Artur Henrique Souza Saldanha - Sicbolsas

Сomentários

Transcrição

Artur Henrique Souza Saldanha - Sicbolsas
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE-UFRN
PROGRAMA DE RECURSOS HUMANOS DA ANP-PRH 43
ENGENHARIA DE PETRÓLEO
RELATÓRIO FINAL
O Mercado de Gás Natural Veicular no município de Natal – RN:
Enfoque do cliente
Discente: Artur Henrique Souza Saldanha
Orientador: M.Sc Célio Gurgel Amorim
Natal/RN, Fevereiro de 2015.
O Mercado de Gás Natural Veicular no município de Natal – RN:
Enfoque do cliente
Artur Henrique Souza Saldanha
Natal/RN, Fevereiro de 2015.
2
Artur Henrique Souza Saldanha
AGRADECIMENTOS
Primeiramente a Deus, por ter me dado força e segurança para que eu pudesse chegar até
aqui.
Aos meus pais, por todos os ensinamentos, paciência, compreensão e amor. Eu amo vocês!
À minha irmã Renata Synara, pelo carinho e pelas palavras de força e perseverança que
foram fundamentais para minha vida.
Ao meu irmão Hiram Junior que apesar da atual distância geográfica entre nós, sei que
sempre torceu por mim.
À minha amada namorada Juli Sergine, que sempre esteve ao meu lado me apoiando nos
momentos mais difíceis, demonstrando companheirismo, paciência e apoio incondicional
durante minha graduação. Muito obrigado por fazer parte da minha vida!! Te amo muito!!
A todos meus familiares, tios, tias, primos, primas, cunhado, cunhadas, sogro, sogra e meus
avós que tenho certeza mesmo estando no céu, estão sempre me guiando em minha trajetória.
Ao meu amigo Wesley Steverson por desenvolver o questionário online da minha pesquisa,
sua ajuda foi de fundamental importância para a conclusão desse trabalho, meu muito
obrigado!!
Ao meu orientador, M.Sc Célio Gurgel Amorim que durante toda essa jornada, se
demonstrou muito paciente, compreensivo e amigo, meu muito obrigado!
Aos professores do Departamento de Engenharia de Petróleo, por todo conhecimento
passado.
Aos meus amigos de graduação, por todo apoio e momentos de descontração.
3
Artur Henrique Souza Saldanha
Aos funcionários da sala I14, Emerson e Josimália que sempre estiveram dispostos a nos
ajudar.
Ao PRH-43 pelo apoio financeiro.
Ao MCTI, FINEP e ANP pelo apoio na minha pesquisa.
4
Artur Henrique Souza Saldanha
DEDICATÓRIA
Dedico esse momento especial em minha vida
aos meus pais, Hiram e Maria, a minha irmã,
Renata, ao meu irmão, Hiram Jr. e a minha
namorada, Juli Sergine.
5
Artur Henrique Souza Saldanha
Saldanha, Artur Henrique Souza – “O mercado de gás natural veicular no município de
Natal-RN: Enfoque do Cliente.’’ Relatório Final, Departamento de Engenharia de Petróleo,
Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal – RN, Brasil.
Orientador: M.Sc Célio Gurgel Amorim
RESUMO
O principal objetivo desse trabalho é realizar um levantamento de opinião das pessoas
referente ao Gás Natural Veicular (GNV) no município de Natal-RN, visando a possiblidade
de ampliar o uso do GNV na frota potiguar. Foi realizado uma pesquisa de opinião a respeito
do mesmo. Os dados obtidos durante a pesquisa servirão como conclusões do presente
trabalho.
Palavras-chave: Gás Natural, Pesquisa de Opinião.
6
Artur Henrique Souza Saldanha
Saldanha, Artur Henrique Souza – “The market for natural gas vehicle in Natal-RN city:
Customer Focus” Relatório final, Departamento de Engenharia de Petróleo, Universidade
Federal do Rio Grande do Norte. Natal – RN, Brasil.
ABSTRACT
The main objective of this study was to survey the opinion of the people regarding
the Natural Gas Vehicular ( NGV ) in the city of Natal-RN , in order to the possibility of
expanding the use of CNG in the RN fleet. A survey about the study was conducted . The
data obtained during the survey will serve as conclusions of this work.
Keywords: Natural Gas, Opinion Survey .
7
Artur Henrique Souza Saldanha
Sumário
Capítulo 1 ............................................................................................................................... 9
1.Introdução .......................................................................................................................... 10
1.1 Objetivo ............................................................................................................. 11
Capítulo 2 ............................................................................................................................. 12
2.Fundamentação Teórica ..................................................................................................... 13
2.1 História do Gás Natural e suas Características .................................................... 13
2.2 Processo de obtenção do Gás Natural .................................................................. 13
2.3 GNV ..................................................................................................................... 14
Capítulo 3 ............................................................................................................................. 16
3.Metodologia ....................................................................................................................... 17
3.1 Objetivo da pesquisa ............................................................................................ 17
Capítulo 4 ............................................................................................................................. 18
4. Resultados e Discussões ................................................................................................... 19
4.1 Combustível predominante ............................................................................................ 19
4.2 Análise das pessoas que utilizam o GNV ....................................................................... 20
4.3 Análise das pessoas que não utilizam o GNV. ............................................................... 23
4.4 Análise das pessoas que possuíram o GNV.................................................................... 24
Capítulo 5 ............................................................................................................................. 25
5. Conclusão ......................................................................................................................... 26
Capítulo 6 ............................................................................................................................. 27
6.Referências Bibliográficas ................................................................................................. 28
LISTA DE FIGURAS
Figura 1. Conversão e Consumo de GNV. ........................................................................... 11
Figura 2. Proporção de Combustível .................................................................................... 19
Figura 3. Comparativo de preço dos combustíveis............................................................... 20
Figura 4. Desempenho dos veículos ..................................................................................... 21
Figura 5. Manutenção dos Veículos ..................................................................................... 22
Figura 6. Motivos para não usar o GNV. ............................................................................. 23
Figura 7. Motivos GNV desisntalados ................................................................................. 24
8
Artur Henrique Souza Saldanha
Capítulo 1
INTRODUÇÃO
9
Artur Henrique Souza Saldanha
1.Introdução
O Gás natural é um hidrocarboneto oriundo da decomposição da matéria orgânica,
por milhares de anos. As primeiras etapas de decomposição dessa matéria orgânica resultam
na produção do petróleo e as últimas, dão origem ao gás natural. A cadeia produtiva do gás
natural é dividida em seis etapas. Na primeira ocorre a exploração, que tem como objetivo
verificar a existência ou não do gás natural. A segunda etapa consiste em instalar uma
infraestrutura que possibilite operar o poço. Na terceira etapa, ocorre a produção que consiste
em um processamento preliminar em campo e o transporte até a base de armazenamento. A
quarta etapa é o processamento em sí, onde é realizada a retirada de frações pesadas e a
compressão do gás natural. A quinta etapa consiste no transporte do mesmo. A última etapa
é a entrega do gás natural para o consumidor final.
O gás natural, após sua extração, é enviado por gasoduto às unidades de
Processamento de Gás Natural (UPGN) para retirada de frações condensáveis como o Gás
liquefeito de Petróleo-GLP (mistura de propano e butano) é usado principalmente como gás
doméstico, e a gasolina natural, sobra um gás seco e leve em relação à atmosfera como fonte
energética (GAZNET, 2004). Na distribuição do gás natural no município de Natal/RN, uma
das formas de comercialização ocorre através dos postos de distribuição na forma de gás
natural veicular (GNV), que provém do Gasoduto do Nordeste, operado pela Transpetro e
distribuída pela Companhia Potigás. Os Postos de revenda comprimem o gás a pressões
elevadas e abastecem os veículos adaptados para esse energético.
No Brasil, a utilização do gás natural teve início no final da década de 1980 com a
elaboração do PLANGÁS-Plano Nacional de Gás para uso do transporte. O plano tinha como
objetivo a substituição do óleo diesel, uma vez que este combustível correspondia a
aproximadamente 52% do consumo energético do país, enquanto o gás natural representava
apenas 1,88% desse total (IPIRANGA, 2004). A partir dessa década, o consumo de GNV
começou a crescer de forma rápida e contínua, principalmente na cidade de Natal-RN, onde
a frota de veículos convertidos para o GNV passa dos 18.000 veículos, e conta com a
10
Artur Henrique Souza Saldanha
presença de 37 postos fornecedores de GNV, com consumo mensal médio de GNV de
aproximadamente 140 Mm³/d. Essas informações despertaram a atenção das indústrias
distribuidoras, o que as levaram a investir em novas estações de abastecimento. Com o passar
dos anos, foi observado que a quantidade de conversão (Figura 01), e o consumo do GNV
(Figura 02) caíram de forma significante. Diante dessa situação, esse trabalho de pesquisa
visa analisar os reais motivos pelos quais o consumo e a conversão para o GNV vêm caindo
nos últimos anos, principalmente na região de Natal. Pretende-se também propor ações para
que o mercado volte a crescer. Para auxiliar na busca dessas respostas, o presente trabalho
analisará a situação do mercado potiguar de gás natural no segmento veicular comercial, bem
como suas perspectivas de consolidação e crescimento em território potiguar.
Figura 1. Consumo de GNV.
Figura2. Consumo de GNV.
1.1 Objetivo
Diante dessa situação, esse trabalho de pesquisa visa analisar os reais motivos pelos
quais o consumo e a conversão para o GNV vêm caindo nos últimos anos, principalmente na
região de Natal. Pretende-se também propor ações para que o mercado volte a crescer. Para
auxiliar na busca dessas respostas, o presente trabalho analisará a situação do mercado
potiguar de gás natural no segmento veicular comercial, bem como suas perspectivas de
consolidação e crescimento em território potiguar.
11
Artur Henrique Souza Saldanha
Capítulo 2
Aspectos Teóricos
12
Artur Henrique Souza Saldanha
2.Fundamentação Teórica
Inicialmente são descritas algumas características técnicas e comerciais no GNV e
como sua utilização no Brasil vem se desenvolvendo. Logo a seguir irá ser apresentado
aspectos ligados a indústria do GNV no país.
2.1 História do Gás Natural e suas Características
No Brasil, a utilização do Gás Natural começou modestamente por volta de 1940,
com as descobertas de óleo e gás na Bahia, atendendo a indústria localizadas no Recôncavo
Baiano. Depois de alguns anos, as bacias do Recôncavo, Sergipe e Alagoas eram destinadas
quase em sua totalidade para a fabricação de insumos industriais e combustíveis para a
refinaria Landulfo Alves e o Pólo Petroquimico de Camaçari (GASENERGIA, 2004).
O grande marco do GN ocorreu com a exploração da Bacia de Campos, no estado do
Rio de Janeiro, na década de 80. O desenvolvimento da bacia proporcionou um aumento no
uso da matéria-prima, elevando para 2,7% a participação do GN na matriz energética
nacional (GASENERGIA, 2004).
De acordo com as previsões de consumo, até o ano de 2020, o Gás é a matriz
energética que mais crescerá, não obstante o desempenho do Petróleo e suas variações de
preços. Assim, diversos segmentos estão se mobilizando a fim de alcançar tais metas
(GAZCAR, 2004).
2.2 Processo de obtenção do Gás Natural
A produção do Gás Natural, segue as seguintes fases:
Exploração
Desenvolvimento
&
Produção
Processamento
Distribuição
Transporte
13
Artur Henrique Souza Saldanha
2.3 GNV
A poluição do ar tem aumentado de forma significante com o passar dos anos. A
maioria dos países hoje vem sofrendo com as conseqüências devido a esse aumento da
poluição. O grande vilão que interfere de forma direta no aumento significativo da poluição
do ar é a queima de derivados do petróleo, como por exemplos, a gasolina e o diesel. A
queima desses combustíveis lança diretamente na atmosfera uma grande quantidade de
monóxido de carbono e dióxido de carbono, entre outros. A presença desses gases vem
acarretando problemas de saúde na população e ocasionando danos aos ecossistemas e ao
patrimônio histórico e cultural.
Por outro lado, os preços do etanol e da gasolina estão elevados, decorrentes de
problemas nas lavouras de cana-de-açúcar e do preço elevado do petróleo no mercado
internacional. Projeta-se forte crescimento da oferta doméstica de gás natural para os
próximos anos, tanto em áreas do Pré-sal quanto em campos em terra.
Diante dos fatos apresentados, as buscas por fontes alternativas menos poluentes têm
se tornado o foco do momento. O gás natura veicular (GNV) ficou conhecido como o
combustível do futuro, pois ele é mais limpo e quase não há liberação de monóxido de
carbono para a atmosfera. Ele também é um combustível não corrosivo, isso faz com que não
se formem depósitos de carbono nas câmaras de combustão. Normalmente, o GNV não
possui enxofre em sua composição, isso implica no não lançamento para a atmosfera de
substancia responsável pela formação da chuva ácida.
O GNV surgiu no mercado como um combustível mais barato, menos poluente e mais
econômico do que os combustíveis tradicionais, Com isto, muitas pessoas optaram pela
conversão dos seus automóveis para o uso do mesmo. Os custos envolvidos para a
transformação do automóvel chegam a ser muito baixo em relação aos benefícios de
economia que ele trará, se gasta hoje em média uma faixa de R$:1.500,00 para a conversão
de um veículo leve. O GNV hoje é considerado um dos combustíveis mais seguros na hora
do abastecimento, pois ele não entra em contato com o ar na hora do abastecimento, o que
impossibilita a combustão, e caso haja vazamento, o GNV rapidamente se dissipa na
atmosfera reduzindo os riscos de explosões. Como o GNV realiza uma combustão completa,
14
Artur Henrique Souza Saldanha
isso faz com que ele aumente a vida útil do motor, diminuindo assim a necessidade de
manutenção no veículo.
15
Artur Henrique Souza Saldanha
Capítulo 3
Metodologia da Pesquisa
16
Artur Henrique Souza Saldanha
3.Metodologia
A metodologia adotada foi de forma bem semelhante à da tese de mestrado de
RODRIGUES (2005), onde primeiramente será realizado todo um levantamento
bibliográfico sobre as características do Gás Natural, dando foco no GNV e pesquisando suas
vantagens e desvantagens em relação aos outros combustíveis. Foi realizado também um
levantamento para saber a quantidade de postos de combustíveis que comercializam GNV na
Cidade de Natal-RN. A etapa final da pesquisa se dará com a elaboração de questionários,
com caráter avaliativo, realizando entrevistas com todas as pessoas ligadas de forma direta
com o GNV. Esse questionário aborda as questões do GNV de forma geral, com foco
principalmente em: quantidade de postos, localização dos postos, preço, qualidade, custos,
atendimento, manutenção, segurança e meio ambiente. Os resultados da pesquisa serão
apresentados graficamente e também descritivamente, depois de tabulados os dados obtidos,
foi feita uma análise detalhada dos resultados, fazendo com que se pudesse apresentar a
conclusão do presente trabalho.
3.1 Objetivo da pesquisa
Essa pesquisa tem o intuito de fornecer o real motivo pela qual o consumo de GNV,
principalmente na cidade de Natal-RN vem caindo de forma significante com o passar dos
tempos. Esse trabalho tomará como base principalmente a pesquisa de Mestrado
Profissionalizante em Engenharia, de autoria de Rodrigues (2005), cujo tema é “O Mercado
de Gás Natural Veicular em Curitiba: Visão dos Taxistas”.
17
Artur Henrique Souza Saldanha
Capítulo 4
Resultados e Discussões
18
Artur Henrique Souza Saldanha
4. Resultados e Discussões
Nesse capitulo será abordado a análise da satisfação do questionário por parte dos
entrevistados em relação ao GNV. Foram entrevistados ao todo um total de 167 pessoas.
4.1 Combustível predominante
Ao analisar os dados do gráfico abaixo, pode-se notar que durante a pesquisa de
satisfação, o combustível mais utilizado pelos entrevistados foi o GNV, representando um
percentual equivalente a 52% dos entrevistados.
Combustível
52
72
87
1
Álcool
Gasolina
Diesel
GNV
Flex
Figura 2. Proporção de Combustível
19
Artur Henrique Souza Saldanha
4.2 Análise das pessoas que utilizam o GNV
Dos 167 entrevistados, 87 afirmam utilizar o GNV como combustível. Desses 87
entrevistados, 86 afirmam que acham o GNV um combustível confiável.
Analisando o gráfico abaixo, pode-se obter um comparativo dos preços do GNV em
relação aos demais combustíveis existentes. Aproximadamente 73% dos entrevistados acham
que o GNV possui um preço mais barato se comparado com os demais combustíveis.
Preço GNV X Demais Combustíveis
Muito mais barato
Mais barato
Indiferente
Mais caro
Muito mais caro
Figura 3. Comparativo de preço dos combustíveis
Dos entrevistados, 76% afirmam que os postos que fornecem GNV estão muito bem
distribuídos por toda região de Natal-RN e que a quantidade é suficiente para que seja
atendida toda a demanda de consumo.
20
Artur Henrique Souza Saldanha
Na Figura 4 abaixo pode-se ver a opinião dos entrevistados em relação ao
desempenho do seu veículo após a instalação do Kit GNV. Analisando o gráfico, pode-se
observar que 94% dos entrevistados relatam que após instalação do GNV em seus veículos,
os mesmos apresentaram perdas significativa quanto ao desempenho do veículo.
Desempenho do Veículo
4%2%
94%
Melhorou
Piorou
Não alterou
Figura 4. Desempenho dos veículos
Aproximadamente 97% dos entrevistados acreditam que com a instalação do kit GNV
em seus veículos, os mesmos passaram a ter um maior gasto em relação a manutenção,
conforme podemos observar pela Figura 5.
21
Artur Henrique Souza Saldanha
Aumento de Manutenção
90
80
85
70
60
50
40
30
20
10
2
0
Sim
Não
Figura 5. Manutenção dos Veículos
22
Artur Henrique Souza Saldanha
4.3 Análise das pessoas que não utilizam o GNV.
Aproximadamente 44% dos entrevistados não possuíam o kit GNV instalado em seus
veículos. Em virtude de ser um percentual relativamente considerado, foi aplicado um
questionário para tentar entender os motivos pelos quais os mesmos não o utilizam.
Motivos para não usar o GNV
40
35
30
25
20
15
10
5
0
Figura 6. Motivos para não usar o GNV.
Analisando o gráfico da figura acima, pode-se observar que foram obtidas respostas
bem diversificadas quanto ao porquê de não utilizar o GNV nos veículos. Dos 9 parâmetros
analisados, apenas quatro tiveram uma maior frequência de respostas. Aproximadamente
37% dos entrevistados afirmam que acham o GNV um combustível inseguro. 47% acham
que ocorre perda de potência do motor e perda significativa do espaço do porta malas e 38%
23
Artur Henrique Souza Saldanha
acham que existe uma carência grande em relação as informações de vantagem e
desvantagens sobre o GNV.
4.4 Análise das pessoas que possuíram o GNV.
Por fim foi aplicado esse questionário especifico, com intuito de avaliar o motivo pelo
qual esses entrevistados resolveram desinstalar o GNV dos seus veículos. Mesmo o
percentual de entrevistado com esse perfil tenha sido baixo (3,6%), foi possível tirar uma
conclusão.
Motivos GNV desinstalados
Alta no preço do GNV
13%
33%
7%
7%
Custo de manutenção
Falta de segurança
Perda de espaço na mala
13%
27%
Qualidade insatisfatória
Perda de desempenho
Figura 7. Motivos GNV desisntalados
Com a análise do Figura 7, pode-se concluir que os motivos principais que levaram
os consumidores a desinstalarem os kits GNV dos seus veículos foram, a perda de
desempenho e a baixa qualidade apresentada pelo mesmo.
24
Artur Henrique Souza Saldanha
Capítulo 5
Conclusões
25
Artur Henrique Souza Saldanha
5. Conclusão
O presente trabalho teve como objetivo realizar um estudo de satisfação dos clientes
do GNV na região de Natal-RN visando obter informações importantes sobre a opinião da
população que utiliza, dos que não utilizam e dos que já utilizaram o GNV.
O GNV é um dos combustíveis mais barato se comparado aos demais, polui menos o
meio ambiente e é menos susceptível a explosões.
A pesquisa contou com a participação de 167 pessoas entrevistadas, no qual 52% dos
entrevistados utilizam o GNV como combustível principal, 44% não utilizam e apenas 6% já
utilizaram o GNV.
Aproximadamente 70% dos entrevistados relatam não se importar com o fato do
GNV ser um combustível menos poluente.
A maioria dos entrevistados relataram que o GNV fez com eles tivessem uma perda
de potência do motor e um aumento com gastos na manutenção do veículo.
Para que houvesse um possível aumento na frota de veículos com GNV, faz-se
necessário a implantação de alguns pontos:
-Fabricas automobilísticas passassem a realizar adaptações para que os cilindros de
GNV não prejudicassem o porta malas;
-Campanhas que mostrassem a população os benefícios para quem utiliza o GNV;
-Incentivos fiscais por parte do governo, beneficiando as pessoas que convertessem
seus veículos.
26
Artur Henrique Souza Saldanha
Capítulo 6
Referências Bibliográficas
27
Artur Henrique Souza Saldanha
6.Referências Bibliográficas
Andrade, E. C.; Thomé, G. O.; Miranda, S. S. A. Nível de Satistação dos Clientes de um
Posto de Revenda Varejista de Combustíveis: Estudo De Caso No Município De Areado
– Mg. X Congresso de Administração, Campus de Alfenas, 17 a 21 de Outubro de 2011.
González, M. O. A.; Amorim, C. G.; Ramos, R. E. B. Fatores determinantes da
satisfação e da fidelidade dos clientes em postos de combustíveis. XXIV Encontro Nac.
de Eng. de Produção - Florianópolis, SC, Brasil, 03 a 05 de nov de 2004.
Morais, R. C. A Experiência do Gás Natural Veicular no Brasil: Análise Empírica dos
Efeitos de Políticas de Incentivo. Universidade Federal do Rio de Janeiro / Instituto de
Economia. Monografia de Bacharelado: 2013.
Pamplona, E. O.; Ávila, P. L. e Ricci, M. T. Avaliação econômica e de risco do uso de
GNV (Gás Natural Veicular) em frotas de ônibus urbano. XXVI ENEGEP - Fortaleza,
CE, Brasil, 9 a 11 de Outubro de 2006.
Rodrigues, D. O Mercado de Gás Natural Veicular em Curitiba: Visão dos Taxistas.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul: Escola de Engenharia. Mestrado
Profissionalizante, 112p, 2005.
Teixeira, F. M. T. O Potencial do Gás Natural Veicular no Mercado Gaúcho.
Dissertação de Mestrado Profissionalizante. Escola de Engenharia da Universidade Federal
do Rio Grande do Sul, 177p, 2003.
Cavalcanti, M. C. B. Ascenção do Gás Natural no Mercado de Combustíveis
Automotivos no Brasil. 3o Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás,
Salvador/BA, 2 a 5 de outubro de 2005.
GASNET. Gás natural. 2004. Disponível em http://www.gasnet.com.br Acesso em
28/01/2015.
IPIRANGA. Gás natural. 2004. Disponível em http://www.ipiranga.com.br/ Acesso em
28/01/2015.
GASENERGIA. Vantagens. 2004. Disponível em
http:www.gasenergia.com.br/portal/simulador/vantagens.jsp Acesso em 28/01/2015.
GAZCAR. Histórico do GNV. 2004. Disponível em
http://www.gazcar.com.br/historico.htm. Acesso em 20/01/2015.
28
Artur Henrique Souza Saldanha

Documentos relacionados

Rio de Janeiro lidera o mercado de GNV

Rio de Janeiro lidera o mercado de GNV Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) e pelo Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente). Além de oferecer a vantagem de ser abastecido por um combustível ...

Leia mais

Fabricantes de cilindros no ramo nacional e internacional de

Fabricantes de cilindros no ramo nacional e internacional de trazendo para o mercado mais um lançamento: o "Cilindro Universal ". Ele explica que o produto alia melhor a relação tamanho x volume, além de ter um preço extremamente competitivo. O “Cilindro Uni...

Leia mais

empresas mostram seu potencial e tecnologias

empresas mostram seu potencial e tecnologias efetivas fontes de Energia. O gás natural veicular é uma ótima energia que em sua utilização consegue-se um rendimento melhor

Leia mais