Levantamento da Produção bibliográfica sobre movimentos sociais

Сomentários

Transcrição

Levantamento da Produção bibliográfica sobre movimentos sociais
Produção bibliográfica sobre
movimentos sociais no Brasil
Resultado Final do levantamento
Outubro de 2014
2
Sumário:
Introdução: .................................................................................................................................... 5
Resultados finais: ...................................................................................................................... 6
Anexo: Listagem bibliográfica preliminar...................................................................................... 7
Banco de Teses da CAPES .............................................................................................................. 8
Palavra-chave “movimentos sociais” , Teses, 2000-2011 ......................................................... 8
Palavra-chave “movimentos sociais” , Dissertações, 2000-2005............................................ 29
Palavra-chave “movimentos sociais” , Dissertações, 2005-2009............................................ 55
Palavra-chave “movimentos sociais” , Dissertações, 2009-2011............................................ 83
Palavra-chave “Ação Coletiva” .............................................................................................. 109
Palavra-chave “Movimento Popular” ................................................................................... 145
Palavra-chave “Protesto” ...................................................................................................... 159
SCIELO ....................................................................................................................................... 168
Palavra-chave “Ação Coletiva” .............................................................................................. 168
Palavra-chave “Associativismo” ............................................................................................ 178
Palavra-chave “Conflito social” ............................................................................................. 181
Palavra-chave “Lutas Sociais” ............................................................................................... 193
Palavra-chave “Movimento Operário”.................................................................................. 197
Palavra-chave “Movimento Sindical” .................................................................................... 201
Palavra-chave “Movimentos Sociais”.................................................................................... 203
Palavra-chave “Protesto Social” ............................................................................................ 220
Palavra-chave “Redes Sociais” .............................................................................................. 221
Palavra-chave “Sindicalismo” ................................................................................................ 239
Palavra-chave “Sociedade Civil” ............................................................................................ 244
Bibliotecas da Unicamp - Livros ................................................................................................ 266
Palavra-chave “Ação Coletiva” .............................................................................................. 266
Palavra-chave “Associativismo” ............................................................................................ 274
Palavra-chave “Conflito Social” ............................................................................................. 278
Palavra-chave “Lutas Sociais” ............................................................................................... 288
Palavra-chave “Movimento Operário”.................................................................................. 303
Palavra-chave “Movimento Popular” ................................................................................... 318
Palavra-chave “Movimento Sindical” .................................................................................... 325
Palavra-chave “Movimentos Sociais”.................................................................................... 337
3
Palavra-chave “Protesto Social” ............................................................................................ 367
Palavra-chave “Redes Sociais” .............................................................................................. 369
Palavra-chave “Sindicalismo” ................................................................................................ 372
Bibliotecas da Unicamp – Teses e Dissertações ........................................................................ 397
Palavra-chave “Ação Coletiva” .............................................................................................. 397
Palavra-chave “Associativismo” ............................................................................................ 400
Palavra-chave “Conflito Social” ............................................................................................. 402
Palavra-chave “Lutas Sociais” ............................................................................................... 408
Palavra-chave “Movimento Operário”.................................................................................. 410
Palavra-chave “Movimento Popular” ................................................................................... 416
Palavra-chave “Movimento Sindical” .................................................................................... 418
Palavra-chave “Movimentos Sociais”.................................................................................... 422
Palavra-chave “Sindicalismo” ................................................................................................ 441
Library of Congress .................................................................................................................... 452
Palavras-chave “MST; Brazil” ................................................................................................ 452
Palavras-chave “Social Movement; Theory” ......................................................................... 455
Palavras-chave “Unionism; Brazil” ........................................................................................ 462
Palavras-chave “Unions; Brazil” ............................................................................................ 463
Palavras-chave “Urban Protest; Brazil” ................................................................................. 496
Palavras-chave “Workers’ Movement; Brazil” ...................................................................... 497
Palavras-chave “Labor Movement; Brazil”............................................................................ 498
Palavras-chave “Landless; Brazil” .......................................................................................... 508
Palavras-chave “Popular Movements; Brazil”....................................................................... 509
Palavras-chave “Social Movements; Brazil” .......................................................................... 510
Web of Science .......................................................................................................................... 523
Palavras-chave “Associativism; Brazil” .................................................................................. 523
Palavras-chave “Civil Society; Brazil” .................................................................................... 524
Palavras-chave “Collective Action; Brazil” ............................................................................ 537
Palavras-chave “Collective Action; Brazil” ............................................................................ 541
Palavras-chave “Labor Movement; Brazil”............................................................................ 545
Palavras-chave “Popular Movement; Brazil” ........................................................................ 549
Palavras-chave “Social Conflict; Brazil” ................................................................................. 550
Palavras-chave “Social Movements; Brazil” .......................................................................... 556
Palavras-chave “Social Networks; Brazil”.............................................................................. 569
4
Palavras-chave “Social Protest; Brazil” ................................................................................. 579
Palavras-chave “Social Struggle; Brazil” ................................................................................ 580
Palavras-chave “Unionism; Brazil” ........................................................................................ 583
Palavras-chave “Unions; Brazil” ............................................................................................ 585
Palavras-chave “Workers Movements; Brazil” ..................................................................... 590
5
Introdução:
O presente relatório expressa os resultados finais do levantamento da produção
acadêmica sobre movimentos sociais no Brasil, realizado como parte do projeto "Movimentos
Sociais e Esfera Pública – Impactos e desafios da participação da sociedade civil na formulação
e implementação de políticas governamentais".
A equipe responsável pelos trabalhos realizados foi composta por dois consultores e
oito bolsistas, todos com formação nas áreas de antropologia, sociologia e história e
experiência de pesquisa com a temática do projeto, realizadas no âmbito de programas de
pós-graduação.
A metodologia adotada, basicamente, foi a seguinte:
1. Realização de reuniões e oficinas visando definir o escopo do levantamento, os
procedimentos do trabalho e, posteriormente, avaliar os resultados
alcançados e planejar as etapas seguintes;
2. Capacitação da equipe no uso do software EndNote, banco de dados
especializado para a organização de referências bibliográficas, que oferece
diversos recursos técnicos relevantes, tais como::
a. Importar referências online de bibliotecas que usem sistemas
similares;
b. Manter o conjunto de referências integradas, ao mesmo tempo que
elas são organizadas em pastas que registram a origem dos dados;
c. Integração com editores de texto, como o Word, facilitando
incorporação das referências nas fases posteriores do trabalho de
pesquisa.
3. Definição das bases de dados prioritárias a serem pesquisadas e dos termos de
busca a serem utilizados (também organizados numa escala de prioridades).
4. Divisão de trabalho entre os integrantes da equipe visando à realização do
levantamento nas diversas bases de dados.
5. Integração dos resultados obtidos.
6. Registro das discussões metodológicas individuais e coletivas em cadernos de
campo e relatórios parciais.

Os “Termos de busca” prioritários definidos foram:
1. Movimentos sociais
2. Movimento popular
3. ação coletiva
4. protesto social
5. conflito social
6. lutas sociais
7. sociedade civil
8. redes sociais
9. sindicalismo / sindicatos / movimento operário
10. associativismo
6

Foram pesquisadas as seguintes bases de dados:
o Library of Congress (Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos)
o Web of Science
o Bibliotecas da Unicamp e da USP
o Portal de periódicos científicos Scielo
o Portal de Teses e Dissertações da Capes
Resultados finais:
o
o
o
o
o
o
o
Compilamos um total de 19.229 referências (livros, artigos, teses e
dissertações).
Nos casos dos bancos de dados que possibilitam a importação direta das
referências, foram exploradas todos os dez termos de busca prioritários.
No caso do banco de dados da CAPES, foram pesquisados os termos mais
genéricos: movimentos sociais, movimento popular, protesto e ação coletiva.
Eliminamos links e resumos contidos em muitas das referências garantindo
assim a padronização das informações e reduzindo o tamanho do relatório a
cerca de um terço do tamanho da versão preliminar apresentada em maio de
2013.
Após os ajustes mencionados acima, este relatório final constitui-se em um
instrumento inédito no que diz respeito ao escopo da pesquisa realizada,
proporcionando acesso a um conjunto de informações integradas sobre a
produção bibliográfica sobre movimentos sociais no Brasil e temáticas
correlatas.
Essas referências, utilizados pelo conjunto de pesquisadores atuantes no
projeto "Movimentos Sociais e Esfera Pública – Impactos e desafios da
participação da sociedade civil na formulação e implementação de políticas
governamentais", auxiliando na elaboração dos relatórios das diversas
pesquisas e do dicionário temático.
Futuramente, elas serão disponibilizadas a todos os interessados por meio de
um portal atualmente em desenvolvimento pelo Colégio Brasileiro de Altos
Estudos.
7
Anexo: Listagem bibliográfica preliminar
8
Banco de Teses da CAPES
Palavra-chave “movimentos sociais”, Teses, 2000-2011
Abdala., F. d. A. (2007). GOVERNANÇA GLOBAL SOBRE FLORESTAS: O CASO DO PROGRAMA PILOTO PARA
PROTEÇÃO DAS FLORESTAS TROPICAIS DO BRASIL - PPG7 (1992-2006). .
Adelman., M. (2004). A Voz e a Escuta: Encontros e Desencontros entre a Teoria Feminista e a Sociologia
Contemporânea.
Aguiar., M. M. d. (2011). "Gestão de Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário: A
Participação Social em Três Modelos Institucionais no Espírito Santo ". .
Alencar., F. A. G. d. (2005). Uma Geografia das Políticas Fundiárias no Estado do Ceará.
Allegretti., M. H. (2002). A Construção Social de Políticas Ambientais - Chico Mendes e o Movimetno dos
Seringueiros. .
ALMEIDA, F. M. B. G. D. (2000). De olho na rua: o Axé integrando crianças em situação de risco.
Almeida., C. E. M. d. (2009). O DISCURSO DE INCLUSÃO NAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (2003 –
2008).
Almeida., E. N. d. (2011). A PARTICIPAÇÃO DE AGRICULTORES FAMILIARES NO PROCESSO DE
RECUPERAÇÃO DE ÁREAS ALTERADAS NA REGIÃO DO XINGU, ESTADO DO PARÁ. .
ALMEIDA., E. T. V. D. (2006). A sociedade civil e seus múltiplos significados na sociedade contemporanea:
uma leitura gramsciana.
Alves., F. A. d. S. (2011). DA LEGITIMIDADE DA INTERVENÇÃO PENAL NO ESTADO DEMOCRÁTICO DE
DIREITO – DA EXPANSÃO PUNITIVA NA CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS À CONSTRUÇÃO
DE UM DIREITO PENAL RACIONAL SOB A PERSPECTIVA CONSTITUCIONAL.
Alves., L. M. A. (2004). Sonhar e fazer: experiencias de mulheres e homens na luta pela moradia.
Rondonópolis-MT, 1974-1989.
Amoretti., J. (2010). A luta pela terra e o poder político da comunidade frente à ordem política vigente: o
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, no Brasil, e a Confederación Sindical Única de
Trabajadores Campesinos de Bolivia.
AMORIM., R. M. D. (2011). As práticas curriculares cotidianas: um estudo da educação das relações étnicoraciais em escola da Rede Municipal de Ensino do Recife.
ANDRADE., C. C. D. (2005). Estratégias políticas de instâncias locais: emergência, estruturação e ações
efetivas do movimento de ética e cidadania de Ponta Grossa.
ANDRADE., K. M. G. D. (2005). Nas casas, nas esquinas e nos bares da vida: um estudo sobre práticas
educativas para a prevenção das DST/HIV/Aids, dirigidas às mulheres prostitutas e desenvolvidas por ONG
de movimentos sociais.
Anjos., G. d. (2005). "Mulheres Todas Santas": Participação de Mulheres em Organizações Religiosas e
Definições de Condição Feminina em Igrejas Cristãs no Rio Grande do Sul.".
ANTONIO., C. A. (2010). Por uma Educação do Campo: um movimento popular de base política e
pedagógica para a Educação do Campo no Brasil.
9
Araújo., H. d. F. A. (2010). Estado e Movimentos Sociais no Campo: A Trama da Construção Conjunta de
uma Política Pública no Maranhão.
Araújo., L. M. d. (2007). Da prática médica à práxis médica: possibilidades pela estratégia saúde da família.
ARAUJO., M. D. M. B. (2006). Abuso e Exploração Sexual Infanto-juvenil Feminina e as Respostas do Poder
Público e da Sociedade Civil em João Pessoa. .
Araújo., M. N. d. (2008). "Usos e apropriações simbólicas do espaço na creche/pré-escola: uma experiência
dos anos 80".
Araújo., S. G. d. (2001). Assentamentos rurais, trajetórias dos trabalhadores assentados e culturas políticas:
assentamento fazenda Zabele.
Arbache., N. (2005). Organizações não Governamentais: Identidade, Heterogeneidade, Desafios. .
ARIOSI., C. M. F. (2010). Organização e gestão democrática na escola pública de Educação Infantil: análise
dos limites e perspectivas nas realidades brasileira e italiana.
AROUCHE., M. F. (2009). A CONDIÇÃO DA COMUNICAÇÃO: A Luta Social em Processo.
Arroyo., M. A. (2010). A Diversidade Cultural na Cidade Contemporânea: O Reconhecimento da Pedreira
Prado Lopes como Patrimônio Cultural.
ASFORA., M. D. F. Y. (2004). A Força desarmada: presença da Comissão Pastoral da Terra nos conflitos
rurais.
Augusto., R. C. (2011). Aprender na prática: narrativas e histórias de lideranças camponesas, no sertão do
Norte de minas, em finais do século.
Azevedo., E. L. (2010). Um Palco de Múltiplas Vozes: a nova invenção dos/as idosos/as em luta pela
cidadania. .
Bail., V. S. (2010). TRABALHO E COOPERAÇÃO - UM ESTUDO DE CASO DA UNIPOL - COOPERATIVA
ORIUNDA DE MASSA FALIDA.
BANDEIRA., J. T. S. (2010). JUVENTUDE, CULTURAS E CIDADANIA: DIÁLOGOS EM PERSPECTIVAS NUMA
ONG NA PERIFERIA DA CIDADE DE FORTALEZA.
BARBOSA., W. A. (2005). "CULTURA PURÍ E EDUCAÇÃO POPULAR EM ARAPONGA/MG: DUZENTOS ANOS
DE SOLIDÃO EM DEFESA DA VIDA E DO MEIO-AMBIENTE".
Barros., J. C. d. C. (2004). Práticas informacionais e comunicacionais nos novos movimentos sociais.
Bauer., M. A. L. (2011). Solidariedade e Organização Social: a Luta do "Movimento dos Ilhéus" pela Gestão
Social do Território no Arquipélago em Porto Alegre.
Bello., E. (2011). Teoria dialética da cidadania:política e direito na atuação dos movimentos sociais urbanos
de ocupação na cidade do Rio de Janeiro.
Benevides., S. C. O. (2009). Engajamento Cívico e a Nova Política: a atuação política de atores jovens em
espaços alternativos.
BENINCÁ., E. (2002). O SENSO COMUM PEDAGÓGICO: PRÁXIS E RESISTÊNCIA.
Bergamin., M. d. A. (2011). Lutas na cidade de São Paulo: Mutirão Recanto da Felicidade e Banco
Comunitário União Sampaio.
10
BERNARDES., L. H. G. (2005). Subjetividade: um objeto para uma psicologia comprometida com o social.
Bernardo., M. B. (2000). Do Monopólio dos Sonhos aos Descamisados da Política (Ambientalismo e Espaço
Público no Brasil).
Berrón., G. (2008). Identidades e estratáegias sociais na arena transnacional> O caso do movimento social
contra o livre comércio nas Américas. .
Bertaso., J. M. (2004). Cidadania e Direitos Humanos: um trânsito para solidariedade. .
Bijos., L. M. D. J. (2005). Mulher e Desenvolvimento: O Programa de MIcrocrédito Regional para as
mulheres no Setor Informal - Um Estudo de Caso: Brasi-Bolívia.
Bogado., A. M. (2009). TECENDO A POLÍTICA. Itinerários de participação política de mulheres em
movimentos sociais contemporâneos na Argentina.
BONAMIGO., C. A. (2007). Pedagogias que brotam da terra: um estudo sobre práticas educativas do
campo.
BORGES., C. R. C. (2004). ATRAVÉS DO BRASIL: TAYLORISMOS, FORDISMOS E TOYOTISMOS.
BRASIL., F. D. P. D. (2011). ―Democracia e Participação Social: A Construção de Avanços Democratizantes
nas Políticas Urbanas Pós-1980.
Brito., A. J. G. (2010). Direito e barbárie: a alteridade como juízo de valor jurídico e reconhecimento do
outro a partir do discurso (des)colonialista latinoamericano
BRITO., C. M. M. D. (2006). ONGs E EDUCAÇÃO: AÇÕES, PARCERIAS E POSSIBILIDADES DE CONTRIBUIÇÃO
PARA A MELHORIA DA ESCOLA PÚBLICA.
Brito., C. R. d. (2010). CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DO PODER LOCAL EM OSASCO. UM ESTUDO
GEOGRÁFICO POLÍTICO.
BRITO., P. A. B. D. (2007). REDES, SOLIDARIEDADE E CIDADANIA DEMOCRÁTICA: A experiência inovadora
da Articulação do SemiÁrido - ASA. .
BRITTO., W. F. D. (2010). DIVERSIDADE ÉTNICA E FAZER DOCENTE NA EDUCAÇÃO FÍSICA EM CUIABÁ-MT:
UMA DISCUSSÃO CONTEMPORÂNEA NA PERSPECTIVA DO AFRODESCENDENTE.
Brodersen., G. (2006). Participação social – concepções da construção teórica na saúde.
Brolhani., C. A. (2004). Consolidação ou Mudança? Uma análise feminista da Pastoral da Criança.
Buchabqui., J. A. (2010). O Discurso Docente sobre o Ensino da Cardiologia na Graduação Médica na
Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. .
Bunn., M. C. (2004). Rede Como Lugar de Potência: O CFEMEA e as Práticas Políticas Mediáticas.
Busato., C. M. (2008). O rosto e a roupa: uma leitura dos outdoors de moda em ambientes urbanos.
Cademartori., D. M. L. d. (2001). O diálogo democrático: Alain Touraine, Norberto Bobbio e Robert Dahl.
Caetano., A. F. P. (2008). Entre drogas e cachaça: a política colonial e as tensões na América Portuguesa
(capitania do Rio de Janeiro e Estado do Maranhão e Grão-Pará, 1640-1710).
CAMARGO., A. M. M. D. (2004). TENDÊNCIAS E DILEMAS NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE FORMAÇÃO DE
PROFESSORES PARA AS SÉRIES INICIAIS - O CASO DO PARÁ.
11
CANAVESI., F. D. C. (2011). Tecnologias para quê e para quem? Um estudo da relação entre tecnologia
agrícola e poder em assentamentos rurais no norte do Espírito Santo.
CANELLA., F. (2011). Entre o local e a cidade: memórias e experiências de duas gerações de moradores da
periferia urbana em Florianópolis (1990-2010).
Cardoso., A. D. (2004). "A ALCA E AS ELITES EMPRESARIAIS DO CONE SUL: Desafios e Contradicões".
Cardoso., M. C. G. (2002). O Lado Oculto do Movimento Feminista: Fator Determinante Para Cidadania e
Para A Saúde Reprodutiva em Belém do Pará, No Contexto Do Paismca.
Carneiro., É. J. (2003). Modernização Recuperadora e o Campo da Política Ambiental em Minas Gerais.
CARNEIRO., F. F. (2007). A saúde no Campo: das políticas oficiais à experiência do MST e de famílias "bóias
frias" em Unaí, Minas Gerais - 2005..
Carvalho., C. X. d. (2008). Agroecologia, movimentos sociais e campesinato no Agreste da Paraíba.
CARVALHO., L. C. D. C. (2003). Pensando a margem: um diálogo com Hilda Hilst e Caio Fernando Abreu. .
CARVALHO., M. S. (2011). Realidade da educação do campo e os desafios para a formação de professores
da educação básica na perspectiva dos movimentos sociais.
CARVALHO., P. M. (2011). TV Digital Aberta: conflitos na implantação de uma nova mídia no Brasil.
CARVALHO., R. M. C. D. (2004). Agricultura Sustentável em Área de Fronteira: discursos e práticas.
CARVALHO., S. M. G. D. (2006). EDUCAÇÃO NA REFORMA AGRÁRIA: PRONERA, UMA POLÍTICA PÚBLICA?
CARVALHO., S. R. R. D. (2007). A central de movimentos populares e o processo brasileiro de
democratização: uma trajetória em construção - 1993-2003.
Carvalho., S. S. (2008). Feminismos Contemporâneos: os discursos e as práticas de grupos feministas em
São Paulo.
CASAGRANDE., N. (2007). A Pedagogia Socialista e a Formação do Educador do Campo no Século XXI: as
contribuições da Pedagogia da Terra.
Castells., A. (2001). A Criatividade dos Sem-Terra na Construção do Habitat - um olhar etnográfico sobre a
dimensão espacial do MST
Castro., C. M. d. (2006). Questões psicossociais em novas tecnologias reprodutivas: Estudo qualitativo em
um Serviço Público de Reprodução humana assistida..
CAVALCANTE., L. O. H. (2007). A escola-família agrícola do sertão : entre os percursos sociais, trajetórias
pessoais e implicações ambientais. .
Chaves., E. S. (2006). O Racismo na Trajetória Escolar e Profissional de Professoras Universitárias.
Chaves., G. d. N. (2009). O conceito de gênero no MST: um estudo da sua produção escrita.
Chaves., L. C. (2008). Laboratórios sociais de autogestão no Brasil e na Argentina: Cooperativas na
produção e reprodução da vida em cooperação.
Chelotti., M. C. (2009). A ESTÂNCIA METAMORFOSEOU-SE: (re) configurações territoriais e expressões da
reterritorialização camponesa na Campanha Gaúcha (1990-2007). .
12
COMERLATTO., G. V. (2010). A Dimensão Educativa da Mística na Construção do MST como sujeito
coletivo.
CORDEIRO., T. D. S. C. (2006). A AULA UNIVERSITÁRIA, ESPAÇO DE MÚLTIPLAS RELAÇÕES, INTERAÇÕES,
INFLUÊNCIAS E REFERÊNCIAS: um ninho tecido com muitos fios.
Cosenza., R. d. C. A. (2010). As Ocupações de Luta por Terra e a Vara Agrária de Minas Gerais. .
COSTA, A. C. M. (2004). OS IMPACTOS DO PRONERA NO ASSENTAMENTO REUNIDAS: as relações entre
movimento social X universidade X governo federal.
Costa., D. M. (2010). TENSÕES E INFLUÊNCIAS NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS DE AVALIAÇÃO EM LARGA
ESCALA: UMA ANÁLISE DA PARTICIPAÇÃO DAS CONFEDERAÇÕES DE TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO
DO BRASIL E DA ARGENTINA.
Costa., E. G. (2009). Educar para a solidariedade – o significado e a manifestação de uma nova consciência.
COSTA., M. P. D. (2007). CERTEZAS E INCERTEZAS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL POR COMPETÊNCIAS. .
COSTA., M. R. (2006). EXPERIENCIAS EMANCIPATÓRIAS: ALTERNATIVAS POLÍTICAS E POLÍTICAS
ALTERNATIVAS DOS MOVIMENTOS SOCIAIS NO NORDESTE.
Costa., O. F. d. (2009). POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE: Uma construção possível.
Costa., V. A. (2010). Práticas de leitura em uma sala de aula da Escola do Assentamento: Educação do
campo em construção.
Couto., B. R. (2003). O Direito Social e a Assistência Social na Sociedade Brasileira: Uma equação possível?
CRISTAN, M. L. (2000). Estrela Cadente: a gestão do esporte/lazer no SEME durante a administração Luíza
Erundina de Souza (1989/1992).
Cruz., C. A. d. M. (2010). "O Processo de alienação e desalienação dos trabalhadores no Capitalismo. Um
estudo sobre o papel da formação teórico-política na construção da consciência de classe".
Cruz., F. S. d. (2006). A cultura da mídia no Rio Grande do Sul: o caso MST e Jornal do Almoço. .
CRUZ., L. A. (2010). MOVIMENTO SOCIAL E GÊNERO: CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA DAS MULHERES
TRABALHADORAS RURAIS NO PIAUÍ.
CRUZ., M. A. G. D. (2009). JUVENTUDES E MEIO AMBIENTE: PRÁTICAS E PROCESSOS EDUCATIVOS DOS
JOVENS DO ENTORNO DA LAGOA DO OPAIA. .
Dalmolin., G. F. (2004). O papel da escola entre os povos indígenas: de instrumento de exclusão a recurso
para emancipação sociocultural.
Daltro., R. R. (2009). Movimentos sociais, reforma agrária e escolaridade: o caso dos alunos do projeto Ceta
na Bahia.
Dantas., M. R. A. (2003). Semiótica e Ciências Sociais: abdução e comunicação intersígnica. .
David., C. d. (2005). Estratégias de reprodução familiar em assentamentos: limites e possibilidades para o
desenvolvimento rural em Canguçu – RS.
Dias., S. M. M. (2005). Marie Claire: Cartas e Histórias de Vida - Um Estudo de Gênero e Comunicação
Epistolar.
Diaz., F. S. (2008). Os Movimentos Sociais na Reforma Psiquiátrica: O ―Novo‖ na História da Psiquiatria do
13
Brasil.
Domezi., M. C. (2006). A Devoção nas CEBs: Entre o Catolicismo Tradicional Popular e a Teologia da
Libertação.
Domingues., S. C. (2011). A DIMENSÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA TEORIA E PRÁTICA PEDAGÓGICA
DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO FÍSICA. .
Dorneles., P. S. (2011). Identidades Inventivas: Territorialidades nas redes Cultura Viva da Região Sul.
DUARTE., M. M. (2005). ENTRE ENIGMAS, RUPTURAS E IDENTIDADES: UM ESTUDO DO PROCESSO DE
RESSOCIALIZAÇÃO NOS ASSENTAMENTOS RURAIS, RESULTANTES DE OCUPAÇÃO, MEDIADOS PELO
MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA-MST E SINDICATOS DOS TRABALHADORES
RURAIS/CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES-CUT (CASTANHAL-PA/SUMARÉ-SP).
DURANS., C. A. (2006). LIMITES DO SINDICALISMO E REORGANIZAÇÃO DA LUTA SOCIAL: UM ESTUDO
DAS EXPERIÊNCIAS DE FERROVIÁRIOS E METALÚRGICOS MARANHENSES A PARTIR DOS ANOS 1990. .
ESTEVES., J. T. (2010). A seguridade social no contexto de uma renda universal garantida: os fundamentos
político-jurídicos para uma ética universal na governabilidade do mundo. .
Faceira., L. d. S. (2009). O ProUni como política pública em suas instâncias macro-estruturais, mesoinstitucionais e microssociais: uma pesquisa sobre a sua implementação pelo MEC e por duas
Universidades na Região Metropolitana do Rio.
Feitosa., R. d. S. (2008). Movimento de Educação de Pessoas Jovens e Adultas na Perspctiva da Educação
Popular no Amazonas: Matrizes históricas, marcos conceituais e impactos políticos.
Feitosa., T. C. (2011). QUESTÃO AGRÁRIA, VIOLÊNCIA E PODER PÚBLICO NA AMAZÔNIA BRASILEIRA: O
ASSASSINATO DO LIDER SINDICAL JOÃO CANUTO DE OLIVEIRA.
Fernandes., C. S. M. (2005). Sociabilidade, Comunicação e Política: a Rede MIAC como provocadora de
potencialidades estético-comunicativas na cidade de Salvador.
Fernandes., F. B. M. (2011). A Agenda Anti-Homofobia na Educação Brasileira (2003-2010).
FERNANDES., I. (2002). A Diversidade da Condição Humana: deficiências/diferenças na perspectiva das
relações socias.
Fernandes., J. A. d. C. (2006). Olhares Pós-Coloniais: Lisboa, São Paulo e relações étnico-raciais. Em tempos
de globalização, desigualdade, diferença, racismo e anti-racismo.
Fernandes., J. B. (2009). Interdito proibitório: Cidadania e Justiça no Brasil Republicano (1890-1916).
FERRAZ., E. P. N. (2011). Lugar e parentela: educação de sujeitos em povoados no extremo norte do
Tocantins. .
Ferreira., A. P. R. d. S. (2009). A disputa de representações da trajetória político-educativa de Margarida
Maria Alves (1933-1983).
Ferreira., J. F. R. D. (2005). Sensos do Justo e Problemas Públicos em Nova Iguaçu.
FERREIRA., J. R. R. (2011). A expansão da escola básica e a relação capital, trabalho e educação.
Filho., R. M. (2010). Onde Mora a Cidadania? Visibilizando a participação das mulheres no movimento sem
teto – Salvador/ba.
FILICE., R. C. G. (2010). RAÇA E CLASSE NA GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA.
14
FLORES., M. L. R. (2007). Movimento e Complexidade na garantia do direito à Educação Infantil: um estudo
sobre políticas públicas em Porto Alegre (1989-2004).
Foschiera., A. A. (2010). DA BARRANCA DO RIO PARA A PERIFERIA DOS CENTROS URBANOS: A
TRAJETÓRIA DO MOVIMENTO DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS FACE ÀS POLÍTICAS DO SETOR
ELÉTRICO NO BRASIL.
FOWLER., M. B. (2001). O DESAFIO DA IGUALDADE : DIREITOS EM TEMPOS DE AIDS.
Frate., C. A. (2011). Etanol e sustentabilidade: avaliação sistêmica de segurança alimentar e nutricional.
Freitas., H. C. d. A. (2007). A construção da rede sócio-técnica de educação de assentados da reforma
agrária: O PRONERA.
FRORENZANO., J. P. (2003). "A DEMOCRACIA CORINTHIANA: PRÁTICAS DE LIBERTAÇÃO NO FUTEBOL
BRASILEIRO".
Fujita., C. (2008). A separação no tratamento de questões urbanas e ambientais na formação do território
brasileiro e na formulação de políticas públicas.
GALDINO, J. W. (2010). EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS SOCIAIS NA PESCA ARTESANAL: o caso da Prainha do
Canto Verde no litoral cearense..
Garcia., C. (2008). Partido dos Trabalhadores: da ruptura com a lógica da diferença à sustentação da
Ordem..
GARCIA., M. F. (2004). A LUTA PELA TERRA SOB ENFOQUE DE GÊNERO: OS LUGARES DA DIFERENÇA NO
PONTAL DO PARANAPANEMA.
Garrossini., D. F. (2010). As Tecnologias da Informação e Comunicação como vetores catalisadores de
participação cidadã na construção de políticas públicas: o caso dos conselhos de saúde brasileiros.
GARSKE., L. M. N. (2006). "EDUCAÇÃO ESCOLAR NO MST: INTENCIONALIDADES PEDAGÓGICAS E
POLÍTICAS".
GENRO., M. E. H. (2000). MOVIMENTOS SOCIAIS NA UNIVERSIDADE: RUPTURAS E INOVAÇÕES NA
CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA.
GHIBAUDI., J. W. (2010). Classe e Território: Trabalho, Ação Coletiva e Projetos na Periferia de Buenos Aires.
Goiás., A. I. A. Q. d. à. l. a. C. P. d. T. C. e. a. p. e. n. f. d. t. r. e. (2010). Quem deu à luz: a Comissão Pastoral da
Terra – CPT – e as práticas educativas na formação de trabalhadores rurais em Goiás.
Gomes., L. C. B. (2009). JUSTIÇA SEJA FEITA: DIREITO QUILOMBOLA AO TERRITÓRIO.
Gonçalves., B. D. (2005). Participação e consciência política - Anãlise psicopolítica da experiência de
lideranças femininas urbanas.
Gonçalves., C. U. (2005). Ética, Diferenciação Interna do Trabalho e Políticas Públicas no Cariri Cearense:
Solidariedade e Conflito. .
Gonçalves., G. B. B. (2009). Programa Escola Ativa: educação do campo e trabalho docente.
Goudet., M. (2010). Urbanismos barrocos e espaços comunicacionais: entre o formal e o informal em São
Paulo e na América Latina.
GOULART., D. C. (2011). O ANTICAPITALISMO DO MOVIMENTO DOS TRABALHADORES SEM-TETO – MTST.
15
GOULART., M. S. B. (2004). De Profissionais a Militantes: a luta antimanicomial dos psiquistras italianos nos
anos 60 e 70.
GRABOWSKI., G. (2010). Financiamento da Educação Profissional no Brasil: contadições e desafios.
Gregório., M. d. F. A. D. (2011). Com Lenço e Sem Documento: identidades, ideário e relações familiares na
luta e repressão política à juventude universitária católica. .
GUIMARAES, A. C. M. (2001). Falas que destoam na Mídia - A prática do MST e o embate cultural na Folha
de São Paulo.
Guimarães., A. S. (2010). A REEMEGÊNCIA DE IDENTIDADES ÉTNICAS NA MODERNIDADE: MOVIMENTOS
SOCIAIS E ESTADO NA BOLÍVIA CONTEMPORÂNEA. .
Heidrich., A. V. (2007). REFORMA PSIQUIÁTRICA À BRASILEIRA: ANÁLISE SOB A PERSPECTIVA DA
DESINSTITUCIONALIZAÇÃO. .
HOPSTEIN., G. A. (2004). Barbárie "Argentina ou a Potência Constituinte da Multidão". .
Ikuta., F. K. (2008). Práxis e Dinâmica territorial da Luta pela Moradia: Articulações, contradições e
possibilidades no âmbito do conflito capital x trabalho. .
Jesus., J. G. d. (2010). O Protesto na Festa: Políticas e Carnavalização nas Paradas do Orgulho de Lésbicas,
Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT).
Joffily., O. R. (2005). ESPERANÇA EQUILIBRISTA - RESISTÊNCIA FEMININA À DITADURA MILITAR NO BRASIL
(1964 -1985). .
Júnior, F. d. C. O. (2000). Paixão e Revolução - Capítulos sobre a História da AP.
Junior., A. F. d. A. (2010). A contracultura e a política que o Ilê Aiyê inaugura: Relações de poder na
contemporaneidade.
JUNIOR., D. T. L. (2002). Representações Sociais da Escola Pública no Estado do Rio de Janeiro. .
Junior., F. d. C. F. S. (2009). IMAGENS DO CANDOMBLÉ E DA UMBANDA : etnicidade e religião no cinema
brasileiro nos anos 1970..
JUNIOR., J. A. C. D. C. M. (2007). As novas ações coletivas frente à crise do modelo sindical corporativista :
sindicalismo cidadão e fusão de sindicatos.
Júnior., J. G. d. S. (2008). Direito como Liberdade: O Direito Achado na Rua. Experiências Populares
Emancipatórias de Criação do Direito.
Júnior., J. L. d. S. (2011). CIÊNCIA DO FUTURO: A COMUNIDADE DE PESQUISA E O CICLO DA POLÍTICA DE
NANOCIÊNCIA NO BRASIL.
Junior., L. A. F. (2008). Entre a invenção da tradição e a imaginação da sociedade sustentável: estudo de
caso dos fundos de pasto na Bahia.
JÚNIOR., R. A. (2009). MEMÓRIAS DA DITADURA MILITAR E OS ―REBELDES‖ ANOS OITENTA.
Júnior., X. S. d. S. S. (2008). A participação dos movimentos sociais urbanos na produção do espaço urbano
de João Pessoa-PB.
Klein., J. A. (2010). Poder político e lutas de classes na Venezuela: 1989–2009. .
16
Koury., M. G. P. (2010). Práticas instituintes e experiências autoritárias. O sindicalismo rural na mata
pernambucana, 1950-1974.
KREITLON., M. P. (2008). O discurso da responsabilidade social empresarial ou a lógica e a retórica da
legitimação: um olhar sobre o campo do petróleo.
Kremer., J. (2008). Caminhando rumo ao consumo sustentável: uma investigação sobre a teoria declarada e
as práticas das empresas no Brasil e no Reino Unido.
KURKA., A. B. (2008). A participação social no território usado: o processo de emancipação do município de
Hortolândia. .
LACERDA., C. A. G. (2008). Mulher e Política: um estudo da participação feminina na Câmara Municipal de
Goiânia. .
Lacerda., P. M. (2006). De perto, ninguém é normal: a construção discursiva de identidades, em narrativas
de trajetórias escolares longas, de pessoas com deficiência. .
LACKS., S. (2004). FORMAÇÃO DE PROFESSORES: A POSSIBILIDADE DA PRÁTICA COMO ARTICULADORA
DO CONHECIMENTO.
Lazzaretti., M. Â. (2007). A Produção Da Ação Coletiva No Mst: Relações De Poder E Subjetividade..
LEAL., C. R. A. A. (2006). "ARAPUCA ARMADA": AÇÃO COLETIVA E PRÁTICAS EDUCATIVAS NA
MODERNIZAÇÃOAGRÍCOLA DO SUDOESTE GOIANO.
Leal., P. R. F. (2003). A Unidade na Diversidade: Concepções sobre Representação Política e Práticas
Orgnizativas dos Mandatos dos Deputados Federais do PT (Legislatura 1999-2003).
Leao., J. A. d. O. (2007). Escrita, corpo e ação: a poética e a política de Adrienne Rich.
LEDUR., J. F. (2001). O CONTRIBUTO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DE PARTICIPAÇÃO PARA A
EFETIVIDADE DOS DIREITOS SOCIAIS.
Lee., K. Y. (2004). Tesouro brasileiro - democracia: uma construção popular.
Leite., J. F. (2008). A militância em movimento: amizade e maquinação de modos de existência no MST. .
Leite., V. F. (2010). Diversidade cultural e racial: desdobramentos da lei 10639/2003 nas práticas escolares
do Estado de São Paulo.
LEIVAS, M. O. K. (2011). INDICADORES NA LEGISLAÇÃO URBANÍSTICA CARIOCA EM NOVAS
FORMULAÇÕES DE SUSTENTABILIDADE URBANA: Contribuição para o desenvolvimento de indicador de
ocupação sustentável da bacia hidrográfica (IOS-BH).
Liberato., L. V. M. (2006). Expressões Contemporâneas de Rebeldia: poder e fazer da juventude
autonomista.
Libertato., M. T. C. (2011). A dimensão sociocultural da Reforma Psiquiátrica: articulando redes para a
consolidação da atenção psicossocial. .
Lima, S. J. d. (2000). Educação política e movimentos sociais agrários no Nordeste Brasileiro.
Lima., A. B. (2005). Era uma vez... Algumas histórias: as versões sobre o MST do Pontal do Paranapanema
em dois jornais diários.
Lima., E. C. d. (2011). Dissidência e Fragmentação da luta pela terra na ―Zona da Cana‖ nordestina: o estado
da questão em Alagoas, Paraiba e Pernambuco.
17
LIMA., L. L. O. (2010). As muitas faces do trabalho que se realiza na educação Infantil. .
LIMA., R. J. D. C. (2010). A "Reinvenção" de uma Cidade Industrial: Volta Redonda e o pósprivatização da
Companhia Siderúrgica Nacional.
LIPOVETSKY., N. (2011). Formação e trabalho docente: da crítica ideal à crítica construída.
LOBO., J. T. (2010). A PRODUÇÃO DE SONHOS DOS ―MENINOS‖ DA CASA GRANDE. NOVA OLINDA
CEARÁ.
LOEBEL., E. (2006). MOVIMENTO SOCIAL URBANO POR MORADIA E SOCIEDADE CIVIL LOCAL. .
Lopes, E. S. d. A. (2000). Assentamentos rurais e desenvolvimento local: dimensões econômicas e sóciopolíticas e redes sociais no campo sergipano.
LOPES., E. S. (2011). Praticantes de mundos: a invenção de cotidianos discentes em uma universidade. .
Lopes., I. d. A. (2004). Cenas de letramentos sociais.
LOPES., M. S. C. (2011). Movimentos Sociais Contemporâneos: uma análise das tecnologias de
comunicação e informação como ferramenta para liberdade de expressão.
Lopes., R. (2010). Sob o signo da metamorfose: As esquerdas comunistas brasileiras e a democracia (19741982). .
LOUREIRO, C. F. B. (2000). A ASSEMBLÉIA PERMANENTE DE ENTIDADES EM DEFESA DO MEIO AMBIENTERJ E O PENSAMENTO DE ESQUERDA; ANÁLISE CRÍTICA DO COLETIVO ORGANIZADO A PARTIR DO
DEPOIMENTO DE SUAS HISTÓRICAS LIDERANÇAS ESTADUAIS.
Lucas., R. E. A. (2008). Educação formal/rural permeando as relações do campo: um estudo de caso na
Escola Estadual de tempo integral Ensino Fundamental Cândida Silveira Haubman - Arroio Grande/RS.
Luzzi., N. (2007). O debate agroecológico no Brasil: uma construção a partir de diferentes atores sociais. .
Lyra-da-Fonseca., J. L. C. (2008). HOMENS, FEMINISMO E DIREITOS REPRODUTIVOS NO BRASIL: UMA
ANÁLISE DE GÊNERO NO CAMPO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS (2003-2006). .
MACHADO, C. R. D. S. (2005). ESTADO, POLÍTICA e GESTÃO na/da EDUCAÇÃO em PORTO ALEGRE (19892004): avanços e limites na produção da democracia sem fim. .
Machado., A. M. B. (2009). Organizações não governamentais (ONGs): Trajetórias, concepções e práticas
em educação popular.
MACHADO., E. R. (2004). ESTAR DA DEMOCRACIA NO BRASIL E NA ARGENTINA NOS ANOS 90: LUTAS
SOCIAIS NA CONTRAMÃO DO NEOLIBERALISMO.
MACHADO., M. C. S. P. (2009). O processo educativo dos trabalhadores que vivem entre dois mundos de
uma mesma cidade.
Maciel., M. d. A. (2011). "VINDE A MIM AS CRIANCINHAS: história, memória e leituras de um tempo
presente da saúde mental infanto-juvenil".
Manzochi., L. H. (2008). Educação ambiental formadora de cidadania: as contribuições dos campos
teóricos-metodológicos de "conflito socioambiental" e "educação moral". .
Maracci., M. T. (2008). Progresso da Morte, Progresso da Vida: a Reterritorialização Conjunta dos Povos
Tupiniquim e Guarani em Luta pela Retomada de seus Territórios (Espírito Santo-Brasil).
18
Marcon., M. T. R. (2009). A trajetória dos processos de regionalização em Santa Catarina: escalas
geográficas e atores sociais.
Marques., E. P. d. S. (2010). O Programa Universidade para Todos e a inserção de negros na educação
superior : a experiência de duas Instituições de Educação Superior de Mato Grosso do Sul - 2005 - 2008.
Marques., M. A. (2008). Beleza, seduação e morte - Uma leitura exegética de Judite 16,1-12.
Martim., S. R. (2006). A Escola Secundária e a Cidade: Osasco - Movimentos Sociais.
Martins., A. A. (2008). AÇÕES COLETIVAS DE PROFESSORAS NA GESTÃO DEMOCRÁTICA UMA VIVENCIA
MICRO- POLITICA CLANDESTINA.
Martins., C. C. (2008). Campo intelectual e gestão da economia do babaçu: dos estudos científicos às
práticas tradicionais das quebradeiras de coco babaçu.
MARTINS., L. S. (2009). A identidade política dos professores das universidades públicas federais e as
transformações no mundo do trabalho.
Martins., M. C. d. C. (2003). O Calderão da Santa Cruz do Deserto. .
MARTINS., O. L. (2009). O projeto Ético-Político do Serviço Social: um processo de construção e direção
social da vertente intenção de ruptura. .
Martins., S. A. (2009). A Formação Política da juventude do Movimento Sem Terra no Estado do Paraná..
Mattos., P. C. (2004). A Sociologia Política do Reconhecimento: as contribuições de Charles Taylor, Axel
Honneth e Nancy Fraser. .
MAYNETTO., M. E. B. (2011). Ou inventamos ou erramos: A nova conjuntura latino-americana e o
pensamento crítico.
Mazzarino, J. M. (2005). A cidadania na tecelagem das interações comunicacionais-midiáticas do
movimento socioambiental: um estudo de caso do Centro de educação Ambiental da Vila Pinto em Porto
Alegre.
MEDEIROS., R. B. D. (2003). MARACATU RURAL: LUTAS DE CLASSES OU ESPETÁCULO.
MELLO., C. C. D. A. (2010). POLÍTICA, MEIO AMBIENTE E ARTE: percursos de um movimento cultural do
extremo sul da Bahia (2002-2009).
MELLO., J. C. D. (2009). O MEDO DA GUERRA ETERNA: RESISTÊNCIA E NEGOCIAÇÃO NA CABANADA
(PERNAMBUCO - ALAGOAS, 1832-1850) E SUAS INTERFACES COM A GUERRILHA ABSOLUTISTA EM
PORTUGAL.
MELO., D. C. S. D. (2011). Aborto legal e políticas públicas para mulheres : interseções, construção, limites.
MELO., L. A. D. (2003). RELAÇÕES DE GÊNERO NA AGRICULTURA FAMILIAR: O CASO DO PRONAF EM
AFOGADOS DA INGAZEIRA - PE.
MELO., P. D. D. A. (2002). Cana-de-Açúcar e Reestruturação Produtiva: Ação Sindical e dos Movimentos
Sociais Urbanos em Alagoas a partir de 1985. .
Melo., S. C. d. (2007). No Sopé da Metrópole: Implicações da relação cidade-campo na dinâmica sócio
espacial do Assentamento Canudos - GO.
MENDONÇA., M. R. (2004). A URDIDURA ESPACIAL DO CAPITAL E DO TRABALHO NO CERRADO DO
19
SUDESTE GOIANO.
Mendonça., P. M. E. d. (2009). "A PROFISSIONALIZAÇÃO DO CAMPO DO DESENVOLVIMENTO RURAL NA
REGIÃO DO SISAL".
Mendonça., T. (2000). Des-Ordens da Cultura: Complexidade e Sustentação Ética do Homo-creator.
MESSIAS., M. I. C. (2009). O Movimento Social Negro: da contestação as políticas de Ações Afirmativas e a
implicação para a aplicação da lei 10639/03: o caso da rede Municipal de Ensino de Santa Maria - RS.
Miagusko., E. (2008). Movimentos de Moradia e Sem-Teto em São Paulo: experiências no contexto do
desmanche.
Migueletto., D. C. R. (2011). A ENCRUZILHADA DO DESENVOLVIMENTO.
MINCATO., R. (2004). A Igreja Católica na Formação Política de Caxias do Sul de 1964 a 1985
MIRANDA., S. A. D. (2008). Articulações do feminino em narrativas e mulheres dirigentes sindicais: saberpoder e gênero.
Moassab., A. d. S. (2008). Brasil periferia(s): a comunicação insurgente do Hip-Hop.
Moita., G. M. (2010). As críticas de José de Souza Martins aos mediadores de esquerda dos movimentos
sociais agrários. .
Monte., M. d. G. (2010). TRAJETÓRIAS DE DOCENTES UNIVERSITÁRIOS COM A TEMÁTICA AMBIENTAL: DO
MITO DE ORIGEM ÀS AÇÕES NO CAMPO AMBIENTAL.
Monteiro., A. J. d. J. (2004). Violência ou Valores na Educação? A Política de Mahatma Gandhi e as
Experiencias instituintes da Brahma Kumaris.
MORAES, A. F. (2001). A sexualidade de jovens nas instituições: razões, emoções e políticas.
MORAIS., S. (2005). DIREITO AO DESENVOLVIMENTO SOCIAL COMO DIREITO HUMANO FUNDAMENTAL UMA PERSPECTIVA PLURALISTA JURÍDICA NO BRASIL E NA ESPANHA.
Moreira., E. d. S. S. (2008). Movimento social amazônico em defesa de territórios e de modos de vida rurais:
estudo sociológico no baixo xingu.
MOREIRA., F. (2009). O religioso e o político na implantação e permanência da pedagogia da alternância:
uma análise histórica dessas relaçoes nas EFAS do norte do Espírito Santo.
Moreira., O. d. L. (2002). GESTÃO PÚBLICA LOCAL E PARTICIPAÇÃO SOCIAL NOS CONSELHOS MUNICIPAIS
DA REGIÃO DO BREJO DA PARAÍBA: MUDANÇAS E CONTINUIDADES. .
Moreira., V. J. (2009). MEMÓRIAS E HISTÓRIAS DE TRABALHADORES EM LUTA PELA TERRA:
FERNANDÓPOLIS-SP, 1946-1964.
MORI., F. M. L. V. (2001). Feiras livres: um espaço para o gerenciamento social de enfermagem: um estudo
comparado entre Rio de Janeiro/ Brasil e Trujillo/Peru.
Morrone., M. L. (2003). Revista nova escola: Discurso, representações pedagógicas no ensino de história 1986-1995.
MOTTA., E. D. S. M. G. (2010). TRAJETÓRIAS E TRANSFORMAÇÕES NO MUNDO DA ECONOMIA SOLIDÁRIA.
.
20
MUTZENBERG., R. (2002). Ações coletivas, Movimentos Sociais: Aderências, Conflitos e antagonismo Social.
NASCIMENTO., A. D. (2010). DO DIREITO À UNIVERSIDADE À UNIVERSALIZAÇÃO DE DIREITOS - O
MOVIMENTO DOS CURSOS PRÉ-VESTIBULARES POPULARES E AS POLÍTICAS DE AÇÃO AFIRMATIVA.
NASCIMENTO., C. G. D. (2009). EDUCAÇÃO DO CAMPO E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA ALÉM DO CAPITAL:
HEGEMONIAS EM DISPUTA.
Nascimento., I. R. (2011). Globalização, Organizações Não Governamentais e Redes na Amazônia..
NASCIMENTO., M. M. (2011). MOVIMENTOS SOCIAIS EM TEMPO DE MUDANÇAS: novos paradigmas e
novas lutas.
Nascimento., R. G. (2010). Eu, nós, a gente... ―tamu junto e misturado‖: construção de identidade(s) e
estratégias discursivas na ocupação do espaço midiático pela transformação social.
Naujorks., C. J. (2011). Processo identitário e engajamento : um estudo a partir do movimento de saúde do
trabalhador no Rio Grande do Sul. .
NEGRÃO., J. J. D. O. (2005). O JORNALISMO E A CONSTRUÇÃO DA HEGEMONIA. .
Neto., F. E. (2009). Esquizoanálise, subjetividade e educação.
Neto., G. I. (2005). Assentamentos Rurais e Desenvolvimento: Em busca de Sentido – O Projeto Lumiar na
Paraíba.
Neto., H. A. T. (2001). O sindicalismo e os movimentos sociais.
Neto., J. L. F. (2002). Uma genealogia do presente da formação do psicólogo brasileiro: contribuições
foucaultianas.
NETO., J. S. (2004). O direito das minorias: passagem do invisível real para o visível formal?
Neto., M. M. (2010). Da seca à convivência, do sertão ao semi-árido: enunciados e territorialidades.
NETO., S. P. G. D. C. (2009). DO ISOLAMENTO REGIONAL À GLOBALIZAÇÃO: CONTRADIÇÕES SOBRE O
DESENVOLVIMENTO DO EXTREMO SUL DA BAHIA. .
Neves., T. R. L. (2005). Educar para a cidadania: promovendo auto-advocacia em grupos de pessoas com
deficiência.
Nobre., G. F. (2008). Dilemas do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra na Relação com o Estado
e a Sociedade: entre a autonomia e a institucionalização - o caso de Sergipe.
Nobre., M. C. d. Q. (2008). Modernização do Atraso: A Hegemonia Burguesa do CIC e as Alianças Eleitorais
da Era Tasso.
Oliveira., A. A. d. (2006). Para uma Socioeconomia Política da Transição: Possibilidades e Limites da
Economia Solidária. .
Oliveira., A. R. d. (2010). O ASSOCIATIVISMO NA REGIÃO DO PONTAL DO PARANAPANEMA-SP: LIMITES E
POSSIBILIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL.
Oliveira., B. A. M. (2006). AS COOPERATIVAS POPULARES E SEUS DESAFIOS, LIMITES E POSSIBILIDADES:
CASOS DE COOPERATIVAS DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO. .
Oliveira., D. M. d. (2011). AS CORES DO MOVIMENTO NEGRO: NARRATIVAS, IDENTIDADE E
RECONHECIMENTO NO ESPAÇO PÚBLICO.
21
Oliveira., E. M. (2004). Empreendedorismo social no Brasil: fundamentos e estratégias. .
Oliveira., F. A. d. (2011). Entre rebeldia e conformismo: a luta do Movimento Nacional de Luta Pela Moradia
(MNLM) pelo acesso à moradia no Rio Grande do Sul.
Oliveira., F. A. d. (2011). Entre rebeldia e conformismo: a luta do Movimento Nacional de Luta Pela Moradia
(MNLM) pelo acesso à moradia no Rio Grande do Sul. .
Oliveira., F. M. d. (2009). Entre o sonho do acesso e o território do fazer: um estudo sobre duas experiências
naconais de inclusão digital, na cidade de São Paulo.
OLIVEIRA., F. M. D. (2010). AÇÕES COLETIVAS, CULTURA POLÍTICA E MOVIMENTOS SOCIAIS: DISPUTAS DE
SIGNIFICADO E ANTAGONISMO NO ÂMBITO DA REFORMA URBANA.
OLIVEIRA., H. L. P. (2001). Tecnologias audiovisuais e transformação social: O movimento de video popular
no Brasil (1984 - 1995).
Oliveira., M. G. R. d. (2007). Cerrado e Escola: os saberes tradicionais como alternativa metodológica à
educação ambiental formal. .
OLIVEIRA., N. B. D. (2009). Terra com Jeito de Cheiro de Mulher. .
OLIVEIRA., R. D. S. (2004). Tecendo Vínculos com a Terra ? Paganismo Contemporâneo: Percepções, Valores
e Visão do Mundo.
OLIVEIRA., W. D. (2006). A trajetória histórica do movimento docente de Minas Gerais: da UTE ao Sind-UTE.
.
Oliveira., W. J. F. d. (2005). Paixão pela natureza, atuação profissional e participação na defesa de causas
ambientais no Rio Grande do Sul entre 1970 e inicio dos anos 2000. .
Oliviera., A. M. S. d. (2009). REORDENAMENTO TERRITORIAL E PRODUTIVO DO AGRONEGÓCIO
CANAVIEIRO NO BRASIL E OS DESDOBRAMENTOS PARA O TRABALHO.
Pacheco., E. A. C. (2004). Movimentos sociais urbanos: Estrela da Vitória - percepções e interpretações
2002-2003.
Palhano, E. G. d. S. (2000). "O Movimento Sindical dos Professores do Ensino Público no Estado do Pará
suas Lutas e Conquistas.".
PAULA., G. C. C. D. (2009). A atuação da União Nacional dos Estudantes- UNE: do inconformismo à
submissão ao Estado (1964-2009). .
Paulino., A. G. L. (2008). Economia Solidária como Projeto Cultural e Político: A Experiência do Banco
Palmas. .
Paz., R. M. (2005). Onde Sopra o Vento: a Igreja Católica e as romarias de Juazeiro do Norte. .
Pedon., N. R. (2009). MOVIMENTOS SOCIOTERRITORIAIS: Uma Contribuição Conceitual à Pesquisa
Geográfica.
Pellgrini., R. M. (2009). Participação cidadã na tutela jurisdicional do meio ambiente local através de
entidades do terceiro setor. .
Pereira., A. A. (2008). Pedagogia do Movimento Camponês na Paraíba: Das ligas camponesas aos
assentamentos Rurais.
22
Pereira., C. S. (2008). OS NÓS, OS LAÇOS E A REDE: considerações sobre a institucionalização da Educação
Ambiental no Brasil. .
PEREIRA., D. D. C. (2008). Empresa, cidade e cidadania: construções e deslocamentos de lugares de poder.
Pereira., F. C. P. (2006). ―Memória se faz na História‖: Um Estudo da Identidade de Metodistas Militantes
Sociais Orientados pela Teologia da Libertação. .
PEREIRA., F. M. G. (2007). TATUAGENS, PIERCINGS E OUTRAS INTERVENÇÕES CORPORAIS:
APROXIMAÇÕES INTERETNOGRÁFICAS ENTRE RECIFE E MADRI.
PEREIRA., M. A. A. (2005). CAMINHOS EM CONSTRUÇÃO: ENCONTRO ENTRE POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO
DE RUA E O MST SÃO PAULO 1999 - 2003.
PEREIRA., M. O. D. R. (2011). ―PEAs – Programas de Educação Ambiental no licenciamento. Uma análise e
uma proposta pedagógica para além do capital‖.
Pereira., M. T. L. N. (2006). Resistências Femininas e Ação Policial: Repensando a Função Social das
Delegacias da Mulher.
PERLI., F. (2007). A luta divulgada: um movimento em (in) formação estratégias, representações e política
de comunicação do MST (1981 – 2001).
PERRUSO., M. A. (2008). Em busca do ―novo‖: intelectuais brasileiros e movimentos populares nos anos
1970/80.
Piana., M. (2009). Música e Movimentos Sociais: as marcas da simbologia religiosa no MST.
Piana., M. C. (2008). A construção do perfil do Assistente Social no cenário educacional.
PINI., F. R. D. O. (2006). Fóruns DCA: Fios que tecem o Movimento da Infância e da Adolescência na
construção de caminhos para a democracia participativa.
Pinto., M. B. (2005). Os Movimentos Sociais e a Construção da Cidadania. .
PIRES., A. J. (2002). O MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM-TERRA E A POLÍTICA SOCIAL
CATÓLICA (1980-2000).
PITTA., A. M. D. R. (2001). COMUNICAÇÃO, PROMOÇÃO DA SAÚDE E DEMOCRACIA: POLÍTICAS E
ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NO BRASIL.
Poliseli., P. C. (2007). Análise e cartografia do planalto basáltico meridional para adequação de uso rural área teste de Guarapuava-PR.
Portela., M. R. (2002). A utopia de envelhecer saudável nas ações coletivas dos grupos da terceira idade:
canais de aprendizagem para a construção da cidadania. .
Prado., M. A. M. (2000). (Des)Razão: Sujeitos da Consciência e Políticas de Identificação. Mapa Teórico
Acerca do Sujeito Coletivo e do Político na Literatura sobre as Ações Coletivas.
Pressler., N. G. d. S. (2010). DISCURSOS E PRÁTICAS DA COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL DOS
PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS NA AMAZÔNIA.
Prim., L. d. F. (2004). Aspectos Psicossociais da Agricultura de Grupo da Agricultura Familiar: Um Estudo
sobre a AGRIMA - Associação de Agricultores Monte Alegre.. .
Puliti., P. (2009). A financeirização do noticiário econômico no Brasil (1989-2002).
23
Quermes., P. (2006). " CONTRADIÇÕES NOS PROCESSOS DE PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA POLÍTICA
NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS NO BRASIL: ANÁLISE DA EXPERIÊNCIA DOS COMITÊS DE BACIA.".
R, M. D. C. (2010). Relações de Trabalho e Relações no Trabalho na Lógica Capitalista Contemporânea: um
olhar sobre atendentes do call center de uma empresa de telecomunicações.
RABELO., A. M. P. (2011). TRÊS ESTRELAS DO SUL GLOBAL: o Fórum Social Mundial em MUMBAI, NAIRÓBI
E BELÉM".
RAIMUNDO., V. J. (2010). A NEGRITUDE DA POBREZA NO ESPAÇO URBANO: UM OLHAR SOBRE A
DINÂMICA VIVIDA PELA JUVENTUDE NEGRA MORADORA DE ARÉAS SEGREGADAS NO ESTADO DE
PERNAMBUCO. .
Ramos., G. H. C. (2004). "A ALCA e a Articulação de Movimentos Sociais no Brasil e Estados Unidos:
Contestação, Mobilização e Construção de um Modelo Alternativo de Integração Continental".
Ramos., M. L. C. (2010). Cuerpo y Reproducción en el Multiculturalismo. El caso de los Pankararu del
Nordeste Brasilleño. .
Ranincheski., S. M. (2004). Elites Parlamentares e a Questão Social no Brasil e no Uruguai (1904-1914).
RAVIER., V. M. (2003). CAÇADORES DE SÍMBOLOS: CULTURE JAMMING: A PUBLICIDADE E SEU DUPLO. .
RIBEIRO., E. M. (2004). MOVIMENTOS SOCIAIS EM TEMPOS DE DEMOCRACIA E GLOBALIZAÇÃO EM SANTA
CATARINA: OS ANOS 90.
Rios., H. S. (2002). A reelaboração da fé para 'ocupar, resistir e produzir'. O papel da religião no cotidiano
do acampamento e do assentamento do MSR em Iaras, SP.
Riscarolli., E. (2007). Trabalho e Formação na Fronteira: O Caso da Escola da AJOPAM - Juína - MT.
RJ., S. F. D. M. T. d. t. d. a. s. n. S. S.-. (2010). Tendências do trabalho dos assistentes sociais nos SPA/ SUS RJ. .
Rocha., L. d. M. (2009). Uma favela ―diferente das outras?‖: Rotina, silenciamento e ação coletiva na favela
do Pereirão.
Rocha., M. F. d. (2010). Políticas públicas e direito à cidade: conflitos sociais e cidadania no Rio de Janeiro. .
Rocha., M. S. (2008). Idéias, Diplomacia e Desenvolvimento: Ascensão e queda do realismo periférico na
Argentina. .
RODRIGUES., G. B. (2011). Comunas e Federações, Territórios Libertários: A Espacialidade Anarquista
Durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939).
RODRIGUES., M. E. D. C. (2008). ENRAIZAMENTO DE ESPERANÇA: As bases teóricas do Movimento de
Educação de Base em Goiás.
RODRIGUES., R. M. (2010). MOVIMENTOS SOCIAIS DE EDUCADORES E SUAS REPERCUSSÕES NA
EDUCAÇÃO BRASILEIRA: LUTAS, CONQUISTAS E DESCONSTRUÇÕES (DÉCADAS 1990-2000).
Rodrigues., T. N. H. e. C. (2011). "TIRANDO DO CRIME E DANDO OPORTUNIDADE‖: Estratégias
educacionais de rpevenção das violências em duas ONGS de Florianópolis/SC.
Rosa., A. R. (2011). DO ENCONTRO DAS ÁGUAS DO ATLÂNTICO NEGRO: ORGANIZAÇÃO ,DIFUSÃO DE
FRAMES E OS LIMITES DO ATIVISMO TRANSNACIONAL NO MOVIMENTO NEGRO BRASILEIRO.
Rosa., F. S. d. (2011). GESTÃO DA EVIDENCIAÇÃO AMBIENTAL: um instrumento multicritério de apoio à
24
decisão construtivista para a gestão da divulgação das informações ambientais da empresa Eletrosul S.A.
Rosa., G. A. d. (2007). "O Contestado: movimento social e seu desdobramento na atual situação
educacional da região‖.
Rosário., M. J. A. d. (2006). A história da organização do ensino público primário de Belém do Pará (19451964): poder político e democracia. .
Sá., A. F. d. A. (2006). História e Memória nas Comemorações dos Centenários de Canudos (1993-1997). .
Sachweh., M. d. S. (2007). A construção de identidade social em condições de periferia metropolitana: uma
abordagem sobre Fazenda Rio Grande - Região Metropolitana de Curitiba - RMC.
Salazar., S. N. (2008). Trabalho e educação nas práticas de economia solidária - Uma sociabilidade na
perspectiva emancipatória ?
Sanchez., D. S. (2011). Resistência e formação na produção do comum: o Curso de Pedagogia da Terra da
UFES.
SANCHEZ., F. R. (2004). OP: TRAJETÓRIA PAULISTANA DE UMA INOVAÇÃO DEMOCRÁTICA (2001/2003).
Sanchez., M. R. (2004). Demandas por um novo arcabouço sociojurídico na organização mundial do
comércio e o caso do Brasil. .
SANGER., D. D. S. (2009). ABOLIÇÃO DAS DESIGUALDADES: Ações Afirmativas no Ensino Superior.
SANTOS., A. F. P. R. D. (2008). Direito e Profissões Jurídicas no Brasil após 1988: expansão, competição,
identidades e desigualdades.
Santos., A. M. d. (2010). "O MOVIMENTO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA NO BRASIL E OS DILEMAS DA
ORGANIZAÇAO POPULAR".
Santos., E. J. S. d. (2008). Educação geográfica de jovens e adultos trabalhadores: concepções, políticas e
propostas curriculares..
Santos., J. A. d. (2008). CIDADE E NATUREZA: relações entre a produção do espaço urbano, a degradação
ambiental e os movimentos sociais em Bauru-SP.
SANTOS., J. B. D. (2006). Conflito e Novas Identidades no Campo Religioso Brasileiro: Feminismo, Aborto,
Homossexualidade e Eutanásia.
Santos., J. C. d. (2009). DOS CANAVIAIS À ―ETANOLATRIA‖: o (re)ordenamento territorial do capital e do
trabalho no setor sucroalcooleiro da Microrregião Geográfica de Presidente Prudente – SP.
Santos., J. H. d. F. (2008). Fronteiras fluidas, muros sólidos : a globalização imaginada no Mundo Livre S/A.
SANTOS., M. M. (2008). MOVIMENTOS SOCIAIS: NA TRAMA SUBLIMINAR DO OCULTAMENTO DOS
CONFLITOS DE CLASSE.
Santos., R. E. N. d. (2006). Agendas & Agências: a Espacialidade dos Movimentos Sociais a partir do Prévestibular para Negros e Carentes.
Santos., R. M. d. (2009). Saúde, participação e controle social: lutas e ações estratégicas do Mops/SE pela
efetivação dos direitos à saúde em Aracaju/SE (1989-2008). .
Santos., S. A. d. (2007). Movimentos negros, educação e ações afirmativas. .
Saraiva., A. C. (2010). Movimentos em Movimento – uma visão comparativa de dois movimentos sociais no
25
Brasil e estados Unidos..
SCALABRIN., R. (2011). DIÁLOGOS E APRENDIZAGENS NA FORMAÇÃO EM AGRONOMIA PARA
ASSENTADOS. .
Schefler., M. d. L. N. (2011). Movimento(S) na Roça: mulheres, estratégias de luta e de reprodução no meio
rural.
SCHWARTZ., R. M. P. B. (2007). Mulheres em movimento - movimento de mulheres: A participação
feminina na luta pela Moradia na Cidade de São Paulo.
SCHWEICKARDT., K. H. S. C. (2010). "As diferentes faces do Estado na Amazônia: Etnografia dos processos
de criação e implantação da RESEX Médio Juruá e da RDS Uacari".
SERNA., A. G. (2005). A Funcionalidade de ―Territórios Estratégicos‖ da Colômbia para a Acumulação
Capitalista pela Via da Violência (1985-2005).
Sguarezi., S. B. (2011). Autogestão e economia solidária: limites e possibilidades.
Sigilião., C. C. (2009). Duas tendências de Re-africanização: Rio de Janeiro e Salvador.
Siliprandi., E. C. (2009). Mulheres e agroecologia : a construção de novos sujeitos políticos na agricultura
familiar.
Silva, L. F. d. (2000). Sociedade civil e democracia política no Brasil - aventuras e desventuras no
pensamento marxista entre 1980 e 1995.
SILVA, R. A. D. (2007). Identidades heterogêneas na contemporaneidade violenta: um estudo a partir de
uma sala de aula singular.
SILVA., A. C. C. D. (2004). Agenciamentos coletivos, territórios existenciais e capturas. Um etnografia de
movimentos negros em Ilheus. .
SILVA., A. F. D. (2011). "Iniciativas jovens: reflexões sobre juventude e voluntariado no Rio de Janeiro".
Silva., A. M. A. d. (2010). Paisagens Sociais: a terra e o homem. Fronteiras em Movimento.
Silva., A. S. d. (2006). Marchando pelo Arco-Íris da Política: A Parada do Orgulho LGBT na construção da
Consciência Coletiva dos Movimentos no Brasil, Espanha e Portugal. .
Silva., A. V. d. (2010). Economia solidária: uma estratégia política de desenvolvimento.
SILVA., E. M. A. (2010). A FORMAÇÃO DO ARTE/EDUCADOR: Um Estudo sobre História de Vida, Experiência
e Identidade.
SILVA., I. G. (2001). PARTICIPAÇÃO POPULAR E "REFORMA"DO ESTADO BRASILEIRO NOS ANOS 1990:
CONTRADIÇÕES E IMPASSES..
Silva., J. M. d. (2008). Práticas Organizacionais em Escolas de Movimentos Sociais: entre a verticalidade e a
horizontalidade. .
Silva., L. A. (2007). Travessias auto-reflexivas, contatos culturais e sistemas sociais: Processos de construção
teórica entre alteridade, política e bens culturais.
SILVA., L. B. D. (2011). Trajetória histórica do Curso de Especialização em Enfermagem - Modalidade
Residência no Hospital Ophir Loyola ( Pará, 1998 - 2007).
Silva., L. G. T. (2007). SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR EM ASSENTAMENTOS RURAIS
26
OFICIAIS NO SUDESTE PARAENSE. .
SILVA., L. H. D. (2007). PRÁTICAS ORGANIZATIVAS DO MST E RELAÇÕES DE PODER EM
ACAMPAMENTOS/ASSENTAMENTOS DO ESTADO DE SÃO PAULO. .
SILVA., M. A. (2011). TRAJETÓRIA DE MULHERES NEGRAS LÍDERES DE MOVIMENTOS SOCIAIS EM
ARARAQUARA-SP; ESTRATÉGIAS SOCIAIS NA CONSTRUÇÃO DE MODO DE VIDA.
Silva., M. I. C. d. (2008). Mulheres na Transamazônica: Construção da ocupação e do fazer política. .
SILVA., M. J. G. D. (2011). A VULNERABILIDADE PROGRAMÁTICA AO HIV/AIDS EM COMUNIDADES
REMANESCENTES DE QUILOMBOS NO BRASIL. .
Silva., M. P. d. (2000). O Anti-racismo no Brasil como Novos Movimentos Sociais.
Silva., R. C. d. A. (2004). DE PACIENTE A USUÁRIO: CONSTRUÇÃO DE SUJEITOS POLÍTICOS NA LUTA
ANTIMANICOMIAL.
Silva., R. d. C. C. d. (2008). Práxis Política no MST: Produção de Saberes e de Sabedoria. .
Silva., S. d. A. M. e. (2008). "Ganhamos a batalha, mas não a guerra": a visão da Campanha Nacional contra
a Alca sobre a não-assinatura do acordo.
Silva., S. R. M. (2011). Transformações das Abordagens Urbanísticas e Ambientais na Política Territorial
Brasileira: Confluências e Divergências no Direito de Propriedade, nos Instrumentos de Gestão e no
Desenho Institucional.
SILVA., S. S. D. (2005). Resistência camponesa e desenvolvimento agrário na Amazônia-Acreana.
Silveira., A. R. M. d. (2010). ENTRE CALLES E EIXOS: PRÁTICAS DE PATRIMÔNIO NAS CIDADES DE BRASÍLIA
E HAVANA.
Silveira., J. S. (2009). A multidimensionalidade da valorização de produtos locais: implicações para políticas
públicas, mercado, território e sustentabilidade na Amazônia. .
SIMIONATO., M. F. (2011). A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DO ENSINO TÉCNICO E A CULTURA DOCENTE.
Simões., M. R. (2006). A Cidade Estilhaçada: Reestruturação Econômica e Emancipações Municipais na
Baixada Fluminense. .
Simon., A. V. S. (2010). Recategorizando a Conservação: do apogeu do biocentrismo às investidas
socioambientalistas na concepção e na gestão de Unidades de Conservação.
Siqueira., G. S. (2011). História do Direito pelos movimentos sociais: Cidadania, Experiências e Antropofagia
Jurídica nas Estradas de Ferro (Brasil, 1906).
Siqueira., S. M. M. (2006). MATRIZES HISTÓRICAS DOS MOVIMENTOS SOCIAIS: ENTRE A CIDADANIA NOS
LIMITES DO CAPITAL E A BUSCA PELA EMANCIPAÇÃO HUMANA.
Soares., G. S. (2010). Lideranças e movimentos sociais no cenário sociopolítico da cidade de São Paulo:
experiências coletivizadas no Observatório dos Direitos do Cidadão entre os anos 2001 e 2009.
SOARES., M. A. (2006). ENTRE SOMBRAS E FLORES: CONTINUIDADES E RUPTURAS NA EDUCAÇÃO
ESTÉTICA DE DEVOTOS-ARTISTAS DE SANTOS REIS.
Soares., M. R. (2010). Mal-estar na cidade: Ordem e contra-ordem sócio-espacial na cultura do
amedrontamento.
27
Sodré., F. (2007). ―POLÍTICAS GLOBAIS DE SAÚDE - A CONSTITUIÇÃO DE NOVAS LUTAS SOCIAIS NO
CAMPO DA SAÚDE COLETIVA‖.
SOUSA., A. R. D. (2009). PRISÕES E MÍDIA - COMUNICAÇÃO DE MASSA E PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADES
DESPOSSUÍDAS - UMA PEDAGOGIA DE DESPOSSUIÇÃO.
SOUSA., J. M. M. (2009). Do Acampamento ao Assentamento: Um Estudo da Reforma Agrária e Qualidade
de Vida em Sergipe.
SOUZA., D. D. L. D. (2005). Organizações Não Governamentais: um estudo de caso da Federação de Órgãos
para a Assistência Social e Educacional (FASE).
Souza., K. C. R. d. (2011). Os ‗argonautas da cidadania‘ no mar da educação: movimentos sociais, ONGs e
fundações empresariais na escola pública brasileira.
Souza., M. M. d. C. (2010). ANÁLISE DOS PRECEDENTES E CONSEQUÊNCIAS REGIONAIS DO PROGRAMA
DE IRRIGAÇÃO DE PONTO NOVO NO ALTO ITAPICURU NA BAHIA. .
SOUZA., M. M. P. D. C. D. (2004). O Caminho de Anhanguera: Frente de Expansão na Produção do espaço
Urbano 1993/2003.
Souza., S. R. d. (2007). Respostas brasileiras à violência urbana no campo da segurança pública: os
movimentos sociais e as organizações não-governamentais.
SOUZA., S. T. (2008). DA NEGAÇÃO AO DISCURSO ―HEGEMÔNICO‖ DO CAPITAL À ATUALIDADE DA LUTA
DE CLACOQUEIROSMOFOSES PAISAGISTICAS, TERRITOIRIAIS E SOICIO9-GEOGRAFICAS AO DO SOLO NOS
CERRADOS BAIANOS. SSES NO CAMPO BRASILEIRO. CAMPONESE EM LUTA PELO/NO TERRITORIO NO
SUDOESTE DA BAHIA.
Stampa., I. T. (2007). E agora companheiros? Ação sindical dos ferroviários do Rio de Janeiro e a reinvenção
da política.
STEIN., M. D. L. T. (2004). A experiência do trabalho: as práticas de Pastoral Operária em Curitiba - 19651999..
Steinbrenner., R. M. A. (2011). RÁDIOS COMUNITÁRIAS NA TRANSAMAZÔNICA: desafios da comunicação
comunitária em regiões de midiatização periférica.
Szaniecki., B. P. (2010). Disforme contemporâneo e design encarnado: outros monstros possíveis.
TAVARES., A. M. B. D. N. (2010). RESSIGNIFICAÇÃO DO PEDAGOGO COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO
SOCIAL PARA ALÉM DOS MUROS ESCOLARES.
TAVARES., F. C. (2005). NAS SOMBRAS DO DESERTO VERDE-IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS NO SETOR DE
PAPEL E CELULOSE: O CASO DA BAHIA SUL.
TEIXEIRA., A. C. D. A. (2008). O TRABALHO NO MANGUE NAS TRAMAS DO (DES)ENVOLVIMENTO E DA
(DES)ILUSÃO COM "ESSE FURACÃO CHAMADO CARCINICULTURA": CONFLITO SÓCIO-AMBIENTAL NO
CUMBE, ARACATI-CE.I.
Teixeira., M. J. d. O. (2010). "A Política Nacional de Saúde na contemporaneidade: as Fundações Estatais de
Direito Privado como estratégia de direcionamento do fundo público".
Tejadas., S. d. S. (2010). O direito à proteção social no Brasil e sua exigibilidade um estudo a partir do
Ministério Público.
Terra., A. (2009). REFORMA AGRÁRIA POR CONVENIÊNCIA E/OU POR PRESSÃO? ASSENTAMENTO
ITAMARATI EM PONTA PORÃ – MS: ―O PIVÔ DA QUESTÃO‖.
28
Tibaldi., S. D. (2001). Modernidade nas Relações do Trabalho Agridola no Brasil.
TOLEDO., L. C. D. M. (2008). FEITOS PARA CUIDAR: A ARQUITETURA COMO UM GESTO MÉDICO E A
HUMANIZAÇÃO DO EDIFÍCIO HOSPITALAR..
Tornquist., C. S. (2004). "Parto e poder: o movimento pela humanização do parto no Brasil".
Trotta., M. E. V. (2002). Las Concepciones de Crisis Y Refluxo de Los Movimientos Sociales Urbanos a Luz de
La Dinamica Sócio-Política de La União dos Movimentos de Moradias em São Paulo 1989-2000.
VEIGA., B. G. A. D. (2007).
VEIRA., L. V. (2002). A recuperação do espaço autônomo do "político": o resgate de um conceito a partir de
Rousseau e Carl Schmitt.
Velho., A. P. M. (2007). JORNALISMO HIPERMÍDIA: DESENHANDO A NOTÍCIA CIENTIFÍCA NA WEB.
Verran., R. S. (2007). Inventário científico do Brasil no século XVIII: a contribuição de Alexandre Rodrigues
Ferreira para o conhecimento da natureza e dos índios.
VIEIRA., F. A. D. C. (2007). Navegando contra a maré: a relação entre o MST e a Mídia.
VIEIRA., F. B. (2008). Dos proletários unidos à globalização da esperança: um estudo sobre articulações
internacionais de trabalhadores.
Vieira., M. C. (2006). Memória, história e experiência: trajetórias de educadores de jovens e adultos no
Brasil.
VIOLA., S. E. A. (2005). Direitos Humanos e Democracia no Brasil.
VITORINO, G. T. (2001). GRACE TROCCOLI VITORINO. A CONSTITUIÇÃO DA CULTURA DOS MOVIMENTOS
SOCIAIS COMO PROCESSO EDUCATIVO: A NOÇÃO DE RELAÇÕES DE GÊNERO NOS SUJEITOS POLITICOS
FEMINISTAS.
VITULLO., G. E. (2005). Mas allá de la transitologia y la considologia": um estudio de la democracia
realmente existente.
WITIUK., I. L. (2004). A TRAJETÓRIA SÓCIO-HISTÓRICA DO SERVIÇO SOCIAL NO ESPAÇO DA ESCOLA.
WOLFF., E. Á. (2007). Fundamentos psicossociais da formação de educadores do campo.
Xavier., G. N. A. (2011). O DESENVOLVIMENTO E A INSERÇÃO DA BICICLETA NA POLÍTICA DE MOBILIDADE
URBANA BRASILEIRA.
Zamboni., M. C. (2002). Condições de Vida, Acumulação de Riqueza, Miséria e Pobreza Junto à População
de Migrantes na Cidade de Ribeirão Preto.
Zenaide., M. N. T. (2010). Políticas de extensão universitária e a disputa pela hegemonia: a questão dos
direitos humanos na UFPB.
29
Palavra-chave “movimentos sociais” , Dissertações, 2000-2005
Abreu., M. S. d. (2002). Cidadania, movimento feminista e feminismo pragmático em Goiás. .
Albertini., S. E. (2002). Metarmofoses do Fórum Popular de Saúde - FOPS: Participação Política de Saúde Curitiba-PR. 1991/2001. .
ALBUQUERQUE., G. L. D. (2004). A CRISE DO SETOR SUCRO-ALCOOLEIRO E SUAS CONSEQÜÊNCIAS PARA
A REFORMA AGRÁRIA NA ZONA DA MATA DE PERNAMBUCO: uma análise a partir da década de 90.
ALMEIDA., A. A. D. (2005). AS LUTAS PELAS TERRAS DO SENHOR: A COMISSÃO PASTORAL DA TERRA(CPT)
NO ESTADO DE SÃO PAULO ( 1990-2000). .
Almeida., M. D. d. (2001). Acalmar,intrigar e persuadir: as lutas partidárias e as representações moderadas e
sensacionalistas sobre a guerra de canudos na imprensa de Pernambuco. .
ALMEIDA., R. F. D. (2002). DE DEUSA À PROSTITUTA: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE PROSTITUIÇÃO E
O RECONHECIMENTO DA PROFISSÃO. .
Alves., F. M. (2000). "Lazer e grupos sociais: concepções e método.".
Alves., M. J. (2005). A CONDIÇÃO DO ESPAÇO MST NO MOVIMENTO DA SOCIEDADE BURGUESA.
AMARAL., M. J. D. (2004). O PROBLEMA DA EXCLUSÃO SOCIAL NA PERIFERIA DO CAPITALISMO: O MST E
O MTST COMO CONCRETIZADORESN DE DIREITOS HUMANOS.
AMARAL., W. R. D. (2003). A POLÍTICA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSDESENVOLVIDA PELA
APEART DO PARANÁ: RECONTANDO SUA HISTÓRIA E SEUS PRINCÍPIO, SEUS PASSOS E ( DEs)
COMPASSOS. .
Amorim., D. M. (2005). A participação dos Conselhos de Educação nas políticas públicas dos municípios:
um estudo a partir de experiências do Conselho Municipal de Educação de Uberlândia.
Andrade., H. S. d. (2002). A RUA EM MOVIMENTO...A RUA É MOVIMENTO...A RUA É O MOVIMENTO... A
TRAJETÓRIA HISTÓRICO-ORGANIZATIVA DA POPULAÇÃO DE RUA DE BELO HORIZONTE. .
Andrade., J. M. d. C. (2003). Falas, práticas e sons: vivendo e educando-se no arautos do gueto. .
Andrade., M. R. S. d. (2002). A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO ESCOLAR: os tempos e espaços de formação
humana. .
Andrés., S. d. R. (2004). ANÁLISE DA PRÁTICA EDUCATIVA DO PROGRAMA BANCO DA TERRA NO
ASSENTAMENTO SÃO JOSÉ DE PRESIDENTE PRUDENTE.
Annuseck., E. (2005). Nos bastidores da festa: outras histórias, memórias e sociabilidades em um bairro
operário de Blumenau (1940-1950). .
ANTAS., E. D. S. (2000). "O CARÁTER EDUCATIVO DOS PROFESSORES DE PARTICIPAÇÃO NAS
ORGANIZAÇÕES ECONÔMICAS POPULARES: A EXPERIÊNCIA DE SHANGRI-LÁ". .
ANTONI., E. (2002). Os movimentos sociais latino-americanos: o Exército Zapatista de Libertação Nacional e
o MST.
Arai., V. J. (2002). Análise de um Processo Participativo na Experiência de Implantação de um Projeto
Município saudável: Caso Bertioga. .
30
Araújo., C. d. S. (2005). O Judiciário e os Conflitos Agrários no Brasil. .
Araújo., E. H. d. C. (2003). Integração comunidaded-universidade: estudo da relação da comunidade com a
UFF, sua representação nos conselhos superiores e uma nova proposta de integração. .
ARAÚJO., J. V. P. D. (2005). "SERTÃO-ESCOLA DO MUNDO": REPRESENTAÇÕES SOBRE MUNDO RURAL E
EDUCAÇÃO NA LITERATURA REGIONAL. .
Araújo., M. S. d. C. (2005). Os donos da Casa: das Política de Habitação aos Significados da Moradia. .
ARAUJO., R. S. D. (2004). ORGANIZAÇÃO E POLITIZAÇÃO DO MOVIMENTO DE SAÚDE DOS PORTADORES
FALCÊMICOS NA GRANDE SÃO PAULO - BRASIL. .
Araújo., V. (2000). Direitos Humanos e Demcoracia Participativa: atuação do Conselho Estadual de Defesa
do Direito do Homem e do Cidadão da Paraíba (CEDDHC). .
Araújo., W. M. d. (2000). SENHORAS DA LUA - Visões dos movimentos sociais pelas professoras com
vínculo com a propriedade da terra, em Jaciara-MT.
Assiz., A. L. R. d. (2005). O Papel das TVs comunitárias no fortalecimento da cidadania. .
Assunção., M. F. (2005). A Política Municipal de Educação nos Anos de 1990 na Ilha de Caratateua/BelémPará.
Awad., H. Z. A. (2002). Lazer na escola: descompromisso compromissado. .
Ayres., I. B. S. J. (2000). POLÍTICAS E GESTÃO EM SAÚDE NO CAMPO DA SAÚDE COLETIVA: ANÁLISE
TEMÁTICA DE TESES E DISSERTAÇÕES PRODUZIDAS NO BRASIL ENTRE 1993 E 1998.
Azevedo., É. M. (2004). Empresa e comunidade: campos de poder, território e redes de movimentos sociais
de Barcarena. .
AZEVEDO., M. J. D. (2003). Trabalho infantil, movimentos sociais e imprensa : um olhar sobre o fazer
jornalístico. .
BAGETTI., V. (2000). EDUCAÇÃO, MOVIMENTOS SOCIAIS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: O PROJETO
CUIA NO CONTEXTO DA REFORMA AGRÁRIA BRASILEIRA. .
Ballarine., M. (2002). A atualidade da Orientação Profissional - Uma reflexão sobre seus pressupostos
teóricos e sua pratica. .
Bandeira., A. P. V. (2003). "Aplicação do Ecodesign em Empresa Mineira e a Percepção dos Funcionários:Um
Estudo de Caso".
Barbosa., A. (2005). A solidão da América Latina na grande imprensa brasileira.
Barbosa., C. F. (2000). O processo de participação e de controle social dos usuários do SUS no Conselho
Municipal de Saúde de Campo Grande-MS. .
Barbosa., F. M. (2004). As dimensões teóricas do evento. .
Barbosa., J. C. (2002). Guardiões do Xingú: Eletronorte e Movimentos Sociais na Transamazônia. .
Barros., R. d. C. B. (2000). Da exclusão à participação: a experiência da pastoral da criança no Brasil. .
BARSOSA., M. D. F. S. (2005). EM BUSCA DAS TERRAS DE PROMISSÃO - A DIFÍCIL CONSTRUÇÃO DE
SUJEITOS SOCIAIS E POLÍTICOS NO ASSENTAMENTO DE SEM-TERRA DE PROMISSÃO-SP. .
31
BASSO., D. (2003). A produção e a gestão das políticas de desenvolvimento rural, pelos agricultores
familiares, de Dois Vizinhos/PR.
Batista., M. A. M. (2000). Teatro-Educação: Uma experiência com os movimentos sociais rurais.
BATTISTI., E. (2003). A Agricultura Familiar e Cidadania: os Embates da ASSESOAR. .
BERAS., C. A. L. (2003). A democratização do Estado e a participação popular: legitimação do Estado versus
autonomia da sociedade civil - uma reflexão sobre o Orçamento Participativo de Viamão/RS.
Bezerra., C. R. d. A. (2001). Tradição e ruptura no áudio visual: um estudo de linguagem do vídeo popular
em Pernambuco na década de 1980.
Bezerra., M. H. B. (2002). História ou Memória: A Companhia de Cimento Portland Perus e os Movimentos
Sociais do Bairro na Prática Pedagógica da Escola Municipal "Candido Portinari".
Bezerra., T. C. E. (2000). O estetimo difuso na experiência hip-hop.
Bindá., F. M. L. (2003). Estudo da organização sóciopolitica das comunidades ribeirinhas do rio Unini no
Parque Nacional do Jaú-Am. .
Birck., T. M. (2003). Qualidade em Educação: o discurso de três diretores de escolas públicas de Cuiabá, MT.
Bittencourt., G. L. (2000). Metamorfoses no sindicalismo rural: atuação do STR/CUT de Chapecó e região na
democratização do poder local. .
Blasius., G. C. (2004). Economia solidária: a experiência dos clubes de troca do Paraná.
BOGADO., A. M. (2005). ASSEMBLÉIAS DE BAIRRO NA ARGENTINA: CRIANDO ESPAÇOS DE AÇÃO POLÍTICA
PARA RECONSTRUIR O TECIDO SOCIAL. .
BOHRER., P. V. (2002). AS ESTRATÉGIAS DA AÇÃO CULTURAL DE CRIAÇÃO 'NOSSOS RETRATOS,
FOTOGRAFIAS DE ÁLBUNS-DE-FAMÍLIA': UMA EXPERIÊNCIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA ONG
PROJETO CURICACA. .
Bonni., W. (2002). O Partido Democrata Cristão no Brasil: um processo sem síntese (1940-1964). .
Borges., E. M. d. F. (2005). Itauçu: Sonhos, utopias e frustações no movimento camponês.
BORGES., J. D. M. (2004). JOVENS ASSENTADOS: PROJETOS E HISTÓRIAS DE VIDA - UM ESTUDO
PSICOSSOCIOLOGICO DE UM ASSENTAMENTO RURAL.
BOULHOSA., M. F. (2001). Controle e erradicação da poliomelite: experiências, opiniões e expectativas lideranças comunitárias nos conselhos locais de saúde do município de Belém do Pará.
Braga., I. A. (2005). Descentralização da saúde em Teresina: Movimentos Sociais e Sistema Único de Saúde
(SUS) no período de 1988 1 1996. .
BRANDAO., F. R. L. (2001). A PRODUÇÃO DO SABER NAS LUTAS PELA MORADIA - UM ESTUDO SOBRE AS
OCUPAÇÕES DE TERRENOS EM FORTALEZA.
Brandão., N. M. (2001). Extrativismo e Campesinato na Amazonia: o caso Goodyear - Paracrevea Assentamento Lopes Sobrinho.
BRENOL., M. V. (2004). FÓRUM SOCIAL MUNDIAL: um espetáculo da sociedade e outro da mídia. .
C., M. C. F. F. (2001). RODRIGUES DA SILVA. A BUSCA DE APREENSÃO DO REAL PELO CURRÍCULO: UMA
ANÁLISE CRÍTICA DA PROPOSTA DOS PCNs E DOS TEMAS TRANSVERSAIS.
32
CABRAL., A. M. F. (2002). MOVIMENTOS SOCIAIS, GÊNERO E EDUCAÇÃO: HISTÓRIA E MEMÓRIA DO
CONSELHO MUNICIPAL DA CONDIÇÃO FEMININA DE BELÉM-PA.
CAITA., M. B. F. (2000). ANGOLA: ESTADO-NAÇÃO, MOVIMENTOS SOCIAIS E DISPUTAS TERRITORIAIS. O
CASO DA PROVÍNCIA DE NGAGELA.
CALADO., J. S. (2002). SINDICATOS EM REDE: ESTUDO DO USO DA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES
PELAS ENTIDADES SINDICAIS NO BRASIL. .
Calderano., M. L. C. (2002). CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DO EXERCÍCIO DO PODER: A EXPERIÊNCIA VIVIDA
PELA UNEGRO. .
CALDERONI., D. N. (2004). Pianista-professor: refletindo sobre a prática. .
Câmara., M. B. (2002). CAROS AMIGOS: ESFERA PÚBLICA, POLÍTICA E JORNALISMO INDEPENDENTE.
Camely., N. C. (2001). Cooperativas e Trabalhadores da Pós-Modernidade: O Estudo de Caso das
Quebradoras de Castanha da Usina Chico Mendes. .
CAMPOS., N. L. B. (2003). RELIGIOSIDADE POPULAR E DOMINAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA: OS
MOVIMENTOS SOCIAIS DE JUAZEIRO DO NORTE (CEARÁ) E DE CANUDOS (BAHIA). .
Canazaro., C. P. (2005). Religião e Política em Movimentos Sócios-Religiosos: O Caso Mucker - Um Estudo
sobre a Autonomia Popular.
Capdeville., E. N. (2002). Cidadanias em construção : um estudo de caso junto à Escola Municipal Gov.
Ozanam Coelho, no Bairro Capitão Eduardo - Belo Horizonte - MG.
CARDOSO., C. R. (2001). Mudanças Sociais e Movimentos Sociais.
Cardoso., M. d. D. (2000). Terra e Democracia:O MST e a construção política de um Sonho.
Cardoso., P. d. R. (2004). Assistência à infância e adolescência pobres: a produção da cidadania na nova
ordem mundial.
CARLI., R. D. (2003). "DEFICIENTE versus PESSOA PORTADORA DE DEFICIÊNCIA: uma análise discursiva dos
jornais Zero Hora e Correio do Povo". .
Carli., V. M. I. (2004). A FLEXIBILIZAÇÃO DOS CONTRATOS DE TRABALHO.
Carneiro., A. A. (2003). O ESTADO DEMOCRÁTICO: Os conceitos de cidadania e soberania sob o impacto da
globalização.
Carranza., I. P. (2001). Sociedade Civil: Novas Liberdades ou Novos Controles Sociais? O seu papel
comparado nos processos de construção regional: Mercosul e União Européia.
Carrau., M. J. V. (2003). Da solidariedade contra o negócio ao negócio da solidariedde: O papel das ongs
internacionais na Bahia.
Carvalho., C. S. A. d. (2005). Lupa e telescópio : o mutirão em foco, São Paulo, anos 90 e atualidade.
Carvalho., H. d. S. (2005). A construção da identidade étnica afro-brasileira em Vassouras (1964-2004): um
estudo de caso: Associação Afro Cultural Iêda Fátima. .
Carvalho., H. d. S. (2005). A construção da identidade étnica afro-brasileira em Vassouras (1964-2004): um
estudo de caso: Associação Afro Cultural Iêda Fátima. .
33
Carvalho., J. G. d. E. S. V. d. (2002). DO DESCAMPADO DE NINGUÉM A UM CÂNCER SOCIAL: ORIGENS E
OCUPAÇÃO DO LOTEAMENTO QUARTA-FEIRA NO CONTEXTO DA URBANIZAÇÃO DE CUIABÁ NO
PERÍODO DE 1968-1990.
CARVALHO., M. S. (2003). Formação de professores frente às demandas dos movimentos sociais:
indicações para a universidade necessária. .
CASAGRANDE., N. (2001). O PROCESSO DE TRABALHO PEDAGÓGICO NO MST: CONTRADIÇÕES E
SUPERAÇÕES NO CAMPO DA CULTURA CORPORAL. .
Castilho., S. D. d. (2002). Sobre os Saberes Construídos no Processo de Socialização: Os Líderes do
Movimento Estudantil da UFMT - Cuiabá.
CASTRO., C. A. D. (2005). Cursinhos alternativos e populares: Movimentos territoriais de luta pelo acesso ao
ensino público superior no Brasil.
CASTRO., C. J. D. D. (2002). O engajamento político dos militantes da Pastoral da Juventude na Diocese de
Novo Hamburgo.
Cavalcante., O. P. (2002). Carmem, um Seringal que virou Fazenda de Gado no Acre na década de 1970 estudo de caso.
Cavaleiro., M. C. (2004). Mulheres em Movimento: Subjetividade e a Construção da Identidade de um
Coletivo Feminino em Diadema. .
Cavalieri., A. M. A. P. (2002). A Inteligência Interpessoal de professores: um estudo exploratório. .
Cerutti., E. (2004). Memórias e histórias de emancipação: movimento educacional gerado através do
Programa Alfabetização Solidária em Monte Santo/BA. .
CHAGAS., M. A. A. (2003). GESTÃO AMBIENTAL NO AMAPA: EVOLUÇÃO E CONTRIBUIÇÃO DO
SUBPROGRAMA DE POLÍTICA DE RECURSOS NATURAIS DO PPG7. .
Chaves., F. M. (2003). O Forum Social Mundial e a Teoria dos Moviemntos Sociais.
Chociay., C. R. (2004). POLÍTICA HABITACIONAL: A Vila Xapinhal no contexto das políticas de urbanização
de favelas. .
CLARK., N. R. (2000). Ação e reação na questão agrária: movimentos, planos e o direito interagidos com a
Reforma Agrária.
COELHO., M. M. P. (2003). CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO URBANO DE JOÃO PESSOA. .
COELHO., N. M. G. (2003). Uma escola pública para crianças e jovens no campo: desafios, perspectivas e
repercussões da LDB nos assentamentos Chê Guevara (Itaberaí) e São Domingos (Morrinhos) em Goiás.
COLLI., L. R. (2000). O MST e garantias constitucionais: uma abordagem jurídico-social dos conflitos
agrários.
Conde., M. C. F. (2004). O movimento homossexual brasileiro, sua trajetória e seu papel na ampliação do
exercício da cidadania.
CORAZZA., G. (2003). O MST E O PROJETO POPULAR PARA O BRASIL. .
Cordeiro., S. d. F. N. (2002). A ATUAÇÃO DE EDUCADORES EM MOVIMENTOS SOCIAIS: UMA
POSSIBILIDADE DE CONSTRUÇÃO DE NOVAS PRÁTICAS POLÍTICO-PARTICIPATIVAS PARA A EDUCAÇÃO
CIDADÃ.
34
Corrêa., A. T. (2001). Código de Defesa do Consumidor: Um insdtrumento de Defesa do Meio Ambiente
Ecologicamente Equilibrado.
Corrêa., M. T. (2005). A Caminho do Reino - A CPT e os movimentos camponeses em Goiás (1975 - 2005).
CORREIA., C. G. (2005). AS AÇÕES POLÍTICO- PEDAGÓGICAS DO SERVIÇO DE ASSISTENCIA RUAL - SAR. .
CORREIA., L. O. (2004). OS FILHOS DA LUTA PELA TERRA: AS CRIANÇAS DO MST. SIGNIFICADOS
ATRIBUÍDOS POR CRIANÇAS MORADORAS DE UM ACAMPAMENTO RURAL AO FATO DE PERTENCEREM A
UM MOVIMENTO SOCIAL. .
Correia., M. Z. d. S. (2003). GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA NA ESCOLA PÚBLICA EM PERNAMBUCO:
uma experiência da década de 80.
Costa., D. d. (2005). O espaço participativo mercadorizado: A dimensão política e tecnológica na
implantação dos Conselhos Tutelares no Paraná. .
Costa., D. L. d. (2001). Respostas da Cidadania e do Direito aos Desafios de uma Sociedade de Conflitos.
Costa., J. d. S. (2005). Cor em movimento: um estudo de caso sobre a vida cotidiana de jovens e adultos
negros do projeto pré-vestibular gerido pela UNEMAT no município de Cáceres-MT.
COSTA., L. G. B. D. (2005). Análise dos Impostos do Desenvolvimento da Linha de Crédito PRORURAL-FNO
na Microrregião de Porto Velho - Rondônia (período compreendido entre 1995-2002). .
Costa., M. A. (2004). "A Pequena Burguesia Negra Cuiabana: um estudo sobre a formação de sua
consciência política".
Costa., M. J. (2005). Uma leitura da teforma agrária potiguar.
COSTA., N. N. (2002). "REFORMA AGRÁRIA" NO CEARÁ: ACERTOS E (DES)ACERTOS NA RELAÇÃO ENTRE
OS SABERES DE ASSENTADOS E TÉCNICOS - O CASO SANTA BÁRBARA. .
COSTA., S. R. S. D. (2002). Bricoleur de Rua: um estudo antropológico da cultura Hip-Hop Carioca. .
Costa., V. M. T. (2002). Os Atores da Educação em Cena: A Televisão e o Movimento Social em Belém.
Couto., M. H. C. (2002). "NOVOS HORIZONTES PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS EM HIV/AIDS: UMA
APROXIMAÇÃO ÀS QUESTÕES DA CONTEMPORANEIDADE".
CRUZ., J. A. D. (2000). LUTA PELA TERRA, PRÁTICAS EDUCATIVAS E SABERES NO ENSINO MÉDIO
ARAGUAIA-TOCANTIS.
Cruz., S. d. S. (2000). PLANTANDO ONDAS COMUNITÁRIAS: Estudo de Recepção da Rádio Comunitária 95
FM pelos reassentados de Pedra Branca, na Bahia.
Cuevas., M. R. C. (2001). O desafio da formação: estudo psicossocial dos movimentos da identidade em
alunos do Curso de Pedagogia do MST.
Custódio., M. A. C. (2001). Um estudo da autoridade feminina e da dignidade dos Filisteus à luz de Gênesis
20, 1-18.
D´Aquino., G. I. R. (2001). O fumo e os cachimbos cerâmicos na Pré-História da amazônia brasileira: os
sambaquieiros de alenquer e os tapajó de Santarém. .
Daltro., R. R. (2000). Trajetória de vida de assentados rurais - um estudo da diferenciação escolar no
assentamento rural de Angical, Bahia.
35
Damasceno., B. B. S. (2005). Responsabilidade Pré-Contratual do Frnecedor no Código de Defesa do
Consumidor. .
DANON., C. A. F. (2005). Gestão Escolar Participativa. .
Dantas., P. S. (2003). Construção de identidade negra e estratégias de poder: o movimento negro
sergipano na década de 1990.
David., C. T. N. d. (2005). Representantes e representados: relação entre Conselheiros Usuários, suas
entidades e espaços descentralizados do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre.
Delatorre., A. V. (2004). São Paulo à época da independência : contribuição para o estudo do chamado
movimento "bernardista", 1821/1823. .
DELGADO., M. M. (2002). REPENSANDO A MOBILIZAÇÃO SOCIAL: UM ESTUDO SOBRE O COMITÊ GESTOR
DO PROGRAMA NOVA BAIXADA.
DEMANTOVA., G. C. (2003). A Eficácia dos Conselhos Gestores: Estudo de caso do Conselho Municipal de
Desenvolvimento Rural de Campinas - SP. .
Deus., A. S. d. (2004). Agricultira Familiar e Sustentabilidades nos Municípios de São Roque e Ibiúna. .
Dezemone., M. A. d. O. (2004). Memória camponesa: identidades e conflitos em terras de café (1888-1987)
Fazenda Santo Inácio, Trajano de Moraes - RJ.
DIAS., E. D. S. (2004). A maioridade do MST e o futuro dos universitários sem-terra.
Dias., J. A. (2001). A subversão da ordem: manifestações de rebeldia contra o regime militar na Bahia (19641968). .
Dias., P. B. (2003). "Arte, Loucura e Ciência no Brasil: As Origens do Museu de Imagens do Inconsciente". .
DOMENEGHETTI., A. M. M. D. S. (2004). VOLUNTARIADO NO BRASIL: MARCAS E MUDANÇAS.
DUARTE., A. C. S. (2000). A Associação de Moradores do Parque São Pedro: Uma Alternativa Para a
População no Atual Contexto Sócio-Econômico.
.
Eleoterio., I. S. (2000). Cidadania e saude: protesto pela abertura do Hospital Dorio Silva.
ELEUTÉRIO., A. P. D. S. (2002). ALIANÇA E OPOSIÇÃO: RELAÇÕES ENTRE TRABALHADORES RURAIS E MST.
ENGELKE., C. R. (2004). Fórum Social Mundial: Unidade na diversidade.
Escouto., M. d. L. L. (2004). Educação Ambiental na construção da cidadania de mulhres no interior de Rio
Grande. .
Esteves., T. V. (2002). Organização Social e Estratégias Alimentares de Sobrevivência em Acapamento do
Movimento Sem Terra, do Rio de Janeiro.
EVANGELISTA., C. A. V. (2004). O debate na constituinte de 1988. .
Facchini., R. (2002). SOPA DE LETRINHAS"? MOVIMENTO HOMOSSEXUAL E PRODUÇÃO DE IDENTIDADES
COLETIVAS NOS ANOS 90: UM ESTUDO A PARTIR DA CIDADE DE SÃO PAULO.
Faria., A. C. d. (2003). Catolicismo Popular, comunidades eclesiais de base (CEBs) e movimento social: O
caso da reserva extrativista Cazumbá-Iracema.
36
Faria., R. C. (2004). A FUNÇÃO SOCIAL DO ESPAÇO PÚBLICO NO FORTALECIMENTO DA SOCIEDADE CIVIL:
ESTUDOS DE CASO NOS MUNICÍPIOS DE DESCALVO (SP) E PORTO FERREIRA (SP). .
Faxina., E. (2001). Participação e subjetividade em movimentos sociais: um estudo de caso sobre as práticas
culturais contemporâneas como espaço de construção e legitimação do ser individual e ator social. .
Feix., P. J. (2001). "Os Interesses Sociais e a concepção política e ideológica dos trabalhadores rurais
assentados do MST: estudo de caso na região metropolitana de Rondonópolis-MT".
Feliciano., C. A. (2003). O movimento camponês rebelde e a Geografia da reforma Agrária. .
Felix., J. B. d. J. (2000). "Chic show e Zimbabwe e a construção da identidade nos bailes black paulistano.".
FELTRAN., G. D. S. (2003). DESVELAR A POLÍTICA NA PERIFERIA: HISTÓRIAS DE MOVIMENTOS SOCIAIS EM
SÃO PAULO.
Fernandes., D. A. (2004). Em defesa da Escola Pública: A APP - Sindicato frente às Políticas Públicas
Educacionais do Estado do Paraná entre os anos de 1995 - 2002.
FERRARI., M. M. (2004). O MOVIMENTO SINDICAL NO CONE SUL FRENTE À INTEGRAÇÃO REGIONAL
LATINO-AMERICANA, NO PRINCÍPIO DO SÉCULO XXI.
Ferreira., A. V. (2005). A MUNDIALIZAÇÃO DO CAPITAL E A TERRITORIALIZAÇÃO DO MOVIMENTO DOS
TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA: O CASO DO ASSENTAMENTO SEPÉ TIARAJU, EM CAMPOS NOVOS
– SC.
Ferreira., E. d. C. L. (2002). Vozes e identidades juvenis: o Hip Hop como representação. .
Ferreira., V. (2003). E AGORA, JOSÉ?: Educação e Transformação Social. 01/09/2003.
Ferreira., V. J. S. (2004). A Justiça nos Conflitos Coletivos Pela Posse de Áreas Rurais.
FIGUEIREDO., G. G. D. (2003). A guerra é o espetáculo: origens e transformações da estratégia do Exército
de Zapatista de Libertação Nacional. .
Figueiredo., L. A. (2001). Uma história de lutas - as mulheres agricultoras de Mato Grosso do Sul e a criação
de seu movimento.
Figueiró., A. L. (2000). Redefinição Política ou Despolitização: As Concepções de "terceiro setor" no Brasil.
Figuerêdo., A. N. (2003). Os Princípios Políticos e a Prática Educativa do CESEP: processos formativos de
uma ONG em Sergipe (1988-1998). .
FILHA., E. A. D. O. (2002). O PAPEL DO JORNAL SEM TERRA NA ORGANIZAÇÃO MST. .
Filho., A. M. d. L. (2002). Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo: período de militância (1982-1992)
e a proposta educativa. .
FILHO., E. G. (2001). POLÍTICA FUNDIÁRIA DOS GOVERNOS FERNANDO HENRIQUE CARDOSO:
REFORMISMO INSTITUCIONAL, CONCILIAÇÃO E CAPITULAÇÃO.
Filho., P. R. d. s. (2003). A Cidadania em questão: Um Estudo sobre os Movimentos Sociais em Aracaju
(1979-1988).
FILHO., P. S. (2003). Cursos pré-vestibulares populares em Salvador: experiências educativas em
movimentos sociais. .
Filho., R. A. B. H. (2003). A Precarização do Trabalhador Rural por Meio das Cooperativas de Trabalho.
37
.
FLEIG., D. G. (2004). DESENVOLVIMENTO, PARTICIPAÇÃO E GESTÃO SOCIAL: ANÁLISE INTERPRETATIVA DA
GESTÃO DE UMA ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL.
Fonseca., D. C. (2000). O Drama dos Novos Papéis Sociais: um estudo psicossocial da formação de
identidade nos representantes de usuários num conselho municipal de saúde. .
Fonseca., S. R. B. M. d. (2004). O Movimento dos Sem-Teto de Uberaba-MG (1990-2002): Uma Análise
Geopolítica.
Fontineles., C. C. d. S. (2003). Do caso aparente ao aparente investimento: a situação do magistério e do
atendimento ao aluno na história recente da rede estadual de ensino do Piauí (1988-2000). .
FOSCHIERA., A. A. (2000). GLOBALIZAÇÃO E MOVIMENTOS SOCIAIS NO CAMPO: O MOVIMENTO UNIÃO
DOS LAVRADORES DO VALE DO GUAPORÉ-MT. .
FRAGA., T. G. (2004). OS SUBTERRÂNEOS EMERGEM: A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA CULTURA E A
TEMPORADA DOS MUSEUS NO RIO GRANDE DO SUL (1987-1990). .
FRAGOSO., M. B. P. G. (2001). PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO NA REFORMA AGRÁRIA: A
RESPONSABILIDADE SOCIAL DA UNIVERSIDADE. .
Frare., A. P. (2005). AS ONG/AIDS E O ACESSO AOS MEDICAMENTOS CONTRA A AIDS (ARV‘s) NO BRASIL. .
FREDERICO., P. (2001). A PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS COMISSÕES LOCAIS DE SAÚDE: MOSTRANDO
VIDAS, CONTANDO LUTAS.
Freire., D. G. (2001). O LUGAR DAS CLASSES MÉDIAS EM MARICÁ.
Freitas., C. A. L. L. (2004). Vale dos Sonhos: Movimentos sociais urbanos e disputa pelo espaço em Goiânia. .
Freitas., H. R. (2004). Distinção de Ambientes e Parcelamento de Assentamentos Rurais: Uma Abordagem
Metodológica.
Freitas., I. M. D. d. (2003). A utopia compartida e o compartir como utopia. A educação ambiental no
contexto de uma experiência ecológica integral: A Eco-Comunidad del Sur. .
FULLER., G. P. (2004). O Meio Ambiente Hospitalar em Face da Dignidade da Pessoa Humana no Direito
Ambiental Brasileiro.
GARCIA., A. D. S. (2001). AS MULHERES DA CIDADE D'OXUM: RELAÇÕES DE GÊNERO, RAÇA E CLASSE E
ORGANIZAÇÃO ESPACIAL DO MOVIMENTO DE BAIRRO EM SALVADOR.
Garcia., D. P. (2002). O Feminismo no bairro: a experiência da campanha pela Prevenção do Câncer de
Mama e do Colo do Útero na zona leste do município de São Paulo - 1994 a 1997. .
Garcia., I. (2005). AS OPERÁRIAS DO ABC REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA, RELAÇÕES DE GÊNERO E
PARTICIPAÇÃO SINDICAL FEMININA NOS ANOS 1990.
GENTIL., H. S. (2002). A FORMAÇÃO DOCENTE - BALANÇO DA REDE ENTRE POLÍTICAS PÚBLICAS E
MOVIMENTOS SOCIAIS.
GHIBAUDI., J. W. (2004). Um lugar para Eles... Fábricas recuperadas na Região Metropolitana de Buenos
Aires (2001-2004).
Giroto., M. T. (2002). Limites e Possibilidades da Escola Rural: Gleba Mercedes I e II em Tabaporã - MT.
38
Gobete., G. (2005). Política educacional no Município de Vitória no período de 1989 a 2004: implicações
nas políticas de educação especial.
Goés., R. C. (2002). Instituto Pastoral de Educação e Saúde Popular (IPESP): Um Trabalho de Educação
Popular produzindo conhecimento e Rede de Solidariedade.
GOMES., C. M. D. S. (2004). ÁGUA: RECURSO DESENCADEADOR DE CONFLITOS? OS IMPACTOS SOCIAIS
DA CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DE PIRAPAMA. .
Gomes., M. C. L. (2002). JOHN STUART MILL E AS CORRENTES SÓCIO-ECONÔMICAS DO SÉCULO XIX. .
GOMES., M. J. M. (2003). ESTUDO SOBRE A CONSCIÊNCIA POLÍTICA DOS TÉCNICOS DA EXTENSÃO RURAL
EM ASSENTAMENTOS DO ESTADO DE SÃO PAULO.
Gomes., R. M. (2004). Ofensiva do Capital e Transformações no Mundo Rural: A Resistencia Camponesa e a
Luta pela Terra no Triangulo Mineiro e Alto Paranaíba.
Gomes., V. J. F. (2004). Cor, Vulnerabilidade Social, Estatísticas e Políticas Públicas.
Gomez., J. R. M. (2002). Políticas públicas de desenvolvimento rural e o projeto de reforma agrária no MST
no Noroeste do Paraná:uma contribuição ao entendimento do conflito capital x trabalho, da gestão
territorial do Estado e do controle social do capital.
Gonçalo., J. E. (2000). "Organização da Sociedade Civil como base para uma política social redistributiva - a
reforma agrária e o MST no Brasil. ."
Gonçalves., C. A. d. P. (2001). Os usos políticos do ciberespaço pelas redes de movimentos sociais. .
Gonçalves., M. M. K. (2004). ELITE COMUNISTA: UM PERFIL SOCIO-ECONÔMICO DOS DIRIGENTES
ESTADUAIS DO PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO NO PARANÁ -1945-1964. .
Gonçalves., S. (2004). O MST EM QUERÊNCIA DO NORTE - PR: DA LUTA PELA TERRA À LUTA NA TERRA.
GORGAL., A. P. C. (2000). "SOCIEDADE CIVIL, MOVIMENTOS SOCIAIS E REDES DE ONG's- ESTUDOS NO
URUGUAI CONTEMPORÂNEO.".
Gorsdorf., L. F. (2004). ADVOCACIA POPULAR NA CONSTRUÇÃO DE UM NOVO SENSO COMUM JURÍDICO.
.
GRISOTTO., R. F. (2003). A LUTA PELA TERRA NO NOROESTE MINEIRO: A EXPERIÊNCIA EM PARACATU-MG.
.
Guedes., R. J. d. A. (2000). Sujeito coletivo de direito: possibilidades e instrumentos de inserção nas
relações trabalhistas no Brasil.
Guimaraes., F. d. A. D. (2004). HABITAÇÃO E RESISTÊNCIA: A história de luta de uma comunidade pelo
direito de morar. .
Guizardi., F. L. (2003). Participação Política e os Caminhos da Construção do direito à Saúde: um estudo de
caso sobre Pastoral da Saúde em Vitória e Vila Velha.
Gusmão., A. L. D. (2003). Projeto Beira da Linha: ação social e educativa na afirmação dos direitos e
cidadania da criança e do adolescente.
HACK., L. (2005). As concepções de corpo na escola do MST do Assentamento Roseli Nunes em Mirassol
D‘Oeste: um estudo de caso.
Hammes., R. (2002). As relações da igreja católica da diocese de Santa Cruz do Sul com os sindicatos e os
39
movimentos sociais na defesa e promoção da vida. .
Hauser., K. C. P. (2001). Extensão Universitária: Agente de Ligação Universidade/Sociedade (UFPR
1994/1998).
Hoffmann., D. M. R. (2002). Referências curriculares para formação docente nos cursos de pedagogia: em
busca de (re)construção dos saberes profissionais.
HOLANDA., M. I. M. (2000). A CONSTRUÇÀO DA IDENTIDADE COLETIVA DOS SEM-TERRA: UM ESTUDO A
PARTIR DO COTIDIANO DOS ALUNOS DO PRONERA.
HOLLEBEN., I. M. A. D. D. S. (2003). Memória e História do Movimento de Mulheres no Paraná: um estudo
de caso em Medianeira. .
HONORATO., G. D. S. (2005). Estratégias coletivas em torno da formação universitária: status, igualdade e
mobilidade entre desfavorecidos.
JACINTHO., J. J. C. (2000). "A LEGITIMAÇÃO E O ACESSO Á JUSTIÇA PARA OS MOVIMENTOS SOCIAIS. ."
JOSÉ JORGE COSTA JACINTHO. A LEGITIMAÇÃO E O ACESSO Á JUSTIÇA PARA OS MOVIMENTOS
SOCIAIS. 01/12/2000
1v. 166p. Mestrado. INSTITUIÇÃO TOLEDO DE ENSINO - SISTEMA CONSTITUCIONAL DE
GARANTIA DE DIREITOS
Janata., N. E. (2004). Fuxicando sobre a cultura do trabalho e do lúdico das meninas-jovens-mulheres de
assentamentos do MST. .
Jardim., Z. L. d. T. (2003). Gestão democrática das cidades: limites e possibilidades na particularidade do
capitalismo periférico. .
Jesus., V. G. d. S. d. (2002). Educação rural em Mato Grosso do Sul: uma análise histórica. .
jesus., W. f. d. (2002). Poder Público e Movimentos Sociais: Aproximações e distanciamentos - Uberlândia
(1982-2000). .
Junior., H. A. P. (2005). Inssurreição dos saberes. territorialização e espacialização do MST: estudo de caso
da Escola Agrícola 25 de maio, Fraiburgo - SC. O ensino da geografia em questão. .
JUNIOR., J. P. O. (2004). PROCESSOS EDUCATIVOS, FORÇA IDENTITÁRIA E MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA
NA LUTA PELA MORADIA NO CANDEAL PEQUENO: PROGRAMA TÁ REBOCADO.
Junior., M. A. M. (2002). O Movimento de Libertação dos Sem Terras )MLST) e as contradições da luta pela
terra no Brasil.
JUNIOR., N. R. T. (2004). IGREJA E ESTADO NO PROCESSO DE DEMOCRATIZAÇÃO: 1973-1985 ? UM
DIÁLOGO NA LITERATURA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS. .
Junior., V. J. P. (2000). Alguns aspectos da reforma agrária no semi-árido baiano: o caso do assentamento
Mucambinho em Santa Luz/BA.
JUNQUEIRA., M. C. D. A. V. (2004). PROGRAMAS SOCIAIS E CIDADANIA EM HELIÓPOLIS.
Kaspary., A. (2002). "O Discurso Católico em Santa Catarinano Período de 1960/1964 e sua Relação com a
Legitimação do Golpe de Estado".
Kawata., S. (2004). Limites e Possibilidades da Ação Política da Sociedade Civil Organizada: Combate à
Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. .
Knopp., R. (2002). História Política e Movimentos Sociais em São João de Meriti: 1980-2000.
40
Kreutz., I. J. (2004). Descentralização, participação e planejamento no município de Pirapó/RS.
Kubo., A. T. V. (2003). Aspectos do discurso jornalístico sobre a luta pela terra.
LEAL., G. M. (2003). IMPACTOS SOCIOTERRITORIAIS DOS ASSENTAMENTOS RURAIS. .
LEMOS., J. C. G. (2001). A IGREJA E A EDUCAÇÃO: O DISCURSO DA LIBERTAÇÃO.
LENARDÃO., E. (2003). A GESTÃO DEMOCRÁTICA E A CONSTITUIÇÃO NO CONSENSO DA CENTRALIDADE
DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL. .
Leone., A. G. (2000). "A Imagem Divina e o Pó Terra: Humanismo Sagrado e Crítica da Modernidade em A.
J. Heschel".
Liberato., A. P. G. (2003). Direito humano fundamental a reforma agrária.
Lima., F. L. M. d. (2002). A fuga dos meios: a constituição de novas lutas sociais nas redes virtuais de
comunicação.
LIMA., I. C. (2004). UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA DO MOVIMENTO NEGRO NO BRASIL: PEDAGOGIA
INTERÉTICA DE SALVADOR, UMA AÇÃO DE COMBATE AO RACISMO. .
Lima., J. F. d. (2003). A Dimensão Educativa da Mística na Luta Política do Movimento dos Sem Terra - MST.
.
LIMA., M. A. A. D. (2003). AS ESTRATÉGIAS PRODUTIVAS DOS AGRICULTORES DO ASSENTAMENTO
CONQUISTA DA FRONTEIRA, HULHA NEGRA-RS. .
Lima., M. C. A. M. d. (2001). Em busca do diálogo e da convivência das diferenças: representações sociais
dos direitos do cidadão elaboradas por pessoas que atuam na defesa de direitos em Ceilândia - DF.
Lisniowski., S. A. (2004). Identidade de grupo na formação de uma cooperativa popular. .
Lopes., A. E. B. F. (2004). O DIREITO QUE NASCE DA LUTA: da reforma urbana brasileira à ocupação do
Parque das Mangueiras em são Luís-MA. .
Lopes., A. S. (2001). Baixada Fluminense: do Lugar do sujeito à atomização do social: uma reflexão sobre o
refluxo dos movimentos sociais a partir da experiência do conselho comunitário do Jardim Glaúcia. .
LOPES., F. J. (2004). A REINVENÇÃO POLÍTICA DO MST: UMA ANÁLISE DO PROGRAMA DE REFORMA
AGRÁRIA DO MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA AO LONGO DA SUA HISTÓRIA.
LOPES., R. (2001). Teoria sobre participação e apatia no regime democrático um estudo empírico
comparativo.
Lopez., L. C. (2005). ?Hay alguna persona en este hogar que sea afrodescendiente? Negociações e disputas
políticas em torno das classificações étnicas na Argentina. .
Lucas., D. C. (2001). Desobediência civil e novos movimentos sociais: a construção democrática do direito.
Lucia., A. A. (2003). MULHERES EM MOVIMENTO: A LUTA POR CRECHE EM UBERLÂNDIA.
Lúcio., A. B. (2003). "A Ação Sindical dos Trabalhadores Rurais a partir da década de 70: As campanhas
salariais dos canavieiros de Alagoas.".
LUDVIG., V. C. (2001). Pão e poesia: a canção na luta popular em Brusque dos anos 80 a 95.
Luna., M. E. P. (2003). A Expressão do Princípio de Integralidade no Controle Social Uma Visão de
41
Conselheiros de Saúde. .
Lunardi., J. C. T. (2000). Olhares Camponeses Escola Uma Terra de Educar. .
LUZ., A. M. S. (2005). TATEANDO EM ZONAS (DES)CONHECIDAS E INTANGÍVEIS DO SER: CONCEITOS DE
LIBERDADE E SEXUALIDADE PRODUZIDAS POR ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RUA.
Macedo., L. C. (2005). Participação e controle social na área de saúde: uma revisão bibliográfica.
Machado., F. R. (2002). Governo Local e Participação Política: A Experiência do Programa da Prefeitura na
Comunidade em Campina Grande - PB (1993/1994). .
Machado., G. B. (2001). Tendências e Contradições na Formação Regional do Extremo Sul da Bahia entre
1950 e 2000.
Machado., J. Â. (2000). "Oportunidades e apostas dos médicos no mercado de trabalho: Os dilemas entre o
individual e o coletivo".
MACHADO., M. A. N. (2002). O Movimento dos Idosos: Um Novo Movimento Social?
Machado., V. B. (2002). Agentes Religiosos, Motivação Política - A influência da Igreja Católica na
organização do movimento dos trabalhadores rurais sem-terra do Assentamento II de Sumaré no estado
de São Paulo. .
MACIEL., A. D. S. (2001). "Conversa amarra preto": a trajetória histórica da União dos Negros do Amapá. .
MACIEL., E. M. F. (2000). O MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA NO CEARÁ: UM
NOVO MOVIMENTO SOCIAL?. .
MAGALHÃES., M. S. (2004). Escola Família Agrícola: uma escola-movimento.
Maher., C. M. (2005). ‗NEM TUDO É ESTAR FORA‘: O MOVIMENTO DE MULHERES NEGRAS E AS
ARTICULAÇÕES ENTRE ―SAÚDE‖ E ―RAÇA‖.
Makiyama., C. T. (2005). O PT e a participação popular.
malacrida., P. m. m. d. m. (2002). O assentamento Santa Rita: lutando pela terra e construindo vivências
(dos anos oitenta à entrada do século XXI). .
Malfitano., A. P. S. (2004). POLÍTICAS PÚBLICAS E MOVIMENTOS SOCIAIS: ATENÇÃO À INFÂNCIA E O
PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA.
Mansur., D. A. (2004). Os horizontes da documentação fotográfica na construção da memória na conquista
da terra: Paraná (região Centro-Oeste) e Paraguai (região do Alto Paraná). .
Marambaia., H. P. (2002). A Dinâmica do MST na Grande Imprensa: uma Arquitetura de Significados. .
Marinho., M. B. (2004). História da Comunicação Alternativa em Goiás: da resistência à cidadania.
Marossi., T. M. (2000). Utopia e Realidade: os núcleos de base do Partido dos Trabalhadores em São Paulo
nos anos 80.
MARQUES., G. J. A. L. (2005). Cidade e conflitos urbanos na imprensa sindical carioca (1995-2002). .
MARTINS., A. F. G. (2004). Potencialidades Transformadoras dos Movimentos Componeses no Brasil
Contemporâneo: As Comunidades de Resistência e Superação no MST. .
MARTINS., C. O. C. (2004). As Fronteiras da Informalidade: a relação da Prefeitura e da Câmara de
42
Vereadores de Porto Alegre com os vendedores ambulantes.
Martins., H. V. (2002). "BASTA UM TELEFONEMA ? O DISQUE DEFESA HOMOSSEXUAL E A MILITÂNCIA NO
CAMPO DA VIOLÊNCIA".
Martins., M. S. C. (2005). A PARCERIA FAMÍLIA-ESCOLA: UMA PROPOSTA DOS HIGIENISTAS.
Marzochi., S. F. (2000). O SENTIDO DA COMUNICAÇÃO: o significado da inserção de ONGs em redes
eletrônicas no contexto da cultura de massa e das organizações institucionais. .
Matos., M. d. S. P. d. (2003). O olhar das mulheres Saterê-Mawé sobre o lixo. .
MATTAR., S. M. (2002). A contribuição da sociologia na formação do pedagogo crítico. .
MATTOS., W. N. D. (2002). OS CUPIDOS E O LEVIATÃ: ANÁLISE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS À
POPULAÇÃO INFANTO-JUVENIL MENORIZADA NO BRASIL NA DÉCADA DE 1990.
Medeiros., I. L. P. d. (2003). Gestão democrática na rede municipal de educação de Porto Alegre de 1989 a
2000: a tensão entre reforma e mudança. .
MEDEIROS., S. (2004). Resistência e rebeldia nas fazendas de café de São Carlos - 1888 a 1914.
Meireles., L. E. d. C. (2005). O controle social do FUNDEF em municípios recém-emancipados do Piauí. .
Mello., S. G. d. (2004). PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA POLÍTICA URBANA: A PRIMEIRA CONFERÊNCIA
NACIONAL DAS CIDADES.
Mendes., A. D. (2003). Conhecimento nos movimentos sociais: ação prática e ação teórica.
Mendes., A. d. S. (2005). ACESSO À TERRA NO BRASIL: UMA ANÁLISE HISTÓRICO-POLÍTICA.
Mendes., C. F. (2005). Pra Soletrar a Liberdade: As Propostas Educacionais do Movimento Zapatista no
México e dos Sem-Terra no Brasil na Década de 90. .
Mendes., L. M. G. (2002). Entre a Cruz e o Manifesto: Dilemas da Contemporaniedade no Discurso da
Juventude Operária Católica do Brasil (1960-1968). .
MENDONÇA., C. C. (2003). EDUCAÇÃO, TRABALHO E A FORMAÇÃO DO TRABALHADOR: O SIGNIFICADO
DA REFORMA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DOS ANOS 90.
MENDONÇA., Y. V. S. D. (2004). Assentamento Rural: da propriedade privada à produção coletiva - o caso
do país Cupiúba e João Batista II.
Mendoza., A. M. Q. (2001). Associação Educativa Pés no Chão: trajetória inicial de uma proposta
pedagógica de trabalho cooperativo.
MENEZES., I. D. D. (2005). FORMAÇÃO DE EDUCADORES ALÉM DO ‗CHÃO DA ESCOLA‘: QUAIS OS
SENTIDOS EDUCATIVOS TRAMADOS PELA REDE MIAC?.
Menezes., M. C. A. R. d. (2003). "(IM) POSSIBILIDADES DO URBANO NA METRÓPOLE: a (des) politização da
propriedade da terra pelo ambientalismo. Um estudo do Parque Serra Verde em Belo Horizonte - MG".
Mesquita., D. L. d. (2001). Escolher para que e por quê?
Micheleto., S. R. A. (2003). Forjar da terra o milagre do pão:assentamento Timboré - Andradina-SP.
Mira., M. L. G. (2003). Organização em Saúde: Possibilidade de Reconhecimento de um Espaço Público.
43
Moise., M. B. C. d. (2003). El laberinto de la soledad e a questão da identidade do mexicano. .
MONGIM., J. M. (2004). Ocupando a escola: uma cartografia das práticas educativas escolares do
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.
Monte., M. d. G. (2003). Introdução da temática ambiental na escola: para além das concepções do
professor.
Moraes., M. E. B. d. (2002). A (in) Eficiência do Direito Penal Moderno para a Tutela do Meio Ambiente (Lei
nº 9.605/98) na Sociedade de Risco.
Moraes., T. D. (2002). TEMPO-ESPAÇO E PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADE: O TRABALHO NA SOCIEDADE DE
CONTROLE.
MOREIRA., D. A. (2001). PROCESSO DE INTERIORIZAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NA
CIDADE DE GUAJARÁ-MIRIM, NO PERÍODO DE 1982 a 1999.
Moreira., I. d. S. (2004). Assentamento Padre Josimo Tavares: do sonho ao pesadelo de assentamento
modelo. .
MORIGI., V. (2002). ESCOLA DO MST: UTOPIA EM CONSTRUÇÃO : A QUESTÃO DA ESCOLA MUNICIPAL DE
ENSINO FUNDAMENTAL NOSSA SENHORA DE FÁTIMA NO ASSENTAMENTO DE TRABALHADORES RURAIS
FILHOS DE SEPÉ, NO MUNICÍPIO DE VIAMÃO - RS, COMO ESPAÇO DE DISPUTA POLÍTICO-PEDAGÓGICA.
Morroni., C. (2003). O estado e a sociedade civil - parceria ou substituição? Movimentos sociais e
organizações não governamentais.
MOTTA., J. M. D. S. (2004). DA COOPERAÇÃO À COMUNHÃO: CIÊNCIA, MOVIMENTOS SOCIAIS E
PROCESSO CIVILIZATÓRIO: UM ESTUDO SISTÊMICO DO PROJETO ECONOMIA DE COMUNHÃO (EDC)
COMO UM MODELO SÓCIO-ECONÔMICO INCLUSIVO. .
MOURA., A. M. P. D. (2003). "A PORTEIRA ESTA ABERTA" : O PROGRAMA DE REFORMA AGRÁRIA
SOLIDÁRIA - CÉDULA DA TERRA NO ESTADO DO CEARÁ.
Mundim., P. S. (2004). Das rodas de fumo à esfera pública: o discurso da legalização da maconha nas
músicas do Planet Hemp.
MUNERATTO., R. V. S. (2000). Política Pública de Educação Infantil: A Experiência de Bauru em Exame. .
MUTA., A. P. N. (2002). AGRICULTOR TÉCNICO X TÉCNICO AGRÍCOLA: OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO RURAL
NA ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DE PORTO NACIONAL. .
Narita., S. (2000). Estudos dos processos psicossociais que motivam um grupo de trabalhadores à
participação no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra no Pontal do Paranapanema. .
Nascimento., A. L. C. (2005). Escolas-família agrícola e agroextrativista do Estado do Amapá: práticas e
significados.
NASCIMENTO., I. S. D. (2001). A democratização como ela é: a experiência do canal comunitário a cabo de
Porto Alegre. .
NASCIMENTO., L. S. D. (2003). ESTRATEGISTAS DO URBANO Educação Popular na construção da Vida
Urbana em João Pessoa/PB: A experiência do Núcleo de Defesa da Vida Dom Hélder Câmara. .
Negra., C. S. M. d. S. O. C. P. d. M. S. a. f. e. m. e. o. n. C. d. C. (2001). O Campo Político dos Movimentos
Sociais: as fronteiras entre movimento e organização no Centro de Cultura Negra.
Neto., B. M. (2002). O direito de resistência e o direito de acesso à terra. .
44
NETO., E. X. R. (2005). Governo Municipal e Movimentos Sociais na Gestão da Moradia em Teresina: um
exame das experiências das Vilas Alto da Ressurreição e Irmã Dulce. .
Neto., J. G. d. S. (2005). Sindicalismo, representação política e práticas sociopolíticas emergentes. .
Neto., L. F. (2000). A metáfora dos confins (hisatória e literatura do campo à cidade).
NETO., W. S. S. (2003). EZLN: mandar obedecendo.
Niaradi., P. G. (2004). "Educação não-formal, ONGs e terceiro setor: práticas e paradigmas do CEDAP".
Nora., H. A. D. D. (2002). A Organização Sindical Rural no Rio Grande do Sul e o Surgimento do Sindicato
dos Trabalhadores Rurais de Frederico Westphalen (1960-1970). .
Noronha., P. A. d. (2002). Uma perspectiva dionisíaca no trabalho social; afirmação da vida.
Nunes., J. L. F. (2005). A REFORMA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA PAULISTA DOS ANOS 90. O DISCURSO
OFICIAL E A AÇÃO PRÁTICA DO GOVERNO ESTADUAL PARA IMPLEMENTAR A POLÍTICA DO BANCO
MUNDIAL. .
Nunes., K. L. D. (2001). Antonieta de Barros: uma história. .
Nunes., R. C. (2004). O GRUPO DE ESTUDOS MÉDICOS E O MOVIMENTO DE RENOVAÇÃO MÉDICA - REME
EM MINAS GERAIS. .
Oliveira., A. E. A. d. (2002). O Ressurgimento do Movimento Estudantil Baiano na Década de 70.
Oliveira., A. F. d. (2002). Do Pântano ao Jardim: Uma Nova Esperança.
Oliveira., A. L. R. d. (2001). RAMKOKAMEKRA-CANELA: DOMINAÇÃO E RESISTÊNCIA DE UM POVO TIMBIRA
NO CENTROESTE MARANHENSE. .
Oliveira., A. P. G. (2005). Quem cala consente? violência dentra da casa a partir da perspectiva de gênero,
família e políticas públicas. .
OLIVEIRA., A. R. D. (2001). GLEBA TUCANO: A CONQUISTA DE UM PEDAÇO DE CHÃO.
OLIVEIRA., B. L. C. D. (2004). EDUCAÇÃO E RURALIDADES JATAIENSES.
Oliveira., E. C. d. (2005). As CEBs Duque de Caxias e São João de Meriti: "um modelo de Igreja voltado para
o social" (1960-2005). .
Oliveira., F. M. d. (2003). Cidadania e Cultura Política no Poder Local: O Conselho da Administração
Participativa de Camaragibe. .
Oliveira., I. C. d. (2003). O Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra e a Questão da Representação Política:
O Caso da Região do Extremo Sul da Bahia.
Oliveira., I. R. d. (2001). Sobressaltos e Heranças do Estado Novo - a Missão Cooke e a implantação da CSN
(1942-1946). .
OLIVEIRA., J. C. D. (2003). COMUNCIAÇÃO E ESTRATÉGIAS DOS MOVIMENTOS SOCIAIS RUMO À
CIDADANIA.
OLIVEIRA., J. C. M. D. (2001). Igreja, mobilização popular e ação coletiva na África Romana, do séc.IV ao séc.
V.
45
OLIVEIRA., L. G. C. D. (2000). "Comunicação e participação nos Movimentos Sociais: resgate parcial da
experiência comunitária, da Universidade Federal de Alagoas, no Campus Vicinal do Tabuleiro do Martins a
partir de 1998".
OLIVEIRA., M. T. S. B. D. (2002). TEORIAS DA INTERDISCIPLINARIDADE E DAS COMPETÊNCIAS NA
FORMAÇÃO DO PROFESSOR DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM MANAUS.
Oliveira., S. K. d. M. (2000). Jogo Discursivo & produção de histórias: análise de produção narrativa em
contexto.
Outeiro., M. M. P. d. (2004). Atores sociais em luta pela hegemonia e o papel da educação popular nos
anos 90: análise da produção acadêmica. .
Palheta., R. P. (2004). Movimento social e reinvidicações populares no entorno das empresas de
transformação mineral em Barcarena: um estudo das associações de moradores e trabalhadores rurais.
PALMEIRA., M. M. (2001). O PROJETO ÉTICO-POLÍTICO DO MST: CONTRIBUIÇÃO PARA UMA
SOCIABILIDADE HUMANISTA OU REIFICADA?
PANDOLFI., F. C. (2001). TRANSGRESSÕES E TRANSGRESSORES: A CONTESTAÇÃO POPULAR À ORDEM
PÚBLICA NO BRASIL (1850-1889). .
Pasuch., M. C. M. (2004). "Estudo da Pedagogia Política dos Guardiões da Cidadania de Alta Floresta - MT".
Paula., A. B. d. (2005). CIDADANIA E LEGISLAÇÃO FUNDIÁRIA DAS FAVELAS.
PAULA., D. J. D. (2005). Gestão dos recursos naturais no município de Juína/MT: a parceria de atores locais
com programas demonstrativos. .
Paulo., C. A. S. d. (2002). Movimento Negro - Participação e Institucionalidade: Desafios para uma Agenda
Pública. .
PAZIN., N. P. D. A. (2004). DO ESPORTE PARA TODOS À CONSTITUIÇÃO DE UMA PEDAGOGIA CORPORAL
NO BRASIL (1970-1985).
PEREIRA., J. A. G. (2003). Intoxicações por agrotóxicos no debate público socioambiental - o papel das
ONGs e dos movimentos sociais.
Pereira., J. B. (2005). Posições variantes da Igreja Católica frente as organizações sociais a exemplo do
Centro Social Rural de Orizona. .
Pereira., K. A. (2003). Identidades militantes em ações coletivas em Florianópolis (SC).
Pereira., L. H. M. (2004). Comunidade e TV local na construção do futuro comum - O caso da Região
Oceânica de Niterói.
PEREIRA., S. F. D. S. (2002). DE SENHORAS A MULHERES TRABALHADORAS RURAIS: A DESORDEM NO
MSTTR.
Pereira., T. N. d. S. (2002). Um Centro Comunitário entre o real e o ideal: um espaço de educação política?
PEREIRA., V. M. (2003). A cultura na escola ou escolarização da cultura: um olhar sobre as práticas culturais
dos indios xacriabá. .
PERLI., F. (2002). SEM TERRA: DE BOLETIM A TABLÓIDE, UM ESTUDO DO JORNAL DOS TRABALHADORES
RURAIS SEM TERRA ENTRE A SOLIDARIEDADE E A REPRESENTAÇÃO (1983-1987).
Perpétuo., G. R. O. (2001). "Ação coletiva e democracia em busca de elementos para a compreensão da
46
presença política de atores coletivos".
Pessoa., L. A. (2001). A LUTA POR MORADIA NO GOVERNO DEMOCRÁTICO E POPULAR NO DF
(1995/1998).
PETUBA., R. M. S. (2001). Pelo direito à cidade: experiência e luta dos ocupantes de terra do bairro Dom
Almir, Uberlândia 1990-2000.
Piana., M. (2001). A Música-Movimento: estratégias e significados da produção musical do MST. .
Pimentel., C. R. S. (2001). Gestão Pública e democracia participativa: uma análise do orçamento
participativo. .
Pimentel., N. P. (2001). "Jovens gueis-aids-educação" a beira do abismo estamos prestes a voar.
.
Pinto., E. A. S. (2002). O carisma social das pastoras metodistas. Estudo de caso da prática pastoral em
ministérios sociais realizados por um grupo de pastoras formadas no período de 1970 a 1990.
Pinto., H. S. (2004). Evolução e Colaboração da Esquerda Latino-Americana: Uma Análise Comparativa Entre
o Partido dos Trabalhadores (Brasil) e a Frente Ampla (Uruguai).
Pinto., O. d. P. (2001). Da descoberta de si mesmo à luta contra a exclusão: visões de militantes do
movimento negro de São Paulo sobre a questão racial.
PORTO., F. B. D. (2002). A LUTA PELA ANÍSTIA NO REGIME MILITAR BRASILEIRO: A CONSTITUIÇÃO DA
SOCIEDADE CIVIL NO PAÍS E A CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA. .
PRADO., B. H. S. D. (2004). EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO COTIDIANO DE ESCOLAS RURAIS DE
ITAPETININGA: A RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES.
Prazeres., P. S. d. (2004). O SERVIÇO SUBSTITUTIVO E O HOSPITAL PSIQUIÁTRICO - AS ESTRATÉGIAS NA
LUTA EM SAÚDE MENTAL: ESTUDO DE CASO EM DIVINÓPOLIS - MINAS GERAIS - BRASIL.
Prudêncio., K. C. d. S. (2001). A produção de informação nas ONGs Ambientalistas.
Queiroz., J. C. C. (2003). Principios e fins da Educação Brasileira: do texto ao contexto.
Quermes., P. A. d. A. (2000). Os conselhos paritários, o estado e a sociedade civil: possibilidades e limites à
efetivação da cidadania e ao controle das políticas públicas no Brasil (a experiência do conanda).
Quintanilha., M. H. C. (2004). Consumo e cidadania no mundo contemporaneo: convergencias e
divergencias.
Raiol., I. P. C. (2005). Direito de moradia: uma abordagem das ocupações de áreas urbanas promovidas por
movimentos sociais.
Ramalho., M. A. (2003). REFORMA AGRÁRIA E HEGEMONIA POLÍTICA CULTURAL: DA LUTA PELA TERRA À
CONQUISTA DO PODER POLÍTICO NA ZONA DA MATA DA PARAÍBA.
Ramos., M. J. (2002). A Produção Geográfico-acadêmica na UFRJ, UNESP-Rio Claro e USP e o processo de
renovação teórica e política da Geografia brasileira no período 1978-2001 ou Onde estão os moviemntos
sociais na Geografia brasileira ?
Ramos., R. P. d. C. (2004). Feminae: processos de identificação e construção de sentido em editoriais de
revista feminina. .
Raulino., S. F. (2002). Riscos ampliados (socioambientais) na baixada fluminense - RJ: Estudo de caso em
47
três municípios: Belford Roxo, Duque de Caxias e São João de Merití.
Reck., J. (2000). "José Martí Educador: um ensaio sobre seu ideário político-pedagógico. ."
Reis., C. d. S. (2004). Movimento dos trabalhadores rurais sem-terra: justiça e punição.
Reis., G. M. T. (2001). Legislação e o processo de reforma agrária: um recorrente descompasso. .
Reis., M. d. N. F. (2001). Participação e administração cooperativa de agricultores familiares.
Ribas., M. M. P. (2003). Condicionantes de desenvolvimento local dos assentamentos rurais em Mato
Grosso do Sul: o caso de Capão Bonito II, em Sidrolândia.
RIBEIRO., C. M. (2000). ANTI-RACISMO E EDUCAÇÃO: O PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DAS
LIDERANÇAS NEGRAS DE UBERLÂNDIA.
Ribeiro., D. d. M. B. (2005). Movimentos Sociais e Operadores do Direito – Possibilidades Hermenêuticas
para a Reorientação da Atuação Jurídica.
RIBEIRO., J. M. C. (2002). 0 FUNDEF em Mato Grosso, colhendo frutos e reparando arestas: estudo dos
efeitos do FUNDEF sobre as funções docentes e qualificação do magistério.
Ribeiro., M. B. S. (2003). Estudo de Características Familiares de Usuários de Uma Associação Civil para a
Reabilitação Psicossocial.
Ribeiro., M. T. F. (2004). Evolucao da sociedade e das relacoes economicas: economia solidaria e empresa
privada.
Ribeiro., S. C. F. (2003). Semeando a Educação do Campo: a experiência da 1º Turma de Magistério
Norte/Nordeste do MST.- Elizabeth Teixeira. .
Ribeiro., S. F. (2004). CARISMA E MODERNIDADE. GINETTA CALLIARI, ?A ÉTICA DA UNIDADE E O ESPÍRITO
DA ECONOMIA DE COMUNHÃO?
RIGITANO., M. E. C. (2004). "Redes, TIC's e Ciberativismo: uma análise do centro de Mídia Independente Brasil". .
ROCHA., D. A. B. F. (2004). FORMAÇÃO E MONITORAMENTO DE JURISTAS LEIGOS: A EXPERIÊNCIA DE
UMA ONG COM EDUCAÇÃO POPULAR NA REGIÃO SISALEIRA DA BAHIA.
ROCHA., J. C. (2001). A Participação Popular nos Conselhos Municipais de Educação na Bahia.
ROCHA., L. A. D. (2005). Movimentos sociais e reestruturação na área de influência do Projeto Albras-AluNorte: O caso dos bairros laranjal e pioneiro em barcarena - PA.
Rocha., M. N. O. (2005). "Movimentos Sociais Conectados à Internet: O caso do MST e do EZLN". .
Rocha., P. M. W. d. (2002). Trabalho rural e uso de agrotóxicos na região da zona da mata - MG: a
construção de uma realidade a partir de várias percepções. .
Rodrigues., A. C. (2004). Colóquios de Educação Popular de Passo Fundo: a educação sob a ótica dos
movimentos sociais. .
RODRIGUES., A. C. D. S. (2003). A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE NÍVEL MÉDIO PARA O ENSINO
FUNDAMENTAL DO CAMPO - Conforme a percepção dos docentes e discentes da I turma, na cidade de
Bananeiras. .
RODRIGUES., G. B. (2005). Geografias Insurgentes: um Olhar libertário sobre a Produção do Espaço Urbano
48
Através das Práticas do Movimento Hip Hop.
Rodrigues., G. d. S. (2003). A alfabetização de jovens e adultos do MST, na perspectiva das variedades
linguísticas. .
Rodriguez., L. L. (2002). "O que a Universidade pode fazer por nós?" Desenvolvendo ações colaborativas
com os professores no processo de construção de uma escola pública no Assentamento Rural Conquista
de Jaguarão - Aceguá/RS. .
Rosário., J. M. T. d. (2005). Ocupação da Terra e sua Função Social.
Rostoldo., J. P. (2003). Brasil, 1979-1989: uma década perdida?
Rugai., R. R. (2003). O ANARQUISMO ORGANIZADO: AS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DA FEDERAÇÃO
ANARQUISTA URUGUAIA (1952-1976). .
RUSCHEL., V. B. (2001). Cooperação e trabalho na escola do MST: a cooperativa dos estudantes da Escola
Agrícola de 1º grau 25 de Maio.
Sako., E. S. A. (2003). Para além do determinismo genético do direito.
Sales., M. d. S. T. M. (2004). Educação Ambiental: A Preservação do Verde na Zona Urbana da Cidade de
Teresina. .
Salim., A. P. N. (2001). A liberdade sindical a partir da constituição federal de 1988 e sua relação com a
convenção n. 87 da oit. .
SAMPAIO., C. B. (2004). A participação e o diálogo: Um estudo sobre o Orçamento participativo em Porto
Alegre.
Sanches., L. E. (2000). Lyndolpho Silva - Biografia de uma militância.
SANDER., V. K. (2001). O MOVIMENTO SOCIAL DOS SEM TETOS: CASO DE CRUZ ALTA-RS. .
Sandolowski., M. C. (2005). O tratamento dado à violência doméstica contra crianças e adolescentes pela
justiça criminal: estudo de caso em Santa Maria. .
SANTANA., C. (2000). "As mulheres chefes de família de baixa renda na luta pelo direito à moradia: O caso
da vila das mulheres e dos pedreiros sem teto - Região Metropolitana do Recife - R.M.R.".
SANTANA., D. M. A. D. (2002). POLÍTICAS PARA O MEIO RURAL - O PRONERA NO TOCANTINS. .
Santana., N. d. A. (2004). DESENVOLVIMENTO LOCAL: O CASO DO MUNICÍPIO DE PINTADAS- BA (DE 1997
a 2003). .
Santilli., J. F. d. R. (2004). O Socioambientalismo e a Construção de Novos Paradigmas Jurídicos.
Santos., A. D. d. (2004). Mudanças institucionais e organizacionais na Assistência Técnica e Extensão Rural
(ATER): um estudo de política comparada nos Estados do Tocantins, Acre e Rondônia. .
Santos., A. F. d. (2004). O apresentador negro na mídia televisiva.
SANTOS., A. F. D. S. (2005). O Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária e a Importância da
Escolarização na Opinião de Assentados Rurais do Sertão do Estado de Sergipe. .
SANTOS., A. G. D. (2005). OS FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO POPULAR, O PROJETO RAIO DE
LUZ E AS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO DE SÃO LÁZARO - MANAUS/AM:
1956-2001.
49
Santos., A. L. d. (2004). O Poder Local NO AR: a municipalização das rádios comunitárias e o fortalecimento
de esferas públicas locais no Brasil.
Santos., A. L. T. d. (2004). Passagem e permanência nas ruas da cidade de São Paulo: vivência dos
moradores da Fábrica da Pompéia e os espaços insticionais.
Santos., C. E. d. (2003). A música percusiva: uma experiência sociocultural dos jovens do Bloco Oficina
Tambolelê.
Santos., C. J. S. e. (2004). O Processo de Territorialização do MST no Projeto de Assentamento Eldorado a
partir da sua Espacialização no Estado da Bahia. .
Santos., I. d. (2004). Caio Fernando Abreu ? repórter de uma geração. .
Santos., J. F. d. (2005). MOVIMENTO NACIONAL DE MENINOS E MENINAS DE RUA EM ALAGOAS:
Identidade e Crise.
Santos., J. G. d. (2005). A ausência presente e o silêncio que fala: impasses da extensão universitária. .
SANTOS., M. A. D. O. D. (2005). A PERSISTÊNCIA POLÍTICA DOS MOVIMENTOS NEGROS BRASILEIROS:
PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO À TERCEIRA CONFERÊNCIA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS CONTRA O
RACISMO.
SANTOS., M. B. P. D. (2003). "IMPRENSA E TELEJORNAL - VISÕES POLÍTICAS DE SANTOS".
Santos., M. d. (2003). Dos movimentos culturais às políticas sociais - município de Embu-Guaçu. .
SANTOS., M. I. (2003). A ORGANIZAÇÃO DOS OSTOMIZADOS NA LUTA PELOS DIREITOS SOCIAIS. .
SANTOS., N. S. (2004). As relações de poder no discurso midiático de Caros Amigos sobre o MST.
SANTOS., N. S. D. (2003). CAMINHOS PEDREGOSOS: A TENTATIVA DE ORGANIZAÇÃO DO MOVIMENTO
ESTUDANTIL NO TOCANTINS NA DÉCADA DE 1990 (1988/1999). .
Santos., R. A. d. (2002). A revolução das mochilas: de On the road à lenda de Duluoz - a literatura beat de
Jack Kerouac. .
Santos., V. K. T. d. E. (2002). Jogo de Poder na Gestão dos recursos hídricos - O conflito em torno do
projeto do Complexo Hidrelétrico Belo Monte, no rio Xingu, Estado do Pará, Brasil.
Sartori., E. (2001). Trabalho Infantil em Franca: Uma Avaliação do IPEC na Indústria de Calçados de
Franca/SP.
SATURNINO., E. L. (2005). Imagem, memória e educação: um estudo sobre modos de ver e lembrar.
Schappo., S. (2003). Políticas Públicas no meio rural: o PRONAF e suas inter-relações com o fenômeno da
migração na mesorregião Oeste de SC. .
SCHWARZ., A. G. (2002). ENTRAR E SAIR DA TELA: UMA VIAGEM IMÓVEL. .
Schwengber., I. d. F. (2005). Representações do MST na imprensa de Mato Grosso do Sul (1995-2000). .
SCOVILLE., E. H. M. L. D. (2002). A ATUAÇÃO DA INDÚSTRIA FONOGRÁFICA NORTE-AMERICANA NO
MERCADO DA MÚSICA ROCK/POP NA DÉCADA DE 1960.
Sena., F. M. R. (2004). Mulheres em movimento: a construção de relações de gênero na militância política
das mulheres. .
50
SENA., J. A. (2004). SINDICALISMO E EDUCAÇÃO DA CLASSE TRABALHADORA: A DISPUTA POLÍTICA E O
DEBATE DAS IDÉIAS NA CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. .
SERNA., A. G. (2000). "Velhas práticas, roupagem nova no discurso ambiental: Um estudo de caso sobre a
implementação de um projeto de infra-estrutura petrolífera no Município Dágua, na Colômbia (19931999). .
SEVERO., J. S. (2005). Irregularidade Fundiária e Usucapião Especial Urbana: Ruptura com a Tradição
Judiciária de Proteção a Propriedade Privada? A Experiência de Porto Alegre (1989-2004).
Silva., A. A. (2002). "Eu Nasci Aqui, na Maré..." - A Luta pela Moradia em Alagados, as Organizações Sociais
e suas Lideranças no Porcesso de Consolidação do Espaço.
Silva., A. C. A. B. d. (2005). Meio ambiente e movimentos sociais : um olhar sobre as conferencias oficiais da
Nações Unidas na decada de 1990.
Silva., A. E. d. P. d. (2005). A organização social da colônia de pescadores de Imperatriz Zona 29 – CPIZ-29,
Estado do Maranhão. .
Silva., A. E. H. (2001). Análise Histórica do Associativismo para Educação e Defesa de Consumidores de
Baixa Renda em Fortaleza-CE. .
SILVA., A. M. D. (2001). OS MOVIMENTOS NEGROS E A BUCA DO RECONHECIMENTO DA IDENTIDADE
NEGRA COMO MOVIMENTO EMANCIPATÓRIO. .
SILVA., A. R. S. D. (2005). Projeto Educacional do Quilombo Asantewaa: uma alternativa possível?
Silva., A. S. d. (2002). Acampados no "Carlos Maringuela": Um estudo sobre a formação da consciência
política entre famílias do movimento dos trabalhadores ruraia sem terra no pontal do Paranapanema - SP.
SILVA., C. A. D. (2005). FUNDAMENTAÇÃO FILOSÓFICA DO DIREITO DE PROPRIEDADE: A CONTRIBUIÇÃO
DE AUTORES MODERNOS. .
Silva., D. A. d. (2003). "CULTURA POLÍTICA E ASSENTAMENTOS RURAIS: refletindo a experiência do
assentamento Marajó/Rn".
Silva., D. C. d. (2004). No Sentido do viver, o lutar. Na luta a Construçao de um Lugar. Bairro Dias MacedoFortaleza-Ce.
Silva., D. W. C. d. (2004). O Brasil diante da ALCA: Integração ou perda de soberania?
SILVA., E. J. L. D. (2003). O FÓRUM DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO ESTADO DA PARAÍBA: UMA
NOVA CONFIGURAÇÃO EM MOVIMENTOS SOCIAIS. .
Silva., É. R. d. (2003). O Movimento Nacional pela Reforma Urbana e o Processo de Democratização do
Planejamento Urbano no Brasil. .
Silva., E. S. d. (2005). Gênese e identidade educacional do Centro de Direitos Humanos Henrique Trindade.
Silva., F. P. d. (2001). Capitalismo e Direito: uma Abordagem sobre o Novo Liberalismo e suas Implicações
no Campo Sóciojurídico. .
Silva., H. W. S. d. (2003). Formação e Resistência do MST no Pará.
silva., i. a. d. (2002). Construindo a Cidadania. Uma análise introdutória sobre o direito à diferença. .
SILVA., I. I. D. (2005). TRABALHO E PROPRIEDADE: DA ALIENAÇÃO À LIBERTAÇÃO – UMA LEITURA ÉTICA
51
EM KARL MARX. .
Silva., I. M. A. d. (2001). O Trabalhador Com (D)Eficiência Física Na Área De Assentamento Rural. .
Silva., J. A. F. (2005). "Sociedade Civil e Conselhos de Assistência Social: contradição entre o adensamento e
o esvaziamento da participação".
Silva., J. d. G. A. (2005). Santa Dica ou Reduto dos Anjos: uma visão psico-social.
SILVA., J. N. D. (2001). MEDIAÇÃO SOCIAL E ESTRATÉGIAS ECONÔMICAS NOS ASSENTAMENTOS DO
OESTE POTIGUAR. .
Silva., J. R. A. d. (2002). Religião e Política: O Ideário Político do Ator Religioso das Comunidades Eclesiais
de Base (CEBs).
Silva., L. B. e. (2003). O Governo Fernando Henrique Cardoso e o fim da "Era Vargas" - acertando as contas
com os modelos de Estado e de desenvolvimento. .
Silva., L. F. d. (2003). Ciência e Tecnologia como Barbacã do Capitalismo: um ensaio sobre a nãoneutralidade'.
Silva., L. H. d. (2002). Do PROCERA ao PRONAF: Impactos sociais dos Programas de Crédito em
Assentamentos Rurais. .
SILVA., L. M. P. (2002). ONGS/AIDS E ESTADO: CONFLITO E PARCERIA.
SILVA., M. A. D. (2002). PARTIDO DOS TRABALHADORES EM CURITIBA: origens e características.
Silva., M. d. G. A. d. (2002). Imagens em Movimento - O CEDOP e o Video Popular.
SILVA., M. D. G. E. (2000). "A política de emprego e a estratégia dos trabalhadores na Comissão Estadual de
Emprego em Pernambuco". .
Silva., M. d. S. B. d. (2005). Educação e Sindicalismo: a realidade e a concepção sindical conciliatóriapropositiva da categoria de professores. .
Silva., M. J. P. d. (2000). Novos sentidos na Educação Popular nos anos 90: As práticas do Centro de Direitos
Humanos e Educação Popular de Campo Limpo - CDHEP.
SILVA., R. F. D. (2004). Globalização e Resistência: A Centralidade da Comunicação. .
Silva., R. M. C. d. (2001). A Educação Libertadora e Educação a Distância: a Perspectiva do Educador
Militante de Colíder.
SILVA., T. D. A. M. G. D. (2003). "O ENIGMA DA ESFINGE - INDEFINIÇÃO ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO: A
RELAÇÃO DOS CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE DIREITOS ( 200-2002) COM O FUNDO MUNICIPAL DOS
DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE SÃO PAULO".
Silveira., C. M. F. (2002). O operador do direito e o exercício da cidadania: paradigma nos cursos jurídicos.
SILVEIRA., D. C. D. (2004). IDENTIDADE TERRITORIAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: PONTO DE APOIO
PARA UMA ANÁLISE EPISTEMOLÓGICA DA QUESTÃO AMBIENTAL. .
SILVEIRA., S. B. M. D. (2004). Deusas em preto e branco, uma experiência de educação popular. .
SIMÕES., N. D. A. (2000). FUNDEF E MOVIMENTO SINDICAL: A EXPERIÊNCIA DE DUQUE DE CAXIAS/RJ. .
SIQUEIRA., J. D. C. A. (2003). REFORMA AGRÁRIA: OCUPAÇÃO, INVASÃO E ILICITUDE PENAL. .
52
Siqueira., M. d. C. A. d. (2001). Quando Pirilampos desafiam faróis - um estudo sobre a atualidade das
Tradições do Teatro de Bonecos.
Sirena., M. T. (2002). UM OLHAR SOBRE A EXPERIÊNCIA DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO RURAL - DER:
SONHOS, CONFLITOS E APRENDIZAGENS. .
Soares., A. B. (2004). Democratização, ativismo internacional e luta contra a corrupção. Estudo de caso
sobre a Transparência Brasil e a Transparency International.
Soares., D. C. (2001). Viver é afinar um instrumento Processos de Formação Feminista no Brasil.
SOARES., I. D. A. (2001). COMUNICULTURA E LOUCURA: A COMUNICAÇÃO COMO PARADIGMA DA SAÚDE
MENTAL.
SOARES., V. F. (2002). A Abertura Política e os Movimentos Sociais em Porto Alegre (1979-85).
SOFIATI., F. M. (2004). JOVENS EM MOVIMENTO: O PROCESSO DE FORMAÇÃO DA PASTORAL DA
JUVENTUDE DO BRASIL. .
Soriano., S. M. P. d. (2002). Expropriação e violência: a luta dos trabalhadores rurais pelo acesso à terra
(Campo Mourão: 1946-1964).
Sousa., M. d. D. d. (2002). Associação de Moradores de Picos-Pi Na década de 1990: Crise e Práticas
Educativas.
Sousa., M. S. R. d. (2005). Imaginário Social de Semi-árido e o Processo de Construção de Saberes
Ambientais: O Caso do Município de Coronel José Dias - Piauí.
Souza., A. I. (2003). Relação entre educação popular e movimentos sociais na perspectiva de Militantes Educadores de Curitiba. Um balanço das décadas de 1980 e 1990 e os desafios da realidade atual.
SOUZA., D. F. D. (2003). A ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE MULHERES TRABALHADORAS RURAIS DO BICO DO
PAPAGAIO: REFLEXÕES SOBRE DESAFIOS E PERSPECTIVAS DE UMA ORGANIZAÇÃO REGIONAL.
Souza., E. M. L. d. (2002). Estrutura x Ação: a participação de produtores familiares em associações no
município de Silvânia.
Souza., H. C. W. L. d. (2003). Situação de pobreza e saúde: a dificuldade de subsistência alimentar na
percepção de representantes de grupos religiosos.
SOUZA., I. (2005). REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DAS ―TERRAS DE NINGUÉM‖ A Semi-Formalização em
Novas Bases.
SOUZA., M. D. A. V. D. (2001). O CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE TERESINA E O PROCESSO DE
CONSTRUÇÃO DE UMA ESFERA PÚBLICA. AUTONOMIA E REPRESENTATIVIDADE DOS USUÁRIOS E
PROFISSIONAIS DE SAÚDE.
Souza., M. d. R. G. d. (2003). "Urbanização e produção social e conflitos em Itabira: dominação e exploração
na e pela (des)construção do espaço urbano - o caso da Vila Paciência". .
Souza., M. E. d. (2002). Os novos movimentos sociais - organização política dos usuários em saúde mental
rompendo preconceitos e expandindo a vida - Outros segmentos da sociedade civil organizada. .
Souza., M. V. d. (2000). Os Significados do Aborto: o labirinto das discursividades na Câmara dos
Deputados.
Souza., O. M. d. (2000). O Centro de Educação Popular do Instituto Sapientae: origem, consolidação e crise
53
contemporânea.
SOUZA., S. M. D. (2003). MST E EDUCAÇÃO: PERSPECTIVAS DE CONSTRUÇÃO DE UMA NOVA
HEGEMONIA. .
STROPPER., M. T. D. (2002). O Contexto Econômico-social em que emergem as ONGs Ambientalistas em
diferentes escalas - do global ao local.
Tavares., R. N. (2001). Universidade Federal de Mato Grosso: memórias de uma conquista.
TAVEIRA., L. R. S. (2005). A Extensão Rural na Perspectiva de Agricultores Assentados do Pontal do
Paranapanema – SP.
Teixeira., A. C. C. (2000). "Identidades em construção: organizações não-governamentais no processo de
democratização". .
Teixeira., P. C. M. (2002). Um Passo à Frente e Você já não está no Mesmo Lugar - A Geração Mangue e a
(re) Construção de uma Identidade Regional. .
Teixeira., T. L. P. (2004). A Formação do Conteúdo dos Direitos Fundamentais, a partir das Lutas por
Reconhecimentos Empreendidas pelos Movimentos Sociais e a Reconstrução da Identidade do Sujeito
Constitucional. .
Thomas., D. B. (2005). Os novos paradigmas epistemológicos da eficácia do ensino do direito: Uma análise
da evolução do ensino jurídico numa perspectiva educacional e teológica. .
THUM., C. (2000). Pré-vestibular público e gratuito: o acesso de trabalhadores à universidade pública. .
Tible., J. F. G. (2005). O mundial e a estrela da manhã: a imaginação política crítica entre estado e
movimento. .
Toaldo., C. J. (2003). O novo sindicalismo e a mobilização dos professores da rede pública estadual sulmato-grossense: avanços e rupturas (1979/1992).
TOLEDO., M. C. M. D. (2005). O MALABARISTA: UM ESTUDO SOBRE O PROFESSOR DE SALA
MULTISSERIADA POR MEIO DO MUNICÍPIO DE JUSSARA-GO.
Tondin., C. F. (2001). " RELAÇÃO FAMÍLIA-ESCOLA: Análise dos processos psicossociais ". .
TORRES., C. C. (2004). Mudanças e permanência: Novos desafios aos movimentos urbanos uma
aproximação ao movimento dos trabalhadores sem teto.
Tozzi., J. G. (2005). O movimento ecológico como espaço educativo: estudo de organizações nãogovernamentais em Alta Floresta, MT.
Treméa., E. (2004). ENSINO JURÍDICO NA UFPR: BUSCANDO INDÍCIOS DA EDUCAÇÃO CRÍTICA.
Treptow., M. d. O. (2003). CIDADANIA E MEIO RURAL: DISCURSOS DE UMA AUSÊNCIA. .
UBIALI., M. P. (2004). IDEOLOGIA E POLÍTICA: A RELAÇÃO ENTRE ESTADO E MOVIMENTO SOCIAL NEGRO. .
Urrutia., V. G. (2000). Estado e Movimento Sociais na obra de Jürgen Habermas e Athony Giddens: uma
análise do conceito de reflexividade para a compreensão do movimento de mulheres.
Uzêda., A. A. (2005). Movimento àgua é vida: Cidadania e Saúde em Feira de Santana-BA. .
Vale., R. S. T. d. (2002). "Sociedade civil e gestão ambiental no Brasil: uma análise da implementação do
direito à participação em nossa legislação". .
54
Vasconcellos., R. d. C. (2003). Desapropriação: a intervenção estatal na propriedade privada e o
deslocamento de populações rurais.
Vásquez., A. P. (2002). Agricultores, Companheiros, Irmãos: Estudo sobre cultura, política e religião entre os
assentados de Sumaré I.
Vaz., L. R. (2004). DO CABARET VOLTAIRE AO ?CABARET PINEL?: CLÍNICA E RESISTÊNCIA EM UM SERVIÇO
DE SAÚDE MENTAL.
VEIGA., M. M. (2001). O MOVIMENTO DE LUTA PRÓ-CRECHES E A PPOLÍTICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM
BELO HORIZONTE. .
Velloso., M. C. V. (2003). Direitos da mulher: afirmação e cidadania.
VIEIRA., E. M. (2005). "COOPERATIVA DE TRABALHO NO ÂMBITO DO MERCOSUL".
VIEIRA., F. B. (2001). Do confronto nos vales aos fóruns globais: Um estudo de caso sobre a participação do
Movimento de Atingidos por Barragens na Comissaõ Mundial de Barragens.
Vieira., R. H. (2004). Direito ao trabalho sob o enfoque dos Direitos Humanos: a negação dos Direitos
Humanos do trabalhador.
VIEIRA., R. S. (2004). JUVENTUDE E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR DE ASSENTAMENTOS DO
MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA. .
Vila., I. C. (2005). A escolarização, a educação política e a consciência racial de velhos trabalhadores negros
que vivem em Rondonópolis-MT.
Vilaça., A. P. d. O. (2005). Um olhar sobre as áreas especiais de interesse social da cidade de Natal: Limites e
perspectivas para a sua consolidação na política urbana municipal. .
Vitenti., L. D. (2005). Da Antropologia Jurídica ao Pluralismo Jurídico. .
XAVIER., M. R. S. (2003). EDUCAÇÃO E RELIGIÃO: OS ENTRE-LUGARES DA EDUCAÇÃO DE ADULTOS NA
AÇÃO EDUCATIVA DO PEACE.
55
Palavra-chave “movimentos sociais” , Dissertações, 2005-2009
Abreu., D. d. A. (2007). A educação na festa: tecituras da cultura popular na festa de São Benedito em
Cuiabá.
Afonso., M. R. T. (2007). MÍDIA E COMUNIDADE: ESTUDO SOBRE PRODUÇÃO E RECEPÇÃO DA RÁDIO
HELIÓPOLIS.
ALBUQUERQUE., J. T. D. (2008). O movimento juvenil no Recife: O fórum das juventudes Recife/PE com a
palavra.
ALBUQUERQUE., K. P. (2007). Mulheres pobres na Diocese de Goiás: uma trajetória de participação e
emancipação feminina.
Albuquerque., V. d. O. (2006). Reforma Agrária no Governo Lula: Uma Análise do II Plano Nacional de
Reforma Agrária.
Alkimim., A. C. (2007). Utilização de plantas medicinais no assentamento Ho Chi Minh (MG), do MST:
Pesquisa-Ação.
ALMEIDA., A. A. D. (2005). AS LUTAS PELAS TERRAS DO SENHOR: A COMISSÃO PASTORAL DA TERRA(CPT)
NO ESTADO DE SÃO PAULO ( 1990-2000).
Almeida., A. C. d. (2006). CENTRO DE MÍDIA INDEPENDENTE BRASIL: A MÍDIA COMO AÇÃO DIRETA.
Almeida., G. K. F. d. (2008). A DESCOBERTA DA JUVENTUDE PELA CUT EM SEUS DOCUMENTOS.
Almeida., R. d. (2006). Gestão e Participação na Cooperativa Pindorama.
Almeida., S. I. B. d. (2008). Educação Rural: Uma realidade no chão sem terra da Escola do Campo.
Alvarenga., S. C. A. (2008). A ATUAÇÃO DA IGREJA CATÓLICA NO PROCESSO DE ORGANIZAÇÃO DOS
SINDICATOS DE TRABALHADORES RURAIS DO NORTE DO PARANÁ-1960/1969: O CASO DA FRENTE
AGRÁRIA PARANAENSE.
ALVAREZ., G. A. C. (2008). FUVCAM: os Sem-Teto Uruguaios na Contramão do Neoliberalismo.
ALVEAR., C. A. S. D. (2008). A FORMAÇÃO DE REDES PELAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS DE BASE
COMUNITÁRIA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL: UM ESTUDO DE CASO DA CIDADE DE DEUS. .
ALVES., A. D. C. (2007). A imprensa e a primeira administração do partido dos trabalhadores: Diadema
1983-1988.
Alves., A. O. (2009). Os Kaxarari e as políticas migratórias do estado - um estudo do PMACI.
ALVES., F. D. (2006). OS IMPACTOS DA TERRITORIALIZAÇÃO DOS ASSENTAMENTOS RURAIS EM
CANDIOTA-RS.
Alves., M. J. (2005). A CONDIÇÃO DO ESPAÇO MST NO MOVIMENTO DA SOCIEDADE BURGUESA.
Amaral., E. F. d. (2008). Conhecimento e (re)conhecimento na educação popular - o ponto de vista dos
educadores populares - caso ABPH.
Amaral., M. C. M. (2006). Narrativas de Reforma Psiquiátrica e Cidadania no Distrito Federal.
Amaral., M. G. (2006). A sociedade civil brasileira no monitoramento dos direitos humanos: os relatórios
alternativos.
56
Amorim., D. M. (2005). A participação dos Conselhos de Educação nas políticas públicas dos municípios:
um estudo a partir de experiências do Conselho Municipal de Educação de Uberlândia.
Ana., D. Q. d. S. (2008). A "Iniciativa MAP" e a emergência de um espaço público transfronteiriço:
integração regional, cooperação internacional e participação popular na fronteira da Amazônia SulOcidental. .
Andrade., M. d. (2007). A Conspiração da Solidariedade Anistia Internacional e a Luta pelos Direitos
Humanos no Brasil. .
ANDRADE., R. R. M. D. (2006). A formação de professores nas dissertações e teses defendidas em
programas de educação entre os anos de 1999 e 2003.
Andrade., T. M. O. d. (2006). Mediação e Conflitos em Espiral: Encontros e Descontros do Estado e dos
Movimentos Sociais no Pontal de Paranapanema.
Anjos., T. C. E. d. (2008). POLÍTICAS PÚBLICAS, QUALIDADE DE VIDA E PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA: O
DIREITO À SAÚDE DOS POVOS INDÍGENAS EM RORAIMA.
Annuseck., E. (2005). Nos bastidores da festa: outras histórias, memórias e sociabilidades em um bairro
operário de Blumenau (1940-1950).
ARAÚJO., A. S. D. (2009). "O Barco da Educação": História, Cotidiano e Educação em Santa Rosa do PurusAC.
Araújo., C. d. S. (2005). O Judiciário e os Conflitos Agrários no Brasil.
Araújo., D. F. d. (2009).
Movimentos Sociais e Políticas Públicas. .
ARAUJO., E. R. (2006). Responsabilidade Social Empresarial, Comunidade e Cidadania Participativa: um
Estudo de Caso. .
ARAÚJO., J. V. P. D. (2005). "SERTÃO-ESCOLA DO MUNDO": REPRESENTAÇÕES SOBRE MUNDO RURAL E
EDUCAÇÃO NA LITERATURA REGIONAL. .
Araújo., M. S. d. C. (2005). Os donos da Casa: das Política de Habitação aos Significados da Moradia.
Araújo., N. S. d. (2008). A política econômica do Banco Mundial para o financiamento da reestruturação
dos serviços de abastecimento e tratamento de água e esgoto em contexto neoliberal.
Arruda., H. M. d. (2006). Oliveira Vianna e a Legislação do Trabalho no Brasil (1932-1940).
Assis., C. d. C. (2006). O massacre dos operários de Ipatinga de 1963: reminiscências das testemunhas
oculares.
Assis., E. F. d. (2007). Democracia Participativa e Capital Social: uma visão sobre o movimento associativista
no Município de Petrolândia-PE. .
ASSIS., G. N. D. (2008). Em tempo de democracia: a liderança de Lyndolpho Silva.
Assis., J. B. (2008). Copacabana me engana? Uma análise das estartégias territoriais das associações
políticas do bairro.
Assunção., M. F. (2005). A Política Municipal de Educação nos Anos de 1990 na Ilha de Caratateua/BelémPará.
Asti., A. L. (2007). Comércio justo e o caso do algodão: a cadeia produtiva têxtil brasileira. .
57
AURELIO., M. R. C. (2006). Direito de Superfície à Luz da Função Social da Propriedade e do Direito à
Moradia. .
Avelino., A. N. (2008). O Patronato Amazonense e o Mundo do Trabalho: A Revista da Associação
Comercial e as representações acerca do trabalho no Amazonas (1908-1919).
AYOUB., A. H. (2006). Mídia e movimentos sociais: a satanização do MST na Folha de São Paulo.
Barbosa., F. M. (2006). Os movimentos sociais como instrumento dos processos de criação e de
implantação de unidades de conservação no Distrito Federal: um estudo comparativo dos parques do
Gama e Parque Ecológico de Águas Claras.
BARBOSA., G. L. (2008). O ambientalismo em Nova Iguaçu: políticas públicas e movimentos sociais. .
Barbosa., M. C. T. (2007). Escola: lugar de igualdades ou diferenças?.
BARBOSA., M. I. S. (2006). PARTICIPAÇÃO SOCIAL: EUS QUE TECEM NÓS.
BARBOZA., B. C. (2007). Vida Coletiva: Reflexões sobre a Relação entre Comunidade e Educação na
Comtemporaneiedade. .
Barcellos., A. L. B. (2007). O Estado Liberal de Direito e suas influências sobre o caráter educativo dos
movimentos sociais: as ações do ANDES-SN frente à reforma da Previdência Social em 2003.
BAREIRO., E. (2007). Políticas Educacionais e Escolas Rurais no Paraná - 1930-2005.
Barra., C. S. (2007). Mário Lago encontra Terra sem Males: a produção do Outro em acampamentos semterra.
Barreto., C. L. d. B. (2007). Informação e comunicação em redes eletrônicas: para além da biblioteca virtual
de estudos culturais.
Barros., A. N. d. (2009). Movimento Estudantil como Organização Social Detentora de Projetos Políticos.
BARROS., G. A. P. D. A. V. (2006). A criação do distrito da Associação Brasileira de Enfermagem em Volta
Redonda-RJ: 1953-1956.
Barros., R. D. S. (2007). Lutas sociais, neoliberalismo e limites democráticos no Brasil: gênese, formação e
perspectivas da campanha (inter) nacional contra a ALCA (1998-2003).
Barros., V. C. d. S. (2007). Participação Social e Política em Conselhos Gestores de Políticas Públicas do
Município do Rio de Janeiro.
BARSOSA., M. D. F. S. (2005). EM BUSCA DAS TERRAS DE PROMISSÃO - A DIFÍCIL CONSTRUÇÃO DE
SUJEITOS SOCIAIS E POLÍTICOS NO ASSENTAMENTO DE SEM-TERRA DE PROMISSÃO-SP.
BECK., M. (2005). Um outro mundo é possível? Do fim da história a outros sentidos possíveis. .
BELLOZO, E. (2006). Mulher e política: um estudo sobre os projetos de lei referentes à mulher e gênero
apresentado pelas deputadas e senadoras nas décadas de 1990 e 2000. .
Benthien., P. F. (2006). TRANSGENIA AGRÍCOLA E MODERNIDADE: UM OLHAR SOBRE AS DISPUTAS
SIMBÓLICAS E PRÁTIVAS CONFLITIVAS NA SOCIEDADE BRASILEIRA. .
Beuttenmuller., G. (2007). Os Observatórios Locais: O papel na produção de informações e na transparência
das políticas públicas.
58
BEZERRA, R. S. (2008). A Configuração Espacial do MST no Nordeste: A Influência do Espaço Regional no
Desenvolvimento do Movimento.
Bezerra., A. d. S. (2008). Das Reivindicações Sindicais à Organização Sócio-Produtiva no Município de MojuPará. .
Bezerra., J. E. (2008). AGRONEGÓCIO E A NOVA DIVISÃO SOCIAL E TERRITORIAL DO TRABALHO
AGROPECUÁRIO FORMAL NO NORDESTE.
BEZERRA., M. R. D. S. (2006). O movimento de luta por moradia do bairro Capitão Educardo: Processos
educativos resgatados pelas lembranças dos seus primeiros moradores.
Boeira., S. M. (2006). Estudo da dinâmica territorial rural: a implantação da Usina Hidrelétrica Barra Grande
no Planalto Sul Catarinense. .
BOGADO, A. M. (2005). ASSEMBLÉIAS DE BAIRRO NA ARGENTINA: CRIANDO ESPAÇOS DE AÇÃO POLÍTICA
PARA RECONSTRUIR O TECIDO SOCIAL.
Bombana., A. V. (2009). O Poder Normativo da Justiça do Trabalho: paradigma de política jurídica à luz da
hermenêutica e da principiologia constitucional. .
Bona., N. C. (2008). "A comunicação e o papel do comunicador nas ONGs sociais'.
Bones., S. M. (2006). AVALIAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO ASSENTAMENTO ITAMARATI
(PDA): UM ESTUDO DE CASO CAMPO GRANDE - MS.
BORGES., A. P. A. (2009). Representação da população idosa na luta por seus direitos no Brasil: o caso dos
conselhos estaduais do idoso. .
Borges., E. M. d. F. (2005). Itauçu: Sonhos, utopias e frustações no movimento camponês.
Borges., L. (2007). Revista da Arquidiocese de Goiânia (1957-1967): As representações da diferença e a
construção da unidade religiosa.
Bosch., M. A. P. (2007). O internacionalismo e as fábricas recuperadas..
Braga., I. A. (2005). Descentralização da saúde em Teresina: Movimentos Sociais e Sistema Único de Saúde
(SUS) no período de 1988 1 1996. .
BRASIL., A. L. P. D. S. (2009). DO PALANQUE À LEI: LEGISLAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA NO GOVERNO
LULA.
Breta., C. E. d. S. (2008). EDUCAFRO E A SUA LUTA POR COTAS NO ENSINO SUPERIOR: UMA RESISTÊNCIA
À POLÍTICA NEOLIBERAL.
Brito., F. d. F. (2008). Movimentos sociais e educação: o MST e a construção de uma nova pedagogia. .
Budó., M. D. (2008). Da Construção Social da Criminalidade à reprodução da violência Estrutural: Os
Conflitos Agrários no Jornal. .
Buonfiglio., L. V. (2007). O RESGATE DO CENTRO DE PORTO ALEGRE: A luta dos sem-teto pelo direito à
moradia.
Burginski., V. M. (2007). Educação política e consciência de gênero: mulheres da legislatura 2003-2007 em
Mato Grosso.
Cabral., E. J. C. (2008). O Liberalismo em Pernambuco: as Metamorfoses Políticas de uma Época (18001825). .
59
Cabral., J. L. F. (2007). A re-significação da política: um diálogo entre Hannah Arendt e os movimentos
sociais. .
CACERES., L. S. R. (2008). TERRITORIALIDADES NEGRAS NO BRASIL E NA COLÔMBIA ENTRE A LEGALIDADE
TERRITORIAL E A REALIDADE ESPACIAL.
Caldas., D. A. C. (2008). "CASAS ABRIGO: A NECESSIDADE DE SISTEMATIZAÇÃO DA CONDUTA DAS
EQUIPES DE TRABALHO.".
Calvi., K. U. (2007). Serviço Social e Conselhos de Políticas e de Direitos: contradição entre o Projeto Éticopolítico e a condição de assalariamento.
Câmara., M. A. (2007). Os movimentos sociais e a formação de identidades sócio-territoriais na Bolívia.
Camotti., E. d. S. (2006). AS UNIVERSIDADES ESTADUAIS PARANAENSES E O GOVERNO LERNER (19951998 E 1999-2002): POLÍTICAS PÚBLICAS, PRIVATISMO E RESISTÊNCIAS. .
Campos., A. P. T. d. (2006). "CONQUISTA DE TERRAS EM CONJUNTO": REDES SOCIAIS E CONFIANÇA - A
EXPERIÊNCIA DOS AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DE ARAPONGA-MG.
Campos., M. d. A. (2007). O negro no mercado de trabalho: egressos do CEFET-MT - período 2000-2005.
CAMPOS., S. S. L. (2005). HANSENÍASE NO MUNICÍPIO DE SOBRAL, CEARÁ: ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA E
OPERACIONAL DAS AÇÕES DE ELIMINAÇÃO NO PERÍODO DE 1997 A 2003.
Canazaro., C. P. (2005). Religião e Política em Movimentos Sócios-Religiosos: O Caso Mucker - Um Estudo
sobre a Autonomia Popular.
Candido., N. d. A. (2006). Ação Pastoral da Igreja Católica Apostólica Romana face ao direito à inserção
Social de Pessoas em situação de rua.
Cardoso., C. A. d. S. (2009). UMA ANÁLISE DOS FUNDAMENTOS IDEOLÓGICOS DA CONSTITUIÇÃO
FEDERAL DE 1988.
Cardozo., F. S. (2008). Protestar não é delito: a criminalização dos movimentos sociais na Argentina
contemporânea – o caso do movimento piquetero (1911-2007).
Carminati., F. (2006). Juventude e rebeldia: ações coletivas contemporâneas e a produção e reprodução do
projeto de militância de esquerda..
Carneiro., L. G. S. (2008). A tragédia de Maria: o assassinato enquanto experiência constitutiva.
Carneiro., V. G. (2006). Da Dimensão Econômica à Dimensão Política: a economia solidária sob a
perspectiva do conflito Social.
Carvalho., A. R. d. (2007). Movimentos culturais e justiça social:um estudo da cultura hip-hop mineira.
Carvalho., A. R. d. (2009). A pedagogia da alternância no ensino técnico agrícola: a experiência do
PRONERA na Escola Agrotécnica Federal de Castanhal - estado do Pará.
Carvalho., C. C. (2009). RESPONSABILIDADE SÓCIO-AMBIENTAL EMPRESARIAL: a inserção do Direito
Ambiental e Sanitário e o grau de adesão ao Pacto Global/ONU nas atividades produtivas em São Luís Maranhão.
Carvalho., H. d. S. (2005). A construção da identidade étnica afro-brasileira em Vassouras (1964-2004): um
estudo de caso: Associação Afro Cultural Iêda Fátima.
60
Carvalho., M. B. (2006). Uma Maré de Lutas: memória e mobilização popular na favela Nova Holanda , Rio
de Janeiro.
Carvalho., M. R. d. (2007). Parceria e participação da sociedade civil na gestão pública: a experiência do
programa de segurança alimentar em acompanhamentos e pré-acentamentos de reforma agrária do
Estado de Minas Gerais - PSA.
CARVALHO., S. D. (2008). Lutas Sociais, Piqueteiros e Autonomismo: a Experiência Político-Ideológica de
Frente Popular Dario Santillán. .
Carvalho.), C. E. M. d. (2008). Recursos naturais e conflito social na Bolívia contemporânea (1970 - 2003).
CASTANHO., D. G. (2009). A QUESTÃO AGRÁRIA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE GEOGRAFIA.
Castanho., S. M. (2006). Política e lutas sociais no campo: organização dos trabalhadores rurais, legislação
trabalhista e reforma agrária (anos de 1950 a 1960).
CASTRO., C. A. D. (2005). Cursinhos alternativos e populares: Movimentos territoriais de luta pelo acesso ao
ensino público superior no Brasil. .
Castro., C. P. d. (2009). Protesto Social no Brasil e na Argentina: um estudo dos repertórios de açào coletiva
entre 2000 e 2005.
Castro., D. N. d. (2009). A doença em cartaz: uma análise filmica de documentários utilizados pelo
Movimento de Reintegração de Pessoas Atingidas pela Hanseníase. .
Celos., J. F. (2007). O direito enquanto práxis contra hegemônica e a luta pela terra na perspectiva dos
movimentos sociais populares. .
CERICATO., K. A. S. (2008). Os princípios organizativos e a proposta pedagógica do MST: contradições de
sua materialização na escola Estadual Iraci Salete Strozak.
CHAHINE., M. A. (2006). Instituições de educação infantil: lugar onde filantropia e direitos se encontram?.
Charlet., R. B. (2006). Uso e controle da força pela polícia: Ações de reintegrações de posse urbana na
Região Metropolitana de Belém (1990 – 2002).
Chiariello., C. L. (2008). ANÁLISE DA GESTÃO DE COOPERATIVAS RURAIS TRADICIONAIS E POPULARES:
ESTUDO DE CASOS NA COCAMAR E COPAVI.
Cistia., R. A. L. D. (2005). Participação Popular no Projeto de Urbanização da Favela Dique da Vila Gilda. .
Cocco., C. A. (2008). Currículo vivido: uma nova abordagem das políticas públicas privilegiando projetos
inovadores na cidade de São Paulo. .
Coelho., A. E. J. S. (2006). Desafios das Entidades Sindicais em Santarém. .
COELHO., M. C. D. R. (2007). A jornada de trinta horas para enfermeiros: o caso do Hospital Doutor Dório
Silva.
Condé., P. A. A. (2006). O ACESSO A TERRA E A VISÃO DO PÚBLICO NÃO MOBILIZADO EM
ACAMPAMENTOS: O CRÉDITO FUNDIÁRIO NO MUNICÍPIO DE CAÇADOR (SC).
CORDEIRO., C. N. (2005). A função social da propriedade e o crime de esbulho possessório..
Cordeiro., M. P. (2007). Nada sobre nós: Os sentidos de vida independente para os militantes de um
movimento de pessoas com deficiência.
61
Cordeiro., T. F. (2007). VOZES DO CAMPO: a experiência dos sem-terra no acampamento Carlos Marighella,
em Ipiaú (BA).
Corrêa, R. d. A. (2007). A construção social dos programas públicos de inclusão digital.
Corrêa., M. T. (2005). A Caminho do Reino - A CPT e os movimentos camponeses em Goiás (1975 - 2005).
Corrêa., M. V. G. (2008). Direitos humanos e meio ambiente: o movimento de Bergama (Turquia) contra a
mineração de ouro. Padrões europeus nas margens?
Corrêa., S. R. M. (2007). Educação Popular do Campo e Desenvolvimento Territorial Rural na Amazônia:
uma leitura a partir da pedagogia do movimento dos atingidos por barragem.
Correia., C. d. S. (2009). O MST E SEUS DISCURSOS EDUCACIONAIS: EM TORNO DE UMA CONCEPÇÃO DE
EDUCAÇÃO INTEGRAL.
CORREIA., C. G. (2005). AS AÇÕES POLÍTICO- PEDAGÓGICAS DO SERVIÇO DE ASSISTENCIA RUAL - SAR.
COSTA., A. C. (2009). Por uma Política de Cidadania: um estudo de caso sobre o "Ecomuseu dos
Caminhamentos do Sertão". .
Costa., A. L. J. d. (2007). À Luz das Lamparinas. As escolas noturnas para trabalhadores no Município da
Corte (1860-1889).
Costa., D. d. (2005). O espaço participativo mercadorizado: A dimensão política e tecnológica na
implantação dos Conselhos Tutelares no Paraná.
Costa., D. d. L. R. (2007). A rua em movimento : experiências urbanas e jogos sociais em torno da
população de rua. .
Costa., J. d. S. (2005). Cor em movimento: um estudo de caso sobre a vida cotidiana de jovens e adultos
negros do projeto pré-vestibular gerido pela UNEMAT no município de Cáceres-MT.
COSTA., L. D. D. S. (2008). CANÇÃO POPULAR NAS COMUNIDADES ECLESIAIS DE BASE: ANÁLISE DO PAPEL
EDUCATIVO E SOCIAL NAS DÉCADAS DE 70/80 EM LAGES/SC. .
COSTA., L. F. D. (2008). ASPECTOS TECNOLÓGICOS DA PRODUÇÃO LEITEIRA NO PROJETO DE
ASSENTAMENTO ANDALÚCIA, MUNICÍPIO DE NIOAQUE-MS.
COSTA., L. G. B. D. (2005). Análise dos Impostos do Desenvolvimento da Linha de Crédito PRORURAL-FNO
na Microrregião de Porto Velho - Rondônia (período compreendido entre 1995-2002).
Costa., M. J. (2005). Uma leitura da Reforma agrária potiguar. .
COSTA., S. D. S. (2007). Transformações nas Configurações entre Estado e ONGs no Brasil: uma análise a
partir das novas dimensões do capital.
Costa., S. M. R. d. (2008). TERCEIRO SETOR: UMA RELEVÂNCIA SOCIAL DAS ORG'S AMBIENTALISTAS
EXISTENTES NA CIDADE DE MANAUS PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL. .
Cruz., E. F. d.
CRUZ., L. R. D. (2008). Internet e Direito Autoral: o ciberespaço e as mudanças na distribuição cultural. .
Cruz., V. d. C. (2006). Pela outra Margem da Fronteira: Território, Identidade e Lutas Sociais na Amazônia. .
Cunha., B. B. d. (2007). NÃO ESTÁ CHEIRANDO NADA BEM – CONDIÇÕES E EFEITOS DA
TERRITORIALIDADE DE EXCLUÍDOS, NA CONDIÇÃO DE CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS, EM
62
BELÉM (PA).
Curado., J. C. (2007). GÊNERO E OS SENTIDOS DO TRABALHO SOCIAL. .
D´Almeida., B. G. (2008). Práticas jurídicas de pescadores e extrativistas da várzea amazônica e grandes
projetos governamentais: conflitos sócio-ambientais na comunidade de São Carlos, em Rondônia, e o
Complexo Madeira.
Damasceno., B. B. S. (2005). Responsabilidade Pré-Contratual do Fornecedor no Código de Defesa do
Consumidor. .
DAMASCENO., S. L. G. (2006). Educação e Movimento Social: o Processo Educativo dos Moradores do
Igarapé da Cachoeirinha (1997-2005).
DANON., C. A. F. (2005). Gestão Escolar Participativa.
David., C. T. N. d. (2005). Representantes e representados: relação entre Conselheiros Usuários, suas
entidades e espaços descentralizados do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre.
Dias, C. M. M. (2006). Movimentos Sociais e Clientelismo no Orçamento Participativo em Belo Horizonte.
DIAS., A. C. S. (2006). VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: POLÍTICAS PÚBLICAS DE ENFRENTAMENTO NO MUNICÍPIO
DE VOLTA REDONDA.
Domingues., A. P. (2007). Crédito PRONAF: Conquista Afirmação e Reconhecimento. O Processo de
Formulação de uma Política Pública.
Duarte., J. C. (2007). A Ação Política do Grupo Ferramenta na Década de Oitenta em Ipatinga.
Duarte., S. M. (2007). ISTO É: OS DISCURSOS EM TORNO DA LENTA REDEMOCRATIZAÇÃO BRASILEIRA
(1976-1981).
Egas., H. d. A. P. B. (2008). Movimentos Sociais e Estado - resistência e contra-hegemonia na ação do MST.
Elias., D. N. F. (2009). Função Social da Propriedade Fundiária: A (Contra) Proposta do Movimento dos
Trabalhadores Rurais Sem-Terra e os Direitos Fundamentais.
FAGUNDES., S. M. S. (2006). Águas da Pedagogia da Implicação: intercessões da educação para políticas
públicas de saúde. .
Faistel., F. (2008). Resíduos Sólidos e Políticas Públicas de Inclusão Social: o caso da Associação Ecos do
Verde, Santo Ângelo – RS.
Fank., J. T. (2007). Flores, cores e saberes do movimento ecológico de Mato Grosso em frutificação na
Educação Ambiental..
Farago., C. C. (2006). A BATALHA DA COPEL: GOVERNO, PARLAMENTO E MOVIMENTO SOCIAL EM AÇÃO.
FARIA., A. R. D. (2007). Escola, família e movimentos sociais: um estudo sobre a relação família-escola em
um assentamento do MST em Minas Gerais. .
Feital., F. A. G. (2008). A SANTA MONTANHA: CONTEÚDOS MESSIÂNICOS DE UM MOVIMENTO SÓCIORELIGIOSO (1999 – 2003).
Félix., R. R. (2006). O lúdico nos espaços e tempos da infância escola e cidade: articulações educadoras.
FERIOTTI., M. D. L. (2007). Universidade, formação de professores e movimentos sociais: a colcha de
retalhos como metáfora das relações interdisciplinares e transdisciplinares.
63
Fernandes., N. R. (2008). Tem dia que a gente é Sem-Terra, tem dia que não dá": as diferentes visões sociais
de mundo no interior do espaço escolar de um assentamento rural.
Ferrari., C. A. (2009). Dinâmica Territorial na(s) Fronteira(s): Um estudo sobre a expansão do agronegócio e
exploração dos brasiguaios no Norte do Departamento de Alto Paraná-Paraguai.
Ferraz., D. d. R. L. (2007). A questão fundiária urbana: reflexões sobre os direitos e as representações em
relação à moradia. .
Ferreira., A. L. D. S. N. (2006). O saber filosófico como fundamento da educação para a cidadania..
Ferreira., A. V. (2005). A MUNDIALIZAÇÃO DO CAPITAL E A TERRITORIALIZAÇÃO DO MOVIMENTO DOS
TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA: O CASO DO ASSENTAMENTO SEPÉ TIARAJU, EM CAMPOS NOVOS
– SC.
Ferreira., C. d. C. B. C. (2006). O tratado de Petrópolis e a Petrobrás: uma análise das relações Brasíl-Bolívia
à luz da teoria da dependência. .
FERREIRA., E. C. (2008). VIAGEM AO FUNDO DA TERRA À PROCURA DA ESCOLA PÚBLICA.
Ferreira., I. d. F. C. (2007). Sociedade Civil De Altamira: Uma História De Participação Popular Na Política De
Meio Ambiente.
Ferreira., S. A. (2006). FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA E PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS: AVALIAÇÕES DE UM
PROJETO REALIZADO ENTRE 1998-2002.
Ferreira., W. (2007). Educação e PVNC: Uma Análise sobre Justiça Social à luz de Honneth e Fraser e as
Ponderações Estruturais de Bourdieu. .
FILHO., A. D. M. F. (2009). A TRAJETÓRIA DOS DIREITOS HUMANOS FUNDAMENTAIS ATÉ A CONCEPÇÃO
DOS INTERESSES TRANSINDIVIDUAIS.
Filho., A. d. S. M. (2008). As Forças Armadas contra a Criminalidade: Doutrina da Garantia da Lei e da
Ordem (GLO) no avanço da militarização da Segurança Pública.
FILHO., A. M. H. (2007). ABAIXO E À ESQUERDA: UMA ANÁLISE HISTÓRICO-SOCIAL DA PRÁXIS DO
EXÉRCITO ZAPATISTA DE LIBERTAÇÃO NACIONAL.
FILHO., L. S. M. (2007). A Força Pública de São Paulo: da Profissionalização à sua intervenção no Regime
Militar.
Filho., R. A. R. (2005). O parto dos caminhos: formação dos sindicatos rurais no Rio Grande do Norte.
Filipak, A. (2009). ―A NOSSA ESCOLA, ELA VEM DO CORAÇÃO‖: POLÍTICA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO DO
CAMPO NAS HISTÓRIAS DE VIDA DOS EDUCADORES E EDUCADORAS DA ESCOLA ITINERANTE
CAMINHOS DO SABER (ORTIGUEIRA, PR).
FLEISCHMAN., L. (2006). OS NOVOS MEIOS DO ATIVISMO NA INTERNET: O caso dos Centros de Mídia
Independente.
Flores., R. K. (2007). A Contra-Hegemonia e a Reestatização dos Serviços de Água e Saneamento no
Uruguai e na Província de Santa Fé (Argentina). .
Fonseca., L. N. (2008). A (RE) invenção da Ação Coletiva: participação urbana, conflitualidade e segregação
sócio-espacial em Goiânia. .
Fornari., L. T. (2006). Direitos Humanos, Controle Social e Processos de Regionalização.
64
França., G. B. d. (2007). Barragens e Barrageiros. Um estudo sobre os processos de construção de
identidades coletivas em uma área de empreendimentos hidrelétricos. .
FRANCISCO., S. P. (2005). O PROTAGONISMO NAS REDES E MOVIMENTOS SOCIAIS: ETNOGRAFIA E
GESTÃO.
Frare., A. P. (2005). AS ONG/AIDS E O ACESSO AOS MEDICAMENTOS CONTRA A AIDS (ARV‘s) NO BRASIL.
Freitas., E. O. (2007). O INCRA E A FUNÇÃO SOCIAL AMBIENTAL DA PROPRIEDADE RURAL: Direito e
práticas em vistorias no Rio de Janeiro.
Freitas., H. I. d. (2006). Estudos sobre diretrizes e práticas de atenção à saúde mental.
Freitas., J. C. d. (2008). A política agrícola do regime militar de 1964 : aspectos jurídicos, financeiros e
socioeconômicos.
FURTADO, R. P. (2007). O NÃO- LUGAR DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM ACADEMIAS DE
GINÁSTICA.
Garcia., I. (2005). AS OPERÁRIAS DO ABC REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA, RELAÇÕES DE GÊNERO E
PARTICIPAÇÃO SINDICAL FEMININA NOS ANOS 1990.
GARCIA., J. V. (2007). DESAFIO NA FORMAÇÃO DE COMPETÊNCIA PARA PROFISSIONAIS DE ATER EM
ÁREAS DE ASSENTAMENTOS E AGRICULTURA FAMILIAR.
Ghedini., C. M. (2007). A formação de educadores no espaço dos movimentos sociais - um estudo a partir
da I turma de pedagogia da terra da via campesina/Brasil. .
Gobete., G. (2005). Política educacional no Município de Vitória no período de 1989 a 2004: implicações
nas políticas de educação especial..
Godinho., L. d. L. (2007). Cooperação interorganizacional e redes sociais: um estudo de quatro redes
centradas em Belo Horizonte.
Góes., L. P. T. d. (2008). Agências de notícias alternativas na Web: um estudo das características da Adital,
Carta Maior e IPS.
Gomes., D. A. V.-N. (2007). A Noção de Serviços Públicos de (Tele)comunicações a partir da Òtica dos
Administrados-Administradores: a Lei nº 9.612/1998 e Contribuições da Cidadania nas Políticas Públicas
destinadas às Rádios Comunitárias.
GOMES., H. S. C. (2007). O FETICHE DA PEDAGOGIA DA COMPETÊNCIA NA EDUCAÇÃOPROOFISSIONAL.
Gomes., M. d. A. (2008). Passe livre já: participação política e constituição do sujeito.
GOMES., M. M. C. (2006). A CIDADE DOS OLHOS VERDES: PRECARIEDADE URBANA (Um Estudo sobre as
implicações da Lei aque altera o uso das áreas verdes para a construção da habitação popular em João
Pessoa-PB.
GOMIDE., C. D. M. (2008). Movimentos sociais e ONGs: relações em questão - São Paulo, 2000/2007.
Gonçalves., E. R. d. L. (2008). Mídia e Movimentos Sociais: a representação do MST na revista Isto É.
Gonçalves., M. P. (2006). DO MATERIAL RECICLÁVEL SOBREVIVER, RESISTIR E DELE UMA IDENTIDADE
CONSTRUIR. .
GONDIM., M. G. (2006). DIREITOS HUMANOS E FÓRUM SOCIAL MUNDIAL: DESAFIOS E IMPLICAÇÕES
65
PARA O EXERCÍCIO PROFISSIONAL DO(A) ASSISTENTE SOCIAL. .
GRUNPETER., P. V. (2008). A Participação dos Portadores de Transtornos Mentais no Movimento de Luta
Antimanicomial em Pernambuco. .
Guedes., N. F. (2007). Mulheres Pescadoras Tecendo Novas Redes. .
Guillen., A. R. M. (2007). A descolonização da África e o Luso-Tropicalismo: Repercussões no Brasil e em
Portugal..
Guimarães., R. G. (2007). No Campo das Políticas Culturais em Pernambuco, os Caranguejos com cérebro
se organizam para desorganizar.
GUIMARAES., W. C. D. S. (2008). O Crepúsculo em Santiago - A Jornada do Peregrino Rumo à Religiosidade
e a Descoberta Analítica.
HACK., L. (2005). As concepções de corpo na escola do MST do Assentamento Roseli Nunes em Mirassol
D‘Oeste: um estudo de caso.
HASCKEL., S. (2005). GESTÃO DEMOCRÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A ELEIÇÃO PARA DIRETOR DE
CRECHE.
Henrique., V. L. (2005). A Organização do MST como paradigma para o movimento sindical no Brasil. .
Hernández., J. M. R. (2008). O SEM TERRA, SEM TETO E MORADOR DE RUA: A RURBANIDADE E A
CONSTRUÇÃO DA REPRESENTAÇÃO SOCIAL SOBRE O RURAL NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO
HORIZONTE.
Hilário., J. C. S. V. (2006). Partido dos Trabalhadores: uma nova cultura política? Repensando aspectos da
história do partido e da sua experiência em Londrina (1980-1996).
HONORATO., G. D. S. (2005). Estratégias coletivas em torno da formação universitária: status, igualdade e
mobilidade entre desfavorecidos.
Ibarra., E. D. S. R. (2008). O CULTIVO DA PAPOULA NA COLÔMBIA: UM ESTUDO DE CASO SOBRE OS
AGRICULTORES FAMILIARES DO MUNICÍPIO DE SILVIA (CAUCA). .
INÁCIO., A. E. C. (2008). JOVENS EM MOVIMENTO: UM ESTUDO SOBRE O MOVIMENTO PASSE LIVRE EM
FLORIANÓPOLIS. .
Inui., R. E. (2005). SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA: IMPACTOS NO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA
AMAZÔNIA - O CASO DAS TRANSNACIONAIS. .
Jesus., J. G. d. (2007). Saberes e formação de professores na pedagogia da alternância.
Jesus., V. C. P. d. (2006). Proposta para Educação no Campo e Demandas dos Trabalhadores.
Jorge., C. F. (2009). A construção teórica das relações entre família e serviço social brasileiro no contexto
dos diferentes projetos societários. .
JÚNIOR., A. D. D. P. (2007). A função social da empresa como um princípio do direito do trabalho pósmoderno.
JUNIOR., A. S. R. (2006). Direitos da personalidade da família na perspectiva histórico-constitucional..
Junior., F. B. (2008). A criminalização dos movimentos sociais como obstáculo à consolidação dos direitos
fundamentais.
66
Júnior., J. d. S. M. (2008). A Política de Cotas no Trabalho como Ação Afirmativa para a Pessoa com
Deficiência em São Luís/Ma.
Junior., M. R. d. S. (2006). Educação na Reforma Agrária: Uma proposta extensionista da UNEB para o
PRONERA.
Junior., N. L. (2005). A mística no cotidiano do MST: A interface entre religiosidade popular e política.
Junior., V. F. S. (2006). De redes e campos: configurações movimentalistas em saúde.
KAUFFMAN., A. P. M. (2006). FONOAUDIOLOGIA: A PROFISSÃO NO AMAZONAS, DOS PIONEIROS AOS
ATUANTES EM 2006.
KIELING., C. (2006). Realidades e Perspectivas da Proposta Pedagógica da SMEC de Feliz/RS. um estudo de
caso. .
Kleiman., F. (2006). Lições de Catende um estudo sobre a luta pela construção de uma autogestão na zona
da mata sul de Pernambuco na década de 1990.
Kroth., V. W. (2008). As Famílias e os seus Direitos no Brasil: conceituação sócio-histórica, previsão legal e
decisões judiciais do Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça entre a Constituição Federal
de 1988 e o Código Civil de 2002.
Lage., M. B. (2006). Sociedade Musical Beneficente Euterpe Friburguense: um estudo sócio-histórico. .
Lamônica., M. d. L. B. d. (2007). Electronic Disturbance Theater (EDT): participação política no ciberespaço..
Lara., A. C. H. S. (2006). A ORGANIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR E A RENOVAÇÃO DA RELAÇÃO DO
ESTADO COM A SOCIEDADE CIVIL. .
Laureano., D. d. S. (2006). MST - Um Sujeito Histórico na Luta pela Reforma Agrária Constitucional no Brasil.
.
Lauriano., A. G. (2009). RELAÇÃO DA VIOLÊNCIA NA GESTAÇÃO E PROCESSO DE ABORTAMENTO: UMA
PERSPECTIVA DA GESTANTE.
LEAL., M. N. (2007). A relação entre o Governo Municipal de Teresina e a Associação de Moradores da Vila
Wall Ferraz para a provisão do Direito ao Habitar.
Leitão., A. L. E. (2008). Política Pública para a Agricultura Familiar: o Programa Nacional de desenvolvimento
Sustentável dos Territórios Rurais (Proinf) no Território Caparaó-ES.
Lima., A. F. (2007). O JORNAL PASTORAL DA CRIANÇA COMO INSTRUMENTO DE PROMOÇÃO DA
CIDADANIA.
Lima., A. M. d. S. (2006). A Educação da Universidade Popular Comunitária no Cotidiano das Mulheres
Coartisentes..
LIMA., A. R. S. D. (2007). CARTOGRAFIA DE SABERES NAS PRÁTICAS EDUCATIVAS COTIDIANAS DO
MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA – MST NA AMAZÔNIA PARAENSE.
LIMA., A. S. D. (2009). Vítimas do Ódio: a Militância Comunista e as Lutas Camponesas no interior paulista
(1945-1958). .
LIMA., E. C. D. (2006). OS MOVIMENTOS SOCIAIS DE LUTA PELA TERRA E PELA REFORMA AGRÁRIA NO
PONTAL DO PARANAPANEMA: TRAMA SOCIAL E DINÂMICA TERRITORIAL. .
Lima., J. A. B. (2008). TRABALHO, EDUCAÇÃO E EMANCIPAÇÃO HUMANA: O MOVIMENTO SEM-TERRA E
67
OS HORIZONTES PARA O ENSINO MÉDIO DO CAMPO. .
LIMA., J. D. F. M. E. (2007). ESTRATÉGIAS DE VIABILIDADE POLÍTICA E MOVIMENTOS SOCIAIS: REFLEXÕES
SOBRE A LUTA DE MORADORES DE FAVELASCARIOCAS CONTRA A VIOLÊNCIA POLICIAL. .
Lima., J. F. d. L. B. (2006). O Risco em Cena:Análise das Campanhas de Prevenção à AIDS na MTV Brasil..
LIMA., J. S. C. D. (2005). A SOLIDARIEDADE COMO PRINCÍPIO PEDAGÓGICO: um estudo de caso na Usina
Catende Harmonia – PE.
Lima., L. P. d. (2006). Ocupar, resistir e produzir também na educação‖: Uma análise da configuração textual
de um material didático produzido pelo movimento dos trabalhadores rurais sem terra. .
Lima., W. S. d. (2008). O MST e a questão democrática em Pernambuco e no Brasil: práticas internas e
perspectivas para a sociedade brasileira. .
Locatelli., V. (2008). DEMANDAS SOCIOAMBIENTAIS DAS REPRESENTAÇÕES DA AGRICULTURA FAMILIAR
NO ÂMBITO DO PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL. .
Lombardi., S. P. M. (2006). Desenvolvimento Rural e Gênero: a Participação das Mulheres na Organização
de um Movimento Social - o Caso da CRABI-PR. .
LOPES., E. D. F. D. S. (2007). A Formação das Professoras Enfermeiras da Escola Técnica de Enfermagem do
Hospital de Clínicas de Porto Alegre.
Lopes., W. d. J. F. (2008). As Representações Sociais dos jovens do campo, acerca de suas escolas.
Lopez., L. C. (2005). ? Hay alguna persona en este hogar que sea afrodescendiente? Negociações e disputas
políticas em torno das classificações étnicas na Argentina. .
LOURENCO., A. (2006). Quem tem direito à cidade: lutas pelo direito de ir e vir na metropole do Rio de
Janeiro (1980-2005).
Lucas., R. E. A. (2008). Política Educacional e Educação do Campo: um estudo de caso no assentamento de
reforma agrária – Glória – município de Pedras Altas/RS.
Luciano., F. F. (2008). Acampamento Grajaú: etnografia de uma ocupação política.
LUZ., A. M. S. (2005). TATEANDO EM ZONAS (DES)CONHECIDAS E INTANGÍVEIS DO SER: CONCEITOS DE
LIBERDADE E SEXUALIDADE PRODUZIDAS POR ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RUA.
Luz., C. C. N. d. (2006). Comunicação e cultura: relações (tensas) entre manifestações culturais periféricas e
mídias: o caso Hip Hop.
Luz., M. M. P. d. (2008). A ESPECIFICIDADE DO JORNALISMO NAS RÁDIOS COMUNITÁRIAS: A
CONSTRUÇÃO DA NOTÍCIA CIDADÃ NO CONTEXTO NEOLIBERAL.
Luz., V. d. C. (2005). Assessoria Jurídica Popular no Brasil. .
Machado., F. V. (2007). MUITO ALÉM DO ARCO-IRIS. A CONSTITUIÇÃO DE IDENTIDADES COLETIVAS
ENTRE A SOCIEDADE CIVIL E O ESTADO.
Maciel., D. C. (2008). Nacionalismos, Movimentos Sociais e a Incorporação da Bolívia à Economia-Mundo
Capitalista.
Madureira., A. L. G. (2007). Teoria enunciativa e condições de produção: o entremeio teórico no discurso de
fábulas millorianas.
68
Magalhães., A. A. d. (2008). Entre a vida e a morte: a luta! A construção da ação coletiva por moradores de
favelas da cidade do Rio de Janeiro.
Maia., M. E. N. (2005). "A necessidade e o chicote": seca e saque em Limoeiro do Norte (1950-1954).
Makiyama., C. T. (2005). O PT e a participação popular.
Mansan., P. R. A. (2008). A Construção Identitária da Juventude nos Movimentos Sociais da Via Campesina
Brasil.
Marach., C. B. (2007). Inquietações modernas: discurso educacional e civilizacional no periódico A escola
(1906-1910). .
Marchesi., E. M. (2008). A atuação dos conselheiros na definição das prioridades e no financiamento da
política para a criança e o adolescente.
Marchezini., F. d. S. (2006). A trajetória da participação popular no planejamento urbano: o caso do
Conselho Municipal do Plano Diretor de Vitória (1984-2001).
Marcoccia., R. M. (2007). ASSOCIAÇÃO DOS TRABALHADORES SEM TERRA DE SÃO PAULO: UMA
EXPERIÊNCIA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR NA SOLUÇÃO DO PROBLEMA HABITACIONAL DE SÃO PAULO.
Maria., R. M. S. (2007). O Conflito entre Direitos Fundamentais: As dimensões do conflito entre o direito à
moradia adequada e o direito ao meio ambiente ecológicamente equilibrado no espaço urbano brasileiro. .
Marinho., C. M. (2008). Um estudo exploratório sobre a escola rural em Viçosa-MG: Saberes e Práticas
Docentes.
MARQUES., G. J. A. L. (2005). Cidade e conflitos urbanos na imprensa sindical carioca (1995-2002).
Martins, M. S. C. (2005). A PARCERIA FAMÍLIA-ESCOLA: UMA PROPOSTA DOS HIGIENISTAS.
Martins., D. N. d. S. (2009). A educação nos assentamentos de sem terra no sudoeste da Bahia: o caso do
Assentamento de Amaralina em Vitória da Conquista. .
Martins., M. (2008). Juventude e reforma agrária: o caso do Assentamento Rural Paz na Terra, RJ.
MATTA., L. O. D. S. (2007). Os movimentos sociais urbanos e a gestão democrática da cidade.
Medeiros., E. A. P. (2008). LIMITES DA REFORMA AGRÁRIA. LUTAS, MEMÓRIAS E EXPERIÊNCIAS DOS
TRABALHADORES SEM-TERRA. Assentamento Rio das Pedras - Uberlândia/MG -1997/2006.
Meireles., L. E. d. C. (2005). O controle social do FUNDEF em municípios recém-emancipados do Piauí.
MELLO., A. S. V. D. (2007). Burocratização e Institucionalização das organizações de movimentos sociais: o
caso da organização de prostitutas Davida.
Mello., L. J. A. d. (2006). Participação, diversidade e consensos no Fórum Social Mundial 2005 e 2006:
algumas pistas sobre o perfil, as motivações e as críticas dos participantes.
MELO., A. B. T. (2007). NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS E ECONOMIA SOLIDÁRIA:UMA BREVE
CARTOGRAFIA DA AUTOGESTÃO COMO PROCESSO DE SUBJETIVAÇÃO.
Melo., A. S. (2009). DAS SOMBRAS ÁS FORMAS:A participação da mulher no movimento sindical dos
trabalhadores e trabalhadores rurais (MSTTR)no Estado de Sergipe. .
Mendes., A. d. S. (2005). ACESSO À TERRA NO BRASIL: UMA ANÁLISE HISTÓRICO-POLÍTICA.
69
Mendes., C. F. (2005). Pra Soletrar a Liberdade: As Propostas Educacionais do Movimento Zapatista no
México e dos Sem-Terra no Brasil na Década de 90.
Mendes., O. d. C. (2005). A Política de Educação no Município de Cametá: Análise sobre a Proposta da
Escola CAÀ-MUTÁ, Escola Cidadã.. .
MENDONÇA., E. D. S. (2008). Práticas discursivas sobre participação política juvenil: entre os prazeres,
orgulho e sacrifícios.
MENDONÇA., V. L. M. D. (2006). NOVOS MODOS DE SUBJETIVAÇÃO E CIDADANIA: uma articulação
necessária.
Menegazzi., S. T. (2005). Movimentos sociais, educação e psicanálise: um estudo sobre o fracasso escolar
como um sintoma social. .
MENEZES., D. B. (2008). A retórica da intransigência brasileira: uma análise do discurso da oposição durante
o primeiro governo Lula.
MENEZES., I. D. D. (2005). FORMAÇÃO DE EDUCADORES ALÉM DO ‗CHÃO DA ESCOLA‘: QUAIS OS
SENTIDOS EDUCATIVOS TRAMADOS PELA REDE MIAC?.
Mezadri., N. J. (2007). CONTRIBUIÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS POPULARES PARA A EDUCAÇÃO
FORMAL: PERSPECTIVAS POLÍTICAS CRÍTICAS E EMANCIPATÓRIAS.
MIRALHA., W. (2006). A ORGANIZAÇÃO INTERNA E AS RELAÇÕES EXTERNAS DOS ASSENTAMENTOS
RURAIS NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE BERNARDES-SP.
Miranda., A. A. (2007). Movimentos sociais, AIDS e cidadania: o direito à saúde no Brasil a partir das lutas
sociais.
Miranda., A. d. S. (2007). A gênese da preservação do patrimônio em Belo Horizonte: movimentos sociais e
a defesa da Praça da Estação.
Miranda., C. M. (2007). Mobilização das Mulheres em Enunciados de Jornais Brasileiros (1979-1988). .
Miranda., D. R. (2009). A educação infantil na perspectiva da criança de contexto rural: questões para
pensar a política de educação do campo em Juiz de Fora.
MONTEIRO., E. D. B. (2008). "EU JÁ VI ÁGUA IR EMBORA(...) COM A NATUREZA NÃO SE MEXE(...) EU JÁ VI
ÁGUA IR EMBORA" OS TRUXÁ (PE), GRANDES PROJETOSE O SENTIDO DA TERRITORIALIDADE NO
EXERCÍCIO DA CIDADANIA INDÍGENA CONTEMPORÂNEA.
Monteiro., E. S. (2008). EDUCAÇÃO E DISCRIMINAÇÃO RACIAL: convergências e divergências na percepção
de famílias negras e brancas no município de Cuiabá.
Monteiro., W. T. (2007). Fios de uma história: entrelaces em experiências de educação de jovens e adultos
em Duque de Caxias (anos 1980/90).
MORAIS., N. M. D. (2006). Repensando os Messianismos de Canudos e Juazeiro.
MOREIRA., A. D. J. (2008). A Cultura Corporal e a Lei 10.639/03: Um estudo sobre os Impactos da Lei no
Ensino da Educação Física em Salvador.
MOREIRA., A. P. D. C. (2009). Esta pesquisa tem como objetivo geral investigar a construção do território
do remanescente de quilombo de Caiana dos Crioulos, localizado no município de Alagoa Grande – PB,.
Moretti., C. Z. (2008). Educação popular em José Martí e no movimento indígena de chiapas: a insurgência
como princípio educativo da pedagogia latino-americana.
70
Mota., M. M. (2007). Educação de Jovens e Adultos na Reforma Agrária: um estudo de caso sobre o
currículo (1995-2000).
Moura., A. M. S. d. A. (2009). Brasil de Fato: trajetória, contradições e perspectivas de um jornal popular
alternativo. .
Moura., E. A. (2008). EDUCAÇÃO PERMANENTE DO HOSPITAL ESCOLA DR. JOSÉ CARNEIRO E A
QUALIDADE NA ASSISTENCIA AO USUÁRIO FOCANDO O OLHAR NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO.
Moura., G. G. (2008). O Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística como estratégia de agendamento
da violência sexual contra crianças e adolescentes na imprensa brasileira.
Moura., S. M. L. (2007). Aprendizados na tarefa de orientar: ativistas pela não-violência trabalhando para
entender identidades no Movimento Humanista.
MULLER., A. L. (2007). A Construção das Políticas Públicas para a Agricultura Familiar no Brasil: o caso do
Programa de Aquisição de Alimentos.
MUNGAI., M. F. (2008). PARQUE NACIONAL CAVERNAS DO PERUAÇU-MG. MOSAICO DE INTERESSES,
REPRESENTAÇÕES E CONFLITOS.
Nascimento., A. F. d. (2006). EMERGÊNCIA DAS REDES DE PRODUÇÃO SOCIAL À INFÂNCIA E JUVENTUDE
NO CONTEMPORÂNEO: PRÁTICAS E PARADOXOS.
Nascimento., A. L. C. (2005). Escolas-família agrícola e agroextrativista do Estado do Amapá: práticas e
significados.
Nascimento., C. M. d. (2006). A Renovação Carismática e a Relação entre a Igreja Católica e os Movimentos
Sociais: o caso da Diocese de Guarabira - PB".
Nascimento., M. d. F. P. d. (2008). A PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NO PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO
URBANO DE SALVADOR.
Nascimento., M. M. (2008). DO URBANO AO RURAL: um estudo sobre a relação entre "nativos", os "de
fora" e o movimento alternativo no Vale do Capão/Bahia.
Nascimento., S. d. (2006). Gestão Participativa ? - Atuação das lideranças das Associações de Moradores
co-gestoras do Programa Médico de Família – Niterói.
NAVAS., A. M. M. S. (2008). A PARTICIPAÇÃO POPULAR NA GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE – SUS :
limites e possibilidades ASSIS.
Nebel., M. Z. (2006). MÃOS QUE FALAM DA CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES SURDAS NA ESCOLA
OUVINTE.
Néspoli., J. H. S. (2006). Cultura política petista e Programa MOVA-SP (1989-1992).
NETO., E. X. R. (2005). Governo Municipal e Movimentos Sociais na Gestão da Moradia em Teresina: um
exame das experiências das Vilas Alto da Ressurreição e Irmã Dulce.
Neto., J. G. d. S. (2005). Sindicalismo, representação política e práticas sociopolíticas emergentes. .
Niemeyer., C. B. d. (2006). Contestando a governança global: a Rede Transnacional de Movimentos Sociais
Via Campesina e suas relações com a FAO e OMC.
NOGUEIRA., A. P. F. (2009). Escolas do campo e formação territorial dos assentamentos de reforma agrária
do muinicípio de Cruz do Espírito Santo - PB.
71
Nottingham., P. C. (2006). TEMPOS VERDES EM FORTALEZA: EXPERIÊNCIAS DO MOVIMENTO
AMBIENTALISTA (1976-1992).
NOVAIS., T. O. (2007). INTEGRALIDADE E SAÚDE BUCAL NA PERCEPÇÃO DE PARTICIPANTES DOS
MOVIMENTOS SOCIAIS E DO SUS.
Nunes., B. T. (2008). Os Trabalhadores da Política: uma corrente do PT de Niterói.
Nunes., J. L. F. (2005). A REFORMA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA PAULISTA DOS ANOS 90. O DISCURSO
OFICIAL E A AÇÃO PRÁTICA DO GOVERNO ESTADUAL PARA IMPLEMENTAR A POLÍTICA DO BANCO
MUNDIAL.
Nunes., R. E. S. d. S. (2006). MOVIMENTO SOCIAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA: LIMITES E POSSIBILIDADES
DA RELAÇÃO COM O ESTADO.
OLIVEIRA., A. C. S. D. (2008). MOVIMENTOS SOCIAIS E PROJETO EDUCACIONAL: uma experiência em
Mundo Novo - MS.
Oliveira., A. d. (2008). Movimentos sociais na Paróquia do Rosário e São Benedito na década de oitenta.
Uma educação popular potencializadora de libertação?
Oliveira., A. P. G. (2005). Quem cala consente? violência dentro da casa a partir da perspectiva de gênero,
família e políticas públicas.
OLIVEIRA., A. S. D. (2006). Assentamentos rurais em hortos florestais: o caso da região nordeste paulista. .
Oliveira., C. F. d. (2009). Educação em Direitos Humanos para o Combate ao Sexismo: contribuições do
letramento na disciplina de Língua Portuguesa.
Oliveira., E. C. d. (2005). As CEBs Duque de Caxias e São João de Meriti: "um modelo de Igreja voltado para
o social" (1960-2005).
Oliveira., E. M. d. (2007). Cercas da Reforma Agrária - sonhos, conflitos e contradições. Assentamento Rio
das Pedras / Uberlândia-MG.
Oliveira., F. A. d. (2007). REDE SOCIAL E SUAS CONTRADIÇÕES: ESPAÇO DE DISPUTA IDEO-POLÍTICA.
Oliveira., I. d. F. (2008). A (IN)VISIBILIDADE DA CULTURA NEGRA AFRICANA NO ENSINO DE ARTES VISUAIS.
Oliveira., I. P. d. (2005). Inter-Redes – Um estudo de caso sobre a Democracia Participativa no Brasil. .
Oliveira., J. R. d. (2007). Assentamentos Rurais Em Busca Da Sustentabilidade. Um estudo de caso sobre o
processo de transição agroecológica no Projeto de Assentamento Dona Helena, Município de Cruz do
Espírito Santo/PB.
Oliveira., M. E. d. (2006). O grito abençoado da periferia: trajetórias e contradições do Iajes e dos
movimentos populares na Andradina dos anos 1980.
Oliveira., M. L. L. d. (2007). Transformação das desigualdades de gênero? Uma narrativa da vida cotidiana e
de empodrecimento de mulheres de assentamentos do Cariri Paraibano.
Oliveira., R. M. d. (2005). CADA UM QUERIA CERCAR MAIS QUE O OUTRO‖: LUTA PELA TERRA E OS
MODOS DE VIVER DE TRABALHADORES SEM-TERRA EM CARNEIRINHO, MG. .
Oliveira., S. M. d. (2007). Educação ambiental e organizações da sociedade civil da Bacia Hidrográfica do
Córrego Água Quente (São Carlos/SP): compreendendo a incorporação da temática ambiental em suas
ações sócio-educativas. .
72
Sara Monise de Oliveira. Educação ambiental e organizações da sociedade civil da Bacia
Hidrográfica do Córrego Água Quente (São Carlos/SP): compreendendo a incorporação da
temática ambiental em suas ações sócio-educativas. 01/10/2007
1v. 123p. Mestrado. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO/SÃO CARLOS - CIÊNCIAS DA ENGENHARIA
AMBIENTAL
OLIVEIRA., V. M. S. (2008). MOVIMENTO SOCIAL E CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS NO BAIRRO AMÉRICA ARACAJU/ SE: O CASO DA COMPANHIA DE CIMENTO PORTLAND DE SERGIPE (1967-2000).
Pacheco., N. M. d. R. (2007). GESTÃO DEMOCRÁTICA E MOVIMENTOS SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE A
EXPERIÊNCIA DO MORRO DA CRUZ, FLORIANÓPOLIS, SC.
Padilha., D. O. (2008). A CONSTRUÇÃO DA RACIONALIDADE AMBIENTAL NO MOVIMENTO
AGROECOLÓGICO EM RIO BRANCO DO SUL.
Paiva., A. G. S. (2008). O jogo pela democratização do planejamento na cidade: caminhos da participação
popular no Plano Diretor de Fortaleza (2002-2008).
Paiva., C. P. (2007). Redes Sociais e ação coletiva: o caso da ―Nós Voluntários‖.
Passos., N. M. N. d. (2008). A Revista Veja e a invenção do ‗MST Terrorista‘ - Um estudo sobre a cultura da
opressão no Brasil pós 11 de setembro.
Patricia Basilio Teles. Acompanhamento Santa Maria: ―Sua Luta, S. H. (2005). Acompanhamento Santa
Maria: ―Sua Luta, Sua História‖. .
Paula., A. B. d. (2005). CIDADANIA E LEGISLAÇÃO FUNDIÁRIA DAS FAVELAS.
PAULA., D. J. D. (2005). Gestão dos recursos naturais no município de Juína/MT: a parceria de atores locais
com programas demonstrativos. .
PAULO., J. P. (2008). Resistência cultural afro-descendente na zona leste de São Paulo: o movimento negro
"Fala Negão Fala Mulher" (1980-2008).
Peçanha., S. B. (2006). Reflexões sobre a Participação Popular no Processo Orçamentário Brasileiro. Estudo
de Caso: Porto Alegre-RS.
Pena., P. C. A. (2007). A Mão que Segura o Spray: a resistência a identificação e a pedagogia dos graffiteiros
de Salvador.
Pereira., A. C. J. (2009). A reconfiguração do sensível: Direitos Humanos, movimentos sociais e normas
internacionais na criação da Lei Maria da Penha. .
Pereira., D. d. S. (2009). O Controle Social na Política de Educação Permanente em Saúde.
Pereira., E. A. (2007). METENDO A MÃO NA MASSA: UMA EXPERIÊNCIA DE ECONOMIA SOLIDÁRIA EM
IMBARIÊ.
Pereira., F. A. (2008). A Educação de Pessoas Jovens e Adultas e a Cidadania no Campo: um olhar sobre o
PRONERA no Norte do Tocantis.
Pereira., F. R. G. (2008). OS CAMPONESES E A MOBILIZAÇÃO POPULAR:IGREJA CATÓLICA, SAQUES E
MOVIMENTOS SOCIAIS EM ITAPIÚNA –CE (1980-1993).
Pereira., J. B. (2005). Posições variantes da Igreja Católica frente as organizações sociais a exemplo do
Centro Social Rural de Orizona.
Pereira., J. C. (2008). Educação Infantil no Município de Juiz de Fora: Múltiplas Dimensões de um Campo
73
Social.
Pereira., M. O. d. R. (2006). ―Educação Ambiental: um convite à participação‖.
Pereira., M. R. (2007). COMITÊ ESTADUAL MARANHENSE DE COMBATE À TORTURA: os movimentos sociais
e a luta pelo direito à não-tortura no contexto de uma parceria com o Estado.
Pereira., M. R. d. S. (2007). Iniciativa MAP: Um emergente social transfronteiriço e sua gestão ao
desenvolvimento sustentável na região da amazônica Sul Ocidental. .
PEREIRA., T. I. (2007). Pré-Vestibulares Populares em Porto Alegre: na fronteira entre o público e o privado.
.
PERES., C. A. (2009). O PÚBLICO E O PRIVADO NO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO: DO REGIME MILITAR
(1964-1984) AO GOVERNO FHC (1995-2002.
PERIUS., L. C. F. D. S. (2008). Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária – A Gestão do Pronera no
Estado de Mato Grosso do Sul – 1998/2001.
Pezzin., J. (2007). Professores(as) sem terra: um estudo sobre práticas educativas do MST. .
Piaia., C. C. (2008). DESAFIOS E POSSIBILIDADES DO DIÁLOGO ENTRE ESCOLA E MOVIMENTOS SOCIAIS:
ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA PÚBLICA.
PICOLOTTO., E. L. (2006). Sem medo de ser feliz na agricultura: o caso de movimento de agricultores em
Constantina
Pimentel., M. A. A. (2008). Políticas de Formação Docente para o Campo: Um olhar sobre as propostas
oficiais e os contextos reais de formação.
Pinheiro., A. C. T. (2008). A expansão do ensino profissional na rede pública estadual de educação do
Paraná - 2003-2006.
Pinheiro., L. S. (2006). Vozes femininas na política: uma análise sobre mulheres parlamentares no pósConstituinte. .
Pinto., R. M. S. (2008). A formação do Partido dos Trabalhadores em São José dos Campos/SP (1980-1985).
Pistolato, A. (2008). A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NA ERRADICAÇÃO DAS PIORES FORMAS DE
TRABALHO INFANTIL NO PARANÁ: O PROGRAMA CATAVENTO.
Pontes., G. M. (2007). "Greve do voto: a política da anti-política nas eleições municipais de 2004 em
Fortaleza". .
PRADO., B. S. D. (2008). O INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO DE EGRESSOS DA EDUCAÇÃO
BÁSICA PÚBLICA: O SISTEMA DE COTAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ.
Prado., M. N. G. d. (2006). EDUCAÇÃO e RESISTÊNCIA NA GERAÇÃO 1980: EM BUSCA DA UTOPIA
NECESSÁRIA. .
Prata., M. R. (2008). A discriminação contra os homossexuais e os movimentos em defesa de seus direitos.
Prazeres., M. S. C. d. (2008). Educação do Campo e Participação Social: reflexões sobre a experiência da
Casa Familiar Rural de Cametá/PA.
Princeswal., M. (2007). MST E A PROPOSTA DE FORMAÇÃO HUMANA DA ESCOLA NACIONAL FLORESTAN
FERNANDES PARA A CLASSE TRABALHADORA: UMA SÍNTESE HISTÓRICA.
74
RABELO., A. M. P. (2006). A Participação política em tempos de globalização: o Fórum Social Mundial
inaugura o movimento social global..
Raiol, E. C. T. (2007). Relações de gênero, desenvolvimento participativo, transformações tecnológicas:
análise da organização social de agricultores/as no Pólo do PROAMBIENTE no Rio Capim no Estado do
Pará.
Raiol., I. P. C. (2005). Direito de moradia: uma abordagem das ocupações de áreas urbanas promovidas por
movimentos sociais.
Rebello., A. M. (2007). DIREITO À CIDADE: LEGISLAÇÃO BRASILEIRA E INSTRUMENTOS DE GESTÃO.
Reichelmann., C. C. (2006). Rurbanização, desenvolvimento e vida : o caso do assentamento Nova
Esperança I, do MST, em macrozona de expansão urbana de São José dos Campos perspectivas para o
planejamento urbano e regional.
Reidel., T. (2005). A Relevância da Categoria Participação para os Assistentes Sociais e a Representação
Profissional no CRESS 10ª Região.
Reis., A. R. G. (2008). ―Do Segundo Sexo á Segunda Onda: Discursos Feministas sobre a Maternidade".
Rezende., L. G. (2006). Midia, Ditadura e contra-hegemonia: a ação do Jornal Posição no Espírito Santo.
Ribeiro., C. L. (2009). Educação ambiental e aprendizagem dialógica: possibilidades e limites para a
transformação da escola e seu entorno.
Ribeiro., D. B. (2008). Os impactos do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres nos serviços de
atendimento às mulheres em situação de violência do município de Serra. .
Ribeiro., D. d. M. B. (2005). Movimentos Sociais e Operadores do Direito – Possibilidades Hermenêuticas
para a Reorientação da Atuação Jurídica.
Ribeiro., K. R. N. (2007). A Municipalização da Educação Infantil em Campo Grande/MS Pós LDB/96.
Ribemboim, M. H. U. (2008). O Poder dos Juízes Brasileiros na Implementação da Agenda do Governo.
Rocha, E. G. (2008). DIREITO À ALIMENTAÇÃO: políticas públicas de segurança alimentar sob uma
perspectiva democrática e constitucional. .
ROCHA, L. A. D. (2005). Movimentos sociais e reestruturação na área de influência do Projeto Albras-AluNorte: O caso dos bairros laranjal e pioneiro em barcarena.
Rocha., E. N. (2006). Práticas Educativas de Formação dos Movimentos Sociais: o papel sócio-educativo do
MOC na região sisaleira da Bahia.
Rocha., H. O. (2007). A Formação dos Educadores e Educadoras do MST formados pelo
PRONERA/UFMA/MST no Maranhão. .
Rocha., M. N. D. (2007). Produção de Conhecimento Sobre Participaçãp e Controle Social em Saúde(19802005).
Rocha., M. N. O. (2005). "Movimentos Sociais Conectados à Internet: O caso do MST e do EZLN".
Rocha., R. A. (2008). Rita Aparecida Rocha. O currículo na educação de Jovens e Adultos: uma experiência
em construção. .
RODRIGUES., C. F. (2008). Adolescentes e jovens com experiências de vida nas ruas de São Luís - MA:
construindo sentidos e desvelando significados.
75
Rodrigues., C. S. (2006). As fronteiras entre raça e gênero na cena pública brasileira: um estudo da
construção da identidade coletiva do movimento de mulheres negras.
Rodrigues., C. Z. (2009). ―AS MUDAS ROMPERAM O SILÊNCIO‖ - DISCURSO ECOLÓGICO E MOVIMENTO
CAMPESINO.
Rodrigues., D. d. O. (2009). Micropolítica do Fazer em Saúde: Afirmação de Práticas Cotidianas de
Participação no SUS.
RODRIGUES., F. F. B. (2006). AS MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO E A AÇÃO SINDICAL DOS
TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO.
RODRIGUES., G. B. (2005). Geografias Insurgentes: um Olhar libertário sobre a Produção do Espaço Urbano
Através das Práticas do Movimento Hip Hop.
Rodrigues., L. M. (2006). Desafios e possibilidades na Educação de Jovens e Adultos no contexto do
Pronera.
Romani., O. S. (2005). Família e poder: entre o micro e o macro - onde fica a comunidade do Vale das
Dunas do Abaeté.
Rosa., L. d. S. (2005). Os quilombos do Vale do Ribeira e o movimento social: o movimento dos ameaçados
por barragens do Vale do Ribeira (MOAB).
Rosário., J. M. T. d. (2005). Ocupação da Terra e sua Função Social. .
ROSSATO., A. (2007). A RECEPÇÃO DE RÁDIO E TELEVISÃO PELOS JOVENS DO MOVIMENTO DOS
ATINGIDOS POR BARRAGENS: REPRESENTAÇÕES IDENTITÁRIAS DAS CLASSES POPULARES.
SACARDO., V. A. (2008). A Autoridade Acima De Tudo!- O Pensamento Geográfico De Jackson De
Figueiredo. .
SAID., C. D. C. (2007). As minas da rima: as jovens mulheres e o movimento Hip-Hop de Belo Horizonte.
SALGADO., A. G. (2009). TRILHANO OS CAMINHOS DA EDUCAÇÃO: UM OLHAR SOBRE A UNIVERSIDADE
DA FLORESTA – ACRE.
Sandolowski., M. C. (2005). O tratamento dado à violência doméstica contra crianças e adolescentes pela
justiça criminal: estudo de caso em Santa Maria. .
Santana., E. (2008). Conexões: movimento social, educação popular e cinema.
Santiago., I. E. (2006). O movimento pela democratização da comunicação por jovens universitários: o caso
da Enecos e sua Regional no Rio de Janeiro. .
Santos., A. C. d. H. (2009). EXPROPRIAÇÃO DO TRABALHO E ESCOLARIZAÇÃO DO CORTADOR DE CANA
EM ALAGOAS. .
Santos., A. C. d. S. (2009). RELAÇÕES DE GÊNERO E EMPODERAMENTO DE MULHERES: A EXPERIÊNCIA DA
ASSOCIAÇÃO DE PRODUÇÃO "MULHERES PERSEVERANTES".
Santos., A. d. P. e. M. d. (2007). ―A ATUAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES NÃO-GOVERNAMENTAIS NA
GOVERNANÇA AMBIENTAL DA AMAZÔNIA: O CASO DA ONG FASE NO MUNICÍPIO PARAENSE DE
GURUPÁ‖..
SANTOS., A. F. D. S. (2005). O Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária e a Importância da
Escolarização na Opinião de Assentados Rurais do Sertão do Estado de Sergipe.
76
SANTOS., A. G. D. (2005). OS FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO POPULAR, O PROJETO RAIO DE
LUZ E AS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO DE SÃO LÁZARO - MANAUS/AM:
1956-2001. .
Santos., A. S. (2007). A Resstruturação Urbana e Movimento Popular de Luta por Moradia: orgnização e
resistência dos moradores à implementação do projeto de requalificação urbana do Dique de Campinas
em SSA-BA. .
Santos., A. T. d. (2008). O ESPAÇO GEOGRÁFICO, OS SURDOS E O(S) PROCESSO(S) DE INCLUSÃO/
EXCLUSÃO SOCIAL NA CIDADE DE SANTA MARIA/ RS.
Santos., A. V. D. (2007). A institucionalização do movimento ambientalista: um estudo da formação do
Partido Verde no Brasil. .
SANTOS., B. S. D. (2006). Movimentos Sociais e Rádio Comunitária: Estudo sobre a Práxis e o projeto do
movimento de Radiodifusão comunitária em Alagoas entre 1999 e 2006. .
SANTOS., C. A. D. (2009). EDUCAÇÃO DO CAMPO E POLÍTICAS PÚBLICAS NO BRASIL A instituição de
políticas públicas pelo protagonismo dos movimentos sociais do campo na luta pelo direito à educação.
Santos., C. S. (2008). CRISTIANISMOS PARALELOS: RELIGIÃO E POLÍTICA ENTRE O GRUPO EVANGÉLICO DO
MOVIMENTO SONHO REAL.
Santos., F. d. R. (2008). A Mediação das lideranças membros da Direção Estadual do MST e a construção
dos arranjos sociais e produtivos: a experiência baiana – 1987 – 2007.
Santos., F. M. d. (2006). A formação contínua do educador Sem Terra em um assentamento: alcances,
limites e perspectivas. .
Santos., J. F. d. (2005). MOVIMENTO NACIONAL DE MENINOS E MENINAS DE RUA EM ALAGOAS:
Identidade e Crise. .
Santos., J. G. d. (2005). A ausência presente e o silêncio que fala: impasses da extensão universitária.
Santos., J. P. F. (2008). Reforma Agrária e Preço Justo: A Indenização na Desapropriação para fins de
Reforma Agrária e Possibilidades de Ruptura do Individualismo Proprietário.
Santos., J. V. (2008). Um olhar sócio-ambiental da história: a trajetória do movimento ambientalista e seus
conflitos com a atividade carbonífera no Sul de Santa Catarina (1980-2008).
SANTOS., M. A. D. O. D. (2005). A PERSISTÊNCIA POLÍTICA DOS MOVIMENTOS NEGROS BRASILEIROS:
PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO À TERCEIRA CONFERÊNCIA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS CONTRA O
RACISMO.
Santos., M. A. F. d. (2008). Análise do processo de internalização de propostas de educação ambiental em
Escolas de ensino médio no Município de Acaraú/CE.
Santos., M. B. d. (2008). Relações de gênero: as formas de enunciação da identidade da mulher na mídia
jornalística.
Santos., M. d. A. L. d. (2007). Memória e educação na comunidade quilombola de Mata Cavalo.
SANTOS., M. V. D. (2007). O ESTUDANTE NEGRO NA CULTURA ESTUDANTIL E NA EDUCAÇÃO FISICA
ESCOLAR.
Santos., R. C. B. d. (2006). RAÇA, SEXUALIDADE E POLÍTICA: UM ESTUDO DA CONSTITUIÇÃO DE
ORGANIZAÇÕES DE LÉSBICAS NEGRAS NO RIO DE JANEIRO. .
77
Santos., S. C. d. (2005). FORUM SOCIAL MUNDIAL: Possibilidades e Limites.
Santos., V. d. S. (2006). O Multiculturalismo, O Pluralismo Jurídico. .
Sartori., J. (2006). Movimento, um jornal "partido": trajetórias e conflitos em torno de um semanário (19751981).
Sartori., L. R. (2006). Movimentos sociais e terceiro setor: (Re)Pensando a democracia brasileira.
SATURNINO., E. L. (2005). Imagem, memória e educação: um estudo sobre modos de ver e lembrar.
SCHERER., M. (2008). AMBIENTE E CIDADANIA: ESTUDO SOBRE A AÇÃO DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE
DIREITO NA INCLUSÃO SOCIAL E NA SUSTENTABILIDADE.
Schwengber., I. d. F. (2005). Representações do MST na imprensa de Mato Grosso do Sul (1995-2000).
Serpa., L. G. (2006). TEATRO E CONSCIENTIZAÇÃO: Um olhar sobre o movimento ―Bailei na Curva‖ (19831985).
SERRA., A. S. V. (2007). "Esqueceram de mim": Políticas Públicas de Atenção em Saúde em Relação ao Uso,
Abuso e Dependência de Álcool e outras Drogas para Crianças e Adolescentes no Rio de Janeiro.
SEVERO., J. S. (2005). Irregularidade Fundiária e Usucapião Especial Urbana: Ruptura com a Tradição
Judiciária de Proteção a Propriedade Privada? A Experiência de Porto Alegre (1989-2004).
Severo., M. F. S. W. (2006). Os movimentos sociais de juventude e os direitos dos jovens no Brasil. .
SILVA., A. C. M. D. (2006). Educação em Tempos de Novas Tecnologias: O Programa Cidadania de Inclusão
Digital do SERPRO..
Silva., A. E. d. P. d. (2005). A organização social da colônia de pescadores de Imperatriz Zona 29 – CPIZ-29,
Estado do Maranhão.
SILVA., A. N. C. D. (2008). Refletindo a identidade negra e agindo multiculturalmente no ensino.
SILVA., A. R. S. D. (2005). Projeto Educacional do Quilombo Asantewaa: uma alternativa possível?. .
Silva., B. C. d. (2007). A LUTA NA TERRA EM BUSCA DA EMANCIPAÇÃO: Histórias orais de vida de agentes
do MST do Assentamento Dorcelina Folador no município de Arapongas, estado do Paraná.
SILVA., C. A. D. (2005). FUNDAMENTAÇÃO FILOSÓFICA DO DIREITO DE PROPRIEDADE: A CONTRIBUIÇÃO
DE AUTORES MODERNOS.
SILVA., C. C. D. (2006). A APROPRIAÇÃO DA INTERNET POR ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS E A
PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO RURAL.
SILVA., C. D. O. E. (2008). O RESGATE DA TRAJETÓRIA HISTÓRICO-POLÍTICA DO 13 DE MAIO-NEP NÚCLEO DE EDUCAÇÃO POPULAR. .
Silva., C. S. D. d. (2009). OS IMPACTOS SOCIOTERRITORIAIS NO ASSENTAMENTO RURAL PADRE JOSIMO I
e II E NO MUNICÍPIO DE CRISTALÂNDIA-TO E ENTORNO.
Silva., D. A. d. (2006). Ambiente e Educação Ambiental: rumo ao desenvolvimento sustentável. .
SILVA., D. D. R. D. (2007). POLÍTICAS PÚBLICAS DE ATENDIMENTO À CRIANÇA: O DESAFIO DA AÇÃO
ARTICULADA NO PROJETO BELÉM CRIANÇA (2001-2004).
78
SILVA., D. F. D. (2008). O ANJO POETA: RELAÇÃO ENTRE LITERATURA E MISTICISMO EM ESCRITOS DE
DOM HELDER CAMARA.
Silva., E. C. d. (2008). Os exluídos do café: as classes populares e as transformações no espaço urbano de
Londrina. 1944-1969.
Silva., E. S. d. (2005). Gênese e identidade educacional do Centro de Direitos Humanos Henrique Trindade.
Silva., E. S. d. (2007). Gerenciamento integrado dos resíduos urbanos: e os catadores? Associação de
reciclagem ecológica da Vila dos Papeleiros de Porto Alegre.
SILVA., H. L. F. D. (2006). AS TRABALHADORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E A CONSTRUÇÃO DE UMA
IDENTIDADE POLÍTICA.
SILVA., H. M. S. (2008). O QUE APARECE EU FAÇO: mulher, família e modernização em Jataí-GO.
SILVA., I. I. D. (2005). TRABALHO E PROPRIEDADE: DA ALIENAÇÃO À LIBERTAÇÃO – UMA LEITURA ÉTICA
EM KARL MARX. .
SILVA., J. A. B. D. ( 2006). A COMISSÃO PASTORAL DA TERRA E A QUESTÃO AGRÁRIA: TRAJETÓRIA DE
LUTA E RESISTÊNCIA NO BAIXO SÃO FRANCISCO SERGIPANO. .
Silva., J. A. F. (2005). "Sociedade Civil e Conselhos de Assistência Social: contradição entre o adensamento e
o esvaziamento da participação". .
Silva., J. d. G. A. (2005). Santa Dica ou Reduto dos Anjos: uma visão psico-social.
Silva., J. H. d. (2007). Itinerância Juvenil para o Mundo do Trabalho: discursos, práticas e significados. .
Silva., J. V. d. (2006). CIDADANIA NO ENSINO TÉCNICO DO CEFET/PB.
SILVA., K. M. D. (2008). GERAÇÕES NO MOVIMENTO DO MOVIMENTO: UM ESTUDO DO
ENVELHECIEMENTO NO MST.
SILVA., L. A. D. M. (2006). A EDUCAÇÃO POPULAR E SINDICALISMO - O MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO DE
BASE (MEB) E O SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE ITAUÇU-GO.
SILVA., L. K. D. (2008). Entre o público e o privado: Interpretações sobre estórias de abuso sexual em
narrativas jornalísticas.
Silva., M. d. G. d. (2008). Feira de São Bento em Cascavel-Ce: Festa a Céu Aberto. .
Silva., M. d. S. B. d. (2005). Educação e Sindicalismo: a realidade e a concepção sindical conciliatóriapropositiva da categoria de professores.
Silva., M. E. P. d. (2008). SOCIALIZAÇÃO DE AGRICULTORAS NO MOVIMENTO DE MULHERES DO
NORDESTE PARAENSE.
Silva., M. H. T. d. (2006). A (Des)Articulação entre Escola e Comunidade: As implicações para o
desenvolvimento local no Município de Santa Luz.
Silva., M. J. d. (2008). EDUCAÇÃO NÃO FORMAL E DESENVOLVIMENTO LOCAL: A EXPERIÊNCIA DA
ASSOCIAÇÃO DE MULHERES DE VITÓRIA DE SANTO ANTÃO, PARA O EMPODERAMENTO DOS JOVENS DE
PIRITÚBA.
Silva., M. J. V. d. (2008). DILEMAS DO PLANEJAMENTO E DA GESTÃO MUNICIPAL NA AMAZÔNIA
RIBEIRINHA: UMA ANÁLISE DO CASO DE CAMETÁ À LUZ DO IDEÁRIO DA REFORMA URBANA E DO
ESTATUTO DA CIDADE.
79
SILVA., M. L. D. (2007). Mulheres negras em movimento(s): trajetórias de vida, atuação polítia e construção
de novas pedagogias em Belo Horizonte-MG.
Silva., P. P. d. (2008). A representação do Movimento dos Atingidos por Barragens na imprensa escrita: o
caso da Hidrelétrica Candonga/MG.
SILVA., R. J. D. (2008). PARQUE DA LUZ: FAZER PEQUENO, FORTE E ENRAIZADOR.
SILVA., R. L. P. D. (2005). A REFORMA AGRÁRIA, O CRÉDITO RURAL E A FORMAÇÃO SOCIAL: PRODUTORES
DE LEITE DO ASSENTAMENTO DE RESTINGA-SP.
Silva., R. P. d. (2006). A autonomia aparente: Formação, trajetória e relações políticas de um Centro de
Educação Popular em Criciúma (CEDIP) 1983-1998..
SILVA., R. S. D. (2005). "A DIFÍCIL CONSTRUÇÃO DA ASSISTÊNCIA PÚBLICA NO BRASIL: O CASO DE
IPATINGA. .
Silva., R. T. d. (2007). Educação popular na favela - Uma pesquisa no/do/com o cotidiano do Pré-Vestibular
Comunitário da Rocinha.
Silva., S. C. B. L. d. (2008). Entreatos: A Influência do Governo Lula na Relação do Movimento Estudantil com
os Partidos Políticos.
SILVA., S. D. S. (2005). EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: IMPLICAÇÕES DA ESCOLARIZAÇÃO BÁSICA
NOTURNA E TARDIA.
SILVA., S. M. D. (2008). Experiência Abayomi. Cotidianos: coletivos, ancestrais, femininos, artesaniando
empoderamentos.
Silva., T. S. N. (2008). Movimentos Sociais e Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do
Campo.
Silveira., C. R. d. (2008). LEGALIDADE VS LEGITIMIDADE: REPRESENTAÇÕES SOBRE A DEMOCRACIA NO
MOVIMENTO DE LUTA PELA TERRA - (Assentamento Nova Tangará, Uberlândia, 1999-2005).
SILVERIO., L. D. (2006). Assentamento Emiliano Zapata: trajetória de lutas de trabalhadores na construção
do MST em Uberlândia e no Triângulo Mineiro (1990-2005).
Silvone., B. R. (2008). ANÁLISE SOCIOAMBIENTAL EM ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA NO
NORTE PARANAENSE.
Sobrinho., J. d. A. M. (2008). Lazer operário nas Barrancas do Rio São Francisco: possibiliades de um
Programa de Lazer-Educação junto ao sindicato dos metalurgicos de Pirapora - MG. .
Sobrinho., J. R. (2006). Orçamento Participativo em Alagoinhas-Ba (2001-2005): instrumento pedagógico de
cidadania?.
Sousa., A. A. d. (2006). O levante dos "invisíveis" da História: o movimento indígena do Equador na década
de 1990.
Sousa., A. A. d. (2009). Narrativas do Negro na TV:o que dizem as crianças?
Sousa., I. S. d. (2008). O ensino de história e os movimentos sociais: Práticas de história local nos
assentamentos do Conde.
Sousa., L. d. M. (2008). A Inclusão de Alunos com Deficiência na Universidade Federal do Piauí Concepções de Professores.
80
Sousa., M. L. F. (2007). Uma abordagem da poética engajada de Pedro Casaldáliga. .
Sousa., M. S. R. d. (2005). Imaginário Social de Semi-árido e o Processo de Construção de Saberes
Ambientais: O Caso do Município de Coronel José Dias - Piauí. .
Sousa., S. N. d. (2007). Gestão democrática: a rede municipal de creches de Cuiabá frente ao desafio da
participação efetiva.
SOUZA., I. (2005). REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DAS ―TERRAS DE NINGUÉM‖ A Semi-Formalização em
Novas Bases.
Souza., I. F. d. (2008). A ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL E AS RESPONSABILIDADES DO
CONSELHO TUTELAR NO MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS. .
Souza., I. P. D. d. (2007). Soberania e ―governança ambiental‖ na Amazônia Sul-Ocidental: um olhar sobre a
―iniciativa MAP‖.
Souza., J. F. d. (2007). Dá Licença D‘Eu Falá? Os Entre-Lugares da Competência Comunicativa de Jovens e
Adultos.
Souza., U. N. d. (2005). O cooperativismo na formação político-pedagógico de egressos das cooperativasescolas das instituições federais de ensino agropecuário do Centro Oeste.
Stefanelo., M. C. B. (2008). O ESPAÇO PÚBLICO NA TV DIGITAL DE ALTA INDEFINIÇÃO: o espaço público no
contexto dos conceitos de regulação e separação de poderes - relações teóricas frente à discussão
brasileira referente à digitalização da radiodifusão (TV Digital) e o respeito aos princípios de um processo
regulatório.
Stering., S. M. d. S. (2008). Ritmos e pausas das ações instituintes.
SUDANO., S. (2008). SUBJETIVIDADES EM MOVIMENTO: MOVIMENTOS SOCIAIS E PROCESSOS DE
FORMAÇÃO HUMANA.
Teixeira., C. L. (2007). REPRESENTAÇÃO ESPACIAL E VIOLÊNCIA URBANA: AMBIENTE & CASOS DA
ADOLESCÊNCIA EM LONDRINA.
TEIXEIRA., R. J. D. (2008). SOCIEDADE CIVIL E DEMOCRATIZAÇÃO NA GUINÉ-BISSAU, 1994-2006.
Teixeira., V. C. (2008). Software livre e movimento software livre: um estudo com as entidades associadas à
ABONG.
Teles., L. E. C. (2008). A Vida Operária em Manaus: Imprensa e Mundos do Trabalho (1920).
TEYKAL., C. M. (2007). De Pai Para Filho: Uma Reflexão Sobre Identidade Paterna e transmissão
Intergeracional em duas Diferentes Gerações.
Thomas., D. B. (2005). Os novos paradigmas epistemológicos da eficácia do ensino do direito: Uma análise
da evolução do ensino jurídico numa perspectiva educacional e teológica.
THOMAS., E. M. B. (2006). A natureza das relações entre ONGs ambientalistas baianas e e o poder público
estatal: o caso do grupo ambientalista da Bahia e da Fundação Ondazul.
Tible., J. F. G. (2005). O mundial e a estrela da manhã: a imaginação política crítica entre estado e
movimento.
TOLEDO., M. C. M. D. (2005). O MALABARISTA: UM ESTUDO SOBRE O PROFESSOR DE SALA
MULTISSERIADA POR MEIO DO MUNICÍPIO DE JUSSARA-GO.
81
TOMAZ., C. S. (2009). A cidadania do louco: um debate necessário para a compreensão da direção teóricopolítica da Luta Antimanicomial. .
Tomimura., P. (2007). OCUPAÇÕES DE SEM-TETOS E PSICOLOGIA DO TRABALHO: COMO CONSTRUIR
ORIGAMIS. .
Torres., A. A. d. S. (2007). "ESTUDO EM DEFESA DA QUALIFICAÇÃO DO ESTADO SOCIAL DEMOCRÁTICO A
PARTIR DOS MOVIMENTOS SOCIAIS‖.
Tozzi., J. G. (2005). O movimento ecológico como espaço educativo: estudo de organizações nãogovernamentais em Alta Floresta, MT.
Triana., Y. Q. (2008). 'É melhor porque é pior". Software livre: uma comunidade à procura da liberdade do
saber.
UTA., T. A. M. (2007). ESTUDO DE POTENCIALIDADES E DIFICULDADES NA RELAÇÃO COMUNIDADE
QUILOMBOLA FURNAS DO DIONÍSIO (MUNICÍPIO DE JARAGUARI-MS) VERSUS DESENVOLVIMENTO
LOCAL.
Uzêda., A. A. (2005). Movimento àgua é vida: Cidadania e Saúde em Feira de Santana-BA.
Valadares., F. C. (2006). Entre a Lei e a luta: O movimento pela saúde do trabalhador.
VALERIANO., S. M. D. S. (2006). EDUCAÇÃO CIDADÃ - UMA ANÁLISE SOBRE AS MOTIVAÇÕES E
ASPIRAÇÕES DOS ALUNOS DA EDUCAFRO - UM ESTUDO DE IDEOLOGIA. .
Valle., M. d. (2007). ―Os modos de ser sendo‖ educadores e educandos num contexto de educação social:
um estudo fenomenológico existencial acerca do programa ―crer com as mãos‖.
Vargas., I. J. (2006). Ocupando manchetes: como o MST agenda a mídia?.
VASCO., E. S. (2006). A cultura do trabalho na Curitiba de 1890 a 1920..
VAZ., F. A. R. (2008). Centros Culturais: experiências de cidadania em Diadema. .
Vecchio., R. A. (2006). Teatro como Instrumento de Discussão social: a utopia em ação do Ói Nóis Aqui
traveiz na oficina Humaitá.
Vendrame., L. V. (2007). Educação do Campo: limites e possibilidades da proposta de Concórdia (SC) a
partir da concepção de escola unitária de Gramsci.
Veras., M. M. (2005). Agroecologia em assentamentos do MST no Rio Grande do Sul: entre as virtudes do
discurso e os desafios da prática.
Vescovi., A. (2007). À luz dos vitrais, a história da Arquidiocese de Vitória, Espírito Santo, no período entre
1979 e 1984, a partir da trajetória política de Dom João Batista da Mota e Albuquerque.
VIANA., E. D. E. S. (2006). Relações raciais, gênero e movimentos sociais: o pensamento de Lélia Gonzalez
1970 - 1990.
Viana., F. A. C. (2007). Democracia e Constituição: O Processo de Abertura Democrática e a Constituição
Brasileira. .
Vicente., K. B. (2006). Retratos de Goiás: memórias de ex-militantes estudantis goianos sobre a década de
1960. .
VIEIRA, E. M. (2005). COOPERATIVA DE TRABALHO NO ÂMBITO DO MERCOSUL.
82
Vieira., C. R. (2007). PEDAGOGIA SOCIAL: DISCURSOS E PRÁTICAS. UM ESTUDO DA AMMEP (SL/RS).
Vieira., R. C. (2008). O OURÍVES E A JÓIA: O MOVIMENTO DE ORGANIZAÇÃO COMUNITÁRIA (MOC) E
SUAS PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL, NO PERÍODO 1970 A 1980.
Vieira., V. H. O. (2005). A CONSTITUIÇÃO DE NOVAS TERRITORIALIDADES NO MUNICÍPIO DE CÁCERES /MT, SOB A INFLUÊNCIA DOS ASSENTAMENTOS RURAIS.
Vila., I. C. (2005). A escolarização, a educação política e a consciência racial de velhos trabalhadores negros
que vivem em Rondonópolis-MT.
Vilaça., A. P. d. O. (2005). . Um olhar sobre as áreas especiais de interesse social da cidade de Natal: Limites
e perspectivas para a sua consolidação na política urbana municipal. .
Vinade., T. F. (2006). Tempos de Leveza e Liquidez: as revoluções cotidianas da militância contemporânea.
Violin., T. C. (2006). Uma Análise Crítica do Ideário do "Terceiro Setor" no Contexto Neoliberal e as
Parcerias entre a Adminsitração Pública e Sociedade Civil Organizada no Brasil.
Vitenti., L. D. (2005). Da Antropologia Jurídica ao Pluralismo Jurídico.
WANDERLEY., L. J. D. M. (2008). CONFLITOS E MOVIMENTOS SOCIAIS POPULARES EM ÁREA DE
MINERAÇÃO NA AMAZÔNIA BRASILEIRA. .
WEYH., M. D. G. (2008). PRÁXIS EDUCATIVA PARA A FORMAÇÃO DO AGRICULTOR FAMILIAR: UM ESTUDO
DA PRÁTICA DA MINHOCULTURA EM ESCOLAS RURAIS DO MUNICÍPIO DE SANTO ÂNGELO/RS.
Wiederkehr., A. H. (2007). TRAJETÓRIAS ESCOLARES E EMPREGABILIDADE: UM ESTUDO SOBRE A
INSERÇÃO DO JOVEM NO MERCADO DE TRABALHO.
WILLIAMS., P. C. (2008). Juventude e participação social: os jovens pobres no contexto social, comunitário e
político do Rio de Janeiro. .
Xavier., S. M. (2005). Comportamento participativo de moradores atendidos por um programa social de
habitação. .
Yencken, D. E. F. (2008). LOCAL USES OF GLOBAL MEDIA: ACTIVIST VIDEO FROM FLORIANÓPOLIS ON THE
CENTRO DE MÍDIA INDEPENDENTE BRASIL WEBSITE.
Zampier., M. B. (2007). Movimentos sociais, tecnologias da informação e comunicação e a centralidade na
rede da Coordinadora Latinoamericana de Organizaciones del Campo. .
ZANCANELLA., Y. (2007). EDUCAÇÃO DOS POVOS DO CAMPO: OS DESAFIOS DA FORMAÇÃO DOS
EDUCADORES. .
ZANETTE., M. G. (2008). Poluição eletromagnética, ambiente e saúde pública : aspectos técnicos e a visão
da população circundante às antenas de telefonia celular na cidade de Içara, SC.
Zen., E. L. (2007). Movimentos sociais e a questão de classe: um olhar sobre o movimento dos atingidos
por barragens.
Zimmermann., I. (2007). Movimentos sociais e o software livre. .
83
Palavra-chave “movimentos sociais” , Dissertações, 2009-2011
ABRANTES, L. S. (2010). A rede feto no Timor-Leste, suas interrelações e o papel de suas lideranças.
ADISSI, P. O. (2011). ESTADO, MÍDIA E CRIMINALIZAÇÃO DO MST Um estudo a partir do Caso de Pocinhos
(PB).
AFFONSO, E. A. (2010). Teia de relações da ocupação do edifício Prestes Maia.
ALBUQUERQUE., K. P. D. (2009). EU TAMBÉM SOU GENTE:: Movimento de Adolescentes e Crianças e
Educação Popular.
ALENCAR, H. F. d. (2010). Participação Social e estima de Lugar: Caminhos Traçados por Jovens Estudantes
Moradores de Bairros da Regional III da Cidade de Fortaleza pelos Mapas Afetivos.
ALMEIDA, A. F. d. (2011). Política e Estética na Comunicação Popular: Um estudo sobre os vídeos
documentários Grito dos Excluídos da Associação Rede Rua.
ALMEIDA, D. L. d. (2010). A voz (popular) que informa: ecos de um discurso político nas páginas do Jornal
dos Bairros (1976-1981). .
ALMEIDA, E. L. D. (2011). Inserção de políticas públicas étnicas para terreiro de candomblé na agenda
brasileira: os intercruzamentos entre global e o local.
ALMEIDA, P. A. d. (2011). O cinema brasileiro de 1961 a 2010 pela perspectiva de gênero.
ALMEIDA., R. C. M. D. (2009). Cidadania das pessoas com deficiência visual no Estado de Goiás: trajetória,
organização e discurso.
ALMEIDA., R. P. D. (2009). "Não estudou, fica na roça e vai pro cabo da enxada": sentidos e significados
atribuídos à escola pelos trabalhadores rurais em Goiás.
ALVES, J. P. D. F. F. (2010). IDENTIDADE CULTURAL E ORÇAMENTO PARTICIPATIVO: ARTICULAÇÃO E
DEMANDAS IDENTITÁRIAS EM ESPAÇOS DE PARTICIPAÇÃO PÚBLICA.
ALVES, L. (2010). PSICOLOGIA E DIREITO: UM OLHAR DA PERSPECTIVA HISTÓRICO-CULTURAL.
ALVES, M. C. (2011). AMIGOS INCÔMODOS: PROTESTOS E PARTICIPAÇÃO INSTITUCIONAL NA
TRAJETÓRIA DO MOVIMENTO DOS PEQUENOS AGRICULTORES (MPA).
ALVES, W. V. (2010). OS MOVIMENTOS SOCIAIS COMO MEIO DE EFETIVAÇÃO DO DIREITO DE
INFORMAÇÃO E INSTRUMENTO DE DEMOCRATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO: ESTUDO DE CASO SOBRE O
COLETIVO GAMBIARRA.
Alves., J. C. (2009). Agroecologia e currículo na formação do técnico em agropecuária na EAF Manaus.
AMARAL, D. M. d. (2010). Pedagogia da terra: olhar dos/as educandos/as em relação à primeira turma do
Estado de São Paulo.
AMARAL, D. P. (2010). A rede de atenção a população em situação de rua: possibilidades de interferência
na definição e concretização de uma política pública na cidade de São Paulo. .
AMARAL, P. d. T. L. d. (2010). COOPERATIVISMO COMO LOCUS DE ASSEGURAÇÃO DOS DIREITOS SOCIAIS
NO AMBIENTE GLOBALIZADO.
Amaral., E. d. S. (2009). Com Licença Hip-hop: Mapeamento dos Grupos de Hip-hop na Grande Vitória,
Espírito Santo.
AMORIM, D. A. R. d. (2011). O processo educativo na formação de um grupo de trabalho de mobilização
84
social no caso do zoneamento de MT.
ANANIAS, P. L. N. V. (2011). Associativismo, cidadania e direitos: a federação dos trabalhadores favelados
de Belo Horizonte – 1959 a 1964.
ANDRADE, A. B. d. (2011). MOVIMENTOS DE UMA OCUPAÇÃO URBANA: TERRITÓRIOS,
TERRITORIALIDADES E TRAJETÓRIAS SOCIOESPACIAIS DE ―SEM-TETOS‖ DE OCUPAÇÃO NO JARDIM DOS
ESTADOS (DOURADOS – MS).
ANDRADE, E. R. N. d. (2011). A questão de gênero, meta do milênio da ONU, e sua invisibilidade na
televisão brasileira contemporânea: análises de programas telejornalísticos, com ênfase na Rede Globo.
Andrade., I. F. d. (2009). Não basta ser Cidadã(o), ― O Importante é ser Gente!‖ : o percurso das ações sócioeducativas da Pastoral do Menor de Alagoinhas (1985 - 2006).
ANDRADE., L. A. M. D. (2009). O desafio da parceria na implementação do PRONEA: o caso do Projeto
Alfabetização Cidadã no Nordeste Paraense (2005-2006).
ANDRADE., P. S. D. (2009). NO COMPASSO DA ESPERA, DO RESISTIR E DO SEGUIR EM FRENTE: A
PRODUÇÃO DO TERRITÓRIO DO ASSENTAMENTO 17 DE ABRIL EM TERESINA.
ANHAIA, E. M. D. (2010). Constituição do Movimento de Educação do Campo na luta por políticas públicas
de educação.
AQUINO, P. M. d. (2011). Mobilização política urbana e o uso das Tics: um estudo exploratório em Jundiaísp.
ARAGÃO, M. C. d. C. (2011). ―Educação do Campo e a Escola Ativa: uma análise do programa em escolas
sergipanas".
ARAGÃO, W. A. (2011). QUESTÕES AGRÁRIAS E EDUCAÇÃO NO/DO CAMPO: UMA ANÁLISE DO
ASSENTAMENTO CAMPO VERDE / MICRORREGIÃO DO LITORAL SUL PARAIBANO.
ARANTES, M. F. (2010). Participação, controle e Serviço Social na política municipal de assistência social de
Uberaba/MG: tensão entre a radicalização democrática e as estratégias de reprodução do capital.
Arantes., J. H. M. (2009). A gratuidade nos vestibulares/97 e 98 da UFMT como princípio de inclusão e
afirmação do direito à educação superior.
ARAUJO, L. P. d. S. (2011). Luta Popular e Educação: uma história de resistência de ex-moradores do antigo
terceiro.
ARAÚJO, M. C. d. (2010). Ambientalização e politização do consumo e da vida cotidiana: uma etnografia
das práticas de compra de alimentos orgânicos em Nova Friburgo/RJ.
ARAÚJO, M. P. (2011). A Relação de Saberes na Construção de uma Escola Popular do Campo.
ARAÚJO, N. V. D. (2011). Policiais Militares e Ação Coletiva: o movimento dos Cabos e Soldados da Polícia
Militar do Piauí em 1997.
ARAUJO., R. P. D. (2009). Por uma análise comparada entre os movimentos sociais na Bolívia e Venezuela e
os partidos políticos MAS (Movimento al Socialismo) e PSUV (Partido Socialista Unido de Venezuela).
ARNAUD, M. J. d. C. (2010). Gestão Ambiental no Baixo Tocantins: Dos movimentos ambientalistas à
elaboração do PPDJUS.
ARNS, C. E. (2010). A COOPERAÇÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR NO TERRITÓRIO ALTO URUGUAI
CATARINENSE (SC) BRASIL.
85
ARRUDA, E. B. (2011). Uma tentativa de reinvenção da escola pública como instrumento de emancipação
do trabalhadores - o caso do NEP de Colider.
ARRUDA, G. R. P. D. (2011). MOVIMENTOS SOCIAIS NO CIBERESPAÇO: UM INVESTIGAÇÃO SOBRE O
CIBERATIVISMO.
ARUEIRA., M. A. D. B. (2009). A cidade empreendedora: tendências do planejamento urbano no Rio de
Janeiro.
AUGUSTINHO, A. M. N. (2010). ―O Movimento Estudantil de 1968: a trajetória dos estudantes do interior
paulista‖. .
Avila., M. L. A. d. (2009). O MINISTÉRIO PÚBLICO COMO AGENTE DA PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO.
AZEVEDO, J. A. (2010). O DISCURSO DA DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO: MEMÓRIAS, LUTAS E
EFEITOS DE SENTIDO.
BAHIA, H. H. M. (2011). MULHERES E EDUCAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE O GRUPO DE MULHERES
BRASILEIRAS (GMB) DO BAIRRO DO BENGUÍ - BELÉM - PARÁ.
Baraúna., G. M. Q. (2009). Análise das políticas governamentais definidas para a região do Rio Madeira e
seus efeitos sobre a pesca artesanal.
BARBOSA FILHO, É. L. (2010). Pré-Vestibulares Comunitários. Movimentos Sociais de Educação da década
de 1990.
BARICHELLO, F. B. (2011). Práticas narradas: comunidade, participação e controle social no SUS.
BARROS, M. D. S. B. (2010). JUVENTUDE E SUAS RELAÇÕES COM O ESPAÇO PERIFÉRICO: O HIP HOP
COMO INSTRUMENTO DE ARTICULAÇÃO COMUNITÁRIA.
BARROS, M. M. d. (2010). Pedro Casaldáliga: Liberdade em prosa e verso.
Barros., M. J. B. (2009). MINERAÇÃO, FINANÇAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO LOCAL NO MUNICÍPIO
DE BARCARENA-PA.
BARROSO, S. C. (2010). ORGANIZAÇÃO SOCIOPOLÍTICA NAS COMUNIDADES RIBEIRINHAS DE MAUÉS.
BASTOS, I. S. (2011). ―Mulheres Iabás‖: liderança, sexualidade e ―transgressão‖ no candomblé.
BATISTA., M. D. F. O. (2009). A EMERGÊNCIA DA LEI 10.639/03 E A EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICORACIAIS EM PERNAMBUCO.
BATISTA., S. M. (2009). O acesso à água como direito das populações do semi-árido: práticas e discursos da
articulação no semi-árido (ASA). .
BEGNAMI, M. J. F. (2010). Inserção socioprofissional de Jovens do campo: desafios e possibilidades de
egressos da Escola Família Agrícola Bontempo.
BELINKY, A. (2010). CONSUMO, CIDADANIA E A CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA NO BRASIL
COMTEMPORÂNEO: OBSERVAÇÕES E REFLEXÕES SOBRE A HISTÓRIA DO IDEC.
BELLÉ, M. d. F. L. (2011). IMPACTOS SOBRE O DESENVOLVIMENTO REGIONAL DECORRENTES DO
ASSENTAMENTO ITAMARATI, PONTA PORÃ (MS): 2001 - 2010.
BERTOLINO, F. d. C. (2010). MOVIMENTO ESTUDANTIL E ESQUERDA CATÓLICA NA CAPITAL MINEIRA:
HISTÓRIA E MEMÓRIA DE UMA GERAÇÃO – 1961/1968.
86
BEZERRA, M. D. G. V. (2010). DO CANTO DAS COTIAS AO BARULHO DO TREM: TRANSFORMAÇÕES NO
MODO DE VIDA E NA SAÚDE NA COMUNIDADE DE BOLSO NO COMPLEXO INDUSTRIAL E PORTUÁRIO
DO PECÉM-CE.
BINKOWSKI., P. (2009). CONFLITOS AMBIENTAIS E SIGNIFICADOS SOCIAIS EM TORNO DA EXPANSÃO DA
SILVICULTURA DE EUCALIPTO NA ―METADE SUL‖ DO RIO GRANDE DO SUL.
Boia., P. R. B. V. (2009). A TRAJETÓRIA DO PT DA TESE DE SANTO ANDRÉ (1979) A CARTA AOS
BRASILEIROS (2002).
Bonfim., S. M. M. (2009). A LUTA POR RECONHECIMENTO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: aspectos
teóricos, históricos e legislativos.
Boreli., T. (2009). Manejo florestal de uso múltiplo como opção de exploração equilibrada dos recursos
florestais na Reserva Maracatiara - município de Machadinho do Oeste-RO.
BORGES, K. P. (2011). Trabalho e saúde dos trabalhadores da educação pública.
BORTOLOTI, F. d. S. (2011). Desdobramentos territoriais do programa de crédito fundiário em Londrina e
Tamarana – P.
BRAGA, M. V. D. A. (2011). O controle social da educação básica pública : a atuação dos conselheiros do
Fundeb.
BRAGA, V. L. D. S. (2010). O SISTEMA DE AVALIAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA E OS
DESCAMINHOS PARA UMA PROPOSTA DE EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA.
BRITO, A. S. (2010). Fermento da Massa: Ecumenismo em Tempos de Ditadura Militar no Brasil, 1962 1982.
BRITO, R. M. d. J. (2011). Formação superior de educadores do campo: uma análise das propostas
pedagógicas dos cursos do PRONERA da UFPB.
Bueno., M. P. B. (2009). REPRESENTAÇÕES FEMININAS NA REVISTA CLAUDIA DOS ANOS 1980: SENTIDO
DO TEXTO E O TEXTO SENTIDO.
Cabral., R. d. C. (2009). Direito à terra e trabalho: o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e a
crítica da estrutura fundiária brasileira.
Cafrune., M. E. (2009). Pluralismo Jurídico e Acesso à Cidade: o planejamento urbano e a resistência em
Florianópolis.
CALDAS, M. S. T. (2011). MONSENHOR GILBERTO VAZ SAMPAIO: UMA IMPORTANTE LIDERANÇA NA
CONSTRUÇÃO POLÍTICO-SOCIAL NO RECÔNCAVO SUL BAIANO 1952 A 2008.
Camargo., V. O. d. (2009). Entre resistências e inserções: a construção da Agroecologia na EMBRAPA.
CAMPOS, A. L. d. (2010). Experiências em movimento: alimentação, cidadania e lutas socias na zona leste
de São Paulo (1993-2006). .
CAMPOS, C. C. d. (2011). Faces do desastre sócio-ambiental do Vale do Itajaí: análise dos desafios lançados
ao Serviço Social.
CAMPOS, F. d. R. d. (2011). Organização e Estratégias de Desenvolvimento Rural a partir das Relações de
Gênero: Estudo de caso do Assentamento 8 de junho - Laranjeiras do Sul/PR.
CAMPOS, N. d. S. (2011). Há fogo sobre as brasas? Sentidos das práticas culturais populares na educação
87
escolar.
CANALI, H. H. B. (2010). TRABALHO E EDUCAÇÃO: O Papel da Escola de Aplicação da Universidade Federal
do Pará como Certificadora da Qualificação Profissional na Amazônia Paraense.
CANDIDO, S. E. A. (2010). "COMUNIDADES RIBEIRINHAS, ENGENHEIROS E CONSERVAÇÃO DA FLORESTA:
CONSTRUÇÃO PARTICIPATIVA DO ESPAÇO TECNOLÓGICO EM EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS
SOLIDÁRIOS NA AMAZÔNIA".
CANFIELD, F. F. (2011). Diversidade afetiva. Uma leitura sobre os movimentos sociais LGBT de Porto Alegre.
CARLET, F. (2010). ADVOCACIA POPULAR: PRÁTICAS JURÍDICAS E SOCIAIS NO ACESSO AO DIREITO E À
JUSTIÇA AOS MOVIMENTOS SOCIAIS DE LUTA PELA TERRA.
CARLI, S. A. d. (2010). LICENCIAMENTO AMBIENTAL EM ASSENTAMENTO DA AMAZÔNIA
MATOGROSSENSE E SUAS IMPLICAÇÕES: Um estudo de caso na Gleba Ribeirão Grande - Nova
Mutum/MT.
CARMO, M. S. M. D. (2011). AS DEMANDAS SMBIENTAIS DA SABIAGUABA NA PERSPECTIVA DOS
MARCADORES SOCIAIS DO LUGAR.
CARVALHO, N. D. d. (2011). LUTA PELA TERRA NO TRIÂNGULO MINEIRO/ALTO PARANAÍBA: a trajetória
dos movimentos e organizações sociais na construção do território.
CARVALHO, P. D. d. (2011). Ação coletiva transnacional e Mercosul: organizações da sociedade civil do
Brasil e do Paraguai na construção da Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar (REAF).
CASSÍLIA, J. A. P. (2011). DOENÇA MENTAL E ESTADO NOVO: A LOUCURA DE UM TEMPO.
.
CASSOL, D. B. (2010). Brasil de Fato: A imprensa popular alternativa em tempos de crise.
CASTRO, G. C. A. d. (2010). MOVIMENTOS SOCIAIS E PROPRIEDADES: A EFETIVIDADE DA FUNÇÃO SOCIAL
DA PROPRIEDADE RURAL.
CASTRO, M. C. S. d. (2011). CURRÍCULO COMO ENUNCIAÇÃO: PERFORMANCES DE CRIAÇÃO E
RECRIAÇÃO - O CASO DO CURSO DE EXTENSÃO EM DIVERSIDADE SEXUAL E IDENTIDADES DE GÊNERO.
CAVALCANTI, F. d. O. L. (2010). Democracia no SUS e na reforma sanitária é possível? Um debate a partir
da experiência da política nacional de educação permanente em saúde (Janeiro de 2003 à Julho de 2005).
CAVALCANTI, R. T. (2011). EDUCAÇÃO, ESTADO E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS: um estudo sobre o papel do
Observatório de Favelas na formulação e implementação de políticas públicas de juventude na região
metropolitana do Recife.
Cestille., J. A. (2009). AS ATIVIDADES CULTURAIS NA PROPOSTA EDUCATIVA DOS CURSOS TÉCNICOS DE
NÍVEL MÉDIO INTEGRADOS DO MST-PR.
CHAVES, R. d. J. (2011). Contribuições dos movimentos sociais na democratização do acesso à educação: a
luta do MST no Estado de São Paulo pelo acesso à Educação.
Chaves., P. R. (2009). AS RELAÇÕES SÓCIO-TERRITORIAIS NA CONSTRUÇÃO DA USINA HIDRELÉTRICA DE
ESTREITO-MA E A (RE)PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DAS CIDADES DE CAROLINA-MA E FILADÉLFIATO.
CHEQUER, J. L. (2010). Das ONGs/aids ao movimento social travesti - Interação Estado-sociedade,
dinâmicas complexas e identidades em construção.
88
CINAT, C. (2010). Entre o tempo e o direito: a história de Olga Leon Quiroga.
Coelho., P. R. (2009). Projeto de Assentamento Chico Mendes II: uma parceria possível entre Reforma
Agrária e Conservação da Mata Atlântica?
COLARES, M. d. C. P. (2011). Arranjos Institucionais Participativos e Movimentos Sociais: uma análise a
partir da experiência do Legislativo mineiro.
Colares., L. M. (2009). COOPERAÇÃO E CONFLITO NOS (DES) CAMINHOS DOS ATORES DE PROTEÇÃO À
INFÂNCIA VITIMIZADA.
COMUNELLO, F. J. (2010). ―Trabalhar com agroecologia‖: movimentos sociais e mercados no circuito de
maçã agroecológica em São Joaquim/SC.
CONCEIÇÃO, M. R. F. D. (2011). Serviço Social e Movimento Social: uma análise da revista Serviço Social e
Sociedade.
CONTE, I. I. (2011). MULHERES CAMPONESAS EM LUTA: RESISTÊNCIA, LIBERTAÇÃO E EMPODERAMENTO.
CORRÊA, L. A. (2010). A CONTRIBUIÇÃO DO DIREITO ECONÔMICO NA CONSTRUÇÃO DE UM MODELO
JURÍDICO DE DESENVOLVIMENTO CONSTITUCIONALMENTE ADEQUADO.
CORRÊA, L. J. L. (2011). CURSINHO POPULAR: ESTUDO SOBRE A TRAJETÓRIA DE ESTUDANTES DAS
CLASSES TRABALHADORAS.
Corrêa., G. C. (2009). A democracia nas escolas públicas estaduais do Paraná: Gestão democrática ou
democratização da escola?
.
Corrêa., M. d. F. B. (2009). A inclusão de educando com sindrome de down como inédito viável nas escolas
de Cacoal-RO.
CORREIA, M. d. A. (2011). As Representações de Gestão Democrática dos Dirigentes de Escolas Públicas:
um estudo na Rede Municipal do Recife.
COSENTINO FILHO, C. B. (2011). "Os trabalhadores do conhecimento e o Trabalho Imaterial: As Novas
Possibilidades de Reivenção das Lutas Coletivas".
COSTA, A. d. S. (2011). Demandas do momento ambiental por áreas verdes em Fortaleza.
COSTA, A. M. M. (2011). EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA E ENSINO SUPERIOR.
COSTA, F. A. (2010). Democratização social e pluralidade de sujeitos políticos: uma leitura a partir da Teoria
Democrática Radical e Plural.‖.
COSTA, F. L. M. (2010). DINÂMICA SOCIOECONÔMICA E A JUVENTUDE DO ASSENTAMENTO FLORESTAN
FERNANDES.
COSTA, G. B. A. (2011). ―A dimensão ambiental na educação do campo em Vitória da Conquista- BA‖.
COSTA, J. G. d. (2010). O PROCESSO EDUCATIVO NO PROJETO SABERES DA TERRA DO TERRITÓRIO
CANTUQUIRIGUAÇU: LIMITES E POSSIBILIDADES.
COSTA, L. C. L. R. (2010). Participação popular e transformação do espaço: a Área de Lazer Jardim Leblon
(Belo Horizonte, Minas Gerais).
COSTA, L. M. d. (2010). A construção do projeto político-pedagógico da Escola Municipal Tradantes - Mari
- PB: desafios e possibilidades para a educação no campo.
89
COSTA, L. R. (2010). O Retorno de Katari: cultura histórica e processo de emergência do movimento
cocalero na Bolívia (1995-2006).
COSTA, M. P. d. (2011). Entre bases e "oitos" - Manifestações corporais do hip-hop em Curitiba.
COSTA, R. S. (2010). O centro de ações solidárias na maré (CEASM) e a nova pedagogia da hegemonia:
tensões entre a militância e o ethos empresarial.
COSTA, T. G. (2011). Movimentos sociais e direito à educação infantil em São Gonçalo : perspectivas e
dilemas da política de convênios entre poder público e creches comunitárias.
Costa., J. D. A. (2009). Dos Movimentos Sociais às Funções Institucionais: a Consolidação de uma Geração
Política em Sergipe.
Costa., M. A. C. (2009). O Direito do Consumidor no âmbito das Políticas no Brasil: Conquista e impasses.
CRUZ, A. C. J. d. (2010). Os debates do significado de educar para as relações étnico-raciais na educação
brasileira. .
CUNHA, J. M. d. (2011). ORGANIZAÇÕES COMUNITÁRIAS E MOVIMENTOS SOCIAIS: CONFLITOS E
TENSÕES NOS ESPAÇOS DE PARTICIPAÇÃO DO MUNICÍPIO DE NATAL.
CUNHA, M. H. (2010). UM ―SÍTIO‖ NO MAR: ESTUDO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR NA VILA DE ILHA RASA/PR.
DACOREGIO, E. G. D. G. (2010). Um Novo Modo de Ser e de Viver: as relações materiais e simbólicas da
Igreja Católica com os Mini-Projetos Alternativos e a economia solidária, em Chapecó/SC.
DALFOVO., W. (2009). DESENVOLVIMENTO E TERRITÓRIO: SABERES EM CONSTRUÇÃO NO
ASSENTAMENTO CONTESTADO - FRAIBURGO-SC.
DAMASCENO, C. C. C. (2011). EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NA PERSPECTIVA DE MILITANTES
DO MOVIMENTO NEGRO DA CIDADE DE BELÉM.
DAMASCENO, T. M. (2010). Conhecimento e Formação de Agenda: uma análise da promoção da igualdade
racial (1995 a 2003).
Damasceno., E. M. S. d. L. (2009). Associativismo, Desenvolvimento Endógeno e Formação das Cadeias
Produtivas do Açaí em Igarapé-Miri: um estudo de caso.
DARÓS, R. C. (2010). Software livre e educação.
DASSOLER, E. R. (2011). COLETIVO ARTE NA PERIFERIA: POR UMA OUTRA DIMENSÃO TERRITORIAL DAS
ARTES VISUAIS.
DEMINICIS., R. B. (2009). OCUPAR, RESISTIR, GARANTIR: OS MOVIMENTOS SOCIAIS DE OCUPAÇÕES
URBANAS DO RIO DE JANEIRO NA CONSTRUÇÃO DE UMA POLÍTICA AUTOGESTIONÁRIA.
DIAS, R. G. (2011). DIREITOS HUMANOS NO MARANHÃO: concepções, agentes e institucionalização.
Dias., S. M. B. (2009). O papel da internet para as redes de organizações não-governamentais: o caso da
Articulação de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB).
DICKEL, M. E. G. (2010). O PAPEL DO TERCEIRO SETOR NAS POLÍTICAS AMBIENTAIS DO ESTADO
NEOLIBERAL: UMA ANÁLISE A PARTIR DO COREDE CENTRO DO RIO GRANDE DO SUL.
DIONISIO FILHO, J. L. (2010). A temática ambiental nos Programas de Governo para a Presidência da
República do Partido dos Trabalhadores (1989- 2006).
90
DIX, L. E. G. e. (2010). Os Filmes dos The Beatles e os Movimentos Populares da década de 1960.
DOMINGUES, S. G. A. (2010). GÊNERO, PODER E POLÍTICA: A PARTICIPAÇÃO FEMININA NO PARTIDO DOS
TRABALHADORES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.
Dourado., S. B. (2009). PARTICIPAÇÃO INDÍGENA NA REGULAÇÃO JURÍDICA DOS CONHECIMENTOS
TRADICIONAIS ASSOCIADOS À BIODIVERSIDADE.
DRAGO, F. (2011). AUTOGESTÃO NA PRODUÇÃO HABITACIONAL: PROGRAMA CRÉDITO SOLIDÁRIO,
ENTRE A INSTITUCIONALIZAÇÃO E O CONFRONTO POLÍTICO.
DUARTE, R. G. C. (2011). A EXPERIÊNCIA DE SER TIPÓGRAFO E A AÇÃO DA ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE
TIPOGRÁFICA NO MOVIMENTO OPERÁRIO DE BELO HORIZONTE (1897-1930).
EBLING, S. B. D. (2011). AS MULHERES ASSENTADAS E SUAS ―LIDAS‖: COMPREENSÕES ACERCA DE
GÊNERO, EDUCAÇÃO, SAÚDE E TRABALHO.
EFFEGEN, D. P. (2010). Setor Público não-estatal: reconfiguração entre o Estado e a Sociedade Civil.
FARIA, A. L. B. (2010). Juventude, contextos e participação política. .
FARIAS, A. E. M. D. (2010). Os Incomodados que Resistem: Contradições e Territorialidades Camponesas no
Projeto de Iirrigação Várzeas de Sousa na Paraíba.
FARIAS, C. L. (2011). O PROCESSO DE OCUPAÇÃO DA PERIFERIA URBANA EM SANTA MARIA-RS: O CASO
DO BAIRRO NOVA SANTA MARTA.
FARIAS, C. R. C. (2010). A EFETIVIDADE COLETIVA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DOS TRABALHADORES
DE FORMA DESJUDICIALIZADA: Resolução de conflitos mediados pelo Ministério Público do Trabalho
Fortaleza.
FELIX, B. A. M. (2011). POLÍTICAS PARA A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PÓS 1990: TERRITÓRIOS DO
SABER EM MOVIMENTOS SOCIAIS DO CAMPO.
Fér., E. M. (2009). O AUDIOVISUAL NA REDE DOS PONTOS DE CULTURA DA GRANDE SÃO PAULO.
FERNANDES, M. N. (2011). EDUCAÇÃO E TRABALHO: INTERFACES ENTRE ENSINO TÉCNICO
AGROPECUÁRIO E DESENVOLVIMENTO SOCIOPOLÍTICO REGIONAL. .
FERNANDES., F. A. (2009). Um estudo de caso do curso de Pedagogia da Terra da Universidade Federal do
Rio Grande do Norte.
Fernandes., J. M. (2009). As práticas repressivas da ditadura civil-militar brasileira aos exilados brasileiros na
Argentina (1964-1979).
FERNANDES., T. C. (2009). PLEBÉIAS BATALHAS: Teoria crítica e ação política dos povos originários de Abya
Yala.
FERRARI, C. T. (2011). Territórios e educação do campo nas Serras do Brigadeiro.
FERREIRA, A. P. d. M. (2011). ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DE ORIZONA (GO): Uma Proposta de Educação
Camponesa?
FERREIRA, E. d. L. (2010). RELAÇÕES DIALÓGICAS NO JORNALISMO IMPRESSO: O EPISÓDIO ARACRUZ SOB
A PERSPECTIVA DE ZERO HORA.
FERREIRA, F. C. d. O. (2011). Participação Popular na Política Municipal de Habitação de Vitória/ES.
91
FERREIRA, F. d. S. S. (2010). Políticas públicas de ordenamento territorial no Baixo Amazonas (PA): uma
análise a partir das políticas e programas dos Governos Federal e Estadual na área de influência da rodovia
BR-163 (Cuiabá-Santarém).
FERREIRA, J. M. d. S. (2010). Da reforma agrária à luta pelo território: o caso do Comitê de Unidade
Camponesa na Guatemala.
FERREIRA, M. D. C. M. (2011). ACELERAÇÃO DA APRENDIZAGEM PARA JOVENS E ADULTOS: UM OLHAR
SOBRE O PROJETO TEMPO DE ACELERAR EM MANAUS.
FERREIRA, V. d. S. (2010). Creches comunitárias e democracia participativa: novas perspectivas à infância
uberlandense (1983-1988).
FIABANE, D. F. (2011). CONTROLE SOCIAL: UM NOVO FRAME NOS MOVIMENTOS SOCIAIS.
FIGUEIREDO, V. M. (2011). Serviço Social e Política de Saúde no Brasil: estudo de uma experiência em um
hospital universitário.
FIGUEIRÊDO., L. C. V. D. (2009). ENTRE CRISTO E TÊMIS: EMBATES ENTRE ENSINAMENTOS DE IGREJAS E
DECISÕES JUDICIAIS PÓS-1988 RELACIONADAS AO INÍCIO E AO FIM DA VIDA.
FINGER, P. O. B. (2010). O COMUNICADOR DE RÁRIO COMUNITÁRIA Estudo de caso da rádio Ipanema
Comunitária em Porto Alegre.
FLACH, P. M. V. (2010). ―A implementação da política de atenção integral a usuários de álcool e outras
drogas no Estado da Bahia‖.
FOLLY, F. B. (2011). Direitos humanos da alteridade : quando a pedagogia do outro subverte o direito do
mesmo.
FONSECA, E. F. R. (2011). A Imagem Pública da Enfermeira-Parteira do Hospital Maternidade Pró-Matre do
Rio de Janeiro no Período de 1928-1931: (des)construção de uma identidade profissional.
FONSECA, S. F. (2011). FORMAÇÃO SÓCIO POLÍTICA DA UNIVERSIDADE POPULAR (UNIPOP):
FUNDAMENTOS E CONTRIBUIÇÕES DA EDUCAÇÃO POPULAR NA FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS SOCIAIS.
Fonseca., L. M. (2009). Ciberativismo e MST: O debate sobre a Reforma Agrária na Nova Esfera Pública
Interconectada.
Fonteles., M. d. O. (2009). O REENCANTAMENTO DO MUNDO: EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL E O
PROTAGONISMO DOS NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS.
FOX, V. d. P. P. d. (2010). Pesca artesanal e desenvolvimento local: o movimento nacional dos pescadores
MONAPE.
FRANCHI, N. (2011). Trajetória do movimento de mulheres camponesas no RS: da indivisibilidade ao
protagonismo das lutas sociais.
FRAZATTO, C. F. (2011). O Hospital Psiquiátrico e o ―Voltar para Casa‖: Interstícios deste caminho.
FREIRE, P. (2010). O MOVIMENTO ESTUDANTIL REVISITADO: UMA ANÁLISE DA PRÁTICA SOCIAL, DA
IDEOLOGIA E DA HEGEMONIA NO GÊNERO ENTREVISTA.
FREITAS, A. d. B. (2011). Aliança entre Movimentos Ambientalistas e de Consumidores: o caso da
―Campanha por um Brasil Livre de Transgênicos‖.
Freitas., H. I. d. (2009). A questão (da reforma) agrária e o desenvolvimento territorial rural no litoral sul da
92
Bahia.
FRUTUOSO, J. R. A. (2011). Valores e identidade coletiva no engajamento político da comissão brasileira
justiça e paz.
GALANTE, C. d. M. (2011). Cidadãos conectados: a revolução das vozes alternativas.
Gallo., M. (2009). Os direitos sociais colocados em pauta na construção de metodologia para abrigo: a
experiência da Fundação Criança de São Bernardo do Campo-SP.
Gandra., M. A. R. (2009). Cidade 'vermelha' do aço: Greves, controle operário e poder popular em Volta
Redonda (1988-1989).
GARCIA, A. M. (2011). O Que Sou? Do Que Gosto? Identidades em Análise nas Lutas em Defesa ds
Diversidade Sexual.
GARCIA, O. (2010). O índio e a televisão, um diálogo mestiço: o jeito terena de ver tv.
Garcia., M. d. P. G. (2009). Se o privado vira público: uma análise dos tratamentos de caso de "violência
doméstica contra a mulher" no município de São Gonçalo(RJ).
GATTO, G. M. d. S. (2011). "A relação/tensão entre movimentos sociais e Estado no processo de
implantação de políticas públicas para as mulheres".
GEHRKE, M. (2010). ESCREVER PARA CONTINUAR ESCREVENDO: AS PRÁTICAS DE ESCRITA DA ESCOLA
ITINERANTE DO MST.
GOES, V. d. S. (2010). Entre cruzes e bandeiras: a Igreja Católica e os conflitos agrários no norte do Rio
Grande do Sul (1960-2009).
GOMES, A. d. F. B. (2010). A IMPRESCINDÍVEL RELAÇÃO ENTRE OS CENTROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO
INFANTIL (CMEIS) E AS FAMÍLIAS EM CURITIBA.
GOMES, F. G. (2010). A Central de Movimentos Populares (CMP) e os desafios da articulação dos
movimentos sociais.
GOMES, L. B. (2010). A GESTÃO DO CUIDADO NA EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE: um estudo a partir da
obra de Eymard Mourão Vasconcelos.
GOMES, M. C. (2010). Canafístula: vida e esperança no sertão nordestino.
GOMES, R. A. (2010). SERVIÇO JUDICIÁRIO E COMPETÊNCIA EFICIENTE:adequada divisão de competência
como mecanismo à eficiência.
GOMES, S. d. S. R. (2010). Um estudo sobre a participação de jovens mulheres em movimentos sociais de
gênero no Rio de Janeiro.
Gomes., L. M. R. (2009). MOVIMENTOS SOCIAIS NA OBRA DE ARTHUR REIS.
Gomes., M. S. F. (2009). A Construção da Organicidade no MST: A experiência do Assentamento 26 de
Março/Pará.
GONÇALVES, B. S. (2011). Saberes da experiência e produção da vida social: o que nos ensinam as
trabalhadoras e os trabalhadores associados?
GONÇALVES, E. C. C. (2011). ―A favor da paz, mas não contra a violência: um estudo de caso acerca do
―Movimento‖ Gabriela Sou da Paz‖.
93
GONÇALVES, J. C. (2010). Reforma Agrária e Desenvolvimento Sustentável: a difícil construção de um
assentamento rural agroecológico em Ribeirão Preto-SP.
GONÇALVES, L. B. (2011). "TRABALHADORES E ECONOMIA SOLIDÁRIA NA ASSOCIAÇÃO DE MULHERES
DO MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI/ASMIN - PARÁ: da resitência à estratégia de desenvolvimneot local".
GONÇALVES, M. A. G. (2010). A Prática da Gestão Escolar como elemento propulsor do sucesso da escola.
GONÇALVES, M. B. (2010). Esquerda pós-moderna e emancipação social: uma resposta ao Fórum Social
Mundial.
GONSAGA., E. A. (2009). PEDAGOGIA DA TERRA -O CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO
DE MINAS GERAIS.
GRANDI, M. D. S. (2010). Práticas Espaciais Insurgentes e Processos de Comunicação: Espacialidade
Cotidiana, Política de Escalas e Agir Comunicativo no Movimento dos Sem-Teto do Rio de Janeiro.
GRAZZIOLA, R. (2011). As pessoas em situação de rua em Porto Alegre e seus dramas, tramas e manhas: a
cooperação e a solidariedade como forma de humanização.
GROSSI JUNIOR, G. (2011). O regime de colaboração entre os órgãos normatizadores da educação
brasileira.
GRÜNE, C. (2011). PERSPECTIVAS DEMOCRÁTICO-DELIBERATIVAS DA GESTÃO PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA
DA ESCOLA DE SAMBA DE MANGUEIRA.
GUHUR, D. M. P. (2010). CONTRIBUIÇÕES DO DIÁLOGO DE SABERES À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EM
AGROECOLOGIA NO MST: DESAFIOS DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NA CONSTRUÇÃO DO PROJETO
POPULAR.
GUIMARÃES, R. R. (2010). AS ESTRATÉGIAS DE RESISTÊNCIA CAMPONESA: O Movimento Camponês
Popular na Comunidade Ribeirão em Catalão (GO).
HAAS, R. D. C. L. (2011). PONTA DO CORAL: DESENVOLVIMENTO URBANO E MOVIMENTO ECOLÓGICO.
Haddad., L. N. (2009). ANALISANDO AS TENSÕES ENTRE PRODUÇÃO AGRÍCOLA E CONSERVAÇÃO
AMBIENTAL NO CONTEXTO DOS ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA, CAMPOS DOS
GOYTACAZES,RJ.
HEINECK, I. J. (2011). DIVERSIDADE HISTÓRICA CULTURAL E SABERES IMPLICADOS PARA A FORMAÇÃO DE
PROFESSORES (1988-2006).
HEMÉRITAS, P. C. D. C. (2011). "O CINEMA AMBIENTAL CONTEMPORÂNEO EM QUESTÃO: CRÔNICA DA
LUTA POR RECONHECIMENTO DOS DIREITOS HUMANOS DE TERCEIRA GERAÇÃO".
HOLANDA, A. C. G. (2011). A NOVA POLÍTICA DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO PARÁ (20072010): AVANÇOS E LIMITES.
ILÁRIO, C. R. (2011). ―DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: ANÁLISE DA POLÍTICA PÚBLICA DE APOIO AO
EXTRATIVISMO NO SUL DO AMAPÁ: TRANSFORMAÇÕES NA COMUNIDADE DE SÃO FRANCISCO DO
IRATAPURU‖.
Ipólito., V. K. (2009). É PERMITIDO PROIBIR: O DOPS E A REPRESSÃO AOS COMUNISTAS NO NORTE DO
PARANÁ (1945-1953).
ISIDORO FILHO, C. (2011). DEMORÔ! Investigações sobre a Teatralidade no Hip Hop.
JACOMEL, G. F. (2011). Falar de si, falar de nós: performances constituindo feminilidades alternativas nos
94
palcos brasileiros e chilenos durante as ditaduras militares.
Jalil., L. M. (2009). Mulheres e soberania alimentar: a luta para a transformação do meio rural brasileiro.
JESUS, C. T. d. (2011). Organização sindical dos trabalhadores e trabalhadoras rurais do Espírito Santo: o
processo de construção da FETAES.
JESUS, J. N. d. (2010). As escolas família agrícola no território goiano: a pedagogia da alternância como
perspectiva para o desenvolvimento e o fortalecimento da agricultura camponesa.
JULIANO, A. S. (2011). APOIO MATRICIAL EM SAÚDE MENTAL NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA EM
RIO GRANDE, RS: A ORGANIZAÇÃO DO PROCESSO DE TRABALHO E A AMPLIAÇÃO DA CLÍNICA.
JUNCKES., N. B. B. (2009). VIOLÊNCIA SEXUAL FEMININA E GÊNERO: INTERFACES DE UM CONTEXTO.
JUSTINO, J. C. (2011). A Política de Habitação em Santa Catarina em Tempos Recentes (1986-2009).
KUHN, M. L. W. (2010). Boal e o teatro do oprimido: o espect-ator em cena na educação popular.
KURIYAMA, R. K. (2011). As ideologias do protesto popular no MST sob o governo Lula (2002 - 2010).
Lages., P. A. (2009). O significado da formação profissional (média e superior) para assentados rurais do
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST.
LAMARÃO, J. S. (2010). Pluralismo Jurídico: a experiência jurídica na reseva Tapajós-Arapiuns.
LEÃO, E. M. (2011). NO AR... AS (IN) CERTEZAS DA COMUNICAÇÃO NAS RÁDIOS COMUNITÁRIAS EM
CATALÃO-GOIÁS (1992 – 2011).
Lemos., M. G. (2009). Ciberfeminismo: novos discursos do feminino em redes eletrônicas.
LESSA, I. J. (2010). Gestão participativa e participação social: um estudo a partir da
Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde
(2003 – 2007).
LESSA, R. O. (2011). As Representações dos Contextos de Conflito Social no Campo no Cinema
Documentário Brasileiro.
LIMA, A. d. O. (2011). ―A cidade ficou lá adiante com seus ruídos e fogos‖ um percurso pelas crônicas de
Carlos Drummond de Andrade 1930-1934.
LIMA, C. E. d. (2011). Agricultura Camponesa, PRONAF e iniciativas agroecológicas no município do CratoCE.
LIMA, C. Z. d. (2011). Uma Avaliação da Capacidade de Pagamento de Financiamentos em Projetos de
Fruticultura no Pronaf em Pelotas / RS.
LIMA, É. A. R. d. (2010). Qualidade de vida, envelhecimento e Aids: uma revisão integrativa. .
LIMA, J. J. d. M. (2010). MOVIMENTOS SOCIAIS, EDUCAÇÃO POPULAR NA AMAZÔNIA-ACRIANA: da
pedagogia do oprimido à ―pedagogia para o oprimido‖.
LIMA, L. G. (2010). Despindo o Estratagema das Políticas de Desenvolvimento Territorial no Alto Sertão
Sergipano: o (des)mascaramento da territorialização do capital por meio da sociabilidade reificante.
LIMA, M. F. (2011). Poder Judiciário: Espaço Público de integração entre Direito e Política através dos
Movimentos Sociais na Cidade do Rio de Janeiro.
95
LIMA, N. d. Q. (2011). Redes sociais, juventude rural e desenvolvimento local: apropriações de propostas de
comunicação para o desenvolvimento em redes globalizadas pelos jovens do cariri cearense.
LIMA, N. d. S. M. d. (2011). Universidade e Movimentos Sociais: Espaços de Educação e Cidadania.
LIMA, R. D. (2011). A SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO NA OBRA DE CARNEIRO LEÃO E SUAS CONTRIBUIÇÕES
NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES.
LIMA, V. P. D. (2010). REVOLUÇÃO DEMOCRÁTICA NA AMÉRICA LATINA: A -(RE)EMERGÊNCIA DA
IDENTIDADE INDÍGENA NA BOLÍVIA.
Lima., E. A. R. d. (2009). Qualidade de vida, envelhecimento e Aids: uma revisão integrativa.
LIMA., I. V. (2009). Produção de subsistencia/ autoconsumo e resistencia camponesa no Assentamento
Pedro ramalho em Mundo Novo/ MS.
Lima., J. M. d. (2009). Alteração de uso de imóveis urbanos no Distrito Federal: Apropriação individual ou
gestão social?
LIMA., J. R. D. (2009). Percursos do Conflito: Os (des)caminhos da Metodologia Participativa nos Planos
Diretores da Zona da Mata de Pernambuco.
Lima., T. V. (2009). EDUCAÇÃO INDIGENISTA E POLÍTICAS PÚBLICAS: O NÚCLEO INSIKIRAN DE FORMAÇÃO
SUPERIOR INDIGENA EM RORAIMA.
LOBO., P. A. (2009). Núcleo de Educação Popular 13 de maio: uma contribuição à política da classe
trabalhadora.
LOPES, D. B. (2011). O Movimento Indígena na Assembléia Nacional Constituinte (1984-1988).
LOPES, G. d. N. (2010). Embaralhando as pernas: diferentes visões sobre a bicicleta como forma de
mobilidade urbana.
LOPES, R. d. C. V. (2010). A homossexualidade feminina no campo da saúde: da invisibilidade à violência.
LOPES., J. R. (2009). PERSPECTIVA DE DESENVOLVIMENTO LOCAL NO ACAMPAMENTO DOM OSÓRIO, NO
MUNICÍPIO DE CAMPO VERDE - MT: ARTICULAÇÕES COM O TERCEIRO SETOR E FORMAÇAO DE CAPITAL
SOCIAL.
LOURENÇO, J. L. (2010). Teoria social e América latina: perspectivas sobre os movimentos sociais bolivianos
e argentinos.
LUCA, M. D. (2010). Participação Política e Controle Social no SUS: um estudo sobre o Conselho Nacional
de Saúde e a sua relação com a Atenção Básica.
LUCONI JUNIOR, W. (2011). No Lixo? Na Arte? Um estudo da consciência política dos sujeitos participantes
em Empreendimentos de Economia Solidária em Tangará da Serra-MT.
LUNA, A. S. D. (2010). Associações femininas: gênero e política no Rio de Janeiro (1945-1950).
Lusa., M. G. (2009). Do chão do cotidiano, o protagonismo do Movimento de Mulheres Camponesas em
terras catarinas: uma trajetória de lutas, construindo identidade e conquistando autonomia.
LYRA, A. V. L. (2010). O VERMELHO NA CULTURA DO PAPEL: A VISIBILIDADE MIDIÁTICA DO MST E A
IMPRENSA.
MACHADO, E. d. F. C. d. O. (2011). ESCOLAS SUBMERSAS Os efeitos de uma hidroelétrica nas comunidades
e escolas do campo.
96
MACHADO., R. D. C. F. (2009). Demitidos da Vida: Quem são os sujeitos da base do MTD?
MAGALHÃES, Á. C. (2010). Terra, Escola e Inclusão: a novidade na marcha do MST.
MAGALHÃES, J. A. (2010). A Romaria da Terra e das Águas de Bom Jesus da Lapa/Ba: (re) invenção do
religioso e do político.
Magalhães., L. d. L. (2009). O CAMPO TEM COR? Presença ausência do negro no âmbito da Política
curricular da Educação do Campo Paraense.
MAGALHÃES., R. S. (2009). O papel das Associações de Moradores da Maré na abertura política
(1978/1985).
Mahlmeister., E. A. P. (2009). Design de moda pós-moderno: o jeans como referência.
Maia., M. O. (2009). ―JOGOS POLÍTICOS NA TERRA IMATURA: AS EXPERIÊNCIAS POLÍTICAS DOS
MODERNISTAS PARAENSES (1930-1945)‖.
Mainardi., D. M. d. O. (2009). A formação da mulher para se tornar policial militar em Mato Grosso.
MANO., M. D. S. (2009). A Criança Hiperativa, a Família, o Discurso Científico e a Psicanálise.
MARIMON, T. E. d. M. (2011). Educação Física Escolar e Gênero: Representações Feministas Radicais.
MARINHO, R. P. (2011). Entre a tradição e a mudança: as relações curriculares em uma escola de educação
de jovens e adultos no município de Contagem, entre 2005 e 2008.
MARQUES, T. G. (2010). Pedagogia da terra: significados da formação para educadores e educadoras do
campo.
MARQUES, W. D. A. (2010). Considerações sobre invisibilidade social no Brasil e a identidade em busca de
emancipação.
Marques., M. B. (2009). Entre o sujeito e o verbo: um estudo sobre o caráter urbano da militância do MST
em Goiás.
MARTIN, A. M. (2010). PRATICA, EXPERIENCIA E OS (DES) CAMINHOS DA LUTA PELA TERRA EM TRÊSLAGOAS-MS. .
MARTINI, F. G. (2011). Auto-representação e produção audiovisual no coletivo Nação Periférica.
MARTINS, A. R. (2011). Requalificação urbana: a Fazenda Roseira e a comunidade Jongo Dito Ribeiro
Campinas/SP.
MARTINS, B. V. (2011). A Presença da ONG Cidade para a Construção de um Planejamento Urbano
Democrático em Porto Alegre.
MARTINS, E. (2011). TRABALHO, EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS SOCIAIS: um estudo sobre o saber e a
atuação política dos pescadores da Colônia Z-16, no Município de Cametá-PA.
MARTINS, F. A. S. (2010). A voz do estudante na educação pública: um estudo sobre a participação de
jovens por meio do grêmio estudantil.
MARTINS JÚNIOR, J. A. (2011). Práticas afetivo-sexuais ―endogâmicas‖ entre negros frequentadores do
blacksambar.
MARTINS, M. F. (2010). A DISTRIBUIÇÃO DO PODER NOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE SAÚDE: O CASO
97
DOS MUNICÍPIOS DE UBÁ E DE VIÇOSA - MG.
MARTINS, P. G. (2011). Teoria do reconhecimento e economia solidária: Uma proposta de composição
entre redistribuição, sustentabilidade e emancipação.
MARTINS, V. S. (2010). DESPERTA MULHER: CARTOGRAFIA SOBRE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO NO
JORNAL DO MOVIMENTO DE MULHERES CAMPONESAS DO RS.
MARTORELL, L. B. (2010). O ensino da saúde coletiva e a reorientação da formação em saúde.
Maruyama., M. d. G. N. (2009). Estrutura, organização e políticas de gestão nas escolas rurais da rede
pública municipal de Uberlândia, no período 2001-2004.
MASAFRET, I. L. P. C. (2011). A HISTÓRIA NÃO É BEM ESSA: O MONUMENTO COMEMORATIVO COMO
ELEMENTO DOS CONFLITOS SOCIAIS LATINO AMERICANOS.
MATOS, L. F. (2010). Estação da memória: um estudo das entidades de preservação do Estado do Rio de
Janeiro.
MATOS., M. C. D. F. G. (2009). Panorama da educação ambiental brasileira a partir do V Fórum Brasileiro de
Educação Ambiental.
MEDEIROS, E. L. M. (2010). Construção de identidade no assentamento Dorcelina Folador – MT: Diálogo da
diferença.
MEDEIROS, N. (2011). Fazenda do Ministério: um território, dois momentos, muitos significados.
Meira, J. C. (2009). ONGS E REFORMA DO ESTADO NO BRASIL: RESSIGNIFICAÇÃO DA CIDADANIA OU
ESVAZIAMENTO POLÍTICO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS?
MELLO, F. C. d. (2011). O Verbo da Nação: Movimentos de Libertação na África do Sul do Século XX.
MENDES, A. L. C. (2011). ADVOCACIA POPULAR, UTOPIA E AÇÃO POLÍTICA.
MENDES, B. d. G. F. (2011). Políticas públicas e juventude no espaço rural: Assentamento Sepé Tiarajú Serra Azul/SP.
Meneses., M. A. (2009). Pedagogia da Terra e a Formação de Professores para a Educação do Campo na
UFS e UFRN.
MENEZES, H. J. (2011). A Produção do Espaço e a Relação Rural Urbana: O Movimento dos Trabalhadores
Desempregados (MTD), em Vitória da Conquista-BA.
Menezes., E. C. (2009). A educação musical na ONG Corpo Cidadão.
MILEO, B. A. P. (2010). A CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA MULTICULTURAL NO BRASIL: FUNDAMENTOS
JURÍDICOS PARA UMA DEMOCRACIA PLURALISTA NO PÓS-COLONIALISMO.
MIRANDA, C. F. S. (2010). Indicadores da Qualidade na Educação Infantil Relacionados à Criança com
Deficiência.
MIRANDA, F. P. F. d. (2011). O enfrentamento à violência sexual na escola: seus sentidos e significados para
os educadores.
MIYAHARA, H. S. (2011). O MOVIMENTO ESTUDANTIL NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSAPr: 1969-2009.
MOLINA, S. C. (2011). Políticas de Promoção da Igualdade Racial no Brasil: Das Estruturas aos Instrumentos
98
Jurídicos.
MOMBACH, A. A. (2010). As "novas" dinâmicas dos "velhos" personagens na cena da ação coletiva
transnacional: um estudo da Confederação Sindical dos Trabalhadores das Américas.
MONTEIRO, O. B. (2010). A reforma Psiquiátrica no Brasil: uma reflexão sopbre o processo de 1987-2009.
MORAES JUNIOR, L. R. d. (2011). Mastro: A Formação do Movimento dos Agricultores Sem Terra do Oeste
do Paraná (1970-2010).
MORAES, V. M. d. (2011). A Organização dos Espaços e Tempos Educativos no Trabalho dos Egressos do
Curso de Pedagogia para Educadores do Campo.
MORAIS, F. D. R. D. (2011). A relação entre escola e trabalho na lógica do capital: os cursos superiores em
tecnologia no Brasil em debate.
MORALES, P. A. (2010). DESIGUALDADES DE CLASSE E GÊNERO NO ACESSO À TERRA: UMA
APROXIMAÇÃO A PARTIR DAS PRÁTICAS DAS PARTICIPANTES DO MOVIMENTO DE MULHERES
TRABALHADORAS RURAIS DO SERTÃO CENTRAL DE PERNAMBUCO.
MOREIRA, E. S. (2010). Pedagogia da Terra: um exemplo de luta e resistência.
MOREIRA, M. F. (2011). "Um Palacete Assobradado": Da Reconstrução do Lar (materialmente) à
reconstrução da ideia de "Lar" em uma ocupação de sem-teto no Rio de Janeiro.
MOREIRA, M. R. A. (2011). Opressão e Libertação: a religião libertadora nas obras de Frei Betto.
Moreira., P. d. V. (2009). Ouvidoria Pública: Democracia e Direitos Fundamentais.
MUNIZ, A. A. d. R. (2011). Homens, masculinidades e política pública de assistência social: uma análise de
gênero no âmbito do Programa de Atenção Integral à Família (PAIF).
Nacif., L. C. (2009). O Programa Bolsa Família: seus impactos na construção da cidadania.
NAGY, M. R. (2010). A participação dos trabalhadores rurais na definição e no acompanhamento das
políticas locais de saúde, no município de Itaberaí – GO.
NAKANO, A. R. (2010). Necessidades em regulação da fecundidade e controle da vida reprodutiva na
perspectiva de mulheres atendidas pela estratégia saúde da família na cidade do Rio de Janeiro. .
NASCIMENTO, A. M. R. D. (2011). O hip hop como experiência estética: apropriações e ressignificações por
jovens do ensino médio privado.
NASCIMENTO, C. C. D. S. (2010). ASSENTAMENTO ITABAIANA: UMA PERSPECTIVA DE "EMANCIPAÇÃO" A
PARTIR DA PARTICIPAÇÃO POLÍTICA.
NASCIMENTO, S. (2011). A ―ERA PELLANDA‖ EM TRÊS ATOS: A DIOCESE DE PONTA GROSSA-PR. DURANTE
O EPISCOPADO DE DOM GERALDO MICHELETTO PELLANDA (1962-1979).
NASCIMENTO, S. M. d. (2011). USINA HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE: o campo de forças no
licenciamento ambiental e o discurso desenvolvimentista dos agentes políticos.
Nascimento., V. T. d. (2009). Sustentabilidade: possibilidades de um diálogo entre o campo econômico e o
campo jurídico. .
NEGRISOLLI, D. (2011). OS SALÕES DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE SANTO ANDRÉ: de 1968 a 1985.
NETO, A. d. O. (2010). Comunicação Comunitária e Saúde: a possibilidade de sintonia em uma só estação
99
rumo à democratização dos espaços da mídia e do SUS.
NEVES, O. C. (2011). Participação Social e Audiências Públicas: o caso do ZSEE de Mato Grosso.
NOGUEIRA, A. P. F. (2010). Escolas do campo e formação territorial nos assentamentos de reforma agrária
no Município de Cruz do Espírito Santo-PB.
NOVAES, F. S. (2011). O Orçamento Participativo de Vitória da Conquista-BA: uma gestão pública societal?
NUNES., M. D. R. (2009). Pedofilização e mercado:o corpo-produto de crianças e adolescentes na era de
direitos no Brasil.
NUÑEZ, T. (2010). Participação e mudança política: a experiência do Orçamento Participativo em Porto
Alegre.
Oberto., L. C. (2009). Novos Atores Sociais do Campo: a construção de um modelo de desenvolvimento
inclusivo para o meio rural.
OESTREICH, M. (2011). DEMOCRATIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS:
UMA ANÁLISE DAS "CRECHES AMPLIADAS".
OLIVEIRA, B. C. d. S. (2011). A Construção de Uma Política Pública: A Experiência da Participação Popular na
Implementação do PAC Social no Complexo do Alemão / RJ.
OLIVEIRA, C. M. N. (2010). MST: a juventude como caminho.
OLIVEIRA, D. V. F. d. (2010). ATIVISMO DE BAIRRO E PARTICIPAÇÃO POPULAR NA CONQUISTA DO
ESPAÇO DO CIDADÃO: uma experiência a partir do Coque – Recife/PE.
OLIVEIRA, G. A. D. (2010). Os Posseiros e a luta pela terra na região do Bico do Papagaio 1964-1985:
Modernização e Tradição. .
OLIVEIRA, G. d. L. (2011). Permeabilidade e trânsito institucional : a relação entre a sociedade civil e Estado
a partir das trajetórias de militantes-gestores nas políticas de economia solidária no Rio Grande do Sul : os
casos de Porto Alegre (1996-2004) e do Governo Estadual (1999-2002).
OLIVEIRA, M. C. L. (2011). ―De vivências ambientais ao etnoconhecimento: o resgate da memória de
moradores das comunidades do entorno da Unidade de Conservação Mata do Junco, Capela-SE‖.
OLIVEIRA, M. M. d. N. (2010). "MOVIMENTO SINDICAL e SERVIÇO SOCIAL. Uma análise a partir das
transformações societárias e a saúde como espaço de disputa".
OLIVEIRA, M. S. d. (2010). Autonomias relativas: Estado e sociedade civil no eixo de influência da rodovia
BR-163.
OLIVEIRA, O. R. D. (2011). CONCEPÇÕES DE CONSELHEIROS TUTELARES SOBRE DESENVOLVIMENTO E
APREDIZAGEM E ATUAÇÃO NA GARANTIA DO DIREITO À ESCOLARIZAÇÃO DE CRIANÇAS E
ADOLESCENTES : UM ESTUDO DE CASO.
OLIVEIRA, P. d. S. (2010). A interlocução do Serviço Social com os movimentos sociais no Brasil: uma análise
a partir da produção teórica com enfoque no trabalho profissional.
OLIVEIRA, P. E. F. D. (2011). O CONSELHO ESTADUAL DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS DE ALAGOAS:
UMA ANÁLISE DE SUAS AÇÕES NO LIMIAR DO SÉCULO XXI.
OLIVEIRA., G. L. P. D. (2009). Estudo sobre a Expansão Urbana de Belo Horizonte em direção ao município
de Nova Lima: Uma análise acerca das transformações socioeconômicas e na composição da população da
cidade.
100
Oliveira., K. A. d. (2009). Processo de Trabalho do Ministério Público em Defesa da Saúde: quando "novos"
atores entram em cena.
Oliveira., M. A. d. (2009). A ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL NO ASSENTAMENTO MODELO:
PROPOSIÇÃO E REALIDADE.
PACHECO, H. d. P. (2010). A experiência do "PROEJA" em Contagem: interseção entre EJA e Educação
Profissional.
PANTOJA, R. C. P. (2010). Ação coletiva na criação e gestão do projeto de assentamento Paulo Fonteles em
Mosqueiro, Belém - Pará.
PASINATO, L. A. (2011). CRAS Rural: lugar de Efetivação da Política de Assistência Social - Estudo sobre o
acesso à Política de Assistência Social por Famílias Assentadas.
PASSOS, A. D. B. (2010). AS POLÍTICAS PARA MULHERES E LGBT NA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE: um
estudo comparativo.
PAULA, R. d. S. C. d. (2010). ABRINDO OS PORTÕES DA ESCOLA: A PARTICIPAÇÃO EFETIVA DA
COMUNIDADE NO AMBIENTE ESCOLAR.
PELLEJERO., N. K. (2009). DIREITOS SOCIAIS E AÇÕES COLETIVAS NAS MÚLTIPLAS ESCALAS ENTRE O
LOCAL E O GLOBAL: A LUTA PELA MORADIA NO MUNICÍPIO DE RIO GRANDE/RS.
PELLIZZER., O. P. (2009). Alimento, Educação e Cidadania: uma análise da cartilha popular de mobilização
social do Programa Fome Zero no Município de Canoas, RS.
PENNA, M. A. (2010). Socialistas Libertários e Lutas Sociais no Rio de Janeiro: Memórias, Trajetórias e
Práticas (1985-2009).
PEREIRA, A. J. (2010). A sociedade civil organizada no enfrentamento da AIDS no município de São Paulo. .
PEREIRA, A. K. (2010). Fragmentação, poder de veto e Accountability na gestão ambiental: o caso do
Distrito Federal.
PEREIRA, C. d. S. (2010). Coisas do meu pessoal: samba e enredos de raça e gênero na trajetória de Leci
Brandão.
PEREIRA, F. W. d. A. (2011). A participação Popular em Conselho Local de Saúde de Camaçari – BA: um
olhar a partir do envolvimento dos usuários.
PEREIRA, H. C. (2010). RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL SARACÁ PIRANGA: REFLEXÕES
SOBRE METODOLOGIAS PARTICIPANTES COMO PRINCÍPIOS DE GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA NA
CRIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO AMAZONAS.
Perissatto., E. B. (2009). Projetos de reforma agrária no Noroeste do Paraná: disparidades estruturais e
impactos locais.
PESSOA, V. M. (2010). ABORDAGEM DO TERRITÓRIO NA CONSTITUIÇÃO DA INTEGRALIDADE EM SAÚDE
AMBIENTAL E DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE EM QUIXERÉ-CEARÁ.
Pilão., V. (2009). PELA MÃO DE BOAVENTURA: A TRANSIÇÃO PARADIGMÁTICA SOCIETAL - UMA LEITURA
CRÍTICA.
PINHEIRO NETO, G. F. (2011). Empreendimentos Econômicos Sólidários: Inovação Social no Artesanato e
Confecção.
101
PINHEIRO., P. B. (2009). Sentidos da discriminação: movimentos sociais e políticas públicas no Rio de
Janeiro.
PINTO, E. C. (2011). A Mulher como sujeito da Cidade: uma história de vida nas lutas pelo viver e produzir o
urbano no Ibura.
PINTO, G. A. (2011). Políticas Públicas e Favelas: Conflitos em torno da Participação Sócio-Política e da Luta
por Moradia em Niterói.
PINTO, R. G. (2010). "O poder da crítica: um estudo sobre a relação empresa e movimentos sociais".
PITAGUARI, S. O. (2010). A Economia solidária no Brasil : Políticas Públicas e Desenvolvimetno Local.
Polastrini, L. F. (2011). TRANSCULTURAÇÃO E IDENTIDADES NA OBRA DE DANIEL MUNDURUKU.
POLESSO, N. B. (2011). As relações de poder e o espaço urbano como região nos contos de Tania Jamardo
Faillace.
PROSPERE, R. (2011). Frantz Fanon e os Movimentos Sociais: com os olhos voltados para o Haiti, mirando o
processo pedagógico.
Pucci., M. D. (2009). A arte oral: Paiter Suruí de Rondônia.
PUNTEL, J. A. (2011). SITUAÇÃO E PERSPECTIVAS PARA O DESENVOLVIMENTO DOS JOVENS RURAIS : UM
ESTUDO A PARTIR DOS JOVENS FORMADOS NO PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO DO JOVEM
RURAL NO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DO JOVEM RURAL NO VALE DO RIO PARDO – RS.
QUEIROZ, F. A. d. (2010). O PROFETA E O RIO: dom Cappio e a polêmica da transposição.
QUEIROZ, R. M. F. (2010). O meio ambiente do bairro Pirambu sob a Ótica.
QUOOS, R. D. (2010). TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA EM RONDÔNIA: A ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES
ALTERNATIVOS DE OURO PRETO DO OESTE.
REZENDE, C. C. D. (2010). SUICÍDIO REVOLUCIONÁRIO A luta armada e a herança da quimérica revolução
em etapas.
REZENDE, J. R. d. (2010). Os sentidos da formação em Pedagogia da Terra: o caso das militantes do MST no
Estado de São Paulo.
RIBAS, N. D. (2010). Teorias da ação coletiva para além dos movimentos sociais: conselhos gestores de
Limeira, São Paulo.
RIBEIRO, M. D. J. A. (2011). IMPACTOS INICIAIS DO FUNDEB NA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL
PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.
Ribeiro., R. L. C. C. E. (2009). A trajetória do movimento LGBT: a luta por reconhecimento e cidadania no
contexto brasileiro e baiano.
Ribeiro., R. M. (2009). Questão Agrária e Territórios em Disputa: embates políticos entre agronegócios e
agricultura camponesa/familiar - década de 2000.
ROCHA, D. A. S. (2010). Da casa para a escola: como a luta pela moradia tornou possível uma escola de
horário integral.
ROCHA, M. O. F. (2011). Movimentos Sociais: ação sócio política na região de Picos a partir da ação sócio
educativa do movimento da Educação de Base - MEB, no período de 1985-1995.
102
ROCHA, O. O. M. D. (2010). DITADURA MILITAR: REPRESSÃO POLÍTICA EM CAXIAS DO SUL (RS).
RODRIGUES, A. S. A. (2010). Ser(tão) negro! Reconversão cultural e desenvolvimento local na comunidade
negra rural Quilombola de Leitão/ Umbuzeiro, Afogados da Ingazeira - Pernambuco.
RODRIGUES, J. C. (2010). MARABÁ: Centralidade urbana de uma cidade média paraense.
RODRIGUES, K. L. (2010). ASSUNÇÃO DO ASSOCIATIVISMO TRUKÁ.
Rodrigues., E. L. (2009). Igrejas evangélicas inclusivas das cidades de São Paulo e Guarulhos: um estudo
psicopolítico das igrejas vistas por seus pastores.
ROSA, A. M. (2011). Memórias, histórias, movimentos sociais: mobilização, comunicação e projeto de luta.
(Uberlândia-MG, anos 1980).
ROSA., J. D. S. (2009). A Construção da Identidade de Três Gerações do MST, Assentamento Rancho Grande
- Goiás.
ROSA., K. C. F. D. (2009). ENEDINA ALANO DA ROSA: A IDENTIDADE DA MULHER NEGRA EDUCADORA NO
SUL DO BRASIL.
ROSENO, S. M. (2010). O curso de licenciatura em educação do campo: pedagogia da terra e a
especificidade da formação dos educadores e educadoras do campo de Minas Gerais.
ROSSI, R. (2010). A experiência e as práticas educativas dos educadores de Fé e Alegria de Cuiabá.
ROZENDO, F. H. d. C. (2010). O SERVIÇO SOCIAL NA PREVIDÊNCIA SOCIAL: a afirmação do seu espaço na
materialização dos direitos.
Ruiz., J. D. S. (2009). BENEFICIOS ECONÔMICOS E SOCIAIS A PARTIR DA PARTICIPAÇÃO EM ESQUEMAS
ASSOCIATIVOS: O CASO DAS QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU NO POVOADO DE LUDOVICO,
MUNICÍPIO DO LAGO DO JUNCO - MARANHÃO.
SALLES, P. M. (2011). Associativismo e Militância: o reconhecimento do funk como movimento cultural.
Salomão., M. d. S. (2009). MULHERES E GOVERNO LOCAL: a constante dialética entre o público e o privado
O Município de Belém nos anos de 1998 e 2006.
SAMPAIO, A. A. B. (2010). PROPEDÊUTICA À CATEGORIA DO DESPERTAR HISTÓRICO NAS "PASSAGENS"
DE WALTER BENJAMIN. .
SANCHES, C. D. A. (2011). A CONTRIBUIÇÃO DA SISTEMATIZAÇÃO DE EXPERIÊNCIAS PARA O
FORTALECIMENTO DO CAMPO AGROECOLÓGICO E DA AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL.
SANCHES, L. d. C. (2011). Um estudo sociologico sobre a aids no Brasil: Atores e oraganizações.
SANTAFÉ, V. L. (2011). Da biopolítica dos movimentos sociais à batalha nas redes: vozes autônomas.
SANTO, Y. B. D. S. (2011). AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO PARA A PESSOA COM DEFICIÊNCIA: A
PROPOSTA DOS INSTITUTOS FEDERAIS.
SANTOS, A. C. D. (2010). Resistir no Chão do Cacau: Um Estudo sobre os Itinerários e Representações da
Alimentação em um Assentamento do MST no Sul da Bahia. .
SANTOS, A. M. D. (2010). MEMÓRIA VIVA DE EDUCADORES SOCIAIS POPULARES: REFLEXÕES
PEDAGÓGICAS SOBRE A PRÁTICA DE FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO POPULAR NA AEC A PARTIR DA
HISTÓRIA DE VIDA DA PROF. DILECTA TODESCHINI.
103
SANTOS, A. P. d. (2011). Políticas de Ação Afirmativa: novo ingrediente na luta pela democratização do
ensino superior. A experiência da Universidade Federal de Ouro Preto.
SANTOS, A. R. d. (2010). A FORMAÇÃO DOS TRABALHADORES EM SUAS HISTÓRIAS DE VIDA: AS
POSSIBILIDADES DE EMANCIPAÇÃO NAS EXPERIÊNCIAS DO MOVA/RS EM SANTA CRUZ DO SUL. .
SANTOS, A. R. d. (2010). A gestão educacional do MST e a burocracia de estado. .
SANTOS, B. L. S. (2011). Conselho Tutelar: entre o exercício da democracia e o clientelismo.
SANTOS, J. C. B. D. (2011). O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra e as relações entre saúde,
trabalho e ambiente em um assentamento rural no estado do Rio de Janeiro.
SANTOS, J. R. d. (2010). NOVOS ESPAÇOS DA POLÍTICA: A DINÂMICA DAS LUTAS LOCAIS.
SANTOS, L. J. d. (2011). POR DENTRO DO ESPELHO: Reflexões sobre o feminino negro em Raça Brasil.
SANTOS, M. J. d. (2010). EM BUSCA DA TERRA: MIGRAÇÃO, ORGANIZAÇÃO E RESISTÊNCIA NA POLÍTICA
DE COLONIZAÇÃO NO SUDESTE DE RORAIMA (1970-1990).
SANTOS, V. M. d. (2011). CARTOGRAFANDO AS PRODUÇÕES DE SENTIDOS: recepção radiofônica do
projeto político-identitário no Território do Sisal.
SANTOS., D. E. D. (2009). O Fenômeno Consumerista e os Movimentos Sociais no Brasil.
Santos., E. F. N. d. (2009). E por falar em FAFERJ... Federação das Associações de Favelas do Estado do Rio
de Janeiro - memória e história oral (1963 - 1993).
Santos., F. G. d. (2009). POLÍTICAS EDUCACIONAIS PARA O MEIO RURAL EM MATO GROSSO DO SUL
(1991-2002).
Santos., F. T. d. (2009). A "Recuperação" de Assentamentos Rurais em Questão: a experiência do
Assentamento Rendeira - Alagoas.
Santos., G. I. R. d. (2009). DESENVOLVIMENTO REGIONAL SOB O ENFOQUE DE GÊNERO: ASSENTAMENTO
DE REFORMA AGRÁRIA PADRE JOSIMO I E II - TO.
SBARDELOTTO., V. S. (2009). AS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL
- 1998 (DCNs/98) E O MULTICULTURALISMO COMO EXPRESSÃO DO PENSAMENTO PÓS-MODERNO EM
EDUCAÇÃO.
SCAVONE, D. T. d. L. (2011). MARCAS DA HISTÓRIA DA CRECHE NA CIDADE DE SÃO PAULO: AS LUTAS NO
COTIDIANO (1976-1984).
Schittini., G. d. M. (2009). Políticas Públicas, Conservação e Movimentos Sociais em uma área de Expansão
de Fronteira: A criação de unidades de conservação no âmbito do Plano BR 163 Sustentável.
Schweig., G. R. (2009). Saberes e Fazeres em Construção: etnografia sobre formação profissional e
mobilização estudantil no contexto da Reforma Psiquiátrica no Rio Grande do Sul.
SEGUY., F. (2009). GLOBALIZAÇÃO NEOLIBERAL E LUTAS POPULARES NO HAITI:CRÍTICA À MODERNIDADE,
SOCIEDADE CIVIL E MOVIMENTOS SOCIAIS NO ESTADO DE CRISE SOCIAL HAITIANO.
SELLIN, F. (2010). NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS NA AMÉRICA DO SUL: UMA ANÁLISE COMPARADA.
SEVILLANO, D. C. (2010). Somos os filhos da revoluçao: estudantes, movimentos sociais, juventude e o fim
do regime militar (1977-1985).
104
SILVA, A. C. O. (2011). Educação no campo e trabalho: um estudo das escolas municipais rurais de
Uberlândia-MG.
SILVA, A. F. d. (2010). Mulheres em movimento (s): Estudo etnográfico sobre a inserção de feministas e
lésbicas em movimentos sociais institucionalizados e autônomos na cidade de Porto Alegre/RS.
SILVA, A. F. d. (2010). O DISCURSO SOBRE ETNODESENVOLVIMENTO QUILOMBOLA NO GOVERNO LULA. .
SILVA, A. S. e. (2010). Exploração de carvão mineral no sul de Santa Catarina: uma análise jurisprudencial à
luz da responsabilidade civil e dos princípios estruturantes dela no direito ambiental. .
SILVA, D. A. d. (2011). ―A PRODUÇÃO TERRITORIAL E AS FORMAS DE RESISTÊNCIA NO ASSENTAMENTO
RURAL SUL BONITO EM ITAQUIRAI-MS‖.
SILVA, F. C. d. (2010). Círculos ao invés de linhas em busca de valores e princípios estruturantes da gestão
social. Projeto juventude, participação e autonomia (Instituto Universidade Popular - UNIPOP).
SILVA, F. C. d. (2011). Políticas de saúde voltadas às lésbicas: um estudo sobre as possibilidades de reverter
um quadro histórico de invisibilidade.
SILVA, J. A. d. A. e. (2011). JOVENS ASSENTADOS, JOVENS ESTUDANTES, JOVENS PROFESSORES:
JUVENTUDE EM ASSENTAMENTOS RURAIS DO RN.
SILVA, J. M. (2011). AGRICULTURA FAMILIAR E TERRITORIALIDADE: as comunidades Cruzeiro dos Martírios
e Paulistas, no município de Catalão (GO).
SILVA, J. M. D. d. (2010). COMO SURGIU A TV DIGITAL NO BRASIL:UMA NARRATIVA ANALÍTICA SOBRE
FORMAÇÃO DE PREFERÊNCIAS E DECISÃO GOVERNAMENTAL.
SILVA, J. R. d. (2010). SERVIÇO SOCIAL E POLÍTICA: uma análise da participação dos assitentes sociais no
Conselho Regional de Serviço Social - 14ª Região.
SILVA, J. V. G. d. (2011). Entre liberdade e igualdade: a cidadania em "um outro mundo possível".
SILVA, L. A. F. d. (2010). Juventude e protagonismo: contribuição do Projeto Beira da Linha para uma ação
protagonista.
SILVA, L. J. D. (2011). ―Projeto de Capacitação de Conselheiros de Direitos: Uma análise dos seus impactos
nos Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente da zona da mata mineira‖.
SILVA, L. V. d. (2010). ASSOCIAÇÕES: EXPERIÊNCIA DE PARTICIPAÇÃO NA REDEMOCRATIZAÇÃO.
Movimentos Comunitários em Juiz de Fora – MG – 1974-1988.
SILVA, M. C. E. (2011). Questão racial e serviço social: uma reflexão sobre o racismo institucional e o
trabalho do assistente social.
SILVA, M. D. P. S. F. B. E. (2010). QUEBRADEIRAS EM MOVIMENTO: representações acerca da categoria
gênero no âmbito do MIQCB no Maranhão.
SILVA, M. d. S. d. (2011). A questão agrária e a educação agrícola: estudo de caso no Campus Vitória de
Santo Antão do Instituto Federal de Pernambuco.
SILVA, M. H. R. D. (2010). Contra o preconceito: trajetórias de mulheres negras empregadas domésticas em
Uberlândia, MG — 1980–2008.
SILVA, M. N. d. (2011). Relações entre técnica e criatividade no ensino do cinema e do audiovisual.
SILVA, M. R. d. (2011). SOCIEDADE DE CONSUMO, POLÍTICAS PÚBLICAS E MERCADO DE REPRODUÇÃO
105
HUMANA ASSISTIDA NO BRASIL.
SILVA, R. U. d. (2011). O Sistema Judiciário e o Reconhecimento de Identidades Sociais.
SILVA, S. B. D. A. (2010). ESTRATÉGIAS DE UMA ESCRITA PENTECOSTAL: A ―AÇÃO EDUCATIVA‖ DA REVISTA
LIÇÕES BÍBLICAS PARA DULTOS E CRIANÇAS NOS ANOS DE 1935 A 1943 NO BRASIL.
SILVA, S. D. S. (2011). Projeto ético-político e consciência de classe: uma relação dialética, reflexões sobre o
exercício profissional/político das/dos Assistentes sociais dos Centros de Referência de Assistência Social
(CRAS) em Recife.
SILVA, S. J. d. (2011). Quando ser gay era uma novidade: aspectos da homossexualidade masculina na
cidade do Recife na década de 1970.
SILVA, T. B. D. (2010). ―Hegemonia e Contra-hegemonia no Brasil: A compreensão dos movimentos sociais
articulados no jornal Brasil de Fato sobre o Governo Lula‖.
SILVA, T. G. D. (2009). Regularização Fundiária das Zonas Especiais de Interesse Social.
SILVA, V. L. D. S. (2010). Os Conselhos de Saúde da Região Noroeste, sua Interface com o Conselho
Municipal e a Inserção do Serviço Social na Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (1989 a 2009).
Silva., E. B. d. (2009). A NATUREZA E A FUNÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES NO CONTEXTO DA
DEMOCRACIA VIGENTE NA SOCIEDADE BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA.
SILVA., F. D. D. S. (2009). Pedagogia da Terra: um encontro de saberes, vivências e práticas educacionais.
SILVA., F. F. N. D. D. (2009). Cruzados do século XX: o Movimento Tradição, Família e Propriedade (TFP).
Origens, doutrinas e práticas (1960-1970).
SILVA., J. M. M. N. (2009). Os interesses em torno da Política de Habitação Social no Brasil: a autogestão no
Programa Crédito Solidário.
SILVA., M. J. A. D. (2009). Sujeitos em Cena: O processo de organização dos Movimentos Sociais em
Palmas/TO 1989/2008.
SILVA., M. M. D. (2009). A Agricultura Familiar em Projetos de Assentamentos.
SILVA., R. M. M. (2009). Plano Diretor Municipal: a Governança no Processo de Revisão do Plano Diretor do
Recife.
SILVEIRA, K. A. (2010). CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS E PARTICIPAÇÃO SOCIAL NO COMPLEXO
INDUSTRIAL PORTUÁRIO DE SUAPE, PERNAMBUCO.
SILVEIRA, M. A. d. (2010). O Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis: um movimento
em construção 1999-2009.
Silvestre., H. d. A. (2009). A disputa entre a esfera pública em sociedades periféricas: o estado mexicano e o
zapatismo.
SIQUEIRA, C. Z. R. d. (2011). Os cursinhos populares: estudo comparado entre MSU e EDUCAFRO-MG.
SIQUEIRA, E. F. L. (2011). POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS PARA A POPULAÇÃO DO CAMPO E A
INSERÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DE
BIOCOMBUSTÍVEL -PNPB: INTERFACES E CONTROVÉRSIAS.
SOARES FILHO, M. M. (2010). A Sociedade Civil Fora do Armário: conflitos e conquistas no campo dos
Direitos Humanos LGBT no Brasil.
106
SOARES, S. (2011). SUJEITOS DO CAMPO CONSIDERADOS DEFICIENTES: DA INVISIBILIDADE AO
PERTENCIMENTO.
Soares., Z. A. B. (2009). Agricultura Familiar, Movimentos Sociais e Desenvolvimento Rural na Região do
Beco de Papagaio Tocantins: um estudo sobre as relações entre sociedade civil e desenvolvimento.
SOUSA, C. I. O. (2011). O turismo comunitário em comunidades tradicionais na zona costeira do Ceará: a
experiência da rede TUCUM.
SOUZA, A. C. C. (2011). O CINEMA MILITANTE E AS NOVAS REPRESENTAÇÕES DE RESISTÊNCIA Argentina e
Bolívia: Como o ressurgimento de um gênero cinematográfico está gerando a estética da resistência no
audiovisual contemporâneo.
SOUZA, C. A. D. (2011). A Representação Política do Partido dos Trabalhadores (PT): a relação entre os
parlamentares e movimentos sociais em Salvador (2005-2010).
SOUZA, C. C. D. (2011). RELAÇÕES COTIDIANAS, CONTRADIÇÕES E ARTICULAÇÕES ENTRE MOVIMENTOS
SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE A FLASKÔ E A VILA OPERÁRIA E POPULAR.
SOUZA, F. C. D. (2010). As intervenções urbanas e os fluxos comunicativos nas ações do Grupo Improv
Everywhere.
SOUZA, F. M. d. C. (2010). Juventude e Movimento Hip Hop: a construção de identidade, luta por direitos e
cidadania.
SOUZA, H. N. D. (2011). Uma análise crítica do papel dos Conselhos Gestores de Unidades de Conservação
- estudo de caso do Parque Estadual da Ilha grande, RJ.
SOUZA, H. P. d. (2011). Mães da resistência: histórias de vida de jovens mães do movimento dos sem teto
da Bahia.
SOUZA, M. J. d. (2011). Eleição para diretores escolares em Minas Gerais: a experiência de um município da
Zona da Mata.
SOUZA, M. T. d. (2011). FORMAÇÃO HUMANÍSTICA NOS CURSOS DE DIREITO: UM DIÁLOGO A PARTIR
DOS MOVIMENTOS SOCIAIS.
SOUZA, V. F. F. (2011). CIDADANIA E ENVELHECIMENTO EM PARINTINS: Um enfoque para o Programa de
Atenção Integral ao Idoso.
Souza., E. S. (2009). Formação de intelectuais negros e negras: a experiência de assessores/as educacionais
para assuntos da Comunidade Negra no Estado de São Paulo.
Souza., J. D. d. (2009). A reforma educacional do regime militar: uma análise a partir de um documento da
SEC/RS.
SOUZA., T. D. (2009). Tecnologias políticas do gênero no Brasil: a contribução do pensamento de Maria
Lacerda de Moura.
STANGE, J. M. B. (2010). Um Soluçar de Vida: Cantos ecoando com os projetos sociais de Barra do Riacho.
Stortti., M. A. (2009). Dos movimentos sociais à academia: uma análise das representações sociais de
educação ambiental dos pesquisadores do GT(22) Anped.
SUGUIMOTO, E. I. (2011). A EXPANSÃO DA CANA EM BIRIGUI E A DINÂMICA AGRÁRIA REGIONAL.
Tavares., J. J. (2009). Produção de Etanol e Desenvolvimento da Agricultura Familiar: potencial e viabilidade
107
da agroindustrialização de pequeno porte na Região das Missões - RS.
TEIXEIRA, M. F. (2011). Formação de educadoras e educadores do campo: concepções, contradições e
perspectivas à luz da experiência do PRONERA e do Curso de Pedagogia da Terra - UFMA.
TEIXEIRA., E. T. (2009). O "LEXICO ESPACIAL" DO MOVIMENTO DOS SEM-TETO: UM ESTUDO DO
DISCURSO E DAS REPRESENTAÇÕES SÓCIO-ESPACIAIS DA OCUPAÇÃO QUILOMBO DAS GUERREIRAS (RIO
DE JANEIRO).
TELES, P. S. (2010). ―As faces da inclusão social: uma análise do Projovem Adolescente nos CRAS de
Aracaju-SE‖.
Texeira., R. d. C. M. (2009). Identidades indígenas nos movimentos sociais populares e urbanos da
BolíviaIdentidades indígenas nos movimentos sociais populares e urbanos da Bolívia.
TRINDADE, A. C. D. (2011). Movimentos Sociais e a Luta Pelo Público na Educação: escolas itinerantes no
Brasil e bacharelados populares na Argentina.
TURCATO, C. P. (2011). O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA CONSTRUÇÃO DO COLETIVO ATRAVÉS
DAS INTERAÇÕES EM REDES: O CASO DA CADEIA REDE JUSTA TRAMA.
TUSSI, F. P. (2010). Aborto vivido, aborto pensado : aborto punido? : as (inter)faces entre as esferas pública
e privada em casos de aborto no Brasil.
VALE, S. B. d. (2011). O assentamento Dezessete de Abril e seu projeto de escola integral para o campo.
VARGAS, L. C. (2011). Da luta pela terra em Corumbá,MS à formação dos professores leigos no
assentamento Taquaral.
VARGAS, M. C. D. (2010). DESLOCAMENTOS, VÍNCULOS AFETIVOS E POLÍTICOS, CONQUISTAS E
TRANSFORMAÇÕES DAS MULHERES OPOSITORAS À DITADURA CIVIL-MILITAR: A trajetória do Movimento
Feminino pela Anistia no Rio Grande do Sul (1975-1979).
VASCONCELOS, J. O. d. (2011). DIVERSIFICAÇÃO PRODUTIVA EM ASSENTAMENTOS RURAIS NA ZONA DA
MATA DE PERNAMBUCO.
.
VASCONCELOS, R. C. D. (2011). CONFLITOS AMBIENTAIS URBANOS: Uma análise da intervenção do Poder
Público e do Setor Imobiliário Formal na Comunidade de Brasília Teimosa, Recife/Pernambuco.
VASSELAI, F. J. (2010). A Locomotiva silenciosa: o não predomínio da política paulista na democracia de
1945.
VECCHIATTI, P. R. I. (2010). A LUTA JUDICIAL DAS MINORIAS SEXUAIS PELA CIDADANIA MATERIAL.
Viana., L. H. V. (2009). A INFLUÊNCIA DO BID NA FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS: ANÁLISE DAS
CONDIÇÕES DE FINANCIAMENTO DO PROGRAMA DE REABILITAÇÃO DA ÁREA CENTRAL DO MUNICÍPIO
DE SÃO PAULO - PROCENTRO.
VIEIRA, A. T. (2011). A Educação Ambiental - um estudo sobre o processo de aprendizado a partir de
projetos de Educação Ambiental.
VIEIRA, R. (2010). O Gênero e a Gestão da Água no Semi-Árido da Paraíba.
VIMIEIRO, A. C. S. C. (2010). Cultura pública e aprendizado social: a trajetória dos enquadramentos sobre a
temática da deficiência na imprensa brasileira (1960-2008).
VINHAS, A. L. F. (2011). PESCADORES ARTESANAIS DE PEDRA DE GUARATIBA, RIO DE JANEIRO (RJ): os
108
diferentes conflitos pela identidade.
Wansetto., R. (2009). Avançar na participação com vistas à transformação: o Movimento Consulta Popular.
XAVIER, W. J. F. (2010). As práticas educativas da Liga Camponesa de Sapé: Memórias de uma Luta no
Interior da Paraíba (1958-1964).
109
Palavra-chave “Ação Coletiva”
(1990). A PRATICA SUPERVISORA NA REDE ESTADUAL DE 1.GRAU NA CIDADE DE FORTALEZA CEARA NA
ANALISE CRITICA A PROPOSTA ALTERNATIVA.
. EDUCAÇÃO-PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Abreu, C. C. B. d. (2001 ). Participação Faz Diferença? Reflexões sobre a Avaliação da Intervenção do Fundo
de Apoio Social (FAS). SOCIOLOGIA INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO.
Mestrado.
Abreu, G. A. d. (2009 ). A deserção da história: o pós-modernismo e o neoliberalismo como armas
ideológicas do capitalismo global - Um mal estar mais que uma ruptura. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE
ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
AKAOUI, F. R. V. (2009 ). Jurisdição constitucional e a tutela dos direitos metaindividuais. DIREITO
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
ALENCAR, E. (1986 ). AN INTERPRETATIVE STUDY OF THE AGRICULTURAL COOPERATIVE AS A MEANS
FORFARMERS TO ADAPT TO THE SOCIAL SYSTEM: A CASE STUDY IN SOUTHERN MINAS GERAIS, BRAZIL. .
ADMINISTRAÇÃO RURAL-UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS, . Doutorado: 1v. 424p.
Almeida, G. R. d. (2007 ). Dilemas da ação coletiva: prestadoras de serviços mercantis e legislação tributária
no Brasil contemporâneo. . CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Mestrado.
ALMEIDA, J. R. D. (2004 ). Um novo repertório da ação coletiva : movimento reivindicatório dos praças da
Polícia Militar em Belo Horizonte no ano de 1997. HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS.
Mestrado.
Almeida, J. R. d. (2010 ). Tropas em protesto : o ciclo de movimentos reivindicatórios dos policiais militares
brasileiros no ano de 1997. HISTÓRIA SOCIAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
Almeida, L. d. F. (2011 ). A GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM CONTEXTOS INTRAORGANIZACIONAIS: um
estudo a partir da UFPA. . DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TRÓPICO ÚMIDO UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
Almeida, M. P. d. (2007 ). A efetividade das decisões judiciais no processo coletivo como garantia a uma
ordem jurídica justa. . DIREITO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ. Mestrado.
ALMEIDA, R. D. O. (1995 ). VIOLENCIA, IDENTIDADE E PROCESSOS ORGANIZATIVOS: O FORRO DA BALA
COMO CENARIO DE ANALISE. SOCIOLOGIA - UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Mestrado.
Almeida, S. A. P. d. (2004 ). Desenvolvimento Regional do Turismo em Áreas Com Potencial Cultural e
Natural: Gestão Compartilhada na Micro-região Sul dos Campos Gerais - PR. TURISMO E HOTELARIA
UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Mestrado.
Alves, A. I. M. (2010 ). Participação e a governança nas organizações mutuais. ADMINISTRAÇÃO
FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/RJ Mestrado.
ALVES, J. P. D. F. F. (2010 ). IDENTIDADE CULTURAL E ORÇAMENTO PARTICIPATIVO: ARTICULAÇÃO E
DEMANDAS IDENTITÁRIAS EM ESPAÇOS DE PARTICIPAÇÃO PÚBLICA. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE
FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
ALVES, W. A. (2009 ). TECNOLOGIAS DIGITAIS E REDES INTERATIVAS. TECNOLOGIAS DA INTELIGÊNCIA E
DESIGN DIGITAL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Andrada, L. S. (2009 ). Empresário Industrial, Ideologia e Desenvolvimento. CIÊNCIA POLÍTICA (CIÊNCIA
POLÍTICA E SOCIOLOGIA) UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES. Doutorado.
Andrade, C. J. S. d. (1999 ). Reestruturação Capitalista e Mundo do Trabalho no Pós-Crise de 1970.
110
SOCIOLOGIA INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Andrade, G. V. (2010 ). Capital social e disparidade de renda nos municípios do Vale do Rio Doce em Minas
Gerais: uma aplicação da nova economia institucional. . ECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA.
Mestrado.
ANDRADE, J. C. S. (2000 ). Conflitos, Cooperação e Convenções: a dimensão político-institucional das
estratégias sócio-ambientais da Aracruz Celulose S/A (1990-1999). ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE
FEDERAL DA BAHIA. Doutorado.
Andrade, N. F. d. (2008 ). Distribuição de Conteúdo Entre-Pares em Perspectiva: Um Estudo de Carga,
Compartilhamento e Qualidade de Serviço em Comunidades Bittorrent. ENGENHARIA ELÉTRICA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE. Doutorado.
Angélico, C. L. (2008 ). Qualificação do café (Coffea arabica L.) em estádios de maturação e submetido a
cinco tempos de ensacamento antes da secagem. CIÊNCIAS DOS ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE
LAVRAS. Mestrado.
Ansara, S. (2005 ). Memória política da Ditadura militar e repressão no Brasil: Uma abordagem
psicopolítica. PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL) PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO
Doutorado.
Aratangy, G. B. (2007 ). PROTOCOLO DE QUIOTO: UMA APLICAÇÃO DA TEORIA DA AÇÃO COLETIVA. .
ECONOMIA DE EMPRESAS FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP, Mestrado.
Araujo, E. G. (2011 ). Intervenções de um Professor de Matemática Cego. ENSINO DE CIÊNCIAS E
MATEMÁTICA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. Mestrado.
Araujo, E. M. T. (1998 ). Os mecanismos de ação coletiva na gestão da Escola Pública. . EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
Araújo, L. R. d. (2002 ). Novos Atores Sociais: Dilemas e Desafios na Busca da Participação: O caso de Nova
Floresta-PB). SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA Mestrado.
ARAÚJO, L. S. D. O. (2003 ). A ECONOMIA POLÍTICA DAS VINCULAÇÕES DE RECEITAS: UMA VISÃO
DEMOCRÁTICA DAS DECISÕES ORÇAMENTÁRIAS. ECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE.
Mestrado.
ARAÚJO, N. V. D. (2011 ). Policiais Militares e Ação Coletiva: o movimento dos Cabos e Soldados da Polícia
Militar do Piauí em 1997. POLÍTICAS PÚBLICAS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Mestrado.
ARAÚJO, R. S. M. D. (2007 ). A representação adequada nas ações coletivas. . DIREITO PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
ARISTIMUNHA, J. L. (1997 ). AGRICULTURA SUSTENTÁVEL, POTENCIALIDADES E LIMITANTES DA
PRODUÇÃO FAMILIAR (UMA VERIFICAÇÃO NO PLANALTO MÉDIO RIOGRANDENSE. EXTENSAO RURAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Mestrado.
Assis, W. S. (2007 ). A construção da representação dos trabalhadores rurais no Sudeste paraense.
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL
DO RIO DE JANEIRO. Doutorado.
Augusto, R. C. (2011 ). Aprender na prática: narrativas e histórias de lideranças camponesas, no sertão do
Norte de minas, em finais do século. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Doutorado.
AVANCINE, S. L. (1990). DAQUI NINGUEM NOS TIRA: MAES NA GESTAO COLEGIADA DA ESCOLA.
EDUCAÇÃO: HISTÓRIA, POLÍTICA, SOCIEDADE - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO.
Mestrado.
111
Azevedo, M. C. C. V. (2010 ). Identificação de crianças e adolescentes com suspeita de câncer: uma
proposta de intervenção. ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE. Mestrado.
Baccon, M. (2009 ). FESTIQUEIJO: Cultura, Lazer e Turismo. TURISMO UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL
Mestrado.
BAIERLE, S. G. (1992). UM NOVO PRINCIPIO ETICO-POLITICO: PRATICA SOCIAL E SUJEITO NOS
MOVIMENTOS POPULARES URBANOS EM PORTO ALEGRE NOS ANOS 80.
. CIENCIA POLITICA - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Mestrado.
Barbi, F. (2007 ). Capital Social e ação coletiva na gestão das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí:
os desafios da gestão compartilhada do Sistema Cantereira - SP. . CIÊNCIA AMBIENTAL UNIVERSIDADE DE
SÃO PAULO. Mestrado.
Barbosa, A. C. Q. (1989). A problematica dos conflitos e sua dinamica em micro e pequenas empresas
fabricantes de autopecas situadas em Belo Horizonte e Contagem. ADMINISTRAÇÃO-UNIVERSIDADE
FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Barbosa, G. J. (2006 ). Representação de Interesses no Setor Agrícola Pós-Desregulamentação: O Clube dos
Amigos da Terra de Uberlândia. ECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. Mestrado.
Barbosa, J. E. C. (2011 ). Gestão coletiva de bens comuns: regimes de propriedade e conflitos na Reserva
Extrativista Marinha de Maracanã. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
BARBOSA, L. R. N. (2006 ). Capital Social Organizacional: um estudo sobre empresas do Setor de
Biotecnologia em Minas Gerais. ADMINISTRAÇÃO FACULDADE DE ESTUDOS ADMINISTRATIVOS DE
MINAS GERAIS. Profissionalizante.
Barbosa, M. d. G. B. (2008 ). Tutela dos direitos e interesses individuais "relevantemente" coletivos e dos
"interesses legítimos" - efetividade e acesso à justiça do trabalho. DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.
Mestrado.
BARBOSA, N. D. (2010 ). Fendas na cultura: a produção de tecnologias de participação socioculturais em
terapia ocupacional. . CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Barboza, D. (2003 ). O movimento de potência e/ou impotência de ação dos catadores de material
reciclável de Criciúma/SC no que se refere à construção da sua cidadania. PSICOLOGIA UNIVERSIDADE
FEDERAL DE SANTA CATARINA Mestrado.
Barcelos, N. N. S. (2001 ). A Prática e os Saberes Docentes na voz de professores do Ensino Fundamental na
travessia das Reformas Educacionais. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Bariani, L. M. (2011 ). O direito fundamental coletivo e sua tutela jurisdicional. . DIREITO UNIVERSIDADE
METODISTA DE PIRACICABA Mestrado.
Barrero, F. M. C. (2004 ). Associativismo na apicultura: estudo de caso da Associação Viçosa de Apicultores
(APIVIÇOSA). EXTENSÃO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
BARTZEN, A. N. M. (2011 ). POLÍTICAS PÚBLICAS DE INCLUSÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES
EDUCACIONAIS ESPECIAIS NO ENSINO REGULAR: O caso da Rede Municipal de Canoas-RS. . EDUCAÇÃO
CENTRO UNIVERSITÁRIO LA SALLE. Mestrado.
BATISTA, D. M. T. (1998 ). NAS TERRAS DO DEUS-DARÁ: NORDESTINOS E SUAS REDES SOCIAIS EM SÃO
PAULO. CIÊNCIAS SOCIAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
BATISTA, H. M. (2003 ). Coisa julgada e execução nas ações coletivas. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE
CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
112
BAUER, A. P. (2009 ). O processo emancipatório de Westfália (RS): o papel das lideranças políticas locais.
CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
BAULI, R. A. (2005 ). Litispendência na tutela de interesses e direitos supra-individuais. DIREITO
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Mestrado.
BELLINETTI, L. F. (1997 ). MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO. PERSPECTIVA CONCEITUAL E
PRESSUPOSTOS DE ADMISSIBILIDADE. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO.
Doutorado.
Bender, S. M. (2007 ). Capital Social e Desenvolvimento em São Leopoldo. . DESENVOLVIMENTO REGIONAL
UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL Mestrado.
Berrón, G. (2003 ). Sobre a Identidade Política. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.
Mestrado.
Berrón, G. (2008 ). Identidades e estratáegias sociais na arena transnacional> O caso do movimento social
contra o livre comércio nas Américas. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
Bertoncelo, E. R. E. (2005 ). A campanha das diretas e o processo de redemocratização. SOCIOLOGIA
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Bezerra, A. A. (2002 ). Bóias-Frias e a Mecanização nas Usinas de Açucar e Álcool do Oeste Paulista: de
1960 - 2000. HISTÓRIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Biavaschi, M. B. (1998 ). MAGISTRATURA E TRANSFORMAÇÃO SOCIAL: as teses coletivas dos juízes
gaúchos. DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Mestrado.
Boff, E. T. d. O. (2011 ). Processo interativo: uma possibilidade de produção de um currículo integrado e
constituição de um docente pesquisador - autor e ator - de seu fazer cotidiano escolar. EDUCAÇÃO EM
CIÊNCIAS QUÌMICA DA VIDA E SAÚDE ( UFSM - FURG) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL.
Doutorado.
Bomfim, T. R. d. P. (2010 ). A efetivação do Direito Fundamental à saúde através da Ação Civil Pública: uma
análise da prática jurisprudencial em Alagoas. DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Mestrado.
Bonachela, S. H. (2009 ). TUTELA JURISDICIONAL DOS INTERESSES INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS. DIREITO
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
BONIFACIO, J. L. (1995 ). GLOBALIZACAO, REESTRUTURACAO PRODUTIVA E ACAO COLETIVA: Mudancas
no setor Fruticola do Alto Valle Argentino.
. SOCIOLOGIA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
Bordallo, G. A. C. (1999 ). A Coisa Julgada nas Ações Coletivas. DIREITO UNIVERSIDADE GAMA FILHO.
Mestrado.
Borilli, S. P. (2005 ). Análise das circunstâncias econômicas da prática criminosa no Estado do Paraná:
estudo de caso nas Penitenciárias Estadual, Central e Feminina de Piraquara. . DESENVOLVIMENTO
REGIONAL E AGRONEGÓCIO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ Mestrado.
BORTOLAI, E. C. (1995 ). DA DESFESA DO CONSUMIDOR EM JUIZO. DIREITO - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE
CATÓLICA DE SÃO PAULO Doutorado.
Botelho, M. d. A. (2006 ). A AÇÃO COLETIVA DOS ESTUDANTES SECUNDARISTAS: PASSE LIVRE NA CIDADE
DO RIO DE JANEIRO. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Mestrado.
Braceras, L. L. R. d. (2004 ). ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO LOCAL SUSTENTÁVEL: UMA
113
CONTRIBUIÇÃO A ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADES LOCALIZADAS EM REGIÃO
DE POTENCIAL TURÍSTICO. . ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO
NORTE. Mestrado.
BRASIL, F. D. P. D. (2011 ). ―Democracia e Participação Social: A Construção de Avanços Democratizantes
nas Políticas Urbanas Pós-1980‖. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Doutorado.
BRASIL JUNIOR, A. D. S. (2007 ). Uma sociologia brasileira da ação coletiva: Oliveira Vianna e Evaristo de
Moraes Filho. SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Mestrado.
Breda, D. O. (2007 ). Vicus Judaeorum: Os judeus e o espaço urbano do Recife neerlandês (1630-1654).
HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE. Mestrado.
Bridi, M. A. d. C. (2008 ). AÇÃO COLETIVA E COMISSÕES DE TRABALHADORES EM PLANTAS FLEXÍVEIS: O
ESPAÇO DA POLÍTICA. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Doutorado.
Bromberger, S. M. T. (2003 ). O processo de trabalho em saúde da família: espaço possível para o
desenvolvimento de educação ambiental não formal. EDUCAÇÃO AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL
DO RIO GRANDE Mestrado.
Buchala, L. d. S. A. (2007 ). As classes sociais entre os impasses da teoria marxista: o debate contemporâneo
em Olin Wright, Bourdieu e Klaus Eder. . CIÊNCIA ECONÔMICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS.
Mestrado.
Bueno, A. M. C. (2010 ). Política externa brasileira e coalizões do sul: o fórum de diálogo Índia-Brasil-África
do Sul (IBSA). . RELAÇÕES INTERNACIONAIS (UNESP/UNICAMP/PUC-SP) UNIVERSIDADE EST.PAULISTA
JÚLIO DE MESQUITA FILHO/MARILIA Mestrado.
BUSSINGER, V. V. (1992 ). ASSENTAMENTO DE SEM TERRA:A IMPORTANCIA DO PAPEL DOS MEDIADORES.
SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Mestrado.
Cabral, R. S. V. (2004 ). TOPICOS EM FINANÇAS E DIVIDA PUBLICA: PREMIO DE RISCO, EXPECTATIVA,
BENCHMARK E CLAUSULAS DE AÇÃO COLETIVA. . ECONOMIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Doutorado.
Cabrini, G. I. M. (2009 ). Os entraves internos para as exportações de carne bovina no primeiro governo
Lula. CIÊNCIAS SOCIAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Caldas, E. d. L. (2003 ). Criação de Municípios no estado de São Paulo: atores, processos e variáveis
explicativas. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Camargos, L. d. M. M. (2008 ). "Governança de Recursos Hídricos: Um Estudo das Percepções dos
Stakeholders Sobre a Gestão das Águas no Estado de Minas Gerais". ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE
FUMEC. Mestrado.
CAMPANER, O. C. (2008 ). Conflitos coletivos do trabalho e formas de solução. DIREITO PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Campello, C. d. M. (2008 ). O ressentimento, o esquecimento e o riso: as metamorfoses da memória dos
idosos numa perspectiva nietzschiana. MEMÓRIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE
JANEIRO. Mestrado.
Campos, A. P. T. d. (2006 ). "CONQUISTA DE TERRAS EM CONJUNTO": REDES SOCIAIS E CONFIANÇA - A
EXPERIÊNCIA DOS AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DE ARAPONGA-MG. EXTENSÃO RURAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
CAMPOS, F. M. (2004 ). DA DIVERSIFICAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR À PLURIATIVIDADE NO
MUNICÍPIO DE FREDERICO WESTPHALEN, RS. EXTENSÃO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA
MARIA. Mestrado.
114
Cançado, A. A. L. (2009). ―TUTELA INIBITÓRIA COLETIVA: INSTRUMENTO EFICAZ NA PRESERVAÇÃO DA
DIGNIDADE DO TRABALHADOR‖. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS.
Mestrado.
CÂNDIA, E. F. (2007 ). Legitimidade ativa na efetivação da tutela coletiva por meio da ação civil pública:
enfoque a partir de uma análise sistemática. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO
PAULO. Mestrado.
Cardoso, A. D. (2004 ). "A ALCA E AS ELITES EMPRESARIAIS DO CONE SUL: Desafios e Contradicões".
ESTUDOS COMPARADOS SOBRE AS AMÉRICAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Doutorado.
Cardoso, A. P. (2010 ). Sociedade Civil, Direitos Humanos e Adolescente em Conflito com a Lei.
ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO.
Profissionalizante.
CARLO, S. D. (2006 ). GESTÃO AMBIENTAL NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: IMPASSES E
HETEROGENEIDADE. . DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Doutorado.
Carmo, P. S. (2005 ). Os efeitos da coisa julgada coletiva nas ações individuais. DIREITO FACULDADE DE
DIREITO MILTON CAMPOS. Mestrado.
CARNEIRO, C. D. A. L. (1997). "O PROCESSO DECISÓRIO DA POLÍTICA NACIONAL DE PROPRIEDADE
INDUSTRIAL. 1991-1996: INTERESSES ORGANIZADOS, FORMAÇÃO DA AGENDA E CONSTRANGIMENTOS
INTERNACIONAIS". CIÊNCIA POLÍTICA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO -. Mestrado.
CARNEIRO, E. J. (1990). O MOVIMENTO ECOLOGICO EM BELO HORIZONTE. SOCIOLOGIA- UNIVERSIDADE
FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Carneiro, L. G. S. (2008 ). A tragédia de Maria: o assassinato enquanto experiência constitutiva.
SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
Carneiro, P. E. A. (2006 ). LIMITES NA RACIONALIDADE DAS ANÁLISES DE RISCO SOBERANO: TESTES
ECONOMÉTRICOS, ERROS, FINANÇAS COMPORTAMENTAIS E NOISE RATER RISK. RELAÇÕES
INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Doutorado.
Carrasco, J. R. C. (1999 ). Taqui Onqoy: Milenarismo e História indígena (Hatun Soras-Peru, Século XVI).
CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
Carvalho, C. P. d. (2006 ). A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE FEMININA EM VEJA. COMUNICAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Mestrado.
Carvalho, P. D. d. (2011 ). Ação coletiva transnacional e Mercosul: organizações da sociedade civil do Brasil
e do Paraguai na construção da Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar (REAF). CIÊNCIA POLÍTICA
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
Cassas, F. A. (2007 ). Contribuições da análise do comportamento ao estudo do comportamento político.
PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL) PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Mestrado.
Castanheira, M. E. M. (2008 ). Ação coletiva no espaço organizacional de cooperativas populares.
ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. Mestrado.
CASTRO, A. D. D. M. (2008 ). O TRABALHO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NO ENSINO MÉDIO
INTEGRADO: Um estudo da gestão do conhecimento na perspectiva da análise institucional. POLÍTICAS
PÚBLICAS, GESTÃO DO CONHECIMENTO E DESEN. REGIONAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA.
Profissionalizante.
Castro, C. V. d. S. (2005 ). A mística de tornar-se jovem no MST - a experiência do I Curso de Realidade
115
Brasileira para jovens do meio Rural (1999). DESENVOLVIMENTO,AGRICULTURA E SOCIEDADE
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Castro, L. d. S. (2006 ). A IMPORTÂNCIA DA PROTEÇÃO INTELECTUAL PARA AS UNIVERSIDADES PÚBLICAS:
UMA DISCUSSÃO SOB A ABORDAGEM DA NOVA ECONOMIA INSTITUCIONAL. EXTENSÃO RURAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
Castro, W. V. B. d. (2010 ). O DIREITO INTERNACIONAL E A GUERRA: As tentativas históricas para o
impedimento do uso da força. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS.
Mestrado.
Catharino, T. R. (2002 ). Da gestão dos riscos à invenção do futuro: considerações médico-psicológicas e
educacionais sobre histórias de meninas que engravidaram entre 10 e 14 anos. PSICOLOGIA ESCOLAR E
DO DESENVOLVIMENTO HUMANO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
Cavalcanti, C. M. (2010 ). Impactos socioambientais locais decorrentes do acesso aos recursos genéticos
para fins comerciais. ECOLOGIA APLICADA UNIV.DE SÃO PAULO/ESCOLA SUP. DE AGRICULTURA LUIZ DE
QUEIROZ. Mestrado.
Cavaleiro, M. C. (2004 ). Mulheres em Movimento: Subjetividade e a Construção da Identidade de um
Coletivo Feminino em Diadema. . EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Mestrado.
Chaves, L. F. M. (2003 ). Educação e Cultura: Uma Escola para a Intervenção. EDUCAÇÃO, ARTE E HISTÓRIA
DA CULTURA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Mestrado.
Chaves, R. M. (2002 ). Ação civil pública: efetividade e eficácia da justiça no caso de um derramamento de
óleo na Baía de Guanabara. DIREITO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ. Mestrado.
Cifuentes, G. M. V. (1996 ). Respuestas de los trabajadores portuários a los programas Neoliberales de
Reestructuración en Venezuela y el Brasil: Período 1989-1993. ESTUDOS COMPARATIVOS DA AMERICA
LATINA E CARIBE - UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Doutorado.
CLARO, P. B. D. O. (2007 ). Direito de Propriedade, atividades econômicas e contexto institucional no Vale
do Jari. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS Doutorado.
Coelho, M. C. P. (2003 ). O Conselho Municipal de saúde de Campos dos Goytacazes: gestão 1998/2000.
POLÍTICAS SOCIAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO. Mestrado.
Cogoy, E. M. (2006 ). A Habitação Popular e os Desafios da Ação Coletiva. . SERVIÇO SOCIAL PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
COLARES, L. B. C. (2000 ). Os conflitos de trabalho na construção do modelo de flexibilização gerida no
Porto de Rio Grande. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
Comassetto, V. (2008 ). Análise Ambiental da Bacia do Araranguá: subsídios para a gestão. GEOGRAFIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Doutorado.
Cordeiro, R. d. L. M. (2004 ). Além das secas e das chuvas os usos da nomeação mulher trabalhadora rural
no sertão central de Pernambuco. PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL) PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE
CATÓLICA DE SÃO PAULO Doutorado.
CORREIA, N. F. (2010 ). Educação Popular e Gestão Participativa na Saúde: instituindo espaços. SAÚDE
PÚBLICA FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Profissionalizante.
Cortez, M. G. (2011 ). Sistemas de produção da castanha da Amazônia (Bertholletia excelsa Bonpl.) no
município de Manicoré/AM. . CIÊNCIAS DO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE NA AMAZÔNIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS Mestrado.
116
Costa, A. M. L. d. (2003 ). "ORGANIZAÇÃO NO MEIO RURAL: analisando aspectos da ação coletiva entre
agricultores familiares de Lajes, RN". CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO
NORTE Mestrado.
Costa, A. R. (2011 ). Sinalização de preferências no processo legislativo: o uso informal de programas
radiofônicos institucionais pelos presidentes brasileiros - 1995 a 1998 e 2003‖. CIÊNCIA POLÍTICA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Costa, D. C. (2008 ). A Efetividade da Execução Coletiva Para Reparação de Danos Individuais. . FUNÇÃO
SOCIAL DO DIREITO FACULDADE AUTÔNOMA DE DIREITO. Mestrado.
Costa, E. M. d. B. (2004 ). O Corpo e seus Textos: O Estético e o Político na Dança. EDUCAÇÃO FÍSICA
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
Costa, G. d. S. (2009 ). A ALTA MODERNIDADE E A REVOLUÇÃO SOCIOAMBIENTAL: Indivíduo e
coletividade na reprodução sociometabólica do desenvolvimento e da sustentabilidade.
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TRÓPICO ÚMIDO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Doutorado.
COSTA, H. O. G. (2005 ). Incentivos e Constrangimentos à Cooperação em Arranjos Organizacionais de
Combate à Violência em Salvador. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Doutorado.
COSTA, L. C. (2001 ). Ação Coletiva e Democracia em busca de elementos para a compreensão da presença
política de atores coletivos. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Mestrado.
Costa, L. R. (2010 ). O Retorno de Katari: cultura histórica e processo de emergência do movimento
cocalero na Bolívia (1995-2006). HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA
Mestrado.
COSTA, N. D. R. (1996 ). POLÍTICAS PÚBLICAS E JUSTIÇA URBANA: SAÚDE E SANEAMENTO NA AGENDA
BRASILEIRA NOS ANOS 80 E 90. ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.
Doutorado.
Costa, P. M. (2010 ). ACORDOS DE PESCA: DESAFIOS DE IMPLEMENTAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO EM ÁREAS
DE VÁRZEA DO MUNICÍPIO DE GURUPÁ, PARÁ, BRASIL. . ECOLOGIA AQUÁTICA E PESCA UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
Costa, P. R. N. (2003 ). Empresariado e Democracia no Brasil (1984-1994). CIÊNCIAS SOCIAIS
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
COSTA, S. M. (1998 ). AS REDES DE PESCA: ESTRATÉGIAS ECONÔMICAS E FORMAS DE SOLIDARIEDADE
ENTRE OS PESCADORES ARTESANAIS. . EXTENSAO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA.
Mestrado.
COSTA, S. R. S. D. (2006 ). Universo Sonoro Popular: um estudo da carreira de músico nas camadas
populares. ANTROPOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Doutorado.
COSTA, V. M. R. (1992 ). A ARMADILHA DO LEVIATA: A ELITE INDUSTRIAL PAULISTA E O
CORPORATIVISMO NO BRASIL, 1930-1945. CIÊNCIA POLÍTICA (CIÊNCIA POLÍTICA E SOCIOLOGIA)
INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO Doutorado.
COSTA, V. V. (2006 ). SUPERVISÃO ESCOLAR NO PROCESSO EDUCATIVO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA:
BUSCA DE RESSIGNIFICAÇÃO PARA A SUA PRÁTICA NO ESTADO DO PARANÁ. EDUCAÇÃOUNIVERSIDADE
EST.PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO/MARILIA. Mestrado.
CRISTO, A. P. D. (2011 ). ASSOCIATIVISMO, AÇÃO COLETIVA E MOBILIZAÇÃO: AS LIDERANÇAS
COMUNITÁRIAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM – ES. SOCIOLOGIA POLÍTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL
DO NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO. Mestrado.
117
CRUZ, D. F. D. (2010 ). A organização do cuidado em saúde bucal de cidades da primeira macroregional de
saúde da Paraíba. MODELOS DE DECISÃO E SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA
Mestrado.
Cugliari, L. (2006 ). "TRAPP" - trabalho informal, precário ou perigoso: abordagem de ação coletiva para
vigilância de acidentes e doenças do trabalho, em Campinas - SP. SAÚDE COLETIVA UNIVERSIDADE
ESTADUAL DE CAMPINAS. Mestrado.
Culti, M. N. (2006 ). O desafio do processo educativo na prática de incubação de empreendimentos
econômicos solidários. . EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
Cunha, J. M. d. (2011 ). ORGANIZAÇÕES COMUNITÁRIAS E MOVIMENTOS SOCIAIS: CONFLITOS E TENSÕES
NOS ESPAÇOS DE PARTICIPAÇÃO DO MUNICÍPIO DE NATAL. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL
DO RIO GRANDE DO NORTE. Mestrado.
Cunha, R. C. d. (2010 ). "JORNAL ESCOLAR: RAIO DE AÇÕES, REDE DE SIGNIFICAÇÕES. Reconfiguração do
ensino de língua materna e dinamização da formação continuada do professor". LINGÜÍSTICA APLICADA
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Doutorado.
Damasceno, S. N. A. (2005 ). Liquidação do Direito Processual Coletivo em Defesa do Consumidor. DIREITO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ Mestrado.
Deganello, L. (1998 ). "Possibilidades de uma Ação Coletiva Objetivando a Solução de Problemas de uma
Comunidade, a partir da Criação de uma grade de programação voltada para a TV Comunitária". CIÊNCIAS
DA COMUNICAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
Delbin, J. (2002 ). A Percepção dos Atores-Chave Envolvidos na Implementação das Agendas 21 Locais Estudo de caso de Espírito Santo do Pinhal, SP. ENGENHARIA URBANA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO
CARLOS. Mestrado.
Dias, J. V. (2010 ). O CAPITAL NA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO: O CASO DO SINDICATO DOS
TRABALHADORES RURAIS DE ARARA, PB. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA
GRANDE Mestrado.
DIAS, L. L. (1992). "EXCLUIDOS DOS EXCLUIDOS: CONSTITUINDO-SE O SUJEITO". SERVIÇO SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado.
Dias, R. C. (2008 ). Trabalho Docente: um estudo sobre a experiência de uma Escola Municipal de Ensino
Fundamental - Ciclo I - 2001-2004, em São Paulo. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO. Mestrado.
Diba, R. D. (2004 ). Regiões Metropolitanas Paulistas e Coordenação Intergovernamental: Um Estudo
Comparativo. . ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNO FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP. Mestrado.
Diniz, É. d. A. (2005 ). O ambiente organizacional do sistema agroindustrial da erva-mate.
DESENVOLVIMENTO REGIONAL E AGRONEGÓCIO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ
Mestrado.
Diniz, P. C. O. (2002 ). Ação Coletiva e Convivência com o Semi-Árido: A experiência da articulação do
Semi-Árido paraibano. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado.
Donaduzzi, J. C. (2009 ). AÇÕES EDUCATIVAS DE ENFERMEIRAS EM ESTRATÉGIAS DE SAÚDE DA FAMÍLIA.
ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Mestrado.
Donat, H. (2006 ). Projeto de Cooperação do MST nos Assentamentos da Reforma Agrária: Como se
explicam as dificuldades encontradas. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA.
Mestrado.
Dória, R. N. (1996 ). Avaliação: Uma Investigação com Os Professores de História de 1º e 2º Graus do
118
Colégio Pedro II. EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Dornelas, M. A. (2005 ). Responsabilidade Social versus Filantropia Empresarial: um estudo de casos na
cadeia automobilística de Minas Gerais. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. Mestrado.
DORNELES, M. D. A. (1990). O MOBRAL COMO POLITICA PUBLICA: A INSTITUCIONALIZACAO DO
ANALFABETISMO. EDUCAÇÃO-UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
DORNELES, M. D. A. (1991).
DOTTA JUNIOR, M. (1996 ). A LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA NAS AÇÕES COLETIVAS PARA DEFESA DE
DIREITOS INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS. DIREITO - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO.
Mestrado.
Engel, A. S. (2011 ). As contradições do campo e as práticas educativas em duas escolas rurais de Monte
Alegre de Minas. GEOGRAFIA (GEOGRAFIA HUMANA) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
ENGLANDER, A. D. A. C. (2011). As Tensões da Forma: Ação Coletiva nos Ensaios de Oliveira Vianna e Caio
Prado Jr. SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Mestrado.
ESCHER, F. (2011 ). OS ASSALTOS DO MOINHO SATÂNICO NOS CAMPOS E OS CONTRAMOVIMENTOS DA
AGRICULTURA FAMILIAR: ATORES SOCIAIS, INSTITUIÇÕES E DESENVOLVIMENTO RURAL NO SUDOESTE
DO PARANÁ. DESENVOLVIMENTO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
Estivalet, S. D. (2004 ). AVALIAÇÃO DE DANOS AMBIENTAIS: ESTUDO DE CASO EM INDÚSTRIA DE
AGROQUÍMICOS. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Mestrado.
EUZÉBIOS FILHO, A. (2010 ). SUJEITO E CONCIÊNCIA ENTRE A ALIENAÇÃO E A EMANCIPAÇÃO. .
PSICOLOGIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Doutorado.
Faccin, K. (2010 ). Capital social e competitividade em redes colaborativas vitivinícolas da serra gaúcha :
estudo de casos das redes APROVALE e APROBELO. . ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL
Mestrado.
Fagundes, M. C. V. (2003 ). Reprodução e emancipação - categorias de análise histórico-antológico de um
projeto político-pedagógico dialogando com a realidade concreta de seus sujeitos. EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Mestrado.
Faistel, F. (2008 ). Resíduos Sólidos e Políticas Públicas de Inclusão Social: o caso da Associação Ecos do
Verde, Santo Ângelo – RS. DESENVOLVIMENTO UNIV. REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO
GRANDE DO SUL. Mestrado.
Fantinatti, M. M. C. M. (1998 ). Sindicalismo de Classe Média e Merito-cracia: o Movimento docente na
Universidade Pública. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Mestrado.
Faria, C. E. d. (2006 ). Participação e Controle Social – A Experiência do Conselho de Educação do Distrito
Federal. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
FARIA, J. R. V. D. (2003 ). Organizações Coletivistas de Trabalho: A Autogestão nas Unidades Produtivas.
ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Mestrado.
FARIA, M. D. G. D. D. (1995 ). TERCEIRIZACAO: (DES) FORDIZANDO A FABRICA - UM ESTUDO DO
COMPLEXO PETROQUIMICO DA BAHIA. CIENCIAS SOCIAIS - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS.
Doutorado.
Farias, A. O. (2011 ). NOVOS ARRANJOS ORGANIZACIONAIS NO AGRONEGÓCIO: O CASO DO
CONSÓRCIO DE COOPERATIVAS AGROPECUÁRIO BRASILEIRO. AGRONEGÓCIOS UNIVERSIDADE DE
BRASÍLIA. Mestrado.
119
Farias, M. A. M. d. (1999 ). Organizações Empresariaias e Modelo Brasileiro do Trabalho: O Caso da CNI
(1988-1998). SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Farias, S. K. P. (2009 ). Gestão coletiva de máquinas e equipamentos agrícola na agricultura familiar no
assentamento Luiz Lopes Sobrinho. AGRICULTURAS AMAZÔNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
Mestrado.
FAVARETTO, A. D. S. (2010 ). Da Percepção à Ação: Ativismo da Ruralidade Metropolitana frente a
processos conflituosos. ENGENHARIA AGRÍCOLA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Mestrado.
FAZZI, R. D. C. (1990). BASES DA SOLIDARIEDADE DOS TRABALHADORES MANUAIS DA COMPANHIA
SIDERURGICA BELGO MINEIRA-JOAO MONLEVADE. SOCIOLOGIA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS
GERAIS. Mestrado.
Feres, J. M. (2009 ). ―A FORMAÇÃO DO OBJETO NAS AÇÕES COLETIVAS SOB A PERPECTIVA DAS AÇÕES
TEMÁTICAS: A PARTICIPAÇÃO DIRETA DOS INTERESSADOS‖. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE
CATÓLICA DE MINAS GERAIS Mestrado.
FERNANDES, A. D. S. (2000 ). Coisa Julgada nas Ações Coletivas. DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.
Mestrado.
Fernandes, E. M. d. A. (2004 ). Democratização da gestão escolar: limites e possibilidades na proposta de
uma política para escolas da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DO
ESTADO DO RIO DE JANEIRO Mestrado.
FERNANDES, M. B. (2009 ). São Gonçalo operário: cenários e personagens das lutas sociais no Município de
São Gonçalo no segundo pós-guerra, 1945-1951. HISTÓRIA SOCIAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO
DE JANEIRO. Mestrado.
Fernandes, M. B. (2011 ). O juízo e a compreensão na ruptura política: uma leitura arendtiana sobre
desafios da democracia. . CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
FERRAZ, M. A. D. S. (2000 ). JORNALISMO NOS SINDICATOS: DA PRÁTICA À ABSTRAÇÃO DA AÇÃO
SINDICAL. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Mestrado.
FERREIRA, E. D. L. (2011 ). Educação ambiental nas nascentes do Pantanal no município de Reserva do
Cabaçal/MT. CIÊNCIAS AMBIENTAIS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO. Mestrado.
Ferreira, L. O. F. (2008 ). Ações em movimento: Fórum Mineiro de EJA - a participação às Políticas Públicas.
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Mestrado.
FERREIRA, M. M. (1993 ). ASSOCIACAO DE MORADORES - INTERESSES EM JOGO. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Mestrado.
Ferreira Neto, J. A. (1999 ). Lideranças sindicais e ação coletiva: a FETAEMG e a luta pela terra em Minas
Gerais. DESENVOLVIMENTO,AGRICULTURA E SOCIEDADE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE
JANEIRO. Doutorado.
FERREIRA, R. M. (2003 ). AÇÃO COLETIVA VINCULADA À DEFESA DOS PROPRIETÁRIOS/CONTRIBUINTES
EM FACE DO IPTU: A TUTELA JURISDICIONAL DOS DIREITOS INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS EM MATÉRIA
TRIBUTÁRIA. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Mestrado.
FERREIRA, S. M. (2004 ). Crise de Representatividade: A FIESP na Década dos 90. CIÊNCIA POLÍTICA
(CIÊNCIA POLÍTICA E SOCIOLOGIA) INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO.
Mestrado.
FIGUEIREDO, S. M. D. F. (1995). "ANÁLISE PSICOSSOCIAL DA CAPACIDADE DE MOBILIZAÇÃO E DAS
120
CONDIÇÕES INTERNAS DO MST EM TERMOS DE REPRESENTAÇÕES E IDENTIDADES SOCIAIS"
PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL) UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA Mestrado.
Figueiró, A. L. (2000 ). Redefinição Política ou Despolitização: As Concepções de "terceiro setor" no Brasil.
SOCIOLOGIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Mestrado.
FISCHER, J. (1995). A IMPORTANCIA DA DISCIPLINA PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM NA FORMACAO DO
EDUCADOR. EDUCACAO - UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU Mestrado.
FLEIG, D. G. (2004 ). DESENVOLVIMENTO, PARTICIPAÇÃO E GESTÃO SOCIAL: ANÁLISE INTERPRETATIVA DA
GESTÃO DE UMA ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE
LAVRAS Mestrado.
Flores, M. d. Q. d. S. (2004 ). GESTÃO DOS RESÍDUOS DOMICILIARES EM PEQUENAS COMUNIDADES: UM
ESTUDO DE CASO. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Mestrado.
Fonseca, L. N. (2008 ). A (RE) invenção da Ação Coletiva: participação urbana, conflitualidade e segregação
sócio-espacial em Goiânia. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
Freitas, A. C. (2003 ). A Corte Interamericana de Direitos Humanos: instrumento ou ator. RELAÇÕES
INTERNACIONAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
FREITAS, A. J. D. (2001 ). O ECLIPSE DA POLÍTICA, O MERCADO E A COBERTURA JORNALÍSTICA NO BRASIL:
UMA ANÁLISE DA COBERTURA DOS TRÊS PRIMEIROS MESES DO SEGUNDO GOVERNO FHC.
COMUNICAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Doutorado.
Freitas, E. O. (2007 ). O INCRA E A FUNÇÃO SOCIAL AMBIENTAL DA PROPRIEDADE RURAL: Direito e
práticas em vistorias no Rio de Janeiro. SOCIOLOGIA E DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Mestrado.
Freitas Filho, J. B. W. H. G. d. (2007 ). Legitimidade ativa nas ações coletivas: evolução histórica, análise
comparativa, tendências e perspectivas. . DIREITO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ. Mestrado.
FREITAS, M. P. d. (2010 ). AS AÇÕES COLETIVAS E A CONSTRUÇÃO DO DIREITO NO BRASIL: O PARADIGMA
DA DEMOCRACIA DELIBERATIVA. POLÍTICAS SOCIAIS E CIDADANIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO
SALVADOR. Mestrado.
Gadea, C. A. (1999 ). O Ideal Comunitário como Resistência a Modernidade Global. Um Estudo sobre o
Movimento Neo-zapatista de Chiapas. SOCIOLOGIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA
CATARINA Mestrado.
Galante, C. d. M. (2011 ). Cidadãos conectados: a revolução das vozes alternativas. PSICOLOGIA SOCIAL E
INSTITUCIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
GALLOTTI, C. (2008 ). Execução individual por quantia certa fundada em sentença coletiva: Principais
aspectos processuais. DIREITOS COLETIVOS E CIDADANIA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO. Mestrado.
Gambôa, J. C. C. (1999 ). As Condições da Ação Coletiva para a Tutela de Direitos Individuais Homogêneos.
. DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Ganança, A. C. (2006 ). Associativismo no Brasil: características e limites para a construção de uma nova
institucionalidade democrática participativa. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Mestrado.
GARCIA, T. D. O. G. (1995 ). GESTAO DEMOCRATICA: DESAFIOS PARA A ACAO COLETIVA EM UMA ESCOLA
DE DIADEMA. EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Gava, R. (2009 ). Autodeterminação Local e Desenvolvimento: Uma Análise da Dinâmica Social no
Município de São Roque de Minas. ADMINISTRAÇÃO FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/RJ. Doutorado.
121
GHELER, I. M. N. (1997 ). A FAMÍLIA, A ESCOLA E O TRABALHO: ELEMENTOS CONSTRUTORES DE UM
PROFISSIONAL DE SUCESSO. EDUCACAO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL.
Mestrado.
Ghellere, R. G. (2008 ). TUTELA AMBIENTAL E TÉCNICA PROCESSUAL. DIREITO PROCESSUAL E CIDADANIA
UNIVERSIDADE PARANAENSE. Mestrado.
GHIBAUDI, J. W. (2010 ). Classe e Território: Trabalho, Ação Coletiva e Projetos na Periferia de Buenos Aires.
PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Doutorado.
GIDI, A. C. O. (1993). O INST.DA COISA JULGADA E A LITISPENDENCIA NAS ACOES COLETIVAS DO DIREITO
BRASILEIRO. DIREITO - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
GIDI, A. C. O. (2003 ). ANTONIO CARLOS OLIVEIRA . A CLASS ACTION COMO INSTRUMENTO DE TUTELA
COLETIVA DOS DIREITOS - AS AÇÕES COLETIVAS EM UMA PERSPECTIVA COMPARADA. DIREITO
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
GIMENES, F. S. (2011 ). O Programa Áreas Protegidas da Amazônia: Governança Ambiental Policêntrica?.
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
GIROLLA, M. M. B. (2002 ). A Reconstrução do Projeto Pedagógico na Escola Pública: Caminho para a
Conquista do Professor Transoformador. . EDUCAÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ.
Mestrado.
Giugi, A. C. N. (1997 ). A consciência de classe e a reconstituição da identidade: um estudo sobre os
trabalhadores da Embratel no Espírito Santo. . SOCIOLOGIA - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS
Mestrado.
Gomes, A. P. W. (2005 ). Capital social e ação coletiva: um estudo sob a ótica da nova economia
institucional no Assentamento Primeiro de Junho - MG. EXTENSÃO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE
VIÇOSA. Mestrado.
Gomes, I. C. C. (2011 ). O PROCESSO DE CRIAÇÃO DE UMA UNIVERSIDADE PARA A AMAZÔNIA: os
bastidores da construção da UFOPA. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TRÓPICO ÚMIDO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
GOMES, M. P. S. (2004 ). QUE MOVIMENTO MOVIMENTA OS PROFESSORES? O MOVIMENTO DOS
PROFESSORES DO ESTADO DE SÃO PAULO. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO
Mestrado.
Gonçalves, A. F. S. (2003 ). A inclusão de alunos com necessidades educativas especiais pela via do trabalho
coletivo. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Mestrado.
Gonçalves, E. C. C. (2011 ). ―A favor da paz, mas não contra a violência: um estudo de caso acerca do
―Movimento‖ Gabriela Sou da Paz‖. SOCIOLOGIA E DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Mestrado.
Gonçalves, F. C. (2006 ). Movimento social e participação popular no processo de licenciamento ambiental
da usina termelétrica Carioba II. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Mestrado.
GONÇALVES, P. T. C. (2010 ). AÇÃO COLETIVA E POTÊNCIAS MÉDIAS: uma análise do comportamento de
Brasil, Índia e África do Sul nas agendas internacionais de segurança, meio ambiente e comércio.
RELAÇÕES INTERNACIONAIS: POLÍTICA INTERNACIONAL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE
MINAS GERAIS. Mestrado.
GONGORA JUNIOR, D. (2000 ). AÇÃO COLETIVA E LEGITIMIDADE PARA AGIR. . DIREITO NEGOCIAL
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA. Mestrado.
122
GOULART, D. C. (2011 ). O ANTICAPITALISMO DO MOVIMENTO DOS TRABALHADORES SEM-TETO – MTST.
CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE EST.PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO/MARILIA. Doutorado.
Gramajo, M. C. (2003 ). A comunidade académica de professores de Física: Um espaço para sua Formação
Continua. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Doutorado.
Gregolin, A. C. (2004 ). A construção do mercado de leite: um estudo de caso dos agricultores familiares do
Assentamento Paraíso no município de Unaí-MG. CIÊNCIAS AGRÁRIAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA.
Mestrado.
Guerra, J. R. F. (2011 ). O Empreendedorismo Cultural na Produção de Cinema: A dinâmica empreendedora
de realizadores de filmes pernambucanos. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO.
Mestrado.
Guimarães, A. S. (2010 ). A REEMEGÊNCIA DE IDENTIDADES ÉTNICAS NA MODERNIDADE: MOVIMENTOS
SOCIAIS E ESTADO NA BOLÍVIA CONTEMPORÂNEA. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE
JANEIRO. Doutorado.
Guimarães, C. A. S. A. (2001 ). Os Microfundamentos da Mudança Institucional: Incentivos, Saída e Voz na
Reforma Administrativa (Dois Estudos de Caso). CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE
PERNAMBUCO. Mestrado.
Guimarães, S. S. d. S. (2005 ). As tramas da inclusão/exclusão social mediadas pela economia solidária.
PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL) PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Gusmão, A. L. D. (2003 ). Projeto Beira da Linha: ação social e educativa na afirmação dos direitos e
cidadania da criança e do adolescente. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA
Mestrado.
Haas, A. (2010 ). MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO. DIREITO PROCESSUAL E CIDADANIA
UNIVERSIDADE PARANAENSE Mestrado.
Hamann, E. P. (2002 ). A atuação da Organização dos Estados Americanos na resolução imediata do
conflito Honduras-El Salvador (1969). RELAÇÕES INTERNACIONAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA
DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
HAMBURGER, E. I. (1988). A FORMACAO O DESENVOLVIMENTO E A DISSOLUCAO DA ACAO COLETIVA: O
CASO DA AUTONOMIA DE SANTO AMARO. SOCIOLOGIA - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Harris, D. E. (2008 ). VOCÊ VAI ME SERVIR : DESIGUALDADE, PROXIMIDADE E AGÊNCIA NOS DOIS LADOS
DO EQUADOR. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Hessel, A. M. D. G. (2009 ). Formação online de gestores escolares: atitude interdisciplinar nas narrativas
dos diários de bordo. EDUCAÇÃO (CURRÍCULO) PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO
Doutorado.
Higgins, S. S. S. (2008 ). O capital social como infra-estrutura de iniciativas produtivas: estudo de caso de
um projeto agroindustrial na Colômbia. SOCIOLOGIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA
CATARINA. Doutorado.
Holetz, M. E. (2007 ). "AVANÇOS E LIMITAÇÕES DO CENTRO DE REFERÊNCIA EM SAÚDE DO
TRABALHADOR DO MUNICÍPIO DE BLUMENAU - SC". GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS UNIVERSIDADE
DO VALE DO ITAJAÍ. Profissionalizante.
Ignácio, R. L. G. (2006 ). As estratégias de ação sindical na América Latina face as modificações no mundo
do trabalho. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Doutorado.
123
IUNG, M. D. G. (2003 ). A participação Social e as Políticas Públicas: o exemplo do PROSANEAR-RJ.
PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Jacaúna, T. d. S. (2009 ). A Ressignificação dos comuns: conflitos sociais, ação comunicativa e cultura
política no uso dos recursos pesqueiros na Amazônia Central. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO
AMAZONAS Mestrado.
Jacques, J. C. (2000 ). Coisa julgada "secundum eventum litis". DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE
CATÓLICA DE MINAS GERAIS Mestrado.
Jales, E. F. (2009 ). Associativismo nos municípios rurais: uma alternativa de desenvolvimento local em
Portalegre/RN. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Mestrado.
Jankowsky, M. (2011 ). DESENVOLVIMENTO, RESILIÊNCIA E CONEXÕES TRANSESCALARES EM REGIÕES
RURAIS – ESTUDO DO VALE DO RIBEIRA. ECOLOGIA E RECURSOS NATURAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE
SÃO CARLOS. Doutorado.
Jannotti, C. B. (1996 ). "Militantes do Cotidiano: estudo de caso do "mulheraça"- grupo de mulheres de Brás
de Pina - RJ ". SOCIOLOGIA - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
JENICHEN FILHO, A. (2003 ). Mandado de Segurança Coletivo frente ao Supremo Tribunal Federal: aspectos
processuais. . CIÊNCIA JURÍDICA UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ. Mestrado.
JOÃO, I. C. D. S. (2007 ). O processo civil coletivo e as condições da ação. . DIREITO PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
Julião, D. P. (2008 ). Turismo e Governança Ambiental Democrática: reflexões em torno do Plano de Manejo
e da visitação pública na APA de Guapi-Mirim, RJ. CIÊNCIA AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL
FLUMINENSE. Mestrado.
Kasahara, Y. (2009 ). Estado, Empresariado Financeiro e Representação de Interesses: uma análise das
reformas dos mercados bancário e acionário brasileiros. CIÊNCIA POLÍTICA (CIÊNCIA POLÍTICA E
SOCIOLOGIA) UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES. Doutorado.
Kessler, C. K. (2008 ). Politizando o Conceito de Redes de Economia Solidária: uma análise das relações à
luz da teoria dos campos de Pierre Bourdieu. . ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO
GRANDE DO SUL. Mestrado.
Komatsu, P. (2003 ). "Ação coletiva: evolução histórica". DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.
Mestrado.
Kullok, A. T. (2004 ). Qualidade de vida: A representação social das mulheres rurais do leste mineiro acerca
de suas condições de vida. MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE CENTRO UNIVERSITÁRIO DE
CARATINGA. Profissionalizante.
LACERDA, C. (2001 ). .A coisa julgada nas ações coletivas. DIREITO UNIVERSIDADE METROPOLITANA DE
SANTOS Mestrado.
Lara Junior, N. (2010 ). A mística do MST como laço social. PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL) PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Doutorado.
LAUXEN, A. A. (2000 ). (DES)CONSIDERAÇÃO DAS QUESTÕES AMBIENTAIS NO ENSINO FORMAL DE
CIÊNCIAS - O CASO DAS ESCOLAS DE IBIRUBÁ. EDUCAÇÃO NAS CIÊNCIAS UNIV. REGIONAL DO
NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
Lazzaretti, M. Â. (2000 ). PROCESSOS DE AÇÃO COLETIVA E ORGANIZAÇÃO DOS TRABALHADORES
RURAIS: O caso do assentamento Massangana III, Cruz do Espírito Santo-PB. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE
FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado.
124
Lazzaretti, M. Â. (2007 ). A Produção Da Ação Coletiva No Mst: Relações De Poder E Subjetividade.
SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA Doutorado.
LEAL, C. R. A. A. (2006 ). "ARAPUCA ARMADA": AÇÃO COLETIVA E PRÁTICAS EDUCATIVAS NA
MODERNIZAÇÃOAGRÍCOLA DO SUDOESTE GOIANO. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS.
Doutorado.
LEAL, M. F. M. (1997 ). TEORIA DAS AÇ.ÕES COLETIVAS E A CONCRETIZAÇÃO DE NOVOS DIREITOS
FUNDAMENTAIS. DIREITO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
Leal, N. d. M. (2011 ). O Processo de ressocialização Discente no Programa Nacional de Integração do
Ensino Profissional com a educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA.
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
Leão, J. F. L. d. M. (2003 ). "Tutela jurisdicional do arrendamento mercantil". DIREITO UNIVERSIDADE DE
SÃO PAULO. Doutorado.
Leão Júnior, F. P. d. S. (2002 ). Formação e Estruturação do Campo Organizacional dos Museus da Região
Metropolitana do Recife. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
Leistner, R. M. (2009 ). Encruzilhada Multicultural: estratégias de legitimação das práticas religiosas AfroUmbandistas no rio Grande do Sul. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS.
Mestrado.
Lico, F. M. d. C. (2009 ). Juventude, violência e ação coletiva. SAÚDE PÚBLICA UNIVERSIDADE DE SÃO
PAULO. Doutorado.
Lima, E. P. S. (2009 ). ―O poder da família‖ : as práticas de participação e sociabilidade na Cooperativa dos
Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (CARE). CIÊNCIAS SOCIAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE
FEDERAL DE SERGIPE Mestrado.
Lima, L. S. (2011 ). Juventudes, Políticas Públicas e Avaliação de Projetos Sociais. Uma análise sobre o
Projeto de Formação de Agentes de Desenvolvimento Comunitário do Programa Jovens Baianos,
2006/2007. DESENVOLVIMENTO E GESTÃO SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA.
Profissionalizante.
Lima, M. A. d. S. (2005 ). A Inserção da Educação Ambiental no Curriculo Escolar. EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado.
Lima, M. d. S. (2011 ). ―COOPERATIVA HABITACIONAL E COMUNIDADE ORGANIZADA: Uma etnografia da
mobilização coletiva de famílias trabalhadoras cooperadas em Ipiíba – São Gonçalo – RJ. ANTROPOLOGIA
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Doutorado.
LIMA, M. L. (1993 ). UMA ANALISE PSICOSSOCIOLOGICA DA ACAO COLETIVA DE INVADIR TERRENOS
URBANOS O CASO DA RUA DAS MISSOES. PSICOLOGIA (PSICOLOGIA SOCIAL) - UNIVERSIDADE FEDERAL
DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA
Mestrado.
Lima Neto, E. J. d. (2007 ). O associativismo em áreas de babaçuais: a experiência das organizações de
trabalhadores rurais do município do Lago do Junco – MA associadas à ASSEMA. . CIÊNCIAS SOCIAIS EM
DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
Mestrado.
Lima, P. K. C. d. (2009 ). IS THERE NO ALTERNATIVE? O FIM DA CRISE DO SINDICALISMO CUTISTA NO
BRASIL. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Doutorado.
Lima, S. C. d. C. (2011 ). ―Coletivo de Trabalho e Reconhecimento: Uma análise psicodinâmica dos
125
cuidadores sociais.‖. PSICOLOGIA SOCIAL, DO TRABALHO E DAS ORGANIZAÇÕES (PSTO) UNIVERSIDADE
DE BRASÍLIA. Doutorado.
LIMA, V. P. D. (2010 ). REVOLUÇÃO DEMOCRÁTICA NA AMÉRICA LATINA: A -(RE)EMERGÊNCIA DA
IDENTIDADE INDÍGENA NA BOLÍVIA. HISTÓRIA COMPARADA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE
JANEIRO. Mestrado.
Linhares, F. M. P. (2011 ). Promoção da amamentação à luz do referencial de Paulo Freire. NUTRIÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Doutorado.
LIRA, N. V. A. (2006 ). ASSOCIAÇÃO PERNAMBUCANA DE PROFISSIONAIS DO SEXO: UMA EXPERIÊNCIA DE
ORGANIZAÇÃO POLÍTICA. SERVIÇO SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Mestrado.
LOBO, A. M. (2008 ). A Legitimidade Ad Causam Coletiva na Reclamação ao Supremo Tribunal Federal.
DIREITOS COLETIVOS E CIDADANIA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO. Mestrado.
LOEBEL, E. (2006 ). MOVIMENTO SOCIAL URBANO POR MORADIA E SOCIEDADE CIVIL LOCAL. CIÊNCIAS
SOCIAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
Londero, S. (2010 ). Re-inventando o acolhimento em um serviço de saúde mental. PSICOLOGIA SOCIAL E
INSTITUCIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
LOPES, J. A. V. (1993 ). MEIO-AMBIENTE E POLITICAS PUBLICAS: DA TRADICAO REGULATORIA AOS
ASPECTOS REDISTRIBUTIVOS EMERGENTES E DEMANDAS AMBIENTAIS E ESTRATEGIAS DE ACAO
COLETIVA. CIÊNCIA POLÍTICA (CIÊNCIA POLÍTICA E SOCIOLOGIA) - INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE
PESQUISA DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
LOPES, K. D. C. (2010 ). Educação pública como nicho de investimento social privado. . EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Mestrado.
LOPES, P. V. L. (2011 ). Sexualidade e construção de si em uma favela carioca: pertencimentos, identidades,
movimentos. ANTROPOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Mestrado.
Lourenço, A. C. d. M. P. (2008 ). Daqui nós não saímos e daqui ninguém nos tira - Direito e ação coletiva no
caso da remoção no Canal do Anil. . SOCIOLOGIA E DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE.
Mestrado.
Lourenço, J. L. (2010 ). Teoria social e América latina: perspectivas sobre os movimentos sociais bolivianos e
argentinos. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Lourenço, L. C. d. B. (2008 ). A construção do Estado estratégico: a percepção dos atores intervenientes nas
políticas públicas para a agricultura no Brasil no período de 1991-2005. ESTUDOS COMPARADOS SOBRE
AS AMÉRICAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Doutorado.
Lourenzani, A. E. B. S. (2006 ). CONDICIONANTES PARA INSERÇÃO DE PEQUENOS PRODUTORES EM
CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO: UMA ANÁLISE DAS AÇÕES COLETIVAS. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS. Doutorado.
Lovo, I. C. (2011 ). Agricultura urbana: um elo entre o ambiente e a cidadanias. INTERDISCIPLINAR EM
CIÊNCIAS HUMANAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Doutorado.
LUCCHESI, E. R. (2008 ). Ação Recisória e Sistema Coletivo legitimidade passiva da rescisória coletiva.
DIREITOS COLETIVOS E CIDADANIA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO. Mestrado.
MACEDO, M. A. F. (2008 ). A RECONSTRUÇÃO REPUBLICANA DO ORÇAMENTO: UMA ANÁLISE CRÍTICODELIBERATIVA DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS NO PROCESSO ORÇAMENTÁRIO. DIREITO
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Doutorado.
126
Machado, J. Â. (2000 ). "Oportunidades e apostas dos médicos no mercado de trabalho: Os dilemas entre o
individual e o coletivo". PSICOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
MACHADO, M. D. F. A. D. S. (2001 ). Participação materna em um programa de desnutrição infantil.
ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Mestrado.
MACHADO, M. D. M. B. C. (2010 ). A Interdisciplinaridade na Construção dos Conteúdos Curriculares do
Curso Médico da Unimontes. ENSINO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO.
Mestrado.
Maciel, H. W. P. (2010 ). AS RELAÇÕES DE TRABALHO NOS BANCOS PRIVADOS: UM ESTUDO DA POLÍTICA
DE GESTÃO E SEUS IMPACTOS SOBRE OS BANCÁRIOS. ADMINISTRAÇÃO . UNIVERSIDADE FEDERAL DA
PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado
Magalhães, A. A. d. (2008 ). Entre a vida e a morte: a luta! A construção da ação coletiva por moradores de
favelas da cidade do Rio de Janeiro. . SOCIOLOGIA INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE
JANEIRO. Mestrado.
Magalhães, M. F. (2004 ). Programa de educação ambiental e cidadania (PEAC): uma proposta crítica para
ensino fundamental. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ Mestrado.
Magalhães, R. (1999 ). POBREZA, POLÍTICA E SOLIDARIEDADE: A AÇÃO DE CIDADANIA CONTRA A FOME E
A MISÉRIA E PELA VIDA. SAÚDE COLETIVA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Doutorado.
Magalhães, R. F. (2000 ). Racionalidade e retórica.Teoria Discursiva da Ação Coletiva. CIÊNCIA POLÍTICA
(CIÊNCIA POLÍTICA E SOCIOLOGIA) INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO.
Doutorado.
MAIA, D. C. M. (2006 ). Fundamentos da ação coletiva passiva. DIREITO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO
RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Maia, M. d. F. H. L. (1998 ). "Práticas Católicas no Contexto Contemporâneo: Um Estudo sobre
Comunidades Eclesiais de Base e Renovação Carismática Católica em Cajazeiras - PB". 1v. 152p. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado.
Maita, M. A. (2005 ). CONTRIBUIÇÕES DAS ASSOCIAÇÕES DE AÇÃO COLETIVA PARA COORDENAÇÃO DE
REDES DE SUPRIMENTOS: Estudo de Caso da Rede da Construção Civil no Brasil. . ADMINISTRAÇÃO DE
EMPRESAS FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP. Mestrado.
Makler, E. M. S. R. (2011 ). Processo coletivo: representação de pessoas ou de interesses?: uma ponderação
e os reflexos sobre a legitimidade e a representatividade adequada. DIREITO UNIVERSIDADE DO ESTADO
DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Malafaia, G. C. (2007 ). As Convenções Sociais de Qualidade como Suporte à Configuração de Sistemas
Agroalimentares Locais Competitivos: um Estudo Cross Country na Pecuária de Corte. . AGRONEGÓCIOS
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Doutorado.
MANCHADO, C. M. (1990). CENTRO COMUNITARIO DOM JORGE: UM ESPACO PARA QUEM, UM ESPACO
QUE LICOES DE UMA EXPERIENCIA DE PARTICIPACAO POPULAR, A PARTIR DE UM ESPACO
INSTITUCIONAL. SERVIÇO SOCIAL - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Mancini, C. (2008 ). O Agronegócio e as Negociações Comerciais Internacionais; Uma Análise da Ação
Coletiva do Setor Privado. . CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Mancuso, W. P. (2000 ). A INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E A LEGISLAÇÃO SOBRE CONCESSÕES DE
SERVIÇOS PÚBLICOS. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Marcondes, R. R. (2006 ). A coisa julgada na ação civil pública trabalhista. DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO
127
PAULO. Mestrado.
Marinello, R. d. C. L. (2010 ). "LOBBY: UMA REVISÃO CRÍTICA DA LITERATURA BRASILEIRA (1994-2007)".
CIENCIA POLITICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS. Mestrado.
Marques, G. (2011 ). Uma análise das relações em redes que apoiam a pequena empresa nas cidade de
Ibitinga e Rio Claro. DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DE
ARARAQUARA. Mestrado.
Marques, M. d. L. B. (2004 ). A CONSTRUÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO: DA INTENÇÃO À AÇÃO. .
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA. Mestrado.
MARTINEZ, A. L. B. (2011 ). A regulamentação do mandado de segurança coletivo pela lei nº 12.016/2009 e
seu impacto no sistema de tutela jurisdicional dos direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos. .
DIREITO UNIVERSIDADE METROPOLITANA DE SANTOS. Mestrado.
Martínez, S. A. (2000 ). Memória de Professores: Experiências Pedagógicas Universitárias na Argentina.
EDUCAÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO. Doutorado.
Martins, A. A. (2008 ). AÇÕES COLETIVAS DE PROFESSORAS NA GESTÃO DEMOCRÁTICA UMA VIVENCIA
MICRO- POLITICA CLANDESTINA. . EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Doutorado.
Martins, A. C. L. (1999 ). Sistemas de informação gerencial para a aprendizagem organizacional: uma
abordagem sistêmica no contexto da Administração. ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Martins, A. L. L. (1998 ). Representações da pobreza urbana no cinema brasileiro. SOCIOLOGIA E
ANTROPOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Doutorado.
MARTINS, M. E. (2010 ). O COOPERATIVISMO DE CRÉDITO SOLIDÁRIO E AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA
COOPERAÇÃO NOS MUNICÍPIOS DE ARAPONGA E TOMBOS/MG. DESENVOLVIMENTO RURAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
MARTINS, M. L. (1997 ). IDENTIDADES SOCIAIS E AÇÃO COLETIVA: O CASO DOS GARIMPEIROS DA
MICROREGIÃO DE DIAMANTINA. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Massali, W. E. G. (2011 ). "Pacificação de Conflitos com Redução de Litigiosidade através da Tutela Coletiva,
Transacional e Arbitragem". DIREITO NEGOCIAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA. Mestrado.
Mattar, L. (2011 ). Eficiência na Produção de Bens Públicos: complexidade, adaptação e instituições‖.
CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Mayer, R. (2005 ). Hierarquia, Igualdade e Diferença: Lutas por reconhecimento no Sul do Brasil.
SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Doutorado.
MEDAETS, J. P. P. (2003 ). QUALIDADE NA PRODUÇÃO AGRICOLA E ALIMENTAR: LIÇÕES DA INDÚSTRIA DE
CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS ORGÂNICOS. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL UNIVERSIDADE DE
BRASÍLIA. Doutorado.
MELO, A. D. P. S. D. (2008 ). Participação, Cultura Política e Racionalidade: a influência da natureza dos bens
produzidos pelo Orçamento Participativo e Orçamento Participativo da Habitação sobre o processo de
ação coletiva dos grupos de sem-casas e associações de bairros e favelas em Belo Horizonte. SOCIOLOGIA
- UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Mestrado.
Melo, A. T. M. d. (2010 ). Ação Coletiva entre Assentados da Reforma Agrária: O Grupo de Mutirão no
Assentamento Benedito Alves Bandeira, no Município do Acará/PA. AGRICULTURAS AMAZÔNICAS
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
128
MELO JUNIOR, J. A. C. D. C. (2007 ). As novas ações coletivas frente à crise do modelo sindical
corporativista : sindicalismo cidadão e fusão de sindicatos. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE
SÃO CARLOS. Doutorado.
Melo, S. P. (2009 ). CONSTRUÇÃO COLETIVA DOS PROJETOS DE ASSENTAMENTOS DO PROGRAMA
NACIONAL DE CRÉDITO FUNDIÁRIO:ARTEFATOS DE UMA AÇÃO COLETIVA A EXPERIÊNCIA DOS
ASSENTAMENTOS MATO DO MEIO E PEDRAS,DO MUNÍCIPIO DE ESPERANTINA-PIAUÍ. CIÊNCIAS SOCIAIS
FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE Mestrado.
MENDES, A. G. D. C. (2001 ). ACOES COLETIVAS NO DIREITO COMPARADO E NACIONAL : UMA TENTATIVA
DE SISTEMATIZACAO E ANALISE CRITICA. DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Doutorado.
MENDES, M. F. (1999 ). ENFERMEIROS DE TERAPIA INTENSIVA NA BUSCA DO CUIDAR: UM ESTUDO SOBRE
A FORMA DE CUIDAR DOS ENFERMEIROS DE TERAPIA INTENSIVA. ENFERMAGEM UNIVERSIDADE
FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Mendez, A. G. B. (2004 ). O ministério dos industriais: A federação das industrias do Estado de São Paulo na
crise dos anos 1980 e 1990. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
MENEZES, A. L. T. D. (2006 ). A Alegria do corpo-espírito saudável: ritos de aprendizagem Guarani.
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Doutorado.
Mesquita, A. L. (2008 ). Insurgências poéticas: arte ativista e ação coletiva (1990-2000). HISTÓRIA SOCIAL
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Mezadri, R. (2000 ). Do Marxismo Ortodoxo ao Marxismo Weberiano: A Escola de Frankfurt e a Razão
Formal-Instrumental. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
MILLER, C. S. (2004 ). O Mandado de Segurança Coletivo e a sua Legitimação Ativa. DIREITO FACULDADE
DE DIREITO DE CAMPOS. Mestrado.
Miranda, E. J. B. (2006 ). O Chupa-Praça e o Aumento de Dez Reais: Um Estudo de Caso sobre a Greve dos
Policiais Militares Pernambucanos de Julho de 1997. . CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE
PERNAMBUCO. Mestrado.
Miranda Filho, J. V. (2006 ). A ação civil pública como instrumento jurídico-processual adequado a
repressão dos atos de improbidade administrativa. . DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
Mestrado.
MIRANDA, N. P. (2011 ). CONTRIBUIÇÕES DA ORGANIZAÇÃO DA GESTÃO ESCOLAR PARA A
RESSIGNIFICAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO DA ESCOLA. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA
MARIA Mestrado.
Miranda, R. d. S. (2007 ). DESEMPENHO INSTITUCIONAL E A SUPERAÇÃO DOS DILEMAS SOCIAIS EM
ASSENTAMENTOS DO SEMI-ÁRIDO PARAIBANO. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA
PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado.
MIRANDA, T. G. D. (1997 ). Movimentos Sociais no Brasil: balanço da literatura, 1970-1995. SOCIOLOGIA
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
MODESTO, M. A. (2002 ). Formação Continuada de Professores de Matemática: compreendendo
perspectivas, buscando caminhos. EDUCAÇÃO PARA A CIÊNCIA UNIVERSIDADE EST.PAULISTA JÚLIO DE
MESQUITA FILHO/BAURU.
MOLINA, W. D. S. L. (2003 ). INOVAÇÕES GERENCIAIS E SUA CONOTAÇÃO POLÍTICA: BANCÁRIOS EM SÃO
PAULO NOS ANOS 90. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Mestrado.
Mollo, S. R. M. (2004 ). Projeto pedagógico: uma ação coletiva. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE NOVE DE
129
JULHO. Mestrado.
Mombach, A. A. (2010 ). As "novas" dinâmicas dos "velhos" personagens na cena da ação coletiva
transnacional: um estudo da Confederação Sindical dos Trabalhadores das Américas. SOCIOLOGIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
Montalvão, C. S. d. A. (1999 ). Anarquismo e cultura: Um estudo da experiência libertária no Rio de Janeiro
no início do século XX. HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Monteiro, F. H. P. (2009 ). Construção da Identidade Étnica entre os Quilombolas de Alto Alegre.
SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Mestrado.
MONTEIRO, L. M. (2011 ). Religião, cultura e política: o apostolado laico dos Jesuítas no RGS e os espaços
sociais de atuação. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Doutorado.
Monzoni Neto, M. P. (2001 ). Caçadores de Renda: Uma Investigação sobre a Teoria do Rent Seeking.
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNO FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP. Mestrado.
MORAES, A. C. A. B. (2002 ). MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO. DIREITO UNIVERSIDADE DE FRANCA.
Mestrado.
Moraes, b. C. d. (2011 ). Ensino Fundamental de 9 anos:a docência em Escolas da Rede Municipal de São
Carlos. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Doutorado.
Moreira, J. C. P. (2008 ). O capital social como um dos fatores de desenvolvimento sustentável de
cooperativas agroindustriais, estudo de caso. ECONOMIA RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ.
Mestrado.
Moreira, M. C. R. (2005 ). Novas metodologias para o sistema único de assistência social: gestão de
parcerias, geração de conhecimento e capital social no projeto Tudohaver. . ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO (ESCOLA DE GOVERNO). Mestrado.
Moreira, R. C. (2009 ). Desigualdade, crescimento econômico e armadilhas da pobreza no Brasil: 1996 a
2007. ECONOMIA APLICADA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Doutorado.
Moreno, G. d. S. (2011 ). AÇÃO COLETIVA E LUTA PELA TERRA NO ASSENTAMENTO PALMARES II, PARÁ.
AGRICULTURAS AMAZÔNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
Moura, T. W. d. (2011 ). Lei Seca e Segurança Pública: Problemas e Alternativas de Ação Coletiva. CIÊNCIA
POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Mousquer, M. E. L. (2003 ). Paradoxos da democracia: um estudo sobre normatividade e possibilidade no
campo da gestão democrática do ensino público. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE
DO SUL. Doutorado.
Muller, C. M. (2008 ). PLANEJAMENTO MUNICIPAL: Balanced Scorecard e Desenvolvimento Local Integrado
Sustentável – caso aplicado no município de Jaraguá do Sul (SC). . GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS
UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Profissionalizante.
MULLER, K. T. (1992). ORGANIZACAO DE MORADORES EM FLORIANOPOLIS NUMA PERSPECTIVA DE
NECESSIDADES RADICAIS. . SOCIOLOGIA POLÍTICA-UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA.
Mestrado.
MUTZENBERG, R. (2002 ). Ações coletivas, Movimentos Sociais: Aderências, Conflitos e antagonismo Social.
SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Doutorado.
Nahoum, A. V. (2009 ). A REGULAÇÃO DO TRABALHO E A AÇÃO SINDICAL EM PERSPECTIVA COMPARADA:
BRASIL E GRÃ-BRETANHA. DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
130
NASCIMENTO, B. J. D. C. (2005 ). Políticas de motivação - cooperação na mudança organizacional: o caso
da lab telecom. CIÊNCIAS SOCIAIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL.
Profissionalizante.
Nascimento, G. C. d. (2010 ). O QUE A DIFERENCIA OS DESIGUAIS NA FEDERAÇÃO BRASILEIRA? POLÍTICAS
PÚBLICAS E AÇÃO COLETIVA NO SEMI-ÁRIDO DA PARAÍBA. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNO
FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP. Doutorado.
Nascimento, J. R. d. (2005 ). Redes de empreendimentos solidários são possíveis em mercados capitalistas?
Estudo da Cooperativa Ecológica Coolméia, em Porto Alegre/RS. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE DO
VALE DO RIO DOS SINOS Mestrado.
Nascimento, L. C. d. (2007 ). Rede de Política Pública: Estudo de Caso no Âmbito do Sistema Único de
Saúde do Estado de Minas Gerais - SUS/MG. . ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS
GERAIS Mestrado.
Nassar, A. M. (2001 ). Eficiência das Associações de Interesse Privado nos Agronegócios Brasileiros.
ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
Nazareth, M. S. (2010 ). Impacto de regras institucionais na restrição orçamentária dos estados brasileiros.
ECONOMIA APLICADA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
Negrão, R. (2000 ). Fundamento Jurídico da Legitividade Ativa na Ação Coletiva. DIREITO PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Mestrado.
Neves, D. R. (2011 ). Hipoteca judiciária. . DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
Neves, P. M. (2004 ). A legitimidade nas ações coletivas no Brasil e na Ibero-américa: uma nova perspectiva
para o acesso à justiça. DIREITO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ. Mestrado.
Neves, R. F. d. (2007 ). Democracia nas sociedades da informação e do conhecimento: interação e
deliberação política no ciberespaço. DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Mestrado.
NICK, E. (1998 ). OFICINA DO CORPO E DO SOM - DA IMAGEM CORPORAL À COMUNICAÇÃO PSICÓTICA:
ASPECTOS VERBAIS E NÃO VERBAIS. PSIQUIATRIA, PSICANÁLISE E SAÚDE MENTAL UNIVERSIDADE
FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Niero, J. C. C. (2011 ). GESTÃO DAS RELAÇÕES INTERGOVERNAMENTAIS: FATORES CONDICIONANTES DA
PROPENSÃO A COOPERAR POR PARTE DOS GOVERNOS LOCAIS. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE
MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL. Mestrado.
Nobrega, M. R. (2006 ). ―Entre os padrões de qualidade do ar, a fumaça... um outro olhar... no sentido de o
ser se faz olhar‖. . EDUCAÇÃO AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Mestrado.
NUNES, A. R. S. (2005 ). CONSTRUINDO COM A NATUREZA, BAMBU: UMA ALTERNATIVA DE
ECODESENVOLVIMENTO. DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL
DE SERGIPE Mestrado.
NUÑEZ, P. B. P. (2001 ). MULHERES RURAIS ORGANIZADAS E SUAS PERSPECTIVAS DE GÊNERO. EXTENSÃO
RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Mestrado.
Oioli, E. F. (2008 ). Oferta pública de aquisição do controle de companhias abertas. DIREITO UNIVERSIDADE
DE SÃO PAULO. Mestrado.
OLIVEIRA, F. C. D. (2010 ). SCATTER SEARCH PARA OTIMIZAÇÃO ESTOCÁSTICA DE CARTEIRAS DE AÇÕES
COM BASE NA SEMIVARIÂNCIA ABAIXO DA MÉDIA. ECONOMIA E GESTÃO EMPRESARIAL ( SBI )
UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES Profissionalizante.
131
Oliveira, F. M. B. d. (2009 ). Mobilizando Oportunidades : Estado, Ação Coletiva e o Recente Movimento
Social Quilombola. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
OLIVEIRA, F. M. D. (2010 ). AÇÕES COLETIVAS, CULTURA POLÍTICA E MOVIMENTOS SOCIAIS: DISPUTAS DE
SIGNIFICADO E ANTAGONISMO NO ÂMBITO DA REFORMA URBANA. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE
FEDERAL DE PERNAMBUCO. Doutorado.
OLIVEIRA, H. M. C. D. (2001 ). ORGANIZAÇÃO DAS MULHERES E ESTRATÉGIA DE SOBREVIVÊNCIA NO
SEMI-ÁRIDO. SERVIÇO SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
OLIVEIRA, I. V. D. (1993). "QUEM SABE FAZ A HORA..." A GESTAO POPULAR NA PRODUCAO DA HABITACA.
PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
OLIVEIRA, J. C. M. D. (2001 ). Igreja, mobilização popular e ação coletiva na África Romana, do séc.IV ao séc.
V. HISTÓRIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Mestrado.
Oliveira, K. B. R. (2010 ). Ação coletiva passiva: representatividade adequada e extensão dos limites
subjetivos da coisa julgada. . DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
OLIVEIRA, L. D. F. M. D. (2006 ). APOIO PEDAGÓGICO, AÇÃO COLETIVA E DIÁLOGO: TRAMA DA
FORMAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO INCLUSIVA. . EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO
GRANDE DO NORTE. Doutorado.
Oliveira, M. C. R. d. (2010 ). AÇÃO COLETIVA E AMBIENTE: as associações de catadores de papelão na
cidade de Manaus. CIÊNCIAS DO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE NA AMAZÔNIA UNIVERSIDADE
FEDERAL DO AMAZONAS Mestrado.
Oliveira, M. d. S. d. L. (2011 ). OS ESPINHOS, AS FLORES E OS FRUTOS DO MANDACARU: AS
TRANSFORMAÇÕES NA CONFIGURAÇÃO SOCIAL DE UMA COMUNIDADE RURAL CAMPONESA A PARTIR
DA INTERVENÇÃO DE ATORES EXTERNOS. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA
GRANDE. Doutorado.
Oliveira, M. d. S. L. (2006 ). Cooperação entre Camponeses: Um estudo a partir dos Fundos Rotativos
Solidários. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA. Mestrado.
Oliveira, M. S. d. (2010 ). Autonomias relativas: Estado e sociedade civil no eixo de influência da rodovia BR163. ESTUDOS COMPARADOS SOBRE AS AMÉRICAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Mestrado.
Oliveira, O. S. d. (2007 ). GESTÃO DEMOCRÁTICA DA ESCOLA PÚBLICA: A PARTICIPAÇÃO DA
COMUNIDADE. . EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO. Mestrado.
Oliveira, R. F. d. (2010 ). Potencial cívico como ativo para o desenvolvimento integrado : uma análise no
município de Poço Fundo/MG. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS Doutorado.
OLIVEIRA, V. R. R. D. (2006 ). Políticas Públicas e Ações Afirmativas na Formação de Professores: cotas uma
questão de classe e raça - processo de implementação da Lei 73/1999 na UFRGS. EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
OLIVEIRA, V. S. D. (2006 ). O DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE E A PARTICIPAÇÃO
COLEGIADA NO ATHENEU NORTE-RIOGRANDENSE. . EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO
GRANDE DO NORTE Mestrado.
ORENSTEIN, L. (1992 ). JOGOS DA ACAO COLETIVA. CIÊNCIA POLÍTICA (CIÊNCIA POLÍTICA E SOCIOLOGIA)
- INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO Doutorado.
PADILHA, M. D. (2005 ). CRIANÇA NÃO DEVE TRABALHAR. A análise sobre o Programa de Erradicação do
Trabalho Infantil e repercussão nas experiências das famílias participantes. SERVIÇO SOCIAL
132
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Doutorado.
Paiva, C. P. (2007 ). Redes Sociais e ação coletiva: o caso da ―Nós Voluntários‖. CIÊNCIAS SOCIAIS
UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS. Mestrado.
Paiva, I. A. d. (2003 ). Os aprendizados da prática coletiva: assentados e militantes no MST. EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
PAIVA, S. B. (2009 ). Mediando informações: diferentes suportes para as leituras da UNATI-Marília. CIÊNCIA
DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE EST.PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO/MARILIA. Mestrado.
Pantoja, R. C. P. (2010 ). Ação coletiva na criação e gestão do projeto de assentamento Paulo Fonteles em
Mosqueiro, Belém - Pará. AGRICULTURAS AMAZÔNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ Mestrado.
Pas, I. d. C. (2009 ). A ação coletiva dos trabalhadores em tempos de crise: o movimento sindical urbano de
Santa Cruz do Sul (1980-2000). DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL.
Mestrado.
Paschoal, M. F. (2007 ). A representatividade adequada na ação coletiva brasileira (Lei da ação civil pública
e o código de defesa do consumidor). DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Paschoal, T. A. (2009 ). LIMITES OBJETIVOS E SUBJETIVOS DA COISA JULGADA COLETIVA: O NECESSÁRIO
EQUILÍBRIO ENTRE A EFETIVIDADE DA TUTELA COLETIVA E A SEGURANÇA JURÍDICA. DIREITO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Mestrado.
Passos, C. B. (2009 ). DO GIZ AO PEN DRIVE: O PROFESSOR E SUAS COMUNIDADES DE ENSINO DE LE.
LETRAS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS Mestrado.
PAULA, I. C. S. D. (2006 ). Violência na Escola - opinião doas professores sobre as causas das manifestações
de violência entre alunos do ensino médio. . EDUCAÇÃO: HISTÓRIA, POLÍTICA, SOCIEDADE PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Pavessi, S. R. F. C. (2010 ). LEITURA NA SALA DE AULA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5ª SÉRIE.
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Mestrado.
Pedreira, C. d. A. (2001 ). Mandado de Segurança Coletivo: Legitimação Ativa da Organização Sindical.
DIREITO POLÍTICO E ECONÔMICO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Mestrado.
PEPPE, A. M. (1992). ASSOCIATIVISMO E POLITICA NA FAVELA SANTA MARTA (RJ). CIÊNCIA POLÍTICAUNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
Percílio, D. (2004 ). Representação, Significação e Ação Coletiva: O Rock na Cena Independente de Goiânia.
SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Mestrado.
PEREIRA, A. B. C. (1989). A ATUACAO DA SUPERVISAO EDUCACIONAL NO PROCESSO DE ALFABETIZACAO.
EDUCAÇÃO - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Pereira, A. M. (2005 ). CULTURAS DE TRABALHO E AÇÃO COLETIVA: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA
HETERONÔMICA DA SOCIEDADE BRASILEIRA. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS.
Mestrado.
Pereira, A. R. V. V. (2004 ). Por Baixo dos Panos: Governadores e Assembléias no Brasil Contemporâneo.
CIÊNCIA POLÍTICA (CIÊNCIA POLÍTICA E SOCIOLOGIA) INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO
DE JANEIRO Doutorado.
Pereira, A. S. (2009 ). Relação entre Ciclo de Vida do Produto Turístico e Estratégias de Cooperação na Faixa
Litorânea Urbana do Município de Natal. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO
NORTE. Mestrado.
133
Pereira, B. M. (2008 ). SE CONSELHO FOSSE BOM: UM ESTUDO DE CASO SOBRE OS CONSELHOS
MUNICIPAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DA REGIÃO NORTE E NOROESTE
FLUMINENSE. POLÍTICAS SOCIAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO.
Mestrado.
Pereira, C. S. C. (2008 ). O Sofrimento em Imagens: uma história entre a fotografia e a política. .
COMUNICAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
PEREIRA, F. D. F. (1993). INVASOES URBANAS E SUA RELACAO COM O SITEMA DE CRENCAS NA
MOBILIDADE E NA MUDANCA SOCIAL: O CASO DA FAVELA "BEIRA MOLHADA". PSICOLOGIA
(PSICOLOGIA SOCIAL) UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA. Mestrado.
Pereira, J. M. (2011 ). ENGAJAMENTO MILITANTE E "LUTA PELA MORADIA" EM SÃO LUÍS ENTRE AS
DÉCADAS DE 1970 E 1980. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO. Mestrado.
PEREIRA, M. D. L. D. L. (1999 ). NEGOCIAÇÕES E PARCERIAS: A GESTÃO URBANA DEMOCRÁTICOPARTICIPATIVA. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
Pereira, M. E. (2005 ). Compartilhando a gestão dos recursos hídricos: Joinvile e o Rio Cubatão. CIÊNCIA
AMBIENTAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Pereira, M. E. B. (2008 ). Interação em sala de aula de Literatura: vozes leitoras e produtoras de sentido.
LINGÜÍSTICA APLICADA UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ. Mestrado.
PEREIRA, P. R. L. (2009 ). O Papel Socialmente Includente do Terceiro Setor no Desenvolvimento Local
Sustentável: Um Estudo Sobre as Ações da Associação Trapeiros de Emaús no Recife-PE. GESTÃO DO
DESENVOLVIMENTO LOCAL SUSTENTÁVEL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO.
Profissionalizante.
Pereira, R. (2009 ). ―Conselhos Escolares: a participação das comunidades e as implicações sobre o
cotidiano da escola pública‖. . EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. Mestrado.
Peres, F. d. F. (2004 ). Lazer e Cultura na Agenda Local: mobilização e ação coletiva em Manguinhos. SAÚDE
PÚBLICA FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Mestrado.
Peres, S. C. (2003 ). Cultura, política e identidade na Amazônia: o associativismo indígena no baixo Rio
Negro. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
PEREZ, B. C. (2009 ). Os Jovens na Cidade: os impasses de uma "relação ativa" com os diferentes no
contemporâneo. PSICOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Perpétuo, G. R. O. (2001 ). "Ação coletiva e democracia em busca de elementos para a compreensão da
presença política de atores coletivos". CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
Mestrado.
Petters, L. C. F. (2008 ). TRAJETÓRIAS E EXPECTATIVAS DE JOVENS UNIVERSITÁRIOS: UM ESTUDO SOBRE
OS PROCESSOS IDENTITÁRIOS DOS JOVENS DO CURSO DE PEDAGOGIA NA RELAÇÃO EDUCAÇÃO,
TRABALHO E AÇÕES COLETIVAS. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ. Mestrado.
PIAZ, L. C. D. (2008 ). Ação rescisória no processo coletivo. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA
DE SÃO PAULO. Mestrado.
Pieczarka, E. P. (2011 ). CAPITAL SOCIAL NA EDUCAÇÃO: A INFLUÊNCIA SOBRE OS RESULTADOS DO
EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO. DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIVERSIDADE DO
CONTESTADO. Mestrado.
PIMENTEL, A. L. (2006 ). MODELO DE REDE DE PEQUENAS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS EM
134
DIÁLISE: O CASO DA ASSOCIAÇÃO MINEIRA DOS CENTROS DE NEFROLOGIA. . ADMINISTRAÇÃO
FACULDADE DE ESTUDOS ADMINISTRATIVOS DE MINAS GERAIS Profissionalizante.
Pimentel, F. C. (2010 ). A atenção à saúde bucal no estado de Pernambuco: uma avaliação dos modelos
assistenciais. SAÚDE PÚBLICA CENTRO DE PESQUISA AGGEU MAGALHÃES / FIOCRUZ. Mestrado.
Pimentel, P. F. C. (2008 ). AÇÃO COLETIVA EM ORGANIZAÇÕES COOPERATIVAS: UM ESTUDO DE CASO NA
COOPERATIVA DE LATICÍNIOS VALE DO MUCURI LTDA. EM CARLOS CHAGAS-MG. EXTENSÃO RURAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
Pimentel, R. R. (2008 ). Democratização do acesso á água no Semi-árido: o caso da comunidade rural de
Pendências dos Emidios, município de Serrinha/RN. DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Mestrado.
Pineyro, F. J. (2009 ). O Pedaço Doméstico. Empregadas domésticas na luta pelo reconhecimento. CIÊNCIAS
SOCIAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. Mestrado.
Pinheiro, A. A. (2003 ). Identidade e participação: um estudo das práticas sociais em duas realidades
religiosas. CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS. Mestrado.
Pinheiro, V. C. (1998 ). Instituições previdenciárias e modelos de desenvolvimento no Brasil e Argentina.
CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Mestrado.
Pinho, H. D. B. d. (2000 ). A natureza jurídica do direito individual homogêneo e sua tutela pelo Ministério
Público como forma de acesso à justiça. . DIREITO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.
Doutorado.
Pinto, M. B. (2011 ). Relação entre dispersão acionária e remuneração dos administradores de companhias
abertas brasileiras. ECONOMIA FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/RJ. Profissionalizante.
PIRES, F. H. (2009 ). O Ensino de Psicologia na Educação profissional: (des) compromissos docentes com a
saúde. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
PIZZOL, P. M. (1996 ). LIQUIDAÇÃO NAS AÇÕES COLETIVAS. DIREITO - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE
CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Pombo, L. B. d. S. (2002 ). Ações coletivas: a tutela jurisdicional dos interesses e a legitimação dos grupos.
DIREITO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ Mestrado.
Ponce, P. A. (2010 ). "CICLOS DE GREVES: O PESO DA VARIAVEL SALARIAL NA LITERATURA NACIONAL E
INTERNACIONAL DE GREVES". CIENCIA POLITICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS. Mestrado.
PORTO, F. R. (2006 ). Ação rescisória no processo coletivo: efeitos da ação rescisória na coisa julgada
coletiva. DIREITO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
POSSA, L. B. (1997 ). AS LICENCIATURAS DA UFSM E A INCORPORAÇÃO DA QUALIDADE FORMAL,
POLITICA E CULTURAL NOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA EDUCAÇÃO. EDUCACAO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Mestrado.
Pozzer, M. A. d. S. (2011 ). CONTROLE JUDICIAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS INFANTO-JUVENIL. DIREITO
PROCESSUAL E CIDADANIA UNIVERSIDADE PARANAENSE. Mestrado.
Prado, E. S. d. A. C. (2008 ). Cooperativa Agrícola Santo Antônio: uma ação coletiva bem sucedidano
Município de Marituba-PA. . CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
Prado, M. A. M. (2000 ). (Des)Razão: Sujeitos da Consciência e Políticas de Identificação. Mapa Teórico
Acerca do Sujeito Coletivo e do Político na Literatura sobre as Ações Coletivas. PSICOLOGIA (PSICOLOGIA
SOCIAL) PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
135
Propeck, F. A. R. (2010 ). A INFLUÊNCIA DOS JOGOS ELETRÔNICOS E DO GÊNERO SOBRE O
COMPORTAMENTO SOCIAL DOS JOVENS DA GERAÇÃO Y. ADMINISTRAÇÃO FUNDAÇÃO GETÚLIO
VARGAS/RJ. Profissionalizante.
Queiroz, L. G. (2001 ). Arquitetura da Cooperação Intergovernamental: os consórcios em saúde em Mato
Grosso. SAÚDE PÚBLICA FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Mestrado.
Quitero, R. M. (2007 ). As organizações indígena e camponesa frente ao conflito armado no norte do
Cauca, Colômbia: estudo de caso. ESTUDOS COMPARADOS SOBRE AS AMÉRICAS UNIVERSIDADE DE
BRASÍLIA. Mestrado.
RAMOS, M. D. S. (2009 ). INDICADORES DE IMPACTOS DA INDÚSTRIA DE PETRÓLEO: ESTUDO DE CASO
DA REGIÃO POLARIZADA PELO MUNICÍPIO DE MACAÉ. ENGENHARIA AMBIENTAL INSTITUTO FED. DE
EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE Profissionalizante.
Raupp, E. C. (2010 ). A legitimidade dos sindicatos na defesa dos direitos coletivos e na defesa coletiva de
direitos. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
Reis, A. V. (1997 ). A Política da Política de Estabilização Econômica. CIÊNCIA POLÍTICA (CIÊNCIA POLÍTICA
E SOCIOLOGIA) - INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
RESSEL, S. M. D. C. (2002 ). AÇÕES COLETIVAS E O ACESSO À JUSTIÇA DO TRABALHO. DIREITO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Mestrado.
Ribas, N. D. (2010 ). Teorias da ação coletiva para além dos movimentos sociais: conselhos gestores de
Limeira, São Paulo. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
Ribeiro, J. C. (2009 ). Arranjos Cooperativos Intermunicipais: analisando duas experiências cooperativas
intermunicipais do Vale do Rio Doce – ARDOCE e CISDOCE. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO JOÃO
PINHEIRO (ESCOLA DE GOVERNO) Mestrado.
RIBEIRO, K. O. (2005 ). Ação coletiva, conselho consultivo e gestão: um estudo na área de proteção
ambiental da Serra da Mantiqueira. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. Mestrado.
RIBEIRO, L. M. D. P. (2006 ). Gestão integrada dos resíduos sólidos: ação coletiva e racionalidade dos atores
sociais - a experiência de Carmo do Rio Claro, Minas Gerais. ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL
DE LAVRAS. Mestrado.
Ribeiro, M. P. S. (2007 ). uso que o Ministério Público faz da ação civil pública, instrumento este de grande
importância no cenário da tutela de interesses transindividuais. . FUNÇÃO SOCIAL DO DIREITO
FACULDADE AUTÔNOMA DE DIREITO. Mestrado.
Rios, F. M. (2009 ). Institucionalização do movimento negro no Brasil contemporâneo. SOCIOLOGIA
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Rocha, I. J. d. M. (2001 ). Litisconsórcio, efeitos da sentença e coisa julgada na tutela dos interesses
metaindividuais. DIREITO (DIREITO PÚBLICO) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ Mestrado.
Rocha, L. d. M. (2009 ). Uma favela ―diferente das outras?‖: Rotina, silenciamento e ação coletiva na favela
do Pereirão, Rio de Janeiro. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES. Doutorado.
RODRIGUES, C. I. (2006 ). Vem do Bairro dos Jurunas: Sociabilidade e Construção de Identidades entre
Ribeirinhos em Belém-PA. . ANTROPOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Doutorado.
Rodrigues, C. M. (2002 ). Daqui não saio daqui ninguém me tira: um estudo de caso do MTST (Movimento
dos Trabalhadores Sem-Teto), para além da dicotomia entre identidade e estratégia. SOCIOLOGIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
136
Rodrigues, I. H. D. (2000 ). "A substituição Processual nas demandas coletivas". DIREITO UNIVERSIDADE
METODISTA DE PIRACICABA Mestrado.
Rodrigues, J. (2005 ). Formação Política dos integrantes de uma Associação de Usuários de um Serviço de
Saúde Mental. ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Mestrado.
Roese, M. (2003 ). Problemas Globais, Respostas Locais: A Indústria de Móveis de Madeira no Brasil à Luz
dos Enfoques de Cadeias Produtvas e Sistemas Regionais de Inovação. POLÍTICA CIENTÍFICA E
TECNOLÓGICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
Rosa, L. (2009 ). Capital social: um estudo em uma comunidade do meio-oeste catarinense.
ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Profissionalizante.
Rosatelli, L. A. C. (2007 ). Ateliê de vídeo e cultura juvenil: um estudo de caso sobre aprendizagem e
socialização de jovens urbanos de segmentos populares através das tecnologias do vídeo digital. .
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
ROSSI, V. L. S. D. (1994 ). "REFAZENDO A ESCOLA PUBLICA? TROPECOS E CONQUISTAS:INVESTIGACAO
DOCUMENTAL ACERCA DO TRABALHO DE PROFESSORES/MONITORES DE HISTORIA NO PROJETO
PEDAGOGICO DE CAMPINAS E REGIAO - 1984 - 1988". EDUCACAO - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE
CAMPINAS. Mestrado.
Sá, J. A. C. d. A. (2000 ). AÇÃO CIVIL PÚBLICA E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE. DIREITO (DIREITO
E DESENVOLVIMENTO) UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Mestrado.
Sá, P. Z. d. (2005 ). O Código de Defesa do Consumidor e a defesa das coletividades. DIREITO PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ Mestrado.
Sacramento, J. M. C. (2011 ). Gestão comunitária e individual dos recursos naturais nas várzeas do Baixo
Tocantins: o caso do Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Ilha de Samaúma e Igarapé Miri - PA.
AGRICULTURAS AMAZÔNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
Sakaguchi, R. S. M. (2011 ). O papel dos grupos de interesse no ―trade policy making‖ brasileiro: o caso das
negociações Brasil-Argentina para o setor automotivo. RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE DO
ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Sampaio, P. B. (2006 ). MAR DE CONFLITOS: AS DIFERENTES FORMAS DE AÇÃO POLÍTICA COLETIVA DOS
PESCADORES ―ARTESANAIS. DESENVOLVIMENTO,AGRICULTURA E SOCIEDADE UNIVERSIDADE FEDERAL
RURAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Santana, C. H. V. (2005 ). Política Industrial do Governo Lula: Limites da Mudança. CIÊNCIA POLÍTICA
(CIÊNCIA POLÍTICA E SOCIOLOGIA) INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISA DO RIO DE JANEIRO.
Mestrado.
Santo, E. d. E. (2003 ). Ação coletiva e coordenação de alianças mercadológicas. CIÊNCIAS AGRÁRIAS
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
Santos, A. A. C. d. (2006 ). "TRAPPURA" - Trabalho informal, precário ou perigoso: abordagem de ação
coletiva por uma equipe de Saúde da Família, em Uberaba - MG. SAÚDE COLETIVA UNIVERSIDADE
ESTADUAL DE CAMPINAS. Mestrado.
SANTOS, Á. B. D. (2005 ). Desenvolvimento regional e capital social: Uma abordagem para a microrregião
de Presidente Prudente. GEOGRAFIA UNIVERSIDADE EST.PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA
FILHO/PR.PRUDENT Mestrado.
Santos, A. M. M. (2005 ). As relações de trabalho, meio ambiente e educação na Coopcarmo – Projeto Lixo
é Vida: por uma sustentabilidade democrática da inclusão. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
137
Mestrado.
Santos, C. M. M. P. d. (2008 ). Os fundamentos teóricos da ação coletiva de improbidade. DIREITO
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ. Mestrado.
Santos, C. R. d. (2005 ). Ações coletivas: a construção do "nós" em cooperativas de trabalho (estudo de
caso na Coorece de Porto Alegre). CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS
Mestrado.
Santos, F. F. S. d. (2004 ). Capital Social: Vários Conceitos, Um Só Problema. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E
GOVERNO FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP. Mestrado.
Santos Filho, L. A. d. (2011 ). O CARÁTER DA SÚMULA VINCULANTE NO CONTEXTO DA REFORMA
INSTITUCIONAL DO PODER JUDICIÁRIO BRASILEIRO. CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE
SANTA MARIA Mestrado.
Santos, J. C. d. (2008 ). FAZENDO VÍDEOS NO COLÉGIO OTTÍLIA: TECNOLOGIA E ARTE COMO AÇÃO
COLETIVA. TECNOLOGIA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Mestrado.
Santos, J. M. P. d. (2009 ). Os trabalhadores da Light São Paulo 1900-1930. HISTÓRIA UNIVERSIDADE
ESTADUAL DE CAMPINAS, Doutorado.
SANTOS, K. M. F. D. (1995 ). O MOVIMENTO DOS PROFESSORES DA APEP E A CONSTRUCAO DE UMA
NOVA CIDADANIA EM TERESINA 1978/1982. EDUCAÇÃO - FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
Mestrado.
SANTOS, M. L. A. (1999 ). TRAJETÓRIAS EM UMA COMUNIDADE: AÇÃO COLETIVA, INVENÇÃO E MEMÓRIA
COMO SIGNIFICADOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA ESCOL(H)A. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO
CEARÁ. Mestrado.
Santos, M. L. W. D. (2011 ). O parlamento sob influência: o lobby da indústria na Câmara dos Deputados.
CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Doutorado.
SANTOS, N. D. O. B. D. (2004 ). Projeto político-pedagógico: as interfaces da teoria e da ação dos atores
sociais da escola. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA. Mestrado.
Santos, P. A. M. d. (2009 ). A surdez: a família como alicerce na desconstrução de um isolamento
socialmente construído. . EDUCAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA Mestrado.
SARMENTO, S. S. D. O. (2008 ). A REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE UMA TRAJETÓRIA: APA – Associação dos
Produtores Alternativos de Ouro Preto do Oeste. GEOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA.
Mestrado.
Sartori, M. V. (2007 ). Possibilidade e necessidade do tombamento judicial no direito brasileiro: uma análise
da extensão de sua tutela. . DIREITO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS. Mestrado.
Savio, M. P. (2010 ). Execução da Sentença Coletiva Relativa a Direitos Individuais Homogêneos e a
Efetividade do Processo. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL
Mestrado.
SCARPINATTI, M. (2008 ). Trabalhadores do "lixo": a organização das cooperativas de catadores de
materiais recicláveis em São Paulo 2000/2005. HISTÓRIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO
PAULO. Mestrado.
SCHMITZ, N. B. (1997 ). Orientação Educacional: crise e perspectivas no confronto das racionalidades. .
EDUCACAO NAS CIENCIAS UNIV. REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL.
Mestrado.
138
Schütz, V. C. (2007 ). Ação individual improcedente versus ação coletiva procedente: Extensão do direito
por aplicação do princípio da isonomia no caso dos servidores públicos estatuários. DIREITO PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
SCOLA, G. T. (1995). MOVIMENTOS URBANOS E PODER LOCAL EM SAO JOAO DEL REI. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Semblano, J. d. S. C. (2008 ). Escolarização, capital social, e participação sócio-política em uma comunidade
amazônica: Retiro Grande/Marajó. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Mestrado.
Sena, W. d. L. (2006 ). Avaliação dos Atributos Químicos e Carbono Microbiano de um Latossolo amarelo
sob diferentes sistemas agroflorestais em comparação com a floresta secundária, Marituba,Pará. CIÊNCIAS
AGRÁRIAS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA Doutorado.
Serigati, F. C. (2009 ). Governança corporativa em cooperativas e fidelidade:um estudo empírico com as
cooperativas paulistas. ECONOMIA DE EMPRESAS FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP Mestrado.
Serigatti, F. C. (2008 ). GOVERNANÇA CORPORATIVA EM COOPERATIVAS E FIDELIDADE: um estudo
empírico com as cooperativas paulistas. ECONOMIA DE EMPRESAS FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP.
Mestrado.
Serpa, L. G. M. (2002 ). Os Fins e os Meios: Racionalidade Política e Racionalidade Econômica em
Schumpeter, Dows e Olson. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
Severo, S. B. (2007 ). A Transdialógica na Integralidade da Atenção à Saúde: A Organização da Saúde e a
Saúde da Organização. . PSICOLOGIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL.
Mestrado.
SICILIANO, T. O. (2011 ). 'O Rio que passa' por Arthur Azevedo: Cotidiano e vida urbana na Capital Federal
da alvorada do século XX. . ANTROPOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO.
Doutorado.
Silva, A. C. A. F. d. (2010 ). Os limites da cooperação: O Brasil e o G-20 nas negociações agrícolas da
Organização Mundial de Comércio. Relações Internacionais PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO
DE JANEIRO Mestrado.
SILVA, A. L. C. D. (2006 ). "João Ferrador na República de São Bernardo": o impacto do "novo" movimento
sindical do ABC paulista no processo de transição democrática (1977-1980). . CIÊNCIA POLÍTICA
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
SILVA, A. P. D. (1999 ). A jornada de trabalho no sistema capitalista: uma análise histórica. ECONOMIA
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Mestrado.
Silva, B. G. d. (2008 ). A Marcha das Margaridas: resistências e permanências. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE
DE BRASÍLIA. Mestrado.
SILVA, C. R. D. (2006 ). Produção de sentidos e autoria no cotidiano de um telecentro comunitário.
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
Silva, D. O. d. (2009 ). TUTELA COLETIVA E INTERESSES METAINDIVIDUAIS. DIREITO POLÍTICO E
ECONÔMICO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Mestrado.
Silva, D. R. d. (2004 ). Poluição Marinha: Competência Jurisdicional. DIREITO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE
SANTOS Mestrado.
Silva, F. d. A. C. d. (2001 ). A Formação de um Regime Internacional para o Controle da Lavagem de
Dinheiro. RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Mestrado.
139
Silva, F. T. d. (2000 ). "Operários sem Padrões: Da Barcelona à Moscou Brasileira (Trabalho e Movimento
Operário em Santos no Entreguerras)". HISTÓRIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Doutorado.
Silva, I. F. C. F. d. (2011 ). Discursos sobre espaços populares na web: Investigação de estigmas sobre a
comunidade do Coque. COMUNICAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
SILVA, J. A. D. (2006 ). A DIFÍCIL INSTITUCIONALIZAÇÃO DA POLÍTICA DE EXTENSÃO NA EXTENSÃO NA
UNIVERSIDADE: UM ESTUDO DE CASO. SERVIÇO SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
Mestrado.
Silva, J. A. S. (2005 ). PROJETO MANGUEZAL UMA QUESTÃO POLÍTICA: UMA DISCUSSÃO SOBRE AGENTES
PÚBLICOS E PRIVADOS EM TORNO DE UMA AÇÃO COLETIVA. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL
FLUMINENSE. Mestrado.
SILVA, J. N. D. (2008 ). AÇÕES COLETIVAS DOS TRABALHADORES RURAIS ASSENTADOS NOS CONSELHOS
MUNICIPAIS DE POLÍTICAS PÚBLICAS DO OESTE POTIGUAR. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE
PERNAMBUCO. Doutorado.
SILVA, J. P. D. (1995 ). COOPERACAO COM A PREVENCAO DE ACIDENTES:UM ESTUDO DE CASO NA CHESF
ENTRE 1989 A 1993. CIÊNCIA POLÍTICA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Mestrado.
Silva, J. R. (1997 ). Saneamento Básico e Meio Ambiente: Análise da Ação Coletiva Frente ao Problema dos
Esgotos numa Comunidade do Município de Florianópolis. SOCIOLOGIA POLITICA UNIVERSIDADE
FEDERAL DE SANTA CATARINA. Mestrado.
SILVA, J. R. T. D. (1999 ). A AÇÃO COLETIVA NA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ. Mestrado.
Silva, M. A. C. d. (2007 ). Diagnóstico do turismo no meio rural em Poços de Caldas, MG. ADMINISTRAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. Mestrado.
SILVA, M. D. S. (2009 ). AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DAS ESCOLAS DO CAMPO: A ESCOLA NA VIDA E A
VIDA COMO ESCOLA. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Doutorado.
Silva, M. G. d. (2010 ). POLÍTICAS PÚBLICAS DE DESENVOLVIMENTO RURAL E ORGANIZAÇÕES DE
AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE ESPERA FELIZ-MG. EXTENSÃO RURAL UNIVERSIDADE
FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
SILVA, M. K. (2001). Construção da "Participação popular": análise comparativa de processos de
participação social na discussão pública do orçamento em municípios da Região Metropolitana de Porto
Alegre/RS. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Doutorado.
SILVA, M. M. G. (2008 ). Mandado de Segurança Coletivo: Legitimidade ativa e sua operacionalização.
DIREITOS COLETIVOS E CIDADANIA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO. Mestrado.
Silva, M. P. d. (2004 ). Acesso à justiça e juizados especiais civeis à luz do devido processo legal. . DIREITO
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Mestrado.
SILVA, M. T. D. (2005 ). GESTÃO E MEDIAÇÕES NAS RÁDIOS COMUNITÁRIAS DE SANTA CATARINA LIMITES E POSSIBILIDADES EDUCATIVAS. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA.
Mestrado.
Silva, R. d. C. C. d. (2008 ). Práxis Política no MST: Produção de Saberes e de Sabedoria. EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA Doutorado.
SILVA, R. L. P. D. (2005 ). A REFORMA AGRÁRIA, O CRÉDITO RURAL E A FORMAÇÃO SOCIAL: PRODUTORES
DE LEITE DO ASSENTAMENTO DE RESTINGA-SP. ZOOTECNIA UNIVERSIDADE EST.PAULISTA JÚLIO DE
MESQUITA FILHO/JABOTICAB. Mestrado.
140
SILVA, R. M. J. D. A. P. E. (2005 ). A LEGITIMIDADE NAS AÇÕES COLETIVAS. DIREITO PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Silva, R. V. d. (2009 ). Gestão Integrada de Recursos Naturais em Assentamentos de Reforma Agrária da
Mata Sul de Pernambuco. ADMINISTRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL
RURAL DE PERNAMBUCO Mestrado.
Silva, S. S. (2008 ). FATORES DA BIOLOGIA REPRODUTIVA QUE INFLUENCIAM O MANEJO
COMPORTAMENTAL DE Tuta absoluta (MEYRICK) (LEPIDOPTERA: GELECHIIDAE). ENTOMOLOGIA
AGRÍCOLA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
SILVA, S. S. D. (2009 ). Capacidade Institucional Municipal e Ação Coletiva: Análise Comparativa dos
Resultados do Planejamento Urbano Participativo – 2005 a 2008 – Municipios do Salgado Paraense.
DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE URBANO UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA. Mestrado.
SILVA, V. F. D. (2007 ). Tem espaço na Van: um estudo de caso em uma cooperativa de vans em uma
Cidade da Região Metropolitana do Estado do Rio de janeiro. SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Silveira, L. d. A. (2009 ). Educação e cidade: o papel da escola na preservação do patrimônio cultural.
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Mestrado.
Silveira, M. L. d. (1999 ). Itinerários de Gênero e Re-significação da Cidadania. CIÊNCIAS SOCIAIS
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
Silveira, P. R. T. d. (2011 ). DOCÊNCIA A DISTÂNCIA NO ENSINO DA UAB: Identidades ambivalentes.
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Doutorado.
Soares, I. M. (2009 ). "GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS E AÇÃO COLETIVA: uma análise da efetivação da
cobrança pelo uso da água". CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Soares Junior, E. (2007 ). Proposta de um sistema de informação aplicado a gestão de programas de
segurança, meio-ambiente e saúde: uma concepção orientada por contextos visuais. ENGENHARIA
AMBIENTAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Profissionalizante.
Soares, K. C. C. (2010 ). Por que os atores mudaram as regras do jogo? A Emenda da Reeleição e os efeitos
na condução do sucesso presidencial na arena legislativa. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE
PERNAMBUCO. Doutorado.
Soato, M. M. d. C. (2004 ). O PROJETO DAS CLASSES DE ACELERAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO. EDUCAÇÃO
CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA. Mestrado.
SÔRO, C. D. S. (2008 ). Liquidação e cumprimento da sentença condenatória genérica proferida em ação
coletiva relativa a tutela de direitos individuais homogêneos. DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE
CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Sousa, H. M. d. M. e. (2007 ). A Organização dos Estados Americanos e o compromisso coletivo com a
democracia representativa – Do Compromisso de Santiago à Carta Democrática Interamericana. . Relações
Internacionais PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Souza, A. M. T. d. (1998 ). Sistema Salesiano de Educação em Escola (SSEE) uma Proposta de Gestão
Inovadora através da Ação Participativa. . EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA. Mestrado.
SOUZA, C. C. D. (2003 ). AÇÕES COLETIVAS PARA DEFESA DE INTERESSES INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS
COMO FORMA DE ACESSO À JUSTIÇA. DIREITO UNIVERSIDADE DE FRANCA. Mestrado.
Souza Filho, B. (1998 ). Bom sucesso: Terra de preto, terra de santo, terra comum. ANTROPOLOGIA
141
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ Mestrado.
SOUZA FILHO, M. D. (2011 ). A CONFIGURAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO INSTITUTO FEDERAL DE
EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE – IFRN: CONTEXTO E PERSPECTIVAS
ATUAIS. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE. Mestrado.
SOUZA, G. D. O. C. D. (1991). LIMIAR DA UTOPIA - A ACAO COLETIVA NAS OCUPACOES DE TERRA DO
PARQUE REGINA E DO JARDIM MAIA, SAO PAULO. GEOGRAFIA - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.
Mestrado.
Souza, J. D. d. (2011 ). Entre lutas, porongas e letras: A escola do seringal- (Re)Colocações do projeto
seringueiro(1981/1990). EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Doutorado.
SOUZA, L. G. D. (2006 ). Da Exclusão aos Direitos. Dos Direitos às Garantias. Um estudo sobre as garantias
do direito ao trabalho das pessoas com deficiência. POLÍTICA SOCIAL UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA.
Mestrado.
Souza, M. A. D. (2011 ). O DESAFIO DA PARTICIPAÇÃO NA DINÂMICA DOS EMPREENDIMENTOS
COOPERATIVOS NA BAHIA: O CASO DAS ASSOCIAÇÕES ENVOLVIDAS NO PROGRAMA NACIONAL DE
PRODUÇÃO DE BIOCOMBUSTÍVEL. . DESENVOLVIMENTO E GESTÃO SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA
BAHIA. Profissionalizante.
Souza, P. E. D. d. (2011 ). Ensaísmo, ação coletiva e Estado nacional: uma metainterpretação de obras
selecionadas da literatura Brasiliana. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.
Doutorado.
Souza, R. M. P. d. (1997 ). A Démarche Estratégica: Uma Abordagem Teórico-Metodológica. SAÚDE
PÚBLICA FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Mestrado.
Souza, R. P. d. (2006 ). UM ESTUDO SOBRE A CIDADE DE FORTALEZA NA CONTEMPORANEIDADE:
TRANSFORMAÇOES SOCIO-ESPACIAIS DO MUCURIPE NO FINAL DO SECULO XX. POLÍTICAS PÚBLICAS E
SOCIEDADE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Mestrado.
Souza, V. M. d. (2010 ). Ação Coletiva De Desapropriação Para Fins De Reforma Agrária – Instrumento
Concretizador Dos Direitos Sociais Do Trabalhador Rural. DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA.
Mestrado.
Spalding, A. M. (2003 ). A legitimidade ativa na ação popular, ação civil pública e mandado de segurança
coletivo. DIREITO NEGOCIAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA Mestrado.
Spercel, T. A. (2007 ). Mercado de capitais e insider trading. . DIREITO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.
Mestrado.
Tamaki, W. J. (2005 ). Representatividade e Ação Coletiva - Uma Avaliação Empírica de sua Eficácia.
ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS/SP. Profissionalizante.
Tanji, M. (2009 ). MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO E TUTELA COLETIVA DOS INTERESSES. DIREITO
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Tavares, N. R. B. (2001 ). Formação continuada de professores em informática educacional. EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
TEIXEIRA, A. R. (2011 ). A CONTRIBUIÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES CAMINHO DOS POMERANOS E PORTO
ALEGRE RURAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA NO ESPAÇO RURAL.
DESENVOLVIMENTO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
Teixeira, R. F. S. (2008 ). DISTÂNCIA, VELOCIDADE, PROXIMIDADE E REDES: FABRICANDO CONCEITOS EM
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. PSICOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.
142
Mestrado.
TEIXEIRA, R. L. L. (2010 ). O QUE FAZ O AUTOR? INCURSÃO SOCIOTÉCNICA SOBRE A AUTORIA.
PSICOSSOCIOLOGIA DE COMUNID.E ECOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO.
Mestrado.
THEODORO, H. D. (2002 ). INSTITUIÇÕES E GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS EM MINAS GERAIS.
EXTENSÃO RURAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
TITTON, M. B. P. (2003 ). IDENTIDADE COLETIVA DE PROFESSORES NA ESCOLA PÚBLICA: UMA
CONSTRUÇÃO POSSÍVEL, DIFÍCIL E NECESSÁRIA - um estudo de caso na Rede Municipal de Ensino de
Porto Alegre. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
Toledo, D. G. C. d. (2005 ). Redes sociais e ação coletiva: Fiesp e Ciesp, 1992-2004. SOCIOLOGIA
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Mestrado.
Toledo Filho, J. C. L. (2008 ). WebCultura: do método à arquitetura no ambiente digital. EDUCAÇÃO, ARTE E
HISTÓRIA DA CULTURA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Mestrado.
Tomimura, P. (2007 ). OCUPAÇÕES DE SEM-TETOS E PSICOLOGIA DO TRABALHO: COMO CONSTRUIR
ORIGAMIS. . PSICOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Mestrado.
Torrezan, R. M. (2010 ). PROBLEMATIZAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA E AÇÃO EDUCATIVA NAS COMUNIDADES
DO JARDIM MORADA DO SOL E PARQUE RESIDENCIAL FRANCISCO BELO GALINDO (PRESIDENTE
PRUDENTE/SP). GEOGRAFIA UNIVERSIDADE EST.PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO/PR.PRUDENT.
Mestrado.
TRINDADE, M. A. D. S. F. (2011 ). DA RESISTÊNCIA À AÇÃO POLÍTICA, A EDUCAÇÃO PELO CONSENSO: a
ação educativa de Pe. Sabino em Mãe Luiza – Natal/RN. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO
GRANDE DO NORTE. Doutorado.
Tsuruzono, E. R. d. S. (2011 ). A Proteção Social da Pessoa Idosa: Desafios e Estratégias para Enfrentamento
da Violência Familiar em Caxias do Sul. . SERVIÇO SOCIAL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO
GRANDE DO SUL. Mestrado.
Urany, A. M. (2008 ). Ação coletiva e movimento GLBT em Goiânia. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL
DE GOIÁS Mestrado.
VAL, F. T. D. (2009 ). A COISA JULGADA INCONSTITUCIONAL E A TEORIA DA RELATIVIZAÇÃO DA COISA
JULGADA NAS AÇÕES COLETIVAS. DIREITOS COLETIVOS E CIDADANIA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO
PRETO Mestrado.
VALENTE, T. R. (2007 ). Ação civil pública: a tutela dos direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos
na esfera trabalhista. . DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Vasconcelos, A. G. d. (2007 ). Pressupostos filosóficos e político - Constitucionais para a aplicação do
princípio da democracia integral e da ética de responsabilidade na organização do trabalho na
administração da justiça: o Sistema Núcleos Intersindicais de Conciliação Trabalhista. Estudo de Caso - a
questão trabalhista regional e os resultados da instituição matricial de Patrocínio - MG (1994-2006).
DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Doutorado.
VASCONCELOS FILHO, P. A. M. D. (2009 ). A ação civil pública como via alternativa ao dissídio coletivo: uma
análise comparativa. DIREITO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
VASCONCELOS, J. C. T. (2006 ). O processo civil coletivo inglês. DIREITO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO
RIO DE JANEIRO. Mestrado.
Velasquez, C. S. C. (2002 ). Da Formação de Grupos a Ação Coletiva: Uma Análise com Grupos de Jovens do
143
Assentamento Rural da Fazenda Ipanema, Iperó-SP. RECURSOS FLORESTAIS UNIV.DE SÃO PAULO/ESCOLA
SUP. DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ. Mestrado.
VENTURI, E. (2005 ). TUTELA JURISDICIONAL COLETIVA BRASILEIRA: ELEMENTOS CRÍTICOS, EFETIVIDADE E
AFIRMAÇÃO. . DIREITO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Doutorado.
Verago, J. L. (2010 ). Fábricas ocupadas e controle operário - Brasil e Argentina (2002-2010). . INTEGRAÇÃO
DA AMÉRICA LATINA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Doutorado.
Vescovi, T. d. S. (2010 ). REPRESENTATIVIDADE ADEQUADA E ACESSO COLETIVO À JUSTIÇA: A INFLUÊNCIA
DAS CLASS ACTIONS ESTADUNIDENSES NAS AÇÕES COLETIVAS DO BRASIL. DIREITO FACULDADE DE
DIREITO DE VITORIA. Mestrado.
VIANA, F. B. (2009 ). Os fundamentos da ação coletiva passiva no ordenamento jurídico brasileiro. DIREITO
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. Mestrado.
Vianna, C. P. (1999 ). Os Nós do "Nós": ação coletiva docente no ensino estadual paulista (1990-1997).
EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Doutorado.
Vieira, E. B. (2011 ). Emergência de cooperação em Sistemas Sócio-Ecológicos: um modelo baseado em
agentes. . ECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Mestrado.
VIEIRA, M. D. (1993 ). DAQUI SO SAI PO - CONFLITOS E MOBILIZACAO POPULAR - A SALGEMA E O
PONTAL DA BARRA. DESENVOLVIMENTO URBANO - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO.
Mestrado.
VIEIRA, M. D. C. N. (2008 ). OS DIREITOS INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS E A COISA JULGADA: UMA NOVA
PROPOSTA. DIREITO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Mestrado.
VIEIRA, S. D. S. Q. (2008 ). C a p i t a l S o c i a l e A ç ã o C o l e t i v a : O p r o c e s s o d e c o m u n a l i z a
ç ã o n a V i l a B o a U n i ã o. . SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
VIGLIAR, J. M. M. (1998 ). AÇÃO CIVIL PÚBLICA E A TUTELA JURIDICONAL COLETIVA:
INSTRUMENTABILIDADE DO PROCESSO E OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA AÇÃO COLETIVA. DIREITO
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Mestrado.
VILLAS-BÔAS, P. C. R. (2007 ). POLÍTICAS REIVINDICATIVAS, MOBILIZAÇÃO, NEGOCIAÇÃO E ARRANJOS
NEOCORPORATIVOS: GRUPOS DE INTERESSES CONTRÁRIOS À PROPOSTA DE FUSÃO ENTRE A VARIG E A
TAM, EM 2003. CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Doutorado.
Violin, J. (2011 ). Processo coletivo e protagonismo judiciário : o controle de decisões políticas mediante
ações coletivas. DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Mestrado.
Vitória, C. G. d. (2008 ). Desafios do Cotidiano na Formação e Práxis dos Educadores de uma Escola
Ribeirinha no Município do CareiroDesafios do Cotidiano. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO
AMAZONAS. Mestrado.
VITORINO, G. T. (1994 ). FEMINISMO E POS-FEMINISMO: A DUPLA TESSITURA DAS RELACOES DE GENERO.
EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Mestrado.
WILDER, A. (2003 ). MUDANÇAS NO SETOR SUPERMERCADISTA E A FORMAÇÃO DE ASSOCIAÇÕES DE
PEQUENOS SUPERMERCADOS. CIÊNCIAS (ECONOMIA APLICADA) UNIV.DE SÃO PAULO/ESCOLA SUP. DE
AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ.
Wünsch, P. R. (2007 ). O MOVIMENTO SINDICAL NA DINÂMICA DA ACUMULAÇÃO CAPITALISTA: AÇÃO
SINDICAL DOS TRABALHADORES METALÚRGICOS DE CAXIAS DO SUL. . SERVIÇO SOCIAL PONTIFÍCIA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL. Mestrado.
144
Yukizaki, S. (2002 ). "Pais e mães das camadas populares na escola pública fundamental: a participação
fragmentada. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Doutorado.
ZANETI JUNIOR, H. (2000 ). Mandado de Segurança Coletivo: Desenvolvimento Processual e
Consequências. DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
ZANETTI, J. P. (2009 ). Jovens feministas Um estudo sobre a participação juvenil no feminismo do Rio de
Janeiro. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Mestrado.
Zanoni, R. d. S. (2004 ). As Abordagens sobre Redes Sociais: o capital social como recurso de sustento a
ação coletiva na Rede Sul Brasileira de Educação Ambiental - REASUL. EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DO
VALE DO ITAJAÍ. Mestrado.
ZANRÉ, Â. (1997 ). AS CLARAS PARA TODO MUNDO VER: O Movimento de Saques em Pernambuco na
Seca de 1990-93. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Mestrado.
ZAULI, E. M. (1991). ECONOMIA X SOCIOLOGIA: CONTROVERSIAS ACERCA DE DOIS PARADGMAS EM
CIENCIAS SOCIAIL. SOCIOLOGIA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Mestrado.
Zen, E. L. (2007 ). Movimentos sociais e a questão de classe: um olhar sobre o movimento dos atingidos
por barragens. SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
Ziero, J. G. (2010 ). TRAGÉDIA DOS COMUNS? CONDOMÍNIOS EXCLUSIVOS, INSTITUIÇÕES REGULATÓRIAS
E COOPERAÇÃO. ECONOMIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Mestrado.
ZORZI, A. A. D. (1997 ). ESCOLA ABERTA VILA CRUZEIRO: A TRAJETÓRIA DA PRIMEIRA ESCOLA DA REDE
PÚBLICA ESTADUAL PARA MENINAS E MENINOS DE E NA RUA. EDUCACAO UNIVERSIDADE FEDERAL DO
RIO GRANDE DO SUL Mestrado.
145
Palavra-chave “Movimento Popular”
ACOSTA, L. F. I. (01/01/2001 ). RÁDIOS COMUNITÁRIAS NO PARAGUAI: ORIGEM, USOS E PERSPECTIVAS. .
AGUIAR, K. F. D. ( 01/07/2003 ). " LIGAÇÕES PERIGOSAS E ALIANÇAS INSURGENTES - SUBJETIVIDADE E
MOVIMENTOS URBANOS".
ALBUQUERQUE, O. M. R. D. (01/03/2004 ). ADVOCACIA DA COALIZAZÃO E PROCESSO DECISÓRIO EM
AÇÕES INTERSETORIAIS RELACIONADAS À SAÚDE E ESTRATÉGIAS DE CIDADES.
.
ALDRIGHI, S. M. M. (01/09/2010). PEDAGOGIA DA TERRA: UMA ANÁLISE DO(S) PROCESSO(S)
FORMATIVO(S). .
ALVES, L. (01/12/2010). PSICOLOGIA E DIREITO: UM OLHAR DA PERSPECTIVA HISTÓRICO-CULTURAL.. .
Amorim, M. A. B. V. (01/06/2009 ). No interior... Ditadura militar e ensino superior (FAFI / UNESP): memórias
sobre a intervenção na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São José do Rio Preto. .
Andrade, C. R. d., et al. (01/09/2000
). O conceito de populismo nas ciências sociais latino-americanas: História, representação e debate
ideológico.
Andrade, E. S. J. d. (01/09/2011). Passos e descompassos da política habitacional no Brasil: Uma análise
crítica da implantação do Programa Minha Casa, Minha Vida na cidade do Rio de Janeiro (2009 a 2011). .
Andrade, J. W. (01/04/2006 ). A Experiência Religiosa e Sociopolítica de Canudos - aspectos eclesiológicos
da comunidade de Antônio Conselheiro.. .
Andrade, S. S. (01/08/2003). O Movimento Popular como Sujeito Criador de Direitos. .
Andriotti, C. D. (01/04/2004). O MOVIMENTO DAS RÁDIOS LIVRES E COMUNITÁRIAS E A
DEMOCRATIZAÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO NO BRASIL. .
ANTONIO, C. A. (01/05/2010). Por uma Educação do Campo: um movimento popular de base política e
pedagógica para a Educação do Campo no Brasil. .
Araújo, F. B. N. d. (01/06/2007). PARTICIPAÇÃO POPULAR E A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO. .
ARAÚJO, J. B. O. D. ( 01/09/2011). Cidadania Escassa, Controle Negociado e os Movimentos populares em
Favelas: reflexões a partir do estudo de caso do Fórum Social de Manguinhos, no Rio de Janeiro.. .
Arruda, E. B. (01/08/2011). Uma tentativa de reinvenção da escola pública como instrumento de
emancipação do trabalhadores - o caso do NEP de Colider.. .
Azzolin, J. L. (01/12/2001 ). Uma Avaliação da Fórmula de Distribuição do Imposto Relativo às Operações
de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) aos Municípios Paranaenses.. .
BARBOSA, M. A. (01/05/2005). O DESENCONTRO ENTRE A AEC E AS ESCOLAS CATÓLICAS: UMA ANÁLISE
DA PROPOSTA PEDAGÓGICA E PROJETO HISTÓRICO DA ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO CATÓLICA DO
BRASIL. .
BARSOSA, M. D. F. S. (01/05/2005). EM BUSCA DAS TERRAS DE PROMISSÃO - A DIFÍCIL CONSTRUÇÃO DE
SUJEITOS SOCIAIS E POLÍTICOS NO ASSENTAMENTO DE SEM-TERRA DE PROMISSÃO-SP. .
Batistella, A. (01/03/2007). : O Movimento Operário e Sindical em Passo Fundo (1900-1964): história e
política. .
Bezerra, V. P. (01/09/2008 ). "PORQUE SE NÓIS NÃO AGIR O PUDÊ NÃO SABE SE NÓIS ISISTE NU
146
MUNDO": O MEB E O DIA DO SENHOR EM SOBRAL (1960-1980).
.
BIENENSTEIN, R. (01/12/2001 ). Redesenho urbanístico e participação social em processos de regularização
fundiária. .
BITTENCOURT, J. M. C. D. (01/10/2011). A participação popular nos projetos públicos de intervenção
urbana: o caso da 7ª Etapa de Revitalização do Centro Histórico de Salvador.
.
Borges, A. A. d. C. (.. 01/09/2000 ). Nas veias do jornal: a terra. Os sentidos sobre a crata pastoral de
D.Pedro Casaldáliga na imprensa (1971).
Botas, N. C. A. (01/05/2005 ). Da luta pela terra urbana à luta pelo direito à cidade : a militância política
desafia o conhecimento técnico. .
Brenner, A. K. ( 01/06/2011). Militância de jovens em partidos políticos: um estudo de caso com
universitários.. .
Brito, F. d. F. (01/08/2008). "Movimentos sociais e educação: o MST e a construção de uma nova
pedagogia. ."
Bruce, K. B. (01/06/2007). Entre os limites da Cultura Política e o fortalecimento da Sociedade Civil: o
processo do Orçamento Participativo no município de Cariacica.
.
Brunow, V. d. O. (01/09/2010 ). Trabalhadores, Igreja, Católica e filantropia na década de 1980 no Brasil: Um
estudo sobre movimento popular e prática social do CERIS (Centro de Estatística Religiosa e Investigações
Sociais).
.
BUENO, L. B. (01/06/2008). Forma e sentido da resistência na cidade do Rio de Janeiro: a luta da ocupação
Quilombo das Guerreiras. .
BUTH, F. ( 01/04/2005 ). AS ESTRATÉGIAS DE REPRODUÇÃO NO ASSENTAMENTO RAMADA EM JÚLIO DE
CASTILHOS, RS.
Cabral, A. A. C. (01/03/2005 ). "OS GESTORES PÚBLICOS E SUAS AÇÕES NO BAIRRO DE CAMPINA DO
BARRETTO: O VIVIDO E O INSTITUIDO".. .
CAMPONEZ, A. A. (01/03/2005 ). A politização do urbano: a experiência dos moradores do Jardim União da
Vitória na conquista dos direitos de cidadania e da cidade.. .
Campos, L. F. G. M. (01/03/2011). Da Unha de Gato ao florescer do Caneleiro - análise do processo de
elaboração da Agenda 21 Local: Teresina Agenda 2015 - Plano de Desenvolvimento Sustentável.. .
Campos, W. S. S. (01/04/2006). Paisagem urbana e poluição visual - aspectos jurídicos.
.
Canazaro, C. P. (01/09/2005 ). Religião e Política em Movimentos Sócios-Religiosos: O Caso Mucker - Um
Estudo sobre a Autonomia Popular.. .
CAPANEMA, M. G. M. (01/06/2009). MINISTÉRIO PÚBLICO E SOCIEDADE CIVIL: ALCANCES E LIMITES PARA
A AÇÃO AMBIENTAL EM MINAS GERAIS. .
CARBONE, R. (01/06/2006 ). A UNIVERSIDADE BRASILEIRA: PERSPECTIVA HISTÓRICA E MOMENTO ATUAL.
.
147
CARDOSO, A. M. F. (01/06/2008). OS SABERES AMBIENTAIS EM MOVIMENTOS POPULARES POPULARES
NO ENTORNO DAS LAGOAS ITAPERAOBA E PAPICU.. .
Carvalho, A. L. d. (01/08/2003 ). Propriedade privada e apropriação do espaço: o conflito na metrópole.
.
Carvalho, J. P. d. (01/06/2008 ). Educação popular e movimentos populares: emancipação e mudança de
cultura política através de participação e autogestão. .
CARVALHO, M. A. A. S. (01/12/2010 ). Fortalecimento das Pessoas com Transtornos Mentais: A Experiência
dos Usuários do Movimento de Saúde Mental Comunitário do Bom Jardim.
.
CARVALHO, S. R. R. D. ( 01/06/2007). A central de movimentos populares e o processo brasileiro de
democratização: uma trajetória em construção - 1993-2003.
CARVALHO, W. R. D. (01/05/2005). "O DIREITO DE SUPERFICIE NO CÓDIGO CIVIL E ESTATUTO DA CIDADE.
."
CASTRO, C. A. D. ( 01/12/2005 ). Cursinhos alternativos e populares: Movimentos territoriais de luta pelo
acesso ao ensino público superior no Brasil.
Castro, F. A. d. ( 01/02/2000 ). A farsa, os farsantes e os predadores. A estrutura jurídico-política do estado
burguês e a política de transporte coletivo urbano em Campinas (1878-1999).
CAVALCANTE, L. E. (01/11/2003 ). OS HERDEIROS DA MEMÓRIA: O "LAR DE TODOS" E A HISTÓRIA SOCIAL
DA EDUCAÇÃO CRISTÃ NO PIRAMBU-CEARÁ.. .
Cearon, N. M. (01/08/2004). Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos - PRAJA - Visão do Aluno. .
Conte, I. I. ( 01/01/2011). MULHERES CAMPONESAS EM LUTA: RESISTÊNCIA, LIBERTAÇÃO E
EMPODERAMENTO. .
CORAZZA, G. (01/03/2003 ). O MST E O PROJETO POPULAR PARA O BRASIL. .
Corbucci, E. M. (01/11/2000
). Em busca da construção do espaço público na gestão ambiental de unidades de conservação: o caso do
Parque Nacional de Jaú.. .
Cordeiro, K. d. O. S. (01/11/2007). Estudos sobre a Educação Infantil Pública no Município de Teixeira de
Freitas - Bahia. .
Corrêa, D. A. B. (01/08/2008). Indícios da Constituição do Sujeito Socioambiental. .
Cortes, S. d. N. Q. (01/06/2003 ). Controle Social do Estado como Estratégia de Emancipação e Qualificação
da Democracia. Uma reflexão teórica a partir dos Grupos de Cidadania da Diocese de Barra - Bahia.. .
Corteze, M. ( 01/12/2010 ). As práticas de associação e cooperação no Noroeste do Rio Grande do Sul: um
espaço de educação.
.
Costa, M. A. C. (01/12/2009). ―O Direito do Consumidor no âmbito das Políticas no Brasil: Conquista e
impasses". .
Costa, R. N. B. (01/12/2005). Organização de lideranças numa área de invasão no bairro da Vilinha –
Imperatriz-MA. .
Costa, R. R. d. (01/08/2004 ). Gestão Democrática no cotidianoda escola: Vi-vendo dois lados.. .
148
COSTA, W. C. D. (01/12/2001 ). Sob o signo da morte: decadência, violência e tradição em terras do
Maranhão Linha de Pesquisa: Cultura e Cidade: Políticas Urbanas, Produção Cultural e Cidadania. .
Crema, A. d. O. (01/10/2005). A cidade dos "afogados" : a memória, a história e a luta pelo direito à cidade
de Nova Ponte. .
Cremonese, M. M. (01/06/2011). Novas Moradias Velhos problemas: Estudo de Caso no Loteamento
Popular Jardim Caiçaras em Juiz de Fora/MG.. .
Cruz, J. A. W. (01/04/2007 ). GOVERNANÇA DE REDES, COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: ESTUDO DE
CASO EM UMA REDE DE ASSOCIAÇÕES DE COLETADORES DE MATERIAL RECICLÁVEL.
.
Cunha, B. D. (01/11/2001 ). História da Esquerda em Goiás - 1960-1979.. .
DAMASCENO, S. L. G. (01/10/2006). Educação e Movimento Social: o Processo Educativo dos Moradores
do Igarapé da Cachoeirinha (1997-2005).. .
DANTAS, V. L. D. A. (01/10/2009). DIALOGISMO E ARTE NA GESTÃO EM SAÚDE: A PERSPECTIVA POPULAR
NAS CIRANDAS DA VIDA, EM FORTALEZA–CE.
.
DEMINICIS, R. B. (01/06/2009 ). OCUPAR, RESISTIR, GARANTIR: OS MOVIMENTOS SOCIAIS DE OCUPAÇÕES
URBANAS DO RIO DE JANEIRO NA CONSTRUÇÃO DE UMA POLÍTICA AUTOGESTIONÁRIA. .
DIAS, A. D. C. (01/12/2007 ). O MOVIMENTO ECUMÊNICO NO BRASIL (1954-1994). A SERVIÇO DA IGREJA E
DOS MOVIMENTOS POPULARES. .
Dias, M. C. (01/03/2006). Movimentos de Educação Popular e Sistema Paulo Freire. A Re-Construção Social
em Busca da Emancipação.. .
Dias, S. S. (01/07/2002 ). Em busca dos fundamentos da teoria educacional de Álvaro Vieira Pinto. .
Dias, S. T. B. (01/03/2003). Espaço Urbano: Concessão ou Conquista? Os núcleos de posse de Volta
Redonda (1970-1985). .
Dix, L. E. G. e. (01/09/2010 ). Os Filmes dos The Beatles e os Movimentos Populares da década de 1960.
.
Drago, F. (01/11/2011). AUTOGESTÃO NA PRODUÇÃO HABITACIONAL: PROGRAMA CRÉDITO SOLIDÁRIO,
ENTRE A INSTITUCIONALIZAÇÃO E O CONFRONTO POLÍTICO. .
DURIGON, V. L. (01/07/2005 ). Concepção e prática de projetos educacionais em assentamentos rurais no
estado do Rio de Janeiro: o PRONERA no Zumbi dos Palmares em Campos dos Goytacazes/RJ.. .
DUTRA, A. S. (01/08/2008). Instituições de Defesa dos Direitos Humanos: entre a resistência e a execução
de projetos governamentais.. .
EDMUNDO, K. M. B. (01/04/2007). Pobreza e HIV/AIDS: A resposta dos movimentos populares no Rio de
Janeiro.. .
Etulair, C. R. (01/11/2001 ). A esquerda e o peronismo. .
Farias, A. M. (01/12/2003 ). O processo de constituição de políticas públicas para formação de educadores
de jovens e adultos experiências formativas na cidade de São Paulo no período de 1989 a 2000.. .
Felismino, L. C. (01/04/2011). A propriedade urbana no contexto das relações sociais capitalistas e a (não)
149
efeyivação do direito à moradia no Brasil. .
Ferraz, A. T. R. (01/08/2005 ). Impactos da experiência conselhista sobre as atividades políticas e
organizativas dos movimentos sociais na saúde: o caso do movimento popular de saúde de Campinas /
São Paulo. .
Ferreira, E. d. C. L. (01/03/2002 ). Vozes e identidades juvenis: o Hip Hop como representação. .
FERREIRA, F. P. (01/02/2010). Comunicação do Oprimido: movimentos populares midiáticos nas favelas do
Rio de Janeiro. .
Ferreira, J. F. R. D. (01/11/2005). Sensos do Justo e Problemas Públicos em Nova Iguaçu.. .
FERREIRA, N. B. C. (01/02/2009). CONSTRUINDO A ALFABETIZAÇÃO DE EDUCANDOS NO MOVIMENTO
POPULAR DO RODEADOR DF: A ESCOLA DO CORAÇÃO. .
Ferreira, V. (01/09/2003 ). E AGORA, JOSÉ?: Educação e Transformação Social. .
Ferri, M. F. (01/08/2009 ). A disputa entre diferentes projetos políticos no Orçamento Participativo do
município de Vila Velha – E. Santo: radicalização da democracia ou elitismo democrático?. .
Figueiredo, J. B. d. A. (01/07/2003 ). EDUCAÇÃO AMBIENTAL DIALÓGICA E REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA
ÁGUA EM CULTURA SERTANEJA NORDESTINA: UMA CONTRIBUIÇÃO À CONSCIÊNCIA AMBIENTAL EM
IRAUÇUBA - CE (BRASIL. .
FILHO, A. C. V. ( 01/06/2010). O canto que revela o rosto da Igreja das CEBs: uma análise a partir das
canções de Zé Vicente nos anos 80.. .
Finger, P. O. B. (01/05/2010). O COMUNICADOR DE RÁRIO COMUNITÁRIA Estudo de caso da rádio
Ipanema Comunitária em Porto Alegre. .
Fonteles, M. d. O. (01/08/2009). O REENCANTAMENTO DO MUNDO: EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL E O
PROTAGONISMO DOS NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS. .
Fornaciari, E. (01/08/2003 ). CONSELHOS TUTELARES: HISTÓRIAS, PAISAGENS E MOVIMENTOS NA TERRA
DE NINGUÉM.. .
Galdino, J. R. d. V. (01/12/2002 ). "Daqui nao saio daqui ninguém me tira. As ocupações de terrenos
urbanos, o movimento de associações de moradores e a luta pela moradia em Curitiba.. .
Garcia, M. D. (01/08/2001 ). Ação educativa e movimentos populares – a experiências do Centro de
Formação Urbano Rural Irmã Araújo.. .
GARCIA, P. R. S. (01/08/2001). A HISTÓRIA E A IMPORTÂNCIA DA REVISTA "TEMPO E PRESENÇA" NO
MOVIMENTO ECUMÊNICO E NA SOCIEDADE BRASILEIRA.
.
Gaspar, M. A. F. (01/05/2010). A falta que faz a mística. Elementos para a retomada do trabalho de base
nos movimentos populares. .
Gasparini, C. A. (01/06/2003 ). A IDEOLOGIA CONSERVADORA DE CARLOS LACERDA: UM "CORVO" NA
HISTÓRIA POLÍTICA BRASILEIRA (1954-1968).. .
Gimenez, W. N. (01/06/2000 ). O Significado da Libertação dos Pobres - Um Estudo do Movimento Fé e
Política das Comunidades Eclesiais de Base de São Miguel Paulista no período de 1978 a 1988.. .
Godoy, M. H. d. (01/03/2007 ). " Dom Sebastião no Brasil: das oralidades tradicionais à mídia.
."
150
Góes, M. P. d. S. (01/10/2001 ). Educação Popular: A Experiência do Conselho de Escolas de Trabalhadores..
.
Gomes, F. G. (01/05/2010). A Central de Movimentos Populares (CMP) e os desafios da articulação dos
movimentos sociais. .
GOMES, I. M. F. (01/12/2005). " ACAMPAMENTO MANOEL ALVES RIBEIRO: UMA SAÍDA DIANTE DO
DESEMPREGO".
.
Gomes, R. L. R. (01/05/2009 ). Educação popular e populismo: movimentos de educação e cultura popular e
luta de classes no Brasil (1961-1964)..
.
Gonçalves, C. M. d. C. (01/01/2005). POLÍTICAS DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS SOCIAIS NA
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988: releitura de uma constituição dirigente. .
Guadagnin, M. R. (01/10/2001 ). Territorialização e refuncionalização da vida Manaus (Criciuma-SC). .
Guizardi, F. L. (01/03/2003 ). Participação Política e os Caminhos da Construção do direito à Saúde: um
estudo de caso sobre Pastoral da Saúde em Vitória e Vila Velha.. .
Gutierrez, A. d. C. G. (01/12/2004). O trotskismo e o capitalismo neoliberal no Brasil: Democracia Socialista,
PSTU e O Trabalho - uma análise das campanhas eleitorais de 1998 e 2002. .
Hilário, J. C. S. V. (01/09/2006 ). Partido dos TRabalhadores: uma nova cultura política? Repensando
aspectos da história do partido e da sua experiência em Londrina (1980-1996). .
HOLLEBEN, I. M. A. D. D. S. (01/02/2003 ). Memória e História do Movimento de Mulheres no Paraná: um
estudo de caso em Medianeira. .
Ignácio, R. L. G. (01/03/2006). As estratégias de ação sindical na América Latina face as modificações no
mundo do trabalho. .
Infante, L. H. P. (01/09/2003 ). Lucas 13,1-5: Memória Perigosa das vítimas.. .
Isabel, R. M. R. S. (01/03/2001 ). Acre: das lutas socioambientais e o desafio de um desenvolvimento
sustentável..
.
Jardim, A. d. P. ( 01/09/2001 ). Mobilidade intrametropolitana: o caso do Rio de Janeiro..
.
Jesus, C. R. d. ( 01/02/2000). Políticas de Orçamento Participativo e seus mercados no Associativismo
Urbano: Estudo comparativo do caso de Belo Horizonte e Porto Alegre.
Jesus, C. T. d. ( 01/07/2011). Organização sindical dos trabalhadores e trabalhadoras rurais do Espírito
Santo: o processo de construção da FETAES.
JESUS, L. M. D. (01/05/2007). A REPERCUSSÃO DA ATUAÇÃO DE EDUCADORES/AS POPULARES DO
CEDEP/UNB NA ESCOLA PÚBLICA DO PARANOÁ-DF. .
Jesus, R. F. d. (01/09/2001 ). Movimentos populares urbanos como exercício da soberania e sua influência
no poder legiferante local. .
JUK, J. (01/02/2002 ). O PRIMEIRO MANDATO DO PARTIDO DOS TRABALHADORES NA ASSEMBLÉIA
LEGISLATIVA DO PARANÁ: análise da construção e organização (1987-1990).. .
151
JUNGUEIRA, L. D. C. (01/09/2003 ). SANTOS DO CÉU, SANTOS NA TERRA: IMPLICAÇÕES SÓCIOEDUCATIVAS DA PENTECOSTALIZAÇÃO DE ASSENTAMENTOS RURAIS EM GOIÁS.. .
Junior, D. d. F. (01/12/2007 ). Direito de resistência, desobidiência civil e movimentos populares no Brasil à
luz da teoria crítica.
.
JÚNIOR, F. F. D. S. (01/03/2007 ). AS MEMÓRIAS DE LUTAS POR UM SONHO ECOLÓGICO: UM ESTUDO
ACERCA DAS LIDERANÇAS AMBIENTALISTAS EM SERGIPE: OS CASOS DO MOPEC E ASPAM (1972 – 2002).
.
Kaspary, A. (01/02/2002 ). "O Discurso Católico em Santa Catarinano Período de 1960/1964 e sua Relação
com a Legitimação do Golpe de Estado".. .
Klein, J. A. (01/10/2010). Poder político e lutas de classes na Venezuela: 1989–2009. .
Lago, P. C. d. ( 01/08/2010). PARTICIPAÇÃO POPULAR E REFORMA URBANA: DA CONSTITUINTE AO
ESTATUTO DA CIDADE. .
LANDIM, F. L. P. (01/12/2001 ). Famílias mutirantes: cultura de sobrevivência e cuidado com a saúde. .
LARA, S. A. R. ( 01/04/2007). Políticas Públicas de geração de trabalho e renda no município de Bauru: Um
estudo sobre a ação e a desarticulação do Estado e da Sociedade Civil. .
Lattanzi, J. R. (01/11/2005). Imprensa, partidos e democracia: a experiência brasileira (1945/46).. .
Lima, G. O. d. (01/06/2009). MOVIMENTO BAIXA DO MAROTINHO: A LUTA PELA MORADIA EM SALVADOR
(1974–1976). .
Lôbo, G. A. D. A. (01/11/2000 ). A Imprensa Cearense e o Caldeirão do Beato José Lourenço (o discurso da
imprensa em relação ao Movimento Popular Camponês do Caldeirão). .
Lopes, Â. M. d. S. (01/11/2001 ). Participação e Controle Social: um estudo do Conselho Municipal de
Assistência Social de São Luís..
.
LOPES, M. L. D. S. ( 01/05/2000 ). CONSELHOS LOCAIS DE SAÚDE: UM ESTUDO SOBRE PARTICIPAÇÃO E
CONTROLE SOCIAL.
Lopes, R. L. (01/06/2011 ). Capoeira é liberdade!: a experiência político-cultural da Associação Cultural
Corrente Libertadora na cidade de São Paulo (1976-2004).
.
Lucena, M. d. G. (01/01/2006). EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE: Abordagem Intergeracional do
Alcoolismo numa Unidade de Saúde da Família. .
Lunardi, J. C. T. ( 01/09/2000 ). Olhares Camponeses Escola Uma Terra de Educar.
MACHADO, A. H. (01/11/2010 ). Os católicos oPTaram?: os "setores católicos" e o Partido dos
Trabalhadores (PT) na grande São Paulo (1978-1982). .
Machado, D. d. S. (01/07/2009). A EFICÁCIA DA JURIDICIZAÇÃO DOS PLEITOS POPULARES PELA
DEMOCRATIZAÇÃO DO SOLO URBANO. .
MACHADO, D. P. (01/12/2010). A "frente única" no movimento estudantil gaúcho: católicos e comunistas. .
Manfredini, M. A. (01/02/2011). Saúde bucal na perspectiva de usuários do Sistema Único de Saúde na
152
cidade de São Paulo no início do século XXI. .
Mantagute, E. I. I. (01/08/2008). Educar a Infância: estudo sobre as primeiras creches públicas da rede
municipal de educação de Curitiba (1977-1986). .
Marinho, M. d. S. (01/06/2009). Movimento social e conflitos na pesca. .
MARQUES, M. P. (01/09/2008 ). Construção do Campo da Educação Popular no Brasil: História e
Repertório. .
Martins, C. B. (01/05/2002 ). Amigos da Escola: os sentidos das articulações possíveis entre escola e
comunidade.. .
Martins, L. C. d. P. (01/01/2006 ). O processo de criação da Petrobras: imprensa e política no segundo
Governo Vargas. .
Martins, M. P. M. J. (01/08/2011 ). Direito(s) e(m) Movimento(s):Assessoria Jurídica Popular a Movimentos
Populares Organizados em torno do Direito à Terra e ao Território em meio rural no Ceará. .
Mate, A. L. (01/10/2008). A produção teatral paulistana dos anos 1980: rabiscando com faca o chão da
história : tempo de contar os prejuízos em percursão de andança. .
Matias, H. A. (01/06/2009). O Movimento Popular de Saúde e a Reforma Sanitária: a Luta por Direitos na
Cidadania de São Paulo. .
Medeiros, L. B. (01/11/2004 ). A Federação das Associações de Moradores e Conselhos Comunitários do
Piauí - FAMCC e o Orçamento Popular de Teresina - OPT, revelando a natureza de classe do estado e
práticas sócio-políticas emergentes no processo de educação política.
.
Mello, M. C. C. d. (01/04/2010). O Conselho Municipal de Saneamento de Belo Horizonte: História,
Funcionamento e Perspectivas. .
Menezes, R. T. d. (01/08/2007). Memória em papel: o jornalismo popular e a memória coletiva. .
Miranda, A. A. ( 01/03/2007 ). Movimentos sociais, AIDS e cidadania: o direito à saúde no Brasil a partir das
lutas sociais..
MIRANDA, B. D. P. (01/01/2011). Projeto de Assentamento Jaguari: a contribuição do acampamento de
sem-terra de Mogi-Guaçu, SP, para o Desenvolvimento Sustentável Regional. Defesa de Dissertação em
16/12/2011. .
Moraes, F. A. (01/03/2000 ). Abrindo a porta da casa dos loucos (ou:para ativar a potência dos fluxos). .
Moreira, A. M. F. (01/03/2010 ). Projeto ABC Pirambu em Foco: avaliação da política de cogestão do
Governo do Estado do Ceará.
.
Moreira, F. A. (01/03/2009). O lugar da autogestão no Governo Lula. .
Motta, F. H. R. d. (01/08/2010). Para um modelo penal não moderno: elementos de uma teoria
latinoamericana do conflito social. .
MURADE, J. F. G. ( 01/05/2002). Do consenso ao dissenso no discurso público :o papel das relações
públicas na construção da cidadania..
Nascimento, E. J. d. S. (01/08/2009). Coração, juventude e fé: a mística da Pastoral da Juventude do Meio
Popular - PMJP na Arquidiocese da Paraíba (1979-1993). .
153
Nascimento, H. M. d. ( 01/12/2000). Capital social e desenvolvimento sustentável no sertão baiano: a
experiência de organização dos pequenos agricultores no município de Valente.
NASCIMENTO, L. S. D. (01/03/2003 ). ESTRATEGISTAS DO URBANO Educação Popular na construção da
Vida Urbana em João Pessoa/PB: A experiência do Núcleo de Defesa da Vida Dom Hélder Câmara.
.
Neder, C. A. P. ( 01/07/2001 ). Participação e Gestão Pública: A Experiência dos Movimentos Populares de
Saúde no Município de São Paulo..
NETO, A. F. (01/07/2008 ). Revolução Social e MST: Limites e Aproximações.
.
Neto, B. M. (01/09/2002). O direito de resistência e o direito de acesso à terra. .
Neto, C. J. Y. (01/09/2006 ). (C-TGP) Diretrizes para o Estudo de Viabilidade da Reabilitação de Edifícios
Antigos na Região Central de São Paulo visando a Produção de His: Estudo de Caso Inserido no Programa
de Arrendamento Residencial (Par-Reforma) – Edifícios: Olga Benário, Labor e Joaquim Carlos.. .
NETO, J. V. R. (01/03/2006 ). Participação Popular em Saúde: o caso dos Conselhos Gestores de Saúde das
Subprefeituras de São Paulo.
.
Neto, M. B. (01/10/2005). História e Educação em Angola: da ocupação colonial ao MPLA..
.
Netto, S. L. F. V. (01/08/2007 ). A mística da resistência: culturas, histórias e imaginários rebelds nos
movimentos sociais latino-americanos..
.
Nogueira, M. S. G. (01/11/2005). Tecendo fios entre o discurso e a prática: O significado da ONG para seus
profissionais.. .
Nunes, A. F. C. (01/07/2011 ). Controle Social e Desenho Institucional em Assistência Social no Município
de Alagoinhas - Bahia - Brasil: A Fragmentação em Questão. .
Nunes, E. (01/06/2005). O FÓRUM DA CIDADANIA DO GRANDE ABC. .
OLIVEIRA, H. L. P. (01/04/2001 ). Tecnologias audiovisuais e transformação social: O movimento de video
popular no Brasil (1984 - 1995).. .
Oliveira, I. C. P. d. (01/09/2006 ). Lixo na "Escada": um estudo sobre a gestão municipal de resíduos sólidos.
.
Oliveira, M. E. d. (01/10/2006 ). O grito abençoado da periferia: trajetórias e contradições do Iajes e dos
movimentos populares na Andradina dos anos 1980. .
OLIVEIRA, M. L. R. D. (01/02/2002 ). TRAJETÓRIAS DE MIGRANTES PARA BRASÍLIA E ASSENTAMENTOS
RURAIS: O CASO DO VEREDA I. .
Oliveira, V. A. d. (01/04/2007). Memórias de mulheres dos movimentos sociais da zona leste de São Paulo:
história de resistência. .
Pain, R. d. S. (01/06/2007). Desafios da participação social em um país de conflito agudo: estudo a partir da
ONG Angolana ACCA para o desenvolvimento rural e ambiente (ADRA). .
Palheta, R. P. (01/10/2004 ). Movimento social e reinvidicações populares no entorno das empresas de
154
transformação mineral em Barcarena: um estudo das associações de moradores e trabalhadores rurais.. .
Pascalli, J. d. (01/10/2005). Formas de Organização da Participação Social em um Sistema Local de Saúde:
um Estudo de Caso.. .
Passos, N. M. N. d. ( 01/03/2008). " A Revista Veja e a invenção do ‗MST Terrorista‘ - Um estudo sobre a
cultura da opressão no Brasil pós 11 de setembro..".
Paulino, V. S. (01/08/2009). Articulação entre os atores sociais na década de 1980: a constituição do Projeto
Democrático Participativo no município da Serra-ES. .
Pazello, R. P. (01/03/2010). A produção da vida e o poder dual do pluralismo jurídico insurgente:ensaio
para uma teoria de libertação dos movimentos populares no choro-canção latino-americano.
.
Pedro, L. (01/08/2005 ). Novos espaços de educação para a cidadania: limites e possibilidades. Projeto
―Parceiros da Criança‖ na Comunidade Heliópolis. .
Pellegrini, A. L. T. A. ( 01/11/2011). Trabalho, moradia, saúde e cultura: entrelaçando relações Uma
experiência em pesquisa ação a partir do PSF Recanto dos Humildes - Perus. .
Peppe, M. A. ( 01/03/2004 ). Arena conta Zumbi: Teatro e História (1965).
Pereira, L. F. R. (01/08/2010). UM MOVIMENTO NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MUSICAL NO BRASIL: UMA
ANÁLISE DA CAMPANHA PELA LEI 11.769/2008.. .
Pereira, M. S. (01/03/2011). Uma viagem possível: da escravidão à cidadania. Quintino de Lacerda e as
possibilidades de integração dos ex - escravos no Brasil.. .
Pereira, O. d. C. M. (01/11/2006 ). O CRÉDITO SOLIDÁRIO COMO POLÍTICA PÚBLICA PARA HABITAÇÃO
POPULAR: MUDANÇAS NO CENÁRIO?. .
PERRUSO, M. A. (01/03/2008). Em busca do ―novo‖: intelectuais brasileiros e movimentos populares nos
anos 1970/80..
.
PERSICI, R. S. (01/02/2010 ). GUERRA E PAZ EM ANGOLA: Um Estudo sobre o Papel da ONU e das Grandes
Potências.
.
PINTO, M. B. I. ( 01/06/2002 ). " Estamos Juntos " - o MPLA e a Luta Anticolonial (1961-1974).
Pogibin, G. G. (01/03/2009). Memórias de metalúrgicos grevistas do ABC Paulista. .
Poloto, C. (01/04/2006 ). O projeto ELOVIDA - Cuiabá-MT, 2001 - 2004: uma leitura pedagógica e política.. .
Prado, E. C. (01/03/2007 ). Um olhar avaliativo sobre o MOVA-Regional no ABCD paulista - Dos
movimentos opulares dos anos 60 à perspectiva neoliberal. .
Queler, J. J. (01/09/2008). Entre o mito e a propaganda política: Jânio Quadros e sua imagem pública
(1959-1961).. .
RÉOS, J. C. (01/09/2003 ). Participação em saúde na Gerência Distrital 5 de Porto Alegre: Glória,
Cruzeiro/Cristal -1980 a 2000.. .
Ribas, L. O. (01/05/2009 ). Direito insurgente e pluralismo jurídico: assessoria jurídica de movimentos
populares em Porto Alegre e no Rio de Janeiro (1960-2000).
.
155
Ribeiro, N. (01/11/2011). Sujeitos e projetos em disputa na origem dos conselhos de políticas públicas. .
Rios, A. M. ( 01/03/2004). Dos guerreiros do Belo Monte aos trabalhadores rurais de Monte Santo memórias de lutas.
Rocha, C. S. d. (01/08/2007). Regularização Fundiária em Porto Alegre: um Estudo da Distribuição Espacial..
.
RODRIGUES, M. L. (01/07/2001 ). iNTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IDEOLOGIA QUE SUSTENTA O MST. .
ROMÃO, L. M. S. ( 01/10/2002 ). O discurso do conflito materializado no MST: a ferida aberta na nação.
Rosa, A. M. (01/02/2011). Memórias, histórias, movimentos sociais: mobilização, comunicação e projeto de
luta. (Uberlândia-MG, anos 1980). .
Rosa, M. d. C. d. C. (01/08/2011). A escola da infância narrada na juventude por ex-alunos do Centro de
Atividades Comunitárias de São João de Meriti (CAC).. .
ROSA, M. D. C. D. C. ( 01/09/2002 ). Uma História de Bucas e Desafios: a Formação dos Professores no
Centro de Atividades Comunitárias de São João de Meriti - CAC.
SAMPAIO, C. B. (01/03/2004 ). A participação e o diálogo: Um estudo sobre o Orçamento participativo em
Porto Alegre.. .
San'Ana, J. L. (01/02/2007 ). PLANEJAMENTO URBANO E PLANOS DIRETORES DE VOTUPORANGA: ATORES,
ARENAS E PROCESSOS NA CONSTRUÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO PARTICIPATIVA. .
SANTANA, E. B. ( 01/07/2008). Relações Brasil e Bolívia: o caso da nacionalização dos recursos
hidrocarbonetos da Bolívia. .
Santana, M. J. d. (01/06/2010). "O Brasil, o Povo e o Poder": Uma Análise Discursiva. .
Sant'Anna, S. L. (01/05/2002 ). " "Santo- Dos Nossos - Dias: Um Testemunho Libertador". ."
Santos, A. L. (01/03/2009). Do mar ao morro [tese]: a geografia histórica da pobreza urbana em
Florianópolis. .
Santos, A. S. (01/08/2007 ). Resstruturação Urbana e Movimento Popular de Luta por Moradia: orgnização
e resistência dos moradores à implementação do projeto de requalificação urbana do Dique de Campinas
em SSA-BA. .
Santos, C. A. d. (01/07/2001 ). Não tenha medo, isso é só teatro! Davi contra Golias: Uberlândia 1980-1985..
.
Santos, C. M. F. (01/08/2009 ). Poderosa poção - experiências de "bruxas", ativistas e militantes: o
Movimento Popular de Mulheres em Mato Grosso do Sul, década de 1990..
.
Santos, E. F. N. d. (01/01/2009 ). E por falar em FAFERJ... Federação das Associações de Favelas do Estado
do Rio de Janeiro - memória e história oral (1963 - 1993)..
.
SANTOS, J. F. D. (01/05/2010). Movimento Afro-brasileiro Pró-Libertação de Angola (MABLA): "um amplo
movimento" - relação Brasil e Angola de 1960 a 1975. .
Santos, J. R. d. (01/06/2010). NOVOS ESPAÇOS DA POLÍTICA: A DINÂMICA DAS LUTAS LOCAIS. .
156
Santos, M. A. d. P. (01/05/2002 ). Dez anos de educação popular: a experiência da região episcopal de São
Miguel Paulista (1975-1985). .
SANTOS, M. L. S. C. D. ( 01/02/2005). . O CONCEITO DE PARTICIPAÇÃO DA FAMILIA NO CENÁRIO
POLÍTICO-EDUCACIONAL EM SÃO PAULO, NA DÉCADA DE 90 E O OLHAR DE PAIS ATORES DOS
MOVIMENTOS POPULARES DE SÃO MATEUS. .
SANTOS, M. M. (01/10/2008). MOVIMENTOS SOCIAIS: NA TRAMA SUBLIMINAR DO OCULTAMENTO DOS
CONFLITOS DE CLASSE.. .
Santos, R. M. d. (01/10/2009). Saúde, participação e controle social: lutas e ações estratégicas do Mops/SE
pela efetivação dos direitos à saúde em Aracaju/SE (1989-2008). .
Scavone, D. T. d. L. ( 01/02/2011). MARCAS DA HISTÓRIA DA CRECHE NA CIDADE DE SÃO PAULO: AS
LUTAS NO COTIDIANO (1976-1984). .
Schinelo, J. E. (01/01/2011). ―ELE FOI CONTADO ENTRE OS FORA DA LEI‖ O PAPEL DA RELIGIÃO NA
CRIMINALIZAÇÃO E NA LEGITIMIDADE DOS MOVIMENTOS SOCIAIS. .
SCHIRMER, M. S. D. A. (01/12/2001 ). DA INVESTIDURA DE SERVIDORES PUBLICOS. .
Silva, A. C. T. d. (01/08/2005). As origens do Movimento Ecumênico na Amazônia Paraense. .
SILVA, A. Z. D. (01/05/2004). A Oralidade Deitada sobre o Papel: Homens, Letras e Vozes em Trincheiras
(Movimento Armado em Fortaleza (1911-12).. .
SILVA, A. Z. D. (01/11/2009). Homens, letras, risos e vozes em trincheiras: matrizes narrativas dos
movimentos armados no Ceará (1912-1914). .
Silva, C. M. d. (01/01/2003 ). Movimento Popular e Participação: Estudo sobre os Delegados do Orçamento
Participativo do Recife 1997-2000. .
SILVA, E. C. G. (01/05/2008). Cotidiano, Política e Protesto Popular no Rio de Janeiro: 1880 - 1901.. .
Silva, E. S. d. (01/07/2005). Gênese e identidade educacional do Centro de Direitos Humanos Henrique
Trindade.. .
SILVA, I. G. ( 01/08/2001 ). PARTICIPAÇÃO POPULAR E "REFORMA"DO ESTADO BRASILEIRO NOS ANOS
1990: CONTRADIÇÕES E IMPASSES..
Silva, M. A. S. d. (18/12/2001 ). "Planejamento e Gestão Urbana Município de Belém (1997-2000)": práticas
e representações sobre a política de saneamento ambiental a partir da experiência de intervenção na Bacia
do Tucunduba.. .
Silva, M. P. d. (01/03/2002 ). "Não tenho paciência histórica": a igreja popular em Juazeiro/Bahia (19621982).. .
Silva, R. P. d. ( 01/06/2006). A autonomia aparente: Formação, trajetória e relações políticas de um Centro
de Educação Popular em Criciúma (CEDIP) 1983-1998.. .
Silva, R. S. d. (01/07/2007 ). A genealogia de uma formação em saúde coletiva. .
Silva, S. A. J. e. (01/02/2003 ). Leituras da Biblioteca pública de Santa Bárbara d'Oeste. .
Silva, S. L. d. (01/03/2008). Bairro Jardim Renascer em Cuiabá: um estudo de caso do saneamento e da
Educação Ambiental.. .
157
Silva, S. V. G. d. (01/02/2004 ). ELEMENTOS DA POLÍTICA AMBIENTAL DO GDF PARA NÚCLEO URBANO DE
BAIXA RENDA. DOIS ESTUDOS DE CASO: CEILÂNDIA E SAMAMBAIA. .
SILVEIRA, J. B. D. (01/01/2008 ). A POLÍTICA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA NO REGIME
CIVIL-MILITAR: A CRIAÇÃO DA LICENCIATURA CURTA EM ESTUDOS SOCIAIS.
.
SIMÕES, S. S. (01/04/2011 ). Canto que ha sido valiente siempre será canción nueva : o cancioneiro de
Víctor Jara e o golpe civil-militar no Chile.
.
Sirena, M. T. (01/12/2002 ). UM OLHAR SOBRE A EXPERIÊNCIA DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO RURAL
- DER: SONHOS, CONFLITOS E APRENDIZAGENS.
.
Soares, C. A. (01/04/2007 ). Estado, educação e subsidiariedade: o princípio de subsidiariedade como
responsabilidde social social do estado nas relações com a educação pública. .
Soares, M. R. (01/03/2001 ). Ordens, desordens e contra/ordens territoriais em Queimados-RJ.. .
Song, M. ( 01/10/2010). Estudo sobre participação em associações de bairros em uma região do distrito de
Sacomã: uma análise sob a ótica da psicologia social comunitária.
.
Souza, A. L. ( 01/04/2011). FORTALEZA POR UM FIO: O Espaço de Transição e o Movimento dos Conselhos
Populares. .
Souza, A. M. (01/11/2003 ). Deus e o Diabo na Terra do Sol (Leitura Política de um Capitalismo Tardio).. .
SOUZA, I. (01/09/2005). REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DAS ―TERRAS DE NINGUÉM‖ A Semi-Formalização
em Novas Bases.. .
SOUZA, M. D. A. V. D. (01/03/2001 ). O CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE TERESINA E O PROCESSO DE
CONSTRUÇÃO DE UMA ESFERA PÚBLICA. AUTONOMIA E REPRESENTATIVIDADE DOS USUÁRIOS E
PROFISSIONAIS DE SAÚDE.. .
SPADOTTO, E. R. (01/11/2003). DIREITO SOCIAL À MORADIA E O USUCAPIÃO INDIVIDUAL E COLETIVO. .
STEFFEN, E. M. ( 01/12/2000 ). A trajetória de criação da Central de Movimentos Populares no Rio Grande
do Sul..
SUSIN, M. O. K. ( 01/06/2005). A educação infantil em Porto Alegre : um estudo das creches comunitárias. .
TELES, L. D. L. C. (01/08/2003 ). Constituição de professores em Educação de jovens e adultos numa escola
pública do Distrito Federal: completude na incompletude? ou incompletude na completude?. .
Tomazi, G. (01/05/2005). A MÍSTICA DO CONTESTADO: A MENSAGEM DE JOÃO MARIA NA EXPERIÊNCIA
RELIGIOSA DO CONTESTADO E DOS SEUS DESCENDENTES. .
Tomé, G. d. F. (01/04/2008). "O Mito da Revolução Silenciosa" - Programa Nacional de Economia Solidária:
uma análise crítica das práticas de autogestão no Brasil em pequenos empreendimentos comunitários.
.
Tomita, L. E. (01/06/2004 ). Corpo e Cotidiano: A Experiência de Mulheres de Movimentos Populares
desafia a Teologia Feminista da Libertação na América Latina.. .
Vasconcelos, K. N. C. (01/01/2005 ). Centenário da Cabanagem: História e Memória.
158
.
Vaz, A. L. d. L. (01/09/2000 ). "Mutirão Habitacional Autogestionário: Experiência do CAAP - Grande São
Paulo - 1980 e 1990.. ."
VIEIRA, L. C. Z. ( 01/12/2009). "A ferro e fogo: análise dos conflitos ambientais em Anchieta, ES". .
WANDERLEY, L. J. D. M. (01/10/2008 ). CONFLITOS E MOVIMENTOS SOCIAIS POPULARES EM ÁREA DE
MINERAÇÃO NA AMAZÔNIA BRASILEIRA. .
Weimar, J. R. ( 01/08/2011). Memoria como um direito de terceira geração. .
Werri, A. P. S. (01/03/2008). A FUNÇÃO SOCIAL DA EDUCAÇÃO PARA PAULO FREIRE (1958-1965). .
Zanotti, S. J. S. (01/03/2003). A Participação Popular na Ampliação da Esfera Pública: O Caso do Projeto Uni
Botucatu - Uma Nova Iniciativa na Formação dos Profissionais de Saúde. .
159
Palavra-chave “Protesto”
ABONIZIO, J. (01/10/1999). O PROTESTO DOS INCONSCIENTES: Raul Seixas e micropolítica. .
Abreu, J. K. d. (01/11/2004). O Diabo São os Outros - A Relação entre Crítico e Criticado em Três
Momentos Históricos do Teatro Brasileiro. .
AGUILLAR, M. C. D. L. (01/10/2003 ). Significação dialógica do messianismo em "Vereda da Salvação" de
Jorge Andrade.
.
Albuquerque, A. F. d. (01/03/2009). A NEGOCIAÇÃO COLETIVA SUPRANACIONAL E OS CONFLITOS
SOCIAIS CONTEMPORÂNEOS: do novo internacionalismo operário às lutas emancipatórias contrahegemônicas. .
Albuquerque, F. M. F. d. ( 01/08/2010). CIBERATIVISMO NO CONSUMO: RETALIAÇÃO E VINGANÇA EM
COMUNIDADES VIRTUAIS ANTIMARCA.. .
Almeida, J. R. d. (01/08/2010 ). Tropas em protesto : o ciclo de movimentos reivindicatórios dos policiais
militares brasileiros no ano de 1997. .
Alves, D. S. (01/02/2009). Neoliberalismo, Democracia e Crise na América Latina: a Gênese do Argentinazo
(1976-2001). .
ALVES, T. M. (01/05/1994). A SANTA CRUZ DO DESERTO (IDEOLOGIA E PROTESTO POPULAR NO SERTAO
NORDESTINO - A COMUNIDADE CAMPONESA IGUALITARIA DO CALDEIRAO). .
Amaral, R. R. d. (01/10/1998). Messianismo e Liberdade: Análise do Movimento Messiânico do Contestado
Segundo Max Weber.. .
ANDRADE, C. A. N. (01/11/1994). A ORGANIZACAO POLITICA DOS ESTUDANTES DA UNIVERSIDADE
FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (1974-1984).. .
Andrade-Tapia, M. E. (01/07/2008). MOVIMENTOS E ORGANIZAÇÕES POLÍTICAS DOS POVOS INDÍGENAS
NO EQUADOR, PERU E BOLÍVIA. .
Araujo, C. E. d. (01/09/2006). EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MOVIMENTO DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS,
NO CONTEXTO DA BARRAGEM CASTANHÃO. UM ESTUDO NO REASSENTAMENTO ALAGAMAR,
JAGUARIBARA-CEARÁ. .
AUGUSTO, E. S. (20/08/2009). As flores vencendo os canhões: festivais e canções de protesto. .
Barbosa, R. A. (01/04/2005). De fuga e devoção: Os quilombos e a Irmandade do Rosário de Paraiba do Sul
(1871-1888). .
Barros, M. M. d. (01/08/2010). Pedro Casaldáliga: Liberdade em prosa e verso. 68p.. .
Bastos, C. A. d. C. (01/08/2004). Os Braços da (Des)Ordem: Indisciplina militar na Província do Grão-Pará (
meados do século XIX).. .
BENTO, R. A. (01/11/1999). DO PROTESTO POR NOVO JURÍ NO PROCESSO PENAL BRASILEIRO. .
Bernardo, C. J. ( 01/03/2007). ―A MPB como recipiente de protestos contra a ditadura militar: as metáforas
carregadas de vozes contra o regime autoritário‖.
Bertolino, F. d. C. (01/10/2010 ). MOVIMENTO ESTUDANTIL E ESQUERDA CATÓLICA NA CAPITAL MINEIRA:
HISTÓRIA E MEMÓRIA DE UMA GERAÇÃO – 1961/1968.. .
Boanada, V. d. C. (01/07/2009). Ironias da Pós-modernidade: a ação estratégica de movimentos indígenas
160
através do litígio internacional. .
Branco, J. d. S. (01/09/2008). Movimentos culturais de juventude em Goiânia nas décadas de 60 e 70: a
utopia revolucionária no "coração do Brasil".. .
BRELAZ, W. M. (01/12/2005). Os Sobreviventes do Massacre de Eldorado do Carajás: Um caso de violação
do principio da dignidade da pessoa humana. .
Camino, M. E. M. B. (01/09/2009). A participação do Congresso Nacional na implementação dos atos
Internacionais ambientais:1992 a 2005. .
Cardozo, F. S. (01/09/2008). Protestar não é delito: a criminalização dos movimentos sociais na Argentina
contemporânea – o caso do movimento piquetero (1911-2007). .
Carminati, F. (01/10/2006). Juventude e rebeldia: ações coletivas contemporâneas e a produção e
reprodução do projeto de militância de esquerda.. .
Carneiro, G. M. (01/11/2000). Tropicalismo: cultura de massa na década que nunca acabou. .
Casemiro, J. P. (01/03/2006). O Direito à Alimentação sob o Olhar dos Líderes da Pastoral da Criança no
Município de São João de Meriti. .
CASTRO, C. A. D. (01/12/2005). Cursinhos alternativos e populares: Movimentos territoriais de luta pelo
acesso ao ensino público superior no Brasil. .
Castro, C. P. d. ( 01/03/2009 ). Protesto Social no Brasil e na Argentina: um estudo dos repertórios de açào
coletiva entre 2000 e 2005.
.
Cavalcanti, E. R. (01/02/2002 ). "Ativismo on-line: comunicação e organização política na Internet.
."
CESAR, L. V. (01/03/1990 ). POESIA E POLITICA NAS CANCOES DE BOB DYLAN E CHICO BUARQUE.
.
CESAR, M. A. (01/03/1995). EXILIO DA VIDA: O COTIDIANO DE MULHERES PRESIDIARIAS. .
CHAVES, D. S. (01/06/2010). De Santa Cruz de La Sierra a La Paz, um olhar comparativo sobre as formas de
organização na política boliviana (2003-2008. .
Chaves, F. M. (01/12/2003). O Forum Social Mundial e a Teoria dos Moviemntos Sociais.. .
Cleto, C. (01/11/1996). Aldir Blanc/João Bosco: arte e resistência. .
Costa, E. S. (01/07/1996). A Política Salarial no Brasil, 1964-1985 : 21 Anos de Arrocho Salarial e Acumulção
Predatória. .
COSTA, R. D. C. (01/04/1999). Análise de protestos de eficientização da iluminação pública. .
Cunha, E. A. ( 01/08/2003). "Por causa do Reino dos Céus". Uma leitura de gênero de Mateus 19,1-12 e
5,27-32. .
DAMAZO, F. A. F. T. (01/09/2004). O CANTO DO POVO DE UM LUGAR: 'UMA LEITURA DAS CANÇÕES DE
JOÃO DO VALE'. .
Davi, E. H. D. (01/02/2004). Homofobia: Intolerância, medo e ódio em Uberlândia - 1988/2001. .
161
Dias, C. M. M. (01/08/1999). O outro lado da história: o processo de independência do Brasil, visto pelas
lutas no Piauí - 1789/1850. .
Dias, R. d. S. (01/02/2005). As relações entre o político e o midiático na tematização do acontecimento: os
movimentos de resistência global em mídias radicais, informativas e de organizações. .
Dores, F. G. d. (01/09/2000). Anos Rebeldes: o que ficou?. .
Duarte, A. C. d. O. (01/08/2009). INDIFERENÇA OU INJUSTIÇA DIVINA? EM BUSCA DE UMA
COMPREENSÃO DO SOFRIMENTO HUMANO: UMA EXEGESE DE JÓ 24,7-12. .
Duarte, A. M. L. T. (01/12/2010). A sociedade ―secreta‖ de pichadores/as e grafiteiros/as em Campina
Grande - PB.. .
Eleoterio, I. S. (01/07/2000). Cidadania e saude: protesto pela abertura do Hospital Dorio Silva.. .
Emrich, V. (01/07/2007). TRABALHO, GREVES E FUTEBOL: Luta, Identidade e Sociabilidade na Formação da
Classe Trabalhadora Friburguense (1911-1933). .
EUGENIO, M. F. N. D. (01/12/1994). NOS, QUE AMAVAMOS TANTO A DEMOCRACIA - PROTESTOS DE RUA
CONTRA O REGIME MILITAR (1977-1894).. .
Farias, A. C. d. (01/09/2002). Mergulho no Letes: Uma re-interpretação político-histórica da confederação
do Equador. .
FARIAS, M. D. L. S. O. (01/01/2000 ). A Imagem do Bello Monte Vista por Adolescentes de Canudos.
.
Ferreira, C. B. (01/08/2009). Representações de intolerância na imprensa escrita: saques e quebra-quebras
em São Paulo (abril de 1993). .
FERREIRA, C. M. F. (01/12/1999). A POESIA DE RENATO CALDAS E SUA DIMENSÃO EDUCATIVA. .
Ferreira, E. B. (01/09/2008). A MULTIDÃO ROUBA A CENA: O QUEBRA-QUEBRA EM SALVADOR (1981). .
FIGUEIREDO, L. R. D. A. (01/09/1996 ). Revoltas, fiscalidade e identidade colonial na América portuguesa:
Rio de janeiro, Bahia e Minas Gerais (1640-1761)..
.
FIGUEIREDO, S. M. D. F. (01/07/1995). "ANµLISE PSICOSSOCIAL DA CAPACIDADE DE MOBILIZA€ÇO E DAS
CONDIیES INTERNAS DO MST EM TERMOS DE REPRESENTAیES E IDENTIDADES SOCIAIS" .. .
Filho, C. R. C. (01/12/2000). Além da Encruzilhada: Uma Apreciação da Teologia da Evangelização
Contextual de Orlando Costas. .
Filho, P. R. d. s. (01/03/2003). A Cidadania em questão: Um Estudo sobre os Movimentos Sociais em
Aracaju (1979-1988). .
Fonseca, C. F. d. (01/03/2003 ). Arte e educação ambienta - Krajcberg - Símbolo de denúncia e protesto
contra a destruição da natureza.
.
Fredrigo, F. d. S. ( 01/11/1997 ). Mobilizações e ditadura: o papel das protestas na transição chilena, 19831989.
Gabriel, G. C. F. (01/07/2005). A recepção das músicas de Chico Buarque na ditadura militar: o universo
feminino não cala, fala!. .
162
Galdino, R. C. (01/03/2008). A Porta da Saída: A poética das canções de Torquato Neto. .
Garcez, R. d. C. C. (01/03/2000). PARA UMA PEDAGOGIA DA PICHAÇÃO. .
GIOVANI, M. (01/06/1989). O ALCANCE DO PROTESTO POPULAR-UM ESTUDO DA QUESTAO RACIAL A
PARTIR DA BAIXADA FLUMINENSE.. .
Giovanni, J. R. d. (01/03/2008). Seattle, Praga, Gênova : política anti-globalização pela experiência da ação
de rua. .
Godoy, M. L. d. (01/04/2000 ). Edú Lobo muitos palcos e uma arena - lirismo e protesto na música popular
brasileiro. .
GONCALVES, E. L. (01/11/1990). UMA VISAO DO PENTECOSTALISMO A PARTIR DAS COMUNIDADES DAS
ASSEMBLEIAS DE DEUS EM CAMPINAS.
.
GOUVEIA, R. C. D. (01/08/1995). "O PAPEL DAS CREN€AS POLÖTICAS NO COMPORTAMENTO DOS
ELEITORES DE JOÇO PESSOA EM 1992 E 1994".. .
GRECCO, A. D. C. E. S. (01/10/2007). Racionais MC‘s: música, mídia e crítica social em São Paulo. .
Guedes, R. J. d. A. (01/08/2000). Sujeito coletivo de direito: possibilidades e instrumentos de inserção nas
relações trabalhistas no Brasil.. .
HALL, A. B. (01/11/2001). THE SOUL SELECTS HER OWN SOCIETY A POESIA DE EMILY DICKINSON: UMA
QUESTÃO DE ESCOLHA.. .
Hancco, H. D. T. (01/02/2003 ). Um estudo do protesto revolucionário do povo e das mulheres como sinal
de resistência para a busca da libertação.
.
Ibarra, F. I. ( 01/08/1997). A Reforma Sanitária no Paraguai. .
Ilari, M. D. S. (01/02/2008). Teatro e Contestação no Mundo Globalizado - O Bread & Puppet Theater na
Sociedade de Consumo. .
Infante, L. H. P. (01/09/2003). Lucas 13,1-5: Memória Perigosa das vítimas.. .
Jesus, J. G. d. (01/10/2010). O Protesto na Festa: Políticas e Carnavalização nas Paradas do Orgulho de
Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT). .
Júnior, M. N. C. (01/12/2001). "Praieiros", "Guabirus" e "Populaça": as eleições gerais de 1844 no Recife.. .
Klein, J. A. (01/10/2010). Poder político e lutas de classes na Venezuela: 1989–2009. .
Lacerda, M. B. (01/03/2008). Publicidade na Ditadura: Crítica e Resistência no Regime Militar. .
Lamônica, M. d. L. B. d. (01/04/2007). Electronic Disturbance Theater (EDT): participação política no
ciberespaço.. .
LEÃO, R. M. D. ( 01/06/2007). Transas na cena em transe: teatro e contracultura na Bahia. .
LIMA, J. D. F. M. E. ( 01/09/2007). ESTRATÉGIAS DE VIABILIDADE POLÍTICA E MOVIMENTOS SOCIAIS:
REFLEXÕES SOBRE A LUTA DE MORADORES DE FAVELASCARIOCAS CONTRA A VIOLÊNCIA POLICIAL.
LIMA, S. L. L. ( 01/06/1991). ESPELHO DA MULHER-REVISTA FEMININA 1916-1925.
163
Lopes, O. A. ( 01/12/1999). Contribuição de melhora - um dos instrumentos para melhor distribuição de
rendas. .
LOUREIRO, L. E. M. (01/03/1987). A LEI ABERDEEN 1845 E SUAS REPERCUSSOES NO BRASIL. .
Luciano, F. F. (01/08/2008). Acampamento Grajaú: etnografia de uma ocupação política. .
LUDVIG, V. C. (01/07/2001). Pão e poesia: a canção na luta popular em Brusque dos anos 80 a 95.. .
Machado, Z. J. O. ( 01/10/1997 ). SIM A DEUS SIM À VIDA: IGREJA EVANGÉLICA REDESCOBRINDO SUA
CIDADANIA.
Maciel, R. M. (01/10/2000 ). SOS. Passageiros da Agonia - A Trajetória do "meu guri" . O Papel da Exclusão
Escolar no Gênero da Violência..
.
Magalhães, E. F. (01/10/2002). Rappers: artistas de um mundo que não existe - um estudo psicossocial de
identidade a partir de depoimentos. .
Maneiro, M. (01/12/2007). De encuentros y desencuentros: Estado y movimientos de trabajadores
desocupados del Gran Buenos Aires (1996-2005). .
Mano, M. K. T. (01/04/2010). Deserto verde, imprensa marrom: o protagonismo político das mulheres nas
páginas dos jornais. .
Mansan, J. V. (01/03/2009). Os expurgos na UFRGS: afastamentos sumários de professores no contexto da
Ditadura Civil-Militar (1964-1969). .
Marques, A. K. B. ( 01/03/2005). "Canta uma esperança": a máscara como resistência na poética de Chico
Buarque. .
Marques, M. A. (01/04/2002). O grito silenciado em Suzana. Uma análise de Daniel 13. .
Matsunaga, P. S. (01/02/2006). Mulheres no hip hop:identidades e representações.. .
Maués, M. A. M. (01/11/1997 ). Negro sobre Negro: a questão racial no pensamento das elites negras
brasileira (1930-1988). .
MENEZES, L. M. D. (01/03/1995). INDESEJAVEIS: DESCLASSIFICADOS DA MODERNIDADE, PROTESTOS,
CRIME E EXPULSAO NA CAPITAL FEDERAL (1890-1930).. .
Mesquita, A. L. (01/09/2008). Insurgências poéticas: arte ativista e ação coletiva (1990-2000).
.
Molin, F. D. ( 01/04/2007). Redes sociais e micropolíticas da juventude.. .
Monteiro, M. M. (01/02/2002). Música problema ou solução? A canção de protesto e suas multiplicidades.
.
MOURA, M. F. C. D. (01/12/2001). TELEJORNAL DOS 500 ANOS: FRAMES DE PROTESTO E VIOLÊNCIA. .
Muller, R. G. (01/12/2002). Razão e Utopia: Thompson e a História. .
MUNHOZ, S. J. (01/01/1990). "A ORDEM DO "CAOS" VERSUS O ACASO DA ORDEM (SAQUES E QUEBRAQUEBRAS EM SAO PAULO - 1983).. .
MUNHOZ, S. J. (01/12/1989 ). A ORDEM DO CAOS X O OCASO DA ORIGEM..
.
164
MUNHOZ, S. J. ( 01/06/1997). CIDADE AO AVESSO: DESORDEM E PROGRESSO EM SÃO PAULO NO LIMIAR
DO SÉCULO XX.. .
MURAD, S. S. (01/07/2001). Estudo crítico da reparação do dano moral e algumas tendências do judiciário
brasileiro. .
Musskopf, A. S. (01/02/2004). Talar Rosa: um estudo didático-histórico-sistemático sobre a ordenação ao
ministério eclesiástico e o exercício do ministério ordenado por homossexuais. .
Nakamura, M. R. d. S. ( 01/03/2002). A Luta Política por Eros. .
Neto, M. B. (01/10/2005). História e Educação em Angola: da ocupação colonial ao MPLA.. .
Neves, F. d. B. (01/09/2009). Design gráfico e mobilização social: cartazes contra a guerra do Iraque. .
NUNES, L. J. (01/10/1993). CIDADE E IMAGENS: PROCESSO, TRABALHO E QUEBRA-QUEBRAS UBERLANDIA 1950/1960.. .
OLIVEIRA, A. M. M. S. G. D. (01/05/2005). A QUEM INTERESSAR POSSA: DESAFIO E RESISTÊNCIA NO
DISCURSO DE BEBÉTI DO AMARAL GURGEL. .
Oliveira, E. D. d. (01/02/2005
). Cultura urbana e protesto social : o quebra-quebra de 1959 em Uberlândia - MG. .
Oliveira, F. d. A. (01/11/2003 ). Um estudo sobre a Historiografia da Música Popular Brasileira: 1961-2000. .
OLIVEIRA, L. C. D. ( 01/06/2003). VISÕES DO INFERNO - A TEMÁTICA ESCATÓLOGICA NA IGREJA
CATOLICA NO BRASIL. .
OLIVEIRA, N. B. D. (01/05/2004). Protestos ou Vandalismo? Revoltas urbanas no Rio de Janeiro na
perspectiva da imprensa carioca (1999-2002).. .
OLIVEIRA, V. D. S. (01/10/2007). O ANARQUISMO NO MOVIMENTO PUNK: (Cidade de São Paulo, 19801990). .
Ortega., F. A. (01/06/2009). Cores da mudança? As Revoluções Coloridas e seus reflexos em política
externa. .
Osterno, M. d. L. R. (01/09/2009). A canção engajada nos anos 80:o rock não errou. .
Ott, A. M. T. (01/02/2002). Dos projetos de desenvolvimento, ao desenvolvimento dos projetos: o
planafloro em Rondônia.. .
Padua, D. D. (01/05/2009). Que se vayan todos: piqueteros e a agenda neoliberal na Argentina (19892001).. .
Paiero, D. C. (01/08/2005). O PROTESTO COMO MÍDIA, NA MÍDIA E PARA A MÍDIA: A VISIBILIDADE DA
REIVINDICAÇÃO. .
Palheta, R. P. (01/10/2004). Movimento social e reinvidicações populares no entorno das empresas de
transformação mineral em Barcarena: um estudo das associações de moradores e trabalhadores rurais.. .
PANDOLFI, F. C. (01/02/2001). TRANSGRESSÕES E TRANSGRESSORES: A CONTESTAÇÃO POPULAR À
ORDEM PÚBLICA NO BRASIL (1850-1889). .
Pasquetti, L. A. (01/07/2007). TERRA OCUPADA: Identidades Reconstruídas (1984 - 2004). .
165
PASSOS, A. A. (01/11/1999). Compreensão do Jornal Sem Terra pela teoria da ação comunicativa. .
PEDERIVA, A. B. A. (01/11/2004). Anos Dourados ou Rebeldes: Juventude, Territórios, Movimentos e
Canções nos Anos 60.. .
Pereira, Á. (01/02/1999). "O cotidiano profissional do enfermeiro - das aparências as diferenças de gênero".
.
PEREIRA, A. G. (01/01/2000). UM ESTUDO DO "RAP" COMO ATITUDE ESTÉTICA DA MUSICALIDADE
CONTEMPORÂNEA. .
Pereira, F. R. G. (01/09/2008). OS CAMPONESES E A MOBILIZAÇÃO POPULAR:IGREJA CATÓLICA, SAQUES E
MOVIMENTOS SOCIAIS EM ITAPIÚNA –CE (1980-1993).. .
Pereira, G. R. d. M. (01/02/2001). A Servidão Ambígua – Um estudo sobre valores do magistério oficial
paulista (1980-1990).. .
Pereira, P. J. (01/11/2005). Urbano, demasiadamente humano: Uma reflexão político-afetiva da remoção de
moradores da comunidade Jaraguá.. .
Ponce, E. d. C. (01/04/2004). La Marcha Nacional del Movimiento de los Trabajadores sin Tierra de Brasil
hacia Brasília, Un Ensayo Estético-Político de Corte Democrático-Radical y Plural.. .
Prosser, E. M. S. (01/12/2009). Arte, representações e conflitos no Meio Ambiente Urbano: o graffitti em
Curitiba ( 2004-2009).. .
Prudêncio, K. C. d. S. (01/04/2006). Mídia ATIVISTA: a comunicação dos movimentos por justiça global na
internet.. .
QUINTÃO, A. A. (01/10/1997). Lá vem o meu parente: As irmandades de pretos e pardos no Rio de Janeiro
e em Pernambuco (Século XVIII). .
QUIRÓS, J. ( 01/02/2006 ). Ser piquetero, estar com os piqueteros: uma etnografia sobre a trama dos
movimentos no sul da Grande Buenos Aires.
Richter, L. P. ( 01/12/1998). Emancipação Feminina e Moral Libertária: Emma Goldman e Maria Lacerda de
Moura.. .
Rios, F. M. (01/03/2009). Institucionalização do movimento negro no Brasil contemporâneo. .
RODRIGUES, A. T. (01/11/1993). MOBILIZACAO E CONFLITO POLITICO: A CAMPANHA DAS DIRETAS JA.. .
Rodrigues, G. R. (01/12/2009). No sertão, a revolta:Grupos sociais e formas de contestação na América
portuguesa, Minas Gerais - 1736.. .
SANTI, A. M. (01/08/1996). MARCUSE E A ESTÉTICA DA SUBJETIVIDADE.. .
Santos, F. d. R. (01/03/2008). A Mediação das lideranças membros da Direção Estadual do MST e a
construção dos arranjos sociais e produtivos: a experiência baiana – 1987 – 2007.. .
SANTOS, L. D. A. (01/06/1995). OS MASCATES DA FE: CONTEXTO E COTIDIANO DA IGREJA EVANGELICA
FLUMINENSE (1855-1900).
.
SANTOS, L. K. M. D. ( 01/05/2007). A União Nacional dos Estudantes e a Reforma Universitária no Governo
Lula: a educação pública em debate.. .
Santos, M. H. d. (01/10/2009 ). Jovens na prática do grafite: trajetórias de invenções e inversões. .
166
Santos, R. B. (01/04/2003). Entre a Dor e a Revolta: o Suicídio de Vargas e os Protestos populares em
Aracaju (agosto de 1954). .
Santos, R. d. R. C. (01/10/2000 ). Celebração Eucarística no Centro da Comunidade: Pressupostos e
Características de Teologia Eucaristia da Assembléia de Deus no Brasil.
.
Sastre, Â. A. (01/03/2005). Os impactos da política neoliberal na Argentina (1989-2002): Percepções sobre o
papel do FMI. .
Segundo, M. A. C. S. ( 01/09/2009). Protesto operário, repressão policial e anticomunismo (Rio Grande,
1949, 1950, 1952). .
SELLIN, F. (01/09/2010). NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS NA AMÉRICA DO SUL: UMA ANÁLISE
COMPARADA. .
Silva, A. S. d. (01/10/2006). Marchando pelo Arco-Íris da Política: A Parada do Orgulho LGBT na construção
da Consciência Coletiva dos Movimentos no Brasil, Espanha e Portugal. .
SILVA, E. C. G. (01/05/2008). Cotidiano, Política e Protesto Popular no Rio de Janeiro: 1880 - 1901.. .
SILVA, E. N. D. (01/12/2008). A CONCEPÇÃO DE SOCIALISMO DO MOVIMENTO DOS TRABALHADORES
RURAIS SEM-TERRA – MST. .
SILVA, F. A. (01/12/2005). "ESCOLA, MOVIMENTO NEGRO E MEMÓRIA: O 13 DE MAIO EM SOROCABA 1930. ."
SILVA, M. C. B. R. D. (01/11/1991). A VOZ DA MARGINALIA. .
SILVA, M. D. F. M. D. (01/08/1995). A CONQUISTA DO DIREITO DE EXERCER A GREVE.. .
SILVA, M. P. D. (01/06/1995). BLOCO AFRO ILE AIYE - SEUS PROTESTOS E SUA BELEZA: UM ESTUDO
PSICOSSOCIAL DAS MINORIAS ATIVAS NA CONSTITUICAO DA IDENTIDADE NEGRA NA BAHIA.. .
Silva, M. P. d. (01/08/1998). Protesto e repressão no interior paulista: Franca (1966-1970).. .
Silva, R. R. d. (01/06/1996). A CRÍTICA DOS OPRESSORES EM SAFONIAS 17-23. .
Silva, R. R. d. (01/07/2005). IMPRIMINDO A RESISTÊNCIA: A IMPRENSA ANARQUISTA E A REPRESSÃO
POLÍTICA EM SÃO PAULO (1930-1945). .
Silva, S. J. d. (01/06/2000). A polifonia do Protesto Negro.. .
Silva, S. T. R. e. (01/12/2002). Em busca da Utopia - As manifestações estudantis em Pernambuco (19641968). .
Silva, V. d. L. (01/11/2005). Aprendendo e Ensinando a Lição da Luta: A Contribuição da Música na
Formação Política da CPT de João Pessoa - PB. .
SOUZA, J. C. D. (01/09/1993). PROTESTO OU ILUSAO? LEITURA CRITICA DA TEORIA MARXIANA COMO
PARAMETRO PARA A PESQUISA HISTORICA DO CRISTIANISMO.. .
SOUZA, R. L. D. ( 01/08/1997 ). PUNK: CULTURA E PROTESTO, AS MUTAÇÕES IDEOLÓGICAS DE UMA
COMUNIDADE JUVENIL SUBVERSIVA - SÃO PAULO. 1983/1996..
THOME, J. L. (01/05/1993). HIDRELETRICA DE BALBINA: UM FATO CONSUMADO. .
167
Trajano, R. d. M. (01/01/2010 ). Etos na poesia combatente de menestréis do rap: por uma análise das
imagens discursivas no grito marginal do hip hop brasileiro.
.
VALLE, M. R. D. (01/08/1997). O diálogo é a violência: movimento estudantil e ditadura em 1968. .
VASQUES, C. L. L. (01/08/1993 ). CULTURA DE PROTESTA JUVENIL Y CAMBIO POLITICO ( LA MUSICA DE
LOS 60'S Y DE LOS 80'S ).
.
Vicentin, M. C. G. (01/05/2002). A vida em rebelião: Histórias de jovens em conflito com a lei. .
Villalobos, M. A. V. ( 01/11/2003). Ditadura e Resistência Democrática: República Oriental Del Uruguay:
1968-1985. .
YONE, S. P. (01/10/1989 ). VAI TRABALHAR VAGABUNDO A/EXCLUSAO SOCIAL E O PROTESTO POLITICO
DOS DESEMPREGADOS EM SAO PAULO..
.
168
SCIELO
Palavra-chave “Ação Coletiva”
Abreu, L. (2010). "Limites e fronteiras das políticas assistenciais entre os séculos XVI e XVIII: continuidades e
alteridades." Varia Historia 26: 347-371.
Aguiar, O. B. d., et al. (2010). "Descrição sócio-demográfica, laboral e de saúde dos trabalhadores do setor
de serviços de alimentação dos restaurantes populares do estado do Rio de Janeiro." Revista de Nutrição
23: 969-982.
Alexander, J. C. (1998). "Ação Coletiva, Cultura e Sociedade Civil: Secularização, atualização, inversão,
revisão e deslocamento do modelo clássico dos movimentos sociais." Revista Brasileira de Ciências Sociais
13: 5-31.
Almeida, C. (1997). "Médicos e assistência médica: Estado, mercado ou regulação? Uma falsa questão."
Cadernos de Saúde Pública 13: 659-676.
Álvarez, M. I. F. (2011). "Além da racionalidade: o estudo das emoções como práticas políticas." Mana 17:
41-68.
Alvim, N. A. T. and M. d. A. Ferreira (2007). "Perspectiva problematizadora da educação popular em saúde e
a enfermagem." Texto & Contexto - Enfermagem 16: 315-319.
Andion, C. (2005). "A gestão no campo da economia solidária: particularidades e desafios." Revista de
Administração Contemporânea 9: 79-101.
Anjos, T. C. d. and A. C. G. d. O. Duarte (2009). "A Educação Física e a estratégia de saúde da família:
formação e atuação profissional." Physis: Revista de Saúde Coletiva 19: 1127-1144.
Aquín, N., et al. (2007). "Jóvenes y adultos, ciudadanía y democracia: implicancias para el trabajo social."
Revista Katálysis 10: 178-186.
Araújo, A. M. C., et al. (2001). "Reestruturação produtiva e negociação coletiva nos anos 90." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 16: 85-112.
Augusto, L. G. d. S., et al. (2003). "Saúde e ambiente: uma reflexão da Associação Brasileira de PósGraduação em Saúde Coletiva - ABRASCO." Revista Brasileira de Epidemiologia 6: 87-94.
Auyero, J. (2011). "Vidas e Política das Pessoas Pobres: as coisas que um etnógrafo político sabe (e não
sabe) após 15 anos de trabalho de campo." Sociologias 13: 126-164.
Ao refletir sobre uma década e meia de trabalho etnográfico, este artigo examina as lições
Azevedo, S. d. and M. A. Melo (1997). "A Política da Reforma Tributária: Federalismo e Mudança
Constitucional." Revista Brasileira de Ciências Sociais 12.
Barbosa, R. H. S. (2010). "A 'teoria da práxis': retomando o referencial marxista para o enfrentamento do
capitalismo no campo da saúde." Trabalho, Educação e Saúde 8: 9-26.
Bassarewan, A. B. U. and S. M. Silvestre (2010). "O ensino e a aprendizagem da leitura nos primeiros anos
da escolaridade em Timor-Leste." Educação e Pesquisa 36: 491-504.
Bertoncelo, E. R. E. (2009). ""Eu quero votar para presidente": uma análise sobre a Campanha das Diretas."
Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 169-196.
Bianchi, Á. (2007). "Empresários e ação coletiva: notas para um enforque relativo." Revista de Sociologia e
Política: 117-129.
169
Bizzo, M. L. G. (2009). "Ação política e pensamento social em Josué de Castro." Boletim do Museu Paraense
Emílio Goeldi. Ciências Humanas 4: 401-420.
Bodstein, R., et al. (2004). "Avaliacão da implantação do programa de desenvolvimento integrado em
Manguinhos: impasses na formulação de uma agenda local." Ciência & Saúde Coletiva 9: 593-604.
Bodstein, R. C. d. A. (1992). "Ciências sociais e saúde coletiva: novas questões, novas abordagens."
Cadernos de Saúde Pública 8: 140-149.
Bonotto, D. M. B. and A. Semprebone (2010). "Educação ambiental e educação em valores em livros
didáticos de ciências naturais." Ciência & Educação (Bauru) 16: 131-148.
Bordin, D. and C. B. Fadel (2012). "Pacto pela saúde no Brasil: uma análise descritiva da progressão dos
indicadores de saúde bucal." Revista de Odontologia da UNESP 41: 305-311.
Brasil Jr., A. d. S. (2010). "Intelectuais e statemakers: Oliveira Vianna, Evaristo de Moraes Filho e a ação
coletiva no Brasil." Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 23: 301-320.
Brunstein, J. and P. Jaime (2009). "Da estratégia individual à ação coletiva: grupos de suporte e gênero no
contexto da gestão da diversidade." RAE eletrônica 8: 0-0.
Bueno, N. P. (2006). "A crise política do final da era Vargas: uma interpretação sob a ótica da economia
política neo-institucionalista." Estudos Econômicos (São Paulo) 36: 181-199.
Bueno, N. P. (2007). "A Revolução de 1930: uma sugestão de interpretação baseada na Nova Economia
Institucional." Estudos Econômicos (São Paulo) 37: 435-455.
Camponogara, S., et al. (2009). "Um olhar sobre a interface trabalho hospitalar e os problemas ambientais."
Revista Gaúcha de Enfermagem 30: 724-731.
Carlos, E. (2011). "Contribuições da análise de redes sociais às teorias de movimentos sociais." Revista de
Sociologia e Política 19: 153-166.
Carlos, E. (2011). "Movimentos sociais: revisitando a participação e a institucionalização." Lua Nova: Revista
de Cultura e Política: 315-348.
Carvalho, J. M. (2002). "Os espaços/tempos da pesquisa sobre o professor." Educação e Pesquisa 28: 69-86.
Castanheira, M. E. M. and J. R. Pereira (2008). "Ação coletiva no âmbito da economia solidária e da
autogestão." Revista Katálysis 11: 116-122.
Castanheira, M. E. M. and J. R. Pereira (2008). "Ação coletiva no âmbito da economia solidária e da
autogestão." Revista Katálysis 11: 116-122.
Cazoto, J. L. and M. F. d. C. Tozoni-Reis (2008). "Construção coletiva de uma trilha ecológica no cerrado:
pesquisa participativa em educação ambiental." Ciência & Educação (Bauru) 14: 575-582.
Ceccim, R. B. (2005). "Educação Permanente em Saúde: descentralização e disseminação de capacidade
pedagógica na saúde." Ciência & Saúde Coletiva 10: 975-986.
Cerqueira, R. T. d. and C. V. Noronha (2004). "Cenas de linchamento: reconstruções dramáticas da violência
coletiva." Psicologia em Estudo 9: 163-172.
Chaves, M. M. N., et al. (2011). "Enfermagem em saúde coletiva: a construção do conhecimento crítico
sobre a realidade de saúde." Revista da Escola de Enfermagem da USP 45: 1701-1704.
Chieffi, A. L. and R. B. Barata (2009). "Judicialização da política pública de assistência farmacêutica e
eqüidade." Cadernos de Saúde Pública 25: 1839-1849.
170
Chinchilla Montes, M. (2006). "Acción colectiva e intervención profesional del Trabajo Social: límites y
posibilidades para la construcción de ciudadanía." Revista Katálysis 9: 158-165.
Chor, D. (1999). "Saúde pública e mudanças de comportamento: uma questão contemporânea." Cadernos
de Saúde Pública 15: 423-425.
Correia, L. O., et al. (2007). "Movimentos sociais e experiência geracional: a vivência da infância no
Movimento dos Trabalhadores sem Terra." Educação em Revista: 143-166.
Cubas, M. R., et al. (2011). "Mapeamento dos termos do eixo ação entre diferentes classificações de
enfermagem." Revista Brasileira de Enfermagem 64: 248-253.
Dantas, V. L. d. A., et al. (2012). "Cirandas da vida: dialogismo e arte na gestão em saúde." Saúde e
Sociedade 21: 46-58.
Dimenstein, M. and J. P. Macedo (2012). "Formação em Psicologia: requisitos para atuação na atenção
primária e psicossocial." Psicologia: Ciência e Profissão 32: 232-245.
Dupas, G. (2005). "Tensões contemporâneas entre público e privado." Cadernos de Pesquisa 35: 33-42.
Ebrahim, G. J. (2007). "Poverty and the Millennium Development Goals." Revista Brasileira de Saúde
Materno Infantil 7: 479-486.
Eder, K. (2001). "A classe social tem importância no estudo dos movimentos sociais? Uma teoria do
radicalismo da classe média." Revista Brasileira de Ciências Sociais 16: 5-27.
Egler, T. T. C. (2010). "Redes tecnossociais e democratização das políticas públicas." Sociologias: 208-236.
Espiñeira, M. V. and H. Teixeira (2008). "Democracia, movimentos sociais e nivelamento intelectual:
considerações sobre a ampliação da participação política." Caderno CRH 21: 477-492.
Euzébios Filho, A. and R. S. L. Guzzo (2009). "Desigualdade social e pobreza: contexto de vida e de
sobrevivência." Psicologia & Sociedade 21: 35-44.
Faria, B. A., et al. (2008). "Ação dos linfócitos T regulatórios em transplantes." Revista Brasileira de
Hematologia e Hemoterapia 30: 309-315.
Feltran, G. d. S. (2010). "Crime e castigo na cidade: os repertórios da justiça e a questão do homicídio nas
periferias de São Paulo." Caderno CRH 23: 59-73.
Feltran, G. d. S. (2010). "Margens da política, fronteiras da violência: uma ação coletiva das periferias de São
Paulo." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 201-233.
Ferreira Neto, J. L., et al. (2011). "Usos da noção de subjetividade no campo da Saúde Coletiva." Cadernos
de Saúde Pública 27: 831-842.
Fiorati, R. C. and T. Saeki (2012). "Projeto terapêutico nos serviços extra-hospitalares de saúde mental: uma
reflexão crítica sobre a forma de elaboração e gestão dos projetos terapêuticos nos serviços." Saúde e
Sociedade 21: 587-598.
Fonseca, M. d. C. F. R. (2001). "Lembranças da matemática escolar: a constituição dos alunos da EJA como
sujeitos da aprendizagem." Educação e Pesquisa 27: 339-354.
Fortuna, C. M., et al. (2012). "Notas cartográficas do trabalho na Estratégia Saúde da Família: relações entre
trabalhadores e população." Revista da Escola de Enfermagem da USP 46: 657-664.
Frota, M. A., et al. (2007). "Educação popular em saúde no cuidado à criança desnutrida." Texto & Contexto
171
- Enfermagem 16: 246-253.
Futtema, C., et al. (2002). "The emergence and outcomes of collective action: an institutional and ecosystem
approach." Ambiente & Sociedade: 107-127.
Gallo, E. and A. F. F. Setti (2012). "Abordagens ecossistêmica e comunicativa na implantação de agendas
territorializadas de desenvolvimento sustentável e promoção da saúde." Ciência & Saúde Coletiva 17:
1433-1446.
Gama Neto, R. B. (2011). "Minimalismo schumpeteriano, teoria econômica da democracia e escolha
racional." Revista de Sociologia e Política 19: 27-42.
Ganz, L. (2008). "Lotes vagos: ação coletiva de ocupação urbana experimental." ARS (São Paulo) 6: 0-0.
Gelbcke, F., et al. (2006). "Planejamento estratégico participativo: um espaço para a conquista da cidadania
profissional." Texto & Contexto - Enfermagem 15: 515-520.
Giatti, L. L., et al. (2007). "Condições sanitárias e socioambientais em Iauaretê, área indígena em São Gabriel
da Cachoeira, AM." Ciência & Saúde Coletiva 12: 1711-1723.
Giovani, L. M. (1998). "Do professor informante ao professor parceiro: Reflexões sobre o papel da
universidade para o desenvolvimento profissional de professores e as mudanças na escola." Cadernos
CEDES 19: 46-58.
Gomiero, L. M. and F. M. d. S. Braga (2008). "Feeding habits of the ichthyofauna in a protected area in the
State of São Paulo, southeastern Brazil." Biota Neotropica 8: 41-47.
Gonçalves, A. V. and E. L. Nascimento (2010). "Avaliação formativa: autorregulação e controle da
textualização." Trabalhos em Linguística Aplicada 49: 241-257.
Granja, B. (2011). "A competência reflexiva processual em serviço social na ação profissional junto às
populações." Cadernos de Pesquisa 41: 428-453.
Guimarães, J. S. and I. M. S. O. Lima (2012). "Educação para a Saúde: discutindo uma prática pedagógica
integral com jovens em situação de risco." Saúde e Sociedade 21: 895-908.
Guimarães, M. A. C. and A. B. Podkameni (2008). "A rede de sustentação coletiva, espaço potencial e
resgate identitário: projeto mãe-criadeira." Saúde e Sociedade 17: 117-130.
Helal, D. H. and J. A. B. Neves (2010). "Burocracia e inserção social: uma proposta para entender a gestão
das organizações públicas no Brasil." Sociologias 12: 312-340.
Henriques, R. (2000). "Comportamento racional e formação de crenças em Keynes." Revista Brasileira de
Economia 54: 359-379.
Herzlich, C. (2005). "Fragilidade da vida e desenvolvimento das ciências sociais no campo da saúde." Physis:
Revista de Saúde Coletiva 15: 193-203.
Heupa, A. B., et al. (2011). "Programa de prevenção de perdas auditivas em pescadores: perfil auditivo e
ações educativas." Revista CEFAC 13: 1009-1016.
Iglécias, W. (2007). "O empresariado do agronegócio no Brasil: ação coletiva e formas de atuação política as batalhas do açúcar e do algodão na OMC." Revista de Sociologia e Política: 75-97.
Janke, N. and M. F. d. C. Tozoni-Reis (2008). "Produção coletiva de conhecimentos sobre qualidade de vida:
por uma educação ambiental participativa e emancipatória." Ciência & Educação (Bauru) 14: 147-157.
Koerich, M. S., et al. (2009). "Pacto em defesa da saúde: divulgando os direitos dos usuários pela pesquisa-
172
ação." Revista Gaúcha de Enfermagem 30: 677-684.
Lacerda, A. D. F. d. (2011). "Ação coletiva e cooperação intermunicipal em duas metrópoles." Caderno CRH
24: 153-166.
Laperrière, H. (2008). "Evaluation of STD/HIV/AIDS peer-education and danger: a local perspective." Ciência
& Saúde Coletiva 13: 1817-1824.
Leonello, V. M. and M. A. d. C. Oliveira (2007). "Construindo competências para ação educativa da
enfermeira na atenção básica." Revista da Escola de Enfermagem da USP 41: 847-852.
Lima, R. d. C. P. (2001). "Sociologia do desvio e interacionismo." Tempo Social 13: 185-201.
Longarezi, A. M. and T. d. C. Alves (2009). "A psicologia como abordagem formativa: um estudo sobre
formação de professores." Psicologia Escolar e Educacional 13: 125-132.
Lopes, R. E. and A. P. S. Malfitano (2006). "Ação social e intersetorialidade: relato de uma experiência na
interface entre saúde, educação e cultura." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 10: 505-515.
Loureiro, A. P. F. (2010). "Um centro de educação e formação de adultos que aprende." Educação em
Revista 26: 43-64.
Lucatto, L. G. and J. L. B. Talamoni (2007). "A construção coletiva interdisciplinar em educação ambiental no
ensino médio: a microbacia hidrográfica do Ribeirão dos Peixes como tema gerador." Ciência & Educação
(Bauru) 13: 389-398.
Lüchmann, L. H. H. and J. Rodrigues (2007). "O movimento antimanicomial no Brasil." Ciência & Saúde
Coletiva 12: 399-407.
Machado, J. A. S. (2007). "Ativismo em rede e conexões identitárias: novas perspectivas para os
movimentos sociais." Sociologias: 248-285.
Machado, L. d. O. R. (2009). "Desflorestamento na amazônia brasileira: ação coletiva, governança e
governabilidade em área de fronteira." Sociedade e Estado 24: 115-147.
Maciel, D. A. (2011). "Ação coletiva, mobilização do direito e instituições políticas: o caso da campanha da
lei Maria da Penha." Revista Brasileira de Ciências Sociais 26: 97-112.
Mafra, F. L. N., et al. (2012). "Ensino-aprendizagem numa perspectiva crítica: relatos de uma experiência."
RAM. Revista de Administração Mackenzie 13: 40-67.
Magalhães, Z. R., et al. (2006). "Algumas considerações acerca do processo de viver humano de técnicos(as)
de enfermagem recém-admitidos(as) em um hospital escola." Texto & Contexto - Enfermagem 15: 39-47.
Maia, R. C. M. (2009). "Atores da sociedade civil e ação coletiva: relações com a comunicação de massa."
Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 87-118.
Mancuso, W. P. (2003). "Construindo leis: os construtores e as concessões de serviços." Lua Nova: Revista
de Cultura e Política: 61-87.
Elementos da teoria da ação coletiva formulada por Mancur Olson – os conceitos de carona e de
exploração do grande pelo pequeno – ajudam a explicar o comportamento das entidades que
representam os interesses da indústria da construção durante a elaboração da legislação sobre
concessões de serviços públicos no Brasil. O artigo contribui para o estudo da articulação de
interesses do empresariado durante o processo de produção legislativa de nível federal.
Mancuso, W. P. and A. J. d. Oliveira (2006). "Abertura econômica, empresariado e política: os planos
doméstico e internacional." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 147-172.
173
Mazzarino, J. M., et al. (2011). "Daily practices, consumption and citizenship." Anais da Academia Brasileira
de Ciências 83: 1481-1492.
Melo, M. B. d., et al. (2009). "Qualificação de agentes comunitários de saúde: instrumento de inclusão
social." Trabalho, Educação e Saúde 7: 463-477.
Mendes, D. P., et al. (2012). "Do prescrito ao real: a gestão individual e coletiva dos trabalhadores de
enfermagem frente ao risco de acidente de trabalho." Gestão & Produção 19: 885-892.
Mendonça, R. F. (2007). "Movimentos sociais como acontecimentos: linguagem e espaço público." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 115-142.
Mendonça, R. F. (2012). "Táticas cotidianas e ação coletiva: a resistência das pessoas atingidas pela
hanseníase." Varia Historia 28: 341-360.
Minayo, M. C. d. S. and E. R. d. Souza (1997). "Violência e saúde como um campo interdisciplinar e de ação
coletiva." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 4: 513-531.
Miranda, G. L. d. (2010). "A delegação aos líderes partidários na Câmara dos Deputados e no Senado
Federal." Revista de Sociologia e Política 18: 201-225.
Mitre, R. M. d. A. and R. Gomes (2004). "A promoção do brincar no contexto da hospitalização infantil
como ação de saúde." Ciência & Saúde Coletiva 9: 147-154.
Monceau, G. (2005). "Transformar as práticas para conhecê-las: pesquisa-ação e profissionalização
docente." Educação e Pesquisa 31: 467-482.
Moraes, M. (2012). "O pesquisar em ação." Fractal : Revista de Psicologia 24: 661-664.
Müller, A. L. d. P., et al. (2007). ""Todo" em contextos coletivos e distributivos." DELTA: Documentação de
Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada 23: 71-95.
Nunes, M. F. O., et al. (2012). "Entrevistas devolutivas em pesquisa em avaliação Psicológica." Psicologia:
Ciência e Profissão 32: 496-505.
Ocqueteau, F. (1997). "A expansão da segurança privada na França: privatização submissa da ação policial
ou melhor gestão da segurança coletiva?" Tempo Social 9: 185-195.
Oliveira, D. F. d., et al. (2012). "Construção de espaços de escuta, diagnóstico e análise coletiva de
problemas de saúde pública com a linguagem teatral: o caso das oficinas de jogos teatrais sobre a
dengue." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 16: 929-942.
Oliveira, R. A. d. and M. H. T. Ciampone (2008). "Qualidade de vida de estudantes de enfermagem: a
construção de um processo e intervenções." Revista da Escola de Enfermagem da USP 42: 57-65.
Ollaik, L. G. and J. J. Medeiros (2011). "Instrumentos governamentais: reflexões para uma agenda de
pesquisas sobre implementação de políticas públicas no Brasil." Revista de Administração Pública 45: 19431967.
Onocko Campos, R. T. and J. P. Furtado (2008). "Narrativas: utilização na pesquisa qualitativa em saúde."
Revista de Saúde Pública 42: 1090-1096.
Onuma, F. M. S., et al. (2012). "Autogestão e subjetividade: interfaces e desafios na visão de especialistas da
ANTEAG, UNISOL e UNITRABALHO." Cadernos EBAPE.BR 10: 65-81.
Ortiz, L. C. M., et al. (2010). "A classe hospitalar como instrumento de participação política na construção
coletiva da associação de pais e pacientes da hematooncologia." Educação em Revista 26: 317-335.
174
Paim, J. S., et al. (2009). "Política pública e controle da violência: um estudo de caso na cidade de Salvador,
Bahia, Brasil." Cadernos de Saúde Pública 25: 485-494.
Paiva, V. (2009). "A identidade como obra coletiva em O Cortesão, de Baldassare Castiglion." Tempo Social
21: 91-111.
Pedersen, D. (2006). "Reformulando a violência política e efeitos na saúde mental: esboçando uma agenda
de pesquisa e ação para a América Latina e região do Caribe." Ciência & Saúde Coletiva 11: 1189-1198.
Pedersen, D. (2006). "Reframing political violence and mental health outcomes: outlining a research and
action agenda for Latin America and the Caribbean region." Ciência & Saúde Coletiva 11: 293-302.
Pedrosa, J. I. d. S. (2001). "Planejamento e monitoramento das ações de educação em saúde através dos
indicadores de promoção da saúde: uma proposta." Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil 1: 155165.
Pereira, A. J. and L. Y. I. Nichiata (2011). "A sociedade civil contra a Aids: demandas coletivas e políticas
públicas." Ciência & Saúde Coletiva 16: 3249-3257.
Pereira, É. G., et al. (2007). "Proposal to construct the operational base of the educative work process in
collective health." Revista Latino-Americana de Enfermagem 15: 1072-1079.
Migração Internacional. Pesquisa Qualitativa. Saúde da Mulher.
Peres, C. C., et al. (2006). "Uma construção social: o anexo da norma brasileira de ergonomia para o
trabalho dos operadores de telemarketing." Revista Brasileira de Saúde Ocupacional 31: 35-46.
Peres, F. d. F., et al. (2005). "Lazer, esporte e cultura na agenda local: a experiência de promoção da saúde
em Manguinhos." Ciência & Saúde Coletiva 10: 757-769.
Pérez, B. C., et al. (2008). "Cidadania e participação social: um estudo com crianças no Rio de Janeiro."
Psicologia & Sociedade 20: 181-191.
Pezzato, L. M. and S. L'Abbate (2012). "Uma pesquisa-ação-intervenção em Saúde Bucal Coletiva:
contribuindo para a produção de novas análises." Saúde e Sociedade 21: 386-398.
Pina, J. A., et al. (2006). "Sindicalismo, SUS e planos de saúde." Ciência & Saúde Coletiva 11: 837-846.
Pires, D., et al. (2004). "Organização do trabalho em enfermagem: implicações no fazer e viver dos
trabalhadores de nível médio." Trabalho, Educação e Saúde 2: 311-326.
Pires, E. L. S. (2007). "As lógicas territoriais do desenvolvimento: diversidades e regulação." Interações
(Campo Grande) 8: 155-163.
Prates, A. A. P. (2009). "Redes sociais em comunidades de baixa renda: os efeitos diferenciais dos laços
fracos e dos laços fortes." Revista de Administração Pública 43: 1117-1146.
Presoto, L. H. and M. F. Westphal (2005). "A participação social na atuação dos conselhos municipais de
Bertioga - SP." Saúde e Sociedade 14: 68-77.
Quaresma, H. D. d. A. B. and R. I. R. d. Campos (2006). "Turismo como instrumento de ação coletiva em
áreas pesqueiras do litoral da Amazônia." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 1:
139-147.
Quirós, J. (2009). "Política e economia na ação coletiva: uma crítica etnográfica às premissas dicotômicas."
Mana 15: 127-153.
Reberte, L. M., et al. (2012). "Process of construction of an educational booklet for health promotion of
175
pregnant women." Revista Latino-Americana de Enfermagem 20: 101-108.
Reis, A. C. d., et al. (2004). "Mediação pedagógica: reflexões sobre o olhar estético em contexto de
escolarização formal." Psicologia: Reflexão e Crítica 17: 51-60.
Rennó, L. R. (2003). "Estruturas de oportunidade política e engajamento em organizações da sociedade
civil: um estudo comparado sobre a América Latina." Revista de Sociologia e Política: 71-82.
Rezende, F. d. C. (2002). "Razões da crise de implementação do Estado gerencial: desempenho versus
ajuste fiscal." Revista de Sociologia e Política: 111-121.
Ribeiro, M. L. and M. I. d. Cunha (2010). "Trajetórias da docência universitária em um programa de pósgraduação em Saúde Coletiva." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 14: 52-68.
Rios, I. C. (2009). "Humanização: a essência da ação técnica e ética nas práticas de saúde." Revista Brasileira
de Educação Médica 33: 253-261.
Rocha, A. L. C. d. and C. Eckert (2009). "Memória e ritmos temporais: o pluralismo coerente da duração no
interior das dinâmicas da cultura urbano-contemporânea." Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 22: 105-124.
Rocha, M. P. C. (2000). "A questão cidadania na sociedade da informação." Ciência da Informação 29: 4045.
Rocha, S. M. M. and M. C. P. d. Almeida (2000). "O processo de trabalho da enfermagem em saúde coletiva
e a interdisciplinaridade." Revista Latino-Americana de Enfermagem 8: 96-101.
Rosa, A. R. and P. Mendonça (2011). "Movimentos sociais e análise organizacional: explorando
possibilidades a partir da teoria de frames e a de oportunidades políticas." Organizações & Sociedade 18:
643-660.
Rosa, M. C. (2009). "Sem-Terra: os sentidos e as transformações de uma categoria de ação coletiva no
Brasil." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 197-227.
Russo, R. C. d. T., et al. (2009). "O imaginário coletivo de estudantes de educação física sobre pessoas com
deficiência." Psicologia & Sociedade 21: 250-255.
Sabourin, E. (2010). "Multifuncionalidade relações não-marcantis: manejo de recursos comuns no
Nordeste." Caderno CRH 23: 151-169.
Sallum Jr., B. (2005). "Classes, cultura e ação coletiva." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 11-42.
Santiso, C. (2002). "Promoção e proteção da democracia na política externa brasileira." Contexto
Internacional 24: 397-431.
Santos, A. M. M. and N. Deluiz (2009). "Economia popular e educação: percursos de uma cooperativa de
reciclagem de lixo no Rio de Janeiro." Trabalho, Educação e Saúde 7: 329-353.
Santos, A. M. R. d., et al. (2007). "Construção coletiva de mudança no Curso de Graduação em Enfermagem:
um desafio." Revista Brasileira de Enfermagem 60: 410-415.
Sato, E. (2000). "A agenda internacional depois da Guerra Fria: novos temas e novas percepções." Revista
Brasileira De Politica Internacional 43: 138-169.
Sausen, J. O. and W. C. Dalfovo (2007). "A constituição do Pólo Moveleiro de Lucas do Rio Verde (MT): uma
retrospectiva histórica de uma iniciativa coletiva de desenvolvimento local e regional." Cadernos EBAPE.BR
5: 01-12.
Sawaia, B. B. (2009). "Psicologia e desigualdade social: uma reflexão sobre liberdade e tranformação social."
176
Psicologia & Sociedade 21: 364-372.
Segenreich, S. C. D. (2005). "O PDI como referente para avaliação de instituições de educação superior:
lições de uma experiência." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 13: 149-168.
Severo, S. B. and N. Seminotti (2007). "O sujeito e a coletividade: um caminho transdialógico na saúde
coletiva." Psicologia USP 18: 53-78.
Severo, S. B. and N. Seminotti (2010). "Integralidade e transdisciplinaridade em equipes multiprofissionais
na saúde coletiva." Ciência & Saúde Coletiva 15: 1685-1698.
Silva, A. L. d. (2008). "Pesquisa-ação participante no processo de empowerment de mulheres brasileiras no
contexto da migração internacional." Escola Anna Nery 12: 750-757.
Silva, C. E. S. d., et al. (2010). "Aplicação do gerenciamento de riscos no processo de desenvolvimento de
produtos nas empresas de autopeças." Produção 20: 200-213.
Silva, D. G. V. d. and M. Trentini (2002). "Narrativas como técnica de pesquisa em enfermagem." Revista
Latino-Americana de Enfermagem 10: 423-432.
Silva, D. O. e., et al. (2002). "Concepções de profissionais de saúde da atenção básica sobre a alimentação
saudável no Distrito Federal, Brasil." Cadernos de Saúde Pública 18: 1367-1377.
Silva, J. A. M. d. and M. Peduzzi (2011). "Educação no trabalho na atenção primária à saúde: interfaces entre
a educação permanente em saúde e o agir comunicativo." Saúde e Sociedade 20: 1018-1032.
Silva, L. J. d. (1996). "Da vacina à aspirina: considerações acerca das ações coletivas em saúde pública."
Silva, L. M. (2006). "Trabalho e sociabilidade privada: a exclusão do outro um olhar a partir das células de
produção." Revista Brasileira de Ciências Sociais 21: 147-161.
Silva, L. M. G. d., et al. (2010). "Ambiente virtual de aprendizagem na educação continuada em
enfermagem." Acta Paulista de Enfermagem 23: 701-704.
Silva, M. F. G. d. (1996). "Políticas de governo e planejamento estratégico como problemas de escolha
pública - I." Revista de Administração de Empresas 36: 32-41.
Silva, M. F. G. d. (1996). "Políticas de governo e planejamento estratégico como problemas de escolha
pública: II." Revista de Administração de Empresas 36: 38-50.
Sodré, O. (2004). "Contribuição da fenomenologia hermenêutica para a psicologia social." Psicologia USP
15: 55-80.
Sousa, A. C. A. d. and N. d. R. Costa (2011). "Ação coletiva e veto em política pública: o caso do saneamento
no Brasil (1998-2002)." Ciência & Saúde Coletiva 16: 3541-3552.
Sousa, A. C. A. d. and N. d. R. Costa (2011). "Ação coletiva e veto em política pública: o caso do saneamento
no Brasil (1998-2002)." Ciência & Saúde Coletiva 16: 3541-3552.
Spagnol, C. A. (2005). "(Re)pensando a gerência em enfermagem a partir de conceitos utilizados no campo
da Saúde Coletiva." Ciência & Saúde Coletiva 10: 119-127.
Sposito, M. P. (2010). "Transversalidades no estudo sobre jovens no Brasil: educação, ação coletiva e
cultura." Educação e Pesquisa 36: 95-106.
Teixeira, R. R. (2005). "O desempenho de um serviço de atenção primária à saúde na perspectiva da
inteligência coletiva." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 9: 219-234.
177
Torrezan, R. M., et al. (2012). "A importância da problematização na construção do conhecimento em saúde
comunitária." Trabalho, Educação e Saúde 10: 107-124.
Tozoni-Reis, M. F. d. C. (2006). "Temas ambientais como "temas geradores": contribuições para uma
metodologia educativa ambiental crítica, transformadora e emancipatória." Educar em Revista: 93-110.
Veiga, I. P. A. (2003). "Inovações e projeto político-pedagógico: uma relação regulatória ou emancipatória?"
Cadernos CEDES 23: 267-281.
Venâncio, L. and S. C. Darido (2012). "A educação física escolar e o projeto político pedagógico: um
processo de construção coletiva a partir da pesquisa-ação." Revista Brasileira de Educação Física e Esporte
26: 97-109.
Vianna, C. (2001). "A PRODUÇÃO ACADÊMICA SOBRE ORGANIZAÇÃO DOCENTE: AÇÃO COLETIVA E
RELAÇÕES DE GÊNERO." Educação & Sociedade 22: 100-130.
Wanderer, A. and R. L. S. Pedroza (2010). "Elaboração de projetos político-pedagógicos: reflexões acerca da
atuação do psicólogo na escola." Psicologia Escolar e Educacional 14: 121-129.
Wellausen, S. d. S. (2002). "Terrorismo e os atentados de 11 de setembro." Tempo Social 14: 83-112.
Wimmer, G. F. and G. d. O. Figueiredo (2006). "Ação coletiva para qualidade de vida: autonomia,
transdisciplinaridade e intersetorialidade." Ciência & Saúde Coletiva 11: 145-154.
Wimmer, G. F. and G. d. O. Figueiredo (2006). "Ação coletiva para qualidade de vida: autonomia,
transdisciplinaridade e intersetorialidade." Ciência & Saúde Coletiva 11: 145-154.
Xavier Filha, C. (2012). "A menina e o menino que brincavam de ser...: representações de gênero e
sexualidade em pesquisa com crianças." Revista Brasileira de Educação 17: 627-646.
Zancan, L. and L. Adesse (2004). "Informe sobre a cooperação Brasil-Canadá em promoção da saúde."
Ciência & Saúde Coletiva 9: 739-744.
Zanella, A. V. and R. S. Pereira (2001). "Constituir-se enquanto grupo: a ação de sujeitos na produção do
coletivo." Estudos de Psicologia (Natal) 6: 105-114.
Zaverucha, J. (2008). "De FHC a Lula: a militarização da Agência Brasileira de Inteligência." Revista de
Sociologia e Política 16: 177-195.
178
Palavra-chave “Associativismo”
Almeida, C., et al. (2012). "Associativismo e representação política feminina no Brasil." Revista Brasileira de
Ciência Política: 237-263.
Alonso, A. (2011). "Associativismo avant la lettre: as sociedades pela abolição da escravidão no Brasil
oitocentista." Sociologias 13: 166-199.
Avritzer, L. (1997). "Um desenho institucional para o novo associativismo." Lua Nova: Revista de Cultura e
Política: 149-174.
Ballestrin, L. (2010). "Associativismo transnacional: uma propostaanalítico-conceitual." Revista de Sociologia
e Política 18: 41-54.
Biza, A. M. (2009). "Jovens e associações em Moçambique: motivações e dinâmicas actuais." Saúde e
Sociedade 18: 382-394.
Castro, R. B. d. and M. Baldi (2010). "A inovação no Pólo Joalheiro de Belém: uma análise a partir do
mecanismo de imersão estrutural." Cadernos EBAPE.BR 8: 492-513.
Coutinho, M. C., et al. (2005). "Novos caminhos, cooperação e solidariedade: a Psicologia em
empreendimentos solidários." Psicologia & Sociedade 17: 7-13.
Cunha, J. A. C. d., et al. (2012). "A presença de agentes intermediadores na formação de redes
interorganizacionais: uma análise sob a perspectiva temporal." Cadernos EBAPE.BR 10: 108-128.
Dias, A. (2012). "O magistério de ensino secundário e a regulamentação da profissão (1931-1946)."
Educação em Revista 28: 17-34.
Emmendoerfer, M. L. (2012). "Casos de ensino: cooperativismo e associativismo." Revista de Administração
Contemporânea 16: 178-178.
Ferreira, M. C. (1999). "Associativismo e contato político nas regiões metropolitanas do Brasil: 1988-1996.
Revisitando o problema da participação." Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 90-102.
Ferreira, M. C. (2000). "Participação e comportamento político no Estado de São Paulo, 1990." Opinião
Pública 6: 248-262.
Gohn, M. d. G. (2008). "Abordagens teóricas no estudo dos movimentos sociais na américa latina." Caderno
CRH 21: 439-455.
Gomes, L. G. (2001). "Le réseau d'échanges des savoirs de belleville e ménilmontant: uma discussão sobre
associativismo e reciprocidade no mundo contemporâneo." Sociedade e Estado 16: 276-305.
Henz, G. P. (2010). "Desafios enfrentados por agricultores familiares na produção de morango no Distrito
Federal." Horticultura Brasileira 28: 260-265.
Horochovski, R. R. and A. J. Clemente (2012). "Democracia deliberativa e orçamento público: experiências
de participação em Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife e Curitiba." Revista de Sociologia e Política 20:
127-157.
Jacobi, P. R. and F. Monteiro (2006). "Social capital and institutional performance: methodological and
theoretical discussion on the water casin committees in metropolitan São Paulo - Brazil." Ambiente &
Sociedade 9: 25-45.
Kerbauy, M. T. M. (2004). "Associativismo e comportamento eleitoral na eleição de 2002." Opinião Pública
10: 254-267.
Kerstenetzky, C. L. (2003). "Sobre associativismo, desigualdades e democracia." Revista Brasileira de
179
Ciências Sociais 18: 131-142.
Kunzler, M. T. and S. Bulgacov (2011). "As estratégias competitivas e colaborativas e os resultados
individuais e coletivos no associativismo rural em Quatro Pontes (PR)." Revista de Administração Pública
45: 1363-1393.
Labra, M. E. (1993). "Associativismo no setor saúde brasileiro e organizações de interesse do empresariado
médico." Physis: Revista de Saúde Coletiva 3: 193-225.
Labra, M. E. and J. S. A. d. Figueiredo (2002). "Associativismo, participação e cultura cívica: O potencial dos
conselhos de saúde." Ciência & Saúde Coletiva 7: 537-547.
Laville, J.-L. (2001). "Economia solidária, a perspectiva européia." Sociedade e Estado 16: 57-99.
Lima, M. (2012). ""Raça" e pobreza em contextos metropolitanos." Tempo Social 24: 233-254.
Lima, M. A. L., et al. (2012). "Pescarias artesanais em comunidades ribeirinhas na amazônia brasileira: perfil
socioeconômico, conflitos e cenário da atividade." Ambiente & Sociedade 15: 73-90.
Manzano, A., et al. (2006). "Efeitos da implantação de técnicas agropecuárias na intensificação de sistemas
de produção de leite em estabelecimentos familiares." Revista Brasileira de Zootecnia 35: 618-628.
Meira, R. B. (2012). "Reclamos da lavoura: a definição do programa de prioridades da indústria sacarina no
Primeiro Congresso Nacional de Agricultura." História (São Paulo) 31: 338-357.
Mendonça, R. F. (2011). "Reconhecimento e (qual?) deliberação." Opinião Pública 17: 206-227.
Millán, R. (2006). "Confianza y participación en México: ¿dimensiones de la cooperación social y de
la valoración del gobierno?" Opinião Pública 12: 211-240.
Monte, E. Z. and E. C. Teixeira (2006). "Determinantes da adoção da tecnologia de despolpamento na
cafeicultura." Revista de Economia e Sociologia Rural 44: 201-217.
Moreira, M. C. N. (2010). "Dimensões do associativismo voluntário no cenário das relações entre saúde,
pobreza e doença." Ciência & Saúde Coletiva 15: 917-924.
Nardi, H. C. and D. B. Yates (2005). "Transformações contemporâneas do trabalho e processos de
subjetivação: os jovens face à nova economia e à economia solidária." Estudos de Psicologia (Natal) 10: 95103.
Nardi, H. C., et al. (2006). "Subjetividade e solidariedade: a diversidade das formas de implicação dos jovens
na economia solidária." Psicologia: Reflexão e Crítica 19: 320-328.
Nunes, E., et al. (2010). "Cultura política e valores de cidadania na Região Metropolitana de São Paulo."
Opinião Pública 16: 478-515.
Peixoto, R. C. D. (2008). "A Rede Paraense de Agricultura Familiar e Biodiesel." Boletim do Museu Paraense
Emílio Goeldi. Ciências Humanas 3: 375-384.
Pereira, M. W. G., et al. (2010). "Adoção sequencial de tecnologia pós-colheita aplicada à cafeicultura em
Viçosa (MG)." Revista de Economia e Sociologia Rural 48: 381-404.
Sausen, J. O., et al. (2011). "Desenvolvimento local e estratégia de pequenos empreendimentos
agroindustriais - a lógica da cooperação e do associativismo: o Pacto Fonte Nova." Cadernos EBAPE.BR 9:
868-894.
Soares, A. d. S., et al. (2011). "Benefícios competitivos e conflitos em rede horizontal do setor
supermercadista." REAd. Revista Eletrônica de Administração (Porto Alegre) 17: 530-559.
180
Torres, H. d. G. and R. Bichir (2007). "Conseqüências da segregação residencial para as Políticas Públicas: o
caso do atendimento básico em saúde em São Paulo." Caderno CRH 20: 245-259.
Vale, E. G. and M. J. d. Silva (2004). "La Federación Panamericana de Profesionales de Enfermería: visión y
proyecciones para el siglo XXI." Revista Brasileira de Enfermagem 57: 62-65.
181
Palavra-chave “Conflito social”
(2001). "Pesquisa, tecnologia e competitividade na agropecuária brasileira." Sociologias: 70-93.
ABDEL-MONEIM, S. G. (2002). "O Ciborgue Zapatista: tecendo a poética virtual de resistência no Chiapas
cibernético." Revista Estudos Feministas 10: 39-64.
Abers, R. and M. U. Bülow (2011). "Movimentos sociais na teoria e na prática: como estudar o ativismo
através da fronteira entre estado e sociedade?" Sociologias 13: 52-84.
Aguinsky, B. and L. Capitão (2008). "Violência e socioeducação: uma interpelação ética a partir de
contribuições da Justiça Restaurativa." Revista Katálysis 11: 257-264.
Alba, F. d. (2007). "Geopolítica del agua en México: la oposición entre la hidropolítica y el conflicto
sociopolítico. Los nuevos rostros de las "luchas" sociales." Interações (Campo Grande) 8: 95-112.
Alvarez, S. (2004). "Entre galos e matadouros: violência, vida social e família em uma comunidade
camponesa do Sumapaz." Mana 10: 7-24.
Amaral Jr., A. (2002). "Relações perigosas: o imaginário freyriano no discurso governamental." Tempo
Social 14: 163-186.
Ames, J. L. (2011). "Lei e violência ou a legitimação política em Maquiavel." Trans/Form/Ação 34: 21-42.
Amorin, W. M. d. and I. d. A. Barreira (2007). "O jogo de forças na reorganização da Escola Profissional de
Enfermeiros e Enfermeiras." Revista Brasileira de Enfermagem 60: 55-61.
Andrade, J. C. S., et al. (2001). "A dimensão político-institucional das estratégias sócio ambientais: o jogo
Aracruz Celulose S.A. - índios Tupiniquim e Guarani." Ambiente & Sociedade: 75-92.
Araújo, M. T., et al. (2011). "Representações sociais de profissionais de unidades de pronto atendimento
sobre o serviço móvel de urgência." Texto & Contexto - Enfermagem 20: 156-163.
Ayala, A. L. M. and W. F. d. Oliveira (2007). "A divisão do trabalho no setor de saúde e a relação social de
tensão entre trabalhadores e gestores." Trabalho, Educação e Saúde 5: 251-270.
Azevedo, R. G. d. (2011). "A força do direito e a violência das formas jurídicas." Revista de Sociologia e
Política 19: 27-41.
Balbi Neto, R. R. d. Q. and S. S. d. Queiroz (2012). "Indícios de validade do déficit relacional no Método de
Rorschach para população adulta não-paciente." Psico-USF 17: 475-484.
Barreto, A. A. d. B. (2004). "Representação das associações profissionais no Brasil: o debate dos anos 1930."
Revista de Sociologia e Política: 119-133.
Barros, P. C. M. d., et al. (2009). "Era uma casa ...!? discurso, dinâmica familiar e contingências da rua."
Psicologia em Estudo 14: 447-453.
Bergamo, A. (1998). "O campo da moda." Revista de Antropologia 41: 137-184.
Bernardes, M. M. R. and G. T. Lopes (2007). "As enfermeiras da força expedicionária brasileira no front
italiano." Revista da Escola de Enfermagem da USP 41: 447-453.
Bernardes, M. M. R., et al. (2005). "O cotidiano das enfermeiras do exército na força expedicionária
brasileira (FEB) no teatro de operações da 2ª Guerra Mundial, na Itália (1942-1945)." Revista LatinoAmericana de Enfermagem 13: 314-321.
Bernardes, M. M. R. and T. Lopes (2007). "Enfermeiras do Exército Brasileiro no transporte aéreo de feridos:
um desafio enfrentado na 2a. Gerra Mundial." Revista Brasileira de Enfermagem 60: 68-72.
182
Beynon, H. (1999). "Protesto ambiental e mudança social no Reino Unido." Mana 5: 07-28.
Bianchi, Á. (2007). "Empresários e ação coletiva: notas para um enforque relativo." Revista de Sociologia e
Política: 117-129.
Bohle, P., et al. (2004). "Working hours, work-life conflict and health in precarious and "permanent"
employment." Revista de Saúde Pública 38: 19-25.
Bonilha, L. R. C. M. and C. R. S. F. Rivorêdo (2005). "Puericultura: duas concepções distintas." Jornal de
Pediatria 81: 7-13.
Borges, A. (2001). "Democracia vs. eficiência: a teoria da escolha pública." Lua Nova: Revista de Cultura e
Política: 159-179.
Braz, M. P., et al. (2005). "Relações conjugais e parentais: uma comparação entre famílias de classes sociais
baixa e média." Psicologia: Reflexão e Crítica 18: 151-161.
Bresser-Pereira, L. C. (2005). "Capitalismo dos técnicos e democracia." Revista Brasileira de Ciências Sociais
20: 133-148.
Burns, T. J. and T. LeMoyne (2007). "Como os movimentos ambientalistas podem ser mais eficazes:
priorizando temas ambientais no discurso político." Ambiente & Sociedade 10: 61-82.
Caggiano, S. (2012). "Conexões e entrecruzamentos: configurações culturais e direitos em um circuito
migratório entre La Paz e Buenos Aires." Mana 18: 63-90.
Camargo, A. d. P. R. (2009). "Mensuração racial e campo estatístico nos censos brasileiros (1872-1940): uma
abordagem convergente." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 4: 361-385.
Campos, A. L. d. A., et al. (2008). "Interdisciplinaridade na história e na psicologia: do "tribunal da
impotência" à impotência como conflito interno." Estudos de Psicologia (Campinas) 25: 431-438.
Carmo, C. M. d. and C. M. Magalhães (2010). "Sincretismo e questão racial: relações lexicais e
representações conflitantes em dois jornais e duas revistas impressas brasileiras." DELTA: Documentação
de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada 26: 25-57.
Carvalho Filho, J. J. d. (1997). "Reforma agrária: de eleições a eleições." Estudos Avançados 11: 99-109.
Carvalho, M. R. d. (2009). "O Monte Pascoal, os índios Pataxó e a luta pelo reconhecimento étnico."
Caderno CRH 22: 507-521.
Cella, S. M. and D. M. P. d. Camargo (2009). "Trabalho pedagógico com adolescentes em conflito com a lei:
feições da exclusão/inclusão." Educação & Sociedade 30: 281-299.
Chies, L. A. B. (2004). "As prisões em São Paulo: 1822-1940. SALLA, Fernando." Sociologias: 328-342.
Chrispino, Á. (2007). "Gestão do conflito escolar: da classificação dos conflitos aos modelos de mediação."
Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 15: 11-28.
Chrispino, A. and M. L. H. M. Dusi (2008). "Uma proposta de modelagem de política pública para a redução
da violência escolar e promoção da Cultura da Paz." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 16:
597-624.
Chrispino, A. and T. C. d. Santos (2011). "Política de ensino para a prevenção da violência: técnicas de
ensino que podem contribuir para a diminuição da violência escolar." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas
em Educação 19: 57-80.
183
Ciarallo, C. R. C. A. and Â. M. d. O. Almeida (2009). "Conflito entre práticas e leis: a adolescência no
processo judicial." Fractal : Revista de Psicologia 21: 613-630.
Coelho, M. F. P. (2009). "A esquerda ontem e hoje: o dilema entre igualdade e liberdade." Sociedade e
Estado 24: 509-527.
Cortez, M. B., et al. (2005). "Terapia de grupo cognitivo-comportamental com agressores conjugais."
Estudos de Psicologia (Campinas) 22: 13-21.
Costa, C. R. B. S. F. d. and S. G. d. Assis (2006). "Fatores protetivos a adolescentes em conflito com a lei no
contexto socioeducativo." Psicologia & Sociedade 18: 74-81.
Costa, H. A., et al. (2009). "Participação social em processos de avaliação ambiental estratégica." Sociedade
e Estado 24: 89-113.
Costa, I. C. (1987). "O ensaio de adorno e a produção social da forma." Trans/Form/Ação 9-10: 41-49.
Costa, L. F., et al. (2009). "As competências da psicologia jurídica na avaliação psicossocial de famílias em
conflito." Psicologia & Sociedade 21: 233-241.
Couceiro, L. A. (2003). "A disparada do burro e a cartilha do feitor: lógicas morais na construção de redes
de sociabilidade entre escravos e livres em fazendas do Sudeste, 1860-1888." Revista de Antropologia 46:
41-82.
Couceiro, L. A. and C. E. M. d. Araújo (2003). "Dimensões cativas e construção da emancipação: relações
morais nas lógicas de sociabilidade de escravos e livres. Sudeste, 1860-1888." Estudos Afro-Asiáticos 25:
281-306.
Coutinho, M. d. P. d. L., et al. (2011). "Prática de privação de liberdade em adolescentes: um enfoque
psicossociológico." Psicologia em Estudo 16: 101-109.
Craviotti, C. (2006). "Concertación social y territorio." Interações (Campo Grande) 8: 29-36.
Cunha, C. A. (2001). "Padrões de condutas de aprendizagem por conflito sócio-cognitivo." Psicologia em
Estudo 6: 45-50.
Cunha, P. I., et al. (2006). "A redução da maioridade penal: questões teóricas e empíricas." Psicologia:
Ciência e Profissão 26: 646-659.
Dantas, V. L. d. A., et al. (2012). "Cirandas da vida: dialogismo e arte na gestão em saúde." Saúde e
Sociedade 21: 46-58.
de la Cuadra, F. (2008). "Conflito social e movimento estudantil no Chile." Estudos Históricos (Rio de
Janeiro) 21: 173-194.
Dell'Aglio, D. D. and C. S. Hutz (2002). "Estratégias de coping e estilo atribucional de crianças em eventos
estressantes." Estudos de Psicologia (Natal) 7: 5-13.
Devos, R. V. (2009). "A crise ambiental sob a perspectiva da memória e dos itinerários no mundo urbano
contemporâneo." Ambiente & Sociedade 12: 293-306.
Dias, A. (2012). "O magistério de ensino secundário e a regulamentação da profissão (1931-1946)."
Educação em Revista 28: 17-34.
Dias, F. (2003). "Percepção social e cognição em situações de aprendizagem por conflito sociocognitivo."
Psico-USF 8: 47-52.
Dias, H. M., et al. (2012). "Conflitos socioambientais: o caso da carcinicultura no complexo estuarino
184
Caravelas - Nova Viçosa/Bahia-Brasil." Ambiente & Sociedade 15: 111-130.
Doise, W. (2003). "Direitos humanos: significado comum e diferenças na tomada de posição." Psicologia:
Teoria e Pesquisa 19: 201-210.
Elia, L. d. F. (2007). "O operário e a histérica: dois sujeitos modernos." História, Ciências, Saúde-Manguinhos
14: 823-840.
Espíndula, D. H. P. and M. d. F. d. S. Santos (2004). "Representações sobre a adolescência a partir da ótica
dos educadores sociais de adolescentes em conflito com a lei." Psicologia em Estudo 9: 357-367.
Estêvão, C. V. (2008). "Educação, conflito e convivência democrática." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas
em Educação 16: 503-513.
Everingham, M. (2002). "Direitos de propriedade e cidadania em sociedades pós-conflito: uma comparação
entre Guatemala e África do Sul." Contexto Internacional 24: 167-198.
Faleiros, V. d. P. (2009). "Uma experiência de supervisão na área psicossocial: desafios teórico-práticos."
Revista Katálysis 12: 258-267.
Farias, L. O. and J. Vaitsman (2002). "Interação e conflito entre categorias profissionais em organizações
hospitalares públicas." Cadernos de Saúde Pública 18: 1229-1241.
Farias, R. d. C. P. (2009). "Conjugalidade e profissão de modelo: projetos conflitantes ou complementares."
Cadernos Pagu: 167-197.
Faxina, F. and S. D. P. Trevizan (2011). "Conservação ambiental no campo ou estratégia de transferência de
recursos do rural ao urbano." Sociedade & Natureza 23: 237-247.
Feltran, G. d. S. (2010). "Margens da política, fronteiras da violência: uma ação coletiva das periferias de São
Paulo." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 201-233.
Ferreira, B. E. S. and A. Garcia (2008). "Aspectos da amizade de adolescentes portadores de diabetes e
câncer." Estudos de Psicologia (Campinas) 25: 293-301.
Ferreira, J. M. H. (2007). "Propaganda e crítica social nas cronologias dos almanaques astrológicos durante
a Guerra Civil inglesa no século XVII." Revista Brasileira de História 27: 197-218.
Figlie, N., et al. (2004). "Filhos de dependentes químicos com fatores de risco bio-psicossociais: necessitam
de um olhar especial?" Revista de Psiquiatria Clínica 31: 53-62.
Fleury, L. C. and J. P. d. Almeida (2009). "A conservação ambiental como critério de relações entre grupos e
valores: representações e conflitos no entorno do Parque Nacional das Emas, Goiás." Ambiente &
Sociedade 12: 357-372.
Floriani, D. (2006). "Ciências em trânsito, objetos complexos: práticas e discursos socioambientais."
Ambiente & Sociedade 9: 65-80.
Fontes, B. A. S. M. and K. Eichner (2001). "Sobre a estruturação de redes sociais em associações voluntárias:
estudo empírico de organizações não-governamentais da cidade do Recife." Sociedade e Estado 16: 187221.
Fraser, N. (2011). "Mercantilização, proteção social e emancipação: as ambivalências do feminismo na crise
do capitalismo." Revista Direito GV 7: 617-634.
Freitas, H. R. M. d., et al. (2012). "Percepção de conflito em uma família recasada constituída por um filho
com paralisia cerebral." Revista Brasileira de Educação Especial 18: 155-172.
185
Frigotto, G. (2007). "Educação profissional e capitalismo dependente: o enigma da falta e sobra de
profissionais qualificados." Trabalho, Educação e Saúde 5: 521-536.
Fritzen, M. P. (2008). "Ich spreche anders, aber das ist auch deutsch: línguas em conflito em uma escola
rural localizada em zona de imigração no sul do Brasil." Trabalhos em Linguística Aplicada 47: 341-356.
Gallo, A. E. (2008). "Atuação do psicólogo com adolescentes em conflito com a lei: a experiência do
Canadá." Psicologia em Estudo 13: 327-334.
Gaudenzi, P. and F. R. Schramm (2010). "A transição paradigmática da saúde como um dever do cidadão:
um olhar da bioética em Saúde Pública." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 14: 243-255.
Giovanella, L. (1999). "Entre o mérito e a necessidade: análise dos princípios constitutivos do seguro social
de doença alemão." Cadernos de Saúde Pública 15: 133-146.
Gomes, C. A. (2009). "Poder, autoridade e liderança institucional na escola e na sala de aula: perspectivas
sociológicas clássicas." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 17: 235-262.
Gomes, F. G. (2006). "Conflito social e welfare state: Estado e desenvolvimento social no Brasil." Revista de
Administração Pública 40: 201-234.
Gonçalves, H. S. and J. Garcia (2007). "Juventude e sistema de direitos no Brasil." Psicologia: Ciência e
Profissão 27: 538-553.
Gonçalves, M. P., et al. (2011). "Uma análise contextual do funcionamento efetivo e participação popular
em uma unidade de conservação: o caso da área de proteção ambiental de Petrópolis (Rio de Janeiro:
Brasil)." Sociedade & Natureza 23: 323-334.
Grün, R. (1999). "Modelos de empresa, modelos de mundo: sobre algumas características culturais da nova
ordem econômica e da resistência a ela." Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 121-140.
Guimarães, V. C. and L. A. M. Celes (2007). "O psíquico e o social numa perspectiva metapsicológica: o
conceito de identificação em freud." Psicologia: Teoria e Pesquisa 23: 341-346.
Ipiranga, A. S. R., et al. (2005). "Aprendizagem como ato de participação: a história de uma comunidade de
prática." Cadernos EBAPE.BR 3: 01-17.
Iriart, M. F. S. and A. C. d. S. Bastos (2007). "Uma análise semiótico-sistêmica de diferentes ecologias
desenvolvimentais da juventude." Psicologia em Estudo 12: 239-246.
Ivo, A. B. L. (2004). "A reconversão do social: dilemas da redistribuição no tratamento focalizado." São
Paulo em Perspectiva 18: 57-67.
Jesus, D. S. V. d. (2011). "Triunfo, desgraça e outros impostores: um ensaio sobre hierarquia e exclusão no
esporte e nas relações internacionais." Revista Brasileira de Educação Física e Esporte 25: 417-430.
Kangussu, I. (2005). "Sobre a alteridade do artista em relação ao mundo que o cerca, segundo Herbert
Marcuse." Kriterion: Revista de Filosofia 46: 345-356.
Labra, M. E. (1999). "Análise de políticas, modos de policy-making e intermediação de interesses: uma
revisão." Physis: Revista de Saúde Coletiva 9: 131-166.
Laschefski, K. and H. S. d. M. Costa (2008). "Segregação social como externalização de conflitos ambientais:
a elitização do meio ambiente na APA-Sul, Região Metropolitana de Belo Horizonte." Ambiente &
Sociedade 11: 307-322.
Lautier, B. (2010). "O consenso sobre as políticas sociais na América Latina, negação da democracia?"
Caderno CRH 23: 353-368.
186
Lefèvre, A. M. C., et al. (2002). "Assistência pública à saúde no Brasil: estudo de seis ancoragens." Saúde e
Sociedade 11: 35-47.
Leite, R. C. (2011). "Aportes teóricos para análise política da Universidade." Educação em Revista 27: 113128.
Lescura, C., et al. (2012). "Representações sociais sobre as relações de parentesco: estudo de caso em um
grupo empresarial familiar." Revista de Administração Contemporânea 16: 98-117.
Lima, R. d. C. G. S., et al. (2009). "A construção do direito à saúde na Itália e no Brasil na perspectiva da
bioética cotidiana." Saúde e Sociedade 18: 118-130.
Lo Bianco, A. C. (2010). "O saber inconsciente e o saber que se sabe nos dias de hoje." Ágora: Estudos em
Teoria Psicanalítica 13: 165-173.
Loos, H. (2004). "Ansiedade e aprendizagem: um estudo com díades resolvendo problemas algébricos."
Estudos de Psicologia (Natal) 9: 563-573.
Lopes, C. B. (2010). "Violência das armas, violência no gênero: campo fértil das desigualdades." Revista
Katálysis 13: 119-125.
Lopes, F. d. S. (2011). "Unidade na diversidade: os fundamentos do Direito Cosmopolita e sua função no
estabelecimento de uma moeda mundial." Revista Direito GV 7: 417-444.
Low, S. M. (2000). "Cultura in the modern city: the microgeographies of gender, class, and generation in the
costa rican plaza." Horizontes Antropológicos 6: 31-64.
Loyola, M. A. (1992). "Sexualidade e reprodução." Physis: Revista de Saúde Coletiva 2: 93-105.
Lüchmann, L. H. H. and J. Rodrigues (2007). "O movimento antimanicomial no Brasil." Ciência & Saúde
Coletiva 12: 399-407.
Machado-da-Silva, C. L. and C. Coser (2006). "Rede de relações interorganizacionais no campo
organizacional de Videira-SC." Revista de Administração Contemporânea 10: 9-45.
Magalhães, R. F. (2011). "Os usos ambíguos do argumento do conflito em Maquiavel e Aristóteles." Revista
de Sociologia e Política 19: 53-65.
Makdisi, S. (2010). "Um espaço racializado: engenharia social em Jerusalém." Novos Estudos - CEBRAP:
181-193.
Marques, F. D. and L. Sousa (2012). "Integridade familiar: especificidades em idosos pobres." Paidéia
(Ribeirão Preto) 22: 207-216.
Martins Filho, A. J. (2008). "Práticas de socialização entre adultos e crianças, e estas entre si, no interior da
creche." Pro-Posições 19: 97-114.
Massi, G. and A. P. d. O. Santana (2011). "A desconstrução do conceito de dislexia: conflito entre verdades."
Paidéia (Ribeirão Preto) 21: 403-411.
Mastrogregori, M. (2008). "O eclipse da nação (1940-1945)." Estudos Avançados 22: 29-54.
Matias, H. J. D. (2011). "Jovens em situação de rua: espaço, tempo, negociações de sentido." Psicologia &
Sociedade 23: 237-247.
Meintel, D. (2000). "Plural identities among youth of immigrant backround in Montreal." Horizontes
Antropológicos 6: 13-37.
187
Meksenas, P. (2009). "Alegoria do duelo e os conflitos escolares." Educação & Sociedade 30: 111-129.
Melo, A. d. (2012). "A educação básica na proposta da Confederação Nacional da Indústria (CNI) nos anos
2000." Educação e Pesquisa 38: 29-46.
Melo-Filho, D. A. d. (1996). "Antinomias e "suturas" epistemológicas entre biológico-social e individualcoletivo no âmbito da epidemiologia social." Revista de Saúde Pública 30: 383-391.
Mendonça, S. G. d. L. (2011). "A crise de sentidos e significados na escola: a contribuição do olhar
sociológico." Cadernos CEDES 31: 341-357.
Mercante, M. A. and E. T. d. Santos (2009). "Avulsões no Pantanal: dimensões naturais e sociais no rio
Taquari." Sociedade & Natureza 21: 361-371.
Mielniczuk, F. (2006). "Identidade como fonte de conflito: Ucrânia e Rússia no pós-URSS." Contexto
Internacional 28: 223-258.
Miguel, L. F. (2003). "Representação política em 3-D: elementos para uma teoria ampliada da representação
política." Revista Brasileira de Ciências Sociais 18: 123-140.
Miranda, S. M. d., et al. (2012). "Mudança de atitudes dos estudantes durante o curso de medicina: um
estudo de coorte." Revista Brasileira de Educação Médica 36: 212-222.
Mizrahi, M. (2007). "Indumentária funk: a confrontação da alteridade colocando em diálogo o local e o
cosmopolita." Horizontes Antropológicos 13: 231-262.
Monshipouri, M. (2004). "O mundo muçulmano em uma era global: a proteção dos direitos das mulheres."
Contexto Internacional 26: 187-217.
Monteiro, L. d. O. (2006). "A judicializaçao dos conflitos de adolescentes infratores: solução ou mito?"
Revista Katálysis 9: 63-74.
Moreira, C. A. B. D., et al. (2009). "Recuperando vidas: uma proposta de atendimento." Interface Comunicação, Saúde, Educação 13: 221-227.
Morigi, V. J. and C. Pavan (2004). "Tecnologias de informação e comunicação: novas sociabilidades nas
bibliotecas universitárias." Ciência da Informação 33: 117-125.
Morton, A. D. (2007). "A geopolítica do sistema de estados e o capitalismo global em questão." Revista de
Sociologia e Política: 45-62.
Motta, A. B. d. (2010). "A atualidade do conceito de gerações na pesquisa sobre o envelhecimento."
Sociedade e Estado 25: 225-250.
Munté Pascual, A. and I. D. Vicente Zueras (2012). "El "Sueño de Barrio" ¿Un nuevo modelo de Trabajo
Social?" Revista Katálysis 15: 254-261.
Naase, K. M. (2009). ""The dream of making a living from the land": Amazon settler women as change
agents." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 4: 247-260.
Nascimento, V. E. d. S., et al. (2010). "Direitos de propriedade, investimentos e conflitos de terra no Brasil:
uma análise da experiência paranaense." Revista de Economia e Sociologia Rural 48: 705-748.
Negro, A. L. (2012). "No Caminho da Areia: Política, coexistência e conflito em Salvador (1945-1949)."
Tempo 18: 141-164.
Njaine, K. and M. C. d. S. Minayo (2002). "Análise do discurso da imprensa sobre rebeliões de jovens
188
infratores em regime de privação de liberdade." Ciência & Saúde Coletiva 7: 285-297.
Novaes, J. (2001). "Um episódio de produção de subjetividade no brasil de 1930: malandragem e estado
novo." Psicologia em Estudo 6: 39-44.
Nunes, M., et al. (2008). "A dinâmica do cuidado em saúde mental: signos, significados e práticas de
profissionais em um Centro de Assistência Psicossocial em Salvador, Bahia, Brasil." Cadernos de Saúde
Pública 24: 188-196.
Nunes-Costa, R. A., et al. (2009). "Adaptação psicossocial e saúde física em crianças de pais separados."
Jornal de Pediatria 85: 385-396.
Oliveira, A. d. P. (2007). "Quando se canta o conflito: contribuições para a análise de desafios cantados."
Revista de Antropologia 50: 313-345.
Oliveira, E. A. d. (2010). "Superpopulação relativa e "nova questão social": um convite às categorias
marxianas." Revista Katálysis 13: 276-283.
Oliveros, M. E. G., et al. (2010). "Contradictions and power play in service encounters: an activity theory
approach." Cadernos EBAPE.BR 8: 353-369.
Ortiz, P. H. F. (2005). "Das montanhas mexicanas ao ciberespaço." Estudos Avançados 19: 173-186.
Paiva, C. H. A. (2003). "A saúde pública em tempos de burocratização: o caso do médico Noel Nutels."
História, Ciências, Saúde-Manguinhos 10: 827-851.
Paiva, G. J. d. (1999). "Representação social da religião em docentes-pesquisadores universitários."
Psicologia USP 10: 227-239.
Passamani, M. E. and E. M. Rosa (2009). "Conhecendo um programa de liberdade assistida pela percepção
de seus operadores." Psicologia: Ciência e Profissão 29: 330-345.
Patiño Orozco, R. A. and C. D. Patiño Gaviria (2012). "Configuración de la identidad de desertores de la
guerrilla Colombiana." Psicologia & Sociedade 24: 517-526.
Pedrosa, M. I. P. d. C. and A. M. A. Carvalho (2009). "Aprendendo sobre eventos físicos com parceiros de
idade." Psicologia USP 20: 355-373.
Perera, L. C. J. and R. B. Kerr (2009). "RIPASA: venda e ajuste com minoritários." Revista de Administração
Contemporânea 13: 328-345.
Perissinotto, R. M. (2004). "Hannah Arendt, poder e a crítica da "tradição"." Lua Nova: Revista de Cultura e
Política: 115-138.
Pina, J. A., et al. (2006). "Sindicalismo, SUS e planos de saúde." Ciência & Saúde Coletiva 11: 837-846.
Pinho, S. R. d., et al. (2006). "Morbidade psiquiátrica entre adolescentes em conflito com a lei." Jornal
Brasileiro de Psiquiatria 55: 126-130.
Piroli, E. L., et al. (2002). "Análise do uso da terra na microbacia do Arroio do Meio - Santa Maria - RS, por
Sistema de Informações Geográficas e imagem de satélite." Ciencia Rural 32: 407-413.
Polizelli, K. M. and S. N. Leite (2010). "Quem sente é a gente, mas é preciso relevar: a lombalgia na vida das
trabalhadoras do setor têxtil de Blumenau - Santa Catarina." Saúde e Sociedade 19: 405-417.
Priuli, R. M. A. and M. S. d. Moraes (2007). "Adolescentes em conflito com a lei." Ciência & Saúde Coletiva
12: 1185-1192.
189
Prochnow, A. G., et al. (2007). "O conflito como realidade e desafio cultural no exercício da gerência do
enfermeiro." Revista da Escola de Enfermagem da USP 41: 542-550.
Rangel-S., M. L. (2003). "Epidemia e mídia: sentidos construídos em narrativas jornalísticas." Saúde e
Sociedade 12: 5-17.
Rangel-S., M. L. (2006). "Imagens e sentidos no discurso da mídia impressa acerca de uma epidemia de
intoxicação ocupacional por benzeno." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 10: 77-92.
Reinaldo, A. M. d. S. and S. C. Pillon (2008). "Alcohol effects on family relations: a case study." Revista
Latino-Americana de Enfermagem 16: 529-534.
Ribeiro, J. I. (2011). "As doenças e as dietas na construção da alteridade entre os integrantes do Exército
imperial brasileiro durante a Guerra dos Farrapos." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 18: 661-676.
Rodrigues, A. T. (1999). "Democracia e mobilização social: participação autônoma e instituições políticas na
transição brasileira." Revista de Sociologia e Política: 99-119.
Rodrigues, T. (2012). "Narcotráfico e militarização nas Américas: vício de guerra." Contexto Internacional
34: 9-41.
Sallum Jr., B. (2005). "Classes, cultura e ação coletiva." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 11-42.
Salmón G., E. (2007). "O longo caminho da luta contra a pobreza e seu alentador encontro com os direitos
humanos." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 4: 152-167.
Sandin, B. (1999). "Imagens em conflito: infâncias em mudança e o estado de bem-estar social na Suécia.
Reflexões sobre o século da criança." Revista Brasileira de História 19: 16-34.
Sanfelice, J. L. (2007). "O Manifesto dos Educadores (1959) à luz da história." Educação & Sociedade 28:
542-557.
Sanfelice, J. L. (2008). "O movimento civil-militar de 1964 e os intelectuais." Cadernos CEDES 28: 357-378.
Santos, F. J. d. and E. Klamt (2004). "Gestão agroecológica de microbacias hidrográficas através de técnicas
de geoprocessamento e sensoriamento remoto: caso Fazenda Pantanoso." Ciencia Rural 34: 1785-1792.
Santos, L. B. d. (2009). "Trilhas da política ambiental: conflitos, agendas e criação de unidades de
conservação." Ambiente & Sociedade 12: 133-150.
Santos, L. C., et al. (2010). "Psicologia e profissão: neurose profissional e a atuação do psicólogo
organizacional frente à questão." Psicologia: Ciência e Profissão 30: 248-261.
Santos, M. E. P. and M. D. C. Cavalcanti (2008). "Identidades híbridas, língua(gens) provisórias-alunos
"brasiguaios" em foco." Trabalhos em Linguística Aplicada 47: 429-446.
Santos, M. R. R. d. and L. F. Costa (2010). "Campo psicossocial e jurídico: relações de poder nas decisões de
conflito familiares." Estudos de Psicologia (Campinas) 27: 553-561.
Santos, N. R. d. (2007). "Desenvolvimento do SUS, rumos estratégicos e estratégias para visualização dos
rumos." Ciência & Saúde Coletiva 12: 429-435.
Sarkin, J. (2008). "Prisões na África: uma avaliação da perspectiva dos direitos humanos." Sur. Revista
Internacional de Direitos Humanos 5: 22-51.
Sartório, A. T. and E. M. Rosa (2010). "Novos paradigmas e velhos discursos: analisando processos de
adolescentes em conflito com a lei." Serviço Social & Sociedade: 554-575.
190
Sato, L. (1999). ""Djunta-mon": o processo de construção de organizações cooperativas." Psicologia USP
10: 219-225.
Sauaia, A. C. A. and D. Kallás (2007). "O dilema cooperação-competição em mercados concorrenciais: o
conflito do oligopólio tratado em um jogo de empresas." Revista de Administração Contemporânea 11:
77-101.
Schmidt, V. H. (2011). "Modernidade e diversidade: reflexões sobre a controvérsia entre teoria da
modernização e a teoria das múltiplas modernidades." Sociedade e Estado 26: 155-183.
Schraibe, L. B. (1997). "No encontro da técnica com a ética: o exercício de julgar e decidir no cotidiano do
trabalho em medicina." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 1: 123-140.
Scisleski, A. and N. Guareschi (2011). "Promete falar a verdade?" Psicologia & Sociedade 23: 220-227.
Secco, L. G. and M. L. T. Pereira (2004). "Concepções de qualidade de ensino dos coordenadores de
graduação: uma análise dos cursos de odontologia do Estado de São Paulo." Interface - Comunicação,
Saúde, Educação 8: 313-330.
Sena, C. A. d. and V. Colares (2008). "Comportamentos de risco para a saúde entre adolescentes em
conflito com a lei." Cadernos de Saúde Pública 24: 2314-2322.
Serpa, C. A., et al. (2005). "Ethical issues of evaluation practice within the brazilian political context." Ensaio:
Avaliação e Políticas Públicas em Educação 13: 105-114.
Severi, C. (2008). "Dame Sébastienne et le Christ Fléché: iconographie et mémoire rituelle: le cas du
Nouveau-Mexique." Horizontes Antropológicos 14: 43-66.
Silva, E. R. d. and F. R. Schramm (1997). "A questão ecológica: entre a ciência e a ideologia/utopia de uma
época." Cadernos de Saúde Pública 13: 355-365.
Silva, L. M. e. (2007). "É possível uma política deliberativa para o trabalho?" Lua Nova: Revista de Cultura e
Política: 143-174.
Silva, L. M. P. d., et al. (2012). "Violência sexual intrafamiliar contra crianças e adolescentes: entre a
prevenção do crime e do dano." Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil 12: 403-411.
Silva, P. G. (2010). "Exploração mineira, memória e resistência: as retóricas ecológicas populares no conflito
entre pequenos proprietários rurais e indústria mineira no centro de Portugal." Ambiente & Sociedade 13:
65-81.
Silva, R. R. d. C. M. d., et al. (2006). "A contribuição da disciplina de introdução à engenharia química no
diagnóstico da evasão." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 14: 261-277.
Silva, W. R. (2012). "Regulamentação linguística em e-mails institucionais: conflito entre professores
universitários no ambiente institucional." Linguagem em (Dis)curso 12: 15-45.
Siqueira, R. B. d., et al. (2012). "O custo marginal social da tributação indireta no Brasil: identificando
direções de reforma." Economia Aplicada 16: 365-380.
Soares, F. M. (2011). "Uma experiência de intervenção em um projeto cultural: o psicólogo e a defesa dos
direitos humanos nas instituições socioeducativas." Fractal : Revista de Psicologia 23: 171-190.
Souza Filho, E. d. (2009). "Representações sociais de ambientes sociais complexos através de desenhos e
textos." Revista Gaúcha de Enfermagem 30: 716-723.
Souza, L. L. d. and M. S. Vasconcelos (2003). "Modelos organizadores do pensamento: uma perspectiva de
191
pesquisa sobre o raciocínio moral com adolescentes autores de infração." Psicologia em Estudo 8: 47-59.
Souza, W. d. S. and M. C. N. Moreira (2008). "A temática da humanização na saúde: alguns apontamentos
para debate." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 12: 327-338.
Torres, D. G., et al. (2008). "Conflicto gerado por la designación de enfermeras para la dirección
hospitalaria: una visión periodística." Escola Anna Nery 12: 102-107.
Traverso-Yépez, M., et al. (2009). "Construções discursivas acerca do usuário do Programa Saúde da Família
(PSF)." Psicologia: Ciência e Profissão 29: 364-379.
Trigo, T. R., et al. (2007). "Síndrome de burnout ou estafa profissional e os transtornos psiquiátricos."
Revista de Psiquiatria Clínica 34: 223-233.
Uriarte, U. M. (1998). "Hispanismo e indigenismo: o dualismo cultural no pensamento social peruano
(1900-1930). Uma revisão necessária." Revista de Antropologia 41: 151-175.
Uziel, A. P., et al. (2006). "Parentalidade e conjugalidade: aparições no movimento homossexual."
Horizontes Antropológicos 12: 203-227.
Velho, G. (2006). "Patrimônio, negociação e conflito." Mana 12: 237-248.
Vendemiatti, M., et al. (2010). "Conflito na gestão hospitalar: o papel da liderança." Ciência & Saúde
Coletiva 15: 1301-1314.
Ventura, T. (2011). "Luta social por reconhecimento: dilemas e impasses na articulação pública do
desrespeito." Revista de Sociologia e Política 19: 159-170.
Viana, M. T. (2009). "Cooperação internacional e deslocamento interno na Colômbia: Desafios à maior crise
humanitária da América do Sul." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 6: 138-161.
Viana, S. V. (2009). "Indústria moderna e padrão alimentar: o espaço do trabalho, do consumo e da saúde."
Saúde e Sociedade 18: 682-694.
Victorino, V. I. P. (2003). "Monopólio, conflito e participação na gestão dos recursos hídricos." Ambiente &
Sociedade 6: 47-62.
Viera, C. S. and L. A. Rossi (2000). "Os diagnósticos de enfermagem da taxonomia da NANDA em mulheres
com o filho prematuro hospitalizado e o sistema conceitual de King." Revista Latino-Americana de
Enfermagem 8: 110-116.
Vigevani, T., et al. (2008). "Conflito étnico, direitos humanos e intervenção internacional." Dados 51: 183213.
Villa, R. D. and M. T. Viana (2012). "Internacionalização pelo envolvimento de atores externos no conflito
colombiano: atuação da OEA na desmobilização de grupos paramilitares na Colômbia." Dados 55: 403-445.
Wachelke, J. F. R. (2005). "O vácuo no contexto das representações sociais: uma hipótese explicativa para a
representação social da loucura." Estudos de Psicologia (Natal) 10: 313-320.
Westphal, M. F. (1994). "Movimentos sociais e comunitários no campo da saúde como sujeitos e objetos de
experiências educativas." Saúde e Sociedade 3: 127-148.
Xavier, R. (2002). "Representação social e ideologia: conceitos intercambiáveis?" Psicologia & Sociedade 14:
18-47.
Zelizer, V. A. (2009). "Dinheiro, poder e sexo." Cadernos Pagu: 135-157.
192
Zhouri, A. and R. Oliveira (2007). "Desenvolvimento, conflitos sociais e violência no Brasil rural: o caso das
usinas hidrelétricas." Ambiente & Sociedade 10: 119-135.
Zhouri, A. and R. Oliveira (2012). "Development and environmental conflicts in Brazil: challenges for
anthropology and anthropologists." Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology 9: 181-208.
Zucchi, E. M., et al. (2010). "Estigma e discriminação vividos na escola por crianças e jovens órfãos por
Aids." Educação e Pesquisa 36: 719-734.
Zugliani, A. P., et al. (2007). "O autoconceito do adolescente deficiente auditivo e sua relação com o uso do
aparelho de amplificação sonora individual." Revista Brasileira de Educação Especial 13: 95-110.
Zylbersztajn, D. (2002). "Organização ética: um ensaio sobre comportamento e estrutura das organizações."
Revista de Administração Contemporânea 6: 123-143.
193
Palavra-chave “Lutas Sociais”
Acselrad, H. (2010). "Ambientalização das lutas sociais - o caso do movimento por justiça ambiental."
Estudos Avançados 24: 103-119.
Aguinsky, B. G. and E. H. d. Alencastro (2006). "Judicialização da questão social: rebatimentos nos processos
de trabalho dos assistentes sociais no Poder Judiciário." Revista Katálysis 9: 19-26.
Alba, F. d. (2007). "Geopolítica del agua en México: la oposición entre la hidropolítica y el conflicto
sociopolítico. Los nuevos rostros de las "luchas" sociales." Interações (Campo Grande) 8: 95-112.
Alba, F. d. (2007). "Geopolítica del agua en México: la oposición entre la hidropolítica y el conflicto
sociopolítico. Los nuevos rostros de las "luchas" sociales." Interações (Campo Grande) 8: 95-112.
Apple, M. W. (2003). "Aliança estratégica ou estratégia hegemônica? Conservadorismo entre os
desfavorecidos." Educação & Sociedade 24: 1019-1040.
Aquino, M. d. A. (2007). "A problemática dos indivíduos, suas lutas e conflitos no turbilhão da informação."
Perspectivas Em Ciencia Da Informacao 12: 202-221.
Arruti, J. M. A. (2000). "Direitos étnicos no Brasil e na Colômbia: notas comparativas sobre hibridização,
segmentação e mobilização política de índios e negros." Horizontes Antropológicos 6: 93-123.
Beynon, H. (1999). "Protesto ambiental e mudança social no Reino Unido." Mana 5: 07-28.
Boghossian, C. O. and M. C. d. S. Minayo (2009). "Revisão sistemática sobre juventude e participação nos
últimos 10 anos." Saúde e Sociedade 18: 411-423.
Bringel, B. and E. Echart (2008). "Movimentos sociais e democracia: os dois lados das "fronteiras"." Caderno
CRH 21: 457-475.
Carvalho, M. R. d. (2009). "O Monte Pascoal, os índios Pataxó e a luta pelo reconhecimento étnico."
Caderno CRH 22: 507-521.
Cavalcante, L. O. H. (2010). "Das políticas ao cotidiano: entraves e possibilidades para a educação do
campo alcançar as escolas no rural." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 18: 549-564.
Costa, S. G. (2002). "Proteção social, maternidade transferida e lutas pela saúde reprodutiva." Revista
Estudos Feministas 10: 301-323.
Cunha, B. A. T., et al. (2011). "Saúde bucal em Diadema: da odontologia escolar à estratégia saúde da
família." Saúde e Sociedade 20: 1033-1045.
Del Roio, M. (2007). "Grasmsci e a emancipação do subalterno." Revista de Sociologia e Política: 63-78.
Devreux, A.-M. (2006). "A paternidade na França: entre igualização dos direitos parentais e lutas ligadas às
relações sociais de sexo." Sociedade e Estado 21: 607-624.
Faria, M. S. d., et al. (2008). "Do fetichismo da organização e da tecnologia ao mimetismo tecnológico: os
labirintos das fábricas recuperadas." Revista Katálysis 11: 123-131.
Gerhardt, C. H. and J. Almeida (2005). "A dialética dos campos sociais na interpretação da problemática
ambiental: uma análise crítica a partir de diferentes leituras sobre os problemas ambientais." Ambiente &
Sociedade 8: 53-84.
Grynszpan, M. (1998). "Luta pela terra e identidades sociais." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 5: 255272.
Guerra, L. D., et al. (2007). "Ecologia política da construção da crise ambiental global e do modelo do
194
desenvolvimento sustentável." Interações (Campo Grande) 8: 9-25.
Gusmão, H. B. d. (2008). "Nelson Rodrigues leitor de Gilberto Freyre: o projeto teatral rodriguiano em
aliança com a Sociologia freyreana." Sociedade e Estado 23: 89-112.
Hijjar, M. A., et al. (2007). "Retrospecto do controle da tuberculose no Brasil." Revista de Saúde Pública 41:
50-57.
Holmes, P. (2009). "Briga de família ou ruptura metodológica na teoria crítica (Habermas X Honneth)."
Tempo Social 21: 133-155.
Holmes, P. (2009). "Reconhecimento e normatividade: a transformação hermenêutica da teoria crítica."
Revista Brasileira de Ciências Sociais 24: 129-145.
Kent, M. (2011). "A importância de ser uro: movimentos indígenas, políticas de identidade e pesquisa
genética nos andes peruanos." Horizontes Antropológicos 17: 297-324.
Laperrière, H. (2008). "Evaluation of STD/HIV/AIDS peer-education and danger: a local perspective." Ciência
& Saúde Coletiva 13: 1817-1824.
Leite, J. F. and M. Dimenstein (2010). "Movimentos sociais e produção de subjetividade: o MST em
perspectiva." Psicologia & Sociedade 22: 269-278.
Lemos, F. C. S. (2009). "O Estatuto da Criança e do Adolescente em discursos autoritários." Fractal : Revista
de Psicologia 21: 137-150.
Lopes, J. R. (2007). "A questão social da terra como desafio para a psicologia." Psicologia em Estudo 12:
583-592.
Luz, A. F. d. and J. R. Santin (2010). "As relações de trabalho e sua regulamentação no Brasil a partir da
revolução de 1930." História (São Paulo) 29: 268-278.
Marro, K. I. (2006). "Reflexiones preliminares sobre el problema de la hegemonía en el proyecto éticopolítico del Trabajo Social." Revista Katálysis 9: 209-216.
Marteleto, R. M. (2001). "Análise de redes sociais - aplicação nos estudos de transferência da informação."
Ciência da Informação 30: 71-81.
Matos, P. (2004). "O reconhecimento, entre a justiça e a identidade." Lua Nova: Revista de Cultura e
Política: 143-160.
Mendonça, R. F. (2007). "Movimentos sociais como acontecimentos: linguagem e espaço público." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 115-142.
Mendonça, R. F. (2007). "Reconhecimento em debate: os modelos de Honneth e Fraser em sua relação com
o legado Habermasiano." Revista de Sociologia e Política: 169-185.
Mendonça, R. F. (2009). "Dimensão intersubjetiva da auto-realização: em defesa da teoria do
reconhecimento." Revista Brasileira de Ciências Sociais 24: 143-154.
Mishima, S. M., et al. (2009). "Maria Cecília Puntel de Almeida: a trajetória de uma protagonista da
enfermagem brasileira." Texto & Contexto - Enfermagem 18: 773-780.
Mogilka, M. (2003). "Educar para a democracia." Cadernos de Pesquisa: 129-146.
Monteiro, A., et al. (2006). "Estado democrático de direito e políticas públicas: estatal é necessariamente
público?" Psicologia & Sociedade 18: 7-12.
195
Oliveira, P. d. S. (2005). "O orvalho que vem do mar: singela homenagem a Ecléa Bosi." Psicologia USP 16:
197-225.
Ortiz, P. H. F. (2005). "Das montanhas mexicanas ao ciberespaço." Estudos Avançados 19: 173-186.
Paim, J. S. (1986). "Ações integradas de saúde (AIS): por que não dois passos atrás." Cadernos de Saúde
Pública 2: 167-183.
Pinto, C. R. J. (2006). "Quem tem direito ao "uso do véu"?: (uma contribuição para pensar a questão
brasileira)." Cadernos Pagu: 377-403.
Pires, M. R. G. M. and P. Demo (2006). "Políticas de saúde e crise do Estado de Bem-Estar: repercussões e
possibilidades para o Sistema Único de Saúde." Saúde e Sociedade 15: 56-71.
Ribeiro, J. A. S., et al. (2006). "Promoção da saúde e cultura cidadã envolvendo uma abordagem
oftalmológica em escolares na Colônia Antônio Aleixo (CAA), Manaus-AM: uma experiência no ensino
médico." Revista Brasileira de Educação Médica 30: 87-92.
Rosa, M. C. (2012). "Reforma agrária e land reform: movimentos sociais e o sentido de ser um sem-terra no
Brasil e na África do Sul." Caderno CRH 25: 99-114.
Santana, A. P. and A. Bergamo (2005). "Cultura e identidade surdas: encruzilhada de lutas sociais e
teóricas." Educação & Sociedade 26: 565-582.
Santana, A. P. and A. Bergamo (2005). "Cultura e identidade surdas: encruzilhada de lutas sociais e
teóricas." Educação & Sociedade 26: 565-582.
Sartori, E. (2006). "Trabalho infantil em Franca: um laboratório das lutas sociais em defesa da criança e do
adolescente." Cadernos Pagu: 253-278.
Seidl, E. (2009). "Caminhos que levam a Roma: recursos culturais e redefinições da excelência religiosa."
Horizontes Antropológicos 15: 263-290.
Serra, G. M. A. and E. M. d. Santos (2003). "Saúde e mídia na construção da obesidade e do corpo perfeito."
Ciência & Saúde Coletiva 8: 691-701.
Silva, A. R. d. O., et al. (2009). "Enredando lutas cotidianas: dispositivos de saúde pela cidade." Fractal :
Revista de Psicologia 21: 507-520.
Silva, C. B. d. (2004). "Relações de gênero e subjetividades no devir MST." Revista Estudos Feministas 12:
269-287.
Silva, C. N. d. and F. Lanza (2010). "Sociedade de São Vicente de Paulo: caridade católica aos problemas
sociais?" História (São Paulo) 29: 40-55.
Silva, G. G. d. and V. Molina Neto (2012). "Um estudo sobre a formação política de professores de
educação física." Revista Brasileira de Ciências do Esporte 34: 859-873.
Soares, M. d. C. S. (2010). "Sabedoria e ética para "salvar a própria pele"." Educação & Sociedade 31: 57-71.
Sodré, F. (2011). "A agenda global dos movimentos sociais." Ciência & Saúde Coletiva 16: 1781-1791.
Stotz, E. N. and J. W. G. Araujo (2004). "Promoção da saúde e cultura política: a reconstrução do consenso."
Saúde e Sociedade 13: 5-19.
Verrangia, D. and P. B. G. e. Silva (2010). "Cidadania, relações étnico-raciais e educação: desafios e
potencialidades do ensino de ciências." Educação e Pesquisa 36: 705-718.
196
Villas Bôas, G. (2004). "Evaristo de Moraes Filho e a maioridade dos trabalhadores brasileiros." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 19: 19-32.
Weigel, V. A. C. d. M. (2003). "Os Baniwa e a escola: sentidos e repercussões." Revista Brasileira de
Educação: 5-13.
Westphal, M. F. (1994). "Movimentos sociais e comunitários no campo da saúde como sujeitos e objetos de
experiências educativas." Saúde e Sociedade 3: 127-148.
Zuin, J. C. S. (2001). "Empenho político e cultural em Paulo Emílio Salles Gomes: 1935-1945." Revista de
Sociologia e Política: 107-125.
197
Palavra-chave “Movimento Operário”
Abicail, C. A. (2002). "Direitos humanos e cidadania: a educação como campo de conflito." Revista Brasileira
de Educação: 138-147.
Almeida, M. W. B. d. (2004). "Direitos à floresta e ambientalismo: seringueiros e suas lutas." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 19: 33-52.
Armond, J. d. E. and E. R. Temporini (2000). "Crenças sobre saúde ocular entre professores do sistema
público de ensino do Município de São Paulo, SP - Brasil." Revista de Saúde Pública 34: 9-14.
Baidya, T. K. N. and A. d. L. Castro (2001). "CONVERGÊNCIA DOS MODELOS DE ÁRVORES BINOMIAIS PARA
AVALIAÇÃO DE OPÇÕES." Pesquisa Operacional 21: 17-30.
Bógus, C. M., et al. (2003). "Programa de Capacitação Permanente de Conselheiros Populares de Saúde na
cidade de São Paulo." Saúde e Sociedade 12: 56-67.
Brianezi, T. and M. Sorrentino (2012). "A modernização ecológica conquistando hegemonia nos discursos
ambientais: o caso da Zona Franca de Manaus." Ambiente & Sociedade 15: 51-71.
Briceño-León, R. (2006). "Violence in Venezuela: oil rent and political crisis." Ciência & Saúde Coletiva 11:
315-325.
Brum, C. K. (2009). "Tradicionalismo e educação no Rio Grande do Sul." Cadernos de Pesquisa 39: 775-794.
Carneiro, A. d. C., et al. (2010). "Educação popular em Saúde Mental: relato de uma experiência." Saúde e
Sociedade 19: 462-474.
Catelli, F., et al. (2010). "Um estudo de cinemática com câmara digital." Revista Brasileira de Ensino de Física
32: 1503-1507.
Christofoletti, R. (2011). "Rapsódia verde: as comemorações do jubileu de prata integralista e a
manutenção de seu passado/presente (1957-1958)." Revista Brasileira de História 31: 145-165.
Cunha, A. M. B., et al. (2007). "Alfabetização de jovens e adultos: política pública e movimento popular."
Cadernos CEDES 27: 19-38.
D'Acri, V., et al. (2009). "Formação de trabalhadores e pesquisa na construção do movimento de ação
solidária de luta pela saúde: o caso da Associação Brasileira de Expostos ao Amianto do Rio de Janeiro
(ABREA/RJ)." Saúde e Sociedade 18: 154-163.
Dal Ri, N. M. and C. G. Vieitez (2004). "A educação do movimento dos sem-terra." Revista Brasileira de
Educação: 44-57.
Dal Ri, N. M. and C. G. Vieitez (2004). "A educação do Movimento dos Sem-Terra: Instituto de Educação
Josué de Castro." Educação & Sociedade 25: 1379-1402.
Daron, V. L. P. (2009). "A dimensão educativa da luta por saúde no Movimento de Mulheres Camponesas e
os desafios político-pedagógicos para a educação popular em saúde." Cadernos CEDES 29: 387-399.
Dawsey, J. C. (2006). "O teatro em Aparecida: a santa e o lobisomem." Mana 12: 135-149.
Dias, W. V. (1997). "Errantes em fim de século." Tempo Social 9: 165-178.
d'Oliveira, A. F. P. L. (1999). "Saúde e Educação: a discussão das relações de poder na atenção à saúde da
mulher." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 3: 105-122.
Falbo, C. V. R. (2010). "A palavra em movimento: algumas perspectivas teóricas para a análise de canções
no âmbito da música popular." Per Musi: 218-231.
198
Feltran, G. d. S. (2007). "Vinte anos depois: a construção democrática brasileira vista da periferia de São
Paulo." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 83-114.
Ferla, A. A. (2004). "Participação da população: do controle sobre os recursos a uma produção estética da
clínica e da gestão em saúde." Physis: Revista de Saúde Coletiva 14: 85-108.
Fontoura Júnior, E. E., et al. (2011). "Relações de saúde e trabalho em assentamento rural do MST na região
de fronteira Brasil-Paraguai." Trabalho, Educação e Saúde 9: 379-397.
Greenough, P. (2011). ""A wild and wondrous ride": CDC field epidemiologists in the east Pakistan smallpox
and cholera epidemics of 1958." Ciência & Saúde Coletiva 16: 491-500.
Guedes, J. d. S., et al. (2011). "A implantação do Programa de Saúde da Família (PSF) no Estado de São
Paulo (1995-2002)." Saúde e Sociedade 20: 875-883.
Guizardi, F. L. and R. Pinheiro (2006). "Dilemas culturais, sociais e políticos da participação dos movimentos
sociais nos Conselhos de Saúde." Ciência & Saúde Coletiva 11: 797-805.
Guizardi, F. L. and R. Pinheiro (2008). "Novas práticas sociais na constituição do direito à saúde: a
experiência de um movimento fitoterápico comunitário." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 12:
109-122.
Habermann, M. and N. Gouveia (2008). "Justiça Ambiental: uma abordagem ecossocial em saúde." Revista
de Saúde Pública 42: 1105-1111.
Holt, K. G., et al. (2010). "A Dynamic Systems: constraints approach to rehabilitation." Revista Brasileira de
Fisioterapia 14: 446-463.
Leite, R. d. S. C. (2003). "Brasil Mulher e Nós Mulheres: origens da imprensa feminista brasileira." Revista
Estudos Feministas 11: 234-241.
Lima, L. C. (2011). "Ernesto Nazareth e a valsa da Suíte Retratos de Radamés Gnattali." Per Musi: 113-123.
Longhi, J. C. and G. A. M. Canton (2011). "Reflexões sobre cidadania e os entraves para a participação
popular no SUS." Physis: Revista de Saúde Coletiva 21: 15-30.
Lopes, R. E., et al. (2011). "Oficinas de atividades com jovens da escola pública: tecnologias sociais entre
educação e terapia ocupacional." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 15: 277-288.
Mello, D. A., et al. (1998). "Promoção à saúde e educação: diagnóstico de saneamento através da pesquisa
participante articulada à educação popular (Distrito São João dos Queiróz, Quixadá, Ceará, Brasil)."
Cadernos de Saúde Pública 14: 583-595.
Miranda, D. (1997). "Carnavalização e multidentidade cultural: antropofagia e tropicalismo." Tempo Social
9: 125-154.
Neder, Á. (2012). ""Parei na contramão": faixas cruzadas na invenção da MPB." Estudos Históricos (Rio de
Janeiro) 25: 50-70.
Nunes, E. and P. Jacobi (1984). "A cara nova do movimento popular." Lua Nova: Revista de Cultura e
Política 1: 75-79.
Nunes, K. R. and A. Ferreira Neto (2012). "Além da lama e do lixo: movimentos de escolarização em São
Pedro, Vitória/ES (1977-2007)." Educação em Revista 28: 109-130.
Oliveira, R. M. d. (1998). "A dengue no Rio de Janeiro: repensando a participação popular em saúde."
Cadernos de Saúde Pública 14: S69-S78.
199
Paim, J. S. (1986). "Ações integradas de saúde (AIS): por que não dois passos atrás." Cadernos de Saúde
Pública 2: 167-183.
Pericás, L. B. (2006). "Mariátegui e a questão da educação no Peru." Lua Nova: Revista de Cultura e Política:
169-204.
Prado, M. A. M. and F. A. Costa (2011). "Estratégia de articulação e estratégia de aliança: possibilidades
para a luta política." Sociedade e Estado 26: 685-720.
Reguillo, R. (2003). "Las culturas juveniles: un campo de estudio; breve agenda para la discusión." Revista
Brasileira de Educação: 103-118.
Ribeiro, M. (1999). "Exclusão: problematizando o conceito." Educação e Pesquisa 25: 35-49.
Ribeiro, M. (2009). "Trabalho e educação no movimento camponês: liberdade ou emancipação?" Revista
Brasileira de Educação 14: 423-439.
Ribeiro, M. (2012). "Educação do campo: embate entre Movimento Camponês e Estado." Educação em
Revista 28: 459-490.
Rich, M. (2011). "The discontinuation of routine smallpox vaccination in the United States, 1960-1976: an
unlikely affirmation of biomedical hegemony." Ciência & Saúde Coletiva 16: 471-477.
Ristoff, D. I. and L. Bianchetti (2012). "A pós-graduação e suas interlocuções com a educação básica:
(Des)encontros históricos e manutenção do apartheid socioeducacional." Avaliação: Revista da Avaliação
da Educação Superior (Campinas) 17: 787-824.
Silva, R. T. d. (2008). "A formação de professores e os currículos praticados em um movimento de educação
popular na Rocinha." Educação em Revista: 61-80.
Simionatto, I. (2009). "Classes subalternas, lutas de classe e hegemonia: uma abordagem gramsciana."
Revista Katálysis 12: 41-49.
Smilde, D. (2012). "Religião e Conflitos Políticos na Venezuela: católicos e evangélicos frente ao governo de
Hugo Chávez." Religião & Sociedade 32: 13-28.
Souza, C. M. d. (2012). "Uma escola para homem rural: a cultura popular, os camponeses e o movimento de
educação de base (1960-1964)." Educação e Pesquisa 38: 515-529.
Souza Júnior, O. M. d. and S. C. Darido (2010). "Refletindo sobre a tematização do futebol na Educação
Física escolar." Motriz: Revista de Educação Física 16: 920-930.
Stamatov, P. (2012). "Ideias versus redes sociais: ativismo à distância na Inglaterra do século XVIII." Tempo
Social 24: 79-100.
Streck, D. R. (2008). "José Martí e a educação popular: um retorno às fontes." Educação e Pesquisa 34: 1125.
Streck, D. R. and T. Adams (2012). "Pesquisa em educação: os movimentos sociais e a reconstrução
epistemológica num contexto de colonialidade." Educação e Pesquisa 38: 243-258.
Tatagiba, L. and K. Blikstad (2011). ""Como se fosse uma eleição para vereador": dinâmicas participativas e
disputas partidárias na cidade de São Paulo." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 175-217.
Tatagiba, L., et al. (2012). "Ocupar, reivindicar, participar: sobre o repertório de ação do movimento de
moradia de São Paulo." Opinião Pública 18: 399-426.
Teixeira, P. M. M. (2003). "A educação científica sob a perspectiva da pedagogia histórico-crítica e do
200
movimento C.T.S. no ensino de ciências." Ciência & Educação (Bauru) 9: 177-190.
Thiollent, M. (1998). "Maio de 1968 em Paris: testemunho de um estudante." Tempo Social 10: 63-100.
Vasconcelos, E. M. (2004). "Educação popular: de uma prática alternativa a uma estratégia de gestão
participativa das políticas de saúde." Physis: Revista de Saúde Coletiva 14: 67-83.
Velten, H. E. S. (2008). "MOND: uma alternativa à mecânica newtoniana." Revista Brasileira de Ensino de
Física 30: 3314.3311-3314.3315.
Viscardi, C. M. R. (2009). "Estratégias populares de sobrevivência: o mutualismo no Rio de Janeiro
republicano." Revista Brasileira de História 29: 291-315.
Zaluar, A. and A. P. A. Ribeiro (2009). "Teoria da eficácia coletiva e violência: o paradoxo do subúrbio
carioca." Novos Estudos - CEBRAP: 175-196.
201
Palavra-chave “Movimento Sindical”
Abicail, C. A. (2002). "Direitos humanos e cidadania: a educação como campo de conflito." Revista Brasileira
de Educação: 138-147.
Abramovay, R., et al. (2010). "Representatividade e inovação na governança dos processos participativos: o
caso das organizações Brasileiras de agricultores familiares." Sociologias 12: 268-306.
Boito Jr., A. and P. Marcelino (2010). "O sindicalismo deixou a crise para trás?: um novo ciclo de greves na
década de 2000." Caderno CRH 23: 323-338.
Boni, V. (2004). "Poder e igualdade: as relações de gênero entre sindicalistas rurais de Chapecó, Santa
Catarina." Revista Estudos Feministas 12: 289-302.
Castellucci, A. A. S. (2005). "Flutuações econômicas, crise política e greve geral na Bahia da Primeira
República." Revista Brasileira de História 25: 131-166.
Costa, M. d. S. (2005). "O Sistema de Relações de Trabalho no Brasil: alguns traços históricos e sua
precarização atual." Revista Brasileira de Ciências Sociais 20: 111-131.
Fernandes Filho, H. P. (2008). "A atuação do movimento sindical junto ao Fórum Nacional do Trabalho."
Sociedade e Estado 23: 492-493.
Gomes, M. d. L. B. and T. C. F. Santos (2005). "Construindo a identidade sindical das enfermeiras no rio de
janeiro (1978-1984)." Texto & Contexto - Enfermagem 14: 488-497.
Grün, R. (2003). "Atores e ações na construção da governança corporativa brasileira." Revista Brasileira de
Ciências Sociais 18: 139-161.
Lacaz, F. A. d. C. (1994). "Reforma Sanitária e saúde do trabalhador." Saúde e Sociedade 3: 41-59.
Lacaz, F. A. d. C. (2007). "O campo Saúde do Trabalhador: resgatando conhecimentos e práticas sobre as
relações trabalho-saúde." Cadernos de Saúde Pública 23: 757-766.
Lobo, V. M. (2009). "Desmercantilização do trabalho da perspectiva do movimento sindical (Brasil, 19502000)." Dados 52: 85-121.
Martins, S. S. (2000). "Participação nos lucros ou resultados: oportunidade ou desafio para o movimento
sindical?" Revista de Administração Contemporânea 4: 47-65.
Moreno, R. C. and A. M. F. Almeida (2009). ""Isso é política, meu!" socialização militante e
institucionalização dos movimentos sociais." Pro-Posições 20: 59-76.
Paranhos, K. R. (2005). "Formação operária: arte de ligar política e cultura." Educação & Sociedade 26: 266288.
Peres, C. C., et al. (2006). "Uma construção social: o anexo da norma brasileira de ergonomia para o
trabalho dos operadores de telemarketing." Revista Brasileira de Saúde Ocupacional 31: 35-46.
Prado, M. A. M. and F. A. Costa (2011). "Estratégia de articulação e estratégia de aliança: possibilidades
para a luta política." Sociedade e Estado 26: 685-720.
Ribeiro, J. M. (1993). "Arranjos neocorporativos e defesa de interesses do médicos." Cadernos de Saúde
Pública 9: 05-20.
Santana, M. A. (1999). "Entre a ruptura e a continuidade: visões da história do movimento sindical
brasileiro." Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 103-120.
Santana, M. A. and R. Braga (2009). "O pêndulo oscilante: sociologia do trabalho e movimento sindical no
202
Brasil." Caderno CRH 22: 297-309.
Santos, R. M. d., et al. (2006). "História e perspectivas da organização dos enfermeiros nos movimentos
sindicais." Revista Brasileira de Enfermagem 59: 89-94.
Sigaud, L. (2005). "As condições de possibilidade das ocupações de terra." Tempo Social 17: 255-280.
Sochaczewski, S. (2012). "O proletariado, a esperança e o sonho de uma vida boa." Estudos Avançados 26:
281-288.
Souza, K. R. d. and J. C. d. Brito (2012). "Sindicalismo, condições de trabalho e saúde: a perspectiva dos
profissionais da educação do Rio de Janeiro." Ciência & Saúde Coletiva 17: 379-388.
Souza, K. R. d., et al. (2003). "A trajetória do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de
Janeiro (Sepe-RJ) na luta pela saúde no trabalho." Ciência & Saúde Coletiva 8: 1057-1068.
Tomizaki, K. and M. Rombaldi (2009). "Construindo a legitimidade: reflexões sobre as transformações das
práticas de militância no movimento sindical." Pro-Posições 20: 93-112.
Zaluar, A. and A. P. A. Ribeiro (2009). "Teoria da eficácia coletiva e violência: o paradoxo do subúrbio
carioca." Novos Estudos - CEBRAP: 175-196.
203
Palavra-chave “Movimentos Sociais”
ABDEL-MONEIM, S. G. (2002). "O Ciborgue Zapatista: tecendo a poética virtual de resistência no Chiapas
cibernético." Revista Estudos Feministas 10: 39-64.
Abers, R. and M. U. Bülow (2011). "Movimentos sociais na teoria e na prática: como estudar o ativismo
através da fronteira entre estado e sociedade?" Sociologias 13: 52-84.
Abramovay, R., et al. (2010). "Representatividade e inovação na governança dos processos participativos: o
caso das organizações Brasileiras de agricultores familiares." Sociologias 12: 268-306.
Adorno, R. d. C. F. (1992). "Movimento social e participação: a saúde na esfera pública." Saúde e Sociedade
1: 111-124.
Adorno, R. d. C. F., et al. (2004). "Quesito cor no sistema de informação em saúde." Estudos Avançados 18:
119-123.
Aguiar, K. F. d. and M. L. d. Rocha (2007). "Micropolítica e o exercício da pesquisa-intervenção: referenciais
e dispositivos em análise." Psicologia: Ciência e Profissão 27: 648-663.
Albernaz, R. O. and A. Azevêdo (2011). "Pluralização societária e os desafios à administração pública na
América Latina." Sociedade e Estado 26: 329-352.
Alencar, M. M. T. d. and S. Granemann (2009). "Ofensiva do capital e novas determinações do trabalho
profissional." Revista Katálysis 12: 161-169.
Alexander, J. C. (1998). "Ação Coletiva, Cultura e Sociedade Civil: Secularização, atualização, inversão,
revisão e deslocamento do modelo clássico dos movimentos sociais." Revista Brasileira de Ciências Sociais
13: 5-31.
Allain, J. M., et al. (2009). "As representações sociais de transgênicos nos jornais brasileiros." Estudos de
Psicologia (Natal) 14: 21-30.
Almeida, E. S. d. (1997). "Cidade/município saudável - a questão estratégica: o compromisso político."
Saúde e Sociedade 6: 71-81.
Almeida Filho, N. d. (1986). "Bases históricas da Epidemiologia." Cadernos de Saúde Pública 2: 304-311.
Almeida, K. S. d., et al. (2010). "Empoderamento e atenção psicossocial: notas sobre uma associação de
saúde mental." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 14: 577-592.
Almeida, M. C. P. d., et al. (2000). "O conhecimento produzido no programa de mestrado de enfermagem
em saúde pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto-USP e suas relações com as práticas de
saúde." Revista Latino-Americana de Enfermagem 8: 91-96.
Almeida, M. H. T. d. (2005). "Recentralizando a federação?" Revista de Sociologia e Política: 29-40.
Almeida, S. C. R. d., et al. (2010). "A descentralização da política nacional de ATER: uma experiência nos
assentamentos de reforma agrária no noroeste mineiro - Brasil." Sociedade & Natureza 22: 551-560.
Alonso, A. (2009). "As teorias dos movimentos sociais: um balanço do debate." Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 49-86.
Alonso, A., et al. (2007). "Identidade e estratégia na formação do movimento ambientalista brasileiro."
Novos Estudos - CEBRAP: 151-167.
Alves, A. M. (2010). "Envelhecimento, trajetórias e homossexualidade feminina." Horizontes Antropológicos
16: 213-233.
204
Andrade, R. P. d., et al. (2006). "Significações de paternidade adotiva: um estudo de caso." Paidéia (Ribeirão
Preto) 16: 241-252.
Apple, M. W. (2003). "Aliança estratégica ou estratégia hegemônica? Conservadorismo entre os
desfavorecidos." Educação & Sociedade 24: 1019-1040.
Arroyo, M. G. (2007). "Políticas de formação de educadores(as) do campo." Cadernos CEDES 27: 157-176.
Ávila, M. B. (2003). "Pensando o Fórum Social Mundial através do feminismo." Revista Estudos Feministas
11: 644-651.
AVRITZER, L. (1997). "A vez e a voz do popular: movimentos sociais e participação política no Brasil pós70." Revista Brasileira de Ciências Sociais 12.
Ayerbe, L. F. (2011). "Crise de hegemonia e emergência de novos atores na Bolívia: o governo de Evo
Morales." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 179-216.
Bahia, L., et al. (2007). "A saúde na agenda pública: convergências e lacunas nas pautas de debate e
programas de trabalho das instituições governamentais e movimentos sociais." Ciência & Saúde Coletiva
12: 1791-1818.
Barros, F. L. d. (2011). "Redes e participação social em campos políticos da cooperação internacional: a
experiência brasileira." Sociedade e Estado 26: 301-327.
Barsted, L. L. (2008). "As relações da Revista Estudos Feministas com os movimentos de mulheres." Revista
Estudos Feministas 16: 97-103.
Batista, A. G. d. L. and L. A. d. P. Vasconcelos (2011). "Principais queixas dolorosas em pacientes que
procuram clínica de Fisioterapia." Revista Dor 12: 125-130.
Bem, A. S. d. (2006). "A centralidade dos movimentos sociais na articulação entre o Estado e a sociedade
brasileira nos séculos XIX e XX." Educação & Sociedade 27: 1137-1157.
Beynon, H. (1999). "Protesto ambiental e mudança social no Reino Unido." Mana 5: 07-28.
Bittencourt, L. R. A., et al. (2005). "Sonolência excessiva." Revista Brasileira de Psiquiatria 27: 16-21.
BLACKWELL, M. and N. NABER (2002). "Interseccionalidade em uma era de globalização: As implicações da
Conferência Mundial contra o Racismo para práticas feministas transnacionais." Revista Estudos Feministas
10: 189-198.
Bógus, C. M., et al. (2003). "Programa de Capacitação Permanente de Conselheiros Populares de Saúde na
cidade de São Paulo." Saúde e Sociedade 12: 56-67.
Borges, C. C. and M. Japur (2005). "Promover e recuperar saúde: sentidos produzidos em grupos
comunitários no contexto do Programa de Saúde da Família." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 9:
507-519.
Bosi, M. L. M., et al. (2011). "Inovação em saúde mental: subsídios à construção de práticas inovadoras e
modelos avaliativos multidimensionais." Physis: Revista de Saúde Coletiva 21: 1231-1252.
Brandenburg, A. (2005). "Ciências sociais e ambientais rural: principais temas e perspectivas analíticas."
Ambiente & Sociedade 8: 51-64.
Bringel, B. and E. Echart (2008). "Movimentos sociais e democracia: os dois lados das "fronteiras"." Caderno
CRH 21: 457-475.
Bringel, B. and M. V. Espiñeira (2008). "Movimentos sociais e política: releituras contemporâneas." Caderno
205
CRH 21: 419-422.
Bringel, B. and A. Falero (2008). "Redes transnacionais de movimentos sociais na América Latina e o desafio
de uma nova construção socioterritorial." Caderno CRH 21: 267-286.
Brose, M. E. (2007). "As origens da participação e da qualidade democrática no Rio Grande do Sul." Revista
Katálysis 10: 228-236.
Bueno, N. S. (2012). "Raça e comportamento político: participação, ativismo e recursos em Belo Horizonte."
Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 187-226.
Burlandy, L. (2011). "A atuação da sociedade civil na construção do campo da Alimentação e Nutrição no
Brasil: elementos para reflexão." Ciência & Saúde Coletiva 16: 63-72.
Burns, T. J. and T. LeMoyne (2007). "Como os movimentos ambientalistas podem ser mais eficazes:
priorizando temas ambientais no discurso político." Ambiente & Sociedade 10: 61-82.
Bydlowski, C. R., et al. (2011). "Promoção da saúde e a formação cidadã: a percepção do professor sobre
cidadania." Ciência & Saúde Coletiva 16: 1771-1780.
Cairo, H. (2008). "A América Latina no século XXI: geopolítica crítica dos Estados e os movimentos sociais,
do conhecimento e da representação." Caderno CRH 21: 201-206.
Caldana, A. C. F. and M. A. d. C. Figueiredo (2008). "O Voluntariado em questão: a subjetividade permitida."
Psicologia: Ciência e Profissão 28: 466-479.
Caldart, R. S. (2009). "Educação do campo: notas para uma análise de percurso." Trabalho, Educação e
Saúde 7: 35-64.
Campos, R. C. (2012). "Que cidadãos, para qual cidadania?: as interpelações dos movimentos sociais."
Educação em Revista 28: 357-376.
Canônico, R. P. and A. C. P. Brêtas (2008). "Significado do Programa Vivência e Estágios na Realidade do
Sistema Único de Saúde para formação profissional na área de saúde." Acta Paulista de Enfermagem 21:
256-261.
Cappelle, M. C. A., et al. (2004). "Uma análise da dinâmica do poder e das relações de gênero no espaço
organizacional." RAE eletrônica 3: 0-0.
Carballal, L. B. (2009). "El voluntariado: entre la ciudadanía y la ideología." Revista Katálysis 12: 235-240.
Carlos, E. (2011). "Contribuições da análise de redes sociais às teorias de movimentos sociais." Revista de
Sociologia e Política 19: 153-166.
Carlos, E. (2011). "Movimentos sociais: revisitando a participação e a institucionalização." Lua Nova: Revista
de Cultura e Política: 315-348.
Carrara, S., et al. (2009). "A política de atenção à saúde do homem no Brasil: os paradoxos da
medicalização do corpo masculino." Physis: Revista de Saúde Coletiva 19: 659-678.
Carvalho Filho, J. J. d. (1997). "Reforma agrária: de eleições a eleições." Estudos Avançados 11: 99-109.
Carvalho, I. C. d. M. (2006). "As transformações na esfera pública e a ação ecológica: educação e política em
tempos de crise da modernidade." Revista Brasileira de Educação 11: 308-315.
Cavalcante, I. M. d. S. and L. M. V. Nogueira (2008). "Práticas sociais coletivas para a saúde no
assentamento Mártires de Abril na Ilha de Mosqueiro - Belém, Pará." Escola Anna Nery 12: 492-499.
206
Cavalcante, L. O. H. (2010). "Das políticas ao cotidiano: entraves e possibilidades para a educação do
campo alcançar as escolas no rural." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 18: 549-564.
Cavallaro, J. L. and S. E. Brewer (2008). "O papel da litigância para a justiça social no Sistema
Interamericano." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 5: 84-95.
Chaparro Escudero, M. (2011). "Mirada desde Europa, una encrucijada de los medios en América Latina y
España: quando la Anaconda empieza a mudar la piel." Intercom: Revista Brasileira de Ciências da
Comunicação 34: 239-260.
Chelotti, M. C. (2010). "Reterritorialização e identidade territorial." Sociedade & Natureza 22: 165-180.
Chinchilla Montes, M. (2006). "Acción colectiva e intervención profesional del Trabajo Social: límites y
posibilidades para la construcción de ciudadanía." Revista Katálysis 9: 158-165.
Coelho, M. F. P. and V. L. Santana (2010). "A geração 68 no Congresso Nacional: ideologia e
comportamento legislativo." Sociedade e Estado 25: 285-307.
Coelho, W. N. B. (2007). "Só de corpo presente: o silêncio tácito sobre cor e relações raciais na formação de
professoras no estado do Pará." Revista Brasileira de Educação 12: 39-56.
Cohn, A. (2003). "Estado e sociedade e as reconfigurações do direito à saúde." Ciência & Saúde Coletiva 8:
09-18.
Coimbra, C. M. B., et al. (2008). "Por uma invenção ética para os Direitos Humanos." Psicologia Clínica 20:
89-102.
COLLEVATTI, R. G., et al. (2000). "Foraging behavior of bee pollinators on the tropical weed Triumfetta
semitriloba: flight distance and directionality." Revista Brasileira de Biologia 60: 29-37.
Colvero, L. d. A., et al. (2004). "Família e doença mental: a difícil convivência com a diferença." Revista da
Escola de Enfermagem da USP 38: 197-205.
Correia, L. O., et al. (2007). "Movimentos sociais e experiência geracional: a vivência da infância no
Movimento dos Trabalhadores sem Terra." Educação em Revista: 143-166.
Costa, H. S. d. M. and M. C. D. Peixoto (2007). "Dinâmica imobiliária e regulação ambiental: uma discussão a
partir do eixo-sul da Região Metropolitana de Belo Horizonte." Revista Brasileira de Estudos de População
24: 317-336.
Costa, L. A. (2012). "Por um cristianismo social: a proposta dos cristãos - o semanário Brasil, Urgente (19631964)." Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 25: 190-208.
Costa, N. d. R. (1988). "Transição e movimentos sociais contribuição ao debate da reforma sanitária."
Cadernos de Saúde Pública 4: 207-225.
Costa, R. K. d. S. and F. A. N. Miranda (2009). "Sistema Único de Saúde e da família na formação acadêmica
do enfermeiro." Revista Brasileira de Enfermagem 62: 300-304.
Costa, S. (1997). "Movimentos sociais, democratização e a construção de esferas públicas locais." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 12.
Costa, S. G. (2002). "Proteção social, maternidade transferida e lutas pela saúde reprodutiva." Revista
Estudos Feministas 10: 301-323.
Costa, S. G. (2008). "Tornando "à simpleza antiga": Rio de Janeiro, fins do século XIX." Tempo 12: 173-193.
Costilla, L. O. (2005). "O novo na sociologia latino-americana." Sociologias: 244-273.
207
Coutinho, S. M. V., et al. (2012). "Redes acadêmicas para pesquisa e capacitação em meio ambiente e
desenvolvimento sustentável: uma revisão crítica." Ambiente & Sociedade 15: 165-184.
Crochík, J. L. (2008). "T.W. Adorno e a psicologia social." Psicologia & Sociedade 20: 297-305.
Crochík, J. L., et al. (2011). "Análise de atitudes de professoras do ensino fundamental no que se refere à
educação inclusiva." Educação e Pesquisa 37: 565-582.
Cruz, P. J. S. C., et al. (2012). "Desafios para a participação popular em saúde: reflexões a partir da educação
popular na construção de conselho local de saúde em comunidades de João Pessoa, PB." Saúde e
Sociedade 21: 1087-1100.
Curto, D. R., et al. (2012). "Nações e nacionalismos (a teoria, a história, a moral)." Tempo Social 24: 33-58.
DALLARI, S. G. and D. D. F. L. VENTURA (2002). "O princípio da precaução: dever do Estado ou
protecionismo disfarçado?" São Paulo em Perspectiva 16: 53-63.
Deere, C. D. (2004). "Os direitos da mulher à terra e os movimentos sociais rurais na reforma agrária
brasileira." Revista Estudos Feministas 12: 175-204.
Del Prette, A. (1990). "Movimentos sociais como tema de diferentes áreas de estudo." Psicologia: Ciência e
Profissão 10: 36-39.
Dezemone, M. (2008). "Legislação social e apropriação camponesa: Vargas e os movimentos rurais."
Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 21: 220-240.
Di Pierro, M. C. and M. R. Andrade (2009). "Escolarização em assentamentos no estado de São Paulo: uma
análise da Pesquisa Nacional de Educação na Reforma Agrária 2004." Revista Brasileira de Educação 14:
246-257.
Dias, G. L. d. S. (2006). "O Estado e o Agro em tempos de liberalização." Revista de Economia e Sociologia
Rural 44: 341-354.
Dias, W. V. (1997). "Errantes em fim de século." Tempo Social 9: 165-178.
Domingues, J. M. (2003). "Vida cotidiana, história e movimentos sociais." Dados 46: 461-490.
Dore, R. (2006). "Gramsci e o debate sobre a escola pública no Brasil." Cadernos CEDES 26: 329-352.
Draibe, S. M. (2007). "Coesão social e integração regional: a agenda social do MERCOSUL e os grandes
desafios das políticas sociais integradas." Cadernos de Saúde Pública 23: S174-S183.
Drovetta, R. I. (2012). "O aborto na Argentina: implicações do acesso à prática da interrupção voluntária da
gravidez." Revista Brasileira de Ciência Política: 115-132.
Duarte, A. L. (2008). ""Em busca de um lugar no mundo": movimentos sociais e política na cidade de São
Paulo nas décadas de 1940 e 50." Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 21: 195-219.
Dubet, F. (2001). "As desigualdades multiplicadas." Revista Brasileira de Educação: 5-18.
Dunker, C. I. L. and F. Kyrillos Neto (2004). "Sobre a retórica da exclusão: a incidência do discurso
ideológico em serviços substitutivos de cuidado a psicóticos." Psicologia: Ciência e Profissão 24: 116-125.
Duriguetto, M. L., et al. (2009). "Sociedade civil e movimentos sociais: debate teórico e ação práticopolítica." Revista Katálysis 12: 13-21.
Eder, K. (2001). "A classe social tem importância no estudo dos movimentos sociais? Uma teoria do
208
radicalismo da classe média." Revista Brasileira de Ciências Sociais 16: 5-27.
Elster, J. (1999). "A possibilidade da política racional." Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 13-40.
Engelmann, F. (2008). "Estudos no exterior e mediação de modelos institucionais: o caso dos juristas
brasileiros." Revista de Sociologia e Política 16: 145-157.
Espiñeira, M. V. and H. Teixeira (2008). "Democracia, movimentos sociais e nivelamento intelectual:
considerações sobre a ampliação da participação política." Caderno CRH 21: 477-492.
Esterci, N. and K. H. S. C. Schweickardt (2010). "Territórios amazônicos de reforma agrária e de conservação
da natureza." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 5: 59-77.
Estévez, A. (2012). "Por uma conceitualização sociopolítica dos direitos humanos a partir da experiência
latino-americana." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 221-248.
Fazito, D. (2010). "Análise de redes sociais e migração: dois aspectos fundamentais do "retorno"." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 25: 89-176.
Feltran, G. d. S. (2007). "Vinte anos depois: a construção democrática brasileira vista da periferia de São
Paulo." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 83-114.
Feltran, G. d. S. (2010). "Margens da política, fronteiras da violência: uma ação coletiva das periferias de São
Paulo." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 201-233.
Ferreira, L. d. C. (1999). "Conflitos sociais contemporâneos: considerações sobre o ambientalismo
brasileiro." Ambiente & Sociedade: 35-54.
Ferreira, L. d. C. (2002). "Brazilian environmental sociology: a provisional review." Ambiente & Sociedade:
27-43.
Fischer, N. B. (2009). "Educação não-escolar de adultos e educação ambiental: um balanço da produção de
conhecimentos." Revista Brasileira de Educação 14: 370-385.
Fleuri, R. M. (2001). "Entre o oficial e o alternativo em propostas curriculares: para além do hibridismo."
Revista Brasileira de Educação: 115-126.
Fleury, S. (2009). "Reforma sanitária brasileira: dilemas entre o instituinte e o instituído." Ciência & Saúde
Coletiva 14: 743-752.
Fonseca, L. S. (2010). "Trabalho infanto-juvenil e formação humana: limites na potência ontológica e
banalização do sujeito de direitos." Trabalho, Educação e Saúde 8: 137-153.
Fonseca, M. (2009). "Políticas públicas para a qualidade da educação brasileira: entre o utilitarismo
econômico e a responsabilidade social." Cadernos CEDES 29: 153-177.
Franco Netto, G. (2003). "Globalização dos movimentos sociais: a resposta social à Globalização
Corporativa Neoliberal." Ciência & Saúde Coletiva 8: 860-861.
Frank, A. G. and M. Fuentes (1989). "Dez teses acerca dos movimentos sociais." Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 19-48.
Freire, L. M. d. B. (2010). "Movimentos sociais e controle social em saúde do trabalhador: inflexões,
dissensos e assessoria do Serviço Social." Serviço Social & Sociedade: 289-313.
Freitas, C. M. d. (2003). "Problemas ambientais, saúde coletiva e ciências sociais." Ciência & Saúde Coletiva
8: 137-150.
209
Freitas, C. M. d., et al. (2009). "Quem é quem na saúde ambiental brasileira? Identificação e caracterização
de grupos de pesquisas e organizações da sociedade civil." Ciência & Saúde Coletiva 14: 2071-2082.
Freitas, M. d. F. Q. d. (2007). "Educação de jovens e adultos, educação popular e processos de
conscientização: intersecções na vida cotidiana." Educar em Revista: 47-62.
Gadea, C. A. (2008). "O estudo dos movimentos sociais e a esquerda política na américa latina." Caderno
CRH 21: 493-504.
Gadea, C. A. and I. Scherer-Warren (2005). "A contribuição de Alain Touraine para o debate sobre sujeito e
democracia latino-americanos." Revista de Sociologia e Política: 39-45.
Garcia, S. G. (1995). "A propósito de sexualidades e culturas de resistência: modernidade, identidade e
política." Physis: Revista de Saúde Coletiva 5: 69-84.
Gatti, B. A. (2005). "Pesquisa, educação e pós-modernidade: confrontos e dilemas." Cadernos de Pesquisa
35: 595-608.
Gohn, M. d. G. (2006). "Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas
escolas." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 14: 27-38.
Gohn, M. d. G. (2008). "Abordagens teóricas no estudo dos movimentos sociais na américa latina." Caderno
CRH 21: 439-455.
Gohn, M. d. G. (2010). "Morumbi: o contraditório bairro-região de São Paulo." Caderno CRH 23: 267-281.
Gohn, M. d. G. (2011). "Movimentos sociais na contemporaneidade." Revista Brasileira de Educação 16:
333-361.
Goirand, C. (2009). "Movimentos sociais na América Latina: elementos para uma abordagem comparada."
Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 22: 323-354.
Gomes, F. G. (2006). "Conflito social e welfare state: Estado e desenvolvimento social no Brasil." Revista de
Administração Pública 40: 201-234.
Gomes, L. B. and E. E. Merhy (2011). "Compreendendo a educação popular em saúde: um estudo na
literatura brasileira." Cadernos de Saúde Pública 27: 7-18.
Gomez, C. M. and F. A. d. C. Lacaz (2005). "Saúde do trabalhador: novas-velhas questões." Ciência & Saúde
Coletiva 10: 797-807.
Gonçalves, F. M. (2011). "Operação urbana consorciada Vila Sônia e a possibilidade de diálogo." Estudos
Avançados 25: 205-218.
Gonçalves, L. A. O. and P. B. G. e. Silva (2003). "Multiculturalismo e educação: do protesto de rua a
propostas e políticas." Educação e Pesquisa 29: 109-123.
Goulart, F. A. A. (1993). "Representações sociais, ação política e cidadania." Cadernos de Saúde Pública 9:
477-486.
Guimarães, A. S. A. (2001). "A questão racial na política brasileira (os últimos quinze anos)." Tempo Social
13: 121-142.
Guizardi, F. L. and R. Pinheiro (2006). "Dilemas culturais, sociais e políticos da participação dos movimentos
sociais nos Conselhos de Saúde." Ciência & Saúde Coletiva 11: 797-805.
Guizardi, F. L. and R. Pinheiro (2008). "Novas práticas sociais na constituição do direito à saúde: a
experiência de um movimento fitoterápico comunitário." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 12:
210
109-122.
Gutierrez, C. J. and I. Lorini (2007). "A trilha de Morales: novo movimento social indígena na Bolívia." Novos
Estudos - CEBRAP: 49-70.
Hirata, H. (2002). "Globalização e divisão sexual do trabalho." Cadernos Pagu: 139-156.
Hirata, H. (2009). "A precarização e a divisão internacional e sexual do trabalho." Sociologias: 24-41.
Hita, M. G. and L. Duccini (2007). "Da Guerra à Paz: o nascimento de um ator social no contexto da "nova
pobreza" urbana em Salvador/Bahia." Caderno CRH 20: 281-297.
Hur, D. U. (2012). "Políticas da psicologia: histórias e práticas das associações profissionais (CRP e SPESP)
de São Paulo, entre a ditadura e a redemocratização do país." Psicologia USP 23: 69-90.
Janotti, M. d. L. M. (2005). "Balaiada: construção da memória histórica." História (São Paulo) 24: 41-76.
Jezine, E. (2006). "Pensamento crítico e movimentos sociais: diálogo para uma nova práxis." Trabalho,
Educação e Saúde 4: 467-469.
Kauchakje, S. (2008). "Solidariedade política e constituição de sujeitos: a atualidade dos movimentos
sociais." Sociedade e Estado 23: 667-696.
Kelly, J. M., et al. (2006). "Diferenças de gênero na República Dominicana, 1994-2004: dois passos à frente,
um passo para trás?" Opinião Pública 12: 241-276.
Kent, M. (2011). "A importância de ser uro: movimentos indígenas, políticas de identidade e pesquisa
genética nos andes peruanos." Horizontes Antropológicos 17: 297-324.
Kergoat, D. (2010). "Dinâmica e consubstancialidade das relações sociais." Novos Estudos - CEBRAP: 93103.
Kikuchi, B. A. (2007). "Assistência de enfermagem na doença falciforme nos serviços de atenção básica."
Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia 29: 331-338.
Kuper, A. (2002). "O retorno do nativo." Horizontes Antropológicos 8: 213-237.
Lampert, J. B., et al. (2009). "Projeto de avaliação de tendências de mudanças no curso de graduação nas
escolas médicas brasileiras." Revista Brasileira de Educação Médica 33: 5-18.
Landim, F. L. P. (2006). "Community helping services: dynamic of formation and expressiveness of the
cultural care." Revista Latino-Americana de Enfermagem 14: 930-938.
Leal, G. F. (2011). "Trabalhadores desempregados e luta coletiva: dificuldades e possibilidades." Caderno
CRH 24: 647-662.
Leher, R. (2003). "Reforma do estado: o privado contra o público." Trabalho, Educação e Saúde 1: 203-228.
Leite, I. B. (2008). "O projeto político quilombola: desafios, conquistas e impasses atuais." Revista Estudos
Feministas 16: 965-977.
Leite, J. F. and M. Dimenstein (2010). "Movimentos sociais e produção de subjetividade: o MST em
perspectiva." Psicologia & Sociedade 22: 269-278.
Leite Junior, J. (2012). "Transitar para onde?: monstruosidade, (des)patologização, (in)segurança social e
identidades transgêneras." Revista Estudos Feministas 20: 559-568.
Lemos, F. C. S. (2009). "O Estatuto da Criança e do Adolescente em discursos autoritários." Fractal : Revista
211
de Psicologia 21: 137-150.
Lima, G. F. d. C. (2009). "Educação ambiental crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis."
Educação e Pesquisa 35: 145-163.
LIMA, L. C. (1997). "PARA O ESTUDO DA EVOLUÇÃO DO ENSINO E DA FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO
EDUCACIONAL EM PORTUGAL." Revista da Faculdade de Educação 23.
Lisboa, T. K. and M. G. Lusa (2010). "Desenvolvimento sustentável com perspectiva de gênero - Brasil,
México e Cuba: mulheres protagonistas no meio rural." Revista Estudos Feministas 18: 871-887.
Lopes, E. M. T. (2000). "Relações coloniais como relações educativas." Revista Brasileira de Educação: 62-69.
Lopes Júnior, E. (2009). "As redes sociais do crime organizado: a perspectiva da nova sociologia
econômica." Revista Brasileira de Ciências Sociais 24: 53-68.
Lopes, L. P. d. M. (2010). "Os novos letramentos digitais como lugares de construção de ativismo político
sobre sexualidade e gênero." Trabalhos em Linguística Aplicada 49: 393-417.
LOURO, G. L. (2001). "Teoria queer: uma política pós-identitária para a educação." Revista Estudos
Feministas 9: 541-553.
Low, S. M. (2000). "Cultura in the modern city: the microgeographies of gender, class, and generation in the
costa rican plaza." Horizontes Antropológicos 6: 31-64.
Lüchmann, L. H. H. (2011). "Associações, participação e representação: combinações e tensões." Lua Nova:
Revista de Cultura e Política: 141-174.
Lüchmann, L. H. H. and J. Rodrigues (2007). "O movimento antimanicomial no Brasil." Ciência & Saúde
Coletiva 12: 399-407.
Luz, A. F. d. and J. R. Santin (2010). "As relações de trabalho e sua regulamentação no Brasil a partir da
revolução de 1930." História (São Paulo) 29: 268-278.
Macedo, M. E. (2005). "Entre a "violência" e a "espontaneidade" reflexões sobre os processos de
mobilização para ocupações de terra no Rio de Janeiro." Mana 11: 473-497.
Machado, A. M. B. (2012). "Serviço Social e educação popular: diálogos possíveis a partir de uma
perspectiva crítica." Serviço Social & Sociedade: 151-178.
Machado, J. A. S. (2007). "Ativismo em rede e conexões identitárias: novas perspectivas para os
movimentos sociais." Sociologias: 248-285.
MACIEL, M. R. C. (2000). "Portadores de deficiência: a questão da inclusão social." São Paulo em Perspectiva
14: 51-56.
Madlener, F. and N. F. Dinis (2007). "A homossexualidade e a perspectiva foucaultiana." Revista do
Departamento de Psicologia. UFF 19: 49-60.
Maia, P. R. d. S., et al. (2006). "Rede Nacional de Bancos de Leite Humano: gênese e evolução." Revista
Brasileira de Saúde Materno Infantil 6: 285-292.
Maneschy, M. C., et al. (2012). "Pescadoras: subordinação de gênero e empoderamento." Revista Estudos
Feministas 20: 713-737.
Marques, E. C. and R. Mirandola Bichir (2002). "Clivagens ideológicas e empresas privadas nos
investimentos públicos urbanos: São Paulo 1978-1998." Revista Brasileira de Ciências Sociais 17: 71-87.
212
Marques, M. C. d. C. (2002). "Saúde e poder: a emergência política da Aids/HIV no Brasil." História, Ciências,
Saúde-Manguinhos 9: 41-65.
Marteleto, R. M. (2001). "Análise de redes sociais - aplicação nos estudos de transferência da informação."
Ciência da Informação 30: 71-81.
Martins, A. M. (2007). "Gestão de escola pública: análise de uma proposta de intervenção." Cadernos de
Pesquisa 37: 711-730.
Martins, J. d. S. (2000). "As mudanças nas relações entre a sociedade e o Estado e a tendência à anomia nos
movimentos sociais e nas organizações populares." Estudos Avançados 14: 268-278.
Martins, P. H. (2010). "Redes sociais como novo marco interpretativo das mobilizações coletivas
contemporâneas." Caderno CRH 23: 401-418.
Mazzarino, J. (2008). "Matrizes que se cruzam: interações entre movimento socioambiental e campo
jornalístico." Ambiente & Sociedade 11: 49-66.
Mcadam, D. and S. Tarrow (2011). "Movimentos sociais e eleições: por uma compreensão mais ampla do
contexto político da contestação." Sociologias 13: 18-51.
McAdam, D., et al. (2009). "Para mapear o confronto político." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 1148.
Medeiros, L. F. R. d. and K. B. Macêdo (2006). "Catador de material reciclável: uma profissão para além da
sobrevivência?" Psicologia & Sociedade 18: 62-71.
Melo, V. A. d. (2007). "Esporte, futurismo e modernidade." História (São Paulo) 26: 201-225.
Melucci, A. (1989). "Um objetivo para os movimentos sociais?" Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 4966.
Mendonça, P. M. E. d., et al. (2010). "Empreendedorismo institucional na emergência do campo de políticas
públicas em HIV/aids no Brasil." RAE eletrônica 9: 0-0.
Mendonça, R. F. (2007). "Movimentos sociais como acontecimentos: linguagem e espaço público." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 115-142.
Menezes, J. S. S. (2012). "Educação em tempo integral: direito e financiamento." Educar em Revista: 137152.
Menezes Neto, A. J. (2007). "A Igreja Católica e os Movimentos Sociais do Campo: a Teologia da Libertação
e o Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra." Caderno CRH 20: 331-341.
Mercadante, M. T., et al. (2006). "Saccadic movements using eye-tracking technology in individuals with
autism spectrum disorders: pilot study." Arquivos de Neuro-Psiquiatria 64: 559-562.
Minayo, C. (2003). "Os movimentos sociais e o novo papel dos estados-nação diante do fenômeno da
globalização." Ciência & Saúde Coletiva 8: 866-869.
Minayo, M. C. d. S. (1994). "Violência social sob a perspectiva da saúde pública." Cadernos de Saúde
Pública 10: S7-S18.
Minayo, M. C. d. S. (2006). "A inclusão da violência na agenda da saúde: trajetória histórica." Ciência &
Saúde Coletiva 11: 1259-1267.
Minayo, M. C. d. S. (2006). "The inclusion of violence in the health agenda: historical trajectory." Ciência &
Saúde Coletiva 11: 375-383.
213
Miskolci, R. (2009). "A Teoria Queer e a Sociologia: o desafio de uma analítica da normalização."
Sociologias: 150-182.
Misoczky, M. C. (2009). "Abordagem de redes no estudo de movimentos sociais: entre o modelo e a
metáfora." Revista de Administração Pública 43: 1147-1180.
Misoczky, M. C. A., et al. (2008). "Estudos organizacionais e movimentos sociais: o que sabemos? para onde
vamos?" Cadernos EBAPE.BR 6: 01-14.
Misoczky, M. C. A., et al. (2009). "Bloch, Gramsci e Paulo Freire: referências fundamentais para os atos da
denúncia e do anúncio." Cadernos EBAPE.BR 7: 448-471.
Mitrulis, E. and S. T. d. S. Penin (2006). "Pré-vestibulares alternativos: da igualdade à eqüidade." Cadernos
de Pesquisa 36: 269-298.
Moehlecke, S. (2009). "As políticas de diversidade na educação no governo Lula." Cadernos de Pesquisa 39:
461-487.
Monteiro, A., et al. (2006). "Estado democrático de direito e políticas públicas: estatal é necessariamente
público?" Psicologia & Sociedade 18: 7-12.
Moraes, I. H. S. d., et al. (2009). "Inclusão digital e conselheiros de saúde: uma política para a redução da
desigualdade social no Brasil." Ciência & Saúde Coletiva 14: 879-888.
Moreira, A. F. B. (2001). "A recente produção científica sobre currículo e multiculturalismo no Brasil (19952000): avanços, desafios e tensões." Revista Brasileira de Educação: 65-81.
Moreira, C. (2000). "A esquerda no Uruguai e no Brasil: cultura política e desenvolvimento partidário."
Opinião Pública 6: 17-54.
Moreno, R. C. and A. M. F. Almeida (2009). ""Isso é política, meu!" socialização militante e
institucionalização dos movimentos sociais." Pro-Posições 20: 59-76.
Munck, G. L. (1997). "Formação de Atores, Coordenação Social e Estratégia Política: Problemas Conceituais
do Estudo dos Movimentos Sociais." Dados 40.
Nascimento, V. E. d. S., et al. (2010). "Direitos de propriedade, investimentos e conflitos de terra no Brasil:
uma análise da experiência paranaense." Revista de Economia e Sociologia Rural 48: 705-748.
Nobre, M. and N. Faria (2003). "Feminismo em movimento: temas e processos organizativos da Marcha
Mundial das Mulheres no Fórum Social Mundial." Revista Estudos Feministas 11: 623-632.
Nunes, M. V. (2004). "As rádios comunitárias nas campanhas eleitorais: exercício da cidadania ou
instrumentalização (1998-2000)." Revista de Sociologia e Política: 59-76.
Oliveira, M. A., et al. (1999). "Talidomida no Brasil: vigilância com responsabilidade compartilhada?"
Cadernos de Saúde Pública 15: 99-112.
Oliveira, R. M. d. (1998). "A dengue no Rio de Janeiro: repensando a participação popular em saúde."
Cadernos de Saúde Pública 14: S69-S78.
Oliveira, W. J. F. d. (2008). "Engajamento político, competência técnica e elites dirigentes do movimento
ambientalista." Revista de Sociologia e Política 16: 167-186.
Oliveira, W. J. F. d. (2009). "Os usos da educação no militantismo ambientalista." Pro-Posições 20: 77-92.
214
Oliveira, W. V. d. (2011). "A fabricação da loucura: contracultura e antipsiquiatria." História, Ciências, SaúdeManguinhos 18: 141-154.
Patarra, N. L. (2005). "Migrações internacionais de e para o Brasil contemporâneo: volumes, fluxos,
significados e políticas." São Paulo em Perspectiva 19: 23-33.
Patarra, N. L. (2006). "Migrações internacionais: teorias, políticas e movimentos sociais." Estudos Avançados
20: 7-24.
Patarra, N. L. and R. Baeninger (2006). "Mobilidade espacial da população no Mercosul: metrópoles e
fronteiras." Revista Brasileira de Ciências Sociais 21: 83-102.
Pedro, J. M. (2005). "Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica." História (São
Paulo) 24: 77-98.
Pena, P. G. L., et al. (2011). "Trabalho artesanal, cadências infernais e lesões por esforços repetitivos: estudo
de caso em uma comunidade de mariscadeiras na Ilha de Maré, Bahia." Ciência & Saúde Coletiva 16: 33833392.
Peralva, A. (1994). "França: imigrantes, estrangeiros, estranhos." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 5976.
Pereira, D. d. C. and A. d. P. Carrieri (2005). "Movimentos de desterritorialização e reterritorilização na
transformação das organizações." RAE eletrônica 4: 0-0.
Pereira, L. M. F., et al. (2011). "Acessibilidade e crianças com paralisia cerebral: a visão do cuidador
primário." Fisioterapia em Movimento 24: 299-306.
Pereira, M. A. (2012). "Movimentos sociais e democracia: a tensão necessária." Opinião Pública 18: 68-87.
Pérez Jiménez, R. and V. M. R. Nogueira (2009). "La construcción de los derechos sociales y los sistemas
sanitarios: los desafíos de las fronteras." Revista Katálysis 12: 50-58.
Pessoa, V. M. and R. M. Rigotto (2012). "Agronegócio: geração de desigualdades sociais, impactos no
modo de vida e novas necessidades de saúde nos trabalhadores rurais." Revista Brasileira de Saúde
Ocupacional 37: 65-77.
Petrarca, F. R. and C. E. B. Neves (2011). ""Direitos Humanos se conquistam na luta": igualdade racial,
ativismo jurídico e defesa de causas coletivas no Rio Grande do Sul." Sociedade e Estado 26: 151-173.
Pinçon, M. and M. Pinçon-Charlot (2007). "Sociologia da alta burguesia." Sociologias: 22-37.
Pinto, M. d. R. and L. L. d. S. Santos (2008). "Em busca de uma trilha interpretativista para a pesquisa do
consumidor: uma proposta baseada na fenomenologia, na etnografia e na grounded theory." RAE
eletrônica 7: 0-0.
Porto, M. F. and B. Milanez (2009). "Eixos de desenvolvimento econômico e geração de conflitos
socioambientais no Brasil: desafios para a sustentabilidade e a justiça ambiental." Ciência & Saúde Coletiva
14: 1983-1994.
Porto, M. F. and W. L. Soares (2012). "Modelo de desenvolvimento, agrotóxicos e saúde: um panorama da
realidade agrícola brasileira e propostas para uma agenda de pesquisa inovadora." Revista Brasileira de
Saúde Ocupacional 37: 17-31.
Porto, M. F. d. S. and G. E. Schütz (2012). "Gestão ambiental e democracia: análise crítica, cenários e
desafios." Ciência & Saúde Coletiva 17: 1447-1456.
215
Possas, C. (1992). "Estado, movimentos sociais e reformas na América Latina: uma reflexão sobre a crise
contemporânea." Physis: Revista de Saúde Coletiva 2: 185-202.
Potiguar Júnior, P. L. T. (2007). "Desvelando o invisível: os movimentos sociais na pesca e suas ações no
estuário do Pará." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 2: 51-62.
Prado, M. A. M. and F. A. Costa (2011). "Estratégia de articulação e estratégia de aliança: possibilidades
para a luta política." Sociedade e Estado 26: 685-720.
Prandoni, R. F. S. and M. I. C. d. S. Padilha (2004). "A reforma psiquiátrica no Brasil: eu preciso destas
palavras." Texto & Contexto - Enfermagem 13: 633-640.
Quirós, J. (2009). "Política e economia na ação coletiva: uma crítica etnográfica às premissas dicotômicas."
Mana 15: 127-153.
Ramalho, N. (2012). "O trabalho sexual: discursos e práticas dos assistentes sociais em debate." Sexualidad,
Salud y Sociedad (Rio de Janeiro): 64-91.
Ramos, S. (2004). "O papel das ONGs na construção de políticas de saúde: a Aids, a saúde da mulher e a
saúde mental." Ciência & Saúde Coletiva 9: 1067-1078.
Rangel-S., M. L. (2003). "Epidemia e mídia: sentidos construídos em narrativas jornalísticas." Saúde e
Sociedade 12: 5-17.
Reis, R. R. (2012). "O direito à terra como um direito humano: a luta pela reforma agrária e o movimento de
direitos humanos no Brasil." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 89-122.
Ribeiro, L. (1989). "Os movimentos sociais e sua relação com a questão da saúde." Cadernos de Saúde
Pública 5: 264-275.
Ribeiro, M. (1999). "Exclusão: problematizando o conceito." Educação e Pesquisa 25: 35-49.
Ribeiro, M. (2002). "Educação para a cidadania: questão colocada pelos movimentos sociais." Educação e
Pesquisa 28: 113-128.
Ribeiro, M. (2008). "Pedagogia da alternância na educação rural/do campo: projetos em disputa." Educação
e Pesquisa 34: 27-45.
Ribeiro, M. (2009). "Trabalho e educação no movimento camponês: liberdade ou emancipação?" Revista
Brasileira de Educação 14: 423-439.
Ribeiro, M. (2012). "Educação do campo: embate entre Movimento Camponês e Estado." Educação em
Revista 28: 459-490.
Rifiotis, T. (2004). "As delegacias especiais de proteção à mulher no Brasil e a «judiciarização» dos conflitos
conjugais." Sociedade e Estado 19: 85-119.
Rifiotis, T. (2008). "Judiciarização das relações sociais e estratégias de reconhecimento: repensando a
'violência conjugal' e a 'violência intrafamiliar'." Revista Katálysis 11: 225-236.
Rodrigues, C. S. and M. A. M. Prado (2010). "Movimento de mulheres negras: trajetória política, práticas
mobilizatórias e articulações com o Estado brasileiro." Psicologia & Sociedade 22: 445-456.
Rodrigues, R. A. P., et al. (2008). "Doctoral education in nursing in Brazil." Revista Latino-Americana de
Enfermagem 16: 665-671.
Rolando Cornejo, J. (2011). "Configuración de la homosexualidad medicalizada en Chile." Sexualidad, Salud
y Sociedad (Rio de Janeiro): 109-136.
216
Rosa, A. R. and P. Mendonça (2011). "Movimentos sociais e análise organizacional: explorando
possibilidades a partir da teoria de frames e a de oportunidades políticas." Organizações & Sociedade 18:
643-660.
Rosa, M. C. (2012). "Reforma agrária e land reform: movimentos sociais e o sentido de ser um sem-terra no
Brasil e na África do Sul." Caderno CRH 25: 99-114.
Rosa, M. C. (2012). "A terra e seus vários sentidos: por uma sociologia e etnologia dos moradores de
fazenda na África do Sul contemporânea." Sociedade e Estado 27: 361-385.
Rosemberg, F. (2002). "Organizações multilaterais, estado e políticas de educação infantil: history repeats."
Cadernos de Pesquisa: 25-63.
Russel, C., et al. (2011). "Tornando queer a educação ambiental." Revista Estudos Feministas 19: 225-238.
Sales, C. d. M. V. (2007). "Mulheres rurais: tecendo novas relações e reconhecendo direitos." Revista
Estudos Feministas 15: 437-443.
Sandalowski, M. C. (2006). "Sistema de justiça criminal e violência doméstica contra as crianças e os
adolescentes: um estudo sociológico." Revista Katálysis 9: 107-116.
Sant'Ana, R. B. d. (2005). "Psicologia Social na escola: as contribuições de G. H. Mead." Psicologia &
Sociedade 17: 67-74.
Santos, F. S. D. D. (1993). "Alcoolismo: algumas reflexões acerca do imaginário de uma doença." Physis:
Revista de Saúde Coletiva 3: 75-96.
Santos, L. A. d. C. (1994). "Um século de cólera: itinerário do medo." Physis: Revista de Saúde Coletiva 4: 79110.
Santos, L. A. d. C. and R. É. D. d. Figueiredo (2012). "Belisário Penna, combatente: um capítulo da história da
saúde pública brasileira." Saúde e Sociedade 21: 848-857.
Santos, L. A. d. C., et al. (1992). "Os anos 80: a politização do sangue." Physis: Revista de Saúde Coletiva 2:
107-149.
Santos, L. A. d. C., et al. (1993). "A politização do sangue no primeiro mundo." Physis: Revista de Saúde
Coletiva 3: 165-192.
Santos Neto, E. T. d., et al. (2008). "Políticas de saúde materna no Brasil: os nexos com indicadores de saúde
materno-infantil." Saúde e Sociedade 17: 107-119.
Santos, R. V. and M. C. Maio (2005). "Antropologia, raça e os dilemas das identidades na era da genômica."
História, Ciências, Saúde-Manguinhos 12: 447-468.
Santos, S. D. M. d. (2012). "A precarização do trabalho docente no Ensino Superior: dos impasses às
possibilidades de mudanças." Educar em Revista: 229-244.
Sartori, E. (2006). "Trabalho infantil em Franca: um laboratório das lutas sociais em defesa da criança e do
adolescente." Cadernos Pagu: 253-278.
Scherer-Warren, I. (2006). "Das mobilizações às redes de movimentos sociais." Sociedade e Estado 21: 109130.
Scherer-Warren, I. (2008). "Redes de movimentos sociais na américa latina: caminhos para uma política
emancipatória?" Caderno CRH 21: 505-517.
217
Schwertner, S. F. (2007). "Análise das condições de produção de Cidade dos homens: articulações entre
Educação e Comunicação." Educação e Pesquisa 33: 47-61.
Seidl, E. (2011). "(Re)pensar os movimentos sociais." Revista Brasileira de Ciências Sociais 26: 178-181.
Sekkel, M. C., et al. (2010). "Uma questão para a educacão inclusiva: expor-se ou resguardar-se?"
Psicologia: Ciência e Profissão 30: 296-307.
Severo, D. O., et al. (2007). "Articulação nacional de movimentos e práticas de educação popular e saúde
no Estado de Santa Catarina: fortalezas e fragilidades." Texto & Contexto - Enfermagem 16: 239-245.
Sigaud, L. (2005). "As condições de possibilidade das ocupações de terra." Tempo Social 17: 255-280.
Silva, C. M. C. d. S. (1999). "Intercultura e movimentos sociais." Cadernos de Pesquisa: 233-235.
Silva, E. R. d. and F. R. Schramm (1997). "A questão ecológica: entre a ciência e a ideologia/utopia de uma
época." Cadernos de Saúde Pública 13: 355-365.
Silva, F. H. V. d. C. e. (2012). "A Psicologia do trânsito e os 50 anos de profissão no Brasil." Psicologia:
Ciência e Profissão 32: 176-193.
Silva, F. R. and H. C. Nardi (2011). "A construção social e política pela não-discriminação por orientação
sexual." Physis: Revista de Saúde Coletiva 21: 251-265.
Silva, J. (2009). "Nos labirintos da lei: a retórica da reforma agrária no Estado Democrático de Direito Brasil 1995/2006." História (São Paulo) 28: 467-494.
Silva, L. R. F. (2008). "Da velhice à terceira idade: o percurso histórico das identidades atreladas ao processo
de envelhecimento." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 15: 155-168.
Silva, M. F. F., et al. (2011). "Conteúdos psíquicos e efeitos sociais associados à paralisia facial periférica:
abordagem fonoaudiológica." Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia 15: 450-460.
Silva, M. K. and G. d. L. Oliveira (2011). "A face oculta(da) dos movimentos sociais: trânsito institucional e
intersecção Estado-Movimento - uma análise do movimento de economia solidária no Rio Grande do Sul."
Sociologias 13: 86-124.
Silva, M. L. C. d., et al. (2012). "Movimentos sociais e redes: reflexões a partir do pensamento de Ilse
Scherer-Warren." Serviço Social & Sociedade: 112-125.
Siqueira, C. E., et al. (2003). "A globalização dos movimentos sociais: resposta social à Globalização
Corporativa Neoliberal." Ciência & Saúde Coletiva 8: 847-858.
Sirvent, M. T. (2005). "La educación de jóvenes y adultos frente al desafío de los movimientos sociales
emergentes en Argentina." Revista Brasileira de Educação: 37-49.
Soares, G. S. (2012). "Entre o projeto de modernidade e a efetivação da democracia: marcas deixadas na
construção da vida social brasileira." Serviço Social & Sociedade: 31-44.
Sodré, F. (2011). "A agenda global dos movimentos sociais." Ciência & Saúde Coletiva 16: 1781-1791.
Soratto, J., et al. (2010). "Participação popular e controle social em saúde: desafios da Estratégia Saúde da
Família." Physis: Revista de Saúde Coletiva 20: 1227-1243.
Souza, D. B. and C. M. Dall'Agnol (2008). "Social representations of health surveillance among workers."
Revista Latino-Americana de Enfermagem 16: 452-457.
218
Souza, E. C. B. d. and M. D. B. d. Magalhães (2002). "Os pentecostais: entre a fé e a política." Revista
Brasileira de História 22: 85-105.
Souza, L. V. e. and M. A. d. Santos (2009). "A construção social de um grupo multifamiliar no tratamento
dos transtornos alimentares." Psicologia: Reflexão e Crítica 22: 483-492.
Souza, M. A. d. (2007). "A pesquisa sobre educação e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
(MST) nos Programas de Pós-Graduação em Educação." Revista Brasileira de Educação 12: 443-461.
Souza, M. A. d. (2008). "Educação do campo: políticas, práticas pedagógicas e produção científica."
Educação & Sociedade 29: 1089-1111.
Souza, M. A. d. (2012). "Educação do campo, desigualdades sociais e educacionais." Educação & Sociedade
33: 745-763.
Souza, N. R. d. (1999). "A esquerda militante: entre o engajamento pastoral e os revides locais." Revista de
Sociologia e Política: 131-146.
Souza, W. d. S. (2001). "Associações civis em saúde mental no Rio de Janeiro: democratizando os espaços
sociais." Cadernos de Saúde Pública 17: 933-939.
Sposati, A. and E. Lobo (1992). "Controle social e políticas de saúde." Cadernos de Saúde Pública 8: 366378.
Stehr, N. (2008). "Liberdade é filha do conhecimento?" Tempo Social 20: 221-234.
Stotz, E. N. (1994). "Movimentos sociais e saúde: notas para uma discussão." Cadernos de Saúde Pública
10: 264-268.
Stotz, E. N. (2005). "A educação popular nos movimentos sociais da saúde: uma análise de experiências nas
décadas de 1970 e 1980." Trabalho, Educação e Saúde 3: 9-30.
Streck, D. R. (2010). "Entre emancipação e regulação: (des)encontros entre educação popular e movimentos
sociais." Revista Brasileira de Educação 15: 300-310.
Streck, D. R. and T. Adams (2012). "Pesquisa em educação: os movimentos sociais e a reconstrução
epistemológica num contexto de colonialidade." Educação e Pesquisa 38: 243-258.
Szwako, J. (2009). "Os sentidos da democracia: crítica, aposta e perplexidade na produção do cenedic." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 251-303.
Tesser, C. D. and I. M. C. d. Sousa (2012). "Atenção primária, atenção psicossocial, práticas integrativas e
complementares e suas afinidades eletivas." Saúde e Sociedade 21: 336-350.
Tostes, A. P. B. (2004). "Identidades transnacionais e o estado: viço e teimosia?" Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 39-66.
Touraine, A. (2006). "Na fronteira dos movimentos sociais." Sociedade e Estado 21: 17-28.
Trad, L. A. B. (2003). "Processo migratório e saúde mental: rupturas e continuidade na vida cotidiana."
Physis: Revista de Saúde Coletiva 13: 139-156.
Trein, E. and M. Ciavatta (2003). "O percurso teórico e empírico do GT Trabalho e Educação: uma análise
para debate." Revista Brasileira de Educação: 140-164.
Trein, E. and M. Ciavatta (2009). "A historicidade do percurso do GT trabalho e educação: uma análise para
debate." Trabalho, Educação e Saúde 7: 15-49.
219
Tyrrel, M. A. R., et al. (2005). "Ensino de Enfermagem Obstétrica no Brasil: (des)acertos 1972-1996." Revista
Brasileira de Enfermagem 58: 677-681.
Valente, I. and R. Romano (2002). "PNE: Plano Nacional de Educação ou carta de intenção?" Educação &
Sociedade 23: 96-107.
Vandenberghe, F. (2011). "Um estado para o cosmopolitismo." Novos Estudos - CEBRAP: 85-101.
Vasconcellos, H. S. R. d., et al. (2009). "Espaços educativos impulsionadores da educação ambiental."
Cadernos CEDES 29: 29-47.
Vasconcellos, M. and A. M. Vasconcellos (2012). "Social movement, public policy changes and partnerships
building for local development." Interações (Campo Grande) 13: 243-258.
Vasconcelos, E. M. (2004). "Educação popular: de uma prática alternativa a uma estratégia de gestão
participativa das políticas de saúde." Physis: Revista de Saúde Coletiva 14: 67-83.
Velloso, R. V. (2008). "O ciberespaço como ágora eletrônica na sociedade contemporânea." Ciência da
Informação 37: 103-109.
Vendramini, C. R. (2007). "Educação e trabalho: reflexões em torno dos movimentos sociais do campo."
Cadernos CEDES 27: 121-135.
Vendramini, C. R. (2007). "Pesquisa e movimentos sociais." Educação & Sociedade 28: 1395-1409.
Ventura, D. and I. Z. Miola (2009). "Os efeitos da transnacionalização sobre a governança regional: o caso
da conflituosa implantação da indústria de celulose no cone sul da América." Contexto Internacional 31:
391-427.
Vigevani, T. (1989). "Movimentos sociais na transição Brasileira: a dificuldade de elaboração do projeto."
Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 93-109.
Villa, R. D. (2009). "Novas lideranças sul-americanas: clivagens sobre o binômio estabilidade-instabilidade
política." Revista de Sociologia e Política 17: 71-82.
Villas Bôas, G. (2008). "A estética da conversão: o ateliê do Engenho de Dentro e a arte concreta carioca
(1946-1951)." Tempo Social 20: 197-219.
Vinadé, T. F. and P. A. Guareschi (2007). "Inventando a contra-mola que resiste: um estudo sobre a
militância na contemporaneidade." Psicologia & Sociedade 19: 68-75.
Westphal, M. F. (1994). "Movimentos sociais e comunitários no campo da saúde como sujeitos e objetos de
experiências educativas." Saúde e Sociedade 3: 127-148.
Wolff, C. S. (2008). "Estudos feministas e movimentos sociais: desafios de uma militância acadêmica em
forma de revista." Revista Estudos Feministas 16: 81-86.
Zanella, A. V. and R. S. Pereira (2001). "Constituir-se enquanto grupo: a ação de sujeitos na produção do
coletivo." Estudos de Psicologia (Natal) 6: 105-114.
Zhouri, A. and R. Oliveira (2012). "Development and environmental conflicts in Brazil: challenges for
anthropology and anthropologists." Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology 9: 181-208.
220
Palavra-chave “Protesto Social”
Alonso, A. (2011). "Associativismo avant la lettre: as sociedades pela abolição da escravidão no Brasil
oitocentista." Sociologias 13: 166-199.
Beynon, H. (1999). "Protesto ambiental e mudança social no Reino Unido." Mana 5: 07-28.
Borges, M. T. T. and R. H. S. Barbosa (2009). "As marcas de gênero no fumar feminino: uma aproximação
sociológica do tabagismo em mulheres." Ciência & Saúde Coletiva 14: 1129-1139.
Gomes, F. and R. Ferreira (2008). "A miragem da miscigenação." Novos Estudos - CEBRAP: 141-160.
Gonçalves, L. A. O. and P. B. G. e. Silva (2003). "Multiculturalismo e educação: do protesto de rua a
propostas e políticas." Educação e Pesquisa 29: 109-123.
Grimberg, M. (2009). "Poder, políticas y vida cotidiana un estudio antropológico sobre protesta y
resistencia social en el área metropolitana de Buenos Aires." Revista de Sociologia e Política 17: 83-94.
Jimeno, M. (2010). "Emoções e política: a vítima e a construção de comunidades emocionais." Mana 16: 99121.
Lopes, E. M. T. (2000). "Relações coloniais como relações educativas." Revista Brasileira de Educação: 62-69.
McAdam, D., et al. (2009). "Para mapear o confronto político." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 1148.
Moreno, R. C. and A. M. F. Almeida (2009). ""Isso é política, meu!" socialização militante e
institucionalização dos movimentos sociais." Pro-Posições 20: 59-76.
Napolitano, M. (2003). "Hoje preciso refletir um pouco: ser social e tempo histórico na obra de Chico
Buarque de Hollanda 1971/1978." História (São Paulo) 22: 115-134.
221
Palavra-chave “Redes Sociais”
Abers, R. and M. U. Bülow (2011). "Movimentos sociais na teoria e na prática: como estudar o ativismo
através da fronteira entre estado e sociedade?" Sociologias 13: 52-84.
Aboim, S. (2011). "Redes sociais e comportamento sexual: para uma visão relacional da sexualidade, do
risco e da prevenção." Saúde e Sociedade 20: 207-224.
Abramovay, R. (2009). "Anticapitalismo e inserção social dos mercados." Tempo Social 21: 65-87.
Aguiar, V. d. S. M., et al. (2008). "Fatores críticos de sucesso no processo de formação e desenvolvimento
de consórcios de exportação no setor de confecções." RAM. Revista de Administração Mackenzie 9: 138156.
Aires, B. F. d. C. and R. P. Bastos (2011). "Representações sobre meio ambiente de alunos da Educação
Básica de Palmas (TO)." Ciência & Educação (Bauru) 17: 353-364.
AKKARI, A. J. (2001). "Desigualdades educativas estruturais no Brasil: entre estado, privatização e
descentralização." Educação & Sociedade 22: 163-189.
Albuquerque Filho, J. B. and C. L. Machado-da-Silva (2009). "Práticas organizacionais e estrutura de
relações no campo do desenvolvimento metropolitano." Revista de Administração Contemporânea 13:
626-646.
Almeida, M. F. d., et al. (2002). "Mortalidade neonatal no Município de São Paulo: influência do peso ao
nascer e de fatores sócio-demográficos e assistenciais." Revista Brasileira de Epidemiologia 5: 93-107.
Alonso, A. (2010). "O abolicionista cosmopolita: Joaquim Nabuco e a rede abolicionista transnacional."
Novos Estudos - CEBRAP: 55-70.
Alvarenga, M. R. M., et al. (2011). "Rede de suporte social do idoso atendido por equipes de Saúde da
Família." Ciência & Saúde Coletiva 16: 2603-2611.
Alves, V. S. (2009). "Modelos de atenção à saúde de usuários de álcool e outras drogas: discursos políticos,
saberes e práticas." Cadernos de Saúde Pública 25: 2309-2319.
Amantino-de-Andrade, J. (2004). "Actor-network theory (ANT): uma tradução para compreender o
relacional e o estrutural nas redes interorganizacionais?" Cadernos EBAPE.BR 2: 01-14.
Amorim, A. K. d. M. A. and M. Dimenstein (2009). "Desinstitucionalização em saúde mental e práticas de
cuidado no contexto do serviço residencial terapêutico." Ciência & Saúde Coletiva 14: 195-204.
Amparo, D. M. d., et al. (2008). "Adolescentes e jovens em situação de risco psicossocial: redes de apoio
social e fatores pessoais de proteção." Estudos de Psicologia (Natal) 13: 165-174.
Andrade, T. N. d. (2006). "Aspectos sociais e tecnológicos das atividades de inovação." Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 139-166.
Araújo, L. F. d., et al. (2012). "Violência contra pessoa idosa: representações sociais entre adolescentes do
arquipélago de Fernando de Noronha-PE." Psicologia & Sociedade 24: 104-111.
Araújo, S. S. C. d., et al. (2006). "Suporte social, promoção de saúde e saúde bucal na população idosa no
Brasil." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 10: 203-216.
Arilha, M. M. (2012). "Misoprostol: percursos, mediações e redes sociais para o acesso ao aborto
medicamentoso em contextos de ilegalidade no Estado de São Paulo." Ciência & Saúde Coletiva 17: 17851794.
Assis, G. d. O. (2007). "Mulheres migrantes no passado e no presente: gênero, redes sociais e migração
222
internacional." Revista Estudos Feministas 15: 745-772.
Auad, J. C. and M. I. G. Conceição (2008). "Inserção social universitária: uma investigação com base no
átomo social mínimo." Paidéia (Ribeirão Preto) 18: 139-154.
Azeredo, V. G. (2010). "Entre paredes e redes: o lugar da mulher nas famílias pobres." Serviço Social &
Sociedade: 576-590.
Azevedo, E. d., et al. (2012). "Práticas intersetoriais nas políticas públicas de promoção de saúde." Physis:
Revista de Saúde Coletiva 22: 1333-1356.
Azevedo, J. C., et al. (2012). "Reflexões a cerca das estruturas psíquicas e a prática do Ciberbullying no
contexto da escola." Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação 35: 247-265.
Backes, D. S., et al. (2012). "Vivência teórico-prática inovadora no ensino de enfermagem." Escola Anna
Nery 16: 597-602.
Baldi, M. and F. Lopes (2008). "Primar orgânica: inovação em tempos de crise." Cadernos EBAPE.BR 6: 0116.
Balestrin, A., et al. (2010). "O campo de estudo sobre redes de cooperação interorganizacional no Brasil."
Revista de Administração Contemporânea 14: 458-477.
Barbosa, M. T. S., et al. (2000). "Modelos dinâmicos e redes sociais: revisão e reflexões a respeito de sua
contribuição para o entendimento da epidemia do HIV." Cadernos de Saúde Pública 16: S37-S51.
Barros, F. L. d. (2011). "Redes e participação social em campos políticos da cooperação internacional: a
experiência brasileira." Sociedade e Estado 26: 301-327.
Baumgarten, M., et al. (2007). "Sociedade e conhecimento: novas tecnologias e desafios para a produção
de conhecimento nas ciências sociais." Sociedade e Estado 22: 401-433.
Bello, P. C., et al. (2008). "Diagnóstico de enfermería en la salud física de preescolares, en una comunidad
mexicana." Escola Anna Nery 12: 97-101.
Bezerra, M. A. A. and E. A. d. Araújo (2011). "Reflexões epistemológicas no contexto do Orkut: ética da
informação, sociabilidade, liberdade e identidade." Perspectivas Em Ciencia Da Informacao 16: 50-66.
Biesmeijer, J. C., et al. (2005). "Connectance of Brazilian social bee: food plant networks is influenced by
habitat, but not by latitude, altitude or network size." Biota Neotropica 5: 85-93.
Bittencourt, Z. Z. L. d. C., et al. (2011). "Surdez, redes sociais e proteção social." Ciência & Saúde Coletiva
16: 769-776.
Boeira, S. L. (2006). "Indústria de tabaco e cidadania: confronto entre redes organizacionais." Revista de
Administração de Empresas 46: 28-41.
Borges, A. (2010). "Já não se fazem mais máquinas políticas como antigamente: competição vertical e
mudança eleitoral nos estados brasileiros." Revista de Sociologia e Política 18: 167-188.
Borges, L. d. O. (1999). "A estutura fatorial dos atributos valorativos e descritivos do trabalho: um estudo
empírico de aperfeiçoamento e validação de um questionário." Estudos de Psicologia (Natal) 4: 107-139.
Borsato, R., et al. (2010). "Rede de responsabilidade socioambiental: uma metodologia para análise no
setor de celulose e papel." Revista Árvore 34: 355-365.
Bortollossi, L. N. and M. Sampaio (2012). "A produção acadêmica publicada na revista Gestão & Produção
de 1999 a 2010: tendências e direções para pesquisas futuras." Gestão & Produção 19: 189-201.
223
Braga, L., et al. (2008). "Formação de redes de consultoria organizacional: o lugar especial dos fatores
relacionais." Cadernos EBAPE.BR 6: 01-17.
Braga, M. J. d. C., et al. (2008). "Mundos pequenos, produção acadêmica e grafos de colaboração: um
estudo de caso dos Enanpads." Revista de Administração Pública 42: 133-154.
Braile, D. M. (2012). "A RBCCV nas redes sociais." Revista Brasileira De Cirurgia Cardiovascular 27: I-III.
Brêda, M. Z. and L. G. d. S. Augusto (2001). "O cuidado ao portador de transtorno psíquico na atenção
básica de saúde." Ciência & Saúde Coletiva 6: 471-480.
Bringel, B. and A. Falero (2008). "Redes transnacionais de movimentos sociais na América Latina e o desafio
de uma nova construção socioterritorial." Caderno CRH 21: 267-286.
Brito, T. R. P. d., et al. (2012). "Idosos com alteração cognitiva em contexto de pobreza: estudando a rede
de apoio social." Revista da Escola de Enfermagem da USP 46: 906-913.
Brose, M. E. (2007). "As origens da participação e da qualidade democrática no Rio Grande do Sul." Revista
Katálysis 10: 228-236.
Brusamarello, T., et al. (2011). "Redes sociais de apoio de pessoas com transtornos mentais e familiares."
Texto & Contexto - Enfermagem 20: 33-40.
Budó, M. d. L. D., et al. (2010). "Redes sociais e participação em uma comunidade referenciada a uma
unidade de saúde da família." Revista Gaúcha de Enfermagem 31: 753-760.
Bueno, M. E. N., et al. (2012). "Paternidade na adolescência: a família como rede social de apoio." Texto &
Contexto - Enfermagem 21: 313-319.
Bulgacov, S. and F. C. Verdu (2001). "Redes de pesquisadores da área de administração: um estudo
exploratório." Revista de Administração Contemporânea 5: 163-182.
Burlandy, L. (2011). "A atuação da sociedade civil na construção do campo da Alimentação e Nutrição no
Brasil: elementos para reflexão." Ciência & Saúde Coletiva 16: 63-72.
Caletrío, J. (2011). ""De veraneo en la playa": pertencimento e o familiar no turismo de massa no
Mediterrâneo." Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 24: 119-140.
Caprara, A. and M. d. S. C. e. Veras (2005). "Hermenêutica e narrativa: a experiência de mães de crianças
com epidermólise bolhosa congênita." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 9: 131-146.
Carlos, E. (2011). "Contribuições da análise de redes sociais às teorias de movimentos sociais." Revista de
Sociologia e Política 19: 153-166.
Carvalho, A. M. A., et al. (2006). "Vínculos e redes sociais em contextos familiares e institucionais: uma
reflexão conceitual." Psicologia em Estudo 11: 589-598.
Castro, R. B. d. and M. Baldi (2010). "A inovação no Pólo Joalheiro de Belém: uma análise a partir do
mecanismo de imersão estrutural." Cadernos EBAPE.BR 8: 492-513.
Cavaliere, I. A. d. L. and S. G. Costa (2011). "Isolamento social, sociabilidades e redes sociais de cuidados."
Physis: Revista de Saúde Coletiva 21: 491-516.
Cecchetto, F. and S. Monteiro (2006). "Discriminação, cor e intervenção social entre jovens na cidade do Rio
de Janeiro (RJ, Brasil): a perspectiva masculina." Revista Estudos Feministas 14: 199-218.
Chalita, M. A. N. (2012). "O consumo de queijo como referência para a análise do mercado de qualidade do
224
produto." Revista de Economia e Sociologia Rural 50: 545-562.
Cocco, M. and M. J. M. Lopes (2010). "Violência entre jovens: dinâmicas sociais e situações de
vulnerabilidade." Revista Gaúcha de Enfermagem 31: 151-159.
Codeço, C. T. and F. C. Coelho (2008). "Redes: um olhar sistêmico para a epidemiologia de doenças
transmissíveis." Ciência & Saúde Coletiva 13: 1767-1774.
Cordeiro, J. C., et al. (2010). "A participação e a criatividade como ferramentas de análise das políticas
públicas." Ciência & Saúde Coletiva 15: 2123-2132.
Cossetin, A. and A. Olschowsky (2011). "Avaliação das ações em saúde mental na estratégia de saúde da
família: necessidades e potencialidades." Revista Gaúcha de Enfermagem 32: 495-501.
Costa, A. G., et al. (2012). "Drogas em áreas de risco: o que dizem os jovens." Physis: Revista de Saúde
Coletiva 22: 803-819.
Costa, C. F. d. and S. Goulart (2011). "O jogo social e a produção de acontecimentos no território: o caso da
Rede Arrozeiras do Sul." Cadernos EBAPE.BR 9: 998-1014.
Costa, M. A. N. (2003). "Sinergia e capital social na construção de políticas sociais: a favela da Mangueira no
Rio de Janeiro." Revista de Sociologia e Política: 147-163.
Costa, M. C. O. and M. Bigras (2007). "Mecanismos pessoais e coletivos de proteção e promoção da
qualidade de vida para a infância e adolescência." Ciência & Saúde Coletiva 12: 1101-1109.
Costa, P. B., et al. (2011). "Fluência digital e uso de ambientes virtuais: caracterização de alunos de
enfermagem." Revista da Escola de Enfermagem da USP 45: 1589-1594.
Costa, R. d. (2005). "Por um novo conceito de comunidade: redes sociais, comunidades pessoais,
inteligência coletiva." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 9: 235-248.
Couceiro, L. A. (2003). "A disparada do burro e a cartilha do feitor: lógicas morais na construção de redes
de sociabilidade entre escravos e livres em fazendas do Sudeste, 1860-1888." Revista de Antropologia 46:
41-82.
Coutinho, S. M. V., et al. (2012). "Redes acadêmicas para pesquisa e capacitação em meio ambiente e
desenvolvimento sustentável: uma revisão crítica." Ambiente & Sociedade 15: 165-184.
Cruz, A. P. C. d., et al. (2011). "Perfil das redes de cooperação científica: Congresso USP de Controladoria e
Contabilidade - 2001 a 2009." Revista Contabilidade & Finanças 22: 64-87.
Cruz, R. d. C. (2012). "Preconceito social na Internet: a reprodução de preconceitos e desigualdades sociais
a partir da análise de sites de redes sociais." Perspectivas Em Ciencia Da Informacao 17: 121-136.
Cunha, M. B. d. and G. Frigotto (2010). "O trabalho em espiral: uma análise do processo de trabalho dos
educadores em saúde nas favelas do Rio de Janeiro." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 14: 811823.
Dalmolin, B. M. and M. d. P. Vasconcellos (2008). "Etnografia de sujeitos em sofrimento psíquico." Revista
de Saúde Pública 42: 49-54.
De Sordi, J. O. (2009). "Análise da coesão entre seções de textos de documentos extensos apartir da
aplicação conjunta das técnicas de análise de redes sociais e referências internas." Perspectivas Em Ciencia
Da Informacao 14: 152-169.
Delazari, L. S. and M. C. B. Brandalize (2012). "Análise de redes sociais a partir do uso da informação
espacial." Boletim De Ciencias Geodesicas 18: 185-202.
225
Dias, C. and O. F. d. Couto (2011). "As redes sociais na divulgação e formação do sujeito do conhecimento:
compartilhamento e produção através da circulação de ideias." Linguagem em (Dis)curso 11: 631-648.
Dias, J., et al. (2007). "Promoção de saúde das famílias de docentes de enfermagem: apoio, rede social e
papéis na família." Texto & Contexto - Enfermagem 16: 688-695.
Dias, M. K. (2011). "A experiência social da psicose no contexto de um Centro de Atenção Psicossocial."
Ciência & Saúde Coletiva 16: 2155-2164.
Dowbor, L. (1999). "Tendências da gestão social." Saúde e Sociedade 8: 3-16.
Duarte, R. H. (2010). "Coleções de aranhas, redes científicas e política: a teia da vida de Cândido de Mello
Leitão (1886-1948)." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 5: 417-434.
Ducci, N. P. C. and R. M. Teixeira (2011). "As redes sociais dos empreendedores na formação do capital
social: um estudo de casos múltiplos em municípios do norte pioneiro no estado do Paraná." Cadernos
EBAPE.BR 9: 967-997.
Eder, K. (2001). "A classe social tem importância no estudo dos movimentos sociais? Uma teoria do
radicalismo da classe média." Revista Brasileira de Ciências Sociais 16: 5-27.
Egler, T. T. C. (2010). "Redes tecnossociais e democratização das políticas públicas." Sociologias: 208-236.
Emmendoerfer, M. L. (2010). "Desigualdades sociais, redes de sociabilidade e participação política." Revista
de Administração Contemporânea 14: 1177-1177.
Emperaire, L. and L. Eloy (2008). "A cidade, um foco de diversidade agrícola no Rio Negro (Amazonas,
Brasil)?" Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 3: 195-211.
Epele, M. (2012). "Sobre o cuidado de outros em contextos de pobreza, uso de drogas e marginalização."
Mana 18: 247-268.
Fazito, D. (2010). "Análise de redes sociais e migração: dois aspectos fundamentais do "retorno"." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 25: 89-176.
Fazito, D. and E. L. G. Rios-Neto (2008). "Emigração internacional de brasileiros para os Estados Unidos: as
redes sociais e o papel de intermediação nos deslocamentos exercido pelas agências de turismo." Revista
Brasileira de Estudos de População 25: 305-323.
Feijó, M. R. and R. M. S. d. Macedo (2012). "Família e projetos sociais voltados para jovens: impacto e
participação." Estudos de Psicologia (Campinas) 29: 193-202.
Feliciano, K. V. d. O. (2010). "Aspectos da comunicação nas práticas avaliativas na Estratégia Saúde da
Família." Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil 10: s219-s227.
Fernandes, R. T., et al. (2011). "Tecendo as teias do abandono: além das percepções das mães de bebês
prematuros." Ciência & Saúde Coletiva 16: 4033-4042.
Ferreira, L. d. C. (2004). "Dimensões humanas da biodiversidade: mudanças sociais e conflitos em torno de
áreas protegidas no Vale do Ribeira, SP, Brasil." Ambiente & Sociedade 7: 47-66.
Ferreira Netto, M. J. S., et al. (2001). "A importância de um sistema nacional de inovação para o setor de
termoplásticos no Mercosul." Polímeros 11: 16-26.
Ferreira, R. H., et al. (2011). "Inovação na fabricação de cervejas especiais na região de Belo Horizonte."
Perspectivas Em Ciencia Da Informacao 16: 171-191.
226
Fígoli, L. H. G. and D. Fazito (2009). "Redes sociales en una investigación de migración indígena: el caso de
Manaus." Revista Brasileira de Estudos de População 26: 77-95.
Figueiredo, A. (2011). ""Se pudesse ressurgir, viria como o vento". Narrativas da dor: corporalidade e
emoções na experiência da travestilidade." Sexualidad, Salud y Sociedad (Rio de Janeiro): 90-112.
Fiorati, R. C. and T. Saeki (2008). "O acompanhamento terapêutico na internação hospitalar: inclusão social,
resgate de cidadania e respeito à singularidade." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 12: 763-772.
Fischer, R. M. B. (2012). ""Mitologias" em torno da novidade tecnológica em educação." Educação &
Sociedade 33: 1037-1052.
Fleischer, S. (2012). "Uso e circulação de medicamentos em um bairro popular urbano na Ceilândia, DF."
Saúde e Sociedade 21: 410-423.
Fontes, A. S.-M. (2003). "Sobre a sustentabilidade das associações voluntárias em uma comunidade de
baixa renda." Tempo Social 15: 159-189.
Fontes, B. A. S. M. and K. Eichner (2001). "Sobre a estruturação de redes sociais em associações voluntárias:
estudo empírico de organizações não-governamentais da cidade do Recife." Sociedade e Estado 16: 187221.
Francisco, E. d. R. (2011). "RAE-eletrônica: exploração do acervo à luz da bibliometria, geoanálise e redes
sociais." Revista de Administração de Empresas 51: 280-306.
Freitas, A. S. d. (2002). "A críticada razão utilitária e a fundamentação ontológica das escolhas
metodológicas no paradigma da dádiva." Sociedade e Estado 17: 309-332.
Fresca, T. M. and L. A. Veiga (2011). "Pequenas cidades e especializações funcionais: o caso de Santa Fé PR." Sociedade & Natureza 23: 387-395.
Frey, K. (2003). "Desenvolvimento sustentável local na sociedade em rede: o potencial das novas
tecnologias de informação e comunicação." Revista de Sociologia e Política: 165-185.
Fusco, W. (2005). "A formação de comunidades-filhas no fluxo de brasileiros para os Estados Unidos." São
Paulo em Perspectiva 19: 55-63.
Galindo Cáceres, J. (2011). "Las nuevas tecnologías de información y comunicación y las políticas culturales
en México : Ingeniería en Comunicación Social del servicio de redes sociales Facebook." Intercom: Revista
Brasileira de Ciências da Comunicação 34: 175-196.
Genovez, P. F. (2011). "Barões numa perspectiva reticular: análise de redes sociais, poder e nobreza na Zona
da Mata Mineira no segundo Reinado." Tempo 16: 243-266.
Gerhardt, T. E. (2003). "Situações de vida, pobreza e saúde: estratégias alimentares e práticas sociais no
meio urbano." Ciência & Saúde Coletiva 8: 713-726.
Gerhardt, T. E. (2006). "Itinerários terapêuticos em situações de pobreza: diversidade e pluralidade."
Cadernos de Saúde Pública 22: 2449-2463.
Giglio, E. M. and A. L. Ryngelblum (2009). "Uma investigação sobre o ator consumidor na rede de pirataria
e uma proposta de alternativa de estratégia de combate." RAM. Revista de Administração Mackenzie 10:
131-155.
Giovanella, L. (2011). "Redes integradas, programas de gestão clínica e generalista coordenador: análise
das reformas recentes do setor ambulatorial na Alemanha." Ciência & Saúde Coletiva 16: 1081-1096.
227
Gomes, M. P. C., et al. (2002). "Censo dos pacientes internados em uma instituição asilar no Estado do Rio
de Janeiro: dados preliminares." Cadernos de Saúde Pública 18: 1803-1807.
Gomide, M. and M. Grossetti (2010). "Rede social e desempenho de programas de saúde: uma proposta
investigativa." Physis: Revista de Saúde Coletiva 20: 873-893.
González, C. M. (2009). "Análisis de citación y de redes sociales para el estudio del uso de revistas en
centros de investigación: an approach to the development of collections." Ciência da Informação 38: 46-55.
Guarido Filho, E. R. and C. L. Machado-da-Silva (2010). "The development of institutional theory in the field
of organization studies in Brazil." Cadernos EBAPE.BR 8: 278-301.
Guarido Filho, E. R., et al. (2010). "Organizational institutionalism in the academic field in Brazil: social
dynamics and networks." Revista de Administração Contemporânea 14: 149-172.
Gueiros, D. A. (2010). "Família e trabalho social: intervenções no âmbito do Serviço Social." Revista Katálysis
13: 126-132.
Guimarães, T. d. A., et al. (2009). "A rede de programas de pós-graduação em administração no Brasil:
análise de relações acadêmicas e atributos de programas." Revista de Administração Contemporânea 13:
564-582.
Guizardi, F. L. and F. d. O. L. Cavalcanti (2010). "O conceito de cogestão em saúde: reflexões sobre a
produção de democracia institucional." Physis: Revista de Saúde Coletiva 20: 1245-1265.
Gurgel, M. G. I., et al. (2008). "Gravidez na adolescência: tendência na produção científica de enfermagem."
Escola Anna Nery 12: 800-806.
Gutierrez, D. M. D. and M. C. d. S. Minayo (2010). "Produção de conhecimento sobre cuidados da saúde no
âmbito da família." Ciência & Saúde Coletiva 15: 1497-1508.
Gutierrez, H. O. D., et al. (2010). "Caracterização da movimentação de bovinos com o uso de um modelo
tipo centro-periferia." Arquivo Brasileiro De Medicina Veterinaria E Zootecnia 62: 1295-1302.
Helal, D. H. and J. A. B. Neves (2007). "Superando a pobreza: o papel do capital social na região
metropolitana de Belo Horizonte." Cadernos EBAPE.BR 5: 01-13.
Hotimsky, S. N. and A. T. d. Alvarenga (2002). "A definição do acompanhante no parto: uma questão
ideológica?" Revista Estudos Feministas 10: 461-481.
Iturri, J. (1998). "Ciberespaço e negociações de sentido: aspectos sociais da implementação de redes
digitais de comunicação em instituições acadêmicas de saúde pública." Cadernos de Saúde Pública 14:
803-810.
Jardim, J. B. (2011). "Adoção, citação e difusão do artigo científico: o que é que se difunde?" Psicologia USP
22: 357-366.
Jatai, J. M. and L. M. S. d. Silva (2012). "Enfermagem e a implantação da Terapia Comunitária Integrativa na
Estratégia Saúde da Família: relato de experiência." Revista Brasileira de Enfermagem 65: 691-695.
João, B. d. N. (2009). "Redes em subsidiárias de multinacionais: um estudo de caso com análise de redes
sociais de inventores e patentes." Revista de Administração Pública 43: 1037-1066.
Jonathan, E. G. (2011). "Mulheres empreendedoras: o desafio da escolha do empreendedorismo e o
exercício do poder." Psicologia Clínica 23: 65-85.
Jucá, V. J. d. S., et al. (2007). "Significando a morte, através de redes sociais, em um contexto de
vulnerabilidade social : um estudo com crianças pré-escolares, seus pais e professores." Psicologia &
228
Sociedade 19: 122-130.
Juliano, E. F. G. d. A., et al. (2012). "Racionalidade e saberes para a universalização do saneamento em áreas
de vulnerabilidade social." Ciência & Saúde Coletiva 17: 3037-3046.
Junghans, M. (2008). "Emilia Snethlage (1868-1929): uma naturalista alemã na Amazônia." História,
Ciências, Saúde-Manguinhos 15: 243-255.
Junqueira, L. A. P. (2004). "A gestão intersetorial das políticas sociais e o terceiro setor." Saúde e Sociedade
13: 25-36.
Junqueira, L. A. P. and M. C. Misoczky (2009). "Redes sociais: apresentação." Revista de Administração
Pública 43: 1003-1005.
Kanno, N. d. P., et al. (2012). "Profissionais da Estratégia Saúde da Família diante de demandas médicosociais: dificuldades e estratégias de enfrentamento." Saúde e Sociedade 21: 884-894.
Kimura, H., et al. (2008). "Redes sociais e o marketing de inovações." RAM. Revista de Administração
Mackenzie 9: 157-181.
Kimura, H., et al. (2006). "Redes sociais, valores e competências: simulação de conexões." Revista de
Administração de Empresas 46: 42-58.
Kirschbaum, C. and F. Carvalho de Vasconcelos (2007). "Tropicália: manobras estratégicas em redes de
músicos." Revista de Administração de Empresas 47: 1-17.
Koury, M. G. P. (2010). "Pertencimento, medos corriqueiros e redes de solidariedade." Sociologias 12: 286311.
Landim, F. L. P., et al. (2010). "Análise das redes interpessoais: aplicação na realidade de uma equipe de
enfermagem atuando em unidade de hematologia." Saúde e Sociedade 19: 828-837.
Leal, M. d. C., et al. (2011). "The relationship between social capital, social support and the adequate use of
prenatal care." Cadernos de Saúde Pública 27: s237-s253.
Leite, S. N. and M. d. P. C. Vasconcellos (2006). "Negociando fronteiras entre culturas, doenças e
tratamentos no cotidiano familiar." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 13: 113-128.
Lima, M. (2012). ""Raça" e pobreza em contextos metropolitanos." Tempo Social 24: 233-254.
Lima, M. Y. d. (2011). "Coautoria na produção científica do PPGGeo/UFRGS: uma análise de redes sociais."
Ciência da Informação 40: 38-51.
Lima, N. d. Q. and M. S. T. d. Santos (2012). "Redes Sociais e Juventude Rural: apropriações de propostas de
Comunicação para o desenvolvimento em redes globalizadas." Intercom: Revista Brasileira de Ciências da
Comunicação 35: 225-246.
Lopes, F. d. and M. Baldi (2009). "Redes como perspectiva de análise e como estrutura de governança: uma
análise das diferentes contribuições." Revista de Administração Pública 43: 1007-1035.
Lopes, J. S. L., et al. (2012). "Esboço de uma história social da primeira geração de sociólogos do trabalho e
dos trabalhadores no Brasil." Educação & Sociedade 33: 115-129.
Lopes Júnior, E. (2009). "As redes sociais do crime organizado: a perspectiva da nova sociologia
econômica." Revista Brasileira de Ciências Sociais 24: 53-68.
Lopes, R. E., et al. (2011). "Oficinas de atividades com jovens da escola pública: tecnologias sociais entre
educação e terapia ocupacional." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 15: 277-288.
229
Lyra, M. R. S. d. B. (2005). "Sulanca X Muamba: rede social que alimenta a migração de retorno." São Paulo
em Perspectiva 19: 144-154.
Machado, J. A. S. (2007). "Ativismo em rede e conexões identitárias: novas perspectivas para os
movimentos sociais." Sociologias: 248-285.
Machado, J. M. H. (2005). "A propósito da Vigilância em Saúde do Trabalhador." Ciência & Saúde Coletiva
10: 987-992.
Machado, R. M. d. C., et al. (2008). "A experiência de sucessão para herdeiras de empresas familiares do Rio
de Janeiro." Cadernos EBAPE.BR 6: 01-24.
Machado-da-Silva, C. L. and L. Rossoni (2007). "Persistência e mudança de temas na estruturação do
campo científico da estratégia em organizações no Brasil." Revista de Administração Contemporânea 11:
33-58.
Maciel, C. d. O., et al. (2008). "O ideário de escola na ótica dos docentes: pura subjetividade ou padrões
estruturados de cognição nos Cursos de Administração?" Revista de Administração Contemporânea 12:
659-688.
Maciel, C. d. O. and C. L. Machado-da-Silva (2009). "Práticas estratégicas em uma rede de congregações
religiosas: valores e instituições, interdependência e reciprocidade." Revista de Administração Pública 43:
1251-1278.
Maia, M. d. F. S. and S. E. Caregnato (2008). "Co-autoria como indicador de redes de colaboração
científica." Perspectivas Em Ciencia Da Informacao 13: 18-31.
Maksud, I. (2012). "Silêncios e segredos: aspectos (não falados) da conjugalidade face à sorodiscordância
para o HIV/AIDS." Cadernos de Saúde Pública 28: 1196-1204.
Malfitano, A. P. S. and R. E. Lopes (2009). "Educação popular, ações em saúde, demandas e intervenções
sociais: o papel dos agentes comunitários de saúde." Cadernos CEDES 29: 361-372.
Mangi, L. C. M. (2004). "As "confrarias" como um fenômeno organizacional brasileiro: uma reflexão sobre
significados." Cadernos EBAPE.BR 2: 01-16.
Marandola Jr., E. and P. M. Dal Gallo (2010). "Ser migrante: implicações territoriais e existenciais da
migração." Revista Brasileira de Estudos de População 27: 407-424.
Marques, A. K. M. C., et al. (2011). "Apoio social na experiência do familiar cuidador." Ciência & Saúde
Coletiva 16: 945-955.
Marques, E. and R. Bichir (2011). "Redes de apoio social no Rio de Janeiro e em São Paulo." Novos Estudos
- CEBRAP: 65-83.
Marques, E. C. (1999). "Redes sociais e instituições na construção do Estado e da sua permeabilidade."
Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 45-67.
Marques, E. C. (2006). "Redes sociais e poder no Estado brasileiro: aprendizados a partir de políticas
urbanas." Revista Brasileira de Ciências Sociais 21: 15-41.
Marques, E. C. L. (2009). "As redes importam para o acesso a bens e serviços obtidos fora de mercados?"
Revista Brasileira de Ciências Sociais 24: 25-40.
Marques, E. C. L. (2009). "As redes sociais importam para a pobreza urbana?" Dados 52: 471-505.
Marques, E. C. L., et al. (2007). "Dossiê: métodos e explicações da política." Revista Brasileira de Ciências
230
Sociais 22: 140-145.
Marteleto, R. M. (2001). "Análise de redes sociais - aplicação nos estudos de transferência da informação."
Ciência da Informação 30: 71-81.
Marteleto, R. M. and A. B. d. O. e. Silva (2004). "Redes e capital social: o enfoque da informação para o
desenvolvimento local." Ciência da Informação 33: 41-49.
Martes, A. C. B. (2004). "Redes sociais e interorganizacionais." Revista de Administração de Empresas 44:
134-134.
Martes, A. C. B., et al. (2006). "Fórum - redes sociais e interorganizacionais." Revista de Administração de
Empresas 46: 10-15.
Martes, A. C. B., et al. (2006). "Fórum - redes sociais e interorganizacionais." Revista de Administração de
Empresas 46: 10-15.
Martes, A. C. B. and C. L. Rodriguez (2004). "Afiliação religiosa e empreendedorismo étnico: o caso dos
brasileiros nos Estados Unidos." Revista de Administração Contemporânea 8: 117-140.
Martini, J. G. and A. R. F. Furegato (2008). "Teachers' social representations on drug use in a secondary
school." Revista Latino-Americana de Enfermagem 16: 601-606.
Martins, G. S., et al. (2010). "Gestão de operações no Brasil: uma análise do campo científico a partir da
rede social de pesquisadores." RAE eletrônica 9: 0-0.
Martins, P. H. (2010). "Redes sociais como novo marco interpretativo das mobilizações coletivas
contemporâneas." Caderno CRH 23: 401-418.
Martins, R. D. A. and G. S. Lotta (2010). "Capital social e redes sociais como alternativa para análise de
políticas públicas de educação: o caso de Icapuí-CE." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 18:
846-860.
Martins, R. D. A., et al. (2010). "A gestão do desenvolvimento local no Brasil: (des)articulação de atores,
instrumentos e território." Revista de Administração Pública 44: 559-590.
McAdam, D., et al. (2009). "Para mapear o confronto político." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 1148.
Medeiros, Z. and P. C. S. Ventura (2008). "Cultura tecnológica e redes sociotécnicas: um estudo sobre o
portal da rede municipal de ensino de São Paulo." Educação e Pesquisa 34: 63-75.
Mello, C. M. d., et al. (2009). "Redes de coautorias entre docentes de programas brasileiros de pósgraduação (Stricto Sensu) em Administração: aspectos estruturais e dinâmica de relacionamento." RAM.
Revista de Administração Mackenzie 10: 130-153.
Mello, S. C. B. d., et al. (2012). "Sensemaking e o desenvolvimento de redes de relacionamentos de
negócios no contexto das empresas de base tecnológica." Organizações & Sociedade 19: 253-275.
Melo, C. M. d. and D. R. d. Oliveira (2011). "O uso de inibidores de apetite por mulheres: um olhar a partir
da perspectiva de gênero." Ciência & Saúde Coletiva 16: 2523-2532.
Melo, V. A. d. (2007). "Esporte, futurismo e modernidade." História (São Paulo) 26: 201-225.
Melo, V. A. d. and F. d. F. Peres (2010). "Sport, medicina e arte: a 'ciência encantada' do corpo nas obras de
Thomas Eakins." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 17: 33-50.
Menezes, D. M. d. A. and K. C. T. Brasil (1998). "Dimensões psíquicas e sociais da criança e do adolescente
231
em situação de rua." Psicologia: Reflexão e Crítica 11: 327-344.
Mertens, F., et al. (2011). "Redes sociais, capital social e governança ambiental no Território Portal da
Amazônia." Acta Amazonica 41: 481-492.
Mesquita, R. B. d., et al. (2008). "Análise de redes sociais informais: aplicação na realidade da escola
inclusiva." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 12: 549-562.
Mesquita, R. B. d., et al. (2012). "Rede de apoio social e saúde de idosos pneumopatas crônicos." Ciência &
Saúde Coletiva 17: 1125-1133.
Minella, A. C. (2007). "Representação de classe do empresariado financeiro na América Latina: a rede
transassociativa no ano 2006." Revista de Sociologia e Política: 31-56.
Miranda, B. V. and M. S. M. Saes (2011). "Indo além do economizing: o papel das redes sociais na
apropriação de valor em relações cooperativas." RAM. Revista de Administração Mackenzie 12: 28-48.
Misoczky, M. C. (2009). "Abordagem de redes no estudo de movimentos sociais: entre o modelo e a
metáfora." Revista de Administração Pública 43: 1147-1180.
Misoczky, M. C. A., et al. (2008). "Estudos organizacionais e movimentos sociais: o que sabemos? para onde
vamos?" Cadernos EBAPE.BR 6: 01-14.
Mizruchi, M. S. (2006). "Análise de redes sociais: avanços recentes e controvérsias atuais." Revista de
Administração de Empresas 46: 72-86.
Montardo, S. P. and L. M. Passerino (2010). "Implicações de redes temáticas em blogs na Análise de Redes
Sociais (ARS): estudo de caso de blogs sobre autismo e síndrome de Asperger." Interface - Comunicação,
Saúde, Educação 14: 921-931.
Moraes, I. H. S. d. and M. N. G. d. Gómez (2007). "Informação e informática em saúde: caleidoscópio
contemporâneo da saúde." Ciência & Saúde Coletiva 12: 553-565.
Moraes, J. R. M. M. d. and I. E. Cabral (2012). "The social network of children with special healthcare needs
in the (in)visibility of nursing care." Revista Latino-Americana de Enfermagem 20: 282-288.
Morato, E. F., et al. (2008). "Avaliação ecológica rápida da fauna de vespas (Hymenoptera: Aculeata) do
Parque Nacional da Serra do Divisor, Acre, Brasil." Acta Amazonica 38: 789-797.
Moreira, E. F., et al. (2007). "Percepção dos ambientalistas por universitários: uma análise semântica."
Psicologia em Estudo 12: 161-169.
Morrow, V. (2007). "Conceituando o capital social em relação a crianças e jovens: é diferente para
meninas?" Educação & Sociedade 28: 1351-1373.
Mota, F. R. d. N., et al. (2010). "Família e redes sociais de apoio para o atendimento das demandas de
saúde do idoso." Escola Anna Nery 14: 833-838.
Moura, J. T. V. d. and M. K. Silva (2008). "Atores sociais em espaços de ampliação da democracia: as redes
sociais em perspectiva." Revista de Sociologia e Política 16: 43-54.
Mourão, T. M. F. and A. L. Galinkin (2008). "Equipes gerenciadas por mulheres: representações sociais sobre
gerenciamento feminino." Psicologia: Reflexão e Crítica 21: 91-99.
Moysés Filho, J. E., et al. (2011). "Gestão social e ambiental em pequenas e médias empresas: influência e
poder dos stakeholders." REAd. Revista Eletrônica de Administração (Porto Alegre) 17: 204-236.
Mucchielli, L. (2001). "O nascimento da sociologia na universidade francesa (1880-1914)." Revista Brasileira
232
de História 21: 35-54.
Muramoto, M. T. and E. F. Mângia (2011). "A sustentabilidade da vida cotidiana: um estudo das redes
sociais de usuários de serviço de saúde mental no município de Santo André (SP, Brasil)." Ciência & Saúde
Coletiva 16: 2165-2177.
Nascimento, S. d. and I. M. Beuren (2011). "Redes sociais na produção científica dos programas de pósgraduação de ciências contábeis do Brasil." Revista de Administração Contemporânea 15: 47-66.
Nelson, R. E. (2012). "A blockmodel study of managerial hierarchies, verbal networks, and organizational
culture in four hospitals." Revista de Administração Pública 46: 291-314.
Njaine, K., et al. (2006). "Networks for prevention of violence: from utopia to action." Ciência & Saúde
Coletiva 11: 429-438.
Njaine, K., et al. (2006). "Redes de prevenção à violência: da utopia à ação." Ciência & Saúde Coletiva 11:
1313-1322.
Normando, D. (2012). ""An Orthossaurus in social networks"." Dental Press Journal of Orthodontics 17: 1-1.
Nunes, L. C. (2006). "As dimensões da auto-avaliação institucional: tecendo redes de redes." Ensaio:
Avaliação e Políticas Públicas em Educação 14: 339-348.
Oliveira, M. L. S. and A. C. d. S. Bastos (2000). "Práticas de atenção à saúde no contexto familiar: um estudo
comparativo de casos." Psicologia: Reflexão e Crítica 13: 97-107.
Oliveira, R. C. d. (2007). "Famílias, poder e riqueza: redes políticas no Paraná em 2007." Sociologias: 150169.
Oliveira, R. F. d., et al. (2012). "Acesso e integralidade: a compreensão dos usuários de uma rede de saúde
mental." Ciência & Saúde Coletiva 17: 3069-3078.
Oliveira, R. M. d. (1998). "A dengue no Rio de Janeiro: repensando a participação popular em saúde."
Cadernos de Saúde Pública 14: S69-S78.
Oliveira, S. R. d. and V. C. Piccinini (2011). "Mercado de trabalho: múltiplos (des)entendimentos." Revista de
Administração Pública 45: 1517-1538.
Oliveira, W. J. F. d. (2008). "Engajamento político, competência técnica e elites dirigentes do movimento
ambientalista." Revista de Sociologia e Política 16: 167-186.
Olivieri, C. (2007). "Política, burocracia e redes sociais: as nomeações para o alto escalão do Banco Central
do Brasil." Revista de Sociologia e Política: 147-168.
Paiva, L., et al. (2010). "The Experiences and Consequences of a Multiple Trauma Event from the Perspective
of the Patient." Revista Latino-Americana de Enfermagem 18: 1221-1228.
Paula, É. S. d., et al. (2008). "The influence of social support on strengthening families of children with
chronic renal failure." Revista Latino-Americana de Enfermagem 16: 692-699.
Pechansky, F., et al. (2001). "Limites e alternativas para a implementação de um programa para
dependentes químicos em risco para infecção pelo HIV utilizando o conceito de Rede Social." Cadernos de
Saúde Pública 17: 195-204.
Pedro, A. R. (2010). "Os museus portugueses e a Web 2.0." Ciência da Informação 39: 92-100.
Pedroso Neto, A. J. (2010). "A dinâmica do marketing de rede: relações sociais e expectativas de um novo
estilo de vida." Horizontes Antropológicos 16: 93-120.
233
Pedroza, M. (2010). "Passa-se uma engenhoca: ou como se faziam transações com terras, engenhos e
crédito em mercados locais e imperfeitos (freguesia de Campo Grande, Rio de Janeiro, séculos XVIII e XIX)."
Varia Historia 26: 241-266.
Peixoto, J. and C. Egreja (2012). "A força dos laços fracos: estratégias de emprego entre os imigrantes
brasileiros em Portugal." Tempo Social 24: 263-282.
Pena, P. G. L., et al. (2011). "Taylorismo cibernético e Lesões por Esforços Repetitivos em operadores de
telemarketing em Salvador-Bahia." Caderno CRH 24: 133-153.
Pereira, J. V. d. A. D. (2012). "Espaços industriais e comunidades operárias: o caso de estudo português e a
tradição historiográfica europeia." Revista Brasileira de História 32: 27-44.
Pereira, M. A. d. P. (2012). "Fortunas e infortúnios ultramarinos: alguns casos de enriquecimento e conflitos
políticos de governadores na América portuguesa." Varia Historia 28: 279-300.
Périssé, A. R. S. and J. A. d. C. Nery (2007). "The relevance of social network analysis on the epidemiology
and prevention of sexually transmitted diseases." Cadernos de Saúde Pública 23: S361-S369.
Piccolo, F. D. and D. R. Knauth (2002). "Uso de drogas e sexualidade em tempos de AIDS e redução de
danos." Horizontes Antropológicos 8: 127-145.
Pinto, Á. M. G. and L. A. P. Junqueira (2009). "Relações de poder em uma rede do terceiro setor: um estudo
de caso." Revista de Administração Pública 43: 1091-1116.
Pires, V. S. and S. Albagli (2012). "Estratégias empresariais, dinâmicas informacionais e identidade de marca
na economia criativa." Perspectivas Em Ciencia Da Informacao 17: 109-122.
Pombo, R. M. and C. R. Sluter (2010). "Generalização cartográfica aplicada à representação de redes
sociais." Boletim De Ciencias Geodesicas 16: 445-455.
Prado, F. P. (2003). "Colônia do Sacramento: a situação na fronteira platina no século XVIII." Horizontes
Antropológicos 9: 79-104.
Prates, A. A. P. (2009). "Redes sociais em comunidades de baixa renda: os efeitos diferenciais dos laços
fracos e dos laços fortes." Revista de Administração Pública 43: 1117-1146.
Quintella, R. H., et al. (2009). "Network dynamics in scientific knowledge acquisition: an analysis in three
public universities in the state of Bahia." Revista de Administração Pública 43: 1279-1314.
Quintero Velásquez, Á. M. (2011). "Modelos de políticas públicas de Colombia, en beneficio de las familias."
Revista Katálysis 14: 116-125.
Radomsky, G. and S. Schneider (2007). "Nas teias da economia: o papel das redes sociais e da
reciprocidade nos processos locais de desenvolvimento." Sociedade e Estado 22: 249-284.
Radomsky, G. F. W. and O. F. Leal (2012). "From the production of rules to seed production: Global
Intellectual Property and local knowledge." Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology 9: 451-472.
Ramos, C. V., et al. (2010). "A iniciativa hospital amigo da criança sob a ótica dos atores sociais que a
vivenciam em Teresina, Piauí." Revista de Nutrição 23: 1019-1030.
Ramos, J. d. S. (2003). "O poder de domar do fraco: construção de autoridade pública e técnicas de poder
tutelar nas políticas de imigração e colonização do Serviço de Povoamento do Solo Nacional, do Brasil."
Horizontes Antropológicos 9: 15-47.
234
Ramos, J. d. S. (2012). "Toma que o aborto é teu: a politização do aborto em jornais e na web durante a
campanha presidencial de 2010." Revista Brasileira de Ciência Política: 55-82.
Ribeiro, A. C. T. (2000). "A natureza do poder: técnica e ação social." Interface - Comunicação, Saúde,
Educação 4: 13-24.
Ribeiro, E. B. S., et al. (2011). "Inovatividade organizacional e seus antecedentes: um estudo aplicado às
tecnologias para pecuária." Revista de Administração (São Paulo) 46: 342-357.
Ribeiro, E. M. B. d. A. and A. V. B. Bastos (2011). "Redes sociais interorganizacionais na efetivação de
projetos sociais." Psicologia & Sociedade 23: 282-292.
Robert, P. d., et al. (2012). "A beleza das roças: agrobiodiversidade Mebêngôkre-Kayapó em tempos de
globalização." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 7: 339-369.
Rodrigues, C. S. and M. A. M. Prado (2010). "Movimento de mulheres negras: trajetória política, práticas
mobilizatórias e articulações com o Estado brasileiro." Psicologia & Sociedade 22: 445-456.
Rodrigues, J. P. (2011). "Tradição e retórica imagética: a construção da propaganda visual oposicionista no
levante de 1932 em São Paulo." História (São Paulo) 30: 372-395.
RODRIGUEZ REYES, V. (1997). "LOS SERVICIOS DE INFORMACION EN EL PROXIMO MILENIO." Ciência da
Informação 26.
Rohden, F. (2011). ""O homem é mesmo a sua testosterona": promoção da andropausa e representações
sobre sexualidade e envelhecimento no cenário brasileiro." Horizontes Antropológicos 17: 161-196.
Romero, A. V., et al. (2009). "Diferenciación funcional y sociedad civil: reflexiones para una nueva
gobernación en América Latina." Interações (Campo Grande) 10: 171-183.
Rosa, T. E. d. C., et al. (2007). "Aspectos estruturais e funcionais do apoio social de idosos do Município de
São Paulo, Brasil." Cadernos de Saúde Pública 23: 2982-2992.
Rossetti-Ferreira, M. C., et al. (2000). "Uma perspectiva teórico-metodológica para análise do
desenvolvimento humano e do processo de investigação." Psicologia: Reflexão e Crítica 13: 281-293.
Rossoni, L. and E. Ronaldo Guarido Filho (2007). "Cooperação interinstitucional no campo dapesquisa em
estratégia." Revista de Administração de Empresas 47: 1-15.
Saavedra, M. (2004). "Percursos da vacina na Índia portuguesa - séculos XIX e XX." História, Ciências,
Saúde-Manguinhos 11: 165-182.
Sampaio, R. R., et al. (2012). "Mapeamento dos fluxos de informação e conhecimento: a governança de TI
sob a ótica das redes sociais." Gestão & Produção 19: 377-387.
Santana, F. R., et al. (2010). "Integralidade do cuidado: concepções e práticas de docentes de graduação em
enfermagem do Estado de Goiás." Ciência & Saúde Coletiva 15: 1653-1664.
Santana, V. S. and M. S. Itaparica (2011). "Social contextual factors contributing to child and adolescent
labor: an ecological analysis." Revista de Saúde Pública 45: 676-685.
OBJETIVO: Analisar a relação entre as variáveis sociocontextuais e o trabalho de crianças e
adolescentes.
Santilli, J. (2012). "A Lei de Sementes brasileira e os seus impactos sobre a agrobiodiversidade e os sistemas
agrícolas locais e tradicionais." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 7: 457-475.
Santinho, M. C. (2009). "Reconstruindo memórias: jovens refugiados em Portugal." Saúde e Sociedade 18:
582-589.
235
Santos, L. G. A. d., et al. (2011). "Condicionantes estruturais dos relacionamentos intraorganizacionais: uma
análise da influência sobre relações de comunicação e decisão." RAM. Revista de Administração Mackenzie
12: 139-168.
Sato, L. (2007). "Processos cotidianos de organização do trabalho na feira livre." Psicologia & Sociedade 19:
95-102.
Scherer-Warren, I. (2006). "Das mobilizações às redes de movimentos sociais." Sociedade e Estado 21: 109130.
Scherer-Warren, I. (2008). "Redes de movimentos sociais na américa latina: caminhos para uma política
emancipatória?" Caderno CRH 21: 505-517.
Schmitt, C. J. (2011). "Redes, atores e desenvolvimento rural: perspectivas na construção de uma
abordagem relacional." Sociologias 13: 82-112.
Serafim, M. C. and C. Andion (2010). "Capital espiritual e as relações econômicas: empreendedorismo em
organizações religiosas." Cadernos EBAPE.BR 8: 564-579.
Serafim, M. C., et al. (2012). ""Segurando na mão de Deus": organizações religiosas e apoio ao
empreendedorismo." Revista de Administração de Empresas 52: 217-231.
Serapioni, M. (2005). "O papel da família e das redes primárias na reestruturação das políticas sociais."
Ciência & Saúde Coletiva 10: 243-253.
Silva, A. B. d. O. e., et al. (2006). "Análise de redes sociais como metodologia de apoio para a discussão da
interdisciplinaridade na ciência da informação." Ciência da Informação 35: 72-93.
Silva, A. R. d. O., et al. (2009). "Enredando lutas cotidianas: dispositivos de saúde pela cidade." Fractal :
Revista de Psicologia 21: 507-520.
Silva, C. R. d. C. e. (2009). "A amizade e a politização de redes sociais de suporte: reflexões com base em
estudo de ONG/Aids na grande São Paulo." Saúde e Sociedade 18: 721-732.
Silva, E. A., et al. (2012). "Interfaces epistemológicas sobre administração pública, institucionalismo e capital
social." Cadernos EBAPE.BR 10: 20-39.
Silva, F. F., et al. (2012). "Uma reflexão sobre as relações de parceria nos APLs de Confecções do Agreste
Pernambucano como elemento disseminador da inovação em redes interorganizacionais." RAM. Revista de
Administração Mackenzie 13: 206-235.
Silva, M. B. B. e. (2009). "Reforma, responsabilidades e redes: sobre o cuidado em saúde mental." Ciência &
Saúde Coletiva 14: 149-158.
Tendo em vista o processo paulatino de responsabilização de atores e instâncias sociais pelo
cuidado no contexto da Reforma Psiquiátrica brasileira, percebe-se que familiares e vizinhos de
pacientes psiquiátricos têm sido instigados a " participar" da política pública, principalmente no
lugar de " suporte social" , embora oficialmente considerados " parceiros" . Essa reconfiguração
da relação entre Estado e sociedade civil é consagrada pela diretriz governamental de tomada de
responsabilidade dos serviços pelo território, uma mudança da lógica de demanda e oferta de
atendimento no sentido de estimular serviços extra-hospitalares – como os Centros de Atenção
Psicossocial, campo desse estudo – a se encarregarem pela população adscrita a uma área
geográfica. O objetivo desse texto é investigar as tecnologias psicossociais produzidas nesse
contexto político, institucional e histórico específico, tais como a mediação de trocas sociais e a
arbitragem de conflitos. Um dos materiais analisados são os registros em prontuário, que podem
constituir os atores e instâncias sociais citados como envolvidos no campo da saúde mental,
enredando-os na malha administrativa construída como rede de suporte social.
236
Silva, M. K. and G. d. L. Oliveira (2009). "Solidariedade assimétrica: capital social, hierarquia e êxito em um
empreendimento de "economia solidária"." Revista Katálysis 12: 59-67.
Silva, M. L. C. d., et al. (2012). "Movimentos sociais e redes: reflexões a partir do pensamento de Ilse
Scherer-Warren." Serviço Social & Sociedade: 112-125.
Silva, M. M. d. (2010). "Redes de relações sociais e acesso ao emprego entre os jovens: o discurso da
meritocracia em questão." Educação & Sociedade 31: 243-260.
Silva, R. C. d. and E. L. Dellagnelo (2004). "Redes de organizações sociais: a inserção da lógica de mercado e
a formação de gestores." Cadernos EBAPE.BR 2: 01-11.
Silva, R. L. d., et al. (2011). "Discursos de ódio em redes sociais: jurisprudência brasileira." Revista Direito GV
7: 445-468.
Silva, S. S. d. C., et al. (2010). "Rede social e papéis de gênero de casais ribeirinhos de uma comunidade
amazônica." Psicologia: Teoria e Pesquisa 26: 605-612.
Silva, V. H. d. (2011). "Cidadania e inserção laboral assistida: a experiência do trabalho formal de
adolescentes pobres." Estudos de Psicologia (Natal) 16: 187-195.
Siqueira, C. E., et al. (2003). "A globalização dos movimentos sociais: resposta social à Globalização
Corporativa Neoliberal." Ciência & Saúde Coletiva 8: 847-858.
Soares, M., et al. (2011). "O apoio da rede social a transexuais femininas." Paidéia (Ribeirão Preto) 21: 8392.
Soares, W., et al. (2012). "Do método para estimar o tamanho médio das redes pessoais e o tamanho de
populações difíceis de contar." Revista Brasileira de Estudos de População 29: 101-115.
Soares, W. and R. N. Rodrigues (2005). "Redes sociais e conexões prováveis entre migrações: internas e
emigração internacional de brasileiros." São Paulo em Perspectiva 19: 64-76.
Souza, J. d., et al. (2011). "The social network of alcohol users undergoing treatment in a mental health
service." Revista Latino-Americana de Enfermagem 19: 140-147.
Souza, M. H. d. N., et al. (2009). "The use of social network methodological framework in nursing care to
breastfeeding women." Revista Latino-Americana de Enfermagem 17: 354-360.
Souza, M. L. P. d., et al. (2010). "Modos de vida e modos de beber de jovens indígenas em um contexto de
transformações." Ciência & Saúde Coletiva 15: 709-716.
Stamatov, P. (2012). "Ideias versus redes sociais: ativismo à distância na Inglaterra do século XVIII." Tempo
Social 24: 79-100.
Subuhana, C. (2009). "A experiência sociocultural de universitários da África Lusófona no Brasil:
entremeando histórias." Pro-Posições 20: 103-126.
Tassara, E. T. d. O. and S. Damergian (1996). "Para um novo humanismo: contribuições da Psicologia
Social." Estudos Avançados 10: 291-316.
Tavares, A. C. R. and A. T. B. Ferreira (2009). "Práticas e eventos de letramento em meios populares: uma
análise das redes sociais de crianças de uma comunidade da periferia da cidade do Recife." Revista
Brasileira de Educação 14: 258-268.
Teixeira, H. V. and M. G. Teixeira (2003). "Financiamento da saúde pública no Brasil: a experiência do Siops."
Ciência & Saúde Coletiva 8: 379-391.
237
Telles, V. d. S. and D. v. Hirata (2007). "Cidade e práticas urbanas: nas fronteiras incertas entre o ilegal, o
informal e o ilícito." Estudos Avançados 21: 173-191.
Telles, V. d. S. and D. V. Hirata (2010). "Ilegalismos e jogos de poder em São Paulo." Tempo Social 22: 3959.
Tomaél, M. I., et al. (2005). "Das redes sociais à inovação." Ciência da Informação 34: 93-104.
Toneli, M. J. F. and J. Perucchi (2006). "Territorialidade homoerótica: apontamentos para os estudos de
gênerico." Psicologia & Sociedade 18: 39-47.
Travaglini, C. (2012). "The generation and re-generation of social capital and enterprises in multistakeholders social cooperative enterprises: a system dynamic approach." Revista de Administração (São
Paulo) 47: 436-445.
Uchôa, E., et al. (2011). "An anthropologic study on strategies for addressing health problems among the
elderly in Bambuí, Minas Gerais State, Brazil." Cadernos de Saúde Pública 27: s370-s377.
Vale, G. M. V. and L. d. O. Guimarães (2010). "Redes sociais na criação e mortalidade de empresas." Revista
de Administração de Empresas 50: 325-337.
Vale, G. M. V. and L. d. O. Guimarães (2010). "Redes sociais, informação, criação e sobrevivência de
empresas." Perspectivas Em Ciencia Da Informacao 15: 195-215.
Vale, G. M. V. and H. E. G. Lopes (2010). "Cooperação e alianças: perspectivas teóricas e suas articulações
no contexto do pensamento estratégico." Revista de Administração Contemporânea 14: 722-737.
Vale, G. M. V., et al. (2011). "Gênero, imersão e empreendedorismo: sexo frágil, laços fortes?" Revista de
Administração Contemporânea 15: 631-649.
Valla, V. V. (2000). "Redes sociais, poder e saúde à luz das classes populares numa conjuntura de crise."
Interface - Comunicação, Saúde, Educação 4: 37-56.
Valois B. Jr, C. and M. A. d. Oliveira (2011). "Recommender systems in social networks." JISTEM - Journal of
Information Systems and Technology Management 8: 681-716.
Vasconcellos, H. S. R. d., et al. (2009). "Espaços educativos impulsionadores da educação ambiental."
Cadernos CEDES 29: 29-47.
Vasconcelos, A. M. d. and Á. G. R. Lezana (2012). "Modelo de ciclo de vida de empreendimentos sociais."
Revista de Administração Pública 46: 1037-1058.
Velloso, R. V. (2008). "O ciberespaço como ágora eletrônica na sociedade contemporânea." Ciência da
Informação 37: 103-109.
Venâncio, R. P., et al. (2006). "O Compadre Governador: redes de compadrio em Vila Rica de fins do século
XVIII." Revista Brasileira de História 26: 273-294.
Ventura, T. (2011). "Luta social por reconhecimento: dilemas e impasses na articulação pública do
desrespeito." Revista de Sociologia e Política 19: 159-170.
Venturini, E. (2010). "O caminho dos cantos: morar e intersetorialidade na sáude mental." Fractal : Revista
de Psicologia 22: 471-480.
Verona, A. P. d. A., et al. (2010). "Infant mortality and mothers' religious involvement in Brazil." Revista
Brasileira de Estudos de População 27: 59-74.
238
Vieira Filho, N. G. (2005). "A prática complexa do psicólogo clínico: cotidiano e cultura na atuação em
circuito de rede institucional." Estudos de Psicologia (Campinas) 22: 301-308.
Vilela, E. M. (2011). "Sírios e libaneses: redes sociais, coesão e posição de status." Revista Brasileira de
Ciências Sociais 26: 157-176.
Virgílio B. Bastos, A. and M. Viana Santos (2007). "Redes sociais informais e compartilhamento de
significados sobre mudança organizacional." Revista de Administração de Empresas 47: 1-13.
Witte, J. C. (2012). "A ciência social digitalizada: avanços, oportunidades e desafios." Sociologias 14: 52-92.
Ximenes, T. (2008). "Capital social, redes sociais e inovações produtivas." Ambiente & Sociedade 11: 389404.
Zaluar, A. (1997). "EXCLUSÃO E POLÍTICAS PÚBLICAS: DILEMAS TEÓRICOS E ALTERNATIVAS POLÍTICAS."
Revista Brasileira de Ciências Sociais 12.
Zhouri, A. and R. Oliveira (2012). "Development and environmental conflicts in Brazil: challenges for
anthropology and anthropologists." Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology 9: 181-208.
239
Palavra-chave “Sindicalismo”
Alves Filho, A. G., et al. (2002). "Manufacturing strategies and work organization in an engine supply chain."
RAE eletrônica 1: 02-10.
Andrade, R. g. d. C. (1984). "Por que os sindicatos são fracos no Brasil?" Lua Nova: Revista de Cultura e
Política 1: 56-59.
Araújo, A. M. C., et al. (2001). "Reestruturação produtiva e negociação coletiva nos anos 90." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 16: 85-112.
Augusto, L. G. d. S. and T. C. P. Novaes (1999). "Ação médico-social no caso do benzenismo em Cubatão,
São Paulo: uma abordagem interdisciplinar." Cadernos de Saúde Pública 15: 729-738.
Beynon, H. (1999). "Protesto ambiental e mudança social no Reino Unido." Mana 5: 07-28.
Boni, V. (2004). "Poder e igualdade: as relações de gênero entre sindicalistas rurais de Chapecó, Santa
Catarina." Revista Estudos Feministas 12: 289-302.
Bruno, R. A. L. (2003). "Nova República: a violência patronal rural como prática de classe." Sociologias: 284310.
Buonicore, A. C. (1999). "Sindicatos e trabalhadores no Brasil: defensiva estratégica e alternativa antiliberal."
Revista de Sociologia e Política: 195-200.
Caldas, M. P. (2000). "Enxugamento de pessoal no Brasil: podem-se atenuar seus efeitos em empresa e
indivíduo?" Revista de Administração de Empresas 40: 29-41.
Carballal, L. B. (2009). "El voluntariado: entre la ciudadanía y la ideología." Revista Katálysis 12: 235-240.
Cardoso, A. M. and A. A. Comin (1997). "Centrais sindicais e atitudes democráticas." Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 167-192.
Carvalho Neto, A. (2001). "A negociação da participação nos lucros e resultados: estudo em quatro setores
dinâmicos da economia brasileira." Revista de Administração Contemporânea 5: 195-214.
Carvalho Neto, A. and M. d. A. Neves (2000). "O sindicalismo mineiro frente aos desafios dos anos 90."
Sociologias: 226-257.
Cerdeira, M. d. C. (2004). "Relações laborais e emprego." Sociologias: 106-140.
Chaloult, Y. and D. Brunelle (1998). "Transnacionalização das práticas sindicais: quadro teórico-analítico."
Revista Brasileira De Politica Internacional 41: 83-101.
Cid Aguayo, B. E. (2012). "Maternizando lo político: mujeres y género en el Movimiento Sindical de la
Industria Salmonera Chilena." Revista Estudos Feministas 20: 189-207.
Coradini, O. L. (2007). "Engajamento associativo-sindical e recrutamento de elites políticas: tendências
recentes no Brasil." Revista de Sociologia e Política: 181-203.
Coradini, O. L. (2011). "Representação política e de interesses: bases associativas dos deputados federais de
1999-2007." Sociedade e Estado 26: 197-220.
Costa, J. B. (2007). "Sindicatos das trabalhadoras domésticas no Brasil: teorias da descolonização e saberes
subalternos." Sociedade e Estado 22: 197-198.
Costa, M. d. S. (2003). "Reestruturação produtiva, sindicatos e a flexibilização das relações de trabalho no
Brasil." RAE eletrônica 2: 0-0.
240
Costa, M. d. S. (2003). "Reestruturação produtiva, sindicatos e a flexibilização das relações de trabalho no
Brasil." RAE eletrônica 2: 0-0.
Cotanda, F. C. (2008). "Os sindicatos brasileiros em face das inovações tecnológicas e organizacionais."
Dados 51: 617-646.
Cruz, M. V. G. d., et al. (2012). "Gestão de competências nas relações de trabalho: o que pensam os
sindicalistas?" Revista de Administração Contemporânea 16: 705-722.
Cunha, L. A. (2000). "O ensino industrial-manufatureiro no Brasil." Revista Brasileira de Educação: 89-107.
Deere, C. D. (2004). "Os direitos da mulher à terra e os movimentos sociais rurais na reforma agrária
brasileira." Revista Estudos Feministas 12: 175-204.
Dias, E. C., et al. (2011). "Employment conditions and health inequities: a case study of Brazil." Cadernos de
Saúde Pública 27: 2452-2460.
Etviti, J. E. and R. F. Leyva (1995). "Los actores políticos y sociales en la formulación de la reforma sanitaria,
en España." Cadernos de Saúde Pública 11: 34-44.
Ferreira, M. C. (1999). "Associativismo e contato político nas regiões metropolitanas do Brasil: 1988-1996.
Revisitando o problema da participação." Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 90-102.
Ferreira, M. O. V. (2004). "Mulheres e homens em sindicato docente: um estudo de caso." Cadernos de
Pesquisa 34: 391-410.
Ferreira, M. O. V. (2008). "Desconforto e invisibilidade: representações sobre relações de gênero entre
sindicalistas docentes." Educação em Revista: 15-40.
Grün, R. (2003). "Atores e ações na construção da governança corporativa brasileira." Revista Brasileira de
Ciências Sociais 18: 139-161.
Guariento, M. E., et al. (1999). "Working conditions of Chagas' disease patients in a large Brazilian city."
Cadernos de Saúde Pública 15: 381-386.
Guimarães, A. Q. (2006). "O capitalismo coordenado alemão: do boom do pós-guerra à Agenda 2010." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 23-56.
Hermida, J. F. (2006). "O Plano Nacional de Educação (Lei 10.172), de 9 de janeiro de 2001." Educar em
Revista: 239-258.
Horn, C. H. (2008). "Poder de barganha dos sindicatos e negociações coletivas na indústria do Rio Grande
do Sul, 1979-1995." Revista de Economia Política 28: 510-529.
Karepovs, D. (2006). "A Coligação Operária de Santos quebrou a pasmaceira." História (São Paulo) 25: 182202.
Karp, S. (2012). "Desafiar a reforma escolar empresarial... e dez sinais esperançosos de resistência."
Educação & Sociedade 33: 431-454.
Kohen, J. A. (1997). "Nuevas relaciones laborales y salud de los trabajadores en Argentina: desafíos y
perspectivas para la investigación." Cadernos de Saúde Pública 13: S47-S57.
Koury, M. G. P. (2009). "Ciclo de greves na agroindústria açucareira: Pernambuco, 1964 a 1968." Caderno
CRH 22: 381-398.
241
Lacaz, F. A. d. C. and S. M. R. Flório (2009). "Controle social, mundo do trabalho e as Conferências Nacionais
de Saúde da virada do século XX." Ciência & Saúde Coletiva 14: 2123-2134.
Larangeira, S. M. G. (2003). "A reestruturação das telecomunicações e os sindicatos." Revista Brasileira de
Ciências Sociais 18: 81-107.
Leite, M. D. P. (2000). "Trabalho e sociedade em transformação." Sociologias: 66-87.
Lessard, C. (2006). "Regulação múltipla e autonomia profissional dos professores: comparação entre o
Quebec e o Canadá." Educação em Revista: 143-163.
Lima, J. C., et al. (2011). "Os novos territórios da produção e do trabalho: a indústria de calçados no Ceará."
Caderno CRH 24: 367-384.
Lopes, A. C., et al. (2012). "Prevalência de perda auditiva induzida por ruído em motoristas." International
Archives of Otorhinolaryngology 16: 509-514.
Machado, V. L. S., et al. (1993). "Psicólogo Escolar, Orientador Educacional e Assistente Pedagógico na
escola: um trabalho em cooperação?" Paidéia (Ribeirão Preto): 45-63.
Magalhães, R. S. and R. Abramovay (2007). "A formação de um mercado de microfinanças no sertão da
Bahia." Revista Brasileira de Ciências Sociais 22: 107-119.
Martins, H. d. S. and I. J. Rodrigues (1999). "O sindicalismo brasileiro na segunda metade dos anos 90."
Tempo Social 11: 155-182.
Martins, M. F. (2011). "Práxis e "catarsis" como referências avaliativas das ações educacionais das ONG'S,
dos sindicatos e dos partidos políticos." Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas)
16: 533-558.
Martins, S. S. (2000). "Participação nos lucros ou resultados: oportunidade ou desafio para o movimento
sindical?" Revista de Administração Contemporânea 4: 47-65.
Mattos, M. B. (2004). "Greves, sindicatos e repressão policial no Rio de Janeiro (1954-1964)." Revista
Brasileira de História 24: 241-270.
MEDICI, A. C. (2002). "A desregulação das obras sociais mais um episódio da reforma da saúde na
Argentina: O que virá depois?" Revista da Associação Médica Brasileira 48: 268-274.
Mélo, J. L. B. (2004). "Fronteiras: da linha imaginária ao campo de conflitos." Sociologias: 126-146.
Menezes-Filho, N. A., et al. (2008). "Trade unions and the economic performance of brazilian
establishments." Estudos Econômicos (São Paulo) 38: 55-72.
Moraes, M. A. F. D. d. (2011). "A influência dos sindicatos nos salários do setor sucroalcooleiro." Revista de
Economia Política 31: 471-492.
Nascimento, R. P. and L. M. Segre (2008). "O modelo de relações salariais: uma análise de empresas
automobilísticas no Brasil." Cadernos EBAPE.BR 6: 01-16.
Oliveira, M. L. d. and E. S. d. Almeida (2009). "Controle social e gestão participativa em saúde pública em
unidades de saúde do município de Campo Grande, MS, 1994-2002." Saúde e Sociedade 18: 141-153.
Parpet, M.-F. G. (2010). "A construção intelectual dos mercados agrícolas: a sociedade francesa dos
economistas rurais e a revista Economie Rurale." Mana 16: 75-97.
Peres, C. C., et al. (2006). "Uma construção social: o anexo da norma brasileira de ergonomia para o
trabalho dos operadores de telemarketing." Revista Brasileira de Saúde Ocupacional 31: 35-46.
242
Quinlan, M., et al. (2007). "Regulamentação das cadeias de fornecedores para proteger a saúde e
segurança de trabalhadores vulneráveis." Revista Brasileira de Saúde Ocupacional 32: 145-152.
Ramalho, J. R. (2010). "Flexibilidade e crise do emprego industrial - sindicatos, regiões e novas ações
empresariais." Sociologias 12: 252-284.
Ramalho, J. R. (2010). "Flexibilidade e crise do emprego industrial - sindicatos, regiões e novas ações
empresariais." Sociologias 12: 252-284.
Ramalho, J. R. and I. J. Rodrigues (2010). "Sindicato, crise econômica e estratégias regionais novas
dimensões da participação política no ABC Paulista." Caderno CRH 23: 339-351.
Ramalho, J. R. and M. A. Santana (2006). "Flexibilidade à francesa: trabalhadores na Peugeot Citroën
brasileira." Tempo Social 18: 115-132.
Rennó, L. (2006). "Os militantes são mais informados? Desigualdade e informação política nas eleições de
2002." Opinião Pública 12: 329-347.
Repullo Junior, R. and J. d. R. Gomes (2005). "Brazilian union actions for workers' health protection." Sao
Paulo Medical Journal 123: 24-29.
Ribeiro, M. (2008). "Pedagogia da alternância na educação rural/do campo: projetos em disputa." Educação
e Pesquisa 34: 27-45.
Rodrigues, L. M. (1998). "O DECLÍNIO DAS TAXAS DE SINDICALIZAÇÃO: A DÉCADA DE 80." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 13.
Rosso, S. D., et al. (2011). "Condições de emergência do sindicalismo docente: Conditions for the
emergence of teachers' labor unions." Pro-Posições 22: 111-113.
Salerno, M. S. (1994). "Mudança organizacional e trabalho direto em função de flexibilidade e perfomance
da produção industrial." Produção 4: 5-22.
Santana, M. A. (2000). "Ensaio bibliográfico trabalho, trabalhadores e sindicatos em meio ao vendaval
contemporâneo." Dados 43: 00-00.
Sato, L. and M. H. Bernardo (2005). "Saúde mental e trabalho: os problemas que persistem." Ciência &
Saúde Coletiva 10: 869-878.
Seidl, E. (2009). "Disposições a militar e lógica de investimentos militantes." Pro-Posições 20: 21-39.
Senra, N. d. C. (2009). "Na Primeira República, Bulhões Carvalho legaliza a atividade estatística e a põe na
ordem do Estado." Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas 4: 387-399.
Silva, R. A. d. and M. d. P. Leite (1987). "Qual o lugar dos sindicatos?" Lua Nova: Revista de Cultura e Política
3: 38-44.
Silva, S. J. d. (2001). "Companheiros servidores: o avanço do sindicalismo do setor público na CUT." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 16: 130-146.
Silva, S. J. d. (2006). "Executivo, legislativo e sindicatos na reforma previdenciária Argentina." Dados 49:
345-377.
Sousa Junior, J. d. (2009). "O programa marxiano de educação e o fundamento da práxis." Trabalho,
Educação e Saúde 7: 51-66.
Tardif, M. and A. Zourhlal (2005). "Difusão da pesquisa educacional entre profissionais do ensino e círculos
243
acadêmicos." Cadernos de Pesquisa 35: 13-35.
Tomizaki, K. and M. Rombaldi (2009). "Construindo a legitimidade: reflexões sobre as transformações das
práticas de militância no movimento sindical." Pro-Posições 20: 93-112.
Vasconcellos, M. and A. M. Vasconcellos (2009). "Partnership, empowerment and local development."
Interações (Campo Grande) 10: 133-148.
Villarinho, L., et al. (2002). "Caminhoneiros de rota curta e sua vulnerabilidade ao HIV, Santos, SP." Revista
de Saúde Pública 36: 61-67.
Villela, L. E. and M. C. S. Pinto (2009). "Governança e gestão social em redes empresariais: análise de três
arranjos produtivos locais (APLs) de confecções no estado do Rio de Janeiro." Revista de Administração
Pública 43: 1067-1089.
Wünsch Filho, V., et al. (1993). "Sistema de informação para a ação: subsídios para a atuação prática dos
programas de saúde dos trabalhadores a nível local." Cadernos de Saúde Pública 9: 136-148.
244
Palavra-chave “Sociedade Civil”
Abers, R. and M. U. Bülow (2011). "Movimentos sociais na teoria e na prática: como estudar o ativismo
através da fronteira entre estado e sociedade?" Sociologias 13: 52-84.
Abramovay, R. (2009). "Anticapitalismo e inserção social dos mercados." Tempo Social 21: 65-87.
Abregú, M. (2008). "Direitos Humanos para todos: da luta contra o autoritarismo à construção de uma
democracia inclusiva - um olhar a partir da Região Andina e do Cone Sul." Sur. Revista Internacional de
Direitos Humanos 5: 06-41.
Accorssi, A., et al. (2012). "A naturalização da pobreza: reflexões sobre a formação do pensamento social."
Psicologia & Sociedade 24: 536-546.
Acero, L. (2011). "Governança na nova genética e a participação pública: o caso das pesquisas com célulastronco." Physis: Revista de Saúde Coletiva 21: 795-812.
Albuquerque, V. d. (2011). "A formação da classe empresarial brasileira." Cadernos EBAPE.BR 9: 262-281.
Alexander, J. C. (1998). "Ação Coletiva, Cultura e Sociedade Civil: Secularização, atualização, inversão,
revisão e deslocamento do modelo clássico dos movimentos sociais." Revista Brasileira de Ciências Sociais
13: 5-31.
Allebrandt, S. L., et al. (2011). "Gestão social e cidadania deliberativa: uma análise da experiência dos
Coredes no Rio Grande do Sul, 1990-2010." Cadernos EBAPE.BR 9: 914-945.
Almeida, J. S. d. (2007). "Missionárias norte-americanas na educação brasileira: vestígios de sua passagem
nas escolas de São Paulo no século XIX." Revista Brasileira de Educação 12: 327-342.
Almeida, M. C. d. A., et al. (2011). "Concentração de fenol em resíduos de laboratórios de análises clínicas."
Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial 47: 431-437.
Almeida, M. R. d. and H. M. d. Lima (2008). "Garantia financeira para fins de fechamento de mina e o seu
impacto na viabilidade de uma mina: estudo de caso de uma mina de grande porte." Rem: Revista Escola
de Minas 61: 203-209.
Almeida, S. C. R. d., et al. (2010). "A descentralização da política nacional de ATER: uma experiência nos
assentamentos de reforma agrária no noroeste mineiro - Brasil." Sociedade & Natureza 22: 551-560.
Almeida, W. L. d. (2011). "A estratégia de políticas públicas em direitos humanos no Brasil no primeiro
mandato Lula." Revista Katálysis 14: 230-238.
Alvarenga, A. T. d. and N. Schor (1998). "Contracepção feminina e política pública no Brasil: pontos e
contrapontos da proposta oficial." Saúde e Sociedade 7: 87-110.
Alvarez, A. M. d. S., et al. (2009). "Histórias de vida de moradores de rua, situações de exclusão social e
encontros transformadores." Saúde e Sociedade 18: 259-272.
Alvarez, A. M. d. S., et al. (2004). "O encontro transformador em moradores de rua na cidade de São Paulo."
Psicologia & Sociedade 16: 47-56.
Alvarez, S. E., et al. (2003). "Encontrando os feminismos latino-americanos e caribenhos." Revista Estudos
Feministas 11: 541-575.
Alves, M. A. and N. M. Koga (2006). "Brazilian nonprofit organizations and the new legal framework: an
institutional perspective." BAR. Brazilian Administration Review 3: 68-83.
Alves, M. A. and N. M. Koga (2006). "Brazilian nonprofit organizations and the new legal framework: an
institutional perspective." Revista de Administração Contemporânea 10: 213-234.
245
Alves, P. B., et al. (2002). "Atividades cotidianas de crianças em situação de rua." Psicologia: Teoria e
Pesquisa 18: 305-313.
Alzahrani, M., et al. (2011). "Relationship between walking performance and types of community-based
activities in people with stroke: an observational study." Revista Brasileira de Fisioterapia 15: 45-51.
Amaral, J. A. G. d. and A. M. A. d. Barros (2002). "Políticas ambientais nas empresas brasileiras: análise de
conteúdo." Rem: Revista Escola de Minas 55: 223-227.
Amaral, O. (2011). "Ainda conectado: o PT e seus vínculos com a sociedade." Opinião Pública 17: 1-44.
Amer, N. M., et al. (2011). "Índice de massa corporal e hipertensão arterial em indivíduos adultos no
Centro-Oeste do Brasil." Arquivos Brasileiros de Cardiologia 96: 47-53.
Andrade, M. d. F. d. O., et al. (2007). "Casa Siloé: a história de uma ONG para crianças portadoras de
HIV/AIDS." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 14: 1291-1311.
Arán, M. and M. V. Corrêa (2004). "Sexualidade e política na cultura contemporânea: o reconhecimento
social e jurídico do casal homossexual." Physis: Revista de Saúde Coletiva 14: 329-341.
Aravena-Reyes, J. A. (2001). "Metodologias coletivas para o ensino de projeto em engenharia e
arquitetura." Rem: Revista Escola de Minas 54: 57-62.
Arregui, C. C. (2012). "O debate sobre a produção de indicadores sociais alternativos: demandas por novas
formas de quantificação." Serviço Social & Sociedade: 529-554.
Avritzer, L. (2007). "Sociedade civil, instituições participativas e representação: da autorização à
legitimidade da ação." Dados 50: 443-464.
Avritzer, L. (2012). "Sociedade civil e Estado no Brasil: da autonomia à interdependência política." Opinião
Pública 18: 383-398.
Azevedo, C. M. d. A. (2005). "A regulamentação do acesso aos recursos genéticos e aos conhecimentos
tradicionais associados no Brasil." Biota Neotropica 5: 19-27.
Azevedo, D. (2004). "A Igreja Católica e seu papel político no Brasil." Estudos Avançados 18: 109-120.
Azevedo, R. G. d. (2006). "Prevenção integrada: novas perspectivas para as políticas de segurança no Brasil."
Revista Katálysis 9: 38-42.
Azzam, F. (2005). "Os direitos humanos na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio."
Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 2: 22-35.
Bacci, D. d. L. C., et al. (2006). "Aspectos e impactos ambientais de pedreira em área urbana." Rem: Revista
Escola de Minas 59: 47-54.
Ballestrin, L. (2010). "Associativismo transnacional: uma propostaanalítico-conceitual." Revista de Sociologia
e Política 18: 41-54.
Barbosa, M. (2010). "Educação e desafios da multiculturalização: uma pedagogia da sociedade civil."
Cadernos de Pesquisa 40: 993-1023.
Bardal, P. A. P., et al. (2012). "Questões atuais sobre a vigilância sanitária das concentrações de flúor em
alimentos." Cadernos de Saúde Pública 28: 573-582.
246
Barreto, R. d. O., et al. (2010). "As limitações das políticas de habitação portuguesas: reflexões sobre a
importância da intersetorialidade." Cadernos EBAPE.BR 8: 627-643.
Barros, F. L. d. (2005). "Banco Mundial e ONGS ambientalistas itnernacionais: ambiente, desenvolvimento,
governança global e participação da sociedade civil." Sociedade e Estado 20: 261-263.
Barros, F. L. d. (2011). "Redes e participação social em campos políticos da cooperação internacional: a
experiência brasileira." Sociedade e Estado 26: 301-327.
Barros, S. d. R. (1998). "A execução da política externa brasileira: um balanço dos últimos 4 anos." Revista
Brasileira De Politica Internacional 41: 18-28.
Baxi, U. (2007). "O Estado de Direito na Índia." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 4: 6-27.
Becker, B. K. (2005). "Geopolítica da Amazônia." Estudos Avançados 19: 71-86.
Bermúdez, X. P. D. and F. Seffner (2006). "Liderança brasileira à luz da Declaração de Compromisso sobre
HIV/Aids da UNGASS." Revista de Saúde Pública 40: 101-108.
Bezerra, H. D. (2008). "Atores políticos, informação e democracia." Opinião Pública 14: 414-431.
Bidussa, D. (2008). "A religião da política em Israel." Estudos Avançados 22: 95-118.
Bier, C. A., et al. (2010). "Sociedade, empresa e governo: uma experiência de implementação de um novo
paradigma de democracia participativa." Cadernos EBAPE.BR 8: 580-599.
Bispo Júnior, J. P. and S. Gerschman (2013). "Potencial participativo e função deliberativa: um debate sobre
a ampliação da democracia por meio dos conselhos de saúde." Ciência & Saúde Coletiva 18: 7-16.
Blyberg, A. (2009). "O caso da alocação indevida: direitos econômicos e sociais e orçamento público." Sur.
Revista Internacional de Direitos Humanos 6: 134-153.
Boischio, A., et al. (2009). "Health and sustainable development: challenges and opportunities of ecosystem
approaches in the prevention and control of dengue and Chagas disease." Cadernos de Saúde Pública 25:
S149-S154.
Bonotto, D. M. B. (2008). "Contribuições para o trabalho com valores em Educação Ambiental." Ciência &
Educação (Bauru) 14: 295-306.
Booth, J. A. and P. B. Richard (2001). "A formação do capital social na América Central: violência política,
repressão, dor e perda." Opinião Pública 7: 75-99.
Borges, A. (2003). "Governança e política educacional: a agenda recente do banco mundial." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 18: 125-138.
Brandão, D. B., et al. (2005). "Da construção de capacidade avaliatória em iniciativas sociais: algumas
reflexões." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 13: 361-374.
Braunbeck, O. A. and J. T. A. Oliveira (2006). "Colheita de cana-de-açúcar com auxílio mecânico."
Engenharia Agricola 26: 300-308.
Bresser Pereira, L. C. (1995). "Estado, sociedade civil e legitimidade democrática." Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 85-104.
Bresser-Pereira, L. C. (2010). "A construção política do Estado." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 117146.
Brittes, J. G. and J. L. Pereira (2007). "Tecnologias da informação e da comunicação e a polêmica sobre
247
direito autoral: o caso Google Book Search." Ciência da Informação 36: 167-174.
Bronzo, C., et al. (2012). "Tri-sector partnerships in social entrepreneurship: discourse and practice of the
actors from the circles of action and reflection." Revista de Administração (São Paulo) 47: 446-460.
Brose, M. E. (2007). "As origens da participação e da qualidade democrática no Rio Grande do Sul." Revista
Katálysis 10: 228-236.
Brumer, A. (2002). "Previdência social rural e gênero." Sociologias: 50-81.
Brzezinski, I. (1999). "Embates na definição das políticas de formação de professores para a atuação
multidisciplinar nos anos iniciais do Ensino Fundamental: respeito à cidadania ou disputa pelo poder?"
Educação & Sociedade 20: 80-108.
Burawoy, M. (2009). "A sociologia pública em tempos de Barack Obama." Caderno CRH 22: 233-244.
Burlandy, L. (2009). "A construção da política de segurança alimentar e nutricional no Brasil: estratégias e
desafios para a promoção da intersetorialidade no âmbito federal de governo." Ciência & Saúde Coletiva
14: 851-860.
Burlandy, L. (2011). "A atuação da sociedade civil na construção do campo da Alimentação e Nutrição no
Brasil: elementos para reflexão." Ciência & Saúde Coletiva 16: 63-72.
Buss, P. M. (2007). "Globalização, pobreza e saúde." Ciência & Saúde Coletiva 12: 1575-1589.
Cabral, M. V. (2003). "O exercício da cidadania política em perspectiva histórica (Portugal e Brasil)." Revista
Brasileira de Ciências Sociais 18: 31-60.
Caeiro, J. M. C. (2008). "Economia social: conceitos, fundamentos e tipologia." Revista Katálysis 11: 61-72.
Campos, C. M. S. and S. M. Mishima (2005). "Necessidades de saúde pela voz da sociedade civil e do
Estado." Cadernos de Saúde Pública 21: 1260-1268.
Canesqui, A. M. and R. A. Barsaglini (2012). "Apoio social e saúde: pontos de vista das ciências sociais e
humanas." Ciência & Saúde Coletiva 17: 1103-1114.
Carneiro, V. L. and L. H. d. F. P. França (2011). "Conflitos no relacionamento entre cuidadores e idosos: o
olhar do cuidador." Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 14: 647-662.
Carvalho, C. A., et al. (2009). "Sistema Nacional de Cultura: a tradução do dinâmico e do formal nos
municípios da região Sul." Cadernos EBAPE.BR 7: 665-686.
Carvalho, C. H. A. d. (2006). "O PROUNI no governo Lula e o jogo político em torno do acesso ao ensino
superior." Educação & Sociedade 27: 979-1000.
Carvalho, I. C. d. M. (2005). "Discutindo a educação ambiental a partir do diagnóstico em quatro
ecossistemas no Brasil." Educação e Pesquisa 31: 301-313.
Castro, F. d., et al. (2011). "Governança ambiental na América Latina: para uma agenda de pesquisa mais
integrada." Ambiente & Sociedade 14: 1-13.
Cavalcante, T. M. (2005). "O controle do tabagismo no Brasil: avanços e desafios." Revista de Psiquiatria
Clínica 32: 283-300.
Chaloult, Y. and W. Fernández (2001). "A Alca e as novas alianças sindicais Norte-Sul." Revista Brasileira De
Politica Internacional 44: 168-185.
Chappell, D. (2008). "Uma pedra de esperança: a fé profética, o liberalismo e a morte das leis Jim Crow."
248
Tempo 13: 64-97.
Chaves, G. C., et al. (2008). "Acesso a medicamentos e propriedade intelectual no Brasil: reflexões e
estratégias da sociedade civil." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 5: 170-198.
Ciavatta, M. and M. Ramos (2012). "A "era das diretrizes": a disputa pelo projeto de educação dos mais
pobres." Revista Brasileira de Educação 17: 11-37.
Cockell, F. F. and D. Perticarrari (2010). "Contratos de boca: a institucionalização da precariedade na
construção civil." Caderno CRH 23: 633-653.
Codato, A. N. and M. R. d. Oliveira (2004). "A marcha, o terço e o livro: catolicismo conservador e ação
política na conjuntura do golpe de 1964." Revista Brasileira de História 24: 271-302.
Coelho, J. S. (2012). "Construindo a participação social no SUS: um constante repensar em busca de
equidade e transformação." Saúde e Sociedade 21: 138-151.
Coelho, T. C. B. and J. S. Paim (2005). "Processo decisório e práticas de gestão: dirigindo a Secretaria da
Saúde do Estado da Bahia, Brasil." Cadernos de Saúde Pública 21: 1373-1382.
Cohen, J. L. (2003). "Sociedade civil e globalização: repensando categorias." Dados 46: 419-459.
Cohn, A. (2003). "Estado e sociedade e as reconfigurações do direito à saúde." Ciência & Saúde Coletiva 8:
09-18.
Comini, G., et al. (2012). "A three-pronged approach to social business: a Brazilian multi-case analysis."
Revista de Administração (São Paulo) 47: 385-397.
Concha-Eastman, A. and M. Malo (2006). "Da repressão à prevenção da violência: desafio para a sociedade
civil e para o setor saúde." Ciência & Saúde Coletiva 11: 1179-1187.
Concha-Eastman, A. and M. Malo (2006). "From repression to prevention against violence: a challenge
posed to civil society and the health sector." Ciência & Saúde Coletiva 11: 339-348.
Corrêa, I. M. (2007). "Planejamento estratégico e gestão pública por resultados no processo de reforma
administrativa do estado de Minas Gerais." Revista de Administração Pública 41: 487-504.
Costa, A. L. J. d. (2011). "As escolas noturnas do município da Corte: estado imperial, sociedade civil e
educação do povo (1870-1889)." Educação & Sociedade 32: 53-68.
Costa, A. M. (2009). "Participação social na conquista das políticas de saúde para mulheres no Brasil."
Ciência & Saúde Coletiva 14: 1073-1083.
Costa, A. M. A. M., et al. (2011). "Organizações Não Governamentais na área da Saúde da Criança - revisão
da literatura." Ciência & Saúde Coletiva 16: 3181-3196.
Costa, C. A. and C. M. Bógus (2012). "Significados e apropriações da noção de segurança alimentar e
nutricional pelo segmento da sociedade civil do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional."
Saúde e Sociedade 21: 103-114.
Costa, D. V. d. and A. d. S. d. S. Teodósio (2011). "Desenvolvimento sustentável, consumo e cidadania: um
estudo sobre a (des)articulação da comunicação de organizações da sociedade civil, do estado e das
empresas." RAM. Revista de Administração Mackenzie 12: 114-145.
Costa, H. H. F. G. d. (2012). "Museologia e patrimônio nas cidades contemporâneas: uma tese sobre gestão
de cidades sob a ótica da preservação da cultura e da memória." Boletim do Museu Paraense Emílio
Goeldi. Ciências Humanas 7: 87-101.
249
Costa, I. T. M. (1999). "Informação, trabalho e tempo livre: políticas de informação para o século XXI."
Ciência da Informação 28: 136-138.
Costa, M. V. and M. Momo (2009). "Sobre a "conveniência" da escola." Revista Brasileira de Educação 14:
521-533.
Costa, S. (1995). "A democracia e a dinâmica da esfera pública." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 5565.
Costa, S. (2003). "Democracia cosmopolita: déficits conceituais e equívocos políticos." Revista Brasileira de
Ciências Sociais 18: 19-32.
Cotta, R. M. M., et al. (2010). "Conselho Municipal de Saúde: (re)pensando a lacuna entre o formato
institucional e o espaço de participação social." Ciência & Saúde Coletiva 15: 2437-2445.
Cruz Jr., A. S. d. (2006). "Um novo bipolarismo: notas metodológicas para a definição do sistema
internacional." Contexto Internacional 28: 399-464.
Cruz, S. C. V. e. (2000). "Um outro olhar: sobre a análise gramsciana das organizações internacionais."
Revista Brasileira de Ciências Sociais 15: 39-53.
Cunha, A. M. B., et al. (2007). "Alfabetização de jovens e adultos: política pública e movimento popular."
Cadernos CEDES 27: 19-38.
Cury, C. R. J. (2005). "Políticas inclusivas e compensatórias na educação básica." Cadernos de Pesquisa 35:
11-32.
Dadico, L. and M. P. R. d. Souza (2010). "Atuação do psicólogo em organizações não governamentais na
área da Educação." Psicologia: Ciência e Profissão 30: 114-131.
Dellasoppa, E., et al. (1999). "Violência, direitos civis e demografia no Brasil na década de 80: o caso da área
metropolitana do Rio de Janeiro." Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 155-176.
Dessunti, E. M., et al. (2008). "Convivendo com a diversidade sexual: relato de experiência." Revista
Brasileira de Enfermagem 61: 385-389.
Di Pierro, M. C. (2008). "Educação de jovens e adultos na América Latina e Caribe: trajetória recente."
Cadernos de Pesquisa 38: 367-391.
Domene, S. M. Á., et al. (2007). "Experiências de políticas em alimentação e nutrição." Estudos Avançados
21: 161-178.
Dupas, G. (2005). "Tensões contemporâneas entre público e privado." Cadernos de Pesquisa 35: 33-42.
Dupont, V. and M.-C. Saglio-Yatzimirsky (2009). "Programas de erradicação, reassentamento e urbanização
das favelas: Delhi e Mumbai." Estudos Avançados 23: 283-302.
Duran, M. C. G., et al. (2005). "Vinte anos da política do ciclo básico na rede estadual paulista." Cadernos de
Pesquisa 35: 83-112.
Duriguetto, M. L., et al. (2009). "Sociedade civil e movimentos sociais: debate teórico e ação práticopolítica." Revista Katálysis 12: 13-21.
Empinotti, V. L. (2011). "E se eu não quiser participar? O caso da não participação nas eleições do comitê
de bacia do rio São Francisco." Ambiente & Sociedade 14: 195-211.
Engberg, E. (2009). "A influenza invisível: a resposta comunitária à pandemia de 1918-1920 no norte rural
da Suécia." Varia Historia 25: 429-456.
250
Ennaji, M. (2008). "Pregadoras murshidat como agentes de mudança no Marrocos: uma perspectiva
comparativa." Cadernos Pagu: 75-94.
Etcheverry, C. A. L. (2008). "Sociedad civil y participación ciudadana: cómo los actores sociales se hacen
parte de las decisiones." Interações (Campo Grande) 9: 181-188.
Faria, C. F. (2010). "Estado e organizações da sociedade civil no Brasil contemporâneo: construindo uma
sinergia positiva?" Revista de Sociologia e Política 18: 187-204.
Fávero, M. d. L. d. A. (2003). "O autoritarismo institucional e a extinção do IESAE." Educação & Sociedade
24: 1257-1275.
Feix, V. (2004). "Por uma política pública nacional de acesso à Justiça." Estudos Avançados 18: 219-224.
Fernandes, J. C. L. and J. G. d. C. Monteiro (1997). "Postos comunitários: uma alternativa para o sistema de
saúde." Cadernos de Saúde Pública 13: 127-135.
Ferraz, F. C. A. (2008). "As Guerras Mundiais e seus veteranos: uma abordagem comparativa." Revista
Brasileira de História 28: 463-486.
Ferreira, J. M. C. (2007). "Atualidade da construção do objeto científico da sociologia econômica." RAE
eletrônica 6: 0-0.
Ferreira, R. (2010). "A institucionalização dos estudos Africanos nos Estados Unidos: advento, consolidação
e transformações." Revista Brasileira de História 30: 73-90.
Ferreirinha, I. M. N. and T. R. Raitz (2010). "As relações de poder em Michel Foucault: reflexões teóricas."
Revista de Administração Pública 44: 367-383.
Figueiredo, G. G. d. (2007). "Vamos ao baile: gingas da comunicação e da participação no zapatismo." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 47-82.
Figueiró, A. L. (2010). "Entre o assistencialismo e a emancipação: uma análise da relação entre estado e
sociedade civil, a partir das experiências do Programa Bolsa Família no entorno do Distrito Federal."
Sociedade e Estado 25: 145-146.
Fischer, T., et al. (2006). "Perfis visíveis na gestão social do desenvolvimento." Revista de Administração
Pública 40: 789-808.
Fischmann, R. (2009). "A proposta de concordata com a Santa Sé e o debate na Câmara Federal." Educação
& Sociedade 30: 563-583.
Flores Cisneros, C. and G. Martínez León (2006). "Hacia una concepción del Trabajo Social contemporáneo
en México: su condición profesional." Revista Katálysis 9: 249-259.
Flores, R. K. and M. C. Misoczky (2008). "Participação no gerenciamento de bacia hidrográfica: o caso do
Comitê Lago Guaíba." Revista de Administração Pública 42: 109-131.
Fonseca, C. M. O. (2011). "Estado, sociedade civil e políticas de saúde na Europa (séculos XIX e XX)."
História, Ciências, Saúde-Manguinhos 18: 311-315.
Fonseca, K. P. d. (2006). "(Re)Pensando o crime como uma relação de antagonismo entre seus autores e a
sociedade." Psicologia: Ciência e Profissão 26: 532-547.
Fontes, B. A. S. M. and K. Eichner (2001). "Sobre a estruturação de redes sociais em associações voluntárias:
estudo empírico de organizações não-governamentais da cidade do Recife." Sociedade e Estado 16: 187221.
251
Fontes, R. d. S. (2004). "A reinvenção da escola a partir de uma experiência instituinte em hospital."
Educação e Pesquisa 30: 271-282.
Frei Betto (2003). "A fome como questão política." Estudos Avançados 17: 53-61.
Freitas, R. M. d., et al. (2011). "Estratégia intersetorial para o controle da dengue em Belo Horizonte (Minas
Gerais), Brasil." Saúde e Sociedade 20: 773-785.
Frey, K. (2001). "A dimensão político-democrática nas teorias de desenvolvimento sustentável e suas
implicações para a gestão local." Ambiente & Sociedade: 115-148.
Galvão, J. (2002). "A política brasileira de distribuição e produção de medicamentos anti-retrovirais:
privilégio ou um direito?" Cadernos de Saúde Pública 18: 213-219.
García Méndez, E. (2004). "Origem, sentido e futuro dos direitos humanos: reflexões para uma nova
agenda." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 1: 6-19.
Gastal, F. L., et al. (2006). "Doença mental, mulheres e transformação social: um perfil evolutivo institucional
de 1931 a 2000." Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul 28: 245-254.
Germano, J. W. (2008). "O discurso político sobre a educação no Brasil autoritário." Cadernos CEDES 28:
313-332.
Ghanem, E. (2004). "Educação e participação no Brasil: um retrato aproximativo de trabalhos entre 1995 e
2003." Educação e Pesquisa 30: 161-188.
Ghanem, E. (2012). "As ONGs e a responsabilidade governamental com a escola básica no Brasil." ProPosições 23: 51-65.
Giaretta, J. B. Z., et al. (2012). "Desafios e condicionantes da participação social na gestão ambiental
municipal no Brasil." Organizações & Sociedade 19: 527-550.
Gohn, M. d. G. (2004). "Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais." Saúde e
Sociedade 13: 20-31.
Gohn, M. d. G. (2006). "Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas
escolas." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 14: 27-38.
Gohn, M. d. G. (2008). "Abordagens teóricas no estudo dos movimentos sociais na américa latina." Caderno
CRH 21: 439-455.
Gomes, I. P., et al. (2011). "Ambulatório de quimioterapia pediátrica: a experiência no aquário carioca."
Texto & Contexto - Enfermagem 20: 585-591.
Gomes, J. d. L. and J. C. Barbieri (2004). "Gerenciamento de recursos hídricos no Brasil e no Estado de São
Paulo: um novo modelo de política pública." Cadernos EBAPE.BR 2: 01-21.
Goulart, J. O. (2006). "Orçamento participativo e gestão democrática no poder local." Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 49-78.
Grangeiro, A., et al. (2012). "Características da resposta à Aids de secretarias de saúde, no contexto da
Política de Incentivo do Ministério da Saúde1." Saúde e Sociedade 21: 954-975.
Guilhoto, L. M. d. F. F., et al. (2008). "Associação Brasileira de Epilepsia: a história de duas décadas de
atuação e serviço à comunidade." Journal of Epilepsy and Clinical Neurophysiology 14: 77-84.
Guimarães, A. S. A. (2003). "Acesso de negros às universidades públicas." Cadernos de Pesquisa: 247-268.
252
Guimarães, J. M. X., et al. (2010). "Participação social na saúde mental: espaço de construção de cidadania,
formulação de políticas e tomada de decisão." Ciência & Saúde Coletiva 15: 2113-2122.
Guimarães, T. d. A. and P. H. R. Medeiros (2005). "A relação entre governo eletrônico e governança
eletrônica no governo federal brasileiro." Cadernos EBAPE.BR 3: 01-18.
Gullo, Á. d. A. e. S. (1998). "Violência urbana: um problema social." Tempo Social 10: 105-119.
Gutiérrez, R. A. (2006). "Comitê Gravataí: gestão participativa da água no Rio Grande do Sul." Lua Nova:
Revista de Cultura e Política: 79-121.
Haddad, S. (2009). "A participação da sociedade civil brasileira na educação de jovens e adultos e na
CONFINTEA VI." Revista Brasileira de Educação 14: 355-369.
Heck, R. M., et al. (2012). "Ação dos profissionais de um centro de atenção psicossocial diante de usuários
com tentativa e risco de suicídio." Texto & Contexto - Enfermagem 21: 26-33.
Heringer, R. (2002). "Desigualdades raciais no Brasil: síntese de indicadores e desafios no campo das
políticas públicas." Cadernos de Saúde Pública 18: S57-S65.
Hochstetler, K. and E. J. Friedman (2008). "Representação, partidos e sociedade civil na Argentina e no
Brasil." Caderno CRH 21: 47-66.
Honorato, C. E. d. M. and R. Pinheiro (2008). "O trabalho do profissional de saúde mental em um processo
de desinstitucionalização." Physis: Revista de Saúde Coletiva 18: 361-380.
Hopp, M. V. (2011). "Relación Estado-sociedad civil en las políticas de desarrollo socio-productivo en
Argentina contemporánea." Revista Katálysis 14: 13-22.
Inglesi, A. S. and I. Semeghini-Siqueira (2011). "A leitura nas organizações não governamentais e interrelações com a escola pública." Educação e Pesquisa 37: 321-338.
Iriart, C. and L. I. Ríos (2012). "Biomedicalización e infancia: trastorno de déficit de atención e
hiperactividad." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 16: 1008-1024.
Jacobi, P. R. (2000). "Educação, ampliação da cidadania e participação." Educação e Pesquisa 26: 11-29.
Jacobi, P. R. (2002). "Políticas sociais locais e os desafios da participação citadina." Ciência & Saúde Coletiva
7: 443-454.
Jacobi, P. R. (2003). "Espaços públicos e práticas participativas na gestão do meio ambiente no Brasil."
Sociedade e Estado 18: 315-338.
Jacobi, P. R. (2008). "Estado e educação: o desafio de ampliar a cidadania." Educar em Revista: 113-127.
Jacobi, P. R. and F. Barbi (2007). "Democracia e participação na gestão dos recursos hídricos no Brasil."
Revista Katálysis 10: 237-244.
Jimeno, M. (2010). "Emoções e política: a vítima e a construção de comunidades emocionais." Mana 16: 99121.
Junquilho, G. S. (2003). "Condutas gerenciais e suas raízes: uma proposta de análise à luz da teoria da
estruturação." Revista de Administração Contemporânea 7: 101-120.
Klein, M. (2006). "Novos textos e novos atores na formação profissional para surdos: rupturas ou
permanências?" Revista Brasileira de Educação 11: 435-449.
253
Kowarick, L. (2003). "Sobre a vulnerabilidade socioeconômica e civil: Estados Unidos, França e Brasil."
Revista Brasileira de Ciências Sociais 18: 61-86.
Krawczyk, N. R. (2005). "Políticas de regulação e mercantilização da educação: socialização para uma nova
cidadania?" Educação & Sociedade 26: 799-819.
Kraychete, E. S. (2012). "O lugar das organizações não governamentais no entrecruzamento entre as
noções de desenvolvimento e cooperação internacional." Caderno CRH 25: 251-268.
Krmpotic, C. S. and L. C. De Ieso (2010). "Los cuidados familiares: aspectos de la reproducción social a la luz
de la desigualdad de género." Revista Katálysis 13: 95-101.
Kuenzer, A. Z. (2010). "O ensino médio no Plano Nacional de Educação 2011-2020: superando a década
perdida?" Educação & Sociedade 31: 851-873.
Labra, M. E. (1993). "Associativismo no setor saúde brasileiro e organizações de interesse do empresariado
médico." Physis: Revista de Saúde Coletiva 3: 193-225.
Labra, M. E. and J. S. A. d. Figueiredo (2002). "Associativismo, participação e cultura cívica: O potencial dos
conselhos de saúde." Ciência & Saúde Coletiva 7: 537-547.
Lage, V. C. (2012). ""Sociedade civil global": agentes não estatais e espaço de interação na sociedade
política." Contexto Internacional 34: 151-188.
Lavalle, A. G. (1999). "Crítica ao modelo da nova sociedade civil." Lua Nova: Revista de Cultura e Política:
121-135.
Lavalle, A. G. and G. Castello (2008). "Sociedade, representação e a dupla face da Accountability: cidade do
México e São Paulo." Caderno CRH 21: 67-86.
Lavalle, A. G., et al. (2007). "Protagonistas na sociedade civil: redes e centralidades de organizações civis em
São Paulo." Dados 50: 465-498.
Lavalle, A. G., et al. (2008). "Atores periféricos na sociedade civil: redes e centralidades de organizações em
São Paulo." Revista Brasileira de Ciências Sociais 23: 73-96.
Lavalle, A. G., et al. (2006). "Democracia, pluralização da representação e sociedade civil." Lua Nova: Revista
de Cultura e Política: 49-103.
Laville, J.-L. (2008). "Do século 19 ao século 21: permanência e transformações da solidariedade em
economia." Revista Katálysis 11: 20-42.
Lefèvre, F. (1999). "A saúde como fato coletivo." Saúde e Sociedade 8: 83-91.
Leher, R. (2003). "Reforma do estado: o privado contra o público." Trabalho, Educação e Saúde 1: 203-228.
Leis, H. R. (2001). "Para uma reestruturação interdisciplinar das ciências sociais: a complexa tarefa de
enfrentar os desafios da problemática ambiental sem cair no senso comum da sociedade civil." Ambiente
& Sociedade: 145-154.
Levy, C. (2009). "Influência e contribuição: a igreja católica progressista brasileira e o fórum social mundial."
Religião & Sociedade 29: 177-197.
Lima, G. F. d. C. (2009). "Educação ambiental crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis."
Educação e Pesquisa 35: 145-163.
Lopes, C. d. S. (2011). "Como se vigia os vigilantes: o controle da Polícia Federal sobre a segurança
privada." Revista de Sociologia e Política 19: 99-121.
254
Lopes, D. A., et al. (2011). "Sociologia no ensino médio em um mundo em mudanças: a questão da
"confluência perversa"." Cadernos CEDES 31: 425-446.
Lopes, J. R. (2004). "Terceiro setor: a organização das políticas sociais e a nova esfera pública." São Paulo
em Perspectiva 18: 57-66.
Lorenzo, R. A. (2012). "As ações afirmativas para afrodescendentes articuladas a partir de parcerias
intersetoriais: uma análise argumentativa do caso Geração XXI." Organizações & Sociedade 19: 697-713.
Losekann, C. (2012). "Participação da sociedade civil na política ambiental do Governo Lula." Ambiente &
Sociedade 15: 179-200.
Loureiro, V. R. (2010). "Desenvolvimento, meio ambiente e direitos dos índios: da necessidade de um novo
ethos jurídico." Revista Direito GV 6: 503-526.
Luz, M. T. (2000). "Duas questões permanentes em um século de políticas de saúde no Brasil republicano."
Ciência & Saúde Coletiva 5: 293-312.
Macaulay, F. (2005). "Parcerias entre Estado e Sociedade Civil para promover a segurança do cidadão no
Brasil." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 2: 146-173.
Machado, F. R. d. S. (2009). "O direito à saúde na interface entre sociedade civil e Estado." Trabalho,
Educação e Saúde 7: 355-371.
Machado, F. R. d. S. and S. Dain (2012). "A Audiência Pública da Saúde: questões para a judicialização e
para a gestão de saúde no Brasil." Revista de Administração Pública 46: 1017-1036.
Mafra, L. A. S. and F. L. Naves (2009). "Gestão de políticas sociais: a importância das articulações
institucionais e setoriais em programas de segurança alimentar e nutricional." Cadernos EBAPE.BR 7: 34-49.
Maggie, Y. (2005). "Mário de Andrade ainda vive? O ideário modernista em questão." Revista Brasileira de
Ciências Sociais 20: 5-25.
Magrone, E. (2006). "Gramsci e a educação: a renovação de uma agenda esquecida." Cadernos CEDES 26:
353-372.
Maia, R. (2012). "Representação política de atores cívicos entre a imediaticidade da experiência e discursos
de justificação." Revista Brasileira de Ciências Sociais 27: 97-112.
Maia, R. C. M. (2009). "Atores da sociedade civil e ação coletiva: relações com a comunicação de massa."
Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 87-118.
Maia, R. C. M. (2010). "O papel democrático da sociedade civil em questão." Lua Nova: Revista de Cultura e
Política: 147-174.
Malheiros, T. F., et al. (2008). "Agenda 21 nacional e indicadores de desenvolvimento sustentável: contexto
brasileiro." Saúde e Sociedade 17: 7-20.
Maria, I. C. D., et al. (2010). "Sewage sludge application to agricultural land as soil physical conditioner."
Revista Brasileira de Ciência do Solo 34: 967-974.
Marinho, C. L. C. and C. Minayo-Gomez (2004). "Decisões conflitivas na liberação dos transgênicos no
Brasil." São Paulo em Perspectiva 18: 96-102.
Marques, A. A. (2003). "Concepções estratégicas brasileiras no contexto internacional do pós-Guerra Fria."
Revista de Sociologia e Política: 69-85.
255
Marques, T. C. d. N. and H. P. d. Melo (2008). "Os direitos civis das mulheres casadas no Brasil entre 1916 e
1962: ou como são feitas as leis." Revista Estudos Feministas 16: 463-488.
Martins, J. d. S. (1999). "Reforma agrária: o impossível diálogo sobre a História possível." Tempo Social 11:
97-128.
Martins, P. C., et al. (2008). "Conselhos de saúde e a participação social no Brasil: matizes da utopia." Physis:
Revista de Saúde Coletiva 18: 105-121.
Martins, R. D. A., et al. (2010). "A gestão do desenvolvimento local no Brasil: (des)articulação de atores,
instrumentos e território." Revista de Administração Pública 44: 559-590.
Mattos, P. P., et al. (2011). "Reserva de desenvolvimento sustentável: avanço na concepção de áreas
protegidas?" Sociedade & Natureza 23: 409-421.
Mattos, S. M. d. S. N. and J. A. Drummond (2005). "O terceiro setor como executor de políticas públicas:
Ong's ambientalistas na baía de Guanabara (1990-2001)." Revista de Sociologia e Política: 177-192.
Medeiros, M. d. A. and M. G. Saraiva (2009). "Os atores subnacionais no Mercosul: o caso das Papeleras."
Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 77-108.
Mello, L., et al. (2012). "Por onde andam as políticas públicas para a população LGBT no Brasil." Sociedade
e Estado 27: 289-312.
Mello, L., et al. (2011). "Políticas de saúde para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no Brasil:
em busca de universalidade, integralidade e equidade." Sexualidad, Salud y Sociedad (Rio de Janeiro): 7-28.
Menezes, R. R., et al. (2009). "Reciclagem de resíduos da construção civil para a produção de argamassas."
Cerâmica 55: 263-270.
Miguel, L. F. (2003). "Representação política em 3-D: elementos para uma teoria ampliada da representação
política." Revista Brasileira de Ciências Sociais 18: 123-140.
Miguel, L. F. (2010). "Accountability em listas abertas." Revista de Sociologia e Política 18: 183-200.
Milani, C. R. S. (2006). "Políticas públicas locais e participação na Bahia: o dilema gestão versus política."
Sociologias: 180-214.
Milani, C. R. S. (2008). "O princípio da participação social na gestão de políticas públicas locais: uma análise
de experiências latino-americanas e européias." Revista de Administração Pública 42: 551-579.
Este artigo parte de um pressuposto básico: a participação social tornou-se, nos anos 1990, um
dos princípios organizativos, aclamado por agências nacionais e internacionais, dos processos de
formulação de políticas públicas e de deliberação democrática em escala local. Fomentar a
participação dos diferentes atores políticos e criar uma rede que informe, elabore, implemente e
avalie as políticas públicas são, hoje, peças essenciais nos discursos de qualquer política pública
(auto) considerada progressista. Os anos 1990 foram marcados pela institucionalização da
consulta da "sociedade civil organizada" nos processos de formulação de políticas públicas locais.
No entanto, os instrumentos participativos devem ser questionados sob, pelo menos, duas óticas
críticas principais: quem participa e que desigualdades subsistem na participação? Como se dá o
processo de construção do interesse coletivo no âmbito dos dispositivos de participação? Este
artigo analisa, a partir de pesquisas realizadas sobre 10 experiências de participação na América
Latina (Argentina, Brasil, Costa Rica e República Dominicana) e na Europa (Alemanha, Espanha,
França e Itália), em que medida elas representam inovações nos modos de formular, implementar
e monitorar políticas públicas locais.
Minayo, M. C. d. S. and E. R. d. Souza (1997). "Violência e saúde como um campo interdisciplinar e de ação
coletiva." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 4: 513-531.
256
Minayo-Gomez, C. (2011). "Produção de conhecimento e intersetorialidade em prol das condições de vida
e de saúde dos trabalhadores do setor sucroalcooleiro." Ciência & Saúde Coletiva 16: 3361-3368.
Minayo-Gomez, C. and Z. V. Meirelles (1997). "Crianças e adolescentes trabalhadores: um compromisso
para a saúde coletiva." Cadernos de Saúde Pública 13: S135-S140.
Mindlin, S. E. (2012). "A study of governance practices in corporate foundations." Revista de Administração
(São Paulo) 47: 461-472.
Minervino, B. and O. T. Souza (2004). "Responsabilidade civil e ética do ortodontista." Revista Dental Press
de Ortodontia e Ortopedia Facial 9: 90-96.
Miskolci, R. (2007). "Pânicos morais e controle social: reflexões sobre o casamento gay." Cadernos Pagu:
101-128.
Monteiro, S. (2009). "Forum: challenges in STD/AIDS prevention in Portuguese-speaking African countries:
contributions from social research and from a gender approach: Introduction." Cadernos de Saúde Pública
25: 677-679.
Monteiro, S. N., et al. (2006). "Propriedades de compósitos de tecido de juta descartado reforçando matriz
de polietileno reciclado." Matéria (Rio de Janeiro) 11: 403-411.
Moraes, S. C. d. (2009). "Propostas alternativas de construção de políticas públicas em educação: novas
esperanças de solução para velhos problemas?" Educar em Revista: 165-179.
Morais Neto, O. L. d., et al. (2012). "Mortalidade por acidentes de transporte terrestre no Brasil na última
década: tendência e aglomerados de risco." Ciência & Saúde Coletiva 17: 2223-2236.
Morozini, J. F., et al. (2006). "Seleção de índices na análise de balanços: uma aplicação da técnica estatística
'ACP'." Revista Contabilidade & Finanças 17: 87-99.
Moura, J. T. V. d. and M. K. Silva (2008). "Atores sociais em espaços de ampliação da democracia: as redes
sociais em perspectiva." Revista de Sociologia e Política 16: 43-54.
Moura, S. (1998). "A construção de redes públicas na gestão local: algumas tendências recentes." Revista
de Administração Contemporânea 2: 67-85.
Müller Neto, J. S. and E. Artmann (2012). "Política, gestão e participação em Saúde: reflexão ancorada na
teoria da ação comunicativa de Habermas." Ciência & Saúde Coletiva 17: 3407-3416.
Nardi, H. C., et al. (2006). "Subjetividade e solidariedade: a diversidade das formas de implicação dos jovens
na economia solidária." Psicologia: Reflexão e Crítica 19: 320-328.
Neves, A. V. (2007). "Espaços públicos, participação e clientelismo: um estudo de caso sobre o orçamento
participativo em Barra Mansa, Rio de Janeiro." Revista Katálysis 10: 215-221.
Njaine, K., et al. (1997). "A produção da (des)informação sobre violência: análise de uma prática
discriminatória." Cadernos de Saúde Pública 13: 405-414.
Nobre, L. C. d. C. (2003). "Trabalho de crianças e adolescentes: os desafios da intersetorialidade e o papel
do Sistema Único de Saúde." Ciência & Saúde Coletiva 8: 963-971.
Nobre, M. (2008). "Indeterminação e estabilidade: os 20 anos da Constituição Federal e as tarefas da
pesquisa em direito." Novos Estudos - CEBRAP: 97-106.
Nogueira, M. A. (1998). "Gramsci, a crise da política e a esquerda em crise." Lua Nova: Revista de Cultura e
Política: 77-92.
257
Nogueira, M. A. (2003). "Sociedade civil, entre o político-estatal e o universo gerencial." Revista Brasileira
de Ciências Sociais 18: 185-202.
Novaes, R. (2012). "Juventude, religião e espaço público: exemplos "bons para pensar" tempos e sinais."
Religião & Sociedade 32: 184-208.
Novicki, V. and D. B. d. Souza (2010). "Políticas públicas de educação ambiental e a atuação dos conselhos
de meio ambiente no Brasil: perspectivas e desafios." Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação
18: 711-736.
Olival, A. d. A., et al. (2007). "Participação e cultura política: os conselhos municipais de desenvolvimento
rural sustentável no território Portal da Amazônia." Revista de Economia e Sociologia Rural 45: 1013-1035.
Oliveira, A. C. and S. Haddad (2001). "As organizações da sociedade civil e as ONGs de educação."
Cadernos de Pesquisa: 61-83.
Oliveira, A. D. d. S., et al. (2007). "Aspectos sócio-políticos da implantação da Central de Transplantes do
Piauí." Revista Brasileira de Enfermagem 60: 405-409.
Oliveira, J. A. d. and I. Epstein (2009). "Tempo, ciência e consenso: os diferentes tempos que envolvem a
pesquisa científica, a decisão política e a opinião pública." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 13:
423-433.
Oliveira, L. A. P. d. and C. C. d. S. Simões (2005). "O IBGE e as pesquisas populacionais." Revista Brasileira de
Estudos de População 22: 291-302.
Oliveira, L. C. d. and R. Pinheiro (2010). "A participação nos conselhos de saúde e sua interface com a
cultura política." Ciência & Saúde Coletiva 15: 2455-2464.
Oliveira, M. A., et al. (2001). "AIDS, ativismo e regulação de ensaios clínicos no Brasil: o Protocolo 028."
Cadernos de Saúde Pública 17: 863-875.
Oliveira, M. A. d., et al. (2009). "Pessoas com deficiência no mercado de trabalho: considerações sobre
políticas públicas nos Estados Unidos, União Europeia e Brasil." Revista Brasileira de Educação Especial 15:
219-232.
Oliveira, M. F. d. (2007). "Multilateralismo, democracia e política externa no Brasil: contenciosos das
patentes e do algodão na Organização Mundial do Comércio (OMC)." Contexto Internacional 29: 7-38.
Oliveira, N. D. d. (2010). "Os primórdios da doutrina de segurança nacional: a escola superior de guerra."
História (São Paulo) 29: 135-157.
Oliveira, R. M. R. d. (2006). "Gênero, direitos humanos e impacto socioeconômico da Aids no Brasil." Revista
de Saúde Pública 40: 80-87.
Oliveira, S. I. d. and K. S. Oliveira (2008). "Novas perspectivas em educação alimentar e nutricional."
Psicologia USP 19: 495-504.
Ortega, A. C. (2007). "Desenvolvimento territorial rural no Brasil: limites e potencialidades dos CONSADs."
Revista de Economia e Sociologia Rural 45: 275-300.
Ortiz, P. H. F. (2005). "Das montanhas mexicanas ao ciberespaço." Estudos Avançados 19: 173-186.
Oxhorn, P. (2010). "Cidadania como consumo ou cidadania como agência: uma comparação entre as
reformas de democratização da Bolívia e do Brasil." Sociologias 12: 18-43.
Palha, C. R. L. (2011). "Televisão e política: o mito Tancredo Neves entre a morte, o legado e a redenção."
Revista Brasileira de História 31: 217-234.
258
Papavero, C. G. (2010). "Alegrias e desventuras do paladar: a alimentação no Brasil holandês." Revista de
Nutrição 23: 137-147.
PAULICS, V. and S. C. BAVA (2002). "Em busca do conhecimento e da afirmação da cidadania." São Paulo
em Perspectiva 16: 48-53.
Peci, A., et al. (2008). "Oscips e termos de parceria com a sociedade civil: um olhar sobre o modelo de
gestão por resultados do governo de Minas Gerais." Revista de Administração Pública 42: 1137-1162.
Pedlowski, M., et al. (1999). "A criação de áreas protegidas e os limites da conservação ambiental em
Rondônia." Ambiente & Sociedade: 93-107.
Pereira, A. J. and L. Y. I. Nichiata (2011). "A sociedade civil contra a Aids: demandas coletivas e políticas
públicas." Ciência & Saúde Coletiva 16: 3249-3257.
Pereira, J. R. P. and S. S. Okuma (2009). "O perfil dos ingressantes de um programa de educação física para
idosos e os motivos da adesão inicial." Revista Brasileira de Educação Física e Esporte 23: 319-334.
Pereira, M. C. G. and M. A. C. Teixeira (2011). "A inclusão de catadores em programas de coleta seletiva: da
agenda local à nacional." Cadernos EBAPE.BR 9: 895-913.
Pereira, S. (2004). "A contribuição do homem simples na construção da esfera pública: os trabalhadores
rurais de Baturité - Ceará." Revista Brasileira de Educação: 29-43.
Peroni, V. M. V., et al. (2009). "Estado e terceiro setor: as novas regulações entre o público e o privado na
gestão da educação básica brasileira." Educação & Sociedade 30: 761-778.
Petinelli, V. (2011). "As Conferências Públicas Nacionais e a formação da agenda de políticas públicas do
Governo Federal (2003-2010)." Opinião Pública 17: 228-250.
Petit, P. and J. Cuéllar (2012). "O golpe de 1964 e a instauração da ditadura civil-militar no Pará: apoios e
resistências." Estudos Históricos (Rio de Janeiro) 25: 169-189.
Phebo, L. and A. T. M. S. d. Moura (2005). "Violência urbana: um desafio para o pediatra." Jornal de
Pediatria 81: s189-s196.
Pieranti, O. P. and L. H. R. d. Silva (2007). "A questão amazônica e a política de defesa nacional." Cadernos
EBAPE.BR 5: 01-11.
Pinheiro, A. R. d. O. and D. B. B. d. Carvalho (2008). "Estado e mercado: adversários ou aliados no processo
de implementação da Política Nacional de Alimentação e Nutrição? Elementos para um debate sobre
medidas de regulamentação." Saúde e Sociedade 17: 170-183.
Pinheiro, R. (2004). "Apresentação - democracia e saúde: sociedade civil, cidadania e cultura política."
Physis: Revista de Saúde Coletiva 14: 11-14.
Pinheiro, R., et al. (2007). "Integrality in the population's health care programs." Ciência & Saúde Coletiva
12: 343-349.
Pinto, C. R. J. (2001). "A sociedade civil se organiza na América Latina." Revista Brasileira de Ciências Sociais
16: 161-163.
Pinto, C. R. J. (2005). "A sociedade civil e a luta contra a fome no Brasil (1993-2003)." Sociedade e Estado
20: 195-228.
Pinto Júnior, V. C., et al. (2009). "Reflexões sobre a formulação de política de atenção cardiovascular
pediátrica no Brasil." Revista Brasileira De Cirurgia Cardiovascular 24: 73-80.
259
Pires, M. R. G. M. and P. Demo (2006). "Políticas de saúde e crise do Estado de Bem-Estar: repercussões e
possibilidades para o Sistema Único de Saúde." Saúde e Sociedade 15: 56-71.
Pogrebinschi, T. (2007). "O enigma da democracia em Marx." Revista Brasileira de Ciências Sociais 22: 5567.
Pontes, R. N. (2010). "Concepções de pobreza dos atores sociais na política de assistência social no período
FHC." Revista Katálysis 13: 181-190.
Portela, M. C. and M. Lotrowska (2006). "Assistência aos pacientes com HIV/Aids no Brasil." Revista de
Saúde Pública 40: 70-79.
Porto, M. S. G. (2004). "Polícia e violência: representações sociais de elites policiais do Distrito Federal." São
Paulo em Perspectiva 18: 132-141.
Presoto, L. H. and M. F. Westphal (2005). "A participação social na atuação dos conselhos municipais de
Bertioga - SP." Saúde e Sociedade 14: 68-77.
Prysthon, C., et al. (2006). "Engenharia produz, a sociedade utiliza." Perspectivas Em Ciencia Da Informacao
11: 416-423.
Raine, F. (2006). "O desafio da mensuração nos direitos humanos." Sur. Revista Internacional de Direitos
Humanos 3: 6-29.
Ramos, M. N. (2007). "Reforma da educação profissional: contradições na disputa por hegemonia no
regime de acumulação flexível." Trabalho, Educação e Saúde 5: 545-558.
Ramos, S. (2004). "O papel das ONGs na construção de políticas de saúde: a Aids, a saúde da mulher e a
saúde mental." Ciência & Saúde Coletiva 9: 1067-1078.
Ramos, S. (2006). "Brazilian responses to violence and new forms of mediation: the case of the Grupo
Cultural AfroReggae and the experience of the project "Youth and the Police"." Ciência & Saúde Coletiva
11: 419-428.
Ramos, S. (2006). "Respostas brasileiras à violência e novas mediações: o caso do Grupo Cultural
AfroReggae e a experiência do projeto Juventude e Polícia." Ciência & Saúde Coletiva 11: 1303-1311.
Rego, W. L. (2008). "Aspectos teóricos das políticas de cidadania: uma aproximação ao Bolsa Família." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 147-185.
Reis, C. B. and E. B. Bernardes (2011). "O que acontece atrás das grades: estratégias de prevenção
desenvolvidas nas delegacias civis contra HIV/AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis." Ciência
& Saúde Coletiva 16: 3331-3338.
Rekosh, E. (2005). "Quem define o interesse público?: Estratégias do direito de interesse público na Europa
Centro-Oriental." Sur. Revista Internacional de Direitos Humanos 2: 174-187.
Rennó, L. (2006). "Os militantes são mais informados? Desigualdade e informação política nas eleições de
2002." Opinião Pública 12: 329-347.
Rennó, L. R. (2003). "Estruturas de oportunidade política e engajamento em organizações da sociedade
civil: um estudo comparado sobre a América Latina." Revista de Sociologia e Política: 71-82.
Ribeiro, A. d. P. (2000). "O Judiciário como poder político no século XXI." Estudos Avançados 14: 291-306.
Ribeiro, M. T. R. (2006). "Itinerário da construção do risco e segurança na sociedade brasileira." Sociedade e
Estado 21: 725-751.
260
Rico, E. d. M. (2004). "A responsabilidade social empresarial e o Estado: uma aliança para o
desenvolvimento sustentável." São Paulo em Perspectiva 18: 73-82.
Rigotto, R. M. (2007). "Caiu na rede, é peixe: a industrialização tardia e suas implicações sobre o trabalho, o
ambiente e a saúde no Estado do Ceará, Brasil." Cadernos de Saúde Pública 23: S599-S611.
Rinesi, E. (2000). "Hobbes e o antagonismo como o real da política." Lua Nova: Revista de Cultura e Política:
51-70.
Rizek, C. S. (2003). "Sociedade civil e espaços públicos no Brasil: um balanço necessário." Revista Brasileira
de Ciências Sociais 18: 161-165.
Rocha, C. V. (2011). "Gestão pública municipal e participação democrática no Brasil." Revista de Sociologia
e Política 19: 171-185.
Rocha, L. G. M. d., et al. (2010). "Parques nacionais Brasileiros: problemas fundiários e alternativas para a
sua resolução." Revista de Sociologia e Política 18: 205-226.
Rocha, M. E. d. M. (2007). "O canto da sereia: notas sobre o discurso neoliberal na publicidade brasileira
pós-1990." Revista Brasileira de Ciências Sociais 22: 81-90.
Rocha, R. R. and J. B. Moreira (2010). "Regime internacional para refugiados: mudanças e desafios." Revista
de Sociologia e Política 18: 17-30.
Rodrigues, J., et al. (2006). "Associação dos usuários de um centro de atenção psicossocial: desvelando sua
significação." Texto & Contexto - Enfermagem 15: 240-245.
Rodrigues, M. G. M. (2002). "Redes transnacionais de advocacia pública: estratégias e impactos - O projeto
Planafloro e o painel de inspeção do banco mundial." Contexto Internacional 24: 73-128.
Romão, W. d. M. (2010). "Entre a sociedade civil e a sociedade política." Novos Estudos - CEBRAP: 199-206.
Romão, W. d. M. (2011). "Conselheiros do Orçamento Participativo nas franjas da sociedade política." Lua
Nova: Revista de Cultura e Política: 219-244.
Romero, A. V., et al. (2009). "Diferenciación funcional y sociedad civil: reflexiones para una nueva
gobernación en América Latina." Interações (Campo Grande) 10: 171-183.
Rosa, M. (2008). "Estado e ações coletivas na África do Sul e no Brasil: por uma sociologia contemporânea
dos países não exemplares." Sociologias: 292-318.
Ruediger, M. A. and V. Riccio (2004). "O caso da gestão da reforma universitária brasileira: negociação
como estratégia de ação política." Cadernos EBAPE.BR 2: 01-09.
Sá, L. M. and M. d. F. R. Makiuchi (2003). "Cidade e natureza: tecendo redes no processo de gestão
ambiental." Sociedade e Estado 18: 89-113.
Sallum Jr., B. and G. S. P. e. Casarões (2011). "O impeachment do presidente Collor: a literatura e o
processo." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 163-200.
Sandalowski, M. C. (2006). "Sistema de justiça criminal e violência doméstica contra as crianças e os
adolescentes: um estudo sociológico." Revista Katálysis 9: 107-116.
Sanfelice, J. L. (2008). "O movimento civil-militar de 1964 e os intelectuais." Cadernos CEDES 28: 357-378.
Santana, J. S., et al. (2011). "Desenvolvimento territorial sustentável e desafios postos por
megaempreendimentos: o caso do município de Itaguaí - RJ." Cadernos EBAPE.BR 9: 846-867.
261
Santos, A. C. (2002). "Sexualidades politizadas: ativismo nas áreas da AIDS e da orientação sexual em
Portugal." Cadernos de Saúde Pública 18: 595-611.
Santos, C. G. d. and R. d. S. M. Carrion (2011). "Sobre a governança da cooperação internacional para o
desenvolvimento: atores, propósitos e perspectivas." Revista de Administração Pública 45: 1847-1868.
Santos Filho, E. T. d. and Z. M. d. S. Gomes (2007). "Estratégias de controle da tuberculose no Brasil:
articulação e participação da sociedade civil." Revista de Saúde Pública 41: 111-116.
Santos, F. M. d. (2003). "A querela dos heróis: liderança política e ethos americano em Oliveira Lima e José
Enrique Rodó." História (São Paulo) 22: 79-98.
Santos, L. A. d. C., et al. (1992). "Os anos 80: a politização do sangue." Physis: Revista de Saúde Coletiva 2:
107-149.
Santos, L. G. d. (2007). "Desencontro ou "malencontro"? Os biotecnólogos brasileiros em face da sócio e da
biodiversidade." Novos Estudos - CEBRAP: 49-57.
Santos, L. M. A. d., et al. (2007). "Análise crítica em organizações sociais: apropriando teoria e prática de
seus componentes estruturais e culturais." Cadernos EBAPE.BR 5: 01-16.
Santos, P. C. M. and A. R. d. Costa (2005). "A Escola de Minas de Ouro Preto, a "Sociedade de Geographia
Economica de Minas Geraes" e as Exposições Universais do final do século XIX e início do século XX." Rem:
Revista Escola de Minas 58: 279-285.
Sarmiento, J., et al. (2007). "Ciudadanía, sociedad civil y participación en políticas públicas: la experiencia de
los foros vecinales de seguridad en el municipio de La Plata." Revista Katálysis 10: 187-196.
Sarria, A. M. and M. K. Silva (2012). "Democracia, desarrollo y cooperación internacional: el caso de
Nicaragua." Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology 9: 574-598.
Sauerbronn, F. F. and J. F. R. Sauerbronn (2011). "Estratégias de responsabilidade social e esfera pública: um
debate sobre stakeholders e dimensões sociopolíticas de ações empresariais." Revista de Administração
Pública 45: 435-458.
Scherer-Warren, I. (2002). "Os argonautas da cidadania: a sociedade civil na globalização." Revista Brasileira
de Ciências Sociais 17: 205-209.
Scherer-Warren, I. (2006). "Das mobilizações às redes de movimentos sociais." Sociedade e Estado 21: 109130.
Schiffauer, W. (1994). "A sociedade civil e o estrangeiro." Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 77-86.
Schneider, A. (2005). "Conflito político e instituições orçamentárias: aprofundando a democracia no Brasil."
Revista de Sociologia e Política: 87-103.
Schütz, G. E., et al. (2005). "Perspectivas da participação do público através de ONGs para a gestão
ambiental na América Latina." Cadernos EBAPE.BR 3: 01-15.
Semeraro, G. (1999). "Da sociedade de massa à sociedade civil: a concepção da subjetividade em Gramsci."
Educação & Sociedade 20: 65-83.
Senna, M. d. C. M., et al. (2007). "Programa bolsa família: nova institucionalidade no campo da política
social brasileira?" Revista Katálysis 10: 86-94.
Severo, D. O. and M. A. Da Ros (2012). "A Participação no controle social do SUS: concepção do
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra." Saúde e Sociedade 21: 177-184.
262
Silva, C. M. T. d. and P. R. Simões (2002). "Gruta do Salitre (MG 361): geoespeleologia e espeleotemas."
Rem: Revista Escola de Minas 55: 277-284.
Silva, E. A., et al. (2012). "Interfaces epistemológicas sobre administração pública, institucionalismo e capital
social." Cadernos EBAPE.BR 10: 20-39.
Silva, E. O. (2011). "Quem chegar por último é mulher do padre: as Cartas de Perdão de concubinas de
padres na baixa Idade Média portuguesa." Cadernos Pagu: 357-386.
Silva Filho, A. B. d., et al. (2010). "Efeito da rugosidade recortada polida no escoamento em modelo de
passagem de minério." Rem: Revista Escola de Minas 63: 633-638.
Silva, F. M. V. d. and E. H. L. Dellagnelo (2008). "Avaliação de resultados e financiamento em organizações
culturais não-empresariais." Cadernos EBAPE.BR 6: 01-16.
Silva, G. C., et al. (2011). "Evolução, mudanças de uso e apropriação de espaços públicos em áreas centrais
urbanas." Ambiente Construído 11: 197-212.
Silva, L. S. A. d. and O. L. G. Quelhas (2006). "Sustentabilidade empresarial e o impacto no custo de capital
próprio das empresas de capital aberto." Gestão & Produção 13: 385-395.
Silva, M. B. B. e. (2009). "Reforma, responsabilidades e redes: sobre o cuidado em saúde mental." Ciência &
Saúde Coletiva 14: 149-158.
Silva, M. K. (2006). "Sociedade civil e construção democrática: do maniqueísmo essencialista à abordagem
relacional." Sociologias: 156-179.
Silva, M. K. and G. d. L. Oliveira (2011). "A face oculta(da) dos movimentos sociais: trânsito institucional e
intersecção Estado-Movimento - uma análise do movimento de economia solidária no Rio Grande do Sul."
Sociologias 13: 86-124.
Silveira, A. A. D. (2010). "A busca pela efetividade do direito à educação: análise da atuação de uma
Promotoria de Justiça da Infância e Juventude do interior paulista." Educar em Revista: 233-250.
Simionatto, I. (2009). "Classes subalternas, lutas de classe e hegemonia: uma abordagem gramsciana."
Revista Katálysis 12: 41-49.
Slomski, V., et al. (2010). "A demonstração do resultado econômico e sistemas de custeamento como
instrumentos de evidenciação do cumprimento do princípio constitucional da eficiência, produção de
governança e accountability no setor público: uma aplicação na Procuradoria-Geral do Município de São
Paulo." Revista de Administração Pública 44: 933-937.
Slomski, V., et al. (2012). "Sustentabilidade nas organizações: a internalização dos gastos com o descarte
do produto e/ou embalagem aos custos de produção." Revista de Administração (São Paulo) 47: 275-289.
Smith, R. and A. A. d. Oliveira (1995). "Integração social ou novas relações entre Estado e sociedade no
Brasil." Estudos Avançados 9: 117-139.
Soares, G. A. D. (2005). "As co-variatas políticas das mortes violentas." Opinião Pública 11: 192-212.
Soares, M. V. B., et al. (2008). "Caracterização das Casas de Apoio a portadores de HIV/Aids em Ribeirão
Preto (São Paulo, Brasil) e suas práticas de administração." Interface - Comunicação, Saúde, Educação 12:
169-180.
Soares, P. G. and C. M. M. Araujo (2010). "Práticas emergentes em Psicologia Escolar: a mediação no
desenvolvimento de competências dos educadores sociais." Psicologia Escolar e Educacional 14: 45-54.
263
Sorj, B. (2005). "Segurança, segurança humana e América Latina." Sur. Revista Internacional de Direitos
Humanos 2: 40-59.
Sorrentino, M., et al. (2005). "Educação ambiental como política pública." Educação e Pesquisa 31: 285-299.
Sousa, J. P., et al. (2011). "António Rodrigues Sampaio e a imprensa clandestina da Patuleia (1846-1847)."
Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação 34: 17-36.
Sousa, S. Z. and L. Bianchetti (2007). "Pós-graduação e pesquisa em educação no Brasil: o protagonismo da
ANPEd." Revista Brasileira de Educação 12: 389-409.
Souza, J. G. d., et al. (2008). "Alcoolismo feminino: subsídios para a prática profissional da enfermagem."
Escola Anna Nery 12: 622-629.
Souza, J. M. A. d. (2010). "Estado e sociedade civil no pensamento de Marx." Serviço Social & Sociedade:
25-39.
Souza, M. A. d. (2008). "Educação do campo: políticas, práticas pedagógicas e produção científica."
Educação & Sociedade 29: 1089-1111.
Souza, W. d. S. (2001). "Associações civis em saúde mental no Rio de Janeiro: democratizando os espaços
sociais." Cadernos de Saúde Pública 17: 933-939.
Spink, P. (2000). "The rights approach to local public management: experiences from Brazil." Revista de
Administração de Empresas 40: 45-65.
Starepravo, F. A., et al. (2012). "A teoria dos jogos competitivos de Norbert Elias como alternativa à leitura
das políticas públicas de esporte e lazer no Brasil." Revista Brasileira de Educação Física e Esporte 26: 657665.
Stehr, N. (2008). "Liberdade é filha do conhecimento?" Tempo Social 20: 221-234.
Streck, D. R. (2010). "Entre emancipação e regulação: (des)encontros entre educação popular e movimentos
sociais." Revista Brasileira de Educação 15: 300-310.
Stromquist, N. P. (2007). "Qualidade de ensino e gênero nas políticas educacionais contemporâneas na
América Latina." Educação e Pesquisa 33: 13-25.
Sudbrack, U. G. (2004). "O extermínio de meninos de rua no Brasil." São Paulo em Perspectiva 18: 22-30.
Tarrow, S. (2009). "Outsiders inside e insiders outside: entre a ação pública nacional e transnacional em prol
dos direitos humanos." Caderno CRH 22: 151-161.
Tavolaro, S. B. F. (2000). "Sociabilidade e construção de identidade entre antropocêntricos e ecocêntricos."
Ambiente & Sociedade: 63-84.
Teixeira, E. C. (1999). "Participação cidadã na sociedade civil global." Lua Nova: Revista de Cultura e Política:
135-168.
Teixeira, S. M. (2007). "Descentralização e participação social: o novo desenho das políticas sociais." Revista
Katálysis 10: 154-163.
Teles, A. and L. A. Joia (2012). "Infoinclusão em Piraí Digital: evidências empíricas a partir da teoria atorrede." JISTEM - Journal of Information Systems and Technology Management 9: 369-390.
Tibúrcio, J. A. P. and R. F. d. Moraes (2011). "A questão do banimento internacional das minas terrestres:
novos atores na segurança internacional e os casos das Américas Central e do Sul." Contexto Internacional
33: 485-520.
264
Tostes, A. P. (2006). "Um casamento feliz: direito internacional e sociedade civil global na formação dos
regimes internacionais." Revista de Sociologia e Política: 65-76.
Tostes, A. P. B. (2004). "Identidades transnacionais e o estado: viço e teimosia?" Lua Nova: Revista de
Cultura e Política: 39-66.
Travaglini, C. (2012). "The generation and re-generation of social capital and enterprises in multistakeholders social cooperative enterprises: a system dynamic approach." Revista de Administração (São
Paulo) 47: 436-445.
Trindade, H. (2004). "A República em tempos de reforma universitária: o desafio do Governo Lula."
Educação & Sociedade 25: 819-844.
Valente, F. L. S. (2003). "Fome, desnutrição e cidadania: inclusão social e direitos humanos." Saúde e
Sociedade 12: 51-60.
Valla, V. V. (1992). "Educação, saúde e cidadania: investigação científica e assessoria popular." Cadernos de
Saúde Pública 8: 30-40.
Valla, V. V. (1998). "Sobre participação popular: uma questão de perspectiva." Cadernos de Saúde Pública
14: S07-S18.
Valle, S. (2000). "Transgênicos sem maniqueísmo." História, Ciências, Saúde-Manguinhos 7: 493-498.
Vasconcellos, M. and A. M. Vasconcellos (2012). "Social movement, public policy changes and partnerships
building for local development." Interações (Campo Grande) 13: 243-258.
Vasconcellos, M. and A. M. d. A. Vasconcellos (2011). "State-civil society partnership: issues for debate and
new researches." Organizações & Sociedade 18: 701-717.
Vasconcelos, F. d. A. G. d. (2005). "Combate à fome no Brasil: uma análise histórica de Vargas a Lula."
Revista de Nutrição 18: 439-457.
Ventura, D. and I. Z. Miola (2009). "Os efeitos da transnacionalização sobre a governança regional: o caso
da conflituosa implantação da indústria de celulose no cone sul da América." Contexto Internacional 31:
391-427.
Vieira, D. V., et al. (2010). "Estudo de inibidores de corrosão em concreto armado." Matéria (Rio de Janeiro)
15: 431-444.
VIEIRA, E. (2001). "A política e as bases do direito educacional." Cadernos CEDES 21: 9-29.
Vieira, O. V. and A. S. DuPree (2004). "Reflexões acerca da sociedade civil e dos direitos humanos." Sur.
Revista Internacional de Direitos Humanos 1: 48-69.
Vigevani, T., et al. (2003). "Política externa no período FHC: a busca de autonomia pela integração." Tempo
Social 15: 31-61.
Villa, R. D. (2008). "Segurança internacional e normatividade: é o liberalismo o elo perdido dos critical
securities studies?" Lua Nova: Revista de Cultura e Política: 95-122.
Villa, R. D. and A. P. B. Tostes (2006). "Democracia cosmopolita versus política internacional." Lua Nova:
Revista de Cultura e Política: 69-107.
Villela, W. and J. C. Veloso (2006). "Participação da sociedade civil no seguimento das ações frente à Aids
no Brasil." Revista de Saúde Pública 40: 88-93.
265
Villela, W. V. and R. Barber-Madden (2009). "The gender approach in community AIDS projects in
Mozambique: agreement and disagreement between government and civil society." Cadernos de Saúde
Pública 25: 694-699.
Vizeu, F. and D. Bin (2008). "Democracia deliberativa: leitura crítica do caso CDES à luz da teoria do
discurso." Revista de Administração Pública 42: 83-108.
Voivodic, M. d. A. and L. C. Beduschi Filho (2011). "Os desafios de legitimidade em sistemas multissetoriais
de governança: uma análise do Forest Stewardship Council." Ambiente & Sociedade 14: 115-132.
Wanderley, E. N. and V. A. Ferreira (2010). "Obesidade: uma perspectiva plural." Ciência & Saúde Coletiva
15: 185-194.
WANDERLEY, L. E. W. (2002). "Mercosul e sociedade civil." São Paulo em Perspectiva 16: 63-73.
Wanderley, L. E. W. (2012). "Sociedade civil e Gramsci: desafios teóricos e práticos." Serviço Social &
Sociedade: 5-30.
Weber, S. (2002). "Notas sobre o CNE e a qualidade do ensino superior." Educação & Sociedade 23: 90-95.
Wehling, A. and M. J. Wehling (2011). "Soberania sem independência: aspectos do discurso político e
jurídico na proclamação do Reino Unido." Tempo 17: 89-116.
Westphal, M. F. (1997). "Municípios saudáveis: aspectos conceituais." Saúde e Sociedade 6: 9-18.
Westphal, M. F. (2000). "O Movimento Cidades/Municípios Saudáveis: um compromisso com a qualidade
de vida." Ciência & Saúde Coletiva 5: 39-51.
Whitehead, L. (1999). "Jogando boliche no Bronx: os interstícios incivis entre a sociedade civil e a sociedade
política." Revista Brasileira de Ciências Sociais 14: 15-30.
Zani, F. B. and F. G. Tenório (2011). "Gestão social do desenvolvimento: a exclusão dos representantes dos
empresários? O caso do Programa Territórios da Cidadania Norte-RJ." Cadernos EBAPE.BR 9: 780-802.
Zaverucha, J. (2008). "De FHC a Lula: a militarização da Agência Brasileira de Inteligência." Revista de
Sociologia e Política 16: 177-195.
Zibas, D. M. L. (2008). "Desdobramentos da associação "público-privado" na administração do ensino
técnico no Ceará." Cadernos de Pesquisa 38: 459-478.
Zouain, D. M. and L. S. Torres (2005). "A suposta modernização das relações de trabalho nas incubadoras
de empreendimentos." Cadernos EBAPE.BR 3: 01-07.
266
Bibliotecas da Unicamp - Livros
Palavra-chave “Ação Coletiva”
(1991). Economia e politica da crise brasileira: a perspectiva social-democrata. Rio de Janeiro, RJ, Rio Fundo
Ed.
(2003). Industrias culturais no Mercosul. Brasília, DF, Instituto Brasileiro de Relações Internacionais.
(2004). Juventude e sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo, SP, Instituto
Cidadania.
(2005). Política externa brasileira.
Acselrad, H. and B. Fundação Heinrich (2004). Conflitos ambientais no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, RelumeDumará.
Aguiar, F. (1997). A palavra no purgatorio, literatura e cultura nos anos 70. São Paulo, SP, Boitempo.
Almeida, M. R. C. d. and N. Arquivo (2003). Metamorfoses indigenas: identidade e cultura nas aldeias
coloniais do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Arquivo Nacional.
Almeida, P. R. d. and R. A. Barbosa (2006). Relações Brasil-Estados Unidos: assimetrias e convergencias. São
Paulo, SP, Saraiva.
Alonso, A. (2002). Ideias em movimento: a geração 1870 na crise do Brasil-Imperio. São Paulo, SP, Paz e
Terra.
Andrade, M. C. d., et al. (1991). Atualidade & Abolição. Recife, PE, Fundação Joaquim Nabuco, Massangana.
Arantes, A. A. (1993). Colcha de retalhos: estudos sobre a família no Brasil. Campinas, SP, UNICAMP.
Araujo, S. M. d. and M. Ferraz (2006). Trabalho e sindicalismo: tempo de incertezas. São Paulo, SP, LTr.
Arbix, G. and M. Zilbovicius (1997). De JK a FHC: a reinvenção dos carros. São Paulo, SP, Sociais.
Arinos Filho, A. (2002). Perfis em alto-relevo. São Paulo, SP, Paz e Terra.
Avritzer, L. (2009). Participatory institutions in democratic Brazil. Washington, D.C, Johns Hopkins Univ.
Press.
Axt, G. and F. L. Schler (2004). Interpretes do Brasil: ensaios de cultura e identidade. Porto Alegre, RS, Artes
e Ofícios.
Azevedo, S. d. and R. B. Fernandes (2005). Orçamento participativo: construindo a democracia. Rio de
Janeiro, RJ, Revan.
Azevedo, T. d. and A. Motta (2004). O cotidiano e seus ritos: praia, namoro e ciclos da vida. Recife, PE,
Massangana - Fundação Joaquim Nabuco.
Bandeira, M. (1998). De Marti a Fidel: a Revolução Cubana e a America Latina. Rio de Janeiro, RJ, Civilização
Brasileira.
Bandeira, M. (2004). As relações perigosas: Brasil-Estados Unidos (de Collor a Lula, 1990-2004). Rio de
Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Baquero, M. and M. Conselho Nacional dos Direitos da (2001). Reinventando a sociedade na América
Latina: cultura política, gênero, exclusão e capital social. Porto Alegre, RS, Editora da UFRGS.
267
Barreira, I. A. F. (1998). Chuva de papeis: ritos e simbolos de campanhas eleitorais no Brasil. Rio de Janeiro,
RJ, Relume Dumará.
Basualdo, C. (2007). Tropicalia: uma revolução na cultura brasileira (1967-1972). São Paulo, SP, Cosac Naify.
Bertoncelo, E. (2007). A campanha das diretas e a democratização. São Paulo, SP, Humanitas.
Biavaschi, M. B. (2007). O direito do trabalho no Brasil-1930-1942: a construção do sujeito de direitos
trabalhistas. São Paulo, SP, LTr.
Boito Junior, A. (2005). O sindicalismo na politica brasileira. São Paulo, SP, Editora da UNICAMP.
Bomfim, M. (1997). O Brasil na America: caracterização da formação brasileira. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Borda, A., et al. (1998). Mulher e politica: genero e feminismo no Partido dos Trabalhadores. São Paulo, SP,
Perseu Abramo.
Bosi, A. (1993). Dialetica da colonização. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Bresciani, M. S. M. (2005). O charme da ciencia e a sedução da objetividade: Oliveira Vianna entre
interpretes do Brasil. São Paulo, SP, UNESP.
Camargo, A., et al. (1989). Continuidade e mudança no Brasil da Nova Republica. São Paulo, SP, Vertice.
Campos, R. (2001). A lanterna na popa. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Cardoso, A. M. (2003). A decada neoliberal e a crise dos sindicatos no Brasil. São Paulo, SP, Boitempo.
Carlos, A. F. A. (1994). Os caminhos da reflexão sobre a cidade e o urbano. São Paulo, SP, EDUSP.
Carvalho, J. M. d. (1987). Os bestializados: o Rio de Janeiro e a Republica que não foi. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Carvalho, J. M. d. (1990). A formação das almas: o imaginario da Republica no Brasil. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Carvalho, S. d. (2009). Introdução ao teatro dialético: experimentos da Companhia do Latão. São Paulo, SP,
Expressão Popular.
Central Unica dos, T. (1997). Avaliação externa da politica nacional de formação da CUT. São Paulo, SP,
Xamã.
Cervo, A. L. (1994). O Desafio internacional: a politica exterior do Brasil de 1930 a nossos dias. Brasília, DF,
Ed. UnB.
Chiappini, L., et al. (2000). Brasil, país do passado? São Paulo, SP, EDUSP.
Coggiola, O. (2007). Rojo amanecer. Buenos Aires, Razón y Revolución.
Comerford, J. C. (1999). Fazendo a luta: sociabilidade, falas e rituais na construção de organizações
camponesas. Rio de Janeiro, RJ, Relume-Dumará.
Costa, M. R. d. (1993). Os carecas do suburbio: caminhos de um nomadismo moderno. Petrópolis, RJ,
Vozes.
Costa, P. R. N. (1998). Democracia nos anos 50 burguesia comercial, corporativismo e parlamento. São
Paulo, SP, HUCITEC.
268
Cunha, F. L. d. (2004). Da marginalidade ao estrelato: o samba na construcao da nacionalidade (1917-1945).
São Paulo, SP, Annablume.
Dagnino, E. (2002). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo, SP, UNICAMP/IFCH.
D'Araujo, M. C. and V. Fundação Getúlio (1999). As instituições brasileiras da Era Vargas. Rio de Janeiro, RJ,
EdUERJ.
De Tommasi, L., et al. (1998). O Banco Mundial e as politicas educacionais. São Paulo, SP, Cortez.
Delgado, I. G. (2001). Previdencia social e mercado no Brasil: a presença empresarial na trajetoria da
politica social brasileira. São Paulo, SP, LTr.
Diniz, E., et al. (2004). Empresarios, interesses e mercado: dilemas do desenvolvimento no Brasil. Belo
Horizonte, IUPERJ.
Domingues, J. M. and M. Maneiro (2006). America Latina hoje: conceitos e interpretações. Rio de Janeiro,
RJ, Civilização Brasileira.
Dupas, G., et al. (2005). America Latina no inicio do seculo XXI: perspectivas economicas, sociais e politicas.
São Paulo, SP, Fundação Konrad Adenauer.
Dytz, E. (1987). A informatica no Brasil: 2. fase. São Paulo, SP, Nobel.
Esterci, N., et al. (2001). Fazendo antropologia no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, DP&A.
Faulhaber, P. (1998). O lago dos espelhos: etnografia do saber sobre a fronteira em Tefe/Amazonas. Belém,
Museu Paraense E. Goeldi.
Fernandes, F. (1994). Democracia e desenvolvimento: a transformação da periferia e o capitalismo
monopolista da era atual. São Paulo, SP, HUCITEC.
Fernandes, F. (2006). Pensamento e ação: o PT e os rumos do socialismo. São Paulo, SP, Globo.
Fernandes, F. and J. R. Martins Filho (1998). A força do argumento. São Carlos, Editora da UFSCar.
Fernandes, S. (1985). A ilegitimidade da divida externa do Brasil e do III Mundo. Rio de Janeiro, RJ, Editorial
Nordica.
Ferraz, J. C., et al. (2003). Liberalização economica e desenvolvimento: modelos, politicas e restrições. São
Paulo, SP, Futura.
Fundação Konrad-Adenauer-Stiftung. Centro de, E. (1997). O Brasil, a União Europeia e as relações
internacionais. São Paulo, SP, A Fundação.
Furtado, J. P. (2002). O manto de Penelope: historia, mito e memoria da Inconfidencia Mineira de 1788-9.
São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Giambiagi, F. (2005). Economia brasileira contemporanea. Rio de Janeiro, RJ, Elsevier.
Giambiagi, F., et al. (2004). Reformas no Brasil: balanço e agenda. Rio de Janeiro, RJ, Nova Fronteira.
Gohn, M. d. G. M. (2000). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas classicos e contemporaneos. São
Paulo, SP, Edições Loyola.
Goulart, S. (1990). Sob a verdade oficial: ideologia, propaganda e censura no Estado Novo. São Paulo, SP,
MCT/CNPq.
269
Guimarães, A. S. A. and C. A. Steil (2006). Cotas raciais na Universidade: um debate. Porto Alegre, RS,
Editora da UFRGS.
Hardman, F. F. and V. Leonardi (1991). Historia da industria e do trabalho no Brasil: das origens aos anos
20. São Paulo, SP, Ática.
Henriques, R. (2000). Desigualdade e pobreza no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, IPEA.
Ianni, O. (1988). O colapso do populismo no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Ianni, O. (2004). Pensamento social no Brasil. Bauru, SP, EDUSC.
Inácio, J. R. (2005). Etica, sindicalismo e poder: os fins justificam os meios? Belo Horizonte, Crisálida.
Informações, I. C. d. D. e. D. d. (2003). Estatísticas do século XX. Rio de Janeiro, RJ, IBGE.
Jaccoud, L. d. B., et al. (2005). Questão social e politicas sociais no Brasil contemporaneo. Brasília, DF, IPEA.
Jancso, I. (1996). Na Bahia, contra o imperio: historia do ensaio de sedição de 1798. Salvador, Editora da
UFBA.
Jancso, I. (2003). Brasil: formação do Estado e da nação. São Paulo, SP, Ed. UNIJUI.
Kaloustian, S. M. (1994). Familia brasileira: a base de tudo. São Paulo, SP, UNICEF.
Krein, J. D. (2006). As transformações no mundo do trabalho e os direitos dos trabalhadores. São Paulo, SP,
LTr.
Leal, P. R. F. (2005). O PT e o dilema da representação politica: os deputados federais são representantes de
quem? Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Lemos, M. T. T. B., et al. (2000). Percursos da memoria: construções do imaginario nacional. Rio de Janeiro,
RJ, UERJ, NUSEG.
Lemos, R. L. d. C. N. e. (1999). Benjamin Constant : vida e história. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Lessa, R. and J. Instituto Universitario de Pesquisas do Rio de (1988). A invenção republicana: Campos Sales,
as bases e a decadencia da primeira republica brasileira. São Paulo, SP, Vertice.
Lopes, A. H. and A. M. Mauad (2000). Entre Europa e África: a invenção do carioca. Rio de Janeiro, RJ, Casa
de Rui Barbosa.
Lowy, M. (2000). A guerra dos deuses: religião e política na América Latina. Petrópolis, Vozes.
Lubambo, C. W., et al. (2005). Desenho institucional e participação política: experiências no Brasil
contemporâneo. Petrópolis, RJ, Vozes.
Maciel, W. A. (2006). O capitão Lamarca e a VPR: repressão judicial no Brasil. São Paulo, SP, Alameda.
Magalhães, J. P. d. A., et al. (1999). Vinte anos de politica economica. Rio de Janeiro, RJ, Contraponto.
Mainwaring, S. and A. Wilde (1989). The progressive church in Latin America. Notre Dame, Univ. of Notre
Dame.
Martins, J. P. S. (2004). Terra nossa prometida: os 20 anos do assentamento I de Sumaré. Campinas, SP,
Komedi.
270
Martins, L. (2004). A geração AI-5 e maio de 68: duas manifestações intransitivas. Rio de Janeiro, RJ,
Argumento.
Martins, M. D. (2004). O Banco Mundial e a terra: ofensiva e resistencia na America Latina, Africa e Asia. São
Paulo, SP, Viramundo.
Mattos, M. B. (2008). Escravizados e livres: experiencias comuns na formação da classe trabalhadora
carioca. Rio de Janeiro, RJ, Bom Texto.
Medeiros, C. A. (2004). Na lei e na raça: legislação e relações raciais, Brasil-Estados Unidos. Rio de Janeiro,
RJ, DP&A.
Medeiros, L. S. d. and S. Leite (1999). A formação dos assentamentos rurais no brasil: processos sociais e
politicas publicas. Porto Alegre, RS, UFRGS.
Mello, E. C. d. (2002). Um imenso Portugal: historia e historiografia. São Paulo, SP, Editora 34.
Melo, J. M. d. (2008). História política das ciências da comunicação. Rio de Janeiro, RJ, Mauad X.
Mendes, C. (1992). A democracia desperdiçada: poder e imaginario social. Rio de Janeiro, RJ, Nova
Fronteira.
Mendonça, S. R. d. and M. M. M. Motta (1998). Nação e poder: as dimensões da historia. Niterói, RJ, EdUFF.
Mercadante, P. and O. d. Carvalho (2001). A coerência das incertezas: símbolos e mitos na fenomenologia
histórica luso-brasileira. São Paulo, SP, É Realizações.
Mineiro, A. d. S. (2001). As estrategias dos bancos multilaterais para o Brasil: 2000-2003. Brasília, DF, Rede
Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais.
Miranda, C., et al. (2004). Bibliografia básica sobre relações raciais e educação. Rio de Janeiro, RJ, DP&A.
Mitre, A. (2003). O dilema do centauro: ensaios de teoria da historia e pensamento latino-americano. Belo
Horizonte, UFMG.
Moraes, A. F. (1996). Mulheres da vila: prostituição, identidade social e movimento associativo. Petrópolis,
RJ, Vozes.
Nascimento, A. M. (1989). Direito sindical. São Paulo, SP, Saraiva.
Nascimento, E. L. (2003). O sortilegio da cor: identidade, raça e genero no Brasil. São Paulo, SP, Selo Negro.
Novais, F. A. (1997). Historia da vida privada no Brasil. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Nunes, E. (1997). A gramatica politica do Brasil: clientelismo e insulamento burocratico. Brasília, DF, J.
Zahar.
O¿Dwyer, E. C. and A. Associação Brasileira de (2002). Quilombos: identidade etnica e territorialidade. Rio
de Janeiro, RJ, FGV.
Oliveira, H. A. d. and A. C. Lessa (2006). Relações internacionais do Brasil: temas e agendas. São Paulo, SP,
Saraiva.
Pandolfi, D. C. (1999). Cidadania , justiça e violência. Rio de Janeiro, RJ, Fundação Getulio Vargas.
Paula, J. A. d. (2005). Adeus ao desenvolvimento: a opção do governo Lula. Belo Horizonte, Autêntica.
Peixoto, A. C., et al. (2001). O liberalismo no Brasil imperial: origens, conceitos e pratica. Rio de Janeiro, RJ,
271
Revan.
Pellegrino, A. C. G. T. (2005). Nas sombras do subdesenvolvimento: Celso Furtado e a problematica regional
no Brasil. Campinas, SP, Alínea.
Penna, L. d. A. (1997). O progresso da ordem: o florianismo e a construção da Republica. Rio de Janeiro, RJ,
Sette Letras.
Pereira, L. C. B. (1989). Divida externa : crise e solucoes. São Paulo, SP, Brasiliense.
Pereira, L. C. B. (1991). Os tempos heroicos de Collor e Zelia: aventuras da modernidade e desventuras da
ortodoxia. São Paulo, SP, Nobel.
Pereira, L. C. B. (1992). A crise do Estado: ensaios sobre a economia brasileira. São Paulo, SP, Nobel.
Pereira, L. C. B. (2003). Desenvolvimento e crise no Brasil: historia, economia e politica de Getulio Vargas a
Lula. São Paulo, SP, Editora 34.
Pereira, L. C. B. (2007). Macroeconomia da estagnação: critica da ortodoxia convencional no Brasil pos1994. São Paulo, SP, Editora 34.
Pericás, L. B., et al. (1998). America Latina: historia, ideias e revolução. São Paulo, SP, Xamã.
Petras, J. F. and H. Veltmeyer (2003). Cardoso's Brazil: a land for sale. Lanham, Rowman & Littlefield.
Pinheiro, L. (2004). Política externa brasileira (1889-2002). Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Pinto, A. P. (1994). 21 Anos de regime militar : balancos e perspectivas. Rio de Janeiro, RJ, Fundação Getulio
Vargas.
Pinto, A. P. (2006). O futuro do trabalho. São Paulo, SP, Lex.
Queiroz, M. I. P. d. (1992). Carnaval brasileiro: o vivido e o mito. São Paulo, SP, Brasiliense.
Rattner, H. (2000). Brasil no limiar do seculo XXI: alternativas para a construcao de uma sociedade
sustentavel. São Paulo, SP, Editora Universidade de São Paulo.
Reis, J. C. (1999). As identidades do Brasil de Varnhagen a FHC. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Ribeiro, G. S. (2008). Brasileiros e cidadãos: modernidade politica 1822-1930. São Paulo, SP, Alameda.
Ribeiro, R. J. (2000). A sociedade contra o social: o alto custo da vida publica no Brasil; ensaios. São Paulo,
SP, Companhia das Letras.
Rodrigues, F. L. (2004). Vozes do mar: o movimento dos marinheiros e o golpe de 64. São Paulo, SP, Cortez.
Rodrigues, I. J. and E. Federação de Orgãos para Assistencia Social e (1990). Comissão de fábrica e
trabalhadores na indústria. São Paulo, SP, Cortez.
Romeiro, A. R., et al. (1999). Economia do meio ambiente: teoria, politicas e a gestão de espaços regionais.
Campinas, SP, UNICAMP.
Sallum Junior, B. (2004). Brasil e Argentina hoje: política e economia. Bauru, SP, EDUSC.
Santos, W. G. d. (2003). O calculo do conflito: estabilidade e crise na politica brasileira. Rio de Janeiro, RJ,
IUPERJ.
Schmidt, B. V., et al. (1998). Os assentamentos de reforma agraria no Brasil. Brasília, DF, Ed. UnB.
272
Schurmann, F. A. (1998). Sindicalismo e democracia: os casos do Brasil e do Chile. Brasília, DF, Ed. UnB.
Sevcenko, N. (1995). Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na primeira republica. São
Paulo, SP, Brasiliense.
Silva, M. (2003). Dicionário crítico Câmara Cascudo. São Paulo, SP, Perspectiva, FFLCH/USP, Fapesp,
EDUFRN, Fundação Jose Augusto.
Silva, N. F. I. d. (2001). Consciencia negra em cartaz. Brasília, DF, UnB.
Silva, O. P. e. (2004). Subordinação, autonomia e parassubordinação nas relações de trabalho. São Paulo,
SP, LTr.
Silva, O. S. (2007). Eduardo Galvão: indios e caboclos. São Paulo, SP, Annablume.
Simão, V. M. (2000). Desemprego e sobrevivencia: alternativas de trabalho. Blumenau, Ed. da FURB.
Simões, J. A. (1992). O dilema da participação popular : a etnografia de um caso. São Paulo, SP, Marco
Zero.
Singer, P. and A. R. d. Souza (2000). A economia solidaria no Brasil: a autogestão como resposta ao
desemprego. São Paulo, SP, Contexto.
Siss, A. and M. A. R. Gonçalves (1999). Educação e cultura: pensando em cidadania. Rio de Janeiro, RJ,
Quartet.
Sola, L., et al. (2002). Banco Central: autoridade politica e democratização : um equilibrio delicado. Rio de
Janeiro, RJ, FGV.
Sola, L. and L. Paulani (1995). Lições da decada de 80. São Paulo, SP, USP.
Souza, J. (1999). O malandro e o protestante: a tese weberiana e a singularidade cultural brasileira. Brasília,
DF, Ed. da UNB.
Souza-Lobo, E. (1991). A classe operaria tem dois sexos: trabalho, dominação e resistencia. São Paulo, SP,
Brasiliense.
Teixeira, C. C. (1999). O preço da honra. Brasília, DF
Toledo, C. N. d. (1997). 1964: visões criticas do golpe : democracia e reformas no populismo. Campinas, SP,
Editora da UNICAMP.
Toledo, C. N. d. (2005). Intelectuais e politica no Brasil: a experiencia do ISEB. Rio de Janeiro, RJ, Revan.
Toledo, E. T. (2004). Anarquismo e sindicalismo revolucionario: trabalhadores e militantes em São Paulo na
Primeira Republica. São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
Vale, A. M. d. and F. Instituto Paulo (2002). Diálogo e conflito: a presença do pensamento de Paulo Freire
na formação do sindicalismo docente. São Paulo, SP, Cortez.
Vargas, J. T. (2004). O trabalho na ordem liberal: o movimento operario e a construção do Estado na
Primeira Republica. Campinas, SP, UNICAMP/CMU.
Veiga, P. M. and E. Sociedade Brasileira de Estudos das Empresas Transnacionais e da Globalização (2000).
O Brasil e os desafios da globalização. São Paulo, SP, Relume Dumará.
Velho, G. and K. Kuschnir (2001). Mediação, cultura e politica. Rio de Janeiro, RJ, Aeroplano Ed.
273
Velloso, J. P. d. R. (1990). A nova estrategia industrial e tecnologica : o Brasil e o mundo da III Revolução
Industrial. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Velloso, J. P. d. R. (1991). O Leviatã ferido: a reforma do Estado brasileiro. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Velloso, J. P. d. R. (1995). Mercosul e Nafta: o Brasil e a integração hemisferica. Rio de Janeiro, RJ, J.
Olympio.
Velloso, J. P. d. R., et al. (1995). Governabilidade e reformas. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Velloso, J. P. d. R. and N. Jobim (1992). O Brasil e as reformas politicas. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Velloso, J. P. d. R., et al. (1998). O Brasil e o mundo no limiar do novo seculo. Petrópolis, J. Olympio.
Vianna, L. W. (1997). Corpo e alma da magistratura brasileira. Rio de Janeiro, RJ, Revan.
Vigevani, T. (1995). O contencioso Brasil x Estados Unidos da informatica: uma analise sobre formulação da
politica exterior. São Paulo, SP, EDUSP.
Zhouri, A., et al. (2005). A insustentável leveza da política ambiental: desenvolvimento e conflitos
socioambientais. Belo Horizonte, Autêntica.
274
Palavra-chave “Associativismo”
(2004). Mundo latino e mundialização. Rio de Janeiro, RJ, FAPERJ.
Abramovay, M. (2002). Escola e violencia. Brasília, DF, UCB.
Almeida, A. C. (2006). Por que Lula?: o contexto e as estratégias políticas que explicam a eleição e a crise.
Rio de Janeiro, RJ, Record.
Alonso, A. (2002). Ideias em movimento: a geração 1870 na crise do Brasil-Imperio. São Paulo, SP, Paz e
Terra.
Araújo, C. and C. Scalon (2005). Gênero, família e trabalho no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Ed. FGV.
Araujo, S. M. d. and M. Ferraz (2006). Trabalho e sindicalismo: tempo de incertezas. São Paulo, SP, LTr.
Arbix, G. and M. Zilbovicius (1997). De JK a FHC: a reinvenção dos carros. São Paulo, SP, Sociais.
Avritzer, L. (2009). Participatory institutions in democratic Brazil. Washington, D.C, Johns Hopkins Univ.
Press.
Axt, G. and F. L. Schler (2004). Interpretes do Brasil: ensaios de cultura e identidade. Porto Alegre, RS, Artes
e Ofícios.
Ayerbe, L. F., et al. (2007). Integração Latino-Americana e Caribenha. São Paulo, SP, Imprensa Oficial do
Estado de São Paulo.
Azevedo, S. d. and R. B. Fernandes (2005). Orçamento participativo: construindo a democracia. Rio de
Janeiro, RJ, Revan.
Basualdo, E. M., et al. (2006). Neoliberalismo y sectores dominantes: tendencias globales y experiencias
nacionales. Buenos Aires, CLACSO.
Bertoncelo, E. (2007). A campanha das diretas e a democratização. São Paulo, SP, Humanitas.
Bresciani, M. S. M. (2005). O charme da ciencia e a sedução da objetividade: Oliveira Vianna entre
interpretes do Brasil. São Paulo, SP, UNESP.
Camarotti, I. and P. K. Spink (2001). Redução da pobreza e dinamicas locais. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Campos, R. (2001). A lanterna na popa. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Cardoso, A. M. (2003). A decada neoliberal e a crise dos sindicatos no Brasil. São Paulo, SP, Boitempo.
Carlos, A. F. A. (1994). Os caminhos da reflexão sobre a cidade e o urbano. São Paulo, SP, EDUSP.
Carvalho, A. d. (1989). PT: um projeto para o Brasil : politica. São Paulo, SP, Brasiliense.
Castro, A. C., et al. (2005). Brasil em desenvolvimento. Rio de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Central Unica dos, T. (1997). Avaliação externa da politica nacional de formação da CUT. São Paulo, SP,
Xamã.
Costa, A. O., et al. (1989). Rebeldia e submissão: estudos sobre condição feminina. São Paulo, SP, Vertice.
Cristovão, F. (1994). Dialogos da casa e do sobrado: ensaios luso-brasileiros e outros. Lisboa, Cosmos.
Dagnino, E. (2002). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo, SP, UNICAMP/IFCH.
275
Delgado, I. G. (2001). Previdencia social e mercado no Brasil: a presença empresarial na trajetoria da
politica social brasileira. São Paulo, SP, LTr.
Dias, A. M. (1999). A missão e o grande show: politicas culturais no Brasil anos 60 e depois. Rio de Janeiro,
RJ, Tempo Brasileiro.
Diniz, E., et al. (2004). Empresarios, interesses e mercado: dilemas do desenvolvimento no Brasil. Belo
Horizonte, IUPERJ.
Dupas, G., et al. (2005). America Latina no inicio do seculo XXI: perspectivas economicas, sociais e politicas.
São Paulo, SP, Fundação Konrad Adenauer.
Fadel, S. (2009). Meio ambiente, saneamento e engenharia no império e na primeira república. Rio de
Janeiro, RJ, Garamond.
Flores, M. X., et al. (1994). O futuro sem fome. Brasília, DF, EMBRAPA, Serviço de Produção de Informação.
Giambiagi, F., et al. (2004). Reformas no Brasil: balanço e agenda. Rio de Janeiro, RJ, Nova Fronteira.
Gohn, M. d. G. M. (2000). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas classicos e contemporaneos. São
Paulo, SP, Edições Loyola.
Gomes, A. M. d. C., et al. (2002). A republica no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, CPDOC.
Guedes, S. L. (1998). O Brasil no campo de futebol: estudos antropologicos sobre os significados do futebol
brasileiro. Niterói, RJ, EdUFF.
Guimarães, A. S. A. and C. A. Steil (2006). Cotas raciais na Universidade: um debate. Porto Alegre, RS,
Editora da UFRGS.
Henriques, R. (2000). Desigualdade e pobreza no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, IPEA.
Inácio, J. R. (2005). Etica, sindicalismo e poder: os fins justificam os meios? Belo Horizonte, Crisálida.
Informações, I. C. d. D. e. D. d. (2003). Estatísticas do século XX. Rio de Janeiro, RJ, IBGE.
Jaccoud, L. d. B., et al. (2005). Questão social e politicas sociais no Brasil contemporaneo. Brasília, DF, IPEA.
Lemos, M. T. T. B., et al. (2000). Percursos da memoria: construções do imaginario nacional. Rio de Janeiro,
RJ, UERJ, NUSEG.
Lemos, M. T. T. B., et al. (2001). America latina: fragmentos de memoria. Rio de Janeiro, RJ, 7 Letras.
Lima, A. J. d. (2007). Cidades brasileiras: atores, processos e gestão publica. Belo Horizonte, Autêntica.
Linhares, M. Y. L. (2000). Historia geral do Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Campus.
Lody, R. (2006). O povo do santo: religião, historia e cultura dos orixas, voduns, inquices e caboclos. São
Paulo, SP, WMF Martins Fontes.
Lopes, I. V. (1996). Gestão ambiental no Brasil: experiencia e sucesso. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Lubambo, C. W., et al. (2005). Desenho institucional e participação política: experiências no Brasil
contemporâneo. Petrópolis, RJ, Vozes.
Martins, J. P. S. (2004). Terra nossa prometida: os 20 anos do assentamento I de Sumaré. Campinas, SP,
Komedi.
276
Martins, M. D. (2004). O Banco Mundial e a terra: ofensiva e resistencia na America Latina, Africa e Asia. São
Paulo, SP, Viramundo.
Mattos, M. B. (2008). Escravizados e livres: experiencias comuns na formação da classe trabalhadora
carioca. Rio de Janeiro, RJ, Bom Texto.
Medeiros, L. S. d. and S. Leite (1999). A formação dos assentamentos rurais no brasil: processos sociais e
politicas publicas. Porto Alegre, RS, UFRGS.
Melo, J. M. d. (2008). História política das ciências da comunicação. Rio de Janeiro, RJ, Mauad X.
Mendes, C. (1992). A democracia desperdiçada: poder e imaginario social. Rio de Janeiro, RJ, Nova
Fronteira.
Mendes, C. (2000). O pais da paciencia: tregua e alternativa. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Monteiro, R. d. A. (2003). Torcer, lutar, ao inimigo massacrar: Raça Rubro-Negra!: uma etnografia sobre
futebol, masculinidade e violencia. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Padua, J. A. (2002). Um sopro de destruição: pensamento politico e critica ambiental no Brasil escravista,
1786-1888. Rio de Janeiro, RJ, Zahar.
Paiva, M. P. (2005). Associativismo científico no Brasil Imperial: a Sociedade Vellosiana do Rio de Janeiro.
Brasília, DF, Thesaurus.
Pandolfi, D. C. (1999). Cidadania , justiça e violência. Rio de Janeiro, RJ, Fundação Getulio Vargas.
Pandolfi, D. C. and V. Fundação Getúlio (1999). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro, RJ, Editora FGV.
Pellegrino, A. C. G. T. (2005). Nas sombras do subdesenvolvimento: Celso Furtado e a problematica regional
no Brasil. Campinas, SP, Alínea.
Perazzo, P. F. (1999). O perigo alemão e a repressão policial no Estado Novo. São Paulo, SP, Arquivo do
Estado.
Pinho, D. B. and Ipea (1986). Economia informal, tecnologia apropriada e associativismo. São Paulo, SP
Rhoads, R. A. and C. A. Torres (2006). The university, state, and market: the political economy of
globalization in the Americas. Stanford, Calif, Stanford University Press.
Rodrigues, A. T. (2003). Diretas ja: o grito preso na garganta. São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
Romeiro, A. R., et al. (1999). Economia do meio ambiente: teoria, politicas e a gestão de espaços regionais.
Campinas, SP, UNICAMP.
Sales, T. and M. d. R. R. Salles (2002). Políticas migratórias: America Latina, Brasil e brasileiros no exterior.
São Carlos, SP, IDESP.
Santos, R. (1996). Questão agraria e politica: autores pecebistas. Rio de Janeiro, RJ, EDUR.
Santos, R. (2001). Caio Prado Junior na cultura politica brasileira. Rio de Janeiro, RJ, FAPERJ.
Schmidt, B. V., et al. (1998). Os assentamentos de reforma agraria no Brasil. Brasília, DF, Ed. UnB.
Silva, O. P. e. (2004). Subordinação, autonomia e parassubordinação nas relações de trabalho. São Paulo,
SP, LTr.
Simões, J. A. (1992). O dilema da participação popular : a etnografia de um caso. São Paulo, SP, Marco
277
Zero.
Singer, P. and A. R. d. Souza (2000). A economia solidaria no Brasil: a autogestão como resposta ao
desemprego. São Paulo, SP, Contexto.
Sociais, I. D. d. E. e. I. (1990). Participação politico-social: 1988 : Brasil e grandes regiões. Rio de Janeiro, RJ,
O Departamento.
Sola, L. and L. Paulani (1995). Lições da decada de 80. São Paulo, SP, USP.
Souza, J. (1999). O malandro e o protestante: a tese weberiana e a singularidade cultural brasileira. Brasília,
DF, Ed. da UNB.
Stedile, J. P. and J. Gorender (1994). A questão agraria hoje. São Paulo, SP, Editora da UFRGS.
Stepan, A. C. (1989). Democratizing Brazil: problems of transition and consolidation. New York ; Oxford,
Oxford University Press.
Teixeira, E. C. (1993). Desenvolvimento agricola na decada de 90 e no seculo XXI.
Velho, G. and K. Kuschnir (2001). Mediação, cultura e politica. Rio de Janeiro, RJ, Aeroplano Ed.
Velloso, J. P. d. R. (1990). A crise brasileira e a modernização da sociedade. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Velloso, J. P. d. R. (1992). Estrategia industrial e retomada do desenvolvimento. Rio de Janeiro, RJ, J.
Olympio.
Velloso, J. P. d. R., et al. (1995). Governabilidade e reformas. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Velloso, J. P. d. R. and F. H. Cardoso (1998). o Brasil e o mundo: no limiar do novo seculo. Rio de Janeiro, RJ,
J. Olympio.
Velloso, J. P. d. R. and N. Jobim (1992). O Brasil e as reformas politicas. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Vianna, L. W. (1997). Corpo e alma da magistratura brasileira. Rio de Janeiro, RJ, Revan.
Zhouri, A., et al. (2005). A insustentável leveza da política ambiental: desenvolvimento e conflitos
socioambientais. Belo Horizonte, Autêntica.
278
Palavra-chave “Conflito Social”
(1977). A força da não-violencia: a firmeza-permanente. São Paulo, SP, Loyola-Vega.
(1981). America Latina: proletariado y sus aliados : materiales de la Conferencia de La Habana. Praga,
Editorial Internacional Paz y Socialismo.
(1991). Economia e politica da crise brasileira: a perspectiva social-democrata. Rio de Janeiro, RJ, Rio Fundo
Ed.
(1993). Historia nova do Brasil: 1963-1993. São Paulo, SP, Loyola.
(2001). Una nueva ruralidad en America Latina? Buenos Aires, Consejo Latinoamericano de Ciencias
Sociales, Agencia Sueca de Desarrollo Intenacional.
(2004). The human tradition in modern Brazil. Wilmington, Sr Books.
(2004). Mundo latino e mundialização. Rio de Janeiro, RJ, FAPERJ.
(2006). Vozes da democracia: historias da comunicação na redemocratização do Brasil. São Paulo, SP,
Intervozes.
Abramo, F., et al. (1997). Rememoria: entrevistas sobre o Brasil do seculo XX. São Paulo, SP, Editora
Fundação Perseu Abramo.
Acselrad, H. and B. Fundação Heinrich (2004). Conflitos ambientais no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, RelumeDumará.
Ageneau, R. and M. Cahen (1996). L'Oppression paternaliste au Bresil. Paris, Karthala.
Almeida, R. D. (2009). Sartre no Brasil: expectativas e repercussões. São Paulo, SP, Editora da UNESP.
Alonso, A. (2002). Ideias em movimento: a geração 1870 na crise do Brasil-Imperio. São Paulo, SP, Paz e
Terra.
Araujo, J. A. d. (2000). A negação do Brasil: o negro na telenovela brasileira. São Paulo, SP, Ed. SENAC.
Araujo, S. M. d. and M. Ferraz (2006). Trabalho e sindicalismo: tempo de incertezas. São Paulo, SP, LTr.
Arrom, S. M. and S. Ortoll (1996). Riots in the cities: popular politics and the urban poor in Latin America,
1765-1910. Wilmington, Del, Scholarly Resources.
Arruda, J. (1993). Canudos: messianismo e conflito social. Fortaleza, UFC.
Arruti, J. M. (2006). Mocambo: antropologia e historia do processo de formação quilombola. Bauru, SP,
EDUSC.
Axt, G. and F. L. Schler (2004). Interpretes do Brasil: ensaios de cultura e identidade. Porto Alegre, RS, Artes
e Ofícios.
Barreiro, J. C. (2002). Imaginario e viajantes no Brasil do seculo XIX: cultura e cotidiano, tradição e
resistencia. São Paulo, SP, UNESP.
Baruzzi, R. G. and C. Junqueira (2005). Parque Indigena do Xingu: saude, cultura e historia. São Paulo, SP,
UNIFESP.
Batalha, C. H. d. M. (2000). O movimento operario na primeira republica. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Bellia, V., et al. (1993). Rodovias: recursos naturais e meio ambiente. Niterói, RJ, EdUFF.
279
Bertoncelo, E. (2007). A campanha das diretas e a democratização. São Paulo, SP, Humanitas.
Besouchet, L. (1993). Pedro II e o seculo XIX. Rio de Janeiro, RJ, Nova Fronteira.
Boito Junior, A. (2005). O sindicalismo na politica brasileira. São Paulo, SP, Editora da UNICAMP.
Bosi, A. (1993). Dialetica da colonização. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Bottcher, N., et al. (2005). Los buenos, los malos y los feos: poder y resistencia en América Latina. Frankfurt
am Main, Vervuert.
Brandão, M. d. A. and B. Universidade Federal da (1988). America Latina: identidade e transformação.
Salvador, Ianama.
Brandão, S. (2001). História das religiões no Brasil. Recife, PE, Ed. Universitaria da UFPE.
Bresciani, M. S. M. (2005). O charme da ciencia e a sedução da objetividade: Oliveira Vianna entre
interpretes do Brasil. São Paulo, SP, UNESP.
Brusantin, B. d. M., et al. (2003). Na boca do sertão: o perigo politico no interior do Estado de São Paulo
(1930-1945). São Paulo, SP, Imprensa Oficial do Estado.
Bucci, E. (2000). A TV aos 50: criticando a televisao brasileira no seu cinquentenario. São Paulo, SP,
Fundação Perseu Abramo.
Buhl, K. and C. Korol (2008). Criminalização dos protestos e movimentos sociais. São Paulo, SP, Instituto
Rosa Luxemburg Stiftung.
Caldart, R. S. (2000). Pedagogia do movimento sem terra: escola e mais do que escola. Petrópolis, Vozes.
Callanan, B. (1984). O conflito social: enfoque etico-moral : a questão fundiaria no Norte-Nordeste.
Aparecida, SP, Ed. Santuario.
Camarotti, I. and P. K. Spink (2001). Redução da pobreza e dinamicas locais. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Carneiro, M. L. T. and B. Kossoy (2003). A imprensa confiscada pelo DEOPS: 1924-1954. São Paulo, SP, Ateli.
Carvalho, J. M. d. (1987). Os bestializados: o Rio de Janeiro e a Republica que não foi. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Carvalho, J. M. d. (2002). Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Carvalho, J. M. d. (2005). Forças armadas e politica no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Zahar.
Catani, A. M. and C. Sociedade Brasileira de Estudos de (2003). Estudos SOCINE de cinema: ano IV. São
Paulo, SP, Panorama.
Centro Internacional de Investigação e Informação para a, P. and U. Universidade para a Paz das Nações
(2002). O estado da paz e a evolução da violência: a situação da America Latina. Campinas, SP, Editora da
UNICAMP.
Coggiola, O. (2003). America Latina: encruzilhadas da historia contemporanea. São Paulo, SP, Xamã.
Cohen, Y. (1989). The manipulation of consent: the state and working-class consciousness in Brazil.
Pittsburgh, Univ. of Pittsburg.
Conniff, M. L. (1981). Urban politics in Brazil: the rise of populism, 1925-1945. Pittsburgh, University of
280
Pittsburgh Press.
Corrêa, R. L. (1997). Trajetorias geograficas. Rio de Janeiro, RJ, Bertrand Brasil.
Costa, A. O., et al. (1989). Rebeldia e submissão: estudos sobre condição feminina. São Paulo, SP, Vertice.
Cunninghame Graham, R. B. and S. Castro-Klaren (2002). Um mistico brasileiro: vida e milagres de Antonio
Conselheiro. São Paulo, SP, Sá Editora.
Dagnino, E. (2002). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo, SP, UNICAMP/IFCH.
De Decca, E. S. (1981). O silencio dos vencidos. São Paulo, SP, Brasiliense.
Del Priore, M. (1999). Historia das crianças no Brasil. São Paulo, SP, Contexto.
Del Priore, M. (2000). Revisão do paraiso: os brasileiros e o estado em 500 anos de historia. Rio de Janeiro,
RJ, Campus.
Delgado, I. G. (2001). Previdencia social e mercado no Brasil: a presença empresarial na trajetoria da
politica social brasileira. São Paulo, SP, LTr.
Dias, E. (1962). Historia das lutas sociais no Brasil. São Paulo, SP, Edaglit.
D'Incao, M. A. (1989). Amor e família no Brasil. São Paulo, SP, Contexto.
D'Incao, M. A. (2001). O Brasil não e mais aquele: mudanças sociais apos a redemocratização. São Paulo,
SP, Cortez.
Domingues, J. M. and M. Maneiro (2006). America Latina hoje: conceitos e interpretações. Rio de Janeiro,
RJ, Civilização Brasileira.
Domingues, P. (2004). Uma historia não contada: negro, racismo e branqueamento em São Paulo no posabolição. São Paulo, SP, SENAC.
Dupas, G., et al. (2005). America Latina no inicio do seculo XXI: perspectivas economicas, sociais e politicas.
São Paulo, SP, Fundação Konrad Adenauer.
Dutra, E. R. d. F. (1997). O ardil totalitario: imaginario politico no Brasil dos anos 30. Belo Horizonte, Ed. da
UFRJ.
Faulhaber, P. (1998). O lago dos espelhos: etnografia do saber sobre a fronteira em Tefe/Amazonas. Belém,
Museu Paraense E. Goeldi.
Fausto, B. (1976). Trabalho urbano e conflito social : (1890-1920). São Paulo, SP, DIFEL.
Fausto, B. (1999). Fazer a America: a imigração em massa para a America Latina. São Paulo, SP, EDUSP.
Fausto, B. (2005). Memoria e historia. São Paulo, SP, Graal.
Fernandes, B. M. (2008). Campesinato e agronegocio na America Latina: a questão agrária atual. São Paulo,
SP, Expressão Popular.
Fernandes, F. (1973). Las clases sociales en America Latina: problemas de conceptualizacion. México, DF,
Siglo Veintiuno.
Fernandes, F. (2006). Pensamento e ação: o PT e os rumos do socialismo. São Paulo, SP, Globo.
Ferraz, F. C. A. (2005). Os brasileiros e a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
281
Fico, C. (1997). Reinventando o otimismo: ditadura, propaganda e imaginario social no Brasil. Rio de
Janeiro, RJ, Fundação Getulio Vargas.
Fonseca, F. C. P. d. (2005). O consenso forjado: a grande imprensa e a formação da agenda ultraliberal no
Brasil. São Paulo, SP, HUCITEC.
Frank, A. G. (1969). Clases y revolucion en America Latina. Montevideo U6, Aportes.
Freitas, D. (1994). A comedia brasileira. Porto Alegre, RS, Sulina.
Fritsch, W. (1988). External constraints on economic policy in Brazil, 1889-1930. London, Macmillan.
Gambini, R. (1988). O espelho indio: os Jesuitas e a destruição da alma indigena. Rio de Janeiro, RJ, Espaço
e Tempo.
Gambini, R. (2000). Espelho indio: a formação da alma brasileira. São Paulo, SP, Axis Mundi : Terceiro
Nome.
Gelado, G. V. (2006). Poeticas da transgressão: vanguarda e cultura popular nos anos 20 na America Latina.
São Carlos, SP, EdUSFCar.
Gohn, M. d. G. M. (2000). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas classicos e contemporaneos. São
Paulo, SP, Edições Loyola.
Gohn, M. d. G. M. (2001). Historia dos movimentos e lutas sociais: a construção da cidadania dos
brasileiros. São Paulo, SP, Loyola.
Gohn, M. d. G. M. (2006). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas classicos e contemporaneos. São
Paulo, SP, Edições Loyola.
Gomes, A. L. (2007). Clarice em cena: as relações entre Clarice Lispector e o teatro. Brasília, Editora UnB.
Gomes, F. d. S. (2005). Palmares: escravidão e liberdade no Atlantico Sul. São Paulo, SP, Contexto.
Goulart, S. (1990). Sob a verdade oficial: ideologia, propaganda e censura no Estado Novo. São Paulo, SP,
MCT/CNPq.
Greenfield, G. M. and S. L. Maram (1987). Latin American labor organizations. New York, N.Y, Greenwood.
Grin, M., et al. (2004). Experiencia cultural judaica no Brasil: recepção, inclusão e ambivalencia. Rio de
Janeiro, RJ, Topbooks.
Grossi, Y. d. S. (1981). Mina de morro velho : a extração do homem: uma historia de experiencia operaria.
Rio de Janeiro, RJ, Paz e Terra.
Guedes, S. L. (1998). O Brasil no campo de futebol: estudos antropologicos sobre os significados do futebol
brasileiro. Niterói, RJ, EdUFF.
Hampshire, S. (1999). Justice is conflict. London, Duckworth.
Hardman, F. F. and V. Leonardi (1991). Historia da industria e do trabalho no Brasil: das origens aos anos
20. São Paulo, SP, Ática.
Harnecker, M. and G. Uribe (1976). Luta de classes: as classes sociais em Portugal. Lisboa, Iniciativas
Editoriais.
Harnecker, M. and G. Uribe (1980). Luta de classes: as classes sociais no Brasil. São Paulo, SP, Global.
282
Holston, J. (2008). Insurgent citizenship: disjunctions of democracy and modernity in Brazil. Oxford,
Princeton University Press.
Iokoi, Z. M. G. (1989). Lutas sociais na America Latina. Porto Alegre, RS, Mercado Aberto.
Jaguaribe, B. (1998). Fins de seculo: cidade e cultura no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Rocco.
Jaguaribe, H. (2000). Brasil, homem e mundo: reflexão na virada do seculo. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Jancso, I. (2003). Brasil: formação do Estado e da nação. São Paulo, SP, Ed. UNIJUI.
Kittleson, R. A. (2006). The practice of politics in postcolonial Brazil: Porto Alegre, 1845-1895. Pittsburgh,
PA, University of Pittsburgh Press.
Kon, A., et al. (2000). Costos sociales de las reformas neoliberales en America Latina. São Paulo, SP,
Universidad Central de Venezuela.
Kowarick, L. (1994). Trabalho e vadiagem: a origem do trabalho livre no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Paz e
Terra.
Krein, J. D. (2006). As transformações no mundo do trabalho e os direitos dos trabalhadores. São Paulo, SP,
LTr.
Kushnir, B. (1996). Baile de mascaras: mulheres judias e prostituição : as polacas e suas Associações de
Ajuda Mutua. Rio de Janeiro, RJ, Imago.
Lafer, C. (2006). Presidentes da America Latina. São Paulo, SP, Fundação Memorial da America Latina.
Lamounier, B. (2005). Da independencia a Lula: dois seculos de politica brasileira. São Paulo, SP, Augurium.
Lara, S. H. and J. M. N. Mendonça (2006). Direitos e justiças no Brasil: ensaios de história social. Campinas,
SP, Editora da UNICAMP.
Lauerhass, L. and C. Nava (2007). Brasil: uma identidade em construção. São Paulo, SP, Ática.
Leite, L. C. M. and M. S. M. Bresciani (2002). Literatura e cultura no Brasil: identidades e fronteiras. São
Paulo, SP, Cortez.
Leonardi, V. (1996). Entre árvores e esquecimentos: história social nos sertões do Brasil. Brasília, DF,
Paralelo 15 : UnB.
Lessa, R. and J. Instituto Universitario de Pesquisas do Rio de (1988). A invenção republicana: Campos Sales,
as bases e a decadencia da primeira republica brasileira. São Paulo, SP, Vertice.
Linhares, M. Y. L. (2000). Historia geral do Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Campus.
Lobo, E. M. L. (2001). Imigração portuguesa no Brasil. São Paulo, SP, HUCITEC.
Lopez, L. R. (1988). Cultura brasileira: de 1808 ao pre-modernismo. Porto Alegre, RS, Editora da UFRGS.
Lopez Maya, M., et al. (2008). Luchas contrahegemonicas y cambios politicos recientes de America Latina.
Buenos Aires, CLACSO.
Lowy, M. (2000). A guerra dos deuses: religião e política na América Latina. Petrópolis, Vozes.
Macedo, J. R. and M. Maestri (2004). Belo Monte: uma historia da Guerra de Canudos. São Paulo, SP,
Expressao Popular.
283
Madeira Filho, W. (2002). Direito e justiça ambiental. Niterói, RJ, UFF.
Maggie, Y. (1992). Medo do feitiço : relações entre magia e poder no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Arquivo
Nacional.
Maio, M. C. (2004). Ciência, política e relações internacionais: ensaios sobre Paulo Carneiro. Rio de Janeiro,
RJ, UNESCO.
Maniglia, E. (2002). O trabalho rural sob a otica do direito agrario: uma opção ao desemprego no Brasil.
França, UNESP.
Mattos, M. B. (2008). Escravizados e livres: experiencias comuns na formação da classe trabalhadora
carioca. Rio de Janeiro, RJ, Bom Texto.
Maxwell, K. (1999). Chocolate, piratas e outros malandros: ensaios tropicais. São Paulo, SP, Paz e Terra.
McDowall, D. (1988). The light: Brazilian Traction, Light and Power Company Limited, 1899-1945. Toronto,
Univ. of Toronto.
Medeiros, L. S. d. and S. Leite (1999). A formação dos assentamentos rurais no brasil: processos sociais e
politicas publicas. Porto Alegre, RS, UFRGS.
Meirelles, D. (2006). 1930: os orfãos da revolução. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Mello, E. C. d. (1999). O norte agrario e o imperio: 1871-1889. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Mendonça Filho, M. and A. D. d. A. Reginato (2004). Educação, violência e polícia: direitos humanos ? São
Cristovão, SE, Editora da UFBA.
Mendonça, S. R. d. and M. M. M. Motta (1998). Nação e poder: as dimensões da historia. Niterói, RJ, EdUFF.
Mettenheim, K. v. (1995). The Brazilian voter: mass politics in democratic transition, 1974-1986. Pittsburgh,
University of Pittsburgh Press.
Moises, J. A. and C. Centro de Estudos de Cultura (1985). Contradições urbanas e movimentos sociais. Rio
de Janeiro, RJ, Centro de Estudos de Cultura Contemporanea.
Montaner, C. A. (2003). Twisted roots: Latin America's living past. New York, N.Y, Algora Pub.
Monteiro, P. M. and J. K. Eugenio (2008). Sergio Buarque de Holanda: perspectivas. Campinas, SP, Editora
da UNICAMP.
Monteiro, R. d. A. (2003). Torcer, lutar, ao inimigo massacrar: Raça Rubro-Negra!: uma etnografia sobre
futebol, masculinidade e violencia. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Moraes, A. F. (1996). Mulheres da vila: prostituição, identidade social e movimento associativo. Petrópolis,
RJ, Vozes.
Moraes, L. N. d. (2007). Leituras da revista Realidade, 1966-1968. São Paulo, SP, Alameda.
Moura, C. (1988). Rebeliões da senzala: quilombos, insurreições, guerrilhas. Porto Alegre, RS, Mercado
Aberto.
Moura, G. and V. Fundação Getúlio (1991). Sucessos e ilusões : relações internacionais do Brasil durante e
apos a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro, RJ, Editora Fundação Getulio Vargas.
Nascimento, A. (2002). Brasil: perspectivas internacionais. Piracicaba, Editora UNIMEP.
284
Novais, F. A. (1997). Historia da vida privada no Brasil. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
O¿Dwyer, E. C. and A. Associação Brasileira de (2002). Quilombos: identidade etnica e territorialidade. Rio
de Janeiro, RJ, FGV.
Oliveira, A. U. d. (1988). A geografia das lutas no campo. São Paulo, SP, EDUSP.
Oliveira, E. R. d. (1994). De Geisel a Collor: forças armadas, transição e democracia. Campinas, SP, Papirus.
Paim, A. (1998). Historia do liberalismo brasileiro. São Paulo, SP, Mandarim.
Palmeira, J. d. C. (1934). A campanha do Conselheiro. Rio [de Janeiro], Calvino.
Pandolfi, D. C. (1999). Cidadania , justiça e violência. Rio de Janeiro, RJ, Fundação Getulio Vargas.
Pandolfi, D. C. and V. Fundação Getúlio (1999). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro, RJ, Editora FGV.
Panini, C. (1990). Reforma agraria dentro e fora da lei: 500 anos de historia inacabada. São Paulo, SP,
Paulinas.
Pécaut, D. (1990). Os intelectuais e a politica no Brasil: entre o povo e a nação. São Paulo, SP, Ática.
Penna, L. d. A. (1997). O progresso da ordem: o florianismo e a construção da Republica. Rio de Janeiro, RJ,
Sette Letras.
Pereira, L. C. B. (1991). Populismo economico: ortodoxia, desenvolvimentismo e populismo na America
Latina. São Paulo, SP, Nobel.
Pereira, L. C. B. (1992). A crise do Estado: ensaios sobre a economia brasileira. São Paulo, SP, Nobel.
Pereira, N. and N. Fundação Joaquim (1982). Conflitos entre a Igreja e o Estado no Brasil. Recife, PE,
Massangana.
Petras, J. F. (1970). America Latina : reforma o revolucion? Buenos Aires, Tiempo Contemporaneo.
Petras, J. F. (2000). La izquierda contraataca: conflito de clases en America Latina en la era del
neoliberalismo. Madrid, Akal.
Piñeiro, D. E. and S. Conselho Latino-Americano de Ciências (2004). En busca de la identidad: la acción
colectiva en los conflictos agrarios de América Latina. Buenos Aires, CLACSO.
Pinto, A. P. (1994). 21 Anos de regime militar : balancos e perspectivas. Rio de Janeiro, RJ, Fundação Getulio
Vargas.
Pinto, L. d. A. C. (1949). Lutas de familias no Brasil : (introdução ao seu estudo). São Paulo, SP, Companhia
Editora Nacional.
Prado, M. E. (2005). Memorial das desigualdades: os impasses da cidadania no Brasil 1870-1902. Rio de
Janeiro, RJ, Revan.
Queiroz, M. V. d. (1966). Messianismo e conflito social : a guerra sertaneja do Contestado : 1912-1916. Rio
de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Rago, L. M. (1997). Do cabaré ao lar: a utopia da cidade disciplinar: Brasil 1890-1930. Rio de Janeiro, RJ, Paz
e Terra.
Reis, D. (1987). A Luta de classes no Brasil e o PCB. São Paulo, SP, Novos Rumos.
285
Reis, D. A., et al. (2004). O golpe e a ditadura militar: quarenta anos depois (1964-2004). Bauru, SP, EDUSC.
Reis Filho, D. A., et al. (1998). 1968 : a paixão de uma utopia. Rio de Janeiro, RJ, Editora Fundação Getulio
Vargas.
Reis, J. J. (2003). Rebelião escrava no Brasil: a historia do levante dos males em 1835. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Ribeiro, G. L. and A. Universidade de Brasilia. Departamento de (1992). Ambientalismo e desenvolvimento
sustentado: nova ideologia/utopia do desenvolvimento. Brasília, DF, UnB.
Ribeiro, G. S. (2008). Brasileiros e cidadãos: modernidade politica 1822-1930. São Paulo, SP, Alameda.
Ribeiro, R. J. (2000). A sociedade contra o social: o alto custo da vida publica no Brasil; ensaios. São Paulo,
SP, Companhia das Letras.
Rodrigues, E. (1976). Novos rumos : (historia do movimento operario e das lutas sociais no Brasil), (19221946). Rio de Janeiro, RJ, Mundo Livre.
Rodrigues, I. J. and E. Federação de Orgãos para Assistencia Social e (1990). Comissão de fábrica e
trabalhadores na indústria. São Paulo, SP, Cortez.
Romeo, C. (1968). Sur les classes sociales en Amerique Latine. Paris, François Maspero.
Rose, R. S. (1998). Beyond the pale of pity: key episodes of elite violence in Brazil to 1930. San Francisco,
Austin & Winfield, Publishers.
Sady, J. J. (1985). Direito sindical e luta de classes. São Paulo, SP, Inst. Cultural R. Morena.
Sales, T. and M. d. R. R. Salles (2002). Políticas migratórias: America Latina, Brasil e brasileiros no exterior.
São Carlos, SP, IDESP.
Sallum Junior, B. (2004). Brasil e Argentina hoje: política e economia. Bauru, SP, EDUSC.
Santos, A. C. M. d. (2007). A invenção do Brasil: ensaios de história e cultura. Rio de Janeiro, RJ, Editora
UFRJ.
Santos, J. V. T. d. (1999). Violencias no tempo da globalização. São Paulo, SP, HUCITEC.
Santos, L. A. B. and M. A. Pereira (2000). Trocas culturais na America Latina. Belo Horizonte,
UFMG/FALE/Nelam.
Santos, R. (1996). Questão agraria e politica: autores pecebistas. Rio de Janeiro, RJ, EDUR.
Santos, W. G. d. (2003). O calculo do conflito: estabilidade e crise na politica brasileira. Rio de Janeiro, RJ,
IUPERJ.
Schmidt, B. V., et al. (1998). Os assentamentos de reforma agraria no Brasil. Brasília, DF, Ed. UnB.
Schwarcz, L. M. (1993). O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil, 1870-1930.
São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Seoane, J., et al. (2004). Movimientos sociales y conflicto en America Latina. Buenos Aires, CLACSO.
Serbin, K. P. (2008). Padres, celibato e conflito social: uma historia da Igreja Catolica no Brasil. São Paulo,
SP, Companhia das Letras.
286
Sevcenko, N. (1995). Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na primeira republica. São
Paulo, SP, Brasiliense.
Silva, A. L. d. and M. K. L. Ferreira (2001). Antropologia, historia e educação: a questão indigena e a escola.
São Paulo, SP, Global.
Silva, G. V. d., et al. (2006). As identidades no tempo: ensaios de gênero, etnia e religião. Vitória (ES), UFES.
Silva, M. (2003). Dicionário crítico Câmara Cascudo. São Paulo, SP, Perspectiva, FFLCH/USP, Fapesp,
EDUFRN, Fundação Jose Augusto.
Singer, P. and A. R. d. Souza (2000). A economia solidaria no Brasil: a autogestão como resposta ao
desemprego. São Paulo, SP, Contexto.
Soares, G. A. D. (2001). A democracia interrompida. Rio de Janeiro, Brasil, FGV Editora.
Sorj, B. (2001). A nova sociedade brasileira. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Souza, C. and N. Instituto Tancredo (2001). O Brasil e o conflito social moderno: crescimento economico x
distribuição de renda. Brasília, DF, Instituto Tancredo Neves.
Souza, L. d. M. e. (1999). Norma e conflito: aspectos da historia de Minas no seculo XVIII. Belo Horizonte,
UFMG.
Souza, M. d. (1999). A experiencia da lei e a lei da experiencia: ensaios sobre praticas sociais e
subjetividades no Brasil. São Paulo, SP, Revan.
Souza, N. A. d. (1989). Revolução brasileira: de Tiradentes a Tancredo. São Paulo, SP, Global.
Stedile, J. P. (2005). A questao agraria no Brasil. São Paulo, SP, Expressao Popular.
Theodoro, S. H. and A. F. Barros-Plutiau (2005). Mediação de conflitos socioambientais. Rio de Janeiro, RJ,
Garamond.
Thome, N. (1999). Os iluminados: personagens e manifestações misticas e messianicas no Contestado.
Florianópolis, SC, Insular.
Toledo, C. N. d. (1997). 1964: visões criticas do golpe : democracia e reformas no populismo. Campinas, SP,
Editora da UNICAMP.
Toledo, E. T. (2004). Anarquismo e sindicalismo revolucionario: trabalhadores e militantes em São Paulo na
Primeira Republica. São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
Vargas, J. T. (2004). O trabalho na ordem liberal: o movimento operario e a construção do Estado na
Primeira Republica. Campinas, SP, UNICAMP/CMU.
Veiga, J. (2006). Aspectos fundamentais da cultura kaingang. Campinas, SP, Curt Nimuendaju.
Velloso, J. P. d. R. (1991). Condições para a retomada do desenvolvimento. São Paulo, SP, Nobel.
Velloso, J. P. d. R. and R. C. d. Albuquerque (1991). A questão social no Brasil. São Paulo, SP, Nobel.
Vetmeyer, H., et al. (1997). Neoliberalism and call conflict in Latin America: a comparative perspective on
the political economy of structural adjustment. London, Macmillan.
Vogel, A. (1997). O pastor peregrino: ritual, simbolismo e memoria da primeira visita de João Paulo II ao
Brasil. Niterói, RJ, UFF.
287
Woodard, J. P. (2009). A place in politics: São Paulo, Brazil, from seigneurial republicanism to regionalist
revolt. Durham, Duke University Press.
Zimerman, A. (2010). Terra manchada de sangue: conflitos agrários e mortes no campo no Brasil
democrático. São Paulo, SP, Humanitas.
288
Palavra-chave “Lutas Sociais”
(1993). Historia nova do Brasil: 1963-1993. São Paulo, SP, Loyola.
(2001). A historia da luta pela terra e o MST. São Paulo, SP, Expressao Popular.
(2002). Plano Colombia: perspectivas do parlamento brasileiro : pesquisa INESC. Brasília, DF, INESC.
(2004). Juventude e sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo, SP, Instituto
Cidadania.
(2004). Mundo latino e mundialização. Rio de Janeiro, RJ, FAPERJ.
(2005). Política externa brasileira.
(2006). Vozes da democracia: historias da comunicação na redemocratização do Brasil. São Paulo, SP,
Intervozes.
Abramo, F., et al. (1997). Rememoria: entrevistas sobre o Brasil do seculo XX. São Paulo, SP, Editora
Fundação Perseu Abramo.
Acselrad, H. and B. Fundação Heinrich (2004). Conflitos ambientais no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, RelumeDumará.
Ageneau, R. and M. Cahen (1996). L'Oppression paternaliste au Bresil. Paris, Karthala.
Albin, R. C., et al. (2006). Dicionario Houaiss ilustrado: musica popular brasileira. Rio de Janeiro, RJ, Paracatu
Editora.
Alexandre, I. M. M. and B. Abdala Junior (1997). Canudos: palavra de Deus, sonho da terra. São Paulo, SP,
Boitempo : SENAC.
Almeida, J. (2002). Marketing politico, hegemonia e contra-hegemonia. São Paulo, SP, Fundação Perseu
Abramo.
Almeida, P. R. d. (2004). Relações internacionais e politica externa do Brasil: historia e sociologia da
diplomacia brasileira. Porto Alegre, RS, Ed. UFRG.
Alves Filho, I. (1997). Giocondo Dias : uma vida na clandestinidade. Rio de Janeiro, RJ, Mauad.
Alves, J. F. (1992). Metropoles: cidadania e qualidade de vida. São Paulo, SP, Moderna.
Alves, M. H. M. (1985). State and opposition in military Brazil. Austin, Univ. of Texas.
Amaral, O. E. d. (2003). A estrela não e mais vermelha: as mudanças do programa petista nos anos 90. São
Paulo, SP, Garçoni.
Amayo, E. and J. A. Segatto (2002). J. C. Mariategui e o marxismo na America Latina. Araraquara,
UNESP/FCL.
Ammann, S. B. (1991). Movimento popular de bairro: de frente para o Estado, em busca do Parlamento.
São Paulo, SP, Cortez.
Antunes, R. (1991). O novo sindicalismo. São Paulo, SP, Ed. Brasil Urgente.
Antunes, R. (2000). Adeus ao trabalho?: ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do
trabalho. Campinas, SP, Editora da UNICAMP.
Aquino, M. A. d., et al. (2002). A constancia do olhar vigilante: a preocupação com o crime politico: familias
289
10 e 20. São Paulo, SP, Imprensa Oficial do Estado.
Aquino, R. S. L. d. (2000). Sociedade brasileira : uma historia: atraves dos movimentos sociais. Rio de
Janeiro, RJ, Record.
Aquino, R. S. L. d. (2003). Brasil, uma história popular. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Aranha, F. S. (2002). Educadores populares e movimento popular: relação de saber. Belo Horizonte, PUC
Minas.
Araújo, M. P. N. (2007). Memorias estudantis: da fundação da UNE aos nossos dias. Rio de Janeiro, RJ,
Relume Dumará.
Arruda, J. J. d. A., et al. (2001). Brasil - Portugal: historia, agenda para o milênio. Bauru, SP, EDUSC.
Arruti, J. M. (2006). Mocambo: antropologia e historia do processo de formação quilombola. Bauru, SP,
EDUSC.
Avritzer, L. (2009). Participatory institutions in democratic Brazil. Washington, D.C, Johns Hopkins Univ.
Press.
Azevedo, S. d. and R. B. Fernandes (2005). Orçamento participativo: construindo a democracia. Rio de
Janeiro, RJ, Revan.
Baldissera, M. d. A. (2005). Onde estão os grupos de onze?: os comandos nacionalistas na região Alto
Uruguai - RS. Passo Fundo, RS, Editora da UPF.
Baldissera, M. d. A. (2005). Onde estão os grupos de onze?: os comandos nacionalistas na região Alto
Uruguai - RS. Passo Fundo, RS, Editora da UPF.
Bandeira, M. (1977). O governo João Goulart : as lutas sociais no Brasil (1961-1964). Rio de Janeiro, RJ,
Civilização Brasileira.
Bandeira, M. (1998). De Marti a Fidel: a Revolução Cubana e a America Latina. Rio de Janeiro, RJ, Civilização
Brasileira.
Bandeira, M. (2004). As relações perigosas: Brasil-Estados Unidos (de Collor a Lula, 1990-2004). Rio de
Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Barbosa, V. (2002). A rebelião da legalidade: documentos, pronunciamentos, noticiario, comentarios. Rio de
Janeiro, RJ, FGV.
Barreira, I. A. F. (1998). Chuva de papeis: ritos e simbolos de campanhas eleitorais no Brasil. Rio de Janeiro,
RJ, Relume Dumará.
Barreiro, J. C. (2002). Imaginario e viajantes no Brasil do seculo XIX: cultura e cotidiano, tradição e
resistencia. São Paulo, SP, UNESP.
Barros, L. O. C. (2005). Arthur Ramos e as dinâmicas sociais de seu tempo. Maceio, AL, Editora da UFAL.
Basualdo, C. (2007). Tropicalia: uma revolução na cultura brasileira (1967-1972). São Paulo, SP, Cosac Naify.
Basualdo, E. M., et al. (2006). Neoliberalismo y sectores dominantes: tendencias globales y experiencias
nacionales. Buenos Aires, CLACSO.
Batalha, C. H. d. M. (2000). O movimento operario na primeira republica. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Becker, B. K. and C. A. G. Egler (1993). Brasil: uma nova potencia regional na economia - mundo. Rio de
290
Janeiro, RJ, Bertrand Brasil.
Benjamin, C. (1991). Estrategia: uma saida para a crise. São Paulo, SP, Brasil Urgente.
Bernardino, J. and D. Galdino (2004). Levando a raça a sério: ação afirmativa e universidade. Rio de Janeiro,
RJ, DP&A.
Bertolino, O. and G. Instituto Mauricio (2004). Mauricio Grabois, uma vida de combates: da batalha de
idéias ao comando da Guerrilha do Araguaia. São Paulo, SP, A. Garibaldi.
Besouchet, L. (1993). Pedro II e o seculo XIX. Rio de Janeiro, RJ, Nova Fronteira.
Betti, M. S. (1997). Oduvaldo Vianna Filho. São Paulo, SP, EDUSP.
Biavaschi, M. B. (2007). O direito do trabalho no Brasil-1930-1942: a construção do sujeito de direitos
trabalhistas. São Paulo, SP, LTr.
Boito Junior, A. (2005). O sindicalismo na politica brasileira. São Paulo, SP, Editora da UNICAMP.
Bojunga, C. (2001). JK: o artista do impossivel. Rio de Janeiro, RJ, Objetiva.
Bomfim, M. (1997). O Brasil na America: caracterização da formação brasileira. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Borda, A., et al. (1998). Mulher e politica: genero e feminismo no Partido dos Trabalhadores. São Paulo, SP,
Perseu Abramo.
Brandão, M. d. A. and B. Universidade Federal da (1988). America Latina: identidade e transformação.
Salvador, Ianama.
Bravo, M. I. S. (2007). Serviço social e reforma sanitária: lutas sociais e práticas profissionais. São Paulo, SP,
Cortez.
Bresciani, M. S. M. (2005). O charme da ciencia e a sedução da objetividade: Oliveira Vianna entre
interpretes do Brasil. São Paulo, SP, UNESP.
Brittos, V. C. and C. R. S. Bolano (2005). Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia. São Paulo, SP, Paulus.
Brusantin, B. d. M., et al. (2003). Na boca do sertão: o perigo politico no interior do Estado de São Paulo
(1930-1945). São Paulo, SP, Imprensa Oficial do Estado.
Bueno, C. (2003). Politica externa da Primeira Republica: os anos de apogeu (de 1902 a 1918). São Paulo,
SP, Paz e Terra.
Caldart, R. S. (2000). Pedagogia do movimento sem terra: escola e mais do que escola. Petrópolis, Vozes.
Camargo, A., et al. (1989). Continuidade e mudança no Brasil da Nova Republica. São Paulo, SP, Vertice.
Camarotti, I. and P. K. Spink (2001). Redução da pobreza e dinamicas locais. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Camino, C. and B. Marques-Pereira (1993). L'Amérique latine: vers la démocratie? Paris, Complexe.
Campos, R. (2001). A lanterna na popa. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Cano, W. (1993). Reflexões sobre o Brasil e a nova (des)ordem internacional. Campinas, SP, UNICAMP.
Canuto, O. (1994). Brasil e Coreia do Sul: os (des)caminhos da industrialização tardia. São Paulo, SP, Nobel.
Caobianco, R. M. (2007). Movimento estudantil na UEL, 1971-1984. Londrina, EDUEL.
291
Cardoso, V. L., et al. (1990). A margem da historia da Republica. Recife, PE, FUNDAJ, Ed. Massangana.
Carlos, A. F. A. (1994). Os caminhos da reflexão sobre a cidade e o urbano. São Paulo, SP, EDUSP.
Carneiro, M. L. T. and B. Kossoy (2003). A imprensa confiscada pelo DEOPS: 1924-1954. São Paulo, SP, Ateli.
Carvalho, A. d. (1989). PT: um projeto para o Brasil : politica. São Paulo, SP, Brasiliense.
Carvalho, J. M. d. (1987). Os bestializados: o Rio de Janeiro e a Republica que não foi. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Carvalho, J. M. d. (2002). Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Carvalho, J. M. d. (2005). Forças armadas e politica no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Zahar.
Carvalho, J. M. d. and J. Instituto Universitario de Pesquisas do Rio de (1988). Teatro de sombras: a politica
imperial. São Paulo, SP, Vertice.
Castro, I. E. d., et al. (1996). Brasil: questões atuais da reorganização do territorio. Rio de Janeiro, RJ,
Bertrand Brasil.
Caulfield, S. and C. Centro de Pesquisa em Historia Social da (2000). Em defesa da honra: moralidade,
modernidade e nação no Rio de Janeiro (1818-1940). Campinas, SP, UNICAMP/IFCH/CECULT.
Central Unica dos, T. (1997). Avaliação externa da politica nacional de formação da CUT. São Paulo, SP,
Xamã.
Cervo, A. L. (1994). O Desafio internacional: a politica exterior do Brasil de 1930 a nossos dias. Brasília, DF,
Ed. UnB.
Chalhoub, S. (2005). Historia em cousas miudas: capitulos de historia social da cronica no Brasil. Campinas,
SP, Editora da UNICAMP.
Chalhoub, S. and L. A. d. M. Pereira (1998). A historia contada: capitulos de historia social da literatura no
Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Nova Fronteira.
Chauí, M. (2000). Brasil: mito fundador e sociedade autoritaria. São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
Coggiola, O. (2007). Rojo amanecer. Buenos Aires, Razón y Revolución.
Cohen, Y. (1989). The manipulation of consent: the state and working-class consciousness in Brazil.
Pittsburgh, Univ. of Pittsburg.
Conniff, M. L. (1981). Urban politics in Brazil: the rise of populism, 1925-1945. Pittsburgh, University of
Pittsburgh Press.
Conti, M. S. (1999). Noticias do Planalto: a imprensa e Fernando Collor. São Paulo, SP, Companhia das
Letras.
Correa, L. B., et al. (2005). Trabalho infantil e direitos humanos: homenagem a Oris de Oliveira. São Paulo,
SP, LTr.
Corrêa, R. L. (1997). Trajetorias geograficas. Rio de Janeiro, RJ, Bertrand Brasil.
Correa, V.-B. (2002). Conversa com a memoria: a historia de meio seculo de jornalismo politico. Rio de
Janeiro, RJ, Objetiva.
292
Coutinho, C. N. (2000). Cultura e sociedade no Brasil: ensaios sobre ideias e formas. Rio de Janeiro, RJ,
DP&A Ed.
Couto, R. C. (1999). Memoria viva do regime militar: Brasil:1964-1985. São Paulo, SP, Record.
Dagnino, E. (2002). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo, SP, UNICAMP/IFCH.
Damasceno, A. (1988). A educação como ato politico partidario. São Paulo, SP, Cortez.
D'Araujo, M. C. (1992). O segundo governo Vargas: 1951-1954 : democracia, partidos e crise politica. São
Paulo, SP, Ática.
De Tommasi, L., et al. (1998). O Banco Mundial e as politicas educacionais. São Paulo, SP, Cortez.
Del Priore, M. (1999). Historia das crianças no Brasil. São Paulo, SP, Contexto.
Demier, F. (2003). As transformações do PT e os rumos da esquerda no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Bom
Texto.
Dias, E. (1962). Historia das lutas sociais no Brasil. São Paulo, SP, Edaglit.
D'Incao, M. A. (2001). O Brasil não e mais aquele: mudanças sociais apos a redemocratização. São Paulo,
SP, Cortez.
Dines, A., et al. (2000). Historias do Poder: 100 anos de politica no Brasil. São Paulo, SP, Ed.34.
Domingues, J. M. and M. Maneiro (2006). America Latina hoje: conceitos e interpretações. Rio de Janeiro,
RJ, Civilização Brasileira.
Donato, H. (2005). História de usos e costumes do Brasil. São Paulo, SP, Melhoramentos.
Dulles, J. W. F. (1973). Anarchists and communists in Brazil, 1900-1935. Austin, University of Texas Press.
Dupas, G., et al. (2005). America Latina no inicio do seculo XXI: perspectivas economicas, sociais e politicas.
São Paulo, SP, Fundação Konrad Adenauer.
Duque, G., et al. (1998). Revoluções brasileiras: resumos historicos. São Paulo, SP, Giordano.
Dutra, E. R. d. F. (1997). O ardil totalitario: imaginario politico no Brasil dos anos 30. Belo Horizonte, Ed. da
UFRJ.
Dytz, E. (1987). A informatica no Brasil: 2. fase. São Paulo, SP, Nobel.
Eisenberg, P. L. (1989). Homens esquecidos: escravos e trabalhadores livres no Brasil - seculos XVIII e XIX.
Campinas, SP, UNICAMP.
Eleuterio, M. d. L. (2005). Vidas de romance: as mulheres e o exercício de ler e escrever no entresséculos,
1890-1930. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Faoro, R. (1994). Existe um pensamento politico brasileiro? São Paulo, SP, Ática.
Faoro, R. (2001). Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. São Paulo, SP, Globo.
Farias, J. N. d. and S. D. Maluf (2001). Literatura, cultura e sociedade. Maceio, AL, EDUFAL.
Faulhaber, P. (1998). O lago dos espelhos: etnografia do saber sobre a fronteira em Tefe/Amazonas. Belém,
Museu Paraense E. Goeldi.
293
Fausto, B. (1994). Historia do Brasil. São Paulo, SP, EDUSP.
Fausto, B. (1999). Fazer a America: a imigração em massa para a America Latina. São Paulo, SP, EDUSP.
Fausto, B. (2006). Getulio Vargas. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Fernandes, F. (2006). Pensamento e ação: o PT e os rumos do socialismo. São Paulo, SP, Globo.
Fernandes, F. and A. Cohn (2008). Florestan Fernandes. Rio de Janeiro, RJ, Beco do Azougue.
Fernandes, F. and J. R. Martins Filho (1998). A força do argumento. São Carlos, Editora da UFSCar.
Figueiredo, J. R. (2004). Modos de ver a produção do Brasil. Campinas, SP, EDUC.
Fiori, J. L. (1995). Em busca do dissenso perdido: ensaios criticos sobre a festejada crise do Estado. Rio de
Janeiro, RJ, Insight.
Flores, M. (2002). Republica Rio-Grandense: realidade e utopia. Porto Alegre, RS, EDIPUCRS.
Flynn, P. (1978). Brazil : a political analysis. Boulder, Westview Press.
Fonseca, C., et al. (2004). Antropologia, diversidade e direitos humanos: dialogos interdisciplinares. Porto
Alegre, RS, UFRGS.
Fonseca, F. C. P. d. (2005). O consenso forjado: a grande imprensa e a formação da agenda ultraliberal no
Brasil. São Paulo, SP, HUCITEC.
Fontes, P. (2008). Um nordeste em São Paulo: trabalhadores migrantes em São Miguel Paulista (1945-66).
Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Freitas, D. (1994). A comedia brasileira. Porto Alegre, RS, Sulina.
Freitas, J. M. d. (2003). Reflexões sobre direito do trabalho e flexibilização. Passo Fundo, RS, Editora da UPF.
Freitas Junior, A. d. J. d. R. (2006). Manual do MERCOSUL: Globalização e integração regional. São Paulo, BH
Editora.
Fullgraf, F. (1988). A bomba pacifica: o Brasil e outros cenarios da corrida nuclear. São Paulo, SP, Brasiliense.
Funari, P. P. A. and A. V. d. Carvalho (2005). Palmares, ontem e hoje. Rio de Janeiro, RJ, Zahar.
Galvão, W. N. (2001). O imperio do Belo Monte: vida e morte de Canudos. São Paulo, SP, Fundação Perseu
Abramo.
Garcia Junior, A. R. (1990). O sul : caminho do roçado: estrategias de reprodução camponesa e
transformação social. São Paulo, SP, Ed. Universidade de Brasilia : MCT-CNPq.
Gaspari, E. (2002). A ditadura envergonhada. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Gaspari, E. (2004). A ditadura encurralada. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Gelado, G. V. (2006). Poeticas da transgressão: vanguarda e cultura popular nos anos 20 na America Latina.
São Carlos, SP, EdUSFCar.
Genro, T. F. (2004). Esquerda em processo. Petrópolis, Vozes.
Giarracca, N., et al. (2004). Ruralidades latinoamericanas: identidades y luchas sociales. Buenos Aires,
CLACSO - Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales.
294
Gohn, M. d. G. M. (2000). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas classicos e contemporaneos. São
Paulo, SP, Edições Loyola.
Gohn, M. d. G. M. (2000). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas classicos e contemporaneos. São
Paulo, SP, Edições Loyola.
Gohn, M. d. G. M. (2001). Historia dos movimentos e lutas sociais: a construção da cidadania dos
brasileiros. São Paulo, SP, Loyola.
Gomes, A. M. d. C. (2004). Escrita de si, escrita da historia. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Gomes, A. M. d. C., et al. (2007). Jango: as múltiplas faces. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Gomes, A. M. d. C., et al. (2002). A republica no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, CPDOC.
Gomes, A. M. d. C., et al. (2002). A republica no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, CPDOC.
Gomes, F. d. S. (2003). Experiências atlânticas: ensaios e pesquisas sobre a escravidão e o pós-emancipação
no Brasil. Passo Fundo, RS, Editora da UPF.
Gondra, J. G. and A. Schueler (2008). Educação, poder e sociedade no imperio brasileiro. São Paulo, SP,
Cortez.
Gouvea, F. d. C. (1988). Abolição: a liberdade veio do Norte. Recife, PE, Massangana.
Grieco, F. d. A. (1992). O Brasil e a nova geopolitica Europeia. São Paulo, SP, Aduaneiras.
Guimarães, A. S. A. and L. Huntley (2000). Tirando a mascara: ensaios sobre o racismo no Brasil. São Paulo,
SP, Paz e Terra.
Guimarães, A. S. A. and L. Huntley (2000). Tirando a mascara: ensaios sobre o racismo no Brasil. São Paulo,
SP, Paz e Terra.
Guimarães Juarez, R. (2006). Leituras da crise: dialogos sobre o PT, a democracia brasileira e o socialismo.
São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
Guimarães, R. (2000). Dois estudos para a mão esquerda. Rio de Janeiro, RJ, Revan.
Gutemberg, L. (1994). Moises : codinome Ulysses Guimaraes, uma biografia. São Paulo, SP, Companhia das
Letras.
Hahner, J. E. (1981). A mulher brasileira e suas lutas sociais e politicas : 1850-1937. São Paulo, SP,
Brasiliense.
Hardman, F. F. and V. Leonardi (1991). Historia da industria e do trabalho no Brasil: das origens aos anos
20. São Paulo, SP, Ática.
Holston, J. (2008). Insurgent citizenship: disjunctions of democracy and modernity in Brazil. Oxford,
Princeton University Press.
Horta, C. (1993). A greve da GM. São Paulo, SP, Pagina Aberta.
Ianni, O. (1992). A idéia de Brasil moderno. São Paulo, SP, Brasiliense.
Ianni, O. (2004). Pensamento social no Brasil. Bauru, SP, EDUSC.
Informações, I. C. d. D. e. D. d. (2003). Estatísticas do século XX. Rio de Janeiro, RJ, IBGE.
295
Iokoi, Z. M. G. (1989). Lutas sociais na America Latina. Porto Alegre, RS, Mercado Aberto.
Iokoi, Z. M. G. (2004). Intolerancia e resistencia: a saga dos judeus comunistas entre a Polonia, a Palestina e
o Brasil 1930/1975. São Paulo, SP, Associação Editorial Humanitas.
Kaloustian, S. M. (1994). Familia brasileira: a base de tudo. São Paulo, SP, UNICEF.
Karepovs, D. (2003). Luta subterrânea: o PCB em 1937-1938. São Paulo, SP, HUCITEC.
Kowarick, L. (1994). Trabalho e vadiagem: a origem do trabalho livre no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Paz e
Terra.
Krein, J. D. (2006). As transformações no mundo do trabalho e os direitos dos trabalhadores. São Paulo, SP,
LTr.
Laitano, J. C. (2002). Essa coisa chamada justiça. Petrópolis, Vozes.
Lamounier, B. (2005). Da independencia a Lula: dois seculos de politica brasileira. São Paulo, SP, Augurium.
Lamounier, B. and R. Figueiredo (2002). A era FHC: um balanço. São Paulo, SP, Cultura Editores Associados.
Lara, S. H. and J. M. N. Mendonça (2006). Direitos e justiças no Brasil: ensaios de história social. Campinas,
SP, Editora da UNICAMP.
Leal, M. (2004). A esquerda da esquerda: trotskistas, comunistas e populistas no Brasil contemporaneo
(1952-1966). São Paulo, SP, Paz e Terra.
Leal, P. R. F. (2005). O PT e o dilema da representação politica: os deputados federais são representantes de
quem? Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Leite, S. U. (2003). Critica de ouvido. Rio de Janeiro, RJ, Cosac Naify.
Lemos, M. T. T. B., et al. (2001). America latina: fragmentos de memoria. Rio de Janeiro, RJ, 7 Letras.
Lemos, R. L. d. C. N. e. (1999). Benjamin Constant : vida e história. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Lima, E. O. d. (2004). Toyotismo no Brasil: desencantamento da fabrica, envolvimento e resistencia. São
Paulo, SP, Expressao Popular.
Linhares, M. Y. L. (2000). Historia geral do Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Campus.
Lins e Silva, E. (1997). O salão dos passos perdidos: depoimento ao CPDOC. Rio de Janeiro, RJ, Editora
Fundação Getulio Vargas.
Lipiner, E. and N. Fundação Joaquim (1992). Izaque de Castro: o mancebo que veio preso do Brasil. Recife,
PE, Fundação Joaquim Nabuco, Massangana.
Lobo, E. M. L. (2001). Imigração portuguesa no Brasil. São Paulo, SP, HUCITEC.
Lopes, C. L. E. (1986). O que todo cidadão precisa saber sobre sindicatos no Brasil. São Paulo, SP, Global.
Lopez Maya, M., et al. (2008). Luchas contrahegemonicas y cambios politicos recientes de America Latina.
Buenos Aires, CLACSO.
Lowy, M. (2000). A guerra dos deuses: religião e política na América Latina. Petrópolis, Vozes.
Lubambo, C. W., et al. (2005). Desenho institucional e participação política: experiências no Brasil
296
contemporâneo. Petrópolis, RJ, Vozes.
Maciel, D. (2004). A argamassa da ordem: da ditadura militar à Nova República (1974-1985). São Paulo, SP,
Xamã.
Maciel, W. A. (2006). O capitão Lamarca e a VPR: repressão judicial no Brasil. São Paulo, SP, Alameda.
Mainwaring, S. and A. Wilde (1989). The progressive church in Latin America. Notre Dame, Univ. of Notre
Dame.
Malerba, J. (2006). A Independencia brasileira: novas dimensões. Rio de Janeiro, RJ, Ed. FGV.
Mallo, S. and M. Serna (2001). Seduccion y desilusion: la politica latinoamericana contemporanea.
Montevideo, Ediciones de la Banda Oriental.
Martins Filho, J. R. (1998). 1968 : faz 30 anos. Campinas, SP, Editora da UFSCar.
Martins, J. d. S. (1981). Os camponeses e a politica no Brasil : as lutas sociais no campo e seu lugar no
processo politico. Petrópolis, Vozes.
Martins, J. P. S. (2004). Terra nossa prometida: os 20 anos do assentamento I de Sumaré. Campinas, SP,
Komedi.
Martins, L. (2004). A geração AI-5 e maio de 68: duas manifestações intransitivas. Rio de Janeiro, RJ,
Argumento.
Mattos, M. B. (2008). Escravizados e livres: experiencias comuns na formação da classe trabalhadora
carioca. Rio de Janeiro, RJ, Bom Texto.
Maxwell, K. (1999). Chocolate, piratas e outros malandros: ensaios tropicais. São Paulo, SP, Paz e Terra.
McDowall, D. (1988). The light: Brazilian Traction, Light and Power Company Limited, 1899-1945. Toronto,
Univ. of Toronto.
Medeiros, C. A. (2004). Na lei e na raça: legislação e relações raciais, Brasil-Estados Unidos. Rio de Janeiro,
RJ, DP&A.
Medeiros, L. S. d. and S. Leite (1999). A formação dos assentamentos rurais no brasil: processos sociais e
politicas publicas. Porto Alegre, RS, UFRGS.
Meirelles, D. (2006). 1930: os orfãos da revolução. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Mello, F. P. d. (1997). Que foi a guerra total de Canudos. Recife, PE, Stahli.
Mello, F. P. d. (2007). A guerra total de Canudos. São Paulo, SP, A Girafa.
Melo, J. M. d. (2008). História política das ciências da comunicação. Rio de Janeiro, RJ, Mauad X.
Melo, L. d. (2002). Eny e o grande bordel brasileiro. Rio de Janeiro, RJ, Objetiva.
Mendes, C. (2000). O pais da paciencia: tregua e alternativa. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Mendonça Filho, M. and A. D. d. A. Reginato (2004). Educação, violência e polícia: direitos humanos ? São
Cristovão, SE, Editora da UFBA.
Mendonça, J. M. N. (1999). Entre a mão e os anéis : a lei dos Sexagenarios e os caminhos da abolição no
Brasil. São Paulo, SP, UNICAMP/IFCH/CECULT.
297
Mendonça, M. G. d. (2002). O demolidor de presidentes: a trajetoria politica de Carlos Lacerda: 1930-1968.
São Paulo, SP, Codex.
Mendonça, S. R. d. and M. M. M. Motta (1998). Nação e poder: as dimensões da historia. Niterói, RJ, EdUFF.
Meyer, M. C. (1971). Latin American Scholarship since World War II: trends in History, Political Science,
Literature, Geography, and Economics. Lincoln, Univ. of Nebraska.
Michalski, Y. (1985). O teatro sob pressão: uma frente de resistencia. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Mitre, A. (2003). O dilema do centauro: ensaios de teoria da historia e pensamento latino-americano. Belo
Horizonte, UFMG.
Montaldo, G. R. (2004). A propriedade da cultura: ensaios críticos sobre literatura e indústria cultural na
América Latina. Chapecó, SC, Argos.
Moraes, A. F. (1996). Mulheres da vila: prostituição, identidade social e movimento associativo. Petrópolis,
RJ, Vozes.
Moraes, D. d. (1989). A esquerda e o golpe de 64: vinte e cinco anos depois, as forças populares repensam
seus mitos, sonhos e ilusões. Rio de Janeiro, RJ, Espaço e Tempo.
Moraes, J. C. K. Q. d. (1991). A esquerda militar no Brasil. São Paulo, SP, Siciliano.
Moraes, L. N. d. (2007). Leituras da revista Realidade, 1966-1968. São Paulo, SP, Alameda.
Mott, M. L. d. B. (1988). Submissão e resistencia: a mulher na luta contra a escravidão. São Paulo, SP,
Contexto.
Moura, C. (1988). Rebeliões da senzala: quilombos, insurreições, guerrilhas. Porto Alegre, RS, Mercado
Aberto.
Moura, G. and V. Fundação Getúlio (1991). Sucessos e ilusões : relações internacionais do Brasil durante e
apos a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro, RJ, Editora Fundação Getulio Vargas.
Munteal Filho, O., et al. (2006). O Brasil de João Goulart: um projeto de nação. Rio de Janeiro, RJ,
Contraponto.
Nascimento, A. M. (1989). Direito sindical. São Paulo, SP, Saraiva.
Nascimento, A. P. d. (2001). A ressaca da marujada: recrutamento e disciplina na Armada Imperial. Rio de
Janeiro, RJ, Arquivo Nacional.
Neves, L. A., et al. (1993). Edgar de Godoi da Mata Machado : fe, cultura e liberdade. São Paulo, SP, Loyola.
Neves, L. d. A. (2002). Vivencia de fatos historicos. São Paulo, SP, Paz e Terra.
Neves, L. M. B. P. d. and J. Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de (2003). Corcundas e
constitucionais: a cultura politica da independencia, 1820-1822. Rio de Janeiro, RJ, FAPERJ.
Nunes, E. (1997). A gramatica politica do Brasil: clientelismo e insulamento burocratico. Brasília, DF, J.
Zahar.
Odalia, N. (1989). Brasil, o desenvolvimento ameaçado: perspectivas e soluções. São Paulo, SP, UNESP.
Oliveira, D. D. d., et al. (2001). Violencia policial: tolerancia zero? Goiania, MNDH.
Oliveira, E. R. d. (1994). De Geisel a Collor: forças armadas, transição e democracia. Campinas, SP, Papirus.
298
Oliveira, J. A. C. d. and M. C. d. Andrade (1988). Minha meninice & outros ensaios. Brasília, DF, CNPq,
Comissão de Eventos Historicos.
Oliveira, L. L., et al. (1980). Elite intelectual e debate politico nos anos 30: uma bibliografia comentada da
Revolução de 1930. Brasília, DF, Instituto Nacional do Livro.
Paim, J. S. (2008). Reforma sanitária brasileira: contribuição para a compreensão e crítica. Salvador, Editora
da UFBA.
Panini, C. (1990). Reforma agraria dentro e fora da lei: 500 anos de historia inacabada. São Paulo, SP,
Paulinas.
Parker, P. R. (1979). Brazil and the quiet intervention, 1964. Austin, Univ. of Texas.
Paula, J. A. d. (2005). Adeus ao desenvolvimento: a opção do governo Lula. Belo Horizonte, Autêntica.
Payne, L. A. (1994). Brazilian industrialists and democratic change. Baltimore ; London, J. Hopkins Univ.
Peixoto, A. C., et al. (1980). Les partis militaires au Bresil. Paris, Fondation Nat. Sciences Po.
Pellegrini, T. (1996). Gavetas vazias: ficção e politica nos anos 70. São Paulo, SP, UFSCar.
Pena, E. S. and R. W. A. Slenes (2001). Pajens da Casa Imperial: jurisconsultos, escravidão e a lei de 1871.
Campinas, SP, Editora da UNICAMP.
Pericás, L. B., et al. (1998). America Latina: historia, ideias e revolução. São Paulo, SP, Xamã.
Pericás, L. B., et al. (1998). America Latina: historia, ideias e revolução. São Paulo, SP, Xamã.
Pesavento, S. J. (2004). Escrita, linguagem, objetos: leituras de historia cultural. Bauru, SP, EDUSC.
Pinheiro, L. (2004). Política externa brasileira (1889-2002). Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Pintassilgo, J. (2006). História da escola em Portugal e no Brasil: circulação e apropriação de modelos
culturais. Lisboa, Colibri.
Pinto, A. P. (1994). 21 Anos de regime militar : balancos e perspectivas. Rio de Janeiro, RJ, Fundação Getulio
Vargas.
Pinto, C. F. (1990). O Bildungsroman feminino: quatro exemplos brasileiros. São Paulo, SP, Perspectiva.
Pochmann, M. (2008). O emprego no desenvolvimento da nação. São Paulo, SP, Boitempo.
Pomar, P. E. d. R., et al. (2002). A democracia intolerante: Dutra, Adhemar e a repressão ao Partido
Comunista (1946-1950). São Paulo, SP, Imprensa Oficial do Estado.
Pontes, I. (2006). A era Lula: crônica de um desastre anunciado. São Paulo, SP, A Girafa.
Rabelo, J. M. (2001). Diaspora: os longos caminhos do exilio. São Paulo, SP, Geração.
Rago, L. M. (1997). Do cabaré ao lar: a utopia da cidade disciplinar: Brasil 1890-1930. Rio de Janeiro, RJ, Paz
e Terra.
Rampinelli, W. J. (2004). As duas faces da moeda: as contribuições de JK e Gilberto Freyre ao colonialismo
português. Florianópolis, Editora da UFSC.
Rangel, I. and J. G. d. Silva (2004). Questão agraria, industrialização e crise urbana no Brasil. Porto Alegre,
299
RS, UFRGS.
Rattner, H. (2000). Brasil no limiar do seculo XXI: alternativas para a construcao de uma sociedade
sustentavel. São Paulo, SP, Editora Universidade de São Paulo.
Reis, D. A., et al. (2004). O golpe e a ditadura militar: quarenta anos depois (1964-2004). Bauru, SP, EDUSC.
Reis Filho, D. A. (2000). Ditadura militar, esquerdas e sociedade. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Reis Filho, D. A., et al. (1998). 1968 : a paixão de uma utopia. Rio de Janeiro, RJ, Editora Fundação Getulio
Vargas.
Reis, J. C. (1999). As identidades do Brasil de Varnhagen a FHC. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Reis, J. J. (2003). Rebelião escrava no Brasil: a historia do levante dos males em 1835. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Reiter, B. (2009). Negotiating democracy in Brazil: the politics of exclusion. Boulder, Co, FirstForumPress.
Ribeiro, G. S. (2002). A liberdade em construção: identidade nacional e conflitos antilusitanos no Primeiro
Reinado. Rio de Janeiro, RJ, Relume Dumará.
Ribeiro, G. S. (2008). Brasileiros e cidadãos: modernidade politica 1822-1930. São Paulo, SP, Alameda.
Rodrigues, E. (1976). Novos rumos : (historia do movimento operario e das lutas sociais no Brasil), (19221946). Rio de Janeiro, RJ, Mundo Livre.
Rodrigues, F. L. (2004). Vozes do mar: o movimento dos marinheiros e o golpe de 64. São Paulo, SP, Cortez.
Rodrigues, I. J. and E. Federação de Orgãos para Assistencia Social e (1990). Comissão de fábrica e
trabalhadores na indústria. São Paulo, SP, Cortez.
Rodrigues, L. B. and J. Octavio (1994). Jose Honorio Rodrigues : um historiador na trincheira. Rio de Janeiro,
RJ, Civilização Brasileira.
Rose, R. S. (1998). Beyond the pale of pity: key episodes of elite violence in Brazil to 1930. San Francisco,
Austin & Winfield, Publishers.
Rosenn, K. S. and R. Downes (1999). Corruption and political reform in Brazil: the impact of Collor's
impeachment. Coral Gables, Fla, Distributed by Lynne Rienner.
Roveri, S. (2004). Gianfrancesco Guarnieri: um grito solto no ar. São Paulo, SP, IMESP.
Rozowykwiat, T. (2006). Arraes. São Paulo, SP, Iluminuras.
Ruscheinsky, A. (1999). Atores políticos e lutas sociais: movimentos sociais e partidos políticos. Porto
Alegre, RS, Editora da PUCRS.
Sachs, I., et al. (2001). Brasil: um seculo de transformações. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Sader, E. (2003). A vingança da historia. São Paulo, SP, Boitempo.
Sader, E., et al. (2008). La reforma universitaria: desafios y perspectivas noventa años despues. Buenos
Aires, CLACSO.
Salas, C. and E. d. l. Garza Toledo (2000). Reestructuracion productiva, mercado de trabajo y sindicatos en
America Latina. Buenos Aires, CLACSO.
300
Sales, J. R. (2007). A luta armada contra a ditadura militar: a esquerda brasileira e a influencia da revolução
cubana. São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
Salles, R. (2005). Episódios de história afro-brasileira. Rio de Janeiro, RJ, DP&A.
Santiago, S. (2000). Interpretes do Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Nova Aguilar.
Santos, A. P. d., et al. (1998). Vozes da marcha pela terra. São Paulo, SP, Loyola.
Santos, R. (2001). Caio Prado Junior na cultura politica brasileira. Rio de Janeiro, RJ, FAPERJ.
Schmidt, B. V., et al. (1998). Os assentamentos de reforma agraria no Brasil. Brasília, DF, Ed. UnB.
Schurmann, F. A. (1998). Sindicalismo e democracia: os casos do Brasil e do Chile. Brasília, DF, Ed. UnB.
Scliar, M., et al. (2000). Entre Moises e Macunaima: os judeus que descobriram o Brasil. Rio de Janeiro, RJ,
Garamond.
Sela, E. M. M. (2008). Modos de ser, modos de ver: viajantes europeus e escravos africanos no Rio de
Janeiro (1808-1850). Campinas, SP, Editora da UNICAMP.
Sevcenko, N. (1995). Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na primeira republica. São
Paulo, SP, Brasiliense.
Silva, A. L. d. and M. K. L. Ferreira (2001). Praticas pedagogicas na escola indigena. São Paulo, SP, Global.
Silva, M. (2003). Dicionário crítico Câmara Cascudo. São Paulo, SP, Perspectiva, FFLCH/USP, Fapesp,
EDUFRN, Fundação Jose Augusto.
Silva, N. F. I. d. (2001). Consciencia negra em cartaz. Brasília, DF, UnB.
Simões, J. A. (1992). O dilema da participação popular : a etnografia de um caso. São Paulo, SP, Marco
Zero.
Singer, P. and A. R. d. Souza (2000). A economia solidaria no Brasil: a autogestão como resposta ao
desemprego. São Paulo, SP, Contexto.
Soares, S. S., et al. (2005). Os mecanismos de discriminação racial nas escolas brasileiras. Rio de Janeiro, RJ,
IPEA.
Sola, L. and L. Paulani (1995). Lições da decada de 80. São Paulo, SP, USP.
Souto Maior, A. (1978). Quebra-Quilos: lutas sociais no outono do Imperio. São Paulo, SP, Nacional.
Souza, J. I. d. M. (2002). Paulo Emilio no paraiso. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Souza, L. A. G. d. (2003). A utopia surgindo no meio de nos. Rio de Janeiro, RJ, Mauad.
Souza, N. A. d. (1989). Revolução brasileira: de Tiradentes a Tancredo. São Paulo, SP, Global.
Souza-Lobo, E. (1991). A classe operaria tem dois sexos: trabalho, dominação e resistencia. São Paulo, SP,
Brasiliense.
Stedile, J. P. and J. Gorender (1994). A questão agraria hoje. Porto Alegre, RS, UFRGS.
Stepan, A. C. (1989). Democratizing Brazil: problems of transition and consolidation. New York ; Oxford,
Oxford University Press.
301
Szmrecsanyi, T. and R. G. Granziera (2004). Getúlio Vargas e a economia contemporânea. Campinas, SP,
UNICAMP.
Tavares, M. d. C. d. A. (2000). Celso Furtado e o Brasil. São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
Toledo, C. N. d. (1997). 1964: visões criticas do golpe : democracia e reformas no populismo. Campinas, SP,
Editora da UNICAMP.
Toledo, C. N. d. (2005). Intelectuais e politica no Brasil: a experiencia do ISEB. Rio de Janeiro, RJ, Revan.
Ustra, C. A. B. (2007). A verdade sufocada: a história que a esquerda não quer que o Brasil conheça. Brasília,
DF, Ser.
Vale, A. M. d. and F. Instituto Paulo (2002). Diálogo e conflito: a presença do pensamento de Paulo Freire
na formação do sindicalismo docente. São Paulo, SP, Cortez.
Vargas, J. T. (2004). O trabalho na ordem liberal: o movimento operario e a construção do Estado na
Primeira Republica. Campinas, SP, UNICAMP/CMU.
Vasconcelos, S. M. B. d. (1996). Ventre livre, mãe escrava: a reforma social de 1871 em Pernambuco. Recife,
PE, UFPE.
Veiga, S. M. and I. Fonseca (1990). Volta Redonda, entre o aço e as armas. Petrópolis, RJ, Vozes.
Velho, G. and K. Kuschnir (2001). Mediação, cultura e politica. Rio de Janeiro, RJ, Aeroplano Ed.
Velloso, J. P. d. R. (1990). Brasil: agenda para sair da crise - inflação e deficit publico. Rio de Janeiro, RJ, J.
Olympio.
Velloso, J. P. d. R., et al. (1995). Governabilidade e reformas. Rio de Janeiro, RJ, J. Olympio.
Ventura, T. (2000). A poetica polytica de Glauber Rocha. Rio de Janeiro, RJ, FUNARTE.
Vianna, M. d. A. G. (1992). Revolucionarios de 35: sonho e realidade. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Vigevani, T. (1995). O contencioso Brasil x Estados Unidos da informatica: uma analise sobre formulação da
politica exterior. São Paulo, SP, EDUSP.
Vitorino, M., et al. (1981). Ideias politicas de Manuel Vitorino. Brasília, DF, Fundação Casa de Rui Barbosa.
Vizentini, P. G. F. (2003). Relações internacionais do Brasil: de Vargas a Lula. São Paulo, SP, Fundação Perseu
Abramo.
Vizentini, P. G. F. (2004). Relações exteriores do Brasil: (1945-1964) : o nacionalismo e a politica externa
independente. Petropolis, Vozes.
Waldman, M. (1992). Ecologia e lutas sociais no Brasil. São Paulo, SP, Contexto.
Wanderley, L. E. W. and R. M. Fleuri (1985). Movimento popular, politica e religião. São Paulo, SP, Edições
Loyola.
Weffort, F. C. (2006). Formação do pensamento politico brasileiro: ideias e personagens. São Paulo, SP,
Ática.
William, W. (2005). O soldado absoluto: uma biografia do marechal Henrique Lott. Rio de Janeiro, RJ,
Record.
Woodard, J. P. (2009). A place in politics: São Paulo, Brazil, from seigneurial republicanism to regionalist
302
revolt. Durham, Duke University Press.
Young, J. M. (1972). Brazil 1954-64: end of a civilian cycle. New York, N.Y, Facts on File.
Zaverucha, J. (2005). FHC, forças armadas e policia: entre o autoritarismo e a democracia, 1999-2002. São
Paulo, SP, Record.
Zhouri, A., et al. (2005). A insustentável leveza da política ambiental: desenvolvimento e conflitos
socioambientais. Belo Horizonte, Autêntica.
303
Palavra-chave “Movimento Operário”
(1980). Introdução a uma historia do movimento operario brasileiro no seculo XX. Belo Horizonte, Vega.
(1981). Anuario 1 del movimiento obrero latinoamericano. Guadalajara U6, Centro de Estudios del
Movimiento Obrero Salvador Allende.
(1985). Ação e razão dos trabalhadores da General Motors de São Jose dos Campos: a historia contada por
quem a fez : abril/maio de 1985. São José dos Campos, SP, Fundo de Greve dos Metalurgicos.
(1991). Economia e politica da crise brasileira: a perspectiva social-democrata. Rio de Janeiro, RJ, Rio Fundo
Ed.
(2001). A historia da luta pela terra e o MST. São Paulo, SP, Expressao Popular.
(2002). Partido dos Trabalhadores: trajetorias. São Paulo, SP, Fundação Perseu Abramo.
(2004). Juventude e sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo, SP, Instituto
Cidadania.
(2004). Mundo latino e mundialização. Rio de Janeiro, RJ, FAPERJ.
(2006). Vozes da democracia: historias da comunicação na redemocratização do Brasil. São Paulo, SP,
Intervozes.
Abramo, F., et al. (1997). Rememoria: entrevistas sobre o Brasil do seculo XX. São Paulo, SP, Editora
Fundação Perseu Abramo.
Addor, C. A. (1986). A insurreição anarquista no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ, Dois pontos.
Alba, V. (1953). Le mouvement ouvrier en Amerique Latine. Paris, Ouvrieres.
Albuquerque, W. R. d. (2009). O jogo da dissimulação: abolição e cidadania negra no Brasil. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Almeida, P. R. d. (2004). Relações internacionais e politica externa do Brasil: historia e sociologia da
diplomacia brasileira. Porto Alegre, RS, Ed. UFRG.
Almeida, P. R. d. and R. A. Barbosa (2006). Relações Brasil-Estados Unidos: assimetrias e convergencias. São
Paulo, SP, Saraiva.
Alves, B. (2003). A historia de Lula: o operario presidente. Rio de Janeiro, RJ, Espaço e Tempo.
Alves Filho, I. (1997). Giocondo Dias : uma vida na clandestinidade. Rio de Janeiro, RJ, Mauad.
Alves, P. (2002). Anarquismo e anarcosindicalismo: teoria e pratica no movimento operario brasileiro (19061922). Curitiba, Aos Quatro Ventos.
Amayo, E. and J. A. Segatto (2002). J. C. Mariategui e o marxismo na America Latina. Araraquara,
UNESP/FCL.
Antunes, P. C. B. (2002). SNI & ABIN : uma leitura da atuação dos serviços secretos brasileiros ao longo do
seculo XX. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Antunes, R. (1988). A rebeldia do trabalho : (o confronto operario no ABC Paulista : as greves de 1978/80).
Campinas, SP, Ensaio.
Antunes, R. (1991). O novo sindicalismo. São Paulo, SP, Ed. Brasil Urgente.
304
Antunes, R. (1992). A rebeldia do trabalho: o confronto operário no ABC paulista : as greves de 1978/80.
Campinas, SP, Editora da UNICAMP.
Antunes, R. (2000). Adeus ao trabalho?: ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do
trabalho. Campinas, SP, Editora da UNICAMP.
Appy, B., et al. (1993). Crise brasileira: anos oitenta e governo Collor. São Paulo, SP, INCA : DESEP.
Aquino, M. A. d., et al. (2002). A alimentação do leviatã nos planos regional e nacional: mudanças no
DEOPS/SP no pos-1964 : familia 50. São Paulo, SP, Imprensa Oficial do Estado.
Aquino, M. A. d., et al. (2002). O DEOPS/SP em busca do crime politico: familia 50. São Paulo, SP, Imprensa
Oficial do Estado.
Aquino, R. S. L. d. and F. R. Mendes (2003). Brasil, uma história popular. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Arantes, A. A. (1993). Colcha de retalhos: estudos sobre a família no Brasil. Campinas, SP, UNICAMP.
Araújo, M. P. N. (2007). Memorias estudantis: da fundação da UNE aos nossos dias. Rio de Janeiro, RJ,
Relume Dumará.
Araujo, S. M. d. and M. Ferraz (2006). Trabalho e sindicalismo: tempo de incertezas. São Paulo, SP, LTr.
Arbix, G. and M. Zilbovicius (1997). De JK a FHC: a reinvenção dos carros. São Paulo, SP, Sociais.
Arruda, J. J. d. A., et al. (2001). Brasil - Portugal: historia, agenda para o milênio. Bauru, SP, EDUSC.
Baldissera, M. d. A. (2005). Onde estão os grupos de onze?: os comandos nacionalistas na região Alto
Uruguai - RS. Passo Fundo, RS, Editora da UPF.
Bandeira, M. (1998). De Marti a Fidel: a Revolução Cubana e a America Latina. Rio de Janeiro, RJ, Civilização
Brasileira.
Bandeira, M., et al. (1980). O ano vermelho : a revolução russa e seus reflexos no Brasil. São Paulo, SP,
Brasiliense.
Bandeira, M., et al. (1967). O ano vermelho: a revolução russa e seus reflexos no Brasil. Rio de Janeiro, RJ,
Civilização Brasileira.
Barreiro, J. C. (2002). Imaginario e viajantes no Brasil do seculo XIX: cultura e cotidiano, tradição e
resistencia. São Paulo, SP, UNESP.
Barros, O. d. (2001). Custodio Mesquita: um compositor romantico no tempo de Vargas (1930-45. Rio de
Janeiro, RJ, FUNARTE : UERJ.
Basualdo, C. (2007). Tropicalia: uma revolução na cultura brasileira (1967-1972). São Paulo, SP, Cosac Naify.
Basualdo, E. M., et al. (2006). Neoliberalismo y sectores dominantes: tendencias globales y experiencias
nacionales. Buenos Aires, CLACSO.
Batalha, C. H. d. M. (2000). O movimento operario na primeira republica. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Bauer, C. (1994). Contribuição para a historia dos trabalhadores brasileiros. São Paulo, SP, Pulsar.
Becker, B. K. and C. A. G. Egler (1993). Brasil: uma nova potencia regional na economia - mundo. Rio de
Janeiro, RJ, Bertrand Brasil.
305
Benjamin, C. (1991). Estrategia: uma saida para a crise. São Paulo, SP, Brasil Urgente.
Bertolino, O. and G. Instituto Mauricio (2004). Mauricio Grabois, uma vida de combates: da batalha de
idéias ao comando da Guerrilha do Araguaia. São Paulo, SP, A. Garibaldi.
Betti, M. S. (1997). Oduvaldo Vianna Filho. São Paulo, SP, EDUSP.
Biavaschi, M. B. (2007). O direito do trabalho no Brasil-1930-1942: a construção do sujeito de direitos
trabalhistas. São Paulo, SP, LTr.
Boito Junior, A. (2005). O sindicalismo na politica brasileira. São Paulo, SP, Editora da UNICAMP.
Borda, A., et al. (1998). Mulher e politica: genero e feminismo no Partido dos Trabalhadores. São Paulo, SP,
Perseu Abramo.
Borsoi, I. C. F. (2005). O modo de vida dos novos operários: quando purgatório se torna paraíso. Fortaleza,
Ed. da UFC.
Bresciani, M. S. M. (2005). O charme da ciencia e a sedução da objetividade: Oliveira Vianna entre
interpretes do Brasil. São Paulo, SP, UNESP.
Brusantin, B. d. M., et al. (2003). Na boca do sertão: o perigo politico no interior do Estado de São Paulo
(1930-1945). São Paulo, SP, Imprensa Oficial do Estado.
Bueno, R. and L. C. Faro (1991). Capital & trabalho: os melhores depoimentos do cenario sindical. Rio de
Janeiro, RJ, Rio Fundo Ed.
Burns, E. B., et al. (1979). Elites, masses and modernization in Latin America, 1850-1930. Austin, Univ. of
Texas.
Caldart, R. S. (2000). Pedagogia do movimento sem terra: escola e mais do que escola. Petrópolis, Vozes.
Campos, C. H. (1988). O sonhar libertario: movimento operario dos anos 1917 a 1921. Campinas, SP,
Editora da UNICAMP.
Cancino Troncoso, H. and E. Asociacion de Historiadores Latinoamericanistas (2004). Los intelectuales
latinoamericanos entre la modernidad y la tradición, siglos XIX y XX. Frankfurt am Main, AHILA.
Cantelli, P. O. (2007). O trabalho feminino no divã: dominação e discriminação. São Paulo, SP, LTr.
Caobianco, R. M. (2007). Movimento estudantil na UEL, 1971-1984. Londrina, EDUEL.
Capelato, M. H. R. (1998). Multidões em cena: propaganda política no Varguismo e no Peronismo.
Campinas, SP, Papirus.
Cardoso, A. M. (2003). A decada neoliberal e a crise dos sindicatos no Brasil. São Paulo, SP, Boitempo.
Cardoso, F. H. (2006). A arte da politica: a historia que vivi. Rio de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Carneiro, M. L. T. (2003). O veneno da serpente: reflexões sobre o anti-semitismo no Brasil. São Paulo, SP,
Perspectiva.
Carneiro, M. L. T. and B. Kossoy (2003). A imprensa confiscada pelo DEOPS: 1924-1954. São Paulo, SP, Ateli.
Carone, E. (1979). Movimento operario no Brasil: 1877-1944. São Paulo, SP, DIFEL.
Carone, E. (1981). Movimento operario no Brasil (1945-1964). São Paulo, SP, DIFEL.
306
Carone, E. (1981). Movimento operario no Brasil (1945-1964). São Paulo, SP, DIFEL.
Carone, E. (1984). Movimento operario no Brasil (1964-1984). São Paulo, SP, DIFEL.
Carone, E. (1989). Classes sociais e movimento operário. São Paulo, SP, Ática.
Carvalho, A. d. (1989). PT: um projeto para o Brasil : politica. São Paulo, SP, Brasiliense.
Carvalho, J. M. d. (1987). Os bestializados: o Rio de Janeiro e a republica que nao foi. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Carvalho, J. M. d. (1990). A formação das almas: o imaginario da Republica no Brasil. São Paulo, SP,
Companhia das Letras.
Carvalho, J. M. d. (2002). Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Carvalho, S. d. (2009). Introdução ao teatro dialético: experimentos da Companhia do Latão. São Paulo, SP,
Expressão Popular.
Caulfield, S. and C. Centro de Pesquisa em Historia Social da (2000). Em defesa da honra: moralidade,
modernidade e nação no Rio de Janeiro (1818-1940). Campinas, SP, UNICAMP/IFCH/CECULT.
Central Unica dos Trabalhadores . Departamento de Estudos Socio-Economicos e, P. and C. Instituto (1993).
Mercosul: integração na America Latina e relações com a Comunidade Europeia. São Paulo, SP, DESEP.
Centro de Aperfeiçoamento do, T. and N. Comissão de Pastoral Operaria (1980). A classe operaria e o
movimento sindical do Brasil: roteiro para curso de formação sindical. Duque de Caxias, CPO Nacional.
Chalhoub, S. (2005). Historia em cousas miudas: capitulos de historia social da cronica no Brasil. Campinas,
SP, Editora da UNICAMP.
Coggiola, O. (2007). Rojo amanecer. Buenos Aires, Razón y Revolución.
Cohen, Y. (1989). The manipulation of consent: the state and working-class consciousness in Brazil.
Pittsburgh, Univ. of Pittsburg.
Collier, R. B. and D. Collier (1991). Shaping the political arena: critical junctures, the labor movement, and
regime dynamics in Latin America. Princeton, Princeton Univ. Press.
Constantino, N. S. d. (2000). Italiano na cidade: a imigração itálica nas cidades brasileiras. Passo Fundo, RS,
Associazione Culturale Italiana del Rio Grande do Sul.
Correa, L. B., et al. (2005). Trabalho infantil e direitos humanos: homenagem a Oris de Oliveira. São Paulo,
SP, LTr.
Costa, A. O., et al. (1989). Rebeldia e submissão: estudos sobre condição feminina. São Paulo, SP, Vertice.
Costa, M. C. C. and P. Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São (2006). Censura em cena: teatro e
censura no Brasil : Arquivo Miroel Silveira. São Paulo, SP, EDUSP.
Coutinho, C. N. (2000). Cultura e sociedade no Brasil: ensaios sobre ideias e formas. Rio de Janeiro, RJ,
DP&A Ed.
Couto, R. C. (1999). Historia indiscreta da ditadura e da abertura: Brasil, 1964-1985. Rio de Janeiro, RJ,
Record.
Couto, R. C. (2004). Matarazzo. São Paulo, SP, Planeta.
307
Cubero, J., et al. (1989). Nell sole di un paese grande che libero forse non e stato mai: resoconto dal nuovo
Brasile. Milano, Zero in Condotta.
Dalcastagne, R. (1996). O espaço da dor : o regime de 64 no romance brasileiro. Brasília, DF, Editora UnB.
Damasceno, A. (1988). A educação como ato politico partidario. São Paulo, SP, Cortez.
D'Araujo, M. C. (1992). O segundo governo Vargas: 1951-1954 : democracia, partidos e crise politica. São
Paulo, SP, Ática.
D'Araujo, M. C. (2000). O Estado Novo. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
De Grazia, G. (2007). Tempo de trabalho e desemprego: redução de jornada e precarização em questão.
São Paulo, SP, Xamã.
De Paula, J. (1998). 1932: imagens construindo a historia. Campinas, SP, UNICAMP.
Deak, C. and S. R. Shiffer (1999). O processo de urbanização no Brasil. São Paulo, SP, EDUSP.
Del Priore, M. (1999). Historia das crianças no Brasil. São Paulo, SP, Contexto.
Del Priore, M. (2000). Revisão do paraiso: os brasileiros e o estado em 500 anos de historia. Rio de Janeiro,
RJ, Campus.
Delgado, I. G. (2001). Previdencia social e mercado no Brasil: a presença empresarial na trajetoria da
politica social brasileira. São Paulo, SP, LTr.
Demier, F. (2003). As transformações do PT e os rumos da esquerda no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Bom
Texto.
Di Tella, T. S. (1993). Historia de los partidos politicos en America Latina: siglo XX. México, DF, Fondo de
Cult. Económica.
Dias, E. (1983). Um imigrante e a revolução: memorias de um militante operario 1934-1951. São Paulo, SP,
Brasiliense.
D'Incao, M. A. (2001). O Brasil não e mais aquele: mudanças sociais apos a redemocratização. São Paulo,
SP, Cortez.
Domingues, J. M. and M. Maneiro (2006). America Latina hoje: conceitos e interpretações. Rio de Janeiro,
RJ, Civilização Brasileira.
Domingues, P. (2004). Uma historia não contada: negro, racismo e branqueamento em São Paulo no posabolição. São Paulo, SP, SENAC.
Duarte, L. C. B. (2003). Política externa e meio ambiente. Rio de Janeiro, RJ, Zahar.
Dulles, J. W. F. (1973). Anarchists and communists in Brazil, 1900-1935. Austin, University of Texas Press.
Dupas, G., et al. (2005). America Latina no inicio do seculo XXI: perspectivas economicas, sociais e politicas.
São Paulo, SP, Fundação Konrad Adenauer.
Duque, G., et al. (1998). Revoluções brasileiras: resumos historicos. São Paulo, SP, Giordano.
Dutra, E. R. d. F. (1997). O ardil totalitario: imaginario politico no Brasil dos anos 30. Belo Horizonte, Ed. da
UFRJ.
Eleuterio, M. d. L. (2005). Vidas de romance: as mulheres e o exercício de ler e escrever no entresséculos,
308
1890-1930. Rio de Janeiro, RJ, Topbooks.
Faoro, R. (2001). Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. São Paulo, SP, Globo.
Faria, F. A. (1994). O segredo de polichinelo : memoria e historia. Rio de Janeiro, RJ, Notrya.
Farias, D. D. d. (1998). Em defesa da ordem: aspectos da Praxis Conservadora Catolica no Meio Operario
em São Paulo (1930-1945). São Paulo, SP, Historia Social USP.
Fausto, B. (1994). Historia do Brasil. São Paulo, SP, EDUSP.
Fausto, B. (1999). Fazer a America: a imigração em massa para a America Latina. São Paulo, SP, EDUSP.
Fausto, B. (2005). Memoria e historia. São Paulo, SP, Graal.
Fausto, C. (2000). Os indios antes do Brasil. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Fernandes, F. (1994). Democracia e desenvolvimento: a transformação da periferia e o capitalismo
monopolista da era atual. São Paulo, SP, HUCITEC.
Fernandes, F. (2006). Pensamento e ação: o PT e os rumos do socialismo. São Paulo, SP, Globo.
Fernandes, F. and A. Cohn (2008). Florestan Fernandes. Rio de Janeiro, RJ, Beco do Azougue.
Fernandes, F. and J. R. Martins Filho (1998). A força do argumento. São Carlos, Editora da UFSCar.
Fernandes, R. (1995). O trabalho no Brasil no limiar do seculo XXI. São Paulo, SP, LTr.
Ferreira, M. d. M. and A. A. d. Abreu (1994). Entre-vistas: abordagens e usos da historia oral. Rio de Janeiro,
RJ, Ed. da FGV.
Ferreira, M. N. (1988). Imprensa operaria no Brasil. São Paulo, SP, Ática.
Figueiredo, J. R. (2004). Modos de ver a produção do Brasil. Campinas, SP, EDUC.
Fonseca, F. C. P. d. (2005). O consenso forjado: a grande imprensa e a formação da agenda ultraliberal no
Brasil. São Paulo, SP, HUCITEC.
Fortes, A. (2004). Nos do quarto distrito: a classe trabalhadora porto-alegrense e a Era Vargas. Rio de
Janeiro, RJ, Garamond.
Fortes, A., et al. (1999). Na luta por direitos: estudos recentes em história social do trabalho. Campinas, SP,
UNICAMP.
Frederico, C. (1987). A Esquerda e o movimento operario: 1964/1984, v.1 ; a resistencia a ditadura,
1964/1971. São Paulo, SP, Novos Rumos.
Frederico, C. (1990). A Esquerda e o movimento operario: 1964-1984. Belo Horizonte, Oficina de Livros.
Frederico, C. (1994). Crise do socialismo e movimento operário. São Paulo, SP, Cortez.
Frederico, C. (2010). A imprensa de esquerda e o movimento operário (1964-1984). São Paulo, SP,
Expressão Popular.
Freire, P. (1979). Multinacionais e trabalhadores no Brasil. São Paulo, SP, Brasiliense.
Freitas, J. M. d. (2003). Reflexões sobre direito do trabalho e flexibilização. Passo Fundo, RS, Editora da UPF.
309
Freitas, M. C. d. (1998). Historiografia brasileira em perspectiva. São Paulo, SP, Contexto : USF.
Galvão, W. N. (2001). O imperio do Belo Monte: vida e morte de Canudos. São Paulo, SP, Fundação Perseu
Abramo.
Gaspari, E. (2002). A ditadura envergonhada. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Gaspari, E. (2004). A ditadura encurralada. São Paulo, SP, Companhia das Letras.
Gawryszewski, A. (2009). Imagens anarquistas: análises e debates. Londrina, PR, Editora da UEL.
Gelado, G. V. (2006). Poeticas da transgressão: vanguarda e cultura popular nos anos 20 na America Latina.
São Carlos, SP, EdUSFCar.
Ghiraldelli Junior, P. (1987). Educação e movimento operario. São Paulo, SP, Cortez.
Giraldin, O. (1997). Cayapo e Panara: luta e sobrevivencia de um povo Je no Brasil Central. Campinas, SP,
Editora da UNICAMP.
Godio, J. and S. Instituto Latinoamericano de Investigaciones (1982). Dialogo sindical norte-sur: bases para
la cooperacion. Caracas, ILDIS.
Gohn, M. d. G. M. (2000). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas classicos e contemporaneos. São
Paulo, SP, Edições Loyola.
Gomes, A. M. d. C. (2004). Escrita de si, escrita da historia. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Gomes, A. M. d. C., et al. (2007). Jango: as múltiplas faces. Rio de Janeiro, RJ, FGV.
Gomes, A. M. d. C., et al. (2002). A republica no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, CPDOC.
Gomes, S. d. S. (2005). Um trabalhador na revolução latino-americana. Florianópolis, SC, Editora da UFSC.
Gondra, J. G. and A. Schueler (2008). Educação, poder e sociedade no imperio brasileiro. São Paulo, SP,
Cortez.
Gondra, J. G. and C. E. Vieira (2005). Pesquisa em história da educação no Brasil. Rio de Janeiro, DP&A.
Goulart, S. (1990). Sob a verdade oficial: ideologia, propaganda e censura no Estado Novo. São Paulo, SP,
MCT/CNPq.
Graciolli, E. J. (2007). Privatização da CSN: da luta de classes parceria. São Paulo, SP, Expressao Popular.
Greenfield, G. M. and S. L. Maram (1987). Latin American labor organizations. New York, N.Y, Greenwood.
Grin, M., et al. (2004). Experiencia cultural judaica no Brasil: recepção, inclusão e ambivalencia. Rio de
Janeiro, RJ, Topbooks.
Grinberg, K. (2001). Codigo civil e cidadania. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Grinberg, K. (2005). Os judeus no Brasil: inquisição, imigração e identidade. Rio de Janeiro, RJ, Civilização
Brasileira.
Grossi, Y. d. S. (1981). Mina de morro velho : a extração do homem: uma historia de experiencia operaria.
Rio de Janeiro, RJ, Paz e Terra.
Guimarães, R. (2000). Dois estudos para a mão esquerda. Rio de Janeiro, RJ, Revan.
310
Hardman, F. F. and V. Leonardi (1991). Historia da industria e do trabalho no Brasil: das origens aos anos
20. São Paulo, SP, Ática.
Herschmann, M. M. and C. A. M. Pereira (1994). A Invenção do Brasil moderno: medicina, educação e
engenharia nos anos 20-30. Rio de Janeiro, RJ, Rocco.
Horta, C. (1993). A greve da GM. São Paulo, SP, Pagina Aberta.
Humphrey, J. and P. Centro Brasileiro de Analise e (1982). Fazendo o "milagre" : controle capitalista e luta
operaria na industria automobilistica brasileira. Petrópolis, CEBRAP.
Ianni, O. (1988). O colapso do populismo no Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Civilização Brasileira.
Iglesias, F. (2000). Historiadores do Brasil: capítulos de historiografia brasileira. Rio de Janeiro, RJ, Nova
Fronteira.
Inácio, J. R. (2005). Etica, sindicalismo e poder: os fins justificam os meios? Belo Horizonte, Crisálida.
Iokoi, Z. M. G. (2002). História e linguagens. São Paulo, SP, Humanitas/FFLCH/USP.
Iokoi, Z. M. G. (2004). Intolerancia e resistencia: a saga dos judeus comunistas entre a Polonia, a Palestina e
o Brasil 1930/1975. São Paulo, SP, Associação Editorial Humanitas.
Jaccoud, L. d. B., et al. (2005). Questão social e politicas sociais no Brasil contemporaneo. Brasília, DF, IPEA.
Jaime, J. (1997). Historia da filosofia no Brasil. São Paulo, SP, Faculdades Salesianas.
Kapsoli Escudero, W. (1980). Mariategui y los congresos obreros. Lima, Amauta.
Karepovs, D. (2003). Luta subterrânea: o PCB em 1937-1938. São Paulo, SP, HUCITEC.
Karepovs, D. (2006). A classe operaria vai ao parlamento: o Bloco Operario e Campones do Brasil (19241930). São Paulo, SP, Alameda.
Koval, B. I. (1980). A grande revolução de outubro e a America Latina. São Paulo, SP, Alfa-Omega.
Koval, B. I. (1978). La gran Revolucion de Octubre y America Latina. Moscu, Progreso.
Kühner, M. H. and H. Rocha (2001). Para ter opinião. Rio de Janeiro, RJ, Relume Dumará.
Kushnir, B. (1996). Baile de mascaras: mulheres judias e prostituição : as polacas e suas Associações de
Ajuda Mutua. Rio de Janeiro, RJ, Imago.
Lara, S. H. and J. M. N. Mendonça (2006). Direitos e justiças no Brasil: ensaios de história social. Campinas,
SP, Editora da UNICAMP.
Leal, M. (2004). A esquerda da esquerda: trotskistas, comunistas e populistas no Brasil contemporaneo
(1952-1966). São Paulo, SP, Paz e Terra.
Leite, A. D. (2004). A economia brasileira: de onde viemos e onde estamos. Rio de Janeiro, RJ, Elsevier.
Leite, L. C. M. and M. S. M. Bresciani (2002). Literatura e cultura no Brasil: identidades e fronteiras. São
Paulo, SP, Cortez.
Lemos, R. (2004). Bem traçadas linhas: a historia do Brasil em cartas pessoais. Rio de Janeiro, RJ, Bom Texto.
Lemos, R. and F. B. Contursi (2004). Justiça fardada: o General Peri Bevilaqua no Superior Tribunal Militar
(1965-1969). Rio de Janeiro, RJ, Bom Texto.
311
Lessa, R. and J. Instituto Universitario de Pesquisas do Rio de (1988). A invenção republicana: Campos Sales,
as bases e a decadencia da primeira republica brasileira. São Paulo, SP, Vertice.
Lima, E. O. d. (2004). Toyotismo no Brasil: desencantamento da fabrica, envolvimento e resistencia. São
Paulo, SP, Expressao Popular.
Lima, J. C. d. (1984). Navegar e preciso : memorias de um operario comunista. São Paulo, Diniz.
Lima, M. d. S. d. A. e. (2005). Contruindo o sindicalismo rural: lutas, partidos, projetos. Recife, PE, UFPE.
Linhares, M. Y. L. (2000). Historia geral do Brasil. Rio de Janeiro, RJ, Campus.
Lobo, E. M. L. (2001). Imigração portuguesa no Brasil. São Paulo, SP, HUCITEC.
Lobo, E. M. L., et al. (1989). Questão habitacional e o movimento operario. Rio de Janeiro, RJ, Editora da
UFRJ.
Lombardo Toledano, V. (1975). Escritos sobre el movimiento obrero. México, DF, Univ. Obrera de Mexico.
Lopes, C. L. E. (1986). O que todo cidadão precisa saber sobre sindicatos no Brasil. São Paulo, SP, Global.
Lopez Maya, M., et al. (2008). Luchas contrahegemonicas y cambios politicos recientes de America Latina.
Buenos Aires, CLACSO.
Lossack, H., et al. (1989). Automação e movimento operario. Rio de Janeiro, RJ, FASE.
Lowy, M. (2000). A guerra dos deuses: religião e política na América Latina. Petrópolis, Vozes.
Loyola, M. A. (1980). Os sindicatos e o PTB: estudo de um caso em Minas Gerais. São Paulo, CEBRAP.
Maciel, D. (2004). A argamassa da ordem: da ditadura militar à Nova República (1974-1985). São Paulo, SP,
Xamã.
Maciel, W. A. (2006). O capitão Lamarca e a VPR: repressão judicial no Brasil. São Paulo, SP, Alameda.
Maniglia, E. (2002). O trabalho rural sob a otica do direito agrario: uma opção ao desemprego no Brasil.
França, UNESP.
Maram, S. L. (1979). Anarquistas, imigrantes e o Movimento Operario Brasileiro : 1890-1920. Rio de Janeiro,
Paz e Terra.
Marini, R. M. and C. E. Martins (2007). América Latina, dependencia y globalización. Buenos Aires, CLACSO.
Martins Filho, J. R. (1998). 1968 : faz 30 anos. Campinas, SP, Editora da UFSCar.
Martins, J. d. S. (2008). A aparição do demônio na fábrica: origens sociais do Eu dividido no subúrbio
operário. São Paulo, SP, Editora 34.
Martins, J. P. S. (2004). Terra nossa prometida: os 20 anos do assentamento I de Sumaré. Campinas, SP,
Komedi.
Martins, L. (2004). A geração AI-5 e maio de 68: duas manifestações intransitivas. Rio de Janeiro, RJ,
Argumento.
Mascarenhas, E. (1994). Brasil: de Vargas a Fernando Henrique : conflito de paradigmas. Rio de Janeiro, RJ,
Nova Fronteira.
312
Mattos, H. M. (2000). Escravidão e cidadania no Brasil monarquico. Rio de Janeiro, RJ, J. Zahar.
Mattos, M. B. (2008). Escravizados e livres: experiencias comuns na formação da classe trabalhadora
carioca. Rio de Janeiro, RJ, Bom Texto.
Mattos, R. A. d. (2007). Historia e cultura afro-brasileira. São Paulo, SP, Contexto.
Meirelles, D. (2006). 1930: os orfãos da revolução. Rio de Janeiro, RJ, Record.
Melo, L. d. (2002). Eny e o grande bordel brasileiro. Rio de Janeiro, RJ, Objetiva.
Mendes, C. (1992). A democracia desperdiçada: poder e imaginario social. Rio de Janeiro, RJ, Nova
Fronteira.
Mendonça Filho, M. and A. D. d. A. Reginato (2004). Educação, violência e polícia: direitos humanos ? São
Cristovão, SE, Editora da UFBA.
Mendonça, M. G. d. (2002). O demolidor de presidentes: a trajetoria politica de Carlos Lacerda: 1930-1968.
São Paulo, SP, Codex.
Mendonça, S. R. d. and M. M. M. Motta (1998). Nação e poder: as dimensões da historia. Niterói, RJ, EdUFF.
Meyer, M. C. (1971). Latin American Scholarship since World War II: trends in History, Political Science,
Literature, Geography, and Economics. Lincoln, Univ. of Nebraska.
Moises, J. A. (1978). Greve de massa e crise politica : (estudo da greve dos 300 mil em São Paulo 1953/54). São Paulo, SP, Polis.
Montaldo, G. R. (2004). A propriedade da cultura: ensaios críticos sobre literatura e indústria cultural na
América Latina. Chapecó, SC, Argos.
Moraes, J. C. K. Q. d. (1991). A esquerda militar no Brasil. São Paulo, SP, Siciliano.
Morais, R. d. (1989). Cultura brasileira e educação. Campinas, SP, Papirus.
Morais, T. and E. Silva (2005). Operação Araguaia: os arquivos secretos da guerrilha. São Paulo, SP, Geração.
Moreira, R. (1985). O movimento operario e a questão cidade-campo no Brasil: estudo sobre sociedade e
espaço. Petrópolis, RJ, Vozes.
Moura, G. and V. Fundação Getúlio (1991). Sucessos e ilusões : relações internacionais do Brasil durante e
apos a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro, RJ, Editora Fundação Getulio Vargas.
Munanga, K. (1999). Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra.
Petrópolis, Vozes.
Nascimento, A. M. (1989). Direito sindical. São Paulo, SP, Saraiva.
Nascimento, A. P. d. (2001). A ressaca da marujada