A Gazeta 26 junho 2011

Сomentários

Transcrição

A Gazeta 26 junho 2011
Trilhos na Selva no coração da floresta
A Gazeta - MT - MT - VIDA - 26/06/2011
Luiz Fernando Vieira / Da Redação
Mesmo depois de um século, a história da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré continua a ser
contada. A obra faraônica em plena Amazônia se estendeu de 1907 a 1912, como forma de
ligar Porto Velho a Guajará-Mirim, em Rondônia. Sua construção era uma das exigências
para que o país ficasse com o Acre, constante do Tratado de Petrópolis, assinado entre
Brasil e Bolívia, em 1903.
A ferrovia se tornou um triste capítulo da história brasileira por conta do alto número de
mortes - o que lhe valeu apelidos como "ferrovia do diabo" e "ferrovia da morte". Agora,
graças à descoberta casual de dois pesquisadores norte-americanos, Rose Maurine e Gary
John Neeleman, uma nova luz é jogada sobre esses verdadeiros heróis.
Esses relatos estão na obra Trilhos na Selva: O Dia a Dia dos Trabalhadores da Ferrovia
Madeira-Mamoré (BEI Editora), que será lançada no dia 30 de junho, em São Paulo, e no
dia 3 de julho, no pátio histórico da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, em Porto Velho,
Rondônia.
Estudando a presença de ex-confederados no Brasil, Gary e Rose Neeleman tiveram acesso
aos pertences de um imigrante norte-americano que trabalhou na obra. Entre eles havia
fotos inéditas e exemplares do jornal The Porto Velho Marconigram, escrito e editado por
funcionários americanos da ferrovia. Até então, o único material iconográfico disponível
sobre o assunto era o conjunto de fotografias do nova-iorquino Dana Merrill, abrigadas no
Museu Paulista da Universidade de São Paulo e em um álbum montado pelo próprio
fotógrafo e preservado na Biblioteca de Nova York (EUA).
As fotografias reunidas em Trilhos na Selva são, em sua grande maioria, de Merrill. Além de
reproduções de imagens já conhecidas, há versões com pequenas variações delas e outras
inéditas. O livro traz ainda reproduções das páginas do Marconigram e destaca poemas,
alguns de surpreendente qualidade, publicados no periódico. A partir desse material, os
autores traçam um painel comovente e profundamente humano da vida cotidiana de
personagens que, lançados no coração da floresta, participaram de uma das mais
dramáticas aventuras da história contemporânea. (Com assessoria)

Documentos relacionados

Diario Catarinense 28 junho 2011

Diario Catarinense 28 junho 2011 sobre os anos passados no Brasil. Companheira incansável do marido, a ex-professora da Brighan Young University Rose Neeleman é coautora, com Gary, do livro de culinária A Taste of Brazil (2007). O...

Leia mais

Drama das Trilhas da - LeMetro/IFCS-UFRJ

Drama das Trilhas da - LeMetro/IFCS-UFRJ em que, de propósito, persevero — tira, contudo, a paixão dos versos. Mapa indecifrável, eles me arrastam por vãos estreitos, ali onde uma legião de leitores ronda à espera de alimento. “Por ti far...

Leia mais

Sinopse do livro Capitão Alípio

Sinopse do livro Capitão Alípio No início do século XX o espaço territorial que hoje compreende o Estado de Rondônia era praticamente inabitado. O vilarejo de Santo Antônio do Rio Madeira, por sua localização geográfica, fora esc...

Leia mais

No ar, com a JetBlue

No ar, com a JetBlue Prezado Gary Impossível deixar de me referir ao nosso reencontro de 10 dias atrás, quando você e Rose, por intermédio de nosso bom Júlio Moreno, permitiram-nos algumas horas de convívio. Aos leitor...

Leia mais