far1707

Сomentários

Transcrição

far1707
!
ESTUDO ETNOBOTÂNICO DE PLANTAS UTILIZADAS COMO ANTIINFLAMATÓRIAS E CICATRIZANTES NO SERTÃO PERNAMBUCANO
SIMONE MARIA DOS SANTOS1; RAUDINEY FRANKILIN VASCONCELOS
MENDES1; RAYANNE PACHECO MUNIZ1; CAMILA DE FÁTIMA CHAVES
PEREIRA1; DILIANE HELENA DO NASCIMENTO1; ALEXANDRE GOMES DA
SILVA2, RAFAEL MATOS XIMENES1
1Departamento
2Instituto
de Antibióticos da Universidade Federal de Pernambuco
Nacional do Semiárido
Introdução: Pesquisas etnobotânicas servem de base para a busca por novas
plantas com possibilidades terapêuticas, apresentando um sucesso maior do
que a busca aleatória e quimiotaxonômica. Objetivos: Avaliar quais as plantas
são utilizadas como anti-inflamatórias e cicatrizantes no sertão pernambucano.
Métodos: O estudo etnobotânico foi realizado, com ênfase no uso das plantas
medicinais utilizadas como anti-inflamatórias e cicatrizantes, em três municípios
do sertão de Pernambuco (Serrita, Terra-Nova e Parnamirim). Os dados foram
obtidos através de entrevistas por meio de um questionário semiestruturado
seguido de lista livre. O projeto foi aprovado pela Comissão de Ética em
Pesquisa da UFPE (nº 326/09), de acordo com a Resolução Nº 466/12. Todos
os participantes leram e assinaram o termo de consentimento livre e
esclarecido. O valor de uso foi calculado dividindo-se o número total de
citações para cada espécie pelo número total de entrevistados. As exsicatas
foram confeccionadas e os depósitos realizados no Herbário do Instituto
Agronômico de Pernambuco. Resultados: Foram entrevistados 100
informantes (44 homens e 56 mulheres), com idade variando de 29 a 60 anos.
Ao todo, 73 plantas foram citadas. Destas, quatro se destacaram por terem
sido mais citadas (atividade anti-inflamatória e cicatrizante, além de outros usos
citados pelos entrevistados): quixabeira (Sideroxylon obtusifolium (Roem. &
Schult.) T.D.Penn.); ameixa (Ximenia americana L.); quebra-faca (Croton
cordiifolius Baill.); aroeira (Myracrodruon urundeuva Fr. All.). As plantas foram
citadas para 42 usos medicinais, como câncer, diabetes, reumatismo, infecção
urinária, dentre outras. Conclusões: Das plantas medicinais citadas pelos
informantes, todas apresentaram citações para diferentes patologias. Para as
plantas que apresentaram maior valor de uso, já existem estudos
experimentais na literatura relacionados a atividades anti-inflamatórias e
cicatrizantes.
Palavras-chave: etnobotânica; anti-inflamatório; cicatrizante; lista livre;
caatinga.
Apoio Financeiro: UFPE, CAPES, FACEPE, CNPq.

Documentos relacionados

A IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS MEDICINAIS COMO REMEDIOS

A IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS MEDICINAIS COMO REMEDIOS A IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS MEDICINAIS COMO REMEDIOS CASEIROS NO MUNICIPIO DE NOVA PALMEIA-PB GUILHERME DIOGO FERREIRA1; DÉBORA SANTOS DANTAS2; ANA RAYANNE DE AZEVEDO SANTOS1, MARIA DE FÁTIMA SANTOS ...

Leia mais