Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C

Сomentários

Transcrição

Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
Instruções de utilização
KaVo Primus® 1058 S/TM/C
Sempre do lado seguro.
Distribuição:
KaVo Dental GmbH
Bismarckring 39
D-88400 Biberach
Telef. +49 (0) 7351 56-0
Fax +49 (0) 7351 56-1488
Fabricante:
Kaltenbach & Voigt GmbH
Bismarckring 39
D-88400 Biberach
www.kavo.com
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
Índice
Índice
1
2
3
4
Indicações para o utilizador ....................................................................................................................... 4
1.1 Guia do utilizador ............................................................................................................................ 4
1.1.1 Abreviaturas ....................................................................................................................... 4
1.1.2 Pictogramas ....................................................................................................................... 4
1.1.3 Grupo-alvo .......................................................................................................................... 4
1.2 Serviço de assistência ..................................................................................................................... 4
1.3 Condições da garantia .................................................................................................................... 5
1.4 Transporte e armazenamento ......................................................................................................... 5
1.4.1 Regulamentação de embalagens actualmente válida ........................................................ 5
1.4.2 Danos decorrentes do transporte ....................................................................................... 6
1.4.3 Dados na embalagem: armazenamento e transporte ........................................................ 7
Segurança ................................................................................................................................................. 8
2.1 Descrição das instruções de segurança ......................................................................................... 8
2.1.1 Descrição dos níveis de perigo .......................................................................................... 8
2.1.2 Símbolo de advertência ...................................................................................................... 8
2.1.3 Estrutura ............................................................................................................................. 8
2.2 Determinação do objectivo - Utilização conforme o objectivo ......................................................... 8
2.2.1 Generalidades .................................................................................................................... 8
2.2.2 Especificação do produto ................................................................................................. 11
2.3 Instruções de segurança ............................................................................................................... 12
2.3.1 Generalidades .................................................................................................................. 12
2.3.2 Especificação do produto ................................................................................................. 14
Descrição do produto .............................................................................................................................. 18
3.1 Unidade de tratamento - Variações ............................................................................................... 18
3.1.1 KaVo Primus® 1058 S ...................................................................................................... 18
3.1.2 KaVo Primus® 1058 TM .................................................................................................... 18
3.1.3 KaVo Primus® 1058 C ...................................................................................................... 19
3.1.4 KaVo Primus® 1058 C com módulo para montagem direita ............................................. 20
3.2 Possibilidades de equipamento 1058 S/TM/C .............................................................................. 20
3.3 Cadeira do paciente Standard e COMPACTchair ......................................................................... 23
3.4 Corpo do aparelho com módulo do paciente ................................................................................ 24
3.5 Elemento do médico ...................................................................................................................... 25
3.6 Elemento de assistência – Variantes ........................................................................................... 27
3.6.1 Elemento de assistência padrão ...................................................................................... 27
3.6.2 Elemento de assistência à direita, esquerda (opcional) ................................................... 28
3.7 Peça de mão de três funções ........................................................................................................ 29
3.8 Peça de mão multifuncional .......................................................................................................... 29
3.9 Campos com teclas ....................................................................................................................... 30
3.9.1 Elemento do médico e elemento do assistente Comfort .................................................. 30
3.10 Pedal de arranque ......................................................................................................................... 31
3.11 Placas de potência e de identificação ........................................................................................... 32
3.12 Dados técnicos .............................................................................................................................. 36
Comando ................................................................................................................................................. 42
4.1 Ligar e desligar aparelho ............................................................................................................... 42
4.2 Ajustar a cadeira do paciente ........................................................................................................ 43
4.2.1 Ajustar o apoio para o braço ............................................................................................ 43
1/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
Índice
5
6
7
8
4.2.2 Regular assento ............................................................................................................... 45
4.2.3 Ajustar o apoio para a cabeça .......................................................................................... 45
4.2.4 Regular a posição da cadeira ........................................................................................... 48
4.2.5 Desligamento de segurança ............................................................................................. 53
4.3 Deslocar a cadeira do paciente ..................................................................................................... 56
4.4 Mover elemento médico ................................................................................................................ 57
4.4.1 Mover cart ......................................................................................................................... 58
4.5 Mover a parte do paciente ............................................................................................................. 60
4.5.1 Oscilar a parte do paciente manualmente ........................................................................ 60
4.6 Mover o elemento do assistência .................................................................................................. 61
4.6.1 Ajustar o elemento de assistência padrão em altura (opcional) ....................................... 61
4.6.2 Mover elemento de assistência para a direita, esquerda (opcional) ................................ 62
4.7 Configurar funções ........................................................................................................................ 63
4.7.1 Seleccionar nível armazenamento médico 1 ou médico 2. .............................................. 63
4.7.2 Encher o copo e enxaguar a pia de enxaguamento. ........................................................ 64
4.7.3 Ligar/Desligar visualizador de radiografias ...................................................................... 65
4.7.4 Ajustar a hora e utilizar o temporizador (apenas com Memospeed) ................................ 65
4.7.5 Utilizar teclas de função (apenas com Memospeed) ....................................................... 66
4.7.6 Função HYDROclean ....................................................................................................... 66
4.7.7 Desinfecção intensiva/programa de lavagem .................................................................. 66
4.8 Utilizar instrumentos ...................................................................................................................... 66
4.8.1 Armazenar configurações específicas dos instrumentos ................................................. 67
4.8.2 Utilizar a turbina ............................................................................................................... 68
4.8.3 Operar o motor INTRA LUX KL 701/703 e COMFORTdrive 200XD ................................ 71
4.8.4 Utilizar o ultra-som Scaler ................................................................................................ 74
4.8.5 Utilizar COMFORTdrive 200 XD / COMFORTbase 405L (acessório opcional) ............... 82
4.8.6 Utilizar a peça de mão de três funções ............................................................................ 84
4.8.7 Utilizar a peça de mão multifuncional ............................................................................... 86
4.8.8 Ajustar aspiração .............................................................................................................. 91
Métodos de tratamento DIN EN ISO 17664 ............................................................................................ 93
Eliminação de avarias ............................................................................................................................. 94
Controlo técnico de segurança - instruções de verificação ..................................................................... 97
7.1 Introdução ..................................................................................................................................... 97
7.1.1 Indicações gerais ............................................................................................................. 97
7.1.2 Indicações para sistemas eléctricos médicos .................................................................. 98
7.1.3 Componentes do controlo técnico de segurança ............................................................. 99
7.1.4 Prazos de verificação ..................................................................................................... 100
7.1.5 Indicações acerca dos processos de verificação de acordo com a IEC 62353 (DIN
VDE 0751-1) ................................................................................................................... 100
7.1.6 Indicações para verificações repetidas .......................................................................... 100
7.2 Instruções para o controlo técnico de segurança ........................................................................ 100
7.2.1 Medidas de preparação no aparelho .............................................................................. 100
7.2.2 Controlo visual (inspecção através de controlo) ............................................................ 102
7.2.3 Medições ........................................................................................................................ 104
7.2.4 Verificações de funcionamento ...................................................................................... 116
7.2.5 Avaliação e documentação ........................................................................................... 119
Anexo - Pontos de medição adicionais ................................................................................................. 121
8.1 Pontos de verificação adicionais SL X relativamente à medição do condutor de protecção ...... 121
8.2 Pontos de medição adicionais AP X relativamente à medição EGA-/EPA ................................. 123
2/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
Índice
9
8.3 Pontos de ligação adicionais ACP X (ligações à terra adicionais) .............................................. 125
Indicações relativas à compatibilidade electromagnética em conformidade com EN 60601-1-2
(DIN EN 60601-1-2) .............................................................................................................................. 126
9.1 Emissão electromagnética .......................................................................................................... 126
9.2 Resistência à interferência electromagnética .............................................................................. 126
9.3 Distâncias de protecção recomendadas entre aparelhos de telecomunicação HF portáteis e
móveis e o aparelho de tratamento ............................................................................................. 127
9.4 Imunidade electromagnética ....................................................................................................... 128
3/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
1 Indicações para o utilizador | 1.1 Guia do utilizador
1 Indicações para o utilizador
1.1 Guia do utilizador
Condição prévia
Estas instruções devem ser lidas antes de colocar o produto em funcionamento
pela primeira vez para evitar erros na operação e danificações.
1.1.1 Abreviaturas
Abrevi‐
atura
IU
IC
IM
IT
CTS
IEC
IR
CMT
EQM
PEA
CEM
IP
Explicação
Instruções de utilização
Instruções de conservação
Instruções de montagem
Instruções para os técnicos
Controlo Técnico de Segurança
International Electrotechnical Commission
Instruções de reparação
Conjunto de modificação técnica
Equipamento de montagem
Peças adicionais
Compatibilidade electromagnética
Instruções de processamento
1.1.2 Pictogramas
Ver capítulo Segurança/Símbolos de advertência
Informações importantes para utilizadores e técnicos
Marcação CE (Communauté Européenne). Um produto com este símbo‐
lo atende às exigências da directiva CE correspondente.
Acção necessária
1.1.3 Grupo-alvo
Este documento destina-se a médicos dentistas e ao pessoal do consultório.
1.2 Serviço de assistência
Serviço de assistência da KaVo:
+49 (0) 7351 56-1000
[email protected]
Em caso de consultas indicar sempre o número de série do produto!
Informações adicionais em: www.kavo.com
4/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
1 Indicações para o utilizador | 1.3 Condições da garantia
1.3 Condições da garantia
A KaVo assume perante o cliente final, relativamente ao produto mencionado no
protocolo de entrega, a garantia de um funcionamento em perfeitas condições
técnicas, ausência de falhas do material ou de processamento pelo período de
12 meses a partir da data de compra com as seguintes condições:
Em caso de reclamações fundamentadas, devido a avarias ou fornecimento in‐
completo, a KaVo assume a garantia, de acordo com a sua escolha, através de
fornecimento complementar ou manutenção. Estão excluídas outras reclama‐
ções, de qualquer natureza, especialmente indemnizações. Em caso de mora e
de culpa grave ou dolo, isto é aplicável apenas se não existirem disposições le‐
gais obrigatórias em contrário.
A KaVo não se responsabiliza por defeitos e suas consequências resultantes do
desgaste natural, limpeza e manutenção indevidas, incumprimento das normas
de utilização, manutenção ou ligação, calcificação ou corrosão, impurezas no
abastecimento de ar e água ou ainda influências químicas ou eléctricas não habi‐
tuais ou não admissíveis de acordo com as normas de fábrica.
De um modo geral, a garantia não abrange lâmpadas, objectos de vidro, peças
de borracha e a estabilidade da cor de materiais sintéticos.
Fica excluída qualquer responsabilidade caso os defeitos ou as suas consequên‐
cias se possam dever ao facto de o cliente ou terceiros terem realizado interven‐
ções ou alterações no produto.
Os direitos decorrentes desta garantia só podem ser reivindicados se o protocolo
de entrega (cópia) pertencente ao produto tiver sido enviado para a KaVo e a en‐
tidade operadora/utilizador puder apresentar o original.
1.4 Transporte e armazenamento
1.4.1 Regulamentação de embalagens actualmente válida
Nota
Válido apenas para a República Federal da Alemanha.
Eliminar devidamente as embalagens de acordo com o regulamento de embala‐
gem em vigor em empresas de eliminação/reciclagem. Ter em atenção nisso o
sistema de recolha alargado. Para tal, a KaVo licenciou as suas embalagens de
venda. Ter em atenção o sistema de eliminação público regional.
5/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
1 Indicações para o utilizador | 1.4 Transporte e armazenamento
1.4.2 Danos decorrentes do transporte
Na Alemanha
Se o dano for visível na embalagem no momento do fornecimento, há que proce‐
der da seguinte forma:
1. O destinatário regista a perda ou a danificação no comprovativo de recepção.
O destinatário e o colaborador da empresa de transporte assinam este com‐
provativo de recepção.
2. Não alterar o produto ou a embalagem.
3. Não utilizar o produto.
4. Comunicar o dano à empresa de transporte.
5. Comunicar o dano à KaVo.
6. Nunca devolver o produto danificado sem consultar primeiro a KaVo.
7. Enviar o comprovativo de recepção assinado para a KaVo.
Se o produto estiver danificado sem que, no momento do fornecimento, tenha si‐
do visível uma danificação na embalagem, há que proceder da seguinte forma:
1. Comunicar o dano de imediato, o mais tardar ao 7º dia, à empresa de
transporte.
2. Comunicar o dano à KaVo.
3. Não alterar o produto ou a embalagem.
4. Não utilizar o produto danificado.
Nota
Se o destinatário infringir uma das obrigações que lhe cabe de acordo com a
disposição anterior, considerar-se-á que o dano ocorreu só após o fornecimento
(nos termos do artigo 28 das Condições Gerais Alemãs das Empresas de
Transporte).
Fora da Alemanha
Nota
A KaVo não se responsabiliza por danos decorrentes do transporte.
A remessa deve ser logo verificada após a recepção.
Se o dano for visível na embalagem no momento do fornecimento, há que proce‐
der da seguinte forma:
1. O destinatário regista a perda ou a danificação no comprovante de recebi‐
mento. O destinatário e o colaborador da empresa de transporte assinam este
comprovante de recebimento.
É somente com base neste auto que o destinatário pode reivindicar direitos
de indemnização perante a empresa de transporte.
2. Não alterar o produto ou a embalagem.
3. Não utilizar o produto.
Se o produto estiver danificado sem que, no momento do fornecimento, tenha si‐
do visível uma danificação na embalagem, há que proceder da seguinte forma:
1. Comunicar o dano de imediato, o mais tardar no 7º dia após o fornecimento, à
empresa transportadora.
2. Não alterar o produto ou a embalagem.
3. Não utilizar o produto danificado.
6/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
1 Indicações para o utilizador | 1.4 Transporte e armazenamento
Nota
Se o destinatário infringir uma das obrigações que lhe cabe de acordo com a
disposição anterior, considerar-se-á que o dano ocorreu só após o fornecimento
(nos termos do cap. 5 do art. 30 da Lei sobre a Convenção relativa ao contrato
de transporte internacional de mercadorias por estrada).
1.4.3 Dados na embalagem: armazenamento e transporte
Nota
Conservar a embalagem para um eventual envio para a serviço de assistência
ou reparação.
Os símbolos impressos no exterior são válidos para o transporte e o armazena‐
mento e têm o seguinte significado:
Transportar na vertical; para cima no sentido da seta!
Proteger de impactos!
Proteger da humidade!
Carga de empilhamento permitida
Intervalo de temperatura
Humidade do ar
Pressão atmosférica
7/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.1 Descrição das instruções de segurança
2 Segurança
2.1 Descrição das instruções de segurança
2.1.1 Descrição dos níveis de perigo
As indicações de segurança aqui listadas com três níveis de perigo ajudam à pre‐
venção de danos materiais e ferimentos.
CUIDADO
CUIDADO
descreve uma situação perigosa, que pode causar danos materiais ou ferimen‐
tos leves ou de gravidade média.
AVISO
AVISO
descreve uma situação perigosa que pode causar ferimentos graves ou fatais .
PERIGO
PERIGO
descreve uma situação de periculosidade máxima, que pode causar ferimentos
graves ou fatais imediatamente.
2.1.2 Símbolo de advertência
Símbolo de advertência
2.1.3 Estrutura
PERIGO
A introdução descreve o tipo e a origem do perigo.
Este parágrafo descreve eventuais consequências da não observação.
▶ O passo opcional contém medidas necessárias para evitar perigos.
2.2 Determinação do objectivo - Utilização conforme o objectivo
2.2.1 Generalidades
Antes de cada utilização do aparelho, o utilizador deve certificar-se da segurança
de funcionamento e do estado adequado do aparelho.
O sistema de aparelhos Primus® 1058 S/TM/C da KaVo é uma unidade de trata‐
mento odontológico conforme a ISO 7494, com uma cadeira do paciente odonto‐
8/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.2 Determinação do objectivo - Utilização conforme o objectivo
lógica conforme a ISO 6875. Este produto KaVo destina-se apenas à utilização
no âmbito da medicina dentária e deve ser manuseado apenas por profissionais
técnicos da medicina. Qualquer tipo de utilização imprópria não é permitida.
Para uma utilização correcta, ter em atenção todas as indicações nas instruções
de utilização, tais como a realização dos trabalhos de inspecção e manutenção.
Devem ser aplicadas e cumpridas as directrizes e/ou leis nacionais, regulamen‐
tos nacionais e normas técnicas para a colocação em funcionamento e durante o
funcionamento deste produto, em conformidade com a finalidade obrigatória des‐
te produto da KaVo.
Assume-se a responsabilidade pela segurança, fiabilidade e potência dos compo‐
nentes fornecidos pela KaVo, desde que:
▪ a montagem, instalação, ampliações, reajustes, alterações ou reparações se‐
jam efectuados pela KaVo ou por técnicos especializados autorizados pela
KaVo ou por pessoal de revendedores autorizados.
▪ o produto seja operado em consonância com as instruções de utilização, de
conservação e de montagem.
▪ os componentes de tecnologia informática fornecidos pelo fabricante cum‐
pram os requisitos técnicos de hardware e software contidos neste manual de
instruções e tenham sido instalados e equipados de acordo com as descri‐
ções válidas para estes componentes.
▪ em caso de reparações devem ser cumpridos na íntegra os requisitos da nor‐
ma IEC 62353 (DIN VDE 0751-1) "Testes regulares e testes antes da coloca‐
ção em funcionamento de aparelhos e sistemas médicos eléctricos - Prescri‐
ções gerais".
É obrigação do utilizador:
▪ utilizar apenas meios de trabalho sem defeitos.
▪ proteger-se a si, ao paciente e a terceiros de perigos
▪ evitar uma contaminação através do produto
Durante a utilização devem ser respeitadas as disposições legais nacionais, es‐
pecialmente as seguintes:
▪ As disposições para a ligação e a colocação em funcionamento de produtos
médicos em vigor.
▪ as disposições relativas à segurança no trabalho em vigor.
▪ as medidas de prevenção de acidentes em vigor.
Na Alemanha os operadores, os responsáveis pelos aparelhos e os utilizadores
são obrigados a operar os seus aparelhos tendo em consideração as disposições
da legislação relativa a dispositivos médicos.
Os serviços de manutenção englobam todas as tarefas de prova conforme exigi‐
do pela Directiva dos utilizadores (MPBetreiberV) § 6.
Para garantir a prontidão e conservação contínua dos valores dos produtos Ka‐
Vo, deve ser efectuado anualmente o serviço de manutenção recomendado.
Os controlos técnicos de segurança (CTS) devem ser realizados com intervalos
de 2 anos.
Estão autorizadas para a reparação e manutenção do produto da KaVo as pes‐
soas seguintes:
▪ Técnicos das filiais KaVo com formação sobre o produto correspondente.
▪ os técnicos dos concessionários KaVo especialmente treinados pela KaVo.
9/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.2 Determinação do objectivo - Utilização conforme o objectivo
Nota
Antes de intervalos mais prolongados na utilização é necessário tratar e limpar o
produto de acordo com as instruções.
Nota
Os acoplamentos MULTIflex, os motores actuais K/KL, assim como as manguei‐
ras do ultra-som Scaler da KaVo estão equipados de série com um dispositivo
de protecção para evitar o retorno da água de tratamento através dos instrumen‐
tos para o aparelho de tratamento dentário. Em caso de utilização de produtos
de outros fabricantes nas interfaces normalizadas, deve-se ter atenção para que
estes estejam equipados com o respectivo equipamento de protecção! Caso
contrário, estes não podem ser utilizados!
Indicações relativas à Compatibilidade Electromagnética
Nota
Devido às IEC 60601-1-2 (DIN EN 60601-1-2) relativamente à compatibilidade
electromagnética de aparelhos médicos electrónicos, temos de alertar para o se‐
guinte:
• os aparelhos médicos eléctricos são submetidos a medidas especiais de pre‐
caução relativas à compatibilidade electromagnética e têm de ser colocados em
funcionamento de acordo com os requisitos das instruções de montagem da
KaVo.
• equipamentos de comunicação de alta frequência portáteis podem influenciar
aparelhos médicos eléctricos.
Nota
No caso dos acessórios não fornecidos pela KaVo, assim como a tubagem e ou‐
tros componentes fornecidos, a KaVo exclui qualquer tipo de conformidade com
os requisitos CEM (compatibilidade electromagnética) constantes na IEC
60601-1-2 (DIN EN 60601-1-2).
Eliminação
Nota
Os resíduos resultantes perigosos para o ser humano e para o meio ambiente
devem ser conduzidos sem perigo para a reciclagem ou para a eliminação de
resíduos, devendo ser cumpridas as normas nacionais válidas.
Questões relativas à eliminação residual correcta do produto da KaVo serão es‐
clarecidas pela filial KaVo.
10/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.2 Determinação do objectivo - Utilização conforme o objectivo
Eliminação residual de equipamento eléctrico e electrónico
Nota
Com base na Directiva CE 2002/96 relativa aos resíduos de equipamentos eléc‐
tricos e electrónicos, informamos que o produto em questão corresponde à di‐
rectiva mencionada e que, dentro da Europa, deve ser encaminhado para uma
eliminação especial.
Para obter mais informações detalhadas, consultar www.kavo.com ou o repre‐
sentante especializado em produtos dentários.
Para a eliminação definitiva dirija-se a:
Na Alemanha
Para pedir uma recolha do aparelho eléctrico, proceda de seguinte forma:
1. Na homepage www.enretec.de da enretec GmbH, sob o item do menu eom,
encontra-se um formulário para um pedido de eliminação. Pode descarregar
este formulário para um pedido de eliminação ou preenchê-lo como formulário
online.
2. Preencha o pedido com os dados correspondentes e envie-o como pedido
online ou por fax +49 (0) 3304 3919 590 à enretec GmbH.
Como alternativa para accionamento de um pedido de recolha e questões,
estão à disposição os seguintes meios de contacto:
Telefone: +49 (0) 3304 3919-500
E-mail: [email protected] e
endereço postal: enretec GmbH, Geschäftsbereich eomRECYCLING®
Kanalstraße 17
16727 Velten
3. Será recolhido no consultório um aparelho desinstalado.
Será recolhido um aparelho ainda instalado no passeio da sua morada medi‐
ante data acordada.
O proprietário/utilizador do aparelho é responsável pelos custos de desmonta‐
gem, transporte e embalagem.
Internacional
Pode obter informações específicas do país acerca da eliminação em lojas espe‐
cializadas de equipamento dentário.
2.2.2 Especificação do produto
Finalidade e grupo alvo
O Primus® 1058 S/TM/C da KaVo destina-se ao tratamento de crianças e adultos
no âmbito da medicina odontológica.
O sistema de aparelhos Primus® 1058 S/TM/C da KaVo é uma unidade de trata‐
mento odontológico conforme a ISO 7494, com uma cadeira de paciente odonto‐
lógica conforme a ISO 6875. As peças de mão de função tripla e as multifuncio‐
nais da KaVo são instrumentos dentais conforme a norma EN 1639. Estes são
meios auxiliares para a aplicação odontológica na boca do paciente com ar, água
ou spray. A peça de mão multifuncional oferece adicionalmente luz e meios
aquecidos. Este produto KaVo é destinado apenas a uma utilização no âmbito da
11/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.3 Instruções de segurança
medicina odontológica e deve ser apenas manuseado por profissionais técnicos
de medicina.
Em serviços técnicos, nos quais é necessário uma pressão maior do que em tra‐
balhos na cavidade bucal, como p. ex. para rectificar próteses ou similares, deve
ser utilizada uma equipamento técnico especial. Os suportes nessas máquinas
são correspondentemente mais fortes.
2.3 Instruções de segurança
2.3.1 Generalidades
Nota
A segurança e a confiabilidade do sistema apenas podem ser assegurados
quando os procedimentos descritos são observados.
PERIGO
Risco de explosão.
Perigo de vida.
▶ Nunca montar ou colocar o produto KaVo em funcionamento em atmosferas
potencialmente explosivas.
AVISO
Condições de funcionamento inadequadas.
Danificação da segurança eléctrica do aparelho.
▶ As condições de funcionamento indicadas no capítulo "Dados técnicos" de‐
vem ser cumpridas rigorosamente e não podem ser transgredidas.
AVISO
Utilização de acessórios não permitidas ou alterações não permitidas no produ‐
to.
Acessórios não autorizados e/ou alterações proibidas no produto podem originar
perigo e/ou ferimentos de pessoas e danos materiais.
▶ Utilizar apenas acessórios que estão permitidos pelo fabricante para utilizar
com o produto ou que possuem interfaces normalizados (por ex. acoplamen‐
tos MULTIflex, INTRAmatic).
▶ Efectuar alterações no aparelho apenas quando as alterações são permiti‐
das pelo fabricante do produto.
AVISO
Ferimentos ou danificações devido a peças funcionais danificadas.
Se houver peças funcionais danificadas, isto poderá ter como consequência ou‐
tras danificações ou o ferimento de pessoas.
▶ Se houver peças funcionais danificadas: Não continuar a trabalhar e elimi‐
naro dano , se necessário informar o técnico de assistência técnica!
▶ Cabos de electrodos e acessórios utilizados devem ser verificados com rela‐
ção a danos do isolamento.
12/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.3 Instruções de segurança
AVISO
Eliminar correctamente o produto.
Antes de ser eliminado, o produto deverá ser preparado, ou caso necessário,
esterilizado.
CUIDADO
Perigo para a saúde e de danos materiais devido ao incumprimento das medi‐
das de conservação.
Perigo de infecção para os utilizadores e pacientes.
Danos no produto.
▶ Cumprir as medidas de conservação.
CUIDADO
Riscos devido a campos electromagnéticos.
As funções de sistemas implantados (como, por exemplo, pacemakers) podem
ser influenciadas por campos electromagnéticos.
▶ Antes do início do tratamento, perguntar aos pacientes se têm um pacema‐
ker ou se têm outros sistemas implantados!
CUIDADO
Avaria de funcionamento devido a campos electromagnéticos.
O produto está em conformidade com os requisitos aplicáveis relativos a cam‐
pos electromagnéticos. Devido à interacção complexa entre aparelhos e telemó‐
veis, não se poderá excluir na totalidade uma eventual influência sobre o produ‐
to devido a um telemóvel em funcionamento.
▶ Não utilizar telemóveis em consultórios, laboratórios e no sector clínico!
▶ Retirar os aparelhos electrónicos, por exemplo memórias, aparelhos auditi‐
vos, etc. durante o funcionamento!
CUIDADO
Danificações por líquidos.
Avarias em componentes eléctricos.
▶ Proteger as aberturas do produto da entrada de líquidos.
▶ Remover líquidos do interior do aparelho mediante a intervenção de técnicos
do serviço de assistência.
CUIDADO
Danificação por líquidos.
Os vestígios de líquido de qualquer tipo podem deixar nódoas nas peças acol‐
choadas e de estrutura ou provocar danos.
▶ Remover imediatamente os vestígios de líquido.
13/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.3 Instruções de segurança
CUIDADO
Desgaste prematuro e falhas no funcionamento por meio de manutenção e con‐
servação impróprios.
Vida útil do produto abreviada.
▶ Efectuar manutenção e conservação apropriadas regularmente!
2.3.2 Especificação do produto
AVISO
Perigo de ferimento ou de infecção por meio de instrumentos apoiados.
Por meio da disposição dos instrumentos , ao acessar a bandeja ou a parte de
comando, podem ocorrer ferimentos ou infecções na mão ou antebraço. Risco
de infecção aumentado no caso de pacientes infectados.
▶ Ao acessar a bandeja ou a parte de comando deve atentar-se à disposição
dos instrumentos.
AVISO
Prejudicial à saúde devido ao retorno nos instrumentos.
Perigo de infecção.
Nas interfaces normalizadas podem ser utilizados produtos de outros fabrican‐
tes que não dispõem de um dispositivo de protecção para evitar o retorno de
água de tratamento através dos instrumentos para o aparelho de tratamento
dentário.
▶ Em caso de utilização de produtos de outros fabricantes em interfaces nor‐
malizadas, deve-se ter em atenção que os produtos estão equipados com
um dispositivo de protecção adequado.
▶ Não utilizar produtos sem dispositivo de protecção.
AVISO
Electricidade.
Choque eléctrico por utilização de aparelhos auxiliares eléctricos junto do paci‐
ente.
▶ Assegurar que os aparelhos auxiliares não influenciam negativamente o ní‐
vel de segurança e correspondem aos requisitos da IEC 60601-1 (DIN EN
60601-1).
▶ Assegurar que os aparelhos auxiliares correspondem aos requisitos da IEC
IEC 60950-1 (DIN EN 60950-1) e são colocados no nível de segurança da
IEC 60601-1 (DIN EN 60601-1) através de medidas de segurança apropria‐
das.
▶ Efectuar controlo técnico de segurança de todos os aparelhos nas imedia‐
ções do paciente conforme a norma IEC 62353 (DIN VDE 0751-1) de acordo
com as indicações do fabricante.
14/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.3 Instruções de segurança
CUIDADO
Electricidade
Choque eléctrico devido a ligação incorrecta de um sistema não médico às in‐
terfaces do aparelho.
▶ Na ligação de um aparelho informático ao sistema médico deve-se ter em
atenção a norma IEC 60601-1 (DIN EN 60601-1) (documento de sistema).
▶ A interface USB no elemento de médico ou de assistência apenas deve fun‐
cionar junto com o sistema multimédia da KaVo previsto para o efeito.
▶ Não é permitido o uso da interface USB para outros aparelhos.
CUIDADO
Perigo de ferimentos ao sentar-se na cadeira do paciente alinhada horizontal‐
mente.
▶ Não sentar-se sobre uma das extremidades (cabeça ou pés) da cadeira do
paciente quando alinhada na horizontal.
CUIDADO
Perigo de ferimento ao apoiar sobre o braço giratório.
Quando o braço giratório é sobrecarregado, podem ocorrer danos e consequen‐
temente ferimentos em paciente ou utilizador.
▶ Nunca apoiar-se sobre o braço giratório, braço extensível e elemento médi‐
co!
CUIDADO
Perigo de ferimentos devido a instrumentos suspensos (mesa S).
Os pacientes podem ferir-se nas pontas afiadas dos instrumentos.
▶ Durante os movimentos do elemento do médico, certificar-se de ninguém é
ferido.
▶ Alertar os pacientes e os técnicos de tratamento relativamente ao perigo de
ferimentos.
CUIDADO
Perigo de ferimentos durante a limpeza da unidade de tratamento.
Falta de instruções do pessoal da limpeza e nenhuma preparação da unidade
de tratamento pode provocar ferimentos do pessoal de limpeza.
▶ Permitir a presença em salas de tratamento apenas a técnicos formados e
ao pessoal de limpeza instruído.
▶ Posicionar a cadeira para a limpeza e desligar o aparelho.
15/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.3 Instruções de segurança
CUIDADO
Módulo ligação de aparelho de terceiros (opcional): perigo de recontaminação
através de água parada.
Infecções.
Quando houver um utilizador de água ligado ao módulo ligação de aparelho de
terceiros, efectuar sempre as seguintes medidas no aparelho:
▶ Antes de iniciar o trabalho enxaguar todos os locais de tomada de água sem
os instrumentos (se for o caso).
▶ Antes da primeira colocação em funcionamento e após períodos de para‐
gem (final de semana, feriados, férias, etc.) enxaguar e soprar as tubulações
de água e de ar.
▶ Atentar para a estabilidade do H2O2 do utilizador de água, pois a água en‐
contra-se inoculada com OXYGENAL 6 (concentração de até 0,02 %).
CUIDADO
Prejudicial à saúde devido a formação de germes.
Perigo de infecção.
▶ Antes de iniciar o trabalho, enxaguar todas as saídas de água sem instru‐
mentos.
▶ Antes da primeira colocação em funcionamento e após períodos de imobili‐
zação (fim-de-semana, feriados, férias, etc.), enxaguar e purgar as tubula‐
ções de água e de ar.
▶ Executar uma desinfecção intensiva.
▶ Accionar o dispositivo de enchimento do copo repetidamente.
CUIDADO
Permanência prolongada na cadeira de paciente.
Formação de úlceras de decúbito.
▶ No caso de tratamentos longos atentar para a formação de úlceras de decú‐
bito!
CUIDADO
Perigo de ferimento por inclinação da unidade de tratamento.
Ferimento de paciente e utilizador!
▶ Não apoiar-se sobre o braço oscilante.
▶ Não sentar-se sobre uma das extremidades (cabeça/pés) da cadeira do
paciente quando alinhada na horizontal.
CUIDADO
Perigo de ferimentos devido a sobrecarga ou carga dinâmica.
A cadeira do paciente pode desmontar-se.
▶ Apenas carregar a cadeira do paciente até ao limite da carga (135 kg).
▶ Não carregar a cadeira do paciente de forma dinâmica.
16/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
2 Segurança | 2.3 Instruções de segurança
CUIDADO
Perigo de ferimentos na movimentação da cadeira do paciente e apoio para a
cabeça.
Os cabelos do paciente ou do pessoal do consultório podem prender-se ao mo‐
vimentar o apoio para a cabeça da cadeira do paciente.
▶ Ter em atenção, ao mover a cadeira do paciente e o apoio da cabeça, os
cabelos do paciente e do pessoal do consultório.
CUIDADO
Perigo de ferimentos devido à movimentação do elemento do médico ou de as‐
sistência.
Ferimentos ou contusões do paciente ou do pessoal do consultório.
▶ Ter em atenção o paciente e o pessoal do consultório ao movimentar o ele‐
mento do médico ou de assistência.
CUIDADO
Perigo de esmagamento no movimento automático da cadeira.
Paciente ou pessoal do consultório podem machucar-se.
▶ Estar atento ao paciente e ao pessoal do consultório a cada alteração da po‐
sição da cadeira.
CUIDADO
Danificação das mangueiras dos instrumentos devido a autocolante.
As mangueiras dos instrumentos podem rebentar.
▶ Não aplicar autocolantes ou fita-cola.
17/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.1 Unidade de tratamento - Variações
3 Descrição do produto
3.1 Unidade de tratamento - Variações
3.1.1 KaVo Primus® 1058 S
3.1.2 KaVo Primus® 1058 TM
18/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.1 Unidade de tratamento - Variações
3.1.3 KaVo Primus® 1058 C
F1 F2
19/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.2 Possibilidades de equipamento 1058 S/TM/C
3.1.4 KaVo Primus® 1058 C com módulo para montagem direita
F1 F2
3.2 Possibilidades de equipamento 1058 S/TM/C
1058
Elemento do médico
TM
S
1058 a partir de número de série
101*
TM
S
C
C
1.ª Mangueira da turbina
1.º Motor KL 701
X
X
X
X
X
X
1.º Motor KL 703 LED
X
X
X
X
X
X
—
—
—
—
—
—
Peça de mão com três funções
Peça de mão multifuncional
2.ª Mangueira da turbina
2.º Motor KL 701
2.º Motor KL 703 LED
Smart drive
COMFORT drive
PiezoLED do ultra-som Scaler
Indicação do Memospeed indic. -des.
Negatoscópio 5x5
*
*
Negatoscópio 1440 (na barra para
montagem de lâmpadas)
20/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.2 Possibilidades de equipamento 1058 S/TM/C
1058
Negatoscópio 1440 (no elemento
de mesa)
Incorporação de tabuleiro US-Tray
TM
Incorporação de tabuleiro 1x
Norm-Tray
Incorporação de tabuleiro 2x
Norm-Tray
Aquecimento de spray para instru‐
mentos
Soro fisiológico
S
1058 a partir de número de série
101*
TM
S
C
C
—
—
X
X
X
—
—
X
X
X
X
X
X
—
X
—
—
*
—
—
—
—
—
ERGOcam
Satelec Mini LED
Combi seperator / Combi Amal‐
gam seperator
Conjunto de elemento de assis‐
tência à direita/esquerda
1058
Elemento do médico
TM
S
1058 a partir de número de série
101*
TM
S
C
C
1.ª Mangueira da turbina
1.º Motor KL 701
X
X
X
X
X
X
1.º Motor KL 703 LED
X
X
X
X
X
X
—
—
—
PIEZOsoft do ultra-som Scaler
—
—
—
PiezoLED do ultra-som Scaler
—
—
—
Peça de mão com três funções
Peça de mão multifuncional
2.ª Mangueira da turbina
2.º Motor KL 701
2.º Motor KL 703 LED
Smart drive
COMFORT drive
Indicação do Memospeed indic -des.
Negatoscópio 5x5
Negatoscópio 1440 (na barra para
montagem de lâmpadas)
Negatoscópio 1440 (no elemento
de mesa)
Incorporação de tabuleiro US-Tray
Incorporação de tabuleiro 1x
Norm-Tray
Incorporação de tabuleiro 2x
Norm-Tray
Aquecimento de spray para instru‐
mentos
*
*
—
—
X
X
X
—
—
X
X
X
X
X
X
—
X
—
21/130
*
—
—
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.2 Possibilidades de equipamento 1058 S/TM/C
1058
TM
Soro fisiológico
S
1058 a partir de número de série
101*
TM
S
C
C
—
—
—
ERGOcam
Satelec Mini LED
Combi seperator / Combi Amal‐
gam seperator
Conjunto de elemento de assis‐
tência à direita/esquerda
Legenda:
Equipamento de série
Equipamento opcional
X
Tem de ser seleccionado
—
Não disponível para entrega
*
Equipamento opcional, não indicado para ligação com BS de
posicionamento à direita, base da mesa
2
Apenas para o mercado chinês
22/130
—
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.3 Cadeira do paciente Standard e COMPACTchair
3.3 Cadeira do paciente Standard e COMPACTchair
① Apoio para a cabeça
② Encosto para as costas
③ Base da cadeira
23/130
④ Cadeira
⑤ Apoio para o braço
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.4 Corpo do aparelho com módulo do paciente
3.4 Corpo do aparelho com módulo do paciente
Corpo do aparelho com módulo do paciente
① Módulo do paciente
② Corpo do aparelho
O controlo central encontra-se em‐
butido no corpo do aparelho.
③ Recipiente com água pressurizada
(equipamento adicional)
④ Pia para enxaguamento bucal
24/130
⑤ Enchedor do copo
⑥ Elemento de abastecimento
Ligação de eléctrica, água, ar com‐
primido, águas residuais e ar aspi‐
rado
⑦ Pedal de arranque
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.5 Elemento do médico
3.5 Elemento do médico
Nota
A disposição dos instrumentos pode ser alterada em caso de necessidade.
F1
F2
1058 S
① Negatoscópio 5x5
② Peça de mão de três funções ou pe‐
ça de mão multifuncional
③ Turbina
④ Seleccionar motor INTRA LUX KL
701/703 ou COMFORTdrive 200XD
25/130
⑤ Teclado e campo de indicação
⑥ Ultra-som Scaler
⑦ Memospeed
⑧ Travão
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.5 Elemento do médico
F1
F2
1058 TM/C
① Memospeed
② Teclado e campo de indicação
③ Turbina
④ Seleccionar motor INTRA LUX KL
701/703 ou COMFORTdrive 200XD
⑤ Ultra-som Scaler
⑥ Peça de mão de três funções ou pe‐
ça de mão multifuncional
⑦ Travão
⑧ Negatoscópio 5x5
⑨ Bandeja
Nota
Se o 1058 Cart montado à direita for deslocado para baixo da placa da mesa,
podem ser danificados os objectos pousados e o equipamento integrado, por ex.
Memospeed ① ou negatoscópio 5x5 ⑧. Para evitar danos, o 1058 Cart tem que
ser colocado na posição mais baixa, antes de o Cart ser deslocado por baixo da
placa da mesa.
A KaVo recomenda que se utilize, a fim de proteger as peças pintadas no ele‐
mento do médico no suporte da bandeja ⑨ apenas o Tablett Tray (suporte para a
bandeja)(N.º do mat. 0.228.3016).
26/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.6 Elemento de assistência – Variantes
3.6 Elemento de assistência – Variantes
3.6.1 Elemento de assistência padrão
① Peça de mão de três funções ou
multifuncional
② Aspiração da vaporização do spray
③ Elemento de comando
27/130
④ Aspirador de saliva
⑤ Satelec Mini LED
(Peça manual de polimerização)
⑥ Apoio da bandeja de assistência
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.6 Elemento de assistência – Variantes
3.6.2 Elemento de assistência à direita, esquerda (opcional)
Elemento de assistência à direita, esquerda com/sem regulação de altura (opcional)
① Peça de mão com três funções
② Aspiração da vaporização do spray
③ Elemento de comando
28/130
④ Aspirador de saliva
⑤ Satelec Mini LED
(Peça manual de polimerização)
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.7 Peça de mão de três funções
3.7 Peça de mão de três funções
① Mangueira da peça de mão multi‐
funcional
② Revestimento do manípulo
③ Botões para meios
④ Marcação azul: peça de mão de
três funções
⑤ Cânula
3.8 Peça de mão multifuncional
① Mangueira da peça de mão multi‐
funcional
② Revestimento do manípulo
③ Botões para meios
29/130
④ Marcação dourado: peça de mão
multifuncional
⑤ Cânula
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.9 Campos com teclas
3.9 Campos com teclas
Nota
As funções de teclas no elemento do médico 1058 S/TM/C e no elemento de as‐
sistência Comfort são iguais. Por estarem construídos de modo diferente, os te‐
clados estão dispostos de forma diferente.
3.9.1 Elemento do médico e elemento do assistente Comfort
① Cadeira do paciente
② Teclas funcionais
Grupo de teclas cadeira do paciente
Tecla
Denominação
Assento sobe / PA 0 (po‐
sição automática 0)
Indicação LED
verde
Assento desce / Posição
para enxaguamento
verde
Encosto desce /
verde
PA 1 (posição automática
1)
Encosto sobe /
verde
PA 2 (posição automática
2)
Ultima posição / Posição verde
automática
30/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.10 Pedal de arranque
Grupo de teclas de função
Tecla
Denominação
Indicação LED
Dispositivo para observar verde
raios-X
Enxaguamento pia para
enxaguamento bucal
Enchedor do copo
Luz fria (nos instrumen‐
verde
tos) /
Lâmpada para tratamento
LIGA com os aparelhos
nos apoios
Selecção prévia do spray verde/amarelo
(nos instrumentos retira‐
dos)
Motor com rotação para a vermelho
esquerda
3.10 Pedal de arranque
As teclas do pedal do pedal de arranque estão ocupadas com duas funções. As
funções das teclas do pedal são dependentes do facto se um instrumento foi
apoiado ou retirado.
31/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.11 Placas de potência e de identificação
Item
①
②
③
④
⑤
Designação
Função com instru‐
mento apoiado
Pedal "Pré-selecção do Desloca a cadeira do
spray/PA"
paciente para a posi‐
ção automática.
Interruptor em arco
Liga a desactivação de
segurança.
Pedal "Ar soprado/PA" Desloca a cadeira do
paciente para a posi‐
ção automática.
Interruptor inversor "ro‐ Altera a posição da ca‐
tação à esquerda do
deira do paciente.
motor"
Pedal "Instrumentos"
Em caso de ERGOcom
instalado cria uma ima‐
gem estática em vídeo.
3.11 Placas de potência e de identificação
Placa de características
25s
400s
Placa de características
32/130
Função com instru‐
mento retirado
Liga a pré-selecção do
spray.
Comuta as teclas do
pedal para a função
"Movimento da cadei‐
ra".
Ajusta a pré-selecção
do ar soprado (Chip‐
blower).
Selecciona a direcção
da rotação do motor
(para motor INTRA
LUX KL 701/703 ou
COMFORTdrive
200XD).
Arranca o motor e re‐
gula a velocidade de
rotação/intensidade
dos instrumentos.
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.11 Placas de potência e de identificação
Local de fixação da placa de características interna
25s
400s
Local de fixação da placa de características externa
NS
Número de série
Ter em atenção as guias de transporte
Peça de aplicação do tipo B
33/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.11 Placas de potência e de identificação
Peça de aplicação do tipo BF
Modo de funcionamento:
Tempo de funcionamento da cadeira do paciente: 25 segundos
Período de pausa da cadeira do paciente: 400 segundos
(Os tempos de funcionamento permitidos correspondem aos modos de
procedimento odontológicos.)
Valor de segurança:
Os "?????" dependem da tensão de rede e são ocupados com T10 H
ou T6,3H.
100 V~ ,110 V~, 120 V~, 130 V~ = T10H
220 V~ , 230 V~, 240 V~ = T6,3H
Indicação de eliminação, ver também: Finalidade – Utilização correcta
Marcação CE conforme a Directiva CE 93/42 sobre Produtos médicos
Marcação VDE
Certificação DVGW
DVGW CERT número de registo AS-0630BT0111
Placas de identificação
1
2
3
Exemplo de placa de identificação 1058 S
① Ano e mês de fabrico
② Número de série
34/130
③ Código HIBC
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.11 Placas de potência e de identificação
Placa de identificação e identificação do elemento do médico e de
assistência
Locais de fixação das placas de identificação e identificação BF
Marcações e inscrições da peça de mão de três funções e peça de
mão multifuncional
Logótipo do fabricante
NS
Número de série
Marcação CE conforme 93/42/CEE Produtos médicos
35/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.12 Dados técnicos
Esterilizável até 135 °C
Indicação de eliminação de acordo com a Directiva REEE 2002/96/CE
Anexo N
Respeitar as instruções de utilização
3.12 Dados técnicos
Gabarito para perfurações e plano para montagem
Gabarito para perfuração
(N.º do mat. 1.001.4755)
Para destros (de.): ficha 001, para
esquerdinos (esqu.): ficha 002
Com COMPACTchair
(N.º do mat. 1.003.6767)
Folhas 001 a 004
Esquema de montagem
(N.º do mat. 1.001.4755)
Folhas 003 a 006 e 011 a 013
1058 TM
de.: ficha 003, esqu.: ficha 004
1058 S
de.: ficha 005, esqu.: ficha 006
1058 C
de.: ficha 011, esqu.: ficha 012
Com COMPACTchair
(N.º do mat. 1.003.6767)
Fichas 005 a 008 e 013 a 015
Eléctrica
Abastecimento eléctrico
3 x 1,5 mm2 (protecção de fusível de
fábrica 10 A) 3 x 2,5 mm2 (protecção de
fusível de fábrica 16 A)
Linha adutora
3 x 1,5 mm2
Extremidade livre sobre piso
1.000 mm
Tensões de entrada
100/110/120/130/220/230/240 V AC
Frequência
50/60 Hz
Tensão de entrada ajustada de fábrica
veja a placa de características
Tensão de entrada ajustada de fábrica
Ver placa de identificação
Consumo de energia a 100, 110, 120,
130 V
200 a 1000 VA
Consumo de energia a 220, 230, 240 V 200 a 1250 VA
Protecção de fusível no local de insta‐
lação
Dispositivo automático B 16 ou fusível
de rosca de 10 A
Condutor de protecção acima do chão
Ver DIN VDE 0100-710, 1000 mm
Valor de emissão de calor
360 a 3240 kJ/h
Valor de emissão de calor
Ø 900 kJ/h
Grau de sujidade
2
Categoria da instalação
II
36/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.12 Dados técnicos
Consumo de energia
100 a 900 VA
Protecção de fusível no local de insta‐
lação
Dispositivo automático B 16 ou fusível
de rosca de 10 A
Símbolo de aprovação
CE / DVGW / VDE
Pedal de arranque
IPX1 (protecção contra humidade)
Peça de mão de três funções e peça de mão multifuncional
Antes do início de um dia de trabalho e antes de cada tratamento de paciente,
lavar durante 20 a 30 segundos as vias de água e de ar.
Pressão de água
1,5 ± 0,3 bar; pressão de fluxo quádru‐
pla do manómetro
Pressão dinâmica máx. da água
2,5 ± 0,3 bar
Fluxo de água
80 ± 10 ml/min
Pressão do ar
3,3 ± 0,1 bar; pressão de fluxo quádru‐
pla do manómetro
Pressão dinâmica máx. do ar
4 + 0,5 bar
Débito de ar
14 ± 2 Nl/min
Tempo de funcionamento (apenas pe‐
ça de mão multifuncional)
1 minuto
Período de pausa (apenas peça de
mão multifuncional)
3 minutos
Sistema eléctrico da peça de mão multifuncional
Extra baixa tensão de segurança de
acordo com DIN EN 60601-1:
24 V AC ± 10% (tensão sem ligação à
terra)
Frequência
50/60 Hz
Tipo de aplicação
FB
Potência de aquecimento da água
cerca de 90 W
Potência de aquecimento do ar
cerca de 20 W
Resistência eléctrica do cartucho de
aquecimento
6,4 ± 0,4 Ώ
Tensão da lâmpada
máx. 3,2 V ± 0,15 V
Potência da lâmpada de alta pressão
no máx. 2,5 V
Alimentação de água
Nota
Em caso de dureza maior da água (acima e 12 dH) deve ser montada um equi‐
pamento para diminuir a dureza da água pelo procedimento de troca de íãos.
A água com dureza muito baixa (abaixo de 8,4 dH) pode propiciar a formação de
algas.
37/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.12 Dados técnicos
Nota
O conjunto "Módulo de entrada de água" não contém qualquer separação entre
a água de tratamento e a água de abastecimento pública. As normas nacionais
para evitar o retorno, caso existam, devem ser respeitadas e cumpridas pelo
operador. Em caso de inobservância, o fabricante não assume qualquer garantia
pela qualidade da água de tratamento e a contaminação da rede de água potá‐
vel.
Nota
Em combinação com a "Unidade de água DVGW com equipamento de esterili‐
zação de água integrado", está instalada uma unidade de desinfecção de água
nas unidades dentárias da empresa KaVo. Para manter a qualidade da água de
tratamento é libertado para a água de forma contínua o desinfectante OXYGE‐
NAL 6 numa concentração eficaz a nível higiénico mas inofensiva para as pes‐
soas (3,2 ml / litro). O manuseamento está descrito nas instruções de conserva‐
ção das unidades de tratamento. As medidas complementares como o enxagua‐
mento das mangueiras de água e as desinfecções intensivas devem ser efec‐
tuadas de acordo com as indicações do fabricante.
AVISO
Perigo de infecções em caso de inobservância de regulamentos nacionais.
Contaminação da água de tratamento ou da rede da água potável.
▶ Ter em atenção e cumprir os regulamentos nacionais sobre a qualidade da
água para o uso doméstico (água potável) – se disponível.
▶ Ter em atenção e cumprir os regulamentos nacionais para evitar o retorno
(fluxo da unidade de tratamento para a rede pública de água – se aplicável.
AVISO
Perigo de infecção em caso de utilização do "Módulo de água compacto" sem
medidas de protecção adicionais.
Contaminação da água de tratamento ou da rede da água potável.
▶ Durante a utilização do conjunto "Módulo de água compacto" não está insta‐
lada qualquer desinfecção de água na unidade de tratamento, tomar medi‐
das de segurança adequadas. A KaVo recomenda a utilização do "Módulo
de água DVGW com equipamento de esterilização de água integrado" em
conjunto com a KaVo OXYGENAL 6 (N.º do mat. 0.489.3451).
▶ Em caso de utilização do conjunto, abastecer o frasco para água com o
adaptador de dosagem fornecido (N.º do mat. 1.002.0287)
KaVo OXYGENAL 6 (N.º do mat. 0.489.3451) na quantidade adequada em
cada enchimento. Consultar a quantidade adequada nas instruções do
adaptador de dosagem para a desinfecção da água.
De acordo com a DIN EN 1717, cada unidade que não esteja listada na DVGW
deve ser equipada com um dispositivo de segurança conectado a montante do
tipo AA, AB ou AD. (O módulo de frasco para água DVGW possui o certificado,
consultar a seguinte lista.)
Na ligação de água devem evitar-se trechos de água salobra (também na instala‐
ção doméstica) com água parada.
Mais informações podem ser obtidas sob www.dvgw.de
38/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.12 Dados técnicos
Descarga livre de acordo com a DIN
EN 1717 – certificado pela DVGW
Módulo de água DVGW, frasco para
água DVGW, n.º registo:
AS-0630BT0111
Qualidade da água
Água potável
Dureza da água
1,5 a 2,14 mmol/l ≙ 8,4 a 12 °dH
Valor do pH
7,2 a 7,8
Filtro de água fornecido pelo cliente
80 µm
Ligação de água
Válvula de fecho fornecida pelo cliente
com ligação por aperto cónico em latão
3/8" para diâmetro Ø 10 mm
Ligação de água acima do piso
mín. 40 mm, máx. 160 mm com válvula
aberta
Pressão de entrada da água
2,0 a 6,0 bar
Quantidade de entrada de água
4 l/min
Diâmetro da ligação de escoamento
40 mm
Ligação de escoamento acima do chão 20 mm
Caudal
máx. 4 l/min
Tubo inclinado de escoamento de água a partir do aparelho no mínimo 10 mm
por metro
Abastecimento de ar
AVISO
Perigo de infecções devido a incumprimento de regulamentos nacionais relativa‐
mente à qualidade do ar para tratamento dentário.
▶ Ter em atenção e cumprir os regulamentos nacionais relativamente à quali‐
dade do ar para tratamento dentário – se existente.
Pressão do ar de admissão
5,2 a 7 bar
Consumo de ar
máx. 80 Nl/min
Filtração do ar por parte do cliente
50 µm
Ligação do ar
Válvula de fecho fornecida pelo cliente
com ligação por aperto cónico em latão
3/8" para diâmetro Ø 10 mm
Ligação do ar acima do piso
mín. 40 mm, máx. 160 mm com válvula
aberta
Aspiração
Vácuo de aspiração na entrada do aparelho
Quantidade da ar da aspi‐ em caso de aspiração em em caso de aspiração a
ração na cânula de spray molhado
seco
mínimo V~250 Nl/min
> 60 mbar
> 85 mbar
recomendado V~300
> 80 mbar
> 120 mbar
Nl/min
Vácuo da aspiração está‐ < 180 mbar
< 180 mbar
tico no máx.
39/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.12 Dados técnicos
Nota
Em caso de vácuo dinâmico > 180 mbar a unidade tem de estar equipada com
kit de válvula de regulação de vácuo.
Os valores são válidos para o conjunto para medição KaVo
(N.º do mat. 0.411.8500)
Ambiente de operação
AVISO
Condições de funcionamento inadequadas.
Danificação da segurança eléctrica do aparelho.
▶ As condições de funcionamento indicadas no capítulo "Dados técnicos" de‐
vem ser cumpridas rigorosamente e não podem ser transgredidas.
Características do chão
Qualidade da construção do solo deve
corresponder à capacidade de carga
para construções DIN 1055 folha 3 e
apresentar uma resistência à pressão
de acordo com DIN 18560 T 1.
Temperatura ambiente
+10 a +40 °C
Humidade relativa do ar
30 a 75 %
Pressão do ar
700 a 1 060 hPa
Altitude de operação
até 3000 m
Cargas máximas
Cadeira do paciente (movimento de
elevação)
135 kg
Apoio da bandeja elemento do médico/ 2 kg
elemento do profissional - Carga livre
Apoio para bandeja elemento do assis‐ 1 kg
tente - Carga livre
Elemento do médico/elemento do pro‐
fissional - Carga livre
2 kg
Condições de transporte e de armazenamento
Temperatura ambiente
-20 bis +55 °C
Humidade relativa do ar
5 a 95 %, sem condensação
Pressão atmosférica
700 a 1.060 hPa
40/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
3 Descrição do produto | 3.12 Dados técnicos
Peso
Unidade de tratamento com Cadeira
standard do paciente
279 kg peso bruto, 224 kg peso líquido
Com placa de aço para montagem e
ERGOcom
344 kg de peso bruto, 289 kg de peso
líquido
Unidade de tratamento com
COMPACTchair
255 kg peso bruto, 200 kg peso líquido
com placa de aço para montagem e
ERGOcom
320 kg peso bruto, 265 kg peso líquido
Maiores detalhes relativos às unidades de embalagem veja Instruções de
montagem, capítulo B 3
41/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.1 Ligar e desligar aparelho
4 Comando
4.1 Ligar e desligar aparelho
O interruptor principal tem as seguintes tarefas:
▪ Ligar ou separar o aparelho electricamente em todos os pólos na ou da rede
disponibilizada pelo cliente.
▪ Criar ou separar as alimentações de ar comprimido e de água por meio das
electroválvulas ou controles do ar comprimido.
▶ Ligar o aparelho no interruptor principal.
Quando o aparelho está pronto para funcionar, acende-se a LED verde ① (ní‐
vel de armazenamento médico 1) ou a LED amarela ② (nível de armazena‐
mento médico 2).
Nota
Afim de evitar danos por água, o interruptor principal deve ser obrigatoriamente
desligado ao deixar o consultório.
42/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
4.2 Ajustar a cadeira do paciente
4.2.1 Ajustar o apoio para o braço
Apoio para o braço para cadeira de paciente standard
Para que o paciente possa mais facilmente acessar a cadeira, o apoio para o
braço pode ser girado para cima.
CUIDADO
Posicionamento pouco vantajoso das mãos do paciente ao subir a cadeira
perigo de esmagamento para os dedos entre o encosto e o apoio para o braço.
▶ Atentar para o posicionamento correcto do paciente sentado (em especial
no caso de crianças).
Apoio para o braço para cadeira de paciente COMPACTchair (equi‐
pamento adicional)
Para que o paciente possa mais facilmente acessar a cadeira, o apoio para o
braço pode ser girado para fora.
▶ Puxar o apoio para o braço para cima e girar para fora.
43/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
▶ Em seguida girar o apoio para o braço de volta até engatar.
Afim de evitar o deslocamento não-intencional dos apoios para os braços, eles
podem ser fixos.
Nota
O apoio para o braço no lado do corpo do aparelho deve ser fixo, afim de evitar
colisões.
▶ Soltar os clipes para fixação e remover a almofada do assento.
▶ Colocar a alavanca de segurança na posição correcta①, para fixar o apoio
para o braço.
▶ Colocar a alavanca de segurança na posição correcta②, para possibilitar a
movimentação do apoio para o braço.
44/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
4.2.2 Regular assento
O assento pode ser girado em quatro posições diferentes para possibilitar uma
área plana para crianças de diferentes tamanhos deitarem durante o tratamento
do maxilar superior.
▶ Soltar a alavanca de travamento e girar o assento na posição necessária.
▶ Certifique-se de que a alavanca de travamento torne a engatar completamen‐
te.
4.2.3 Ajustar o apoio para a cabeça
Ajustar o botão rotativo do apoio para a cabeça 2 articulações
CUIDADO
Ajuste do apoio para a cabeça.
Ferimento da musculatura da nuca.
▶ Chamar a atenção dos pacientes para o ajuste do apoio da cabeça.
▶ O paciente deve elevar ligeiramente a cabeça durante o ajuste do apoio da
cabeça.
45/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
▶ Puxar o apoio para cabeça para dentro ou para fora conforme o tamanho do
paciente.
▶ Para girar o apoio para a cabeça, girar o botão de travamento para a esquer‐
da, colocar o apoio para a cabeça na posição e tornar a girar o botão de tra‐
vamento para a direita.
▶ Para remover a almofada do apoio para a cabeça, soltar o parafuso ②, puxar
a almofada ① ligeiramente para cima e então remover para a frente.
Ajustar o botão de pressão do apoio para a cabeça 2 articulações
CUIDADO
Ajuste do apoio para a cabeça.
Ferimento da musculatura da nuca.
▶ Chamar a atenção dos pacientes para o ajuste do apoio da cabeça.
▶ O paciente deve elevar ligeiramente a cabeça durante o ajuste do apoio da
cabeça.
O comprimento da haste e a inclinação do apoio da cabeça podem ser ajustados.
46/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
▶ Premir o botão de fixação e, de acordo com o tamanho do paciente, puxar o
apoio para a cabeça para fora ou empurrar para dentro.
Nota
O efeito do travão pode ser regulado pelo técnico da assistência.
▶ Premir o botão de fixação e girar o apoio para a cabeça para a posição dese‐
jada.
Ao girar o apoio da cabeça de volta observar se não há um objecto entre a
área A e o acolchoado para a cabeça.
Girar o apoio acolchoado da cabeça
A almofada do apoio da cabeça é uma almofada reversível. Pode ser girado para
um melhor apoio da nuca, p. ex. no tratamento de crianças.
▶ Remover a almofada uniformemente e girar em 180 °.
▶ Tornar a recolocar o apoio da cabeça e apertar.
47/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
4.2.4 Regular a posição da cadeira
CUIDADO
Perigo de ferimentos devido a sobrecarga ou carga dinâmica.
A cadeira do paciente pode desmontar-se.
▶ Apenas carregar a cadeira do paciente até ao limite da carga (135 kg).
▶ Não carregar a cadeira do paciente de forma dinâmica.
A posição da cadeira pode ser ajustada sem graduações.
As posições automáticas podem ser memorizadas e as posições memorizadas
podem ser acedidas ao premir a tecla.
No programa automático o movimento da cadeira e do encosto ocorre simulta‐
neamente.
Excepção: Quando a tensão de funcionamento na cadeira do paciente standard
estiver abaixo de 200 V, os movimentos no programa automático ocorrem em se‐
quência. Nesse caso, um técnico tem de alterar o programa.
Desligamento automático dos motores da cadeira
Os motores da cadeira desligam-se automaticamente quando alcançam uma
temperatura de funcionamento de 140 °C. Essa temperatura alta apenas é alcan‐
çada quando houver accionamento constante, p. ex. durante demonstrações. Du‐
rante o funcionamento usual no consultório essa temperatura não é alcançada.
Após um desligamento automático os motores da cadeira retornam à disponibili‐
dade de funcionamento após aprox. quinze minutos.
Regular a posição da cadeira sem graduações
A regulação é feita de modo idêntico na cadeira para paciente Standard e COM‐
PACTchair.
Nota
As funções nas teclas de comando no elemento médico e no elemento do assis‐
tente são iguais.
A posição da cadeira pode ser livremente regulada:
▪ Teclas no elemento de comando
▪ Interruptor inversor no pedal de arranque
48/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
Tecla elemento médico
Interruptor inversor "Motor Função
com rotação para a es‐
querda"
Assento desloca-se para
cima.
M
T
Assento desloca-se para
baixo.
M
T
Encosto desloca-se para
cima.
M
T
Encosto desloca-se para
baixo.
M
T
▶ Premir a tecla desejada ou premir o joystick ou tecla inversora na direcção
desejada.
Assento/Encosto desloca-se na direcção desejada.
Nota
Se um instrumento foi retirado, as funções da cadeira do pedal de arranque são
bloqueadas. O bloqueio pode ser suspenso ao carregar o interruptor em arco.
Em seguida as funções voltam a estar à disposição.
Nota
O assento e o encosto podem ser deslocados simultaneamente. Excepção:
Quando na cadeira do paciente a tensão de operação estiver abaixo de 200 V
os movimentos só podem ocorrer em sequência.
49/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
Particularidades COMPACTchair
Nota
Quando o encosto é movido, a peça dos pés dobrável move-se simultaneamen‐
te. A peça dos pés não pode ser movida em separado.
O encosto pode ser deslocado até 85° na vertical para facilitar a entrada e saída
da cadeira.
Com o encosto na horizontal a cadeira pode ser deslocada mais para baixo do
que com o encosto na vertical.
Memorizar as posições da cadeira
As posições da cadeira podem ser salvas de modo que podem ser activadas a
qualquer momento carregando a tecla. Ao ser activada, a cadeira automatica‐
mente desloca-se para posição armazenada (a assim chamada "Posição auto‐
mática", abreviação PA).
Nos campos de comando podem ser salvas quatro posições para a cadeira.
Além disso podem ser salvas duas destas posições com o pedal de arranque.
É recomendável, por exemplo, o armazenamento da posição deentrada/saída
com a tecla "PA 0" e a posição de enxaguamento com a tecla "PE".
▶ Colocar a cadeira na posição que deve ser salva.
Ver também: Regular a posição da cadeira sem graduações, Página 48
Salvar com elemento médico standard ou elemento do assistente
Comfort
▶ Accionar brevemente a tecla "LP/PA".
A LED das teclas "PA 0", " PA 1", "PA 2" e "PE" piscam durante aprox. quatro
segundos.
▶ Durante esses quatro segundos carregar a tecla "PA 0", "PA 1", "PA 2" e "PE"
até que soe um sinal sonoro.
A posição da cadeira é armazenada na tecla.
Nota
Na tecla "UP" é memorizada a posição automática "Última posição". Se a tecla
"UP" for premida, a cadeira regressa automaticamente à última posição antes da
posição de enxaguamento. A tecla "UP" não pode ser ocupada com outra posi‐
ção automática.
50/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
Armazenar com pedal de arranque
① Pedal pré-selecção do spray/PA
② Pedal Ar soprado/PA
Em duas teclas do pedal podem ser salvas posições da cadeira; a regulação
standard é a seguinte:
▪ Tecla do pedal "Pré-selecção de spray": posição automática "UP" (última po‐
sição)
▪ Tecla do pedal "Ar soprado": posição automática "PE" (posição enxaguamen‐
to)
▶ Premir simultaneamente o pedal e a tecla de pé "Pré-selecção do spray" ou
"Ar soprado".
▶ Premir as teclas "PA 0", "PA 1", "PA 2" e "PE" no elemento de comando até
que soe um sinal sonoro.
Na tecla de pé está memorizada a posição automática seleccionada.
Mostrar as posições da cadeira armazenadas
As posições memorizadas das cadeiras (chamadas posições automáticas) po‐
dem ser acedidas, premindo a tecla. Com o elemento de comando no elemento
de assistência é possível aceder a cinco posições automáticas, duas posições
automáticas com o pedal.
Ver também: Memorizar as posições da cadeira, Página 50
CUIDADO
Perigo de esmagamento no movimento automático da cadeira.
Paciente ou pessoal do consultório podem machucar-se.
▶ Estar atento ao paciente e ao pessoal do consultório a cada alteração da po‐
sição da cadeira.
Mostrar as posições da cadeira com o elemento de comando
▶ Accionar brevemente a tecla "LP/PA".
A LED das teclas "PA 0", "PA 1", "PA 2" e PE" piscam durante aprox. quatro
segundos.
51/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
▶ Durante esses quatro segundos carregar a tecla "PA 0", "PA 1", "PA 2" ou
"PE" brevemente.
A cadeira desloca-se para a direcção desejada.
Mostrar as posições da cadeira com o pedal de arranque
Nota
Se um instrumento foi retirado, as funções da cadeira do pedal de arranque são
bloqueadas. O bloqueio pode ser suspenso ao carregar o interruptor em arco.
Em seguida as funções voltam a estar à disposição.
① Pedal pré-selecção do spray/PA
② Pedal Ar soprado/PA
Com as teclas do pedal é possível aceder às posições da cadeira; o ajuste pa‐
drão é o seguinte:
▪ Tecla do pedal "Pré-selecção do spray": posição automática "UP" (última po‐
sição)
▪ Tecla do pedal "Ar soprado": posição automática "PE" (posição de enxagua‐
mento)
Mover cadeira com instrumento apoiado
▶ Premir a tecla pedal "Pré-selecção do spray" ou "Ar soprado".
M
T
A cadeira desloca-se para a direcção desejada.
52/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
Mover cadeira com instrumento removido
Nota
Se um instrumento foi retirado, as funções da cadeira do pedal de arranque são
bloqueadas. O bloqueio pode ser suspenso ao carregar o interruptor em arco.
Em seguida as funções voltam a estar à disposição.
▶ Premir o interruptor em arco e em seguida a tecla do pedal "Pré-selecção do
spray" ou "Ar soprado".
M
T
A cadeira desloca-se para a direcção desejada.
4.2.5 Desligamento de segurança
Afim de evitar colisões ao movimentar a cadeira do paciente, há desligamentos
de segurança embutidos, que pretendem proteger os pacientes e os profissionais
do consultório de ferimentos e a unidade de tratamento de danos.
CUIDADO
Danos materiais no elemento de assistência e na cadeira do paciente.
Apesar das desactivações de segurança, em algumas posições do elemento de
assistência podem ocorrer colisões com a cadeira do paciente.
▶ Manter o elemento de assistência fora da área de movimentação da cadeira
do paciente.
▶ Monitorizar sempre o processo de movimentação da cadeira.
CUIDADO
Contusões através da cadeira de tratamento
O desligamento automático da cadeira do paciente é activado pela elevação do
componente correspondente. Dependendo do peso corporal do paciente e as
leis de alavanca activas em cada caso, forças maiores podem agir sobre o ob‐
jecto desencadeador, do que seria necessário para desencadear a função de
comutação.
▶ Em todos os movimentos da cadeira os terapeutas devem sair da área de
oscilação da cadeira.
53/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
Existem desligamentos de segurança nos seguintes locais da unidade de trata‐
mento:
Desactivação de segurança na cadeira do paciente padrão
① Peça do paciente oscilada sobre a
cadeira do paciente
② Elemento de assistência
③ Encosto
54/130
④ Arco no pedal
⑤ Parte de baixo do paralelogramo da
cadeira
⑥ Cadeira
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.2 Ajustar a cadeira do paciente
Desactivação de segurança na cadeira do paciente COMPACTchair
① Módulo do paciente oscilado sobre
a cadeira do paciente
② Elemento de assistência
③ Encosto
④ Arco no pedal
⑤ Cobertura no segmento curvo do
encosto
⑥ Apoios para os braços
⑦ Cadeira
⑧ Parte dobrável do assento
O desligamento de segurança ocorre quando um ângulo de movimentação for ul‐
trapassado ou uma parte da unidade de tratamento colidir com um objecto.
Se uma pessoa ou objecto accionar uma desactivação de segurança, a cadeira
pára imediatamente.
A desactivação de segurança activada é confirmada por meio da indicação inter‐
mitente correspondente no elemento de médico ou no elemento de assistente.
Indicação LED
Desligamento de segurança
Elemento da assistência
Assento, encosto, paragem do Vacu, programa inferi‐
or da cadeira
Apoios para os braços (apenas COMPACTchair)
Parte dobrável do assento (apenas COMPACTchair)
Pedal de arranque
55/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.3 Deslocar a cadeira do paciente
Indicação LED
Desligamento de segurança
Sensor inclinação cart elemento médico (não é mais
montado)
Módulo do paciente
Nota
Uma alteração da posição da cadeira por meio da tecla em cruz não é possível
enquanto a desactivação de segurança estiver activada.
Excepção: o interruptor de segurança "Parte do paciente" apenas pára o movi‐
mento de subida e descida da cadeira do paciente. O encosto pode ser movi‐
mentado para cima e para baixo.
4.3 Deslocar a cadeira do paciente
Cadeira padrão do paciente
56/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.4 Mover elemento médico
Cadeira do paciente COMPACTchair
4.4 Mover elemento médico
CUIDADO
Danos devido a sobrecarga do elemento do médico.
Podem ocorrer danos ao exceder o peso máximo, pousando instrumentos,
acessórios, etc. com mais de 2 quilogramas.
▶ Não sobrecarregar o elemento do médico!
CUIDADO
Perigo de ferimentos devido à movimentação do elemento do médico ou de as‐
sistência.
Ferimentos ou contusões do paciente ou do pessoal do consultório.
▶ Ter em atenção o paciente e o pessoal do consultório ao movimentar o ele‐
mento do médico ou de assistência.
A área de oscilação do elemento médico é limitada por esbarros.
Nota
Não puxar o elemento médico pela mangueira dos instrumentos.
57/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.4 Mover elemento médico
▶ Para ajustar a altura do elemento médico, soltar o travão de estacionamento,
ajustar a altura e tornar a fixar o travão.
Elemento médico TM
Elemento médico S
4.4.1 Mover cart
CUIDADO
Movimento e sobrecarga do cart.
Perigo de queda e danos do cart.
▶
▶
▶
▶
Utilizar o cart apenas em solos planos.
Não pisar a mangueira de alimentação do cart.
Certificar-se de que o solo está livre de obstáculos.
Não se sente no elemento do médico nem se coloque em cima do pedal da
roda.
Nota
A área dentro da qual o Cart pode ser movido, depende do comprimento das li‐
nhas e mangueiras com as quais o Cart está ligado à base do aparelho. Mover o
Cart apenas nesta área.
58/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.4 Mover elemento médico
▶ Para alterar a posição do Cart, segurar o Cart pela pega em arco e movimen‐
tar para a posição desejada. Verificar que o chão esteja livre de obstáculos.
A parte superior do elemento do médico pode ser posicionado verticalmente em
9 posições.
Nota
Não elevar o elemento médico pelo punho O punho serve exclusivamente para
posicionar o elemento médico horizontalmente.
▶ Elevar a parte superior do elemento do médico até que engate.
▶ Para tornar a soltar o dispositivo de fixação, mover a parte superior totalmen‐
te para cima e então descer.
59/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.5 Mover a parte do paciente
4.5 Mover a parte do paciente
4.5.1 Oscilar a parte do paciente manualmente
A área de oscilação é de aprox. 250°.
CUIDADO
O apoio para braço esquerdo pode colidir com a parte do paciente ajustada ma‐
nualmente no caso de movimentação da cadeira.
Perigo de lesões.
▶ Antes de cada ajuste da cadeira (automático e manual) oscilar a parte do
paciente ajustada amnualmente para a posição de descanso.
Nota
Caso a parte do paciente encontre-se sobre a cadeira do paciente, o desliga‐
mento de segurança é activada.
60/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.6 Mover o elemento do assistência
4.6 Mover o elemento do assistência
4.6.1 Ajustar o elemento de assistência padrão em altura (opcio‐
nal)
O elemento médico pode ser posicionado verticalmente em quatro posições.
▶ Para ajustar um nível superior, puxar o elemento médico ligeiramente para ci‐
ma até que engate de modo audível.
▶ Para ajustar um nível mais baixo, puxar o elemento do assistente totalmente
para cima até que a fixação se solte e então mover o elemento do assistente
para baixo.
Fixar o apoio da bandeja
▶ Inserir o apoio da bandeja no elemento de assistência.
① Apoio da bandeja
② Suporte
O suporte ② do apoio da bandeja ①é um acessório opcional.
61/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.6 Mover o elemento do assistência
4.6.2 Mover elemento de assistência para a direita, esquerda (op‐
cional)
CUIDADO
Contusões causadas pela cadeira do paciente.
Os terapeutas podem ficar presos ou com contusões.
▶ Em todos os movimentos da cadeira os terapeutas devem sair da área de
oscilação da cadeira.
CUIDADO
Danos materiais devido a sobrecarga.
▶ Não pousar o pé na área do ponto de rotação e/ou do braço articulado do
elemento de assistência.
Keine Fußstütze,
Fuß nicht abstellen!
Área de oscilação do elemento de assistência à direita, esquerda (opcional)
▶ Antes da oscilação do elemento de assistência, levantar o encosto reclinável.
▶ Movimentar o elemento de assistência na área de oscilação para a posição
desejada.
62/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.7 Configurar funções
Ajustar o elemento de assistência à direita, esquerda em altura (op‐
cional)
Nota
Ao movimentar o elemento de assistência, em especial ao ajustar a altura, po‐
dem cair instrumentos do apoio. Para evitar danos materiais em instrumentos,
deve-se ter em atenção que, ao movimentar o elemento de assistência, não caia
qualquer instrumento.
▶ Soltar o parafuso de fixação e deslocar o elemento de assistência para a po‐
sição desejada.
▶ Voltar a apertar o parafuso de fixação.
4.7 Configurar funções
4.7.1 Seleccionar nível armazenamento médico 1 ou médico 2.
Nota
Para ajustar instrumentos individualmente para diferentes tipos de tratamento,
podem ser seleccionados dois níveis médicos.
▶ Apoiar os instrumentos.
▶ Premir o pedal e manter premido e carregar interruptor em arco.
ou
63/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.7 Configurar funções
▶ No Memospeed (equipamento adicional) accionar a tecla "Pré-selecção de ní‐
vel" até soar sinal sonoro.
O LED verde acende: o nível médico 1 foi seleccionado.
O LED amarelo acende: o nível médico 2 foi seleccionado.
4.7.2 Encher o copo e enxaguar a pia de enxaguamento.
O tempo para o enchimento do copo e para o enxaguamento da pia pode ser
ajustado.
Ajustar o tempo para o enxaguamento da pia e enchimento do copo
Ao ajustar o tempo soam sinais sonoros. cada sinal sonoro corresponde a um se‐
gundo. O tempo máximo é de 51 segundos.
▶ Carregar a tecla para enchimento do copo ou do enxaguamento da pia e
mantê-lo premido até que soe o número desejado de sinais sonoros.
Encher o copo
▶ Carregar na tecla "Dispositivo de enchimento do copo"
O copo é enchido.
▶ Para terminar o enxaguamento antes do tempo ajustado, premir novamente a
tecla "Pia para enxaguamento bucal".
Enxaguamento da pia
Nota
Não verter líquidos na pia de enxaguamento quando o aparelho estiver desliga‐
do.
▶ Premir a tecla "Pia para enxaguamento bucal".
A pia para enxaguamento bucal é lavada.
▶ Para terminar o enxaguamento antes do tempo ajustado, accionar novamente
a tecla "Pia para enxaguamento bucal".
64/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.7 Configurar funções
4.7.3 Ligar/Desligar visualizador de radiografias
▶ Carregar a tecla "Visualizador de radiografias".
4.7.4 Ajustar a hora e utilizar o temporizador (apenas com Memos‐
peed)
Configurar hora
▶ Accionar a tecla "Relógio" até soar um sinal sonoro.
▶ Carregar a tecla "Diminuir valor" ou "Aumentar valor" até que a hora desejada
seja exibida.
▶ Premir brevemente a tecla "Relógio" e com as teclas "Diminuir valor" e "Au‐
mentar valor" ajustar os minutos.
▶ Premir a tecla "Relógio" mais uma vez brevemente, afim de ajustar os segun‐
dos.
▶ Finalizando accionar a tecla "Relógio" até soar um sinal sonoro.
A hora é armazenada.
Utilizar temporizador
Ajustar o temporizador
O tempo mínimo do temporizador é de 30 segundos, o máximo de 8 minutos.
▶ Accionar a tecla "Temporizador" até soar um sinal sonoro.
▶ Carregar as teclas "Diminuir valor" e "Aumentar valor" até que a hora deseja‐
da seja exibida no temporizador.
▶ Accionar a tecla "Temporizador" novamente até soar um sinal sonoro.
A hora do temporizador é armazenada.
Iniciar temporizador
▶ Carregar a tecla "Temporizador".
O tempo ajustado do temporizador termina. Depois de decorrido o tempo do tem‐
porizador, soa um sinal sonoro.
65/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
4.7.5 Utilizar teclas de função (apenas com Memospeed)
Podem ser seleccionadas duas funções de 14, que podem ser activadas por
meio das teclas de funções.
Seleccionar e armazenar função
F1
▶ Accionar a tecla "F1" ou "F2" até soar um sinal sonoro.
O modo de programação será iniciado.
▶ Carregar a tecla "Diminuir valor" ou "Aumentar valor" até que a função deseja‐
da seja exibida.
▶ Accionar a tecla "F1" ou "F2" novamente até soar um sinal sonoro.
A função está armazenada na tecla.
Activar a função
Condição prévia
Foi armazenada uma função na tecla "F1" ou "F2".
F1
▶ Accionar a tecla "F1" ou "F2" brevemente.
A função armazenada é activada.
4.7.6 Função HYDROclean
Ver também: Instruções de conservação Primus® 1058 S/TM/C
4.7.7 Desinfecção intensiva/programa de lavagem
Ver também: Instruções de conservação Primus® 1058 S/TM/C
4.8 Utilizar instrumentos
Nos capítulos a seguir são descritos ajuste e utilização dos instrumentos.
No caso distingue-se entre utilização com e sem o Memospeed montado.
Os instrumentos encontram-se protegidos contra utilização simultânea por meio
de um controlador lógico do apoio.
Para facilitar a utilização algumas configurações dos instrumentos podem ser ar‐
mazenadas.
Controlador lógico do apoio
Apenas o instrumento retirado em primeiro lugar está operacional, com excepção
da peça de mão de três funções. Todos os outros instrumentos não estão opera‐
cionais; nestes podem ser substituídas fresadoras ou pontas do ultra-som scaler.
66/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Nota
Relativamente à montagem, operação e manutenção de cada instrumento (por
ex. turbina, COMFORTdrive, ultra-som Scaler, câmara, Satelec Mini LED, etc.),
devem ser consultadas as instruções de montagem, utilização e conservação
em separado.
4.8.1 Armazenar configurações específicas dos instrumentos
Os seguintes valores de ajuste podem ser armazenados isoladamente nos apa‐
relhos:
Instrumento
Turbina
Motor INTRA LUX KL
701/703,
COMFORTdrive
Ultra-som Scaler
Peça multifuncional
Valor de ajuste
Intensidade da luz fria
Spray ligado/desligado
Intensidade da luz fria
Spray ligado/desligado
Gama / intensidade de número de rotações
Direcção de rotação
Spray ligado/desligado*
Intensidade
Luz fria e aquecimento
Liga/desliga
* apenas com ajuste correspondente no modo de assistência, grupo 9
▶ Para armazenar um valor armazenado sem o Memospeed, accionar a tecla
"UP/PA" com o instrumento retirado até soar um sinal.
E123
▶ Para armazenar um valor armazenado com o Memospeed, accionar a tecla
"Pré-selecção do nível" com o instrumento retirado até soar um sinal.
Nota
Valores alterados são perdidos, quando as alterações não são armazenadas an‐
tes do aparelho ser desligado.
Com o Memospeed montado seleccionar o nível de armazenamen‐
to
E123
▶ Carregar a tecla "Pré-selecção de nível" repetidamente até que o nível dese‐
jado seja exibido.
67/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
M
ou
▶ Carregar o pedal com os instrumentos apoiados repetidamente e brevemente,
até que o nível desejado seja exibido.
T
Display Memospeed
① Indicação nível
② Hora
4.8.2 Utilizar a turbina
Nota
Atentar para as instruções de utilização e montagem que acompanham a emba‐
lagem do instrumento.
Podem ser alteradas as seguintes configurações:
▪ Número de rotações
▪ Pré-selecção spray
▪ Pré-selecção e intensidade da luz fria
Ajustar a turbina sem Memospeed
▶ Retirar a turbina do suporte.
Ajustar o número de rotações
▶ Para diminuir ou aumentar o número de rotações, virar o pedal para a esquer‐
da ou a direita.
M
T
Nota
O número de rotações não pode ser armazenado.
O mínimo e o máximo do número de rotações depende do tipo de turbina utiliza‐
da.
68/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Ajustar condição de resfriamento
▶ Carregar a tecla "Pré-selecção do spray"
ou
▶ Carregar o pedal "Pré-selecção do spray".
M
T
2 LEDs acendem-se com a condição de arrefecimento spray activado.
Ajustar a intensidade da luz fria
▶ Para ajustar a pré-selecção da luz fria, premir a tecla "Luz fria".
LED acende com luz fria pré-seleccionada.
A intensidade da luz fria pode ser ajustada em 10 graduações. No ajuste a inten‐
sidade é sinalizada por meio de sinais sonoros, de um sinal sonoro (intensidade
mínima) a 10 sinais sonoros (intensidade máxima).
▶ Para ajustar a pré-selecção da luz fria, premir a tecla "Luz fria" até que soe o
número desejado de sinais sonoros.
Armazenar valores
▶ Accionar a tecla "UP/PA" até que soe um sinal sonoro.
Ajustar a turbina com Memospeed
A configuração da pré-selecção do spray ocorre como a configuração sem Me‐
mospeed.
▶ Retirar turbina do apoio.
▶ Ajustar nível.
Ver também: Com o Memospeed montado seleccionar o nível de armazenamen‐
to, Página 67
69/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Ajustar o número de rotações
Nota
No nível E o número de rotações apenas pode ser ajustado com o pedal.
Há dois modos à disposição:
▪ Modo "Manual": O número de rotações pode ser alterado através do pedal.
▪ Modo "Máximo": O número de rotações encontra-se sempre no valor máximo,
independentemente do ajuste do pedal.
E123
▶ Accionar a tecla "Selecção de nível" até soar um sinal sonoro.
▶ Para comutar entre o nível "Máximo" e o modo "Manual", carregar a tecla "Au‐
mentar valor" ou "Diminuir valor".
▶ Para diminuir ou aumentar o número de rotações no modo "Manual", virar o
pedal para a esquerda ou a direita.
M
T
Ajustar a intensidade da luz fria
A intensidade da luz fria pode ser ajustada em 10 graduações.
E123
▶ Carregar a tecla "Selecção do nível"
70/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
▶ Com as teclas "Diminuir valor" ou "Aumentar valor" ou por meio do desloca‐
mento do pedal para a esquerda ou a direita ajustar a intensidade desejada
de 1 a 10.
M
T
Armazenar valores
E123
▶ Accionar a tecla "Selecção de nível" até soar um sinal sonoro.
Os valores ajustados são salvos para o nível de armazenagem em questão e pa‐
ra o nível médico regulado.
4.8.3 Operar o motor INTRA LUX KL 701/703 e COMFORTdrive
200XD
Nota
Atentar para as instruções de utilização e montagem que acompanham a emba‐
lagem do instrumento.
Podem ser alteradas as seguintes configurações:
▪ Número de rotações
▪ Pré-selecção spray
▪ Pré-selecção e intensidade da luz fria
▪ Direcção de rotação do motor
Nota
O mínimo e o máximo do número de rotações dependem do motor e da peça de
mão ou contra- ângulo montado.
O número de rotações não pode ser armazenado.
71/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Nota
O tipo de operação é de 2 min de tempo de operação e 5 min de tempo para
pausa.
Isso representa a possível carga limítrofe do motor (carga máxima com o núme‐
ro máximo de rotações).
Na prática são realistas cargas de impulsos com duração de segundos ou pau‐
sas com duração de segundos a minutos, sendo que a corrente máxima possí‐
vel do motor normalmente não é atingida. Isso corresponde ao modo de proce‐
der no trabalho usual dos dentistas.
Ajustar o motor sem Memospeed
A configuração de número de rotações, pré-selecção de spray e luz fria, bem co‐
mo do armazenamento de valores ocorre como com a turbina.
Ver também: Ajustar a turbina sem Memospeed, Página 68
Ajustar a direcção de funcionamento do motor
Nota
Apenas mudar a direcção de rotação do motor quando o motor estiver parado.
▶ Retirar o motor do suporte.
▶ Carregar a tecla "Rotação do motor para a esquerda"
M
ou
▶ Accionar tecla em cruz "Motor com rotação para a esquerda"
T
LED acende com motor configurado com rotação para a esquerda.
Ajustar o motor com Memospeed
▶ Retirar o motor do apoio.
▶ Carregar a tecla de pré-selecção de níveis para seleccionar nível.
Ver também: Com o Memospeed montado seleccionar o nível de armazenamen‐
to, Página 67
Ajustar o número de rotações e a intensidade da luz fria
Nos níveis de 1 a 3 a faixa de número de rotações pode ser alterado individual‐
mente. A diminuição da faixa de rotações permite uma regulação mais fina com o
elemento de comando por pedal.
72/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
O mínimo pré-ajustado não pode mais ser diminuído, o máximo pré-ajustado não
pode mais ser aumentado.
Nota
No nível E não é possível pré-ajustar a faixa do número de rotações.
E123
Mínimo
Motor KL 701/KL 703
100 rpm
Máximo
40 000 rpm
COMFORTdrive 200XD
30 000 rpm
(Indicação 1)
200 000 rpm
(Indicação 10)
▶ Accionar a tecla "Selecção de nível" até soar sinal sonoro.
O display muda para o menu de ajuste para Mínimo.
▶ Carregar a tecla "Aumentar valor" ou "Diminuir valor" até que o nível desejado
seja exibido.
E123
▶ Carregar a tecla "Selecção do nível"
O display muda para o menu de ajuste para Máximo.
▶ Carregar a tecla "Aumentar valor" ou "Diminuir valor" até que o nível desejado
seja exibido.
E123
▶ Carregar a tecla "Pré-selecção de nível".
O display muda para a configuração da intensidade da luz fria.
▶ Configurar a luz fria através da tecla "Luz fria".
Ver também: Ajustar a turbina sem Memospeed, Página 68
▶ Para armazenar os valores, carregar a tecla "Pré-selecção de nível" até que
soe sinal sonoro.
73/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Ajustar a direcção de funcionamento do motor
A configuração da direcção de funcionamento do motor ocorre como a configura‐
ção sem Memospeed.
Ver também: Ajustar a direcção de funcionamento do motor, Página 72
Ajustar condição de resfriamento
O ajuste da condição de arrefecimento é igual ao da turbina.
Ver também: Ajustar a turbina sem Memospeed, Página 68
4.8.4 Utilizar o ultra-som Scaler
Utilizar PIEZOlux (acessório opcional)
CUIDADO
Perigo de ferimento com chave dinamométrica apoiada.
O encaixe de instrumentos com arestas afiadas pode causar ferimentos.
▶ Caso a chave dinamométrica não seja utilizada, deixá-la acoplada na peça
de mão.
CUIDADO
Os acessórios de instrumentos podem ser danificados através de utilização per‐
manente, por queda ou dobragem.
Já não será garantido o perfeito funcionamento.
Ferimentos devido à quebra dos acessórios.
▶ Antes de cada utilização, verificar os acessórios dos instrumentos.
Nota
A chave dinamométrica está submetida ao desgaste natural e em caso de dimi‐
nuição da funcionalidade deve ser substituída. (N.º do mat. 1.000.4887)
Podem ser alteradas as seguintes definições:
▪ Saída da água
▪ Intensidade
▪ Iluminação de LED ligar/desligar através de elemento do médico
Montar o cartucho para instrumentos
▶ Aparafusar o cartucho para instrumentos na peça de mão com a chave dina‐
mométrica fornecida.
▶ Apertar a chave dinamométrica até que engate.
O binário máximo foi alcançado.
74/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Ajustar saída da água
CUIDADO
Refrigeração insuficiente da ponta de trabalho.
Danificação por calor no dente ou na peça de mão.
▶ Nunca operar a seco com a excepção das pontas para isso previstas.
▶ Definir um débito mínimo de 6 ml/min. Dosear para isso a quantidade de lí‐
quidos de maneira que, em caso de irrigação, a água passe da gotejante à
forma fluida.
▶ Consultar a quantidade de pulverização de água nas instruções de utilização
do ultra-som Scaler para cada ponta.
Ver também: Instruções de utilização do ultra-som Scaler
▶ Dosear quantidade de pulverização de água no perno móvel.
Ajustar PIEZOlux sem Memospeed
As definições da intensidade são feitas como na configuração do número de rota‐
ções da turbina.
A definição e a memorização da iluminação ocorrem como na turbina.
Ver também: Ajustar a turbina sem Memospeed, Página 68
Ajustar PIEZOlux com Memospeed
A definição e a memorização da iluminação ocorrem como na turbina.
Ver também: Ajustar a turbina com Memospeed, Página 69
Ajustar intensidade
Nota
No nível E apenas a intensidade pode ser ajustada com o pedal.
A configuração da intensidade ocorre em intervalos de 0,25; o mínimo é 1.0, o
máximo 10.0.
75/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
E123
▶ Accionar a tecla "Pré-selecção de nível" até soar sinal sonoro.
▶ Carregar a tecla "Aumentar valor" ou "Diminuir valor" até que o valor desejado
esteja configurado.
Utilizar PIEZOsoft (acessório opcional)
CUIDADO
Pontas com arestas afiadas.
Perigo de ferimentos.
▶ Caso a chave dinamométrica fornecida não seja utilizada, deixá-la acoplada
na peça de mão!
CUIDADO
Perigo de troca de pontas de fabricantes diferentes.
▶ Ter em atenção as indicações nas pontas.
▶ Ter em atenção as características identificativas nas roscas no fundo das
pontas KaVo.
CUIDADO
Danos no produto e ferimentos na sequência de pontas de fabricantes não auto‐
rizados.
A utilização de pontas não autorizadas pode provocar ferimentos nos utilizado‐
res e pacientes assim como a destruição do produto.
▶ Utilizar apenas pontas KaVo PIEZO Scaler.
Nota
A chave dinamométrica está submetida ao desgaste natural e, em caso de dimi‐
nuição da funcionalidade, deve ser substituída (N.º do mat. 1.007.3004).
Podem ser alteradas as seguintes definições:
▪ Regulação da água de pulverização no anel de ajuste na peça de mão
▪ A regulação de potência ocorre no pedal de arranque
76/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Montar o cartucho para instrumentos
▶ Encaixar peça de mão no acoplamento.
▶ Enroscar totalmente as pontas.
▶ Apertar as pontas com a chave dinamométrica mais um quarto de volta.
O binário necessário é assegurado.
77/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Ajustar saída da água
▶ Dosear quantidade de pulverização de água no perno móvel.
Ajustar PIEZOsoft sem MEMOspeed
Nota
Não é possível ajustar o estado de iluminação no PIEZOsoft.
As definições da intensidade são feitas como na configuração do número de rota‐
ções da turbina.
Ver também: Ajustar a turbina sem Memospeed, Página 68
Ajustar PIEZOsoft com MEMOspeed
Ver também: Ajustar a turbina com Memospeed, Página 69
Ajustar intensidade
A configuração da intensidade ocorre em intervalos de 0,25; o mínimo é 1.0, o
máximo 10.0.
E123
▶ Accionar a tecla "Pré-selecção de nível" até soar sinal sonoro.
▶ Carregar a tecla "Aumentar valor" ou "Diminuir valor" até que o valor desejado
esteja configurado.
78/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Utilizar PiezoLED (acessório opcional)
CUIDADO
Pontas com arestas afiadas.
Perigo de ferimentos.
▶ Caso a chave dinamométrica fornecida não seja utilizada, deixá-la acoplada
na peça de mão!
CUIDADO
Perigo de troca de pontas de fabricantes diferentes.
▶ Ter em atenção as indicações nas pontas.
▶ Ter em atenção as características identificativas nas roscas no fundo das
pontas KaVo.
CUIDADO
Danos no produto e ferimentos na sequência de pontas de fabricantes não auto‐
rizados.
A utilização de pontas não autorizadas pode provocar ferimentos nos utilizado‐
res e pacientes assim como a destruição do produto.
▶ Utilizar apenas pontas KaVo PIEZO Scaler.
Nota
A chave dinamométrica está submetida ao desgaste natural e, em caso de dimi‐
nuição da funcionalidade, deve ser substituída (N.º do mat. 1.007.3004).
Podem ser alteradas as seguintes definições:
▪ Regulação da água de pulverização no anel de ajuste na peça de mão
▪ A regulação de potência ocorre no pedal de arranque
▪ Ligar/desligar iluminação de LED através de elemento do médico
79/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Montar o cartucho para instrumentos
▶ Encaixar peça de mão no acoplamento.
▶ Enroscar totalmente as pontas.
▶ Apertar as pontas com a chave dinamométrica mais um quarto de volta.
O binário necessário é assegurado.
80/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Ajustar saída da água
▶ Dosear quantidade de pulverização de água no perno móvel.
Ajustar PiezoLED sem MEMOspeed
Nota
Não é possível ajustar a intensidade da iluminação no PiezoLED.
A definição e a memorização da iluminação ocorrem como na turbina.
As definições da intensidade são feitas como na configuração do número de rota‐
ções da turbina.
Ver também: Ajustar a turbina sem Memospeed, Página 68
Ajustar PiezoLED com MEMOspeed
A definição e a memorização da iluminação ocorrem como na turbina.
Ver também: Ajustar a turbina com Memospeed, Página 69
Ajustar intensidade
A configuração da intensidade ocorre em intervalos de 0,25; o mínimo é 1.0, o
máximo 10.0.
E123
▶ Accionar a tecla "Pré-selecção de nível" até soar sinal sonoro.
81/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
▶ Carregar a tecla "Aumentar valor" ou "Diminuir valor" até que o valor desejado
esteja configurado.
4.8.5 Utilizar COMFORTdrive 200 XD / COMFORTbase 405L
(acessório opcional)
Manuseio geral
CUIDADO
Descumprimento da instrução de utilização do COMFORTdrive 200 XD
Ferimento de pessoas ou danos ao produto
▶ A instrução de utilização do COMFORTdrive 200XD é descrito em instru‐
ções de utilização à parte. Estas devem ser lidas antes de colocar em fun‐
cionamento o COMFORTdrive 200 XD e o COMFORTbase 405L!
O KaVo COMFORTdrive 200 XD é um instrumento médico-odontológico para o
âmbito de altas rotações de até 200.000 U/min-1. Ele pode ser colocado sobre o
acoplamento KaVo COMFORTbase 405L.
A mangueira da KaVo COMFORTbase 405L é parte do acoplamento e não deve
ser removida!
A operação ou alteração das definições é efectuada igualmente através do ele‐
mento de comando como no motor INTRA LUX KL 701/703.
Ver também: 4.8.3 Operar o motor INTRA LUX KL 701/703 e COMFORTdrive
200XD, Página 71
Montar a mangueira do motor no elemento médico.
▶ Ligar a mangueira do motor do COMFORTbase 405L na peça de conexão pa‐
ra motores ou instrumentos a ar.
Trocar a lâmpada de alta pressão do COMFORTbase 405L
CUIDADO
Perigo de queimaduras devido à lâmpada de alta pressão.
▶ Desligar interruptor principal do aparelho.
▶ Após utilização prolongada permitir arrefecimento do COMFORTbase.
Condição prévia
O COMFORTdrive foi retirado do acoplamento COMFORTbase.
82/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
▶ Colocar o trocador de lâmpadas fornecido sobre a lâmpada de alta pressão e
retirar a lâmpada puxando para fora e axialmente.
▶ Inserir a lâmpada nova no trocador de lâmpadas e inserir na perfuração exis‐
tente no lado da frente da mangueira de alimentação. Ao mesmo tempo colo‐
car a lâmpada cuidadosamente por meio de leve rotação no casquilho.
▶ Pressionar com cuidado a lâmpada no trocador de lâmpadas ao accionar o
ejector e retirá-la.
Substituir o-rings
CUIDADO
Falta de o-rings ou o-rings danificados.
Falhas no funcionamento e avaria precoce.
▶ Certificar-se de que todos os o-rings se encontram no acoplamento e não
apresentam danos.
Número dos o-rings existentes: 3
▶ Apertar as gaxetas circulares entre os dedos de modo a formar uma alça.
▶ Empurrar a gaxeta para a frente e remover.
▶ Colocar novos o-rings (N.º do mat. 1.005.0327) nas perfurações.
Nota
As gaxetas circulares no COMFORTbase apenas podem ser lubrificadas com
um cotonete humedecido com KAVOspray.
Ajustar COMFORTdrive com Memospeed
O ajuste e o armazenamento da luz fria ocorre como na turbina.
Ver também: Ajustar a turbina com Memospeed, Página 69
83/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Ajustar intensidade
Nota
No nível E apenas a intensidade pode ser ajustada com o pedal.
A configuração da intensidade ocorre em passos de 0,25; o mínimo é 1 (1=30000
min-1), o máximo 10 (10=20000 min-1).
E123
▶ Accionar a tecla "Pré-selecção de nível" até soar sinal sonoro.
▶ Carregar a tecla "Aumentar valor" ou "Diminuir valor" até que o valor desejado
esteja configurado.
4.8.6 Utilizar a peça de mão de três funções
CUIDADO
Cânulas irregulares ou não encaixadas.
Ferimentos devido a ingestão das cânulas.
▶ Antes de cada tratamento certifique-se de que as cânulas estão encaixadas
correctamente e fixas.
▶ Utilizar apenas cânulas KaVo originais.
84/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
CUIDADO
Perigo de ferimentos por retenção da bochecha com a peça de mão
Irritação da mucosa
▶ Rodar a cânula da peça de mão para a posição de funcionamento, na qual
seja excluído um contacto com a mucosa.
① Botão Ar (A)
② Cânula
③ Revestimento do manípulo
④ Botão Água (W)
⑤ Anel azul
Nota
As cânulas podem ser rodadas a 360°.
▶ Retirar a peça de mão do suporte.
▶ Premir a tecla Ar ① e regular progressivamente o fluxo de ar de saída, pres‐
sionando mais ou menos a tecla Ar ①.
ou
▶ Premir a tecla Água ④ e regular progressivamente o jacto de água de saída,
pressionando mais ou menos a tecla Água ④.
ou
▶ Premir simultaneamente a tecla Ar ① e a tecla Água ④ e regular progressiva‐
mente a pulverização, pressionando mais ou menos ambas as teclas.
85/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
Retirar a cânula
▶ Fixar a peça de mão no revestimento do manípulo e retirar a cânula através
de leves rotações.
4.8.7 Utilizar a peça de mão multifuncional
CUIDADO
Perigo de ferimentos por retenção da bochecha com a peça de mão
Irritação da mucosa
▶ Rodar a cânula da peça de mão para a posição de funcionamento, na qual
seja excluído um contacto com a mucosa.
CUIDADO
Cânulas irregulares ou não encaixadas.
Ferimentos devido a ingestão das cânulas.
▶ Antes de cada tratamento certifique-se de que as cânulas estão encaixadas
correctamente e fixas.
▶ Utilizar apenas cânulas KaVo originais.
CUIDADO
Distância muito reduzida entre a cânula e a superfície do dente ou gengiva.
Perigo de ferimentos.
▶ Cumprir a distância mínima de 10 mm entre a cânula e a superfície do dente
ou gengiva.
86/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
CUIDADO
Danos devido a meios em falta.
Os aquecimentos para o ar e a água são destruídos.
▶ Verificar se o ar e a água estão ligados!
▶ Verificar a alimentação de ar e água!
▶ Em caso de primeira colocação em funcionamento ou após a intervenção do
serviço de assistência, desligar, se possível, o aquecimento do lado do apa‐
relho! Accionar várias vezes os botões com cuidado até os meios estarem
presentes. Depois activar o aquecimento e verificar o funcionamento.
① Botão Ar (A)
② Cânula
③ Revestimento do manípulo
④ Botão Água (W)
⑤ Anel dourado
Nota
As cânulas podem ser rodadas em 360°.
A duração de ligação da peça de mão com aquecimento é de 5 minutos com um
tempo de repouso de 3 minutos.
Nota
Caso apenas seja pré-seleccionada a luz fria (aquecimento: desligado), acende-se a peça de mão multifunções ao retirar do suporte.
▶ Retirar a peça de mão do suporte.
▶ Configurar aquecimento de ar/ água.
▶ Verificar a passagem de meios das cânulas ② antes de cada utilização no
paciente.
▶ Premir a tecla Ar ① e regular progressivamente o fluxo de ar de saída, pres‐
sionando mais ou menos a tecla Ar ①.
ou
87/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
▶ Premir a tecla Água ④ e regular progressivamente o jacto de água de saída,
pressionando mais ou menos a tecla Água ④.
ou
▶ Premir simultaneamente a tecla Ar ① e a tecla Água ④ e regular progressiva‐
mente a pulverização, pressionando mais ou menos ambas as teclas.
Retirar a cânula
▶ Fixar a peça de mão no revestimento do manípulo e retirar a cânula através
de leves rotações.
Ajustar as funções na peça de mão multifuncional
Podem ser alteradas as seguintes definições:
▪ Luz fria (apenas em peça de mão multifuncional)
▪ Aquecimento (apenas em peça de mão multifuncional)
Nota
Tempo de luminescência e intensidade da luz fria são constantes.
As definições podem ser ajustadas em separado no elemento do médico e no
elemento de assistência Comfort.
Efectuar ajustes no elemento médico
▶ Retirar a peça de mão do suporte.
O interruptor do suporte é activado.
▶ Carregar a tecla "Pré-selecção do spray"
88/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
ou
▶ Carregar o pedal "Pré-selecção do spray".
M
T
O LED acende: O aquecimento e luz fria para a peça de mão elemento médi‐
co estão pré-seleccionados.
▶ Para armazenar o ajuste, carregar a tecla "UP/PA" até que soe sinal sonoro.
Efectuar ajustes no elemento do assistente Comfort
▶ Retirar a peça de mão do suporte.
▶ Accionar "Ar" ① ou "Água" ③brevemente.
▶ Carregar a tecla "Pré-selecção do spray".
ou
▶ Carregar o pedal "Pré-selecção do spray".
M
T
O LED acende: Aquecimento para a peça de mão elemento da assistente es‐
tão pré-seleccionados.
▶ Carregar a tecla "Luz fria".
O LED acende: A luz fria para a peça de mão elemento do assistente está
pré-seleccionada.
▶ Para armazenar o ajuste, carregar a tecla "UP/PA" até que soe sinal sonoro.
Utilizar a luz fria
Condição prévia
Luz e aquecimento estão pré-seleccionados
▶ Regular a intensidade da luz fria.
89/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
▶ Premir a tecla Ar ① ou/e a tecla Água ②.
ou
▶ Premir pedal "Instrumentos".
A luz acende-se.
Substituir a lâmpada
CUIDADO
Perigo de ferimentos devido a corpo de válvula quente.
Perigo de queimaduras.
▶ Desligar interruptor principal do aparelho.
▶ Deixar arrefecer o instrumento após utilização prolongada.
90/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
▶ Desaparafusar o punho do suporte④ juntamente com cânulas do corpo da
válvula①.
Substituir a lâmpada de alta pressão
▶ Empurrar o suporte ③ para a frente e puxar a lâmpada de alta pressão ② do
porta-lâmpada e retirar.
▶ Colocar nova lâmpada de alta pressão (N.º do mat. 1.002.2928).
Substituir a lâmpada KaVo MULTI LED
Nota
A lâmpada MULTI LED da KaVo é um elemento semicondutor e apenas pode
ser operado com tensão contínua. A fim de assegurar o funcionamento correcto,
deve ser encaixada correctamente polarizada.
▶ Empurrar o suporte ③ e retirar a lâmpada MULTI LED KaVo avariada ② do
casquilho.
▶ Colocar a nova lâmpada MULTI LED Kavo (N.º do mat. 1.007.5372).
Após a activação da lâmpada MULTI LED KaVo podem surgir os seguintes ca‐
sos:
▪ Caso 1: a lâmpada MULTI LED KaVo acende-se.
▪ Caso 2: a lâmpada MULTI LED KaVo está fraca.
- Aumentar a intensidade da luz fria na unidade até que seja alcançada a in‐
tensidade de iluminação pretendida.
▪ Caso 3: a lâmpada MULTI LED KaVo acende-se com a cor vermelha ou não
se acende.
- Retirar a lâmpada MULTI LED KaVo do casquilho como descrito em cima e
voltar a colocar rodando-a sobre o seu próprio eixo a 180°.
4.8.8 Ajustar aspiração
CUIDADO
Activação não-intencional do aspirador de saliva ou da aspiração da vaporiza‐
ção.
Feridas na boca.
▶ Ao interromper a aspiração não deixar o aspirador paragem vacu ou aspira‐
dor da vaporização na boca do paciente.
Ajustar intensidade aspiração
91/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
4 Comando | 4.8 Utilizar instrumentos
▶ Para ajustar a intensidade da aspiração ou bloquear a aspiração, deslocar os
fechos que se encontram integrados nas peças cónicas do aspirador de sali‐
va / aspirador da pulverização.
Iniciar / Parar aspiração no elemento da assistência Comfort
CUIDADO
Activação não-intencional do aspirador de saliva ou da aspiração da vaporiza‐
ção.
Feridas na boca.
▶ Ao interromper a aspiração não deixar o aspirador paragem vacu ou aspira‐
dor da vaporização na boca do paciente.
▶ Retirar o aspirador de saliva ou aspirador da vaporização do suporte.
A aspiração liga automaticamente.
▶ Para interromper a aspiração, carregar a tecla "Paragem Vacu" e mantê-la
carregada.
Nota
No modo de assistência (grupo 9, índice 11) pode ajustar-se a função da tecla
"Paragem vácuo". A aspiração pode ser interrompida enquanto se carrega a te‐
cla "paragem vacu" ou se liga ou desliga a aspiração premindo a tecla "Paragem
vacu" ("Parar e inicia vacu").
92/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
5 Métodos de tratamento DIN EN ISO 17664
5 Métodos de tratamento DIN EN ISO 17664
Nota
Os métodos de preparação podem ser obtidas das instruções de cuidados.
Função HYDROclean
Ver também: Instruções de conservação Primus® 1058 S/TM/C
Desinfecção intensiva/programa de lavagem
Ver também: Instruções de conservação Primus® 1058 S/TM/C
93/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
6 Eliminação de avarias
6 Eliminação de avarias
Nota
No caso de falhas dos instrumentos isoladamente (p. ex. turbina, motor, câmara,
Satelec Mini LED, etc.) devem ser consultadas as instruções em separado de
montagem, uso e conservação.
Avaria
Já nada funciona.
Sem luz fria nos instrumentos
Causa
Interruptor principal desligado.
Resolução
▶ Ligar o interruptor principal.
O fusível principal interrompeu o
circuito de corrente.
▶ Desligar o aparelho da corren‐
te.
▶ Verificar o fusível principal e,
se necessário, substituir.
O fusível principal encontra-se
junto do interruptor principal.
▶ Para tal, o fecho tipo baioneta
com uma chave de fendas e
substituir o microfusível. (220,
230, 240 V AC: T 6,3 H
N.º do mat. 0.223.2783); (100,
110, 120, 130 V AC: T 10 H
N.º do mat. 1.007.2529).
▶ De seguida, voltar a fechar o
fecho tipo baioneta com a cha‐
ve de fendas.
Luz fria não foi pré-seleccionada.
▶ Pré-seleccionar a luz fria.
A lâmpada de alta pressão ou Mul‐ ▶ Substituir a lâmpada de alta
ti LED no instrumento está danifi‐
pressão ou Multi LED.
cada.
Sem função de aquecimento na
peça de mão multifuncional.
Aquecimento do spray não está
pré-seleccionado.
Sem luz fria na peça de mão multi‐ Luz fria não foi pré-seleccionada.
funcional.
Ver também: Instruções de utiliza‐
ção do instrumento
▶ Pré-seleccionar aquecimento
do spray.
Condição prévia
A função de aquecimento está pré-seleccionada.
▶ Pré-seleccionar a luz fria.
Lâmpada de alta pressão com de‐ ▶ Trocar lâmpada de alta pres‐
feito.
são.
Sem spray nos instrumentos.
O spray não foi pré-seleccionado.
▶ Pré-seleccionar o spray.
Anel para regulação do spray nos
instrumentos está fechado.
▶ Abrir anel para regulação do
spray nos instrumentos.
94/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
6 Eliminação de avarias
Avaria
Spray nos instrumentos é insufici‐
ente.
Causa
Resolução
Bocais do spray encontram-se su‐ ▶ Limpar os bocais do spray con‐
jos/entupidos com calcário.
forme as instruções de utiliza‐
ção dos instrumentos.
A turbina funciona de modo muito
ruidoso.
Rotor da turbina com defeito.
Instrumentos com fuga.
As juntas tóricas no acoplamento ▶ Substituir os o-rings.
do motor MULTIflex, revestimento
do manípulo ou cânula da peça de
mão de três funções estão danifi‐
cadas.
Ultra-som Scaler não oscila.
Ver também: Instruções de utiliza‐
ção do ultra-som Scaler
As válvulas nas peças cónicas es‐ ▶ Abrir as válvulas.
tão fechadas.
Ultra-som Scaler não funciona♣.
As mangueiras de aspiração não
aspiram.
▶ Substituir rotor da turbina.
Atentar para a instrução de uti‐
lização da turbina.
Os filtros no conector de aspiração ▶ Substituir filtros.
estão obstruídos.
A tecla do pedal de paragem do
vácuo foi premida.
▶ Libertar a tecla do pedal.
A máquina de aspiração não fun‐
ciona.
▶ Ligar a máquina de aspiração.
▶ Verificar o fusível da máquina
de aspiração.
Água no filtro do refluxo.
O separador de amálgama não
funciona correctamente.
▶ Veja instrução de utilização do
separador de amálgama.
Juntas tóricas do acoplamento
MULTIflex danificadas.
▶ Substituir todas as juntas tóri‐
cas do acoplamento MULTI‐
flex.
Sinal sonoro soa ininterrupto e o
Indicação de advertência no sepa‐ ▶ Veja instrução de utilização do
LED "Assistência" (amarelo) pisca. rador de amálgama.
separador de amálgama.
O sinal sonoro ouve-se dez em
dez segundos e o LED "Desinfec‐
ção intensiva" (verde) pisca.
Recipiente de oxygenal está vazio. ▶ Encher o recipiente de Oxyge‐
nal.
Ver também: Instruções de con‐
servação
▶ Não encher mais o recipiente
de oxygenal.
Sinal sonoro ouve-se dez vezes.
Recipiente de oxygenal cheio de‐
mais..
Soa melodia.
Separador de amálgama CAS1 es‐ ▶ Substituir o recipiente de amál‐
tá 95 % cheio.
gama.
Separador de amálgama CAS1 es‐ Ver também: Instruções de utiliza‐
tá com defeito.
ção CAS 1 ou
▶ Chamar assistência técnica.
95/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
6 Eliminação de avarias
Avaria
Satalec Mini LED não funciona.
Cadeira do paciente não se movi‐
menta.
Cadeira do paciente não se movi‐
menta ou apenas se movimenta
para cima com restrições.
Causa
Ver também: Instrução de utiliza‐
ção Satelec Mini LED
Desligamento de segurança acti‐
vado.
(LED no campo de comando pis‐
cam).
Resolução
Ver também: Instrução de utiliza‐
ção Satelec Mini LED
▶ Controlar o desligamento de
segurança e solucionar motivo
do desligamento.
A pia de enxaguamento bucal en‐
contra-se deslocada em direcção
da cadeira do paciente (desliga‐
mento de segurança activado).
▶ Girar a pia de enxaguamento
bucal para a posição de des‐
canso.
LED "Aparelho liga" (verde) pisca. Erro interno.
▶ Consultar técnico.
LED "Assistência" (amarela) pisca. Falha no separador de amálgama. ▶ Consultar técnico.
Desligamento de emergência da
▶ Consultar técnico.
válvula da cuba (apenas para aspi‐
ração externa embutida)
LED "Assistência" (amarela) acen‐ Não há erro; o facto do LED estar ▶ Para seleccionar o nível médi‐
de.
aceso ininterruptamente apenas
co 1, premir o pedal e manter
significa que o nível médico 2 en‐
premido e carregar interruptor
contra-se actualmente selecciona‐
em arco.
do.
Ver também: 4.7.1 Seleccionar ní‐
vel armazenamento médico 1 ou
médico 2., Página 63
Os LED nas teclas PA0, PA1, PA2 Registo de movimento com defeito ▶ Consultar técnico.
und PE acendem-se por três se‐
ou não encontrado.
gundos após accionamento da ca‐
deira do paciente.
LED na tecla UP/PA instável.
Ligação de dados para o pedal
▶ Solicitar o auxílio de um técni‐
avariada.
co.
LED na tecla PE instável.
Falha na conexão de dados com o ▶ Solicitar o auxílio de um técni‐
registo de movimento.
co.
LED na tecla PA0 instável.
Falha na conexão de dados com o ▶ Solicitar o auxílio de um técni‐
elemento médico.
co.
LED do motor com funcionamento
para a esquerda pisca com os
aparelhos nos apoios. (Apenas na
desinfecção intensiva)
Luzes de tratamento KaVoLUX
540 LED não funcionam.
Luzes de tratamento MAIA LED
não funcionam.
Solicitação de desinfecção intensi‐ ▶ Executar desinfecção intensi‐
va.
va.
Luzes de tratamento EDI não fun‐
cionam.
Lâmpada avariada.
Lâmpada avariada.
Lâmpada avariada.
96/130
Ver também: Instruções de utiliza‐
ção KaVoLUX 540 LED
Ver também: Instruções de utiliza‐
ção das luzes de tratamento MAIA
LED
Ver também: Instruções de utiliza‐
ção das luzes de tratamento EDI
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.1 Introdução
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação
7.1 Introdução
7.1.1 Indicações gerais
Nota
O controlo relativamente a segurança técnica apenas pode ser efectuado por
um ou vários electricistas (como definido em IEC 61140) que possuam uma for‐
mação adequada para o aparelho inspeccionado.
Nota
Os conteúdos descritos e as verificações indicadas baseiam-se na norma inter‐
nacional IEC 62353 (DIN VDE 0751-1). Esta norma é válida para verificações de
aparelhos ou sistemas eléctricos médicos em conformidade com IEC 60601-1
(DIN EN 60601-1).
Nota
Para avaliar a segurança de aparelhos, sistemas ou peças de aparelhos ou sis‐
temas médicos, o controlo relativamente à segurança deve ser efectuado nos
seguintes momentos:
▶
▶
▶
▶
▶
antes da colocação em funcionamento
durante a manutenção
durante a inspecção e manutenção
após a reparação
relativamente a repetições de verificações
Nota
Em caso de aparelhos que não foram construídos de acordo com IEC 60601-1
(DIN EN 60601-1), estes requisitos podem ser aplicados sob consideração das
normas de segurança correspondentes para a construção destes aparelhos.
Nota
Caso estejam vários aparelhos eléctricos ou aparelhos eléctricos de vários fabri‐
cantes ligados a um sistema em ligação com a unidade KaVo, devem ser tidos
em consideração todos os dados dos fabricantes nas instruções de utilização
acerca de todos os produtos abrangidos pelo controlo de segurança técnica.
Nota
Acessórios de aparelhos electromédicos, que podem influenciar a segurança do
aparelho a verificar ou os resultados das medições, devem ser incluídos no con‐
trolo relativamente à segurança técnica.
Nota
Todas as verificações dos acessórios incluídos no controlo relativamente à se‐
gurança técnica terão de ser registadas.
97/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.1 Introdução
Nota
Adicionalmente, as indicações do fabricante nos manuais de instrução de todos
os produtos a verificar devem ser tidas em consideração.
Nota
Para gerir uma listagem de existências e compilar os dados essenciais do pro‐
duto médico, a KaVo coloca à disposição um livro do produto médico. O livro do
produto médico está disponível apenas em alemão (N.º do mat. 0.789.0480).
Nota
As verificações e medições seguintes devem ser registadas, por exemplo, no li‐
vro de dispositivos médicos. Recomenda-se utilizar os modelos no fim do docu‐
mento.
Nota
A sequência das medidas de verificação indicada pelo fabricante deve ser cum‐
prida!
7.1.2 Indicações para sistemas eléctricos médicos
Nota
Um sistema electromédico é a combinação de aparelhos individuais (indicado
pelo fabricante), que deve cumprir as seguintes condições:
▶ Pelo menos um dos aparelhos deve ser um aparelho electromédico.
▶ Os aparelhos devem estar ligados por uma ligação funcional ou no mínimo
numa tomada múltipla.
Nota
Em sistemas eléctricos médicos a pessoa responsável, que montou o sistema,
deve determinar as indicações e processos de medição necessários como re‐
querido pela IEC 60601-1 (DIN EN 60601-1).
Nota
Cada aparelho individual de um sistema electromédico que possua uma ligação
própria na rede de alimentação eléctrica ou que possa ser ligado ou desligado
sem uso auxiliar de uma ferramenta à rede de alimentação eléctrica deve ser
verificado individualmente. Adicionalmente, o sistema electromédico deve ser
verificado como unidade completa para evitar a situação em que o "envelheci‐
mento" de aparelhos individuais possa provocar valores injustificáveis na soma
total.
Nota
Um sistema electromédico que esteja ligado com uma tomada múltipla à rede de
alimentação eléctrica deve ser analisado como um aparelho individual durante
as verificações.
98/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.1 Introdução
Nota
Quando o sistema electromédico ou uma parte dele estiver ligado à rede de ali‐
mentação eléctrica através de um transformador de isolamento, este deve ser
incluído nas medições.
Nota
Em sistemas electromédicos, em que estão ligados mais que um aparelho elec‐
tromédico através de linhas de dados ou de outra forma, por ex. através de fixa‐
ções condutoras ou tubos de água de refrigeração, a resistência do condutor de
protecção deve ser verificada em cada aparelho individualmente.
Nota
Caso aparelhos electromédicos individuais que estejam unidos num sistema
electromédico por uma ligação funcional não possam ser verificados individual‐
mente por razões técnicas, deve-se verificar o sistema electromédico como um
todo.
7.1.3 Componentes do controlo técnico de segurança
Controlo visual
Avaliação óptica do produto médico e acessórios quanto ao seu estado de segu‐
rança e utilização.
Medições
▪ Medição da resistência do condutor de protecção de acordo com a IEC 62353
(DIN VDE 0751-1)
▪ Medição da corrente de fuga EGA de acordo com a IEC 62353 (DIN VDE
0751-1)
▪ Medição da corrente de fuga da componente EPA de acordo com a IEC
62353 (DIN VDE 0751-1)
Nota
Não é necessário efectuar uma medição da resistência do condutor de protec‐
ção de acordo com a IEC 62353 (DIN VDE 0751-1). Em caso de utilização de
um determinado dispositivo de teste de segurança de acordo com IEC 62353
(DIN VDE 0751-1) anexo C, essa verificação não é necessária devido à medição
de corrente de fuga!
Verificação de funcionamento
Verificação de funcionamento do produto médico, assim como de todas desacti‐
vações de segurança sob consideração dos documentos de acompanhamento/
manual de utilizador.
99/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
7.1.4 Prazos de verificação
▪ Prazo de verificação dos aparelhos tipo II a (sem electrocirurgia) a cada 2
anos
7.1.5 Indicações acerca dos processos de verificação de acordo
com a IEC 62353 (DIN VDE 0751-1)
▪
▪
▪
▪
▪
Classe de protecção 1
Tipo BF
Aparelho fixo / valor limite: SL < 0,3 Ω
Medição de acordo com EGA / Valor limite: < 10mA*
Medição de acordo com EPA / Valor limite: < 5mA
*O valor limite EGA corresponde, considerando a observação 2 da tabela 2, ao
valor da IEC 60601 (DIN EN 60601).
7.1.6 Indicações para verificações repetidas
Nota
Os valores determinados durante estas verificações devem ser registados e
avaliados em conjunto com o método de medição. Os valores de medição não
podem exceder os valores indicados.
Nota
Caso os valores de medição fiquem até 10% abaixo dos valores limite, deve-se
compará-los com as medições anteriores. Em caso de os valores serem consi‐
deravelmente piores, deve-se reduzir os intervalos de verificação!
7.2 Instruções para o controlo técnico de segurança
7.2.1 Medidas de preparação no aparelho
AVISO
Corrente eléctrica.
Morte ou ferimentos devido a choque eléctrico.
▶ Em trabalhos de manutenção, desligar a ficha de alimentação ou desligar to‐
talmente o aparelho da corrente eléctrica!
▶ Depois da modificação, realizar a verificação da segurança electrotécnica de
acordo com a IEC 62353 (DIN VDE 0751-1).
▶ Antes de efectuar trabalhos de manutenção, desligar o interruptor principal.
100/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
▶ Desapertar o parafuso de fixação do ângulo do interruptor principal.
▶ Retirar a cobertura ② para cima.
▶ Desencaixar a cobertura traseira ① em baixo e retirá-la.
▶ Desaparafusar os parafusos de fixação (ver: setas) dos revestimentos e reti‐
rar os revestimentos.
101/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
7.2.2 Controlo visual (inspecção através de controlo)
Em primeiro lugar, devem ser verificados os seguintes pontos:
▪ O equipamento do aparelho electromédico ou do sistema electromédico foi al‐
terado desde a última verificação?
▪ A alteração foi registada e entregue (relatório de teste, controlo técnico de se‐
gurança)?
▪ Existem sinais de segurança insuficiente?
Controlo dos fusíveis acessíveis a partir do exterior no que diz res‐
peito aos seus dados nominais
▶ Verificar se o fusível principal no interruptor principal ② da unidade corres‐
ponde aos dados nominais ①.
Controlo visual e avaliação de produtos médicos e acessórios
A seguinte lista é um exemplo e não requer a integridade.
102/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Os seguintes pontos devem ser verificados:
▪ Estabilidade do aparelho
▪ Peças do revestimento e da caixa isentas de danos (fissuras, rupturas)
▪ Assentamento fixo da cavilha roscada PE da barra para montagem de lâmpa‐
das
▪ Função dos sistemas de suporte por parte do médico e do assistente, luzes
de tratamento e visor (travões, ajuste de altura, etc.)
▪ Estado das mangueiras para instrumentos e mangueiras de aspiração
▪ Estado de todas as peças de utilização montadas
▪ Estado dos comandos de membrana
▪ Estado das roscas para o alojamento da ponta na peça de mão Scaler
▪ Estado das luzes de tratamento (protecção contra estilhaços, assentamento
dos reflectores, etc.)
▪ Estanqueidade da estrutura do aparelho
▪ Estado da fonte de alimentação do cliente
▪ Estado da ligação de ar e água
▪ Janela de inspecção e carcaça da câmara ERGOcam isentos de danos
▪ Prazo de validade do frasco de água colocado no frasco de água BS não ex‐
cedido
Controlo das identificações relativas à segurança quanto à legibili‐
dade e integridade
▶ Verificar se todas as marcações relativas à segurança (placas e inscrições)
estão presentes e legíveis.
▶ Verificar se as placas de identificação estão presentes e legíveis.
25s
400s
103/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Locais de fixação das placas de identificação e identificação BF
Controlo da disponibilidade da documentação necessária
▶ Verificar se os manuais de instruções e as instruções de conservação neces‐
sárias estão disponíveis no consultório.
Nota
As avarias detectadas durante o controlo visual devem ser registadas no relató‐
rio de teste. Deve ser avaliado se as avarias influenciam o funcionamento segu‐
ro da unidade de tratamento. Caso as avarias determinadas representem um ris‐
co para a segurança e não puderem ser eliminadas directamente, a unidade de
tratamento deve ser parada até à restauração do estado seguro do funciona‐
mento.
7.2.3 Medições
AVISO
Risco para pessoas devido à falta de cuidado durante a verificação.
▶ Antes de ligar a unidade de tratamento ao dispositivo de controlo de segu‐
rança, desligar a unidade de tratamento da rede no fusível fornecido pela fá‐
brica.
▶ Efectuar todas as verificações de modo a que não existam riscos para os
técnicos de verificações, pacientes ou outras pessoas.
Nota
O dispositivo de teste de segurança deve corresponder aos requisitos descritos
na IEC 62353 (DIN VDE 0751-1) no anexo C.
104/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Nota
Salvo indicação em contrário, todos os valores para a tensão e valores efectivos
da corrente de uma tensão alternada, contínua ou pulsatória ou de uma corrente
alternada, contínua ou pulsatória.
Nota
Os cabos de ligação, tais como linhas de dados e condutores para a terra funci‐
onal, podem simular ligações dos condutores de protecção. Tais ligações adicio‐
nais dos condutores de protecção, embora de modo não intencional, podem
conduzir a medições erradas.
Nota
Os cabos e as ligações, por ex. ligações à rede, linhas de medição e linhas de
dados devem ser alinhados de modo a que tenham uma influência muito restrita
na medição.
Nota
Enquanto auxilio de medição podem ser encomendados os seguintes dispositi‐
vos auxiliares:
Linha de medição KaVo (N.º do mat. 0.411.8811)
Linha de medição EPA (N.º do mat. 1.001.9904)
Ao utilizar a linha de medição ①, a unidade de tratamento é desligada de fábrica
e possibilita a ligação à rede da unidade de tratamento no dispositivo de teste de
segurança. Deste modo, a linha de acesso à rede do cliente L &N não necessita
de ser desligada na placa da potência de entrada. O cabo de adaptador ② é for‐
necido com a linha de medição KaVo e é necessário para unidades de tratamen‐
to mais antigas que não possuem nenhuma ficha adaptadora X2.
105/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Ligar o dispositivo de teste de segurança às unidades de tratamen‐
to com as linhas de medição KaVo
▶ Retirar a ficha X2 na placa de potência de entrada e encaixar na ficha X2 cor‐
respondente da linha de medição KaVo (N.º do mat. 0.411.8811).
▶ Encaixar a segunda ficha X2 da linha de medição KaVo na placa de rede
(X2).
▶ Encaixar a ficha de contacto de segurança da linha de medição KaVo no dis‐
positivo de teste de segurança.
Ligar o dispositivo de teste de segurança à unidade de tratamento
sem linha de medição KaVo.
N
L
▶ Desligar o condutor + condutor neutro do cabo de alimentação do cliente.
▶ Retirar o condutor + condutor neutro dos terminais X1.1 e X1.2.
106/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
▶ Ligar directamente o dispositivo de teste de segurança aos terminais X1.1
(condutor) e X1.2 (condutor neutro) e terminal do condutor de protecção (PE).
Nota
O interruptor principal do aparelho electromédico / sistema electromédico deve
estar ligado durante a medição.
Ligar as peças de utilização [AP] ao dispositivo de teste de segu‐
rança:
Para a medição EGA e EPA o dispositivo de teste de segurança deve ser ligado
aos fusíveis F5, F6 e F10. Para tal, pode ser utilizada a linha de medição ②
(N.º do mat. 1.001.9904).
▶ Desencaixar a ficha X1 na placa Platine do comando central e encaixar na fi‐
cha adequada da linha de medição KaVo.
▶ Encaixar a segunda ficha X1 da linha de medição KaVo na placa de rede
(X1).
▶ Encaixar as três fichas ① no dispositivo de teste de segurança.
X1
▶ Ligar o dispositivo de teste de segurança a pontos de medição adicionais AP
X.
107/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Nota
Os pontos de medição adicionais AP X devem ser tidos em consideração em ca‐
so de equipamentos auxiliares: por ex. aparelhos auxiliares como ultra-som PIE‐
ZO Scaler, electrocirurgia, etc.
Ver também: 8 Anexo - Pontos de medição adicionais, Página 121
Ligar peças acessíveis e condutoras [ACP] ao PE
ACP = accesible conductive parts
ACP
ACP
Nota
Os pontos de medição adicionais ACP X devem ser tidos em consideração em
equipamentos auxiliares como por ex. aparelhos auxiliares na bomba de sódio,
etc.
Ver também: 8 Anexo - Pontos de medição adicionais, Página 121
ACPs na unidade de tratamento
Na unidade de tratamento Primus® 1058 S/TM/C não é necessário ligar ACP ao
condutor de protecção (PE) durante a medição, visto que todas as peças impor‐
tantes estão ligadas ao condutor de protecção (PE) de fábrica e estão incluídas
nas verificações.
ACPs nas luzes de tratamento
Não é necessário ligar quaisquer ACP ao condutor de protecção (PE) nas luzes
de tratamento durante a medição, visto que todas as peças importantes estão li‐
gadas ao condutor de protecção (PE) a partir da fábrica e estão incluídas na veri‐
ficação.
Medir a resistência do condutor de protecção [SL]
Valor limite
< 0,3 Ω (Valor máximo!)
108/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Nota
Certifique-se de que a linha de acesso à rede, especialmente o condutor de pro‐
tecção da linha de acesso à rede, não esteja danificada. Visto que esta se en‐
contra fixa, a avaliação pode ser efectuada através de um controlo visual. Em
caso de danos detectados, deve proceder-se de acordo com os dados nas indi‐
cações gerais.
Nota
Nesta medição, a resistência da ligação do condutor de protecção da rede de
alimentação eléctrica pode ser tida em consideração.
Nota
Se aplicável: todas as linhas de acesso à rede amovíveis, disponíveis para utili‐
zação, devem ser tidas em consideração e o respectivo CP deve ser medido.
Medição do condutor de protecção
A resistência do condutor de protecção deve ser medida nos seguintes compo‐
nentes do aparelho:
▪ Unidade de tratamento
▪ Luzes de tratamento
▪ Equipamentos auxiliares
Nota
Os pontos de medição adicionais SL X devem ser tidas em consideração em
equipamentos auxiliares: por ex. aparelhos auxiliares como ligação de aparelhos
externos, módulo da câmara do sistema multimédia etc.
Ver também: 8 Anexo - Pontos de medição adicionais, Página 121
109/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Verificar a unidade de tratamento com a ponta de prova
Pontos de medição na base do aparelho
① Chapa de retenção do interruptor
principal
② Placa base do corpo vertical
110/130
③ Zona do terminal do condutor de
protecção
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Analisar a cadeira do paciente com a ponta de verificação
Cadeira padrão do paciente
Pontos de medição da cadeira padrão do paciente
① Placa base da cadeira do paciente
② Placa de suporte da parte superior
da cadeira
111/130
③ Motor de indução do encosto
④ Motor de indução do movimento de
elevação
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Cadeira do paciente COMPACTchair
Pontos de medição COMPACTchair
① Apoio para as pernas
② Fonte de alimentação da cadeira
③ Placa base da cadeira
Encosto
① Encosto Progress: encosto com al‐
cochoadas retiradas
112/130
② Encosto Comfort: parafuso de fixa‐
ção
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Analisar os elementos de comando com a ponta de verificação
① Elemento do médico S: parte inferi‐
or da mesa
F1
F2
① Elemento do médico TM/C parafuso
de fixação parte superior da mesa
113/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
① Elemento de assistência: furo ros‐
cado sem tinta no lado inferior
Verificar as luzes de tratamento com a ponta de prova
Luzes de tratamento KaVoLUX 540 LED
① Parafuso de fixação do alojamento
do manípulo com revestimento do
manípulo retirado
Medir a corrente de fuga auxiliar do aparelho
Valor limite
< 10 mA (Valor máximo!)
114/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
ACP
Classe de protecção 1
AVISO
Corrente eléctrica.
Morte ou ferimentos devido a choque eléctrico.
▶ Efectuar as medições da corrente de fuga em aparelhos da classe de pro‐
tecção I somente após a verificação do condutor de protecção positiva.
AVISO
Corrente eléctrica.
Morte ou ferimentos devido a choque eléctrico.
▶ Antes da ligação da unidade de tratamento ao dispositivo de teste de segu‐
rança, desligar a unidade de tratamento do fusível de rede do cliente.
Medir a corrente de fuga auxiliar do paciente
Valor limite
< 5 mA (valor máximo)
ACP
Classe de protecção 1
AVISO
Corrente eléctrica.
Morte ou ferimentos devido a choque eléctrico.
▶ Efectuar as medições da corrente de fuga em aparelhos da classe de pro‐
tecção I somente após a verificação do condutor de protecção positiva.
115/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
AVISO
Corrente eléctrica.
Morte ou ferimentos devido a choque eléctrico.
▶ Antes da ligação da unidade de tratamento ao dispositivo de teste de segu‐
rança, desligar a unidade de tratamento do fusível de rede do cliente.
Nota
Em caso de verificações de aparelhos electromédicos com várias peças de utili‐
zação, estas devem ser ligadas em série. Os resultados devem ser avaliados
com os valores limites. As peças de utilização que não estão incluídas na medi‐
ção permanecem abertas.
Nota
Uma medição adicional da corrente de fuga de peças de utilização do tipo B
apenas deve ser efectuada quando é especialmente requerido pelo fabricante
(ver documentos anexados).
Nota
Em peças de utilização do tipo B não é necessário, normalmente, uma medição
em separado. As peças de utilização são ligadas à caixa (ver imagem) e incluí‐
das na medição da corrente de fuga da caixa, sendo que se aplicam os mesmos
valores admissíveis.
7.2.4 Verificações de funcionamento
Durante todas as verificações de funcionamento devem ser cumpridas as seguin‐
tes condições:
▪ As funções base da unidade de tratamento devem estar garantidas.
▪ A unidade de tratamento deve encontrar-se num estado bom para a utiliza‐
ção.
▪ Não podem existir irregularidades, ruídos, sinais de abrasão, etc.
A seguinte lista é um exemplo e não requer a integridade.
▪ Verificação de funcionamento das desactivações de segurança (ver figura em
baixo)
▪ Função do interruptor principal do aparelho
▪ Função das indicações no visor
▪ Verificação de funcionamento do interruptor do apoio no elemento do médico
e de assistência
▪ Verificação de funcionamento peça de mão de três funções/multifuncional –
assentamento da cânula
▪ Verificação de funcionamento das luzes de tratamento
▪ Verificação de funcionamento das mangueiras de aspiração
▪ Verificação de funcionamento do pedal
▪ Funcionamento da cadeira:
– Deslocamento de todos os eixos
– Verificação do interruptor de fim de curso
▪ Verificação de funcionamento ...
116/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Desactivação de segurança na cadeira do paciente padrão
① Peça do paciente oscilada sobre a
cadeira do paciente
② Elemento de assistência
③ Encosto
117/130
④ Arco no pedal
⑤ Parte de baixo do paralelogramo da
cadeira
⑥ Cadeira
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
Desactivação de segurança na cadeira do paciente COMPACTchair
① Módulo do paciente oscilado sobre
a cadeira do paciente
② Elemento de assistência
③ Encosto
④ Arco no pedal
⑤ Cobertura no segmento curvo do
encosto
⑥ Apoios para os braços
⑦ Cadeira
⑧ Parte dobrável do assento
Se uma pessoa ou objecto accionar uma desactivação de segurança, a cadeira
pára imediatamente.
A desactivação de segurança activada é confirmada por meio da indicação inter‐
mitente correspondente no elemento de médico ou no elemento de assistente.
Indicação LED
Desligamento de segurança
Elemento da assistência
Assento, encosto, paragem do Vacu, programa inferi‐
or da cadeira
Apoios para os braços (apenas COMPACTchair)
Parte dobrável do assento (apenas COMPACTchair)
Pedal de arranque
Sensor inclinação cart elemento médico (não é mais
montado)
Módulo do paciente
118/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
7.2.5 Avaliação e documentação
Nota
Todas as verificações efectuadas devem ser registadas de modo detalhado. A
documentação deve conter no mínimo os seguintes dados:
▶
▶
▶
▶
▶
▶
▶
▶
▶
Designação do laboratório de ensaios
Nome do responsável dos ensaios
Designação do aparelho verificado (por ex. tipo, número de série)
Verificações e medições
Dados, tipo e resultados das medições dos controlos visuais
Dados, tipo e resultados das medições
Dados, tipo e resultados das medições das verificações de funcionamento
Avaliação final
Data e assinatura da pessoa responsável
No final do capítulo do controlo técnico de segurança encontra-se um modelo de
um relatório de ensaios. AKaVo recomenda a utilização desse modelo.
Nota
Após uma verificação, reparação ou definições deve ser verificado se o aparelho
electromédico ou sistema electromédico foi colocado novamente no estado ne‐
cessário para uma utilização correcta, antes de ser colocado novamente em fun‐
cionamento.
Nota
Se a segurança do aparelho electromédico ou sistema electromédico verificado
não estiver conseguida, por ex. as verificações não foram concluídas com resul‐
tados positivos, o aparelho ou sistema electromédico deve ser marcado devida‐
mente e o risco iminente deve ser enviado por escrito à ORGANIZAÇÃO RES‐
PONSÁVEL (por norma, o fabricante). Esta medida não é necessária se a causa
do erro for detectada e eliminada. No entanto, o erro deve ser registado no rela‐
tório.
119/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
7 Controlo técnico de segurança - instruções de verificação | 7.2 Instruções para o controlo técnico de se‐
gurança
120/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
8 Anexo - Pontos de medição adicionais | 8.1 Pontos de verificação adicionais SL X relativamente à medi‐
ção do condutor de protecção
8 Anexo - Pontos de medição adicionais
Nota
Em caso de acessórios não indicados deve ter-se em consideração as indica‐
ções do respectivo manual de instruções dos acessórios. Exemplo: ERGOcam
5.
8.1 Pontos de verificação adicionais SL X relativamente à medição
do condutor de protecção
Módulo electrocirurgia e módulo ERGOcam 5
① Parafuso parte inferior da caixa
Nota
Os módulos não estão ligados à terra com um condutor de protecção. Em caso
de resistência SC muito elevada, a ligação eléctrica entre o módulo e o elemen‐
to do médico deve ser melhorada. Tal pode efectuar-se por ex. através de uma
arruela de aperto no parafuso de fixação.
Ligação de aparelhos de terceiros
▶ Apoiar a ponta de prova no contacto intermediário ①.
121/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
8 Anexo - Pontos de medição adicionais | 8.1 Pontos de verificação adicionais SL X relativamente à medi‐
ção do condutor de protecção
ERGOcom 4 e ERGOcom light
① ERGOcom 4: chapa de ligação pos‐
terior
122/130
② ERGOcom light: chapa de ligação
posterior
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
8 Anexo - Pontos de medição adicionais | 8.2 Pontos de medição adicionais AP X relativamente à medição
EGA-/EPA
Adaptador de tecto BS das luzes de tratamento
K a V o W e rk
D e n ta le
E in r ic h tu n g e n g m b H
D - 7 9 5 0 B ib e r a c h
6 ,3 A
5 0 /6 0 H z
T y p e : P M 9 5 /4 6 ,5 1 6 8 V A T 4 0 /E
24 V 7 A
240 V~
B e s t-N r.: 7 4 4 1 6 3 1
sek.
p r im . 1 0 0 V , 1 2 0 V , 1 4 0 V , 2 0 0 V ,2 2 0 V
M a d e in G e r m a n y / I m p o r t é d 'a lle m a g n e
F1
L
X1
F3
N
① Placa base do adaptador teto
② Ligação do condutor de protecção
luminária
③ Âmbito borne do condutor de pro‐
tecção
8.2 Pontos de medição adicionais AP X relativamente à medição
EGA-/EPA
Apalpar o ultra-som PIEZO Scaler com ponta de prova
Nota
Os pontos de medição devem ser ligados aos seguintes ultra-sons Scaler:
- PiezoLED do ultra-som Scaler
123/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
8 Anexo - Pontos de medição adicionais | 8.2 Pontos de medição adicionais AP X relativamente à medição
EGA-/EPA
Nota
Os pontos de medição devem ser ligados aos seguintes ultra-sons Scaler:
- PiezoLED do ultra-som Scaler
- PIEZOsoft do ultra-som Scaler
1
Representação exemplificativa do ponto de medi‐
ção no PiezoLED do ultra-som Scaler
① Ponta de prova na ponta do ultra-som Scaler na peça de mão do ul‐
tra-som Scaler
Nota
Durante a medição EPA deve-se accionar o interruptor na peça de mão.
Nota
Os pontos de medição AP X devem ser tidos em conta, em caso de equipamen‐
tos auxiliares por ex. aparelhos auxiliares em ligações de aparelhos externos,
câmara do sistema multimédia, etc.
124/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
8 Anexo - Pontos de medição adicionais | 8.3 Pontos de ligação adicionais ACP X (ligações à terra adicio‐
nais)
8.3 Pontos de ligação adicionais ACP X (ligações à terra adicio‐
nais)
Verificar a bomba de sódio com a ponta de prova
Na C l
Dr
uc
k
Sa
ug
+
-
① Ponta de prova no suporte da garra‐
fa
Nota
Para a medição EGA e EPA deve ser estabelecida uma ligação sólida do ACP
para o terminal do condutor de protecção (PE). Pode ser efectuado por ex. com
uma linha de medição e bornes de conexão.
125/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
9 Indicações relativas à compatibilidade electromagnética em conformidade com EN 60601-1-2 (DIN EN
60601-1-2) | 9.1 Emissão electromagnética
9 Indicações relativas à compatibilidade electromagnética em con‐
formidade com EN 60601-1-2 (DIN EN 60601-1-2)
9.1 Emissão electromagnética
O aparelho para tratamento Primus® 1058 S/TM/C destina-se à utilização em am‐
bientes como os referidos abaixo. O cliente ou utilizador do Primus® 1058 S/TM/C
deve assegurar que este apenas seja usado em ambientes como o descrito.
Medições da emissão de interfe‐
rências
Emissões HF em conformidade
com CISPR 11
Conformidade
Emissões HF em conformidade
com CISPR 11
Classe B
Emissões de oscilações harmóni‐
cas conforme EN 61000-3-2
Classe A
Grupo 1
Emissões de flutuações de tensão/ em conformidade
oscilação conforme EN 61000-3-3
Ambiente electromagnético Manual
O aparelho Primus® 1058 S/TM/C
utiliza energia HF apenas para o
seu funcionamento interno. Desta
forma, a sua emissão HF é muito
reduzida e é improvável que apa‐
relhos electrónicos adjacentes so‐
fram interferência.
O aparelho Primus® 1058 S/TM/C
é adequado para a utilização em
todas as instalações, incluindo do‐
mésticas e outras semelhantes,
que se encontrem directamente li‐
gadas a uma rede de distribuição
pública, que também abasteça edi‐
fícios utilizados para habitação.
O aparelho Primus® 1058 S/TM/C
é adequado para a utilização em
todas as instalações, incluindo do‐
mésticas e outras semelhantes,
que se encontrem directamente li‐
gadas a uma rede de distribuição
pública, que também abasteça edi‐
fícios utilizados para habitação.
O aparelho Primus® 1058 S/TM/C
é adequado para a utilização em
todas as instalações, incluindo do‐
mésticas e outras semelhantes,
que se encontrem directamente li‐
gadas a uma rede de distribuição
pública, que também abasteça edi‐
fícios utilizados para habitação.
9.2 Resistência à interferência electromagnética
O aparelho para tratamento Primus® 1058 S/TM/C destina-se à utilização em am‐
bientes como os referidos abaixo. O cliente ou utilizador do Primus® 1058 S/TM/C
deve assegurar que este apenas seja usado em ambientes como o descrito.
126/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
9 Indicações relativas à compatibilidade electromagnética em conformidade com EN 60601-1-2 (DIN EN
60601-1-2) | 9.3 Distâncias de protecção recomendadas entre aparelhos de telecomunicação HF portáteis
e móveis e o aparelho de tratamento
Verificações de imunida‐ Nível de verificação EN
Nível de conformidade
Ambiente electromagnéti‐
de a interferências
60601
co - Directivas
Descarga electrostática
± 6 kV descarga dos con‐ ± 2/4/6 kV descarga dos Os pisos devem ser de
(ESD) em conformidade tactos
contactos
madeira ou betão ou re‐
com EN 61000-4-2
± 8 kV purga do ar
± 2/4/8 kV purga do ar
vestidos a azulejo de ce‐
râmica. Se o piso for de
material sintético, a humi‐
dade relativa do ar deve
ser de, no mínimo, 30 %.
Perturbações eléctricas
± 2 kV para cabos de re‐ ± 2 kV para cabos de re‐ A qualidade da tensão de
de passagem rápida /
de
de
alimentação tem de cor‐
burst em conformidade
± 1 kV para cabos de en‐
responder àquela de um
com EN 61000-4-4
trada e de saída
típico ambiente comercial
ou hospitalar.
Tensões transitórias (Sur‐ ± 1 kV tensão simétrica
± 1 kV tensão simétrica
A qualidade da tensão de
ges) em conformidade
± 2 kV tensão síncrona
± 2 kV tensão síncrona
alimentação tem de cor‐
com EN 61000-4-5
responder àquela de um
típico ambiente comercial
ou hospitalar.
Quebras da tensão, inter‐ < 5 % UT
< 5 % UT
A qualidade da tensão de
rupções de curta duração (colapso >95 % )
alimentação tem de cor‐
(colapso >95 % )
e oscilações da tensão de para ½ período
responder àquela de um
para ½ período
alimentação conforme EN 40 % UT
típico ambiente comercial
40 % UT
61000-4-11
ou hospitalar. Se o utiliza‐
(colapso 60 % )
(colapso 60 % )
dor do Primus® 1058
para 5 períodos
para 5 períodos
S/TM/C
exigir funciona‐
70 % UT
70 % UT
mento
contínuo,
também
(colapso 30 % )
(colapso 30 % )
em
caso
de
existência
de
para 25 períodos
para 25 períodos
interrupção
da
alimenta‐
< 5 % UT
< 5 % UT
ção de energia, é aconse‐
(colapso > 95 %)
(colapso > 95 %)
lhado fornecer energia à
por 5 s
por 5 s
Primus® 1058 S/TM/C a
(250 períodos)
(250 períodos)
partir de uma alimentação
de corrente ininterrupta
ou de uma bateria.
Campo magnético no ca‐ 3 A/m
3 A/m
Os campos magnéticos
so da frequência de ali‐
no caso da frequência de
mentação (50/60 Hz) em
rede têm de corresponder
conformidade com EN
aos valores típicos, como
61000-4-8
quando se encontra em
ambientes comerciais e
hospitalares.
Observação: UT é a tensão alternada de rede antes do emprego dos níveis de
teste.
9.3 Distâncias de protecção recomendadas entre aparelhos de te‐
lecomunicação HF portáteis e móveis e o aparelho de tratamento
A Primus® 1058 S/TM/C destina-se ao funcionamento num ambiente electromag‐
nético em que estejam controladas as grandezas de interferência HF. O cliente
ou o utilizador da Primus® 1058 S/TM/C pode ajudar a evitar avarias electromag‐
néticas ao cumprir a distância mínima entre os aparelhos de telecomunicação HF
móveis e portáteis (emissores) e o Primus® 1058 S/TM/C em função da potência
da saída do aparelho de comunicação, conforme indicado abaixo.
127/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
9 Indicações relativas à compatibilidade electromagnética em conformidade com EN 60601-1-2 (DIN EN
60601-1-2) | 9.4 Imunidade electromagnética
Distância de segurança dependendo da frequência de emissão:
Potência nominal do
emissor em W
0,01
0,1
1
10
100
150 kHz a 80 MHz
80 MHz a 800 MHz
800 MHz até 2,5 GHz
d=1,17
0,1
0,4
1,2
3,7
11,7
d=1,17
0,1
0,4
1,2
3,7
11,7
d=2,33
0,2
0,7
2,3
7,4
23,3
P
m
P
m
P
m
Para emissores, cuja potência nominal máxima não esteja descrita na tabela aci‐
ma, a distância de protecção recomendada d em metros (m) pode ser determina‐
da através da equação, que pertence à respectiva tabela, em que P denomina a
potência nominal do emissor em Watt (W), de acordo com as indicações do fabri‐
cante do emissor.
OBSERVAÇAO 1 A 80 MHz e 800 MHz vale a banda de frequência mais eleva‐
da.
OBSERVAÇAO 2 Estas orientações podem não ser aplicáveis em todas as situa‐
ções. A difusão de ondas electromagnéticas é influenciada pelas absorções e re‐
flexões de edifícios, objectos e pessoas.
9.4 Imunidade electromagnética
O aparelho de tratamentoPrimus® 1058 S/TM/C é indicado para o funcionamento
num campo conforme abaixo determinado. O cliente ou o utilizador doPrimus®
1058 S/TM/C deve certificar-se de que o aparelho funciona num campo seme‐
lhante.
128/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
9 Indicações relativas à compatibilidade electromagnética em conformidade com EN 60601-1-2 (DIN EN
60601-1-2) | 9.4 Imunidade electromagnética
Verificações de imuni‐
dade a interferências
Perturbações HF con‐
duzidas em conformi‐
dade com EN
61000-4-6
Perturbações HF indu‐
zidas em conformida‐
de com EN 61000-4-3
Nível de verificação
Nível de conformidade
EN 60601
3 Veff
3 Veff
150 kHz a 80 MHz
3 V/m
à excepção das faixas
ISMa
3 V/m
80 MHz a 2,5 GHz
Ambiente electromagnético - Di‐
rectivas
Aparelhos de rádio portáteis e mó‐
veis devem ser utilizados a uma
distância inferior a Primus® 1058
S/TM/C incluindo os cabos, con‐
forme a protecção de distância
aconselhada calculada conforme
a equação precisa para a frequên‐
cia de emissão.
Distância de protecção recomen‐
dada:
d = 1,17
d= 1,17
MHz
P
P
para 80 MHz a 800
d= 2,33 P para 800 MHz até 2,5
GHz
com P como a potência nominal
máxima do emissor em watts (W)
de acordo com as indicações do
fabricante do emissor e d como
distância de protecção recomen‐
dada em metros (m).
b
A intensidade do campo do emis‐
sor de rádio fixo deve, em todas
as frequências, ser inferior ao do
nível de conformidade, de acordo
com uma análise no local c.
d
Nas proximidades de aparelhos
que possuam os símbolos a se‐
guir, existe a possibilidade de in‐
terferências.
Observação 1: A 80 MHz e 800 MHz valem as bandas de frequência elevadas.
Observação 2: Estas orientações podem não ser aplicáveis em todas as situa‐
ções. A difusão de ondas electromagnéticas é influenciada pela absorção e refle‐
xões de edifícios, objectos e pessoas.
a
As faixas de frequência ISM (para aplicações industriais, científicas e médicas)
entre 150 kHZ e 80 Mhz são 6,765 MHz a 6,795 MHz; 13,553 MHz a 13,567
MHz; 26,957 MHz a 27,283 MHz e 40,66 MHz a 40,70 MHz.
Os níveis de conformidade nas faixas de frequência ISM entre 150 kHz e 80
MHz e na gama de frequência de 80 MHz e 2,5 GHz são por isso estabelecidos
para reduzir a probabilidade de interferências que equipamentos de comunicação
móveis/ portáteis possam provocar, quando são involuntariamente levados à
área do paciente. Por este motivo, é aplicado o factor suplementar de 10/3 do
cálculo das distâncias de protecção nestas gamas de frequência.
b
A intensidade do campo do emissor fixo, como p. ex. estações de base de tele‐
fones sem fios e equipamentos de rádio móveis, banda AM e FM e emissores te‐
levisivos não podem, teoricamente, ser predeterminados de modo exacto. Para
determinar o campo electromagnético em relação ao emissor fixo, deve ser tido
em conta um estudo da localização. Quando a intensidade do campo medida na
c
129/130
Instruções de utilização KaVo Primus® 1058 S/TM/C
9 Indicações relativas à compatibilidade electromagnética em conformidade com EN 60601-1-2 (DIN EN
60601-1-2) | 9.4 Imunidade electromagnética
localização na qual o Primus® 1058 S/TM/C será utilizado ultrapassa os níveis de
conformidade supracitados, o Primus® 1058 S/TM/C deve ser observado para de‐
tectar a função de acordo com os regulamentos. Quando são observadas carac‐
terísticas de desempenho não habituais, podem ser tomadas medidas suplemen‐
tares essenciais, como p. ex. um alinhamento diferente ou uma outra localização
do Primus® 1058 S/TM/C.
Com gamas de frequência de 150 kHz a 80 MHz, a intensidade do campo tem
de ser inferior a 3 Veff V/m.
d
130/130
1.001.6794 · fk · 20130327 - 14 · pt

Documentos relacionados

Instruções de utilização Primus 1058 Life

Instruções de utilização Primus 1058 Life 2.1 Descrição das instruções de segurança................................................................................................. 2.1.1 Símbolo de advertência.................................

Leia mais