Antiguidade Ocidental: O mundo greco

Сomentários

Transcrição

Antiguidade Ocidental: O mundo greco
Antiguidade Ocidental:
O mundo greco-romano: Grécia
Disciplina: História
Professor: Robinson Alves
1ª série – Ensino Médio
Características gerais:
Escravismo;
Crescimento urbano: comércio;
Expansão territorial: domínio de
povos.
O mundo grego na Antiguidade
Cultura:
Filosofia;
Jogos Olímpicos: paravam guerras entre os
povos crentes (homenagem aos deuses);
Teatro: homenagem aos deuses;
Religião politeísta: Zeus (deus dos deuses).
Grécia:
•
2000 a. C. – 1450 a.C. : ocupação territorial:
aqueus, jônios e eólios;
•
1450 a.C. – 1100 a.C: Período Micênico:
Guerra de Troia
•
1100 a.C – 650 a.C.: Período Homérico:
Narração da Guerra de Troia nas obras Ilíada
e Odisseia, de Homero.
Economia:
Agrária: oliveiras, vinhedos e azeite;
Comercial: artesanato (cerâmicas);
Navegação: Mar Egeu / Jônio: Busca de
produtos alimentícios.
Efeitos: Escravismo / Expansão territorial
Século VII a. C.: formação das
poleis (pólis): cidades-estado;
Principais pólis: Atenas (democracia)
e Esparta (militarização).
Reformadores – A partir do século VII a.C.
Drácon: as leis passam a ser escritas;
Sólon: prepararam Atenas para a democracia:
Criou a Bulé (conselho dos 400) e a Eclésia (assembleia popular da
cidade). Além disso, Sólon aboliu os privilégios políticos dos eupátridas,
criando uma nova organização social a partir da renda (divisão censitária
da sociedade).
Clístenes: pai da democracia. Aprofundou as medidas implantadas por
Sólon.
Aumentou a Bulé para 500 membros, deu mais poder à Eclésia e ao
Helieu (tribunal de popular de Justiça). Fez uma divisão social complexa,
de modo que num mesmo grupo houvesse grupos de tribos diferentes e
de rendas distintas:
Sociedade:
Cidadãos: dotados de direitos políticos
(Homens livres, gregos, adultos);
Metecos: estrangeiros (não possuem direitos
políticos);
Escravos: maior parte da população.
Mulheres e crianças não são cidadãos.
Guerras Médicas (494 – 480 a. C.)
• Expansão do Império Persa: domínio do
Oriente Próximo e subsequente tentativa
de domínio grego;
• Disputa pela hegemonia comercial no Mar
Egeu;
• Liga de Delos: união de Esparta e Atenas;
• Batalha de Salamina: vitória ateniense
sobre os persas.
Expansão de Atenas
• Aumento do poderio econômico
ateniense: ampliação da Liga de Delos e
das redes comerciais de Atenas e as
regiões produtoras de cereais (Crimeia e
Trácia);
• Consolidação da democracia e
valorização da filosofia e das artes.
Guerra do Peloponeso (431 – 404 a. C.)
• Liga do Peloponeso: Esparta, Corinto e
Tebas;
• Liga de Delos: Atenas;
• Vitória de Esparta.
Desagregação do mundo grego
• Oposição entre as pólis gregas;
• Invasão macedônica: Filipe II e Alexandre,
o Grande;
• Fundação de colônias macedônicas:
Grécia, Oriente Próximo e Persas;
• Cultura helenística: fusão de elementos
Orientais (egípcios, persas e
mesopotâmicos) e Ocidentais (gregos).

Documentos relacionados

GRÉCIA ANTIGA – 2 O PERÍODO CLÁSSICO A pólis grega Em fins

GRÉCIA ANTIGA – 2 O PERÍODO CLÁSSICO A pólis grega Em fins Para impedir que o número de hilotas fosse muito maior do que o de esparciatas, era comum a prática de massacres periódicos da população hilota. Esses massacres eram entendidos como exercícios mili...

Leia mais

Antiguidade Clássica

Antiguidade Clássica A Confederação de Delos (478-404 a.C) • Por iniciativa de Aristides, foi formada uma liga de cidades gregas sob a proteção de Atenas, denominada de Confederação de Delos Objetivo: • As pólis dever...

Leia mais

Professor Cristóvão

Professor Cristóvão homens governem devido à sua riqueza, sejam eles poucos ou muitos, há uma oligarquia, e onde os pobres governem, há uma democracia.

Leia mais

Gabarito da Revisão de História 1°, 2° e 3° ano do Ensino Médio

Gabarito da Revisão de História 1°, 2° e 3° ano do Ensino Médio REVISÃO GERAL – 1º ANO EGITO 1. HERÓDOTO AFIRMOU SER O EGITO “UMA DÁDIVA (PRESENTE) DO NILO”. EXPLIQUE TAL AFIRMAÇÃO. PARA HERÓDOTO, A RIQUEZA DO EGITO DEVIA-SE ÀS CHEIAS DO NILO QUE FAVORECIAM O D...

Leia mais