Programa do Recital (62026 bytes)

Сomentários

Transcrição

Programa do Recital (62026 bytes)
Luís André Ferreira
Apesar de um primeiro contacto com a música na sua infância, na Academia de Música de
Santa Cecília, só bem mais tarde, Luís André Ferreira viria a estudar Violoncelo na classe do
professor Luís Sá Pessoa na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa tendo
concluído o curso em apenas 4 anos com a classificação de 19 valores.
Já se apresentou como solista com a Orquestra do Conservatório Nacional de Lisboa, com a
Orquestra do estágio das Escolas Oficiais de Música e a convite do Maestro Rui Massena,
tocou a solo com a Orquestra Clássica da Madeira na Ilha do Funchal em Dezembro de
2002 o concerto em Dó Maior de J. Haydn.
Foi-lhe atribuído o prémio Augusto Serras do “Rotary Club” de Lisboa no ano de 2003 e uma
bolsa para aperfeiçoamento artístico da mesma fundação. Em Setembro de 2003 foi
admitido na escola Superior das Artes de Amsterdão “Conservatorium van Amsterdam” onde
terminou o 4º ano da Licenciatura de Violoncelo em Junho de 2007 tendo posteriormente
ingressado no curso de Mestrado em Performance na classe da Professora Monique Bartels.
Luís André Ferreira é bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian desde Setembro de 2004.
Tem-se apresentado regularmente em recitais a solo e de música de câmara na Holanda,
Alemanha, França, Portugal, Espanha, Bélgica e Bielorrússia. Participou no “IV Festival
Culturel Européen 2003” de Rouen em França. Em Novembro de 2006 foi
seleccionado pela “Amsterdamse Cello Biennale” para integrar uma masterclass com
o professor Jean-Guihen Queyras. Tem trabalhado com diversos professores nomeadamente
Paulo Gaio Lima, Jean-Guihen Queyras, Zavier Gagnepain, Pieter Wispelwey, Vladimir Perlin,
Mácio Carneiro, Godfried Hoogeveen e Valter Despalj. Actualmente, frequente um Mestrado
no Conservatório de Amesterdão e é primeiro violoncelo solo da Orquestra de Câmara
Portuguesa cujo maestro titular é Pedro Carneiro.
SERÕES MUSICAIS’08
RECITAL DE MÚSICA DE CÂMARA
Jovens Músicos do Conservatório Superior de Amesterdão
Vital Stahievitch, piano
Miguel Simões, violino
Luís André Ferreira, violoncelo
Organização
Universidade do Minho
Instituto de Estudos da Criança
Departamento de Expressões Artísticas e Educação Física – Área de Música
Apoio
15.Março.2008 | 16.30h
Salão Medieval | Reitoria da Universidade do Minho
Vital Stahievitch
Nasceu em Minsk na Bielorrúsia. Graduou-se na “Republican Music College” e na “Academia
de Música da Bielorrúsia” com a professora Zoya Kacharskaya. Tem participado em
numerosos festivais nacionais e internacionais. Actua frequentemente em várias cidades da
Bielorrúsia a solo com orquestra e em música de câmara. Já se apresentou como solista em
Inglaterra, Alemanha, França, Holanda, Bélgica, México, Noruega, Grécia, Rússia, Lituânia,
Polónia e Estados Unidos da América. Em 2000 Vital gravou um CD com obras de Schubert
para a editora italiana “Agora”. Em Junho de 2001 tocou o 2º concerto de Rachmaninov com
a Orquestra Sinfónica Nacional do México no Palacio das Belas Artes na cidade do México sob
a direcção do maestro Enrique Arturo Diemecke. Vital Stahievitch foi laureado no concurso
internacional “Stasys Vainiunas Piano Competition in Vilnius” (Lituania em 1996, 2ºprémio),
Emmanuel Durlet International Piano Competition na Antuérpia (Bélgica, 2001, 7º prémio),
European Union Piano Competition Arcangelo Speranza em Taranto (Italia, 2005, 2º prémio) e
ganhou um diploma na “International Piano Competition em Minsk 2005”. Em 2007 recebeu
um diploma na “Netherlands National Piano Competition YPF”. Em Junho de 2007 terminou
um Mestrado em performance no Conservatorium van Amsterdam com o Professor Håkon
Austbø. Actualmente estuda com Naum Grubert, o curso de Doutoramento na Universidade de
Amesterdão.
PROGRAMA
I PARTE
A. Dvorák [1841-1904]
Dumky Trio, op.90
Lento maestoso
Poco adagio
Andante
Andante moderato
Allegro
Lento maestoso
II PARTE
F. Mendelssohn [1809-1847]
Piano Trio Op. 49 em Ré menor
Molto Allegro agitato
Andante con moto tranquillo
Scherzo
Finale
Miguel Simões, violino
Luís André Ferreira, violoncelo
Vital Stahievitch, piano
Miguel Simões
Nasceu em 1985. Com 8 anos ingressou na classe de violino da Prof.ª Ana Cristina Fernandes
no Centro de Cultura Musical. Posteriormente, foi admitido na Escola Artave, tendo terminado
o Curso Básico de Instrumentista de Cordas, obtendo o Prémio de melhor aluno do curso.
Em 2001 foi admitido no Young Music Department, da Faculdade de Música da Universidade
de Utrecht, na Holanda, na classe da Professora Joyce Tan, trabalhando em simultâneo com o
violinista Ilya Grubert Com 16 anos ganhou o 1.º Prémio em violino, nível médio, do Concurso
Jovens Músicos – RDP, interpretando com grande sucesso no concerto dos laureados o 1.º
andamento do concerto para violino e Orquestra n.º 2 op.64 de F. Mendelsshon com a
Orquestra Gulbenkian, sob a direcção do Maestro Filip Bral. Tem frequentado várias
Masterclasses em Violino e Música de Câmara, em Portugal, Espanha, Holanda, Itália e
Áustria, sob a orientação de Boris Kuniev, Gerardo Ribeiro, Anatoli Swarzburg, Serguei
Aratounian, Silvie Gazeau, Reinette Thiadens e Candida Thompson. Em Outubro de 2003 foi
seleccionado para participar na Sinfonietta String Festival (Amesterdão, Holanda), integrando
uma Orquestra de Câmara dirigida por Candida Thompson e apresentando-se em concerto na
Sala Felix Meritis Concertzaal, Amesterdão. É finalista da classe de violino do Prof. Ilya Grubert
e Música de Câmara com os Professores Dimitri Ferschtman, Frans van Ruth, Willen Brons e
Naum Grubert no Amsterdam Hogesschool voor de Kunsten – Conservatorium van
Amsterdam. Apresenta-se regularmente em Portugal, Espanha, Itália, Áustria e Holanda em
Recitais a solo e de Música de Câmara. Em Julho de 2005 interpretou a Sinfonia Espanhola de
E. Lalo com a Orquestra do Norte dirigida pelo Maestro José Ferreira Lobo. É bolseiro da
Fundação Calouste Gulbenkian desde Setembro de 2002. Apresenta-se em concerto num
violino Capela de 2000.

Documentos relacionados

Programa - SuonArt - Associação Cultural

Programa - SuonArt - Associação Cultural MIGUEL SIMÕES, com 15 anos, foi admitido no Young Music Department, da Faculdade de Música da Universidade de Utrecht, na Holanda, na classe da Professora Joyce Tan, trabalhando em simultâneo com o...

Leia mais