LESTES outubr2005.pub

Transcrição

LESTES outubr2005.pub
A E - E S Te S C
(L)ESTES
N Ú ME RO 9
O UT U B RO DE 2 00 5
Pontos de interesse
EDITORIAL
nesta edição:
• Fotografia do mês
• Sabias que….
• Núcleos da AE-ESTeSC
• Comentário corrosivo do
mês
• Suplemento do
(L)ESTES: Especial
férias
Nesta edição:
Entrevista ao Director 2
de curso de Radiologia
E o eclipse foi assim...
3
caloiro 4
Recepção ao
2005/2006
Depois de um merecido descanso, eis que chega a hora do
regresso. Os caloiros já estão
preparados. Falta somente
vestir-nos, apropriadamente,
para recebê-los como manda a
tradição. Esquecido num cantinho do armário, o traje espera-nos, impacientemente. A
vontade de voltar a reviver
todos os momentos académicos é avassaladora, como se
precisássemos deles para tornar a nossa vida mais estimulante e enriquecedora. E que
momentos esses! Noites que
se prolongam até ser dia (a
estudar também), debates
filosóficos intermináveis, convívios hilariantes, jantares inesquecíveis, serenatas mágicas,
embelezadas pela encantadora
cidade, que imortalizou a apaixonante história de amor de
D. Pedro e D. Inês (e as nossas também),... Este é o verdadeiro espírito do estudante de
Coimbra!
Aquele que aprende a crescer,
lutando contra os Invernos da
vida. Aquele que aproveita
para se divertir em qualquer
dia, a qualquer hora. Mas também, aquele que trabalha para
o seu futuro como Técnico de
saúde. E, é desta forma que
conseguimos vingar na vida:
equilibrando os dois pratos da
balança.
Espero que, para todos vós,
este ano lectivo seja promissor e, se possível, melhor que
todos os anteriores.
Paula Oliveira
Coordenadora do N.I.D.
Entrevista a jovem licen- 5
ciado
Asas
no 6
Saúde Informa: DST
6
Astronomia:
céu
Outubro em destaque… 9
Pensamentos
xões
Provocações
e
refle- 11
12
O N.I.D. desafia-te!
Se tens interesse por fotografia, desenho, entrevistas, temas actuais, eventos culturais, acções de sensibilização e solidariedade,...este é o lugar ideal para ti! Junta-te a
nós e vem reforçar o NID com a tua criatividade e originalidade. Vem inscrever-te
na tua AE.
Não te esqueças que contamos sempre contigo!
Página 2
( L ) E ST E S
N Ú ME R O 9
ENTREVISTA AO DIRECTOR DE CURSO DE RADIOLOGIA: MESTRE FRANCISCO GRADE
“ Está na nossa essência de profissionais de
saúde, a utilização da tecnologia como instrumento de trabalho”
tem elasticidade suficiente de absorção. Desemprego, uma palavra
praticamente desconhecida nesta área poderá ser uma realidade
dramática caso se persista neste amorfismo, no desinteresse que
as comunidades académicas demonstram, e na incapacidade que
os próprios profissionais têm tido de contrariar esta situação. Os
estudantes têm um poder social muito relevante que historicamente foi usado com bons resultados. Seria interessante que esta
1.Há quanto tempo coordena o curso de Radiologia?
preocupação fosse novamente incorporada na agenda estudantil,
R: Desde Setembro de 1997. Grande parte deste trajecto na
já que se trata do futuro dos alunos, das escolas e, de uma forma
coordenação fui acompanhado pelo Professor António Saraiva e,
gostaria de aqui deixar um testemunho de agradecimento pelo geral do próprio regular funcionamento do Sistema de Saúde.
seu empenho, companheirismo, dedicação e amizade. Foi de facto
um papel notável a competência demonstrada ao longo destes
5. A declaração de Bolonha continua a dar que falar. Qual
últimos anos. Em nome do curso de Radiologia o nosso obrigado.
o seu parecer neste assunto?
R: Penso que o processo de Bolonha é uma oportunidade única
2.O que acha que deveria ser mudado, de maneira geral, que deve ser aproveitada para revalorizar o ensino da radiologia.
no curso de Radiologia?
Em Portugal o modelo encontrado é algo inovador em termos
R: Sem dúvida o plano de estudos, que deveria ser mais adequado europeus, permitindo conciliar os diversos modelos de ensino da
às novas realidades, já que o mercado laboral se encontra em radiologia existentes. Assim, espera-se que após a conclusão desconstante mudança. Está na nossa essência de profissionais de te processo em Portugal o curso em Ciências Radiológicas fique
saúde, a utilização da tecnologia como instrumento de trabalho, com um figurino de 4 anos lectivos, em que os 2 primeiros anos
logo, é-nos exigida uma constante actualização que acompanhe a sejam comuns às três vertentes, e os 2 últimos anos sejam direcevolução da tecnologia e, os novos paradigmas da saúde.
cionados para a Radiologia, a Radioterapia e a Medicina Nuclear.
3. Que tipo de obstáculos enfrenta neste momento o cur- 6. O que gostaria de aconselhar aos futuros profissionais
so de Radiologia?
de Radiologia?
R: No fundo os obstáculos do curso subdividem-se em duas ver- R: Que sejam cada vez mais empenhados na dignificação profistentes: primeiro o plano de estudos desadequado, e por outro sional, quer através das competências técnico-científicas, quer
lado a falta de recursos materiais na escola que determina uma através da dignificação social da profissão. Para isso, têm que ter
incapacidade para ministrar ensino clínico e prático, bem como ao na escola os exemplos que os habilitem para tal. A escola deve
ser encarada como local de formação técnico-científica e, afirmadesenvolvimento de actividades de investigação aplicada.
ção dos direitos plenos de cidadania. Os alunos deverão sair com
uma cultural profissional de responsabilidade na prestação de
cuidados de saúde bem como agentes activos na definição das
4. E em termos de mercado de trabalho?
políticas dos campos onde intervêm. Isto só é possível com o
R: Em termos de mercado de trabalho as perspectivas já não são
desenvolvimento de uma consciência profissional na escola. Nada
o que eram, fruto da anarquia instalada. Esta resulta do aparecidisto é possível se o futuro profissional, enquanto estudante
mento nos últimos 4 anos de novas escolas como cogumelos que
alhear-se da sociedade, do exercício de direitos e responsabilidafez disparar os contingentes de formação. Também o alheamento
desta problemática por parte das instituições de ensino tradicio- des ao nível de órgãos de decisão.
nais, contribuiu para que não houvesse mecanismos de contradição a esta tendência. Assim, temos presentemente um claro
excesso de oferta em relação a um mercado de emprego que não
Teresa Pedro
2ºano Radiologia
Fotografia do mês
O N.I.D. criou um novo passatempo, direccionado, especialmente, para os amantes de fotografia. Escolhe as tuas fotografias mais divertidas e originais e envia-as
para o jornal (L)ESTES. A melhor fotografia será premiada e publicada no respectivo mês.
Neste mês, a fotografia publicada pertence Marlene Lírio, 2ºano A.C.S.P.
( L ) E ST E S
Página 3
N Ú ME R O 9
E o eclipse foi assim…
Portugal assistiu no dia 5 de Outubro a um eclipse anular do Sol, que atingiu o seu auge às
9h45m e que, durante escassos quatro minutos, transformou o dia em noite em todo o território nacional. Foi um espectáculo maravilhoso, mas não tanto pelo fenómeno em si. Durante o
período de tempo que demora um assessor a entrar no funcionalismo crítico, Portugal foi um
País lindíssimo. Ninguém viu a urbanização selvagem que descaracteriza o País de Norte a Sul, as
florestas queimadas, os esgotos a céu aberto. Durante um breve momento, ninguém conseguiu
ver a Fátima Felgueiras, o Avelino Ferreira Torres ou o Valentim Loureiro. Durante quatro
minutos, ninguém viu a falta de educação, as ruas cheias de cuspe, beatas e lixo, as fronhas maleducadas dos funcionários públicos, dos empregados da restauração e dos taxistas. Durante
quatro minutos, Portugal foi um país civilizado. O próximo eclipse é só daqui a 23 anos. É pena,
devia ser amanhã.
Pesquisado por Licínia Pino, 3º ano Cardiopneumologia
SABIAS QUE…
Dos Zero aos Cem – ANTES DO PARTO
Os problemas neuropsiquiátricos atingem toda a população, não escolhem sexo, situação social ou faixa etária. Durante as próximas
edições do (L)ESTES serão apresentados os distúrbios mais frequentes, por faixa de idades.
Desde a fusão do espermatozóide com o óvulo, que o ser humano está sujeito a alterações que podem provocar perturbações mentais. Durante a gestação, as malformações mais frequentes são as neurológicas. Que na maioria das vezes se devem a comportamentos de risco da mãe, como o tabagismo, o alcoolismo e o consumo de drogas.
Paralisia Cerebral
Pré-natal
Afecta cerca de 15 em cada 10 000 crianças.
Diagnostica-se habitualmente aos 3 anos.
Alcoolismo Fetal
Atraso mental profundo devido ao alcoolismo da
mãe. Felizmente, tem baixa incidência.
Tubo Neural Defeituoso
Inclui sintomas como espinha bífida ou anencefalia. Afecta 1 em cada 1 000 crianças.
Síndrome de Down
Alteração cromossómica mais frequente. Acontece a 1 em cada 1 000 crianças.
Diana Covas
3ºano Cardiopneumologia
CURTAS E BREVES
Por Diana Covas
S uma piscina de 50
metros de comprimento
por 22 de largura e 2,7
metros de profundidade
contém 3 milhões de
litros de água.
S 10 são os dias que uma
gota de água permanece na
atmosfera durante o seu
ciclo vital, 40 os que estará
num glaciar, 100 dias num
lago e até 10000 anos no
subsolo.
S em determinadas zonas
de Africa, as mulheres
demoram mais de 3 horas
para recolher e carregar
água.
S o rio Amazonas drena
no mar 120000 metros
cúbicos de água, por
segundo, o que corresponde a 4608 piscinas olímpicas por minuto.
Página 4
( L ) E ST E S
N Ú ME R O 9
RECEPÇÃO AO CALOIRO 2005/2006 NA ESTESC
Caloiros, bem-vindos!
Mais uma vez, a Escola compareceu em peso no Auditório para a
esperada Apresentação dos Caloiros, defendendo entusiasticamente os seus cursos (algumas vezes até demais…). Foi, sem
dúvida, uma tarde hilariante que contou com a tão esperada
actuação da Tuna d’ ESTES, ao seu melhor nível!
Com a chegada do novo ano lectivo a ESTeSC encheu-se, mais
uma vez, de novos ânimos, muita expectativa e determinação.
Para os já residentes, pelo regresso à vida académica mas, sobretudo, para os alunos do primeiro ano pelo confronto com uma
Porém, o delírio não cessou por aqui! No que diz respeito aos
realidade tão diferente!
festejos realizados na nossa Escola, durou pelo menos até à festa
Neste sentido, a AE organizou, uma vez mais, a cerimónia de
de Recepção ao Caloiro… A noite aqueceu ao som dos Fotões
Apresentação bem como, o Convívio de Recepção ao Caloiro
do Asfalto que marcaram, e muito bem, a sua presença deixando
para dar as boas vindas aos recém-chegados, integrando-os no
todos os participantes a dançar e a dar pulos de alegria! Esta onda
nosso universo estudantil.
de energia positiva contagiou as horas seguintes e a diversão conNos primeiros dias as emoções estão especialmente exaltadas e tinuou pela noite dentro com muita, muita música!
todos os olhos estão colocados nos caloirinhos: os grandes protaManifestamos o nosso agradecimento à AE pelo empenho nos
gonistas do momento! Vive-se uma enorme azáfama que resulta
do cumprimento da tradição da praxe académica: as “missões eventos bem sucedidos que realiza!
impossíveis”, as declarações amorosas, a posição quadrúpede, as
sessões de aeróbica, os ovos, a farinha e muitos outros episódios
Marlene Lírio e Vera Godinho,
únicos e originais…
2º Ano ACSP
A certa altura gerou-se a confusão por
causa do porco no espeto!
Durante o comício do bloco de
esquerda...
RECEPÇÃO AO CALOIRO 2005/2006 DO IPC
Bibá Pita e Cinha Jardim acabaram por não aparecer...
Página 5
( L ) E ST E S
N Ú ME R O 9
ENTREVISTA A UM JOVEM LICENCIADO
É licenciado em que curso?
Sou licenciado em Cardiopneumologia.
Qual foi o ano em que concluiu a licenciatura?
Terminei a licenciatura em Novembro de 2004, ou seja, vou agora concluir o meu primeiro ano como diplomado.
Quais os obstáculos com que se deparou ao integrar a
vida activa?
Penso que o maior obstáculo, ou dificuldade, foi o facto de ter a
necessidade absoluta de não falhar. Lidamos com vidas humanas,
vidas essas que necessitam dos nossos cuidados, e da nossa redobrada atenção. Os problemas pessoais têm obrigação de ficar à
porta, quando falamos de pessoas doentes, no nosso Serviço. É
por isso que o profissional de saúde não se pode dar ao luxo de
falhar, sob o risco de comprometer negativamente a saúde do
próximo. E ninguém tem esse direito.
Após ter terminado o curso como procedeu para procurar o primeiro emprego?
Basicamente, enviando currículos para os locais onde sei que
posso contribuir. Estão incluídos os Hospitais e os Centros de
Saúde, mas também outros estabelecimentos de saúde, privados
Para si, a formação contínua e a constante actualização
ou não.
são uma necessidade ou uma obrigação?
Foi fácil entrar no mercado de trabalho? Como o classifi- Uma obrigação e um prazer. A busca de informação nunca deve
parar, e hoje, com tantos meios disponíveis é ainda mais fácil
ca quanto ao acesso?
O mercado de trabalho pode ser um “monstro”. Tão facilmente estar actualizado. Ainda para mais, acho que, se queremos vingar
não se consegue entrar, como de repente, já se faz parte da no meio profissional, temos que demonstrar que somos autónomáquina. Mas não é fácil, neste momento, entrar para o mercado mos e capazes. Tal como disse, a tolerância ao erro é zero, e
de trabalho na área da saúde. Falo com a minha experiência, mas para isso, temos que constantemente observar que novas directrizes são publicadas, que estudos são feitos, que novas formas e
também com a de colegas.
Isto sucede devido a muitos factores, como a falta de organização modos há de agir em determinada situação.
das escolas e das carreiras, que leva a que o nosso trabalho seja
efectuado por profissionais não qualificados, ou a aparente apatia De que cor pintaria o actual Sistema Nacional de Saúde?
de entidades responsáveis. E é óbvio que a actual situação econó- O SNS não precisa de uma remodelação. Creio que de pensosmico-social do país não é favorável ao crescimento do Serviço rápidos e remendos já estamos todos fartos. Precisamos de um
Nacional de Saúde, que, infelizmente, não é o sistema mais orga- novo, criado a partir do zero. Precisamos de um Serviço Nacional de Saúde que seja justo com os doentes e com os profissionizado e “oleado” possível.
nais de saúde, que seja capaz de tornar a estadia num hospital
Em que hospital e em que serviço trabalha actualmente? menos dolorosa e mais agradável, que seja capaz de não ser responsável pela despesa do Estado, mas que não seja fonte de
Há quanto tempo está no activo?
Neste momento, estou a exercer no Hospital de S. João do Por- lucro.
to, no Serviço de Imunoalergologia. Lido principalmente com a Neste momento, a situação é desagradável e altamente instável, o
Asma, a Rinite e síndromes respiratórios causados por alergias, que prejudica o serviço prestado. E necessita-se rapidamente de
estando ainda envolvido na investigação clínica de marcadores uma correcta estruturação.
não-invasivos da inflamação brônquica, como os condensados A Saúde é um bem indispensável a todos os seres humanos, e é
exalados e a provocação brônquica directa. Vou agora completar um direito constitucional.
meio ano de exercício.
Na sua opinião, qual é o segredo para nos tornarmos
Após algum tempo a trabalhar, considera que a forma- bons profissionais de saúde?
ção científica e a componente prática recebidas durante Bem, aquilo que é necessário em todas as profissões, gostar do
o curso foram suficientes para iniciar a actividade labo- que se faz. E depois, não olhar para os doentes como objectos de
lucro monetário, mas olhá-los como pessoas necessitadas de
ral?
Penso que em qualquer curso do Ensino Superior, mesmo Poli- ajuda, que precisam do teu conhecimento e do teu saber. E cada
técnico, apenas nos dão as bases. Embora os conhecimentos profissional de saúde deve saber dar um pouco de si a cada a
sejam muitos, temos, ao integrar uma equipa multidisciplinar de doente.
trabalho, de procurar enraizar esses conhecimentos, estudando
frequentemente e tentando estar sempre actualizados. Hoje em Que conselhos deixa para os futuros e actuais licenciadia o avanço nas ciências biomédicas é praticamente diário, e dos?
muitas das vezes, o que é verdade ontem, já não o é hoje. Se Que não desistam. E que tentem sempre fazer o melhor, em
temos como objectivo sermos bons no que fazemos, temos que todas as situações. Que não julguem o próximo pelo aspecto ou
ter qualidade no nosso serviço, qualidade essa que vai também pela roupa, mas que tentem até à exaustão ajudá-lo. Só assim
reflectir-se no serviço em que se trabalha, e ao fim ao cabo, no poderemos crescer, não só como profissionais, mas também
Hospital. Todos têm a lucrar, principalmente os doentes, cujo como pessoas.
bem-estar nunca se deve perder de vista.
Tiago Jacinto
Tens jeito para as artes? Fotografia, desenho, pintura, poesia, prosa, grafismo digital...então
tens aqui a tua oportunidade para revelares o verdadeiro génio que há em ti! Envia o teu
contacto e alguns dos teus trabalhos para o [email protected] ou [email protected] Os melhores trabalhos serão publicados na próxima edição do (L)ESTES.
Página 6
( L ) E ST E S
N Ú ME R O 9
ASTRONOMIA
ASAS NO CÉU
Quando Perseu cortou a cabeça da medusa, do sangue vertido
nasceu um cavalo alado mágico, o Pégaso. Constantemente em
busca de fontes, originou a nascente de Hipocrene, preferida das
Musas, ao bater com o casco no monte Hélicon. Depois de Belerofonte, que o domara, ter tombado em pleno voo por castigo de
Zeus, o Pégaso conseguiu chegar ao Olimpo e os Deuses colocaram-no entre as constelações, onde ainda se encontra. Com efeito, logo abaixo de Andrómeda, e partilhando com ela uma
estrela (Alpheratz), é fácil de encontrar nesta altura do ano, procurando o Grande Quadrado do Pégaso, muito característico.
Nesta constelação podemos encontrar algumas galáxias, entre
elas a galáxia espiral do Pégaso (NGC 7331), que se pode observar com binóculos.
constelação lembra o cisne em que Zeus se transformou para
conquistar Leda, esposa de Tíndaro, que pôs um ovo de onde saiu
uma descendência ilustre: Castor e Clitemnestra, filhos de Tíndaro, e Pólux e Helena, descendentes de Zeus.
Por esta altura, podemos ainda ver no céu, mais a ocidente, o
Cisne, fácil de reconhecer pela conformação em cruz das cinco
estrelas mais brilhantes da constelação, entre elas, Deneb. É uma
região do céu com interesse devido à Via Láctea que por lá passa.
Com binóculos há muito para observar, como é exemplo a
“Planetária Cintilante”(NGC 6826), uma nebulosa planetária. Esta
Sónia Pisco
3ºano Fisioterapia
SAÚDE INFORMA
DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (DST)
Todos nós sentimos necessidade de estar próximos de
alguém, escolhendo quem e por quem queremos ser amados. Esta consciência é um passo adiante para que surja o
desejo de uma vida sexual. Pois bem, importa aqui referir
uma realidade muitas vezes esquecida nos nossos dias...as
DST.
Quais são as suas consequências?
As DST podem provocar, por exemplo, gravidez ectópica, doença inflamatória pélvica ou cancro no colo do útero.
Como quebrar a cadeia de transmissão?
Para quebrar a cadeia de transmissão das DST é necessário tratar
não só o sujeito infectado, como também o(s) parceiro(s) sexual
(ais). No entanto, na maior parte dos casos, o sujeito infectado
As DST são doenças contagiosas que se transmitem durante reladesconhece a sua situação o que aumenta a taxa de contagio.
ções sexuais. Frequentemente causadoras de epidemias mais ou
menos graves, são responsáveis por doenças crónicas de vários A melhor forma de impedir a transmissão das DST é a prevensectores do organismo, de infertilidade, impotência e frigidez. ção: usar preservativo durante as relações sexuais.
No entanto, a situação pode agravar-se e provocar a morte.
Números!
Como surgem?
Mais de 300 milhões de novos casos de DST surgem anualmente
As DST surgem devido a bactérias, vírus, parasitas ou fungos. Por em todo o mundo, 110 milhões dos quais em jovens com menos
exemplo, a sífilis tem origem bacteriana, tal como as clamidíases. Já de 25 anos. Por isso, e dado que se aproxima a latada,
as DST de origem viral dizem respeito a doenças como a herpes onde tudo pode acontecer, aqui fica o aviso...
genital.
Susana Figueiredo, 3ºano Cardiopneumologia
O que são?
Pizza Marinheira
3 Pessoas
Pizza especial da casa
3 Pessoas
Pizza Margarida
2 Pessoas
Pizza Americana
1 Pessoa
Pizza Pequena
Lasanha
1 Pessoa
Faça a sua encomenda pelos telefones: 239 811
481e 239 811 016
Página 7
( L ) E ST E S
N Ú ME R O 9
NÚCLEOS DA AE-ESTESC
NÚCLEO DE AMBIENTE E QUALIDADE
Início do ano lectivo, para muitos pela primeira vez na ESTeSC,
conhece-se malta nova, sai-se à noite, alguns apercebem-se, finalmente, o que realmente se faz no curso, volta a tal da praxe… e
ouve-se falar na AE-ESTeSC e nos seus Núcleos! Entre os quais o
Núcleo de Ambiente e Qualidade (NAQ)!
com informações como: preços, despesas adicionais, lugares vagos, distância à escola e autocarros disponíveis. Os quartos ou apartamentos foram revistados
e classificados por nós, para que pudesses escolher com a maior
comodidade!
O que é isso?
Vem ai mais! Nós Prometemos!
Antes de mais, o NAQ é um organismo da AE-ESTeSC, logo,
aberto a qualquer aluno da ESTeSC, e não, como consta da mente
de grande parte do corpo discente, limitado aos alunos de Saúde
Ambiental.
Agora é a vez de fazeres por Ti e pelos alunos da ESTeSC! PARTICIPA! INSCREVE-TE!
O NAQ tem como objectivo garantir que se adoptem medidas e
iniciativas no âmbito do ambiente e da qualidade ao nível da
ESTeSC, assegurar a promoção do ambiente e da qualidade entre
os estudantes e a comunidade escolar da ESTeSC e a favor destes, assim como coordenar todas as actividades relacionadas com
o ambiente e a qualidade realizadas no âmbito da AE-ESTeSC.
n úcleo de ambiente e qualidade
associação de estudantes
escola sup eri or de tecnologia da sa úde de coimbra
Fugindo um pouco ao âmbito escolar… A qualidade de vida,
mesmo para quem tem mais ou menos uns vinte anitos e estuda
na ESTeSC, não se resume ao sucesso escolar. Vive a escola, o
curso, Coimbra… Enfim… Vive a vida académica, e tudo o que
ela te oferece. Sejam bem-vindos uns e boa continuação para
outros. Para outros ainda: voltem sempre!!!
João Vasco da Silva
Coordenador do NAQ
A última prova do que o NAQ pode fazer por Ti, surgiu na semana das matrículas. Consta de uma base de dados com quartos a P.S.: A vida académica de que se falou… não é só copos!!!
arrendar em S. Martinho, Cimo de Fala, Santa Clara, entre outros,
NÚCLEO DE CULTURA
Porque às vezes não sabes o que fazer e sentes-te perdido(a) por
Coimbra aqui vai a nossa agenda cultural. Se és mais para o calminho(a) e gostas de apreciar as vistas podes sempre ir ao Museu
Municipal Edifício Chiado até 30 de Outubro ver a Exposição
Hans Christian Andersen 1805-2005. Se de repente te apetecer ouvir um recital de piano de Jorge Gonçalves passa dia 15
de Outubro, às 21.30, pela sala polivalente na Casa Municipal da Cultura.
Se queres melhorar os teus dotes de dança passa pela Casa do
Povo de S.Martinho do Bispo onde podes ter aulas de Salsa,
Merengue, Bachata, Cha-cha-chá, Roda de Casino e
Kisomba, leccionadas pela Escola De Danças Ritmo Latino.
Depois disto tudo o melhor mesmo é relaxares numa sala qualquer de teatro e, para isso, podes sempre passar pelo Museu
dos Transportes dia 16 de Outubro, pelas 21.30, para assistir ao “Auto da Fama” de Gil Vicente pela companhia
CENDREV. Se a tua onda é mais para o romance podes sempre
assistir nos dias 27,28 e 29, pelas 21.30, também no Museu
dos Transportes “A menina Júlia” de August Strindberg
pela companhia de teatro de Sintra.
Se por acaso estiveres no Dolce Vita aproveita para ir ao cinema
para ver algumas estreias deste mês tais como “Fanaticamente
Apaixonados”, uma comédia/romance realizado por Bobby
Farrelly e Peter Farrelly. Se és fâ de filmes de terror podes sempre ver “A Caverna” de Bruce Hunt. Se estás numa de dramas
que tal ver “Flightplan – Pânico A Bordo” realizado por
Robert Schwentke ou “A Prova” realizado por John Madden.
Porque não podes deixar de apoiar a Briosa fica aqui o calendário
de jogos para este mês. Assim dia 16, Sporting – Académica, dia
23, Académica – União de Leiria, dia 30, Penafiel – Académica.
Deixei o mais importante para o fim: Festa Das Latas (Latada) de
19 a 25 de Outubro. A denominação de “Festa das Latas” ou
“Latadas” vem do facto dos caloiros que participam no desfile
virem carregados de latas e outras hastes velhas que, presos por
barbantes ou arames, são arrastados pelas artérias da cidade, da
Alta para a Baixa, fazendo, como se pode imaginar, grande barulho.
Espero que aproveitas algumas das nossas ideias para te distraíres
durante o mês de Outubro.
Na próxima edição do (L)ESTES iremos divulgar as farmácias de
serviço e os melhores restaurantes.
Carlos Geria
Coordenador do Núcleo de Cultura
( L ) E ST E S
Página 8
NÚCLEO DE MÚSICA
N Ú ME R O 9
Boa voz para escrever à máquina?
Solução:Tu Na D´Estes
associação de estudantes
podermos evoluir…com umas “pimbódias”
pelo
meio…
Bem, não vou começar pelo magnífico e longo historial a Tuna…
Deixo, então em nome da Tuna, o desafio! Não é preciso saber
deixo a oportunidade para quem queira pertencer!
tocar nenhum instrumento, basta teres vontade de lutar pela tuna
Entrei na Tuna no primeiro ano do curso, apenas para experimene continuar a construir o que “alguém” já construiu…aceitas?
tar… para ter uma ocupação…enfim! Este “apenas” transformouse numa vontade de continuar… porque, afinal foi lá que conheci Esperamos ter a resposta nos próximos ensaios.
Venho falar-vos da maravilhosa tuna da escola…
escola superior de tecnologia da saúde de coimbra
tanta gente, que considero verdadeiros amigos, com as quais já
passei tantos momentos…desde ter a lágrima ao canto do olho…
Nota: Os ensaios são segundas e quintas das 19:30 até às 21:45.
ao não conseguir parar de rir!
Não te atrases… até 15 de Novembro, combinado?
Mas é preciso ter também a noção de que a Tuna não é só divertimento, actuações… é preciso ensaios…é preciso esforçar-nos e
P’lo NM
dar um pouco do nosso tempo e de nós mesmos… para assim
Joana Barbado
NÚCLEO DE DESPORTO
Equipas da ESTeSC nos Torneios
Desportivos do IPC
Nos passados dias 3 e 4 do presente mês, realizaram-se, no cam- O ND deseja, desde já, muita sorte às nossas equipas, ansiando
po polidesportivo da Casa do Pessoal dos CHC, as eliminatórias pela obtenção de triunfos. Esperamos também que compareças na
para o Torneio Masculino de Futebol. Foram apuradas as equipas ESAC para as apoiar.
Laranjas Metálicas e Fisio 1 que passarão a designar-se ESTeSC A
e ESTeSC B respectivamente nas finais do IPC. Estas terão lugar
no campo de futebol da ESAC na próxima 4ª Feira, 12 de Outubro a partir das 14h30. É desde já sabido que as nossas equipas
P’lo ND
defrontarão as equipas ISEC A e ISEC B nos quartos de finais.
Vincent Domingos (25)
O ND sorteou ainda 6 elementos que irão representar a ESTeSC
no Torneio de Voleibol do IPC que decorrerá também na 4ª Feira, em frente ao pavilhão desportivo da ESAC, a partir das 15h.
Sudoku
4
3
9
7
5
3
9
4
6
7
5
7
8
2
5
9
6
4
9
8
7
1
1
1
5
7
8
2
6
4
GRAU DE DIFICULDADE: FÁCIL
( L ) E ST E S
Página 9
N Ú ME R O 9
OUTUBRO EM DESTAQUE
Literatura
“Com Nicholas Sparks, a leitura é um momento inesquecível”
“Não consigo descrever satisfatoriamente a intensidade daquilo que estava a
sentir (…). De repente, sabia que nunca sentira tanto por uma pessoa como
naquele momento.”
Autor de vários sucessos como “As Palavras Que Nunca Te Direi”, Nicholas Sparks consegue com este livro tocar o leitor com o poder sedutor da sua escrita, abordando o inesperado mistério do irromper do primeiro amor.
Ele, Landon, filho de uma família tradicional e a aproveitar ao máximo a sua liberdade antes
do seu ingresso na universidade; Ela, Jamie, filha de um Pastor e uma atípica adolescente,
sempre acompanhada de uma Bíblia e de uma generosidade sem limites…Eram longínquas as
afinidades que poderiam aproximar estes dois jovens…mas o amor aconteceu, tornando
possível o que parecia imaginável: Jamie e Landon apaixonam-se. No entanto, Jamie revela
uma cruel verdade a Landon…será esta verdade capaz de destruir toda a força existente
num primeiro amor? Aqui fica a dúvida! Este é um livro tocante, que aborda a alegria e a
generosidade, a dor da perda…mas sobretudo a força transformadora do primeiro amor!
Susana Figueiredo
3.ºano Cardiopneumologia
Cinema
“Mulher com Cão Procura Homem com Coração:
Nunca é boa ideia desistir do amor”
Sair com alguém nunca foi fácil. A procura incessante pela alma gémea sempre teve uma parte de
humilhação, duas partes de difícil e um pedacinho de sorte de modo a alcançar o sucesso.
A versão actual deste jogo pode ser um sem número de wesites, almoços rápidos ou então as
intenções dos amigos e familiares que pensam saber qual a “pessoa certa” para nós.
Sarah Nolan (Diane Lane), uma professora primária de 30 e poucos anos, divorciou-se há cerca
de 8 meses, sendo acolhida pela família que começa a achar que tem que fazer alguma coisa.
Com a melhor das intenções e apenas com a sua felicidade em mente, a família de Sarah tenta a
todo custo tirá-la do seu pijama e, de alguma maneira, pô-la de volta à conquista.
Quem lidera esta “conspiração” contra Sarah são as suas irmãs, Carol (Elizabeth Perkins) e Christine (Ali Hilis), ansiosas por encontrar possíveis candidatos, e o seu pai Bill (Christopher Plummer), viúvo, que dá o exemplo com a sua recente e bem sucedida aventura nos encontros via
Internet.
Ansiosas por arranjar um encontro à irmã, Carol e Christine fingem ser Sarah e colocam as informações necessárias no site perfectmatch.com, com a mensagem sedutora “Voluptuosa, sensual,
fascinante e divertida. DWF procura homem especial para partilhar noites brilhantes. Tem que gostar de cães”. E esperam que as
respostas cheguem.
Sarah resiste logo a uma série de encontros hilariantes e desastrosos, a candidatos ansiosos e a um possível talvez – Jake
Anderson (John Cusack), um intrigante construtor de barcos e um idealista que mede o romance por um padrão do Dr. Zhivago.
À medida que tudo vai acontecendo, Jake vai querer mais do que Sarah deseja. Entretanto, no seu trabalho, Sarah vai
deparar-se com uma nova distracção – Bob Connor (Dermot Mulroney), pai de uma criança, recentemente separado da mulher.
Charmoso e descontraído, Bob parece ser o homem perfeito…mas será bom demais para ser verdade?
Titulo original: Must Love Dogs
Realizador: Gary David Goldberg
Data de estreia: 6 de Outubro
Altino Cunha, 4ºano Radiologia
( L ) E ST E S
Página 10
N Ú ME R O 9
Música
“Novo álbum de 50 CENT - Massacre”
O rapper hardcore 50 Cent, ex-traficante, contratado no ano passado por Eminem,
não se tem dado nada mal no que toca à venda da sua “mercadoria”.
Após ter feito um enorme sucesso com o seu álbum de estreia “Get Rich or Die
Tryin” surge, então, com mais um “belo” trabalho - Massacre.
Este último sucesso reúne 21 temas, que não sei bem porquê, parecem todos iguais,
talvez seja um pequeno problema de imaginação do rapper.
Parece que 50 Cent é um belo exemplo dos “NEW RAPPER’S” Norte Americanos
que resolveram trocar o mundo dos guetos, dos subúrbios, dos problemas sociais
pelo belo e aliciante mundo da “alta sociedade”.
A raiz do Hip Hop foi trocada por alguns quilos de ouro presentes nos colares de
metro e meio que cismam em usar. E, assim, foi a forma que arranjaram para se afirmarem perante a comunidade branca. Se outrora foram escravos, infelizmente a história não deixa mentir, agora são donos e senhores de mundo, fazendo-se sempre
acompanhar por grandes carrões e por dezenas de “gajas podres de boas”.
Usando a mesma letra em quase todas as musicas, 50 Cent consegue sempre surpreender-nos com belas mensagens machistas, como por exemplo em “Candy Shop”
onde diz: “I’ll take ya to the candy shop, I’ll let ya lick the lolly pop…”.
Não deixa de ter a sua piada,mas se querem a minha opinião, 50 Cents nem 50 cêntimos vale, e o melhor mesmo é acabar com este
massacre.
Barbara Almeida
3º ano Cardiopneumologia
COMENTÁRIO CORROSIVO DO MÊS!
Este aviso encontra-se na parede biblioteca, junto do computador. É
pertinente mas, com o material de que dispomos, lamentamos a
impossibilidade de realizar uma utilização rápida deste dispositivo…
Temos pena!
Envia-nos também as tuas críticas. Não deixes de comentar o que vês!
( L ) E ST E S
Página 11
N Ú ME R O 9
PENSAMENTOS E REFLEXÕES
Acredita que por apenas um segundo valeu a pena!
Dizia Pessoa, que tudo vale a pena se a alma não é pequena!
Gosto de sair, procurar experiências, novas sensações….
Na vida é precisa muita sabedoria para viver, mas também loucura
para arriscar e sentir nas mãos o que nunca poderia sentir se
assim não fosse.
Ganhar asas e voar, ter raízes para voltar…
Amanhã o sol vai voltar nascer… se Deus assim quiser, esta é a
única certeza que guardo…
Arriscar… lutar… perder ou ganhar, pouco importa… se pensares que a perda te fortalece e dá sabor à vitória!
Aproveitar cada segundo que a vida oferece, viver o momento…
Ser Feliz!
A vida é assim, são conquistas que fazemos, sem sabermos bem
porquê!
De resto… Há-de ser o que for…
Ana Carvalho Fonseca
A noite traz a inquietação, a insatisfação do momento, a revolta…
A vontade de fugir à razão, quebrar as regras, e ser espontâneo…
Gritar bem alto…
Porque não?
Atrás deixo as grandes portas automáticas. Quem dera que a
vida fosse isto: mal aparecêssemos, as portas de alguém, de
qualquer coisa, se abrissem assim, com as boas vindas e tudo.
Olhar em frente
Dúvidas? Incertezas? Receios?
Já dentro do hipermercado, só luzes e convites. Vim comprar
simplesmente um caderno e post-it , mas este passeio agradável
pelas prateleiras cheias de coisas, dá um ar de férias e de abstracção do mundo. É um sentir-me bem, por ter tudo o que
desejo.
Quem nunca teve?
O caderno é para as aulas teóricas deste semestre, que são
poucas. E o post-it é para não me esquecer de ideias importantes na porta do frigorífico. O ano está para começar, e há-de
faltar muita coisa para que corra bem, como o tempo e a vontade.
Mas, quando tudo parece difícil e inatingível, eis que surge uma
força imensa que incentiva a seguir em frente e a acreditar!...De repente, tudo o que é duvidoso se desvanece…tudo
se torna claro e fácil…e só se encontra uma explicação: Deus
existe!
Folheio varias vezes o caderno, a pensar nestas coisas, e reparo
numa página escrita:
Não é por acaso que…se tem uma família fantástica!...amigos
impecáveis!...e que a vida oferece determinadas oportunidades!...nada acontece por acaso!
“… não há atalhos para o que vale a pena. Também, e isto é
muito importante, é no trabalho que está a satisfação, a satisfação de crescer interiormente, usando as nossas capacidades,
desenvolvendo-as, com a consciência de que o que realizamos
foi possível por nós próprios. Este é o cerne da vida, e quem
nunca se orientou por isto está a perder mais do que imagina.”
Quem nunca se sentiu confuso, indeciso, reticente, face a
determinada situação?
Possivelmente, rara a pessoa…
Vale a pena parar e pensar! E também acreditar!
Andreia Pascoal
Alguém usou o caderno para que, quem o levasse não se esquecesse de ideias importantes, à porta do hipermercado.
Joana Silva
FRASE DO MÊS:
“Não se abraça o mundo com as pernas. Temos uma vida inteira para
ir fazendo, agarrando as oportunidades.”
“Seu Jorge”
( L ) E ST E S
Página 12
N Ú ME R O 9
Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra
PROVOCAÇÕES
CARTOON
OS SENHORES DO MUNDO – A Irmandade do Traje
Tudo estava calmo…
Desde Maio de 2005 que reinava a paz no reino da ESTeSC…
Mas como nem tudo o que é bom dura para sempre, eis que agora, cinco meses depois…
A guerra está declarada…
O caos está instalado…
Os SENHORES DO MUNDO tomaram conta do reino… Aqueles
que no passado tanto se queixaram da opressão, da “violência”…
Aqueles que tanto odiavam andar de quatro, com as orelhas na
cabeça… Aqueles que até lágrimas derramavam quando alguém
falava um pouco mais alto com eles…
Agora do outro lado da barricada fazem o mesmo que lhes fizeram
a eles tal como a tradição manda, mas com muito menos respeito
pelos seus debilitados opositores e sobretudo com um total desrespeito pelo Código de Guerra.
O que costumava ser uma guerra honrosa pelo traje que envergávamos, deixou de o ser quando os alguns dos “novos doutores”
começaram a fazer parte do nosso exército.
Hoje em dia a luta é travada com o traje incompleto, longe da
capa, muitas vezes despido de batina ou casaco…
Outra situação desleal que se verifica é o facto de doutores que
não o são e se encontram infiltrados no nosso exército. Pessoas
que após um ano no reino da ESTeSC decidiram partir para outras
bandas mas que continuam, com cumplicidade de quem os rodeia,
a travar uma luta que não é a sua, até porque estão no mesmo
patamar hierárquico que os nossos adversários – um só vínculo no
nosso reino.
Se durante muito tempo a Guerra foi travada com honra, passou a
agora a ser travada com base no desrespeito pelo seu Código.
Mostrem algum respeito pelo “precioso” traje que vestimos ou
será que necessitamos de uma Irmandade do Traje para por fim a
este pesadelo?
The Black Wizard
P.S.: onde andam a Comissão de Praxe e o Conselho de Marduk?
8
2
6
5
7
1
4
3
9
4
9
5
6
2
3
8
7
1
3
7
1
9
8
4
2
6
5
7
3
9
4
5
8
6
1
2
5
6
8
1
3
2
9
4
7
1
4
2
7
9
6
3
5
8
2
1
3
8
4
7
5
9
6
9
8
7
3
6
5
1
2
4
6
5
4
2
1
9
7
8
3
SUDOKU - soluções
CÁ DENTRO
QUERES PARTICIPAR?
Estão abertas inscrições para os núcleos da AEESTESC.
Os núcleos actualmente disponíveis são: Ambiente e
Qualidade, Informação e Divulgação, Desporto, Música e
Cultura. Vem à AE e informa-te!
Rua 5 de Outubro—Apartado 7006
E-mail:
São Martinho do Bispo
Geral
3040—162
Coimbra
Tel: 239 802 439
[email protected]
Núcleo de Informação e Divulgação
[email protected]
Propriedade: Associação de Estudantes da ESTeS Coimbra Coordenação e Supervisão : Núcleo de Informação e Divulgação da AEESTESC

Documentos relacionados