Sinopse de Lisbon Story final

Сomentários

Transcrição

Sinopse de Lisbon Story final
Sinopse de “Lisbon Story”
Lisbon Story” é a história de um menino que trava amizade com um cão, durante as
Festas de Santo António. Apesar de totalmente contemporânea, a trama é permeada
de nostalgia. Cláudio vive em Alfama, um dos bairros mais antigos de Lisboa; e a
narrativa desenrola-se numa altura do ano em que são ainda
observáveis antigas
tradições locais, as quais emprestam um colorido único à capital, atraindo lisboetas e
estrangeiros às suas ruas. O enredo abarca outros contextos da Lisboa histórica e
com tradição: o eléctrico 28, a feira da ladra e o comércio tradicional. É posta em
evidência a originalidade de modos de vida, ainda existentes – e na rua – e não
fossilizados ou num museu.
A história foi escrita em português e inglês por Clara Macedo Cabral, uma escritora
portuguesa residente em Londres e tem como público-alvo crianças lusófonas da faixa
etária dos 5-7 anos e famílias estrangeiras – falantes de inglês – de visita a Lisboa.
As ilustrações são da artista eslovaca Andrea Lozekova, também ela residente em
Londres, tendo sido desenhadas sobre fotografia, a fim de acentuar o traço realista
da história.
História e as ilustrações foram apresentadas em duas turmas de uma escola de
Londres-Norte, a crianças de 5 e 6 anos que muito a apreciaram. Uma criança colocou
a seguinte questão: “Se eu for a Lisboa, poderei conhecer o Cláudio e o cão?”
A autora escreveu esta história para o seu filho, numa das suas visitas a Lisboa. Ao
fazer um dos passeios favoritos deste, parte do percurso do eléctrico 28, da Praça
Camões ao Mosteiro de São Vicente, apercebeu-se de que não só os edifícios como o
comércio tradicional estavam em risco de desaparecimento. Quis, neste conto, reter
e preservar uma paisagem, seguindo um aforismo que leu em Cesare Pavese: “Quando
um povo já não tem um sentimento vital do seu passado, apaga-se”.