R e d e F r a n c i s c a n a s CORREÇAO DOS EXERCICIOS DE

Transcrição

R e d e F r a n c i s c a n a s CORREÇAO DOS EXERCICIOS DE
Rede Franciscanas
Colégio Franciscano Sagrado Coração de Jesus
Aluno (a): ______________________________________________.
Professor (a): Leandro Amadeu.
Data: __/__/14.
Nº:____ .
Turma: ____ .
Disciplina: GEOGRAFIA.
9º ano – º BIMESTRE
Nota: _______
CORREÇAO DOS EXERCICIOS DE RECUPERAÇÃO 2º SEMESTRE
1- A globalização é um dos processos de aprofundamento da integração econômica, social, cultural, política, que
teria sido impulsionado pelo barateamento dos meios de transporte e comunicação dos países do mundo no final do
século XX e início do século XXI.
2- Muitos historiadores afirmam que este processo teve início nos séculos XV e XVI com as Grandes Navegações e
Descobertas Marítimas. Neste contexto histórico, o homem europeu entrou em contato com povos de outros
continentes, estabelecendo relações comerciais e culturais. Porém, a globalização efetivou-se no final do século XX,
logo após a queda do socialismo no leste europeu e na União Soviética. O neoliberalismo, que ganhou força na
década de 1970, impulsionou o processo de globalização econômica.
3- Aumento do desemprego estrutural. -Aumento de trabalhadores sem proteção social. -Países pobres cada vez
mais pobres. -Desnacionalização dos Estados. -Onda privatista com regras prejudiciais aos países em
desenvolvimento. -A não garantia dos direitos humanos. -Aumento da economia informal. -Colapso de algumas
economias, como é o caso do México e dos Tigres Asiáticos. -Oferece mais controle dos países ricos sobre os países
do 3º mundo. – Padronização da cultura.
4- A globalização é seletiva, pois escolhe alguns lugares, certas atividades, determinados setores e alguns grupos ou
segmentos sociais para serem mundializados e desfrutarem de inegáveis benefícios. Assim, enquanto muitos lugares
e grupos de pessoas se globalizam, outros, às vezes, bem próximos, ficam excluídos do processo. Além disso, ela tem
provocado uma imensa concentração de riqueza, aumentando as diferenças entre países e, no interior de cada um
deles, entre classes ou segmentos sociais.
5a) O desemprego estrutural ocorre quando o número de desempregados é superior ao número de
colaboradores que o mercado quer contratar e esse excesso de oferta de trabalhadores não é temporário.
b) É aquele em que a demissão é ocasionada, na maioria das vezes, por crises passageiras. Portanto a
demissão é temporária, uma vez que, superada a crise, o emprego é novamente ofertado.
6- Subemprego é uma situação econômica localizada entre o emprego e o desemprego. Ocorre normalmente
quando a pessoa não tem recursos financeiros ou formação técnica profissional para se recolocar no mercado
de trabalho. Trabalho informal é o trabalho sem vínculos registrados na carteira de trabalho ou documentação
equivalente, sendo geralmente desprovido de benefícios como remuneração fixa e férias pagas.
7- A grande mecanização das indústrias, reduzindo os postos de trabalho; e a dispersão das transnacionais que
se instalam em países subdesenvolvidos em busca de custos mais baixos de produção.
8- é a soma de todos os débitos externos, desde que estejam garantidos pelo governo: são somados todos os
empréstimos e financiamentos obtidos no mercado internacional pro empresas estatais, empresas privadas e
ate mesmo pelo próprio governo.
9- Entrada de novos empréstimos; Amortização das dividas; Atraso no pagamento dos juros; e elevação da taxa
de juros.
10- Abertura do mercado às importações, privatização de empresas estatais.
11- redução da capacidade de investimento nas áreas sociais, como saúde e educação, por direcionar grande
parte da sua arrecadação para o pagamento dos juros da divida.
12- O Mercosul, como é conhecido o Mercado Comum do Sul é a união aduaneira (livre-comércio intrazona e
política comercial comum) de cinco países da América do Sul. Em sua formação original, o bloco era composto
por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Em virtude da remoção de Fernando Lugo da presidência do
Paraguai, o país foi temporariamente suspenso do bloco; esse fato tornou possível a adesão da Venezuela
como membro pleno do Mercosul a partir do dia 31 de julho de 2012.
18- Canal do Panamá é um canal de navios com 77,1 quilômetros de extensão, localizado no Panamá e que
liga o Oceano Atlântico (através do Mar do Caribe) ao Oceano Pacífico. O canal atravessa o istmo do Panamá
e é uma travessia chave para o comércio marítimo internacional. Há bloqueios e eclusas em cada extremidade
da travessia para levantar os navios até o Lago Gatún, um lago artificial criado para reduzir a quantidade de
trabalho necessário para a escavação do canal e que está localizado 26 metros acima do nível do mar.
19- O canal e a Zona do Canal em torno foram administrados pelos Estados Unidos até 1999, quando o
controle foi passado ao Panamá, como previsto pelos Tratados Torrijos-Carter, assinados em 7 de setembro de
1977, nos quais o presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter cede aos pedidos de controle dos panamenhos.
Os tratados previam uma passagem gradual do controle aos panamenhos, que se terminou pelo controle total
do canal pelo Panamá em 31 de Dezembro de 1999. O Panamá tem, desde então, melhorado o Canal,
quebrando recordes de tráfego, financeiros e de segurança ano após ano.
20- A ALALC (Associação Latino-Americana de Livre Comércio, foi criada em 18 de fevereiro de 1960 pelo
chamado Tratado de Montevidéu). Esse tratado previa o estabelecimento gradual de um mercado comum,
preparado pela constituição de uma zona de livre comércio. Inicialmente contava com sete integrantes que são:
Argentina, Brasil, Chile, Peru, Paraguai, México e Uruguai. Posteriormente também recebeu a adesão da
Colômbia, do Equador, da Venezuela e da Bolívia. A ALAC não provocou profundas mudanças na economia e
no comércio da região. Houve um significativo aumento das trocas comerciais entre os países-membros do
tratado, mas não a ponto de provocar alterações e diversificações nas atividades econômicas na zona de livre
comércio. No entanto, problemas locais e externos limitaram a atuação da ALALC.
Os países da porção ístmica da América Central (Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua e Costa Rica)
constituíram o MCCA em 1960, com sede na cidade de Manágua ? na Nicarágua. "O MCCA surgiu para
integrar as economias e incentivar os investimentos industriais nos países do istmo centro-americano, que
buscavam o seu lugar no contexto internacional de desconcentração geográfica da indústria".

Documentos relacionados

canal do panamá completa

canal do panamá completa Estima-se que passe pelo Canal do Panamá cerca de 5% do comércio marítimo mundial, sem ele, os navios seriam obrigados a contornar todo o continente americano. Longas distâncias, portanto, foram su...

Leia mais