casos significativos do mês de setembro de 2014

Сomentários

Transcrição

casos significativos do mês de setembro de 2014
CASOS SIGNIFICATIVOS DO MÊS DE SETEMBRO DE 2014
FENÔMENO
DATA
CAUSA
REGIÃO/ESTADO
Chuva e vento
forte
01
Termodinâmica
PA
Chuva forte e
vento forte
01
Termodinâmica e
difluência
nos
altos níveis
MT, PR
Chuva
Granizo
forte,
IMPACTO
AVISO
A chuva e o vento forte provocaram o
desabamento de um hangar em Ourilândia do
Norte e o interrupção do fornecimento de energia.
Fonte: http://g1.globo.com/.
O aeroporto de Marechal Candido Rondon teve o
teto destruído. Em Japirá (PR)
ocorreu
destelhamento de casas e queda de arvores o
Inmet aferiu entre 6 e 7 horas (Brasília), rajada
máxima de vento de 115,9 km/h. fonte
deolhonotempo,com,br
Nas cidades de Reserva do Iguaçu (PR), Nova Cantu
(PR) e Marmeleiro (PR) ocorreu destelhamento de
construções e prejuízos na lavora. Nas cidades de
Itajaí (SC), Coronel Freitas (SC) a chuva provocou
alagamentos. EM Lagoa Vermelha, Salto do Jacuí
(RS) e Santiago (RS)O vento forte eo granizo
destelharam mais de 500 casas. Fonte:
deolhonotempo.com.br
O vento forte provocou estragos em Porto Velho.
fonte: deolhonotempo.com.br
02
JBN e área de
baixa pressão
PR, SC e RS
Vento forte
02
Termodinâmica
RO
Tempo severo
02
Cavado em 500
hPa
RS, PR, SC, SP
Em 24 horas, tempo severo afeta milhares de
pessoas e gera estragos em 89 cidades. Fonte:
http://deolhonotempo.com.br/
Alagamento
03
Termodinâmica
SP
Chuva forte alaga casas e provoca a queda de
árvores em São Carlos, SP. Fonte
http://g1.globo.com/
Granizo
04
Cavado
e
termodinâmica
MT
Granizo atinge interior de Vila Bela da Santíssima
Trindade, MT Em diversas propriedades rurais
próximas ao Parque Estadual Serra Santa Bárbara,
no sul do município, houve registro de precipitação
de granizo, segundo informações de moradores
locais. Fonte:deolhonotempo.com.br
EA
EA
EA
EA
EA
Acumulados significativos de chuva, exemplos: São
Borja/RS: 107,0 mm; Santiago/RS: 51,0 mm; Cruz
Precipitação
05, 06
Área de baixa
pressão e sistema
frontal
Alta/RS:
RS, SC, PR, MS,
58,0
mm;
Santa
Cruz
de
Monte
Castelo/PR: 30 mm;
EA
Foram observados: alagamentos, deslizamento de
terra, vendaval, queda de arvores, granizo, muitos
raios.
Acumulado
chuva
significativo
Acumulado
chuva
significativo
de
Acumulados significativos de chuva, exemplos:
07
de
07, 08, 09
Termodinâmica
Cavado invertido
e convergência de
umidade
Lábrea/AM: 71 mm;
AL, PE, PB e RN.
Nos dias 07, 08 e 09 houve acumulados
significativos de chuva. Exemplos: João Pessoa/PB:
88 mm; Recife/PE: 60 mm; São Luís do
Quitunde/AL: 34 mm; Recife/PE: 62 mm; João
Pessoa/PB: 69 mm; Mamanguape/PB: 77 mm;
Foram observados: alagamentos, deslizamento de
terra,
Acumulado
chuva
de
No dia 10 houve acumulados significativos de
10
Frente fria
RS
chuva. Exemplos: Bagé/RS: 61 mm; Jaguarão/RS:
EA
EA
significativo
57 mm; Camaquã/RS: 53 mm;
Temporais
10, 11 e
12
Frente fria
depois
estacionária
e
Temporais
11
Termodinâmica
RO
Tempestade
14
Frente quente e
Onda frontal
Uruguai
Estiagem
14
Massa de ar seco
e climatologia
MT
Chuva forte
16
Convecção
isolada, massa de
ar úmido
PA
Tempestade
18
Área de
pressão
Vendaval
19
Cavados em 500
hPA
e
em
superfície
baixa
RS
RS, SC, PR, MS, SP
SP
Em Montenegro choveu 160 mm em 48h entre os
dias 10 e 12, associada a presença de uma frente
estacionária. Rios, córregos e arroios
transbordaram invadindo vias públicas, residências
e estabelecimentos comerciais e houve
deslizamentos em morros da cidade. Em Venâncio
Aires houve vários alagamentos na cidade por
causa dos 58,4 mm de chuva acumulada entre à 0h
e às 12h. Fonte: de olho no tempo
Em Ariquemes-RO houve forte temporal na tarde
do dia 11 que causou enxurradas e ventos
intensos. Fonte: de olho no tempo
No domingo (14) uma forte tempestade obrigou a
retirada de 100 pessoas de suas casas, por causa
do transbordamento de rios e riachos. Fonte: de
olho no tempo
O Rio Araguaia atingiu 2,75 m em São Félix do
Araguaia (MT) e o normal seria uma cota de 4,49
m. Em Rondônia o Rio Acre atingiu apenas 2,20 m
e o normal seria de 5,12 m, resultado da estiagem
também no Peru. Fonte de olho no tempo
A forte chuva que caiu em Belém nesta terça-feira
(16) provocou prejuízos.
Acumulados significativos de precipitação foram
encontrados em Descanso/SC: 88,0 mm; Novo
Horizonte/SC: 84,0 mm; Dionísio Cerqueira/SC:
84,0 mm; Foram observados muitos raios e ventos
fortes. Fonte: deolhonotempo.com.br
Vendaval derruba árvores e muros e destelha casas
em Araçatuba, SP, na tarde do dia 19.
EA
Vendaval
17, 19
Termodinâmica
MT
Um forte vendaval, o segundo em menos de uma
semana, atingiu parte do município de Guarantã
do Norte, no norte de Mato Grosso, provocando
muitos estragos com queda de granizo. Casas e
galpões foram destelhados e árvores e postes
caíram com a força da ventania. A rajada máxima
de vento registrada chegou a 91,8 km/h no dia 19.
Raio
20
Cavado em 500
hPa
e
em
superfície
Sul do RS
Um raio matou um adolescente em Cerrito- RS.
Geada
22
Massa de ar frio
SC
Em Urupema-SC a temperatura atingiu -2,1°C na
última madrugada do inverno de 2014 (22/09).
EA
23, 24
Área de baixa
pressão (cavado)
e sistema frontal.
RS, SC, PR, MS, SP
Acumulados significativos de precipitação foram
observados Dionísio Cerqueira/SC: 53,0 mm;
Planalto/PR: 51,0 mm; Foz do Iguaçu/PR: 51,0 mm;
Terra Roxa/PR: 52,0 mm; Juti/MS: 62,0 mm;
Amambaí/MS: 55,0 mm;
Também foi observado, tornado em Porto
Murtinho-MS (24), ventos fortes, diversos raios.
Assim, a população sofreu com queda de árvore,
destelhamento de casas e queda de torre.
Fonte: deolhonotempo.com.br
Acumulado
significativo de
precipitação
23, 24
Frente subtropical
oceânica
e
umidade vinda do
oceano.
BA
Acumulado significativo de precipitação foram
observados em Salvador/BA: 50,0 mm; Maraú/BA:
70,0 mm; Valença/BA: 82,0 mm.
EA
Vendaval
24
Cavado de onda
curta em 500 hPa
PR
Em Cafelândia, Araruna, Cascavel, Corbélia,
Pitanga, Toledo e Ubiratã tiveram tempestade
convectiva que causaram vendaval e afetando
EA
Tempestade
e JBN
Granizo
25
centenas de pessoas. Fonte Defesa civil
Massa
de
ar
úmido, difluência
em 250 hPa
SP, PR
Na noite do dia 25 houve queda de granizo e
rajadas de vento de 80,6 km/h, causando muito
estragos e a morte de uma pessoa no município de
Ourinhos-SP.
Em Apucarana-PR houve temporal que destelhou
muitas casas, enxurradas e alagamentos de casas e
vias públicas. Fonte deolhonotempo.com.br
Em Rio Branco-AC houve chuva e vento forte que
provocaram muitos prejuízos no município.
Fonte: deolhonotempo.com.br
Vento e chuva
fortes
25
Termodinâmica
AC
Granizo
25
Pré-frontal
Montevidéu
Buenos Aires
Granizo
25
Cavado, JBN
PR
Nova Tebas teve tempestade convectiva com
queda de granizo atingindo 262 pessoas. Fonte
defesa civil
Chuva forte
26
Massa
instável
SP, PR
Em SP e PR houve muita instabilidade e chuva
localmente forte em algumas áreas. Fonte GPT
Chuva intensa
29
Massa
de
ar
úmido e instável,
JBN e calor
PR
Em Chopinzinho 200 pessoas foram afetadas pela
chuva intensa do dia 29. Fonte Defesa Civil
de
ar
EA
e
EA
Nesta quinta-feira (25) houve queda de granizo em
Montevidéu e em Buenos Aires, devido a presença
de instabilidade pré-frontal. Fonte informal
EA
EA
A chuva intensa que caiu nas cabeceiras do rio
Uruguai nas últimas 72 horas elevou bastante e
rapidamente o nível do mesmo na altura do
município de Porto Mauá, no extremo noroeste do
Rio Grande do Sul.
De acordo com a Defesa Civil, na manhã desta
terça-feira (30), o rio estava nove metros acima do
nível normal e já inundando áreas próximas às
margens. Em junho, o rio Uruguai no município
atingiu 17 metros desabrigando mais de 200
famílias.
A chuva volumosa que caiu ao longo da madrugada
desta terça-feira (30) em parte da serra gaúcha
provocou o transbordamento do rio das Antas
entre os municípios de Bento Gonçalves e
Cotiporã.
Enchente
28,29,30
Cavado 500 hPa,
JBN, cavado em
850 hPa, massa de
ar
úmido
e
instável
RS, SC, PR
Em virtude do grande volume de chuva registrado
nas últimas 72 horas no meio-oeste de Santa
Catarina, movimentações de massa
(deslizamentos) foram registradas ao longo desta
terça-feira (30) em algumas cidades, a exemplo de
Lacerdópolis.
De acordo com a Defesa Civil, um morro cedeu
atingindo a estrutura de uma casa, no centro da
cidade. Ainda de acordo com o órgão, ninguém
ficou ferido.
O grande volume de chuva, de mais de 200
milímetros, observado nas últimas 72 horas no
oeste de Santa Catarina promoveu o
transbordamento do rio Peperi-Guaçú, na fronteira
do Brasil com a Argentina, em Paraíso.
Em vários trechos, a água subiu tanto que carregou
árvores, cercas e construções na área rural. A
ponte que liga a região ficou totalmente submersa
bloqueando o tráfego.
A chuva na madrugada e na manhã desta terça-
AME
feira (30) no sudoeste do Paraná elevou ainda mais
o nível do rio Marrecas e demais afluentes (rio
Lonqueador e córregos Lambari, Progresso e
Urutabo), que passam pelo município de Francisco
Beltrão.
O nível do rio Marrecas, às 6h45min (Brasília)
chegou a 8,84 metros, segundo informações da
estação telemétrica operada pela Agência Nacional
de Águas (ANA). O nível normal do rio é de 2,08
metros e a cota de alerta para alagamentos é
acionada quando o mesmo supera 3,90 metros.
Somente nas últimas 96 horas, a mesma estação
aferiu precipitação acumulada de 187,4
milímetros.
Em Dionísio Cerqueira-SC o acumulado de chuva
atingiu 490 mm durante o mês e, nos últimos três
dias do mês o acumulado atingiu 214,6 mm.
No RS choveu bastante entre o noroeste e norte
do Estado nesse período com acumulados de mais
de 200 mm na fronteira com a Argentina, como em
Iraí, 207,2 mm.
Fonte deolhonotempo e GPT

Documentos relacionados