Agente Infeccioso

Сomentários

Transcrição

Agente Infeccioso
MICROBIOLOGIA 2015.1
INFECÇÕES PARASITÁRIAS E A
TRANSMISSÃO DOS AGENTES
INFECCIOSOS
Professora Mayra Caires Pires
Cadeia de Transmissão
dos Agentes Infecciosos
Elementos Básicos da Cadeia:
 Hospedeiro;
 Agente Infeccioso;
 Meio Ambiente.
 Vetor
Hospedeiro
Pode ser o homem ou um
animal.
 Portador Assintomático
 Portador sintomático
Hospedeiro
Intermediário –
parasitos
nele
alojados
reproduzem de forma assexuada;
 Hospedeiro
Definitivo
–
parasitos
nele
alojados
reproduzem de modo sexuado.
 Hospedeiro
os
se
os
se
Agente Infeccioso
 Vírus, bactérias, protozoários,
ácaros e alguns fungos (germes ou
micróbios), além dos helmintos e
alguns artrópodes, que podem ser
vistos a olho nu.
Endoparitos e Ectoparasitos
 Endoparasitos – Penetram e
passam a viver no corpo do
hospedeiro;
 Ectoparasitos – Vivem na
superfície
do
corpo
do
hospedeiro (pulgas, piolhos e
carrapatos).
Meio Ambiente
Espaço
constituído
pelos
fatores
físicos,
químicos
e
biológicos.
Meio Ambiente
 Físicos: temperatura, umidade,
clima, luminosidade;
 Químicos: gases atmosféricos
(ar), pH, teor de oxigênio, agentes
tóxicos, presença de matéria
orgânica;
 Biológicos: água, nutrientes,
seres vivos (plantas, animais).
Doenças Transmissíveis
e não Transmissíveis
Todas
as
doenças
transmissíveis
ou
infecções
parasitárias (gerando doença ou não)
são
causadas
por
agentes
infecciosos. Já as doenças não
transmissíveis podem ter diferentes
causa.
Parasitoses e Doenças
Transmissíveis
 Parasitoses – Portador
assintomático;
 Doenças transmissíveis –
Quando o parasito traz
enfermidades ao hospedeiro.
Fatores que Influenciam
no Processo
 Em relação ao parasito: carga
parasitária,
localização
e
capacidade de causar doenças;
Fatores que Influenciam
no Processo
 Em relação ao hospedeiro: idade,
estado
nutricional,
grau
de
resistência,
órgão
atingido,
hábitos, nível socioeconômico e
cultural, presença simultânea de
outras doenças, fatores genéticos e
uso de medicamentos;
Fatores que Influenciam
no Processo
 Meio
Ambiente:
temperatura,
umidade, clima, água, ar, luz solar,
tipos de solo, teor de oxigênio etc.
Dinâmica de Transmissão
Transmissão Direta
Ocorre através da transmissão
direta dos agentes infecciosos
(evoluídos) do corpo do hospedeiro
inicial para outro (ou para si
próprio – auto-infecção).
Transmissão Direta
Vias de transmissão:




Fecal-oral,
Gotículas,
Respiratória,
Sexual.
Transmissão Indireta com
presença de Hospedeiros
Intermediários ou Vetores
Ocorre quando o agente
infeccioso
passa
por
um
hospedeiro intermediário antes de
infectar o novo hospedeiro, ou
através de um vetor.
Transmissão Indireta com
presença de Hospedeiros
Intermediários ou Vetores
Vias de transmissão:
 Ingestão
de
contaminadas,
 Picada
de
um
contaminado.
carnes
vetor
Transmissão Indireta com
Presença do Meio Ambiente
Ocorre
quando
o
agente
infeccioso ao sair do hospedeiro já
se encontra em formas resistentes,
capazes de permanecer vivos no
meio ambiente, prontos para infectar
novos hospedeiros.
Transmissão Indireta com
Presença do Meio Ambiente
Vias de transmissão:
 Através de fômites (ar, água,
solo, alimentos ou objetos).
Transmissão Vertical
Esta ocorre diretamente dos
pais para os seus descendentes
através da placenta, esperma, óvulo,
sangue ou leite materno.
Transmissão Horizontal
Transmissão de um patógeno
de um indivíduo infectado para
outro sadio.
Fonte de Infecção
Trata-se
do
foco
de
contaminação, do local onde se
origina
o
agente
infeccioso,
permitindo-lhe passar diretamente
para um hospedeiro.
Penetração Passiva
Penetração
de
formas
evolutivas dos parasitos por via
oral mediante a ingestão de
alimentos ou água, bem como por
inalação ou picadas de insetos.
Penetração Ativa
Ocorre com a participação de
larvas de helmintos que penetram
ativamente através da pele ou
mucosa do hospedeiro.
Principais Vias de Penetração
dos Agentes Infecciosos




Boca (via digestiva);
Nariz e boca (via respiratória);
Pele e mucosa (via transcutânea);
Vagina e uretra (via urogenital).
Principais Vias de Eliminação
dos Agentes Infecciosos




Ânus e boca (via digestória);
Nariz e boca (via respiratória);
Pele e mucosas (via transcutânea);
Vagina e uretra (via urogenital).
Vias Adicionais de Eliminação
dos Agentes Infecciosos
 Eliminação pelo leite;
 Eliminação pelo sangue.
Manifestações dos Agentes
Infecciosos e Ectoparasitos
 Assintomáticas;
 Fase aguda (variável em cada tipo
de infecção) – Pode ocorrer logo
após a contaminação, após o
período de incubação e em alguns
casos após um período de
latência;
 Fase crônica.
Referências
• MIMS C., PLAYFAIR J., ROITT I., WAKELIN D., WILIAMS R. Microbiologia
médica. 2 ed. São Paulo: Manole, 1999.
• MURRAY , P. R. et al. Microbiologia médica. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2004.
• PELCZAR Jr, M. J.;CHAN, E. C. S.; KRIEG, N. R. Microbiologia, conceitos e
aplicações. 2 ed. São Paulo: Makron Books, 1996.
• TRABULSI, L. R. Microbiologia. São Paulo: Ed. Atheneu, 1998.
• JAWETZ, E. Microbiologia médica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1995.
• TORTORA, G. J.; FUNKE, B. R.; CASE, C. L. Microbiologia 8 ed. Porto Alegre:
ARTMED, 2005.
“A felicidade aparece para aqueles que
choram.
Para aqueles que se machucam
Para aqueles que buscam e tentam
sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passaram
por suas vidas”.
Clarice Lispector
OBRIGADA!!!

Documentos relacionados

Fundamentos de Epidemiologia

Fundamentos de Epidemiologia 4 – Alguns Termos Epidemiológicos: 4.1 – Agente Infeccioso – é o elemento capaz de produzir uma infecção ao penetrar num organismo hospedeiro. Como exemplos: vírus, bactérias, fungos, protozoários,...

Leia mais