TROVADORES DA ALEGRIA: POEMAS E TEATRO PARA

Сomentários

Transcrição

TROVADORES DA ALEGRIA: POEMAS E TEATRO PARA
TROVADORES DA ALEGRIA: POEMAS E TEATRO PARA
CRIANÇAS NA ESCOLA
Myrle do Socorro Monteiro Santa Brígida
(Msc. em Antropologia, Pedagoga, Escola Ernestina Rodrigues)
Palavras-chave: Poema, Teatro, Literatura, Formação do Leitor
O projeto lítero teatral “Trovadores da Alegria” existe para fomentar a
experiência com a literatura, o teatro e a poesia na Escola Municipal Ernestina
Rodrigues. Participa dele os alunos da Escola Municipal Ernestina Rodrigues,
oriundos das turmas de Educação Infantil e do Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano,
variando na faixa etária de 5 a 12 anos. Eles aprendem a declamar poemas de
autores nacionais e paraenses em ações e programações da escola além de
atender a convites da comunidade externa e de eventos que promovam a educação
ou formação do leitor.
A denominação do grupo é alusiva a mais antiga prática de exercer o oficio de
levar a poesia pelos cantos do mundo. Um trovador segundo o dicionário Miniaurélio
é:
Trovador(ô) sm. 1.Designação dos poetas líricos dos séc. XII e XIII,
do Sul da França, especialmente da Provença. 2. Designação dos
poetas líricos portugueses que, nos últimos séculos da Idade Média,
seguiam o estilo dos poetas provençais. 3. Aquele que trova; poeta
(1). 4. Poeta que medieval; menestrel. (FERREIRA, 2000: p.690)
O ano de 2013 iniciou com o processo de consolidação do grupo de alunos
poetas desta instituição. Com a formação deste grupo criamos possibilidades de
vivenciar diferentes estilos literários e situações pedagógicas de formação do leitor a
partir do rico acervo de mais de 6000 tombos de nossa biblioteca.
O grupo recebe formação literária e iniciação a jogos teatrais, a partir dos
autores trabalhados, eles têm a missão da divulgação do que melhor temos do
nosso acervo de poetas e poemas.
Cronologia de ações do grupo:
8 de Março de 2013 – Dia da Mulher com beleza e poesia, montamos um grupo
representativo de 6 crianças meninos que em cortejo iam de sala em sala
homenageando as mulheres e meninas, declamando poemas de Roseana Murray,
Vinicius de Moraes, Rita Melém, Rafela Reis, Silvio Romero, Almir Correia, José
Paulo Paes, Ronald Claver e Mário Quintana;
14 de Março de 2013 – no Dia da Poesia eles voltam a se apresentar, com a
integração das meninas ao grupo. Declamam poemas de Ronald Claver, Mário
Quintana, José Paulo Paes e Amir Correia. A apresentação é feita por um grupo de
crianças, meninos e meninas, com representação de todas as turmas, com a
especial participação de Dafne e Bárbara portadoras de síndrome de down, o
espetáculo a poesia pede passagem no seu dia.
18 de Abril de 2013 – Os Poetas da escola através dos alunos do turno da manhã
prestam homenagem a escritora Heliana Barriga – poeta, cantora e encantadora de
crianças grandes e pequenas. Os Poetas da escola através dos alunos do turno da
tarde prestam homenagem ao escritor Antônio Juracy Siqueira- poeta trovador –
apresentando o espetáculo Paca, Tatu, Cutia Não!
Dezembro de 2013 – Com o sucesso do grupo, que encanta, nos faz rir e chorar,
eles se apresentam na Programação do SISMUBE do “Lendo e Relendo”.
Se
efetiva definitivamente o grupo de poetas da Escola Municipal Ernestina Rodrigues:
Os Trovadores da Alegria.
Janeiro de 2014 _ Os Trovadores da Alegria são convidados a se apresentarem
na SEMEC, programação alusiva ao aniversário de Belém, encantam ao público ali
presente, apresentando novamente o espetáculo Paca, Tatu, Cutia Não!
13 de março de 2014 – é chegado o momento de alçar novos vôos, inicia a
formação de novos alunos poetas. Apresentam o espetáculo com repertório do autor
Paulo Nunes, em homenagem as mulheres.
O objetivo deste projeto em linhas gerais é divulgar e promover o acesso a
autores nacionais, paraenses e estrangeiros com recursos das técnicas teatrais,
formando leitores assíduos de diferentes estilos de textos poéticos do acervo de
nossa biblioteca. E vai além, o trabalho com poemas visa ainda: proporcionar
momentos agradáveis de audição de poemas; estimular maior contato da
comunidade escolar com as obras literárias do acervo da biblioteca e assim
incentivar a utilização de diversas expressões artísticas para interpretar e dramatizar
obras literárias.
O trabalho com o grupo de alunos que compõem Os Trovadores da Alegria
tem por objetivo que eles venham a descobrir o gosto pelas obras poéticas, ampliar
os conhecimentos sobre poema e poesia, apreciar a estilística da obra literária,
formar leitores e possíveis produtores de poemas.
A metodologia perpassa, primeiro, pela seleção dos alunos, sendo solicitado
que a professora indique dois alunos que queiram fazer parte do grupo. Critérios, o
primeiro seria aquele que ela selecionaria por destaque na sala e o outro um aluno
que ela não selecionaria. Possibilitamos o encontro pedagógico de alunos que se
sobressaem com aqueles que não se sobressaem tanto. É dada a oportunidade
para que a troca de aprendizagens aconteça. Assim o grupo tem a tônica da
diversidade e da oportunidade em sua constituição. Iniciamos com um menino e
uma menina de cada turma, totalizando em média 12 crianças envolvidas por turno.
O maior critério de seleção hoje, é querer primeiro fazer parte do grupo. Hoje este
número extrapolou, pelo sucesso que fez com as crianças, e a regra inicial foi
reestabelecida para todo aquele que se interesse em participar, com apreço especial
pelas crianças com problemas de aprendizagens.
A escolha do repertório é conduzida pela temática da programação, e
pautada também pelo Projeto Memória da Literatura do Pará do Pará do SISMUBE,
bem como o tema do nosso projeto pedagógico. Realizamos oficinas de
memorização, jogos teatrais, educação da voz, primeiro de forma individual e depois
em grupo, formatando o espetáculo.
O projeto alcançou repercussão por ter uma grande equipe envolvida que
acredita e motiva: alunos, biblioteca, coordenação, direção, funcionários de apoio,
professores, salas ambientes, os responsáveis dos alunos e sala de recursos.
I LUSTRAÇÕES :
1.Apresentação em Março de 2013, cortejo de meninos homenageando as mulheres.
2.Trovadores da alegria se apresentando para a escola.
Bibliografia
FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Miniaurélio Básico da Língua Portuguesa.
Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
MACHADO, Maria Claro. A aventura do teatro & como fazer teatrinho de bonecos.
RJ: Singular, 2009.
MOISÉS, Massaud. A literatura portuguesa. SP: Cultrix, 2006.
NOVELLY, Maria. Jogos Teatrais. SP. Papirus, 1994.
NUNES, Paulo. Baú de bem-querer. São Paulo: Paulinas, 2006.
____________ O mosquito que engoliu o boi. Belém: Paka-Tatu, 2002.
_____________Banho de chuva. Belém: Cejup, 1996.
SIQUEIRA, Antônio Juraci. Paca, Tatu, Cutia Não! Belém: Secult, 2008.
SORRENTI, Neusa. A poesia vai à escola. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.
Currículo da autora: Licenciada Plena Em Pedagogia pela UFPA (1994), Especialista
em Teoria Antropológica pela UFPA (1998) e Mestra em Antropologia pela
Universidade Federal do Pará (2002). Professora da Escola Ernestina Rodrigues –
SEMEC, lotada como professora assistente na biblioteca. Participou das Olímpiadas
Brasileira de Língua Portuguesa, participa do grupo de pesquisa GELAFOL do
ICED-UFPA. Atuou como professora no Programa de correção de Fluxo escolar
SEMEC/MEC.

Documentos relacionados