Faça do pdf

Сomentários

Transcrição

Faça do pdf
Jornal da Cidade
Bauru - O Agora é o Caminho do Amanhã
Em comemoração aos 118 anos da cidade
de Bauru o Jornal da Cidade publicou um caderno
especial sobre os desafios econômicos da cidade e
as perspectivas para o futuro.
Para isso, o jornal ouviu alguns especialistas,
a fim de entender o potencial econômico da cidade e
os desafios para atingi-los.
Confira nas próximas páginas os destaques da
publicação e a participação de Thomaz Assumpção,
presidente da Urban Systems, com comentários
quanto a posição de Bauru no Ranking das Melhores
Cidades para Negócios e opiniões quanto às
perspectivas econômicas de Bauru.
Publicação completa em: http://goo.gl/Nd8ZLx
Bauru chega aos 118 anos com quase 400 mil habitantes e situação econômica
considerada boa para uns e nem tanto para outros. Hoje, o município é considerado o 55º
melhor do País para os negócios, a 18ª melhor cidade do Estado de São Paulo e a 26ª melhor
cidade da Região Sudeste.
São índices bons, mas podem melhorar. O desafio é: como? No que diz respeito a
desenvolvimento social, a cidade está na 243ª posição no âmbito nacional e na 67ª no
Estado. Está à frente de municípios como Itapecerica, Barueri e Campinas, mas também nesse
segmento há muito o que melhorar.
Thomaz Assumpção explica que a situação de Bauru é bastante positiva. Porém, a
cidade tem muito o que se desenvolver em diversos setores, já que, para ser um município
atrativo para os negócios, ele deve possuir um desenvolvimento equilibrado nos pilares
econômico e social, garantindo uma sustentabilidade econômica das atividades.
“Não basta uma cidade possuir apenas um elevado desenvolvimento industrial, com alta
taxa de crescimento da produção, se a riqueza gerada não for redistribuída na cidade e
movimentar a economia local, através do varejo e de outros setores”, diz Assumpção.
Thomaz completa, destacando que cidades
com desenvolvimento
econômico, mas sem
desenvolvimento social, sem distribuição de renda
e sem investimentos em saúde e educação, com o
tempo, começam a reduzir seus indicadores de
crescimento e expansão, pois não conseguem
formar novos trabalhadores ou atrair de outras
regiões, quebrando um ciclo de desenvolvimento.
“O poder público não pode apenas atrair
empresas através de incentivos fiscais, pois não
garantem a permanência dessas empresas”, frisa.
Bauru precisa impulsionar seu desenvolvimento
econômico através do crescimento da produção
industrial e do crescimento de negócios, pois o
Crescimento Real do PIB da cidade no período de
2008 a 2011 está abaixo da média do país, como
aponta o estudo. “Essa geração de riqueza
impulsiona de forma orgânica outros indicadores
sociodemográficos e de educação e saúde, por
exemplo, possibilitando
a
cidade
galgar
degraus no ranking”, analisa Assumpção.
alguns
A Urban Systems possui soluções também para prefeituras e governos.
Consulte-nos para entender como podemos auxiliar no planejamento de
cidades e no desenvolvimento dos potenciais econômicos.
Mais informações em www.urbansystems.com.br e
[email protected]

Documentos relacionados