Arno_Paraty-228(2)

Сomentários

Transcrição

Arno_Paraty-228(2)
FOTOGRAFIA CRIATIVA
CAMUFLAGEM
corporal
E
ra verão de 1963 e o jovem Arno
Rafael Minkkinen, 18 anos, aproveitou o dia de folga do trabalho
como salva-vidas em um acampamento de escoteiros e viajou
cerca de 30 km para assistir a 8 1/2,
de Federico Fellini, em um cinema de Nova
York. O surrealismo do clássico do cinema
italiano e mundial influenciaria para sempre o jovem imigrante finlandês, que na
época sonhava em escrever um grande
romance americano, ideia que caiu por
terra ao descobrir, aos vinte e poucos anos,
que “queria ser um artista de si mesmo”.
Ou seja, fazer ousados autorretratos mimetizando seu corpo em paisagens inóspitas ou em situações inusitadas. “A câmera me trouxe a possibilidade de escrever esse romance com imagens em vez
de palavras. Dessa forma, ainda poderia
me tornar um Fellini da câmera”, diz. E
há cerca de 45 anos ele vem contando
essa história. Entre os dias 23 e 27 de setembro de 2015, o romance deve ganhar
mais um capítulo. Minkkinen vem pela
primeira vez ao Brasil para participar do
Autorretrato de
Minkkinen feito
em 2013, em
Independence
Pass, no estado do
Colorado, nos EUA
Arno Rafael Minkkinen
O finlandês Arno Rafael Minkkinen faz autorretratos em que mimetiza o seu corpo
na paisagem. Ele é uma das grandes atrações da 11a edição do Paraty em Foco
POR KARINA SÉRGIO GOMES
92 • Fotografe Melhor no 228
Setembro 2015 • 93