O Homem que Nunca Fez um Gol - Agenda Cultural de Curitiba

Сomentários

Transcrição

O Homem que Nunca Fez um Gol - Agenda Cultural de Curitiba
O Homem que
Nunca Fez um Gol
Diego Mathias Pinheiro
DIEGO MATHIAS PINHEIRO
O HOMEM QUE NUNCA FEZ UM GOL
“O Homem Que Nunca Fez Um Gol" é uma compilação
dos escritos do curitibano Diego Mathias Pinheiro na
primeira década do milênio. São poesias e textos
anarquistas. É a visão cáustica, realista e - por que não? um tanto pessimista acerca dos fatos da vida e do imbecil
coletivo que nos cerca.
CURITIBA
2012
...e se a alma - com o conceito que tem, como uma ESSÊNCIA - fosse o corpo?
apodrecesse e desintegrasse junto com a carne
e a memória celular?
a (in)consciência do momento post-mortem e o infinito que vem depois
o corpo de um astronauta desintegrando no espaço, cada célula com sua memória se dissolvendo
infinitamente...
"Monteiro Lobato é fichinha perto de 'O Homem Que Nunca Fez Um Gol'" – AUTOR, O
- "É o diário de um bêbado... Um drogado... Um doente mental" – RADOSKI., Daniel
Índice
2030................................................................................................................................................................................ 8
30 Anos ...........................................................................................................................................................................8
A Invenção da Mentira..................................................................................................................................................10
A Maledicência Humana................................................................................................................................................11
A Vida Fica Aquém da Imaginação.................................................................................................................................11
Álbuns Que Marcaram...................................................................................................................................................11
As Playboys de 1993 .....................................................................................................................................................13
Bebês e Gatos................................................................................................................................................................13
Baseball, Sapateado e Diálogos.....................................................................................................................................13
Bobagem Demais ..........................................................................................................................................................13
Bola 7 ............................................................................................................................................................................ 15
Canhoto a Chronos........................................................................................................................................................16
Caos .............................................................................................................................................................................. 16
Casulo ........................................................................................................................................................................... 17
Catalisador..................................................................................................................................................................... 17
Check-Up....................................................................................................................................................................... 18
Casamento..................................................................................................................................................................... 18
Check-Up....................................................................................................................................................................... 19
Ciclo da Vida Afora ........................................................................................................................................................19
Clavícula ........................................................................................................................................................................ 20
Com a Tua Cadeia Aqui..................................................................................................................................................20
Como Fazer os Outros de Trouxa na Internet – Um Guia...............................................................................................20
Composição Indefinida .................................................................................................................................................22
Contra Manos e Minas..................................................................................................................................................23
Crianças Com Seios .......................................................................................................................................................24
Crio Um Mundo Que Não É Só Meu..............................................................................................................................25
Cristina.......................................................................................................................................................................... 25
Coxa............................................................................................................................................................................... 25
De Cauby a Roberto.......................................................................................................................................................26
Deixa a Chuva Cair.........................................................................................................................................................26
Desaparecida ................................................................................................................................................................26
Destruidor de Mitos ......................................................................................................................................................27
Deus.............................................................................................................................................................................. 27
Disclaimer...................................................................................................................................................................... 27
Don't Stop 'Till You Get Enough.....................................................................................................................................28
Dizem Que Voltei Americanizada...................................................................................................................................29
Doutora Lu..................................................................................................................................................................... 29
Dr. House da Vida Real...................................................................................................................................................30
Dúvidas Pertinentes Sobre Os Novos Bahianos.............................................................................................................31
"E a Vida Continua..."....................................................................................................................................................31
É Mais Fácil Falar Que a Mulher Veio de um Zigoto.......................................................................................................32
Esse Mestre Cervejeiro Não Conheço............................................................................................................................32
Exit Through The Gift Shop............................................................................................................................................32
Fábula Despretensiosa ..................................................................................................................................................33
Filhos............................................................................................................................................................................. 34
Gameloft Let's Play Golf 3.............................................................................................................................................34
Garçom Toma Cerveja Quando Congela........................................................................................................................35
Gente Coisa é Outra Burra.............................................................................................................................................36
Ground Zero.................................................................................................................................................................. 37
Hackeando a Morte.......................................................................................................................................................37
Homem Livre ................................................................................................................................................................ 37
Homens x Meninos .......................................................................................................................................................38
Idiocracia....................................................................................................................................................................... 39
Idiotas e Anti-heróis......................................................................................................................................................39
Iemanjá.......................................................................................................................................................................... 41
Ilha de Java ................................................................................................................................................................... 41
Impressões em um Shopping ........................................................................................................................................42
Índios ............................................................................................................................................................................ 42
Inseto............................................................................................................................................................................. 43
Inteligência ou um Bosta...............................................................................................................................................44
Ira ................................................................................................................................................................................. 44
José do Interfone ..........................................................................................................................................................45
Lavando Roupa..............................................................................................................................................................45
Lonely Son of a Bitch ....................................................................................................................................................46
Manifesto Sobre o Especismo .......................................................................................................................................47
Maria Chiquinha............................................................................................................................................................48
Marylin Monroe............................................................................................................................................................49
Me Cortaram o Cabelo..................................................................................................................................................49
Mediocridade................................................................................................................................................................ 49
Mônica Jovem............................................................................................................................................................... 50
Moscas.......................................................................................................................................................................... 50
Mulheres-cavalo............................................................................................................................................................51
Não Vou Mais Revidar...................................................................................................................................................52
Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda......................................................................................................................................55
Nana Gouvea................................................................................................................................................................. 55
Não Vomito.................................................................................................................................................................... 55
Natal ............................................................................................................................................................................. 56
Nimbus 2000................................................................................................................................................................. 56
No Banco da Praça ........................................................................................................................................................56
Noite de Quinta ............................................................................................................................................................57
Nouveau Riche ..............................................................................................................................................................58
O Diabo e o Zé Celso......................................................................................................................................................59
O Lado Bom das Pessoas...............................................................................................................................................59
O Mundo de Cabeça Pra Baixo ......................................................................................................................................60
Observações Etílico Antropológicas...............................................................................................................................61
Ode ao Sábado .............................................................................................................................................................64
Oh, Little Mother of Sky................................................................................................................................................65
Ópera............................................................................................................................................................................. 65
O Povo Acredita Realmente Que o Mundo Acaba em 2012..........................................................................................66
O Que Uma Pessoa Animada Escreveria........................................................................................................................66
O Último Dia Antes da Chuva........................................................................................................................................67
Ou Talvez Foi Tudo Bem.................................................................................................................................................67
Overshare...................................................................................................................................................................... 67
Pensamentos Soltos ......................................................................................................................................................68
Perdendo Fé na Humanidade........................................................................................................................................69
Pierre Woodman ..........................................................................................................................................................70
PMs na TV da Lapa........................................................................................................................................................71
Praia .............................................................................................................................................................................. 72
Psicografada 9 Dias Antes do Ano Novo .......................................................................................................................73
Quando Morre Alguém..................................................................................................................................................80
Rabiscos ........................................................................................................................................................................ 81
Rabo do Macaco ...........................................................................................................................................................81
Roacutan....................................................................................................................................................................... 83
Ser Homem.................................................................................................................................................................... 83
Shitty Life....................................................................................................................................................................... 84
Sonhos........................................................................................................................................................................... 84
Situação ........................................................................................................................................................................ 90
Só Conto de 10 a Zero....................................................................................................................................................90
Sobre Contatos Sociais e Mortos...................................................................................................................................91
Sou o Vegetal Que Meu Tio-bisavô Pintou.....................................................................................................................92
Teoria do Convencionalismo, Pura Probabilidade e Relatividade .................................................................................92
Temístocles.................................................................................................................................................................... 96
Tipos de loucos..............................................................................................................................................................96
Timidez e Sexo...............................................................................................................................................................96
Todos os caras que conheço que têm filhas são carecas.............................................................................................100
Tomar Banho de Bigode...............................................................................................................................................100
Traição......................................................................................................................................................................... 101
Um Pedacinho do Céu (Little Bit of Heaven)................................................................................................................103
Vampiros ..................................................................................................................................................................... 104
Viagem a Mariscal - Diario de Bordo...........................................................................................................................105
Você Sabe Quem Eu Sou?............................................................................................................................................107
War Is Over ................................................................................................................................................................. 108
Web Sitdown Tragedy..................................................................................................................................................109
We Need Something We Cling.....................................................................................................................................111
Zé Rodrigo versus Mallu Magalhães............................................................................................................................111
Zorac e Ren and Stimpy...............................................................................................................................................112
2030
Celulares que são "mini games".
Máquinas de guardar bicicletas cobrando um real.
(Como máquinas de caça-níqueis).
Dedão fedendo a cachorro.
Laranja e vodka, mas sem limão.
HDs externos para hospedar pornografia e música.
Zuim como podcast favorito ao invés de Jovem Nerd.
Se agradar com poesia musicada.
Se matar por causa de uma broxada.
Música brasileira ao invés de rock.
Yamandu Costa ao invés de Slash.
Chico e Vinícius.
Shopping ao invés de bares.
Literatura ao invés de balada.
Enlatado ao invés de televisão.
Rádio online ao invés de jabá.
Pensar na namoradinha de adolescência ao deitar no travesseiro.
Chorar ao lembrar.
Temer a morte da família.
Bem-vindo ao "anos trinta".
1930? 2030? Não... 2012.
Ainda.
30 Anos
TRINTA ANOS!
(MAIS!)
Trinta e cinco anos.
Quem dá mais????
Parece um leilão.
Quem dá mais tempo de sua vida em prol do "bem comum"?
Eu que não daria.
Mas acabarei dando.
Metade da minha vida.
Às vezes mais,
às vezes menos.
8 horas por dia.
Contando com transporte, 10 horas.
Mais almoço, 12 horas.
Com 8 horas de sono: 20 horas.
Te sobram quatro, que voam.
Divago enquanto estudo para concurso.
Isso na melhor das hipóteses.
Porque não ser concursado e ser peão, pode contar:
Tua vida diminui mais.
Raiva guardada no peito.
Quanto vale a vida?
Aposentar e morrer. E daí?
Se não existe o "afterlife", "grande" vida você teve.
Ajudou o sistema a se manter.
O sistema vai continuar. Mas você?
Você vai ter um enfarto fulminante aos 58.
Faltando 2 anos pra se aposentar.
Ou então um mês depois da aposentadoria.
Você morre.
Você já era.
Você perece.
Você enfarta.
Ou tem um derrame.
Vai ficar todo torto.
Teu chefe ganha num mês o que você ganha no semestre.
Seu trouxa. Otário. Marionete.
Mas ou é isso ou a miséria.
Conta pra pagar, conta no fim do mês. Começo de mês.
Tua criança vai ficar com fome.
(Quem mandou meter?)
Tua mulher vai te largar
(Quem mandou casar?)
Teu carro via ficar sem gasolina.
(Quem mandou ter carro?)
É isso ou a humilhação.
Ou seja, é humilhação ou humilhação.
É se humilhar prum FDP de um chefe ou,
Se humilhar pra morar com a sogra, com os pais,
Se humilhar pro gerente do banco.
Sistema de merda que nos faz ficar grisalhos antes dos trinta.
Coordenadores, gerentes, diretores e presidentes.
Gordos, rosados. Andando com seus carrões.
Eles riem, riem, riem.
E nós - o proletariado - rimos deles.
Para não chorar.
O despertador toca às 7, às 6, às 5.
Ônibus lotado, trânsito parado.
O melhor é ir de bike.
Dá um pitaco de liberdade nessa vida de merda.
De escravidão.
Uma falsa impressão, inclusive.
Porque teu dia tá atolado.
Teu destino tá traçado.
Você vai morrer. Não vai viver.
Teus pequenos momentinhos felizes estão cada vez mais escassos.
Você não se diverte.
Já não faz sexo.
Esquece do que gostava.
Cinema se resume a "cinema em casa" (filmes porcamente dublado).
Você não lê.
Emburrece,
Cada dia mais.
Até virar um inseto.
Que saberia a referência se tivesse lido Kafka.
Stress,
Cabelo cai.
Vai pelo ralo.
Tua mulher acha outro.
Com mais dinheiro, com o pau mais duro.
Leva tua criança,
Que já não é mais criança.
Você perdeu o contato.
Contato pessoal.
Contato com a realidade.
Teu choppinho da sexta-feira é medíocre. MEDÍOCRE!
E é isso que te resume.
Vítima.
A Invenção da Mentira
- Ainda está solitário? Ainda não achou alguém?
- Não, meio que desisti disso.
- Por quê?
- Porque andei pensando que se terei felicidade eterna quando morrer, será ótima de verdade porque é eterna,
então não se pode evitar. Então estou tão feliz de verdade isso acontecerá. Por enquanto acho que ficarei
com o álcool e minha quitinete, saindo sozinho,bebendo e vendo TV.
- Isso não parece uma vida feliz. Parece mais uma longa e miserável.
- Não será longa porque, quanto mais bebo, mais rápido morrerei. Estou só esperando pela mansão, sabe?
The Invention of Lying (2009)
A Maledicência Humana
A maledicência humana
Como é o comportamento humano...
Meu amigo que estava que nem um poodle querendo me vender uma parada.
Quando eu falei que não preciso, que precisaria só emprestado(a) ou então "alugado", parou de abanar o
rabo. O toba. OK.
Por que as pessoas necessitam tanto umas das outras?
Mas que carência fodida.
Para de abanar o rabo, porra! Dinheirista!
Agora, se eu fosse manipulador.. Aí, sim.. Tava na minha mão.
Como é bom ser honesto, pelo menos com os amigos.
O ingênuo sente sempre que a recíproca é verdadeira...
A Vida Fica Aquém da Imaginação
...E #partiu pra nunca mais
Não há mente no hemisfério ocidental capaz de reverter um branco em japonês.
Pecado é provocar desejo e renunciar.
O sorriso horizontal casado com o desvio de olhar é o ato mais awkward.
Não aguentei ficar mais de trinta dias com uma tipoia. Imagine os trinta mineiros 69 dias soterrados.
Fiquei puro em ver um chupão no pescoço da menina tímida.
Não precisa ser virgem, mas também não precisa escancarar.
Assunto intransponível na minha mente.
Vontade de falar "a noite foi boa, nê' sua puta?
Álbuns Que Marcaram
1981-1994 (Pré-adolescência)
1. (1990) Casseta & Planeta e outros - House & Remix
2. (1990) Mega Hits 3 - Coletânea
3. (1990) Scorpions - Crazy World
4. (1991) Nirvana - Nevermind
5. (1991) Metallica - Black Album
6. (1992) Gabriel O Pensador - Gabriel O Pensador
7. (1992) Racionais MC´s - Racionais MC´s
8. (1994) Bon Jovi - These Days
9. (1994) Falcão - O Dinheiro Não É Tudo Mas É 100%
10. (1994) Falcão - A Besteira É A Base Da Sabedoria
1995-2003 (Adolescência)
1.(1995) Lulu Santos - Eu Memê, Memê e Eu
2.(1995) Paralamas – Vamo Batê Lata
3. (1995) Black Sabbath - Reunion
4. (1995) Green Day - Dookie
5. (1995) Raimundos - Raimundos
6. (1995) Raimundos - Lavô tá novo
7. (1995) A Banda Das Velhas Virgens - A Banda Das Velhas Virgens
8. (1995) A Banda Das Velhas Virgens - Vocês Não Sabem Como é Bom Aqui Dentro
9. (1995) Titãs - Acústico MTV
10. (1995) Gabriel O Pensador - Ainda É Só O Começo
11. (1996) The Fugees - The Score
12. (1996) Shakira - Piès Descalzos, Sueños Blancos
13. (1996) Pato Fu - Gol de Quem?
14. (1996) Legião Urbana - Legião Urbana
15. (1996) Legião Urbana - A Tempestade ou o Livro dos Dias
16. (1996) Renato Russo - Stonewall Celebration Concert
17. (1997) Pato Fu - Tem Mas Acabou
18. (1997) Stevie Ray Vaughan - Live at El Mocambo
19. (1998) O Rappa - Rappa Mundi
20. (1998) Charlie Brown Jr. - Charlie Brown Jr.
21. (1998) Alanis Morrisette - Jagged Little Pill
22. (1998) The Doors - Waiting For The Sun
23. (1998) Racionais MC´s - Sobrevivendo no Inferno
24. (1998) Jimi Hendrix - 20th Century Music Collection
25. (1998) Legend: the Best of Bob Marley
26. (1999) Ultraje à Rigor - 18 Anos Sem Tirar de Dentro
27. (1999) Otto - Samba Pra Burro
28. (2002) Rodrigo Garcia - Grosso Calibre
29. (2003) Angela & Cauby Ao Vivo
30. (2003) Joelho de Porco - Saqueando a Cidade
2004 a 2006 (Adultescência)
1. (2005) Babes in Toyland - Fontanelle
2. (2005) Pink Floyd - The Dark Side of the Moon
3. (2004) Mutantes - Ao Vivo
4. (2005) Carl Orff - Musica Poetica
5. (2005) Arnaldo Baptista - Loki?
6. (2005) Arrigo Barnabé - Clara Crocodilo
7. (2006) Itamar Assumpção - Às Próprias Custas
8. (2006) Tropicalia - Panis et Cirenses
9. (2006) Gilberto Gil e Jorge Ben - Gil e Jorge
10. (2006) Raul Seixas e outros - Sociedade Da Grã Ordem Kavernista Apresenta Sessão Das Dez
11. (2006) Jorge Ben - A Tábua de Esmeralda
As Playboys de 1993
Não vou, não vou e não vou.
A Susan Sarandon é LINDA! E ela já foi menininha.
A Judy Garland também. Era linda menininha. Porém, teve um final mais trágico. O mundo de Oz
engoliu ela.
Sério, morreu alcoólatra e louca. E dizem que na época de Oz, davam hormônios/remédios pra ela ficar
jovem e fazer filmes forever and ever and ever... And ever.
Quem era o cara que queria deixar a Judy Garland novinha em folha e forever young?
Não fui eu! Isso eu tenho certeza. Isso foi - pelas minhas contas - uns 42 anos antes de eu nascer - meus
ídolos de infância e adolescência foram Winnie Cooper (from Wonder years) - e as coelhinhas e gatas da
playboy de 1993. Isso é fato; tinha até uma com os peitos empinados, em formato de banana. Eu nunca
esquecerei. 1993. O ano das infindas "ponhetas".
Bebês e Gatos
Existe um "ser" aqui na vizinhança que berra. Não sei até hoje se se trata de um bebê ou de um gato.
Só
saberei com o tempo, pois um gato sempre será um gato e um bebê um dia não será mais bebê. Mas
tenho vontade de gritar: "Pára de comer o cu do gato!!!"
Baseball, Sapateado e Diálogos
Supernatural:
UFO! UFO! UFO!
What?
Closing counter! Closing counter!
What kind? First? Second?
They're after me!!!
Third kind already?! Better run, man! I think the fourth kind is the butt thing!
Empathy, Sam! Empathy!!
Bobagem Demais
Transparência no que eu concordo
visibilidade no que eu discordo
mas a dúvida permanece nenhuma verdade é absoluta
e toda unanimidade é burra
coitado de mim que sou ingênuo
bobagem demais minha tem momentos
que tem que aproveitar
frações de segundos imprescindíveis
bobagem nossa
não me importo
não responda
a cabeça deita
mas o sentimento rola
não tente explicar
baixo a cabeça
no caminho longínquo
de quilômetros
metros medidos em quilos
a indignação de boca torta
chato pra caramba
mas finjo que nem ligo
bobagem...
ligar pro que não é importante
mas é que o telefone nem funciona
próxima vez nem nos falamos
e é tão chato
o natural
poxa...
e isso nem demorou
vou-me embora
eu então
eu que de repente cifro,
de repente falo...
e nem é bobagem...
é idiotice mesmo
cagada minha
cagada e meia
é como abrir a cápsula e cheirar
ninguém entende
desculpa, foi só pra ajudar.
mudar de canal.
ops, transmissão errada.
é a mensagem que não chega.
mensagem engarrafada.
é que eu piro demais...
(deixa eu pirar...)
se um instante de vida
pudesse ser enclausurado
em um conta-gotas
iria valer bilhões
e uma gota devida
não tem preço
e chega a ser ridículo
um tiro na cabeça
uma cabeça no meio da bala
sem explicação
da água pro vinho
sem lógica nenhuma
eu procurei
mas não encontrei
eu não entendo
mas até respeito
é sinal amarelo,
e não vermelho
mas estou muito devagar
você tá bem?
mas bate o desespero
não faz sentido mesmo
nada faz
eu sei lá
sou ingênuo
nem te conheço
mas vamos nos abraçar
Bola 7
...E mais e mais a humanidade decepciona.
senti(r) na pele e até arrepia
dinheiro can´t buy me love
coroas com decotes descobrindo amantes do marido
na frente dos filhos
é ridículo
ateu mas...
graças a deus .
crianças, maltratadas
geradas no ventre cheio de porra alheia
discordância...
cadê a infância?
mulher de malandro
chifra também
não estava sentimental, mas choraria
vagabunda
donos de boteco
acostumados com povo sem cultura
gente de comércio, escravizados
acostumados com o povo, feio, podre
se nega até agora
a aceitar o tratamento
não valida
casa com mestiça
nada disso justifica
minha senhora, merece mesmo lavar banheiro
não tem educação, tem que viver no cativeiro
Canhoto a Chronos
M e sinto um canhoto.
Um canhoteiro.
Não porque seja brasilisticamente incorreto.
You can certifie,
Nissin.
Nissin.
Fausto Fawcett eternizou Farrah Fawcett, Nicole Kidman, Carolina Dieckman (probably wrong surname),
Regininha Poltergheist e mais uma puta dita cuja quem não estou lembrando o nome. Lambando o
meme.
Ainda acordo de pesadelos com uma música na cabeça. Talvez meu refúgio.
Na real, estou nu em um apartamento grande e vazio.
Na fantasia, alguém casa, alguém abandona, alguém morre.
Incesto. Tristeza. E sempre uma música na cabeça.
Uma presença constante de morte iminente.
Aprendi a ver o mundo de baixo pra cima.
O gosto do pedantismo é amargo.
É bem patético como o gado se junta.
Antes de fazer um gol.
Liberte-se de Chronos.
Caos
O dia nasce na clareira da morte,
mais um anjo que caiu do céu.
Agora estamos mais acordados,
mas tão somente de olhos abertos.
A interpretação do sonho nem sempre é real,
se apoie na realidade até que o amor apareça,
ou da morte se esqueça.
E mais uma vez uma vida se vai,
sem dizer adeus
e voa para um infinito que não podemos alcançar.
Tente me compreender, não estou aqui por prazer.
Vou te levar até o céu
E o calor do sul, que nem sempre aquece,
ilumina minha mente rumo a um futuro diferente,
fazendo-me sonhar.
Tentei ouvir o que você me disse
Mas tudo não passa de uma simples conversa
Já teremos matado nossos próprios amigos
Já teremos matado nossos próprios ancestrais
Já teremos matado nossas próprias famílias
Prédios desabando na beira do cais
Mas por favor, não fale mais
Mas por favor, não olhe pra trás!
Tudo o que está resolvido e o esquecemos de fazer das nossas pobres vidas, pressionados por uma
sociedade ignorante.
Quando o vento bate, ela se arrepia
Ela se arrependeu de estar tão sozinha
Porque quando ela se abre, ela fica à vontade
Pra falar de sentimentos que machucam de verdade
Quando ela se perde, ela fica tão triste
Pensando em sua vida e em tudo que existe
Tentei ouvir o que você me disse
Mas tudo não passa de uma simples conversa
Já teremos matado nossos próprios amigos
Já teremos matado nossos próprios ancestrais
Já teremos matado nossas próprias famílias
Prédios desabando na beira do cais
Mas por favor, não fale mais
Mas por favor, não olhe pra trás!
Casulo
Não consigo sair do meu casulo. Eu tenho medo.
Medo de mim mesmo, medo da vida, filósofo fora de tempo.
Num tempo quando acham-se desnecessárias as filosofias. Um leitor compulsivo. Maníaco obsessivo.
Neofóbico. Descontente Enfezado, acomodado à monotonia. A digerir palavras sem ao menos mastigálas. Nem tudo é tão simples. As coisas vêm naturalmente, como as águas, Mas quanta distância,
maximizada dos quilômetros rodados, percorridos, Quanto tempo mais durarão autocensuras? - O
tempo de uma vida. Mais uma vez os lados da moeda se igualam... Bilhões de pessoas sem saída
Catalisador
C
atalisador num jogo de dominó é a peça q tem o mesmo numero nos 2 lados
junta peças distintas
numa festa, o catalisador pe quem conhece uma pessoa e conhece a outra.. e junta as duas
numa reação química é a que faz dar a reação
e numa pessoa inerte, seria a que dá sentido a sair da inércia
Check-Up
Na ansiedade de virar a página, quase sempre perco a última palavra
Exército, Escola Militar... Bando de filhos da puta.
1 dia sem meu antidepressivo e me transformo no Grinch, no cara dos natais passados e Mr. Cranky.
Odeio psiquiatras. Odeio pessoas oportunistas.
Odeio falsos amigos que sempre querem algo em troca.
Vamos lá: alprazolam, nimesulida, psilocibina, vinho, tylex, tramal, e salvia divinorum para ver onde vamos
parar...
Casamento
Nas festas de casamento os noivos queimam dinheiro. Os convidados se vestem MUITO bem e usam
suas máscaras diárias. Talvez uma máscara mais refinada para esse dia tão festivo.
Acho que as pessoas não deveriam vestir máscaras e sim contar todas as seus vícios, suas perversões e seus
preconceitos.
E aí por causa disso, não se casariam.
Ou então seria mais específico achar a tal "alma gêmea".
Se a vida é tão cheia de negativas, por que não tomá-las no começo? Enganar-se mutualmente para que no
último ato caia-se a tal máscara??
Se bem que tenho a opinião a qual eu não entraria para um clube que me aceitasse com sócio.
Quem optou por ser sozinho tem que ficar ouvindo xororô de amigo que separou, que engravidou ou está
com medo de ter engravidado vagabunda... Tem que ficar mostrando os dentes sorrindo, dando parabéns
por colocar mais gente no mundo, dando presente de casamento...
Ninguém vem apertar a mão gozada do punheteiro, pagar uma puta ou comprar uma buceta de silicone ou
uma assinatura de site p0rn.
Aí o cara pega a "mina" que tá mais rodada do que caminhão, com uns 30 e poucos anos (já dava desde os
13). Se ajoelha que nem um otário e pergunta "quer casar comigo"? Ignorando pica a pica até chegar ao
otário (famoso "provedor") que se sujeita a chamá-la de "amor da minha vida".
E vão engravidar...
Não concebo essa idéia das pessoas ficarem querendo colocar mais gente nesse "mundo de meu deus". É um
egoísmo de querer ter alguém com "a sua carinha" e ao mesmo tempo um altruísmo que é o
compromisso de gastar mais de R$ 1 milhão com alguém que vai se (e te) incomodar pro resto da vida.
Você vai separar da "vagabunda que emprenhei" ou o "filho da puta que me engravidou" um ou 20 anos
depois e vai ter alguém pendurado nas tuas bolas por pelo menos algumas décadas.
E aí botam nomes como "Ruan" (que não existe, é JUAN!) ou "Gabriel" (porque tem "nome de anjinho!").
Argh!
Pessoas: relacionem-se. Mas não façam disso um fato megalomaníaco, público e divulgado aos quatro
ventos. E nem venham venham querer catequisar com sua cultura promíscua quem está em seu canto.
Deixem as outras pessoas fora disso.
Inclusive as não concebidas.
Check-Up
Na ansiedade de virar a página, quase sempre perco a última palavra
Exército, Escola Militar... Bando de filhos da puta.
1 dia sem meu antidepressivo e me transformo no Grinch, no cara dos natais passados e Mr. Cranky.
Odeio psiquiatras. Odeio pessoas oportunistas.
Odeio falsos amigos que sempre querem algo em troca.
Vamos lá: alprazolam, nimesulida, psilocibina, vinho, tylex, tramal, e salvia divinorum para ver onde vamos
parar...
Ciclo da Vida Afora
Eu ando de chinelos pelo inverno
vou ostentando minha futilidade pelas ruas desertas
cruzando muitas vidas
diferentes
andando por onde as pessoas andam quando estão acordadas
procurando o que há muito tempo perdi
minha cédula de identidade
e é quando batemos de frente
nossos idealismos com a realidade
e nunca falamos o que devíamos
nunca o tempo é o suficiente
nunca estamos acordados para o que não podemos ver
e não nos contam a verdade,
aquela que nunca foi dita
o mundo girou contra o sol e ninguém não viu
o limite exato que é o limiar da loucura
de não viver uma vida padrão
nada é o que não pode ser
qual o limite da perfeição?
que não é o quê, que não é
não repetiríamos nossas ações
e nunca perderíamos nossos pais
e o big bang que foi comprovado
e que Darwin não passa de um macaco
e ninguém mais faz dinheiro com arte
citações em suas músicas
prédios amontoados
escassez de água
emancipe-se da escravidão cerebral
e prestes a deletar
apesar da memória renitente
e tudo vira, muda de posição
perto ou longe da realidade
revolucionários viram cantores
cantores viram revolucionários
e o que se há para resgatar
são as ilusões perdidas de outrora
nunca mais, de modo que não vais
censurar as suas rimas e escritos agora
com medo de que tudo venha a desmoronar
seus ciclos, seu mundo, sua vida afora
e mesmo assim tenha como e com quem contar
existirá a negação do negativismo
e a força toda que reunira
explode no ciclo que virá
Clavícula
2 horas e meia de sono... Isso não tá certo.
Por conta do sono polifásico das férias também, provavelmente.
Acordo de madrugada com a cabeça a mil.
Apesar dos calmantes e remédios para a dor.
Achei que fosse efeito do álcool, mas abstêmio tá assim também.
É minha alma querendo gritar, pra variar.
Só penso que estou colhendo tudo que plantei.
Clavícula quebrada.
Com a Tua Cadeia Aqui
Com a tua cadeia aqui
tudo é seminu
radical
água-viva
água viva
viva o anormal
tudo igual
rumores antes me atingem
Como Fazer os Outros de Trouxa na Internet – Um Guia
Como fazer os outros de trouxa na internet
(anexar foto de um bebê bonito)
Assunto: Pessoal, reflitam!!!
O mal das pessoas que estão de fora é pensar que isso nunca vai acontecer consigo mesmo! [USE
ABREVIAÇÕES, COMETA ALGUNS ERROS ORTOGRÁFICOS, DE CONCORDÂNCIA OU
REDUNDÂNCIA PARA PARECER MAIS REAL ] Espero que não aconteça com nenhuma de vc´s!
Por favor [APELE] ajude esse lindo [SER HUMANO / CRIANÇA]
[ASSINE]
[NOME DA DOENÇA]
Se vocÊ apagar isto sinceramente você não tem coração... [APELE]
Oi, eu tenho [INSIRA UM NÚMERO] anos. Minha [ESPOSA/MARIDO] e eu
tivemos uma vida bonita juntos.
Deus [APELE PRO ESPÍRITO CRISTÃO] também nos abençoou com um(a) [MENINO/MENINA].
Nossa(o) Filha(o) é chamada(o) [NOME DA CRIANÇA] e ele(a) tem [INSIRA NÚMERO]
[MESES/ANOS] de idade.
A alguns dias os [DOUTORES/MÉDICOS] encontraram nele(a) um [NOME DA DOENÇA]. Há só um
caminho para salvá-lo(a): [OPERAÇÃO/TRANSPLANTE/TRATAMENTO/ETC].
Infelizmente, nós não temos bastante dinheiro para cobrir isto. [CITAR NOME DO PROVEDOR, POR
EXEMPLO: AOL] nos ajudarão.
Pedimos que você repasse esse Email [ASSIM MESMO, e-mail É ERRADO] a todas as pessoas que
puder e [CITAR PROVEDOR BENEFICIENTE] limpará este Email e contará as pessoas recebidas.
Cada pessoa que abrir este correio e passar adiante [NÚMERO DE 1 A 100] pessoas pelo menos
[NOTE A CONCORDÂNCIA], nós receberemos [CHUTE UM NÚMERO DE 1 A 99] centavos.
Por favor nos ajude. Envie este Email para todos que vc conhece, não vai te custar nada, é só um click e
ajudará este(a) lindo(a) menino(a). "Deus é fiel acima de todas as coisas!"Que Ele te abençoe e te faça
muito feliz... [NOVAMENTE APELE PARA RELIGIÃO E ESQUEÇA DE ABRIR E FECHAR ASPAS
NAS CITAÇÕES] ...pessoal é só [VALOR DE 1 A 10] minutos, por favor [PEÇA, PEÇA, PEÇA
ENCARECIDAMENTE!] mandem pra toda a sua lista [ENCAMINHE ESSE SPAM INÚTIL!],
obrigado e que Deus os abençoe........ [NOVAMENTE APELE PARA RELIGIÃO, ESPÍRITO
CRISTÃO E AGRADEÇA COMO A PESSOA EDUCADA QUE VOCÊ É]
[ASSINE, DE PREFERÊNCIA, COM UM NOME DIFERENTE DO QUE VOCÊ USOU PARA
ASSINAR ACIMA (!)]
POR EXEMPLO:
Assunto: Pessoal, reflitam!!!
O mal das pessoas que tão de fóra é pensar que isso nunca vai acontecer consigo mesmo mesmo!
(Espero que não aconteça com nenhuma de vc´s!!!) Por favor ajude esse lindo feto abortado.
João Gonçalves
MICROCARRAPATOS NA MOLEIRA
Se vocÊ apagar isto sinceramente você não tem coração...
Oi, eu tenho 15 anos incompletos. Minha noiva e eu
tivemos uma vida bonita juntos.
Deus também nos abençoou com uma criança hermafrodita . Nossa(o) Filha(o) é chamada(o) Darislei e
ele(a) tem 7 meses e um quinto, de idade.
A alguns dias os dotôres encontraram nele(a) um MICROCARRAPATO NA MOLEIRA. Há só um
caminho para salvá-lo(a): Doação do hímem de uma virgem de 29 anos cujo sangué é do tipo AB.
Infelizmente, nós não temos bastante dinheiro para cobrir isto. UOL, TERRA E O GOOGLE nos
ajudarão.
Pedimos que você repasse esse Email a todas as pessoas que puder e UOL, TERRA E O GOOGLE
limpará este Email e contará as pessoas recebidas. Cada pessoa que abrir este correio e passar adiante
cinquenta pessoas pelo menos, nós receberemos 1,15 centavos.
Por favor nos ajude. Envie este Email para todos que vc conhece, não vai te custar nada, é só um click e
ajudará este(a) lindo(a) menino(a). "Deus é fiel acima de todas as coisas!"Que Ele te abençoe e te faça
muito feliz......pessoal é só 7 minutos e meio, por favor mandem pra toda a sua lista , obrigado e que
Deus os abençoe........
José Gustavo.
Composição Indefinida
Quem mente muito vive pouco
e a preguiça nos compõe
viajamos como loucos nas raias do tempo
na lata de thinner do patrão
fugimos das alternativas
fingindo ser quem nunca fomos
distanciamos pensamentos
de uma coisa natural
e é assim
a vida meu amigo não leve a mal
de onde estamos tudo é tão natural
e não pensamos em nossas ações
e é assim
vamos levando a vida sem pensar
falando merda and stuff
sem pensar no dia que nossos pais morrerem
mind who lives very little
and laziness in composes
travel like crazy in the lanes of time
in a can of thinner boss
fled the alternatives
pretending to be someone who never went
distanced thoughts
a natural thing
and is thus
life my friend did not take me wrong
where we are is all so natural
and not think about our actions
and is thus
let's leading life without thinking
talking shit and stuff
without thinking about the day that our parents die
we're on our own
Contra Manos e Minas
Trinco os dentes
nada é aparente
senão
o que é isso
vileiros tomando conta do sul
that's anthropophagy
it's an emergency
procurando o que não deve
sempre toma no cu
o gueto
nem é mais de preto
hoje brancos e brancas
usam tamancos e tamancas
vestem a camisa
quando nem precisa
despertam gírias
maloqueiros e as gurias
e nem sentem
ou fingem que sentem
ou mentem
ou nem mentem
o status social
ou levantam uma maldita bandeira
de que somos nós e mais quem
explode yourselves, manos
a coisa tá preta
o asfalto desarmado
o morro com escopeta
vem e dá um tiro
na minha cabeça
porque a idiossincrasia está quase reinando
não quero viver pra ver
o que vai acontecer com você
ou o filho de você
fazer filho é um absurdo
coisa de burro
ou surdo-mudo
tudo isso pelo prazer
de negociar
pelo prazer
de barganhar
pelo prazer de ter um fim
um filho
e bater na tecla da pensão
ocasião
de achar um provedor
um otário que aguente a dor
Crianças Com Seios
Crianças com seios
Pequenos rebentos
Em meu devaneio
Crianças com seios
De shorts, decotes
De unhas com esmaltes
Menstruam, masturbam
A si e aos mascotes
Dos jogos de esportes
Moleques com espinhas
que pegam as meninas
e outros meninos
É o bissexualismo
Pegando forte.
Só uma lambidinha
Na pussy da amiga
Mulheres se entendem
Não há relações
É um novo começo
Começo da espera,
Da falta de apreço.
Crianças com seios
Vão pra baladinha
Se já são gatinhas
Pra que maquiagem?
Se já são galinhas
Gracinhas, vadias
Me diga seu preço,
Te dou chocolate
Pra que proibir
Se passaram da mãe
No tamanho do busto
e fome de homem?
Crianças com seios
Passeiam no shopping
longe dos holofotes
da escola e dos pais
Entram no cinema
E no escurinho,
Abraços furtivos
Pintinho durinho
Peitinho pulando
Pra fora da blusa
Como dois cachorrinhos.
"Garotos" de 30
Não podem tocar
Não podem olhar;
Mas,
Crianças com seios
Vocês são demais!
Crio Um Mundo Que Não É Só Meu
Crio um mundo que não é só meu.
a poesia já transcendeu
ao desastre.
rememorando os mundos do pascal
é tão mais fácil decidir
(e aí?)
se o mundo vai mudar
(e aí?)
é tudo abstrato e anormal
um mundo fino e radical.
Cristina
Cruzei o mundo de norte a sul para te encontrar
Roubei a luz das estrelas para te iluminar
Irei onde você quiser só para te agradar
Subirei montanhas e descerei colinas para lhe encantar
Tanta alegria gostaria de lhe proporcionar que ao
Incrédulo de um milagre de lhe dar a felicidade
No seu lar,
Amar-te-ei como desejar
Coxa
Querido diário,
o mundo é fodido.
não to com saco pra explicar.
só sei que foi assim.
interesses, interesses e mais interesses.
só te ajudam se der uma garrafa de vinho... e isso pra cima.
coisa chata.
aí a falta de tutano impera.
já tava desgostoso da vida.
agora, fui trocado pelo jogo do coxa.
não sei o que os idiotas veem nisso.
troca-se os jogadores, só fica a cor.
as pessoas se matam por aí porque um gosta de verde e outro de vermelho.
se matem.
gastei dinheiro que não tenho.
ain't no life nowhere.
De Cauby a Roberto
Cauby cantando Roberto
E a menina que nunca foi ao teatro
Passa os dias só servindo
Pensando numa vida melhor
Looking, wondering...
A impotência perante a vida, o sistema
A escravidão dos dias
O envelhecimento dos ídolos
A neologia do lado B
O comando vermelho cantando
num proibidão
"Se um outro cabeludo aparecer na sua bunda"
"Pegou a foto o meu peru e fez um quadro"
E o superlativo de corpo é corpanzil Alguém já ouviu?
Deixa a Chuva Cair
Deixa a chuva cair...
e a sheevah
i'm so self centered
playing words with friends
nada mais
enlatados em fast-forward
not so bright, so...
nor.
just find me a friend
and i know the limits
ronco no estômago não é muito saudável
shit do crazy
morrer de fome: "mamãe, tem pão no céu?", como disse o didi
G.G.
Desaparecida
Estou encantado por você
Tua música no loop
Tuas fotos do Orkut Mas que puta falta de sacanagem ir embora Me deixar com essa agonia no peito Esse
gostinho de "quero mais"
Ou melhor,
Esse gosto de "nem tive"
Tudo bem que só eu sei que a gente namora
Nem você sabe
Mas precisa ir assim?
A verdade escondida: é mentira, é medo.
Sumir desse jeito não tem cabimento.
Me dá mais uma semana pra não falar o que eu sinto,
pra não te chamar pra sair.
Porque só assim.
Chorar não vai adiantar mesmo.
A revolta deu vez à melancolia.
Desconta o segredo.
Estou quase des-sofrendo.
Ouço a versão instrumental e canto junto sem embargar.
Começa a ter um pouco de cabimento.
Meu mundo que não suporta ainda.
As coisas sem o devido cabimento.
Mas eu canto. E eu canto!
E meu piso de ladrilho fica seco.
Tô melhorando, tô melhorando...
Destruidor de Mitos
Ayrton Senna era viado Pelé viciado em pó jesus cristo nunca existiu e o papa é nazista falando nisso, a
igreja católica matou muito mais do que o nazismo pequenas igrejas grandes negócios RR Soares e Edir
Macedo da graça e a universal além de cunhados, eram sócios Iemanjá engole gente e deus só existe
em pensamento Allan Kardec prega o racismo Chico Xavier charlatanismo ateu de carteirinha, sou
destruidor de mitos
Deus
Obrigado meo deos inexistente, o deos dos ateos.
por poder lavar minha roupa no sábado.
ouvir minha mpb.
praguejar,
ter minha perversão
Disclaimer
Acordo às 7 e quarenta da manhã. Sozinho, pelado e com uma puta fotofobia.
Não sei se aprontei com alguém.
Mas to com uma puta ressaca.
Me perdoe se feri os sentimentos de alguém. Ou surtei.
Adoro vocês, meus amigos.
O disclaimer anterior serve para todos. A qualquer hora;
Hoje especialmente acordo do lado da metade de um sabonete Palmolive.
Na minha casa compro Protex.
Não sei dizer.
Ainda vai me levando ao óbito.
Pendências e pendências.
O Twitter virou vício.
Desligo tudo. E me ligo na vida.
Doce.
Suco.
Opa.
Merlot.
Cana e bis.
Rebate que bate.
Don't Stop 'Till You Get Enough
Depois de uma bad trip de muscaria
Danço com a morte todos os dias
Não precisa ser de noite
Danço com a insanidade
Gosto de adolescentas
Mas nâo gosto das gerações que vieram depois da minha
Sonhei que morri na estrada
Sonhei que fui pros Estados Unidos
E lá tinha mulheres com axilas peludas
Todos são tão patriotas quando tem jogo de futebol
ou olimpíada
Olim Piada
Ninguém sabe a letra do hino nacional
Se a cantiga já te pega
"Tô com pulga na cueca"
Pra me amar, pra me amar
Ay a mama, ay a mama
Pata pata
Sergey mente quando diz que não usou drogas
Não quer atribuir sua logevidade a maus hábitos
O que funciona pra uma pessoa pode não funcionar para outra
Meu amor não é gráfico
Minha vida não é gráfica
What child is this, Ray Connif?
Se esse é o registro que deixo
é de ladeira abaixo
e ladeira acima
sempre, a caminho do parque barigui
Nothing is gonna change my world
Lovely
Is the feeling now
Dizem Que Voltei Americanizada
Cultura do "prom", "prom night"
cultura do "loser"
cultura do "let's party!"
cultura do "spring break"
cultura do mcdonalds, BK e subway
boca abaixo, rego acima
cultura do "smoke but don't inhale"
saber da própria história e ignorar a mundial
e ainda indagamos
por quê é a cultura dos "serial killers"?
"YOU LOSER! YOU FAT FUCK!"
Doutora Lu
(...) E uma vontade inebriante de escrever, de contar de si próprio, mesmo que seja pleonasmo.
Medo que surja alguém, medo de ficar sozinho.
De quando em quando surge à sua mente figuras obscuras, como as que se estranhava quando dormia o
sono dos justos, tendo pesadelos quão sórdidos que nem ele imaginara...
Mas as imagens prosseguiam e o obscuro se postergava, inflando o ego dos loucos que outrora eram
examinados.
Ele a imagina como deveria: doutora Lu, seios fartos, porém flácidos para seus "trinta e alguns" anos.
Escarrou para o lado mas olhava-a de frente. seus traços lhe eram familiares.
- Doutora Lu! - exaltava o transeunte.
Enquanto em um randômico lugar...
As pétalas caíam da púrpura rosa quase negra. fato o qual nunca tinha negado a ninguém. e ela
realmente tinha fatos a negar por toda a eternidade.
Nunca mais poderia subir ao posto de eternidade, porque nunca havia plantado uma árvore, escrito um
livro ou tido um filho. e isto incomodava imensamente.
Em uma noite, planejou o que o desespero incita: matou seu próprio alter ego.
Conectava fatos desconexos por puro instinto mas desacreditava que houvesse coincidências. acreditava
pura e somente no amor eterno, através do qual se usurpariam as rosas em seu inconsciente.
Tentaram derrubar seu muro de lamentações, mas só o que encontrou foi a angústia de ver um mundo de
depravações e promiscuidade. Então, a última pétala murchou, da esperança de um mundo equilibrado.
E, naquele momento, deu-se por vencida por hora e sua essência evanesceu-se de forma dolorosa,
porém anestesiada.
As cores das bandeiras pouco dizem. Territórios nada significam. E nem o amor ao próximo deixaram
viver.
Sempre que brigo com um amigo, ou mato um vício, uma parte de mim está sumindo.
Penso que doce de leite animal não tinham senão industrializados. perecíveis no supermercado. Tons
que nem sempre são gravados, numa outra nota de outrora. mas nunca mais vamos chegar.
É até difícil parcialmente falando de: de repente, mudar os planos. tornar vulgar o que é romântico. A
marca preferida de qualquer subterfúgio.
Saber que o casal que conhecemos está bem, pais de gêmeos. Sem ao pouco tê-los visto. Parabéns.
Para quem pode, parabéns. Para quem quer, ou talvez. pra camisinha furada o "já é". Para mina furada:
Damião. E para carne mastigada, idem.
Quem tirou o selo que leia a carta. E eu não estou para abrir carta para ninguém.
Dr. House da Vida Real
A primeira vez que fui maltratado por um médico foi em 2007. Era um gastroenteorologista.
Quando contei que estava com refluxo, que tomava muito café, comia coxinha no café da manhã e tomava
cerveja Heineken à noite ele me mandou "procurar uma mulher ao invés de ficar consumindo porcaria".
Fiquei mega constrangido, mesmo porque fui na consulta acompanhado de minha mãe, que era sua amiga e
indicação dela.
Depois disso me consultei (e inclusive operei) com um dos melhores na área de gastro.
Mas foi este meu primeiro péssimo profissional na área da saúde.
Na verdade, me veio agora a imagem de um médico que dava "uns catos" na secretária na minha frente. Ela
sentava no colo dele... Não sei se eram casados, mas era certamente antiprofissional.
Tem também o ortodontista que as mãos cheirando a cigarro tremiam tanto que só faltava pingar sangue do
nariz dele na minha boca.
Mas enfim:
Depois disso, usufruindo de meu plano de saúde, conheci diversos profissionais da área da saúde. Três
fisioterapeutas homens, umas sete fisioterapeutas mulheres. Todos muito esforçados apesar de sempre
recém-formados e mal remunerados;
Mas na área médica me consultei com psiquiatras, ortopedistas e dermatologistas "mandrakes"...
Nesse meio tempo conheci e assisti de cabo a rabo a série inteira do Dr. House.
Nesse meio tempo um amigo foi e voltou da Bolívia formado em medicina. E hoje em dia a exerce
ilegalmente no Brasil também.
Mas nada se compara ao Dr. House da vida real que conheci hoje:
Já na ligação para marcar consulta, o cara nem secretária tinha mas tinha disponibilidade pro dia seguinte,
enquanto outros somente para dali a uma ou duas semanas ou final do mês.
Lá chegando, vi a placa "Se for horário comercial, entre sem bater e AGUARDE.".
Apesar da porta aberta que separa a sala de espera do consultório, dei boa tarde e aguardei.
Quando fui chamado, apertei a mão do médico, demos boa tarde e ensaiei um "Então, doutor...", no que fui
repreendido com a seguinte frase: "- Isso aqui não é INSS. Eu nem sentei ainda!".
Fiquei rindo apesar de não ter sido uma piada.
Algo me dizia que a experiência iria ser boa. Também se não fosse, era só erguer o dedo do meio e dizer
"vocês se acham pra caralho, hein, doutorzinho?". Ainda assim precisava pelo menos da minha
declaração de comparecimento.
Mas desta vez eu estava preparado.
Ele queria fazer meu cadastro e questionário médico antes. No susto, acabei entregando a carteirinha do
convênio junto com minha carteirinha falsa para cinema ao invés da identidade.
Comecei a tentar explicar meu problema:
"- Então, meu pulmão...". Mais uma vez, ríspido: "- Uma coisa de cada vez! Primeiro o nariz!"
Falei que tinha ido a uma otorrinolaringologista antes e tomei mais um esporro:
"- Por que não foi em um médico especializado!?"
Mostrei a receita do antibiótico e antiinflamatório que havia tomado. E falei que tomei um xarope por conta.
Novamente:
"- Xarope?? Cadê a receita??"
"- Não tem receita. Isso foi por minha conta."
"- Fica gastando dinheiro com farmácia!!!" - foi seu veredito.
Acabamos falando sobre drogas e álcool, minha alergia à sulfa e sobre internamentos para cirurgias. Mais
uma vez:
"- 'Cirurgia do Ronco' é uma farsa!!"
Ao tirar a camisa, questionou sobre "o que era isso" (minha tatuagem com símbolo ateísta). Pensei em
responder "- TATUAGEM!".
Mas não iria me rebaixar. Tive que responder duas vezes ao velho: "Ateísmo!".
Ao fundo um quadro cristão. Havia me imposto pela primeira vez.
Ao final, me pediu exames antigos de 3 ou 4 anos atrás (!) para quando (se) um dia eu voltasse. E vaticinou:
"- Você é uma pessoa doente. É obeso. E agora é uma pessoa doente com uma doença pulmonar."
Dúvidas Pertinentes Sobre Os Novos Bahianos
Seguindo a lógica do cheat do labirinto (indo do fim pro começo):
- A Baby Consuelo teve um primeiro rebento
(ela foi inseminada por alguém daqueles trocentos velhos/novos bahianos)
Agora, na re-reversidade:
- "Amor livre"
- Pepeu é o pai
Ou seja:
Os outros seis ou sete (anões?)/bahianos só comiam o cu da Baby.
Mas ainda restam dúvidas:
- Quem Moraes Moreira comia?
- Por que diabos Baby Consuelo não raspava as axilas?
- Quem comeu Pepeu?
E a dúvida mais filosófica:
- O que "Baby do Brasil" disse e foi cortado no documentário?
"E a Vida Continua..."
Sem querer criticar religiões, mas: os filmes com esta temática espírita são todos iguais! O enredo é tão
simples e clichê.
Subestima a inteligência do espectador abaixo à de uma criança.
E ainda assim tão bem explicadinho. Tão "for dummies" que até um leigo nesta temática entenderia e se
ENTEDIARIA.
Além de tudo, mesmo sendo nacional, mais da metade das cenas são DUBLADAS!!
O filme é todo cortado, REDUBLADO, mal editado. Como se fosse colado nas coxas e às pressas só pra se
justificar a conta do investimento (público?).
"Santa" inocência! Caí no "Xaveco" do Chico e do Paulo Figueiredo.
A única coisa que salva (se é que salva) é a beleza da Amanda Acosta.
Foi o único filme na minha VIDA em que saí na metade.
Regurgitado por Gôdje o tempo não existe 18:13 Nenhum comentário: Links para esta postagem
terça-feira, 4 de setembro de 2012
"Latino é expulso de boate por visual extravagante. O cantor brasileiro teve que se retirar de uma casa
noturna de Nova York por não estar vestido adequadamente". Pra ver como é o comportamento de
macaco do brasileiro. Achou que tava abafando imitando o estilo dos caras (EUA) e acabou sendo um
arremedo mal feito. Que é como quem se porta como "rapper", "head banger", ou qualquer outra merda
chupinzada dessas. Deveria estar mais para Falcão do que "latino do ghetto" (subproduto do
subproduto).
É Mais Fácil Falar Que a Mulher Veio de um Zigoto
E o homem de um espermatozoide
mas muito estranho é
a mulher vir do esperma
e o homem do zigoto
o que é o que é?
a semelhança entre um workaholic e um golpista barato?
Blood.
Esse Mestre Cervejeiro Não Conheço
Mas sei lá.. esse lance de beber na sexta
eu vou se me chamam
se eu to sozinho faço questão de não beber na sexta e no sábado
porque são os dias que mais dá merda
estatisticamente
e se eu não to trabalhando..
bebo de domingo a quinta
daí sexta e sábado é só indoor
eu moro no água verde
vira e mexe ouço pedido de socorro
de mulher que querem roubar, etc.
então fins-de-semana são os dias oficiais de dar merda
passa nego gritando
seja à pé ou seja de carro
é meio assustador
e só tende a piorar
Exit Through The Gift Shop
Acabei de assistir Exit Through The Gift Shop
Me senti muito como o Thierry (Mr. Brainwash)
É muito surreal
Parece aqueles "mockumentaries" (falsos documentários)
Como The Office, Parks and Recreation
E Exit Through The Gift Shop tem a maior cara disso
E não é
É a vida imitando a ficção.
Thierry Guetta eclipsa totalmente Banksy.
Inclusive têm recebido os prêmios pelo documentário.
Fábula Despretensiosa
A juventude procura a autoconfiança.
Gritos, chutes, depredações. TRUCO! Lixo.
Muros, casas, construções.
Mundo construído de merda.
Inocentes, ignorantes políticos.
Enquanto a maturidade ingênua prostitui-se de forma carente e desprotegida, frágil. Batatas fritas,
Tem drogas, todas legalizadas, entre a juventude.
Álcool, cigarros, CAFÉ! ASPIRINAS! ANTI-DEPRESSIVOS!
Raiva, ira! (não, é só brincadeira)
Jovens se estragam e se divertem com isso.
Juventude Omissa.
Do outro lado, loiras oxigenadas soltam suas penas.
Gritando, se esfacelando, numa loucura total.
A juventude não é fiel.
Traem-se como se fossem cachorros e cadelas no cio.
Gritam. Enquanto esperam.
Despreocupados, despretensiosos, prostituídos.
Queima sua ignorância. Faça dos fracos os oprimidos.
Esse é o sistema que manipula as mentes dos fracos, dos perdidos, dos operários, estudantes,
professores,
Chamem a polícia, os "porcos fardados", mais do mesmo.
Mais dos que se vendem pela droga - o dinheiro.
Que move nossas cabeças de acordo com o regime capitalista de merda.
Mães, irmãs, mulheres da vida.
Não confie em ninguém.
Confie em si mesmo.
Todos os povos, todas as raças.
São vidas de um "deus" que não liga pra nós.
Somos meros brinquedos, uma bola de gude
Nas mãos de seres ditos "superiores"...
E seus "enviados", cada vez mais safados,
Movidos por um mundo cão, um mundo onde não existe justiça,
Onde uns morrem de fome enquanto outros, poucos e sortudos,
Se esbanjam em glória, movidos pelo dinheiro.
Lanchonetes, cachorros-quentes, bancos, bancas, e até BANHEIROS!
Imundos, putos, que batem no chão, como forma de respeito.
Bonés, roupas, marcas.
A vida, os idiotas, todos "tomam".
De uma forma ou de outra.
Todos morremos infelizes,
Fuga de uma vida de onde nem vai, nem volta ninguém.
Jogo, bebida, malandragem, sistema de ensino hipócrita que nos ensina a escrever e nada mais.
Nada de fórmulas físicas, químicas, matemáticas.
E sim, as fórmulas urbanas, as que usamos.
Usamos como tática, combatendo o mesmo sistema que nos criou.
Formando seres humanos incoerentes, nervosos,
Crianças vudus, que são abduzidas, premeditadas, controladas pela Sociedade Geral.
Hipocrisia. Horários. Filhos da puta!
Filhos
Cara, desculpe...
cara, que merda...
eu não saberia dar pêsames.
mas o que começou em uma brincadeira...
realmente... se concretizou.
amigos FODA infelizes FODA.
fizeram filhos em vagabundas e perderam a vida.
eu costumo tratar com humor.
mas como é triste...
perderam a vida.
não sentem prazer em nada.
tem uma vagabunda colocando a criança contra eles.
e eu que achava que tive depressão...
só digo uma coisa:
desculpe, mas...
se foderam mais que eu.
Gameloft Let's Play Golf 3
Unfortunantly, I have not received the mentioned money in my online account.
Well, I would emphasize that this is the third time I have problems with the game. The first two were zeroed
my points online. This time, fortunately not.
I would point out also that the from the second to the third time, it was given to me infinite rays so I could
go back to my normal score. So I had chances to achieve 4,488,805 points online.
On the day that happened the bug in the game (on June 7, 2012), I was in 26th place with 4,488,805 points
online.
Now, after two months without playing, whom is in 26 th place is already with 12,829,647 points.
Only this time you are offering me only these two thousand in cash. So it is impossible to return to the
placement that I had.
I would ask the following: the conditions given to me the last time I had problems, they were intentional? Or
was it a bug of the game itself? Because I had more than 8 million coins, 8 million in cash and 8 million
rays (energy points).
I had even GIANT BAT WINGS. I would ask: this symbol (bat wings) characterized what? Because I
realized that very few users possessed it like me!
Unfortunately, I did not took screenshot of my old equipped character. But perhaps you can know how was
my situation before this game crashed, through your database backup. Or even looking at the score I got
online (4488805) and my character evolution. And the subsequent sudden stop.
I think I could not even buy game credits with my credit card in Brazil, since there is a local problem with
subject of age classification of (all) games. Then, the service you provide would not accept my card
these days.
I Just want to say I am extremely a fan and I loved playing Let's Golf 3. A LOT.
I confess that I was addicted and these two months away from the game made me well. But I still feel the
lack of it.
So I ask to please give me the conditions to play that I had before. Before the 06/07/2012 update.
But honestly, I hardly without these conditions would return to play. And this is a game I greatly value as the
best game online. Since the time of Pangya (which should be a partner or competitor of you, I do not
know).
Sorry if I extended, but I hope it has been translated so well what I feel to words and in the words that I'm
thinking in Brazilian Portuguese into English words.
Please consider.
Thank you very much.
Garçom Toma Cerveja Quando Congela
Eu não assisto à TV, mas os acontecimentos têm me pegado por osmose.
Esse escrito vai ficar velho e verde (not!, infelizmente). Mas:
Os tsunamis... E agora o atirador no RJ.
Sinto como aquela travesti que tatuou no corpo "Made in Brasil" (sic). "Sick".
Bem-vindo(a) à globalização, bitch.
"COLUMBINE IN BRAZIL".
Merda.
Atentado a bomba.
Anarco Mãe Dinah.
Merda.
Não queria falar.
Mas como a morte do Michael Jackson, e dos Mamonas pilotando (airplanes). E da própria Mãe Dinah se
não cuidar na dieta.
O BÓBVIO.
Mas, enfim: Tem comida, 2 tipos de bebida, tem água e banheiro. Sò morre quem quer.
Get use to it. Got used to this.
Tem um monte de gostosas na casa agora, mas segue a lógica do Cão da Depressão. Elas são pôsteres.
Tem gente que não pendura quadros.
Ou mistura vinho com whisky.
Sutil como Humberto Gessinger.
Quando era moleque achava que era "G-singer".
Sem maldade.
Não como "Gay SINGER".
Mas como "GErson, the SINGER".
O nome do cara é Gerson. Ele é cantor. Mas não foi o caso.
Mais impressionado fiquei quando criei teoria sobre o "Aciolly".
("Ass hole")?
Acabem de lavar a roupa.
E contemplem Family Dad e American Dad.
E um quadro antigo do Homer.
E a combustão espontânea não será mais um mistério.
Gente Coisa é Outra Burra
Hoje na fisioterapia uma gorda coroa estava a falar que está empolgada
em botar o filho pra trabalhar no SUPERMERCADO, porque aceitam
moleques de 16 anos. Já vi logo tudo...
Aí então veio puxar assunto. Olhou pro meu iPad e falou:
"- Isso não é um tablet! É muito grande!"
E eu:
"Sim... É um tablet... É o iPad.".
Ela:
"- Ah, mas é muito caro...! E os do Paraguai então...! Não têm nem
garantia! Estraga e puf!"
Eu:
"- Claro. Tem que comprar da Apple mesmo."
Isso sem contar que (eu) estava jogando "Draw Something" e ela achou
que eu estava consultando a programação cultural do aniversário de
Curitiba.
(Espiando a tela e não entendo nada daqueles desenhos e letras em inglês);
Perguntou quem que ia tocar hoje (no aniversário da cidade).
Falei: "O Toquinho."
"- Não conheço (!). Quem mais?"
(Nem me dei ao trabalho de tentar explicar quem era o parceiro do
Vinícius (com medo de despertar um 'que Vinícius?'). E respondi:
"- Amanhã é o Abujamra".
"- Vixi.. Nunca ouvi falar!"
(,,,)
"- Não-sei-aonde vai ter o Fulano-de-tal"
Aí foi minha vez:
"- Não conheço..."
"- Ah! é o apresentador d'A FAZENDA!!!"
(Porra! Não conhece Toquinho mas adora um reality show, né sua gorda
vagabunda?)
- "Não sei.. Não assisto."
(Silêncio. Passa um tempo...)
- "- Morreu o mÍllor, né?" (com agudo no no "i" ao invés do circunflexo no "o").
Abro a boca numa tentativa de correção, peso na balança e me calo. ->
Poker face.
...
Depois de um tempo cheguei à conclusão de que deveria ter falado:
"Morreu também o Chico Ánysio" ou o "Chicó Anysió", ou algo do gênero.
...
E aí perguntam o porquê de eu não conversar.
Odeio pessoas, não tenho a mínima paciência com gente ignorante,
classe C do caralho, cabeça formulada pela Globo e Record!
Desliga a merda da TV e vai ler um livro! Vai conhecer MPB! Vai fazer
qualquer merda que não seja fazer filho e ouvir sertanejo, por favor!
Vai se instruir, porra!!!!!
Ground Zero
Concurso de melhor máscara.
Tirei zero na fantasia novamente.
Troféu abacaxi.
Aí todo mundo morde a linguiça e espirra gordura para caraleo.
Bobo-alegre e feliz.
Mas aí chega o verão.
E chega.
Sou Dom Quixote.
Meus verdadeiros bigodes perderam o concurso de melhor fantasia.
Nesse mundo de Dons Pixotes, Dilmas Rousseffs e Josés de Alencar.
Robocop, Pateta, Banana, Garçom. Casa do Pão de Queijo.
Down, Down, Down...
Para todos os panacas que estão estocando dinheiro em seus respectivos orifícios anais, vos digo, lhes digo
ou simplesmente digo:
I'll gonna buy this town
I'll gonna be big, yeah
-Go ahead on Mr. Business man, you can't dress like me.
Mas é por isso que eu relevo...
Essa corja e essa raça não merecem meus cabelos brancos.
Só o erudito salva.
Hackeando a Morte
Infelizmente sou um cara da ciência
e infelizmente não há deus agora
minha mãe está morrendo de câncer
there is no god
não há deus
meu robô está limpando o chão
o baseado apagado na boca.
não tem saída
o primeiro pensamento é HACKEAR A MORTE
aí vem o top five
negação, raiva, aceitação, whatever.
A iminente morte dos meus pais;
As lembranças da primeira namoradinha
São inerentes ao meu ser
Homem Livre
O final de semana é o inferno.
Supermercados apinhados de gente, Filas quilométricas Os shoppings abarrotados Assim como os
parques.
O homem livre abomina isto.
O homem livre abomina as manias dos escravos.
O homem livre abomina os lugares e os horários livres dos semiescravos.
O homem livre vai ao bar na segunda,
No shopping na terça,
Às compras na quarta,
No parque na quinta,
Na sexta, ao cinema.
De dia, pois à noite a cidade é intransitável
Preenchida pelos seres que aparecem não-sei-daonde
Em seus carros com som alto
Falando alto, causando acidentes
Com suas roupas de grifes
Não passeando, mas desfilando
Os escravos querem ver e ser vistos
O rebanho parece limpo, mas é imundo
E enquanto a manada está solta
O homem livre descansa
Pois, não é fácil ser único
Homens x Meninos
Eu não sou um HOMEM.
HOMEM chega e conversa com a MULHER.
Um HOMEM de verdade senta na mesa e oferece um chopp.
Minha timidez não deixa.
Estou mais para um GAROTO.
Um GAROTO é mais que um MENINO.
Ou melhor, sou um CARA.
Um CARA não tem compromisso com nada nesse mundo,
HOMEM vai na zona.
Um MENINO não pode entrar na zona.
Um GAROTO entra se acompanhado de um GAROTO mais velho.
(ou suborna o porteiro).
Um CARA pode decidir que aquilo não é pra ele.
MENINAS querem ficar com MENINOS e GAROTOS, descobrir juntos o sexo.
GAROTAS querem CARAS mais velhos, experientes. Desprezam MENINOS.
HOMENS e CARAS não podem ficar com MENINAS ou GAROTAS, por convenção.
Somente MULHERES.
MULHERES querem HOMENS.
Alguns acham que ser HOMEM é mexer com a mulher na rua.
Mas isso é ser PEDREIRO.
Numa "balada" é "normal", por mais bizarro que seja.
Num shopping, as coisas mudam.
MOLEQUES mexem com mulheres no shopping.
O segurança deveria chamar a atenção dos MOLEQUES. Mas não o fazem.
Talvez por também serem MOLEQUES.
Na casa dos 30, mas MOLEQUES.
E, mais provavelmente, fora de suas profissões, sejam PEDREIROS também.
Mas sendo 90% das mulheres vadias (O quê? Ofensivo? Mulheres vivem falando que os HOMENS são GALINHAS!)
- bem que gostam dessa atitude machista. Inflam o ego e seguem rebolando.
Queimam sutiãs, se fazem de ofendidas, mas no fundo são mulheres de malandro.
Daqueles com jeito de trafica, de mano bombado. É...
Por mais que seja estranho, (algumas/muitas) mulheres são atraídas por esses tipos.
Traficantes e/ou policiais. A humanidade fede.
Mas - acredite - o bonito da coisa está nas entrelinhas.
Dos 90% que não prestam, sempre tem os 10% restantes.
Os 10% onde estão? Eu sei que existem...
Princesas isoladas nas masmorras de seus quartos.
Esperando por seus príncipes encantados.
Ou com uniformes de colegiais, tentando remar contra a maré da promiscuidade precoce.
Princesas que não nasceram...
Cavalheiros que são tachados de nerd, ou muito loucos, ou muito tímidos, ou tudo isso junto.
Assim como na peça Desejo na Rua das Flores - ou - O Tarado da Rua XV.
E aos poucos as pessoas se esvaem para suas casas, como se o dia não tivesse acontecido.
Idiocracia
Ai, meu saco.
Um monte de atualização de maluco que nem meu amigo é...
Twitter, Facebook... O tal do Orkut que favelizou e agora tá morrendo... E o Kiko?
Olha, caguei.
Já não tenho amigos. Ainda mais em rede social (xoxo media).
Puta que te porra.
Se você do futuro está lendo, saiba que em 2011 eu estou de saco cheio de "redes sociais".
Em 1997 fiz sitezinho... E só... E que época de ouro que era, ter que saber "programar" em HTML.
Hoje nego favelado "posta" foto tirado com câmera paga em 12x nas Casas Bahia. Já passou do ponto de ser
piada e se tornou preocupação (ao menos para mim).
Internet é uma porra que beneficia quem quer saber de porcaria.. Vide sexo bizarro, pedofilia, etc...
A humanidade tem milhões de artigos científicos à mão e olha só.. Não usa pra nada. É um tal de Facebook
pra cá, me "add" pra lá... Tweet de que tá indo cagar - ou o que é pior - atualizar o que tá passando na
TV aberta.
Na verdade TV já é um troço de zé mané. Quem sabe o que quer, "aluga" na locadora Torrent. Gugu, Fausto
Silva,... Sem comentários.
Eu já cansei de ser um paladino. Morram na ignorância!! Vou abrir um livro, NÃO vou fazer filho e saber
que (infelizmente) a humanidade caminha pra Idiocracia (isso se já não vive nela) é uma realidade.
Idiotas e Anti-heróis
Vendo Slaughtered Vomit Dolls em fast forward fiquei com a cabeça vazia um pouco e me veio uma
questão filosófica.
Por que as pessoas se acomodam, não crescem intelectualmente? Ficam presas às mesmas coisas mundanas
(?)
"Detesta o patrão no emprego / Sem ver que o patrão sempre esteve em você / E dorme com a esposa por
quem já não sente amor / Será que é medo? / Por quê? / Você faz isso com você".
Todos têm um pouco disso. Mas vai da válvula de escape de cada um.
Alguns vão em busca da expansão da mente. Os que se perdem por esses caminhos são fracos.
Mas pior do que estes são os que nunca ousaram e ainda assim criticam sem o menor embasamento.
Somente quem conheceu o outro lado pode falar que não é bom.
Por exemplo, só quem leu as duas bíblias, o alcorão, livros espíritas, assistiu muita tv-crente e leu muito
Richard Dawkins e James Randi pode contestar algo pseudo espiritual.
O resto das pessoas - as que não se informam e não refletem - falam com a propriedade de estudiosos.
Chamam adolescentes de "pedofilia", são "contra as drogas" mas enchem a cara de café o dia inteiro, e
outras opiniões superficiais sobre assuntos nem um pouco superficiais.
Têm a opinião formada pela televisão e pela opinião de outras pessoas. Têm preguiça de pensar
Alguns vão atrás do conhecimento, procuram incessantemente livros e filmes.
Outros se alienam. Chamo-os idiotas. Nas horas vagas assistem televisão, jogam videogame (com a
permissão e no horário que a mamãe/esposa deixar). Assistem à Globo, riem do Zorra Total (piadas de
tombos, bordões e trocadilhos eles adoram). Não leem e por consequência não sabem escrever.
Constantemente trocam "mas" por "mais", "ansioso" por "ancioso" e por aí vai.
São lobotomizados, coitados. Vão ao cinema para comer e tomar refrigerante. Esperam ansiosos pelo novo
filme dos "X-Men", gostam do que passa no Telecine Pipoca. São contra carteirinhas falsas para pegar
meia entrada (por falta de culhões de usar), mas fazem cambalacho e sonegam impostos quando
encomendam de fora do país suas roupinhas fúteis de marca. Assistem ao Discovery Channel para
pagarem de cultos em alguma conversa oportuna. Conversa esta que nunca chega, porque quando
encontram outros medíocres discutem futebol.
Aliás, adoram futebol mas são contra qualquer outro tipo de arte, como o teatro. São do tipo que tem xodó
por seus carros e odeiam ciclistas.
Quem já passou por isso acha infantil, raso. Quem já passou pela mediocridade quer saber mais, procurar
outros assuntos. Achar o lado B. Já conhece de cor o lugar-comum. Não precisa consumir mais. Já
pensa de modo diferente, está em outra sintonia. Já não acredita em deuses e tampouco têm fé na
humanidade. Porque observa. E chega à conclusão do tamanho da futilidade que o cerca. Chega a ser
um pessimista, mas acima de tudo, realista. Já cansado de (super-)heróis, lhe apetece mais os antiheróis. Contesta regras. Busca conhecer sobre coisas fora do comum: comportamentos, filmes, teorias,
notícias e histórias que não são contadas, não estão na mídia. Sobre o antinatural e até sobre o bizarro.
Aí quando os idiotas lobotomizados se deparam com alguém que não usa o cabresto e não compartilha dos
mesmos pensamentos fúteis, alguns se calam, outros verborralizam. Mas acima de tudo, hostilizam.
Principalmente (aliás: só quando) estão em "panelinha". Tentar ridicularizar é a arma para combater o
que não entendem.
Falam merda da vida de quem não conhecem e não têm intimidade. E passam a antipatizar com quem pensa
diferente.
Haters gonna hate.
E um brinde à Idiocracia.
"PESSOAS INTELIGENTES FALAM SOBRE IDEIAS;
PESSOAS COMUNS FALAM SOBRE COISAS;
PESSOAS MEDIOCRES FALAM SOBRE PESSOAS."
Iemanjá
Essa molecada do Movimento Passe Livre que pare de fumar maconha e andar de skate e que vão trabalhar.
Ganha VT.
Não sou ovelha pra ter Pastor, nem escravo pra ter Senhor.
Filme ofensivo da madrugada: Carrie (1976)
Grave a vida em fast forward. Assim, na hora da morte, quando der aquele panorama geral, dá pra diminuir a
velocidade.
Gosto de subverter os filmes que assisto sozinho em casa. Valocidade (fast forwards) e trilhas sonoras
(inappropriate soundtracks).
Procrastination is like masturbation; it's a whole lotta fun until you realize you just fucked yourself.
Ilha de Java
Meo deos, tem alguém falando outra língua na minha sala.
O nome do meio é sempre implícito.
Eu e o Carpinejar somos cheios de aforismos.
Queria que o Hotmail fosse livre de vírus. Embora todo mundo pronuncie "hotshemale".
Isso que eu vou falar agora não é atemporal, mas: tá tocando na rádio online uma musiquinha pop de
natal, meio Beyoncè, meio "Merry merry christmas".
Quem inventou a cachaça, claro que foi o diabo. Mas já o Steinhäger, bem... É coisa de alemão. Como
diz a Hilda Hilst - informe-se:
"Coordenadas: 52° 00' 17" N, 8° 24' 49"
Steinhäger é uma bebida destilada aromatizada com juniperus (zimbro). Surgiu no século XV, na região
da Vestfália, na pequena aldeia de Steinhagen. Na produção, as frutas de juniperus são esmagadas junto
com grãos de trigo. Depois de fermentada, a pasta é destilada em alambiques do tipo pot still. De acordo
com a Lei do Monopólio da Aguardente, da Alemanha, que é a lei que dita as regras da produção do
Steinhäger no país, a bebida não pode sofrer haver adição de nenhum produto químico na mistura de
zimbro e trigo.
A bebida é desde 1989 uma denominação de origem protegida pela legislação da União Europeia.
Na Alemanha, a bebida é degustada em temperatura ambiente, suavemente gelado, ou à temperatura de
freezer, como a vodca. Podendo ainda ser misturada ao popular chope, realçando seu sabor (esta mistura
é conhecida por submarino)."
Sempre quis ser escritor ou músico. Mas é pelo Java que o governo do Paraná me paga.
Troquei a maconha por antidepressivos e álcool. Assim "não dependo de ninguém". Mercado negro é
uma merda. Assim só fico refém do governo e da indústria farmacêutica.
O pensamento é uma excrescência, uma "rragia", então é 99,99% que alguém se ofenda. Como num
RPG, vá para a linha ________.
Eu não me importo. Mas quem se importa? Come torta.
É um desperdício. Tudo é um desperdício Da comida que sobra no prato até a porra na camisinha.
2010 tá ficando tão 2011...
Impressões em um Shopping
Gostosas menores de idade são como motoristas sem carteira.
É deprimente ver o shopping fechando.
Eu vi o adolescente de 40 anos. E não era o Chorão.
Ela não é "who the fuck" é "what the fuck"
Ela não é uma mulher. É um objeto de desejo.
Voluptuosa, octogonal. Cavala em forma de 8.
Essa merece - e gosta - de uns tapas.
Simple logics: Minha irmã nunca fala comigo quando estou bêbado. Eu quase sempre estou. Logo,
minha irmã quase nunca fala comigo.
O problema é que só mesmo bêbado sinto meu verdadeiro "eu".
Mulher em forma de T é assim: ombro largo, braços finos, sem nenhuma bunda.
Passou uma menina com os dizeres "pretty and happy". Julgo sê-la mais pretty, menos happy.
O poder de abstração poderia fazer-me abstrair as protuberantes acnes de uma adolescente - e, talvez - o
pênis de uma hermafrodita. Mas o hardcore é abstrair a mão de uma amputada.
Os cegos, nos ônibus, seguram suas bengalas com as duas mãos e, olham para baixo laconicamente.
Não encaram como gostariam. Não podem.
Entra um "afrodescendente" no ônibus. Temo que ele exija meu assento como cotista.
Índios
O mundo é robotizado...
Pessoas gastam a maioria de suas
vidas
em troca de alguma atividade
lucrativa
para alcançar seu bem-estar,
deixando em seu lugar
seu bem-estar natural para trás;
índios são injustiçados
Sobreviver é a palavra-chave.
Inseto
Dormi na sala. Acordei com o sol seis e pouco. Com Killing Me Softly.
Um inseto gigante. Pulsante tá aqui no escuro. Com a luz do monitor, ele tenta empurrar o monitor.
Sinto que não estou mais sozinho.
Ele cai de barriga pra cima. Bicho burro. Mas ele consegue se desvirar. Tem o macete.
Lembro do Denis, dava bola na iguana. E eu, aprisionava abelhas.
Será que o Kafka veio me visitar?
Tinha uma época que eu judiava dos bichos. Corria com o gato, empalava o siri, queimava vivo o grilo.
O ecossistema inteiro está na minha casa. Já teve lacraia, aranha marrom, agora esse inseto.
Vou dar meu nome pra ele.
Mandar dedetizar pra que?
Alprazolam pra que? Tem vinho.
O natal de 2010 foi bom: vou me dar aPad, netbook, boneco do Homer, boneco do louco, display pro
N82, boneco do Pateta, teclado do Rock Band 3, Rock Band 3, Guitar Hero 6 e DJ Hero que comprei
pra mim. E pretendo rever o Xarabovalha da Regina Casé. E vou dar um GPS, um Playstation 2, um
vídeo game 8 bits e alguns vinhos.
O dólar está R$ 1,71. Um sete um. Gíria de malandro.
O Simepar prevê chuva. O br.wheather também.
Aparecida. Esse fantasma.
Escrever tá old school esses dias. Ler, então...
"30 anos em 30" ou "O Homem que nunca fez um gol" seria o nome do meu livro.
As coisas aqui em casa estão estalando.
Inteligência ou um Bosta
Minha mãe me ligou para que eu fosse bem vestido na "festa" de noivado da minha irmã. Que vai ser
somente um almoço EM FAMÍLIA com 9 pessoas.
Eu me ofendi por ela achar que tem um filho mendigo. Falei que sou mal vestido mesmo e que não tenho
que agradar ninguém. Ainda mais "sogros" que nem meus são.
Ademais, alguém que vai ser da minha FAMÍLIA não pode se importar com como eu sou ou como me visto.
Só corto o cabelo duas vezes ao ano. E zero a barba em tal ocasião. Os pêlos do corpo são um ciclo. Cortoos bem curtinhos. Durante os meses seguintes vou ficando como o "Rolo" da Turma da Mõnica (a
original, não essa babaquice nova anime). Até que a coisa (cabelo/barba) fique (quase) uma coisa só. E
a cada 6 meses repito o processo. É simples, é prático e não é custoso.
Você tem que ser quem você é. E os pêlos são quem você é. São uma parte disso. Que é você. E o espelho
está aí na sua frente, encarando-o(a). Só não vá se autohipnotizar.
A pessoa tem que estar bem consigo. Eu estou de bem com minha "obesidade", a minha barriga de chopp.
Mas aparentemente quem menos importa - ou seja - as demais pessoas, não. Já tomei "invertidas" da
minha própria mãe e da mãe de meu melhor amigo na época. Reclamando (!) da minha barriga. A mãe
do amigo mandou eu colocar uma camiseta. Só faltou se referir como 'tal monstruosidade". Mas foi
pouco menos escrota. Na época pensei na resposta: "Para quê? Não vou te comer!". Mas fui um
gentleman. Mesmo porque estava hospedado na casa de praia de seu marido. Mas já me referi a isso no
Nouveau riche. Minhas senhoras, vamos olhar para o próprio umbigo! (Figurativa e literalmente!).
Mas até minha mãe (que outrora criticara minha barriga) agora critica minhas vestes.
Eu sou inteligente. Eu juro que já me disseram.
Mas diante de tanta ignorância e "imbecil coletivo", a face que mais mostro é a face do realismo, da
transparência da minha "alma"; é a face do sarcasmo, da ironia e do escárnio.
Sou polêmico, critico valores morais, cristãos. Critico charlatanismo, vidência, religião, espiritismo,
pseudociência. E por viver num país essencialmente cristão (católico e evangélico), as divergências de
opiniões são gritantes.
Sou um chaovinista, de opiniões polêmicas e bipolares entre si as quais misturam extrema direita e extrema
esquerda.
Se fosse pra ser um herói, eu seria um anti-herói. Eu acabei me desenhando assim.
E é por essas opiniões fortes e discordantes (das quais a maioria das pessoas pensam) é que as pessoas em
geral (amigos e familiares) se afastam de mim.
E é porque esses valores errôneos de "quem desenvolve a melhor máscara" é que contam na avaliação
pessoal de cada um em pleno 2012 e que as pessoas só se olham mas não se enxergam.
E é por isso que minha mãe vai morrer achando que eu sou um bosta.
Ira
Sou meio assim mesmo
não uso máscaras
meio desligado
não gosto de roupa apertada
não penso como os outros
rimas não fazem meu estilo
não suporto mais nicotina
balada e badalada só pra sino
no bom sentido da palavra
pros embalos de sábado à noite
não se acha namorada na balada
só baladeiras, badaladeiras, dadeiras de plantão
não me rotulo, só os outros
insônia com sono e alucinação
não explico o motivo nem explicito o não
tudo demarcado com cartas marcadas
as pessoas se parecem entre si
geneticamente, antepassados
marcados, manada
José do Interfone
Dia 21/06/2012, 22:10, me interfonou aqui uma véia cagando na minha cabeça:
- Onde já se viu?! Incomodando a casa dos outros essas horas, não tem vergonha na cara não, José?
E eu, vestindo a carapuça, achando que era comigo mesmo por causa do som - e que "José" seria um
vocativo, uma espécie de gíria como "Jão", respondi cinicamente:
- Aqui não tem nenhum José, não.
- Ah, desculpe, então!
Lavando Roupa
Tô Lavando Roupa
Quer dizer, a máquina tá
legal né
conhece o i-robot?
ele limpa teu chão
tipo os jetsons
tudo que for pro progresso...
eu aceito
com tanto que não tire nossos empregos e nos faça mendigos
sou pró cumputadores
agora, se tirar o emprego dos meus netos...
bom.. que se fodam meus netos.. porque eu vou estar morto..
Lonely Son of a Bitch
“I need a brand new friend - The end" - Jim Morrison, dentro da Casa do Jacinto.
Preciso de um(a) amigo(a). Mas que não seja o fim, como o Morrison quis - e conseguiu.
(Lendo pela segunda vez A Revolução dos Bichos): "Nenhum homem beberá álcool - em excesso" - é o
quinto mandamento do Animalismo. O "em excesso" foi alterado posteriormente pelos porcos.
Estou "reouvindo" o primeiro disco d'A Banda das Velhas Virgens, que eu conheci em 1995 através do
"Estúdio Ao Vivo Transamérica" junto com Maria do Relento (que não vingou tanto). Eu tocava gaita
de boca e relativamente acompanhava umas duas músicas dessa gravação bootleg. E fato é que isto já
tem 16 anos. A idade das meninas que eu olho na ruas. Poderia ter sido pai delas, mas, tecnicamente,
com 14 e 15 eu era cabaço.
O que me leva ao seguinte: "A Banda das Velhas Virgens" foi um filme do Mazzaropi (o que pouca gente
sabe). O que menos gente sabe ainda é que o Mazza dava uma cortada pro outro lado.
E botou "no meio" ninguém mais, ninguém menos do que Tarcísio Meira. Ou um botava no meio do outro,
ou os dois. Fato é que Tarcisão (o pai) era michê. E Don Mazzaropi transformou-o em um galã(o).
Irônico, huh?
O maior pastelão dos anos 1950 comeu (ou deu) pro maior galã das décadas seguintes, traçando Glória
Menezes, entre outras.
Na ficção - ou não - e cortando por aí como uma gilete.
Falando em coisas parvas, vi um rapaz com tatuagens no pescoço - o que já é bizarro. O "problema" é que
eram três:
Uma - um nome próprio. Que deve ser do filho ranhento. Do outro lado (do pescoço) é um "Jesus". E na
nuca um cifrão ($). Que porra é essa??!
Olha, escrever nome de filho só não é mais imbecil do que de (ex-)mulher. Um cifrão até que vai... Sendo
pró (ou contra) o capitalismo - o qual by the way - e apesar dos pesares - foi o único sistema que
vingou.
Bom, "Jesus" é de foder. Esse estabelecimento deve ter a mesma política do Habibs: pró ex-presidiários.
Caiu alguma coisa: "OPA!" - sempre tem um idiota a falar "opa". Fora o salgadinho. Eu brinco que é o
salgadinho dos porteiros: "Opa!".
"Fuckin' bitch!" - como o cara do Efukt.com que "hate hookers".
Uma puta com vestido brilhante e um careca de terno passam. Não sei pra que lado olho.
–––
A indignação - que leva à tristeza - é tanta que eu nem tenho mais palavras.
Se eu bloqueio todo mundo vou ser mais um "lonely son of a bitch ('SOB')" do que já sou.
Não sei mais o que fazer.
A vida dos outros é uma bosta. A minha é uma bosta.
Ou o cara é um idiota infeliz no casamento, que bate ponto em puteiro... Ou é um lonely SOB.
Talvez me acusem de "drama queen" ou "drama king" - se é que isso existe. Mas, sabe... Eu fico puto.
Já sou meio infeliz com esses filhos da puta querendo ou tentando porcamente me ajudar... Se eu cortar o
vínculo, então, que vou pro buraco.
Sem contar os filhos da puta do trabalho. Aliás, nem estou contando os FDPs que eu não gosto. E, sim, os
que eu considero "amigos". Que almoçam junto. Mas que quando não estou - COM CERTEZA - falam
mal de mim pelas costas. Não dá nem pra considerar amigo. Mais "colega". Mas odeio essa palavra.
Backstabber. Backstabber. Backstabber. Como diz Amanda Palmer.
Eu ia entrar em detalhes. Esse fez isso, esse fez aquilo.
Mas vou agrupar:
TODOS são filhos da puta paus mandados.
AGUNS engravidaram vagabundas.
TODOS não "têm palavra". Prometem algo - às vezes tão banal... - e não cumprem.
E é isso.
A tábua de salvação pra não ligar o gás é isso.
E ninguém tá nem aí.
Realmente eu não tenho amigos.
O que me impede de ligar o gás? Meus pais.
Mas quando os dois morrerem...
Mas não quero matá-los antes da hora.
E se dependesse desses filhos da puta que se dizem meus amigos...
Adeus.
Manifesto Sobre o Especismo
A significância dos seres é de acordo com o tamanho
é o que as pessoas pensam
inclusive você
tipo se uma formiga te picar você vai matar ela, que nem eu fiz ontem
então vou falar pra um cara que joga basquete pisar em você.
já que é um nanico
fiquei puto.. ela me picou eu matei
agora tipo.. barata
as pessoas pisam sem dó
não tem uma porra de um PETA que é a favor das baratas por exemplo
ninguém reclama dos negócios que dão choque nos mosquitos e pernilongos
daí vai aumentando...
daí rato já todo mundo quer morto
menos os indianos
q são uns porcos diga-se de passagem
q comem, bebem, se lavam na água cheia deles
daí um pouco maior.. morcego
todo mundo quer ver a caveira deles
daí tipo cachorro
tem cultura que come
ótimo
tem cultural que não tá nem aí
e tem gente que defende com unhas e dentes
então eu acho uma babaquice isso
essa escala
ou a vida tem valor ou não
ou toda vida tem valor igual
ou admita a insignificância de uns seres com relação a outros
filosoficamente é isso
eu posso matar um grilo
mas se matar um cachorro a Interpol vem atrás
não é todo mundo "de deus"?
então vamo igualizar a parada mas fato é quanto menor o ser, menor a importância e nem sou eu quem
to falando é a humanidade agora que vi que você me chamou de nanico me ofendi por um momento
mas vi que tem parte da lógica da discussão não vou negar mas assim a natureza é assim se o ser
humano não fosse racional o nanico ia ser pisoteado mesmo mas fato é duvido que você nunca matou
uma mosca é muito relativo e no fundo no fundo a cadeia é assim independente de ser cristão ou ateu o
mundo é do mais forte a própria natureza é assim então é como as coisas andam não há beleza pode-se
cantar lálálálálá todo mundo dar as mãos não comer carne não admitir o convívio com quem come
carne tudo muito bonitinho mas é antinatural porque a própria natureza é carnívora é cruel e é por isso
que eu mato as moscas e as baratas, como você e penso mais além... se os indianos não fossem tão
estúpidos, não estavam morrendo de fome venerando vacas e mais além ainda... .... se a Humanidade
não fosse tão hipócrita e aceitasse inclusive o canibalismo, não haveria fome na África e nem precisa
ser tão extremo no sentido de canibalismo mas, os animais domésticos.. cães e gatos.. já milênios é
assim em algumas culturas as pessoas personificam esses bichos em potencial e o que difere eles dos
outros?
é porque foram domesticados ao passar dos séculos, só isso....
Humanificam
é cultural
muito cultural
então meu ponto é esse
pode defender os bichos
mas defenda todos então
até a mosca que vive 24 horas
ou o mosquito Aedes aegypti que transmite a dengue
toda vida é sagrada então
ou nenhuma.
Maria Chiquinha
Em 1961, a música Maria Chiquinha, de Geysa Boscoli e Guilherme Figueiredo tratava de adultério,
assassinato e no final ainda rolava NECROFILIA. Pra completar, depois de 30 anos colocaram 2
crianças (Sandy & Junior) pra interpretá-la. Bizarro.
Marylin Monroe
Fui ver o filme da Marylin Monroe.
Fiquei pensando quando foi que ser "atriz"(/"promíscua") deixou de ser coisa de puta (anos 20) e começou a
ser idolatrado (anos 60).
Aí lembrei dos cabarés. E antes disso...
Desde o início idolatramos putas.
A hipocrisia sempre existiu.
~Mas somos todos católicos e bem casados, não?~
Me Cortaram o Cabelo
Me cortaram o cabelo
me cortaram o pau
como
sansão
essas telas tão grandes
não precisava isso
não é preciso explicar matemática
ou imitar john waters
o ator,
o cantor,
o pintor.
e isso é uma sátira.
Mediocridade
Não como pãozinho
Com requeijãozinho
Queijinho
Nem cafezinho
Ou feijões-chocolatinho
Não assisto ao jornal
Nem Carrossel
Mônica Jovem
Todo mundo sonhava que o Cebolinha ia realmente ficar com a Mônica quando fosse mais velho, mas
preferiria que ficasse só na imaginação. Esses mangás não tem NADA a ver com o quadrinho original.
Sinto que o Maurício de Sousa está se vendendo às custas de estuprar minhas (e de várias gerações)
memórias de infância. Totalmente sold out. Não compraria.
Eu sou um purista. Não consigo deglutir esse tipo de coisa.
Na verdade, nem os quadrinhos antigos "estão ainda lá". Mesmo porque muita coisa mudou. Essa mania de
moldar pro politicamente correto tá acabando com tudo.
Por exemplo, já peguei um gibi em que tinha um "disclaimer" dizendo que pixar muros (como o Cebolinha
sempre fez) é ilegal, mas como a historinha é antiga, estaria sendo mantida no molde original.
A verdadeira essência está só nos sebos hoje em dia. E olhe lá...
Depois veio essa política inclusivista: da menina cega, o paraplégico, depois veio o personagem gay (que foi
vetado) e agora a "novidade" vai ser dois personagens com AIDS (!)
Hoje em dia a coisa tá tão babaca que é perigoso até não existir mais aquele bordadinho da calcinha
aparecendo por baixo do vestido das personagens femininas, por "incitação à pedofilia" ou algo assim.
Me sinto mesmo traído e faço minha da minha voz a voz da nossa geração e da geração dos nossos pais
quando discordo do rumo que tomou a Maurício de Sousa Produções. Que sempre quis surfar na "crista
da onda", mas chega a ser careta demais, exacerbado demais, vergonha alheia demais.
Prefiro ficar com minhas recordações de infância.
Mas de qualquer forma, toda forma de leitura é válida.
Portanto, boa leitura..
Moscas
Como posso eu alterar esse equilíbrio biológico da natureza?
São minhas lágrimas reflexos fisiológicos? Ou um reflexo involuntário da beleza da natureza?
Três moscas continuam sobrevoando o mesmo ponto da minha sala.
And still...
E ainda assim..
O instinto delas faz com que queiram copular em pleno ar.
Mas quando uma chega, a outra sai mais rápido que a luz.
Observe...
Com um dia de vida só...
Elas sentem ciúmes?
Por quê estão aqui?!
Se matasse uma, as outras viriam vingar? Como abelhas?
Esqueço palavras.
Tenho a tendência de pensar que tudo é fútil.
Mas esse plainar das moscas sobre nada que está estragado, nada...
Somente bailando, num bailar que tenta ser escatológico e promíscuo. E ainda assim elas não querem.
Mas esse plainar...
Que não puxa a Terra para queimar no fogo e nem a empurra para congelar no gelo eterno.
Esse EQUILÍBRIO.
O que querem aqui?
Agora são quatro.
Formam um ballet que parece sincronizado.
Um par bailando pelos ares; sendo que na verdade uma está perseguindo outra. Mas é bonito, pois é
síncrono.
Pessoas não apreciariam sua beleza.
Pessoas comuns as perseguiriam com seus mata-moscas precários.
Eu mesmo - se meu mata-moscas elétrico não tivesse ido "pro pau" - as mataria-as-as-as. Mas não.
Elas só têm um dia de vida. E em um dia, pra quem vive "de par em par", é meio-dia.
Mulheres-cavalo
Aí um canal de crente..
com um apresentados chutado da globo...
..falando de putaria
e botando minhoca na cabeça das coitadinhas das donas de casa...
q já não tão felizes com o que têm...
injetando frustrações na cabeças das mulheres
e fantasias vazias na dos homens
90% não tem o discernimento de desligar - ou nem ligar - ou nem mesmo ter a TV
e tem a cabeça fraca e assimila como certo isso que tá na TV...
Não Vou Mais Revidar
Eu não vou mais revidar.
Toda vez que revido eu sou "surtado" ou "muito louco", "desajuizado" e o CARALHO.
Mas reprimindo isso vai me dar um filho-da-puta de um câncer.
A um palmo de quebrar o apartamento.
Ainda puto. Ainda puto. Ainda puto.
Não consigo achar outras palavras.
Triste, deselegante, desembestado, fudido... Seriam algumas.
Eu sou um cara inteligente.
E é o que me faz questionar.
Eu sou tão filho da puta assim?
Ou quem está à minha volta é tão filha da puta assim?
Ou eu to numa depressão fodida?
(Lembrando que o N.D.A. e T.A. são válidas).
Não tá certo.
Não tá legal.
wrong
wtong
wrong
wont
wofnmo
kwjm[opggRJMIO~RTF4
È MELHOR praticar o desapego mesmo.
Num mundo perfeito: teria muitos amigos, uma esposa amável.
No mundo real: mulher é tudo vagabunda. Amigo é tudo traíra. Quero um quilo de crack ou coca ou
qualquer outra bosta dessa que nunca experimentei (NOT!) e uma arma de fogo. E quando tiver quase
em "O.D.", dou um tiro na boca.
Mas quem sou eu?
Que só queria a companhia de alguém?
Todo mundo vira as costas.
A questão nem é química. Longe disso.
Só queria um baseadinho. Que é natural.
O que é calmante.
Tenho uns calmantes QUÍMICOS vencidos.
Até a política do meu psiquiatra é FDP. Querem que eu pague em dobro a próxima consulta, sendo que ME
ACIDENTEI!!
Vou tomar esses calmantes vencidos.
Alguns, ao menos.
Se cometer suicídio, será sem querer.
Deveria estudar.
Vai ter concurso dos Correios depois de amanhã.
E no mês seguinte, Dataprev.
Mas to sem saco.
Sem saco NENHUM da minha área.
Na vida real não é como no filme do Fiuk que monitoram o blog dele e o salvam no último minuto.
Se eu for monitorado, é para o mal.
Vou apagar a luz.
O calmante vencido faz um certo efeito.
O vinho (espero que não esteja vencido) faz um certo efeito.
Hoje tem show do Wander.
Wildner.
Mas vou acabar ouvindo Pink Floyd em casa.
Querido diário,
ANSIEDADE
ANTIANSIOLÍTICO
ANSIEDADE
ANTIANSIOLÍTICO
ANSIEDADE
ANTIANSIOLÍTICO
Bola de neve.
O ciclo, não a seita.
O que veio antes?
O ovo ou a galinha?
A depressão ou o alcoolismo?
A desilusão ou a (des)ilusão?
A poesia ou o escracho?
Leminski era realmente um bom poeta?
Toda poesia é patética, ou não?
A pimenta na verdade faz bem ou faz mal?
Poderia ter sexo fácil.
Poderia mesmo.
Tem gente que duvida.
Sou feio.
Não "pra diabo".
Mas a ponto de as fáceis virem com facilidade.
Foda-se.
Eu que não quero.
Volto a pensar nos amigos traíras.
Preciso praticar o desapego.
Hoje tem show do Wander, já falei.
Não vou SOZINHO e SEM GRANA ver o sorriso mais bonito do Rio Grande.
Hoje instalaram interfone intercomunicador modafoca que não funciona. Além de terem "invadido" minha
casa, moquei o iPad.
Em breve acabarei com alguns casamentos entregando alguns podres aqui, pois sou um moralista. Vão se
foder quem me tratou mal esse ano. E sou vingativo mesmo.
Mas, calma... Pink Floyd tá entrando na corrente sanguínea.
Ohh.. O.D. de Floyd...
Excuse me: Let me kiss the sky.
Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda
Na rua, na chuva, na fazenda. Mas só se tiver wifi
Nome para filho: Dandy. Pena que o Y é sinônimo de pobreza. De espírito e de finanças. Francielly,
Richarlysson, Waldisney...
Quem comprar minha alma terá o pacote completo: todos os alter egos.
A Aranha Marrom está entre nós.
Pode pisar sobre minha cabeça, pequeno centauro nipônico. Sou um noctívago.
Hemorroidas, calvície, cardiopatia, câncer de pulmão e de próstata. Genética de ninguém presta mais.
já provei do sexo, do amor e da dor... e é muito desgastante... mais fácil, cômodo e salubre ficar sozinho
não tenho o espírito aventureiro
gosto do meu teto
do meu conforto
gosto do que é certo
ao que é incerto
Tão difícil alguém que não fume, que não fale de sexo com estranhos pela internet?
Quero um amor com cheiro de tinta guache.
Nana Gouvea
O
inglês é macarrônico, mas é muito melhor do que o do Joel Santana. Nana pode posar o quanto quiser
de esposa troféu, mas no Brasil sempre será ligada à imagem de garota de programa. Vide as imagens
eternizadas pela "Banheiroa do Gugu". Nana sempre será gostosa (enquanto a "juventude" durar - e as
cirurgias plásticas existirem). Mas sua cara está começando a derreter. Laranja madura na beira da
estrada. Rosto e mãos e falhas de caráter irão entregar. Nana, obrigado pelas punhetas pré-adolescentes
no início dos anos 1990. Porém., Nana nunca será uma "senhôra" respeitável em New York enquanto for
"quenga" in Brazil.
Não Vomito
Ah, eu não vomito. me deram nó por dentro.
ah, eu queria vomitar.
logo, logo vem o sol encher meu saco... e fotofobia.
já não bastasse a aids, o refrigerante e o imposto predial.
Natal
Papai Noel,
Não pega mais criancinhas em seu colo
por ter sido acusado de pedofilia.
Nunca, deixe ninguém ser ludibriado pelo senhor.
Pense nas crianças pobres, vítimas do desespero
e da desigualdade social.
Pense que o senhor foi criado pela Coca Cola Company.
Pense que lenda cristã idiota estamos prestes a presenciar,
mais uma vez, como cristãos enganados que somos.
Dê-lhes seus "Playstations" ou se cale para sempre.
Acabe com a boçalidade de quem se acha mais bonito ou importante
Acabe com as diferenças, com as amizades interesseiras,
desordeiras e falsas com que nos presenteou.
ilumine a cabeça dos descabeçados,
descabece os desiluminados.
Por um mundo mais justo e mais são.
Por que não?
Só porque a humanidade é podre, terrível, temível e hipócrita
acredita só no que lhe convém,
usa de sarcasmo e faz dos outros escada
esses humanos idiotas estão se destruindo
e não terão mais vida
Por que insiste em ludibriar, fazer o mal, ignorar e, "catequizar"?
Por que a existência fútil (deles) seria mais importante do que a sua,
que foi inventada por motivos socio-religiosos-comerciais?
Nimbus 2000
Aprendizado bizarro do dia: Um tiro no pé da indústria de brinquedos! A vassoura "Nimbus 2000" (uma
vassoura do Harry Potter que VIBRAVA), descobriu-se que ESTIMULAVA SEXUALMENTE as
crianças! Assistindo MTV Sem Vergonha me sinto dentro do filme Idiocracy
No Banco da Praça
No banco da praça,
Pessoas sadias brincam
Vinde a mim os cachorrinhos, e as ninfetas.
Fora com o mal-olhado e as perversidades.
Dentro da praça não há mal nem demônios.
Dentro da praça só há espaço à bondade,
Dentro da praça animais brincam serem humanos levando seus donos para passear
E humanos despertam seus sentidos animais.
Noite de Quinta
O sangue corre da montanha
Então acaba a história afinal
Sinto temer a rua, amar as duas
no espaço do mundo real
Passa moça, Big Ass
Não me dá uma esmola,
e eu, cá, nesta solidão.
vem me dar só uma bola!
Pessoas estranhas vêm e vão
Não deixo a solidão me dominar.
Chego num bar e tomo uma cerva
e isso Me deixa pensar
Porque pior é deitar /
E ver tudo girar /
Que gira na pira /
Como uma sacola no ar
Muitas pessoas pela cidade,
mas nenhuma se cruza
Não se cumprimentam,
é tudo muito
cada um na sua
Largado no mundo
Chapado no mundo, a todo segundo
São realmente tão estranhas
As entranhas no mesmo ninho
Se escolhem, se encolhem, sentam e levantam.
Elas são cartas marcadas
De um baralho incompleto
Muita gente, olhos que pescoçam
Pescoços que se olham
O mundo é tão injusto
pra quem tem uma linguagem própria
As pessoas se conhecem,
se pertencem e se exploram
Os dias passam e continuo o mesmo
sei que nada é levado a sério
Enquanto no rádio toca
uma
qualquer orquestra
As flores do cemitério morrem
Os ambientes agora são normais
Vou sair pra gastar dinheiro,
Perdia as contas, mas tanto faz
Largado no mundo
Chapado no mundo, a todo segundo
Nouveau Riche
O nouveau riche é como as figurinhas do "amar é..":
O novo rico, ele é babaca.
Quer saber "quem é esse que está postando nas redes sociais ser o novo rico".
Ou então, aos 16 anos querer saber "quanto ganha essa pessoa para que eu possa humilhá-lo e mandá-lo
embora da minha casa"?
O novo rico sai da merda e 40 anos depois se vangloria.
A mulher do nouveau riche é alcoólatra assumida.
O nouveau riche só compra coisa top.
O filhinho do nouveau riche ganha um apê e uma Courier.
A mulher do nouveau riche é alcoólatra.
O nouveau riche não tem papas na língua ao criticar os "cata cavacos".
O nouveau riche chama o filho de Thor.
O filho do nouveau riche fica triste quando não está no seu território e não pode "reinar".
O nouveau riche acha fino whisky 12 anos.
A mulher do nouveau riche se acha gostosa, mesmo parecendo com uma empregada com braço de
polenteira.
O nouveau riche beberica sozinho seu whishkinho.
A mulher do nouveau riche precisa que o marido pague a academia.
O nouveau riche até que é gente fina, mas o que estraga é a família.
O nouveau riche é até humilde, é sincero.
mas quando bebe, o nouveau riche é o falso humilde.
O nouveau riche exclama como foi sua infância humilde, mas não deixou faltar bolacha Bono pras crianças
obesas.
Problema é a estética.
a mulher do nouveau riche não tem noção.
Necessita de um chacoalhão.
Vagabunda, mal acostumada, etc e tal.
Ninguém mais mimada.
Filhos idem...
Meu tempo não é dinheiro
Inclusive, cago em vosso dinheiro.
O que adianta terem posses e serem pessoas escrotas.
eu tive educação.
Nunca fui incentivado por pais alcoólatras a mandar qualquer um de Meus progenitores a "tomar no cu" ou
chamá-los de "filhos da puta', etc. Por mais "intimidade" que isso possa ser.
Errado.
Babacas.
Burguesia fede.
E - NÃO APENAS "QUEM É", MAS: O QUE É - O "nouveau riche"?
O Diabo e o Zé Celso
S e eu toparia viver até os 100 anos, mas se dos 90 aos 100 eu fosse obrigado a viver como o Zé Celso?
O diabo propôs.
Que pompa.
Mas seria uma questão filosófica CASO você acreditasse em diabo e CASO você acreditasse que viver até
100 anos seria uma boa.
Mas acho que a resposta seria sim. E com um bom bocado de GG Allin no medley.
Inclusive Oscar passa bem, mas bem pra lá do que pra cá. Niemeyer anuncia que renuncará da vida em
2013, mais tardar. (E esse dado vem do passado, ou seja, probabilística + observação).
Não haverá tal questão.
O Lado Bom das Pessoas
O lado bom das pessoas /
é como o lado escuro da lua
O Mundo de Cabeça Pra Baixo
Estava lembrando de tudo que se esquece
da cueca de seda, que a mãe deu
aqueles que esperam o amor que nunca vem
vivem num ciclo de paixões platônicas
envolvidos em vários projetos pessoais
a gente enche a cara por não ter nada pra fazer
perdendo a fé na humanidade
Da natureza das coisas
a Bíblia - tão arcaica e cruel, tão cheia de incoerências e maldições, não ajuda Deus no seu prestígio,
acusado de ser o seu autor.
Ei! quando o mundo for se acabar
todo mundo irá se soltar
todos meus amigos são casados
não vou pros embalos de sábado
tem outras coisas que são mais importantes agora
e eu sempre faço tudo tão errado
eu até queria...
nunca fui playboy
o mundo é tão complexo
mas não entenderiam
e não pode nem mandar uma mensagem
comportamento suspeito
a lei sabe muito mais que a sociedade
eu sei
agora, minha paixonite aguda
e o gosto da companhia
já nem presto atenção no que sofia fala
quem não gosta de beatles
boa gente não é
por que não se entediava antes?
há tanta vida lá fora
alguma coisa está faltando
o ócio, cabeça vazia, oficina do diabo
de repente ficamos desinteressantes
perdi as contas das horas de sono
a tristeza de ver nossos pais envelhecendo
precisando conhecer alguém
escrever é fugir da emoção
já nem sei mais que dia é
ficar acordado de madrugada deprime
ninguém tem compaixão. todos egoístas, sem exceção.
aprendeu uma valiosa lição: não adianta discutir com peão
os anarquistas nunca deixarão de ser utopistas
AS NUVENS CHEGANDO. A INTERNET JÁ SABIA
Observações Etílico Antropológicas
"(...) Estas hóstias que você está vendo são o esperma de Cristo transformado em bolinhas. E o vinho, os
eclesiásticos dizem que é o sangue. Enganam-nos. Se fosse realmente o sangue, eles beberiam vinho
tinto, mas só bebem vinho branco, porque sabem perfeitamente que se trata de urina" - A História do
Olho, de Georges Bataille.
Eu vi um anjo, ou melhor, uma anja. Pele clara, cabelos idem, compridos e de vestido. De tão branca,
reluzia o branco dos céus.
Ao contrário dos funcionários e funcionárias do Habibs. Parece ser obrigatório as tatuagens de cadeia
para trabalhar lá. Deve ser algum tipo de cota para ex-presidiários. From hell.
Salvador é logo ali.
O inferno deve ser assim, como o Habibs, mas sem as promoções.
No mundo tosco, iliterato, iletrado e pobre, eles falam alto, tomam sol na laje, tomam porres de Kaiser
com cachaça e enfiam a porrada na família. Esse é o conceito de felicidade, pessoal e intransferível.
Muito estranho ver alguém de terno e mochila nas costas. A ocasião sugere uma maletinha, como meu
pai usava sendo fiscal da Receita.
A fila do Subway tá enorme hoje. Tem uma gringarada, pessoal de escoteiro ou escola naval, sei lá.
Same shit.
Pessoal, alto, nórdico. Lembro do Caco Antibes. Tem uns chineses, um jamaicano...
Brincam que curitibano acha que vive na Europa. Acho que somos cosmopolitas com um polo atrativo.
Muito estranho ser cosmopolita assim, sem sair de casa. O mundo que veio a mim.
–––
(...) E então, ao passar, soltou um sorriso de satisfação ao perceber que fora notada. Nunca é demais uma
massagem no ego.
Tem vezes em que me orgulho de ser sozinho do que ter que passar por certas coisas.
Têm figuras bizarras que acho que nem numa ilha deserta...
Nunca peguei uma magra. ou melhor, nunca peguei uma que não fosse gorda. Talvez por isso as
consecutivas broxadas. Talvez não.
Todo mundo é ou já foi corno ou broxa. Talvez os dois. Mas não assume. Fica o tabu.
Tem gente que quer e gosta de viver a vida dos outros.
Vai embora essa puta velha.
"Dona" Juliana, cujo marido - dizem - morreu por causa de uma lombada. Bateu a cabeça no teto do
carro. Morte estúpida.
Uma média de meio livro por dia. Está bom. Bom proveito de férias. Lendo em uma semana o que o
brasileiro comum lê no ano. Isso numa estimativa otimista.
Cheguei finalmente ao Bandini "- Che sara, sara - que será, será".
Psicografia de mim mesmo.
Como a Pitty. Como o Lobão.
Hoje me perguntaram sobre a beleza da F_. Fugi à pergunta. Fato é que ela está no meu TOP 3. Cada
uma em sua categoria. Ela é a casável. Infelizmente, com namorado - e eu (ingenuamente) respeito
essas coisas. Uma espécie de Maria Lúcia. Queria tirar você desse lugar.
Meu amigo até elogiou o sol, mas foi pra casa se enfurnar em frente à TV.
Na loucura do dia-a-dia, as pessoas falam sozinhas e nem percebem. Bom, falassem comigo então.
Sempre tenho o ímpeto de falar isso. Mas não o faço por pura timidez ou por não quebrar este diálogo
que a a pessoa traça com si.
Lembrei de uma possível primeira contravenção. A primeira foi estranhando quando minha avó materna
me tratou por "filho". Ela disse que eu havia autorizado. Ela não teve nem nhum filho. Somente minha
mãe. Se pudesse voltar, seria o filho da minha avó. Derrotada por um câncer pulmonar aos 66.
Jovem. Linda. Levado por este pensamento fui neto do tio dela. O neto que meu tio-bisavô - o irmão
caçula de minha bisavó - nunca teve. Pensando nisso, fui mais presente em suas vidas como eles foram
os substitutos mais presentes em minha vida do que meus verdadeiros entes foram.
Mas antes de toda essa divagação, queria ter falado sobre a contravenção.
Havia uma professora chamada Rosana - de cabelos tingidos a loiro e maquiagem carregada - que tinha
que dar um recado depois do sinal. Eu, como pegava o ônibus da escola, falei que não poderia esperar e
parti. No dia seguinte, na diretoria, soube que gritaram meu nome em coro durante certo tempo, o que
fez a professora desabar em choro devido à sua falta de moral e de rédeas perante a turma. A diretora
perguntou "você deve ter se achado o máximo, não?". Mas eu - sério mesmo - não estava nem lá para
ouvir.
Mil desculpas - tardiamente (20 anos depois) - à profª. Rosana, de Artes. Realmente não quis humilhála. Estava com medo de perder o ônibus escolar. "I never mean to make you cry", como diz Lennon.
Minhas escusas.
Aulas de artes são ótimas. Queria participar de alguma, agora com 30 anos.
Vestido é uma coisa de louco. Valoriza. É o tal do "bonito sem ser vulgar".
Outra professora que me marcou foi a Sara. Jornalista e professora. Da Globo para a Cultura ou algo
assim. Um amigo trabalhou para ela e disse que foi uma carrasca. Eu não sou jornalista. E minha
memórias são das melhores. Eu lembro que ainda quando criança, o colégio Expoente fez uma filha-daputice tremenda com essa moça. Que a diretora Samyra arda nos infernos.
Dar cantada por tabela pra mim pelo patrão dela não vale.
O pau é meu, o mijo é meu. "Perdido en el siglo. Siglo vente. Já é vinte e uno, papá!".
O mesmo preço do "sub" é o de uma salada. Um faz relativamente "bem", o outro "mal". Mas comida
não faz a cabeça, já dizia - minha tia que nasceu morta.
Negra suja. Branquinha limpa. Não tão limpa porque não aprendeu a se lavar ainda, a novinha.
Não suporto que manquem na minha frente.
Querem tachar Lobato de racista. Era, sim. E daí? E a palavra correta é etnista. Porque raça é uma só: a
humana. E daí? No tempo dele era normal. Agora, querem abolir toda uma obra de um cara que
claramente só queria o melhor para o Brasil. Tenham dó...
Dia desses sonhei com Lígia. Minha primeira platônica. Estava tão clara sua feição que nem consigo
lembrar, desperto.
Fin-fon-fun. Sinto a presença de ninfetas, como o Gigante do Pé de Feijão.
Finalmente olhou nos meus olhos. Menina das joias. Casada. Uma joia de menina.
Assim como os bons morrem jovens (ou morrem antes), as mulheres tesão ou são namoradas ou
casadas.
Sabe contenção de despesas? Sabe o botãozinho do "foda-se"? Pois então. Vai. Bebe. Come. Como se
não houvesse amanhã.
Casar "de branco". Toda mulher tem. Como extirpar?
O abraço é foda. Muito mais íntimo que um beijo, um aperto de mãos. O Viking é um cara que não me
incomoda - pelo contrário - em adotar tal comportamento.
Assim, uma química hétero que é etérea. D'you know what I mean?
"Crédito" é uma parada FODA. É uma coisa entre Deus e o Diabo, numa prosa moralmente sem fim. Te
faz bem e te faz mal.
Tenho um grande amigo que sustenta a ideia de que a grande mulher deveria ser "trabalhadeira".
Eu mesmo porto carteirinha ideológica.
A terra há de comer (já que eu não comi).
–––
...Daí a guria (mulher) vivia tendo abortos espontâneos ("instantâneos", como diria amigo meu). Também!
Enchendo o rabo de cocaína e álcool. Imagino que quase todos os dias. Vagabunda. Agora parece que
vingou: ou pior, ou a natureza tá preparando um tortinho pra vir por aí...
Cansei de ouvir vida sexual de vagabas por aí. Seja no shopping ou ônibus. Velhos tempos quando o que
era escondido - era escondido.
Menina, "morena", se já alisa o cabelo assim, virão milhares à tua procura. Ainda que seja proibida - e
ainda assim - descarada.
Muitas vezes as mulheres olham para baixo - para conferir - as bolinhas estão ainda lá?
A saia.. A saia.. A saia. Traz consigo um milhão de pensamentos. Não expõe quase nada - e ainda assim
- faz imaginar loucuras.
Agora, calva e de vestido, não vira.
Agora percebi: tem alguém mais louco do que eu neste local. Hora de dar "uma banda".
"São as Águas de Março fechando o verão...". Foram as águas de janeiro de 2011 que levaram a quasa
na qual tom Jobim compôs.
E já ouvi IDIOTAS falando que a música (e a casa) são/eram de Vinícius de Moraes. Valha-me.
Já ouvi "reports" de gente que APANHOU na Universal. Gente "do bem".
Eu frequentei por duas vezes - mas o daime.
Fugi do meu futuro. Eu. Medo. Me congratulou por beber mais do que ele. E tem o dobro da minha
idade. "Carcule".
Don't want to be out of my senses at 30's, 40's, 50's, 60's, 70's, 80's, 90's. Nevah!
Conheci my future self. Me deu medo.
Todas interessantes são casadas ou namoradas.
I never can say goodbye.
Não quero dinheiro. Como Emerson Nogueira Live.
O dobro de 29 é 58. Esse é o número que tenho medo.
O Emerson Nogueira é um marionete. Thank God for the Lines.
"È un mondo difficile - E vita intensa - felicità a momenti - e futuro incerto. E nostra piccola vita - e
nostro grande cuore - vitta mia!".
–––
"I need a brand new friend - The end" - Jim Morrison, dentro da Casa do Jacinto.
Preciso de um(a) amigo(a). Mas que não seja o fim, como o Morrison quis - e conseguiu.
(Lendo pela segunda vez A Revolução dos Bichos): "Nenhum homem beberá álcool - em excesso" - é o
quinto mandamento do Animalismo. O "em excesso" foi alterado posteriormente pelos porcos.
Estou "reouvindo" o primeiro disco d'A Banda das Velhas Virgens, que eu conheci em 1995 através do
"Estúdio Ao Vivo Transamérica" junto com Maria do Relento (que não vingou tanto). Eu tocava gaita
de boca e relativamente acompanhava umas duas músicas dessa gravação bootleg. E fato é que isto já
tem 16 anos. A idade das meninas que eu olho na ruas. Poderia ter sido pai delas, mas, tecnicamente,
com 14 e 15 eu era cabaço.
O que me leva ao seguinte: "A Banda das Velhas Virgens" foi um filme do Mazzaropi (o que pouca
gente sabe). O que menos gente sabe ainda é que o Mazza dava uma cortada pro outro lado.
E botou "no meio" ninguém mais, ninguém menos do que Tarcísio Meira. Ou um botava no meio do
outro, ou os dois. Fato é que Tarcisão (o pai) era michê. E Don Mazzaropi transformou-o em um
galã(o). Irônico, huh?
O maior pastelão dos anos 1950 comeu (ou deu) pro maior galã das décadas seguintes, traçando Glória
Menezes, entre outras.
Na ficção - ou não - e cortando por aí como uma gilete.
Falando em coisas parvas, vi um rapaz com tatuagens no pescoço - o que já é bizarro. O "problema" é
que eram três:
Uma - um nome próprio. Que deve ser do filho ranhento. Do outro lado (do pescoço) é um "Jesus". E na
nuca um cifrão ($). Que porra é essa??!
Olha, escrever nome de filho só não é mais imbecil do que de (ex-)mulher. Um cifrão até que vai...
Sendo pró (ou contra) o capitalismo - o qual by the way - e apesar dos pesares - foi o único sistema que
vingou.
Bom, "Jesus" é de foder. Esse estabelecimento deve ter a mesma política do Habibs: pró ex-presidiários.
Caiu alguma coisa: "OPA!" - sempre tem um idiota a falar "opa". Fora o salgadinho. Eu brinco que é o
salgadinho dos porteiros: "Opa!".
"Fuckin' bitch!" - como o cara do Efukt.com que "hate hookers".
Uma puta com vestido brilhante e um careca de terno passam. Não sei pra que lado olho.
Ode ao Sábado
Sábado é dia de contrariar o sistema.
Não tomar banho, ir pra rua cheio de remela.
Porque o cabelo hoje tá MASSA! Tá pra cima.
É escovar os dentes com Absolut.
Porque na Rússia comunista quem te bebe é a vodca.
Fumar um baseadão e não pingar colírio.
Mais crível que usar óculos é andar com amigo que tem criança pequena.
É ouvir Pauline London no talo,
É cagar pensando no que vai escrever.
É cochilar no meio da tarde e pouco se foder se alguém do trabalho está te seguindo.
É contrariar todas as regras da semana,
Cuspir na cara da hipocrisia.
Acordar na hora que quiser.
Comer em restaurante japonês sem limite por quilo.
Coçar o olho e comer Polenghinho
Deitar na esteira massageadora e jogar videogame.
Ah.. O sábado...
Sem nenhum amor pra nutrir, exceto a própria existência.
Nunca li Saramago, e ele morreu ontem.
Prometo (pra mim mesmo -pleonasmo) lê-lo.
Lê-lo me lembra o Lélo, Aurélio, amigo meu.
O tempo é "fair", vento a 23 por hora. Umidade 35, UV 4 (moderado).
Aliás, o tempo é "fair"? Justo?
Em Curitiba o tempo não é justo.
Me interrompo porque a única ditadura do sábado é meu amigo, ditando que o horário do filho comer é
meio-dia em ponto. Obedeço, bora pro japa. A única ditadura do sábado que é acatada.
Oh, Little Mother of Sky
Vou querer ser dândi? No país dos sem dente? E campeão mundial de aborto? E recordista de acidente?
Nome para filho: Dandy. Pena que o Y é sinônimo de pobreza. De espírito e de finanças. Francielly,
Richarlysson, Waldisney...
Quem comprar minha alma terá o pacote completo: todos os alter egos. A Aranha Marrom está entre nós.
Depois de tanto tomar toco no Youtube, minha opinião foi (pelo menos em 1 vídeo) apoiada pela maioria:
http://www.youtube.com/watch?v=cO5pLo8P50E
Pode pisar sobre minha cabeça, pequeno centauro nipônico. Sou um noctívago.
Hemorroidas, calvície, cardiopatia, câncer de pulmão e de próstata. Genética de ninguém presta mais.
Ópera
É melhor dizer a verdade do que mentir
é melhor ser livre do que escravo
é melhor saber do que ignorar
fumar sem tossir, beber sem vomitar e mentir sem gaguejar.
cheirar sem viciar, comer sem engordar e tomar sol sem se queimar.
e eu que me baseava pelos dias da semana
hoje em dia tudo é mais fácil
A MASSA É BURRA
obcecada com a morte
TODO MUNDO tem medo de se machucar
se eu paro o troço me queima
se eu volto, o troço me cessa
só vou dormir depois do nascer do sol
da janela do quarto, urubus sobrevoam
as cinzas e os fluidos
à base de leite e cigarros
pouca grana pro rock´n´roll
tantos líquidos
e menu corpo não está satisfeito
mas quanto mais tenho,
mais preciso
tantas posses
e o mundo não está satisfeito
e quanto mais se tem
mais se precisa
o álcool macula a cabeça dos soberbas
que tendem a discutir o sexo dos anjos
e se tirar uma meia, fica meio com frio, meio com calor
O dicionário está aí.
porque eu aprendia usando analogias
eu que só malho a mente...
e corro riscos...
e contra o tempo
sem fazer a mínima questão de ser o primeiro.
mas ser sempre o último a sair e o último a chegar.
"A morte pode ser o pior castigo ou a melhor dádiva"
O Povo Acredita Realmente Que o Mundo Acaba em 2012
Claro, esperam o quê de um povo que tem evangélicos dinheiristas, muçulmanos fundamentalistas,
cuidadores de carros, pombas, eclesiásticos pedófilos, torcidas organizadas, novela das oito, mcdonalds,
big brother, anjos, jesus, homeopatia, inclusão digital, falta de interesse pela leitura, venda de votos,
políticas assistencialistas, dr. fritz, deus, tio sam, etc......
O Que Uma Pessoa Animada Escreveria
O que uma pessoa animada escreveria
Wilfred é TOTAL Donnie Darko
Qualquer favelada pinta o cabelo de amarelo e vira top model
Sempre se tem pornografia à mão - literal e figuradamente
a felicidade não existe / sempre é inefável
casamento é um troço imposto
por sociedade hipócrita
e igreja mais ainda
obrigação besta
enquanto eclesiásticos copulam com preteens
não sei como as pessoas ficam querendo a "bênção" dessas pessoas
padre bicha, pedófilo...
aí as pessoas fazem cursos, pagam dinheiro... pra ter a tal da bênção dessas pessoas
é uma inversão de valores...
esse sexismo das baladas eu acho babaquice tambem
mulher ganha isso, aquilo, paga meia, ganha double, rum, vodka
devia ganhar um tapa na bunda também
ainda vão fazer cotas pra isso
mulheres negras ganham alguma coisa a mais
enquanto isso eu luto pela cota para gordos
mas de qualquer forma... eu não tenho "galera"
pra ir em "balada"
aí cruza os braços e fica de bico seco
ou então - não estou falando de você e sim de mulher em geral -
- aproveita a vocação pra puta e aceita um "drink" do primeiro desconhecido
aí dá um chega pra lá no cara.... e que venha o próximo otário
tinha uma amiga que trabalhava em balada
aí ganhava altos triscos...
drinks...
homem é bicho burro mesmo
e mulher é bicho vaca...
aí do cavalo e da égua nasce o jumento.. ou algo assim.
passarinho da cidade
fica com insônia
e vai cantar pra outro canto
estás a dar lições para quem?
não tenho (dó de) quem tem dó de mim
O Último Dia Antes da Chuva
O último dia antes da chuva
Obrigado pelo último laço rompido
Um brinde à filha que não tive
Ou Talvez Foi Tudo Bem
Daí alguém tá me lendo no futuro e pensa "ao menos ele tinha amigos". hoje em dia somos todos
lobotomizados e só temos amigos virtuais no facebãk.
Estou à procura da execução perfeita de Suspeito, de Arrigo Barnabé. Desde ontem.
O Encontro do Autodestrutivo com Gente Feliz.
Não iria dar certo.
eu não negarei aquilo que meu âmago disser
shall not deny what the gut says
Overshare
Hoje é muito mais aceitável ser de extrema esquerda do que extrema direita.
Ser os dois então...
Estranho...
Inconveniente.
eu odeio quem odeia quem odeia quem odeia quem odeia quem é de centro-esquerda
Pensamentos Soltos
Devia ter mais tempo, pra não ficar tão tenso
Beleza não tem nada a ver com vulgaridade
Não gosto de ser repreendido
Provincianos! esperam que um estrangeiro dê o aval pra só então reconhecer um talento local
...Fazendo coisas que não queria fazer, com pessoas que não queria estar. Por pura falta de opção
Inalante na praia ao som de sete cidades
Para quem tem vocação à preguiça, trabalhar sem supervisão é uma luta diária
Não gosto de ser ordenado / não gosto de ser interrompido
Eu trabalho a semana inteira / pra chegar alcoolizado e assistir meu seriado
Pode brigar, mas não pode eternizar
Quem tem muié não deveria ter mulher
Beijar a mão de uma rampeira
Cachorros levam seus donos para passear
Chopp não chapa no shópe
... E quando bebe, chama puta de princesa e princesa de puta
O trânsito para mim parece um bailar da esquadrilha da fumaça, prontos para colidir. Por isso me
abstenho, andando em rodas, pelas calçadas.
O rude trata dos bíceps e não trata da mente. O intelectual malha a mente e esquece de todo o resto
Também quisera ter uma leiteirinha
...Ser chamado de senhor pelos precoces cabelos brancos Bette Midler e Isabelita dos Patins também
estavam presentes na festa
Isso não é banco imobiliário, é jogo da vida.
isso não é brilhantismo, é loucura.
O SURTO.
tatuagens não devem ser expostas,
tatuagens não podem ser tiradas.
do bestialismo à coprofagia.
morder a língua é uma terapia
do socialismo ao capitalismo,
da grécia antiga, à pederastia
o bom compromisso na base do dedo,
o sexo fácil em cada esquina.
o forte e maciço porta-aviões
desfaz-se em cacos com a chama
e a carne humana, nem se fala então
e ao invés de maluco beleza, com o cogumelo vem a bad trip
chapado na mesa, com certeza
encontrei a filha do itamar assumpção. gênio. e é filha de peixe.
tem uma vizinha escandalosa que é assim para falar mais alto que o cachorro.
a música, dependendo, e de algum modo, apaga a silencia a consciência
pessoas tem os mesmos valores. se forem bons, merecem ser elogiados
uma gaivota lá fora anuncia que há (tanta) vida
falar consigo, tirar tatu e cantar são coisas que não fazemos na frente de outras pessoas. a solidão
permite um pouco isso. (when you're talking to yourself and nobody's home - alone)
homem se apaixonar ainda é um tabu. pessoas devem ser fortes, independente do sexo.
ligamos a música para abafar a solidão. outros, a tv.
o palhaço ri e chora ao mesmo tempo. chapado e de ressaca.
Perdendo Fé na Humanidade
Essa visão de mundo.. Será só eu? Será, meu filho?
Parece assim... Fora de contexto para quem está de fora.. Mas - será?
O mundo está lobotomizado. As únicas pessoas que eu conheço que PENSAM batem de frente comigo
direto.
Existe um lugar, uma sociedade secreta onde é permitido a livre expressão de ideias?
Ou eu vivo numa redoma e só eu estou certo ou estou errado?
Parece que te cortam na primeira ideia contraditória levantada.
Isso que me dá um pouco de medo.
Idiocracia: é uma real.
Pierre Woodman
O vinho tem que decantar. Mas não a madrugada inteira.
Bater punheta de pau mole.
Queria se o Ron Jeremy. A aparência já tenho. Só falta o pau. E comer traveco. E comer merda de
obesas negras.
Um grande ídolo: Pierre Woodman. A Hungria deve dominar o mundo.
Porque a música country já deu no saco.
Uma coisa que aprendi com Pierre Woodman é que se a mulher tá suficientemente excitada, o dedo no
cu é um bônus. Pelo menos na Hungria.
"-Your sperm taste so good.
- What!?
-Your sperm taste so good.
- Ah.. Thank you very much".
"Modelo" é o caralho. É um neologismo pra puta.
O interessante é que eu achava que eram vídeos ilegais. Mas é totalmente legal. E totalmente hardcore.
Legal!
Dezoito é o número da sorte.
7 da manhã e minha casa soa como um bordel.
Pierre começa com "good... good... cool... cool... trankila... trankila..." e no final é "come cu come
xereca, 'ranca' cabaço: é o bonde dos careca!". Literalmente.
"Eu vou gozar na tua garganta". O funk é bom. De tão ruim é bom. Os proibidões.
Qualquer dia eu acordo morto.
Falei pro meu amigo:
"- Porra, eu pegando uma gorda e você chega com uma gatinha!
- Desculpa."
Dar uns tapas é legal...
A Hilda Hilst depois de velha - dizem - odiava sexo.
Mas é que ela era gatinha quando nova...
Por isso que é bom: quem sempre foi feio, sempre será.
Quanto mais alto, maior o tombo.
Tem aquele filme "Quero ser John Malkovich". Que se foda. Quero ser Pierre Woodman. Ou Ron
Jeremy. Não. Pierre Woodman.
A mina fala húngaro. Cadê o closed caption?
Meu potencial é maior do que ser comentarista de pornô. Mas o Carlos Eduardo Miranda começou
assim. E foi virar jurado do Ídolos.
O que é temporário. Tem Ídolos no Brasil, em Portugal, Britain's Got Talent, American Idol, e por aí vai.
Os ídolos vêm e vão. Os jurados vêm e vão.
Tudo é passageiro (menos o motorista).
O que me leva para o futebol:
Os técnicos mudam, os dirigentes mudam. Os JOGADORES mudam. São comprados, vendidos...
Falando em "comprado": alguns jogos são "comprados". Só sobra as cores. E a bandeira do time. E
neguinho se mata por isso. Qual o sentido?
O epílogo: a mina era moralmente/sexualmente "castrada" na Rússia. Nunca esteve "with a boy".
Resultado? Foi fazer ensaio com Pierre Woodman.
Tem um colégio aqui em Curitiba - Paraná - Brasil que em uma época só se admitia meninas. Resultado:
os boatos eram de que dali só saía lésbica ou "puta". Conclusão: quanto mais reprime, pior fica.
A mina dá o cu e continua virgem. Alguém me explica?
Eu quero que todo mundo que tem nome de anjo vá tomar no cu. Menos Daniel. Tem uns três que
conheci que são bem gente boa. De resto, pode ir se foder tudo. Ezequiel, Gabriel........ O cara já nasce
com aquele complexo de ser uma espécie de deus, daí vira babaca pra vida inteira. Um recado: ninguém
é melhor que ninguém, meu amigo.
A mina se engasga com a porra. Vai pro banheiro. Dá um "I'm sorry" à la Borat. Épico.
É a primeira vez que escuto um "excuse moi" num facefuck.
Tem coisa que eu digo "nossa!". Bêbado não esporra.
Woodman me lembra Pinóquio.
"Beat the shit out of her". Eu não! Eu quero bater, mas a merda que fique dentro!
Lembrei da "Thirteen" do House. Puta atriz.
E no final, a "Moly" é durinha mesmo!
Europa "é o bicho!". Daí eu fico torcendo: "mija na garganta dela!!!".
Como os calhordas envelhecem, as putas também. Só que pra elas é prejuízo financeiro.
A não ser que façam que nem nas antigas revistinhas de sacanagem: a operação "virgin again". Daí, sim.
Só sei que "grandma" tem que fazer anal. Porque já tá meio solto o "negócio".
Mas também, toda velha já foi jovem. Com certeza. Então por quê não iria aguentar?
A Deborah Secco vai fazer papel da (puta) "Bruna Surfistinha". Papel perfeito já que ela já tem cara e
jeito de puta. Namorou um cara todo sujo.... Saudades daquela raquiticazinha do Confissões de
Adolescente.
"old grandma gets fucked for her birthday". Eu adoro o X Videos!
Caralho. Lembrei da Hebe Camargo.
PMs na TV da Lapa
Dizem que iguais se entendem...
Alô, quem fala?
Somos iguais.
Você sabe com quem está falando?
Nem eu...
Não quero bater de frente com corporação nenhuma.
Muito pelo contrário.
Você sou EU.
Ofendeu?
Somos iguais.
Afinal,
NÃO SOMOS NADA IGUAIS.
Praia
Não posso mais ouvir Because. Porque é do fim do American Beauty (Beleza Americana).
Meu relógio biológico tá certo agora. Acordei sete e vinte num domingo. Horário de proletário do
caralho. Pra compensar, abri meu último cabernet.
Sonho recorrente com a Praia. Que hoje em dia deve estar um lixo. Já era poluída na minha época, e o
mar subiu... Mas são as lembranças boas que ficaram. Principalmente da minha primeira paixão
platônica. Eu era criança e chorava... Daí minha mãe perguntava: é por causa de A? Eu: "não". É por
causa de B? Eu: "não". É por causa que a L____ foi embora? Eu: "não". Mas era... Minha primeira
depressão.
E sempre foi, por anos. Montavam naquela caminhonete e iam.
Todos os sobrados eram iguais. De igual tamanho. Mas o deles, foi montado uma fortaleza. O que acho
que não adiantou muito, porque pelo final dos anos 90, teve uma onda de assalto e invasões - já que
cada sobrado era inutilmente ligado um ao outro pelos fundos, ´por muretinhas insignificantes.
Depois fiquei sabendo pelo irmão dela (o cara mais bombado e ainda assim, mais gente fina que
conheci - pois bombados normalmente são FDPs) que ela foi parar no interior. E não tinha Orkut por
causa do dito-cujo felizardo.
Onde quer que esteja. Nunca vai ler isso. Mas se ler, saiba que foi meu primeiro amor. Minha primeira
platônica.
E depois, no Bom Jesus, eu vi, ou me disseram... Andava de mãos dadas com um polacão. Isso numa
época que nem era permitido andar de mãos dadas em colégio franciscano.
Anyway, não era pro meu bico mesmo...
Última lembrança que eu tenho é tomando um torrão, do lado dela, em idos de 1996. Até puxei o calção
pra tomar um sol nas coxas. Depois era só hidratante e grampo de roupa, de tão embasbacado.
96. 97... Quando comecei a ir pra praia sozinho.
Mas acontece que me assombra até hoje. Sempre tive sonhos recorrentes com a Praia e com o Edifício
Acapulco. Mas lembro de duas últimas noites em que me tem assombrado a Praia de um jeito muito
realista.
Sempre sonhei que eu ainda tinha a chave da casa antiga, num chaveiro do Homer, que realmente
existia. E entrava lá escondido, num golpe de mestre. Mas sempre acabava que os atuais donos da casa
chegavam.
Até hoje penso que o espírito de minha tia-bisavó (a primeira mulher que vi nua) ainda mora lá.
Mas desta vez.... No sonho vívido e recorrente (posso chamá-lo recorrente por ser a segunda vez que
acontece) - eu estou lá, na Praia - e eu mesmo invadia as casas.
Foi até difícil no começo - devido a meu medo de altura - mas entrei na casa dos Oliveira (logo depois
da minha, logo depois da dos paraguaios, aí vinha a deles).
E acabei por deixar a porta aberta. O que rendeu um pedido de desculpas pra minha primeira platônica.
Ela com o namorado... Devolvi a chave e me escusei falando que tinha que trocar o calção. Isso tudo em
sonho...
Eu tenho pena de mim hoje. Eu tenho pena de mim ontem. Moleque gordinho (o que ainda sou),
introspectivo e tímido (o que ainda sou), que demorou ANOS ("temporadas") pra falar com a menina e
pra não dar em nada. Basicamente nada. Nem uma amizade concreta.
A única menina da rua.
E tem me assombrado em meus sonhos ultimamente.
Queria reencontrá-la. Pelo menos lavar essa roupa suja que nunca existiu...
Ou não.
Fantasmas, fantasmas, fantasmas na minha mente... Nos meus sonhos. E justo na última noite (dos
justos).
(...)Tinha o Júlio que roubava fita de Super Nintendo do Marçal.. Tinha o Victor Hugo da outra rua.
Tinha umas ruivinhas com quem eu nunca conversei... E tinha também uma menina que aparentava bem
menos a idade que tinha e que gostava de punk rock. Tinha uma babá que sempre ligava no meu
aniversário. E tinha também a dona Dirlei. Com a cadelinha Xuxa. E o Barbosa, marido alcoólatra que
ela trancava no banheiro quando dava problema. Ela vendia "crepe de quêjo".
Mas ainda assim:"I wanna be big. I gonna buy this town."
Paraná, Brasil, América do Sul.
Psicografada 9 Dias Antes do Ano Novo
Esta mensagem foi psicografada através do Espírito Beleléu, o anjinho cotista:
“Eu gosto das lembranças nebulosas de filmes.
Admiro as mulheres, mesmo achando que 90% delas são vagabundas.
Mamães Noéis de topless, Papais Noéis tarados.
Mulheres diminuem seu critério com a idade.
Pessoas se apaixonam não por pessoas, mas por imagens.
Daí a piada: uma de quarenta por duas de vinte.
Tem gente que tem vontade de chupar caralhinho de traveca, ou menininho. Com aquela porra
esbranquiçada.
Homens são nojentos.
Mas a androgenia está aí para essas coisas.
Mulher OLHA. Olha SEMPRE. Pode ter aliança no dedo, erraticamente querendo dizer `isso aqui tem
dono´. Dono nada. Basta um estalar de dedos: toda sua.
Não entendo: `meu bem, meu bem´. Outro cara vai lá, come cu come xereca (é o `bonde dos careca´),
goza na boca... Daí vem outro: `ai, meu amor! você é a mulher dos meus sonhos. Mãe dos meus filhos.
Sonho contigo. Vamos casar? Casa comigo!´.
E vai e casa. Com a boca cheia da porra do outro. Parabéns à turma do `lavou, tá novo´. 0
Com o cu esporrado, vestida de branco!
Os antigos reviram em suas covas. Branco é de virgem. Edwiges. Something like that. De0turpam a
cantiga dos velhos.
Continuo na busca, como Ace Madruga. Mas todas parecem putas, como disse Skylab.
Eu ainda risco os livros. Antes de pads e netbooks.
Sinto Bukowski rabiscando caixas de sapatos.
Gosto de beber Steinheager com chopp Heineken em shoppings.
Unir álcool, escrita, leitura e ninfetas (caladas). A futilidade à volta me inspira. Um ponto de cultura
quase morta.
Quem tem notebooks está em redes sociais. Meu material impresso é minha máquina de escrever.
Eu não dou $ pra ninguém. Golpistas estão em todo lugar. Ademais, todo mundo tá fudido. Tá ruim pra
todo mundo.
Um professor de inglês pedindo esmola. Eu não dou.
Sei lá... Tempos modernos: Faltam 9 dias para 2011.
Só libero à mão armada. Nunca passei por isso, mas dependendo do nível alcoólico, periga dar uma de
Bortolotto.
Tá com o bombadão e quer mais. Isso é até CID. (Catálogo nacional de perebas e perrengues).
Males do século consistem em golpistas, cuidadores de carro, pombas e rolas.
Eu acho que Marcelo Mirisola, Clara Averbuck e Leonardo Marona foram minha escola. Falar coisas
autobiográficas mixadas com ficção. “Aumento mas não invento”, diria Nelson Rubens.
Profecia: a caneta vai zerar, vai sumir. Vai virar item de colecionador. Quiçá desenhista.
Queria ser o “novo Nostradamus”. Sei que que ele consistia em psicotrópicos e bacia d’água e eu em
fatos, senso crítico e opinião própria.
O que diferencia o “milagre de natal” do “milagre do trouxa que deu $ pro golpista, honey?”.
Passo anos ou meses sem “tinta no papel”. Escritores.
Eu quero ser eterno. Quero enterrar a caneta.
Chopp “batizado” custa o dobro. R$ 12,90. O povão toma Kaiser (Cagaiser).
Um avô tomava Cagaiser. Viveu horrores, alhures. Meu outro, “Teacher’s” com água de coco no Rio de
Janeiro.
Eu tomo “submarino” e Viña del Chile.
Coisas imbecis que irão longe: A mentira do “Natal’, Páscoa e o caralho.
Meu pai e minha mãe sabendo o que eu acho exatamente.
Queria porretear toda a sociedade.
Pois old school precisam um caderno.
A escrita tá devastada. No one, ever CARES. O tempo, o tempo...
Não sei nem como, tão (?) nossa década. É o fim novo começo dos tempos!?
Se bebesse mais, talvez tivesse me matado. De menos, também.
Sou a favor da violação das putinhas e bichas.
Anorgasmia é um bom controle de natalidade.
Homem para ser bonito precisa ter cabelo comprido. Mulher não precisa.
Olhares de todos. Porque todos aprendem a gostar e valorizar o bizarro assistindo Alborghetti.
Me dá um submarino.
“Já volto!”. Saia e entre pra minha vida e não volte nunca minha putinha.
O que eu ouço, o que eu vejo, o que eu escrevo. É anárquico e - acima de tudo - atemporal.
“Levante-se. Vá para o trabalho, faça o serviço, volte pra casa. Vá pra cama. Levante-se. Vá para o
trabalho...” - como em Londres. E ainda dizem que o mudinho quebrou o dedo de tanto gritar.
Dá pra ver que o corpo é novinho...
Ontem fui visitar meu amigo no outro bloco. Só que as posições se invertem, é uma porta do vizinho
inverso e na hora de voltar pra casa o apartamento não era mais (o) meu.
Japa cego, japa gay. É tão difícil encontrar anão cego. Anão gay.
O papai noel do shopping de ontem não ser o papai noel do shopping de hoje tem algo de sacrílego.
Algo que reforça a descrença. As mamães noéis de ontem - e com isso digo LITERALMENTE ONTEM
- vestem-se hoje de verde. Versus o vermelho de ontem.
Santa Claus de merda. O movimento de natal é quente, quase infernal. Mas aumenta a frequência das
adolescentes. Sem conteúdo nenhum, só seus corpinhos - como uma TV na função mute. Uma moça
carioca fica observando - como eu - essa antropóloga... É fazendo - talvez - as mesmas notações
mentais.
A menina com banha sobrando, tomando sorvete e fones de ouvido lembra-me de mim.
O papai noel não é mais o mesmo. Pras crianças tá “tudo bem”. Mas como adulto, me incomoda. Papai
noel de ontem diferente do de hoje. Putinhas de 13 anos seminuas me distraem. Em público.
Bah, o legal é a mina ter um namorado e você soltar um “obrigado, anjo!”. As empregadinhas se
derretem. Mas quem se diverte são os “manos”.
“What’s the point?” em pegar uma uma mina que os manos doMINA?!
Alguém paga R$ 12,90 por um submarino e ela se molha e aí “game over”.
Lembro de pedir pros trompetistas:
“Toca Coltrane!”
“Toca Stormy Monday!”.
Eles não sabiam.
Tirar a bike do dilúvio.
E acordar são.
Eu acho que “santo” é o único que acorda realmente “são”.
Porque é “São Isso”, “São Aquilo”, que invalida a posição de são.
Acontece a deus dará há sombra. E eu digo “amém”.
Tronchos.
Papai Noel é = Papai do Céu.
Putas, putas... Ainda é claro.
Poor people SUCKS ASS!
Um macaco passa pelo filtro. MACACO!
“Tem símios usando o Bolsa Família”. Falta a denúncia!
–––
Esses dias mexi com uma coroa crente e quase fui linchado. Ainda bem que não foi com uma adolescente...
Ainda bem que meu leque de taras é consideravelmente diversificado.
Hoje é comum sapatonas pegando GATAS.
O problema de sair fazendo besteira por aí é a RESSACA MORAL. Mesmo que se obedeça à regra nº 1
de Dexter (“Never get caught”), o “day after” e os days after that são de extrema desconfiança.
Piazada tira sarro das gordachas.
Obesidade e alcoolismo são falta de vergonha na cara.
Tem uma menina que conheci gordinha. Deu uma melhorada. Não adianta: é a cultura do macho alfa.
Passou por aqui com um troglodita que deve ser o maior cara que já vi na vida.
O tempo está fechando. Se chover hoje, estou fodido.
Criança com maquiagem é de foder. Tem que pegar a mãe e dar surra de pau mole.
É... Choveu.
Hoje vi uma sósia da Berta (do Two and a Half Man) e do Penguin do Batman (DeVito), só que era uma
mulher.
Tem gente que se ilude com o suposto “cinema 4D”. Cadeira que se mexe não é 4D. A quarta dimensão
- ou é o tempo - ou comecemos a discutir física quântica.
Incontáveis pessoas param pra tirar foto na frente do chafariz. Incomodando a passagem de todos os
outros.
Oh, pobres “patinhas feias”. Não são uma coisa ou outra. Intersecção da vida. Não são feias: são lindas.
Sangue nas fezes... Justo final de ano que tá tudo de recesso... Quem tá de contingente deve estar de mal
humor... Isso tudo sem falar do medo da “colonoscopia baixa”.
O cara me botou o Steinheager por cima pra mascarar que o chopp tá quente. Ficou forte pra caralho.
Bom pra saber as merdas que ando botando pra dentro.
Bom, se estiver com algum problema de saúde não iria saber se tivesse obedecido minha resolução de
ano-novo.
Macaco de terno.
Shopping virou ghetto. Tem neguinho dormindo na mesa. Literalmente.
Acabei de ler o livro sobre o “The Dark Side of the Moon”.
Comprei pela internet por R$ 10 um livro chamado “Depressão.com”. Achei ser sobre a doença, mas é
sobre a “bolha da internet” de 10 anos atrás. Se alguém ficar menos tempo que isso numa ilha deserta,
fica perdido.
Se perguntar “você malha ou é geneticamente privilegiada?” é BEM capaz de ela não saber do que se
trata.
Dizem que a Ásia e o Oriente Médio estão crescendo pra dominar. Eu digo: “quem tá “dominando” até
agora parece que são os “MANOS”.
Parece que não escurece nunca no horário de verão.
Vestido longo valoriza, sem vulgarizar. Existe uma linha - que não é tênue - entre beleza e vulgaridade.
O plano de crediário possibilitou que qualquer miserável - e por consequência deseducado - adquirisse
um automóvel. Deveria sentir ORGULHO, mas sinto raiva..
Imbecis, iletrados, com seus bonés pro lado, “pegando as menininhas”, com celulares, netbooks e carros
- matando atropelados.
Tem coisa que beira o INDECENTE. Senhoras gordas, com vestidos curtos. Como diz o ditado:
“vestida como minha filha, com a idade pra ser minha mãe”. Isso me lembra muito a Suzana Vieira.
Eu sou da ideologia: “se não tá consumindo, então não pode ficar”. Mas eles querem que INCHE, que
ENCHA. Custe o que custar. “ENCHA” o saco dos outros!
A estupidez humana não tem limites mesmo. Tá no “imbecil coletivo”. Ou seria “ignorante coletivo”?
Não sei. Sei que não peguei a época da “palmatória” quando era criança. Mas sou a favor dela PARA
ADULTOS. A cada boiada que passa, tem um IDIOTA que mexe no chafariz e molha todo mundo.
“U celulá di Naná é a Lua! A Lua é u celulá di Naná, ô!”.
Conversei rapidamente com o Otto. Gente fina! Totalmente acessível. Até demais! Fui eu quem cortei
ele. “Mandei mal!”.
“Morena, cabelão, cara de santa”. Eu apoio!
Grávidas têm um “quê”, um “algo assim”. A bunda empinada, os peitões saltando. Não sei!
Sei que tenho pelo menos UM amigo perceptivo assim. Ou “sick”.
O chafariz deveria dar choque. Lindas e pequenas mulheres. Pupila dilata. Ah, e sorridentes! Aí eu me
entrego...!
Estou lendo um cara de 2.000 falando sobre a década de 1920. Ah... Sobre o leite derramado...: “mamar
na teta você não quer, não é, Bebé?!”.
Pra ver se o cidadão é gay: É ver a “queixada” e a “munheca”.
Falcão é um grande gênio (ao menos até 1997). Mas não o Falcão “sujo”. O “brega”:
“Se aquele anel você me deu pensando no meu anel... Aquele anel já se perdeu, ou meu deus guarda,
adeus!”.
Minha mãe me prendeu bem. E eu acho que ela fez certo! Esses pais permissivos só vão criar pessoas
bizarras e displicentes daqui 10 anos.
E os seguranças andam com um braço para trás como se estivessem “segurando” eles. Ha ha!
Eu queria bater com o livro numa criança que corresse em volta de mim como uma MOSCA!
Saudades do Programa Dejalma Jorge Shows lhes. Pequeno Tímotem!
Nem todo macaco de terno é burro.
Notação mental: reclamar com o Estação sobre essa porra de chafariz. Que qualquer imbecil espirra nos
outros. Isso é falta de educação. O segurança alegou que não pode “se queimar”. Hehe. Deixa comigo!!
Eu queria ter permissão pra ficar com um taser - logo ali. É pai que brinca ali com o filho, dá o mau
exemplo... Dai-me um taser! Eu trabalho de graça. Sério mesmo! Sem rendimento. Trabalho à noite.
Com prazer!
A mulher que fica velha ela “abre o leque”.
Tomei banho na minha mãe. Ela me deu uma lycra. Que era pra “fazer as vezes” de uma “boxer”.
Aquilo me castrou. Quase que literalmente.
“Me incluam fora dessa!” Vão lá, suas putinhas.
Tem 4 manos numa mesa e 3 vadiazinhas na outra. Estão de “hi-hi-hi”.
Eu tô no meio. Até poderia dar espaço.
Quero que se fodam!
Na minha época não foi fácil!
–––
Eu ia falar que a situação tá periclitante. Mas é que ela tá FODA mesmo. Bando de FDPs da Receita Federal.
País de todos, Terra de Ninguém, País de Merda.
O ir e vir é de todos. Passaram umas travecas aqui pelo caminho. Umas enganam BEM. Outras,
parecem grotescas como as do Ronaldo.
O país é de todos: das travecas, do homem, da mulher, dos anões, dos zoófilos. Todo lugar pode-se
comer anãs. Mas em alguns lugares do mundo não pode dar pro cavalo (!). O cavalo é o bicho mais
MACHO que existe. Mais ALFA. Além de comer as eguinhas, comem também nossas mulheres.
Toda mulher tem fixação por cavalos. Quer dizer, nos vídeos a maioria é "puta-paga-porra!". Mas se:
que está no inconsciente coletivo feminino o cavalo como ser másculo. O bicho é foda. A ponta da
inveja que eu sinto dos humanos alfa, eu sinto também pelos cavalos.
Já viu uma mulher com a boca cheia de porra? Provavelmente já. E de porra de cavalo? "Bicho", "é o
bicho!".
Mas nem por isso os homens gostam da TETA da vaca. Estranho. O negócio tá no MEMBRO mesmo.
Seios grandes significam fartura. A era do silicone acabou com a magia dos peitinhos pequenos. Entrei
na discussão com um colega. Ele dizia ser (o silicone) a melhor invenção. Fiquei um pouco sem
argumentos. Mas depois, a refletir, faltou arrematar: "Mas os peitinhos pequenos têm o seu valor!".
O que acontece é que gera uma espécie de ciclo vicioso: a mulher do peitinho se sente inferiorizada.
Temos que lançar a campanha: "Peitinho sim, silicone não!" ou então "Peitinho tem o seu valor!".
Hoje em dia tá "bonito" ser vulgar. Eu discordo piamente. Existe beleza sem vulgaridade. Com o andar
da carruagem, daqui a 100 anos será a "vulgocracia". Mas como os passos - apesar de largos, são lentos
- faltou alguém pra julgar.
Depois da "japa loira", tem a "preta loira". Falta alguma coisa? Claro que sim.
Já dizia Chico Science: "uma cerveja antes do almoço é muito bom pra ficar pensando melhor". Claro.
Beber de barriga vazia "dá pira" mesmo, liberta as ideias. Mas talvez por causa de "uma cerveja antes
do almoço" é que ele tenha perdido a vida numa árvore - ou num poste. Sei que o ano era 1996. Eu,
moleque de tudo, fui assistir a um show - que já era reprise - e completa e totalmente "dormi de olho
aberto". Não dormi, literalmente; me hipnotizei, sei lá - por aquele manguebeat. E o que eu só lembro é
que ele dizia "EENTREE NO CLIMA, CURITIIIBAAA!". Com aquele "T mudo", aquele "T" do
Recife.
Eu nem vou falar lésbica porque não cabe no meu rap, no meu discurso. Mas digo: SAPATONA
pegando GATAS. Isso me deixa desgraçado da minha cabeça. Eis o porquê:
- Sapatonas são gordas - eu também sou
- Sapatonas têm cabelo curto - eu idem
- Sapatonas se comportam como homem - eu espero que "eu também".
Então, o que temos de diferente? O "membro" ela não tem. Eu tenho. O que me deixa sujeito a falhas de
desempenho.
Será que a lógica é essa?
- Um membro que não existe NÃO FALHA.
Outra ótica:
- Mulheres "se entendem", sabem onde dá prazer, etc.
Dizem as pesquisas que a maioria dos homens não sabe onde está e nem pra que serve o clitóris. Bom,
contra fatos não há argumentos. Mas - sei lá - me considero uns 80% lésbica, pelo menos.
Outro ponto: quando novinhas se sentem mais à vontade pra dar a primeira "lambidinha" - sem
compromisso. Enquanto a "primeira transa" é cheia dessa névoa que transpira dor e sangue.
Ninguém lê. Ninguém escreve. Todos entretidos em seus mundinhos - com seus celulares multimídia,
wifi, smartphones - enquanto - vida passa à volta.
Eu escrevo pra mim. Afora, se um dia alguém observar - e der valor: ótimo. Se não, paciência...
Estou sendo injusto com aquele UM comment. Que escreveu pra mim há anos. Vou atrás. Meu número
um do Tio Patinhas em forma de avatar.
A melhor piada do seriado Supernatural foi quando fizeram referência ao "rei do pop". "Too soon?",
"too soon.". Segundo o South Park precisaria uns 10 anos até a piada ser engraçada e não ofensiva.
Comentaram nos anos 90 "podemos tirar sarro da AIDS!".
Black is black. White is white. Black is beautiful. White is beautiful!
No Subway, 90% não sabe pedir.
Não gosto de vagabunda. Assim: assumidamente vagabunda. Cabelo PINTADO de loiro, roupa
ousadamente curta. Todo mundo nota que é. Aquela "arrasa quarteirão", que "para o trânsito", etc. "Eu
sei que eu sou bonita e gostosa / E sei que você me olha e me quer". Todo mundo conhece. Agora, tem a
vadia dissimulada. Necessita olho clínico.
Padrões... Padrões de beleza ou da falta dela. Tá tudo zoado. Muita TV, muita Rede Glóbulo.
Mistura de "Lôrabúrra" com "Mulheres Vulgares". Ah, anos 90... Rhythm and Poetry brazuca old
school. Molecada "vida loka" hoje em dia tá por fora. Influências... Tudo é ramificação. Não sabem
soletrar. Idiocracy.
Sentar de vestido com os joelhos juntos é uma arte que a mulher aprende desde pequena. Isso explica o
porquê de a Maitê Schneider não ter a manha e "pagar calcinha" ou "pagar pintinho". Seja como for.
Aquela olhadinha de visão periférica é básica.
Queria poder encher a mão de bolacha numa vagabunda dessa - não a Maitê, - a Lôrabúrra misturada
com "Mulheres Vulgares".
"Lei Dolabella da Penha". Aí, sim.
Corôa é legal. O que me enoja são as mãos. 45 com jeito de 25 mas mãos de 70. Aí não dá. Nem sei
como não descobriram ainda plástica pra isso. Enfim.
Quero ver também alguém falar pro pai que recém-nascido tem cara de JOELHO. Eu falei. Mas depois
de anos. Puta hipocrisia.
Esqueci de agradecer no início à indústria farmacêutica", com fez o Selton Mello.
Tem coisas que é legal em vídeo, mas encolhe as bolas na vida real. Quase tudo.
Guilt, guilt, guilt, guilt. De certas coisas.
De resto, sou até muito comportado. No mais, respeito de tudo. Inclusive alianças e etc. "Eu vejo as
pernas de louça da moça que passa e eu não posso pegar. Tô me guardando pra quando o carnaval
chegar".
Pior que nem no carnaval. Acho uma bosta. Natal, carnaval, ano novo... Tudo bosta. Todo mundo se
odeia, é fodido de grana, fodido pelo governo e fica todo mundo "Êôôô êôôô êôôô". Futebol a mesma
coisa.
Dá-lhe ópio no povo.
Daí você que é o maldito, é o deprimido, o pessimista, o errado.
O erro está em não usar o olhar crítico.
Quase perdi o fio da linha / da linha do pensamento. Menininho puxou o decote da mamã. Retomando:
Páscoa e Natal: mercantilista. Deturpam datas simbólicas para botar o cifrão $ no lugar da cruz. Não
que eu seja defensor da religião. Muito pelo contrário.
Ano novo: E daí que a Terra deu mais uma volta em torno do Sol? Que bosta. E quem disse que tem a
hora certa pra comemorar? 10-9-8-7-6-5-4-3-2-1-... Você é um idiota!!! Isso sem contar os fogos de
artifício que só enchem o saco e mutilam os imbecis metidos a besta.
Aniversário: mais uma vez, a Terra deu uma volta em torno do Sol. Você está cada vez mais perto da
morte. Parabéns! Aliás parabéns por que? Você se manteve vivo. Ótimo. Não fez mais do que obrigação.
O "mérito" é dos seus pais que fizeram sexo e muitas vezes não planejado. Resultou em você! Isso sem
contar o lance nojento de "assoprar a velinha" - isto é - cuspir no bolo. E aquela música indigesta e
constrangedora: "Parabéns pra você" ou "Happy birthday to you".
Não lembro meu primeiro aniversário, mas lembro a primeira vez que pedi que não cantassem parabéns.
Minha mãe com a velinha e o isqueiro... É uma dó, é uma pena. Mas é um ciclo que teve de ser
quebrado.
Finalizando esta ideia de coisas de "gente feliz" ("shinny happy people"):
Futebol: alegria do povo - no Brasil e em alguns lugares do mundo. Motivo de alegria à morte. Risadas,
brigas, tirações de sarro "amigáveis", preconceito, torcidas organizadas rivais e assassinas.
Onze marmanjos correndo atrás de uma bola (gay). Para provocar, um arranca o calção do outro, ou
enfia - literalmente - o dedo no cu do rival (gay). Comemoram o gol com abraço grupal e beijos algumas vezes na boca (gay).
Homofobia à parte, resume-se: jogadores são vendidos, comprados. Dirigentes saem. O que sobra? As
cores. As porras das cores da bandeira. Não sobra nada, ninguém! Só as malditas cores.
Aqui no Paraná, em dia de jogo, quem está - sem querer - vestindo VERDE APANHA. Se está em
vermelho, APANHA. What's the point?!?!
Se essa é a prática do pão e circo, cansei. Tomei arrastão desses bostas em 1996.
Tem que ter o pão, é claro. Ou brioches. Mas esse circo que está aí é circo dos horrores. Não participo desde criança - e me "incluam fora dessa!".
E a população, nem pão tem.
Sobra o quê? O circo dos horrores. A pinga e as brigas de boteco. Dizem que futebol, religião e política
não se discutem. Religião matou na idade média. Política matou - e mata - nas ditaduras. E futebol...
Bem... Futebol é o novo esporte de ARENA.
Chega de ignorância! O circo deve ser circense. Não mais circos macabros.
Ou então que voltem os freak shows - proibidos desde a década de 1930.
Indignidade desde sempre. É fodido. Quero ver propaganda de sorvete que tenha um "gag", uma
garganta profunda. Sucesso total!
"What is like? Havin' a Roni". Vanilla Ice e Arnaldo Baptista juntos como Eminem e Emílio Santiago.
Pessoas fazem poses para fotos. Sério?? Pra mim, as melhores fotos são as espontâneas.
Percebo mais três perninhas nervosas - fora a minha. Isso eu li que quem tem essa "síndrome" morre
antes. OK.
Meu som está alto porque odeio o "Homem do gato". Pra quem não conhece, é um imbecil de um
cachaceiro que tenta a vida - não sei como - fingindo que tem um gato num saco - e fazendo barulho(s)
de gato com a boca. Hoje uma loira se assustou e chamou-o de "filho da puta". Tirou as palavras da
minha boca! Não que eu ache assustador. Só idiota. Mas cada um se vira como pode também...
Alcoólatra por alcoólatra, somos todos. Mas tenho sorte que tive estudo e tiro sustento do estado - e
quiçá - do Estado.
O bom amigo é o sincero. Tenho um que me deu dez (ou cinco?) anos a mais. O bom amigo é o amigo
sincero. Não o que te chuta no chão quanto está cagado. Nem o que se ofende com qualquer besteirinha.
E nem o que some.
O bom amigo é aquele que está presente - e ainda assim - é sincero.
Preciso arrumar meus tênis. Um machuca MESMO atrás do pé direito. Outro está descosturando. E é
chinês, já passou pelo sapateiro. Outros dois, precisa-se aumentar um número.
Lições de como alargar um par de tênis apertado:
Técnica número 1: Encha 1/4 de um saquinho com água. Bote junto com o tênis pra congelar. Depois de
congelado, retire do freezer e deixe por 20 minutos. Retire os plastiquinhos de dentro quando virarem
água.
Técnica 2: Condicionador. Empape por dentro do calçado un poquito de condicionador. Não fôda por
fora. Por dentro!! Vai-te estragar tua camurça.
Técnica 3: Álcool (ou água) + papel molhado: Empape o papel com álcool ou água e bote onde mais te
aperta. No tênis, não no teu pé, mané! Deixe um tempo e veste o calçado ainda molhado que é pra tomar
a forma dos teus pisantes. Teu sopé.
Dito isso, vai lá.
- Robôs que têm ainda dificuldade para andar parecem pessoas?
- Ou pessoas que têm dificuldade para andar parecem robôs?
- Ah; e tem ainda robôs que ajudam pessoas a andar. Esses são dos bons!
Tapa, tapa, tapa, tapa. Em coxa gorda. É tudo o que eu posso pensar no momento.
A caneta é cheia de sangue. Da Vigor Mortis. Do filme/peça, peça/filme Morgue Story.
Afinal, estou dando um bom fim (Não que o fim não seja bom), a não ser essa crendice de "Senhor do
Bonfim (ou Bom-fim?)". Afinal, essa história de santo já deu no saco. A não ser que seja feriado
nacional. Afinal, sou brasileiro. Não gosto de trabalhar. Essa porra de cristianismo me castrou a mim
mesmo, que sou ateu. Quão legal ia ser - afinal - todos IGUAIS! - homens, mulheres, transexuais,
adolescentes, crianças e animais. Todos na mesma orgia, mesma filia. Como na Grécia antiga.
Talvez tenha sido "bão" como "Deus" falou. Mas aí Nietzche matou deus. E daí? Já estamos todos
castrados mesmo.
Eu tenho que me comportar agora. Nem velha, nem nova, nem coluna do meio. Vou dar uma de tonto,
besta. Mas perceptivo.
Apesar de não acreditar em regra nenhuma. Tábua de pedra? Dá um tempo! "Corta o sete!!" (por isso é
cortado). Essa piada é tão velha quanto os mitos.
Hoje todo mundo até finge que acredita nos MITOS. Mas pratica a realidade. E a realidade é: cachorras,
vadias, as minas, os manos, carros, marias gasolina, marias chuteira... Os vileiros.. As classes C e D
crescendo.. O consumo... A efebofilia. Os malacos... As "malacas" (classes C e D) fazendo filhos. Não
sozinhas, claro. Não há (ainda?) abiogênese.
Eu sou o macho ômega. Observo os machos alfa.
Machos alfa do gueto. Nojo. Tudo se resume - Nojo tratando-se de machos do gueto. E eles estão por
tudo. Se fossem só as negrinhas... Malditos sejam. Sujando com seus espermas de espécimes as
putinhas brancas, burguesinhas, que querem esses tralhas dentro de si.
Nojo. Raiva e nojo. Se eu pudesse - Super-hero. Eugenista super-hero. Qualquer dia desses...
Se a Terra tivesse Armageddon - ia ter que dar um jeito. Dos manos, "vida loka".
Meus dentes trincam quando vejo uma fêmea do meu naipe. Ou algo que me desperta raiva. Preciso me
safar. Disso.
Todo mundo que tem um PC ou note - ou net -book tá na porra do Orkut ou seja - redes sociais.
São TODOS zumbis!
Minha irmãzinha resume-se a uma tela de celular à qual posso acariciar - e dedilhar.
Maldita era.
Já ERAM os costumes.
Já ERAM.
Quem me dera que JÁ ERAM os tattoos de cadeia!
Se eu fosse Charlie Chaplin, sendo o Dono do Mundo... Eliminaria da Terra as pragas:
- Manos
- Pombas
- Bombados
- Cuidadores de carros
Tornaria Dom Jorge Ben algo como gran cavallero.
Pela cena e pela arrogância; Sinto pena.
A raça não quer dizer nada.
Atitude é tudo.
Um negro estudioso.
Um "MANO" folgado.
* COR DE PELE NÃO TEM NADA A VER, ATITUDE, SIM!
Casais lesbicows, OK!
Mamães com vestidos curtos.
Soccer moms!
I get by with a little help from my friends.
–––
"Não nasci para a insânia do trabalho vazio, castrador e mercenário! Minha vida é a liberdade das noites de
poesia e o repouso dos dias em que o mundo se desespera lá fora. A vida é tão melhor como a boa
cachaça que nos traz a boa música" - Contraparição, de Geronimo de Macedo Molli.
...A mulher era tão gorda que dava pra fazer sexo com o sovaco dela.
Nunca confie em ninguém que beija de olhos abertos.
Hoje aconteceu meu próprio Dia da Marmota. Um dia simbiótico. Encontrei seis pessoas conhecidas.
Claro que alguns fiz que não vi, outros fizeram que não me viram, outros realmente não viram e outros
conversamos - normal.
Mulherada com as coxas tudo marcadas pelas cadeiras de vime.
Gosto das sobrancelhas grossas. Malditas manias depilatórias. Curto Malu Mader style. Salvem as
taturanas!
A falta de segurança e a insegurança fez as crianças brincarem de esconde-esconde no shopping - às 23h
de sexta.
"Trinta-e-um meu!"
Mas daí a menina ir se esconder no banheiro feminino, é falta de lealdade!
Ficar perto do "ponto de pique" se chamava "guardar caixão". Hoje a molecada "guarda caixão"
mexendo no celular. What The Fuck?
A Antonieta - minha eterna empregada e espécie de babá - sempre dizia "vamos se pôr" ao invés de
"vamos supor". E "homem sexual" ao invés de "homossexual".
Quando Morre Alguém
Morreu o Wando.
OK.
COM AQUELA CABEÇA TAMBÉM.
Foi overdose de inalação de buceta classe C.
É muito conteúdo. E é muito conteúdo mesmo se você fica velho.
Right on on pederasta's ass.
Rabiscos
"I wanna kill myself", essa coisa meio Sex Pistols, Joey Ramone, GG Allin, Kurt Cobain... Com certeza
eram "gênios incompreendidos" e tudo, mas tem gente que acha "idiota". Esses são os ignorantes. Isso é
patologia e ponto (final?).
3242-1212 3242-1212 3242-1212 3242-1212 3242-1212 3242-1212 3242-1212 3242-1212 3242-1212.
Meu mantra, meu SOS, meu Lost.
A pena, a caneta, o teclado. Assim caminha a humanidade.
Tem gente que tá tendo "insight" de ler filosofia aos trinta. Aos vinte eu passei por isso, mas tudo bem...
Considero muito.
Primeira pessoa, segunda pessoa, terceira pessoa. Pra que isso? We are one together.
Rabisca, rabisca, rabisca, rabisca, rabisca...
Vinícius de Moraes fazia assim: whisky, whisky, whisky e todo ano ia pra fazer o que se chama hoje
"detox".
Sou mezzo Clara Crocodilo, mezzo Clara Averbuck. Bukowski, is on the table.
Se eu fosse Zíbia Gasparetto, ia dizer que psicografava; se fosse Luiz Gasparetto, me matava. Bom...
pelo menos falou que o Chico Xaveco queimava. Sério? ha ha!
Gosto dos "malditos". Maldito, por maldito o cara fica até "bendito".
Começou gota a gota. Hoje já é verborragia. Falando nisso, queria mandar um beijo pra Luciana
Mallon! Ou um abraço?
Tenho tirado "fotos de cego", o display quebrou. Isso dá filme, hem? Ou melhor... Livro. Em braile.
No meu tempo tem um cego piadista. Que faz piada de cego. E/mas tem também cadeia pra quem fala
de preto e ultimamente tão querendo crucificar Monteiro Lobato. É a inquisição ou não? "Ponham os
livros na fogueira!". Porra, "fala sério". Um beijo na bunda do Bussunda.
Um disque isqueiro. Isso na época do crack é uma maravilha. Hahahahaha.
O que está aí é uma hecatombe. As coisas estão sendo publicadas de frente pra trás;
Aliás, tá aí: aos idiotas que dizem que o mundo acaba em 2012 porque os "maias" previram: vão às
favas. E outra: tomara que acabe mesmo... Não, opa. Perdão. deos.
Que nem o "bug do milênio". Aconteceu mas foi pouca coisa... Fica a reticência.
Mas bah (sulista), vamos deixar de bairrismo! E acronismo. Putcha!
Rabo do Macaco
pessoas de 1500 anos fazendo sexo com robôs
eu vejo o ocioso.com.br
aí tem um monte de merda lá
como não dá pra ver no trabalho, anoto uns links pra ver em casa
por dia tem uns 400 e poucos links lá
é um site agregador
de merda..
de link para "ociosos" mesmo..
mas já sabia desse lance dos rabos
mas sempre bom revisitar.. rs
eu sei que é bem comum cortar quando nasce
mas tem gente que deixa... é muito bizarro..
e é´uma puta prova que deus fail né..
ou pelo menos a bíblia fail
aí seleção natural, com certeza....
é uma evidência palpável
enfim
humano é bicho mesmo
não é perfeito coisa nenhuma, nem "criado à imagem e semelhança"...
são milhões de anos evolucionários
e isso é um vestígio
é fato.. tá na cara..
aí esses dias eu li que daqui a 20 anos vai nascer a pessoa que vai viver mil anos
imagina que loucura
em vários lugares já li...
vai envelhecer quem quer só
na verdade até morrer, tem 3 coisas que eu queria ver...
carro que dirige sozinho
robô que faz sexo
e robô que limpa a casa
aí se o mesmo robô fizer as 3 coisas ao mesmo tempo.... fechou!
por que os protótipos já existem
aí imagina o futuro...
os carros dirigem sozinhos as pessoas de 1000 anos
é de explodir a mente...
mas a gente não tava falando nada disso.. eu divago...
nem sei se esse teu olhar atento é pra mim ou é pra outra coisa..
Roacutan
Aquém da hora de dormir e filosofando...
às vezes a pessoa ouve o que quer
ouve pela metade e preenche o resto com o que acha que ouviu
ou gostaria de ter ouvido
ou o que pensa de você,
preenchendo as lacunas vazias
exercício
exercício
exercício
sede, sede, sede
espinhas
tumores...
não quero morrer cedo, mas ainda assim me auto saboto
3 x 20 anos e mais uma década
meu cônjuge é minha agenda cultural
fora isso, não me apego a nada.
Ser Homem
Ser homem.
E ter amigos.
Bêbados.
E ser um deles.
(Diga-me com quem andas)
Faz com que
criem-se discussões
onde todos estão errados.
Sempre.
Shitty Life
Shitty day. Shitty night. Shitty life.
Descobri o porquê de ter saudades dos anos 70. Memória celular.
Eu quero é mucra. A mais mucra é minha.
Sonhos
Sonhei que cheguei na minha sala e tava meu pai, meu irmão e o Cacá Rosseti assistindo Primavera Para
Hitler.
Depois saíram da sala meu irmão e meu pai. Ficou eu e o Cacá Rosseti.
Começou a passar Ghostbusters 2! Aquele que tem um figura que sai de dentro de um quadro e toma
vida própria.
Eu: "caralho, que clássico!".
Abri um pacote de bolacha, ofereci.
Falamos sobre o Festival de Teatro de Curitiba de 2010, que eu vi ele tomando chopp no Memorial, que
não teve peças boas. As que tiveram, lotaram todas. E que por isso que assisto as peças do Fringe. Mas
que dizem que a peça do Bortolotto foi muito boa.
(corta a cena)
Eu acho um velho baixo acústico do meu pai, arrumo uma corda solta e começo a tocar um improviso
que é blues misturado com aquela música "de mosca" ("O Voo do Besouro" de Rimsky Korsakov).
Perto tem um puta letreiro daqueles tipo do Itaú que mostra as horas e a temperatura. Me pareceu ser
18:53.
Minha sala é do meu apartamento antigo, mas moro numa casa. Estou sozinho e chove.
Preciso fechar os portões. Toco mais um pouco do baixo acústico, estou tocando muito bem,
esmerilhando.
De repente, alguns orientais começam a jogar coroas de flores por perto, inclusive no meu quintal. Paro
de tocar por respeito.
Chove, ainda tenho que fechar os portões.
Percebo que tem um cara morto no portão da direita, acabando de ser colocado um lençol por cima, pela
Polícia Militar. Já não dá pra fechar o portão com o defunto lá.
Fecho as grades da sacada da minha sala. Tem uma grade e uma porta de vidro.
Nisso três dálmatas estão sendo sacrificados a tiros pela polícia. Foram eles que mataram o cidadão.
Depois do primeiro tiro, correm em direção a mim. Querem entrar na minha casa. A grade e a porta de
vidro estão mal fechados, tenho que segurar. Eles tentam entrar!
Acordo com o coração na boca. Culpando o sono polifásico, os calmantes e o vinho. E pensando em
adicionar o Cacá Rosseti no Twitter, baixar e ver (de novo) Primavera para Hitler e Ghostbusters 2 e
escrever.
–––
Eram quatro histórias separadas.
A primeira era um passeio por uma "chapada". Mas tudo tinha ficado alagado (ou era um rio?) e
tínhamos que flutuar em umas pranchas precárias por vielas estreitas, chegando num povoado muito
pobre. Mas onde tinha wifi. (Estava com meu netbook). Somos acolhidos por dois casais. Um casal o
homem era cego. Outro casal o homem era paralítico. As mulheres nos fizeram comida. Ganhei um pote
com giletes de alguém. O que leva à segunda história:
Era uma espécie de seriado que eu estava dentro. Já carregava meu pote de giletes. Estávamos num
casebre e fomos surpreendidos por um cara que apontou uma arma para nós. Fomos amarrados e ele
atirou no cara que tava do meu lado. Apontou a arma para mim. Mas eu sabia que eu não ia morrer
porque havia visto que teriam mais episódios da série pra frente. Alguém nos salva, atira no cara.
Próxima coisa que me lembro é uma ESPIÃ FRANCESA muito gostosa, loira, siliconada, de vestido
preto decotado amarrada com as mãos para trás e detida/deitada no chão. Talvez tenha sido ela quem
nos salvou. Ainda penso em aproveitar que está indefesa e dar uma cutucada em seu silicone, mas ela
não ia gostar nem um pouco. E também não o fiz por não estar no script.
As outras duas histórias infelizmente não lembro.
–––
Sonhei que "Grindhouse" era uma casa tomada por adolescentes junkie onde a efebofilia eram liberados.
Com direito a jogos sexuais e tudo. E também era um filme. Só que a casa ficava em frente a uma
Assembleia de Deus. Um dia a garotada resolve "brincar" na lama entre a casa e a igreja. Uma freira (!)
é acertada com alguma coisa. Os crentes se injuriam e começam a jogar flechas explosivas no jardim da
casa, metralham as janelas. Foi um corre-corre. Um deus-nos-acuda. Vira uma cena de guerra. Eu estava
lá. A casa era grande, todos se refugiam nos cômodos mais distantes.
No final, agentes sociais alegam que há poucas roupas disponíveis e vão retirando os/as adolescentes
aos poucos.
Nada a ver com o filme (Grindhouse), o qual inclusive preciso assistir antes de ver Death Proof no
cinema.
Fiquei sabendo que no filme tem uma mulher com uma metralhadora no lugar da perna. Mas aposto que
a minha versão é muito mais interessante.
–––
Tento viajar no tempo com o Delorean de De Volta Para o Futuro, mas não conseguimos pegar a velocidade
necessária. Vamos parar numas plataformas altas, algo que lembra Super Mario. Tenho medo de altura.
Acabo por viajar com Sperman & Tozóide (ícones do lado B da madrugada da TV paranaense do
começo da década de 2000). Vamos parar num lugar onde tem o console (fliperama) antigo das
Tartarugas Ninja. Num dia o Tozóide compra 3 pizzas. No outro, sou eu quem pago. Fico mais amigo
do Tozóide (ator e diretor Mauro Russo) e o Sperman fica meio de lado.
–––
Penso em tirar carteira e comprar um carro velho. Vou numa loja de colchões e travesseiros com minha tiaavó Alice. A vendedora tem o estilo crente, com cabelão e saiona. Eu gosto.
Depois, num centro comercial estão sentados eu, minha irmã e meu tio bisavô Zezé. Ouvimos no iPod
Brasileirinho e minha irmã que é mais nova começa a cantar junto, alto. Tem um negro velho e careca que parece o dono do República (talvez fosse o próprio) - que fala alto no celular. Lança olhares de
desavença para nós - o que nós revidamos. Ele me fala que não pode bater na minha irmã, mas me
ameaça bater no rosto. Continuamos discutindo. Nós ainda sentados e ele em pé. Até que ele me dá um
soco no rosto, dá uma série de socos no meu tio-bisavô - o que o nocauteia - e ainda bate na minha irmã.
Próxima cena, estamos no apartamento onde passei minha infância. Eu morava no décimo andar e
minha avó no quarto andar. Acordo ao mesmo tempo que minha irmã. Ela dolorida. Lembro que lutei
com o sujeito até os dois desmaiarem. Ele está desmaiado no chão do apartamento. Talvez tenha batido
mais nele desacordado. Talvez. Pego seu celular e jogo no vão entre os prédios, tentando me desfazer.
Lembro também de sua carteira ser igual à minha. Com medo dele acordar, o trancamos no nosso
apartamento e descemos para o quarto andar. Nisso toca a campainha e é o síndico do meu prédio atual.
Imagino que o celular que defenestrei quebrou alguma janela no caminho.
Acordo assustado, com Brasileirinho na cabeça. Durmo mais um pouco e acordo com Garota de
Ipanema. E também com a expressão "beat the crap of him", ou como diz Ronald Rios: "bater a merda
pra fora dele".
–––
Eu tinha uma bicicleta, uma moto e um carro antigo. Não sabia com qual deles ia para o Barigui.
Uma loirinha chamada Amanda fez um "projeto final" que consistia em uma máquina muito grande que
foi instalada no Estação.
Esta máquina do lado direito tinha aquela espécie de jogo das moedas, onde se jogava uma e se ela
empurrasse as outras, cairiam como bônus, como um jackpot.
Em cima da máquina tinha uma função que não lembro, mas se a pessoa repousasse ali teria algum
benefício.
Mas o mais interessante era dentro da máquina, pra quem quer "sacar" ou está "sem saco". Era uma
funcionalidade para melhorar humor, curar depressão ou se duas pessoas entrassem juntas elas sairiam
apaixonadas. Amanda recusou meu pedido e quis entrar com o ex-namorado.
Tirei uma soneca. Depois que todos tinham usado, pedi para entrar na máquina sozinho. Foi acatado
meu pedido.
Entrei. Lá dentro existia um lugar pra sentar, uns bibelozinhos, uns enfeites pendurados do teto. E logo
em frente, um palito de madeira, tipo espeto, o qual eu segurava. Mas o mais incrível era a máquina que
produzia as ondas. Em torno, uns macacos mortos. Mas de alguma forma semi-vivos com o episódio da
"mão do macaco" dos Simpsons, ou o braço que se move eletricamente da Ilha do Dr. Moreau.
Tinha uns oito pelo menos, formando um quadrado na vertical. E dentro, uma espécie de videocassete
antigo, que emitia umas ondas. As quais acendiam fogo no palito na minha mão. E estas ondas que
supostamente eram para fazer bem, curar depressão, implantar o amor, etc.
Estava começando a sentir os efeitos do "tratamento", quando o pai da menina engenheira entrou
enfurecido e quis destruir o equipamento, e começou a arrancar um dos macacos da máquina. Nisso o
macaco tomou vida e com voz grave de diabo falou: - AAAAAAAAHHHHHHHHHHHH!!
OOOOOHHH MYYY GOOOOODDD!!! Foi lá pra fora e eram só gritos de terror. De todos: pai e mãe
da garota. Tentei me fechar pelo lado de dentro da máquina mas a porta emperrou. Nisso o macaco
entrou novamente. Susto. Pânico. Fim.
–––
Sonhei que eu morava numa mansão muito massa. Cheia de tecnologia e androides femininas de realismo
perfeito, que tinham aquecimento interno, tinham seios e podiam ser apalpadas. Daí eu me dei conta que
era sonho, mas ainda pensei "isso vai existir um dia". Porque seria muito mais cômodo ter uma androide
ultrarrealista do que uma mulher de verdade...
Mas estavam me caçando. Algemei a Dana Scully do Arquivo X e atirei nela, mas ela sempre
sobrevivia.
Sonhei que via um filme gringo onde aparecia o ônibus Interbairros verde, assim mesmo escrito
"Interbairros". E tinha estação tubo com ônibus vermelhão e eu pensei "Curitiba fez escola...."
Daí tinha também um documentário que o Lobão tava gravando em Curitiba. Ele parou na frente de
uma lan house e ficou falando com um cara, pedindo desculpas. Que ele tinha já mais de 50 anos, que
tinha que perdoar o passado. Pessoal da lan house começou a reclamar. Até que o cara começou a
responder pra ele. Falou que ele tinha 41 anos e tal, que ainda guardava mágoa. Até que ele vem pra
porta, e ele é um anãozinho. Daí o Lobão se abaixa e eles se abraçam. E o Lobão fala "isso aí...
humilde...".
Depois ele explica que eles moravam na mesma cidade e o anão morava com a mãe e pedia sempre pra
ela verificar se ele tava vivo, porque ele tomava "isso, isso e aquilo". Então chá não podia, porque era
muito sonífero. Só café. Tanto que uma vez fizeram uma festa na cidade e o prefeito proibiu que
servissem chá.
O produtor do documentário também chiou com o Lobão porque ele tirou sarro de umas mulheres de
uma construtora, que eram amigas da outra produtora do vídeo. Ele alega que ele fez isso porque o
Djavan o criticou.
Acordo com "Soltar essa louca, arder de paixão. Não há como doer pra decidir. Só dizer sim ou não.
Mas você adora o Se...."
–––
Sonhei com a Praia de Leste, onde passei minha infância.
Encontrei um geek lá. Ele jogava videogame valendo dinheiro.
Sempre que eu perdia tinha que dar 4 reais. Até que fiquei puto e não quis mais jogar.
Sua mãe era bem chata, reclamava do barulho. Mas era uma coroa gostosa, tinha umas fotos dela pelada
no PC.
Passei uns dias lá.
Mas eu tinha que ir para outra praia comprar uns ingressos. Ia ter um encontro de corais.
Esse cara, o geek pilotava um barco. Ou uma barca. Próxima cena e estava nesse barco, cheio de gente.
Eu tocava violão. Passou outro barqueiro, acenou. Eu parei de tocar e acenei. Tinha também uma viola
portuguesa, como a que o Juca Chaves toca. Começou a tremer muito o barco. Virava violentamente pra
um lado, violentamente para o outro. Tive que largar o violão e me segurar firme na ponta de um
estofamento, quase que saio pela tangente!
Próxima cena e eu estou tipo um náufrago, navegando em uma espécie de boia misturado com cadeira
de praia. É só água, há algumas praias no horizonte, todas longe. Vou boiando, navegando até que bate
um vento e começo a ir mais e mais rápido. Até que - ufa! - chego a uma praia. O pessoal me vê lá náufrago - chegando, mas ninguém fala nada. Chego e a primeira coisa que noto é que estou sem
chinelos. Isso me incomoda. Também estou com uma mochila verde. Sem chinelos, mas contabilizo seis
isqueiros. Mas já avisto na outra quadra uma loja de artigos de praia com uns chinelos já expostos na
fachada. Menos um problema. Tenho uma mochilinha verde. Com minha carteira, meus cartões, meu
celular. Tudo o que preciso. Tento ligar meu celular pra tirar foto da minha cadeira de praia de náufrago,
mas ele está bem louco. Entra no GPS sozinho... Preciso ligar pra um amigo meu, que mora fora do
Brasil, mas ele estaria na Praia de Leste. Não consigo.
A praia é bem urbanizada, tem táxi, ponto de ônibus e tudo. Descubro para onde a rodoviária fica. Pego
ônibus com duas velhinhas. O celular de uma começa a tocar e ela reclama. Eu falo "o meu também.. tá
bem louco... fica entrando no GPS sozinho...". Ela nem me dá muita bola. Queria reclamar pras paredes
mesmo. A outra puxa assunto perguntando do festival de corais que vai ter. Se eu conheço alguém que
vai cantar, eu falo que não. Que vou por mim mesmo, sem conhecer ninguém. Como sempre faço. Ela
diz que gostaria tanto que a neta dela cantasse de azul. Azul, pois é a cor da França.
–––
Eu e mais um cara caíamos do céu no meio do mar e cada um tinha uma pranchinha de isopor pra ser
levado pelas ondas até a praia.
- Tava num consultório para fazer operação do ronco de novo. O médico era parecido com meu exchefe.
- Tava no apartamento do meu tatuador e tava preparando pra chover pra caramba. Fiquei com sono e
dormi no sofá enquanto deixava 2 TVs no mudo e ele tatuava no estúdio dentro de casa. Quando
acabou, perguntei se já tinha assistido Além da Imaginação e me teletransportei pra minha cama.
Quando voltei, jogamos Ludo.
- Falei com o Alborghetti. Chamei ele de Dalborga. Ele queria informações sobre uma partícula no céu
que eu estava conseguindo enxergar através de um canudo. Quando foi minha vez de dar a entrevista
pelo telefone, não consegui mais ver aquele ponto. Falei que quando o filho dele tava entrando na
ESEEI, eu tava saindo. Ele me tirou pra stalker. Eu falei que ele é muito querido. O Dalborga, não o
filho.
- Tava numa balada meio vazia onde só tinha uma ou duas mesas grandes. Pessoas que não se
conheciam tinham que sentar juntas. O microfone era aberto. Tinham torradinhas de graça pra comer.
Um cara com bigode e barba só na metade da cara começou a falar mal do Acústicos & Valvulados. Ele
subiu ao palco e deu uma canja. Fiz amigos, um deles parecia o Radoski, do trabalho. Perguntei se eram
do Rio Grande, responderam que eram de Santa Catarina e não eram músicos. O cara parecido com o
Radoski segurou o bigodinho de Hitler e cada um deu um soco, menos eu.
Enquanto isso, na Cândido de Abreu, as pessoas se rebelavam. Arrombaram uma caminhonete. Ia ter
uma luta armada entre dois grupos. Todos com cassetetes. E a Guarda Municipal no meio. Eu filmei
com meu celular do alto de um prédio. Chega o Biofa com uma menina mas não dou bola.
Voltamos para o bar. Chega minha irmã e minha mãe e pedem para eu guardar as bolsas no guardavolumes. Percebo que no meu, escondi embalagens de carne de mercado, mas com carne humana. Eu
havia matado alguém. Pensei em me entregar, mas vi que tinha um terreno baldio ao lado. Só precisava
limpar minhas digitais num tanque.
Acordo assustado.
É... Acho que preciso parar de assistir Supernatural antes de dormir...
–––
- Eu e mais um cara caíamos do céu no meio do mar e cada um tinha uma pranchinha de isopor pra ser
levado pelas ondas até a praia.
- Tava num consultório para fazer operação do ronco de novo. O médico era parecido com meu ex-chefe.
- Tava no apartamento do meu tatuador e tava preparando pra chover pra caramba. Fiquei com sono e dormi
no sofá enquanto deixava 2 TVs no mudo e ele tatuava no estúdio dentro de casa. Quando acabou,
perguntei se já tinha assistido Além da Imaginação e me teletransportei pra minha cama. Quando voltei,
jogamos Ludo.
- Falei com o Alborghetti. Chamei ele de Dalborga. Ele queria informações sobre uma partícula no céu que
eu estava conseguindo enxergar através de um canudo. Quando foi minha vez de dar a entrevista pelo
telefone, não consegui mais ver aquele ponto. Falei que quando o filho dele tava entrando na ESEEI, eu
tava saindo. Ele me tirou pra stalker. Eu falei que ele é muito querido. O Dalborga, não o filho.
- Tava numa balada meio vazia onde só tinha uma ou duas mesas grandes. Pessoas que não se conheciam
tinham que sentar juntas.
O microfone era aberto. Tinham torradinhas de graça pra comer. Um cara com bigode e barba só na metade
da cara começou a falar mal do Acústicos & Valvulados. Ele subiu ao palco e deu uma canja. Fiz
amigos, um deles parecia o Radoski, do trabalho.
Perguntei se eram do Rio Grande, responderam que eram de Santa Catarina e não eram músicos. O cara
parecido com o Radoski segurou o bigodinho de Hitler e cada um deu um soco, menos eu.
Enquanto isso, na Cândido de Abreu, as pessoas se rebelavam. Arrombaram uma caminhonete. Ia ter uma
luta armada entre dois grupos. Todos com cassetetes. E a Guarda Municipal no meio. Eu filmei com
meu celular do alto de um prédio. Chega o Biofa com uma menina mas não dou bola.
Voltamos para o bar. Chega minha irmã e minha mãe e pedem para eu guardar as bolsas no guarda-volumes.
Percebo que no meu, escondi embalagens de carne de mercado, mas com carne humana. Eu havia
matado alguém. Pensei em me entregar, mas vi que tinha um terreno baldio ao lado. Só precisava limpar
minhas digitais num tanque.
Acordo assustado.
–––
Sonhei que minha mãe tinha passado em um concurso e tínhamos que pegar uma estrada escura e molhada
onde poderíamos morrer, ou abdicar.
Acordei antes de morrer. Minha mãe é aposentada. Graças. É o meu sonho. Só que eu vou ser velho.
Merde.
Último livro que li narrava a vida de João de Santo Cristo. Um lixo. Um cabaço que nunca fumou um
baseado narrando a vida de um traficante. Deve ter ganhado dinheiro. Gênio e bobo na mesma persona.
Agora, "Como se Tornar Um Doente Mental" é muito bom.
A mulher da bunda que balança está aqui. Sempre que posso, sigo-a. Sempre vestidão e aquela gelatina
gigante e maravilhosa. Aquelas pequenas tremidinhas. Mini terremotos, como placas tectônicas se
movendo. Como a barriga do Homer, mas menos grotesco.
Continua o encontro de escoteiros. Velhos vestidos como crianças. Pedofilia é o mínimo - isso aí é
Síndrome de Peter Pan misturado com falta de senso de "redículo". Isso falando por baixo. Tem muita
coisa entre o céu e a terra que define esses babacas. Eu paro por aqui.
Mutile-se sempre que puder. Arranque cisos (os quatro), arranque o apêndice, dê um nó nas trompas, no
estrombo. Ampute parte do seu palato, as amígdalas e aquele "sininho" que fica no céu da boca. Sabia
que tem gente que "ainda" nasce com RABO (cauda)? Ampute-o. Ponto para Darwin versus seu deus.
Match point. Quem olha só pra superfície não me interessa. Não suporto ver essas pessoas tentando
caminhar como robôs que não conseguem andar. O bom do paralítico é que tem cadeira cativa, não
sofre com superlotação. Eu gosto é de sentar no "gargarejo". Os Ventures fazem apologia no meu
ouvido: "taquila!". Hoje em dia ninguém bate em ninguém por dar um "look" nas petcholas da cônjuge.
Bocas negras sugando ainda me excitam. Sorvete ou pau, a lambança é a mesma. Chamamos BBW. Sou
capaz de lamber cu por estas preteens de aparelho. Sinto que ninguém irá passar - ao menos por hoje aquela peludinha, com braços nervosamente cobertos de penugem negra, me levou à hipertensão.
Putinha: mirim. Ainda não conhece a conotação. Mija na minha boca, sua puta gorda!
–––
Era carnaval e se passava na minha antiga casa na praia
Com muita gente em volta, e minha paixão platônica
Que era minha ex
Nos colocaram para dormir lado a lado, mas não rolava nada
Na segunda noite, nos colocaram em colchões separados
Só ficávamos de mãos dadas e abraçados na ocasiões com os outros
E eu queria que aquele momento durasse para sempre
Eu matei com uma pá o caseiro que tinha dado em cima dela
Enterrei ele numa cova muito rasa, no canto de um parquinho
Na primeira chuva, apareceria o corpo
Enterrei também uma marmita
Todos desconfiavam de mim, mas somente com uma perícia iriam descobrir
E ainda assim eu duvidava da competência da polícia
Somente meu pai sabia, e ele me acobertou
Pesei as consequências de confessar para o resto da minha família
Meu pai tentou contar para minha mãe - em inglês - mas ela riu do inglês dele e não entendeu
Melhor assim.
No terceiro dia, teve um grande baile
Todos vestidos a caráter
Tinham meninas vestidas de bailarinas
E eu fumava um baseado
Sentado, de terno, emburrado
Ela chegou, de branco
Era minha chance novamente
Não queria deixá-la sozinha naquele salão
Mas me ausentei para tomar banho
Fui ao quarto de casal onde ficavam as malas de viagem para pegar o material de higiene
E talvez trancar o quarto, pois havia muita gente farreando pela casa.
Chegou alguém
Olhei para a minha mão esquerda
A letra "M" que forma na mão estava branca.
Situação
Pobre daquele que trabalha no formigueiro
onde vive a repudia
àqueles de bem com a vida,
ávida.
E a bandeira brasileira se levanta,
num gesto de reverencia, ao vento,
surrupiador da natureza.
Levanta os símbolos compatridos
e permanecem nas mãos dos abutres,
que vão atras dos tesouros.
E esta, sem defesa, chama `a forca do Criador,
que nem inferno, nem céu
Só Conto de 10 a Zero
E quando passa do zero, conto com "zerinho, zerinho".
como prof. péricles do bom jesus.
TUDO.
goles de água.
são de 0 a 10.
mais constante como 10 a 0.
goles de qualquer coisa.
urinar: o tempo exagerado que leva.
é 10 a 0.
a contagem regressiva da maldita da xoxa.
é 10 a 0.
com certeza foi isso.
isso + as outras necessidades.
TOC.
ToC.
quem é?
como olhar pra luz sem piscar
ou melhor, piscar MUITO
como passar a mão no pintinho e cheirar o cheiro de urina.
caquetes.
adeus, trema :(
Sobre Contatos Sociais e Mortos
Não sou muito de contato pessoal em condições normais
mas quando a carência bate, puxo papo com pessoal online
nem minha irmã me responde
- não sou uma pessoa ruim com minha irmã, sempre tivemos coisas em comum e as desavenças
mas é uma pena que as desavenças tenham sobreposto as coisas em comum
imagina se fosse anos 1980 e tivesse que telefonar pra esse povo
(e não existiria identificador de chamadas)
ou se fosse anos 1940 e tivesse que mandar CARTAS.
achava o ivan lessa chato mesmo
o millôr, pouco mais perto de mim, mas ainda longe
há fases em que 1 anos de diferença é muito
há outras em que 60 anos de diferença são muitos
Sou o Vegetal Que Meu Tio-bisavô Pintou
eu sou o vegetal que meu tio-bisavô pintou.
quero absorver a herança das minhas duas famílias.
quero estreitar
eu sou o vegetal que meu tio-bisavô pintou.
quero absorver a herança das minhas duas famílias.
quero estreitar
Teoria do Convencionalismo, Pura Probabilidade e Relatividade
A Teoria do Convencionalismo, Pura Probabilidade e Relatividade - Um ensaio libertário
Glossário:
convenção
do Lat. conventione
s. f.,
ajuste verbal ou escrito, entre duas ou mais pessoas;
acordo;
convênio;
pacto;
tratado;
acordo entre partidos ou nações que se hostilizavam;
aquilo que, tacitamente, se considera admitido nas relações sociais;
Hist.,
uma das assembleias legislativas da Primeira República francesa.
probabilística
fem. sing. de probabilístico
probabilidade | s. f.
do Lat. probabilitate
s. f.,
qualidade do que é provável;
verosimilhança;
Estat.,
quociente entre o número de casos favoráveis à ocorrência do acontecimento e o número de casos
possíveis do universo.
relatividade
s. f.,
qualidade ou estado do que é relativo;
contingência;
condicionalidade;
Fís.,
teoria da -: cada uma das duas teorias desenvolvidas por Albert Einstein (1879-1955), a teoria da
relatividade restrita e a teoria da relatividade geral que, baseadas em novas concepções dos conceitos de
tempo, espaço e movimento, conduziram ao estabelecimento de um modelo do universo alternativo ao
modelo de Newton.
dogma
do Lat. dogma < Gr. dógma, decisão, decreto
s. m.,
ponto fundamental e indiscutível de uma crença religiosa;
fig.,
proposição apresentada e aceite como incontestável e indiscutível.
método científico
"Quando existem várias formas de explicar algo, a certa é a mais simples."
"Argumentos não removem a dúvida, de forma que a mente possa descansar na certeza do
conhecimento da verdade, a menos que a encontre a experimentação".
"É desnecessário fazer com mais o que se pode fazer com menos."
"O essencial não deve ser multiplicado sem necessidade
O melhor meio de evitar abusos e incompreensões de parte a parte é tornar o povo cientificamente
informado a fim de que compreenda as implicações de tais investigações."
"Se a ciência for considerada um sacerdócio fechado, demasiado difícil e misterioso para compreensão
de uma pessoa de cultura mediana, o perigo do desentendimento será maior. Se a ciência, porém, for um
tópico de interesse e consideração geral, se seus encantos e consequências sociais forem discutidos com
competência e regularidade nas escolas, na imprensa e à mesa de jantar, teremos aumentado as
possibilidades de aprender como o mundo realmente é, para melhorarmos a ambos, a nós e a ele."
Introdução:
Explicando através do ceticismo, tomando como base de pensamento a LÓGICA e um pensamento
REALISTA, esta teoria por si tem como objetivo tentar provar que tudo no mundo é relativo e que
quase tudo é explicado pelo convencionalismo ou mera probabilística; sendo que a palavra "convenção"
assume, neste contexto, o sinônimo de "cultural" também.
A probabilística nada mais é do que um sorteio, um jogo de dados ou de cartas do acaso. Ou seja, uma
chance de acontecer tal evento em um determinado número de tentativas. No caso, na primeira
"jogada".
Como teoria é massante e a prática extremamente esclarecedora e explicativa, exemplifiquemos:
Por exemplo, por que as garrafas de vidro de cerveja e refrigerante suportam 660 mililitros de líquido?
Mero convencionalismo. Alguém algum dia fez algum cálculo e chegou á conclusão de que seria este o
número aproximadamente ideal para o consumo e venda do produto, sem haver o desperdício.
A religião espírita afirma que alguém que tenha pecado em "vidas passadas", nascerá com alguma
deformação física ou mental, como um castigo.
Esta teoria tenta argumentar que este caso isolado assim como tantos outros, é como um jogo de dados.
A probabilística explica que pelo menos um número Y dentro de um universo X sairão com tais
anomalias. Isto se explica devido à *GENÉTICA*, comprovada cientificamente. (sem falar sobre a falta
de explicação sobre os milhões de "almas" surgidas nas últimas décadas)
Como explicar o contemplamento da "beleza" e as "coisas" tão "perfeitas" do mundo em que vivemos
(essas chamadas "coisas de deus")
Probabilística. Tudo é formado por moléculas, que por sua vez são formadas de átomos.
Na natureza, um átomo juntando-se a outro, forma diversos organismos ou coisas inanimadas. Portanto,
se "jogassem os dados" novamente (criação do universo), tudo teria como composição substâncias
diferenciadas, formando outras composições. Iriam achar lindo e perfeito do mesmo jeito. A questão de
beleza e perfeccionismo é relativo.
Comportamento à mesa
Arrotar, apoiar os cotovelos, e até mesmo o modo de segurar os talheres. É simplesmente uma questão
cultural, ou melhor: convenção. Alguém um dia criou uma certa "atitude" e conseguiu convencer
algumas pessoas de que seu modo de pensar era correto. Isto acontece com todas as religiões, onde
algum "espertalhão", querendo tomar vantagem dos outros, inventou e impôs como correto a todo um
grupo de pessoas que posteriormente passaram a ideia adiante. (Mesmo porque em algumas culturas
arrotar não é degradante, e sim, respeitoso).
Evolução do mundo
Convencionalismo ignorante, que está sendo derrubado. É sabido que as duas maiores correntes de
pensamento com relação à criação e evolução do mundo são: Criacionista (na qual tudo foi criado por
um ser "divino superior") e Darwinista (na qual o homem "surgiu" da evolução de um ancestral comum
aos macacos).
É muito mais provável (e isto baseado no método científico) de que probabilística/randomicamente os
elementos que compõe o universo são "casados" conforme sua potencialidade em se juntar.
Nada é certo, mas através do método científico, pode-se chegar à conclusão de que os criacionistas
estão "menos certos" (segundo estudos, fósseis, carbono 12, etc)
Dizer "saúde" a alguém que espirra
É convencionalismo. Inventaram que é "de muito bom tom" fazer isto. Não que efetivamente vá a trazer
saúde à pessoa gripada. Mas sim, uma mera convenção de alguém que achou bonito ou educado. É
também uma questão cultural, tomando como pensamento que em algumas culturas é OK desejar
"saúde" a quem espirra ou tosse, assim como há culturas em que esta atitude é totalmente reprovável,
como aplaudir o hino nacional. Totalmente relativo.
Soltar gases
Convenção. Apesar de ser extremamente natural, o odor dos gases intestinais não é agradável ao olfato
humano (ao menos ao contemporâneo). Nos ensinaram desde a idade mais tenra de que tal atitude é
"feia".
O padrão atual de beleza
Convenção. No começo do século XX, o padrão de mulher bonita e "de aparência saudável" era das
mulheres acima do peso, as "gordinhas". Hoje em dia, o padrão vigente diz que ter barriga é "feio" e as
anoréxicas estão na moda (literalmente, nas passarelas).
Crer na existência de seres divinos
Convenção. Os povos antigos, (Grécia, Egito, etc) criam em várias divindades. Os gregos, por exemplo,
criam em deusas e deuses que representavam o amor, a guerra, a fartura, etc. Já os egípcios tinham
como divindades o "deus" Sol, a "deusa" Lua, etc. Posteriormente, foram comprovados que tais astros
nada mais são que estrelas e satélites, tendo nada de divino. De tal cultura e convencionalismo, foram
herdadas as religiões teístas atuais, como o judaísmo, cristianismo (ortodoxo ou não), etc. Sendo todas
estas filhas/herdeiras de todo este pensamento antiquado, fantasioso e conformista. O mesmo vale para
a crença em figuras bíblicas cuja existência não é historicamente comprovada.
A questão do "Certo x Errado"
A verdade é extremamente relativa, sendo que possui dois ou mais lados. Ouvindo duas pessoas, duas
versões da mesma história, e com a ajuda do pensamento filosófico, pode-se chegar à conclusão de que
ninguém possui a verdade absoluta.
Por exemplo:
Alguém que rouba afim de alimentar seus familiares.
Em alguns países, prende-se; em outros, mata-se (relatividade).
Não se pode julgar esta pessoa. Na "verdade", ninguém deveria ter o poder de julgar outrem. Pois, por
exemplo, um juiz que ganha seu salário de 5 casas decimais + auxílios, que estudou um livrinho
(legislação = convenção) escrito por seres humanos que achavam ter o poder da verdade, com todos
seus defeitos, não deveria ter o "poder" de julgar outra pessoa. Ninguém é perfeito, quanto mais a ter
poder de julgar um semelhante.
O tempo
Relativo. É onde se mistura relatividade e convenção. O tempo é relativo, já dizia Albert Einstein. E é
marcado por dias, horas, minutos e segundos.
Apesar de ser um fato natural a concepção do dia e da noite, o relógio é um instrumento usado pela
humanidade para REGULAR (fazer de regra) o tempo de cada um. Andar sem relógio hoje em dia é
considerado desleixado, irresponsável e politicamente incorreto.
Isto sem contar que a passagem do tempo é extremamente pessoal, depende de todo um contexto. Como
por exemplo, atividade prazerosa ou não, pessoas agradáveis ao redor ou não, etc.
O trabalho:
Também uma convenção de ideologia, nascida no século XVIII com o advento das máquinas e
produção em série.
É um assunto relativo e ao mesmo tempo delicado. Pois como religião, a grande maioria estagna em
uma opinião própria e digamos, global. A maioria das pessoas pensam que o trabalho "dignifica" o
Homem. Nada mais falacioso, pois o trabalho ENVELHECE o Homem. O que há de digno em gastar a
vida trabalhando a fim de aumentar o lucro do patrão, perder de ganhar para si e morrer na miséria,
velho e cansado?
Será que o operário braçal realmente se vangloria por gastar seu suor?
Praticar a mesma religião que a maioria da nação:
Hoje em dia, a maioria de brasileiros são católicos. Mesmo sem entender o que é dito na missa
(convencionalismo, aceitação), teimam em seguir o que a maioria professa (por imposição familiar ou
social), ignorando ou se fazendo de desentendidos quando o assunto é a intolerância, apoio ao
escravismo e o derramamento de sangue que a Igreja causou em épocas passadas.
Sobre o comportamento sexual:
"Adolescentes não podem ter relações sexuais com 'adultos'"
É totalmente relativo. Alguém que já menstrua, possui um corpo de adulto (seios, pelos púbicos) e tem a
vida sexual potencialmente à atividade, não é aceito pelas regras atuais (convenção) que tenha relações
sexuais com pessoas mais velhas (com consentimento, óbvio).
No mundo antigo, era perfeitamente comum a existência da homossexualidade, zoofilia, incesto e
pedofilia, por exemplo.
Este posicionamento, totalmente hipócrita, é totalmente apoiado pelos "donos da verdade", que são os
pais do convencionalismo. No caso, os "perfeitos" e hipócritas legisladores e religiosos em geral.
O uso de drogas:
Convencionalismo hipócrita. Até o começo do século XX, a maioria das drogas eram descriminalizadas,
o usuário nem o comerciante (hoje chamado de traficante) sofriam penas. O ser humano deveria utilizar
e alimentar sua mente com a substância que mais lhe apetecer. Porém, hoje em dia, são taxados com
todo o tipo de preconceito, por fazerem uso de (em muitas vezes) substâncias naturais. É mero
convencionalismo, tendo em vista que o que é "legal", é o álcool e cigarro industrializados, que matam
milhões por ano, direta ou indiretamente.
Conclusão:
Muito é crendice popular. O povo não reflete sobre a origem de seus ideais. Têm o pensamento primal
de que "tudo sempre foi assim" e que "tudo é assim porque deus quis", sendo instrumento da
proliferação da ignorância.
Por muitos anos as ideias são levadas, e mantidas. E é muito difícil alguém quebrar tal barreira,
tamanho é o alicerce o qual suporta.
Os grandes culpados são legisladores e líderes (religiosos ou não), em sua maioria. Tornando a
humanidade ignorante, obsoleta e intolerante a novas modificações.
Como conclusão, você leitor, escolha suas dúvidas favoritas com relação à humanidade ou o universo e
tente aplicar a Teoria do Convencionalismo, Pura Probabilidade e Relatividade, que em sua grande
maioria, serão respondidas com base à lógica, ciência e filosofia.
Seres humanos inteligentes pensam. Os burros, aceitam dogmas.
Temístocles
”Pepeloko" é do iníciu dus anus noveinta. Significa: "porra-louca".
É sério que tem gente que se chama Amásio?
Você sabe o que significa?
TUDO BEM?
Tem um cara que faz fisio comigo e tem uns 80 anos.
Ele fica puto quando perguntam pra ele "TUDO BEM?". E eu acho que ele tá certíssimo.
Tipos de loucos
- O que realmente não tem conteúdo e está falando merda;
- O que tem um pensamento bem fora do comum / discorda da manada / "think out of the box", mas o
medíocre ainda consegue acompanhar;
e por fim o mais subestimado:
- O "louco" que tem tanto conteúdo e faz referência a tanta coisa que o medíocre fica confuso, e pela falta de
inteligência e preguiça de pensar acha que o interlocutor está "falando merda".
Timidez e Sexo
Relacionamentos e Sexo: A timidez e empecilhos relacionados à pressões e à cultura contemporânea em 20
passos:
- Passo/Empecilho Zero - Disclaimer:
- NÃO EXISTE RELAÇÃO NENHUMA em ter comportamento ASSEXUAL e ser homossexual.
Portanto, "Não pegar ninguém" e "Ser viado" são coisas COMPLETAMENTE DISTINTAS e não
relacionadas;
- Comportamento ASSEXUAL não é ser "ASSEXUADO":
- Ser assexuado é NÃO TER o "equipamento" ou ter algum tipo de atrofia ou comprometimento físico
ou funcional nos órgãos sexuais;
- Enquanto comportamento assexual é somente uma opção, um comportamento;
- Seres humanos nos COMPLEMENTAM, nos dão afeto. Mas ser sozinho JÁ É COMPLETO. (Gabriel, o
Pensador);
- Nem sempre não ter comportamento sexual é "problema de auto-estima".
- O ser com comportamento assexual não é um coitado. Pelo contrário: ele é mais evoluído:
- Não "EVOLUTIVAMENTE", porque não tem tendência a passar seus genes pra frente, mas:
- É mais evoluído INTELECTUALMENTE, por saber e conseguir controlar seus INSTINTOS
ANIMAIS e IRRACIONAIS.
- Efebofilia NÃO É pedofilia e nem mesmo é considerado transtorno e muito menos crime;
- Passo/Empecilho 1:
- Timidez / Fobia social / Comportamento Antissocial;
- Auto-estima:
- Não ter "corpo perfeito";
- Sobrepeso;
- Preocupações com corpo e tamanho do pênis;
- Passo/Empecilho 2:
- Preconceitos / Princípios / Moral:
- De idade, nenhum: Ter entre 14 e 80 anos;
- Não ser baladeira: Está "na noite" é porque quer dar = Promiscuidade;
- Não ser promíscua: Não ter tido muitos machos (> 3);
- Não ser vadia: Roupa curta ou maquiagem carregada (não ser periguete ou parecer o "Coringa");
- Não ser adúltera: Se tem namorado ou é casada e quer dar pra outros -> Se aceita isso, você será o
próximo corno;
- Não ser bissexual: Já não chega ter concorrência masculina, hoje temos que competir com outras
mulheres!;
- Não ser crente: Seja "crente do cu quente" ou "cegada pela religião". Nenhum dos extremos é
saudável;
- Não ter sido casada: Quem já foi casada deve ficar com quem já foi casado; Solteiros com solteiras;
Viúvos com viúvas e assim por diante - ou seja - quem já passou pelas mesmas experiências;
- Não ter filhos (famosa vagina "bate palminha"): "Quem tirou o selo que leia a carta. Eu não estou aqui
pra ler carta pra ninguém" (Damião Experiênça);
- Não ser acéfala ou gostar de modinhas: novelas, rádio (preconceito musical) e TV;
- Não ser analfabeta funcional: saber escrever, ter o costume de ler;
- Não se importar com aparências ou falta de dinheiro ou carro;
- Não fumar (cigarro);
- Demais vícios são negociáveis, de ambas as partes;
- Suportar defeitos (físicos e psicológicos);
- Máxima da autossabotagem: "Não me associaria a um clube que me aceitasse como sócio";
- Passo/Empecilho 3:
- O Contato visual: O tímido olha. A pessoa olha de novo. O tímido baixa a cabeça. E o ciclo se repete ad
nauseum. Até a pessoa cansar da falta de atitude do tímido.
- Passo/Empecilho 4:
- O contato verbal: o primeiro "Oi";
- Fobia social;
- Medo de rejeição.
- Passo/Empecilho 5:
- O primeiro encontro:
- Papo tem que fluir;
- Idéias têm que ter compatibilidade.
- Pagar a conta? (Problemas financeiros): mulher não deve esperar que o homem pague. O casal deve
rachar.
- Problema de não se ter um carro.
- Passo/Empecilho 6:
- Primeiro beijo:
- Pedir ou agir?;
- Hálito das duas partes;
- Problema de (falta de) atitude;
- Medo de rejeição.
- Passo/Empecilho 7:
- Os primeiros amassos:
- Quando?
- Onde?
- Como?
- Passo/Empecilho 8:
- A primeira ereção:
- Falta de noção e de vergonha tê-la ou
- Falta de testosterona/hombridade NÃO tê-la?
- Passo/Empecilho 9:
- Mão no peitinho e Mão na bunda:
- Falta de respeito?
- Excesso de intimidade ou Falta de intimidade (?).
- Passo/Empecilho 10:
- O primeiro telefonema:
- No mesmo dia,
- Um dia depois,
- Uma semana depois ou
- Nunca?;
- Passo/Empecilho 11:
- O segundo encontro:
- Como se portar?
- Pagar a conta? (Problemas financeiros): mulher não deve esperar que o homem pague. O casal deve
rachar.
- Problema de não se ter um carro.
- Passo/Empecilho 12:
- O "ficar", o "rolo", etc.
- Onde fica no meio de tudo isso o "gostar", o "se apaixonar", o "amar"?
- Sexo:
- Motel? (Problema de não ter carro);
- Casa (Problema "Minha casa é uma zona" ou "Moro com alguém que não pode ouvir gemidos");
- Ereção / Ansiedade de desempenho:
- O cheiro do marisco: Higiene;
- Camisinha;
- DSTs e gravidez;
- A falta dela (camisinha):
- Como não poder mais transar "ao natural";
- Como não poder CONFIAR em alguém que supostamente amamos ou sentimos tesão?
- Não poder exercer todas as fantasias caóticas aprendidas com a pornografia: spanking, pissing,
scating, bukake, etc;
- Gozar:
- Conseguir gozar;
- Gozar dentro ou fora?;
- Rejeição sexual
- Rejeição sexual relacionada a odores;
- Rejeição sexual relacionada à incompatibilidade sexual;
- Rejeição sexual relacionada à ansiedade de desempenho:
- Falta de paciência;
- Incompreensão;
- Vergonha.
- Passo/Empecilho 13:
- Telefonema depois da transa:
- Quando:
- No mesmo dia,
- Um dia depois,
- Uma semana depois ou
- Nunca?;
- Passo/Empecilho 14:
- Encontro seguinte à primeira transa:
- Como se portar:
- Excesso de intimidade ou Falta de intimidade (?).
- Passo/Empecilho 15:
- O Namoro;
- As cobranças;
- Imposição de limites:
- Perda da liberdade e gostos individuais;
- Amizades dele/dela.
- Passo/Empecilho 16:
- Relacionamento adulto;
- Mais cobranças;
- Noivado;
- Pressão para Casamento.
- Passo/Empecilho 17:
- Pressão para procriar / ter filhos.
- Passo/Empecilho 18:
- Derrocada:
- Perda da intimidade;
- Traição;
- Passo/Empecilho 19:
- Separação;
- Divórcio;
- Perda da guarda dos filhos;
- Pagamento de pensão;
- Problemas de rejeição:
- Terminar em Crime passional;
- Terminar em Suicídio;
- Terminar Sozinho:
- Preso;
- Morto;
- Passo 20:
- Sozinho, enfim. Sozinho novamente.
- Repete.
Todos os caras que conheço que têm filhas são carecas
Todos os caras que têm filhas são carecas.
Você vai cumprimentar uma mulher com a mão. Deixa a mão mole. o aperto dela sai mais forte que o seu.
Não acredito em pegadinhas.
Tomar Banho de Bigode
Tomar banho de bigode / pra no espaço tocar
menina quero o viva a noite quando os pass'ro canta
vira tudo ano novo pra cá
Não / eu odeio quando alguém me persegue/
você não ouviu falar em stalking
ninguém nunca viu o manson matar vira tudo no ar O rum está pra cogumelo como o pirata pro maluco
adolescência tá vestida de maluco beleza tá ruim pra trabalhar contra essa moleza [influência
fawcettiana] Silicones explosivos genes que são dominantes "pichaduras" de banheiros explicam o tédio
que há lá fora certo que não lava a mão Risca o CD, lava seis risca o CD de vocês mas um dia a
maquiagem cai na igreja é bonito demais Mas depois vem a traição os hóme olhando pras mulhé as
mulhé olhando pros hóme [influência Damiana] Privacidade Orkutiana garanhão 'ranca cabaço calcinha
framboesa / calcinha antiaérea Damião Expêriença Smells like thy eu barbudo suado na praia red red
wine it makes it feel so fine pela cidade a rodar alguns sentados a bordar outros sentados a colar
Concurso público na área maracutaia tá ali eu perco o prumo da raia nunca comi javali Hellraiser prega
as esporas do cubo/caixa pandora comida mexicana no enema dos outros
Mistura fisiologia com filosofia não combina hoje a polícia controla suas meninas desejadas com(o) um
saco de farinha
Traição
Então.. essas é que tipo a Playboy fala que tem que ter
essas relações de amante que duram
o que pintam por aí todo dia é que não dá nada
faça o que tu queres há de ser tudo da lei
o que importa é o sexo, foda-se as pessoas
bom, pelo menos você tem uma consciência
o grilo falante da ressaca moral
ontem era o diabinho falando no ouvido
mas esse negócio de trair, acho que todo mundo trai
pelo menos todos os meus amigos homens
só que essa culpa de querer falar depois
é da mulher...
de de uns caras mais sensíveis ou mais porra louca ou os 2, como eu
aí é capaz de você já ser corna e só estar dando o troco.. sem saber
mas se você "não sente nada por ninguém"... e portanto nem por ele.. então foda-se... faça o que tu queres
trai por causa do gene
a cabeça / o ou coração (como quiser), fala sobre amor e etc
de resto.. o gene que manda
por isso no início da humanidade não existia culpa
animais não tem culpa
tribos indígenas que ninguém é de ninguém não existe culpa
a culpa foi instituída pelas religiões...
mas na roma antiga valia tudo.. pederastia, pedofilia, zoofilia
acho que é real.. menos eu
porque eu sou o caso que fiz a merda na adolescência, não fiz mais.. acho que não faria
mas tem gente que faz a merda, perde a namoradinha e aprende...
mas aprende que: não deve mais deixar a namorada descobrir
aí inventa mil desculpas, vive um relacionamento de mentiras, etc.
tem aplicativo do celular agora com barulho no fundo.. de empresa, de trânsito, etc...
site de relacionamento especializado em traições
tem muita gente que gosta de putaria
então foda-se.. se a consciência vai bater, não faz....
mas se for fazer também, se solta
tanto que índio tá nem aí
ninguém é de ninguém
os filhos são filhos da mãe
e da mãe terra
e no final todos os machos acabam sendo pai de todos também... porque eles provêm o alimento e a
segurança
mas é meio primal também esse sentimento de um cuidar dos outros
mas tem sociedades que funciona
tipo essa do manson.. ninguém era de ninguém, as crianças nasciam lá e ponto...
sociedade alternativa...
...novos baianos..
e aí tem os mórmons...
que é assim também,, o cara tem um monte de mulher
inclusive acho que vale até traçar as filhas
então é bem cultural
opa, quero sim
conte mesmo
pra ele
e pra mim
mas tem uma frase que eu sempre lembro... fala sobre amizade, mas ainda assim dá pra se aplicar pra amor.
que é assim "amizade é como um vaso quebrado.. depois pode-se até colar as peças, mas ele nunca irá
ser o que era"
nunca vai ser o mesmo
vai ficar uma ferida
vai fazer casquinha
mas SE cicatrizar...
ainda fica cicatriz
que não considero que fiz merda com você... você que fez merda comigo.. de ter tanta gente no mundo e dar
em cima de amigo meu, sendo que sabia que eu gostava de você... foi uma puta falta de consideração...
mas não quero entrar nesses méritos agora... de novo.
claro que não tava
mas porra..
bom, foda-se
tem bilhões de pessoas no mundo
tem que arreganhar as pernas pra um dos melhores amigos do cara na FRENTE do apaixonadinho?
bom, cada um com seus conceitos
eu sei que tenho uma cicatriz contigo
cada um convive com sua consciência
atitude é tudo
podia ter sido uma piscada
ia ser ofensivo igual
Quem está ausente sempre é citado.
Um Pedacinho do Céu (Little Bit of Heaven)
PART I
Ando pelas canaletas.
Ontem quase joguei um moleque FDP skatista embaixo de um ônibus.
Mezzo sem querer, mezzo por querer.
Não possuem sinalização nenhuma.
Entre ele e eu, um expresso vindo... O mínimo é frear em cima e chamar de filho da puta.
PART II
Fui ver o filme A Little Piece of Heaven
Sem ser, sem saber...
Jogo na minha agenda cultural, exporto pro celular e dá-lhe.
Trata-se de um filme cuja atriz principal (contém spoilers) é diagnosticada com câncer no cólon. Vulgo
câncer no cu.
Dito isso, minha identificação com o filme foi imediata. Já que fiz colonoscopia e me foi diagnosticado um
tumor (benigno, porém).
Outra coincidência, Mercedes Benz é cantada no filme. E saindo da sessão, a música engatilhada em meu
iPod de 160GB (quais as chances?) era qual? A dita.
Lágrimas e choro durante a sessão. Whatever.
PART III
Moleque imberbe de skate tenta me parar na canaleta do expresso com "psiu, psiu. chegaê!". AAAAAah.
Não paro nem quando é coisa séria, imagina moleque de tudo, imberbe querendo me parar com "psiu,
psiu, ô da potrôna".
Vá se foder!!!
Resumindo a ópera, não estou morrendo como a mina do filme (ainda), porém estou jurado junto aos
skatistas da República.
Se conseguirem me parar, apanho. Se bato, são coitadinhos "de menor".
"Minha segurança eu mesmo faço", já dizia o D2 nos anos 90.
Entenda como quiser.
Vampiros
Vampiros e buracos negros
Sugam sua energia
Quase que inconscientemente
São sãos
E se reproduzem
No underground da madrugada
Não fazem por mal, é de sua essência
De repente, tudo é tão súbito.
Vampiros não sabem que o são. Buracos só existem E se não adiantou, É o fim do que nem começou E
de tão súbito e inconsciente, Torna-se inocente. Perde-se tempo e dinheiro pensando nisso. Não se
prenda, a noite promete. E viraremos carniça ao amanhecer. Mas os excluídos têm sua voz. E são
vítimas como eu e você. Eu tenho que lutar para que hoje ou amanhã não venham sugar minha energia.
A hora é agora. Não. Não vá chorar com pena de si. Não há como criar planos futuros Se o HOJE é
indeciso Ou negativo E não tem explicação. O diferente é o novo. Não vou mais vestir máscaras.
Vampiros não merecem ser alimentados. Essas pessoas são vampiros, Morrison. Vamos embora. e você
é uma vampira gosta de lugares obscuros, supre a carência fodendo com estranhos sua filha é uma
boneca com quem você cansou de brincar você é um buraco negro onde se perde tudo que em você cai
Viagem a Mariscal - Diario de Bordo
Pre viagem
Passamos no mercado. Trouxe 4 club social, 1 panetone, 1 bolo "misto", um cacho de bananas e quatro
macas. Pra comer. Pra beber, 2 vinhos Balbo e seis litros de água mineral.
Foras umas quatro goras de viagem, mas pareceu seis. Ou foram seis mesmo. Vim lendo a biografia do
Lobão.
A namorada estava pouco irritadiça, embora tentasse parecer estar calma. Mulher eh foda. Temperamento eh
foda. Por essas e outras que eu não me envolvo.. Enfim.
Trouxe ipad com comic books d mad, do robert crmb e dos fablous furry fraeak brothers, 1 ipod de 160 gb
de musica, ronald rios e kids in the hall. Fora um netbook com filmess do Mazzaropi, Dario Argento e
seriados The Mentalist e Homeland.
–––
Primeiro dia
Fizemos mercado. Chegamos umas 17h. Desde 10h na estrada. Desde 7h em pé.
Meu GPS salvou o dia.
Donos da pousada muito atenciosos, muito solícitos. Um argentino e uma dona.
Arrumei as coisas e fui caminhar.
Andei 9,5 km na beira mar.
O Biofa me ligou. Depois o André me chama d o pra ir na casa.
Esqueci de dizer que estou numa pousada, separado.
Queimei na praia, anoiteceu, perdi a entrada da pousada. Nem com a ajuda do GPS de pulso. Fui parar na
casa da Família To lo lo.
Me achei.
Mexi com meus eletrônicos
Dormi.
–––
Dia 2
Fez sol, contrariando a previsão.
Acordei sete da matina,
Me hidratei, botei protetor, fui andar.
Andei 10,5 km. Descobri quiosques da Coca. Heineken quatro pila, Sol três pila. No outro quiosque so tinha
Kaiser a três e cinquenta mas a mulher que vende tem a barriga peluda. Vale o show.
Antes do meio Dia já estava acabado de andar. Mas ainda fui na tal da casa que o André estava. Galera se
cocando pra ir pra praia em pleno so do meio dia.
Som alto desde cedo, tocando tush tush. Não gostei. Dei gracas pelos meus mil e quinhentos bem pagos na
pousada (10 dias).
Descobri que eh 3 pilas a latinha de cerveja no "super"mercado.
Fiquei com a galera um pouco na beira mar ate descobrir que tinha fritado minhas costas, aonde não alcancei
com o protetor solar.
Voltei pra pousada e dormi em plena uma da tarde de cu pra cima e costas pro ventilador
A profecia se concretizou, mais um ano tomando torrão
Fiquei com um quadrado vermelho nas costas.
Acordei ao anoitecer, mal podia andar.
Li um pouco, vi mais uns filmes e adormeci.
–––
Dia 3
Acordei sete em ponto. Escancarei com a marofa. (foda-se). To todo queimado, não consigo andar.
Decidi me dopar. Matei a primeira garrafa de vinho Balbo. Chove. Ainda bem. Ainda dói as costas.
Lembro que ontem um pia de uns treze anos puxou papo comigo no mar. Perguntou se já fui pro Beto
Carrero. Falei que fui em 1996. Ele não tinha nascido. Nem conto o que essa resposta causou. To velho
pra caralho.
Fiquei no escuro do black out do quarto ate meio dia. Acabou o primeiro vinho. Acabou a bateria do iPad.
Mas botei meus comic books em dia, quase.
Botei camiseta e fui desbravar a avenida beira mar, já que nos dias anteriores tinha andado pelos 4,5 km ida
e volta da praia so.
Descobri que na beira mar não tem nads. Só imobiliarias. O primeiro restaurante eh um bar. Pedi pastel de
camarão e uma Skol. E fui mal atendido pacas.
Fui no mercado. Era mais de sessenta reais o protetor solar. Tentei passar um vinho, mas deram a desculpa
que meu cartão de mercado não passa.
Achei uma outra birosca, onde me diverti com os trinta e cinco erros que consegui achar no cardápio. Eram
três da tarde. Nesse lugar eh 17 pila o almoço, livre. Vou tentar ir amanha.
Fui ate a casa o de esta o André e os amigos, mas chegando perto, ouvi uma musica sertaneja no TALO e dei
meia volta.
Abençoei novamente o silencio.
Vim pra pousada, dormi ate 22h e comecei a digitar. No iPad, pela primeira vez. Porque no netbook não
pegou a internet.
Metade do segundo vinho.
Minhas solas não estão aguentando. Fico trocando de perna, cruzadas, em cima da cama.
Tudo é carro nessa bosta de cidade e as pessoas te tratam mal se voce aparenta não ter dinheiro.
–––
Dia 4
Andei 12,5 km de manha e mais 10 a tarde.
Hoje acabo a ultima temporada de Mentalist.
Chegaram uns cornos na pousada que colocam sertanojo 24/7.
Mil e quinhentos reais pra ouvir musica de fudido.
Continuo com um quadrado vermelho nas costas.
Tempo encoberto com trovoadas esparsas.
Você Sabe Quem Eu Sou?
eu quero pirar até a madrugada
e quero parar
ver aquele monte de idiota....
e pensar "eu sou superior a isso"
"eu não preciso disso"...
meu mundo perfeito, seria isso
ver aquele monte de imbecil caído
e pensar "eu podia ser um desses"
que nem cigarro.. depois que você vence, você só tem dó, pena...
muito bom isso.. melhor sentimento.. e melhor tática
só que aí você vai querer um parceiro pra tomar umas os primeiros dias de 2012
aí foda-se a promessa.. rs
mas é social
mas não sei até onde é amor, até onde é vício
ou o vício se confunde com amor..
gosto da parada....
posso viver sem, mas não gostaria...
to acostumado..
me sinto bem perto dela...
quem vê, acha que é de uma mulher que eu to falando.. rs
é como amor mesmo
às vezes brigo (com ela)
mas no mesmo dia à noite, já estamos em paz
estamos juntos há 15 anos
como unha e carne
mas ela- sem eu perceber - começou a me machucar
e agora que eu descobri que apanho dela...
continuo querendo...
ela (talvez) um dia vá me matar
mas a paixão é tão grande que corre-se o risco...
War Is Over
Puta loira cavala. Aquela empregadinha. Limpava os vidros "assim". Puta loira que despediu a Puta loira
cavala!
Eu na realidade sou um cara tímido. Que se veste casualmente. Desculpa quebrar a "magia". Mas quem
disse que ESSA é a "realidade"?
Quem não faz sexo quer acabar com o mundo. Pense bem. É um brinquedo.
Tem aquela coluna da Veja "quem sobe, quem desce". Eu chamo de "vai mal, vai pior".
Tinha que ser obrigado todo mundo ver o nascer do sol. De ressaca e/ou bebendo. Tipo o hino nacional
em certos tempos.
Eu "varei" ou "virei" a noite? Enfim, nenhum dois dois.
A rolha escrita CHILE teima em me perseguir.
Chili é um molho, um tempero. Chile é um país. Chile é referente a child. Voodoo Chile gravou Jimi
Hendrix que queria dizer Voodoo Child. Aliás, Hendrix é originalmente - "spellado" não fica bom vamos de "soletrado" mesmo: Hendricz. Ou não?
Dizem " o Google é do mal ", " o Facebook é do mal!! ". Ah, foda-se.. Eu que vou saber? O tempo dirá.
E minha aposta é a seguinte: É que nem os caras do 2012, que ia "acabar". Acabou o seu moral, seus
tontos. Ops, ou então você me está lendo e você CAIU na ameaça do Google e Facebook? Seus dados
foram enviados pro demônio. Você sifudeu!
A tempo: NOSTRADAMUS ERA UM CHARLATÃO! EU SOU A VERDADE, A VIDA! O
COMEÇO, O FIM E O MEIO!
Mosquitinho do mal!! Larga meu vinho!! Eu sei que ele é doce / mas não é pro teu bico!
3...2....1.... Fisioterapia é isso.. 15 / 15 / 15... E pra quem tem TOC, mijar é uma contagem regressiva.
Me incomoda, me incomoda, me incomoda. É gente dizendo que o Saramago não tem razão. "Ateu de
carteirinha, sou destruidor de mitos". Diz um de meus "raps". O que, não gosta de rap??
Eu também não. Ha ha. Muita bosta ramificou para o pop. O que me faz discursar sobre a música.
Mas bêbado é sincero. Eu de certa forma admiro esses caras que fedem a mijo.
Na verdade não pelo mijo, não admito "golden shower", não pelo mijo. Mas pela sinceridade.
Olha o instinto de sobrevivência: eu me afogando e querendo salvar o arquivo.
Eu descobri que ele gosta de traves... Melhor deixar pra lá.
Apple [] (lê-se "dois") foi meu primeiro computador. Na verdade, a versão brazuca: TK 3000//e. Idos de
1987. Depois dos anos dois mil, nem jogo tinha. Comprei o computador só pra ver ligar!
Tudo que eu escrevo é temporal.
A hérnia de hiato que eu tenho é temporal.
O meu chefe é o pateta. E é o Steve Carrel do The Office. É temporal. O Robocop é temporal. E o Dom
Pixote é temporal!
Sempre vai ser "acima e embaixo". Hierarquias, folhas de pagamento, graus centígrados, latitude,,,
O abraço hétero em homens é sempre muito engraçado. Sempre um abraça meio torto.
O pessoal da filosofia eram novos, novos, novos... Mas hoje são velhos, velhos, velhos.
Hoje estou morto e vivo. Estou fraco e forte.
Tomba, tomba, tomba a cabeça.
E não tem médico que FALE ou FALHA bullshit igual assim. Anjos e Demônio!
Web Sitdown Tragedy
Existem os videologs agora, né...(?)
mas já me chamaram de autista a fascista. nada mais vai me fazer... whatever...
Você que engordou e depois emagreceu, vai morrer que nem um boneco de Olinda. Isso sem falar nas
pelancas!
Você que só joga SongPop no Sertanejo, você é pobre. Se não é de grana (o que cobre uns 90%), é de
espírito.
Você quem escreve huLmildade, huLmanidade, etc. - volta pro MOBRAL. Por favor..
Agora, você, pedante, que joga jazz no SongPop - continue lendo - e/ou assistindo - no caso.
você que foi criado por pastores evangélicos, feche essa página agora. ou melhor, continue vendo... e uma
dica! leia VÁRIOS (váaaarios) livros e não UM só...!
você que veio da roça, sai da minha cidade... por favor!
o trânsito tá uma MERDA, o transporte público tá uma MERDA!
saudades da pracinha do japão sem os "otakus", saudades do lerner....
você que fez filho, vai tomar no cu.
você que fez e CONTINUA FAZENDO filho, vai tomar no cu ao quadrado!
(principalmente se teu filho se chama 'GABRIEL': "ai, é nome de anjinho, néam!?")
porque essas gerações chamadas Y e Z são tudo de bissexuaizinhos... gosto musical duvidoso, modinhas...
vai domesticar uma merda dessa?!!?
e pior é a gente, macaco vacinado de 1980, que vai ser velho e regido por essa geração daqui a relativamente
BEM POUCO TEMPO.
eu fiquei doente.. dormi pra caralho, hibernei... e cheguei até a ter uns pesadelos.. senti falta do trabalho... aí
que eu descobri que eu tava com febre, delirante...
já me disseram pra fazer "stand up comedy".. mas eu não sei... até que tenho umas ideias bem de filho da
puta, que nem esses caras..
mas eu não falo em público.. e aí também já não é comédia, é tristeza. e já não é de pé, é sentado em cima
das hemorroidas, e em cima da bola de sinuca...
e eu to meio sem amigos...
um foi trabalhar na NASA, na gringa...
um foi pra Bolívia e quando voltou não passou nos testes que tem que fazer e tá exercendo a medicina
ilegal...
outro batia na mulher, bebeu até que surtou, ta frequentando igreja... não sei o que é pior..acho que preferia
continuar batendo na mulher..
e outro: mais um que decidiu cortas as amizades... depois de uma década e meia de humor negro, ficou
ofendidinho ...agora tá na missão de emprenhar a esposa e não tem mais tempo pra mais nada...
mais um outro que a vida dele é totalmente controlada pela mãe, pela mulher, pela ex-mulher, pela irmã e
até pelo filho...
e tem o que era mais surtado na época da faculdade, agora tá bunda-mole... ou como ele mesmo diz, ou
dizia: "pau-molão"!
e a mulher dele falou que tem NOJINHO de mim só porque eu falei que a amiga dela que usava vestidinho
curto sem calcinha numa casa de praia cheia de macho era VAGABUNDA.
(ooohhhhhhhh :(
tem uma turma de reaças agora que acham que ateu é viado... é até engraçado essas generalizações..
é como no south park... tem os duendes ladrões de cuecas: eles roubam cuecas, aí o segundo passo é uma
puta INTERROGAÇÃO e no terceiro: PROFIT! (lucro)
mas eu acho uma merda, eu concordo em muita coisa que os tais masculinistas têm falado...
vocês viram que tão querendo criminalizar agora o machismo? e as feministas vão lá e mostram os peitos,
fazem a "marcha das vadias".. agora é moda...
(eu descobri que não sou eu quem não gosto de criança.
Não gosto é dos PAIS: BABACAS.
o que ocorre hoje em dia é a OrkutIZAÇÃO dos espaços públicos.
é julho, é tempo de férias...
a merda é a seguinte... filho da puta bota criança no mundo.
MUITA gente. são sete BILHÕES de filhos da puta por todo canto.
e parte da culpa é do lula... que deu crédito pra classe C...
outra parcela da culpa é das casa bahia... por parcelar tecpix em 80 vezes...
um outro nicho de párias da sociedade são as igrejas evangélicas...
mas o que mais me incomoda são MANOS e MINAS.
As minas até que eu gosto. mas só de ver as menininhas com esses bostas, com esses bonezinhos virados,
cata-cavacos, vira-bostas...
ISSO SEM CONTAR OS FILMES DUBLADOS, QUE É UM ATRASO!
Obrigado e parabéns, classe C! RUMO À IDIOCRACIA!!!
mais uma conquista!!
Tá tudo virado. Por isso é que Javé de lá de cima vai cagar bosta em todos os borra-botas aqui de baixo.
Jesus vai voltar!
e se dirigir, não beba. e se beber, me chame!
WORD, YO! RESPECT!!
We Need Something We Cling
We need something we cling.
so far yet so near.
I preferred to give up almost entirely of my personal life.
Neguinho que compra DVD pirata não vai parar de comprar DVD a cincão ao invés de 50 reais. Vai
simplesmente parar de comprar e emburrecer frente à TV com Faustão.
Zé Rodrigo versus Mallu Magalhães
Eu tenho que discordar. Não sou hipster, amo música e tenho mais de 30 anos (para contextualizar).
Este vídeo tem mais de 4 anos (o que pra ela é muito: 1/4 da idade na época e 1/5 da idade hoje).
Ela é "cabeça". Só era lesadinha, não sabia se expressar. O tal "quociente emocional".
Mas musicalmente (e intelectualmente) acho ela bem precoce.
Com 16 anos tocava instrumentos alternativos (bandolim/banjo?) e cumpunha em português e em inglês,
com influência de Beatles e Bob Dylan. Como os irmãos Dias, nos anos 60.
È trabalho autoral. E mesmo sendo mais difícil de deglutir do que repetir as velhas "receitas de bolo" que
deram certo; eu acho de muito boa qualidade e muito promissor(a).
Zorac e Ren and Stimpy
And there he was: drinking scotch, smoking weed and watching Space Ghost
Decretei falência: financeira e moral
E eu rio... eu rio mesmo... Porque nem pra chorar tenho forças...
Mas sempre poderia ser pior.
O quanto é frustrante não ter videoclipe em 1980. (Tô "P" Da Vida)!
Falando em saudosismo,
Eu vou fazer uma prece pra Deus (Nosso senhor/Jorge Ben Jor)
ATT (virgula) foda-se
Pegadinhas Anos 90:
era um tempo da pegadinha moleque
deve ter dado muita merda
acho que essas eram reais
o seo silvio não deve ter se vendido pro sistema
hoje em dia não dá mais pra fazer comédia assim
aí o que aconteceu com esses caras:
joao kleber foi deportado pra portugal
silvio santos acabou com o topa tudo e morreu.. o que tem hoje em dia é um robô...
e o dom delouise, do candid camera morreu.. porque era gordo pra caralho
"I love you so much that a can shit!" - Multiple Maniacs
É perigoso ficar assistindo filmes dos anos 70.
Como você pode? Pensar em matar uma criatura tão criativa?
"Strange beautiful grass of green,
With your majestic silver seas
Your mysterious mountains I wish to see closer
May I land my kinky machine
Although your world wonders me,
With your majestic and superior cackling hen
Your people I do not understand,
So to you I shall put an end
And you'll
Never hear
Surf music again"
Jimi Hendrix
"Third Stone from the Sun"
Sobre o autor
Diego Mathias Pinheiro é: absorto, acomodado, adultescente, agnóstico, alienado, alternativo, amável,
amigo, anarquista, angustiado, animal, anormal, ansioso, antiquado, antissocial, apaixonado, apegado,
apolítico, apóstata, artista, ateísta, ativista, atônito, atrapalhado, audiófilo, auto depreciativo, autossuficiente,
autêntico, autodidata, autopiedoso, avant garde, avoado, baixo, banana, barbado, biker, bibliófilo,bom
caráter, bon vivant, brasileiro, brother, cabaço, cabelo, cabreiro, calado, calmo, calvo, cantor, caoísta, cara,
carente, carinhoso, cartman, caseiro, casual, cauteloso, celepariano, celetista, cético, charlie brown, ciclista,
classe média, comedido, complexado, complexo, comportado, compulsivo, concursado, conformado,
conivente, conservador, constrangido, contemplativo, contemporâneo, contraventor, covarde, creep, criativo,
criterioso, crítico, cru, cult, culto, curioso, curitibano, cyrano, dependente, desajuizado, desambicioso,
desanimado, desapegado, desarmado, desarticulado, descentrado, descomprometido, descompromissado,
desconcentrado, desconfiado, desconfortável, descrente, desenvolvedor web, desfocado, desiludido,
desincentivado, desinformado, desinteressado, desinteressante, desligado, desolado, desorientado,
despreparado, destreinado, destruidor de mitos, desvirtuado, deus, devagar, diferente, difícil, digitador,
discordiado dois-de-paus, doga, dorminhoco, doug, dramático, dúbio, easy, easy rider, ébrio, eclético,
educado, egoísta, emotivo, encalhado, encanado, encucado, enraizado, enrolado, ensebado, epicurista,
errante, errôneo, escalafobético, escritor, escroto, espinhudo, esquecido, estranho, evolucionista, exagerado,
excêntrico, excluído, exclusivista, existencialista, ex-fumante, experimental, fabricante de software, fechado,
feio, fiasquento, filósofo, fofo, fofoqueiro, formado, freak, frio,fundamentalista científico, gamer, garfield,
geek, gentil, gentleman, graduado, grinch, grisalho, guitarrista, herege, heterossexual, honesto, humanista,
humorado, idealista, imparcial, improcedente, incerto, inchado, inclassificável, incompreendido, incomum,
inconstante, inconvencional, indeciso, individualista, inerte, inexpressivo, influenciável, informal,
informático, ingênuo, ininteragível, inofensivo, insano, inseguro, insone, instrumentista, inteligente,
intimidado, intimidável, intimista, intrigado, introspectivo, introvertido, invejoso, irônico, irmão,
irresponsável, isolado, jogador, jukebox, junkie, kabong, largado, laricado, leal, leitor, lento, leonino, lerdo,
lesado, letrado, libertário, literato, lógico, loser, louco, low rider, macaco, madrugueiro, maldito, magoado,
mané, maníaco, marcão, marginal, materialista, mediano, medroso, megalomaníaco, meigo, metódico,
metamórfico, micreiro, minimalista, misantropo, misógino, mojoless, moleque, monogâmico, moralista,
mórbido, morcego, morgado, multiétnico, músico, natural, necrófobo, neoateísta, nerd, niilista, nostálgico,
notívago, obcecado, obsessivo, ofendido, oleoso, ogro, omisso, ortógrafo, outsider, ouvinte, pacífico, parado,
paranaense, pateta, pedante, pedestalta, pensador, perdido, pessimista, peter pan, piadista-escatológico,
pirata, platônico, poeta, poliglota, politicamente incorreto, polêmico, pós-adolescente, pós-graduado,
possessivo, postergador, prático, precário, precipitado, preconceituoso, preguiçoso, presunçoso,
problemático, procrastinador, programador, pudico, quadrado, quieto, racional, racionalista, radical,
reacionário, real, realista, rebelde, relapso, relativista, renegado, repetitivo, reprimido, reservado, respeitoso,
reticente, retrógrado, revoltado, romântico, roncador, roots, roqueiro, sádico, sarcástico, satanista moderno,
seco, sem atitude, sem direção, sem expediente, sem fé, sem noção, sem sal, sem tato, sem timing, sensível,
sentimental, simpático, sincero, sírio, sociopata potencial, solitário, solteiro, sonhador, sossegado, soturno,
sozinho, stand-by, subversivo, sul-americano, superior, surtado, tatuado, tecnólogo, temperamental, tenso,
teórico, tiozinho, trágico, transgressor, trapalhão, traumatizado, tímido, transtornado, travado, único,
ululante, urbano, usurpador, utopista, vanguardista, véio, verdadeiro, viajão, vida-torta, vidrado, violonista,
weirdo, zapeador e zen.