How To Sell During An E Downturn

Сomentários

Transcrição

How To Sell During An E Downturn
PPaarraasshhaatt NNiittzzaavviim
m --VVaayyeelleecchh •• 2233--2244 ddee SSeetteem
mbbrroo,, 22001111 •• 2244--2255 ddee EElluull 55777711 •• 5599
MaNews
B”H
Revela-Te, meu amado, e estende sobre mim o amparo de Sua paz. Faze com que a terra seja
iluminada por Sua glória; nos regozijaremos e nos alegraremos em Ti. Apressa-Te, Amado, pois
chegou o momento, e tenha misericórdia de nós, como nos dias de outrora.
in this issue >>>
(Extraído do Yedid Nefesh)
D-us quer de nós
"Que você e sua família sejam
abençoados com saúde e felicidade
durante todo o ano que vem”. "Que
você tenha as bênçãos de saúde, paz
e alegria." "Que você seja inscrito e
selado para um ano bom e doce."
Nesta época do ano, desejamos aos
amigos e familiares para o próximo
ano. E os nossos desejos geralmente
contêm o que nós esperamos ter em
nossas
próprias
vidas:
saúde,
felicidade, prosperidade. Estamos,
em essência, abençoando os nossos
amigos e esperando que D-us ouça
nossos desejos e os cumpra.
Isso é o que nós queremos de D-us.
Mas o que Ele quer de nós?
O povo judeu foi ordenado a oferecer
a D'us dois cordeiros a cada dia, um
pela manhã e outro a tardinha. Todo
o mundo e tudo o nele contém
pertence a D-us, então por que Ele
precisa de nossas oferendas? Será
que Ele tem "fome" e precisa de dois
cordeiros todos os dias?
D-us nos ordenou a trazer sacrifícios,
porque Ele quer que nós lembremos
Dele a cada dia - e não apenas
quando precisamos Dele. O Midrash
(Tana D'Bei Eliyahu) registra o
esclarecimento de D'us sobre Sua
posição nessa área. "a Mim não me
falta nada", Ele diz ao povo judeu.
"Meus filhos, o que eu peço de você?
Só que vocês amem uns aos outros e
respeitem uns aos outros."
Pedimos a D-us a saúde. Tudo que
Ele pede é que nós nos amemos.
Pedimos a D-us para ter bons
empregos. Tudo que Ele pede é que
nós respeitemos uns aos outros.
Pedimos a D'us para ter força
emocional para passar por tempos
difíceis. Tudo que Ele pede é que nós
honremos uns aos outros.
Pedimos a D-us filhos dos quais
seremos orgulhosos. Tudo que Ele
pede é que sejamos gentis uns com
os outros.
Dia após dia, ano após ano,
apresentamos as nossas listas de
pedidos do que queremos de D'us e
que Ele dê também àqueles que nos
são queridos. Como uma criança
solta numa loja de brinquedos,
queremos isso e aquilo, não podemos
levar um desses e dois desses?
E como um pai sempre paciente, D'us
nos diz: "Vocês são todos meus
filhos. Eu ficaria feliz em cumprir
todas as suas solicitações. Tudo o
que eu realmente preciso ver é que
vocês tratam uns aos outros com
amor e respeito. Que vocês são
sensíveis às necessidades e se
importam com o próximo. "
Irmãs e irmãos, que possamos todos
ser inscritos e selados para um ano
bom e doce, um ano de saúde e
felicidade, e a maior felicidade da
chegada de Mashiach, AGORA.
O que são "Selichot" e quando são
recitados?
Selichot é uma série de preces penitenciais e
liturgia que são recitados em certos dias solenes
durante todo o ano.
Com a aproximação de um novo ano, nossos
preparativos para as Grandes Festas mudam para
marcha mais alta. Vários dias antes de Rosh
Hashaná nós começamos a recitar Selichot.
De acordo com o costume Ashkenazi, a primeira
Selichot é recitada na noite de sábado, depois da
meia-noite, e um mínimo de quatro dias de
Selichot devem ser observados. O rabino Gavriel
Tzinner explica: Em relação a todos as Festas
Bíblicas, a Torá diz, "você deve oferecer um Oláh
(oferta)", enquanto que em relação ao Rosh
Hashaná é dito "você deve fazer uma Oláh".
Nossos sábios dizem que em Rosh Hashaná,
precisamos nos tornar aptos para ser uma Oláh. E
assim como todo animal a ser ofertado era
inspecionado quatro dias antes de ser oferecido,
assim também devemos inspecionar a nós
mesmos por (pelo menos) quatro dias antes de
Rosh Hashaná. Após a primeira Selichot ser
recitada à meia-noite, as demais são recitadas
diariamente antes da oração de Shacharit até a
véspera de Rosh Hashaná.
Sefaradim recitam Selichot durante todo o mês de
Elul. Moisés passou três períodos de quarenta
dias no monte Sinai: Durante o primeiro recebeu o
primeiro par das Tábuas da Lei, que quebrou ao
ver o bezerro de ouro. No segundo ele implorou a
D'us para perdoar o povo judeu pelo pecado do
Bezerro de Ouro. No final deste período D-us
reconciliou com o povo judeu e disse a Moisés
para talhar para si um segundo conjunto de
Tábuas, assim Moisés subiu para mais 40 dias
com as tábuas em branco na mão. No
quadragésimo dia do terceiro período D'us
perdoou completamente o povo judeu, e Moisés
desceu da montanha com os Dez Mandamentos
inscritos nas segundas Tábuas da Lei.
Este terceiro período, um período de boa vontade
e perdão, começou em Rosh Chodesh Elul e
concluiu no Yom Kipur. Desde então, esses 40
dias no calendário foram designados como dias de
boa vontade perante D'us, e Yom Kipur como o dia
de
desculpas
e
perdão
definitivo.
cv
bc
Vida
Judaica >>>
Nascido em Petach Tikva, Israel, em 1951,
Dudu Fisher começou a sua carreira de cantor
como chazan. Ele estudou com o famoso
Chazan Shlomo Ravitz. Aos 22 anos, foi
convidado para ser o chazan na Grande
Sinagoga de Allenby Street, Tel Aviv. Dudu
logo ficou conhecido como um líder entre os
chazanim mundiais.
Em uma visita a Londres em 1986, Dudu viu
Les Miserables. "Fui levado pela tempestade.
Eu sentei lá pensando, 'Eu devo fazer isso!'",
lembra ele, embora não tinha experiência em
teatro. Viciado, Dudu voltou para ver o show
por quatro noites consecutivas. Após seu
retorno a Israel, Dudu soube da próxima
produção do show
em
hebraico, e
posteriormente foi escolhido para estrelar o
musical.
Seu
sucesso
lhe
trouxe
reconhecimento internacional, cantou perante a
Rainha da Inglaterra, e foi convidado a assumir
o papel principal de Jean Valjean na Broadway
e no West End de Londres. Muitos jovens
talentosos vão para Nova York com estrelas
em seus olhos, pronto para comprometer tudo
para obter a sua grande chance. Mas não
Fisher. À beira de um novo nível de fama, ele
teve a dedicação e tenacidade para segurar
Uma vez …
O ano antes do nascimento de
Rabi Shneur Zalman, fundador
da filosofia Chasidica Chabad,
o Baal Shem Tov sabia que
uma nova alma estava prestes
a descer a este mundo. Mas
quem teria o privilégio de
recebê-la e quando, ele não
sabia.
O pai de Rabi Shneur Zalman,
o santo Reb Baruch, foi um
dos tzadikim ocultos do círculo
do Baal Shem Tov. Mas
ninguém sabia da santidade
de Reb Baruch - ninguém, isto
é, além de sua esposa
Rebetzin Rivka.
Quando um ano se passou
desde o seu casamento e não
haviam sido abençoado com
uma criança, Reb Baruch e
sua esposa decidiram durante
o mês de Elul, visitar o Baal
Shem Tov, a fim de pedir sua
bênção. O Baal Shem Tov os
abençoou e lhes prometeu que
no próximo ano, de 5505
(1745), lhes seria concedido
um filho saudável.
Durante as Grandes Festas
daquele ano, os discípulos do
Baal Shem Tov observavam
uma diferença marcante de
seu modo habitual de serviço
firme a sua fé
e princípios.
"Meu primeiro
grande ato na
Broadway foi
minha recusa
de trabalhar
no Shabat.
Não show na
sexta à noite
ou sábado de
dia.
Isso deve ter sido meu maior ato já realizado.
Ninguém fez isso antes, que eu saiba, e eu
sinceramente não sei se seria forte o suficiente
para fazê-lo novamente Foi um milagre -. a
combinação
certa
de
um
produtor
de
conhecimento e outros fatores."
O milagre não apareceu em uma bandeja de
prata. "As negociações foram excruciantes. Havia
muitas questões, como o Shabat, o status de
imigrante estrangeiro, e a união dos dois." "Eu
estava arrasado, e os amigos sugeriram que eu
pedisse ao Rebe seu conselho e bênção. Como
você aborda o Rebe sobre um espetáculo da
Broadway?! Não parecia certo. Mas no final eu fiz,
e depois de falar com o Rebe e receber sua
bênção -. aconteceu finalmente. Cheguei a um
acordo com o produtor e todo mundo estava feliz".
divino. Sua alegria abundante
podia ser percebida em sua
maneira de oração, no especial
tom cordial com o qual ele os
abençoou, nos ensinamentos da
Torá nas refeições, e nos
serviços de oração adicional.
Como estavam ansiosos para
descobrir a razão para esta
alegria, porém seguiam sem
resposta.
Na manhã de quarta-feira, no
dia dezoito de Elul (um ano
depois), o Baal Shem Tov voltou
de sua imersão ritual na mikva
em
espírito
extremamente
flutuante.
Seus
discípulos
ficaram perplexos, mas nenhum
deles arriscou soltar uma
pergunta. Além disso, o tsadic
conduziu
pessoalmente
as
orações aos ritmos jovial das
melodias
festivais,
e
surpreendeu a todos ao omitir as
orações
penitenciais,
eles
perceberam que este deve ser
um dia exclusivamente festivo.
Ele
então
convidou-os
a
compartilhar de sua alegria
visível em uma refeição festiva,
onde ele disse: "Na quarta-feira,
'o dia em que as luminárias
foram suspensas no céu', na
quarta-feira da semana cuja
Haftará começa com as palavras
'Levanta-te e brilhe', neste dia
uma nova alma desceu, que irá
O primeiro show solo de Dudu gira em torno de
sua experiência fascinante como um judeu
observante do Shabat na Broadway.
"Eu chamo a minha história de vida 'nunca na
sexta-feira'!" Ele recebeu elogios do New York
Times. "As pessoas ficam muito emocionadas.
Elas vêm e dizem, 'nunca pensei que alguém
como você poderia cumprir o shabat ". Eu digo a
eles: 'Eu não estou aqui para forçar o Shabat em
você, você é livre para aprender como quiser. Se
você realmente acreditar em si mesmo e você é
bom, você pode ter sucesso sem abrir mão. Não
faça Shabat ou seus ideais pagarem pelo seu
sucesso. Mais do que os judeus guardaram o
Shabat, o Shabat guardou os judeus."
Imagine entrar na sinagoga em Shabat, e a
pessoa sentada perto de você, coberto com seu
talit, é um homem de uma voz de classe mundial
com intensa capacidade emocional e beleza.
Você adoraria que ele se oferecesse para ser
chazan. Porém Dudu insiste, "no Shabat sou
apenas uma pessoa normal. Não é um
apresentador. Apresentar é trabalho para mim.
Tenho que me preparar para isso com o sono,
comendo certas coisas e assim por diante. Às
vezes eu lidero os serviços na sinagoga de meu
bairro, mas sem todo o show ".
Da Broadway para Dias Santos, Dudu Fisher
irradia um exuberante e contagiante orgulho
judaico.
iluminar o mundo através dos
níveis revelados da Torá e
através
da
Chassidut.
Suportará auto-sacrifício em
prol do caminho espiritual da
Chassidut e terá sucesso em
sua missão até a vinda de
Mashiach. "
Quando o Baal Shem Tov
recebeu Reb Baruch em Yom
Kipur daquele ano, avisou-o
que não deveria contar a
ninguém que ele tinha tido um
filho, nem contar seu nome.
Mais tarde, quando Reb
Baruch estava prestes a
regressar a sua casa casa, o
Baal Shem Tov lhe deu
instruções detalhadas de como
a criança devia ser cuidada e
levada aos campos. Ele
avisou-o solenemente, além
disso, que a criança deveria
ser mantida fora de vista do
público, e em particular, dos
fofoqueiros locais. Três vezes
por dia, o Baal Shem Tov
lembrou-se do recém-nascido
em suas orações. Rebetsin
Rivka e sua cunhada vieram a
Mezibuzh, no terceiro aniversário
da criança quando é costume
dar o primeiro corte de cabelo.
Assim que o Baal Shem Tov
tinha dado a criança o seu
primeiro corte deixando seus
peyot (cabelo lateral), em
seguida abençoou Shenor
Envie suas perguntas e comentários para [email protected]
Zalman e instruiu-os a sair
imediatamente e não discutir
entre si, onde haviam estado.
Finalmente, ele desejou-lhes um
bom ano e uma boa viagem de
regresso. O menino continuou a
perguntar quem foi este homem
que tinha cortado o cabelo e o
deixou com peyot, e que o havia
abençoado.
"Esse é um avô", respondeu a
mãe. Assim, o rabino Shneur
Zalman se referiu ao Baal Shem
Tov, no futuro, como seu avô
espiritual.
Acendimento das
Velas:
18:01
Manaus
Término
17:35 do
Shabat:
18:25
Rio de Janeiro
17:29
18:21
S. Paulo
17:44
18:36
Em Honra ao
Bar Mitzvah de
Moshe Brand

Documentos relacionados

How To Sell During An E Downturn - Chabad

How To Sell During An E Downturn - Chabad “Eu prometo,” disse Rabi meu serviço a D’us será puro, da possibilidade de Israel, “que antes de um ano livre qualquer motivo escuso!” você estará segurando seu filho nos braços.” Assm que estas pa...

Leia mais

How To Sell During An E Downturn

How To Sell During An E Downturn PPaarraasshhaatt VVaayyeettzzeeii •• 22--33 ddee DDeecceem mbbrroo,, 22001111 •• 55--66 ddee KKiisslleevv 55777722 •• 6655

Leia mais

O mês de Elul

O mês de Elul de misericórdia e de Selichot (em português, "perdão, desculpas"). Pedimos a D’us para ser misericordioso, apesar dos nossos erros cometidos no ano que passou. As orações especiais de Selichot são ...

Leia mais