Apostila Economia

Сomentários

Transcrição

Apostila Economia
Economia no Transporte Aéreo
Prof. Volney A. Gouveia
[email protected]
SUMÁRIO
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
Aula
1 – Apresentação.................................................................................03
2 – Uma Visão Geral da Economia..........................................................16
3 – Questões Econômicas Fundamentais.................................................26
4 – Princípios da Oferta e Demanda........................................................33
5 – Atividade de Fixação.......................................................................48
6 – Elasticidade de Mercado..................................................................50
7 – Atividade de Fixação.......................................................................61
8 – Transporte Aéreo: Produção.............................................................68
9 – Transporte Aéreo: Custo de Produção................................................83
10 – Concentração de Mercado..............................................................94
11 – Atividade de Fixação....................................................................111
12 – Exercícios e Avaliação N1.2...........................................................117
13 – Conceitos de Macroeconomia........................................................118
14 – Exercícios e Avaliação N1.3..........................................................122
15 – Avaliação N1.4...........................................................................123
16 – Teoria dos Jogos.........................................................................124
17 – Determinação de Preço: Revenue Management...............................133
18 – Avaliação N2..............................................................................147
19 – Avaliação Substitutiva e Vista de Prova..........................................148
Aula 1
Apresentação e Discussão do
Programa da Disciplina
Principais Tópicos da Disciplina

Estudo da interdependência dos elementos econômicos constitutivos do
sistema de transporte aéreo
 Discussão dos fenômenos econômicos inerentes à indústria aérea.
 Descrição e análise de indicadores de desempenho econômico.
 Investigação sobre os fenômenos econômicos do setor aéreo nacional e
internacional.
 Compreensão das relações de causa e efeito na interação entre os
agentes da indústria aérea.
Programa da Disciplina
Objetivos:
Geral:
1. Ter visão de negócios, sendo capaz de identificar oportunidades e empreender
projetos, ligados ou não à sua profissão.
2. Possuir pensamento e atitude inovadora e criativa nas suas atividades
profissionais e na sua vida pessoal.
Específicos:
1. Ao final da disciplina, o aluno deverá ser capaz de avaliar a estratégia e a
dinâmica do mercado aéreo brasileiro sob o contexto econômico nacional e internacional
2. Capacitar o aluno a identificar fatores relacionados à economia e seus efeitos
sobre o transporte aéreo.
3. Proporcionar ao aluno noções de Gerenciamento das estratégias e operações das
Empresas Aéreas e como o ambiente econômico as afeta .
Programa da Disciplina
Conteúdo Programático:
Unidade 1: Apresentação do plano de ensino e critérios de avaliação
Unidade 2: Conceitos Básicos de Microeconomia
Unidade 3: Microeconomia e Transporte Aéreo
Unidade 4: Avaliação
Unidade 5: Macroeconomia e Transporte Aéreo
Unidade 6: Estudos de Caso Aplicados ao Transporte Aéreo
Unidade 7: Avaliação
Unidade 8: Gestão de Preços no Transporte Aéreo
Unidade 9: Avaliação
Programa da Disciplina
Cronograma ECONONOMIA DO TRANSPORTE AÉREO
Prof. Volney - Segunda (07:30 - 11:05) - CC
Mês
ago
1
2
2
set
2
2
2
out
nov
dez
2
2
2
2
2
3
4
5
6
7
7
Unidade
Aula Dia
Conteúdo
Aula Inaugural
01 15 Apresentação e Discussão do Programa da Disciplina
Conceitos Básicos de Microeconomia 02 22 Princípios de Microeconomia (Introdução aos Problemas Econômicos - CAP. I)
Princípios de Microeconomia (Questões Econômicas Fundamentais,
Conceitos Básicos de Microeconomia 03 29
Organização Econômica - CAP. II)
Conceitos Básicos de Microeconomia 04
5 Princípios da Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado (CAP. III) Atividades de Fixação (Exercícios Selecionados a partir das págs. 47 e 71) Conceitos Básicos de Microeconomia 05 12
(Avaliação N1.1 - Online)
Atividades de Fixação (Exercícios Selecionados a partir das págs. 130 e 216) e
Conceitos Básicos de Microeconomia 06 19
Elasticidade da Demanda no Transporte Aéreo (Externalidades de Difusão) Conceitos Básicos de Microeconomia 07 26 Teste de Progresso (N1.2.)
Conceitos Básicos de Microeconomia 08
3 Função Produção no Transporte Aéreo (CAP. VI)
Conceitos Básicos de Microeconomia 09 10 Função Custo de Produção no Transporte Aéreo (CAP. VII)
Conceitos Básicos de Microeconomia 10 17 Atividades de Fixação (Exercícios Selecionados a partir das págs. 236 e 282)
Conceitos Básicos de Microeconomia 11 24 Concentração de Mercados (CAP. VIII)
Macroeconomia e Transporte Aéreo
12 31 Conceitos da Macroeconomia (Fluxo Circular, PIB, Inflação, Pol.Econômica)
Macroeconomia e Transporte Aéreo
13
7 Avaliação N1.3 - (Individual, sem consulta)
14 14 Recesso
Avaliação
15 21 Teoria dos Jogos e Atividade Aplicada
16 28 Apresentação TCC
Avaliação
17
5 Avaliação N2
Avaliação
18 12 Avaliação Substitutiva
Programa da Disciplina
Avaliação do Aprendizado:
A avaliação será contínua, reservando-se aulas para síntese avaliativa do
desempenho do aluno.
1a. Etapa:
Serão realizadas três (03) avaliações,
sendo que apenas duas (02) serão
consideradas para efeito de nota final N1, descartando-se a avaliação de menor
nota. As avaliações consistirão em: 1. N1.1. Avaliação Objetiva na Modalidade
Online, individual com consulta (peso 10,0); 2. N1.2. Teste de Progresso,
individual sem consulta (peso 10) e 4. N1.3. Avaliação Geral, individual e sem
consulta. Cada uma das Atividades somará 10,0 pontos.
2a. Etapa: prova individual e sem consulta, conforme calendário da universidade
e somará 10,0 pontos.
Programa da Disciplina
Bibliografia:
Básica:
1. PASSOS, Carlos Roberto Martins. NOGAMI, Otto. Princípios de Economia Ed. Thomson. São Paulo, 2012.
2. PINDYCK, Robert S. Microeconomia. Ed. Prentice-Hall. São Paulo, 2006.
3. PALHARES, Guilherme Lohmann. Transporte Aéreo e Turismo. Ed. Aleph. São Pualo, 2001.
Complementar:
1. WESSELS, Walter J. Microeconomia. Ed. Saraiva. 2010
2. WESSELS, Walter J. Economia. Ed. Saraiva. São Paulo, 2003.
3. VASIGH, Bijan. Introduction to air transport economics. Ashgate Publishing, 2008.
4. MORRELL, Peter S. Airline Finance. Ashgate Publishing, 2007
5. HOLLOWAY, Stephen - Straight and level: practical airline economics. 2ª ed. Hampshire: Ashgate Ltd., 2003.
ECONOMIA DO TRANSPORTE AÉREO
Revistas Disponíveis no Acervo da Biblioteca
Acesse fontes bibliográficas na Unidade Web. Clique aqui
ORIENTACOES
ESTUDAR É
SUA
Equipamentos eletrônicos: poderoso
instrumento de aprendizado!
PROFISSÃO!!
Uso do celular apenas quando
autorizado
Material de aula (caderno/livro)
Providenciar Apostila
Vamos combinar a entrada e saída da
sala de aula?! Um ato de respeito
recíproco.
ORIENTACOES
Chamada: sua presença é muito importante para nós!
Horário de Aula (início e término)
Contatos Prof. Volney Gouveia

https://volneygouveia.wordpress.com/

WhatsApp : 99283-9954

Blog: http://vagouveia.zip.net

Email: [email protected]

Twitter/VolneyGouveia

Facebook/VolneyGouveia

Youtube/VolneyGouveia
Vamos refletir um pouco?
Anotações sobre Pequenas Atitudes q fazem um País melhor
- Você termina o café da manhã e, sobre a mesa, ficam restos de alimento.
1) você junta e coloca no prato?
2) você organiza as peças para facilitar o trabalho do funcionário do hotel?
3) você não faz nada pq “está pagando”
4) você não faz nada pq nem se deu conta do seu gesto
- Você está em meio a outras pessoas de frente para o elevador. Quando a porta se abre:
1) você instantaneamente convida quem está a seu lado a entrar primeiro
2) você espera as pessoais entrarem e então você entra na sequência
3) você entra imediatamente e se auto prioriza.
4) você entra imediatamente, principalmente se quem chamou o elevador foi você.
- Você está dirigindo numa autoestrada. Você mantém posição na pista da esquerda (mais rápida). Se você se
deparar com um carro a sua frente, você:
1) verifica o limite de velocidade da via e observa se o carro da frente está no limite da velocidade. Se sim, não faz
nada.
2) mesmo que no limite da velocidade, sinaliza para o motorista acionando o pisca da esquerda, esperando
tranquilamente a liberação da passagem.
3) mesmo que no limite da velocidade, sinaliza para o motorista acionando o pisca da esquerda e mantém seu carro
bem próximo ao dele para criar uma "pressão psicológica"
4) você não sinaliza de nenhuma forma e se mantém próximo ao carro do motorista da frente
5) você já se estressa e faz a ultrapassagem pela direita.
...e qual sua reação quando, ao ultrapassar, você se depara com o trânsito lento?
Vamos refletir um pouco?
Assim como há pessoas pobres e pessoas ricas, também existem países
pobres e países ricos;
O Japão tem um território muito pequeno, mas é uma imensa ''fábrica
flutuante”;
A Suíça não tem cacau, mas tem o melhor chocolate do mundo;
Austrália e Nova Zelândia, que há pouco eram quase desconhecidos, hoje
são desenvolvidos e fortes;
O Brasil, um país mais “velho” que os EUA, está em desenvolvimento.
O que faz a diferença então?
A A T I T U D E das pessoas faz a diferença...
Boa parte da população cumpre naturalmente as seguintes regras:
1. A moral como princípio básico;
2. A ordem e a limpeza;
3. A integridade;
4. A pontualidade;
5. A responsabilidade;
6. O desejo de superação;
7. O respeito às leis e aos regulamentos;
8. O respeito pelo direito dos demais;
9. O amor ao trabalho;
10. Esforço pela economia e investimento.
ACADEMIA
As empresas podem se posicionar no mercado via
ampliação de participação de mercado, adoção de
estratégias bem focadas de preços ou diferenciação por
produto. A melhor estratégia é aquela que resulta da
avaliação eficaz do ambiente externo à empresa e das
suas características econômicas e operacionais. Qual
seria sua estratégia???....
ECONOMIA DO TRANSPORTE AÉREO
Aula 2
UMA VISÃO GERAL DE ECONOMIA
Economia no Transporte Aéreo
PARA QUE ESTUDAR ECONOMIA?
 PARA COMPREENDER MELHOR O MUNDO
 PARA ADQUIRIR AUTOCONFIANÇA E CONHECIMENTO
 PARA REALIZAR MUDANÇAS SOCIAIS
Economia no Transporte Aéreo
OBJETO DA MICROECONOMIA
MICROECONOMIA
1.ESTUDO EM CLOSE
FAMILIAS
DOS AGENTES
ECONOMICOS
EMPRESAS
2 .FORMAÇÃO DE PREÇOS NOS MERCADOS A PARTIR
DA AÇÃO CONJUNTA DA DEMANDA E DA OFERTA
GOVERNO
Economia no Transporte Aéreo
OBJETO DA MACROECONOMIA
As
políticas
econômi
cas de
interven
ção
tentam
manter
o
equilibri
FAMILIAS
GOVERNO
EMPRESAS
• INFLAÇÃO
• DESEMPREGO
• PRODUÇÃO
TOTAL
• CONSUMO
• POUPANÇA
TOTAL
• OUTROS
• INFLAÇÃO
• DESEMPREGO
• PRODUÇÃO
TOTAL
• CONSUMO
• POUPANÇA
TOTAL
• OUTROS
• INFLAÇÃO
• DESEMPREGO
• PRODUÇÃO
TOTAL
• CONSUMO
• POUPANÇA
TOTAL
• OUTROS
o
ESTUDA AS CONDIÇÕES DO EQUILIBRIO ESTÁVEL ENTRE
RENDA E DISPÊNDIO
Economia no Transporte Aéreo
O PROBLEMA DA ESCASSEZ
Equação da escassez
Economia no Transporte Aéreo
CONCEITOS DE ECONOMIA
 Sistema Econômico
 Alguns Conceitos Básicos:

Necessidades humanas (o conceito de escassez)

Bens e Serviços (consumo e de capital)

Recursos Produtivos (terra, trabalho, capital e tecnologia)

Agentes Econômicos

Mercado e Estruturas

Sistema de preços (absolutos e relativos)

Fluxo e Estoque e Renda e Riqueza
Economia no Transporte Aéreo
RECURSOS PRODUTIVOS
TERRA
• Recursos naturais
• Recursos materiais
• Preço pago (aluguel)
TRABALHO
• Esforço físico
• Esforço intelectual
• Remuneração:salário
CAPITAL
• Conjunto de bens
duradouros
• Capital físico
Economia no Transporte Aéreo
CONCEITO DE ECONOMIA
Economia é a ciência social que estuda como as pessoas e
a sociedade decidem empregar recursos escassos, que
poderiam ter utilização alternativa, na produção de bens e
serviços de modo a distribuí-los entre as várias pessoas e
grupo da sociedade, a fim de satisfazer as necessidades
humanas. (PASSOS & NOGAMI, 2005, p.5).
Aula 3
Questões Econômicos Fundamentais e
Organização Econômica
Economia no Transporte Aéreo
QUESTÕES CENTRAIS
O QUE PRODUZIR E QUANTO?
• DADA UMA CERTA ESCASSEZ
COMO PRODUZIR?
• DA MANEIRA
COMO SERÃO PRODUZIDOS OS
BENS, DECORREM VÁRIOS TIPOS DE TÉCNICAS
EXISTENTES
PARA QUEM PRODUZIR?
• QUEM IRÁ RECEBER ESTES BENS E SERVIÇOS?
Vamos tentar aprender este conceito na prática?
Economia no Transporte Aéreo
CURVA DE POSSIBILIDADE DE PROCUÇÃO
ESTRATÉGIA PRODUTIVA – TODAS AS COMBINAÇÕES POSSÍVEIS DE
DOIS BENS
Horas Voo/Pax
Horas Voo/Cga
Economia no Transporte Aéreo
CUSTO DE OPORTUNIDADE
RENUNCIAR:
CURVA DE
POSSIBILIDADE DE
PRODUÇÃO
CUSTO DE
OPORTUNIDADE
QUANTIDADE DE UM
BEM QUE SE DEVE
ABRIR MÃO PARA
AUMENTAR A
PRODUÇAO DE OUTRO
BEM
Economia no Transporte Aéreo
FORMAS DE ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA
Capitalismo:
Propriedade dos Meios de Produção (Máquinas, Tecnologia etc)
Individualismo e busca do lucro
Sistema de Preços
Avanço tecnológico
Socialismo:
Propriedade Pública dos Meios de Produção
Cooperativismo e busca de melhor distribuição de renda
Sistema de Quotas (governo controla oferta e demanda)
Avanço distributivo
Aula 4
Os princípios da oferta e da
demanda em Transporte
Aéreo
Equilíbrio de Mercado
Oferta
Preço de L
12
10
Demanda
8
6
4
2
0
0
5
10
15
20
25
Quantidade de L
À luz das informações sobre os desejos do consumidor e do produtor,
como seria a interação esperada entre estas partes?
30
Preço Baixo: Fixação de Teto
Oferta
Preço de L
12
10
Demanda
8
6
4
2
Carência
0
0
5
10
15
20
25
30
Quantidade de L
O mercado está em equilíbrio? Quais medidas podem ser tomadas para equilibrá-lo?
Preço Alto: Fixação de Piso
Oferta
Preço de L
12
10
Demanda
Excesso
8
6
4
2
0
0
5
10
15
20
Quantidade de L
Quais medidas podem ser tomadas para re-equilibrá-lo?
25
30
Dinâmica de Mercado: equilíbrio
Qtde
Leite
Preço
Receita
Qtde
Café
Preço
Receita
Qtde
Pão Francês
Preço
Receita
Qtde
Frango
Preço
Receita
Qtde
Filet Mignon
Preço
Receita
Total Receita
Efeito das Alterações
na Oferta e Demanda
Preço
Efeito da Tecnologia
Barateamento
da produção 
Maior oferta para
mesmo preço
O
p
Quantidade ASK, RPK
De que forma a tecnologia pode influenciar na produção de ASK de uma cia?
Preço
Efeito da Elevação de Preço dos Fatores
Aumento no Custo
de produção 
Menor oferta para
mesmo preço
O
p
Quantidade ASK, RPK
O que seriam os fatores de produção na indústria aérea? Como a variação de seus
preços alteram a produção de ASK?
Preço
Efeito da Renda sobre Bens Normais
Bens Normais
O
p
p
D: Renda Maior
q
q
Quantidade ASK, RPK
As empresas aéreas têm anunciado diversas estratégias de mercado para atrair
passageiros. Cite algumas delas e associe-as ao conceito apresentado acima.
Preço do Bilhete Aéreo
Bens Complementares
Efeito Deslocamento causado pela
queda no preço dos pacotes
turísticos e da diária de hotel, p.e.
D: Transporte de Passageiros
D: Antes
Quantidade ASK, RPK
Preço do Bilhete Aéreo
Bens Substitutivos
Barateamento do preço das
passagens de ônibus
D: Antes
D: Transporte Aéreo
Quantidade ASK, RPK
Aula 5
Atividade de Fixação
Atividades de Fixação
1. Escassez significa o mesmo que pobreza? Explique
2. O que mostra uma curva de possibilidade de produção? Como ela pode ser aplicada à aviação?
Explique.
3. De que forma o sistema de preços pode resolver o problema econômico “o que e quanto produzir” em
uma economia de mercado?
4. Apresente o conceito de Custo de Oportunidade e dê um exemplo que justifique sua resposta.
5. Partindo de um mercado em equilíbrio (oferta=demanda), o que ocorrerá neste mercado caso o preço
esteja acima do preço de equilíbrio? O que tenderá a ocorrer com o preço desse bem? E se a situação
fosse o contrário? (preço abaixo do de mercado).
6. O que acontecerá com a curva de oferta de um bem se os preços dos fatores de produção desse bem
aumentarem?
7. Desafio: partindo-se de uma situação inicial de equilíbrio de mercado de uma mercadoria, o que
acontece com o preço e a quantidade de equilíbrio quando o preço dos fatores de produção dessa
mercadoria aumentam. Desenhe o gráfico e explique-o.
Orientações Prova On-line
- Consultar: material de aula, internet e apostila
- Expressamente proibido: uso de celular e conversas paralelas
- questões e alternativas são randômicas!
- avaliação tem caráter de aprendizagem: capacidade de
interpretação, novos conceitos, pesquisa, raciocínio...
- Concentração é fundamental! Mantenha a calma e controle a
ansiedade!
- Índice de Silêncio: maior ruído, menor nota...
- Objetivo maior: premiar aqueles que se aplicam!!!
Aula 6
Elasticidade de Mercado
ASPECTOS ECONÔMCIOS
Propensão de Tráfego versus Renda
Viagens per capita
5
Iceland
Ireland
Norway
USA
Australia
New Zealand
Switzerland
1
Saudia
Spain
0.5
Greece
Portugal
U.K.
Canada
Netherlands
France
Italy
Japan
Germany
Chile
Mexico Argentina
Brazil
Philippines Peru
Bolivia
Algeria
0.1
0.05 Pakistan
Iran
As economias da América Latina são uma região onde
pequenos incrementos do PIB impulsionam mais que
proporcionalmente o crescimento do tráfego
Egypt
Poland
Syria
Vietnam
India
0.01
Nigeria
0.005
0
10000
20000
30000
Renda per capita
Sources : Bank of America, ICAO – year 2000
40000
Conceito:
É a alteração percentual em uma variável,
dada uma variação percentual em outra,
ceteris paribus.
Sinônimo de sensibilidade, resposta, reação
de uma variável, em face de mudanças em
outras variáveis.
Exemplos na Microeconomia
Elasticidade-preço da demanda: Variação
percentual na quantidade demandada, dada a
variação percentual no preço do bem, ceteris
paribus.
Elasticidade-renda da demanda: Variação
percentual na quantidade demandada, dada
uma variação percentual na renda, ceteris
paribus.
Valores Possíveis da Elasticidade
elástica
-1
0
+1
+
8
-
8
inelástica
elástica
Elástica - pequenas variações no valor da variável de controle
(renda ou preço) provocam grandes variações no nível de
demanda.
Inelástica - grandes variações no valor da variável de controle
(renda ou preço) provocam pequenas variações no nível de
demanda.
Elasticidade Preço da Demanda
Aeronaves
Preço
Preço
Viagem Aérea
Quantidade
Quantidade
Viagem: pequeno Dq mesmo se Dp grande
Aeronaves: mesmo Dp pequeno causa grande Dq
Elasticidade Preço da Demanda
Viagem
Preço
Dq
Dq p
Dp
e=
Dp q
-> Pequena
Quantidade
Viagem: pequeno Dq mesmo se Dp grande
Elasticidade Preço da Demanda
Preço
Aeronave
Dq p
Dq
e=
Dp q
-> Grande
Dp
Quantidade
Aeronave: mesmo Dp pequeno causa grande Dq
Características que influem na Elasticidade
Demanda Elástica
•
•
•
•
Supérfluo
Muitos Substitutos
Grande Fatia da Renda
Longo Prazo
Demanda Inelástica
•
•
•
•
Essencial
Poucos Substitutos
Pequena Fatia da Renda
Curto Prazo
Exemplos na Microeconomia - Elasticidade
Mercado
Aula 7
Atividade de Fixação
Atividades de Fixação
1. Suponha que a elasticidade-preço da demanda por passagens aéreas seja 2. O que aconteceria com
a quantidade demandada de passagens aéreas se o preço aumentasse em 5%?
2. Suponha que uma empresa aérea tenha aumentado o preço das passagens de R$ 1.700,00 para R$
2.000,00 por bilhete, e que devido a isso a venda desse produto tenha diminuído de 200 para 150
unidades, calcule a elasticidade-preço da demanda e indique se a demanda é elástica (muito sensível)
ou inelástica (pouco sensível).
3. Diga o que acontece com a receita total de uma empresa aérea nos seguintes casos:
a. O preço aumenta e a demanda é inelástica
b. O preço cai e a demanda é elástica
c. O preço cai e a demanda é inelástica
d. O preço aumenta e a demanda é elástica
e. O preço aumenta e a elasticidade é unitária
f. O preço cai e a elasticidade é unitária
4. Supondo que a elasticidade-renda de viagens aéreas seja 2, caso haja aumento da renda em 2,7%,
podemos esperar que a demanda por transporte aéreo aumentará quanto?
Atividades de Fixação
5. Para qual das seguintes mercadoria a demanda seria mais elástica em relação ao preço?
a. mercadorias que têm muitos substitutos
b. mercadorias que ocupam uma pequena parte no orçamento do consumidor
c. mercadorias que têm a curva de demanda vertical
d. mercadoria que têm a curva de oferta vertical
e) nenhuma das alternativas anteriores
6. Desafio: Suponha que um determinado bem tenha a curva de demanda perfeitamente inelástica e a
curva de oferta elástica. Se o governo lançar um imposto específico sobre esse bem, que, entre
consumidores e produtores, arcará com o pagamento do imposto?
a. parte do imposto será paga pelos consumidores e parte pelos produtores, sendo impossível
precisar quem arcará com a maior parte
b. os produtores pagarão todo o imposto
c. os consumidores pagarão todo o imposto
d. por ser um imposto específico, recairá igualmente sobre ambas as partes
e. nenhuma das alternativas
ACADEMIA
Providenciar cópia dos dois slides seguintes
para a próxima aula
Dados Econômicos e de Mercado
(nºs hipotéticos)
Matriz O&D - Média Pax/Dia
A (SAO)
A (SAO)
B (RIO)
C (SSA)
D (BSB)
E (BHZ)
F (POA)
6034 - 0336 - 01:00
2199 - 1451 - 02:30
2586 - 0855 - 01:10
2415 - 0495 - 01:00
2634 - 0865 - 01:40
1228 - 1217 - 01:55
1594 - 0913 - 01:50
1056 - 0360 - 01:00
0816 - 1121 - 02:10
0575 - 1083 - 01:50
0390 - 0959 - 01:30
0070 - 2313 - 02:45
0820 - 0591 - 01:30
0395 - 1605 - 02:30
B (RIO)
6022 - 0336 - 01:00
C (SSA)
2244 - 1451 - 02:30
1193 - 1217 - 01:55
D (BSB)
2525 - 0855 - 01:10
1589 - 0913 - 01:50
0573 - 1083 - 01:50
E (BHZ)
2089 - 0495 - 01:00
1036 - 0360 - 01:00
0394 - 0959 - 01:30
0870 - 0591 - 01:30
F (POA)
2637 - 0865 - 01:40
0832 - 1121 - 02:10
0077 - 2313 - 02:45
0400 - 1605 - 02:30
0026 - 1360 - 03:00
0031 - 1360 - 03:00
Custos Operacionais de Aeronaves
(nºs hipotéticos)
Indicadores de Custos
$ combustível por hora
$ da Hora Voada (Operacional)
$ por Pouso
$ do assento.quilometro (ask)
Custo Total
E145
1.580
2.464
333
0,007
50
Custos Unitários por Equipamento Embraer/Boeing
B733 B735 B737 B738 B762 B763
B772
3.422 3.317 3.207 3.408 5.616 6.279
9.323
2.387 2.463 2.247 2.186 3.480 3.743
6.283
1.174
819
839 1.548 6.343 8.717 10.729
0,002 0,002 0,002 0,002 0,001 0,001
0,001
120
132
176
188
190
190
220
M11
9.857
4.988
11.224
0,001
290
Custos Unitário por Eqpto Fokker/Airbus
F100
A319
A320
A321
A330
3.426
2.314
2.429
5.355
6.675
4.211
2.459
2.426
8.352
7.468
1.926
1.316
1.763
2.761 12.906
0,003
0,001
0,002
0,010
0,010
108
185
195
220
240
Prof. Volney
Decisões de Malha e Custos
NOME CIA AÉREA:
Rotas ==>>>>>
Eqptos ==>>>>>
Nº Frequencias ==>>
DADOS ESTATÍSTICOS
HORAS VOADAS (decimais)
KMS VOADOS
NO. DE POUSOS EFETUADOS
ASS.KMS OFERECIDOS (000)
ASSENTOS
CÁLCULO DOS CUSTOS
$ combustível por hora
$ da Hora Voada (Operacional)
$ por Pouso
$ do assento.quilometro (ask)
Custo Total
Aula 8
Transporte Aéreo:
Produção
Teoria da Produção
Introdução:
Curva de Oferta
Relações entre a quantidade produzida
e as quantidades de insumos utilizados.
Teoria da Produção
Teoria da Firma
Teoria dos Custos de produção
Inclui os preços dos insumos
Produção – Conceitos Básicos
Produção é o processo pelo qual uma firma transforma
os fatores de produção adquiridos em produtos ou serviços para a venda no mercado.
inputs
Compra
insumos
Combinação dos
Fatores de Produção
outputs
Vende produtos
no Mercado
Produção – Conceitos Básicos
Insumos
Em função da eficiência
Mão-de-obra (N)
Capital Físico (K)
Área, Terra (T)
Processo
de
Produção
Produto (q)
Matéria-prima (Mp)
Obs.: Intensivo – Fator que é utilizado em maior quantidade
Produção
Função de Produção
É a relação técnica entre a quantidade física de fatores de
produção e a quantidade física do produto em determinado
período de tempo.
quantidade do produto = f (quantidade dos fatores de produção)
q= f
quantidade
produzida/t
(N,
mão-de-obra
utilizada/t
K,
capital físico
utilizado/t
M,
matérias-primas
utilizadas/t
Atividade:
Descreva os fatores envolvidos em cada unidade de produção.
T)
área
cultivada/t
Produção
Função de Produção
Supõe-se que foi atendida a eficiência técnica (máxima
produção possível, em dados níveis de mão-de-obra,
capital e tecnologia).
Função de Produção
=
Função Oferta
Função Oferta = Relaciona a produção com os preços dos
fatores de produção.
Função Produção = Relaciona a produção com as quantidades
físicas dos fatores de produção.
Produção
Distinção entre Fatores de Produção Fixos e Variáveis
e entre Curto e Longo Prazos
Fatores de Produção Fixos – Permanecem inalterados
quando a produção varia.
Ex.: O capital físico e as instalações da empresa
Fatores de Produção Variáveis – Se alteram, com a
quantidade produzida.
Ex.: Mão-de-obra e as matérias-primas utilizadas
Produção
Distinção entre Fatores de Produção Fixos e Variáveis
e entre Curto e Longo Prazos
Curto Prazo – Período no qual existe pelo menos um
fator de produção fixo.
Longo Prazo – Todos os fatores se alteram.
Obs.1: O curto prazo para uma metalúrgica é maior do que o de uma
fábrica de biscoitos (as alterações de equipamentos ou instalações
daquela demandam mais tempo que a desta).
Obs.2: Na teoria Microeconômica, a questão de prazo está definida
em termos da existência ou não de fatores fixos de produção. Na indústria aérea,
os fatores fixos representam entre 10 e 20% dos custos totais.
Produção
Conceitos de Produto Total, Produtividade Média
e Produtividade Marginal.
Produto Total (PT) – É a quantidade total produzida, em determinado
período de tempo.
PT = q
Produto Média – É a relação entre o nível do produto e a
quantidade do fator de produção, em determinado período de tempo.
da mão-de-obra
PMeN = PT/N
do capital
PMeK = PT/K
Produto Total e Produto Médio
Período
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Qde Acfts (T) Qde Fator Humano (N)
10
1.000
10
1.100
10
1.210
10
1.330
10
1.460
10
1.600
10
1.750
10
1.920
10
2.100
10
2.300
Total Fatores
1.010
1.110
1.220
1.340
1.470
1.610
1.760
1.930
2.110
2.310
ASK Total
10.000
11.000
12.000
13.000
14.000
15.000
16.000
17.000
18.000
19.000
Acfts
1.000
1.100
1.200
1.300
1.400
1.500
1.600
1.700
1.800
1.900
Produto Médio
Fator Humano
10,0
10,0
9,9
9,8
9,6
9,4
9,1
8,9
8,6
8,3
Total
1.010
1.110
1.210
1.310
1.409
1.509
1.609
1.709
1.808
1.908
A produtividade média da empresa em questão tem apresentado queda a cada aumento do nº
de funcionários, indicando aumento mais que proporcional deste fator em relação à produção
medida em ASK.
Produção
Lei dos Rendimentos Decrescentes
O formato das curvas PMgN e PMeN dá-se em virtude da
Lei dos Rendimentos Decrescentes.
“Ao aumentar o fator variável (N), sendo dada a quantidade
de um fator fixo, a PMg do fator variável cresce até certo
ponto e, a partir daí, decresce, até tornar-se negativa.”
Ex.: Atividade agrícola (Fator fixo: área cultivada).
Essa lei só é válida se for mantido um fator fixo (portanto,
só vale a curto prazo).
ATIVIDADE
Imaginemos que uma nova empresa, ao iniciar suas operações em determinado mercado, apresente
os dados da tabela acima. São previstos inicialmente 450 funcionários, 5 aeronaves e uma
produção de ASK de 10 mil/mês. O planejamento da empresa contempla a incorporação de um total
de 16 aeronaves e um aumento gradativo do nº de ASK´s até o final do 1º ano. Para que esta
empresa mantenha a produtividade do primeiro mês nos meses seguintes, qual deverá ser o total
de funcionários da empresa em cada mês?
ACADEMIA 2.1
Dados Econômicos e de Mercado
(nºs hipotéticos)
Matriz O&D - Média Pax/Dia
A (SAO)
A (SAO)
B (RIO)
C (SSA)
D (BSB)
E (BHZ)
F (POA)
6034 - 0336 - 01:00
2199 - 1451 - 02:30
2586 - 0855 - 01:10
2415 - 0495 - 01:00
2634 - 0865 - 01:40
1228 - 1217 - 01:55
1594 - 0913 - 01:50
1056 - 0360 - 01:00
0816 - 1121 - 02:10
0575 - 1083 - 01:50
0390 - 0959 - 01:30
0070 - 2313 - 02:45
0820 - 0591 - 01:30
0395 - 1605 - 02:30
B (RIO)
6022 - 0336 - 01:00
C (SSA)
2244 - 1451 - 02:30
1193 - 1217 - 01:55
D (BSB)
2525 - 0855 - 01:10
1589 - 0913 - 01:50
0573 - 1083 - 01:50
E (BHZ)
2089 - 0495 - 01:00
1036 - 0360 - 01:00
0394 - 0959 - 01:30
0870 - 0591 - 01:30
F (POA)
2637 - 0865 - 01:40
0832 - 1121 - 02:10
0077 - 2313 - 02:45
0400 - 1605 - 02:30
0026 - 1360 - 03:00
0031 - 1360 - 03:00
Custos Operacionais de Aeronaves
(nºs hipotéticos)
Indicadores de Custos
Consumo Lts por Hora Voada
Horas voadas
Nr de Pousos
ASK
Assentos
E145
1.580
2.464
333
0,007
50
Custos Unitários por Equipamento Embraer/Boeing
B733 B735 B737 B738 B762 B763
B772
3.422 3.317 3.207 3.408 5.616 6.279
9.323
2.387 2.463 2.247 2.186 3.480 3.743
6.283
1.174
819
839 1.548 6.343 8.717 10.729
0,002 0,002 0,002 0,002 0,001 0,001
0,001
120
132
176
188
190
190
220
M11
9.857
4.988
11.224
0,001
290
Custos Unitário por Eqpto Fokker/Airbus
F100
A319 A320
A321
A330
3.426
2.314
2.429
5.355
6.675
4.211
2.459
2.426
8.352
7.468
1.926
1.316
1.763
2.761 12.906
0,003
0,001
0,002
0,010
0,010
108
185
195
220
240
Prof. Volney
Decisões de Malha e Custos
NOME CIA AÉREA:
Rotas ==>>>>>
Eqptos ==>>>>>
Nº Frequencias ==>>
DADOS ESTATÍSTICOS
HORAS VOADAS (decimais)
KMS VOADOS
NO. DE POUSOS EFETUADOS
ASS/KMS OFERECIDOS (000)
ASSENTOS
CÁLCULO DOS CUSTOS
Consumo Lts por Hora Voada
Horas voadas
Nr de Pousos
ASK
Custo Total
Aula 9
Transporte Aéreo:
Custos de produção
Custos de produção
A análise da estrutura e formação dos custos
no transporte aéreo tem três grandes
objetivos:
 Identificação e estudo de condicionantes da
oferta e seu impacto no custo dos serviços
 Avaliação do desempenho relativo das empresas
aéreas
Vamos calcular os Custos Médios de Produção e demonstrá-los graficamente
Produção (mi ASK) Custo Fixo Custo Variável Custo Total
0
500
0
500
10
500
90
590
15
500
120
620
20
500
135
635
25
500
160
660
30
500
195
695
35
500
210
710
45
500
250
750
60
500
300
800
CF Me
CV Me
CT Me
Resultado:
Produção (mi ASK) Custo Fixo Custo Variável Custo Total
0
500
0
500
10
500
90
590
15
500
120
620
20
500
135
635
25
500
160
660
30
500
195
695
35
500
210
710
45
500
250
750
60
500
300
800
CF Me
CV Me
50,00
33,33
25,00
20,00
16,67
14,29
11,11
8,33
9,0
8,0
6,8
6,4
6,5
6,0
5,6
5,0
70
60
50
40
30
20
10
0
0
10
15
CF Me
20
25
CV Me
30
35
45
CT Me
60
CT Me
59,0
41,3
31,8
26,4
23,2
20,3
16,7
13,3
ACADEMIA 2.2
Dados Econômicos e de Mercado
(nºs hipotéticos)
Matriz O&D - Média Pax/Dia
A (SAO)
A (SAO)
B (RIO)
C (SSA)
D (BSB)
E (BHZ)
F (POA)
6034 - 0336 - 01:00
2199 - 1451 - 02:30
2586 - 0855 - 01:10
2415 - 0495 - 01:00
2634 - 0865 - 01:40
1228 - 1217 - 01:55
1594 - 0913 - 01:50
1056 - 0360 - 01:00
0816 - 1121 - 02:10
0575 - 1083 - 01:50
0390 - 0959 - 01:30
0070 - 2313 - 02:45
0820 - 0591 - 01:30
0395 - 1605 - 02:30
B (RIO)
6022 - 0336 - 01:00
C (SSA)
2244 - 1451 - 02:30
1193 - 1217 - 01:55
D (BSB)
2525 - 0855 - 01:10
1589 - 0913 - 01:50
0573 - 1083 - 01:50
E (BHZ)
2089 - 0495 - 01:00
1036 - 0360 - 01:00
0394 - 0959 - 01:30
0870 - 0591 - 01:30
F (POA)
2637 - 0865 - 01:40
0832 - 1121 - 02:10
0077 - 2313 - 02:45
0400 - 1605 - 02:30
0026 - 1360 - 03:00
0031 - 1360 - 03:00
Custos Operacionais de Aeronaves
(nºs hipotéticos)
Indicadores de Custos
Consumo Lts por Hora Voada
Horas voadas
Nr de Pousos
ASK
Assentos
E145
1.580
2.464
333
0,007
50
Custos Unitários por Equipamento Embraer/Boeing
B733 B735 B737 B738 B762 B763
B772
3.422 3.317 3.207 3.408 5.616 6.279
9.323
2.387 2.463 2.247 2.186 3.480 3.743
6.283
1.174
819
839 1.548 6.343 8.717 10.729
0,002 0,002 0,002 0,002 0,001 0,001
0,001
120
132
176
188
190
190
220
M11
9.857
4.988
11.224
0,001
290
Custos Unitário por Eqpto Fokker/Airbus
F100
A319 A320
A321
A330
3.426
2.314
2.429
5.355
6.675
4.211
2.459
2.426
8.352
7.468
1.926
1.316
1.763
2.761 12.906
0,003
0,001
0,002
0,010
0,010
108
185
195
220
240
Prof. Volney
Decisões de Malha e Custos
NOME CIA AÉREA:
Rotas ==>>>>>
Eqptos ==>>>>>
Nº Frequencias ==>>
DADOS ESTATÍSTICOS
HORAS VOADAS (decimais)
KMS VOADOS
NO. DE POUSOS EFETUADOS
ASS/KMS OFERECIDOS (000)
ASSENTOS
CÁLCULO DOS CUSTOS
Consumo Lts por Hora Voada
Horas voadas
Nr de Pousos
ASK
Custo Total
Aula 10
Determinantes dos Níveis de
Concentração de Mercado
ESTRUTURA DE MERCADO
A teoria econômica sugere que as características estruturais de
uma indústria influenciam o comportamento das empresas, bem
como os preços, custos, lucros e atividades inovadoras no
mercado. Os mercados podem ser classificados quanto ao
número de empresas existentes, ao tipo de produto (homogêneo
ou heterogêneo) e ao poder de fixação de preço. Esses
mercados podem ser de característica monopolista, oligopolista
ou de concorrências perfeita. Para cada tipo de mercado, pode
haver o domínio ou não de uma empresa frente a outras (exceto
no caso do monopólio).
CONCENTRAÇÃO DA PRODUÇÃO
Entende-se o termo "Concentração da Produção" como um processo
que consiste no aumento do poder de mercado exercido pelas
grandes empresas sobre a atividade econômica. O grau de
concentração de um mercado é dado por sua participação na
produção do mercado, e não necessariamente pelo número de
empresas existentes neste mercado. Assim, para se configurar
concentrado, o mercado precisa possuir uma empresa que tenha
expressiva participação na produção. No caso do transporte aéreo,
essa produção é dada em ASK (assento.quilômetro).
TRANSPORTE AÉREO
A produção de assentos é uma dimensão significativa da estrutura de
mercado, pois deve desempenhar importante papel na determinação
do comportamento e do desempenho da indústria. No caso específico
do mercado brasileiro, é verdade que há um elevado grau de
concentração (duas empresas dominam 75% do mercado), mas isso
não se deve ao número de empresas (TAM e GOL), e sim ao tamanho
da fatia de mercado que fica para cada uma delas. O nível de
concentração de mercado é dado em índice e sua evolução mostra sua
concentração evolui no decorrer do tempo.
O mercado brasileiro apresenta elevado grau de concentração
Fonte: McKinsey., BNDES
Barreiras à Entrada
Um fator que contribui para manter o nível de concentração de
mercado são as Barreiras à Entrada de novas empresas. Assim,
uma empresa que domina determinado aeroporto, ocupando
todos os slots de pouso e decolagem, impede a entrada de novas
empresas. Apesar da abertura do mercado ainda existem várias
barreiras à entrada de novas empresas no mercado brasileiro,
essa barreiras fazem com que a indústria ainda permaneça
concentrada, e com perdas na competitividade do setor.
Calculando o nível de concentração de mercado (ou IHH):
Para se calcular o IHH de um mercado, é preciso determinar o
capacity share para cada empresa deste mercado (divisão do total de
ask produzido por cada uma, divido pelo total de ask produzido pela
indústria) e na sequência deve-se elevar cada um dos resultados ao
quadrado. Deve-se proceder da mesma forma com todas as
empresas deste mercado. Ao final, deve-se somar todos os índices
calculados e assim determinar o nível de concentração. Caso este
nível esteja entre 0 e 0,1, há baixa concentração; entre 0,1 e 0,18,
moderada concentração e 0,18 e 1, elevada concentração.
Classificação da Estrutura de Mercado: Índice de Herfindahl
Estrutura
Índice de Herfindahl
Intensidade de competição no preço
Competição perfeita
Geralmente < 0,2
Feroz
Competição Monopolística
Geralmente < 0,2
Depende do grau de diferenciação dos
produtos
Oligopólio
0,2 até 0,6
Depende da rivalidade entre as firmas
Monopólio
>0,6
Leve, a menos que haja ameaça de
entrada de concorrentes
Níveis
1
2
3
ton e Perloff (1998)
Faixas de Concentação segundo o HHI
HHI
0,00  0,10
0,10  0,18
0,18  1,00
Classificação
Baixa concentração
Concentração Moderada
Alta Concentração
ACADEMIA 3.1
Elaborando Malha Aérea e Gerenciando Resultado
ACADEMIA : R2E1
Esta primeira etapa da nossa Academia incorpora novas variáveis que deverão ser
observadas para a tomada de decisão.
•
Você poderá operar quantas freqüências quiser, porém limitadas a 7 freqüências por
linha do relatório.
•
Cada tipo de equipamento apresenta um custo unitário próprio.
•
A utilização diária média por tipo de aeronave NÃO deve ultrapassar 13 horas.
•
A distribuição do tráfego será ponderada pelo QSI, que considera o equipamento e a
freqüência utilizados.
•
Não haverá, por enquanto, nenhuma mudança no volume de passageiros
transportados e no nível de custos.
•
A empresa que encerrar o período com o melhor resultado acumulado será agraciada
com um Certificado de Melhor Empresa Aérea do Período. Importante: aquela empresa
que apresentar o melhor resultado, mas que se ausentou por pelo menos uma rodada,
não sairá vencedora, cedendo lugar à subsequente melhor posicionada.
ACADEMIA : R2E1
Eqpto
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
Freq. Eqpto&Freq. QSI Eqpto
1
C2081
0,11
1
E1201
0,17
1
E1451
0,23
1
E1751
0,29
1
B7321
0,34
1
A3191
0,34
1
B7331
0,34
1
A3201
0,40
1
B7381
0,40
2
C2082
0,11
2
E1202
0,17
2
E1452
0,23
2
E1752
0,29
2
B7322
0,34
2
A3192
0,34
2
B7332
0,34
2
A3202
0,40
2
B7382
0,40
3
C2083
0,11
3
E1203
0,17
3
E1453
0,23
3
E1753
0,29
3
B7323
0,34
3
A3193
0,34
3
B7333
0,34
3
A3203
0,40
3
B7383
0,40
4
C2084
0,11
4
E1204
0,17
4
E1454
0,23
4
E1754
0,29
4
B7324
0,34
4
A3194
0,34
4
B7334
0,34
4
A3204
0,40
4
B7384
0,40
QSI Freq.
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
Pto QSI
0,20
0,26
0,31
0,37
0,43
0,43
0,43
0,49
0,49
0,29
0,34
0,40
0,46
0,51
0,51
0,51
0,57
0,57
0,37
0,43
0,49
0,54
0,60
0,60
0,60
0,66
0,66
0,46
0,51
0,57
0,63
0,69
0,69
0,69
0,74
0,74
Eqpto
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
Freq. Eqpto&Freq. QSI Eqpto
5
C2085
0,11
5
E1205
0,17
5
E1455
0,23
5
E1755
0,29
5
B7325
0,34
5
A3195
0,34
5
B7335
0,34
5
A3205
0,40
5
B7385
0,40
6
C2086
0,11
6
E1206
0,17
6
E1456
0,23
6
E1756
0,29
6
B7326
0,34
6
A3196
0,34
6
B7336
0,34
6
A3206
0,40
6
B7386
0,40
7
C2087
0,11
7
E1207
0,17
7
E1457
0,23
7
E1757
0,29
7
B7327
0,34
7
A3197
0,34
7
B7337
0,34
7
A3207
0,40
7
B7387
0,40
QSI Freq.
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
Pto QSI
0,54
0,60
0,66
0,71
0,77
0,77
0,77
0,83
0,83
0,63
0,69
0,74
0,80
0,86
0,86
0,86
0,91
0,91
0,71
0,77
0,83
0,89
0,94
0,94
0,94
1,00
1,00
ACADEMIA
Cia
Companhia:_____________________
Semestre: ____________
EVOLUÇÃO INDICADORES (%)
Sem 1
Demanda
Combustível
Manutenção
Taxa Pouso
Aux. Navegação
Pilotos (Variável)
Comissários (Variável)
Serv. Passageiro
Manutenção
Leasing
Seguros
Pilotos (Fixo)
Comissários (Fixo)
Serv. Passageiro
Cenários de Indicadores
Sem 2
Sem 3
Sem 4
-4%
10%
-10%
25%
20%
20%
20%
10%
10%
40%
-25%
10%
10%
Período
6%
35%
0%
20%
20%
10%
10%
0%
0%
15%
0%
10%
10%
0%
O grupo deverá preencher a tabela ao lado em Planilha
EXCEL e enviá-la por email na mesma semana de
desenvolvimento da tarefa em sala de aula. Essa
atividade conta para efeito de avaliação N1 e seu não
envio implicará em não atribuição de nota.
Rota
Load
Est.
Eqpto
Freq.
Preço
(%)
ACADEMIA – dados de mercado
Matriz O&D - Pax/Semana
A
B
C
D
E
F
A
0
12.044
4.488
5.050
4.178
5.274
A
B
C
D
E
F
A
360
1.451
855
495
865
B
12.068
0
2.386
3.178
2.072
1.664
C
4.398
2.456
0
1.146
788
154
D
5.172
3.188
1.150
0
1.740
800
Hora Vôo Segmento (decimal)
E
4.830
2.112
780
1.640
0
62
F
5.268
1.632
140
790
52
0
A
A
B
C
D
E
F
Distâncias (em Km)
B
360
1.217
913
360
1.121
C
1.451
1.217
1.083
959
2.313
D
855
913
1.083
591
1.605
A
B
C
D
E
F
B
0,2652
0,1785
0,1408
0,0755
0,0969
C
0,1530
0,1785
0,1520
0,0938
0,1000
D
0,1224
0,1408
0,1520
0,1744
0,1295
C
0,5
1,52
1,14
0,45
1,40
1,8
1,52
1,35
1,20
2,89
D
1,1
1,14
1,35
0,74
2,01
E
0,6
0,45
1,20
0,74
1,70
F
1,08
1,40
2,89
2,01
1,70
-
Elasticidade-Preço da Demanda
E
495
360
959
591
1.360
F
865
1.121
2.313
1.605
1.360
-
YIELD (em cents)
A
0,2652
0,1530
0,1224
0,1326
0,1122
B
0,5
1,81
1,07
0,62
1,08
A
A
B
C
D
E
F
(0,95)
(1,00)
(0,75)
(0,80)
(0,90)
B
(0,95)
(0,75)
(1,20)
(1,10)
(1,00)
C
(1,00)
(0,75)
(1,05)
(1,10)
(1,00)
D
(0,75)
(1,20)
(1,05)
(0,85)
(0,95)
Aeronave
E
0,1326
0,0755
0,0938
0,1744
0,1785
F
0,1122
0,0969
0,1000
0,1295
0,1785
-
Custo Unitário ($ cents) e Configuração (nº ass)
C208
0,172
12
E120
0,131
30
E145
0,078
50
E175
0,056
70
B732
0,073
120
A319
0,081
154
B733
0,070
150
A320
0,060
174
B738
0,053
186
E
(0,80)
(1,10)
(1,10)
(0,85)
(0,98)
F
(0,90)
(1,00)
(1,00)
(0,95)
(0,98)
Aula 11
Atividades de Fixação
Para entrega ao final da aula
Prezado Aluno, portar o livro “Princípios de Economia” nesta
aula para o desenvolvimento das questões.
Atividades de Fixação
1. O que são fatores de produção fixos e variáveis na aviação? Dê exemplos e explique.
2. Com base na tabela abaixo, calcule e responda:
Fixo
Variável
Produção
Mês # Acfts # Hs Trip. (mi) # ASK (mi)
1
10
6,4
36
2
10
6,4
40
3
10
6,4
50
4
10
7,0
60
5
10
7,0
70
6
10
7,0
80
7
10
9,0
90
8
10
9,0
100
9
10
9,0
110
10
10
10,0
120
Produto Médio do Fator
Fixo
Variável
Total
a) a empresa apresentou rendimentos crescentes ou decrescentes de escala? Por quê?
b) qual fator de produção (acfts ou hs trip.) foi mais produtivo para a empresa? Por quê?
c) o que podemos afirmar sobre a evolução da produtividade das acfts? Qual foi o percentual do ganho de escala?
d) construa um gráfico contendo o produto médio Fixo e Variável (ordenada) e a produção (ASK) na horizontal.
Atividades de Fixação
3. Com base na tabela abaixo, calcule e responda:
Fixo
Mês # Acfts (mi R$)
1
10
2
10
3
10
4
10
5
10
6
10
7
10
8
10
9
10
10
10
Variável
# QAV. (mi)
6,4
7,0
7,5
8,0
8,4
9,0
9,5
10,0
10,5
11,0
Produção
# ASK (mi)
36
40
50
60
70
80
90
100
110
120
Custo Médio do Fator
Fixo
Variável
Total
a) a empresa apresentou rendimentos crescentes ou decrescentes de escala? Por quê?
b) qual fator de produção (acfts ou QAV) foi mais produtivo para a empresa em termos de Custo? Por quê?
c) o que podemos afirmar sobre a evolução da produtividade das acfts? Qual foi o percentual do ganho de escala?
d) construa um gráfico contendo o produto médio Fixo e Variável (ordenada) e a produção (ASK) na horizontal.
4) Apresente e discuta as estruturas de mercados existentes, apontando em sua resposta os elementos que as
caracterizam, e indique alguns dos setores da economia que representam cada um deles.
5. Qual é o nível de concentração do mercado aéreo ETA abaixo ? Classifique-o como Baixa
Concentração, Concentração Moderada ou Alta Concentração.
Capacity Share
Empresa
1ºT
2ºT
AACC
15%
25%
AIR GREEN
18%
16%
GPEG-AIR
17%
13%
FEM
13%
MASSACHUSSETS AIR
46%
SAPO
5%
Total IHH
32%
Índice Concentração
1ºT
2ºT
Atividades de Fixação
6. Recentemente foi divulgado que o total de passageiros transportados no Brasil em 2010
alcançara a marca de 63 milhões de passageiros contra um total de 53 milhões em 2009. No
mesmo período, os preços médios praticados no mercado evoluíram de $430 para $280.
Avaliando a evolução desse mercado, calcule a elasticidade-preço da demanda e aponte se
essa demanda e elástica ou inelástica, justificando sua resposta no sentido de apontar sua
importância para a empresa aérea.
7. A indústria aérea produziu em 2009 78 bilhões de ASK’s utilizando aproximadamente 240
aeronaves. Em 2010, esse total de ASK chegou a um total de 100 bilhões de ASK’s com a
utilização de 260 aeronaves. Em 2011, a previsão é a de que a indústria produzirá 110 bilhões
de ASKs com 270 aeronaves. Com base nestes dados, calcule o produto médio medido em
número de asks por aeronave para cada ano. Na sequencia, calcule a variação percentual de
2010 em relação a 2009 e de 2011 em relação a 2010, apontando se houve rendimentos
crescentes ou decrescentes.
Atividades de Fixação
8. As quatro principais empresas do mercado brasileiro (TAM, GOL, WEBJET, AZUL e Outras)
produziram em 20X1 um total de ASK – medido em milhões - de, respectivamente, 3.4,
3.02, 0.37, 0.28 e 0.37. Em 20X2, essas mesmas empresas encerraram o ano com uma
produção de, respectivamente, 3.73, 3.37, 0.46, 0,45 e 0.59. Com base nestes dados:
a) Monte uma tabela com os dados de ASK para os anos de 20X1 e 20X2;
b) Calcule o capacity share de cada empresa aérea
b) Calcule o nível de concentração de mercado para os anos de 20X1 e 20X2.
c) Houve aumento ou redução da concentração de mercado de um ano para outro?
d) Classifique-a em alta, moderada ou baixa.
Aula 12
Atividade Aplicada
Aula 13
Conceitos de Macroeconomia
Conceitos de Macroeconomia
FCR: (pág. 369 – livro Princípios de Economia / Carlos Passos)
Entendendo o funcionamento do sistema econômico: o fluxo circular de renda (FCR)
PIB: (pág. 383 – livro Princípios de Economia / Carlos Passos)
Produto Interno Bruto: conjunto de bens e serviços produzidos pelo país em
determinado período de tempo, geralmente um ano.
Componentes do PIB: Consumo (C), Investimento (I), Gasto do Governo (G) e
Exportação (X) e Importação. A fórmula do PIB, então, é dada por PIB = C+I+G+XM
Conceitos de Macroeconomia
Objetivos e Instrumentos de Política Econômica:
(pág. 365 – Princípios de Economia / Passos)
. Objetivos:
Crescimento Econômico
Estabilidade de Preços (Combate à inflação)
Geração de Emprego
Distribuição de Renda
. Instrumentos de Política Econômica:
Política Monetária: controla o volume de dinheiro na economia
(juros)
Política Fiscal: arrecadação e gastos realizados pelo governo
Política Cambial: alterações no preço do dólar.
Política de Renda: controle do preço de bens públicos (gasolina etc)
Conceitos de Macroeconomia
Evolução da Inflação, do Salário Mínimo e do PIB a partir de 2005)
Base 100 = 2005
700,0
600,0
500,0
400,0
300,0
200,0
100,0
IPCA
SM
PIB
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
-
Aula 14
Exercícios
Aula 15
Avaliação N1.3
Aula 16
Teoria dos Jogos
Aula 16
Teoria dos Jogos
Teoria dos Jogos

Consiste em explicar as possíveis conseqüências da tomada de decisões das
empresas mediante alternativas possíveis de escolhas. Esse conceito foi
originalmente explicado por meio do “Dilema do Prisioneiro”.

No que consiste tal dilema: há um assassinato. Dois suspeitos (A e B) são
presos e colocados em celas distintas sem qualquer contato físico ou visual
possível. A polícia determina o seguinte critério para punição do assassino ao
interrogar cada suspeito:

Caso A acuse B e B acuse A, os dois pegarão 5 anos de prisão. Caso A acuse B
e B se cale, B pegará 10 anos de prisão e A pegará 1 ano. Caso A e B se
calem,os dois pegarão 2 anos de prisão. E caso A se cale e B acuse A, A
pegará 10 anos e B 1 ano. Vejamos a tabela a seguir, que resume as possíveis
punições:
Teoria dos Jogos: o dilema do prisioneiro
Prisioneiro B
Prisioneiro A
Cala
Acusa
Cala
(2, 2)
(10, 1)
Acusa
(1, 10)
(5, 5)
 Podemos aplicar este conceito à indústria aérea. Peguemos o caso da compra da
Varig pela Gol. Em 2007, época em que a Varig estava a venda, surgiram
algumas empresas interessadas na compra da companhia, dentre elas TAM-LAN
e GOL. O desfecho do negócio foi “favorável” à GOL e significou uma
conseqüência específica dentre algumas outras possíveis. Podemos representar
as possibilidades de desfecho na tabela a seguir:
Teoria dos Jogos aplicado à Aviação
GOL
Compra
Não Compra
Compra
(1) Aumentaria preço
de venda
(2) Preço negociado
poderia ter sido
outro
Não Compra
(3) GOL pagou US$
320 milhões (3)
(4) Preço oferecido
poderia ser menor
TAM-LAN
 GOL deu lance de compra, pagando US$ 320 mi, e TAM-LAN desistiram do
negócio (situação 3). Se TAM-LAN e GOL mostrassem disposição em comprar a
companhia (situação 1), o vendedor – o então Fundo de Investimento Mattlin
Peterson - aumentaria o preço de venda (alguma coisa superior a US$ 320 mi);
Caso nenhuma das empresas estivesse disposta a comprar, o Fundo teria de
diminuir o preço exigido para atrair tais empresas (situação 4); Caso a GOL não
comprasse e TAM-LAN o fizesse, o preço negociado poderia ter sido diferente
dos US$ 320 mi – para mais ou para menos.
Teoria dos Jogos
 Importante compreender que as empresas estão continuamente avaliando as
possíveis estratégias de seus concorrentes e procurando prever os resultados de
forma a identificar os riscos para o seu negócio. Essas estratégias podem ser
relativas a preço, compra de aeronaves, número de freqüências do voo ou
ampliação de capital social.
ACADEMIA 3.2
Elaborando Malha Aérea e Gerenciando Resultado
ACADEMIA : R2E1
Eqpto
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
Freq. Eqpto&Freq. QSI Eqpto
1
C2081
0,11
1
E1201
0,17
1
E1451
0,23
1
E1751
0,29
1
B7321
0,34
1
A3191
0,34
1
B7331
0,34
1
A3201
0,40
1
B7381
0,40
2
C2082
0,11
2
E1202
0,17
2
E1452
0,23
2
E1752
0,29
2
B7322
0,34
2
A3192
0,34
2
B7332
0,34
2
A3202
0,40
2
B7382
0,40
3
C2083
0,11
3
E1203
0,17
3
E1453
0,23
3
E1753
0,29
3
B7323
0,34
3
A3193
0,34
3
B7333
0,34
3
A3203
0,40
3
B7383
0,40
4
C2084
0,11
4
E1204
0,17
4
E1454
0,23
4
E1754
0,29
4
B7324
0,34
4
A3194
0,34
4
B7334
0,34
4
A3204
0,40
4
B7384
0,40
QSI Freq.
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,09
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,17
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,26
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
0,34
Pto QSI
0,20
0,26
0,31
0,37
0,43
0,43
0,43
0,49
0,49
0,29
0,34
0,40
0,46
0,51
0,51
0,51
0,57
0,57
0,37
0,43
0,49
0,54
0,60
0,60
0,60
0,66
0,66
0,46
0,51
0,57
0,63
0,69
0,69
0,69
0,74
0,74
Eqpto
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
C208
E120
E145
E175
B732
A319
B733
A320
B738
Freq. Eqpto&Freq. QSI Eqpto
5
C2085
0,11
5
E1205
0,17
5
E1455
0,23
5
E1755
0,29
5
B7325
0,34
5
A3195
0,34
5
B7335
0,34
5
A3205
0,40
5
B7385
0,40
6
C2086
0,11
6
E1206
0,17
6
E1456
0,23
6
E1756
0,29
6
B7326
0,34
6
A3196
0,34
6
B7336
0,34
6
A3206
0,40
6
B7386
0,40
7
C2087
0,11
7
E1207
0,17
7
E1457
0,23
7
E1757
0,29
7
B7327
0,34
7
A3197
0,34
7
B7337
0,34
7
A3207
0,40
7
B7387
0,40
QSI Freq.
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,43
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,51
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
0,60
Pto QSI
0,54
0,60
0,66
0,71
0,77
0,77
0,77
0,83
0,83
0,63
0,69
0,74
0,80
0,86
0,86
0,86
0,91
0,91
0,71
0,77
0,83
0,89
0,94
0,94
0,94
1,00
1,00
ACADEMIA R2E1
Cia
Companhia:_____________________
Semestre: ____________
EVOLUÇÃO INDICADORES (%)
Sem 1
Demanda
Combustível
Manutenção
Taxa Pouso
Aux. Navegação
Pilotos (Variável)
Comissários (Variável)
Serv. Passageiro
Manutenção
Leasing
Seguros
Pilotos (Fixo)
Comissários (Fixo)
Serv. Passageiro
Cenários de Indicadores
Sem 2
Sem 3
Sem 4
-4%
10%
-10%
25%
20%
20%
20%
10%
10%
40%
-25%
10%
10%
Período
6%
35%
0%
20%
20%
10%
10%
0%
0%
15%
0%
10%
10%
0%
Esta folha será enviada por email para o Professor no dia
seguinte à aula
Rota
Load
Est.
Eqpto
Freq.
Preço
(%)
ACADEMIA – dados de mercado
Matriz O&D - Pax/Semana
A
B
C
D
E
F
A
0
12.044
4.488
5.050
4.178
5.274
A
B
C
D
E
F
A
360
1.451
855
495
865
B
12.068
0
2.386
3.178
2.072
1.664
C
4.398
2.456
0
1.146
788
154
D
5.172
3.188
1.150
0
1.740
800
Hora Vôo Segmento (decimal)
E
4.830
2.112
780
1.640
0
62
F
5.268
1.632
140
790
52
0
A
A
B
C
D
E
F
Distâncias (em Km)
B
360
1.217
913
360
1.121
C
1.451
1.217
1.083
959
2.313
D
855
913
1.083
591
1.605
A
B
C
D
E
F
B
0,2652
0,1785
0,1408
0,0755
0,0969
C
0,1530
0,1785
0,1520
0,0938
0,1000
D
0,1224
0,1408
0,1520
0,1744
0,1295
C
0,5
1,52
1,14
0,45
1,40
1,8
1,52
1,35
1,20
2,89
D
1,1
1,14
1,35
0,74
2,01
E
0,6
0,45
1,20
0,74
1,70
F
1,08
1,40
2,89
2,01
1,70
-
Elasticidade-Preço da Demanda
E
495
360
959
591
1.360
F
865
1.121
2.313
1.605
1.360
-
YIELD (em cents)
A
0,2652
0,1530
0,1224
0,1326
0,1122
B
0,5
1,81
1,07
0,62
1,08
A
A
B
C
D
E
F
(0,95)
(1,00)
(0,75)
(0,80)
(0,90)
B
(0,95)
(0,75)
(1,20)
(1,10)
(1,00)
C
(1,00)
(0,75)
(1,05)
(1,10)
(1,00)
D
(0,75)
(1,20)
(1,05)
(0,85)
(0,95)
Aeronave
E
0,1326
0,0755
0,0938
0,1744
0,1785
F
0,1122
0,0969
0,1000
0,1295
0,1785
-
Custo Unitário ($ cents) e Configuração (nº ass)
C208
0,172
12
E120
0,131
30
E145
0,078
50
E175
0,056
70
B732
0,073
120
A319
0,081
154
B733
0,070
150
A320
0,060
174
B738
0,053
186
E
(0,80)
(1,10)
(1,10)
(0,85)
(0,98)
F
(0,90)
(1,00)
(1,00)
(0,95)
(0,98)
Aula 17
Avaliação N2
Aula 18
Avaliação Sub-N2

Documentos relacionados