Especialista em Sao Paulo

Сomentários

Transcrição

Especialista em Sao Paulo
Televisco
Canal 21 : funcoes flexiveis na equipe buscam a integragao dos jornalista s
Especialista
em Sao Paulo
Canal 21 traz formula
canadense para cobrir a cidad e
por Paulo Castilh o
C a
0 Canal 21 quer ser o
canal de Sao Paulo .
Para isso, reformula coes importantes estao
sendo feitas na estrutu ra e no comando d a
n a I
2 1 emissora . Todo o pro jeto a inspirado no modelo da City TV - uma emissora canadense de 25 anos, conceituada por su a
criatividade, de carater local, e que cobre toda a area da cidade de Toronto e
redondezas corn seus cerca de quatr o
milhoes de habitantes (bem menos qu e
os 16,5 milhoes da Grande Sao Paulo) .
40
O contrato, renovavel, e valido po r
tits anos e preve ampla consultoria par a
o canal brasileiro na orientacao e n a
execucao do projeto. Os valores do investimento ainda nao foram fechado s
completamente, o que impediu a sua di vulgacao ate o fechamento desta edicao .
Urn intercambio internacional de profissionais entre os dois canais tambe m
esta previsto para varias areas de televisao : jornalismo, equipe tecnica, equi pe de programacao, area comercial e
marketing . 0 Canal 21 tell ainda o direito de usar os programas da City TV
ou mesmo copiar seus formatos .
Lider de audiencia na frequenci a
UHF, o 21 deve estrear a sua nova programacao em julho . Desde janeiro, porem, a direcao de jornalismo do canal e
comandada pelo jornalista Ricard o
Kotscho, que viajou ao Canada especial mente para conhecer o processo da Cit y
TV. Entre as principais mudancas, que
buscam a independencia do Canal 21 ,
estao : a cobertura do jornalismo local
da cidade de Sao Paulo para a nave-mae ,
Bandeirantes, e a desvinculacao corn pieta, desde fevereiro, dos departamentos de jornalismo e comercial da Radi o
Bandeirantes AM, antes coordenado s
em conjunto . Atualmente, alem de tit s
telejornais proprios - Jornal do Meiodia, Jornal Sao Paulo e Jornal Dez - ,
a editoria do Canal 21 a responsave l
pela producao dos telejornais locais d a
Band - Acontece e Rede Cidade. Em
troca, toda a cobertura nacional e internacional da Bandeirantes sera aproveitada no seu noticiario .
Busca de identidad e
"A ideia e o 21 ser especialista em
Sao Paulo . Queremos fazer a melhor co bertura da cidade", afirma a diretora IMPRENSA - MAIO 1998
geral Denise Gomes . Ricardo Kotscho
considera ideal o formato da City T V
"por tratar-se de urn modelo revolucionario de televisao local" . Ele define o
exito da emissora canadense como o
resultado de tres elementos centrais d e
trabalho : identidade diferenciada, participacao de todos em tudo e integracao plena dos departamentos .
"Esta identidade diferenciada baseiase principalmente no visual, na forma, no
grafismo, na agilidade, nas cores, de ma neira que ao zapear os canais o telespec tador logo identifique a emissora . A participacao se da em todos os setores qu e
funcionam na empresa, desde a recepcio nista, ate o presidente-executivo . Todo s
voltados para fazer algo novo, diferente ,
ousado e original", explica o diretor d e
Jornalismo do Canal 21 .
O processo da City
TV e diferente das teve s
convencionais . Seus programas nao sac, apresentados em estudio . "E a
vida como ela e . Ness e
sentido, queremos faze r
uma televisao mais Proxima do nosso publico ,
onde ele sinta que nada e
armado", define Denis e
Gomes .
Os telejornais sac)
apresentados direto da redacao . Os apresentadore s
chamam as editorias e o s
reporteres apresenta m
suas proprias materias .
Eles acompanham todo o
fechamento, ate a materia it ao ar. 0 formato do ancora, para eles, a uma cois a
do passado .
O 21 ja vem adotando o mesmo estilo em seu noticiario . As funcoes defini das dentro do telejornal sao bastante fle xiveis e buscam uma constante integracao . Celso Zucatelli, por exemplo, qu e
apresenta o Jornal Dez, chegou ao 2 1
como reporter. Hoje, continua fazendo
materias, alem de ser editor e apresentador do Dez. 0 mesmo acontece corn Lu ciana Liviero, no lama/ do Meio-dia e
corn Luciana Bonafe, no Jornal Sao
Paulo. "Isso permite ate urn rodizio d e
apresentadores . Todo mundo tern que se r
jornalista e todo mundo tern que ser re porter", esclarece Kotscho .
Ele lembra urn dia em que houve urn
incendio na Rhodia : "So havia cine grafistas disponiveis e entao, chamei a
IMPRENSA - MAIO 1998
Adriana Bittar, que a pauteira . Ela m e
perguntou assustada : `Mas eu!? Eu nao
sou reporter!' Respondi : `Voce nao a jornalista?' Ela foi la, fez tudo direitinho e
a materia foi ao ar", completa.
Os olhos de Toronto
Outra caracteristica da City TV e o
ritmo e a presenca na cidade, determinados pela agilidade de informacoe s
voltadas para o interesse concreto do telespectador. A formula contem : muito
transito - no qual o 21 a pioneiro, utilizando as cameras da CET na programacao -, informacoes sobre o tempo ,
links em pontos determinados e cameras espalhadas pela cidade, os chamados "olhos de Toronto" .
Alem disso, sac) usados videOgrafo s
- video-repOrteres - que se pautam ,
captam imagens e informacoes, contando sozinhos uma histOria completa . No Canal 21 o departamento de videografos j a
esta sendo implantado e a
coordenacao esta a carg o
da jornalista e video maker Renata Falzoni .
Outro grande diferencial que sera implantad o
no 21 e o Speaker's Corner: a "voz do povo n a
TV", como define Kotscho . Sao cabines de video, instaladas nas ruas ,
que permitem a qualquer
urn, pagando urn dolar,
gravar o que quiser duran te dois minutos . "Este material serve
para divulgar a emissora e aproxima-l a
do publico, dando a ela urn carater de mocratico e aberto", explica Kotscho .
Entre as utilidades do Speaker's Corner estao a alimentacdo de enquete s
para programas jornalisticos e/ou inte rativos e para a producao de teasers de
passagens, entre outras aplicacbes .
A audienci a
Denise: identidade, ante s
da audiencia
Competir diretamente corn as outras
emissoras nao esta nos planos do Canal
21 . "0 interesse fundamental nao e
competir, mas oferecer algo diferente" ,
explica Denise Gomes . "Nossa intencao
e criar uma identidade local, antes d a
audiencia de massa", completa . Par a
ela, a grande sacada de Moses Znaimer,
presidente da City TV, e olhar todos os
canais e buscar uma diferenciacdo a
41
Kotscho no
Canada :
com Moses
Znaimer
da City TV,
(a esq.)
e junto d a
equipe
do Canal 2 1
partir de coisas que o ptlblico quer ver .
O principal desafio do 21 perante o
possibilidade de criar urn horario par a
"Ele se fez assim", conclui .
piiblico sera atingir as classes mais simapresentando de producbes locals e naO forte esquema de promocdo e
ples da populacao . Isso porque "o jorcionais .
marketing usado pela City TV inclu i
nalismo, principal produto do canal, ter n
0 noticiario esportivo - hoje corn
desde o seu predio sede, parecido cor n
dificuldade de penetracao nas classes D
Ricardo Capriotti apresentando o Jogo
urn grande cenario - uma marca regise E", entende Denise .
Aberto
deve buscar tambem urn card trada na cidade de Toronto - ate o s
ter local, conforme a proposta do canal .
carros dos videografos, que funciona m
A nova grade do 2 1
A intencao e fazer, alem dos esportes tra como outdoors ambulantes da emissoCorn a nova grade de programacao ,
dicionais, a cobertura de esportes amara . Moses define : "0 ideal, para cada
a carga horaria do canal deve passar da s
dores, de competicoes locais e de gran dolar investido ern producao, a ter urn
atuais 12 horas para 24 . 0 jornalismo ,
des campeonatos entre escolas .
dolar investido em marketing" .
que hoje ocupa tres horas e meia de proAs coberturas culturais e de espeA fragmentacao da audiencia, conducao diaria, passara a preencher oit o
taculos devem ser incluidas na prograsequencia do aumento do numero de ca horas e meia . "Queremos entrar corn
macao como urn produto diferenciad o
nais, levou a City TV a oferecer um a
noticias da cidade desde as seis horas
da emissora, mostrando entrevistas exproposta diferente aos seus anuncianda mantra, mostrando Sao Paulo acorclusivas e bastidores . "0 nosso jornates : nao importa quantas pessoas vao ver
dando", diz Denise Gomes .
lismo nab se resumira necessariameno produto, mas quantas poderao comA nova grade de programacao preve
te ao factual, mas tambem em matepra-lo . Na busca da identidade corn o
ainda a compra de grandes filmes par a
rias de todas as areas . Vamos cobri r
telespectador, o Canal 21 realizara eso horario nobre, urn por noite, em ve z
eventos que ninguem mais vai cobrir" ,
tudos para definir os horarios mais adedos enlatados que hoje preenchem diagarante Denise Gomes .
quados para montar a sua grade de proriamente os horarios do canal . Existe a
gramacao .
A ultima da City TV
O carater local do 21, n o
No ultimo dia 30 de janeientanto, nao parece ser proble Os dez mandamentos da City T V
ro, a City TV lancou sua mai s
ma para os anunciantes, no que
recente inovacao, reforcand o
• Televisao e o triunfo da imagem sobre o mundo impresso .
diz respeito a quantidade de te a caracteristica de constant e
• A verdadeira natureza da TV e fluir e nao mostrar.
lespectadores . Denise Gome s
renovacao e criatividade d o
• Quando as TVs internacionais se expandem, a necessi acredita que "por ser Sao Pau canal . Trata-se do CP24 (Cadade de programacao local aumenta .
lo uma cidade onde tudo acon ble Pulse 24), o primeiro ca• A melhor TV me conta o que aconteceu comigo hoje .
tece e onde o pals inteiro sem nal regional informativo d e
• TV e mais sobre as pessoas mudando a historia do que a
pre esta de olho, o Canal 2 1
lingua inglesa que transmit e
historia em si .
torna-se urn canal interessant e
24 horas por dia . Sempr e
• No passado as televisoes eram lideradas pela politica ;
para entrar via satelite" Ale m
mantendo o foco editorial sob
no futuro elas sera() e devem ser arte por elas mesmas .
disso, ela lembra que "atualuma perspectiva local . "Pri• 0 mundo impresso criou analfabetos ; TV e democracia.
mente apenas 60% dos domimeiro minha regiao, minh a
E acessivel a qualquer urn .
cilios possuem recepOo cor n
cidade, minha rua, minh a
• TV cria consenso imediato, sujeito a mudanca imediata .
UHF e a tendencia e o aumen casa, minha famflia e meu tra• Nunca houve audiencia de massa, exceto por compulsao .
to desse numero pois os apabalho . Depois, entao, meu es• TV nab a urn problema para ser administrado, mas ur n
relhos hoje ja saem de fabric a
tado, meu pals e o mundo" ,
instrumento para ser tocado .
corn essa possibilidade" .
como define Moses .
X
42
IMPRENSA - MAIO 1998