SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis

Сomentários

Transcrição

SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
Utilização de Veículos e Combustíveis Alternativos em
Frotas de Transporte
Situação actual e perspectivas de futuro
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
Pedro Machado
Convento dos Capuchos, Almada
16 de Novembro de 2007
A G E N E A L
Ideias com energia
Almada, 16 de Novembro de 2007
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
Pedro Machado
A G E N E A L
Ideias com energia
Alguns números sobre Almada
Almada: dados demográficos
ƒ População Residente: 160 825 habitantes
(densidade pop. > 2 000 pessoas/km2)
1981
1991
2001
147.690
151.783
160.825
ƒ População Flutuante: ~ 70 000 habitantes
ƒ Aprox. 8 000 000 visitantes/ano
ƒ Frente Atlântica de praias de 13 km
(atrai parte dos visitantes no período de Verão)
A G E N E A L
Alguns números sobre Almada
Almada: características físicas
A G E N E A L
ƒ Crescimento
urbano
muito rápido e
de baixa
qualidade
Alguns números sobre Almada
Almada: mobilidade e transportes
ƒ 150 000 veículos/dia Ponte 25 de Abril
(168 000 veículos/dia no Verão)
ƒ Aumento de 6%/ano no tráfego
em Almada
• Em 1998, existiam
57 000 automóveis em Almada
(0.35 carros/hab.)
• Em 2006, o nº de carros passou
para 71 182
(0.443 carros/hab.)
• Aumento de 25%
A G E N E A L
AGENEAL – Agência Municipal de Energia de Almada
Criação da AGENEAL
associação de direito privado, sem fins
lucrativos, com uma sede, estatutos e órgãos
sociais próprios
A G E N E A L
Associados AGENEAL
• CM Almada
• SMAS Almada
• ADENE
• EDP
• SETGÁS
• ENSUL
• MECI
• FCT/UNL
• MADAN PARK
• IPQ
• AMARSUL
• TREMC/TRANSCISTER
• TST
• FERTAGUS
• TRANSTEJO
+
• MTS
Objectivos da AGENEAL
Criação da AGENEAL
Sob o lema “ Ideias com
estatutários da AGENEAL:
Energia ! ”, são objectivos
ƒ Estimular a eficiência energética e a utilização racional da
energia nos vários sectores de actividade;
ƒ Promover a utilização das melhores tecnologias disponíveis
para reduzir impactos ambientais e gerar emprego;
ƒ Estabelecer redes de contactos e parcerias, com os
associados e outras entidades.
A G E N E A L
Alguns números sobre Almada
Almada: intervenção prioritária
2 sectores chave:
ƒ Edifícios (Doméstico e Serviços)
30% do consumo de energia
34% emissões de GEEs
ƒ Transportes (aumento anual de
6% no volume de tráfego rodoviário...
ruído, qualidade do ar, consumo de
energia, usufruto do espaço público)
45% do consumo de energia
43% emissões de GEEs
A G E N E A L
Fonte: Inventário Municipal das
Emissões de Gases com Efeito
de Estufa, CMA e AGENEAL
2001
Distribuição Modal em Almada
A G E N E A L
… Estratégias e políticas de Almada
para a Mobilidade Sustentável
4 ideias chave:
1. Planeamento de um verdadeiro sistemas de transporte público
multimodal
2. Criação de melhores infra-estruturas para os Transportes Públicos
e para os Modos Suaves
3. Promoção de tecnologias mais eficientes e propulsões alternativas
4. Envolvimento da população e das escolas
ƒ educação, educação, educação…
ƒ informação, informação, informação…
ƒ sensibilização, sensibilização, sensibilização…
A G E N E A L
… Medidas para a
Mobilidade Sustentável
ƒ
Desenvolvimento da Agenda Local 21
ƒ
Agenda 21 da Criança
ƒ
Fóruns de participação pública
ƒ
Criação da AGENEAL
ƒ
Estratégia Local para as Alterações Climáticas
ƒ
Plano de Mobilidade “Acessibilidades 21”
ƒ
Criação da ECALMA
ƒ
Introdução do MST
ƒ
Plano Almada Ciclável
ƒ
Introdução de veículos e combustíveis alternativos
A G E N E A L
… Medidas para a
Mobilidade Sustentável
ƒ
Desenvolvimento da Agenda Local 21
ƒ
Agenda 21 da Criança
ƒ
Fóruns de participação pública
ƒ
Criação da AGENEAL
ƒ
Estratégia Local para as Alterações Climáticas
ƒ
Plano de Mobilidade “Acessibilidades 21”
ƒ
Criação da ECALMA
ƒ
Introdução do MST
ƒ
Plano Almada Ciclável
ƒ
Introdução de veículos e combustíveis alternativos
A G E N E A L
Veículos e Combustíveis Alternativos (VLA)
Fonte: Niches – Clean vehicles and alternative fuels: trends and visions
A G E N E A L
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
● Co-financiado pelo Programa
Energia Inteligente para a
Europa
● Propulsão veicular alternativa
(IEE-VKA8)
– Acção conjunta ALTENER/
STEER
– ALTENER – produção e
refinação de biocombustíveis
para o transporte
– STEER – aplicação e
utilização de biocombustíveis
● Duração - 36 meses
● 27 Parceiros de toda a Europa
● Coordenação
– FGM-AMOR (Áustria)
● Parceiros portugueses:
– AGENEAL - Almada
– OEINERGE - Oeiras
Necessidades para um bom desenvolvimento
do mercado dos VCA
1. Produção de veículos alternativos
•
novos veículos / adaptações
•
novas formas de propulsão
2. Produção de combustíveis alternativos
•
novos métodos de produção
•
novos combustíveis
3. Distribuição dos combustíveis alternativos
•
Abastecimento privado vs redes globais de estações de
abastecimento
Momentos-chave do desenvolvimento do
mercado dos VCA
1. Desenvolvimento tecnológico / investigação (veículos e
combustíveis)
2. Estratégias políticas
incentivos…)
e
económicas
(leis,
impostos,
3. Envolvimento dos actores-chave (EU, autoridades
nacionais, autoridades locais, construtores, fabricantes e
distribuidores de combustíveis, gestores de frotas, etc…)
4. Promoção e Informação
5. Educação e Sensibilização
Mercados de VCA - Biodiesel
90 % da produção mundial tem lugar na Europa
~ 120 unidades de produção industrial
~ 3 milhões de tons produzidos em 2005 (+ 65 % que em 2004)
80% - Alemanha, França e Itália
10% de vendas em 2010 em Portugal
10% de vendas em 2020 na UE
Mercados de VCA - Bioetanol
Brasil
•
250 milhões de tons de cana de açúcar – 55% etanol
•
15.1 milhões de m3 de bioetanol
•
4 600 milhões de veículos a bioetanol em 1996
•
53 % das vendas em 2005 foram flexi-fuel
EUA
•
13.5 milhões de m3 de bioetanol
•
~ 200 000 veículos a bioetanol
Mercados de VCA - GN
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
www.sugre.info
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
1331 estações de
abastecimento
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
Total – 106 casos de estudo
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
SU:GRE – Frotas Verdes e Sustentáveis
Casos de Estudo - SU:GRE
Programa de incentivos para frotas verdes
em Bremen - Alemanha
Problemas de qualidade do ar
no centro de Bremen
(particulas)
Plano de Gestão da Qualidade
do Ar Æ algo tem de ser feito!
Medida: Criação de uma „Zona
de Logística Ambiental“
Programa de incentivos para frotas verdes
em Bremen - Alemanha
Zona de Logística Ambiental
- Limite temporal para operadores no centro da cidade
- Permissão concedida aos veículos EURO V e VE para
usarem a Zona de Logística Ambiental sem restrições
temporais
- Incentivos fiscais para os 10 primeiros veículos
Utilização de óleo puro de plantas pela
Omrin (Holanda)
● Em 2004 a Omrin começou a usar óleo puro de plantas (PPO) num veículo
de limpeza de ruas na cidade de Leeuwarden.
● O projecto piloto foi iniciado pelo Município Leeuwarden como parte do seu
Plano de Sustentabilidade. O seu objectivo era estimular e facilitar a
utilização de combustíveis alternativos.
● Desde então, a medida estendeu-se a cinco camiões de recolha e
transporet de RSU que foram convertidos. Estes camiões laboram nos
Municípios de Achtkarspelen, Winschoten, Scheemda and Bellingwedde.
● A Omrin tem agora 6 estações de abastecimento de óleo puro de
plantas.
Prestadores de serviços
associados
● SolarOil Systems:
– converte os veículos
– fornece as estações de
abastecimento
– Fornece o óleo (PPO)
(Vornorm:PPO–DIN 51605)
● ESA Car (um dos seis fornecedores de
carros compatíveis com PPO da Solar Oil)
– manutenção e reparação
Experiência
● As experiências da Omrin têm sido boas :
– o motor tem mais potência (2-3%) e produz menos barulho
– o cheiro é diferente – mas não mau
– os intervalos de mudança de óleo são menores do que os necessários
quando se usa diesel fóssil
● Foi necessário um seguro especial para os motores
● O PPO era bastante mais barato que o diesel fóssil (€ 0.71 vs € 1.00 euro por litro).
a isenmção de impostos acabou em 2007 e o preço é agora de € 0.95 per litre
● Emissões comparadas com o diesel convencional:
– dióxido de carbono (CO2, -70%)
– particulas dfe fuligem (- 50 %, não carcinogénicas),
– quase sem azoto
● Pretende-se alargar o uso do óleo puro de plantas a outros veículos.
Combustíveis renováveis na Suécia
●
●
-
Biogás e bioetanol – para veículos ligeiros e autocarros
Incentivos importantes:
Isenção fiscal nos combustíveis renováveis
Obrigação de instalação de postos de abastecimento
Impostos mais baixos para empresas com frotas verdes
Isenção de portagens (congestion charging) em Estocolmo
Definição nacional do que são veículos verdes
●
-
Resultados:
19,6 % de todos as vendas de veículos são de carros verdes
3 % de combustíveis renováveis em 2006
Difusão significativa dos veículos flexi fuel e a biogás no mercado
● Incentívos nacionais e municipais!
Companhia Municipal de Transporte de Madrid
(EMT)
● Biocombustíveis: 560 veículos usam
biodiesel de girasol e colza e 5 usam
bioetanol
● Gás Natural Comprimido:
237 veículos e 62 postos de
abastecimento
● Sistemas híbridos (Diesel – Electric):
20 autocarros
● Células de combustível: 3 autocarros
a hidrogénio e uma estação de
abastecimento de hidrogénio.
Autocarros verdes - 822
Total de autocarros - 2007
40%
Mais info: www.emtmadrid.es
Avaliação dos impactos ambientais e sociais da produção de
biocombustíveis no topo da agenda das Nações Unidas
“Temos de garantir que os biocombustíveis são
sustentáveis. Tanto os impactos ambientais como os
sociais têm de ser tidos em consideração“
Stavros Dimas, Comissário para o Ambiente da UE
Certificação social e ambiental
A G E N E A L
A G E N E A L
Obrigado pela atenção!
Pedro Machado
[email protected]
A G E N E A L