A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório

Сomentários

Transcrição

A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório
A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório
The burnout syndrome and perioperative nurse
El síndrome de burnout y lo enfermero perioperatorio
Resumo: Justifica-se a realização deste estudo na necessidade de conhecimento sobre os sinais e sintomas da
Síndrome de Burnout e desta forma contribuir para a Enfermagem na saúde do trabalhador neste setor de
características particulares relacionadas ao cuidado no Centro Cirúrgico. Este artigo tem por objetivo compreender
o gerenciamento da Síndrome de Burnout em enfermeiros perioperatórios. Trata-se de um estudo de revisão
bibliográfica com analise qualitativa, cuja fonte foi às bases de dados de Enfermagem da BVS, os objetos foram
artigos que atenderam aos critérios de inclusão estabelecidos. Da organização emergiram as categorias “O
gerenciamento da Síndrome de Burnout em enfermeiros perioperatórios representado pela identificação das suas
causas” e “O gerenciamento da Síndrome de Burnout em enfermeiros perioperatórios representado pela
identificação das suas manifestações”. Conclui-se que o gerenciamento do estresse no enfermeiro de Centro
Cirúrgico equivale a causas específicas relacionadas ao cotidiano da Enfermagem, e suas manifestações
repercutem como consequência desta rotina, o que leva à necessidade da elaboração de estratégias para sua
prevenção e/ou controle.
Descritores: Enfermeiro Perioperatório, Estresse, Saúde do Trabalhador.
Abstract: We justified this study in needed for knowledge about the burnout syndrome signs and symptoms and
to contribute for the Nursing health workers in this sector in the Operation Room. This article aims to understand
the management of the perioperative nurses burnout. This is a literature review with qualitative analysis, the
source was databases of Nursing in BVS, and objects were articles that were met in the inclusion criteria. The
categories emerged were "Management of Burnout Syndrome in perioperative nurses represented by the
identification of their causes" and "Management of Burnout Syndrome in perioperative nurses represented by the
identification of its manifestations". Stress management nurse in Operation Room is in specifics causes and
manifestations repercussions were result to this routine, which leads to the need for developing strategies to
prevent and/or control.
Descriptors: Perioperative Nurse, Stress, Occupational Health.
Resumen: Justificamos este estudio em la necesidad de conocimientos acerca de los signos y síntomas del
síndrome de burnout y contribuir com el trabajadores de salud y de enfermería en este sector de características
particulares en relación a la atención en el Centro Quirúrgico. Este artículo tiene como objetivo comprender la
gestión del Burnout en los enfermeros perioperatorios. Se trata de una revisión de la literatura con el análisis
cualitativo, la fuente de la que fue a bases de datos BVS Enfermería, los objetos eran artículos que cumplían los
criterios de inclusión. Organización surgió de la categoría "Gestión del Síndrome de Burnout en las enfermeras
perioperatorias representados por la identificación de sus causas" y "Gestión del Síndrome de Burnout en las
enfermeras perioperatorias representados por la identificación de sus manifestaciones". Se llegó a la conclusión de
que la enfermera la gestión del estrés en las cantidades de Centro Quirúrguci y a causas específicas relacionadas
con la enfermería diaria, y sus manifestaciones repercusiones como resultado de esta rutina, lo que conduce a la
necesidad de desarrollar estrategias para prevenir y/o control.
Descriptores: Enfermero Perioperatorio, Estrés, Salud Ocupacional.
Lucinéia Francisca de Araújo
Enfermeira. Formada pela Faculdade Mario Schenberg.
Renata de Oliveira Silva
Enfermeira. Formada pela Faculdade Mario Schenberg.
E-mail: [email protected]
Flávia Alves Ribeiro Monclùs Romanek
Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Coordenadora do Curso de Enfermagem da Faculdade Mário Schenberg.
Cynthia Daniela Figueiredo de Souza
Enfermeira. Mestre em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP/USPU. Docente da Faculdade Mario Schenberg.
5
Araújo LF, Silva RO, Romanek FARM, Souza CDF
São Paulo: Revista Recien. 2013; 3(9):5-10
A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Introdução
dedicação
à
profissão
e
não
alcançam
o
retorno
esperado” 6,7.
A
palavra
estresse
tem
sido
utilizada
como
A síndrome decorre de um processo de desgaste no
explicação para acontecimentos emocionais, o que
humor
pode acabar por simplificar os problemas, e quando
psíquicos, o profissional perde a motivação pelo trabalho.
utilizada de forma generalizada, pode ocultar os seus
É
reais significado e consequências geradas na vida
exaustão
humana 1.
Dentro de um ambiente de trabalho o estresse pode
e
desmotivação
caracterizada
por
além
três
emocional
de
dimensões
verificada
esgotamento
emocional
observada
pela
sintomas
e/ou
físico,
e
sintomatológicas:
pela
insensibilidade
físicos
presença
do
despersonalização
emocional
ou
ser minimizado através de colaboração interpessoal,
endurecimento afetivo e falta de envolvimento no trabalho,
cooperação, interação dos enfermeiros com a equipe
identificada pela inadequação pessoal e profissional 1.
de
Enfermagem,
atividades
em
grupo
e
demanda
Portanto, é imprescindível identificar os riscos aos quais
suficiente de materiais 2 .
No
que
ambiente
tange
ao
hospitalar
os enfermeiros estão expostos no seu exercício do cuidar
enfermeiro,
pode
o
trabalho
envolver
no
de pessoas doentes, com vistas à melhoria da qualidade do
atividade
cuidado que presta à sua clientela e à sua própria saúde.
estimulante e desgastante, tais como o contato direto
As
com paciente, seu sofrimento e com sua dor, o número
trabalhadores e em constante relação dialógica, de forma a
reduzido de profissionais e o excesso de atividades.
intervir mais prontamente sobre os estressores gerados no
Outro fator predominante é a falta de reconhecimento
trabalho,
profissional, ou seja, a baixa remuneração levando à
individual e coletiva 8 .
dupla jornada de trabalho, deste modo o enfermeiro
Enfermagem
tem
algumas
precisam
minimizando
Justifica-se,
pode adquirir um grave sofrimento mental 3,4 .
A
chefias
estar
abertas
seus
portanto,
a
efeitos
às
queixas
sobre
realização
a
deste
dos
saúde
estudo
baseada na necessidade de entendimento por parte das
características
autoras,
peculiares em relação à exposição dos profissionais ao
como
graduandas
de
Enfermagem
e
futuras
profissionais de cuidados perioperatórios sobre os sinais e
estresse relacionado ao trabalho, principalmente em
sintomas da Síndrome de Burnout e desta forma contribuir
setores como o Centro Cirúrgico (CC), tais como5 :
para a Enfermagem na saúde do trabalhador neste setor
de características particulares relacionadas ao cuidado no
 É prestadora de assistência ininterrupta 24 horas
CC.
por dia, com atividades diretamente relacionadas ao
cuidado e a recuperação das condições satisfatórias de
Objetivo
bem-estar;
 É responsável pela execução de cerca de 60% das
Compreender o gerenciamento da Síndrome de Burnout
em enfermeiros perioperatórios.
ações de saúde;
 São os trabalhadores da saúde que mais entram em
Material e Método
contato com os doentes e;
 Soma-se a isto a predominância do gênero feminino
Tipo de estudo:
e a formação profissional fragmentada e hierarquizada.
Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica com
análise qualitativa.
Assim, uma das consequências geradas ao aparelho
psíquico dos trabalhadores resulta na Síndrome de
Fonte Para Coleta
Burnout que “corresponde à resposta emocional às
As fontes utilizadas
situações de estresse crônico em razão de relações
intensas
de
profissionais
trabalho
que
com
outras
apresentem
pessoas,
grandes
ou
foram às
bases de dados
Enfermagem da biblioteca virtual em saúde (BVS).
de
expectativas
com relação a seu desenvolvimento profissional e
6
de
Araújo LF, Silva RO, Romanek FARM, Souza CDF
São Paulo: Revista Recien. 2013; 3(9):5-10
A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Abordagem dos dados
Objetos do Estudo
Os
objetos
foram
artigos
que
atenderam
Foi
aos
utilizada
a
“análise
9
de
critérios de inclusão abaixo:
proposta por Minayo
 Foram publicados em português;
análise;
 Foram publicados no período entre 2007 e 2012;
resultados obtidos e interpretação.
Exploração
conteúdo”
qualitativa
que divide em três etapas: Pré
do
material;
Tratamento
dos
 Estavam disponíveis na íntegra no site da BVS;
Resultados
 Apresentavam ao menos dois dos descritores no
mesmo artigo, sendo eles: Enfermeiro Perioperatório,
Na tabela abaixo buscamos destacar em cada artigo
Estresse e Saúde do trabalhador.
selecionado, as informações relevantes e que destacam as
principais causas e manifestações da Síndrome de Burnout.
Coleta do estudo
A busca dos artigos que serviram como objetos
ocorreram pelas próprias pesquisadoras no período de
março a abril de 2013.
DISCURSO
“Associação entre o alto nível de estresse
imposto pela necessidade de adaptar e de
improvisar”.
(Souza, Santos, Ramos, 2010).
“Trabalhar no período noturno se trata de
uma opção permeada por necessidades
financeiras, ou seja, não se justifica pela
satisfação em desenvolver atividades
durante este período, bem como adotar
dupla jornada” (Neves, Branquinho,
Paranaguá, 2010)
UNIDADE DE
REGISTRO
CATEGORIAS
Adaptar
+
Improvisar
Trabalho noturno
+
Financeiro
“A carga de trabalho como responsável pelo
desgaste emocional dos profissionais de
saúde e enfermagem.” (Schmoeller,
Trindade, Neis, 2011)
Carga de trabalho
+
Desgaste emocional
“o nível de estresse pode ser um fator
diretamente proporcional, positivo e
correlacionado com o sono” (Rocha,
Martino, 2010)
Sono
+
Estresse
“o conflito intergrupal foi associado tanto ao
estresse quanto à baixa efetividade no
desempenho do grupo”
(Costa, Martins, 2011)
Conflito
+
Desempenho.
“O burnout, estar associado aos
sentimentos de frustração e impotência,
podendo comprometer o cuidado ao
paciente, com manifestações nas suas três
dimensões, a exaustão emocional, a
diminuição da realização pessoal e a
despersonalização”. (Dalmolin, Lunardi,
Barlem, 2012).
NUCLEO
COMPREENÇÃO
Frustração
+
Impotência
7
Causa
Manifestação
O gerenciamento da
Síndrome de Burnout
em enfermeiros
perioperatórios
representado pela
identificação das suas
causas
O gerenciamento da
Síndrome de Burnout
em enfermeiros
perioperatórios
representado pela
identificação das suas
manifestações
Araújo LF, Silva RO, Romanek FARM, Souza CDF
São Paulo: Revista Recien. 2013; 3(9):5-10
A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Discussão
“A carga de trabalho como responsável pelo desgaste
emocional dos profissionais de saúde e enfermagem.” 15 .
A partir da categorização emergiram as categorias:
“O
gerenciamento
enfermeiros
da
Síndrome
perioperatórios
de
Burnout
Silva 11 diz que profissionais de Enfermagem gostam do
em
representado
trabalho que desempenham no setor, porém sentem-se
pela
sobrecarregados,
cansados
com
algumas
fontes
de
identificação das suas causas” e “O gerenciamento da
estresse como a falta de funcionários e a carga de
Síndrome de Burnout em enfermeiros perioperatórios
trabalho.
representado
pela
identificação
das
suas
Existe uma demanda do trabalho que ultrapassa as
manifestações”.
Da
habilidades do indivíduo de superá-las e isto o leva a
primeira
categoria
“O
gerenciamento
da
experimentar reações negativas que podem ser físicas
Síndrome de Burnout em enfermeiros perioperatórios
representado
pela
identificação
das
suas
e/ou psicológicas 14.
causas”
Percebe-se, desta categoria, que o enfermeiro de CC
emergiu a ideia da síndrome do estresse no trabalho
corre risco de adquirir desgaste emocional devido ao
sendo motivada por fatores comuns:
aumento da carga de trabalho, ao turno de plantão e à
“Associação entre o alto nível de estresse imposto pela
necessidade de adaptar e de improvisar” 10.
necessidade de improviso.
Da segunda categoria “O gerenciamento da Síndrome
O ato de improvisar e adaptar, somado a outros
de Burnout em enfermeiros perioperatórios representado
fatores acaba por afetar o bem estar psíquico dos
pela identificação das suas manifestações”, emergiu a ideia
trabalhadores 11.
de que o estresse no trabalho pode ser diagnosticado por
A equipe de Enfermagem convive com falta de
condições
de
trabalho
materiais
levando
ao
e
a
escassez
improviso
o
de
que
sinais e sintomas específicos:
recursos
facilita
o
“o nível de estresse pode ser um fator diretamente
proporcional, positivo e correlacionado com o sono” 16 .
a
enfermeiros apontam a necessidade de carga excessiva de
desencadeamento do estresse 12 .
Percebe-se,
pela
fala
Estudo
destes
autores
que
realizado
para
verificar
os
estressores,
os
necessidade de improviso e, portanto, de adaptação
trabalho,
podem
inadequadamente, resultando em acumulo de sono e baixo
estar
presentes
na
rotina
de
trabalho
do
enfermeiro de CC, o que pode ainda ser influenciado
levando
os
profissionais
a
descansar
desempenho profissional 11.
pelo turno de trabalho:
Alguns enfermeiros identificam a existência de sintomas
“Trabalhar no período noturno se trata de uma opção
permeada por necessidades financeiras, ou seja, não
se justifica pela satisfação em desenvolver atividades
durante este período, bem como adotar dupla
jornada” 12 .
físicos e mentais que denunciam os prejuízos causados
pela
insuficiência
do
tempo
destinado
ao
sono,
pelo
estresse no trabalho 13 .
Percebe-se, que não apenas o desenvolvimento de
Os profissionais de Enfermagem estão vivenciando
tarefas,
como
também
a
qualidade
de
vida
dos
o desgaste e o esgotamento oriundo do trabalho, de
profissionais atuante do CC, depende de uma adequada
suas
noite
atividades
e
do
ambiente
em
que
estão
11
inseridos .
sono,
devido
à
instabilidade
que
pode
desencadear conflito com os demais colegas:
Costa, Martins 14 , levantam questões relacionadas à
“o conflito intergrupal foi associado tanto ao estresse
quanto à baixa efetividade no desempenho do grupo”14.
desvalorização na remuneração, o que impõem aos
profissionais
de
as
necessidades
de
ter
mais
de
um
Os conflitos
de
valores
entre
os trabalhadores
se
vínculo de trabalho, resultando em carga horária longa
repetem continuamente, acabando por se tornarem fonte
e desgastante.
de ansiedade e estresse, que podem contribuir para a
Identifica-se também que a dupla jornada, causa
desmotivação dos auxiliares e técnicos, somados ao fato
um acumulo de tarefas, sobre a vida dos profissionais
de receberem ordens de diferentes supervisores, o que
de Enfermagem, bem como a carga de trabalho:
gera
ansiedade,
traduzindo-se
em
estresse
e
11
dificuldade grande no desempenho de suas tarefas .
8
numa
Araújo LF, Silva RO, Romanek FARM, Souza CDF
São Paulo: Revista Recien. 2013; 3(9):5-10
A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Corroborando esta ideia Souza, Santos, Ramos 10 ,
representado pela identificação das suas manifestações”.
Conclui-se
afirmam que o conflito entre colegas leva ao desgaste
mental, ou seja, irritabilidade, frustação, ansiedade e
enfermeiro
medo.
relacionadas
que
de
o
gerenciamento
CC
ao
equivale
cotidiano
à
da
do
estresse
causas
manifestações
repercutem
rotina,
leva
baixo rendimento de trabalho e como já foi destacado,
estratégias para sua prevenção e/ou controle.
Há de se ressaltar, que o conflito em hipótese
Vale
resulta em sentimentos pessoais.
o
que
ressaltar
à
como
que
e
consequência
necessidade
também
específicas
Enfermagem,
alguma colabora para vida do profissional, pois gera
da
os
no
suas
desta
elaboração
de
trabalhadores
de
enfermagem, em sua maioria, trabalham em ambientes
“O burnout, estar associado aos sentimentos de
frustração e impotência, podendo comprometer o
cuidado ao paciente, com manifestações nas suas três
dimensões, a exaustão emocional, a diminuição da
realização pessoal e a despersonalização” 17 .
insalubres
e
penosos,
que
não
oferecem
condições
adequadas à sua saúde, o que reforça a precarização do
trabalho, seja pelo: excesso de trabalho físico e mental,
Esse descontrole emocional do profissional, que
acúmulo de horas trabalhadas, falta de material, dupla
passa a tratar os colegas, pacientes e até chefia de
jornada ou má remuneração. Essa realidade de condições
maneira
características
de trabalho precárias acaba trazendo repercussões à saúde
fundamentais para evidenciar a Síndrome de Burnout e
do trabalhador, como estresse e conflito entre os colegas
diferenciá-la
profissionais,
fria,
sintomas
distante,
de
vendo
outras
estas
patologias
semelhantes,
pois
com
sinais
estes
e
mental.
descritos
11
proporcionando
Entretanto,
estes
o
adoecimento
trabalhadores
físico
muitas
e
vezes
deixam seus desejos e vontades para segundo plano em
anteriormente são incidentes nesta síndrome .
que
detrimento das necessidades de clientes, da sobrevivência
diminua os conflitos dos profissionais e assegurem o
material, ou em detrimento da permanência no mundo do
bem-estar do paciente tem gerado sentimentos de
trabalho, mesmo que isso custe à perda da qualidade de
impotência e cansaço nos enfermeiros, já que eles se
vida e da saúde. Considerando a complexidade da temática
sentem frustrados com a realidade que é imposta no
e de sua crescente efetivação nos ambientes de saúde,
A
busca
incessante
para
alcançar
meios
10
sugere-se que outras pesquisas sejam elaboradas, as quais
ambiente de trabalho .
de
investiguem, por exemplo, os impactos: da prática de
Burnout em enfermeiros no CC pode ser identificada
adaptar e improvisar materiais e equipamentos, do conflito
através
manifestações
entre a equipe de Enfermagem, do trabalho noturno, bem
específicas, tais como a alteração no padrão de sono,
como a dupla jornada, enfim, são muitas as possibilidades
deficiência na realização de suas tarefas profissionais,
de pesquisa dada a carência de conhecimento que envolve
alterações
a temática e também devido às sérias repercussões que
Infere-se
desta
do
categoria
que
reconhecimento
de
comportamento
a
de
e
Síndrome
predisposição
à
pode causar para o trabalhador, a produtividade e a
geração de conflito.
clientela assistida.
Conclusão
Referências
Este trabalho, de natureza bibliográfica e análise
qualitativa,
tiveram
gerenciamento
da
como
objetivo
Síndrome
de
compreender
Burnout
o
1. Murofuse NT; Abranches SS; Napoleão AA. Reflexões
em
sobre estresse e Burnout e a relação com a Enfermagem.
Ribeirão Preto: Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2005, 13(2).
enfermeiros perioperatórios.
duas
2. Coronetti A.; Nascimento E R P; Barra D C C; Martins
categorias: “O gerenciamento da Síndrome de Burnout
Das
informações
JJ. O estresse da equipe de enfermagem na unidade de
em
terapia
enfermeiros
coletadas,
perioperatórios
emergiram
representado
pela
identificação das suas causas” e “O gerenciamento da
intensiva:
o
enfermeiro
como
Catarinenses de Medicina. 2006; 35(4).
Síndrome de Burnout em enfermeiros perioperatórios
9
mediador.
Arq.
Araújo LF, Silva RO, Romanek FARM, Souza CDF
São Paulo: Revista Recien. 2013; 3(9):5-10
A síndrome de burnout e o enfermeiro perioperatório
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------3. Lima Júnior JHV; Ésther AB. Transições, prazer e
11. Silva VL. O Estresse Laboral e a Síndrome de Burnout
dor no trabalho de enfermagem. Rev. de Adm. de
á Luz dos Sentimentos da Equipe de Enfermagem de um
Empresas. 2001; 41(3):20-30.
Centro Cirúrgico. Centro de pesquisa e Pós-graduação.
4. Stacciarini JMR, Tróccoli BT. O estresse na atividade
Dissertação de mestrado. 2011.
ocupacional
12. Hanzelman RS. Fatores de estresse para profissionais
do
enfermeiro.
Rev
Latino-am
Enfermagem. 2001; 9(2):17-25.
de Enfermagem em hospital público. Universidade Federal
5. Silva JLL; Melo ECP. Estresse e implicações para o
do estado do Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado.
trabalhador de enfermagem. Inf. em promoção da
2011.
saúde. 2006; 2(2):16-18.
13. Neves MJAO; Branquinho NCSS; Paranaguá TTB, et al.
6. Reis EJFB, Araújo TM, Carvalho FM, Barbalho L,
Qualidade de vida e trabalho noturno. Rio de Janeiro UERJ:
Silva MO. Docência e exaustão emocional. Educ. Soc.,
Rev. Enferm. 2010; 18(1):42-47.
Campinas. 2006; 27(94):229-253.
14. Costa DT, Martins MCF. Estresse em profissionais de
7. Guimarães LAM, Cardoso WLCD. Atualizações da
enfermagem: impacto do conflito no grupo e do poder do
síndrome de burnout. São Paulo: Casa do Psicólogo;
médico. Rev. Esc. Enferm. USP. 2011; 45(5):1191.
2004.
15. Schmoeller R; Trindade LL; Neis MB; Gelbcke FL;
8. Gomes GC; Lunardi WD; Erdmann AL. O sofrimento
Pires DEP. Cargas de Trabalho e condições de trabalho da
psíquico em trabalhadores de UTI interferindo no seu
enfermagem:
modo de viver a enfermagem. Rev. Enf. UERJ. 2006;
Gaúcha Enferm. 2011; 32(2).
revisão
integrativa.
Porto
Alegre:
Rev.
14(1):93-9.
16. Rocha MCP, Martino MMF. O estresse e qualidade de
9. Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa
sono
qualitativa em saúde. Ed. São Paulo, Hucitec. 2007;
44(2):280.
207-237.
17. Dalmolin GL; Lunardi VL; Barlem ELD; Silveira RS.
10. Souza
NVDO;
Santos
DM,
Ramos
EL,
et
al.
do
Implicações
enfermeiro.
do
Rev
Esc
sofrimento
Repercussões psicofísicas na saúde dos enfermeiros da
enfermeiros(as)
adaptação e improvisação de materiais hospitalares.
Florianópolis: Enferm. 2012; 21(1).
Rev Enferm. 2010; 14(2):236-243.
10
e
Enferm
moral
aproximações
com
USP.
para
o
2010;
os(as)
Burnout.

Documentos relacionados

Síndrome de Burnout e sua relação com a ausência de

Síndrome de Burnout e sua relação com a ausência de Sindrome de Burnout y su relación com la ausência de la calidad de vida de enfermeira em el trabajo Se trata de una revisión integradora, con el objetivo de identificar en el universo de profesiona...

Leia mais

SÍNDROME DE BURNOUT: CORRELAÇÃO COM A ENFERMAGEM

SÍNDROME DE BURNOUT: CORRELAÇÃO COM A ENFERMAGEM A preocupação com o estresse é mundial, levando a Organização Mundial da Saúde (OMS), a considerá-la uma epidemia global com diversos fatores agravantes ou atenuantes a situação. O estresse é uma a...

Leia mais

Baixar este arquivo PDF

Baixar este arquivo PDF Burnout syndrome in pediatric and neonatal nursing: a literature review Abstract: Burnout syndrome is characterized by physical and emotional exhaustion of workers. We performed a literature of the...

Leia mais

Síndrome de Burnout em enfermeiros atuantes em unidade de

Síndrome de Burnout em enfermeiros atuantes em unidade de sistema respiratório, disfunções sexuais), psíquicos (falta de atenção e concentração, alterações de memória, impaciência, sentimento de insuficiência, baixa auto-estima, labilidade emocional, depr...

Leia mais