Ideias

Сomentários

Transcrição

Ideias
IDEIAS PARA SÉRIES DE MENSAGENS
Introdução
Existem áreas de ensino cristão que, quer pela sua abrangência quer pela sua relevância
no crescimento espiritual, ficarão insuficientemente estudadas se apresentadas de uma
vez só, num único estudo bíblico. Justifica-se então criar séries de estudos que permitam
desenvolver o tema de um modo mais alargado e profundo.
O objectivo deste suplemento é o de sugerir recursos e ideias que ajudem o obreiro a
implementar, então, planos de mensagens, que poderão cobrir um leque variado de
temas a apresentar no púlpito, em acções de formação ou em pequenos grupos.
Trata-se de sugestões de áreas de edificação e ensino, a desenvolver e a apresentar numa
sequência de estudos bíblicos. Longe de constituir um produto acabado, representam,
antes, pontos de partida para um estudo mais apurado e com o cunho pessoal do obreiro.
Destinam-se particularmente a quem deseje melhorar o seu desempenho no púlpito e
maximizar o seu tempo.
Foi preparado a pensar particularmente naqueles obreiros que não tiveram oportunidade
de frequentar uma Escola Bíblica ou dificilmente têm acesso a novos recursos ou a
acções de formação.
Antes de prosseguir a leitura, há dois requisitos a ter em conta:
1. Reconhecer o princípio da pregação.
Uma das áreas mais importantes do ministério pastoral é a pregação da Palavra.
Campbell Morgan considera a pregação como “A tarefa suprema do ministério”.
2. Dedicar tempo de qualidade ao estudo.
A quantidade de tempo utilizada na preparação destas séries estará de acordo com o
grau de importância que tem para si a exposição da Palavra.
Cremos que, com dedicação pessoal, direcção do Espírito Santo e planeamento este
material promoverá o alimento saudável e equilibrado de pessoas que, semana após
semana, vêm aos cultos em busca de sustento espiritual.
Valor das Séries de Mensagens
David Hammerle (1991) refere a história de um pastor confuso e frustrado que certo dia
ele encontrou numa reunião de oração. Um dos elementos do ministério da igreja onde
esse pastor servia havia-lhe dito que “tinha que encurtar as suas pregações de domingo
de manhã se queria ver mais gente no culto”. E ele sentira-se desanimado. Foi sugerido
a esse pastor que organizasse os temas em séries de mensagens, mas a ideia suscitou em
si uma resposta negativa. Argumentou que “Qualquer pessoa pode pregar séries de
mensagens”, acrescentando alguns inconvenientes: “Dividindo a pregação em
categorias, uma grande parte do tempo seria gasto na revisão, acrescentando uma nova
parcela de informação e o resumo”. Para ele, que se achava um pastor dedicado, tratavase de algo fácil demais. Esta situação levou Hammerle a reavaliar as ideias por si
desenvolvidas ao longo de três décadas de ministério.
Preparação e Expectativa
Elaborar e apresentar séries de mensagens não é tarefa fácil. Em cada uma das
mensagens, há mais a fazer do que simplesmente rever o que foi partilhado na
mensagem anterior, adicionar uns minutos de material novo e esboçar uma conclusão.
Segundo Hammerle “a revisão deve sublinhar as ênfases da pregação anterior de modo
a informar e a inspirar aqueles que não a ouviram”. De seguida, o novo material de
ensino deve possuir um conteúdo rico e interessante, que satisfaça a pessoa que esperou
toda a semana para o ouvir. Finalmente, a conclusão, mais do que reunir uns
pensamentos, tem o papel de encorajar as pessoas a voltar para ouvir a próxima
mensagem. Se esta as inspirou e ajudou elas quererão voltar para buscar mais apoio.
Algumas ter-se-ão interessado de tal modo que apreciarão esta continuidade indo ao
ponto de tirar tempo, durante a semana, para pesquisar por si mesmas mais informação
sobre o assunto em destaque. Recentemente, visitei a Igreja Internacional Riverside,
acompanhando de crentes americanos que estavam de visita ao nosso país. No culto a
que assistimos o pregador deu um estudo bíblico que era já a quarta de uma série de
mensagens que vinha dando à igreja. Foi uma agradável surpresa observar a mestria e a
graça com que esse jovem pastor desenvolveu o tema em questão e a expectativa que
criou em torno da próxima mensagem, a ser conhecida na semana seguinte.
Organização do Tempo
A questão do tempo é muito importante na exposição da Palavra. Conforme já
referimos, há assuntos e textos das Escrituras para os quais uma abordagem única numa
pregação não será suficiente, não podendo ser, por isso, ignorados. Hammerle
exemplifica esta necessidade com o tema “Submissão ao Espírito Santo”. O assunto
pode ser desenvolvido de modo a levar os crentes a buscar os dons do Espírito. Com
esse alvo, trabalhar o tópico de modo gradual e continuado ao longo de vários domingos
pode não só manter viva a inspiração mas também proporcionar tempo para cada crente
digerir individual e reflectidamente o ensino que é ministrado e desenvolver motivação,
sensibilidade e aptidões para vir a ser usado no ministério.
Temas a Abordar
Perante as possibilidades imensas de assuntos de abordagem bíblica, poder-se-á
questionar: quais os temas a escolher? Hammerle chama a atenção dos pastores para as
“necessidades da sua congregação”, encorajando-os a dirigir as suas mensagens ao
encontro dessas necessidades. Podem diferir de comunidade para comunidade. E preciso
desenvolver sensibilidade para conseguir “ouvir” e “ver” as verdadeiras carências
daqueles que estão à nossa volta em cada domingo, esperando consolo, alimento e
direcção. Cada pregação pode ser o cumprimento da promessa bíblica: “Os lábios dos
justos apascentam a muitos.”
SUGESTÕES PARA IMPLEMENTAR SÉRIES
Faça Você Mesmo
Desenvolver séries de mensagens é uma arte que vamos aprimorando ao longo do
tempo. Certamente ainda se lembra das dificuldades que experimentou quando preparou
a sua primeira mensagem. Não se sinta derrotado logo à partida, pensando que não será
capaz de desenvolver um plano de mensagens sequencial para um período de tempo.
Passos Práticos
Damos, a seguir, algumas sugestões que o poderão ajudar na preparação de séries de
mensagens.
Tenha sempre em mente que a fonte de mensagens onde se deverá inspirar é
naturalmente a Bíblia, podendo aí encontrar os recursos de que precisa para as elaborar.
Nada o impede, no entanto, de consultar outras ajudas, nomeadamente aquelas que
disponibilizamos neste suplemento, mas lembre-se que as ajudas por muito
significativas que sejam jamais produzirão o efeito desejado se não houver o cunho
pessoal do obreiro.
Defina com clareza qual o propósito a alcançar com a realização de cada série de
mensagens. Por exemplo, “O Cristão e as finanças” na perspectiva correcta, distinguir
necessidades de desejos, empréstimos, cartões de crédito, poupanças, investimentos,
etc.). Como definiria o Propósito para esta série?
Descubra as necessidades. O primeiro passo na preparação das séries passa por
descobrir as necessidades da congregação em termos de ensino Bíblico. Cada igreja tem
necessidades específicas nesta área. Assim, seja cuidadoso na análise que faz das
necessidades.
Certifique-se que os tópicos a estudar são relevantes para o dia-a-dia dos membros da
sua congregação e produzirão crescimento. Temas irrelevantes podem não despertar
grande interesse.
Determine as prioridades. Faça uma lista das necessidades e a partir daí estabeleça as
Prioridades. E impossível fazer tudo o que precisa de uma vez só. Estabeleça alvos.
Nunca é demais lembrar que na preparação de um plano de mensagens é
imprescindível buscar a orientação do Espírito Santo. Ele promete ajudar-nos em todas
as coisas.
Se considerar útil e necessário, faça o planeamento das séries na companhia dos
pastores associados e dos membros do Ministério. Procure saber o que pensam eles
sobre as necessidades da congregação em termos de ensino.
Antes de iniciar qualquer série, faça uma pesquisa e colecte toda a matéria disponível
que vai precisar. Depois avalie o período de tempo que precisa para expor as
mensagens. Só depois, então, é que estará pronto para fixar a data de início da série.
Duas semanas antes da primeira mensagem poderá ser o tempo ideal para anunciar.
Escolha o tema e desenvolva-o, dividindo-o em partes tantas quantas achar que são as
necessárias. Lembre-se, cada parte ou divisão deve estar de acordo com o tema.
Exemplo 1 “Figuras do Cristão”, O Novo Testamento compara o cristão a um Vaso, um
Lavrador um Atleta, um Peregrino, um Filho, Sal e Luz, entre outras,
Exemplo 2 “Títulos que Descrevem a Igreja”, Os mais significativos são: Um Rebanho
(Jo. 10:16), Lavoura de Deus (1 Cor. 3:9), Edifício de Deus (1 Cor. 3:9), O Templo de
Deus (1 Cor. 3:16), O Corpo de Cristo (Ef. 1:22,23), Morada de Deus (Ef. 2:22), A
Noiva de Cristo Ef 5:25-27), A Coluna e Firmeza da Verdade (1 Tim. 3:15). O estudo
destes títulos permite-nos obter uma melhor compreensão da igreja.
Considere a possibilidade de convidar um orador para o ajudar na exposição de
assuntos que requerem uma preparação e conhecimento adequado do tema. Considere
ainda a possibilidade de se juntar a outra igreja ou igrejas para a realização de séries
especiais, criando assim mais motivação, impacto e entusiasmo à volta dos assuntos a
desenvolver.
Não fique demasiadamente agarrado ou excessivamente dependente de um plano de
mensagens. Pelo contrário, seja suficientemente flexível para que em qualquer altura
suspenda ou interrompa, altere o plano sempre que se justifique ou quando tiver
orientação específica de Deus para tal.
Use os meios disponíveis ao seu alcance para promover estas mensagens diante da
congregação e da comunidade, criando interesse pelos temas a desenvolver através da
colocação de um cartaz promocional no placar da igreja de forma visível, com o tema, o
período de tempo em que vai ser explanado o assunto, orador.
Se possível, use o áudio visual como meio por excelência para transmitir a Palavra de
Deus. Um estudo demonstrou que aprendemos 11% escutando e 83% vendo. Sirva-se
dos materiais que puder para manter as pessoas atentas e interessadas. Os olhos são
atraídos pela cor e pelo movimento. Recordo-me de um dia ter levado para um culto
uma bacia de água e uma toalha quando falei sobre ser “servo” e o impacto que causou
na igreja.
Proporcione condições e entusiasmo para que os estudos desenvolvidos a partir do
púlpito tenham continuidade e interesse por parte dos crentes no seu estudo diário da
Palavra. O uso de uma folha contendo um esboço simples de cada assunto a tratar pode
ser muito útil tendo esse fim em vista.
LISTA SUGERIDA
Apesar da escolha do tema a desenvolver em séries de mensagens decorrer da direcção
do Espírito Santo e das necessidades que o pastor reconheça na sua congregação, pode
ser útil a consulta de uma lista de temas, sugerindo-se também a forma de os organizar.
É o que apresentamos de seguida, crendo que será de bênção e de inspiração para o
irmão que é obreiro.
Oração
Nunca será demais falar sobre oração. Alguém disse que a oração é a “respiração do
cristão”. Qualquer obstrução ou impedimento à sua vida de oração pode prejudicar a sua
saúde espiritual. Uma série à volta deste assunto pode ser construída do seguinte modo:
As orações de Jesus (nomeadamente a oração sacerdotal de Jesus João 17:1-26),
Modelos de oração tanto no Velho como no Novo Testamento, Requisitos para obter
resposta às Orações, Oração Intercessora, entre outros.
Leis ou Princípios que nos Governam.
São normas espirituais, apresentadas na Bíblia que é indispensável conhecer: O
Princípio do Investimento (Semear e Colher), O Princípio da Fé, o Princípio do Amor, o
Princípio do Espírito de Vida em contraposição ao Princípio do Pecado e da Morte, O
Princípio da Fidelidade (Mat. 25:14-30), O Princípio da Autoridade, O Princípio do
Perdão, O Princípio da Visão.
Tipologia Bíblica
E enriquecedora e relevante na compreensão que podemos ter do Plano de Deus para a
Humanidade. Através deste método de estudo da Bíblia podemos aprender lições várias
da vasta Tipologia do Velho Testamento e a sua aplicação espiritual para a igreja.
Alguns personagens bíblicos, tais como José (o mais completo tipo de Cristo), Moisés,
Isaque (O filho que foi oferecido), Melquizedeque, Jonas, O Tabernáculo, a Arca de
Noé, As Cidades de Refúgio, apontam claramente para Cristo e a Sua obra redentora.
Os Nomes de Deus
Pode Deus Realmente Suprir as Minhas Necessidades”? é o tema de uma série de 10
mensagens elaborada pelo Pastor Eddie Fernandes. Tendo por base os nomes de Deus,
são analisadas questões como: Onde posso encontrar a esperanças que eu preciso?
(Jehovah Shammah), Como é que Deus pode curar as minhas feridas escondidas?
(Jehovah Rapha), Como posso viver uma vida cheia de alegria? (El Simchathgali),
Posso eu realmente confiar em Deus para provisão? (Jehovah Jireh). Através dos nomes
de Deus podemos encontrar luz para muitas questões que nos preocupam.
Os Atributos de Deus
Num tempo de grande indiferença no que respeita a Deus, uma série baseada no Seu
carácter e na forma como lida com a humanidade e com o Seu povo em particular, pode
ser muito útil. Os assuntos a estudar seriam: A Provisão de Deus (Gén. 6:8-22), Os
Actos de Deus (Gén. 7), A Bondade de Deus (Gén. 8), O Deus que Requer Obediência
(Gén. 11:26-12:5), O Deus que Recompensa o Certo (Gén. 13:18), A Segurança de
Deus (Ex. 5:22-6:30), A Soberania de Deus (Ex. 14).
Contrastes
Uma série interessante pode ser desenvolvida à volta de contrastes que verificamos em
personagens bíblicos. Por exemplo, João e Herodes (Mc. 6:14-29); Jesus e João, onde
encontramos pelo menos sete contrastes entre ambos (João foi uma voz, Jesus foi a
Palavra, etc.); O Fariseu e o Publicano, Jacó e Esaú (princípios que governavam as suas
vidas), David e Saul, Maria e Marta, Os Falsos e os Genuínos Profetas, Servos e Filhos.
As Grandes Declarações/Afirmações de Jesus
Esta é uma série que nos permite melhor conhecer Jesus, a Sua missão e o seu
ministério, através das Suas afirmações, tal como são registadas pelo apóstolo João no
seu evangelho como em Apocalipse. São mensagens com um forte pendor
evangelístico, mas de grande encorajamento para os cristãos também. “O Pão da Vida”
(Jo. 6:35), “A Luz do Mundo” (Jo. 8:12), “A Porta” (NÓ. 10:7,9), “O Bom Pastor” (Jo.
10:11,14), “A Ressurreição e a Vida” (Jo. 11:25), “O Caminho, a Verdade e a Vida”
(Jo. 14:6), “A Videira Verdadeira” (Jo. 15:1), “Alfa e o Ómega” (Ap.1:8; 21:6; 22:13),
“O Primeiro e o Ultimo” (Ap. 1:17; 22:13).
Pecados que Prejudicam e Destroem
E uma série que aparece no “Pastor’s Annual” e que trata os seguintes assuntos: A
Condição pecadora da Humanidade (Rm. 1:18:25), O Pecado do Orgulho (Dn. 5:17-22),
O Pecado da Cobiça (1 Tm. 6:6-10), O Pecado da Sensualidade (Rm. 8:6), O Pecado da
Inveja (Gn.4:1- 10), O Pecado do Apetite Desordenado (Pv. 13:18-25), O Pecado da
Preguiça (Hb.6:7-12), O Pecado da Mentira. Esta série deverá terminar com uma nota
positiva baseada em Provérbios 28:13 e 1 João 1:9, onde encontramos promessa de
perdão e purificação da injustiça, condicionados pela confissão.
Sobre o Plano de Deus
J. Osvald Sanders escreveu um livro intitulado “Cada Vida um Plano de Deus”. Uma
série baseada neste tema é de grande utilidade para quem quer obter princípios de
orientação para a sua vida. O autor dividiu o assunto em oito capítulos principais, dos
quais destacamos: Uma Vida Planeada, A natureza da Direcção de Deus, Elementos que
contribuem para a Direcção/Orientação, entre outros.
Vitória Pessoal
É uma outra excelente série que pode ser desenvolvida. Colin Urquhart, escreveu um
livro que trata vários aspectos, tais como: Vitória na Cruz, Vitória no Nome de Jesus,
Vitória sobre a Oposição, Vitória nos Relacionamentos, Vitória sobre o Erro, Vitória
através do Perdão, Vitória na Mente, entre muitos outros.
Princípios de Mordomia
Como nos tornarmos mordomos fiéis nos vários aspectos e áreas da nossa vida através
de um sistema adequado de valores, é o grande aliciante desta série. Questões como os
Requisitos e responsabilidades para um Mordomo, O Exemplo de Cristo e José como
Mordomo, Administrando as Nossas Vidas, Mordomia nas Finanças, etc., são algumas
formas de abordar este assunto.
Grandes Temas da Bíblia
As páginas das Escrituras revelam-nos grandes e temas, importantes como factores de
crescimento dos cristãos, tais como: Justiça de Deus, Prioridades, Obediência, Gratidão,
Santificação, Liberdade, Amor, A Cruz, entre outros.
A Batalha pela Mente
É o ponto 6 de uma série de mensagens sobre Guerra Espiritual desenvolvida por um
outro pastor. Ele diz: “Não há na guerra espiritual nenhuma batalha mais estratégica que
aquela que se trava na mente humana”. Uma série importante para os dias de hoje.
Crescimento Espiritual
O crescimento na vida cristã não é uma opção mas uma necessidade vital, devendo
preocupar-nos a falta de crescimento que se verifica em muitos crentes. Uma das formas
de lidar com essa situação é ministrar ensino acerca de crescimento. Os processos de
crescimento, factores de crescimento, áreas de crescimento, crescimento equilibrado,
resultados do crescimento são algumas das divisões a considerar.
A Bendita Esperança
Poderá ser o tema para uma série de mensagens sobre a Segunda Vinda de Jesus, um
assunto que interessa a todos os crentes. J. Oswald Sanders escreveu um livro intitulado
“Certezas Sobre a Segunda Vinda de Cristo”, onde são analisadas questões tais como:
Porque é que Cristo Precisa Retomar, Como é que Cristo Vai Retomar, Sinais do
Segundo Advento (neste capítulo são analisados vários sinais: Políticos, pragas e fome,
Sociais (violência imoralidade), Religiosos (apostasia), Geológicos (terramotos),
Intelectuais (crescimento do conhecimento), Demoníacos Económicos, sobre a
Palestina, Evangelísticos entre outras questões.
A Igreja, o Corpo de Cristo
Com base no livro aos Efésios, o Pastor Luís Manuel desenvolveu uma série da qual
destacamos duas das divisões principais: 1) A Chamada da Igreja cap. 1 a 3, 2), A
Conduta da Igreja cap. 4 a 6. Nesta segunda divisão foram tratados os seguintes
assuntos: Andar em Cooperação (4:1), Andar em Santificação (4:14; 5:20), Andarem
Submissão (5:2 1; 6:9), Andar em Protecção (6:10-24).
Descobrir e Usar os Dons Espirituais
Eu creio que se Paulo viesse hoje às nossas igrejas muito provavelmente nos diria
aquilo que disse aos crestes em Corinto: “Não quero irmãos que sejais ignorantes...”
Este é um assunto à volta do qual se pode construir uma excelente série de estudos
bíblicos. Don e Katie Fortune, escreveram um livro com o sugestivo título
“Descobrindo o Dom que Deus te Deu”, onde São caracterizados todos os dons e
distribuídos por categorias.
A revista “Comunidade” do CCVA, na edição Jan./Fev. de 2004, dá-nos a conhecer
duas séries que o Pr. João Cardoso preparou para ministrar à congregação nos meses
atrás mencionados: “Mentalidades no Deserto” e “Cumprir o seu Destino”.
O Tabernáculo Hoje
Uma série desenvolvida à volta do tabernáculo pode ser muito útil no sentido de nos
ajudar a compreender o que representa essa estrutura em relação à pessoa de Cristo e
para nós hoje. Simboliza O ministério de Cristo, O ministério da Igreja e simboliza
também o cristão, uma pessoa que verdadeiramente segue a Deus. Este estudo permitenos ver cada aspecto de Cristo e da Sua obra na terra, O tabemáculo em si e os
respectivos utensílios nele usados, permitemnos também observar a sua aplicação,
nomeadamente o Altar de Bronze que nos fala da “Remissão dos pecados”, um tipo da
Cruz de Cristo.
Baseadas em Capítulos da Bíblia
1. Estudos Sobre a Fé em Hebreus 11
2. O capítulo do Amor em 1 Coríntios 13. Três divisões principais podem ser usadas
neste capítulo, a partir da sugestão que encontramos no livro “Ministrando a Palavra de
Deus” (ICI): 1. A Grandeza do Amor (v. 1-3), II O Carácter do Amor (v.4-7), 111 A
Permanência do Amor (v.8-13). Os autores sugerem que outras passagens relacionadas
com o Amor sejam acrescentadas, bem como exemplos bíblicos.
3. Os capítulos 5, 6 e 7 de Mateus são uma fonte de recursos para uma série de
mensagens sobre o “Sermão do Monte”.
4. O livro “Ministrando a Palavra” dá-nos também uma lista para outras séries: Gé. 3 e
22; Ex.12 e 20; Dt. 32; Si. 51 e 90. De acordo com os autores do referido livro, “alguns
capítulos podem ser agrupados e estudados juntos”. Ex. Salmos 22, 23, 24 formam o
seguinte conjunto: S1.22 o Salvador; 51. 23 O Pastor; SI. 24 o Rei.
Baseadas em Livros da Bíblia
1. Grandes textos em 1 João
2. As Sete Igrejas do Apocalipse
3. Modelo de Liderança em Neemias
4. Possuindo a Terra em Josué
5. O Rei e o Seu Reino com base em Marcos
6. Gálatas a Carta da Liberdade
Baseadas no Povo de Israel
O percurso de Israel desde o Egipto até Canaã, oferece estudos interessantes que vão
desde o lugar da escravidão, a forma como o povo foi libertado, os compromissos que
Faraó tentou obter de Israel (Ex. 8:25; 8:28; 10:8-11, etc.), a jornada através do deserto
(provas e provisão), entre Outros.
Baseadas em Personagens Da Bíblia
“Tal Como Nós” é o título de um livro escrito por Oswald Sanders em que são
analisados vários personagens da Bíblia. Há muito para aprender com estes
personagens, tanto os mais como os mesmos destacados. Por exemplo, Estêvão. Não
sendo um dos mais importantes personagens na Bíblia, ocupa contudo um lugar de
destaque no livro de Actos. Dele sabemos que era um Homem Cheio de Fé, Cheio do
Espírito, Cheio de Sabedoria, Cheio de Graça, Cheio de Poder. A palavra Cheio pode
aqui desempenhar uma função interessante.
Baseadas nas Parábolas
As parábolas são comparações ou analogias tiradas da vida diária ou da natureza e que
revelam verdades espirituais. Jesus ensinou grandes verdades usando as parábolas,
como o semeador que saiu a semear ou um homem rico que serviu um banquete, entre
outras. Assim, as parábolas podem constituir outra excelente série de estudos, cujas
divisões principais poderiam ser: Acerca da mensagem de Deus, Acerca da Salvação e
do Perdão do Pecado, Acerca do Relacionamento com os Outros, Acerca das
Recompensas.
Baseadas na Atitude Cristã Face aos Problemas Sociais
Racismo, Violência, Pobreza, Os Sem Abrigo, Sofrimento, Divórcio, Ambiente;
Drogas, Sida, Engenharia Genética, Guerra, Aborto, Eutanásia, Suicídio, são alguns dos
muitos problemas com que a sociedade se defronta hoje. São questões que directa ou
indirectamente afectam as pessoas e que requerem uma abordagem ética que defina a
conduta do cristão. Por exemplo, “O Cristão e a Responsabilidade Social”, O Cristão e o
Sexo”. O que diz a Bíblia sabre isto?
Baseadas nos Cultos (Seitas)
Vivemos um tempo em que proliferam grupos e movimentos religiosos que confundem
as pessoas no que respeita aos assuntos espirituais. Discernir o falso do verdadeiro é
importante para evitar ciladas e alertar para o perigo do erro. Ao desenvolver uma série
deste género, a atenção deve ser orientada para a natureza destes grupos/movimentos,
como se organizam, características da sua teologia, aspectos sociais e psicológicos, etc.
No fundo significa desmascará-los à luz da Palavra de Deus.
Outras Fontes de Inspiração
“Sendas do Cristão” é o título de uma sugestiva série de estudos sobre princípios da
experiência cristã, desenvolvidos por Merrill C. Tenney, onde são apontadas
determinadas estradas, como por exemplo, “A Estrada para Belém”: A Senda da Fé com
base em Lucas 2:15, sugerindo o autor que “a estrada para Belém é a estrada da fé
porque começa com uma revelação”.
“Problemas do Homem Respostas de Deus”, escrito por Dwight Pentecost, trata de
vários problemas que afligem a alma humana em vários aspectos. São problemas
experimentados por personagens da Bíblia e a forma como Deus ajudou essas pessoas a
lidar com eles. Um livro muito prático e que por certo ajudará o povo de Deus a
encontrar respostas para os problemas que enfrenta no dia-a-dia.
“O Sangue da Cruz”. Será que todos compreendem o seu poder e a sua aplicação no
dia-a-dia. André Murray escreveu um livro sobre este assunto em que são retratadas as
várias aplicações, nomeadamente com referência à cruz (Colossenses 1:20), em que o
autor chama a nossa atenção para alguns pontos importantes relacionados com a Cruz, a
saber: 1) a natureza da cruz, 2) o poder da cruz, 3) o amor da cruz.
Charles G. Finney, um dos maiores evangelistas americanos, escreveu um livro sobre
“Princípios de Santificação” que poderão ajudar a desenvolver uma série de estudos
sobre este tema e talvez, ajudar a desfazer algumas ideias erradas que alimentamos
durante muito tempo.
“Firme Seus Valores”, escrito por Charles Swindoll, é um dos vários livros do autor,
em que a ideia é levar os leitores a assumirem uma posição de firmeza na vida cristã.
São tratados assuntos relacionados com Prioridades, Envolvimento Pessoal, Integridade,
Lazer, Autoridade, Família, Missões, Oração, etc. Excelente ajuda para construir uma
série à volta deste tema.
“As Bênçãos da Obediência”. A Obediência é um tema que atravessa toda a Bíblia,
sendo por isso, de vital importância para a igreja. Foi com base neste tema que Andrew
Murray escreveu alguns importantes capítulos, a saber: O Lugar da Obediência nas
Escrituras, Cristo e a Obediência, Cristo e a Escola da Obediência, Entrando numa vida
de Completa Obediência, a Obediência da Fé, Obedecer, o Seu Mandamento Final
(acerca da Grande Comissão), entre outros.
Sobre Discipulado
A ordem de Jesus foi para fazer discípulos e não aderentes de uma determinada igreja
ou movimento. Preparar discípulos para seguirem o Mestre deve ser uma prioridade da
igreja. Bob Gordón escreveu a este propósito um excelente manual a que deu o título
“The Foundations of Christian Living”, dividido em várias secções com o tempo de
duração previsto para um ano. Os alunos podem aprender como se tomar Um Discípulo,
Os Fundamentos do Discipulado, Compreender a Profundidade do Discipulado, Crescer
no Discipulado, Fortificar como um Discípulo, Servir como um Discípulo, entre outros.
Treinar Líderes
Existe abundante material sobre treinamento de líderes leigos. Qualquer pastor que
deseje ver/ter uma equipa de Liderança onde um significativo número de membros da
sua congregação esteja envolvido com responsabilidades várias terá que elaborar um
plano detalhado de ensino, que poderá ser aplicado em grupos. Os assuntos deverão ser
agrupados de acordo com o Treinamento Geral e Treinamerito Específico. Por exemplo,
no Treinamento Geral você deverá tratar do Conceito Bíblico de Liderança,
Qualificação de um Líder Servo, entre outros. Numa Conferência sobre Liderança em
que participei há alguns anos atrás, foi-me entregue uma lista com 52 tópicos para treino
semanal de líderes, que vão desde a sua vida pessoal com Deus, o seu relacionamento
com os outros, excelência no ministério, entre muitos outros.
Reuniões Juvenis
Os jovens são muito exigentes mas também muito vulneráveis, pelo que os assuntos a
tratar com eles nas suas reuniões deverão ir ao encontro das suas reais necessidades,
nomeadamente aqueles com que se debatem hoje com mais frequência: Pornografia,
Droga, Racismo, Violência, Ocultismo, Sexualidade, Relacionamentos, etc. Uma
excelente série designada para um período de 13 semanas, com o sugestivo título
“Como Ser Um Cristão Sem Ser Um Religioso”, baseado no livro aos Romanos, contém
princípios importantes sobre a nova vida em Cristo. Os jovens são também encorajados
a dar as suas habilidades/capacidades ao Senhor. São sugeridas várias actividades ao
longo do estudo.
Baseadas na Grande Comissão
Excelentes séries sobre missões (Conferências Missionárias) podem ser desenvolvidas a
partir de temas inspiradores. No “The Almanac of The Christian World”, edição 19911992, encontramos vários temas a partir dos quais se podem construir séries: “Uma Luz
para as Nações”, “O Seu Último Mandamento A Nossa Primeira Preocupação’, “O Seu
Plano O Nosso Propósito”, “Informação, Inspiração, Envolvimento”, “Jesus Cristo:
Senhor da Terra, esperança do Mundo”, “Deixem que a Terra Escute a Sua Voz”, “Se
não for Eu, Quem É? Se não for Agora, Quando? “Se não for Aqui, Onde”?, “Missões:
um Mandato e um Privilégio”, “Operação Oportunidade”, “Pessoas que Mudam o
Mundo”.
Conclusão
O que atrás dissemos neste capítulo não é mais nem menos do que dicas, sugestões,
ideias sobre a planificação de mensagens. Como se pode verificar pelos exemplos atrás
deixados, as possibilidades de desenvolver séries de, mensagens são de facto inúmeras.
Mãos à obra.