Hérnia de Disco

Сomentários

Transcrição

Hérnia de Disco
Saúde Geral
São Paulo, 06 de dezembro de 2013
O que é hérnia de disco?
Equipe Responsável:
Consultora Ft. Paula Fiquetti – CREFITO 3/112950
Consultora Ft. Anny Cuofano – CREFITO 3/145698 F
Hérnia de disco é uma patologia da coluna vertebral que atinge preferencialmente a região cervical e lombar.
Dentre as lombalgias, é a principal patologia que causa muita dor e, dependendo da gravidade, pode trazer
grandes limitações às atividades do dia a dia. Para entender como essa condição causa dor, deve-se
considerar primeiramente a anatomia.
A coluna vertebral é formada basicamente por vértebras, discos intervertebrais, ligamentos, nervos e
músculos. O disco intervertebral é a principal estrutura acometida nessa patologia; sua função é estabilizar
e dissipar cargas compressivas impostas na coluna durante a vida adulta. Além disso, o disco é composto
pelo anel fibroso, que se encontra na periferia e protege o núcleo pulposo, localizado centralmente. Quando
ocorre uma desestruturação nessa região, o disco intervertebral passa a ficar comprometido, podendo
ocasionar uma protrusão e, depois, uma hérnia de disco.
Na protrusão, o disco se apresenta abaulado posteriormente e, à medida que as fibras do anel fibroso se
rompem, o núcleo tende a migrar para essa direção, condição chamada de hérnia de disco.
A gravidade da hérnia de disco é determinada conforme o conteúdo do núcleo é extravasado para
dentro do canal medular e também na direção das raízes nervosas, onde ocorre compressão dos
nervos espinhais, gerando dor e formigamento nos membros inferiores.
Vale ressaltar que a hérnia de disco é uma condição progressiva e, se alguns cuidados não forem tomados, o
quadro pode piorar drasticamente, resultando em perda de força e de sensibilidade nos membros inferiores.
Pessoas com excesso de peso oferecem sobrecarga à coluna, assim como mulheres em período de
gestação. A adoção de hábitos posturais ruins, como carregar peso sem estar devidamente posicionado,
também oferece grande risco.
A hérnia de disco pode acontecer por uma sucessão de gestos e posturas inadequados; no entanto,
um único movimento brusco pode levar a esse quadro.
Tratamento
O tratamento conservador (sem cirurgia) geralmente é indicado no estágio inicial, observando-se
melhora da dor e função em 95% dos pacientes. Nos casos em que o tratamento conservador
falhou, outros procedimentos, como infiltrações e cirurgias, podem ser indicados por um médico
ortopedista especialista em coluna ou neurocirurgião.
São opções de tratamento conservador: fisioterapia, reeducação postural global, Pilates, acupuntura
e hidroterapia. A ioga, apesar de não ser considerada um tratamento, pode ser recomendada em
fases em que o indivíduo já esteja com o quadro de dor controlado, assim como o Pilates.
Dentre as cirurgias, as mais comuns são as descompressões, nas quais a porção extravasada
do disco é retirada. A artrodese também é uma opção, em que são colocadas placas para fixar
alguns segmentos da coluna (vértebras) que apresentam muita instabilidade; geralmente, esse
método é utilizado nos quadros mais graves. É importante enfatizar que as cirurgias são
indicadas em último caso e, mesmo após o procedimento, é comum o paciente ser
encaminhado para um programa de reabilitação, que pode ser de fisioterapia, por exemplo.
Saúde Geral
São Paulo, 06 de dezembro de 2013
Cuidados e hábitos preventivos
Mesmo fazendo tratamento conservador ou cirúrgico, os pacientes que têm hérnia de disco sempre
deverão tomar alguns cuidados e adotar hábitos preventivos, para ter maior controle no quadro de dor e
evitar a progressão dessa patologia, que pode ocorrer na própria hérnia ou propiciar uma nova protrusão
nos níveis adjacentes.
Seguem algumas dicas importantes para prevenir essa patologia e para quem já tem hérnia de disco:
• Dobre quadris e joelhos para pegar um peso, segurando-o o mais próximo do tronco.
• Sente-se corretamente, encostando as nádegas na porção mais funda da cadeira e as costas no
encosto. Deixe a postura relaxada; uma vez que você está apoiado, não há necessidade de fazer força
para manter a posição. Não permaneça mais que duas horas sentado; faça pausas! Essas dicas
também valem para quando você estiver dirigindo.
• Faça atividade física sem impacto (caminhada, hidroginástica). Apesar de bicicleta e exercícios de
musculação não oferecerem impacto, a posição de flexão do tronco sustentada na bicicleta ou em
determinados equipamentos pode oferecer riscos.
• As condições de sobrepeso e obesidade oferecem grandes riscos para a coluna. Portanto, tente
controlar e melhorar seu índice de massa corporal.
Atualmente, o número de pessoas com hérnia de disco é grande e pode ser considerado um problema
de saúde pública. No entanto, muitos pacientes conseguem ter boa qualidade de vida mudando o
comportamento e adotando hábitos saudáveis. Somente assim o quadro de dor pode ser minimizado e
prevenido.
Fonte:
Childs JD, Flynn TW, Wainner RS. Low back pain: do the right
thing and do it now. J Orthop Sports Phys Ther. 2012;42(4):296-9.
Envie suas dúvidas e sugestões
sobre este tema para o e-mail
[email protected]
Delitto A, George SZ, Van Dillen LR, Whitman JM, Sowa G,
Shekelle P, Denninger TR, Godges JJ. Low back pain.
Orthopaedic Section of the American Physical Therapy
Association. J Orthop Sports Phys Ther. 2012 Apr.;42(4):A1-57.
Weinstein JN, Tosteson TD, Lurie JD, Tosteson AN, Hanscom B,
Skinner JS, Abdu WA, Hilibrand AS, Boden SD, Deyo RA. Surgical
vs nonoperative treatment for lumbar disk herniation: the Spine
Patient Outcomes Research Trial (SPORT): a randomized trial.
JAMA. 2006 Nov. 22;296(20):2441-50.