Lista de Exercícios de Revolução Francesa

Сomentários

Transcrição

Lista de Exercícios de Revolução Francesa
REVOLUÇÃO FRANCESA
1. (Fatec 2016) Se não têm pão, que comam brioches!
A frase, erroneamente atribuída à rainha da França, Maria Antonieta, foi considerada uma
resposta cínica às inquietações populares que levaram à eclosão da Revolução Francesa.
Assinale a alternativa que aponta corretamente algumas das causas da insatisfação da
população francesa às vésperas dessa Revolução.
a) Contrários ao lema da monarquia, “Liberdade, Igualdade, Fraternidade”, os camponeses
alegavam que a distribuição de renda provocava o empobrecimento da classe média.
b) A grave crise econômica, aliada a condições climáticas adversas, inflacionou os preços nas
cidades e no campo; sofrendo com a fome, a população pagava altos impostos para manter
os privilégios do clero e da nobreza.
c) A substituição de culturas alimentares pelo algodão, decretada por Luís XVI, levou ao
aumento da mortalidade infantil e da fome entre os camponeses, favorecendo a burguesia
vinculada à indústria têxtil.
d) Para sustentar os custos das guerras napoleônicas, o rei Luís XVI aumentou a cobrança de
impostos dos camponeses e dos trabalhadores das cidades que, insatisfeitos, se rebelaram
contra o governo central.
e) Devido à falta de terras férteis, à baixa produção de alimentos e à fome, a população
demandava o aumento da ocupação francesa nas Américas e na África para a ampliação da
produção agrícola.
2. (Pucpr 2016) A Revolução Francesa foi um dos momentos mais importantes no processo de
formação do mundo contemporâneo. Foi um movimento violento que sepultou o absolutismo na
cena política e o mercantilismo na economia, tendo um papel de grande destaque a burguesia,
interessada em instituir um regime que atendesse aos seus interesses. Durante a revolução
tomou forma um corpo legislativo denominado Assembleia Nacional, que tomou parte central
na consolidação das reformas objetivadas pela revolução. Dentre as principais reformas
realizadas na fase moderada da Revolução Francesa (1789-1791), pela Assembleia Nacional,
podemos citar CORRETAMENTE:
a) Abolição dos privilégios especiais do clero e da nobreza; Declaração dos Direitos do Homem
e do Cidadão; subordinação da Igreja ao Estado; elaboração de uma constituição para a
França; reformas administrativas e judiciárias; e ajuda à economia francesa.
b) Declaração Universal dos Direitos Humanos; elaboração do Edito de Nantes, que dava
liberdade religiosa para os não católicos; criação do Banco da França; legalização da
anexação dos territórios da margem esquerda do Reno; elaboração do Código Civil Francês.
c) Criação do Código Civil Francês; criação do Banco da França; elaboração da Declaração
dos Direitos do Homem e do Cidadão; elaboração das primeiras leis trabalhistas que
proibiam o trabalho infantil; concessão do direito ao voto às mulheres.
d) Direito de voto para todos os homens, independente da renda; favorecimento de legislação
que incentivava o capitalismo comercial; reforma do sistema educacional com a criação dos
liceus clássicos e de ofícios; maior autonomia para as províncias históricas da França;
criação de uma estrutura descentralizada de governo na França.
e) Regulamentação das leis trabalhistas na França; extensão do direito de voto para todos os
homens e mulheres maiores de 18 anos; reconhecimento do direito de minorias; criação do
Código Civil; a França se tornou uma confederação descentralizada, dividida em cantões
com alto grau de autonomia política; elaboração da Constituição Civil do Clero.
3. (Ueg 2016) Leia o texto a seguir.
Socialmente, os sans-culottes representam os citadinos que vivem de seu trabalho, seja como
artesãos, seja como profissionais de ofício; alguns, depois de uma vida laboriosa, se tornam
pequenos proprietários na cidade, e usufruem as rendas de um imóvel.
PÉRONNET, Michel. Revolução Francesa em 50 Palavras-chaves. São Paulo: Brasiliense,
1988. p. 248.
A análise do texto demonstra que os interesses sociais dos sans-culottes, importantes
personagens da Revolução Francesa, se confundiam com os
Página 1 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
a) da pequena burguesia que, apesar das conquistas econômicas, via-se pressionada pelo
aumento no custo de vida.
b) dos camponeses, já que ambos lutavam pela abolição dos privilégios feudais no campo e
posse de terras coletivas.
c) dos membros do baixo clero, uma vez que lutavam por reformas sociais, mas não eram
contra a liberdade religiosa.
d) da classe dos girondinos, pois apesar das diferenças de classe, ambos os grupos eram
politicamente moderados.
4. (Ufpr 2016) Considere os seguintes excertos produzidos no contexto da Revolução
Francesa (1789-1799):
Declaração dos Direitos do Homem e do
Cidadão (26 de agosto de 1789)
Art. 1º. Os homens nascem e são livres e
iguais em direitos. As distinções sociais só
podem fundamentar-se na utilidade comum.
Declaração dos Direitos da Mulher e da
Cidadã (setembro de 1791)
Art. 1º. A mulher nasce livre e tem os
mesmos direitos do homem. As distinções
sociais só podem ser baseadas no interesse
comum.
Art. 2º. A finalidade de toda associação
Art. 2º. O objeto de toda associação política é
política é a conservação dos direitos naturais a conservação dos direitos imprescritíveis da
e imprescritíveis do homem. Esses direitos
mulher e do homem. Esses direitos são a
são a liberdade, a propriedade, a segurança
liberdade, a propriedade, a segurança e,
e a resistência à opressão.
sobretudo, a resistência à opressão.
Art. 13. Para a manutenção da força pública
Art. 13. Para a manutenção da força pública
e para as despesas de administração, é
e para as despesas de administração, as
indispensável uma contribuição comum, que
contribuições da mulher e do homem serão
deve ser dividida entre os cidadãos de acordo iguais; ela participa de todos os trabalhos
com suas possibilidades.
ingratos, de todas as fadigas, deve então
participar também da distribuição dos postos,
dos empregos, dos cargos, das dignidades e
da indústria.
* Essa declaração, escrita e proposta pela francesa Olympe de Gouges, não foi aprovada pela
Assembleia Nacional; Olympe foi guilhotinada por ordem de Robespierre em 1793.
Compare as duas declarações e assinale a alternativa que identifica a principal diferença entre
o texto de 1789 e o de 1791.
a) O texto de 1791 estabelece direitos e obrigações detalhados e separados para homens e
mulheres na política e nos negócios, conforme o projeto burguês de sociedade, enquanto o
texto de 1789 defende um ideal universalista, sem distinção social.
b) O texto de 1789 defende direitos universais, sem explicitar a questão de gênero, enquanto o
texto de 1791 defende a igualdade de direitos entre os gêneros, reivindicando a atuação
feminina em assuntos considerados masculinos, como a política e os negócios.
c) O texto de 1791 defende a luta contra a opressão das mulheres após séculos de dominação
monárquica na França, enquanto o texto de 1789 é contra a opressão masculina causada
pela predominância do clero e da nobreza sobre o terceiro estado.
d) O texto de 1789 utiliza o termo “homem” para designar a todo o conjunto de cidadãos, sem
distinção de classe e origem, enquanto o texto de 1791 substitui “homem” por “mulher”, a fim
de reivindicar direitos exclusivos para as cidadãs da classe burguesa.
e) O texto de 1789 defende que nenhum direito é válido se não incluir todos os cidadãos,
enquanto o texto de 1791 contradiz esse princípio ao privilegiar as mulheres, que
reivindicavam maior espaço na sociedade após a morte da Rainha Maria Antonieta.
5. (Espcex (Aman) 2015) A Revolução Francesa teve início em 1789. Neste processo a(o)
a) Assembleia Nacional Constituinte, representando interesses das classes populares, foi
responsável por abolir a escravidão, por acabar com os privilégios do clero e da nobreza e
por instituir o voto universal.
b) partir de 1792, os girondinos deram início ao Período do Terror, executando milhares de
pessoas acusadas de serem contrarrevolucionários.
Página 2 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
c) Diretório foi um governo que conseguiu conciliar diferentes interesses, obtendo o apoio dos
jacobinos, através de medidas populares como o tabelamento de preços de alimentos, e da
alta burguesia, estimulando o desenvolvimento da indústria de algodão.
d) 18 Brumário foi um golpe de estado que recebeu o apoio de um grupo político-militar e foi
responsável por consolidar os interesses burgueses na França.
e) Convenção Nacional teve início com a tomada da Bastilha, símbolo da arbitrariedade do
poder real e pôs fim ao absolutismo francês, limitando o poder do rei com a instauração de
uma monarquia constitucional.
6. (Uern 2015) Hino da França – A Marselhesa (tradução)
Avante, filhos da Pátria,
O dia da Glória chegou.
Contra nós, a tirania
O estandarte encarnado se eleva!
Ouvis nos campos rugirem
Esses ferozes soldados?
Vêm eles até nós
Degolar nossos filhos, nossas mulheres.
Às armas cidadãos!
Formai vossos batalhões!
Marchemos, marchemos
Nossa terra do sangue impuro se saciará.
(Disponível em: Link: http://www.vagalume.com.br/hinos/hino-da-franca-a-marselhesatraducao.html#ixzz3KrRj5hUi.)
O Hino da Revolução Francesa, que mais tarde se tornaria o Hino da França, reflete muito do
espírito de luta e sede de mudança que se expandiu principalmente entre
a) os clérigos e nobres, que procuravam manter os privilégios de que gozavam, principalmente
em relação aos impostos.
b) os burgueses que, em muitos casos, apesar de possuírem condições econômicas, não
possuíam a participação política desejada.
c) os camponeses, que pretendiam romper de vez com os laços escravistas que ainda ditavam
as relações de trabalho na França.
d) os representantes do proletariado em ascensão na França que, apesar de ter uma indústria
incipiente, começava o processo de Revolução Industrial.
7. (Imed 2015) Assinale V, se verdadeiro, ou F, se falso, sobre os acontecimentos que
marcaram a primeira fase da Revolução Francesa, conhecida como Assembleia Nacional.
(
(
(
(
) Foi aprovada a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, que estabelecia a
igualdade de todos perante a lei, o direito à propriedade privada e o direito de resistência
à opressão.
) Os bens da Igreja foram confiscados e transformados em lastro para a emissão de uma
nova moeda, os assignats.
) A Assembleia Nacional Constituinte proclamou a primeira Constituição da França,
estabelecendo o sufrágio universal e a república como forma de governo.
) Luís XVI e Maria Antonieta foram capturados ao tentar fugir da França e guilhotinados na
Praça da Revolução, em Paris.
A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:
a) V – F – V – F.
b) V – V – F – F.
c) F – V – F – V.
d) F – F – V – V.
e) V – F – F – F.
Página 3 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
8. (Uece 2015) Os efeitos da Revolução Francesa sobre a vida privada ultrapassaram as
expressões da cultura política representadas pelo vestuário, pela linguagem e pelo ritual
político. O novo Estado atacou rigorosamente os poderes das comunidades do Antigo Regime
em muitos outros campos tais como:
a) a música, a pintura e as artes em geral.
b) a Igreja, as corporações e a nobreza.
c) a saúde, a higiene e as organizações sanitárias.
d) a constituição civil e todos os símbolos da vida familiar e doméstica.
9. (Ufrgs 2014) O texto abaixo refere-se à Revolução Francesa.
O Terror é doravante um sistema de governo, ou melhor, uma parte essencial do governo
revolucionário. Seu braço. (...) Ele é também um meio de governo omnipresente, através do
qual a ditadura revolucionária de Paris deve fazer sentir sua mão de ferro em todos os lugares,
tanto nas províncias quanto nas forças armadas.
FURET, François ; OZOUF, Mona. Diccionnaire critique de la Révolution française.
Événements. Paris: Flammarion, 1992. p. 298-299.
Considere as seguintes afirmações sobre o denominado Terror.
I. O governo jacobino, dirigido por Robespierre, e o Comitê de Salvação Pública foram
responsáveis pelo período do Terror.
II. O Terror foi uma política de extermínio liderada pelos girondinos de origem burguesa.
III. O objetivo dessa política centrava-se na defesa da Revolução contra os inimigos internos e
externos.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) Apenas I e III.
10. (Espcex (Aman) 2014) “Em fins do Século XVIII, enquanto a Inglaterra se industrializava
rapidamente, a França era ainda um país agrário. [...]
Enquanto isso, na França, vigorava ainda uma organização social baseada em estamentos —
chamados estados, ou ordens —, herdada da Idade Média.”
(ARRUDA & PILETTI, 2007)
Sobre o tema, leia as afirmações abaixo.
I. O primeiro estado era constituído pela nobreza.
II. O clero estava subdividido em alto clero e baixo clero.
III. O terceiro estado lutava pela abolição dos privilégios e por igualdade de tratamento em
relação à nobreza e clero.
IV. Os sans-cullottes eram os pobres que não tinham os privilégios da nobreza.
V. A Assembleia Nacional era composta por representantes dos três Estados, que possuíam
igualdade de votos.
Assinale a única alternativa em que todos os itens estão corretos.
a) I, II e III
b) II, III e IV
c) I, III e V
d) I, IV e V
e) II, IV e V
Página 4 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
11. (Uepb 2014) Convenção Nacional, Reação Termidoriana, Diretório, Terror e 18 Brumário
são fatos e movimentos que compõem o processo acontecido entre maio de 1789 e novembro
de 1799. As várias fases da Revolução Francesa dão conta das diferenças e divergências
existentes entre os grupos que conduziram o movimento revolucionário.
Assinale a única alternativa INCORRETA.
a) O Golpe do “18 Brumário” foi uma tentativa desesperada da nobreza de voltar ao poder.
Napoleão Bonaparte vinha de urna família de tradicionais jacobinos, e era contra a
monarquia, mas mesmo assim aceitou liderar o ataque ao Palácio de Versalhes, que trouxe
Luís XVI de volta ao poder.
b) A Convenção Nacional governou a França entre 1792 e 1795 adotando um regime
republicano. Os jacobinos eram a maioria entre os membros da Convenção e foi por isso
mesmo que o rei Luís XVI foi julgado, acusado de traição e executado na guilhotina em
1793.
c) O golpe “9 de Termidor”, ou Reação Termidoriana, marcou a ascensão da ala moderada da
burguesia ao poder. Os girondinos, que representavam a burguesia comercial, conseguiram,
por um ato de força, afastar as camadas populares (jacobinos) do centro do poder político.
d) A Convenção criou o Comitê de Salvação Pública, que combatia os contrarrevolucionários
praticando o “Terror”. Primeiro foram os monarquistas, os girondinos e os moderados a
serem guilhotinados. Depois, até os grupos mais próximos aos jacobinos foram alcançados
pelo Terror.
e) O Diretório foi eleito em 1795, baseado em uma aliança com o exército e incumbido de
elaborar a nova Constituição da República francesa que nascia. Para a burguesia, o
Diretório deveria ser moderado e manter a revolução longe da república democrática
Jacobina e do Antigo Regime.
12. (Ufpa 2013) A imagem do filme Danton (abaixo), com Robespierre, interpretado pelo ator
Wojciech Pszoniak, e Danton, com os braços abertos, interpretado por Gérard Depardieu,
evidencia a diferença de atitude entre os dois personagens da Revolução Francesa.
A leitura da imagem e o conhecimento sobre o processo revolucionário na Europa de 1789
autorizam afirmar que os posicionamentos de Danton e Robespierre caracterizavam que
a) Danton defendeu as revindicações dos sans-cullotes e, por apoiar a criação de um exército
revolucionário, entrou em conflito com Robespierre.
b) Robespierre, de peruca, símbolo da aristocracia do antigo regime, foi o representante dos
monarquistas no Comitê de Salvação Pública.
c) Robespierre representou a burguesia francesa, e Danton representou o povo nos debates no
Tribunal Revolucionário.
d) Danton tinha origem popular, e Robespierre vinha de uma linhagem nobre, por isso
conflitaram em seus ideais sobre a revolução.
e) o filme é uma obra de ficção, por isso é incorreto dizer que houve conflitos entre Robespierre
e Danton durante os acontecimentos da Revolução Francesa.
13. (G1 - ifsp 2011) No período da Convenção Republicana na França revolucionária (179293), girondinos e jacobinos ocupavam assentos opostos na Assembleia Republicana. Com
lugares distintos, os dois grupos apresentavam também posições políticas divergentes:
enquanto os girondinos eram moderados, os jacobinos tendiam ao radicalismo.
Página 5 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
A tradição política uniu o local onde se sentavam à prática política, daí nascendo expressões
que até hoje significam a moderação e o radicalismo em política, como os
a) ortodoxos e os pragmáticos.
b) da frente e os de trás.
c) avançados e os retrógrados.
d) republicanos e os monarquistas.
e) de direita e os de esquerda.
14. (G1 - ifpe 2016) “O governo revolucionário tem necessidade de uma atividade
extraordinária, precisamente porque ele está em guerra. Suas regras não são uniformes nem
rigorosas, porque as circunstâncias são tumultuadas e inconstantes (...). O governo
revolucionário não tem nada em comum com a anarquia nem com a desordem. Sua meta, ao
contrário, é de as reprimir para implantar e consolidar o reinado das leis.”
Discurso de Robespierre diante da Convenção, 25 de dezembro de 1793. In: COSTA, M.;
DOUBLET, F. (coord.). Histoire Géographie, 4ª ed. Paris: Magnard, 1998. p. 60.
Durante a Revolução Francesa, ao assumir a direção da Convenção (1792-1794), os jacobinos
adotaram medidas para conter as forças contrarrevolucionárias. O discurso de Robespierre, ao
afirmar que as ações do governo revolucionário não podem estar submetidas a regras
uniformes e rigorosas, procurava justificativas para
a) a criação do Tribunal Revolucionário, para julgar os suspeitos de atitudes
contrarrevolucionárias. Muitas vezes, o destino dessas pessoas era a morte na guilhotina.
b) a instituição do voto censitário, sendo assim apenas pessoas com posses poderiam exercer
o poder de voto e se candidatar para mandatos eletivos.
c) a convocação dos Estados Gerais, órgão consultivo formado por representantes dos três
estados e que não se reunia desde 1614.
d) a criação do Diretório, órgão que desempenhava o poder Executivo e era composto de cinco
pessoas eleitas entre os deputados.
e) a coroação de Napoleão Bonaparte, definida a partir de um plebiscito que aprovou o fim do
Consulado e a transformação da França em Império.
Página 6 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
Gabarito:
Resposta da questão 1:
[B]
Somente a alternativa [B] está correta. A questão remete aos fatores que geraram a Revolução
Francesa, 1789-1799. Questões econômicas, sociais e políticas, juntas, engendraram esta
revolução. O Estado estava endividado diante de uma grave crise econômica e financeira. A
França ajudou os EUA na luta pela emancipação política. O tratado comercial de 1786 entre
França e Inglaterra prejudicou muito a indústria francesa. A dinastia dos Bourbons gastava
excessivamente. A carga tributária era excessiva e recaía sobre o Terceiro Estado. Problemas
climáticos atrapalharam as colheitas gerando um grande desconforto econômico e social no
campo.
Resposta da questão 2:
[A]
A questão remete a Revolução Francesa, 1789-1799. A Revolução Francesa foi uma revolução
burguesa que destruiu o “Antigo Regime” (Absolutismo e Mercantilismo) implantando as bases
do capitalismo liberal-industrial na França. A primeira fase do movimento é denominada de
Assembleia Nacional Constituinte, 1789-1791 na qual ocorreram fatos importantes para a
Revolução Francesa e para a posteridade, tais como: o fim dos privilégios feudais no dia 4 de
agosto de 1789, a Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão em 26 de agosto
de 1789, a Constituição Civil do Clero de 1790 subordinando a Igreja ao Estado e a
constituição de 1791.
Resposta da questão 3:
[A]
Somente a proposição [A] está correta. A questão remete à alguns grupos sociais dentro da
Revolução Francesa, 1789-1799. Os sans-culottes eram os homens pobres urbanos, conforme
explica Michel Péronnet. Este grupo social se aproximava dos jacobinos que consistiam na
média e baixa burguesia que, apesar de conquistas econômicas, sofriam com a carestia. Estes
dois grupos atuaram juntos durante o período da Convenção Nacional, 1792-1795,
promovendo medidas sociais importantes, porém, com radicalismo através da guilhotina.
Resposta da questão 4:
[B]
A questão de gênero é a principal diferença entre os dois textos: está presente no segundo e
sequer é citada no primeiro.
Resposta da questão 5:
[D]
Somente a proposição [D] está correta. A questão remete a Revolução Francesa que ocorreu
entre 1789-1799. A Revolução Francesa terminou em 1799 com o Golpe do 18 Brumário
liderado por Napoleão Bonaparte com apoio da burguesia. Napoleão representava as ideias
liberais-iluministas presentes na revolução e trabalhou para a consolidação da ordem dentro do
país depois de anos de turbulência. As demais alternativas estão incorretas. A Assembleia
Nacional Constituinte criada em 1789 representava os interesses da burguesia e não do povo.
Os jacobinos (e não os girondinos) deram início ao terror entre junho de 1793 até julho de
1794. O Diretório começou em 1795 e representava as ideias da alta burguesia girondina e não
do povo e dos jacobinos. A Convenção Nacional começou em 1792 com a proclamação da
república e não com a queda da bastilha que se deu em 14 de julho de 1789.
Resposta da questão 6:
[B]
Página 7 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
Ás vésperas da Revolução Francesa, a pirâmide social francesa contava com três camadas
sociais hierarquicamente organizadas, a saber: (1) primeiro estado – clero, (2) segundo estado
– nobreza e (3) terceiro estado – trabalhadores e burguesia (povo em geral).
O terceiro estado não possuía direitos ou participação política, tendo como única obrigação
trabalhar, pagar impostos e sustentar a França. Por essa razão, o movimento revolucionário
teve início.
Resposta da questão 7:
[B]
A questão remete à primeira fase da Revolução Francesa denominada de “Assembleia
Nacional Constituinte”, entre 1789-1791. Em agosto de 1789 foi elaborada a Declaração
Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão. Em 1790 ocorreu a “Constituição Civil do
Clero” confiscando os bens da Igreja para servir de lastro para uma nova moeda, o assignats.
A constituição de 1791 não criou uma república na França e sim uma monarquia constitucional.
Luís XVI e sua esposa foram guilhotinados em 1793 dentro do período da “Convenção
Nacional”.
Resposta da questão 8:
[B]
Durante a Revolução Francesa, o Terceiro Estado, dividido em Girondinos, Jacobinos e
Planície, contestou – e derrubou – a ordem do Antigo Regime em todos os segmentos da vida
francesa, incluindo a ordem política, o vestuário, a linguagem, a Igreja, as corporações e a
nobreza.
Resposta da questão 9:
[E]
A afirmativa [II] está incorreta porque a Fase do Terror foi liderada pelo lado jacobino do
Terceiro Estado, e não pelo lado girondino.
Resposta da questão 10:
[B]
[I] INCORRETA. O primeiro estado era constituído pelo Clero;
[V] INCORRETA. Porque não havia igualdade de votos dentro da Assembleia Nacional
Constituinte. Os três segmentos da sociedade participavam das reuniões da Assembleia
Nacional Constituinte.
Resposta da questão 11:
[A]
O Golpe do 18 Brumário – que levou Napoleão ao poder – foi articulado pelos girondinos
(grupo do Terceiro Estado cuja atuação era moderada) com a intenção de (1) pôr fim às
disputas entre os grupos do Terceiro Estado e (2) consolidar a Revolução.
Resposta da questão 12:
[A]
A Revolução Francesa geralmente divida em três fases: a primeira, chamada de burguesa ou
moderada; a segunda, popular ou radical e a terceira, de diretório. É na segunda fase que
haverá uma radicalização nos ideais revolucionários com a subida dos jacobinos ao poder e a
hegemonia dos seus três líderes Danton, Robespierre e Marat. No entanto, com o desenrolar
da revolução surgiram desavenças entre os três líderes, que os levaram a destinos trágicos.
Marat foi assassinado numa conspiração girondina; Danton foi falsamente acusado por
Página 8 de 9
REVOLUÇÃO FRANCESA
Robespierre e, em um processo fraudulento, condenado a morte; e Robespierre, foi
guilhotinado com o chamado golpe 9 do Termidor. Encerrando assim, sua fase do terror.
Resposta da questão 13:
[E]
Questão superficial que se utiliza de expressões genéricas. Não explica porque os girondinos
eram considerados “moderados”, nem porque os jacobinos eram “radicais”. Os primeiros se
sentavam ao lado direito na Assembleia, enquanto os outros, ao lado esquerdo, daí derivando
expressões utilizadas ainda hoje para partidos de “direita” ou “esquerda”.
Resposta da questão 14:
[A]
A questão remete a Revolução Francesa, 1789-1799, em especial ao período da Convenção
Nacional, 1792-1795. Em meados de 1793, os Jacobinos com apoio dos Sans Culottes
assumiram o poder dentro da Convenção Nacional e implantaram um governo ancorado em
reformas sociais significativas e o terrorismo através da guilhotina. Robespierre, "o
incorruptível”, apoiado nas ideias do filósofo iluminista Rousseau tornou-se o maior líder dos
jacobinos. Neste período foram criados comitês como o de “Salvação Nacional” e de “Salvação
Pública” que julgavam os opositores da revolução.
Página 9 de 9

Documentos relacionados

Rev Francesa – Napoleão – Congresso Viena

Rev Francesa – Napoleão – Congresso Viena - Criação da Guarda Nacional (milícia burguesa) para resistir ao rei.

Leia mais

Revolução Francesa

Revolução Francesa Parisienses marcham sobre Versalhes para capturar o rei; Luís XVI hesita em tomar uma decisão e põe em risco a vida da família real. É preso e escoltado até Paris onde ficará no Palácio das Tulheri...

Leia mais