AVALIAÇÃO UMA BREVE DISCUSSÃO RESUMO Pensar

Сomentários

Transcrição

AVALIAÇÃO UMA BREVE DISCUSSÃO RESUMO Pensar
AVALIAÇÃO UMA BREVE DISCUSSÃO
RESUMO
Pensar avaliação sempre nos remete a críticas, seja pela severidade ou pela
arbitrariedade nela embutidas. O ato de avaliar pode nos levar a fatores como:
progressão de um curso, certificação para o mercado de trabalho e ainda, aquele que
talvez seja o mais perigoso dos fatores: privilegiar um modo de estar em sala de aula e
no mundo valorizando formas e normas de excelência, definindo o aluno modelo. É por
isso que se torna difícil encontrar um consenso entre a forma e o conteúdo dos exames
ou da avaliação praticada em aula, êxito e fracasso escolares são temas relativamente
contraditórios, trazem implícitos diferentes situações muitas vezes conflitantes entre
professores, alunos e famílias. O presente artigo é uma reflexão baseada na obra de
Philippe Perrenoud e de autores como Lauro de Oliveira Lima, Ana Maria Saul,
Cipriano Carlos Luckesi entre outros, acerca dos passos e descompassos do processo
avaliativo escolar, bem como um alerta contra o imobilismo gerador de uma visão
pessimista da escola. Com ele pretende-se afirmar que a mudança ainda que lenta e
gradual tem que acontecer e que a avaliação deve auxiliar o aluno em todas as
dimensões da aprendizagem (aprender, ser, fazer e conviver) para tornar-se um
instrumento de inclusão e não uma arma na mão do professor que dela poderá dispor
conforme sua autoridade.
Palavras-chave: Avaliação. Escola. Processo avaliativo escolar.
ABSTRACT
To think evaluation always sends about them to the critical ones, either for severity or
the arbitrariedade in it inlaid. The act to evaluate can in them take the factors as:
progression of a course, certification for the work market and still, that one that is
perhaps most dangerous of the factors: to privilege a way to be in classroom and the
world valuing forms and norms of excellency, defining the pupil model. It is therefore
that if it becomes difficult to find a consensus between the form and the content of the
examinations or the evaluation practised in lesson, pertaining to school success and
failure is relatively contradictory subjects, brings implicit different situations many
conflicting times between theachers, pupils and families. The present article is a
reflection based on the workmanship of Philippe Perrenoud, and Lauro de Oliveira
Lima, Ana Maria Saul, Cipriano Carlos Luckesi, between another, concerning the steps
and exaggerations of the pertaining to school evalution process, as well as an alert one
against the generating iimmobilism of a pessimistic vision of the school. With it one
intends to affirm that the change despite slow and gradual it has that to happen and that
the evaluation must assist the pupil in all the dimensions of the learning (to learn, to be,
to make and to coexist) to become an inclusion instrument and not a weapon in the hand
of the theacher who of it will be able to make use as its authority.
Keywords: Evaluation. School. School evalution process.

Documentos relacionados