revista vertical 1 - Cemitério Vertical de Curitiba

Сomentários

Transcrição

revista vertical 1 - Cemitério Vertical de Curitiba
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 1
08
ÍN D IC E
3
C A PA
FAV O R I TO S
Saiba como diversificar seus
investimentos
Confira nossas
indicações de cinema,
música e livros
6
13
MUNDO PET
Veja nossas dicas de
alimentação natural
para gatos
DICAS
CASEIRAS
Aumente a durabilidade
dos alimentos e deixe
sua casa brilhando
Conheça duas cidades
para decidir seu roteiro
de viagem
7
11
M A R AV I L H A S
DO MUNDO
SAÚDE
Aprenda um pouco mais
sobre o temido Lúpus
14
VIDA
GOURMET
Duas novas receitas
pra ninguém botar
defeito
15
CEMITÉRIO
VERTICAL
Confira como foi o dia de
Finados no Cemitério Vertical de
Curitiba
DA R E DAÇÃO
É com muita alegria que chegamos na última edição do ano! E,
no meio de promessas e desejos,
que tal começar essa nova fase
com pé direito? Aproveite este
período especial com seus amigos e familiares. Curta a vida e
viva tudo o que há para viver!
Vamos começar 2016 reoganizando as finanças? Conversamos
com especialistas e fizemos uma
matéria com dicas valiosas a respeito do assunto. O leitor que se
interessar pelo tema poderá descobrir formas mais rentáveis de
aplicar suas economias e garantir
um 2016 com mais estabilidade e
independência financeira.
No caderno Favoritos, listamos
dois filmes leves e divertidos que
combinam com esse período de
férias. Já no caderno de música
relembramos o saudoso Bezerra
da Silva e os animados Blues Brothers. Na área de literatura, sugerimos passar alguns momentos
com o mestre Alexandre Dumas e
seu Conde de Monte Cristo, além
das tirinhas mágicas da Malfada.
No caderno de turismo, convida-
mos você a descobrir a Chapada
dos Guimarães e o paraíso de
Santo Domingo. Nas Dicas Caseiras você vai aprender a aumentar
a durabilidade dos alimentos e
descobrirá como limpar alumínio.
Para finalizar, escolhemos a dedo
duas receitas ótimas para você
iniciar o ano.
Encerro esta nota desejando a
cada um de vocês um ótimo
2016! Espero que o ano novo
seja melhor para todos nós em
todos os aspectos! Nos vemos no
ano que vem!
Um abraço,
Rodrigo Filla
[email protected]
Editor da Revista Vertical
A Revista Vertical é uma produção da Universal Empreendimentos Ltda, empresa que administra o
Cemitério Vertical de Curitiba • Tiragem: 48.600 • Distribuição Gratuita em Curitiba e Região • Periodicidade:
Trimestral • Diretor Presidente: Newton Cabral Fernandes • Projeto Gráfico, Diagramação, Editorial, Textos
e Revisão: Ag86 - www.ag86.com.br • Jornalista Responsável: Carol Veiga - DRT/PR : 04882 • Redatora:
Alynne Bonin • Impressão: Oficina do Impresso. Para anunciar na Revista Vertical entre em contato através
do telefone (041) 4042-0190.
Para falar com o Cemitério Vertical de Curitiba ligue: (041) 3360-6000.
2 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015
© Shutterstock
EXPEDIENTE
FAVO R I TO S
Nossas indicações
C I N EM A , M ÚSI C A E LI V R OS
CI N EM A
De Volta para o Futuro (1985) - Divulgação
DE VOLTA PARA O FUTURO (1985)
QUEBRANDO A BANCA (2001)
De Volta Para o Futuro é um daqueles filmes
de tirar o fôlego: emocionante, engraçado,
com uma trilogia incrível e muito bem escrita.
Produzidos por Steven Spielberg e dirigidos
por Robert Zemeckis, os três filmes da série
arrecadaram quase 1 bilhão de dólares nas
bilheterias do mundo inteiro e se transformaram
em verdadeiros ícones da cultura popular do
século XX. A história gira em torno de Marty
Mcfly, que faz mirabolantes passeios entre
o futuro e o passado, junto do seu amigo Dr.
Brown, “Doc”.
O tímido jovem Ben Campbell (Jim
Sturgess) é um dos gênios do Instituto de
Tecnologia de Massachusetts que precisa
pagar a faculdade, mas não faz ideia de
como fazer isso.
No segundo filme, Marty viaja até 21/10/2015,
e aprende da maneira mais complicada possível
como é perigoso tentar mudar o presente.
A última parte da trilogia “De Volta para o
Futuro”, lançada seis meses depois da segunda
parte, é uma homenagem ao faroeste, inclusive
o personagem Marty McFly aparece como Clint
Eastwood no passado.
O grupo é liderado por Micky Rosa (Kevin
Spacey), um professor de matemática e
gênio em estatística, com quem consegue
montar um código infalível. Contando
cartas e usando um sistema de sinais, eles
conseguem quebrar diversos cassinos.
Encantado pelo dinheiro e pelo estilo de
vida de Vegas (e pela sua inteligente e sexy
amiga Jill Taylor), Ben começa a ir até ao
limite. O filme é inspirado numa história
verídica, extraído do best-seller de Ben
Mezrich. Bringing Down the House.
© Divulgação
É um ótimo filme para passar a tarde comendo
pipoca com as pessoas que você mais gosta.
Então ele conhece um grupo de alunos que
ganha muito dinheiro jogando cartas em
Las Vegas, usando identidades falsas.
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 3
MÚSICA
BEZERRA DA SILVA
THE BLUES BROTHER S
Bezerra da Silva foi um dos gênios da música brasileira.
Começou sua vida artística se dedicando aos gêneros
nordestinos, principalmente o coco até se transformar
em uma das principais figuras do samba. Através
desse, cantou sobre os problemas sociais encontrados
dentro das comunidades, se apresentando no limite
da marginalidade e da indústria musical, sempre com
muito bom humor nas suas composições.
A banda de Rhythm & Blues (R&B) norte-americana
The Blues Brothers foi fundada pelos comediantes
Dan Aykroyd e John Belushiem, em 1978, que faziam
parte de um quadro musical no programa Saturday
Night Live.
Tudo começou com uma grande brincadeira no programa, que no final renderam quatro discos:
Briefcase Full of Blues (1978), The Blues Brothers Original Soundtrack (1980), Made in America (1980)
The Best of The Blue Brothers (1981)
A popularidade da dupla foi crescendo gradativamente, até virarem estrelas de primeiro nível.
Em 1980, embalados pelo sucesso, os Blues Brothers
se tornaram protagonistas do filme Os Irmãos Cara-de-Pau, que conta a história dos irmãos que juntam
fundos honestos para o orfanato, através da apresentação da sua lendária banda de R&B. Recentemente foi lançado um DVD especial contando os 25
anos da produção.
Os principais temas de suas canções foram a vida
do povo e os problemas da sociedade e das favelas,
como a exploração e a opressão sofridas pelos
trabalhadores, a malandragem e ladrões à margem
da lei e muitos outros assuntos.
“Essas músicas que eu canto são de compositores
que são servente de pedreiro, camelô, outro tá
desempregado, outro limpa o carro da madame e a
mulher é a cozinheira.” Dizia ele.
LIVROS
A Mafalda é uma menininha esperta que gosta de brincar e dançar como
toda outra criança da sua idade. Mas, com
apenas seis anos, a garotinha tem plena
consciência dos problemas do mundo, das
injustiças, das guerras e intolerância na sociedade. Ela e sua turma gostam dos Beatles, mas
questionam o insano universo dos adultos, suas
manias e suas maneiras de encarar a realidade. Mafalda não gosta de tomar sopa, mas adora passar as
tardes deitada na grama, vendo os pássaros passearem
no céu e pensar em como as pessoas não aproveitam
isso. Esta edição contém as tirinhas publicadas por Quino, da primeira à última, e procuram mostrar, com humor
e carisma, que ser politizado e consciente não significa ser
pessimista, e, principalmente, não significa ser adulto.
4 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015
© Divulgação
QUINO
TODA MAFALDA
ALEXANDRE DUMAS
O CONDE DE MONTE CRISTO
O marinheiro Edmond Dantés é preso
injustamente, vítima de uma conspiração,
às vésperas do seu casamento. Anos depois,
consegue escapar da prisão, enriquece e
planeja uma vingança mirabolante. A galeria
de personagens criada por Alexandre Dumas faz
um retrato da França do século XIX, uma época
marcada pela transformação dos ideais da sociedade.
As aventuras de Dantés ganharam diversos filmes
que colaboraram para o sucesso da história. Traições,
denúncias anônimas, tesouros fabulosos, vinganças e
muito suspense fazem com que você perca o fôlego pela
trama. O Conde de Monte Cristo traz uma emoção diferente
a cada página, e essa é a razão da obra do escritor francês ter
se transformado em um clássico da literatura mundial, mexendo
com a imaginação dos leitores há mais de 150 anos.
© Divulgação
Queremos a sua indicação!
Você tem alguma sugestão de disco, filme ou livro que quer compartilhar com outros
leitores? Escreva-nos: [email protected]
Sua indicação pode aparecer no próximo exemplar da Revista Vertical!
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 5
MARAVILHAS DO MUN DO
C H APA DA D O S GUI M AR ÃES
A Chapada dos Guimarães é conhecida pelos impressionantes
paredões de arenito vermelho-alaranjado que dão as boas vindas aos turistas que aportam na
cidade, a apenas 69 km de Cuiabá.
Lá você encontra o cenário perfeito
combinado com cerrado, cachoeiras e cânions, além de pinturas rupestres e formações rochosas que
enchem os olhos de ecoturistas e
esotéricos.
Porta de entrada do Parque Nacional, a cidadezinha que leva o
mesmo nome da reserva oferece
pousadas super confortáveis, restaurantes aconchegantes e uma
praça onde fica a igreja de Santana que, nos finais de semana, funciona como feirinha de artesanato
durante o dia e ponto de encontro
dos visitantes quando a noite cai.
Para os amantes de aventura, as
muitas trilhas, desbravadas a pé ou
de bike, levam a mirantes naturais
que descortinam maciços montanhosos e, em dias claros, avista-se
a planície pantaneira e a capital do
Mato Grosso, Cuiabá.
Os caminhos conduzem ainda ao
cartão-postal da Chapada: a cachoeira Véu de Noiva, com 86 me-
tros de queda, vista panorâmica e
lindos sobrevoos das escandalosas
araras vermelhas. Lá embaixo há
um poço de águas cristalinas, mas
os banhos são proibidos.
Também merece destaque a Cidade de Pedra, emoldurada por
rochas pontiagudas que remetem
a castelos medievais. As formações espalham-se por cânions que
chegam a 350metros de altura em
meio a escarpas também frequentadas pelas araras. A exuberante
e variada vegetação do cerrado
pode ser apreciada ao longo de
todo o passeio.
Santo Domingo, capital da
República
Dominicana,
é
conhecida como a cidade mais
antiga das Américas. Em seu
centro, parte da história da
colonização do continente é
contada. Aqui se encontram
edificações importantes como
o primeiro hospital, a primeira
catedral e primeira universidade
construídas na América. Isso
rendeu para a cidade a entrada na
lista da Unesco de Patrimônio da
Humanidade.
6 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015
Para começar o passeio, o ideal
é partir da casa de Alcázar de
Colón, onde morou a família
de Cristóvão Colombo por
mais de três gerações e hoje,
transformada em museu, recebe
turistas interessados em conhecer
©http://www.portalnobres.com.br/| 2. http://www.turismodigital.com/
S AN TO D OM I NGO
os aposentos e objetos que
pertenceram a Diego Colombo,
filho de Cristóvão.
Cristóvão Colombo, e à Fortaleza
de Ozama, que leva o mesmo
nome do rio que cruza a cidade.
Ao lado do Alcázar, a Catedral
Primada de América é uma das
construções mais importantes
da cidade por ter sido a primeira
igreja do “Novo Mundo”. Ao
lado do porto é possível ir a
pé ao El Faro a Colón, onde os
dominicanos acreditam que estão
enterrados os restos mortais de
A 30 quilômetros do centro, fica
uma das praias mais famosas
da região, Boca Chica, com 8
quilômetros de orla, piscinas
naturais e alta concentração de
hotéis, bares e restaurantes. À
noite, a principal avenida de Santo
Domingo, a George Washington,
mais conhecida como Malecón,
vira uma espécie de galeria a céu
aberto, onde os artistas locais
expõem seus trabalhos. Para sentir
o clima da capital, o negócio é
curtir a vida noturna, aprendendo
a dançar o merengue e provando
os drinques coloridos feitos com
rum nos nightclubs. Na hora das
compras, dê uma vasculhada
no Mercado Modelo, com boas
opções de artesanato popular.
MUN DO PE T
ALI M E NTAÇ ÃO NATUR AL PA RA G ATOS
© Shutterstock
As pessoas que têm gatinhos em casa sabem
que os bichanos são muito seletivos na hora
de comer, muitos gatos são intolerantes
A alimentação ou simplesmente não gostam da
natural e maioria de rações que encontramos em
caseira é petshops e mercados, mesmo assim,
devemos nos preocupar com que eles
uma grande
tenham uma alimentação saudável.
aliada na cura
de males e A alimentação natural e caseira é
doenças dos uma grande aliada na cura de males
gatos. e doenças dos gatos. Rações feitas
em casa podem ajudar em casos de
desnutrição, sarna, intolerância a certos
ingredientes e até mesmo mau hálito, mas
é preciso bastante cautela na administração
desse tipo de dieta.
A primeira dica é escolher sempre os
ingredientes mais frescos, assim a ração
natural dura mais tempo e também tem
melhores resultados no animal. Prefira sempre
legumes com bastante vitaminas, como a
beterraba, cenoura e abóbora, combinados
com uma proteína, seja carne vermelha,
frango ou peixe. Cozinhe tudo muito bem e,
se for necessário, bata no liquidificador para
que fique uma pasta nutritiva. Essa receita
aguenta, em média, três dias na geladeira,
depois desse período, ela deve ser jogada
fora.
O ideal é que você procure um veterinário
para que ele indique as melhores receitas para
seu gatinho, afinal existem alimentos certos
para cada idade.
Para saber mais a respeito da alimentação
natural para gatos, acesse: www.cachorroverde.
com.br. Neste site há receitas que seu bichano
vai adorar!
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 7
PR OGRAME O SEU FUTUR O:
DICAS DE FINANÇAS PES SOAIS
Manter os gastos dentro do orçamento é
um desafio constante na vida de muitas
pessoas: plano de saúde, mercado e
combustível, por exemplo, são itens de
primeira necessidade e que estão cada
dia mais pesados no bolso. Diante de
gastos cada vez maiores muitas pessoas
se perguntam: como vou poupar para o
futuro gastando tanto todos os meses?
Na sequencia, liste todas as despesas fixas,
aquelas que, independente do mês, não mudam de valor. Exemplo de despesas fixas são
o aluguel, a prestação da casa, o condomínio,
a parcela do carro, escola ou faculdade e as
parcelas de eventuais empréstimos contratados. Lembre de incluir até os itens que pare-
8 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015
cem irrelevantes, como a taxa de manutenção da conta corrente.
Liste ainda as despesas variáveis, aquelas
que dependem diretamente do consumo.
São exemplos de despesas variáveis a água,
energia elétrica, gás, combustível, telefone e
mercado.
Complete a planilha com as despesas com
o lazer, como a mensalidade do clube e a
academia e os itens supérfluos, como a TV
a cabo.
Para facilitar essa tarefa guarde sempre os
comprovantes de compras, boletos e recibos
em um mesmo lugar.
Agora com a planilha pronta você poderá
perceber qual é a sua maior despesa, os vilões do orçamento e, o principal, se a conta
está no vermelho ou se os seus gastos são
compatíveis com os recebimentos.
Seu orçamento está OK? Falaremos de como
poupar na sequencia. Seu orçamento ficou
no vermelho? Hora de pensar em como reverter essa situação.
Comece analisando as contas de água, luz,
gás e telefone: dá pra diminuir o tempo do
banho? Podemos todos assistir na mesma televisão ao invés de ter vários aparelhos ligados? É realmente necessário ter um telefone
fixo? Posso reduzir a velocidade da internet?
Essas são algumas perguntas a serem feitas que podem colaborar na redução destas
despesas.
© Shutterstock
Para começar, esteja preparado para abrir
mão de algumas coisas, arme-se de boa vontade e disciplina e coloque as despesas na
ponta do lápis. Você também pode usar aplicativos para celular, planilhas eletrônicas ou
o bom e velho caderninho, o importante é
se organizar. Essa é a melhor forma de saber
quais são seus gastos e o quanto eles
Conseguir uma ocupam do seu salário.
boa poupança
Alguns aplicativos para celular te nodepende de
tificam quando você usa o cartão de
esforço, recrédito ou débito, fazem uma projedução nas
ção financeira do mês seguinte e aindespesas e
da dão dicas de como controlar os
abandono de
gastos. Alguns exemplos são: Money
hábitos finanWise, Finanças Pessoais, An Money
ceiros conhee Budget, Minhas Economias, Money
cidos por levar
Care, entre outros.
boa parte do
seu salário Discrimine todas as suas entradas de
para o ralo. dinheiro: salário, aluguel, comissões,
bônus e extras. Procure excluir do seu
orçamento o adicional de férias, 13º salário e
participação nos lucros, por exemplo. Como
são entradas esporádicas de dinheiro, destine-as diretamente para a poupança ou para
quitar dívidas com juros elevados.
Quanto aos custos fixos há pouco o que se
fazer, mas algumas coisas podem ajudar,
como trocar de carro ou ir para um imóvel
com o aluguel mais baixo. Se os empréstimos
estão muito altos, vale a pena ir até o banco e
renegociar todos eles com prazos maiores e,
se possível, juros menores para que as prestações se encaixem na sua realidade financeira.
Repense a necessidade de ter uma TV a cabo
e se é possível reduzir as despesas com academia fazendo mais atividades ao ar livre e
nas academias de rua.
Antes de fazer um gasto reflita: você quer ou
você precisa daquilo?
Repense:
você quer ou
você precisa
daquilo?
Depois de rever seus gastos e cortar
as despesas que forem possíveis, hora
de abandonar hábitos financeiros com
o poder de sumir com o seu dinheiro.
Normalmente quando a situação financeira aperta, corremos para os
cartões de crédito e o cheque especial ou limite da conta corrente. Essas são ótimas ferramentas disponibilizadas pelos bancos para
nos ajudar com imprevistos e, se bem utilizadas, não oferecem nenhum risco ao seu
orçamento. O maior problema é que muitas
pessoas utilizam o cheque especial como se
fosse parte do seu salário, ignorando os juros
de quase 10% ao mês, bem como os cartões
de crédito, que depois de muito utilizados,
obrigam o usuário a pagar menos que o valor total, incidindo juros ainda maiores, em
torno de 15% ao mês.
Se não conseguir quitar toda a sua dívida,
entre em contato com a administradora do
cartão ou com o banco e peça por um parcelamento. Nesses casos os juros são reduzidos, ficando mais próximos aos juros de
empréstimos pessoais.
Quem tem dificuldades em controlar os gastos nesses meios de pagamento, é melhor
aposentá-los. Pagamentos à vista garantem
descontos e um maior controle financeiro.
Agora que o orçamento está controlado,
hora de pensar em fazer uma reserva financeira para imprevistos. Todo mundo, em algum momento da vida, tem uma emergência financeira: um carro quebrado, um gasto
grande com remédios, material escolar que
não estava previsto na lista… Para lidar com
estas despesas inesperadas sem ter que fazer
um rombo na conta corrente conte com um
fundo de emergência. Poupe um pouco todo
mês até chegar a quantia equivalente de três
a seis meses da sua renda mensal.
Dica: sempre que quiser comprar um bem de
maior valor ou fazer uma viagem, por exemplo, procure poupar antes ou então buscar
parcelamentos sem juros, com poucas prestações, diretamente nos estabelecimentos.
E O FUTUR O?
Pensar no futuro pode ser poupar desde que
seu filho é um bebê para pagar a sua faculdade, ou então presenteá-lo com um
Futuro pode carro; pode ser planejar aquela viaser o que você gem de 30 dias pela Europa; pode ser
quiser! Basta sua aposentadoria… O futuro pode
se programar. ser o que você quiser! Basta se programar.
Quanto mais cedo você começar, maior a
quantia que conseguirá juntar.
Um hábito muito comum para quem deseja
guardar dinheiro é investir sempre no mesmo lugar: a poupança. A poupança é um investimento seguro e conservador que garante retorno para o seu investimento a cada 30
dias. Esse investimento paga lucros aos seus
aplicadores considerando a taxa referencial
(TR) + 0,5% ao mês enquanto a meta dos
juros (SELIC) for maior que 8,5% ao ano. In-
vestimentos feitos em poupança entre os períodos de 15/10/2015 a 15/11/2015 tiveram
remuneração de 0,6874%, segundo o Banco
Central do Brasil.
O que poucos sabem é que existem muitas
outras opções tão seguras quanto a poupança e que pagam lucros maiores, como
o Certificado de Depósito Bancário (CDB), o
Tesouro Direto, as Letras de Crédito Imobiliário (LCI), a Letra de Crédito do Agronegócio
(LCA) e os Fundos de Investimento. Conheça
um pouco mais sobre cada uma dessas alternativas e diversifique seus investimentos
com lucros maiores.
O Certificado de Depósito Bancário (CDB) são
títulos emitidos pelos bancos que tem sua
remuneração atrelada ao CDI (Certificado de
Depósito Interbancário). Esse tipo de investimento, ao contrário da poupança, paga juros
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 9
PR OGRAME SEU FUTUR O: DICAS DE FINANÇAS PES SOAIS
diariamente.
Quando os juros estão altos, investimentos
pós-fixados (que acompanham as oscilações
do CDI) são excelentes opções.
O Tesouro Direto é um programa do governo que oferece títulos públicos federais para
compra diretamente pela internet e é
considerado o investimento mais seguTanto o CDB
ro do Brasil. Ele oferece títulos atrelacomo a LCI
dos ao CDI, ao IPCA (Índice de Preços
e LCA são
ao Consumidor Amplo), pré e pós-fixaprotegidas
dos e com vencimentos em diferentes
pelo Fundo
datas, atendendo a todos os tipos de
Garantidor de
investidores.
Crédito, que
garante ao As letras (LCI e LCA) também são tíinvestidor o tulos emitidos pelos bancos e que,
recebimento na sua grande maioria, são indexados
do valor a taxa CDI. A vantagem das letras soinvestido bre o CDB é a isenção do imposto de
renda. Nessa opção de investimento é
importante ficar atento aos vencimentos, já
que em muitos casos é necessário esperar o
vencimento para conseguir resgatar o valor
investido com os juros.
Tanto o CDB como a LCI e LCA são protegidas pelo Fundo Garantidor de Crédito, que
garante ao investidor o recebimento do valor
investido, até o limite de R$ 250 mil, em caso
Se você poupar desde que seu filho nasce,
poderá dar pra ele aquele tão sonhado carro aos 18 anos, pagar a sua faculdade, uma
viagem dos sonhos ou até mesmo seu apartamento. Se poupar desde que começa sua
carreira, poderá viver somente de renda na
10 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015
de liquidação, intervenção ou falência da instituição financeira.
Os Fundos de Investimento oferecem ao pequeno investidor opções de aplicações de
grandes investidores. Isso é possível graças
a quantidade de pessoas que fazem parte do
fundo. Um administrador escolhe várias opções de investimento, como multimercado,
atrelados ao CDI e pré-fixados, e monta uma
carteira de investimento. Nesse caso, é importante conhecer o histórico do administrador
e do banco que oferece o fundo, saber se ele
cobra taxas e quanto custa a taxa de administração. Apesar disto, os fundos costumam
pagar mais que a poupança e também tem
rendimento diário.
O mais bacana é que com muito pouco por
mês você consegue juntar uma boa quantia
de dinheiro para realizar seus planos. Afinal,
ter hábitos financeiros saudáveis não significa
deixar de curtir os amigos ou fazer uma viagem
bacana, e sim poupar agora sem sacrifícios
para garantir um futuro mais tranquilo.
Que tal exemplos práticos? Vamos considerar
para esses cálculos a taxa CDI do mês de
outubro/2015, que ficou em 1,11% em uma
aplicação em CDB que paga 90% dessa taxa,
ou seja, 0,999%, arredondando para 1% ao
mês, sem considerar o imposto de renda.
aposentadoria e se pensar no futuro hoje,
pode conseguir uma vida financeira saudável
sem muitos esforços.
Que tal começar agora?
DICAS CASEIRAS
D I CAS PAR A AUM ENTAR A DURA B IL I DA DE DOS A L IMEN TOS
© Shutterstock
Conservar os alimentos, principalmente no verão, é
um grande desafio. Não são poucas as vezes que nos
deparamos com um pão mofado, frutas, verduras e
legumes estragados e outros problemas comuns às
cozinhas. Por isso, listamos dicas simples que prometem aumentar a durabilidade dos seus alimentos e te
ajudar a economizar e evitar o desperdício. Confira!
- O queijo tem sua durabilidade aumentada se for
embrulhado em papel vegetal e guardado dentro de
um saquinho do tipo zip-lock na gaveta dos legumes, parte da geladeira que não é tão fria;
- Colocar um pedaço de aipo fresco e higienizado
dentro do saco de pão e conservá-lo em temperatura
ambiente promete aumentar sua vida útil;
- As cebolas devem ser conservadas fora da geladeira
e longe da luz. Embalar cada unidade dentro de uma
meia de nylon, dando nós entre elas, também ajuda
a mantê-las sempre fresquinhas;
- Para facilitar na hora de temperar seus pratos, experimente congelar suas ervas preferidas em azeite
de oliva, utilizando forminhas de gelo. Você pode
utilizar salsinha, cebolinha, manjericão, alecrim e o
que mais gostar para compor os cubinhos. Quando
estiver preparando sua refeição, basta acrescentar
um cubinho para dar um sabor todo especial aos alimentos;
- Folhas como alface, couve e rúcula, por exemplo,
devem ser conservadas na geladeira. Para que sua
durabilidade seja maior a dica é higienizar as folhas
e secar o máximo que você conseguir. Então, escolha
um pote de tamanho adequado, coloque um papel
toalha no fundo e cubra com tampa ou plástico filme;
- As bananas devem ser guardadas fora da geladeira.
Como o amadurecimento dessa fruta é muito rápido,
elas costumam estragar num piscar de olhos. Para
retardar esse processo mantenha as frutas na penca cobrindo os talos com plástico filme, protegendo
bem. Dessa forma você aumenta em cerca de uma
semana a durabilidade dessa fruta;
- Para que os morangos durem mais tempo, lave-os
e mergulhe em uma solução de uma colher de sopa
de vinagre branco para cada xícara de água. Deixe de
molho durante 5 minutos, enxágue bem e guarde na
geladeira em potes bem fechados ou cobertos com
plástico filme;
- Castanhas-do-pará, nozes, amêndoas e outras oleaginosas ficam mais tempo frescas se forem armazenadas na geladeira em recipientes escuros ou em
sacos plásticos envolvidas em papel alumínio;
- Enlatados devem ser retirados das suas embalagens
originais para então ir com segurança para a geladeira;
- Ovos não devem nunca ser armazenados na porta
da geladeira, pois sofrem demais com a variação de
temperatura e estragam com mais facilidade;
- Já os grãos e cereais ficam fora da geladeira, preferencialmente em recipientes de vidro e bem tampados. Lembre de anotar a data de validade em uma
etiqueta e os consuma antes disso;
- Se você gosta de temperar suas saladas com limão,
experimente higienizá-lo e fazer somente um furo na
sua casca para obter o suco. Depois, leve à geladeira.
Essa medida faz com que ele dure mais de que quando cortado ao meio;
- A durabilidade da batata aumenta muito se junto
dela você guardar maçãs. Sempre fora da geladeira;
- Para que a farinha de trigo não desenvolva bichinhos a dica é deixar uma semana no congelador.
Essa medida mata eventuais insetos que possam estar nela e garantem validade de até um ano;
- Por fim, para renovar aquele pãozinho amanhecido,
esfregue um cubo de gelo na sua superfície e leve ao
forno durante 12 minutos.
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 11
DICAS CASEIRAS
© Shutterstock
© Shutterstock
PASTA C ASEI R A PAR A LI M PA R A LUMÍN IO
As vezes é difícil tirar algumas manchas que ficam no alumínio, não é mesmo? Mas existem ótimas
receitas caseiras, do tempo da vovó, que podem ser a solução ideal para seu problema.
Com apenas três ingredientes, desses que com certeza temos em casa, suas panelas e assadeiras vão
ficar brilhando!
INGREDIENTES:
- Sabão em barra
- Vinagre branco
- Açúcar
- Água quente
PREPARO
Rale o sabão e reserve. Coloque o sabão em uma vasilha,
acrescente a água quente e misture. Caso o sabão não
dissolva completamente, leve em fogo baixo até que
dissolva. Acrescente o vinagre e o açúcar e misture muito
bem. Despeje em vasilhas, deixe esfriar e está pronto para
o uso. Não precisa palha de aço.
No caso das panelas de alumínio com manchas de
queimado você deve encher a panela com água e um
pouco de sal e deixar a solução agir por uma noite, só
depois aplicar a pasta.
12 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015
CA DER NO DE SAÚDE
CO N HEÇ A O S SI NTO M AS D O LUPUS
O lúpus eritematoso sistêmico (LES), conhecido
popularmente apenas como lúpus, é uma doença autoimune que pode afetar principalmente
pele, articulações, rins, cérebro, mas também todos os demais órgãos.
Doenças autoimunes ocorrem quando o sistema imunológico ataca tecidos saudáveis do
corpo por engano. Dentre mais de 80 doenças
autoimunes conhecidas, o lúpus é uma das mais
importantes.
© Shutterstock
Para saber melhor sobre os sintomas é preciso
ficar atento aos sintomas do Lúpus, como fadiga
e febre, dor nas articulações, rigidez muscular e
inchaços, vermelhidão na face, lesões
Lúpus exige na pele que surgem ou pioram quantratamento do expostas ao sol, entre muitos oucuidadoso tros.
por médicos Os dois primeiros critérios a serem
especialistas. identificados referem-se à mucosa
Pessoas tratadas bucal. Aparecem úlceras na boca que,
adequadamente na fase inicial, exigem diagnóstico ditêm condições ferencial com pênfigo, uma doença
de levar vida frequente em países tropicais.
normal. Com
segmento Outro critério importante é a fotossensibilidade. Por isso, o médico
ambulatorial
deve sempre investigar se o paciente
bem feito,
já apresentou problemas quando se
as pessoas
expôs à luz do sol e provavelmente
conseguem
ficará sabendo que mínimas exposiconviver bem
ções provocaram queimaduras muito
com a doença.
intensas na pele, especialmente na
pele do rosto, do dorso e de outras
partes do corpo mais expostas ao sol nas praias
e piscinas.
As dores nas articulações, ou dor nas juntas costumam ser de caráter não inflamatório. É uma dor
que se manifesta preferentemente nos membros
superiores e inferiores de um só lado do corpo e
migra de uma articulação para outra. Geralmente, é uma dor sem calor nem rubor (vermelhidão)
nem edema (inchaço), os três sinais da inflamação. Há casos, porém, em que esses três sintomas
se fazem presentes, assim como podem ocorrer
artrite e, excepcionalmente inflamação no primeiro surto de 90% dos pacientes.
Lúpus exige tratamento cuidadoso por médicos
especialistas. Pessoas tratadas adequadamente têm condições de levar a vida normalmente.
Com segmento ambulatorial bem feito, as pessoas conseguem conviver bem com a doença. O
Lúpus é grave, mas hoje podemos contar com
um contingente terapêutico importante e com
antibióticos mais modernos que protegem contra infecções e garantem sobrevida maior para
esses pacientes.
Quase 90% dos casos de lúpus atingem as mulheres. Isso acontece porque o estrógeno (hormônio feminino) é alto formador de anticorpos;
a testosterona (hormônio masculino) é baixo
produtor. O estrógeno é sinérgico à produção de
autoanticorpos e a testosterona, supressora. Na
mulher com lúpus, ocorre excesso de sinergismo,
ou seja, excesso na produção de anticorpos, que
se traduz pela taxa elevada da proteína gamaglobulina nos exames de laboratório.
Qualquer sintoma descrito deve ser tratado por
um médico especialista. Não faça automedicação sem saber a causa dos sintomas. Aproveite
a consulta e tire todas as dúvidas que você tiver.
Lembre-se também de fazer uma descrição completa de seus sintomas. Isso ajudará o médico a
fazer o diagnóstico do tipo de lúpus.
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 13
VI DA GOURME T
CO ST ELI NHA D E PO R C O NO MEL E SA L G R OS S O
1,5 kg de costelinha
de porco (peça
inteira)
6 colheres de mel
Sal grosso
© http://www.swiftfreshpork.com/
INGREDIENTES:
COMO FAZER
Cervejas
robustas como
as stouts fazem
a combinação
ideal para pratos
robustos.
Espalhe o mel por toda a superfície da
costelinha de porco (3 colheres de cada
lado).
Se o mel escolhido for muito grosso, você
poderá aquecê-lo por alguns segundos
(de 15 a 20) no micro-ondas para afiná-lo
e facilitar a aplicação. Em seguida, jogue o
sal grosso sobre a carne.
Ele ficará grudado em virtude do mel.
Enrole em 5 voltas de papel alumínio e leve
ao forno.
Depois de 1 hora e 15 minutos retire o
papel alumínio e deixe mais 15 minutos
para dourar, regando a carne com o mel
que escorreu na forma.
É simples, diferente, rápido e muito
gostoso!
C HEES ECAKE C OM C AL DA DE FRUTA S VERMEL HA S
INGREDIENTES
MASSA
2 pacotes de biscoito
maizena
200 g de margarina
CREME
1 caixa de creme de leite
1 pote de cream cheese
Suco de 2 limões
250 g de queijo minas
CALDA
Geleia de morango
Geleia de framboesa
Geleia de amora
Se preferir, pedaços
destas frutas
COMO FAZER
Bata no liquidificador os biscoitos
até virar um pó e misture em uma
tigela com a margarina, até virar
uma massa maleável. Depois, molde em uma forma de fundo falso.
Asse até dourar e deixe esfriar.
Bata todos os ingredientes do creme no liquidificador. Cuidado com
o queijo, deve ser batido no pulsar,
aos poucos. Quando tiver virado
um creme coloque dentro da mas-
14 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015
sa já assada e fria.
Leve as vvs em fogo médio, até
derreter, com 1/2 copo de água,
ou leve as frutas em fogo médio
com 1 xícara de açúcar e um copo
de água. Quando engrossar a calda espere ficar morna e jogue por
cima da torta.
Enfeite com cerejas ou morangos e
folhas de hortelã.
© https://everydaycookery.files.wordpress.com
1 lata de leite condensado
CEMITÉR IO VER TICAL
Q U E LEGA D O QUER O D EI XAR PA RA O FUTUR O?
© Arquivo do Cemitério Vertical
CERCA DE
50 MIL PESSOAS
PASSARAM PELO
VERTICAL NOS DIAS 01 E
02 DE NOVEMBRO
O Cemitério Vertical de Curitiba aderiu a
uma campanha nacional e realizou uma ação
perguntando à seus visitantes o que eles gostariam
de deixar para as próximas gerações.
Entendemos que os ensinamentos de uma vida
devem ser compartilhados e percebemos que
boa parte de nossos aprendizados são repassados
através dos conhecimentos de nossos pais, avós
e amigos. Essa corrente de sabedoria popular
ultrapassa a barreira dos anos e se transformam
em um legado de valores que honra a memória das
pessoas que amamos.
Esta reflexão sobre a vida foi um dos principais
temas abordados no Dia de Finados no Cemitério
Vertical de Curitiba. Além disso a data também
contou com as tradicionais missas, cultos
evangélicos e apresentações musicais.
Quem visitou o Cemitério Vertical no Dia de Finados
pode conferir a nova placa de homenagens, mais
bonita e moderna. Também foi possível ver de
perto a conclusão de dois andares do Bloco 4.
Eles possuem o mesmo padrão de acabamento do
Bloco 5, inaugurado em 2014.
A exposição “Cores da Vida” da artista plástica
Karin Bergit Jakobi também chamou a atenção.
Com quadros coloridos de pintura a óleo as obras
levaram um pouco de alegria aos corredores do
Cemitério Vertical de Curitiba.
A estimativa da administração é que cerca de
50 mil pessoas passaram pelo Vertical nos dias 01
e 02 de Novembro.
OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015 | REVISTA VERTICAL 15
16 REVISTA VERTICAL | OUTUBRO / NOVEMBRO / DEZEMBRO 2015