Caderno de resumos - Núcleo de TCC e IC

Сomentários

Transcrição

Caderno de resumos - Núcleo de TCC e IC
Caderno de Resumos
5º
Simpósio de
Iniciação Científica
UNISEB
6 a 8 de novembro de 2012
C122
Caderno de Resumos / Centro Universitário UNISEB. Ano 1. n.1 (nov. 2008)
-.- Ribeirão Preto, SP : UNICOC, 2008. Ribeirão Preto, 2008.
Ano 5. n. 5 (nov. 2012)
Anual
CD-ROM. , il. .
1. Comunicação. 2. Saúde e Educação. 3. Multidisciplinaridade. 4. Engenharia. 5. Direito. 6. Administração - Contábeis I. Centro Universitário UNISEB.
II. Caderno de Resumos.
CDD 001.4
Apresentação
5º. Simpósio de Iniciação Cien!fica
Centro Universitário UNISEB
06 a 08 de novembro de 2012
O Simpósio de Iniciação Científica do UNISEB é um evento anual realizado pelo Centro Universitário UNISEB
de Ribeirão Preto, que envolve trabalhos de iniciação científica desenvolvidos nas diferentes áreas de conhecimento. Nestes Anais, o Programa Institucional de Iniciação Científica do UNISEB apresenta os resumos da
produção científica divulgada no 5º. Simpósio de Iniciação Científica UNISEB, referentes aos trabalhos de alunos de cursos de graduação presenciais e a distância do UNISEB e Uniseb Interativo, bem como de outras
Instituições de Ensino Superior. O Centro Universitário UNISEB compreende a Iniciação Científica como elemento fundamental na formação acadêmica e profissional, e com tal percepção, incentiva a participação da
Comunidade Acadêmica neste evento.
Profa. Dra. Elizabete David Novaes
Programa de Iniciação Científica UNISEB
3
Expediente
Chaim Zaher
Reitor
Reginaldo Arthus
Vice-Reitor
Jeferson Ferreira Fagundes
Pró-Reitor de Educação a Distância
Karina Prado Franchini Bizerra
Pró-Reitora de Graduação Presencial
Coordenadora do Curso de Direito
Elizabete David Novaes
Coordenadora do Programa de Iniciação Científica/ Núcleo de TCC e IC
Noemi Olimpia Costa Pereira
Coordenadora de Extensão
João Paulo Leonardo de Oliveira
Coordenador do Curso de Administração
Alexandre de Castro Moura Duarte
Coordenador do Curso de Engenharia de Produção
Osmar Sinelli
Coordenador do Curso de Engenharia Ambiental
Candida Lemos França Maris
Coordenadora do Curso de Jornalismo
Sara Gonzales
Coordenadora do Curso de Publicidade e Propaganda
Rita de Cássia Medeiros Camargo de Barros
Coordenadora do Curso Educação Física
Cristiane Soncino Silva
Coordenadora do Curso de Fisioterapia
Alessandra Silva Santana Camargo
Coordenadora do Curso de Ciências Contábeis
Silvana Ap. Nieto Lopez
Coordenadora do Curso de Pedagogia
4
Cesar Rocha Muniz
Coordenador do Curso de Arquitetura
Paulo Cesar Carvalho Dias
Coordenador dos Cursos de Ciência e Engenharia da Computação
Ricardo A. M. Pereira Gomes
Coordenador do Curso de Engenharia Civil
Marina Caprio
Coordenadora do Curso de Pedagogia de EaD do UNISEB
Andréia Marques Maciel
Coordenadora do Curso de Ciências Contábeis de EaD do UNISEB
Helcimara Affonso de Souza
Coordenadora do Curso de Tecnologia de Informação de EaD do UNISEB
Ornella Pacífico
Coordenadora do Curso de Administração e do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira de EaD do
UNISEB
Marilda Franco de Moura
Coordenadora do Curso de Letras de EaD do UNISEB
Adriana Millo Saloti
Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Secretariado de EaD do UNISEB
Daniela Pereira Tincani
Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Marketing de EaD do UNISEB
Márcia Mitie Durante Maemura
Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos e Tecnologia em Gestão
Comercial de EaD do UNISEB
Vanessa Bernardi Ortolan Riscifina
Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários de EaD UNISEB
Ariana Siqueira Rossi Martins
Coordenadora do Curso de Serviço Social de EaD do UNISEB
5
Comissão Organizadora
Profª. Elizabete David Novaes
Profª. Noemi Olimpia Costa Pereira
Suporte Operacional
Assessoria de Comunicação
Tecnologia de Informação (TI)
Comissão Científica
Prof.Dr. Jean-Jacques G. S. de Groote
Prof.Dr. Ricardo A. M. Pereira Gomes
Profª.Drª Galina Borissevitch
Profa. Dra. Elizabete David Novaes
Profª.Drª. Analu Egidio Jacomini
Profª.Drª. Vera Lucia Blat Migliorini
Profª.Drª. Cristiane Soncino Silva
Profª.Drª. Daniela Barbatto Jacobowitz
Profa. Dra. Ana Paula Lazarini
Profa. Dra. Marilda Franco de Moura
Profa. Dra. Luciana Lopes Canavez
Pprof. Ms. José Urbano Brochado Junior
Profa. Ms. Andreia Marques Maciel
Profa. Ms. Caroline Petian Pimenta Bono Rosa
Prof.Ms. Giovanni Comodaro Ferreira
Prof. Ms. Leopoldo Rocha Soares
Prof. Ms. Paulo Mioto Donadelli
Prof.Ms. Paulo Cesar de Carvalho Dias
Profª.Ms. Alessandra Silva Santana Camargo
Prof. Ms. João Paulo Leonardo de Oliveira
Profª.Ms. Marília Godinho
Profª.Ms. Gabriela Maffei Moreira
Prof. Ms. Alexandre de Castro Moura Duarte
Prof. Ms. Reginaldo Ap. Gotardo
Prof. Ms. Wagner Ap. Cavali
Realização:
Programa de Iniciação Científica UNISEB
Núcleo de TCC e IC UNISEB
Núcleo de Extensão UNISEB
Apoio:
Reitoria UNISEB
Pró-Reitoria de EAD UNISEB
Pró-Reitoria de Graduação Presencial UNISEB
6
Sumário
Administração
9
Arquitetura e Urbanismo
23
Ciências Contábeis
28
Ciências da Computação
49
Ciências da Informação e Documentação
57
Comunicação Social
60
Direito
63
Engenharia Ambiental
75
Engenharia Civil
84
Engenharia da Computação
90
Engenharia de Produção
92
Fisioterapia
94
Letras
103
Pedagogia
105
7
8
Administração
9
MEIOS DE COMUNICAÇÃO UTILIZADOS PARA DIVULGAÇÃO DE IMÓVEIS DE ALTO PADRÃO EM RIBEIRÃO
PRETO
Siqueira, Amanda dos Santos de ; Paiola, Fernanda de Góes ; Oliveira, João Paulo L. de
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O setor de construção civil está em franca expansão, estimulando não somente a construção e comercialização de imóveis e empreendimentos diversos. Para isso, são utilizados diversos meios de comunicação com o intuito de divulgar e promover lançamentos e oportunidades de investimento. Na
cidade de Ribeirão Preto há uma variedade de projetos focados nos imóveis de alto padrão e para isso deve-se utilizar um meio de comunicação adequado. O trabalho consistirá na análise dos meios de comunicação utilizados para divulgação de imóveis de alto padrão pelas principais imobiliárias
e incorporadoras de Ribeirão Preto. Serão realizadas entrevistas de caráter exploratório e qualitativo de forma a identificar quais são os meios mais
utilizados e se os mesmos se adequam às necessidades e alcançam os resultados de vendas esperados.
PANORAMA ATUAL DO MERCADO DE IMÓVEIS DE ALTO PADRÃO EM RIBEIRÃO PRETO E O PERFIL DO
INVESTIDOR
Silva, Vinícius Ribeiro da; Rosifini, Fábio Granato; Oliveira, João Paulo L. de.
[email protected], [email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O mercado Imobiliário de Ribeirão Preto está em crescimento, estimulado também por uma demanda de imóveis de alto padrão, criada por um aumento significativo na camada mais alta da sociedade. O objetivo da pesquisa é analisar o crescimento do mercado de imóveis de alto padrão na cidade de Ribeirão Preto e os fatores que influenciam neste crescimento, além de traçar o perfil do investidor deste tipo de imóvel.
A pesquisa será qualitativa com a aplicação de roteiros de entrevista com proprietários e gerentes de grandes imobiliárias, construtoras e incorporadoras da cidade, observando como estes avaliam a situação atual do mercado, as perspectivas para um futuro próximo e quem movimenta este mercado. Com os resultados, espera-se traçar um perfil do investidor e a real situação deste mercado em Ribeirão Preto.
APONTAMENTO DE SERVIÇOS VIA MOBILE
1
Comar, Rogério A. (IC); , João Paulo. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Vamos demonstrar de maneira rápida e pratica as ferramentas que existem hoje para a correção do erro humano, ou melhor, a omissão humana. Um
sistema de apontamento em diversas áreas de atuação desde a portaria, a forca de venda, telemetria, manutenção preventiva entre outras. Desenvolvemos um serviço que se comunica com qualquer software (Datasul, Sap, outros)não gerando conflito entre os mesmos. Através deste apontamento
através de coletor de dados e ate mesmo um aparelho celular para acharmos as conformidades e não conformidades das operações e este método nos
norteando o tempo exato de parada, falha reduzindo assim o tempo o custo e diminuindo os erros.
EVOLUÇÃO DA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SUCROALCOOLEIRA
1
1
VALENTE SANTOS, C. (IC); GIROTO REBELATO, M. (O)
[email protected]
1
Administração – UNESP – Campus Jaboticabal
A necessidade de automação na indústria está associada, entre diversos aspectos, às possibilidades de aumentar a velocidade de processamento das
informações, pois as operações são cada vez mais complexas e variáveis, necessitando de um grande número de controles e mecanismos de regulação
para permitir decisões mais ágeis e, portanto, aumentar os níveis de produtividade e eficiência do processo produtivo. Em essência, a automação nas
indústrias sucroalcooleiras a exemplo das indústrias de processo contínuo permite aumentar os níveis de continuidade e de controle global do processo.
Desta maneira, em um setor estratégico como o sucroalcooleiro, como ocorreu a evolução da automação industrial? Este estudo tem por objetivo identificar a evolução e atual status da automação na indústria sucroalcooleira. A metodologia utilizada para a elaboração deste trabalho foi a pesquisa
bibliográfica, em livros, revistas, sites e artigos. No setor sucroalcooleiro o eixo da modernização ocorre a partir de meados dos anos 80 e têm sido a
utilização de equipamentos de controle microeletrônico do processo de produção industrial, de softwares de controle da produção agrícola e de novos
implementos agrícolas, observando uma tendência de obsolescência da instrumentação industrial pneumática analógica nas indústrias de processo
contínuo em substituição gradual pela instrumentação eletrônica digital. Estudo do Grupo de Instrumentação nacional sobre Açúcar e Álcool de 1991,
mostra o que seria a evolução da tecnologia de instrumentação industrial no Brasil: o uso da instrumentação pneumática analógica passaria de 68%
em 1991 para somente 3% no ano 2000; a instrumentação eletrônica analógica passaria de 16% para 7% nesse mesmo período; enquanto que o uso de
SDCD passaria de 2% para 41%, e o CLP passaria de 1% em 1991 para 10% no ano 2000. Contudo, foi observada a tendência, do setor, da desativação
dos SDCD ao final da década de 1990, ao contrário do que as previsões apontavam o crescimento deste tipo de tecnologia. Entre as razões apontadas
estão o alto custo quando comparado a sistemas com controle centralizado que pode ocorrer em uma sala de operações, onde teoricamente uma pessoa
pode comandar a indústria como um todo e o falta de ligação entre o chão de fábrica e os níveis gerenciais. Atualmente, muitas plantas do setor sucroalcooleiro encontram-se em um processo de planejamento estratégico para implantação de um sistema integrado de controle de processo, com a enorme
facilidade para aquisição de softwares e hardware de alto desempenho. Neste tipo de arquitetura, há integração entre os níveis operacionais e corporativos. É importante ressaltar que embora tenha as suas particularidades e meios próprios para seu desenvolvimento, a automação industrial para a
indústria sucroalcooleira não se destaca do desenvolvimento da automação industrial para outros processos, onde ao mesmo tempo que influencia, se
respalda na evolução natural do automação industrial. Novas fronteiras são abertas todos os dias, sejam através de novos protocolos de comunicação
industrial, normas regulamentadores ou de novas tecnologias, como a wirelles. Outro ponto a se destacar foi a retomada no inicio dos anos 2000 dos
investimentos no setor, com o aumento por combustíveis alternativos, seja na instalação de novas usinas, seja na modernização do atual parque instalado, o que incentiva a mudanças nas tecnologias adotadas.
10
ANÁLISE DA SAZONALIDADE DO ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA
DOS ÓRGÃOS – IPC-FESO
1
Sohn, Richard Selva. (IC); Amaral, Roberta Montello. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário Serra dos Órgãos - UNIFESO
A sazonalidade está associada a determinados meses/períodos do ano, os quais abrigam datas importantes, além de estações do ano como Verão e Inverno. Tais datas comemorativas, bem como o clima, contribuem para a mutação/modificação da demanda. O perfil do município de Teresópolis nos
revela uma cidade de clima ameno, a qual abriga a concentração da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos – PARNASO, além de diversos eventos de grande relevância. Além disso, o município de Teresópolis apresenta uma excelente qualidade de vida, se revelando desta forma como um destino procurado por diversos turistas de todas as regiões do Brasil, bem como de outros países, o que consequentemente, tende a ocasionar um aumento no consumo nos períodos acima citados. O objetivo deste trabalho é o de verificar a presença ou não,
do fenômeno da sazonalidade no Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Educacional Serra dos Órgãos - IPC-FESO. Os meses de maio e junho apresentaram fatores sazonais de 1,05 e 1,04 respectivamente, revelando uma carga sazonal muito mais forte do que nos outros meses. A presença de cargas sazonais positivas nestes meses provavelmente se deve ao aumento de demanda, o qual é provocado pelo fato de que esse período em
questão (maio e junho) compreende as estações do ano outono e inverno, onde as temperaturas sofrem um decréscimo. Como consequência disso o
número de turistas aumenta na cidade, uma vez que a mesma possui um grande potencial turístico e é um dos principais destinos da região serrana do
Estado do Rio de Janeiro. Por fim, após o processo de análise, verificou-se a presença de sazonalidade no IPC-FESO. As cargas sazonais positivas
encontradas no IPC-FESO se concentram nos meses de maio e junho, o que corrobora com a ideia inicial de que esses períodos (Inverno e datas comemorativas) são responsáveis por um incremento na demanda, e por sua vez abrigam a sazonalidade. Portanto, as hipóteses inicialmente levantadas
foram confirmadas, demonstrando desta forma que o fenômeno da sazonalidade está presente no IPC-FESO, atendendo de forma satisfatória ao objetivo deste trabalho científico, que era o de identificar a presença ou não de tal fenômeno. A grande surpresa foi o mês de Dezembro que apresentou
uma carga sazonal negativa, correspondente a 0,98, o que sem dúvida alguma surpreendeu e muito, principalmente porque o período em questão
(dezembro) é uma data comemorativa muito importante, responsável por um grande incremento na demanda.
A MENSURAÇÃO E EQUIDADE DE CARGOS E SALÁRIOS DENTRO DAS EMPRESAS
Luzenti, Saulo D.1(IC); Brito, Murilo F.1(IC); Nardi, Antonio L. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este estudo pretende demonstrar o quão desigual são as tarefas dentro de um mesmo cargo, o que pode levar o colaborador à desmotivação, ficando
sem perspectiva dentro da empresa, e levando a um baixo rendimento. Além disso, busca-se entender a relação de salários e cargos, quando estes são
desiguais. Serão realizadas pesquisas com colaboradores de empresas de grande porte na região de Ribeirão Preto, buscando-se analisar o envolvimento entre a gestão (normas da empresa), área de recursos humanos e o colaborador. Este trabalho busca ainda detalhar como as empresas avaliam
seus cargos, além de estabelecer um plano de carreira para que o colaborador possa saber o que necessita para sua ascensão. O método utilizado será
exploratório por meio de uma pesquisa qualitativa. A pesquisa será realizada em etapas: coletar dados das empresas selecionadas, identificar os cargos e problemas, comparar com o mercado e identificar os efeitos dessa mensuração.
PERCEPÇÃO DE VALOR NA PRESTAÇAO DE SERVIÇOS
1
Trevilato, Thais. (IC); Oliveira, João Paulo L. de (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho será baseado no conhecimento do valor percebido pelo cliente após a prestação do serviço. Na medida em que os produtos se assemelham cada vez mais, as empresas precisam se diferenciar na prestação do serviço, seja na forma de apresentar seu produto, no momento da venda ou
no pós-venda. O estudo terá seu foco nas principais estratégias usadas atualmente, sendo dividido em 3 partes, quais sejam: análise do perfil dos
consumidores, coleta de dados com cada grupo - afim de identificar suas expectativas e, por fim, uma conclusão de como aumentar o valor percebido
na prestação de serviço à cada grupo de consumidor estudado. O objetivo do trabalho é disponibilizar dicas para empresas prestadoras de serviços,
bem como para empresas que trabalham com a venda de bens físicos, visando a qualidade do serviço prestado.
GESTÃO DO CONHECIMENTO – UM ESTUDO DE CASO NA REGIÃO NORTE DE SÃO PAULO
1
Fernandes, Elisa C.(IC) ; Nardi, Antonio. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A partir da década de 1980 surge uma nova concepção e visão das organizações que é o conceito de Capital Intelectual, como forma de evidenciar a
força dos recursos intangíveis. Surgindo assim a chamada, Gestão do Conhecimento, do inglês KM - Knowledge Management, que traz assim a necessidade da maior valorização do capital humano. A gestão do conhecimento pode ser definida como a forma em que a organização lida com o seu
capital humano apostando as pessoas certas nos lugares certos, de forma a disseminar a informação, desenvolver pessoas e a organização da melhor
forma possível. Assim, o objetivo do trabalho é estudar e definir como a empresa estudada lida com os seus recursos de capital humano encontrando
falhas nesse processo e definindo por final um plano de ação para melhoria e/ou adequação do capital humano a cultura organizacional. Isso será feito
através de um estudo de caso em uma organização, de forma a definir dentro do dia-a-dia como é feita a gestão do capital humano e mostrar à empresa
como isso pode se tornar uma vantagem competitiva dentro do mercado em que ela esta inserida. Os resultados esperados com o trabalho são de que a
resposta sobre a questão: “A gestão do conhecimento bem empregada ajuda no desenvolvimento e crescimento da empresa e de seus colaboradores?”,
seja positiva e venha nos demonstrar de que forma isso pode ser útil na vida/cultura da organização.
11
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT E SEU GRAU DE INTERAÇÃO INTERNA: UM ESTUDO DE CASO COM GRANDES
ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS
Alves, Thales de C. 1(IC); Lobato, Rafael de C. 1(IC); Oliveira, Scandiuzzi, Fernando (O)
[email protected]; [email protected];
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O SCM (supply chain management) surgiu a partir de mudanças ocorridas nas ultimas décadas e a evolução do sistema econômico e
social. Para Morgan (2004), no final dos anos 90, quando os sistemas de produção já tinham sido otimizados, a atenção se voltou para
as cadeias de suprimento. Isto ocorreu em resposta às mudanças que estavam exigindo novas configurações de cadeia de suprimentos, tais como a globalização, o comercio eletrônico e o aumento da necessidade de lidar com altas demandas. Esta combinação de
fatores levou ao conceito “agilidade” e “reconfiguração”. O gerenciamento da cadeia de suprimentos, segundo Rafele (2004), deve ser
visto como um processo integrado, no qual matérias-primas são transformadas em produtos finais e então entregues aos clientes, onde
várias entidades trabalham juntos a fim de modificar produtos semi-fabricados, desenvolvendo algumas atividades principais, como:
produção (transformação de entradas em saídas); armazenagem (recuperação dos estoques); transporte (satisfação da solicitação do
cliente) e outras. Cada uma dessas atividades pode influenciar o desempenho da cadeia. Em âmbito nacional, o gerenciamento da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management_SCM) ainda caminha. Em outros países este conceito já está mais consolidado. Assim,
este estudo tem como objetivo realizar uma pesquisa quantitativa, por meio da aplicação de um questionário eletrônico enviado por
e-mail, linkedin e/ou pesquisadores, em empresas de grande porte em outros países, a fim de verificar o grau de integração da cadeia
de suprimentos e relacionar com o desempenho empresarial. Espera-se com este estudo entender o grau de integração do gerenciamento da cadeia de suprimentos e os principais fatores facilitadores ao processo e de desempenho. Conclui-se, assim, que outras
empresas possam se beneficiar dos resultados.
APLICAÇÃO DO LEAN OFFICE NA INDÚSTRIA DE SOFTWARE
Barros, Flávio H. O. (IC); Duarte, Alexandre (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Assim que o processo de Lean Manufactoring foi amadurecendo na fábrica, o conceito começou a irradiar para outros setores. Foi
observado que muitas ferramentas podem ser adaptadas ou utilizadas diretamente da fábrica para o ambiente administrativo, dando
origem ao Lean Office. Este trabalho tem como objetivo montar uma proposta para a aplicação dos conceitos do Lean Office em procedimentos administrativos da indústria de software. Para isso será feita a análise, por meio de uma pesquisa, das questões básicas
do Lean Office, como o número de ambientes de escritório, quantas pessoas atuam nesses ambientes, quanta informação é transmitida, gerada e perdida nesses ambientes, quanto tempo leva para transmitir, gerar, encontrar e compreender essas informações. A
partir dos resultados, será elaborada uma proposta para redução dos desperdícios no ambientes do escritório, melhorando continuamente fluxos de informação, organização, interação entre colaboradores.
A RELAÇÃO ENTRE TAXA DE JUROS E INADIMPLÊNCIA NO BRASIL
1
Gastaldi, Leonardo T. (IC); Franco, Matheus S. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Os frequentes cortes na taxa básica de juros da economia brasileira comunicados pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) fez com que a chamada Selic atingisse o menor valor da história, 7,5% ao ano. O efeito desses cortes sucessivos já
pode ser sentido pelos consumidores por meio das reduções das taxas cobradas pelos bancos. O trabalho busca analisar a relação
entre a taxa de juros e a inadimplência. Paralelo a este período, segundo os dados fornecidos pela Serasa Experian, a inadimplência
teve reduções consecutivas, redução no acumulado do ano, comparado ao período do ano passado, e obteve o menor ritmo de expansão anual. Esses dados confirmam que a inadimplência do consumidor está perdendo fôlego. Para a elaboração deste trabalho,
utiliza-se somente o método quantitativo. São propostas interpretações gráficas e de tabelas, pois o método quantitativo, como o próprio nome indica, caracteriza-se pelo emprego da quantificação tanto das modalidades de coleta de informações, quanto no tratamento
delas por meio de técnicas estatísticas, sendo utilizada na maior parte do trabalho.
“A APLICABILIDADE DO PROCESSO DE GESTÃO DA QUALIDADE NA ÁREA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA”
Silveira, Marina Balau; Duarte, Antonio
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho será realizado na empresa Multibike Bicicletas, localizada na cidade de Ribeirão Preto, e que atua no ramo de bicicletas há
20 anos. Foi identificado, juntamente com o gestor da empresa, que a área de assistência técnica desta tem alguns pontos a serem
melhorados, em termos do processo e todo o ciclo de serviços da área descrita. Assim, será aplicado um estudo de caso na empresa
Multibike Bicicletas, realizando o mapeamento de todo o ciclo de serviços de sua área de assistência técnica, identificando o processo,
desde a entrada do cliente com sua bicicleta em loja, até sua saída, com o serviço já realizado, afim de localizar quaisquer pontos falhos
que possam existir no processo por completo. Diante do encontrado, será oferecido, ao final, à empresa um plano de ação, afim de que
os pontos ainda falhos sejam devidamente corrigidos e todo o processo do ciclo de serviços seja melhorado e esteja alinhado à proposta
geral da empresa em destaque.
12
VIABILIDADE DE UM EMPRESA ATACADISTA ENTRAR NO MERCADO DE ATACAREJO
1
Andrade, Renan B. (IC); Scandiuzzi, Fernando. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho será baseado num estudo de caso sobre uma empresa atacadista que planeja mudar o foco de vendas e se tornar um atacarejo(lojas que atualmente vendem somente em grandes quantidades passam a abrir suas portas para vendas de pequenas quantidades), evidenciaremos detalhadamente cada etapa, cada processo e todas as partes e pessoas envolvidas analisando cada um
desses processos. Será evidenciado se essas etapas se aplicariam para qualquer tipo de empresa. Nesse Trabalho será identificado
qual o processo é mais importante (crucial), identificando quais as áreas serão mais afetadas com a mudança, a área de Finanças,
Marketing ou Recursos Humanos. A pesquisa será dividida em 4 etapas : analisar dados recolhidos, pesquisar histórico de empresas
do atacado que se tornaram atacarejo, identificar cada etapa do processo e identificar qual a área mais afetada.
BRANDING
1
1
Moreira, Fernanda . (IC); Abreu, Nathália . (IC); Ragazzi, João (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No século XXI, a concorrência está cada vez maior, as marcas deixaram de ser um simples nome de um produto ou serviço e se tornaram uma ferramenta indispensável para o crescimento sustentável das empresas. Atualmente elas fazem parte dos valores intangíveis das organizações. Um produto sem marca corre sérios riscos de se tornar um produto genérico, não se destacando perante seus
concorrentes. A marca faz a diferença, é o elemento que estabelece vínculo de identificação entre a empresa e o consumidor. Por isto,
na maioria das empresas, existe uma constante busca no desenvolvimento e pesquisa de novas ferramentas para fortalecimento das
marcas existentes ou para construção e lançamento de novas marcas no mercado. Juntamente com as marcas, as embalagens possuem também um papel importante, pois, além de promover o encontro do produto com o cliente, fortalece a imagem da marca. O trabalho tem o objetivo de mostrar de forma clara e abrangente os principais fatores que envolvem o complexo mundo das marcas, seus
conceitos, construção e os valores intangíveis que possuem, ressaltando a importância e a influência que elas exercem na vida das
pessoas e das organizações. Iremos analisar uma empresa que procura posicionar sua marca no mercado.
BUSCANDO A MELHORIA EM SERVIÇOS: UMA PRÁTICA NA REDE HOTELEIRA
1
Sales, Thiago G. (IC); Duarte, Alexandre. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Quando se aborda a qualidade em serviços, é importante a presença de métodos para controle e melhoria da mesma. A partir deste
ponto, surgiu a necessidade de otimizar a velocidade em um serviço específico: o atendimento ao cliente em uma rede econômica de
hotéis. Particularmente, foi escolhida a rede Ibis. Será realizado um estudo inicial e uma coleta de dados para que seja realizado um
controle estatístico. Em seguida, para cada atendente que apresentou um tempo no atendimento acima da média, será feita uma avaliação individual para a identificação de um problema comum entre eles. Desta forma, em um hotel que busca constantemente a praticidade e qualidade em seus serviços, padrões de procedimentos poderão ser estabelecidos para maior controle e supervisão da satisfação ao cliente externo.
A RELAÇÃO: QUALIDADE NO ATENDIMENTO AO CLIENTE X EXCESSO DA CARGA HORÁRIA DIÁRIA DE TRABALHO DOS AUXILIARES DE ENFERMAGEM DO HCFMRP.
1
Danelon, Luciane P. (IC); Oliveira, João Paulo L. de (O)
[email protected]
1
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Conforme é estabelecido na Consolidação das Leis de Trabalho (CLT): Seção II Da Jornada de Trabalho – Art. 58 – “A duração normal do trabalho, para os empregados em qualquer atividade privada, não excederá de 8 (oito) horas diárias, desde que não seja fixado expressamente outro limite. Partindo desta Legislação”, observou-se que a junção de dois contratos de trabalhos em empresas distintas, leva, por conseguinte, ao excesso da carga horária diária. Considerando que o cliente hospitalar preza por atenção diferenciada
dos profissionais ao seu redor no decorrer do tratamento; considerando que o bom atendimento prestado ao cliente hospitalar é um
fator importante na melhora do quadro clínico do mesmo; considerando ainda, que o excesso da carga horária diária leva o empregado
à exaustão interferindo consideravelmente a qualidade e o rendimento das atividades laborais, identificou-se a necessidade de estudar
a relação entre estes dois fatores: qualidade no atendimento ao cliente x excesso da carga horária diária de trabalho dos auxiliares de
enfermagem. Através desse estudo, iremos constatar como um fator pode interferir no outro. A pesquisa será realizada com os auxiliares de enfermagem do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, por meio de entrevistas, seguindo o método
qualitativo.
13
SATISFAÇÃO DOS COLABORADORES COM VALORIZAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO.
Abdala, Tainá F. (IC); Nardi, Antônio (O)
[email protected]
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão
Na era da globalização, com a crescente concorrência entre as empresas e a valorização do atendimento personalizado ao consumidor
fez com que as empresas concentrassem parte significativa de seus esforços na satisfação dos clientes. Para manter esta excelência
no atendimento oferecido a sociedade,as organizações tiveram que realizar mudanças na gestão de pessoas de forma que agregação
de valor deveriam ocorrer para os clientes externos.Mas o grande o desafio para gestão será internalizar a necessidade do crescimento
profissional nos colaboradores levando em consideração os objetivos pessoais de cada um.Assim,para tentar superá-los é que surgiram
novos conceitos no que refere-se gerir pessoas,que serão Humanização ,relações interpessoais e a ética.Ma qual o significado de cada
um desses conceitos? Humanizar significa respeitar o funcionário como ser humano, levando em consideração seus valores e atitudes.
As relações interpessoais podem ser consideradas todos e quaisquer contatos entre pessoas, esses contatos ocorrem entre indivíduos
em diferentes circunstâncias e em diferentes espaços, voltados tanto para o âmbito tecnológico e educacional como para as relações
empresarias. Portanto ,objetivo deste trabalho tem como foco a satisfação dos colaboradores com a valorização do cliente.Para obter
dados consideráveis para o tema será realizado um estudo de caso com um grupo que possuem cinco unidades com 40 funcionários
que atuam no ramo de confecções e calçados no setor varejista.Para obtenção dos resultados serão realizados um roteiro de entrevistas
quantitativas e qualitativas que fornecerão resultados que serão analisados para determinar a conclusão do caso,bem como a identificação
de possíveis melhorias a serem realizadas.
SUCESSÃO FAMILIAR – PLANEJAMENTO E PROCESSO SUCESSÓRIO EM UMA EMPRESA FAMILIAR
Pinto, Arthur Guilherme (IC); Oliveira, João Paulo L. de (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No contexto das empresas familiares, planejamento de sucessão refere-se ao processo deliberado e formal que facilita a transferência
de controle de gestão a partir de um membro da família para outro. A importância deste projeto é de assegurar a continuidade e prosperidade das organizações familiares, porém, a maioria das empresas deixa este planejamento em segundo plano. A falha na sucessão
devida a falta de planejamento pode afetar negativamente o desenvolvimento da empresa. Portanto, uma melhor compreensão do processo de planejamento de sucessão é importante tanto na prática como na teoria. Corporações formadas por membros da mesma família precisam de valores concretos, regras definidas e planejamento adequado para conquistarem crescimento contínuo. Os sócios e
principalmente os herdeiros precisam ter em mente que eles possuem um patrimônio em comum, assim é necessário a separação da
vida privada da profissional e que manter a transparência é o mais importante. A sucessão é a transferência do poder e do capital dos
atuais dirigentes para os que estão por vir. Ela pode ser gradativa, onde ocorre um planejamento para isso, ou repentino, em que um
fator externo (morte, acidente ou doença) acaba afastando o atual dirigente de seu cargo. Em uma empresa o poder não é transferível
e sim conquistável, o herdeiro precisa construir sua legitimidade perante os empregados e a família. No processo sucessório há também,
além da transferência de poder e patrimônio, a transferência de conhecimentos, mesmo que os envolvidos na sucessão estejam vivendo
fases diferentes da maturidade, com suas vidas condicionadas por perspectivas diferentes, tenham idades e estilos de vidas diversos,
são adultos. Este trabalho será realizado com base no estudo de caso do grupo Madeiranit, que conta com aproximadamente 1000 funcionários, 4 sócios e 11 herdeiros. O estudo será focado na passagem gradativa da administração da primeira geração para a segunda,
mostrando as dificuldades encontradas no clima organizacional e a mudança na forma de administração da geração sucessora, com
sugestão de substituição da gestão familiar para a executiva, porém ainda com gestores herdeiros. Para chegar a conclusões serão feitas
entrevistas com os herdeiros e sócios, fazendo uma análise do foco de cada gestor. Por fim, espera-se que este projeto auxilie os gestores na tomada de decisão durante o processo sucessório, facilitando e evitando desgastes na sucessão.
ENDOMARKETING NO SETOR EDITORIAL: PROGRAMA DE ANÁLISE E DIAGNÓSTICO DE ENDOMARKETING EM
VAREJO ELETRÔNICO E EDITORIAL
Nishiwaki,Luiz Gustavo (IC); Ragazzi , João (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com a globalização da economia, a competitividade entre as organizações ven se tornando cada dia mais acirrada. Há então a necessidade cada vez maior de soluções que posicione a organização a frente de seus concorrentes. A base desta diferenciação passa a
ser a qualidade do serviço, do atendimento e da gestão de relacionamentos, principalmente no que diz respeito a preparação e satisfação do cliente interno para este então ser capaz de satisfazer o cliente externo. Este estudo analisa as ações e os instrumentos de
endomarketing que podem ser usados para atrair e conquistar novos clientes de uma empresa multinacional francesa no segmento de
mercado editorial (livros , CDs, DVDs) e produtos eletrônicos.O endomarketing é uma das mais eficientes ferramentas do marketing
que visa proporcionar à unidade da informação, uma maior interação entre o seu profissional, denominado cliente interno, e o ambiente
a que se destina seu trabalho, mais especificamente o cliente externo. Para tanto, a pesquisa qualitativa se baseia em caráter exploratório, descritivo, com intuito de identificar ou caracterizar o perfil dos clientes internos e externos. Foi feito uso de questionário para
coleta de dados e a apresentação dos resultados foi realizada por quadros e gráficos com informações de pontos fortes e fraquezas,
ameaças e oportunidades. Propõe-se um planejamento de marketing, por meio de ações de endomarketing que podem ser utilizados
para atrair e conquistar clientes e despertar nos profissionais a motivação e o comprometimento de forma a agregar valor maior à
organização.
14
"COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR EM COMÉRCIO ONLINE (E-COMMERCE)"
Merigo, Jean Carvalho Bocardo (IC); Scandiuzzi, Fernando (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O Comércio Eletrônico (e-commerce) surge com a rápida evolução das tecnologias na Internet. Tem como objetivo auxiliar, aumentar
e completar as vendas e eliminar intermediários da cadeia de suprimento. Por fim, auxilia a globalização da economia através da parceria e diminui limites geográficos. O trabalho procura estudar a área de comércio virtual brasileira, que cresce expressivamente a
cada ano. O foco do estudo será nos futuros consumidores em potencial desse novo método de mercado, procurando identificar suas
expectativas, receios e motivos de evitarem esse tipo de serviço, através de entrevistas e questionários. Como resultados, espera-se
verificar uma diminuição da resistência do consumidor, essencialmente entre os mais novos, e procurar entender porque há uma resistência na utilização desse serviço, principalmente entre os consumidores com mais idade.
EXCELÊNCIA EM ESTOQUES – UM ESTUDO DE CASO SOBRE A MANUTENÇÃO DO ESTOQUE MÍNIMO EM LOJAS DE ATACADO
Trevisani, Gustavo J. S.(IC); Duarte, Alexandre C. M.(O)
[email protected]
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O estoque, em empresas atacadistas, apresenta uma grande importância, pois essas são responsáveis pela intermediação de mercadorias entre os fabricantes e comerciantes varejistas. Com a gestão correta dos estoques, é possível melhorar o controle e reduzir a
quantidade estocada, tendo assim redução dos custos, a aplicação correta do capital e manter a eficácia no atendimento aos interesses dos clientes. O objetivo geral desta pesquisa é mensurar os níveis de estoques por meio de métodos quantitativos aplicados em
uma empresa do segmento atacadista, considerando vendas mensais, custos de aquisição e manutenção e quantidades estocadas.
Com isso, espera-se apresentar solução para manter o giro e garantir a disponibilidade do produto com o menor nível de estoque possível.
AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO: ESTUDO DE CASO EM UMA ORGANIZAÇÃO DO INTERIOR MINEIRO.
Maniglia, Mariah B.(IC); Nardi, Antônio. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho será baseado num estudo de caso sobre a academia de natação Mergulho Sport Center,
que se localiza na cidade de Araxá-Mg. Irá mensurar e identificar as ações que os colaboradores realizam durante um determinado período. Com isso será analisado o desempenho individual e grupal
dos funcionários, promovendo o crescimento pessoal e profissional. Com isso, pretende-se obter informações para tomadas de decisões acerca de salários, bonificações, promoções, demissões, treinamento e planejamento de carreira, proporcionando o crescimento e o desenvolvimento da pessoa
avaliada.
INFLUÊNCIA DAS VARIÁVEIS EXTERNAS SOBRE AS ATIVIDADES ECONÔMICAS: UM ESTUDO DE CASO
,
Leal, Eduarda L. G. (IC); Oliveira, João Paulo (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho será baseado em um estudo de caso de uma empresa na cidade de Ribeirão Preto, no setor comercial. Será pesquisada a
parte financeira desta nos últimos três anos. Nesse trabalho serão pesquisados dados, avaliados, e com base nas variáveis externas
do período, será evidenciado como elas influenciam as atividades econômicas da empresa. O estudo será feito através de análise de
dados fornecidos pela própria empresa. Por fim o trabalho tem como objetivo maximizar os resultados dos acionistas através da análise de balanço patrimonial, fluxos de caixa e rentabilidade.
BALANÇO PERGUNTADO – METODOLOGIA USADA PARA SE OBTER DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
Oliveira, Fernanda C.(IC); Franco, Matheus S. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Nota-se que os gestores de micro e pequenas empresas encontram dificuldades na hora de tomar decisões e fazer controles financeiros, devido a falta de informações financeiras e contábeis, e isso, entre outras consequências, reduz a eficiência dos investimentos
e financiamentos que devem ser feitos. Uma das ferramentas que pode auxiliar nessa administração, é o Balanço Perguntado, uma
metodologia de obtenção de demonstrativos financeiros de micro e pequenas empresas, perguntando algumas informações através
de um questionário que irá mostrar a situação econômica e financeira de uma empresa. Será colocada em prática a metodologia ao
se fazer um estudo de caso em uma micro empresa, Renato de Oliveira Cajuru ME, consultório e farmácia veterinária e pet shop. Espera-se verificar a situação econômica e financeira da empresa através dos demonstrativos gerados usando o método em estudo, e
mostrar a importância desses na tomada de decisão.
15
SATISFAÇÃO DOS CONSUMIDORES EM RELAÇÃO AOS CONVÊNIOS MÉDICOS
Domingues, Camila C. R. (IC); Theodoro, Camila (IC); Duarte, Alexandre C. M. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Clientes não compram produtos ou serviços, compram a satisfação de suas necessidades. Essas necessidades tornam-se mais difíceis de ser atendidas,
quando se trata de serviços. A satisfação das necessidades dos clientes, sejam elas comerciais ou de lazer, depende da sua realidade a cada momento.
Essa realidade muda por diversos fatores, inclusive os subjetivos, qualquer empresa que se proponha a entregar um serviço precisa levar isto em conta,
indo além de suas obrigações de contrato. O processo e os procedimentos internos devem fornecer o contrapeso entre o necessário e o aceitável, sendo
a entrega feita da forma mais rápida possível e uniforme. O Sistema Único de Saúde (SUS) foi criado pela Constituição Federal de 1988 para que toda
a população brasileira tenha acesso ao atendimento público de saúde. Porém, longas filas de espera e pacientes que reclamam do atendimento na rede
pública de saúde são cenas comuns nos hospitais do país Levantamento do Sistema de Indicadores de Percepção Social (Sips), divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), comprova a insatisfação do brasileiro com os serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS):
apenas 28,9% dos entrevistados os consideram bons ou muito bons, enquanto 71,1% classificam o sistema como regular, ruim ou muito ruim. Com
esses dados há uma procura cada vez maior por convênios médicos, buscando uma melhor qualidade nos serviços de saúde, porém este serviço vem
apresentando também deficiências em suas operações. A partir desta análise, pretende-se verificar o grau de satisfação do consumidor deste serviço.
A pesquisa será quantitativa, com aplicações de questionários em uma amostra da cidade de Ribeirão Preto, consumidores em gerais. Em relação aos
resultados, espera se saber se os planos de saúde da cidade de Ribeirão Preto atendem as necessidades dos consumidores deste serviço.
EMPRESAS VAREJISTAS DE RIBEIRÃO PRETO PRATICAM OMNI-CHANNEL?
Orasmo, Cindy Ariel(IC); Rezende de Freitas, Mariana.(IC); Ragazzi, João Eduardo (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Trata-se da definição mais atualizada e “avançada” para conceito de multi canal, que faz com que o varejo disponibilize vários canais de acesso ao
produto possibilitando ao consumidor a utilização desses canais de relacionamento para a realização de suas compras. O termo omni-channel, uma
das grandes tendências apresentadas este ano ao setor varejista, refere-se aos multicanais que caracterizam o dia-a-dia em que empresas e clientes
estão ligados através de lojas físicas, venda porta a porta, e-commerce, Mobile Commerce, TV Commerce, Social Commerce, etc. Para o consumidor
não importa qual o meio de compra, e sim, a experiência com a marca como um todo. Para os varejistas, o grande desafio é olhar todos os canais disponíveis e trabalhar de forma sinérgica e coordenada entre eles, prevendo a integração de processos como logística, armazenamento, distribuição,
atendimento ao cliente, banco de dados e marketing. O omni-channel se torna um diferencial competitivo para aquelas empresas que implementarem
estratégias de comunicação e marketing efetivas, ao entenderem que seus clientes e parceiros de negócios utilizam diversificados canais. Com o omnichannel o marketing se torna mais eficiente, com ofertas que se relacionam com um consumidor específico, determinado por padrões de compras.
Considerando o contexto competitivo em que as transformações comerciais ocorrem no varejo, tem-se a pergunta/problema de pesquisa: As empresas
varejistas de Ribeirão Preto utilizam de forma integrada as ferramentas de exposição, comunicação vendas de seus produtos? Objetivo geral da pesquisa: Constatar se as empresas varejistas de Ribeirão Preto estão praticando o omni-channel retailing?
A INFLUÊNCIA DOS BLOGS DE MODA NO COMPORTAMENTO DE COMPRA FEMININO
Souza, Mariana Orlando Gomes e (IC); Oliveira, João Paulo L. de (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O mercado consumidor brasileiro apresenta diferenças regionais em seus hábitos de consumo e em seu poder de compra, ligados principalmente à
formação cultural, ao clima e ao estágio de desenvolvimento econômico de cada região. Estes fatores têm tido influência sobre a oferta e a demanda
de artigos de moda. A partir dessa análise, pretende-se verificar se a influencia dos blogs de moda interferem no comportamento de compra feminino.
A pesquisa será quantitativa, feita com aplicação de questionários com mulheres, avaliando o poder de influência que a moda tem sobre suas compras.
Como resultados, espera-se que a análise mostre que realmente os blogs tem influenciado a decisão de compra do público feminino quando se trata
de artigos de moda.
ESTÍMULO E RESPOSTA DE EQUIPES DE VENDAS EM MERCADOS COMPETITIVOS
Silva, Liliane A.(IC); Ragazzi, João E. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Em uma empresa, a área de vendas é de extrema importância para o sucesso do negócio. Aprimorar o desempenho desta área tem sido um desafio
para os gestores. As pessoas são fundamentais para um bom resultado, mas há uma grande rotatividade. É impossível ter sucesso em vendas sem
motivação. Um vendedor sem motivação perde o poder de persuasão e não consegue mostrar para o cliente os benefícios do produto. A partir desta
análise, pretende-se verificar o mercado e a concorrência de Ribeirão Preto, a organização e a formação das equipes, a eficácia dos métodos de motivação nesta área e o impacto nos resultados de vendas. O foco será o que é importante para os vendedores e o que as empresas locais oferecem em
relação a isso. O instrumento de levantamento de dados primário irá se basear em uma entrevista semi-estruturada para ser aplicada junto á área de
vendas de duas empresas concorrentes, e com os responsáveis pela gestão da área, com o intuito de identificar os elementos e analisá-los conforme
métodos qualitativos.
16
QFD – DESDOBRAMENTO DA FUNÇÃO QUALIDADE
Barboza, Michelle G.(IC); Duarte, Alexandre (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Muito tem se falado sobre a importância para a empresa de focar o cliente e atender às suas necessidades, porém pouco se fez para mostrar como
chegar a isso de forma eficiente. Empresas de porte mundial têm usado o Desdobramento da Função Qualidade – QFD, para atender aos seus clientes
com sucesso em vendas e markete share. O processo considera a opinião do cliente no estágio de projeto do serviço. Resulta em uma matriz, “casa
da qualidade”, para um serviço específico, que relaciona os atributos do cliente e as características de engenharia. A ideia central da QFD é de que os
serviços devem ser projetados de forma a refletir os desejos e gostos dos clientes. Ela fornece uma estrutura para traduzir a satisfação deles em especificações mensuráveis e identificáveis para o design do serviço. Será realizado um estudo de caso com entrevista na loja de roupas femininas, Ponto
Final, no qual será avaliado o sistema de prestação de serviços dela em relação às outras lojas do mesmo seguimento, em Ribeirão Preto, com a finalidade de determinar as áreas de melhoria da sua posição competitiva.
A ENTRADA DO PEQUENO VAREJO NO COMÉRCIO ELETRÔNICO
Guerreiro, Marcelo de Castro (IC); Ragazzi , João (O).
[email protected]
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No primeiro semestre de 2011 quatro milhões de brasileiros faziam pela primeira vez uma compra pela internet*. No primeiro trimestre de 2012, foi
constatado que o número total de brasileiros que tiveram acesso à internet chegou a 82,4 milhões**. Com tantos novos consumidores em potencial na
internet, fica cada vez mais claro que os pequenos e médios varejistas precisam estar no ambiente online. A principal dificuldade que o pequeno varejista é gerar tráfego para suas lojas, fator crucial para que consigam vender. Sendo pequenos e pouco conhecidos, eles precisam que o market place
forneça respaldo de marketing e publicidade. Diante deste cenário o objetivo geral deste estudo é elencar as principais dificuldades/barreiras que o
pequeno varejista encontra para atuar no comércio eletrônico. Será feito um estudo de caso com um pequeno varejista que a 1 ano explora o comércio
eletrônico. Como resultado deste estudo, espera-se oferecer uma análise destas principais barreiras e a proposição de soluções e melhorias como formas de solução, a fim de melhorar seu resultado. (*Informações da 24°edição do relatório Webshoppers (e-bit) **Dados do Ibope Nielsen Online).
SUCESSÃO EMPRESARIAL: PROCESSO SUCESSÓRIO EM EMPRESAS FAMILIARES
Lopes, Jéssica A. (IC); Oliveira, João Paulo L.de (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A sucessão é a substituição do criador do empreendimento para dar prosseguimento á obra projetada, criada e conduzida pelo pioneiro, porém com
enfoques e estilos de liderança diferenciados, formação teórica e prática renovada, uma vez que os tempos são outros. “O processo sucessório na empresa familiar é o assunto relevante e ao mesmo tempo delicado”. Este trabalho tem por objetivo discutir o planejamento para que o processo de sucessão familiar ocorra de forma plausível. A importância do trabalho é analisar os problemas que podem colocar em risco a sobrevivência, apontar as
possíveis ações preventivas que podem facilitar o processo, e minimizar os conflitos. As principais dificuldades na gestão de empresarial em empresas
de pequeno porte referem- se á perpetuação desta e envolvem problemas como a realização da transferência de poder de uma geração para outra, os
obstáculos para desenvolvimento do processo de profissionalização e conflitos entre os familiares.
DESDOBRAMENTO DA FUNÇÃO QUALIDADE: ANÁLISE DOS SERVIÇOS PRESTADOS AOS CLIENTES DE RESTAURANTES DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO
1
Rosa, Erika R. (IC); Santos dos Thayta C.(IC); Professor Duarte Alexandre. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Tendo em vista a alta competitividade do mercado atual, as empresas se organizam para proporcionar aos seus clientes serviços e atendimento, buscando otimizar a qualidade. Para tanto, passam a agregar à prestação de seus serviços fatores como a confiabilidade, a responsabilidade, a segurança,
a empatia e os seus aspectos tangíveis, preocupando-se ainda com o conteúdo, o processo, a estrutura, o impacto e os resultados obtidos com os serviços oferecidos. Para que a empresa obtenha resultados satisfatórios, é importante que ela considere a opinião de seus clientes na hora de planejar,
projetar e desenvolver seus produtos e serviços. Como um dos recursos utilizados atualmente por estas, para desenvolvimento de produtos e serviços,
faz-se uso do processo QFD – Desdobramento da Função de Qualidade – o qual foi desenvolvido no Japão e considera a opinião do cliente, refletindo
seus desejos e preferências no estágio de design do produto ou serviço. O processo resulta em uma matriz denominada “casa da qualidade”, que relaciona os atributos do cliente e as características de engenharia. Espera-se com este estudo diagnosticar, reparar e melhorar possíveis falhas cometidas
ao longo dos processos de desenvolvimento e implantação dos serviços oferecidos pelos estabelecimentos estudados.
GESTÃO EM COMPRAS: REQUISITO BÁSICO PARA AGREGAÇÃO DE VALOR.
1
1
Rebelo, Diogo M. (IC); Oliveira, João Paulo. (O);
[email protected]
1
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O foco deste trabalho se resume em utilizar de maneira eficaz os mecanismos de compras, de modo que gere valor ao cliente, uma vez que a Organização possuirá os produtos em seu estoque; e que a partir deste feito, também poderá agregar valor ao cliente quanto à entrega rápida de produtos solicitados, com todo o saldo por ele pedido, e fazendo promoções relâmpagos por ter os produtos em estoque. Em suma, tratar a gestão em compras
como um divisor de águas para que a empresa crie diversos mecanismos de agregação de valor ao cliente.
17
PANORAMA DO SETOR PRODUTIVO DE LEITE BOVINO BRASILEIRO E DO COMÉRCIO DO PRODUTO LEITE
PARA O PERÍODO DE 2000 A 2010
1
2
Santos, Rodrigo R. (IC); Santos, Thaís R. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP – Jaboticabal
2
Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP – Jaboticabal
Este trabalho teve por objetivo analisar numericamente o desempenho das transações comerciais nacionais e internacionais do leite fluido bovino entre
os anos de 2000 a 2011, por meio dos saldos comerciais dos lácteos bovinos no período. Para análise do desempenho da balança comercial do leite foram utilizados os dados coletados no FAOSTAT, AliceWeb (MDIC) e IBGE. A priori o país possuía pequena cadeia produtiva do leite e grande parte do
produto era destinado diretamente ao consumidor, sem intermediários, acarretando na venda de produtos de baixos padrões de qualidade. De 1945 a
1991, o governo estabeleceu preços do leite para regulação do mercado, acarretando em produção de má qualidade, baixa produtividade e informalidade, já que estas características não alteravam o preço pago ao produtor. A derrubada do tabelamento e abertura à importação, a partir dos anos 90, incentivaram os produtores a organizar-se e manufaturar um produto de melhor qualidade. Ultimamente, o cenário da agroindústria de leite bovino mudou,
ocupando no ano de 2010 a 6° posição como maior produtor mundial, atrás da União Europeia, Estados Unidos, Índia, China e Rússia. Quando comparado à soja, milho, cana-de-açúcar ou recria e engorda, o setor possui a maior lucratividade. A expedição da IN 51 (2002) e da IN 62 (2011) pelo
MAPA, estabeleceu critérios mínimos de qualidade do leite para padronizar a produção e reduzir a informalidade Em 2010, o país mais que duplicou a
produção de 1990, por meio do aumento da produtividade (759 em 1990 para 1.326 litros leite/vaca/ano em 2010). Uma forma competitiva de produção
vem pelas cooperativas, que respondem pela captação de 40% do total de leite produzido no país. As exportações nacionais do produto leite para o período analisado apresentam tendência constante de crescimento, com pico em 2007 e 2008, os quais reuniram condições excelentes para a exportação,
tais como câmbio, demanda global e preços internacionais favoráveis. Já as importações nacionais apresentam-se crescentes, devido ao vultoso mercado
doméstico, com grande capacidade de crescimento. O aumento constante da produtividade no setor lácteo nacional pode levar o país a autossuficiência
e até mesmo à posição de grande exportador lácteo, uma vez que já ocupa importante posição no cenário mundial como produtor de leite bovino.
ANÁLISE DA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA METODOLOGIA DA QUALIDADE TOTAL NA GESTÃO PÚBLICA
1
Oliveira Júnior, Nestor P. (IC); Rodrigues, Andréia M. (O)
[email protected]
1
Curso de Administração – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP- Jaboticabal
Atualmente, as organizações vêm enfrentando novos e complexos desafios, inseridas em um contexto altamente competitivo, tendo que suprir as expectativas da sociedade. Para organizações públicas não é diferente, uma vez que também necessitam estar sintonizadas com a evolução mundial, a
fim de progressivamente oferecerem serviços de qualidade, se mostrando, assim, eficientes aos olhos de seus usuários. Desta maneira, a administração
pública vem passando por profundas reformas, se voltando para resultados, baseando-se em novos e modernos conceitos na busca pela melhoria de
processos, redução de custos, aumento da satisfação dos clientes e otimização da máquina pública. Com isso, um número cada vez maior de organizações implantam os chamados Programas de Qualidade Total (PQT), seja de forma integral ou a partir da implantação parcial da diversidade de ferramentas que acompanham o conceito. Porém, é necessário que a cultura de qualidade, esteja enraizada nas rotinas de trabalho das organizações e
muitos especialistas advogam que os programas de qualidade sejam precedidos pela implementação do chamado Programa 5 S. A ferramenta 5 S consiste basicamente no empenho dos indivíduos da organização, que por meio do senso de utilização, ordenação, limpeza, saúde e autodisciplina, propicia fazer uso somente do necessário, manter organizado e limpo o local de trabalho, alem da padronização e disciplina, otimizando as rotinas laborativas. Esta metodologia é considerada simples, envolve baixos custos e apresenta resultados em curto prazo. Perante este contexto, o objetivo central
deste trabalho se constitui em analisar o uso e o impacto da aplicação do Programa 5 S na gestão pública. Com uma abordagem de caráter qualitativo
para avaliar a implantação do referido programa em uma prefeitura de um município do interior de São Paulo, foi utilizado a técnica de estudo de caso.
Porém, o fato das organizações públicas possuírem como características a direção por tempo determinado, com objetivos de curto prazo e priorização
de ações de um plano de governo específico, pode provocar descontinuidade de atividades, não permitindo que a máquina pública funcione de modo
eficiente, como é previsto pelos pilares da administração pública. A despeito disto, no que tange ao caso analisado, constatou-se, em sua fase inicial,
resistência por parte dos funcionários da organização, mas com o decorrer da implantação, os trabalhadores se adaptaram às novas rotinas, fator este
que promoveu a mudança no comportamento das pessoas, além de melhora nas condições de trabalho, que acabaram por fixarem-se na cultura organizacional. Observou-se, ainda, que o programa 5 S trouxe economia, organização e disciplina às rotinas de trabalho, promovendo à população o oferecimento efetivo de serviços em uma conjuntura mais eficiente.
INCOERÊNCIA DA TRIBUTAÇÃO BRASILEIRA
1
1
Lopes, Victor H. (IC); Martins, Rafael D. (IC); Oliveira, João P. (O)
[email protected]; [email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Tributos são valores recolhidos ao Estado, vulgarmente chamados de impostos, e que constituem a receita da União, dos Estados e dos Municípios. O
tributo de arrecadação mais complexa é o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), pois é regido por leis Estaduais e cada Estado
trata da forma que lhe for mais conveniente. De uma maneira geral, cada vez que o produto é revendido o vendedor deverá recolher, sobre o valor do
produto, uma alíquota. O seu cliente recebe como crédito de ICMS este valor recolhido pelo seu fornecer, que deverá ser abatido do seu próprio pagamento de ICMS. A forma de recolhimento "em cascata" permite que este tributo seja pago somente na venda do produto. Porém, muitos comerciantes
vendem produtos sem emitir a Nota Fiscal e o ICMS não é recolhido para Estado. Para evitar este tipo de sonegação, foi criada Substituição Tributária,
onde o Governo estipulou uma "margem de lucro" média (Índice de Valor Agregado) utilizada desde o fabricante até o consumidor final. Através desta
margem, o ICMS todo da cadeia é recolhido pelo próprio fabricante do produto. A Substituição Tributária aplica-se nas operações internas e interestaduais em relação a operações futuras a serem realizadas pelo contribuinte substituído. Caso a operação seja efetuada do fabricante diretamente ao Consumidor final não se aplica Substituição Tributária. Na venda direta de Indústria para Indústria não ocorre a incidência da ST e a segunda recebe crédito
de ICMS, porém quando uma indústria vende para um comércio que em seguida irá revender este produto a uma outra indústria, ocorre a incidência de
ST. Nesta operação o comércio fica em desvantagem, pois possui uma contribuição maior do que a venda direta. Outra prática comum é a “venda fantasma” onde uma indústria/consumidor final adquire produtos que não serão consumidos apenas para obterem o crédito de ICMS, e depois repassam
estes produtos aos pequenos comércios sem a emissão da Nota Fiscal. Neste caso, não houve a incidência da substituição tributária, houve um crédito
indevido de ICMS e além disso, os produtos serão comercializados sem a consciência do governo. O objetivo do trabalho é apontar as incoerências deixadas por este método de contribuição, que além de impedir o desenvolvimento do comércio atacadista e revendas, ainda abre lacunas para que empresas mal-intencionadas consigam sonegar.
18
IDENTIFICAÇÃO DO NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇOS DE
REMANUATURA DE CARTUCHOS DE RIBEIRÃO PRETO
Albanez, J. A. P.(IC); Galli, L. C. do L. A (O)
[email protected]
Curso de Administração – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias
UNESP- Campus Jaboticabal
A aquisição de computadores no mercado nacional tem se apresentado em crescente expansão, com aumento significativo das vendas de cartuchos de
tinta para impressoras. Este setor é constituído basicamente por três categorias de produtos: aqueles de procedência original, os compatíveis (são produtos novos, fabricados com a mesma tecnologia usada na produção dos originais por outros fabricantes e seu preço é um pouco menor do que os cartuchos originais) e os remanufaturados, sendo este último o foco da análise da presente pesquisa. As pesquisas voltadas para a satisfação do consumidor final têm sido cada vez mais enfatizadas, haja vista que satisfação do cliente juntamente com a qualidade percebida influenciam diretamente as
intenções de compra e a retenção de grande parte dos consumidores, gerando consequentemente, lucro para a empresa. Dentre deste contexto, o objetivo da presente pesquisa foi analisar quais fatores influenciam a satisfação dos clientes de uma empresa de serviços de remanufatura de cartuchos de
tintas para a impressão. Para tanto foi realizada uma pesquisa de natureza exploratória e abordagem quantitativa, sendo utilizado como método de coleta de dados um questionário fechado destinado a medir o grau de satisfação dos clientes. A amostra, composta por 179 respondentes, foi probabilística, sendo utilizada a técnica de amostragem aleatória simples, com nível de confiança de 95%. e margem de erro de 7%. Os dados foram analisados
por meio de técnicas de estatística descritiva. Constatou-se que a maior parte dos clientes da empresa analisada apresenta alto grau de satisfação em
relação aos serviços prestado, devido principalmente ao excelente atendimento e cordialidade dos funcionários, juntamente com o know-how da equipe
técnica Ao mesmo tempo, os dados sugerem a necessidade de aumentar o nível de variedade de produtos e serviços ofertados, bem como a flexibilidade da empresa em relação ao prazo de pagamento. Como ponto de melhoria, destaca-se o incremento em esforços de marketing, principalmente promoções e propagandas, a fim de ampliar a visibilidade da empresa no mercado.
UM ESTUDO COMPARATIVO DAS GERAÇÕES X E Y NO MUNDO CORPORATIVO
Barros, Felipe Z. D. B. de.(IC); Nardi, Antonio. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com o passar do tempo e o desenvolvimento do mundo afetou consequentemente a forma de pensar e agir das pessoas, criando diferença de pensamentos, de formas de agir e como atuar nas empresas. As gerações foram divididas em 3: - Baby Boomers (nascidos entre 1945 / 1964) – X (entre
1965 / 1979) – Y (depois 1980). O grande dilema hoje no mundo corporativo é saber lidar com os atuais lideres (chefes) que atualmente são da geração BB ou X e os novos empreendedores que serão os futuros lideres que são da geração Y, essas gerações possuem as diferentes características: - Vinculo remuneração, ambiente, controle, hierarquia, informação e discurso. Esse estudo será para entender os choques das gerações dentro do mundo
corporativo de uma forma comparativa.
MÍDIAS DIGITAIS VERSUS MÍDIAS FÍSICAS
Nóbrega Júnior, Edson L. de C. (IC); Scandiuzzi, Fernando (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
Com a rápida disseminação de fontes digitais de informação, as pessoas estão, cada vez mais, utilizando mídias digitais como meio de obter informações - algo que, no passado, só se era possível através de mídias físicas. Este trabalho tem como objetivo analisar as vantagens e desvantagens desta
mudança de cultura que se observa crescente, tanto para o consumidor quanto para o produtor deste tipo de material, por meio de entrevistas, questionários e pesquisas. Com isso, espera-se obter informações que possam embasar decisões de investimento em ambos os tipos de mídia discutidos.
YOUTUBE COMO FERRAMENTA DE MARKETING EMPRESARIAL
1
1
Bezerra, Mateus E. A. (IC); Peixoto, Fernando Luiz (IC); Scandiuzzi, Fernando. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão
Youtube é um site que permite que seus usuários carreguem e compartilhem seus vídeos com usuários do mundo inteiro, foi fundado em fevereiro de
2005 e veio crescendo e adquirindo novas utilidades desde então. Este trabalho visa estudar o youtube como uma ferramenta utilizada pelas empresas
de pequeno e grande porte com a finalidade de divulgar seus produtos e serviços. Será feito um estudo com uma empresa que já utiliza essa ferramenta
no marketing, onde iremos analisar quais foram os resultados que essas empresas tiveram e quais foram os problemas encontrados comparando com
casos de empresas maiores. Aplicaremos questionários com uma amostra de usuários para identificar a opinião com relação a esse tipo de marketing
e qual o impacto que ela causa.
LIDERANÇA: NOVOS LIDERES E SEUS METÓDOS MOTIVACIONAIS NO BRASIL
Muccio, Priscila Pereira; Pegorer, Luiz Henrique; Ferreira, João Rafael Camiloti; Piveta, Eder Orlando; Welter, Mariana Silke (IC); Nuciteli, Susimari
de Fátima Debiagi (O)
Curso de Administração – Uniseb Interativa
O tema escolhido busca mostrar a evolução que tivemos nos últimos 60 anos em termos de liderança, evidenciando que poucas mudanças ocorreram
de fato no cenário empresarial. O questionamento que se faz sobre as mudanças não acontecerem é que talvez faltem provas científicas, as pesquisas
não são suficientes para convencer os dirigentes das organizações. A qualidade de vida e a percepção de como liderar pessoas é uma necessidade dentro das organizações quando se deseja que essa prospere no mercado. Consideramos que o ser humano precisa de incentivo, pois é movido através da
admiração, reconhecimento, ele que se sentir necessário, por isso investir em uma liderança que valorize o enquanto pessoa é o que faz uma organização se diferenciar das outras.
19
AÇÕES DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM UMA EMPRESA EXTRATIVISTA
Almeida, Amanda Z.¹(IC); Galli, Lesley C. L. A. (O)
[email protected]
¹ Curso de Administração - UNESP- Campus de Jaboticabal
Levando em conta a crescente importância das questões sociais e ambientais, este trabalho tem por objetivo principal identificar e analisar as ações da
empresa Alcoa Alumínio S.A., no que diz respeito a sua política de responsabilidade socioambiental identificando as ações sustentáveis na gestão promovida pela empresa, bem como as interações com a sociedade e ambiente resultantes dessas estratégias. A escolha desta empresa se justifica pelo fato
dela ser a principal produtora mundial de alumínio industrializado e maior mineradora de bauxita e refinadora de alumina do mundo, atividades estas
que causam grandes impactos socioambientais. Além disso, há nove anos consecutivos ela faz parte do Indice Dow Jones de sustentabilidade. Para o
desenvolvimento da pesquisa foi realizado um estudo de caso de caráter exploratório e qualitativo. Primeiramente foi realizada revisão teórica em relação aos temas desenvolvimento sustentável, responsabilidade socioambiental, principalmente em relação às visões de responsabilidade socioambiental. No segundo momento foram coletados dados secundários disponíveis no site da empresa e no balanço social com a finalidade de analisar quais
as ações que a empresa vem adotando e em qual das visões de responsabilidade socioambiental ela se enquadra. De acordo com os autores Quazi e
O'brien (2000) as empresas podem ser representadas por quatro visões: a visão clássica (corresponde à visão primária da responsabilidade social, na
qual não pode ser desenvolvida, já que as empresas acreditam que essas ações não geram valor para empresa); a visão socioeconômica (a função da
empresa é maximizar o valor da empresa para o acionista através das ações de responsabilidade social); visão filantrópica (utiliza das ações de responsabilidade social e não espera retornos para empresa); e a visão moderna (corresponde a empresa que mantém uma relação ampla com a sociedade
e ao mesmo tempo consegue obter benefícios líquidos de curto e longo prazos, derivados da responsabilidade social corporativa). Analisando as informações, concluí-se que a Alcoa Alumínio S.A. pode ser enquadrada com uma visão moderna de responsabilidade socioambiental, pois a empresa mantém uma relação ampla com a sociedade obtendo benefícios líquidos de curto e longo prazo. Pode-se perceber que a empresa preza o desenvolvimento
sustentável principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento local e regional, à gestão e desenvolvimento de pessoas, gestão de resíduos e emissões, acesso à energia e seu uso eficiente e a conservação da biodiversidade. Apesar da empresa atuar no setor extrativista os danos socioambientais são
minimizados por ações sustentáveis, as quais trazem para a empresa consecutivos títulos de empresa sustentável por órgãos de reconhecimento no assunto. Observa-se ainda que a limitação do trabalho foi a utilização de base secundária de dados como fonte de referência. Assim, sugere-se como trabalhos futuros complementação através de pesquisa por meio de realização de entrevistas semi-estruturadas com os gestores da organização.
COMO VAI O SEU TRABALHO? UM ESTUDO SOBRE A SATISFAÇÃO DOS MOTORISTAS DE ONIBUS DA CIDADE DE
OURINHOS-SP
Silva, Angélica Pereira da; Moreira, Éristi Caio Araújo; Ambrozim, Flávio Luis; Modesto, Gabriela Alves; Fambrini, Maurício (IC); Martinez, Mariângela (O).
Curso de Administração - Uniseb Interativa
O presente estudo vem proporcionar, uma melhor visão do que é satisfação e qual a importância de se trabalhar satisfeito. É importante notar que
quando as condições de trabalho são recompensadoras, produzem sentimentos positivos em relação ao trabalho. Já em condições adversas abre-se a
possibilidade de manifestação subjetiva, o individuo acaba por desenvolver uma aversão ao seu trabalho ou ao produto dele. A investigação destas
condições constituem-se na base desta pesquisa que tem como objetivo geral caracterizar os fatores do trabalho que atuam na satisfação dos motoristas
no transporte coletivo. Desta forma procurou-se investigar na literatura os fatores que influenciam na satisfação no trabalho, suas consequências, qualidade de vida no trabalho e sua influencias sobre o trabalhador. Ao investigar as características que incidem na satisfação do trabalhador no transporte
coletivo, foi utilizado a técnica de pesquisa quantitativa, onde procurou-se buscar nas respostas dos entrevistados através de um questionário as percepções quanto a satisfação no trabalho, buscando conhecer e identificar as várias faces presente da satisfação no trabalho neste campo de operação.
Durante a pesquisa foi notado que alguns indivíduos tem uma certa resistência em expor suas opiniões, uma vez que temem retaliações. Entretanto os
resultados obtidos mostram um equilíbrio entre os temas indagados, assim como relações com os colegas, reconhecimento, salário, condições de trabalho e segurança no trabalho.
CONTRIBUIÇÃO SOCIOECONÔMICO-AMBIENTAL CAUSADO PELA RECICLAGEM E SUSTENTABILIDADE
Bellizzi, Rafael L.(IC); Oliveira, João Paulo(O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho consiste em levantar dados sobre os benefícios social, econômico e ambiental que a reciclagem e a sustentabilidade podem gerar para as
pessoas como para o próprio planeta. O Brasil é um país de dimensões continentais, existem diversos vazios demográficos, mas parcela significativa
da população reside nos grandes centros urbanos. Milhares de toneladas de lixo são produzidas nessas grandes áreas metropolitanas, e geralmente são
descartados nos mesmos lugares, e que na maioria das vezes são depósitos “irregulares” onde esse lixo é descartado. De acordo com pesquisa IBOPE
86% da população brasileira concorda que a reciclagem de lixo é um dever de todos, porém apenas 26% declarou que recicla sempre ou frequentemente.
Cada brasileiro produz de 600 gramas a 1 quilo de lixo por dia, quando multiplicado pela população brasileira, chegamos ao número estrondoso de 250
mil toneladas de lixo por dia no Brasil. De todo este total de “lixo”, 35% poderia ser reciclado (39% papel e papelão, 16% metais ferrosos, 15% vidro,
8% rejeito, 7% plástico filme, 2% embalagens longa vida, 1% alumínio), e 35% é lixo orgânico, que pode virar adubo. O óleo de cozinha é um dos produtos domésticos mais danosos ao meio ambiente, para ter noção do seu potencial poluente, 1 litro de óleo de cozinha pode contaminar até um milhão
de litros de água. O Brasil recicla apenas 2% de todo o lixo urbano, o restante vai para lixões (75%), aterros controlados (13%) e aterros sanitários (10%).
Estima-se que 1 a cada 1000 brasileiros é catador de recicláveis. O Brasil perde cerca de R$ 8 bilhões por ano por deixar de reciclar os resíduos que poderiam ter outro fim. No período de 2010 para 2011 o crescimento de resíduos sólidos foi duas vezes maior que o crescimento da população na cidade de
São Paulo. De todos os resíduos sólidos produzidos, 90% são coletados, os outros 10% acabam em terrenos baldios, córregos lagos e praças. Dos lixos
hospitalares produzidos, apenas 60% tem destinação correta, os outros 40% são depositados em lugares irregulares. “Reduzir a geração do lixo é o primeiro passo e a medida mais racional, que traduz a essência da luta contra o desperdício”. Com todo este potencial econômico, o mercado de reciclagem
no Brasil poderia propiciar melhora de condição social para milhares de famílias, que tiram sua rendar mensal dos lixões, das ruas. Existem leis que obrigam órgãos públicos a apoiarem, incentivarem e financiar projetos e cooperativas de reciclagem. Com grande número de brasileiros reciclando seu lixo,
a sustentabilidade é um fator que surge em seu dia-dia, tais como a diminuição no consumo de água, uso de energias renováveis, reutilização de água,
transformação de lixo orgânico em adubo e demais ações que possam contribuir para acabar com o desperdício de recursos naturais.
20
ASPECTOS ESTRATÉGICOS NA IMPLANTAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO INTERORGANIZACIONAL (IOS)
Cordeiro, Larissa M. (IC); Scandiuzzi, Fernando (O)
[email protected]
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O surgimento de uma economia informacional global, conhecida também como “Nova Economia” estende a competição no ambiente de negócios a
uma amplitude global, e não mais local ou regional (LAURINDO, 2001), graças às profundas transformações ocorridas neste ambiente econômico
durante os últimos anos, mais especificamente no desenvolvimento de novas estruturas organizacionais e na configuração dos mercados ao redor do
mundo. Em um ambiente caracterizado por mudanças, a Tecnologia da Informação (TI) é vista como um fator de viabilização desta integração em abrangência mundial, bem como de criação de novas estratégias de negócio, de novas estruturas organizacionais e de novas formas de relacionamento
entre empresas e entre empresas e seus consumidores. Neste ambiente contemporâneo de negócios, ocorre uma dinâmica competitiva extremamente
agressiva, por isso, as organizações estão enfrentando um cenário mais complexo e competitivo do que nunca (CHEN; LIN, 2009). Na tentativa de
emergir diante deste complexo e turbulento panorama, as organizações farão maior uso de mecanismos de coordenação baseados na TI para estabelecer relações interorganizacionais e incrementar em conjunto suas competências essenciais. Logo, o sucesso do negócio não é mais uma questão de analisar apenas a empresa isoladamente, mas toda a cadeia de suprimento, possibilitando um planejamento estratégico e tático global para a cadeia, além do operacional, para a organização. Nesse contexto, a evolução tecnológica provoca uma revisão profunda dos modelos organizacionais, alterando a natureza competitiva de muitas indústrias. A adoção da TI possibilita a redefinição das fronteiras organizacionais e das relações interorganizacionais, possibilitando a integração das empresas com seus clientes e fornecedores, levando à constituição de redes de cooperação e ao desenvolvimento
da capacidade de resposta das organizações às mudanças do ambiente. As novas TIs oferecem a infraestrutura necessária à integração de interesses e à
cooperação entre clientes, empresas e fornecedores. Neste âmbito, com a necessidade de dispor de ferramentas para apoiar esses paradigmas organizacionais com elevados requisitos de flexibilidade, de cooperação e de coordenação surgem os sistemas de informação empresariais em rede, que
permitem às empresas coordenarem-se com as outras a longa distância, ligando-as a seus clientes, distribuidores, fornecedores e, às vezes, até mesmo
com seus concorrentes e são denominados Sistemas Interorganizacionais. Estes sistemas proporcionam às organizações uma capacidade de conduzir
negócios que ultrapassa suas fronteiras, ligando eletronicamente consumidores e fornecedores, com o propósito de aumentar a eficiência e a eficácia
organizacionais (LAUDON; LAUDON, 2004). A partir dessas considerações, o presente estudo teve como objetivo verificar os aspectos estratégicos
na implantação e utilização de Sistemas de Informação Interorganizacionais (Interorganizational Information Systems - IOS). Através da análise de
tecnologias que facilitam de forma consistente à Nova Economia e são arquétipos conhecidos de Sistemas Interorganizacionais: o ERP II (Enterprise
Resource Planning II) e o EAI (Enterprise Application Integration), que surgiram nesse cenário como efetivas tecnologias que suportam e atravessam
fronteiras na gestão eficaz das relações intraempresarias.
DECISÕES DE FINANCIAMENTO EM PEQUENAS EMPRESAS DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO – SP
Rosa, Henrique; Pires, Lucas; Franco, Matheus
[email protected]
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O mercado atualmente oferece diversos produtos para suprir a necessidade de financiamento das empresas. Basta às mesmas decidirem quanto ao momento, a forma, o local e o motivo da procura por estes produtos. A presente pesquisa é motivada pelo interesse em se investigar a estrutura de capital
de micro e pequenas empresas, buscando evidenciar as principais linhas de financiamento adotadas por tais organizações, sejam elas de curto ou longo
prazo. O objetivo é traçar um diagnóstico da decisão do gestor quanto ao processo de escolha, analisando se há relações entre determinados atributos
das empresas com as fontes de financiamento utilizadas, além dos principais entraves e dificuldades encontradas pelos gestores na busca de financiamento. Em paralelo, as teorias e proposições de estrutura de capital vigentes serão confrontadas com os resultados da pesquisa, avaliando assim a aplicabilidade das mesmas no contexto de pequenas organizações e a existência de uma estrutura ideal para esse grupo.
GESTÃO DE EXPORTAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS
Gatti, Fábio C. (IC); Franco, Matheus S. (O)
[email protected]
Curso de Administração de Empresas - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Estudos voltados para empresas atuantes na área de comércio de equipamentos odontológicos constataram que atividades de exportação podem tornar
essas empresas competitivas no mercado, em face de alguns benefícios, como: a captação de recursos financeiros com juros abaixo do mercado interno;
a linha de crédito para exportação, como, por exemplo, ACC (Antecipação de Crédito de Câmbio); o favorecimento da uma melhor visibilidade no mercado interno; a conscientização da necessidade de melhoria da qualidade dos produtos, acompanhando avanços tecnológicos e tendo que capacitá-las
com certificações internacionais de sistema, exemplo: ISO 9001 e ISO 13485, e de produtos, tais como: CE e FDA, para estarem sempre de forma competitiva ao mercado externo; aumento do mix de produção e clientes, tornando-as menos dependentes e mais seguras quanto a possíveis crises internas
e externas, possibilitando manter o equilíbrio de seu Cashflow. No entanto, os parâmetros positivos possíveis através da inclusão das atividades de exportação exigem que haja minucioso e detalhado estudo da empresa, da situação mundial e da relação existente entre estes dois itens. O presente trabalho
destina-se, principalmente ao estudo e análise das técnicas de vendas e ferramentas disponíveis no mercado externo para alcançar o objetivo de crescimento nas exportações, considerando que após queda nas exportações em função da alta valorização do Real frente ao Dólar nos últimos anos, há a possibilidade da volta de crescimento no mercado externo. A contribuição esperada como resultado desta pesquisa e consequentes conclusões é que, com o
mapeamento do mercado atual das empresas neste segmento e com a devida comparação dos volumes de vendas atuais, dos volumes de vendas anteriores
às quedas devido aos fatores reversos para exportações e projetação do aumento a ser alcançado nestes mercados, possa-se verificar qual o prazo para atingir os objetivos em cada mercado e os volumes a serem alcançados. A relevância do setor escolhido se deve ao fato de que o Brasil é um polo importante de tecnologia e produtos de alto nível com custo x qualidade interessante e competitivo no mercado mundial e possui a segunda maior empresa em
produção no setor odontológico em todo o mundo.
21
FATORES COMPORTAMENTAIS QUE INFLUENCIAM AS DECISÕES DE INVESTIMENTO
Naccarato, José Paulo P.(IC); Franco, Matheus S. (O)
[email protected]
Curso de Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As finanças comportamentais buscam estabelecer que algumas variáveis econômicas não podem ser descritas pelas condições de equilíbrio da teoria
moderna, tendo em vista que as decisões financeiras tomadas são, muitas vezes, incompatíveis com atitudes baseadas em expectativas racionais. Esse
trabalho visa analisar os fatores psicológicos relevantes que interferem nas tomadas decisões de investimentos, um estudo relativamente novo no Brasil
e que vem apresentando grande crescimento e importância no campo de finanças. Utiliza-se um formulário para avaliar o comportamento das pessoas
diante de aspectos psicológicos que podem distorcer a identificação e a percepção dos fatos, o que levaria a uma decisão baseada em julgamentos individuais, nem sempre de acordo com o que propõe a teoria moderna das finanças, que se baseia na busca da maximização da utilidade esperada.
E-COMMERCE DE ACESSÓRIOS DE MODA: UM ESTUDO MULTICASO
Lupo, Vivian L. (IC); Miglioli, Afrânio M.(O); Marques, Dalton S.P.(CO)
[email protected]
Curso Gestão Empresarial - FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado - Ribeirão Preto
A internet é o meio mais utilizado pelos consumidores e atualmente, o comércio eletrônico, por ser um meio de constante evolução que se deve ao surgimento contínuo de novas tecnologias, permite que as empresas realizem negócios com maior eficiência e menor custo. Ao ligar a internet com a moda,
sabe-se que não se trata de um setor estático, a moda tem capacidade de movimentar vários mercados, como por exemplo, o financeiro e mercadológico.
E é por meio da aceitação do público-alvo que se torna lucrativo o retorno desse tipo de investimento. Este estudo discute o e-commerce de acessórios de
moda tendo como objetivo identificar quais são as estratégias e procedimentos para abrir um e-commerce de acessórios de moda, analisar as dificuldades
encontradas por outros empreendedores para abertura de negócios virtuais e conhecer o funcionamento operacional e financeiro de um comércio eletrônico. Fundamentado com base em diversos especialistas na área de comércio eletrônico e moda, para que os objetivos fossem atingidos, foi realizada uma
pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, a técnica de pesquisa utilizada foi o estudo de caso e possuindo como instrumento de coleta de dados o
formulário. Por fim, resulta em uma comparação entre dois e-commerces de acessórios de moda em quesitos como: frequência de compra, dificuldade na
abertura, investimento, retorno, tecnologia de segurança, formas de pagamento e entrega; expondo todo caminho percorrido por ambos desde a abertura
do e-commerce até a situação atual. Em relação a aspectos econômicos e sociais, tanto a internet como a moda são assuntos extremamente atuais que estão em constante crescimento e responsáveis por movimentar a economia do país de forma positiva.
22
Arquitetura e Urbanismo
23
PARQUE VERTICAL AÉREO, EXPLORANDO NOVAS DIMENSÕES PROJETUAIS
Medeiros, Danilo C. (IC); Fantini, Rita (O)
[email protected]
Curso de Arquitetura & Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O crescimento populacional mundial e a migração campo-cidade tornam cada vez maior a falta de áreas livres próximas aos centros urbanos, tendenciando ao espraiamento da cidade e ao uso constante do automóvel o que causa diversos problemas em função da qualidade de vida urbana e outros
aspectos administrativos. O trabalho, por meio do levantamento de técnicas variadas de utilização do espaço projetual nos meios urbanos, procura
questionar e relacionar novos métodos de apropriação dos limites da cidade através da intervenção aérea e subterrânea por meio do projeto de um parque ou área de utilização coletiva que se constroem nos interstícios das quadras e se multiplicam através de uma estrutura modular variável adaptativa.
De acordo com as teorias contemporâneas a favor do adensamento e verticalização, estudos arquitetônicos provindos do Japão e de alguns países orientais (objetivando a minimização espacial em virtude da necessidade) e o manejamento de mega estruturas no estímulo a sustentabilidade. Foi escolhida dentro da cidade de Ribeirão Preto/SP a área central, que assim como a maioria das demais cidades do mundo apresenta composição densa e vertical em comparação com outras áreas. Foram levantadas, além das características gerais, lotes e espaços potenciais (interstícios urbanos) de projeto que
estariam por sua vez inutilizados ou sub-utilizados. Através da escolha do local de atuação, iniciou-se o desenvolvimento de um projeto que tem como
objetivo compreender as características de “cidade-compacta sustentável” ao se estruturar em sentido vertical aéreo em meio aos edifícios e volumes
pré-existentes formando um complexo e rico espaço de interação, circulação e contemplação que extrapola o sentido regular que constitui a denominação de uma área pública de lazer, assim como um parque na transição de uma área originalmente vasta em meio à compreensão dos centros urbanos.
O projeto é integrado por estruturas modulares pensadas com o objetivo de adição ou subtração ocasional, seguindo o desenvolvimento da malha urbana
do entorno, oferecendo um programa que vise principalmente à interação e o uso alternativo de circulação e atividade dos habitantes locais, atraindo
pessoas e investimentos, o que viria a tornar mais eficiente o deslocamento e a “habitabilidade”, ou seja, a qualidade de vida na área em questão, fortalecendo demasiadamente as qualidades do crescimento vertical e evidenciando as potencialidades urbanas da teoria da compactação.
ÀS MARGENS DO CÓRREGO LAUREANO - SUBSÍDIOS PARA O PROJETO DE UM PARQUE LINEAR
VIANA, Lívia G.(IC); MIGLIORINI, Vera L. B. (O)
[email protected]
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho em questão tem como objetivo reunir subsídios para o projeto de um parque linear nas proximidades do córrego Laureano, localizado na
cidade de Ribeirão Preto. O fundamento básico do projeto é a requalificação, recomposição e tratamento da paisagem urbana no entorno do córrego,
que pode ser caracterizado como fundo de vale, que atualmente encontra-se degradado e com pouco aproveitamento. Para isso foram realizadas leituras
deste entorno envolvendo temas como: uso e ocupação de solo, mobilidade urbana, localização e distribuição dos equipamentos urbanos, além de estudos mais aprofundados da área de intervenção, que buscaram o entendimento de aspectos naturais como relevo e topografia, drenagem e vegetação.
Através destas leituras foi possível apontar as fragilidades e os pontos positivos da área de intervenção; e a partir delas, tendo em vista os objetivos
colocados anteriormente, foram definidas as seguintes diretrizes projetuais gerais: a ligação entre o campus da USP e o Parque Maurílio Biagi através
de um parque linear que, além do tratamento paisagístico adequado, receba linhas que favoreçam os meios não motorizados, tais como ciclovias e passeios de pedestres e também o transporte coletivo com um sistema de veículos leves sobre trilhos; a implantação de um centro de tratamento de água
para o córrego Laureano, pois o parque se localiza no prolongamento deste córrego, que atualmente é objeto de despejo de lixo e esgoto sem que haja
qualquer tipo de cuidado, podendo levar para os habitantes da área mau cheiro e doenças, além de permitir a proliferação de animais peçonhentos; a
destinação de áreas para implantação das habitações e pequenas empresas a serem realocadas; a permanência das chácaras já existentes para produção
de hortifrutigranjeiros, mediante a utilização de técnicas de cultivo ambientalmente adequadas; e a integração deste espaço com a área onde dos galpões
da CEAGESP, que além do Banco de Alimentos, deverá contar com um espaço que favoreça a instalação de atividades culturais.
PROJETO DE REQUALIFICAÇÃO DA PRAÇA SCHMIDT RIBEIRÃO PRETO - SP
Borguesan, Larissa S.(IC); Giacometi, Bruna C.(IC); Medezani, Maria D.P.S.(IC); Montagnani, Mariana M.(IC); Hernandes, Manuela M.(IC); Souza,
Thais A.(IC); Leite, Luciana A.F.(IC); Manzoli, Anderson (CO); Gatsios, Roberto P. (CO); Petenusci, Marcela C. (O)
e-mail: [email protected]
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O projeto teve como objetivo requalificar a Praça Schmidt (Ribeirão Preto – SP), buscando-se o resgate da identidade do lugar através do redesenho
urbano. O trabalho foi desenvolvido em três etapas. Na primeira etapa foram realizados os levantamentos necessários para a definição de diretrizes
projetuais, sendo contemplados os levantamentos das variáveis urbanas, dos valores da comunidade e dos valores históricos do local. Na segunda etapa foram realizados os levantamentos in situ necessários para o projeto da área de intervenção selecionada e a definição da implantação do projeto. Na
terceira etapa foi realizado o desenvolvimento do projeto de paisagismo a partir da implantação definida na etapa anterior. Partindo-se da análise dos
dados levantados, foram propostas ações para a requalificação da Praça Schmidt: Criação de um “memorial” da ferrovia em Ribeirão Preto no local da
atual fonte, abrigando a Maria Fumaça; Mudança do local do busto de Francisco Schmidt; Criação de praça cívica; Criação de área de apoio aos usuários da UBDS Central; Criação de núcleo para serviços e alimentação; Implantação de equipamentos de lazer – crianças/adultos; Sistemas de acesso
para pedestres entre as praças e entre estas e seu entorno; Eixo de circulação entre as praças e entre o memorial e a av. Jerônimo Gonçalves; Redistribuição e padronização de mobiliário; Redesenho do piso da praça; Redefinição da iluminação existente; Manutenção da vegetação arbórea existente
e troca da vegetação arbustiva e herbácea. Foram realizados os levantamentos in situ necessários para a realização do projeto do setor da praça Schmidt
que hoje abriga a fonte e o busto de Francisco Schmidt. Foi realizado o projeto do setor da praça próximo à Cervejaria desativada. Foi mantida a vegetação arbórea existente e foi realizada uma proposta com redefinição de equipamentos, de desenho de piso, de mobiliário, de iluminação e de vegetação
arbustiva e herbácea. Este projeto é resultado do trabalho desenvolvido por alunos e docentes no escritório modelo de arquitetura do Curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário UNISEB em parceria com a Secretaria de Cultura do município de Ribeirão Preto (SP).
24
HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL DE SUPERADOBE
Vacis, Natalia A. (IC); Migliorini, Vera L. B. (O)
[email protected]
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O objetivo desse projeto é elaborar uma alternativa sustentável com custo de execução reduzido, para proporcionar à população de baixa renda da cidade de Santa Rosa de Viterbo, moradias que se adaptem aos seus diferentes ciclos de vida. Inicialmente a proposta era de uma habitação de interesse
social, utilizando alguma alternativa sustentável que proporcionasse o mesmo conforto e segurança que uma casa de alvenaria tradicional, para facilitar o processo construtivo e torná-lo mais barato, em contraposição ao programa nacional de habitação determinado há 40 anos. Depois de examinar
algumas técnicas construtivas sustentáveis, a melhor alternativa encontrada foi o superadobe, pois além de atender todos os requisitos citados anteriormente é uma técnica nova, que apesar de ser utilizada em alguns lugares, é pouco conhecida até mesmo entre os profissionais da área. A cidade onde
o objeto de estudo seria implantado foi escolhida inicialmente pela facilidade de agrupamentos de dados necessários, tais como topografia, uso do solo,
gabarito e equipamentos urbanos presentes no entorno. Durante a escolha da localização optou-se por utilizar a gleba que tem como confrontante o
bairro Conjunto Habitacional Liliana Urtiaga Andreazza, mesmo local onde a prefeitura implantou um conjunto de 300 casas, destinadas à população
mais carente. A intenção era utilizar o loteamento existente e propor a substituição da alvenaria convencional pelo superadobe. No entanto, o traçado
ortogonal inicialmente proposto não se encaixa com o perfil orgânico da tecnologia escolhida, a melhor alternativa foi criar um projeto não só de um
tipo de habitação e sim projetar todo o conjunto, desde o desenho urbano e sua integração com o bairro existente e suas áreas destinadas aos equipamentos públicos e a área destinada para cada tipologia desenvolvida. Assim a flexibilidade do material será melhor utilizada, além de favorecer a implantação de vários tipologias de habitação, para atender melhor as necessidades dessas famílias.
O USO DA ANÁLISE VISUAL PARA ESTUDO DE ÁREAS VERDES URBANAS E SUAS POSSIBILIDADES DE USO: O
CASO DA ZONA LESTE DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO (SP)
Borguesan, Larissa S.(IC); Petenusci, Marcela C. (O)
e-mail: [email protected]tmail.com
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este projeto de pesquisa considera a análise visual para estudo de áreas verdes urbanas em zona de expansão urbana. O objetivo principal é analisar as
áreas verdes urbanos em estudo e propor possibilidades de uso, partindo-se de referências visuais urbanas estabelecidas na escala do pedestre. Será utilizada como área de estudo parte da zona leste do município de Ribeirão Preto (SP). Serão adotadas como referências de áreas verdes aquelas apontadas pelo Relatório desenvolvido pelo GT-ZUE. Este trabalho utiliza-se da metodologia de análise visual proposta por Cullen (2010) referentes aos valores óticos. Sendo assim, partindo de uma área de estudo pré-definida (bacias hidrográficas dos córregos das palmeiras I e II) e das áreas propostas
como áreas verdes pelo GT-ZUE para a zona leste de Ribeirão Preto, serão estabelecidos percursos e pontos visuais a serem analisados. Partindo-se de
tais análises, serão identificadas as referências visuais existentes nas áreas verdes, pontos de acesso visuais a estas e possibilidade de usos destes espaços.
A LEI CIDADE LIMPA E O PATRIMÔNIO HISTÓRICO-ARQUITETÔNICO DE RIBEIRÃO PRETO: MODULAÇÃO DE
UM PROJETO REFERENCIAL
Ricci, Angélica O. (IC) ; Deroldo, Meire T.O.1 (IC);
Carlucci, Marcelo (O); D'Andrea, Catherine (CO); Migliorini, Vera B. (CO);
[email protected]
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Lei Cidade Limpa (Lei nº 12.730) entrou em vigor na cidade de Ribeirão Preto em Janeiro de 2012. Seu objetivo é resolver o problema da poluição
visual urbana gerada pelos letreiros comerciais, tanto os indicativos- aqueles presentes nas fachadas dos edifícios comerciais, quanto os publicitários aqueles espalhados pela cidade em outdoors e placas. A remoção desses letreiros nos edifícios históricos do centro da cidade deixou à mostra a precariedade em que inúmeras fachadas se encontram, daí a necessidade de um projeto de revitalização controlado e criterioso. Com o objetivo de atender a
uma demanda de comerciantes de um imóvel situado na esquina da Rua General Osório com a Rua Tibiriça, o escritório modelo coordenado pelos
professores Catherine D'Andrea e Marcelo Carlucci aceitou o desafio de realizar um projeto referencial para outros casos congêneres na área. Os alunos
iniciaram as atividades dividindo-se em sete grupos. Cada grupo ficou responsável por um tema relativo a projetos comerciais - precisávamos criar entre os alunos um repertório comum para projetos nessa área - pesquisando temas como: comunicação visual, iluminação de fachadas, sancas, forros e
detalhes em gesso, vitrinismo (tipologia, tecnologia e conceito), legislação aplicada à fachada comercial, acessibilidade, materiais de acabamento e aspectos arquitetônicos relativos à lei Cidade Limpa. Essas pesquisas serviram para dar subsídios aos projetos. Em seguida foram realizados os levantamentos de cada uma das unidades comerciais através de visitas ao local, entrevista com os comerciantes e medições in loco, sendo que cada grupo ficou responsável por uma unidade comercial. Foram atendidos ao todo doze estabelecimentos listados a seguir: Ortobom colchões, Clinica Central
Dentista, Fonte Luminosa Chaveiro, Ramavi Cosméticos, TipTop Sorvetes, Cia das Alianças, Salgadinhos Alzira , Boutique Dirceu, JJ Novidades,
Ótica Silva, LC Modas e Hong Kong Pastelaria. Por fim foi realizado o projeto final de revitalização do edifício que teve como conceito básico a conciliação entre as adaptações necessárias à Lei Cidade Limpa e os procedimentos tecnicamente recomendáveis relativos à conservação e restauro de edificações de interesse histórico e patrimonial. A apresentação do projeto aos proprietários, juntamente com a entrega do memorial descritivo de obras de
restauro, ocorreu dia 13/08/2012 nas dependências da Secretaria Municipal de Cultura.
ANÁLISE DOS DIFERENTES TIPOS DE BIBLIOTECAS COM ÊNFASE NA BIBLIOTECA DE BAIRRO
1
Yuwanaga, Michele Y. (IC); Gomes, Sergio R. (O)
[email protected]
1
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário Filadélfia - Londrina
A biblioteca possui um papel crucial na transmissão da cultura e conhecimento. Neste trabalho serão abordados os tipos existentes de bibliotecas, levantados através de visitas, entrevistas e pesquisas bibliográficas, dando destaque para a biblioteca de bairro. As bibliotecas são classificadas de acordo
com suas funções, com o tipo de leitor que atendem e com a especialização dos assuntos a que se dedicam. Há vários tipos de bibliotecas, como: Infantil, Escolar, Universitária, Especializada, Especial, Nacional, Pública, Ambulante e Popular ou Comunitária, também conhecida como Biblioteca de
Bairro. Diante da pouca bibliografia sobre o assunto faz-se necessário uma abordagem que traga informações sobre o tema. As bibliotecas de bairro são
um equipamento de grande importância. Sua propagação pode estabelecer centros de disseminação da cultura, inseridos em meio a populações com dificuldades de acesso a informação. Desta forma seu estudo faz-se necessário e visa contribuir no estabelecimento deste tipo de equipamento.
25
PROJETO DE REVITALIZAÇÃO URBANA DA RUA JOSÉ BONIFÁCIO
Rossi, Nathália F.(IC); Bocchi, Vinicius. (IC); D'Andrea, Catherine (O)
Carlucci, Marcelo (CO); Migliorini, Vera B. (CO);
[email protected]
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este projeto se refere a uma atividade realizada pelo Escritório Modelo do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UNISEB coordenado pelos professores Marcelo Carlucci e Catherine D'Andrea que partiu de uma demanda proveniente da Secretaria Municipal de Cultura de Ribeirão Preto para a concretização do Plano Municipal de Cultura de janeiro de 2010. Neste documento evidencia-se o intento de tornar a cidade reconhecida com a chancela
de Paisagem Cultural do Café, categoria a ser expedida pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Para isso a Secretaria solicitou como primeira condição para a conquista da referida chancela a elaboração de um Inventário de Referências Culturais, um conjunto de estudos,
projetos e relatórios que demonstrassem junto ao IPHAN as qualidades que poderiam justificar a conquista dessa chancela. O trabalho com a Rua José
Bonifácio é parte deste conjunto de estudos. Seu valor patrimonial se justifica a partir de dois aspectos: o histórico, pelo fato de ter sido o primeiro corredor comercial do centro da cidade criado em função das demandas logísticas oriundas da estação de trem da Cia Mogiana, localizada no início do século XX, contígua à área estudada; e o arquitetônico, pelo fato de seu casario contar com exemplares significativos da arquitetura eclética do início do
século XX. Sobre esse segundo aspecto é que se desenvolveu nosso trabalho: o objetivo era mapear e conhecer esses edifícios. Para isso o grupo cumpriu com as seguintes etapas de trabalho: levantamento fotográfico da área, levantamento histórico, aplicação de questionários com os moradores e comerciantes, diagnóstico de uso do espaço urbano, relatório de níveis temporais dos elementos arquitetônicos, relatório de conservação geral dos imóveis e confecção de maquete volumétrica digital. Estes estudos produziram um prognóstico projetual – elenco de necessidades, partidos e conceitos projetuais a serem adotados para a revitalização – originando a segunda etapa dos trabalhos, quando o projeto foi efetivamente realizado. Como o número
de imóveis era muito grande, foi escolhida aleatoriamente uma quadra da Rua José Bonifácio (entre as ruas São Sebastião e General Osório) como modelo de revitalização a ser seguido nas outras quadras. Inicialmente foram feitos diagnósticos das fachadas dos imóveis desse trecho através de fotos,
medições e desenhos in loco. Esse levantamento gerou desenhos técnicos das fachadas com todas as informações construtivas sobre cada imóvel. Iniciamos então, o processo de projeto de revitalização dessas fachadas. Os parâmetros projetuais estabelecidos pelo grupo foram: retirada da comunicação
visual existente, que se apresentava bastante heterogênea caracterizando grande poluição visual; padronização de letreiros (letras caixa colocadas na alvenaria frontal); padronização dos toldos e marquises segundo modelo pré-definido; adequação de calçadas dentro das normas de acessibilidade da ABNT,
considerando principalmente regularidade de piso dos passeios e rampas de acessibilidade nas esquinas; adoção de um piso padrão; substituição de postes de iluminação e instalação de mobiliário urbano como bancos e lixeiras; pintura geral das fachadas com tons pasteis e restauração de elementos arquitetônicos relevantes. Cada edificação da quadra selecionada– 18 ao todo – foi detalhada em maquete eletrônica. A Prefeitura Municipal divulgou o
projeto como modelo para futuras intervenções e revitalizações urbanas no centro de Ribeirão Preto.
HOMEM, ESPAÇO E ARTE
Santos, Camila B. G.(IC); Vinas, Augustin M. (O)
[email protected]
Curso de Arquitetura e Urbanismo – Universidade Filadélfia UniFil- Londrina
A história mostra que as intervenções artísticas sempre estiveram presentes na vida das pessoas, sejam como pinturas rupestres, os teatros gregos, cânticos indígenas, escritas egípcias, entre outros. Foram por meio delas que a história da humanidade pôde ser contada. Atualmente essas manifestações
ainda são feitas e seguem com a mesma importância, seja para o lazer ou meios de se expressar uma crítica de algum fato ocorrido. Mesmo passando
por um tempo de censura muito forte a arte continuou livre e o que era antes feito nas ruas começam a entrar em lugares fechados, para que fosse contemplada de maneira mais direta, assim a arte modifica a cidade em harmonia com a mudança do cotidiano e estreita os laços entre o homem, espaço
e arte. Essa tríade gera a necessidade de construir novos projetos arquitetônicos, onde comporte o lazer e a liberdade de expressão, levando aos espectadores cultura, criando assim uma população mais consciente e equilibrada, pois o homem procura a arte quase como um instinto, já que com ela ele
pode se transportar a um mundo paralelo, podendo ser o super-herói da sua própria história. As manifestações artísticas sempre estiveram presentes em
grandes teatros ou museus, mas eram inacessíveis para a maioria da população, por isso uma explosão de movimentos artísticos a parte foi inevitável,
invadindo pequenos bares ou casas populares. Surgem então novos espaços apropriados, que acolhem esses artistas e suas mostras culturais. Portanto
a relação homem, espaço e arte traz consigo o poder de provocar a continuação da história.
USO DE PLACAS FOTOVOLTÁICAS E SEUS BENEFÍCIOS
Oliveira, Paulo F.(IC); Viñas, Agustin M. (O)
[email protected]
Curso de arquitetura e urbanismo - Centro Universitário Filadélfia UniFil- Londrina-PR
A placa fotovoltaica teve sua origem em 1839, com Edmond Becquerel, por meio da observação da diferença de potencial do metal (prata ou platina),
quando mergulhado em um eletrólito e exposto a luz. A primeira célula solar fotovoltaica foi feita de selênio, contudo por meio da evolução científica,
em 1954 foi anunciada a placa usando silício com uma eficiência de até seis vezes mais do que a anterior, sendo usado até nos dias de hoje. As células
em cascata ou tandem são sobreposições de várias células semicondutoras, cada uma otimizada para um determinado comprimento de onda de radiação,
para atingir altos rendimentos de condução. Há algumas formas de uso destas células fotovoltaicas, dentre elas a mais usada é o sistema autônomo, muito
utilizado no Brasil, o qual será apresentado nesta pesquisa. O sistema autônomo precisa de um sistema de armazenamento, papel destinado às baterias.
Para a proteção de sobre tensões (descargas excessivas) usa-se um controlador de cargas, caso as cargas não sejam compatíveis com a tensão da bateria,
ou seja, de corrente alternada, também se fará necessário o uso de um conversor ou um inversor de cargas. A instalação dessas células deve ser feita de
forma que todas fiquem posicionadas para a face norte e sua inclinação varia conforme a região, apresentando assim maior captação de luz, tendo assim
maior eficiência. O desempenho é bastante influenciado pela temperatura e pelo índice de radiação solar. Sendo que quanto maior a radiação solar, incidência de luz, maior será o aumento do potencial da corrente e logarítmico da tensão. Já com o fator temperatura (geração de calor), o potencial de corrente e logaritmo de tensão não se alteram, podendo até apresentar um decréscimo nesse potencial. Por isso, faz-se necessário as informações dos fabricantes quanto a potencia dessas células, pois é importante margear através de dados em tabelas, qual será a potencia de placa que se fará necessário em
uma determinada região. As vantagens e desvantagens são importantes para o uso dessa tecnologia, visto que uma grande vantagem é que se trata de
uma energia renovável limpa, sem fontes de poluição e a durabilidade desse sistema pode ser de vários anos com pouca manutenção, uma desvantagem
é que seu custo pode ser um pouco elevado no início, mas muito compensatório com o passar do tempo. Outra desvantagem é que essa energia não pode
ser produzida a noite. Sendo assim, nota-se a importância do uso de energia renovável por meio de células fotovoltaica, pois se faz importante no fator
econômico e ecológico por se tratar de uma energia, como citada acima, limpa e que não gera poluição, por isso se faz importante estimular o uso dessa
tecnologia.
26
REVITALIZAÇÃO PRAÇA DAS BANDEIRAS
Souza, Ana Paula M. (IC); Balsamo Bárbara (IC); Cardoso, Bruno (IC);
Negri, Letícia. (IC); Squarisi, Marilia . (IC); Balsamo, Melina . (IC); Migliorini, Vera ( O); Lima, Rita de Cássia (O)
[email protected]
Curso de Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho consiste na análise da revitalização da Praça das Bandeiras e seu entorno, para uma melhor qualidade de vida das pessoas, pois é uma praça
de muito movimento utilizada para passeio, descanso, lazer, e também tem o intuito de modernizar a praça. A Praça das Bandeiras está em total degradação, com muitos buracos, pouca iluminação, poucos pontos de ônibus, trânsito no entorno caótico, sem segurança, sem acessibilidade e conforto para
os cidadãos de Ribeirão Preto. Ela é muito utilizada para almoço, descanso, passeio, passagem, lazer, etc. Foi feito um projeto de revitalização melhorando estacionamentos, circulação do transito e de linhas de ônibus achadas de comércios, vegetação da praça e do entorno possibilitando um ar mais
fresco, ruas e calçadas, acessos para deficientes, e mobiliário urbano que permite varias formas de uso. Tudo isso para melhorar a qualidade de vida dos
comerciantes, moradores e visitantes da área.
ATIVAÇÕES URBANAS: ARTE ARQUITETURA CIDADE
Faga, Mari Anne (IC); Ferraz, Ana Lucia (O)
[email protected]
Curso Arquitetura e Urbanismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho consiste na elaboração de um objeto arquitetônico, com o objetivo de enfatizar a idéia de ARTE na cidade, inserindo em espaços urbanos,
localizados na cidade de Ribeirão Preto, a arte, a cultura e o entretenimento. Os espaços urbanos trazem diversas informações e possibilidades. Devido
à rotina, esses espaços acabam se ofuscando, o que é bem exemplificado pela expressão 'sou cego de tanto vê-lá', ocasionado por uma monotonia visual.
Por isso o fundamento básico do projeto é trazer para diversos tipos de comunidades algo a mais em suas vidas, e aproximá-las de atividades de cunho
artístico, muitas vezes pouco exploradas por falta de tempo, acesso e até desconhecimento, e também, causar situações inesperadas em seus cotidianos
a fim de "iluminá-los". Para entender o funcionamento da cidade e permitir o desenvolvimento da idéia projetual, utilizou-se de algumas leituras urbanas
e levantamentos em algumas áreas da cidade, de caráter técnico e outras leituras de caráter exploratório, usadas a fim de proporcionar o descobrimento
do espaço urbano e melhor adequação do projeto. Através do descobrimento dos espaços urbanos com um olhar mais puro a principio, foi pensado na
instalação de equipamentos de cunho artístico, cultural, informativo, que contemplam possíveis experiências urbanas no cotidiano das pessoas que ali
circulam, para que assim possam descongelar o hábito e sentir a cidade.
27
Ciências Contábeis
28
APLICAÇÃO DOS PRINCÍPIOS DA GOVERNANÇA CORPORATIVA NAS EMPRESAS EM PROCESSO DE ABERTURA
DE CAPITAL
Souza, Cristiane A.(IC); Oliveira, Sara F.(IC); Maciel, Andréia M. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Atualmente as empresas para manter sua posição no Mercado devem se organizar e padronizar seus processos de forma que haja excelência no trabalho desenvolvido. E uma das principais ferramentas utilizadas por essas organizações é a aplicação dos princípios da governança corporativa. Este estudo tem como proposito definir como devem ser aplicados os Princípios da Governança Corporativa em Processos de Abertura de Capital das empresas. A maneira encontrada foi a aplicação da Lei 11.638 e alinhando a estrutura organizacional da empresa para que a mesma possa receber os Princípios da Governança Corporativa nesse processo de abertura de capital. Para desenvolver esse artigo foram necessários o uso de algumas técnicas, como
entrevista, levantamento bibliográfico, pesquisa qualitativa exploratória descritiva e observação dos processos da empresa analisada. Os resultados alcançados com o estudo e analise desta organização foram vários, que vão da melhora na situação financeira a melhora nos processos da empresa. O ambiente de trabalho para os colaboradores também apresentou melhorias. Em Consequência as melhorias resultaram no aumento da qualidade nas informações proporcionando maior transparência e qualidade nas informações voltadas aos Stakeholders. Um dos principais impactos na aplicação dos princípios resultou na melhoria do meio social em que se insere. Melhoria que alterou o foco da empresa quanto aos seus clientes, investindo qualidade e
relacionamento diferenciado para atender as demandas. Em consonância seus serviços e produtos obtiveram uma alavancagem no mercado.
ANÁLISE FINANCEIRA NO SETOR COMERCIAL
Marcelino, Renata C.(IC); De Souza, Ingrid G. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho contribui para uma visão ampla, clara e objetiva sobre análise horizontal e vertical, indicadores de liquidez e ciclo operacional. Seu
desenvolvimento justifica-se por trazer conhecimento mais profundo em análises financeiras no setor comercial, pois restringir-se a conhecimentos técnicos e a instrumentos da administração financeira não é o bastante no crescente mundo dos negócios. As habilidades do administrador financeiro, como
senso crítico, visão, agilidade para tomada de decisões, ser estratégico, responsabilidade em assumir desafios para o presente e futuro, são cada vez mais
exigidas pelas empresas. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é analisar os relatórios contábeis das empresas Renner S/A de maneira a obter condições
de interpretar seus demonstrativos e efetuar uma análise voltada para o setor econômico. Como atentar-se para não cometer erros nas análises e, consequentemente, afetar as tomadas de decisões? Neste trabalho, pretende-se, envolver procedimentos de pesquisa bibliográfica e documental desenvolver
análises com precisão. Para tanto, a aplicação nos relatórios foi desenvolvida de maneira sutil e bastante minuciosa. Conclui-se que a análise financeira
é fundamental para medidas corretivas e uma efetiva tomada de decisão, deve abordar o estudo da viabilidade, a estabilidade do comércio e a lucratividade da empresa.
A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO NA CONSTRUÇÃO CIVIL
Souza, Juliana V.P ¹(IC) ; Barbosa, Simone S.¹(IC); Maciel, Andréia M. (O)
[email protected]
Curso Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Não é de hoje que as empresas enfrentam dificuldades em fazer um planejamento orçamentário eficiente capaz de trazer resultado positivo sem grandes
frustrações. Uma das grandes limitações ao fazer o planejamento orçamentário é a visão distorcida de que há em custo para fazer o planejamento, o devido controle e o acompanhamento desse controle, com dados atualizados e comentados, exigindo consequentemente esforços dos seus colaboradores,
o que em sua maioria gera indiferença daqueles que não o compreendem. Não que não haja o custo, porém com aplicabilidade do planejamento, o seu
retorno tende a ser satisfatório. Planejar é programar antecipadamente as ações realizadas nas empresas ao longo de um período, saber aproximadamente o quanto irá gastar, tendo como meta alcançar os objetivos traçados. Em virtude do desenvolvimento de nossas atividades profissionais estarem ligada
a área de construção civil diretamente ao financeiro e contábil, observou-se que é de grande importância orçar e planejar antes de iniciar qualquer projeto
ou obra e, as empresas alegam dificuldade em fazer esse tipo de planejamento, devido a falta de informação vinda de quem está diretamente ligada a
esses dados, o que consequentemente irá prejudicar todo o andamento. É preciso conhecer de forma completa o ramo ou tipo de atividade relacionada à
empresa para coletar informação precisa e essencial para o desenvolvimento do planejamento. O presente estudo propôs a seguinte pergunta: Quais são
as dificuldades em obter dados reais para elaboração do Planejamento Orçamentário? A pesquisa realizada é qualitativa e quantitativa, envolvendo pesquisa empírica, exploratória e explicativa, e com o auxílio de instrumentos de coleta de informações (questionários) e, utilizou-se também a técnica de
observação, que consiste em identificar com clareza que os dados para elaboração do planejamento foram extraviados. A pesquisa tem como objetivo
principal criar e propor um modelo de planejamento orçamentário, com auxílio de planilhas informatizadas contendo campos de fácil entendimento, a
fim de nortear os objetivos, e facilitar o controle de custos da empresa, e atender de maneira eficaz os seus usuários.
A PRESTAÇÃO DE CONTAS DO TERCEIRO SETOR
Damasceno, Patrícia Alexandria; Costa, Mariane (IC); Rogério Silva (O)
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Prestação de Contas do Terceiro Setor: o trabalho foi realizado, para esclarecer algumas dúvidas, sobre a transparência e fraudes que existem no Terceiro Setor (Instituições sem fins lucrativos), ao decorrer do trabalho é citado,algumas Ong´s como exemplo. A prestação de contas é necessária para a
população saber quanto foi gasto e para onde foi o dinheiro arrecadado. O Terceiro Setor vem sendo utilizado no Brasil e em outros países, para designar o conjunto composto de organizações sem fins lucrativos, cujo seu principal papel é a participação voluntária, fora do âmbito governamental, que
dão suporte as práticas de caridade, filantropia e mecenato voltadas para o direito de cidadania da sociedade. A ausência de informações ou o não cumprimento do destino dessas verbas pode ter como consequência a restrição dos recursos e até mesmo o corte deles. A prestação de contas do destino dos
recursos, não deve ser vista somente como uma obrigação, mais sim uma maneira de mostrar transparência em suas atividades. O terceiro setor ainda é
uma expressão pouco utilizada no Brasil e foi traduzida do inglês (third sector), que esta no vocabulário nos Estados Unidos. Começa a ser usada com
naturalidade no Brasil, como por exemplo, na GIFE (Grupo de Institutos Fundações e Empresas).
29
O IMPACTO DA PERÍCIA CONTÁBIL NA REVISÃO DE CÁLCULOS PREVIDENCIÁRIOS
Salgueiro, Camila T. (IC); Bueno, Luiz E. (IC); Silvério, Laís Pires (IC); Pontes, Guilherme L. B. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis – Centro Universitário UNISEB – Ribeirao Preto
Tal temática é muito interessante para uma pesquisa monográfica, pois aborda de modo amplo e ao mesmo tempo específico o estudo das relações
entre Perícia e Previdência, atreladas aos cálculos previdenciários, ou seja, sua finalidade é mostrar como o perito contador pode contribuir nas revisões
dos cálculos previdenciários, quais ferramentas podem ser adotadas, quais os procedimentos a serem seguidos e quais normas devem ser respeitadas de
modo a contribuir no esclarecimento das dúvidas da maioria dos aposentados. A divisão do tema foi feita com o intuito de mostrar os dois polos, Pericia
e a Previdência, desde conceitos iniciais até temas mais complexos, finalizando com a amostragem dos cálculos previdenciários. A finalidade do trabalho
é mostrar que o tema pode facilmente ser colocado em prática, sendo o passo inicial para a carreira do profissional de contabilidade que pretende se especializar em Perícia Contábil. Pré-estabelecemos dois objetivos: o objetivo geral, abordar o papel do profissional de contabilidade como perito em cálculos de revisões previdenciárias especializado na área, e o objetivo específico, analisar o trabalho do perito no processo de revisão previdenciária, realizando cálculos e revisões, estudando os casos e desenvolvendo uma ferramenta visando eficiência no resultado positivo e o menor número de erros. No
decorrer do trabalho responderemos os problemas de pesquisa que envolve: como o perito contábil pode contribuir nos processos de revisão previdenciária? Quais normas devem observar? Quais procedimentos podem ser adotados para buscar um melhor desempenho? É possível desenvolver uma ferramenta que facilite o processo de cálculos previdenciários? Com os resultados futuramente levantados pretendemos: descrever o trabalho do perito contador, analisar os dados da previdência social, gerar gráficos do resultado encontrado, conhecer e estudar as fontes de direito previdenciário, fazer um
estudo de caso real, desenvolver uma ferramenta que ajude nos cálculos, e o principal, analisar o impacto causado pelo perito contador no processo de
revisão. Todo o trabalho será desenvolvido com a metodologia de pesquisa bibliográfica e estudo de caso, contribuindo no esclarecimento das dúvidas
dos aposentados e pensionistas.
RECUPERAÇÃO E FALÊNCIA: ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADA AO PLANO DE RECUPERAÇÃO EMPRESARIAL
Stoppa, Camila F.1(IC); Nunes, Cleiton A. de S. (IC); Gonzalez, Taisa P. (IC); Nardi, Paula C.C. (O)
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Uma empresa tem objetivos sociais de satisfação básica, além de contribuir com a geração de riquezas, impostos e postos de trabalhos, sendo assim extremamente importante a sua continuidade. Este estudo tem como objetivo verificar se a análise do plano de recuperação de uma empresa e de suas demonstrações auxilia na identificação dos erros ou dos problemas que designam uma crise, e se esta dá subsídio para evitar a situação. O estudo de caso,
aliado com pesquisas bibliográficas e interpretações de leis específicas trouxeram as respostas ao problema: A análise da viabilidade do plano de recuperação de uma empresa auxilia na identificação de erros das empresas e dá subsídio para que estes erros sejam evitados? A análise dos dados obtidos
mostrou pontos relevantes, apontando para indícios dos problemas financeiros antes da crise ser efetivamente concluída. Baseados nos dados, foram indicados alguns motivos culminantes da crise e levantados pontos de atenção. Foi detectado junto às demonstrações financeiras que algo de errado estava acontecendo com as contas da empresa, havia um descompasso entre os prazos, grande necessidade de capital de giro além de um alto nível de endividamento. E esses indícios são corroborados ao verificar o plano de recuperação. Por meio deles foi possível identificar os problemas que levaram a
empresa a culminar a crise financeira e os principais erros cometidos pela administração.
SPED – CONCEITO E PECULIARIDADES DESTA FERRAMENTA, QUE ESTA LEVANDO ÀS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS A ERA DIGITAL.
Almeida, Alexandre A.(IC); Bravo, Nelson A. F.(O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este trabalho visa demonstrar a visão de uma importante e atual realidade cada vez mais presente na contabilidade, hoje no Brasil. Trata-se da implantação do projeto SPED que agregou as características como a velocidade e dinamismo da tecnologia digital com a sua capacidade de receptar, validar,
autenticar e armazenar documentos e informações contábeis em seu grande banco de dados, tendo como propósito a integração das informações contábeis aos entes fiscais. Sejam para beneficiar ou não aqueles que o utilizam, hoje SPED é uma realidade onde é cada vez maior o número de empresa
que passam atende-lo. Com base nestas informações demonstrarei a grande abrangência do projeto SPED, e seus subprojetos, alguns já em funcionamento e outros em testes e analises. Além disso, ao demonstrar as possíveis vantagens tanto para o governo e contribuintes como também para os próprios usuários da contabilidade. Este processo mostra uma nova forma de gerir a contabilidade, afinal o SPED incorpora informações de praticamente
todos os setores de uma empresa. Informações algumas de extrema relevância estratégica para empresa, sendo esta uma das preocupações entre os usuários do SPED. Porém este processo reforça ainda mais a importância do profissional contábil o recompensando pela sua responsabilidade, conhecimento contábil e principalmente sua pelo seu caráter ético diante da possibilidade de responder de forma civil e penal por seus atos. De acordo com os
aspectos acima informados podemos entender a importância do SPED não apenas para a área contábil e seus respectivos usuários, mas, além disso, a
importância deste projeto para todos os contribuintes e empreendedores. Utilizando pesquisas realizadas por diversas empresas de renomado nome no
segmento de consultoria e auditoria especializadas tanto na área contábil, sistêmicas e tributárias. Empresas essas como IOB, FISCOSOFT e outras.
Com isso confirmo meu o objetivo de tentar passar um retrato objetivo, claro e fiel da atual relação do SPED com seus respectivos usuários e assim confirmar e registrar a importância deste evento no cenário atual. Ao final deste trabalho espero despertar o interesse dos usuários da contabilidade, a esta
nova e importante ferramenta que mostra se mais um novo ramo de atuação para os profissionais que se arriscam pela contabilidade. Afirmo que este
trabalho não se restringe a uma simples pesquisa de mercado, mas sim uma analise própria realizada com base a várias analises e fatos relacionado ao
SPED de forma que permita ao próprio eleitor ao final deste trabalho realizar uma conclusão individual do projeto SPED.
30
MICRO EMPREENDEDORISMO INDIVIDUAL (MEI) NA REGIÃO DE RIBEIRÃO PRETO
Peixinho, Rafael T. 1(IC); Alonso, Talita. 1(IC); Maciel, Andréia M. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A atual conjuntura econômica brasileira revela o surgimento de um novo cenário empresarial, responsável pelo desenvolvimento de inúmeras possibilidades. O empreendedorismo nas pequenas e médias organizações tornou-se a aplicabilidade dos negócios, trazendo inovações e competitividade a todos os segmentos mercadológicos, representando assim, dois terços do setor privado. De forma geral, as características das pequenas empresas englobam produtos e serviços voltados ao consumidor final, atendendo necessidades básicas da população como alimentos e bebidas, vestuário, calçados,
móveis e moradia. Considerada a relevância das micro e pequenas empresas, este trabalho tem por finalidade abordar os principais benefícios e impactos da mais nova forma jurídica, denominada Microempreendedor Individual. Salvo, analisar a evolução patrimonial, econômica e financeira das empresas que optaram e/ou migraram para o MEI, bem como definir a importância dos controles internos destas empresas e verificar as principais mudanças ocasionadas na economia local em virtude da legalização de várias atividades informais. A metodologia utilizada para a realização deste, baseia-se
em levantamentos de artigos e dados bibliográficos, além da realização de um estudo de caso com uma empresa enquadrada no Simples Nacional que
sustenta a migração para o Microempreendedor Individual. O MEI, criado por meio da Lei Complementar nº. 128/2008, entrou em vigor em 1º de julho
de 2009, com o objetivo principal de diminuir a informalidade em atividades empresariais voltadas aos autônomos. Essa recente possibilidade jurídica
beneficia àqueles que desejam trabalhar na legalidade, possuindo um caráter de pessoa jurídica de forma, a assumir todos os benefícios inerentes a sua
figura empresarial, tanto quanto para com o fisco, como para com seus clientes, fornecedores e até, instituições financeiras. Nos últimos anos, a disseminação de informações sobre o Programa do Empreendedor Individual atingiu milhões de empreendedores em busca de agilidade, simplificação e benefícios, considerando principalmente o aumento do teto do faturamento anual em 2011. A formalização do Empreendedor Individual é feita na internet em
um endereço eletrônico oficial e específico, de forma gratuita. Entre as principais vantagens oferecidas por essa lei está o registro no Cadastro Nacional
de Pessoas Jurídicas – CNPJ (emissão de notas fiscais, tomada de empréstimos bancários), enquadramento no Simples Nacional (isenção dos tributos
federais: Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL), pagamento de um valor fixo mensal destinado à Previdência Social e, ao ICMS ou ISS. Portanto,
a adoção do MEI como regime de tributação, auxilia o desenvolvimento econômico de toda uma região e, consequentemente do país. Bem como, beneficia seus optantes de maneira a contribuir com a seguridade social e assumir uma baixa carga tributária sem burocracia, possibilitando ao empreendedor
lidar com a administração de seus recursos e, prosperar junto ao seu negócio.
O IMPACTO DA PERÍCIA CONTÁBIL NA REVISÃO DE CÁLCULOS PREVIDENCIÁRIOS
Salgueiro, Camila T. (IC); Bueno, Luiz E. (IC); Silvério, Laís Pires (IC); Pontes, Guilherme L. B. (O)
[email protected].com
Curso de Ciências Contábeis – Centro Universitário UNISEB – Ribeirao Preto
Tal temática é muito interessante para uma pesquisa monográfica, pois aborda de modo amplo e ao mesmo tempo específico o estudo das relações entre
Perícia e Previdência, atreladas aos cálculos previdenciários, ou seja, sua finalidade é mostrar como o perito contador pode contribuir nas revisões dos
cálculos previdenciários, quais ferramentas podem ser adotadas, quais os procedimentos a serem seguidos e quais normas devem ser respeitadas de modo a contribuir no esclarecimento das dúvidas da maioria dos aposentados. A divisão do tema foi feita com o intuito de mostrar os dois polos, Perícia e
a Previdência, desde conceitos iniciais até temas mais complexos, finalizando com a amostragem dos cálculos previdenciários. A finalidade do trabalho
é mostrar que o tema pode facilmente ser colocado em prática, sendo o passo inicial para a carreira do profissional de contabilidade que pretende se especializar em Perícia Contábil. Pré-estabelecemos dois objetivos: o objetivo geral, abordar o papel do profissional de contabilidade como perito em cálculos de revisões previdenciárias especializado na área, e o objetivo específico, analisar o trabalho do perito no processo de revisão previdenciária, realizando cálculos e revisões, estudando os casos e desenvolvendo uma ferramenta visando eficiência no resultado positivo e o menor número de erros.
No decorrer do trabalho responderemos os problemas de pesquisa que envolve: como o perito contábil pode contribuir nos processos de revisão previdenciária? Quais normas devem observar? Quais procedimentos podem ser adotados para buscar um melhor desempenho? É possível desenvolver uma
ferramenta que facilite o processo de cálculos previdenciários? Com os resultados futuramente levantados pretendemos: descrever o trabalho do perito
contador, analisar os dados da previdência social, gerar gráficos do resultado encontrado, conhecer e estudar as fontes de direito previdenciário, fazer
um estudo de caso real, desenvolver uma ferramenta que ajude nos cálculos, e o principal, analisar o impacto causado pelo perito contador no processo
de revisão. Todo o trabalho será desenvolvido com a metodologia de pesquisa bibliográfica e estudo de caso, contribuindo no esclarecimento das dúvidas dos aposentados e pensionistas.
Análise Gerencial em Empresas do Terceiro Setor
Murillio, Guilherme B.(IC); Guarnieri, Luciana C.(IC); Nascimento, Vinicius M. (IC); Maciel, Andreia M. (O).
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho versa a contabilidade gerencial em empresas do terceiro setor, e tem a pretensão de apresentar uma proposta inovadora por meio de
ferramentas gerenciais para compor um modelo de gerenciamento. A pesquisa empírica foi realizada em uma entidade que trabalha com deficientes visuais, e esta fornecerá todo o material de estudo. Os motivos pelos quais se escolheu estudar esse tema foram à carência que as organizações não governamentais (ONGs) têm em gerenciar suas atividades, desempenho econômico e fornecer informações relevantes para as pessoas diretamente ligadas ou
interessadas em suas atividades, e também fomos motivados pelo fato de estarmos realizando uma ação social, trazendo um importante beneficio para
essas organizações. O presente estudo justifica-se em explorar o tema e aprofundar o conhecimento em analise gerencial do terceiro setor. E, também,
conhecer melhor o universo de atuação para conseguir alavancar o projeto proposto. Os objetivos do nosso trabalho são: levar conhecimento e orientar
os administradores para uma melhor gestão dos recursos adquiridos por meio de doações e fazer com que a administração se torne mais transparente
possível, por meio de demonstrações trazendo maior interesse das pessoas em fazer doações, visto que estão cientes de onde os recursos estão sendo
aplicados. O objetivo geral do trabalho é explorar o tema e aprofundar o conhecimento gerencial por meio de análises comparativas do setor em estudo
e apresentar uma proposta de modelo gerencial para as organizações do terceiro setor. Em relação aos objetivos específicos temos: fazer desta prática
um hábito nas empresas, propor o gerenciamento como um todo e a analise do mesmo sempre estando atentas as mudanças no universo do setor estudado e elaborar um novo plano de negócios direcionado ao setor. O presente estudo tem a pretensão de responder o seguinte questionamento: Como deve ser realizada a analise gerencial em empresas do terceiro setor e como introduzir novas praticas a esse setor? É notório que este setor, ainda, passa
por uma fase de auto regulação de suas normas e sistemas, observou-se que sua gestão é falha em alguns aspectos, por isso é gerado um preconceito da
sociedade, pois não transmite com total transparência a aplicação dos recursos. A metodologia utilizada será a pesquisa do tipo qualitativa, exploratória,
descritiva e empírica em obras e artigos que tratam da contabilidade gerencial, e também, promover um estudo de caso voltado ao terceiro setor. Concluímos que atualmente a organização não faz uso de um plano para gerenciamento do seu negócio, de acordo com a pesquisa realizada a empresa utiliza a contabilidade de maneira superficial, ou seja, não gera informações relevantes para auxiliar nas tomadas de decisões.
31
SIMPLES NACIONAL – ESTÍMULO A FORMALIZAÇÃO DOS PEQUENOS EMPRESÁRIOS
Alves, Camilla C. R.¹(IC); Chaves, Josemeire T.¹(IC); Bravo, Nelson Luiz F.(O)
[email protected]
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
Nosso trabalho tem o intuito de estimular os micro e pequenos empreendedores, assim como os empreendedores individuais a estarem de acordo com
a legislação vigente no país. A presente pesquisa vem ressaltar também os impactos trazidos com a formalização, tanto para o lado do empreendedor
quanto para a sociedade. Desta forma, visamos atingir os empreendedores informais, evidenciando fatos que, apesar da legislação brasileira ser tão burocrática, existem também opções que favorecem o crescimento das empresas. Nosso estudo tem como objetivo principal demonstrar aos empresários
que ainda se encontram na ilegalidade, as vantagens de se enquadrarem na sociedade como empresas devidamente responsáveis, tanto politicamente,
quanto eticamente corretas. O problema da nossa pesquisa foi identificar quais os impactos que a formalização pode causar em micro e pequenas empresas. A metodologia utilizada para elaboração do trabalho foi através de pesquisas bibliográficas, interpretação de leis específicas e análises de índices que podem ajudar no enquadramento das empresas objeto do estudo. Podemos concluir que nosso estudo demonstrou com clareza através de dados
e informações que a informalidade não trás vantagem alguma e que para aqueles que buscam a formalização, existem diversos benefícios a que possam
usufruir como a Lei Complementar 123/2006 que trouxe o regime de tributação simplificada, fazendo com que os impostos para micro e pequenas empresas fossem tratados de forma diferenciada. O Simples Nacional beneficia pequenos empreendimentos com uma importante redução da tributação o
que contribui significativamente para a sobrevivência e desenvolvimento destes. O sistema brasileiro é burocrático, existem as obrigações que não são
poucas, mas se os micro e pequenos empreendedores souberem aproveitar seus direitos e tirarem deles o melhor proveito possível, existe uma grande
probabilidade de se manterem sólidos e atuantes no mercado competitivo.
AUXÍLIO DA CONTABILIDADE NA ATIVIDADE AGRÍCOLA
Martesi, Elisângela O.1(IC); Pontes, Guilherme Luiz B. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A importância de uma administração financeira eficiente tem despertado o interesse de produtores rurais, pois problemas de taxas de juros altos, inflação nos custos e alterações constante nos preços de venda dos produtos devido à lei da oferta e procura, exigem do produtor tomar decisões financeiras
urgentes. Porém em muitos casos alguns produtores ainda não despertaram para essa realidade e mantêm a contabilidade apenas para sua declaração do
imposto de renda. Diversos agricultores de pequeno porte tem pouco controle sobre os custos da produção e destinação das receitas, misturam seu patrimônio pessoal com as dívidas da atividade agrícola e vice-versa, existe resistência em aceitar uma nova forma de organizar-se contabilmente. Os agricultores sabem da grande importância do setor primário, porém muitos não enxergam uma empresa, e sim como uma forma de adquirir o seu próprio
sustento. Entretanto o controle financeiro é essencial para avaliar a rentabilidade e sustentabilidade do negócio. Há muitas razões para utilizar as informações contábeis, com ela é possível avaliar lucratividade, liquidez e risco do negócio. O objetivo do estudo foi utilizar os conhecimentos contábeis
para auxiliar na gestão do negócio de pequenos produtores agrícolas. O método utilizado para desenvolvimento do trabalho foi pesquisa bibliográfica
e entrevista com o agricultor. Os conhecimentos adquiridos com as pesquisas foram essenciais para entender o cotidiano do agricultor e analisar o que
poderia ser melhorado. Conclui-se que produtor deve estar bem informado sobre o mercado e as condições necessárias para o plantio. De acordo com
Crepaldi, conhecer as condições de mercado e recursos naturais é importante para decidir o quê, quanto e como produzir, como controlar a atividade em
andamento para depois avaliar os resultados obtidos. Isso se resume à administração rural que auxilia na tomada de decisão com o fim de otimizar o resultado econômico e manter a terra produtiva.
SUBSTUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROGRESSIVA
Prado, Taciana; Bordonal, Mara Estela de Moraes; Bravo, Nelson (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Diante de uma carga tributaria alta no Brasil, atualmente umas das queixas mais recorrentes entre todos os brasileiros é peso que a carga tributária tem
exercido na vida das pessoas e das empresas. Ela representa um significativo montante financeiro, do qual interfere diretamente no resultado econômico da empresa. Atualmente o sistema tributário brasileiro é composto por gama de muitos tributos entre todas a esferas, federais, estaduais e municipais,
o que nos leva para uma complexibilidade de normas para regulamentar os tributos. As empresas por sua vez têm departamentos específicos para cuidar
exclusivamente da administração tributária. Esse por sua vez, tornou-se indispensável, para que as empresas consigam uma economia legal dos tributos
que na somatória dos custos e despesas, mais da metade do valor é representada pelos tributos, sendo assim, fica imprescindível a adoção nas empresas
de um sistema de economia de tributos legal. O planejamento tributário esta cada vez mais presentes em todas as empresas, tornou-se de extrema importância, considerando a complexidade da legislação tributaria brasileira, necessitando assim de entendimento especializado, sendo que esse conhecimento não compete totalmente aos gestores das empresas. O conceito dado pelo CTN(lei nº 5.172/66) em seu art.96 é adequado e suficiente para nosso
estudo: “Art.96. A expressão legislação tributária compreende as leis, os tratamentos e convenções internacionais, os decretos e as normas complementares que versem, no todo ou em parte, sobre tributos e relações jurídicas a eles pertinentes.” Podemos dizer que planejamento tributário é um estudo
feito preventivamente dentro das empresas, antes de serem realizados os fatos administrativos, é utilizar-se de meios legais, para reduzir a carga de tributos, trazendo benefícios para os negócios. Esse também é uma atividade administrativa desenvolvida dentro da contabilidade tributária que procura
demonstrar as informações para que as decisões sejam tomadas de forma coerente qual a melhor opção de tributação a ser escolhida. O conceito de tributos pode ser encontrado no Código Tributário Nacional (CTN) que em seu art. 3º define: “Art. 3º - Tributo é toda prestação pecuniária compulsória,
em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa
plenamente vinculada”. O mau Planejamento tem seu perigo em resultar em evasão fiscal, que é o resultado da carga tributária descumprindo determinações legais, sendo classificadas com crimes de sonegação fiscal. Viabilizando a delimitação do tema e sua aplicabilidade prática este trabalho terá como objetivo falar sobre a substituição tributária.
32
CARACTERÍSTICAS DA TRIBUTAÇÃO DE EMPRESA DE SERVIÇOS DE OBRAS DE INFRAESTRUTURA DO BRASIL
NO URUGUAI
Silva, Itatiane M.(IC); Georgetti, Anderson(IC); Nardi, Paula C.C. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com a globalização o mundo ficou muito próximo, tendo as economias em convívio continuo, porém em cada país existe uma cultura, política e economia, diante disso as empresas se deparam com legislações diversas ao se aventurar em outros países. Para abrir uma empresa em país que não é o seu
de origem o empresário necessita de uma análise tributária que demonstre a viabilidade do projeto para que possa tomar a decisão com base em informações consistentes, pois um planejamento tributário bem aplicado pode trazer a entidade uma economia em relação a pagamento de impostos. Dentro
desse contexto a pesquisa procurou identificar se há diferença no estudo de viabilidade no escopo tributário para a instalação de empresas do Brasil no
Uruguai, através da análise do sistema tributário uruguaio e a sua aplicação na empresa brasileira do ramo da construção civil. Durante a pesquisa foram
utilizados os dados contábeis da empresa brasileira do exercício de 2011, a legislação uruguaia e a brasileira; a análise do sistema tributário do Uruguai
foi a base para a aplicação da legislação tributária deste país na empresa, resultando nos impostos incidentes e pagos pela empresa no Uruguai. A partir
disso foram comparados os impostos pagos no Brasil e no Uruguai, por meio do qual verificou-se que o sistema tributário do Uruguai é simplificado e
tem maior incidência sobre o consumo do que sobre a renda, para a empresa brasileira em questão não é viável se instalar no Uruguai analisando apenas
o escopo tributário, pois a carga tributária no Uruguai é maior que no Brasil para esta empresa neste período.
GERENCIAMENTO DE RESULTADOS E A RELAÇÃO COM A REMUNERAÇÃO DA ADMNISTRAÇÃO
Buzzo, Lidiane F. F.(IC); Buzzo, Luíza Giovanna F.(IC); Castro, José A.(IC); Nardi, Paula C. C. (O).
lidianefl[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O Gerenciamento de resultados tem por definição a manipulação das informações contábeis que interferem e distorcem propositalmente ou não os relatórios contábeis. Através da teoria da agencia o agente toma decisões para maximizar sua utilidade pessoal por isso nem sempre age em favor do principal, isso mostra um comportamento discricionário por parte dele onde pratica atos com liberdade de escolha de sua conveniência e oportunidade, já
que sua remuneração varia de acordo com o resultado gerado pela Cia. Por meio da literatura existente sobre o gerenciamento de resultados as empresas
exercem a pratica por conta de falhas nas normas contábeis e com o intuito de reduzir a variabilidade dos resultados, mantendo a credibilidade com gestores, evitando a divulgação de perdas contábeis. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa foi identificar se há relação entre o lucro e a remuneração da
administração. Para tanto, utilizamos uma amostra composta por 30 empresas com capital aberto listadas no segmento Novo Mercado da BMF&Bovespa
e aplicamos o teste de media não paramétrico U de Mann-Whitney, através do software SPSS Statistics, para comprovar se há diferença significante e
positiva entre remuneração variável e lucro. Como resultado verificou-se que há relação positiva entre a remuneração variável e o lucro, pois os valores
das remunerações acompanham o lucro nos anos de 2010 e 2011, se há redução do lucro a remuneração também reduz se há aumento do lucro a remuneração também aumenta.
SISTEMAS DE INFORMAÇÕES CONTÁBEIS DENTRO DAS MICROS, PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS
Bega, Antonio Marcos Lemos.
[email protected]
Curso Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
Um Sistema é um conjunto de elementos integrados que se relacionam entre si, de modo harmônico, formando um corpo único, especificamente identificado, cujas operações concorrem para o alcance de um objetivo comum. Os Sistemas podem ser fechados ou abertos. Os Sistemas fechados não
trocam informações com o ambiente externo em que atuam é o caso de equipamentos veículos e máquinas. Os Sistemas Abertos são os que interagem
com o meio em que atuam como é o caso do Sistema Empresa, que é formado por outros Sistemas menores (Institucional, físico-operacional, social,
organizacional, gestão e de informações), melhor denominados de Subsistemas. A teoria afirma que todo Sistema é composto por entrada (inputs), processamento e saída (outputs). Os Sistemas de Informações são alimentados por insumos (informações brutas ou não) vindas do meio ambiente, as quais
são processadas por cada componente e transformada em novos insumos (informações processadas) que são devolvidos ao meio ambiente. Os exemplos
mais comuns são os Sistemas de Informática formados por programas de computadores, que processam dados, transformando os em informações (dados trabalhados). A informação é o insumo mais importante num Sistema, principalmente num Sistema Contábil de uma organização. Os Sistemas de
informações devem ser utilizados nas organizações para fornecer informações atualizadas e exatas. Para isso, coletam, selecionam e divulgam as informações processadas, as quais contribuem para tomada de decisão dos gestores. As entidades públicas assim como as empresas, são um Sistema aberto
em função de trocar informações com o público interno (dirigentes, servidores, prestadores de serviços, etc) e com público externo (contribuintes, fornecedores, outras entidades públicas, etc). O Sistema tem a finalidade de facilitar a pratica de boas técnicas contábeis de modo a produzis informações
de natureza financeira, orçamentária, econômica e patrimonial, para que seus usuários sejam supridos de dados confiáveis e exatos na sua tomada de
decisão esse Sistema de informação que na realidade faz parte de um Subsistema, faz parte de um Sistema maior que um Sistema de empresa. Por tanto,
deve acumular e gerar informações por meios de seus demonstrativos e relatórios contábeis por todos os departamentos da organização. Um Sistema
amplo e eficiente contribui para evitar trabalhos futuros, pois elimina a necessidade de manutenção simultânea de outros Sistemas de informação, tais
como: folha de pagamento de salários, contas a pagar, contas a receber, execução orçamentária, estoque, patrimônio, financeiro e outros departamentos.
Todos esses outros Subsistemas de informações devem estar integrados ao Sistema contábil de modo que ele funcione como único Sistema de informação financeira numa organização.
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO: LUCRO REAL E LUCRO PRESUMIDO NA CONSTRUÇÃO CIVIL
Gonçalves, Camila C. S.(IC); Ramos, Karina A.(IC); Camargo, Alessandra S. S. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com o mercado global aberto, a concorrência torna-se cada vez maior, por isso as corporações devem sempre buscar meios de diminuir seus
custos para que se conservem competitivas no mercado. No Brasil, uma das grandes dificuldades enfrentadas pelos empresários é a alta carga tributária, que onera pesadamente os produtos e serviços bloqueando a continuidade e a concorrência das empresas. Onde neste panorama destaca-se o papel da contabilidade que pode e deve atuar como instrumento na gestão tributária, visando o planejamento tributário. Esse que quando feito,
busca formas legais de amortizar os gastos com tributos, a chamada elisão fiscal. Exemplificando de como fazer o planejamento tributário, usaram-se
informações fornecidas pela contabilidade de uma empresa de construção civil, nas quais por meio de comparações verificou-se que o melhor regime
de tributação a ser adotado por elas, lucro presumido ou lucro real ao longo de três anos. Para um projeto de planejamento tributário eficaz é imprescindível se fazer uma previsão a cada período das receitas a serem auferidas e das despesas incorridas para adotar -se o regime mais condizente
com a realidade atual da empresa Assim, concluiu-se que o ideal para a melhora da economia tributária, seria que a empresa principal adotasse o lucro real juntamente com sua filial um, e a filial dois adotasse o presumido. No entanto, deve-se rever a opção do regime de tributação a
cada abertura de ano, pois nem sempre o regime adotado em uma ocasião será o melhor para o ano seguinte.
33
NÃO INCIDÊNCIA DAS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PIS/PASEP E COFINS SOBRE RECEITA DE VARIAÇÃO CAMBIAL
POSITIVA DECORRENTE DE OPERAÇÃO DE EXPORTAÇÃO
Ninin, Taise R.(IC); Guimaraes, Glauco P. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis- Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O que mais incide como maior registro nas dificuldades enfrentadas pelos profissionais, contadores e assessores, é o emaranhado legislativo que informa a incidência das contribuições sociais, mais especificamente quanto às rubricas do PIS/PASEP e COFINS, que se obrigam aos contribuintes pela sua
incidência sobre a receita. Aqueles profissionais estão confortáveis quando a identificação da estrutura das regras, no entanto, encontram a maior dificuldade para a determinação da incidência quando se deparam com a diversidade das legislações paralelas, ou seja, o conjunto de normas expedidas pelos
órgãos administrativos que sob o argumento da “simplificação” na interpretação da regra maior, acabam por “complicar ainda mais”. Temos em diversas
normas interpretações casuísticas, ou seja, aquela que interessa apenas ao interprete, é o que ocorre com normas expedidas pela Secretaria da Receita
Federal, que às edita sempre com fulcro da arrecadação. No tocante às contribuições sociais PIS/PASEP e COFINS, que incidem sobre a receita da atividade, assim como sobre outras receitas do contribuinte, como receitas financeiras, ou seja, as que se originam de atividades que nem sempre são de
sua finalidade constitutiva, pois incidem sobre rendimentos, receitas, auferidas em investimentos, e também sobre a receita decorrente da variação cambial positiva quando do fechamento de cambio, onde tal operação, suportada financeiramente por moeda estrangeira, resultou em “receita financeira”.
Este trabalho visa discutir especificamente a incidência das contribuições sociais PIS/PASEP e COFINS sobre a parcela relativa à variação cambial positiva na receita oriunda de exportação, tendo em vista que dispositivo constitucional Artigo 149, § 2°, I da CF/88, reza que, as contribuições sociais,
não incidiram sobre as receitas “decorrentes” de exportação.
ATIVO BIOLÓGICO: DESAFIOS NO RECONHECIMENTO E MENSURAÇÃO DO ATIVO BIOLÓGICO CANA-DE-AÇUCAR
Bardella, Michelle.A. (IC); Jaen, Sueli R.G.(IC) ;Pinto, Maílson.S.(IC); Pontes, Guilherme (O)
Curso de Ciências Contábeis – Centro Universitário UNISEB
O objetivo deste trabalho é fazer uma análise dos impactos que as empresas sofreram com a adoção do valor justo para contabilização dos ativos biológicos. Com a convergência das normas internacionais de contabilidade, a partir de 2010 todas as demonstrações financeiras das empresas teriam que refletir o cpc 29, o qual traz a obrigatoriedade da avaliação e divulgação do valor justo dos ativos biológicos das empresas, ou seja, em cada encerramento
do exercício devem avaliar os seus ativos utilizando a metodologia do valor justo. Desta forma todos os ganhos e perdas resultantes da transformação de
ativos biológicos passam a ser reconhecidos em cada demonstração, antes qualquer ganho ou perda somente era reconhecido no momento da venda dos
ativos biológicos. No momento do reconhecimento inicial e final de cada período de apresentação das demonstrações financeiras e de acordo com a norma devem ter seu valor justo determinado com a sua localização e condições presentes, conforme cotação em mercado ativo, exatamente pelo fato dos
ativos biológicos serem dotados de vida e se encontrarem em processo de constante evolução (nascimento, crescimento, degeneração e morte), surge a
dificuldade em se encontrar um mercado ativo, que de acordo com o CPC 29 nos casos de ausência de mercado ativo outras abordagens devem ser levadas em consideração como, preço de mercado da transação mais recente, preço de mercado de ativos similares, padrões do setor e se ainda não for
possível estabelecer o valor justo deve-se fazer uso do fluxo de caixa líquido esperado do ativo, descontado a taxa corrente de mercado, para a definição
do valor justo, talvez este seja o principal desafio para as empresas brasileiras que atuam neste segmento, ou seja, na transformação de animais vivos ou
plantas para a venda, a mensuração dos ativos biológicos durante o período de crescimento, produção e procriação é o grande desafio a ser vencido pelas
empresas. Portanto o processo de convergência traz desafios para o Brasil, traduzidos no pioneirismo na produção de conhecimento, subjetividade na aplicação do fair value e na obrigatoriedade da observância de procedimentos indispensáveis para o correto reconhecimento, mensuração e evidenciação
dos ativos biológicos.
A IMPORTÂNCIA DO CONTROLE INTERNOS NAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
Souza, Leonardo R.(IC); Júnior, Robson S.(IC); Amancio, Ronan P.(IC); Pontes, Guilherme B. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No Brasil, o controle interno esta cada vez maior, mas, ainda é confundido com a auditoria interna. Ele é definido como normas e procedimentos adotados pela empresa para melhor gerenciar seus procedimentos, com o objetivo de proteger seu patrimônio, ao contrario da auditoria interna que fiscaliza e revisa as normas e procedimentos adotados e avaliam se são cumpridos e se os mesmos são eficientes e eficazes. Podemos definir que o Controle
Interno é uma ferramenta de auxilio à auditoria externa nas organizações. Um sistema de controle interno apropriado minimiza os riscos da auditoria e
consequentemente a extensão das metodologias a serem adotados pelo auditor, uma vez que a Auditoria Externa tem como finalidade a emissão de parecer sobre a adequação das demonstrações contábeis, consoante aos princípios fundamentais de contabilidade e as normas brasileiras de contabilidade.
O auditor, nos exames de controle interno, tem por responsabilidade e dever, verificar os procedimentos e rotinas dos principais setores da entidade verificando se as informações que alimentam a contabilidade são confiáveis. Os setores analisados devem ser, em resumo: Departamento de vendas/faturamento; Departamento de compras/custos; Departamento de Recursos Humanos e Pessoal, bem como evidenciado em estudo de caso.
PERÍCIA PREVIDENCIÁRIA: CÁLCULOS PREVIDENCIÁRIOS E AÇÕES REVISIONAIS
Botto, Renata A. (IC); Pontes, Guilherme L. B (O).
Renata-bo [email protected]
Curso de Ciências Contábeis – Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto
Este trabalho tem como objetivo, mostrar os tipos de aposentadoria, como são feitos os cálculos para chegar ao valor do benefício e as ações revisionais.
Normalmente são advogados que entram com o pedido de revisão de um benefício, quando um segurado não está de acordo com o valor que está recebendo. Há uma porcentagem bem alta de benefícios que não são pagos de acordo com o que é devido de direito, ou seja, o INSS não faz a correção necessária e paga o valor desatualizado, com isso, os beneficiários entram com essa ação com grandes chances de ser deferida. Será apresentado também
um gráfico com as fases processuais da ação revisionária.
34
ANÁLISE DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DIFERENÇAS NO ÍNDICE BCGI DE EMPRESAS BRASILEIRAS DE
CAPITAL ABERTO: COMPARATIVO ENTRE EMPRESAS QUE EMITEM E NÃO EMITEM ADR
Malveste, Andreia C.(IC); Campi, Lucas (IC); Sousa, Renata C.(IC); Nardi, Paula C. C. (O).
[email protected]; [email protected]; [email protected]
Ciências Contábeis – Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A governança corporativa é um sistema de gestão pelo qual as sociedades são dirigidas e monitoradas, envolvendo os acionistas, cotistas, conselho de
administração, diretoria, auditoria independente e conselho fiscal. O objetivo foi verificar se as empresas brasileiras de capital aberto que emitem ADR
apresentam melhores índices de governança corporativa comparada às que não emitem ADR. A pesquisa f feita com base nas empresas que emitem ações no exterior e outras que não emitem, analisando o período de 2008, 2009 e 2010 das divulgações feitas, aplicando o método do BCGI – Brazilian
Corporate Governance Index que é composto por 15 perguntas divididas em 4 etapas buscando analisar qualitativamente estas empresas. A análise foi
feita de forma binária (0,1). Ao final somam-se os pontos verificando a quantidade da somatória de cada empresa, que pode variar de 0 a 15, quanto
maior a pontuação melhor é considerado o seu nível de governança. Para se investir com segurança é necessário conhecer onde se investe e esta pesquisa traz por meio de um conjunto de respostas o grau de governança corporativa de cada empresa, o que quer dizer que, quanto maior o nível de governança corporativa exercida por ela, mais clara e fidedigna são suas demonstrações, tornando-as confiáveis para um investimento menos arriscado. A
discrepância esperada entre os indicadores não se mostrou, dada a sutil diferença entre as empresas que emitem das que não emitem ADR. A conclusão
que se chega é que diferente do pensado anteriormente, as empresas que emitem ADR continuaram em um padrão aproximado ao que já vinham seguindo, enquanto as que não emitem tiveram uma melhora após o advento da nova lei de internacionalização, da qual foi exigido que se publicassem em
IFRS/US GAAP, ou seja, as empresas que estão atuando no exterior se estagnaram enquanto as que negociam apenas no mercado brasileiro procuraram
melhorar suas informações através das demonstrações e ações corporativas.
A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE NO SETOR AUTOMOTIVO: OPERAÇÕES GERENCIAIS PARA TOMADAS
DECISÕES NA VENDA DE VEÍCULOS
Carvalho, Paulo H.(IC); Maciel, Andreia M. (O).
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O setor automotivo brasileiro é reconhecido globalmente por sua capacidade de inovação, especialmente no desenvolvimento e na fabricação de carros
compactos e multicombustíveis. No momento em que o mercado busca produzir modelos de baixo custo, de consumo reduzido e menor impacto ambiental, essa é uma vantagem competitiva importante para o Brasil, considerando que o setor passa por mudanças que definirão o novo cenário global.
Muitos na área de contabilidade dispõem do conhecimento e da experiência profissionais em todo o mundo para apoiar o desenvolvimento de soluções
para os principais desafios da indústria automotiva. As projeções indicam um crescimento médio do mercado automobilístico. Ainda que considerando
as projeções positivas, a indústria brasileira precisa melhorar sua competitividade para garantir seu lugar entre os líderes do setor automotivo. Com isso
surgem as ferramentas gerenciais da contabilidade que permite a tomar decisões no objetivo de acompanhar esse crescimento. Dessa forma por meio da
contabilidade, esclarecer gerencialmente os novos desafios do setor automobilístico, sendo o principal a melhoria de desempenho de crescimento e redução de custos, surgindo assim o problema de pesquisa: Há possibilidade de existir uma contabilidade especifica no setor automotivo com suas ferramentas gerenciais e estratégicas, já que o setor tem um grande índice de crescimento futuramente? O método adotado para tal estudo surgiu na análise
no cenário econômico e posição no mercado, que possibilitou a busca dos resultados obtidos e os números que veio decorrente de cada ponto estudado.
Concluiu-se que o sucesso das revendedoras de veículos surge da visão estratégica do contador e análises realizados pela controladoria com ferramentas
gerenciais perante o mercado Premium, afinal, para investir em uma distribuidora de veículos o empresário deve ter disposição, interesse e condições de
dar orientação a todos os setores envolvidos na operação da organização. Para tal, é necessário que o responsável seja capaz de entender os princípios
subjacentes ao sucesso e ao fracasso de negócio em que investiu.
CONTROLE DE ATIVO IMOBILIZADO
Bordonal, Aloisio (IC); Zanchetta, Ana P. (IC); Oliveira, Anderson (IC); Bravo, Nelson L.F. (O)
[email protected]
O ativo imobilizado de uma empresa é formado pelo conjunto de bens necessários para a realização dos trabalhos de uma forma geral. Este estudo tem
por finalidade informar ao público pequenas noções de ativo e aos administradores como devem ser o controle do ativo imobilizado dentro de suas empresas, para isso iremos abordar diversas normas que irão de fato norteá-los. A ideia deste estudo surgiu com a observação de que as empresas de uma
forma geral não gostam de gastar muito com a área de controle de patrimônio, ficando assim seu ativo imobilizado completamente desorganizado e fora da realidade, mais com as mudanças nas leis contábeis, esta situação fica insustentável, pois hoje temos que realizar inventários periódicos e adequar
o ativo imobilizado registrado nos livros com o real no físico, isto é, se no balanço existe um saldo no ativo permanente na conta de máquinas, este saldo tem que ser exatamente o quê a empresa possui no físico dentro de seu parque fabril. Com os surgimentos das novas normas da contabilidade, o controle do ativo imobilizado vem sendo muito valorizado pelas empresas de grande porte, que passaram a realizar inventários periódicos, usando também
novos programas do modulo do controle de ativo, programas estes muito avançados, onde obriga o analista contábil no momento do cadastro do item a
cadastrar particularidades como exemplo número de série, cor, dimensões, dados técnicos que possam identifica-los nos levantamentos físicos que serão
realizados no decorrer dos anos, isto se deve também ao fato que muitas empresas possuem capital aberto e com isso seus investidores querem e exigem
a transparência do seu patrimônio. Neste estudo também indicaremos como classificar nas contas do ativo permanente os itens do ativo imobilizado e
iremos também mostrar onde colar as placas de identificação do item, isto é, placas de código de barras com a numeração de cada item, seguindo assim
uma padronização na etiquetagem das placas, o quê ajuda muito nos inventários e analisando pelo aspecto visual fica muito mais sério o trabalho.
35
BENEFÍCIOS E CONSEQUÊNCIAS DO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO NO SETOR DE MEDICAMENTO VETERINÁRIO
Pulliano, João Paulo D.1(IC); Nardi, Paula C. Ciampaglia. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As empresas tem buscado encontrar meios cada vez mais eficientes para melhorar seus resultados, para isso elas têm atacado todos os
pontos que oneram e as impedem de prosperar como custos, despesas e impostos. Nesse sentido, o Planejamento Tributário é uma ferramenta muito importante para atingir este objetivo. Assim, este trabalho teve como objetivo elucidar a importância da realização de Planejamento Tributário por pessoas altamente capacitadas e com conhecimento aprofundado da empresa, bem como mostrar os benefícios
para tomadas de decisão de cunhos econômicos e financeiros. Para tanto, a pesquisa ocorreu por meio de fonte bibliográfica e estudo de
caso em uma indústria do setor de medicamento veterinário. Os tributos e contribuições analisados foram: PIS/Pasep, COFINS, IRPJ e
CSLL, afinal, a economia fiscal gerada sobre os tributos obtida pelo planejamento tributário colabora para uma melhor administração e
tomada de decisão com relação a investimentos fazendo com que a instituição prospere e se desenvolva. Diante dos resultados apurados
a economia financeira chegou a pouco mais de R$ 100 mil em impostos indiretos do PIS/Pasep e a COFINS e R$ 960 mil em impostos
diretos, que sem o planejamento tributário teria onerado a empresa e frearia seu desenvolvimento.
A PERÍCIA COMO FERRAMENTA IMPORTANTE PARA AUXILIAR O PODER JUDICIÁRIO COMO MEIO DE PROVA
SUFICIENTE EM PROCESSO FISCAL
Santos, Carina V. (IC); Silveira, Dayane M. de (IC); Pontes, Guilherme L. Bertoni (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este trabalho tem como objetivo avaliar a importância da perícia em casos de processos fiscais, onde o poder judiciário necessita de uma opinião técnica sobre o assunto abordado nos autos. A hipótese em que a perícia contábil, na esfera judicial, pode ser elemento suficiente e determinante para o
convencimento do magistrado. Para que isso aconteça é preciso que haja elementos primordiais tais como: livros contábeis/fiscais, ficha de estoque,
demonstrações contábeis e registro de escrituração fiscal, etc. O perito deve ser habilitado profissionalmente para a realização da perícia, porque sua
interpretação irá propiciar o descobrimento da verdade. Para que o desempenho dessa função seja eficiente e eficaz, exige-se do perito alguns requisitos
fundamentais que são: saber técnico científico, vivência profissional, perspicácia, sagacidade, conhecimento geral de ciências afins à contabilidade, índole e probidade. O laudo pericial é uma peça de alta responsabilidade que requer qualidade, devendo atender a requisitos especiais que lhe são pertinentes, esclarecendo todos os quesitos das partes e seus advogados e o mais importante, do magistrado. Neste estudo busca-se discutir a perícia judicial
será necessária sempre que o magistrado precisar de um laudo técnico, em determinada área. A presença do perito contador e do perito assistente, nas
perícias judiciais, dá-se ao fato de que a análise da matéria exige conhecimentos da ciência contábil, no âmbito técnico e científico, oriundo da formação
acadêmica e profissional, que fazem com que as questões sejam plenamente justificadas. O perito contador, para executar seu trabalho, utiliza-se de um
conjunto de procedimentos técnicos, tais como pesquisas, diligências, levantamento de dados, análises, cálculos etc. Assim, torna-se essencial que os
fatos sejam examinados com profundidade, evitando-se a existência de quaisquer dúvidas sobre as conclusões obtidas quanto aos fatos. Para tanto, um
estudo de caso analisado neste trabalho, mostra tal importância do laudo pericial para solução do caso, sendo processo fiscal. Quanto à controvérsia, é
estabelecida pelo conflito entre contribuinte e o Fisco, pois o contribuinte pode resistir à exigência de um tributo, multa ou um dever acessório se achar
que lhe é infundado ou excessivo. E é o dever de o Estado oferecer ao cidadão o caminho pelo qual se chega à resolução do conflito, sendo esse meio o
poder judiciário, podendo ser pelo processo tributário ou processo administrativo fiscal, que assegura o direito referente às obrigações tributárias, e também é possível transparecer melhor os atos fiscais. Neste caso, será tratado um processo tributário fiscal do imposto PIS e COFINS. Quando o cálculo do
tributo tenha por base, ou tome em consideração, o valor ou o preço de bens, direitos, serviços ou atos jurídicos, a autoridade lançadora, mediante processo regular, arbitrará aquele valor ou preço, sempre que sejam omissos ou não mereçam fé as declarações ou os esclarecimentos prestados, ou os do
cumentos expedidos pelo sujeito passivo ou pelo terceiro legalmente obrigado, ressalvada, em caso de contestação, avaliação contraditória, administrativa ou judicial.
UMA ANÁLISE APLICADA EM FUNDOS DE INVESTIMENTO
Cicilino, Agnes C. M. (IC); Nascimento, Raphaela D. (IC); Maciel, Andréia M. (O)
[email protected]; Borges, Vanessa A. (CO) [email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
O objetivo do presente estudo é oferecer uma visão ampla e moderna do mercado financeiro e de capitais. Avaliar as categorias de fundos de investimentos, bem como seus respectivos retornos, custos e riscos, por meio de uma pesquisa comparativa que indique qual tipo de fundo traz maior rentabilidade
e menor risco para o investidor. Realizou-se também, uma comparação entre Fundos de Ações e Investimento direto em Ações para saber qual deles o
investidor prefere investir. Nos dias atuais os fundos de investimentos apresentam-se como uma dentre as diversas alternativas do mercado de investimentos, e a que mais tem crescido nos últimos anos. Tal fato demonstra a importância dos fundos de investimento para a economia nacional, principalmente porque este é o instrumento que canaliza a poupança que financia o governo, por meio da aquisição dos títulos públicos. De acordo com a Instrução CVM 409, de 18/08/04, complementada pelas instruções CVM 411, de 26/11/04, e 413, de 30/12/04, os fundos podem ser classificados em fundo
de curto prazo, referenciado, de renda fixa, de ações, cambial, de dívida externa e multimercado, sendo abordados de maneira ampla nessa pesquisa. Ao
entrar no mercado de capitais, o investidor busca maximizar o retorno, prazo e proteção, analisar sua rentabilidade, liquidez e grau de risco. O gestor de
fundos é o responsável pela escolha dos ativos e do melhor momento para comprá-los ou vende-los, sendo o administrador a instituição legalmente responsável pelos fundos perante os cotistas e os órgãos reguladores. O risco é a probabilidade de perda em razão de uma exposição ao mercado. As perdas
no mercado financeiro podem decorrer de diversos eventos, principalmente aqueles relacionados às variações nas taxas de juros e nos preços de mercado.
Quanto mais voláteis se apresentarem os preços dos ativos, mais altos serão os riscos de mercado das instituições financeiras que operam na expectativa
de determinando comportamento em seus preços. Para investimento direto em ações, o investidor deve procurar uma Corretora de Valores ficando diretamente envolvido com a compra e venda de ações, sejam elas por meio de um homebroker, ou com a ajuda de um operador. Ao investir em Fundos de
Ações, o investidor contrata um gestor especialista, para administrar seu mercado financeiro, pois a carteira de fundos é muito ampla e antes de aplicar
é necessário ter conhecimento do histórico, da rentabilidade e da taxa administrativa de cada fundo. Nessa pesquisa os resultados obtidos podem afirmar
que os investimentos em longo prazo são os mais arriscados, porém de maior rentabilidade, destacando como principal investimento nessa categoria, as
ações. Foi realizado um estudo comparativo entre fundos de investimento e investimento direito em ações observou-se prós e contras nas duas categorias.
Cada investidor tem um perfil de risco e sua forma de manusear as ações. “A bolsa não é jogo, é investimento a longo prazo... ao lado de dezenas de milhares de especuladores devem existir milhões de investidores...” (Delfim Netto -Folha de São Paulo, 16/04/1972).
36
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO APLICADO AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE. UM ESTUDO DE CASO APLICADO À
PROFISSÃO DE DENTISTA NA REGIÃO DE RIBEIRÃO PRETO.
Almeida, Juliana das G. de (IC); Paula, Sidinei B. de (IC); Santana, Alessandra S. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
As empresas Prestadoras de Serviços na Área de Saúde do setor odontológico necessitam de um planejamento tributário criativo e criterioso, que possa atender seus direitos de contribuintes e, ao mesmo tempo, preservar seu patrimônio. O Planejamento tributário é muito importante para uma organização com alternativas legais em relação ao custo e benefício que deve ser bem avaliada por estar relacionado na parte financeira da empresa. Objetivo
do trabalho é demonstrar a importância do planejamento tributário, como é realizado a sua implantação em uma empresa Prestadora de Serviços Odontológicos, formas de identificar os riscos e fatos indesejáveis na gestão desta empresa, verificando se está correta a opção de tributação, se não, demonstrar qual é a melhor opção de tributação como o Lucro Presumido e o Lucro Real, protegendo assim o patrimônio com eficiência e eficácia resultando
em benefícios para empresa. Para tanto, abordou-se uma explicação sobre o que é um Planejamento Tributário, a forma legal de reduzir os gastos com
pagamento de tributos e um conceito de todas as espécies deles, como por exemplo, o que é um imposto, taxas e contribuições de melhoria. Demonstrou-se a empresa Prestadora de Serviço na Área de Saúde pode ser Tributada ou não na opção de Lucro Presumido ou Lucro Real com objetivo de verificar qual a menor carga tributária. No estudo de caso aplicaram-se conhecimentos em prática para chegar ao objetivo desejado, realizando um planejamento tributário demonstrado com gráficos e planilhas em uma empresa na área de saúde com os profissionais de odontologia na região de Ribeirão
Preto. Para o desenvolvimento desse trabalho foram fornecidos Demonstrativos Contábeis dos Resultados dos últimos três anos de 2009, 2010 e 2011
da empresa, para que sejam calculados todos os tributos. A empresa adotou a forma de tributação desde o início de suas atividades realizado pela sistemática do Lucro Presumido, por motivos de ter uma margem de lucro elevada em suas atividades. Ao analisar os resultados obtidos nos três anos, foi
possível que a empresa em questão estava optando por uma opção correta entre os anos de 2009 e 2010, porém em 2011 não foi vantajosa à opção de
Lucro Presumido, mas sim a empresa poderia optar pelo Lucro Real. Conclui-se que o planejamento tributário foi importante para a empresa, pois se
identificou que não está obtendo uma economia na opção da tributação. Poderá a partir de 2012 efetuar um estudo se a empresa irá permanecer com o
mesmo fluxo de receitas e despesas no ano 2012. A partir desse estudo poder-se-á optar por outro tipo de tributação, como o Lucro Real, de modo que
ajude a empresa ter uma economia fiscal.
ANÁLISE ECONÔMICA E FINANCEIRA DOS GRANDES CLUBES DO EIXO RIO – SP: A CONTABILIDADE APLICADA
A SOCIEDADES DESPORTIVAS
Pedrozo, Gustavo C.(IC); Mendonça, Ilson N.(IC); Oliveira, Marcos P. B.(IC);Silva, Ricardo L.M.(O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A escolha do Brasil como sede da Copa do Mundo FIFA 2014TM, expos, ainda mais, a paixão brasileira pelo futebol, porém o que poucas pessoas sabem é como funciona a contabilidade de um clube, onde são alocados os recursos, os jogadores, os direitos de imagem?. Iniciamos com a historia do
futebol, e toda a trajetória desse esporte que a anos virou paixão mundial. Procuramos as normas de obrigatoriedades contábeis dos clubes, fazendo uma
analise criteriosa da NBC-T 10.13 que trata dos aspectos contábeis específicos em entidades desportivas profissionais, além de demonstrar todo o procedimento para mensuração de contrato de atletas entre outros aspectos relevantes ao mercado futebolístico. Visto isso, o trabalho de análise econômica
e financeira apresentado, tem como finalidade mostrar os balanços dos clubes, as contabilizações corretas de jogadores, desde seu inicio nas categorias
de base dos clubes. Devido a maior popularidade, escolhemos primeiramente uma equipe de cada estado, o Sport Club Corithians Paulista do Estado
de São Paulo, segundo time de maior torcida no Brasil e o Clube de Regatas Flamengo do Rio de Janeiro, clube com a maior torcida do Brasil. Após
a escolha buscamos as demonstrações contábeis destes clubes, desde o ano de 2005 até o ano de 2010. Utilizando dos índices aplicados em aula analisamos os índices de liquidez seca , liquidez corrente, grau de alavancagem financeira e outros índices que mostrarão todos os aspectos econômicos relevantes ao clubes. Feito todos esses índices acirramos a disputa entre esses clubes e comparamos os dados obtidos, com o intuito de saber qual deles é
mais estabilizado economicamente, qual apresenta corretamente as demonstrações contábeis, qual a maior parcela de entrada de recursos desses clubes,
qual é melhor administrado, qual é o clube que tem maior confiabilidade pelos jogadores, tomando em relação o pagamento exato dos salários, qual deles
tem a maior carga tributária e o porque dessa alta carga. Todos os dados são apresentados em gráficos explícitos, e os balanços foram obtidos mediante
a comunicação com os gestores contábeis dos clubes, assegurando a confiabilidade da pesquisa.
CONTABILIDADE APLICADA EM AGRIBUSSNESS
Santana, Vanessa B. de (IC); Bossolan, Daniela T.(IC); Pontes, Guilherme L. B. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Atualmente a administração das empresas rurais brasileiras apresenta uma visível carência no processo de modernização do agronegócio por conta do
desconhecimento das ferramentas da Contabilidade Rural. Com o desenvolvimento tecnológico, a agricultura vem se desenvolvendo e produzindo cada
vez mais, reduzindo custos, gerando renda e criando empregos. É de suma importância a necessidade de profissionais e, de mão de obra qualificada,
para operarem nas atividades rurais, tanto na própria produção como na área administrativa. Nos últimos anos o agronegócio brasileiro tem sido uns dos
setores econômicos mais importantes para o país com representação no PIB - Produto Interna Bruto de aproximadamente 10%, representado pelo valor
de produção agropecuário. Os produtores rurais para competir e se manter nesse mercado de crescimento constante, não consiste somente em elevar
produtividade por meio de novas técnicas modernas, será necessário saber como controlar e gerenciar a sua produtividade. Para organizar e gerenciar
seus lucros, o homem tem utilizado a Contabilidade, a qual tornou-se uma ciência indispensável para o homem moderno e utilizada para vários ramos,
representado muito mais do que números e lançamentos de créditos e débitos. Seja na indústria, comércio ou no campo, a contabilidade é responsável
por informar o empresário sobre a situação de sua empresa, demonstrando o crescimento, os fatores de risco, as possíveis dificuldades e soluções. O objetivo principal do estudo é transformar o conceito da Contabilidade Rural perante a visão do Produtor Rural e, com isso introduzir a contabilidade em
seu dia a dia. Demonstrar que a utilização da contabilidade gera um melhor gerenciamento para os recursos disponíveis ao investimento na atividade
rural. Evidenciar a necessidade de controles contábeis para o pequeno produtor. Para tanto o estudo de caso observou como o produtor em estudo realiza
sua contabilidade e, de que forma utiliza as informações gerencias. Entender qual o valor que o mesmo dá para as informações, não apena usá-las como
informações ao Fisco, empresas para quem se fornecem matérias primas ou vigilância sanitária. Com isso concluí-se que quanto maior for o conhecimento do produtor rural sobre técnicas, estratégias, contabilidade rural, maior será seu desempenho como gestor e melhor será a qualidade de seus produtos. Consequentemente, a melhor gestão do agronegócio leva ao aumento do lucro do produtor rural, potencializa seu crescimento e impulsiona a agroindústria brasileira, tornando o país uma potência produtiva, tecnológica e modelo de gestão do agronegócio.
37
AMORTIZAÇÃO DO CANAVIAL E DEPRECIAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS
Marcucci, Adriano J.(IC); Junior, Pedro S.(IC); Santos, William (IC)
Pontes, Guilherme L. B.(O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A atividade agrícola tem se destacado em países com grande extensão territorial e com condições climáticas favoráveis como o Brasil, com um favorável incentivo tributário, tem gerado milhares de empregos e tornado algumas regiões do país ricas em explorar a capacidade produtiva do solo. Amortização é uma matéria que não se encontra muitas discussões a seu respeito, importantíssima na apuração do resultado operacional. Enquanto a depreciação dos equipamentos agrícolas envolve lançamentos no LALUR e uma grande economia tributária no setor canavieiro visto ter investimentos altos
em equipamentos. Por nossa região ser uma área que está em constante expansão no agronegócio, principalmente na indústria canavieira, onde há uma
escassez de mão de obra especializada. A amortização ocorre para os casos de aquisição de direitos sobre empreendimentos de propriedade de terceiros.
Assim, por exemplo, ela se dá nos casos de aquisição de direitos de extração de madeira de floresta pertencentes a um terceiro ou de exploração de um
pomar alheio, por prazo determinado, a preço único e prefixado.Um canavial, por outro lado, tem sua parte externa extraída (cortada), mantendo-se a
parte contida no solo para formar novas árvores. O custo de formação da plantação de cana de açúcar, acumulado na conta Cultura Permanente em Formação, será registrado no Imobilizado.A Depreciação nos Implementos Agrícolas, no momento atual há uma dificuldade para se calcular o custo com
as lavouras, seria o cálculo com os equipamentos que são utilizados na safra. Como a cultura de cana-de-açúcar está cada vez se ampliando sua mecanização com o intuito de se aproveitar e agilizar o processo de colheita e são equipamentos que trabalham na época de safra várias horas sem que a máquina pare um só instante, onde se encontra problemas para mensurar sua depreciação. Quando se utiliza Benefício Fiscal, os bens do ativo imobilizado
da pessoa jurídica que explora atividade rural, quando destinados à produção da atividade, poderão ser depreciados integralmente, no próprio ano-calendário da aquisição, por disposição expressa do artigo 5º, da Medida Provisória nº 1.749-37/1999, incorporado ao artigo 314 do Decreto nº 3.000/99
(RIR/1999), e artigo 6º da Medida Provisória nº 2.159-70/2001.
AUDITORIA DE FRAUDES NO TERCEIRO SETOR
Santareli, Daiane C.1(IC); Lopes, Alessandra A.1(IC); Souza, Thaís C.1(IC);
Pontes, Guilherme L.B. (O)
daí[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O objetivo do trabalho é contribuir teoricamente para o tema Auditoria de Fraudes no Terceiro Setor, com uma pesquisa bibliográfica dos estudos sobre
auditoria no Brasil e no ramo do terceiro setor, seus instrumentos e as dimensões utilizadas para mensuração; investigação de erros ou fraudes mais comuns, e as diferenças e semelhanças entre este conceito e os conceitos da auditoria e satisfação no trabalho. Ao analisar as demonstrações o auditor enfrenta um grande desafio na determinação do que aquelas demonstrações analisadas podem representar, se é a verdadeira realidade da entidade ou se há
algo encoberto, incoerente nas demonstrações analisadas. Abordamos em nosso trabalho os indícios mais freqüentes de como o auditor pode caracterizar
uma fraude. Sendo responsável pela análise das demonstrações contábeis da entidade auditada, o auditor deve ter uma visão crítica para com as demonstrações, e conceder muita atenção em seu levantamento na detecção de fraudes e até mesmo erros ocorridos, ocasionando um risco de fraude. Identificamos também, os autores e os estudos mais citados nas normas brasileiras de contabilidade e auditoria amparada por diversos órgãos como o Conselho
Federal de Contabilidade que são seguidos nos trabalhos desenvolvidos seriedade e competência na área da auditoria. Trata-se de um estudo exploratório, utilizando-se pesquisas bibliográficas e exploração de casos de fraudes no terceiro setor.
PERÍCIA CONTÁBIL: DISSOLUÇÃO DE SOCIEDADES
Silva, Felipe Silvério Ramos da(IC); Stábile, Tatiane Cristina(IC); Bravo, Nelson Luiz(O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Neste trabalho, pretendemos destacar o trabalho da perícia contábil em situações de dissolução societária. Mais especificamente, queremos demonstrar
a aplicação do método contábil como o Fluxo de Caixa Descontado (FCD). Para tanto, visamos empregar sempre corretamente as ferramentas do perito
contador, de forma que fique clara a demonstração e compreensão do viés teórico e metodológico selecionado para concretizar nosso estudo de caso.
Traçamos também um percurso apresentando a sociedade de empresas, seu nascimento, mutações e enfatizando sua dissolução e métodos para isso, bem
como o papel do profissional perito contador, suas distinções e forte responsabilidade junto às decisões jurídicas que ele auxilia. A fim de sustentar teoricamente a pesquisa, procuramos na literatura já disponível sobre o assunto, diversas fontes bibliográficas consagradas na área (com ênfase nas publicações de ORNELAS, 2010 e ASSAF NETO, 2008), estudos de casos, artigos científicos de periódicos e publicações em geral para o bom desenvolvimento do trabalho. Como o trabalho do perito contador no processo de dissolução societária tem valor de prova e pode ser contestado (ou até anulado) – cabendo então exprimir nele o máximo de rigor técnico e clareza ao traçar o escopo do laudo – atentamos no decorrer do levantamento teórico para a descrição das fases da perícia judicial e suas preliminares conceituais, além de nos fundamentarmos com as normas legais e Normas Brasileiras de Contabilidade e resolução do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) que determinam os pormenores necessários para a correta execução dos laudos. Os
resultados esperados são a demonstração e aprofundamento sobre o método do Fluxo de Caixa Descontado num estudo de caso envolvendo dissolução
societária, verificando assim as possibilidades de aplicação do método aludido em atividades periciais que demandem a contextualização e os atos preparatórios característicos deste tipo de processo.
O CONFRONTO ENTRE A DISPENSA POR JUSTA CAUSA POR MOTIVO DE EMBRIAGUEZ HABITUAL E A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE
Gonçalves, André F. (IC); Previatto, Giselle P. (IC); Ferreira, Priscila (IC); Spessotto, Ana Cláudia (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A embriaguez habitual vem crescendo a cada dia em nosso país, sendo avaliada de diferentes formas. O objetivo da pesquisa consiste em levantar os
conflitos entre a OMS (Organização Mundial da Saúde) e a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), em relação a Embriaguez habitual. A OMS trata
da embriaguez habitual como uma doença que provoca alterações mentais, atualmente relacionada no Código Internacional de Doenças (CID 10), no
Código F10 sobre o título “Transtornos mentais e comportamentais”. Já a CLT em seu artigo 482 f afirma que embriaguez habitual ou em serviço é motivo de dispensa por justa causa. Entendemos que este conflito causa prejuízos aos empregados que sofrem dessa doença, e tal contradição merece ser
compreendida e esclarecida.
38
TRIBUTAÇÃO DO IRPJ E CSLL PARA CLÍNICAS E LABORATÓRIOS MÉDICOS
Ogassawara, Amanda E. S.(IC); Guimarães, Breno R.(IC); Andrade, Maria Rita A. (IC);Guimarães, Glauco P. A.(O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O planejamento tributário é uma ferramenta indispensável na atualidade, tendo em vista que o Brasil é considerado um país de elevada carga tributária,
portanto, se faz necessário reduzir ao máximo os custos com a finalidade de manter-se no mercado e obter melhor resultado de suas atividades. Contudo
a legislação brasileira se apresenta divergente na interpretação referente aos conceitos de prestação de serviços hospitalares, o que acaba afetando a tributação de serviços relacionados com atividade clínica, com entendimentos que adotam a alíquota de 32% da base de cálculo do IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica) e CSLL (Contribuição Social do Lucro Liquido) e outro entendimento que adota alíquota de 8% para IRPJ e 12% para CSLL. Temse como objetivo neste trabalho o esclarecimento e definição do que é considerado prestação de serviço hospitalar, garantindo assim segurança para o
polo passivo da relação tributária diante das inconsistências da legislação que exige não apenas características hospitalares no serviço prestado e estruturação, mas também que a empresa seja constituída como sociedade empresária. O tema foi elaborado por intermédio de método lógico e pesquisa
quantitativa e qualitativa, resultando em um estudo de caso que demonstra o impacto e o benefício fiscal alcançado através da redução da carga tributária.
O resultado obtido com o trabalho foi a divisão da empresa em duas entidades distintas, em que uma ficou encarregada da atividade mais onerosa, sendo
tributada pelo Lucro Presumido devido suas atividades laboratoriais, e a segunda entidade foi equiparada ao serviço hospitalar, desta forma beneficiada
pela redução da base de cálculo do IRPJ e CSLL por ter atividade específica de diagnostico e evitando foco da fiscalização. Tal resultado teve como impacto a expressiva redução da carga tributária, ou seja, foi proporcionada uma economia em relação aos tributos devido ao enquadramento obtido decorrente ao serviço hospitalar, gerando consequentemente maior rentabilidade para os sócios.
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E ORÇAMENTÁRIO NA CONTABILIDADE RURAL
Bento, Guilherme C.1(IC), [email protected];
Pontes, Guilherme Luiz B.²(O), [email protected];
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Atividade Rural é uma área importantíssima desde os tempos primordiais, pois está relacionada diretamente com muitas fontes essenciais para o cotidiano das pessoas, em que havia muitas maneiras individuais de se administrar o negócio. Antigamente, o tratamento realizado pelo produtor rural, era
desempenhado manualmente, controles totalmente costumeiros e sempre rotineiros. Com as mudanças ocorridas no campo de atuação, com a inovação
da tecnologia, entre outros fatores, a atividade rural evoluiu consideravelmente, com aumentos significativos de produtividade, qualificação e valorização
do profissional atuante. Também proporcionando uma ampliação na questão de gerenciamento e controle, integrando a “moderna contabilidade” à essa
prática. Consideram-se como atividade rural a exploração das atividades agrícolas, pecuárias, a extração e a exploração vegetal e animal, a exploração
da apicultura, avicultura, suinocultura, sericicultura, piscicultura (pesca artesanal de captura do pescado in natura) e outras de pequenos animais; a transformação de produtos agrícolas ou pecuários, sem que sejam alteradas a composição e as características do produto in natura, realizada pelo próprio
agricultor ou criador, com equipamentos e utensílios usualmente empregados nas atividades rurais, utilizando-se exclusivamente matéria- prima produzida na área explorada, tais como: descasque de arroz, conserva de frutas, moagem de trigo e milho, pasteurização e o acondicionamento do leite, assim
como o mel e o suco de laranja, acondicionados em embalagem de apresentação, produção de carvão vegetal, produção de embriões de rebanho em geral
(independentemente de sua destinação: comercial ou reprodução). Em virtude do desenvolvimento e dos novos instrumentos administrativos, é de extrema relevância a aplicação da contabilidade gerencial e análise de custos em todas as áreas, principalmente com melhores perspectivas na área financeira
e contábil, despertou o interesse em pesquisar nessa área e tema. Observa-se que é de suma importância, o orçamento e planejamento antes de tomar qualquer iniciativa e os produtores rurais, que apresentam baixo índice de qualificação, e a falta de informação e organização das mesmas, podendo consequentemente prejudicar todo o desenvolvimento, economia e resultados desejados.
COMO A AUDITORIA CONTÁBIL FISCAL, PODE PREVENIR CONTRA FRAUDES E SONEGAÇÕES FISCAIS.
Mello, Claudinéia de.(IC); Souza, Ingrid Grace de (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As fraudes e sonegações fiscais tem sido constantes no cenário econômico brasileiro, notícias em vários órgãos de comunicação comprovam, tratam-se
do crime previsto por Lei que mais afeta drasticamente a Nação, pois, este dinheiro não arrecadado aos cofres públicos seria utilizado na concretização
de diversos projetos sociais e outros escopos do país, que beneficiariam a população brasileira e quando desviado, acabam gerando gigantesco desfalque
com inúmeras implicações sociais que atingem toda sociedade afetando inclusive o crescimento do país. O objetivo geral deste trabalho é definir como
a auditoria pode contribuir para melhoria da qualidade contábil e tributária da empresa, em um país onde a carga tributaria é alta. Foi utilizada a Auditoria Fiscal por meio dos procedimentos que lhes são próprios para evitar algumas consequências de erros e omissões, na qual é possível conhecer os problemas e administrar as soluções ou correções, tendo como possibilidade prevenir fraudes e sonegações fiscais. Neste cenário a Auditoria Fiscal contribui para a melhoria e qualidade tributaria nas empresas e o auditor desempenha uma função essencial para detectar, informar e sanar o problema auxiliando também na prevenção. A questão que o estudo tem a pretensão de responder é: como a auditoria pode se tornar de importância fundamental no âmbito tributário, em razão das incessantes modificações nos tributos? A metodologia de pesquisa empregada foi o levantamento bibliográfico e exploratório, com pesquisas nos temas de Auditoria, Fiscal, Prevenção de Fraudes e Sonegação Fiscal. Dessa forma foi possível identificar que a empresa deve
estar bem amparada e assessorada pela auditoria interna, para total controle e proteção de seu patrimônio, confirmando a importância da verificação feita
pela auditoria antes da chegada das autoridades fiscais, permitindo prevenir autuações fiscais e indicar alternativas de redução da carga tributária, se for
o caso. Com isso todos ganham, principalmente a nação, visto que o país arrecadará mais dinheiro e assim poderá investir, dentre outras coisas em projetos sociais que beneficiarão a nação contribuindo também para o crescimento do país.
39
CUSTOS DA ATIVIDADE RURAL: UMA ANÁLISE COM PEQUENOS PRODUTORES NO SETOR CAFEEIRO
Lopes, Débora C.(IC); Polo, Diego de O. (IC); Maciel, Andréia M. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O tema pesquisado é de grande importância na região, alem de importância significativa na economia no passado, tornou-se um símbolo histórico na
região de Ribeirão Preto e, também, contribuiu para o crescimento da cidade, na geração de empregos, na alta quantidade de produção e exportação devido à alta qualidade do café, conseguindo assim o reconhecimento nacional e internacional. Cássia dos Coqueiros, uma cidade, da microrregião de Ribeirão Preto, tem o plantio de café dentre suas atividades principais. A forte concentração de pequenos produtores em sua redondeza possibilitou a coleta
de informações para a aplicação principal da pesquisa: o custo e custeio necessário na produção de café. O objetivo principal do presente estudo é orientar
o pequeno produtor de café nas etapas do plantio até a colheita, especificamente, dentro dos processos de custo e custeio da produção, desde a melhor opção de produtos ate a mais benéfica, e todo custo do investimento em sua cadeia produtiva. Atualmente com a ascensão do mercado voltado para a cana de
açúcar esta cada vez mais difícil o ingresso na área da cafeicultura, são poucos os produtores que apostam na idéia do plantio do café, devido ao fato de
ser algo com o retorno em média de dois a cinco anos em relação ao investimento inicial. O questionamento que este estudo tem a pretensão de responder
é: Quais são as vantagens de ingressar na área da cafeicultura e qual o retorno que ela pode proporcionar ao pequeno produtor? O público alvo da pesquisa
são os pequenos produtores de café, da cidade de Cássia dos Coqueiros, com o objetivo de auxiliá-los na melhor maneira possível, com informações que
os ajudem a crescer e desenvolver seus investimentos de maneira mais eficiente com o menor custo possível. E, também auxiliar os produtores que queiram ingressar na área da cafeicultura trazendo a eles informações que revele as vantagens e o retorno esperado dentro do processo, além disso, procura-se
trazer informações sobre linhas de crédito que podem ajudá-los no inicio da empreitada, na área da agricultura cafeeira. A metodologia do trabalho constitui-se de pesquisa bibliográfica e descritiva, utilizando o método de análise qualitativa e quantitativa. Na primeira etapa do trabalho, realizou-se o levantamento bibliográfico, utilizando como fonte: livros, artigos e sites especializados e, na segunda etapa do trabalho o estudo empírico com a realização de
entrevista estruturada, respondida pelos entrevistados por meio de instrumento de coleta (questionário) elaborado, a fim de alcançar o objetivo do trabalho. As informações obtidas baseiam-se em fatos atuais, e de acordo com o avanço da tecnologia novas técnicas são elaboradas e, com isso o processo
se modifica naturalmente. Ao coletar informações práticas de pessoas que trabalham no campo diretamente com o plantio do café, tornou-se possível elaborar um rico banco de dados com informações importantes sobre plantio, que nos livros normalmente não foram observadas, pois tratam de algo desconhecido pelos autores que conhecem somente a parte teórica. A pesquisa possibilitou aos pequenos produtores visualizar seus controles de uma forma
diferente, possibilitando a adoção de novos controles, com o objetivo de uma melhor gestão e um crescimento perante seu negócio.
PRESTAÇÃO DE CONTAS APLICADA A CONTABILIDADE RURAL
Cunha, Fernanda C. A. (IC); Martins, Silvania S.(IC); Santos, Viviane C. A. (IC);
Ponte, Guilherme L.B. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Através desse estudo pretendemos demonstrar a importância da Ação de prestação de contas na Contabilidade Rural para o pequeno, médio e grande
produtor rural, como uma ferramenta gerencial que permite, por meio da informação contábil, o planejamento e o controle orçamentário para tomada
de decisões, além de contribuir para o controle dos custos e comparação de resultados. Essas informações são indispensáveis para planejar a diversificação de culturas e a modernização do setor, pois temos diversos tipos de atividade dentro do setor rural, o produtor rural conhece bem a parte de produção de sua propriedade, confessando-se pouco entendimento em administração e contabilidade, não possui uma política de estoque, tendo dificuldade quando se trata de seus ativos vivos, desconhece-se a verdadeira situação financeira da propriedade; não sabe qual é o seu capital de giro próprio, o
seu grau de endividamento, os principais fatores que contribuem para a queda da rentabilidade e falta de informações, com a contabilidade rural o agricultor tende a ter uma visão mais clara e podendo se planejar para evitar possíveis perdas. Podemos dizer que a propriedade rural por menos que seja
precisa de um controle eficaz, tem cumprido um excelente papel auxiliando os agricultores com informações para que seja tomada a decisão correta.
Com a prestação de contas o produtor rural tem uma facilidade maior para aquisição de financiamentos junto às instituições financeiras, por demonstrar
com transparência a realidade financeira de seu negócio.
UMA ANÁLISE DE MÉTODO DE CUSTEIO NO SETOR AUTOMOBILÍSTICO
Fernandes, Rodrigo A.(IC); De Oliveira, Adriano J. R.(IC); Maciel, Andréia M. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O mercado automobilístico está em crescimento, fazendo com que o comércio dos automóveis aumente ainda mais, com isso a metodologia de custos
acaba fazendo a diferença para auxiliar o controle financeiro e para a tomada de decisões dentro da empresa. Segundo a ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), mais de cem países no mundo, de todos os continentes, têm veículos brasileiros rodando em suas ruas.
Responsáveis, atualmente, por quase um terço da produção local, as exportações do setor bateram recordes sucessivos nos últimos anos. O ultimo acordo foi com o México, pois segundo o governo federal nos últimos anos o lucro vem sendo maior por parte do nosso vizinho. Os veículos vindos do
México continuam isentos da taxa de importação de 35% no Brasil e do IPI. De acordo com a ANFAVEA, o comercio de veículos se estabilizou e a
tendência é crescer ainda mais com novos lançamentos e novos investidores no país. No atual cenário de globalização, em que houve grande crescimento do mercado automobilístico, a ideal metodologia de custos pode fazer a diferença para auxiliar o controle financeiro e para a tomada de decisões
dentro da empresa. A primeira tarefa para se decidir qual o método de custeio será o mais vantajoso dentro de uma empresa automobilística, é colher
dados contábeis da empresa, suas demonstrações, sua metodologia e comparar com os outros métodos de custos que serão planejados. Com as informações prontas e todas as possíveis opções de custos analisadas para uma melhor gestão da empresa o próximo passo é a tomada de decisões para assim
ser feita a administração ideal, que no resultado final possa fazer a diferença, pois devido à alta competitividade de mercado de carros, os custos tornamse altamente importantes em um processo de comercialização, quando a tomada de decisão é essencial para um bom negocio.
40
AVISO PRÉVIO SEGUNDO A LEI 12.506 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011
Freitas, Raquel P. Guelfi.(IC); Azevedo, Suzana.(IC); Spessotto, Ana Claudia Petrini. (O)
[email protected]
Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Recentemente a lei 12.506 de 11 de outubro de 2011 veio para complementar o artigo 487 da Consolidação das Leis do Trabalho, já que o mesmo era
carecedor de reforma. Ficando claro, porém, que as lacunas deixadas pela mudança faz gerar conflitos quanto à adequação das novas regras. Justificando uma análise mais aprofundada para encontrar a pacificação da interpretação do Aviso Prévio quanto a sua aplicação de forma correta na contabilidade
empresarial. A pesquisa foi realizada em caráter exploratório com objetivo de apresentar uma maior familiaridade com o problema, tornando-o mais claro.
Para a análise em questão utilizamos os métodos qualitativo e quantitativo, participando da pesquisa, advogados, contadores, empregados, empregadores,
fiscais e juízes do trabalho. Colocamos varias questões em pauta e concluímos que a maioria dos entrevistados entenderam as mudanças da nova legislação, porém, discordam em alguns pontos ainda não esclarecidos pela lei, tornando o assunto sujeito a diversos entendimentos e pontos de vista dependendo do interesse de cada um. Durante o desenvolvimento desta pesquisa, algumas dúvidas em discussão foram definidas pelo Ministério do Trabalho
ainda assim não suprindo a necessidade dos envolvidos.
ORÇAMENTO RURAL: O INSTRUMENTO DA GESTÃO NA AGROPECUÁRIA.
Santos, Mara P.(IC); Pereira, Danilo S.(IC); Pontes, Guilherme L. B. (O)
[email protected]
Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O Brasil possui um dos maiores rebanhos do mundo e a pecuária brasileira está crescendo cada vez mais e apresentando uma importância significativa
na atividade econômica do país. Com este crescimento, a Contabilidade Rural e o Orçamento Rural passaram a ter espaços relevantes junto ao setor.
Através desse estudo, nosso trabalho tem por objetivo auxiliar o proprietário de uma fazenda a melhorar o desempenho do seu negócio e apontar uma
maior eficiência e eficácia na gestão pois, atualmente, mesmo com os mecanismos, tecnologias e estudos modernos que temos na área rural, muitos administradores ainda elaboram seus próprios relatórios com base na experiência hereditária, pressupondo que, por se tratar de uma atividade diretamente
ligada a natureza, qualquer planejamento se torna desnecessário. Porém, nem sempre estes empresários possuem todas as informações viáveis para uma
boa análise. O planejamento, o controle de custos, as receitas, ou seja, o Orçamento é um investimento a longo prazo, objetivando perspectivas positivas
à empresa. Portanto, o empresário rural deve considerar não apenas a experiência que adquiriu durante os anos de trabalho, mas também considerar as
ferramentas estratégicas internas e externas para a melhoria da empresa a cada exercício.
COMO O PERITO CONTADOR PODE ATUAR COM ÉTICA NA EXECUÇÃO DE SUA FUNÇÃO
Mello, Giorgio G de. (IC); Montanheiro, Carlos J.(IC); Souza, Ingrid G de. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com o crescente aumento de fraudes em demonstrações contábeis de pequenas e grandes empresas e até em órgãos público, faz-se necessário a figura
do profissional Perito Contador devidamente preparado para analisar esses demonstrativos para que em uma demanda possa nortear o Juiz a chegar em
sua decisão final. O objetivo é demostrar o que é um perito contábil, desde os pré-requisitos que ele deverá possuir como: ser um bacharel em Ciências
Contábeis, ter conhecimento especifico da área onde irá realizar a pericia até a sua Nomeação, Procedimentos que ele devera executar na hora que receber a nomeação, Será demonstrado os requisitos que o impeça de realizar a Pericia e tipos de impedimento. Descrever sobre os tipos de Perícia no qual
ele poderá trabalhar como, pericia judicial, pericia arbitral, pericia semijudicial e pericia extra Judicial, uma explanação sobre os procedimentos para a
execução da pericia, como planejamento, tipos de prova, laudo pericial, parecer, diligencias honorários e sigilo. Sobretudo como a Falta de ética pode
mudar o resultado de uma perícia ou Influenciar negativamente em um processo de perícia, e usando casos ocorridos para mostrar a falta de ética na
contabilização das empresas. Expondo com máximo de clareza as leis que regulamenta a profissão do Perito Contábil ajudando, assim, no desenvolvimento do processo de pericia contábil. Também enfatizando a ética na atuação do Perito. Mostrando os resultados obtidos através de estudos da fraude
do Carrefour e do Banco Panamericano e identificando as leis que eles infringiram para cometer essas fraudes e erros Contábeis. Com base nas pesquisas
e no estudo de caso realizado, leva-nos a concluir que a figura do Perito Contador, sempre usando a ética, torna se indispensável para que os magistrados
cheguem ao seu parecer final em situações demandadas em juízo.
RISCO DE INSOLVÊNCIA
Guirro, Aline Arantes (IC); Pedroso, Ana Karoline.(IC); Borges, Vanessa Anelli (O)
Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A importância de se estudar o risco de insolvência, está em identificar elementos que podem levar a empresa à falência. Considera-se risco como a probabilidade de incerteza, ou seja, a possibilidade de que algo inesperado aconteça, comprometendo a capacidade da empresa de executar suas atividades
e gerar valor. Nenhuma empresa pode assumir o risco, sem ter ciência se terá como cumprir com suas obrigações, uma vez que um passo mal executado
pode comprometer a saúde do negócio, podendo levá-la a descontinuidade. Diante deste cenário, este trabalho propõe o estudo de ferramentas utilizadas
para se reerguer uma empresa que tenha entrado em processo de falência, com base na análise das demonstrações contábeis e métodos de prevenção da
insolvência, juntamente com os procedimentos da Nova Lei de Falências e Recuperação de Empresas – Lei 11.101/2005, que veio em substituição da
concordata preventiva pela a recuperação judicial. Para tanto, será utilizado o estudo de caso da Indústria de Produções Alimentícias Cory Ltda, uma
das primeiras empresas a se beneficiar com a nova lei, trazendo resultado de superação e aumentando suas exportações. Com base nos conceitos, métodos e a legislação, conclui-se que é muito importante fazer sempre uma análise preventiva dos negócios das empresas, pois as mesmas correm inúmeros
riscos, inerentes ao negócio desde o momento que ela surge. A contabilidade é uma grande aliada na detecção desses riscos, por meio dos relatórios e
demonstrações, nos mostrando toda situação econômica e financeira da empresa, dando apoio no seu planejamento e gerenciamento para prevenir os
riscos de insolvência.
41
CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA.
Santos, Patricia A.1(IC); Tritola, Paola G. 1(IC); Pagoto, Luis H.1(IC); Rodrigues, Eduardo R. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Contabilidade é uma ciência muito antiga, e sua existência sempre esteve aliada a evolução dos negócios em todo mundo e, no Brasil, também, não
foi diferente, surgindo juntamente com a vinda da família real e a instalação do Banco do Brasil em 1808. O ensino da Contabilidade foi iniciado com
a escola do comércio, pois era necessário estuda-la para praticá-la, porém o objetivo da Contabilidade fundamentalmente era de controle do patrimônio
das pessoas, e assim foram desenvolvidas várias técnicas de registros contábeis com esta finalidade. A Contabilidade é um sistema de informações com
a finalidade de que seus usuários tomem decisões (manual). Com a mudança e tentativa de adaptação da Contabilidade brasileira às normas internacionais, é de suprema importância que os futuros profissionais conheçam e aprendam todos os conteúdos de contabilidade tributária necessários ao exercício da profissão e da área tributária. O presente estudo tem como problema de pesquisa, o seguinte questionamento: “Quais são os conteúdos existentes em livros da área de contabilidade tributárias?” A importância de se responder este questionamento é de proporcionar conhecimento dos conteúdos
dos livros que podem ser bases de estudo para verificar se os conteúdos existentes em livros da área de Contabilidade Tributária abordam os conteúdos
necessários no exercício da profissão contábil desta área. Nota-se que a literatura disponível sobre o tema da pesquisa é muito escassa, o que torna a
análise pouco rica. Porém, a descrição dos conteúdos de cada livro enriquece o trabalho. As edições analisadas compreendem os anos de 2006 a 2012.
Todos os livros apresentam em seus capítulos iniciais explicações sobre Contabilidade, demonstrações financeiras, aspectos contábeis, razonetes, escrituração contábil, documentos para fins fiscais, uns com mais detalhes e outros com muito poucas informações, em alguns livros ainda encontram-se
conteúdos de DOAR (Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos). Concluiu-se que os conteúdos encontrados nos livros estudados foram em
ordem da maior para menor: demonstrações contábeis obrigatórias, regime das publicações legais e divulgação das demonstrações contábeis; Gestão
tributária; Sistema Tributário Nacional; tributos indiretos (ICMS, IPI, ISS) e tributos diretos (IR e CSSL).
TRABALHO DE CONSULTORIA EMPRESARIAL REALIZADO PELOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE
Sitta, Carina R.. 1 (IC): Camargo, Alessandra S. S. 1(O);
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente projeto visa fazer uma avaliação dos trabalhos de consultorias realizados pelos escritórios de contabilidades na região de Ribeirão Preto, uma
importante especialização da área contábil como o processo de consultoria empresarial, que auxilia os administradores na condução da empresa, visando
crescimento, lucratividade, de acordo com as estratégias estabelecidas, buscando conhecimento de inovação para enfrentar a globalização da economia.
O mercado globalizado tem acirrado a competitividade entres as empresas, portanto, aquelas que não têm buscado melhorias na sua gestão empresarial,
tecnológica e por informação confiável vão perdendo espaço para seus concorrentes. A consultoria atua a partir das necessidades do cliente, identificando o problema e oferecendo alternativa para soluções para o mesmo. É um dos segmentos que tem o maior crescimento no ramo de prestação de serviços, pois existem grandes possibilidades de crescimento de negócios e maior rapidez na evolução de conhecimentos adquiridos ao próprio consultor.
Um dos tipos de consultoria mais realizada é o planejamento tributário, avaliação de custos, melhoria de recursos humanos e consultoria financeira. Essa área vem conquistando espaço nos serviços contábeis a qual proporciona um trabalho diferenciado e uma boa lucratividade. O trabalho pretende obter
como conclusão apresentar analise, mostrando índices que apontam o numero de escritórios contábeis que realizam o serviço de consultoria empresarial
e se há diferença na questão financeira em comparação aos demais serviços. A pesquisa realizada é do tipo exploratório.
PLANEJAMENTO FINANCEIRO: UMA PROPOSTA PARA MPE'S
Maia, Aline C. ¹ (IC); Maciel, Andréia M. ¹ (O)
[email protected]
¹ Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Atualmente as Micro e Pequenas Empresas têm uma importância significativa na economia brasileira representando mais de 98% do total de empresas,
ou seja, além de participarem ativamente da economia, elas têm papel fundamental para alavancar o crescimento do país. Com base nesse percentual é
de total relevância que as MPE's consigam sobreviver e sustentar seu lugar no mercado, mas a taxa de mortalidade, ainda, é alta, pois a grande maioria
não consegue sobreviver depois de cinco anos de atividade. Com o crescente número de MPE's e sua importância na economia brasileira surge concomitantemente o interesse pela sobrevivência desses microempreendimentos, pois, em sua grande maioria os microempreendedores, na vontade exacerbada de abrirem as portas e começarem suas atividades, acabam saltando etapas indispensáveis de planejamento. Esse planejamento pode de início, não
fazer falta, mas ao longo dos primeiros anos ele será tão essencial que o gestor questionará sua falta. Em alguns casos essa percepção surge tarde demais
e com ela, a mortalidade precoce. Para que haja, portanto, uma taxa de mortalidade menor e consequentemente um número maior de pequenos negócios
que se estabilizam no mercado, é preciso muito planejamento, principalmente financeiro. Planejar é o pontapé inicial, o ponto fundamental para dar início a qualquer empresa ou manter as que estão no exercício de suas funções. O objetivo principal do presente estudo é apresentar uma proposta de planejamento financeiro e demonstrar o impacto na tomada de decisão, analisando a importância e a relevância da Contabilidade Gerencial para que as
MPE's estejam preparadas para enfrentar as variações do mercado e as diversas situações financeiras, visando a sobrevivência e a evidenciação dos fatores determinantes para o sucesso do negócio. Para buscar uma solução do problema, esta pesquisa utilizou o método qualitativo, empírico, exploratório,
descritivo e explicativo a fim de reunir e analisar informações para conhecer mais os dados e construir hipóteses sobre os fatores determinantes dos acontecimentos estudados. Sendo assim, o questionamento que este estudo tem a pretensão de responder é: Se o gerenciamento eficaz é tão necessário,
qual a importância e o impacto na tomada de decisão de uma MPE por meio da aplicação da Contabilidade Gerencial? Procurou-se, portanto, por meio
de modelos de planejamento, fazer com que o pequeno empresário entenda que a falta de Contabilidade Gerencial, de um planejamento financeiro bem
elaborado e de conhecimento das dificuldades do setor pode levar as MPE's a mortalidade, enquanto uma gestão eficaz da informação gerencial é fator
determinante do sucesso do negócio. Dessa forma, elaborou-se um instrumento de pesquisa, um questionário com perguntas abertas, a fim de coletar informações para o estudo. O estudo concluiu que as MPE's, geralmente, não utilizam todas as ferramentas gerenciais disponíveis, como as planilhas simplificadas de entradas e saídas de caixa perdendo assim, o controle do patrimônio e culminando na confusão do que é da empresa e do que é do empresário, ferindo o Princípio Contábil da Entidade.
42
HOLDING: FORMA DE REESTRUTURAÇÃO SOCIETÁRIA NO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO
Angelo, Kátia S.1(IC); Sabino, Vanessa F.1(IC); Borges, Vanessa A. (O)
[email protected]
1
Curso Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Reestruturação Societária é uma alternativa do Planejamento Tributário que vem sendo bastante utilizada, com base na legislação Fiscal e Societária,
permitindo a redução dos custos tributários sem o risco de a empresa ser autuada pelo Fisco. A reestruturação societária nada mais é do que uma alteração do Estatuto Social para reorganizar as atividades da empresa, com o objetivo de se enquadrar em outro tipo de sociedade e assim pode optar por
outro regime de tributação e utilizar os benefícios fiscais. Ultimamente, muito tem se falado sobre holdings, que são empresas constituídas com o objetivo de participar em outras companhias como a controladora. O presente trabalho tem o objetivo de verificar a validade da redução da carga tributária,
através da Reestruturação Societária, pelo Planejamento Tributário de forma lícita, por meio de um estudo de caso que analisa o processo de reestruturação de uma empresa pela criação de uma holding. A empresa em questão faz parte do setor de pneumática, a conclusão obtida foi positiva, pois a reestruturação societária é amparada pela legislação societária e a empresa alvo do presente estudo obteve o seu objetivo, a redução da carga tributária.
A PRESTAÇÃO DE CONTAS DO TERCEIRO SETOR
Damasceno, Patricia A. 2 (IC), Costa,Mariane F. 2 (IC),:
Silva, Rogério Antonio da. 1(O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente estudo foi realizado para esclarecer dúvidas sobre a transparência e fraudes que existem no Terceiro Setor (Instituições sem fins lucrativos).
No desenvolvimento do trabalho foi abordada a contextualização histórica do Terceiro Setor no Brasil com a identificação das diversas fases que o levam a um importante patamar no cenário econômico atual. No Brasil denomina-se Terceiro Setor a identificação das atividades da sociedade civil que
não estão na categoria de atividades estatais, tais como Organizações não Governamentais (ONG), Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e Organizações Sociais (OS). Para realizar seus objetivos essas entidades precisam captar recursos financeiros e humanos. Grande parte das
entidades tem como principal fonte de captação de recursos verbas oriundas do governo e, convênios efetuados entre as partes que buscam reciprocidade.
Sendo que o governo faz o repasse das verbas, visando assistência das entidades, havendo necessidade de saber se os recursos colocados à disposição foram aplicados de forma correta aos projetos e se a instituição foi eficaz. É de grande importância a ligação entre as entidades e provedores de recursos,
para que haja o conhecimento do destino dos mesmos. Sendo assim, o estudo demonstra que a prestação de contas, é necessária para a população e o governo verificar quanto e onde foi efetuado o gasto, dando às entidades a devida credibilidade. A prestação de contas do destino dos recursos, não deve
ser vista somente como uma obrigação, mais sim uma maneira de mostrar transparência em suas atividades, vinda de encontro à expressão denominada
de Accountability, exigindo-se assim a profissionalização do Terceiro Setor. Para um melhor entendimento é demonstrado a prestação de contas de uma
instituição sem fins lucrativos recebedora de recursos governamentais, e analisada a maneira como esta é elaborada, dando suporte para concluir se por
meio desta pode-se medir a eficiência dos recursos utilizados.
A DEMANDA DO MERCADO POR PROFISSIONAIS DE FINANÇAS
Uzuelli, Lucas C.1(IC); Rotolo, Lucas T.1(IC); Ribas, Bauer Ray C. 1(IC); Rodrigues, Eduardo R.(O).
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho relata a demanda do mercado de trabalho pelo profissional do departamento financeiro, abordando os aspectos necessários para cada cargo,
onde com isso possamos criar um perfil ideal. Foram utilizados dados de vários sites de recrutamento como parâmetro para identificar a necessidade das
empresas e quais são as características que são exigidas, partindo de conhecimentos específicos, experiência profissional, graduação e extracurriculares.
Contudo são apresentadas as projeções para consolidar nossa pesquisa, pelo intermédio de tabelas e gráficos, destacando as diversas áreas de atuação e
a maior concentração regional de vagas para este profissional.
AUXÍLIO DA CONTABILIDADE NA ATIVIDADE AGRÍCOLA
Martesi, Elisângela O.1(IC); Pontes, Guilherme Luiz B. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A importância de uma administração financeira eficiente tem despertado o interesse de produtores rurais, pois problemas de taxas de juros altos, inflação
nos custos e alterações constante nos preços de venda dos produtos devido à lei da oferta e procura, exigem do produtor tomar decisões financeiras urgentes. Porém em muitos casos alguns produtores, ainda, não despertaram para essa realidade e mantêm a contabilidade apenas para o fisco. Diversos
agricultores de pequeno porte tem pouco controle sobre os custos da produção e destinação das receitas, misturam seu patrimônio pessoal com as dívidas da atividade agrícola e vice-versa, além de existir resistência em aceitar uma nova forma de organizar-se contabilmente. Os agricultores sabem da
grande importância do setor primário, porém muitos não enxergam como uma empresa, e sim como uma forma de adquirir o seu próprio sustento. Entretanto, o controle financeiro é essencial para avaliar a rentabilidade e sustentabilidade do negócio. Há muitas razões para utilizar as informações contábeis, e com ela é possível avaliar lucratividade, liquidez e risco do negócio. O objetivo do estudo foi utilizar os conhecimentos contábeis para auxiliar
na gestão do negócio de pequenos produtores agrícolas. O método utilizado para desenvolvimento do trabalho foi pesquisa bibliográfica e entrevista com
o agricultor. O conhecimento adquirido com o estudo foi essencial para entender o cotidiano do agricultor e analisar o que pode ser melhorado. Concluiu-se que produtor deve estar bem informado sobre o mercado e as condições necessárias para o plantio. Portanto, conhecer as condições de mercado e recursos naturais é importante para decidir o quê, quanto e como produzir, como controlar a atividade em andamento para depois avaliar os resultados obtidos. Isso se resume à administração rural que auxilia na tomada de decisão a fim de otimizar o resultado econômico e manter a terra produtiva.
43
OS BENEFICIOS DAS EMPRESAS DO TERCEIRO SETOR
Gonçalves, Jean C. R. 2 (IC), Lorenzato, Lúcia H. 2 (IC), Moretto, Priscila. 2 (IC),:
Silva, Rogério Antonio da. 1(O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O objetivo do presente estudo é demonstrar a diferença entre os três setores econômicos existentes no Brasil, dando ênfase às empresas do Terceiro Setor.
Apresentar a classificação e características das entidades sem fins lucrativos. As entidades do Terceiro Setor são classificadas em associações ou fundações, de acordo com o Código Civil Brasileiro. O sentido da existência das empresas do Terceiro Setor é a lacuna do Estado em relação a algumas demandas sociais. O estudo relata os benefícios fiscais que as entidades filantrópicas podem usufruir tais como, a imunidade e a isenção, onde será destacada a isenção concedida da cota patronal previdenciária com abordagem da importância de uma correta contabilização desses benefícios. As receitas das
entidades estudadas se resumem basicamente no recebimento de verbas governamentais e doações da sociedade. Tratando-se de doações, destaca-se o
serviço voluntário como forma de gratuidade. A Gratuidade no Terceiro Setor se expressa de diversas maneiras: serviços voluntários, doações materiais e
financeiras. É abordada, também, a importância da contabilização da Gratuidade, demonstrando os reflexos econômicos nos relatórios contábeis. Ademais,
o estudo demonstra a exigência ao cumprimento de diversos requisitos para a obtenção dos benefícios fiscais, os quais variam, de acordo com as esferas
governamentais e órgãos que serão pleiteados, subordinando-se á lei específica. A pesquisa conclui-se com um estudo de caso de duas entidades do Terceiro Setor, cujo objetivo é analisar e comparar os valores dos Balanços Patrimoniais demonstrando os benefícios fiscais e sociais devidamente contabilizados a outro que não comtempla esta contabilização, a fim de verificar e analisar a diferença apurada nos demonstrativos.
CONTRIBUIÇÃO DA AUDITORIA EXTERNA PARA UMA MAIOR EFICIÊNCIA NA ORGANIZAÇÃO
Moreno, Roberta C. (IC); Pereira, Daniela C.C. (IC); Santana, Alessandra S. (O) [email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis- Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A eficiência organizacional tem se tornado uma fonte de vantagem competitiva frente à acirrada concorrência enfrentada pelas empresas. Em busca de
menor custo as organizações apostam na adoção de um padrão com foco na otimização de suas operações, evitando eventuais desperdícios. Neste ambiente torna se visível a importância de controles internos eficazes e um constante monitoramento da qualidade dos mesmos pelo departamento de auditoria interna, o qual muitas vezes, encontra na independência e experiência da auditoria externa uma fonte de aprendizado para a melhoria dos processos
da organização. Desta forma, o presente estudo visa através da aplicação de um modelo de questionário identificar nas empresas que passam por auditoria externa a contribuição que a mesma traz na melhoria de seus processos. Além disso, a pesquisa busca traçar o perfil das empresas que contratam serviços de auditoria externa no que tange a critérios quantitativos (faturamento, número de empregados, anos de existência, etc) e a causa pela qual tais
serviços foram contratados. O objetivo desta pesquisa é através das informações recebidas dos respondentes dos questionários, os quais serão pessoas
que trabalham em empresas que passam ou passaram por auditoria externa, entender se há de fato uma contribuição para a empresa contratante no aspecto de melhorias que impactem o dia a dia dos profissionais da empresa. Desta forma, por existirem ocasiões nas quais a auditoria externa é contratada por demandas dos stakeholders da empresa ou pela sua natureza jurídica, busca se mensurar se esta certa imposição do mercado agrega de fato melhorias no dia a dia da empresa que impactem positivamente no dia a dia e que sejam perceptíveis aos colaboradores da mesma.
HOLDING: FORMA DE REESTRUTURAÇÃO SOCIETÁRIA NO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO
Angelo, Kátia S.1(IC); Sabino, Vanessa F.1(IC); Borges, Vanessa A. (O)
[email protected]
1
Curso Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Reestruturação Societária é uma alternativa do Planejamento Tributário que vem sendo bastante utilizada, com base na legislação Fiscal e Societária,
permitindo a redução dos custos tributários sem o risco de a empresa ser autuada pelo Fisco. A reestruturação societária nada mais é do que uma alteração do Estatuto Social para reorganizar as atividades da empresa, com o objetivo de se enquadrar em outro tipo de sociedade e assim pode optar por
outro regime de tributação e utilizar os benefícios fiscais. Ultimamente, muito tem se falado sobre holdings, que são empresas constituídas com o objetivo de participar em outras companhias como a controladora. O presente trabalho tem o objetivo de verificar a validade da redução da carga tributária,
através da Reestruturação Societária, pelo Planejamento Tributário de forma lícita, por meio de um estudo de caso que analisa o processo de reestruturação de uma empresa pela criação de uma holding. A empresa em questão faz parte do setor de pneumática, a conclusão obtida foi positiva, pois a reestruturação societária é amparada pela legislação societária e a empresa alvo do presente estudo obteve o seu objetivo, a redução da carga tributária.
CONTABILIDADE GERENCIAL APLICADA À ATIVIDADE RURAL
Murali, Stephanie V.1(IC); Bernadinelli, Aline P.1(IC); Melo, Zilda A.R.R.1(IC); Marques, Andréia M. (O)
[email protected]
1
Curso de Contabilidade - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente estudo tem como objetivo geral identificar como é vista a Contabilidade Rural como uma ferramenta de gerenciamento em relação aos profissionais que prestam serviços contábeis e pelos produtores rurais como um meio de administrar os negócios. Para atingir o objetivo foram pesquisados
diversos autores que contribuíram para a realização do estudo sobre a Contabilidade Gerencial aplicada na atividade rural podendo constatar que a contabilidade desenvolvida e aplicada na atividade rural é uma ferramenta indispensável para todos os produtores rurais inclusive aqueles não possuem
estrutura suficiente para manter um controle de seus custos, despesas e receitas em suas gerando informações para tomadas de decisões. Para complementar o estudo teórico foram desenvolvidos itens como definições sobre a empresa rural, e outros pontos desenvolvidos na sequência trouxe a revisão
teórica sobre a Contabilidade Geral, a Contabilidade Rural cuja finalidade se concentra em controlar o patrimônio das entidades rurais; apurar o resultado;
prestar informações sobre o patrimônio e sobre o resultado das mesmas aos diversos usuários das informações contábeis. Vale ressaltar que a Contabilidade Gerencial aplicada na atividade rural, tem necessidade de um planejamento da gestão das receitas e despesas de um determinado exercício social, ou
seja, o orçamento, pois, o orçamento retrata o desempenho da empresa e o controle gerencial utiliza desses orçamentos para avaliar os resultados da organização, obtendo informações contínuas para o administrador alcançar seus objetivos. Para complementar o estudo realizou-se a pesquisa por meio de
um questionário com produtores rurais e contadores na área da contabilidade rural, residentes na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, o que
possibilitou analisar e obter resultados. A análise e interpretação dos dados foram acompanhadas e relacionadas com as teorias conceituais pesquisadas.
Os entrevistados avaliaram que é necessário que o profissional do setor contábil tenha capacidade e conhecimento para orientar na elaboração de planejamentos e controles das propriedades rurais, mesmo com a resistência por parte do produtor rural. Por outro lado, os produtores rurais pesquisados avaliaram que os serviços contábeis oferecidos por esses profissionais dos escritórios de contabilidades são reconhecidos como um meio do empresário rural
ter um melhor gerenciamento, apesar de algumas resistências. Portanto, concluiu-se que a contabilidade gerencial aplicada à atividade rural tem por objetivo ser uma forma de realizar o processo de identificar, mensurar, reportar e analisar informações sobre eventos econômicos das empresas e, consequentemente ter sempre atualizados informações contábeis, financeiras e fiscais que com certeza contribuíram para um melhor desempenho, equilíbrio
financeiro e controle no que se refere às demonstrações financeiras e contábeis, orçamentos, planejamento financeiro, entre outros.
44
COMO O PERITO CONTADOR PODE ATUAR COM ÉTICA NA EXECUÇÃO DE SUA FUNÇÃO.
Mello, Giorgio G de. 1(IC); Montanheiro, Carlos J.1(IC); Souza, Ingrid G de. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com o crescente aumento de fraudes em demonstrações contábeis de pequenas, medias e grandes empresas incluindo os órgãos públicos, faz-se necessário a figura do profissional Perito Contador devidamente preparado para analisar esses demonstrativos podendo auxiliar o Juiz em sua decisão final.
O objetivo do presente estudo é descrever sobre os tipos de Perícia em que o perito contador poderá trabalhar e, respectivas áreas de atuação: perícia
judicial, pericia arbitral, pericia semijudicial e pericia extra Judicial, uma explanação sobre os procedimentos para a execução da perícia, como planejamento, tipos de prova, laudo pericial, parecer, diligencias honorários e sigilo. Sobretudo, como a falta de ética pode mudar o resultado de uma perícia
ou influenciar negativamente em um processo de perícia. Para tanto, utilizou-se de casos ocorridos para mostrar a falta de ética na contabilização das
empresas. O estudo, também, expõe com máximo de clareza as leis que regulamenta a profissão do Perito Contábil ajudando, assim, no desenvolvimento do processo de pericia contábil. Os resultados obtidos por meio de estudos da fraude das empresas, Carrefour e Banco Panamericano identificam as
leis que foram infringidas. Com base nas pesquisas e no estudo de caso realizado, concluiu-se que a figura do Perito Contador torna se indispensável
para que os magistrados cheguem ao seu parecer final em situações demandadas em juízo.
ESTUDO DA VIABILIDADE DE INVESTIMENTOS NO SETOR DE INFORMÁTICA NORTE AMERICANO
Amaro, Onival A.1(IC); Nardi, Paula C. C. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com a expansão dos mercados globais e expectativas de melhoras na economia, os investidores buscam novas oportunidades de investimentos no mercado mundial. A globalização é uma realidade no mundo econômico contemporâneo, exigindo dos investidores cada vez mais uma visão globalizada do
mercado para que consiga maximizar seu capital. Para tanto ele utiliza de ferramentas de análise de informações financeiras, para desenvolver um fundamento em suas decisões de investimentos. Uma das mais completas ferramentas de administração e avaliação do desempenho de uma empresa é o
EVA® – Valor Econômico Adicionado, o qual é resultado da gestão baseada no valor, que busca maximizar a riqueza do acionista, gerando benefícios
a todos os intervenientes da empresa. Em sua concepção o EVA® demonstra que o lucro do acionista é um valor residual remanescente do processo
empresarial, pois para que este obtenha resultados é necessário agregar valor a todos que participam deste processo de geração de riqueza. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi definir se a Apple Inc. é a melhor empresa para se investir no setor de informática norte-americano utilizando-se de
uma análise financeira e mercadológica da empresa e seus principais concorrentes na última década. O tema foi elaborado por intermédio de pesquisas
bibliográficas e quantitativas, as quais buscam abordar as áreas do conhecimento necessárias para entendimento do problema seguindo seu referencial
teórico publicado e análise dos indicadores numéricos das empresas analisadas. O resultado obtido com o trabalho foi que a Apple Inc. é a melhor empresa para se investir no setor de informática norte-americano em comparação as suas nove concorrentes analisadas, embora seus indicadores econômicos e contábeis não tenham sido os melhores, ao analisar seu lucro líquido percebemos que ela é a empresa de maior valor residual nos últimos anos. Tal
resultado foi impactante por que suas estruturas de capital não proporcionam o melhor aproveitamento do capital aplicado na empresa, em decorrência
disso seu EVA® não é o que obteve melhor desempenho. Para tanto, a força de sua marca no mercado foi um fator determinante para a geração de riqueza, seu crescimento no mercado proporciona números superiores aos demais concorrentes quando comparado seu lucro líquido.
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO: COMPARATIVO DA CARGA TRIBUTARIA INCIDENTE SOBRE SERVIÇOS CONTRATADOS DO EXTERIOR E NO PAÍS
de Freitas, Fabrício.1(IC); Ribeiro, Marcelo E.1(IC); Santana, Alessandra A. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
É comum que empresas com subsidiarias em outros países muitas vezes importem serviços de profissionais do exterior para oferecer os melhores serviços ao mercado que estão inseridos mesmo que isso proporcione maiores gastos com tributos. O nosso estudo teve como objetivo analisar através de
estudos teóricos e dados práticos, todos os tributos incidentes nos serviços, comparando as cargas tributarias decorrentes daqueles provenientes do exterior e os adquiridos no Brasil. A ideia é que possa ser base para tomada de decisão no processo de importação de serviços em empresas, principalmente no segmento de informática. De acordo com os cálculos realizados, verificamos que a carga incidente na importação de serviços do exterior é bastante
superior comparado aos serviços contratados em nosso país, mesmo que em alguns casos seja possível a compensação de alguns tributos. Concluímos
que o governo brasileiro utiliza os altos tributos na importação para manter competitivos os serviços locais, porém na nossa visão os governantes deveriam analisar os pontos positivos nesta importação como a transferência de conhecimento e inovação ao país que são pontos cruciais para o crescimento
e diversificação de nossa economia.
ANÁLISE FINANCEIRA NO SETOR COMERCIAL
Marcelino, Renata C.(IC); De Souza, Ingrid G. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho contribui de maneira clara para uma visão ampla e objetiva sobre análise horizontal e vertical, indicadores de liquidez e ciclo operacional. Seu desenvolvimento é importante para todos que buscam um conhecimento mais profundo em análises financeiras no setor comercial. Restringir-se a conhecimentos técnicos e os instrumentos da administração financeira não são o bastante no crescente mundo dos negócios. A importância de
um bom administrador financeiro está cada vez mais exigida pelas empresas, em que deve despertar o senso crítico, ter visão, agilidade para tomada de
decisões, ser estratégico, responsabilidade em assumir desafios para o presente e futuro. O objetivo é analisar os relatórios contábeis de maneira a obter
condições de interpretar seus demonstrativos e efetuar uma análise voltada para o setor econômico. Como atentar-se para não cometer erros nas análises
e consequentemente afetar as tomadas de decisões? Entender a importância de uma boa análise é fundamental para medidas corretivas e uma efetiva tomada de decisões.
45
QUESTÕES E CONTROVERSIAS DA PIS E DA COFINS NÃO CUMULATIVO
Silva, Andréia Cândida (IC); Guimarães, Glauco Peter Alvarez (O)
André[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O PIS e a COFINS são contribuições sociais, possuem como característica principal a arrecadação de recursos para custear a previdência social, assistência social e da saúde. O Direito Tributário no Brasil é essencialmente constitucional, pois, possui ampla regulação na Carta Magna, observando questões que vão restringir ao poder de tributar o entendimento de bases de cálculo e sujeição passiva dessas contribuições. A Constituição Federal de 1988,
Artigo 149, facultava a União para doutrinar as contribuições sociais, direcionado ao financiamento da seguridade social. Entretanto, o Artigo 195 falava sobre as possibilidades em que as contribuições PIS e COFINS poderiam ser requeridas. Esse era o apoio constitucional que sustentava o PIS, exigido conforme a Lei Complementar nº 07/70, e também a COFINS, regularizada pela Lei Complementar 70/91. Com a edição da Lei 9.718, de 27 de novembro de 1998, as normas infraconstitucionais do PIS e da COFINS sobraram em boa parte agrupadas, tendo desde então, como base de cálculo, o faturamento do contribuinte, que corresponde conforme a lei, a receita bruta da pessoa jurídica. Com o crescimento e desenvolvimento dos negócios, a
mudança dos meios de produção e a introdução de produtos nacionais no mercado internacional, ficou claro a importância da adoção de um sistema tributário mais adaptado com a realidade assistida nos países industrializados. Assim foi desenvolvido o sistema não cumulativo para o PIS e para a COFINS, introduzido pelas Leis 10.637/2002 e 10833/2003, respectivamente. Este trabalho tem como problema pesquisa, o seguinte questionamento: “Qual
o entendimento predominante sobre o aproveitamento de crédito de PIS e COFINS não cumulativo? A análise é oportuna vista as freqüentes dúvidas sobre aquilo que se pode ou não entender como possibilidade de crédito das referidas contribuições. Objetivando esse trabalho analisar a complexa legislação que rege as contribuições de PIS e COFINS não cumulativo, a fim de tentar entender a correta interpretação do acórdão insumo, visto a distinção
entre a materialidade dos tributos das contribuições em apreço e o conceito, por exemplo, da legislação que rege o IPI. As informações foram coletadas
em livros e artigos sobre o assunto e no site da Receita Federal.
RECUPERAÇÃO JUDICIAL DAS EMPRESAS EM CRISE
Macario, Camila A. M.1(IC); Domingos, Francielle C. da S.1(IC); Bravo, Nelson L.F.(O)
[email protected]/ [email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Lei de Falência e Concordata de 1945 não tinha como objetivo principal a recuperação das empresas, e sim, a retirada do mercado das empresas prejudiciais à economia nacional. Diante da obsolescência da LFC de 1945 e da dificuldade ocasionada pela necessidade de financiamento das empresas em
crise, fez-se necessária sua atualização, surgindo assim em 2005, a Lei de Falência e Recuperação das Empresas, visando à restauração da unidade de
produção, levando em consideração para tanto, o contexto social da empresa, uma vez que a quebra de uma empresa impacta de forma significativa na
economia de sua região. O objetivo geral de nosso trabalho é apresentar opções para a utilização da Recuperação Judicial e apontar as principais alterações efetuadas na antiga LFC com o advento da Lei 11.101/2005. A metodologia de pesquisa utilizada tem cunho exploratório. Conclui-se com a realização do estudo e caso e, apresentação das análises das demonstrações das empresas que com a utilização da nova Lei de Falência e Recuperação, é possível superar problemas de liquidez, honrando dessa forma com os compromissos assumidos no processo de recuperação, e, também manter, gerar empregos e agregar valor a economia regional, uma vez que a nova lei possibilita o reerguimento da empresa e não somente a quitação dos débitos conforme
previa a lei anterior.
RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO
Magro, Aline F.1(IC);Santos, Luma C O .1(IC); Lima, Marcelo A T. (O)
[email protected]
Curso Ciências Contábeis- Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Nesse trabalho temos o objetivo de mostrar para os profissionais de contabilidade a importância de se entender da área trabalhista e mostrar em detalhes
como deve ser feito esse processo de rescisão os cálculos e as novas leis que estão surgindo, e principalmente do que tem mais mudado nos últimos anos
nessa área a Rescisão de Contrato de Trabalho que é uma parte importante, pois qualquer deslize nesse momento pode causar uma ação trabalhista trazendo gastos e dores de cabeça para os empregadores. As mudanças mais significativas foram as nos termos de rescisões, do seguro desemprego e acredito que a do aviso prévio que ainda é muito discutida, pois não saiu nada que explique melhor como deve ser feito a contagem dos dias a mais, e Ministério do trabalho e os sindicatos tem seus próprios entendimentos. A pesquisa que elaboramos não foi concluída mais usamos contadores, pessoal que
trabalha em recursos humanos/departamento de pessoal, empregado, empregadores, assistentes de homologação e fizemos perguntas para entender de
que forma as mudanças interferem para eles. O trabalho está sendo desenvolvida com pesquisas, mostrando exemplos de varias situações de rescisões.
ANÁLISE FINANCEIRA NO SETOR COMERCIAL
Marcelino, Renata C.(IC); De Souza, Ingrid G. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho contribui de maneira clara para uma visão ampla e objetiva sobre análise horizontal e vertical, indicadores de liquidez e ciclo operacional. Seu desenvolvimento é importante para todos que buscam um conhecimento mais profundo em análises financeiras no setor comercial. Restringir-se a conhecimentos técnicos e os instrumentos da administração financeira não são o bastante no crescente mundo dos negócios. A importância
de um bom administrador financeiro está cada vez mais exigida pelas empresas, em que deve despertar o senso crítico, ter visão, agilidade para tomada
de decisões, ser estratégico, responsabilidade em assumir desafios para o presente e futuro. O objetivo é analisar os relatórios contábeis de maneira a obter condições de interpretar seus demonstrativos e efetuar uma análise voltada para o setor econômico. Como atentar-se para não cometer erros nas análises e consequentemente afetar as tomadas de decisões? Entender a importância de uma boa análise é fundamental para medidas corretivas e uma efetiva tomada de decisões.
46
ANÁLISE DE CUSTOS EM INDÚSTRIAS LEITEIRAS
Sanzogo,Laura N.1(IC); Araújo, Márcio F.1(IC); Martins, Thiago1(IC); Maciel, Andréia M. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O início do leite no Brasil está ligado à exploração do gado trazido durante o período colonial. O gado foi utilizado primeiramente como força de trabalho nos engenhos de cana e, posteriormente, a pecuária de corte, que se desenvolve em regiões como Goiás e Sul do país. Até meados do século XIX o
leite teve caráter secundário com poucas vacas sendo mantidas nessa atividade. A partir de então, tecnologias foram aplicadas a industrialização do leite
até caracterizar seu mercado atual. Novas embalagens, novos sistemas de transporte, novos tratamentos térmicos e outras tecnologias permitiram que o
leite antes consumido sem nenhum tipo de cuidado pudesse chegar ao consumidor. Na década de 20, surgiram algumas indústrias para beneficiamento
e distribuição de leite, oferecendo aos consumidores leite tratadas pelo processo de pasteurização. As primeiras empresas do ramo de leite dedicavam se
a produção de queijo, através de métodos antiquados. Em 1918, surge a primeira fábrica de leite em pó no Brasil e em 1920, inicia se a produção de leite
condensado. Ressaltando que nessa época, o leite em pó era vendido apenas para indústrias como ingrediente e insumo. Começa então o processo produtivo do leite na indústria e a importância dos custos na sua produção. Entre as várias atividades agropecuárias que podemos constatar no Brasil, a pecuária
de leite apresenta se como uma atividade muito relevante diante dos números gerados pelo seu desempenho. O leite é um produto mundialmente produzido, porém em diferentes sistemas de produção e em propriedades que podem ser pequenas, médias ou grandes. O Brasil é o sétimo maior produtor de
leite no mundo e detém um dos maiores rebanhos de vacas sendo ordenhadas. A pecuária leiteira apresenta altos níveis de tecnologia, de produtividade e
de qualidade, em algumas regiões do país. O aspecto social e econômico é outro fator a ser considerado, tendo em vista que a pecuária leiteira emprega
um número elevado de pessoas no campo e, vale ressaltar, ainda, a expressiva participação das indústrias de laticínios na geração de renda e emprego. O
presente trabalho aborda a gestão estratégia de custos na cadeia de valor do leite nas indústrias e, a avaliação dos custos de produção como uma importante ferramenta administrativa por permitir o grau de eficiência na atividade, detectando pontos de estrangulamento e facilitando o processo decisório.
Dada a expressiva importância social e econômica da pecuária leiteira para o Brasil, o presente estudo pretende analisar a gestão estratégica de custos na
cadeia produtiva do leite na indústria. A pergunta de pesquisa que o estudo tem a pretensão de responder é: Qual metodologia de custos praticados nas
fábricas leiteiras? Dessa forma foi desenvolvido um estudo com o objetivo de visualizar a implantação de uma indústria de produção leiteira. Sendo assim, foram aplicados procedimentos a fim de elaborar tais projetos da agropecuária a fim de obter uma análise de todos os fatores que estão relacionados
tanto direta quanto indiretamente ao processo de produção do leite nas indústrias. Concluiu-se que é extremamente necessário avaliar os custos das fábricas leiteiras a fim de encontrar um ponto de equilíbrio na tomada de decisão quando da formação dos preços de venda do leite.
SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL: ESTUDO DE CASO DA EMPRESA CEMIG
Caracho, Catia F.1(IC); Alves, Liamara L.1(IC); Alves, Lucimaria L.1(IC); Rodrigues, Eduardo R. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Sustentabilidade tem sido muito discutida e, está cada vez mais presente no dia a dia da população e, principalmente, nas empresas, e o assunto tem ganhado força no ramo empresarial, já que os investimentos em sustentabilidade podem trazer vantagens e oportunidades de retorno financeiro para as empresas, além de contribuir para o crescimento da empresa e para o desenvolvimento sustentável. Qualquer investimento realizado por uma organização é
fundamental para que o retorno obtido cubra todos os custos para a realização do mesmo e, para isso é necessário analisar todas as variáveis para tomada
de decisão financeira. Uma empresa socialmente responsável tem portas abertas para aplicar seus recursos e obter resultados que interessam muito seus
investidores, que vêem no negócio uma oportunidade de crescimento econômico. As empresas que investem em sustentabilidade aumentam sua rentabilidade proporcionalmente ao valor do investimento em sustentabilidade? Para atingir os objetivos desse trabalho foi utilizado as demonstrações contábeis, tais como balanço patrimonial, balanço social, DRE publicadas no site da Bovespa dos últimos cinco anos e seus relatórios de Sustentabilidade, dos
quais permitiu efetuar os cálculos e analisar a rentabilidade que a empresa tem comparado ao valor investido em sustentabilidade. No desenvolvimento
do trabalho foi utilizado o método de pesquisa descritiva, visto que esse método é utilizado para identificar e obter informações sobre um determinado
problema ou questão, os dados desse método costumam ser quantitativos e algumas técnicas estatísticas são usadas para resumir a informação e estudo
de caso pois, foi analisado as demonstrações da empresa.
PERÍCIA CONTÁBIL TRABALHISTA
Silva, Aline Cristina da 1(IC); Souza, Ingrid Grace de (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A globalização tem sido inevitavelmente a grande forma de mudanças nos meios empresariais em todo mundo. Com isso torna-se cada vez mais eficaz
a profissão do contador, para que ele auxilie as empresas, além de agir como um intermediador entre elas e as obrigações do governo de maneira atualizada e, de acordo com as leis vigentes. Mas muitos erros ocorrem, ora por falta de conhecimento do próprio profissional descrito ora por má-fé, na intenção de burlar o sistema e crescer de maneira imprópria. A perícia contábil é o meio mais preciso de se obter informações sobre estes tipos de erros e
apresentar as provas para a maioria dos processos judiciais relacionados às empresas. A perícia contábil trabalhista é a atividade realizada por um profissional na área, que pode ocorrer judicialmente ou extrajudicialmente tendo como objetivo principal encontrar provas que auxiliem na solução de processos trabalhistas. Este trabalho tem por finalidade apresentar a atuação do perito trabalhista, as atividades realizadas por ele, a nomeação do profissional e como é realizada a entrega do laudo pericial, que é o documento mais importante realizado pelo profissional, assim como os cálculos trabalhistas
que comumente são apresentados em processos judiciais e que ajudam na elaboração do laudo. A elaboração desta prova corresponde a analise completa
da documentação apresentada pelo reclamante e pela reclamada, estas que são as partes envolvidas no processo, porem para que tal prova seja executada
de maneira precisa é necessário o profundo conhecimento na área trabalhista e, que o profissional em pericia saiba concluir com exatidão as informações
colhidas. Foram explorados de maneira ampla os cálculos, os procedimentos e as sequencias de fatos que ajudaram na conclusão da pericia e também,
de materiais ligados à área como livros e sites, para que a elaboração do trabalho, este que será composto de três partes, sendo a primeira a apresenta a
profissão do perito contador e suas atividades em todas as áreas, incluindo, a trabalhista. A segunda parte apresenta cálculos trabalhistas na pratica de acordo com as leis trabalhistas. E, por fim, a terceira parte com a analise um processo trabalhista, com a demonstração de um processo da analise cálculos
trabalhistas assim como a elaboração do laudo pericial. A perícia trabalhista é concluída por meio da apresentação do laudo pericial elaborado pelo profissional da área está diretamente ligada às relações entre os empregadores e os empregados, pois é desta maneira que se pode chegar à conclusão se o
empregador está agindo de forma correta de acordo com as leis trabalhistas não lesando o trabalhador e fazer os direitos de ambas as partes.
47
A OCORRÊNCIA DE FRAUDES NO TERCEIRO SETOR
Janku, Mariana N.; Pereira, Cleyton A. A.; Silva, Eliana E.
[email protected]; [email protected]
Curso Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A ascensão do Terceiro Setor trouxe diversos questionamentos e um deles é com relação as suas respectivas responsabilidades e deveres para com a sociedade, o tema : Fraudes no Terceiro Setor nos leva a pensar e entender o por que muitas vezes as ONG não conseguem cumprir seu papel perante a
sociedade. O Terceiro Setor é constituído por organizações sem finalidades lucrativas e não governamentais (ONG), essa por sua vez recebe verbas públicas e doações de empresas privadas para promover projetos para a sociedade. As empresas do setor privado que apoiam entidades do terceiro setor, o
governo oferece incentivos fiscais, tais como abatimento no imposto de renda, em troca de das doações das empresas para as ONG que refletem benefícios a sociedade. O objetivo das ONGs é oferecer qualidade de vida à sociedade e não visam lucro e quaisquer saldos sendo positivos ou negativos deverão ser reconhecidos como superávit ou déficit, estes mesmos resultados deverão ser reinvestidos na própria ONG. Partimos então para o questionamento: Por que ocorrem Fraudes? A pesquisa foi embasada em estudo de casos polêmicos, onde percebemos que o governo não tem controle e não enxerga se as verbas destinadas aos projetos das ONGs estão de fato sendo executadas. Observamos também, que existe uma deficiência na fiscalização,
principalmente nas Associações-que geralmente são constituídas por ideais para beneficiar a sociedade-, não há controle do governo de todas as atividades que estão sendo executadas, ao contrário das Fundações que há uma fiscalização eficaz por sua existência partir de um patrimônio doado. A fraude
inicia-se desde a má intenção dos governantes (ministros, deputados, etc.) até os valores que são negociados. Durante o processo de escolha de onde vão
acontecer as fraudes, as Fundações são descartadas devido à fiscalização, portanto as fraudes ficam concentradas em Associações. Os governantes escolhem “ONGs amigas”, ou seja, onde há vínculos (parentes, amigos e conhecidos), isto ocorre porque não existe um Estatuto que abranja todas as etapas
de contratação dessas ONGs e de fiscalização ou uma lei que obrigue a fazer uma licitação para escolha das ONGs. Outra forma também de fraudar o sistema é apresentar projetos que jamais serão desenvolvidos, emissão de notas frias para fornecedores que estão envolvidos com o esquema, que geralmente são parentes. Caso seja descumprida alguma clausula, o governo poderia de imediato suspender a verba dada a esta ONG, mas como não há fiscalização,
os envolvidos tem mais facilidade de desviar a verba. A fiscalização destas ONGs não é eficiente, isso se dá por que os responsáveis por fiscalizar estas
ONGS são os mesmos que as contratam. Fazendo uma comparabilidade com a Contabilidade este caso fere totalmente os Princípios Contábeis no caso o
Principio da Entidade onde “O patrimônio de uma pessoa física não se confunde, nem se mistura com o patrimônio da pessoa jurídica em que fizer parte”,
outro ponto muito importante é que o controle, os registros contábeis que deveriam ser feitos, neste caso não existe, a falta de controle e rigidez abre
“lacunas” para ter cada vez mais fraudes nestes tipos de organizações. Um controle contábil com todas as ferramentas que a contabilidade propõe e uma
fiscalização mais abrangente e rígida trariam mais resultados positivos para a sociedade, o controle dessas verbas e sua aplicação em projetos seriam muito
mais eficazes, e quem ganharia com isso seria a sociedade, da qual é o fator principal para essas organizações existirem. O governo tem condições de
manter uma fiscalização efetiva para garantir a melhor eficiência do dinheiro publico, tornando obrigatória a prestação de contas e as entidades que não
cumprirem de imediato, que fossem fiscalizadas com o risco de perder o direito de manter a entidade, redefinir as leis e centralizar o órgão responsável
por contratar ONGs, para que a mesma passe por triagem para analisar se estão aptas ou não.
UM ESTUDO SOBRE A QUALIDADE DOS SERVIÇOS OFERECIDOS PELOS ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE EM
RIBEIRÃO PRETO-SP
SILVA, Édson R. Eugênio da (IC); RODRIGUES, Eduardo R. (O)
[email protected]
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A forte concorrência, a alta carga tributária no Brasil e a busca por produtos e serviços cada vez melhores, exige das empresas uma adequação cada vez
maior em suas estruturas operacional e administrativa, a fim de proporcionar informações de qualidade na tomada de decisões. Neste sentido, a Contabilidade oferece uma série de informações econômico financeiras, que vão subsidiar o processo de tomada de decisão. Por meio da chamada Contabilidade Gerencial, os gestores encontram uma série de metodologias que vão apresentar os principais resultados da atividade operacional e financeira do
negócio Os escritórios de contabilidade possuem grande importância fazendo este papel para as micro e pequenas empresas. É um ramo de prestação de
serviço capaz de fornecer informações vitais aos seus clientes na tomada de decisão, resultando na otimização dos resultados globais dos empreendimentos. Esse estudo buscou identificar se os escritórios de contabilidade na cidade de Ribeirão Preto/SP estão oferecendo serviços relacionados à contabilidade gerencial, além dos trabalhos relacionados à parte societária e fiscal aos seus clientes. Entre os objetivos do estudo, buscou-se identificar:
quais serviços são oferecidos e em caso de não oferecerem, o porquê de não o fazerem. A pesquisa foi realizada por meio de um questionário semi estruturado com 14 perguntas objetivas, que foram enviados a 87 escritórios de contabilidade de Ribeirão Preto/SP. O resultado obtido revelou que é pequeno o número de empresas que prestam serviços gerenciais aos seus clientes, por motivos de falta de estrutura ou incapacidade técnica. E, que os poucos escritórios que oferecem esse serviço, enfrentam resistência de seus clientes por considerarem um trabalho desnecessário. A conclusão do presente
trabalho é que a falta de consciência por parte dos empresários em relação à boa gestão de suas empresas e a falta de profissionais contábeis com profundo conhecimento técnico limitam o crescimento das empresas contábeis no que diz respeito a gama de serviços oferecidos.
PERICIA CONTABIL EM PROCESSOS TRABALHISTA
Lourenço, Leticia M.1(IC); Sakamoto, Susana M.1(IC); Bravo, Nelson L. (O)
[email protected]
[email protected]
1
Curso de Ciências Contábeis - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
De acordo com os autores pesquisados, na estrutura da Justiça do Trabalho, o numero de profissionais contábeis que estão atuando como peritos ou assistentes-técnicos mediante laudo e pareceres periciais contábeis vem crescendo ao decorrer dos anos, bem como a qualidade dos trabalhos ao nível de informação. A pergunta de pesquisa que o presente estudo tem a pretensão de responder é: Como elaborar um laudo pericial de modo que não afete as tomadas de decisões, chegando a um consenso entre as partes? Os procedimentos metodológicos utilizados foram pesquisa bibliográfica com realização
de estudo de caso e pesquisa de campo. O desenvolvimento e elaboração do presente estudo têm como objetivo apresentar a influência dos laudos e pareceres contábeis, fazendo com que sua análise ajude nas tomadas de decisão. A perícia contábil é executada por profissional capacitado e denominado
Perito-Contador ou Assistente, a qual tem como usuário final o Juiz, que toma a decisão emitindo a sentença com ajuda do laudo pericial contábil. Os
critérios utilizados na pesquisa revelam alguns atributos a serem considerados pelos peritos quando da realização do trabalho pericial: expectativa, competência, adequação, pontualidade e confiabilidade. Para o desenvolvimento do trabalho desse profissional são necessárias duas características básicas:
capacidade técnica e comportamento ético. O estudo demonstra qual a influência da pericia contábil em processos trabalhistas, a busca dos direitos do
empregado por meio deste processo, de como é importante ter um profissional nomeado que esteja devidamente habilitado ao órgão competente Conselho Regional de Contabilidade - CRC, ter o extremo conhecimento da matéria para desenvolver um bom trabalho e, assim, atender as necessidades do
Magistrado. Ficou evidenciado, que o Magistrado de primeira instancia da Justiça do Trabalho, que utilizam-se das informações apresentadas nos laudos
contábeis, quando estas são suficientemente convincentes com os elementos juntados aos autos, sendo a estrutura formal do laudo fator certamente de
menor relevância para o condutor judicial prolatar a sentença. Enfim, verificar a eficiência da pericia contábil na tomada de decisão pelo Magistrado. No
cumprimento das prerrogativas de sua profissão, o perito-contador contribui com o judiciário, pois a qualidade dos trabalhos realizados por peritos contadores é considerada relevante, mas existem formas de aperfeiçoar as técnicas. Ao final do trabalho pode-se concluir a importância da Perícia-Contábil
para a justiça, pois é por meio dela que os juízes podem tirar suas dúvidas sobre assuntos específicos, no caso, sobre a Ciência Contábil tendo uma visão
mais ampla das questões abordadas no laudo. Concluiu-se que, apesar das inúmeras dificuldades enfrentadas, o perito-contador deve buscar a sua excelência no desempenho dos trabalhos periciais atuando da melhor forma embasada na ética, pois os mesmos são sua carta de referência.
48
Ciências da Computação
49
USO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS COM GEOLOCALIZAÇÃO EM APLICAÇÕES DE SEGURANÇA PÚBLICA
Souza, Fernando N. B. (IC); Dias, Paulo C. C. (O)
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Após pesquisas e entrevistas realizadas, a proposta deste artigo é apresentar dados obtidos, onde se conclui que a Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) deveria estar seriamente incluída na área da Segurança Pública, onde teríamos ótimos resultados imediatos. As policias neste país estão implantando tecnologia de ponta em seus sistemas de gestão e tende a revolucionar todo um sistema de trabalho, muito atualizado, com resposta imediata
através de diversos setores como, por exemplo, o Judiciário, Financeiro, DETRAN, Secretaria de Segurança Publica e outros, que vão dar suporte para
os agentes de segurança. Infelizmente o que se ouve falar é apenas nas condições financeiras do País, dos Estados e Prefeituras, alegando que não há
verbas para inovações tecnológicas e com isso muito pouco está sendo feito em pro da nossa segurança. A criação de um modelo de atendimento e sistema de gestão de informação dá uma opção a Base das Guardas Municipais, especificamente por não disponibilizar de grandes recursos para investimento. A tecnologia usada no projeto é de baixo custo, mas fornece alternativas que proporciona infinidades de funcionalidades para o controle das atividades rotineiras.
FERRAMENTA DE APRENDIZADO
Govone, Rafael F. (IC); Gagliardi, Henrique F. (O)
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A educação vem se tornando mais importante na vida das pessoas e tende a ficar cada vez mais necessária. O conhecimento se tornou um diferencial na
contratação de profissionais, exigindo um nível de aprendizado cada vez maior. Por isso, torna-se necessário criar novas ferramentas de aprendizado.
Muitas pessoas não tem tempo para fazer uma faculdade ou curso presencial, por isso, a proposta desse trabalho é criar uma ferramenta on-line e gratuita
para aprendizado. Nessa ferramenta, aluno e professor poderão interagir. Os professores ficam responsáveis por ministrar um curso, postando todo o
conteúdo e os exercícios. Cabe ao aluno estudar o conteúdo postado e responder os exercícios, sendo avaliado pelo professor. O aluno poderá se inscrever nos cursos de seu interesse.
SISTEMA DE RECONHECIMENTO DE GESTOS APLICADO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM
Nogueira, Ícaro B.(IC); Da Silva, Igor C.(IC); Gagliardi, Henrique.(O)
[email protected]
Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este trabalho possui o propósito de analisar a aplicação do uso do sensor de movimentos da Microsoft, o Kinect, no processo de ensino-aprendizagem
em todos os níveis escolares, com diversas possibilidades de aplicações para o uso dentro da sala de aula, a transformando em um ambiente totalmente
interativo e rico em conteúdos que podem ser manipulados a distância por professores e alunos. Através das pesquisas bibliográficas realizadas houve
preocupação em contribuir com o tema discorrendo da história na humanidade sobre a tecnologia envolvida, suas possíveis aplicações educacionais e
todo o desenvolvimento utilizando-se de ferramentas atuais. Com o objetivo de Estabelecer uma interface interativa entre professor, aluno e conteúdo
dos temas abordados em aula. Colaborando com a tecnologia em prol do ensino na sociedade, uma vez que a facilidade em seu uso chama mais atenção
do aluno com dificuldades, ou até mesmo àqueles que querem aperfeiçoar seus estudos.
AUTOMATIZAÇÃO DO CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO DE REFEIÇÕES.
Frigieli, Jonathan Cunha (IC); Gagliardi, Henrique Fabricio (O)
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este trabalho busca contribuir para melhorar o controle de distribuição de refeição em obras de uma determinada empresa de Ribeirão Preto.
Para isso, será feita uma aplicação na plataforma Android cujo objetivo é substituir um processo que atualmente ocorre de forma manual
por um processo automatizado, fazendo com que tudo ocorra de forma mais rápida e com menos possibilidades de erros. A plataforma
Android foi a escolhida como resultado de um comparativo entre os principais sistemas operacionais para dispositivos móveis da atualidade no qual foram consideradas suas principais características e funcionalidades. Assim, os registros de recebimento de refeições serão
feitos de forma automática pelo aplicativo desenvolvido que posteriormente enviará os dados para o servidor da empresa para armazenamento interno.
CARDÁPIO MÓVEL: PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO MÓVEL GERENCIADO PELO GOOGLE ANDROID
Saiki, Fernando Kenji C.1(IC); Cividanes, Guilherme R.1(IC); Gagliardi, Henrique F. (O)
[email protected]
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
O presente trabalho objetiva o desenvolvimento de um aplicativo para dispositivos móveis, utilizando o sistema operacional Google Android, visando
auxiliar o processo de estabelecimentos comerciais do ramo alimentício. Este aplicativo poderá ser implantado em bares e restaurantes visando uma
otimização no atendimento de clientes. De modo mais específico, serão desenvolvidas duas aplicações, uma será um sistema para gerenciar todas as
informações, estarão concentradas todas as informações do aplicativo, contendo o cadastro de produtos, cardápios, clientes, controle de pedidos, situação em que o atendimento se encontra, e outro aplicativo para o dispositivo móvel com o sistema operacional Google Android, onde o cliente irá visualizar o cardápio, realizar o seu cadastro, realizar seu pedido, verificar o status do pedido e realizar o fechamento da conta.
50
CONTROLE DE PESAGEM E SANIDADE ANIMAL DO GADO DE CORTE
Ficher, Jessica P.(IC); Gagliardi, Henrique F. (O)
jessicapfi[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A necessidade de um controle de dados no campo sempre foi importante, mas a maioria das fazendas até mesmo as certificadas pelo Sisbov (Sistema
Brasileiro de Identificação e Certificação de Origem Bovina e Bubalina), que foi criado pelo Ministério da Agricultura para rastreamento da carne bovina exportada para maior certificação de qualidade, tratam os dados coletados no manejo em planilhas de Excel. Esse trabalho teve como foco e principal objetivo melhorar o manuseio dessas informações gerando mais praticidade e menos burocracia. Com mais tecnologia é possível ter um melhor
controle, mais pesquisas são possíveis sobre manejo, análises de aumento de peso médio por raça, e é possível ter mais chances de encontrar períodos
que surgem problemas no manejo além de tomar decisões preventivas para combater as doenças que possam influenciar na qualidade da carne bovina,
e em um possível desenvolvimento de relatórios que poderão ser aplicados para melhor gerenciamento desses dados. A Transmissão do Tablet com o
servidor resultará em um arquivo .txt de dados separados em “ ; ” dos dados inseridos no sistema. O aplicativo foi desenvolvido em Android sem ligação fixa a uma tecnologia já existente no campo, como leitores de brinco ou balanças, pelo fato de muitas fazendas não possuírem dispositivos adequados para comunicação desses equipamentos com o tablet com sistema operacional(SO) Android que é nosso produto e proposta para o campo. Os
dados são digitados sequencialmente, salvos e comunicados. Para desenvolvimento do aplicativo, foram realizadas visitas a fazendas e pesquisas com
veterinários da área técnica que participavam da integração com essas fazendas de manejo para que a pesquisa pudesse explorar as melhores variáveis
para o aplicativo e entender o quanto a tecnologia já fazia parte do controle da fazenda.
USO DE XML COMO FORMA DE COMUNICAÇÃO ENTRE SISTEMAS
CANSELA, Henrique T. S. 1(TCC); ALMEIDA, Thiago W. J. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O uso de XML permite a criação de um sistema único de comunicação entre diversos sistemas e aplicações. Com a não necessidade de se criar um
meio de comunicação para cada parte integrante do sistema, futuros processos de manutenção e mesmo a inclusão de novas partes, se torna algo relativamente simples e rápido. A ideia é que, utilizando de XML, podemos criar um padrão de mensagens que ao ser recebido por um serviço disponível,
tanto na Web quanto local, seja capaz de executar uma determinada tarefa, a partir dos dados recebidos, onde esta mensagem independe da forma como
é gerada, contanto que respeite os padrões estabelecidos. Com base nisso, será elaborado um aplicativo capaz de enviar mensagens SMS para dispositivos móveis através de um arquivo recebido com os números de telefone dos dispositivos endereçados e a mensagem. Através de pesquisa e desta
aplicação, será possível demonstrar que a linguagem XML é uma excelente forma de comunicação entre dispositivos, sistemas e aplicações.
ESTIMAÇÃO DE DENSIDADE POPULACIONAL USANDO TECNICAS DE VISÃO COMPUTACIONAL
Hernandes, Vitor H. P.1(IC); Dias, Paulo C. C. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com o passar dos anos uma imagem computacional deixei de ser apenas exibida em um computador e passou a ser interpretada por um computador de
maneiras á extrair informações vitais para diversos tipos de sistemas, com finalidades de automatizar enumeras tarefas. Para que o computador possa
interpretar uma imagem ele deve reconhecer padrões que geralmente são pré-definidos ou são treinados através de algoritmos de inteligência artificial.
O reconhecimento de população é dos padrões que o computador já é capaz de reconhecer, e através deste reconhecimento é possível fazer uma análise
de densidade da população onde podemos extrair informações que possam ajudar a determinar rotas de fugas, estratégias de marketing para lojas, supermercados, etc. e alterações bruscas de fluxos. Neste artigo iremos mostrar um pouco de algumas técnicas utilizadas para o reconhecimento de população para estimação de densidade populacional e demostrar com uma aplicação uma destas técnicas.
PROCESSO ÁGIL DE DESENVOLVIMENTO ORIENTADO À FÁBRICA DE SOFTWARE
Tofanelli, Pio.1(IC); Jardim, Carlos H. O. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No início da computação a grande preocupação foi o hardware sendo e o objetivo das pesquisas era desenvolver novas formas de torná-lo mais poderoso, rápido, genérico, robusto e menor. Atualmente, o hardware que antes pertencia a um mainframe está presente em dispositivos portáteis, abrangendo as possibilidades de sua utilização, agravando a dependência e demanda por software mais rápido e sofisticado, que tornou a produção de software mais complexa. Durante essa evolução, os processos preditivos e tradicionais de desenvolvimento de software tornaram-se burocráticos e lentos, o
que incentivou a proposta das metodologias ágeis, as quais focam os esforços em satisfazer o cliente com entrega contínua e rápida de software funcional do que documentação. Baseando-se nessas propostas, este trabalho tem como objetivo propor um processo de desenvolvimento e gerenciamento
de projetos de software que une os conceitos das metodologias ágeis Scrum e Extreme Programming, com enfoque em fábricas de software. Para definir o processo, conceitos de engenharia de software, sobretudo as metodologias ágeis, e estudos de casos foram estudados e organizados com a finalidade de selecionar e combinar as práticas e métodos que provavelmente são as mais adequadas para o contexto alvo. O objetivo do processo proposto
é alcançar um equilíbrio entre as variadas práticas das metodologias ágeis com a intenção de agilizar a produção e de aumentar a qualidade do software
em empresas pequenas e que possuem demanda variada.
51
PROCESSAMENTO DE IMAGENS PARA RECONHECIMENTO DE ANOMALIAS EM PLANTAÇÕES DE CITRUS
Costa, Diego Hidalgo (IC); Prado, Eduardo Fernando Velludo (IC); Jorge, Lucio André Castro (O)
[email protected]
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As doenças e pragas que atacam as plantações de citrus na agricultura, além de causar danos na planta, apresentam sintomas visíveis nas regiões das folhas, frutos, caule, e ao longo de todo o corpo até as raízes, e estes sintomas podem variar desde o estágio inicial até o estágio mais avançado dependendo do nível de contaminação da doença ou a intensidade do ataque da praga. O objetivo deste trabalho é processar as imagens digitais dos sintomas das
doenças e dos ataques das pragas visíveis somente nas folhas, onde a partir da imagem são aplicadas técnicas de processamento de imagens e inteligência artificial para identificar qual a origem da anormalidade sofrida pela planta, ou seja, se provém de uma determinada doença ou do ataque de uma praga específica.
Como a agricultura de precisão é uma área em constante desenvolvimento, a motivação para a realização desse trabalho é contribuir no processamento
e identificação dessas anormalidades para ajudar a minimizar os danos físicos e econômicos causados por elas.
COLETA E ANÁLISE DE DADOS GEORREFERENCIADOS
Flauzino, Aldenir D.1(IC); Marcolino, Wesley J.1(IC); Gotardo, Reginaldo A. (O)
[email protected] / [email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Informação é um dos bens mais preciosos de uma organização corporativa. Através dela, é possível identificar fatores de risco, criar estratégias de mercado, ter uma visão clara do cenário e criar projeções sólidas para cada decisão tomada. Com o advento da computação e o aumento exponencial dos
dados que compõe a informação, tornou-se um grande desafio lidar com o volume massivo de dados gerados pelos sistemas computacionais e transformá-los em informações qualitativas, importantes para a tomada de decisões estratégicas. Dados georreferenciados são dados associados à sua localização geográfica, ao acrescentar essa camada, os resultados tornam-se ainda mais interessantes, e pela dimensão geográfica que oferecem, permitem
que medidas sejam criadas e aplicadas de diferentes formas em diferentes locais, maximizando lucros e minimizando desperdícios. A proposta do projeto é a criação de um aplicativo móvel e interface web que auxiliem em todo o processo de obtenção da informação num contexto de pesquisa de mercado, desde a coleta dos dados georreferenciados através do aplicativo móvel, análise dos dados armazenados usando conceitos de Business Intelligence
(BI) em depósitos de dados (warehouse) e disposição dos resultados por meio de representações visuais, painéis de controle conhecidos como dashboards.
Do ponto de vista técnico, foram usadas tecnologias multiplataformas baseadas em HTML5 e CSS3, linguagem de marcação hipertextualizada para criação de páginas da internet, no intuito de eliminar quaisquer restrições de plataforma. O aplicativo móvel é compatível com as Sistemas Operacionais
móveis mais difundidos: Apple iOS, Android, Blackberry OS, Kinde Fire e em breve Windows Phone. A solução web também é baseada em HTML5,
suportado pela maioria browsers modernos. O resultado final possibilitará a criação de pesquisas personalizadas na plataforma móvel, sincronizadas automaticamente com dispositivos móveis. Os dashboards deverão ser atualizados em tempo real conforme os dados coletados pelos dispositivos móveis.
SOCIAL COMMERCE
Ferreira, Eric S.; Cainelli, Vinícius R.; Gotardo, Reginaldo A. (O)
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho objetiva familiarizar o leitor a respeito de um modelo de negócios que vem ganhando força nos últimos anos, o Social Commerce,
mostrando suas origens, definição e como ele atua. Será feito também uma análise detalhada das ferramentas de Social Commerce existentes usando
uma metodologia desenvolvida para tal finalidade. Baseado em todo o conhecimento adquirido, será feita a prototipação de uma ferramenta web que
possibilite os usuários do Facebook venderem produtos dentro da rede social.
METODOLOGIA PARA UTILIZAÇÃO DE ESCOPO ABERTO E ENTREGAS ITERATIVAS SEM UMA DATA DETERMINADA.
Tobias, Lincoln B.1(IC); Danilo, Marcos C. M. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este trabalho tem como principal objetivo levantar informações sobre a reação dos empresários de software, programadores e clientes referentes à filosofia de um gerenciamento de projeto por Scrum que utiliza o método de escopo aberto e entregas iterativas sem uma data final do projeto, onde esses
problemas ocorrem por ter uma dificuldade encontrada no nosso dia-a-dia, de controlar o desenvolvimento de um produto em um gerenciamento de
projeto por Scrum. Através dos estudos de Gerenciamento de Projeto e SCRUM será feito um levantamento de informações para assim verificar a aceitação deste método de trabalho nas empresas de Ribeirão Preto.
DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO NA PLATAFORMA ANDROID PARA A CRIAÇÃO DE UMA REDE SOCIAL
LOCAL COM COMUNICAÇÃO VIA TECNOLOGIA BLUETOOTH
Meyer, André S. ¹(IC); Silva, Matheus H. ¹(IC); Gagliardi, Henrique F. (O)
[email protected]
[email protected]
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Graças aos avanços da Tecnologia da Informação como a diminuição dos componentes e o surgimento das redes sem fio, a computação móvel é hoje
uma das áreas mais promissoras da informática. Seus recursos e possibilidades proporcionam um novo paradigma no contexto de utilidade computacional e compartilhamento de informação, trazendo a robustez de um desktop ao conforto e acessibilidade de um aparelho celular. Este trabalho tem como objetivo fazer uso desta tecnologia para, com base nos estudos dos recursos e funcionalidades das redes sociais, desenvolver um aplicativo para o
sistema operacional Android que cria um ambiente similar ao de uma rede social local através da troca de informações de perfis via tecnologia Bluetooth.
52
AGRIFOLHA – APLICATIVO PARA DESENVOLVIMENTO DAS PLANTAÇÕES UTILIZANDO A PLATAFORMA ANDROID
Rafael Nonato de Sousa1(IC); Henrique Gagliardi (O)
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Estimulado pela crescente disseminação da computação móvel, neste trabalho propões a criação de um aplicativo desenvolvido para a plataforma Android cujo nome é AgriFolha e que será mais uma ferramenta para auxiliar o trabalho de agrônomos no campo. O aplicativo os auxiliará em uma das
principais dificuldades hoje na agricultura, que é saber representar as diferentes informações obtidas mediante análises das áreas de plantio, folhas e
solo. Uma das vantagens de utilizar este aplicativo em dispositivos móveis é exatamente fornecer aos produtores a possibilidade de possuir um melhor
gerenciamento de sua propriedade, impactando em uma melhor produtividade e redução de custos, menor desgaste do solo, pois o fertilizante será aplicado na medida do déficit. Isso traria um maior aumento de produção da colheita, melhor qualidade do cultivo e todas essas características retornariam ao dono do campo ou produtor em forma de lucro.
A BIOMETRIA AUXILIANDO A SEGURANÇA PÚBLICA
Gião, Bruno de O.1(IC); Medeiros, Junior de S.1(IC); Jorge, Lúcio A. de Castro(O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Hoje com o avanço da tecnologia e a grande movimentação de informações restritas envolvidas, onde uma empresa consegue administrar toda sua área
financeira através de sistemas conectados a instituições de capital e organizações governamentais. Com esse avanço, uma das principais áreas que necessitam de inovações constantes é o da segurança. Com isso métodos de identificação automáticos de indivíduos vêm se tornando uma tecnologia quase que obrigatória para a segurança, sendo eles em ambientes físicos ou virtuais. O desenvolvimento de produtos ligados a essa tecnologia de identificação não são recentes, hoje já contamos com diversas ferramentas utilizando essa tecnologia em áreas, tais como investigações na área forense, controle
de acesso de indivíduos em determinados ambientes como instituições financeiras e médicas, porto e aeroportos. Devido á essa necessidade surgiu uma
área de pesquisa especifica para reconhecimento e identificação de indivíduos conhecidos como biometria. A biometria é um ramo da ciência que estuda a medida de características únicas de um individuo, podendo ser usada para reconhecer a sua real identidade. Nesse trabalho o objetivo será desenvolver um software utilizando as técnicas de biométrica e PDI (Processamento Digital de Imagem) para realizar a identificação de um individuo através
de sua impressão digital.
INTEGRAÇÃO COBOL COM WEB SERVICES
Cruz, Maria Aparecida Lemos1(IC); Gagliardi, Henrique Frederico (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
Esse trabalho visa melhorar o sistema de Folha de Pagamento da Empresa JC Informática, tornando-o mais competitivo, com aplicativos gráficos e integrado com a internet via Web Server. O Sistema de Folha de Pagamento, foi desenvolvido na linguagem Cobol, em 1986 e muitas mudanças ocorreram nestes 26 anos na área de informática. É um sistema muito eficiente e bem aceito pelos clientes, porém suas telas ainda estão em modo texto. O
propósito é realizar uma interface gráfica para interagir o Sistema de Folha de Pagamento com outros aplicativos gráficos como o HTML, utilizando
Web Services para fazer esta comunicação (Html x Cobol). Foi realizado os relatórios de Cadastramento de PIS e Emissão de Rescisão, utilizando o
formato XSL(Html) e arquivo XML(Cobol) gerado pelo Cobol. Esses relatórios estão totalmente gráficos, com logótipo do Banco da Caixa Econômica,
utilizando bordas gráficas e com cores. Será desenvolvido a interface que irá digitar os dados em HTML e atualizados no banco de dados Cobol.
GESTÃO DE PROJETOS COM AUXÍLIO DA ANÁLISE DE PONTOS DE FUNÇÃO NO AMBIENTE DE ESTIMATIVAS
APPOINT
Lino, Tiago G.1(IC); Gagliardi, Henrique F. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação – Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Desenvolver software normalmente não é uma tarefa simples. Por isso, estimar o tempo de desenvolvimento vem sendo um dos grandes desafios de
gerentes de projeto que, muitas vezes, utilizam métricas que não correspondem bem com a realidade. Uma abordagem interessante, nesse caso, seria a
da análise por ponto de função, que será o tema deste trabalho e é definida como uma técnica de medição de tamanho funcional do software, que quantifica os requisitos funcionais do usuário. Ou seja, o que o software faz. Com ela, veremos que seria possível a otimização do projeto ao buscar a melhor
forma de projetar um software, ter a medição do tamanho dos requisitos funcionais, contabilizar o tempo que será utilizado no decorrer de seu desenvolvimento e obter estimativas com uma melhor calibragem que auxiliarão a equipe responsável em atingir suas metas. Isso é interessante também pelo
fato de ser uma das principais dúvidas que ocorrem ao longo do desenvolvimento de software, que é estimar o tempo necessário para atingir metas. Para
isso, a Análise de Pontos de Função também considera a experiência da equipe na tecnologia trabalhada, complexidade do software, a metodologia adotada para o desenvolvimento, e mais alguns parâmetros que interferem no resultado das estimativas. Atualmente há certa carência de ferramentas que
auxiliem o gestor na utilização dessa metodologia. Por isso, na segunda parte deste trabalho, será apresentado um modelo de uma ferramenta que tem
como objetivo, apoiar o desenvolvimento de software com relação ao tema citado, durante todas as fases planejadas.
APLICAÇÃO MOBILE PARA GERENCIAMENTO DE ATIVIDADES DO PROFESSOR
Souza, Milton N.(IC); Gotardo, Reginaldo. (O)
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Esse trabalho tem por objetivo o desenvolvimento de um aplicativo para dispositivos móveis que utilizam a plataforma Android, com o intuito de auxiliar e facilitar o planejamento da aula do professor de uma forma rápida e prática. De um modo mais específico, serão desenvolvidas duas aplicações.
Uma será um sistema administrativo web para gerenciar todas as informações. Outra será o aplicativo móvel, que para o aluno, servirá de consulta a
sua frequência na disciplina e atividades passadas pelo professor. Para o professor, o aplicativo auxíliará no controle de frequência dos alunos, consulta
do plano de ensino e registro das atividades a serem entregues pelos alunos. As informações serão armazenadas em um banco de dados de um servidor
web. O aplicativo móvel terá a opção de sincronizar as informações através da internet consumindo um Web Services.
53
SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS DE ÚLCERAS CORNEANAS UTILIZANDO REDES NEURAIS
Almansa, Luciana F.¹(IC); De Groote, Jean-Jacques.¹(O);
[email protected]
¹Curso de Ciência da Computação – Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto
Úlceras corneanas são lesões que provocam danos no epitélio e estroma da córnea. Como sequela a córnea pode perder a transparência levando até mesmo a cegueira. Alguns dos principais sintomas incluem lacrimejamento, dor, diminuição da visão, fotofobia, hiperemia conjuntival e secreção purulenta.
Pesquisas nessa área estão despertando progressivamente, maior interesse devido à generalização do uso das lentes de contato. Estas são causas importantes de úlceras devido à interferência com a oxigenação da córnea e ao trauma. Outras causas comuns de úlceras incluem: infecções bacterianas, virais,
fúngicas e lesões tóxicas. O objetivo desse trabalho é apresentar um sistema baseado em técnicas de processamento digital de imagens e inteligência artificial para identificação e análise de úlceras corneanas, fornecendo a oftalmologistas informações sobre a área afetada e o contorno da lesão, de forma
a auxiliar o estudo de sua evolução. O olho é submetido por clínicos a um procedimento que fornece um tom esverdeado à lesão. Para separar a região
lesionada de modo a gerar imagens de referência para análise por redes neurais, foram desenvolvidos algoritmos semiautomáticos baseados em técnicas
de Processamento Digital de Imagens. Esta segmentação foi baseada em condições como intensidade e proporção de cores. A imagem segmentada por
este processo atinge boa precisão na identificação da mancha, mas uma quantidade marginal de pixels não atende às condições de segmentação. Desta
forma, foi desenvolvido um algoritmo complementar baseado em morfologia matemática (abertura e fechamento) para corrigir esse problema, aumentando a precisão da identificação da úlcera ao eliminar pontos espúrios. Para determinação da área e do centro de massa das lesões foram criados algoritmos baseados em flood (inundação), permitindo assim a análise métrica e morfológica do contorno e da área lesionada. A rede neural implementada
no software, baseada no modelo perceptron, tem a estrutura dos padrões de sinais de entrada formada por grades quadradas de M x M pixels, e para cada conexão da rede é atribuído um valor de componente RGB, resultando em N =3M2 sinais. Como testes foram realizados estudos com a grade unitária
1 x 1 pixel, utilizando as imagens de referência para determinar o conjunto de treinamento da rede. O resultado foi comparado também com imagens de
referência produzidas pela segmentação semiautomática, onde o próprio clínico indica ao software a região de interesse, caso seja necessário. Este complemento é considerado, uma vez que imagens obtidas a partir de biomicroscópios podem sofrer interferências da fonte de iluminação do olho, afetando
a qualidade da imagem. Como linguagem computacional é utilizada a IDE Delphi. O processo resultante está sendo desenvolvido para ser utilizado junto
a aparelhos com biomicroscópios acoplados a computadores, como o módulo de lâmpada de fenda que vem sendo desenvolvido pelo Laboratório de
Física Oftálmica - USP (LFO). Este aparelho utiliza a lâmpada de fenda, comum aos consultórios, adaptada pelo acoplamento de um divisor de feixes
para transmitir a imagem para uma câmera e, em seguida, para um computador, onde é realizado o processo de identificação e medida. (Este projeto é
financiado pela FAPESP, processo nº 2012/01670-7).
AVALIAÇÃO DE JOGOS EDUCACIONAIS
Barbosa, Filippi(IC); Marques, Fernanda M.(IC); Gotardo, Reginaldo Ap. (O)
fi[email protected]; [email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O computador passou a ser um item indispensável a qualquer pessoa nos dias de hoje. Organizando arquivos, músicas, fotos digitais, vídeos e também
começaram a surgir programas não apenas de entretenimento ou trabalho, mas também de aprendizagem e educação. A partir dos anos 2000, a internet
se tornou item indispensável em pesquisas escolares, como grande fonte de informação. A educação não podia mais ignorar o grande potencial desta
ferramenta e teve de quebrar paradigmas para incluir os computadores na educação. Mas apenas um computador com o Microsoft Windows, neste caso
já na versão Microsoft Windows 98®, serviria para as escolas em algo?
Neste aspecto, começaram a ser desenvolvidos softwares para a educação, como auxílio na aprendizagem das disciplinas, sobretudo aquelas com maior
grau de dificuldade pelos alunos, como matemática, história e geografia.
Os jogos de computador abstraem o aluno da comumente sala de aula com o quadro negro e vai para um ambiente criativo e empolgante (ao menos o
aluno da chamada “Geração Y” espera isso). Um ambiente em que cada vez mais cedo, as crianças já fazem parte dele. Por ser um ambiente diferente
da usual sala de aula, o aluno já se torna mais interessado no assunto, mas será que os jogos desenvolvidos para as escolas satisfazem toda essa empolgação e fazem o aluno ficar interessado?
Já é de conhecimento geral, e sobretudo da mídia, o sucesso de jogos que tratam de histórias medievais como Age of Empires e jogos que envolvem a
criatividade e um certo conceito de administração como SimCity. Mas como um jogo como Age of Empires pode auxiliar o aluno que estuda história?
Jogos como SimCity podem ajudar um aluno a melhorar seu desempenho em matemática?
Neste trabalho, serão avaliados os jogos de computadores que estão presentes nas escolas de Ensino Fundamental I das redes particular e publica de
Ribeirão Preto. Uma pesquisa envolvendo alunos e professores que utilizam da tecnologia no auxilio para o aprendizado. Avaliando os jogos instalados
nas escolas que serão selecionadas.
DIGITALIZADOR MULTIDIMENSIONAL
Reis, Vitor. ¹(IC); Jorge, Lúcio André de Castro. ¹(O)
[email protected]
¹Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
O projeto “Digitalizador Multidimensional” tem por objetivo desenvolver um dispositivo que permita gerar um modelo 3D de qualquer objeto a partir
do escaneamento dele. Para isso será desenvolvido um sistema que utiliza o sensor Kinect, e irá digitalizar os dados utilizando técnicas de processamento de nuvem de pontos. Para tanto, o sistema irá controlar uma plataforma giratória que permitira obtenção da nuvem de dados do objeto em todas
direções, obtendo assim as informações em 3D com o sensor e fazendo a junção usando transformações geométricas para formar o objeto digitalizado
em 3D.
Será construído um protocolo de exportação de arquivos para que a nuvem de dados seja exportada e reconstruída através de processamento no software MeshLab. O resultado deste processo é um modelo exato do seu objeto 3D que pode ser exportado para qualquer pacote de software de modelagem
3D.
As possibilidades de digitalização multidimensional para arquitetos, artistas, designers, agricultores e pessoas que trabalham com 3D, em geral, são infinitas, os resultados obtidos poderiam inclusive ser reaproveitados em sistemas de impressoras 3D.
54
LABORATÓRIO EXPERIMENTAL DE FÍSICA APLICADA VOLTADO AO ENSINO A DISTÂNCIA
Rocha, Daniel R. 1(IC); Borissevitch, G. (O).
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O projeto visa o desenvolvimento de um espaço dentro das mediações do Laboratório de Física Experimental do Centro Universitário UNISEB com o
intuito de automatizar o formato de Ensino a Distância (EAD) dentro dos cursos de Engenharias e Ciências Exatas e Aplicadas. Com o advento de novas
tecnologias de informação e globalização ao longo dos anos, o mercado de ensino brasileiro depara-se com um “boom” na modalidade de ensino EAD.
Tal fato se dá pelo contexto de que por parte das instituições de ensino (sejam estas superiores ou não) o custo de implantação e manutenção do sistema
ser inferior com relação ao ensino presencial. Já por parte dos discentes é visto como uma alternativa dentro do mercado, visto que muitos deles trabalham em período integral e ter de se deslocar até a uma instituição pode vir a ser custoso demais em seu orçamento, com isso optam pelo EAD, pois,
muitas das vezes este ser mais barato. E também é visto como um atrativo o fato de que o aluno pode se organizar e estudar no horário que lhe for mais
conveniente. Porém, com este avanço, os cursos das Engenharias e Ciências Exatas e Aplicadas tendem a sair perdendo na transmissão do conhecimento, pois, em um curso destes, é essencial que o aluno seja capaz de transformar todo o conteúdo teórico, aplicando-o de forma pratica/experimental dentro de um laboratório, visando assim não somente estender o conhecimento, mas como principal objetivo, a fixação do mesmo e observar como as leis
estudadas se manifestam no mundo real. Estudos indicam que alunos que passam por todo este processo de teorização e experimentação tendem a serem melhores profissionais no futuro, pelo fato de saberem lidar com varias situações reais acontecendo ao mesmo tempo, e, aquele que passou somente na teoria, tende a ter uma dificuldade maior de aplicabilidade do conhecimento adquirido durante o curso, no mercado de trabalho. Tudo isto se dá ao
fato de que grande parte do mercado de ensino EAD voltado às áreas de Tecnologia não estar munida de uma ferramenta que lhes proporcione passar
tal experiência para o discente. O projeto consiste em um sistema composto por: experimentos padrões automatizados, sistema WEB de acesso aos experimentos, equipamento de suporte ao sistema, e Monitores (podendo estes ser alunos de grau maior ou não). O processo se dará pelo log-in, através
de um browser, do aluno no sistema do experimento e este o acompanha, podendo interagir com o mesmo através de controles, alterando configurações
dos experimentos. Também é previsto a separação de acesso entre discente e docente e persistência com os dados obtidos no experimento numa base de
dados. Lembrando que este modelo de laboratório é de experimentação em tempo real, ou seja, tudo que o aluno estiver acompanhando é realizado ao
vivo e não demostrado em um simulador de ambientes e/ou experimentos. Tendo em vista esses fatores, o projeto de terá como resultado propiciar a
expansão do conhecimento por meio de uma nova ferramenta de ensino, capaz não somente ajudar os cursos de engenharias, ciências exatas e aplicadas,
mas também toda uma gama de outros cursos, como por exemplo, biológicas, médicas, entre outras, apenas sendo necessárias as devidas adaptações ao
m o d e l o .
.
Palavras-chave: weblab, laboratório real, ensino à distância, acesso remoto.
REDE SOCIAL PARA CONSUMIDORES
Diório, Luiz C. M. (IC); Gagliardi, Henrique F. (O)
[email protected]
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Com a popularização da internet e com o surgimento de empresas que atuam exclusivamente pela web e aquelas que migraram parte de suas operações
tornou-se fácil e atrativo o mercado eletrônico. Hoje é possível encontrar os mais variados produtos e serviços oferecidos pelos mais diversificados varejistas e prestadores de serviço. Dentro desse grande universo que se tornou o mercado eletrônico, há quem ainda se sinta inseguro diante da compra
on-line e confuso com as quantidades de informações encontradas que muitas vezes não são suficientes ou propositalmente omitidas. Com isso, muitos
consumidores passaram a usar as redes sociais como fonte de informações a fim de obter dados mais precisos e ganhar confiança através de experiência
de outros usuários da rede. Portanto esse trabalho tem como objetivo a criação de um aplicativo web voltada para consumidores, onde estes possam trocar informações sobre produtos; anunciarem os produtos que desejam adquirir afim de atrair vendedores com propostas diferenciadas e sistema de reputação onde será possível avaliar vendedores etc.
Compressão de informação via Information Bottleneck Method
SIANSI PRIMO, R.1(IC); DANIELA L. B. JACOBOVITZ, M.1 (O)
[email protected]
1
Ciência da Computação – UNISEB
Vivemos em meio a milhares de informações, dados, novas descobertas e tecnologias, onde praticamente todas as informações são disponibilizadas
para qualquer pessoa que queira tomar esse conhecimento. Um dos maiores problemas neste cenário é a dificuldade de encontrar especificamente o
que procuramos. Existem várias maneiras de filtrarmos nossas buscas. O método Information Bottleneck (IBM) nos proporciona uma mineração de
dados enxuta em que o usuário escolhe com qual precisão deseja que esses dados sejam agrupados. Nosso objetivo é a aplicação do método em um
banco de dados grande, onde geralmente a incidência de dados, ou mais precisamente, palavras iguais ocorrem várias vezes, mas não necessariamente
pertencem a um mesmo contexto. Este método é baseado no conceito de compressão de informação levando em conta a relevância da mesma. Assim
para um dado número de clusters (grupos) e um dado nível de relevância, a minimização de uma Lagrangeana fornece a melhor configuração dos dados dentro dos clusters. Assim como o IBM o método chamado Principal Component Analysis (PCA), estudado anteriormente, é um método estatístico aplicado a dados multivariados, com o objetivo de encontrar uma correlação entre eles e agrupá-los. Porém, neste caso, o número de clusters obtidos após a aplicação do método é fixo. Já o método IBM nos proporciona a possibilidade de escolhermos quantos grupos de dados desejamos, ou seja,
o nível de compressão. Quando escolhemos um número pequeno de grupos, dados não relacionados podem aparecer em um mesmo grupo. Também
temos a situação oposta, se escolhemos um número muito grande de grupos, o método IBM será em vão, pois os dados estarão tão esparsos que acabará
no cenário inicial do problema, onde temos muitas informações, mas não sabemos quais estão relacionadas. Este método será aplicado e analisado em
pequenas bases de dados, e posteriormente a eficiência do IBM será testada em banco de dados maiores.
SOLUÇÃO PARA AUXÍLIO NA DOCUMENTAÇÃO E RASTREABILIDADE DE REQUISITOS DE SOFTWARE
Anaga, Otavio Augusto Marques do Nascimento (IC); Martins, Marcos Danilo Chiodi (O)
Ciência da Computação – Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto-SP
Este trabalho tem como principal objetivo desenvolver uma ferramenta para documentação e rastreabilidade de requisitos de software. Através do estudo da Engenharia de Requisitos que inclui Levantamento e Extração, Armazenamento e Rastreabilidade e documentação de Requisitos, será realizado um levantamento do processo de engenharia de requisitos da empresa Custom Software localizada na cidade de Ribeirão Preto, por meio de observações diretas com a finalidade de analisar se o resultado final deste trabalho se enquadra nos processos utilizados pela empresa.
55
UTILIZAÇÃO DO MÉTODO DE ANÁLISE DA COMPONENTE PRINCIPAL PARA NÍVEIS DE INFESTAÇÃO DE FORMIGAS CORTADEIRAS EM PLANTAÇÕES DE EUCALIPTO
Andrade, Joissy M. A. De1(IC); Pretto, Denis R.(CO); Jacobovitz, Daniela M. L. B. (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A Formiga é uma espécie de inseto, com ocorrência no continente Americano, mas é no Brasil que se pode encontrar o maior número de espécies. As
formigas cortadeiras dos gêneros Atta e Acromyrmex, utilizam parte de vegetais para cultivar fungos dos quais se alimentam. Entre as espécies existentes, pode-se notar que o estado de São Paulo contém uma grande diversidade destas, aproximadamente quinze espécies estão espalhadas por todo o estado. As formigas cortadeiras são insetos pragas de grande preocupação para a agricultura, pecuária e silvicultura, pois elas cortam folhas ou outras
partes da planta, ocasionando danos econômicos. O objetivo desse trabalho, é analisar a correlação entre nível de infestação de formigas cortadeiras e
regiões geográficas distintas dentro do Estado de São Paulo, utilizando uma base de dados relacionada à informações de ocorrência de formigas cortadeiras em área de plantio de eucaliptos. Atualmente os dados a serem utilizadas estão disponíveis em uma base específica, havendo dificuldade de extrair informações úteis em função da grande quantidade e principalmente na forma como elas estão disponibilizadas. Para desenvolver nosso estudo,
aplicaremos o método chamado Análise da Componente Principal, mais conhecida como PCA (Principal Component Analysis). Este é um método estatístico que descorrelaciona dados multivariados, possibilitando a formação de grupos (clusters) de onde podemos obter informações relevantes .
APLICAÇÃO DE SUPORTE PARA INVESTIDORES DO MERCADO DE AÇÕES
Araujo, André R.1(IC); De Groote, Jean-Jacques (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Nos dias atuais está cada vez mais popular o termo investir em ações, com isso aumenta a cada dia a quantidade de novos investidores neste mercado.
No mercado de ações os investidores basicamente negociam ações entre si, por exemplo, compram e vendem ações uns dos outros. Onde uma ação representa uma fração do capital social de uma empresa de capital aberto. Uma ideia básica de se obter lucros com ações é comprar uma ação por um
determinado valor e vende-la por um valor mais alto, levando em consideração os impostos da negociação e depreciação da moeda. Há um tempo, o
mercado de ações necessitou de melhorias, devido a dificuldades enfrentadas no pregão (dia de negociações de ações, realizado na bolsa de valores).
Essas dificuldades podem ser categorizadas por pregões tumultuados e desorganizados, o que dificultava a realização de negociações entre os investidores e diminuía a possibilidade de se ingressar novos investidores. Para suprir essas necessidades em 1997 surgiu o Mega Bolsa, que é um sistema
computacional que realiza e armazena todas as operações do pregão. O que facilita o acesso a essas informações posteriormente. Após isso, em 1999
foi desenvolvido pela BOVESPA (Bolsa de Valores de São Paulo) um tipo de sistema de suporte ao investidor, o Home Broker. Este sistema possibilita
à compra e venda de ações através da Internet, o que antigamente era realizado boca a boca na bolsa de valores. O objetivo principal do Home Broker
é facilitar a compra e venda de ações, e consequentemente, trazer novos investidores para esse mercado. Uma das vantagens deste tipo de ferramenta
consiste em facilitar a negociação das ações, o que acaba diminuindo o tempo estimado para compra e venda das mesmas, o que é essencial para qualquer tipo de investidor. Os sistemas Home Broker possuem funções de análise de mercado, como por exemplo, cotações, gráficos de preços, histórico
de negociações realizadas, entre outras. As funções do Home Broker variam de um sistema para outro, mas as funções citadas são comuns e essenciais
entre eles. Apesar de todas as suas qualidades, o sistema Home Broker não atende a todas as necessidades do investidor. Principalmente o investidor
inexperiente, que não sabe exatamente como analisar o mercado, e consequentemente, decidir em qual momento comprar ou vender uma ação. O presente trabalho consiste no desenvolvimento de uma aplicação que atenda a demanda de investidores, com uma especial atenção dedicada aos iniciantes
no mercado de ações. A aplicação desenvolvida apresenta as funções para análise dos gráficos dos preços das ações e possibilidade aplicar estudos sobre estes, de maneira que desta forma seja possível auxiliar o investidor na sua tomada de decisão. De uma maneira resumida, a aplicação fará uma análise técnica nos preços de uma determinada ação aplicarando fórmulas nestes preços para obter uma possível previsão de tendência do preço da ação,
se está em uma tendência de alta, ou de baixa. Desta forma, a aplicação poupa o investidor de realizar estudos técnicos nos preços das ações. A aplicação
também estará apta a ser implementados novos tipos de estudos, mas somente por desenvolvedores especializados. Um dos requisitos básicos para que
o investidor possa realizar negociações rentáveis, é fundamental que o mesmo conheça e estude a empresa em que esta investindo seu capital.
DESENVOLVIMENTO DE JOGADORES ARTIFICIAIS DE PÔQUER ATRAVÉS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL
Nikolas Maciel Fabrício.1(IC); Paulo Cesar de Carvalho Dias (O)
[email protected]
1
Curso de Ciência da Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O Pôquer é um jogo de habilidade, não de sorte (SCHMIDT, 2009), o resultado pode ser facilmente influenciado por suas ações. Quanto mais habilidoso é o jogador, mais inteligentes são as decisões tomadas por ele e consequentemente maior a sua capacidade de ganhar dinheiro. Por esse motivo
que existem jogadores profissionais de Pôquer, que transformaram o jogo de uma forma de entretenimento em um negócio muito lucrativo. Um exemplo disso é Dusty Schmidt, ex-jogador do Team PokerStars Pro, que já arrecadou ganhos na casa de 4 milhões de dólares (PokerWORKS, 2011). O
desafio consiste em criar jogadores virtuais de Pôquer que tomem decisões inteligentes, mesmo sem ter informação suficiente para obter uma solução
ótima, mas utilizar técnicas de Inteligência Artificial para se aproximar dela. Existem diversas estratégias que auxiliam o jogador virtual a tomar sua
decisão, entre elas estão: Aprendizado por Reforço, Equilíbrio de Nash, Redes Bayesianas e métodos estatísticos como o Mathematically Fair Strategy.
O objetivo deste trabalho é o estudo e o desenvolvimento de jogadores virtuais de Pôquer, os Poker Bots, a partir de técnicas de Inteligência Artificial.
A análise dos jogadores será feita a partir da introdução de ambos em um jogo de Pôquer na modalidade Texas Hold'em, onde eles possam jogar um
contra o outro e descobrir qual algoritmo é relativamente melhor. Para isso será desenvolvido dois jogadores virtuais de Pôquer, um utilizando a estratégia de Aprendizado por Reforço e o outro será uma combinação entre duas estratégias: o Equilibrio de Nash e Mathematically Fair Strategy.
56
Ciência da Informação e Documentação
57
DISCURSO E MEMÓRIA: DIZERES SOBRE BIBLIOTECÁRIO
CARVALHO, Mavi Galante Mancera Dall´Acqua (IC) ¹; ROMÃO, Lucília Maria Sousa(O) ²
[email protected]
¹Graduanda em Ciências da Informação e da Documentação (FFCLRP-USP) / ¹Bolsista Ensinar com Pesquisa (USP)
²Livre-Docente em Ciência da Informação (FFLCRP-USP )
¹²[email protected]: Laboratório Discursivo (FAPESP 2010 – 510290)
A profissão de/do bibliotecário sempre esteve permeada de imagens estereotipadas, naturalizando certo modo de concebê-lo. Sendo assim, propõe como
objeto de estudo, pesquisar sentidos de bibliotecário na voz de docentes universitários, com o intento de verificar, de que forma este profissional é discursivizado por esse público específico. Esta pesquisa torna-se relevante, pois propicia subsídios para estudantes e profissionais da área, de forma se adotar estratégias visando promover a profissão. Utilizando-se como estofo teórico a Análise do Discurso de Filiação francesa (de Michel Pêcheux), para
interpretar um corpus constituído por questionário semiestruturado aplicado em duas universidades, localizadas em Ribeirão Preto/SP, buscando identificar regularidades/rupturas de sentidos, através da imagem e experiência relatada de /sobre bibliotecário, foi historicamente construída e materializada.
A Análise do Discurso foi fundada na França, em 1969, por Michel Pêcheux, como ciência, a partir do entremeio da Lingüística (Saussure), do Marxismo
(Karl Marx) e da Psicanálise (Freud). Para isso, a AD expõe a opacidade e a ausência de controle da língua e do sujeito, do simbólico e das relações de
poder, compreendendo de que forma o discurso se materializa no sujeito e como os processos de significação são construídos sócio-historicamente, sustentados pela ideologia e pelo inconsciente. A partir dos questionários coletados, destacam-se regularidades do efeito imaginário como gestor da biblioteca, pessoa sábia/culta; apreço por livros, empréstimo/devolução de obras que remete a uma região do interdiscurso, ressignificando e delimitando o local
de atuação do profissional: a biblioteca, apenas; com a função de manter a organização e silêncio do local. Esses dizeres promovem, ainda, a sentidos de
desvalorização já falados antes em algum lugar; e, embora de maneiras diferentes, eles retornam. Observam-se rupturas nas atuações como educador; gestor de informação; apoio a leituras/ensino/pesquisa; organização de arquivos; em dizeres que o valorizam e o colocam numa outra posição-sujeito: Profissionais da Informação. As reflexões buscam apontar, no movimento do discurso e constante jogo de repetição/deslocamento de sentidos, que as imagens
são construídas pelos sujeitos em determinadas condições sócio-históricas, pois “Biblioteca” e “bibliotecário” são permeados por estigmas e paradigmas;
trazendo conseqüências (às vezes) negativas para a profissão: como desvalorização pelo mercado de trabalho; baixos salários; ausência de investimentos;
de incentivos e apoio governamental; reforçando a necessidade de pró-atividade e melhorias na auto-imagem e marketing pessoal. É preciso mudar este
clichê: em uma gestão/orientação centrada em pessoas, preocupadas em conscientizar e promover o diálogo, que busquem ir além para satisfazer as necessidades de seus usuários; visando fazer circular novas vozes e (re)acender o brilho do “coração da universidade”, chamado biblioteca.
O CENTRO DE MEMÓRIA DA EERP: HISTÓRIA, ACERVO E GESTÃO NA CONSTRUÇÃO DO PERFIL INSTITUCIONAL
Deybson Eduardo Cezario dos Santos(IC); Maria Lucia Lamounier (O)
[email protected]
Curso de Ciências da Informação e da Documentação – Universidade de São Paulo - USP Ribeirão Preto
Analisar o Centro de Memória de Ribeirão Preto estudando sua origem, história e sua identidade como instituição de patrimônio histórico, conhecer o
processo de gestão e manuseio dos arquivos e a preservação de sua memória dentro do contexto social.
A pesquisa será desenvolvida por meio de leituras e fichamentos da bibliografia relevante e o exame do acervo do CEMEERP, que inclui fotografias e
documentos impressos, digitais e áudio visuais. O material a ser analisado deverá permitir uma reflexão sobre o conceito de memória dentro de uma
unidade de informação, para a construção da história do CEMEERP; também tomaremos como base a nossa experiência adquirida com o programa de
estágio no CEMEERP. O Centro de Memória da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto foi criado em 1988 e fundado no ano de 1989, durante a
gestão da Profª Drª Emília Luigia Saporiti Angerami. O objetivo era a preservação da história e da memória da EERP, através de registros de histórias
orais textuais, iconográficos para preservar e disseminar a pesquisa científica sobre a enfermagem no Brasil. Em seu primeiro período de existência e
estruturação para as atividades, o CEMEERP recebeu assistência e orientação do Profº Drº José Eduardo Mauro do Instituto de Estudos Brasileiros o
IEB-USP, e do Profº Drº Fernando Antônio Abrahão, do Centro de Memória da UNICAMP. A partir de 1991 o Centro de Memória começou as atividades de recuperação e preservação da memória histórica da EERP, recebendo uma grande integração por parte dos diretores e docentes. As atividades
do CEMEERP complementa o trabalho de formação acadêmica na EERP, atendendo as demandas para o desenvolvimento de pesquisas relacionadas a
história da enfermagem no Brasil, cuidados no acervo para sua perenidade na área documental, áudio visual e fotográfico, contando com equipamentos
automatizados para o tratamento de organização, catalogação e disseminação do acervo. Atualmente o CEMEERP conta com um serviço especializado
em recuperação e disseminação documental oferecendo oficinas e palestras dedicados à preservação higienização e manutenção do acervo histórico
material e imaterial, contando também com programa de estágio direcionado à conservação e cuidados com o patrimônio histórico.
MEDIAÇÃO CULTURAL E LITERATURA DE CORDEL: A ORALIDADE NAS CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO
Silva, Camila A.1(IC); Crippa, Giulia (O)
[email protected]
1
Curso de Ciências da Informação e Documentação - USP- Ribeirão Preto
Objetivos: Estudo da mediação realizada na performance oral e escrita da literatura de cordel e da circulação e apropriação dessa “informação popular”.
Ao que se verifica, existem alguns estudos recentes dentro da Ciência da informação, tais como o trabalho de Maria Elizabeth B. C. Albuquerque, da
UFPB, intitulado O cordel e as linguagens documentárias e o de Vania F. Silva, da UFPE intitulado Informação e memória no cordel de circunstância:
produção e fluxo. Acreditamos que estes estudos possam ser ampliados com a contribuição de autores que fornecem bases interessantes para os estudos
de mediação, principalmente na discussão sobre o uso da performance e o uso da produção da cultura popular como ferramenta de informação. Métodos/Procedimentos: levantamento e estudo bibliográfico acerca da literatura de cordel; revisão de literatura que discute a relação entre oralidade e escrita; e pesquisa de campo, através de entrevistas semiestruturadas com pessoas provindas da região nordeste que tiveram contato com esta literatura.
Resultados: as entrevistas feitas bem como os trabalhos de Curran (2011) demonstram que a manifestação do cordel enquanto performance, atualmente,
pouco existe na região do nordeste. Nas memórias dos entrevistados o que é recorrente são as manifestações religiosas que continuam a acontecer anualmente, durante décadas. Chama a atenção as festividades do Dia de Reis e das vaquejadas. Podem-se considerar os cantos proclamados nestas festas
como “cordel”, pois a função é semelhante. São poemas entoados ritmicamente e que fornecem dados sobre os santos, padroeiros e sobre a cidade em
que acontecem os festejos. Curran (2011, p.108), seguindo as palavras de Câmara Cascudo nos mostra que “a literatura das massas nordestinas tinha
origem em três fontes: a literatura oral, a tradicional e a popular”. Os folhetos “desde o começo (...) apresentavam os fatos e as notícias do dia como se
fosse o 'jornal do povo' (...). Alguns poetas, mais do que outros, tornaram-se, na verdade, 'poetas repórteres', e ganhavam a vida fazendo um jornalismo
rudimentar, pois procuravam fatos que 'despertassem o interesse do povo' e escreviam folhetos sobre eles para vender na feira” (CURRAN, 2011, p.201).
Conclusões: as considerações parciais apontam para uma nova forma de utilização do cordel. O que se nota, a partir das entrevistas feitas, é a presença
das festas religiosas que possuem completamente um caráter performativo. É evidente que, atualmente, o cordel perdeu a sua força como fonte de informação. Contudo, o presente estudo identifica o cordel como meio de alfabetização, informação e divertimento, através da cultura escrita e da cultura oral,
tal como nos é apresentado por Curran (2011). Referências Bibliográficas: ALBUQUERQUE, Maria Elizabeth Baltar Carneiro de. O cordel e as linguagens documentárias. UFPB. ENANCIB 2011 / CURRAN, Mark. Retrato do Brasil em Cordel. São Paulo: Ateliê Editorial, 2011 / ONG, Walter. Oralidade e cultura escrita. São Paulo: Papirus, 1998 / OLSON, David; Nancy Torrance. Cultura escrita e oralidade. São Paulo: Ática, 1995 / SILVA, Vania Ferreira da. Informação e memória no cordel de circunstância: produção e fluxo. UFPE. ENANCIB 2011 / ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção e leitura. São Paulo: EDUC, 2000.
58
BLOGS: ARQUIVOS QUE SE ABREM COM UM CLIQUE
Coelho, Vânia Lúcia (IC); Romão, Lucília Maria Sousa (O)
Curso de Ciências da Informação e Documentação - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras – USP
Este projeto visa analisar como o fenômeno dos blogs contribui para a construção da memória da Ciência da Informação ao agirem como arquivos virtuais colaborativos. Conceitos como o de Arquivo e Memória, tecidos no campo da teoria discursiva de Michel Pêcheux, Blogs e Web 2.0, fomentados
no âmbito da Sociologia da Informação, serão abordados em conjunto com uma análise do blog “A Informação” no intuito de criar uma “rede” que os
possa interligar e possibilitar uma abordagem sobre como o fenômeno dos diários virtuais têm se posicionado como “gavetas” de conteúdo colaborativo online. Navegando pelo imenso mar da internet é fácil encontrar, através da dinamização dos atuais sites de busca, milhares de resultados para os termos “blog” e “ciência da informação”. Em uma vasculhada de aproximadamente 30 segundos, o Google encontrou 4.850.000 resultados, divididos em
76 páginas, para os dois termos citados acima. Dentre todos, o link que dá acesso ao blog “A Informação”, em estudo neste artigo, aparece na primeira
página, ocupando a quinta posição: fato que, dentre todos os resultados obtidos, o insere entre os links de mais rápido acesso e o delimita como portador
de um conteúdo relevante e original. Os blogs, ao permitirem a criação, edição, modificação, publicação, divulgação e, principalmente, o armazenamento
de postagens, possibilitam que o conteúdo, antes existente apenas sob a forma de conhecimento de seu produtor, se torne concreto, real e compartilhado.
Além disso, o “engavetamento” de publicações que as plataformas de blogs oferecem aos criadores permite que todo o conteúdo produzido seja organizado e posteriormente recuperado pelos leitores. A propósito disso, Santos (2007) afirma que, diferentemente das outras publicações na rede em que todo
conteúdo novo vem substituir o similar que “caducou”, os blogs tem por característica o fato de que cada novo material postado é acrescentado ao já presente, independente de seu conteúdo, tornando-se, em consequência, uma implacável memória do que se passa ao longo de seu ciclo de vida. Os blogs,
então, diante de seu caráter colaborativo, abrem um leque de possibilidades de criação de discursos outros, fora do âmbito dos sites tradicionais. Essa tal
“liberdade” permite que seus criadores possam implementar, por meio do conteúdo publicado e arquivado, a memória de pessoas, instituições e campos
de conhecimento. “Arquivo” é definido por Maingueneau (1991) como “fonte, príncipio, poder – lugar de autoridade com função de memória” (Lampoglia, Romão, 2011). Em outras palavras, o arquivo é o local em que alguém exerce o poder de selecionar e definir o que será arquivado para posterior
recuperação. O mesmo acontece com os blogs que, neste artigo, são analisados sob o ponto de vista de um arquivo virtual de conteúdo produzido colaborativamente. No caso do blog “A Informação”, mais especificamente, percebe-se que, apesar da constante atualização das postagens, nem todos os
conteúdos pertinentes ao campo da Ciência da Informação são abordados de forma homogênea. Seus autores são os protagonistas responsáveis por definir o que será e o que não será postado, ou ainda, que assunto ou tema será mais abordado com maior número de postagens. Tais dissonâncias entre o
número de publicações arquivadas em determinadas categorias do blog “A Informação” refletem, na virtualidade, aquilo que ocorre nos arquivos institucionalizados: Gavetas mais “recheadas” que outras; assuntos mais facilmente encontrados e manuseados pelo público que outros e, ainda, memórias
mais bem-definidas e consolidadas que outras.
59
Comunicação Social
60
PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR EM RELAÇÃO AOS TESTES REALIZADOS EM ANIMAIS PELA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS
LOPES, Natália de C. (IC); MUNIZ, César R. (O)
[email protected]
Comunicação Social – Publicidade e Propaganda– Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto-SP
Na indústria, em todo mundo, milhões de animais vivos ao ano são usados em experimentos. A maior parte dos testes realizados destina-se à indústria
de cosméticos, onde fabricantes utilizam diversas espécies animais para testar seus produtos e ingredientes com objetivo e sob alegação de determinar
a segurança dos consumidores. Algumas das muitas pesquisas realizadas no setor industrial são nomeadas “testes de toxidade” que tem por finalidade
medir o quão tóxicos podem ser substâncias que compõem produtos dos mais distintos, em que animais são forçados a ingerir ou inalar a substância
testada; outras experiências compreendem os testes de irritação cutânea e de olhos em animais, que têm objetivo de avaliar e prever a irritabilidade de
humanos em reação aos componentes testados, onde os componentes testados são aplicados na pele ou olhos das cobaias. Se por um lado há uma corrente que afirma que tais testes ainda são necessários, por outro, há os que consideram que são cruéis e ultrapassados, uma vez que já há métodos substitutivos validados suficientes para banir os tradicionais ainda utilizados. No Brasil, no que se refere a produtos cosméticos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) determina que a avaliação de segurança de produto deve ocorrer antes que chegue ao mercado, sendo a empresa a responsável pela segurança do produto cosmético. Há portanto, recomendações feitas pela Anvisa, mas não são exigidos testes com animais ou determinação
de testes específicos em particular, sendo, o fabricante o responsável por decidir quais métodos usará para avaliação de segurança de seus produtos antes de disponibilizá-los para venda. Muitos países tem reformulado suas legislações referente aos testes em animais, impulsionados pela pressão dos
consumidores. É o caso dos países integrantes da União Européia, que prevêem em 2013, a total proibição dos testes em animais para cosméticos fabricados no território da UE e a proibição da venda de produtos de outros países nos quais esses testes são realizados. O posicionamento tomado pela União
Européia tem feito com que muitas indústrias, queiram se adequar a essa tendência do mercado buscando métodos substitutivos que não utilizam animais
para testes de produtos. Mas e o consumidor? Onde está posicionado nesta problemática toda? No Brasil, em relação ao mercado mundial de produtos
desse segmento, o país ocupa o terceiro lugar com 1659 empresas atuantes. Apesar desses números é constatado que há uma lacuna no que se refere ao
conteúdo comunicacional fornecido pelas empresas quando se trata de testes em animais, não havendo obrigatoriedade nem padrão no fornecimento dessas informações. A falta de transparência existente fere o direito do consumidor ao acesso à informações claras e precisas, assegurado pelo Código de
Defesa do Consumidor. O objetivo e relevância desse trabalho está então em avaliar a percepção e reação do consumidor frente a utilização de animais
em testes para aprovação e comercialização de produtos da indústria cosmética, analisando também os elementos possivelmente influentes que podem
possibilitar (ou não) ao consumidor o exercício consciente de escolha e compra. A metodologia utilizada para a elaboração deste trabalho foi a pesquisa
teórica, documental e pesquisa de campo, através de aplicação de cem questionários individuais junto à população alvo.
JORNALISMO COMUNITÁRIO EM RIBEIRÃO PRETO: IMPLANTAÇÃO DE JORNAL IMPRESSO NA ZONA LESTE
Cruz, Fabiano Simões da1; Silva, Fanny Victória da1;
Mariz, Candida Lemos França (O)
[email protected]; [email protected]
1
Curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo
Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
O presente trabalho discutiu questões relacionadas ao jornalismo comunitário a fim de analisar a viabilidade de implantação de um jornal impresso gratuito na zona leste de Ribeirão Preto. Os dois setores escolhidos para estudo dentro dessa região são formados por 25 bairros. A população local, segundo o Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2010, é de 35.877 pessoas, o que corresponde a 6,14% da população da cidade
na época. A zona leste está em um momento de expansão urbana, fator que chama a atenção e é um dos únicos tratados pela imprensa local. Em 2000,
os bairros pesquisados tinham, juntos, 18.681 habitantes, de acordo com o Censo desse ano. Além disso, assuntos ligados ao meio ambiente sempre respingam na região, que abriga um ponto de afloramento do aquífero Guarani e um bairro construído sobre um antigo aterro sanitário. No jornalismo de
bairro é de grande importância a participação dos agentes de maior interesse no meio, a população das comunidades. Este trabalho traça um panorama
sobre o jornalismo comunitário, como ele é aplicado na prática e suas características fundamentais. Dessa forma, é possível apresentar diversos aspectos
da região escolhida para análise e reflexão sobre a cobertura dada pelos veículos de comunicação de grande porte a comunidades que ficam distantes dos
centros econômicos. Para atingir os objetivos desta análise, utilizou-se o método de Entrevista em Profundidade para avaliar a opinião de moradores dos
bairros elencados para a pesquisa com relação à implantação de um jornal impresso local. Dentro desse método, foi escolhida a entrevista semiaberta, que
possibilitou entender, por exemplo, que a população desses bairros tem interesse em interagir com veículos com o perfil apresentado, sugerindo matérias
e assuntos a serem abordados. Também foi possível verificar quais são as demandas dos entrevistados em relação aos problemas dos bairros e qual a imagem que eles têm da região. Inicialmente, constatou-se que os jornais de bairro ou região que existem em Ribeirão Preto têm baixa qualidade editorial
e reproduzem textos emitidos por assessorias de imprensa. A maioria das matérias publicadas apresenta fontes oficiais e quase nunca ouve os moradores.
Pode-se concluir que, esse perfil editorial não agrada a população pesquisada, que indicou preferir um veículo com matérias sobre os problemas ou qualidades do bairro, rejeitando aqueles impressos que são “boletins publicitários”, mas que levam o nome de “jornal”. A implantação de pequenos jornais
em bairros da cidade pode ser um contraponto ao processo de centralização das informações em Ribeirão Preto.
Para tanto, esses veículos devem contribuir para a integração dos moradores dentro de suas comunidades, para o crescimento intelectual e de espírito
crítico dessas pessoas, além de alimentar e fomentar discussões nos grandes jornais.
CONTEÚDO JORNALÍSTICO E DISCURSO FAKE NO TWITTER: ANÁLISE DOS PERFIS FALSOS DO O ESTADO DE
SÃO PAULO E DO JORNAL NACIONAL
Malpeli, Rafaela de C.(IC); Souza, Júlia R.(IC); Rosa, Caroline P. P. B. (O)
[email protected]
Curso de Comunicação Social Hab. Jornalismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Esta pesquisa tem como objetivo estudar o conteúdo postado pelos perfis fakes @jornal_nacional e @estadaos na rede social digital Twitter. O foco é o
conteúdo jornalístico nestes perfis falsos de veículos de comunicação. Devido ao poder que esta rede social tem de formar opinião, o problema de pesquisa repousa sobre o teor postado nestes espaços. Para realizar a pesquisa, utilizam-se os métodos de observação e análise de conteúdo, teorizado por
Wilson Corrêa da Fonseca Júnior (2005). A metodologia também inclui levantamento bibliográfico e o modo de pesquisa qualitativa para identificar a
veracidade dos tweets divulgados por cada perfil.
61
A INFORMAÇÃO POPULAR NOS JORNAIS FOLHA DE S. PAULO E O ESTADO DE S. PAULO
Torrieri, Daniel A. P.(IC); Rosa, Caroline P. P. B.(O)
[email protected]
Curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este estudo faz um levantamento, em datas predeterminadas, das capas dos dois maiores jornais do estado paulista: Folha de S. Paulo e O Estado de São
Paulo. A partir das definições dos elementos que identificam a informação considerada popular, no sentido de maior abrangência e interesse, analisa-se
o conteúdo jornalístico destes jornais e considera a informação popular, no que tange a opinião pública, embutida nos grandes veículos. Parametrizando
esta pesquisa, são considerados os elementos que caracterizam a informação em estudo e, a partir do ponto de vista dos teóricos e estudiosos da comunicação, selecionados para esta pesquisa, apontar o conteúdo nos veículos de impressos. A imprensa sensacionalista tem relevante importância no estudo
das notícias, por despertarem interesses comuns, emoções variadas e de conteúdo abrangente, mas dentro do trinômio sangue-sexo-violência. A notícia,
enquanto bem de consumo industrial, é dotada de conceitos que implicam no real interesse da sociedade. Nos temas pautados e a homogeneidade das
capas dos periódicos percebe-se que não existem amplitude e originalidade, mas sim uma massificação da informação. Como importante veículo, de comunicação e publicitário, o jornal se tornou um importante meio no final do século XIX. Grandes marcas no mercado passaram a divulgar seus produtos
em nível nacional. Com maior liberdade e poder econômico, os jornais eram vendidos a valores baixos (um penny, ou um centavo). Surge então a expressão penny press e com ela, grande quantidade de periódicos, que eram vendidos a baixos valores por exemplar. Mais uma vez identificamos na história da imprensa a liquidez social de Bauman. A modernidade se liquefazendo à medida que as instituições impõem adaptações. O processo evolutivo,
de forma revolucionária e, em certos momentos, transgressora, altera os padrões de divulgação e produção da notícia. Dos fatos extraordinários às mentiras ditas como verdade, a imprensa surgiu da concepção de se divulgar informações que consideravam públicas, seja qual for o preço e as condições
para isso: 1) os canards divulgavam escândalos e violências; 2) a guerra dos jornais sensacionalistas produziram inverdades no final do século XIX,
culminando no descrédito pelos meios de comunicação impressos; 3) jornais brasileiros surgiram como veículos de apoio ao governo; 4) outros jornais
surgiram em decorrência da inércia da sociedade perante o governo. Os jornais analisados são considerados jornais de elite e seu público tem maior escolaridade. Não é a intenção de esta pesquisa analisar o mercado do jornal, mas sim apontar as informações que atingem o maior número de leitores. Ao
considerar as informações de interesse mais comuns entre os dois jornais, é possível identificar as notícias com características e elementos que caracterizam informação popular, utilizando-se como conceito: universalidade da notícia, oportunidade e difusão coletiva. Pesquisa-se a abrangência das notícias e, em análise já realizada, identificou-se abrangência significativa, porém as pautas aproveitam-se da oportunidade jornalística, em que os fatos têm
maior relevância se divulgados no momento próximo ao ocorrido. Os recursos imagéticos são amplamente aproveitados, também por oportunidade dos
meios, e baseiam-se na difusão coletiva (enquanto o tema aguça a curiosidade momentânea, é replicado em outros veículos de comunicação), massificando a informação e identificando-se, com isso, a pluralização de um grupo que se pauta pelo maior número de exemplares vendidos.
A PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR SOBRE A EXPERIÊNCIA DE COMPRA NAS LOJAS DO MAGAZINE LUIZA NO
INTERIOR DE SÃO PAULO
Locatelli, Mayra S.(IC); Tucci, Henrique C. (O)
[email protected]
Curso de Comunicação Social – Hab. Publicidade e Propaganda - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O mundo contemporâneo produz um estilo de vida cada vez mais acelerado que faz com que o excesso de informação, atrelado à falta de tempo da população, se tornem empecilhos para os anunciantes que buscam maneiras de interagir com seu público-alvo. A diversidade e a velocidade do fluxo de
informações faz com que os recursos utilizados na comunicação tradicional sejam pouco eficientes, levando os anunciantes a buscarem novas formas de
chamar a atenção do consumidor. Diante desta pluralidade, numa sociedade em constante movimento, os consumidores buscam expressar sua individualidade através da experiência de compra e aquisição de bens. Diante deste cenário, as ferramentas do marketing tradicional não são mais suficientes para
fazer com que uma marca se destaque, é preciso mais do que apresentar as características e benefícios funcionais de um produto para convencer o consumidor que hoje se mostra mais crítico e capaz de interpretar e selecionar produtos de acordo com suas necessidades e interesses. Segundo Schmitt
(2001, p. 40), é necessário oferecer a estes consumidores experiências de consumo que gerem valores sensoriais, emocionais, cognitivos, comportamentais e de identificação, substituindo assim os valores funcionais. O foco, portanto, deixa de ser o produto ou o serviço e passa a ser a experiência do consumidor com a marca, este é o conceito de Marketing Experimental. A proposta de criar experiências na hora da compra tem como objetivo gerar oportunidades para que o consumidor interaja com a marca. Vivenciar uma experiência relacionada à marca permite que o cliente reúna informações suficientes para concluir por si mesmo quais são os benefícios de um produto ou serviço, segundo Schmitt (2001). Esta pesquisa tem como objetivo verificar
a percepção dos clientes do Magazine Luiza no interior de São Paulo sobre suas experiências de compra e relacioná-las com aspectos teóricos do Marketing Experimental. Para responder a esta pergunta, pretende-se analisar o ambiente e as experiências de compra dos clientes; identificar os principais
itens provedores de experiência; verificar as experiências proporcionadas na loja; investigar quais são as percepções, comportamentos e vivências dos
clientes no ponto de venda para equacionar estes relatos com os conceitos de marketing experimental. Na tentativa de alcançar os objetivos propostos,
será utilizada primeiramente, uma pesquisa exploratória (desk research), um levantamento bibliográfico que consiste em um levantamento de informações e dados secundários já existentes, relacionados ao tema da pesquisa e para complementar o estudo exploratório será feito um estudo descritivo
quantitativo que consiste na aplicação de um questionário junto aos clientes do Magazine Luiza para obter dados quantitativos. Será um levantamento
de maior abrangência e com uma amostra numericamente representada por 100 pessoas, uma amostra probabilística na tentativa de reproduzir estatisticamente o universo a ser estudado.
62
Direito
63
OS “DRIBLES” DA MAGISTRATURA TRABALHISTA NA RESPONSABILIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NAS
TERCEIRIZAÇÕES
Peres, Daniel Camargo. (IC); Muçouçah, Renato de Almeida Oliveira. (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No presente trabalho buscou-se estudar a eventual ocorrência de usurpação por parte da Justiça do Trabalho da função precípua do STF ao responsabilizar subsidiariamente a Administração Pública pelas verbas trabalhistas dos empregados de prestadoras de serviço licitamente (sic) contratadas (terceirização “lícita”), negando vigência aos termos do art. 71, § 1º, da Lei 8.666/93 (Lei de Licitações), que veda tal responsabilização. Partindo de análise bibliográfica do material disponível, foi realizada pesquisa teórica em que se lançou mão de vários métodos. Foi feito um levantamento histórico da evolução da terceirização no Brasil e no mundo, bem como de sua regulamentação no país. Pelo método dedutivo foi avaliado como se dá a subsunção normativa ao caso. Pelo método indutivo, extraiu-se o fundamento, o posicionamento jurisprudencial, de uma coleção de julgados que envolvem acórdãos
do TST e de TRT's, sentenças e, principalmente, a íntegra do acórdão proferido na ADC nº 16, no qual se avaliou, inclusive, o conteúdo dos debates para
uma compreensão mais apurada do entendimento dos Ministros do Supremo. Foi feito um levantamento sobre outros artigos que tratam do assunto, proporcionando um estudo dialético antes da conclusão. Malgrado haja norma categórica – art. 71, § 1º, da Lei 8.666/93, atualmente dotado de presunção
absoluta de constitucionalidade, em razão da decisão proferida pelo STF na ADC nº 16 – no sentido de que o inadimplemento das obrigações trabalhistas por parte da prestadora de serviços não transfere à Administração Pública a responsabilidade por seu pagamento, a Justiça do Trabalho permanece
irredutível em negar eficácia ao comando promulgado. A Administração Pública vem sendo constantemente condenada subsidiariamente ao pagamento
das verbas trabalhistas sem se apurar conduta culposa ou dolosa de sua parte. Quando se menciona as culpas in eligendo ou in vigilando, nota-se ser, no
mais das vezes, tão-somente en passant, escondendo o verdadeiro fundamento da condenação (responsabilização subsidiária automática, fazendo da Administração uma seguradora dos créditos trabalhistas, a despeito da lei). De toda análise, nota-se uma grave crise no Judiciário em que, num primeiro
momento (antes do julgamento da ADC nº 16), a Justiça do Trabalho busca “driblar” o controle de constitucionalidade do STF, promovendo uma “'inconstitucionalização' às ocultas” e, num segundo momento (após a procedência da ADC), desacata a autoridade dos “intérpretes máximos da Constituição”, negando-se a aplicar o entendimento firmado, valendo-se de “fundamentação de fachada”. Enfim, não desmerecendo o valioso princípio protetivo,
salutar norteador do Direito do Trabalho, o mencionado comportamento lembra a política maquiavelista, em que os fins justificam os meios, ideia abominada pelas saudáveis democracias contemporâneas.
O ENFRENTAMENTO DA PEDOFILIA PELO SISTEMA PENAL BRASILEIRO
Andrade, Paula A.(IC); Samora, Letícia B.(IC); Pereira, Letícia A.(IC); Ponchio, Lillian (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este projeto visa esclarecer as principais fontes de enfrentamento pelo sistema penal que envolve a violência contra crianças e adolescentes, especificamente no que tange a violência sexual. As crianças e adolescentes são sujeitos de direitos garantidos pelas leis brasileiras que devem ser respeitadas por
todos. Isso incide sobre o próprio país, cujo desenvolvimento não depende apenas da área econômica, mas também da área social e de direitos humanos.
É por isso que a Constituição Federal deu a responsabilidade de garantir os direitos dos meninos e meninas do país a toda a sociedade, à família, à comunidade e ao Estado. Segundo o artigo 227 da Constituição Federal do Brasil, reflete-se: “É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança
e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao
respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência,
crueldade e opressão.” A Lei Brasileira estabelece vários crimes para a punição das diversas formas de abuso. Além disso, recentemente foi sancionada a
Lei 11.829/2008 (elaborada pela CPI da Pedofilia) a qual modificou o Estatuto da Criança e do Adolescente. Também estão em andamento no Congresso
Nacional, outras propostas de Lei que visam melhorar a proteção legal das crianças e adolescentes, punindo com mais rigor e de forma mais ampla o abuso a causa pedófila. A Lei 12.015, que foi sancionada, no dia 7 de agosto, pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, altera o Código
Penal Brasileiro e a norma que trata dos casos hediondos. Agora, as penas para os crimes de pedofilia passam a ser mais severas, assim como o estupro
seguido de morte e assédio sexual contra menores. A pena para quem pratica violência sexual contra menor de 14 anos aumentou de 6/10 anos para 8/15
anos. Apesar de ser um tema polêmico para toda a sociedade brasileira, o conhecimento dos cidadãos é primário. Tendo em vista a vigência de novas leis,
o público em geral ainda não possui total esclarecimento sobre elas. Este projeto contribui para difundir o tema para o maior número de indivíduos, ampliando a consciência sobre o assunto, sobretudo nos espaços corporativos.
O PROBLEMA DO ATIVISMO JUDICIAL NO ÂMBITO DO DIREITO TRIBUTÁRIO BRASILEIRO CONTEMPORÂNEO
Álvares, Cristiane Duarte Mendonça. (IC); Ostini, João Fernando. (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho visa demonstrar que a prática do ativismo judicial, corriqueiramente observada em todas as instâncias no direito tributário, é prejudicial tanto para o regular desenvolvimento do sistema judiciário nacional quanto para os cidadãos, tendo em vista que atinge diretamente sua segurança jurídica. Assim, as decisões que deveriam se pautar no disposto pela lei (e essa, quando omissa ou lacunosa, pelos preceitos hermenêuticos), acabam sendo norteadas pelo sentimento e interesses do julgador, desvirtuando a própria prestação jurisdicional do Estado, que deveria ser imparcial e nos
limites pautados pelo ordenamento jurídico.
64
SEPARAÇÃO DE PODERES E A JUDICIALIZAÇÃO DA POLÍTICA: UM ESTUDO SOBRE A EXPANSÃO DECISÓRIA
DO PODER JUDICIÁRIO BRASILEIRO NA CONTEMPORANEIDADE
BENTO, Lucas Fulanete Gonçalves(IC); SEVERI, Fabiana Cristina (O)
[email protected]
Curso de Direito – Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto
O objetivo do presente trabalho é estudar a construção histórica e jurídica da separação os poderes na dogmática, bem como história política e o fenômeno da judicialização da política no Brasil, a fim de compreender a relação do Poder Judiciário com os Poderes Legislativos e Executivos e quais os
movimentos e contextos que conduziram a tal. Como objetivos secundários, pretende-se revisar a produção bibliográfica judicial e legislativa inerente
aos temas centrais, intuindo encontrar em que medidas são carentes, excessivas ou concretamente trabalhadas para o traçar de uma estruturação política
estatal embasada nas características sociais brasileiras e seus respectivos contextos. A pesquisa é de caráter exploratório, portanto, procura uma visão
geral do fenômeno estudado, intuindo desenvolver, esclarecer e modificar conceitos e ideias para futuros trabalhos explicativos. Com relação às fontes
utilizadas para a abordagem e tratamento de seu objeto, a presente pesquisa se utilizará de material bibliográfico e documental. Serão privilegiados textos
e pesquisas significativos no debate brasileiro contemporâneo sobre a judicialização da política e separação dos poderes, resultantes de pesquisas teóricas
e/ou empíricas. Como resultado, espera-se construir conclusões acerca do fenômeno da judicialização da política e seus impactos na configuração jurídica
e institucional da separação dos poderes no Brasil; á partir das leituras realizadas sobre a judicialização da política e do trabalho de construção histórica
da separação dos poderes no Brasil. Até o presente momento, tem-se por conclusões que o fenômeno da judicialização da política era inevitável no desenho institucional vigente, de forma diverge-se do preceito antecedente de uma opção política do judiciário por expansão de poder decisório, no movimento
constitucionalista do pós-segunda guerra. Ressalta-se ainda que tais conclusões levaram ao estudo dos precedentes desenhos institucionais do poder político no Brasil, a fim de marcar que não se trata do primeiro fenômeno da polarização do poder e sim uma mudança de eixo de um fenômeno já recorrente
na história política do pais, logo ainda mais se afastando dessas tendências judicializantes que se manifestam hemisfério norte ocidental. Serão considerados como material bibliográfico a ser reunido: textos em Ciência Política, História Constitucional, Teoria do Estado e Direito Constitucional, preferencialmente em idioma português, ressalvadas as necessárias leituras da origem dos estudos do fenômeno da judicialização em inglês, que sejam significativos para o estudo do tema proposto. Serão trabalhados, também, os clássicos teóricos da separação dos poderes em âmbito internacional, bem como os
documentos legislativos estrangeiros mais próximos e influenciados por tais teóricos. Do Brasil será analisado os documentos constitucionais que desenharam a divisão política no país, os principais teóricos que os influenciaram, bem como os teóricos que se dedicaram a análise desses ao longo da história política. Por fim, faz-se contar que este trabalho é conta com auxílio pesquisa Iniciação Científica FAPESP, com início em 01 de janeiro de 2012 e término em 01 de janeiro de 2013, no qual já entregue o relatório parcial há produto pronto redação sobre a revisão da teoria da separação dos poderes e documento em corte comenta dos textos constitucionais brasileiros.
CHOQUE ENTRE DIREITOS FUNDAMENTAIS: LIBERDADE DE EXPRESSÃO VERSUS DIREITOS DA PERSONALIDADE
Ré Filho, João Batista Ruggeri (IC); Ré, J. B. R. (O)
Curso de Direito – Centro Universitário UNISEB
O estudo que segue tem por objeto analise da legitimidade de conflitos sociais causados pelas a colisão de direitos fundamentais. Como intuitivamente
se constata esta em jogo a disputa, inevitável em um Estado Democrático de Direito, entre a liberdade de expressão e de informação, de um lado, e os
denominados direitos da personalidade, de outro lado, em tal categoria estão compreendidos os direitos à honra, à imagem e à vida privada. Cuida-se
de preservar em qualquer hipótese a dignidade humana acima de quaisquer outros direitos fundamentais. O equacionamento do problema e a apresentação da solução constitucionalmente adequada dependem da discussão de algumas das teses centrais relacionadas com a interpretação: colisão de direitos fundamentais, ponderação de valores, discricionariedade judicial e teoria da argumentação. Após a exposição dos conceitos essenciais e a definição dos elementos relevantes de ponderação a questão se torna simples.
O DRAMA DO ACUSADO E AS MISÉRIAS DO SISTEMA PENAL
Corrêa, Giovana (IC); Salomão, Isabela (IC); Cestari, Karime (IC); Barreira, Letícia L. (IC); Aquino, Tamyres R. (IC); Coimbra, Thiago T. (IC); Silva,
Lillian P. (O).
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O sistema penal brasileiro é o conjunto das agências que exercem o controle da criminalidade e dentre estas estão, o Ministério Público, o sistema carcerário e penitenciário, dentre outros, os quais possuem falhas em sua estrutura, desenvolvimento e resolução, que atingem vários órgãos do sistema
público. Existem algumas misérias no sistema penal, dentre elas, a intervenção pública nos processos judiciais, a banalização do ser humano e a indiferença do judiciário perante a situação precária em que se encontra. O mesmo acabou deixando de lado a preocupação com a vida humana tal como o
princípio da dignidade da pessoa humana, acarretando um cenário que em cada dez vezes no processo penal nove delas consideram o homem como uma
coisa, levando-nos a interpretar a penitenciária ou a prisão como zoológicos e os imputados animais. É uma ingenuidade pensar que para um problema
tão complexo (criminalidade), exista uma resposta tão simples (cadeia). A ressocialização do delinquentes e os cuidados com sua reincidência são essenciais para a concretização dos direitos fundamentais de todo cidadão, devido a isso deve haver uma cautela no momento investigatório para não correr o risco de imputar nas investigações as vontades, sentimentos e compreensões próprias do investigador. A experiência penal tem mostrado que é impossível julgar a intenção do agente unicamente pelo crime ocorrido, é preciso estudar a forma ou o modo como ocorreu, ou seja, o modo de agir do agente, devendo o sistema penal adotar uma conduta etiológica. A deficiência no sistema carcerário influencia a reincidência do delinquente, de tal forma
que acabe por potencializar sua índole criminosa, dificultando cada vez mais sua inserção na sociedade. Dificilmente se combate criminalidade e violência só com cadeia, são necessárias reformas sociais, políticas e econômicas. A metodologia utilizada neste trabalho baseia-se em consultas em livros
(como por exemplo As Misérias do Processo Penal de Francesco Carnelutti) e artigos científicos, conceituando o tema através de análises críticas da
criminologia.
65
MULHERES VÍTIMAS DE TRÁFICO PARA FINS DE EXPLORAÇÃO SEXUAL E A RESPONSABILIDADE DO ESTADO.
Fonseca, Juliana¹ (IC); Santana, Katherine L. N.¹ (IC); Cruz, Layra M.¹ (IC); Reis, Letícia T.¹ (IC); Ponchio, Lillian (O).
[email protected]
¹ Curso de Direito – Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto
O Tráfico internacional de mulheres é um fenômeno que representa uma forte violação aos direitos humanos e que infelizmente vem se tornando cada
vez mais comum nas sociedades, apresentando grandes proporções, e encontrando-se entre os principais crimes transacionais. A relevância em se estudar este tema deve-se a necessidade de tratar de um fenômeno que tanto afeta aquelas mulheres que se encontram em situações vulneráveis, e que não
possuem acesso a informações que as preparem para tal situação. Importante considerar que como as mulheres são as vítimas, os agressores teoricamente são os homens, em grande parte das condenações formais, as mulheres também estão envolvidas ou forçadas a entrarem na rede do tráfico. Este
trabalho é baseado em pesquisa teórica, por meio de levantamento bibliográfico, e tem como objetivo apontar elementos válidos sobre o tráfico de mulheres para fins de exploração sexual e especificamente, polemizar a problemática do tráfico de mulheres e analisar as formas de combate ao Turismo
Sexual. Percebe-se que as mulheres atingidas pela pobreza são as mais frágeis para este fenômeno, pois devido a sua condição financeira e à sua qualidade de vida, são subordinadas, influenciadas e induzidas com propostas de trabalhos no exterior (como modelos), e até mesmo por promessa de casamento com estrangeiros. A pobreza faz com que as pessoas se submetam às ações dos traficantes por força da necessidade de sobrevivência, em razão
da falta de perspectivas de vida futura. Quando a vítima consegue sair desta vida, sua recuperação é um processo complexo que exige tempo e apoio
especializado, e qualquer descuido quanto a esses cuidados pode resultar em severos e permanentes danos psicológicos para as vítimas. Além disso,
quanto à sua reintegração social, pode levar a uma extrema dificuldade para ela, pois poderia levá-la novamente às redes do tráfico, como vítima reincidente. Em 2000, os países da ONU assinaram em Palermo, na Itália, a Convenção das Nações Unidas Contra o Crime Organizado Transnacional
(Convenção de Palermo) que em linhas gerais define o tráfico de pessoas como o "recrutamento" ou "transporte forçado" de pessoas, em que uma tem
"autoridade sobre outra para fins de exploração". Como a Constituição brasileira assegura que o país cumprirá todas as orientações dos acordos internacionais ratificados, a legislação nacional terá de ser adaptada à nova definição posta na Convenção para esse tipo de crime, pois até então, o Código
Penal Brasileiro não possuía legislação especifica para o assunto. É de responsabilidade do Estado coibir esse tipo de crime. Para tanto, é essencial que
o Estado crie meios de minimizar a desigualdade social e suas consequências perversas, principalmente para aqueles que mais precisam (minorias raciais, étnicas e sexuais), para que as vítimas possam ter fundamentos e não estarem sujeitas a este tráfico transacional. Enquanto este tipo de ação governamental não se consolida no Brasil, há ONGs e Políticas de Ação Afirmativa que tem como objetivo não apenas coibir a discriminação crescente,
mas também, eliminar as ações persistentes (efeitos psicológicos, culturais e comportamentais) da discriminação do passado.
O DIREITO À VIDA EM CONFRONTO COM A LIBERDADE RELIGIOSA PARA INCAPAZES
Mantovani, Amanda E.¹ (IC); Cintra, Ana Luiza S.¹ (IC); Garcia, Guilherme G.¹(IC); Clemente, Isabelle C.¹(IC);Betinelli, Júlia P.¹(IC);
Leite,Taylisi (O)
[email protected]
¹ Curso de Direito – Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto
O direito à vida do incapaz está acima da liberdade religiosa de seus representantes legais. Mesmo não havendo uma hierarquia entre ambos, tendo em
vista que são cláusulas pétreas da nossa Constituição Federal, a lei assegura aos representantes legais o direito de tutelar o representado. O direito à vida
é inato, quem nasce, tem o direito de viver com dignidade. Junto com ela vem o direito à personalidade, que é quando a pessoa é inserida no mundo jurídico. Em tratamentos que se tem como método a transfusão de sangue, quando não houver risco de vida e outros métodos alem deste, deve-se respeitar a vontade do paciente, sua liberdade religiosa. Não cabe ao Poder Judiciário ou ao medico decidir o tratamento a ser usado se o paciente tiver sua
escolha feita, mas há exceções, como no caso de menores, em que o medico tem livre arbítrio para usar o método que for para salvar a vida do menor
incapaz. Acreditamos que a recusa à transfusão de sangue, manifestada por responsáveis legais do menor ou incapaz, em situação de perigo de vida, é
caso de colisão aparente de direitos fundamentais. A norma constitucional não protege a renúncia à vida fundada no poder familiar ou de representação.
Portanto, nosso questionamento se inicia no poder de autonomia que o representante legal exerce sobre o incapaz, pois para este o direito à vida está acima de qualquer outro, já que ele ainda não tem capacidade para realizar sua escolha religiosa. Além de que é dever do Estado e da sociedade zelar
pelo bem estar do incapaz, ressaltando a existência do Estatuto da Criança e do Adolescente que assegura os direitos do menor incapaz. Sendo assim,
queremos demonstrar que o direito à vida prevalece sobre a liberdade religiosa e verificar até que ponto o representante legal pode interferir na vida do
incapaz evidenciando que o Estado tem o dever de tutelar o direito da criança e do adolescente. Assim, para comprovar nossa tese supracitada, usaremos
livros e artigos de autores renomados sobre o assunto.
ANALISE DA LEI MARIA DA PENHA À LUZ DA CRIMINOLOGIA CRÍTICA FEMINISTA
Ishaq, Julia. 1(IC); De Gilio, Bruna.1(IC); Luchetti, Elisa.1(IC); Santis, Fábio. 1(IC) ; Caixeta, Fernanda. 1(IC); Poncho, Lillian. (O)
[email protected]
1
Curso de Direito- Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A lei Maria da Penha completou 6 anos no ano de 2012, tendo sido criada com o intuito de homenagear uma mulher que foi vítima de tentativa de assassinato por parte de seu marido por duas vezes. A lei foi editada com a ajuda do movimento feminista que visou e visa a emancipação da mulher, a
criação da lei em questão modificou inclusive o código penal brasileiro e possibilitou que os agressores fossem punidos. Alguns doutrinadores acreditam que essa não seja a melhor saída para resolver um problema proveniente da sociedade patriarcal. Entretanto, a lei Maria da Penha é reconhecida
pelas Nações Unidas como uma das três melhores legislações do mundo em relação à violência contra as mulheres. O trabalho busca averiguar os avanços e retrocessos durante os 6 anos de vigência da lei. Busca-se também investigar se as mulheres se sentem mais protegidas após a sua criação e observar se o direito penal deixou de tratar a mulher “honesta” de maneira machista e preconceituosa. O método utilizado em tal trabalho é indutivo, com
análises percentuais, auxiliado de artigos e textos discutindo e indicando as mudanças que podem ser benéficas e progressivas na vida dos personagens
da lei, e ainda mostrando seus resultados, identificando seu grau de importância e o quanto é utilizada pelas brasileiras.
66
ANÁLISE CRÍTICA REALISTA DA CORRUPÇÃO BRASILEIRA NA ATUALIDADE
Baldan, Beatriz; Bernardes, Bruna; Urbinati, Bruna; Ferreira, Carolina; Hernandes, Grazielli (IC); Vieira, Sergio R. (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho tem por objetivo sistematizar informações a respeito do processo denominado “Mensalão”, apontando os limites e avanços da legislação brasileira, no que se refere a este tipo de processo. O neologismo “mensalão” é uma variante da palavra “mensalidade” utilizada para se referir a
uma “mesada” paga a deputados para votarem a favor de projetos de interesse do Poder Executivo, ou seja, a compra de votos de parlamentares, a qual
foi deflagrada no primeiro mandato do governo Luís Inácio Lula da Silva. Iniciou-se o julgamento do mensalão no dia 02 de agosto de 2012, sendo dividido em três partes: leitura do relatório, acusação, e defesa. Este teve no dia 15 de agosto seus primeiros votos, não havendo previsões de quantas sessões serão necessárias para concluí-lo. Embora não haja provas concretas do esquema de corrupção, os envolvidos não conseguiram se defender de forma contundente durante os interrogatórios à CPI dos correios, instaurada para investigar o caso, o que ocasionou em afastamentos dos seus cargos. O
cronograma foi estabelecido pelos próprios ministros, mas pode sofrer mudanças como atrasos, que podem ocorrer com a votação de questões de ordem
eventualmente levantadas por advogados dos réus. Desta forma, o julgamento iniciado no dia 02 está sendo retomado no dia 27 de agosto de 2012 sem
previsão para fim. Tem-se constatado que este julgamento muito colabora para o amadurecimento do Estado democrático de Direito, porém, não se pode
ainda afirmar, uma efetiva punição aos acusados. O trabalho de pesquisa baseia-se em levantamento bibliográfico, bem como de notícias divulgadas na
mídia eletrônica, obedecendo a uma metodologia descritiva.
ESCRAVIDÃO MODERNA: EXPLORAÇÃO NO TRABALHO E VIOLAÇÃO DE PRINCÍPIOS LEGAIS
Lima, Marcelo M. G. de (IC); Silva, Matheus S. G. da (IC); Brischiliari, Marcos (IC); Daher, Nicollas J. (IC); Kovaleski, Victor Y. (IC); Laóz, Victor
B. (IC); Garcia, Renato da C. (IC); Vieira, Sérgio R. (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A escravidão no Brasil teve início com a vinda dos portugueses, que exploravam indígenas e, posteriormente, os negros advindos do continente africano
foram alvos dessa exploração. Hodiernamente, ocorre a reprodução de condições análogas à aludida prática, pois o contexto capitalista, que prega a intensa acumulação econômica, prescindindo de interesses humanistas, fomenta o trabalho escravo. Presume-se que a atividade escravocrata consiste na
exploração desumana do trabalhador, o que é fruto de uma cultura econômica exacerbada. O trabalhador é forçosamente submetido a condições empregatícias degradantes e funestas, tendo em vista que essa massa trabalhadora fica praticamente invisível aos olhos do Estado. Elencamos em nosso
projeto alguns fatores que propiciam a constante reincidência dessa prática, dentre eles é possível citar a impunidade, pois a legislação é branda e flexível, sendo marcada por normas de caráter inócuo. Também há impedimentos que obstam a eficiência da atuação do Estado, que resumem-se em locais de difícil acesso e também protegidos por guardas armados, inoperância das instituições de controle social e ameaças aos agentes do Estado. Buscamos por meio do trabalho desenvolvido compreender o processo histórico e a realidade da exploração de mão-de-obra, verificando suas causas, condições e casos recentes que demonstram a relevância sócio jurídica do referido tema. Alcançaremos nossas metas mediante utilização de livros, artigos
científicos, dados fornecidos por institutos de pesquisa, órgãos do Estado e uma análise da legislação em vigência que retrata o assunto em questão, observando a sua adequação ao tema.
A PROBLEMÁTICA DA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL: NUMA ANÁLISE SOBRE A EFICÁCIA SOCIAL DA PUNIÇÃO DE MENORES.
Ana, Laís A.L.W.(IC); Pereira, Marcela F.P. (IC); Vilhena,Victória (IC); Ponchio, Lillian (CO); Novaes, Elizabete D. (O)
Curso de Direito – Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto - SP
Vários casos de menores infratores são noticiados e vivenciados em nosso dia a dia, como por exemplo, o envolvimento de um menor
de 16 anos, no caso da morte do menino João Hélio, no Rio de Janeiro. Quando ocorrem crimes violentos cometidos por menores e que
ganham visibilidade na mídia nacional, recomeçam os debates sobre os limites da maioridade penal. Fatos como esses despertam o interesse da opinião publica por reformas da legislação penal, enfatizando a necessidade de redução da maioridade penal. Os argumentos de
maior efeito justificam o anseio por maior penalização para conter criminosos cruéis e, se tais crimes são praticados por menores, é invocada a redução da idade penal, associada à ideia de que se o individuo pode exercer o direito de votar aos 16 anos, pode também responder criminalmente por seus atos. Porém, o caso não é tão simples como parece. Não podemos decidir irrefletidamente qual é a melhor
maneira de lidar com esta situação. Há que se discutir os motivos que levam um menor a cometer um crime, como o governo pode evitar
que isto aconteça, quais os meios disponíveis para a reabilitação desses jovens, para somente depois tirar-se alguma conclusões acerca
do assunto. Portanto, o objetivo da presente pesquisa é o de investigar e refletir sobre as questões envolvidas na diminuição da maioridade penal e entender qual seria o melhor tratamento que se deve dar a esses pequenos infratores, de modo a não prejudicar a sociedade
e a eles mesmos. Por último, há que se analisar o quanto as atitudes incorretas desses garotos são frutos da crueldade ou da falta de investimentos por parte do Estado.
UM RAIO-X DO DELINQUENTE? CONTRIBUIÇÕES POSITIVAS E NEGATIVAS DA TEORIA DE CESARE LOMBROSO
NA ATUALIDADE
Campos, Julia R. (IC); Dias, Thais S. (IC); Garcia, Raissa P. C. (IC); Silva, Juliana M. (IC); Ponchio, Lillian (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho visa realizar um estudo acerca das contribuições, tanto positivas quanto negativas de Cesare Lombroso, bem como seu legado à
Criminologia. Explicitar-se-á o aspecto principal de sua teoria, a existência de um criminoso nato, que é determinado exclusivamente por fatores biológicos e físicos. Justifica-se o estudo deste tema mostrando que, hodiernamente, ainda há resquícios de sua teoria, os quais contribuem para a formação
de estereótipos e padrões de identificação do perfil de um delinquente como, por exemplo, tatuagens, pobreza, cor da pele, feiura e piercings. O método
utilizado envolve a leitura e a pesquisa de livros e artigos, procurando atrelar a teoria descrita nos materiais à realidade.
67
O TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES NO BRASIL
LOPES, Ligia N. (IC); SILVA, Lillian P. e (O)
[email protected]
Curso de Direito – Faculdade Barretos (FB) - Barretos
A ideia do presente trabalho surgiu diante da necessidade de se alertar a população brasileira a respeito da problemática do tráfico de animais silvestres
que vem ocorrendo no Brasil, de modo que fosse possível verificar dados concretos e analisar a legislação brasileira vigente para ver até que ponto o país
vem se preocupando com um dos crimes que atentam contra o direito de toda a população. Como é de conhecimento geral, o Brasil é considerado como
um dos países mais megabiodiversos do mundo, e graças a sua incalculável diversidade biológica, o país acaba sendo alvo diariamente de biopiratas,
bem como de pessoas que se apropriam da flora brasileira para com ela lucrar. De acordo com os dados divulgados pela Renctas, em seu 1º Relatório
Nacional sobre o Tráfico de Animais realizado em 2001, o tráfico de animais silvestres é considerado como a terceira atividade ilegal mais lucrativa atualmente, perdendo somente para o tráfico de drogas e para o tráfico de armas. Isso ocorre justamente pelo fato de que o tráfico de drogas está cada vez
mais arriscado e difícil devido aos recursos empregados para combatê-lo. O tráfico de fauna silvestre possui menor risco e quase igual lucro para o traficante, além de menor investimento em seu combate. Acredita-se que anualmente o Brasil perde cerca de doze milhões de espécimes para tráfico, sendo
que dessa quantia somente um por cento sobrevive e chega ao local destino, devido aos maus tratos sofridos pelos traficantes, ou seja, de cada dez animais apenas um sobrevive. Esses animais capturados ilegalmente da natureza geralmente são confinados em lugares pequenos, sem ventilação, com o
mínimo de oxigênio necessário, ficam sem água e sem comida às vezes por dias, com relação aos pássaros estes são colocados aos montes em uma única gaiola, o que causa um estresse muito grande nas aves, e acaba fazendo com que elas se mutilem e às vezes até se matem. Também é comum por
parte dos traficantes darem para esses animais bebidas alcoólicas, drogas, ou os submeterem a alguma prática cruel, como por exemplo, cegá-los, para
que possam parecer mais mansos frentes aos compradores, ou passarem despercebidos pela fiscalização. Frisando que o tráfico de animais silvestres
pode ser classificado como interno ou externo. O tráfico externo de animais silvestres no Brasil rende milhões de dólares e acaba sendo uma atividade
ilegal bastante sofisticada, pois o comércio internacional para funcionar, compreende esquemas, subornos e condescendência não só dos funcionários
de empresas aéreas, mas também dos órgãos responsáveis pela fiscalização. Diferentemente, o tráfico interno acaba sendo muito menos lucrativo se
comparado ao tráfico externo, e a diferença é por demasiado grande, por exemplo, conforme demonstra Marcelo Szpilman, enquanto o Mico-leão (Leontopitheucus chrysomelas) é vendido por uma quantia de cento e oitenta dólares no mercado interno, a mesma espécie facilmente seria comercializada
na Europa por quinze mil dólares. Enfim, de um modo geral, é possível concluir que o Brasil apesar de ter criado a Lei de Crimes Ambientais, com a
finalidade de se evitar essa prática de crime, percebe-se que essa não possui a coercibilidade necessária para evitar que o tráfico de animais silvestres ocorra. Além do que é preciso educar a população brasileira para que esta perceba a importância de preservar as espécies de animais em seu habitat natural, e a partir de então, todo cidadão brasileiro em conjunto com o Estado possam proteger o país contra os traficantes de animais silvestres.
OS DIREITOS DAS MULEHRES EM RELAÇÃO À LEI MARIA DA PENHA
Rodrigues, Amanda R.(IC); Moreno, Beatriz (IC); Vendrusculo, Isabela (IC); Silva, Lillian P.(O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A criação da Lei Maria da Penha teve o intuito mais precisamente de proteger as mulheres da violência doméstica, o que se coloca como um grande
problema social. Pelo fato de ser voltada só para mulheres e os Direitos Humanos serem claros ao dizer que “todos são iguais perante a lei” esta acabou
criando uma grande polêmica se apoiando no fato de que os homens deveriam também poder usufruir dessa lei. Com modificações mais recentes a lei
hoje em dia abrange os homens, porém o Código Penal está em reforma e a Lei Maria da Penha está sofrendo algumas mudanças que podem ser considerados retrocessos preocupantes. Para um melhoramento efetivo do Direito Penal não é necessária apenas uma reforma colocando algumas remendas
e sim uma mudança no seu “esqueleto” por inteiro. Da maneira em que se encontra hoje o Direito Penal tem muitas brechas e não está funcionando com
plena eficácia, o que interfere diretamente na Lei Maria da Penha que está perdendo partes importantes do seu conteúdo.
ANÁLISE DOS CRITÉRIOS E DA RELEVÂNCIA DAS MEDIDAS PROVISÓRIAS
Coltro, Armando; Coselli, Bruna; Amaral, Guilherme; Cury, Juliana T.; Bonini, Rodolfo; Savini, André (IC); Donadelli, Paulo M. (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A medida provisória prevista no artigo 62 da Constituição Federal é um ato do Presidente da Republica, que lhe permite criar normas, cabendo ao Poder
Legislativo a analise posterior da medida, agindo como se fosse um poder de controle das decisões do Executivo. Os requisitos constitucionais para a
edição da medida provisória são a urgência e relevância. Mas, atualmente a edição de medidas provisórias tem sido a regra dentro do processo legislativo, o que contraria a intenção do constituinte, que era a uso excepcional dessa medida. Isto caracteriza uma ingerência do Poder Executivo no Poder
Legislativo o que fere a separação dos poderes. A Emenda Constitucional n. 32 de 2001 tentou restringir o campo de atuação das medidas provisórias e
estabeleceu matérias onde são vedadas a regulamentação via medida provisória, quais sejam: nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos e direito eleitoral; direito penal, processual penale processual civil; organização do Poder Judiciário e do Ministério Público, a carreira e a garantia
de seus membros; planos plurianuais, diretrizes orçamentárias, orçamento e créditos adicionais e suplementares ressalvado; que vise a detenção ou sequestro de bens, de poupança popular ou qualquer outro ativo financeiro; reservada a lei complementar já disciplinada em projeto de lei aprovada pelo
Congresso Nacional e pendente de sanção ou veto do Presidente da República. A medida provisória não é lei, mas tem força de lei, valendo até ser apreciada pelo Poder Legislativo Federal ou ate que termine seu prazo de vigência. Uma vez editadas é apreciada por uma comissão mista do Congresso
Nacional, que dá um parecer de admissibilidade e outro de mérito. Com o parecer favorável seguirá para votação em plenário. Se for rejeitada, a comissão mista tem que elaborar um projeto de decreto legislativo para regulamentar as relações jurídicas decorrentes do seu período de vigência. Uma vez
aprovadas as medidas provisórias, como todas as espécies normativas, sujeitam-se ao controle de constitucionalidade. As medidas porvisorias tem um
prazo de 60 dias, podendo ser prorrogadas por mais 60. Se a medida não for apreciada em 45 dias em cada casa do Congresso Nacional, entrará em regime de urgência e sobrestará todas as deliberações da pauta de votações. A Medida Provisóra não pode ser reeditada na mesma sessão legislativa em
que foi rejeitada pelo Congresso Nacional ou que tenha perdido seu prazo. O grande excesso de edições de medidas provisórias tambem tem emperrado
as votações no Congresso Nacional, prejudicando a tramitação de muitos projetos de leis de interesse nacional. O presente estudo quer buscar fazer uma
reflexão sobre o tema da edição indiscriminada das medidas provisórias pelo executivo, mostrando a necessidade de se delimitar na lei o termo urgência
e relevância, para que nao fique a critério do Presidente da Republica o poder ilimitado de estabelecer qual tema é urgente e relevante. A regulamentação
desse tópico contribuirá para a correta edição das medidas provisórias, mantendo a independência e a harmonia entre os poderes. O trabalho se fundamenta em pesquisa bibliográfica referente a análise da doutrina constitucional do tema.
68
O PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO PRISIONAL NO BRASIL
Araújo, Ana Carolina 1(IC); Cruz, Carolinnie P. (IC); Rodrigues, Guilherme D. (IC); Arantes, Isadora V. (IC); Buzza, Katiuscia S. (IC); Corrêa, Tariana (IC);
Montedor, Thamires S. (IC); Soares, Leopoldo (O)
[email protected]
1
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O projeto visa analisar a situação do sistema prisional brasileiro, mostrando que as condições do sistema carcerário não atendem às expectativas de uma
ressocialização eficiente; a dificuldade do indivíduo para se inserir novamente na sociedade; e apontar falhas desse através de um conhecimento mais
amplo sobre o assunto tratado, pois é fundamental que a sociedade tenha um conhecimento e consequentemente um preparo para a reinserção do ex-detento na vida social. A compreensão do processo de ressocialização parte de pesquisas em livros, artigos e em campo, a fim de um maior entendimento
sobre o assunto, com perspectivas diferentes, e contato com pessoas que viveram situações carcerárias. O objetivo desse trabalho é compreender as falhas do direito penal, do sistema prisional e da sociedade, e desenvolver uma nova concepção do tema tratado.
DISCUSSÕES ACERCA DO INÍCIO DA PERSONALIDADE NATURAL.
Arthur Coimbra Reis (IC); Bruno dos Reis (IC); Diesus Toniazzo (IC); Guilherme Gentil (IC); Giovanni Ferreira (O).
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este estudo visa auxiliar na definição do inicio da personalidade, o que torna o nascituro uma pessoa de direitos, obtendo a capacidade de direitos. Esse
assunto causa divergências entre os doutrinadores, no sentido de definir o inicio da capacidade civil, ou seja, quando o nascituro se torna pessoa. O objetivo da pesquisa é esclarecer a posição do nascituro no nosso ordenamento jurídico. Para isso são pesquisadas as principais teorias e suas propostas
com o intuito de apontar aquela que defendesse verdadeiramente o nascituro. As duas principais teorias são a Natalista e a Concepcionista, que se distinguem quanto a definir o inicio da capacidade do nascituro. A teorista Natalista defende que o nascituro só adquire personalidade após o nascimento
com vida, e a teoria Concepcionista defende que os direitos do nascituro passam a existir a partir da concepção, indicando a vida já no útero materno,
tendo em vista que a personalidade é o foco entre as duas correntes. Dessa forma, o Art. 2º “A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com
vida; mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro.” O Superior Tribunal de Justiça adotou a teoria Concepcionista, sendo assim
notamos um positivo crescimento desta teoria a qual vem para abarcar mais direitos ao não nascido ainda, garantido, por óbvio mais segurança a toda
família. Outrossim, nesta linha podemos concluir que, ainda que o texto normativo não reconheça expressamente o nascituro como agente capaz, garante
cada vez mais direitos para conhecê-lo como pessoa. “Ora, quem diz direitos afirma capacidade. Quem afirma capacidade reconhece personalidade.”
Contudo, o Supremo Tribunal Federal já se baseou nas duas teorias não adotando apenas uma. A questão é evidentemente polêmica e traz sérias consequências, de modo que o estudo se justifica como forma de sistematizar os argumentos e fundamentações defendidas pelas diferentes perspectivas. Para
analisa-las, a pesquisa se faz por meio do levantamento teórico, com base doutrinária e jurisprudencial.
O DIREITO EM MOVIMENTO: UM ESTUDO ACERCA DAS DOS AVANÇOS DO DIREITO A PARTIR DA AÇÃO DOS
NOVOS MOVIMENTOS SOCIAIS
Tardelli, Renata Pujol.1(IC); Novaes, Elizabete D.1 (O)
[email protected]
1
DIREITO – Centro Universitário UNISEB
O processo de redemocratização brasileira pode tomar como marco histórico o processo de elaboração da Constituição de 1988. Naquele momento histórico, foi possível observar uma intensa interação entre os parlamentares e os atores extraparlamentares, estes últimos configurados em manifestações
de participação popular em defesa de diferentes demandas sociais. No decorrer da década de 1990, fortaleceu-se a participação política por meio dos
chamados Novos Movimentos Sociais, envolvendo ações coletivas em defesa dos interesses de diferentes categorias sociais. Constata-se, assim, como
decorrência da história das últimas três décadas, que os instrumentos populares produziram impactos significativos tanto na estrutura político-legislativa, quanto na dinâmica da participação popular, influenciando o alargamento e a elaboração de novos direitos. O propósito deste trabalho, que se encontra ainda em fase inicial, é conhecer e analisar a importância dos novos movimentos sociais como fonte de desenvolvimento e de transformação em
relação às questões jurídicas brasileiras. Busca-se também levantar algumas das consequências jurídicas causadas pelos novos movimentos sociais, no
que se refere ao desenvolvimento e às modificações do Direito brasileiro. Considera-se que população brasileira, apesar de pacífica, não é inerte aos fatos e às suas necessidades, e em decorrência disto é que se observam as modificações, embora lentas, do Direito brasileiro, causadas pelos movimentos
sociais. Dessa forma percebe-se que a participação dos cidadãos por meio dos movimentos sociais são fatores importantes para o desenvolvimento social, bem como para a proteção de seus direitos defendidos através das lutas e reivindicações. O procedimento utilizado será a pesquisa teórica, pautada
na revisão bibliográfica sobre o tema. Também será utilizada a análise jurisprudencial a respeito de decisões normativas que se expressem como consequências de movimentos sociais. A metodologia de pesquisa baseia-se complementarmente nos métodos histórico e dialético, e a apresentação da análise
e discussão teórica seguirá de forma descritiva.
ASPECTOS ACERCA DA TIPIFICACAO DO BULLYING NO PROJETO DE REFORMA DO CÓDIGO PENAL
Forti, Juliane C. 1(IC); Pasquim, Laiana1(IC); Carvalho, Pâmela1(IC); Junqueira, Tawane1 (IC); Silva, Lillian P. 1(O).
[email protected]
1
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A iniciativa de estudar o bullying vem da tipificação que tal prática receberá, trazendo mudanças no âmbito social. Este fenômeno tornou-se um problema mundial e sua gravidade e abrangência tem chamado a atenção. O reconhecimento e a gravidade possibilitaram a tipificação do bullying no projeto
de Reforma do Código Penal, que tramita pelo Senado Federal. Legalmente, a prática receberá a denominação de “Intimidação Vexatória”, com pena
prevista de um a quatro anos. Todavia, o mais importante é conhecer bem o problema e cuidar da sua prevenção, visto que todos os fatos constitutivos
do fenômeno já estão tipificados no vigente Código Penal. As agressões frequentes provocaram uma preocupação entre os estudiosos sociais e jurídicos,
visto que vários casos resultaram em homicídios e suicídios, frustrando, assim, as tentativas de acabar com esse tipo de ação através dos inúmeros projetos de medidas sócio-educativas. Para que se combata o bullying é necessário o reconhecimento da sociedade de que o problema existe, é danoso e não
pode ser admitido, para que assim as medidas sócio-educativas e as leis infraconstitucionais tenham a devida eficácia. O trabalho busca analisar os motivos que levaram a necessidade de tipificação do bullying, assim como entender a forma que esta será regida, ou seja, com serão feitas a prevenção, a
detecção e a punição desta prática violenta. O desenvolvimento e análise desta discussão serão realizados por meio de levantamento bibliográfico e de
relatos de casos publicados.
69
ESTUDO SOBRE A EFICÁCIA SOCIAL DAS MEDIDAS PROTETIVAS NO COMBATE ÀS FORMA DE VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
Pignata, Nicole Pascual1(IC); Novaes, Elizabete D.1 (O)
[email protected]
1
DIREITO – Centro Universitário UNISEB
A violência e o abandono do menor é um tema persistente no transcorrer da história. Durante vários séculos, cada um com suas peculiaridades sociais e
culturais, se registravam a presença de violência e maus-tratos contra crianças. É somente no século XX que a criança começou a ser observada e tomada como sujeito, percebendo-se a infância como o momento essencial e fundamental para a existência humana. Neste contexto, justifica-se esta pesquisa
pelo intuito de dar enfoque à problemática da criança e do adolescente, no âmbito familiar, verificando como a violência dentro da família pode ser um
impedimento para as garantias previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente. Neste trabalho colocam-se como objetivos: a) verificar a aplicação de
medidas protetivas previstas pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) indicando seus limites e possibilidades no que se refere à contenção e
combate da violência intrafamiliar; b) evidenciar a problemática do abandono do menor a partir das diferentes formas de violência intrafamiliar, como
negligência, abuso, agressão, abandono material e psicológico; c) contribuir para uma reflexão teórica sobre o direito de toda criança e adolescente ser
assistido, criado e educado com segurança e dignidade no seio de sua família. Os procedimentos metodológicos para a realização da pesquisa obedeceram o levantamento teórico sobre o tema, levantamento de casos atendidos no Conselho Tutelar, Centro de Referência Especializado de Assistência
Social e no Juizado da Infância e da Juventude de um município na região de Ribeirão Preto. Para tanto, foram realizadas entrevistas com profissionais
e autoridades relacionadas ao tema, tendo como base uma metodologia qualitativa para coleta e análise de dados. Constata-se que o Estatuto da Criança
e do Adolescente trouxe um significativo avanço social, assegurando a crianças e adolescentes prerrogativas e meios de proteção. Entretanto, de acordo
com o que foi analisado com base na pesquisa empírica realizada, pode-se constatar também uma deficiência na forma de aplicação de tais medidas,
seja pela dificuldade dos operadores do direito, incluindo o Conselho Tutelar, seja também pela falta de estrutura para receber a criança e o adolescente
vitimizados. Conclui-se que há muito o que mudar na sociedade e nos meios jurídicos para que tal problemática seja devidamente tratada e combatida.
BANCO GENETICO PARA FINS CRIMINAIS- O FUTURO DO SISTEMA CRIMINAL Á LUZ DA LEI 12.654/12
Brito, Flávia Cristina C. (IC); Silva, Lillian Ponchio e. (O)
[email protected]
Curso de Direito – Faculdade Barretos- Barretos
O presente trabalho pretende elucidar os paradigmas da recente lei 12.654/12, seus principais pontos e discussões a cerca do que dita a lei, e do que a
Constituição Federal ampara. O trabalho tratará também da importância que o banco de dados genético traz para a sociedade, a evolução da biogenética,
e conseqüentemente da não obrigatoriedade do fornecimento do material genético. A pesquisa se firma em dados relatados em artigos, uma vez que a
doutrina é escassa para o presente tema, consoante a isso, usaremos parâmetros da própria bioética e do direito positivado para amparar essa discussão
que traz sob a luz do Direito a evolução da resolução dos conflitos no âmbito criminal. A lei 12.654/12 vem trazer para a realidade do direito processual
penal a hipótese de identificação da autoria do crime através dos dados genéticos, identificação essa que será feita através de uma pequena amostra de
sangue, onde esta contido o DNA. Tal procedimento se dá por uma sequência de bases nitrogenadas no interior do ácido desoxirribonucléico (DNA),
que nada mais é que uma ordem sequencial única e diferente para cada ser humano, exceto nos casos de gêmeos univitelinos em que essa sequência de
bases é praticamente igual. Com essa verdadeira revolução do desenvolvimento da biotecnologia, as técnicas de investigação e de prova irão experimentar a possibilidade de identificação de criminosos e esclarecimento de delitos por meio de caracteres genéticos. As provas a partir dos vestígios genéticos
encontrados no cenário do crime tem se mostrado eficaz no processo penal, uma vez que, o DNA sendo único, não há possibilidade de contestar a autoria
do delito, facilitando a resolução dos conflitos e crimes contra a vida. Entretanto, é importante refletir sobre as consequências éticas decorrentes do uso
da biotecnologia, uma vez que, as informações dos dados genéticos têm profundas implicações com as liberdades fundamentais do individuo, liberdades
essas que são protegidas por nossa Lei Maior. E é inegável que esse armazenamento pode levar a discriminação, claro que essas informações deverão
ser protegidas pelo sigilo, sob pena de constituir uma espécie de prova ilícita. Sob essa ótica, observa-se que o Brasil continua seguindo equivocadamente seu destino histórico dando aos problemas sociais tratamento policial, tendo como objetivo igualar aos países mais evoluídos nesse aspecto, que adotam a biogenética, mas que há muito tempo já tomaram outras providencias mais eficazes contra o crime, focando nas raízes das políticas publicas e sociais, que são sem duvidas, bem mais eficiente no combate a criminalidade, com fundamentos sociais, econômicos e políticos.
A POSSIBILIDADE DE CRIAÇÃO DE MUNICÍPIOS APÓS A EC 15/96: UMA ANÁLISE FILÓSOFICA EM BUSCA DE
EFETIVIDADE DO TEXTO CONSTITUCIONAL
Andrade, Alex P.1(IC); Castroviejo, Angel T. (O)
[email protected]
Curso de Direito – Centro Universitário UNISEB
A pesquisa em tela procurou compreender a luz da filosofia do Direito a possibilidade de criação de novos municípios após a edição da emenda constitucional 15/96. Para tanto, o trabalho foi estruturado em três partes. Primeiro, buscou analisar a decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal, em
sede da ação direta de inconstitucionalidade de n. 2240, que questionou a lei 7.619/06 responsável pela criação do município de Luis Eduardo Magalhães, criado às margens do artigo 18 §4º da Constituição da República Federativa do Brasil. Nesse sentido, procurou-se a priori ponderar as teorias,
positivista e pós-positivista, entendendo ser admissível a conjunção dessas teorias para melhor prestação do serviço jurisdicional em casos concretos de
maior complexidade. Em segundo momento, foi possível a partir de explicação dogmática em torno dos conceitos e da legislação correlata, elencar as
opções que o Supremo Tribunal Federal detinha para julgar o mérito da ação direta de inconstitucionalidade supracitada, criticando a posição adotada
pela Suprema Corte na oportunidade, em razão de sua ineficácia prática. Com efeito, foi aceitável a partir de uma construção filosófica apurar que as
normas procedimentais que se referem à condução do processo podem ser abrandadas se contrárias a aplicação do Direito material, desde que este em
um juízo de ponderação se sobreponha. Nesses termos, concluiu-se que a melhor alternativa para o caso dos “municípios putativos” fosse à possibilidade de declaração de inconstitucionalidade da norma paradigma de confronto, em razão da densidade normativa dos princípios constitucionais. Por último, a pesquisa avaliou a lei 2.264/10 que criou o município de Extrema de Rondônia, assim como a inércia do Congresso Nacional ao não elaborar a
Lei Complementar Federal regulamentando a criação de novos municípios, conforme previsão do artigo 18 §4º da Constituição da República Federativa do Brasil. Esta análise permitiu concluir que a criação de municípios pode ser feita mediante lei estadual, enquanto não elaborada a Lei Complementar Federal, em razão da busca de efetividade da Carta Magna verificada na densidade normativa dos princípios correlatos a hard case estudada.
70
ANÁLISE DA IMPUNIDADE DOS CRIMES DO “COLARINHO BRANCO” NA ÁREA PRIVADA
Jurado, Helena S. (IC); Kasputes, Aline M.(IC); Leoncini, Marília (IC); Santos, Fabiana R. C.(IC); Peres, Gabrielle O. (IC); Garbellini, Henrique (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente projeto tem por escopo conhecer e analisar as tipificações penais que envolvem o "crime do colarinho branco" da área privada, que está se
tornando um crime cada dia mais recorrente entre os empresários. Do mesmo modo, busca-se compreender o porque deste tipo de crime permanecer na
impunidade. De uma forma geral tem por objetivo refletir as complexas questões que dizem respeito à importância de se repensar a relação Constituição e Direito Penal, destacando a necessidade de redefinição da teoria do bem jurídico e do papel do Ministério Público no combate aos crimes. Este
dilema acaba por desacreditar o sistema penal brasileiro por não se aplicar devidamente a legislação destinada a tal fim. O estudo se baseia em levantamento bibliográfico, bem como o levantamento de notícias referentes ao tema, divulgadas na mídia eletrônica.
PRINCÍPIO DA NÃO AUTO INCRIMINAÇÃO
Corradini, Fernanda I.Belmiro.1; Silva, Lillian P.
[email protected]
1
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O presente trabalho visa mostrar a problemática o qual o advento da lei, trará ao Código de Processo Penal brasileiro e as suas leis extravagantes, como
a LEP. Questões como a proteção ao principio da não auto incriminação e da dignidade de uma pessoa humana, as quais trazem para o âmbito jurídico
uma discussão dos limites do paternalismo estatal, posto que este visa, através da implementação do banco de dados com o material genético, antever a
conduta e o possível indiciamento de criminosos reincidentes, e facilitar na elucidação de delitos. Apesar da lei ainda não estar em vigor, as suas problemáticas já podem ser constatadas apenas com uma simples leitura de texto. O legislados, tentando não ferir preceitos basilares constitucionais, optou por
tornar facultativa a disponibilização do material. Questiona-se desde já a eficácia desta inovação no ordenamento jurídico, sendo possível crer que trazem
a sociedade apenas uma falsa ideia de segurança jurídica, já que sua eficácia será demasiadamente questionada. Através do projeto buscaremos elementos,
os quais indiquem se esta proposta legal será inócua e sem qualquer aplicabilidade. Ademais, notamos o equívoco cometido quanto às autoridades permitidas a pedirem a colheita do material genético. Pela lei, as autoridades policias que as farão, ainda na fase de inquérito, não dependendo do consentimento
dos magistrados, e tampouco da oitiva do Mistério Público. Diante da complexidade do tema, a falta de solenidades na obtenção de informações do individuo as quais jamais poderão ser questionadas, posto tratarem de questões fisiológicas, leva-nos a crer em uma tentativa do legislador de implementar
no Brasil procedimentos padrões de sucesso no exterior, mas que possuem elementos suficientes e autorização constitucional para agirem de tal modo.
MÉTODO DO CASO E NOVAS TÉCNICAS DE ENSINO EM DIREITO PRIVADO
Silva, Vinícius A. M. (IC); Penteado, Luciano C. (O).
[email protected]
Curso Direito – Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
O método do caso tem sido utilizado com sucesso na Harvard Law School desde o século XIX, sendo que atualmente é aplicado em muitas das faculdades de direito dos Estados Unidos, e também em faculdades de economia, como a Harvard Business School. O principal objetivo desta pesquisa é
verificar a viabilidade da aplicação do método do caso no ensino do direito brasileiro, aplicando-o a alunos da graduação. Como o tema delimitou a aplicação ao direito privado, três matérias deste foram elencadas como temas para desenvolver casos. São elas Direito das Coisas, Obrigações e Contratos e Direito de Família e Sucessões. Todos os casos são elaborados com base em julgados nacionais, acórdãos julgados pelos Tribunais de Justiça, do
Superior Tribunal de Justiça ou ainda do Supremo Tribunal Federal. Cada caso tem contém uma nota técnica dogmática, que introduz a matéria do caso
a se estudado com precisão e ao mesmo tempo concisão, possibilitando que o aluno tenha uma boa base para desenvolver as atividades relativas ao caso
prático. Além do caso prático, há questões referentes a ele, que conduzirão o aluno a realizar raciocínios referentes ao tema estudado e consequentemente o ajudará a ter um melhor entendimento e compreensão. Assim, o caso é composto de uma nota técnica dogmática, o caso prático em si e as questões
referentes a ele. O caso é aplicado em sala de aula obedecendo ao seguinte procedimento: apresentação breve com explicações sobre o tema, leitura do
caso e após isso são feitas as perguntas, as quais os alunos devem responder e, caso não consigam, o professor esclarece o assunto. Para dirimir quaisquer dúvidas e orientar os alunos, é enviado arquivo contendo orientações de resposta, espécie de gabarito das questões apresentadas em sala referentes
ao caso. A aplicação do método do caso, até o momento, teve excelente repercussão ao permitir um melhor entendimento por parte dos alunos sobre o
assunto tratado. Além disso, os casos já elaborados constituem material importante para a futura aplicação em sala de aula, sendo que até o momento, 7
casos foram elaborados. Além dos casos, um artigo explicando a importância do método do caso e sua dimensão foi escrito, permitindo um maior esclarecimento sobre esta nova técnica de ensino. Concluímos que, apesar de não adotarmos o “common law”, o estudo de casos é importante para que o
aluno compreenda a aplicação prática do direito, familiarizando-se com esta, além de conseguir uma melhor compreensão das matérias estudadas na
graduação. Ao estudar o caso concreto, o aluno tem um maior contato com a doutrina e a jurisprudência, além disso, este método de ensino procura levá-lo a raciocinar e entender os conceitos de uma forma mais fácil e empírica.
A IMPÔRTÂNCIA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS PARA ASSEGURAR A CONSTITUCIONALIDADE DOS DIREITOS
INSTITUIDOS PELA CARTA MAGMA
Silva, Eduardo Borges M. J. (IC); Ribeiro, Raphael Guilherme (IC); Da Silva, Gabriel Mestriner (IC); De Faria, James Rodrigues (IC); Soares, Leopoldo Rocha (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Ao se iniciar a Idade Moderna (séc. XVII-XVIII), passou a existir a preocupação inicial com os direitos. Conhecido como direitos de 1º Geração, direitos individuais (civis e políticos), estes mesmos tiveram sua concepção ocupando-se com a matéria da liberdade pessoal contra o regime absolutista vigente na época; logo em seguida (séc. XIX – Rev. Industrial ) foram nascidos, reconhecidos e disseminados em aspecto global os direitos de 2° Geração,
os direitos sociais, sendo aqueles que se ocupam da preocupação relacionada a igualdade, tendo em vista o episodio da II Guerra Mundial, ressaltando as
atrocidades executadas no respectivo período, onde assim se vê a necessidade de elaborar um documento que assegure os direitos e concretize-os através
da "Declaração Universal de Direitos Humanos"; e por fim os direitos de 3º Geração, cujo a analise critica se embasa em torno da coletividade social (séc.
XX – Pós II Guerra Mundial), surgimento do Estado Democrático de Direito, principio da solidariedade e denominação de direitos difusos (aqueles que
são definidos como transindividuais de natureza indivisível, de um grupo indeterminado de pessoas unidas por uma relação de fato). Conclui-se que,
somente a partir do momento em que se conceba a cidadania como um direito fundamental individual de todas as pessoas, que exige uma direta, constante
e ampla participação política, poder-se-á afirmar que o caminho para a construção de uma sociedade justa, livre e solidaria foi traçado.
71
A DISCIPLINA JURÍDICA DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA - EIRELI
Nakamichi, Lirian D.(IC); Silva, Fernando Melo da. (O)
[email protected]
Curso de Graduação em Direito – Centro Universitário Faculdade Barretos- Barretos
Acrescentada ao Código Civil pela Lei nº 12.441/2011 pelo Título I-A, Art. 980-A, a empresa individual de responsabilidade limitada possui requisitos
a serem preenchidos para sua constituição, contudo não esclarece verdadeiramente sobre sua natureza jurídica, acarretando aspectos controvertidos para
diversos efeitos no âmbito do direito brasileiro, quais sejam: processual, sucessório, falimentar e, principalmente no que importa a penhorabilidade da
EIRELI em caso de dívida pessoal do empresário instituidor, caso este possua apenas a empresa como bem aferível de valor econômico. Pondo assim
em plano a caracterização da “empresa individual de responsabilidade limitada” em patrimônio desafetado ou sociedade unipessoal? Sendo este último
subentendido pelo disposto no parágrafo sexto, fazendo a ela aplicar no que couber, as regras da sociedade limitada. Todavia, percebe-se que a real intenção do legislador foi buscar extinguir a pluripessoalidade “pro-forma” – empreendedor que constitui sociedade com pessoa de confiança, mas participação mínima – protegendo assim, com a nova introdução legal, o patrimônio pessoal do empresário de maiores riscos proporcionados pela própria
natureza da atividade empresariária. O estudo ora apresentado segue o método de abordagem indutivo, através de pesquisa relevante do direito comparado e artigos hodiernamente publicados, exercendo assim, num primeiro momento, a sistematização de idéias por diversas áreas do conhecimento, visto a multidisciplinariedade que os temas “empresa” e “responsabilidade” ocasiona por aspectos tanto econômicos como sociais. Portanto, este confronto
sobre a natureza jurídica da EIRELI poderá ocasionar dois caminhos ao aplicador do direito, o primeiro considerando como patrimônio desafetado impossibilitando a penhora da empresa em caso de dívida pessoal do empresário, mesmo esta sendo o único bem que possuir, visto serem objetos distintos,
não se confundindo. No segundo caso como uma sociedade unipessoal, exercendo o instituto subsidiário das sociedades, já se sabe que dívidas de sócio
que possua como único bem a cota de participação societária poderá ser penhorada, nos termos do art. 1.026 do Código Civil. Depreende-se assim que a
EIRELI não torna-se absoluta no quesito “proteção patrimonial”, ocasionando a penhora da empresa principalmente pelo príncipio de proteção aos interesses dos credores de boa-fé, conclusão adequadamente mais aceita por esta pesquisa.
A PROBLEMÁTICA DA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL NO BRASIL
Sandoval, Leonardo; Lemes, Murilo; Riul, Vinicius; Cardoso, Leonardo; Garcia, Marcelo (IC); Ferreira, Giovanni Comodaro (O)
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O projeto consiste na análise da idade correta para que o indivíduo possa ser julgado e assim, responder por seus próprios atos na vida civil e criminal.
Este tema é abordado por teorias provenientes da Criminologia e do Direito Penal, e também em alguns casos pelo Direito Civil. Os principais argumentos dos defensores da redução da maioridade penal, parte do pressuposto de que os adolescentes infratores não recebem a punição devida, pois são
extremamente protegidos pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) – lei que trata especificamente desse fragmento social-. Essa corrente de
pensamento diz que o ECA é muito tolerante e não intimida os que pretendem transgredi-lo. A Legislação Eleitoral diz que o jovem de dezesseis anos
tem discernimento para votar, e assim, deve ter idade suficiente para responder diante da justiça por seus crimes. Em relação a corrente a favor da diminuição da idade penal, esses afirmam que adolescentes infratores não recebem a punição devida e que o ECA é muito tolerante e não intimida os que
pretendem transgredir a lei; a legislação eleitoral diz que jovens de dezesseis anos possuem discernimento para votar, assim, devem ter também idade
suficiente para responder diante da justiça por seus crimes.
Em relação a corrente que é contraria a diminuição da idade penal: eles dizem que essa diminuição de idade penal somente iria sobrecarregar o sistema
carcerário e penal, além de que não possibilitaria uma redução significativa no número de delitos e crimes cometidos. Nosso objetivo visa questionar se
realmente seria eficaz e compensatória a redução da maioridade penal e civil no âmbito jurídico frente à ocorrência de crimes cometidos por menores.
A Pesquisa está baseada em fatos da realidade, através da internet e de livros publicados por autores na Revista dos Tribunais.
GUERRAS HUMANITÁRIAS E OS DIREITO HUMANOS
ZANELATO, Alexandre1(IC); SOARES, L. R. (O).
[email protected]
1
Curso de Direito – Faculdade de Direito UNISEB - Ribeirão Preto
O termo “Guerras Humanitárias” é fácil de se conceituar, mas a própria “Guerra Humanitária” concretamente é muito difícil, pois as condutas humanas
nestas guerras não levam a verdadeira importância de um Direito Humanitário para as trincheiras, já que em muito, as ditas “Guerras Humanitárias” nem
passam pelo crivo da instituição mais importante: O Conselho de Segurança da ONU. E os próprios países que fazem parte do Conselho participam destas
guerras. O meu conceito de “Guerras Humanitárias” é a intervenção internacional em uma região de soberania nacional, determinada, exclusivamente,
pela obrigação legítima de proteção dos direitos humanos contra grupos que veem sendo desrespeitados por um longo período. O poder que estas guerras
têm somente é possível porque os direitos humanos tiram a soberania dos Estados, pois estes direitos estão acima de qualquer outro. Nenhum Estado tem
soberania para desrespeitar os direitos humanitários, ele não pertence a nenhum Estado, ele pertence a todos os seres humanos independente de nacionalidade. Os Tribunais de Nüremberg (1945) e de Tóquio (1946) criados para punir os grandes criminosos de guerra foram importantíssimos para que a
ONU definisse em 13/02/1946 o conceito de crime contra a humanidade dando desta maneira o início a um Direito Internacional Penal. O pensamento
do Direito Internacional mesmo antes da Segunda Guerra Mundial era que crimes contra a paz e crimes de guerra eram ilícitos, o Pacto de Paris (BriandKellog) de 1928 contestava a legitimidade de recursos de guerra como solução de controvérsias internacionais. Os crimes contra a humanidade do art. 6º,
“c” do Tribunal de Nüremberg tentava identificar algo novo sem precedente anterior, sendo este o primeiro movimento para tipificar o ineditismo da dominação totalitária. A ONU formulou em 1950 os Princípios e a sistematização de um Direito Internacional Penal.A Convenção para a Prevenção e a
Repressão do Crime de Genocídio de 1948 que entraria em vigor em 1951 entendia como Genocídio no art. 2º: “qualquer dos seguintes atos, cometidos
com a intenção de destruir, no todo ou em parte, um grupo nacional, étnico, racial ou religioso, tal como: Assassínio de membros do grupo; Dano grave à integridade física ou mental do grupo; Submissão intencional do grupo a condições de existência que lhe ocasionem a destruição física total ou
parcial; Medidas destinadas a impedir os nascimentos no seio do grupo; Transferência de menores do grupo para outro grupo”. O Direito Humanitário é o limite dado aos Estados à liberdade e à autonomia no plano internacional, pois assassinatos internacionais em massa e outras formas de destruição em outro cenário que não o de guerra violaria as normas mais fundamentais de direitos humanos, então estes mesmos direitos deveriam ser respeitados durante a guerra. O grande acontecimento para o início dos pensamentos em Direitos Humanitários foi a Criação da CICV (Cruz Vermelha e Crescente Vermelho) por Henry Dunant que presenciou a Batalha de Solferino (1859) e com ajuda de voluntários tratou dos feridos independentemente do
lado que lutaram. Com o ponto final da Segunda Guerra Mundial sendo uma bomba atômica e a verdadeira possibilidade do completo aniquilamento
planetário o Direito Humanitário começa e ser pensado nesta circunstância. A Carta de são Francisco que criou a ONU concretiza uma norma proibitiva
da guerra, a guerra já não é mais forma lícita e jurídica de impor direito, a guerra é ilegal. Isto criou uma “soberania internacional irresponsável” onde
as potências mundiais lideradas pelos Estados Unidos da América dispensa a autorização do Conselho de Segurança da ONU e desencadeia operações
bélicas contra governos tidos como inimigos.
72
A PRESUNÇÃO DE VULNERABILIDADE NOS CRIMES DO ART. 217-A SOB A NOVA ÓTICA DO JUDICIÁRIO.
Alvarenga, Elisangela A. C. (IC); Spagnol, Rosangela P. (O)
[email protected]
Curso de Direito - Faculdade Barretos, UNIBARRETOS – Barretos/ SP
O presente registro advém de uma sucinta análise, porém, crítica da presunção de vulnerabilidade quanto aos crimes contra a dignidade sexual, mais
precisamente, do artigo 217-A do Código Penal, crimes de estupro cometido contra menores de quatorze anos - ESTUPRO DE VULNERÁVEL- sob
este prisma e tendo em vista uma breve dialética na doutrina e jurisprudência, base que firma esta presente reflexão, resta encontrado um caso concreto,
que, a nosso ver merece um comento maior, no qual, o judiciário absolveu o réu, sob a alegação da relativização da vulnerabilidade. Dentro do conceito
de vulnerabilidade trazido pela lei 12.015 de 7-8-2009, havemo-nos de atentar quanto às preocupações do legislador, ao elaborar a determinada legislação, a qual veementemente consistiu em conferir aos menores de 18 anos, a especial proteção contra os crescentes números de violência sexual praticado contra a criança e o infante, na maioria das vezes dentro de casa, e em consequência, a propagação da prostituição infantil. Diante do caso em comento, parece-nos de bom alvitre, uma analise, com mais afinco, quanto ao critério – vulnerabilidade - em conjunto com a faixa etária da vítima. A decisão, no entanto, foi objeto de críticas por parte de vários órgãos governamentais e organizações não governamentais ligados à defesa dos direitos humanos, os quais argumentam que o entendimento do STJ acaba por incentivar a prostituição infantil. A conclusão deste trabalho, portanto, fulcra-se em
uma análise critica que a partir desta nova ótica do judiciário, darão margens às novas decisões, nas quais o judiciário premir-se-á necessariamente quanto
à relativização do direito da criança e do adolescente, abrindo um precedente tímido, ao discriminar as vítimas com base apenas na idade, gênero ou condição social apartadamente, em prejuízo de uma leitura do todo que envolve o caso.
INCLUSÃO DA PESSOA PORTADORA DE DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO
Viana, Ana Beatriz.(IC); Canavez, Luciana Lopes. (O)
[email protected]
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O seguinte tema apresentado nesse trabalho visa sobre a inclusão da pessoa portadora de deficiência no mercado de trabalho, sendo verificada tanto no
aspecto jurídico como no sociológico. É considerado um tema atual e relevante, pelo qual, pode-se analisar nos dias de hoje, na sociedade em que vivemos essa entrada no mercado de trabalho. Uma pessoa que possua plena capacidade encontra dificuldade no mercado de trabalho; a de uma portadora de deficiência chega a ser muito maior. Além de mostrar sobre um conceito relacionado aos diversos tipos de deficiência e uma evolução histórica, é
importante ressaltar sobre a evolução normativa e o surgimento da Lei de Cotas, como também a atuação do Ministério do Trabalho e Emprego e o Ministério Público do Trabalho. Por fim, podemos concluir que em nosso país ainda há um grande preconceito, o qual deve ser superado, devendo mostrar
tanto a importância do deficiente, quanto a superação dos desafios.
ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS, ASPECTOS GERAIS E MECANISMOS LEGAIS
ZANELATO, Alexandre.1(IC); DONADELI, Paulo Henrique Mioto (O)
[email protected]
1
Curso de Direito – Faculdade de Direito UNISEB - Ribeirão Preto
Este trabalho se propõe a fazer um estudo das organizações criminosas no Brasil e os meios de combate a essas organizações. As organizações criminosas contemporâneas refletem diretamente no aumento da criminalidade e da violência, o que transforma o cidadão de bem em refém do criminoso. O
Brasil é signatário da Convenção de Palermo das Nações Unidas Contra que trata do Crime Organizado Transnacional, que define organização criminosa como: “grupo estruturado de três ou mais pessoas, existente há algum tempo e atuando concertadamente com o propósito de cometer uma ou mais
infrações graves ou enunciadas na presente Convenção, com a intenção de obter, direta ou indiretamente, um benefício econômico ou outro benefício
material”. A Lei 9.034 de 1995 que visa disciplinar os meios de combate às organizações criminosas, prevendo: a ação controlada; o acesso a dados; a
captação e a interceptação ambiental de sinais eletromagnéticos, óticos ou acústicos; e a Infiltração por agentes de polícia ou de inteligência. A Infiltração Policial e a Captação e Interceptação Ambiental não forma previstos inicialmente na lei, vindo a serem incluídos em 2001 pela Lei 10.217. Este é
um tema muito polêmico, que comporta discussões acaloradas pelos membros do judiciário e juristas, inclusive quanto a sua constitucionalidade, já que
a lei brasileira não conceituou a organização criminosa e nem definiu o crime. A importância deste assunto não é somente relacionada ao contexto jurídico, e sim aos contextos econômicos, políticos, institucionais e sociais. No âmbito do contexto econômico podemos citar a criação de “empresas de fachada” para a prática de “lavagem de dinheiro”, sonegando impostos, omitindo informações ou prestando declarações falsas, fraudando a fiscalização
tributária entre outras. No contexto político e institucional é de fácil a verificação dos inúmeros escândalos que vimos e ouvimos diariamente sobre favorecimento pessoal, prevaricação, tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, com consequência institucional na ocupação de cargos públicos e
funcionários públicos corrompidos. No contexto social a dificuldade a ação do crime organizado gera insegurança da população, com o aumento da criminalidade. A sociedade não pode tolerar mais a impunidade. O Estado não pode se render ao crime, mas tem que combater por meio de forças policiais
preparadas e bem remuneradas, investimentos no setor de inteligência, melhores condições de presídios e investimentos na segurança e na educação. O
estudo deste tema busca aperfeiçoar a aplicação desse mecanismo para que ele realmente contribua para o efetivo combate as organizações criminosas.
Com objetivos gerais de estudar a lei de organizações criminosas como mecanismo de combate, fazendo uma discussão sobre a eficácia desse instrumento. Verificando se realmente a sua existência e a sua aplicação tem efeitos práticos, e outros específicos como: estudar a evolução histórica das organizações criminosas, as questões polêmicas da infiltração policial; analisar os conceitos e a estrutura de uma organização criminosa, o problema das organizações criminosas no Brasil; estudar a Convenção de Palermo e as politicas internacionais de combate as organizações criminosas e a Lei 9.034/95;
refletir sobre a questão da criminalidade e da violência atrelada as organizações criminosas. A metodologia se faz por dogmática jurídica e a fonte bibliografia será construída com base em livros de doutrinas, códigos comentados, artigos de revista e de internet.
73
UMA ANÁLISE DA PRESTAÇÃO ESTATAL DA SAÚDE À LUZ DO PRINCÍPIO DA DIGINIDADE DA PESSOA HUMANA
Silva, Aline Costa.1(IC); Silva, Lillian Ponchio. (O)
[email protected]
1
Curso de Direito – Faculdade Barretos - Barretos
A presente pesquisa analisa o direito à saúde sob o enfoque do princípio, fundamental do Estado, que é a dignidade da pessoa humana, abordando a dicotomia dos ideais trazidos pela Constituição Federal e a efetiva prestação desse direito. A saúde, atualmente, apresenta um cenário indiscutivelmente
agonizante, pois o cidadão que cumpre com o seus tributos não precisa de nada mais de retorno do que um tratamento no mínimo digno quando precisa
receber em troca da sua sacrificada contribuição diária um direito prometido e que o Estado deve prestar obrigatoriamente. Entretanto, cada vez mais as
pessoas reclamam pelos seus direitos, seja pelos medicamentos que faltam ou pela ausência de médicos na rede pública, além de outros pontos negativos que contribuem para o inconformismo e a não aceitação do que é efetivamente ofertado. Assim, dentro desse contexto, como resposta das constantes reclamações é alegado a reserva do possível, a implantação de políticas públicas, um novo projeto, mas nada que possa trazer alguma confiança quanto aos resultados, nenhum lenitivo para a dor do povo que sofre, apenas cenas repetidas de uma velha história que é a inobservância dos interesses públicos, da finalidade comum e do pilar que sustenta a Magna Carta que é a verdadeira dignidade da pessoa humana, aplicada dentro das ações estatais no
âmbito do direito mais visível, esperado e necessitado: a saúde.
A APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA SOB A ÓTICA DOS TRIBUNAIS BRASILEIROS
Oliveira, Leticia M. R.1(IC); Silva, Lillian Ponchio. (O)
[email protected]
1
Curso de Direito – Faculdade Barretos - Barretos
O presente trabalho trata da aplicação do princípio da insignificância nos tribunais brasileiros, conforme entendimento jurisprudencial que tem se consolidado não só para os crimes contra o patrimônio, mas para diversos outros crimes, analisando-se, também, a sua inserção no Anteprojeto do Novo
Código Penal. Este princípio nada mais é do que um preceito que reúne quatro características sem as quais não poderia ser aplicado, sendo elas: mínima ofensividade da conduta, a inexistência de periculosidade social do ato, o reduzido grau de reprovabilidade do comportamento e a inexpressividade
da lesão provocada. Processos envolvendo tal princípio tem-se tornado cada vez mais corriqueiros no STF. Só na primeira sessão de 2011 foram analisados quatro Habeas Corpus pedindo a aplicação do princípio da insignificância, nos quais três foram concedidos, resultando na extinção das ações penais. Em um dos casos o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgou extinta a punibilidade do acusado. Mas a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) reformou a decisão absolvendo o réu e extinguindo a ação penal, isso porque, segundo o ministro Celso de Mello em seu voto, a conduta
sequer poderia ser considerada crime. Em suma, o conceito do princípio da insignificância é o de que a conduta praticada pelo agente atinge de forma
ínfima o valor tutelado pela norma que não se justifica a repressão, embora o fato seja típico e antijurídico, a conduta pode deixar de ser considerada
criminosa.
A RESPONSABILIDADE CIVIL DO INTERMEDIADOR DAS OPERAÇÕES DE COMPRA COLETIVA PELA INTERNET
Borges, Gisele C.1(IC); Soares, Leopoldo R. (O)
[email protected]
1
Curso de Direito - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As operações de compra coletiva por meio da internet, surgidas no Brasil a partir do ano de 2010, consubstanciaram-se em um novo modelo de negócios, vislumbrado a partir da abrangência e baixo custo de operação comercial no âmbito da rede mundial de computadores. O modelo ficou conhecido
como “compra coletiva”, e consiste na oferta de produtos e serviços com descontos que variam, destacando-se a importante figura do intermediador,
que mantém o cadastro de usuários no intuito de lhes apresentar as ofertas veiculadas por fornecedores das mais diversas ordens, albergando dentre as
quais se destacam produtos e serviços de beleza, vestuários, peças e serviços automotivos, créditos em bares e restaurantes, etc. Nesse contexto, é importante delimitar a figura do intermediador, diferenciando-o dos anunciantes que por meio dele divulgam e comercializam seus produtos e serviços,
para que possamos investigar a responsabilidade civil decorrente das falhas da prestação desse serviço de intermediação. Contudo, ainda mais relevante é o estudo da responsabilização do intermediador por atos de terceiros, dentre os quais destacamos aqueles anunciantes, considerando-se inclusive a
chamada teoria da aparência, calcada no princípio da boa-fé, a exigir prudência e diligência das pessoas, principalmente quando de alguma forma participam da gestão do negócio ou nele interfere, podendo vigiá-lo ou corrigi-lo. Para a apuração da responsabilidade do intermediador por atos de terceiro, considera-se, por fim, a chamada teoria do risco criado e a sua implicância nas relações de comércio eletrônico, para fins de apuração da necessidade do elemento culposo para efeito de imposição do dever de indenizar. Segundo Álvaro Villaça Azevedo, a regra do Código Civil aponta no sentido da
responsabilização subjetiva do agente, jungindo à conduta ilícita causadora do dano ao menos o elemento da culpa (negligência, imprudência ou imperícia). Ainda que excepcionalmente, as hipóteses de responsabilização objetiva do agente causador de dano a outrem parecem ocupar espaço cada vez
mais relevante no ordenamento jurídico brasileiro, e aqui se destaca dois importantes marcos legislativos: a Lei 8.078/1990 (Código de Defesa do Consumidor) e a Lei nº 10.406/2002 (Novo Código Civil). O Código de Defesa do Consumidor, ao reconhecer a vulnerabilidade dos destinatários finais de
produtos e serviços (individual ou coletivamente), ou daqueles que de alguma forma são expostos às práticas ali previstas, inclusive as de cunho danoso, previu a hipótese de responsabilização objetiva do fornecedor (fabricante, produtor, construtor, importador e comerciante), no que concerne ao vício
e seus desdobramentos danosos. Cumpre ressaltar que nem sempre a prestação ofertada pelos provedores de serviços relacionados à internet será configurada como de natureza consumerista, considerando-se particularmente a figura do tomador que não se enquadre como destinatário final, nos termos
do artigo 2º do Código de Defesa do Consumidor. Porém, uma vez estabelecida a relação de consumo, os provedores sujeitar-se-ão às regras de responsabilidade objetiva. Ainda em relação aos atos de terceiro, importante pontuar as inovações jurídicas com o recente projeto de lei nº 1.232, de 04 de Maio de 2011, em tramitação pela Câmara dos Deputados, ao propor expressamente a reponsabilidade solidária dos intermediadores quanto a eventuais danos causados ao consumidor. Assim, pende, ainda, em nosso ordenamento, posicionamento a ser adotado como majoritário, eis que omissa a legislação
em relação à esta nova modalidade negocial.
ASPECTOS JURÍDICOS DA MORTE CIVIL NO BRASIL
Silvestrini, João Pedro(IC); Vieira, Sérgio R. (O)
[email protected]
Dupla Diplomação em Direito e Administração - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As razões para o desenvolvimento desse trabalho se baseiam na expectativa de explicar como ocorre o tratamento dado à pessoa como se morta fosse,
fato que é pouco discutido nas faculdades de direito, atualmente. Há, hoje, exemplos atuais desse fato de suma importância, e a mencionada pesquisa
poderá contribuir para uma melhor compreensão desse acontecimento em nossa sociedade. O trabalho busca explicar e comentar sobre o que seria a
morte civil no Brasil, como ela ocorre, e, sua respectiva referência no código civil e na doutrina básica. Os pressupostos iniciais do trabalho consistem
em uma breve introdução sobre o que seria morte, personalidade jurídica, e a partir disso, explicar, também, com referências históricas sobre tal acontecimento, o que seria a morte civil brasileira. Através da discussão sobre a morte civil, o trabalho mencionará exemplos cotidianos sobre tal acontecimento. Por fim, para a elaboração deste trabalho, utilizam-se métodos de pesquisas em doutrinas, no código civil e constituição federal, além de artigos
científicos.
74
Engenharia Ambiental
75
DESENVOLVIMENTO DE NOVO PRODUTO SUSTENTÁVEL PARA O MERCADO DE TRABALHO
Costa, Karina M.1(IC); Castro, Marina A.1(IC); Pereira, Michelle C.A. 1(IC); Carvalho, Renan G. 1(IC); Carneo, Mariana 1(IC); Ragazzi, João E. (O).
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
1
Desenvolver produtos sustentáveis é um objeto de desafio, um fator de competitividade das empresas no cenário globalizado e no desejo dos consumidores por produtos ecologicamente corretos. O objetivo do trabalho é idealizar um novo produto, para isso foi preciso o questionamento de 50 pessoas
de diferentes cidades (Ituverava - SP, Morro Agudo - SP, Ribeirão Preto - SP e São Sebastião do Paraíso - MG), a respeito de um produto de qualquer
área, eletrônica, alimentícia, cosmética, saúde e outros que elas gostariam de encontrar no mercado que não existia até o momento, ou algum produto
que já exista, porém que elas pudessem modificá-los e torná-los sustentáveis. Através da geração de ideias, foi escolhida a escova de cabelo, em seguida criou-se o conceito de que o produto é ecologicamente correto, cujo diferencial é a praticidade de uso. A escova, ao ser friccionada no cabelo gera
uma corrente elétrica, capaz de ser armazenada nos nano tubos de carbono, que por sua vez, recarrega pilhas e baterias comuns, além de ser ecologicamente correta, o cabelo fica mais macio, proporcionando grande brilho, selando as pontas duplas dos fios, não precisará gastar com cabelereiros, tratamentos intensivos e não degrada o meio ambiente. A partir desse produto foi feito uma pesquisa para ver a aceitação do público referente ao mesmo e
estimar a probabilidade de vendas. Das cinquenta (50) pessoas questionadas, quarenta e oito (48) certamente comprariam e dois (2) provavelmente e
apenas uma (1) pessoa provavelmente não comprariam nosso produto. Como obteve mais de 40% que certamente compraria, o produto (escova de cabelo) foi aprovado pelo mercado. A partir dessa aprovação, foi visto os benefícios promovidos como diferenciação dos outros produtos e para onde,
quando, como e para quem seria comercializado. Ao longo do trabalho, foi possível obter um contato real com uma situação natural do cotidiano das
empresas, que é o processo de desenvolvimento de novos produtos. O desenvolvimento efetivo de produto é difícil, porém o resultado é gratificante,
será lucrativo com o passar do tempo, pois o produto é revolucionário e prático, podendo ser obtido a um custo acessível para qualquer usuário.
DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADE DIDÁTICA NA CRECHE ALVORADA: PERCEPÇÃO SOBRE SAÚDE AMBIENTAL
Costa, Karina M.1(IC); Castro, Marina A.1(IC); Jacomini, Analu E. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Saúde ambiental é a parte da saúde pública que engloba os problemas resultantes dos efeitos que o ambiente exerce sobre o bem-estar físico e mental
do ser humano, como parte integrante de uma comunidade. Para obtermos tal bem-estar físico e mental devemos dispor de boas práticas do uso da água
como qualidade e disponibilidade. O presente trabalho foi elaborado por meio da educação em saúde ambiental, importantes aliadas à prevenção e promoção da saúde humana. Foram feitas duas visitas, com o intuito de realizar atividades na Creche Alvorada em Ribeirão Preto – SP, com crianças entre
6 e 7 anos visando orientar para uma melhora das condições de saúde. Na primeira visita realizou-se uma apresentação em cartolina abrangendo o assunto da água no planeta e elaborada uma dinâmica sobre duas fontes de água: a potável e a contaminada. Na cartolina haviam informações sobre a cobertura de água no planeta, sendo que apenas 1% está disponível para o consumo humano: um elemento essencial para nossa sobrevivência. Na dinâmica foram necessários dois copos de água potável, sendo que em um deles colocou-se a mão dentro do copo com água questionando se as crianças beberiam dessa água. Foram abordados os benefícios e os riscos para a saúde durante a apresentação. Ao final foi desenvolvido um jogo com figuras coloridas onde as crianças discerniam entre correto ou errado sobre o uso da água. Os resultados sobre a percepção das crianças após a apresentação da cartolina foi de interesse, pois eles fizeram perguntas e interagiram com o apresentador. Quanto à dinâmica, as crianças mostraram-se assustadas dizendo que
não beberiam a água onde foi posta a mão, por mais que a água estava limpa visualmente. As crianças pegavam este copo e tentavam visualizar microorganismos que pudessem existir. Os resultados observados durante o jogo foram satisfatórios, pois eles interagiram e sabiam qual a maneira correta de
agir a respeito do uso da água. Este trabalho buscou de alguma forma orientar as crianças que, mesmo tendo o conhecimento sobre o que foi feito com a
água, elas não a beberiam. Duas semanas depois, na segunda visita, com o intuito de realizar uma verificação das atividades e assuntos abordados na primeira visita, foram feitas mimicas e jogo de “cara a cara” com as crianças. Durante a realização das mímicas as crianças adivinharam corretamente as
atividades, o que mostra que elas fixaram o ensinamento. Além disso, alguns alunos relataram que em suas casas procuraram saber com seus pais sobre
filtros de água e também os alertaram da importância do racionamento da mesma. Paralelamente a isso, também foi introduzido a importância da saúde
bucal indagando-os sobre as consequências de uma má escovação ou a não realização desta, e posteriormente foi realizando a escovação dos dentes das
crianças. Por fim, o trabalho aponta a importância da conscientização sobre a questão da qualidade e uso da água, que é também fundamental para que
indivíduos e populações alcancem um perfil elevado de saúde, mas para isso é necessário mais do que o acesso a serviços médico-assistenciais de qualidade, é preciso enfrentar os determinantes da saúde em toda a sua amplitude, o que requer políticas públicas e a mobilização da população, pois a saúde deveria ser vista como um recurso para a vida, e não como um objetivo de viver.
PEÇA TEATRAL NA CRECHE ALVORADA: ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE RECICLAGEM
Barbieri, Arthur L.(IC); Pimentel, Felipe T.(IC); Bergamo, Gabriel O. (IC); Hayashi, Gabriela. (IC); Polo, Jacqueline J. (IC); Zanetti, Matheus (IC);
Jacomini, Analú E. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Em suas diversas atividades, os seres humanos produzem grande quantidade de resíduos, principalmente nas atividades domiciliares, as quais geram
grandes quantidades de embalagens, sobras de alimentos, papeis entre outros. Resíduos acumulados e descartados de maneira inadequada podem ocasionar diversos problemas como: poluição de rios, lagoas, córregos, inundações, poluição dos solos, aumento de doenças transmitidas por animais que
se desenvolvem nestes locais que são criadouros de outros insetos vetores. A leptospirose é um exemplo de doença transmitida por ratos que vivem
principalmente em lugares onde se acumulam resíduos. Outras doenças podem ser causadas por diversos animais e insetos, como gastroenterite (transmitida pela barata), dengue (transmitida pelo mosquito Aedesaegypti), entre outras. Desta forma percebe-se a importância da coleta seletiva e reciclagem transformando os resíduos em materiais reutilizados e reciclados, o que significa transformar materiais em novos produtos para o consumo. A correta disposição de resíduos contribui para a melhora da qualidade de vida da população, assim, a coleta seletiva e a reciclagem trazem grandes benefícios ao meio ambiente, às cidades e a população. Os principais benefícios ambientais são: economia dos recursos naturais (petróleo, celulose, água entre
outros), geração de empregos e renda, maior vida útil aos aterros sanitários e economia de energia nos processos produtivos. Muitas campanhas educativas têm despertado a atenção para o problema do lixo nas cidades para a conscientização e sensibilização da população, a implantação de programas
de reciclagem estimula o desenvolvimento de uma maior consciência ambiental e dos princípios de cidadania por parte da população. O trabalho socioambiental realizado na Creche Alvorada teve como objetivo interagir com as crianças através da apresentação de uma peça teatral encenada pelos alunos
do 10º semestre do curso de Engenharia Ambiental, onde foi mostrada a importância de se proteger o planeta, descartar o resíduo no local adequado e a
importância da separação do resíduo e da reciclagem. O teatro mostrou o planeta terra e sua mãe natureza em seu ambiente natural e como era difícil a
convivência com a devastação ambiental. Foi abordado os prejuízos do acúmulo de resíduo descartado de forma inadequada e destacado que a preservação do meio ambiente depende só de nós. Durante a apresentação incentivamos a separação dos resíduos para a reciclagem e mostramos que podemos
viver bem melhor com a proteção do nosso ecossistema. No decorrer da peça a participação das crianças foi satisfatória e surpreendente, todas as crianças presentes interagiam e demonstravam uma consciência em relação à reciclagem, pois já haviam tido contato com a separação de resíduos por meio
dos professores. Após 15 dias o grupo retornou à creche para observar se as crianças discutiram sobre o lixo, reciclagem e redução de resíduos. Os professores da creche afirmaram que as crianças estão se preocupando em separar o lixo, que atualmente elas têm a consciência que o lixo jogado na rua
entope bueiros e causa enchentes, e que essas enchentes podem trazer várias doenças. As professoras também afirmaram que a maneira lúdica de como
a mensagem foi passada foi de interesse de todas as crianças e também era notável a felicidade das crianças com nossa presença. O trabalho foi muito
educativo atendendo às expectativas do grupo. O vídeo com a peça teatral será exibido no dia da apresentação no 5º SICCOC.
76
ESTUDO DA QUALIDADE DA ÁGUA DE LAGOAS URBANAS DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO – SP.
Garavello, Arnaldo H.1(IC); Jacomini, Analú E. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A cidade de Ribeirão Preto é considerada um dos maiores pólos econômicos regionais, vivendo em constante desenvolvimento devido ao grande crescimento de alguns setores como construção civil, agrário, industrial, turismo; fato este que faz com que ainda mais pessoas sejam atraídas por ofertas
de emprego, moradia, investimentos, aumentando consideravelmente a utilização de recursos naturais, como a água. O presente estudo tem por objetivo monitorar algumas lagoas urbanas do município no ano de 2012 seguindo alguns parâmetros pré-estabelecidos a fim de obter através dos resultados,
dados que remetam a real situação dessas lagoas, assim descobrindo o que o atual uso e ocupação do solo (edificações, impermeabilização do solo, utilização de defensivos agrícolas) no entorno dessas lagoas tem acarretado as mesmas. Foram realizadas coletas mensais nas lagoas denominadas: Lagoa
do Saibro (área de recarga do aqüífero Guarani); Lagoa Pesqueiro; Lagoa Recreio Internacional; Lagoa Botânico e Lagoa Shopping e também amostras
da água das últimas chuvas ocorridas em Ribeirão Preto após um período de mais de 90 dias de estiagem, com a finalidade de analisar as características
dessa água, bem como a influência da poluição e também as utilidades que esse tipo de água podem vir a ter. As analises das amostras de água foram realizadas no laboratório de morfologia da UniSEB sendo analisados parâmetros físicos (temperatura, turbidez, condutividade elétrica, sólidos totais) e
químicos (Potencial hidrogeniônico, alcalinidade, cloreto, Nitrogênio, fósforo, oxigênio dissolvido) através de métodos titulométricos, potenciométricos
e colorimétricos. Os resultados foram analisados e gráficos foram construídos para uma melhor compreensão dos dados, a fim de realizar um comparativo com os padrões e critérios estabelecidos pela resolução CONAMA 357/2005 já que cada lagoa do estudo tem uma finalidade diferente como possível abastecimento para consumo humano, recreação e lazer, dessentação de animais (pesca), etc. O menor valor de oxigênio dissolvido no ano de 2012
foi encontrado na lagoa Pesqueiro, onde a condutividade elétrica foi de 77,20 µS/cm e ph igual a 6,57. As lagoas do Saibro e Pesqueiro apresentaram os
maiores valores de fósforo total, sendo classificadas como hipereutróficas. A condutividade média das amostras de água de chuva foi de 37,70 µS/cm e
ph 5,73. Deste modo, faz-se necessário a continuação de projetos de monitoramento devido ao fato de que as atividades econômicas continuarão a crescer e de forma desordenada, podendo causar danos irreparáveis nesses ecossistemas lacustres urbanos e consequentemente à vida humana.
VISITA À CRECHE ALVORADA: DESENVOLVIMENTO DE UM PROJETO DE RECICLAGEM E HORTA
De Lucca, Angélica1(IC); Zucolo, Bruna P. 1(IC); Betiol, Marina1(IC); Gritti, Renan 1(IC); Malagoli, Rodrigo S. 1(IC); Jacomini, Analu E.(O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As garrafas PET estão presentes no nosso dia a dia e são responsáveis por grande volume nos lixões e aterros sanitários, bem como a contaminação do
solo. O Brasil já consegue reciclar hoje 56% das garrafas pet produzidas, mas ainda desperdiça mais de 100 mil toneladas por ano. Encaminhar estes
resíduos para reciclagem é de extrema importância. Apesar disso, infelizmente a reciclagem não consegue atender todo o material produzido pelas indústrias. Por isso, os trabalhos artesanais também são ótimas alternativas para diminuir a quantidade de plástico descartado e dar nova utilização a estes
materiais. O presente trabalho foi desenvolvido no âmbito da disciplina de Saúde Ambiental, do 10º semestre do curso de Engenharia Ambiental, na creche Alvorada. A creche situa-se no município de Ribeirão Preto e atende toda a comunidade do Jardim do Trevo, local este de extrema carência. A creche é uma entidade sem fins lucrativos e não governamental, ou seja, sobrevive de doações e da ajuda de trabalhos voluntários. Hoje a creche atende
52 crianças, com faixa etária de 6 a 12 anos. É de extrema importância, que as crianças cresçam com uma consciência ambiental, e que saibam a responsabilidade de preservar o meio ambiente para futuras gerações. O presente trabalho teve como objetivo conscientizar e ensinar as crianças sobre a
importância da reciclagem, e do descarte correto do lixo, ajudando assim, a melhorar o ambiente em que vivem. Para a conscientização foi encontrada
uma maneira prática e fácil de reutilizar as garrafas PET, desenvolvendo uma horta suspensa, a qual adicionalmente traz como benefício o consumo de
um alimento saudável. Primeiramente foram cortadas as garrafas e feitos furos na base para escoar a água, as crianças coloriram, adicionaram uma mistura de terra e fertilizante e por fim plantaram sementes de alface. Na ocasião da visita também foi confeccionada uma lixeira de jornal através de dobradura, podendo assim diminuir a quantidade de sacolas plásticas utilizadas na creche. Após duas semanas o grupo retornou ao local para observar os resultados. Foi possível verificar os brotos de alface nas garrafas e também a surpresa ao perceber que as crianças não esqueceram e estavam cuidando da
horta diariamente. O resultado final foi muito gratificante, pois foi possível perceber que a maioria das crianças adquiriu o conceito por nós transmitido.
LEVANTAMENTO ARBÓREO QUALI-QUANTITATIVO DE VIAS PÚBLICAS DO QUADRILÁTERO CENTRAL DE
RIBEIRÃO PRETO-SP
De Lucca, Angélica1(IC); Jacomini, Analu E. (O).
[email protected]
1
Curso de Eng. Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A arborização urbana, para propiciar benefícios à população, exige um planejamento criterioso e um manejo adequado. A avaliação da cobertura de árvores na cidade pode ajudar no planejamento da vegetação urbana e na sua administração à medida que revela suas características. A vegetação é um
importante indicador de qualidade ambiental, ela traz muitas contribuições para a melhoria do ambiente urbano como a purificação do ar, ameniza a
temperatura, aumenta a umidade do ar e do solo, reduz a velocidade do vento, abriga a fauna existente, amortece ruídos, quebra a monotonia da paisagem das cidades causadas pelas edificações, enfim, a vegetação melhora a qualidade de nossas vidas. O objetivo do presente trabalho é a realização de
um censo arbóreo como ferramenta de planejamento e gestão da área verde viário do quadrilátero central da cidade de Ribeirão Preto – SP, podendo assim, verificar individualmente as condições físicas e fitossanitárias, bem como o índice de área verde que proporciona a população. A partir do diagnóstico pode ser proposto um aumento no índice de área verde e medidas de controle fitossanitário. O levantamento de campo ocorreu a partir de medições,
preenchimento de planilhas e fotografando os exemplares arbóreos recenseados. A primeira etapa do levantamento teve início na Av. Independência,
contemplando todas as ruas paralelas a ela até a Av. Jerônimo Gonçalves, e posteriormente fez-se a segunda etapa iniciando na Av. Nove de Julho e todas as ruas paralelas a ela até a Av. Francisco Junqueira. Considerou-se para efeito deste censo, nas avenidas limítrofes, apenas a calçada interna. As
palmeiras foram identificadas, porém, não consideradas nas áreas verdes. Nas praças existentes no quadrilátero central, foram consideradas, somente,
as árvores existentes as calçadas das mesmas. Como resultados, obtivemos 1.678 árvores inventariadas, dentre elas 8 exemplares mortas e um total de
164 palmeiras. Foram diagnosticadas 494 espécies nativas, 29%, e 1.184 espécies exóticas, 71%. Quanto à fitossanidade, 54% dos exemplares encontrados estavam em bom estado, 31% em estado regular, e 15% em péssimo estado. Constatamos ainda 562 exemplares sofrendo interferências na fiação
elétrica, 273 exemplares sofrendo interferências no calçamento e 340 exemplares sofrendo interferências de pragas. Quanto à poda constatamos que 92
exemplares sofrem poda drástica e 85 sofrem poda de desequilíbrio. O índice de área verde viário obtido é de 2,24 m²/hab. Neste censo, foram apuradas
1.678 árvores em 57,106 Km de calçada, ou seja, 29 árvores/Km, enquanto estudos indicam que o ideal seja de 100 árvores/Km. Assim podemos concluir que há um déficit de 71 árvores/Km de calçada no quadrilátero central.
77
O PROCESSO DE DEGRADAÇÃO DAS ÁREAS CILIARES SOBRE O EFEITO DA URBANIZAÇÃO
Hayashi, Gabriela (IC)1; Migliorini, Vera L. B. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Sabe-se que as matas ciliares têm fundamental importância para o equilíbrio ecológico, sendo elas a formação vegetal localizada nas margens dos corpos d'águas como córregos, lagos, represas e nascentes, sendo considerada pelo Código Florestal Federal como “Área de Preservação Permanente APP”, possuindo várias funções ambientais como: manter a qualidade do ar e a temperatura estáveis, conservar a biodiversidade, que remete na atuação
das matas ciliares como corredores ecológicos, evitar a erosão e o assoreamento, proteger as lavouras, evitar a desertificação, manter os reservatórios de
água subterrâneos, entre outros. O Código Florestal (Lei Federal Nº 4.771, de 15 de setembro de 1965) e a Resolução CONAMA n° 303 de 20 de março
de 2002 definem as áreas que devem ser preservadas ao longo dos recursos hídricos como: rios, lagoas, lagoas, represas e nascentes. No Brasil, ao longo
do século XX, muitas cidades cresceram e se desenvolveram, foi neste século que o país mais se urbanizou. O Brasil tornou-se um país mais urbano do
que rural na década de 60 – com o processo de industrialização e promessas de novos empregos, a população que antes era de predominância rural passou a ser mais urbana. Seus empreendimentos buscavam crescimento sem preocupação ou planejamento ambiental, grande parte da população que se
mudava para as cidades se instalava das áreas ainda desocupadas ao longo dos cursos d'água. Na maioria das vezes, aproveitavam as terras para cultura
de subsistência, agricultura e pastagens. Tais intervenções urbanas acabam gerando um efeito desestabilizador sobre os ecossistemas naturais, perturbando seu equilíbrio dinâmico e impactando o meio ambiente. Dentre as alterações recentes que vêm ocorrendo nas florestas mundiais, destaca-se a fragmentação de remanescentes naturais em pedaços progressivamente menores, isolados por áreas tomadas pelo desenvolvimento agrícola, industrial e urbano, e com esse processo antrópico de fragmentação do habitat, a estrutura da paisagem é modificada, resultando em mudanças na composição e diversidade das comunidades. Segundo Alvarez (2004), as cidades são ambientes alterados que possuem vegetação remanescente de áreas naturais ou que estão em áreas implantadas, apresentando-se de diferentes formas, tanto em áreas públicas (parques, jardins e praças), como no entorno de córregos e rios
ou em áreas privadas (residências e indústrias). Nos tempos atuais, é raro encontrar uma área que não tenha sua vegetação original modificada ou até
mesmo devastada. Assim, este trabalho tem como objetivo maior caracterizar detalhadamente a composição florística do estrato arbóreo em determinado trecho do córrego Serrinha, localizado na cidade de Serrana, no perímetro urbano, e diagnosticar as condições atuais das áreas de preservação permanente – APP's – deste curso d'água. O Município de Serrana está localizado entre os paralelos 21˚12'28.55'' S e 47˚35'23.62” O, no interior do Estado de
São Paulo. A cidade se instalou e desenvolveu às margens do referido córrego. No passado, o cultivo da terra era de plantações de cereais como arroz,
feijão, milho e algodão para subsistência, e mais tarde começou a cultivar a cana-de-açúcar. A degradação no entorno das margens do córrego é notável,
poucas são as propriedades que ainda preservam ou reflorestaram suas áreas de preservação permanente. No perímetro urbano, percebe-se a inexistência
da mata ciliar e o descarte de grande quantidade de resíduos sólidos comprometendo este manancial.
VISITA A CRECHE ALVORADA EM RIBEIRÃO PRETO – SP: INSTALAÇÃO DE UMA COMPOSTEIRA
Carvalho, Vitor de F. R.1(IC); Murakami, Aécio F.1(IC); Garavello, Arnaldo H. 1(IC); Betiol, Laércio Jr. 1(IC); Tofetti, Lucas C. 1(IC); Issas, Lucas E.
G. 1(IC); Jacomini, Analu E. 1(O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Composteira é um método de reaproveitamento de alguns resíduos orgânicos, que possam causar algum tipo de contaminação e/ou dano à saúde devido
à destinação inadequada, com a finalidade de gerar um material rico em nutrientes que poderá ser utilizado como adubo em hortas. O objetivo do presente trabalho era visitar uma creche localizada na cidade de Ribeirão Preto – SP durante uma atividade relacionada à matéria de “Saúde ambiental”,
destacando a importância da destinação adequada dos resíduos orgânicos alertando para os problemas relativos à saúde. A faixa etária das crianças que
freqüentam a creche é de 06 a 11 anos. A creche conta em suas instalações com uma horta, diversos vasos com plantas e crianças interessadas em dar
continuidade ao processo de compostagem. A partir daí notou-se a oportunidade de realizar a atividade de construção de uma composteira, o produto
gerado poderá ser aplicado nestes locais específicos. Utilizou-se para a confecção da composteira os seguintes materiais: três caixotes de madeira, plástico para revestir o interior das caixas (para impedir o vazamento excessivo de material), terra vermelha, materiais orgânicos úmidos e secos (restos de
casca de frutas, restos de vegetais crus, borra de café), água e uma faca. No dia da visita a creche reunimos algumas crianças com a faixa etária de 10 e
11 anos para uma breve explicação teórica sobre os componentes de uma composteira e suas aplicações. Concluindo com uma atividade prática de construção das três composteiras propostas, uma construída anteriormente a visita, e duas outras construídas juntamente com as crianças da “Creche Alvorada”. O grupo retornou a creche para verificar se as crianças cumpriram com as atividades que foram propostas para manutenção das composteiras e se
entenderam a importância do assunto proposto. Os resultados observados durante a confecção da composteira foram relevantes para as crianças pois elas
desconheciam a metodologia de preparo de uma composteira e sua importância. Um dos alunos ficou responsável pelo revolvimento do composto com
a finalidade de acelerar o processo de degradação da matéria orgânica. No retorno do grupo verificou-se que a composteira se encontrava em plena atividade, porém soube-se que o responsável pelo manuseio não frequentava mais a creche. Então houve a necessidade de atribuir à novos alunos que participaram da construção das composteiras a responsabilidade de continuar as atividades propostas anteriormente. Foi realizada uma discussão com as
crianças sobre as atividades e assuntos propostos, elas souberam responder as questões com êxito.
DIAGNÓSTICO DE ÁREAS DEGRADADAS EM MEIO RURAL E URBANO
Costa, Karina M.1(IC); Lazarini, Ana Paula (O)
[email protected] (IC)
[email protected] (O)
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A pesquisa trata de um estudo realizado em duas áreas: voçoroca na zona rural e erosão fluvial e assoreamentos no Córrego Calção de Couro no Município de Ituverava, interior do Estado de São Paulo, tendo como objetivos principais analisar os processos de degradação ambiental e a caracterização
dessas duas áreas. Os métodos utilizados na avaliação desses problemas compreenderam levantamento bibliográfico (livros, revistas, jornais), pesquisa
de campo e laboratório (levantamento fotográfico e coleta de amostras de solo e água). Constata-se que a degradação ambiental vem se intensificando
cada vez mais em áreas rurais e urbanas. Em áreas urbanas, a poluição se agrava com o crescimento populacional, criando condições ambientais inadequadas em corpos d´água com despejos de resíduos sólidos, agravando os processos de erosão fluvial, alagamentos, assoreamentos e também à população local, causando incômodo e mau cheiro, com consequentes riscos à saúde pública. Em áreas rurais, a degradação se destaca pelo mau uso do solo,
trazendo sérios problemas ligados às ravinas e voçorocas, reduzindo a capacidade de produção agrícola.
78
LEVANTAMENTO ARBÓREO QUALI-QUANTITATIVO DE VIAS PÚBLICAS DO QUADRILÁTERO CENTRAL DE
RIBEIRÃO PRETO-SP
De Lucca, Angélica1(IC); Jacomini, Analu E. (O); Soares, João P. (O).
[email protected]
1
Curso de Eng. Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A arborização urbana, para propiciar benefícios à população, exige um planejamento criterioso e um manejo adequado. A avaliação da cobertura de árvores na cidade pode ajudar no planejamento da vegetação urbana e na sua administração à medida que revela suas características. A vegetação é um
importante indicador de qualidade ambiental, ela traz muitas contribuições para a melhoria do ambiente urbano como a purificação do ar, ameniza a
temperatura, aumenta a umidade do ar e do solo, reduz a velocidade do vento, abriga a fauna existente, amortece ruídos, quebra a monotonia da paisagem das cidades causadas pelas edificações, enfim, a vegetação melhora a qualidade de nossas vidas. O objetivo do presente trabalho é a realização de
um censo arbóreo como ferramenta de planejamento e gestão da área verde viário do quadrilátero central da cidade de Ribeirão Preto – SP, podendo assim, verificar individualmente as condições físicas e fitossanitárias, bem como o índice de área verde que proporciona a população. A partir do diagnóstico pode ser proposto um aumento no índice de área verde e medidas de controle fitossanitário. O levantamento de campo ocorreu a partir de medições,
preenchimento de planilhas e fotografando os exemplares arbóreos recenseados. A primeira etapa do levantamento teve início na Av. Independência,
contemplando todas as ruas paralelas a ela até a Av. Jerônimo Gonçalves, e posteriormente fez-se a segunda etapa iniciando na Av. Nove de Julho e todas as ruas paralelas a ela até a Av. Francisco Junqueira. Considerou-se para efeito deste censo, nas avenidas limítrofes, apenas a calçada interna. As
palmeiras foram identificadas, porém, não consideradas nas áreas verdes. Nas praças existentes no quadrilátero central, foram consideradas, somente,
as árvores existentes as calçadas das mesmas. Como resultados, obtivemos 1.678 árvores inventariadas, dentre elas 8 exemplares mortas e um total de
164 palmeiras. Foram diagnosticadas 494 espécies nativas, 29%, e 1.184 espécies exóticas, 71%. Quanto à fitossanidade, 54% dos exemplares encontrados estavam em bom estado, 31% em estado regular, e 15% em péssimo estado. Constatamos ainda 562 exemplares sofrendo interferências na fiação
elétrica, 273 exemplares sofrendo interferências no calçamento e 340 exemplares sofrendo interferências de pragas. Quanto à poda constatamos que 92
exemplares sofrem poda drástica e 85 sofrem poda de desequilíbrio. O índice de área verde viário obtido é de 2,24 m²/hab. Neste censo, foram apuradas
1.678 árvores em 57,106 Km de calçada, ou seja, 29 árvores/Km, enquanto estudos indicam que o ideal seja de 100 árvores/Km. Assim podemos concluir que há um déficit de 71 árvores/Km de calçada no quadrilátero central.
VISITA À CRECHE ALVORADA: PERCEPÇÃO SOBRE A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS RECICLADOS EM BRINQUEDOS
E INFLUÊNCIA SOBRE A SAÚDE AMBIENTAL
Conde, Jonathas G.1(IC); Pereira, Michelle C.A.1(IC); Cunha, Diego F. 1(IC); Souza, Mariana C. 1(IC); Jacomini, Analu E. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A reciclagem dos materiais é muito importante tanto para diminuir o acúmulo de dejetos, quanto para poupar a natureza da extração inesgotável de recursos. Além disso, reciclar causa menos poluição ao ar, à água e ao solo, por consequência não terá problemas com a saúde da população. Com o intuito de conscientização sobre o mesmo, foi realizada no dia 29 de Agosto de 2012, com a presença da VIII Turma de Engenharia Ambiental uma visita à
Creche Alvorada, zona Leste de Ribeirão Preto. A visita teve o objetivo de levar a conscientização ambiental referente à correta forma de segregar os
materiais recicláveis e não recicláveis e confeccionar brinquedos a partir de garrafas pet. As crianças tiveram a oportunidade de aprender através de vários workshops realizados pelos alunos, dentre eles, a utilização de material reciclável para a confecção de brinquedos. Foi feita a dinâmica com as crianças entre 8 e 10 anos, sobre como é possível a utilização de materiais recicláveis para a confecção de brinquedos. Começou-se com uma breve discussão com as mesmas demonstrado o que seria possível fazer com as garrafas pet, em seguida ensinou-se passo a passo o procedimento para a confecção dos dois brinquedos propostos. Houve uma aceitação muito boa por parte das crianças, que adoraram a idéia e brincaram muito com os brinquedos
que aprenderam confeccionar. No dia 12 de Setembro de 2012, foi feito uma nova visita à Creche Alvorada a fim de avaliar o desempenho das crianças
em relação ao meio ambiente e um questionamento com as crianças para verificar se as mesmas deram continuidade com o que foi ensinado em visita
anterior. A maioria das crianças informou que fizeram os brinquedos em casa, utilizando não somente os materiais que foram propostos pelos alunos,
mas materiais novos e tão práticos quanto. Porém duas crianças informaram que não fizeram os brinquedos, uma por não ter a autorização de sua mãe,
a outra informou que não conseguiu fazer, pois ficou com dúvidas. Na ocasião, foi passada novamente as instruções e a mesma disse que ira tentar novamente. E, como exemplo de que a idéia pode ser passada adiante, o garoto Felipe de 8 anos, informou que ensinou a montagem dos brinquedos à todos amigos de sua rua para que pudessem brincar juntos. A partir desta ação, pode-se observar que é preciso reciclar este conceito de reutilização, deixando de enxergá-lo como uma coisa suja e inútil em sua totalidade, mas sim como uma alternativa de não acumular resíduos que possam trazer algum
risco para a saúde humana, visando uma melhoria da qualidade de vida atual e para que haja condições ambientais favoráveis à vida das futuras gerações,
o que se faz necessário para o desenvolvimento de uma consciência ambiental. Contudo, concluiu-se que a idéia foi muito bem absorvida pelos alunos
da creche, que vão pensar muito mais no meio ambiente quando forem descartar algo que pode ser reaproveitado do lixo e também descartarem o que
realmente for necessário e em locais devidos.
EDUCAÇÃO AMBIENTAL: USO RACIONAL DA ÁGUA E UTILIZAÇÃO DOS RESÍDUOS
Polo, Jacqueline P. 1(IC); Lazarini, Ana Paila (O);
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A crise econômica e ambiental vivida pelo mundo nos dias atuais só ressalta a importância da educação ambiental das pessoas, desde a fase da infância,
pois a criança de hoje será o adulto de amanhã. A possibilidade de escassez de recursos que assombra o mundo atual torna necessária e urgente a conscientização da necessidade do desenvolvimento mais sustentável.
Já se sabe no meio técnico que a quantidade de água potável é pequena. Nossa “cultura do desperdício” fará com que seu fim se aproxime de forma muito rápida, o que provocará muitos conflitos e guerras. O alto custo do tratamento fará com que apenas os mais abastados tenham acesso a esse precioso
recurso. Faz-se imprescindível a conscientização das pessoas sobre esse problema, pois todos acham que água é um recurso infinito e tal problema está
muito distante de sua casa.
Outro tema igualmente relevante refere-se aos resíduos. Todo avanço tecnológico tem gerado uma quantidade muito maior de resíduos e assim também
sua periculosidade. Ao se criar uma cultura de reutilização dos resíduos, haverá a diminuição do volume que chega aos aterros sanitários, prolongando
sua vida útil e diminuindo a necessidade de se degradar outras áreas, já escassas, para onde levá-lo. Além disso, a reciclagem implica uma redução significativa dos níveis de poluição ambiental e do desperdício de recursos naturais, através da economia de energia e matérias-primas.
O presente trabalho tem como contexto a conscientização, por meio de palestras para crianças do ensino fundamental sobre a importância do uso racional da água e utilização de resíduos . Para conscientizá-las sobre os problemas atuais e possivelmente futuros de poluição e escassez da água potável,
bem como do volume e periculosidade dos resíduos gerados pelo estilo de vida atual.
79
AMBIENTE DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA APLICADA À LOCALIZAÇÃO DE ATIVIDADE: UM CASO
DE EXPANSÃO URBANA.
Carvalho, Vitor F. R.1(IC); Fontes, Aurélio T. (CO), Souza, Marcelo P. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O zoneamento ambiental é um dos instrumentos da Política Nacional do Meio Ambiente, cujo objetivo é a conciliação do desenvolvimento social e econômico com a qualidade ambiental. O presente trabalho tem como objetivo criar um diagnóstico ambiental da área de trabalho em Ribeirão Preto que
contemple o parcelamento do solo visando a inserção dos fatores ambientais no processo de decisão. Este zoneamento determina as áreas de maior aptidão a implantação de atividades que potencialmente causem algum impacto ambiental com base em critérios ambientais descritos por Fontes (1997),
para identificar as melhores porções para a expansão urbana do município. Para reunir as informações e dados para o desenvolvimento dos mapas sínteses, houve a necessidade de realizar um levantamento para determinação das características ambientais da região e de se digitalizar algumas cartas
temáticas, como a pedologia, cobertura natural, recursos hídricos, topografia. Essas informações foram digitalizadas através de software especializado,
o CartaLinx. O software responsável pela geração dos planos de informação foi Idrisi for Windows 32, ambiente de Sistema de Informação Geográfica
(SIG) que utilizou alguns de seus módulos de sobreposição e reclassificação de imagens. Como resultado, foram obtidos alguns mapas intermediários
e alguns mapas sínteses (gerados a partir dos mapas intermediários) que indicam as potencialidades e limitações para urbanização. Os planos de informação gerados foram: o mapa de aptidão a expansão urbana, risco de erosão, suscetibilidade ao assoreamento, distância dos corpos d'água e outros intermediários utilizados como base para planos mais relevantes e completos. Pode-se concluir que o zoneamento ambiental deve ser utilizado como ferramenta de localização de atividades causadoras de impacto, pois os planos de informação gerados auxiliam o poder público na tomada de decisão incorporando uma característica sustentável ao desenvolvimento e possibilitam a inserção da variável ambiental no processo de decisão.
COMBATE A PERDAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA: ESTUDO DA INFLUÊNCIA DA TIPOLOGIA DO HIDRÔMETRO
E DA TORNEIRA BÓIA NA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA.
Castro, Marina A.1(IC); Voltan, Paulo Eduardo N. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O abastecimento de água é um quesito muito importante para o atendimento das necessidades relacionadas à saúde e ao desenvolvimento industrial,
sendo necessária a sua distribuição em quantidade e qualidade adequadas. A água é um recurso natural renovável – por meio do ciclo hidrológico – porém, possui quantidade limitada em nosso ambiente. A captação, tratamento e, principalmente, a distribuição de água geram perdas inerentes ao sistema
de abastecimento, dividas em perdas físicas (quando a água realmente sai do sistema) e aparentes (quando a água que chega ao consumidor não é medida, e assim não é faturada). O presente trabalho aborda a questão do combate a perdas aparentes na distribuição de água, comparando o desempenho de
modelos de hidrômetros – velocimétrico e volumétrico – combinados à diferentes modelos de torneiras bóia – convencional e de alta vazão. O motivo
pelo qual os hidrômetros volumétricos foram utilizados como referência neste trabalho deve-se ao fato da detenção de maior precisão dos mesmos em
relação aos hidrômetros velocimétricos. Assim, pretendeu-se aferir a imprecisão de medição de volume dos diferentes tipos de hidrômetros, frente a cada tipologia de torneira bóia, visando uma combinação que resulte em menor perda aparente de água (menor submedição). Os aparelhos de monitoramento que consistem de, três data loggers, três emissores de pulso e uma interface óptica IR. O ensaio foi realizado em uma residência familiar no município de Ribeirão Preto/SP, cujo reservatório possui capacidade de 500 litros. O levantamento foi realizado em quatro etapas, com duração de uma semana cada: Etapas 1 e 2 – utilizando de torneira bóia de alta vazão; e Etapas 3 e 4 - utilizando torneira bóia convencional. Nas etapas 2 e 3 foram utilizados hidrômetros volumétricos apenas e, nas Etapas 1 e 4 foram utilizados hidrômetros velocimétricos em conjunto aos volumétricos. Além disso, o
hidrômetro, do tipo velocimétrico, instalado no cavalete da residência pelo operador do sistema público de abastecimento de água (DAERP) também
foi monitorado. Foram confeccionadas tabelas e gráficos para comparação dos dados a fim de se identificar divergências nas medições de um hidrômetro velocimétrico e de um volumétrico. Também pretende-se comparar o desempenho das torneiras bóias com o intuito de analisar se sua tipologia de f
uncionamento acarreta alguma interferência na medição do hidrômetro, a chamada submedição. Foi possível observar que os hidrômetros velocimétricos mediram menor volume de água, em relação aos volumétricos, principalmente quando utilizado torneira bóia convencional.
MONITORAMENTO DO REFLORESTAMENTO DE UMA APP (ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE) E ZPM
(ZONA DE PROTEÇÃO MÁXIMA) DO CÓRREGO TAMBURI, RIBEIRÃO PRETO-SP
Conde, Jonathas G.1(IC); Jacomini, Analu E. 1(IC)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O reflorestamento é uma atividade de grande importância no combate às mudanças climáticas. Seja na melhora da drenagem nas bacias hidrográficas,
protegendo os recursos hídricos, seja na redução dos prejuízos na agricultura relacionados com enchentes, seja no aumento do estoque sustentável de
madeira legal, ou no sequestro de CO2 e redução do efeito estufa. Dentre os inúmeros benefícios do reflorestamento pode-se destacar que as árvores evitam ou reduzem a erosão do solo e a contaminação da água. Além destas evidências, as árvores também contribuem com as correntes subterrâneas e
à manutenção dos rios, quando convenientemente plantadas reduzem significativamente a poluição acústica nos cruzamentos e vias de grande movimento e servem de barreiras visuais. O resultado da degradação do solo e poluição das águas levou a perda da biodiversidade que se apresenta como
um dos principais danos, pois espécies podem ser extintas sem nem mesmo podermos conhecer o seu real valor para o meio ambiente. Outro problema
é o avanço da erosão, pois os vegetais que ali se encontram diminuem o impacto das gotas de chuva, facilitando sua infiltração. O crescimento da consciência da população de sua dependência do meio ambiente em relação aos recursos ambientais naturais levou nas ultimas décadas à criação e ampliação de uma legislação mais rigorosa do uso do ambiente. Neste contexto, pode-se citar a Lei Complementar nº. 1.616, de 19 de janeiro de 2.004,
que institui o Código Municipal do Meio Ambiente, estabelece em seu Artigo 164, parágrafo 1º, que as áreas de preservação permanentes (APPs) localizadas dentro do Zoneamento Municipal de Ribeirão Preto, SP definido como Zona de Uso Disciplinado nº. 3 (ZUD-3),
deverão ter 30m a mais que a largura da faixa de APP estabelecida pelo próprio Artigo 164. Neste sentido, é fundamental a elaboração de trabalhos que analisem o reflorestamento de Empreendimentos Imobiliários com o objetivo de acompanhar as espécies arbóreas introduzidas e os benefícios à população. O presente trabalho tem como objetivo o acompanhamento e avaliação do reflorestamento das áreas de preservação permanente e zonas de proteção máxima do córrego Tamburi, no distrito de Bonfim Paulista, SP. Dentre os objetivos específicos, também se encontra o acompanhamento do desenvolvimento das espécies arbóreas implantadas, a verificação da quantidade de adubo, a efetividade do coroamento, e análise dos tratos culturais como a irrigação, o combate a pragas e a roçada. A metodologia utilizada foi o acompanhamento semanal de quatro áreas localizadas
entre as coordenadas 205.793.61 (X) e 7.644.966.66 (Y) durante o ano de 2011 e 2012, desde o preparo do solo até a manutenção das
espécies arbóreas. Foram introduzidos 14.458 exemplares, sendo 80 espécies florestais nativas de ocorrência regional, oriundas de viveiros localizados na região de Ribeirão Preto. Os resultados observados quanto ao plantio e manutenção foram satisfatórios, sendo as
maiores dificuldades encontradas a perda de exemplares durante o grande período de seca na região de Ribeirão Preto nos anos de 2011
e 2012.. Neste sentido, o reflorestamento no córrego Tamburi alcançou os objetivos propostos pelo acompanhamento periódico das mudas,
o que colaborou na manutenção da biodiversidade das áreas, atendendo à legislação para cursos d'água, onde a largura for inferior a
10m, a faixa de APP será de 60m para ambas as margens do curso d'água.
80
PROJETO ÁGUA AMANHÃ: ANALISE DA UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DE ÁGUA NA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO, SP
Pereira, Michelle C.A.1(IC); Jacomini, Analu E. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A utilização excessiva e sem controle da água no mundo vem causando muitos problemas para a população. Contudo, os mais afetados na maioria das
vezes nem são os que a desperdiçam, pois são as pessoas de classes sociais menos favorecidas que pagam pelo uso inconsciente de outros que possuem
maior possibilidade de consumir excessivamente. Esse problema vem sendo tratado recentemente com maior intensidade, embora ainda muitos não acreditarem que um dia a população poderá ficar sem um bem tão precioso. O presente trabalho tem como objetivo mostrar que é possível uma conscientização maior de toda população, começando por pequenas partes, que vão levar a conscientização e os métodos de economia para suas residências e
conscientizar suas famílias, gerando assim uma espécie de “corrente” socialmente consciente. Ainda que do ponto de vista quantitativo, seja uma quantidade pequena de pessoas, estas podem representar uma importante colaboração para a economia de água. Este trabalho é resultado da aplicação prática de um projeto de conscientização, para o qual foram os seguintes procedimentos: palestras nos estabelecimentos comerciais participantes as quais
continham dicas de como economizar água sem prejudicar o andamento das tarefas, visitas semanais para acompanhar como estava a utilização das técnicas ensinadas, avaliações que permitiam dar notas para cada atividade e, por fim, uma premiação para o estabelecimento que mais se empenhasse no
projeto. O presente projeto foi desenvolvido em restaurantes (que são os estabelecimentos que costumam utilizar um maior volume de água diária) na
cidade de Ribeirão Preto, interior do Estado de São Paulo. O resultado do projeto foi a economia de uma grande quantidade de água, em um total de
2.781.000 litros no final do projeto, e uma consolidada conscientização dos participantes que continuam aplicando as dicas de economia mesmo após
o término da avaliação. Conclui-se então que é plenamente possível ter um melhor uso da água apenas com a conscientização da população provando
que juntos todos podem proteger esse precioso recurso para uso atual e das gerações futuras.
ZONEAMENTO DE RISCO GEOLÓGICO E HIDROLÓGICO NA MICROBACIA DO CÓRREGO DO RETIRO DO SAUDOSO
Cavallini, Álvaro G.1(IC); Pinto, Felipe F.1(IC); Fernandes, Marcel L. 1(IC); Aleixo, Raphael C. 1(IC); Roncato, Tadeu C. 1(IC); Biagi, Tayla F. 1(IC); Silva,
Thaís V. 1(IC); Bolfarini, Victor L. 1(IC); Araujo, Victória Sant Anna de 1(IC); Saltarelli, Wesley A. 1(IC); Lazarini, Ana P. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho traz os resultados do projeto: “Zoneamento de Risco Geológico e Hidrológico na Microbacia do Córrego do Retiro do Saudoso”. O objetivo
do projeto é a elaboração de um mapa de uso e ocupação do solo com os riscos geológicos, hidrológicos e ambientais para monitorar e solucionar os
impactos provocados na microbacia do Córrego do Retiro do Saudoso no Município de Ribeirão Preto – SP. O termo risco associa-se a situações com
potencial de provocar prejuízos sociais bem como materiais. Neste trabalho, foram considerados processos naturais (enchentes, erosões, movimentos
de massa, entre outros) como causadores de situações de risco. Concluiu-se que os riscos comuns encontrados em Ribeirão Preto são: processos erosivos, assoreamentos, rolamento de blocos, disposição inadequada de resíduos, acúmulo de nutrientes nos corpos d'agua resultando no processo de eutrofização e deslizamentos de encostas com declividades acentuadas. Mostrando que há áreas de Ribeirão Preto que precisam de um cuidado especial
em relação ao uso e ocupação indevidos do solo.
POLUIÇÃO SONORA: UM ESTUDO COM TRABALHADORES DO CENTRO URBANO DE RIBEIRÃO PRETO - SP
Murakami, Aécio F. 1(IC); Manzoli, Anderson 1(O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A definição de poluição sonora é muito relativa. Enquanto para algumas pessoas um determinado evento, como uma corrida de Fórmula 1, possa ser
uma fonte de barulho, para outras é apenas lazer e estímulo ao esporte. De acordo com Braga (2005) para fins didáticos, poluição sonora será entendida como qualquer alteração no ambiente que resulte em danos, de qualquer tipo, ao sistema auditivo humano. O excesso de ruídos continua a ser um
problema de grande magnitude que afeta milhões de habitantes de qualquer centro urbano. O presente trabalho é a continuação de um projeto de pesquisa desenvolvido no ano de 2011. A pesquisa consistiu na mensuração da poluição sonora emitida no centro do município de Ribeirão Preto e que afeta a saúde dos trabalhadores do comércio desse local. Para a realização utilizou-se um decibelímetro modelo DEC-490 da marca Instrutherm. Tal
modelo já possui um datalogger embutido, o que viabiliza a coleta de dados durante um longo período. O trabalho consiste em 2 etapas, sendo a primeira já realizada e a segunda etapa a se realizar. Na primeira etapa foram realizadas medições em 25 locais abrangendo um total de 11 quarteirões,
sendo essas medidas feitas na beira das ruas (calçadas) por um período de 1 minuto em cada ponto visando obter o nível de intensidade sonora instantâneo. As medidas seguiram estritamente a norma ABNT NBR 10.151. A segunda etapa da pesquisa consistirá no monitoramento de cada um dos estabelecimentos mais próximos dos 10 pontos considerados mais insalubres de acordo com a etapa 1. O monitoramento será realizado preferencialmente
no período compreendido entre as 9h e as 18h sendo este o horário de abertura e fechamento do comércio, respectivamente. Os resultados da primeira
etapa indicaram que os níveis de intensidade sonora alcançaram facilmente a média de 70dBA, considerado prejudicial para a saúde humana de acordo
com a Organização Mundial da Saúde (OMS).
INVENTÁRIO DE GASES DE EFEITO ESTUFA PARA UMA EMPRESA FICTÍCIA
Genari, Bruna A. 1(IC); Murakami, Aécio F. 1(IC); Marafão, Gabriela A. 1(IC); Frazotti, Celso L. 1(O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A elaboração de inventários de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) é uma maneira muito eficiente no combate ao aquecimento global. Um inventário desse tipo consiste no levantamento e contabilização das fontes geradoras de GEE para entendimento do real comportamento de determinada
organização perante as mudanças climáticas. De acordo com a metodologia desenvolvida pelo Programa Brasileiro GHG Protocol para a realização da
quantificação dos gases, primeiramente, é necessário fazer a alocação de cada fonte de acordo com os Escopos: emissões diretas de GEE provenientes
de fontes pertencentes à organização são parte do Escopo 1; as emissões indiretas provenientes da aquisição de energia elétrica e térmica consumidas
por essa mesma organização são contabilizadas no Escopo 2; e no Escopo 3, apresentado opcionalmente, são relatadas as emissões indiretas restantes
não sendo as já contabilizadas no Escopo 2. E com o mercado cada vez mais exigente, com relação a responsabilidades sociais e ambientais, a contabilização das emissões é um diferencial para as empresas mediante a competitividade, sendo que estas podem utilizar métodos de compensação e tecnologias sustentáveis para mitigar os poluentes. Dessa forma, este projeto de pesquisa consiste em definir os limites organizacionais e operacionais do inventário, selecionando a metodologia de cálculo e fatores de emissão conforme a previsão dos dados das atividades de uma empresa fictícia que resultam na emissão de GEE. Posteriormente, serão calculadas as emissões para a elaboração de um relatório preliminar a ser apresentado no pôster do 5º
Simpósio de Iniciação Científica UNISEB.
81
MONITORAMENTO LIMNOLÓGICO DO CÓRREGO RETIRO SAUDOSO, RIBEIRÃO PRETO - SP, EM UM TRANSECTO URBANO
Cavallini, Álvaro G.1(IC); Pinto, Felipe F.1(IC); Fernandes, Marcel L.¹(IC); Aleixo, Raphael C.¹(IC); Roncato, Tadeu C.¹(IC); Biagi, Tayla F.¹(IC); Silva,
Thaís V.¹(IC); Bolfarini, Victor L. ¹(IC); Araujo, Victória S.¹(IC); Saltarelli, Wesley A.¹(IC); Manzoli, Anderson (O);
Jacomini, Analu E. (O)
[email protected]
1
Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Monitoramento de recursos hídricos é um conjunto de ações e esforços que visam permitir o conhecimento da situação da qualidade das águas dos recursos hídricos e dos padrões de comportamento ao longo do espaço e do tempo. Estas atividades só são realizadas quando o recurso hídrico é utilizado
para a população como, por exemplo, abastecimento público, podendo assim, se tornar uma ferramenta muito poderosa para o planejamento ambiental
e para o monitoramento de córregos e rios urbanos, auxiliando assim, na gestão ambiental. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é monitorar o córrego Retiro Saudoso na cidade de Ribeirão Preto tendo como base as primeiras amostras de água coletadas no dia 14 de agosto de 2012, entre 08h00min
e 10h00min realizando coletas posteriores com periodicidade trimestral, durante um ano. Foram feitas análises físico-químicas de amostras de água em
dois pontos de coleta e foram efetuadas medições com a estação total nestes dois transectos do curso d'água, sendo determinada a altura da coluna de
água e a forma da calha do rio. Alguns resultados obtidos para o Ponto 1 foram: Temperatura do ar - 19,9°C; Umidade Relativa - 58,90%; Temperatura
da água - 18,7°C, Condutividade - 141,0 µS, Salinidade - 0,1ppt, Oxigênio Dissolvido - 1,7mg/l e Velocidade de Escoamento: na superfície - 0,03m/s,
no meio - 0,05m/s e no fundo - 0,04m/s. No Ponto 2 alguns resultados obtidos foram: Temperatura do ar - 20,3°C; Umidade Relativa - 58%; Temperatura da água - 20,4°C, Condutividade - 155,95 µS, Salinidade - 0,1ppt; Oxigênio Dissolvido - 0,73mg/l e Velocidade de Escoamento - 0,0035m/s. No
2º ponto havia maior acúmulo de resíduos sólidos e macrófilas, caracterizando um ambiente limnológico de intensa decomposição, o que consome o
oxigênio dissolvido da coluna d´água prejudicando a sobrevivência de espécies animais presentes no córrego no transecto analisado. Contudo, o monitoramento limnológico do córrego Retiro Saudoso durante o ano de 2012 irá gerar informações para caracterizar e gerenciar este corpo d'água urbano.
Outros resultados físico-químicos e morfométricos serão apresentados no painel.
AVALIAÇÃO DA GERAÇÃO DE ENERGIA A PARTIR DA OPERAÇÃO DE UMA CÉLULA DE BIOCOMBUSTÍVEL
Cunha, Diego F.1(IC); Gonzalez, Beatriz C. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A poluição, as limitações nas reservas de combustíveis fósseis e a falta de regulamentação são algumas das preocupações da humanidade. Esses fatores
representam uma grande força para a investigação e desenvolvimento de novas fontes de energia altamente eficientes e renováveis. Além de suas gerações, busca-se também a estocagem dessa energia com baixo custo. Dentre as novas opções de geração de energia, encontram-se as células fotovoltaicas e as células a biocombustível. Sendo assim, o objetivo do presente projeto é o de operar uma célula a biocombustível e avaliar o material mais adequado para ser utilizado como membrana de troca de prótons da mesma. A pesquisa tem como finalidade a obtenção de energia a partir de uma célula a biocombustível que será operada para o tratamento biológico do esgoto a ser utilizado como combustível da mesma. Células a biocombustível são
definidas como reatores biológicos que convertem energia química em energia elétrica mediante a ocorrência de reações químicas e bioquímicas promovidas por micro-organismos. Por serem capazes de gerar eletricidade e promover a biodegradação de compostos orgânicos tais sistemas vêm atraindo grande interesse. As células a biocombustível além da geração de energia apresentam outras vantagens, como: redução da produção de lodo e a possibilidade de serem aplicadas no tratamento de efluentes. Uma célula a biocombustível é composta por duas câmaras, sendo uma anódica e a outra catódica, as quais são separadas por membrana trocadora de prótons. Os eletrodos presentes nas duas câmaras, anodo na câmara anódica e o catodo na
âmara catódica, são interligados por um fio externo condutor de elétrons. O material usado como sistema de troca de prótons, denominado de membrana de troca protônica (MTP), deve ser idealmente capaz de promover a difusão dos prótons da câmara anódica para a catódica e de inibir a transferência de outros materiais como o “combustível” (substrato), bactérias e de receptores de elétrons, como o oxigênio. NafionTM é o material mais utilizado como MTP em células a biocombustível.
ESTUDO SOBRE O LODO DE ESGOTO DA ETE RIBEIRÃO PRETO E SUA HIGIENIZAÇÃO ATRAVÉS DA CALAGEM
Tofetti, Lucas C.1(IC); Jacomini, Analu E. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O tratamento de esgoto tem alcançado um papel de grande importância no que se refere aos aspectos de saúde pública, devido à proliferação de doenças
e controle da poluição ambiental, pois este degrada os mananciais nos quais são despejados. No tratamento de esgoto são gerados produtos finais como:
efluente tratado, que é o objetivo principal do tratamento; o lodo, o qual agrega grande parte da matéria orgânica do esgoto bruto e os gases. O efluente
tratado, para ser lançado ao meio ambiente, deve atender padrões de qualidade vigentes em legislações estaduais e federais e depende do processo utilizado, os gases gerados são reaproveitados ou tratados e lançados à atmosfera. Já a destinação do lodo, ainda é um grande desafio para as empresas públicas e privadas, já que diversos projetos de tratamento de esgotos, senão a maioria, não contempla o destino final do lodo produzido e normalmente
seu destino são os aterros sanitários. Esta destinação final adequado do lodo é uma etapa problemática no processo operacional de uma ETE, pois seu
planejamento apresenta um custo que pode alcançar 50% do orçamento operacional de um sistema de tratamento. Entre as diversas alternativas existentes para disposição final do lodo de esgoto, aquela para fins agrícola e florestal apresenta-se como uma das mais convenientes, pois, como o lodo é
rico em matéria orgânica e possui elementos fundamentais para o crescimento das plantas, como macronutrientes e micronutrientes, é amplamente recomendada sua aplicação como condicionador de solo e fertilizante agrícola. Entretanto, o lodo de esgoto apresenta em sua composição diversos poluentes como: metais pesados, compostos orgânicos persistentes e organismos patogênicos ao homem; atributos que precisam de um cuidado. Neste sentido, é fundamental que na implantação do Sistema de Tratamento de Esgoto, as atenções estejam sempre voltadas para todas as questões ambientais
envolvidas no processo, para que os problemas relacionados com a poluição ambiental sejam realmente minimizados ou que se busquem alternativas
sustentáveis para estes problemas. Assim, entre as principais opções de disposição no meio ambiente, é indicada sua reciclagem na agricultura, quando
este apresentar características adequadas em atendimento aos padrões estabelecidos pela legislação vigente (Resolução Conama nº375/06), contribuindo para uma agricultura sustentável. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é analisar a higienização do lodo da ETE Ribeirão Preto através da calagem para uso posterior na agricultura. Os resultados revelam que ao se adicionar a cal virgem ao lodo de esgoto, ocorre uma reação exotérmica que
promove o aumento da temperatura até 40°C e elevação do pH da mistura para, no mínimo, 12. Ademais, apresenta higienização efetiva em relação a
ovos viáveis/grama de helminto e comprovou-se que os metais presentes no lodo utilizado no experimento, antes e após a calagem, não se apresentam
em níveis significativos. Portanto, estas alterações podem levar à eliminação dos patógenos existentes no lodo, o que poderia ser investigado em trabalhos futuros, podendo assim ser utilizado como um condicionante de solo.
82
ESTUDO PRELIMINAR DO COEFICIENTE DE REAERAÇÃO (K2) NO CALCULO DE COBRANÇA DE RECURSOS
HIDRICOS EM UMA INDÚSTRIA DE PAPEL E CELULOSE
Oliveira, Gabriel B.1(IC); Costa, Daniel J. (O)
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Cobrar pelo uso da água dos rios é a maneira de garantir o uso sustentável e equilibrado dos recursos hídricos. A cobrança foi instituída pela lei 9.433
em 1997, conhecida como leis das Águas. Além de estimular o uso racional, o utro objetivo da cobrança é gerar recursos financeiros para preservar e
recuperar as bacias. Por causa das condições de escassez em quantidade e ou qualidade, a água deixou de ser um bem livre e passou a ter valor econômico. Isso contribui para adoção de um novo paradigma de gestão, que inclui a utilização de instrumentos regulatórios e econômicos e um deles é a
cobrança pelo uso da água bruta. Assim como não pode ser confundida com a tarifa pelo serviço de fornecimento de água trada, a cobrança pelo uso
da cobrança da água bruta também não pode ser confundida com um imposto, pois se trata de um preço publico fixado a partir de um pacto entre os usuários de água e a sociedade civil daquela bacia, mais o poder público. Essa discussão é feita no âmbito do comitê de bacia, com apoio técnico da Agencia Nacional de Águas. A ANA coordena a implementação da cobrança em bacias de rios interestaduais e os órgãos gestores estaduais, em rios de
domínio dos Estados.
O objetivo é a realização de estudo preliminar de implementação do coeficiente de reaeração superficial no cálculo da cobrança pelo uso dos recursos
hídricos, em uma indústria de celulose e papel. Simulação do cálculo da cobrança pelo uso dos recursos hídricos da indústria, baseando-se na proposta
atual do sistema de cobrança, a partir dos dados de captação, consumo e lançamento de efluentes. Levantamento de critérios importantes para implementação do coeficiente de reaeração superficial (K2) no sistema de cobrança. Simulação do cálculo da cobrança pelo uso dos recursos hídricos da indústria, baseando-se em nova proposta de cálculo, considerando os critérios importantes para implementação do coeficiente de reaeração superficial
(K2).
ESTUDO DO MEIO E ANÁLISE FÍSICO-QUÍMICA DE ÁGUA DO VALE DO RIBEIRO - PETAR
Saltarelli, Wesley A.1(IC); Carvalho, Vitor F. R.1(IC); Garavello, Arnaldo H. 1(IC); Jacomini, Analu E.(O); Manzoli, Anderson (O).
[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR) localiza-se no sul do Estado de São Paulo, com mais 35.000 ha abrange parte dos municípios de
Iporanga e Apiaí, limita-se com os municípios de Guapiara (norte e noroeste) e Itaóca (sudoeste) e tem continuidade territorial com o Parque Estadual
Intervales. Pelo número, beleza e complexidade das suas cavernas, o PETAR é um parque internacionalmente reconhecido com mais de 400 cavernas.
São cerca de 80 km de cavernas, em fase de desenvolvimento há aproximadamente 1,7 milhões de anos. O interior do Parque, conta com áreas estruturadas e que recebem visitação, chamadas de Núcleos, havendo quatro no PETAR: Santana, Ouro Grosso, Caboclos e Casa de Pedra. A visita técnicocientífica e pontos de coleta de água foram realizados nos núcleos Santana e Ouro Grosso. Neste sentido, o parque tem grande importância, pois faz
parte de um dos mais devastados ecossistemas brasileiros, a mata atlântica. Nele estão abrigadas comunidades com grande valor sociocultural e histórico, portanto o seu monitoramento é fundamental. A visita técnico-científica teve como objetivo conhecer as formações geológicas através de incursões nas cavernas, caracterização da vegetação e análise da qualidade da água em córregos do PETAR. As amostras de água foram coletadas no interior
das cavernas e nas margens dos córregos. Foram analisados os seguintes parâmetros da água: oxigênio dissolvido, cloretos, pH, condutividade elétrica,
turbidês, temperatura e sólidos totais. Os métodos foram analisados de acordo com o Standard Methods 20th 1999, e algumas análises foram feitas
com sensor em campo. Os pontos foram marcados através do programa GPS Trackmaker. Concluiu-se primeiramente que a formação geológica da região interfere diretamente na composição química dos recursos hídricos. O alto valor relacionado à condutividade em todo ponto à jusante da caverna
é um dado que comprova essa afirmação. Outros dados que comprovam o que foi proposto estão relacionados às medições realizadas nos pontos de coleta da entrada e saída da Caverna do Couto. No ponto coletado à montante da Caverna do Couto a condutividade foi de aproximadamente 20.8uS e no
ponto à jusante houve um aumentou significativo nesse parâmetro, atingindo o valor de 136uS. O ponto de coleta relativo ao travertino também confirma essa afirmação, altos valores foram observados, pois a água se encontrava em contato constante com formações rochosas com alta dissolução de
sais.
CARACTERIZAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS POR LIXÕES DESATIVADOS NA ÁREA DE RECARGA
DO AQUÍFERO GUARANI
Cunha, Flaviane R.1(IC); Lazarini, Ana P. (O)
fl[email protected]
1
Curso de Engenharia Ambiental - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Ribeirão Preto destaca-se como uma das cidades mais ricas e de melhor qualidade de vida do Brasil. O município está inteiramente inserido na região
de ocorrência do aquífero Guarani, este manancial é a única fonte de abastecimento público. Em junho deste ano o Tribunal de Justiça determinou que
a Prefeitura de Ribeirão Preto tem um prazo de 240 dias para apresentar a CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) um diagnóstico dos danos ambientais à área de recarga do aquífero Guarani causados pelo antigo lixão de Serrana, na zona Leste de Ribeirão Preto. A administração também deverá apresentar para a CETESB o "Diagnóstico Ambiental da Área em Avaliação dos Eventuais Impactos Causados" pelo antigo lixão
da Cava da FEPASA, local onde hoje estão os bairros Jardim Juliana, Palmeiras, Parque dos Servidores e Jardim das Margaridas, também na zona leste
da cidade. O objetivo principal deste trabalho é a apresentação da real situação da área contaminada em questão, indicando as ações políticas de controle do mesmo. A metodologia utilizada trata-se de análise documental. Para tanto foram recolhidos dados na literatura científica, na legislação pertinente e nos relatórios e laudos técnicos no âmbito da promotoria de justiça regional do meio ambiente. Pelos resultados observados até o presente momento
foi possível perceber baixo interesse dos setores públicos responsáveis pela análise e resolução da problemática acima apresentada além da necessidade
de um monitoramento mais eficiente do solo e da água subterrânea nas regiões contaminadas.
83
Engenharia Civil
84
MÉTODOS CONSTRUTIVOS DE SISTEMAS ESTRUTURAIS EM MADEIRA (MLC/CLT)
Reis, Arthur. (IC); Marchini, Matthaus M. (IC); Aguiar, Elizabeth Oshima (O)
[email protected]; [email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
Existe no Brasil certo preconceito quando falamos em obras com sistemas estruturais executados em madeira, o que pode ser um problema cultural,
pois na maioria das obras feitas em nosso país, as estruturas são feitas de concreto armado ou metálicas. Falta de informações, de pesquisas e de profissionais com habilidades específicas neste assunto fazem com que se crie um bloqueio sobre os sistemas estruturais em madeira. Tratamos neste trabalho sobre madeira laminada colada (MLC ou CLT sigla em inglês), que reúne duas técnicas antigas usadas para a sua fabricação: a técnica da colagem aliada à técnica de laminação (neste caso entendidas como tábuas). Pelo que se tem conhecimento, a aplicação desse método teve início em 1906
pelo mestre carpinteiro suiço Otto Hetzer. No entanto, só foi possível a fabricação de tais peças para serem usadas como estruturas após o surgimento
das colas de alta resistência. A MLC apresenta muitas vantagens sobre os outros produtos engenheirados de madeira, um dos exemplos é o fato de ser
uma matéria prima renovável, já que as madeiras vêm de florestas plantadas ou manejadas e funcionam sob o princípio da sustentabilidade, assim não
só temos material bruto sempre disponível, mas também cresce de forma constante; outra vantagem é a contribuição para a proteção do meio ambiente,
utilizando a MLC o CO2 armazenado durante o crescimento de uma árvore é retirado da atmosfera e é absorvido por um longo período de tempo. Além
disto, a resistência ao fogo também é uma vantagem, pois nesses casos forma-se uma camada carbonizada ao redor de seu núcleo reduzindo a entrada
de oxigênio e calor atrasando assim o colapso. A MLC é mais segura que o aço desprotegido em caso de incêndio. Constata-se que a presença da madeira laminada colada no Brasil ainda é muito pequena, pois apenas duas as indústrias que a produzem, sendo uma no estado do Rio Grande do Sul e
uma no estado de São Paulo. A madeira poderá ser considerada o símbolo de modernidade e futuro, por ser um material renovável já que não exige energia artificial para a sua produção. Para tanto, faz-se necessário que também no Brasil, engenheiros e arquitetos abandonem possíveis preconceitos
com relação a esse método construtivo, de modo que esta tecnologia baseada no uso da madeira possa ser usada em todo seu potencial.
GESTÃO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (RCC)
Camilo, Jéssica.(IC); Garcia, Tais.(IC); Oliveira, Tamiris.(IC); Tavares, Thaiane.(IC); Gomes, Ricardo A. P. M. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Toda obra, seja ela de pequeno ou grande porte, gera entulhos da construção civil. Tijolos, areia, restos de blocos cerâmicos e de concreto, pedras, entre
outros, são materiais que podem ser reaproveitados em outras obras. Preocupado com a grande geração de resíduos pela construção civil, o Conselho
Nacional do Meio Ambiente (Conama) emitiu a resolução Nº 307, de 5 de julho de 2002, que estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Segundo o texto da resolução, “os geradores deverão ter como objetivo prioritário a não geração de resíduos e, secundariamente, a redução, a reutilização, a reciclagem e a destinação final”. Há pouco mais de dois anos foi editada a Lei 12.305, de 2 de agosto de 2010,
que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A lei reforça diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos sólidos, como os da
construção civil. Afinal, os entulhos podem gerar riscos sanitários, ambientais e econômicos. No caso da reciclagem, por exemplo, os ganhos são inúmeros. Com o crescimento mundial na área de construção civil torna-se cada vez mais necessário as empresas construtoras estarem preocupadas com a contribuição dada ao meio ambiente no que se refere aos entulhos que sobram nas obras, onde grande parte não são descartados corretamente. Estamos em
uma época em que a degradação do meio ambiente está cada vez pior, trazendo atualmente para todos os efeitos ruins da poluição e do crescente desmatamento de florestas. O mundo está empenhado em contribuir com a natureza e uma dessas contribuições é a reciclagem nos seus diversos materiais, como não se pode evitar o crescimento populacional, temos condições de diminuir que grande parte da natureza seja afetada por reciclar os materiais descartados. Este trabalho com o Tema: Gestão de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil (RCC) tem como objetivo mostrar o quanto uma boa
gestão em se reciclar entulhos pode beneficiar tanto a empresa como o meio ambiente. Portanto iremos focar somente nos entulhos provenientes de demolições do terreno onde será feita a construção e entulhos ou materiais de refugo que serão descartados durante e no final da obra. Há aterros industriais para disposição de resíduos que não possuem infraestrutura adequada, não são construídos dentro dos princípios da sustentabilidade e não possuem
conhecimento das exigências das normas. Além dos aterros, há construtoras que não têm conhecimento da necessidade de desenvolver o Programa de
RCC e normas exigidas, por isso é comum ocorrer o desperdício excessivo dos resíduos da construção civil. Com a implantação do Programa de Gerenciamento de Resíduos, existe a possibilidade de se ter uma maior lucratividade na empresa. Toda a equipe será instruída e treinada para amenizando os
desperdícios dos resíduos, nortear a destinação mais adequada e reciclar entulhos objetivando seu retorno financeiro. Evitando assim suas disposições
irregulares, para diminuir gastos durante a execução da obra, impedir impactos ambientais e sanitários. Este trabalho realizará um diagnóstico da gestão
dos resíduos da construção civil. As informações serão obtidas através de pesquisas, junto a algumas construtoras e aterros industriais, sobre a gestão
e disposição dos seus resíduos sólidos.
RECICLAGEM DE DERIVADOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL
Okabe, Ricardo Afonso; Monteiro, Ellison; Pimont, André Luis M.; Pezuto, Renan Lucilo (IC); Manzoli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Todos os meios de produção afetam o meio ambiente, na construção civil não seria diferente, além da retirada de materiais da natureza a devolução desenfreada dos entulhos oferece grande risco ecológico reduzindo rapidamente os recursos naturais. A reciclagem consiste na reintrodução, no processo
produtivo dos resíduos, quer esses sejam sólidos, líquidos ou gasosos, para que possam ser reelaborados dentro de um processo produtivo que envolva
gasto de energia, gerando assim um novo produto idêntico ou não, ao que lhe deu origem. Por ser um processo que consome energia e gera resíduos, a
reciclagem é considerado o último recurso no reaproveitamento de materiais; Ribeirão Preto produz por mês cerca de 16.000 caçambas provenientes da
construção civil, porem, apenas 3.600 caçambas são encaminhadas para a reciclagem. Esses resíduos estão entre 40% e 70% da massa total de resíduos
sólidos urbanos produzidos em algumas cidades brasileiras de médio e grande porte, dentre elas, Ribeirão Preto. Na construção civil, há falta de uma
cultura de reutilização e reciclagem de materiais, tanto na construção como na reforma de empreendimentos, porem, algumas soluções para o emprego
de entulho reciclado, vem sendo utilizados com grande sucesso em algumas cidades como, Belo Horizonte e Ribeirão Preto. O seu desempenho é muito
atisfatório em diversas aplicações como: Pavimentação, que é a forma mais simples de reciclagem de resíduos utilizados como base, sub-base e revestimento primário, na forma de brita corrida ou ainda em mistura dos resíduos com solo; Agregado para Concretos, são resíduos processados pelas usinas
de reciclagem e podem ser utilizados como agregado para concreto não estrutural, a partir da substituição dos agregados convencionais (areia e brita);
Agregado para confecção de argamassa, que é processado por equipamentos denominados argamasseiras, que moem o entulho na própria obra em granulometrias semelhantes as da areia, ele pode ser utilizado como agregado para argamassas de assentamento e revestimento. Ainda podemos encontrar
outros usos para os materiais como: cascalhamento de estradas, preenchimento de vazios em construções, reforços de aterro e preenchimento de valas
em instalações. Hoje em dia não podemos pensar na concepção de um serviço ou produto, sem ter em mente o conceito e a aplicação da sustentabilidade
nos meio de produção.
85
LEAN CONSTRUCTION COMO FERRAMENTA PARA MELHORA DO PROCESSO PRODUTIVO NO CANTEIRO DE OBRA.
Kinchin, Fábio. ¹(IC); Zeoti Junior, Paulo Sergio. ¹(IC); Butler, Alexandre. (O)
[email protected]
¹
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O setor da construção civil passa por um período de grande crescimento, de maneira que as empresas precisem diferenciar-se umas das outras para melhorar a competitividade. Com base nisto, a presente pesquisa aborda um tema de grande utilidade no setor construtivo, conhecido como Lean Construction ou Produção Enxuta, método que procura a otimização dos recursos utilizados na construção. O estudo busca contribuir para o conhecimento acerca
das diversas maneiras de reduzir atividades que não agregam valor ao produto, reduzir tempo de ciclo, aumentar a transparência dos processos. A pesquisa tem como objetivo central analisar os possíveis benefícios da utilização do Lean Construction na construção civil. Toma-se por pressuposto que
utilizando-se do método lean construction (construção enxuta) torna-se possível diminuir alguns contratempos, já que este método se baseia em redistribuir o canteiro de obras, tornando as atividades sequenciais, mais organizadas, e assim melhorando o resultado final do projeto. A metodologia de
pesquisa é teórica, pautada em revisão bibliográfica sobre o tema.
IMPERMEABILIZAÇÃO EM ÁREAS MOLHADAS
Vilar, Leonardo Vieira; Arantes, Marcelo; Guitarrara, Renan P.; David, Andrei S. (IC); Manzolli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A impermeabilização vem sendo utilizada cada vez mais na construção civil, antigamente não se utilizava materiais impermeabilizantes em áreas molhadas, e no futuro apareciam os indevidos “Vazamentos”. Partindo do princípio de que as estruturas de concreto armado e os materiais rígidos aplicados na construção civil são dimensionados para suportar movimentos, e transformações do meio ambiente como; temperatura, umidade relativa, chuva,
vento e calor e raios solares, faz-se necessário proteger as construções desses fenômenos, evitando sua destruição e o desconforto para o usuário. Por
conseguinte, estão desenvolvendo cada vez mais formulas mais rápida e segura para impermeabilizar, isolar e revestir obras de engenharia. Esses fenômenos, e principalmente a “barreira de vapor”, são esquecidos pela grande maioria dos técnicos e construtores, provocando, na maioria dos revestimentos entre paredes que separam banheiros e cozinhas, descascamento ou surgimento de bolhas na parte oposta à de maior calor. Logo, através de estudos pretendemos desenvolver uma forma mais rápida para esse processo e com mais agilidade, pois esta área ainda está em com muitos pontos fracos
ainda, e é uma das áreas que mais deixam problemas nas grandes obras.
A DRENAGEM SUBSUPERFICIAL E SUA INFLUÊNCIA NO DESEMPENHO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS
Garcia, Vinícius Silva (IC); Manzoli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A pesquisa aqui proposta tem por principal objetivo listar os benefícios de uma drenagem bem feita no desempenho dos pavimentos em vias rodoviárias, e também, quais são os problemas que podem vir a ocorrer caso essa drenagem seja executada de forma inadequada. Os impactos negativos decorrentes de um sistema drenante ineficiente são muitos, e podem acarretar problemas, tanto para aqueles que projetam e executam a obra da rodovia, como para os usuários dela, que farão o uso diário e que precisam de condições seguras e confortáveis para esse uso. Também será abordado o lado positivo de se investir em uma boa drenagem, quais são os benefícios na vida útil do pavimento, tanto no aspecto estrutural quanto no desempenho da via.
CONSTRUÇÃO ENXUTA
Fajardo, Roger de Souza. (IC); Abreu, Alexandre S. (IC); Gomes, Ricardo A. Martoni Pereira (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A aplicação de novos conceitos de construção pode trazer benefícios no planejamento e gerenciamento no setor da construção civil, demonstrando a
necessidade da criação ou alteração de paradigmas e modelos de construção, que possibilitem o acompanhamento eficaz da obra. Apesar de alguns métodos serem aplicados em empresas que aderem às novas interpretações, muitas das etapas necessárias tornam-se difíceis de serem executadas automaticamente, fazendo com que o constante estudo e vigilância sejam vistos com prioridade. Face à crescente competitividade estabelecida, tornou-se necessário que as empresas se atualizem quanto ao sistema de produção utilizado, a fim de obter melhores indicadores para os clientes. A Construção Enxuta como nova filosofia de produção se caracteriza primeiramente pela mudança de pensamentos quanto ao entendimento dos processos construtivos.
Ela deve ser vista como mudança de pensamentos, o comprometimento de todos os setores da empresa é fundamental para a aplicabilidade do conceito.
Torna-se necessário e imprescindível a distribuição de conhecimento ao funcionário, em qualquer nível hierárquico, a interpretação do novo sistema de
produção deve estar presente em toda a empresa, não só na equipe projetista.
ASFALTO ECOLÓGICO
Merenda Teles, Heitor José (IC); Cezário, Luis Gustavo (IC); Manzoli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Pretende-se realizar um estudo sobre a possibilidade de desenvolver um novo modelo de pavimento asfáltico, totalmente ecológico, onde a prioridade
é criar um tipo de asfalto substituto ao utilizado atualmente feito de betume de petroleo. Atualmente, pesquisas vêm sendo realizadas, mostrando a viabilidade de este novo asfalto ser feito á base de materiais orgânicos, tendo como principal produto o açucar. O nosso estudo visa a viabilidade de se
criar este novo tipo de pavimento que deve ser sustentável e que possua maior durabilidade, pois de acordo com estudos feitos em outros países, é possível obter este tipo de pavimento, que é menos tóxico e reduz o impacto ambiental. Nestes estudos pode-se perceber que este asfalto além de ter uma
maior durabilidade também possui uma maior resistência, e pode absolver menos quantidade de calor evitando assim o efeito de “Ilhas de calor” nas
rodovias.
86
ESTRUTURAS MISTAS – AÇO E CONCRETO
Aparecido, Luizio (IC); Queiroz, Guilherme O. (IC); Oliveira, Anderson Luis (IC);
Santos, Marcelo L.(IC); Aguiar, Elizabeth Oshima (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Os sistemas estruturais formados por elementos mistos aço-concreto tem como combinação perfis de aço e concreto que visam aproveitar as vantagens
de cada um dos materiais, tanto em termos estruturais como construtivos. Nas antigas construções mistas, o concreto era utilizado como material de revestimento, protegendo os perfis de aço contra o fogo e a corrosão. Embora o concreto pudesse ter também sua participação na parte estrutural, sua
contribuição na resistência ainda não era enxergada, já que o objetivo do seu uso era com outro propósito. Atualmente vigas, colunas e lajes mistas são
usadas em construções multiandares, pois o sistema misto é um ótimo negócio para estruturas de vãos médios a elevados. Caracterizam pelas suas enormes vantagens na montagem, e condição de execução em quaisquer condições de clima. Possibilitam economia nas fundações devido ao peso próprio relativamente baixo e o enrijecimento da estrutura de aço pelo concreto, eliminando ou reduzindo problemas de instabilidades locais e globais. Também apresentam facilidades para a limpeza e organização do canteiro que hoje é o mais priorizado nas obras. O sistema construtivo, pode se concluir,
tem grande perspectiva de aplicação devido às vantagens oferecidas, em comparação aos sistemas convencionais que rotineiramente utilizam apenas o
aço estrutural ou o concreto armado.
RISCOS QUE SPDA ESTRUTURAL PODE CAUSAR NAS ESTRUTURAS
Pinto, Michelle O.(IC); Savegnago, Camila (IC); Silva, Mirian O. (IC);
Gatsios, Roberto P. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
SPDA estrutural é um Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas, instalado nas estruturas prediais para proteção do edifício. Essas descargas
são compostas de corrente elétrica com grande capacidade destrutiva. O SPDA convencional é composto de três elementos: o captor, as descidas e o aterramento. Ao se optar pelo estrutural, será utilizada a própria estrutura como o elemento “descida”, e a fundação como o elemento “aterramento”. O
sistema poderá ser implantado durante a execução da obra ou após a sua finalização, no entanto, o ideal é a primeira opção, pois é possível garantir a
continuidade elétrica da estrutura. Para adota-lo após a conclusão da obra, é necessário verificar se há continuidade nas ferragens estruturais para que
possam ser utilizados adequadamente como descida, e caso não estejam em conformidade o sistema não poderá ser implantado. Entretanto nas duas opções, quando mal dimensionado pode comprometer a estrutura e com isto incorrer em riscos aos usuários, pois erros no aterramento, no dimensionamento ou na distribuição dos condutores verticais ou horizontais, podem causar o rompimento da estrutura provocado pela falha do sistema de proteção.
Este trabalho tem como objetivo buscar respostas e avaliar os riscos que a implantação deste sistema pode causar nas estruturas, assim também como identificar a forma mais adequada para sua instalação.
CONSTRUÇÃO SECA – STEEL FRAME
Hélio Groto Junior (IC); Anderson Manzoli. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Esse Sistema denominado de construção seca, ou mais conhecido como steel frame, são compostos por perfis leves de aço formados a frio, a partir de
chapas de aço galvanizados, com espessuras que variam entre 0,8 e 1,25 mm. Os perfis mais usuais são denominados “guias” (perfis U simples) e “montantes” (perfis U enrijecidos). Não necessita de fundação, e sim Radier ou sapata lisa. Como demais características, esse sistema tem como fechamento
externo, placas de OSB (Oriented Strand Board) ou placas cimentícias; como fechamento interno, placas de gesso acartonado (drywall); tem também
como isolante térmico e acústico, lã de vidro ou lã de rocha; como impermeabilizante e subcobertura, Tyvek e/ou alumisol, etc; as instalações hidráulicas são feitas por PVC ou Pexcomo e a instalação elétrica é convencional; já que são placas de aço com fechamentos em OSB, sua fixação é feita com
parafusos auto perfurantes e auto brocantes. Um item que é bem interessante é o revestimento, que pode ser feito normalmente, utilizando pintura, textura, cerâmica, siding vinílico, ACM, etc., deixando um lindo visual para sua construção. Esse sistema segue em ordem as seguintes etapas de construção: Fundação tipo radier, montagem dos painéis, execução do fechamento em OSB, cobertura, estrutura das paredes internas e instalações elétricas e
hidráulicas, isolamento térmico e acústico, fechamento das paredes internas e por fim, acabamento. Como vantagens de escolha desse sistema, temos
um maior controle do processo produtivo, um controle de custos em todas as fases, com mais precisão, canteiro de obras limpo e livre de entulhos, operação simples, dispensa equipamentos e transportes pesados, adaptável a diversos projetos arquitetônicos, aceitando qualquer revestimento e acabamento, manutenção simples e econômica, melhores condições ambientais, térmicas e acústicas, paredes projetadas para suportar ventos fortes, terremotos e descargas atmosféricas, resistentes à corrosão, à umidade e ao incêndio, não sofre ataques de fungos, cupins, insetos e qualidade percebida pelo
consumidor final de forma tangível. Esse sistema é uma tecnologia inovadora de uso consagrado nos Estados Unidos e Canadá, no qual apresenta vantagens e benefícios, quando comparados com os sistemas utilizados hoje no Brasil, que é o convencional. Como conclusão da comparação feita entre o
sistema steel frame e o convencional (alvenaria), pode-se perceber as seguintes vantagens: redução de prazo extremamente significativa, impactando o
empreendimento, redução nos custos de obras e financeiros, melhoria de produtividade para o construtor através do processo construtivo mais industrializado, redução significante do desperdício nos canteiros de obras, não se utiliza fundações caras e profundas, que agridem o ambiente e padronização
do sistema que facilita o controle de qualidade. Essa tecnologia, infelizmente ainda não é muito utilizada no Brasil, mas não é por má qualidade ou algo
assim, e sim por falta de divulgação e mídia. As empresas que produzem esses materiais infelizmente ainda são poucas, mas que a cada dia está crescendo, ate chegar ao topo do mercado, aonde irá gerar concorrência com o sistema convencional de alvenaria.
FALHAS NA EXECUÇÃO DE MESTRAS NA EXECUÇÃO DE CONTRAPISO E REBOCO
Silva, José Rubens Nogueira da (IC); Manzolli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário Uniseb - Ribeirão Preto
As falhas na execução das mestras em contrapiso e reboco tem sido um problema constante nas obras. Ocorre que no contrapiso sempre aparece problema com o desnível, o que faz com que a água corra contra a posição das grelhas. Para ser corrigido tal problema é preciso quebrar o piso e regularizar o
contrapiso. Com o reboco, o procedimento não é diferente, pois quando a parede está fora de esquadro, é preciso regularizar o reboco ou assentar o piso
na diagonal. Então, nas duas falhas ocorre perda de material e de mão de obra, além de atrasar o prazo de entrega da obra e isso quando a falha é descoberta durante a execução da obra, porque quem geralmente detecta o problema é o cliente. Percebe-se que faltam trabalhos que busquem a solução para
esse problema, além de inexistir uma ferramenta para auxiliar o pedreiro neste processo. Portanto, frente a esta realidade, o objetivo deste trabalho é levantar as causas dessas falhas, bem como verificar se existe no mercado alguma ferramenta nova que possa auxiliar o pedreiro na eliminação desta falha.
87
INSERÇÃO DA BORRACHA DE PNEU NA MISTURA DO PAVIMENTO ASFÁLTICO
Sair, Diego F.(IC);Tuici, Silvio.(IC); Garcia, Gabriela. (IC);Manzolli, Anderson. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Diante do crescimento populacional considerável e consequentemente uma maior demanda por produtos industrializados, com ciclos de vida cada vez
menores, é de fundamental importância buscar alternativas que minimizem as agressões e as degradações ao meio ambiente. É importante apontar os
pneus inservíveis, pois se abandonados ou dispostos inadequadamente, que se tornam um elemento causador de sérios problemas ao meio ambiente, à
paisagem urbana e à saúde da população. No meio em que vivemos, torna-se cada vez mais necessário encontrarmos formas de evitar a exploração e
esgotamento dos recursos naturais. Com o estudo da inserção de raspas de borracha no meio asfáltico deixaríamos de descartar da natureza cerca de
200 mil pneus por Quilômetro de pavimento realizado. Além disto, é fundamental não deixar de ressaltar que a vida útil do pavimento aumentaria cerca de 90%. No caso de grandes rodovias, como há um grande tráfego viário esse tipo de pavimentação torna-se ideal, pois o pavimento asfáltico com
borracha custa somente 50% a mais do que o pavimento tradicional. A mistura do asfalto com a borracha pode nos beneficiar, favorecendo a diminuição
de manutenção na faixa de rolagem, a economia e o aumento de resistência da via, tanto por frenagem, por infiltração e pela durabilidade.
INTEGRAÇÃO PROJETO-PRODUÇÃO NO PROCESSO DE PROJETOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL
Banzatto, Cássio R. (IC); Manzoli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No processo de projeto, de projetos tradicionais da construção civil, priorizam-se as definições do produto sem considerar as dificuldades de produção,
o que contribui para o aumento de perdas materiais, de custo e para diminuir a qualidade do produto final. Entre as várias opções disponíveis para serem
consideradas no processo de projeto, este trabalho destaca a prototipagem virtual e princípios de construtibilidade. Assim o objetivo principal deste trabalho é propor mudanças aplicáveis ao projeto do produto, durante o processo de projeto, que permitam uma melhor integração com a produção. Com
essas iniciativas, espera-se que a qualidade do projeto seja superior, reduzindo o número de revisões e incompatibilidades entre os diferentes tipos de
projeto e diminuir o tempo de reação, as dúvidas e as improvisações, por parte dos agentes de produção. Houve ainda, o acompanhamento da produção
e análise de projetos, das áreas de hidráulica e elétrica, em uma obra de grande porte em Ribeirão Preto – SP, por parte do pesquisador. Além disso, este trabalho ainda obteve respostas, dos agentes de produção, sobre dificuldades de produção em detrimento do projeto. Percebeu-se que no processo de
projeto (a) a prototipagem virtual tem papel fundamental para melhorar compatibilidade entre os diferentes projetos, (b) deve-se considerar as limitações tecnológicas da produção, (c) é extremamente necessário considerar princípios de construtibilidade como simplificação pela redução do número
de partes e passos, padronização de componentes e processos e minimizar os tempos de percepção, decisão e manipulação nas operações de montagem.
ESTUDO DAS PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DE TIJOLOS ECOLÓGICOS DE SOLO-CIMENTO
Teixeira, Guilherme A.(IC); Gomes, Ricardo A. M. P. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A preocupação com o ambiente já atingiu o setor da construção civil há algum tempo e a busca por sistemas construtivos que permitem a racionalização,
a reciclagem e a reutilização de materiais tanto de construção quanto de outras fontes - lixo, por exemplo- sem que se perca a qualidade destes, vem
crescendo nos últimos anos. Com esta ideia, vem-se resgatando o uso do tijolo de solo-cimento com maior intensidade e estudos sobre este material são
de fundamental importância para que se tenha seu comportamento físico-químico melhorado, uma vez que este depende de processos físicos para sua
fabricação e químicos para sua composição e cura. Este material, também chamado de ecológico, pois não precisa ser cozido, ou seja, não há a necessidade de se queimar madeira e/ou carvão na sua fabricação, é feito em prensas manuais e parece ser uma alternativa viável dentro dos quesitos já citados, porém, antes de afirmá-lo como tal, as suas propriedades físicas e mecânicas devem ser estudadas. Em alguns casos, estes tijolos podem ser feitos
no próprio local da construção, ou seja, ele utiliza o próprio solo que é retirado no processo construtivo. Além disto, pode-se colocar restos de construção e de demolição na sua fabricação o que causaria um menor impacto ambiental e aumentaria a reutilização destes materiais. Neste contexto, esta
pesquisa surge com a ideia de contribuir para a melhoria deste material, ao estudar tais propriedades e, se possível, buscar um teor de umidade ótimo e
condições melhores para sua produção. Apesar de ser provável que, em sua maioria, as suas propriedades físicas e mecânicas estejam bem próximas
das especificações, deve-se comprovar este fato e buscar a otimização destas. Até porque a forma como estes tijolos são fabricados também pode ser
otimizada, o que resultaria na melhoria de suas propriedades. Porém, revisando a literatura sobre o assunto, o que se viu foi que em alguns casos as propriedades estavam muito distantes das especificações, como se viu, por exemplo em Souza (2011), o que torna importante verificar se tal fato se estende
para outros. Como métodos de análise, tanto de tijolos quanto do solo que os compõem, optou-se por Ensaios de Compressão, que são aqueles em que
uma peça ou corpo de prova é submetido a um esforço que tende a encurtá-lo até a sua ruptura, assim, é possível conhecer como o material reage aos
esforços ou cargas de compressão, daí a sua indicação para avaliar tais características; Ensaios Granulométricos de peneiramento e sedimentação, que,
segundo Carvalho (1994), são bons para se conhecer o tamanho das partículas que compõem o solo e Ensaio de Casagrande que, segundo Vargas, mede
a resistência ao cisalhamento do solo para um dado teor de umidade medindo-se o número de golpes necessários ao deslizamento dos taludes da amostra. Ao final desta pesquisa, pretende-se responder a seguinte questão proposta: Os tijolos ecológicos de solo-cimento que são utilizados hoje têm suas
propriedades físicas e mecânicas dentro das especificações?
LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO DO ESTACIONAMENTO DA UNISEB EM RIBEIRÃO PRETO
Faria, Fabrício L.(IC); Bezerra, Nabil B.(IC); Mantovani, Bruno(IC); Fortes, Yuri F(IC); Endo, Rodrigo R.(IC); Cansian, Aline(IC); Manzoli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O objetivo desse trabalho é fazer o levantamento planialtimétrico do estacionamento da UNISEB em Ribeirão Preto, no sentido de maximizar o uso das
vagas do estacionamento. Trata-se de um levantamento planialtimétrico de um estacionamento localizado na Rua Abrahão Issa Halack, na cidade Ribeirão Preto – São Paulo, em frente ao número 980, com confrontantes desconhecidos. O material utilizado será uma estação total, um bastão contendo um
prisma, para o levantamento e mensuração do terreno do estacionamento. Após o levantamento será utilizado um software CAD, para ser feita a matrícula
do terreno. O resultado esperado é melhorar a utilização do estacionamento, aumentando o número de vagas a serem aproveitadas, melhorando assim o
fator segurança, trazendo assim conforto aos usuários.
88
IMPLEMENTAÇÃO DE USINA PARA RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (RCC) COMO AÇÃO
PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
Assis, Paulo A. L.(IC); Manzoli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O setor de construção civil é responsável por uma parcela considerável de resíduos em toda sua cadeia produtiva, seja na extração dos recursos naturais,
no processo produtivo até o descarte dos rejeitos durante o ciclo de vida de seus produtos, ocasionando problemas sociais e ambientais para as cidades
e grandes centros, a instalação da usina de Reciclagem de entulho no Município tem objetivo de atender e resolver vários problemas de ordem ambiental, social e econômico observado na quase totalidade do município ela irá gerar para a cidade de Ribeirão Preto uma alternativa econômica para os próximos anos, podendo destinar o excedente para a confecção de subprodutos como: blocos de concreto para vedação sem função estrutural, fabricação
de pavimentos intertravados (bloquetes), gabiões para a estabilização de encostas, guias, terraplenagens, drenagens. A areia reciclada pode substituir a
areia natural para a colocação de dutos e tubos e ainda fornecer materiais para base e sub-base de pavimentação rodoviária, dessa forma otimizando a
utilização dos próprios resíduos de forma mais barata. A metodologia de pesquisa é teórica, pautada em revisão bibliográfica sobre o tema.
MISTURA ASFALTICA – SMA (STONE MATRIX ASPHALT)
Venegas, Paulo Ricardo Fernandes (IC); Manzoli, Anderson (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil- Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Atualmente, o asfalto comum (betume espesso, de material aglutinante escuro e reluzente, de estrutura sólida, constituído de misturas complexas de hidrocarbonetos não voláteis de elevada massa molecular, além de substâncias minerais, resíduos da destilação a vácuo de petróleo bruto) é usado comumente para a pavimentação de vários tipos de ruas e rodovias, devido o baixo custo. Porém, o desgaste encontrado, tanto no asfalto quanto nas borrachas dos pneus dos veículos que trafegam por essas ruas ou rodovias é grande, devido ao atrito exercido em ambos. O uso do concreto como asfalto
seria ideal, mas o custo é muito alto. Como uma nova possibilidade, apresentando um menor desgaste e maior segurança de frenagem do que o asfalto
de betume e menor custo final que o asfalto de concreto, existe uma mistura asfáltica denominada: SMA (stone matrix asphalt, como é conhecido nos
EUA), ou Mistura Asfáltica de graduação descontínua. O SMA é aplicado em vários países europeus, com o intuito de corrigir afundamentos em trilhas
de rodas, aumentando a segurança (maior atrito e aderência pneu-pavimento), resistência ao trincamentos e desagregações, redução de ruído entre outros fatores que merecem ser pesquisados. Como objetivo geral, busca-se comparar os tipos mais usuais de asfaltos com a mistura asfáltica de graduação descontínua – SMA – e avaliar quais seriam os benefícios ou malefícios obtidos com a substituição do material. Para verificar os benefícios devese efetuar testes como frenagem, deformação do pavimento, qualidade do rolamento, teste de micro e macro rugosidade (atrito e aderência pneu - pavimento); verificar a drenabilidade de água, aquaplanagem entre outros, comparando a via asfáltica comum com a via asfáltica utilizando SMA.
AVALIAÇÃO TÉCNICO - ECONÔMICO DA VIABILIDADE DE UTILIZAÇÃO DE ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA NA
CONSTRUÇÃO CIVIL
Jordão, Caio A.(IC); Fagury, Samir. (CO); Buttler, Alexandre. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
Atualmente o mercado da construção civil brasileiro avança exponencialmente diante da estagnação dos mercados europeus e norte-americanos; fato
este impulsionado sobremaneira pelos incentivos fiscais, facilidade de financiamento e com a proximidade de grandes eventos esportivos como a Copa
do Mundo (2014) e as Olimpíadas (2016). Com isso, as empresas procuram a oportunidade para lançamento de novos materiais de construção, porém
fazer o uso hoje em dia de novos materiais no mercado da construção civil tem sido um grande desafio, ora por conta de um preço não competitivo em
um primeiro momento, ora pelo preconceito mercadológico relativo a um novo produto. No cenário atual da construção, as argamassas de assentamento
são produtos que ainda demandam um período de preparo no local de construção (a mistura dos materiais realizada por serventes ou pedreiros, quais
nem sempre seguem a dosagem de projeto, o que compromete diretamente as características finais do material: resistência, módulo de elasticidade e aderência à alvenaria cerâmica). O objetivo deste trabalho é avaliar aspectos técnicos e econômicos de um tipo de argamassa industrializada – Construfix,
em relação às argamassas produzidas diretamente em obras civis. Estudos indicam que as argamassas industrializadas apresentam diversas vantagens
sobre as argamassas produzidas em obra, pelo fato que a argamassa industrializada apresenta uma dosagem padronizada, a facilidade de utilização até
otimização de tempo e ganho de produtividade. Com isso, acredita-se que as empresas do setor tendam a obter uma margem de lucro maior em questões de supressão de desperdícios e resíduos, assim como prazos mais curtos para entrega de empreendimentos. A metodologia aplicada a esta pesquisa
consiste em ensaios laboratoriais comparativos entre alvenarias com argamassas convencionais, traços regionais, e a argamassa industrializada Construfix, que além de tudo pode ser aberta e armazenada para utilização em outras etapas ou outras obras, sem alterar suas características evitando assim
sobras eventuais e desperdício. Com este estudo pretende-se analisar além de custo da utilização da argamassa industrializada na construção civil, verificar também a relação custo-qualidade-durabilidade, conforme NBR 15575.
FUNCIONAMENTO DA CENTRAL DE CONCRETO CONTROLE DE QUALIDADE
Mondelli, Fabrizio L. (IC); Gomes, Ricardo A. M. (O)
[email protected]
Curso de Engenharia Civil - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O concreto está presente em nossa rotina mais do que percebemos, provavelmente, por ter sido descoberto há milênios. Pode variar de acordo com os
materiais misturados, sejam eles: Vários tipos de cimento com diferentes adições, granulometrias e elementos da brita e areia, aditivos que transformam
características natas, bem como a quantidade de cada elemento. Apesar de todos esses anos e estudos, não podemos mantê-lo exato em uma linha de
produção, pois inúmeras são as chances de erro que ocasionam uma variação na resistência. Contudo, é possível manter um desvio padrão na Central,
testando num laboratório em menor volume e número de pessoas que executam o trabalho e assegurando todos os setores da produção. Dentre todos esses problemas, devemos prever a resistência aos 28 dias acompanhando os resultados em datas específicas e compará-los às antigas misturas. Devido ao
aprendizado prático obtido numa das maiores Concreteiras do mundo, a pesquisa baseia-se em normas, anotações\observações, visitas e ensinamentos
diários que possam garantir o bom funcionamento da central de concreto.
89
Engenharia da Computação
90
BALÃO FOTOGRÁFICO
Candido, Leandro Rosendo (IC); Borissevitch, Galina (O)
[email protected]
Curso de Engenharia de Computação - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A ideia do projeto consiste em tirar fotos do espaço com baixo custo utilizando uma câmera fotográfica, um telefone celular e um balão meteorológico.
Para sabermos a altura e a temperatura que atingiremos serão utilizados um termopar e um sensor de pressão. Depois de processadas as informações por
um microcontrolador, este deverá gerar um arquivo (.txt) e armazená-lo em um SD card. O hardware da câmera será modificado para que o celular possa controlá-la, hora a câmera deverá estar filmando e hora deverá estar tirando fotos, e todas essas fotos serão armazenadas num SD card. O celular além
de controlar a câmera, irá enviar hora, fotos, vídeos, coordenadas latitudinais e longitudinais e arquivo armazenado no SD card para algum web site de
hospedagem de arquivos (ex.: dropbox, Google drive, megaupload...) via 3G (quando possível). Esse processo deverá se repetir com escolhidos intervalos de tempo (ex.: 5min em 5 min.). Com a hora e o arquivo será possível calcular a altura em que o balão esta e a velocidade da sua subida. Com as
coordenadas será possível localizar o balão para conseguir encontrá-lo depois de descida. O balão preenchido com gás hélio (aproximadamente 1 metro
cúbico) pode subir mais que 25 Km de altura, quando este estoura e aciona o sistema de pára-quedas que trará o projeto de volta a terra com danos mínimos. Todo o sistema eletrônico será protegido de baixa temperatura. Esse projeto englobará varias áreas do conhecimento como física, fenômenos do
transporte, eletrônica, programação embarcada, programação para o sistema android, telecomunicações, entre outras.
91
Engenharia de Produção
92
SISTEMA DE TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTAS (TRF)
Ávila, Wenderson L. N. (IC); Barros, Thiago O. (IC); Pereira, Guilherme T. R.(IC); Bossi, Thiago F. (IC); Valetim, Onivaldo (O)
Curso de Engenharia de Produção - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O TRF é essencial na redução do tempo e consequentemente dos custos nos processos produtivos, reduzindo o tempo de setup. Sendo assim serão analisadas as vantagens de se aplicar o TRF. O sistema de troca rápida de ferramentas surgiu nos anos 50, quando Shigeo Shingo percebeu que poderia padronizar e aperfeiçoar as preparações das máquinas para assim reduzir o tempo de setup das mesmas. O TRF é um método aplicado para reduzir os
tempos de setup de máquinas em ambiente fabril. Aplicado o TRF o tempo de setup será reduzido em até 98%, aumentando assim a capacidade real da
máquina e consecutivamente elevando a produtividade geral. O setup é o tempo de preparação pré-produção, ou seja, durante este período a produção
é igual a zero. Sendo o processo necessário para garantir o padrão e qualidade da produção, é essencial que este seja feito com perfeição. Para que o
setup seja feito em pouco tempo, com qualidade e com extrema facilidade deve-se aplicar o sistema de troca rápida de ferramentas. Como metodologia,
será realizada a pesquisa teórica por meio de levantamento bibliográfico referente a estudos atuais sobre a temática proposta, o enfoque á descritivo,
visando apresentar as características e relevância do tema para o melhoramento do planejamento e controle da produção.
INFLUÊNCIA DE FENÔMENOS CLIMÁTICOS NO MERCADO DE PRODUTOS VETERINÁRIOS
Navarro, Raphael L.(IC); Salomão, Douglas .(IC); Stopa, Flávio. (IC); Vicari, Flávio (CO); Cavali, Wagner (O)
[email protected]
Curso de Engenharia de Produção - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O fenômeno natural El Niño, que provoca aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial, modificando os padrões climáticos em todo o planeta, perdeu força no início de 2010, dando lugar ao fenômeno La Niña. Menos conhecido da população em geral, o La Niña também
causa mudanças climáticas temporárias em escala global, alterando a circulação e o transporte de calor e de umidade em vários pontos do planeta. Ao
contrário do El Niño, o La Niña apresenta o resfriamento da camada superficial das águas do Pacífico tropical. Ambos os fenômenos são responsáveis
por eventos climáticos extremos no mundo, e no Brasil alteram os padrões pluviométricos, provocando longos e intensos períodos de estiagem e/ou
precipitação em forma de tempestades com grandes volumes de chuva em períodos curtos de tempo. Assim como o El Niño, o La Niña ocorre em intervalos de 2 a 7 anos, com duração de, aproximadamente, 9 a 12 meses. Por outro lado, as alterações de temperatura no Pacífico ou TSM (temperatura
da superfície do mar) são diferentes: em anos de La Niña, a TSM sofre queda de 1 a 2ºc . 2ºC enquanto em eventos de El Niño a TSM aumenta, em
média, de 4 a 5ºC. Nosso principal objetivo ao realizar a pesquisa é correlacionar fenômenos naturais com a indústria, mostrando suas influências e impactos nas vendas. Escolhemos uma indústria do ramo de medicamentos veterinários, pois o clima tem fundamental importância neste segmento e por
abranger praticamente todo o território nacional. O tema se mostra bastante atual e relevante, pois o Brasil possui um imenso território possuindo grande diversidade de ecossistemas, fauna, flora, além de ser um grande exportador de bovinos e suínos (principal mercado que nossa indústria procura atender). A pesquisa se assenta no estudo de caso, utilizando controle estatístico para tomada de decisões na Administração estratégica.
93
Fisioterapia
94
EQUILÍBRIO E MOBILIDADE DE IDOSOS: INFLUÊNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA E DA INSTITUCIONALIZAÇÃO
Sousa, Juliana A. (IC) ; Silva, Patricia (O).
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O envelhecimento é um dos maiores desafios que o ser humano deve enfrentar. A população idosa vem crescendo e torna- se cada vez mais importante
para a estrutura da sociedade. A capacidade funcional ao longo da vida vai reduzindo, na terceira idade é importante manter independência e prevenir
incapacidade, por isso, reabilitar e garantir qualidade de vida. As causas associadas às quedas podem ser classificadas como intrínsecas ou extrínsecas.
Objetivo: Avaliar e correlacionar o equilíbrio e a mobilidade de idosos institucionalizados e idosos praticantes de atividade física. Método: Participaram
do estudo 30 voluntários com idade entre 65 e 85 anos, recrutados na Clínica de fisioterapia do UNISEB-COC e Academia Atlética. Os mesmos foram
divididos em dois grupos: Grupo A (n = 15) idosos praticantes de atividade física; e Grupo B (n=15) idosos sedentários. Foi utilizado o teste Time up go
(TUG) isolado, TUG cognitivo e a escala de Berg para avaliar a mobilidade, agilidade e equilíbrio dos idosos. Resultados: Os escores médios na escala
de Berg dos grupos sedentários e ativo foram 34,92±12,83 pontos e 50,75±4,09 pontos, respectivamente (p < 0,0005). Tempo para a realização do teste
TUG isolado dos grupos sedentários e ativo foram 23,11± 6,73 segundos e 6,15±1,35 segundos, respectivamente (p < 0,0001). No TUG cognitivo dos
grupos sedentários e ativo foram 45,44±21,97 e 6,99±1,36 segundos, respectivamente (p < 0,0001). Conclusão: A análise dos escores de Berg evidenciou que o grupo sedentário apresentou 1,45 vezes mais risco de queda que o grupo ativo. O TUG isolado e cognitivo do grupo sedentário indica alto
risco de queda. O desempenho na escala de Berg e no teste de TUG foi pior no grupo sedentário quando comparado com o grupo de idosos ativos, sugerindo que a prática regular de atividade física pode prevenir o risco de queda em idosos.
AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E SINTOMATOLOGIA ÁLGICA ANTES E APÓS UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL
Salvador, Fernanda F.(IC); Soncino, Cristiane (CO); Freitas, Fabiana C. T. (O);
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A fisioterapia no trabalho tem como objetivo corrigir vícios posturais, diminuir a incidência de doenças ocupacionais, promovendo assim um aumento
na qualidade de vida no trabalho. O fisioterapeuta atua nesta área de maneira preventiva e terapêutica, onde uma das formas de atuação é com a ginástica laboral (GL). A GL pode ser definida como uma pausa ativa realizada de forma voluntária e coletiva onde são realizados exercícios visando o aumento da qualidade de vida, reduzindo dores, fadiga, estresse e prevenindo o aparecimento de LER/DORT. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito
da GL compensatória na redução de queixas de dores osteomusculares e melhora na qualidade de vida laboral em trabalhadores administrativos de uma
escola de idiomas. Antes e após a intervenção com a GL foram aplicados dois questionários, o de Qualidade de Vida e Saúde (QVS-80) e o Diagrama
de Corllet (DC), para avaliar a qualidade de vida de cada funcionário e também as dores que cada um possuía. A GL foi realizada duas vezes semanais,
com duração média de 15 minutos por 12 semanas. Os exercícios foram explicados verbalmente e demonstrados pela pesquisadora para que houvesse
uma melhor compreensão. Como resultado do DC, os segmentos que tiveram um melhor resultado foram cervical, onde antes da intervenção 40% não
tinham dor, 40% dor leve e 20% moderada; após a GL 70% não tinham dor e 30% dor leve. As costas (superior) no inicio 40% não tinham dor, 40%
dor leve e 20% dor moderada e após, 70% não tinham dor, 10% dor leve e 20% dor moderada. Nas costas (médio) 40% não tinham dor, 30% dor leve
e 30% dor moderada e após, 80% sem dor, 10% dor leve e 10% dor moderada. No braço direito, de inicio 70% não tinham dor e 30% dor leve e após,
100% não tinham dores. No braço esquerdo 70% não tinham dor, 20% dor leve e 10% dor moderada e depois 100% sem dor. No joelho direito 60%
não tinham dor, 30% dor leve e 10% dor intolerável e após a intervenção com GL 90% sem dor e 10% com dor leve. E por ultimo, no joelho esquerdo,
70% não tinham dor e 30% dor leve e depois 90% sem dor e 10% dor leve. De acordo com o QVS-80, foi constatado que antes da GL, 20% tinham
uma saúde excelente, 70% boa e 10% regular, após, 30% excelente, 60% boa e 10% regular. A qualidade do sono foi avaliada em 20% excelente, 50%
bom e 30% regular, no pré e 20% excelente, 60% bom e 20% regular no pós. Como se sentem em seu horário de trabalho, 10% respondeu excelente e
90% bem e depois 20% excelente, 70% bem e 10% regular. A mesma pergunta foi feita para o horário de lazer, 30% respondeu excelente e 70% bem,
após a GL 70% excelente e 30% bem. Outra pergunta era se realizavam atividades físicas regularmente, 10% respondeu frequentemente, 20% às vezes,
50% muito raramente e 20% nunca, e no pós 10% muito frequentemente, 30% às vezes, 50% muito raramente e 10% nunca. Foi perguntado se a GL
trouxe beneficios, 20% disse que muito frequentemente, 60% frequentemente e 20% às vezes. Por ultimo como avalia a sua qualidade de vida, antes da
GL 60% respondeu boa e 40% regular e depois 10% muito boa, 60% boa e 30% regular. Concluindo a fisioterapia laboral trouxe benefícios para estes
trabalhadores, tanto no seu horário de trabalho ou de lazer, diminuindo também as dores osteomusculares.
CAPACIDADE FUNCIONAL E FORÇA DE PREENSÃO PALMAR EM IDOSOS SEDENTÁRIOS E PRATICANTES DE
ATIVIDADE FÍSICA.
José, Talita M. (IC); Silva, Patrícia. (O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A população idosa no Brasil e no mundo esta cada vez maior, Segundo o IBGE no mundo, em 2050, um quinto da população será de idosos. A prática
regular de atividade física por idosos pode melhorar a capacidade física, proporcionar ganhos funcionais que reduziria o risco de quedas. Objetivo: avaliar e correlacionar à distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos com a força de preensão palmar em idosos sedentários e praticantes
de atividade física. Método: Para a realização do estudo foram formados dois grupos experimentais: Grupo 1 (n=10) idosos sedentários e institucionalizados com idade média 68,3 ± 3,62 anos e destros; Grupo 2 (n=10) idosos praticante de atividade física com idade média 74,4 ± 8,07 anos e destros.
Foram excluídos do estudo idosos com alteração visuais, ortopédicas e cognitivas. Para a avaliação foi utilizado o teste de caminhada de seis minutos
e o teste de preensão palmar. Para mensurar a força de preensão palmar foi utilizado dinamômetro mecânico da marca JAMAR®, sendo realizadas três
medidas e obtida a média. Os resultados foram submetidos à análise estática. Resultados: A força de preensão palmar direita média dos grupos institucionalizados e praticante de atividade física foram 31,9 ± 1,20KgF e 21,4 ± 7,14KgF, respectivamente (p < 0,0001). A distância percorrida no teste de
caminhada de 6 minutos o grupo institucionalizado e praticante de atividade física foram 361,9 ± 54,82 metros e 500,8 ± 39,00 metros, respectivamente (p < 0,0001). O desempenho funcional no teste de caminhada seis minutos e a força de preensão palmar foi pior no grupo institucionalizado quando
comparado com o grupo ativo, sugerindo que a prática regular de atividade física reduz o risco de quedas dos idosos e promove o aumento da força
muscular global.
95
AVALIAÇÃO DOS FATORES DE RISCO OCUPACIONAIS E DO PICO DE FLUXO EXPIRATÓRIO EM TRABALHADORES
Zagui, Michelle V.(IC)¹; José, Talita M.(IC)¹; Martins, Caio P.(IC)¹; Oliveira, Verônica X.(IC)¹; Domingos, Kétory A.(IC)¹; Pereira, Jeniffer L. (IC)¹; Lopes,
Larissa O.(IC)¹ Silva, Cristiane S. (CO)² ; Freitas, Fabiana C. T.(O)³
[email protected]
1
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto.
² Docente e Coordenadora do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto.
³ Docente do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto.
Introdução: A poluição do ar nos ambientes de trabalho associa-se a uma extensa gama de doenças do trato respiratório que acometem desde o nariz
até o espaço pleural. Entre os fatores que influenciam os efeitos da exposição a esses agentes estão os riscos químicos, físicos e as características próprias do indivíduo como herança genética, doenças preexistentes e hábitos de vida, como o tabagismo e o sedentarismo. Havendo a exposição dos trabalhadores a estes fatores de risco, sem medidas preventivas e intervenção, acredita-se que possa evoluir para doenças respiratórias, tais como: asma,
bronquite, rinite, faringite, pneumonite e afecções respiratórias devido a inalações de produtos químicos.
O pico de fluxo expiratório é o exame que avalia a função pulmonar como: força e velocidade de saída do ar de dentro dos pulmões em litros por minuto. Suas principais vantagens são: método econômico, prático, não invasivo e com resultados imediatos. Se acaso houver o estreitamento das vias
aéreas este será evidenciado, direcionando o tratamento para todos os níveis de atenção (primário, secundário e terciário). Objetivos: Analisar os fatores de risco ocupacionais e avaliar o fluxo expiratório em trabalhadores do ramo de tintas e revestimentos. Método: Estudo descritivo, exploratório
com análise quantitativa dos dados. Foram avaliados três trabalhadores de uma empresa do ramo de tintas e revestimentos, que produz texturas e grafiatos, na cidade de Ribeirão Preto, SP. Utilizou-se o medidor de pico de fluxo expiratório Mini-Wright modelo adulto. Para a medida, posicionou-se o
sujeito sentado, o bocal do aparelho e as narinas foram obstruídas. Orientou-se que expirasse rápida e forçadamente após uma inspiração máxima e
lenta. Foram realizadas três medidas e ao final calculou-se a média destas e escolheu-se a maior medida. Resultados: Quanto à observação do local de
trabalho destacam-se os seguintes riscos ocupacionais: Químicos (exposição a produtos químicos e exposição a pó mineral); Físicos (iluminação inadequada, má ventilação e temperatura elevada); Ergonômicos (posturas inadequadas em posto de trabalho e sobrecarga) e de Acidentes (maquinários
sem selos de segurança). Em relação à caracterização dos trabalhadores todos são do sexo masculino, cor branca, casados, o grau de escolaridade varia de segundo grau incompleto a terceiro grau incompleto, todos são sedentários e não-fumantes. Dois sujeitos relataram sintomas respiratórios, tais
como tosse seca, obstrução nasal e coriza eventual, contudo não possuem doença respiratória clinicamente diagnosticada. Quanto à medida do pico de
fluxo, os valores médios encontrados em cada sujeito foram 480, 463,33, 343,33, sendo que os valores de referência são, respectivamente, 596, 527,
577. Conclusões: Os trabalhadores avaliados estavam expostos a fatores de risco que favorecem a evolução de sinais e sintomas para doenças respiratórias. Além disso, o sedentarismo, a medida de pico de fluxo abaixo dos níveis recomendados e queixas de sintomas respiratórios faz com que estes
trabalhadores necessitem de medidas preventivas, acompanhamento e intervenções fisioterapêuticas.
AVALIAÇÃO DOS SINAIS E SINTOMAS DE DOR OSTEOMUSCULAR E DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO (DORT) EM METALÚRGICOS
Domingos, Kétory A.(IC); Silva, Cristiane S. (CO); Freitas, Fabiana C T. (O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A prevalência dos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) é decorrente das transformações do trabalho e das empresas, que envolve o estabelecimento de metas e produtividade e também os limites físicos e psicossociais dos trabalhadores. DORT é uma síndrome relacionada ao
trabalho, que tem como características sintomas concomitantes ou não, como: dor, parestesia, sensação de peso e fadiga, de aparecimento insidioso. Esses sintomas geralmente apresentam- se em membro superior, mas também podem ocorres em membro inferior. A indústria metalúrgica, principalmente
as relacionadas a montagem de produtos, têm como problema a repetitividade, concentração da tarefa, destreza manual com impacto nos sistemas muscular e esquelético, o que causa danos à saúde do trabalhador e ao desempenho de suas atividades. O objetivo do presente estudo foi avaliar a presença
de fatores de risco e sinais e sintomas de DORT e dor osteomuscular em metalúrgicos de uma empresa da cidade de Pontal (SP). O estudo contou com
a participação de 15 funcionários, de uma empresa metalúrgica, com idade entre 20 e 49 anos. Utilizou-se para a coleta de dados o Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares (QNSO) e o Formulário para caracterização de fatores de risco, sinais e sintomas para distúrbios osteomusculares
relacionados ao trabalho. Os resultados evidenciaram que todos os trabalhadores executam suas atividades em período integral, período fixo, na postura de pé, sendo que 80% realizam movimentos repetitivos e todos realizam força durante o trabalho. Durante a jornada de trabalho, 73% não realizavam pausas e apenas 26% realizavam-na, sendo que essas passivas, para descanso, não controladas pela chefia. As queixas álgicas de origem osteomusculares, os sinais e sintomas mais frequentes, durante a atividade laboral foram: trocando de mão para realizar alguma atividade 53%; sentido os
braços mais cansados quando tem que mantê-los elevados acima do nível da cabeça 46%; evitando usar uma das mãos ou dos braços 33%; substituindo o uso da mão pelo braço 26%. Os sinais e sintomas mais frequentes fora do ambiente e da atividade de trabalho, foram: evitando usar uma das
mãos ou dos braços 40%; agitando as mãos porque estavam adormecidas ou formigando 33%; sentido os braços mais cansados quando tem que mantê-los elevados acima do nível da cabeça por algum tempo 33%; trocando de mão para realizar alguma atividade 20%. Em relação às dores e desconforto, constatou- se que nos últimos 7 dias o segmento mais acometido, foi o pescoço, lombar e os joelhos. Os sintomas apresentados são manifestados, durante a atividade de trabalho como também fora do ambiente laboral. Diante dos resultados obtidos, pode se afirmar que o trabalho dos metalúrgicos apresenta fatores de risco para DORT e dor osteomuscular, sendo necessária a implantação de medidas compensatórias durante a jornada de
trabalho, adaptação de mobiliário, pausas e medidas preventivas, pois 80 % dos trabalhadores relataram sentir dor durante a atividade de trabalho.
REABILITAÇÃO DA MOBILIDADE, EQUILÍBRIO E MARCHA APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: REVISÃO
BIBLIOGRÁFICA
Chinarelli, Tamiris da Silva (IC); Baptista, Cyntia Rogean de Jesus Alves de (O)
Curso de Fisioterapia – Centro Universitário UNISEB
O Acidente Vascular Encefálico (AVE), causado por uma interrupção do fluxo sanguíneo ao cérebro devido à formação de trombo dentro do sistema
vascular ou deslocamento de êmbolo, acarreta disfunções motoras que comprometem o equilíbrio, a mobilidade, a marcha e o desempenho nas atividades de vida diárias (AVDs). Na reabilitação física, várias abordagens terapêuticas estão disponíveis, porém poucos estudos explicam com clareza o impacto dessas abordagens na mobilidade e equilíbrio. O objetivo desse estudo foi verificar as evidências de efetividade das abordagens fisioterapêuticas
usualmente presentes na prática clínica através de uma revisão bibliográfica em bases de dados nacionais e internacionais sobre a atuação da fisioterapia na mobilidade, marcha e equilíbrio em pacientes com AVE. Foi realizado um levantamento bibliográfico nas bases de dados Lilacs, Scielo, PubMEd,
Medline e PEDro, no período de Maio a julho de 2012 .
96
EFEITO DO ALONGAMENTO MUSCULAR AGUDO SOBRE O DESEMPENHO FUNCIONAL DE MEMBROS INFERIORES
Mian, Rafael. (IC); Martins, Caio. (IC); Silva, Cristiane S.(CO); Lobato, Daniel F. M.(O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Atualmente o nível de exigência sobre atletas vem sendo cada vez maior, na busca de bons resultados, melhores índices e estratégias de treinamentos
mais eficazes. Assim, os métodos de pesquisas buscam resultados específicos, tornando os treinamentos mais direcionados na tentativa de minimizar
os déficits de cada atleta ou aprimorá-los ainda mais. Neste contexto o alongamento vem trazendo controvérsias em relação aos seus benefícios, no que
diz respeito ao desempenho muscular. O tema é divergente e apesar de várias pesquisas sobre o assunto, ainda não se obteve uma resposta conclusiva.
Enquanto a maioria dos autores descreve que o alongamento muscular antes da realização de atividade física provoca queda do rendimento, alguns afirmam que o alongamento não tem influência sobre a performance em atividades físicas. Desta forma o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do alongamento muscular agudo em membros inferiores sobre a performance de atletas em testes de salto e verificar se o desempenho funcional nos testes
de salto é influenciado de forma diferenciada pela realização do alongamento muscular agudo. O projeto avaliou 10 atletas de uma agremiação esportiva, do sexo masculino, com idade entre 14 e 17 anos. Estes foram submetidos a dois testes funcionais de salto (triple hop test e six-meter timed hop
test), antes e após o alongamento (em apenas um dos membros inferiores, o que foi determinado aleatoriamente através de sorteio) e avaliados quanto
a performance para comparação entre o membro alongado e o membro controle. O alongamento efetuado visou principalmente os músculos agonistas
do movimento do salto (extensores de quadril, extensores de joelho e flexores plantares de tornozelo). A análise estatística pelo teste t-Student revelou
que não houve diferença significativa (p=0,05) entre o desempenho pré e pós-alongamento do membro submetido à intervenção tanto no triple hop
test (p=0,66), como no six-meter timed hop test (p=0,82). Da mesma forma não houve diferença significativa nos membros controle, tanto no triple hop
test (p=0,24), como no six-meter timed hop test (p=0,39). Portanto, não houve nenhuma diferença entre os desempenhos pré e pós-alongamento e pré
e pós-controle, ou seja, a realização do alongamento agudo não interferiu na performance dos atletas. Deste modo, não podemos afirmar que essa técnica leva a uma piora da performance, tal como hipotetizado previamente por alguns autores.
RESTAURAÇÃO DE MOBILIDADE E FORÇA APÓS FRATURA DO PROCESSO ESTILÓIDE DA ULNA – UM RELATO
DE CASO
Chinarelli, Tamiris S. 1(IC); Morais, Juliana S. 1(IC); Lobato, Daniel F.M. (O)
[email protected]
1
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As fraturas do processo estilóide da ulna raramente ocorrem de forma isolada, estando geralmente associadas às fraturas de extremidade distal de rádio.
Por sua vez, estudos indicam que mais de 40% das fraturas da extremidade distal do rádio ocorrem com uma fratura do processo estilóide de ulna associada. Esse tipo de fratura geralmente acontece por trauma indireto, decorrente de uma queda com a mão espalmada com antebraço em hiperpronação.
A abordagem de tratamento mais indicada varia de acordo com a gravidade da lesão e da presença de lesões associadas. O presente estudo de caso refere-se à reabilitação do paciente L.B.S, gênero masculino, 12 anos, com diagnóstico clínico de fratura distal de ulna esquerda (processo estilóide) e
suspeita de lesão de fibrocartilagem triangular esquerda. Sua queixa principal consistia em fortes dores ao apoiar a mão esquerda e ao carregar peso. Ao
exame físico, suas principais limitações foram à redução da amplitude de movimento e da força dos músculos que atuam sobre o punho. Deste modo, o
objetivo do tratamento proposto foi o de aumentar a amplitude de movimento (ADM) geral do punho esquerdo, bem como a força muscular que atua
sobre essa articulação para possibilitar retorno à prática esportiva. Os atendimentos foram realizados em ambiente clínico, durante 3 meses, 3 vezes
por semana com duração de 50 minutos cada sessão. O tratamento inicial (Fase 1) foi composto por aplicação local de bolsa de gelo por 20 minutos,
tração articular de punho, alongamento passivo de flexores e extensores de punho, mobilização articular posterior de ulna (para ganho de extensão de
punho), mobilização articular em deslizamento do carpo (para aumentar o desvio ulnar). Após o controle da dor e melhora da ADM, iniciou-se a Fase
2, que priorizou a realização de exercícios de fortalecimento muscular para flexores e extensores de punho e dedos, bem como de pronadores e supinadores do antebraço, utilizando padrões de movimento em diagonal de Kabat. Ainda, foi incentivada a realização de exercícios proprioceptivos utilizando bola suíça, prancha de equilíbrio e de flexão de braço em cadeia cinética fechada (com apoio na parede, evoluindo para exercícios de flexão de
braço no solo, com descarga de peso corporal). Após o tratamento realizado (14 sessões), houve resolução completa da dor, que inicialmente era graduada em 7 (em uma escala de 0 a 10, onde 0 representa nenhuma dor e 10 a máxima dor suportável), bem como melhora da força muscular, representada por uma alteração de força de grau 4 para grau 5 em pronadores e supinadores do antebraço, abdutores (desvio radial), adutores (desvio ulnar),
flexores e extensores de punho esquerdo. Além disso, houve melhora da mobilidade ativa do punho: valores pré-tratamento - extensão = 20º, flexão = 64º,
supinação = 50º, pronação = 78º, desvio radial = 48º e desvio ulnar = 30º / valores pós-tratamento - extensão = 58º, flexão = 76º, supinação = 90º, pronação = 90º, desvio radial = 48º e desvio ulnar = 62º. Deste modo, verificou-se que o tratamento proposto foi efetivo para melhora da dor, força e ADM
de punho esquerdo, sendo recomendado para fraturas similares de processo estilóide da ulna.
EFEITO DO ALONGAMENTO DA MUSCULATURA ANTAGONISTA NO DESEMPENHO FUNCIONAL EM ATLETAS
AMADORES
Martins, Caio P. (IC); da Silva, Rafael M. (IC); Silva, Cristiane S.(CO) Lobato, Daniel F. M.(O);
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O alongamento muscular tem se apresentado muito controversamente nos estudos e trabalhos investigativos, em se tratando de sua eficiência anterior
ou posterior à pratica desportiva. Recentemente propôs-se que o alongamento da musculatura antagonista possa resultar em uma melhora do desempenho da força e potencia do atleta, entretanto seus resultados ainda não foram devidamente comprovados. Deste modo, o presente trabalho objetivou investigar o efeito do alongamento agudo na musculatura antagonista de membros inferiores sobre o desempenho funcional em atletas amadores. O presente estudo selecionou dez atletas futebolistas amadores de uma agremiação esportiva local, com idade variando entre 14 e 17 anos. Todos os voluntários assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido previamente à participação no estudo, sendo a pesquisa conduzida de acordo com a
Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde e previamente aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos do Centro Universitário UNISEB. Foram realizados dois testes funcionais nos atletas pesquisados, sendo eles: triple hop test e six-meter timed hop test, ambos servindo
para avaliar força e potencia muscular. Os testes foram aplicados antes e após o alongamento dos músculos flexores do quadril, flexores do joelho e dorsiflexores do tornozelo em apenas um dos membros inferiores (determinado por sorteio), sendo que o outro membro não sofreu intervenção (membro
controle interno). A análise estatística pelo teste t-Student para amostras dependentes (p=0,05) revelou que não houve diferença significativa entre o
desempenho pré e pós-alongamento (p=0,90) do membro submetido à intervenção para o triple hop test. Da mesma forma, o membro controle não apresentou desempenho diferenciado entre a 1ª e 2ª avaliações (p=0,72). Para o six-meter timed hop test, a análise estatística revelou que não houve diferença significativa entre o desempenho pré e pós-alongamento (p=0,63). Da mesma forma, o membro controle não apresentou desempenho diferenciado entre a 1ª e 2ª avaliações (p=0,63). Conclui-se, portanto, que não há efetividade com relação ao alongamento da musculatura antagonista no desempenho funcional em testes de salto.
97
EFEITOS DA MASSAGEM DO TECIDO CONJUNTIVO X MASSAGEM CLÁSSICA NO CONTROLE DOS SINTOMAS DA
DISMENORRÉIA PRIMÁRIA
Okabe, Camila B.(IC); Silva, Cristiane S.(CO); Lobato, Daniel F. M.(O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A dismenorréia primária ou menstruação dolorosa é um distúrbio ginecológico que provoca cólica na região do baixo-ventre durante a menstruação. Em
cerca de 10% dos casos, esse desconforto é de tal intensidade que impossibilita a execução das atividades habituais, podendo ser considerado como o
principal responsável pela ausência da mulher ao trabalho, ao estudo e em outras atividades. O presente trabalho teve como objetivo investigar a efetividade de dois recursos terapêuticos (massagem do tecido conjuntivo e massagem clássica), com o intuito de comparar e descobrir qual deles tem a maior
eficácia para o controle da dor da dismenorréia primária. Trata-se de um relato de casos com uma amostra de quatro voluntárias, sendo essas alocadas
aleatoriamente em um dos dois grupos de intervenção. Todas assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido previamente à participação no
estudo, sendo a pesquisa previamente aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos do Centro Universitário UNISEB. A pesquisa
constitui em um estudo laboratorial longitudinal de 3 meses com a coleta de dados correspondentes em momentos de pré-intervenção, durante o tratamento e pós-intervenção, sendo quesito de avaliação a dor, pela escala visual analógica (EVA-VAS) de 10 cm. Foram realizadas as intervenções em quatro
voluntárias (duas voluntárias em cada grupo). A massagem clássica (MC) dorso-lombar foi aplicada com a paciente posicionada confortavelmente em decúbito ventral, apresentando a região do dorso inteiramente desnuda para permitir o massageamento dessa região, por diferentes manobras, durante o período de 20 minutos. Para a aplicação da massagem do tecido conjuntivo (MTC) a voluntária permaneceu na posição sentada em uma cadeira de quick
massage com a região do dorso e a parte glútea superior desnuda para permitir o massageamento dessa região. Com a MTC, a voluntária 1 apresentou
queda no nível da dor de quatro para zero, não sendo necessário realizar a intervenção no ultimo mês devido ao cessamento da dor e na voluntária 2 houve uma queda de seis para zero. Com a MC a voluntária 1 apresentou uma queda no nível da dor cinco para zero e a voluntária dois de três para zero.
Com a aplicação da MTC, apenas 50% da amostra necessitou a realização de três intervenções enquanto no grupo de MC a necessidade da realização da
técnica nos três meses foi de 100%. Deste modo, apesar de ambos os recursos apresentaram a efetividade da supressão da dor, a MTC parece mais efetiva ao obter esse resultado com um menor número de aplicações. Contudo, este trabalho está em andamento e uma amostra de maior representatividade parece necessária para evidências mais conclusivas.
QUALIDADE DE VIDA, DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO E RISCOS OCUPACIONAIS: AVALIAÇÃO SOBRE O TRABALHO DO PROFESSOR DE ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA ESTADUAL.
Oliveira, Josiele S.(I.C); Silva, Cristiane S. (CO); Freitas, Fabiana C.T .(O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O processo de globalização atual impõe um ritmo acelerado na produção tecnológica e consequentemente altera os processos de desenvolvimento no
mundo do trabalho provocando uma crise na qualidade de vidada população. Neste contexto o ambiente escolar não foge da regra capitalista, pois exige uma demanda nos processos de formação dos adolescentes. Antes esse profissional exercia uma função de ensino de disciplinas; atualmente é um
profissional com várias funções como construir hábitos de saúde, auxiliar nos processos psicológicos e educação para o trânsito esses adolescentes. Dentro deste contexto, este estudo, tem como objetivos: é avaliar a qualidade de vida, presença e localização de queixas álgicas de origem musculoesquelética, avaliar fatores de risco para DORT e os riscos ocupacionais presentes na atividade profissional de professores do ensino médio de uma escola publica. Trata-se de um estudo descritivo, de corte transversal e abordagem quantitativa. Para a coleta dos dados, foram utilizados três questionários:
Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares (QNSO), Versão Brasileira do Questionário de Qualidade de Vida SF-36, Formulário para caracterização de fatores de risco, sinais e sintomas para Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho os quais foram entregues aos professores para preenchimento havendo sempre a supervisão do pesquisador em caso de dúvidas quanto ao preenchimento destes. Os resultados obtidos evidenciaram
que a maioria não sente dores osteomusculares, mas, entretanto consideram que existem vários fatores de riscos na escola que resultam em vários tipos
de distúrbios como alergias, tendinites, dores na coluna, membros inferiores, irritabilidade. Em relação à caracterização dos sujeitos, a idade variou entre 23 a 60 anos de idade e a maioria do grupo era composto por mulheres, casadas, com escolaridade acima do 3° grau completo, renda média de 5 salários mínimos, não praticantes de atividade física regular. Diante disto, pode-se evidenciar que essa classe trabalhadora necessita de uma intervenção
para mudanças de seus hábitos de vida e no ambiente de trabalho, pois mesmo que não apresentem distúrbios agora, podem futuramente apresentarem
distúrbios relacionados à função e em virtude dos fatores de riscos presentes na escola e em sala de aula. Em relação à qualidade vida, observou-se que
os sujeitos não têm condições apropriadas para exercer funções repetitivas de qualidade de vida, pois já apresentam algum tipo de desconforto físico
como cansaço em atividades que apresentam esforço moderado. È possível observar que a prática de atividade física e a orientação postural são importantes para prevenção de distúrbios osteomusculares, bem como um programa de educação em saúde para essa população e mudanças no ambiente de
trabalho, as quais podem ser favoráveis para diminuir a quantidade e intensidade de distúrbios osteomusculares e consequentemente os afastamentos por
problemas relacionados ao trabalho.
BENEFÍCIOS E APLICABILIDADE DO USO DE ÓRTESES EM PACIENTE COM DISTROFIA MUSCULAR DE DUCHENNE (DMD)
Gois, Maitêe P. (IC); Ruzzon, Daniela V. L.(O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Introdução: A Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é uma doença hereditária, de caráter recessivo, ligada ao sexo, que se caracteriza pela perda de
força muscular progressiva. É a segunda desordem genética mais comum em seres humanos, com incidência de um caso a cada 3.500 crianças do sexo
masculino nascidas vivas. Com a progressão da doença a criança não consegue mais subir escadas, correr e saltar. A fraqueza muscular leva o paciente
ao confinamento em cadeira de rodas ainda na adolescência, acarretando um declínio da função pulmonar e aumento da insuficiência respiratória, o que
diminui a expectativa de vida do paciente. Estudos apontam que o uso de órteses como recurso complementar parece ter efeitos positivos para retardar
a perda da marcha. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo realizar uma revisão sistemática da literatura referente ao uso de órteses em pacientes com DMD. Método: Trata-se de um trabalho de revisão sistemática de literatura. Foram utilizados artigos publicados na base de dados Lilacs,
Medline e Pubmed, nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola. Resultados: Foram encontrados 36 artigos científicos, mas somente 11 foram selecionados porque cumpriam os critérios de inclusão estabelecidos. Destes, oito eram pesquisa de campo e três revisões de literatura. Conclusão: Os estudos analisados mostraram a importância da prescrição e inclusão de órteses no tratamento diário da DMD, pois tal recurso aumenta o tempo de deambulação, a mobilidade independente, o ortostatismo e retarda o confinamento à cadeira de rodas, aumentando a expectativa de vida do paciente.
98
ALTERAÇÕES PULMONARES NA SÍNDROME DE WEST: ANÁLISE DE CASOS CLÍNICOS
Zagui, Michelle V.(IC); Silva, Cristiane S. (CO); Torres, Franciele C.(O);
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Introdução: A Síndrome de West é definida como uma epilepsia grave progressiva, caracterizada por espasmos em flexão ou extensão e um padrão eletrencefalografico denominado hipsarritmia. Foi descrita em 1841, pelo médico inglês William James West, baseado na observação clínica de seu filho
e constitui um dos distúrbios neurológicos mais comuns na infância, com atraso do desenvolvimento neuropsicomotor. A fisioterapia na intervenção
precoce, cinesioterapia, tratamento neuroevolutivo, fortalecimento dos músculos responsáveis pela respiração e manutenção do padrão respiratório, evitam outras complicações, já que essa síndrome é caracterizada por acentuado grau de hipotonia muscular, que compromete também a musculatura
respiratória. Objetivos: Analisar as alterações respiratórias em cinco crianças com Síndrome de West e a importância da fisioterapia respiratória para
essas crianças. Método: Foram analisadas cinco crianças portadoras da Síndrome de West, duas, internadas no Hospital Santa Lydia dependentes de suporte ventilatório e três internadas no Lar dos Excepcionais – Cantinho do Céu, que não dependem de suporte ventilatório. Os dados coletados foram:
medicações em uso, freqüência de pneumonias, freqüência de fisioterapia respiratória e motora, necessidade de ventilação mecânica, via aérea artificial
e gastrostomia, tempo de ventilação mecânica, tempo de internação, secreção pulmonar e avaliação do tônus muscular. Resultado: Dos pacientes avaliados, três são do sexo feminino e dois do sexo masculino, sendo que todos apresentam outro diagnóstico associado à síndrome. As medicações anticonvulsivantes mais utilizadas foram: vigabatrina, fenobarbital, topiramato e ácido valpróico. Dois pacientes utilizam os benzodiazepínicos (clonazepan e nitrazepan), que possui como efeito limitante o acúmulo de secreção brônquica. O baclofeno é uma das medicações utilizadas por três dos pacientes avaliados, sendo que a hipotonia obtida pode afetar a musculatura respiratória. Os episódios de pneumonias estiveram presentes em todos os pacientes, porém, mais freqüente em pacientes com via aérea artificial e oxigenoterapia. Três pacientes utilizam via aérea artificial do tipo traqueostomia,
sendo que dois necessita de ventilação mecânica e um de oxigenoterapia. Outro fator comum encontrado entre três dos pacientes é a gastrostomia. As
secreções variaram de pequena a grande quantidade, sendo realizada a fisioterapia respiratória de acordo com o quadro clínico. A fisioterapia motora é
um fator comum entre todos os pacientes analisados. Conclusão: Conclui-se que a atuação da fisioterapia é importante para os pacientes com Síndrome de West, pois foi observado alterações no tônus muscular, que afeta também a musculatura respiratória, causando posturas patológicas fixas, que
modificam a mecânica ventilatória. As medicações utilizadas para o controle dos espasmos musculares acabam por aumentar a hipotonia e a produção
de secreção, havendo assim a necessidade de técnicas de higiene brônquica para a prevenção de pneumonias e melhora da expansibilidade pulmonar. A
abordagem fisioterapêutica também deve envolver o desenvolvimento neuropsicomotor, visto que todas as crianças apresentam atraso no desenvolvimento.
IMPACTO FUNCIONAL DA INTERNAÇÃO HOSPITALAR DOS PACIENTES COM DPOC
Cruz, Amanda V.(IC); Silva, Cristiane S. (CO); Torres, Franciele C.(O);
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Introdução: A DPOC é uma enfermidade respiratória prevenível e tratável, que se caracteriza pela presença de obstrução crônica do fluxo aéreo, que
não é totalmente reversível. A obstrução do fluxo aéreo é geralmente progressiva e está associada a uma resposta inflamatória anormal dos pulmões,
destruição de seus alvéolos à inalação de partículas ou gases tóxicos, causada primariamente pelo tabagismo.No Brasil, em 2003, a DPOC foi a quinta
maior causa de internação no SUS em pacientes maiores de 40 anos, o que representa aproximadamente 197.000 internações e um gasto de 72 milhões
de reais. A mortalidade hospitalar de pacientes internados por exacerbação da DPOC com elevação da PCO2 acima de 45mmHg é de aproximadamente 10%, chegando a 40% em um ano nos pacientes que precisam de ventilação mecânica e, após 3 anos da internação, a mortalidade chega a 49%. Objetivos: Avaliar o tempo de internação dos pacientes com DPOC exacerbado internados na Unidade de Terapia Intensiva da Hospital Santa Lydia de
Ribeirão Preto no período de abril de 2012 a junho da 2012. Analisar o impacto funcional do período de internação hospitalar. Métodos: Foram avaliadas as causas da DPOC, as causas da exacerbação da DPOC, a gasometria de entrada da UTI, o tempo de internação hospitalar, o tempo de sedação e
ou bloqueadores neuromusculares, o tempo de permanência na ventilação mecânica, o uso de oxigenoterapia, se foi necessário realizar traqueostomia,
a evolução do paciente (alta, óbito). Resultados: Foram avaliados 5 pacientes internados no hospital Santa Lydia apresentando DPOC exacerbada,
sendo 4 do sexo feminino e 1 do sexo masculino. A média de idade dos pacientes foi de 53 anos. A única causa da DPOC encontrada foi por tabagismo
e para todos os pacientes do estudo a exacerbação se deu devido à pneumonia. Dois dos pacientes estudados apresentaram também broncoespasmo grave. A necessidade de suporte ventilatório invasivo ocorreu em 3 pacientes. Em 2 pacientes utilizou-se suporte ventilatório não invasivo por meio de
máscara facial, sendo que destes, apenas 1 obteve sucesso com suporte ventilatório não invasivo. O quarto paciente apresentou necessidade de intubação orotraqueal. De todos os pacientes estudados 2 obtiveram alta hospitalar sem alterações motoras, porém foi necessário alta com cânula de traqueostomia metálica em 1 paciente e 3 dos pacientes estudados foram a óbito. Conclusão: Conclui-se que a principal causa da exacerbação da DPOC é a
pneumonia e o broncoespasmo. O índice de óbito do estudo foi elevado, portanto concluímos que a exacerbação da DPOC leva a um tempo prolongado
de ventilação mecânica e internação hospitalar, que expõe os pacientes a diversos riscos que podem levar a morte.
INCIDÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE NA INFÂNCIA
Môra,Giovana Miatello. (IC); Ruzzon, Daniela Vincci.L.(O)
[email protected]om
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A obesidade vem-se tornando tema de crescente preocupação, dado o importante aumento em sua prevalência e a sua associação com diversas condições mórbidas. Tornou-se um problema de saúde pública sem distinção de sexo ou classe social. A obesidade infantil preocupa devido ao risco aumentado
que esses indivíduos têm de tornar-se adultos obesos. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo realizar uma revisão sistemática da literatura referente a estudos sobre obesidade infantil e sua prevalência. Método: Trata-se de um trabalho de revisão sistemática de literatura. Foram utilizados artigos publicados na base de dados Lilacs, Medline e Pubmed, nas línguas portuguesa e inglesa. Resultados: Foram selecionados 13 artigos científicos.
Os estudos mostraram uma prevalência maior de obesidade infantil em crianças do sexo masculino e de classes sociais mais altas. Conclusão: O sobrepeso e a obesidade infantil consistem em problemas freqüentes em diversos países e requerem atenção permanente em relação a prevenção e intervenção para minimizar seus riscos.
99
TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NO PÓS-OPERATÓRIO DE FRATURA DE PATELA - UM RELATO DE CASO
Morais, Juliana S.(IC); Chinarelli, Tamiris S.(IC); Lobato, Daniel F.M. (O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A patela é um osso sessamóide localizado anteriormente à articulação do joelho, articulando-se somente ao fêmur. Tem como função deslizar ritmicamente no sulco troclear, aumentando o braço de alavanca do músculo quadríceps e melhorando a vantagem mecânica da articulação fêmoro-tibial. Em
se tratando de lesões do aparelho locomotor, as fraturas de patela representam 1% do total de lesões, tendo como principais mecanismos de lesão: trauma direto sobre a patela e trauma indireto, onde ocorre a contração excêntrica do quadríceps, com ou sem avulsão de fragmento patelar. O diagnóstico pode ser feito através dos seguintes sinais clínicos: edema ou derrame articular, dor e perda da capacidade funcional. Exames de imagem (raios-X,
tomografia e cintilografia) podem identificar se a fratura foi causada por estresse ou por insuficiência em ossos osteoporóticos. O tratamento conservador é indicado quando há integridade e preservação funcional das estruturas ligamentares e retinaculares, nos casos em que a fratura é vertical ou
transversal sem desvios ou com pequenos desvios (menores que 1mm). Já o tratamento cirúrgico é recomendado quando há diástase maior que 3mm
ou incongruência articular, resultando em insuficiência do aparelho extensor. Fragmentos osteocondrais, quando apresentam uma superfície de contato
maior que 25% da área de carga, devem ser fixados. O presente estudo de caso refere-se à reabilitação da paciente G.M, gênero feminino, 65 anos, com
diagnóstico clínico de pós-operatório de fratura de patela do membro inferior direito, com utilização de banda de tensão. Sua queixa principal era a
melhora da marcha. Deste modo, o objetivo do tratamento fisioterapêutico proposto foi o de aumentar a amplitude de movimento (ADM) do joelho direito, bem como promover o fortalecimento do membro inferior direito, proporcionando maior independência durante a marcha. Os atendimentos foram realizados em ambiente clinico, durante 4 meses, com uma frequência de atendimentos de 3 vezes por semana, com duração de 50 minutos para
cada sessão. Após esse período, as sessões foram reduzidas a uma frequência de 2 vezes por semana, mantendo a duração de 50 minutos por sessão. Foram realizadas até o momento 60 sessões. O tratamento inicial consistiu em crioterapia e eletroterapia para diminuir edema e dor local, além de mobilizações articulares para ganho de flexão e extensão do joelho e de fortalecimento muscular isométrico evoluindo para exercícios resistidos. Em seguida, o tratamento foi progredido para fase de fortalecimento muscular, sendo as sessões compostas de aquecimento na bicicleta ergométrica, treino de
fortalecimento muscular para os músculos quadríceps, isquiotibiais, abdutores e adutores de quadril. Nesta fase também foi intensificado o trabalho de
flexibilidade e ganho de ADM, utilizando alongamento passivo em quadríceps, isquiotibiais, tríceps sural, tibial anterior e de crioterapia associada à
técnica de contrai-relaxa de quadríceps para auxiliar no ganho de flexão do joelho. A evolução do tratamento foi verificada por meio de medidas de goniometria, força muscular e perimetria. Após o tratamento houve resolução completa do edema no joelho, melhora da força muscular (de grau 3 para 4
na maioria dos músculos avaliados) e de ADM ativa em flexão (de 40º para 120º) e extensão (de -10º para -1º) de joelho. A paciente, que inicialmente
deambulava apenas com uso de andador, hoje o faz de forma independente e em boa velocidade. Deste modo, o tratamento proposto foi efetivo para
melhorar a marcha da paciente, equilibrando e aumentando a força muscular do membro inferior e proporcionando maior mobilidade para desenvolver
suas atividades de vida diária.
ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PACIENTE COM BURSITE DE OMBRO - UM ESTUDO DE CASO
Oliveira, Josiele S.(I.C)¹;Lobato, Daniel F.(O)
[email protected]
1
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Bursite do ombro é uma condição inflamatória das bursas (bolsas sinoviais espalhadas pelas principais articulações do corpo) que surge devido ao impacto entre os ossos, durante os movimentos de elevação dos membros superiores. Em relação às causas de bursite subdeltoidiana ou subacromial, temos: atividade excessiva, hiperabdução prolongada, ruptura dos músculos supraespinhoso, infraespinhoso ou porção longa do bíceps do braço, luxação
acromioclavicular, fratura da tuberosidade maior do úmero, irritação por osteófitos, aderência capsulares, paciente crônico no leito, dentre outras alterações. O quadro geralmente é marcado pela presença de dor e rigidez, agravados pela realização de movimentos. A dor ocorre principalmente em caráter noturno e, associadamente à presença de edema local, podem levar à limitação articular da mobilidade ativa em todos os sentidos, assim como
mobilidade passiva, ocorrendo limitação dos movimentos de abdução e rotação lateral, causada pela inflamação da bolsa, produzindo uma adesão de
suas paredes, o que dificulta os seus deslizamentos sob o acrômio. O objetivo deste estudo foi acompanhar o tratamento fisioterapêutico de um paciente com bursite de ombro e verificar a eficácia do tratamento proposto. Foi acompanhando um paciente do sexo masculino, 33 anos de idade, solteiro,
circense, que chegou à clínica de Fisioterapia com dor no ombro há cerca de um mês (março-2012). Após realização de anamnese e testes clínicos específicos, foi observado resultado positivo para tendinopatia de músculo supraespinhoso e bíceps do braço, além de bursite subacromial. O tratamento
inicial teve por objetivo a promoção de analgesia local (crioterapia, utilização de ultra-som e laser, realização de exercícios pendulares de Codman) e
ganho de amplitude de movimento no ombro (mobilizações articulares), além de promover a flexibilidade e o fortalecimento dos músculos deltóide,
tríceps do braço, grande dorsal, bíceps do braço. Em uma fase intermediária (quando a dor cessou), foi iniciado um tratamento mais funcional por meio
de exercícios de facilitação neuromuscular proprioceptiva (padrão flexor, adutor, rotador medial), exercícios resistidos em cadeia cinética fechada (flexão no colchonete) e exercícios pliométricos para membros superiores (exercícios explosivos de flexão na parede). Até o momento foram realizadas 33
sessões de Fisioterapia com esse paciente. Cada fase do tratamento apresentou um objetivo específico, sendo planejada a fim de evitar sobrecarga ao
paciente. Os resultados obtidos mostraram que o paciente está sem dor durante os movimentos do ombro (no início do tratamento havia limitação a 150º
de flexão de ombro) e apresentando força muscular em grau 5 para todos os músculos desse complexo articular (inicialmente limitada em grau 3, em
função da dor local), com melhor desempenho nas suas atividades de trabalho. Deste modo, o tratamento fisioterapêutico proposto têm sido efetivo tanto para minimização do quadro álgico como no tratamento funcional deste paciente.
Palavras Chave: Bursite de Ombro, Treino Pliométrico, Treino Proprioceptivo, FNP.
INFLUÊNCIA DA REALIDADE VIRTUAL NO EQUILÍBRIO DE IDOSOS: ESTUDO DE CASO
Silva, Allana Christine Paião. (IC); Silva, Patrícia. (O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O déficit de equilíbrio é considerado a principal causa de quedas no idoso, alterando assim sua capacidade funcional. É possível ganhar força e potência
muscular com a prática regular de exercício físico, diminuindo assim o número de quedas e melhorando a qualidade de vida do indivíduo. Objetivo: demonstrar o efeito da realidade virtual, com a utilização do sistema de jogos Xbox 360 com Kinect, no equilíbrio de pacientes idosos institucionalizados
e seus efeitos em curto prazo. Método: Foi selecionado um indivíduo idoso, 79 anos, institucinalizado na casa de repouso Vitativa com alteração de equilíbrio e quedas esporádica. O mesmo foi submetido a um protocolo de tratamento com utilização do vídeo game Xbox 360 com Kinect, atribuindo a
este, dois jogos de equilíbrio e fortalecimento muscular que envolvia deslocamento látero-lateral e ântero-posterior. Foram realizadas 15 sessões com
duração de 45 minutos cada. Para a mensuração e posterior comparação dos resultados foi utilizada para avaliação do equilíbrio semi-estático a plataforma de força da marca EMIC® sendo avaliadas as seguintes posturas: romberg, romberg sensibilizado, apoio unipodal, ambos com olhos abertos e
fechado sendo mantida a postura por 30 segundos. Para avaliar a força de preensão palmar foi utilizado o dinamômetro de preensão palmar da marca
JAMAR®. Ambos os testes foram aplicados antes e posteriormente ao protocolo de treinamento. Resultado: O voluntário demonstrou melhora da pontuação em todas as escalas de avaliação e na força de preensão palmar. No apoio unipodal anteriormente não realizado pelo paciente ao final do tratamento o mesmo permaneceu por 15 segundos. Conclusão: Com os resultados obtidos, sugere-se que o uso do vídeo game Xbox 360 com Kinect como
ferramenta para reabilitação pode proporcionar resultados positivos no equilíbrio de pacientes idosos com alteração de equilíbrio, podendo se tornar aliado na fisioterapia convencional.
100
EFEITO DO EXERCÍCIO RESISTIDO SOBRE A FORÇA NA DOENÇA DE CHARCOT-MARIE-TOOTH: UMA REVISÃO
SISTEMÁTICA
Morais, Juliana S. (IC); Soncino, Cristiane (CO); Baptista, Cyntia R. (O);
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A doença de Charcot-Marie-Tooth (CMT) é uma polineuropatia periférica hereditária, lenta e progressiva, com início que varia entre a primeira, segunda e terceira décadas de vida, acometendo homens e mulheres. Os principais sinais e sintomas foram descritos em 1886, sendo eles, a atrofia muscular
progressiva em pés, mãos, antebraços, acometendo primeiramente a musculatura distal, mantendo a integridade dos músculos proximais dos membros,
tronco e face. Também pode haver contrações fibrilares nos músculos em via de atrofia, alterações vasomotoras e presença frequente de cãibras. O exercício resistido é empregado no tratamento com o intuito de melhorar a força, potência e resistência à fadiga muscular. As mudanças nesses três fatores
durante um treinamento de força estão diretamente ligadas à intensidade, frequência e duração do exercício. Os benefícios para a musculatura esquelética se dão por meio da restauração, melhora ou manutenção de força, potência ou resistência à fadiga. O presente estudo tem como objetivo avaliar por
meio de revisão sistemática o efeito do exercício resistido no tratamento de pacientes portadores de Charcot-Marie-Tooth. Para o desenvolvimento desse
trabalho foram realizadas pesquisas considerando o período de doze anos na literatura, utilizando as seguintes bases de dados. Bireme, Lilacs, PubMed,
Scielo e PEDro. Com as seguintes combinações de palavras chave: charcot marie and physiotherapy; charcot marie and physiopathology; charcot marie
I versus charcot marie II; charcot marie and treatment; charcot marie and fortification; charcot marie and kinesiotherapy; resistance exercise versus neuropathy; resistance exercise benefits. Quatro estudos foram revisados e classificados de acordo com a escala de PEDro. Através da análise desses, foi
possível verificar alguns efeitos do exercício resistido sobre a força dos pacientes com CMT, sendo eles: aumento da força muscular, equilíbrio estático
e dinâmico, melhora no padrão e independência da marcha, diminuição da fadiga muscular e melhora do desenvolvimento das atividades de vida diária.
Conclui-se que, o exercício resistido pode ser considerado um relevante recurso terapêutico para pacientes com CMT.
O TREINAMENTO DE MUSCULATURA PERIFÉRICA EM PACIENTES EM VENTILAÇÃO MECANICA: REVISÃO DE
LITERATURA.
Lopes, Larissa O.(IC); Silva, Cristiane S. (CO); Torres, Franciele C. C. (O);
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Atualmente a tecnologia dentro dos hospitais permitem uma maior sobrevida dos pacientes graves, porém a permanência prolongada no leito causa inúmeras disfunções musculares e incapacidade funcional. A permanência do doente crítico na UTI gera desgaste a saúde do paciente, risco de mortalidade e gastos elevados com a permanência da hospitalização.
O objetivo desse estudo foi realizar uma busca de artigos referentes a aplicação de fisioterapia motora para pacientes adultos em Unidade de Terapia
Intensiva, e analisar os métodos de fisioterapia aplicados nestes artigos. A pesquisa foi realizada em bases de dados eletrônicas como PubMed, Medline
(Literatura Internacional em Ciências e Saúde), LILACS (Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências e Saúde), SciELO e Periódico CAPES
no período do ano de 2000 á 2012. Foram selecionados para o estudo apenas artigos que se tratavam de fisioterapia motora em pacientes adultos (maiores de 18 anos) em ventilação mecânica. Foram encontrados 10 artigos que se referem a aplicação de fisioterapia motora em pacientes com prótese
ventilatória mecânica, internados na Unidade de Terapia Intensiva. Encontramos nos artigos inúmeros tipos de intervenção fisioterapeutica objetivando
avaliar se houve interferência no tempo de ventilação mecânica e na melhora da capacidade funcional dos pacientes avaliados. Os tipos de treinamentos
físicos utilizados nos estudos foram: mobilização passiva; exercícios ativo-assistidos, ativos; sedestação no leito; equilíbrio sentado; descarga de peso
em posição ortostática; utilização de prancha ortostática; transferência do leito para a cadeira; deambulação precoce; cicloergômetro de membros inferiores; aplicação de FES por 30 minutos. Todos estudos observaram que a aplicação de fisioterapia para treinamento de musculatura periférica foi eficaz no que se refere a aceleração do processo de desmame ventilatório, a redução de custos hospitalares, a redução do tempo de internação hospitalar,
a melhora do status funcional do paciente, melhora de força muscular periférica, melhora a sobrevida do paciente e a qualidade de vida após alta hospitalar.
ADAPTAÇÃO CARDIORRESPIRATÓRIA AO TREINAMENTO DE XBOX 360 COM KINECT EM IDOSO INSTITUCIONALIZADO
Lemos, Izaura G. (IC); Silva, Allana C.P. (IC); Silva, Patrícia (CO); Torres, Franciele C.(CO); Baptista, Cyntia R. (CO); Lobato, Daniel F. M.(CO);
Freitas, Fabiana C.T. (CO); Silva, Cristiane S. (O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O envelhecimento é um processo contínuo durante o qual ocorre declínio progressivo de todos os processos fisiológicos. O sistema cardiorrespiratório
é considerado como um dos sistemas orgânicos mais afetados pelo declínio funcional progressivo. Sabe-se que idosos institucionalizados podem apresentar função cardiorrespiratória reduzida quando comparada à do idoso não institucionalizado. O Xbox 360 Kinetic é um vídeo game que integra jogos
às tarefas motoras possibilitando maior participação de movimentos complexos do corpo não apenas dedos e mãos, fazendo com que o usuário participe virtualmente da ação. Neste contexto, o presente estudo buscou avaliar a adaptação cardiovascular de um idoso institucionalizado após a prática de
Xbox 360 Kinect. Um voluntário, do sexo masculino, com 79 anos, residente em uma instituição de longa permanência, participou do programa de treinamento utilizando (Xbox 360 Kinect), realizado 3 vezes por semana durante 40 minutos. Pressao arterial e frequencia cardíaca foram registradas no
inicio e no final de todas as sessões. e press O participante não possuía patologia instalada que pudesse comprometer a mobilidade física e/ou instrumental. A análise estatística utilizada foi quali-quantitativa. Durante o treinamento, não se observou mudanças significativas em pressão arterial, no entanto, na frequência cardíaca nota-se um grande aumento de batidas por minuto, devido ao esforço físico realizado durante os exercícios. As estabilidades pressóricas observadas neste estudo sugerem que o exercício físico deve ser indicado como ajuste da pressão arterial e que o esforço realizado averiguado pela frequência cardíaca pode estar diretamente relacionada à benefícios funcionais do sistema cardiorrespiratório. Por fim, em um cenário onde
o treinamento com jogos de realidade virtual está cada vez mais frequente, sugere-se o uso do Xbox 360 Kinect como auxiliar nos programas de treinamento aeróbio em idosos institucionalizados, pois além de favorecer a diversão podem promover adaptações cardiorrespiratórias relevantes à redução
do declínio funcional deste sistema.
101
AVALIAÇÃO DO PICO DE FLUXO EXPIRATÓRIO DE IDOSAS INSTITUCIONALIZADAS E NÃO INSTITUCIONALIZADAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA
Lage, Mariana.(IC); Silva, Patrícia. (CO); Torres, Franciele C.(CO); Baptista, Cyntia R. (CO); Lobato, Daniel F. M.(CO); Ruzzon, Daniela V.L. (CO);
Silva, Cristiane S. (O)
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Os efeitos do envelhecimento pulmonar levam à: diminuição dos fluxos e capacidades pulmonares, aumento do volume residual, aumento do espaço
morto anatômico, diminuição da mobilidade da parede torácica e redução da capacidade de difusão pulmonar, além da diminuição de força e de flexibilidade dos músculos respiratórios. Isto leva os idosos a terem problemas respiratórios e redução da qualidade de vida. O principal objetivo desta pesquisa foi avaliar o efeito do envelhecimento na função pulmonar (Pico de Fluxo Expiratório- PFE) de mulheres idosas e os efeitos que a prática de atividade física promove na manutenção ou no aumento da mesma. Participaram do estudo 18 idosas sendo 9 idosas sedentárias institucionalizadas (média de idade 72.8 anos e altura 1.66 m.) e 9 idosas não institucionalizadas praticantes de hidroginástica (média de idade 71.1 anos e altura 1.64 m). O
pico de fluxo expiratório foi avaliado por meio do medidor do pico do fluxo expiratório da marca mini-Wright (Clement Clarke International Ltd., Essex, Inglaterra). Foram realizadas três medidas e de maior valor foi eleita. Para a análise estatística foi utilizado o Teste t de Student. Quando analisados os dados sobre PFE de idosas institucionalizadas observou-se que o valor em l/min encontra-se 58,5 % do valor de referência para a idade e altura.
Já no grupo de idosas não institucionalizadas praticantes de hidroginástica observou-se que o valor em l/min encontra-se 60% do valor de referência.
Quando comparados os grupos (idosas institucionalizadas) versus (idosas não institucionalizadas praticantes de hidroginástica) observou-se diferença
estatisticamente significante p = 0,04. Sendo assim, pode-se concluir que, realizar atividade física não proporciona valores de pico de fluxo expiratório
idênticos ao previsto para a faixa etária, mas ainda sim, estes valores podem ser maiores do que os apresentados por idosas institucionalizadas sedentárias.
EFEITO DAS ÓRTESES TORNOZELO-PÉ PARA A DOENÇA DE CHARCOT-MARIE-TOOTH: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
Zampolo, Jéssica C.(IC); Silva, Cristiane S. (CO); Baptista, Cyntia R. J. A (O);
[email protected]
Curso de Fisioterapia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A doença de Charcot-Marie-Tooth (CMT) é uma das moléstias mais frequentes do sistema nervoso periférico, ocupa o primeiro lugar dentre as afecções
neuromusculares hereditárias, e caracteriza-se por comprometimento dos nervos periféricos de predomínio distal, tendo curso clínico variável. Observase quadro de evolução lenta de atrofia e fraqueza distal em membros inferiores, seguidos por diminuição da sensibilidade. A fraqueza acomete a musculatura dorsiflexora do tornozelo com associado encurtamento dos músculos flexores plantares e, desenvolvimento de uma deformidade multiplanar
que sobrecarrega estruturas intrínsecas do tornozelo e pé, acarretando o aumento da pressão na superfície plantar e desencadeando quadros álgicos recorrentes: pé cavo. Uma das abordagens terapêuticas de caráter conservador é o uso de órteses. Estas visam conter o avanço das deformidades e/ou facilitar a marcha. A indicação de órteses, postulando uma ligação entre a redução da dor e melhora da função ainda é controversa. Portanto, o presente
estudo teve como objetivo realizar uma revisão sistemática da literatura existente nos últimos 12 anos em bases de dados computadorizadas, desta forma pesquisando publicações indexadas, na Biblioteca Virtual em Saúde nas bases de dados bibliográficos LILACS, MEDLINE, SciELO, PEDro, e Biblioteca Cochrane, analisando os efeitos das órteses tornozelo-pé (ankle foot orthosis - AFO) na CMT, explorando os aspectos importantes, as barreiras
de uso, bem como as vantagens e desvantagens do uso da AFO, comparando os diferentes regimes de uso destes dispositivos. Utilizou-se as seguintes
palavras-chave: Doença de Charcot-Marie-Tooth, Charcot-Marie-Tooth Disease, Polineuropatias, Polyneuropathy, órteses tornozelo-pé, ankle foot orhoses. Foram considerados critérios de inclusão, artigos publicados nos idiomas português e inglês, com data limitada de 2000 a 2012, relatando estudo de campo ou revisão da literatura, sobre a doença de CMT em seres humanos e que mencionassem uso de órteses AFO ou algum tipo de dispositivo
ortopédico, como o gesso seriado, os calçados ortopédicos e as talas noturnas. A análise e síntese de forma crítica dos estudos encontrados permitiu
discutir as informações obtidas que correspondiam especificamente ao tema pretendido para compor esta revisão. Sete artigos foram selecionados e avaliados pela escala PEDro (EP), que avalia a qualidade metodológica de estudos experimentais, sendo que escores ≥5 são considerados de alta qualidade. Dentre os estudos selecionados, todos apresentaram escore superior a 5 na EP. Os resultados revelaram que cinco, dos artigos selecionados, afirmam que o uso de órteses e dispositivos auxiliares melhoram a mobilidade e a marcha na doença de CMT. Apesar da escassez de artigos, concluiu-se
que o uso de órteses e dispositivos auxiliares, são de grande importância na doença de CMT, entretanto faz-se necessário a realização de mais estudos.
102
Letras
103
LITERATURA E CIDADANIA: A VANTAGEM DOS ESTUDOS LITERÁRIOS NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM
Macedo, Elizabete Aparecida Amorim; Carlos, Iraci do Prado; Bernardo, Rodrigo Luis (IC) Figueira, Luis Fernando Bulhões (O)
Curso de Letras (Português-Inglês) - Uniseb Interativo
Este artigo é um estudo bibliográfico cujo objetivo é apresentar as vantagens oferecidas pelos estudos literários que, quando bem trabalhados, podem
passar a ser importante ferramenta para o educador preocupado na formação cidadã de seus alunos. Portanto, este trabalho evidencia a importância de
se trabalhar com textos literários que despertem o interesse do aluno desde os anos iniciais e de como podem auxiliar na sua formação cidadã. Foram
utilizados como referenciais metodológicos a pesquisa bibliográfica que possibilitou compreender que, para proporcionar avanços na construção da inteligência e na aquisição da língua falada e escrita, o educador deve buscar todos os recursos disponíveis para motivar seus alunos. Os resultados demonstram que é necessário saber conduzir o processo ensino-aprendizagem de forma prazerosa e dinâmica, por meio de atividades motivadoras e desafiadoras, ressaltando-se assim o valor da literatura infantil na aprendizagem e formação cidadã do educando.
APRENDER LENDO E ESCREVENDO
Nassir, Laila C.1(IC); Cruz, Ana Carolina C.1(IC); Zorzenon, Eliana K.1(IC); Cardoso, Valéria (O)
[email protected]
1
Curso de Licenciatura em Letras/Espanhol – UNISEB Interativo - Ribeirão Preto
Atualmente o imediatismo e a ansiedade caracterizam a geração em que vivemos. São essas características, que tornam evidente o desinteresse na leitura pelos alunos, gerando uma grande quantidade de erros e dificuldades em escrever, ler e principalmente, entender o que está lendo. Porque se eles
sequer conseguem ouvir uma música inteira, dificilmente irão demonstrar interesse em ler um livro. Além disso, a leitura necessita tempo, dedicação e
imaginação, por isso, houve um aumento nas buscas pelos educandos por documentos resumidos, sintetizados e de fácil acesso presentes no ambiente
cibernético. Não que a internet seja ruim, ela tem suas vantagens, mas pelo que temos visto, tem sido mal utilizada, porque nos entrega tudo “de bandeja”, e não exige toda nossa atenção. A escola é um ambiente favorável e privilegiado para garantir contato com os livros. Entretanto é em casa que
se inicia esse processo. O objetivo do tema escolhido é mostra a importância da leitura na vida das pessoas e principalmente que o seu incentivo na escola é fundamental para a formação do cidadão ativo em sua sociedade, porque além de desenvolver o senso crítico, é através dela que conseguimos
captar uma ideia e passar para o papel através da escrita. Para formar leitores competentes é preciso ensiná-los que a leitura é um processo ativo de
compreensão e interpretação do texto e que não se trata apenas de extrair informações explícitas ou fazer conexões simples. É necessário que o aluno
identifique o que está escrito de modo implícito e que seja capaz de estabelecer relações entre o texto e seus conhecimentos sobre o assunto. Sendo assim a formação de leitores ocorre principalmente durante o ensino escolar. Por ser a leitura um precioso instrumento para a produção de conhecimento,
cabe ao professor saber oportunizar ao aluno leitor o contato com textos cativantes, transformando assim a leitura em algo prazeroso. Infelizmente,
muitos alunos sentem dificuldade ao escrever um texto, porque não conseguem redigir suas ideias com coerência e coesão devido à “falta” de interesse
pela leitura. Além disso, a linguagem escrita é a única maneira de comprovar que o leitor é um bom escritor. Para isso é necessário que seu texto seja
escrito em uma forma mais culta, que possua uma boa argumentação, escolha palavras adequadas ao contexto e um vocabulário que não provoque ambiguidade quando o texto for lido. Por isso o principal objetivo para a prática da produção de texto é que o aluno consiga escrever textos coerentes, coesos e eficazes. O professor também pode incentivar a escrita fora do ambiente escolar utilizando o intercâmbio entre os alunos da escola através de
Blog, Twitter, Facebook, Orkut, fóruns abertos dentro da página da escola para discussão entre todos os integrantes do processo de aprendizagem a respeito dos textos escritos e postados. A metodologia realizada no trabalho foi uma pesquisa quantitativa e o elemento de coleta de dados foi o questionário que teve como objetivo saber o hábito de leitura de alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio. Foram entrevistados cem alunos, sendo quarenta alunos do Ensino Fundamental e sessenta do Ensino Médio. Também foi feita a pesquisa bibliográfica a fim de obter subsídios para responder à
pergunta de pesquisa. Concluímos que é fundamental o incentivo ao hábito de ler, pois é ele que estimula o pensar, o refletir e o agir do educando, além de libertá- lo da alienação. Para que no futuro ele seja um leitor ativo, que leia tanto a literatura básica quanto a da área profissional. E que também
seja capaz de produzir bons textos.
104
Pedagogia
105
PLANO NACIONAL DA EDUCAÇÃO - PNE UMA ABORDAGEM E ANÁLISE DAS METAS EM UM MUNICÍPIO NO
ESTADO DE SÃO PAULO
Santos, Gisele Ap.(IC); Cruz, Jaqueline de Paula V.(IC); Miguel, Sueli Romboli (IC); Lopez, Silvana Ap. Nieto (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O Plano Nacional de Educação (PNE) traça diretrizes e metas para a Educação no Brasil e tem prazo de até dez anos para que todas elas sejam cumpridas. Para isso, o governo transformou o PNE em lei, que passou a vigência a partir de janeiro de 2001 com período de renovação de 10 anos. O objetivo deste trabalho é compreender e investigar as metas estabelecidas, dentro do município de Ribeirão Preto, buscando dados, perante o documento
do Plano Nacional de Educação (PNE). A pesquisa analisou as metas da educação pública de um município do estado de São Paulo. A metodologia utilizada foi à observação, análise documental e questionário aplicado, com base em entrevista com os responsáveis da coordenação da Secretaria da Educação Municipal. Segundo Saviani (2012) “o PNE é a oportunidade de construir um verdadeiro sistema, isto é, um conjunto unificado que articula
todos os aspectos da educação no país inteiro, com normas comuns validas para todo território nacionais e com procedimentos também comuns, visando a assegurar educação com o mesmo padrão de qualidade a toda a população do país”. A pesquisa documental realizada para na composição desse artigo e a fundamentação teórica está embasada e fundamentada em referenciais como: OLIVEIRA et al (2011), PINTO (2010), SAVIANI (2010).
Constamos por meio da pesquisa e análise documental que o PNE foi um processo longo e que convergiu em um debate democrático em um congresso nacional de educação (CONAE) na qual os profissionais da educação de todas as modalidades e segmentos contribuíram para a construção e elaboração desse referido documento de fundamental importância para a educação brasileira.
RELAÇÕES ENTRE PRÁTICAS EDUCATIVAS DE PAIS E HABILIDADES SOCIAIS DE ALUNOS COM DIFICULDADES
DE APRENDIZAGEM
Carvalho, Berto Rosângela(IC); Conceição, Souza Roberta.(IC); Ribeiro, Alves Jaqueline (IC); Rosin, Pinola Andrea (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
As pesquisas que investigam as condições de suporte parental aos alunos com dificuldades de aprendizagem tem evidenciado que algumas práticas são
negligenciadas pelos pais desses alunos o que pode estar prejudicando o desempenho acadêmico deles no ambiente escolar. Assim, esse estudo investigou com base no Sistema de Avaliação de Habilidades Sociais (SSRS), nas versões para pais e professores, as habilidades sociais e problemas de comportamento de alunos com indícios de dificuldades de aprendizagem na educação infantil. E paralelamente entrevistou pais desses alunos com base em
um Cheklist ( de rotina, organização, diálogo, disciplina e participação da vida escolar) de como ajudar seu filho na escola, a fim de investigar as formas
de apoio dos pais as atividades escolares. Com base na analise quantitativa e qualitativa a ser realizada, pretende-se discutir possíveis suportes que as
famílias poderiam prover junto a crianças com indícios de dificuldades de aprendizagem e possíveis influencias no processo de desenvolvimento escolar.
ARTETERAPIA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL
GUZELLA LEITE,L.(IC); ARANTES DE PAULA, R. (IC); PATRÍCIA VIEIRA DOS SANTOS, A.(IC); BROCHADO JR, J.U. (O);
[email protected]
Pedagogia – Centro Universitário UNISEB – Ribeirão Preto
O objetivo desse trabalho é apontar os benefícios da arte para o desenvolvimento infantil, buscando entender a importância do uso da arte na educação
infantil; compreender como a arte pode proporcionar uma melhor qualidade de vida para as crianças; como a Arteterapia contribuirá para facilitar a
expressão e a criatividade; entender como a elaboração artística poderá contribuir para o desenvolvimento emocional. Foram utilizados nos referencias
teóricos, entre outros, os autores Coutinho (2009) e Piaget (1998; 2005 e 2009). A arte sempre esteve presente na humanidade desde os primórdios da
civilização. Através dela abre-se uma infinidade de possibilidades de expressarmos nossos sentimentos e emoções, utilizando uma grandiosa variedade
de meios para expressá-la, podendo ser através de uma pintura, poesia, música algo que realmente toque nosso coração, nos levando a modos de ver e
expressar o mundo ao nosso redor. O trabalho com a Arteterapia analisa o processo criativo do sujeito e não apenas a obra finalizada, busca auxiliar os
pacientes a melhorarem sua vida, tornando consciente aquilo que até então estava adormecido dento do indivíduo. Através deste estudo percebemos que
a arte vem sendo utilizada apenas com fins decorativos e sem importância para o desenvolvimento dos infantes. O aluno deve ter seu direito garantido
de liberdade para imaginar e criar e sua criatividade deve ser estimulada e não inibida, a Arteterapia ajuda a criança desenvolver um bom relacionamento
social, física, psíquica e pessoal, vencendo obstáculos e comportamentos indesejáveis por intermédio da arte, proporcionando uma melhora em sua qualidade de vida, aumentando sua autoestima e autoconhecimento, aonde ao longo do processo terapêutico ela vai exteriorizando tudo aquilo que á causa
sofrimento, medo e angústia.
A INFLUÊNCIA DA AFETIVIDADE NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM
1
1
1
Oliveira, Josiane C. (IC); Oliveira, Patrícia R. (IC); Lage, Priscila R. (IC); Brochado Jr, José U. (O).
[email protected]
1
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O trabalho propõe conceituar o que é afetividade, apontando sua relação e influência no ambiente escolar e relatando que o afeto não se resume ao contato físico, mas também por demonstrações de natureza cognitiva. Este artigo consiste, primeiramente, no levantamento bibliográfico de autores como
Cunha (2010), Nunes (2009) e Wallon (2005), explicitando estudos relevantes sobre o desenvolvimento humano, bem como a qualidade das interações
nas relações de ensino, sendo posteriormente realizada uma pesquisa de campo com o propósito de esclarecer as ideias existentes acerca do conceito de
afetividade neste cenário da educação, focando na maneira em que os professores afetam seus alunos através da consideração do contexto social dos
mesmos, despertando o interesse de cada criança para o conteúdo trabalhado, sem que haja a total necessidade de ter uma postura autoritária para manter a disciplina dos educandos. Os resultados obtidos constataram que a prática da pedagogia afetiva contribui para o processo de ensino-aprendizagem,
formando alunos mais questionadores, reflexivos e críticos.
106
VALORES EM EDUCAÇÃO: UMA URGÊNCIA NO PROCESSO DE ESCOLARIZAÇÃO CONTEMPORÂNEO
Andrade, Luana M. S. (IC); Godinho, Marília (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Diante dos acontecimentos chocantes de violência e intolerância que temos acompanhado nos noticiários, nós, educadores, nos perguntamos com frequência, qual é a contribuição da escola na formação desses indivíduos cada vez menos humanizados. É certo que a instituição escolar tem como objetivo o desenvolvimento de habilidades necessárias para a vida em sociedade. Contudo, o que temos percebido é que o processo de escolarização está
focado nas habilidades intelectuais em detrimento das habilidades sociais. Um dos resultados desse descompasso é o quadro de violência e intolerância
presente em nossa sociedade atual. Algumas escolas têm mais clareza da importância de se trabalhar valores na educação, compreendendo a escola como espaço de desenvolvimento integral e não apenas intelectual. Apresentando uma proposta coerente com esse objetivo, a Pedagogia Waldorf pode
ser analisada como ponto de referência para o entendimento do currículo como um importante instrumento que orienta e direciona o trabalho escolar
para a formação integral dos seus educandos. Conhecendo suas especificidades, analisando suas possibilidades bem como suas fragilidades, podemos
refletir sobre a contribuição de sua prática para o desenvolvimento humano e para a construção de um ambiente escolar mais adequado ao crescimento
cognitivo, afetivo, cultural e social dos alunos. Com este estudo pretendemos fomentar a reflexão acerca da importância de se trabalhar valores em educação, a partir da análise dos princípios educacionais e pedagógicos da Pedagogia Waldorf e assim, contribuir para o fortalecimento do debate sobre o papel da educação no presente contexto. Para tanto, nos esforçaremos para conhecer a proposta da Pedagogia Waldorf; analisar suas possibilidades no âmbito escolar; conhecer suas especificidades e fragilidades e Refletir sobre sua contribuição para o desenvolvimento integral do ser humano
no processo de escolarização. O estudo foi desenvolvido através de uma pesquisa teórico bibliográfica, com leitura, fichamento e análise de textos e
obras referentes ao assunto.
REFLEXÕES SOBRE EDUCAÇÃO DO CAMPO
Carvalho, Ariane de Souza (IC); Brito, Bruna Monte (IC); Godinho, M.G. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia – UNISEB – Ribeirão Preto
A escola é um importante espaço de aprendizagem para o exercício da cidadania. Embora se possam reconhecer problemas e avanços na educação brasileira oferecida à população em geral, no que se refere ao meio rural, os avanços ainda são considerados insuficientes para atingir este objetivo nos
ambientes escolares e os problemas são mais graves, a ponto de comprometer significativamente esta formação. A educação escolarizada tem um importante papel no desenvolvimento da pessoa em todos os seus aspectos, assim como para o desenvolvimento social. Entretanto a realidade educacional brasileira é muito diversa e as escolas não apresentam as mesmas condições para proporcionar esse desenvolvimento a todos. Essa diferença pode ser vista, especialmente, entre as escolas situadas na cidade e no campo. Assim, a pesquisa visa analisar de que forma esse direito vem sendo efetivado nas escolas do campo. Uma vez que a educação é garantida em nossa Constituição Federal de 1988 como um direito subjetivo de cada indivíduo,
podemos afirmar que os alunos que frequentam esses bancos escolares tem esse direito efetivado? Que condições são necessárias para que as escolas
do campo possam contribuir para o desenvolvimento dos indivíduos, assim como para a construção de um país mais democrático, justo e igualitário?
Para garantir melhorias neste cenário foram criadas leis para oferecer diretrizes a esse modelo de educação. A LDB - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº. 9394 de dezembro de 1996), propõe em seu Artigo 28, medidas adequadas à escola do campo, coerentes com a vida do povo e suas especificidades. Em 2002 vários movimentos surgiram devido a Resolução CNE/CEB nº 1, de 3 de abril de 2002, da Câmara de Educação
Básica do Conselho Nacional de Educação, que dispõe sobre as Diretrizes Nacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Em 2003 o Ministério da Educação – MEC, instituiu pela Portaria nº 1.374, de 03/06/03, um Grupo Permanente de Trabalho para todo o Brasil para ajudar a desenvolver essas ações. Uma das mais importantes características do setor, que encontramos no campo, é a busca por políticas públicas de acesso a educação no ambiente rural - uma escolarização que aconteça no campo e que seja do campo. No campo porque essa população tem direito de ser escolarizada no meio onde vive. E do campo porque a educação deve ser elaborada de acordo com as vivências da comunidade, atreladas a sua cultura e experiências para o pleno desenvolvimento humano. Uma adequação nas diretrizes da educação rural deve oportunizar a formação de um cidadão crítico
dentro de seu contexto social.
ESTRUTURA ESCOLAR E SEUS PARADIGMAS NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA.
RICARDO, J. Mininel (IC); GOMES, M. Godinho (O)
[email protected]
Pedagogia – UNISEB – Ribeirão Preto
Este estudo visa entender como o sistema educacional brasileiro foi sendo constituído ao longo do tempo e quais foram as influências econômicas e sociais, que direcionaram as praticas das escolas até hoje. É de grande importância buscar na história da educação e do contexto social a compreensão das
estruturas existentes, para analisar se o sistema educacional está atendendo os sujeitos e sociedade de nesse período contemporâneo, se houve mudanças para atender à nova demanda de um tempo em que a globalização promoveu uma sociedade complexa, dinâmica e tecnológica ou se as estruturas
educacionais vigentes mantiveram um modelo arcaico e rudimentar, marcadamente fragmentado e conteudista. A mudança no contexto social atual indica transformações nas estruturas sociais, econômicas, do trabalho, pensamento e educação e buscar nova perspectiva para educação torna-se fundamental e urgente. Hoje a sociedade e os sujeitos são mais complexos e a educação como mediadora dessa realidade precisa repensar as características que ainda traz dos séculos anteriores, principalmente sua fragmentação, para se tornar uma educação integral, voltada para o ser humano. Uma educação que prioriza a totalidade do ser humano e o contexto que ele vive, sem exclusões e preparando-o para viver na sociedade. Essa nova perspectiva para educação baseia - se no olhar da escola do futuro de Edgar Morin e nas observações de Paulo Freire, que indicam um processo de alfabetização e letramento com significado real para individuo. Juntas, as duas linhas teóricas apresentam uma proposta mais adequada para a educação para a
contemporaneidade, de acordo com as informações que foram discutidas nesse estudo. Esse novo prisma explicita a teoria de Paulo Freire fomentando
a pedagogia libertadora e desconstruindo a pedagogia opressora, visando assim a ampliação de horizontes e o desenvolvimento da autonomia do individuo para estar integrados na sociedade atual. Por sua vez, a perspectiva de Morin estrutura uma educação trans e multidisciplinar, que visa o desenvolvimento integral dos seres humanos, uma vez que hoje vivemos uma sociedade complexa e global. Com isso buscamos refletir sobre os modelos educacionais atuais, analisando se eles atendem as necessidades da contemporaneidade, assim como, refletir também sobre uma nova perspectiva de educação integral e com significado para o ser humano, que atenda às exigências da formação na contemporaneidade. Para tanto, partiremos de uma breve
análise do desenvolvimento da educação no Brasil e sua relação com as estruturas sociais vigentes. Como princípios teóricos para análise das possibilidades da constituição de uma nova estrutura escolar, mais adequada ao contexto atual, tomaremos como fundamento algumas ideias de Edgar Morin e
Paulo Freire. As ideias de Edgar Morin a respeito da necessidade de uma nova estrutura escolar, apontada em sua obra como escola total ou escola do
futuro, as ideias do educador Paulo Freire, encontradas em obras como Pedagogia do Oprimido e Pedagogia da Autonomia e ainda as propostas de Juan
Carlos Tedesco em sua obra O novo pacto Educativo, serão a base do estudo. No desenrolar das análises, certamente outras obras que se mostrarem
pertinentes serão acrescentadas.
107
EDUCAÇÃO DE SURDOS NUMA PERSPESTIVA BILINGUE,
Garcia, Kérima L.(IC); Torres, Josane G.S.(IC); Pinola, Andrea R. (O)
[email protected]
Há muito tempo a Língua Sinais tem se mostrado uma ferramenta útil na educação e formação de pessoas surdas. Na França em meados de 1712-1789
Abade Michel de L´Epée criou a primeira escola para surdos, onde era utilizada a língua de sinais. Tal ferramenta teve seu início no Brasil em 26 de
Setembro de 1857 quando Imperador D. Pedro II convidou o surdo frances Hernest Hwet para fundar o Instituto de surdos- mudos hoje conhecido como
INES( Instituto Nacional de Educação de Surdos)e ajudar na educação dos alunos com surdez utilizando alguns recursos dentre eles: datilologia e sinais.
Desde então, a LIBRAS é a ferramenta mais utilizada dentro das escolas para desenvolvimento dos surdos Abreu (2006, p.9), nos mostra que a Língua
Brasileira de Sinais é um sistema linguístico legítimo e natural, utilizado pelos surdos, permitindo assim que o individuo surdo possa se desenvolver
linguisticamente, socialmente e intelectualmente. Outras técnicas também têm sido defendidas dentro do processo de aprendizagem dos surdos, dentre
elas o Oralismo, que defende a integração da criança surda na comunidade ouvinte, enfatizando a língua oral do país (GOLDFELD, 1997). A Comunicação Total é a combinação da linguagem oral, de sinais e datilologia ao mesmo tempo (CICCONE, 1990). Já o Bilinguismo, afirma que as línguas
faladas e as línguas de sinais podem conviver lado a lado, porém não simultaneamente. Ressalta Capovilla (2000), que tais habilidades estão ligadas
compreender e sinalizar fluentemente sua língua de sinais e ler e escrever fluentemente o idioma do país. Notamos que, a Língua Brasileira de Sinais é
peça fundamental dentro da proposta do Bilinguismo. É evidente que a Língua de Sinais é a uma técnica já conhecida na a educação de surdos e que
preserva a autenticidade do ensino para um público especial de indivíduos com capacidade plena de aprendizado. É imprescindível que o sistema de
ensino tradicional comece a se reestruturar a fim de criar condições de receber essa parcela da população que cresce de maneira significativa. Afinal,
como organizar o ensino para que ele seja adequado ao desenvolvimento da criança surda? Qual o melhor método de ensino a ser aplicado? Será a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)? Será o Oralismo? Será a Comunicação Total ou o Bilinguísmo?
FORMAÇÃO ÉTICA E MORAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL: ATUAÇÃO E DESAFIO DOS PROFESSORES
Maso, Larissa R.(IC); Lopes, Danielle F.(IC); Reis, Pamela M.(IC); Yazlle, Claudia D. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Nos últimos anos na sociedade brasileira houve uma grande mudança na relação adulto-criança e nas relações com autoridades. Antes predominava um
modelo autoritário que foi muito criticado e está sendo revisto. No entanto, atualmente, vem sendo muito discutida a falta de limites, a indisciplina, a
falta de respeito das crianças e adolescentes para com os adultos, tanto no contexto escolar como no contexto familiar. No dia a dia nas escolas, acompanhamos muitos professores com dificuldades, preocupações ou dúvidas a respeito de como lidar com isso. As famílias também se queixam e atribuem à escola a responsabilidade por desenvolver disciplina e colocar limites. Conhecer como se dá o desenvolvimento moral, como a criança aprende a
se relacionar com os outros, a seguir regras é fundamental na formação e na atuação do professor para enfrentar e superar este desafio. Como a criança
deve ser orientada e corrigida, esclarecida dentro dos contextos culturais para que seja inserida na sociedade? Até que ponto o educador pode contribuir
na formação moral e ética de seus alunos? Quais valores são necessários e importantes de serem transmitidos? A partir de artigos científicos e de produções de autores reconhecidos na área como Yves de La Taille e Cesar Colll e, também, da prática de professores em sala de aula, este presente trabalho busca refletir e discutir a formação ética e moral na educação infantil e as responsabilidades e possibilidades do professor desta faixa etária.
FORMAÇÃO SÓCIO EDUCACIONAL NOS PRESÍDIOS BRASILEIROS - ABORDAGENS DO ATUAL CENÁRIO
Paula, Jéssica Carla da Silva de; Minelli, Jéssica Gracielle Alves Feitosa Gouvea; Capretz, Karen Caroline; Miguel, Pamela Cristina Ribeiro (IC);
Gomes, M. Godinho (O)
Curso de Pedagogia – UNISEB – RIBEIRÃO PRETO
Este estudo propõe uma reflexão sobre o contexto de formação sócio educacional nos presídios brasileiros, que é uma das áreas da educação brasileira
pouco pesquisada. Partiremos do princípio de que a educação deve ser um canal para a reabilitação social, pois cumpre com requisitos legais referentes
aos direitos de acesso à escolarização, no mesmo sentido em que visa aos propósitos da quebra do processo de exclusão e marginalidade. Os dados da
BBC BRASIL (2012), apontam um quadro alarmante para a população prisional no Brasil, que conta, atualmente com 500.000 presos. Este elevado
número faz com que o país tenha a quarta maior população carcerária dentre todos os países do mundo. O dado foi levantado após avaliação realizada
pelo comissariado de direitos humanos da ONU. A entidade recomendou ao país “melhorar as condições das prisões e enfrentar o problema da superlotação”. Embora o sistema prisional tenha como premissa fundamental a educação dos indivíduos, reconhece-se que carece de infraestrutura tanto física, quanto organizacional, no processo de habilitação dos infratores para uma possível nova inserção social. Em linhas gerais, a intenção da pesquisa
é investigar qual ou quais os caminhos a serem buscados para alterar este quadro atual, especificamente no caso dos detentos, por meio da educação. O
estudo buscará focar a atenção para o papel duplo da educação, no sentido de reproduzir a condição de exclusão da população carcerária, na medida em
que serve à classe dominante, e também como possibilidade de transformação social, servindo como instrumento para promover a emancipação humana. Consideramos que os fenômenos sociais da desigualdade afetam diretamente o ser humano em seus espaços de cidadania, podendo evidenciar situações facilitadoras para a delinquência que levam à criminalidade, instaurando assim, a necessidade dos espaços prisionais. Acreditamos, porém, que
estes espaços devem funcionar dando oportunidades e condições de aprendizagem para os detentos, que os promovam como seres humanos. Assim,
conhecendo melhor e refletindo sobre a realidade da educação dos presídios no Brasil, pretende-se fornecer subsídios para o aprofundamento da temática. A pesquisa, de caráter bibliográfico, foi realiza através de leitura e análise de dados referentes ao tema, buscando conciliar as referências da área de pedagogia, com conhecimentos da realidade carcerária.
DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM POSSÍVEL RELAÇÃO COM A AUTOESTIMA
LOPES, Poliana M.(IC); LOPEZ,Silvana A. N.(O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
No processo de aprendizagem, hoje em dia, há a importância de trabalhar com a autoestima da criança, por interferir na aprendizagem escolar e pessoal. Neste trabalho destaca-se como acentuação da baixa autoestima da criança e a relação interpessoal com a família podendo afetar no desenvolvimento
escolar. A visão de muitos autores mostrará como a família e a escola podem trabalhar juntas para ajudar a criança neste desenvolvimento. A autoestima
e a afetividade fazem parte do processo de desenvolvimento da criança e da família, sendo assim, devem-se adotar práticas para trabalhar as habilidades
de ambos. Com a preocupação de ajudar nessa prática este artigo trás algumas habilidades propostas por autores para o desenvolvimento social.
108
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Jaqueta, Gabrielle R. (IC); Grupioni, Jóice da S.(IC); Moura, Mayra(IC); Chinalia, Fabiana (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
Ao revisarmos a história sobre a evolução do homem em relação ao meio ambiente, e a utilização dos recursos naturais, verificamos que entre as décadas de 70 e 80 (século XX), no Brasil a temática Educação Ambiental (E.A) passou a veicular nos diversos segmentos sociais. Com o fortalecimento
da veiculação da temática (E.A) o homem passou a considerar que de fato as constatações e previsões de estudos sobre a degradação ambiental, merecem atenção e mudança de comportamentos do homem em relação ao meio ambiente. Nesse sentido, este estudo tem como objetivo evidenciar a importância da formação da sensibilização ambiental dos alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Trata-se de um estudo de caráter bibliográfico.
A escola trabalha com seus alunos conhecimentos que não são empíricos, mas científicos, esses nos dão a visão do funcionamento das coisas de maneira racional e holística, diferente do conhecimento popular da maioria da população em relação ao ambiente. O fato de nos depararmos com o mundo
com essa nova visão “a científica” permite que atitudes sejam melhoradas e formas de sustentabilidade das coisas possam ser pensadas. Partirmos da
compreensão de que ao desenvolver na sala de aula questões sobre a Educação Ambiental (E.A), viabilizamos conhecimentos sobre a importância de
constituirmos comportamentos ambientalmente corretos para que os alunos possam atuar como cidadãos reflexivos e críticos no cotidiano. Para que
mudanças de atitudes em relação ao meio ambiente se efetivem é necessária uma tomada de consciência da sociedade, bem como a compreensão de
que o homem é sujeito integrante do meio ambiente (REIGOTA, 2001; VALE, 2001; DINIZ, 2004). Acreditamos que uma formação educacional comprometida com a formação de cidadãos é um caminho que aponta para a constituição de saberes necessários para que os possam desvincular-se de ideias e comportamentos impróprios e reducionistas. Assim, o desenvolvimento da temática Educação Ambiental (E.A) na escola revela-se como imprescindível na formação de cidadãos conscientes e críticos no que diz respeito aos direitos e deveres em relação ao meio ambiente, propiciando aos alunos
o acesso ao conhecimento científico e às problemáticas ambientais de maneira reflexiva e contextualizada (BRASIL, 1997; VALE, 2001). Além disso,
trata-se de um processo de ensino e aprendizagem em que a alfabetização científica estará presente, isto é, em que alunos aprenderão não apenas o acesso ao vocabulário científico, mas também serão orientados a utilizar os conceitos e ideias científicas no seu cotidiano, colaborando para com a preservação do meio ambiente e disseminando o conhecimento adquirido para outras pessoas.
DESAFIOS DA GESTÃO ESCOLAR
Costa de Araujo, Mesrain Lopes, D.(Ic); Godinho Gomes, M. (O)
[email protected]
Pedagogia – UNISEB – RIBEIRÃO PRETO
Os desafios colocados para a gestão escolar na atualidade impõem mudanças na forma de gestão nas escolas. Torna-se imperativo ir além do paradigma
administrativo e construir uma escola mais dinâmica, eficaz, comprometida com a transformação social e assentada no paradigma da gestão, ressaltando
o papel da coletividade no cotidiano das escolas. Nas instituições de ensino, a gestão democrática tem sido discutida como forma de envolver todos os
segmentos interessados na construção de propostas coletivas de educação. A contemporaneidade tem se apresentado como uma época de grandes desafios para os educadores. O que se percebe é uma mudança nos paradigmas sobre os quais se aceitavam a administração escolar, exigindo um novo olhar,
novas concepções, novas práticas para que se conte dos novos desafios colocados para a gestão das escolas. O objetivo específico deste trabalho é refletir sobre as mudanças sociais e sua relação com a gestão das escolas na atualidade. Já o objetivo geral, tende a analisar os paradigmas que embasam a
administração das escolas e compreender a proposição de novos paradigmas da gestão escolar e suas implicações para a construção de uma escola de
mais qualidade. Nossa Constituição Federal destaca, em seu Artigo 205, a garantia da educação para todos. Para que isto se torne realidade, impõe-se
um esforço para uma reorientação de projetos pedagógicos escolares, o crescimento gradativo, consecutivo e consciente das condições de ensino, o aumento da qualificação no processo pedagógico com um vasto alcance dos profissionais escolares, uma proposta para que os professores possam analisar e acompanhar os resultados de seus alunos e nas diferenças que existem entre elas. Estas condições só se desenvolvem plenamente em um ambiente
democrático. Não é recente o conhecimento sobre a importância da Gestão Escolar, sendo o gestor visto, não mais como mero diretor de instituição de
ensino que cuida dos alunos, mas sim como um gestor que transforma a escolas, provoca mudanças e permite criar um alicerce para tais mudanças pelas quais as escolas empresas podem vir a passar ( SILVA, 2006 ). As instituições de ensino que escolherem uma gestão dentro desta perspectiva têm
grandes chances de alcançar resultados de sucesso e melhoria nos ensinos, mantendo consequentemente alunos e professores satisfeitos com a escola
em que estudam/lecionam.
Sendo assim, é preciso contar com ferramentas de gestão capazes de fomentar resultados satisfatórios. Assim, nossa hipótese de estudo aponta que, diante dos novos desafios apresentados para a gestão das escolas atualmente, o paradigma da gestão democrática é o que se mostra mais adequado, porque enfatiza o papel da coletividade no cotidiano das escolas. O estudo foi desenvolvido através de uma pesquisa teórica bibliográfica.
A BRINCADEIRA NO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO, MOTOR E SÓCIO AFETIVO DA CRIANÇA DE ZERO A TRÊS
ANOS DE IDADE
Paula, Adriana; Caldas, Maria Rùbia; Martins, Vanderli Aparecida; Vidotti, Vanessa (IC); Prado, Ana Carolina Dias (O)
Curso de Pedagogia – Uniseb Interativa
Este trabalho traz a importância da brincadeira na vida da criança e na formação da personalidade humana. O presente artigo surgiu da preocupação em
mostrar que a brincadeira tem se tornado cada vez mais uma chave preciosa no ensino- aprendizagem na educação infantil (de zero a três anos de idade), pois ajuda a tirar a timidez; a trazer para o grupo crianças arredias; a estimular o trabalho em grupo e a apreender valores e regras de convivência,
através de situações que envolvem sentimentos e decisões. Faz-se importante mostrar o quanto a brincadeira interfere no desenvolvimento infantil e o
quanto esse ato singelo e simples, está imbuído de significações e identificação para a criança. Não se sabe como surgiu a brincadeira e não há uma definição para ela, mas sabe-se que desde o seu surgimento, ela tem sido uma companheira inseparável da criança. Uma companheira que diverte e distrai
e que permite a criança ser o que ela quiser, quando e como ela quiser. Porém, atualmente, pesquisadores estão tentando entender uma nova face da brincadeira que sempre esteve oculta e que agora surge como uma importante aliada no desenvolvimento infantil: a de ensinar. Afim de, analisar como a
brincadeira interfere no universo infantil, o presente trabalho pretende definir o que é brincadeira e quais benefícios ela traz para desenvolvimento físico, emocional e cognitivo da criança de zero a três anos de idade. A criança se expressa através das brincadeiras, criando o mundo imaginário e desenvolvendo relações de amizade, companheirismo e até mesmo de conflitos,inserindo-se na sociedade e cultura onde vive,aprendendo assim, a conviver em grupo. Por meio da brincadeira, a criança interage com o seu interior e exterior, criando um faz de conta onde vive situações reais, cheias de
sentimentos e significações, onde expões livre e abertamente o que as pessoas pensam. E tais brincadeiras servem como alicerce para a criança alcançar
níveis cada vez mais complexos de desenvolvimento cognitivo, motor e sócio afetivo. Diante dos estudos que foram realizados sobre a Brincadeira, embasados em alguns teóricos da educação, observamos que a brincadeira tem um papel fundamental na vida de uma criança, não só o seu aspecto funcional: cognitivo, social, afetivo perceber-se que ela está se preparando para vida adulta, para viver em sociedade. Não existe o brincar pelo brincar e sim
existe a troca de experiências, brincam de serem adultas vivenciando situações imaginárias.
109
PEDAGOGO EMPRESARIAL: ATUAÇÃO E COMPETÊNCIA NA FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS.
Silva, Keila Cristina da (IC); Prada, Talita Graziella Ortega (IC);
Lopez, Silvana Ap. Nieto (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este artigo apresenta a importância da atuação do pedagogo no setor de recursos humanos na atuação direta no ambiente empresarial. Para tanto, investigou-se como ocorre a atuação do pedagogo em ambiente empresariais e a atuação desempenhado pelos profissionais da educação. A pesquisa analisou uma Instituição privada no ramo de telecomunicação em um município do estado de São Paulo. A metodologia utilizada foi à observação, questionário aplicado e análise documental. A pedagogia ascende aos seus profissionais atuarem com novas oportunidades em espaços educacionais não formais. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394/96 em seu artigo 1º[...] processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na
convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações
culturais. (p.15), tem influências no desenvolvimento do funcionário com objetivo de qualificá-lo no âmbito empresarial para alcançar a melhoria na
qualidade nas relações sociais, profissionais e de qualificação, tendo como pressuposto uma política, ética e formação profissional. Conforme os autores,
SOUZA(2009), SAVIANI(2009), GODOY(2008), GOHN(2010), LIBÂNEO(2007) e FISCHER(2011), pode-se ver que nesse âmbito dos espaços não
formais tem contribuído sobremaneira na formação e na interação de novos componentes no meio empresarial, em âmbitos e níveis hierárquicos da
empresa promovendo ações imediatas e futuras. O pedagogo que atua em ambientes empresariais promove diretamente e indiretamente no desenvolvimento das relações humanas éticas e sociais, contribuindo sobremaneira no clima organizacional e na formação de profissionais mais qualificados e
preparados para atuação no mercado de trabalho globalizado.
A MÚSICA COMO SUPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL DA CRIANÇA.
Castro, Alessandra R. (IC); Oliveira, Clayde R. (IC); Caetano, Hulda N. S. (IC); Sommerlate, Sandra S. (IC); Barbosa, Valéria A. (IC); Prado, Ana C.
D. (O).
[email protected]
Curso de Pedagogia – UNISEB Interativo – Pólo Jundiaí
Este trabalho tem como objetivo analisar a importância da música para o desenvolvimento social da criança na Educação Infantil, uma fase considerada tão importante e significativa para ela. Abordamos a música como fator natural do ser humano, exercendo grande influência para o bebê que desde
sua gestação, ainda no útero da mãe já é capaz de estar em contato com diferentes sons, vibrações, falas e músicas, podendo a mãe perceber se está gostando ou não de acordo com seus movimentos na barriga, portanto, tudo o que é feito, falado ou ouvido pela mãe é internalizado pelo feto, possibilitando após seu nascimento o gosto pela música, facilitando assim no relacionamento com outras crianças e adultos do grupo que está inserido, possibilitando que conheça a si mesmo, respeitando o outro, descobrindo suas qualidades, produzindo equilíbrio entre suas emoções, despertando sentimentos,
aos poucos formando sua identidade, percebendo-se diferente dos outros e a necessidade da interação social, podendo ser aceita ou inclusa em grupo,
construindo sua auto-estima, sendo a música significativamente importante para a construção e formação de sua personalidade, aperfeiçoando suas habilidades tornando-se um cidadão mais crítico e reflexível. As crianças podem nos mostrar diferentes formas de linguagens, é preciso estar atento a esse fato. Os professores/educadores são mediadores da educação musical, precisam ser valorizados e reconhecidos por seu trabalho e capacitados para
torná-los mais seguro e não causar uma deficiência no trabalho musical. Nesta fase da vida da criança o trabalho do profissional deve ser bem planejado, a música é uma arte e deve ser trabalhada dentro do contexto escolar, não deve ser vista como algo isolado da aprendizagem, não deve ser considerada como um simples passatempo, ela deve ter o objetivo de auxiliar na formação da criança, levando em considerações os diferentes valores da
sociedade que a criança faz parte e também respeitado suas limitações diante do processo, para que esse trabalho tenha significado e seja valioso para
a criança ele deve ser introduzido de maneira natural, através de brincadeiras para a criança se sentir segura, num ambiente favorável e que sinta prazer,
alcançados grandes realizações e conquistas, sendo a função da escola preparar a criança para a vida adulta com suas responsabilidades e obrigações
com um ambiente sócio-cultural e para o professor pode contribuir para absorção de informações, suporte na aprendizagem e como um recurso facilitador do desenvolvimento infantil inclusive o desenvolvimento social. Através dos estudos bibliográficos podemos considerar a música como um suporte riquíssimo no desenvolvimento social da criança e contribui para algo muito importante na vida das pessoas: o desenvolvimento da personalidade humana.
O QUE A ESCOLA PÚBLICA OFERECE PARA OS ALUNOS COM DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM?
Cardoso, Talita Murali. (IC); Candido, Maria Claudia (IC); Mineli, Juliano de Paula (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O artigo tem como objetivo geral identificar as dificuldades de aprendizagem investigando por meio da pesquisa com professores o que a escola pública
oferece para minimizar este problema. Para que os objetivos fossem concretizados partiu-se primeiramente da revisão de literatura onde foram levantados aspectos importantes sobre o processo de aprendizagem enfatizando a escrita e a leitura. Neste sentido, constatou-se que a escrita, para autores pesquisados, é um objeto social cuja presença e funções ultrapassam o marco escolar e porque a criança é um sujeito ativo e construtivo do seu próprio
conhecimento. Devido à importância que este desenvolvimento é para as crianças, Bryant e Bradley (1997) ressaltam que, “de todas as coisas que as
crianças têm de aprender quando chegam à escola, a leitura e a escrita constituem as mais básicas, centrais essenciais”. Outro item abordado no estudo,
são as dificuldades da aprendizagem, o fracasso escolar e a participação do professor. Ao se falar em dificuldades de leitura, é importante considerar a
questão dos limites da criança. Muitas vezes o educando não desenvolveu as habilidades e funções necessárias para aprender. A criança está pronta para
iniciar o processo de alfabetização quando existe uma harmonia entre percepção, esquema corporal, lateralidade, habilidades auditivas e visuais, entre
outras. Essas habilidades básicas constituem os pré-requisitos para um processo de aprendizagem adequado. Por outro lado, são vários os fatores que
contribuem para com as dificuldades na aprendizagem, podendo ser orgânicos, sociais, familiares, mentais, psicológicos. Para contribuir e buscar as soluções para estes problemas no ambiente escolar é importante a presença de professores preparados e conhecedores dos caminhos e alternativas que devem tomar; dos pais buscando levar para a criança o apoio e acompanhamento de sua vida escolar; de outros profissionais que tenham condições de analisar cada criança frente às suas dificuldades. Enfim, a teoria apresentada traz que para a solução ou para diminuir as dificuldades de aprendizagem é
necessário que haja um trabalho em conjunto, isto é, professores, pais e demais responsáveis pela instituição escolar buscando conhecer e ter a conscientização de uma análise reconhecendo as causas que estão no extato inibindo o processo de aprendizagem. A pesquisa de campo foi realizada com quatro professoras e uma coordenadora na EMEF localizada na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo. Diante dos dados coletados, tanto a revisão
teórica como as entrevistas realizadas, se faz importante a presença dos professores, pais, da escola e demais profissionais trabalhando em conjunto e,
dessa forma buscar solucionar e/ou minimizar esta questão tão presente no ambiente escolar. A preparação dos professores e coordenadores também é
necessária sobre o assunto buscando sempre uma solução seja no processo pedagógico, seja na didática, no ambiente escolar, em práticas e intervenções
que contribuam para incentivar os alunos a se interessarem pelo aprender.
110
O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATRAVÉS DO LÚDICO
Pinarelli, Marcia R.A. (IC); Cirelli, Natalia C. (IC); Azedo, Rosângela (CO); Morais, Simone S. (CO); Caitano, Josiane F. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia – UNISEB Interativa - Centro Universitário UNISEB – Polo de Jundiaí
Este trabalho se constituiu de uma pesquisa bibliográfica que buscou compreender o mundo da criança através do lúdico e as diversas etapas do desenvolvimento infantil dessa faixa etária (0 a 5 anos). Através da brincadeira, a criança dá asas a sua imaginação, aprendendo a lidar com o mundo e formar
sua personalidade. A brincadeira são momentos típicos da infância, acontece naturalmente e não implicam em compromissos, planejamentos e seriedade.
É nesse contexto que surge a importância do brinquedo e do jogo. No brinquedo a criança aprende a agir numa esfera cognitiva ao invés de numa esfera
visual ele é um objeto facilitador do desenvolvimento que desperta a curiosidade, exercita a inteligência permite a imaginação e a invenção. Quanto aos
jogos seu objetivo é oferecer as crianças vários tipos de materiais lúdicos como: jogos, brinquedos e objetos de largo alcance. É uma atividade muito
importante no desenvolvimento da criança tem a capacidade de planejar, imitar, representar papéis e situações do seu dia-a-dia. Através disso percebeuse o quão é importante o lúdico em suas várias formas (jogos, brincadeiras, brinquedos) para o desenvolvimento social, físico, afetivo e cognitivo das
crianças, que devem ser valorizados e estimulados pelos professores levando a elas uma melhor qualidade de vida.
EDUCAÇÃO PROBLEMATIZADORA E EDUCAÇÃO BANCÁRIA: PRINCIPAIS DIFERENÇAS
Santos, Gislaine P.(IC); Pugim, Andreza A. S.(IC); Souza, Andréia M. (IC); Santana, Carla A. (IC); Alves, Marília C. S. (IC); Santos, Edivaldo D. J. G. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia – UNISEB Interativa - Centro Universitário UNISEB – Polo de Ribeirão Preto
Nesse trabalho apresentaremos a diferença entre a Educação Problematizadora e Educação Bancária, onde Paulo Freire, através de suas obras, insere
em seus questionamentos uma educação voltada para um caráter social mais amplo, não somente uma educação para a dominação dos conceitos acadêmicos de escolarização. Com isso teremos como objetivo analisar tais diferenças na visão de Paulo Freire, um educador que traz consigo grandes
contribuições para a educação no âmbito nacional e internacional. Com ele propõe-se uma reflexão na prática docente e nova concepção de educação
mais humanista e engajada na construção de um sujeito decisivo e consciente, utilizando-se de um método didático apoiado nas vivências do educando,
assim possibilitando ao indivíduo que se torne sujeito de sua aprendizagem constituindo, com isso, uma Pedagogia Libertadora. Na concepção da relação dialógica entre o discente e docente para a construção do conhecimento no processo de ensino e aprendizagem, libertando indivíduo das amalgamas estabelecida pelo autoritarismo capitalista imposto na forma de educação, sendo a mesma precária e oferecida à maioria desfavorecida pelo sistema vigente, ou seja, a educação bancária, assim, concluiremos que ter uma educação conscientizadora pode ser o caminho para encurtar a distância que
ainda existe entre o educador e o educando, pois com trocas de informações entre ambos, abriremos lacunas para uma melhor educação na busca de
novos conhecimentos.
FORMAÇÃO DE PROFESSORES – SABERES DA DOCÊNCIA E IDENTIDADE DO PROFESSOR
Santos, Paula G.F.(IC); Leal, Maria A.I.(O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A atualidade educacional demanda a análise de todos os aspectos que a envolvem. Um deles, não menos relevante, é a formação docente. Neste ponto
tentaremos abordar a formação do professor pela óptica dos saberes da docência e da formação continuada. Em uma época em que a valorização dos
profissionais da educação – especialmente a dos professores – tem decaído significativamente, é necessário buscar sustentabilidade teórica e prática para a defesa do resgate de sua dignidade e ressignificação profissional. Essa tentativa nos remete a compreender e analisar criticamente os saberes da docência e como eles contribuem para a práxis profissional. Mediante sua aplicabilidade, o professor vai ressignificando sua prática, uma vez que esta é
nutrida pela produção e reprodução de teorias pertinentes.
INCLUSÃO DE CRIANÇAS ESPECIAIS EM ESCOLAS DE ENSINO REGULAR
Silva, Maria de Fátima Rodrigues da; Porto, Luciana; Galindo, Luciana Arcas; Oliveira, Marina Rocha Gama de (IC); Rossi, Valdilcéia Dias (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia – UNISEB Interativa - Centro Universitário UNISEB- Polo de Jundiaí
Este estudo objetiva refletir sobre a trajetória de crianças especiais no âmbito educacional. A educação de qualquer criança não é um processo simples,
pois exige dos educadores um compromisso sério e responsável. As dificuldades que os alunos apresentam no processo de aprendizagem não podem ser
generalizadas pois, problemas aparentemente semelhantes, tem em sua origem um sentido particular para cada criança. Mesmo que algumas pessoas
com deficiência tenham condições de frequentar a escola tal como ela é hoje, e possam ter o mesmo aproveitamento da maioria das crianças, ainda assim, isso não é praticar Educação Inclusiva. Educação Inclusiva pressupõe que TODAS as crianças tenham a mesma oportunidade de acesso, de permanência e de aproveitamento na escola, independentemente de qualquer característica peculiar que apresentem ou não. Para que isso ocorra, é fundamental que as crianças com deficiência tenham o apoio de que precisam, isto é, acesso físico, equipamentos para locomoção, comunicação (tecnologia assistiva) ou outros tipos de suporte. Mas, o mais importante de tudo, é que a prática da Educação Inclusiva pressupõe que o professor, a família e toda a comunidade escolar estejam convencidos de que: o objetivo da Educação Inclusiva é garantir que todos os alunos com ou sem deficiência participem ativamente de todas as atividades na escola e na comunidade; cada aluno é diferente no que se refere ao estilo e ao ritmo da aprendizagem; essa diferença
é respeitada numa classe inclusiva; a Escola Inclusiva e os bons professores respeitam a potencialidade e dão respostas adequadas aos desafios apresentados pelos alunos. É importante ressaltar ainda, que antes de se iniciar um trabalho com alunos com necessidades educacionais especiais, no ensino regular, é necessário que se faça um preparo dos demais alunos, no sentido de conscientização da importância da convivência na diversidade e no respeito
às diferenças. Sabemos que a atitude do professor é um dos fatores que mais contribui para o sucesso de qualquer medida de inclusão do aluno com deficiência na escola regular. Como podemos perceber nas práticas do dia-a-dia nas nossas escolas, não basta determinar legalmente a inclusão para que
ela aconteça afinal ela é um processo que deve fornecer aos alunos com deficiência ou outras necessidades, uma educação com o máximo de qualidade
e de eficácia, no sentido do desenvolvimento e da satisfação das suas necessidades individuais. Isto é, um processo, em que sejam oportunizadas aos alunos, condições de se desenvolver e progredir não só em termos educacionais, mas também para o alcance de uma autonomia pessoal, social e econômica.
111
O PASSADO E O PRESENTE NO ENSINO DA ARTE PARA CRIANÇA
Menezes, Milena B.(IC); Gonçalves, Tatiana C. M.(IC); Yazlle, Claudia H. D. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB - Ribeirão Preto
A arte esta cada vez mais presente no cotidiano das pessoas, por meio da cultura visual, como é chamada por alguns estudiosos. A arte vai além das pinturas e esculturas integrando publicidade, objetos de uso cotidiano, moda, arquitetura, TV, computador e muitas outras representações visuais. Diante
dessa cultura visual existe a necessidade da alfabetização visual, em que o educador a leva para a sala de aula e para o contexto do aluno, oferecendo
lhe a oportunidade de conhecer melhor a sociedade na qual está inserido, interpretar a cultura de sua época e tomar contato com outras culturas. Assim,
o aluno desenvolve habilidades e competência artísticas para também saber se expressar por meio da linguagem artística. Para isso é importante que o
professor saiba como ensinar arte e quais situações de aprendizagem deve desenvolver. É importante conhecer a história da arte, bem como o ensino da
arte para crianças. Também é papel do professor instigar a curiosidade, o senso crítico, a reflexão e o questionamento diante desse mundo visual, para
que o aluno passe a ser leitor, interprete, critique as imagens presente em seu cotidiano. Nos últimos anos, a proposta pedagógica para o ensino da arte
mudou muito, autores como Rosa Iavelberg e Ana Mae Barbosa são grandes referências neste aspecto. No entanto, na prática, nas escolas e nas salas de
aulas, o professor tem acompanhado estas transformações? As crianças têm aprendido sobre arte? Conseguem se expressar por meio da linguagem artística? Este trabalho apresenta algumas reflexões sobre este assunto a partir de uma revisão bibliográfica.
A IMPORTÂNCIA DA ARTE NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA
Gonçalves, Tatiane Cristina (IC); Brochado Junior, Jose Urbano (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Este artigo apresenta a importância da atuação do pedagogo no desenvolvimento da criança no âmbito artístico. A metodologia utilizada foram pesquisas bibliográficas. Considerando o contexto, o caráter complexo e elaborado da expressão dos participantes no processo de pesquisa é fundamental a
um trabalho que se propõe a estudar a concepção sobre o ensino da arte na escola, uma vez que é impossível falar de arte, sem fazer referência ao papel
da subjetividade na complexidade de sua expressão. Conforme o autor VYGOTSKY, 1994 em uma organização de suas ideias sobre a Formação Social
da Mente, o ser humano é inerente à arte que circunda sua existência desde seus primórdios, sempre reorganizando seu modo de ver e sentir o mundo,
transformando assim a natureza e a sociedade. GRIFFA e MORENO, 2001 apresentam o esforço disposto pelas crianças ao se expressar pela arte, transpondo uma realidade imaginária para o concreto, reproduzindo formas, símbolos e acima de tudo aperfeiçoando sua capacidade de expressão simbólica.
FERRAZ e FUSARI, 1999 deixam clara a importância da arte na educação como expressão da criatividade, sentimentos e emoções, buscando através
do apreciar, pensar e fazer artístico e estético, o respeito à arte. Nesta perspectiva podemos compreender a arte como forma de inserção social promovendo uma visão ampla sobre os procedimentos de aplicação da arte na vida das crianças dentro e fora da sala de aula e o papel do professor mediador
deste conhecimento.
LETRAMENTO E FORMAÇÃO DO LEITOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Vanzo, Fabíola.(IC); Shahruri, Najla.(IC); Leal, Maria A.I (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O processo de formação do leitor é alvo de discussões acadêmicas, uma vez que o índice de leitores de literatura ainda é baixo no Brasil. Para que o processo de letramento e formação do leitor ocorra de modo satisfatório, é necessário que a criança seja submetida ao universo letrado por meio, sobretudo,
do acesso ao livro de forma lúdica e prazerosa, como indicado no livro Como e Por que Ler os Clássicos Universais Desde Cedo, de Ana Maria Machado. Esta pesquisa busca apontar caminhos para consolidação desse processo desde a Educação infantil, propondo alternativas didáticas para que a criança desenvolva o gosto pela leitura e possa ser inserida no mundo letrado de modo satisfatório e lúdico. O presente trabalho pretende, através de uma
revisão bibliográfica sobre o tema, que compreende autores como Magda Soares, Emília Ferrero, além de obras de Ana Maria Machado, levantar orientações e estratégias necessárias para desenvolver o processo de letramento desde a educação infantil e dessa forma contribuir na formação de crianças leitoras. Teremos como embasamento teórico alguns documentos como o Referencial Curricular nacional para Educação Infantil (RCNEI), Como
e por que ler, os clássicos universais desde cedo (2002), de Ana Maria Machado, com o objetivo de mudar paradigmas, em que a leitura é algo imposto,
que o aluno faz de maneira forçada, o livro nos mostra outro lado da leitura, o lado prazeroso, agradável, que nos apaixona, pelos clássicos universais. A
questão do letramento tomará como referência com os estudos de Magda Soares. Em outro momento, irá levar o leitor a refletir sobre as mudanças que
ocorreram no mundo, em vários aspectos, e a leitura também passou por mudanças, é necessário que tenhamos um olhar de descoberta, entendendo a
leitura como algo interdisciplinar, usando a imaginação, olhando o livro por todos os aspectos, em que o leitor não se utiliza somente da escrita, mas
também dos desenhos e de todas as outras fontes de informação que ele nos fornece, usando a imaginação. O embasamento teórico passará pela perspectiva de Lúcia Pimentel Goes, abordada na obra Olhar de descoberta: Proposta analítica de livros que concentram várias Linguagens.
A ESCRITA E A LEITURA NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO
Baugis, Jucemara M.; Werli, Ediane S.; Barbosa, Lucyana F. S. (IC); Bortoloti, Karen F. S. (O)
Curso de Pedagogia – Uniseb Interativa – Centro Universitário UNISEB
Inserir a criança no mundo real para que se tornem cidadãos críticos e reflexivos esta diretamente relacionada ao seu contexto social. Sabe-se toda alfabetização é calcada na leitura e na escrita, os dois são elementos indissociáveis neste processo. Desse modo a construção de seu aprendizado a criança nos mostra que sua alfabetização independe de métodos e modelos a seguir, esse processo ocorre na forma em que à criança vai se desenvolvendo por meio da aquisição da leitura e da escrita. Muitas pessoas entendem como alfabetização a memorização do alfabeto e entendimento da gramática,
entretanto alfabetizar vai muito mais além da repetição mecânica, consiste na capacidade de dar novos significados e nova finalidade para o uso da linguagem. Assim a principal função do professor seja oferecer aos educandos formas de facilitar sua aprendizagem, de uma maneira eficaz e com qualidade para que estes se apropriem dos mecanismos do conhecimento, dessa forma oferecem recursos para que os alunos atuem de forma crítica no meio
em que atua.
112
EDUCAÇÃO INCLUSIVA: INTERAÇÃO COM ALUNOS SURDOS
Rico, Amanda Nunes; Santos, Erica R. L.; Ferreira, Natalia S.; Ronqui, Neusa; Costa, Rosenilde A. (IC); Seabra, Daniela C. (O)
Curso de Pedagogia – Uniseb Interativa – Centro Universitário UNISEB
Este artigo visou destacar a importância das interações apropriadas do docente em sala de aula com o aluno surdo. Estar em contato com a educação é
uma necessidade inerente a todos. Assim, a inclusão é mister. As escolas devem ser o reflexo de um espaço inclusivo e de qualidade, que valorize as
diferenças sociais, culturais, físicas e emocionais, atendendo às necessidades educacionais do aluno como ser individual. Nessa perspectiva, a diversidade é considerada como própria da condição humana, sendo o sujeito com deficiência parte integrante com direito às mesmas oportunidades, portanto,
devendo ser acolhido adequadamente. A abordagem em questão foca, em especial, o aluno com deficiência auditiva. Foram apresentadas reflexões sobre a formação e atuação de educadores que devotem a devida atenção aos alunos surdos, promovendo assim, a interação característica da educação inclusiva. Os desafios pertinentes ao ensinar uma língua escrita para quem desconhece a oralidade são notórios. Os alunos têm direito a um intérprete, e
a escola, a materiais apropriados e a uma sala multidisciplinar. O governo também deve oferecer cursos de libras para os professores. A realidade conhecida, nem sempre, atinge estas expectativas, em contraste, traduz a escassez de medidas, métodos e recursos. Aludindo ao âmbito familiar, também,
constatou-se a presença da barreira comunicativa. Em relação ao portador de deficiência auditiva, ao aluno surdo, muitas atitudes deixam transparecer
a imagem de que este é menos capaz que o ouvinte. Assim, ainda que pareçam defender uma possibilidade de inclusão, na prática, a atitude transmitida
é de exclusão.
A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA: NA APRENDIZAGEM INFANTIL
Silva, Monica.(IC); Lima, Tatiane.(IC); Oliveira, Josafá A. (IC); Nascimento, Sara S. (IC); Almeida, Jackline Santos(IC); Silva, Mariane B. G. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A importância da brincadeira é expressiva, uma vez que através da mesma as crianças podem se desenvolver, usar a imaginação, aprender, desenvolver
a atenção, a coordenação motora, agilidade, associação, imitação e é tão importante quanto o alimento que nutre o corpo para sua formação. É no brincar que as crianças podem imitar a vida e também transformá-la. Alguns livros abordam a temática da brincadeira infantil, avaliando suas possibilidades
no processo de aprendizagem e as contribuições no desenvolvimento das crianças. As brincadeiras espontâneas das crianças relacionam-se com seu desenvolvimento, integrando-as em seu universo sem classificá-las em compartimentos estanques e remetendo às mais remotas origens dos brinquedos. A
conscientização da importância da brincadeira cabe ao educador, que se torna responsável pela aprendizagem e deve trabalhar a criança em sua múltipla formação, nos aspectos biológicos, sociais, cognitivos, afetivos e emocionais. Através da atividade lúdica a criança prepara-se para a vida, assimila
a cultura do meio em que vive, a ele se integra, adaptando-se às condições que o mundo lhe oferece, aprendendo a competir, cooperar com seus semelhantes, a conviver como um ser social. A brincadeira não é apenas uma diversão, mas também um momento de aprendizagem.
O TEATRO E SUAS FORMAS DE AUXÍLIO E DESENVOLVIMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Silva, Darlene B.; Santos, Leticia L.; Silva, Vanilza A.; Fernandes, Kethilen V. I.; Oliveira, Roseli A. (IC); Barreto, Daniela Viliegas (O)
Curso de Pedagogia – Uniseb Interativo – Centro UniversitárioUNISEB
O tema em questão foi abordado, pela sua contribuição na educação, porém nele contém assuntos relacionados à qualidade e a melhora do ensino. O
objetivo desse projeto é formar crianças mais receptivas, que se envolvam nas peças e desenvolvam sua maneira de expressar e de agir, criar momentos
em que o imaginário se torna real. No entanto foi realizado um levantamento bibliográfico, utilizando livros didáticos, impressos e eletrônicos, O teatro
contribui com a autonomia da criança, e oferece a ela uma vida de imaginação, de se entregar totalmente com o corpo e a alma, trabalhando na memorização do aluno, fazendo cenas que expresse amor, ódio, tristeza, carisma, alegria, etc. Portanto a conclusão que se chegou, foi que o teatro na educação infantil, faz com que o aluno se interage, crie, critique, se desenvolva, seja mais completo, e se expresse de maneira mais evolutiva.
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM NA LEITURA E NA ESCRITA NAS SÉRIES INICIAIS
Gomes, Alessandra A.(IC); Battaglion, Angela M.(IC); Leal, M. Alejandra Itureta. (O) [email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Durante a pesquisa constatamos que as principais dificuldades que os alunos apresentam para ler e escrever são decorrentes de vários fatores, porém
enfatizamos alguns como: falta de acompanhamento individual tanto da família como da escola, falta de paciência dos professores, recursos inadequados, bem como a responsabilidade da família em manter as crianças na escola. Consideramos que o estudo nos trouxe uma resposta satisfatória para
nossos questionamentos a respeito das dificuldades enfrentadas pelos alunos no processo da leitura e escrita, desde modo estamos estimuladas a avançar nos estudos contribuindo assim, não só para a nossa prática pedagógica. Para entender a alfabetização (Soares, 2005) o referencial teórico compreende a alfabetização como um processo específico que exige atividades direcionadas e sistematizadas e letramento, ou seja, as práticas de letramento
envolvem diferentes saberes e diferentes atores, um trabalho de colaboração em que um aprende com o outro, como um processo de inserção nas práticas sociais e culturais da escrita. Processos diferentes mais interdependentes. A escrita faz parte da vida, está presente nas diversas atividades que são
realizadas nos dias de hoje, tanto na escola como fora dela. As crianças vivem em um mundo cheio de estímulos visuais, propaganda, desde muito pequenos estão imersos em um mundo letrado. À frente a teoria estudada, foi realizada a análise das dificuldades de aprendizagem na leitura e escrita dos
alunos nas séries iniciais do Ensino Fundamental. O estudo se pautou na abordagem qualitativa, através de entrevista e observação com alunos e professores de uma escola pública da cidade de Ribeirão Preto. Tendo presente as seguintes questões: quais são as dificuldades mencionadas pelos professores e alunos com relação ao processo de alfabetização. Qual é o papel do professor como mediador dessa aprendizagem? Como trabalhar com as crianças para que desenvolvessem com sucesso o processo de ensino aprendizagem.
113
A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA: NA APRENDIZAGEM INFANTIL
Silva, Monica; Lima, Tatiane; Oliveira, Josafá A.; Nascimento, Sara S.; Almeida, Jackline S.; Silva, Mariane B. G. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB Interativo- Ribeirão Preto
A importância da brincadeira é expressiva, uma vez que através da mesma as crianças podem se desenvolver, usar a imaginação, aprender, desenvolver
a atenção, a coordenação motora, agilidade, associação, imitação e é tão importante quanto o alimento que nutre o corpo para sua formação. É no brincar que as crianças podem imitar a vida e também transformá-la. Alguns livros abordam a temática da brincadeira infantil, avaliando suas possibilidades no processo de aprendizagem e as contribuições no desenvolvimento das crianças. As brincadeiras espontâneas das crianças relacionam-se com seu
desenvolvimento, integrando-as em seu universo sem classificá-las em compartimentos estanques e remetendo às mais remotas origens dos brinquedos.
A conscientização da importância da brincadeira cabe ao educador, que se torna responsável pela aprendizagem e deve trabalhar a criança em sua múltipla formação, nos aspectos biológicos, sociais, cognitivos, afetivos e emocionais. Através da atividade lúdica a criança prepara-se para a vida, assimila a cultura do meio em que vive, a ele se integra, adaptando-se às condições que o mundo lhe oferece, aprendendo a competir, cooperar com seus semelhantes, a conviver como um ser social. A brincadeira não é apenas uma diversão, mas também um momento de aprendizagem.
PLANO NACIONAL DA EDUCAÇÃO - PNE UMA ABORDAGEM E ANÁLISE DAS METAS EM UM MUNICÍPIO NO
ESTADO DE SÃO PAULO
Santos, Gisele Ap.(IC); Cruz, Jaqueline de Paula V.(IC); Miguel, Sueli Romboli (IC); Lopez, Silvana Ap. Nieto (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
O Plano Nacional de Educação (PNE) traça diretrizes e metas para a Educação no Brasil e tem prazo de até dez anos para que todas elas sejam cumpridas. Para isso, o governo transformou o PNE em lei, que passou a vigência a partir de janeiro de 2001 com período de renovação de 10 anos. O objetivo deste trabalho é compreender e investigar as metas estabelecidas, dentro do município de Ribeirão Preto, buscando dados, perante o documento
do Plano Nacional de Educação (PNE). A pesquisa analisou as metas da educação pública de um município do estado de São Paulo. A metodologia utilizada foi à observação, análise documental e questionário aplicado, com base em entrevista com os responsáveis da coordenação da Secretaria da Educação Municipal. Segundo Saviani (2012) “o PNE é a oportunidade de construir um verdadeiro sistema, isto é, um conjunto unificado que articula
todos os aspectos da educação no país inteiro, com normas comuns validas para todo território nacionais e com procedimentos também comuns, visando a assegurar educação com o mesmo padrão de qualidade a toda a população do país”. A pesquisa documental realizada para na composição desse
artigo e a fundamentação teórica está embasada e fundamentada em referenciais como: OLIVEIRA et al (2011), PINTO (2010), SAVIANI (2010). Constamos por meio da pesquisa e análise documental que o PNE foi um processo longo e que convergiu em um debate democrático em um congresso nacional de educação (CONAE) na qual os profissionais da educação de todas as modalidades e segmentos contribuíram para a construção e elaboração
desse referido documento de fundamental importância para a educação brasileira.
PEDAGOGIA INSTITUCIONAL: UMA ATUAÇÃO POSSÍVEL E EDUCATIVA EM AMBIENTES PROFISSIONAIS E
EMPRESARIAIS
;
Barbosa, Ingrid A. (IC) Ferreira, Aline. (IC) ; Lopez, Silvana(O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
A partir da promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº. 9.394/96 foi possível, pela primeira vez na história da educação brasileira, a educação em âmbito empresarial e em espaços considerados anteriormente não educativos. Dessa forma, percebemos que empresas, indústrias,
hospitais e ambientes prisionais ampliaram a possibilidade de atuação do Pedagogo, pois sua formação na área de humanas e seu conhecimento educacional auxiliam na realização de projetos internos, entrevistas, treinamentos, etc. As transformações diuturnamente exigem do homem e da educação
um papel fundamental na formação e na preparação para lidar de forma consciente, analítica e crítica com as tecnologias da informação e da comunicação. Observa-se assim que a Pedagogia e o professor tornam-se fundamentais para a formação e preparação das pessoas nas empresas ou em outros
espaços não formais. Nesse cenário, a figura do professor e da educação torna-se fundamental para a formação de indivíduos. Através deste estudo é
notável que o pedagogo tenha total capacidade para desenvolver nas empresas ou em qualquer espaço não escolar, o conhecimento, a informação, a
consciência, valores, enfim diversos fatores contribuintes para o melhor desempenho deste e da sua produtividade. Visando então que a atuação de uma
pessoa graduada em pedagogia pode ir muito além dos muros da escola.
DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL INFLUENCIADO PELA MÚSICA
Negrão, Ana Claudia Quagliato Hernandes; Hretsiuk, Flavia Maria; Zitei, Laissa Cordennuzzi; Santos, Luana Mendes (IC); Machado, Regina Damião (O)
Curso de Pedagogia- UNISEB Interativa – Centro Universitário UNISEB
Este trabalho, desenvolvido através de pesquisas literárias, busca descrever uma abordagem da aplicação da musicalização no ambiente escolar e a sua
contribuição para o desenvolvimento educacional infantil. Para tanto serão analisadas as várias possibilidades de integração dos sons no processo de
ensino aprendizagem, bem como a importância da educação musical através dos tempos. Nesse contexto será destacada a aplicação do ensino musical
no Brasil, com abordagem da legislação a ela pertinente desde os remotos registros até a atualidade, com ênfase nos métodos utilizados na educação
musical infantil, suas adequações, finalidades e resultados.
114
O MOVIMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Sousa, Dariane Silva.(IC); Pereira, Maria Inês DiasV.(IC); Leal, Maria Alejandra Itureta(O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Antigamente o dia- a -dia das pré- escolas ou creches eram focadas no cuidar das crianças. Não era exigida uma qualificação profissional e a maior parte das educadoras, não compreendiam a importância e a necessidade de trabalhar o desenvolvimento e principalmente o movimento nas crianças. Faz-se
necessário conhecer como tem sido o trabalho com crianças da educação infantil, sabendo que é imprescindível uma educação pautada no movimento,
já que é pela ação que a criança, principalmente até os 3 anos de vida, conhece e assimila o mundo que está inserida. O objetivo deste trabalho é refletir
sobre a importância das crianças de 0 a 3 anos serem estimuladas através de atividades que permitam o movimentar-se, já que crianças nesta fase assimilam e conhecem o mundo através de ações e sentidos. A metodologia utilizada foi Pesquisa bibliográfica com leitura de livros e artigos sobre o tema. Constamos por meio da pesquisa, que do nascimento até aproximadamente sete meses, a criança corresponde a uma verdadeira simbiose afetiva
com a mãe, distribuidora de alimento e tranquilidade, durante esse período o comportamento da criança organiza-se sob influência de estímulos sensoriais. Já no processo de desenvolvimento motor, a criança pequena precisará cada vez mais de um adulto que consiga “ler” suas manifestações, pois o
desenvolvimento psicomotor da criança não ocorre de forma isolada, mas devemos considerar a interação entre o desenvolvimento psicomotor e cognitivo, principalmente quando o objetivo é discutir o movimento. De acordo com os RCNEI que orientam a relevante importância de trabalhar o movimento na educação infantil, visando um bom desenvolvimento de interação, expressão, de maneira que a criança aprenda a conhecer seu corpo, desenvolvendo assim o seu cognitivo, social e motor. A fundamentação teórica desse artigo está embasada em COLL (2004), OLIVEIRA (1995), OLIVEIRA (2008), LE BOULCH (1982), RCNI-MEC (1998).
GESTÃO PEDAGÓGICA E AS TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: UM PARADIGMA A SER ROMPIDO
Da SILVA, Aline D.(IC); SILVA, Cristiana O. (IC); FRANCISCO, Kenia P.(IC); LOPEZ, Silvana A. S. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia - Centro Universitário UNISEB- Ribeirão Preto
Gestão escolar tem como conceito a ação de promover e organizar as condições materiais e humanas da instituição, para a construção de articulações
qualitativas dos processos de ensino-aprendizagem da escola. Assim, os alunos terão a perspectiva de adquirir novas habilidades e competências que
lhes proporcionarão uma formação completa para exercer uma cidadania critica na sociedade em que vive. As tecnologias estão cada dia mais presente na vida das pessoas, o computador e o acesso à internet já participa das atividades de ensino em todos os níveis nas escolas. As tecnologias mudam
muito rapidamente e devemos nos preparar para esse avanço, a fim de comunicar, divulgar, oferecer informações, serviços e atividades, além do que
as tecnologias facilitam o trabalho docente tendo melhoria no desempenho do aluno. O objetivo deste artigo é mostrar a importância de o gestor estar
inteirado com as tecnologias, a relevância que tem para o seu trabalho ser bem sucedido. Utilizamos como pesquisa o levantamento do referencial teórico, tendo como base as obras de ALONSO (2003), BIANCONCINI (2007), LEVY ( 1999), SANCHO (2007), Atualmente entende-se a Gestão
como alguém que valoriza a participação da comunidade escolar, ou seja, incita um trabalho coletivo. A tecnologia deve ser utilizada como ferramenta
no trabalho da escola como um todo. Importante salientar que, essa ferramenta como auxilio para a gestão escolar deve diretamente articular o administrativo e o pedagógico. Os gestores precisam conhecer o contexto em que a escola está inserida, ter conhecimento sobre como utilizar as tecnologias
como ferramentas a seu favor. E principalmente saber que, para implantar essas tecnologias é preciso reorganizar o projeto político pedagógico e envolver toda a comunidade escolar para que haja um bom êxito.
GESTÃO EDUCACIONAL: PEDAGOGIA HOSPITALAR
Savi, Suelen. (IC); Guimarães, Jéssica m.(IC); Lopez, Silvana A.N. (O)
[email protected]
Curso de Pedagogia – Centro Universitário Uniseb
Essa pesquisa teve por objetivo investigar como a pedagogia se inseriu na área da saúde e a forma como essa temática é abordada nos cursos de Pedagogia. Para tanto, investigou-se como ocorre à atuação do pedagogo em ambiente de saúde/hospitalares e o trabalho desempenhado pelos profissionais
da educação. A pesquisa analisou um grupo atuante em uma Instituição pública de saúde de um município do estado de São Paulo. A metodologia utilizada foi à observação, análise documental e questionário aplicado. A análise fundamentou-se especialmente por intermédio dos “conceitos-chave”
propostos por André Cellard (2010). A vertente da pedagogia histórico-crítica fundamenta o referencial bibliográfico empregado na construção deste
trabalho. Deteremos-nos à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996 e na Lei Segundo o capítulo V da educação especial artigo 58 § 2º
diz, “O atendimento educacional será feito em classes, escolas ou serviços especializados, sempre que, em função das condições específicas dos alunos,
não for possível a sua integração nas classes comuns de ensino regular.” Portanto a intencionalidade de se trabalhar com a Pedagogia Hospitalar é de
investigar, esclarecer e divulgar a importância da educação em espaços não escolares, em especial a educação em hospitais, instituições de saúde e/ou
clínicas, mostrando direito que o aluno/paciente tem de continuar seus estudos.Defendendo então a presença do pedagogo em hospitais contribui com
a possibilidade de diminuir o fracasso escolar, não simplesmente transplantar a escola para o hospital, e sim a construção de um clima pedagógico que
poderá contribuir para o bem estar, psíquico e emocional da criança enfermam. Como resultado inferimos que a Pedagogia adquire e contribui na constituição de uma melhora no quadro do paciente/aluno e promove a flexibilização de métodos e critérios ao retorno deste em seu ambiente educacional.
CONTRIBUIÇÕES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA PARA A EDUCAÇÃO ESCOLAR
Santos, Geovani Neris dos (IC); Chinalia, Fabiana (O)
Curso de Pedagogia – Centro Universitário UNISEB
Este artigo visa a explanar o surgimento e o impacto da Educação Ambiental na escola por meio da análise e das propostas políticas contidas em alguns
documentos do Ministério do Meio Ambiente bem como a Lei da Educação Ambiental de 1999 e as iniciativas escolares em relação a essa temática, a
fim de apontar as contribuições da Educação Ambiental na escola para a sociedade. Nele, serão abordados termos e conceituações típicas do trabalho já
consolidado com este tipo de educação. Serão, também, explicitadas as relações entre a postura do educador frente às questões socioambientais, o modo
de se trabalhar educação ambiental e as implicações das discussões relativas ao tema sustentabilidade trazidas pelas diversas esferas da sociedade. É
preciso ter em mente que questões ambientais possuem intrínseco caráter social. Portanto, sendo a escola espaço formal de mediação entre os sujeitos,
o conhecimento e a cultura, a instituição escolar também cumpre papel de suma importância neste contexto enquanto facilitadora de diálogos e estimuladora de pensamento crítico, itens fundamentais para o processo de Educação Ambiental. Neste sentido, a pesquisa tem por objetivo principal dissertar
sobre o trajeto histórico do surgimento da Educação Ambiental buscando definir seu contorno, seu papel e sua relevância para a Educação como um todo.
115
A EDUCAÇÃO COMO DIREITO E OS ÓRGÃOS QUE ASSEGURAM ESSE DIREITO
Martins, Camila Aparecida (IC); Godinho, Marília Gomes (O)
Curso de Pedagogia – centro Universitário UNISEB
Segundo a afirmação de Paulo Freire “Se a educação sozinha não pode transformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda” nesta frase o
grande pensador mostra a importância da educação, deste modo o presente projeto pretende definir e elencar os aplicadores da lei, e como foi concebida a universalização da educação no Brasil. A partir do momento em que a Nova República surgiu, renasce também o otimismo em relação a educação apresentando a preocupação da famílias tradicionais quanto ao futuro dos filhos que deveriam seguir uma carreira promissora passando sempre
pelo ensino básico que deveria ser de boa qualidade, seguindo esta linha de raciocínio os intelectuais da época chegaram a conclusão que o País só iria
progredir investindo na educação, ou seja a sociedade brasileira só seria realmente transformada se um sistema educacional fosse criado visando qualidade e oferecido a todos, só assim o País seria respeitado no cenário mundial e alcançaria um lugar de destaque entre as grandes potências mundiais. O
ideário escola novista contribuiu de forma significativa para essa nova perspectiva, pensando na reorganização interna das escolas e no redirecionamento dos padrões didáticos e pedagógicos. Porém ainda nesta época ainda predominava as diretrizes educacionais dos jesuítas dadas pelo Ratio Sturim,
promulgada em 1599, entretendo os grandes pensadores defendiam uma educação laica a fim de proporcionar um pensamento livre da cultura forjada
pelo catolicismo no País, próximo passo seria uma constituição que assegurasse os direitos de todos. Com a Carta Magna em 1934 a educação torna-se
um direito fundamental para todo cidadão brasileiro. O direito fundamental á educação é garantido a todos as crianças e adolescentes pela legislação
federal, deste modo esta pesquisa tem o objetivo de descrever os órgãos que asseguram e determinam o direito à educação.
116
5º
Simpósio de
Iniciação Científica
UNISEB
Realização:
Núcleo de TCC/IC
Núcleo de Extensão
Apoio:
Centro Universitário UNISEB
UNISEB Interativo
Núcleo de TCC/IC - [email protected]
Núcleo de Extensão - [email protected]
Rua Abrahão Issa Halack, 980 - Ribeirânia - Ribeirão Preto - SP
14096-160 PABX: 16 3603-9999 / 16 3603-9000
www.uniseb.com.br

Documentos relacionados