Boletim eletrônico do LAE/FMVZ/USP, ed. 50, 31 mar. 2012

Сomentários

Transcrição

Boletim eletrônico do LAE/FMVZ/USP, ed. 50, 31 mar. 2012
Socioeconomia & Ciência Animal
Boletim Eletrônico do LAE/FMVZ/USP
Edição 050, de 31 de março de 2012
Trazemos diversos anúncios de oportunidades de
trabalho, com destaque para concursos em
universidades públicas. As seções de livros
publicados, de eventos científicos nacionais e
internacionais também trazem novidades.
Boa leitura...
EDITORIAL
A ideia de Arranjo Produtivo Local (APL), aplicada
à ovinocultura brasileira, é discutida na matéria de
capa desta edição. O APL pode ser uma
importante estratégia para o desenvolvimento do
setor, que ainda se depara com uma série de
desafios.
A evolução das exportações brasileiras de
bovinos vivos também é analisada nesta edição.
No ano de 2010 foram mais de 650 mil animais
exportados. Recentemente, em um navio que
levava 5 mil cabeças para o Egito, 2.700 animais
morreram devido às condições inadequadas de
transporte. O crescimento expressivo desses
embarques começa a gerar polêmica na
sociedade.
Em nosso monitoramento das publicações
nacionais e internacionais, selecionamos artigos
da Revista Brasileira de Zootecnia, Revista de
Economia e Sociologia Rural, Revista Brasileira
de Agropecuária Sustentável, Revista Brasileira
de Ciência Avícola, Revista Brasileira de Saúde e
Produção Animal, Revista Empreendedorismo,
Gestão e Negócios, Cadernos de Campo,
Pesquisa Agropecuária Tropical e Agricultural
Systems.
No ano de 2011, nos programas de pósgraduação em produção animal da FMVZ e da
FZEA, foram defendidos 39 trabalhos de
conclusão de curso, entre mestrado e doutorado.
Nesta edição apresentamos a lista completa das
teses e dissertações produzidas aqui no campus
de Pirassununga no ano passado.
Nossas sugestões de leitura estão bem variadas,
contemplando desde os investimentos brasileiros
em internacionalização de seus pesquisadores,
passando pelo problema da conservação de
recursos genéticos, a produção de carne em
laboratório, o risco de esgotamento dos recursos
pesqueiros mundiais, dentre outros.
Os editores
DIVULGAÇÃO I
ARRANJO PRODUTIVO LOCAL (APL) NA
OVINOCULTURA: ANÁLISE DAS REGIÕES
BRASILEIRAS
Evelyn da Silva Pereira1
Aloisio Espindola2
Augusto Hauber Gameiro3
RESUMO: A ovinocultura apresenta-se como
atividade rentável ao agronegócio nacional e vem
crescendo significativamente em termos de
conquista de mercado. Mas ainda são muitos os
gargalos encontrados para a consolidação
econômica na produção do rebanho ovino.
Atualmente, várias formas de organização vêm
sendo apresentadas como possíveis soluções
para tais gargalos. A concepção de “Arranjo
Produtivo Local” (APL) pode ser uma alternativa
viável aos produtores de ovinos, pois promove a
ligação entre os mesmos e a formação de uma
identidade própria à região escolhida. Este estudo
tem como objetivo apresentar os APLs de
ovinocultura existentes atualmente no Brasil.
1.
Introdução
A ovinocultura vem apresentando um crescimento
notável nos últimos tempos o que indica ser
atividade rentável do agronegócio. Atualmente,
percebe-se que o número de ovinocultores
1
Aluna de graduação em Tecnologia de Agronegócio,
Faculdade de Tecnologia de Mogi das Cruzes (FATEC).
Pesquisadora de iniciação científica no Laboratório de
Análises Socioeconômicas e Ciência Animal (LAE),
Departamento de Nutrição e Produção Animal (VNP),
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ),
Universidade
de
São
Paulo
(USP).
E-mail:
[email protected]
2
Professor da Faculdade de Tecnologia de Mogi das Cruzes
(FATEC).
3
Professor do Departamento de Nutrição e Produção Animal
da FMVZ/USP. Coordenador do Laboratório de Análises
Socioeconômicas e Ciência Animal (LAE).
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
1
aumentou em todo país e com atenção especial
ao Estado de São Paulo na região Sudeste. Logo
nasce o desafio de gerar soluções que promovam
a harmonia entre os agentes envolvidos. Com
isso, supõem-se fortalecer relações que
mantenham a participação de cada produtor na
região em que se situa.
O Arranjo Produtivo Local (APL) pode ser
enxergado como oportunidade de organização
entre os produtores de ovinos (pecuaristas), e
entre eles e os demais elos da cadeia
agroindustrial. Esta concepção considera um
conjunto de ovinocultores como fonte participativa
em uma dada região. Para tal, os mesmos devem
estar ligados entre si e em contato com as
oportunidades exteriores, tais como a busca por
tecnificação e inovação nos processos produtivos,
o diálogo cotidiano com órgãos governamentais,
a relação aberta para a comercialização dos
produtos, etc.
cooperação e aprendizagem entre si, contando
também com apoio de instituições locais como
governo, associações empresariais, instituições
de crédito, ensino e pesquisa.
Segundo Riva (2007, p.6) APLs são “um
aglomerado de empresas produtoras de um
mesmo tipo de produto em um mesmo território,
que interage, articula, coopera e possuem
relações de aprendizado com empresas,
instituições de ensino, pesquisa, associações e
governo”.
O conceito de sistema e Arranjo Produtivo Local
(APL) é fundamentado na visão evolucionista
sobre inovações tecnológicas e de gestão,
envolvendo tudo que deriva do processo
institucional de produção e difusão tecnológica e
de movimento dinâmico que ocorre no seu
entorno por conta dos encadeamentos produtivos
na empresa (SANTANA, 2005).
Por tratar-se de um conceito relativamente novo
na área acadêmica e em aplicações práticas, o
APL está sendo desenvolvido em diversas áreas
de conhecimento. Na temática rural ainda é
pequena a contribuição para este assunto, em
especial para casos como o da ovinocultura.
Essas aglomerações, dependendo de sua
configuração, podem ainda se chamar, sistemas
locais de inovações, sistemas produtivos locais,
clusters, entre outros; tendo em comum ênfase na
importância dos aspectos locais para o
desenvolvimento e a competitividade das
empresas (BNDES, 2004).
2. Definições de Arranjo Produtivo Local (APL)
Em tese, APL pode ser caracterizado por
concentrações
geográficas
de
empresas
setorialmente especializadas onde a produção de
um bem ou serviço tende a ocorrer verticalmente
e em meio a sólidas relações inter-empresas à
montante e à jusante da cadeia produtiva
(HOWELL, 2000; BRITTO & ALBUQUERQUE,
2002; LLORENS, 2001; SANTANA, 2004;
SUZIGAN, 2001).
“Arranjos produtivos locais são aglomerações
territoriais de agentes econômicos, políticos e
sociais - com foco em um conjunto específico de
atividades econômicas - que apresentam vínculos
mesmo que incipientes. Geralmente envolvem a
participação e a interação de empresas - que
podem ser desde produtoras de bens e serviços
finais até fornecedoras de insumos e
equipamentos, prestadoras de consultoria e
serviços, comercializadoras, clientes, entre outros
- e suas variadas formas de representação e
associação. Incluem também diversas outras
organizações públicas e privadas voltadas para:
formação e capacitação de recursos humanos,
como escolas técnicas e universidades; pesquisa,
desenvolvimento
e
engenharia;
política,
promoção e financiamento” (GTP-APL/MIDC,
2011).
O SEBRAE (2012) cita que os APLs são
aglomerações de empresas com a mesma
especialização produtiva e que se localizam em
um mesmo espaço geográfico. As empresas dos
APLs mantêm vínculos de articulação, interação,
“Entre os diversos tipos de redes relacionais,
destacam-se os chamados clusters ou arranjos
produtivos locais, formados por médias,
pequenas e microempresas, e sustentados pela
capacidade
inovativa/empreendedora
e
tecnológica em um território produtivo” (SEBRAE,
2012).
Na Tabela 1 são apresentados os três tipos de
APL mais comuns e suas características
específicas de acordo com Mytelka e Farinelli
(2000):
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
2
Tabela 1. Tipologia consagrada de Cluster/APL
Existência de liderança
Tamanho das firmas
Capacidade inovadora
Confiança interna
Nível de tecnologia
Linkages
Cooperação
Competição
Novos produtos
Exportação
Cluster/APL
informais
Baixa
Média e pequena
Pequena
Pequena
Pequena
Algum
Pequena
Alta
Pouco, nenhum
Pouco, nenhuma
Cluster/APL
organizados
Baixa e média
MPME
Alguma
Alta
Média
Algum
Alguma e alta
Alta
Alguns
Média e alta
Cluster/APL
inovadores
Alta
MPME e grande
Contínua
Alta
Média
Difundido
Alta
Média e alta
Continuamente
Alta
Obs.: MPME = micro, pequena e média empresa.
Fonte: MYTELKA e FARINELLI (2000).
2.1.
Vantagens do APL
Serão descritas as principais vantagens dos
APLs, segundo proposto pela RedeSist4:
a) Representa uma unidade prática de
análise e investigação que vai além
daquela que enfatiza a organização
individual, superando as restrições da
abordagem setorial e permitindo o
estabelecimento de uma ponte entre o
território e as atividades econômicas;
b) Objetiva abarcar o grupo de diferentes
agentes
(firmas
e
organizações
responsáveis por educação, treinamento,
P&D, promoção, financiamento, etc.) e
atividades econômicas correlatas que
usualmente
caracterizam
qualquer
sistema produtivo e inovativo local;
c) Simboliza e abrange todo o espaço real
onde
o
aprendizado
ocorre,
as
capacitações produtivas e inovações são
criadas e o conhecimento tácito flui; e
d) Destaca-se a relevância de se trabalhar
com atores coletivos com um olhar e
ação
sistêmicos,
mobilizando
a
participação dos agentes locais e, ao
mesmo tempo, garantindo a coerência e
coordenação em nível nacional.
Como alternativa, tem se percebido que os APLs
podem ser uma estratégia para valorização do
4
RedeSist (Rede de Pesquisa em Sistemas e Arranjos
Produtivos e Inovativos Locais) é uma rede de pesquisa
interdisciplinar sediada no Instituto de Economia da
Universidade Federal do Rio de Janeiro, e que conta com a
participação de várias universidades e institutos de pesquisa
no Brasil, além de manter parcerias com outras instituições da
América Latina, Europa e Ásia. Ela busca estudar e gerar
conhecimento focado em APL nacionalmente e no exterior.
Site: http://www.redesist.ie.ufrj.br/
local, empregando pessoas da comunidade,
evitando assim o êxodo para as metrópoles. Uma
das formas de o governo alavancar os APLs é a
criação de políticas que apoiem e ajudem no
desenvolvimento dessas aglomerações de
empresas. Essas políticas de incentivos aos APLs
no país têm se tornado consistentes, já sendo
possível
visualizar
resultados
satisfatórios
(BARROSO e SOARES, 2009, p. 1437).
2.2.
Desafios na aplicação de Arranjo
Produtivo Local
Um dos desafios do APL é sua demarcação
territorial. Diversos critérios têm sido empregados,
complementados ou não com mecanismos de
controle, porém não há ainda um indicador ou
combinação de indicadores que equacione esse
desafio a contento. Todos os critérios utilizados
até o momento apresentam fortes limitações.
Na nova temática de economias locais as
análises passam de um movimento mecanicista e
estático para uma perspectiva mais qualitativa e
dinâmica
das
mudanças
tecnológicas,
enfatizando-se o papel da competitividade
sistêmica (KRUGMAN, 1991; DESROCHERS,
1998).
A RedeSist cita que é um desafio também o
processo de conhecer em detalhe as reais
limitações e oportunidades apresentadas nos
diferentes arranjos produtivos brasileiros, além da
contextualização mais ampla onde os mesmos se
inserem, visando definir formas de atuar sobre
tais realidades e o de mobilizar atores na
implementação de novas políticas de promoção
tecnológica.
3. Ovinocultura
Segundo Lucena et al. (2008) o Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)
aponta o Brasil como 14° maior produtor mundial
de ovinos com um plantel aproximado de 15
milhões de cabeças e com um crescimento anual
em torno de 2,5% em sua produção.
A Pesquisa Pecuária Municipal 2008-2009
também demonstra que a ovinocultura vem
crescendo. O rebanho brasileiro de ovinos em
2009 alcançou 16.812.105 de cabeças (IBGE,
2009). Tem-se o seguinte efetivo do rebanho em
cada região (2009): no Norte, 547.903 cabeças;
no Nordeste, 9.566.776; no Sudeste, 761.952; no
Sul, 4.807.596; e no Centro-Oeste, 1.127.878.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
3
Esta atividade é um ramo do agronegócio que
tem apresentado destaque nos últimos anos,
sendo atividade conhecida pelos produtores por
ter rápido giro do capital investido com alta
lucratividade (SEABRA, 2004).
4. Arranjo Produtivo Local na Ovinocultura
No Brasil já existem alguns APLs de ovinocultura.
Estes estão em diferentes regiões do território
tendo maior proporção no Norte e Nordeste. O
mapa a seguir ilustra as áreas que concentram os
mesmos.
Figura 1. Estados identificados com presença de
APLs de ovinocultura.
Quadro 1. APLs de ovinocultura e/ou
caprinocultura, por municípios.
APL
Estado
Ovinocultura
Mato Grosso do Sul
Ovinocaprinocultura
Ceará
Caprinovinocultura
Pernanbuco
Ovinocaprinocultura
Sergipe
Caprinovinocultura
Bahia
Municípios (Região)
Caracol, Bela Vista, Antônio João,
Pontaporã,
Dourados,
Aral
Moreira,
Laguna
Carapã,
Caarapó, Amambaí.
Califórnia, Cipó dos Anjos,
Custódio, Daniel de Queiróz, Dom
Maurício, Juá, Juatana, Riacho
Verde, Sede, São Bernardo, São
João dos Queiróz, Tapuiará,
Várzea da Onça.
Serra Talhada, Custódia e
Sertânia.
Canindé do São Francisco,
Gararu, Monte Alegre, Nossa
Senhora
da
Glória,
Poço
Redondo, Porto da Folha, Carira,
Pinhão, Lagarto, Poço Verde,
Riachão do Dantas, Simão Dias e
Tobias Barreto.
Ponto Novo, Senhor do Bonfim
Andorinha, Antônio Gonçalves
Campo Formoso, Filadelfia e
Jaguarari.
Fonte: Dados organizados pelos autores.
Já existem resultados substancias e melhorias
que foram promovidos pelos APLs citados.
Podem-se citar como principais resultados:
aumento da produtividade, capacitação, inovação
na gestão e a qualidade do rebanho. O Quadro 2
relaciona estas melhorias a cada um dos APLs.
Quadro 2. Resultados alcançados pelos APLs de
ovinocultura.
Região do APL
ovinos
Quixadá - CE
Fonte: Resultado da pesquisa.
A partir da distribuição apresentada conclui-se
que os APLs de ovinos existentes estão em sua
maior parte na região Norte e Nordeste do país, o
que evidência a busca por diagnóstico de outras
áreas geográficas que também respondem a
parcelas
significativas
na
atividade
de
ovinocultura.
No quadro a seguir contam os arranjos produtivos
locais identificados em cada estado e os
municípios correspondentes a sua participação.
Aumento da
produtividade
Redução da
mortalidade;
Melhora das técnicas
de plantio para
alimentação,
Capacitação
Maiores níveis de
desempenho;
Implementação de
técnicas do manejo
do rebanho.
Aumento do
conhecimento
técnico e gerencial
dos empresários;
Qualificação 100%
da mão-de-obra
local
Inovação na gestão
Gestão dos custos,
tecnologia e apoio
financeiro.
Desenvolvimento de
novos produtos
(temperados,
defumados,
enlatados e
semiprontos).
Salvador - BA
Aumento do consumo
da carne de ovinos
no mercado
Nossa Senhora
da Glória - SE
Aumento em 10% do
número de animais
comercializados;
Aumento em 30%
dos animais abatidos
sob inspeção
Capacitação
Valorização da
Identidade Local;
Crédito
Ponta Porã - MS
Utilização de
subprodutos para
aumento de renda: lã.
Capacitação para
técnicos e
produtores sobre
manejo de
pastagem
Plano de negócios
Fonte: Dados organizados pelos autores.
4. Conclusão
É notável que o número de arranjos produtivos
locais na ovinocultura já é expressivo e a maioria
está localizada na região Nordeste. Ações como
estas por parte dos produtores podem ser
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
4
bastante válidas para o crescimento da cadeia
produtiva ovina, uma vez que valorizam o produto
e agregam valor à economia de uma região.
Outro ponto positivo a favor dos APLs na
ovinocultura é a união dos ovinocultores para
determinação de uma identidade local que
represente os mesmos frente a outros locais de
interesse, como, por exemplo, na possibilidade de
investimentos na atividade.
Espera-se então que regiões como o Sul e
Sudeste, que também são responsáveis por uma
grande fatia na produção de ovinos, possam
determinar seus APL’s com o objetivo de
aumentar o conhecimento das técnicas de
manejo,
possibilitar
maior
visualização
governamental e crescimento para a cadeia de
produção nacional.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ASPACO. Associação Paulista de Criadores de
Ovinos.
Disponível
em:
<http://www.aspaco.org.br/>.
Acessado
em:
24.10.2011.
BARROSO, J.A.; SOARES, A.A.C. O impacto das
políticas públicas no desenvolvimento de arranjos
produtivos locais: o caso do APL de
ovinocaprinocultura em Quixadá, Ceará. Rio de
Janeiro: RAP, 2009.
BNDES.
Arranjos
Produtivos
Locais
e
Desenvolvimento, Versão Preliminar. 2004, 76p.
BRITTO, J.; ALBUQUERQUE, E.M. Clusters
industriais na economia brasileira: uma análise
exploratória a partir de dados da Rais. Estudos
Econômicos, v.32, n.1, p.71-102, 2002.
CEPEA/CNA. 2003. Metodologia do índice de
preços dos insumos utilizados na
produção pecuária brasileira. [on line] Disponível
na
URL:
http://www.cepea.esalq.usp.br/boi/metodologiacn
a.pdf.
DESROCHERS, P. A geographical perspective on
austrian economics. The quarterly Journal of
Austrian Economics, v.1, n.2, p.63-83, Summer,
1998.
GTP-APL/MDIC. Grupo de Trabalho Permanente
para Arranjos Produtivos Locais. Manual de
Apoio aos Arranjos Produtivos Locais. Disponível
em:
http://www.mdic.gov.br/sitio/interna/interna.php?
area=2&menu=300#o que sao. Acessado em:
25.10.2011.
HOWELL, J. Knowledge, inovation and location.
In: BRYSON, J.R.; DAMELS, P.W.; HENRY, N.;
POLLARD (eds.) Knowledge, space, economy.
London: Routtedge, 2000. p.50-62.
IBGE. Diretoria de Pesquisas, Coordenação de
Agropecuária, Pesquisa da Pecuária Municipal
2009.
Disponível
em:
<
http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/
ppm/2009/tabelas_pdf/tab01.pdf>. Acessado em:
14.06.2011.
KRUGMAN, P. Geography and trade. Cambridge:
Mit Press, 1991.
LLORENS, F.A. Desenvolvimento econômico
local: caminhos e desafios para a construção de
uma nova agenda política. Rio de Janeiro:
BNDES, 2001.
LUCENA, L.P.; et al . Cadeia Produtiva da
ovinocultura em Mato Grosso do Sul: Uma análise
de seu sistema de coordenação agroindustrial. In:
XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de
Economia. Administração e Sociologia RuralSOBER, 2008, Dracena- SP.
MYTELKA, L. K. E FARINELLI, F. Local Clusters,
innovation
systems
and
sustained
competitiveness. In: Arranjos e Sistemas
Produtivos Locais e as Novas Políticas de
Desenvolvimento Industrial e Tecnológico.
Anais...
Rio
de
Janeiro:
Instituto
de
Economia/UFRJ, 2000.
RAINERI,
C.
Desenvolvimento
de
uma
metodologia de cálculo de custos e de um
indicador de custos de produção para a
ovinocultura paulista de corte. (Projeto de
Pesquisa de Doutorado). Pirassununga, USP,
2011.
RIVA, F. R. Sistema Produtivos Locais do
APLLEITE: Fatores de Produção, Mercado e
Emprego no Município de Jaru. Porto Velho/RO,
2007.
SANTANA, A. C. Arranjos produtivos locais na
Amazônia: metodologia para identificação e
mapeamento. Belém: ADA, 2004. 105p. (Texto
para discussão, 01).
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
5
SEABRA, L. Ovelhas no pasto, dinheiro no bolso.
Secretaria de Comunicação da Universidade de
Brasília. 2004
SUZIGAN, W., FURTADO, J., GARCIA, R.,
SAMPAIO, S.E.K. Aglomerações industriais no
Estado de São Paulo. Economia Aplicada, v.5,
n.4, p.698-717, out./dez. 2001.
DIVULGAÇÃO II
BREVE ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES
BRASILEIRAS DE BOVINOS VIVOS
(1997 A 2011)
Charle Zottis5
Augusto Hauber Gameiro6
Neste texto apresentamos uma breve análise da
evolução dos embarques brasileiros de bovinos
vivos nos últimos anos.
O sistema Aliceweb, do Ministério do
Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior,
foi utilizado como fonte de consulta dos dados.
Foram considerados os seguintes códigos NCM,
com sua respectiva classificação: 1021010
(bovinos reprodutores de raça pura, prenhe ou
cria ao pé),1021090 (outros bovinos reprodutores
de raça pura), 1022110 (bovinos reprodutores
raça pura, prenhe ou c/ cria ao pé), 1022190
(outros bovinos reprodutores de raça pura),
1022911 (outros bovinos para reprodução, prenhe
ou c/ cria ao pé), 1022919
(outros
bovinos
para reprodução), 1022990 (outros bovinos
vivos), 1029011 (outros bovinos para reprodução,
prenhe ou c/ cria ao pé), 1029019 (outros bovinos
para reprodução), 1029090 (outros bovinos
vivos).
A Tabela 1 apresenta a consolidação dos dados
anuais de exportação.
5
Aluno do curso de graduação em Zootecnia da Universidade
Federal de Santa Maria (UFSM), campus de Palmeira das
Missões RS. Estagiário do Laboratório de Análises
Socioeconômicas e Ciência Animal (LAE), Departamento de
Nutrição e Produção Animal (VNP), Faculdade de Medicina
Veterinária e zootecnia (FMVZ), Universidade de São Paulo
(USP). E-mail: [email protected]
6
Professor do Departamento de Nutrição e Produção Animal
da FMVZ/USP. Coordenador do Laboratório de Análises
Socioeconômicas e Ciência Animal (LAE).
Tabela 1. Evolução das exportações anais de
bovinos vivos pelo Brasil (1997 a 2011).
1997
Quantidade
(cabeças)
2.681
Valor
(US$ FOB)
472.954
1998
6.608
1.104.522
1999
2000
7.477
279
1.006.053
232.535
2001
294
212.595
2002
1.034
683.434
2003
3.689
1.356.202
Ano
2004
15.501
823.433
2005
113.205
31.467.667
2006
246.176
73.406.610
2007
2008
2009
438.426
414.353
530.226
265.242.409
389.865.867
443.517.129
2010
2011
654.964
404.853
658.663.405
444.852.317
Fonte dos dados: Aliceweb; elaborado pelos
autores.
Os dados mostram que as exportações de
bovinos vivos eram pontuais e esporádicas até o
ano
de
2004.
Essas
diziam
respeito,
basicamente, a animais reprodutores de alta
genética. Porém, a partir do ano de 2005, o
número de animais exportados salta em mais de
7 (sete) vezes, passando de 15 mil em 2004, para
113 mil em 2005. A partir desse ano, os volumes
passam a ser significativamente crescentes e
bastante expressivos, para atingir o recorde anual
em 2010, com mais de 650 mil cabeças
embarcadas.
Tais embarques dizem respeito, principalmente, a
animais para abate no país destino, e não para
reprodução ou formação de rebanhos.
Em termos de geração divisas essas exportações
têm gerado algo como meio bilhão de dólares por
ano, o que é bastante significativo. Todavia, as
boas cifras são apenas uma pequena parte do
contexto.
Em relação aos destinos, a Tabela 2 apresenta os
dados de exportação dos últimos cinco anos por
bloco econômico importador. A Figura 1
apresenta a participação de cada bloco no
volume total importado do Brasil no período de
2007 a 2011.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
6
Tabela 2. Evolução das exportações de bovinos
vivos pelo Brasil, por bloco econômico de destino
(2007 a 2011).
“Exportação de gado vivo: 2,7 mil bois morrem
em navio no Mar Vermelho”, veiculada pelo portal
Beef Point em 07 de março de 2012.
“ONG denuncia morte de 2,75 mil bovinos em
navio do Brasil”, veiculada pelo portal Rural BR
em 07 de março de 2012.
Fonte dos dados: Aliceweb; elaborado pelos
autores.
“Brazilian vessel looses half 5.000 cattle on board
and has no port to dock”, veiculada pela agência
de notícias South Atlantic em 14 de março de
2012.
ARTIGOS PUBLICADOS
SADC: 0,89%
CPLP: 0,85%
Ásia 5: 0,08%
ECOWAS:
0,04%
Liga Árabe:
21,98%
AL e Caribe:
76,16%
Figura 1. Participação dos blocos econômicos
importadores de bovinos vivos do Brasil (média
do número de cabeças entre 2007 e 2001).
Os dados mostram que a América Latina/Caribe é
o principal bloco de destino dos bovinos
exportados pelo Brasil, com mais de 76% dos
embarques no período entre os anos de 2007 e
2011. Em segundo lugar aparecem os países da
Liga Árabe, com 22%. Em bem menor escala, os
países dos demais blocos, principalmente nações
africanas (SADC, CPLP e ECOWAS).
A rápida evolução dessas exportações tem
causado importantes discussões na sociedade.
No início de março, 2.700 animais morreram a
bordo de um navio panamenho que levava os
animais para o Egito. Aproximadamente 5 mil
bovinos estavam a bordo. Informações adicionais
podem ser obtidas acessando-se notícias
veiculadas na mídia:
A AGRICULTURA FAMILIAR NA
CADEIA PRODUTIVA DE CARNE
OVINA E CAPRINA NO SEMIÁRIDO
Devido à importância da agropecuária familiar na
produção de alimentos no Brasil, esta revisão tem
como objetivo ressaltar as peculiaridades deste
setor produtivo. A mão de obra utilizada na
agricultura familiar ainda é pouco qualificada,
prejudicando a aplicação de novas tecnologias
nas atividades rurais. Este fator ainda é
impactante no que diz respeito ao gerenciamento
dos estabelecimentos rurais, sendo este de forma
empírica, sem o conhecimento suficiente para
inserção no mercado. As carnes de ovinos
comercializadas no Brasil contam com grande
participação do mercado externo. A cadeia
produtiva da caprinovinocultura de carne
encontra-se desarticulada e desorganizada, onde
não ha integração entre os elos da cadeia. A
despadronização, sazonalidade de produção e
baixa qualidade dos produtos são limitantes ao
desenvolvimento desta atividade no Rio Grande
do Norte e no Nordeste. A agricultura familiar é
uma alternativa palpável para aumentar os
índices de produtividade agropecuária, tomando
para si a responsabilidade no aumento da
produção de alimentos.
Emerenciano Neto, J.V.; Bezerra, M.G.S.; França,
A.F.; Assis, L.C.S.L.C.; Difante, G.S. A agricultura
familiar na cadeia produtiva de carne ovina e
caprina no semi-árido. Revista Brasileira de
Agropecuária Sustentável, v.1, n.2, p.10-16,
2011.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
7
PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NA
BOVINOCULTURA DE CORTE
BRASILEIRA
A taxa de crescimento do agronegócio brasileiro e
sua posição no cenário mundial têm despertado a
atenção de vários países desenvolvidos. O
objetivo com este trabalho foi determinar um
conjunto de práticas sustentáveis na base da
cadeia de produção de carne bovina e
demonstrar formas de aproveitar a imagem
positiva por meio de certificações e rotulagens.
Para a realização deste trabalho foi utilizado o
método de pesquisa bibliográfica, com a releitura
de pesquisas científicas já efetuadas e
bibliografias existentes que se referem ao assunto
proposto. A sustentabilidade surge para combater
o desgaste proveniente da utilização de
máquinas, uso intensivo do solo, especialização
da produção e uso de insumos químicos, que têm
levado ao esgotamento dos recursos naturais e,
ao mesmo tempo, efeitos socioeconômicos
negativos. A adoção de processos produtivos
sustentáveis tem aumentado o valor percebido
dos
produtos
entre
os
consumidores,
transformando-os em produtos diferenciados, ao
invés de simples commodities. Esse fato eleva o
valor dos produtos, cujas margens de lucro
podem compensar os custos pela adoção das
novas práticas.
Pereira, V.V.; Mangualde, R.M.; Sbrissia, G.F.
Práticas sustentáveis na bovinocultura de corte
brasileira. Revista Brasileira de Agropecuária
Sustentável, v.1, n.2, p.26-34, 2011.
VIABILIDADE ECONÔMICA DE UM SISTEMA
DE PRODUÇÃO DE PECUÁRIA BOVINA SOB
ALTA LOTAÇÃO: USO NA PESQUISA E NA
PECUÁRIA COMERCIAL
Um estudo de viabilidade foi desenvolvido para
verificação da economicidade de um sistema de
produção de ciclo completo de pecuária de
bovinos de corte, sob alta lotação, concebido para
a utilização em pesquisas na FMVZ/USP. Foram
utilizados nove cenários – definidos a partir da
variação de preços dos produtos vendidos e
utilização de capital próprio e de recursos de
financiamento rural via Programas do BNDES.
Adicionalmente, utilizou-se um décimo cenário –
considerando o arrendamento de área liberada a
partir da intensificação do sistema de produção. O
método de análise econômica utilizado foi o de
Fluxo de Caixa e as técnicas aplicadas foram:
Payback Simples, Payback Descontado, Valor
Presente Líquido e Taxa Interna de Retorno. O
sistema mostrou-se economicamente viável
estritamente para o cenário que considerou o
nível máximo de projeção de preços da arroba da
carne e para o cenário que considerou o
arrendamento de área liberada a partir da
intensificação do sistema de produção. A
utilização de financiamento via Programa de
Crédito Rural do BNDES proporcionou melhora
expressiva nos resultados e índices utilizados na
análise.
Rodrigues, R.; Gameiro, A.H.; Prada e Silva, L.F.;
Alves, T.C. Viabilidade econômica de um sistema
de produção de pecuária bovina sob alta lotação:
uso na pesquisa e na pecuária comercial. Revista
Brasileira de Saúde e Produção Animal , v.13,
n.1, 2012, p.244-257, 2012.
BREEDING OBJECTIVES AND ECONOMIC
VALUES FOR TRAITS OF LOW INPUT FAMILYBASED BEEF CATTLE PRODUCTION SYSTEM
IN THE STATE OF RIO GRANDE DO SUL
The objectives of this study were to define
breeding objectives and derive economic weights
for production traits in family-based beef cattle
systems, assess the sensitivity of these weights to
changes in market and husbandry indicators and
estimate the expected genetic changes in the
selection criteria proposed. Based on data from
the production systems, farms revenues and
expenses, obtained from interviews and meetings
with producers, a bioeconomic model was
derived, relating biological traits of animals with
the financial result of the production system based
on calf-crop, selling male calves and culling cows
for finishing. Traits considered in the model as
breeding goals were weaning rate, weaning
weight and cow weight. The economic weights,
obtained by the partial derivative of the
bioeconomic model with respect to the trait in
question, assessed on the average value of the
remaining traits, were R$ 73.21% for weaning
rate, R$ 17.07/kg for weaning weight and R$
4.75/kg for cow weight. An index for joint selection
of these three criteria would allocate 89.5% of
importance to weaning rate, 6.9% for weaning
weight and 3.6% for cow weight. In this way, for
every R$ 100.00 of genetic gain in this index,
there would be an increase of 1.4% in weaning
rate, but with reduction of 0.004 kg in weaning
weight and 0.665 kg in cow weight due to
negative genetic association between these traits.
The proposed index and the relative importance
identified for the economic traits can guide the
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
8
selection decisions of smallholders, both in the
choice of their animals and in the acquisition of
bulls, cumulatively increasing the productivity of
their herds.
Laske, C.H.; Teixeira, B.B.M.; Dionello, N.J.L.;
Cardoso, F. F. Breeding objectives and economic
values for traits of low input family-based beef
cattle production system in the State of Rio
Grande do Sul. Revista Brasileira de Zootecnia,
v.41, n.2, p.298-305, 2012.
USING NONPARAMETRIC
ANALYSIS (DEA) FOR
MEASURING TECHNICAL
EFFICIENCY IN POULTRY FARMS
The objective of this study was to determine the
economic efficiency of resource utilization in
broiler production farms using a non-parametric
production function, data envelopment analysis
(DEA). Data for the analysis were collected from a
cross section of 44 farmers using a multi-stage
sampling procedure. In DEA models the farmers
that produce their level of output with the least
amount of input serve as benchmarks against
which the input use inefficiency of all other
farmers can be measured. The total variable
costs, net return and benefit cost ratio were
calculated to be 3506.29 $ (1000 bird)-1, 1386.53
$ (1000 bird) -1 and 1.38, respectively. The
average values of technical and scale efficiencies
of farmers were found to be 0.92 and 0.93. The
results also revealed that about 10% of the total
input resources could be saved if the farmers
follow the input package recommended by the
DEA.
Heidari, M.D.; Omid, M.; Akram, A. Using
nonparametric analysis (DEA) for measuring
technical efficiency in poultry farms. Revista
Brasileira de Ciência Avícola, v.13, n.4, p.271277, 2012.
SOJA CONVENCIONAL E
TRANSGÊNICA: PERCEPÇÃO DE
ATORES DO SAG DA SOJA
SOBRE ESTA COEXISTÊNCIA
O surgimento da variedade de soja transgênica
gerou uma externalidade negativa aos produtores
convencionais, uma vez que o reconhecimento e
a certificação da soja como um produto livre de
transgênico passou a implicar custos elevados
para que possa ser feita a segregação ao longo
das etapas do processo produtivo. Contudo,
mesmo havendo possibilidade de contaminação e
prejuízos para os produtores não transgênicos,
normas de coexistência para estes produtos são
praticamente inexistentes. Diante disso, este
estudo teve como objetivo investigar parâmetros
legais que deveriam constar no marco jurídico
brasileiro para regulamentar a matéria. Tratase de
uma pesquisa exploratóriodescritiva, em que a
coleta de dados foi realizada junto aos
representantes de segmentos do Sistema
Agroindustrial da Soja (SAG). Para tanto, foi
utilizado um roteiro de entrevista semiestruturado
composto por questões abertas e dicotômicas. A
análise dos conteúdos verbalizados pelos
participantes foi feita através do software Alceste,
e posteriormente, via análise manual de
conteúdo, foi possível validar o exame eletrônico.
Algumas categorias de análise emergiram a partir
da verbalização dos participantes e os resultados
foram organizados e interpretados à luz do
quadro referencial da teoria da Nova Economia
Institucional,
indicando
necessidade
de
regulamentação de parâmetros específicos para
se garantir a coexistência dos grãos de soja
transgênica e convencional.
Fuscaldi, K.C.; Medeiros, J.X.; Pantoja, M.J. Soja
convencional e transgênica: percepção de atores
do SAG da soja sobre esta coexistência. Revista
de Economia e Sociologia Rural, v.49, n.4,
p.991-1020, 2011.
CUSTO PARA IMPLANTAÇÃO DE
ASTRONIUM FRAXINIFOLIUM SCHOTT EM
ÁREA DEGRADADA UTILIZANDO-SE ADUBOS
VERDES E LODO DE ESGOTO.
A utilização de recursos naturais e a necessidade
de recuperação de áreas degradadas têm
assumido importância global, sendo que a
estimativa de custos garante a viabilidade
econômica, para implantação de projetos de
conservação ou recuperação. Foram estimados
os custos para implantação de um hectare da
espécie arbórea Gonçalo-Alves (Astonium
fraxinifolium Schott), com adubação verde, em
Latossolo Vermelho degradado, como se segue:
Gonçalo-Alves + Feijão-de-porco; Gonçalo-Alves
+ crotalária; Gonçalo-Alves + fórmula NPK (0414-08); e Gonçalo-Alves + braquiária + lodo. A
estimativa do custo de implantação de GonçaloAlves, para a região leste do Estado do Mato
Grosso do Sul, variou entre R$ 2.829,13 e R$
3.872,21. O tratamento com braquiária + lodo de
esgoto foi o mais econômico, considerando-se um
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
9
período de cinco anos, além dos benefícios
ambientais relacionados ao descarte viável deste
resíduo, por estações de tratamento de esgoto.
Miranda, L.P.M.; Tarsitano, M.A.A.; Alves, M.C.;
Rodrigues, R.A.F. Custo para implantação de
Astronium fraxinifolium schott em área degradada
utilizando-se adubos verdes e lodo de esgoto .
Pesquisa Agropecuária Tropical, v.41, n.4,
p.475-480, 2011.
ESTUDO DO PROCESSO DE
DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS
EM VINÍCOLAS PAULISTAS
Dadas as constantes e dramáticas mudanças que
ocorrem no meio rural paulista, as vinícolas dessa
região concorrem em espaço com outros meios
de geração de renda, como construções de
condomínios de moradias. Para que o produtor
rural possa continuar no campo se faz necessário
um aumento de sua renda, sendo a produção de
derivados da uva uma alternativa interessante de
negócio. O presente trabalho objetiva diagnosticar
em um grupo de propriedades rurais da cadeia
produtiva paulista de vinho os seus processos de
desenvolvimento de produtos, sendo que essas
vinícolas fazem parte de uma associação de
vitivinicultores do estado. A fim de identificar as
atividades e tarefas relativas ao desenvolvimento
de produtos, foi disponibilizado aos agricultores
questionários baseado no modelo de processo de
desenvolvimento de novos produtos no ambiente
rural (PDP rural) proposto por Zuin e Alliprandini
(2006). Foi empregado como método coleta de
dados denominado survey, onde seis vinícolas
responderam o roteiro de pesquisa de um
universo de 55, este artigo possui as
características de pesquisa quantitativa e
exploratória.
Battagin, H.V.; Zuin, L.F.S.; Zuin, P.B. Estudo do
processo de desenvolvimento de novos produtos
em vinícolas paulistas. Empreendedorismo,
Gestão e Negócios, v.1, n.1, p.8-21, 2012.
IMPORTÂNCIA DA AGRICULTURA
FAMILIAR PARA O
DESENVOLVIMENTO
SUSTENTÁVEL DE MUNICÍPIOS
COM PREDOMINÂNCIA DO AGRONEGÓCIO
O processo de modernização das atividades
agropecuárias possibilitou a consolidação do
agronegócio e transformou as estruturas
produtivas rurais. Em municípios onde a base
econômica é agronegócio, a agricultura familiar é
vista sob duas perspectivas: a primeira considera
que os agricultores podem inserir-se de forma
autônoma e competitiva no mercado de
hortifrutigranjeiros e a segunda que eles precisam
subsistir por meio de políticas públicas
compensatórias, para que não se tornem
excedentes de mão de obra nas cidades. O
objetivo deste trabalho é demonstrar que a
agricultura familiar é viável, mesmo em
municípios onde predomina o agronegócio e esta
pode ser potencializada pela ação de atores
sociais e pesquisadores. O estudo foi realizado
no município de Rio Verde - Goiás, considerado
um expoente do agronegócio brasileiro, por meio
da adaptação da metodologia Policy Delphi, com
a participação de diferentes atores sociais. Os
resultados indicam haver necessidade de
organização dos produtores familiares em
cooperativas e/ou associações, com apoio político
e financeiro do Estado. A agricultura familiar é
essencial para o desenvolvimento integrado e
sustentável e a valorização dos agricultores
familiares é fundamental e estratégico para isto.
Guimarães, G.M.A.; Ribeiro, F.L.; Echeverría,
A.R. Importância da agricultura familiar para o
desenvolvimento sustentável de municípios com
predominância
do
agronegócio.
Revista
Brasileira de Agropecuária Sustentável, v.1.,
n.2, p.1-9, 2011.
A INFLUÊNCIA DOS FATORES ECONÔMICOS
E JURÍDICOS SOBRE O DESEMPENHO DAS
EMPRESAS DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO:
PERÍODO DE 2003 A 2005
O artigo desenvolve e estima um modelo de
análise do desempenho financeiro e econômico,
mensurado por indicadores contábeis, para
empresas do agronegócio brasileiro. Usando
dados contábeis de 109 empresas, para os anosexercícios de 2003 a 2005, são avaliadas as
interferências de quatro fatores estruturais sobre
seis indicadores de desempenho econômicofinanceiros das firmas. Os fatores estruturais são:
(1) "cadeia" em que está inserida a empresa; (2)
o "tipo de estrutura organizacional" (governança)
adotada pela empresa; (3) o "tipo de segmento"
dentro da cadeia do agronegócio em que se
insere a firma; e, (4) o tipo de "constituição
jurídica" da firma. Os indicadores contábeis de
desempenho financeiro e econômico são: (a) grau
de endividamento financeiro (GEF), (b) relação
exigível de longo prazo sobre o patrimônio líquido
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
10
(ELP/PL), (c) margem bruta (MB), (d) retorno
sobre os ativos (ROA), (e) retorno sobre o
patrimônio líquido (RPL), e (f) valor adicionado
econômico (VEA). Aplicou-se a MANOVA (Anova
Multivariada) e, em seguida, regressões com
dados organizados em painéis para verificar se
houve interferência significativa dos quatro fatores
supracitados sobre a variação dos seis
indicadores contábeis de desempenho econômico
e financeiro. Foram detectadas diferentes
influências,
com
distintas
significâncias
estatísticas, das variáveis explanatórias (que são
os quatro fatores estruturais supracitados) sobre
os seis indicadores financeiro-econômicos (que
são as variáveis dependentes). Esses resultados
demonstram a importância de integrar a análise
contábil de balanços com a teoria de cadeias
produtivas para avaliar e planejar o desempenho
financeiro e econômico de empresas do
agronegócio brasileiro.
Andia, L.H.; Garcia, R.; Bacha, C.J.C. A influência
dos fatores econômicos e jurídicos sobre o
desempenho das empresas do agronegócio
brasileiro: período de 2003 a 2005. Revista de
Economia e Sociologia Rural, v.49, n.4, p.875908.
IMPACTO ECONÔMICO DA RESERVA LEGAL
SOBRE DIFERENTES TIPOS DE UNIDADES DE
PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA
Este trabalho avalia o impacto econômico da
reserva legal sobre a margem bruta de diferentes
tipos de unidade de produção agropecuária (UPA)
da Microbacia do Rio Oriçanga - São Paulo. A
partir de uma tipologia das UPAs elaborada para
a região, escolheram-se dois tipos para
detalhamento do estudo: os pequenos produtores
de baixa tecnologia e os citricultores. A
modelagem de suas estruturas produtivas foi
realizada por meio do método de programação
recursiva, abarcando o período de 2002/03 a
2008/09. Os sistemas atuais dos dois tipos de
UPAs foram confrontados com dois cenários de
compensação do déficit de reserva legal, através
da realocação de áreas produtivas no interior da
própria unidade: I) procedendo-se à recuperação
da vegetação natural nestas áreas por meio do
plantio de espécies nativas, com vistas ao manejo
sustentável para exploração de madeira; II)
deixando que aí se desse o crescimento da
vegetação espontânea, sem nenhum tipo de
manejo ou exploração. Os resultados evidenciam
a importância de políticas que permitam uma
distribuição mais equitativa dos custos da
conservação ambiental entre toda a sociedade,
bem como a importância de ajustes locacionais
das reservas legais, na busca de um melhor
equilíbrio entre a conservação da biodiversidade
e o custo de oportunidade das terras.
Fasiaben, M.C.R.; Romeiro, A.R.; Peres, F.C.;
Maia, A.G. Impacto econômico da reserva legal
sobre diferentes tipos de unidades de produção
agropecuária.
Revista
de
Economia
e
Sociologia Rural, v.49, n.4, p.1051-1096, 2011.
PERFIL DO CONSUMIDOR E OSCILAÇÕES DE
PREÇOS DE PRODUTOS AGROECOLÓGICOS
Em todo o mundo, o consumo de alimentos
naturais tem aumentado significativamente, e o
termo "orgânico" tem se destacado. Em face
disto, buscou-se conhecer o perfil do consumidor
de alimentos orgânicos, no município de Goiânia
(GO), bem como saber quais são as principais
dificuldades por ele encontradas, na aquisição
destes
produtos.
Fez-se,
também,
um
levantamento de preços, a fim de serem
comparados
alimentos
orgânicos
e
convencionais. O principal problema apontado
pelos entrevistados, quanto à dificuldade no
consumo, foi o fator preço, seguido pela
disponibilidade de produtos. Abóbora (Curcubita
moschata), berinjela (Solanum melongena),
beterraba (Beta vulgaris L.), cenoura (Daucus
carota L.), jiló (Solanum gilo Raddi) e pepino
(Cucumis sativus) foram os produtos que mais
apresentaram variação percentual no preço
(convencional x orgânico).
Barbosa, S.C.; Matteucci, M.B.A.; Leandro, W.M.;
Leite, A.F.; Cavalcante, E.L.S.; Almeida, G.Q.E.
Perfil do consumidor e oscilações de preços de
produtos
agroecológicos.
Pesquisa
Agropecuária Tropical, v.41, n.4, p.602-609,
2011.
O TECNÓLOGO EM AGRONEGÓCIOS: SUA
FORMAÇÃO ACADÊMICA E PAPEL NA
SOCIEDADE
Na atualidade a área de tecnologia é um vasto
campo para o surgimento de novos cursos de
graduação e formações específicas que abordem
áreas ainda carentes de profissionais. O
Tecnólogo em Agronegócios busca atender à
necessidade que a agropecuária tem de
encontrar um profissional capaz de gerir
estrategicamente os negócios rurais de forma
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
11
integrada à especialização de cada atividade,
seja ela relacionada à produção animal, vegetal
ou processadora. Dessa forma, o presente estudo
caracteriza o perfil acadêmico e social do
Tecnólogo em Agronegócios, uma nova carreira
que traz à frente um curso de graduação
multidisciplinar, pela gênese de áreas clássicas
como a Economia, Administração, Engenharia
Agrícola e Zootecnia. Esta pesquisa procura
apresentar também o foco pedagógico do curso
por meio da identificação das graduações já
existentes no mercado. A proposta principal é
apresentar à comunidade acadêmica e à
sociedade este novo profissional que emerge no
cenário nacional.
Pereira, E.S.; Cunha, G.J., Gameiro, A.H. O
Tecnólogo em Agronegócios: sua formação
acadêmica
e
papel
na
sociedade.
Empreendedorismo, Gestão e Negócios, v.1,
n.1,p.94-104, 2012.
ESTRATÉGIA INTERPRETATIVA DAS
RELAÇÕES DE PODER ENVOLVIDAS NO
PROGRAMA DE MICROBACIAS
HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DE SÃO
PAULO
O artigo propõe-se a apresentar uma possível
estratégia para interpretar as relações de poder
envolvidas no desenvolvimento do Programa de
Microbacias Hidrográficas do Estado de São
Paulo (“Microbacias I”). O programa é uma
política pública parcialmente financiada pelo
Banco Mundial e executada pela Secretaria
Estadual de Agricultura e Abastecimento, através
da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral
(CATI), com o objetivo declarado de promover o
desenvolvimento sustentável do meio rural
paulista. A análise privilegiada neste artigo
encontra fundamentação teórica em Max Weber,
no tocante à noção de legitimidade, em Anthony
Giddens e seu conceito de sistemas peritos, e no
conceito de espaço na sociedade informacional
de Manuel Castells. O método utilizado é o da
pesquisa documental e bibliográfica.
Gameiro, M.B.P.; Martins, R.C. Estratégia
interpretativa das relações de poder envolvidas
no Programa de Microbacias Hidrográficas do
Estado de São Paulo. Cadernos de Campo,
n.14-15, p.181-197, 2011.
WHOLE-FARM EFFECTS OF LIVESTOCK
INTENSIFICATION IN SMALLHOLDER
SYSTEMS IN GANSU, CHINA
Simulation models can help to identify the wholefarm economic and biophysical impacts of
smallholder farmers altering their farming
systems. Incorporating long-term climate-induced
variability in crop and livestock production enables
the implications for agricultural household income
and risk to be explored over a range of seasonal
conditions. In this study, a simulation model is
used to answer the following question: can
reducing the area used for grain production by
allocating more land to lucerne (Medicago sativa)
and increasing livestock numbers improve total
net farm income, reduce income variability and
maintain grain self-sufficiency for farmers in the
Qingyang Prefecture of Gansu Province, China?
This was examined for three representative farm
types found in the region: a low land-labour ratio
farm household, a subsistence-oriented farm
household, and a livestock-focused farm
household. The Integrated Analysis Tool (IAT), a
simulation model of a household farming system,
was used to combine crop and forage production
simulations, a livestock production model and a
household socio-economic model to explore the
impact of changes to farming systems over a
40 year simulation period. Data from 90 surveyed
households were used to define the structure of
the three farm household types and to calibrate
the IAT model specifically for Qingyang
Prefecture. Additional livestock increased total
household net incomes, increased net livestock
incomes and reduced net crop incomes for the
subsistence-oriented and livestock-focused farm
households. For these households, the greater
commitment to livestock also reduced grain selfsufficiency due to increased frequency of
purchasing
grain
for
home-consumption.
Nevertheless, additional livestock reduced income
variability for these households whilst improving
total net income. The methodology used is useful
for understanding changes in farming systems as
it focuses on the feasibility and profitability of
alternative enterprise mixes and incorporates
climate variability. The results support current
debates on targeting livestock policies towards
smallholders as subsistence-oriented farm
households appear to be the largest beneficiaries
from livestock interventions. The analysis
demonstrates that tradeoffs between net income
and grain self-sufficiency are important for
households, especially when they are moving
from
subsistence-based
to
market-based
production.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
12
Komarek, A.M.; Mcdonald, C.K.; Bell, L.W.;
Whish, J.P.M.; Robertson, M.J.; Macleod, N.D.;
Bellotti, W.D. Whole-farm effects of livestock
intensification in smallholder systems in Gansu,
China. Agricultural Systems, v.109, p.16-24,
2012.
FARM SYSTEMS ASSESSMENT OF
BIOENERGY FEEDSTOCK PRODUCTION:
INTEGRATING BIO-ECONOMIC MODELS AND
LIFE CYCLE ANALYSIS APPROACHES
Climate change and energy security concerns
have driven the development of policies that
encourage bioenergy production. Meeting EU
targets for the consumption of transport fuels from
bioenergy by 2020 will require a large increase in
the production of bioenergy feedstock. Initially an
increase in ‘first generation’ biofuels was
observed, however ‘food competition’ concerns
have generated interest in second generation
biofuels (SGBs). These SGBs can be produced
from co-products (e.g. cereal straw) or energy
crops (e.g. miscanthus), with the former largely
negating food competition concerns. In order to
assess the sustainability of feedstock supply for
SGBs, the financial, environmental and energy
costs and benefits of the farm system must be
quantified. Previous research has captured
financial costs and benefits through linear
programming
(LP)
approaches,
whilst
environmental and energy metrics have been
largely been undertaken within life cycle analysis
(LCA) frameworks. Assessing aspects of the
financial, environmental and energy sustainability
of supplying co-product second generation biofuel
(CPSGB) feedstocks at the farm level requires a
framework that permits the trade-offs between
these objectives to be quantified and understood.
The development of a modelling framework for
Managing Energy and Emissions Trade-Offs in
Agriculture (MEETA Model) that combines bioeconomic process modelling and LCA is
presented together with input data parameters
obtained from literature and industry sources. The
MEETA model quantifies arable farm inputs and
outputs in terms of financial, energy and
emissions results. The model explicitly captures
fertiliser: crop-yield relationships, plus the
incorporation of straw or removal for sale, with
associated
nutrient
impacts
of
incorporation/removal on the following crop in the
rotation. Key results of crop-mix, machinery use,
greenhouse gas (GHG) emissions per kg of crop
product and energy use per hectare are in line
with previous research and industry survey
findings. Results show that the gross margin –
energy trade-off is £36 GJ−1, representing the
gross margin forgone by maximising net farm
energy cf. maximising farm gross margin. The
gross margin–GHG emission trade-off is
£0.15 kg−1 CO2 eq, representing the gross margin
forgone per kg of CO2 eq reduced when GHG
emissions are minimised cf. maximising farm
gross margin. The energy–GHG emission tradeoff is 0.03 GJ kg−1 CO2 eq quantifying the
reduction in net energy from the farm system per
kg of CO2 eq reduced when minimising GHG
emissions cf. maximising net farm energy. When
both farm gross margin and net farm energy are
maximised all the cereal straw is baled for sale.
Sensitivity analysis of the model in relation to
different prices of cereal straw shows that it
becomes financially optimal to incorporate wheat
straw at price of £11 t−1 for this co-product. Local
market conditions for straw and farmer attitudes
towards incorporation or sale of straw will impact
on the straw price at which farmers will supply this
potential bioenergy feedstock and represent
important areas for future research.
Glithero, N.J.; Ramsden, S.J.; Wilson, P. Farm
systems assessment of bioenergy feedstock
production: Integrating bio-economic models and
life cycle analysis approaches. Agricultural
Systems, v.109, p.53-64, 2012.
ESPECIAL: Teses e dissertações na área de
Produção Animal defendidas em 2011 na
FMVZ e FZEA
FACULDADE DE MEDICINA
VETERINÁRIA E ZOOTECNIA
(FMVZ)
Programa de Pós-Graduação em
Nutrição e Produção Animal
Utilização do grão de soja cru
integral na dieta de bovinos de
corte confinados
Aluno: Nara Regina Brandão
Consolo
Orientador: Angélica Simone Cravo Pereira
Nível: Mestrado
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
13
Efeito de diferentes concentrações de
quitosana na dieta de novilhos Nelore
Aluno: Ana Paula Chaves de Araújo
Orientador: Francisco Palma Rennó
Nível: Mestrado
Orientador: Alexandre Augusto de Oliveira
Gobesso
Nível: Mestrado
Grão de soja cru e integral na alimentação de
vacas leiteiras no terço final de lactação
Aluno: Beatriz Conte Venturelli
Orientador: Francisco Palma Rennó
Nível: Mestrado
Avaliação da suplementação com
Dimetilglicina sobre o desempenho atlético de
cavalos de enduro
Aluno: Sabrina Funari
Orientador: Alexandre Augusto de Oliveira
Gobesso
Nível: Mestrado
Desempenho Produtivo e Resíduos no Leite
de Vacas Suplementadas com Monensina
Sódica nas Rações
Aluno: Mayara Clepf Bailoni Santos
Orientador: Francisco Palma Rennó
Nível: Mestrado
Avaliação de escore corporal em equinos
através da ultrassonografia
Aluno: Roberto Alexandre Diaz Toledo Martins
Orientador: Alexandre Augusto de Oliveira
Gobesso
Nível: Mestrado
Avaliação de anticorpos policlonais em
bovinos adaptados ou não à dietas com alta
proporção de carboidratos prontamente
fermentescíveis
Aluno: Tarley Araujo Barros
Orientador: Paulo Henrique Mazza Rodrigues
Nível: Mestrado
Exigências de valina para frangos
de corte
Aluno: Nayara Tavares Ferreira
Orientador: Ricardo de Albuquerque
Nível: Mestrado
Fontes nitrogenadas e teor de proteína bruta
em dietas com cana-de-açúcar para vacas
lactantes: consumo, digestibilidade,
fermentação ruminal, balanço de energia,
produção e composição do leite
Aluno: Elmeson Ferreira de Jesus
Orientador: Marcos Veiga dos Santos
Nível: Mestrado
Efeito do teor de proteína e fonte nitrogenada
em dietas com cana-de-açúcar sobre frações
protéicas do leite, balanço nitrogenado e
parâmetros metabólicos sanguíneos de vacas
lactantes
Aluno: Luís Henrique Andreucci Conti
Orientador: Marcos Veiga dos Santos
Nível: Mestrado
Identificação de patógenos causadores de
mastite subclínica por espectrometria de
massas
Aluno: Juliana Regina Barreiro
Orientador: Marcos Veiga dos Santos
Nível: Mestrado
Avaliação do uso de levedura
Saccharomyces cerevisiae em
dietas para equinos
Aluno: Fernanda Melo Pereira
Taran
Utilização de ácidos orgânicos,
mananoligossacarídeos e extratos de plantas
na alimentação de frangos de corte
Aluno: Francine Andrea de Russo
Orientador: Ricardo de Albuquerque
Nível: Mestrado
Efeitos da utilização da levedura hidrolisada
como fonte de nucleotídeos sobre o
desempenho e imunidade de frangos de corte
Aluno: Cassia Yumi Yonemura
Orientador: Ricardo de Albuquerque
Nível: Mestrado
Utilização de complexo enzimático
na dieta de leitões
Aluno: Bárbara Volpi de Freitas
Orientador: Lúcio Francelino Araújo
Nível: Mestrado
Associação de probióticos no aleitamento e
creche em leitões desafiados com Salmonella
Typhimurium
Aluno: Esther Ramalho Afonso
Orientador: Anibal de Sant Anna Moretti
Nível: Mestrado
Desempenho e características da
carcaça e da carne de cordeiros
alimentados com diferentes grãos
de cereais
Aluno: Marília Pastro Vidal
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
14
Orientador: Angélica Simone Cravo Pereira
Nível: Mestrado
Orientador: Claudia Lima Verde Leal
Nível: Doutorado
Caracterização molecular de três
genes da via da lignificação em
plantas forrageiras tropicais
Aluno: Daniela Maria Gerônimo
Orientador: Luis Felipe Prada e Silva
Nível: Mestrado
Interação genótipo-ambiente em bovinos de
corte compostos
Aluno: Mário Luiz Santana Júnior
Orientador: Joanir Pereira Eler
Nível: Doutorado
FACULDADE DE ZOOTECNIA E
ENGENHARIA DE ALIMENTOS
(FZEA)
Programa de Pós-Graduação em
Zootecnia, Área de
Concentração “Qualidade e
Produtividade Animal”
Redução de energia e
suplementação de xilanase em
dietas de poedeiras de 02 a 80
semanas de idade
Aluno: Karina Márcia Ribeiro de Souza
Orientador: Douglas Emygdio de Faria
Nível: Doutorado
Proposição de índices de seleção em frangos
de corte
Aluno: Jane Lara Brandani Marques Grosso
Orientador: Joanir Pereira Eler
Nível: Doutorado
Avaliação de diferentes programas
nutricionais e desenvolvimento de modelos
matemáticos para predição do desempenho,
características de carcaça de frangos de corte
machos e elaboração de análises econômicas
Aluno: Jonas Franceschini Fanhani
Orientador: Douglas Emygdio de Faria
Nível: Mestrado
Probiótico, prebiótico, simbiótico e
desempenho zootécnico, rendimento de
carcaça e cortes e morfologia intestinal de
frangos de corte
Aluno: Agatha Cristina de Pinho Carão
Orientador: Douglas Emygdio de Faria
Nível: Mestrado
O óxido nítrico e os nucleotídeos
cíclicos em oócitos bovinos
maturados in vitro
Aluno: Katia Regina Lancellotti
Utilização de diferentes metodologias para
avaliação genética de bovinos de corte
Aluno: Victor Breno Pedrosa
Orientador: Joanir Pereira Eler
Nível: Doutorado
Estimativas de parâmetros genéticos e estudo
comparativo de índices de seleção fenotípico
e genético em provas de ganho de peso na
raça Nelore
Aluno: Fernando Ricardo Manicardi
Orientador: Jose Bento Sterman Ferraz
Nível: Mestrado
Uso de agentes modificadores de cromatina n
transferência nuclear de células somáticas em
bovinos
Aluno: Juliano Rodrigues Sangalli
Orientador: Flavio Vieira Meirelles
Nível: Mestrado
Determinação da porcentagem de
espermatozóides portadores de cromossomos
X e Y no sêmen sexado mediante PCR em
tempo real
Aluno: Viviane Guidi Sverzut
Orientador: Flavio Vieira Meirelles
Nível: Mestrado
Desempenho de novilhos Nelore à pasto no
período das águas e terminando em
confinamento
Aluno: Renato Nascimento Rodrigues
Orientador: Marcus Antonio Zanetti
Nível: Mestrado
Identificação de bovinos através de
reconhecimento de padrões do espelho nasal
utilizando redes neurais artificiais
Aluno: Carolina Melleiro Gimenez
Orientador: Ernane José Xavier Costa
Nível: Mestrado
Glicerol de origem vegetal como
fonte energética na alimentação
de porcas em lactação: avaliação
do desempenho zootécnico,
Schwarz
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
15
características de carcaça e do leite e
viabilidade econômica
Aluno: Joaquim Carlos Atra Gonçalves
Orientador: Jacinta Diva Ferrugem Gomes
Nível: Mestrado
Minerais orgânicos e fitase como redutores do
poder poluente de dejetos suínos
Aluno: Amanda Raquel de Miranda Caniatto
Orientador: Marcus Antonio Zanetti
Nível: Mestrado
Avaliação do potencial
antioxidante do capim-limão
(Cymbopogon citratus (D.C.)
Stapf) sobre a apoptose do
tecido mamário e qualidade do
leite de cabras Saanen
Aluno: Michele Ferreira Ribeiro
Orientador: João Alberto Negrao
Nível: Mestrado
Influência da ingestão de soluções glicoseeletrolíticas no desempenho de cabritos
Saanen
Aluno: Diogo Cesar Gomes da Silva
Orientador: João Alberto Negrao
Nível: Mestrado
Ingredientes derivados do milho
em dietas para tilápia do Nilo
(Oreochromis niloticus) e pacu
(Piaractus mesopotamicus):
digestibilidade, desempenho e viabilidade
econômica
Aluno: Mariene Miyoko Natori
Orientador: Elisabete Maria Macedo Viegas
Nível: Mestrado
Taxonomia e filogenia molecular de Myxozoa
parasitas de peixes de água doce oriundos de
ambiente natural e de sistema de criação
Aluno: Mateus Maldonado Carriero
Orientador: Antonio Augusto Mendes Maia
Nível: Mestrado
Avaliação de métodos de abate sobre a
qualidade da carne de matrinxã (Brycon
cephalus), armazenados em gelo
Aluno: Sheyla Cristina Vargas
Orientador: Elisabete Maria Macedo Viegas
Nível: Mestrado
Palatabilidade e digestibilidade
aparente de equinos submetidos
a dietas com diferentes níveis de
inclusão de polpa cítrica
Aluno: Adriana Moraes de Oliveira Tribucci
Orientador: Roberta Ariboni Brandi
Nível: Mestrado
Sistema de visão artificial para a
identificação da nutrição de milho
submetido a níveis de cálcio,
magnésio e enxofre
Aluno: Fernanda de Fátima da Silva
Orientador: Pedro Henrique de Cerqueira Luz
Nível: Mestrado
Produção e caracterização de polpa
organossolve de bambu para
reforço de matrizes cimentícias
Aluno: Viviane da Costa Correia
Orientador: Holmer Savastano Junior
Nível: Mestrado
SUGESTÕES DE LEITURA
Education in Brazil
Studying the world: a huge scholarship
programme could boost economic growth
By The Economist
Selling her country’s technological prowess and
booming IT market was the main order of
business for Dilma Rousseff at a big trade fair in
Hanover on March 5th. But Brazil’s president
made sure to pose for photographs with young
compatriots who last month began to study at
German universities under her government’s new
scholarship programme, Science Without Borders.
By the end of 2015 more than 100,000 Brazilians
—half of them undergraduates, half doctoral
students—will have spent a year or so abroad at
the best universities around the world studying
subjects such as biotechnology, ocean science
and petroleum engineering which the government
regards as essential for the nation’s future. That
will cost 3 billion reais ($1.65 billion), a quarter of
which will come from businesses and the rest
from the Brazilian taxpayer.
Click here to access.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
16
Banking against Doomsday: Gene banks
represent an overdue push to preserve crop
biodiversity. It also needs conserving on
farms
By The Economist
With a heavy clunk, the steel outer doors of the
Svalbard Global Seed Vault closed on February
28th, shutting out a howling Arctic gale and
entombing a tonne of new arrivals: 25,000 seed
samples from America, Colombia, Costa Rica,
Tajikistan, Armenia and Syria. For Cary Fowler,
the vault’s American architect, the Syrian
chickpeas and fava beans were especially
welcome. Opened in 2008, the Svalbard vault is a
backup for the world’s 1,750 seed banks,
storehouses of agricultural biodiversity. To
illustrate the need for it, the Philippines’ national
seed bank was destroyed by fire in January, six
years after it was damaged by flooding. Those of
Afghanistan and Iraq were destroyed in recent
wars. Should the conflict in Syria reach that
country’s richest store, in Aleppo, the damage
would now be less. Some 110,000 Syrian seed
samples are now in the Svalbard vault, out of
around 750,000 samples in all. “When I see this,”
says Mr Fowler, looking lovingly at his latest
consignment, “I just think, ‘thank goodness,
they’re safe.’”
Buffalo are coming back to the American
prairie
By The Economist
In a quiet spot in eastern Montana, on rolling
golden prairies and under vast skies, 71 buffalo
calves charge out of a corral. Kicking up dust as
they run, they quickly join a herd of several
hundred American buffalo of all ages. The calves
had arrived by road from Elk Island reserve in
Canada; they are pure descendants of the buffalo
that once lived in this area. At the end of the 19th
century just a few were saved from American
hunters and bred, in peace, on the other side of
the border. Before Europeans arrived in North
America as many as 60m buffalo are estimated to
have ranged across the Great Plains. From
around 1830, however, they were systematically
killed until only a handful remained. Buffalo were
taken for their hides, or simply because they were
getting in the way of settlers. Men like Buffalo Bill
slaughtered thousands.
Click here to access.
How to stop fishermen fishing: of all the sea’s
many problems, overfishing should be the
most fixable
Click here to access.
By The Economist
Smarter than the average bear: the first case
of ursine tool use
By The Economist
PRIMATES apart, few mammals employ tools.
Sea otters use rocks to smash clams open,
dolphins wrap sponges around their noses to
protect themselves while they forage on the
seabed, elephants swat insects with branches and
humpback whales exhale curtains of bubbles to
trap schools of fish. Until now, these four
examples had been thought the extent of the nonprimate mammalian tool-users club. But a study
just published in Animal Cognition, by Volker
Deecke of the University of St Andrews, in Britain,
has added a fifth and rather surprising one. That
epitome of rugged wildness, the grizzly bear,
seems to be the only species other than humans
to have invented the comb.
Acidification, warming, the destruction of coral
reefs: the biggest problems facing the sea are as
vast, deep and seemingly intractable as the
oceans themselves. So long as the world fails to
cut its emissions of greenhouse gases, cause of
the global warming behind these troubles, they
will grow. By comparison, overfishing, another
great curse, should be easier to put right,
especially in the coastal waters where most
fishing occurs. And yet it goes on, year after year.
Fishermen have every reason to do something.
Many fisheries are hurtling towards collapse;
stocks of large fish have been reduced by up to
90%. When stocks are overfished, they yield a
smaller catch. The cost of mismanagement, in lost
economic output, is huge: some $50 billion a year,
according to the World Bank.
Click here to access.
Click here to access.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
17
Whales are people, too: a declaration of the
rights of cetaceans
A sperm bank for elephants: tackling
inbreeding in zoos
By The Economist
By The Economist
The “Declaration of the Rights of Man” was a
crucial step in the French revolution. The
document, drafted by the Marquis de Lafayette,
marked a break with the political past by
proposing that everyone, however humble his
birth, had certain inalienable civil rights. These
were liberty, property, security and resistance to
oppression. Merely being a man conferred them.
These days, such rights extend to women as well.
But what if you are not human? A session on
cetaceans at the AAAS meeting discussed a
proposal that whales and dolphins, too, should
have rights. The suggestion of the speakers was
that the protections these species are afforded by
human laws should be extended and recognised
not as an indulgence of the human aristocracy
towards the bestial peasantry, but as a right as
natural as those which humans now afford, in the
more civilised parts of the world, to themselves.
Managers of zoos across North America are
facing a mammoth problem: the gene pool among
captive African elephants has grown woefully
small. A single bull named Jackson (pictured
above) has sired many of the calves born in the
United States in the past decade, and scientists
say new bloodlines are needed to avoid future
inbreeding among his many progeny. So the
Pittsburgh Zoo, which keeps Jackson at a
conservation centre a little way outside the city,
has joined an international effort to establish North
America’s first elephant sperm bank. The plan is
to distribute from it semen collected from wild
elephants in South Africa and frozen. Project
Frozen Dumbo, started two years ago and led by
a German researcher, has already set up an
elephant sperm bank in France in the hope of
resolving a similar predicament in Europe.
Click here to access.
Click here to access.
Hamburger junction: muscle grown in
factories could soon be appearing in a
supermarket near you
By The Economist
A quarter of a million euros is rather a lot to pay
for a hamburger, but that will be the cost of the
patty which Mark Post proposes to stick in a bun
this October. The burger in question—not so
much a quarter-pounder as a quarter-millionpounder—will be so expensive because it will be
made from meat that has been grown from
scratch in a laboratory. Dr Post, who works at
Eindhoven University in the Netherlands, belongs
to a group of people who hope to disrupt one of
mankind’s oldest industries—animal husbandry. In
fact, they wish not so much to disrupt it as to
destroy it. Raising animals is a resource-intensive
process. About 30% of the world’s ice-free land is
used for it. Yet of the nutrients in the plants these
animals eat, only around 15% is turned into meat.
As the human population grows, and grows richer,
demand for meat is increasing. Dr Post hopes to
satisfy at least part of that demand by making the
stuff in factories, in a way that converts about 50%
of the nutrients into something people can eat.
LIVROS
Dos cafezais nasce um novo Brasil
Ricardo Bueno
Quattro Projetos
A Nova Classe Média
Marcelo Neri
Saraiva
Manual Brasileiro de
Produção de Suínos
Boas
Práticas
na
Associação Brasileira de Criadores de Suínos e Embrapa
Suínos e Aves
Imagine: how creativity works
Jonah Lehrer
Houghton Mifflin Harcourt
Language: the cultural tool
Daniel Everett
Pantheon
Why nations fail: the origins of power,
prosperity and poverty
Daron Acemoglu and James Robinson
Crown
Click here to access.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
18
CLIPPING
Técnica produz abelhas rainhas da
espécie jataí in vitro: Na Faculdade
de Filosofia, Ciências e Letras de
Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, um
estudo inédito sobre o comportamento
das abelhas Tetragonisca angustula propiciou a
reprodução in vitro da espécie a fim de multiplicar
suas colônias. Como explica o biólogo Mauro
Prato, grande parte dos alimentos do tipo hortifruti
que o homem consome vem de plantas
polinizadas por abelhas. Assim, a manipulação
das colônias pode ter grande influência para a
produção de alimentos.A pesquisa Ocorrência
natural de sexuados, produção in vitro de rainhas
e multiplicação de colônias em Tetragonisca
angustula (Hymenoptera, Apidae, Meliponini) foi
dividida em três etapas: o monitoramento do que
acontece dentro da colônia (para entender a
reprodução natural das abelhas rainhas e com
que frequência elas e os machos são
produzidos); a produção in vitro das rainhas
(possível por causa dessa observação prévia) e a
multiplicação da colônia (Da Redação/ Agência
USP).
Abelhas são bioindicadoras de poluição
ambiental: Pesquisa da Escola Superior de
Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em
Piracicaba, revela que as abelhas são
bioindicadoras de poluição ambiental. Durante as
viagens para coleta de água, néctar e pólen das
flores, as abelhas são impregnadas por
microrganismos
e
substâncias
químicas
presentes na atmosfera, podendo servir de
indicador da qualidade do ar. O estudo realizado
pela bióloga Talita Antonia da Silveira foi
desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em
Entomologia, com o objetivo de verificar se o
pólen apícola coletado por abelhas Apis Mellifera
pode ser utilizado como bioindicador de poluição
ambiental. Orientado pelo professor Luís Carlos
Marchini, o trabalho foi realizado no apiário do
Departamento de Entomologia e Acarologia
(LEA), contendo na proximidade áreas agrícolas,
industriais e urbana, com plantas ornamentais e
frutíferas, em um fragmento de mata nativa (Da
Redação/ Agência USP).
qualidade de carne de cordeiro refrigerada por
mais tempo. Indo na contramão das embalagens
convencionais, que utilizam o vácuo, a médica
veterinária Rafaella de Paula Paseto Fernandes,
da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de
Alimentos (FZEA) da USP, em Pirassununga,
afirma que o CO2 é mais adequado por ter
características antimicrobianas. A série de
análises compõe a dissertação de mestrado
Estabilidade da carne de cordeiro em diferentes
condições de armazenamento e aponta que
armazenamentos atuais são adequados, porém
poderiam ter melhor desempenho. “Meu objetivo
era descobrir a “vida de prateleira” dessa carne.
Eu queria comprovar quanto tempo ela
permanece boa para o consumo em diferentes
maneiras
de
armazenamento”
(Paloma
Rodrigues/ Agência USP).Brasil participa de
consórcio internacional de genômica de ovinos: O
Brasil foi o único país da América do Sul a
participar do Consórcio Internacional de
Genômica de Ovinos, que reuniu cientistas de
outros 19 países - Austrália, Áustria, China,
Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Índia, Irã,
Israel, Itália, Quênia, Nova Zelândia, Noruega,
Espanha, Suíça, Turquia, Reino Unido e Estados
Unidos - e resultou na identificação e validação
de 50 mil marcadores moleculares. O Consórcio
estudou o DNA de 2.819 ovinos de 74 raças de
todos os países participantes. Essas informações
genéticas poderão auxiliar os pesquisadores nos
programas de avaliação e melhoramento genético
da espécie e na identificação de genes
associados a características de produção,
qualidade e resistência a doenças que acometem
os ovinos (Embrapa Recursos Genéticos e
Biotecnologia/Farm Point).
Embrapa mapeia as principais doenças de
caprinos e ovinos no Brasil: Está em fase
avançada
os
estudos
realizados
por
pesquisadores da Embrapa Caprinos e Ovinos
em nove estados do Brasil para identificar o nível
de infecção dos rebanhos de pequenos
ruminantes pelas nove principais doenças que
afetam caprinos e ovinos. O trabalho de campo
foi concluído no Nordeste e estão sendo
coletadas amostras nos três estados de outras
regiões do país. A pesquisa, iniciada em janeiro
de 2009, resultará na caracterização do perfil
zoossanitário da caprinocultura e da ovinocultura
tropical por território (Embrapa Caprinos e
Ovinos/Farm Point).
CO2
é
melhor
gás
para
refrigeração de carne de cordeiro:
O gás carbônico (CO2) mantém
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
19
Cientistas
clonam primeira
cabra que produz lã de alta
qualidade: Cientistas clonaram
com sucesso pela primeira vez
uma cabra que produz a lã de alta
qualidade pashmina, muito apreciada para a
confecção de roupas e acessórios. Batizada de
Noori, a fêmea nasceu saudável no dia 9 de
março em no laboratório da Caxemira, na Índia.
De acordo com uma nota, o embrião foi
implantado e se desenvolveu no útero de uma
outra fêmea, que funcionou como uma “mãe de
aluguel”. A técnica levou dois anos para ser
padronizada com sucesso. Famosa pela lã, a
Capra hircus é encontrada na natureza na região
do Himalaia (Folha.com/Ambiente Brasil).
EUA: Pesquisadores descobrem
novo
antibiótico
que
pode
melhorar a segurança alimentar:
Pesquisadores da Universidade de
Illinois disseram que descobriram um novo
antibiótico, a geobacillin que, como um análogo
do peptídeo do leite nisina, tem potencial para ser
usado tanto como conservante alimentício como
para o tratamento de mastite bovina. De
ocorrência natural no leite, o antibiótico nisina é
um produto de bactérias residentes no úbere das
vacas, que evita que o leite estrague e mata uma
ampla gama de bactérias que causam doenças
transmitidas por alimentos, como Listeria
monocytogenes e Clostridium difficile (Dairy
Reporter/Milk Point).
Vendas de leite cru entram em pauta no Reino
Unido: A equipe da Agência de Padrões
Alimentícios (FSA, sigla em inglês) do Reino
Unido decidirá se revisarão as atuais leis que
governam as vendas de leite cru e creme após os
produtores usarem métodos inovadores de
vendas, como internet e vending machines. A FSA
publicou um esboço sobre os atuais controles e
possíveis abordagens para controlar os riscos
associados ao leite e creme de leite crus. De
acordo com a FSA, "a maioria do leite e creme
vendidos no Reino Unido é tratada com calor para
matar possíveis patógenos presentes" (Dairy
Reporter/Milk Point).
Subcomissão do leite será reinstalada: A
Comissão
de
Agricultura,
Pecuária,
Abastecimento e Desenvolvimento Rural vai
reinstalar em instantes a subcomissão criada no
ano passado para acompanhar, avaliar e propor
medidas sobre a produção de leite no mercado
nacional. Durante a reunião, serão eleitos o
presidente e o vice-presidente da subcomissão.
Deputados da subcomissão se reuniram ontem
com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e
Comércio Exterior, Fernando Pimentel, para
reivindicar medidas do governo contra a
crescente importação de leite em pó e derivados
do leite da Argentina e do Uruguai (Agência
Câmara/Milk Point).
Minas Leite melhora produção leiteira em
Belmiro Braga: A Empresa de Assistência
Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas
Gerais (Emater-MG) está melhorando a produção
e a qualidade do leite do município de Belmiro
Braga, na regional de Juiz de Fora. A empresa
atua no Programa Minas Leite, da Secretaria de
Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento
(Seapa), à qual é vinculada, orientando os
produtores familiares locais. As ações têm
extrapolado os objetivos de aumento da renda e
da produtividade para proporcionar a manutenção
dessas famílias no meio rural. Produtores de leite
também participam do Concurso da Qualidade do
Leite, realizado há dois anos pela Emater-MG no
município. Esse concurso é mais um estímulo
para melhoria não só da qualidade do leite, mas
também da atividade leiteira (Assessoria de
Comunicação da Emater-MG/Milk Point).
Sustainable Intensification to Meet Growing
Demand: However, this increase in food
production has to be confronted in the face of
climate change while at the same time reducing
the carbon cost of farming without taking more
land. This will mean that food production will need
the same area of land to be farmed, while
increasing
yields
and
consequently
an
intensification of production. The concept of
sustainable intensification - growing or even
maintaining production while minimising inputs
and enhancing ecosystem services - was
addressed on both sides of the Atlantic last week
(The Dairy Site).
What Links Pig Carcass Downgrades with
Bluetongue and Schmallenberg?: The answer
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
20
is biting midges of the family, Culicoides, writes
senior editor, Jackie Linden. Bites from these
midges caused pig carcasses in Scotland to be
downgraded last year and the same family of
insects transmits the virus that causes bluetongue
and Schmallenberg diseases in ruminants. Over
the last few years, two new viral diseases have
emerged, hitting cattle and sheep in Europe,
causing significant losses and devastation on
some farms. Bluetongue spread from South
Africa, reaching northern Europe in 2006. In
November 2011, what has since become known
as Schmallenberg disease – after the German
town in which the virus was first identified in cattle
– has spread across northern Europe (The Dairy
Site).
University of Illinois. The new antibiotic, an analog
of the widely used food preservative nisin, also
has potential to be a boon to the dairy industry as
a treatment for bovine mastitis. The antibiotic nisin
occurs naturally in milk, a product of bacteria
resident in the cow's udder. It helps keep milk
from spoiling and kills a broad spectrum of
bacteria that cause food-borne illness, most
notably listeria and clostridium. It was approved
as a food additive in 1969, and since then has
become prevalent in the food industry in more
than 50 countries. "It's good to know that there are
natural products added to our food that protect us
from diseases," said lead researcher Wilfred van
der Donk, a chemistry professor at Illinois (The
Dairy Site).
DNA Based Vaccine Effective FMD Protection:
This regime features the use of a DNA vaccine
approach and the experimental results show that
such vaccines have the potential, with further
development, to protect against this important
disease. Such vaccines do not require high
containment facilities for production, making them
easier to design and cheaper to produce than
current vaccines against FMD. The research was
published last week in Antiviral Research. Dr Paul
Barnett, who led the research, said: “This is the
first time this type of DNA vaccination regime has
been shown to be effective in protecting cattle.
We were confident that this would be possible as
we have already shown, in collaboration with
European partners, that a DNA based vaccine
that includes an additional protein to boost its
effectiveness can protect pigs against FMD and
even without the additional protein boost can
prevent sheep from being infected (The Dairy
Site).
Feed Alternative to Come from Biodiesel:
Crude glycerin, a byproduct of biodiesel
production, could be an economical ingredient in
cattle diets, according to studies by Texas AgriLife
Research and West Texas A&M University
personnel. Dr Jim MacDonald, AgriLife Research
beef cattle nutritionist in Amarillo, said during
biodiesel production from sources such as
cottonseed oil, glycerol is separated from fatty
acids. The fatty acids become the biodiesel and
the glycerol, combined with the impurities that
remain, is a potential ingredient in livestock feed.
“Crude glycerin is usually priced at a discount
relative to corn, so we wanted to look at replacing
corn to evaluate at the energy value of the
glycerin,” Dr MacDonald said. “Then the question
became, what if you replace forage, which would
be the case with stocker cattle?” (The Dairy Site).
Genetic Phenomenon Discovered in Witrik
Cattle: DNA fragments can move from one
chromosome to another as a circular strand.
Scientists at the University of Liege discovered
this phenomenon in Dutch Witrik cattle and in the
colour-sided (or lineback) cattle from various
countries. Prior to this discovery, this
phenomenon had not been identified previously in
mammals. These research results were published
in early February in the scientific journal Nature.
Scientists from various countries, including the
Netherlands Wageningen University, collected
DNA from Witrik cattle (The Dairy Site).
New Antibiotic for Safer Food and Healthier
Cows: US - Food-borne diseases might soon
have another warrior to contend with, thanks to a
new molecule discovered by chemists at the
No Safety Issue in Hormones in Milk:With all of
the negative messages about recombinant bovine
growth hormone (rBGH) in dairy cattle, some
consumers are concerned about the safety of the
hormone for animals and humans, but LSU
AgCenter dairy scientists say there is no safety
issue. The hormone, which is produced naturally
by cows, is also produced in synthetic form and
can be used to improve milk production in cows.
But it is not harmful to humans, according to LSU
AgCenter dairy science professor Cathy Williams.
The hormone is talked about in numerous media
ads for milk as if it were something totally foreign
to the cows, Ms Williams said. “When in reality,
the cows themselves produce it” (The Dairy Site).
Piracicaba,
Embalagem
sem
oxigênio
melhora maciez da carne: Na
Escola Superior de Agricultura Luiz
de Queiroz (Esalq) da USP, em
pesquisa avaliou o efeito dos
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
21
sistemas de embalagens a vácuo e em atmosfera
modificada sobre parâmetros de qualidade de
carne de bovinos machos inteiros e fêmeas de
descarte. O trabalho da pesquisadora Priscila
Robertina dos Santos mostra que sistemas de
embalagens sem oxigênio propiciaram carnes
mais macias e com menos oxidação, mantendo a
estabilidade lípidica e proteíca do produto. Nesta
pesquisa foram utilizados músculos bovinos
Longissimus dorsi (contra-filé) oriundos de
animais machos inteiros e fêmeas de descarte
Bos indicus (com grande participação da raça
Nelore), criados a pasto, com idade entre 30 e 36
meses. Após o abate convencional em um
frigorífico localizado na cidade de Iturama (MG),
as carcaças foram identificadas e armazenadas
em câmaras frias a 7 °C por 24 horas (Da
Redação/ Agência USP).
Sensor mede à distância emissão de metano
na pecuária: Interligar o mundo químicomolecular com a internet é a meta das pesquisas
do
Laboratório
de
Física
Aplicada
e
Computacional (LAFAC) da Faculdade de
Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da
USP, em Pirassununga. Os pesquisadores do
LAFAC, em parceria com cientistas brasileiros e
do exterior, desenvolvem sensores de baixo custo
para realizar medições que podem ser
acompanhadas à distância. Os sistemas servirão,
entre outras funções, para medir a emissão de
gás metano em locais de produção de gado e
monitorar a qualidade da água nas fontes de
abastecimento. Os sensores são compostos por
polímeros que sofrem reações químicas em
contato com substâncias específicas, como por
exemplo amônia ou gás carbônico (Júlio
Bernardes/ Agência USP).
Assocon: pecuarista deve confinar até 15% a
mais de gado em 2012: O volume de gado
confinado no Brasil em 2012 pode chegar
próximo aos 4 milhões de animais. A projeção é
da Associação Nacional dos Confinadores
(Assocon) e representa um crescimento de 12%
sobre o total de bovinos criados mediante este
mesmo regime ano passado, quando foram 3,4
milhões de animais. Mas conforme define o
presidente da entidade, Eduardo Moura, a
expansão do confinamento no país não ocorrerá
de maneira natural ou mesmo saudável. “Este é
um ano curioso. Vamos ter um crescimento do
confinamento que não considero saudável. É pela
dor. Pela deterioriação das pastagens, pelo
acontecimento das cigarrinhas e morte súbita das
pastagens e pela mesma pastagem que cada vez
tem menor capacidade [de produção]“, enfatizou
o representante (G1 MT/Beef Point).
Famato propõe preço mínimo para boi gordo e
novas linhas de crédito: O estabelecimento de
um preço mínimo de garantia para o boi gordo e a
criação de linhas de crédito específicas para a
reforma de pastagens são os principais pontos da
proposta que a Federação da Agricultura e
Pecuária de Mato Grosso (Famato) encaminhou
ao Ministério da Agricultura para constar do novo
Plano Agrícola e Pecuário da safra 2012/13. Rui
Prado, presidente da Famato, explica que as
sugestões encaminhadas ao governo se baseiam
em estudos técnicos, que foram elaborados pelo
Instituto
Mato-grossense
de
Economia
Agropecuária (Imea). Segundo ele, o estudo do
Imea, que é vinculado à Famato, identificou que a
linha de financiamento específica para reforma de
pastagem deve ter prazo mínimo para pagamento
de 13 anos e taxa de juro menor ou igual a 5,5%
ao ano (Agência Estado,/Beef Point).
FAO: novo sorotipo de aftosa no Egito ameaça
África do Norte e Oriente Médio: Um novo
sorotipo de febre aftosa que atingiu o Egito
poderá se disseminar na África do Norte e Oriente
Médio, ameaçando a segurança alimentar na
região, disse a Organização das Nações Unidas
para Agricultura e Alimentação (FAO). Há 40.222
casos suspeitos da doença no Egito e 4.658
animais, principalmente bezerros, já morreram
disse a FAO citando estimativas oficiais. “Apesar
de a febre aftosa ter circulado no país por alguns
anos, esse é uma introdução totalmente nova de
um sorotipo do vírus conhecido como SAT2, e os
animais não têm proteção imunológica contra
isso” (Reuters//Beef Point).
Paraguai busca confiança dos importadores
de carne: O Paraguai enfrenta uma nova etapa
em seu avanço na conquista dos mercados que já
teve. Com o decreto do Poder Executivo, que
executa a recomendação do Serviço Nacional de
Qualidade e Saúde Animal (Senacsa), para a
remoção
da
emergência
sanitária
no
Departamento de San Pedro, após o último foco
de febre aftosa, registrado no estabelecimento
Nazareth, o setor pecuário tem um atenuante
importante para sair à caça de mercados que
demandam proteína animal. O serviço sanitário
local agora conta com a chave para negociar o
retorno da carne paraguaia a mercados que
deixaram de comprar o produto, após o segundo
foco, como Israel, além de estender a informação
à Rússia e Brasil, sobre a inexistência de risco
sanitário em San Pedro, que ajudará para que
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
22
esses países mencionados removam as
restrições, que consistem na impossibilidade de
importar carne proveniente de animais criados em
San Pedro (Última Hora//Beef Point).
limitar uma forma de comercialização que tem
valor agregado ao setor pecuário e aos demais
elos da cadeia produtiva (ABCZ, ABEG/ /Beef
Point).
Rússia proíbe importação de gado e suínos da
UE: A Rússia informou que vai pôr em prática sua
ameaça de proibir as importações de gado e
suínos vivos dos países da União Europeia (UE).
O Serviço Federal de Vigilância Veterinária e
Fitossanitária da Rússia disse que a proibição
entraria em vigor na terça-feira, devido a temores
em relação ao vírus Schmallenberg, que causa
defeitos de nascença no gado. A justificativa foi “a
ausência de controles de segurança suficientes
(…) por parte de serviços relevantes da Comissão
Europeia”. A Rússia emitiu seu primeiro alerta há
duas semanas, depois de suspender inicialmente
as importações de animais vivos e de materiais
genéticos de cinco países da Europa Ocidental
em janeiro (Agência Estado//Beef Point).
MAPA: vacinação contra aftosa começa pelo
Amazonas: A primeira etapa da campanha
nacional de vacinação contra a febre aftosa inicia
nesta quinta-feira, 15 de março, pelo estado do
Amazonas. Serão aplicadas doses em todo o
rebanho de bovinos e bubalinos localizado na
calha do Rio Amazonas, área considerada de
difícil acesso, até 30 de abril. Para os pecuaristas
de terra firme, a vacinação será entre 15 de julho
a 31 de agosto. O Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento (MAPA), em conjunto
com a Comissão de Defesa Sanitária Animal e
Vegetal (Codesav) do Amazonas, decidiu
antecipar em 45 dias a campanha para imunizar
os animais antes da época de chuvas. Outra
novidade é que a imunização foi estendida para
41 municípios. Antes, somente 12 cidades da
região
eram
contempladas
nesta
fase
(MAPA//Beef Point).
ABPO: pecuaristas orgânicos do Pantanal
ampliam portfólio: Os sete anos de vendas de
bois orgânicos à JBS foram muito além do retorno
financeiro imaginado pelos pecuaristas do
Pantanal. A parceria comercial com a maior
processadora de carnes do mundo serviu para a
Associação Brasileira de Pecuária Orgânica
(ABPO) se profissionalizar e aprender os
meandros dos negócios que levam à
diversificação do portfólio. A reviravolta era
estudada há algum tempo. “Nas feiras sempre
nos perguntavam: mas vocês vendem só carne?”,
lembra Leonardo Leite de Barros, presidente da
ABPO, referindo-se à dispersão da cadeia de
suprimentos de orgânicos e à demanda crescente
por esse tipo de alimentação no Brasil. “A gente
saia que precisava de um planejamento
estratégico para saber para onde ir” (Jornal Valor
Econômico//Beef Point).
ABCZ:
pecuária
brasileira
pode
ser
prejudicada com taxação de exportação de
animais vivos: A Associação Brasileira dos
Criadores de Zebu (ABCZ) enviou um ofício ao
Ministro do Desenvolvimento, Indústria e
Comércio Exterior, Fernando Damata Pimentel,
onde manifesta seu apoio à Associação Brasileira
de Exportadores de Gado (ABEG), em seu pleito
contra a taxação de impostos para exportação de
animais vivos para abate. Após análise do
documento “Considerações sobre as exportações
de bovinos vivos no Brasil”, desenvolvido pela
Scot Consultoria, a diretoria da ABCZ decidiu se
posicionar diante do tema, uma vez que a
taxação para exportação de bovinos vivos pode
USDA: fazendas de cria com até 500 vacas
representam 83% das propriedades no país:
As estimativas anuais do Departamento de
Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sobre o
número de propriedades de vacas de corte em
2011 no país diminuíram menos do que o
esperado. Eram esperadas reduções maiores
devido à seca nos estados do sudoeste dos
Estados Unidos no ano passado. Existiam
734.000 fazendas de vacas de corte nos Estados
Unidos em 2011, 8.000 a menos que em 2010. O
número de 2011 é em torno de 160.000 menor do
que em 1993. A produção extensiva e os poucos
outros usos possíveis das pastagens são
importantes razões para o maior número de
operações de produção de carne (Drovers//Beef
Point).
Ministério Público Federal quer saber de onde
vem a carne dos supermercados: Os maiores
supermercados do País terão dez dias para
explicar onde compram a carne vendida ao
consumidor e o que vêm fazendo para reduzir os
danos
ambientais
causados
por
seus
fornecedores. No início da semana, o Ministério
Público Federal (MP) encaminhou um ofício às 20
maiores redes do País questionando onde as
empresas adquirem a carne e o que elas vêm
fazendo para impedir, por exemplo, a compra de
boi criado em área de desmatamento. A ofensiva
partiu
de
uma
atuação
conjunta
das
Procuradorias da República de três Estados –
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
23
Mato Grosso, Pará e Acre – e representa um
segundo estágio na relação com fazendeiros,
frigoríficos e supermercados (Jornal O Estado de
SP//Beef Point).
EUA: lei abrangente sobre Vaca Louca é
proposta buscando aumentar exportações: O
Departamento de Agricultura dos Estados Unidos
(USDA) anunciou que publicará no Registro
Federal uma lei abrangente para a Encefalopatia
Espongiforme Bovina (EEB), conhecida como
doença da “vaca louca”, de acordo com os
padrões da Organização Internacional de Saúde
Animal (OIE). A Associação Nacional de
Produtores de Carne Bovina (NCBA, sigla em
inglês) apoia essa lei. Após o anúncio do USDA,
o diretor associado de assuntos legislativos da
NCBA, Kent Bacus, disse: “A NCBA vem
pressionando por essa lei desde que o primeiro
caso de EEB foi detectado nos Estados Unidos
em dezembro de 2003, certamente ficamos
satisfeitos
com
o
anúncio
do
USDA”
(TheBeefSite.com//Beef Point).
Perspectivas otimistas para a criação de
búfalos no país: A demanda nacional por
derivados de leite de búfala (muçarelas em barra
e em bolinha, queijo frescal, ricota, requeijão,
manteiga etc) tem aumentado em torno de 20%
por ano, conforme estimativas da Associação
Brasileira de Criadores de Búfalos (ABCB) - e que
está muito longe de ser atendida. Claudionor
Serafim é produtor em Pilar do Sul e descobriu a
importância de sua região há oito anos, quando
decidiu investir na criação. Primeiro, ele queria
uma renda apenas para suprir os gastos com o
sítio. Agora, não se contenta mais com os 700
litros diários - tem condições de chegar aos 2 mil vendidos para seis laticínios de São Paulo. A
dedicação ao seu rebanho, formado por 230
animais das raças mediterrânea e murrah (no
Brasil existem ainda a jafarabadi e a carabao), é a
razão que o faz querer voltar todos os fins de
semana para sua propriedade (Janice Kiss, do
Valor/ Milk Point).
Pecuária ocupa maior parte de áreas
desmatadas na Amazônia Legal: O principal
uso das áreas desmatadas na Amazônia Legal
em Mato Grosso até o ano de 2008 foi para
pastagem. Na unidade federada, 68% do
perímetro desflorestado dentro deste bioma foram
ocupados pela pecuária. A conclusão é do
TerraClass, sistema baseado em estudos do
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e
pela
Empresa
Brasileira
de
Pesquisa
Agropecuária
(Embrapa).
Os
números
apresentados nesta terça-feira (13) em Cuiabá,
têm como base de dados o mapeamento do
Projeto de Monitoramento do Desflorestamento
na Amazônia Legal (PRODES). O total representa
um dos maiores dentre os nove estados da
Amazônia Legal, onde foram mapeados o uso de
mais de 5 milhões de quilômetros quadrados para
as mesmas finalidades (G1/Ambiente Brasil).
Alltech
launches
Mycotoxin
Management
Project
globally:
Alltech developed a new global
project to help control mycotoxins
through a combination of mycotoxin management
programmes and technologies. As part of this
practical and solutions-oriented approach to
effectively manage mycotoxins, the global
Mycotoxin Management Team from Alltech will not
only assist in managing mycotoxins throughout
the feed chain, but also in detecting and
addressing the risks caused by more than 37
types of mycotoxins. Increased demand on animal
performance and productivity inevitably brings
new challenges and risks to modern animal
production. Toxic contaminants produced by
moulds, known as mycotoxins, are a challenge for
producers and a risk to their livestock (All About
Feed).
Frog skin protein may help find new
antibiotics: Proteins secreted by frog skin could
one day help in the design of new antibiotics to
fight superbugs, say researchers. Biophysicist Dr
Anton Le Brun, of the Australian Nuclear Science
and Technology Organisation, and colleagues,
report some of their work online in the European
Biophysical Journal. A few species of frogs are
known to secrete peptides that protect against a
broad range of unwanted bacteria (All About
Feed).
Concern over medication in French livestock:
French livestock breeders are being criticised for
the excessive use of non-prescribed medicines
and antibiotics to treat their animals. A memo sent
to prefects in early February from the Directorate
General of Food (DGAL) reports "major nonconformities" were found during the delivery of
medicated feed by breeders. Mixed with cattle
feed antibiotics are used to prevent common
diseases, however the memo identifies incorrect
practices such as the "provision of medicated
feeds without prescription at the request of the
animal's owners" (All About Feed).
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
24
Spanish scientists develop octopus dry feed:
A team of professors and researchers from the
School of Agricultural Engineering and Natural
Habitats (ETSIAMN) of the Polytechnic University
of Valencia (UPV) developed artificial dry food to
feed octopuses reared in captivity, reports
FIS.com. Proponents of the initiative aim at
producing octopuses for the aquaculture field in a
"low cost" way in order to help increase the supply
of this cephalopod on the market. Under the
guidance of professors Ana Tomas and Miguel
Jover, Institute of Animal Science and Technology,
the group managed to create a feed similar to the
food eaten by octopuses, but with a different
texture and ingredients: fish meal, krill meal and
gelatine, among other products (All About Feed).
Wendy’s raises animal welfare standards for
chicken: Wendy’s Animal Welfare Council have
announced two major improvements to its animal
welfare standards to significantly improve the
humane treatment of chickens and pigs. One of
Wendy’s chicken suppliers, OK Foods, Inc. has
installed an innovative system that significantly
improves the welfare of chickens. Called LAPS,
(low atmospheric pressure system), it produces
permanent unconsciousness in the bird before
any handling by plant workers. It also replaces the
industry standard practice of electrical stunning of
chickens (World Poultry).
Good meat sales boost organic sector: Strong
sales of organic meat, particularly lamb and
chicken, helped strengthen a dip in the organic
sector, the Soil Association’s annual market report
revealed. While the overall organic market in the
UK was down by 3.7%, there were strong sales in
red meat and poultry, with lamb up 16% and
poultry also enjoying a revival, up 5.8%. There
was a 2.5% lift for organic chicken, while sales of
organic turkey increased by 56%, underlining
evidence that consumers increasingly choose
organic for special occasions. Organically farmed
land also fell in Wales, but the number of Welsh
lambs and beef was significantly higher, up 26%
and 44% respectively (Meat Info).
Methods to Reduce Escapes and
Identify Escapees: With more
extreme
weather
hitting
the
Norwegian coast, earlier this year,
the Norwegian Ministry of Fisheries proposed
setting a ceiling of 200,000 fish per cage. This rule
will come into force in January 2013. However, it
does not have the full backing of the industry. The
ministry is also supporting schemes which
encourage the production of smolts on shore.
After a number of escapes last year, Marine
Harvest Norway announced earlier this year that it
is testing new equipment to grow 1kg salmon
smolts on land. Whilst these measures along with
the industry's commitment to reducing escapes
will help, escapes are still inevitable (The Fish
Site).
AGD in Scotland - Avoid Stress to Mitigate
Effects: The first cases in Scotland were seen in
September 2011, says Fish Vet Group vet, Chris
Matthews. In Ireland the disease has been
recognised since the 1980s, and it is thought that
Tasmania has dealt with the disease for over 20
years. Whilst the discovery of the disease in
Scotland has been a particular problem in recent
months, Mr Matthews says that seasonal gill
disorders (of which AGD is one) can be common
in the autumn and early winter, triggered by peak
water temperatures at the end of summer. The
AGD agent has been identified in most of
Scotland's salmon farming areas, however clinical
disease has only developed on individual farms.
Fish Vet Group is currently working to identify the
risk factors for developing gill problems (The Fish
Site).
Low Bycatch Numbers Reported: In the third
and fourth quarters of 2011, the amount of
bycatch from BC’s salmon farms represented less
than 0.005 and 0.006 per cent of the industry’s
harvest, according to numbers released by the BC
Salmon Farmers Association. That number
includes all incidental catch that died during
harvests in 2011. When including any bycatch that
was caught and live released, the percentages
reach 0.017 and 0.022 per cent. “These farmers
are aware of the public concerns for ocean
conservation and protection and have enacted
successful measures to reduce incidental catch,”
said Mary Ellen Walling, Executive Director of the
BCSFA. “This is a result of proactive work to
continue protecting the ocean life we all care
deeply about” (The Fish Site).
Tilapia Hatchery Enhances Leyte’s Food
Security: The Hatchery is a province-wide
approach to encourage farmers to diversify in
aquaculture production in order to augment the
income of poor households while securing at the
same time food availability and quality in the
province. Expected to grace the event are
Governor Carlos Jericho Petilla, Dr Andreas
Lange of GIZ-EFOS, BFAR OIC Director Justerie
Granali, Director Antonio Gerundio of DA RFU 8,
Kananga Mayor Elmer Codilla, Provincial
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
25
Agriculturist Rogelio Portula, provincial officials,
mayors, as well as backyard fishpond operators.
Activities include a short programme, ceremonial
stocking of breeders, fingerling dispersal, and
interaction with beneficiaries by national and local
media (The Fish Site).
Brazil Promotes Fish in Schools: The minister
stated that fish consumption in the country could
be higher. With the help of schools and
nutritionists fish can be better promoted through
more understanding on how to cook and store it.
He said the federal government's goal is to
develop an "X-ray of the sector, in order to see
what is happening. "We want schools not only
teach subjects such as Portuguese and
mathematics, but also healthy habits such as
consumption of fish, which may continue for a
lifetime," he said. The minister recalled that Brazil
still consumes some fish in relation to the
ammount recommended by the World Health
Organization. In 2010, domestic consumption
averaged 9.75 pounds /per capita, whereas the
international organisation recommends at least 12
pounds. The only exception, he noted, is the
Amazon region, where fish consumption is high
(The Fish Site).
Tilapia Production Soaring in Sinaloa: The
farm operates six ponds of 330 cubic meters
each. Every eight weeks 80,000 to 100,000
fingerlings are added, for sale to companies such
as Walmart, Market Beam and soon Lake. The
producer and representative of the company,
Marco Antonio Peña Villa said that aquaculture in
the state is gaining wide acceptance in response
to the demand for low cost healthy food in the
state and the demand of international markets.
The goal, he said, is to reach the production of
720 tons per year. He also hopes there will be
construction of a further 48 ponds of 330 cubic
meters each, which will be sufficient enough to
cover the increased demand for exports to the
US. He noted that Mexico has all the resources to
produce tilapia, particularly in Sinaloa with its
coastline and 11 rivers (The Fish Site).
Scottish
Ag
College
Meets
Brazilian
Aquaculturalists: A delegation from the Brazilian
agriculture research organisation EMBRAPA
visited the Scottish Aagricultural College (SAC)
recently. It was the first meeting since SAC and
EMBRAPA
signed
a
Memorandum
of
Understanding at the end of 2011. The aim of the
visit was to explore partnership opportunities in
aquaculture. The visitors had come to Scotland
and the UK because of our strength in subjects
like molecular genetics, breeding programmes,
preservation of genetic resources, disease
prevention, fish pond and net pen management
and the processing of aquaculture species. They
were given a whistle tour of SAC’s CT Scanner
unit facilities and were impressed by the potential
of such technology and the type of information it
could provide and this in a very short time (The
Fish Site).
Storm-Affected
Fishermen
Receive
Fingerlings: Governor Wilhelmino Alvarado He
said farmers and fishermen are considered
heroes in the province as they had stood up from
the back-to-back onslaught of typhoons Pedring
and Quiel last September and October which
ravaged about 9,500 hectares of fisheries.
“Through the years, Bulakenyos had proven that
we are not the sort who gives up easily. That’s
why, we would like to help our fishermen and
farmers to start anew and gain back what they
had lost during the typhoons. It will also serve as
a step for the improvement of agricultural
production,” said Mr Alvarado in Filipino. Aside
from the fingerlings, Mr Alvarado also led the
distribution
of
some
200,000
mangrove
propagules, 20,000 nipa shoots, 20 shallow tube
wells and gillnets. Alvarado said the livelihood of
the farmers and fishermen must be reinforced to
improve the production on staple food for Filipino
families (The Fish Site).
BFAR Urges Taal Fish Farmers to be
Responsible: The Department of Agriculture,
through the Bureau of Fisheries and Aquatic
Resources (BFAR), urges all fish cage farmers in
Taal Lake to take the necessary measures in
preparation for an impending fish kill as the
summer season begins. PhilippineStar reports
that BFAR director Asis G. Perez warned some
900 fisherfolk during the recent Taal Lake
Fisheries Stakeholders Forum to harvest early
should there be signs of possible lake overturn,
sulphur upsweeping, lowering of dissolved oxygen
and possible fish parasite infestation. “These
naturally occurring phenomena are usually
affected by temperature changes especially in the
warm months of April to June and during the rainy
months, when typhoons occur," Mr Perez said
(The Fish Site).
BAP Programme Certifies Comsur Ltd Salmon
Plant: The Best Aquaculture Practices (BAP)
programme has expanded its certifications of
international salmon facilities with the successful
audit of Comsur Ltd, the processing plant division
of Trusal S.A. in Puerto Montt, Chile. "The Global
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
26
Aquaculture Alliance congratulates Comsur Ltd.
on its achievement of BAP plant certification,"
GAA President George Chamberlain said. "We
feel a debt of gratitude to Comsur for being the
first salmon company to proactively invite BAP to
conduct a trial audit of its outstanding plant. Such
cooperation and transparency are key to public
trust, which is essential to the future advancement
of aquaculture." With a daily production capacity
of 120 tons and staff of 850 during high season,
Comsur Ltd. is the only plant in the Chilean
salmon industry with facilities designed to receive,
process and store product in a continuous flow
(The Fish Site).
Welfare Concerns Highlighted by EU Welfare
Platform: The European Animal Welfare Platform
(EAWP) has highlighted the key welfare issues in
salmon production, with sea lice, vaccines and
medicines and water quality being the top three
concerns. Other issues highlighted at harvest
include transport, crowding, stunning and killing.
EAWP conducted a survey of industry
stakeholders, in total 46 responded regarding
farmed fish, highlighting what they felt were the
key welfare issues. The group recognised the
problems with sea lice control, and the resistance
that sea lice can build up to chemotherapeutants
(The Fish Site).
products from Japan, according to the Animal,
Plant and Fisheries Quarantine and Inspection
Agency. Seoul has since checked all fisheries
imports from Japan for radiation but has never
blocked shipments. The quarantine office said it
has no immediate plans to do só (The Fish Site).
Alcala Promotes Crab Production to Quezon
Farmers: Agriculture Secretary Proceso Alcala
encouraged Quezon farmers recently to diversify
and try crab production and to avoid illegal fishing
activities in the sea under the jurisdiction of the
province. The secretary said Quezon province is
rich in fishing grounds, a good source of marine
products that the local government units should
protect by strictly imposing ordinances and other
laws against illegal fishing. He added the
Department of Agriculture (DA) can provide
trainings on crab production to small fishermen to
provide them with alternative sources of income.
"Quezon province has long shorelines that are
suitable for crab production. If more fishermen
engage in crab production, the province may
become the crab capital of Luzon or perhaps the
entire contry," Mr Alcala said, adding that demand
in crabs is high in Metro Manila, thus it's about
time for fishermen to attemp crab produciton (The
Fish Site).
Warnings of Sodium Tripolyphosphate in Fish:
Seafood lovers beware: there’s a chemical that
threatens to deceive you about the freshness of
your flaky fillets of fish, reports Marie Logan, Food
and Water Watch. You might be paying more for
seafood that contains this chemical, because it
can increase the weight of the products to which
it’s applied. Worse, you might not even know it’s
there, because labeling of this potentially toxic
chemical is not mandatory in the US, says Ms
Logan. So what is it? It’s an additive—called
sodium tripolyphosphate, or STPP for short—and
it is used to make your seafood appear firmer,
smoother and glossier. Seafood manufacturers
may soak your seafood in a quick chemical bath
of STPP in order to achieve these effects (The
Fish Site).
Single Injection to Protect Damaging
Diseases: Novartis Animal Health, Inc. (NAH)
announced the launch of Birnagen Forte 3 Plus, a
new, multivalent single-injection vaccine designed
to provide lasting, specific protection against
Infectious Salmon Anemia (ISA/ISAV), as well as
against other significant viral and bacterial
diseases in the marine environment for farmed
Atlantic Salmon in Chile. Based on the
established Birnagen Forte 3 vaccine, the product
offers broad coverage and demonstrated efficacy
against Infectious pancreatic necrosis (IPN), ISA,
Salmonid Rickettsial Septicaemia (SRS) and
Vibriosis. “Infectious Salmon Anemia and
Salmonid Rickettsia Septicemia are two of the
most important diseases of marine-farmed Atlantic
Salmon,” said Marcos Godoy, MV, Technical
Manager, ETECMA S.A (The Fish Site).
Radiation Findings in Japanese Fish Imports
Rising: South Korea is more frequently finding
radioactive materials in fishery products from
Japan but has no immediate plans to ban imports
as their levels are far below the maximum intake
limits, the quarantine office said Thursday. In the
first two months of the year, the country has
detected traces of radioactive materials, such as
cesium, in 32 separate shipments of fisheries
Balance That Creates Growth in Farmed
Salmon: Salmon feed is not about raw
ingredients, but about nutrients. The more you
know about the nutrition and digestion of salmon,
the easier it is to select raw ingredients for the
feed without compromising the performance of the
feed and the health of the fish. Grethe Rosenlund
in Skretting Aquaculture Research Centre said:
“This has top priority in our R&D and has had for
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
27
many years”. Today, it is almost impossible to
avoid using vegetable raw ingredients in fish feed,
because there are just not enough marine raw
materials in the world to ensure sustainable
growth in the aquaculture industry. However, the
composition and availability of the nutrients in
many vegetable raw ingredients is not optimum
(The Fish Site).
Simultaneous Cultivation Minimises Waste
Produced: Researchers at the IEO have shown
that the introduction of trays with filter-feeding
species such as mussels and scallops in sea bass
fattening farms reduces the ammount of organic
waste and improves water quality. Experts of the
Balearic Oceanography Centre of the Spanish
Institute of Oceanography (IEO) in collaboration
with the Laboratory for Marine and Aquaculture
(LIMIA) of the Government of the Balearic Islands
have shown that aquaculture of various species
simultaneously is an effective method to reduce
and minimise organic residues, derived from fish
culture farms. The IEO built an integrated system
for filtering bivalve molluscs mussels into sea
bass cages of LIMIA facilities in Port d'Andratx
(The Fish Site).
Robots Might Save Fish from Environmental
Disasters: Probing the largely unexplored
question of what characteristics make a leader
among schooling fish, researchers have
discovered that by mimicking nature, a robotic fish
can transform into a leader of live ones. Through
a series of experiments, researchers from
Polytechnic Institute of New York University
(NYU-Poly) aimed to increase understanding of
collective animal behavior, including learning how
robots might someday steer fish away from
environmental disasters. Nature is a growing
source of inspiration for engineers, and the
researchers were intrigued to find that their
biomimetic robotic fish could not only infiltrate and
be accepted by the swimmers, but actually
assume a leadership role (The Fish Site).
Early Sexual Maturation – a Problem in Cod
Farming: Early sexual maturation is a major
problem in today’s cod farming. As the fish
mature, energy is allocated to gonad production,
hence reducing muscle growth and fillet quality. In
her PhD thesis, Hanne Johnsen has studied
genes and regulators associated with sexual
development in Atlantic cod.In order to control
sexual maturation, it is crucial to map the
essential biological mechanisms involved. In this
respect, Hanne Johnsen’s thesis has increased
the basic knowledge about this process.The PhD
project has identified several genes differentially
regulated between male and female cod during
sexual development. The PhD candidate
establishes that the dmrt1 gene is central to the
development of males, while the formation of
estrogen in females is regulated by the cyp19a1a
gene. Five different dmrt genes were found in the
cod genome, and analyses of the surrounding
genes in different vertebrates revealed the
evolution of this gene family (The Fish Site).
Authority Criticises Processing Hygiene
Standards: While the farming sector in general
follows the hygiene requirements, there is room
for significant improvement in businesses that
process whitefish, concludes an inspection report
by the European Free Trade Association's
Surveillance Authority (ESA). In autumn 2011,
ESA inspected Norwegian fish companies to
examine that the control of production and sale of
fish and fishery products was carried out in
accordance with the European Economic Area
(EEA) Agreement. The inspection revealed
several deficiencies. ESA noted that building
conditions made it difficult for facilities to meet the
hygiene requirements and also increased the risk
of cross contamination. ESA also noted that there
was a lack of storage and labeling of products.
The Norwegian Food Safety Authority (FSA) has
been heavily criticised for the findings (The Fish
Site).
NFI Crab Council Signs MOU with SFP: The
National Fisheries Institute Crab Council and the
Sustainable Fisheries Partnership (SFP) have
been working together on crab sustainability
projects for nearly three years and now the groups
have signed a memorandum of understanding
(MOU) that further solidifies that working
relationship. “SFP has been an important partner
in Asia,” said NFI Crab Council chair Ed Rhodes
of Phillips Foods. “SFP understands the economic
and ecological impacts our efforts are designed to
have and has been working with us to meet the
challenges in this region.” The NFI Crab Council
funds sustainability projects in Indonesia and the
Philippines and has recently begun working with
partners in Viet Nam (The Fish Site).
Oil-Spills can Damage Cod Skeletons: Pollution
resulting from oil-spills can disturb bone
developmental processes in cod larvae. This is
one of the results of a study performed by NIFES
in collaboration with SINTEF. The scientists were
studying what occurs with the genes that control
bone and skeletal development in cod that have
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
28
been
exposed
to
oil
pollution.
“It looks as though oil has negative effects on
bone development in cod at an early stage of
development,” says NIFES scientist Kai Kristoffer
Lie. There are plans for oil production close to
important spawning grounds off Lofoten and
Vesterålen in north Norway, and the background
of the study is the need for better knowledge of
how oil-spills will affect cod (The Fish Site).
Sustainability of Species with High Nutritional
Value: The INAPESCA reported species noted for
their high nutritional value include finfish, among
which are the catfish, flounder, mackerel,
mackerel, dogfish, bass, crappie, bream and sea
bass. The research studies include recruitment
centers to calculate the biomass and to monitor
larval development of species, for their
development and maturation to reach the size for
commercial export Biological investigations,
coupled with the regulations applied by the
Ministry
of
Agriculture,
Livestock,
Rural
Development, Fisheries and Food (SAGARPA),
through the National Commission of Aquaculture
and Fisheries (CONAPESCA) have led to
sustainability in marine fisheries and aquaculture,
whose capture in 2011 recorded more than 1.6
million tons (The Fish Site).
Probiotic Bacteria for Disease Prevention in
Shellfish: The use of probiotic bacteria, isolated
from naturally-occurring bacterial communities, is
gaining in popularity in the aquaculture industry as
the
preferred,
environmentally-friendly
management alternative to the use of antibiotics
and other antimicrobials for disease prevention.
Known to the public for their use in yogurt and
other foods to improve human digestion and
health, probiotic bacteria isolated from other
sources can also be used to improve survival,
nutrition and disease prevention in larvae grown in
shellfish hatcheries (The Fish Site).
Unidentified pig manure foam
startles US pig industry: Swine
farms in midwestern USA have
stumbled on a phenomenon that so
far has been difficult to explain – foam rises from
hog manure. The foam caused the explosion of
six pig farms since 2009. Website Wired.com
reported that the six farms were blown up after
methane trapped in an unidentified, pit-topping
foam caught a spark. In the afflicted region, the
foam is found in roughly one in four swine farms.
Charles Clanton, University of Minnesota, said,
“This has all started in the last four or five years
here. We don’t have any idea where it came from
or how it got started. Whatever has happened is
new” (Pig Progress).
Choice of pen mates does not affect boar
mounting behaviour: A set of Dutch trials aimed
at finding ways to overcome certain problems
when finishing boars, has not yielded any new
management options so far. Research, carried
out at the Swine Innovation Centre Sterksel, part
of Wageningen University and Research Centre,
focused on influencing mounting behaviour in
finisher boars as well as adjusting the feeding
management to reduce chances of boar taint.
Both trials, however, proved not to have any
effect. In both fields of study additional research is
required. The research is relevant as stakeholders
throughout the European Union aims move away
from physical castration by 2018 (Pig Progress).
PRRS breakthrough - reduced susceptibility in
pigs: Building on work originally funded by the
Pork Checkoff, a consortium of scientists from
around the country has discovered a genetic
marker in pigs that identifies whether or not a pig
has a reduced susceptibility to porcine
reproductive and respiratory syndrome (PRRS) - a
disease that costs the US pork industry an
estimated $664 million per year. The researchers
found agenetic marker, called a quantitative trait
locus, on swine chromosome 4 that is associated
with resistance to PRRS virus infection. According
to Joan Lunney, a research scientist at the
USDA's Agricultural Research Service (ARS) in
Beltsville, Md., this is especially important as this
location also is associated with improved growth
of pigs that are infected with the PRRS virus (Pig
Progress).
SQM
organic
trace
minerals
improve dog food diets: QualiTech
Animal Nutrition recently finished a
trial showing that fortifying dog food
with SQM organic trace minerals
optimizes digestibility and improved mineral
absorption. QualiTech found that adding SQM
trace minerals into the dog’s diet significantly
increased dry matter digestibility by 5% and
mineral bioavailability by up to 20%. A metabolism
experiment utilizing a replicated crossover design
(with four total periods) was conducted with ten
beagle dogs (3 male and 7 female) split into two
groups of five and individually housed. One group
of dogs was then designated as the control
treatment and fed a diet in which the zinc, copper,
and manganese came from sulphated sources (All
About Feed).
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
29
Golden Acres invests in ecological petfood
manufacturing: UK-based Golden Acres (GA),
one of Europe’s largest super premium private
label dry pet food manufacturers, has recently
invested millions to be able to manufacture dry pet
food
using
the
most
sustainable
and
environmentally-friendly methods. the construction
of the state-of-the-art environmental management
facility has been on a truly massive scale, with
water treatment works and 3 biofilters (each the
size of an Olympic swimming pool) being at the
heart of the facility. David Bennison, GA’s Sales
Director commented, “Our new environmental
management facility means that all of the brands
that have their pet food made at GA are doing so
in a very sustainable and environmentally-friendly
way (All About Feed).
Europa endurece lei que proíbe
jogar tubarões amputados no mar:
A Comissão Europeia anunciou um
consenso para eliminar todas as
exceções da legislação que proíbe
jogar tubarões vivos no mar depois da retirada de
suas barbatanas. A prática estava proibida desde
2003 na União Europeia (UE), mas era autorizava
sob “certas exceções” ou permissões especiais,
que beneficiavam Espanha e Portugal. “Estou
feliz que o Conselho Europeu esteja de acordo
com nosso ponto de vista e espero que o
Parlamento Europeu faça o mesmo, de forma que
a nova legislação se torne realidade”, ressaltou
Maria Damanaki, comissária europeia de pesca,
ao final de uma reunião dos ministros do setor da
UE. A amputação deixa o tubarão vulnerável à
exploração excessiva da pesca marítima, devido
à diferença de preço entre as barbatanas
(utilizadas em sopas) e o restante do corpo
(G1/Ambiente Brasil).
Cientistas querem que golfinhos tenham
“direitos humanos”: O parque aquático Sea
World, nos EUA, foi processado por confinar
cinco membros de sua equipe em um espaço
diminuto e obrigá-los a fazer rotineiramente
apresentações para o público. As autoras da
ação? Um grupo de cinco orcas. Elas foram
representadas por uma ONG de direitos dos
animais, que entrou com o pedido. Embora o juiz
tenha optado por não levar o caso adiante, essa
foi a primeira vez que um tribunal federal
americano chegou a analisar algo do tipo. Nos
Estados Unidos e em outros países, é cada vez
maior a quantidade de cientistas e organizações
que se mobilizam pelos direitos dos cetáceos – o
grupo de mamíferos marinhos que inclui os
golfinhos e as baleias (Giuliana
Folha.com/Ambiente Brasil).
Miranda/
Proteção de primatas avança a passos lentos:
Enquanto a luta pela elaboração de uma
declaração de direitos para os cetáceos está
apenas começando, a dos grandes macacos
(gorilas, orangotangos e, sobretudo, chimpanzés)
arrasta-se há muito tempo. Por sua inteligência e
comportamento tão parecidos com os nossos, há
várias
décadas
ativistas
vêm
tentando
estabelecer um documento que garanta a esses
animais o direito à vida e à liberdade. Por
enquanto, o passo mais significativo foi a
proibição, em praticamente todos os países –
com exceção dos Estados Unidos e do Gabão, na
África
-,
de
experimentos
nos
quais
deliberadamente os chimpanzés sejam infectados
com algum patógeno (Giuliana Miranda/
Folha.com/Ambiente Brasil).
Welfare groups pledge ‘zero tolerance’ at
Ramsgate: The RSPCA and Compassion in
World Farming (CIWF) have pledged to wage a
zero tolerance campaign on breaches of animal
welfare or transport laws at Ramgsgate port.
Campaigners met with leaders of Thanet District
Council yesterday to discuss ways to improve
animal welfare at the port, which is the exit point
for thousands of the live calves and sheep that
are shipped to the Continent each year. The
RSPCA is seeking permission from port
authorities to allow inspectors at the port. RSPCA
chief executive Gavin Grant said: “There will be
zero tolerance of animal abuse from the Port of
Ramsgate. We will be putting together a
programme of work to ensure this happens and
give due notice to the hauliers and shippers that, if
we find cases of animal abuse, we will prosecute
them” (Meat Info).
Descoberto
antepassado
do
crocodilo que viveu há 130 mi de
anos: A descoberta se baseia em
um crânio fossilizado que um
pesquisador encontrou por acaso
em 2007, nos arredores dos pântanos de
Swanage, uma vila litorânea do condado de
Dorset, no sul da Inglaterra, disse o principal
responsável pela pesquisa, Mike Benton. Durante
cinco anos, cientistas da Universidade de Bristol
examinaram minuciosamente o crânio, de um
metro de comprimento e em bom estado de
conservação, e o compararam com amostras de
outros espécimes. Então finalmente declararam
que se trata de uma nova espécie de crocodilo,
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
30
um antepassado dos répteis de água salgada que
viveu no Cretáceo Inferior, quando os
dinossauros
ainda
viviam
na
Terra
(Folha.com/Ambiente Brasil).
de alimentos e que uma redução de 50% nessas
perdas e do desperdício de alimentos em nível
mundial permitiria economizar cerca de 1.350 km³
de água a cada ano (G1/Ambiente Brasil).
Estudo
com
araras-vermelhas
ajuda a conservação da espécie:
Uma pesquisa realizada no Instituto
de Biociências (IB) da USP poderá
ajudar na preservação das araras-vermelhas Ara
chloropterus e Ara macao. Em sua pesquisa de
doutorado, a bióloga Adriana Ribeiro de OliveiraMarques constatou que a espécie Ara
chloropterus
possui
alguma
diferenciação
genética populacional nas diferentes localidades
onde ocorre. “As aves que vivem, por exemplo,
no Piauí são geneticamente diferentes das do
Mato Grosso do Sul. Este dado é importante para
órgãos responsáveis por planos de conservação
da espécie. Se uma ave do Piauí for levada para
o Mato Grosso do Sul, poderá prejudicar esta
população, ao introduzir algum tipo de doença”,
aponta a pesquisadora. Outra possibilidade é
remanejar exemplares de uma região com grande
número populacional para introduzir em locais
onde há risco de extinção da espécie (Valéria
Dias/ Agência USP).
Caramujos Africanos preocupam setor de
saúde de Manaus/AM: O clima úmido típico de
Manaus que aumenta a infestação de caramujos
africanos preocupa o setor de saúde da capital
amazonense há 18 anos. O órgão ambiental da
capital registrou 110 denúncias da presença do
animal este ano e com o período chuvoso a
tendência é que a invasão do molusco aumente.
A praga urbana transmite doenças e a
contaminação pode ocorrer ao ingerir alimentos
em que o caramujo teve contato. A Secretaria
Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade
(Semmas) atendeu a 74 registros da presença do
molusco este ano e as zonas Norte e Leste da
capital são as mais atingidas devido a ocupação
irregular à margem de igarapés, grande
incidência de terrenos sem limpeza e o acúmulos
de resíduos que propiciam a proliferação (Girlene
Medeiros/G1/Ambiente Brasil).
ONU: acabar com a fome depende de um
melhor uso da água na agricultura: O
secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban
Ki-moon, afirmou, Dia Mundial da Água, que só
com um bom aproveitamento da água será
possível vencer a luta do combate à fome. Para
alertar a população sobre essa previsão, Ban
enviou uma declaração que foi lida no começo da
cerimônia do Dia Mundial de Água 2012,
realizada na sede da Organização das Nações
Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO),
em Roma. “Se não aumentarmos nossa
capacidade de utilizar a água sabiamente na
agricultura, não conseguiremos acabar com a
fome e, por consequência, teremos que enfrentar
uma série de problemas, incluindo a seca, a fome
e a instabilidade política”, advertiu Ban (Jornal O
Estado de São Paulo/Beef Point).
FAO pede que o mundo reduza desperdício de
água e de alimentos: A Organização das
Nações Unidas para a Agricultura e a
Alimentação (FAO) pediu à comunidade
internacional para reduzir o desperdício de água,
por ocasião da comemoração do Dia Mundial da
Água. Segundo a entidade, cuja sede fica em
Roma, calcula-se que a cada ano sejam
desperdiçados cerca de 1,3 bilhão de toneladas
Raros
rinocerontes
brancos
morrem
misteriosamente em zoo da Austrália: Quatro
exemplares de rinoceronte-branco (Ceratotherium
simum), espécie considerada rara, morreram nas
últimas semanas em um zoológico da Austrália.
Um misterioso problema neurológico seria a
causa, afirmaram autoridades ambientais do país.
Segundo a direção do zoológico Taronga
Western, que fica próximo à cidade Dubbo, uma
investigação científica foi iniciada para descobrir o
que provocou a doença e conta com a ajuda de
especialistas em rinocerontes da África e da
América do Norte (Globo Natureza/Ambiente
Brasil).
Concorrência melhora o desempenho sexual
das moscas: Na economia, a livre concorrência
faz com que as empresas se esforcem sempre
para oferecer o melhor serviço. Pelo menos na
teoria, o mercado se regularia assim. A
reprodução das moscas parte do mesmo
princípio. Um estudo mostra que a convivência
com seus “rivais” faz com que os machos da
espécie melhorem o desempenho sexual. É como
se eles fossem movidos pelo ciúme. Na
comparação, os insetos copulam por mais tempo
e produzem ninhadas maiores quando convivem
com os outros machos (G1/Ambiente Brasil).
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
31
Filhote de peixe-boi é resgatado na Amazônia
e recebe cuidados: Um filhote de peixe-boi com
dois meses foi encontrado sem a mãe por
pescadores de Barreirinha, no Amazonas, e
encaminhado para o Instituto Nacional de
Pesquisas da Amazônia (Inpa), em Manaus. O
Inpa tem um tanque de peixe-boi que abriga
dezenas de animais. Grande parte deles são
filhotes órfãos encontrados nos rios da Amazônia
e debilitados pela falta de leite materno. Uma das
causas de morte das mães é a caça predatória. O
novo filhote, de 80 cm e 12 kg, foi alimentado com
uma mistura láctea e está aparentemente
saudável, segundo o Inpa (G1/Ambiente Brasil).
Chimpanzés demonstram habilidade em
gerenciar conflitos: De acordo com o estudo,
machos influentes ou fêmeas idosas têm papel de
mediadores
do
grupo
Quando dois alunos do quinto ano primário
brigam no pátio da escola, talvez um professor
intervenha. Constatou-se que os chimpanzés
também possuem mediadores semelhantes. Os
mediadores dos chimpanzés “com frequência são
machos influentes ou fêmeas idosas”, afirmou
Carel P. van Schaik, primatologista da
Universidade de Zurique e um dos autores do
estudo publicado no periódico PLoS One. “Isso
parece ser uma manifestação de preocupação
com a comunidade”, afirmou. Os chimpanzés
foram observados em zoológicos da Suíça,
Inglaterra e Holanda (Portal iG/Ambiente Brasil).
Crocodilos têm a mordida mais forte do reino
animal, dizem cientistas: Análise realizada por
pesquisadores da Universidade do Estado da
Flórida, dos Estados Unidos, em 23 espécies de
crocodilos e jacarés vivos comprovou que a
mordida desses répteis é a mais forte do reino
animal. A característica seria herança de parentes
crocodilianos pré-históricos, cuja mordida era
quase duas vezes mais potente que a de um
dinossauro Tiranossauro-Rex. Os resultados
foram publicados na última semana em artigo
científico da revista “PLoS ONE”. Segundo os
autores do estudo, a força da mordida foi medida,
juntamente com a pressão dos dentes, em
exemplares
adultos
maduros
(Globo
Natureza/Ambiente Brasil).
Quênia monitora deslocamento de elefantes
por satélite: O Serviço de Vida Selvagem do
Quênia vai acompanhar por satélite dez elefantes
que vivem na reserva natural de Tsavo, que
abriga mais de 12 mil paquidermes. O objetivo é
estudar rotas migratórias e evitar possíveis
conflitos entre animais e humanos. Os elefantes
receberam colares que vão permitir o
rastreamento via satélite, de acordo com o Fundo
Internacional para o Bem-Estar Animal (IFAW, em
Inglês). O estudo será realizado ao longo dos
próximos vinte meses (G1/Ambiente Brasil).
Crocodilo é designado ‘embaixador do meio
ambiente’ pelo Vaticano: Um jovem exemplar de
crocodilo-cubano
(Crocodylus
rhombifer),
presenteado em janeiro ao Papa Bento XVI,
voltará para a ilha como “embaixador do meio
ambiente”, por ocasião da viagem do pontífice
pela América Latina. Em cerimônia realizada no
zoológico de Roma, os embaixadores de Cuba na
Itália e na Santa Sé, Milagros Carina Soto Aguero
e Eduardo Delgado, junto com um representante
do Papa, designaram o crocodilo “embaixador de
defesa do meio ambiente, da paz e da
solidaridade”. A espécie teve 80% de sua
população reduzida e, atualmente, sobrevive em
uma área restrita da ilha caribenha. Ela é
classificada
como
criticamente
ameaçada
segundo a União Internacional para a
Conservação da Natureza e dos Recursos
Naturais (IUCN) (Globo Natureza/Ambiente
Brasil).
Butantan descobre que sapo-cururu esguicha
veneno espontaneamente: O sapo-cururu
apresenta comportamento predatório, algo
incomum entre as outras espécies de sapo.
Pesquisadores do Butantan descobriram que ao
contrário dos outros anfíbios, que expelem
veneno somente para se defender de um ataque,
o Rhaebo Guttatus tem um mecanismo de
veneno ativado voluntariamente. Por meio de
movimentações corporais que causam a
compressão das glândulas paratóides, onde o
veneno fica armazenado, o sapo amazônico
esguicha a substância a uma altura de quase dois
metros.
O
veneno,
com
propriedades
inflamatórias, é capaz de causar complicações
neurotóxicas, cardiotóxicas, edemas pulmonares,
problemas no sistema digestivo ou até mesmo
matar (G1/Ambiente Brasil).
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
32
Hospital estuda câncer em bichos do
Zoológico de São Paulo: Depois de décadas
figurando entre as principais atrações do
Zoológico de São Paulo, a hipopótama Teteia foi
um dos motivos que levou ao local um grupo de
cientistas que estuda o câncer. Teteia morreu no
ano passado, vítima de insuficiência renal ao 53
anos – mais velha que o próprio parque, que tinha
52. Os hipopótamos livres vivem, em média, 35
anos. Em cativeiro, chegam aos 45. Como todos
os animais que morrem no zoológico, Teteia foi
submetida a necropsia. Como esse procedimento
em um hipopótamo não é corriqueiro,
pesquisadores
de
várias
instituições
o
acompanharam (Sabine Righetti / Folha.com /
Ambiente Brasil).
Copper sulphate feed scandal in Taiwan: ‘Next
Magazine’ reported on suspicions that meat from
animals given feed that contained industrial
copper sulphate had already entered the
Taiwanese market . The Council of Agriculture in
Taiwan’s capital Taipei said prosecutors are
investigating the alleged use of industrial copper
sulphate in animal feed. The council made the
remarks in response to a report in the Chineselanguage Next Magazine, which said that three or
four companies had bought industrial copper
sulphate and it suspected that meat from animals
that had been given feed containing the
substance had already entered the market (All
About Feed).
Maggots are the next protein in feed
alternative: A British entrepreneur in South Africa
believes that maggots, the larvae of the common
house fly (Musca domestica), are a viable proteinrich alternative to make animal feed. David Drew,
managing director of AgriProtein Technologies,
plans to set up in South Africa the world's first
large-scale fully commercial factory producing
"Magmeal",
an
organic
and
sustainable
replacement for the fishmeal currently used to
fatten up chickens and pigs. "By 2050, at the
current rates that we are using fishmeal, we will
need two more planets' oceans to feed ourselves.
The world's population is also expanding
exponentially, with India and China helping drive
poultry, beef and pork consumption," Drew told
Reuters (All About Feed).
New consortium to investigate environmental
changes spreading diseases between animals
and people in Africa: One of the drivers of
disease in Africa, a continent with a particularly
heavy disease burden, are environmental
changes that help to spread infectious pathogens
between animals (both wild and domestic) and
people. That is why the start of a new research
program, in which the International Livestock
Research Institute (ILRI) is participating, to
investigate these links is good news. ‘An
innovative £3.2m research programme exploring
the connections between ecosystems, health and
poverty in Africa has begun at the STEPS Centre
and 16 other research institutes in Africa, Europe
and the US. ‘The Dynamic Drivers of Disease in
Africa Consortium (DDDAC) brings together
natural and social scientists in a unique
partnership to embark upon an integrated
approach to understanding zoonoses—those
diseases which pass from animals to humans
(ILRI Clippings).
Livestock herding and resource management:
Good (natural, rangeland) bedfellows: Pastoralism
—herding cattle, sheep, goats and other ruminant
animals to find new grazing grounds—should be
recognized as a key sector in resource
management, said experts meeting at a Brussels
Development Briefing on Pastoralism held on 22
Feb 2012. ‘Recurring drought and land disputes
have recently placed nomadic pastoralists under
the media spotlight. Their skill at managing
livestock and the quality of the meat they
produce . . .is however largely ignored by national
political elites.’ In 2011, the African Union began to
redress this by launching the Pastoral Policy
Framework to strengthen the role played by
pastoralism within the African economy. ‘“Nomadic
pastoralism is not an evolutionary impasse”, says
Jeremy Swift, who has spent most of his working
career at the Institute for Development Studies at
the University of Sussex in the UK. . . .
“Pastoralists here are livestock experts. Far from
being a subsistence economy, their contribution to
the national economy is significant if seldom
acknowledged” (ILRI Clippings).
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
33
Small livestock, big impact: Sheila Ommeh, a
poultry geneticist at the International Livestock
Research Centre in Nairobi, hopes to introduce a
disease-resistant chicken that can be easily
reared by women farmers. ‘The humble chicken
may be a small bird but it could play a big role in
reducing rural poverty in Africa, particularly among
women farmers. . . . ‘Ommeh knows a thing or two
about chickens, having grown up on the slopes of
Mount Elgon in western Kenya where most homes
rely on poultry flocks for food and income. ‘Her
mother, aunts and grandmothers all kept chickens
and the birds even paid for some of her schooling.
‘Three quarters of rural households in Kenya rear
poultry, which is a cheap source of good protein.
These smallholders are mostly women (ILRI
Clippings).
Another Vertebrate Species Reported Extinct
from the Hawaiian Islands: A species of lizard is
now extinct from the Hawaiian Islands, making it
the latest native vertebrate species to become
extirpated from this tropical archipelago. The
copper striped blue-tailed skink (Emoia impar) —
a sleek lizard with smooth, polished scales and a
long, sky-blue tail — was last confirmed in the
Na’Pali coast of Kauai in the 1960s. But repeated
field surveys on Kauai, Oahu, Maui and Hawai’i
islands from 1988 to 2008 have yielded no
sightings or specimens. "No other landscape in
these United States has been more impacted by
extinction events and species invasions in historic
times than the Hawaiian Islands, with as yet
unknown long-term cascading consequences to
the ecosystem," said U.S. Geological Survey
director Marcia McNutt. "Today, we close the book
on one more animal that is unlikely to ever be reestablished in this fragile island home"
(Envioronmental Protection).
A Warming Antarctic Brings Changes to
Penguin Breeding Cycles: Three penguin
species that share the Western Antarctic
Peninsula for breeding grounds have been
affected in different ways by the higher
temperatures brought on by global warming,
according to Stony Brook University Ecology and
Evolution Assistant Professor Heather Lynch and
colleagues. The work by Lynch and her team is
contained in three papers that have been
published online in Polar Biology, Ecology and
Marine Ecology Progress Series (MEPS). Lynch
and her colleagues used a combination of field
work and, increasingly, satellite imagery to track
colonies of three penguin species – Adélie,
chinstrap and gentoo. The Adélie and chinstrap
migrate to the peninsula to breed, while the
gentoo are year-round residents (Envioronmental
Protection).
South Sudan Takes Major Step to Protect its
Wildlife: The Wildlife Conservation Society
(WCS) joined officials from the Republic of South
Sudan and U.S. Government on March 8 to
inaugurate Boma National Park Headquarters in
Jonglei State in South Sudan, home to some of
the world’s most spectacular wildlife migrations
and vast intact ecosystems.
“Wildlife is an
abundant resource in South Sudan that we have
to preserve and use as a source of income," said
Gen. Kuol Manyang Juuk, governor of Jonglei
State. "Oil will one day finish, but tourism will
continue forever if we maintain our wildlife.” He
added that establishing and strengthening wildlife
management and government presence here will
help to bring general security to the area
(Envioronmental Protection).
Rising Ocean Temperatures Harm Protected
Coral Reefs: Special conservation zones known
as marine protected areas provide many direct
benefits to fisheries and coral reefs. However,
such zones appear to offer limited help to corals in
their battle against global warming, according to a
new study. To protect coral reefs from climate
change, marine protected areas need to be
complemented with policies that can meaningfully
reduce greenhouse gas emissions, researchers
said. The new study, published online recently in
the journal Global Change Biology, was
conducted by scientists from Conservation
International, the University of North Carolina at
Chapel Hill and the National Oceanic and
Atmospheric
Administration
(Envioronmental
Protection).
Sustainability Threatened by Rising Demand
for Livestock Products: Global demand for
meat, milk and eggs has tripled in the past four
decades and is expected to double by 2050.
Increased global livestock production has great
impacts on the environment and increases global
warming. A major new European research project
at the University of Copenhagen aims to identify
and develop innovative solutions and technologies
to handle and utilise the huge quantities of animal
waste from livestock production. In Denmark, 34
million tons of animal manure are produced
annually. Production of meat has huge negative
impacts on the environment. Consumers in
Europe and many other places in the world want
to take meat, eggs and milk home in their
shopping bags. The world average intake of meat
is around 50 kg per capita, but in Europe
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
34
consumption is approximately twice that figure
(Envioronmental Protection).
OPORTUNIDADES
Universidade Federal de Minas Gerais –
Instituto de Ciências Agrárias da UFMG: abre
concurso para Professores Adjunto nas áreas de
estatística básica e experimental (Edital
n°84/2012);
bovinocultura
de
corte
e
bubalinocultura
(Edital
n°86/2012);
processamento de ração, nutrição de cães e
gatos e bromatologia (Edital n° 87/2012).
Inscrições entre 06/02 a 05/04, na secretaria do
ICA. Informações: http://www.ica.ufmg.br/ica.
Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia do Tocantins: abre concurso para
docente na área de Agronomia com ênfase em
agricultura (Edital n°08/2012). Inscrições entre
09/03
a
05/04/2012.
Informações:
http://www.ifto.edu.br.
Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia de Mato Grosso (IFMT): abriu edital
de concurso público para provimento de 110
(cento e dez) vagas para Docentes e 21 (vinte e
uma) vagas para cargos efetivos da carreira de
Técnico- administrativos em educação. As
inscrições serão realizadas entre os dias 19/03 a
08/04/2012,
exclusivamente
pela
internet.
Informações em: www.ufmt.br/concursos.
Universidade Federal de Santa Maria: está com
edital aberto para contratação de Professores
Adjuntos I, com Doutorado, nas áreas de Ciências
Agrárias/Zootecnia
(Edital
n°19/2012)
e
Zootecnia/Nutrição
e
Alimentação
Animal/Produção Animal (Edital n°21/2012) e
para Professor Assistente I na área de
Economia/Métodos e Modelos Matemáticos,
Econométricos e Estatísticos (Edital n°21/2012).
As inscrições devem ser feitas entre os dias 19/03
até 17/04/12 (para o edital n°19/2012) e entre os
dias 21/03 a 19/04/12 (para o edital n°21/2012),
exclusivamente
via
internet.
Informações:
www.ufsm.br/concurso.
Secretaria de Estado da Saúde do Estado do
Amapá: abre concurso público para provimento
de vagas e cadastro reserva para diversos cargos
de nível superior incluindo Médico Veterinário e
Fiscal de Vigilância Sanitária e de nível médio.
Inscrições entre os dias 19/03 a 16/04/2012,
exclusivamente
via
internet.
Informações:
http://www.universa.org.br.
Universidade de Brasília: abre concurso publico
para Professor Adjunto e Assistente na área de
História da Economia (Edital n°044/2012) e
História do Pensamento Econômico (Edital
n°046/2012). Pré requisitos: doutorado (adjunto) e
mestrado (assistente) em Economia ou área afim.
As inscrições são exclusivamente via internet e
acontecem entre os dias 12/03 a 18/04/2012 para
a área de história da economia e 26/03 a
25/04/2012 para a área de história do
pensamento
econômico.
Informações
em:
http://srh.unb.br/concursos.
Universidade Estadual de Maringá: abre
concurso público para Professores Titulares na
área
de
Teoria
econômica:
micro
e
macroeconomia (Edital n°026/2012-PRH). Os
candidatos devem ser portadores do título de
Doutor em Economia ou Livre-Docente há pelo
menos 4 (quatro) anos e com experiência
comprovada em docência no ensino superior de 4
(quatro) anos. As inscrições são entre os dias
16/04
a
16/07/2012.
Informações:
http://www.drh.uem.br/.
Universidade Federal de Minas Gerais –
Escola de Medicina Veterinária: abre concurso
para Professor Adjunto nas áreas de micologia
veterinária e micotoxinas (Edital 794/11) e
doenças parasitárias dos animais domésticos
(Edital 817/11). Requisitos: Doutor em medicina
veterinária preventiva, epidemiologia ou áreas
afins (para a área de micologia e micotoxinas) e
graduação em medicina veterinária e doutorado
com foco em helmintoses veterinárias (para área
de doenças parasitárias). Inscrições: 02/01 a
30/04/12 (Edital 794/11) e 09/01 a 07/05/12
(Edital
817/11).
Informações:
[email protected]
A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento
de Pessoal de Nível Superior (Capes): está
com edital aberto referente ao Programa
Professor Visitante Nacional Sênior (PVNS),
destinado às Instituições Federais de Ensino
Superior (IFES) criadas a partir do ano 2000
Conforme o Edital Capes Nº 6/2012, o Programa
tem como finalidade principal apoiar a realização
de estudos ou pesquisas de alto nível nas IFES
criadas mais recentemente. Para inscrever-se no
Programa, o docente precisa ser portador de
título de Doutor, ou equivalente, há pelo menos
10 anos; estar aposentado ou oficialmente
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
35
licenciado a partir do momento de implementação
e durante o período da bolsa; ter sido docente ou
pesquisador de reconhecida competência em sua
área e ter produção científica relevante; ser
bolsista de produtividade em pesquisa nível 1 do
CNPq. As bolsas serão concedidas por um
período de dois anos, prorrogável pelo mesmo
período. As inscrições das propostas podem ser
feitas até o dia 30 de abril.
6th European Workshop on Equine Nutrition
Lisbon, Portugal – June 20 to 22, 2011
http://www.ewen2012.net/
29º Congresso Nacional de Laticínios
Juiz de Fora MG - 16 a 19 de julho de 2012
http://www.cnlepamig.com.br/expomaq.asp
49ª. Reunião Anual da SBZ
Brasília DF – 23 a 26 de julho de 2012
www.sbz.org.br
13th World Congress of Rural Sociology
Lisbon, Portugal – July 29 to August 4, 2012
http://irsa2012.com/event/irsa-2012/
EVENTOS
XIII Simpósio Brasil Sul de Avicultura
Chapecó SC - 17 a 19 de abril de 2012
http://www.nucleovet.com.br/index-simpavi.php
8º Congresso Brasileiro do Santa Inês
Maceió AL - 18 a 21 de abril de 2012
http://www.absantaines.com.br/
IV Simpósio Mineiro de Suinocultura (SIMIS)
Lavras MG – 23 a 25 de abril de 2012
www.nesui.com.br
III Conferência Nacional Sobre Defesa
Agropecuária
Salvador BA - 23 a 27 de abril de 2012
http://www.defesaagropecuaria.com.br/
Congresso Brasileiro ANCLIVEPA
Curitiba PR – 27 a 30 de abril de 2012
www.anclivepa2012.com.br
XXIV World´s Poultry Congress (WPC 2012)
Salvador BA - 05 a 09 de agosto de 2012
http://www.wpc2012.com/br/
28th International Conference of Agricultural
Economists (ICAE)
Foz do Iguaçu PR – August 18 to 24, 2012
www.itarget.com.br/icae2012
17º Congresso Brasileiro de Parasitologia
Veterinária
São Luís MA - 03 a 06 de setembro de2012
http://www.cbpv.com.br/
II Congresso Brasileiro de Recursos
Genéticos
Belém PA - 25 a 28 de setembro de 2012
http://www.recursosgeneticos.org/
EQUIPE
II Simpósio Internacional Leite Integral
Belo Horizonte MG – 03 e 04 de maio de 2012
www.simposioleiteintegral.com.br
19° Congresso Brasileiro de Apicultura
4º de Meliponicultura
Gramado RS - 22 a 26 de maio de 2012
http://www.brasilapicola.com.br/xix-congressobrasileiro-de-apicultura
VIII SIMCORTE
VIII Simpósio de Produção de Gado de Corte
IV Simpósio Internacional de Produção de
Gado de Corte
Viçosa MG – 07 a 09 de junho de 2012
www.simcorte.com
Augusto Hauber Gameiro
[email protected]
Professor da FMVZ/USP
Camila Raineri
[email protected]
Doutoranda na FMVZ/USP
Thayla Stivari
[email protected]
Mestranda na UFPR
Evelyn da Silva Pereira
[email protected]
Pesquisadora de Iniciação Científica FMVZ/USP
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
36
Charle Zottis
[email protected]
Estagiário na FMVZ/USP
Rubens Nunes
[email protected]
Professor da FZEA/USP
Para solicitar cadastramento na lista de destinatários ou
cancelamento do recebimento, favor escrever para:
[email protected]
Clique aqui para ter acesso às edições anteriores.
Nota: as imagens foram elaboradas gentilmente
pelo designer Francisco Eduardo Alberto de
Siqueira Garcia.
CONTATO
USP / FMVZ / VNP / LAE
Laboratório de Análises Socioeconômicas e
Ciência Animal
Av. Duque de Caxias Norte, 225 - Campus USP
CEP 13.635-900, Pirassununga - SP
Telefone: (19) 3565 4300
Fax: (19) 3565 4295
http://lae.fmvz.usp.br
SOBRE O BOLETIM ELETRÔNICO
“SOCIOECONOMIA & CIÊNCIA ANIMAL”
Trata-se de um projeto de extensão vinculado ao Programa de
Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal da Faculdade
de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ/USP). O projeto
conta com a participação da Faculdade de Zootecnia e
Engenharia de Alimentos (FZEA/USP).
O boletim eletrônico tem o objetivo de divulgar os resultados
de pesquisas desenvolvidas e publicadas nacionalmente e
internacionalmente, e que tenham como campo de
investigação, as Ciências Humanas aplicadas diretamente ou
conjuntamente à Ciência Animal.
Portanto, este projeto de extensão procura contribuir para o
desenvolvimento científico baseado na multidisciplinaridade.
O boletim é de livre acesso a todos que tenham interesse,
bastando enviar uma mensagem solicitando a inclusão do email destinatário para o seu recebimento.
Críticas, ideias e sugestões sempre serão bem vindas.
Universidade de São Paulo
Prefeitura do Campus de Pirassununga
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal
Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal
37

Documentos relacionados

Boletim eletrônico do LAE/FMVZ/USP, ed. 51, 30 abr. 2012

Boletim eletrônico do LAE/FMVZ/USP, ed. 51, 30 abr. 2012 Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Departamento de Nutrição e Produção Animal Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Produção Animal - Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciênci...

Leia mais