Guia de Prova - Clube Automóvel do Algarve

Сomentários

Transcrição

Guia de Prova - Clube Automóvel do Algarve
ÍNDICE
INDÍCE
Mapa de Prova
Zonas de Público – Onde Ver
Recomendações de Segurança
Procedimento de Segurança
Internet
Video Promocional
Mapa de Pontuações
Informações
Apontamentos
Generalidades
Descrição
Elegibilidade
Comissão Organizadora
Introdução
Créditos
Palmarés
Antigamente
Elegibilidade – CNR / CFPAKS
Programa/Mapa de Controlos
Lista de Inscritos
Descrição
Nome da Prova – Rallye Casinos do Algarve
Data - 7 e 8 de Novembro de 2015
Organizador – Clube Automóvel do Algarve
Tipo de Piso - Terra
Elegibilidade
-
8ª prova do Campeonato Nacional de Ralis (CNR 2R/2L; RC2; RC2N; RC3; RC4; RC5; RGT)
4ª prova do Campeonato de Ralis FPAK Sul (P1; P2; P3; X1 e X3)
Comissão Organizadora
Página 1
SECRETARIADO
Clube Automóvel do Algarve
Zona Industrial de Loulé, Lote 11
Tel. 289 422 145 / Tel. 96 5525 338
www.clubeautomovelalgarve.pt
[email protected]
OFICIAIS DE PROVA
Presidente do Colégio Comissários Desportivos Eduardo Portugal Ribeiro
Comissários Desportivos João Aires Góis, Ilídio Duarte
Secretário do Colégio de Comissários Desportivos: Jorge Pereira
Observador FPAK Claudino Romeiro
Diretor de Prova José Manuel Afonso
Diretores Prova Adjuntos Agostinho Prudêncio, Duarte Brito Figueira, Joaquim Macedo
Delegado Técnico FPAK Luís Vasconcelos
Comissário Técnico Chefe Carlos Machado
Comissários Técnicos Élio Ramos, Pedro Santos, Nilton Iria
Secretário de Prova Edgar Rosário
Relações com os concorrentes Jorge Cruz
Responsável pela Segurança Hernâni Vairinhos
Relações com Comunicação Social Joaquim Macedo
Responsável pela Cronometragem Edgar Rosário
Reponsável pelos Tempos Paulo Laginha
Responsável pelos Resultados de Prova Paulo Laginha
Responsável pelo Parque Fechado Francisco Guerreiro
Médico-Chefe de Prova Dr. João Garcia
www.clubeautomovelalgarve.pt
Introdução
Rallye Casinos do Algarve de volta a Loulé
No âmbito de Loulé “Cidade Europeia do Desporto 2015”, nos dias 7 e 8 de Novembro, a prova rainha do Clube Automóvel
do Algarve regressa aos pisos de terra de Loulé e São Brás de Alportel encerrando o Campeonato Nacional de Ralis.
Depois do sucesso da Taça de Portugal de Ralis, o Rallye Casinos do Algarve está de regresso ao CNR, e coube novamente
ao Clube Automóvel do Algarve, colocar na estrada o rali que irá definir as contas da temporada 2015.
Vinte anos depois, a principal prova de ralis algarvia regressa aos pisos de terra, representando uma mudança para a zona
de Loulé e S.Brás. O conhecimento do terreno e a experiência acumulada do CAAL tornaram possível montar uma prova
muito equilibrada e com pisos apelativos à prática dos ralis, comprovado com a passagem do WRC no Algarve.
O centro nevrálgico será em Loulé, onde está localizado o Secretariado e o Parque de Partida, na Praça da República. O
rali com 120 quilómetros cronometrados, será disputado em dois dias, com o primeiro a usar uma ronda dupla pelos
troços no concelho de S.Brás de Alportel (totalizando 36km). Decorrerá ainda uma cerimónia simbólica de partida no
centro de São Brás, no entanto a assistência será no Parque Bonnet (Loulé).
No segundo dia o pelotão ruma para as serras do concelho de Loulé. A fim de agilizar as assistências e reduzir distâncias, o
Parque de Assistência será na Cortelha, onde também existirá uma zona de público. As especiais do Ameixial (17,79 km) e
Salir (22,85km) são o prato forte. O rali acaba com a cerimónia de Pódio marcada para as 15:00 no centro de Loulé.
O Rallye Casinos do Algarve também é elegível para o Campeonato FPAK de Ralis Sul. Impossibilitado regulamentarmente
de acompanhar o CNR, o pelotão do “regional sul” apenas disputa 5 Provas especiais, percorrendo 72,54 quilómetros
contra-relógio, no entanto passará por todos os troços do rali.
CRÉDITOS
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 2
A pesquisa, texto e edição são da autoria de Joaquim Macedo e Pedro Branco, contando com a colaboração ativa de
Edgar Rosário e José Manuel Afonso.
Algumas das imagens ilustrativas são da autoria de José Duarte, João Viana, Jorge Gomes, Luciano Martins, Pedro
Contente, Nélio Esteves, Sérgio Palma (FotoConcepts), David Araújo e Josef Petru (EWRC). As restantes são de arquivo, ou
de comunicados de equipas participantes no Campeonato Nacional de Ralis ou Campeonato Ralis FPAK Sul.
Palmarés
Equipa
Horácio Santos-Real Dias
Austin Cooper S
Armando Santos-”Olimac Leunam”
Lancia Fulvia Coupé 1.2 HF
António Carlos Oliveira-“Barata”
Datsun 240 Z
AlcidePaganelli-“Nini”Russo
Fiat 124 AbarthSpyder
Não se realizou devido à crise do petróleo
António Borges-João Anjos
Porsche 911 Carrera RS
Mário Silva-José Nobre
Datsun 240 Z
"Mêquêpê"-Miguel Vilar
Opel Kadett GT/E
Carlos Torres-Pedro de Almeida
Ford Escort RS 2000
WernerSchweizer-Thomas Dartch
Opel Kadett GT/E
António Zanini-Miguel Oliveira
Ford Escort RS 1800
Santinho Mendes-Filipe Lopes
Datsun 160J Violet
Joaquim Santos-Miguel Oliveira
Ford Escort RS 1800
Olivier Tabatoni-Michel Cadier
Citroën Visa Chrono
Joaquim Santos-Miguel Oliveira
Ford Escort RS 1800
Joaquim Santos-Miguel Oliveira
Ford Escort RS 1800
Joaquim Santos-Miguel Oliveira
Ford RS200
Inverno Amaral-Joaquim Neto
Renault 11 Turbo
Bento Amaral-Rui Bevilacqua
Renault 11 Turbo
Joaquim Santos-Miguel Oliveira
Ford Sierra Cosworth
António Coutinho-José Nascimento
Toyota Celica GT-Four
Carlos Bica-Fernando Prata
Lancia Delta HF Integrale
Não se realizou
Carlos Carvalho-José Alves
Mitsubishi Galant VR4
Fernando Peres-Ricardo Caldeira
Ford Escort Cosworth
Fernando Peres-Ricardo Caldeira
Ford Escort Cosworth
Fernando Peres-Ricardo Caldeira
Ford Escort Cosworth
Adruzilo Lopes-Luís Lisboa
Peugeot 306 Maxi
Adruzilo Lopes-Luís Lisboa
Peugeot 306 Maxi
José Carlos Macedo-Miguel Borges
Renault Mégane Maxi
Pedro Matos Chaves-Sérgio Paiva
Toyota Corolla WRC
Miguel Campos-Carlos Magalhães
Peugeot 206 WRC
Miguel Campos-Carlos Magalhães
Peugeot 206 WRC
Armindo Araújo-Miguel Ramalho
CitroënSaxo Kit Car
Miguel Campos-Nuno R. da Silva
Peugeot 206 S1600
Armindo Araújo-Miguel Ramalho
Mitsubishi Lancer EVO VIII MR
Armindo Araújo-Miguel Ramalho
Mitsubishi Lancer EVO IX
Bruno Magalhães-Paulo Grave
Peugeot 207 S2000
José Pedro Fontes-António Costa
Fiat Punto S2000
Bruno Magalhães-Carlos Magalhães
Peugeot 207 S2000
Bernardo Sousa-Paulo Babo
Ford Fiesta S2000
Ricardo Teodósio-João Luz (TPR)
Mitsubishi Lancer EVO IV
Pedro Meireles-Mário Castro (CPR)
Mitsubishi Lancer EVO IX
Carlos Martins-Pedro Peres (TPR)
Mitsubishi Lancer EVO VII
Ivo Nogueira-Nuno R. da Silva (CPR)
Citroën DS3 R3T
Ricardo Moura-António Costa
SkodaFabia S2000
Carlos Fernandes-Valter Cardoso
Mitsubishi Lancer Evo VI
2011
2012
2013
2014
Viatura
Regional Sul (VSH)
1998
Jorge Brito-Alberto Diogo*
1999 I
João Pinto-Luís Assunção
Renault 11 Turbo
BMW 325i
1999 II
Jorge Brito-Luís Silva
Lancia Delta 4WD
2000
Jorge Brito-João Silva
Lancia Delta 4WD
2001
José Coelho-António Morais
2002
Paulo Nascimento-D. Nascimento Ford Escort
Ford Sierra
2003
Nelson Ramos-João Luz
Ford Sierra
2004
João Fontaínhas-Luís Assunção
Ford Sierra
2005
Hilário Jaime-Eduardo Nunes Mitsubishi EVO3
2006
Pedro Duarte-João Bento
Peugeot 205 GTI
2007
Pedro Duarte-João Bento
Peugeot 205 GTI
2008
João Monteiro-José Teixeira
2009
Pedro Leone-Bruno Ramos
2010
Ford Sierra
Ford Sierra
Nuno Pinto-João Silva *
Mitsubishi EVO3
Ricardo Teodósio-João Luz
Mitsubishi EVO4
Luís Mota-André Mota*
Mitsubishi EVO6
2011
Ricardo Teodósio-João Luz
Mitsubishi EVO4
2012
Carlos Martins-Pedro Peres Mitsubishi EVO7
2013
Márcio Marreiros-Rui Serra Mitsubishi EVO6
2014
Márcio Marreiros-Rui Serra Mitsubishi EVO6
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 3
Ano
1970
1971
1972
1973
1974
1975
1976
1977
1978
1979
1980
1981
1982
1983
1984
1985
1986
1987
1988
1989
1990
1991
1992
1993
1994
1995
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
Antigamente
1995 – SÓ QUEM NÃO FUROU FOI A EMOÇÃO!
O tradicional posicionamento do Rali do Algarve no final
do calendário de provas do Campeonato Nacional de Ralis levou a
que muitas vezes a decisão final do luta pelos títulos em disputa.
Tal como agora, também há 20 anos atrás isso aconteceu. E,
podendo fazer o paralelismo, ambas disputadas em pisos de terra.
No caso de 1995, o rali ainda contava para o Europeu de
Ralis (prova de coeficiente 5), mas a falta de apoios que a
organização sentia, levou a que presença internacional se
resumisse à presença de dupla Gaby Goudezeune/Filip de
Pelsemaeker, inscritos pelo clube belga Duindestel.
Mas não era o Mazda 323 GT-R que captava as atenções. Essas recaíam no apuramento de quem se consagraria
campeão nacional e ainda do agrupamento de Produção. À geral, a luta seria entre Fernando Peres (navegado por Ricardo
Caldeira) no Ford Escort RS Cosworth 4x4 inscrito pela sua própria equipa, e Paulo Meireles, acompanhado de António
Abreu, que, na sua terceira época entre os Consagrados estava ainda na luta pelo título ao volante do VW Golf Rallye G60
que iria ficar encostado, pelo menos para ralis do Nacional, a seguir a esta prova, pois perdia a homologação no final do
ano.
No que respeita à Produção a luta dava-se entre António Jorge, acompanhado por Miguel Ramalho, ao volante
de um Renault Clio Williams e Augusto Magalhães/José Luis Simões (Ford Escort RS Cosworth 4x4) e Pedro Cunha e
Carmo/Duarte Cunha e Carmo (BMW M3), enquanto que na chamada “Formula 2”, José Carlos Macedo/Miguel Borges
precisavam de selar matematicamente a vantagem que tinham conseguido com um dos Renault Clio Maxi da Renault
Gest Galp, eles que também tinham ténues hipóteses de conseguir chegar ao título absoluto.
Mas nem só de candidatos a títulos vivia a lista de 44 inscritos. Lá também estavam pilotos com aspirações à
vitória no rali, como Jorge Bica/João Sena, que estavam em modo de despedida do Lancia Delta HF Integrale 16V, o carro
que tinha ajudado o piloto de Almada a chegar ao título em 1993, Carlos Carvalho/José Alves no Mitsubishi Galant VR4 ex.
RalliartGermany ou Adruzilo Lopes/Luis Lisboa, inscritos pela Automóveis Citroen num ZX 16V. No que respeita ao Gr.N,
para além dos pilotos já mencionados haveria sempre que prestar atenção ao regresso de Inverno Amaral, ao volante de
um EscortCosworth e navegado por José Manuel Conde, a Manuel Rolo/Carlos Mateus em Ford Sierra RS Cosworth 4x4
(naquela que era a estreia do piloto albicastrense ao volante de uma viatura de tracção total) ou Manuel Ferreira da
Silva/António Picarote no Lancia Delta HF Integrale 16V inscrito pela F3 Auto.
No dia seguinte, o rali ia para a estrada. Ao contrário de
outros anos, a primeira etapa era dedicada ao Barlavento, fazendose duas passagens pelos troços de Senhora do Verde, Romeiras e
Chilrão, com os concorrentes a partirem de Lagoa. O primeiro troço
é ganho por Peres, com Adruzilo Lopes a ficar pelo caminho com
problemas eléctricos na bomba de gasolina (ainda assim voltaram
no dia seguinte como carro 0). De seguida veio a primeira passagem
por Romeiras, com Carlos Carvalho a fazer o melhor tempo e a
passar para o comando, repetindo o feito no Chilrão. Na luta pelo
título, Meireles sente problemas com o compressor do motor do
Golf e perde 44 segundos nas Romeiras, acrescidos de dois minutos
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 4
A acção começou no dia 26 de Outubro, com abertura do secretariado no Hotel Atlantis em Vilamoura e com as
verificações técnicas, efectuadas no pavilhão do NERA, na zona industrial de Loulé (muito perto da actual sede do Clube
Automóvel do Algarve). Dos 44 inscritos, alinharam à partida 38.
de penalização à entrada do Chilrão, troço onde Bica fura e perde pouco mais de um minuto para Carvalho. Entretanto,
no segundo e terceiro troço do dia ficavam pelo caminho Pedro Cunha e Carmo e Ramiro Fernandes/Cruz Monteiro
(Lancia Delta HF Integrale 16V).
Quando começa a segunda ronda, Inverno Amaral (com problemas de suspensão) e Francisco Teixeira/Mário
Ferreira (Renault Clio Williams) engrossam as desistências
na Produção. Peres acabará por reconquistar a liderança a
Carvalho, sendo que no final do dia já tinham uma boa
vantagem sobre Bica. António Jorge liderava na Produção.
O segundo dia desenrolava-se na serrania do Sotavento,
em muitas das estradas visitadas pelo WRC e mesmo pela
edição deste ano do rali, com a manhã a ser preenchida por
uma ronda de duas passagens por Alcaria da Cume, Eira da
Palma, Vale Covo e Santa Catarina, enq uanto que pela
tarde o mesmo sistema visitava os troços de S. Brás,
Mealhas e Loulé.
A parte matinal vê Peres manter a liderança e Carvalho desistir depois de um despiste na segunda passagem por
Eira da Palma, fruto da quebra do triângulo de suspensão dianteiro esquerdo, isto num troço em que Peres dá um ligeiro
toque, abrindo a direcção e cedendo 18 segundos para Jorge Bica que, por seu turno, começa a sentir problemas de caixa
de velocidades. Na refrega pelo Gr.N, António Jorge e Manuel Rolo estavam em grande luta, com este último a desistir na
primeira passagem por S. Brás, devido aos problemas de suspensão que já vinham a afligir o Sierra. E é também na
chegada território sambrazense que se dá outro golpe de teatro: Peres fura e cede a liderança do rali a Bica! No troço
seguinte Peres recupera o tempo perdido, com os dois a ficarem empatados na frente do rali, com a segunda passagem
por S. Brás a devolver o comando ao piloto da Duriforte por 12 segundos. Mas a segunda passagem pelas Mealhas acabou
por ser a chave do rali: Bica desistia no penúltimo troço do rali com uma saída de estrada e Peres via assim aberto o
caminho para a vitória, com uns largos 6m52 de vantagem para Macedo e 9m56 sobre Meireles. Seguiram-se ainda
Goudezeune, que terminou o rali em crescendo, depois dos problemas de motor do primeiro dia, os veteranos Carlos
Fontaínhas/Rogério Seromenho (Ford Sierra XR4i), que conquistaram o oficioso título de melhores algarvios, Jorge
Rodrigues/José Alberto (Renault Clio 16V), António Jorge (melhor do Gr.N), Ferreira da Silva, Magalhães e
“Jomaro”/Orlando Bandeira (Ford Escort RS Cosworth 4x4).
Terminaram o rali 15 concorrentes.
Encerrava-se assim o último rali do Algarve em terra no espaço de 20 anos. Hélder Martins, o então director de
prova, confidenciava à imprensa que por força da falta de apoios institucionais, o rali iria sair do calendário europeu e
deveria passar para asfalto, tendo também atenção quais as autarquias que melhor se prestariam a apoiar esta
competição. Sendo assim, a despedida foi em beleza, pois a edição de 1995 foi rica em emoção no que toca à luta pelo
primeiro lugar, com os troços típicos do sul a imporem-se a muitos dos concorrentes e máquinas. 20 anos depois, parte
dos troços mudaram, pilotos e máquinas também. Mas temos outra vez os troços de terra da Serra do Caldeirão a serem
o palco da discussão do título. Tal como no passado, vem aí um rali recheado de emoção.
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 5
O pódio em Vilamoura não foi tão festivo como de
costume, pois a FPAK decidiu proceder a verificações pós-prova
aos carros dos pilotos que tinham alcançado títulos no final do
rali, algo novo na época e que causou algum mal-estar entre os
concorrentes. Mas tudo acabaria por correr pelo melhor e
Peres, Jorge e Macedo sempre se consagravam campeões a
nível Absoluto, Produção e Formula 2, respectivamente.
Elegibilidade
Campeonato Nacional de Ralis
2015 está a ser um grande ano para o CPR, em que tudo se decidirá
na Serra do Caldeirão. Os louros do campeonato serão entregues a
José Pedro Fontes ou a Ricardo Moura que entram para o Rallye
Casinos do Algarve a depender de si próprios para se sagrarem
campeões, mas com a vantagem a recair para o piloto do DS 3.
Também por atribuir está o título entre os pilotos das 2RM, com a
luta a ser entre Marco Cid, João Ruivo e Paulo Neto
Rali Serras de Fafe 2015
Ricardo Moura começa o ano a ganhar, seguido do regressado Miguel Campos (Peugeot 208 T16 R5) e de João Barros (Ford Fiesta R5),
com Fontes a terminar em 7º, depois de ter sofrido problemas com a direcção assistida do DS 3. Adruzilo Lopes (Subaru ImprezaSTiR4)
foi o melhor nos RC2N e João Ruivo (Renault Clio R3) triunfou nas 2RM, onde participaram jovens estrangeiros promissores como Max
Vatanen (ganhou entre os RC4), José Maria Lopez e os irmãos de Mevius.
1º Ricardo Moura/António Costa–Ford Fiesta R5
1º RC2N Adruzilo Lopes/Vasco Ferreira-Subaru
2ºMiguel Campos/C. Magalhães-Peugeot 208R5
1º2RM João Ruivo/E.Magalhães – Renault Clio
3º João Barros/Jorge Henriques-Ford Fiesta R5
1ºRC4 Max Vatanen/Melinda Beurent–Fiesta R2
Rali Cidade de Guimarães 2015
A primeira prova da época disputada em asfalto viu José Pedro Fontes comandar desde a 2ªPEC até final, na frente de João Barros (o
primeiro líder) e Ricardo Moura. Adruzilo Lopes repetiu a vitória nos RC2N, Gil Freitas (Porsche 911) triunfou nos R-GT e Marco Cid
(Renault Clio S1600) foi o melhor das 2RM
1º José Pedro Fontes/Miguel Ramalho-DS3 R5
1º RC2N Adruzilo Lopes/Vasco Ferreira-Subaru
2º João Barros/Jorge Henriques-Ford Fiesta R5
1º2RM Marco Cid/Nuno R. Silva –Clio S1600
3º Ricardo Moura/António Costa–Ford Fiesta R5
1ºRGT Gil Freitas/Duarte Miranda-Porsche 997
Rali de Castelo Branco
Na prova albicastrense, disputada em asfalto, Fontes obteve a sua segunda vitória consecutiva da época, seguido de João Barros (o
primeiro líder) e de Carlos Martins (Skoda Fabia S2000). Moura termina em quarto, depois de ter ganho uma posição a Adruzilo
(melhor RC2N). Gil Freitas e Marco Cid repetem os triunfos de Guimarães nas respectivas categorias.
1º José Pedro Fontes/Miguel Ramalho-DS3 R5
1º RC2N Adruzilo Lopes/Vasco Ferreira-Subaru
2º João Barros/Jorge Henriques-Ford Fiesta R5
1º2RM Marco Cid/Nuno R. Silva –Clio S1600
3º Carlos Martins/Daniel Amaral - Skoda Fabia
1ºRGT Gil Freitas/Jorge Carvalho-Porsche 997
SATA-Rallye dos Açores
Na prova portuguesa do ERC, Moura termina na terceira posição da
geral e melhor entre os portugueses que pontuaram para o CPR, na
frente de Fontes e Adruzilo (melhor entre os RC2N). Nas 2RM Paulo
Neto (Citroen DS3 R3T Max) foi o terceiro vencedor da época. Destaque
ainda para as provas dos pilotos portugueses participantes no Europeu,
com Bruno Magalhães (Peugeot 208 T16 R5) a fazer 4º e o algarvio
Diogo Gago (Peugeot 208 R2) a ser 2º entre os concorrentes do
ERCJunior.
2º Kajentan Kajetanowicz/J.Baran-FordFiesta R5
1º2RM Paulo Neto/Vítor Hugo-Citroën DS3 R3T
3º Ricardo Moura/António Costa–Ford Fiesta R5
Junior Chris Ingram/Gabin Moreau-Peugeot 208
Rali Vidreiro – Centro de Portugal
Nos troços vizinhos do pinhal de Leiria, Ricardo Moura continua a sua senda vitoriosa, isto num rali em que Fontes liderou até à 4ªPEc,
cedendo a liderança a Moura, que por sua vez, perdeu-a 2 classificativas depois para Pedro Meireles, que estreava aqui o seu Skoda
Fabia R5. Contudo, dois piões no penúltimo troço custaram a liderança ao piloto vimaranense, que assim entregou o comando do rali a
Moura, que acabou por triunfar com 3.9 segundos de vantagem sobre Fontes, com João Barros a fechar o pódio. Adruzilo Lopes
ganhou pela 5ª vez consecutiva nos RC2N e assegurou o título, enquanto João Ruivo triunfou entre os concorrentes do CPR2RM,
embora o melhor com este tipo de viaturas tenha sido o espanhol Gorka Antxustegi (Suzuki Swift S1600). Nota final ainda para as
vitórias em troços para Carlos Vieira (em Porsche 911, vencedor dos R-GT) e Carlos Martins.
1º Ricardo Moura/António Costa–Ford Fiesta R5
1º RC2N Adruzilo Lopes/Vasco Ferreira-Subaru
2º José Pedro Fontes/Miguel Ramalho-DS3 R5
1º2RM João Ruivo/E.Magalhães – Renault Clio
www.clubeautomovelalgarve.pt
3º João Barros/Jorge Henriques-Ford Fiesta R5
1ºRGT Carlos Vieira/Luís Ramalho –Porsche 977
Página 6
1º Craig Breen/Scott Martin-Peugeot 208 R5
1º RC2N Adruzilo Lopes/Vasco Ferreira-Subaru
Rali Vinho Madeira
Na segunda prova insular do ano, Fontes foi o melhor classificado, apesar de à geral ter ficado atrás de Bruno Magalhães (208 R5) e
Miguel Nunes (Ford Fiesta R5), que não pontuavam para o CPR. O pódio do campeonato foi fechado por João e Elias Barros, ambos em
Fiesta R5, com o madeirense Wilson Aguiar (Peugeot 208 R2) a triunfar no CPR2RM e Francisco Teixeira (Mitsubishi Lancer Evo X) a
triunfar entre os RC2N.
1º Bruno Magalhães/H.Magalhães- Peugeot 208
1º RC2N Filipe Pires/V. Mendonça-Mitsubishi
2º Miguel Nunes/João Paulo-Ford Fiesta R5
1º2RM Wilson Aguiar/J. Camacho-Peugeot 208
3º José Pedro Fontes/Miguel Ramalho-DS3 R5
1ºRGT Luís Serrado/Victor Calado –Porsche 977
Rali de Mortágua
Na ronda que antecedeu houve um vencedor novo, na pessoa do
campeão em título Pedro Meireles, que levou de vencida Carlos Martins
e Moura. Fontes foi o primeiro líder, mas um problema com um pneu na
segunda passagem por Aguieira fê-lo perder três minutos, acabando por
abandonar o rali depois de se ter despistado no último troço. Manuel
Castro (Mitsubishi Lancer Evo IX R4) venceu nos RC2N e assegurou o vicecampeonato, enquanto que nas 2RM foi João Ruivo a triunfar.
1º Pedro Meireles/Mário Castro-Skoda Fabia R5
1º RC2N Manuel Castro/Luís Costa-Mitsubishi
2º Carlos Martins/Daniel Amaral – Skoda Fabia
1º2RM João Ruivo/João Peixoto – Renault Clio
3º Ricardo Moura/António Costa–Ford Fiesta R5
1ºRC4 Miguel Carvalho/Paulo Lopes-Citroen C2
Campeonato FPAK de Ralis Sul
A caravana do Regional Sul, também marca presença na Serra
do Caldeirão, e quer demonstrar que está à altura do desafio.
À quarta prova do CRRS, Márcio Marreiros está na liderança,
seguido de Luís Mota e Paulo Santos (o melhor dos que
dispõem de viaturas de duas rodas motrizes), podendo já
selar a conquista do título nesta prova
Rali de Vila do Bispo
O oeste algarvio acolheu a primeira ronda do campeonato,
pontuável também para o campeonato FPAK de terra, o que
motivou a visita de pilotos como Fernando Peres (Mitsubishi Lancer
Evo VIII) ou Alfredo Barros (Ford Fiesta R5). E foi o antigo tricampeão nacional de ralis a levar de vencida a prova, seguido dos dois primeiros classificados no CRS, José Merceano (Mitsubishi
Lancer Evo VIII) e Márcio Marreiros (Mitsubishi Lancer Evo VI). O terceiro classificado no CRS foi Luis Mota (Mitsubishi Lancer Evo VI)
1º Fernando Peres/Filipe Fernandes - Mitsubishi
2º José Merceano/Francisco Pereira-Mitsubishi
3º Márcio Marreiros/Rui Serra – Mitsubishi VI
Rali de Monchique
O palco anterior do Rallye Casinos do Algarve recebeu a única ronda em asfalto do CRS, com alguns concorrentes do CPR
a aproveitarem para testar. Foi o caso dos dois primeiros classificados, Carlos Martins e João Barros, enquanto o último
lugar do pódio á geral foi para Márcio Marreiros, primeiro entre os concorrentes do “Regional”, sendo seguido nesta
classificação por Ruben Tabaio (Ford Escort RS Cosworth), João Monteiro (Mitsubishi Lancer Evo III) e Paulo Santos
(Citroen Saxo), que foi o melhor entre as 2RM. De ressalvar também a vitória de João Mexia (Porsche 911) nos Clássicos,
David Brites (Peugeot 206 GTI) nos Iniciados e Ricardo Roda no Chalenge DS3 R1
2º João Barros/Jorge Henriques-Ford Fiesta R5
3º Márcio Marreiros/Rui Serra – Mitsubishi VI
Rali Flôr do Alentejo/Cidade de Serpa
Na primeira ronda alentejana da edição deste ano do CRS, Carlos Martins trouxe o seu SkodaFabia S2000 com que regularmente
participa no CNR para uma vitória em “casa”. Seguiram-se lhe os concorrentes do CRS, com Márcio Marreiros, Luis Mota e Eduardo
Antunes (Mitsubishi Lancer Evo VI) a comporem o pódio. O melhor nas 2RM foi Paulo Correia, ao volante de um Peugeot 206 GTI.
1º Carlos Martins/Daniel Amaral - Skoda Fabia
2º Márcio Marreiros/Rui Serra – Mitsubishi VI
3º Eduardo Antunes/Hugo Bentes - Mitsubishi
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 7
1º Carlos Martins/Daniel Amaral - Skoda Fabia
Programa / Mapa de Controlos
Publicação da Lista de Inscritos
Reconhecimentos
Segunda, 2 de Novembro, 18:00
Domingo, 1 de Novembro e Sexta, 6 de Novembro 08:00 às 18:00, regime de estrada aberta.
Sexta, 6 de Novembro de 2015
Verificações Documentais
Sede CAA – Zona Industrial de Loulé, entre as 19:30 e as 21:30
Verificações Técnicas
Oficina Hydraplan –Zona Industrial de Loulé, entre as 19:00 e as 23:40
Sábado, 7 de Novembro de 2015
Entrada das Viaturas no Parque de Partida
Praça da República, entre as 09:00 e as 10:00
Publicação da Lista de Admitidos
Secretariado às 11:30 – também disponível online no site do rali
1º Dia, Sábado 7 de Novembro de 2015
CH
Localização
Prova Especial
LIGAÇÃO
TOTAL
TEMPO
MÉDIA
HORA
Distância (Km)
Distância(Km)
Distância(Km)
hh:mm
Km/h
1ºCONC
1
PARTIDA Praça da Républica
12:30
CH
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
CH P.ASSISTENCIA Nº1
CH Saída ASSISTENCIA Nº1
CH Neutralização S.BRÁS ALPORTEL
PARTIDA S.Brás Alportel
CH PE 1S.Brás 1
PARTIDA PE 1
CH PE 2Alportel 1
PARTIDA PE 2
CH PE 3 S. Brás 2
PARTIDA PE 3
CH PE 4Alportel 2
PARTIDA PE 4
CH P.ASSISTENCIA Nº2
CH Saída ASSISTENCIA Nº2
ENTRADA P.FECHADO - Loulé
TOTAIS DIA
Localização
SAIDA P.FECHADO - Loulé
CH P.Assistência nº2 - Cortelha
Saída P.ASSISTENCIA nº2
CH PE 5 AMEIXIAL 1
PARTIDA PE 5
CH PE 6SALIR 1
PARTIDA PE 6
CH P.ASSISTENCIA Nº3 - Cortelha
CH Saída ASSISTENCIA Nº3
CH PE 7 AMEIXIAL 2
PARTIDA PE 7
CH PE 8SALIR 2
PARTIDA PE 8
Entrada P. ASSISTENCIA Nº6
CH Saida ASSISTENCIA Nº6
ENTRADA P.FECHADO - Loulé
TOTAIS DIA
TOTAL RALI
Publicação dos resultados finais
Entrega de Prémios
1,320
1,320
11,670
00:10
00:10
00:23
00:47
00:17
13,970
13,970
11,670
07,92
37,50
8,360
19,820
0:35
33.98
0,770
7,380
0:15
29,52
8,360
19,820
0:35
33,98
25,130
0,000
1,060
69,610
31,740
0:52
0:45
0:07
36,60
9,10
12:40
12:50
13:13
14:00
14:17
14:20
14:55
14:58
15:13
15:16
15:51
15:54
16:46
17:31
17:38
TEMPO
hh:mm
MÉDIA
Km/h
HORA
1ºCONC
40,02
36,44
11,460
6,610
11,460
6,610
36,140
1,060
105,750
2ºDia , Domingo 8 de Novembro de 2015
Prova Especial
LIGAÇÃO
TOTAL
Distância (Km)
Distância(Km)
Distância(Km)
24,680
24,680
14,780
14,780
0:37
00:10
0:20
16,910
34,700
0:45
46,30
14,050
0,000
14,780
36,900
49,20
14,780
0:45
0:30
0:20
16,910
34,700
0:45
46,30
14,050
36,900
49,20
24,670
140,83
210,44
24,670
222,11
327,86
0:45
0:05
0:37
44,34
17,790
22,850
44,34
17,790
22,850
81,28
117,42
40,10
08:00
08:37
08:47
09:07
09:10
09:55
09:58
10:43
11:13
11:33
11:36
12:21
12:24
13:09
13:14
13:51
1º Dia - Secretariado, 19:00 – 7 de Novembro
2º Dia – Secretariado, 15:30 – 8 de Novembro
Praça da República – Loulé, 15:00
Os concorrentes do Campeonato FPAK de Ralis Sul apenas disputam as especiais 3 e 4 do dia 1, e 5,6 e 7 do 2º Dia, passando cinco minutos após o
último participante do Campeonato Nacional de Ralis.
As informações aqui disponibilizadas NÃO dispensam a consulta do Regulamento de Prova.
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 8
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
Lista de Inscritos
Nº
CONCORRENTE
1ºCONDUTOR
2º CONDUTOR
VIATURA
Gr.
CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS
1
Pedro Meireles
Pedro Meireles
Mário Castro
Skoda Fabia R5
RC2
2
DS3 Vodafone Team
José Pedro Fontes
Miguel Ramalho
Citroen DS3 R5
RC2
3
Ricardo Moura
Ricardo Moura
António Costa
Ford Fiesta R5
RC2
4
Adruzilo Lopes
Adruzilo Lopes
Vasco Ferreira
Subaru Impreza R4
RC2N
5
Carlos Martins
Carlos Martins
Daniel Amaral
Skoda Fabia S2000
RC2
6
Joaquim Alves
Joaquim Alves
Pedro Alves
Skoda Fabia S2000
RC2
7
P & B Racing
Elias Barros
Ricardo Faria
Ford Fiesta R5
RC2
8
Carlos Vieira
Carlos Vieira
Luís Ramalho
Ford Fiesta R5
RC2
9
Ricardo Teodósio
Ricardo Teodósio
José Teixeira
Ford Fiesta R5
RC2
10
Manuel Castro
Manuel Castro
Luis Costa
Mitsubishi Lancer EVOIX R4
11
R.F. Competições
Paulo Neto
Vitor Hugo
Citroen DS3 R3T Max
RC3
12
P & B Racing
Marco Cid
Nuno R. da Silva
Renault Clio S1600
RC3
14
Diogo Salvi
Diogo Salvi
Paulo Babo
Ford Fiesta R5
RC2
15
João Ruivo
João Ruivo
João Peixoto
Renault Clio R3
RC3
16
Diogo Gago
Diogo Gago
Jorge Carvalho
Peugeot 208 R2
RC4
17
Vitor Ribeiro
Vitor Ribeiro
Valter Cardoso
Mitsubishi Lancer EVO IX
18
Monteiros Competições
Marco Reis
Nuno Carvalhosa
Citroen C2 R2
RC4
19
Monteiros Competições
Paulo Moreira
Marco Macedo
Skoda Fábia R2
RC4
20
Rafael Cardeira
Rafael Cardeira
Henrique Damásio
Citroen DS3 R1
RC5
21
Monteiros Competições
José Rocha
Rui Raimundo
Peugeot 208 R2
RC4
22
Inside Motor
Francisco Nascimento
NN
Peugeot 208 R2
RC4
23
Inside Motor
Victor Calisto
Márcio Calisto
Citroen Xsara 2.0 16V
RC4
25
Márcio Marreiros
Márcio Marreiros
Rui Serra
Mitsubishi Lancer EVO VI
P3 / 7
26
Competisport
Luis Mota
Alexandre Ramos
Mitsubishi Lancer EVO VII
X3 / 14
27
Paulo Santos
Paulo Santos
Luis Santos
Volksvagwen Golf GTI
P2 / 3
28
Eduardo Antunes
Eduardo Antunes
Hugo Bentes
Mitsubishi Lancer EVO VI
P3 / 7
29
Nuno Venâncio
Nuno Venâncio
André Barras
BMW 325 IX
X3 / 14
30
Marco Gonçalves
Marco Gonçalves
Fernando Almeida
Peugeot 206 GT
P2 / 3
31
José Dimas
José Dimas
Ricardo Barreto
Subaru Impreza
P3 / 7
32
Ricardo Filipe
Ricardo Filipe
José Martins
Mitsubishi Lancer EVO VI
P3 / 7
33
Competisport
José Gomes
António Campos
Mitsubishi Lancer EVO IX
X5 / 16
RC2N
RC2N
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 9
CAMPEONATO FPAK RALIS SUL
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 10
Mapa de Prova
Zonas de Público – Onde Ver
A Organização sugere:
Sábado 7 de Novembro
 Parque de Partida e Conferência de Imprensa – 10h às 13h na Praça da República em Loulé
 ZP 1 São Brás de Alportel Das 13:00 às 15:30 (37º09’10.44N 7º53’19.23O) – Acesso de Loulé GoogleMaps
Neutralização na Avenida da Liberdade em S.Brás de Alportel, onde estará de perto com pilotos e viaturas.
 ZP 2 Pero de Amigos PE 1/3 14:20 / 15:15 (37º12’27.87N 7º50’46.13O) – Acesso S.Brás GoogleMaps
De S.Brás seguir na direção Bico Alto/Arimbo, no fim do asfalto seguir direção Pero de Amigos + 2500 mts
 ZP 3 Javali PE 2/4 14:30 / 15:40 (37º14’28.10N 7º54’42. 30O) – Acesso S.Brás GoogleMaps
Acesso pela N2, Barranco do Velho seguir na direção Javali, após 2500 metros encontra um gancho de asfalto
para terra.
 ZP 4 Cova da Muda/Menta PE 2/4 14:30 / 15:40 (37º12’50.59N 7º54’39.45O) – Acesso S.Brás GoogleMaps
Acesso pela N2, nas Bicas da Serra sair do asfalto em direção Corgas Bravas/Cova da Muda/Menda, 5 km em
terra (Acesso viaturas 4x4).
Domingo 8 de Novembro
 ZP 5 Besteiros PE5/7 9:00 / 11:30 (37º19’40.72N 7º56’50.05O) – Acesso Cortelha GoogleMaps
A partir da Cortelha segue para norte pela N2, após 12km chega a Besteiros, segue caminho de terra com
indicação Pero Ponto.
 ZP 6 Corte do Ouro PE5/7 9:00 / 11:30 (37º21’17.73N 7º56’29.56O) – Acesso Cortelha GoogleMaps
A partir da Cortelha segue para norte pela N2, após 17km chega ao Ameixial e vira à direita para Corte do Ouro.
Segue aproximadamente 3600 metros até encontrar a Prova Especial
 ZP 7 Cortelha PE6/8 10:00 / 12:30 (37º15’50.29N 7º58’44.00O) – Zona Cortelha GoogleMaps
No Circuito de Motocross da Cortelha, tem várias zonas para assistir – Desde o gancho de asfalto para terra; alto
próximo do aterro com boa visibilidade, ou passagem próximo do asfalto da N2. Também é próximo do Parque
de Assistências.
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 11
CONSULTE AS NOSSAS RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA
Recomendações de Segurança
Nunca









Veja o diagrama
As áreas a VERMELHO são de interdição (estando
colocado nesses locais pode causar atrasos ou mesmo o
cancelamento da especial)
As áreas a VERDE são os locais próprios para o público
Esteja no troço
Esteja num local abaixo da
estrada
Esteja em frente a sinais
informativos
Esteja em zonas Interditas
Esteja sentado perto da
estrada
Bloqueie zonas de escapatória
Se distraía
Retire sinais ou setas das
especiais
Esteja a tapar os sinais de fim
de troço ou de stop
Sempre







Atento ao desenrolar da prova
Atento à aproximação dos
carros
Alerta
Colocado em zonas de onde
possa sair rapidamente
Colocado em zonas de acesso
de público
Colocado em zonas elevadas
Atento às crianças
Colaborante com os membros
da organização e autoridades
Atrás das fitas de segurança
Lembre-se




O inesperado acontece
Que se ignorar as indicações dos membros da
organização a especial pode ser cancelada
Cumpra todas as normal para ajudar o desporto
motorizado
O desporto motorizado pode ser perigoso
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 12


Procedimento de Segurança
A sua segurança é a nossa principal preocupação
O Clube Automóvel do Algarve tem um número de telefone de emergência que é usado em exclusivo para este
fim em todas as nossas organizações.
Constatamos ao longo dos anos que em caso de acidente por vezes devido a urgência, ansiedade, ou a falta de
rede de telemóvel algumas das chamadas que recebemos no nº de emergência não são perceptíveis.
Com o intuito de aumentar a eficiência dos nossos meios de assistência, pedimos aos intervenientes que em
caso de emergência procedam da seguinte forma:
Antes de partir para a prova o piloto e o navegador devem gravar nos vossos telemóveis, o nosso número de
emergência (presente no roadboak e regulamento de prova).
Devem igualmente nas mensagens em: (modelos ou arquivo) gravar as seguintes mensagens: “nº de
concorrente e a mensagem OK” (Exemplo “23 OK”). E outra de emergência com “nº de concorrente e
mensagem SOS” (Exemplo “23 SOS”). Como todos sabem o telemóvel envia mensagens praticamente só com
um traço de rede, o que para fazer chamadas de voz é praticamente impossível.
Ao recebermos a vossa mensagem que esperamos que seja sempre a (nº OK) dá um contributo importante ao
nosso controlo sobre a prova e logo melhoramos também nas situações em efectivamente temos que intervir.
Muitos pilotos ao desistirem não informam a segurança de tal facto, o que implicam que por vezes perdemos
bastante tempo a procurá-los no terreno, quando por vezes já se encontram a caminho de casa. Para quem faz
segurança numa prova de ralis, o tempo é precioso!
Se abandonarem a competição, por favor informem-nos.
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 13
Boa prova e em segurança
Internet
Para um acompanhamento eficaz do Rallye Casinos do Algarve 2015, a
comissão organizadora propõe uma série de recursos online para não
perder nada sobre a prova algarvia.
Atualmente as tecnologias de informação desempenham um papel fulcral na
comunicação, não só pela facilidade de acesso, na eficiência e rapidez com que
chega ao público, permitindo também a interação.
Foi criado um site exclusivo para a prova algarvia. Esta página fornece um
conjunto de informações indispensáveis ao acompanhamento eficaz do rali. Pode
ser acedida diretamente com recurso aos telemóveis (smartphones ou iphones) através de um código de barras que
armazena o endereço da página. Para tal, o smartphone/iphone deverá ter um programa de reconhecimento de código
de barras, existindo alguns gratuitos como o NEOREADER ou QR DROID. Depois basta efetuar um reconhecimento com a
câmara do telefone.
O Clube Automóvel do Algarve, também quer aproveitar o uso das redes sociais,
Twitter e Facebook, para efetuar a cobertura do Rallye Casinos do Algarve 2015. Nos
dias antecedentes estarão disponíveis um conjunto de informações, dados, mapas,
vídeos e imagens úteis. Para os dias de competição, serão feitas atualizações
constantes sobre o seu desenrolar.
Outra opção passa pela consulta do Guia de Prova. Trata-se de um ficheiro PortableDocumentFormat (pdf), que pode ser
armazenado no computador pessoal, ou usado para impressão, mas que apresenta um conjunto de hiperligações que
facilita a navegação na página. Para tal basta clicar nas ligações disponíveis no Índice ou no final dos respetivos temas.
Para aceder aos conteúdos do rali, siga as seguintes hiperligações :
Site oficial Rallye Casinos do Algarve 2015: http://clubeautomovelalgarve.pt/docs/Alg15/index.html
Site oficial do Clube Automóvel do Algarve : http://www.clubeautomovelalgarve.pt/
PÁGINA FacebookClube Automóvel do Algarve: www.facebook.com/CAAlgarve
CONTA Oficial Twitter: http://twitter.com/caalgarve
Vídeo Promocional
Para ver o vídeo, clique em cima da imagem.
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 14
Mantendo a tradição foi criado um Vídeo Promocional de antevisão do
Rallye Casinos do Algarve 2015, elegível para o campeonato nacional de ralis
e campeonato FPAK Ralis Sul. O vídeo é uma das ferramentas mais
importantes de promoção do evento, e é exibido durante a Cerimónia de
Apresentação do rali, que decorrerá no Casino de Vilamoura. As Imagens
são do Nuno Fontaínhas, Joaquim Macedo, Tiago Fonseca Prod. E Tertúlia
Algarvia . A edição é de Nuno Fontainhas.
Mapa de Pontuações
Campeonato Nacional de Ralis
CONDUTORES - ABSOLUTO
Serras de
Fafe
1º
2º
3º
4º
5º
José Pedro Fontes
Ricardo Moura
João Barros
Pedro Meireles
Carlos Martins
145,5
136
99
68,5
63,5
1º
2º
3º
4º
5º
Miguel Ramalho
António Costa
Jorge Henriques
Mário Castro
Daniel Amaral
145,5
136
99
68,5
63,5
Cidade de
Guimarães
Castelo
Branco
Sata – Rallye
dos Açores
Geral PEC Geral PEC Geral PEC
10
1
25
4
25
2,5
25
2,5
17
14
17
2,5
20
2
20
0,5
14
14
0
12
17
Geral
20
25
0
PEC
8,5
14
VidreiroRali Vinho
Centro de
Mortágua
Madeira
Portugal
Geral PEC Geral PEC Geral PEC
20
2,5
25
9
0
1,5
25
0,5
0
0,5
17
1
17
20
0
14
1
0
25
0,5
0
0,5
0
20
NAVEGADORES - ABSOLUTO
10
25
17
14
0
1
2,5
2,5
25
17
20
14
12
4
2
25
14
20
2,5
20
25
0
0,5
17
20
25
17
14
0
8,5
14
2,5
0,5
1
0,5
25
0
20
0
0
9
0,5
0
17
0
25
20
1,5
1
0,5
Campeonato Nacional Ralis 2R/2L
CONDUTORES 2R/2L
Serras de
Fafe
1º
2º
3º
4º
5º
Marco Cid
João Ruivo
Paulo Neto
Miguel Carvalho
Renato Pita
111,5
103,5
90
84,5
58,5
1º
2º
3º
4º
5º
Nuno Rodr.da Silva
Vítor Hugo
Paulo Lopes
Luís Cavaleiro
João Peixoto
111,5
90
84,5
58,5
57
Cidade de
Guimarães
Castelo
Branco
Sata – Rallye
dos Açores
Geral PEC Geral PEC Geral PEC
20
1
25
1,5
25
1,5
25
4
14
3
0
0,5
17
0,5
17
0,5
0
14
0
0,5
20
0,5
12
12
17
Geral
0
PEC
3,5
25
20
0
4,5
0,5
VidreiroRali Vinho
Centro de
Mortágua
Madeira
Portugal
Geral PEC Geral PEC Geral PEC
0
14
20
25
3,5
25
3,5
0
0,5
20
5
0
12
0,5
17
17
NAVEGADORES 2R/2L
20
17
14
12
1
0,5
25
17
0
12
1,5
0,5
0,5
25
0
20
17
1,5
0
25
20
0
0,5
3,5
4,5
0
0
12
17
25
0,5
0,5
0,5
14
20
5
3,5
20
0
17
25
3,5
Campeonato FPAK Ralis Sul
CONDUTORES - ABSOLUTO
Vila do Bispo
1º
2º
3º
4º
5º
Márcio Marreiros
Luís Mota
Paulo Santos
Eduardo Antunes
João Monteiro
76
51,5
37,5
35
34
Geral
20
17
8
12
14
Monchique
PEC
0,5
Geral
25
14
17
6
20
Serpa
PEC
3
0,5
Geral
25
20
12
17
0
PEC
2,5
0,5
25
20
12
17
0
2,5
0,5
1º
2º
3º
4º
5º
Rui Serra
Alexandre Ramos
Luís Santos
Hugo Bentes
Leonel Fernandes
76
51,5
37,5
35
34
20
17
8
12
14
0,5
25
14
17
6
20
3
0,5
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 15
NAVEGADORES - ABSOLUTO
Informações
Este Rali será disputado em conformidade com o Código Desportivo Internacional (CDI) da FIA e seus anexos, as
Prescrições Gerais de Automobilismo e Karting 2015 (PGAK), as Prescrições Específicas de Ralis 2015, (PER) o
Regulamento do Campeonato Nacional de Ralis, o Regulamento do CFPAKS, o presente Regulamento Particular
CNR
CFPAKS
327,860Km
8
117,420Km
273,150Km
5
76,500km
Número de Etapas:
2
2
Número de Secções:
2
Asfalto
2
5,600Km
3,960km
Terra
111,820Km
72,540km
DESCRIÇÃO
Percurso total da Prova
Número de Provas Especiais de Classificação
Total de Km das Provas Especiais de Classificação
Tipos de piso por Provas Especiais de Classificação
1ª e 3ª Prova Especial
1ª Etapa
2ª Etapa
Terra
2 ª e 4ª Prova Especial
1,490km em Asfalto
Mista
5 ª e 7ª Prova Especial
1,160km em Asfalto
Mista
6 ª e 8ª Prova Especial
0,150km em Asfalto
Mista
Partida
Todas as viaturas admitidas à partida da 1ª etapa devem, obrigatoriamente, entrar no Parque Fechado de Partida,
localizado na Praça da República em Loulé, entre as 09:00 e as 10:00 horas.
A partida do CH 1 (Partida de Loulé) será de minuto a minuto para todos os concorrentes.
A partir do CH 5 (Partida S.Brás) a partida será de 2 em 2 minutos para todos os concorrentes.
Parques de Assistência
Sexta-feira, dia 6 e Sábado dia 7 de Novembro Parque estacionamento “Bonnet” (junto á GNR de Loulé)
Domingo, dia 8 de Novembro Paddock Circuito Motocross da Cortelha
Apontamentos
As informações aqui disponibilizadas NÃO dispensam a consulta dos seguintes documentos:
Prescrições Gerais Aplicáveis às Provas de Automobilismo e Karting 2015
Regulamento Desportivo Campeonato Nacional de Ralis 2015
Regulamento Técnico Campeonato Nacional de Ralis 2015
Regulamento Desportivo do Campeonato FPAK de Ralis Sul 2015
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 16
Prescrições Específicas de Ralis 2015
Generalidades
LOULÉ
Situada numa região de montes ondulantes que se estende
entre as aldeias pitorescas da Serra do Caldeirão e o esplêndido
litoral algarvio, Loulé é uma movimentada cidade comercial que
contrasta com a descontraída atmosfera balnear das estâncias
costeiras.
O litoral de Loulé é conhecido por “Triângulo Dourado”, uma zona que inclui os luxuosos resorts de Vale do
Lobo, da Quinta do Lago e de Vilamoura, onde as praias douradas, hotéis elegantes, campos de golfe de
renome, a marina, o casino e as infindáveis opções de lazer e entretenimento fazem deste um dos melhores
destinos de férias da Europa.
Localizada a 12 km da costa, a cidade de Loulé soube manter o seu encanto de outros tempos ao mesmo
tempo que se desenvolveu e transformou num eixo comercial da região. O centro histórico merece ser
explorado, bem como as suas muralhas do século XIII que oferecem vistas sobre os telhados e as ruas
calcetadas cheias de artesãos que deram a Loulé a reputação de capital do artesanato do Algarve. Objectos em
cerâmica, ferro fundido e cobre, brinquedos de madeira, mantas coloridas e rendas são algumas das peças
artesanais produzidas e que podem ser compradas no mercado de sábado. Se a sua visita coincidir com a feira
anual de artesanato em Julho, terá o prazer de ver todo o tipo de artesanato, bancas repletas de produtos
gastronómicos da região e muita música, enquanto desfruta do ambiente festivo que reina nas ruas da cidade.
Também no centro histórico, a Igreja Matriz de São Clemente, datada do século XIII, o Museu Municipal e o
vizinho Jardim dos Amuados merecem uma visita antes de explorar os muitos restaurantes de cozinha
regional. Combinando sabores do mar e da montanha, os suculentos pratos da região variam entre as
sardinhas e os vários mariscos de Quarteira, além das especialidades de coelho e porco típicas das localidades
rurais do interior.
Instalado num edifício de inícios do século XX de inspiração árabe, o
impressionante Mercado de Loulé é um dos mais famosos marcos da cidade. As
suas bancas coloridas repletas de fruta, legumes, peixe, queijo e doces regionais
são uma excelente amostra dos produtos da região.
O ponto forte do calendário de Loulé é o Carnaval. Famosos em todo o país, os
festejos do Carnaval incluem três dias de festa ininterrupta e desfiles de carros
alegóricos pelas ruas num frenesim de brilho, lantejoulas e trajes exuberantes ao
som do samba. Um evento mais solene atrai peregrinos e visitantes à cidade
durante a Páscoa, quando se realiza a Festa da Mãe Soberana.
O Clube Automóvel do Algarve contou com a colaboração ativa da edilidade municipal da Câmara de Loulé na
preparação do Rallye Casinos do Algarve 2015.
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 17
Mais informação em: http://www.cm-loule.pt/
S.BRÁS DE ALPORTEL
É uma cidade com o sabor a serra e o encanto do passado.
Para apreciar melhor a ligação ainda existente ao passado,
faça um passeio pelo Vale de Alportel e visite algumas
povoações carregadas de história, como o sítio de São
Romão, Vilarinhos, Soalheira e
Malhão, Vale
da
Corte, Juncais, Moremos e Úmbria, Santa Catarina e Alportel
Durante os meses de Janeiro e Fevereiro poderá apreciar,
como um pouco por todo o Algarve, o manto branco que se
espalha com o florir das amendoeiras, com se fosse neve.
Reza a história que um príncipe árabe casou com uma princesa nórdica e com o passar dos anos ela estava
cada vez mais triste de saudades da sua terra natal, onde havia muita neve. O príncipe mandou então plantar
amendoeiras em todo o Algarve, para que quando florissem se visse apenas um manto branco e assim a
tristeza da sua princesa desapareceria.
É na serra do Caldeirão e especificamente nesta região que encontramos a melhor cortiça do mundo,
selecionada para os melhores champanhes franceses. Uma curiosidade deveras interessante são os “rolhões”
(recipientes encontrados na via pública junto aos ecopontos para a colocação das rolhas de cortiça para
posterior reciclagem).
Alguns dos monumentos a não perder são a Igreja Matriz, o Palácio Episcopal,
o Mercado, o Museu do Traje Algarvio e a Pousada, uma das mais antigas do
país e onde se pode visitar o “moinho da pousada” com uma vista magnífica
sobre São Brás de Alportel.
Na Páscoa, a Festa da Aleluia e das Tochas Floridas permite admirar tapetes de
flores compostos diretamente no chão. No fim de Julho, não perca a Feira da
Serra onde irá deleitar-se com os sabores da serra do Caldeirão. Durante 3
dias, o artesanato, os produtos típicos, a doçaria, as melodias, os saberes
tradicionais e a animação de rua é constante.
Mais informação em: http://www.cm-sbras.pt/
Página 18
O Clube Automóvel do Algarve contou com a colaboração ativa da edilidade municipal da Câmara de São Brás
de Alportel na preparação do Rallye Casinos do Algarve 2015.
www.clubeautomovelalgarve.pt
SOLVERDE
Os Casinos Solverde deixaram de ser espaços quase exclusivamente vocacionados para o jogo, para se tornarem
em valências direccionadas para os setores de animação e de cultura, não só porque se terem tornado em áreas
abertas às mais variadas manifestações de natureza cultural, como também porque ali passaram a exibir-se
espetáculos que dignificam a música e os artistas portugueses e estrangeiros.
Casino de Vilamoura
Hotel AlgarveCasino
Casino de Monte Gordo
Situado a 290 kms de Lisboa e a 25
kms do Aeroporto Internacional de
Faro, o Casino Vilamoura beneficia
de uma localização privilegiada,
sendo um pólo de atração turística
por excelência, em pleno centro de
animação das noites algarvias.
Uma decoração vanguardista, um
serviço de alta qualidade e uma
diversidade de ambientes confluem
numa oferta distinta que se
materializa em vibrantes salas de
jogos, em espetáculos nacionais e
internacionais ou em propostas
gastronómicas diferenciadas para os
gostos mais exigentes.
Situado em plena Praia da Rocha e próximo
de diversas infraestruturas turísticas – golfe,
marinas, parques aquáticos e animação
noturna -, o Hotel Algarve Casino conjuga de
uma forma ímpar o conforto e o requinte, a
animação e o descanso, o lazer e os negócios.
Com uma sedutora vista para a praia e para o
mar, a unidade cinco estrelas proporciona
férias inesquecíveis para toda a família, com a
garantia de um serviço de excelência, elevado
conforto e qualidade.
O Casino, junto ao hotel, complementa a
oferta do Hotel Algarve Casino convidando a
momentos de puro divertimento com
animação noturna, fantásticos espetáculos,
noites musicais, restaurantes, bares e
modernas salas de jogo.
Localizado a apenas 6 kms da
fronteira com Espanha, a 300 kms de
Lisboa e a 65 kms do Aeroporto
Internacional de Faro, o renovado
Casino Monte Gordo constitui um
dos mais animados pólos de atração
algarvios.
A grande diversidade de jogos do
Casino e a elevada qualidade das
propostas gastronómicas conjugamse com um programa eclético e
variado de entretenimento.
"Kings &Queens” é um espectáculo com uma expressão estética e uma
O Clube Automóvel do Algarve contou com a colaboração do Casino Solverde na preparação do Rallye Casinos do Algarve
2015
VOLTAR AO ÍNDICE
www.clubeautomovelalgarve.pt
Página 19
sonoplastia muito actuais, materializadas pela fusão de vários estilos de dança,
inspirados na obra musical dos reis e rainhas da música popular das últimas
décadas.
"K&Q” revisita Elvis Presley, Madonna,Freddie Mercury, Aretha Franklin,
Beyoncé, Michael Jackson, Tina Turner e James Brown, obtendo como
resultado um espectáculo que reflecte adaptações, reconstruções e criações
originais apresentadas com um ritmo e uma alegria contagiantes.
Mais informações em http://www.solverde.pt

Documentos relacionados

Guia do Rali - Clube Automóvel do Algarve

Guia do Rali - Clube Automóvel do Algarve VW Golf GTI inscrito pela Publiracing e era navegado por Alfredo Lavrador, e as duplas Nuno Madeira/João Vicente e Manuel Russo/João Sena que alinhavam ao volante de Citroen Visa GT. Disputado entr...

Leia mais

Organização

Organização Presidente do Colégio Comissários Desportivos João Aires de Goes Comissários Desportivos Carlos Marques Jorge Cruz COMISSÃO ORGANIZADORA Clube Automóvel do Algarve Zona Industrial de Loulé, Lote 11...

Leia mais

Clique aqui para visualizar a Magazine Ralis

Clique aqui para visualizar a Magazine Ralis A Stobart continua na terceira posição, mas tem agora a companhia da Subaru, ambas com 19 pontos. Para além da presença dos melhores pilotos da actualidade, uma das grandes atracções para o público...

Leia mais