desenvolvimento embrionário

Сomentários

Transcrição

desenvolvimento embrionário
DESENVOLVIMENTO
EMBRIONÁRIO
Colégio Cenecista Dr. José Ferreira
Profª Glenda Carvalho
E assim, começa uma nova vida...
Os tipos de desenvolvimento
embrionário
• Vivíparos
• Ovovivíparos
• Ovíparos
• Ovulíparos
Os eventos-chave do
desenvolvimento embrionário
• Divisões celulares
• Morte celular
• Determinismo
• Diferenciação celular
• Migração celular
• Após a formação do ovo, inicia-se o desenvolvimento
embrionário ou embriogênese, o qual termina com o
nascimento.
• Apesar dos fenômenos do desenvolvimento embrionário
decorrerem de modo contínuo, podem ser assinalados dois
períodos:
– Período embrionário - dura cerca de 8 semanas, ao fim das
quais todos os órgãos estão já totalmente esboçados.
– Período fetal – dura as semanas restantes e corresponde ao
desenvolvimento dos órgãos e ao crescimento do feto.
• O desenvolvimento embrionário consiste de três
fases:
– Segmentação
– Gastrulação
– Organogênese
Fases do desenvolvimento
embrionário
• 1ª semana – da fertilização ao blastocisto
– Migração tubária (6 dias)
• 2ª semana – implantação do blastocisto (6 dias)
– Presença de 4 anexos embrionários
• 3ª semana – gastrulação, desenvolvimento dos somitos
e neurulação
• 4ª a 8ª semana - organogênese
Segmentação
• As divisões que ocorrem são as clivagens, e as células
originadas são os blastômeros.
• Há diferentes formas de segmentação, de acordo com
os diferentes tipos de óvulos.
• Inicia-se nas tubas uterinas e decorre até o embrião
chegar ao útero.
Fases da segmentação
TIPOS DE SEGMENTAÇÃO
SEGMENTAÇÃO
TIPOS DE OVOS
ANIMAIS
Holoblástica igual
Alécitos
Isolécitos
Poríferos, cnidários,
protocordados e
mamíferos
Holoblástica desigual
Heterolécitos
Platelmintos,
nematelmintos,
anelídeos, moluscos
e anfíbios
Holoblástica subigual
Isolécitos
Equinodermos
Meroblástica discoidal
Telólécitos
Cefalópodes, peixes,
aves, répteis
Meroblástica superficial
Centrolécitos
Artrópodes
Segmentação holoblástica ou total
• Ocorre no ovo todo.
• Pode ser igual, desigual ou subigual.
– Igual: 3ª clivagem → 8 blastômeros iguais.
– Desigual: 3ª clivagem → 8 blastômeros (micrômeros e
macrômeros).
Segmentação meroblástica ou parcial
• Ocorre apenas em parte do ovo.
• Pode ser discoidal ou superficial.
– Discoidal: divisão ocorre apenas na região sem vitelo.
– Superficial: divisão ocorre apenas na superfície.
Gastrulação
• Constitui o primeiro passo para a diferenciação
celular.
• Pode ocorrer por embolia ou epibolia.
• Caracteriza-se por:
– Formação dos folhetos germinativos (endoderme, mesoderme
e ectoderme).
– Formação do arquêntero.
– Formação do blastóporo.
Blástula
(em corte)
Folhetos
germinativos
Gástrula
(em corte)
Blastocele
Intestino primitivo
(arquêntero)
Ectoderma
Blastóporo
Endoderma
Gastrulação por embolia ou invaginação
Gastrulação por epibolia ou recobrimento
Neurulação e organogênese
Folheto
Ectoderme
Mesoderme
Endoderme
Estrutura do embrião
Camada celular externa
Tubo neural
Estrutura no adulto
Cristalino, retina e córnea
Epiderme e anexos
Revestimento interno do
nariz, da boca e do ânus
Esmalte dos dentes
Receptores sensitivos
Encéfalo, gânglios e medula
espinhal
Somitos
Vértebras
Derme
Tecidos muscular e ósseo
Sistema circulatório
Aparelho urogenital
Revestimento do arquêntero
Revestimento interno dos
aparelhos digestório e
respiratório
Revestimento interno da
bexiga
Fígado e pâncreas
Como é que células com a
mesma informação genética
originam estruturas
totalmente diferentes?
Células-tronco
• Totipotente ou embrionária – se diferenciam em
qualquer tecido, incluindo placenta e anexos
embrionários.
• Pluripotentes ou multipotentes – se diferenciam em
quase todos os tecidos humanos, menos placenta e
anexos embrionários.
• Oligopotente – se diferenciam em poucos tecidos.
• Unipotente – se diferenciam em um único tecido.
Como é o uso de células – tronco
Células Adultas
• São encontradas em medula, sangue, fígado, polpa dentária,
cordão umbilical e placenta.
• O auto-transplante.
• A limitação é para pessoas portadoras de doenças genéticas.
Células de embrião
• Embriões excedentes que são descartados.
• Clonagem terapêutica.
Clonagem terapêutica
• É a transferência de núcleo de uma célula para um óvulo sem
núcleo
• Procedimento realizado em laboratório.
• Vantagem: evitaria a rejeição.
• Desvantagem: abriria caminho para clonagem reprodutiva e o
comercio de óvulos e embriões.
• Contra clonagem – Leis que impedissem a transferência para o
útero de embriões produzido por clonagem terapêutica
• Contra o comércio – vivemos, hoje, com o comercio de órgãos.
Logo, precisamos de leis mais rigorosas.
Embriologia e Filogenia
• Os aspectos do desenvolvimento
utilizados nos estudos de filogenia.
• Número de folhetos embrionários
– Diblásticos
– Triblásticos
• Destino do blastóporo
– Protostômios
– Deuterostômios
• Formação do celoma
– Acelomados
– Pseudocelomados
– Celomados
embrionário
podem
ser
Aspectos hormonais da gravidez

Documentos relacionados

Aula de Embriologia

Aula de Embriologia Tipo s de segmentação: Holoblástica

Leia mais

embriologia - Refferencial Cursos

embriologia - Refferencial Cursos b) Os órgãos dos sistemas genital e urinário se originam do mesoderma. c) Fígado e pâncreas se originam do endoderma.

Leia mais

Baixe o arquivo aqui.

Baixe o arquivo aqui. Diagrama do “ovo” de réptil ou ave contendo o embrião e suas membranas exrtra-embrionárias: saco vitelino, alantóide, âmnio e córion. A clara, as membranas da casca e e a casca são secretadas

Leia mais

Apresentação do PowerPoint

Apresentação do PowerPoint • crescimento, devido ao aumento do número de células e das modificações volumétricas em cada uma delas; • diferenciação ou especialização celular, com modificações no tamanho e forma das células q...

Leia mais