Jornal Vida Ativa AFRID n° 06

Transcrição

Jornal Vida Ativa AFRID n° 06
Atividades Físicas e Recreativas para a Terceira Idade
Programa para a Terceira Idade / FAEFI - UFU
Dezembro 2003 / Janeiro / Fevereiro 2004
Atendendo você!!!
Amor Incondicional
O mundo em que vivemos vê a velhice apenas
como a superação de etapas que nosso corpo e nossa
mente conseguiu superar, porém de uma maneira
preconceituosa e sem esperanças. Nossa sociedade,
infelizmente, enxerga a velhice como a reta final da
vida, onde não há mais nada o que fazer. É mentira,
pois o idoso tem muito para fazer, tem muito para
viver, desde que seu coração esteja aberto para
receber e doar experiências, receber e doar carinho.
A ação da nossa sociedade em relação ao idoso
deveria ser direcionada primeiramente ao coração do
idoso, ou seja, aos seus sentimentos e emoções.
Deveria ser direcionada ao seu sofrimento, à sua
preocupação, àquilo que o entristece. Mas, como
míseros humanos que somos, egoístas ao extremo,
criamos condições para amar, queremos acariciar
apenas quem está saudável, quem tem uma pele
bonita, quem vai retribuir da mesma maneira ou maior.
Não acariciamos um idoso com a pele enrugada, não
damos a mão para um senhor subir os degraus do
ônibus.
Assim como nós queremos ser amados, os idosos
também querem, principalmente aqueles que vivem
em instituições asilares. Eles muito mais do que a
necessidade da reabilitação física possuem a
necessidade da reabilitação emocional.
Porém, nas instituições asilares é mínimo o carinho e
a atenção que os idosos recebem por parte de nossa
sociedade, apenas algumas pessoas conseguem se
desligar do preconceito que gira em torno dos idosos e
doar um pouco de alegria e de amor para corações
sedentos não só de contato físico, mas também sedentos
de olhares que lançam água de vida e esperança.
Com apenas um pouquinho de atenção, alegria e
amor é possível ver esperança no olhar de um idoso, é
possível ver um sorriso que há anos não habitava um
rosto cheio de rugas, é possível se sentir seguro num
abraço demorado de braços fracos. E apenas com
pequenos gestos (abraços, cafunés, brincadeiras) já
conseguimos resultados tão grandiosos.
E como é bom ver alguém feliz, ou melhor, como é
bom fazer alguém feliz!
Ana Carolina Veloso Daher (20 anos)
Estagiária de Instituição Asilar
[email protected]
Nº 06
Editorial
O que é Fibromialgia
Fibromialgia
A fibromialgia é uma síndrome de causa desconhecida e quadro
clínico bem definido - dores generalizadas pelo corpo-, e está
intimamente associada a estados emocionais. A dor é geralmente
descrita como uma sensação de queimação da "cabeça aos pés" ou
por "dor que dói o corpo inteiro". A dor pode mudar de localização e é
mais intensa nas partes do corpo usadas com maior freqüência. Para
alguns pacientes a dor pode ser intensa o suficiente para interferir nas
tarefas diárias, e para outros ser apenas um pequeno incômodo. Esta
síndrome atinge mais mulheres acima de 40 anos e ainda não tem
cura, mas já pode ser tratada. A dor aumenta ou diminui, mas não vai
embora. Geralmente é acompanhada de depressão e ansiedade ou a
própria doença leva o paciente a ter esses sintomas, que pioram com o
frio e a umidade, tensão e inatividade, e são aliviados por calor,
atividade moderada ou relaxamento. A seguir são numerados alguns
sintomas da fibromialgia: dor em várias partes do corpo, insônia, dores
nas articulações, dores de cabeça, dormência e formigamento,
câimbras, nervosismo, depressão e ansiedade, cansaço, rigidez
generalizada do corpo ao se levantar pela manhã. Torna-se ainda
necessário, apresentar fatores que podem desencadear a fibromialgia:
sono de má qualidade, falta de condicionamento físico, estresse,
algumas doenças crônicas e depressão.
A doença não é identificável com exames. O médico faz um
exame físico no paciente. Há 18 pontos doloridos no corpo dos
fibromiálgicos e dores em 11 pontos já são indicativos de fibromialgia.
Masisso não basta, é preciso fazer exame de sangue para detectação
de doenças que causam dores generalizadas, como diabetes, o câncer
e a tireóide.
O tratamento é sempre proposto após a realização de uma avaliação
médica cuidadosa, e tem o objetivo de eliminar a dor, restaurar a amplitude
de movimento e flexibilidade e melhorar a qualidade de vida. Assim, a
atividade física é vital no tratamento da fibromialgia, pois os exercícios
físicos regulares melhoram o tônus muscular, os distúrbios do sono, a
disposição, ajuda a lidar com o estresse e após algum tempo exerce efeito
benéfico na dor. Associado aos exercícios, é preciso o uso de
medicamentos. Veja adiante alguns procedimentos que os fibromiálgicos
devem adotar em se dia-a-dia: uso de antidepressivos tricíclicos e
analgésico, exercícios físicos, alongamento, acupuntura, reduzir as
situações de estresse e técnicas de relaxamento (ioga, meditação,
massagem e hidroterapia).
A fibromialgia não deve ser encarada como uma doença que
necessita de tratamento, mas sim como condição clínica que requer
controle. Isso, porque na pessoa predisposta, suas manifestações ocorrem
ao longo da vida, na dependência de uma série de fatores físicos e
emocionais. Assim, as manifestações devem ser tratadas na direta
proporção de sua gravidade.
Luiz Humberto Souza (21 anos) estagiário
[email protected]
SEMANA DO IDOSO
A IX Semana do Idoso, que ocorreu entre os dias 19 e 24 de
outubro do ano de 2003, foi um verdadeiro sucesso.
No período da manhã, acadêmicos e profissionais que lidam
com a Terceira Idade puderam assistir a interessantes palestras
propostas na programação do evento. Já no período da tarde os
idosos foram brindados com palestras sobre como bem-viver a
velhice, oficinas de voga, danças circulares, expressão corporal,
dança de salão e cuidados com a pele, além de um animado
baile em uma das tardes.
Em todos os dias foram servidos lanches para os idosos nos
intervalos entre as palestras. Eles, ainda, puderam contar com o
atendimento de enfermeiros da ESTES,caso fosse necessário,
alem da presença constante do Corpo de Bombeiros.
No evento participaram, em média, 700 pessoas por dia,
totalizando uma rotatividade de 3.500 idosos durante toda
semana.
Como todos sabem, a inscrição foi 1kg de alimento, sendo
arrecadados ao todo mais de 1.300 quilos. Estes foram
distribuídos entre a Divulgação Espírita Cristã Unidade São
Jorge, e as entidades asilares atendidas pelo projeto AFRID: Lar
do Idoso São Lucas, Lar Espírita de Amparo ao Idoso André
Luís, FASE, Asilo São Vicente de Paula e Santo Antônio e Lar
São José.
Firmamos uma parceria com o Hospital de Olhos Brasil
Central (HOBC) e gostaríamos de aproveitar a oportunidade
para agradecer aos nossos colaboradores, e principalmente, a
vocês idosos, que enriqueceram o evento com a sua presença
tornando nossas tardes ainda mais belas.
Viviane Aparecida Moreira Rocha-(20 anos) estagiária
[email protected]
.
Sexualidade na Terceira Idade
As modificações no organismo que ocorrem no decorrer
dos anos de vida alteram significativamente o
comportamento de muitas pessoas. Então,podemos definir o
envelhecer como alterações tanto fisiológicas como
psicológicas no ser humano. Estas transformações
acarretam uma mudança comportamental diante de um
aspecto muitas das vezes constrangedor para quem já
atingiu a terceira idade: a sexualidade.
A cultura e a sociedade impõem restrições
comportamentais, considerando o idoso como "assexuado",
pois socialmente o sexo é uma forma apenas de reprodução
da espécie não uma forma de satisfação pessoal, buscando
auto-conhecimento e a essência do ser.
Para se quebrar este tabu é necessário buscar o
conhecimento das alterações acorridas no corpo,
reformulando assim conceitos pessoais sobre sexualidade.
Alterações na resposta sexual masculina:
No desejo sexual: diminuem as taxas de testosterona,
dopamina (neurotransmissor importante na resposta sexual)
e aumento de prolactina que bloqueia o desejo sexual.
Na excitação: diminuição da sensibilidade das áreas
erógenas
concentradas
na
região
dos
genitais
externos,ereção é menos rígida,o tempo para se ter uma
ereção é lento e após o orgasmo para repeti-Ia é quase
impossível.
No orgasmo: diminuição normal do volume e do jato de
esperma, diminuição da sensibilidade da vinda do orgasmo.
Alterações na resposta sexual feminina:
Com a menopausa,há mudanças fisiológicas na pele
(sensibilidade), na mama, mucosa genital e também
sintomas psicológicos como irritabilidade, mudanças de
humor.
No desejo sexual: diminui taxas de testosterona (perda
da libido)
Na excitação: diminuição da sensibilidade das áreas
exógenas diminui a lubrificação da vagina (sente dor na
penetração), a mucosa interna se afina e resseca
enfraquecimento da musculatura perineal devido a um
processo gradual de atrofia. Nas mamas, há diminuição do
tecido glandular que é substituído por tecido gorduroso que
mais tarde desaparece e esta fica flácida, diminuição das
reações mamárias.
No orgasmo: a intensidade e a capacidade de
multiorgasmos se mantêm, mas os números de contrações
orgásticas são menores, mudando a sensação.
Todas essas mudanças não são aceitas pelas pessoas
que atingem esta idade, por fatores também psicológicos e
sociais, acarretando no desaparecimento da sexualidade.
Casais que mantêm durante toda a vida uma
regularidade de relações sexuais, uma aceitação nas
mudanças fisiológicas, não sendo influenciados por
imposição de culturas atinge a terceira idade com
comportamento sexual aflorado, não como quando jovens,
mas dando preferência a toques, beijos, abraços e afagos,
trazendo assim satisfação pessoal e amor à própria vida.
Portanto a percepção de mudança do próprio
envelhecimento acarreta crises emocionais que resultam na
mudança de algumas posturas. Entretanto muitas pessoas
negam, sublimam, canalizando sua energia para outra
atividade física-esportiva com medo do encontro consigo
mesmo, que através do sexo é inevitável. Na verdade,
qualquer mudança vem acompanhada de dor. Evitamos a
dor sem saber que ela nos torna maior quando evitamos a
mudança. Percebe-se essa dor do encontro consigo em
alguns fragmentos da poesia:
INSTANTES
Se eu pudesse viver novamente a minha vida,
na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais.
Seria mais tolo ainda do que tenho sido, na verdade bem poucas
levaria a sério.
Seria menos higiênico
Correria mais, viajaria mais, contemplaria mais entardeceres,
subiria
mais montanhas, nadaria mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca fui, tomaria mais sorvete e menos
lentilha, teria menos problemas reais e menos imaginários.
Eu fui uma dessas pessoas que viveram sensata e
produtivamente
cada minuto de sua vida;
Claro que tive momentos bons.
Porque, se não sabem, disso é feito a vida, só de momentos, não
percas o agora.
EU era um desses que nunca ia a parte alguma sem um
termômetro,
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas;
se
voltasse a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria a andar descalço no
começo
da primavera e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua, contemplaria mais amanheceres e
brincaria com mais crianças, se tivesse outra vez uma vida pela
frente...
Aline Mora Oka (20 anos)
estagiária de Instituição Asilar
[email protected]
Exercícios ajudam a atenuar as dores
Quem já sentiu os efeitos da artrose sabe o tamanho da
dor que ela traz. E o que é pior: o quadro é irreversível. No
entanto, alguns exercícios físicos e o trabalho com um
fisioterapeuta podem prevenir e até mesmo minimizar o
incômodo das dores, além de recuperar a mobilidade perdida
em função da doença
A artrose ocorre devido ao desgaste da cartilagem
localizada entre os ossos, cuja função é diminuir o impacto e
melhorar o funcionamento da articulação.
Desta forma, o indivíduo sente fortes dores ao se
movimentar pela dificuldade de amplitude das articulações.
Embora tenha um fator hereditário, a artrose pode surgir em
função da obesidade, problemas na coluna, diabetes e
hipotireoidismo.
A doença é mais comum nas mulheres, e pode começar
por volta dos 40 anos. Geralmente, as áreas mais atingidas
são os dedos das mãos, joelhos e quadris. "Não existe uma
maneira de reverter a situação, mas é possível amenizar as
dores na região e melhorar os movimentos. Paraisso, é
importante que o indivíduo faça exercícios constantes e
alongamentos, que além de dar mobilidade, evitam a atrofia
muscular.
Alguns hábitos diários, no entanto, podem prevenir esse
quadro. É aconselhável uma dieta balanceada, o controle do
peso e a prática de exercícios físicos. Natação e
hidroginástica são recomendáveis porque a água reduz o
impacto das atividades. Já as caminhadas também são
indicadas, desde que sejam feitas com tênis específicos para
o esporte, com amortecedores.
NOME: Eliane Rosa dos Santos
DATADE NASCIMENTO: 23/01/1982
IDADE; 22 anos
SIGI\IO: Aquário
NATURALIDADE: Monte Carmelo M.G.
MÚSICA: MPB
COR: Azul
COMIDA: strogonof e batata-frita
LAZER: Ouvir música
QUALIDADE:, Amiga
DEFEITO: Sou muito estrressada!!!!
PARA MIM ENVELHECER É... reconhecer as nossas capacidades e
vivê-Ias, sem medo de ser feliZl!!!
O que é o AFIUD? Mais que um projeto, um aprendizado constante
sobre Terceira Idade e sobre a vida
NOME: Lucélia Justino Borges
DATADE, NASCIMENTO: 23/02/1982
IDADE: 21 anos
SIGNO: Peixes
NATURALIDÀDE: Coromandel M.G.
COR: Azul
COMIDA: Doces
LAZER: Sair com os amigos
QUALIDADE: Honesta
DEFEITO: Nervosa
PARA MIM ENVELHECER É..a constante soma de experiências!!!
O que é o AFRlD?: É um projeto que nos dá a oportunidade de
conhecer e aprender sobre a Terceira Idade.
Cantinho da Culinária
SONHO
INGREDIENTES: MASSA
40grs de fermento biológico
2 colheres de sopa de açúcar refinado
1/2 copo de leite morno
3 ovos ligeiramente batidos
2 gemas em temperatura ambiente
1 colher de sopa de manteiga sem sal
1/2colher de açúcar aromatizado de baunilha
1/2colher de raspas de limão
1 colher de café de sal
1/2 Kg de farinha de trigo
MODO DE PREPARO: Primeiro dissolva o fermento com o açúcar e
depois acrescente o leite. misture após os demais ingredientes,
exceto a farinha. Acrescente metade da farinha, misture com mão
até ficar uma massa homogênea. Coloque a massa na mesa, para
rasgar a massa. Acrescente farinha restante para sovar. Deixe
crescer até dobrar de volume.
Hora de ir ao geriatra
Quando e porque procurar esse medico
A hora de procurar o geriatra sempre foi motivo de tabu. Afinal,
acreditava-seque marcar a consulta com esse médico era assinar
o atestado de "velhice". Hoje, a informação está vencendo o
preconceito. Em busca de um envelhecimento ativo e saudável,
um número cada vez maior de pessoas começa a freqüentar o
consultório. Não somente do geriatra, mas do nutricionista, do
psicólogo e do gerontólogo. A principal função desse especialista é
proporcionar uma qualidade de vida ao idoso, de uma forma
preventiva. Por isso, embora não exista uma idade certa para
procurar o geriatra, a época ideal é a partir dos 60 anos. O
profissional possui uma visão geral do indivíduo, trabalhando os
seus aspectos biológico, social e psicológico. Assim, além de
cuidar da saúde do paciente, o geriatra termina sendo também
um conselheiro, avaliando os remédios recomendados por outros
médicos e identificando suas reais necessidades.
Paulo Guimarães de Azevedo (23anos) eslagiária
p.f.azerçdo(ií)bol.com.br
RECHEIO CREME:
1 litro de leite
20grs de maisena (5 colheres bem cheias)
1 lata de leite condensado
1/2 xícara de açúcar refinado
6 gemas passadas na peneira
1 colher de sobremesa de essência de baunilha
1 xícara de chocolate em pó (opcional)
MODO DE PREPARO: Dissolva a maisena com um pouco de leite,
leve ao fogo e depois vá acrescentando o leite restante e os demais
ingredientes. Deixe ferver, ele vai empelotar, mas continue mexendo
até ficar um creme lisinho. Quando começar empelotar abaixe o
fogo. Coloque o recheio para esfriar, cubra com um filme plástico.
Depois de frio, bata o creme na batedeira. Abra a massa grossa.
Corte-a redonda, deixe-a crescer sobre um pano polvilhado com
farinha. Frite em óleo não muito quente, vire 4 vezes. Deixe
amornar e corte-os e depois recheie.
Francini Vilela Novais (23 anos) estagiária
[email protected])ahoo.com.br

Documentos relacionados

Editorial

Editorial a diminuição da secreção do estômago, gustativa e olfativa, falta de vitaminas lipossolúveis A, D, E e K (vitaminas solúveis em gordura), falta de vitamina A (responsável pela visão, pele saudável ...

Leia mais