BrECO_2 (SEXTA) : Plano 48 : 1 : CAPA-CAPA

Сomentários

Transcrição

BrECO_2 (SEXTA) : Plano 48 : 1 : CAPA-CAPA
Sexta-feira, 9 de outubro, 2009 Brasil Econômico 19
Divulgação
Gil Giardelli
Professor do Centro de Inovação e
Criatividade da ESPM e diretor-geral
da Permission
O capitalismo criativo
e a democracia das
redes sociais
Alguém discorda que a inovação é a grande saída para
construirmos uma economia criativa? Os tech inovadores têm a seguinte questão como mantra: “O que
você está fazendo pode mudar o mundo ou começar
uma nova economia?” Neste momento, no apogeu da
democracia das redes sociais, da inteligência universal
e do livre mercado, fundamos a cyber humanidade. É o
espírito pioneiro se renovando, o mundo como um vilarejo, a era do supere-se e a era dos inovadores sociais
— pessoas para as quais o outro é um valor em si.
Ingressamos na “Ilha Utopia” de Thomas More,
que previu que um dia existirá um mundo onde a
não-violência é possível, com prosperidade para todos em uma democracia universal, protegendo todas
as diferenças e criando outras? Decolamos na hiperdemocracia de Jacques Attali, uma economia de mercado em que cada qual se mede em relação ao outro,
uma economia do altruísmo?
Lute contra o aquecimento global
e a mudança climática produzindo
energia alternativa, comprando
e vendendo em Ecotricity,
GreenEnergy ou Microgeneration
O Sora é o primeiro ultraleve nacional de fibra de vidro,
material usado comumente fora do Brasil, e os donos
da empresa já querem exportá-lo para os Estados Unidos
sportivas
MODELOS SIMILARES NO MERCADO
PARADISE P-1
CONQUEST 180
SEAMAX
250
215
200
193
83
70
64
66
1380
800
846
1000
190
200
150
85
250
150
85
80
250
340
376
200
Material
composto
Material
composto
e alumínio
Aço
e alumínio
Material composto
e alumínio
Embarcamos na “Aldeia Global” de Marshall
McLuhan, que previu que o mundo no século XXI seria
maravilhoso, uma espécie de “aldeia global”, com todos os seres falando a mesma língua. Vivemos um
mundo onde a liberdade individual é um direito natural e inalienável, como disse há quase 200 anos John
Locke no livro “Tratado do Governo”?
Olhe em volta. A inovação digital é o motor da proliferação do capitalismo criativo, da vitória do gosto
pelo novo, pela paixão, pela descoberta. Começou tímido, com Ebay, Google, Orkut Linkendin, Buscapé,
Uol, Netscape, Paypal, Ning, YouTube, Slideshare,
Digg, Blogger, Twitter e Deli.cio.us, entre outros.
No ínicio era a Wikipedia e sua “revolução francesa”
digital, mas na multiplicação colaborativa nascem sites como Digg, StumbleUpon, Wetpaint, Hype Machine e Twine, e um exemplo notável de um coletivismoemergente, uma nova forma de ação comunitária.
Acredite, o Twitter já é coisa do passado. Algo singular como site robo.to mudará a forma de nos comunicarmos. Nasce Addict-o-match, The Filter e Collecta,
as naus da web semântica 3.0.
Empreenda de igual para igual com os Tiranossauro
Rex do capitalismo primitivo com conceitos de cloud
computing e greentech. Lute contra o aquecimento
global e a mudança climática produzindo energia alternativa, comprando e vendendo em Ecotricity,
GreenEnergy ou Microgeneration.
Vodafone, ABN-Amro, Siemens e Philips utilizam o
RedesignMe ou Springspotters para conseguir insigths
de inovação, teste de produto e co-creation.
O CrowdSprout.com, sindicato moderno, reúne
mães que desejam comprar fraldas, cadeira altas,
chupetas através de um tipo de leilão on-line. São
tempos de união. Vai ajudar? Vivemos ou não a era da
cooperação empresarial?
E você, não está na hora de criar, participar, contribuir? Crie sua empresa nas horas vagas. Controle a sua
vida. Criar um negócio na era digital é sentir-se inserido em um novo mundo. Neste novo mundo, você é o
que você compartilha. A inovação não é toda a história, mas é uma grande história. Onde não podemos
usar velhos mapas para descobrir novas terras. ■