Nº21/2004 - Agricultura e Máquinas

Сomentários

Transcrição

Nº21/2004 - Agricultura e Máquinas
boletim21.qxd
05-04-2004
Nº 21 /2004
1º Trimestre
12:25
Page 1
Distrib. Gratuita
Tiragem: 3200 ex.
Boletim Informativo do Sector Agrícola do GRUPO AUTO-INDUSTRIAL
L
NOVOS TRACTORES GRAND L SÉRIE 30
L 3130 L 3830 L 4630
23 kW (31,4 cv)
28 kW (37,9 cv)
33.5 kW (45,3 cv)
Os tractores GRAND L SÉRIE 30 são uma versão moderna, muito melhorada, da conhecida e apreciada Série GRAND L,
cujo desempenho excepcional conquistou a preferência e a fidelização à marca KUBOTA de milhares de utilizadores no
nosso País; esta nova série apresenta características de vanguarda, para um trabalho de primeira classe, que a valoriza
relativamente à bem sucedida série anterior, em termos de: comodidade, segurança e saúde dos operadores, custo das
unidades de serviço produzidas e protecção do ambiente
Editado pelo Grupo Auto-Industrial: Auto-Industrial S.A., Forte Lda, Tractores Ibéricos Lda.
Coordenação Editorial: Engº Fausto Briosa
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 2
UMA REFERÊNCIA DA MODERNA INDÚSTRIA
BRASILEIRA DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS
SUBSOLADOR ASA LASER CR - DCR de 9 braços, para
uma profundidade de até 45cm. Os braços ou dentes são
articulados e providos de um dispositivo de segurança "non stop" por molas de retorno helicoidais. Estas molas permitem
uma vibração longitudinal dos braços (que aumenta a
eficiência da descompactação e reduz em até 10% a potência de
tracção) e protegem a alfaia e o tractor de choques bruscos.
Os discos de corte anteriores proporcionam um trabalho
eficiente em diversos tipos e condições de solo e o rolo
nivelador - destorroador traseiro dispensa o trabalho da grade
depois da subsolagem.
SEMEADOR - FERTILIZADOR DE 20 LINHAS, para
sementeira directa de cereais praganosos e prados, modelo
SS - AR - 2020
• Largura da entrelinha: variável de 17 a 25 cm.
• Tremonha c/ divisória móvel (para alterar as capacidades
dos reservatórios de semente e do adubo) de grande
capacidade (maior autonomia e rendimento elevado) em aço
carbono, pintada a pó (durabilidade acrescida).
• Distribuição das sementes por rotor helicoidal, c/ regulação
fácil e precisa, através de escala graduada.
SEMEADOR-FERTILIZADOR DE PRECISÃO, MONOGRÃO, PNEUMÁTICO, MODELO SS 13000, para
SEMENTEIRA DIRECTA ou SEMENTEIRA CONVENCIONAL, POLIVALENTE (milho, girassol, beterraba, soja,
feijão, etc.)
• Sistema pneumático AMAZONE original.
• Discos de distribuição de orifícios cónicos: transporte
seguro das sementes até ao nível de queda.
• Um dedo limpador, exclusivo Stara Sfil, assegura a perfeita
distribuição das sementes sobre o disco.
• Grande variedade de discos de distribuição (facilmente
intermutáveis) para uma sementeira de alta precisão com
sementes de diversas espécies.
• Regulação da pressão sobre o solo por alavancas.
• Tremonhas de adubo basculantes, para facilitar a limpeza.
• Riscadores de comando hidráulico.
SEMI-REBOQUE PARA TRANSPORTE E MOVIMENTAÇÃO DE GRÃOS E DE ADUBOS, modelo REBOKE
11000
• "Châssis" super - reforçado.
• Caixa de carga de polietileno, de 11m3 de capacidade,
facilmente removível.
• Altura de descarga de 3,90m (para trabalhar c/ camiões de
carroçaria alta e grandes semeadores).
• Elevado débito de descarga (grãos: 3500 litros/minuto;
adubo: 1300 kg/min).
• O sistema de rodado permite acompanhar a ceifeira debulhadora em trabalho, aumentando o seu rendimento
em até 50%.
FORTE, Lda.
Portela da Ajuda 2790-194 Carnaxide - Tel 21 000 97 72 - Fax 21 418 75 42
E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
2
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 3
EDITORIAL
BALANÇA DO AGROTEC 2004
O AGROTEC 2004 constituíu uma
grande montra do que, relativamente a
tractores e a máquinas agrícolas, de
melhor se produz no mundo e em
Portugal.
Durante 4 dias (de 31 de Janeiro a 3 de
Fevereiro de 2004) foi o ponto de
encontro de potenciais Clientes,
Expositores, Concessionários, Técnicos e
de todos aqueles que se interessam pela
problemática da mecanização agrícola; a
sua realização saldou-se por um êxito
que, no mínimo, confirmou as previsões
feitas no Nº. 20 de A & M e reforçou a sua
posição de maior acontecimento do
género no nosso País.
Todos os indicadores apontam para um
balanço positivo do AGROTEC 2004:
- comparativamente à edição de 2002,
houve um acréscimo significativo do
número de visitantes (mais 22%) e
cresceram, igualmente, os números de
Expositores e de máquinas exibidas;
- da análise aos inquéritos realizados, por
uma Empresa especializada,
aos
Expositores (com um total de 82 entrevistados, representando uma amostra de
95% dos 86 Expositores participantes)
respigamos os seguintes resultados:
• 99% dos Expositores consideram que
valeu a pena participar no AGROTEC
e, destes, 79% consideram ter
alcançado ou mesmo ultrapassado os
objectivos da sua participação;
• a quase totalidade dos Expositores
(96%) tenciona participar na próxima
edição do AGROTEC;
• os principais objectivos de participação no AGROTEC 2004 foram:
"prestígio", "relações com clientes",
"aumento da quota de mercado" e
"aumento de potenciais clientes
nacionais";
• quase 3/4 dos inquiridos participaram
como Expositores no AGROTEC 2002
e, destes, metade consideram ter
havido uma evolução positiva, contra
10% que consideram a evolução
negativa;
• uma maioria confortável (82%)
considera que a participação no
AGROTEC 2004 ajudou a concretizar
ou potenciou novos negócios;
• 16% dos Expositores (naturalmente
fabricantes nacionais) confirmam ter
identificado no AGROTEC potenciais
clientes estrangeiros.
A & M teve oportunidade de ouvir
técnicos e utilizadores portugueses,
habituais frequentadores dos grandes
salões europeus da máquina agrícola, que
não tiveram dúvida em admitir que:
- depois de visitarem o AGROTEC 2004,
os utilizadores comuns não necessitam
de se deslocar ao estrangeiro para obter
uma percepção muito correcta das
tendências evolutivas no campo da
mecanização agrícola nem para escolher
a solução de mecanização mais
adequada ao seu caso particular.
O inquérito anteriormente referido
registou, também, algumas opiniões
negativas, relacionadas sobretudo com a
falta de visitantes. Quanto a este ponto, a
crítica só tem justificação nos dois
últimos dias (2 e 3 de Fevereiro, segunda
e terça-feira) uma vez que, tanto quanto
nos foi dado aperceber, nos dois primeiros
dias (sábado e domingo) praticamente
todos os stands estiveram cheios, a ponto
do pessoal de atendimento dos expositores
ter sentido dificuldades em responder, de
forma satisfatória, a muitas consultas
apresentadas pelos interessados.
No terceiro dia - segunda-feira - a
afluência do público foi bastante menor,
compensada contudo por se tratar de
visitantes mais profissionais, à procura de
soluções de mecanização adequadas aos
seus casos particulares; o último dia
esteve nitidamente mais "morto" e é
necessário encontrar motivações para
atrair mais afluência de pessoas.
Sem pôr em causa a conveniência de
intensificar, no País e no estrangeiro, com
vista a edições futuras, as campanhas de
promoção, anotamos a ausência, na sua
quase totalidade, dos estudantes das
áreas de mecanização agrária das
Escolas do ensino superior, Universitário
e Politécnico. As Escolas foram
convidadas a participar no AGROTEC
com stands para promoção dos
respectivos cursos mas só quatro
aproveitaram as facilidades oferecidas.
Contudo, nem dessas quatro nem das
restantes vieram alunos, pelo menos no
número esperado.
Lamenta-se a circunstância, porque o
Sector Agrícola nacional, para se
modernizar e ser mais competitivo,
precisa do reforço com Empresários
jovens, dinâmicos, competentes e dotados
de espírito inovador, capazes de
praticarem e recomendarem uma
mecanização racional e rentável, que
permita reduzir custos de produção,
garantir a segurança alimentar e proteger
o ambiente.
3
Como os Estudantes de hoje vão ser os
Empresários
e
Conselheiros
de
Mecanização de amanhã, importa criar
condições para que possam visitar e
aprender com as grandes e actualizadas
exposições de máquinas reunidas no
AGROTEC. A simples oportunidade de
entrar nas cabinas de um tractor e de uma
máquina automotriz da última geração e
experimentar uma sensação de conforto,
de segurança e de simplificação
operacional, sob o signo das modernas
tecnologias, poderá contribuir para a
descoberta de novas vocações e de novos
valores para as áreas da Agricultura e da
mecanização agrícola.
Uma hipótese viável para alcançar o
objectivo referido poderia passar por
conversações directas, com a necessária
antecedência, entre a Organização deste
certame e as Escolas e a inclusão, no
programa, de um Colóquio específico
para estudantes, a realizar na manhã do
dia da visita (deixando a parte da tarde
para a exposição) subordinado a um tema
de palpitante interesse e actualidade (por
ex. "O Ensino da Mecanização Agrária
Orientado para o Mercado de Trabalho")
com a participação de Professores, de
Especialistas de Mecanização e de
Empregadores.
Manuel Martha
SUMÁRIO
Pág.
Tractor Kubota GRAND L Nova Série 30 1
STARA SFIL - Uma Referência da Moderna
Indústria Brasileira de Máquinas Agrícolas 2
Editorial
3
Características principais dos Tractores
Kubota GRAND L Série 30
4
Relançamento da marca KUHN
no nosso País
5
Participação do Sector Agrícola da
Auto-Industrial no Agrotec 2004
6
Transmissão VARIO FENDT
8
Semeadores de Precisão Monogrão,
Pneumáticos, AMAZONE
9
Demonstração, no Campo, dos
Novos Tractores CLAAS e de
Máquinas Agrícolas LEMKEN
10
CLAAS - Especialista da Colheita Nº. 1
NA EUROPA
12
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 4
CRACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DOS
NOVOS TRACTORES GRAND L SÉRIE 30
• PAINEL DE INSTRUMENTOS INTELIGENTE, para comodidade do operador e rendimento elevado.
Indicadores de trabalho
Indicador de manutenção
Indicadores de aviso
Fornecem: distância percorrida; horas de Adverte o operador dos períodos de Chamam a atenção para: temperatura;
trabalho; veloc. de deslocação; r.p.m. na realização das operações de manutenção níveis de óleo e de combustível; mau
tdf; etc.
básicas
funcionamento do motor, etc.
• MOTOR KUBOTA E - TVCS, de 3 cilindros, nas séries L 3130 e L 3830, e de 4
cilindros na L4630: potente e de elevada reserva de binário, económico, com vibração
reduzida e amigo do ambiente; no tocante à protecção ambiental, o sistema E - TVCS
cumpre, por excesso, as Directivas da União Europeia sobre emissões poluentes (gases:
97/68/CE; fumos: 77/537/CEE) e respeita também, integralmente, as exigentes
regulamentações de emissões EPA.
• TRANSMISSÃO: tecnologia avançada e inteligente
- Transmissão principal e inversor totalmente
sincronizados, FST, para maior comodidade de
operação e manobras rápidas, o que é importante, por
ex., em trabalhos com carregador frontal;
- Caixa de velocidades 8F/8R na série L3130 e 16F/16R (incluindo 4 veloc. super - lentas)
nas séries L 3830 e L4630.
• tdf e SISTEMA HIDRÁULICO
- tdf independente, de engate /desengate hidráulico, c/ 2 regimes (540 e 750 rpm)
- tdf tractor (veloc. proporcional ao avanço do tractor) para accionamento de reboques de
eixo motor.
- sistema de levantamento de 3 pontos, c/ controlo de posição e de tracção e dispositivo
de engate rápido de máquinas montadas.
- bomba hidráulica de grande débito (mais 20% que na série anterior) e cilindro hidráulico
de montagem exterior, para facilitar a manutenção.
• CARREGADOR FRONTAL: engate / desengate rápidos, em poucos minutos, do banco do operador e sem recurso a
ferramentas; uma única alavanca de comando ("joystick") situada à direita permite controlar todas as operações do carregador
e manobrar, em simultâneo, os braços e o balde.
• MANUTENÇÃO MUITO FACILITADA
O capot de abertura total - nova concepção - facilita imenso as inspecções periódicas ao motor, à grelha do radiador e ao filtro
de ar; com um simples toque, o capot abre-se na totalidade, expondo amplamente a área do motor.
TRACTORES IBÉRICOS – Portela da Ajuda – 2790-194 Carnaxide
Tel. 210009728 - Fax 214243943 - E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
4
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 5
NO AGROTEC 2004, O STAND
SURPREENDEU PELA POSITIVA
ENGº. FERNANDO MARTINS APRESENTA ESTRATÉGIA GLOBAL DE
RELANÇAMENTO DA MARCA NO NOSSO PAÍS
O Stand KUHN constituíu uma das principais
atracções do Pavilhão 1 do AGROTEC 2004.
Desde a abertura ao encerramento do Salão,
com maior frequência nos 2 primeiros dias de
funcionamento (sábado, 31 de Janeiro, e
domingo, 1 de Fevereiro) centenas e centenas
de visitantes entraram no Stand, para analisar
as máquinas expostas e pedir esclarecimentos
sobre o seu funcionamento, etc., e colocaram-se em frente do écran plasma do DVD para
apreciar o trabalho, no campo, em condições
reais, da vastíssima gama de material agrícola
fabricado pela KUHN.
O interesse pelas imagens do DVD foi
tamanho e os assistentes em tão grande
número que chegaram quase a bloquear a rua
frontal ao Stand.
O Engº. Fernando Martins (FM) Gerente
de Tractores Ibéricos, Lda, falou a
Agricultura & Máquinas (A&M) sobre o
Stand autónomo e sobre a estratégia global
do relançamento da marca no nosso País.
A&M - Quais os objectivos da
participação, com um Stand autónomo, no
AGROTEC 2004?
FM - Na actualidade, o Grupo KUHN:
- dispõe de 4 fábricas, que produzem mais de
60 000 máquinas por ano, incluídas nos
segmentos: preparação e trabalho do
terreno;
fertilização;
sementeira;
protecção e defesa das culturas
(pulverizadores); colheita e tratamento de
forragens; conservação da paisagem;
manutenção de gado;
- é o maior fabricante europeu de maquinaria
agrícola de accionamento pela tdf;
- tem filiais próprias em 9 países (Alemanha,
Austrália, Canadá, China, Estados Unidos,
etc.,) e os seus produtos trabalham nas
agriculturas de mais de 150 países em todo
o mundo, sendo os Estados Unidos o seu
principal cliente.
Não obstante a variedade de tipos de
máquinas referida e a sua enorme expansão à
escala mundial, no nosso País a marca KUHN
está apenas associada (através de várias
centenas de máquinas em funcionamento,
aliás com total satisfação dos seus
utilizadores) a material forrageiro, uma vez
que só recentemente a anterior Distribuidora
vendeu, além daquele, algumas (poucas)
máquinas de preparação e trabalho do
terreno e de manutenção de gado.
Assim, no quadro do projecto em curso de
relançamento da marca em Portugal, aparece
como lógica a decisão de TRACTORES
IBÉRICOS, Lda., de aproveitar a oportunidade de apresentar, no principal Salão de
Máquinas Agrícolas do País, através de uma
amostra muito representativa de 17 máquinas,
a vastíssima gama de material agrícola
fabricado pela KUHN, com dois objectivos:
- sensibilizar os agricultores e o grande
público para as potencialidades da marca;
- motivar o interesse de novos candidatos a
Concessionários que, com uma única
marca de enorme prestígio mundial,
poderiam oferecer aos seus clientes uma
gama muito completa de produtos dos tipos
mais adequados aos sistemas culturais
praticados entre nós.
A&M - Ficou por explicar a razão do Stand
autónomo e, além disso, gostaríamos de
saber se os objectivos previstos foram
alcançados.
FM - Já atrás referi que o Grupo KUHN é um
dos principais fabricantes europeus de
máquinas agrícolas e líder, na Europa, no
grupo das máquinas de accionamento pela tdf;
posso ainda acrescentar que o objectivo
daquele Grupo, no médio prazo, é ser líder
mundial.
Por outro lado, já foi divulgada (A&M
Nº.19/2003) a criação, na estrutura de
Tractores Ibéricos, do Deparatamento
KUHN, para promover a comercialização
deste material, em igualdade de condições,
através da Rede (em organização) dos
respectivos Concessionários, independentemente das marcas de tractores que possam
também representar.
Fica assim plenamente justificada a instalação
de um Stand autónomo, separado do Stand
KUBOTA, que se situou no Pavilhão 2.
Quanto à eventual concretização dos
objectivos posso adiantar que ficámos muito
satisfeitos, quer quanto ao número de
visitantes (que foi bastante elevado) quer
quanto a hipóteses de reforço da Rede de
Concessionários.
A&M - Como vai desenvolver-se a
estratégia de Tractores Ibéricos de
relançamento da marca Kuhn no nosso
País?
FM - A nossa estratégia assenta em dois
pilares:
- aproximação das vendas e serviços dos
utilizadores das máquinas, por intermédio
de uma Rede de Concessionários, cobrindo
as principais Regiões Agrícolas do País,
dinâmicos e bem introduzidos no meio,
aptos a desenvolver uma política comercial
ágil, bem informados e preparados para
prestar aos utilizadores das máquinas uma
assistência eficiente e rápida;
- realização em diversas regiões do País,
com a colaboração dos Concessionários, de
uma campanha de demonstrações para a
apresentação da gama completa de
máquinas da marca.
Quanto ao primeiro ponto:
- está em curso e a bom ritmo o processo de
selecção e preparação dos Concessionários;
- vai realizar-se em data próxima, com a
participação dos Concessionários já
nomeados, a Convenção KUHN, destinada a
um conhecimento mais completo do material,
a avaliar as perspectivas de vendas e a
estabelecer um programa de encomendas;
- para além da formação de base inicial, dada
pela equipa técnica do Departamento Kuhn
de Tractores Ibéricos, está previsto um curso
de Vendas e Serviços, com a colaboração de
especialistas da Kuhn, a realizar,
provavelmente em Outubro ou em Novembro
próximos, em França ou em Portugal.
Relativamente ao segundo:
-já tiveram lugar (em Chaves, Sendim Miranda do Douro - e Oliveira do Hospital)
três grandes demonstrações de campo de
máquinas de preparação e trabalho do
terreno, vai realizar-se na Primavera uma, de
material forrageiro, e estão em estudo
outras, a divulgar oportunamente.
A&M - Qual a política comercial a
estabelecer com os Concessionários?
FM - Estão previstos 2 tipos de
Concessionários, A e B, com bonificações
diferenciadas, em função do número de
segmentos de material vendido, do volume de
vendas, da constituição de "stocks" de peças
sobresselentes e da qualidade dos serviços
prestados aos clientes.
No fim de cada ano, será ainda creditada uma
bonificação extra aos Concessionários que
atinjam determinados "plafonds" definidos no
Contrato.
CONSOLIDA O PRESENTE E PREPARA
O FUTURO DA AGRICULTURA
TRACTORES IBÉRICOS – Portela da Ajuda – 2790-194 Carnaxide
Tel. 210009728 - Fax 214243943 - E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
5
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 6
PARTICIPAÇÃO DO SECTOR AGRÍCOLA DO GRUPO AUTO-INDUSTRIAL NO AGROTEC 2004
As três Empresas que constituem o Sector Agrícola do Grupo AUTO-INDUSTRIAL (Divisão Agrícola, Forte, Lda e Tractores
Ibéricos, Lda) apresentaram no Agrotec 2004 (de 31 de Janeiro a 3 de Fevereiro de 2004) em 5 Stands, com a área total de
1700 m2, uma amostra muito representativa da sua vasta oferta actual de tractores e de máquinas agrícolas. Uma parte significativa
de visitantes do Salão sentiram-se atraídos pelas novidades expostas e pela diversidade de soluções de mecanização exibidas, de
que se destacam:
DIVISÃO AGRÍCOLA
• STAND CLAAS / RENAULT / LEMKEN / McHALE
Num Stand recheado de excelentes soluções para a Agricultura portuguesa, as grandes vedetas foram os novos produtos CLAAS
aqui apresentados, pela primeira vez, ao nosso público: gama completa de Tractores ARES e CELTIS e Máquinas de
Colheita descritas e ilustradas na última página deste Boletim.
• STAND KVERNELAND
Selecção de material (preparação e trabalho do terreno, sementeira, palntação de batata, etc) que, em função da sua qualidade
e desempenho, é uma referência para os utilizadores.
continua na pág. 7
SECTOR AGRÍCOLA do
6
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 7
continuação da pág. 6
FORTE, LDA
• STAND FENDT / AMAZONE
Gama de tractores FENDT (em primeiro plano as séries 200V
e 200P, seguidas das séries 300, 400 VARIO, 700 VARIO e 800
VARIO); ao centro o simulador VARIO que muitos visitantes
interessados experimentaram.
Em grande evidência, neste ângulo, o material AMAZONE:
preparação e trabalho do terreno, fertilização, sementeira e
protecção e defesa das culturas (pulverizadores).
TRACTORES IBÉRICOS, LDA
• STAND KUBOTA
• STAND KUHN
Lado a lado, a vastíssima gama KUBOTA comercializada no
País: tractores compactos; tractores convencionais; corta-relvas profissionais.
Uma mostra muito representativa da vasta gama de máquinas
KUHN: preparação e trabalho do terreno, fertilização,
sementeira, colheita e tratamento de forragens e
manutenção animal.
SECTOR AGRÍCOLA do
7
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 8
Transmissão Vario:
0
Fendt 70
convencional
contínua
No primeiro teste realizado sobre transmissões
contínuas, o laboratório DLG (Estação oficial de
Ensaio de Máquinas Agrícolas da Alemanha)
determinou que os tractores da Série FENDT
VARIO 700 têm o consumo de combustível mais
baixo com a maior potência de tracção,
comparado com os seus concorrentes.
contínua
VARIO
A qualidade tem um nome
ência
Concorr
Consumo á máxima potência
de tracção (g/kWh) segundo DLG
Inovação em Tractores
FORTE, Lda.
Portela da Ajuda 2790-194 Carnaxide - Tel 21 000 97 72 - Fax 21 418 75 42
E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
8
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 9
- SEMEADORES DE PRECISÃO MONOGRÃO, PNEUMÁTICOS,
AMAZONE
TIPOS ED CLASSIC e ED CONTOUR, POLIVALENTES (milho,
girassol, beterraba, feijão, algodão, etc.) de 3 a 9m de LARGURA DE TRABALHO
DISPONÍVEIS NAS VERSÕES QUADRO RÍGIDO E QUADRO ARTICULADO, COM OU SEM FERTILIZADOR
(TRASEIRO OU FRONTAL) COM OU SEM MICROGRANULADORES, RESPONDEM ÀS EXIGÊNCIAS ESPECÍFICAS
DOS AGRICULTORES E DOS PRESTADORES DE SERVIÇOS DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS.
• MÁXIMA PRECISÃO na colocação das
sementes na linha (facilitada por uma caixa
de 36 velocidades que, em função do disco
selector utilizado, permite espaçamentos de
grãos entre 2 e 58,8 cm) e em profundidade.
• LARGOS NO CAMPO E ESTREITOS NA
ESTRADA, por articulação (de comando
hidráulicos nos modelos 452-K, 602-K e 902K) das linhas exteriores.
Fig. 1 - Semeador - fertilizador ED 602-K, de 8 linhas, para milho, equipado com
sem-fim de carga da tremonha
ELEMENTOS SEMEADORES
Fig. 2 - Semeador ED 902-K, uma
compacidade excepcional no transporte
Fig. 5
Fig. 3
Controlo de Sementeira, incluindo:
- vigilância electrónica do sistema de
segurança dos elementos semeadores;
- Controladores Amascan (Fig. 5) que
indicam, elemento por elemento:
• o número de grãos semeados por hectare;
• eventuais anomalias de funcionamento;
• informações sobre superfície semeada,
rendimento de trabalho, tempo gasto a
semear, distância percorrida, velocidade de
trabalho, etc.
Fig. 4
• ED CLASSIC (Fig. 3):
• Indicados para sementeiras em solos lavrados e preparados;
• ED CONTOUR (Fig. 4):
Adaptam-se perfeitamente a todas as condições: sementeira em terras previamente
preparadas (itinerário convencional, mobiliação reduzida) e sementeira directa em solos
ligeiros.
Características
Modelos ED Classic / ED Contour
Técnicas
Nº. elementos
(para milho)
302
452
452-K
602
602-K
902-K
4
6
6
8
8
12
Larg. entre linhas (cm)
75 cm
AMAZONE
Larg. trabalho (m)
3
4,5
4,5
6
6
9
A Marca do Progresso
Largura transporte (m)
3
4
3,05
2,7*
3
3
* utilizando carro de transporte.
FORTE, Lda.
Portela da Ajuda 2790-194 Carnaxide - Tel 21 000 97 72 - Fax 21 418 75 42
E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
9
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 10
CAMPANHA DE DEMONSTRAÇÕES, NO CAMPO, DOS NOVOS TRACTORES
E DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS
Em 13 de Março de 2004, na Herdade do
Valão (Várzea Fresca - Salvaterra de
Magos) com organização conjunta da
DIVISÃO AGRÍCOLA da Auto-Industrial,
do Concessionário Agrimagos, da Claas, da
Lemken e a colaboração, em termos de
cedência de material, de Herculano Alfaias
Agrícolas, S.A, realizou-se a primeira de
uma série de demonstrações já programadas
para apresentação, ao grande público, dos
novos tractores de rodas Claas e de
diversas alfaias Lemken. O campo de
ensaios, que se encontrava em boas condições
de operabilidade, foi uma parcela de terreno
de textura grosseira, plano, de dimensões
apreciáveis (cerca de 10ha) que esteve de
milho - grão no ano anterior e com a
superfície revestida de resíduos de restolho e
um coberto pouco denso de vegetação
infestante.
Foi presenciada por cerca de 250 convidados,
atraídos pelo prestígio que as marcas Claas e
Lemken têm (entre nós e no mundo inteiro)
pela excelente imagem de competência e
credibilidade e consequente capacidade
mobilizadora do Concessionário (Agrimagos)
e pela curiosidade de verem com os próprios
• Tractor Claas Ares 836 RZ, de 151 kW
(205 cv) / Cultivador de discos Lemken
Rubin 9, de 4m de larg. de trabalho, discos de
610mm de diâmetro, sist. de segurança de
molas, abertura e fecho hidráulicos e duplo
rolo de gaiolas rolantes.
• Tractor Claas Ares 696 RZ, de 108kW
(147 cv) / Grade Offset de 30 discos de 36'',
rebocada, de 3,20m de larg. de trabalho,
Herculano, modelo HVR 30 - 36;
• Tractor Claas Ares 696 RZ, de 108 kW
(147 cv) / Charrua Lemken Europal 7, de 4
ferros, reversível, mod. 4N90, sist. de
segurança de parafuso fusível e roda
reguladora de profundidade.;
• Tractor Claas Ares 566 RZ, de 82kW
(111cv) / Grade Offset de 22 discos de 26'',
rebocada, larg. de trabalho de 2,70m,
Herculano, modelo HVR 22 - 26;
• Tractor Claas Ares 566 RZ, de 82 kW (111
cv) / Cultivador de Relhas Pé de Pato e
Discos Lemken Smaragd 7/300, de 7 braços
e 3 pares de discos, 3m de larg. de trabalho, c/
rolo de gaiolas rolantes;
• Tractor Claas Celtis 456 RX, de 74kW
(100 cv) / Grade "Offset", de 22 discos de
24'', rebocada, 2,55m de larg. de trabalho,
.
.
profundidade.
Foram demonstradores os Snrs. Peter
Baumgärtner, da Lemken, que trabalhou
com todos os conjuntos formados com alfaias
LEMKEN, excepto a Rototerra, e o Snr.
Paulo Moreira, sócio - Gerente de
Agrimagos, que apresentou os 4 conjuntos
restantes, constituídos com a Rototerra
Lemken e com as 3 Grades Herculano
anteriormente descritas.
O Engº. Augusto Pissareira, Gerente da
Divisão Agrícola da Auto-Industrial, depois
de saudar os assistentes e de agradecer a sua
presença, dirigiu agradecimentos a todos os
que colaboraram na preparação e realização
desta Jornada, com destaque para:
- Snr. Arménio Dias, proprietário da
Herdade do Valão, que cedeu o terreno e as
instalações onde teve lugar o almoço;
- Concessionário AGRIMAGOS, que
desempenhou um papel determinante na
organização do encontro e na motivação dos
convidados,;
- Herculano Alfaias Agrícolas, S.A, que
facultou as grades de discos e um técnico
(Snr. João Ligeiro) para acompanhar o seu
desempenho;
Aguardando a apresentação de um novo conjunto tractor / alfaia
olhos ou de sentirem, mesmo, o efeito prático
de inovações técnicas que integram as
unidades exibidas.
Nas provas de campo participaram os
seguintes conjuntos tractor/alfaia:
• Tractor Claas Ares 836 RZ, de 151 kW
(205cv) / Charrua Lemken Varieuropal 9X,
de 5 ferros, reversível, mod. 4 + 1 L 100,
com sistema de segurança "non stop"
hidráulico e roda reguladora de profundidade
e de transporte.;
Herculano, mod. HPR 22 - 24;
• Tractor CLAAS Celtis 446 RX, de 66 kW
(90 cv) / Grade Rotativa de Eixo Vertical
(Rototerra) Lemken Zirkon 7/250, 2,50m
de larg. de trabalho, c/ barra niveladora
traseira e rolo "packer" de 500mm.
• Tractor Claas Celtis 436 RA, de 50kW
(80 cv) com arco de segurança / Charrua
Lemken Europal 5, de 2 ferros, reversível,
mod. 2N. 90, sistema de segurança de
parafuso - fusível e roda reguladora de
- Delegados da CLAAS Snrs. Niel Pamplin
(área Comercial) e Nicolas Morel (Peças)
que nos honraram com a sua participação, e
Director de Produto da LEMKEN, Snr.
Peter Baumgärtner que, com evidente
perícia e competência, realizou as provas de
campo anteriormente mencionadas;
- Equipas Técnicas e Comerciais da Divisão
Agrícola e de Agrimagos
continua na pág. 11
AUTO-INDUSTRIAL S.A. Divisão Agrícola - Portela da Ajuda 2790-194 Carnaxide
Tel. 210009752 - Fax 214187542 - E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
10
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 11
continuação da pág. 10
Nas condições do ensaio, a lavoura com qualquer das charruas LEMKEN deixou o terreno pronto para ser semeado
Seguiu-se o trabalho de campo, com várias
passagens de cada um dos conjuntos, sob o
olhar atento, conhecedor e interessado de toda
a assistência, antecedido da apresentação
sumária das especificações técnicas principais
do material, a cargo dos gestores de produto
da
Divisão
Agrícola
Engenheiros
Humberto Pimenta (tractores) e Rui
Videira (alfaias)
Num breve balanço ao que foi demonstrado,
ficou patente:
- a harmonização tractor / alfaia;
- o elevado rendimento e a excelente
qualidade do trabalho realizado pelas
charruas Lemken que, nas condições do
ensaio, deixam a terra já preparada para
semear, sem mais intervenção;
- a possibilidade oferecida pela LEMKEN
(Cultivador
RUBIN,
Cultivador
SMARAGD e Rototerra ZIRKON) de,
quando as condições o permitem, recorrer a
modernos e eficientes itinerários técnicos
simplificados de instalação das culturas, mais
económicos e mais amigos do ambiente.
Após um excelente almoço regional,
organizado pelo Concessionário Agrimagos,
uma parte significativa dos convidados (cerca
ROTOTERRA LEMKEN ZIRKON
Desempenho idêntico aos das restantes alfaias ensaiadas: a 6 Km/h excelente incorporação na
camada superficial do solo de todo o coberto vegetal.
LEMKEN RUBIN 9 - depressa e bem: rendimento impressionante (4m de larg. trabalho e
a veloc. de 12 km/h) e qualidade de trabalho excepcional, numa só passagem
de 50%) voltaram ao campo para,
acompanhados e assistidos pelo Snr. Peter
Baumgärter e pelo pessoal técnico de
Agrimagos e da Divisão Agrícola,
conduzirem os conjuntos que mais lhes
interessaram e experimentarem uma sensação
excepcional de simplicidade, de rendimento e
de conforto de trabalho e de condução.
No final, já a tarde ia adiantada, os
participantes nesta bem conseguida
demonstração
estavam
satisfeitos
e
convencidos de que boas perspectivas
comerciais se abrem, na Região, para a Claas
(tractores) e para a Lemken (alfaias) e de que
aquelas marcas oferecem novas soluções de
mecanização de grande interesse para apoiar o
desenvolvimento e a competitividade da
Agricultura regional.
AUTO-INDUSTRIAL S.A. Divisão Agrícola - Portela da Ajuda 2790-194 Carnaxide
Tel. 210009752 - Fax 214187542 - E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
11
boletim21.qxd
05-04-2004
12:26
Page 12
ESPECIALISTA DA COLHEITA
Nº. 1 NA EUROPA
Ceifeiras - debulhadoras CLAAS LEXION - Nova Série 500
Aumentos significativos de potência e de rendimento de
trabalho
O FUTURO DA COLHEITA ... HOJE!
Colhedor de Forragem 870 SPEEDSTAR
Motor de 332kW (438 cv)
Acréscimo de força de tracção, relativamente à série anterior:
até 13%
Veloc. máxima de estrada: 40 km/h
Enfardadeiras de grandes
QUADRANT 2100. R . RC
fardos
paralelepipédicos
AUTO-INDUSTRIAL S.A. Divisão Agrícola - Portela da Ajuda 2790-194 Carnaxide
Tel. 210009752 - Fax 214187542 - E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com
12
Palma - Tel. 244 447 120 - Mira de Aire
Fardos paralelepipédicos (feno e palha) de alta densidade (c/ a
secção de 80 x70cm e comprimento até 2,50m).
Equipadas c/ os sistemas ROTO CUT e PFS (exclusivo CLAAS aumenta o rendimento até 20%)

Documentos relacionados

Nº29/2006 - Agricultura e Máquinas

Nº29/2006 - Agricultura e Máquinas À direita da foto, FENDT 412 VARIO, com carregador frontal e pulverizador AMAZONE, montado nos 3 pontos do hidráulico; em primeiro plano, ao lado do referido tractor, um distribuidor de adubo centr...

Leia mais

N.º 20/2003 - Agricultura e Máquinas

N.º 20/2003 - Agricultura e Máquinas TRACTORES IBÉRICOS – Portela da Ajuda – 2790-194 Carnaxide Tel. 210009728 - Fax 214243943 - E-mail: [email protected] - www.agriculturaemaquinas.com

Leia mais

novo tractor kubota m 105 dtq

novo tractor kubota m 105 dtq TRACTORES IBÉRICOS, Lda, distribuidora em regime de exclusividade, para Portugal, do equipamento profissional para regeneração de relvados particulares, municipais e desportivos (golfe, futebol, et...

Leia mais

Nº 37/2008 - Agricultura e Máquinas

Nº 37/2008 - Agricultura e Máquinas - a acção de uma simples alavanca é tudo o necessário para mudar a função 4 RM entre “on” e “off”; - o raio de viragem é reduzido em mais de 10% relativamente aos modelos anteriores; - a estabilida...

Leia mais