Copa do Mundo - Joal Teitelbaum

Сomentários

Transcrição

Copa do Mundo - Joal Teitelbaum
Best HOME
by
Apartamentos e duplex de 3 dorm.
com suíte, lavabo e amplas varandas,
de 130 a 297m² privativos,
com 2 ou 3 vagas de garagem.
Best
H OME
Maio, Junho e Julho 2014 – 41ª edição
Av. Central, 1891
Atlântida
Todas as imagens e plantas são meramente ilustrativas. Possíveis alterações de projeto serão executadas de acordo com o Memorial Descritivo do empreendimento. Projeto aprovado na Prefeitura Municipal de Xangri-Lá/RS, sob número 1546/11 e Alvará número 447/2012.
Projeto Arquitetônico: Nedeff Arquitetura.Projeto de Arquitetura de Interiores Condominial: Arq. Ana Paula D. Teitelbaum. Projeto Paisagístico: Arq. Mariana Machado Simões e Arq. Christine Loro. Obra no Sistema de Preço de Custo e Grupo Fechado.
Rua Cônego Viana, 123 e Rua Dr. Lauro de Oliveira, 140 – Porto Alegre
Imagens provisórias meramente ilustrativas. Projeto Arquitetônico: Eduardo Haetinger – SMOV: 002.328794.00.7. Projeto Paisagístico: Arq. Mariana Machado Simões e Arq. Christine Loro.
Projeto de Arquitetura de Interiores: Arq. Ana Paula Teitelbaum. Áreas conf. NBR12721, no item 3.7. Obra no Sistema de Preço de Custo e Grupo Fechado.
Ano 10 - 41ª edição - Maio, Junho e Julho 2014
www.atlantidagreensquare.com.br
square.com.br
by
TURISMO:
TURISMO:
Um Um
passeio
pelapela
Escócia
passeio
Escócia
SINDUSCON
PREMIUM
SINDUSCON
PREMIUM
A Joal
Teitelbaum
é ouro
A Joal Teitelbaum
é ouro
em em
sustentabilidade
sustentabilidade
Administração e coordenação
(51) 3019.1883 | (51) 9545.0101 | www.teitelbaum.com.br
GESTÃO:
ENTREVISTA
GESTÃO:
ENTREVISTA
Serra
Gaúcha
é berço
de referênciasA evolução
A cobertura
do SporTV
Serra
Gaúcha
é berço
de referências
da tecnologia
do empresariado
brasileiro
a Copa
do Mundo
do empresariado
brasileiro
das para
imagens
no Futebol
pág.
pág.
56
74
JOAL TEITELBAUM
TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE SÃO ALGUNS DOS DIFERENCIAIS
APLICADOS NO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE OBRAS PARA SEUS CLIENTES
PRÉ-LANÇAMENTO
pág.
19
Bairro Quartier
Portland Office Center
Rua João Jacob Bainy, s/nº
Pelotas
Rua Marcelo Gama, 1382
Porto Alegre
Columbus Office Center
A Joal Teitelbaum, com 52 anos de atuação no mercado e mais de 600 mil m² de obras gerenciadas no Sistema
de Preço de Custo e Grupo Fechado, possui experiência
no mercado da construção civil. Seus diferenciais são
atuar com inovação do processo construtivo e possuir
forte know how em qualidade e sustentabilidade. Desta
forma, contribui com seus clientes na otimização de custos, na redução de prazos e na melhoria de resultados.
A Joal Teitelbaum atua também no gerenciamento de
obras para terceiros e consultoria em sistemas de gestão. Na sua carteira de clientes estão empresas como
Petrobras, Fecomércio, Sistema de Saúde Mãe de Deus,
Hospital Regina, Kurotel, Ajuris, Braskem, Grupo Brasal,
SEBRAE e ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico).
Em 2003, após a conquista do Prêmio Nacional da
Qualidade (PNQ), chancelado pela Fundação Nacional
da Qualidade (FNQ), a Joal Teitelbaum alcançou níveis
de excelência jamais atingidos por qualquer organização
do setor da construção civil: o status de Empresa Classe
Mundial. É também uma empresa reconhecida com seis
premiações em inovação e sustentabilidade pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Conquistou também
sete prêmios Falcão Bauer da Câmara Brasileira da
Indústria da Construção.
Av. Mariland, 387
Porto Alegre
Gerenciamento de obras corporativas
pág.
pág.
69
pág.
96
28
Sede ONS
Florianópolis
Ampliações
Hospital Mãe de Deus
Novos acessos
Hospital Mãe de Deus
Hospital Regina
Novo Hamburgo
Sede da Ajuris
Porto Alegre
Kurotel
Gramado
Gerenciamento de obras para condomínios no Sistema de Preço de Custo e Grupo Fechado
Union Square
Rua Guaporé, 480
Porto Alegre
Príncipe de Constantino
Rua Cônego Viana, 123
e Rua Doutor Lauro de Oliveira, 140
Porto Alegre
Mais informações:
(51) 3019.1883 | (51) 9545.0101 | www.teitelbaum.com.br
Obras de condomínios no Sistema de Preço de Custo e Grupo Fechado e coordenação da urbanização em Pelotas.
Atlântida Green Square
Av. Central, 1891
Xangri-Lá
Atlântida Green Square
Príncipe de Constantino
Príncipe de Greenfield
Administração e coordenação
(51) 3019.1883 | (51) 9545.0101 | www.teitelbaum.com.br
Príncipe de Greenhill
Portland Office Center
CASA PERFEITA,
CASA BONITA.
Lolla
Fox
Alana
Baldur
Nakel
Western
Fort
Básica
Rua Vicente da Fontoura, 2336
(51) 3332.2211
www.casabonitars.com.br
3
Somos afiliados à CEDIA, principal associação mundial de
profissionais de sistemas eletrônicos residenciais, que fornece
educação mais abrangente da indústria para seus membros. Os
consumidores podem ter a certeza que os profissionais certificados
CEDIA, são os mais respeitados e experientes no setor.
4
Best
H OME
BestHOME | Editorial
by
BEST HOME by Joal Teitelbaum
é uma publicação da
Best Home Publicidade Ltda.
([email protected])
Conselho Editorial
Joal Teitelbaum
Jader Teitelbaum
Claudio Teitelbaum
Flavio Teitelbaum
Coordenação
Best Home Publicidade Ltda.
Renata Bortolucci Mothes
Participação Editorial
Enfato Multicomunicação
51 30.261.261
www.enfato.com.br
Twitter: @enfato
Facebook: enfatomulticomunicacao
Projeto Gráfico e Diagramação
Alex Santos
[email protected]
Impressão
Pallotti
Publicidade
Best Home Publicidade Ltda.
[email protected]
(51) 4009.6307
Revisão
3GB Consulting
Foto Capa
Futebol
Shutterstock
Best Home by Joal Teitelbaum tem
distribuição gratuita, restrita a mailing
determinado pelo Conselho Editorial.
O conteúdo expresso em matérias
assinadas é de inteira responsabilidade
de seus autores. É proibida a reprodução, total ou parcial, de matérias e
fotografias publicadas em Best Home
by Joal Teitelbaum, sem autorização
expressa por escrito de seus editores.
Os materiais gráficos utilizados são
meramente ilustrativos.
BEST HOME BY JOAL TEITELBAUM
Marca Registrada
Rua Tobias da Silva, 253/Conj. 506
Porto Alegre/RS
Tel: (51) 4009-6307
REPENSAR E AGREGAR
VALOR À DÁDIVA DA VIDA
TO RETHINK AND TO ADD
VALUE TO THE GIFT OF LIFE
Joal Teitelbaum, Diretor-Presidente
Quando Arthur Clarke escreveu, com magistral visão de futuro, “2001, Uma Odisseia no
Espaço”, isso em 1968 e, portanto, antes de o homem pisar na Lua, estabeleceu uma linha de
tempo evolutiva, iniciando com primatas e chegando a concepções que resistem ao tempo. Desencadeou com isso um enorme número de perguntas que conduzem a repensar a dádiva da vida.
Para Alvin Toffler, “Arthur Clarke sempre se colocou ao lado da possibilidade humana contra
as forças da impossibilidade”. Em uma de suas reflexões, Toffler afirma que “A pergunta certa é
mais importante que a resposta certa à pergunta errada”, o que converge com o pensamento
de Edward Deming de que “Se você não sabe fazer a pergunta certa, você não descobre nada”.
Face à genialidade desses visionários, nos atrevemos a buscar um conceito para que os valores
da sustentabilidade da vida não sejam atropelados por uma evolução que se desloca em alta
velocidade. Emerge então o tema do questionamento certo para buscarmos a respostas certa.
Essa jornada de repensar a dádiva da vida é a perene viagem do consensual e do enfrentamento, e não se limita ao indivíduo ou à sociedade.
É um desafio relacionado diretamente com a qualidade e governança no âmbito das nossas
cidades, estados, países, e alcança os foros internacionais.
Sim, estamos sendo conscientemente repetitivos ao insistir nesse preceito e lançar esta
pergunta: será a dádiva da qualidade a sustentabilidade da dádiva da vida? Esperamos não
contrariar Deming ou Toffler ao concluir com um vigoroso sim, pois a qualidade agrega valor
à dádiva da vida!
When Arthur Clarke with great anticipation of the future wrote “2001, a Space Odissey”, in
1968, therefore before men stepped on the moon, he established a timeline of the evolution
that started with primates and reached conceptions that are timeless. With this he triggered
many questions that lead us to rethink the gift of life. To Alvin Tofler, “Arthur Clarke was always
on the side of human possibilities against the forces of the impossible.” In one of his writings
Tofler said that “the right question is more important than the right answer to the wrong
question,” which conveys with what Edward Deming said “If you don’t know how to ask the
right question, you discover nothing.”
Based on the brilliant thinking of these visionaries we dare to seek a concept in order that
the values that give sustainability to life are not overtaken by this high speed evolution. With
this emerges the discussion about the right questions to seek the right answers.
This journey to rethink the gift of life is the constant travel of consensus and of confrontation; it is not limited to the individual or to society.
It is a challenge that is directly related with quality and governance in the realm of our
cities, states, countries and also reaches international arenas. Yes we are consciently repetitive
when we insist in this concept and when ask the following question: is the gift of quality the
sustainability of the gift of life? We hope not to contradict Deming or Tofler when we strongly
say yes, because quality adds value to the gift of life.
5
Best
Best
H OME H OME
by
by
10 anos 10 anos
Best
Best
H OME H OME
by
BESTHOME | Índice
by
Ano 10 Ano 10
05 EDITORIAL
08 ONDE ENCONTRAR A BEST HOME
16 GASTRONOMIA
NB Steak: expande negócios e inaugura novas lojas
Xavier260: o melhor daculinária catalã
24 SUSTENTABILIDADE
Green Building: a revolução sustentável na construção civil
28 ATLÂNTIDA GREEN SQUARE
A qualidade Joal Teitelbaum num condomínio com jeito de resort
40 INTERNACIONAL
As recomendações do irlandês John Bruton para o Brasil
46 CLIENTES
Portland Office Center: atendendo as necessidades do seu negócio
48 COMPORTAMENTO
Comportamento do consumidor e o advento das redes sociais no
mercado imobiliário
52 GOVERNANÇA
Governança Corporativa em debate
58 MODA
A moda sustentável de Baby Steinberg
62 GESTÃO
Serra Gaúcha é berço de referências do empresariado brasileiro
70 15º CONGRESSO PGQP
Gestão colaborativa é a grande aposta das organizações
78 PAISAGISMO
Paisagismo e sustentabilidade
82 TURISMO
Um passeio pela Escócia
88 ENTREVISTA
A cobertura do SporTV para a Copa do Mundo
102 SAÚDE
Brasil é um dos líderesno ranking mundial de cirurgias
plásticas estéticas
106 INOVAÇÃO
Resultados reais: a inovação sem medo
110 CONGRESSO INTERNACIONAL DA QUALIDADE
O mundo da qualidade reuniu-se em Dallas, EUA
112 NOTÍCIAS DE CLASSE MUNDIAL
Gestão, qualidade, sustentabilidade e Classe Mundial
6
CRECI 39J
Há 80 anos, a Crédito Real trabalha para
É fôlego renovado para a Crédito Real continuar
oferecer mais aos seus clientes. Oferecer mais
fazendo muito mais. Porque oferecer o melhor
significa surpreender, inovar, fazer diferente.
serviço em venda, aluguel e administração de
Para conseguir isso, estamos mudando sempre.
condomínios é o básico. Mas buscar resolver
Por isso, com muito orgulho anunciamos que
problemas com mais eficiência, mais paixão, mais
a Mário Espíndola e a City agora também
produtividade e mais vontade é o que a Crédito
são Crédito Real. Essa fusão não cria apenas
Real faz para continuar crescendo e ajudando
uma das maiores empresas imobiliárias do
seus clientes. E vai continuar assim. Cada vez
Rio Grande do Sul.
maior e mais dedicada a oferecer muito mais.
Mais de 12.000 imóveis administrados/locação • Mais de 8.000 imóveis à venda • Mais de 600 condomínios administrados
creditoreal.com.br
/ImoveisCreditoReal
7
CDI_0076_13A_An_Best_Home_21x28.indd 1
9/11/13 9:39 AM
BESTHOME | Coluna
O PLANETA DO FUTEBOL
Embora não se tendo conhecimento de vida em outros sistemas
planetários ou galáxias deste Universo (haverá outros?), de acordo
com os conhecimentos atuais, a
Terra é o Planeta do Futebol.
Como em qualidade o que
não se mede não se gerencia,
é provável que os responsáveis
pela instituição que organiza a
Copa do Mundo tenham chegado a um tipo de indicador como
algo no entorno, suponha-se, de
que 10% da população terráquea tenham alguma participação
e conhecimento do chamado esporte bretão.
Observe-se, pois, o potencial e a capacidade produtiva de um
segmento de mais de 700 milhões de seres humanos!
É sem dúvida a maior empresa tangível e intangível do mundo ou quem sabe do Universo, com colaboradores contribuintes
diretos e indiretos.
Suas regras estão acima daquelas da chamada economia
de mercado, já que esta é regida por leis e fundamentos da
transparência, inclusive com a obrigatoriedade de publicação e
de ampla divulgação dos resultados financeiros obtidos. É o caso
de o Brasil conhecer essa prestação de contas da Copa do Mundo.
Afinal, os brasileiros foram acionistas diretos e indiretos desse
evento, e a organizadora mundial para a glória da credibilidade
esportiva deveria fazê-lo, explicitando os resultados e onde as
receitas são aplicadas, da forma mais simples possível.
Estamos entre aqueles com mais tempo de juventude e que
assistiram a jogos da Copa do Mundo em 1950. Foi uma festa
nacional do futebol, entristecida ao final pela vitória dos “hermanos” uruguaios. Mas foi uma festa. Foi a primeira Copa do
pós-Segunda Guerra Mundial e alavancou uma nova era para o
futebol mundial. O Brasil saiu fortalecido da derrota e logo depois
foi bicampeão (1958 e 1962). Era futebol, não era comércio.
Há algo para mudar proporcionando à volta às origens. Claro
que pode e deve ter um viés econômico-financeiro, para que o
sistema tenha sustentabilidade. Contudo, não pode ser esquecido
que futebol foi e é, antes de tudo, esporte.
Joal Teitelbaum
BestHOME | Onde encontrar
Rua Almirante Abreu, 16 – Rio Branco
(51) 3342.1939 / 3072.3372
Rua Dona Laura, 646 – Rio Branco
(51) 3331.6394 / 3388.4600
Rua Des. Moreno Loureiro Lima 505, Bela Vista
(51) 3012.8684 / 3012.4431
Rua Vicente da Fontoura, 2336 – Rio Branco
(51) 3332.2211
Rua Uruguai, 303 – Centro
(51) 3214.1414
Avenida Plínio Brasil Milano, 168 – Auxiliadora
(51) 3022.2226
Av. Borges de Medeiros, 3120
(51) 3028.0616
Ten. Cel. Fabricio Pilar, 757 - Mont Serrat
(51) 3388.5329
Rua Ramiro Barcelos, 430 – Floresta
(51) 3323.6000 / 3931.8888
Rua Paulino Teixeira, 35 – Rio Branco
(51) 3332.3726
Av. Alberto Bins, 514 – Centro
(51) 3220.8000
Rua José de Alencar, 286, subsolo – Sala dos Médicos
Fone: (51) 3230.6000
Av. Ipiranga, 7110
(51) 3382.1600
Rua das Alfazemas, 230 – Gramado
(54) 3295.9393 / 3295.9355
Rua Quintino Bocaiúva, 291 – Floresta
(51) 3391.9270 / 3391.9273
Rua Barão do Santo Angelo, 274 – Moinhos de Vento
Porto Alegre – (51) 3222.2751
Rua Castro Alves, 678 – Rio Branco
(51) 3264.6000
Av. Goethe, 125 – Av. Dr. Nilo Peçanha, 2593
Fone: (51) 3378.4200 / 3316.6300
Avenida Ipiranga, 1500 – Azenha – Av. Ipiranga, 1500
(51) 2117.1500
Gokan Sushi - Alameda Sebastião de Brito, 24 – Fone (51) 3028.4080
Gokan Lounge - Rua Olavo Barreto Viana, 21 – Fone (51) 3028.8490
Moinhos - Rua Dona Laura, 307 - Fone (51) 3028 5667 | Zona Sul - Avenida Pereira
Passos, 1089 (51) 3222 1400 | Zona Norte - Avenida Panamericana, 865 - (51) 3348 8008
Av. Cel. Lucas de Oliveira, 1118 – Auxiliadora
(51) 3330-3634
Travessa Tuyuty, 74 – Centro
(51) 3227.5066
Rua Pedro Chaves Barcelos, 607 – Bela Vista
(51) 3331.4005
8
Av. Cristóvão Colombo, 1493 | Av. Getúlio Vargas, 1135
Rua Alameda Alípio César, 203 - (51) 3028-1998
Rua Casemiro de Abreu, 1870 – Bela Vista
(51) 3392.2695
Av. Coronel Lucas de Oliveira, 995 – Bela Vista
(51) 3019 8000
Dona Laura, 161 – Moinhos de Vento
(51) 3019.7979
Rua Fernando Gomes 58, Bairro Moinhos de Vento
Porto Alegre/RS - Telefone: (51) 3346.3812
Shopping Total, Bourbon Country, BarraShoppingSul - (51) 3018.7474
Gramado: Av. das Hortênsias, 1370 – Fone (54) 3286.3244
Av. Nilo Peçanha, 2000 – Boa Vista
(51) 3378.1500
Rua Anita Garibaldi, 1515 – Bela Vista
(51) 4001.3030 / 4001.3010 / 3028.1818
Rua Carlos Von Koseritz, 1200 - Fone: 51 3024.0751
www.sommeliervinhos.com.br
Rua Des. Esperidião de Lima Medeiros, 317 - Três Figueiras
Porto Alegre - (51) 3328.8330 / 8405.4499
Autorizada:
DLUCA | Av. Nilo Peçanha, 1851 |Porto Alegre | Tel.: (51) 3321 1000
www.dellanno.com.br
BestHOME | Home Wishes
Divulgação Casa Bonita
Aparelho de fondue para seis pessoas com base de
madeira e acabamento em inox.
Onde encontrar: Casa Bonita
Rua Vicente da Fontoura, 2.336
Fone: (51) 3332-2211
www.casabonita.com.br
Preço: R$ 348,00
Foto: Alain Brugier
MOON chega ao mercado em junho
A superfície MOON, acabamento exclusivo criado por Pedro
Lourenço para a Dell Anno, chega ao mercado em junho.
O lançamento oficial irá acontecer em São Paulo, em um evento com a presença do estilista e da top Izabel Goulart. Pedro
se inspirou no cenário futurista do final dos anos 60 para criar
o padrão. O resultado é acabamento minimalista, high-tech e
atemporal, que traz uma releitura dos veios da madeira.
Foto: Fernanda Marques
Onde encontrar: Dell Anno
Av. Nilo Peçanha, 1851
Fone: (51) 3321-1000
www.dellanno.com.br
Lareira Automática
Tem queimador em inox e aço galvanizado com sistema integrado automático. É uma peça inteligente com diversos recursos, como alarme de aquecimento, de excesso de CO², de limite
de abastecimento, indicativo de tempo de queima e principalmente com a opção de acionamento por controle remoto, além
da possibilidade de acoplar com automação residencial, que é
um grande diferencial. O reservatório do biofluido armazena
o combustível, sem evaporar, por aproximadamente 20 dias.
Para o perfeito funcionamento, é necessário acompanhamento
técnico do projeto.
Onde encontrar: Estilo Madeira
Rua Quintino Bocaiúva, 1104
Fone: (51) 3392 6952
www.estilomadeira.com.br
10
11
Divulgação DTS
BestHOME | Best Wishes
Lançamento mundial: Optoma HD 91
Criado para os mais exigentes espectadores, o HD91 estabelece
um novo padrão de tirar o fôlego, com desempenho consistente com cores perfeitamente equilibradas do primeiro momento
e para os próximos anos. Se você só gosta de uma noite de cinema relaxado ou imersão em 3D repleta de adrenalina, o HD91
é a escolha perfeita para recriar a experiência das grandes telas.
Com 500.000:1 de contraste e mais de 20 mil horas de duração
da lâmpada, é um produto totalmente inovador, premiado pelo
seu desempenho no realce das cores e seus níveis de cinza.
Divulgação EEJT
Onde encontrar: DTS Cinema em Casa
Rua José Antônio Aranha, 340
Fone: (51) 3328 9092
dtscinemaemcasa.com
Divulgação Wild Hibiscus
Atlântida Green Square
O condomínio com jeito de resort fica localizado na
Av. Central de Atlântida. Tem apartamentos com pé-direito
duplo, 3 dormitórios, sendo 2 suítes, estar íntimo, lavabo e
2 ou 3 vagas de garagem, além de uma ampla área de lazer
com 4.200 m². Visite o nosso plantão de vendas ou acesse
o site www.atlantidagreensquare.com.br e saiba mais sobre esses e outros benefícios do empreendimento.
12
Wild Hibiscus
Sucesso em mais de 50 países ao redor do mundo, a Wild Hibiscus
é uma flor que, quando colocada numa taça de espumante, traz
originalidade, beleza e sabor ao drink. Bolhas emergem da flor
vermelha com sabor de framboesa. Ao fim do drink, ela pode ser
degustada. O produto é natural e artesanal.
O efeito e sabor exclusivo fizeram do coquetel de champanhe
com Wild Hibiscus Flower o mais famoso do legendário Dorchester Hotel, em Londres, e lhe deram o título de melhor drink de
champanhe já elaborado, conforme a revista Wine Expectator.
Mais informações sobre o produto no site www.wildhibiscus.com.br
13
BestHOME | Technology Wishes
Divulgação
O SwatchMate Cube vai revolucionar a vida dos criativos.
O software identifica a cor de qualquer objeto, em qualquer superfície, com grande exatidão. Isso acontece devido à junção dos espelhos
refletores e dos sensores que o Cube tem. O mecanismo é fácil, basta
posicionar o dispositivo em cima da cor ou superfície, ele escaneia a cor
e envia os dados para seu smartphone por meio de conexão Bluetooth
de baixa energia. O aplicativo analisa os dados, confronta com o banco de dados e fala a cor exata que é aquela. Caso não esteja com seu
smartphone, o aparelho consegue armazenar até 20 scans na memória
interna. Ele ainda tem integração com os programas do pacote Adobe
(Photoshop e Ilustrator), para facilitar a utilização dos usuários.
Wysips Crystal transforma tela do celular em carregador solar
É uma camada ultrafina de células fotovoltaicas transparentes que,
acopladas aos displays de smartphones e tablets, conseguem captar a
luz e transformá-la em energia elétrica. Dessa forma, permitirá que a
bateria daqueles que mantiverem o aparelho fora do bolso dure mais,
além de ser mais ecológico. Já criaram protótipos dessa inovação para
algumas das maiores fabricantes de aparelhos mobile e se prevê a liberação das primeiras licenças para este ano.
Divulgação
Fonte: www.3minovacao.com.br
Divulgação
Fonte: www.3minovacao.com.br
Há quase dez anos, a empresa japonesa Hitachi desenvolve projetos de
robôs humanoides com cada vez mais capacidade de movimentação e
interação. No mês passado, foi apresentado o Emiew 2, capaz de participar de uma curta conversa com humanos, sem um roteiro pré-definido. O robô pesa 14 quilos, tem 80 centímetros de altura e usa sensores
e 14 microfones instalados na sua cabeça, para contornar obstáculos,
circular entre pessoas, entregar objetos e responder a comandos de
voz. A empresa não informou data prevista para a comercialização do
robô, mas pretende que seja colocado em funções como recepcionista,
acompanhante de pessoas em hospitais e serviços públicos.
Impressão 3D
Até o final da década, são grandes as chances de vermos impressoras
3D disputando espaço nas prateleiras com modelos normais que imprimem em papel. E isso pode permitir aos consumidores uma série de
possibilidades, por exemplo, desde peças de brinquedos até complexos
sistemas de próteses. Praticamente qualquer modelo tridimensional
pode ser construído com os projetos corretos, basta saber realizar uma
modelagem 3D. Atualmente isso é restrito aos materiais plásticos, mas
é bem provável que novos refis sejam incluídos nos portfólios dos fabricantes nos próximos anos.
Fonte: www.tecmundo.com.br
14
Divulgação
Fonte: www.publico.pt
Movemos 1 bilhão de pessoas por dia em todo mundo.
Vidas, histórias e emoções que viajam com a gente.
Mais de
187 mil equipamentos comercializados no Brasil
150 Postos de Atendimento por todo País
Mais de
135 anos de história
Presente em mais de
100 países
Toda a estrutura, tecnologia e experiência necessárias para oferecer a cada passageiro
viagens seguras e confortáveis. Embarque num Atlas Schindler e boa viagem!
www.atlas.schindler.com • 0800 055 1918
BestHOME | Gastronomia
NB Steak
expande negócios e inaugura novas lojas
Rede de restaurantes inova conceito de churrascaria no Brasil e abre seis unidades
entre Porto Alegre e São Paulo
Na capital gaúcha, o novo estabelecimento foi aberto no dia
1° de junho e está localizado a três quilômetros do estádio do Sport
Clube Internacional, que receberá cinco jogos do Mundial. “Estamos
junto à orla do Rio Guaíba – cartão-postal da cidade. Durante o
campeonato, os turistas terão a oportunidade, além de torcer e aproveitar o pôr do sol do Guaíba, de saborear o tradicional churrasco
gaúcho com o atendimento diferenciado da NB Steak”, explica o
empresário. A rede possui três unidades em Porto Alegre, localizadas
no Parque Gigante (na Avenida Beira Rio, zona Sul da cidade), na
Avenida Nilo Peçanha, 2131, e na Rua Ramiro Barcelos, 389.
Foto: Renan Constantin
Assar churrasco é uma arte e uma habilidade dos pampas
gaúchos. Agora, colocar o prato tradicional dos gaúchos no
padrão internacional é uma obra dos empresários Arri Coser
e Lemir Magnani, empreendedores da NB Steak. Em ritmo
acelerado de expansão, a churrascaria deixou, em pouco mais
de um ano, de ter somente restaurantes em Porto Alegre,
para ser proprietária de uma rede com seis unidades. As duas
mais recentes inaugurações ocorreram na primeira semana
de junho deste ano, sendo uma em Porto Alegre e outra na
cidade de São Paulo.
Fachada Ramiro Barcelos
16
Foto: Renan Constantin
Foto: Gladstone Campos
Salada de Brie
Paleta de Cordeiro
Foto: Gladstone Campos
Consagrada como uma das melhores churrascarias do Rio
Grande do Sul, a NB Steak foi premiada por dez anos consecutivos como a Melhor Churrascaria da cidade de Porto Alegre
pela revista Veja Comer & Beber. Para expandir suas fronteiras,
a rede passou por um reposicionamento da marca em 2013.
Adotou um novo nome, de Na Brasa para NB Steak; reformulou
o layout arquitetônico do restaurante; e criou uma nova forma,
pioneira e única, de servir o churrasco.
Segundo Coser, idealizador da mudança, o objetivo foi
unir a excelência do churrasco gaúcho a um ambiente único,
de padrão internacional. O restaurante deixou de oferecer o
tradicional rodízio, para proporcionar uma nova experiência: o
Menu Degustação. O sistema oferece cortes grelhados, além dos
espetos de carnes, o que possibilita que o cliente escolha entre
o que a casa indica e o que mais aprecia. “Somos uma churrascaria gourmet que permite que cada um defina, sem restrição,
o que quer comer. Aqui servimos o melhor do steakhouse e da
churrascaria rodízio”, garante.
Na unidade junto ao estádio Beira Rio, o consumidor poderá
experimentar o novo conceito de churrascarias idealizado pela
NB Steak. No lugar do buffet de saladas, foi colocada uma ilha
comandada pelo chef francês Pascal Valero. Após passar pelo
restaurante do Hotel de Paris, em Monte Carlo, e Tailleveint, em
Paris, Pascal chegou ao Brasil em 2002. Na rede gaúcha, ele traz o
olhar contemporâneo da gastronomia internacional, renovando
pratos já consagrados e criando uma nova apresentação das
saladas, acompanhamentos e sobremesas. Além disso, em anexo
ao estabelecimento, há um empório que oferece tudo para o
churrasco, de corte de carnes aos complementos, para quem
prefere assar em casa.
Em São Paulo, a mais nova inauguração ocorreu no dia
3 de junho na Avenida Juscelino Kubitschek, 816. Além desta,
a rede possui uma unidade na Avenida Vereador José Dinis,
3.864 (a cinco minutos do aeroporto de Congonhas) e outra
recém-inaugurada na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 140. “Em
São Paulo a prioridade é mobilidade. Lá o cliente vai onde é
mais próximo e com acesso mais facilitado. Pensando nisso,
projetamos nossos estabelecimentos visando atender as zonas
Oeste e Sul da capital paulista”, afirma Coser.
Trio de Brigadeiros
17
BestHOME | Gastronomia
18
Foto: Gabriel Not
Natural da Costa Brava, Xavier Gamez, chegou
a Porto Alegre em 2009, como executivo de uma
multinacional farmacêutica. Antes de completar dois
anos na capital, a empresa queria que ele voltasse
para a Espanha, mas Xavier optou por ficar. Sendo
um grande admirador da gastronomia catalã, resolveu inovar e fundou o Xavier260, único restaurante
brasileiro especializado em culinária catalã.
A comida proveniente da Catalunha está se
tornando cada vez mais valorizada mundialmente,
devido a sua riqueza gastronômica muito variada e
à utilização de diversos insumos disponíveis no dia
a dia. Esse tipo de culinária prioriza a qualidade,
visando obter o melhor sabor, muitas vezes mesclando sabores do mar com os da terra, chamados
de pratos de “mar-i-muntanya”. Há diversas receitas,
bem como combinações, que podem ser chamadas
de raras pelos brasileiros, mas que para catalães
são normais. O prazer e a valorização das refeições
fazem com que estas sejam especiais.
Nesse sentido, a proposta do restaurante é oferecer uma verdadeira experiência gastronômica na
qual os sentidos são aguçados pelo sabor, cheiro e
cor que surgem da combinação da cozinha catalã de
raiz, misturada com os ingredientes brasileiros. Localizado numa tranquila rua do bairro Auxiliadora, o
restaurante tem um ambiente contemporâneo, com
uma mistura de cores claras e detalhes em madeira,
tornando-se assim aconchegante e sofisticado.
Funciona exclusivamente com o menu confiança, proposta que agrada muito aos seus clientes.
Muda periodicamente, com apenas uma opção
de sequência escolhida pelo chef Xavier, trazendo
sempre interessantes misturas que incorporam ingredientes locais. O restaurante atende unicamente
com reserva, para jantares de terça a sábado. O
menu pode ser conferido no site, e a intolerância a
qualquer ingrediente ou mudança de algum prato
deve ser informada com antecedência.
Foto: Alberto Brito
O melhor da
culinária catalã
“Bacallà amb allioli de goiabada”
Lombo de bacalhau (Gadus morhua)
com alho-e-óleo de goiabada com
purê de grão de bico, ninho de couvemateiga e azeite de sálvia.
Bem-vindo à evolução.
A um novo jeito de pensar o espaço onde se vive.
A um projeto inédito. Ao primeiro bairro sustentável do sul do Brasil.
A um ideal que conecta sociedade, urbanismo e sustentabilidade.
Bem-vindo ao Quartier. O bairro que transforma.
o bairro
green, lifestyle e smart:
3 ideias transformadoras
para a qualidade de vida.
green
O bairro transformador, que inspira um mundo melhor com eficiência energética,
preservação ambiental, design inteligente e baixa emissão de carbono. Assim é o
Quartier. Porque sustentabilidade urbana é encontrar soluções viáveis que garantam
retorno positivo para todos, dos moradores aos empreendedores.
Perspectiva ilustrada do bairro e do Parque Quartier
GESTÃO DE ÁGUA
WALKABILITY
CERTIFICAÇÃO LEED®
GESTÃO DE ENERGIA
PERMEABILIDADE
DO SOLO
CONSTRUÇÃO
SUSTENTÁVEL
VIDA EM COMUNIDADE
PRIORIDADE ÀS PESSOAS
GESTÃO DE RESÍDUOS
CICLOVIAS E
TRANSPORTE
PÚBLICO
REDUÇÃO DA EMISSÃO DE GASES
DE EFEITO ESTUFA (GEE)
lifestyle
No Quartier existe espaço para a convivência, para a interação entre
pedestres e o bairro, para o deslocamento fácil e tranquilo. A rua é
uma experiência agradável e segura, e a vida é um movimento de
gentileza urbana. O Quartier é um bairro para pessoas.
Perspectiva ilustrada do bairro e da nova Av. João Jacob Bainy com previsão de torre comercial, hotel e hipermercado
smart
Vida inteligente é vida com qualidade. Por isso, tudo no Quartier é projetado para
gerar o bem-estar: a diversidade de espaços de trabalho, estudo e lazer, a segurança
de alta performance, os sistemas de mobilidade, a previsibilidade do Plano Diretor.
Viver e trabalhar no Quartier é uma experiência transformadora.
INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
SUBTERRÂNEAS NAS
PRINCIPAIS VIAS
MOBILIÁRIOS URBANOS E
EQUIPAMENTOS PROJETADOS
EM ESCALA HUMANA
SEGURANÇA
PLANEJADA
RUAS COMPARTILHADAS
PARA PESSOAS,
BICICLETAS E CARROS
WI-FI DISPONÍVEL
EM PONTOS
DO BAIRRO
Complexo de lazer interno localizado em uma quadra de empreendimentos residenciais
CENTRALIDADES
COMÉRCIO DE RUA
Está prevista a construção de um grande hotel, de um
prédio corporativo para escritórios e um hipermercado,
na Rua João Jacob Bainy, para levar ao bairro a
comodidade de estar perto de tudo o que é essencial.
O projeto prevê lojas e serviços junto ao Boulevard Quartier,
estimulando a vida a pé por esta via, o contato entre as
pessoas e o espírito de bairro.
ACESSO
BOULEVARD QUARTIER
Um amplo e arborizado boulevard pronto para ser ponto
de encontro e convívio não só do Quartier, mas de toda
Pelotas, preservando a vegetação existente. Uma grande via
que vai abrigar lojas, serviços, conveniências e escritórios
e está preparada para dar prioridade às pessoas que vão
circular por ali.
PARQUE QUARTIER
Uma ampla área verde de 10 hectares será preservada
e ganhará estrutura de decks, trilhas, ciclovias, academia
ao ar livre, quadras poliesportivas e playgrounds, formando
o maior e mais inspirador parque da cidade.
PRAÇA DO FOGO
Uma praça central, um ponto de encontro com
uma grande fogueira, para a comunidade conviver
e compartilhar ideias e experiências. Um resgate ao
elemento ancestral, que reuniu e aproximou as pessoas
desde os primeiros tempos.
INFRAESTRUTURA: UM ESPAÇO PARA
TRANSFORMAR A MANEIRA DE PENSAR
O SEU EMPREENDIMENTO.
De carro, bicicleta, a pé, ou transporte coletivo, o acesso
ao Quartier é todo pensado. Vias que proporcionam um
trânsito uido e respeito ao pedestre, ciclovias e a previsão
de uma linha de ônibus ligando o bairro à cidade de Pelotas
garantem mobilidade com sustentabilidade.
PALCO QUARTIER
Um exemplo de acupuntura urbana, o Palco Quartier
é um marco arquitetônico, que reúne design arrojado,
sustentabilidade e cultura.
OPEN MALL
Toda a comodidade de um shopping center com o
agradável clima das compras em lojas de rua e do passeio
pela vizinhança. Esta área comercial inspira a vida no bairro,
a praticidade e os passeios a pé.
MIRANTE
Um lugar único para observar a vida acontecendo: a beleza
do parque, o burburinho do boulevard e a energia do bairro.
Lo
pe
s
Sa
lga
Fil
ho
Av
.E
ng
.I
do
m
õe
s
or
Si
ad
so
en
Ru
a
Jo
ão
Ja
co
b
Av
.S
ld
ef
on
Ba
in
y
Vista aérea de Pelotas
odoro
e
Av. Th
r
Mülle
Av. Francisc
o
o
n
ba
Caruccio
a
lic
úb
Lí
ão
Av. S
Av. Presidente
Fran
o de
cisc
m
ui
aq
Jo
la
Pau
Juscelino Kubit
scheck
om
sório
.D
Av
O
ando
rn
Av. Fe
ep
.R
Av
do
Mais do que uma área urbanizada, o Quartier vai entregar um bairro com infraestrutura completa,
pronto para receber iniciativas e projetos e inspirar um novo estilo de vida.
Incorporadoras e construtoras terão a chance de desenvolver empreendimentos inovadores na melhor
A
v. B
en Faça parte desse projeto que irá marcar
região de Pelotas. Sejam eles comerciais ou residenciais.
to
Go
nç
lve do Brasil e ajude a construir
o começo de uma nova era no urbanismo sustentável doasul
s
esta nova etapa de um momento de inovações.
Planejamento e urbanização:
51 4009.6300 | www.bairroquartier.com.br
Imagens meramente ilustrativas. Viabilidade aprovada na Prefeitura de Pelotas sob o nº CTPD 53 de 19.12.2012, protocolo 200.039885/2012.
BestHOME | Sustentabilidade
Green Building:
a revolução sustentável
na construção civil
Há mais de 5.000 anos, a humanidade utiliza-se das construções para a promoção do bem-estar comum. Por óbvio, ao
longo dos milênios, as técnicas sofreram inovações e partiram
de bases empíricas para tecnologias altamente padronizadas e,
por vezes, inovadoras.
Mais recentemente, principalmente nos anos 2000, as empresas passaram a prestar mais atenção ao conceito de sustentabilidade, influenciadas pelo empenho de uma sociedade que
está comprometida com o futuro dos recursos naturais para o
planeta Terra. Assim, esse conceito que equilibra parâmetros
sociais, econômicos e ambientais tornou-se tangível, passou
do marketing para a ação e, com certeza, irá priorizar o correto,
uma vez que os recursos naturais não são infinitos.
Diversos setores da economia mundial estão tomando iniciativas para adequar seus processos de produção e produtos
aos níveis sustentáveis, através da criação de certificações
verdes. Essas medidas serão as únicas capazes de contribuir
com o meio ambiente e com a preservação de vários recursos naturais. Entre os setores que se destacam, inclusive no
Brasil, está o da construção civil, setor da economia que
criou ferramentas que podem colaborar, de forma inteligente,
com a integração e preservação das construções e do meio
ambiente. Desenvolvendo modelos que permitam propor
soluções aos principais problemas ambientais de nossa época,
sem renunciar à moderna tecnologia e criação de edificações
que atendam às necessidades de seus usuários, surge o green
building – ou construção verde, em português –, que baseia
os projetos na valorização e na preservação de um tripé
fundamental: fatores ambientais, sociais e econômicos da
área onde será implantado.
As atividades econômicas deverão impactar o mínimo
possível o meio ambiente, e assim, a importância do conceito de construção sustentável continuará crescendo. A
Joal Teitelbaum age com a premissa de que desenvolver e
aprimorar esse tipo de edificação não será mais opção, e
sim uma obrigação e uma necessidade para preservar o meio
ambiente com essa tecnologia que hoje ainda é tratada como
um diferencial no mercado.
Mundialmente, o DNA ecológico está alinhado com o
conceito da indústria da construção civil tanto em grandes
metrópoles, por meio da remodelação de áreas degradadas,
como em novas comunidades planejadas e empreendimen-
24
tos denominados “Green Buildings”. O Brasil já desenvolve
seus bairros planejados, e aqueles que se destacam e mais
se valorizam são os que se fundamentam no pilar da sustentabilidade. Trata-se de um planejamento com visão
global que nasce desde o traçado do bairro, considerando
como atributos positivos a topografia, a fauna e a flora
local, e projetam empreendimentos em que o cálculo energético e a interação dos elementos com o meio ambiente
são meticulosamente analisados e projetados. Ferramentas
computacionais já conseguem analisar um empreendimento em função da sua posição solar, do meio climático em
que ele será implantado, bem como projetar um bairro no
qual conceitos como walkability, prioridade ao pedestre,
centralidades, permeabilidade e sistemas de comunicação
são algumas das ferramentas que tornarão a vida da comunidade alinhada aos conceitos fundamentais que avaliam a
certificação de tais bairros.
O Rio Grande do Sul é referência quando o assunto é preocupação ambiental. Desde 1995, a Joal Teitelbaum levanta a
bandeira verde e traz o “jeito de construir do futuro” em seu
DNA, quando criou o Processo CONSERVE (Construção a Serviço
da Ecologia).
Pioneira nesse setor, após a associação ao United States Green
Building Council (USGBC) em 2007, lançou o primeiro green building
residencial do país, o Príncipe de Greenfield. Seguindo essa mesma
tendência, também foram projetados e desenvolvidos outros empreendimentos, o Príncipe de Greenland e o Príncipe de Greenhill,
ambos já entregues; o Príncipe de Constantino e Atlântida Green
Square, em construção; o gerenciamento da obra da sede do ONS
(Operador Nacional do Sistema Elétrico) em Santa Catarina, que é o
primeiro empreendimento certificado LEED* naquele estado; o gerenciamento dos projetos da nova sede da Fecomercio, em processo
de Certificação AQUA; e o desenvolvimento do Bairro Quartier, em
Pelotas, que está em processo de Certificação LEED-ND**.
As práticas de green building devem ser um processo
integrado de concepção, implantação, construção e operação
das edificações, a fim de incorporar soluções inteligentes na
arquitetura e gerar benefícios para toda a vida útil do imóvel,
sem elevar muito o custo de construção. Em alguns anos, esses
valores são facilmente recuperados, trazendo melhorias para
o meio ambiente e economia para os moradores. “A sociedade
espera prédios inovadores e mais eficientes, que se mantenham
atuais por mais tempo e com menos consumo de energia. A sustentabilidade segue o rumo da qualidade: quem não tiver a certificação e a consciência ficará para trás”, sentencia Teitelbaum.
A Joal Teitelbaum, empresa premiada nacionalmente pela
Fundação Nacional da Qualidade e, no nosso estado, com o
Troféu Diamante do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade, conta com sua equipe multidisciplinar desde a fase de
coordenação de projetos, para que o respeito ambiental esteja
nas premissas, gerando benefícios para a cadeia produtiva, para
os usuários do empreendimento e para a sociedade. A empresa
é membro do United States Green Building Council (USGBC) e
do Green Building Council Brasil (GBC Brasil).
25
Energia:
- Redução do custo condominial e individual, da emissão
de gases de efeito estufa na atmosfera e preservação dos
recursos naturais.
- Sensores de presença = menor consumo de energia nas
áreas comuns.
- Espera para ar-condicionado inverter = redução de até 35%
do consumo de energia.
- Painéis de fachada = menor consumo energético e mais conforto ambiental.
- Vidros duplos nos dormitórios = redução do consumo
energético e da transmissão de ruídos.
- Projeto luminotécnico = lâmpadas e luminárias que gastam
menos e duram mais.
- Aquecimento solar = redução do consumo de gás.
- Aquecimento a gás = melhor eficiência em comparação
com o uso de energia elétrica.
- Elevadores inteligentes = redução do deslocamento e do consumo
energético.
Aquecimento solar
Água:
- Redução do custo condominial e individual; preservação
dos recursos naturais; redução do consumo de energia em
bombas e equipamentos.
- Reúso da água da chuva = redução do consumo de água
potável e menor custo condominial.
- Caixa de descarga dual flush = menor consumo de água.
- Torneiras automáticas = redução do consumo de água e
de esgoto a tratar.
- Válvulas redutoras de vazão = redução do consumo de água
potável e menor custo condominial.
- Paisagismo ecológico com uso de plantas nativas = redução
do consumo de água e de esgoto a tratar.
Gestão de Resíduos
- Encaminhamento para reciclagem de materiais da demolição
da casa existentes no local.
- Uso de tecnologias limpas para a execução das estruturas
de concreto armado.
- Projetos modulares de pisos, azulejos e pastilhas.
- Coleta seletiva durante a obra, confecção de um manual e
o plano de gerenciamento de resíduos.
- Sala de coleta seletiva para o condomínio e instalados coletores de lixo seletivo para que seus clientes finais utilizem
depois de o empreendimento estar concluído.
- Pintura feita com tinta à base de água, sem utilização de solventes.
Telhado verde
26
O que pode fazer parte das construções inteligentes:
- Isolamento térmico em terraços e coberturas com telhado
verde ou argila expandida.
- Energia solar para pré-aquecimento da água.
- Tratamento e reúso da água.
- Aquecimento de água a gás natural.
- Vidros duplos nos dormitórios.
- Mantas de isolamento acústico.
- Uso de madeira certificada.
- Sala de coleta seletiva no condomínio.
- Elevador ecológico.
- Captação e tratamento de água da chuva.
- Torneiras com temporizador em áreas comuns.
- Projeto luminotécnico e de eficiência energética.
- Paisagismo com plantas nativas, pomar e herbário.
- Irrigação automatizada utilizando água da chuva.
- Tratamento de efluentes.
- Uso de materiais de reduzido custo de manutenção.
Pisos drenantes
A Copa do Mundo ainda não começou mas a Joal
Teitelbaum já conquistou o Ouro em Sustentabilidade
A Joal Teitelbaum foi vencedora do Sinduscon Premium 2013
na Categoria Projetos e Práticas Sustentáveis, consolidando sua
trajetória pioneira e inovadora na gestão sustentável de empreendimentos da construção civil. A premiação ocorreu em maio
último, no evento do Sinduscon-RS, com a entrega do troféu ouro
do Sinduscon Premium 2013.
*LEED: Leadership in Energy and Environmental Design
**LEED-NC: Leadership in Energy and Environmental Design – New Construction
27
Condomínio com jeito de resort
na Av. Central de Atlântida.
Apartamento duplex
Persp
Perspectiva aérea do complexo de lazer
Apartamentos e duplex de 3 dorm. com suíte,
lavabo e amplas varandas, de 130 a 297m²
privativos, com 2 ou 3 vagas de garagem.
Perspectiva do quarto de casal
Perspectiva do living
Infraestrutura de lazer de alto padrão
Diversão para os dias de sol e atrações para os dias de chuva
• Churrasqueiras
• Playground
• Salão de festas
• Espaço Gourmet
• Espaço Família
• Piscina adulto e infantil com raia e prainha
• Pista de caminhada
• Play Baby e Kids Place
• Quadra de esportes
• Fitness Center
• Guarita de segurança
• Bicicletários e chuveiros
• Spa
• Vestiário
Sua opção de Lazer no Litoral tem tudo para entrar num capítulo incrível da sua história.
A Joal Teitelbaum, uma empresa com 53 anos de experiência no gerenciamento de obras
no Sistema de Preço de Custo e Grupo Fechado, está levando para Atlântida um
empreendimento único, nunca visto no litoral gaúcho. Um condomínio de apartamentos
de alta classe com mordomias exclusivas no sistema pay per use. Concierge, camareiras
e serviços de alimentação at home ou no salão de festas serão apenas alguns dos
privilégios dos moradores. Um sistema já provado e aprovado por quem frequenta praias
como as de Punta del Este e que agora estarão ao seu alcance logo ali, bem pertinho
de tudo. Atlântida, a praia da sua vida, nunca esteve tão perto de você.
Automação de iluminação
entregue em todas as unidades
O controle do apartamento vai estar na palma da sua mão
com a exclusiva tecnologia Green Box, instalada e pronta
para integrar pontos de luz e outros equipamentos* da sua
casa: áudio, vídeo, ar-condicionado, cortinas e persianas,
por exemplo. E o melhor de tudo: já vem com programa
para iPad, iPod e iPhone para acessar a residência de
qualquer lugar do mundo, ao simples toque de um botão.
*O funcionamento da automação para os outros equipamentos depende da execução, por parte do
proprietário, de rede física que interligue os outros equipamentos com a central de automação.
Serviços pay per use
Sustentabilidade
• Camareira e limpeza do apartamento
• Concierge no lugar de portaria
• Equipe de manutenção a disposição 24h
• Jardinagem
• Instrutores na academia*
• Equipe de recreação para crianças e adolescentes*
• Transporte para a praia
• Dog walking*
• Aluguel de toalha para piscina e praia*
• Amenities (sabonetes e shampoos)
• Loja de conveniência*
• Kit para churrasco (carvão, carnes, pães, bebidas, etc.)
• Limpeza do salão de festas
• Limpeza da churrasqueira
• Serviço de alimentação para festas at home
ou no salão de festas
De forma inédita, no litoral gaúcho,
o Atlântida Green Square terá os conceitos
de sustentabilidade. O empreendimento
seguirá as diretrizes da Certificação LEED
(Leadership in Energy and Environmental
Design) do US Green Building Council,
de forma a reduzir os impactos no ambiente
e conscientizar moradores e visitantes da
importância de preservar os recursos naturais.
Financie com o
Visite o plantão de vendas
e surpreenda-se com a maquete
na Av. Central, 1981, em Atlântida.
51 9737.6868 | 9545.0101
atlantidagreensquare.com.br
Obra no Sistema Preço de Custo e Grupo Fechado
Administração e coordenação
Todas as imagens e plantas são meramente ilustrativas. Possíveis alterações de projeto serão executadas de acordo com o Memorial Descritivo do empreendimento.
Projeto aprovado na Prefeitura Municipal de Xangri-Lá/RS, sob o número 1546/11 e Alvará número 447/2012. Projeto Arquitetônico: Nedeff Arquitetura. Projeto de Arquitetura
de Interiores Condominial: Arq. Ana Paula D. Teitelbaum. Projeto Paisagístico: Arq. Mariana Machado Simões e Arq. Christine Loro.
BestHOME | Lançamento
Flavio Teitelbaum, Jader Teitelbaum, Joal Teitelbaum e Claudio Teitelbaum
Confraternização
no Príncipe de Greenhill
O Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum realizou o coquetel de
entrega do empreendimento Príncipe de Greenhill no dia 22 de abril. A
confraternização ocorreu no salão de festas do próprio edifício, para
os moradores, fornecedores e toda a equipe envolvida na criação e
construção desse grandioso projeto.
Jader Teitelbaum e Haroldo Pimentel Stumpf
Cintia e Giovani Bigolin
Carlos e Angela Lee
Dieter Krenzinger e Michele Shen
Aline Garcia de Freitas e Ricardo Kuplich
Rosa Shen, Bety Shieh e Angela Lee
36
Mairi Coser Magnani e Lemir Valentim Magnani
Sistemas Construtivos
PARA FALAR SOBRE O MELHOR ISOLAMENTO ACÚSTICO DO MERCADO,
FABRICADO PELA PLANALTO TEXTIL, NÓS DEIXAMOS OS RUÍDOS DE FORA
Softherm é um isolante termoacústico ecologicamente correto. Ele é uma lã produzida pela
combinação de processos com variados tipos de fibras, cada qual com suas características
específicas de isolamento térmico acústico. A LÃ DE PET SOFTHERM cria uma barreira
à passagem do calor quando colocadas na subcobertura de telhados, fachadas de edifícios
e galpões, melhorando o conforto térmico e reduzindo o consumo e energia com
os condicionadores de ar. Além disso, cumpre a função de isolar acusticamente
um ambiente do outro, criando uma barreira acústica.
Por que usar SOFTHERM?
• 100% reciclável
• Não solta esporos
• Não irrita a pele
• Melhor custo benefício
• Não plorifera fungos e bactérias
• Fácil instalação e manuseio
• Atende à norma NBR 15.575
• Nível de desempenho superior
Parceiros técnicos do Grupo Fiuza
Rua Butembender, 66 – Canoas/RS
(51) 9594.2424 | www.grupofiuza.com.br | [email protected]
37
BestHOME | Lançamento
Lançamento da 40ª edição da
Best Home em Novo Hamburgo
O Hospital Regina recebeu, no dia 29 de abril, dezenas de
convidados para comemorar, em um elegante coquetel, os 10
anos da revista Best Home by Joal Teitelbaum e o lançamento da
sua 40ª edição. Os clientes, parceiros e amigos também tiveram a
oportunidade de apreciar a maquete do Atlântida Green Square,
um condomínio de apartamentos de alta classe com serviço de
resort, localizado no litoral gaúcho.
Claudio Teitelbaum, Irmã Cris e Jader Teitelbaum
Raquel Hertzberg, Nilo Frantz, Gustavo Seferin e Jurandir Betio
Olvídio Gusson, Bernadete Pessin e Rogério Dieter
Patrícia Longhi e Guilherme Dutra
Gustavo Seferin, Irmã Cris, Joseane Kremer, Magali Rostirolla e Vera Weber
Maria Cecília Butterbender, Magali Rostirolla e Vera Wolski
38
Claudio Teitelbaum, Marcelo Clark Alves e Luciano Marques Furlanetto
www.florense.com
QS |
Foto Federico
Cedrone
Um mundo de novas percepções.
Design
Henrique Steyer
NEW YORK
New Store!
CHICAGO
MIAMI
MEXICO
MONTERREY
GUATEMALA
PANAMA
SANTIAGO
ASUNCION
MONTEVIDEO
PUNTA DEL ESTE
AUCKLAND
60 BRASIL
Ângulos e retas que se interceptam, criando formas orgânicas
e monumentais, capazes de gerar efeitos óticos lindos em
qualquer ambiente. Assim é a estante ZigZag, o mais novo
lançamento da Florense. Um convite para que as coisas sejam
vistas por um ângulo totalmente inverso, diferente, como se
fosse uma quarta dimensão de entendimento.
AV GOETHE 125 MOINHOS (51) 3378 4200
Foto: Fernando Conrado
BestHOME | Internacional
Um olhar de fora:
as recomendações do
irlandês John Bruton
para o Brasil
A look from outside:
the recommendations
of the Irishman John
Bruton to Brazil
Ex-primeiro-ministro da Irlanda, John Bruton
traçou um panorama econômico para o país no
27° Fórum da Liberdade, em Porto Alegre/RS
The former prime minister of Ireland outlined
an economic prospect for the country during
the 27th Forum da Liberdade (Liberty Forum), in
Porto Alegre/RS
40
“
A renda per capita no Brasil
aumentou mais rapidamente do
que a produção por trabalhador.
Isso, somado aos déficits de
infraestrutura, explica o problema de
competitividade
Brazil per capita income has increased
quicker than the production per
worker. This added to infrastructure
deficit explains the competitiveness
problem
Para o ex-primeiro-ministro da Irlanda John Bruton, o Brasil
precisa investir mais e gastar menos. “Ou se reduz o consumo
e economiza mais, transformando essas economias em investimentos, ou seguirão os grandes problemas”, afirma. O irlandês
esteve em Porto Alegre durante o 27° Fórum da Liberdade, no
qual foi o palestrante especial do primeiro dia, falando sobre
competitividade. Na ocasião, o irlandês desenhou um diagnóstico acerca da condução da economia brasileira, além de traçar
a perspectiva de uma nova postura.
No evento, promovido pelo Instituto de Estudos Empresariais
(IEE), o premiê destacou os sérios problemas que atrasam o
desenvolvimento brasileiro, principalmente em infraestrutura
e logística. Bruton fez uma crítica ao serviço prestado atualmente nos aeroportos, estradas e portos, além da dificuldade
enfrentada pelos turistas no Brasil. “A renda per capita no país
aumentou mais rapidamente do que a produção por trabalhador.
Isso, somado aos déficits encarados em infraestrutura, explica
o problema de competitividade”, disse.
Hoje o Brasil ocupa o 54º lugar no Índice de Competitividade
Mundial, atrás de países como Colômbia e Jordânia. O político
irlandês acredita que o país tem os ativos necessários para se
recuperar do fraco desempenho econômico de 2013 – “um enorme
capital intelectual e físico, além de uma base de pesquisa brilhante”.
Porém, o que falta, segundo ele, é converter essas características
em um rápido desenvolvimento. “O crescimento econômico requer
um aumento da poupança privada, maior aporte para a infraes-
”
According to the former prime minister of Ireland, John Bruton,
Brazil needs to invest more and spend less. “Or you reduce consumption and save more, transforming these savings into investments
or the main problems will continue”, he says. The Irishman was in
Porto Alegre during the 27th Forum da Liberdade (Liberty Forum), in
which he was the special speaker of the first day, when he talked
about competitiveness. In the occasion, the Irishman outlined a
prospect about the direction of the Brazilian economy and identified
the perspective for a new attitude.
During the event, which was promoted by Instituto de Estudos Empresariais (IEE), the former prime minister highlighted
the serious problems that hold back Brazilian development,
especially infrastructure and logistics. Bruton criticized the
service offered in airports, roads and ports, not to mention the
difficulties faced by tourists in Brazil. “Brazil per capita income
has increased quicker than the production per worker. This
added to infrastructure deficits explains the competitiveness
problem”, he said.
Nowadays Brazil is ranked 54th in the World Competitiveness
Index, behind countries such as Colombia and Jordan. The Irish
politician believes that the country has the necessary assets to
recover from the weak economic performance in 2013 – “a huge
intellectual and physical capital and also a brilliant research
base”. However, according to him, what lacks is the conversion
of these characteristics into quick development. “Economic
growth requires an increase in private savings, more investment
41
trutura – o que contribui diretamente para o negócio produtivo
–, a moderação dos aumentos salariais e um respeito cuidadoso
em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal”, apontou.
O ex-primeiro-ministro avalia que o crescimento brasileiro
está atrelado à simplificação do sistema tributário, a um maior
índice de investimentos e um corte de consumo. “Aprendam
com suas escolhas e decidam se preferem mudar ou encarar as
consequências. Prestem mais atenção na forma como gastam
excessivamente”, explicou.
A burocracia para a abertura de novos negócios também foi
citada como uma barreira para o país e para o empreendedorismo. “Para abrir uma empresa no Brasil, levam-se 119 dias. No
México, 14 dias. Se o Brasil
quer atrair investimentos
e se tornar competitivo, é
fundamental mudar isso
com urgência”, avaliou.
Não só de críticas foi
a análise de John Bruton,
que governou a Irlanda
entre 1994 e 1997, sobre
a economia brasileira. Sua
participação no Fórum
da Liberdade também foi
movida por conselhos. No
evento, o premiê aconselhou os empresários brasileiros a pensar em longo
prazo, planejar e executar
prevendo o futuro. Para alcançar a produtividade esperada, ele
citou a meta de 3,4% de crescimento recomendada pelo Fundo
Monetário Internacional (FMI) para o Brasil. “O dado é real, mas
não será atingido sem uma performance mais produtiva do
trabalhador. As pessoas consomem em demasia e se esquecem
da importância do investimento”, afirmou.
Olhar para a história e para a forma de gestão de outros países
foram alguns dos conselhos do irlandês. Segundo ele, essa análise auxilia na implementação de novas medidas e modelos que,
adaptados à realidade brasileira, podem ser importantes para um
futuro mais próspero. “É uma forma de aprender as consequências
das escolhas e avaliar se vale a pena segui-las”, destacou.
Bruton lembrou o exemplo da Irlanda e questionou se ela
seria um exemplo para o Brasil. “Na sua década de ouro (anos
90), a Irlanda seria um modelo a ser avaliado e seguido pelo
Brasil?” Ele mesmo respondeu: “Em parte, sim”. Ele revelou que
42
in infrastructure – which directly contributes for the productive
business -, moderation in wages increase and a careful respect
to budget limits.”
The former prime minister evaluates that Brazilian growth
is connected to the simplification of its tributary system, to a
higher level of investment and to a reduction in consumption.
“Learn with your choices and decide if you want to change or
to face the consequences. Pay more attention in the way that
you overspend”, he explained.
Bureaucracy to open new businesses was also mentioned
as one barrier for the country and for entrepreneurism. “It
takes 119 days to open a company in Brazil. In Mexico, it takes
14 days. If Brazil wants to
attract investments and
to become competitive, it
is fundamental to change
it urgently’’, he said.
John Bruton’s analysis
was not only made of criticism about the Brazilian
economy. His participation
in Forum da Liberdade
was also made of advices. During the event, the
premier advised Brazilian
businessmen to think in
the long term, to plan and
to execute anticipating the
future. To achieve the expected productivity he quoted the 3.4% growth target proposed
by the International Monetary Fund (IMF) to Brazil. “The figure
is real but it will not be reached without a more productive
performance per worker. People consume in excess and forget
about the importance of investment”, he said.
To look back to history and to the way other countries are
managed were some of the advice from the Irishman. According to him, this analysis helps in the implementation of new
measures and models that, if adapted to the reality of Brazil,
can be important for a more prosperous future. “It is a way to
learn the consequences of choices and to evaluate if it is worth
following them”, he said.
Bruton remembered Ireland’s example and questioned if it
would be a good example for Brazil. “During its golden decade
(1990’s) would Ireland be a model to be analyzed and followed
by Brazil?” He answered it: “partially yes”. He revealed that the
Foto: Fernando Conrado
Ex-primeiro-ministro da Irlanda,
John Bruton, no 27° Fórum da
Liberdade, em Porto Alegre/RS
Former prime minister of Ireland,
John Bruton, in the 27th Fórum da
Liberdade, in Porto Alegre/RS
o crescimento médio de 8,7% ao ano durante a sua gestão foi
resultado de uma combinação de fatores.
Um deles trata das décadas de investimento na educação,
na política de atração de investimentos e na modernização e
simplificação do sistema tributário e legal. Além disso, apontou
outro fator fundamental envolvido nesse processo: o perfil
demográfico da Irlanda nos anos 90, quando a população economicamente ativa era o dobro da verificada na década anterior
– situação parecida vivida pelo Brasil atualmente, no fenômeno
que Bruton lembra como “bônus demográfico”.
Outra característica apontada foi a receptividade irlandesa
com a imigração, que, de acordo com Bruton, tem colaborado com a recuperação econômica do país. “Ao contrário da
Grã-Bretanha e França, onde o sentimento anti-imigração tem
sido um grande problema, na Irlanda é algo positivo. Claro que
ela contribui para a concorrência no mercado de trabalho, mas
no âmbito geral, o povo irlandês sabe que esse é um preço que
vale a pena pagar”, afirmou.
Por outro lado, ele lembra que o crescimento da Irlanda há
20 anos foi construído com medidas impopulares, como o fim
do protecionismo, por exemplo. Outro ponto importante foi a
abertura do mercado irlandês para investimentos estrangeiros, o
que não agradou algumas companhias beneficiadas pela política
anterior. “Para crescer, temos que estar preparados para tomar
decisões que algumas vezes não são populares”, disse.
average growth of 8.7% per year during his tenure was the
result of a combination of factors.
One of them is related to the decades of investment in education, in the attraction of investments and in the modernization
and simplification of the tributary and legal systems. Besides
this he pointed another fundamental factor involved in this
process: the demographic profile of Ireland during the 1990’s,
when the economic active population was twice the number
of the previous decade – a situation that is similar to the one
experienced by Brazil nowadays, a phenomenon that Bruton
calls “demographic bonus”.
Another characteristic highlighted was the Irish openness
to immigration, which according to him have helped the
economic recovery of the country. Unlike Britain and France,
where opposition to immigration is a great problem, in Ireland
it is something positive. It certainly contributes to competition
in the working market, but overall the Irish people knows that
this is a price worth paying”, he said.
On the other hand, he remembers that growth in Ireland was
built with unpopular measures, such as the end of protectionism,
20 years ago. Another important example was the opening of
the Irish market to foreign investments, which was something
that did not please some companies benefited by the previous
policy. “To grow we have to be prepared to make decisions that
sometimes are not popular”, he said.
43
Esporte é vida.
E essa é a nossa
especialidade.
44
Mãe de Deus. Hospital referência
para Copa do Mundo FIFA 2014.
Este é um grande reconhecimento ao padrão internacional
de qualidade que está presente em tudo que o Mãe de Deus faz.
Especialmente porque tudo é feito para atender você e todos
os gaúchos. É para isso que a gente se dedica, inova e se supera.
Esta é a nossa Copa do Mundo: o seu bem-estar. E, por isso, estamos
ampliando o setor de emergência, desenvolvendo um modelo inédito
de atendimento e investindo em máquinas de alta tecnologia para
diagnóstico e tratamento. A indicação da FIFA é apenas uma
consequência que reafi rma o nosso compromisso diário de estar
sempre à frente para cuidar da sua saúde. Porque, se o Mãe de Deus
está pronto para receber todos os craques, torcedores e turistas
do Mundial, é porque sempre esteve pronto para receber você.
O ÚNICO HOSPITAL DO SUL
DO PAÍS COM DUPLA CERTIFICAÇÃO.
45
Portland Office Center:
atendendo as necessidades
do seu negócio
46
Foto: Divulgação/EEJT
BestHOME | Clientes
Em entrevista à revista Best Home, Sergio Lages Valerio e
Paulo Roberto Ronchetti, proprietários da empresa ITS Group,
falam sobre a aquisição de um andar de salas comerciais no
Portland Office Center, empreendimento administrado e coordenado pelo Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum na Rua
Marcelo Gama, 1.382.
O empreendimento tem localização privilegiada e de fácil
acesso, na região próxima às avenidas Plínio Brasil Milano e
Carlos Gomes.
A área adquirida, de um andar inteiro, será sede da empresa
ITS Group, que presta consultoria especializada em plataformas
de gestão empresarial por meio da venda de licenças, implantação e suporte dos produtos e soluções da empresa alemã
SAP, líder mundial nesse segmento. A ITS Group é referência na
região Sul do país.
Best Home: Desde quando é o relacionamento de vocês com
a Joal Teitelbaum?
Sergio Valerio e Paulo Roberto Ronchetti: Desde 2003. Nos
conhecemos no empreendimento Albert Einstein Center.
Sergio Valerio e Paulo Roberto Ronchetti: O objetivo inicial
do investimento é a utilização de uma empresa da qual somos
sócios. Adquirimos um andar que iremos adaptar às nossas
necessidades específicas.
Best Home: Como foram as experiências anteriores?
Sergio Valerio e Paulo Roberto Ronchetti: As aquisições sempre se mostraram positivas, por meio da valorização dos imóveis,
apoio na revenda, suporte qualificado nas dúvidas e ajustes
personalizados e solução imediata das dificuldades encontradas.
Best Home: A localização e o atributo de garagens rotativas
foram fundamentais para a escolha?
Sergio Valerio e Paulo Roberto Ronchetti: O prédio está
localizado numa área nobre, com excelente acessibilidade
devido à proximidade com as avenidas Plínio Brasil Milano e Carlos Gomes. Por ser uma região populosa, há uma
dificuldade de estacionar ali, o que valoriza a existência
das vagas de estacionamento de cada sala, bem como das
vagas rotativas.
Best Home: Qual a motivação para a escolha do investimento
no Portland Office Center? Houve algum diferencial nesse
empreendimento?
Sergio Valerio e Paulo Roberto Ronchetti: Buscávamos um
imóvel que pudesse servir tanto para utilização própria quanto
como investimento, e cuja aquisição ainda fosse na fase de construção. A localização, a solidez e a qualidade da Teitelbaum, bem
como a condição comercial, foram determinantes na escolha.
Foto: Divulgação ITS Group
Best Home: Qual o objetivo no investimento nesse imóvel? Uso,
venda futura ou locação?
Best Home: Como foi a sua experiência de compra, desde o
primeiro momento até a entrada no grupo de condôminos?
Sergio Valerio e Paulo Roberto Ronchetti: O processo de
compra foi personalizado, em busca do entendimento das
nossas necessidades. Temos todo o suporte para esclarecimento
de dúvidas e solução das diversas questões que envolvem um
processo de aquisição.
Paulo Roberto Ronchetti e Sergio Valerio
47
BestHOME | Comportamento
Divulgação Crédito Real
O comportamento do consumidor
e o advento das redes sociais
no mercado imobiliário
O mercado imobiliário é um dos mais importantes da economia nacional e internacional, movimentando uma grande
parcela de empregos diretos e indiretos. Com a popularização das
ferramentas de buscas como Google, que concentram ofertas de
imóveis e imobiliárias, o usuário está começando a se comportar
de maneira crítica e seletiva. Da mesma forma, o consumidor está
mais informado e passa a ter um comportamento mais exigente,
fazendo com que as empresas se preparem de modo definitivo
para essa nova demanda.
Apesar do relacionamento pessoal ainda ser grande fator
de decisão da manutenção de clientes no mercado imobiliário,
especialmente na administração de bens e de condomínios, a
atualização tecnológica e a especialização vêm, progressivamente, sendo avaliados e cobrados pelos consumidores. É um novo
paradigma que as empresas deverão enfrentar.
A internet permite ao cliente fazer sua busca em qualquer
lugar, podendo fazer um levantamento completo do imóvel, da
região, visualizar fotos e vídeos, pesquisar dados relevantes sobre
48
o bairro e solicitar o agendamento de uma visita ao imóvel com
o corretor sem nem sair de casa.
Uma das características mais notáveis nas mudanças do perfil
dos consumidores de imóveis é que antes eles aceitavam o que lhes
era oferecido, e agora ditam as regras e impõem o que realmente
desejam comprar. Além disso, o conceito de conforto também mudou. Nas grandes cidades, onde o trânsito é constante e abundante,
morar perto do trabalho e da escola das crianças é essencial.
Hoje o consumidor tem mais acesso a informação por meio
da internet. Quem está procurando um imóvel faz uma pesquisa
ou entra no Facebook, em vez de assistir a um comercial de televisão, ler uma mensagem de e-mail ou receber ligação de um
corretor de vendas. A informação está ao alcance de todos, e a
maioria prefere, por intermédio de tablets ou smartphones, buscar
o conhecimento online em um portal ou blog especializado que
encontrou no Google.
A presença digital no processo de decisão do mercado
imobiliário é algo irreversível e deve ser abordada com profissio-
///FESTAS
Atendemos diversos eventos, sociais e corporativos. Fornecendo aos seus clientes
inovação, seriedade e pontualidade, atingindo a máxima satisfação dos mesmos.
///EQUIPAMENTOS
Dispomos de equipamentos de áudio e trabalhamos com sistemas de iluminação
compacta e potente, com o que há de mais so�sticado e atual em efeitos no segmento.
///EQUIPE
�ossa equipe � formada por pro�ssionais, de qualidade t�cnica, prontos para
atender as expectativas e necessidades que seu evento precisa.
O nível de confiança adquirido por buscadores como o
Google, bem como de sites e portais imobiliários aliados ao
poder de propagação de mídias sociais como Facebook e Twitter,
permitem aos profissionais do setor imobiliário um alto nível de
segmentação, aumentando a relevância para o seu consumidor
e consequentemente melhorando os resultados de suas ações.
O marketing tradicional continua tendo seu valor, aliás, o
marketing online é apenas mais uma das várias estratégias de
marketing. O que deve ser feito é a revisão de velhos conceitos e
paradigmas, afinal, pessoas cansaram de serem interrompidas pelas mensagens tradicionais, criando um bloqueio natural a elas que
muitas vezes leva à rejeição natural do que está sendo oferecido.
O caminho do sucesso é, sem dúvida, o equilíbrio e a combinação certa das estratégias disponibilizadas, buscando sempre
integrar as ações tradicionais com as novas ferramentas que hoje
estão facilmente acessíveis e tentando cada vez mais entender
as atividades e relações humanas, para conseguir atender a seus
anseios e desejos.
Divulgação Crédito Real
nalismo e conhecimento técnico. Somado a isso temos o efeito
da viralização, que tem sido potencializado pelas mídias sociais,
permitindo que as imobiliárias trabalhem a fidelização de seus
potenciais clientes a sua marca ou seu nome por meio de um
contínuo relacionamento, seja via sites, seja via redes sociais.
Uma empresa do mercado imobiliário deve trabalhar seu
lado institucional para fortalecer sua marca. As redes sociais
têm o poder de disseminar informações, alcançando um número
maior de pessoas que os meios tradicionais. Grande parte dos
internautas tem um perfil na maior rede social da atualidade,
o Facebook, e a empresa também deve estar presente nessa
plataforma.
Uma vez nas redes sociais, o maior desafio da imobiliária é
proporcionar o engajamento dos usuários dentro da página ou
canal. Nele é possível divulgar empreendimentos, informando
de forma criativa atributos e características do imóvel – usando
imagens ou vídeos, por exemplo, para enaltecer a sua localização
e atrair mais visitas ao plantão de vendas.
Carlos Eduardo Rushel, Diretor Superintendente da Imóveis Crédito Real
50
BestHOME | Governança
Governança Corporativa
em debate
A chamada “Lei Anticorrupção” entrou em vigor no dia 29 de janeiro de 2014. Em
poucos meses, a nova legislação tem provocado mudanças efetivas no modelo de
gestão e nas políticas internas de organizações privadas brasileiras.
A Lei Anticorrupção completará, em julho, seis meses desde
que entrou em vigor no Brasil. A nova legislação tem provocado
uma revisão estrutural, tanto do modelo de gestão como das
normas e regime interno, no âmbito empresarial. O objetivo principal é punir, pela aplicação de sanções cíveis e administrativas,
atos de pessoa jurídica contra a administração pública, nacional
ou estrangeira. Um exemplo disso é o oferecimento direto ou
indireto de vantagens indevidas a funcionários públicos
A Lei 12.846/2013, que entrou em vigor no dia 29 de janeiro
de 2014, tem exigido uma mudança organizacional na gestão
52
de empresas privadas no Brasil. Antes as companhias poderiam
alegar que a infração foi um caso isolado, praticado por um
único colaborador, assim, ficando impune. Agora, mesmo que
isso ocorra, ela será envolvida e responsabilizada em processos
cíveis e administrativos. A multa pode variar de 0,1% a 20% do
faturamento anual bruto.
Para Michel Gralha, especialista em direito empresarial
e ex-presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), a
promulgação da lei teve um efeito positivo nas empresas –
menos pelo receio de sanções e mais pela análise que os sócios
Foto: Divulgação
e executivos têm feito em relação às suas empresas e seus níveis
de controle. “A legislação conduziu os profissionais para uma
profunda revisão de suas estruturas, o que, no médio prazo,
ajudará na formatação de melhores modelos de negócios e
resultados”, avalia.
Segundo Gralha, para evitar que a pessoa jurídica, por
intermédio de funcionários ou terceiros, pratique atos de
corrupção, a política de compliance é a ferramenta ideal
a ser adotada. “Ela propicia o cumprimento das normas,
regulamentos, políticas e diretrizes do negócio e a identificação das inconformidades e dos desvios que possam
ocorrer”, explica.
A lei prevê, de acordo com o advogado tributarista Cristiano
Diehl Xavier, a possibilidade de perdimento de bens, direitos ou
valores, suspensão ou interdição parcial das atividades, dissolução compulsória da pessoa jurídica ou, ainda, a proibição
de receber incentivos, subsídios e doações do poder público.
Segundo o especialista, a nova legislação é rigorosa ao dispor
sobre a responsabilização objetiva das pessoas jurídicas, ou seja,
determinada conduta passa ser questionada em juízo, independentemente da aferição de culpa. “Isso gera elevados riscos às
organizações e impõe a necessidade de se precaverem. Compliance, do verbo inglês to comply, significa cumprir. É o dever
de executar os regulamentos internos e externos, de aderência
voluntária ou impostos à organização, além de encarregar-se
que os demais colaboradores o façam”, explica.
De acordo com Xavier, a criação de um setor não é uma
obrigatoriedade da legislação e tampouco existem regras
53
específicas para isso. Porém, o advogado adverte que alguns
cuidados devem ser obedecidos no que tange à governança
corporativa. “As empresas devem prestar atenção na elaboração
de seus códigos de compliance, pois é importante estabelecer
normas claras e precisas sobre o que é permitido fazer. Embora
não seja indispensável a adoção dessas medidas, a existência
de um sistema de prevenção auxilia na redução da ocorrência
de desvios”, pondera.
Segundo Xavier, em poucos meses, já é possível perceber o
movimento empresarial para a criação ou ampliação da área
de compliance. O especialista explica que a preocupação ocorre, principalmente, nas empresas que negociam com o poder
público e naquelas que o têm como cliente. “As companhias
que porventura forem condenadas por corrupção, mas que
demonstrarem políticas de compliance eficientes, poderão ter
suas punições reduzidas e até mesmo isentadas. Outro ponto
importante é o acordo de leniência, prevendo que empresas que
colaborarem com a Justiça também poderão ter abrandamento
de pena”, aponta.
Michel Gralha acrescenta, ainda, que, para a elaboração
dessa política, a prioridade é observar os controles internos,
por meio de processos claros e efetivos. “Todas as organizações devem cuidar de suas estruturas e níveis de comando.
É fundamental redigir normas internas que tratem do tema
de forma específica, inclusive, descrevendo quais condutas
devem ser tomadas pelos colaboradores, conforme previsão
legal”, esclarece.
54
Foto: Tiago Trindade
Foto: Tânia Meinerz
O especialista Cristiano Diehl Xavier considera a transparência sobre a licitude um
dos mais importantes legados da lei para o Brasil
Segundo o advogado Michel Gralha, o grande benefício da
nova lei é o incentivo ao debate sobre controles e processos
Gralha recomenda que a mudança comece no topo da pirâmide, ou seja, no mais alto nível hierárquico da organização. “É
necessário planejar as estruturas administrativas, com reuniões
produtivas e objetivas, das quais participem os sócios ou acionistas, os conselheiros e a diretoria. As empresas com alto índice
de governança sabem aproveitar ao máximo as expertises dos
seus profissionais”, disse. Vencida essa primeira etapa, caberá
à liderança corporativa identificar o executivo que conduzirá o
projeto e o transmitirá aos demais colaboradores.
OFFICE CENTER
Rua Marcelo Gama, 1.382 – Auxiliadora
• Estacionamento rotativo
• Reuso de água da chuva
• Projetos racionalizados
• Uso de tinta à base de água
• Paisagismo com plantas locais
• Uso de madeira certificada
• Vidros especiais na fachada oeste
• Sala de reciclagem
(51) 3019.1883 | (51) 9545.0101 | www.teitelbaum.com.br
Obra no Sistema Preço de Custo e Grupo Fechado
Administração e coordenação
Projeto Arquitetônico: Eduardo Haetinger – SMOV: 002.235315.00.6 – Imagens meramente ilustrativas – Obra no sistema preço de custo e grupo fechado – Áreas conforme NBR 12721, no item 3.7
BestHOME | Moda
A moda sustentável de
Baby Steinberg
O pensamento sustentável é cada vez mais disseminado
no mundo. O número de adeptos dos produtos que causam
menos impacto ao meio ambiente cresce a cada dia. Empresas
de todos os ramos buscam alternativas viáveis e benéficas ao
meio ambiente. O resultado vem sendo positivo. Somente no
Brasil, cerca de 12 bilhões de reais são gerados pela reciclagem.
Como estímulo a essa cultura, a estilista Baby Steinberg realiza
um trabalho inovador no mundo da moda.
“O que remanesce, o que sobeja, o que resta” é a definição
de Baby sobre sua arte. A estilista brasileira, nascida em Santa
Catarina e radicada no Canadá, une moda e sustentabilidade na
concepção de suas peças, e prova que é possível transformar o
lixo em luxo. Materiais como sacolas de supermercado, sobras de
tecidos, filtros de café e até aparatos eletrônicos viram arte nas
mãos dela. A proposta é conscientizar as pessoas a reaproveitar
aquilo que seria jogado fora ou repensar sua postura frente à
preocupação com o meio ambiente.
Com a aplicação de técnicas inovadoras, muita criatividade,
dedicação e busca contínua por novas inspirações em diferentes
culturas, a grife de Baby Steinberg apresenta cores, cortes e
design únicos. As peças recebem um tratamento de alta-costura
e são modeladas em sacos plásticos transparentes, fundidos
com ferro quente para que a aplicação das camadas e texturas
seja conservada. Looks sustentáveis, refinados e exclusivos são
o resultado.
As roupas da estilista já foram expostas no Mastercard Toronto Fashion Week, a principal Semana de Moda de Toronto,
que reúne diversos artistas renomados no mundo dos novos
estilos e tendências. O evento acontece anualmente no mês de
abril, e neste ano, a coleção apresentada pela fashionista foi a
Red Carpet. Baby apostou em cores vibrantes e designs icônicos
para essa mostra.
58
Foto: Ravi Lall
Roupas femininas com muito estilo e permeadas de história
59
60
Foto: Luigi Fregonesi
Foto: Ravi Lall
A brasileira também participou do Festival de Cinema
Internacional de Toronto, no Canadá, onde apresentou sete
vestidos feitos com fitas VHS provenientes da coleção Cinema.
Para a produção dos modelos, Baby se inspirou em personagens
das décadas de 50, 60, 80 e 90 e usou cerca de 30 filmes para
cada peça.
As inspirações da catarinense para suas coleções são diversas, mas a cultura do Brasil tem grande influência nos processos
de criação. A feminilidade da mulher brasileira e as cores e
formas alegres do país são sempre exploradas na concepção
das coleções.
Baby está envolvida em uma série de projetos sociais, desde
a doação de turbantes para mulheres em tratamento com câncer
de mama até projetos com crianças em vulnerabilidade social. Em
Porto Alegre, já realizou ações nos bairros Morro Santa Tereza e
Restinga, onde utilizou a mesma matéria-prima de seu trabalho
para instruir os alunos-mirins a criar novos objetos. “São iniciativas que visam estimular costumes sustentáveis às futuras
gerações”, conta. Fora do Brasil, Baby já realizou projetos sociais
no Parkdale Community Center, no Saint Christofer House e no
Harbourfrount Community Center, todos no Canadá.
A atuação da estilista é reconhecida pelos mais diversos públicos. As roupas podem ser conferidas por artistas em musicais,
vídeos e exposições, e surpreendem as pessoas que desconhecem
a forma de produção. “Os vestidos, por exemplo, são mais que
peças artísticas, representam valores sustentáveis. Ao usar, a
escolha envolve uma causa e chama a atenção para valores
morais e sociais”, enfatiza. A estilista diz que ainda faz pouco
pelo meio ambiente, mas se sente orgulhosa quando a mensagem é transmitida. “Sou abordada por pessoas que conheceram
meu trabalho e dizem que hoje já olham o lixo de outra forma.
Nesses momentos, sei que estou obtendo resultados concretos
e positivos”, comemora.
Entre os novos projetos da artista, está a criação de uma
fashion house, que será inaugurada na capital gaúcha ainda
neste ano. No local, Baby pretende criar um espaço totalmente
voltado ao mundo da moda. Além da exposição dos trabalhos
reciclados, a loja terá roupas casuais e de alta-costura feitas
pela artista e por fashionistas renomados. O atelier também
funcionará como uma escola de moda, com cursos ministrados
pela própria estilista. “Vamos oferecer um ambiente que favoreça
uma experiência maior e ainda mais agradável, que estimule
todos os sentidos.” No coffee bar do empreendimento, por
exemplo, haverá drinks especiais para o happy hour e petites
délices gastronômicas com base nos anos vividos em Toronto.
“A minha ideia é que o ambiente seja um lugar onde as pessoas
respirem a moda”, adianta Baby.
eliane_anuncio_best_home.pdf 1 05/05/2014 15:53:28
C
M
Y
CM
MY
CY
CMY
K
Sampa Coke NA 60x90 cm . Projeta Cotto AC 59x59 cm . Linear Cream BR 10x30 cm
Conhaque NA 60x90 cm . Minimum Cimento RE 60x60 cm
www.eliane.com
/ElianeRevestimentos
@ElianeRevestimentos
61
Foto: Divulgação
BestHOME | Gestão
Serra Gaúcha é berço de referências
do empresariado brasileiro
Serra Gaúcha is home to icons of Brazilian
entrepreneurism
Nomes como Raul Randon e Adelino Colombo, de Caxias do Sul e Farroupilha,
respectivamente, figuram entre os grandes empreendedores do Rio Grande do Sul.
Names such as Raul Random and Adelino Colombo, respectively from Caxias do Sul and
Farroupilha, are among the great entrepreneurs of Rio Grande do Sul state.
A Serra Gaúcha não se resume a belezas naturais e a um
cenário bucólico. Pelo contrário, a região é fonte de grandes
empresários com trajetórias de sucesso, que destacam o Rio
Grande do Sul em todo o país. Ao todo são 31 municípios, com
uma população de mais de 800 mil habitantes, que somados
representam um Produto Interno Bruto de R$ 20 bilhões – cerca
de 10,5% do PIB total do estado –, segundo dados da Fundação
de Economia e Estatística (FEE).
No coração da região pulsa o empreendedorismo e uma força
trabalhadora incontestável. Caxias do Sul, por exemplo, atua
desde o cultivo da uva e do vinho até a indústria, sendo hoje o
segundo polo metalomecânico do Brasil. A cidade é berço do
62
The Serra Gaúcha (a region of the state of Rio Grande do Sul)
is not restricted to its natural wonders and to its bucolic scenery.
Quite the contrary, the region is breeding ground of successful
entrepreneurs who stood out in Rio Grande do Sul state and in
Brazil. At all, there are 31 municipalities, with a population of
more than 800 thousand inhabitants, which combined represent
a gross GDP of 20 billion reais – around 10.5% of the state’s
GDP – according to Fundação de Economia e Estatística (FEE).
The region pulses entrepreneurism and an unstoppable
workforce. The city of Caxias do Sul, for example, is known for
its grapes plantations and wine, but also for its industry; nowadays it is the second largest metal mechanic hub in Brazil. It is
Foto: Divulgação
empresário Raul Randon, que em 1949 começou a empreender
nesse segmento. Hoje o conglomerado das Empresas Randon
possui nove negócios, comandados pela holding Randon S/A
Implementos e Participações.
Farroupilha, município vizinho, também é um dos destaques
da região. A economia da cidade é diversificada, com frentes
de atuação que vão da indústria ao varejo e à agricultura. Só o
comércio tem uma participação de 23,59%, conforme pesquisa
da FEE, no desempenho da economia. Um dos principais colaboradores para esse resultado é Adelino Colombo, fundador das
Lojas Colombo – umas das maiores redes de varejo do Brasil.
the hometown of Raul Randon, who in 1949 started to work in
this area. Currently the Randon conglomerate is responsible for
companies in nine areas, supervised by Randon S/A Implementos
e Participações holding.
The neighboring town of Farroupilha is also one of the
region’s highlights. The city has a diverse economy that ranges from industry to retail and also agriculture. According
to a research by FEE, trade itself accounts for 23.59% of the
economy. One of the main contributors for this result is Adelino Colombo, founder of Lojas Colombo – one of the biggest
retailers of Brazil.
63
Raul Randon: whatever he touches turn into gold
The initial lack of technical knowledge, as well as the challenges and the competition and even his age did not limit the
dreams and achievements of Raul Randon. Aged 84 he continues
investing and flying even higher. Owner of one of the biggest
conglomerates of the state of Rio Grande do Sul, the entrepreneur is no longer the head director of the companies that are
named after him, however he still develops new projects and
divides his time between agribusiness and his family.
Five years ago, he passed the direction of the businesses to
his older son, David Randon, and took position in the Administration Council of the holding. Nowadays he spends most of
his time in the city of Vacaria, also located in the Serra Gaúcha. In this city, his priority is agribusiness, where he founded
RASIP Alimentos Ltda, which is responsible for the plantation
of apples, olives, grapes and also for the production of Grana
Padano cheese.
His successful trajectory started in 1923, when his father
learned to be a blacksmith. When the entrepreneur was only
14 years-old he started to work. In 1949, along with his brother, Hercílio, he opened a small shop specialized in brakes
for tow trucks. This small shop that gradually became the
Randon Companies – a group of 9 units, which works in the
areas of cargo vehicles (railroad and off-road), as well as
automotive systems, car parts and services; all are controlled
by the holding.
Devoted Catholic, the executive tells how a fire on his factory on May 26th 1951 changed the direction of his business. “I
remember as if it was today. During a Mass at the Holly Mary of
Caravaggio procession, the priest warned that the head office of
Um legado passado de geração em geração. Na foto, o patriarca Raul Randon com
Alexandre, Daniel e David Randon
A legacy passed from generation to generation. In the picture patriarch Randon with
Alexandre, Daniel and David Randon
64
Foto: Magrão Scalco
Foto: Magrão Scalco
Raul Randon: tudo o que toca vira ouro
A falta de conhecimento técnico no início, os desafios e
a concorrência de mercado ou a maior idade não limitam os
sonhos e as novas realizações de Raul Randon. Aos 84 anos,
ele continua empreendendo e alçando voos cada vez mais
altos. Dono de um dos maiores impérios do Rio Grande do Sul,
o empresário já não comanda as empresas que levam seu sobrenome, mas cria novos projetos, negócios e ainda divide seu
tempo entre o agronegócio e o convívio familiar.
Há cinco anos o empresário passou a presidência do
conglomerado ao filho mais velho, David Randon, e passou a integrar o Conselho de Administração da holding.
Atualmente, é em Vacaria, também na Serra, que ele passa
grande parte do seu tempo. Na cidade, sua prioridade é o
agronegócio, onde fundou a RASIP Alimentos Ltda., responsável pela plantação de maçã, oliveiras e uva e a produção
de queijo Grana Padano.
A trajetória de sucesso teve início em 1923, quando seu
pai aprendeu o ofício de ferreiro, e o empresário, com apenas
14 anos, começou a trabalhar. Ao lado do irmão Hercílio, abriu,
em 1949, uma pequena oficina de freios para reboques, que,
aos poucos, se tornaria as Empresas Randon – um grupo de
nove unidades com atuação nos segmentos de veículos para
o transporte de carga, ferroviário e fora de estrada, bem como
sistemas automotivos, autopeças e serviços, todos comandados
pela holding.
Católico atuante, o executivo conta como um incêndio que
atingiu a fábrica, em 26 de maio de 1951, repercutiu no rumo
do negócio. “Me lembro como se fosse hoje. Durante a Missa da
Romaria de Nossa Senhora de Caravaggio, o padre avisou que
Atualmente Raul Randon empreende no agronegócio em Vacaria, entre vinhos,
queijos, azeite de oliva e maçãs.
Currently Raul Random invests in agribusiness in wines, cheese, olive oil and
apples, in the city of Vacaria.
a sede da Randon estava incendiando. Estávamos em um momento crítico, para muitos seria motivo para decretar falência,
mas nunca fui de desistir. Se não caímos, nunca vamos fazer
força para levantar”, resume.
O empresário recorda também um novo incêndio que atingiu, agora em 2014, as instalações da produção de queijos, em
Vacaria. Foram destruídos quatro pavilhões de 2.300 metros
quadrados de área, consumindo mais de 40 mil quilos de queijos
e maquinário. “Dessa vez não foi no dia de Nossa Senhora de
Caravaggio, mas pouco antes da festa. Mais uma vez, Maria nos
tirou tudo, para dar em dobro. Com a perda tenho uma nova
meta: inaugurar até o final do ano 5.000 metros quadrados”,
anuncia.
A coragem e a determinação sempre foram características
marcantes do empreendedor. Na década de 70, a Randon continuava pequena, mas os planos
eram grandes, afinal, como
explica, estavam no negócio
certo. “O Brasil tinha cerca
de 80 milhões de habitantes
e fabricava em média 10
mil unidades de veículos de
grande porte por ano. Era
hora de investir e apostar”,
esclarece.
Na época, segundo
Raul, a indústria metalomecânica não tinha grandes
participantes, só algumas empresas no estado de São Paulo e
a Randon, em Caxias do Sul. “O que nos diferenciava era que
tínhamos um produto de alta qualidade. Nunca tive medo, pois
sempre acreditei que o importante era investir e trabalhar muito”, afirma. O empresário viajou para a Itália e para os Estados
Unidos e, a partir do benchmark de indústrias internacionais,
aprimorou as técnicas desenvolvidas.
Outro ponto característico de sua liderança é o constante
cuidado com o colaborador. O empresário mantém sempre
uma atitude de atenção e zelo com o funcionário. “Até hoje
sou convidado para a reunião dos aposentados da Randon e é
com muito orgulho que continuo participando. Sempre tratei o
funcionário como um parceiro de trabalho, o escutando e dando
assistência”, garante. Essa atitude tornou-se presente no DNA
da empresa, e, assim, foi criado o Sistema de Saúde Integral
e um pronto-atendimento, na sede, em Caxias, tanto para os
colaboradores quanto para seus dependentes.
of Randon was on fire. We were in a critical moment, for many
people it would have been enough to declare bankruptcy, but I
was never the kind that gives up easily. If we never fall, we will
never have the strength to rise up”, he says.
The businessman also remembers another fire that hit the
facilities of the cheese factory in Vacaria, in 2014. Four pavilions
were destroyed, in a total of 2.3 thousand square meters, consuming over 40 thousand kilos of cheese as well as machinery.
“This one was not on Caravaggio’s day, but was a little before
the celebration. Once again, Maria took everything from us to
return it twice as much. After this loss I have another goal: to
inaugurate 5 thousand square meters until the end of the year”,
he announces.
Courage and determination were always important characteristics. In the 70’s Randon was still a small business, but
its plans were big, after all,
as he says, he was in the
right business. Brazil had
around 80 million people
and manufactured around
10 thousand heavy-duty
vehicles a year. It was time
to invest and believe”, he
says.
At that time, according
to Raul, there were not
many companies in the
metal mechanic industry,
only a few companies in São Paulo state and Randon, in Caxias
do Sul. “What differentiated us was the fact that we had a high
quality product. I was never afraid because I always believed
that the most important was to invest and work hard”, he says.
The entrepreneur traveled to Italy and to the United States and
from the benchmark in international industries, he improved
the techniques developed.
Another important feature of his leadership is the
constant care about the employees. He is always caring and
looking after his employees. “Until today I am invited to the
meetings of Random’s retired employees and I proudly continue to participate. I have always treated the employee as a
partner of work, listening and assisting them”. This attitude
became part of the company’s DNA and as a result, it has
created a healthcare system (which is called Sistema de Saúde
Integral) as well as an E.R. in Caxias, opened for employees
and their family members.
65
Orgulhoso, o executivo fala do Programa Florescer – projeto
idealizado por ele para auxiliar na formação profissional de
jovens em vulnerabilidade social. O projeto integra o Instituto Elisabetha Randon. “Foi a concretização de um sonho”,
afirma. As atividades da Casa Florescer, local construído nas
dependências da empresa, em Caxias do Sul, iniciaram em 18
de março de 2002. Em 2014, o programa completa 12 anos
de atuação com cerca de 600 alunos matriculados nos cursos
de qualificação profissional, informática, coral, música, entre
outras atividades extracurriculares. “Temos um compromisso
com a sociedade e, por isso, atuamos fortemente na formação
das futuras gerações de trabalhadores”, acrescenta. Só neste
ano, o instituto já formou 70 novos profissionais pelo Florescer
Iniciação Profissional.
Raul Randon, sempre à frente de seu tempo, dá seu conselho à nova geração de empreendedores gaúchos: “Valorizem
seu conhecimento e o de sua equipe, invistam em qualidade e
tecnologia e estejam preparados para a evolução do produto e
do serviço”. O jovem, segundo ele, tem como tendência crescer
rápido e estudar pouco. O empresário recomenda: “Trabalhem,
mas sempre em conjunto com seus profissionais. A raiz do
sucesso é a dedicação, mas o resultado só é possível com colaboração”, conclui.
Radiografia do negócio
Nome do grupo: Randon S.A. Implementos e Participações
Empresas do grupo: Randon S.A. Implementos e
Participações (holding), que controla a Randon
Implementos, Randon Veículos, Fras-le, Master,
Suspensys, JOST, Castertech, Randon Consórcios e
Banco Randon
Nome do fundador: Raul Anselmo Randon
Data de fundação: 01/01/1949
Número de funcionários: 12.115 (em 2013)
Faturamento bruto total em 2013: R$ 6,6 bilhões
Determinação e coragem marcam a trajetória de
Adelino Colombo
A história profissional de Adelino Colombo, diretor-presidente
das Lojas Colombo, começou sua jornada quando tinha apenas 17
anos, como balconista de um armazém em Farroupilha. Brincando,
Adelino logo diz: “Lá tive meu primeiro e único chefe”. De origem
familiar simples, sem um grande patrimônio, ele soube desde
cedo que seu sucesso seria resultado de muito trabalho. Com 18
anos, comprou o mercado, primeiramente com outros dois sócios,
com os quais gerenciava o negócio. Mas o ritmo de trabalho era
diferente. “As segundas-feiras, para mim, nunca foram dias de
descanso. Logo cedo abria a loja e atendia todos os clientes. Meus
sócios, porém, queriam estar na loja de terça a sexta-feira”, conta.
66
Proud of his legacy, the executive explain the Programa
Florescer – which is a project idealized by him to give support
in the professional formation of young people who are socially
vulnerable. The project is part of the Elisabetha Random Institute. “It was a dream that came true”, he says. The activities
of Casa Florescer, which was built within the company area,
started in March 18th 2002. In 2014 the program completes 12
years of activities, with 600 students enrolled in professional
qualification courses, IT, choral, music, among other activities.
“We have a commitment with society and this is why we are so
active in the formation of the future generations of workers”,
he adds. This year 70 new professionals were graduated by
Florescer Professional Start.
Raul Randon, who is always ahead of his time, gives a piece
of advice for local entrepreneurs: “value your knowledge and
the one of your team, invest in quality and technology and be
prepared for the evolution of the product and of the service.”
According to him, the young ones have the tendency to grow
quick and not to study much. The businessman recommends:
“work, but always do it in partnership with the professionals
that work with you. The key to success is dedication, but the
final result is only possible with the collaboration of others”,
he concludes.
Analysis of the business
Name of the group: Randon S.A Implementos e
Participações
Companies of the Group: Randon S.A Implementos
e Participações (holding), which controls Randon
Implementos, Randon Veículos, Fras-le, Master,
Suspensys, JOST, Castertech, Randon Consórcios
and Banco Randon
Name of the founder: Raul Anselmo Randon
Since: 01/01/1949
Number of employees: 12,115 (in 2013)
Gross revenue in 2013: R$ 6.6 billion
Determination and courage marked the trajectory of
Adelino Colombo
The Professional story of Adelino Colombo, president-director of Lojas Colombo, began when he was a clerk in a
general store; he was only 17years-old. Joking he promptly says:
“there I had my first and only boss”. With humble origins, his
family was not rich; he knew from an early age that his success
would be the result of hard work. When he was 18 years-old he
bought a small grocery store, at first with two other partners,
with whom he ran the business. However their work pace was
not the same. “Mondays was never a day to rest. I opened the
store early and served all the clients. My partners wanted to be
on the shop from Tuesday to Friday though”, he says.
“
Little by little, he started to make good negotiations and
taste the success of a good sale. On November 30th 1959 Lojas
Colombo was founded in partnership with his cousin, Dionysio
Baltahsar Maggioni. The sale of goods with more added value,
such as blenders and radios, set the new direction of the business. The biggest difference compared to competitors was the
technical assistance – a trademark of the company. At that time,
Adelino was responsible for sales and also for the direct contact with clients, while Dionysio was in charge of the technical
assistance of the electronic devices.
In 1960, when television arrived in Rio Grande do Sul state
there was a new impulse to the business. In that year, TV Piratini
started broadcasting in the state, but there were no TV sets
available. “One day someone parked in front of my shop and said
that he had a TV set and wanted to make a test. I liked the idea
and turned the TV on the window all night long. On the other
day this was what everybody was talking about in Farroupilha”,
Adelino remembers. Adelino identified the families that could
be potential buyers and ordered the first four units.
Still in the 60’s as sales were high, the businessman had to face
competition for the first time. A large shop specialized in domestic
appliances was opened in the city – which demanded the repositioning of Lojas Colombo. We started to have sales’ difficulties and if it
wasn’t for this maybe we would have never expanded our activities”,
he adds. Then he took a decision: “I have also to sale in Caxias do
Sul, where there is no competition yet”. In the neighboring town,
he sold from house to house. With a lot of creativity, his strategy
was to experience. “I preferred houses with many people, especially
those with children. I would allow a free one night TV trial. When I
returned they usually closed the deal”, he says.
Foto: Cândida
Aos poucos começou a experimentar o gosto pela negociação
e o sucesso de uma boa venda. A Lojas Colombo foi fundada
em 30 de novembro de 1959, quando firmou sociedade com o
primo Dionysio Baltahsar Maggioni. As comercializações de produtos com maior valor agregado, como liquidificadores e rádio,
deram início ao novo rumo do negócio. O grande diferencial
sempre foi a assistência técnica – um serviço característico da
empresa. Na época, Adelino era responsável pela venda direta
e pelo contato com os clientes, enquanto Dionysio realizava a
assistência técnica dos aparelhos eletrônicos.
Em 1960, a chegada da televisão ao Rio Grande do Sul marcou o rumo do negócio. Naquele ano, a TV Piratini foi inaugurada
no estado, mas na região ainda não havia nenhum aparelho.
“Um dia uma pessoa estacionou na frente da minha loja e disse
que tinha um televisor e que queria fazer um teste. Gostei da
ideia e deixamos o aparelho ligado toda a noite na vitrine. No
outro dia, só se falava nisso em Farroupilha”, lembra. Adelino
mapeou as famílias com potencial de compra e encomendou
as primeiras quatro unidades.
Com o sucesso de vendas, ainda na década de 60, o empresário teve de enfrentar, pela primeira vez, a concorrência. Uma
grande loja de eletrodomésticos foi instalada na cidade – o que
exigiu um reposicionamento das Lojas Colombo. “Começamos
a ter dificuldades de venda e, se não fosse isso, talvez nunca
tivéssemos ampliado nossa atuação”, acrescenta. Foi então
que ele tomou uma decisão: “Tenho que vender também em
Caxias, onde ainda não há concorrência”. No município vizinho,
o empreendedor vendia de porta em porta. Com criatividade, sua
estratégia foi a experimentação. “Minha preferência eram casas
com famílias numerosas, especialmente as que tinham crianças.
Tenho que vender também
em Caxias, onde ainda não há
concorrência
I have also to sale in Caxias do Sul,
where there is no competition yet
”
Para Adelino Colombo, o sucesso dos negócios é o
resultado de fazer o que se gosta com um árduo trabalho
To Adelino Colombo the success of businesses is the
result of doing what you like and hard work
67
Currently one of Lojas Colombo priority is the development
of its employees, after all, as Adelino says – “the company does
not belong to its stockholders, it belongs to the entire team”.
In order to put this into action the company has three training
camps for new employees, located in Porto Alegre, Curitiba and
Florianópolis. According to him, to maintain the leadership in
the southern region the effort to ensure the loyalty of the customer is a real concern and consists in having a high standard
costumer service.
Dedication, daily attention to the business, good service
and technical assistance are the key to Adelino Colombo’s
success. The businessman started from scratch to build one
of the five biggest retail networks of Brazil. The 83 years-old entrepreneur already plans his retirement. “Nowadays
I work less and I can say that I trust my team.” Gradually
he is passing the management to Rodrigo Miceli Piazer,
superintendent-director.
The businessman from Farroupilha leaves his message to
the new generation of entrepreneurs of Rio Grande do Sul: “if
you think something will not work, it will not. The first step to
be successful is to feel able and competitive. If you believe this,
you will work to become it”, he says. To reach good results a
businessman must like what he does, he should thrive when
challenged and especially he must follow the economic principle.
“Save every penny and avoid losses”, he concludes.
Foto: Cândida
Deixava sem compromisso a televisão pernoitar. Quando voltava
para buscá-la, geralmente efetivavam a compra”, comenta.
Atualmente, uma das prioridades das Lojas Colombo é o
desenvolvimento dos colaboradores, afinal, como diz Adelino,
“A empresa não pertence aos seus acionistas, mas é de toda a
equipe”. Para isso, a companhia tem três escolas de treinamento
de novos funcionários, nas capitais Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis. Para permanecer na liderança na região Sul, segundo
ele, o esforço para fidelizar o cliente é real e consiste em ter um
padrão de atendimento com excelência.
Dedicação, atenção diária ao negócio, bom atendimento
e assistência técnica foram os fatores de sucesso de Adelino
Colombo. O empresário, mesmo com capital zero, conseguiu
empreender uma das cinco maiores redes de varejo do Brasil.
O executivo, aos 83 anos, já planeja sua saída da frente dos
negócios. “Hoje trabalho menos e posso afirmar que confio na
minha equipe.” Aos poucos deixa a gestão a cargo do diretor-superintendente, Rodrigo Miceli Piazer.
Para a nova geração de empreendedores do Rio Grande do
Sul, o empresário de Farroupilha dá seu recado: “Se você pensa
que não dá, não vai dar certo. Para ter sucesso, o primeiro passo
é se sentir capacitado e competitivo. Acreditando nisso, você
trabalhará para ser”, afirma. Para alcançar bons resultados,
o empresário deve gostar do que faz, crescer em desafios e,
principalmente, obedecer sempre o princípio da economia.
“Economize nos centavos e evite qualquer perda”, conclui.
Sede do Centro Administrativo das Lojas Colombo, em Farroupilha
Main Office of Lojas Colombo’s Administrative Center, in Farroupilha
Radiografia do negócio
Nome da empresa: Lojas Colombo
Fundador: Adelino Anselmo Colombo
Data de fundação: 30 de novembro de 1959
Número de colaboradores: 5.500
Número de filiais: 260
Faturamento em 2013: R$ 1,550 bilhão
68
Analysis of the business
Name of the company: Lojas Colombo
Name of the founder: Adelino Anselmo Colombo
Since: 30 de novembro de 1959
Number of employees: 5,500
Number of shops: 260
Revenue in 2013: R$ 1,550 billion
Av. Guaporé, 480
Bairro Petrópolis
Próximo ao Clube Grêmio Náutico União
2
DORMITÓRIOS
C/ SUÍTE E BANHEIRO LAVABO
Área ref. unid. 01
2 VAGAS INDIVIDUAIS DE GARAGEM
COZINHA AMERICANA E CHURRASQUEIRA
ÓTIMA LOCALIZAÇÃO, PRÉDIO DE ESQUINA
APARTAMENTO COM VENTILAÇÃO E ILUMINAÇÃO CRUZADA
APARTAMENTOS DE
96,60m²
(51) 3019.1883 | (51) 9545.0101 | www.teitelbaum.com.br
Administração e coordenação
Projeto Arquitetônico: Eduardo Haetinger– SMOV: 002.308340.00.3 – Imagens meramente ilustrativas – Obra no Sistema Preço de Custo e Grupo Fechado – Áreas conforme NBR 12721, no item 3.7
BestHOME | 15º Congresso PGQP
Gestão colaborativa é a grande
aposta das organizações
Foto: Mathias Cramer
O 15° Congresso Internacional de Gestão, promovido pelo PGQP, ocorrerá
nos dias 7 e 8 de agosto, na FIERGS, em Porto Alegre
O Congresso Internacional de Gestão, em conjunto com os Prêmios, encontra-se entre os maiores do mundo na área
Compartilhar é um ato inerente ao comportamento humano.
A cada inovação, especialmente na área tecnológica, a cultura
do compartilhamento ganha uma dimensão maior na rede, nas
relações pessoais e, inclusive, nas organizações. O impacto desse
movimento global no meio empresarial será discutido no 15°
Congresso Internacional de Gestão, promovido pelo Programa
Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP). O evento será
realizado nos dias 7 e 8 de agosto de 2014, no Centro de Eventos
da FIERGS (Av. Assis Brasil, 8787), na capital gaúcha.
70
Estar alinhado às melhores práticas nacionais e internacionais de gestão é uma premissa básica para as empresas que
buscam a excelência. A competitividade sustentável, por meio
da troca de informações e conhecimentos, é uma das principais
aliadas para atingir esse objetivo. É sob esse viés que o maior
encontro mundial da área da Qualidade terá como tema “Gestão
Colaborativa”.
A 15ª edição do evento refletirá, conforme expectativa dos
organizadores, debates sobre a inovação necessária na área da
Foto: Mathias Cramer
gestão e, assim, entendimento sobre as demandas do futuro
para estar à frente das oportunidades.
Nos preparativos do encontro, grandes nomes estão sendo
confirmados: entre eles estará presente como conferencista
o presidente da American Society for Quality (ASQ), Stephen
K. Hacker. Stephen é sócio-fundador e CEO da Transformação
Systems International, LLC, além de autor de vários livros,
incluindo “Work Miracles”, “The Trust Imperative”, “Liderança
Transformacional”, “Transformação Fieldbook” e “Leader Peak
Performance”. Além dele, estão confirmados os nomes do
diretor-geral do TCE/RS, Valturi Pereira Nunes; da sócia-gerente
da Symnetics, Yael Senerman; da sócia-diretora da Garimpo
de Soluções – economia, cultura & desenvolvimento –, Ana
Carla Fonseca; e de Monica Picavea, jornalista e pós-graduada
em marketing pela Faculdade Católica de Administração de
Empresas (FAE), que tem mais de oito anos de experiência em
organizações do terceiro setor.
O Congresso contará com conferências magnas nacionais
e internacionais, feira de resultados, workshops técnicos e
painéis de casos práticos de grandes organizações. O painel
que terá como palestrante o presidente da ASQ, Stephen
Hacker, será desenvolvido pela área internacional do PGQP
e contará com a participação do seu vice-presidente internacional e membro do “Board of Directors” da ASQ, Joal
Teitelbaum, e do diretor técnico dessa área do PGQP, Eduardo
Guaragna. Nele serão abordado temas que envolvem a gestão
e a governança e os projetos que a ASQ está conduzindo
globalmente, como a “Cultura da Qualidade” e a “Dádiva da
Qualidade”. Há um consenso que pode ser definido como
global: que a componente governança é indispensável e deve
ser congruente tanto no setor público como no setor privado,
proporcionando o componente essencial para o desenvolvimento harmônico, qual seja, o da sustentabilidade econômica
e social, conforme afirma Joal Teitelbaum.
No dia 8, ocorrerá também a entrega do Prêmio Qualidade
RS, reconhecido como o “Oscar da Qualidade” devido a sua
credibilidade e aos critérios de seleção dos vencedores. Mais informações podem ser conferidas no portalqualidade.com/pgqp.
Luiz Ildebrando Pierry
Inovar e evoluir no campo
da gestão é o principal
pilar do Congresso, segundo
o secretário-executivo do PGQP,
Luiz Ildebrando Pierry, que
também considera ser a gestão
colaborativa fundamental para
acompanhar as mudanças
do ambiente corporativo.
Sobre a ASQ
A American Society for Quality é a maior entidade mundial na área da qualidade, com uma tradição de mais de 40
anos em certificação de profissionais. No mundo, existem
mais de 120 mil profissionais certificados pela ASQ – sendo
que destes apenas cerca de 800 são brasileiros. A aliança
formada entre a ASQ e o PGQP em 2012, com a joint venture
denominada Quali, tem como objetivo mudar esse cenário,
oferecendo, no Brasil, cursos de atualização e de preparação
para certificação profissional em português. O empresário
Joal Teitelbaum foi eleito para o “Board of Diretors” do ASQ,
bienio 2014/2015.
O Board da Quali, que é compartilhado por três diretores brasileiros pertencentes ao PGQP e três diretores
norte-americanos da ASQ, considera que essa aliança é
uma iniciativa pioneira que não apresenta similar na área
da Qualidade.
71
Foto: Mathias Cramer
O Congresso reúne a feira de resultados, workshops técnicos e painéis de casos práticos de organizações comprometidas com a qualidade
conforme estudos desenvolvidos em âmbito internacional.
O evento se constituirá em oportunidade relevante para análise
e, assim se espera, também para sugestões concretas.
Considerado referência internacional, por sua disseminação e capacidade de mobilização, o PGQP soma mais de 1,3
milhão de pessoas envolvidas, com adesão de mais de 10 mil
organizações associadas e uma rede de 80 comitês setoriais e
regionais, permeando o estado do Rio Grande do Sul e diversos
setores da economia gaúcha, com a capacitação de mais de
250 mil pessoas nos fundamentos da qualidade. Fica localizado
na Rua Washington Luiz, 820/302, Centro, Porto Alegre.
Fotos: Mathias Cramer
Sobre o PGQP
O Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade tem
a missão de promover a competitividade sustentável do Rio
Grande do Sul para melhoria da qualidade de vida das pessoas,
por meio da busca da excelência em gestão. Criado em 1992,
o PGQP tem como presidente do Conselho Superior Jorge
Gerdau Johannpeter; como vice-presidente internacional, Joal
Teitelbaum; e como presidente do Conselho Diretor, Ricardo
Menna Barreto Felizzola. Para as lideranças do PGQP, a gestão
colaborativa é componente fundamental para a construção de
uma governança eficiente e eficaz, hoje uma das maiores carências com reflexos no setor público e também no setor privado,
Joal Teitelbaum
Jorge Gerdau
Ricardo Felizzola
Serviço:
15º Congresso Internacional da Gestão do PGQP, 19ª edição do Prêmio Qualidade RS e 4ª edição do Prêmio Inovação do PGQP
Tema: Gestão Colaborativa
Data: 7 e 8 de agosto de 2014
Cerimônia dos Prêmios Qualidade RS e Inovação PGQP: 8 de agosto de 2014
Local: Centro de Eventos da FIERGS (Av. Assis Brasil, 8787), em Porto Alegre/RS
Mais informações: www.portalqualidade.com/pgqp
Acompanhe também as novidades via Twitter e Facebook: www.twitter.com/pgqp e www.facebook.com/qualidaders
72
73
PRÉ-LANÇAMENTO
SALAS COMERCIAIS
2
2
DE 35,21m A 103,88m
E MODULÁVEIS PARA ANDAR INTEIRO.
O sucesso profissional
depende de boas estratégias,
mas um bom endereço
também ajuda.
av. mariland, 387
Esquina com
Av. Cristovão Colombo
Perspectiva da recepção do prédio
Ótima infraestrutura
e excelente localização.
O Columbus Office Center une a comodidade de poder trabalhar
em um excelente bairro de Porto Alegre, com todas as facilidades
de estar próximo aos pontos mais nobres da capital.
É a praticidade e a qualidade de vida ao seu alcance.
• Fachada com painéis arquitetônicos
• Vidros especiais
• 2 elevadores
• Gerador parcial de energia
• Cafeteria e auditório
• Estacionamento rotativo
• Loja térrea
Perspectiva ilustrada de um consultório
Área ref. ao 3º andar
Várias opções de plantas disponíveis para sua sala comercial,
inclusive para pisos corporativos com até 386,37m2. Confira.
Obra no Sistema Preço de Custo e Grupo Fechado
Administração e coordenação
Projeto arquitetônico: Elisete Machado Salvi – E.U.: 002.333711.00.1 – Imagens meramente ilustrativas sujeitas a possíveis alterações de projeto – Áreas conforme NBR 12721, no item 3.7.
BestHOME | Paisagismo
Paisagismo e
sustentabilidade
Frederico Karam, engenheiro agrônomo e paisagista, fundou
a empresa Inflorescência Paisagismo em 1999, na cidade de
Pelotas, juntamente com a arquiteta Eulália Anselmo. Durante
este período, realizaram parcerias com diversos arquitetos
em trabalhos com os mais diferentes perfis, desde casas até
loteamentos de grandes áreas. Um exemplo disso é o projeto
de paisagismo do Bairro Quartier, uma comunidade planejada
em desenvolvimento pela Joal Teitelbaum e Guapo na cidade
de Pelotas.
Em entrevista realizada pela Revista Best Home, Karam
fala sobre projetos sustentáveis, bem como suas vantagens, o
entrosamento entre paisagismo e arquitetura, a utilização de
plantas nativas e suas tendências.
Best Home: Quais as principais estratégias para tornar um
projeto paisagístico sustentável?
Frederico Karam: Nós temos algumas preocupações básicas,
como utilizar vegetação que necessite menos rega, diminuindo
o consumo de água e também da energia necessária para fazer
essa água chegar ao lugar, lançar mão de insumos produzidos em
78
regiões próximas ao local de implantação, que exigem menores
deslocamentos, enfim, a adoção de estratégias que diminuam a
pegada ecológica do projeto.
Também visamos gerar melhor conforto térmico, com adoção de
árvores que gerem sombra nas estações quentes e insolação nas
épocas frias, que estimulem os passeios e a convivência entre
as pessoas que vivem ou trabalham no lugar.
Observamos com muito cuidado a volumetria final que a vegetação vai atingir, a fim de que o projeto seja longevo e não precise
de revisões ou alterações, que sempre demandam trabalho e
consumo de recursos naturais.
Porém, há outros aspectos, mais subjetivos, os quais também
analisamos e entendemos como fomentadores de sustentabilidade, como a valorização da cultura local, por meio do uso de
produtos e serviços do lugar, que contribuem para a fortificação
de cadeias produtivas, valorizando as habilidades e vocações
existentes. Acreditamos que, quanto maior for a identificação
dos usuários com o ambiente projetado, mais natural será a
apropriação do espaço. Todos esses fatores contribuem para a
valorização e manutenção desses ambientes ao longo do tempo.
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Divulgação/EEJT
Frederico Karam, engenheiro agrônomo e paisagista
Best Home: Como entrosar o projeto paisagístico com as demais
disciplinas sem perder a identidade?
Frederico Karam: Os grandes projetos normalmente têm desenvolvido um conceito que reúne os atributos que o produto
deve conter para sua boa aceitação no mercado. Esse conceito
é repassado às equipes, o que gera estímulos a todos os envolvidos para alcançar um resultado desejado nas diferentes
áreas. Para nós é muito importante fazer uma leitura correta do
lugar e adequar as soluções de projeto às linguagens adotadas
no projeto arquitetônico ou urbanístico, já que o paisagismo
normalmente é uma atividade complementar à arquitetura. O
entrosamento entre o paisagismo e a arquitetura vai justamente
reforçar a identidade do lugar.
Best Home: Quais as vantagens de um projeto sustentável
para o cliente?
Frederico Karam: O cliente, no médio e longo prazo, gasta
menos, gera menos resíduos na implantação do projeto e assim
melhora a imagem das suas ações. Podemos considerar isso para
desde a pequena área ajardinada até o grande empreendimento
imobiliário. É um círculo virtuoso que cada vez mais faz parte da
agenda das pessoas. É um caminho sem volta, pois está baseado
em racionalidade e economia e dá consistência às ações.
Best Home: É possível realizar um projeto bonito e de qualidade
utilizando-se plantas nativas?
Frederico Karam: Claro que sim. A nossa equipe está sempre
atenta para o potencial que cada lugar tem, e incluída aí está a
análise das possibilidades que a vegetação que ocorre no local
do projeto oferece. Claro que temos de ter disponibilidade das
espécies no mercado, mas às vezes até essas dificuldades transpomos, com a parceria com alguns produtores que, havendo
tempo, se propõem a produzir determinada quantidade de
mudas de uma espécie para um projeto específico.
Best Home: Quais as tendências no paisagismo que a Inflorescência tem seguido? E o que vem pela frente?
Frederico Karam: Eu não sei se chega a ser uma tendência,
mas não se projeta sobre uma “folha em branco”; os espaços
são lugares com a sua flora e volumetria características, com
79
uma história, com as pessoas que habitam ou com o perfil dos
futuros moradores. Assim, entendo que se deve buscar a essência do lugar, o que poderia ser uma paisagem reconstituída
para um espaço. Caracterizo nosso trabalho como uma busca
pelo autêntico – sem necessidades artificiais –, a concepção de
espaços onde apenas o essencial basta.
Para o futuro, espero ver a produção brasileira fortalecida, mais
qualificada, um cenário em que todos ganhemos, um mercado
mais sólido, produzido em um ambiente intelectual mais aberto,
permeável às ideias que estão circulando por aí.
Foto: Divulgação/EEJT
Best Home: Fale um pouco sobre as diretrizes que você tem
seguido no projeto do Bairro Quartier, em desenvolvimento na
cidade de Pelotas pela Joal Teitelbaum e Guapo.
Frederico Karam: A implantação do empreendimento se dá em
uma gleba que reúne aspectos físicos distintos, pois é composta
de uma área baixa, plana, onde será implantado um parque
aberto para a cidade, e uma área com ondulações leves, onde
se localizam as quadras de lotes e a avenida central. Valorizando
um relevo com aclives e declives bem incomuns para a cidade,
toda ela muito plana, nessa transição geográfica aproveitamos o
desnível e propusemos um trapiche que adentra as áreas verdes,
mantendo a cota mais alta da rua e permitindo que o usuário
“caminhe” sobre a copa das árvores que ocorrem junto a um
córrego existente. Confiamos que será uma experiência visual
muito rica e diferente para todos os visitantes.
Como diretrizes de projeto, temos a preservação de um
grande grupo de árvores nativas que estão localizadas no
eixo da principal avenida do bairro. Essa dispersão orgânica
receberá como contraponto duas rígidas linhas de árvores
também nativas, de outras espécies, complementares ao eixo
natural. Nas ruas secundárias, as árvores serão de porte alto,
todas caducas, a fim de promover conforto térmico para os
pedestres, com sombreamento no verão e insolação no inverno,
e estarão implantadas em jardins de chuva, que maximizam
a infiltração de água das chuvas, diminuindo a sobrecarga do
sistema de coleta pluvial.
Na área do parque, preservamos ao máximo as áreas nas suas
cotas naturais, mantendo-se a vegetação típica de banhados,
que é muito comum nessa região, aterrando apenas as áreas
destinadas às práticas esportivas, às pistas de caminhada e ciclovias. A vegetação proposta para a porção do parque no bairro
é constituída de espécies arbustivas muito floríferas, criando
uma atmosfera bastante estimulante para os passeios e caminhadas. À medida que vamos entrando no interior do parque, a
maioria das espécies implantadas é nativa, ou de banhado, ou
que suporta por algum tempo solo saturado, compondo uma
paisagem muito harmônica com a já existente.
Perspectiva ilustrada do Palco Quartier
80
Sorrir maiS é viver melhor:
inviSta no Seu bem-eStar e Sinta-Se bem.
Atualmente, um sorriso bonito é um referencial de saúde
e sucesso em uma sociedade competitiva. Há 15 anos a
ODONTO VITALITÁ investe em novas tecnologias e aprimora
seus conhecimentos científicos para você que sabe o valor e a
importância da saúde bucal!
Recuperar a função mastigatória e alcançar padrões estéticos
elevados está cada dia mais seguro, previsível e viável. Facetas
laminadas de cerâmica (lentes de contato), implantes dentários,
enxertos ósseos, próteses sobre implantes estão ao seu alcance
para você sentir-se bem, afinal, sorrir mais é viver melhor!
Dra. Andrea Schaeffer
CRO/RS 12059
Graduada e Pós-Graduada na UFRGS
Especialista em Implantodontia
ITI Member - International Team for Implantology
ITI Study Club Porto Alegre
EPAO 1185
Técnica responsável Dra. Andrea Schaeffer
Rua Dona Laura, 45 - Sala 701.
Bairro Rio Branco - Porto Alegre/RS
Telefone: 3028.4630
81
BestHOME | Turismo
Um passeio pela
Escócia e a incrível
Rota do Whisky
82
A Escócia é um país diversificado e extraordinário, com um
passado histórico rico e fascinante. De suas quase 800 ilhas,
apenas 300 são habitadas, e elas têm algumas das paisagens
mais belas do mundo. Uma terra de contrastes, com lagos,
montanhas e um litoral deslumbrante. A capital do país é Edimburgo, um dos maiores centros financeiros da Europa. Também
se destaca no setor de bebidas, em que a produção do whisky
é o principal produto.
Comece a sonhar com o verde dos campos e o dourado do
whisky quando organizar sua viagem para essa região. A melhor
Foto: Divulgação
época para conhecer a Escócia vai de maio a setembro, quando
a natureza está em seu período mais exuberante. E é quando
ocorrem os festivais de whisky, com destilarias, lojas, bares
e pubs, degustações e diversos programas para os visitantes
ficarem com a melhor impressão possível do lugar.
O centro de Edimburgo é relativamente pequeno, fácil de
ser explorado caminhando. A cidade é dividida entre Old Town,
onde há o centro medieval e suas ruas estreitas, e New Town,
com suas fachadas neoclássicas repletas de elegância. Séculos
de história deixaram sua marca nessa cidade.
83
O que não deixar de fazer em Edimburgo:
Fotos: Divulgação
Castelo de Edimburgo
É a atração mais famosa da cidade.
Localizado no topo do Rochedo do Castelo,
é impossível não vê-lo logo ao chegar. O
castelo ocupa uma área enorme e oferece
vistas impressionantes de toda a capital e do
Mar do Norte. No complexo existem outras
atrações, como o Museu Nacional da Guerra
e também as joias da Coroa escocesa. Essas
relíquias foram guardadas após a união dos
Parlamentos da Escócia e da Inglaterra, em
1707, encontrando-se atualmente em exibição
na Sala da Coroa, lugar onde também está a
Pedra do Destino, assento de coroação dos
reis da Escócia.
Milha Real
É o nome popular para a sucessão de
ruas que formam a principal via do centro
histórico de Edimburgo. É de aproximadamente uma milha escocesa, e se estende
entre os dois pontos históricos da cidade: a
partir do Castelo de Edimburgo até o Palácio
de Holyrood. A Milha Real é uma das vias
turísticas mais movimentadas da capital.
Catedral de Saint Giles
Scotch Whisky Heritage Center
Apreciadores de whisky não podem
deixar de conhecer este centro cultural
localizado no centro de Edimburgo. Oferece
um tour no qual é possível aprender sobre a
história do whisky e como é feita a famosa
bebida escocesa.
Catedral de Saint Giles
Esta é a maior igreja da Escócia, localizada na Milha Real, e sua enorme torre
pode ser vista de qualquer ponto mais alto
da cidade. A estrutura tem uma arquitetura
impressionante, e seu interior é de uma
beleza indescritível.
Castelo de Edimburgo
84
Fotos: Divulgação
Arthur´s Seat
Palácio de Holyrood
Fundado inicialmente como um mosteiro por David I da Escócia, em 1128, serviu
como principal residência dos reis e rainhas
da Escócia desde o século XV. Hoje em dia
é ocupado pela rainha Elizabeth II como
residência de verão.
Jardim Botânico Real
Foi fundado em 1670 e é o segundo
jardim botânico mais velho do Reino Unido.
Um passeio perfeito para um dia de verão
em Edimburgo.
Arthur´s Seat
O Holyrood Park, maior parque urbano
do Reino Unido, tem três lagos e diversas
montanhas. A mais famosa delas é a Arthur´s
Seal, a mais alta dentre a cadeia existente no
parque. A vista é impressionante, e por isso a
atração é bastante popular entre os turistas.
Gastronomia:
Para um jantar diferenciado, experimente
o Castle Terrace ou o The Kitchin, para saborear pratos modernos e de primeira classe
com os melhores ingredientes escoceses.
Caso a proposta seja outra e você prefira a
comida tradicional, como “haggis” (miúdo de
carneiro), “neeps” (nabos) e “tatties” (batatas),
os pubs da cidade resolverão com prazer
essa questão. E para beber, não se esqueça
de tomar uma dose da bebida nacional do
Scotch Whisky Experience.
Jardim Botânico Real
Palácio de Holyrood
85
Fotos: Divulgação
Saindo de Edimburgo, pode-se alugar um carro para conhecer as Highlands (montanhas). Apesar da mão inglesa
para a direção, essa forma permite mais liberdade para parar em todos os simpáticos vilarejos e castelos históricos.
Mas há também diversas empresas locais especializadas nesse roteiro, seja em grupos, seja em viagens privadas. As
estradas que levam às terras altas escocesas são fáceis de percorrer e estão sempre em boas condições. Nesse percurso
está a famosa Whisky Trail, rota cênica ladeada de destilarias de whisky por quilômetros e quilômetros de estrada.
É um passeio pela bela região de Speyside, sub-região das
Highlands, onde se concentra o maior número de destilarias de
whisky de malte, cerca de 110 quilômetros de percurso, seguindo
pela A95, com ligeiras escapadas pela A96 e A941. Dá direito
a conhecer tudo sobre o processo de produção e maturação,
e finalizar com uma degustação por algumas das destilarias
mais famosas do mundo. Visitar a Speyside Cooperage, também na rota, permite conhecer a arte de confeccionar manual
e artesanalmente os barris utilizados para armazenar whisky
por décadas, além de ajudar no esclarecimento do processo de
fabricação e envelhecimento de um scotch.
São sete as destilarias mais conhecidas: Benromach, Dallas
Dhu, Glen Moray, Strathisla, Glenlivet, Glenfiddich e Cardhu,
além de várias outras menores. Cada uma segue suas próprias
tradições, estilo e receita, por isso os tours são interessantes e
bem pouco repetitivos. Em geral, nem é preciso reservar: basta
chegar e esperar pelo próximo grupo. A Glenfiddich é excelente
para começar. As visitas são gratuitas, e os tours, que acontecem
de hora em hora, são completíssimos, com uma hora e meia de
duração, incluindo degustação de três whiskies diferentes (12,
15 e 18 anos) no final. E ainda tem um ótimo café-restaurante
para quem quiser comer alguma coisa antes de seguir viagem.
86
87
BestHOME | Entrevista
Nos bastidores:
os preparativos e a estratégia
de cobertura do SporTV para a
Copa do Mundo do Brasil
Sob o comando do gaúcho Raul Costa Jr., o SporTV, canal esportivo da Globosat, prepara-se para a
maior cobertura esportiva de todos os tempos. Além do Brasil, o canal estará presente em mais 30
países e escalou 600 profissionais para a transmissão do maior evento mundial do futebol.
Best Home: A Copa de 2010, na África do Sul, foi a sua primeira sob o comando do SporTV. Quatro anos depois, no que
a experiência de 2010 contribuirá para a cobertura da Copa do
Mundo no Brasil?
Raul Costa Jr.: Os resultados e a experiência de 2010 comprovaram o que buscamos diariamente aqui no SporTV. Não fazemos
nada sem planejamento, e é assim que ganhamos o jogo. O nosso
diferencial é planejar muito bem, conhecer detalhadamente o
produto com o qual estamos trabalhando e apostar muito na
qualidade e nos nossos talentos. Isto faz a diferença: planejar,
investir em qualidade e acreditar nos talentos.
Best Home: Quando começou o planejamento da cobertura
deste evento especial e como se deu o processo de aplicação
do que foi pensado?
Raul Costa Jr.: Começamos a cobertura de um grande evento,
no mínimo, dois anos antes. E com o projeto de Copa não foi
diferente. Passagens aéreas, hospedagem, transporte, tudo foi
negociado com antecedência. Levamos dois anos para fechar o
contrato com a Marinha para a construção do estúdio na Ilha
Fiscal. Já temos uma equipe trabalhando para 2016 e nesta Copa
começaremos as negociações para 2018. Tudo muito planejado.
Best Home: Qual a grande diferença de estrutura da Copa deste
ano para a das realizadas no exterior?
Raul Costa Jr.: Estamos em casa, temos toda a estrutura do
canal ao nosso dispor, temos mais recursos à disposição da cobertura. E a responsabilidade aumenta porque temos a obrigação
de fazer uma cobertura plural.
88
Sob o comando do gaúcho Raul Costa Jr. a SporTV prepara a maior cobertura da
Copa do Mundo de todos os tempos
Fotos: Divulgação SporTV
Best Home: O que contempla o projeto do SporTV para a cobertura da Copa de 2014?
Raul Costa Jr.: Além da presença física no estádio em todos
os jogos do Mundial, estaremos com uma cobertura jornalística
cobrindo os 31 países participantes, com equipes espalhadas em
todas as cidades-sede e mais 12 equipes pelo mundo, todas com
condições de entrada ao vivo. Contamos com um Glass Studio,
na Ilha Fiscal, no Rio de Janeiro, em um formato de meia bola de
futebol com uma arquitetura inovadora e com surpresas no uso
de elementos virtuais. Também teremos na nossa equipe nomes
que fizeram a história das Copas, como Lothar Mathaus, capitão
da Alemanha em 1990; Franz Beckenbauer, capitão da Alemanha
em 1974; Daniel Passarella, capitão da Argentina em 1978; Fabio
Cannavaro, capitão da Itália em 2006; além do nosso Carlos Alberto, capitão em 70. Todos reunidos em um mesmo programa.
Esse projeto é inédito na TV mundial. Nunca foi feito antes.
Best Home: Embora estando em “casa”, o nosso país tem diversas dificuldades. Quais serão os grandes desafios a serem superados e as facilidades da cobertura da Copa do Mundo no Brasil?
Raul Costa Jr.: O que não podemos deixar de fazer nessa
cobertura é jornalismo. Temos que ser verdadeiros com o telespectador, mostrar tudo que está acontecendo mesmo. Sejam
manifestações, sejam problemas políticos, nada pode deixar
de ser mostrado. Fizemos um excelente trabalho na Copa das
Confederações e tenho certeza de que vamos repetir agora.
Best Home: Em 2012, o SporTV inovou trazendo o efeito da
holografia durante as transmissões da Olimpíada de Londres.
Qual será a grande jogada para a Copa de 2014?
Raul Costa Jr.: A tecnologia é uma aliada do canal, e para 2014
estamos concentrando esse recurso no nosso estúdio da Ilha
Fiscal. Por ser uma estrutura toda de vidro em formato de meia
bola de futebol, contará com surpresas no uso de elementos
virtuais. Nos principais jogos, teremos duas câmeras exclusivas
para captar as ações no campo com olhar complementar ao da
produção oficial, acompanhando um jogador ou uma movimentação à parte do plano de ação. Também teremos a transmissão
em 4K para os três últimos jogos no Maracanã, as oitavas de final,
quartas de final e a final. As transmissões serão experimentais,
restritas a um pequeno grupo selecionado por cada operadora.
Best Home:: Qual é a estrutura tecnológica para a transmissão?
Raul Costa Jr.: Para mostrar ao vivo as 64 partidas do Mundial
(56 no SporTV e 8 no SporTV 2, nas últimas rodadas da primeira
fase), o canal montou uma grande estrutura tecnológica, com
17 unidades de transmissão via satélite, oito unidades móveis
e 43 kits completos de reportagem no Brasil e no exterior, além
de 34 equipamentos portáteis que permitem transmissões ao
vivo via 3G ou Wi-Fi.
Best Home: Como foi composta a equipe de profissionais do
SporTV?
Raul Costa Jr.: São 600 pessoas envolvidas na cobertura da
Copa do Mundo. Para a operação de engenharia em todas as
nossas frentes – jogos, jornalismo e programas –, teremos um
montante em torno de 250 pessoas.
Best Home: Como será a cobertura fora do país?
Raul Costa Jr.: Estamos com 15 repórteres fora do Brasil, 12 do
projeto Passaporte e três como correspondentes fixos do canal:
Tiago Maranhão, no Japão; Fernando Saraiva, na Inglaterra; e
Karin Duarte, nos Estados Unidos.
89
Fotos: Divulgação SporTV
Best Home: Como foi composto o time
da cobertura do SporTV?
Raul Costa Jr.: Para a Copa, cada equipe
nossa será composta por um narrador
e dois comentaristas – um jornalista;
outro, ex-jogador. Milton Leite fará a
abertura da Copa em São Paulo. Luiz
fará a final, no Maracanã. Entre os
comentaristas, teremos Mauricio Noriega, Lédio Carmona, Belletti, Edinho,
Willian, Paulinho Criciúma, Ricardinho,
Ricardo Rocha e Fernandão. A partir das
oitavas de final, entra no ar o programa
“É campeão”, às 21h, que vai reunir
diariamente convidados que conhecem
muito bem as emoções de uma Copa
Time de narradores do SporTV. Da esquerda para direita: Jota Júnior, Julio Oliveira, Eduardo Moreno, Milton Leite,
do Mundo: ex-jogadores que foram Luiz Carlos Jr, Jader Rocha, Linhares Jr e Odinei Ribeiro.
capitães de seleções em Mundiais.
Farão parte do time do SporTV os campeões Carlos Alberto Best Home: Como será a cobertura online? O SporTV preparou
Torres, os alemães Franz Beckenbauer e Lothar Matthaus, o algum aplicativo para plataformas móveis?
argentino Daniel Passarella e o italiano Fabio Cannavaro, que Raul Costa Jr.: Teremos uma cobertura 24 horas no site SporTV.
tiveram a honra de erguer a taça em 70, 74, 78, 90 e 2006, com. Na internet, uma novidade para os torcedores é o “Bolão
respectivamente. E da Ilha Fiscal será apresentado o “Seleção SporTV”, com a premiação de 64 TVs LED 32’’ (uma a cada jogo) e
um aparelho de 52’’ para o vencedor geral. Os internautas também
SporTV”, às 23h.
poderão acessar aplicativos para assistir em aparelhos móveis aos
Best Home: O que diferenciará a cobertura do SporTV da das jogos em ângulos exclusivos e conferir as estatísticas dos duelos.
demais emissoras?
Raul Costa Jr.: O projeto do SporTV para a Copa vai além das
transmissões dos jogos e cobertura diária das seleções, e isso
é um diferencial. Como exemplo, 11 cineastas vão preparar
documentários de 13 minutos cada, mostrando um olhar bem
particular do Mundial. Os filmes serão exibidos no canal em
dezembro. O curador é o cineasta Jorge Furtado, pre miado pelo
curta “Ilha das Flores” e pelo longa “O homem que copiava”, e terá
como diretores Lázaro Ramos, Leandra Leal, Tatá Amaral, entre
outros nomes do cinema nacional. O SporTV também participará
do projeto “Educação ao torcedor”, uma parceria com a Unesco
(Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e
a Cultura), com a exibição, a partir de maio, de dez peças com
mensagens voltadas para o fair play nos estádios. Além disso,
teremos o programa dos capitães (citado anteriormente) e
outro totalmente diferente, que buscará mostrar a Copa sob o
ângulo do torcedor. Esse programa será ancorado pelo Peninha
(Eduardo Bueno) e terá a participação da atriz Maitê Proença,
do cantor Paulo Miklos (Titãs), do jornalista Xico Sá e dos humoristas Beto Silva, Hubert, Marcelo Madureira, Cláudio Manoel
e Helio de La Pena.
90
Best Home: Qual a estratégia para deixar o telespectador conectado 24 horas por dia?
Raul Costa Jr.: A estratégia é ter uma programação de qualidade. Estamos testando novos formatos em nossa programação,
queremos atingir a família inteira, mostrar todos os cantos do
Brasil e todos os assuntos que a Copa movimenta.
Best Home: Na sua opinião, além do avanço tecnológico das
últimas décadas, quais são as principais diferenças entre a Copa
do Mundo de 1950 e a de 2014 no Brasil?
Raul Costa Jr.: O Brasil mudou muito. O país cresceu, ganhou
relevância, e o próprio evento é outro, completamente diferente.
Hoje uma Copa é vista por todo o planeta. Naquela época o mundo
ficava sabendo das notícias horas depois. A tecnologia fez com
que o evento ganhasse instantaneidade e, com isso, relevância.
Best Home: O que mudou no cenário esportivo nestes 64 anos?
Raul Costa Jr.: A profissionalização dos jogadores e das entidades envolvidas e, com certeza, o entusiasmo e o carisma são
o que a Seleção de 2014 e a de 1950 mais têm em comum.
91
Copa do Mundo:
o maior evento esportivo de todos os tempos
1930: Conhecido como a Celeste Olímpica, o Uruguai foi a sede
da primeira edição da Copa do Mundo. A escolha ocorreu pelo
êxito da seleção uruguaia ao vencer os Jogos Olímpicos de 1924 e
1928. As partidas foram todas realizadas na capital Montevidéu,
e o Estádio Centenário, com capacidade para 100 mil torcedores,
sediou a final, entre Uruguai e Argentina. A Celeste levou o título
com três gols na etapa final: 4 x 2.
Uruguai - Equipe Vencedora
92
1950: Durante os anos de 1942 e 1946, o campeonato mundial
não pôde ocorrer devido ao contexto histórico, abalado por
revoltas e guerras. A Europa estava se reerguendo, e o Brasil foi
quem assumiu a responsabilidade de sediar a Copa. O Estádio
Jornalista Mário Filho, mais conhecido como Maracanã, no Rio de
Janeiro, foi palco da pior tristeza esportiva já registrada em solo
brasileiro: a derrota para o Uruguai na final, pelo placar de 2 x 1.
Uruguai - Equipe Vencedora
1934: A evolução tecnológica chega ao evento, que teve
transmissão radiofônica ao vivo das 12 partidas. A Itália foi
o país-sede da competição e a campeã. No confronto final, o
Estádio Nacional do Partido Nacional Fascista estava lotado, e
50 mil pessoas assistiram à vitória de virada da Itália sobre a
Tchecoslováquia. O Uruguai, equipe vencedora da última Copa,
abriu mão de defender o título e não participou, como forma
de resposta ao boicote italiano quatro anos antes.
1954: No ano em que a FIFA completou seu 50º aniversário, o
principal evento esportivo aconteceu na Suíça – país onde está
sediada a federação. A edição da Copa do Mundo ficou conhecida
como a que teve um maior número de gols marcados da história.
A Hungria, favorita ao título, com 31 jogos de invencibilidade,
perdeu em pleno Estádio Wankdorf para a Alemanha. O gol da
virada alemã foi marcado pelo jogador Rahn, no final da partida
– conhecida como o “Milagre de Berna”.
Italia - Equipe Vencedora
Alemanha - Equipe Vencedora
1938: A Copa de 1938 foi sediada na França num período histórico conturbado: A Espanha estava em uma guerra civil desde
1936 e, por isso, não participou da terceira edição do Mundial. A
Copa também foi marcada por uma inovação tática, “O Ferrolho
Suíço”, criado pelo time suíço por possuir uma grande força
defensiva. Quem levou a taça para casa foi a Itália, bicampeã
mundial. O Brasil foi o único representante da América do Sul.
1958: Sediada na Suécia, a Copa do Mundo de 1958 foi marcada por acontecimentos pioneiros. Pela primeira vez o torneio
recebeu uma cobertura televisiva internacional. A edição também
foi marcada por ter o primeiro país a erguer a taça da Copa
fora do seu continente, no seu primeiro título. O Brasil venceu
a competição com a ajuda do gênio da bola Garrincha e, ainda,
revelou o talento do atacante Pelé.
Italia - Equipe Vencedora
Brasil - Equipe Vencedora
Foto: Rafael Ribeiro / CBF
1962: O maior evento esportivo do mundo novamente vira
verde e amarelo, e o Brasil conquista o bicampeonato da Copa
do Mundo no Chile. O atacante Pelé já estava consagrado, com
21 anos apenas. Porém, na segunda partida do campeonato, o
craque sofreu uma contusão. Contudo, as estrelas de Arlindo
e Garrincha brilharam mais uma vez, e o Brasil levou o título
para casa.
Brasil - Equipe Vencedora
1966: A edição de 1966 ficou marcada pelos resultados inesperados em campos ingleses, as famosas zebras. Os bicampeões
Brasil e Itália foram eliminados na primeira fase da competição.
Além disso, o troféu fora roubado e encontrado sete dias depois
por um cachorro numa praça no sul da capital inglesa. Os ingleses, conhecidos por serem inventores do futebol, aproveitaram
a oportunidade de sediar o evento e saíram campeões.
Inglaterra - Equipe Vencedora
1970: O México foi o país que recebeu a Copa do Mundo desse
ano. Marcado por ser o primeiro transmitido pela televisão em
cores para todo o mundo, o Mundial inseriu duas novas regras
no campeonato: as novidades foram a invenção dos cartões
vermelho e amarelo, para melhor visualização das advertências
feitas pelos árbitros aos jogadores, e o poder do treinador de
substituir dois atletas da equipe. Quem levantou a taça, pela
terceira vez, foi a seleção brasileira, lembrada por lances geniais.
Brasil - Equipe Vencedora
1974: O campeonato foi disputado na Alemanha e marcado por
uma revolução tática. O Brasil não conseguiu desempenhar seu
melhor futebol e foi derrotado pela conhecida Laranja Mecânica,
a Holanda, na semifinal. A Inglaterra não conseguiu se classificar
para a Copa, e a Argentina ainda não era considerada uma das
grandes potências do esporte. Na final, a Alemanha Ocidental,
de virada, venceu a partida e ergueu a taça.
Alemanha - Equipe Vencedora
93
Foto: Rafael Ribeiro / CBF
94
1978: O campeonato de 1978 foi sediado na Argentina. Ao
contrário do Brasil e Chile, que, quando foram sede, não conseguiram vencer, a Argentina chegou ao êxito e levantou a taça em
cima da Holanda. No período da competição, o país-sede estava
num contexto de opressivo regime militar. A Copa do Mundo foi
bastante polêmica, as reclamações da Seleção Brasileira iniciaram nas primeiras partidas e continuaram até sua eliminação.
1986: O México foi o primeiro país a receber pela segunda vez
uma Copa do Mundo. Nessa edição o evento teve um novo
formato: os quatro melhores terceiros colocados de cada grupo
também seguiriam na busca pelo título. A grande campeã foi a
Argentina. Maradona passou de um excelente jogador para um
craque da bola. O Brasil, nesse ano, não teve um bom desempenho e foi eliminado pela França nas quartas de final.
Argentina - Equipe Vencedora
Argentina - Equipe Vencedora
1982: A 12ª edição da Copa do Mundo teve muitas novidades,
sendo a principal delas o fato de que mais oito seleções participaram do torneio, isto é, a competição contou com 24 times
participantes. Para os brasileiros, a edição, realizada na Espanha,
só não foi mais traumática que a de 1950, com o Maracanazo.
A Tragédia do Sarriá ficou conhecida como a derrota do Brasil
para a Itália, que no final saiu campeã.
1990: Além de ser o país-sede, a Itália foi a campeã mundial da 14ª
edição da Copa do Mundo. Todos os países que já haviam levado
a taça para casa estavam classificados para participar. O torneio,
mesmo com tantas atrações, foi o que teve a menor média de gols,
apenas 2,21 por partida. A final foi disputada entre a Argentina,
de Maradona, e a Alemanha. Os alemães venceram por 1 x 0.
Italia - Equipe Vencedora
Alemanha - Equipe Vencedora
1994: O Mundial dos Estados Unidos, país do basquete, beisebol e futebol americano, teve o maior público da história dos
mundiais, um total de 3.587.538 espectadores. Além disso, teve
a melhor marca de gols depois de 1982, com 141 bolas na rede.
O Brasil nessa edição foi coroado com o tetracampeonato em
cima da Itália, que também buscava o tetra.
Brasil - Equipe Vencedora
2006: Disputada na Alemanha, a 18ª edição da Copa do Mundo
deixou a imagem do francês Zinedine Zidane manchada. Na
final contra a Itália, o jogador perdeu a cabeça e foi expulso. Os
italianos comemoraram, no final da partida, o tetracampeonato
vencendo a França nos pênaltis. Mesmo sendo uma das favoritas
ao título, a Seleção Brasileira, do técnico Carlos Alberto Parreira,
deixou o sonho do hexacampeonato acabar nas quartas de final.
Italia - Equipe Vencedora
Foto: Rafael Ribeiro / CBF
1998: O torneio organizado pela França contou com 32 equipes participantes. O campeonato também teve um momento
histórico: Irã e Estados Unidos, que desde 1979 eram inimigos
políticos, estavam no mesmo grupo. A anfitriã passou por
jogos disputados contra Itália e Croácia. O time francês, em
cima do Brasil, foi campeão com Zinedine Zidane, camisa
10 da seleção.
França - Equipe Vencedora
2002: A Copa do Mundo, pela primeira vez na história, foi
disputada em duas sedes. Os encarregados a assumir a responsabilidade foram Japão e Coreia do Sul. O atual técnico da Seleção
Brasileira, Luiz Felipe Scolari, garantiu a união do grupo e trouxe
a taça para o Brasil. Uma das atrações da edição foi o corte de
cabelo diferente do atacante brasileiro Ronaldo.
2010: A Copa do Mundo de 2010 ocorreu pela primeira vez em
solo africano, e a Espanha pôde enfim comemorar seu primeiro
título de campeã mundial. A seleção espanhola foi pioneira ao
perder o jogo de estreia e depois levantar a taça. O Brasil foi
logo eliminado nas quartas de final, pela Holanda. O título da
“Fúria”, como ficou conhecido o time espanhol, foi conquistado
em cima da Holanda numa final eletrizante.
Brasil - Equipe Vencedora
Espanha - Equipe Vencedora
95
Rua Cônego Viana, 123
e Rua Doutor Lauro de Oliveira, 140
Venha morar em um lugar longe do estresse do dia a dia e com a mais bela vista da cidade.
Com projeto arquitetônico de Eduardo Haetinger, paisagístico de Mariana Machado Simões
e Christine Loro, interiores de Ana Paula Teitelbaum e de segurança da Squadra Gestão de Riscos,
a Joal Teitelbaum apresenta o Príncipe de Constantino, um empreendimento residencial
com o exclusivo conceito Green Building em Porto Alegre.(1)
(1) O Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum é membro do United States Green Building Council e do Green Building Brasil.
Bela vista
e muito espaço
para ser feliz.
Vidros duplos
em dormitórios
Isolamento termo
acústico nas paredes
Pré aquecimento
solar da água
APARTAMENTOS COM
203m² e 207m²
3
SUÍTES
Churrasqueira
Elevador social
codificado
Lareira
Automação
do sistema
de iluminação
opção de apartamentos
com sacada na suíte
do casal
3
VAGAS DE
GARAGEM
E DEPÓSITO
Salão de festas
Brinquedoteca
Fitness center
Área de lazer
Além do conforto dentro de casa, no
Príncipe de Constantino você e sua família
podem desfrutar de uma série de comodidades sem sair do condomínio. Com total segurança, as crianças vão querer passar horas
na brinquedoteca, na quadra de esportes e na
piscina infantil. Enquanto isso, você aproveita o fitness center, a piscina com raia ou relaxa no deck molhado. Pode também reunir a
família inteira e os amigos no salão de festas
com espaço gourmet. O que não faltarão são
opções de entretenimento num empreendimento diferenciado, onde as áreas de lazer
serão entregues decoradas e equipadas.
Área externa da cobertura
Vista externa área de lazer pilotis
Vista externa área de lazer pilotis
Todas as unidades têm três vagas de garagem
e armário privativo. O prédio oferece estacionamento
para visitantes com entrada independente dos
moradores e guarita com elementos blindados.
Implantação da área de lazer
Mais que um simples condomínio, o
Príncipe de Constantino foi planejado para
você viver em perfeita harmonia com o meio
ambiente: tem automação de iluminação,
espera para o ar-condicionado tipo inverter, medição individual de água e gás natural, sistema de pré-aquecimento solar
da água dos apartamentos, bicicletário,
gerador parcial de energia e reaproveitamento de água da chuva. O revestimento
das fachadas, com painéis arquitetônicos e
vidros duplos nos dormitórios, alia a beleza do prédio ao conforto térmico e acústico
interno de todos os ambientes, resultando
em uma redução de custos de energia ao
longo de toda a vida útil do prédio.
Living
Rua Cônego Viana, 123 e Rua Doutor Lauro de Oliveira, 140
(51) 3019.1883 | (51) 9545.0101 | www.teitelbaum.com.br
Obra no Sistema Preço de Custo e Grupo Fechado
Administração e coordenação
Imagens meramente ilustrativas – Projeto Arquitetônico: Eduardo Haetinger– SMOV: 002.328794.00.7 – Projeto paisagístico: Arq. Mariana Machado Simões
e Arq. Christine Loro. Projeto de Arquitetura de Interiores: Arq. Ana Paula Teitelbaum. Áreas conforme NBR 12721, no item 3.7
BestHOME | Saúde
Brasil é um dos líderes
no ranking mundial de cirurgias
plásticas estéticas
Uma pesquisa realizada pela Sociedade Internacional de
Cirurgia Plástica (ISAPS) revelou que cada vez mais os brasileiros
estão buscando a cirurgia plástica para aperfeiçoar a aparência.
No Brasil, a lipoaspiração é a intervenção mais praticada, com
um aumento de 129% entre 2008 e 2011. Os dados destacaram,
ainda, que 28 mil mulheres aderiram à correção das orelhas de
abano, 22 mil colocaram prótese de glúteo e 9 mil se submeteram
às cirurgias íntimas.
De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de
Cirurgia Plástica (SBCP), João de Moraes Prado Neto, a pressão
de estar em boa forma no Brasil é a grande motivação para as
mais de 900 mil cirurgias plásticas realizadas a cada ano. Para
ele, na busca por corrigir as pequenas imperfeições, a mulher
não se limita a seguir as indicações de alimentação saudável dos
nutricionistas ou as inúmeras séries abdominais na academia.
“A vaidade, a miscigenação e a grande exposição do corpo nas
102
Foto: Divulgação
Mais de 900 mil cirurgias são realizadas por ano no país,
que está atrás apenas dos Estados Unidos
Foto: Tânia Meinerz
Marcelo Zardo, ex-aluno do Dr. Ivo Pitanguy,
especialista em cirurgia plástica
Foto: Raul Kury
praias brasileiras contribuem para esse aumento de interesse na
cirurgia plástica. A valorização do corpo é algo natural, já que
cada vez mais as gerações se preocupam com a autoestima e
o bem-estar”, afirma.
Para quem busca resultados efetivos em um curto espaço
de tempo, a cirurgia plástica é uma maneira simples e eficaz de
reparar as curvas do corpo. Além disso, o presidente garante
que a qualidade justifica a forma. “Os resultados eficientes que
temos visto nas mesas cirúrgicas e a excelência dos procedimentos levam ao aumento da procura por cirurgias plásticas
em geral”, acrescenta.
Marcelo Zardo, ex-aluno do Dr. Ivo Pitanguy, referência
nacional na especialidade, acredita que os avanços científicos no universo da medicina têm colaborado com a eficácia
dos procedimentos. “Nos preenchimentos com gordura, por
exemplo, muito se avançou nos últimos anos. Sabe-se hoje
ser a gordura fonte de células-tronco e fatores de crescimento
tecidual. Hoje praticamente 90% do que preenchemos ficam
no paciente”, conta.
Segundo Zardo, a técnica de preenchimento atua como uma
arma de combate ao envelhecimento cutâneo. “Diante das novas
pesquisas com células-tronco, ressurgem os preenchimentos dos
tecidos autólogos, ou seja, tecidos retirados do próprio paciente.” O médico garante que o procedimento não usa nenhuma
química e não há riscos de rejeição. “É a forma mais segura e
natural de preenchimento”, enfatiza.
O método é utilizado, inclusive, no preenchimento facial,
que em 2013 ficou entre os cinco procedimentos mais realizados, conforme revelado pela Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. Membro titular da SBCP, André Ferrão Vargas
dedica-se a métodos minimamente invasivos para tratamentos
faciais, cirurgias faciais de rejuvenescimento, pálpebras e nariz.
“Envelhecer faz parte da vida, mas ninguém quer se olhar no
espelho e ver as temidas rugas e linhas de expressões. Com as
novas técnicas de volumização da face, é possível transferir
gordura para áreas que normalmente sofrem com a perda
de volume e flacidez no envelhecimento, como as maçãs do
rosto”, constata.
João de Moraes Prado Neto, Presidente da Sociedade
Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)
103
Uma das especialidades de Vargas, também especialista em
cirurgia plástica pelo Instituto Ivo Pitanguy, no Rio de Janeiro, é
a lipoaspiração. Durante o procedimento, o cirurgião aproveita a
gordura retirada na lipoaspiração para dar volume a outras áreas
do corpo, como os glúteos, corrigir irregularidades de relevo nas
áreas com celulite e até mesmo preencher sulcos e rugas faciais.
Para Vargas, o uso de tecido gorduroso nas cirurgias plásticas
é uma tendência mundial. “Em um futuro próximo, estaremos
remodelando tecidos e poderemos, inclusive, regenerar tecidos
com células biologicamente novas. Isso é fantástico e acredito
ser o destino da cirurgia plástica”, conclui.
Foto: Arquivo Pessoal
Lipoaspiração: a cirurgia plástica mais realizada no Brasil
No Brasil, a lipoaspiração e a cirurgia de implante mamário são as mais realizadas nos últimos anos. De acordo com a
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, só a lipoaspiração –
procedimento líder no país – teve um total de 211 mil realizações
entre 2008 e 2011.
De acordo com o cirurgião André Ferrão Vargas, membro
da SBCP, que revela ter conhecido o inventor da lipoaspiração,
o professor francês Ives Illouz, o método chegou ao Brasil em
1980 e, segundo o especialista, logo foi aceito pelos brasileiros.
“O procedimento ascendeu rapidamente no país e ganhou a cada
dia mais popularidade. O grande motivo é o fato de a técnica
permitir o remodelamento das formas corporais com pequenas
incisões”, afirma.
O procedimento de lipoaspiração evolui rapidamente e
exemplifica, para o cirurgião, a constante evolução da medicina
e dos processos cirúrgicos. “O método aplicado é um exemplo
perfeito. Hoje temos mais possibilidades técnicas com as cânulas
de lipoaspiração mais finas. Além disso, os limites de segurança
encontram-se bem estabelecidos e existe, também, um maior
entendimento dos cuidados pós-operatórios”, aponta.
André Ferrão Vargas, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia
Plástica, especialista em cirurgia plástica estética
104
105
Foto: Andréa Graiz
BestHOME | Inovação
Resultados reais:
a inovação sem medo
A Reali Hub for Innovation é uma empresa de conexões
que busca levar e transformar a voz das pessoas em inspiração
para novos conceitos, por meio de trabalhos de cocriação,
consultoria e pesquisa de mercado. Tem como objetivo colocar
o consumidor no centro das decisões estratégicas da empresa,
pois é a melhor forma de engajá-lo na causa da sua marca e
assim garantir os resultados esperados. Para ocorrer isso, é importante compreendê-los de maneira profunda, com abordagens
e metodologias criativas e humanas.
A revista Best Home conversou com Thaís Reali, diretora de
Conexões da empresa, para compreender um pouco mais desse
universo, bem como seus diferenciais, tendências, inovações,
entre outros pontos importantes para o mercado.
Best Home: Como surgiu a Reali Hub for Innovation?
Thaís Reali: Surgiu de um sentimento pessoal de me encontrar,
me sentir completa no que eu realmente gosto de fazer. Demorou
a cair a ficha de que o meu lugar era na minha empresa, podendo
ser quem eu sou, criar novos formatos e entregar o que acredito.
Fico cada dia mais feliz com os resultados que nós alcançamos
106
até agora com clientes como Grendene, Bettanin, Bebidas Fruki,
Colégio Farroupilha, Lojas Gang. Sou supergrata ao meu sócio,
Marco Stapassoli, à minha equipe, Emileine Ehlers, Mariana
Ferreira e Julia Cardoni, e à rede de pessoas que montamos em
todo o Brasil para nossos projetos.
Hoje somos uma das principais empresas de pesquisa de mercado, comportamento e tendências aqui do Sul, que se insere na
área de inovação com projetos colaborativos focados no desenho de produtos, serviços, estratégias, marcas e projetos, com
resultados além do esperado. É recompensador ver que nosso
cliente conseguiu entregar ao mercado algo muito maior do que
apenas um produto ou um serviço, que ele tenha compreendido
a causa do consumidor, que o tenha colocado no centro de sua
tomada de decisão.
Best Home: Qual o principal diferencial da empresa e como ele
pode agregar valor ao cliente?
Thaís Reali: Somos uma empresa transparente, aberta, próxima,
que se coloca junto ao cliente e mercado para encontrar as
respostas e as soluções para suas necessidades. Sabemos por
inovador e novo no mercado brasileiro – criamos o movimento
“Põe no Papel”), gamificação e workshops e dinâmicas. Fazemos
nossos clientes saírem da zona de conforto, experimentarem
novas realidades, mergulharem conosco no mercado para criar
a nova solução desejada.
Um case nosso que acabou de ser lançado é a Escola de Professores Inquietos, uma iniciativa do Colégio Farroupilha. Fomos
chamados para um projeto de pesquisa com professores do
estado para identificarmos qual era a necessidade de qualificação
deles, mas sugerimos um evento para mais de 120 professores,
Foto: Andréa Graiz
que existimos, como trabalhamos e o que entregamos. E nosso
porquê é justamente o de “DAR e TRANSFORMAR a voz das
pessoas (colaboradores, consumidores, sociedade) em produtos,
serviços, estratégias, marcas e processos inovadores”. Somos os
mediadores e facilitadores desse processo de inovação e somos
valorizados justamente por atuarmos de forma colaborativa,
somando verdades, e não sendo os donos dela. Damos espaço,
olhos, ouvidos, coração e ferramentas para que a solução efetiva
emerja do processo e das pessoas.
E para agregar valor continuamente aos nossos clientes e ao
mercado, usamos uma de nossas principais características: a
inquietude. Por isso, estudamos Brasil e mundo afora, para
que possamos estar antenados nas novidades do mercado de
marketing, estratégia e inovação.
Best Home: Você acredita que o processo de inovação pode
ser padronizado?
Thaís Reali: O processo de inovação deve ser customizado,
sempre. O que deve ser padronizado são os princípios e valores
da inovação. E por eles temos:
Valores: colaboração, cocriação (criar junto), criatividade,
abertura a novas ideias e formatos, diversão, soltar as crenças
e barreiras.
Princípios: presença (estar realmente de corpo e alma no processo); escuta ativa (a real escuta do outro, sem julgamentos); fala
com intenção (falas diretas e objetivas para dar espaço a todos
que desejam trazer suas ideias e opiniões); silêncio (respeito aos
momentos de introspecção e pensamento); open space (espaço
aberto para o novo, sem barreiras e críticas iniciais).
Para cada cliente, analisamos seu DNA, o tema proposto, o perfil
das pessoas, parceiros e clientes envolvidos, a fim de desenhar
diferentes dinâmicas para o processo, além de desenharmos
diferentes formatos de entrega. Isso tudo, somado às ferramentas de ponta que usamos, tem sido a tônica do sucesso
da Reali Hub for Innovation. Interessante é que chegamos ao
serviço de inovação a pedido de nossos clientes, que percebiam
que nosso processo de trabalho era diferente e que o resultado
gerado era infinitamente mais consistente, e logo passaram a
nos solicitar para participarmos da gestão de seus processos
internos de inovação.
Best Home: Como transformar o conhecimento de colaboradores e clientes em estratégias de sucesso para as empresas por
meio da inovação?
Thaís Reali: Nosso COMO está embasado em dois pilares principais: o primeiro diz respeito à construção coletiva de conhecimento, e o segundo, ao mergulho no mercado-alvo em questão.
Hoje não apenas trabalhamos com pesquisa de mercado ou de
tendências. Trabalhamos também com outras ferramentas e
metodologias, como o design thinking, o visual thinking (método
Thaís Reali
107
aberto e gratuito, no qual eles poderiam experimentar esse novo
formato de educação, ouvindo cases e um palestrante de renome, somado a uma dinâmica de duas horas conduzida pela nossa
equipe, na qual juntos descobrimos como se sentiam, o que e
como gostariam de se qualificar. Foi um processo colaborativo,
criativo, lúdico e de resultados. Com as informações do evento,
coordenamos alguns workshops com os gestores do colégio,
criamos um game para ajudar a desenhar a proposta de valor
e chegamos juntos à Escola de Professores Inquietos, uma inovação no ensino brasileiro (www.professoresinquietos.com.br).
Best Home: Quais são as próximas tendências que a Reali projeta em termos de inovação e geração de valor para as marcas?
Thaís Reali: Estamos vivendo um momento em que diversas
tendências comentadas há um ou dois anos ainda precisam ser
colocadas em prática, sejam elas ligadas ao consumidor final,
sejam ligadas a ferramentas de gestão como a inovação.
Quanto às ligadas ao consumidor final, seguem valendo os
valores de proximidade, verdade, transparência, e vemos poucas
marcas entregando essa essência verdadeira no seu relacionamento e nos seus produtos e serviços. Falta muito para que as
empresas e marcas percebam que elas prestam serviços, muito
mais do que a simples venda de produtos. E essa prestação de
serviços, na maior parte das vezes, não tem a ver com o que é
vendido, e sim com o que é sentido pelo consumidor, com questões
que vão muito além do negócio. Cada vez mais o consumidor
quer saber por que comprar a sua marca, e não o que comprar.
Em relação às tendências ligadas a ferramentas de gestão, percebemos que a maioria das empresas está longe de
implementar modelos nos quais realmente sejam praticadas a
colaboração e a escuta dos seus colaboradores, de seus parceiros e de seus consumidores. Sem esses quesitos acontecendo,
não há como trabalhar a inovação de forma completa e real. A
inovação faz parte de uma crença, uma visão e uma prática da
alta gestão e vem alicerçada em princípios dos novos tempos
(mescla do objetivo com o subjetivo), e não dos tempos tradicionais (apenas o objetivo).
Ainda há muito o que ser feito com as ferramentas atuais
que temos para agregar valor às marcas e aos consumidores.
Foto: Andréa Graiz
Best Home: A cocriação tem sido muito abordada por especialistas como uma forma de envolver os stakeholders no processo
de inovação. Como a Reali aborda esse processo?
Thaís Reali: Nossa menina dos olhos é a Ipanema Charme, da
Grendene. Ela nasceu de um processo de mergulho com meninas
de todo o Brasil, nas suas casas, nos seus armários, nos seus
look-books e seguiu para cocriação, chegando ao desenho de um
produto que não apenas foi recorde de vendas da marca, mas
também devolveu a ela o seu prestígio com lojistas e, especialmente, suas consumidoras-alvo. Foi um trabalho cocriado entre
a nossa equipe da Reali Hub for Innovation e a equipe de design
da Grendene, que assumiu proporções gigantescas dentro do
negócio, tanto que levou a sua principal concorrente, Havaianas,
a lançar a Flat, para tentar combater o sucesso do produto. Há
ainda outros exemplos interessantes, como o trabalho realizado
com as marcas da AGCO do Brasil, Valtra e Massey Ferguson.
Olhando os cases, parece fácil realizar a cocriação. Mas infelizmente enfrentamos ainda barreiras com os clientes no processo
de cocriação pura, no qual acreditamos. Para nós, a versão pura
coloca na mesma sala todos os stakeholders para desenho da
solução, e isso é bastante complicado de ser aceito pelas em-
presas. Sentimos que existe um caminho no qual começamos a
cocriar por etapas até conseguirmos chegar a essa maturidade
de cocriação 100% conjunta e na mesma etapa.
Equipe de trabalho da Reali Hub for Innovation
108
109
BestHOME | Congresso Internacional da Qualidade – WCQI
Foto: Divulgação/EEJT
O mundo da
qualidade reuniu-se
em Dallas, EUA
The world of quality
gathered in Dallas,
USA
Stephen Hacker e Joal Teitelbaum
Stephen Hacker and Joal Teitelbaum
Entre 2 e 9 de maio, o mundo da qualidade esteve reunido
em Dallas, Texas, Estados Unidos.
A Academia Internacional da Qualidade (IAQ, sigla em
inglês), os Parceiros Mundiais da Qualidade (WP, sigla em inglês), o Conselho Global da Qualidade (GAC, sigla em inglês), o
Board da Sociedade Americana da Qualidade (ASQ, em inglês),
encontraram-se numa reunião conjunta da ASQ e da IAQ, tendo
como cenário de fundo a Conferência Internacional da Qualidade, promovida pela ASQ, com mais de 2.000 participantes e
denominada WCQI, sigla em inglês que significa World Conference in QualityandImprovement.
A WCQI representa um aprendizado incomparável para os
que vivenciam o Mundo da Qualidade. São dezenas de sessões
em paralelo, além das conferências magistrais e reconhecimentos àqueles que prestam sua contribuição intelectual e
operacional ao aperfeiçoamento da qualidade e seus processos.
Durante a recepção do presidente, foram realizadas diversas
homenagens, mas uma, certamente, de maior emoção foi aquela
em que o CEO que encerrava sua participação na ASQ após 27
anos, Paul Borawski, foi saudado por Stephen Hacker, presidente
da ASQ e convidados de outros continentes, entre os quais
Gregory Watson, Joal Teitelbaum e Roberto Sacco.
O que melhor caracteriza a ASQ é a construção desta sua
legacia, lembrando e homenageando aqueles que deram de si
para o sucesso da Associação.
110
From May 2nd until the 9th the world of quality was gathered
in Dallas, Texas, in the United States.
The International Academy for Quality (IAQ), the World
Partners (WP), the GAC and the board of directors of the American Society for Quality (ASQ) got together in a meeting ASQ
and IAQ. The main event was the International Conference of
Quality, which was promoted by ASQ and had more than 2000
participants and was named World Conference in Quality and
Improvement (WCQI).
The WCQI was of great learning for those who are
committed with quality. There were dozens of sessions
happening at the same time, apart from magnificent
conferences and the recognition of those who have made
their intellectual and operational contribution for quality
improvement in their processes.
During the reception of the president, many awards were
distributed. The one that certainly was the most emotional
was that in which the CEO that was finishing his participation
in ASQ after 27 years, Paul Borawski, was greeted by Stephen
Hacker, who is president of ASQ, and by guests from other
continents, among them were Gregory Watson, Joal Teitelbaum
and Roberto Sacco.
The construction of this legacy by remembering and awarding those who dedicated themselves for the success of this
Association is what best characterizes ASQ.
A NOVA VISÃO DA QUALIDADE NO
MUNDO ATUAL
THE NEW VISION OF QUALITY IN
THE CURRENT WORLD
Após o período dos anos 80,em que os gurus da qualidade
deixaram sua marca indelével nos processos, fundamentos e
critérios da qualidade, surgiu uma zona de conforto que produziu
o falso sentimento de que a qualidade já se encontrava como
“commodity” e pronta para o consumo.
Ocorre que a qualidade não é um porto aonde se chega. É um
meio de transporte, e isso já foi estabelecido pelo mestre Armand
Feigenbaum em seus estudos sobre a melhoria contínua da Qualidade.
Há, nos meados da primeira década do século XXI, como
que um despertar para o novo modelo. Inovação, gestão, governança, sustentabilidade, qualidade de vida surgem como forças
do presente e do futuro que necessitam dos fundamentos da
melhoria contínua da qualidade.
O advento do tempo real neste espaço-tempo que a humanidade passou a conhecer após a revolução pela tecnologia da informação
impacta qualquer conhecimento ou
ação que não tenha em sua estrutura
aquilo que chamamos de quinta dimensão, ou seja, a velocidade em tempo real.
Surge então uma conceituação
de que não há barreiras para o conhecimento, mas este somente tem
valor quando é integrante do mesmo
componente da sabedoria.
Sabedoria que nada mais é do que,
com qualidade, transformar o conhecimento em resultados, e ao que podemos
denominar de inovação científica.
O Planeta não tem como acomodar-se em zonas de conforto. As demandas
de seus mais de 7 bilhões de habitantes
exigem novos parâmetros realmente
inovadores, que possam dar sustentabilidade não apenas aos
recursos naturais, renováveis ou não, mas também à gestão, à
governança, à real conservação ambiental e à vida que nele habita.
Reuniões como essas da ASQ, da IAQ, dos WP, do GAC da
ASQ e do encontro conjunto ASQ e IAQ transmitem e evidenciam
que as forças da qualidade estão alertas.
Conforme o empresário e membro do Board da ASQ e também
da IAQ Joal Teitelbaum expressou, “Iniciativas com as da ASQ no
Projeto Imagine estão semeando um novo caminho para restaurar
a verdadeira magnitude da Qualidade. É um novo legado que está
sendo construído com concretas pontes virtuais... Essas concretas
pontes virtuais são reais, mesmo que nós não possamos senti-las
com nossas mãos, elas estão lá... E através desses projetos (...) a
Qualidade será capaz de se espalhar mundialmente”.
A próxima Conferência Internacional da Qualidade se realizará em maio de 2015.
After the 80’s, which was a period in which experts in quality
left their indelible mark in the processes, fundaments and criteria
of quality, there was a comfort zone period that produced the
false impression that quality already was a commodity and that
it was ready for consumption.
However, quality is not a port where you can dock. It is a
mean of transportation. This was already defined by the great
Armand Feigenbaum in one of his studies about the continuous
improvement of quality.
There was in the beginning of the first decade of the 21st
century a kind of awakening for the new model. Innovation,
management, governance, sustainability and quality of life
appeared as forces of the present and of the future that need
the fundaments of steady improvement of quality.
The development of real time in the
current time and place that humanity
has experienced after the information
technology revolution impacts any
knowledge or action that is not based
on what is called fifth dimension, in
other words, real time speed.
Then appeared a concept that
there are no barriers for knowledge
that it only has value when it is part
of wisdom.
Wisdom is no more than transforming knowledge into results and into
what we may call scientific innovation,
in a quality way.
The planet cannot lie in comfort
zones. The demands of its more than
7 billion inhabitants require truly
innovative new patterns that may
guarantee sustainability, not only to natural resources (renewable or not) but also to management, governance, to the true
environmental conservation and to life on Earth.
Meetings such as these of ASQ, of IAQ, of WP, of GAC of ASQ
and the joint meeting of ASQ and IAQ passes the message and
is evidence that the forces of quality are alert.
As entrepreneur and member of the board of directors of ASQ
and of IAQ, Joal Teitelbaum, said: “Initiatives such as the one of
ASQ on Project Imagine are building a new road to restore the
real importance of Quality. It is a new legacy that is being built
with concrete virtual bridges… These concrete virtual bridges
are real, even though we cannot feel them with our hands they
are there… And through these projects (…) Quality will be able
to be spread throughout the world.
The next International Conference of Quality will take place
in May 2015.
111
Notícias de Classe Mundial
PGQP - Troféus Diamante
2003 - 2004
A conquista do Prêmio Nacional da Qualidade pelo Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum tornou-o a primeira e única construtora brasileira de Classe Mundial.
AIQ, REVISITANDO AS ORIGENS, MAS COM VISÃO DE FUTURO
AIQ IS REVISITING ITS ORIGINS BUT HAS THE EYE ON THE FUTURE
In the global network of quality, the International Academy
of Quality is one of the forces that seek revitalization. It must
focus on the binomial wisdom and entrepreneurism.
With around 90 members in the Academy – all of them
chosen for their commitment with quality – the institution
receives representatives of all parts of the planet.
The Board of Trustees, the think tanks and the priority projects are continuous actions that these volunteers of quality are
developing on their way to excellence.
The directions are for a change of paradigm, in which academic knowledge produced in many areas, with proved positive
results (either as experts in the theory of quality or through
continuous and well succeeded entrepreneurial actions) should
focus on an entrepreneurial vision of the future with practical
uses, such as the example of Edward Deming who helped the
Japanese recovery with his knowledge, wisdom and work, in
the 1950’s.
To motivate entrepreneurial leaderships for them to
have the continuous improvement of quality as a goal
may become IAQ’s major objective, so it may come to be
the Academy of Excellence, acting globally in the private
and public sectors.
In this scenario, the pieces published in this edition of Best
Home Magazine in which the relations between IAQ and ASQ
are approached are an inspiring force.
Foto: Divulgação/EEJT
Na rede global da qualidade, a Academia Internacional
da Qualidade é uma das forças que buscam a revitalização e
deverá focar-se num binômio formado pela sabedoria e pelo
empreendedorismo.
Com cerca de 90 integrantes na Academia, todos eleitos
pelo engajamento com a qualidade, a instituição abriga representantes de todos os quadrantes do Planeta.
O Board of Trustees, os think tanks e os projetos prioritários
são ações contínuas que esses voluntários da qualidade desenvolvem no caminho da excelência.
Os rumos apontam para uma mudança de paradigma, em
que o conhecimento produzido pelos acadêmicos ao longo de
suas variadas atividades, com resultados positivos comprovados, quer como mestres da teoria da qualidade, quer via ações
empresariais contínuas e vitoriosas, foquem em uma visão de
futuro empreendedora e com aplicações práticas – a exemplo de
Edward Deming, que, nos anos 50 do século passado, proporcionou com seu conhecimento sabedoria e trabalho na recuperação
japonesa após o segundo conflito mundial.
Motivar lideranças empreendedoras a ter como objetivo
permanente a melhoria contínua da qualidade pode se tornar o
objetivo maior da IAQ, de ser a Academia da Excelência e atuar
globalmente de forma prática nos setores privado e público.
Neste cenário, a matéria contida nesta edição da Best Home
na qual são abordadas as relações entre a IAQ e a ASQ se constitui em uma força alavancadora.
Academia Internacional da Qualidade, diretores, acadêmicos e convidados
International Academy of Quality, directors, academics and guests
112
Notícias de Classe Mundial
PGQP - Troféus Diamante
2003 - 2004
A conquista do Prêmio Nacional da Qualidade pelo Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum tornou-o a primeira e única construtora brasileira de Classe Mundial.
A ONU DA QUALIDADE: REUNIÃO DOS WP
THE UN OF QUALITY: THE WP MEETING
PGQP homenageia Paul Borawski com uma placa. Da direita para a esquerda
Joal Teitelbaum, Paul Borawski, Marta Kassab e Eduardo Guaragna
PGQP honors Paul Borawski with a plaque. From right to left Joal Teitelbaum,
Paul Borawski, Marta Kassab and Eduardo Guaragna
Foto: Divulgação/EEJT
Since 2005, the meeting of World Partners (WP) is taking place
every year during the International Conference of Quality, which
is promoted by ASQ.
This year there was the admission of two new members: the Chinese Association of Quality and the International Academy of Quality.
The American Society of Quality presented the project “The Gift of
Quality”, which is a continuation of previous projects with global reach
that analyzed the Forces of the Future and was the base of the report
called “Emergence” and the “Global State of Quality”, in 2012/2013.
The other delegations also provided insights about the state
of quality in their countries and regions. The meeting counted
with the participation of PGQP (Programa Gaúcho da Qualidade e
Produtividade), which is member since 2005.
WP’s meetings are an opportunity of major relevance, where
the criteria and principles that guide them are based on quality
and are focused on expanding and strengthening these criteria
throughout the world.
Foto: Divulgação/EEJT
Desde 2005 e anualmente, durante a Conferência Internacional
da Qualidade promovida pela ASQ, vem ocorrendo a reunião dos
Parceiros Globais da Qualidade (World Partners, WP, sigla em inglês).
Neste ano houve o ingresso de dois novos membros: a
Associação Chinesa da Qualidade e a Academia Internacional
da Qualidade.
A Sociedade Americana da Qualidade apresentou o projeto
“The Gift of Quality”, uma continuidade dos projetos anteriores,
com amplitude global, que estudaram as Forças do Futuro que
deram origem ao relatório “Emergence” e, em 2012/2013, o
“Global State of Quality”.
As demais delegações também deram insights do estado da
qualidade em seus países e regiões, inclusive o PGQP (Programa
Gaúcho da Qualidade e Produtividade), que é membro desde 2005.
Essas reuniões dos WP constituem um foro da maior relevância,
em que os critérios e princípios que os regem são os da qualidade,
focados em expandir e fortalecer globalmente esses critérios.
Janak Mehta, IAQ Presidente e Bill Troy, CEO ASQ, assinando o documento WP e IAQ
Janak Mehta, IAQ President and Bill Troy, ASQ CEO, signing the document WP and IAQ
ASQ is focusing on actions that produce results in
this universe in transformation that is quality. During
the meeting with the WP’s members, Joal Teitelbaum,
who is a member of the Board of Directors of ASQ and
international VP of PGQP, talked about the concepts
of the meaning of project “Imagine” and about what
human beings have on the “Gift of Quality”. The Manager Director of ASQ, Laurel Nelson-Rowe, presented
the project of the research “Culture of Quality”, which
will define the basic line that organizations perceive
their respective culture of quality, understand the
main conductors and to use data and insights to
resources that will help to strengthen their business
performance. This trilogy composed by Imagine, Gift
of Quality and Culture of Quality may redefine the
history of quality.
Joal Teitelbaum
Foto: Arquivo NLR
A ASQ está se focando em ações que produzam
resultados neste universo em transformação que é a
qualidade. Na reunião com os membros do WP, Joal
Teitelbaum, membro do Board of Directors da ASQ e
VP internacional do PGQP, discorreu sobre conceitos
do significado do projeto “Imagine” e daquilo que o
ser humano dispõe no “Gift of Quality”. A manager
director da ASQ, Laurel Nelson-Rowe, apresentou o
projeto de pesquisa “Culture of Quality”, que definirá
a linha básica segundo a qual organizações percebam
a respectiva cultura da qualidade, compreendam os
principais condutores e utilizem dados e insights para
recursos que irão ajudar a fortalecer essa cultura e,
portanto, a sua performance nos negócios. A trilogia
“Imagine”, “Gift of Quality” e “Culture of Quality”
poderá reescrever a história da qualidade.
Foto: Trish Borzoni, ASQ
UMA TRILOGIA EM EVOLUÇÃO
A TRILOGY IN EVOLUTION
Laurel Nelson-Rowe
113
Notícias de Classe Mundial
PGQP - Troféus Diamante
2003 - 2004
A conquista do Prêmio Nacional da Qualidade pelo Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum tornou-o a primeira e única construtora brasileira de Classe Mundial.
ALIANÇA ENTRE A ASQ E O PGQP SÃO UM MODELO VIVO DE
COOPERAÇÃO EM PROL DA QUALIDADE
ALLIANCE BETWEEN ASQ AND PGQP IS EVIDENCE OF COOPERATION
FOR THE BENEFIT OF QUALITY
The partnership between ASQ and PGQP is probably a unique
model in the area of quality. From this alliance resulted QUALI,
which is a non-corporative joint venture between the organizations that is resulting in training and certificate exam with all
the material, classes and the exam in Portuguese.
Gathered in Dallas during WCQI, the board of directors of
Quali analyzed and evaluated the results and reset goals for
2014.
Next September another meeting will take place, this time in
Porto Alegre. In this occasion the consolidated results of the first
semester will be analyzed, as well as innovative training projects.
Foto: Divulgação/EEJT
Provavelmente modelo único no mundo da qualidade, a
aliança firmada em 2012 entre a ASQ e o PGQP originou a QUALI,
uma joint venture não corporativa entre as duas organizações
que está proporcionando treinamento e prova de certificação,
com todo o material, aulas e exame em língua portuguesa.
Reunido em Dallas durante o WCQI, o Board da Quali procedeu
à análise e a avaliação de resultados, revisando as metas de 2014.
No próximo mês de setembro, ocorrerá outra reunião
presencial, desta vez na cidade de Porto Alegre, quando serão
abordados os resultados consolidados do primeiro semestre e
projetos inovadores de treinamento.
Conselho da QUALI na reunião em Dallas, da direita para a esquerda, Bill Troy, Joal Teitelbaum, Mark Olson, Renata Lerch, Marta Kassab, Paul Borawski e Eduardo Guaragna
The Board of QUALI at the meeting in Dallas, from right to left, Bill Troy, Joal Teitelbaum, Mark Olson, Renata Lerch, Marta Kassab, Paul Borawski and Eduardo Guaragna
EEJT HOMENAGEIA PAUL BORAWSKI, CEO DA ASQ
EEJT AWARDS PAUL BORAWSKI, CEO OF ASQ
Foto: Divulgação/EEJT
Paul Borawski, que durante 27 anos exerceu o cargo de CEO da
Sociedade Americana da Qualidade e foi representante da Sociedade Americana da Qualidade (ASQ) no evento do cinquentenário
do Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum, foi homenageado
em Dallas, EUA, com a entrega, pelo empresário Joal Teitelbaum,
Paul Borawski recebendo de Joal Teitelbaum o Diploma de Campeão da Qualidade
Paul Borawski getting Joal Teitelbaum diploma Champion of Quality
114
de uma placa de “Campeão da Qualidade”, em agradecimento e
cumprimentos por sua dedicação à causa da qualidade.
Ao entregar a placa, na Conferência Internacional da
Qualidade, durante a recepção do presidente Stephen Hacker,
o empresário brasileiro, em nome do Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum, enalteceu as qualidades de Paul Borawski como
profissional, como pessoa e como amigo.
Paul Borawski was awarded in Dallas, USA, by entrepreneur
Joal Teitelbaum with the “Champion of Quality” award, which was
given in retribution to all his dedication to the cause of quality.
For 27 years he was the CEO of the American Society of Quality
and also was representative of the American Society of Quality in
the event that celebrated the 50th anniversary of Joal Teitelbaum
Engineering Office.
At the ceremony during the International Conference of
Quality the Brazilian entrepreneur in the name of Joal Teitelbaum
Engineering Office exalted the quality of Paul Borawski as professional, as a person and as a friend.
Notícias de Classe Mundial
PGQP - Troféus Diamante
2003 - 2004
A conquista do Prêmio Nacional da Qualidade pelo Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum tornou-o a primeira e única construtora brasileira de Classe Mundial.
Força-tareFa ForMada por represeNtaNtes da asQ e da IaQ
darÁ aNdaMeNto À CoNVerGÊNCIa de esForços das dUas LIderaNças MUNdIaIs da QUaLIdade para FortaLeCIMeNto da
QUaLIdade GLoBaL
task ForCe CoMposed By represeNtatIVes oF asQ aNd IaQ
WILL CoNtINUe tHe CoNVerGeNCe oF eFForts oF BotH INstItUtIoNs tHat are WorLd Leaders oF QUaLIty to streNGtHeN
GLoBaL QUaLIty
Last May after one year of actions representatives of IAQ
and of ASQ gathered in Dallas. Since the beginning, the work
supervised by Joal Teitelbaum had the support of the leaders of
both organizations that held a line up meeting in Dallas last May.
The consensual agenda has the following items: our common points; projects to carry on or actions ASQ and IAQ can do
together; where and when to be strategic and/or operational;
through synergy make the energy for quality grow; lessons learned: what have worked and the things that have not; next steps.
The task force was composed by Stephen Hacker and Geoff
Vinning, representing ASQ, and Joal Teitelbaum and Lars Sörqvist,
representing IAQ.
As focal point for this high level committee, it was defined
the task to structure a future of steady cooperation that will
be done in partnership by both organizations, which will work
together whenever it is possible to increase the quality of life
of mankind.
Foto: Divulgação/EEJT
Após um ano de ações, se reuniram em Dallas, em maio
último, representantes da IAQ e da ASQ. O trabalho, coordenado por Joal Teitelbaum, desde o início contou com o apoio das
lideranças das duas organizações, que realizaram reunião de
alinhamento em Dallas em maio deste ano.
A agenda consensual tem os seguintes itens: nossos pontos
em comum; projetos e ações que a ASQ e a IAQ possam realizar
juntas; onde e quando ser estratégico e ou operacional; por
meio da sinergia, fazer a energia para a qualidade crescer; lições
aprendidas: o que deu resultado e o que não deu resultado; e
próximos passos.
A força-tarefa ficou constituída por Stephen Hacker e Geoff
Vinning, pela ASQ, e Joal Teitelbaum e Lars Sörqvist, pela IAQ.
Como ponto focal para esse comitê de alto nível, foi definido
o de estruturar um futuro de contínua cooperação, de forma
conjunta pelas duas organizações, atuando sempre que possível
em conjunto para elevar a qualidade de vida da humanidade.
Reunião da IAQ e ASQ. Em pé, da esquerda para a direita: Stephen Hacker, Janak Mehta, Lars Sörqvist, John Timmerman and Joal Teitelbaum. Sentado são Marcos Bertin,
Sister Mary Jean Ryan, Noriaki Kano e Gregory Watson que foram alguns dos participantes.
IAQ and ASQ meeting. On foot, from left to right : Stephen Hacker, Janak Mehta, Lars Sörqvist, John Timmerman and Joal Teitelbaum. Seated are Marcos Bertin, Sister
Mary Jean Ryan, Noriaki Kano and Gregory Watson who were some of the participants
115
Notícias de Classe Mundial
PGQP - Troféus Diamante
2003 - 2004
A conquista do Prêmio Nacional da Qualidade pelo Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum tornou-o a primeira e única construtora brasileira de Classe Mundial.
CONSELHO GLOBAL DA QUALIDADE DA ASQ (GLOBAL ADVISORY
COMMITTEE, EM INGLÊS, GAC) FOCOU-SE EM INICIATIVAS PARA
FORTALECER AS AÇÕES PELA QUALIDADE
ASQ’S GLOBAL ADVISORY COMMITTEE (GAC) WAS FOCUSED IN INITIATIVES TO STRENGTHEN ACTIONS FOR QUALITY
Foto: Divulgação/EEJT
O GAC, que é presidido pela presidente eleita da ASQ para
o ano de 2015, Cecília Kimberlin, tem como uma de suas metas
incentivar a participação dos engajados com a qualidade em
diversas regiões e incentivar o ingresso de novos membros nesse
importante processo de fortalecer a qualidade.
São estimulantes os resultados em algumas regiões, envolvendo desde estudantes universitários até professores e
empreendedores.
Entre os diversos temas da pauta, foi abordada a necessidade
de reestudar a governança da representação em cada país, de
forma a transformá-la em um novo modelo de ampla participação, e enfatizada a necessidade de cooperação direta com as
forças da qualidade.
Cecília Kimberlin e Joal Teitelbaum
Cecilia Kimberlin and Joal Teitelbaum
Na concepção de que a qualidade é uma iniciativa permanentemente em evolução, o relacionamento ininterrupto entre
os integrantes do GAC é considerado um fator crítico de sucesso
no objetivo maior de que a qualidade tenha a participação
necessária na gestão.
GAC is presided by the president elected of ASQ for 2015,
Cecilia Kimberlin, and one of its goals is to incentive the participation of those who are committed with quality in many
regions and also to incentive the admission of new members in
this important process for the improvement of quality.
In some regions the results are positive; the participation
is ranging from university students to professors and entrepreneurs.
Among the many themes on the agenda, it was approached
the need to reevaluate the governance of representation in every
country, in a way to transform it in a new model with wide
participation. It should also be highlighted the need of direct
cooperation with the forces of quality.
Having in mind that quality is an initiative in permanent
evolution, the continuous relationship between members of
GAC is considered paramount for the success of the major goal,
which is that quality come to have the necessary participation
in management.
EMPRESÁRIO JOAL TEITELBAUM É PALESTRANTE EM EVENTO
DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, DA CNI, DA FIERGS E ICS
116
A iniciativa se estenderá aos demais estados brasileiros. Veja a
integra da apresentação sobre Construções Sustentáveis no site:
www.teitelbaum.com.br/consultoria/construcao-sustentavel.php
Foto: Divulgação/EEJT
Em evento no plenário Mercosul, na Federação das Indústrias
do Rio Grande do Sul, o empresário Joal Teitelbaum, presidente do
Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum, foi palestrante no painel
Construções Sustentáveis.
O moderador foi o coordenador do Conselho de Meio Ambiente
da FIERGS, Torvaldo Marzolla Filho, e houve também participação
de representantes da Câmara Brasileira da Indústria da Construção
(CBIC) e da Caixa Econômica Federal.
Joal Teitelbaum, que presentemente é membro do Board of Directors da ASQ e acadêmico e membro do Board of Trustees da Academia
Internacional da Qualidade, além de dirigir a área internacional do
PGQP, focou a apresentação na importância de que os processos de
sustentabilidade sejam definitivamente integrados à “Indústria do
Bem-Estar Humano”, pois esta é o maior vetor para a qualidade de
vida no Planeta Terra.
O Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum, por seu Diretor Presidente Engenheiro
Joal Teitelbaum foi um dos palestrantes de evento nacional que abordou o tema da
Sustentabilidade na Indústria da Construção
Notícias de Classe Mundial
PGQP - Troféus Diamante
2003 - 2004
A conquista do Prêmio Nacional da Qualidade pelo Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum tornou-o a primeira e única construtora brasileira de Classe Mundial.
Foto: Divulgação/EEJT
HERALDO MUÑOZ ASSUME O MINISTÉRIO DAS
RELAÇÕES EXTERIORES DO CHILE
O hoje Ministro das Relações Exteriores do Chile, Heraldo Muñoz, na foto que
registra seu discurso quando recebeu o Titulo de Primeiro Sócio Benemérito da
CCIBC/CRIAS
O primeiro sócio benemérito da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Chile (CCIBC) e um dos incentivadores na instituição
da Câmara e do Comitê das Rotas de Integração da América do
Sul (CRIAS), Heraldo Muñoz, foi nomeado pela presidente do
Chile, senhora Michelle Bachelet, para o posto de ministro das
Relações Exteriores.
O embaixador Heraldo Muñoz exerceu o cargo de embaixador
em Brasília, foi secretário de Governo no Chile – o equivalente
a ministro-chefe da Casa Civil –, embaixador do Chile na ONU,
inclusive no período em que o Chile ocupou vaga no Conselho
de Segurança da ONU, tendo-o presidido, e subsecretário geral
das Nações Unidas, função na qual atuou no PNUD (Programa
das Nações Unidas para o Desenvolvimento), além de inúmeros
postos em seu país e no exterior.
É autor de diversos livros, inclusive sobre integração física
da América do Sul, e grande inspirador das iniciativas desenvolvidas pelo CRIAS.
Para o presidente da CCIBC/CRIAS, engenheiro Joal Teitelbaum,
a nomeação do embaixador Heraldo Muñoz para ministro das
Relações Exteriores do Chile é oportunidade da maior relevância para desenvolvimento das relações entre esses dois países
sul-americanos, que, embora não façam fronteira física, têm
consistentes identidades em comum.
O diretor da Joal Teitelbaum, engenheiro Claudio Teitelbaum,
apresentou o case do bairro Quartier, em desenvolvimento na
cidade de Pelotas/RS, em conjunto com a Guapo Capital Group,
no GRI Loteamentos e Comunidades Planejadas, em São Paulo,
nos dias 21 e 22 de maio. Na ocasião, participou do painel que
tratava de aspectos inovadores e que levam ao sucesso de comunidades planejadas, juntamente com outros empreendedores
e investidores institucionais. O GRI (Global Real Estate Institute)
é uma entidade internacional que promove eventos relacionados
ao mercado imobiliário nas Américas e na Europa.
Além da participação como co-chair naquele painel, os
empreendedores do Quartier fizeram uma série de rodadas de
negócios com incorporadoras e fundos de investimento interessados no desenvolvimento de empreendimentos em conjunto
no primeiro bairro planejado do Rio Grande do Sul.
Mais informações sobre o Quartier em www.bairroquartier.com.br
Foto: Divulgação/EEJT
BAIRRO QUARTIER É APRESENTADO EM EVENTO
INTERNACIONAL EM SÃO PAULO
Claudio Teitelbaum (ao centro), com Gabriel Altmayer e Fernando Spadari
117
Notícias de Classe Mundial
PGQP - Troféus Diamante
2003 - 2004
A conquista do Prêmio Nacional da Qualidade pelo Escritório de Engenharia
Joal Teitelbaum tornou-o a primeira e única construtora brasileira de Classe Mundial.
O presidente das Rotas de Integração da América do Sul,
empresário Joal Teitelbaum, proferiu palestra na Comissão do
Mercosul da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, a
convite do presidente da Comissão, deputado Gilberto Capoani.
Joal Teitelbaum abordou o cenário da infraestrutura física
sul-americana e as carências também no campo da gestão e
da governança.
Para o presidente do CRIAS, a política de infraestrutura
física na região agrava a competitividade sul-americana, pois
seu modelo não contempla uma interação com os demais
segmentos da sociedade e não há um canal de comunicação
com o setor privado. O acervo dos trabalhos e ações do CRIAS
em seus 18 anos de atividades bem evidencia esse cenário. Há
que ser construída uma agenda proativa que contemple uma
governança que conduza a uma convergência entre os setores
público e privado.
Foto: Divulgação/EEJT
PRESIDENTE DO COMITÊ DAS ROTAS DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA
DO SUL (CRIAS) REALIZA PALESTRA A CONVITE DA COMISSÃO DO
MERCOSUL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RIO GRANDE DO SUL
O empresário Joal Teitelbaum, presidente do CRIAS, apresentou na Comissão do
MERCOSUL a sumula do projeto onde estão fundamentados os princípios que
evidenciam que tão importante quanto os recursos financeiros é a construção da
governança do projeto de integração sul americana
ESCRITÓRIO DE ENGENHARIA JOAL TEITELBAUM RECEBE O TROFÉU
OURO EM SUSTENTABILIDADE DO SINDUSCON PREMIUM
Foto: Neitor Corrêa
Foto: Sérgio Martins
Reconhecida regional, nacional e internacionalmente por sua
competência na preservação ambiental e na sustentabilidade,
com processos implantados há cerca de três décadas o Escritório
de Engenharia Joal Teitelbaum, uma empresa cinquentenária reconhecida como de Classe Mundial por ter conquistado o Prêmio
Nacional da Qualidade, adicionou ao seu acervo o Sinduscon
Premium 2013, ao conquistar o Troféu Ouro dessa organização,
na área da sustentabilidade.
O case da empresa concorreu com mais de 20 competidores e se constitui em mais uma afirmação de que critérios e
processos de sustentabilidade ambiental são uma obrigação de
responsabilidade ambiental das empresas da construção civil.
Joal Teitelbaum, Diretor Presidente, e os Diretores Jader, Claudio e Flavio Teitelbaum
com o Troféu Ouro, Sinduscon Premium em Sustentabilidade
118
Paulo Vellinho procede a entrega do Troféu e do Diploma ao Diretor Presidente Joal
Teitelbaum e ao Diretor Claudio Teitelbaum
pág.
pág.
56
74
PRÉ-LANÇAMENTO
uartier
Portland Office Center
Jacob Bainy, s/nº
Rua Marcelo Gama, 1382
Porto Alegre
Columbus Office Center
Av. Mariland, 387
Porto Alegre
pág.
pág.
96
28
Atlântida Green Square
Av. Central, 1891
Xangri-Lá
Administração e coordenação
r
119
Apartamentos e duplex de 3 dorm.
com suíte, lavabo e amplas varandas,
de 130 a 297m² privativos,
com 2 ou 3 vagas de garagem.
Av. Central, 1891
Atlântida
www.atlantidagreensquare.com.br
square.com.br
Todas as imagens e plantas são meramente ilustrativas. Possíveis alterações de projeto serão executadas de acordo com o Memorial Descritivo do empreendimento. Projeto aprovado na Prefeitura Municipal de Xangri-Lá/RS, sob número 1546/11 e Alvará número 447/2012.
Projeto Arquitetônico: Nedeff Arquitetura.Projeto de Arquitetura de Interiores Condominial: Arq. Ana Paula D. Teitelbaum. Projeto Paisagístico: Arq. Mariana Machado Simões e Arq. Christine Loro. Obra no Sistema de Preço de Custo e Grupo Fechado.
Rua Cônego Viana, 123 e Rua Dr. Lauro de Oliveira, 140 – Porto Alegre
Imagens provisórias meramente ilustrativas. Projeto Arquitetônico: Eduardo Haetinger – SMOV: 002.328794.00.7. Projeto Paisagístico: Arq. Mariana Machado Simões e Arq. Christine Loro.
Projeto de Arquitetura de Interiores: Arq. Ana Paula Teitelbaum. Áreas conf. NBR12721, no item 3.7. Obra no Sistema de Preço de Custo e Grupo Fechado.
Administração e coordenação
(51) 3019.1883 | (51) 9545.0101 | www.teitelbaum.com.br
120

Documentos relacionados

As ideias de Jorge Gerdau Johannpeter

As ideias de Jorge Gerdau Johannpeter Faro Comunicação Estratégica

Leia mais

CS5_Capa_Best Home #40_Tripla.indd

CS5_Capa_Best Home #40_Tripla.indd de Deus, Hospital Regina, Kurotel, Ajuris, Braskem, Grupo Brasal, SEBRAE e ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). Em 2003, após a conquista do Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ), chancelado p...

Leia mais

values? - Joal Teitelbaum

values? - Joal Teitelbaum Moinhos – Rua Dona Laura, 307 – (51) 3028.5667 | ZS – Avenida Pereira Passos, 1089 (51) 3222.1400 | ZN – Avenida Panamericana, 865 – (51) 3348.8008

Leia mais