BioFach 2009 - Nürnberg - Espaço Organics Brasil

Сomentários

Transcrição

BioFach 2009 - Nürnberg - Espaço Organics Brasil
BioFach 2009 - Nürnberg - Espaço Organics Brasil
A BioFach 2009 - Feira Internacional de Produtos Orgânicos, Nuremberg, na Alemanha, ocorreu entre 19 a 22 de
fevereiro de 2009, através do espaço do Projeto Organics Brasil, iniciativa do IPD-Organics Brasil e apoio da APEXBRASIL - Agência de Promoção de Exportações e Investimentos do Brasil.
A edição de 2009 fechou com um número menor de visitantes - pouco mais de 46.000 visitantes, sendo deste total:
37% representando cerca de 110 países não europeus, e 2.764 expositores. Dos países europeus representados, as
maiores participações foram da: Alemanha, Itália, Espanha, França e Áustria.
O segundo ano da Vivaness, destinado exclusivamente aos produtos naturais e orgânicos no segmento de
cosméticos. O Brasil, juntamente com Polônia, Colômbia, Macedônia e Republica Tcheca, fez sua estréia e participou
de um espaço com os outros 207 expositores de 24 países, que mostraram como o setor de cosméticos é um dos
grandes promissores e está em constante crescimento neste período de crise.
Participaram desta edição as seguintes empresas e representantes: Localização do Estande Brasil
Empresa
Nome
Malharia D’arte
Maria Karolina Duarte e Leandro Leal Conceição
Natural Fashion
Gareth Butcher
Nutriorgânica
Antonio Santos
Quinua Real
Rafael Souza e Rafael Duarte
IBD
Alexandre Harkaly, Denis Ditchfield, Jorge Vailati e Paul Espanion
Trademasters
Leda Caberlin, Renato Hauptmann e Juliano Graff
Canaspirit
Isabela Calil e Paulo Ricardo Galvão
Chá Mate Triunfo
Kária Kobata
Minamel
Agenor Castanha e Guilherme Castanha
MDA
Paula Marques, Maria Antônia Moreira, Michel Haddad, Evandro Weber, Josete Silva, João Pereira, Ricardo
Fritsch, Marcelo de Cunto, Luciano Ribeiro, Jussara de Souza, Maurilo Oliveira, Elisângela de Mesquita, Antonio
Marcus Dias e Lorena Almeida
Tozan
Mauro Fujisawa
Suframa
Eliany de Souza Gomes e Keithy Garcia
Humânita
Maurício Andrião e Luiz Arthur Cury
Brazilian Forest
Valéria Domingues, Reindert Dekker e Ozana Herrera
Bela Iaça
Delphine Grelet, Rafael Ferreira, Sandoval Alves da Silva e Emilie Simões da Silva
ABPO
Davi Bungestab e Leonardo Leite de Barros
Latinex
Eduardo Moraes
Florestas
Fernando Lima
Surya
Vinicius Vasconcelos, Ana Maria Besold e Luciene Figueiredo
Beraça
Filipe Sabará, Ulisses Sabará, David Sabará e André Sabará
Arte dos Aromasv
Geysa Belém e Leonardo Priori
A Nurenberg Messe, organizadora da Feira, promoveu um Seminário no dia 20 de fevereiro exclusivo sobre as
potencialidades do Brasil, que contou com a presença de 70 pessoas. Dentro da programação oficial com o Tema:
“Brasil e suas Oportunidades”, o seminário foi apresentado por:
• Maria Beatriz Costa (Planeta Orgânico) que discorreu sobre a situação do mercado institucional e as ações que
tem feito no Brasil para a promoção do setor;
• Sonia Lehmann (Sala Amazônia-Cerrado na Biofach América Latina) que discorreu sobre os Projetos na
Amazônia,
• Carla Salomão (IBRAF) discorrendo sobre o potencial das frutas orgânicas do país e;
• Ming Liu (Organics Brasil) que apresentou as empresas presentes e o levantamento realizado no ano de 2008,
com as Certificadoras no Brasil, para a apresentação do levantamento da área certificada para exportação, que
colocou o país como terceiro maior em área certificada, atrás apenas da Austrália e Argentina.
O Brasil ocupou uma área de aproximadamente 250 m² no Pavilhão 2 da BioFach, divididos em três blocos
(conforme figura abaixo) e - pela primeira vez - um estande de 36m² na Vivaness.
Localização do Estande Brasil
OPTION 1:
. ÁREA 1 = 28,0 m2
. ÁREA 2 = 79,5 m2
. ÁREA 3 = 112,0 m2
1
. ÁREA TOTAL = 219,5 m2
2
5
3
4
A comunicação visual e o tema nas montagens dos estandes
foram idênticos ao do ano passado, baseado na característica
nativa da biodiversidade e cultura que o país tem:
“O Brasil é orgânico por natureza”.
Imagem do Bar Lounge Brasil, que foi solicitado pelos expositores no
ano passado para receber seus visitantes internacionais e ser ponto de
encontro para as reuniões com clientes.

Estande Organics Brasil na Vivaness 2009.

Vista lateral com aplicação das artes diferenciadas para o segmento de cosméticos orgânicos.
Foram feitas inserções de peças publicitárias nas duas versões (inglês e alemão) da revista oficial da Feira (Biofach EVE), no Jornal Organic & Wellness, além da Assessoria Internacional contratada - Agência AJA (com atuação in loco
do jornalista Marcio Damasceno), em atuação conjunta com a agência Vera Comunicação, que levou jornalistas da
Revista Dinheiro Rural (revista mensal de agrobusiness) e da Revista Orgânica (publicação dedicada exclusivamente
ao segmento de orgânicos).
Foram distribuídos ainda 250 kits de imprensa no Centro de Imprensa da Feira, e - este ano - os kits de imprensa
foram produzidos em impressos bilíngües (inglês e alemão) e um pen drive com todas as informações dos
associados, acervo completo de fotos e material individuais das empresas expositoras.
Participaram este ano 27 empresas individuais e
duas instituições, que apóiam a iniciativa de produção. O
MDA levou representantes de 12 Associações de Pequeno
Produtores de Orgânicos e a SUFRAMA - juntamente com
o Governo do Amazonas - apresentou produtores locais
e também divulgou a Feira Internacional da Amazônia,
como também os Projetos de incentivos do estado para
instalação de empresas de cosméticos, onde se espera o
ingresso de investimentos no total de US$ 50 milhões de
dólares nos próximos anos.
O Grupo do Brasil foi composto por 80 pessoas que
apresentaram produtos como: frutas, polpa de fruta,
fruta desidratada, geléias, café, guaraná, chá mate,
cacau, palmito, barra de cereais, frutas exóticas do Brasil
como açaí, cupuaçu e acerola, castanhas, mel, cachaça,
soja e seus derivados, barras de frutas e de cereais,
e outros produtos que demonstraram a variedade e
diversidade dos produtos brasileiros.
Em termos de números apurados entre as empresas participantes, podemos destacar os valores consolidados,
de cerca de 1.300 contatos gerados entre as 27 expositoras. Estes contatos gerados foram de origem dos países
tradicionais do mercado, como: Alemanha, Estados Unidos, Reino Unido, França, Espanha, Itália, Suíça, Canadá e
Bélgica. Países não tradicionais – sendo que alguns fizeram contatos com as empresas brasileiras pela primeira
vez como: Romênia, Egito, Coréia, Hong Kong, Eslovênia, Índia, Israel, Malásia, Hungria, China, África, Polônia, e
República Tcheca; e também países da América do Sul como Peru, Venezuela e Argentina.
Todos os contatos geraram volume de negócios na ordem de US$ 34 milhões de dólares, composto de negócios
fechados na Feira na ordem de US$ 10.385.000,00n e potencial de fechamento de negócios nos próximos 6-12
meses de US$ 23.510.000,00.
Estes números foram superiores ao realizado no ano
passado. Apesar da crise que atinge o mercado global,
as perspectivas de todos os participantes foram
bastante otimistas e realistas.
A percepção de demanda do consumidor final na
Europa e Estado Unidos, com a situação atual da
economia, é de crescimento inferior ao do ano passado,
quando houve uma clara diminuição dos produtos
ofertados, e um maior número de empresas com marcas
próprias. Redes varejistas têm investido em criar marcas
próprias de menor preço ao consumidor e há uma clara
busca por produtos mais baratos, porém nota-se pouco
corte do consumo destes produtos. O mercado europeu
já realizou um trabalho de sensibilização, nos anos
anteriores, a ponto de o consumidor ter consciência
de que a redução no consumo, não se traduz no “não
consumo”, mas na busca de produtos mais baratos,
porém dentro do conceito orgânico.
O que tem surgido, também, são produtos de mercado
justo e orgânico. Estes produtos têm aparecido com
freqüência e de forma destacada na Feira, onde cada
vez mais o selo “Fairtrade“ se associa aos produtores
orgânicos.
No segmento de cosméticos, o crescimento continua
com novos produtos, novas empresas no mercado, e
cada vez mais, trazendo uma nova imagem ao mercado:
a da sofisticação, bem estar e produtos saudáveis.
Com os custos dos ingredientes cada vez mais altos,
e quantidades cada vez mais limitadas para poder
repassar o custo da agregação de valor aos produtos
lançados, há uma nítida tendência dos orgânicos serem
direcionados a um mercado mais seleto e com produtos
de alto preço, como o de perfumarias.
Marcas como Weleda, Dr Hauschka, Logona, Wellments entre outras são exemplos de marcas desconhecidas no
segmento de perfumaria, mas já disputam espaço neste mercado. Este ano, o Projeto Organics Brasil se colocou de
forma presente, com seu primeiro grupo de empresas na área Vivaness.
Cada vez mais as empresas brasileiras de cosméticos conseguem impor sua própria marca, sua imagem e seu
conceito junto com as grandes do mercado mundial.
Obrigado pela participação.
Equipe Organics Brasil Presente
Amanda Betiol - Organics Brasil
Carlos Gloger - IPD
Clauber Carvalho - Cobi Design
Isabela Gloger - Organics Brasil
Ming Liu - Organics Brasil

Documentos relacionados

EXPO WEST 2009 - Organics Brasil

EXPO WEST 2009 - Organics Brasil O Projeto Organics Brasil participou pela terceira vez da Expo West, principal Feira de produtos orgânicos e naturais dos Estados Unidos, que abre o calendário de Feiras no mercado norte americano....

Leia mais

BioFach América Latina traz ao Brasil um dos maiores

BioFach América Latina traz ao Brasil um dos maiores Claus Rättich (44) estudou Administração e Economia em Augsburg, (Alemanha) e em Yale (EUA). Começou a trabalhar na NürnbergMesse em 1993. É membro da diretoria desde 2000. É responsável pela BioFa...

Leia mais