Calendário Econômico Pine: Ressaca

Сomentários

Transcrição

Calendário Econômico Pine: Ressaca
Calendário Econômico Pine: Ressaca
15 de junho de 2015
A semana tem como destaque a reunião do comitê norte-americano de política monetária
(FOMC) e a “ressaca” da ata da reunião do comitê brasileiro de política monetária, divulgada
na semana passada, que teve um sabor bastante hawkish ao trilhar a provável trajetória da
Selic rumo a mais um aumento de 50 pontos-base na próxima reunião (final de julho) e a
14,75% no final do ano. Vale lembra que a ressaca que mencionamos será atormentada pela
forte variação esperada do IPCA-15 de junho (projetamos variação mensal de 0,88%), apesar
dos fracos dados de atividade econômica brasileira que também serão anunciados ao longo da
semana (vendas no varejo, +0,2%, e o IBC-Br, -0,3%, ambos referentes a abril).
Começando pelo cenário norte-americano, mais fácil e curto, nós não contamos com
mudanças significativas no comunicado do FOMC que será divulgado na quarta-feira. Apesar
do fortalecimento dos indicadores de emprego em maio, tanto a inflação cheia ao consumidor
(CPI e PCE) quanto os seus núcleos têm rodado abaixo de 2,0% ao ano, destacando os efeitos
deflacionários do baixo preço do petróleo em particular e os das commodities em geral sobre
a inflação cheia. O CPI vem rodando perto de 0% ano contra ano, enquanto que a variação
anual de seu núcleo (que exclui preços de alimentos e energia) tem se mantido em 1,8%;
estes resultados confirmam a influência das commodities relativamente mais baratas no
comércio mundial sobre a inflação norte-americana e a recuperação do mercado de trabalho
e da demanda agregada real nos EUA.
Apesar de o núcleo do CPI estar perto de 2,0%, ele tem permanecido entre 1,6% e 1,9% desde
o 4T12, revelando a sua estabilidade levemente abaixo do limite de tolerância do Fed e a
paciência e tranquilidade do FOMC com as pressões inflacionárias que ainda estão por vir.
Além disso, cabe lembrar que o núcleo da outra medida de inflação ao consumidor, o PCE
(indicador predileto do Fed), tem rodado entre 1,2% e 1,5% ao ano desde janeiro de 2013.
Tudo isso significa que a discussão sobre alta de juros nos EUA deve realmente ficar para
setembro, quiçá dezembro de 2015, e que pressões mais significativas vindas dos EUA sobre a
desvalorização da cesta de moedas ficam concentradas no final do ano. Nesse contexto, de
olho apenas no contexto externo, o real tende a permanecer entre 3,05/US$ e 3,13/US$ no
período junho-julho.
No Brasil, o salgado IPCA-15 de junho, o qual deve rodar (de acordo com a nossa projeção) em
0,88%, trará as lembranças da ata do Copom divulgada na quinta passada que indica a
continuidade da alta da Selic para 14,25% em julho e para 14,75% até o final do ano. É
verdade que as pressões sobre o IPCA estão concentradas em alimentos e preços
administrados; particularmente, os preços monitorados devem ser afetados pelos reajustes
nos preços das loterias e nas tarifas de água e esgoto Mas, a alta persistente das tarifas de
energia elétrica tem mantido a inflação brasileira ao consumidor sujeita a choques
persistentes e a inflação de serviços continua rodando perto de 8,5%. Nesse contexto, é bem
provável que variação do IPCA fique perto de 9,0% em 2015, tornando mais difícil o trabalho
do BC em conter os efeitos inflacionários da elevada inflação do ano a 2015. É por isso que
alteramos a nossa projeção de elevação da Selic de 14% para 14,75% ao ano.
AGENDA
Vendas no varejo – abril
•
•
•
Projetamos alguma melhora frente a março. Na leitura mensal, livre de efeitos sazonais,
estiamos uma alta de 0,2% no varejo restrito (-0,9% em março), correspondente a uma
queda de 2,0% frente ao mesmo período de 2014. Para o varejo ampliado a piora deve ser
mais expressiva, -1,0% m/m dessazonalizado e -9,2% a/a.
O principal destaque dos resultados de março foi a piora dos segmentos mais sensíveis às
condições do mercado de trabalho, comm Hipermercados, supermercados, bebidas e
fumo e Tecidos e Vestuário, Móveis e Eletrodomésticos, seguindo a perda de fôlego do
consumo das famílias.
A deterioração das condições econômicas e suas perspectivas implica a continuidade de
números fracos nos meses seguintes. Em especial, vale mencionar a aceleração da
inflação – em itens de demanda mais inelástica como energia elétrica e alimentos -, a
piora contínua do emprego e a consequente baixa confiança do consumidor.
IBC-Br – abril
•
•
A queda de 1,2% da produção industrial no mês em questão e, se estivermos corretos, do
varejo ampliado, devem manter o IBC-Br no campo negativo. A fraqueza do setor de
serviços, a ser conhecida apenas na quinta-feira, traz riscos de downside para a nossa
estimativa de queda de 0,3% m/m dessaz.
Se assim for, e considerando um crescimento nulo para maio e junho, o índice do 2T15
terá decrescido 0,8%, sugerindo um viés negativo para o PIB vis-à-vis o 1T15 (-0,2%).
IPCA-15 - junho
•
•
•
De acordo com os nossos cálculos, o índice de junho deverá avançar 0,88%, acima da
variação de maio (0,60%) e do IPCA-15 no mesmo período em 2014 (0,47%). Assim, se
confirmada a nossa estimativa, o IPCA-15 acumulado em 12 meses aceleraria novamente,
saindo de 8,24% para 8,68%, ainda mais afastado do teto da meta.
Preços administrados assim como alimentos seguem entre os destaques de alta. Os
reajustes de loterias, das tarifas de água e esgoto e, respectivamente, Tubérculos, raízes
e legumes explicam boa parte da piora. Além disso, devemos mencionar a aceleração de
serviços na esteira da alta de passagens aéreas.
Para o IPCA cheio do mês, revisamos nossa estimativa para 0,68%, especialmente pela
abertura desfavorável de alimentos e habitação. Se estivermos corretos, a taxa
acumulada em 12 meses atingirá 8,8%.
Marco Maciel
Marco Caruso
Economista-chefe
Economista
Horário
País
Indicador
Data
PINE
Mediana
Anterior
segunda-feira, 15 de junho de 2015
15:00
Brasil
Balança Comercial Semanal (USD milhões)
-
-
-
$1976
09:30
EUA
Empire Manufacturing (a.s.)
jun/15
-
6,0
3,09
10:15
EUA
Produção Industrial (MoM % a.s.)
mai/15
-
0,3%
-0,3%
17:00
EUA
Fluxo de Capital Estrangeiro (USD bilhões)
abr/15
-
-
-$100,9
jun/15
0,45%
-
0,52%
5,0%
-
3,86%
terça-feira, 16 de junho de 2015
08:00
Brasil
IGP-10 (MoM %)
08:00
Brasil
IGP-10 (YoY %)
08:00
Brasil
IPC-S (2ª Quadrissemana) (MoM %)
jun/15
-
-
0,85%
09:00 Brasil
PMC: Vendas no Varejo (MoM % a.s.)
abr/15
0,20%
0,70%
-0,9%
09:00 Brasil
PMC: Vendas no Varejo (YoY %)
abr/15
-2,00%
-1,70%
0,4%
09:00 Brasil
PMC: Vendas no Varejo Ampliado (MoM % a.s.)
abr/15
-1,00%
-0,70%
-1,6%
09:00 Brasil
PMC: Vendas no Varejo Ampliado (YoY %)
abr/15
-9,20%
-8,2%
-0,7%
06:00
Alemanha
Índice de Avaliação da Situação Atual
jun/15
63,5
65,7
06:00
Alemanha
Índice de Expectativas
jun/15
37,5
42
06:00
Z. do Euro Índice de Expectativa na Economia
jun/15
-
61,2
09:30
EUA
Novas Construções Residenciais (MoM % a.s.)
mai/15
-3,1%
20,2%
09:30
EUA
Concessão de Alvarás (MoM % a.s.)
mai/15
-3,50%
10,1%
quarta-feira, 17 de junho de 2015
12:30
Brasil
06:00
Z. do Euro CPI: Núcleo (YoY %)
08:00
EUA
15:00 EUA
Fluxo Cambial Semanal
12/jun
-
-
-
mai/15
-
0,9%
0,9%
Pedidos de Hipotecas (WoW % a.s.)
-
-
-
8,4%
FOMC - Decisão da taxa de juros (%)
-
-
0,25%
0,25%
quinta-feira, 18 de junho de 2015
05:00
Brasil
IPC (2ª Quadrissemana) (MoM %)
jun/15
-
-
0,61%
08:00
Brasil
IGP-M (2ª prévia) (MoM %)
jun/15
0,46%
-
0,41%
09:00
Brasil
Pesquisa Mensal de Serviços
abr/15
-
-
-
15:00
Brasil
Nível de Emprego Industrial
mai/15
-
-
-
09:30 EUA
CPI: núcleo (YoY %)
mai/15
-
1,8%
1,8%
09:30
EUA
Pedidos de auxílio desemprego (mil)
-
-
275
279
09:30
EUA
Ganho Real Médio Semanal (YoY%)
mai/15
-
-
2,3%
11:00
EUA
Sondagem Industrial - Filadélfia
jun/15
-
8,0
6,7
11:00
EUA
Indicadores Antecedentes (MoM %)
mai/15
-
0,4%
0,7%
sexta-feira, 19 de junho de 2015
08:30 Brasil
IBC-Br (MoM %)
abr/15
-0,30%
-0,45%
-1,07%
08:30 Brasil
IBC-Br (YoY %)
abr/15
-2,20%
-2,40%
0,54%
09:00 Brasil
IPCA-15 (MoM %)
jun/15
0,88%
0,69%
0,60%
09:00 Brasil
IPCA-15 (YoY %)
jun/15
8,68%
8,48%
8,24%
13:00
Discurso de L. Mester (Fed Cleveland)
-
-
EUA
-
Na Semana
-
Brasil
Caged (Emprego Formal) (mil)
mai/15
-58.000
-
-97.828
-
Brasil
Arrecadação Federal (em R$ bilhões)
mai/15
92,00
-
109,24
-
China
Investimento Estrangeiro Direto (YoY%)
mai/15
8,0%
10,5%
Disclaimers
Informações relevantes
1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes
comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer
informações e não constituem, nem devem ser interpretados como oferta ou solicitação de compra
ou venda de qualquer instrumento financeiro ou de participação em qualquer estratégia de negócios
específica, qualquer que seja a jurisdição. As informações contidas nestes comentários e
recomendações são consideradas confiáveis na data da divulgação destes comentários e
recomendações e foram obtidas a partir de qualquer das seguintes fontes: (i) fontes indicadas ao
lado da informação; (ii) preço de cotação no principal mercado regulado do valor mobiliário em
questão; (iii) fontes públicas confiáveis; (iv) base de dados do Banco Pine. O Banco Pine não declara
ou garante, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais
informações. Estes comentários e recomendações não são declarações completas ou resumos dos
valores mobiliários, mercados ou desenvolvimentos aqui abordados. As opiniões, estimativas e
projeções expressas nestes comentários e recomendações refletem o atual julgamento do analista de
investimento responsável pelo conteúdo destes comentários e recomendações na data de sua
divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. Da mesma forma, as cotações e
disponibilidades dos instrumentos financeiros são meramente indicativas e sujeitas a alterações sem
aviso prévio. O Banco Pine não está obrigado a atualizar, modificar ou corrigir estes comentários e
recomendações, nem informar o leitor sobre tais alterações.
2. Os analistas de investimento responsáveis pela elaboração destes comentários e recomendações
certificam que as opiniões expressas nestes comentários e recomendações refletem de forma precisa
e exclusiva suas visões e opiniões pessoais a respeito de toda e qualquer empresa analisada ou seus
valores mobiliários e foram produzidas de forma independente e autônoma. Uma vez que as opiniões
pessoais dos analistas de investimento podem ser divergentes entre si, o Banco Pine pode ter
publicado ou vir a publicar outros comentários e recomendações que não apresentem uniformidade
e/ou apresentem diferentes conclusões em relação às informações fornecidas nestes comentários e
recomendações. Os analistas de investimento declaram que não mantêm qualquer vínculo com
qualquer indivíduo que mantenha relações comerciais de qualquer natureza com as empresas
analisadas nestes comentários e recomendações e que não recebe qualquer remuneração por serviços
prestados, nem mantêm relações comerciais com empresas ou pessoa natural ou jurídica, fundo ou
universalidade de direitos, que represente os interesses das empresas analisadas nestes comentários
e recomendações. O analista de investimento, seu cônjuge ou companheiro não detém, direta ou
indiretamente, posições em valores mobiliários emitidos pelas empresas analisadas nestes
comentários e recomendações em sua carteira de investimentos pessoal, não têm interesse
financeiro e não estão pessoalmente envolvidos na aquisição, alienação ou intermediação de tais
valores no mercado. O analista de investimento, seu cônjuge ou companheiro não atua como
administrador, diretor ou membro do conselho consultivo das empresas analisadas nestes
comentários e recomendações.
3. A remuneração do analista de investimento é determinada pelos diretores do Banco Pine. Como
todos os funcionários do Banco Pine e suas empresas afiliadas, a remuneração dos analistas de
investimento é influenciada pelo resultado geral desta(s) companhia(s). Sendo assim, a remuneração
do analista de investimento pode ser considerada indiretamente relacionada a estes comentários e
recomendações, entretanto o analista de investimento responsável pelo conteúdo destes
comentários e recomendações garante que nenhuma parcela de sua remuneração esteve, está ou
estará, direta ou indiretamente, relacionada a quaisquer recomendações ou opiniões específicas
contidas nestes comentários e recomendações ou ligada a precificação de quaisquer dos valores
mobiliários discutidos nestes comentários e recomendações.
4. O Banco Pine, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum podem
possuir participação acionária, direta ou indireta, igual ou superior a 5% (cinco por cento) do capital
social das empresas analisadas nestes comentários e recomendações, e podem estar envolvidas na
aquisição, alienação ou intermediação de tais valores no mercado. O Banco Pine, suas controladas,
seus controladores ou sociedades sob controle comum declaram que recebem, ou pretendem
receber,remuneração por serviços prestados para as empresas analisadas nestes comentários e
recomendações ou para pessoas a ela ligadas.
5. Os instrumentos financeiros discutidos nestes comentários e recomendações podem não ser
adequados para todos os investidores. Estes comentários e recomendações não levam em
consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de
qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em
suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento baseada nas informações
contidas nestes comentários e recomendações. Caso um instrumento financeiro seja expresso em
uma moeda que não a do investidor, uma alteração nas taxas de câmbio pode impactar
adversamente o preço, valor ou rentabilidade do instrumento financeiro e o leitor destes
comentários e recomendações assume quaisquer riscos de câmbio. A rentabilidade de instrumentos
financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode, direta ou indiretamente, aumentar
ou diminuir. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros,
e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita nestes comentários e
recomendações em relação a desempenhos futuros. O Grupo Pine se exime de qualquer
responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização
destes comentários e recomendações ou de seu conteúdo.
6. Estes comentários e recomendações não podem ser reproduzidos ou redistribuídos para qualquer
pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito
do Banco Pine. Informações adicionais sobre os instrumentos financeiros discutidos nestes
comentários e recomendações estão disponíveis sob consulta.
Certificação de analistas
Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório de análise são certificados de acordo com a
regulamentação brasileira.

Documentos relacionados

Calendário Econômico Pine: Sem alívio

Calendário Econômico Pine: Sem alívio 1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informaçõe...

Leia mais

Pine Flash Note: Game of chicken

Pine Flash Note: Game of chicken 1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informaçõe...

Leia mais

Sangue frio - Banco Pine

Sangue frio - Banco Pine 1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informaçõe...

Leia mais

Grãos: Acreage

Grãos: Acreage 1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informaçõe...

Leia mais

Grãos: Intenções de Plantio

Grãos: Intenções de Plantio 1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informaçõe...

Leia mais

O ano do ajuste e um fio de esperança

O ano do ajuste e um fio de esperança 1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informaçõe...

Leia mais

Grãos: Final do plantio americano

Grãos: Final do plantio americano 1. Estes comentários e recomendações foram elaborados pelo Banco Pine S.A. (“Banco Pine”) Estes comentários e recomendações possuem caráter informativo, têm como único propósito fornecer informaçõe...

Leia mais

Disparidades da inflação

Disparidades da inflação obrigações fiduciárias com os destinatários deste relatório e, ao divulgá-lo, não apresenta capacidade fiduciária. O presente relatório não deve ser considerado pelos destinatários como um substitu...

Leia mais

Graus de Miopia

Graus de Miopia dignos de confiança na data de publicação do mesmo e foram obtidas de uma, ou mais, das fontes a seguir descritas: (i) fontes expressas ao lado da informação; (ii) preço de cotação no principal mer...

Leia mais