Incontinência Urinária de Esforço

Сomentários

Transcrição

Incontinência Urinária de Esforço
Definição
Perda urinária aos esforços via uretral,
por aumento da pressão abdominal na
ausência de contração do detrusor
 Pode estar associada a prolapso de
órgãos pélvicos

Considerações
Acomete 10 milhões de ♀ nos EUA
 Cerca de 11% das pacientes brasileiras
 Prevalência de 12 a 55%
 Menos de 50% procuram ajuda médica
 IUE pura é mais comum em ♀ de meia idade
e IU mista em mais idosas
 Prolapsos frequentemente associados (29 a
38%)

Anatomia feminina

Diafragma pélvico
 M. elevador do ânus
○ M. pubococcígeo (Palpado no TV) Mais espesso
○ M. ileococcígeo Mais delgado
○ Arco tendíneo
 M. coccígeo Parte posterior do diafragma
○ Lig. sacro espinhoso

Hiato urogenital
 Uretra, vagina e reto
Anatomia feminina

Diafragma urogenital
 M. ísquiocavernoso, M. bulboesponjoso, M.
transverso superficial e profundo do períneo
 Oclui o hiato urogenital, sustenta e tem
efeito esfíncteriano na uretra, vagina e
contribui com a continência

Corpo perineal
 Tecido fibromuscular entre o ânus e a
vagina (Se enfraquecido predispõe à reto ou
enterocele)
 Aderido ao septo reto-vaginal
Anatomia pélvica feminina
Anatomia pélvica feminina
Causas
Idade
 Paridade e tipo de parto
 IMC
 Cirurgia ginecológica
 Estado hormonal
 Medicações
 Comorbidades associadas

IUE

Hipermobilidade do colo vesical
 Pressão abdominal elevada não se transmite de
maneira igual à uretra e bexiga

Insuficiência esfincteriana
 Incapacidade de fechamento uretral
Classificação IUE

IUE grau I
 Perda aos grande esforços
 Pressão de perda > 100cm H2O

IUE grau II
 Perda aos esforços moderados
 Pressão de perda entre 60 e 100 cm/H2O

IUE grau III
 Pressão de perda reduzida
 Insuficiência esfincteriana
Prolapso genital

Prolapso de parede anterior
 Cistocele
 Uretrocele (Incomum)

Prolapso de ápice vaginal
 Enterocele
 Uterino
 Útero-vaginal com cisto, reto e enterocele

Prolapso de parede posterior
 Retocele
Prolapso genital

Classificação de Baden e Walker
 Termos distintos para cistocele (Grau 1 ao 4),
retocele e/ou enterocele (Leve, moderada e grave) e
prolapso uterino (Grau 1 ao 3)

ICS: Soc. Internacional de Continência (1996)
 Uniformização das distopias
 Maior distopia em Valsalva ou tração
 Ponto fixo: Hímen
 Estádios: 0 / I / II / III / IV
Prolapso genital
Prolapso genital
Diagnóstico clínico
Anamnese
 Exame ginecológico
 Exame neurológico

Exame físico
Presença de dermatite amoniacal
 Hipoestrogenismo
 Distopias genitais
 Exame neurológico
 Aval. do assoalho pélvico
 Teste do cotonete (Q-tip test)
 Teste de Bonney e Marshall-Marchetti
 Teste do absorvente (Pad-test)

Exame físico
Exame físico
Diagnóstico urodinâmico

Fluxometria
 Estima a capacidade vesical e característica da
micção

Cistometria
 Estratifica o grau da IUE
 Avaliar presença de hiperatividade detrusora
 Capacidade, sensibilidade e complacência vesical

Estudo fluxo-pressão
 Avalia a capacidade contrátil vesical
 Pressão de micção
Estudo urodinâmico
Gráfico de urodinâmica
Normal
Incontinência mista
Tratamento
Tratamento conservador
Orientações e treinamento para MSP
 Medicamentoso
 Fisioterápico
 Biofeedback
 Eletro estimulação

Tratamento conservador
Tratamento cirúrgico

Acesso vaginal
 Kelly-Kennedy: método abandonado

Acesso retropúbico (colposuspensão)
 Marshall-Marchetti-Krantz (Sucesso 70%)
 Burch (Sucesso de 70 a 100%)

“Slings”
 Autólogos
 Sintéticos (Sucesso de 80 a 100%)
○ Retropúbicos
○ Transobturadores

Injeção periuretral
Tratamento cirúrgico

Marshall-Marchetti-Krantz
 Suspensão da junção uretrovesical ao periósteo
 Aumenta o espaço reto-uterino

Burch
 Suspensão da parede vaginal anterior e tecidos
paravesicais ao lig. ileo-pectíneo (Cooper)

Slings
 Suspensão suburetral (Uretra média)
Complicações
Sangramento
 Perfuração vesical
 Retenção urinária
 Hiperatividade detrusora
 Prolapso vaginal
 Extrusão do sling


Documentos relacionados

Padrão Resposta - Uroginecologia - UERJ

Padrão Resposta - Uroginecologia - UERJ cirúrgica por laparoscopia ou laparotomia. Questão 3 a) Prolapso da parede anterior - cistocele - grau 3. b) Demonstra baixo fluxo (6 ml/seg) - obstrução infravesical. c) 1. Cirurgia pela técnica s...

Leia mais

Programa

Programa dano das estruturas de suporte. Uma das opções de tratamento mais frequentes é o uso de redes sintéticas para repor e suportar a posição dos órgãos.
 Objetivo: O objetivo do presente trabalho foi u...

Leia mais

Prolapso dos Órgãos Pélvicos

Prolapso dos Órgãos Pélvicos operatórias: erosão, infecção da rede, infecções urinárias, dor com as relações sexuais, incontinência urinária de novo. No entanto quando as cirurgias são executadas em centros especializados a m...

Leia mais

3. esfincter uretral externo

3. esfincter uretral externo CONSISTÊNCIA CIENTÍFICA

Leia mais