Laxismo, estrada esventrada há 4 anos - Bloco de Esquerda

Сomentários

Transcrição

Laxismo, estrada esventrada há 4 anos - Bloco de Esquerda
Site Distrital de Aveiro - Bloco de Esquerda
Laxismo, estrada esventrada há 4 anos
26-Jan-2009
Para o Bloco de
Esquerda é insultuosa a forma como a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira
tem tratado os habitantes
A rua está
completamente esventrada, irregular e com enormes crateras, ainda se conseguem
reconhecer vestígios do alcatrão que em tempos cobriu o piso. Devido á
inclinação e arrastados pela acção das águas pluviais, as lamas e sedimentos
acumulam-se na parte mais baixa da via, tornando impraticável a circulação a
veículos automóveis ligeiros e impossibilitando a circulação a peões numa parte
do seu traçado.
O Bloco de Esquerda
está solidário com os moradores da rua das flores e exige que a Câmara da Feira
dê respostas rápidas para a resolução deste problema, que é mais um triste
exemplo de vergonha que é a gestão da autarquia.
Os dirigentes
concelhios do Bloco de Esquerda visitaram a Rua das Flores, local fronteiriço
entre as freguesias de Mozelos e São Paio de Oleiros.
O cenário com que se
depararam é surreal e só tem comparação possível em países não do 3º mas do 4º
mundo.
A rua está
completamente esventrada, irregular e com enormes crateras, ainda se conseguem
reconhecer vestígios do alcatrão que em tempos cobriu o piso. Devido á
inclinação e arrastados pela acção das águas pluviais, as lamas e sedimentos
acumulam-se na parte mais baixa da via, tornando impraticável a circulação a
veículos automóveis ligeiros e impossibilitando a circulação a peões numa parte
do seu traçado.
Percebe-se que foram
iniciadas obras numa rede de infra-estruturas de urbanização, mas que há anos foram
abandonadas. Vêem-se caixas eléctricas completamente destruídas, o alargamento
http://antigo.aveiro.bloco.org
Produzido em Joomla!
Criado em: 1 October, 2016, 19:43
Site Distrital de Aveiro - Bloco de Esquerda
da rua ficou-se pela intenção, ainda se podem observar as guias dos passeios
que entretanto foram cobertas pela vegetação, sobraram os postes de telefone no
meio da via, as caixas de saneamento e águas pluviais constituem armadilhas
perigosas, são profundas, sem qualquer tampa de protecção e dissimuladas entre
a lama e os sedimentos, nem sequer estão sinalizadas para prevenir os mais
incautos. O saneamento é o único agente que circula livremente e a céu aberto,
directamente para o pequeno riacho que corre ali nas proximidades.
Os cidadãos que ali
vivem estão isolados da civilização, já que no caso concreto de 3 famílias, a
alternativa de que dispõem é um caminho muito estreito, onde se confunde o
alcatrão com a terra e com as recentes chuvadas o caminho deixou de ter as
mínimas condições de circulação, além
disso obriga essas famílias Mozelenses a percorrerem a freguesia de Paços de
Brandão e São paio de Oleiros para se deslocarem a Mozelos.
Para o Bloco de
Esquerda é insultuosa a forma como a Câmara Municipal tem tratado a dignidade
destes humildes e muito pacientes cidadãos do nosso concelho.
Em contacto com os
moradores os dirigentes do bloco de esquerda ficaram a saber que esta situação
se arrasta já há 4 anos.
Apesar de todas as
diligências que estes têm feito junto dos responsáveis da autarquia e aqui
incluem-se, os presidentes da Junta de Freguesia de Mozelos e de São Paio de
Oleiros, a verdade é que todos sacodem a água do capote atirando as
responsabilidades ora para o vizinho do lado, ora para o responsável pelas
obras de urbanização, sem que nenhuma das entidades tenha tido a moralidade de
dar uma resposta concreta na resolução do problema.
O bloco de esquerda desafia
a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, na pessoa do seu presidente, a vir
esclarecer publicamente os moradores daquela rua:
Porque razão não têm
eles o direito à mobilidade como todos os outros cidadãos?
Quem é o responsável
pelas obras que ali se iniciaram e que foram abandonadas há anos?
http://antigo.aveiro.bloco.org
Produzido em Joomla!
Criado em: 1 October, 2016, 19:43
Site Distrital de Aveiro - Bloco de Esquerda
Que tipo de relação
promíscua existiu entre o promotor daquela urbanização fantasma e os
desarranjos da via pública? a situação existente prefigura uma submissão
inaceitável do interesse público aos interesses de privados, com claro prejuízo
para os moradores.
Se houver
necessidade de prestar socorro urgente a algum daqueles moradores, por onde
passam os veículos de socorro? O gabinete de protecção civil da Câmara da Feira
tem meios aéreos disponíveis?
O Bloco de esquerda
está solidário com os moradores da rua das flores e exige que a Câmara da Feira
dê respostas rápidas para a resolução deste problema, que é mais um triste
exemplo de vergonha concelhia.
E, não hesitará o
Bloco de Esquerda em apontar o dedo acusador aos responsáveis camarários, se
ali ocorrer algum acidente grave que envolva pessoas e bens. Esta rua está sob
a alçada da autarquia, que tem igualmente a responsabilidade da sua conservação
e arranjo.
O BE não pode
aceitar que alguém veja a sua liberdade condicionada pela irresponsabilidade de
terceiros.
http://antigo.aveiro.bloco.org
Produzido em Joomla!
Criado em: 1 October, 2016, 19:43