news conexao2 - Conexão Voluntários em Campo

Сomentários

Transcrição

news conexao2 - Conexão Voluntários em Campo
Site: www.voluntariosemcampo..org.br
E-mail: [email protected]
Facebook: VoluntariosEmCampo
Twitter: @conexaovec
Instagram: /voluntariosemcampo
Ano I, Outubro/2015 | Conexão Voluntário em Campo
Diga ao povo que marchem!
Marcos Grava
Presidente Conexão VEC
Chegando ao final de 2015
posso dizer a você que este, sem
dúvida alguma, foi um ano bem
singular. Não faltaram desafios,
sejam eles financeiros, culturais ou
aqueles envolvendo a segurança de
missionários. Já no início do ano
imaginávamos que a economia em
nosso país não iria colaborar com as
viagens internacionais, mas naquele
momento não poderíamos pensar
que o dólar subiria tanto, enquanto o
desemprego e inflação também
decolariam. O resultado dessa
fórmula do mal foi a diminuição do
número de voluntários, já que o
arrocho financeiro, ainda mais este
causado
por
corrupção
e
desonestidade
pública,
é
um
instrumento satânico para paralisar
a obra missionária.
Mas
houve
quem
perseverasse, e mesmo com a
pressão econômica e oposição de
todos os lados, lançou-se nas mãos
do Pai e creu que a obediência ao
chamado é uma chave que abre
portas para o milagre. E ele veio,
algumas vezes em forma de oferta
da Igreja ou de irmãos, às vezes com
a ajuda de parentes e amigos que
nem sequer compartilham da
mesma fé, e eventualmente através
de um bônus profissional com o qual
não contavam. Mas Deus estava lá,
rasgando as portas e operando os
milagres, para que seus escolhidos
não recuassem, já que a ordem é
bem antiga: “Diga ao povo que
marche”. E eles marcharam, como
no êxodo do Egito, deixando o
mesmo jugo que o povo de Israel
tinha que carregar ao contar seus
dias sem neles encontrar um
propósito para viver.
Já no mês de janeiro foram
60 pessoas decididas a enfrentar a
miséria no Haiti, enquanto em julho
outras 40 superavam a dura luta por
um visto canadense. Em agosto uma
igreja decidiu enviar conosco 12
pessoas para o Paraguai, e em
setembro, contrariando todas as
previsões negativas, 30 heróis
rumaram para o interior das
Filipinas, área de maior incidência de
tufões em todo o mundo. Aí, já no
retorno, a Conexão decidiu dar uma
parada no Nepal, e no meio das
montanhas mais altas do mundo
deixar sua oferta em dinheiro para a
recuperação daquele povo sofrido.
Veio outubro, e com ele a tradicional
caravana ao Haiti, esta com a
presença de 30 corajosos que
voltaram para o Brasil à base de
oração. Chegando ao final de 2015
ainda vamos encarar um campo de
refugiados no Oriente Médio, e
enviar 40 jovens para Paraguai e
Argentina por terra, driblando assim
a fúria cambial.
Não podemos retroceder, a
alma do Pai não se agrada dos que o
fazem. Portanto, venham as lutas,
ameaças ou mesmo a mais dura
oposição, sigamos em frente, será
mais fácil para os ímpios notarem o
amor de Deus ao contemplarem
nosso imenso sacrifício para salvar
suas vidas da morte eterna.
Expediente
Conexão News é uma publicação digital de Conexão Voluntários em
Campo. Ano I - Número - Outubro / 2015
Redação: Marcos Grava Vasconcelos,
Lidia Dutra, Lauriene Militão, Natália Nunes.
Reportagem: Bruna Almeida - Jornalista Conexão VEC
Fotos: Equipe Conexão
Diagramação: Flávio Ribeiro
Conexão News. Ano I, Outubro / 2015.
Conexão Voluntários em Campo.
VEC em ação
Conexão Canadá 2015
Bruna Almeida
E Equipe da Mobilizaçao
da Conexão VEC
Durante
os
Jogos
Pan-Americanos de 2015 uma
equipe da Conexão Voluntários em
Campo - VEC esteve no Canadá
realizando diversas atividades. O
PAN 2015 foi realizado entre os dias
10 e 26 de julho em Toronto,
considerada
a
cidade
mais
multicultural do mundo. Foram
disputadas
52
modalidades
esportivas com a presença de
aproximadamente 6.000 atletas,
representando
41
países.
Os
números
são
indicativos
da
grandiosidade deste evento.
A equipe da Conexão VEC
desenvolveu as mais diversas
atividades dentro daquele espaço
de jogos e fora dele. Além de
distribuição de água, houve o
desenvolvimento
de
atividades
infantis com esportes, pintura de
rosto,
escultura
de
balões,
distribuição
de
pulseiras
evangelísticas, dentre outras. Com o
trabalho voltado para o público
infantil foi possível abordar,
também, os seus pais.
Longe
daquela
movimentação toda uma equipe
trabalhou em uma cidade chamada,
Hammilton. O trabalho foi realizado
em uma igreja local e envolveu
muitas
crianças,
além
de
adolescentes e adultos. Em outro
momento, uma parte da equipe
realizou
atividade
em
uma
residência
para
idosos,
onde
trabalharam
com
estética
(maquiagem, cabelo e limpeza de
pele) e massagem.
Tour of Hope Filipinas
Bruna Almeida
E Equipe da Mobilizaçao
da Conexão VEC
Em setembro, 35 voluntários
seguiram para as Filipinas em prol
de atender ao povo que sofreu com
tufão que atingiu grande parte do
país. Cerca de 20 tempestades e
tufões atingem as Filipinas todos os
anos. O mais forte já registrado em
terra firme foi o tufão Haiyan, que
devastou a região central das
Filipinas em novembro de 2013,
matando mais de 7.300 pessoas.
Na viagem a equipe da
Conexão se juntou com um grupo de
cinco missionários brasileiros da
Junta de Missões Mundiais, onde
trabalharam todos os dias. As
atividades
desenvolvidas
pela
equipe do VEC foram voltadas para
a área de saúde com atendimento
médico,
odontológico
e
farmacêutico.
Além do tratamento de
saúde, foram realizadas atividades
com crianças e evangelismo pessoal.
Visitas em algumas comunidades,
também
foram
realizadas.
A
construção de casa foi outra
atividade
em
destaque
nesta
viagem,
pois
durante
essas
catástrofes milhares de pessoas são
obrigadas a fugir de suas casas em
consequência das chuvas torrenciais
e
deslizamentos
de
terra
provocados pela passagem dos
tufões. A alegria dos proprietários
foi imensurável.
02
Conexão News. Ano I, Outubro / 2015.
Conexão Voluntários em Campo.
PERFIL CONEXÃO
Nome: Lidia de Oliveira Dutra
Profissão: Diagramadora
Igreja/Cidade:
Presbiteriana
Brasil - em Ribeirão Pires/SP
do
Qual a área que você é responsável
dentro da Conexão Voluntários Em
Campo?
Sou
responsável
pela
Gerência Administrativa-Financeira
Qual foi sua primeira viagem com o
VEC?
Minha primeira viagem com
o Conexão foi na caravana Conexão
Itália/Israel em 2011.
Como iniciou o trabalho de
voluntariado?
Na
realidade,
sempre
trabalhei como voluntária num
trabalho social que fazíamos na
minha igreja com uma comunidade
bem carente próximo a ela. Depois
que me casei, meu marido que era
pastor, sempre fazia este trabalho.
Mas em 2008 tive um acidente que
acabei perdendo toda a minha
família (meu marido e meus três
filhos), fiquei um ano fazendo
tratamento médico. Em 2010 me
chamaram pra ir ajudar em São Luis
do Paraitinga, na enchente que teve
na cidade, com o Mackenzie
Voluntário e em 2011 com o
Conexão. Todos me perguntavam
como eu conseguia fazer ainda este
trabalho devido ao que tinha me
acontecido, então dizia que, eu
sempre procurei fazer isso na minha
vida e não tinha o porquê eu parar
de ajudar as pessoas devido à
tragédia que me aconteceu, e Deus
me deixou com vida pra que eu
continuasse a obra. E estou até hoje,
com
o
Mackenzie
Voluntário,
Conexão VEC e Atletas de Cristo como assistente da diretoria. Hoje
além desses trabalhos voluntários
que faço, tenho meu serviço secular
com
a
Editora
Presbiteriana,
trabalhando em casa, isso me ajuda
a realizar essas viagens com o
Conexão. E sou muito feliz com o
que faço. Caso queria saber um
pouco
mais
leia:
http://www.epublish.com.br/diariod
earuja/ed4532/index.html#7/z
Quando você viaja em qual campo
atua?
Nas duas primeiras viagens
trabalhei na parte de esporte, mas as
03
demais ajudei na liderança, e com a
parte administrativa-financeira.
Quais eventos você já participou
divulgando o Conexão?
7º Congresso Brasileiro de
Missões, ONG Brasil 2013, Congresso
Atletas de Cristo e Conferência
Missionária em Campinas na Igreja
do Nazareno.
No Conexão como é realizada a
mobilização de mais voluntário para
o campo?
Divulgamos nas igrejas, nas
nossas mídias sociais, e enviamos
e-mails para os voluntários que já
participou de uma viagem conosco.
Mas sempre dizemos que o nosso
melhor mobilizador, não somos nós
líderes e sim o missionário voluntário
que fez uma viagem missionária e
vai dizer o que viveu, aprendeu no
campo missionário e como vale a
pena cumprir o Ide, independente
das dificuldades que apareça.
O que motiva a você continuar
investindo na área humanitária?
Saber que eu não sou melhor
do que ninguém. Deus tem me dado
oportunidade de ajudar a tantos que
precisam. Mas ainda é pouco, se
comparado ao que ganhei. Ele fez
um grande milagre na minha vida. E
é o que tenho feito com muita
alegria.
Tour Of Hope Filipinas
Testemunho - Lauriene Nunes Militão
Em 2011, uma amiga me
incentivou a participar de uma
Viagem pela Conexão VEC, no
mesmo ano conheci o pastor,
Marcos Grava num acampamento de
jovens
onde
o
mesmo,
pessoalmente, me fez o convite para
a
Viagem
do
Conexão
Colômbia-México. A partir de então,
aprendi a não olhar para as
circunstâncias e a confiar mais em
Deus e em seus propósitos. Em
outubro de 2013 estive no Haiti, em
junho de 2014, trabalhei durante a
Copa do mundo, e em outubro de
2014 tive o privilégio de voltar ao
Haiti.
Desde que estive no Haiti,
entendi a minha missão, servir e
cuidar das pessoas carentes de
amor e de cuidados de saúde. Tinha
muita vontade de ir às Filipinas
desde que soube da passagem do
Tufão
Haiyan.
Finalmente
em
setembro pude seguir com o Tour of
Hope onde servi na equipe de saúde,
realizando
atendimentos
fisioterapêuticos e auxiliando na
distribuição de medicamentos. O
povo
filipino,
apesar
das
dificuldades que o país enfrenta ao
ser atingido por diversas catástrofes
todos os anos, apresenta sempre um
sorriso no rosto. A gratidão era
visível, já que por diversas vezes
procuravam nos ajudar. Fomos até lá
para servir, mas nós também éramos
servidos.
Uma mensagem para quem ainda
não teve uma experiência de
viagem como esta?
É
uma
experiência
maravilhosa,
onde
podemos
demonstrar o amor de Jesus em
ações concretas, isso é, o que o
evangelho nos ensina. Jesus via as
necessidades das pessoas e se
importava, e nós podemos fazer o
mesmo. E, o melhor é poder fazer
isso com as habilidades e talentos
que o próprio Deus nos deu. Eu
incentivo você a servir a Deus nesse
contexto também é inesquecível.
Conexão News. Ano I, Outubro / 2015.
Conexão Voluntários em Campo.
04
Conexão Canadá 2015
Testemunho - Natalia Nunes
A aventura missionária em
Toronto começou na Copa do
Mundo de 2014 em São Paulo. Ajudei
a equipe Conexão Voluntários em
Campo
na
evangelização
em
estádios de futebol e Fan Fests.
Conheci o projeto através da minha
tia, Miriam Guimarães que faz parte
da equipe. No final, a equipe me
informou e me convidou a participar
com eles da viagem missionária ao
Canadá. Esperei a resposta de Deus
e então comecei a dar entrada nos
documentos para a viagem. Na
equipe, trabalhei na área de
evangelismo e tradução. Foi uma
experiência maravilhosa falar do
amor de Cristo para crianças, jovens,
adultos e idosos.
Além
do
trabalho
evangelístico,
tivemos
a
oportunidade de ajudar no trabalho
interno da igreja Olivet Baptist
Church, dando aulas na Escola
Bíblica Dominical, ajudando no
ministério de louvor e infantil e
também realizando um treinamento
de como ensinar e servir no
ministério infantil para os membros
da igreja. Apesar do cenário
religioso que o país apresenta, a
obra foi realizada de maneira eficaz.
O inimigo tentou nos barrar diversas
vezes, mas o exército de Deus já
estava preparado e cada ataque
contrário foi vencido.
Eu gostaria de incentivar a
todos aqueles que nunca pensaram
em fazer uma viagem missionária
para que o façam. Ainda que não
saibam o idioma, ou sejam tímidos, o
Espírito Santo é quem nos guia e faz
a obra quando nos disponibilizamos
para o serviço de Deus. Esteja
sempre disponível para o Senhor!
Uma mensagem para quem ainda
não teve uma experiência de
viagem como esta?
SOS NEPAL
Testemunho - Marcos Grava
Logo na chegada o primeiro
sinal de instabilidade. Cinco meses
após a tragédia, o país sofre agora
com uma crise política com a vizinha
Índia, que suspendeu a venda de
combustíveis para o país. Resultado:
gigantescas filas nos postos e a
escassez de transporte o que elevou
o custo tanto para a população
como para turistas. Minha visita foi
exclusivamente para a entrega das
doações que levantamos aqui no
Brasil. Encontrei-me com lideranças
cristãs do país, fui à região mais
prejudicada pelo tremor, e entreguei
a eles os recursos que havíamos
arrecadados. A prestação de contas
é muito importante, para que
aqueles que ofertaram percebam
que seu esforço e sacrifício não
foram em vão. Foi impressionante
ver que logo depois da minha saída,
os líderes locais já utilizaram os
recursos conforme haviam nos
prometido, no ministério com
crianças nas escolas próximas ao
epicentro do terremoto. Nepal é um
país onde há perseguição religiosa, e
a minoria cristã vive de maneira bem
discreta sua fé. Na região das
montanhas a perseguição é ainda
maior, mas logo após a tragédia,
com a ausência e omissão do
governo em relação a esta região,
conforme
mencionado
pelos
próprios moradores, foi a pequena
igreja local quem levantou os
recursos através de doações, muitas
delas de outros países, o que
culminou com uma excelente
oportunidade de testemunho. Hoje a
igreja é vista com simpatia, e
defendida
contra
os
que
a
perseguem pela comunidade que
antes a perseguia.
viagem como esta?
O Nepal precisa de você. Há
muito tempo eu não havia estado
num local com tanta rejeição aos
cristãos, mas ao mesmo tempo um
apelo para que estes mesmos
cristãos viessem ajudá-los. A igreja é
sem dúvida a única que pode
ajudá-los, e eles sabem disso. Se
você não puder ir, considere ofertar
para que através dos que irão,
remédios, alimentos e material de
construção
chegue
até
estas
comunidades, e assim traga pra
igreja e principalmente para Jesus, a
honra e gratidão deste povo.
Nos encontre nas Redes Sociais!
Uma mensagem para quem ainda
não teve uma experiência de
Site: www.voluntariosemcampo..org.br
E-mail: [email protected]
Facebook: VoluntariosEmCampo
Twitter: @conexaovec
Instagram: /voluntariosemcampo
Conexão News. Ano I, Outubro / 2015.
Conexão Voluntários em Campo.
05
AGENDA VEC
09 a 12 Dezembro | 2015
Tema: Líder, onde você está?
Local: Sede Campestre da
Igreja Batista
Central de Belo Horizonte - MG
PRELETORES
INSCRIÇÕES
Envie um e-mail para
[email protected]
com seus dados e receba a ficha de inscrição.
João Leite: Ex-goleiro do Atlético Mineiro e da
Seleção Brasileira;
Pr. Paulo Mazoni: Pastor Senior da Igreja Batista
Central de Belo Horizonte;
Pr. Josué Valandro Jr.: Pastor há 12 anos da Igreja
Batista Atitude Central da Barra – RJ;
Pr. Jorge Linhares: Pastor da Igreja Batista
Getsêmani de BH;
Alex Dias Ribeiro: Ex-piloto de Fórmula 1.
Ex-Diretor Executivo de Atletas de Cristo;
Pr. Marcio Santos: Secretário Geral da Convenção
Batista Mineira.
Acesse:
http://www.atletasdecristo.org/32congresso/
03 a 17Janeiro | 2016
LOCAL:
Cidade de Encarnación
ATIVIDADES:
Servir às comunidades locais com atividades
voluntárias, como:
-
Capelania e ação social;
Evangelismo pessoal;
Atividades infantis;
Clínicas Esportivas;
Atividades artísticas;
Atividades recreativas;
Visitas, louvor e pregação nas igrejas

Documentos relacionados

news conexao3 - Conexão Voluntários em Campo

news conexao3 - Conexão Voluntários em Campo onde doações para a Conexão VEC são armazenadas e no período das caravanas damos o apoio no momento do embarque às equipes que saem no aeroporto do Rio de Janeiro. Na área de catástrofe apóio a equ...

Leia mais