INFLUÊNCIA DO AMBIENTE E SUBSTRATO NA

Сomentários

Transcrição

INFLUÊNCIA DO AMBIENTE E SUBSTRATO NA
INFLUÊNCIA DO AMBIENTE E SUBSTRATO NA EMERGÊNCIA DAS
SEMENTES FLORESTAIS Stryphnodendron microstachyum Poepp. & Endl. e
Enterolobium schomburgkii Benth.
Carlos Henrique Farias Lemos1, Derick de Lima Farias2, Jackeline Nascimento de Lira3, Luan Samarone Silva Rosado4, Manoel de Jesus Vieira
Lima Júnior5
Resumo
O efeito da germinação em diferentes substratos permite conhecer a melhor viabilidade da taxa de emergência das
espécies. Nesse contexto, o objetivo foi analisar a emergência das espécies florestais Stryphnodendron
microstachyum e Enterolobium schomburgkii em diferentes substratos. Foram utilizadas sementes armazenadas a 15
ºC ± 2 ºC desde 2007. Em laboratório, na câmara de germinação ( 25ºC ± 2 ºC e foto-período 12h), utilizou-se papel
Germitest® e vermiculita média para o teste. No viveiro, as sementes foram semeadas em sementeiras nos diferentes
substratos: serragem cozida, areia lavada e areia/serragem (2:1) com sobreamento de 50%. Foi utilizado o
delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições de 25 sementes em cada ambiente. Dentre os
tratamentos, o melhor substrato para S. microstachyum foi vermiculita 94% e o menos eficiente foi areia 68% com
diferença significativa (Tukey α=5%). Nas sementes de E. schomburgkii, dentre os tratamentos testados os melhores
resultados foram nos substratos vermiculita e papel Germitest®, havendo germinação de 43% em ambas e os demais
apresentaram pouca viabilidade na emergência. Por serem sementes de baixo vigor (com cinco anos de
armazenamento), o substrato vermiculita associado ao ambiente controlado da câmara de germinação apresentou o
melhor resultado nas duas espécies.
Palavras chaves: Leguminoseae, Vigor e Amazônia
1
Acadêmico do curso de Engenharia Floresta e Bolsista do Centro de Sementes Nativas da Amazônia (CSNAM) da Universidade Federal do
Amazonas – UFAM, [email protected]
2
Acadêmico do curso de Engenharia Florestal e Bolsista do Programa de Educação Tutorial da Universidade Federal do Amazonas – UFAM,
[email protected]
3
Acadêmica do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Amazonas e Bolsista do Programa de Bolsa de Iniciação Científica
(PIBIC – INPA), [email protected]
4
Acadêmico do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do amazonas e Bolsista do Instituto de Conservação e Desenvolvimento
Sustentável do Amazonas, [email protected]
5
Ph.D/Pesquisador do Centro de Sementes Nativas da Amazônia (CSNAM) da Universidade Federal do Amazonas – UFAM,
[email protected]

Documentos relacionados