a celebração de um Ano
Onde haverá Porta Santa
mais próxima?
Na Arquidiocese de São Paulo haverá
Portas Santas nas 6 igrejas destinadas às
Dezembro/2015
Jornal São Judas
peregrinações durante todo o Ano Santo.
As Portas Santas serão abertas no domingo, dia 13 de Dezembro. A Paróquia/
Santuário São Judas Tadeu será a igreja da
Região Ipiranga a ter a Porta Santa, aberta
às 15h de 13/12, com celebração presidida
por Dom José Roberto Fortes Palau, Bispo
Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo.
córdia de Deus” e que a Igreja “é a casa
que acolhe todos e não recusa ninguém”.
As portas da Igreja “estão escancaradas
para que todos os que são tocados pela
graça possam encontrar a certeza do
perdão. Quanto maior é o pecado, maior
deve ser o amor que a Igreja manifesta
aos que se convertem”, realçou o Papa.
Porque o Papa Francisco
convocou este Ano Santo?
“Pensei muitas vezes no modo como
a Igreja pode tornar mais evidente a sua
missão de ser testemunha da misericórdia. É um caminho que começa com
uma conversão espiritual e devemos
fazer este caminho.” – justificou o Papa
Francisco no anúncio oficial do 29º Jubileu da história da Igreja, defendendo que
“ninguém pode ser excluído da miseri-
Para saber mais: Bula Misericordiae Vultus (O Rosto da misericórdia
do Pai é Jesus Cristo), do Papa Francisco; Carta Pastoral do Cardeal Odilo
Pedro Scherer à Arquidiocese de São
Paulo “Misericordiosos como o Pai”;
na internet: http://www.iubilaeummisericordiae.va/content/gdm/pt.html,
http://www.cristojovem.com/recursos/
formacao-e-estudo/2655-jubileu-damisericordia-em-7-passos
Foto: Reprodução
P
www.saojudas.org.br
5
CARIDADE EM NOSSA OBRA SOCIAL
P
ENSANDO EM SUA SAÚDE
Foto: Reprodução
A
Gratidão
Fotos: Priscila Thomé Nuzzi
Ceia de Natal: compartilhando a mesa
de uma maneira saudável e saborosa
Estamos próximos do final do ano
de 2015. Gostaria de compartilhar
com todos vocês, o meu sentimento
de gratidão.
Agradeço primeiro a Deus, a Nossa
Sra. Aparecida, São Judas Tadeu, e ao
nosso Pároco e Presidente da Obra Social
São Judas Tadeu, o Pe. Sérgio Hemkemeier,scj, aos voluntários, funcionários,
comunidades e assistidos da Obra Social
São Judas Tadeu, pela acolhida com a
minha chegada no mês de Janeiro na
Instituição como Assistente Social.
Não poderia deixar de agradecer
a dedicação e participação de todos
os voluntários, funcionários no dia da
Festa de nosso Padroeiro, São Judas
O ato de compartilhar a mesa, o
famoso “comer juntos”, possui um
significado simbólico e é um ritual
que vai muito além do simples ato de
se alimentar.
Sabemos que a Ceia de Natal é uma
das festas mais esperadas do ano e nos
remete à união e à fartura. No entanto,
para podermos aproveitar este momento único, sem exageros na alimentação,
seguem algumas orientações que podem nos auxiliar:
Tadeu, em 28 de Outubro!
Enfrentei momentos difíceis, mas
com confiança em Deus e muita fé,
superei algumas batalhas. A nossa caminhada continua. Conto sempre com
a colaboração de vocês. Como já disse
em outras edições, somos uma equipe, temos que sempre fazer o melhor
para acolhermos as pessoas que nos
procuram para serem atendidas, pelos
serviços oferecidos pela entidade.
Comunico aos voluntários que a
Confraternização de Natal acontecerá
no dia 05/12/2015 (sábado) às 14h na
Obra Social.
Desejo um feliz Natal e um excelente Ano Novo, com paz e saúde a todos.
Que Deus ilumine a cada um de vocês
e suas famílias! Muito obrigada!
Sônia Aparecida
da Silva
Assistente Social
Diretora da Obra
Social São Judas Tadeu
6
Jornal São Judas
“A Ceia de Natal é
momento divino que
nos remete à união
da família e torna-se
ainda mais especial
com comida saborosa e
saudável!”
- Saladas: as saladas são refrescantes, leves e bastante nutritivas. Dê preferência ao consumo das saladas cruas,
saladas verdes, variações de salpicão e
até saladas com frutas (que decoram o
prato e dão um toque especial).
- Frutas (in natura e/ou secas): As
frutas em geral, sendo elas in natura
e/ou secas, além de colorir e decorar
a mesa de Natal, são ótimas escolhas
para serem consumidas como sobremesa. Além disso, as frutas podem
ser utilizadas combinadas com pratos
típicos de Natal.
www.saojudas.org.br
- Castanhas, nozes e oleaginosas: Apresentam valores elevados de vitaminas, minerais e fonte
de gorduras boas. No entanto, consuma
com moderação, pois apresentam valor
calórico elevado.
- Carnes: Para servir como pratos
principais, prefira as carnes magras
(como o chester, peru, tender, lombo)
e tempere com suco natural de laranja
com ervas e especiarias, em substituição à manteiga. Desse modo ficarão
suculentas e com quantidade reduzida
de gorduras.
- Drinks de frutas (não alcoólicos): Bebidas alcoólicas são
calóricas e, por isso, optar pelo consumo
de drinks de frutas não alcoólicos é uma
boa opção. O preparo é bem simples e
possibilita diversas combinações, que
irão variar de acordo com seu gosto. É
uma ótima escolha em substituição aos
refrigerantes e sucos prontos.
O prazer de compartilhar uma refeição - em especial a Ceia de Natal - com
a família, os amigos e pessoas queridas,
é um momento sagrado e insubstituível.
Torne essa noite ainda mais inesquecível e aproveite esse momento divino e
especial, repleto de muita alegria com
comida saborosa e saudável.
Livia Yume
Tanizaki
Nutricionista da Paróquia/Santuário São
Judas Tadeu - CRN-3 45492/P
Dezembro/2015
E
SPIRITUALIDADE
A
As bem-aventuranças e o Natal
nar o modo como Deus viria, de
tal forma que, quando veio, não o
reconheceram nem o aceitaram. A
maneira escolhida para Deus fazerse presente foi tão simples e pobre
que se tornou ofensiva para muitos
deles: uma criança indefesa, necessitada de tudo, de família pobre,
em ambiente pobre... Não poderia
ser Deus: o Senhor dos senhores, o
Eterno e Onipotente, o Rei de Israel.
O que aconteceu? Na Carta aos
Filipenses, assim escreve o apóstolo
Paulo: “Sendo ele de condição divina,
não se prevaleceu de sua igualdade com
Deus, mas aniquilou-se a si mesmo,
assumindo a condição de escravo e
assemelhando-se aos homens” (2,5-11).
Tornar-se homem será o grande
ato de pobreza da parte de Deus,
motivado pelo seu amor à humanidade. Mas não será apenas como
Deus que Jesus se fez pobre por
amor, mas também como homem:
“Sendo exteriormente reconhecido
como homem, humilhou-se ainda
mais, tornando-se obediente até a
morte e morte de cruz”.
A pobreza e as demais bem-aventuranças não são fonte de tristeza ou
derrota. Pelo contrário, são sinais de
esperança e certeza de alegria plena
e verdadeira. Com Jesus não foi diferente: “Por isso - continua Paulo - o
Pai o exaltou e lhe deu um nome que
está acima de todo o nome, para que
ao nome de Jesus se dobre todo o joelho no céu, na terra e nos infernos”.
Com sua pobreza e obediência, Jesus
torna-se o Senhor e o Pai será nele, e
por ele, glorificado.
O Natal torna presente a atitude de
pobreza de Jesus e, ao mesmo tempo,
a sua grande beleza. Enquanto as pessoas que o cercam, o ambiente que
o acolhe, os amigos que o visitam,
exaltam a sua pobreza, os anjos cantam a sua glória. O servo e o senhor
são uma pessoa só: uma criança!
A pobreza em Jesus foi tão grande ao ponto de necessitar da pobreza
dos homens para tornar-se tão pobre
ao ponto de ser como eles.
Maria, sua Mãe, é porta-voz
de todos nós quando afirma: “O
Senhor olhou para a humildade de
sua serva”. Deus não só olhou para
a pobreza de Maria, como precisou
dela para tornar-se pobre como os
homens. E ainda mais, seu servo:
“Vim para servir e dar a vida”.
Maria é assim, o útero materno
da humanidade, onde Deus se une e
se faz homem e a natureza humana
é assumida pela divindade. Esse
mistério está presente em Jesus.
Esse mistério é Jesus! O Natal nos
convida a contemplar Jesus e, acima
de tudo, a segui-lo. As bem-aventuranças, a partir da pobreza, nos
dão o roteiro. Seguindo as pegadas
de Jesus, deixaremos também nós,
pegadas dignas de serem seguidas.
Pe. Dionísio
Tecilla,scj
Foto: Reprodução
s bem-aventuranças são
uma das mais belas e mais
lidas páginas da Bíblia.
Elas são caminho, um mapa que
nos leva ao tesouro maior que Deus
nos oferece e só Ele pode nos dar: a
felicidade. Disse Mahatma Gandhi:
“Se se perdessem todos os livros
sagrados da humanidade e só se
salvasse o Sermão da Montanha,
nada estaria perdido”.
As bem-aventuranças não são
uma teoria sobre a felicidade, mas o
caminho percorrido por Jesus. São
as pegadas que ele deixou, indicando
a direção por onde ele passou e por
onde devemos caminhar se queremos
encontrar a verdadeira felicidade.
A primeira pegada no seguimento de Cristo é a pobreza. Sem o
primeiro passo não virão os outros.
A pobreza é a terra fértil onde todas
as bem-aventuranças criam raízes.
Desde sempre, o Povo Escolhido
sabia que Deus viria ao seu encontro
e estaria no meio deles. No entanto,
esse Povo jamais poderia imagi-
Dezembro/2015
Jornal São Judas
www.saojudas.org.br
7
A
Fotos: Arquivo pessoal
migos, devotos e paroquianos
do Santuário São Judas Tadeu!
Graça e paz! Venho partilhar a
respeito da minha história vocacional.
Sou Orisvaldo da Silva Carvalho (Vavá),
tenho 30 anos. Sou de uma família de
cinco irmãos e nasci em Monte Santo,
Bahia. Minha caminhada na Igreja não
começou cedo, mas na juventude. Meus
pais me ensinaram a fé católica, mas não
havia padre na minha cidade, nunca tive
uma vida ativa de comunidade durante
a infância. Aos 12 anos saí de minha
terra natal com meus pais para morar
em São Paulo. Em 2003, com 19 anos,
fui passar o Natal na casa de uma família
católica praticante e com eles participei
da Santa Missa. Depois, incentivado por
essa família, descobri a importância de
participar do banquete de Deus na terra.
Nessa mesma época, minha prima se
preparava para receber o sacramento da
Confirmação na Paróquia/Santuário São
Judas Tadeu. Então passei a participar da
Missa aos domingos, celebrada pelo Pe.
Juarez de Castro, às 11h30, considerado
o padre referencial pela juventude do
Santuário. Confesso que desde o primeiro
dia em que me deparei com aquele padre
celebrando, minha vida começou a mudar. Recordo-me que depois de ir a várias
celebrações, Pe. Juarez me chamou na
sacristia da Paróquia e me perguntou se
eu era religioso. Ora, diante da conversa,
percebi a grande acolhida que tive por
parte do padre, principalmente no que se
refere aos sacramentos da Eucaristia e da
8
Crisma, os quais eu não havia recebido
até então. Depois disso, o Pe. Juarez
passou a me acompanhar. No dia que ele
me apresentou aos catequistas da Crisma,
falou: “Este jovem é especial, pois vejo
nele um sinal de vocação!” Confesso que
na hora não entendi o que ele queria dizer.
Conto com sua presença
e oração na Celebração
do Sacramento da Ordem
no grau do Diaconato, no
dia 12 de Dezembro, às
15h, na Catedral da Sé!
Com o apoio do padre, comecei
a participar de algumas atividades na
Paróquia, como a peça “A Paixão de
Cristo” em 2004, que até hoje é realizada
na Semana Santa. Conheci o Grupo de
Jovens Maranatha e a Equipe de Liturgia
do Santuário. Depois de receber o sacramento da Crisma, passei a participar de
outras atividades: o Grupo de Oração
João Paulo II e EJC-Encontro de Jovens
com Cristo.
Já ativo na comunidade, fui percebendo o chamado mais profundamente,
ou seja, o chamado à vida religiosa. Na
época algumas pessoas percebiam sinais
de vocação à vida sacerdotal em mim.
Resolvi conversar com o Pe. Marcelo
Alves dos Reis,scj, Pároco e Reitor na
época, e partilhei com ele meu chamado
ao sacerdócio. Eu disse a ele que o meu
chamado se deu no primeiro dia em que
entrei no Santuário para participar da
missa e me chamaram a atenção os gestos
do Pe. Juarez durante a Consagração.
Ali percebi a total entrega a Deus no
momento da Eucaristia! O Pe. Marcelo
me encaminhou ao SAV-Serviço de Animação Vocacional do Santuário, assistido
Jornal São Judas
Fotos: Arquivo pessoal
Uma vocação que
nasceu neste Santuário
pelos padres da Congregação.
Fiz um caminho vocacional e percebi
que a minha vocação não era para ser
padre religioso, e sim diocesano, porque
sentia no meu coração o chamado a ser
padre na cidade de São Paulo. Com o
apoio do Pe. Marcelo, do Frater Rafael
Querubin e do Diácono Geovane (hoje
padres), passei a fazer acompanhamento
vocacional na Arquidiocese de São Paulo,
sob a orientação do Pe. Sidinei Lang, responsável na época pela Pastoral Vocacional da Região Episcopal Ipiranga. Após
um ano e meio, fui aprovado a ingressar
no Seminário da Arquidiocese de São
Paulo. O Santuário realizou uma missa de
envio, na qual cinco jovens ingressaram
no Seminário da Congregação e eu, no
da Arquidiocese. Em 11 de Fevereiro de
2008 entrei no Seminário Propedêutico
Nossa Senhora da Assunção e em 2009
fui para o Seminário Maior de Filosofia
Santo Cura D’Ars. Em 2012, ao concluir
os estudos filosóficos, ingressei no Seminário Maior de Teologia Bom Pastor.
Após esse longo processo de formação, 8 anos, sou muito feliz e grato a
Deus pela minha vocação! Minha alma
se alegra de ter sido escolhido para estar
a serviço do próximo! Por esse motivo é
que escolhi como lema de minha ordenação diaconal a passagem “Eu vim para
servir e não ser servido” (cf. Mt 20,28).
É com grande alegria, portanto, que eu
convido a todos para a Solene Celebração
Eucarística em que receberei, juntamente
com mais seis seminaristas, o Sacramento
da Ordem no grau do Diaconato, pela
imposição das mãos de Dom Odilo, Arcebispo de São Paulo, a ser realizada no
dia 12 de Dezembro, às 15h, na Catedral
da Sé. Demonstrando minha imensa
gratidão a todos vocês e por meio da
intercessão de Nossa Senhora Aparecida
e de São Judas Tadeu, espero contar com
a sua presença e a sua oração, as quais me
são tão valiosas!
Seminarista Orisvaldo
da Silva Carvalho (Vavá)
www.saojudas.org.br
RDENAÇÃO SACERDOTAL
Fotos: Cidinha Panhoca
O
INHA VIDA TEM SENTIDO
Fotos: Arquivo pessoal
M
Fábio dos Santos
da Hora será
ordenado Padre no
Santuário
T
odos os paroquianos, devotos
e devotas de São Judas, estão
convidados a participar da Ordenação Sacerdotal do Diácono Fábio dos
Santos da Hora, no dia 12 de Dezembro,
às 17h, na igreja nova da Paróquia/
Santuário São Judas Tadeu.
A primeira missa presidida pelo
neo-sacerdote, Pe. Fábio, será no dia
13 de Dezembro, domingo, às 12h, na
igreja nova.
Venha rezar pelo Fábio, por sua
vocação, e participar desse momento
especial em nosso Santuário!
A Ordenação Sacerdotal
será em 12 de Dezembro,
17h, no Santuário São
Judas Tadeu
Dezembro/2015
C
N
OMPORTAMENTO
OTÍCIAS DO SANTUÁRIO
Partiram para o Pai
Natal com a
família reunida!
E
xiste coisa mais gostosa do que
conviver com a família estendida:
primos, tios, avós, cunhados, sogros? Um pouco menos que irmãos, mais
muito mais amigos, são os primos. Quase
mãe é a avó e quase pai é o avô. Nossas
origens se reforçam na união familiar!
Eu lembro quando íamos para o interior,
Araraquara, e lá acontecia uma grande festa de Natal, com mais de sessenta pessoas
e comíamos as comidas italianas mais tradicionais feitas pelas nossas tias. Depois,
mais tarde, a festa passou para nossa casa e
todos vinham para São Paulo e juntavamse com os daqui para celebrar juntos uma
grande festa. Quantas saudades. Eu adoro
minhas origens!
A grande família se nutre das mesmas
tradições de origem e isso possibilita uma
verdadeira oportunidade para a educação
dos nossos filhos. Já a pequena família é
um ramo a mais de uma árvore frondosa e
é dela que nascem os frutos que diversificam e juntam histórias como os cunhados,
sogros e avós.
O Natal traz consigo todas as possibilidades de reunir e reavivar os vínculos
amorosos com nossos entes queridos. E
mais ainda, possibilita o perdão de mágoas e a gratidão pelo ano que se finda,
trazendo assim o ressurgimento do amor,
com ânimo para o próximo ano.
E o seu Natal; como será? Reúna e faça
uma grande festa para Jesus e para os seus
familiares!
Mariângela
Mantovani
Psicóloga individual, de
casais e famílias. Autora do
livro “Quando é necessário
dizer não” Editora Paulinas.
Faleceu no dia 28 de Outubro, aos 81
anos, a Sra. Maria da Glória dos Santos, voluntária há mais de 10 anos na
Lanchonete do dia 28, do Santuário São
Judas Tadeu.
AÇÃO ENTRE AMIGOS:
ÚLTIMOS DIAS!
A “Ação entre amigos e devotos de São
Judas Tadeu” é promovida todo ano no
Santuário para auxiliar nas despesas, que
são muitas, nesta Casa de Deus: manutenção das igrejas, do serviço social, as obras
de evangelização e reformas necessárias.
E também nesta família, cada membro é
chamado a ajudar!
Adquirindo um número, ou talão, da
“Ação entre amigos e devotos de São Judas
Tadeu”, além de auxiliar, e muito, o Santuário, você concorre a um carro 0 km (Honda
Fit LX MT 1.5 Flex 2015/2016) e outros
ótimos prêmios. Procure na Secretaria,
mesinhas no pátio ou na frente das igrejas,
e contribua com R$ 15 reais (cada folha).
O sorteio será no dia 19 de Dezembro,
pela Loteria Federal. Não deixe para a
última hora!
Faleceu no dia 5 de Novembro, Pedrolina
Rosa de Freitas, mais conhecida por P. Rosa,
voluntária muito ativa em nossa comunidade. Sempre ao lado do marido, o Sr. José de
Freitas, P. Rosa serviu muito, sempre com
disposição e alegria, em diversos setores: de
Água Benta, Feirinhas da Pechincha da Obra
Social, Lanchonete nos dias 28, Cerimonial
de Casamentos. Ao sr. José, seus filhos e
netos, nossa oração e apoio. Que o Sagrado
Coração de Jesus acolha nossas irmãs em
Cristo, em sua misericórdia! Nossas orações,
gratidão e saudades!
Foto: Reprodução
Mudanças nos horários
no Setor Casamentos
A partir de 1º de Dezembro, o setor de
Casamentos da Paróquia/Santuário São
Judas Tadeu terá novos horários de atendimento: às terças, quartas e quintas-feiras,
das 9h às 11h30 e das 13h30 às 16h30. Aos
sábados o horário continua das 8h às 11h,
exceto em dia 28 e feriado.
CALENDÁRIO 2016
Adquira o Calendário de parede
2016 da Paróquia/Santuário São Judas
Tadeu por apenas R$5,00 na Secretaria
Paroquial do Santuário. Garanta já o
seu e presenteie!
NOTA: Esta edição do Jornal São Judas foi fechada em 19 de
Novembro de 2015. Mais informações: tel. 3504-5700 ou 5072-9928.
Site: www.saojudas.org.br e twitter.com/saojudas28
Dezembro/2015
Jornal São Judas
www.saojudas.org.br
9
F
ESTA DE SÃO JUDAS TADEU 2015
Povo de Deus renova
a esperança no dia
de São Judas Tadeu
A festa de São Judas Tadeu atrai
uma multidão de fiéis devotos de
São Paulo e do interior a cada ano ao
Santuário da Avenida Jabaquara. São
muitas as bênçãos recebidas e os motivos para agradecer e renovar sua fé e
oração, pedindo milagres a Deus com
a intercessão do “santo da esperança”,
principalmente por emprego, em tempo
de severa crise econômica no país.
As comemorações do dia do Padroeiro começaram com a Novena no dia 18
de Outubro e foram encerradas na Festa
no dia 28, chamado “Maior” com a missa
campal solene, presidida por Dom Odilo
10
Scherer, Cardeal Arcebispo de São Paulo,
concelebrada por Dom José Roberto Fortes Palau, Bispo da Arquidiocese de São
Paulo para a Região Episcopal Ipiranga
e padres do Sagrado Coração de Jesus,
que servem no Santuário.
Este foi o 75º ano da Festa de São
Judas, cujo tema foi: “Com São Judas
Tadeu somos Igreja a serviço da vida
plena para todos”. E serviço foi o que
mais se viu, praticado, em tempo de
preparação e principalmente no dia do
santo padroeiro.
Os 700 voluntários que se dispuseram a servir em 28 de Outubro, auxilia-
Jornal São Judas
www.saojudas.org.br
Dezembro/2015
são e missa campal solene, seguida de
show musical com o Pe. Damião Silva,
scj, Claudemir e o grupo Ministério
Eucarístico, de jovens do Santuário.
Padres e ministros extraordinários da
Eucaristia distribuíram 17.500 comunhões, somente no dia 28 de Outubro.
A loja de artigos religiosos do Santuário
informou que foram vendidas 10 toneladas de velas.
Na Assessoria de Imprensa, organizada somente para o 28 Maior, foram
acolhidos e auxiliados os profissionais
que fizeram a cobertura da Festa: Rede
Globo de Televisão, Tv Cultura, SBT,
TV Canção Nova, Rádio Capital, Rádio
Jovem Pan, Rádio Globo, Rádio Frater
kerigma, Grupo Folha, Folha Press,
Agência Estado, JP Revistas, Fotoarena, Código B, Salles Fotografia e Alexandre Urcy Fotografia. Neste dia não
houve ocorrência de pessoas perdidas.
O tempo nublado e uma chuva no
momento da saída da Procissão não
impediu que os fiéis prestigiassem o
Santuário no dia de São Judas, principalmente no período da tarde e à noite.
Incontáveis as manifestações de fé e
amor dos devotos que traziam gratidão
e súplicas. Que Deus ouça o clamor do
seu Povo e o abençoe!
Fotos: Priscila Thomé Nuzzi, Priscila Nunes, José Jorge Santos, Cidinha Panhoca, Alexandre Cainelli, Nadine Saliba e Monise Mattioti.
ram nas mais diversas tarefas no Santuário: distribuição de água benta e milhares
de jornais, preparação de almoço para
cerca de 600 pessoas (entre funcionários,
voluntários, policiais, etc.), organização
do fluxo de pessoas na entrada e saída
das duas igrejas, nas escadarias, nas filas
para confissões, que foram atendidas
por 21 padres ao longo do dia. Além
disso, haviam voluntários nos serviços
de segurança, liturgia, preparação para
as Confissões, andor, decoração, Assessoria de Imprensa, barracas de comidas,
bebidas, flores, bazar, etc..
Ao mesmo tempo em que aconteciam as bênçãos na Sala São Judas
lotada, de 10 em 10 minutos realizadas
por 8 Diáconos, havia uma grande fila
onde os fiéis esperavam até 2 horas, só
para passar diante da imagem de São
Judas na igreja antiga.
Foram celebradas 14 missas, desde
as 5h da manhã, de hora em hora, campal e dentro da igreja nova, até a procis-
Priscila Thomé Nuzzi,
jornalista da Paróquia/Santuário
São Judas Tadeu
Novembro/2015
Jornal São Judas
www.saojudas.org.br
11
R
A
EFLEXÃO
GENDA DE FIM DE ANO
Família:
aqui há lugar para Jesus?
N
a Novena de Natal deste ano,
temos a reflexão de que o
nascimento de Jesus foi um
acontecimento em família. No Sínodo
dos Bispos e o Papa Francisco lembram
a vocação e a missão da família na Igreja
e no mundo. Vamos rezar a Novena, como
uma preparação para o Natal!
Começamos com o anjo Gabriel enviado
a uma cidade, Nazaré, a uma virgem chamada Maria. “Alegra-te, cheia de graça, o
Senhor é contigo”. É Jesus que entra na vida
do casal e da família!
Nossa Senhora era noiva de um homem
chamado José. José duvidou, mas o anjo lhe
disse: “Eis que a virgem conceberá e dará à
luz um filho. Chamará Emanuel, que é Deus
conosco” José aceitou Maria como esposa.
Maria entrou na casa de Zacarias e saudou
Isabel. Nesta cena, Zacarias e Isabel têm uma
história bem diferente de Maria e José. Nem
todos os casais têm a mesma história, mas na
vida de todos, Deus se faz presente.
Os pastores foram a Belém. “Ide a Belém.
Nasceu para vós um Salvador”. O anúncio
dos pastores veio acompanhando de uma
mensagem de paz e alegria para todos.
Maria guardava todos esses fatos, meditando sobre o seu significado. Os magos
partiram de Belém, marcados por Jesus, que
o reconheceram como o Salvador.
Levaram o Menino Jesus ao Templo
para apresentá-lo ao Senhor. Os pais precisam praticar a religião diante dos filhos e
criar um clima de vivência cristã em casa.
Os pais de Jesus iam todos os anos a
Jerusalém. Os filhos recebem a religião,
sobretudo do exemplo dos pais. O lar é
chamado Igreja doméstica.
O Menino Jesus crescia e se fortalecia em
sabedoria, idade e graça. Os filhos devem a
seus pais respeito, gratidão, justa obediência
e ajuda. “Quem é minha mãe e quem são
meus irmãos?” Jesus nos mostra que sua família é todo aquele que faz a vontade do Pai.
Nesta Novena, temos que aprender: Deus
ama a todos e quer que todos se tornem
seus filhos e se tratem como irmãos. Cada
família é única, mas não isolada, pois faz
parte da grande família de Deus!
Na preparação para o Natal, queremos
nos dispor para acolher a vinda do Salvador, também em nossos lares e em nosso
convívio familiar. O exemplo de José e
Maria, e dos outros personagens, inspire
em nossas famílias viver bem sua vocação
e missão, cada dia.
“Noite feliz, noite feliz! Ó Senhor, Deus
de Amor, pobrezinho nasceu em Belém. Eis
na lapa, Jesus, nosso bem. Dorme em paz,
ó Jesus!” Feliz Natal e ano Novo a vocês
do Santuário São Judas Tadeu!
Programação das
Festas no Santuário
05 de Dezembro - 15h - Missa e confraternização dos Voluntários do dia 28 e
Formatura das crianças do CEI-Centro de Educação Infantil (igreja nova).
19 de Dezembro - 13h - Festa de Encerramento do ano do CEI (Sala São Judas).
20 de Dezembro - 16h - Missa dos Dizimistas (Salão Dehon).
Natal e Ano Novo
24 de Dezembro - Missas às 7h, 9h, 12h, 15h, 17h e às 19h30 a MISSA DE
NATAL, na igreja nova. A Secretaria Paroquial, Loja e Capela de bênçãos (Confissões) atendem até às 12h. Neste dia não haverá missa pelos falecidos..
25 de Dezembro - Missas como aos domingos, às 7h, 8h30, 10h, 12h, 16h30,
18h e 19h30, na igreja nova. A Secretaria Paroquial, Loja e Capela de bênçãos
(Confissões) não abrirão neste dia.
31 de Dezembro - Missas às 7h, 9h, 12h, 15h, 17h e às 19h30 a MISSA DE
AÇÃO DE GRAÇAS pelo ano de 2015, na igreja nova. A Secretaria Paroquial,
Loja e Capela de bênçãos (Confissões) atendem até às 12h.Neste dia não haverá
missa pelos falecidos.
1º de Janeiro de 2016 - Missas como aos domingos, às 7h, 8h30, 10h, 12h, 16h30,
18h e 19h30, na igreja nova. A Secretaria Paroquial, Loja e Capela de bênçãos
(Confissões) não abrirão neste dia.
Pe. Marcos
Giarola,scj
Faça a Novena de Natal em família!
A Novena de Natal é uma ótima maneira de unir a sua família, vizinhos, grupo
de encontro ou Pastoral. Com a Novena, todos se preparam para que a chegada
do Menino Jesus seja ainda mais especial. O livreto com todas as orientações
está disponível na Secretaria Paroquial a R$1,00 cada. O Santuário fará uma
Missa de envio para aqueles que farão Novena, no dia 11 de Dezembro às 19h30
e Missa de encerramento no dia 21 de Dezembro (com bênção das imagens do
Menino Jesus) às 19h30, ambas na igreja antiga.
12
Jornal São Judas
www.saojudas.org.br
Dezembro/2015

Documentos relacionados

1 Abril - 2016 Jornal São Judas www.saojudas.org.br

1 Abril - 2016 Jornal São Judas www.saojudas.org.br Padre rezará a fórmula de absolvição: “Deus, Pai de misericórdia, que pela morte e ressurreição de seu Filho reconciliou consigo o mundo e enviou o Espírito Santo para a remissão dos pecados, te co...

Leia mais

Vitrais marcam Festa dos 75 anos - Paróquia Santuário São Judas

Vitrais marcam Festa dos 75 anos - Paróquia Santuário São Judas vigiamos nossa língua, mantendo nossa com quem sabemos que nos ama” (Santa boca fechada, então todas as serpentes e Teresa D’Avila).

Leia mais

maio 2015 - Paróquia Santuário São Judas Tadeu

maio 2015 - Paróquia Santuário São Judas Tadeu para os leigos e leigas das Pastorais e Movimentos das nossas Paróquias e como primeiros destinatários os membros das Equipes Vocacionais Paróquias, um momento de Espiritualidade, ao longo deste an...

Leia mais

A Porta Santa da misericórdia do Senhor está aberta para todos!

A Porta Santa da misericórdia do Senhor está aberta para todos! anos e, conversando com um Padre, aos 13 anos, decidiu entrar no Seminário dehoniano. Foi ordenado padre em 29 de Junho de 1963, em Taubaté-SP. Exerceu seu ministério por 2 anos na Vila Maria (São ...

Leia mais