- Centro Tecnológico do Exército

Сomentários

Transcrição

- Centro Tecnológico do Exército
EDITORIAL
Neste primeiro informativo do ano de 2012, nos permitiremos
uma pequena reflexão sobre os avanços e conquistas do ano
anterior, com o objetivo de projetar e planejar os caminhos a
serem seguidos, visando o desenvolvimento do sistema de C&T
do Exército.
O ano de 2011 para o CTEx traduziu-se em mais um período
de intensos trabalhos e desafios os quais foram encarados de
maneira profissional e abnegada por todos os seus integrantes.
Fatos marcantes pontuaram período repleto de conquistas que
fizeram transbordar de orgulho o coração de cada discípulo do
Cel Ricardo Franco Almeida Serra, como por exemplo :
- A atuação nos 5º Jogos Mundiais Militares por integrantes da
Divisão da Tecnologia da Informação operando o Radar SABER
M 60 e da Divisão de Defesa Química, Biológica e Nuclear atuando junto ao Laboratório Móvel para Identificação de Agentes
QBRN;
- Organização e condução do 3º Curso Regional de Assistência
e Proteção para Respostas a Emergências Químicas da Organização de Proibição de Armas Químicas(OPAQ);
- Lançamento, em parceria com a empresa SPECTRA Tecnologia, do Simulador SHEFE (Simulador de Voo de Helicópteros
Esquilo e FENNEC)
- Entrega de dois radares de defesa antiaérea SABER M60 às
Organizações Militares usuárias: Escola de Artilharia de Costa e
Antiaérea e 2º Grupo de Artilharia de Costa e Antiaérea.
O ano de 2012 descortina-se não menos desafiante e repleto
de expectativas, contudo o CTEx segue firme e confiante no seu
potencial e buscará a realização de todos os objetivos traçados,
através de um planejamento meticuloso e sob a orientação segura e eficiente do Comando da Força Terrestre, avançaremos
na Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos de Defesa a fim
de suprir as necessidades operacionais do Exército e contribuir
para a soberania tecnológica do país.
CTEx “aqui se delineia o Exército do futuro”.
CTEx NOTÍCIAS
2
CONHEÇA O CTEX
Seção de Tecnologia de Materiais de Carbono (STMC)
A Seção de Tecnologia de Materiais de Carbono da
Divisão DQBN tem a missão de desenvolver tecnologia
nacional para produção e caracterização de materiais
estratégicos de carbono.
A pesquisa em materiais de carbono se iniciou em
1982 com o objetivo de desenvolver a tecnologia de
produção de grafites especiais de alta pureza. A equipe da STMC realizou todo o estudo e modelagem dos
processos, elaborou o projeto básico e detalhado, realizou a aquisição de todos os equipamentos (dentre
eles o único forno de grafitização de modelo industrial
em uma instalação de pesquisa do país), a instalação
e a operação da planta-piloto, com capacidade de 3
toneladas/ano. Em 1987, o primeiro lote piloto de grafite foi produzido, tendo sido testado e aprovado por
laboratórios independentes.
Em 2002, a STMC iniciou parceria com a Petrobras
com o objetivo de desenvolver tecnologias de produção de fibras de carbono a partir de piches de petróleo. Em 2004, a STMC realizou a fiação contínua de
um monofilamento de piche e, em 2005, entregou o
primeiro monofilamento de carbono à Petrobras. Novas parcerias foram então firmadas para a continuação
do desenvolvimento da fibra de carbono e ampliação
das pesquisas para outros materiais, como eletrodos
de carbono amorfo e nanomateriais de carbono, bem
como a retomada das pesquisas em grafites especiais.
Devido ao ótimo desempenho alcançado, demonstrando elevada capacidade técnica e domínio tecnológico, a STMC foi convidada pela Petrobras para
participar de seu programa de Núcleos Regionais de
Competência. Portanto, em 2009, após a ampliação
das instalações da STMC, foi inaugurado o Núcleo de
Competência para o Desenvolvimento de Tecnologia
de Carbono (NCDTC) com cerca de 9.000 m2 de área
construída, e atualmente o maior laboratório nacional
dedicado à pesquisa de materiais de carbono, reconhecido internacionalmente por seu pioneirismo.
As instalações da STMC incluem, hoje, laboratórios
de caracterização de materiais, com equipamentos de
microscopia ótica e eletrônica, reologia, ensaios mecânicos, difração de raios-X, análise térmica e porosimetria; laboratórios de análises químicas com equipamentos de ressonância magnética nuclear, espectroscopia
de infravermelho, cromatografia líquida e gasosa, análise elementar e espectrometria de massas por MALDI-TOF e ICP; e instalações de produção em escala piloto
para a obtenção de piches, fibras de carbono, nanomateriais, peças de carbono amorfo e grafites especiais.
MALDI-TOF – ionização a laser assistida por matriz e separação de íons por tempo de voo
ICP – ionização por plasma acoplado induzido
Fibra de Carbono (escala: 5.500X)
Vista aérea da STMC
Nanoesferas de Carbono (escala: 20.000X)
3
CTEx NOTÍCIAS
ACONTECEU NO CTEx
15 de fevereiro- O Centro Tecnológico do Exército recebeu a visita do
Exmo Sr Gen Ex Enzo Martins Peri, Cmt do Exército, acompanhado do
Exmo Sr Alberto Otárola Peñaranda, Ministro da Defesa da República do
Peru, do Exmo Sr Gen Ex Luis Ricardo Howell Ballena, Chefe do Comando Conjunto das Forças Armadas do Peru e comitiva.
A atividade permitiu ao CTEx apresentar os principais produtos da
indústria de defesa nacional, muitos deles desenvolvidos pelo CTEx ou
em avaliação pelo CAEx. A programação geral da visita contou com a
palestra do Grupo Especial de Simuladores, com destaque para o Simulador de Tiro de Pistola e para o Simulador de Voo para Helicópteros Esquilo e Fennec, em seguida a comitiva visitou a exposição de Produtos
de Defesa, dentre os quais podemos citar: Radar SABER M60, Sistema
de Míssil Superfície-Superfície 1.2 Anticarro, Viatura Leve de Emprego Geral Gaúcho, Viatura Leve de Emprego Geral Chivunk, VBTP-MR
GUARANI, Viatura Blindada de Emprego Dual(VBPED), Módulo de Telemática Operacional e Monóculo de Imagem Térmica
OLHAR VDN-X1.
16 e 17 de novembro de 2011- Realização do Curso de Incerteza de Medições, nas instalações do Laboratório de Medidas
Eletromagnéticas (LME/DTI), ministrado pelo Cel R/1 Paulo Afonso Lopes (Ph.D. pelo Florida Institute of Technology), uma das
maiores autoridades mundiais em estatística aplicada à qualidade laboratorial.
Participaram do curso, 17 engenheiros e técnicos dos diversos laboratórios do
CTEx que estão se preparando para o processo de acreditação pelo INMETRO
de laboratórios na ISO 17025:2005, “Exigências Gerais para a Competência
dos Laboratórios de Testes e Calibração”, padrão internacional que indica que
os laboratórios de testes e de calibração operam um sistema de qualidade,
são tecnicamente competentes e podem gerar resultados tecnicamente válidos.
A referida acreditação tem como principal objetivo certificar a qualidade dos
projetos e Produtos de Defesa desenvolvidos pelo CTEx, além de, em caráter
dual, fazer com que o Centro possa atuar como prestador de serviços de testes
e calibração.
06 de dezembro de 2011- O CTEx recebeu uma
comitiva da Empresa AVIBRAS para a realização de
visitas aos Laboratórios de Química Militar e de Materiais,
apresentação do projeto do Vant Falcão, discussão de
possibilidades de cooperação e demais temas de interesse
conjunto.
15 de dezembro de 2011- O CTEx recebeu o prototipo da Viatura Blindada de Patrulhamento de Emprego
Dual(VBPED).
A VBPED foi desenvolvida ao longo do ano de 2011 pelo
Centro Tecnológico do Exército (CTEx), junto à empresa ALB
Veículos Especiais (Várzea
Paulista-SP),
visando atender a missões
de
patrulhamento, reconhecimento e
transporte de
pessoal
em
Operações de
Paz e/ou de
Garantia
da
Lei e da Ordem(GLO), conduzidas pelo Exército Brasileiro.
CTEx NOTÍCIAS
4
CTEx EM AÇÃO
16 de dezembro de 2011- O Centro Tecnológico do Exército (CTEx), em parceria com a empresa Spectra Tecnologia, inaugurou em
São Paulo, SP, o Simulador de Voo para Helicópteros Esquilo e FENNEC (SHEFE), o primeiro na categoria Full Flight Simulator (FFS)
desenvolvido no Brasil e o mais avançado simulador de voo já projetado e construído na América Latina. A cerimônia de inauguração
foi presidida pelo Exmo Sr Gen Ex Sinclair J. Mayer, Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), e contou também com a
presença do Chefe do CTEx, Gen Bda Claudio Duarte de Moraes, e do Comandante da Aviação do Exército, Gen Bda Eduardo Diniz.
28 de novembro a 01 de dezembro de 2011- A
SC Regina Célia da Silva Barros Allil, adjunta da Seção
de Defesa Biológica (SDB), participou da conferência
“ICST-International Conference on Sensing Technology”, ocorrida de, em Palmerston North, Nova Zelândia. O
evento promove o encontro de usuários das tecnologias
de sensores - fibra óptica, rede de Bragg, ressonância de
plasmon superficial, filmes finos e espectroscopia, entre
outras, para medição de parâmetros físicos, químicos e
biológicos.
Pelo trabalho, resultante de sua tese de doutorado realizada na COPPE/UFRJ, a SC Regina recebeu o prêmio de
Melhor Apresentação Pôster concedido pela organização da
conferência, tendo concorrido com trabalhos de mais de 150
pesquisadores de 26 países e sendo a única representante
do Brasil no evento.
08 a 11 de novembro de 2011- O Cap Guimarães, adjunto da Seção de Modelagem e Metrologia - SMM (Laboratório de Simulação Computacional), participou do evento
“2011 ANSYS CONFERENCE & ESSS USERS MEETING”,
em Florianópolis/SC, encontro de usuários dos aplicativos
computacionais ANSYS, para modelagem e simulação com
aplicações em análise estrutural e de dinâmica de fluidos,
entre outras.
5
CTEx NOTÍCIAS
Os Majores Samuel Machado Leal da Silva e David Fernandes Cruz Moura, militares do CTEx, foram agraciados
com o prêmio Marechal Casimiro Montenegro Filho, oferecido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos – SAE. O
concurso visou premiar as melhores teses do ano de 2011, relacionadas à P&D em assuntos considerados estratégicos.
Os militares agraciados realizaram o curso no Instituto Militar de Engenharia - IME nas áreas de Ciência dos Materiais e
Engenharia de Defesa , respectivamente. O Maj Samuel (Ch LME) teve como orientador o Professor Carlos Luiz Ferreira (PróReitor de Graduação do IME), enquanto o Maj David foi orientado pelo TC Juraci Ferreira Galdino (Ger GC2) e pelo TC Ronaldo
Moreira Salles (Professor do IME).
13 a 14 de março - O Centro Tecnológico do Exército
(CTEx), representado pela sua Divisão de Defesa Química, Biológica e Nuclear (DDQBN), participou da conferência
CBRNe World South America, que foi realizada no Hotel Sheraton Leblon.
O evento foi organizado pela CBRNe World, publicação
especializada na área QBRNe e considerada o meio mais popular de propaganda para as companhias que desejam atingir
compradores e responsáveis por especificação de produtos e
serviços nas áreas de detecção, proteção, descontaminação,
proteção coletiva, cuidados médicos, robótica, entre outros
campos relacionados à Defesa QBRNe.
20 de dezembro de 2011- O Maj Marcos Carvalho Barcellos, integrante da Coordenadoria de Pesquisa e Desenvolvimento do CTEx, defendeu sua tese de doutorado intitulada:
“Síntese e Modificação de Copolímeros Epoxidados Empregando Diferentes Agentes Reticulantes e sua Avaliação na
Extração de Organo-Fosforado” no auditório do Instituto Militar de Engenharia. A banca foi composta pelos Professores
Doutores Alcino Palermo de Aguiar (orientador - IME), Luiz
Claudio de Santa Maria (IQ/UERJ), Elen Beatriz Acordi Vasquez Pacheco (IMA/UFRJ), Fabio Bicalho Cano (IME) e Luiz
Eduardo Pizarro Borges (IME).
CTEx NOTÍCIAS
6
MISSÕES NO EXTERIOR
No período de 27 a 30 de março de 2012, oficiais do CTEx
apresentaram o Simulador do Míssil MSS 1.2 AC na 15ª FIDAE
(Feira Internacional do Ar e do Espaço), maior feira de aviação
militar e civil da América Latina, realizada a cada 2 anos em
Santiago, no Chile.
No evento foram demonstradas as diversas funcionalidades
do Simulador, dentre as quais a possibilidade de realização de
todas as fases do lançamento do míssil, num ambiente de sala
de aula. É composto de uma réplica da unidade de tiro real, da
munição (míssil e tubo de lançamento) e ainda de uma estação
do instrutor, onde diversos tipos de cenários e alvos podem
ser selecionados. Essa combinação permite a realização do
treinamento em diferentes ambientes operacionais, contribuindo
para um melhor desempenho do atirador quando no emprego do
míssil em situação real de tiro.
05 a 09 de dezembro de 2011- Uma equipe do CTEx
realizou visita técnica à empresa Diehl BGT Defence, localizada na Alemanha, o qual desenvolve diversos Produtos de
Defesa dentre os quais destacam-se os Sistemas de Mísseis
IRIS-T nas versões ar-ar e superfície-ar.
09 a 25 de novembro de 2011 - O Cap Luiz Henrique
Abreu Dal Bello, da Seção de Armamento e Munição (SAM),
participou da Convenção sobre Certas Armas Convencionais
(CCAC), realizada no Escritório das Nações Unidas para o
Desarmamento, na cidade de Genebra, Confederação Suíça.
09 a 11 de novembro de 2011 o Cap Jorge Frederico e
o Cap Fábio Luiz do Laboratório de Optrônica e Sensores
(LOS) participaram da conferência e exposição “FIND 2011
- Surveillance, Target Acquisition, Night Observation” em Surrey Heath, Reino Unido. A conferência aborda, entre diversos
temas, equipamentos militares de infantaria e nanotecnologia, além de apresentar uma exposição de equipamentos de
última geração para segurança, visão noturna e visão termal.
20 a 23 de fevereiro- Participação do Maj QEM/Mec Auto
Claudio Vidal Teixeira, da Divisão Bélica (DB) do CTEx, na
Conferência Internacional de Veículos Blindados em Farnborough, Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte.
7
CTEx NOTÍCIAS
ESPAÇO CÍVICO-SOCIAL
29 de fevereiro e 31 de março - O CTEx apresentou as despedidas ao Cel Roberto Tetsou Komura, ao 1ºTen Médico Rouben
Bogossian , ao 1ºTen Médico Allan Coelho Louzada e ao Sub Ten José Carlos Ribeiro Silva, por motivo de suas transferências
para a reserva. Os integrantes do CTEx agradecem o excelente trabalho e empenho que estes militares dedicaram ao Exército
Brasileiro e, em particular, ao Centro Tecnológico do Exército.
29 de fevereiro- O CTEx procedeu a apresentação do
Maj Adão de Melo Neto e do Cap Alessandro Costa da Silva
os quais exercerão, respectivamente, as funções de Adjunto
à Divisão Bélica e Comandante de Companhia de Comando
e Serviços.
1º de março- O CTEx realizou a formatura de incorporação de 140 novos recrutas que irão compor o efetivo da Companhia
de Comando e Serviços. A solenidade foi presidida pelo Cel Prado, SubChefe do CTEx, e contou com a presença de familiares
e amigos dos recrutas.
CTEx NOTÍCIAS
8
GENTE NOSSA
O Major Samuel é oficial da arma de Comunicações, pertencente à turma de 1992 da Academia Militar das Agulhas Negras. Trabalhou em
diversas unidades de tropa e Estabelecimentos
de Ensino do Exército entre os anos de 1992 e
2002. É graduado em Física e especializou-se
em Guerra Eletrônica em cursos realizados nas
três Forças Armadas. Após o mestrado, realizado no Instituto Tecnológico da Aeronáutica, no
período de 2003-2004 cuja dissertação foi intitulada: “Metodologia para Redução de Seção
Reta Radar de Plataformas de Combate”, foi
classificado no Centro Tecnológico do Exército
(CTEx), na Divisão de Tecnologia da Informação
- DTI.
Na DTI foi incumbido da implantação
do Laboratório de Medidas Eletromagnéticas
– LME e da coordenação das pesquisas em
materiais absorvedores de radiação eletromagnética, participou do Projeto do Simulador
de Não-Comunicações, do Projeto do Módulo
Portátil de GE e do Projeto FBMR nas análises
de seção reta radar.
O Major Samuel foi matriculado em 2007 no curso de Ciência dos Materiais do IME e defendeu tese, em 2011, intitulada:
“Filmes Finos Metálicos e Magnéticos Absorvedores de Microondas Produzidos por PVD”, tornando-se o primeiro oficial da
carreira das armas a conquistar o título de Doutor em Ciências (curso Altos Estudos tipo II) daquele Instituto Militar. Os aspectos discutidos no trabalho e seus resultados contribuem para a introdução do Brasil em um seleto grupo de 8 a 10 países
com capacidade de produzir conhecimento a respeito deste tipo de material.
Atualmente, o Major Samuel é o chefe do LME, gerencia o projeto de melhoria de infraestrutura do LME (visando manter
a capacidade do laboratório em apoio às demandas dos projetos em desenvolvimento no Exército), coordena as pesquisas
na área de blindagens e absorvedores de radiação eletromagnética no Exército, além do subprojeto FINEP: “Implantação de
Infraestrutura de Medidas de Seção Reta Radar” e da implantação de normas de boas práticas laboratoriais para acreditação
do LME junto ao INMETRO. Estes trabalhos têm por finalidade redução de custos dos projetos desenvolvidos pelo CTEx,
que serão avaliados e certificados, mantém o Brasil no rol de países que têm capacidade de produzir materiais absorvedores
e possuem a infraestrutura e o conhecimento para estudo e determinação da assinatura radar de plataformas de combate.
CTEx Notícias
Informativo do Centro Tecnológico do Exército
Ano VII • No 20 • Abril de 2012
Distribuição
Cel QEM Hildo Vieira Prado Filho
Assessoria de Comunicação Social do CTEx
Avenida das Américas, 2875 • Guaratiba • Rio de Janeiro • RJ
CEP 23020-470 • Tel: (21) 2410-6200 • Fax: (21) 2410-6214
Página na internet: http://www.ctex.eb.br • E-mail: [email protected]
Periodicidade: trimestral • Tiragem: 1.000 exemplares
Editor
Editoração
Chefe do CTEx
Gen Bda Claudio Duarte de Moraes
Subchefe do CTEx
Maj Cav Anderson Ferreira Lima
Milmar Gráfica
Aqui se delineia o Exército do futuro!

Documentos relacionados

- Centro Tecnológico do Exército

- Centro Tecnológico do Exército A versão V1 já foi concluída e constitui-se em protótipo de demonstração e base tecnológica para o desenvolvimento das versões subseqüentes. A versão V2

Leia mais