Agradecimento

Сomentários

Transcrição

Agradecimento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
AD
E DE P EN
I
AL
D
C
Ã
H
R
DO
BOMBA
R
Director Filipa F. Santos
Ano XVII - N.º 432 - 0,50€
www.areaoeste.com.pt - E-mail: [email protected]
IL
V
IN
A
L O UR
VIL
DA
I
21 Abril 2011
A
C
L
L
VA
D O C AD A
VI
VI
LA
HE
1
A
DE
PORTUGAL
Autorizado pelos CTT a circular em invólucro
fechado de plástico.
Autorização DE 01732004 DCC
Ó BID
O
S
Publicações
Periódicas
SE TAVEIRO
TAXA PAGA
Especial “Formação & Qualificação”
Centro Paroquial
“Bem Estar XXI”
Inaugurou, no passado dia 2 de Abril, em
Rocha Forte (Lamas), o Centro Paroquial
Beata Madre Teresa de Calcutá – “Bem Estar
XXI”, pertencente ao Centro Social
Paroquial de Lamas, um equipamento que
vem dar novas respostas sociais à
população local.
Página 5
“Páscoa Animada”
No passado dia 15 de Abril, cerca de vinte e
cinco crianças foram “Em busca do Tesouro
da Páscoa”, nas grutas arqueológicas do
Vale do Roto, na Columbeira, concelho do
Bombarral, estando esta actividade inserida
no projecto “Páscoa Animada”.
Página 11
Bombeiros apagaram
84 velas
A Associação Humanitária dos Bombeiros
Voluntários do Concelho de Óbidos
comemorou, no passado dia 10 de Abril, o
seu 84.º Aniversário. O programa contou
durante a manhã com diversas cerimónias
oficiais.
Página 18
Lourigym teve casa cheia
No passado dia 16 de Abril, o Pavilhão do
Hóquei Clube da Lourinhã, acolheu o habitual Lourigym, sarau gímnico, que levou centenas de pessoas a assistir ao longo da
tarde a um espectáculo memorável de
ginástica.
Página 21
Publicidade
Eurodeputados em
Peniche
Página 24
2
Publicidade
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
3
E DE P EN
I
AL
HE
AD
C
D
R
DO
BOMBA
R
Director Filipa Ferreira
Ano XVI - N.º 403 - 0,50
www.jornalareaoeste.no.sapo.pt - E-mail: [email protected]
IL
V
IN
A
L OUR
VIL
DA
I
22 Maio 2009
A
C
L
L
VA
D O C AD A
VI
VI
LA
Ã
JORNAL REGIONAL
H
ÁREA OESTE
A
DE
Ó BID
PORTUGAL
O
S
Publicações
Periódicas
SE TAVEIRO
Autorizado pelos CTT a circular em invólucro
fechado de plástico.
Autorização DE 01732004 DCC
TAXA PAGA
www.jornalareaoeste.no.sapo.pt
…semente de seara de trigo e cevada
em
terra verde e planície dourada
com saudade recordada
pelo senhor são vento
é
trazida e levada
na
andorinha nascida e criada
sempre
perfumada pela flor do rosmaninho
e
guiada pelo brilho da do azinho
a
norte e sul da sua morada
Se a minha costela de judeu
deu pro que valeu
valha-me a d´alentejano
que está em mim quando a
Amílcar Santos
1953-2009
chamo
Suplemento
Publicidade
“A minha Terra - Peniche” |
Edição Especial
“Saúde e Beleza”
4
Cadaval
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
“I Taça 25 de Abril – Infantis e Iniciados” e “V Torneio da Páscoa - Benjamins”
Clube Atlético do Cadaval organiza “Cadaval Foot 2011”
“Cadaval Foot” é o nome do encontro desportivo que o
Clube Atlético do Cadaval (CAC) organiza de 22 a 25 de
Abril, no campo municipal, englobando a disputa da “I
Taça 25 de Abril” e do “V Torneio da Páscoa”,
competições onde os seus escalões de formação irão
defrontar dez clubes convidados.
om estreia agendada para o dia 22,
a iniciativa “Cadaval
Foot” surge com o objectivo
de alargar o antigo Torneio
da Páscoa, que era de
apenas um dia, a todo o
fim-de-semana. Como refere Bruno Matias, membro
da direcção do CAC,
“tentaremos, a cada ano,
dar mais ênfase a este
evento, tornando-o cada
vez maior, com mais dias,
mais equipas e mais meios
envolvidos”.
O “Cadaval Foot 2011”
contará com a participação
de cerca de 280 atletas,
num total de catorze
equipas, representativas de
onze clubes.
A criação da “Taça 25 de
C
Abril”, competição que se
estreia este ano, teve o
intuito de “fixar uma data
permanente para a realização deste evento, a
repetir nos próximos anos”,
como explica Bruno Matias,
“proporcionando aos atletas, pais e público em geral
uma actividade de lazer
neste dia de Feriado Nacional”, conclui.
A “I Taça 25 de Abril” é
destinada aos escalões
Infantis e Iniciados, realizando-se nos dias 22 e 25
de Abril, sendo que os
jogos dos Iniciados decorrem no período da
manhã, a partir das 9.30
horas, enquanto os Infantis
jogam à tarde, a partir das
15 horas.
Cláudia Fialho
Para além da equipa do
CAC, participam nesta primeira edição o G.D. Peniche, o Caldas S.C. e o
S.L. Cartaxo, no que toca
ao escalão Iniciados.
Quanto ao escalão Infantis, o mesmo envolve-rá
a participação do Lourinhanense, da Juv. Castanheira e do A.C. Malveira,
para além da equipa do
CAC.
O escalão Benjamins
disputará, por seu turno, o
“V Torneio da Páscoa”, que
este ano contará com a
participação das equipas do
CAC, A.E. Óbidos, N.S. Rio
Maior, Torreense, Lourinhanense e E.A.F. Caldas.
Neste caso, os jogos
realizar-se-ão dia 23 de
Abril (sábado), a partir das
14 horas.
As duas competições,
disputadas na vertente de
Futebol de Sete, visam
fomentar a prática desportiva entre camadas jovens em formação, sendo
que o clube conta, actualmente, com cerca de 120
jovens atletas nos seus
escalões de formação, os
quais existem no CAC há
cerca de cinco anos.
O CAC conta, na organização do “Cadaval Foot
2011”, com o apoio da
Câmara
Municipal
do
Cadaval, da Associação de
Futebol de Lisboa e das
Juntas de Freguesia de
Alguber, Cadaval, Lamas,
Pêro Moniz, Vermelha e
Vilar.
Contribuindo para um envelhecimento activo e saudável
Universidade Sénior do Cadaval em fase de arranque
Está já reunido o número de inscrições necessário para
o arranque do “Clube de Artes e Saberes”, nome dado à
Universidade Sénior criada pelo Município do Cadaval.
Ainda sem data prevista para avançar, o Município do
Cadaval tem já preenchidas as vagas para o arranque do
“Clube de Artes e Saberes”, Universidade Sénior que vem
permitir, aos mais velhos, a aquisição de conhecimentos e
a partilha dos seus saberes, promovendo a inclusão social.
Apesar de já estarem preenchidas as vagas para o
arranque, os seniores interessados poderão, no entanto,
efectuar inscrição no Balcão Único da Câmara Municipal,
ficando a mesma sujeita a lista de espera.
Quanto aos formadores/monitores, os mesmos irão
laborar em regime de voluntariado, daí que, antes de se
candidatarem, os interessados deverão, primeiramente,
estar inscritos no Banco Local de Voluntariado do Cadaval,
por seu turno sediado na Câmara Municipal do Cadaval.
Para informações adicionais, o serviço de Acção Social
poderá ser contactado pelo telefone 262 690 100 ou
através do e-mail [email protected]
A criação de uma Universidade Sénior (US) no concelho
surge da constatação do aumento da população sénior
local, decorrente do crescimento da esperança média de
vida e também devido ao regresso de migrantes e
emigrantes à terra natal.
A US cadavalense visa criar e dinamizar regularmente
actividades sociais, culturais, desportivas, educacionais e
de convívio, com vista à promoção do envelhecimento
activo, fomentando a inclusão social e fortalecendo a autoestima dos mais velhos.
Poderão frequentar a Universidade pessoas a partir dos
55 anos, que tenham como escolaridade mínima o 4.º ano
(antiga 4ª classe) e que possuam faculdades físicas e
mentais adequadas às actividades. A frequência do
designado “Clube de Artes e Saberes” implicará apenas o
pagamento de uma quota mensal de valor irrelevante,
destinada à aquisição de materiais para as actividades.
Numa fase inicial, a US irá funcionar duas manhãs por
semana, cabendo à desactivada escola de Martim Joanes
acolher o clube sénior. O transporte da vila para aquela
localidade será assegurado pela Câmara Municipal.
A US terá uma componente curricular, abordando
actividades sociais e recreativas, onde se incluem:
passeios temáticos, visitas, cinema, teatro, exposições,
museus, palestras, entre outros. Existirão ainda actividades
formativas ou científicas em diversas áreas,
DECO ESCLARECE “GESTÃO DO ORÇAMENTO
FAMILIAR” NO PAINHO
No próximo dia 18 de Maio, às 16 horas, a Associação
Desportiva e Cultural do Painho, no concelho do Cadaval,
acolhe uma sessão de esclarecimento para consumidores
promovida pela DECO - Associação Portuguesa para a
Defesa do Consumidor, a qual versará sobre o tema
“Gestão do Orçamento Familiar”.
A iniciativa é aberta a toda a comunidade e de acesso
gratuito, como nos dois anos anteriores em que a DECO
também realizou acções de esclarecimento no concelho,
designadamente em 2007 e 2008.
Esta actividade surge no âmbito do programa nacional da
associação, cujo objectivo é prestar auxílio aos cidadãos
através de sessões de esclarecimento sobre consumo.
Segundo a DECO «Todos os dias surgem no mercado
novos produtos e serviços cada vez mais sofisticados, com
múltiplas funções, a diferentes preços e representados por
inúmeras marcas, que recorrem a técnicas de promoção e
venda cada vez mais agressivas e eficazes junto dos
consumidores. O consumidor necessita de mais e melhor
informação para uma escolha acertada, que satisfaça as
suas reais necessidades, dentro das suas efectivas
possibilidades financeiras.»
Com esta sessão, pretende-se transmitir informação sobre
gestão do orçamento familiar, prestar esclarecimentos
sobre produtos e serviços, apoiar na resolução de questões
práticas e na decisão de escolha, prevenindo assim
possíveis conflitos de consumo.
“Participe, informe-se e esclareça a suas dúvidas”.
CRIANÇAS E IDOSOS DO CADAVAL
FORAM AO TEATRO
O Pelouro da Acção Social da Câmara Municipal do
nomeadamente línguas (uma nativa e outra estrangeira),
ciências sociais e humanas, saúde, informática e novas
tecnologias, artes decorativas, cerâmica, teatro, música,
pintura, artesanato, mobilidade e desporto. O clube irá, no
entanto, adaptando os seus conteúdos programáticos às
necessidades específicas de cada aluno.
Cláudia Fialho
Cadaval promoveu, no passado dia 12 de Abril, uma ida ao
teatro onde participaram 30 crianças, entre os 5 e os 12
anos, com processo na Acção Social da Câmara e com
processo na Comissão de Protecção a Crianças e Jovens
do Cadaval. O grupo infantil teve oportunidade de assistir à
peça “O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos”,
produzida pelo Teatro Infantil de Lisboa e em cena no
Teatro Armando Cortez, em Carnide. Após a exibição
teatral, as crianças rumaram ao Parque das Nações, onde
merendaram antes de regressar ao Cadaval.
O Município promoveu ainda outra ida ao teatro, no último
dia 17, desta feita envolvendo perto de duas centenas de
idosos das Instituições Particulares de Solidariedade Social
do concelho, os quais tiveram oportunidade de assistir à
peça de teatro-revista “É de miar a rir!”, uma produção do
Grupo Gente Gira em cena no cine-auditório dos
Bombeiros Voluntários do Cadaval.
Cadaval
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
5
Uma resposta social com serviços diferenciados no concelho do Cadaval
Inaugurado novo Centro Paroquial “Bem Estar XXI”
Inaugurou, no passado dia 2 de Abril, em Rocha
Forte (Lamas), o Centro Paroquial Beata Madre
Teresa de Calcutá – “Bem Estar XXI”, pertencente
ao Centro Social Paroquial de Lamas, um
equipamento que vem dar novas respostas sociais à
população local. A cerimónia contou com a
presença do Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José
Policarpo, e do Governador Civil de Lisboa, António
Galamba.
resente no acto inaugural esteve ainda o
presidente da Câmara Municipal do Cadaval,
Aristides Sécio, entre diversos membros dos órgãos municipais e de
diversas instituições sociais
locais. Também o director
do Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa,
António Carmo, marcou
presença na cerimónia.
De assinalar ainda, a
nível religioso, a participação das Irmãs Servas de
Nossa Senhora de Fátima
(congregação presente na
paróquia de S. Tomé de
Lamas até ao ano de 2010
e com grande ligação à
história do Centro Paroquial).
A nova infra-estrutura,
situada junto à sede do
Centro Social Paroquial de
Lamas (CSPL), teve um
custo total de 2,1 milhões
de euros, tendo contado
com uma comparticipação
do Programa de Alar-
P
gamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES)
no valor de 820 mil euros.
Para fazer face ao valor
de investimento não comparticipado, o CSPL levou a
efeito, nos últimos anos,
uma campanha de angariação de fundos e bens
que contou com o apoio de
diversas entidades, como
sejam a Câmara Municipal
Cadaval, a Junta de Freguesia de Lamas, o Santuário de Fátima ou a Santa
Casa da Misericórdia do
Cadaval. O contributo de
diversas empresas e de
outras entidades anónimas
foi igualmente determinante
para conseguir pôr de pé o
novo centro.
Ao nível da resposta social, o Lar conta agora com
40 novas vagas, ficando
com uma capacidade total
de 80 utentes. O Centro de
Dia acresce em 20 utentes
a sua capacidade, o que
perfaz o total de 50 vagas.
O Apoio Domiciliário vê
Cláudia Fialho
também aumentada a sua
capacidade, perfazendo um
total de 60 utentes.
A ideia de construção do
novo equipamento resultou
da constatação, por parte
do CSPL, da insuficiente
capacidade das respostas
existentes e da urgência de
novos tipos de respostas,
adaptadas às necessidades
de diferentes tipos de população apoiada. No fundo,
quis o centro responder a
necessidades distintas com
serviços diferenciados.
Desta forma, a instituição passou a disponibilizar um conjunto de respostas na área dos idosos
que contribuirá para a promoção do bem-estar do
utente e família, e consequentemente da comunidade, melhorando a qualidade dos serviços prestados.
Preservar a independência, a autonomia e a privacidade dos utentes foi
uma
preocupação
do
CSPL. Assim, os 25 quartos
existentes estão equipados
com casa de banho privativa, existindo 10 quartos
individuais. O novo equipamento contempla ainda
espaços de circulação e
permanência, quer no interior, quer no exterior do
edifício, bem como áreas
de convívio e lazer.
Para o Presidente da
direcção do CSPL, Padre
Carlos Pinto, a abertura do
novo centro constitui “um
momento de grande alegria, em que damos mais
um passo no caminho da
ajuda ao próximo”. Durante
o seu discurso, o Padre
Pinto relembrou o ano de
2004, ocasião em que
surgiu a preocupação da
ampliação do centro, sendo
prior o Padre Nelson. O
pároco recorda que em
2005, já no tempo do Padre
Dionísio, é adquirido o
terreno para construção do
novo equipamento. Em
2008, dá-se o lançamento
da primeira pedra e um ano
depois a obra é adjudicada.
“Eis-nos aqui, passados
estes anos, a dar graças ao
Senhor por ter conduzido
esta obra a bom porto e a
confiá-la à protecção da
Beata Madre Teresa de
Calcutá, ícone da caridade
e modelo de entrega no
serviço”, reconhece o
padre.
Aristides Sécio, por seu
turno, evidenciou a importância desta obra e toda
a dinâmica do Centro Social
Paroquial de Lamas, tendo
em conta a grande percentagem de envelhecimento da população local.
Salientou ainda a característica solidária do concelho, quer das instituições,
quer das pessoas de uma
forma geral, a qual o
autarca apelida de “caridade com verdade”.
Em jantar saudoso e solidário
Rancho Folclórico Videiras em Flor reúne mais de
duas centenas de pessoas
O Rancho Folclórico Videiras em Flor da Murteira,
concelho do Cadaval, organizou, no passado dia 2 de Abril,
um jantar na Associação Murteirense de Cultura Desporto
e Solidariedade Social (AMCDSS), promovendo assim o
reencontro de todos os dançarinos, directores e amigos
desde a sua fundação, nos anos 70, até aos dias de hoje.
Tendo por objectivo principal a angariação de fundos
para fazer face às despesas que o Rancho Folclórico
Videiras em Flor da Murteira tem com os ensaios e com a
participação em encontros folclóricos por todo o país, onde
representa o concelho e a região, esta iniciativa teve ainda
subjacente o tema “Recordar é Viver”, fomentando assim o
encontro de gerações.
Esta noite de festa teve início cerca das 19 horas,
prolongando-se pela noite dentro num ambiente de alegre
convívio entre amigos, actuais e antigos dançarinos e
actuais e antigos responsáveis, num total de mais de duas
centenas de pessoas.
A sede do Pelouro Cultural da AMCDSS, na Murteira,
transformou-se num verdadeiro palco de dança. ExDançarinos (as) dançaram com a actual geração, muitos
com idade para serem seus filhos (as) e até netos (as),
sendo que grande parte deles o é efectivamente.
Para Amélia, cantora do Rancho, “Foi uma noite muito
bem passada. Gostei de ver gente, que já não via há muito,
de novo perto do Rancho Folclórico.”
Eva Pereira, antiga dançarina, que integrou o grupo aos
6 anos de idade e saiu aos 20, há cerca de 12 anos, numa
fase de inactividade do Rancho, afirmou nostalgicamente:
“Adorei voltar a dançar. Foi bom recordar e matar
saudades”.
Publicidade
Publicidade
Cláudia Fialho
Dr. Manuel Oliveira*
Cadaval: Formafísica - 262 695 327
Lourinhã: Laboeste - 261 461 401
Sobral M. Agraço: Sapataria - 966 575 743
Acupunctura
Fitoterapia
Emagrecimento: Geral | Localizado
Estética Anti-Aging Rosto
Método Anti-Tabágico
* Diplomado por: A.P.A-D.A. e I.P.M.T.C.
Membro da A.P.P.A.: Associação Portuguesa dos Profissionais de Acupunctura,
Cédula profissional nº 66, cujo presidente é o Dr. Pedro Choy
*Acupunctura e disciplinas associadas
Cadaval
6
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Pelos caminhos do Cadaval
“O FUTURO DA EDUCAÇÃO NO CONCELHO DO CADAVAL”
A Nova Escola não é aquela que depende (exclusivamente) da
escola nova. Já lá vai mais de uma década desde que se
começou a construir a nova escola no concelho do Cadaval. Esta
construção tem atravessado governos e executivos municipais
do PS e do PSD. E, com ligeiras alterações de conteúdo, o fio
condutor tem-se mantido.
No percurso rumo à Nova Escola podemos identificar três etapas
fundamentais: a primeira constituiu-se na organização de parte
do ensino básico em agrupamento; a segunda, na agregação da
Escola Secundária com 3.º Ciclo do Ensino Básico com a Escola
Básica 2/3 do Cadaval que irá dar origem à Escola Básica e
Secundária do Cadaval, sendo esta a sede do Agrupamento de
Escolas do Cadaval, responsável pela totalidade do ensino público no concelho; a terceira, que decorre actualmente, é a fase da
escola nova, sem a qual jamais se poderá concretizar a Nova
Escola.
A Nova Escola é fruto de uma concepção moderna de ensino
integrado, desde o Jardim de Infância até ao terminus do Ensino
Secundário, consubstanciado num Projecto Educativo integrador
e diversificado, que permita a cada um fazer o seu percurso individual de aprendizagem. A escola nova será o espaço facilitador
onde decorrerão três das cinco etapas das actuais fases de formação dos nossos jovens: o 2º e o 3º ciclo e o ensino secundário.
A Nova Escola tem tido um percurso atribulado no qual quase
nunca é possível conciliar as legítimas aspirações das pequenas
comunidades locais com as dos alunos e a exigência de um ensino de qualidade ministrado em ambiente propício. O encerramento das pequenas escolas é sempre a amputação de uma
função central a comunidades quase desprovidas delas. É, em
última análise, a amputação de um órgão, ainda que ele já não
cumpra, com a qualidade mínima exigível, a função para a qual
foi criado. Para a sociedade, e principalmente para os alunos, é
a única possibilidade de usufruírem de igualdade de oportunidades rumo a um ensino de qualidade e a uma cidadania plena.
A Nova Escola tem de ser construída e alicerçada num Projecto
Educativo que dê igualdade de oportunidades para que todos
atinjam a sua meta, ainda que por percursos diferentes. A Nova
Escola não pode descurar nenhum dos seus alunos. Para aque-
les que já atingiram os objectivos, deve criar outros mais ambiciosos; aqueloutros que têm dificuldade em atingi-los, deve propiciar os apoios necessários e os percursos alternativos.
escola na sequência do vendaval de
Dezembro de 2009 (obras realizadas
há um ano).
A Nova Escola não pode oferecer um único caminho. A Nova
Escola tem que oferecer múltiplos caminhos, todos eles rumo ao
sucesso. A Escola Nova, enquanto escola de serviço público, tem
de dar resposta a todos os que a procuram. Uns quererão ser
futuros doutores, outros técnicos, outros empreendedores. A todos
eles devem ser abertas as portas das aprendizagens. Não pode,
nunca, ser uma escola de via única.
No entanto, nem estas obras, nem o
Luís Pina
facto de se ter atribuído a designação
de Bloco IV à antiga escola básica 2/3 são suficientes para se
ultrapassar a designação de “escola de cima” e “escola de baixo”,
muito menos para se construir o “campus educativo” pretendido.
Para que isso aconteça, é necessária uma escola nova. Quando
construímos um edifício, fazêmo-lo atendendo à sua função. Com
as aceleradas mudanças que ocorrem nos nossos dias, os paradigmas da educação mudaram. Os novos paradigmas da educação exigem que os espaços educativos se vão readaptando e
propiciem as aprendizagens necessárias ao sucesso na sociedade
do século XXI.
Aquando da agregação (fusão) da escola secundária com a escola básica terminou a situação caricata de duas escolas de costas
voltadas e com a frente virada para a mesma rua. Caricata porque
nenhuma delas tinha a dimensão mínima para desenvolver um
projecto educativo individual. Caricata ainda porque nunca se conseguiu idealizar e executar um projecto educativo comum ou
interligado. Mais do que caricata, era imoral, dada a duplicação de
estruturas conducentes a um aumento de custos sem a necessária
contrapartida na qualidade do serviço prestado.
Dado o estado em que se encontrava a antiga escola secundária
(cujas causas não cabe aqui escalpelizar) foi necessária uma
primeira intervenção para propiciar as condições mínimas para o
acto educativo. A substituição das degradadas divisórias que permitiam o contacto sonoro, visual e físico entre diferentes salas de
aula era imprescindível. A limpeza dos espaços exteriores e a pintura (interna e externa) propiciaram um novo rosto à escola. Em
conjunto, criaram as condições mínimas para o acto educativo.
Tudo isto foi feito com um investimento reduzido, equivalente
àquele que tinha sido utilizado aquando das obras na cobertura da
A agregação das duas escolas foi colocada como condição
prévia a uma intervenção de fundo na antiga escola secundária.
Feita a agregação, poucos acreditaram que as obras surgissem
com a rapidez desejada.
De repente, as antigas promessas parecem começar a levar
caminho. Tal como tinha prometido, o Sr. Director Regional de
Educação colocou a Escola Secundária de Montejunto na lista de
90 escolas que irão integrar a 4ª fase. Por sua vez, a Parque
Escolar, empresa que fará a intervenção, colocou a escola no
conjunto das primeiras 6 a serem intervencionadas na 4ª fase, a
única a Sul do rio Mondego.
A fase de preparação da obra já está no terreno. Uma equipa de
arquitectos da Parque Escolar já fez o levantamento fotográfico
das actuais instalações e da zona envolvente. Uma equipa de
topógrafos fez o levantamento topográfico. À Câmara Municipal
foi solicitada documentação e algumas das necessárias autorizações para que a obra nasça. Se a actual situação económica e
política do país o não impedir, dentro de um ano estarão a
começar as obras que irão possibilitar a existência de uma escola nova para a Nova Escola. Uma escola dotada de modernas
instalações, ocupando todo o actual espaço das escolas que permita, principalmente aos mais jovens cadavalenses, uma aprendizagem com mais qualidade e em segurança.
Cabe a todos nós – Escola, Autarquia, Sociedade Civil – fazer
com que a obra nasça.
[email protected]
Publicidade
Viaturas em Stock
Diesel de 5 Lugares
Comerciais
Gasolina
Renault Mégane 1.5 DCI
Ano 2005
9.150€
DA- VE – FC – ABS – AC – RCD – JLL
Citroen Berlingo 1.9D Van
Ano 2003
4.200€
DA – RCD – AB
Hyundai Lantra Break 1.9D
Ano 1999 4.250€
DA- VE – FC – AC – RCD – JLL - EE –
AB – PM – FN
Opel Astra 1.7 DTI Sport Van
Ano 2000
4.000€
DA- VE – FC – AC – RCD – JLL –
ABS – AB
Citroen Xsara 1.4I Sx
Ano 2002
3.750€
DA- VE – FC – AC – RCD – PM – AB – EE - ABS
Opel Corsa 1.5 TD Sport
Ano 1997
3.750€
DA- VE – FC – AC – RC – JLL - EE –
AB – TA
Citroen Saxo 1.5D Van
Ano 2001
3.150€
DA- VE – RCD – AB – PM - FN
Ford Focus 1.4I
Ano 1999
DA- VE – FC – AC – RCD – AB - PM
Suzuki Ignis Glx
Ano 2002
4.250€
DA- VE – FC – AC – RCD – JLL – AB – FN – EE
Viatura apenas com 19.000 Kms
3.450€
Opel Corsa 1.2 I Centenário
Ano 1999
2.750€
DA- VE – FC – JLL – TA – RC – EE – RC – AB - PM
Hyundai Accent 1.3 Gls
Ano 1998
2.000€
DA – AC – VE – FC – FN – RC – EE
Fiat Punto 60 SX Stile
Ano 1999
1.750€
DA – VE – FC – AB – RC – PM
Crédito com ou s/entrada
Todas as viaturas têm garantia
Estrada Nacional 8 - PAÚL - Bombarral | E-mail: [email protected] | Tlm. 914 053 213
Cadaval
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
7
Festejos englobam cultura e recreio
Cadaval comemora 37 anos do “25 de Abril”
A Câmara Municipal do Cadaval assinala o 37.º
aniversário do 25 de Abril organizando o
circuito “Cantar dos Reis” no dia festivo e a
inauguração de uma exposição colectiva de
escultura, agendada para dia 29 de Abril.
programa festivo
dos 37 anos da Revolução dos Cravos
terá início pelas 9.30 horas,
com o Hastear da Bandeira
junto aos Paços do Concelho do Cadaval, o qual
contará com a participação
da fanfarra da Associação
Humanitária dos Bombeiros
Voluntários do Cadaval e
com a habitual presença de
diversas entidades locais.
Para as 15 horas está
agendado o Circuito “Cantar os Reis”, com o objectivo de dar oportunidade
aos participantes de conhecer parte do património
cultural concelhio, nomeadamente a tradição “Cantar
e Pintar os Reis”, através
da reali-zação de um
O
percurso automóvel ao
estilo de um rally-paper. O
local de partida será os
Paços do Concelho, fazendo-se o percurso por:
Cadaval, Vilar, Avenal,
Pereiro, Tojeira e moinhos
da serra de Mon-tejunto.
As inscrições para participantes no rally-paper
estão abertas e devem ser
efectuadas no pelouro da
Cultura, através do telefone
262 690 100 ou do e-mail
[email protected]
Para dia 29 de Abril está
agendada, na Biblioteca
Municipal do Cadaval, a
inauguração da exposição
colectiva de escultura “As
três faces da Deusa: Donzela, Mãe e Anciã”, pelos
artistas Carlos Oliveira e
Actividades que estimulam a leitura e o
gosto pela literatura
Biblioteca do
Cadaval celebra
“Mês do Livro”
A Biblioteca Municipal do Cadaval irá promover, no dia
30 de Abril pelas 16.30 horas, a apresentação do livro
ComSentidos, de Maria João Veiga, uma iniciativa
enquadrada no âmbito das actividades preconizadas para
o “Mês do Livro”.
Com o intuito de assinalar o “Mês do Livro” (Abril) a
Biblioteca Municipal do Cadaval tem vindo a desenvolver,
desde o início e até ao final do presente mês, a actividade
"O livro certo – Um livro especial para cada leitor”. De
acordo com estereótipos, a instituição faz sugestões
semanais de leitura para cada tipo de pessoa. Essas
sugestões serão identificadas pelo tipo de personalidade
estereotipada e divulgadas na Biblioteca Municipal através
de folhetos.
Outra iniciativa para distinguir Abril como o mês do livro
foi a realização de um workshop no passado sábado, dia
16, o qual teve o tema “Ler com pais e filhos” e decorreu
nas instalações da Biblioteca Municipal. A sessão teve a
duração de cerca de 45 minutos e foi limitada a 10
participantes. O objectivo do workshop, dinamizado por
Maria João Pape, foi transmitir aos pais as ferramentas
necessárias para ajudar os filhos no processo de
aprendizagem do gosto pela leitura e pela literatura.
No dia 30 de Abril (sábado), pelas 16h30, a biblioteca
promove a apresentação do livro ComSentidos, de Maria
João Veiga, escritora e advogada, numa iniciativa aberta à
comunidade em geral.
Sinopse do livro ComSentidos: “Cores, sons, cheiros,
paladares e texturas - é a percepção que, através dos
nossos cinco sentidos, temos do mundo que nos rodeia.
ComSentidos é o relato da viagem através desse universo,
ao qual se junta, afinal, um sexto sentido - a intuição.”
Cláudia Fialho
Cláudia Fialho
Victor Mota. A abertura da
mostra incluirá um momento musical e poético.
Carlos Oliveira é natural
de Caldas da Rainha e,
como escultor e ceramista,
juntou toda a experiência
do seu percurso, ligado às
indústrias do sector cerâmico, assim como do vidro
e das resinas. Tem participado em diversas exposições individuais e
colectivas e encontra-se
representado em colecções
particulares nacionais e
estrangeiras.
Victor Mota é também
ceramista e escultor, natural de Peniche. As suas
obras são elaboradas, na
sua maioria, com a técnica
da lastra em grés ou por-
celana de alta temperatura,
sendo o acabamento final
feito com óxidos e vidrados.
Tem participado em diversas exposições e eventos
nacionais e internacionais.
A exposição “As três
faces da Deusa: Donzela,
Mãe e Anciã” ficará patente
ao público até 14 de Maio,
no horário de funcionamento da Biblioteca Mu-
nicipal do Cadaval, ou seja,
à segunda-feira, das 14
hoas às 18 horas, de terça
a sexta, das 9 horas às 18
horas, e ao sábado, das 9
horas às 13 horas.
Envolvendo bombeiros e sapadores florestais
Montejunto foi palco de acções
de formação em fogo controlado
A Comissão Municipal de Defesa da Floresta do
Cadaval promoveu, em Março, na serra de Montejunto,
duas acções de formação em "Fogo Controlado" que
envolveram bombeiros e sapadores florestais, com o intuito
de dar a conhecer as técnicas utilizadas neste tipo de
operação, a qual permite reduzir a quantidade de material
combustível florestal.
A iniciativa decorreu da reunião da Comissão Municipal
de Defesa da Floresta do Concelho do Cadaval, realizada
em Outubro de 2010, a qual tem vindo a estudar novas
possibilidades de intervenção e de defesa da floresta, em
função do conhecimento que tem do histórico e do
comportamento dos incêndios florestais.
Este interesse advém das necessidades de redução e
eliminação de material combustível florestal, com vista à
defesa das áreas florestais em locais estratégicos, bem
como de melhorar a capacidade de resposta aos incêndios
pelos bombeiros voluntários, nas acções de primeira
intervenção e combate.
O “Fogo Controlado” trata-se de uma acção
condicionada por lei e devidamente regulamentada,
encontrando-se sujeita a normas técnicas, na medida em
que consiste no «uso do fogo na gestão de espaços
florestais, sob condições, normas e procedimentos
conducentes à satisfação de objectivos específicos e
quantificáveis e que é executada sob responsabilidade de
técnico credenciado».
A área identificada como ideal para a realização destas
acções foi o perímetro florestal da serra de Montejunto,
devido à riqueza e biodiversidade de povoamentos que ali
se desenvolveu após os grandes incêndios de 2003.
A quantidade de material combustível que ali se
encontra e o ordenamento avulso que se tem vindo a
realizar, com as plantações de eucalipto, nas zonas de
baldio envolventes, tornam esta área ainda mais
susceptível aos incêndios florestais.
Nesse sentido, o local escolhido para o “fogo controlado”
corresponde a uma parcela de matos que envolve os
melhores povoamentos da serra de Montejunto, com o
objectivo de criar uma barreira de progressão do fogo entre
as áreas de matos e de povoamentos florestais já
instalados.
Após escolhido o local e verificadas as características
da vegetação (tipo, altura, densidade e sua continuidade ao
longo da área), realizaram-se, nos dias 3 e 19 de Março,
duas acções de formação em fogo controlado que, no total,
permitiram reduzir em 80 por cento a quantidade de
combustível da parcela, composta essencialmente por
carrasco.
No conjunto das acções participaram Sapadores
Florestais da APAS Floresta, Bombeiros Voluntários do
Cadaval e Força Especial de Bombeiros “Canarinhos”,
tendo também estado representados o Comando Distrital
de Operações de Lisboa, Aliança Florestal, Serviço
Municipal de Protecção Civil e Gabinetes Técnicos
Florestais do Cadaval e da Lourinhã.
Cláudia Fialho
8
Publicidade
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Compra Ouro
Usado
MAXIMO SIGILO e PROFISSIONALISMO
Pagamos em DINHEIRO
VAMOS AO DOMICILIO LIGUE JÁ
965 830 255
OU Tel./Fax: 262 601 080
e-mail: [email protected]
Rua Infante D. Henrique, 59 - 2540-101 Bombarral
Cláudia Fidalgo
Psicóloga
Pinturas
Tectos falsos
Divisórias em pladur
Consultas por marcação
Preços Acessíveis
Delgada
262 602 333
Caldas da Rainha
966 357 981
Contactos: 910 427 021 - 918 415 371
COMPRAMOS
OURO
Mesmo em mau estado
Pagamos em dinheiro
CARLA
DOMINGUES
Sigilo e profissionalismo
Avª 1º de Maio, 16 B - 3º Dtº
CALDAS DA RAINHA
(Avª Estação dos Comboios)
SOLICITADORA
Rua 25 de abril, 3 - Sala B - 2550-165 CADAVAL
Tel. 262 696 805 - Fax 262 696 779
[email protected]
Telef. 961 947 476
[email protected]
Bombarral
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Atletismo dos Bombeiros do Bombarral
Bombeiros Voluntários do Bombarral
Carolina e Hugo
Patrício estreiam-se
em Km Jovem Distrital
Professor António Graça visitou Bombarral
Pela primeira vez o Km Jovem distrital de Leiria teve a
participação de atletas em representação do concelho do
Bombarral, os gémeos Carolina e Hugo Patrício dos
Bombeiros Voluntários do Bombarral participaram nas
provas extra do Km e Salto em comprimento que
decorreram na pista da Marinha Grande, a 3 de Abril.
Com apenas um treino de salto em comprimento, no dia
anterior à prova, o desempenho dos dois jovens Benjamins
foi acima do esperado. Fruto da recente parceria entre o
Agrupamento de Escolas Fernão do Pó e dos BVB para
utilização da pista escolar, este tipo de treinos técnicos são
O Professor António Graça, um dos mais conceituados treinadores de
Atletismo para jovens em Portugal, esteve presente no Pavilhão
Municipal do Bombarral para observar parte do treino dos jovens da
secção de Atletismo dos Bombeiros Voluntários do Bombarral.
acção decorreu no
dia 27 de Março e
teve como parte
principal o treino do ritmo
no salto em comprimento, e
o desenvolvimento do
equilíbrio com o objectivo
de melhorar a coordenação
geral dos jovens atletas dos
Bombeiros.
O Professor ficou muito
satisfeito com as condições
oferecidas pelo município,
à secção de Atletismo dos
Bombeiros Voluntários do
Bombarral, e com o trabalho desenvolvido nesta
modalidade ajudando na
progressão do atletismo no
concelho.
Salientou a necessidade
de aquisição de barreiras
de iniciação e bolas medicinais, ferramentas fundamentais para o desenvolvimento das capacidades motoras dos jovens,
quer para o atletismo, quer
para qualquer outro desporto.
Os jovens do Bombarral
fazem treinos multilaterais
9
Piedade Simões
A
que promovem um harmonioso desenvolvimento
motor. Alguns dos jovens já
mostram talentos que
possivelmente os levará a
grupos de especialistas
(saltadores, velocistas, lançadores e fundistas).
Professor António Graça
O Professor António Graça é docente na Escola Superior de Desporto de Rio Maior e
frequenta o Doutoramento em treino desportivo na Universidade de Coimbra. É
também o técnico distrital da Associação Distrital de Atletismo de Leiria e colaborador
da Federação Portuguesa de Atletismo e é autor de diversos artigos científicos sobre
Atletismo publicados em revistas de desporto.
Recorde-se que o Professor António Graça é um dos orientadores técnicos que
acompanha os treinadores dos Bombeiros Voluntários do Bombarral, daí a sua
presença no nosso concelho.
Museu Municipal do Bombarral
agora possíveis sempre que necessários. Seguramente os
resultados vão evoluir de forma consistente.
Infelizmente foi impossível a participação de mais atletas
dos Bombeiros por falta de treino específico, consequência
da ausência de condições técnicas.
Hugo saltou 2,18m e correu 1Km em 4.25,0’ a sua irmã
Carolina saltou 2,20m e correu 1Km em 4.47,9’.
ADAL APOIA A PROVA DE ATLETISMO DE
ESTRADA DO BOMBARRAL
O dia 5 de Junho de 2011 é o dia escolhido para a Corrida
da Pêra Rocha e Corrida do Vinho no Bombarral.
A prova é organizada pelos Bombeiros Voluntários do
Bombarral, Câmara Municipal e Junta de Freguesia do
Bombarral. Conta com o apoio da Associação de Pais do 1º
Ciclo do Bombarral, equipa de BTT dos Bombeiros,
Produtores
agrícolas,
Comerciantes
de
vinho,
Comerciantes locais e da Associação Distrital de Atletismo
de Leiria (ADAL).
Apesar de estar por confirmar, no mesmo dia, a prova
Olímpico Jovem Nacional - organizada pela ADAL, foi
garantido a presença dos juízes na prova do Bombarral e
de forma gratuita. Assim, esta prova passará a constar do
calendário distrital e com divulgação nacional, podendo
participar qualquer atleta federado ou popular. Com a
garantia deste apoio, superior a 150€, a ADAL mostra mais
uma vez o seu forte comprometimento com o Atletismo
distrital o que não é estranho pelo facto de Leiria ser há
largos anos, a maior potência no atletismo jovem no nosso
país e alcançar grandes êxitos a nível Europeu com a
presença dos Juniores da Juventude Vidigalense na Taça
dos Clubes Campeões Europeus em 2009/2010.
O regulamento já está publicado e pode ser consultado em
www.bvbatletismo.weebly.com.
Thomas Schittek expõe obras de pintura
e azulejaria até dia 1 de Maio
No passado dia 2 de Abril foi inaugurado no Museu
Municipal do Bombarral a exposição de pintura e azulejo
“Páscoa 2011”, da autoria do pintor alemão Thomas
Schittek, que estará patente até dia 2 de Abril.
A abertura da exposição coube à Vice-presidente da
Câmara Municipal do Bombarral, Joana Patuleia, que
iniciou a sua intervenção agradecendo a Thomas Schittek
por ter voltado a escolher o Museu Municipal para expor os
seus trabalhos, sendo esta a quarta exposição que efectua
neste espço cultural.
Thomas Schittek falou um pouco sobre alguns dos
trabalhos que trouxe até ao Museu Municipal do Bombarral,
começando por explicar a linguagem que pretende
transmitir através das suas obras.
Residente na Columbeira, concelho do Bombarral, há
vário anos, Thomas Schittek nasceu no dia 8 de Janeiro de
1964 na cidade de Munique, na Alemanha. Formou-se em
Técnicas de Impresso pela Universidade de Munique e em
Pintura sobre Vidro e Arte do Mosaico pela Academia de
Arte de Munique.
Piedade Simões
10
Bombarral
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
A Quinta dos quatro Actividades comemorativas realizaram-se entre os dias 8 e 10 de Abril
Amigo Fiel celebrou 10 anos de vida
elementos
Embora o mundo
esteja cinzento, o
escritor
bombarralense, Delmar D.
Carvalho continua
oferecendo obras
em que a Luz resplandece, as cores
são vivas e variadas,
de modo a que “A
Flor da Esperança”
se mantenha nos corações das pessoas.
É o caso desta
obra, em que o autor
volta ao inicio da sua
carreira, OS CONTOS.
Contos para educar, como se lê na contracapa do trabalho, contos para
ajudar a criarem um mundo melhor.
Como escreveu o seu amigo Eduardo Aroso, conhecido
nos meios culturais e académicos de Coimbra, no prefácio:
“A Quinta dos Quatro Elementos está assegurada no
tempo, isto é, não corre o risco do seu conteúdo cair em
desatualização, como acontece com uma grande parte de
publicações que, hoje em dia, inundam os mercados na
mira de grandes vendas.” E no final: “ Só uma Quinta assim
pode ser verdadeira ecologia para este fim de ciclo que
vivemos, à imagem do poço da Samaritana – quem beber
dessa água nunca mais andará sequioso.”
No fundo é mais um trabalho que está enquadrado num
projecto cultural que o autor há muito desenhou.
O futuro pode ou não dar razão a Eduardo Aroso…
Publicidade
No fim-de-semana de 8 a 10 de Abril, a Amigo Fiel - Associação
Protectora dos Animais do Bombarral festejou o seu 10º aniversário.
o longo dos 3 dias
os Claustros do Palácio Gorjão acolheram a Feira do Livro Usado,
tendo sido um sucesso este
evento, pois os baixos preços cativaram os visitantes
que assim levaram alguns
livros para casa, dando o
seu contributo à Associação.
A Feira do Livro Usado,
incluiu ainda a actividade
“Hora do Conto”, que se
baseou na leitura de histórias infantis aos pequenos leitores que passaram pelo evento.
Contudo, a actividade
que mais população teve a
assistir foi a demonstração
cinotécnica, realizada no
dia 9, em frente à Câmara
Municipal realizada pela
Associação Cinófila do
Oeste, que conta com sede
na freguesia da Roliça.
Os binómios, nome dado
aos caninos que mostraram
a sua agilidade e proezas
levou o publico a soltar
sorrisos e a aplaudir efu-
Piedade Simões
A
sivamente algumas das
manobras realizadas. Entre
verticais, muros e arcos os
cães mostraram a sua
destreza e coragem na
ultrapassagem dos obstáculos, numa exibição que
teve como ponto alto a
subida de uma paliçada
cada vez mais na vertical.
O dia 10 ficou marcado por
uma largada de balões, da
autoria dos alunos do 3º e
4º ano da Escola do 1º
Ciclo do Bombarral, nas
quais se podia ler mensagens acerca dos cuidados a ter com os animais.
Na tarde de Domingo,
com a presença de José
Manuel Vieira, e Joana
Patuleia, Presidente e VicePresidente da Câmara Municipal do Bombarral, respectivamente, realizou-se
um lanche convívio e como
não podia deixar de ser, o
bolo de aniversário assinalou estes 10 anos de vida
da Associação.
Bombarral
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
11
“Páscoa Animada” leva crianças e jovens às grutas arqueológicas do Vale do Roto
“Em busca do Tesouro da Páscoa”
No passado dia 15 de Abril, cerca de vinte e
cinco crianças foram “Em busca do Tesouro da
Páscoa”, nas grutas arqueológicas do Vale do
Roto, na Columbeira, concelho do Bombarral,
estando esta actividade inserida no projecto
“Páscoa Animada”, que tem como principal
objectivo a ocupação dos jovens durante as
férias escolares.
procura do “Tesouro da Páscoa”
serviu para uma
visita à Gruta Nova da
Columbeira, à Gruta do
Caixão, à Lapa Larga e à
Lapa do Suão, sítios
arqueológicos onde os
mais pequenos puderam
escutar as explicações da
arqueóloga Cláudia Manso,
as quais escondiam pistas
que os levariam a encontrar
o dito tesouro.
É de salientar que, estas
grutas foram alvo de
vandalismo recentemente,
e em solidariedade contra
A
este tipo de atitudes, os
jovens reuniram-se na Lapa
do Suão para fazer um
minuto de silêncio, antes de
prosseguirem
com
a
actividade tão esperada
“caça ao tesouro”.
Cercados pela escuridão
e pelo silêncio, os visitantes
puderam compreender como era a vida pré-histórica
nestas grutas
Quando os aventureiros
voltaram à Lapa Larga,
eram aguardadas pela Joana Patuleia, Vice-presidente da Câmara Municipal do Bombarral, e pelo
A actividade tem início em Maio e vai decorrer
nos primeiros sábados de cada mês
“Mercadinho do Gorjão”
“Nada se compra, nada se venda, mas tudo se troca”.
Este é o lema do “Mercadinho do Gorjão”, que o Município
do Bombarral vai organizar nos primeiros sábados de cada
mês, com início já a partir do dia 7 de Maio.
Destinada a crianças até aos 10 anos de idade, a
actividade tem como principal objectivo promover a troca
de livros e brinquedos entre os petizes, incentivando assim
a partilha, algo cada vez menos usual na sociedade em
que vivemos.
Nesse sentido, o Município desafia a pequenada a levar
até ao “Mercadinho do Gorjão” os livros e os brinquedos
que se encontram há muito arrecadados nas prateleiras e
com os quais já não brincam, pois os mesmos farão com
certeza a alegria de outras crianças.
A iniciativa vai realizar-se no Jardim do Palácio Gorjão,
entre as 10 e as 13 horas, e terá início já no primeiro
sábado do mês de Maio, dia 7.
Publicidade
Piedade Simões
Chefe de Gabinete, Ricardo
Daniel, que deram às
crianças um mapa, que em
simultaneamente com os
sinais revelados pela arqueóloga municipal as ajudou a encontrar o “Tesouro
da Páscoa”.
Após alguns minutos de
busca, o tesouro foi finalmente descoberto e
apenas mediante a resposta correcta a três
questões relacionadas com
as explicações dadas ao
longo do percurso é que se
expôs o seu conteúdo,
bilhetes de identidade do
Caçador do Tesouro da
Páscoa e moedas de chocolate, entregue a todos os
participantes.
O projecto “Páscoa Animada”, contempla outras
actividades desportivas tais
como: natação, ginástica,
futebol, basquetebol, andebol, badminton, orientação
e patinagem.
Comemorações do centenário arrancaram oficialmente no dia 25 de Março
Bombarralense comemora 100 anos de vida
O Sport Clube Escolar Bombarralense deu início no
passado dia 25 de Março, às comemorações do seu
centenário, que se prolongaram até ao próximo dia 5 de
Outubro do ano corrente.
No mês de Maio, a direcção está a realizar um jogo de
futebol entre a equipa sénior do clube e uma equipa da I
Liga. Em articulação com a Associação de Futebol de
Leria, estão também programados dois colóquios, um
versando sobre o futebol juvenil e outro sobre o futebol
enquanto negócio.
A realização de mais uma edição do Festigimno, durante
o mês de Junho, e de um encontro de actuais e antigos
atletas e dirigentes do SCEB, são mais duas das
actividades já programadas.
Para Agosto está prevista a inauguração de uma exposição
fotográfica sobre os 100 anos do SCEB, enquanto em
Setembro a sede do clube acolherá a 5ª Gala do Futebol
Distrital de Leiria.
Já no dia 5 de Outubro, dia em que o Bombarralense
festejará os seus 100 anos de existência, realizar-se-á o
habitual jantar de aniversário. Para este mês está também
previsto o lançamento de um livro sobre a história do clube
Sport Clube Escolar Bombarralense.
Piedade Simões
12
Bombarral
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Dia Mundial da Actividade Física no Bombarral
População aderiu ao exercício físico
No âmbito do Dia
Mundial da Actividade
Física, que se
assinalou no dia 6 de
Abril, o Município do
Bombarral organizou
várias actividades,
convidando toda
população à prática
do exercício físico,
juntando assim cerca
de 50 pessoas,
relacionadas com os
projectos “Viver
Melhor” e
“Universitários 50+”
evento teve o seu
início pelas 9 horas,
sendo o ponto de
concentração as Piscinas
Municipais, onde os presentes fizeram uma caminhada de cerca de oito
quilometros até à Quinta
dos Lóridos.
A primeira parte do
percurso foi efectuada na
vila, passando pela Praça
do Município, onde os
caminhantes eram aguardados pelo Presidente da
Câmara Municipal do Bom-
O
Publicidade
Piedade Simões
barral, José Manuel Vieira,
que fez questão de os
cumprimentar e incentivar.
Depois de atravessarem
a passagem de nível junto à
Estação de Caminhos-deferro do Bombarral, os
participantes seguiram o
seu destino por caminhos
rurais, atravessando o
interior da paisagem rural
do concelho do Bombarral,
que neste período do ano
está pintada de branco
pelas flores dos pomares
de Pêra Rocha.
Após uma breve paragem na Quinta dos Loridos para recuperar o fôlego, os participantes retomaram a caminhada de
regresso à Piscina Municipal do Bombarral, onde se
realizou de seguida uma
aula de hidroginástica.
Durante a tarde, as
actividades realizaram-se
na Praça da República,
onde os participantes tiveram ao seu dispor vários
jogos, como a petanca ou o
tiro com arco.
Depois de uma manhã
de actividade física intensa,
as iniciativas desenvolvidas
durante o período da tarde
tiveram essencialmente por
objectivo promover o convívio entre todos os participantes, encerrando assim da melhor forma este Dia
Mundial da Actividade Física.
Bombarral
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
2º Circuito Nacional de Dança Desportiva contou com cerca de 200 pares
Bailarinos voltaram a dar espectáculo no Bombarral
Perto de duas centenas de pares marcaram presença este Sábado, dia
16 de Abril, no Pavilhão Municipal do Bombarral para disputar o 2º
Circuito Nacional de Dança Desportiva.
s muitas pessoas
que passaram pelo
Pavilhão Municipal
tiveram oportunidade de
assistir a um espectáculo
de dança de grande qualidade, tendo os bailarinos
brindado o público presente
com excelentes actuações.
A prova iniciou-se por volta
das 14 horas com as séries
de apuramento e as finais
das danças Clássicas, seguindo-se a meio da tarde
as danças Latinas nos
escalões mais jovens.
O melhor estava no
entanto guardado para o
período da noite, altura em
que entraram na pista do
pavilhão bombarralense os
pares finalistas dos vários
escalões Open, ou seja, os
A
Publicidade
escalões que reúnem os
melhores bailarinos.
Entre os 200 pares
presentes, é de destacar a
participação de Sandra Silva e Ricardo Marques, em
representação da Escola de
Dança da Associação Cultural e Recreativa de Casais das Boiças, bailarinos
que “dançaram em casa”,
uma vez que dão aulas de
dança no Pavilhão Municipal do Bombarral.
O par da associação de
Casais das Boiça ficou em
terceiro lugar no escalão de
Adultos Open, escalão no
qual o primeiro lugar do pódio pertenceu a Alexander
Nabiullin e Barbara Ribeiro
da Sociedade Filarmónica
Alunos de Apolo.
Embora sem grande
tradição nesta modalidade,
o concelho do Bombarral
tem sido habitualmente
escolhido para a realização
de provas de danças desportivas, algo que se prende, segundo a organização,
com as condições que o
Pavilhão Municipal oferece
e com o apoio que o
Município disponibiliza.
O evento foi organizado
pela Escola de Dança da
Associação Cultural e Recreativa de Casais das
Boiças (Azambuja) e pela
Sociedade Filarmónica Alunos de Apolo, tendo contado com o apoio do
Município do Bombarral,
entre outras entidades.
13
14
Bombarral
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Espectáculo reverteu a favor do Agrupamento de Escuteiros 516 do Bombarral
“O Nazareno” regressou ao Bombarral
A convite do Agrupamento de Escuteiros 516 do Bombarral, o grupo de
teatro “O Nazareno”, da paróquia de Peniche, trouxe novamente ao
palco do Teatro Eduardo Brazão o musical de Frei Hermano da Câmara
com o mesmo nome.
Depois do sucesso que
o espectáculo teve no ano
passado, a direcção do
Agrupamento de Escuteiros
bombarralense decidiu voltar a convidar o grupo de
Peniche para mais uma
actuação no Bombarral.
À semelhança do que já
tinha acontecido no ano
anterior, a adesão do público foi uma vez mais
muito positiva, tendo marcado presença no Teatro
Eduardo Brazão mais de
duas centenas de pessoas.
Interpretada por perto de
seis dezenas de actores,
entre crianças, adolescentes, jovens e adultos, a
peça fala-nos sobre a vida
de Cristo, desde o seu
nascimento até à sua
crucificação, baseando-se
a mesma no célebre musical de Frei Hermano da
Câmara.
Além de assistirem a um
excelente espectáculo, as
pessoas que no passado
Sábado se deslocaram ao
Teatro Eduardo Brazão
tiveram igualmente oportunidade de dar o seu
contributo ao Agrupamento
de Escuteiros do Bombarral, tendo parte da
bilheteira do espectáculo
revertido a favor da recuperação da sua sede.
De referir ainda que o
Grupo de teatro "O Nazareno” surgiu a 17 de Outubro de 1998 com o objectivo de representar a obra
de Frei Hermano da Câmara, procurando proporcionar à comunidade paroquial
uma Quaresma e Páscoa
enriquecidas, seguindo as
tradições teatrais enraizadas no povo de Peniche.
Conforme se pode ler no
blog do grupo, o número de
representações excedeu as
expectativas iniciais e deu
azo à criação de um grupo
de teatro que hoje continua
no activo, “por mais e
melhor”.
Rotary Club Do Bombarral
Caminhadas “Primavera Solidária”
O Rotary Club do Bombarral vai levar a efeito cinco
caminhadas, lúdicas e solidárias, uma em cada um dos
domingos deste mês de Maio.
Aquelas actividades, denominadas Caminhadas
“Primavera Solidária”, com partida, pelas 10 horas, dos
locais abaixo designados, são destinadas a todos que
nelas se queiram integrar e têm função cultural, lúdica,
ambiental e de solidariedade.
Cada um dos percursos decorre numa das cinco
freguesias do Concelho e destina-se a angariar apoios para
cada uma das instituições indicadas, tal como os bens de
que, no momento, as destinatárias mais carecem.
As inscrições e presença nas “Caminhadas Solidárias” são
absolutamente gratuitas, devendo os participantes fazer-se
acompanhar dos artigos abaixo designados para oferta a
cada uma das instituições de solidariedade, para as quais
reverte o produto obtido em cada uma das jornadas.
Para informações complementares, consulte: e mail:
[email protected]; TLM: 91 985 76 61 ou 91
724 65 90
Caminhadas “Primavera Solidária”, uma acção com o
Apoio da Câmara Municipal de Bombarral e das Juntas de
Freguesia deste concelho, assim como uma forma de
conhecer melhor a região municipal, embrenharmo-nos na
Publicidade
Programa
1 de Maio – Caminhar na freguesia de Carvalhal
Partida e chegada ao recinto do Santuário do Senhor
Jesus, com itinerário por algumas das históricas ruas
daquela sede de freguesia.
Apoio à Associação Ligar à Vida – Centro de Actividades
Ocupacionais em Projecto.
Contributo - Material escolar e didáctico
8 de Maio - Caminhar na Freguesia de Vale Côvo
Partida da Capela de Nossa Senhora dos Aflitos
Apoio ao Projecto Banco Alimentar
Contributo – Géneros alimentícios
15 de Maio - Caminhar na Freguesia de Bombarral
Partida do Largo da Cooperativa Agrícola
Apoio aos Bombeiros Voluntários de Bombarral
Contributo – Monetário (aquisição de chave para acções
de desencarceramento)
22 de Maio - Caminhar na Freguesia de Pó
Partida do Parque de merendas
Apoio ao Agrupamento de Escuteiros 516 do Bombarral
Contributo – Livros (Para futura angariação de fundos)
sua ruralidade, desfrutar das suas paisagens,
sensibilizarmo-nos para a conservação das suas tradições,
cultura e ambiente e lembrarmo-nos e contribuirmos para
os que de nós necessitam.
Venha, divirta-se e ajude os outros!
29 de Maio - Caminhar na Freguesia de Roliça
Partida da Capela Santana (Columbeira)
Apoio ao Núcleo da Cruz Vermelha de Bombarral
Contributo – Géneros alimentícios
Bombarral
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
15
Gruta da Água foi palco das comemorações do “Dia Internacional dos Monumentos e Sítios”
“A Origem da Água”
No dia 18 de Abril, assinalou-se o Dia
Internacional dos Monumentos e Sítios, tendo o
Município do Bombarral desafiado os jovens,
com idades entre os 8 e os 12 anos, para uma
visita a um dos locais mais importantes em
termos históricos e arqueológicos do concelho:
o Vale do Roto.
ste ano as comemorações tiveram
como temática a
“Água, cultura e património”
e, nesse sentido, o “Sítio”
escolhido para a actividade
foi a Gruta da Água.
Despertar o interesse
dos mais novos para o rico
património arqueológico
existente no concelho do
Bombarral e ao mesmo
tempo sensibilizá-los para a
importância da preservação
da água foram os dois
principais objectivos de
uma iniciativa que contou
com a participação de 16
pequenos amantes da
Natureza.
Embora o número de
jovens interessados em
participar na actividade
fosse mais elevado, a dimensão da gruta onde a
actividade se desenrolou
obrigou a que fosse esti-
E
Necrologia
pulado um número limite de
inscrições.
No interior da gruta, os
petizes começaram por
assistir à representação da
peça “A Origem da Água”,
história que teve como
principais protagonistas o
sol, o mar, a nuvem e a gota
de água, “personagens”
através dos quais Ana Pereira deu a conhecer o ciclo
da água.
Após a representação, a
arqueóloga
municipal,
Cláudia Manso, deu algumas explicações mais específicas sobre a formação
da gruta, o seu posicionamento relativamente ao
nível freático e ainda sobre
a fauna cavernícola.
Na viagem de regresso a
casa era bem visível a
satisfação de todos os participantes, ficando muitos
deles com vontade de
regressar para descobrir os
segredos com milhares de
anos que se escondem nas
grutas do Vale do Roto.
Criado a 18 de Abril de
1982, o Dia Internacional
dos Monumentos e Sítios
tem como objectivo sensibilizar o público para a
diversidade e vulnerabilidade do património, bem
como para o esforço envolvido na sua protecção e
conservação.
A nível nacional, as
comemorações são promovidas pelo IGESPAR –
Instituto de Gestão do
Património Arquitectónico e
Arqueológico, tendo este
ano contado com a rea-
lização de 510 actividades
por todo o território nacional, distribuídas por 200
concelhos/localidades,
envolvendo 423 entidades
públicas e privadas.
16
Necrologia
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
VALE CÔVO
VALE CÔVO
Trindade Calquinhas Nicolau
Gertrudes da Conceição Martins
N. 15.02.1921 - F. 13.04.2011
N. 17.07.1931 - F. 14.04.2011
Agradecimento
Seu filho, nora, netos e restante família, vêm por este
meio agradecer reconhecidamente a todas as pessoas
que acompanharam o funeral, bem como os que de
qualquer outra forma manifestaram o seu pesar.
1964
2011
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2011
Agradecimento
Seu filho, nora, neto e restante família, vêm por este
meio agradecer reconhecidamente a todas as pessoas
que acompanharam o funeral, bem como os que de
qualquer outra forma manifestaram o seu pesar.
1964
2011
CALDAS DA RAINHA/SOBRAL
DO PARELHÃO
Sérgio Artur Fonseca Santos
Agradecimento
1964
2011
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2011
1964
2011
CASAL DO AVENAL/CARVALHAL
BOMBARRAL
José Cascão Luís
Maria da Conceição Alexandre
N. 18.03.1911 - F. 12.04.2011
Agradecimento
Sua filha, genro, netos e restante família, vêm por este
meio agradecer reconhecidamente a todas as pessoas
que acompanharam o funeral, bem como os que de
qualquer outra forma manifestaram o seu pesar.
1964
2011
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2011
Agradecimento
Seus filhos, nora, genro, netos e restante família, vêm por este
meio agradecer reconhecidamente a todas as pessoas que
acompanharam o funeral, bem como os que de qualquer outra
forma manifestaram o seu pesar. Em especial agradecem ao
Centro Social e Paroquial do Bombarral, todo o apoio e carinho
prestados à sua ente querida
1964
2011
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2011
PINHÔA /MOITA DOS FERREIROS
CINTRÃO/BOMBARRAL
CASALINHO/BOMBARRAL
Delfina de Jesus Rodrigues
António Pinheiro Marques
Cecília Jesus Henriques
N. 20.07.1947 - F. 11.04.2011
(António Sales)
N. 26.07.1926 - F. 02.04.2011
N. 19.01.1925 - F. 31.03.2011
Agradecimento
Seus filhos, nora, genros e restante família, vêm por este
meio agradecer reconhecidamente a todas as pessoas
que acompanharam o funeral, bem como os que de
qualquer outra forma manifestaram o seu pesar.
1964
2011
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
N. 26.10.1934 - F. 13.04.2011
N. 22.01.1977 - F. 13.04.2011
A todos os que nos acompanharam e continuam
connosco na dor pela partida do nosso Sérgio,
muito obrigado.
A família
JORNAL REGIONAL
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2011
Agradecimento
Agradecimento
A família agradece reconhecidamente toda a
solidariedade e carinho manifestados.
1964
2011
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2011
A família vem por este meio agradecer reconhecidamente a todas as pessoas que acompanharam o funeral, bem como os que de qualquer outra forma manifestaram o seu pesar.
1964
2011
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
R. do Mercado, 31 Bombarral - Telef. 262 604 986
AGÊNCIA FUNERÁRIA S. SEBASTIÃO, Lda.
Gerência de: Pedro António Bento
Funerais/Transladações/Cremações
1964
2011
1964
2011
47 anos de
Experiência
Tratamos de todos os assuntos referentes a subsídios de funeral
Preços sem concorrência - Facilidades de pagamento
Lourinhã: R. Almirante Reis, 5 (R. Grande) - Telef. 261 411 839 - BOMBARRAL: Rua do Mercado, 31 - Telef. 262 604 986 - Tlms. 916 781 741 - 919 056 541
Armazém e exposição: Rua de Angola n.º18 - 2540 Bombarral
I
II
Especial “Formação & Qualificação
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Entrevista a Jorge Amador, Vice-Presidente da Câmara de Peniche, acerca da “IV Edição da Feira de Ensino, Formação e
Emprego – Orienta-te”
“A realização da “Orienta-te” deverá continuar a
ser uma aposta municipal no esclarecimento e
capacitação dos cidadãos”
Área Oeste – Quais as expectativas para esta “IV
Edição da Feira de Ensino, Formação e Emprego –
Orienta-te”?
Jorge Amador - Relativamente à IV edição da Feira de
Ensino, Formação e Emprego contamos ter uma boa
afluência de visitantes, atendendo à divulgação feita
junto das escolas e de toda a comunidade, na região
oeste.
Esperamos que os visitantes possam aceder a um
conjunto de recursos e informações úteis para a sua
orientação profissional e/ou inserção na vida activa.
Á.O. – Quantos expositores são esperados? De que
Instituições?
J.A. - A IV edição da “Orienta-te” contará com a
presença de 50 instituições de âmbito local, regional e
nacional, nas áreas do ensino regular, ensino superior,
formação profissional, associativismo, empreendedorismo, emprego, voluntariado e juventude.
Dessas instituições destacam-se, por exemplo,
universidades e institutos superiores, centros de
formação profissional com ofertas na área do turismo, da
moda, de vestuário e confecção. Também estarão
presentes associações de desenvolvimento local e
regional e outras instituições mais voltadas para a
divulgação das ofertas de emprego.
Á.O. – Quais as novidades para o certame deste
ano?
J.A. - Este ano, além de consolidar o trabalho que tem
vindo a ser realizado em anos transactos, considera-se
importante manter a qualidade nas ofertas da Feira.
Nesse sentido, apostamos no contacto junto de
instituições relevantes nas áreas do ensino, da formação
e do emprego.
Nesta edição estarão presentes novas instituições, de
âmbito nacional, com demonstrações profissionais e,
também, serão divulgados projectos desenvolvidos no
concelho.
Á.O. - Está previsto algum tipo de animação e
Workshops para os visitantes?
J.A. - A “Orienta-te” contará com animação diversa, de
acordo com as sessões temáticas (Conquiste o Seu
Emprego; Do Ensino Superior para o Mercado; 9.º Ano, e
agora? Educação Especial – Transição para a Vida Activa;
Serviço Voluntário Europeu) entre outras. A Tuna
Académica da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do
Mar e Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Peniche
dinamizarão, no decorrer da Feira, outros momentos de
animação.
Á.O. – Este evento é uma mais-valia para o concelho
de Peniche? Em que aspectos?
J.A. - Sem dúvida, a Feira de Ensino, Formação e
Emprego é uma excelente oportunidade para divulgação
e conhecimento das ofertas disponíveis no mercado.
Num espaço comum é disponibilizado aos visitantes um
vasto leque de instrumentos, recursos e informações úteis
para promoção de percursos qualificantes e na inserção
na vida activa de jovens e desempregados. Neste sentido,
os promotores têm a possibilidade de divulgar junto dos
visitantes as suas ofertas, podendo conhecer e esclarecerse acerca das mesmas.
Acrescente-se que, atendendo ao actual panorama
nacional, pouco expectante face ao emprego, a “Orientate” é de facto um momento importante para o nosso
concelho, possibilitando a divulgação e esclarecimento
dos interessados.
A.O. – Torna-se relevante continuar a elaborar esta
Feira?
J.A. - Idealmente, a realização da “Orienta-te” deverá
continuar a ser uma aposta municipal no esclarecimento
e capacitação dos cidadãos. Atendendo-se à permanente
mutação do mercado é indispensável fazer-se um
constante upgrade das ofertas de ensino, formação e
emprego disponíveis, com destaque na nossa região.
A.O. – Fazendo um balanço dos certames
anteriores, as expectativas criadas foram positivas
e ao encontro do que era desejado?
J.A. - As expectativas têm sido confirmadas com provas
sucesso desta iniciativa, quer pelo número crescente de
visitantes e de expositores, quer pelo contacto que vamos
tendo com os visitantes que percorrem a Feira.
Surpreendentemente, este ano, a procura por parte de
expositores superou as expectativas, pelo que,
continuamos a ter uma forte procura por parte de
instituições de todo o país.
Piedade Simões
Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor
O CEERDL - Centro de Educação Especial Rainha Dona
Leonor, tem como missão prestar serviços que promovam
a qualidade de vida de grupos vulneráveis e suas famílias
e que possibilitem as condições de acesso aos seus
direitos de cidadãos, em igualdade de oportunidades.
Em Março deste ano foi certificado pelo EQUASS
Assurance. Sistema de reconhecimento, garantia e
certificação da qualidade dirigido às organizações que
actuam no âmbito dos serviços sociais, concebido e
gerido pela EPR – European Platform for Rehabilitation e
é desde 1996 entidade formadora acreditada pela
DGERT - Direcção-Geral do Emprego e das Relações de
Trabalho.
Tem implementada uma estrutura organizacional
formada por serviços direccionados ao apoio a grupos
vulneráveis e por serviços prestados à comunidade.
O Centro de Reabilitação Profissional (CRP), onde
actualmente são desenvolvidas acções de Formação
Profissional Inicial e acções integradas no Centro de
Recursos (dirigidas a pessoas inscritas e encaminhadas
pelo Centro de Emprego de Caldas da Rainha). Estas
acções formativas são co-financiadas pelo Estado
Português e pelo Fundo Social Europeu, no âmbito do
POPH.
A Formação Profissional Inicial ministrada ainda que
estruturada em planos curriculares de curso, integra uma
intervenção em planos individuais definida a partir do
diagnóstico de necessidades e potenciais do formando.
Estes ao longo da sua formação beneficiam de
acompanhamento multidimensional de acordo com as
necessidades diagnosticadas, nas seguintes áreas:
orientação profissional; psicologia; sócio-familiar; saúde;
acessibilidade e ajudas técnicas. As acções têm
igualmente uma importante componente de formação
prática em posto de trabalho, acompanhada por uma
equipa técnica que constitui um facilitador da futura
inserção profissional.
Desde 1988 já colaboraram com o CRP, na formação e
integração sócio-profissional, 455 empresas, dos mais
variados sectores de actividade. Sublinhamos a excelente
colaboração prestada pelas entidade empregadoras da
região, sendo este um factor determinante nas taxas de
empregabilidade que temos atingido.
Cursos 2011
Hotelaria/Restauração
Serralheiro/a Civil
Serviços Auxiliares
Operador/a de Informática
Operador/a de Jardinagem*
*(dupla certificação - 3º ciclo do ensino básico e
certificação profissional nível 2)
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Especial “Formação & Qualificação
III
IV
Especial “Formação & Qualificação
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
2011/2012
JORNAL REGIONAL
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Especial “Formação & Qualificação
V
VI
Especial “Formação & Qualificação
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Especial “Formação & Qualificação
VII
Entrevista a Ana Branquinho, Directora
da SchoolHouse de Peniche e Lourinhã
A SchoolHouse Oeste, em conjunto com a sua rede de
parceiros, é uma entidade acreditada pela D.G.E.R.T.,
IEFP, ACT, que tem como missão, prestar um serviço com
qualidade e rigor na área da educação, formação
profissional e consultoria, contribuir para o aumento das
competências dos alunos, das escolas dos concelhos
onde está inserida, assim como dos recursos humanos
das empresas e de todos os formandos em geral.
Desde Junho de 2010 que a SchoolHouse abriu uma
nova unidade em Peniche.
Área Oeste – Qual o principal objectivo da vossa
actuação em Peniche, como instituição de ensino
profissional?
Ana Branquinho - Em Peniche e de um modo geral, os
nossos objectivos na área da educação e formação, são
a distribuição de um conjunto de cursos que podem ser
frequentados por todas as classes sociais. Se por um lado
distribuímos formação gratuita, co-financiada no âmbito
do POPH, plano operacional de potencial humano, por
outro lado apresentamos um conjunto de actividades e
formação comercial, que vão desde a atribuição de
carteiras profissionais, até a actividade de lazer e
entretenimento.
A Schoolhouse em Peniche tem sido um parceiro de
apoio social, aos jovens que pretendem completar a sua
formação académica ao nível do 9ºano, apresentando
um conjunto de ofertas formativas que vão de encontro
as necessidades locais.
Existe um grupo muito significativo de jovens, que não
se adaptaram ao sistema de ensino tradicional pelos
mais variados motivos. A SchoolHouse tendo
conhecimento desta situação apostou em cursos CEF’s Educação e Formação de Jovens, direccionado para
jovens que procuram uma alternativa, obter o 9º ano
rapidamente, e ingressar no mercado de trabalho.
Á.O.
–
Quantos
alunos
frequentam
o
estabelecimento, e quais as idades dos mesmos?
A.B. - Aqui em Peniche temos 40 alunos, ou seja, duas
turmas de 20, na Lourinhã também mais outras duas
turmas, com 40 alunos ao todos, com idades
compreendidas entre os 14 e os 23 anos.
Á.O. – Quais os cursos de relevo neste momento?
A.B. - Aqui em Peniche temos um CEF de serviço de bar,
e um CEF de práticas técnicos-comerciais.
Os que frequentam o curso de bar tem aulas
muitíssimo práticas é preciso aprender a fazer os
cocktails, aprender a fazer pizzas, tostas e todos os
serviços de apoio a um bar.
As aulas práticas são dadas, num bar, espaço que subalugamos em Peniche, onde as aulas decorrem. É preciso
integra-los num determinado contexto, e utilizar isso
mesmo no local de trabalho. As aulas praticas são
portanto num bar aqui em Peniche. Contudo, a parte
teórica é dada aqui na SchoolHouse.
Este curso tem depois um estágio profissional,
remunerado, o que se torna um incentivo para eles,
conseguem fazer o 9º ano em ano e meio, cerca de 15
meses, o que é óptimo.
Curiosamente, a turma de práticas técnico-comerciais,
tem revelado bons alunos, embora eles só tenham a
componente prática quando vão ao estágio.
Camp Baia de Peniche, no Baleal, com as actividades de
verão e ocupação de tempos livres para os meses de
Maio a Setembro.
A Schoolhouse Peniche junta-se ao conceito “Capital
da onda”, juntando as actividades de ensino, de jovens.
Educar e entreter de uma forma divertida é a nossa
missão junto dos mais jovens. No verão passado, durante
o mês de Junho, Julho e Agosto, fomos inovadores,
sendo que durante o período da manhã os alunos
estavam a fazer surf na praia da Baleal, e no período da
tarde faziam actividades de informática e inglês aqui na
SchoolHouse. Os alunos adoraram.
Á.O. – Existem parcerias entre a SchoolHouse e
empresas de Peniche?
A.B. – Localmente temos potenciado o maior número de
parcerias possíveis. Trabalhamos em conjunto com a Surf
Tem como principal objectivo promover a formação e
preparar profissionais qualificados e especializados em
diversas áreas de actividade e serviços.
Os nossos cursos são dirigidos a todos aqueles, que tal
como nós, acreditem que estando bem preparados são
uma mais valia para qualquer Instituição ou área de
negócio, verdadeiros alicerces de suporte e crescimento.
Connosco pode adquirir novas competência ou reciclar
competências já adquiridas, respondendo às necessidades específicas das mesmas, contribuindo para o
aumento de competitividade e produtividade.
Vantagens
Adquirir ou renovar conhecimentos | Especialização numa área profissional | Desenvolver capacidades
teóricas e práticas da actividade | Combinação entre aulas teóricas e práticas | Estágio em instituições
ou empresas | Encaminhamento de integração no mercado de trabalho
VIII
Especial “Formação & Qualificação
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Centro Novas Oportunidades da Cercipeniche
O Centro Novas Oportunidades da Cercipeniche (CNO),
em funcionamento desde 2004 já certificou mais de 2000
adultos a nível do 4º, 6º, 9º e 12º ano de escolaridade
nos concelhos de Peniche, Lourinhã e Torres Vedras.
Anteriormente designado de Centro de Reconhecimento,
Validação e Certificação de Competências (CRVCC), este
centro foi acompanhando as sucessivas evoluções do
Sistema Nacional de Qualificações (SNQ).
Numa lógica de continuidade com o tipo de trabalho
desenvolvido pela Cercipeniche, fundamentado num
diagnóstico regional que espelhava baixas qualificações
escolares e profissionais e uma taxa de desemprego
elevada, aceitámos o desafio de implementar esta
medida,
na
altura,
tão
desconhecida
quão
conceptualmente interessante e socialmente necessária.
As respostas ao nível da educação e formação de adultos
não abundavam e não supúnhamos que este movimento
viesse a conhecer tão franca expansão.
De facto, um conjunto de mudanças sociais permitiu a
construção de um novo paradigma de educação e
formação de adultos. O reconhecimento, validação e
certificação das competências adquiridas ao longo da
vida, fazia todo o sentido para uma instituição como a
Cercipeniche que, com 30 anos de história sempre se
pautou por lógicas de intervenção de proximidade,
flexibilidade e parceria com a comunidade local.
Sete anos volvidos, o balanço não poderia ser mais
positivo. Na cerimónia de apresentação à comunidade
deste nosso CRVCC em meados de Junho de 2004,
fomos interceptados, com surpresa pela Casa do Oeste
de Ribamar, solicitando esta nova resposta nessa
localidade. E assim fomos iniciando um percurso de
itinerâncias e parcerias. Seguiram-se S. Pedro da
Cadeira, Silveira, Moita-dos-Ferreiros, Nadrupe, A dos
Cunhados, Atouguia da Baleia, Serra D’El Rei, Ferrel,
Geraldes e mais recentemente Reguengo Grande,
Sobral, Zambujeira e Casais de Mestre Mendo.
Um movimento verdadeiramente espantoso se tem
gerado. Motivados pela busca de melhorias das
condições de vida, pela realização pessoal, pelo desejo
de progredir na carreira ou simplesmente para estimular
e apoiar o percurso escolar dos seus filhos, diariamente
recebemos pessoas dispostas a demonstrar que a vida
lhes trouxe novas e muitas competências que podem (e
devem) ser reconhecidas socialmente, de forma formal.
Com uma equipa técnico-pedagógico composta por
psicólogos, sociólogos e formadores experientes, o CNO
da Cercipeniche rege-se por lógicas de rigor, flexibilidade
e proximidade.
Após algumas sessões de diagnóstico inicial cada adulto
é encaminhado para a resposta mais ajustada ao seu
perfil, motivações, expectativas, experiências. Este é o
primeiro passo para o desenho de um percurso de
qualificação individualizado.
Muito se tem dito e escrito sobre a iniciativa Novas
Oportunidades, mas o que é certo é que este movimento
tem necessariamente impactos para as nossas
comunidades. Estamos cientes de que os impactos não se
esgotam nas pessoas. É com estas pessoas que se
formam as comunidades. São as pessoas que as pensam,
as discutem e têm o poder de agir sobre elas. Cremos em
Paulo Freire (conhecido filósofo e pedagogo brasileiro)
quando diz que "Se a educação sozinha não transforma
a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda."
Cremos em José Arthur Giannotti (filósofo e professor)
quando diz que "O importante da educação não é apenas
formar um mercado de trabalho, mas formar uma nação,
com gente capaz de pensar.”
Continuaremos a acreditar…
A ETEO Trilhando o Futuro
Nestes 20 anos da aventura do renascimento da
formação profissional, sentimos que os 761 alunos já
diplomados pela ETEO, com cursos de nível IV, com uma
actual taxa de empregabilidade de 78%, e
prosseguimento de estudos de 15%, justificam que
consideremos que valeu a pena concretizar este sonho .
A ETEO, nasceu com 2 turmas nos velhos pavilhões do
parque D. Carlos I, em Caldas da Rainha, talvez com
condições de trabalho que não auguravam grande futuro
à escola , mas o projecto evoluiu com condições
humanas que colocaram as físicas em 2 º plano,
merecendo as actuais magníficas instalações, desde
2005.
No trajecto de 20 anos a ETEO preocupou-se sobretudo
em corresponder às necessidades de formação de
quadros intermédios
manifestadas pelos agentes
económicos nomeadamente as entidades proprietárias
da escola : Câmara Municipal das Caldas da Rainha,
Associação Industrial da Região do Oeste , Associação
Comercial de Caldas da Rainha e Óbidos e o Pólo de
Desenvolvimento Turístico do Oeste. Neste sentido, a
escola foi
diversificando a oferta formativa tendo
diplomado jovens em áreas tão diversificadas como:
Animador Sociocultural, Turismo, Higiene e Segurança
do Trabalho e Ambiente, Assistente de Geriatria, Artes do
Espectáculo / Realização Plástica, Comunicação –
Marketing / Relações Públicas e Publicidade Termalismo,
Multimédia, Serviços Jurídicos, Contabilidade, Gestão,
Energias Renováveis, Hotelaria/ Recepção e Atendimento, Turismo/Profissionais de Informação Turística e
Fotografia e Contabilidade.
Para o próximo ano lectivo, 2011/2012, prevemos
oferecer formação
( 1º ano) em Energias Renováveis,
Serviços Jurídicos , Animador Sociocultural e Multimédia,
considerando que a oferta de trabalho nestas áreas
recomenda que continuem .
Mas, mantendo o desígnio de inovar e responder aos
sinais das carências
de formação que nos são
manifestadas , será lançado o curso Técnico Auxiliar de
Saúde considerado como de potencial de crescimento de
prioridade 1 pela Agência Nacional para a Qualificação.
De referir que, a ETEO integrou desde o início, o grupo
de escolas proponentes da criação deste curso .
Luís Sá Lopes
Óbidos
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
17
Actividades de Tempos Livres da Associação Espeleológica de Óbidos
Super Actividades
Mantendo a tradição a Associação Espeleológica de Óbidos promoveu,
de 11 a 21 de Abril, o seu projecto de Actividades de Tempos Livres na
Páscoa. Dando resposta a uma necessidade de muitos pais, o campo de
férias teve a duração de 9 dias recheados de diversas actividades.
egundo Victor Rodrigues, presidente da
Associação Espeleológica de Óbidos (A.E.O.),
os pais têm alguma dificuldade em encontrar actividades para os miúdos
durante os períodos de
pausa escolar. “Nesse sentido queremos ser uma ajuda. Inicialmente realizávamos este tipo de iniciativa
nas Férias de Verão. Surgiu
entretanto a hipótese de
promover a acção também
durante a Páscoa. Como a
resposta tem sido positiva,
permitiu a continuidade”. O
campo de férias contou,
mais uma vez, com um
leque de actividades bastante diversificado desde
BTT, Peddy- Papper, fute-
S
bol, paintball, insufláveis,
jogos tradicionais, slide,
escalada, canoagem, tiro
com arco, e naturalmente
algum contacto com a
espeleologia (como não
poderia deixar de ser).
Todas estas acções são
realizadas pela própria
associação. Isto porque
para além do material que a
própria associação detém,
também os elementos que
compõe a associação, e
que estão como monitores
nas actividades das férias
de verão e da Páscoa (na
sua maioria são professores de educação física), tem competências e
estão qualificados para
estas actividades. “Permitindo-nos dessa forma
diversificar o mais possível
o dia-a-dia das férias dos
miúdos” destaca o presidente da A.E.O. Quanto
às classes etárias o responsável refere que os
campos de férias destinamse preferencialmente aos
jovens dos 8 aos 16 anos.
“Mas podemos receber já
miúdos com 6 anos”. Victor
Rodrigues
acrescenta,
“podem ser residentes não
só do concelho de Óbidos
como podem ser provenientes de outros concelhos. Os jovens pagam
um valor diário que engloba
o almoço, as actividades e
o seguro. As actividades
das Férias da Páscoa
totalizaram 9 dias. No
entanto este ano os miúdos
Adolfo Pereira
podiam escolher os dias
que queriam ir, num verdadeiro serviço “à la carte”.
Pagando só os dias correspondentes”. No final da
tarde regressam aos progenitores. Recorde-se que
a A.E.O. tem também as
Escolas de Futebol, o que
tem permitido adquirir
conhecimentos que ajudam
nestas actividades. “A
associação foi criada no
âmbito da espeleologia, em
1988. Em 1999, com o IPJ
– Instituto Português da
Juventude, começámos a
desenvolver alguns projectos nesta área, nomeadamente nos campos de
férias. Hoje temos ainda
mais algumas candidaturas
para novos projectos. No
fundo fazemos um acompanhamento das necessidades da sociedade onde
estamos inseridos” explica
Victor Rodrigues. Embora
esta seja uma associação
criada e vocacionada para
a espeleologia foi, paralelamente, desenvolvendo
actividades para os mais
novos, desde as escolas de
futebol até às actividades
de férias. Não fugiu ao seu
motivo de criação mas
certamente é um bom
exemplo de adaptação aos
tempos, sendo também um
exemplo de como o
associativismo pode continuar a existir com sucesso. Certamente que o
trabalho voluntário dos
animadores e elementos da
direcção são uma das
razões do êxito dos campos
de férias. No verão a
associação volta a desenvolver a actividade
similar. Para mais informações contactar através
do e-mail: [email protected]
VI Passeio de Cicloturismo Vila de Gaeiras
Passear de Bicicleta
Tem lugar no próximo dia 8 de Maio, domingo, o VI
Passeio de Cicloturismo Vila de Gaeiras - Volta ao
Concelho de Óbidos. O percurso atravessa todas as
freguesias do concelho. Uma iniciativa do Grupo de
Cicloturismo das Gaeiras (G.C.G.) que nos contou mais
alguns dos seus objectivos.
Mantendo a tradição o pelotão parte, por volta das 9.30
horas, junto da meta instalada na Rua Principal em frente
da sede da Junta de Freguesia de Gaeiras. Os cicloturistas
têm de percorrer cerca de 50 quilómetros por várias
localidades do concelho. O circuito deste ano vai passar
pelos Casais da Areia, Bairro Senhora da Luz, Carregal,
Arelho, Vau, Amoreira (onde será feito o abastecimento
com peça de fruta e barra de cereais), Olho Marinho, A-daGorda e também pela localidade de Óbidos. Visitando
assim todas as freguesias do concelho. O convite é para
visitar e apreciar o itinerário. Por volta das 12.30 horas,
está previsto o conjunto de atletas cortar a meta em grupo,
como é habitual neste tipo de prova. Segue-se a entrega de
prémios que terá lugar no Pavilhão da Sociedade Cultural
e Recreativa Gaeirense (S.C.R.G.). Todos os participantes
recebem uma lembrança. Acontecendo o mesmo para as
equipas compostas com mais de cinco elementos. Depois,
no mesmo espaço, decorrerá o almoço convívio entre
todos os participantes e colaboradores.
O G.C.G. conta actualmente com 37 sócios praticantes.
Marco Pereira, presidente da colectividade, refere que, “o
número de sócios tem aumentado. Quando esta direcção
MOSTRA DE TRABALHOS DE CRIANÇAS RECORDA
ABÍLIO DE MATTOS E SILVA
A Rede de Museus e Galerias e os Serviços Educativos do
Museu Municipal de Óbidos promovem a exposição
“Teatrar com Abílio”, que decorre desde o dia 8 de Abril até
ao dia 30 de Maio, no Museu Abílio de Mattos e Silva, em
Óbidos. Trata-se de uma mostra de trabalhos de crianças,
que tiveram a oportunidade de viver uma experiência
artística, inspirados nos conceitos da cenografia e trajes do
cenógrafo Abílio de Mattos e Silva. Os miúdos, a partir de
uma história, desenharam a cenografia, os fatos/trajes das
personagens que dão vida a cada peça de teatro
imaginária. As crianças utilizaram novos materiais e
entrou em funções contávamos com 24 sócios”.
Actualmente continuam com prioridade antiga, a aquisição
de um veículo de apoio. È a Junta de Freguesia de Gaeiras
que tem ajudado com cedência de veículo quando
necessário. O grupo também não tem sede para reunir
fazendo as suas assembleias e reuniões nas instalações
da Junta de Freguesia. As direcções são bienais do G.C.G.
Nesse sentido no final do ano voltam a eleições e os novos
corpos sociais entram em funções no inicio de 2012.
“Temos já um objectivo concretizado, a aquisição de
equipamentos para os sócios (todos praticantes) e que vão
ser estreados neste passeio de cicloturismo” sublinha
Marco Pereira. Refira-se que o grupo para além de
promover o cicloturismo também aposta no BTT. Nesse
sentido se conseguirem reunir condições favoráveis talvez
realizem, ainda este ano, uma prova de BTT.
Voltando ao VI Passeio de Cicloturismo Vila de Gaeiras
- Volta ao Concelho de Óbidos, a prova é organizada pelo
Grupo de Cicloturismo das Gaeiras e conta com o apoio da
Junta de Freguesia das Gaeiras, S.C.R.G, Câmara
Municipal de Óbidos e Óbidos Patrimonium. Soma-se
ainda o apoio de várias empresas patrocinadoras do
evento. As inscrições podem ainda ser feitas até ao dia 03
de Maio, através do telefone 262 958 671 ou do e-mail
[email protected] O preço da
inscrição é de cinco euros, sem almoço, e de dez euros,
com almoço incluído. Boas pedaladas.
Adolfo João Pereira
inovadoras metodologias, ligando a pintura e o design. A
“oficina” foi orientada pela pintora Romarina Passos e a
designer Carina Paula. A exposição pode ser visitada todos
os dias das 10 horas às 13 horas e das 14 horas às 18
horas. O museu fica situado na Praça de Santa Maria. Para
mais informações, telefone 262 955 500, e-mail:
[email protected]
DIAS DA MÚSICA EM BELÉM –
DA EUROPA AO NOVO MUNDO 1883-1945
A Aluna Carolina Duarte da classe de Violino da professora
Ângela Pereira da Academia de Música de Óbidos, foi
seleccionada pelo Júri do Concurso “Escolas em Palco nos
dias da Música 2011”. A iniciativa do Ministério da
Educação e do CCB – Centro Cultural de Belém, teve lugar
no dia 16 de Abril (Sábado) às 12 horas na Sala Amália
Rodrigues do CCB. A aluna interpretou “Dance Of The
Elves” de Ezra Jenkinson e foi acompanhada ao piano pela
professora Luiza Yakovenko. A Direcção da Academia de
Música de Óbidos congratula-se com o resultado da
selecção e a honra deste acontecimento desejando à
Carolina um futuro artístico com muito sucesso.
Adolfo João
18
Óbidos
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Bombeiros Voluntários de Óbidos
Celebram 84 anos
A Associação Humanitária dos Bombeiros
Voluntários do Concelho de Óbidos
comemorou, no passado dia 10 de Abril, o seu
84.º Aniversário. O programa contou durante a
manhã com diversas cerimónias oficiais.
Seguiu-se o almoço de confraternização e
durante a tarde animação e convívio para
adultos e crianças. Os novos órgãos sociais da
associação foram apresentados nas
comemorações. O jornal Área Oeste falou com
a direcção e com o comandante sobre os
objectivos e anseios da corporação.
Área Oeste (A.O.) - Quais são as principais prioridades
e objectivos da nova direcção?
Presidente da nova Direcção, Rui Vargas: Sabem os
órgãos sociais, e esta direcção que não se avizinham
tempos fáceis para o País, para os Bombeiros em geral e
para a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários
do Concelho de Óbidos, mas estaremos aqui para todos e
em conjunto com os profissionais, voluntários e amigos
podermos continuar a servir aqueles que precisam dos
serviços dos bombeiros. O objectivo comum desta direcção
com o Comando é de termos a capacidade de enfrentar,
unidos, porque os tempos assim o exigem, os novos
paradigmas que os profissionais e voluntários desta casa,
que trabalhavam para a protecção, socorro e auxilio têm de
enfrentar, e que importa sustentar por processos de
mudança concretas e alicerçadas num enquadramento
legal equilibrado a esta nova realidade, e para a qual
pretendemos contribuir. Temos a consciência do trabalho
que, em conjunto pelas direcções anterior e Comando, já
foi desenvolvido no âmbito da reformulação das estruturas
e dinâmica de trabalho no concelho de Óbidos, no
reequipamento, no fardamento, nas infra-estruturas, na
formação e treino, mas também a certeza do longo
caminho a percorrer neste processo já iniciado. Claro, que
e para os mais cépticos, podemos ouvir dizer que os
Bombeiros do Concelho de Óbidos, não somos
insubstituíveis, é verdade, mas não é menos verdade que
se falarmos de uma acção de socorro o tempo de resposta
em caso de socorro, pode e é muitas vezes essencial para
distinguir a utilidade do verdadeiro socorro. Por outro lado,
sem a ajuda e serviço dos Bombeiros, muitos não deixarão
de recorrer a serviços médicos. Essa deve ser não apenas
a preocupação dos Bombeiros, do Comando (que tão bem
têm desempenhado as suas funções no passado e
presente), mas uma preocupação da direcção, dos
restantes órgãos sociais, de todos nós. Com as recentes
alterações legislativas, muitas corporações de Bombeiros,
como é o caso de Óbidos verificaram uma redução de
serviços e consequentemente uma redução das suas
receitas, mantendo-se as despesas. Neste contexto é
preciso manter um controlo muito rigoroso da gestão das
despesas e receitas. Manter o quadro de pessoal existente
é um dos objectivos principais desta direcção. Se possível
alicerçado com o aumento de voluntariados. Criar melhores
condições para os profissionais e voluntários dos
Bombeiros de Óbidos será outra das prioridades. Só assim,
estamos conscientes que é possível atrair mais jovens e
voluntários. Os Corpos de Bombeiros têm a sua área de
actuação bem balizada, mas é necessário, na medida do
possível, abrir a Associação Humanitária de Bombeiros do
Concelho de Óbidos à sociedade.
A.O. - Existiam, em termos de operacionalidade,
algumas preocupações, que os Bombeiros Voluntários
de Óbidos gostariam de ver resolvidas desde o
momento que se instalaram neste quartel. Na
comemoração do 84º aniversário a construção do
heliporto e a colocação de semáforos na estrada para
sinalizar a saída de viaturas de emergência continuam
a ser anseios dos bombeiros?
Sérgio Gomes, Comandante dos Bombeiros
Voluntários de Óbidos: É para nós uma preocupação a
saída do quartel quando em situações de emergência,
considerando que os veículos pesados ao saírem têm que
parar antes de entrar na EN8 e posteriormente para
Adolfo Pereira
arrancar novamente demoram algum tempo, além do
próprio desgaste num local onde o declive é acentuado e
considerável para este tipo de viaturas. Além disso, muitas
vezes, os veículos ao saírem do quartel com a sinalização
de emergência ligada, ao fazerem a aproximação à EN8,
leva alguns condutores a fazer travagens bruscas, por
distracção ou eventualmente por se “assustarem” com a
aproximação dos mesmos, tendo-se inclusive, já registado
alguns acidentes provocando danos materiais. É uma
situação que está identificada e que esperamos ver
resolvida logo que possível.
A construção do heliporto tornar-se-ia uma mais-valia
em termos de resposta a acções de socorro, sobretudo no
que se refere à emergência pré-hospitalar, num Concelho
como Óbidos, onde são realizados vários eventos ao longo
do ano, recebendo milhares de visitantes e turistas
potenciando assim o risco e a acção dos Bombeiros. Além
disso, o nosso Corpo de Bombeiros intervém em vários km
de auto-estradas, nomeadamente, A8, IP6 e A15, onde os
acidentes acontecem com alguma regularidade. Em 2010
por exemplo, contabilizamos mais de 100 acidentes
rodoviários com feridos, o que é para nós uma
preocupação e obviamente todos os mecanismos ao nosso
alcance para minimizar o sofrimento dos cidadãos é
certamente um objectivo, pois é para isso que trabalhamos
diariamente, sempre com o propósito do bem-estar da
população.
A.O. - A corporação sempre tem contado com um
número de homens satisfatório? Os voluntários têm
sido suficientes para a Associação Humanitária dos
Bombeiros Voluntários de Óbidos responderem às
necessidades?
S.G.: As necessidades em termos de primeira intervenção
está assegurada, sendo que nas ocorrências de maior
dimensão, quase sempre é seguido o princípio da
subsidariedade… Também afirmar que os meios são
suficientes é muito difícil, pois cada ocorrência é uma
situação diferente da anterior e nenhuma é igual,
obrigando-nos cada vez mais a treinar, estudar as
situações e assim podermos responder de forma o mais
eficaz e possível às mesmas. Em termos de efectivo
contamos com cerca de 70 Bombeiros e 20 elementos que
se dividem por estagiários, infantes e cadetes. Começa a
preocupar-nos a diminuição de voluntários, além de menos
candidatos a Bombeiro, os próprios Bombeiros que por
indisponibilidade não podem cumprir com o que lhe é
pedido e vão saindo. As alterações legislativas e a tão
propalada alteração que ainda não foi publicada concorrem
para esta realidade. Ou seja, hoje para se ser Bombeiro
Voluntário é necessário, além de outros requisitos, ter
menos de 35 anos, impossibilitando assim a entrada de
alguns elementos que seriam importantes para os quadros
do Bombeiros, além de um processo avaliativo imposto
legalmente. Aproveito para deixar aqui um apelo a quem
quiser abraçar esta causa, que venha até nós e faça a sua
inscrição, podendo assim desenvolver uma das actividades
mais gratificantes que existe, a ajuda ao próximo.
Relativamente ao nosso quadro de pessoal manifestei
ainda o seguinte nas cerimónias de aniversário:
As exigências do “novo mundo”, associadas ao
individualismo, ao envelhecimento e ao inexistente apoio
do Estado no que se refere ao voluntariado nos Bombeiros
faz-nos deparar com uma crise cada vez mais profunda no
que se refere ao recrutamento de Bombeiros para servir
quem deles precisa. Como exemplo, em Óbidos tínhamos
9 grupos de piquete para cumprir serviço durante dois
turnos de 24 horas em cada fim-de-semana ou feriado,
neste momento temos 7 e para cada mês são necessários,
no mínimo 8 grupos, ou seja, quase todos os grupos fazem
serviços de 24 horas mais do que um fim-de-semana por
mês. Resultado: É necessária mais disponibilidade por
parte destes Bombeiros. Para mantermos um nível de
protecção e socorro que se coadune com aquilo que julgo
ser o mínimo para a população que servimos, é urgente,
alterar a legislação no que se refere ao recrutamento dos
Bombeiros e aos incentivos para estas mulheres e homens.
A.O. - A Escola de Bombeiros (parceria com o
Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos) mantêmse e traduz-se numa mais-valia, levando mais
voluntários para a corporação?
S.G.: Este ano finaliza o 2º curso no âmbito da parceria que
realizamos com o Agrupamento de Escolas Josefa de
Óbidos. Foram 4 anos muito interessantes em termos de
experiência adquirida, com muito trabalho desenvolvido por
vários elementos ligados ao Departamento de Formação
do Corpo de Bombeiros de Óbidos, onde os nossos
objectivos em termos de formação com maior ou menor
dificuldade foram alcançados. Quanto à inclusão desses
alunos nos nossos quadros, pode-se dizer que o primeiro
curso foi bastante positivo, a todos os níveis, e ainda hoje
alguns deles fazem parte dos nossos quadros.
Relativamente ao segundo curso nem por isso, além do
facto de quase 100% dos alunos residirem em concelhos
vizinhos, dificultando a sua mobilidade, também no
processo de selecção foram verificadas algumas lacunas.
Aliás, oportunamente informei o Presidente do
Agrupamento de Escolas, onde lhe expus alguma
preocupação e a nossa indisponibilidade na continuidade
da parceria caso não fossem seguidos alguns requisitos
que me parecem importantes e sem os quais não
poderemos realizar um trabalho condizente com o que
julgo necessário, para todos, sairmos a ganhar com esta
actividade. Incluo alunos, Agrupamento de Escolas Josefa
de Óbidos, Corpo de Bombeiros de Óbidos e a própria
sociedade.
Relativamente ao curso, já tive oportunidade por
diversas vezes de manifestar a minha preocupação
relativamente aos moldes em que está formatado o curso.
Não faz sentido os alunos concluírem o curso com 16 anos
e não poderem ser certificados nem poderem
desempenhar uma missão para a qual foram sendo
preparados ao longo de dois anos, pois só aos 18 anos o
poderão fazer. Já o manifestei junto de organismos do
próprio Ministério da Educação, que concordaram com a
nossa posição, mas até agora nada fizerem para alterar o
que quer que fosse e assim todos saímos a perder deste
processo. Assim o Corpo de Óbidos não estará disponível
para continuar a desenvolver este trabalho.
A.O. - A Unidade Local de Formação da Escola
Nacional de Bombeiros já está oficialmente activa. È
um objectivo concretizado dos Bombeiros de Óbidos.
Que vantagens esta unidade de formação cria?
S.G.: A formação é um dos pilares deste Corpo de
Bombeiros. A Unidade Local de Formação surge também
Continua na página 19
Óbidos
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
19
Continuação da página 18
numa perspectiva de continuidade formativa, que
colocamos em funcionamento no final de 2010, numa
parceria com a Escola Nacional de Bombeiros. Esta infraestrutura, além dos benefícios directos para o nosso Corpo
de Bombeiros, contribui paralelamente para o ensino e
aperfeiçoamento dos Bombeiros, quer do Distrito de Leiria,
quer do Distrito de Lisboa, em acções de combate a
incêndios urbanos e industriais, incêndios florestais,
controlo de acidentes com matérias perigosas, organização
inicial do teatro de operações, entre outras. Para uns foi um
custo, eu considero um investimento que já se está a
reflectir e hoje é evidente o desempenho dos nossos
Bombeiros, sobretudo quando confrontados com incêndios
em espaços confinados, manifestando um maior à vontade
e uma actuação que são certamente o reflexo do treino que
têm tido na infra-estrutura que criamos.
A.O. - Em termos de viaturas a corporação está bem
munida? Em termos de meios, existe alguma
necessidade imediata?
S.G.: Em condições normais estamos dotados de viaturas
que nos garantem a dotação mínima para o desenvolvimento da nossa actividade de socorro. No entanto, é
uma preocupação o número de anos de algumas viaturas
do nosso parque automóvel bem como os km que já
percorreram, obrigando-nos a pensar seriamente na sua
substituição. Contudo as dificuldades financeiras são
sempre um entrave e não nos permite essa substituição no
timing que gostaríamos e que seria desejável. Foi também
com esse objectivo que já iniciamos uma candidatura ao
QREN, para podermos usufruir de um subsídio de 70% e
podermos adquirir um Veiculo Florestal de Combate a
Incêndios que está orçamentado em cerca de 130 000€. No
que se refere a outro tipo de equipamentos temos feito um
esforço considerável nos últimos 4 anos e podemos dizer
que temos quase metade do Corpo de Bombeiros munido
de equipamento de protecção individual, sendo esta a
maior preocupação, contudo e considerando o avultado
custo destes equipamentos, continuaremos a trabalhar no
sentido de todos os Bombeiros poderem ter à sua
disposição o equipamento mínimo necessário para que
possam desenvolver a sua actividade, de risco, com um
nível de protecção mínimo desejável.
A.O. - Os Bombeiros vão continuar com a sua
publicação periódica (revista)? Tem sido um meio de
proximidade com a população?
S.G.: É nosso objectivo continuar a publicar o “Boletim do
Corpo de Bombeiros de Óbidos”, que tem como razões da
sua existência, transmitir à nossa população a actividade
desenvolvida pelos seus Bombeiros e alguns conselhos
úteis relacionados com os mais diversos riscos a que
muitas vezes estão expostos. Quero acreditar que com
ÓBIDOS NA 4.ª ETAPA DO II CIRCUITO DE ESCOLAS
DE NATAÇÃO DO OESTE NA NAZARÉ
Decorreu no passado dia 26 de Março a 4.ª Etapa do
Circuito de Escolas de Natação do Oeste, nas Piscinas
Municipais da Nazaré. Estiveram presentes cerca de 136
nadadores em representação dos seguintes clubes:
Associação Educação Física Torres Vedras, Associação
Social Cultural da Marteleira, Escola de Natação da
Câmara Municipal da Nazaré, Escola de Natação da
Câmara de Óbidos, Escola de Natação da Câmara de
Peniche, Escola de Natação da Câmara do Bombarral e a
Escola de Natação de Rio Maior. A prova contou com
crianças entre os cinco e os onze anos. A Escola de
Natação da Câmara de Óbidos foi representada por 18
este meio de comunicação aproximamo-nos um pouco
mais da população e poderemos assim tentar contrariar o
que sinto e tenho tentado transmitir desde a minha tomada
de posse, ano após ano, denunciando a abordagem da
comunidade aos seus Bombeiros, manifestando esta, um
sentimento de indiferença, sendo alterado somente quando
em caso de necessidade.
Conforme disse na cerimónia das comemorações do 84º
aniversário:
O “Senhor Bombeiro” é uma utopia, tornando-se até por
vezes difícil trazer um obrigado pelo trabalho desenvolvido,
sendo este, tantas vezes realizado de forma totalmente
voluntária. A nossa realidade diz-nos que cerca de 60% da
actividade é assegurada por pessoal voluntário. É minha
convicção, a urgência em consciencializar os cidadãos,
definitivamente, no bem precioso e insubstituível da
actividade dos seus Bombeiros, valorizando-os, pois estes
trabalham diariamente para o seu bem-estar. Os
Bombeiros são pessoas humanas e fazem mais do que
alguma vez alguém tenha o direito de lhes pedir… e ainda,
não lhes é reconhecido mérito algum. Esta é a realidade de
uma actividade que representa uma imensurável riqueza
para o país e a quem a sociedade, lamentavelmente, não
lhes atribui o devido valor. E porquê? Porque muita coisa
mudou nos últimos anos. Mudaram os paradigmas, as
necessidades, os riscos, e a complexidade e exigência nas
actuações dos Bombeiros. Aumentou a formação e o treino
dos Bombeiros e os riscos a que estão expostos.
Aumentaram ainda os desastres relacionados com
fenómenos naturais… Tudo aumentou… menos o
reconhecimento da sociedade por quem tantas vezes
abdica de tudo para contribuir para o seu conforto.
jovens nadadores. A próxima prova do circuito será a 30 de
Abril, na Piscina Municipal do Bombarral.
Por seu lado as Piscinas Municipais de Alcobaça
receberam, no passado dia 2 de Abril, o Torneio do
Nadador Completo de Cadetes. Na água estiveram 123
nadadores em representação dos seguintes clubes:
APEEECA, Académico de Leiria, Benedita Sport Club
Natação, Clube Naval da Nazaré, Clube Naval de
Peniche/AXA, Clube de Natação de Alcobaça, Desportivo
Náutico da Marinha, Industrial Desportivo Vieirense,
Núcleo de Pombal, Pimpões/Cimai e Óbidos Patrimonium,
E.M.
Entretanto as Piscinas Municipais de Óbidos acolhem, no
mês de Maio, três actividades de Natação. No dia 7 o “Dia
da Mãe”, entre os dias 23 e 28 a “Semana da Água”, e no
dia 28 o II Torneio Interno.
Misericórdia.
Sábado, dia 23 de Abril às 10 horas, Ofício de Leituras de
Laudes. Pelas 18 horas, tem lugar um concerto pelo
Quarteto de Cordas de Aveiro com a soprano Isabel Alcobia
no Santuário do Senhor Jesus da Pedra. O bilhete para o
espectáculo custa 5 euros. Às 22 horas, decorrerá a Vigília
Pascal (Noite Pascal, Vigília da Vida…) na Igreja de São
Pedro em Óbidos. Dia 24 de Abril, Domingo de Páscoa, às
17 horas, Missa da Ressurreição na Igreja de São Pedro. A
organização deixa o convite aos visitantes para
conhecerem as Igrejas de Óbidos: Igreja de Santa Maria,
Igreja de São Pedro, igreja da Misericórdia e Santuário do
Senhor Jesus da Pedra (Horário: 09.30 horas às 12.30
horas e das 14.30 horas às 19 horas).
SEMANA SANTA
EM ÓBIDOS
O programa religioso e cultural da Semana Santa em
Óbidos iniciou-se no passado dia 17 de Abril e termina no
próximo dia 24. Referência para dia 22 de Abril, Sexta-Feira
Santa, na Igreja de São Pedro em Óbidos, pelas 10 horas,
Ofício de Leituras de Laudes, às 15 horas Celebração da
Paixão do Senhor (O sofrimento, a solidão e a angústia de
Jesus perante a sua condenação à morte…). Já pelas 18
horas terá lugar a Via-Sacra pelas Ruas da Vila de Óbidos
e às 21.30 horas a Procissão do Enterro do Senhor (À luz
de archotes, percorre-se a Vila levando o Senhor até ao
Sepulcro…). A saída da procissão decorre da Igreja da
História
O Corpo de Bombeiros de Óbidos foi fundado no dia
um de Abril de 1927 por três Obidenses, Severo Batista
Cruz de Morais, Frederico João Amorim Garcia e
Francisco José Ferreira de Morais, o primeiro
Presidente da Direcção e Comandante, o segundo
Tesoureiro e o terceiro Secretário, tomando o nome de
Bombeiros Voluntários Obidenses. Foi profundamente
remodelada e reorganizada em Abril de 1938, sob a
presidência e comando de José Cecílio de Magalhães
Mexia Costa, tomando a designação de Associação
Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho
de Óbidos, que ainda hoje se mantém. Teve o seu
primeiro Quartel construído de raiz em 1977, nos
Arrifes, inaugurado no dia três de Abril desse ano. O
actual Quartel-Sede foi inaugurado no dia seis de Maio
de 2006 e situa-se no Senhor da Pedra junto ao
Santuário com o mesmo nome.
2º CURSO DE
“PROVA DE VINHOS”
Realiza-se no próximo dia 30 de Abril, sábado, no Auditório
Municipal da Casa da Musica, em Óbidos, entre as 16.30
horas e as 20 horas, o 2º Curso de “Prova de Vinhos” da
Sociedade Musical e Recreativa Obidense (SMRO). A
iniciativa contará com a participação de Rodrigo Martins,
consultor de viticultura e enologia. O curso terá um número
máximo de 30 participantes. O valor da inscrição é de 15
euros (para os sócios da SMRO) e 20 euros (para os não
sócios). Os interessados podem fazer a inscrição no Tubas
Bar (Óbidos), ou através dos seguintes contactos: 96
6014701 (Rogério Pinto) e 96 4547216 (Rodrigo Martins).
Esta é uma iniciativa da SMRO com o apoio do Município
de Óbidos.
20
Óbidos
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
edição. “O que existiu foi
quando se comemorou os
cinco anos da elevação a
vila, realizou-se pela primeira vez a mostra das
actividades.
Justifica-se
agora a 2ª edição quando
fazemos o 10º aniversário”.
Tem entradas livres e está
aberta das 15 horas às 22
horas. “Esta é uma iniciativa exclusivamente da
Junta de Freguesia de
Gaeiras. Que assume todos os custos. Não tivemos
os
apoios
e
acompanhamento que achamos
que deveríamos ter”, lamenta por fim o autarca.
2.ª Mostra de Actividades Económicas da Vila de Gaeiras
Vitalidade empresarial
Decorre até ao dia 25 de Abril, segunda-feira, a 2.ª Mostra de
Actividades Económicas das Gaeiras. Integrado no programa das
comemorações do 10.º Aniversário da elevação a Vila, o certame contou
na cerimónia de abertura, no passado dia 19, com a presença de Carlos
Zorrinho, Secretário de Estado da Energia e Inovação.
antigo
armazém
dos vinhos “José
Gomes”, na rua
Principal, próximo à Junta
de Freguesia volta a
acolher o certame. “Estão
presentes mais de 50
empresas com sede e
actividade na área geográfica da freguesia. Das
mais de 100 empresas
existentes nas Gaeiras”,
O
destaca Eduardo João Silva, presidente da Junta de
Freguesia. Estão representadas diversas actividades
económicas: alimentar, doçaria, indústria, comércio,
reparação auto, cuidados
de saúde, estética, equipamento, prestação de serviços e artesanato. “Também se destacam empresas da área das novas
tecnologias. Aliás a área da
inovação e das novas
tecnologias vai ser mais
representativa em comparação com a primeira
Mostra de Actividades Económicas. Mas temos consciência de que o sector
mais promissor e que está
em crescimento é o da
economia social” refere o
autarca
acrescentando,
1ª Grande Exposição de Santo
Antónios
Paralelamente à mostra de actividades económicas, e igualmente inserida no
programa comemorativo do 10º Aniversário da elevação de Gaeiras a Vila, foi também
inaugurada no dia 19 de Abril a 1ª Grande Exposição de Santo Antónios. A mostra
está patente ao público na Sede da Junta de Freguesia até ao dia 26 de Junho de
2011. Conta com um espólio de mais de 100 peças representativas de Santo António
criadas por cerca de 47 artesãos. Em materiais tão diversos como EVA, cabedal,
vidro, pedra, madeira e algumas peças em casca de ovo. Esta é uma organização da
Junta de Freguesia das Gaeiras contando com o apoio do Município de Óbidos e da
empresa municipal Óbidos Patrimonium. Horário de visitas durante a semana das 14h
às 18h. Aos Fins-de-semana e feriados das 14 horas às 20 horas . Entradas gratuitas.
V PASSEIO DE BICICLETA “MIÚDOS E GRAÚDOS”
No dia 20 de Março decorreu mais um passeio de bicicleta
"Miúdos e Graúdos" organizado pela Associação
Espeleológica de Óbidos. Este passeio contou com cerca
de 100 participantes de várias faixas etárias que durante o
percurso desfrutaram da bela paisagem da Lagoa de
Óbidos e daquele magnífico dia de sol. Depois seguiu-se
um almoço convívio na Casa da Praia do Bom Sucesso,
onde os participantes puderam repor as suas energias e
partilhar conversas e brincadeiras. Foi uma manhã muito
agradável com a prática saudável do desporto, onde
predominou a boa disposição e o convívio entre gerações.
Esta actividade contou com o apoio do Instituto Português
da Juventude, da Câmara Municipal de Óbidos, Óbidos
Patrimonium, Creche e Jardim-de-infância – Casa do Povo
de Óbidos, ProBikes, Área Oeste, Gazeta das Caldas,
102FM, NetCópia, Gráfica D.Leonor e AMarques.
TASQUINHAS 2011GAEIRAS
A Edição das Tasquinhas 2011 da vila de Gaeiras – Óbidos,
já tem programa definido. Como é tradição vão decorrer no
Largo do Mercado. Segundo Eduardo João Silva,
presidente da Junta de Freguesia de Gaeiras, “cabe aos
Jovens Voluntários das Gaeiras a organização da iniciativa.
Com a vertente gastronómica e musical de fundo as
Tasquinhas vão decorrer nos dias 29 e 30 de Abril e dia 1
de Maio”. A par do festival gastronómico, foi preparado um
programa de animação, com a participação de vários
artistas locais e da região. Na edição deste ano haverá
também lugar para o desporto e actividades para crianças.
Como sempre cabe às colectividades apresentarem as
suas iguarias. Sexta-feira, dia 29 de Abril, contará com um
espectáculo de variedades com Zé-Praia. Já no dia 30 de
Adolfo Pereira
“nós queremos com esta
iniciativa, dar um contributo
para ajudar a divulgar as
nossas empresas e os
nossos empresários. O armazém vai ser aproveitado
ao milímetro”. Para aproveitar o espaço está um
quadro que reúne informação sobre algumas empresas criativas e outras
que estão em incubação na
freguesia. Também como
forma de gestão de espaço
as sete colectividades das
Gaeiras estão concentradas num único stand.
“Comparando com a primeira edição, passados
cinco anos, a zona empresarial tem crescido e não
tem fechado empresas na
freguesia, antes pelo contrário”, referiu o edil ao
jornal Área Oeste. Eduardo
João Silva explicou ainda
que não existiu nenhuma
pausa desde a primeira
Abril, durante a tarde, destaque para um Peddy paper para
crianças, a actuação do Coro do Melhor Idade e ainda uma
demonstração de Kempo: Campeões do Mundo da
Sociedade Cultural e Recreativa Gaeirense. Já pela noite a
animação estará a cargo de “Belly Angel’s” – Danças
Orientais, da actuação musical das “VAMP” e ainda “Os
IZAKEKA”. No domingo, dia 1 de Maio, início da tarde com
Animação/Crianças em Gincana Ciclista somando-se ainda
a actuação do Rancho Infantil - "As Caiadeiras das
Gaeiras" da Sociedade Filarmónica e Recreativa
Gaeirense (SFRG). Durante a noite sobe ao palco a
Orquestra Ligeira da SFRG e o encerramento do certame
estará a cargo do Duo Rodrigo e Filipa. As Tasquinhas das
Gaeiras irão estar abertas das 17 horas às 24 horas no dia
29 de Abril e nos dias 30 de Abril e 1 de Maio, das 12 às 24
horas, sempre com entradas livres. Esta é uma
organização da Junta de Freguesia das Gaeiras contando
com o apoio da Câmara Municipal de Óbidos e das
Colectividades da Freguesia. A iniciativa volta a ser
realizada com o intuito de ajudar as colectividades locais,
tal como tem vindo a acontecer nos últimos anos. As
tasquinhas já se afirmaram e são uma referência da região
Oeste. A marcar na agenda.
MUNICÍPIO DE ÓBIDOS PROMOVE VISITA GUIADA
No âmbito da Comemoração do Dia Internacional dos
Monumentos e Sítios, a Câmara Municipal de Óbidos
organizou, em parceria com a Associação de Defesa do
Património do Concelho de Óbidos, no passado sábado,
dia 16 de Abril, uma visita guiada, gratuita, ao Aqueduto da
Usseira (troço final) e Chafarizes da Vila de Óbidos.
Numa iniciativa promovida pelo Ministério da Cultura,
através do IGESPAR (Instituto de Gestão do Património
Arquitectónico e Arqueológico) e pelo ICOMOS - Comissão
Nacional Portuguesa, tendo em conta a temática deste
ano: “Água, Cultura e Património”. A acção decorreu
durante a manhã e esteve a cargo dos Serviços Municipais
de Arquivo Histórico e de Arqueologia do Município de
Óbidos. A visita abordou o património edificado ligado ao
abastecimento de água à Vila de Óbidos e também o
património arqueológico relacionado com a drenagem de
águas pluviais e residuais. No fim foi entregue aos
participantes uma publicação alusiva à temática em causa.
NOVOS HORÁRIOS DO NET –
ESPAÇO INTERNET DO CONCELHO DE ÓBIDOS
O Espaço NET tem, desde o passado dia 01 de Abril, um
novo horário de funcionamento. Assim, o Espaço Internet
(localizado na Rua Direita, em Óbidos) abre as suas portas
ao público, de segunda a sexta-feira das 10h às 19h, e aos
feriados das 11.30 horas às 18.30 horas . Encerrando aos
fins-de-semana. Entretanto a partir de 01 de Julho inicia-se
o horário de Verão. Assim, durante os meses de Julho e
Agosto, o Net estará aberto de segunda a sexta-feira das
10 horas às 20 horas , e aos fins-de-semana e feriados das
11.30 horas às 18.30 horas . Recorde-se que o Espaço
Internet do Concelho de Óbidos é um local de dinamização
estratégica dos meios tecnológicos de informação e de
transmissão do conhecimento. Este espaço insere-se na
medida da Iniciativa Internet, que tem por objectivo a
socialização dos cidadãos às tecnologias de informação e
Internet e o combate à infoexclusão. Além da componente
de espaço público de acesso gratuito a novas tecnologias,
inclui uma vertente de oferta de formação gratuita, tendo
como objectivo a aquisição de competências básicas em
tecnologias de informação, e uma vertente de dinamização
da utilização do governo electrónico, através da ajuda
prestada na submissão de documentação, nomeadamente
IRS, comprovativos para a Segurança Social, Censos
2011, Requerimentos, entre outros.
Lourinhã
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
21
Pavilhão do Hoquei
Lourigym teve “casa cheia”
No passado dia 16 de
Abril, o Pavilhão do
Hóquei Clube da
Lourinhã, acolheu o
habitual Lourigym,
sarau gímnico, que
levou centenas de
pessoas a assistir ao
longo da tarde a um
espectáculo memorável de ginástica.
Piedade Simões
ste evento é organizado pela Câmara Municipal da
Lourinhã com o apoio de antigos ginastas do
concelho e como já vem sendo habitual junta a
vertente performativa com as componentes atlética e de
movimento.
O Hóquei Clube da Lourinhã recebeu cerca de três
centenas de atletas, em representação de nove clubes de
âmbito nacional e local, tendo o programa contado com
exibições de ginástica acrobática e aeróbica, ballet, dança,
clavas, saltos de trampolim e blocos Gymnaestrada.
É de salientar a participação do Hóquei Clube da
Lourinhã e ADAPECIL, do concelho da Lourinhã, APERCIM
de Mafra, União Progressiva de Vale Covo do Bombarral e
Associação Educação Física e Desportiva de Torres
Vedras.
Da região de Lisboa actuarão os seguintes clubes:
Ginásio Clube Português, Lisboa Ginásio Clube, Amadora
Gimno Clube e o Clube Desportivo da Escola Secundária
Miguel Torga.
O Área Oeste falou com José Tomé, Vereador da
Câmara Municipal da Lourinhã:
Área Oeste – Qual o balanço que faz da edição do
Lourigym deste ano?
José Tomé – O balanço, em termos globais, é bastante
positivo. Por um lado, obviamente que é pretensão da
Câmara Municipal manter este sarau de ginástica, isto no
sentido da Lourinhã proceder a divulgação e promoção
destas actividades no nosso concelho, com a participação
de diferentes classes, clubes nacionais e até alguns dos
que aqui estiveram vão ter presença internacional.
O evento deste ano abrangeu uma presença de cerca
de 260 participantes, em diferentes área de intervenção.
Contamos com duas Associações que fazem a sua
aposta na reabilitação, de crianças e cidadãos
inadaptados, a APERCIM de Mafra, e a nossa ADAPECIL.
Aqui foi de facto um momento alto da Lourigym, e gostaria
de sublinhar que é possível todas as pessoas poderem
praticar esta modalidade gímnica.
Lourigym valeu por esta globalidade, de intervenções
que tivemos o prazer de assistir. Creio que no global, o
tempo que os espectadores estiveram a ver o espectáculo
deram-no como bem passado.
E
Publicidade
A.O. – Acredita que este tipo de eventos pode motivar
os jovens à prática do desporto?
J.T. – A aposta que a Câmara faz é nesse sentido.
Obviamente que, ao desenvolvermos este tipo de eventos
é uma forma de incentivar as nossas associações a
fazerem outras modalidades. Tivemos aqui a participação
da Escola Secundaria Miguel Torga de Lisboa, que nos
apresentou um esquema muito interessante e que vai estar
presente na Gymnaestrada Internacional, que irá ocorrer
no mês de Julho. Seria interessante que as nossas
escolas, abraçassem e dinamizassem esta área, junto dos
nossos alunos. Evidentemente, que esta prática requer
algumas condições, mas o que é facto é que também hoje
ao nível das escolas, com as novas infra-estruturas, vamos
tendo condições para esta prática, bem como algumas das
nossas Associações.
Felizmente um dos nossos parceiros neste evento é a
Associação Hóquei Clube da Lourinhã que cede
gratuitamente as instalações e o demais material, mas
obviamente a intenção era que outras associações também
se vinculassem ao desenvolvimento desta prática
desportiva.
A.O. – Qual é o impacto que este sarau tem para o
concelho da Lourinhã?
J.T. – O impacto, no nosso ponto de vista é bom. Pelas
seguintes razões, é evidente que ao trazermos até aqui
estes grupos, sabemos que eles não vem sozinhos, ou
seja, vem sempre acompanhados de apoiantes, de
familiares, dos praticantes. Criando-se aqui uma sinergia
que conduzirá a que as pessoas voltem à Lourinhã não
para integrarem ou participarem neste tipo de eventos mas
em momentos de lazer e poderem desfrutar obviamente
daquilo que são as belezas e riquezas que o concelho da
Lourinhã tem.
Este evento fará com que mais pessoas se desloquem a
Lourinhã, fazendo assim mais fãs do nosso concelho, o
que é sempre de registo.
VI ENCONTRO DE XADREZ NA LOURINHÃ 2011
O Xadrez estará pelo sexto ano consecutivo em destaque,
durante o presente mês de Maio de 2011 na Lourinhã, com
a realização do VI Encontro de Xadrez da Lourinhã. O
evento inclui dois torneios de xadrez, conferência,
simultânea e lançamento de um livro e uma revista de
xadrez sobre os cinco anteriores anos do evento. Nele
marcará presença um convidado de luxo: o Mestre
Internacional de Xadrez português e jogador da selecção
olímpica Sérgio Rocha. Com abertura marcada para o dia
21 de Maio de 2011, Sábado, pelas 10 horas, dá-se início
ao já tradicional Torneio de Xadrez em ritmo de Semi –
Rápidas, a que se seguirá um almoço volante. Pelas 15
horas, irá ser lançado o livro «Xadrez nas páginas do jornal
A Capital» da autoria do GM ICCF e MI Luís Santos, uma
edição da C. M. da Lourinhã e uma revista que assinalará
as cinco anteriores edições do evento.
No dia 22, Domingo, com início às 10 horas, será proferida
uma conferência a cargo do MI Sérgio Rocha que estará
disponível para uma sessão de simultâneas a partir das 11
horas. Segue-se pelas 15 horas o III Torneio de Xadrez
para Escalões Jovens 2 Estações(escalões de Sub-08 a
Sub-18).
Todas as actividades decorrerão no Pavilhão do Hóquei
Clube da Lourinhã.
22
Lourinhã
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
III Exposição de modelismo
Oestemodel 2011 volta a ser um sucesso
O Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro, foi o local, por onde
passaram largas centenas de pessoas, nos passados dias 2 e 3 de Abril
para visitarem a III Exposição de Modelismo – “Um mundo em
miniatura”.
elo terceiro ano consecutivo este evento é um
sucesso, levando até aquele espaço várias centenas
de pessoas que têm como hobby o modelismo, ou
simples curiosos por este mundo em miniatura.
O Grupo de Modelistas da Zona Oeste (GMZO) é um
grupo constituído por amigos modelistas da zona oeste, ou
seja, Torres Vedras, Lourinhã, Bombarral, Mafra, Caldas da
Rainha, e Peniche.
O GMZO é um grupo sem fins lucrativos, sem cotização
e movido pela grande amizade dos seus membros.
Pedro Silva, membro fundador do GMZO e organizador do
evento, esteve à conversa com o Área Oeste.
P
Área Oeste – Como é que correu este ano o evento?
Pedro Silva – O evento superou as expectativas, que
estavam previstas. Nós estávamos com algum receio
inclusive devido ao tempo que se estava a prever, e à crise
que estamos a passar. Conseguimos ter cerca de mil
visitantes. Tivemos um bocadinho aquém do ano passado
Tivemos cerca de 150 peças expostas, e uma maqueta que
tinha mais de 1200 peças em figuras.
Piedade Simões
algumas peças, onde tinham um espaço próprio para a
elaboração dos mesmos?
P.S. – Exactamente, tivemos uma bancada de trabalho.
Teve muita afluência, foi inclusivamente já falada nos meio
modelistas como tendo sido uma situação de excelência.
A.O. – Relativamente às lojas que se encontravam no
Centro de Interpretação, como correram as vendas?
P.S. – Pelo feedback que tive das lojas, as coisas correram
dentro da normalidade, ou seja, foi muito igual ao ano
passado.
A.O – Existem projectos futuros?
P.S. – A nível de projectos futuros iremos manter esta
exposição, que já tem uma data prevista para o próximo
ano.
Estamos abertos a quem quiser contactar connosco
para fazermos workshop com diversas entidades.
A.O. – No total quantos modelistas e modelos
estiveram presentes?
P.S. – Estiveram presentes cerca de 30 modelistas, com
um total de 150 modelos estáticos e um diorama dinâmico
com cerca de 1400 figuras à escala 1/72, que representava
a Batalha do Vimeiro.
A.O. – Normalmente os membros encontram-se aos
para praticar este hobby?
P.S. - Sim, normalmente temos dias que combinamos
entre nós, e convidamos pessoas para virem modelar
connosco, em casas de uns e outros.
Não temos sede, não temos qualquer vinculo de
associativismo, não há cotização. Existem uns amigos que
se juntam, por amor a este hobby, e fazemos disto um
modo de estar.
A.O. – Este ano inovaram relativamente à montagem de
A.O. – A pratica de modelismo abrange que idades?
P.S. – Quem olhar para o modelismo, sem estar realmente
por dentro do assunto, diz que isto é um brinquedo de
crianças.
Contudo, quem se aventura neste mundo vai descobrir
que de criança tem pouco. Este hobby é muito
descongestionante a nível de stress, porque obriga a
alguma paciência, é bastante vicioso.
Tudo começa com um estudo prévio sobre a peça que
se vai trabalhar, da época em que se enquadra a peça, fazse normalmente uma busca histórica, para tentar descobrir
como é que fica a figura no final.
A.O. – Gostaria de deixar alguma mensagem?
P.S. - Gostaria de deixar o meu agradecimento ao Centro
de Interpretação da Batalha do Vimeiro, à Junta de
Freguesia do Vimeiro e à Câmara Municipal da Lourinhã,
por nos aceitarem.
Para mais informações acerca do grupo e da exposição,
visite o blogue em http://modelistasdooeste.blogspot.com/
Alunos tiveram oportunidade de mostrar conhecimentos adquiridos
SchoolHouse entregou diplomas
No passado dia 16 de Abril, a Associação Desportiva
Recreativa e Cultural do Nadrupe, foi o local escolhido
para o jantar de entrega de diplomas, aos formandos do
curso EFA – Electromecânico de electrodoméstico, com um
serviço de mesa realizado pelos alunos do CEF- Serviço de
Mesa da Lourinhã, e CEF- Serviço de Bar de Peniche.
Ana Branquinho, Directora da SchooHouse de Lourinhã
e Peniche fez um balanço deste evento ao Área Oeste:
Área Oeste – Qual o balanço que faz do jantar?
Ana Branquinho - O Jantar pedagógico realizado no
passado dia 15 de Abril de 2011 na Associação do Nadrupe
foi um sucesso.
Os formandos dos cursos, CEF – Serviço de Bar da
SchoolHouse de Peniche e do CEF- Serviço de Mesa da
SchoolHouse da Lourinhã, participaram activamente em
todas as actividades e demonstraram os conhecimentos
adquiridos e as competências treinadas.
A direcção da Schoolhouse quer dignificar toda a equipa
pedagógica de formadores pelo bom trabalho realizado.
totalidade?
A.B. - No jantar estiveram presentes 150 pessoas, desde
formandos, formadores, familiares e amigos.
Todos manifestaram uma satisfação enorme quer pelo bom
serviço e profissionalismo dos formandos, quer pela
qualidade da refeição servida.
Á.O. – Quais os principais objectivos deste evento?
A.B. - Este evento teve como objectivo proporcionar aos
formandos o contacto com o publico, para estimular as
actividades de atendimento e relacionamento interpessoal.
Por outro lado pretende-se trabalhar a motivação dos
formandos para uma profissão de futuro.
Á.O. – Os alunos estiveram a altura dos conhecimentos
adquiridos no curso de CEF de Serviço de bar e
Serviço de mesa?
A.B. - Os alunos portaram-se á altura e mostram grande
profissionalismo.
Á.O. – Quantas pessoas estiveram presentes na
Á.O. – Foram atribuídos diplomas no final do jantar.
Qual o curso e alunos que foram homenageados?
WORKSHOP "EDUCAR PARA O OPTIMISMO"
No próximo dia 30 de Abril, irá decorrer o workshop “Educar
para o Optimismo, na Saúde, no Sucesso Escolar, no Bem
Estar Psicológico”, no Auditório da Associação Musical e
Artística Lourinhanense (AMAL), organizado pelo
Município da Lourinhã.
Esta iniciativa irá ser dinamizada pelos psicólogos Maria e
Manuel do Carmo Oliveira, e vocacionada aos técnicos de
Educação e Saúde, pais e encarregados de educação e à
comunidade em geral.
A actividade decorrerá entre as 9.30 horas e as 17.30 horas
e pretende-se que seja estabelecida uma relação entre a
postura positiva e a aprendizagem escolar.
As inscrições, têm um valor de 5 Euros, e devem ser
efectuadas até ao dia 27 de Abril no Balcão do Munícipe,
através do tel. n.º 261 410135, do fax 261 410108 ou do email:[email protected]
O pagamento poderá ser realizado através de numerário,
cheque nominativo à ordem do Município da Lourinhã ou
através de transferência bancária - NIB CGD
003504050001638023060. O comprovativo deve ser
enviado apenso à ficha de inscrição – disponível em
www.cm-lourinha.pt através do fax 261 410108 ou pelo email [email protected]
O principal objectivo, é transmitir aos participantes alguns
A.B. - Os 16 formandos do curso EFA – Electromecânico
de electrodoméstico, terminaram com sucesso o 9ºano. Os
formandos que receberam os diplomas foram, Maria da
Conceição Vicente, José Nobre, e José Branco. Os outros
diplomados devido a afazeres da vida não puderam estar
presentes.
Piedade Simões
conhecimentos no âmbito da Psicologia Positiva e
desenvolver competências que permitam aumentar o bemestar e estimular o optimismo.
CONCERTO DE PÁSCOA NA IGREJA DO CASTELO
A Igreja de Santa Maria do Castelo acolheu no passado dia
10 de Abril, o tradicional concerto de Páscoa,
protagonizado pelo grupo coral Stella Maris, de Peniche, e
pela formação anfitriã – o Coro Municipal da Lourinhã. Esta
manifestação cultural, de entrada livre, evoca o período
pascal, compreendendo a interpretação de temas de
inspiração religiosa.
Lourinhã
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
23
Jovens munícipes dão exemplo
Lourinhã promove Colóquio Comemorativo
Cidadania Activa
Dia Nacional da Prevenção e Segurança
Em Abril, durante a interrupção lectiva da Páscoa, um
grupo de nove pequenos munícipes deu um verdadeiro
exemplo de cidadania activa, dedicando alguns dias dos
seus tempos livres à limpeza do espelho de água existente
no Parque Urbano da Várzea.
O Município da Lourinhã, em articulação com a Força Aérea
Portuguesa e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da
Lourinhã, promove no próximo dia 29 de Abril, no Auditório da
Associação Musical e Artística Lourinhanense, um colóquio comemorativo do Dia Nacional da Prevenção e Segurança.
iniciativa será aberta pelo presidente
da Câmara Municipal, José Manuel Custódio, e tem o início agendado para as 10 horas,
compreendendo
quatro
painéis de debate: “Melhor
Prevenção – Melhor Resposta à Emergência”, “Avaliação de Riscos”, “Lesões
Musculo Esqueléticas” e
“Prevenção e Segurança”.
A acção visa essencialmente informar e sensibilizar os participantes
A
A iniciativa partiu dos jovens envolvidos, que pediram
permissão aos serviços municipais para a realização deste
trabalho, alegando que queriam fazer algo “construtivo e
útil” no período de férias.
O Município da Lourinhã, através da Divisão de Serviços
Operacionais/ Coordenação de Serviços Urbanos e
Ambiente, autorizou este pedido e disponibilizou um
funcionário para os acompanhar, cedendo, inclusive,
material para a realização da limpeza (botas do borracha,
luvas, vassouras e baldes, entre outros).
Esta iniciativa cívica partiu de alunos na Escola Básica
dos 2º e 3 Ciclos EB 2,3) Dr. João das Regras – Lourinhã
e de um jovem estudante da Escola Básica do 1.º Ciclo da
Lourinhã.
É de referir que parte destes alunos (a frequentar o
5ºano) tem, no presente ano lectivo, “A Poluição” como
tema de Área Projecto.
Os jovens envolvidos
Diogo Santos – 1º Ciclo, 3º ano
Ivan Vieira – 2º Ciclo, 5º ano
Sofia Santos – 2º Ciclo, 5º ano
Beatriz Oliveira – 2º Ciclo, 5º ano
David Gama – 2º Ciclo, 5º ano
Daniela Luzia – 2º Ciclo, 5º ano
António Santos – 2º Ciclo, 5º ano
Clara Martins – 2º Ciclo, 5º ano
Bugdan – 2º Ciclo, 7º ano.
Publicidade
Piedade Simões
para os riscos inerentes ao
exercício de determinadas
funções, numa óptica de
prevenção e segurança,
tendo em vista o combate à
sinistralidade e às doenças
laborais.
As inscrições para o
colóquio, de participação
livre, decorrem até ao dia
27 de Abril, podendo ser
efectuadas através dos
seguintes contactos: telefs.
n.º 261 410188, 917593082
ou 919756913 e-mails: [email protected]
Programa
09h30 - Recepção dos Participantes e Entrega de
Documentação
10h00 - Sessão de Abertura
Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal da Lourinhã.
10h15 - PAINEL I – MELHOR PREVENÇÃO – MELHOR
RESPOSTA À EMERGÊNCIA
Moderador: Coronel Eng.º António Augusto Antunes
Cidadania, Segurança e Protecção Civil
Dr. Daniel Neves, Serviço Municipal de Protecção Civil da
Lourinhã
Sinistralidade Local, Regional e Nacional
Carlos Pereira, Comandante dos Bombeiros Voluntários
da Lourinhã
11h15 - PAINEL II – AVALIAÇÃO DE RISCOS
Moderador: Major Alfredo Pires
Riscos Profissionais nos Serviços de Limpeza da C.M.
Lourinhã
Eng.ª Paula Pereira, Gabinete de SHST do Município da
Lourinhã
Avaliação de Riscos por uma Empresa Prestadora de
Serviços Externos
Dr.ª Rafaela Basílio, Técnica Superior de SHST da Erg OK
12H15 - Debate
14h00
PAINEL III – LESÕES MUSCULO
ESQUELÉTICAS
Moderador: Dra. Maria Manuela de Sousa - Delegada de
Saúde Pública
Prevenção de Lesões Músculo Esqueléticas nos
Prestadores de Cuidados
Enfermeira Susana Silva
Lesões Musculo Esqueléticas – “Postura correcta
na escola, postura adquirida para a vida”
Rodrigo Costa – Aluno do ESEL
15h20 - PAINEL IV – PREVENÇÃO E SEGURANÇA
Moderador: Eng.º Luís Antunes
Investigação de Acidentes de Trabalho
Dr. António Ribeiro – TSHST
Trabalhador Designado – Um Trunfo das MicroOrganizações
MAJ Miguel Corticeiro Neves - Força Aérea Portuguesa
16h15 - Debate
16h30 - Sessão de Encerramento
Exmo. Sr. Director dos Serviços para a Promoção da
Saúde e Segurança no Trabalho da ACT Arq. José
Manuel Santos e Exmo. Sr. Presidente da Câmara
Municipal da Lourinhã
24
Peniche
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Eurodeputados visitaram porto de pesca
Delegação do Parlamento Europeu em visita de trabalho a Peniche
Uma delegação da Comissão de Pescas do
Parlamento Europeu esteve no passado dia 13
em visita de trabalho a Peniche, no âmbito de
uma deslocação oficial a Portugal, que incluiu
ainda visitas de trabalho ao arquipélago dos
Açores.
delegação do Parlamento
Europeu,
constituída por mais
de três dezenas de pessoas foi liderada pela presidente da Comissão de
Pescas, Carmen Fraga, e
incluiu parlamentares de
vários países europeus,
nomeadamente Portugal.
Para além da recepção do
Município de Peniche e do
IPTM, a comitiva europeia
foi ainda recebida pelo
Secretário de Estado das
Pescas, Luís Vieira, que
mostrou algumas das preocupações do sector, face à
nova Política Comum de
Pescas, que entrará em
vigor em 2013.
A delegação europeia
começou a visita no Porto
de Pesca de Peniche, nomeadamente às instalações da Docapesca onde
A
os eurodeputados tomaram
contacto com a actividade
da pesca e a venda em lota,
seguindo-se uma reunião
de trabalho com as entidades locais ligadas ao
sector, num encontro realizado no auditório do edifício cultural da Câmara
Municipal de Peniche.
Neste encontro participam, entre outras entidades, o presidente da Câmara Municipal de Peniche
na qualidade de anfitrião, o
Ulisses Pereira, Coordenador do Grupo de Trabalho – Pescas, em representação do Presidente da
Comissão Parlamentar das
Pescas. Marcaram ainda
presença Humberto Jorge
(OP Centro), Jerónimo Rato
(CAPA) e Rogério Cação,
responsável do Grupo de
Luísa Inês
Acção Costeira. O deputado Ulisses Pereira fez
uma caracterização do sector em Portugal e destacou
as potencialidades e os
constrangimentos
deste
sector no nosso País, em
especial aquilo que são as
expectativas nacionais no
âmbito da reforma da Política Comum de Pescas.
Nesta visita de trabalho,
a delegação do Parlamento
Europeu ficou a conhecer a
importância do porto de
pesca de Peniche no contexto nacional do sector,
tendo em conta que é o
principal porto na venda em
lota, com um valor de
pescado transaccionado na
ordem dos 25 milhões de
euros. Os responsáveis do
IPTM, entidade que gere o
porto deu ainda a conhecer
os principais investimentos
já realizados ao nível das
infra-estruturas marítimas e
terrestres, com destaque
para os cerca de 10
milhões de euros de investimento privado no
último ano, na construção
de 52 novos armazéns de
aprestos e na modernização dos Estaleiros
Navais de Peniche.
Em representação do
governo português, Luís
Vieira lembrou a importância estratégica do
sector no nosso país, que
“emprega mais de 30 mil
pessoas, das quais 17 mil
ligadas à pesca, num país
onde a sardinha é a espécie mais capturada”,
disse. O Secretário de Estado das Pescas enfatizou
ainda o facto deste ser um
“sector de actividade onde
não há desemprego, dado
verificar-se um défice de
cerca de dois mil trabalhadores”, contrariando
assim a actual situação de
crescente desemprego que
o país atravessa.
Tendo em conta que a
partir de 2013 entra em
vigor uma nova Politica
Comum de Pescas, Luís
Vieira mostrou as preocupações do governo face
ao novo documento regulador da actividade na
União Europeia, de modo a
“garantir a competitividade
e a sustentabilidade dos
recursos”, afirmou. Ainda
em relação ao futuro, o governante considera que os
principais desafios passam
pela criação de “emprego
de qualidade na fileira e
pela atracção de jovens a
esta actividade”, defendendo assim o rejuvenescimento do sector.
Fortaleza de Peniche vai ter uma pousada
Estudo prévio já foi aprovado
A Fortaleza de Peniche irá ter no futuro uma pousada. A
unidade hoteleira das Pousadas de Portugal, já tem o
respectivo estudo prévio, aprovado pela autarquia. Esta
Pousada faz parte do Plano de Expansão das Pousadas de
Portugal e representa um investimento superior a dez
milhões de euros e vai ser gerida pelo “Grupo Pestana”. O
novo projecto vai ser assinado pelo arquitecto David
Sinclair.
O Turismo do Oeste avançou no passado mês de Março
que o grupo Pestana, concessionário das Pousadas de
Portugal, entregou um estudo prévio à Câmara Municipal
de Peniche e à Entidade Regional de Turismo, com vista à
abertura de uma Pousada no Forte de Peniche. Na opinião
da entidade regional de turismo, a futura pousada vai
contribuir “para o reforço qualitativo da oferta do Oeste”.
Segundo António Carneiro, o estudo prévio, assinado pelo
arquitecto David Sinclair, “coloca 76 quartos no mesmo
espaço onde eram colocados 30, pelo arquitecto Siza
Vieira”.
Para além da Fortaleza de Peniche, o Grupo Pestana
Pousadas (GPP) tem projectado novas pousadas, uma na
cidade de Lisboa, num edifício do Terreiro do Paço e outra,
em construção, na Covilhã. O Grupo assumiu a exploração
da rede de Pousadas de Portugal a 1 de Setembro de
2003, na sequência do processo de privatização da
exploração da rede de Pousadas e de parte do capital da
Enatur, sua proprietária, da qual passou a deter 49% do
Capital. O contrato de concessão previa um prazo de 15
anos, prolongável em função do cumprimento de um plano
de expansão da rede.
A eventual construção de uma pousada na Fortaleza de
Peniche é um projecto que se arrasta há vários anos. Este
processo tem vindo a ser adiado por sucessivos governos,
tendo sido assinado um acordo em 2002 sido entre o
Município de Peniche, o Estado e a Enatur, no sentido de
vir a ser construída na Fortaleza uma pousada, em
conciliação com a memória e a ocupação histórica daquele
local.
Há cerca de dez anos, o arquitecto Siza Vieira foi
escolhido para assinar o projecto da pousada, mas a
entrada do Grupo Pestana na sequência da privatização da
exploração da rede de pousadas, viria a determinar o
afastamento do arquitecto neste projecto. Em Maio de
2010, Siza Vieira esteve em Peniche, a convite da
autarquia para participar num ciclo de conferências sobre a
Fortaleza e, nessa altura, o arquitecto considerou que a
construção de uma pousada naquele local não seria a
melhor solução, mostrando ter “dúvidas”, na conciliação de
um espaço de memória e museológico, com a instalação
de uma unidade hoteleira, por considerar tratar-se de um
espaço que deve ser apenas público.
Depois da entrega do estudo prévio na autarquia, o
executivo fez uma “apreciação favorável” do documento,
na medida em que estão salvaguardados alguns dos
aspectos como a compatibilização de uma unidade
hoteleira com aquilo que é a preservação da memória do
local. De acordo com a autarquia, a questão da volumetria
mereceu igualmente a concordância dos serviços técnicos
do Município.
Depois da aprovação do estudo prévio, segue-se a fase
de elaboração do projecto de arquitectura. O projecto,
depois de concluído, deve ser objecto de uma candidatura
ao Programa Operacional de Valorização Territorial até ao
final do ano.
Luísa Inês
Peniche
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
25
ESTM promoveu Dia do Turismo com conferência internacional
Região Oeste é uma das mais promissoras do país
A Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar
de Peniche promoveu, no passado dia 4, o Dia do
Turismo com uma conferência internacional. O
encontro, organizado pelo Grupo de Investigação
em Turismo (GITUR), reuniu mais de duas centenas
de participantes, na sua maioria estudantes desta
escola do IPL e centrou-se nas temáticas da
internacionalização e do desenvolvimento regional.
esta conferência foi
dado especial destaque à dimensão
internacional do Turismo,
num painel que abordou a
cooperação entre Portugal
e os países bálticos e que
contou com a participação
dos representantes diplomáticos da Lituânia, Estónia e Letónia. A promoção
turística, a investigação e
divulgação científica do Turismo constituíram igualmente temas em destaque
nesta conferência internacional realizada numa
altura em que o país se
prepara para comemorar os
100 anos do Turismo em
Portugal.
Entre os oradores convidados esteve António Carneiro, presidente do Turis-
N
mo do Oeste, que teceu
várias críticas à proposta
de revisão do PENT, um
documento estratégico para
o sector até 2015. A ausência de produtos como o
Turismo Náutico e da Gastronomia neste plano estratégico para a região
Oeste irão prejudicar o
desenvolvimento turístico
da região, na opinião de
António Carneiro que deixou nesta conferência o
seu “grito de alerta” ao
denunciar que “o Governo
não considera o Oeste como uma região de Turismo
Náutico e não valoriza a
nossa gastronomia regional, quando ao mesmo
tempo, aposta na promoção
externa da gastronomia nacional dizendo que temos o
Luísa Inês
melhor peixe do mundo. No
mínimo, é um contra senso”, considera o presidente
do Turismo do Oeste. Este
responsável criticou ainda o
facto do novo PENT não
contemplar um plano de
acção, bem como dos respectivos meios financeiros.
António Carneiro adiantou
ainda que, “para além do
Oeste, o Douro e o Litoral
Alentejano constituem potenciais regiões de crescimento económico para o
sector do Turismo, sendo
as três regiões do país mais
promissoras do país”, de
acordo com o novo PENT.
Ainda no que diz respeito à
região Oeste, os produtos
turísticos mais importantes
vão do Turismo Religioso
ao Turismo Cultural, pas-
sando pelo Golfe e pelo
Turismo Residencial.
Na sua intervenção
sobre a revisão do PENT
no novo contexto competitivo internacional, defendeu a necessidade de
“um estudo mais aprofundado dos mercados emissores, dando o exemplo de
países como Marrocos que
estão a apostar em produtos como o Golfe e defendeu que, ao nível do
mercado interno, a “aposta
deve passar pela especialização das regiões de
acordo com a sua especificidade. Por último, lembrou que hoje em dia, os
desafios do sector são muito diferentes de outros tempos, afirmando que “o Turismo que tem futuro é o
Turismo que gere emoções”, traçando o perfil do
novo consumidor como alguém “cada vez mais exigente, mais culto e que
quer experiências novas”,
Semana da Juventude animou Peniche
Mais de 300 jovens ajudaram a fazer a festa
A cidade de Peniche esteve em festa entre os dias 7 e
15 com a VI Edição da Semana da Juventude – Peniche
JovFest 2011. O certame que habitualmente se realizava
durante o mês de Agosto, foi antecipado para Abril, de
modo a poder envolver a comunidade educativa local.
Ao longo da semana, a Jovfest 2011 contou com muita
animação, podendo os jovens participar nas 13 actividades
programadas pela organização. Mostra fotográfica no
Planalto das Cesaredas; Festival de Tunas; Animação de
Rua; Espaço Mostra de divulgação e promoção de
Associações e Grupos Juvenis do concelho de Peniche, na
Fortaleza de Peniche; Mostra de Talentos nas áreas de
dança, música e teatro; workshops: “Como fazer cocktails”
e um espaço de reflexão e partilha constituíram algumas
das iniciativas realizadas na semana dedicada á juventude.
Um dos destaques desta edição, foi a realização de uma
conferência sobre associativismo juvenil, encontro
realizado no auditório da Escola Superior de Turismo e
Tecnologia do Mar, Intitulado “À conversa com…”, este
encontro versou a temática do Voluntariado e do
Associativismo Juvenil”, contando com a participação de
algumas figuras públicas como Octávio Machado, extreinador de Futebol, Vanessa Oliveira, apresentadora de
televisão e Dora Palma, técnica de markting, coordenadora
do projecto social do Rock In Rio.
Otávio Machado veio a Peniche falar da sua experiencia
de voluntário á frente da corporação de bombeiros em
Palmela, cidade onde o ex-futebolista e treinador reside
actualmente. A apresentadora da SIC, Vanessa Oliveira,
actualmente a integrar a equipa de apresentação do “Fama
Show” veio falar da sua experiência num projecto da SIC
Esperança. Nesta conferência participaram ainda
dirigentes locais de organizações como a Associação
Juvenil de Peniche e a Adepe, com projectos na área da
juventude e do voluntariado.
A abertura da Jovfest fez-se com animação de rua e um
concerto de tunas, na Fortaleza de Peniche. Durante o fimde-semana o destaque foi para as actividades desportivas
gratuitas como canoagem, xadrez, ténis, rapel, surf e
bodyboard. Ainda no decorrer da semana dedicada à
juventude, e integrado no intercâmbio MTV (Música, Teatro
e Voluntariado), promovido pela Associação Juvenil de
Peniche, decorreram noites culturais, de 10 a 14 de Abril.
O associativismo esteve assim em destaque neste evento
que contou com o envolvimento de cerca de 300 jovens de
diversas Associações, Grupo e Projectos direccionados
para a juventude.
Luísa Inês
26
Peniche
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
Marés de mudança
Nobre cidadania do país
O país vai a votos a 5 de Junho,
importando até lá conhecer os
programas eleitorais dos principais partidos do arco governativo
em Portugal, nomeadamente,
em primeiro lugar, o PS e PSD, e
em segudo lugar, o CDS-PP.
Intercâmbio internacional
Juntou 40 jovens em Peniche
Entre os dias 9 e 16 de Abril, cerca de 40 jovens de cinco países
juntaram-se em Peniche, para mais um intercâmbio internacional
intitulado “MTV –Music, Theatre and Volunteering”.
Tiago Gonçalves
Com o Congresso Nacional do
PS, que decorreu em Matosinhos, no passado fim-de-semana,
ficou de um modo geral evidenciado qual é o projecto político
que o Partido Socialista apresenta, resumindo-se isso à garantia
e salvaguarda dos pilares fundamentais do Estado Social: escola pública, segurança social e saúde para todos. Não sendo um
projecto paralizado no tempo como os que apresentam os partidos à direita do PS (BE, PCP e PEV) em que, no fundamental,
estruturam as suas ideias para o país numa base de imobilismo
e de manutenção do status que a médio e longo prazo conduziriam para a destruição total das políticas e obrigações sociais do
Estado. O projecto socialista apresenta-se assim, numa lógica
de modernidade das políticas sociais, que vai desde os esforços
do complemento solidário para idosos com mais de 265 mil
beneficiários, aos 3,5 milhões de utentes de 283 novas unidades
de saúde familiar, à criação de 84 novas unidades de cuidados
na comunidade, à disponibilização de médico de família para
mais 450 mil utentes, a 900 mil grávidas, idosos e jovens abrangidos pelo programa de saúde oral, à construção de 6 novos
centros hospitalares e 12 hospitais novos em construção, à
construção de 411 novas creches para 18 mil crianças e 841
novos equipamentos sociais que correspondem a 50 mil lugares
em lares de idosos, centros de dia e serviços de apoio domiciliário. Se esse caminho de reforço e modernização das políticas
sociais não bastou, na educação está em construção 460 novos
centros escolares e 400 escolas secundárias em modernização.
Ao contrário do que afirmam algumas pessoas, certamente por
engano ou inconsciência, hoje 1 em cada 3 jovens está matriculado no ensino superior para adquirir competências a fim de
entrar no mercado de trabalho e onde o Estado criou programas
diversos de estágios profissionais remunerados para 50 mil
jovens. Conscientes da dificil situação social que atravessamos,
fruto da pior crise internacional que paira no país desde 2009 e
à qual se juntou uma crise nacional da dívida soberana e do défice orçamental, ainda assim há hoje 500 mil alunos a beneficiar
da acção social escolar no ensino básico e secundário e foi
democratizado o acesso às novas tecnologias com a disponibilização de forma mais acessível de 1 milhão e 700 mil computadores, já para não falar em programas como a escola a tempo
inteiro, o inglês para todos e as novas oportunidades.
Este é assim, o caminho traçado pelo Partido Socialista. Do lado
do principal partido da oposição, que como se tem visto nos últimos dias, e essencialmente, depois da rejeição do PEC, passados que estão mais de 21 dias desse acontecimento, não há
uma ideia alternativa nem uma proposta. Há apenas convites
para encabeçar listas, com designação prévia de lugares para
Presidente da Assembleia da República como foi o caso da candidatura de Fernando Nobre como cabeça-de-lista do PSD em
Lisboa ou manobras de diversão, como foi o caso do telefonema
que não foi telefonema, mas antes uma reunião de quatro horas
onde o líder do PSD soube previamente quais as medidas do
PEC4. Mas retomando os convites, Fernando Nobre ao aceitar
integrar as listas, ao vir dizer o seu ex-director de campanha presidencial que o ex-candidato presidencial renunciará caso não
seja eleito presidente do parlamento, coloca esta história toda a
roçar a um negócio e apenas e só a um negócio. Onde é que o
país venceu ou ganhou com isto tudo? Em lado nenhum. Tal
como com a crise política aberta pelo PSD, que levou à subida
dos juros da dívida, ao baixar do rating da dívida, à dificuldade
de financiamento dos bancos portugueses e com essa dificuldade, em arrastamento, associa-se uma dificuldade de crédito para
as empresas e para as famílias, o país não ganhou. Quando
todos os dirigentes políticos deviam estar, mais do que nunca, à
altura das responsabilidades viu-se o que o PSD fez, atirou
Portugal para as mãos do FMI. É caso para dizer: obrigado PSD.
JORNAL REGIONAL
uma organização
da
Associação
Juvenil de Peniche,
com o financiamento do
Programa Juventude em
Acção, este intercâmbio foi
promovido com o apoio da
Câmara
Municipal
de
Peniche, ADEPE, Agrupamento de Escolas D. Luís
de Ataíde e da rádio local.
O “MTV” é um intercâmbio multilateral que
contou com a participação
de cinco países (Itália,
Hungria, Polónia, Portugal
e República Checa), cada
um representado por seis
jovens e um monitor. A
iniciativa teve como principal objectivo a promoção
do voluntariado e da im-
N
portância do mesmo para
as comunidades locais.
Durante uma semana,
os jovens participantes tiveram oportunidade de
realizar diversas actividades desde visitas, noites
interculturais, dinâmicas de
grupo, etc…
Este intercâmbio incidiu
em quatro workshops através da educação não formal, nas áreas do Teatro/Expressões, Media, Música e Voluntariado. Assim,
na área dos Media, diariamente um grupo de
jovens registou, em vídeo e
fotografia, todo o trabalho
desenvolvido pelos participantes do intercâmbio nos
vários workshop’s. Diaria-
mente saiu uma newsletter
para divulgação das actividades realizadas pelos
jovens.
No Teatro/Expressões,
os jovens deste grupo
trabalharam através do
teatro/dança e performances a temática do voluntariado, enquanto que na
Música, o grupo de trabalho
usou a música, como forma
de expressão e de interculturalidade.
Por fim, na temática do
Voluntariado, os jovens realizaram um workshop em
que foi aprofundada a temática do voluntariado ao
nível local e internacional.
Os jovens europeus tiveram a oportunidade de
Luísa Inês
contactar duas instituições
do concelho com experiência ao nível do voluntariado e que trabalham
com a e terceira idade, a
infância e com cidadãos
portadores de deficiência.
Desta forma, puderam ter
um contacto directo com a
comunidade e uma noção
de intervenção directa ao
nível do voluntariado.
O intercâmbio terminou
com uma apresentação
final de todo o trabalho
desenvolvido ao longo da
semana, no passado dia
15, no Fórum da Parreirinha em Peniche.
Entre os dias 5 e 7 de Maio
Feira de Ensino, Formação e Emprego
está de volta a Peniche
No próximo mês de Maio, entre os dias 5 e 7, está de
volta a Peniche mais uma edição da Feira de Ensino,
Formação e Emprego – Orienta-te. O certame, que vai já
na quarta edição, pretende ser um contributo para a
orientação profissional e inserção na vida activa dos
jovens, numa organização da Câmara Municipal de
Peniche e terá lugar, no Pavilhão da Escola Básica 2,3 D.
Luís de Ataíde, daquela cidade.
De acordo com a autarquia, “com o intuito de
proporcionar instrumentos de acesso ao emprego, ensino e
formação profissional, a Orienta-te contará com várias
sessões temáticas (Conquiste o Seu Emprego; Do ensino
Superior para o Mercado; 9º ano, e agora? Educação
Especial – Transição para a Vida Activa; Serviço Voluntário
Europeu)” entre outras, e com animação dinamizada pela
Tuna Académica da Escola Superior de Turismo e
Tecnologia do Mar e Fanfarra dos Bombeiros Voluntários
de Peniche.
Na edição de 2011, a Feira de Ensino, Formação e
Emprego contará, com a presença de cerca de 50
expositores, com ofertas nas seguintes áreas: ensino
superior, formação avançada, ensino regular, cursos de
educação e formação, formação profissional, emprego,
empreendedorismo e voluntariado.
A iniciativa destina-se à população em geral, com
especial enfoque para os jovens, desempregados, escolas,
organizações governamentais e não governamentais,
orientadores profissionais, empresas, promotores e
empreendedores.
A Orienta-te é uma organização da Câmara Municipal de
Peniche e conta com os apoios da E.B. 2.3. D. Luís de
Ataíde, MC Eventos, Rádio 102 FM e AXA Seguros.
Luísa Inês
JORNAL ÁREA OESTE
Ficha Técnica
MAGAZINE DE INFORMAÇÃO REGIONAL
Propriedade, editor e composição PROMOESTE - Promoção e Publicidade, Lda. Pessoa Colectiva N.º 502 409 029 Depósito Legal N.º 299913/09 Registo no Ministério da Justiça N.º 116 608 Capital
Social: 5.000,00 euros Directora Filipa F. Santos Sub-directora Piedade Simões Redacção Luisa Inês Adolfo Pereira Cláudia Fialho Colaboradores José Victor Silva Luís Pina Pinto de Carvalho Ricardo
Miguel João Reis Joana Mendes Carlos Segadães Rute Correia João Carlos Barreiras Duarte José Levy Soeiro Tiago Gonçalves Nelson Rosa Rogério Cação Anabela Sá Adriano Cruz Micaela Oliveira Marta
Franco Tiago ribeiro Departamento Comercial José António Fernandes Distribuidor e Cobrador Cristiana Domingos Sede, Redacção e Publicidade Rua do Comércio, 30 - 1º Dtº Apartado 14 - 2540-076
Bombarral Telefone 262 604 659 Telefax 262 601 007 E-mail [email protected] Paginação Mário Antão Pereira Impressão FIG - Indústrias Gráficas, S.A.. Rua Adriano Lucas 3020-265 Coimbra Telefefone
239 499 922 Fax 239 499 981 Assinaturas 10 Euros (IVA incluído) Número Avulso 0,50 Euros (IVA incluído) Publicidade Preços de tabela Mensal Tiragem 11.500 média mensal
Os artigos de opinião são da exclusiva responsabilidade do autor, não
expressando necessariamente a linha editorial do Jornal “Área Oeste”.
Todos os anúncios deste jornal (particulares ou comerciais) são propriedade do
editor podendo apenas ser divulgados por terceiros mediante autorização
específica por escrito.
O Área oeste limita-se a publicar anúncios particulares e comerciais confiante
na boa fé de quem contrata este serviço.
Assim o Área Oeste não se responsabiliza pela veracidade ou qualidade dos
anúncios publicados.
As opiniões expressas nos artigos são de inteira responsabilidade dos autores e podem não coincidir com as do Jornal “Área Oeste”
Dia da Mãe
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Um anjo chamado mãe
Simples olhar de brisa serena…
Encantada de véus, e mantos de cor única.
Teu perfume só tu consegues cheirar.
És dia, e és estrela em noite de luar.
És um anjo chamado mãe.
Teus filhos guardam em tuas memórias.
Sendo teus troféus, alegrias, e glorias
Segredos e medos tu não tens,
És a realeza da terra e dos céus.
És um anjo chamado mãe.
Tua cintura torneada com vestido de seda…
Procuras aconchegar teu calor…
Teus olhos raios de luz, sempre brilhantes…
Carinhosa e meiga vestida de amor.
Teu beijo, saboroso, com textura delicada…
Neste anjo chamada mãe.
Com teu jeito de sedução e alma encantada.
No silêncio do teu sono…
És arco-íris de cores do tempo já passado…
És um anjo chamado mãe…
Sempre atenta e nada te passa ao lado…
Com teu olhar de brisa serena…
Teu doce beijo encantado e lábios de boca pequena.
És um anjo chamado mãe…
Em tua alma reforças o dom e o perdão…
Nesse teu olhar de brisa serena.
Reaprendes a viver e amas sem condição.
Elsa. M
Bombarral
Pó d'arroz... um sonho
Já dizia o poeta quando o homem sonha o mundo pula e avança. Ela não é homem não é
poeta, mas sonhou e avançou. Pó d´arroz é o nome da mais recente boutique gourmet do
Bombarral. Não estamos a falar de comida, mas de uma boutique capaz de estimular todos os
sentidos. Fernanda ousou tornar o seu sonho realidade e o resultado está na Pó d'arroz, uma
boutique criada á sua imagem a pensar na mulher de nossos dias trabalhadora, ocupada, mas
preocupada consigo. Este novo espaço alia o bem-estar à beleza do corpo, mas também da
alma! Pó d'arroz pretende ser um lugar onde a mulher se sinta bem em si e por si, onde cada
cliente é única, no seu estilo, no seu modo de estar, na sua feminilidade e jovialidade.
Guarnecida das melhores fragâncias capazes de despertar até os sentidos mais adormecidos,
do jasmim à rosa, da frescura dos lírios ao doce dos frutos exóticos, cada visita é uma completa
viagem pelo mundo, conduzida apenas pelo seu nariz.
A textura das sedas e das peles combinadas com os metais a as pedras, fazem de acessórios
como malas e écharpes ou colares e brincos, peças elegantes, mas versáteis e simples, possíveis de se adaptar a qualquer situação.
O charme dos produtos portugueses como os da Saboaria PortugueZa dão um toque refinado
ao conceito. Enquanto as marcas inglesas Nougat London, usada pela alta sociedade inglesa
e dividida em três gamas, de beleza casa de banho e quarto e a Bronnley, uma presença assídua nos mais conceituados hotéis de Londres e específica da casa real inglesa, presentes na
boutique conferem-lhe uma sofisticação e um carácter cosmopolita, dignos de um espaço das
ruas mais respeitadas da Baixa de Lisboa.
Mas o grande destaque é gama de produtos da Selvert Thermal, cuja Pó d´arroz tem o exclusivo a sul do rio Mondego. Com origem na Suiça a Selvert Thermal disponibiliza várias linhas
sem parabenos de cuidados de rosto, para vários tipos de pele e um tratamento inovador... o
toque de ouro!Sim! Porque tal como os sonhos os lilagres acontecem. E como esta é uma marca
que oferece miminhos às clientes na compra de qualquer produto tem a oferta de um minifacial, que prepara a sua pele para aplicar o produto que adquiriru.
Mime-se, faça uma visita à Pó d'aaroz, decerteza que vai ser bem recebida, afinal e tal como
a Fernanda diz, é um espaço criado por ela para si.
Inês Honorato
Rua Luís de Camões, nº13 - A | 2540-113 BOMBARRAL | Telefone: 262 104 254
27
28
Arte
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
Filigrana
Técnica de ourivesaria que consiste na combinação de delicados e finíssimos
fios de ouro (o material privilegiado) ou prata aplicados sobre placas do mesmo
metal, desenhando motivos circulares, espiralados ou em SS. Por vezes, estas
peças de ourivesaria são complementadas com a decoração de pedras e
esmaltes policromos, ou ainda com a aplicação de minúsculas esferas de ouro.
Após a alquímica operação de derreter o ouro, o metal precioso é vertido numa
"rilheira", dando-se-lhe a forma de barra, o que permite a sua utilização nos
cilindros do "laminador" e a sua transformação em chapa ou fio grosso. O
processo de filigranação do metal prossegue numa "fieira", espessa placa de
aço crivada de orifícios sucessivamente decrescentes, repuxando-se os fios até
se obter a espessura desejada.
Procede-se depois à junção de dois fios com a mesma espessura e efectua-se
a sua torção. Estes fios enrolados são passados novamente pelo cilindro, de
modo a se proceder ao seu achatamento. Montada na armação e soldada a teia
de fios, a peça de filigrana é "branqueada", para, finalmente, se proceder ao seu
areamento e à sua brunição.
A origem desta arte milenar não está seguramente determinada, sabendo-se
apenas que a sua prática era conhecida pelos chineses e indianos, bem como
pelas civilizações clássicas da bacia do Mediterrâneo, nomeadamente Grécia e
Roma. Os Árabes imprimiram uma notável vitalidade a esta forma artística de
ourivesaria, concebendo, a partir da extrema maleabilidade e delicadeza dos
filamentos, obras de arte que valorizaram esteticamente o desenho da linha.
Contudo, quando estes chegaram à Península, a arte da filigrana era já
conhecida e trabalhada pelos povos ibéricos. A génese desta arte em Portugal
remonta às civilizações pré-romanas que habitaram o nosso território, como o
comprova diverso espólio de ourivesaria e joalharia castreja descoberto em
estações arqueológicas - nomeadamente três preciosos torques filigranados,
provenientes da Póvoa de Lanhoso e em exposição no Museu D. Diogo de
Sousa, em Braga.
Durante a Idade Média portuguesa, época em que a cidade italiana de Génova
se afirmou como o maior centro europeu de filigrana, esta arte preciosa dos
metais decorou algumas das melhores alfaias de culto, como são os cálices
românicos de D. Gueda Mendes (1152) e de D. Dulce, em prata e apresentando
no nó um admirável trabalho filigranado, ou ainda a soberba Cruz de D. Sancho
I, datada de 1214 e oferecida por este monarca ao Mosteiro de Santa Cruz de
Coimbra.
No entanto, a moderna arte da filigrana portuguesa evoluiu, essencialmente, a
partir de algumas alfaias de culto dos séculos XVII-XVIII, a partir de certos
relicários ou cruzes e, igualmente, inspirando-se em peças de joalharia civil,
como são as arrecadas ou os brincos. A forma singular da filigrana nacional
advém-lhe do seu carácter marcadamente popular, que se vincou ainda mais a
partir da segunda metade de Oitocentos.
A área geográfica da filigrana é circunscrita, localizando-se os centros
produtores de melhor qualidade nos arredores do Porto - no concelho de
Gondomar - e em Braga, no concelho da Póvoa de Lanhoso, particularmente na
"aldeia do ouro" de Travassos - contando esta povoação, presentemente, com
cerca de vinte pequenas oficinas.
Tipologicamente, as jóias fabricadas, em maior número, pelos centros
produtores do Noroeste de Portugal são as de uso pessoal - com destaque para
as arrecadas e argolas de Viana, os brincos à raínha, os corações filigranados e
os medalhões, as cruzes e os colares de "contas minhotas". Outras peças de
maior aparato, como relicários, caixas, colares de gramalheiras, custódias ou
esculturas ornamentais (caso da caravela), também são produzidas para
satisfazer uma demanda cada vez mais alargada e que não se circunscreve
apenas ao território nacional - recorrendo actualmente esta industria da filigrana,
com alguma frequência, à prata dourada.
Constituindo-se como ornamento e símbolo de distinção social, a filigrana em
ouro revelava-se ainda um investimento e uma mais-valia do agregado familiar.
Os objectos da filigrana portuguesa são usados como ornamentos preciosos
para ocasiões festivas especiais, quer por grupos sociais mais elevados, quer
ainda por pessoas de menores recursos materiais, integrando e enriquecendo a
tradicional indumentária dos portugueses do Minho e do Douro Litoral.
Fonte: http://www.infopedia.pt/$filigrana
JORNAL REGIONAL
FOTOGRAFIA
Adriano Cruz
Regular o ISO na
Fotografia Digital
Antes de mais, é necessário definir o que é o
ISO e o que ele significa numa fotografia digital.
Depois iremos então falar um pouco nas
situações em que se deve alterar os valores do
ISO, e quais as consequências dessas
alterações.
Antigamente o ISO ou ASA, era o nível de
sensibilidade do filme (negativo) em relação à
luz, traduzido em valores de 100, 200, 400, etc,
e na compra de um rolo fotográfico,
deveríamos ter em atenção que ASA 100 era
para fazer fotografias com muita luz ou sol e ar
livre, e um rolo de 400 era para fazer fotografias
em eventos ou situações com escassa luz. A
consequência é que quanto maior o valor do
ISO mais grão ou ruído vai ter a fotografia.
Hoje em dia nas máquinas fotográficas digitais,
o ISO mede a sensibilidade do sensor de
imagem, e aplica-se o mesmo princípio da
fotografia em filme, quanto maior o valor do ISO
mais grão e ruído vai ter a fotografia, não
esquecendo que os valores do ISO,
dependendo do modelo da máquina fotográfica
digital podem chegar a valores muito mais
elevados dos disponíveis anteriormente (por
exemplo 3200, 6400, etc), o que por um lado é
muito bom, pois conseguem-se tirar fotografias
às escuras ficando estas claras como se de dia
se tratasse. O valor de ISO 100 é considerado
o normal, sendo a menor sensibilidade, e
portanto com uma qualidade maior.
A regulação do ISO pode ser feita em
praticamente todos os modelos e tipos de
máquina fotográfica digital, seja compacta ou
reflex e inclusive nos smartphones.
Agora é necessário decidir quando alterar o
ISO para obter uma fotografia com luz
suficiente mas sem ficar manchada de
pequenos pontos e grãos.
Grão - Quero uma fotografia com ou sem
ruído? Às vezes até pode fazer um efeito
bonito.
Tripé - Estou a usar um tripé ou tenho
estabilidade suficiente? Se sim, então pode
baixar o valor do ISO, isto se tiver em conta que
vai diminuir a velocidade do obturador.
Movimento - O objecto da minha fotografia
está a mexer ou está parado? Se está parado,
o valor ISO não precisa ser elevado, mas se
não, deve aumentar pois precisa de fotografar
com uma velocidade de obturador alta.
As situações aonde se aconselha um valor ISO
elevado são por exemplo: eventos desportivos
realizados no interior, quando o objecto a
fotografar está em movimento; zonas onde não
é permitido o uso do flash, como concertos e
museus; situações em que se quer fazer uma
fotografia com apenas a luz ténue como festas
de aniversário.
Na prática, cada situação é diferente, e terá
sempre de fazer uma ou duas fotografias até
conseguir um valor de ISO adequado, pelo
menos até entender como a máquina vê o
mundo.
Um aspecto para finalizar tem a ver com a
noção de que sempre que estiver num dos
modos da sua máquina fotográfica (automático,
desporto, paisagem, retrato, etc), ela vai tentar
sempre usar o menor ISO valor possível, daí
ser normal que as fotografias saiam sempre
mais escuras, quando não se impõe um valor
definido pelo fotógrafo.
[email protected]
http://interessespessoais.com/dicasfotos/
Ao conseguir arranjar uma luz natural ou
artificial, arranja uma forma de evitar ter de
aumentar o ISO, mantendo o máximo de
qualidade, mas há alturas em que
simplesmente não há luz ambiente suficiente, e
o flash não consegue captar a distância aonde
está o objecto ou pessoa que se quer
fotografar, ou antes pelo contrário dá uma
chapada de luz intensa que queima a
fotografia.
Na altura de alteração dos valores ISO, devese ter em conta algumas questões:
Luz - O objecto ou pessoa a fotografar está
iluminado? Se sim, deve usar o valor mais
baixo de ISO, senão aumente o valor ISO até
conseguir o efeito desejado.
Fotografia com grão e ruído devido ao valor do ISO
elevado.
Saúde
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Marta Franco
29
Engenheiro Alimentar
Responsável pelo Departamento da Qualidade da Frigosto, Lda.
Tiago Ribeiro
Desporto
e Saúde
1-Treino Cardiovascular
Você pode ter os maiores gomos abdominais ou uma barriga
dura, mas se eles estão cobertas por uma camada de gordura
corporal, de que adianta? De forma a livrar-se da gordura
extra que insiste em esconder os seus músculos abdominais,
é preciso incorporar sessões de cardio eficazes no seu plano
de treino. A barriga não vai diminuir fazendo exercícios
abdominais. Primeiro deve queimar a gordura corporal
através de treino cardiovascular adequado. Três a quatro
sessões por semana intensa de jogging, passadeira ou de
bicicleta deve ser o suficiente para começar o processo em
marcha. Natação, caminhadas e aulas de aeróbica são
também benéficas.
2 – Nutrição adequada
Deve comer cinco a seis pequenas refeições bem
balanceadas, espaçadas a cada 3/4 horas. Tente comer algo
sempre saudável. Evite comer lanches gordurosos, fritos ou
outros alimentos processados quando se está com bastante
fome. Dê preferência aos cereais integrais, frutas e vegetais,
e acrescente uma porção de proteína, que pode ser frango,
peixe ou carne com pouca gordura.
3 – Treino de abdominais com peso
Você deve pensar nos músculos abdominais como qualquer
outro músculo do seu corpo. Ou seja, eles só crescem e
aparecem com treino pesado e, portanto, baixas repetições
(em torno de 12-15 repetições). Se você quer grandes
“gomos” de abdominais, deveria treinar usando carga na sua
rotina de treino abdominal. Se pretende apenas endurecê-los
e defini-los deveria fazer mais repetições (30 ou mais). Mas,
mesmo assim, acrescentando resistência (peso) à medida
que a sua execução vai ficando mais fácil.
Treino de abdominais
Objectivo: Resistência/Definição
Frequência, 5 a 7 vezes/semana
1 a 4 series por exercício, até 4 exercícios com 30-100
repetições
Objectivo: Hipertrofia/Massa muscular
Frequência, 2 a 4 vezes/semana
3 a 4 series por exercício, até 6 exercícios com 8-20
repetições
Segurança alimentar nos
dias de hoje
Antes de mais quero agradecer a oportunidade e o convite
que o jornal Área Oeste me endereçou com o objectivo de
expor temas relacionados com as agro-industrias,
engenharia alimentar e afins. Como tal, espero que estes
artigos possam esclarecer e informar o leitor/consumidor
dos desafios e exigências que esta área acarrecta.
Cada vez mais nos deparamos com um mundo e um
mercado extremamente exigente e rigoroso, no que toca à
competitividade entre as empresas de transformação,
preparação e distribuição de produtos alimentares. A
qualidade dos alimentos deve estar sempre interligada com
a segurança alimentar, posto isto as empresas devem
possuir obrigatoriamente sistemas de controlo da
qualidade.
O sistema mais comum e habitual usado por estas
empresas é o HACCP*, sistema essencial para avaliação
de todos os potenciais perigos à saúde, durante a
produção ou elaboração de um produto alimentar, seja
numa fábrica ou até mesmo num simples restaurante,
sendo que este método de controlo é adaptado a cada
caso.
A implementação deste sistema na indústria alimentar já
não é suficiente pois, por exigências do mercado, é
necessário certifica-lo por normas internacionais de
qualidade (por ex. ISO 22000, BRC, IFS, etc.). A
certificação é um grande passo para uma empresa, pois é
algo de muito complexo que implica bastante trabalho e
determinação, por parte de todos os colaboradores,
nomeadamente Engenheiros e Técnicos responsáveis pelo
Controlo da Qualidade. A implementação de sistemas de
controlo alimentar certificados traz à empresa múltiplas
vantagens, não só a nível competitivo, mas também no
funcionamento e organização da própria organização.
A Segurança Alimentar/Qualidade também deverá ser
encarada desde a produção primária, passando, como já
vimos pela indústria, mas também pela distribuição até ao
consumidor final, ou seja, como se costuma dizer “do prado
ao prato”.
O consumidor final somos todos nós, logo temos um papel
Publicidade
muito importante em tudo isto, ou seja, seremos sempre
nós a fazer a avaliação final de todo este trabalho. No que
diz respeito à Segurança Alimentar, como é óbvio, o
consumidor não é obrigado a implementar este tipo de
sistemas no seu lar, mas não deve deixar de desenvolver
determinados procedimentos bastantes simples que
salvaguardem sempre a sua saúde e a dos seus, mantendo
a qualidade dos produtos que adquire. O consumidor, ao
efectuar uma simples pesquisa na internet, poderá
encontrar diversos métodos de segurança e controlo
alimentares que pode perfeitamente adoptar em sua casa,
pois ao fim e ao cabo, a nossa cozinha não deixa de ser
uma pequena fábrica ou laboratório, onde podemos criar,
transformar e conservar todo o tipo de produtos
alimentares.
A Segurança Alimentar é algo que deve ser sempre
encarada com muito rigor e seriedade por todos nós,
desdes os produtores e técnicos, até ao próprio
consumidor final.
Nos próximos artigos abordaremos temas, tais como, os
riscos das toxinfecções e infecções alimentares, métodos
de conservação dos alimentos, o papel dos Engenheiros
Alimentares em Portugal e no mundo, as boas práticas de
higiene e fabrico, as agro-indústrias portuguesas e o seu
futuro, o desenvolvimento de novos produtos, entre outros.
Um bem-haja a todos e até ao próximo artigo...
*Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controlo
(APPCC), ou em inglês Hazard Analysis and Critical
Control Point (HACCP) – o sistema HACCP é um sistema
que começou a ser aplicado pela Agência Espacial Norte
Americana (NASA) nos anos 60. Surgiu como resultado da
identificação de possíveis intoxicações alimentares que
poderiam afectar os astronautas em missão espacial, e
assim comprometer o sucesso da mesma. Este sistema foi
apresentado pela primeira vez em 1971 numa conferência
sobre segurança alimentar. Mais tarde passou a ser
aplicado na indústria alimentar e na Europa e em Portugal
começou a ser testado e implementado nos anos 80 e 90.
[email protected]
30
Saúde/Horóscopo
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Inês Veiga
Substâncias naturais melhoram a vida sexual!
Cerca de 30 a 40% dos homens com mais de 50 anos têm problemas na sua vida sexual, por incapacidade de erecção, mas
um novo comprimido pode mudar esta situação.
Muitos homens adultos são incapazes de gozar uma
vida sexual saudável, por dificuldades em obter e manter
uma erecção, mas um novo comprimido que associa o
extracto de planta pycnogenol ao aminoácido l-arginina,
parece ser uma solução benéfica e segura para a falta de
libido. De facto, o suplemento demonstrou ser de tal modo
eficaz que lhe foi dedicado todo um capítulo de nove
páginas no Livro “Produtos botânicos em Prática Clínica”
(“Botanical Medicine in Clinical Practice”), devido à sua
capacidade de recuperar a vida sexual. Nenhum outro
produto natural destinado a falta de erecção conseguiu
este feito.
Cinco estudos clínicos foram realizados com este novo
suplemento de modo a comprovar o efeito benéfico em
homens de diferentes idades. 70 a 90% dos participantes
no estudo reportaram ser mais fácil obter uma erecção e
enfatizaram especialmente que
• Eram capazes de manter as erecções
• Obtinham erecções mais duradouras
• Era mais fácil obter erecções matinais
Ideal para problemas moderados de erecção
Este novo comprimido parece ser particularmente bom
para os homens que sofrem de problemas moderados de
erecção, uma vez que este grupo específico parece ter
beneficiado mais deste suplemento. Os problemas de
potência são provocados por diversos factores, desde um
estilo de vida pouco saudável ou doenças e problemas
psicológicos, incluindo o stress laboral. Em muitos casos,
os problemas de erecção são temporários e, nestas
situações, Prelox constitui uma alternativa ideal aos
medicamentos sujeitos a receita médica, uma vez que este
suplemento não apresenta efeitos secundários.
Dilata os vasos sanguíneos
Tanto pycnogenol como l-arginina estimulam a libertação
de óxido nítrico (ON), uma importante substância
sinalizadora que relaxa e dilata os vasos sanguíneos.
Aumentando a libertação de ON nos vasos sanguíneos, o
sangue chega mais facilmente ao pénis, facilitando
substancialmente a obtenção e manutenção de uma
erecção duradoura.
Fonte: Phytother Res. 2009 Mar;23(3):297-302.
Int J Impot Res. 2008 Mar-Apr;20(2):173-80
Substâncias documentadas
50 doentes do sexo masculino com disfunção eréctil
(DE) ligeira a moderada foram tratados durante um mês
com comprimidos de Pycnogenol e L-arginina ou
comprimidos idênticos inactivos (placebo). Os níveis de
2ª Quinzena Abril 2011
Carneiro
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 11
Carta Dominante: O Mágico, que significa
Habilidade.
Amor: Dê mais atenção ao seu par. Procure
satisfazer os seus desejos e fomente o romantismo.
Saúde: É possível que se sinta enfraquecido. É aconselhável que tire umas
férias.
Dinheiro: Seja firme mas justo. Procure avaliar todos os comportamentos
de um subordinado antes de adoptar uma atitude drástica.
Números da Sorte: 11, 25, 26, 38, 44, 49
Pensamento Positivo: Estou atento às oportunidades que surgem.
2ª Quinzena Abril 2011
Caranguejo
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 14
Carta Dominante: A Temperança, que significa
Equilíbrio
Amor: Evite deixar-se abater por uma discussão
familiar. Faça todos os possíveis por manter a calma.
Saúde: Tendência para a ansiedade.
Dinheiro: É possível que não consiga terminar um projecto dentro do prazo
estabelecido. Não desanime e esforce-se por finalizá-lo o mais depressa
possível.
Números da Sorte: 2, 29, 31, 36, 44, 49
Pensamento Positivo: Empenho-me com trabalho na conquista dos meus
objectivos.
2ª Quinzena Abril 2011
Balança
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 17
Carta Dominante: 9 de Paus, que significa
Força na Adversidade.
Amor: Procure conversar com o seu par e
esclarecer todos os assuntos que estão a prejudicar a vossa relação.
Saúde: Cuidado com os movimentos bruscos.
Dinheiro: O sector financeiro está protegido.
Números da Sorte: 3, 6, 19, 35, 47, 48
Pensamento Positivo: A minha intuição é a mais sábia conselheira!
2ª Quinzena Abril 2011
Capricórnio
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 20
Carta Dominante: Ás de Copas, que
significa Principio do Amor, Grande Alegria
Amor: Esteja atento aos sinais do Cupido
pois é possível que venha a conhecer o amor da sua vida.
Saúde: Altura indicada para deixar de fumar.
Dinheiro: Antes de tomar alguma decisão avalie as vantagens do
negócio que está prestes a fazer.
Números da Sorte: 1, 4, 17, 21, 29, 33
Pensamento Positivo: O meu coração ajuda-me a escolher aquilo
que é melhor para mim.
testosterona e de ON (óxido nítrico) no endotélio (o
revestimento da paredes dos vasos sanguíneos) foram
avaliados, bem como as análises clínicas de rotina.
Observou-se o seguinte no grupo de tratamento:
Função eréctil foi normalizada
• Duplicou a frequência de relações sexuais
• Níveis de testosterona no sangue aumentaram
significativamente
• Níveis de colesterol e tensão arterial baixaram
• Não foram referidos efeitos secundários indesejáveis
Conclusão:
Pycnogenol e L-arginina é uma alternativa natural para
solucionar a disfunção eréctil ligeira a moderada.
Fonte: International Journal of Impotence Research (2007),
1-8
Como escolher um bom produto?
Existem vários produtos disponíveis nas farmácias que
ajudam a tratar a disfunção eréctil. Um dos mais eficazes é
o Prelox, à venda em farmácias, que tem a particularidade
de não ter que ser tomado oportunamente “antes” da
actividade sexual. A toma regular permite uma excitação
sexual espontânea. Para além disso, este suplemento não
apresenta efeitos secundários e pode ainda, em alguns
casos, reduzir o colesterol e a pressão arterial.
2ª Quinzena Abril 2011
Touro
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 12
Carta Dominante: O Dependurado, que
significa Sacrifício.
Amor: Faça os possíveis por estar perto de um
amigo muito querido. Não permita que esta amizade acabe.
Saúde: Proteja-se do sol.
Dinheiro: Inscreva-se num curso interessante e que lhe dê boas
perspectivas de futuro.
Números da Sorte: 1, 5, 17, 22, 36, 40
Pensamento Positivo: Concentro-me mais no presente!
2ª Quinzena Abril 2011
Leão
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 15
Carta Dominante: 2 de Paus, que significa
Perda de Oportunidades.
Amor: Poderá ter uma acalorada discussão
com um familiar que fará com que cortem relações durante algum
tempo. Não guarde rancor.
Saúde: Sem grandes dificuldades.
Dinheiro: Período pouco favorável.
Números da Sorte: 8, 17, 19, 25, 33, 39
Pensamento Positivo: Sei que tenho o poder de concretizar os
meus sonhos.
2ª Quinzena Abril 2011
Escorpião
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 18
Carta Dominante: Cavaleiro de Paus, que
significa Viagem longa, Partida Inesperada.
Amor: Faça planos para umas férias em
família.
Saúde: Evite pegar em pesos e adopte uma postura correcta pois a
humidade poderá fazer com que sinta fortes dores na coluna.
Dinheiro: Com muito esforço pessoal vai conseguir liquidar as
dívidas.
Números da Sorte: 2, 11, 19, 26, 29, 34
Pensamento Positivo: Eu acredito nos meus sonhos!
2ª Quinzena Abril 2011
Aquário
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 21
Carta Dominante: Rei de Paus, que significa
Força, Coragem e Justiça.
Amor: Poderá ter chegado o momento de
decidir mudar a sua vida. Tenha coragem e arrisque.
Saúde: Um familiar muito próximo poderá sentir-se adoentado.
Acompanhe-o a uma consulta médica.
Dinheiro: Seja competente e não deixe escapar as oportunidades.
Números da Sorte: 9, 26, 28, 31, 39, 47
Pensamento Positivo: Encontro as respostas de que preciso
dentro do meu coração.
2ª Quinzena Abril 2011
Gémeos
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 13
Carta Dominante: O Diabo, que significa
Energias Negativas.
Amor: O seu par poderá estar demasiado
exigente, o que fará com que se sinta irritado.
Saúde: Não abuse das gorduras e consulte um especialista em
cardiologia de modo a prevenir futuros problemas.
Dinheiro: Evite gastos supérfluos.
Números da Sorte: 9, 11, 22, 36, 44, 47
Pensamento Positivo: Sossego o meu coração através da Fé.
2ª Quinzena Abril 2011
Virgem
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 16
Carta Dominante: 3 de Paus, que significa
Iniciativa.
Amor: Seja corajoso e não tenha medo de
assumir um compromisso.
Saúde: Regular.
Dinheiro: É possível que receba um convite de trabalho muito
aliciante.
Números da Sorte: 18, 11, 29, 36, 44, 49
Pensamento Positivo: O Amor ilumina o meu coração.
2ª Quinzena Abril 2011
Sagitário
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 19
Carta Dominante: 4 de Copas, que significa
Desgosto.
Amor: É necessária muita calma e paciência
para conseguir superar os pequenos contratempos.
Saúde: Cuidado com as infecções.
Dinheiro: Finalmente poderá conseguir um aumento.
Números da Sorte: 4, 10, 15, 22, 29, 36
Pensamento Positivo: Eu sei dar valor a tudo o que tenho!
2ª Quinzena Abril 2011
Peixes
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 22
Carta Dominante: Rei de Copas, que significa
Poder de Concretização, Respeito.
Amor: Imponha-se e não se deixe intimidar
pelas ameaças de uma pessoa que pensava ser sua amiga.
Saúde: Consulte o seu médico para diagnosticar a causa do seu malestar.
Dinheiro: Seja tolerante e compreensivo com um novo colega de
trabalho, ajude-o a adaptar-se.
Números da Sorte: 12, 13, 19, 25, 33, 44
Pensamento Positivo: Sei que posso realizar os meus projectos, eu
acredito em mim!
Publicidade
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
24 Abril (Domingo)
21:30 Horas
Concerto com, Vitorino ao Vivo
“Virtuoso e incansável, o cantor da alma alentejana”
Local: Teatro Eduardo Brazão
Entradas Livres até ao limite da lotação da sala
24:00 Horas
“25 de Abril ATUAL”
Salva de Morteiros, Fogo de Artificio
Local: Praça do Município
25 de Abril (Segunda-Feira)
08:00 Horas
ROTA DA PERA ROCHA – III Passeio Todo o
Terreno para Jipes
Concentração: Sede da Associação Desportiva,
Cultural e Recreativa de Famões
Organização: ADCR Famões
09:30 Horas
HASTEAR DA BANDEIRA na Sede da Junta de
Freguesia
Entidades Oficiais; Banda Filarmónica do CCMB;
Fanfarra dos Bombeiros Voluntários do Bombarral
31
09:45 Horas
Cerimonia de entrega das Chaves às colectividades
residentes no edifício da sede da Junta de
Freguesia.
10:30 Horas
HASTEAR DA BANDEIRA na Sede do Município
Entidades Oficiais; Banda Filarmónica do CCMB;
Fanfarra dos Bombeiros Voluntários do Bombarral.
LARGADA DE POMBOS
Local: Praça do Município
Apoio: Grupo Columbófilo do Bombarralense
18:00 Horas
Secção Solene Evocativa do 25 de Abril
Local: Salão Nobre da Sede do Município
32
Publicidade
QUINTA-FEIRA | 21 ABRIL | 2011
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL

Documentos relacionados

Pêra e Vinho são reis no Bombarral

Pêra e Vinho são reis no Bombarral República, no Cadaval. O cartaz de animação das Tocatas incluiu formatos musicais mais invulgares, numa iniciativa anualmente promovida pelo município do Cadaval em parceria com a Associação Filarm...

Leia mais

Agradecimento

Agradecimento EXPOSIÇÃO DE PINTURA NA BIBLIOTECA DO CADAVAL A Biblioteca Municipal do Cadaval acolhe, de 10 a 30 de março, a Exposição de Pintura “Ad Libitum op. 22”, da autoria de

Leia mais