Em Ritmo de Carnaval

Сomentários

Transcrição

Em Ritmo de Carnaval
28 de fevereiro de 2014 - Edição 03/14
Em Ritmo de Carnaval
Hoje, inicia-se mais um período de carnaval que na prática não termina na quarta-feira de
Cinzas, como antigamente, mas sim uma semana após, no domingo. E o ano, então, vai
começar, segundo o credo popular.
E, desta vez, o calendário parece que vai virar mais rápido que em outros anos, pois logo após
vem a Semana Santa, a Copa do Mundo, as eleições e chegaremos às festas de fim de ano. E,
nesta toada, as Olimpíadas no Rio de Janeiro.
Tudo vai passar muito depressa e, por isso mesmo, temos de estar atentos e não desperdiçar as
oportunidades que a vida nos oferecerá: o bonde vai passar, não hesite em entrar. O próximo
pode demorar!
Enquanto isso, vamos curtir os tempos de Momo. Escolha a fantasia que melhor espelhe o seu
estado de espírito, junte os amigos, a família e bote pra quebrar. Ziriguidum, ziriguidum...
Carnaval lembra abuso, falta de limites e muita loucura. Então, muita responsabilidade! Vá com
calma, deixe o carro na garagem e lembre-se: “um alcoólatra é alguém de quem você não gosta
e que bebe tanto quanto você”, como dizia Dylan Thomas, poeta galês do início do século XIX.
O carnaval é a festa da tentação, talvez a maior delas, aquela que nos leva ao limite de cometer
um, ou todos, dos sete pecados capitais. Sejamos comedidos, mesmo sabendo que "a única
maneira de nos livrarmos de uma tentação é cedermos a ela", como certa vez afirmou, outro
poeta, Oscar Wilde:
. Luxúria – Tome cuidado, em tempos de AIDS e drogas sintéticas um passo em falso é o mesmo
que cair do cadafalso;
. Gula – Não coma feito um glutão. Estamos num dos verões mais escaldantes de todos. Beba
água e sucos; e, se optar pelas bebidas alcoólicas, vinhos brancos, rosés e espumantes;
. Avareza – Para se divertir é preciso meter a mão no bolso. Ou então fique em casa, assistindo
ao desfile das escolas de samba. Mesmo assim você estará pagando pelo sinal digital de sua
HDTV, o ar-condicionado e as bebidas;
. Ira – Deixe-a em casa. Evite reações violentas às provocações. Caso contrário, depois que o
samba acabar, o arrependimento chegará sem dó... Mas com ré, mi, fá, sol, lá, si;
. Preguiça – Para encarar toda esta loucura, só com muita disposição. Levante-se da rede e faça
como Lulu Santos: “abra suas asas, solte suas feras, caia na gandaia, entre nessa festa...”;
. Soberba – Seja mais humilde. A festa e a rua são de todos;
. Vaidade – Lembre-se que a sua fantasia é tão bonita quanto às dos demais.
Levanto uma taça de Cattacini e faço um brinde aos foliões.
Feliz carnaval!
Saúde e paz!

Documentos relacionados

Carnaval - Cattacini

Carnaval - Cattacini estratosféricas que tornam a digestão mais difícil. Tome bebidas leves. Entre as bebidas alcoólicas, opte por vinhos brancos, rosés e espumantes; Avareza – Para se divertir é preciso meter a mão no...

Leia mais