1 Turma: B - Abril 2012

Сomentários

Transcrição

1 Turma: B - Abril 2012
Matriz do fórum
Aluno: Mara Christine Burr Afetian
Disciplina: Estratégias de Empresas
EEEAD TO220 O412 EEEAD
Turma: B - Abril 2012
Registre, abaixo, sua opinião sobre os dois trabalhos elaborados por seus colegas de
turma...
TRABALHO 1
Trabalho do aluno: Pedro Henrique Fiori Travain
Tópico 1 – Ideias compatíveis com as suas
Ideia:
Cinco forças competitivas
“Ameaça de produtos substitutos
Devido ao alto investimento em inovação, o Cirque du Soleil conhece as
necessidades individuais de seus clientes. Ao criar um novo produto a cada
espetáculo, o grupo antecipa as necessidades do cliente, a diversão e
felicidade momentânea, minimizando a força de produtos substitutos.”
Justificativa, segundo conteúdo:
O Cirque do Soleil está constantemente reinventando novos espetáculos
focados em sua clientela adulta, com gosto apurado que tem um bom poder
aquisitivo. Como apontado no trabalho de Pedro, a empresa conhece as
necessidades de seus clientes e consegue antecipar novos produtos ficando
resguardado de produtos substitutos.
Ideia 2:
Cinco forças competitivas
”Ameaça de novos entrantes
Segundo Renee Mauborgne, autor do Blue Ocean Strategy, o perigo é
quando você começa a ser imitado. Você começa a entrar no oceano
vermelho da competição ao invés de criar um novo oceano azul. Quando isso
acontece, o concorrente, e não o mercado passa a ser seu foco.
O Cirque estabeleceu uma enorme barreira de entrada para os novos
concorrentes, a qualidade e excelência de seus espetáculos. Para garantir a
qualidade de seus profissionais são feitos treinamentos antes de todo novo
espetáculo com os artistas. Testes são feitos duas vezes ao ano para
recrutar novos artistas no Canadá e vários olheiros estão distribuídos ao
redor do mundo para selecionar os melhores.”
Justificativa, segundo conteúdo:
Achei interessante o trabalho mencionar a estratégia do Oceano Azul, pois,
grande parte do meu trabalho foi baseada nesta estratégia que utiliza o
Cirque do Soleil como “case principal” sucesso.
1
Tópico 2 – Ideias diferentes das suas
Ideia 1:
Cinco forças competitivas
“Grau de rivalidade entre os concorrentes
Na indústria do entretenimento o Cirque compete com teatros, cinemas,
musicais, circos, balé, shows, etc. Neste mercado a criatividade para captar
os clientes de maior valor é essencial. No entretenimento os clientes buscam
ser surpreendidos e maravilhados, e o Cirque conseguiu unir várias
características dos concorrentes em um único espetáculo, cada peça conta
com uma nova trilha composta de vários estilos musicais. O elenco é
composto por bailarinos, artistas, ginastas, contorcionistas, é uma mistura
de artes circenses e conhecimentos teatrais.
Apesar do grande número de concorrentes, dos altos custos dos
espetáculos e concorrentes divergentes, o Cirque possui fatores únicos em
seu produto, a excelência e sofisticação. São fatores que fizeram com que o
Cirque reinventasse o modelo de preços do mercado. Hoje existem 5
espetáculos fixos e 4 itinerantes, os ingressos se esgotam semanas antes da
data de apresentação. Esta é vantagem de se ter um produto diferenciado.”
Justificativa, segundo conteúdo:
Em meu trabalho considerei que os concorrentes diretos do Cirque do Soleil
são circos e não teatros, cinemas, etc. Talvez deva mudar a minha
abordagem, pois os clientes do Cirque do Soleil são realmente espectadores
que buscam o entretenimento em musicais, balet e shows diferenciados.
Ideia 2:
Cadeia de Valor
“A primeira fase da cadeia de valores é a inovação, quando se faz a análise
das necessidades dos clientes e da situação do mercado. Segundo Kaplan
(1997), a cadeia de valor pode ser equiparada a uma onda longa da criação
do valor, pois nela a empresa consegue identificar as oportunidades.
O Cirque conseguiu, investindo em inovação, identificar a necessidade de
seus clientes e enxergou uma nova oportunidade no mercado: o
entretenimento baseado na excelência. Desenvolvendo novas estratégias,
produtos e espetáculos surreais, traz a mágica para os consumidores, que
buscam ser maravilhados naquele breve período de tempo que dura a
apresentação.”
Justificativa, segundo conteúdo:
Analisando o Cirque do Soleil como uma empresa que inovou o “produto
padrão” de circo, agregando a arte do teatro, malabarismo e excelência em
seus espetáculos, entendo que não houve a identificação da necessidade de
seus clientes e sim a busca por um novo público alvo, ou seja, os clientes
principais dos circos comuns são as crianças e os clientes atuais do Cirque do
Soleil são os adultos, com gosto apurado e bom poder aquisitivo.
2
Tópico 3 – Ideias refutadas
Ideia 1:
Cinco forças competitivas
“Poder de barganha dos fornecedores
O grupo se tornou uma referência mundial em gestão empresarial, por este
motivo trabalhar com o Cirque se transformou em uma satisfação, e não
apenas uma obrigação. Os fornecedores são artesãos e profissionais de
renome, de grande importância para a indústria e com alto grau de
diferenciação. No entanto, existe esta condição favorável de parceria entre
os fornecedores com o grupo, que minimiza o poder de barganha dos
fornecedores.”
Justificativa, segundo conteúdo:
Entendo que os fornecedores no caso são os artistas e que o poder de
barganha deste grupo é fortíssimo. Um dos grandes desafios do Cirque do
Soleil é a gestão de pessoas criativas com culturas diferenciadas que são a
alma do negócio.
3
TRABALHO
Trabalho do aluno: José Ricardo Tarossi Silva
1
Tópico 1– Ideias compatíveis com as suas
Ideia1:
Cinco forças competitivas
“O poder de negociação dos clientes:
Com temas passando por Elvis Presley, Beatles, Michael Jackson, Água,
Sensualidade, Alegria, Cinema e outros tantos, Cirque du Soleil conseguiu o
inimaginável: transferir o papel do poder de negociação do cliente para si
próprio, oferecendo um produto único e que só ele tem.”
Justificativa, segundo conteúdo:
O fato do Cirque do Soleil ter um produto “único” permite que a empresa
tenha em suas mãos o poder de negociação.
Seus espetáculos são altamente atrativos e de alta qualidade o que permite
que seja muito lucrativo, sem concorrência.
Ideia 2:
Estratégias competitivas
“Não se atendo aos espetáculos que oferece hoje, o Cirque du Soleil
continuamente cria, desenvolve e reinventa seus serviços, sempre guiado
pelo potencial consumidor de suas atrações. “
Justificativa, segundo conteúdo:
A estratégia de diferenciação e a constante reinvenção de seus espetáculos
focados em seu público alvo, garante ao Cirque do Soleil o crescimento e a
continuidade da empresa a longo prazo.
4
Tópico 2 – Ideias diferentes das suas
Ideia 1:
Cinco forças competitivas
“A ameaça de novos entrantes: Apesar de sua indiscutível presença
mundial e qualidade ímpar de suas apresentações, o Cirque du Soleil não
reina sozinho. Outros circos ao redor do mundo como Circo OZ da Austrália,
Circo de Moscou, Cirque Plume da França, Circo Gran Fele da Espanha, Circo
Atayde Hermanos do México e no Brasil podemos citar o Circo Vostok;
também possuem apresentações de qualidade reconhecida e são tão
respeitados quanto o Cirque du Soleil. Neste segmento do mercado de
entretenimento, a perda ou ganho de clientes é dificilmente mensurada pois
as apresentações se movem constantemente para novas localidades e, no
caso das residentes, fatores como sazonalidade e situação econômica da
região ou país são grandes influenciadores no número de pagantes. Todavia,
a contínua busca por diversão faz com que o cliente não se limite a apenas
uma empresa ou espetáculo. Havendo oportunidade, este buscará conhecer
a apresentação oferecida por todos. “
Justificativa, segundo conteúdo:
Como o Cirque do Soleil tem uma qualidade excepcional de seus
espetáculos, não considerei em meu trabalho os outros circos ao redor do
mundo como concorrentes em potencial, pois a empresa inovou o conceito
de circo. Os circos existentes são inexpressivos, tem apelo regional e não
globalizado.
Ideia 2:
Cinco forças competitivas
“A ameaça de produtos e serviços substitutos: Quando se trata de
entretenimento, de video games de última geração, passando por eletrônicos
comandados por voz e pacotes turísticos com tudo incluso a preços
acessíveis, há uma infinidade de produtos e serviços surgindo a cada dia em
todos os locais do mudo. No entanto, mesmo essa gama de artigos que
capturam a atenção e dinheiro dos consumidores não são capazes de
rivalizar com o fator chave oferecido pelo Cirque du Soleil: o ser humano.
Sem fazer uso de animais para exibições, o Cirque du Soleil conta apenas
com a exepcional mestria de seus profissionais técnicos e artísticos
convertidas numa sinfonia harmoniosa aos olhos e ouvidos de seus clientes.”
Justificativa, segundo conteúdo:
Não considerei em meu trabalho “vídeo games de última geração, eletrônicos
comandados por voz e pacotes turísticos com tudo incluso a preços
acessíveis”, como produtos substitutos na análise das forças competitivas de
Porter. Acho que produtos substitutos seriam novos espetáculos, pois não
havia pensando em entretenimento como produto em geral, pode ser outra
forma de abordagem do tema.
5
Tópico 3 – Ideias refutadas
Ideia 1:
Cinco forças competitivas
“O poder de negociação dos fornecedores: Para atingir a qualidade
apresentada hoje, o Cirque du Soleil abril em 2001 junto ao seu
headquarters em Montreal o que ele chama de “Centro Criativo” (tradução
nossa). Esse espaço destina-se a criação e desenvolvimento de todo material
necessário para os espetáculos, bem como treinamento de todo seu elenco
de artistas. Com essa decisão, a empresa pode consolidar num único local a
maior parte de sua relação com os fornecedores das matérias-primas do
aparato circense. “
Justificativa, segundo conteúdo:
Considerei em meu trabalho os artistas como fornecedores principais, mas
como os espetáculos acontecem em diferentes lugares, há uma necessidade
de acompanhar de perto seus fornecedores para controlar melhor seu poder
de negociação.
Entendo como o grande desafio, o gerenciamento de toda sua equipe
criativa.
Ideia 2:
Estratégias competitivas
“Segundo Clayton Christensen, em seu livro “O Crescimento pela Inovação”
(Ed. Campus), existem 4 razões pelas quais um produto ou serviço pode ou
não se tornar um sucesso:
1) Atende à necessidade do cliente, resolve seu problema;
2) É acessível, fácil de usar e não caro;
3) Apresenta características melhores que o concorrente, preço e benefícios;
4) Está disponível quando o cliente deseja.“
Justificativa, segundo conteúdo:
Aparentemente, o Cirque do Soleil não atende a todas as categorias listadas
acima, principalmente as de número 2) e 4), pois é um produto caro e não
está disponível a todos os clientes em potencial.
6

Documentos relacionados

1 Turma: Turma B - Abril 2012 - Moodle

1 Turma: Turma B - Abril 2012 - Moodle Canadá em três divisões, na America do Norte, Europa e Ásia com o propósito de melhor auxiliar as viagens e apoiar os shows pelo mundo afora. Este modelo não deu certo e a administração voltou a se...

Leia mais

1 Matriz de tarefa individual* Módulo: 3 Fórum INOVAR PARA VENCER

1 Matriz de tarefa individual* Módulo: 3 Fórum INOVAR PARA VENCER mais sofisticados, o Cirque nunca se afastou de suas raízes da arte de rua, o qual é um dos grandes triunfos tornando-se assim muito complexo para algum concorrente superá-lo e roubar seus melhores...

Leia mais