Vulcanismo

Сomentários

Transcrição

Vulcanismo
Manifestações da
Atividade Geológica
VULCANISMO
Vulcanismo
Primário
Vulcanismo
central
Vulcanismo
fissural
Vulcão
Fracturas da
superfície
terrestre
Secundário ou Residual
O que é um vulcão?
• Os vulcões ou aparelhos vulcânicos são
aberturas naturais na crosta terrestre, por
onde se movimentam materiais em diferentes
estados físicos (sólido, líquido e gasoso) e a
temperaturas e pressões muito elevadas.
Esses materiais provêm geralmente de
magmas, que se encontram a uma
profundidade de 50 a 200 km, em
reservatórios denominados câmaras
magmáticas.
• Em geral, um vulcão apresenta-se como uma
construção em forma de cone, o cone vulcânico,
com uma abertura na parte superior por onde são
expelidos os produtos da atividade vulcânica, a
cratera.
•Esta prolonga-se para o interior de uma conduta
por onde o magma sobe, a chaminé vulcânica.
1. Câmara magmática
2. Chaminé principal
3. Cone principal
4. Cratera
5. Chaminé secundária
6. Cone secundário
7. Lavas
8. Produtos vulcânicos
• Por vezes, adjacentes ao cone principal,
surgem cones menores, denominados
secundários ou adventícios, cujas
chaminés, na maioria dos casos, se
encontram ligadas à chaminé vulcânica
principal.
• O cone vulcânico é formado por rochas,
lava solidificada e outros produtos
resultantes das erupções vulcânicas.
Mas onde é que se
encontra magma?
Reservatórios de magma
• O magma
pode
encontrar-se
contido em
câmaras,
bolsas ou
bolsadas
magmáticas,
reservatórios
que se
localizam no
interior da
Terra.
As rochas que envolvem essas bolsadas,
rochas encaixantes, estão sujeitas a
enormes pressões, provocadas pelo
magma.
Se
estas
não
suportarem a pressão
ou se nelas se criar
uma zona frágil, o
magma
tem
tendência a escaparse e dar origem a
atividade eruptiva.
Tipos de magma
Magma basáltico – contém cerca de 50% de SiO2 e uma pequena
quantidade de gases dissolvidos.
Magma andesítico – contém cerca de 60% de SiO2 e bastantes
gases dissolvidos.
Magma riolítico – contém cerca de 70% de SiO2 e uma elevada
quantidade de gases dissolvidos.
Qual a natureza dos
produtos vulcânicos?
Piroclastos
• Nas fases mais violentas podem formar-se materiais sólidos,
os piroclastos, que resultam de salpicos de lava com
dimensões variadas que arrefecem e solidificam no ar ou na
água logo após a sua emissão, ou mesmo fragmentos do cone
vulcânico ou lava solidificada na chaminé e libertada em
violentas explosões.
• bombas vulcânicas,
cujo diâmetro é
superior a 50 mm.
•lapilli “pedras
pequenas” (diâmetro
entre 2 e 50 mm).
É então, o
diâmetro que
diferencia as
bombas
vulcânicas dos
lapillis.
Outros produtos conhecidos da erupção
vulcânica são:
a pedra-pomes (caracterizada
pela sua extrema leveza e
porosidade)
Cinza <2
mm (tóxica e
mortal,
quando
libertada)
Lava
• O tipo de
erupção
vulcânica
depende do grau
de viscosidade
da lava.
Assim, uma lava viscosa acumula-se na
cratera onde pode solidificar e dar
origem a uma erupção explosiva.
1. Lavas encordoadas ou pahoehoe cuja superfície, após
arrefecimento, tem um aspeto rugoso idêntico a cordas;
2. Lavas escoriáceas ou aa cuja superfície, após a
consolidação, apresenta um aspeto poroso e fragmentado;
3. Lavas em almofada ou pillow lavas, lavas
fluídas que arrefecem dentro de água.
Tipos de erupção ou de
atividade vulcânica
Erupção explosiva
A erupção explosiva
caracteriza-se pela
emissão violenta de
produtos vulcânicos,
sob a forma de
explosões.
Há projeções de
materiais sólidos
(piroclastos), um
forte desprendimento
de gases e
pequenos derrames
lávicos.
Erupção explosiva
Emissão de piroclastos
Lavas ricas em sílica e
viscosas
Lava solidifica dentro do
aparelho vulcânico
Cones altos e estreitos
Lavas com alto teor em
gases que não se
libertam facilmente
Erupção efusiva
• Uma lava fluida ocasiona uma erupção efusiva,
isto é, uma erupção tranquila, com lenta emissão
de lavas, formando escoadas mais ou menos
extensas, que podem deslocar-se a grandes
distâncias.
Erupção efusiva
Não há emissão de
piroclastos
Lavas pobres em sílica e
fluidas
Grandes escoadas
lávicas
Cones baixos e largos
Lavas com baixo teor em
gases que se libertam
facilmente
Erupção mista
• Uma lava com um
grau intermédio de
viscosidade
pode
originar
uma
erupção mista, que
se caracteriza por
apresentar períodos
de
tranquila
emissão de lava
alternando com os
outros explosivos.
Actividade Vulcânica
•
Alfred Lacroix, célebre vulcanólogo francês,
classificou quatro tipos de atividade vulcânica,
tendo por base o seu caracter efusivo ou
explosivo:
1. Tipo havaiano
2. Tipo estromboliano
3. Tipo vulcaniano
4. Tipo peleano
Erupção havaiana (efusiva)
• Erupções
caracterizadas pela lava
fluida com formação de
extensas escoadas.
Exemplos: vulcões Kilauea e
Mauna Loa, nas ilhas do
Hawai.
Erupção estromboliana (mista)
• Caracteriza-se pela
explosão com projeção
de materiais sólidos e
com alguns períodos
calmos com formação
de extensas escoadas.
O nome deste tipo de atividade deriva de Stromboli,
vulcão que forma uma das ilhas Lipárias,
arquipélago italiano do mar Tirreno.
Erupção vulcaniana (mista a
explosiva)
• Neste tipo de erupção,
as explosões são muito
violentas e as escoada
de lava pouco extensas.
• O nome deste tipo de
atividade
vem
de
vulcano, vulcão situado
nas ilhas Lipárias.
Erupção peleana (explosiva)
• A lava, muito viscosa,
solidifica
logo
na
chaminé
originando
um tampão que, ao ser
empurrado, forma uma
agulha,
domo
ou
cúpula. Não ocorrem
escoadas e forma-se a
nuvem ardente.
• O nome deste tipo de atividade deriva de
Montanha Pelada, na Martinica.
Cone dum vulcão no México
Manifestações
secundárias de vulcanismo
Manifestações
secundárias de vulcanismo
• Associado ao vulcanismo existe uma série de
acontecimentos, caracterizados por emanações
(emissões) liquidas e gasosas, que se designam,
no seu conjunto, por Manifestações secundárias
de vulcanismo ou Vulcanismo residual.
Fontes ou nascentes termais
• Emanações de
água, vapor de
água e dióxido
de carbono a
elevadas
temperaturas.
São,
frequentemente,
usadas para fins
medicinais.
Fumarolas
• Emanações
gasosas exaladas
pelas fissuras das
rochas
encaixantes dos
vulcões. Podem
ser de dois tipos:
– Mofetas
– Sulfataras
Furnas, Açores.
Fumarola no Monte Mageik
Géiseres
Jactos intermitentes
e periódicos de
vapor de água a
elevadas
temperaturas,
formando repuxos
espectaculares.
Paisagem Vulcânica
O que é um que
caracteriza a paisagem
vulcânica?
Paisagem Vulcânica
•
Numa paisagem vulcânica é comum observarem-se:
1. Mantos de lava
que se estendem
em grandes
extensões;
2. Bombas, lapilli, cinzas
e pedra-pomes;
3. Agulhas ou
domos que
se erguem
do interior
das
chaminés;
4. Cones ou crateras de vulcões extintos, que
por vezes formam lagos devido à
acumulação de águas das chuvas.
5. Estruturas de aspecto prismático, “tubos de
órgãos”;
6. Lavas encordoadas ou
pahoehoe cuja superfície,
após arrefecimento, tem
um
aspecto
rugoso
idêntico a cordas;
7. Lavas escoriáceas ou aa cuja superfície, após
a consolidação, apresenta um aspecto poroso
e fragmentado;
8. Solos férteis resultantes da alteração das
rochas vulcânicas;
9. Caldeiras resultantes do abatimento do cone
vulcânico que, tal como as crateras, podem vir
a formar lagos a partir do armazenamento de
água das chuvas.
Onde é que podemos
encontrar vulcões?
Vulcões no Mundo
• Os vulcões não têm uma
distribuição geográfica ao
acaso. Eles localizam-se,
naturalmente em zonas onde
há
estruturas
que
são
consideradas
grandes
acidentes tectónicos.
Quando ocorrem nos
continentes, a sua
actividade faz parte do
vulcanismo continental;
se os vulcões entram em
actividade nos fundos
marinhos é porque
pertencem ao domínio do
vulcanismo oceânico.
Em vários locais da Terra ocorrem com frequência erupções vulcânicas que
podem ser mais ou menos violentas, mais ou menos mortíferas. O anel de fogo
do Pacífico, a faixa mediterrânica e a dorsal médio-atlântica são algumas das
zonas do globo mais afectadas por estas manifestações geológicas.
Anel de Fogo do Pacífico
Faixa mediterrânica
Dorsal médio-Atlântica
Anel de Fogo do Pacífico
CinturaMediterrânica
Dorsal Meso Atlântica
Dorsal do Leste-Pacífico
Dorsal do Sudeste Indiano
Vulcanismo de vale
de rifte
Vulcanismo
intraplaca
Vulcanismo de
subducção
• Representa cerca de 80 % dos vulcões activos;
• Ocorre nas zonas de convergência de placas tectónicas;
• Origem do magma – zonas pouco profundas e de natureza ácida;
• Erupções do tipo explosivo, mista;
• Exemplo: Anel de Fogo do Pacífico
• onde os vulcões são mais numerosos
•os vulcões formam “arcos vulcânicos” ao longo do limite convergente
•lavas são viscosas a intermédias, sendo o vulcanismo normalmente explosivo
•vulcanismo associado a convergência de placas tectónicas (O  O ou O  C),
onde uma placa tectónica mergulha sob outra originando-se uma zona de subducção
• a partir de certa profundidade, devido às condições de pressão e de temperatura,
ocorre fusão da placa em subducção formando-se magma
CONVERGÊNCIA ENTRE PLACA OCEÂNICA
– PLACA OCEÂNICA (A)
CONVERGÊNCIA ENTRE PLACA OCEÂNICA –
PLACA CONTINENTAL (B)
originam arcos de ilhas vulcânicas
originam
Ex:
costeiras com actividade vulcânica
Ilhas
Filipinas,
Japonesas. Marianas)
Indonésias,
montanhosas
•Ex: Cordilheira dos Andes,
Mediterrânica
A
cadeias
B
cintura
• Originam cadeias montanhosas costeiras com actividade vulcânica (Arcos
Vulcânicos)
Ex: Cordilheira dos Andes, Cintura Mediterrânica
• Originam grandes cadeias de montanhas
Ex: Himalaias
• local de vulcanismo intenso no nosso planeta (onde a maioria das rochas ígneas
são formadas)
• o vulcanismo é relativamente calmo
• a lava é normalmente básica
• o basalto é o tipo de rocha mais comum neste tipo de limite
• as lavas são fluidas e escoam facilmente devido ao baixo teor em materiais voláteis
(vulcanismo geralmente efusivo)
B
C
A
B
• O afastamento de placas tectónicas (O  O ou C  C) origina fissuras
na crosta, podendo ter milhares de quilómetros, através dos quais rocha
sólida aquecida (magma) ascende à superfície
• na superfície a lava arrefece formando basalto (nova crosta oceânica),
erupções subaquáticas formando lavas em almofada (pillow lavas)
• Ex: Dorsal média do Atlântico
• Formação
de
actividade das dorsais
oceanos
pela
•Representa cerca de 5 % dos vulcões activos;
•Ocorre no interior das placas litosféricas;
•Origem do magma – zonas profundas do manto, no limite entre o manto e o núcleo;
• Erupções do tipo efusivo e/ ou misto;
• Ex: Ilhas do Hawai
Este tipo de vulcanismo explica:
• a existência de ilhas no interior de placas oceânicas
Ex: Ilhas do Hawai - Oceano Pacífico a mais de 3200 km do limite de placas
mais próximo.
Ex: Vulcões isolados no interior dos continentes (África Ocidental)
•Vulcanismo associado à ascensão de massas de magma provenientes do manto –
plumas térmicas - que alcançam a superfície em determinados pontos – pontos
quentes (hot spots)
•Os Pontos quentes (hot spot) - podem estar
representados por
vulcões
isolados ou
por
grupos de vulcões. Têm posição fixa no manto e
originam vulcões
basáltica
com acumulação de lava
•Plumas térmicas – colunas de material quente e pouco
denso que sobe através do manto até à base da litosfera
• as plumas térmicas terminam em forma de cogumelo
•Os hot spots são estacionários
• Formam cordilheiras submarinas e ilhas por actividade vulcânica
• Usados para saber a velocidade da placa (datação radiométrica)
Os pontos quentes podem estar:
• isolados ou em grupos de vulcões (Ilhas)
• nos bordos divergentes
• próximos de riftes (Islândia, Açores)
• zonas continentais
•Uma ilha vulcânica é construída através de emissão de lava proveniente dum
ponto quente fixo (fonte de magma mantélico)
• À medida que a placa se desloca, o vulcão é afastado da fonte de magma e
extingue-se, formando-se uma nova ilha sobre o ponto quente
• a deslocação contínua da placa tectónica origina um cordão alinhado de ilhas
• as ilhas vulcânicas que se encontram mais afastadas do ponto quente são as
mais antigas
• Ex: Ilhas do Hawai e os Montes submarinos Emperor
Hot spot muito profundo e estacionário da placa Pacífica que está em movimento a uma taxa de 10 cm/ano
• enorme volume de magma ascende sobre os
continentes
- SNAKE RIVER (EUA )
- RIFTE VALLEY (ÁFRICA ORIENTAL)
Arquipélago dos Açores
•As 9 ilhas tiveram origem nas erupções de vários vulcões submarinos. Existem
actualmente vulcões activos e várias manifestações de vulcanismo secundário.
O Arquipélago dos Açores está na região onde se encontram as placas Euroasiática,
Africana e Americana. Apresentando-se como um planalto submarino, triangular, a
Microplaca dos Açores terá resultado dos movimentos relativos das referidas placas
tectónicas e da influência de um ponto quente que estará directamente implicado na
formação das ilhas e na actividade vulcânica que ainda hoje se faz sentir.
Última erupção sub-aérea foi no Faial em 1958, Vulcão dos Capelinhos. Activo
durante 13 meses.
VULCÃO DOS CAPELINHOS, ILHA DO FAIAL
•
De origem vulcânica, pensando-se que
as últimas erupções se verificaram há
cerca de 1,7 milhões de anos.
•
O vulcanismo é considerado extinto
nestas ilhas
PEDREIRA DO PIANO, PORTO SANTO
Classificação quanto à regularidade da actividade vulcânica
Classificação quanto à regularidade
da actividade vulcânica
Os vulcões dizem-se ativos se estão em erupção
ou se entram em actividade frequente;
Se permanecem inactivos durante longos
períodos ou
apenas emitem pequenas
quantidades
de
gases
denominam-se
adormecidos;
Dizem-se extintos quando não há conhecimento
da sua actividade durante o período histórico.
Vulcões – algumas imagens
Actividade
explosiva –
Vulcão em
Katmai - Alaska
Andes Lonquimay - Dezembro de 1989
Augustine, Islândia.
Bachelor, Sparks Lake - 1985
Capelinhos – Ilha do Faial
Erupção de 1984 – Manua Loa, Hawai
Vulcão Etna
Casos documentados

Documentos relacionados

VULCANISMO Erupção vulcânica → liberação de calor interno do

VULCANISMO Erupção vulcânica → liberação de calor interno do Existem entre 500 e 600 vulcões ativos na Terra e quais são os de maior risco Descobrir quando um vulcão entrará em atividade tem importância para o clima global O exame de erupções passadas pode e...

Leia mais

ficha informativa nº 1

ficha informativa nº 1 A colisão de duas placas (O ÆÅ O ou O ÆÅ C) obriga ao mergulho da placa mais densa, originando-se uma zona de subducção.

Leia mais

•Vulcanismo primário •Materiais vulcânicos •Composição da lava

•Vulcanismo primário •Materiais vulcânicos •Composição da lava Os vulcões e as placas tectónicas Vulcanismo de vale de rifte. O afastamento de placas tectónicas ( O-O ou O-C ) origina sistemas de fissuras na crosta, com milhares de quilómetros, através dos qu...

Leia mais

Atividade vulcânica explosiva

Atividade vulcânica explosiva 3- Lança um fósforo aceso para dentro do recipiente metálico que contém a mistura; 4- Afasta-te e observa;

Leia mais

Vulcanismo 7º ano

Vulcanismo 7º ano O vulcanismo de vale de rifte (limites divergentes) é intenso e calmo, com erupções não explosivas (tipo efusivo ou misto). A lava é do tipo básica, fluida e escoa facilmente devido ao baixo teor e...

Leia mais

Ficha informativa – Distribuição geográfica dos vulcões

Ficha informativa – Distribuição geográfica dos vulcões Erupções históricas importantes: Erupção de Pompeia, Erupção de Krakatoa e Erupção do Monte de Santa Helena.

Leia mais

PP3- atividade vulcânica

PP3- atividade vulcânica Atividade vulcânica Riscos e benefícios

Leia mais

Simulação de uma erupção vulcânica

Simulação de uma erupção vulcânica Breve descrição Quando o magma armazenado nas câmaras magmáticas ascende à superfície Erupção com lavas muito fluidas, pobre em sílica e com pouco gases. A emissão das lavas é rápida formando escoa...

Leia mais

Materiais expelidos pelos vulcões

Materiais expelidos pelos vulcões TEMA: Materiais expelidos pelos vulcões Durante a actividade vulcânica, para além das lavas são normalmente expelidos fragmentos sólidos (de origem lávica ou da rocha encaixante) designados generic...

Leia mais