De portas abertas para o carioca - SindRio

Сomentários

Transcrição

De portas abertas para o carioca - SindRio
IBGE mapeia meios de hospedagem cariocas pág. 3
Beneficie-se das parcerias fechadas pelo SindRio pág. 13
SindRio Notícias é uma publicação do SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes
Ano 11 // Número 86 // abril 2012
SindRio Notícias
De portas
abertas
para o
carioca
Movimento dos
moradores da
cidade aumenta
faturamento
dos hotéis
EDITORIAL
NESTA EDIÇÃO
Raio X da hotelaria
Críticas e defesa
público previsto pela ONU e pelo Itamaraty.
o ano de fato começa para
No encontro, ao qual esteve presente também
grande parte dos setores, a
a Federação Brasileira de Hospedagem e Ali-
hotelaria carioca foi parar
mentação (FBHA), o SindRio se comprometeu a
na berlinda. Desde então,
conversar com a hotelaria e, em especial, seus
temos sido bombardeados com notícias nega-
associados para que revessem os preços prati-
tivas na imprensa, que causam burburinho, im-
cados e as políticas de reservas para o período
pacto na imagem da cidade e muitas dúvidas.
da conferência. Argumentamos que as tarifas
Primeiro, sofremos com divulgação de uma
pesquisa do IBGE sobre os meios de hospe-
Pesquisa, que pode ajudar a nortear investimentos, mapeia os meios brasileiros
Capital dos albergues
A pesquisa confirmou ainda que o Rio
de Janeiro é a capital do país com maior
número de albergues turísticos. Dos 94
albergues formais existentes nas capitais
07
brasileiras, 33 estão na cidade, o dobro da
segunda cidade, Salvador, onde estão 16
casas. Para o economista Mauro Osório, os
são formadas a partir de uma série de fatores e
dados mostram a força do Rio de Janeiro
que, ainda assim, tentaríamos diálogo.
dagem brasileiros. O documento, segundo o
Apesar do momento delicado, reforço que
Ministério do Turismo, parceiro na empreitada,
o segmento vem recebendo altos investimen-
ajudará a nortear os investimentos no setor
tos e prestará bons serviços tanto durante a
para a Copa de 2014. Como o cronograma atra-
Copa quanto nos Jogos Olímpicos. Precisamos
sado da organização do evento vem sendo am-
mais do que nunca nos unir em torno do obje-
plamente criticado, à hotelaria nacional coube
tivo de crescer e melhorar sempre. Ainda sobre
uma parcela de culpa para o possível fracasso
este assunto, é bom anunciar que atualmente
da competição. Algumas cidades de fato apre-
estamos em negociação com um grupo de dis-
sentam rede deficitária no momento, mas é
sidentes que planeja fundar e operar um sindi-
injusto afirmar que no Rio as coisas vão mal. A
para o chamado turismo de convivência:
“A pacificação das favelas, os novos albergues e uma política de formalização e
16
A piscina do Windsor Atlantica: hotéis na capital do Rio têm mais unidades que no resto do país
Q
uando o assunto é hospe-
Rio é a cidade com maior concentração de
dagem, o Brasil e o Rio de
unidades habitacionais, com média de 74
Janeiro têm despertado de-
por estabelecimento. Em São Paulo, onde
bates e opiniões divergentes.
estão 972 dos empreendimentos do país,
Enquanto algumas autoridades questio-
a média de UHs cai para 56.
nam o potencial hoteleiro da cidade para
O estudo separou a rede de hospe-
cato apenas de meios de hospedagem. Há um
receber os megaeventos, as entidades do
dagem do Brasil por categorias e tipos,
reportagem na página ao lado mostra o panora-
processo na justiça correndo e, paralelamente,
turismo garantem que o país estará prepa-
mostrando a forte presença de hotéis eco-
ma local a partir do estudo.
estamos conversando para chegar a um acordo.
rado para acomodar atletas, delegações,
nômicos (37,6%), de acomodações de ca-
visitantes e convidados. Pesquisa recen-
tegoria simples (23,2%) e turístico/médio
te desenvolvida pelo IBGE a pedido do
conforto (24,7%) em relação ao número
festival de comida saudável para
coincidir com eventos internacionais
Ministério do Turismo traz um panorama
de hotéis de luxo (3,5%) e de categoria
da infraestrutura de hospedagem nas 26
superior (11%). Também apareceram com
16 batendo perna Roteiros para
capitais do Brasil e no Distrito Federal. O
destaque os motéis, o segundo tipo de
material ajuda a fornecer informações e
estabelecimento mais comum no país, de-
dados sobre o setor, mas também acirra os
pois dos hotéis. Dos cerca de 374 mil lei-
debates, mostrando que, no país, há pou-
tos disponíveis nas capitais, quase 37 mil
cos hotéis de categoria luxo e número ain-
estão em motéis. Fortaleza é a capital com
da menor de unidades adaptadas.
maior presença proporcional de motéis,
Logo depois, fomos convidados a compa-
Mais detalhes na página 10.
recer ao Ministério da Justiça para prestar es-
E, para a capa, preparamos uma matéria
clarecimentos sobre abuso de preços de diárias
que trata da relação entre os hotéis e a cida-
para a Rio+20 e recusa na prestação de servi-
de. A participação do morador tem contribuído
ços para as delegações e convidados que virão
para aumentar a receita dos estabelecimentos
para o evento. É fato que a cidade – e poucas no
e muitos deles, quando lançam um novo pro-
mundo teriam essa capacidade – não tem como
duto ou prestam um serviço, passaram a querer
hospedar simultaneamente 50 mil pessoas,
agradar ao carioca.
Sede Sindicato Centro
Praça Olavo Bilac, 28 - 17º andar 20041-010
Tel: 3231.6651 Fax: (21) 2221-9926
[email protected]
Subsede Barra
Av. das Américas, 3.500 - bloco 06 - sala 615
Ed. Le Monde Office / Hong Kong 2000
Barra da Tijuca 22631-003
Tel/Fax: (21) 3282-5199
[email protected]
2
06
06 O outono chega trazendo mil e
uma novidades como a da foto acima
07 nutrição Começa em maio
serem percorridos a pé pela cidade
encantam cariocas e turistas
Pedro de Lamare Presidente • Carlos Werneck Vice-Presidente • Manuel Marques de Souza Segundo
Vice-Presidente • Leonardo Rego Vice-Presidente de Alimentação • Antonio de Oliveira Cerqueira VicePresidentede Motéis • Marcos André dos Santos Caiado Vice-Presidente de Restaurantes • Ricardo Bomeny Vice-Presidente de Fast Food • Manuel Capão Vice-Presidente de Lanchonetes, Bares e Similares
• José Maria Canedo Vice-Presidente de Buffets • Mario Chady Vice-Presidente de Franquias • Leonardo
Feijó Vice-Presidente de Casas Noturnas • Cello Macedo Vice-Presidente de Relações Institucionais •
Carlos Perico Vice-Presidente Benemérito • Luca Raposo Vice-Presidente de Hotéis Cinco Estrelas • Paulo Antonio Ubach Monteiro Vice-Presidente de Patrimônio • Alexandre Sampaio de Abreu Vice-Presidente de Hotelaria • Andréa Tinoco Vice-Presidente de Eventos • Roberto Maciel Diretor de Contabilidade
• Luis Antonio Cunha Diretor de Finanças • Fernando Pinheiro Diretor de Administração • Fernando Sá
Diretor de Comunicação • Teresa Corção Diretora de Formação e Qualidade • Rosana Santos Diretora de
Pólos Gastronômicos e Culturais • Amadeu Cunha Conselho Fiscal Efetivo • Francisco Bernardino Martins
Conselho Fiscal Efetivo • Paulo Celestino Pereira Conselho Fiscal Efetivo • Carlos Eduardo Tome Conselho Fiscal Suplente • Darcílio Junqueira Superintendente • Carla Riquet Coordenadora de Formação
e Qualidade • Katia Watts Coordenadora de Comunicação • Maria Neurian Coordenadora do Jurídico •
Marina Gerk Coordenadora de Polos Gastronômicos • Stela Pacheco Supervisora Comercial
SindRio Notícias é uma publicação da FSB Comunicações | Foto da capa: Divulgação
A Pesquisa de Serviços de Hospeda-
39,3% dos meios de acomodação da cida-
gem (PSH 2011) revelou que, em 2011,
de, e o Rio tem hoje 84 estabelecimentos.
as capitais brasileiras reuniam um total
Apenas 1,3% das unidades habitacio-
de 5.036 estabelecimentos de acomoda-
nais do país são adaptadas para pessoas
ção, ficando 40,7% deles concentrados
com necessidades especiais. São Paulo, com
em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e
511 unidades, e Rio de Janeiro, com 272,
Belo Horizonte. Apesar de ser a segunda
unidades, são as capitais com maior número
cidade em número de empreendimentos,
de unidades adaptadas, seguidas por Natal
com 429 hotéis, pousadas e albergues, o
(237), Brasília (220) e Maceió (219).
apoio a esse tipo de turismo só vão faze
aumentar este número ainda mais”.
Pedro de Lamare, presidente do SindRio,
concorda e acredita que a tendência é de
crescimento do setor: “O Rio precisa ampliar
sua rede de hospedagem e, hoje em dia, é
mais fácil encontrar na cidade terrenos
com casas do que locais disponíveis para
construção de edifícios. O despojamento e
a criatividade do carioca atraem à cidade
muitos jovens e estrangeiros, que são justamente o perfil dos alberguistas”.
FOTO: Felipe Morozini
Após o Carnaval, quando
FOTO: divulgação
Pedro De Lamare presidente do SindRio
O Oztel é uma das novidades no mercado do Rio
3
Zona Sul entra em obras
Saiba quais as intervenções do metrô que podem influenciar o seu estabelecimento
carão fechadas entre dezembro de 2012
ções de moradores e outras entidades
e agosto de 2013. Durante este período,
reclamam da alteração do projeto origi-
o Metrô na Superfície, ônibus comple-
nal da linha 4, que passaria por Humaitá
mentares ao sistema, terá sua frota au-
e Jardim Botânico. Outros questionam a
mentada de 15 para 23 veículos.
falta de diálogo com a população sobre
FOTOs: manuel amado
a execução do projeto.
Para compensar
Movimento no salão do Bar Luiz:
125 anos recém-completados
“É simpático que se faça essa in-
A concessionária montará uma es-
tervenção conversando com morado-
trutura de atendimento para quem
res e empresários. E tudo o que soube
mora ou trabalha nas regiões mais afe-
até agora foi pela imprensa. A Igreja
tadas pelas obras, com postos físicos e
Nossa Senhora da Paz é tombada, de
telefone para ouvidoria. Por enquanto, a
importância histórica para o bairro. Es-
forma de obter mais informações é pelo
pero que façam algo discreto, que não
site www.metrolinha4.com.br. Um servi-
atrapalhe a visão das árvores nem do
ço de manobristas será oferecido para
Cristo”, pondera Bruno Pereira, do Polo
moradores e donos de vagas cativas que
Quadrilátero do Charme.
forem afetados pela construção na linha.
“Também recebi poucas informa-
De acordo com a evolução das obras
ções. Mas sei que é um transtorno muito
e com o impacto nos estabelecimentos,
grande”, afirma Demetrius Queiroz, do
o governo promete estudar outras for-
Polo + Ipanema, que já passou por uma
mas de compensação. O mesmo expe-
grande obra para a construção da Esta-
diente foi utilizado durante a constru-
ção General Osório. “Durante a obra fica
ção das estações de Copacabana.
tudo mais complicado. Mas, sem dúvida,
Uma obra deste porte não aconte-
a estação gerou um fluxo interessante.
ceria sem descontentamentos. Associa-
Ganhamos mais movimento”, completa.
O
dro de Lamare. O eixo Ipanema-Leblon
Passará a ser proibido estacionar nessas
beça, mas os benefícios
concentrará a maior parte das obras,
duas vias, mas bolsões de estaciona-
devem superar a aporri-
previstas para serem executadas até
mento serão criados nos trechos inter-
nhação. É com este espírito,
dezembro de 2015, com a inauguração
ditados da Avenida Ataulfo de Paiva.
como quem faz uma reforma em casa,
simultânea de toda a nova linha. As es-
Além das estações, a expansão do
que boa parte dos cariocas encara a ex-
tações Barra e São Conrado já estão em
metrô demandará a criação de canteiros
pansão do metrô, que ganhará sete no-
construção desde o ano passado, com a
de apoio no Batalhão da PM do Leblon,
vas estações em 2015. Os transtornos
mesma previsão de encerramento.
na Rua Igarapava e no Jardim de Alah,
serão grandes, em especial para bares,
O governo do Estado, responsável
além de uma área para estacionamen-
hotéis e restaurantes próximos às inter-
pela expansão da malha, divulgou um
to de caminhões na Lagoa, próxima ao
venções. A expectativa, porém, é que os
cronograma sobre as intervenções e
Corte do Cantagalo. A Igarapava tam-
300 mil novos passageiros do sistema
como vão afetar a população.
bém ganhará um duto de ventilação e
virem também clientes em potencial.
4
As obras terão um forte impacto no
saída de emergência, o que fará com
“Será problemático, mas a expansão
trânsito, em especial no Leblon. Os car-
que a rua fique interditada entre janeiro
do metrô é necessária e fará bem à cida-
ros serão desviados para a Avenida Del-
de 2013 e julho de 2014.
de. Queremos dialogar com o governo
fim Moreira e para a Rua Humberto de
Copacabana também sofrerá. Para
para entender quais serão os impactos
Campos, que ganhará uma ponte tem-
garantir a conexão entre os túneis exis-
no nosso setor e tentar minimizá-los”,
porária sobre o canal do Jardim de Alah,
tentes e os que serão construídos, as es-
analisa o presidente do SindRio, Pe-
criando mais uma ligação com Ipanema.
tações Cantagalo e Siqueira Campos fi-
Desafios para
o turismo no Rio
O
turismo no Rio passa, no momento, por possibilidades de mudança. O Carnaval foi um
sucesso, com milhares de pessoas brincan-
do nas ruas, sem violência. O fato de o Brasil estar
“na moda” e os megaeventos esportivos previstos
na cidade trazem uma mídia positiva. Por último, as
UPPs e os avanços na área de segurança pública estimulam brasileiros de outras regiões a virem ao Rio.
Búzios receberá o prêmio de melhor destino mundial de turismo de sol e praia, na próxima edição do
Salão Internacional do Turismo, Arte e Cultura “Euroal 2012”. Na área ambiental, os recursos do governo
do estado têm se ampliado e notícias recentes apontam que os lixões de São Gonçalo, Belford Roxo, Bar-
ra Mansa e Volta Redonda foram desativados.
E os desafios? Hoje o turismo no interior fluminense ainda se encontra restrito, sendo relevante para
a economia municipal apenas em Búzios, Paraty
e Itatiaia. Matéria do jornal Valor Econômico, de
15/3/2012, apontou que o ERJ apresentou um gas-
A praça Nossa Senhora da Paz receberá a segunda estação de metrô de Ipanema. Até lá espaço de lazer será um grande canteiro de obras
bra sempre dá dor de ca-
Mauro
Osório
crédito: Erick coelho
>> Veja o cronograma de obras e o projeto
em www.metrolinha4.com.br
to público médio de R$ 57,04 milhões, por turista
estrangeiro que veio ao Rio em 2010, contra uma
receita gerada no ERJ de R$ 2.008,22 milhões com
turismo internacional. Esse gasto público em turismo
é inferior ao de nove unidades da federação.
Não seria interessante aprimorarmos o planejamento do turismo, no ERJ, com políticas que ampliem os
produtos, um calendário integrado de eventos e infraestrutura voltada para o cidadão e o turismo, em
todas as municipalidades? E não seria igualmente
Outra praça a sofrer impacto com as obras é a Antero de Quental, no Leblon
importante constituirmos uma governança para a
metrópole carioca, que permita melhorar a situação
Nova estação na Tijuca
de saneamento, consolidar a despoluição da Baía de
Guanabara, melhorar os indicadores de saúde (prin-
A outra ponta da linha 1 também cresce: em janeiro foram iniciadas as obras para a
cipalmente na periferia da RMRJ) e ampliar o trans-
Estação Uruguai, que ficará sob a Rua Conde de Bonfim. A nova estação terá cinco acessos
porte sobre trilhos, com o metrô até o Galeão?
e ficará distante 1,1 km do outro ponto de embarque no bairro, na Praça Saens Peña. A
previsão é que a nova estação seja inaugurada até julho de 2013, se tornando mais uma
maneira de se chegar aos estabelecimentos da região.
>> Mauro Osorio – Economista, Doutor
em Planejamento Urbano e Regional e
Consultor do SindRio
5
>> Quer aderir? Peça mais informações nos telefones 3231-6669 e 3231-6677
Sabor saúde
Rápidas
de Janeiro. O dado é de uma pesquisa desenvolvida pela Shopper Experience, que
revelou os hábitos de consumo dos clientes de alimentação rápida. Apesar do índice
elevado, o Rio está abaixo da média do país,
onde 55% das pessoas visitam os fast foods ao menos uma vez por semana. As lojas
de shopping são frequentadas por 59% dos
fluminenses e 38% preferem as lojas de rua,
superando a média nacional, de 25%. As redes preferidas no Rio são McDonald’s (49%),
Subway (16%), Spoleto (8%) e Bob´s (7%).
Para 71% dos entrevistados, o que o carioca
mais aprecia na sua marca favorita é o sabor
do alimento.
sete pimentas. Para apaixonados por atum,
uma degustação do peixe em cinco versões:
sashimi em crosta de ervas picantes e gergelim; robata com cubos do peixe cru; bolinho
de tartar; e empanado (R$ 34,90). De sobremesa um mix de morango, kiwi, abacaxi, laranja e manga servido na casca do abacaxi
(R$ 9,90).
Via Sete
www.viasete.com.br
Ambre Cuisine Bar
Rua Visconde de Silva, 21 – 2286-6904
www.ambrebar.com.br
Ki
Rua Fonte da Saudade, 179 – 2535-3848
www.restauranteki.com.br
Festival Rio Saudável Gastronomia mobiliza a cidade pela alimentação natural
M
aio e junho serão meses para
res e Restaurantes (Abrasel-RJ) e da Agência
No italiano Gabbiano Ristorante, o prato é o
ouvir, debater, aprender e res-
Binky. Fabio Gomes, nutricionista da Área de
cappesante glassate al “maracuja” e o Varan-
pirar saúde, nutrição e susten-
Alimentação, Nutrição e Câncer do INCA, ex-
das Gourmet apresenta uma saborosa truta
tabilidade. A realização conse-
plica que “um dos objetivos do festival é res-
ao molho de castanhas. Os organizadores
cutiva do World Nutrition Rio 2012, do 10º
gatar a valorização do preparo dos alimen-
do festival promoverão atividades de capa-
Congresso Rede Unida e da Conferência das
tos em casa, em vez de se optar por comidas
citação sobre culinária saudável com nutri-
Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sus-
prontas, que são hipercalóricas, pouco nu-
cionistas, chefs, cozinheiros e garçons dos
tentável Rio+20 mobilizou também a gastro-
tritivas e contêm elevadas quantidades de
restaurantes participantes.
nomia da cidade em uma grande campanha
gordura, açúcar e sal, que são prejudiciais à
Para a chef Teresa Corção, participante
pela alimentação nutritiva, saudável e cons-
saúde”. Hans Dohmann, secretário munici-
do evento, fundadora da ONG Instituto Ma-
ciente. Com o objetivo de provar que comida
pal de Saúde e Defesa Civil, complementa:
niva, diretora do SindRio e uma das pioneiras do movimento slow food no Brasil, mais
FOTO: reprodução
Maioridade
Para comemorar os 18 anos e a coleção de
números positivos, o restaurante Fellini decidiu reunir suas histórias e conquistas em livro. “Fellini: uma receita de sucesso”, da Fato
Editorial, escrito pela jornalista Maria Helena
Esteban, revela os bastidores da casa, que
começou vendendo 70 refeições por dia e
hoje alcança facilmente 800. Entre os segredos revelados no livro estão a gestão familiar
cuidadosa com os funcionários, que já rendeu três prêmios de RH. As páginas também
lembram que o restaurante foi pioneiro entre
os a quilo sofisticados e trazem 29 receitas
do Fellini, por onde passam 23 mil clientes
por mês.
Rua General Urquiza, 104 – 2511-3600
www.fellini.com.br
do que um festival, o Rio Saudável Gastronomia é uma campanha pelo comer bem
e saudável: “O Rio, capital do esporte e da
saúde, é a cara desta proposta. Nós, chefs
e donos de restaurantes, como formadores
de opinião, devemos estimular a conscien-
Nos trilhos
Eles só voltam a circular em 2014 e, até lá,
deixam a cidade órfã do seu transporte mais
pitoresco. Mas os projetos para o retorno
dos bondinhos amarelos de Santa Teresa
são audaciosos e devem alcançar investimento total de R$ 110 milhões. O governo
estadual lançou, no mês passado, licitação
para a construção do primeiro carro, de um
total de 14. Eles terão aparência semelhante
aos bondes antigos, mas deverão ser mais
seguros. Placas transparentes vão fechar
parcialmente as laterais, impedindo que os
passageiros viajem em pé nos estribos. Os
trilhos e a oficina dos bondes também serão
reformados e o percurso será estendido de
sete para dez quilômetros.
Preferência nacional
Restaurantes e lojas de fast food são frequentados ao menos uma vez por semana
por 48% dos moradores do Estado do Rio
6
Amor de verão
O verão passou e deixou como lembrança
pratos, petiscos, drinques e programações,
que, aprovados pela clientela, entraram para
o menu oficial dos bares e restaurantes. No
Via Sete, as sopas geladas do chef Felix Optiz,
como a de cenoura, tangerina, temperos marroquinos e coentro ou a de beterraba, aneto,
creme fraiche, aipo e azeite de laranja (R$ 12
cada), são o novo destaque do cardápio, ao
lado do espaguettine de camarões e tomate
cereja ao pesto (R$ 35) e da salada de bacalhau com batata calabresa, azeitonas, vagem, tomate cereja e manjericão (R$ 34). No
gastrobar Ambre, uma programação musical
passou a movimentar as noites de quarta
com jazz e quinta com lounge. Para embalar
o som, o barman Ivan Galarza selecionou os
drinques mais pedidos da casa para serem
servidos em jarras. Entre eles o French Pink
Mojito (R$ 20), com espumante, rum, hortelã
e açúcar, e o Rabit Martini (R$ 18), com suco
de laranja, cenoura, vodca, rum, sal, pimenta do reino e noz moscada. No japonês Ki, o
sushiman Omura renovou o cardápio, trazendo delícias como o Carpaccio Togarashi (R$
33,90), com salmão e kiwi, temperado com
tização sobre a importância da alimentação
saudável, promoção da saúde e a melhoria
da qualidade de vida”. Pedro de Lamare, presidente do sindicato, torce pelo sucesso do
festival e explica que a ideia é promover edições anuais para que a proposta da culinária
saudável se firme no Rio de Janeiro.
Para participar do festival, basta montar um prato saudável, nutritivo e dentro das exigências
Nas alturas
O Rio não está em alta somente na preferência dos turistas. O preço médio do
aluguel comercial é o mais caro do país,
de acordo com uma pesquisa da Colliers
International do Brasil. O custo mensal
máximo do metro quadrado comercial
em Ipanema e Leblon chegou a R$ 260,
no fim de 2011, superando os R$ 200
da Avenida Brigadeiro Faria Lima, ponto
mais nobre de São Paulo. Brasília, a terceira no ranking, apresentou um custo
mensal de R$ 120 por metro quadrado. A
Colliers justifica os números em função
do resgate da economia fluminense e da
oferta estrangulada. Sobram interessados, falta espaço.
que faz bem pode ser saborosa e gourmet,
“Diante da rotina cada dia mais corrida das
a segunda edição do festival Rio Saudável
pessoas, fica evidente a importância do fes-
Gastronomia entra em cartaz em 25 de abril,
tival na conscientização de que é possível
com cerca de 30 restaurantes cariocas.
adotar mudanças simples no cotidiano, co-
O evento é uma realização do Instituto
meçando pelos hábitos alimentares”.
de Nutrição Annes Dias (INAD), da Secreta-
Até 24 de junho, cada uma das casas
ria municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio
participantes traz um prato ou menu saudá-
de Janeiro, do Instituto Nacional de Câncer
vel, seguindo requisitos nutritivos, calóricos
(INCA) e do SindRio e conta com o apoio do
e de ingredientes previamente aprovados
Conselho Regional de Nutricionistas – 4ª
pela comissão de nutricionistas do festival.
região (CRN-4), do Instituto de Nutrição da
Os pratos vêm identificados- com a logo-
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
marca do evento. O Cria da Terra, por exem-
(INU/Uerj), do Convivium Slow Food do Rio
plo, apresenta um frango caipira com batata
de Janeiro, da Associação Brasileira de Ba-
doce orgânica caramelada e salada de grãos.
Participantes
Ambre Cuisine Bar, Bazzar, Branche, Casa
de Espanha, Casa Urich, Cedro do Líbano,
Coccinelle Bistrô, Cria da Terra, Delight,
Espaço Grill, Filé e Folhas, Gabbiano Ristorante, Gávea Garden Bistrô, Mekong, Nik
Sushi, O Navegador, Piffer Torteria & Bistrô, Refeitório Orgânico, Reservado Restaurante, Sabor Saúde Culinária, Sabor
Saúde Expresso, Sal e Tal, Symbol Gourmet, Varandas Gourmet, Vegetariano Social Clube, Viva Orgânicos Juice Bar, Zacks,
Restaurante Cidadão, na Cidade de Deus, e
Restaurante Universitário, na UERJ.
7
Capa
Investimento para agradar
Prata da casa
FOTO: fabrizia granatieri
Movimento do carioca nos hotéis cresce e público local vira alvo
Considerando que o hotel tem cer-
gue por nossas praças e, por que não?,
Para chamar ainda mais atenção do
ca de 240 apartamentos e mantém uma
engordar o cofrinho. Há até organização
público local, o foco da equipe de ven-
ocupação média anual acima da obser-
de atividades externas abertas não só
das no momento tem sido no estado do
vada na cidade é de se comemorar que
a hóspedes, como passeios turísticos,
Rio. “O mercado de eventos está supe-
49% da receita total do Copacabana Pa-
para misturar turistas e os locais. Inte-
raquecido, fazendo com que empresas
lace venham de carteiras cariocas. Eles
ressado nestas ideias deste antes da
de todos os segmentos optem pela ci-
também frequentam os concorridos bai-
inauguração do hostel, o sócio Breno
dade na hora de promover produtos e
les de carnaval e de réveillon, o spa e
Novaes também faz questão de aproxi-
serviços”, acrescenta o executivo, refor-
o salão de beleza e ainda os 400 even-
mar o Z.Bra do público carioca e encon-
çando que áreas como a Barra da Tiju-
tos produzidos durante o ano em seus
trou um bom caminho: apoiar eventos
ca estão se beneficiando deste aqueci-
luxuosos salões, que podem ser desde
externos ao prédio localizado no Le-
mento e mostram que têm vocação não
pequenos casamentos e festas até pre-
blon. No ano passado, marcou presença
só para receber o turismo de negócios
miações e aqueles de empresas, alguns
no projeto de música Noon, realizado na
como também grandes eventos e lazer.
com a reunião de duas mil pessoas.
boate 00. “Nossa missão é mais do que
Investir na qualidade das instalações e dos serviços tem papel funda-
D
8
urante muito tempo play-
nado por executivos que querem sair
casados abrigava recém-separados e
ground apenas dos turistas,
do ambiente de trabalho ou por casais
moradores ilustres.
com suas operações voltadas
a fim de descansar no fim de semana.
A alguns quilômetros dali, na Ave-
exclusivamente
este
“O hotel é visto como um oásis, onde
nida do Pepê, os cariocas também
público, os hotéis do Rio têm sido redes-
é possível passar o fim de semana, re-
têm contribuído para aumentar o fa-
cobertos pelos cariocas. Nunca os locais
laxar, aproveitar o Le Spa e a gastro-
turamento do Royalty Barra Hotel.
tiveram tanta participação na receita da
nomia”, conta a gerente de vendas e
Apesar de ainda ocuparem pouco as
hotelaria carioca, sendo pela frequên-
marketing Nelly Pager. “Mas há também
249 acomodações do hotel, já são res-
cia de restaurantes, pela organização de
quem venha organizar pequenas reuni-
ponsáveis por 50% do movimento do
eventos, sociais ou corporativos, e até
ões em ambiente privilegiado”. A voca-
restaurante e, no ano passado, promo-
pelo consumo de simples diárias.
para
ção para receber cariocas vem desde a
veram cerca de 60 eventos sociais e
No cinco estrelas Hotel Santa Te-
década de 60, muitos anos antes de se
corporativos nos cinco salões. “Este
resa, os cariocas já representam 30%
tornar referência em hotel boutique de
nicho vem crescendo e não podemos
do faturamento de hospedagem. Lon-
luxo no Rio e receber famosos como a
deixá-lo em segundo plano. Trata-se
ge do burburinho turístico da cidade,
cantora Amy Winehouse, o rapper Sno-
de mais uma fonte de receita emer-
o empreendimento experimenta este
op Dogg e o ex-presidente americano
gente para o setor”, diz o gerente de
crescimento há alguns anos, impulsio-
Jimmy Carter. O antigo Hotel dos Des-
vendas, Rômulo Bittencourt.
porcionar experiências”, afirma Novaes.
mental nesta atração do carioca. Que o
Pelos cases pesquisados pela equipe
No Térèze, comandado pelo chef Da-
diga o Copacabana Palace. Em 2008 e
do SindRio Notícias, a gastronomia é sem
mien Montecer no Hotel Santa Teresa,
2009, gastou R$ 4 milhões para montar
dúvida um grande chamariz. Talvez por
mais de 70% do público vêm das re-
e abrir o Bar do Copa, misto de boate,
isso muitos hotéis tenham aberto as por-
dondezas do bairro. O mesmo percentu-
bar e casa de shows, que enche a cada
tas de seus restaurantes para não-hóspe-
al de clientes do spa do hotel também
fim de semana apenas com moradores
des, modificado cardápios para conquis-
chega por estes mesmos caminhos. An-
do Rio (95% da frequência). No ano
tar o paladar do carioca e até inventado
tes mesmo de ser inaugurado, os idea-
passado, promoveu uma grande obra
novas formas de usar seu espaço.
lizadores do cinco estrelas já pensavam
de modernização de seu principal res-
O hostel design Z.Bra habitualmente
em um restaurante, um bar e um spa
taurante, o Cipriani, para continuar re-
promove vernissages, exposições, fes-
que recebessem tanto hóspedes quan-
cebendo com excelência a parcela de
tas e degustações. É uma maneira cria-
to passantes. Os ambientes despojados,
70% de cariocas.
tiva de consolidar a imagem do alber-
sem cara de hotel, o estacionamento e
a entrada independentes garantem aos
FOTO: SELMY YASSUDA
Moradores do Rio representam 95% da frequência do Bar do Copa, no Copacabana Palace. Hotel arrecada com cariocas quase a metade de sua receita
oferecer acomodação. Queremos proAtração pelo estômago
visitantes um convite para ficar à vontade. Uma média de 25 eventos por mês
ajuda ainda a provar que o carioca tem
mesmo invadido uma praia antes ocupada apenas pelos turistas.
No hotel Santa Teresa, o restaurante e o spa são muito requisitados pelos cariocas
9
Plantão Criminal 24 horas
Um serviço gratuito para o associado
Maggiolo Advogados Associados S/C
9916-6448 e 2516-6457
Nextel: 7844-6050
Dissidência
Jurídico
Separação amigável
Férias coletivas
SindRio admite diálogo com grupo dissidente da hotelaria que tenta montar sindicato
Conversa e negociação. Estas são
nados ao turismo: uma cidade melhor
pria composta por seis coordenadores,
as condições impostas para começar o
e mais justa para se viver e trabalhar”,
que se somariam ao time do SindRio,
processo de saída dos meios de hospe-
pondera o presidente do SindRio, Pe-
que hoje tem quase 50 funcionários em
dagem cariocas do SindRio, que corre
dro de Lamare.
cinco áreas, como Comunicação, Marke-
na Justiça desde o ano passado. Con-
O movimento hoteleiro começou no
ting & Design, Formação e Qualidade,
forme matéria publicada no SindRio
ano passado, quando um grupo conse-
Comercial, Jurídico e Polos. Além dis-
Notícias 85, hotelaria e alimentação
guiu assinaturas de descontentes para
so, chamou atenção a ideia de terceiri-
estão juntos numa mesma entidade
fundar no Ministério do Trabalho o
zar alguns serviços, como os prestados
de classe desde 1939, quando o Cen-
novo sindicato. Como foi pego de sur-
pelo jurídico, uma vez que não é projeto
tro União dos Proprietários de Hotéis
presa, o SindRio acabou indo à Justiça
prioritário montar uma rede de departa-
e Classes Annexas e o Centro dos Pro-
para interromper esta ação. Após alguns
mentos para atender os associados.
prietários de Cafés do Rio de Janeiro
meses e algum entendimento dos inte-
Para o SindRio, o caminho é longo,
decidiram se unir e deram origem ao
resses do grupo, a diretoria do sindicato
mas existe a possibilidade de se chegar
Sindicato de Hotéis e Similares do Es-
resolveu abrir canal para o diálogo. O
a um acordo desde que sejam respei-
tado da Guanabara. Mas metade dos
momento é de resolver o impasse cria-
tadas algumas exigências. Há pelo me-
180 hotéis associados entende que é
do pelas propostas apresentadas por
nos cinco anos, o sindicato briga por
hora de voar solo e ter um sindicato
aqueles que formariam a primeira dire-
interesses do setor enquanto chancela
especializado para lutar com mais foco
toria da recém-criada instituição.
iniciativas de educação, sustentabili-
pela categoria.
DEPARTAMENTO JURÍDICO DO SINDICATO
Adauto Fajardo, Adriana Rodrigues, Heloísa Costa, Josi Rocha, Julio Cezar Vieira de Mello, Lílian Galvão,
Luis Carlos Esteves, Neurian Almeida e Ricardo Rielo | 3231-6682 / 3231-6676
Consultas Jurídicas online via e-mail: [email protected]
Almofrey – Ass. Licenciamentos Municipais: www.almofrey.com.br | 2220-6735 / 7842-3346 / 7843-2703
Neste momento, não há como ceder
dade e inclusão social. Investe pesado
“A coesão do setor é fundamen-
aos pedidos sem abrir mão da qualida-
em eventos para valorizar a imagem
tal nesta hora tão decisiva para o Rio.
de do atendimento aos mais de 2,5 mil
do Rio. Entre estas iniciativas, o Sin-
Quanto maior a representatividade,
associados e do bom funcionamento
dRio questionou o ECAD, as leis seca,
maior a força para atingir objetivos
interno. Entre as sugestões, a de usar a
do fumo (e um decreto municipal) e
que deveriam ser comuns a todos que
estrutura física da sede do SindRio, no
de carga e descarga. Também encam-
compõem a nossa base e estão relacio-
Centro, para abrigar uma equipe pró-
pou o projeto Polos do Rio e estreitou
FOTO: erick coelho
o relacionamento com o poder público,
criando canais de comunicação com o
governo por meio de secretarias municipais e estaduais. Quando não foi motivado para falar em nome dos meios
N
as férias coletivas, o principal
Outro aspecto que merece atenção do em-
individuais superior ao das férias coletivas,
benefício para a empresa é
pregador é o prazo permitido por lei para a
a empresa poderá optar por deixá-lo gozar
deixar o empregado disponível
concessão do benefício: as férias coletivas
integralmente o período, retornando ao tra-
para o trabalho durante o ano,
podem ser gozadas em dois períodos anu-
balho depois dos demais empregados, ou
em um determinado período em que, pro-
ais, desde que nenhum deles seja inferior
determinar que ele tire os dias restantes em
vavelmente, haverá aumento de produção,
a dez dias. Assim, a empresa não poderá
outra oportunidade. Se as férias coletivas
pois as férias coletivas são a antecipação
conceder, por exemplo, dez dias de férias
ultrapassam o período de direito do empre-
das férias normais. Diferentemente das
coletivas em dezembro, retomar o trabalho
gado, os dias excedentes deverão ser con-
individuais, as férias coletivas devem be-
e conceder mais uma semana em janeiro,
siderados como licença remunerada, que
neficiar todos os empregados da empresa,
também como férias coletivas. A empresa
deve ser incluída normalmente na folha de
de um estabelecimento ou de um determi-
também deve comunicar aos empregados
pagamento, sendo vedada qualquer redu-
nado setor, sendo obrigatória a informação
envolvidos as datas de início e de término
ção salarial. Para os menores de 18 anos e
de concessão ao Ministério do Trabalho
do período, bem como efetuar o pagamen-
os maiores de 50, as regras são diferentes.
e ao sindicato profissional representativo
to das coletivas até dois dias úteis antes do
As férias desses empregados serão sempre
dos empregados, com uma antecedência
início do gozo do benefício.
concedidas de uma só vez e o empregado
mínima de 15 dias, sob pena de nulidade
Vale lembrar que, caso o empregado te-
e desconsideração para efeito das férias.
nha direito a um número de dias de férias
estudante menor de 18 anos tem direito de
coincidir suas férias com as escolares.
Banco com mais de 44 horas semanais é inválido
A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu
de recurso da Fischer Fraiburgo Agrícola Ltda. contra decisão que
considerou inválido o banco de horas da empresa porque desrespeitava o limite máximo de 44 horas previsto na Constituição.
de compensação instituído pela empresa e respaldado pelo sindicato dos trabalhadores.
Além disso, o TRT ressaltou que outra cláusula do acordo previa a
divulgação do saldo mensal do banco de horas através de demons-
Apesar de o banco de horas ter sido autorizado por acordos co-
trativos individuais, que não foram recebidos pela empregada. As-
letivos assinados de 2002 a 2006, uma das cláusulas que o regula-
sim, além da afronta à CLT e à Constituição, o regime de banco de
menta estabelece que as horas de crédito serão aquelas trabalhadas
horas utilizado pela Fischer confrontava até mesmo a norma coletiva
após a jornada normal de 44 horas semanais, observando os limites
que o regulamentava. Ao recorrer ao TST para afastar a condenação
máximos de dez horas diárias e 54 horas semanais. Essa cláusula,
em horas extras, a empresa alegou que a compensação estava em
conforme esclareceu o Tribunal Regional, viola a regra fixada no arti-
conformidade com a legislação em vigor, sustentando que a decisão
go 7º, inciso XIII, da Constituição e isso, por si só, invalida o sistema
regional violou o inciso XXVI do artigo 7º da Constituição.
de hospedagem do Rio, o fez também
pensando neste associado. Não seria
interessante desprezar estes esforços.
Entre as sugestões feitas, a estrutura fisica do SindRio, no Centro, seria comum aos dois sindicatos
10
Direitos autorais sobre invenção produzida na empresa
A Quarta Turma do Tribunal Superior
presa de 1982 a 2004. Neste período, atuou
no caso da atividade não estar prevista na
condenou a instaladora São Marcos Ltda. a
no desenvolvimento de produtos, principal-
função do empregado, será comum quan-
pagar a um gerente de produção, a título de
mente no protetor “Santo Antônio”, que te-
do resultar da contribuição pessoal dele e
direitos autorais, 15% dos lucros pela co-
ria sido aperfeiçoado a partir de um esboço
de recursos da empresa. Assim, a parcela do
mercialização de um protetor de cabine de
criado e desenvolvido por ele, por determi-
valor das vendas a ser paga ao empregado
camionete, incluído na categoria conhecida
nação da sua empresa. Para o TST, a situação
teria como causa o invento e não a presta-
como “Santo Antônio”. De acordo com o
se enquadra no artigo 91 da Lei 9.279/96,
ção de serviços ou o conteúdo do contrato
processo, o autor da ação trabalhou na em-
segundo o qual a propriedade de invenção,
de trabalho, já cobertos pelo salário.
11
>> Para saber mais sobre as parcerias do SindRio entre em contato
pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 3231-6677
>> Toda terceira sexta-feira do mês o Polo Lido promove a feira de artesanato, cultura, gastronomia e turismo Lido +
Solidário, na Praça do Lido, em Copacabana. E estão abertas as inscrições para a quarta edição do Prêmio Polobotafogo, que este ano traz o tema “Botafogo que eu gosto”. Informações pelo telefone 8458-9350
Polos
Parcerias
A união faz a força
É tempo de investir
Polos saem do papel para movimentar a cidade
Novas parcerias trazem benefícios e descontos para associados
prova de que os empresários estão reconhecendo a força de agir em grupo e a importância do programa Polos do Rio”, afirma Marina
Gerk, coordenadora de Polos do SindRio.
Com lançamento marcado para o dia 18,
a reunião em torno do Polo + Ipanema vem
conseguindo reduzir custos com fornecedores, além de organizar demandas de ordenamento e segurança para o bairro. Antes limitado à Praça General Osório e Rua Vinicius
de Moraes, o polo agora alcança o Arpoador.
Pelo mesmo processo de expansão passou o Polo Nova Rua Larga, que, em 25 de
janeiro, ganhou decreto que amplia o limite
geográfico e o renomeia Polo Região Portuária. Com a participação de 45 empresas de
Rio Sustentável ganha adesões
A
gica e socialmente corretas, que trazem não
só retorno de imagem, como também financeiro e de produtividade para a empresa. Os
bares e restaurantes parceiros já calculam
economias de até 50% nos custos mensais
com a adoção das novas medidas.
Entre dezembro de 2011 e o fim de
março de 2012, os 20 parceiros do projeto
celebraram o recorde de seis toneladas de
resíduos recicláveis acumulados, que foram
FOTO: divulgação
titudes sustentáveis geram economia. É o que estão descobrindo os
mais novos adeptos do programa
Rio Sustentável, que incentiva a
criação de uma rede de ações sócio-ambientais, com a capacitação de empresários,
colaboradores e da comunidade local. Além
da conscientização sobre reciclagem de resíduos e lixo, o projeto traz aprendizados
sobre redução de energia e iniciativas ecolo-
F
áreas diversas, estende-se da Rua Primeiro
de Março até o Cais do Porto. O empresariado espera acompanhar a revitalização da
região e as obras do Porto Maravilha.
Revitalização também é palavra de ordem no Flamengo e Catete, áreas abarcadas
pelo Polo Rio Carioca. Com o decreto em
mãos e a logomarca, criada pelo SindRio, os
empresários querem organizar o primeiro
projeto de requalificação urbana para o local.
“Entendemos que nosso eixo central são as
ruas do Catete e Marquês de Abrantes. Elas
serão priorizadas, mas não esqueceremos
outras áreas. Nosso polo é multisetorial e
temos muitas coisas incríveis para oferecer”,
comenta o empresário Roberto Galletti.
encaminhados à nova Rede Agrega Rio, que
reúne catadores de lixo através de cooperativas. Até agora o Rio Sustentável já arrecadou 21 toneladas de resíduos. “Cada duas
toneladas de lixo gera renda e emprego para
um catador”, explica a coordenadora do programa Rio Sustentável, Luciana Freitas.
Depois de passar pelo diagnóstico, consultoria e treinamento da equipe, o programa entra em ação com a coleta seletiva. As
pizzarias Vezpa do Leblon e de Copacabana,
o Spoleto da Rua do Rosário, a Domino’s do
Humaitá e a Koni Store da Rua Maria Quitéria
são os próximos a seguir os passos verdes. O
Cadeg e o Shopping da Gávea aguardam o
diagnóstico para começar a implementação.
omentar os negócios e modernizar os estabelecimentos está
ficando cada vez mais fácil para
os associados do SindRio. Bares,
restaurantes, hotéis, casas noturnas e
demais estabelecimentos ganharam em
2012 vantagens que vão de descontos e
facilidades de compra nas áreas mais diversas, da geladeira industrial ao website.
As reduções nos preços podem chegar a 45% do valor de mercado, como no
caso da parceria firmada entre o sindicato
e a Electrolux. Pelo convênio, os associados têm acesso a uma vasta lista de produtos que inclui fogões, condicionadores
de ar, geladeiras, freezers, purificadores
de água, microondas e adegas. Além dos
FOTO: Erick coelho
D
ois novos polos comerciais estão
prontos para atuar na cidade, em
busca de ordenamento urbano e
melhoria nos serviços prestados:
o Polo Gastronômico de Vila Isabel começa
as atividades neste mês e o Polo Rio Carioca,
com decreto recém-assinado e já em plena
atividade, mobiliza cerca de 25 empresários
da região do Catete, Largo do Machado, Laranjeiras, Glória e Flamengo.
A chegada das associações coincide com
a reorganização e ampliação dos antigos polos Jangadeiros e Nova Rua Larga, que ganharam mais integrantes e transformaramse respectivamente em Polo + Ipanema e
Polo Região Portuária. “Esta movimentação é
preços de fábrica, não existe quantidade
mínima para compra e o pagamento pode
ser feito à vista; faturado em até 90 dias,
com juros interno de 1,5% ao mês; ou via
cartão BNDES, em até 48 vezes.
“Criamos o canal corporativo com o
objetivo de incentivar o empresariado,
promovendo condições e preços mais
competitivos. Os eventos que ocorrerão
nos próximos anos na cidade impulsionam
os sonhos de um novo negócio e também
vão de encontro aos anseios do empresário de reformar, ampliar e adquirir novos
produtos”, aposta Ozana Ramos, gerente
do Canal Corporativo do Estado do Rio de
Janeiro da Electrolux. Sócio do restaurante Via 44, Othilio Cadaxo é um dos entusiasmados com a modernização.
“Aproveitei a oportunidade de
preço e fui muito bem atendido”,
conta o empresário, que conseguiu trocar freezer, geladeira e
condicionador de ar e está satisfeito com as aquisições.
Se a ideia é atualizar equipamentos e produtos, descontos de
até 10% em relação à média do
mercado são oferecidos graças a
outra parceria, esta fechada entre
a Ambev e a Federação Brasileira
de Hospedagem e Alimentação
(FBHA). Basta acessar o site www.
parceiroambev.com.br e cadas-
Quem faz parte?
Restaurante no Leblon o Mekong é um dos novos participantes do Rio Sustentável
12
Antonio’s, Belmonte, Boteco Cevada,
Boteco da Garrafa, Chico & Alaíde,
CT Boucherrie, Koni Store (Ipanema),
Manekineko (Ipanema e Leblon), Mangue
Seco, Mega Matte (Leblon), Mekong,
Rio Scenarium, Salsa Cebolinha, Santo
Scenarium, Werner Coiffeur (Baixo Leblon).
O Via 44, em Ipanema, está com
maquinário novo: geladeira, freezer e condicionador de ar
trar o CNPJ. Além de produtos da marca, o
portal operado pelo Comprafácil disponibiliza eletrodomésticos, eletroeletrônicos,
computadores, móveis de bar, máquinas
industriais, climatizadores, ventiladores e
utensílios, todos voltados exclusivamente
para o setor de hotelaria e alimentação. Os
pagamentos podem ser parcelados em 10
vezes no cartão de crédito ou boleto bancário, há possibilidade de financiamento
em 48 vezes pelo BNDES e a entrega é
feita diretamente no endereço solicitado.
No mundo web também não faltam
oportunidades para promover e divulgar os negócios. Um novo convênio com
a empresa de comunicação digital Net
Bureau traz aos associados a oportunidade de criação de websites exclusivos
com plataforma mobile por preços abaixo do mercado e parcelamento em até
seis vezes. “Entendemos que a conexão
digital hoje é essencial para ampliar a
competitividade do negócio e estamos
investindo em projetos que possam
ajudar os empresários”, explica a Coordenadora de Comunicação e Design do
SindRio, Katia Watts. Outras parcerias,
com as empresas SMS Urbano e Clube
da Mobilidade, trazem ainda ferramentas de promoção dos estabelecimentos
por sms e internet sem fio. Ser associado ao sindicato dá ainda benefícios
como desconto em cursos de idiomas,
em consultorias e outros serviços. “Com
a necessidade cada vez maior de qualificação para o setor, temos intensificado
não só nossa oferta interna de cursos,
mas também as parcerias”, reforça Katia.
Associados agora têm 10% de desconto ao matricularem-se no Ibeu e o curso
também oferece programas específicos
in company para atender às necessidades das empresas ou de uma profissão.
13
NOvOS ASSOcIADOS
Mais informações e inscrições:
Mônica, Cirlene ou Diana
3231-6668 / 3231-6690 / 3231-6697
[email protected]
SindRio
| Praça Olavo Bilac 28 / 17º andar - Centro
Espaço Carioca de Gastronomia
| Rua Teresa Guimarães 26 - Botafogo
Associados
Ex-aluno
Não associado
cursos
Menu de lucros
Programação de Abril e Maio de 2012
ABRIL
CAMAREiRA
24h AULA
Data: 2, 4, 9, 11, 16 e 18 (segundas e
quartas)
Horário: 14h às 18h
Valor: R$90 R$195 R$260
LANChEiRO
15h AULA
Data: 9 a 13
Horário: 14h às 17
Valor: R$110 R$165
GARçOM E GARçONETE
16h AULA
Data: 16 a 19
Horário: 9h30 às 13h30
Valor: R$90 R$135
R$220
R$180
CREPE
8h AULA
Data: 18 e 19
Horário: 9h às 13h
Valor: R$97 R$145,50
R$194
TORTAS CONFEiTADAS E REChEiOS
8h AULA
Data: 18 e 19
Horário: 9h às 13h
Valor: R$97 R$145,50 R$194
BARMAN
15h AULA
Data: 16 a 19
Horário: 15h às 18h45
Valor: R$110 R$165
SUShi E SAShiMi
16 AULA
Data: 24 a 27
Horário: 9h às 13h
Valor: R$172 R$258
COziNhA iTALiANA
8h AULA
Data: 25 e 26
Horário: 9h às 13h
Valor: R$97 R$145,50
R$344
R$194
COziNhEiRO PROFiSSiONAL MÓDULO 1
60h AULA
Data: 28 (abr), 5, 12, 19, 26 (mai), 2, 16,
23, 30 (jun), 7, 14, 21 e 28 (jul)
Horário: 9h às 13h
Valor: R$442 R$663 R$884
(em três vezes nos cartões Visa ou
Mastercard)
PizzAiOLO
8h AULA
Data: 8 e 9
Horário: 17h às 21h
Valor: R$87 R$145,50
“Encaminhei funcionários recentemente para os cursos
R$194
PALESTRAS GRATUITAS
MANUAL DE BOAS PRÁTiCAS E
PROCEDiMENTOS OPERACiONAiS
PADRONizADOS (POP)
Data: 9
Horário: 17h às 19h
E
“A experiência foi ótima. Estou no hotel há nove
Centro
Tita Lanches
Centro
Natural Mix
Tijuca
La Carioca Cevicheria
Lagoa
Lolla
Botafogo
Beef's Grill 545
São Cristóvão
Giraffas
Centro
Upgrade
Barra da Tijuca
Restaurante Atelier
Centro
Conexão Mandacaru
São Cristóvão
Outback Steakhouse
Centro - Niterói
Lemos Gourmet
Flamengo
Sul Restaurante Bar Buffet e Eventos Cidade Nova
Buffet 643
Copacabana
Arte dos Sabores
Botafogo
Nós na Compra
Copacabana
McDonald's
Guadalupe
le é o cartão de visitas para atrair
e fator de correção, formação de preço de
o cliente e ferramenta essencial
venda, fixação do preço de venda, métodos
na gestão eficiente de um restau-
de precificação, engenharia de cardápio,
Planalto do Chopp
Bonsucesso
rante. Mas saber administrar o car-
benefícios, metodologia, design do cardá-
Costelão do Cadeg
Benfica
Galo de Barcelos
Cidade Nova
Nova Culinária
Taquara
Bar Semente
Centro
pio, desenvolvimento e avaliação prática.
os lucros nem sempre é tarefa fácil. Quando
Mário Miranda faz uma analogia entre
é hora de substituir um prato que não tem
os cardápios e edifícios comerciais: “Cada
Cantinas do Tio Júlio
Santíssimo
boa saída? Que itens não podem deixar
item do menu é como uma sala que pre-
Cantinas do Tio Júlio
Campo Grande
nunca o menu? Estas e outras orientações
cisa ser comercializada. É importante que
Bangu Beef Grill
Bangu
fazem parte do curso Gestão Lucrativa de
cada prato seja vendido em boas condi-
Café do Ponto
Barra da Tijuca
Domino's Pizza
Jardim Botânico
Cardápios, indicado para empresários, ge-
ções, tanto para o comprador quanto para
Pizza Park
Leblon
rentes, administradores e nutricionistas
o proprietário”. Supervisora operacional
Pomodorino Ristorante
ipanema
que trabalham com bares, restaurantes e
do grupo Nova Ipanema, Cleyde Heizer
Bier Park
Gávea
Spoleto
Barra da Tijuca
redes de fast food que servem à la carte.
concluiu o curso em 2011 e garante que
Mercante Restaurante
Barra da Tijuca
Toca do Siri
Lagoa
via itália
Tijuca
Graça da vila
Glória
Café Gourmet
icaraí - Niterói
Manoel e Juaquim
Tijuca
Maria Maria Restaurante
Centro
Porto do Sirigado
São Cristóvão
Cachoeiras e Lamb's Bar
Saúde
Bob's Real Grandeza
Botafogo
Bob's Erasmo Braga
Centro
Gula NhR Serviços de Buffet Ltda
Benfica
Rio Tropical Restaurante
irajá
Só Saúde Refeições
Benfica
MFx Alimentação
Lins de vasconcelos
La Tabaccheria Recreio Charutaria
Recreio
Príncipe da Arábia
Méier
Confraria dos Chefs
Centro
Sabor Carioca Grill
Guadalupe
ROTULAGEM DE ALiMENTOS
Data: 23
Horário: 17h às 19h
QUEM FEZ
“
Curso ensina a aumentar o faturamento a partir
de cardápios bem elaborados
dápio com criatividade e visão voltada para
R$220
O curso, que tem carga horária de 15
traz aprendizados valiosos para o dia a dia:
horas e é ministrado pelo consultor Má-
“Você deixa de fazer as coisas na base do
rio Miranda, capacita o profissional de
‘achismo’ e passa a ter conhecimento e
alimentação para analisar um cardápio e,
ferramentas apropriadas para saber onde
Bandeja Dourada Restaurante
Barra da Tijuca
aplicando aplicar ferramentas estratégicas,
pode mexer no seu cardápio”, comemora.
Sabor Perfeito
Botafogo
aumentar a receita dos estabelecimentos.
“Adaptei as planilhas recebidas em aula e já
Adelias Gastronomia
Centro
“Utilizamos a técnica de engenharia de car-
estou usando nas minhas lojas”, acrescenta
Restaurante Dom Miguel
Centro
ice Mellow
Guadalupe
dápios, que ensina o aluno a avaliar os itens
a supervisora.
The Barley Pub
vila da Penha
Brigaderia Chic
Barra da Tijuca
Teatro Odisséia
Botafogo
Grand Cru ipanema
ipanema
que têm baixa lucratividade para a casa e
A próxima turma tem início no dia 10 de
de garçom e saladeiro e tivemos um retorno muito positivo. Mais
meses e fui fazer o curso para melhorar meu trabalho. Aprendi,
a fazer inserções cirúrgicas no menu”, ex-
abril, com aulas nos dias 12, 17, 19 e 24 de
do que o resultado de um empresário satisfeito, acredito que é
por exemplo, a abrir o vinho, que ainda não sabia fazer. Agora
plica o professor. Em cinco encontros, as
abril, das 16 às 19h. O curso é realizado na
Candice Cigar Co.
Centro
aulas englobam conceitos de introdução à
sede do SindRio, na Praça Olavo Bilac, 28,
Candice Cigar Co.
Barra da Tijuca
análise de custos, formas de classificação
17º andar, Centro. Inscrições e informações
Candice Cigar Co.
Botafogo
dos custos, métodos de custeio, margem de
pelos telefones (21) 3231-6686 e 3231-
Panela de Barro
Flamengo
Pizzaria Sapore D'itália
Recreio
contribuição, fichas de custos, rendimento
6667 ou no site www.sindrio.com.br.
importante quando o próprio profissional sente que o curso foi
já estou de olho em outros cursos, como o de barman”.
proveitoso”.
Saulo Cavalcante Machado, garçom do Copacabana Rio Hostel
Nelson Lakowsy, proprietário do restaurante Fellini
14
SUPERviSORA DE ANDAR E GOvERNANTA
21h AULA
Data: 7 a 11
Horário: 9h30 às 13h45
Valor: R$100 R$150 R$200
iNGLêS PARA ATENDiMENTO EM hOTéiS
E RESTAURANTES
90h AULA
Data: todas as segundas-feiras de 2 de
abril a 24 de setembro
Horário: 18h às 21h
Valor: R$100 R$150 R$200
QUEM BANCOU
“
MAIO
Chopperia Brazzoka
e aluno do curso de garçom
Em todos os cursos, o traje obrigatório para frequentar as aulas inclui calça comprida e sapato fechado
15
Rio
Caminhando para conhecer o Rio
Roteiros gratuitos ou pagos apresentam belezas variadas a moradores e turistas
C
aminhar é uma das melhores
cos e culturais, com duração entre 4 e 5
Cada tour custa R$ 50, e é possível fa-
formas de conhecer uma cida-
horas. Em março, foram promovidas visi-
zer pacotes.
de. E poder fazer roteiros eco-
tas ao Morro da Babilônia, Mirante Santa
Em um approach mais acadêmico, os
lógicos, culturais e gastronô-
Marta e Sítio Arqueológico dos Pretos
Roteiros Geográficos do Rio são promo-
micos é uma das características do Rio.
Novos. As caminhadas pela natureza
vidos pelo Departamento de Geografia
De olho nesta facilidade, rotas guiadas
acontecem as terças e quintas, a partir
da Uerj há dez anos. São dez rotas diur-
para serem feitas caem cada vez mais no
das 13h. Os roteiros urbanos são orga-
nas e seis noturnas, que acontecem no
gosto de cariocas e turistas, com perfis,
nizados aos sábados e domingos, às 9h.
Centro, em Copacabana e no bairro pla-
enfoques e preços diferentes.
Cada grupo é composto por 30 pessoas,
nejado Vila Aliança, na Zona Oeste, com
e as inscrições são gratuitas.
muita informação histórica sobre a cida-
Desde o início do ano a Associação
de Amigos da Zona Oeste (AZO) e a Rio-
“O objetivo é mostrar para cariocas e
de. Em ocasiões especiais, como o Dia
tur organizam o Conhecendo o Rio a Pé,
turistas as atrações da cidade. Tem mui-
Internacional da Mulher, são organizados
com uma série de tours por todo o Rio.
ta gente daqui que não sabia que tinha
roteiros temáticos. E todas as caminha-
A rotas são dividas em passeios ecológi-
tanta coisa acessível no Rio”, comenta
das são gratuitas.
FOTO: alexandre maceira
Carlos Alberto Vieira, guia do
projeto e um dos fundadores
O que levar?
da AZO. Prova disto é que a
Passeios ecológicos: mochila pe-
maior parte dos participantes
quena, cantil, lanche, lanterna, capa de
é carioca. “O roteiro é feito
chuva, repelente e roupas leves e con-
em português. Mas, dependo
fortáveis
da procura, podemos pensar
Rotas culturais: mochila pequena,
em tours em outros idiomas”,
água, lanche e roupas confortáveis. Não
comenta Vieira, que já rece-
é permitido ir de bermuda.
beu argentinos, ingleses e
espanhóis.
Os
turistas
estrangei-
ros podem contar com a
Rio Walks, empresas criada
por quatro amigos que se
Como participar
inspiraram em passeios se-
Conhecendo o Rio a Pé
melhantes feitos na Europa,
que dispõe de guias que falam português e inglês. Os
roteiros querem mostrar um
pouco da história e da cultura carioca, e um dos mais populares é o “De Bar em Bar”,
que começa em Ipanema e
termina no Baixo Gávea, com
chopes e petiscos no meio
A Vista Chinesa é um dos pontos altos dos passeios
16
do caminho, pagos à parte.
2394.2151
www.azo.tur.br
Rio Walks
2516.5248
www.riowalks.com
Roteiros Geográficos
8871.7238
www.roteirosdorio.com

Documentos relacionados

Parada de estrangeiro - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e

Parada de estrangeiro - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Pedro de Lamare Presidente • Carlos Werneck Vice-Presidente • Manuel Marques de Souza Segundo Vice-Presidente • Leonardo Rego Vice-Presidente de Alimentação • Antonio de Oliveira Cerqueira VicePres...

Leia mais

clube de negócios - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e

clube de negócios - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Alexandre Sampaio de Abreu Presidente • Paulo Antônio Ubach Monteiro Diretor de Contabilidade • Pedro de Lamare Diretor de Comunicação e Marketing • Luis Antônio Cunha Diretor Financeiro • Fernando...

Leia mais

Promessas não bastam - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e

Promessas não bastam - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Pedro de Lamare Presidente • Carlos Werneck Vice-Presidente • Manuel Marques de Souza Segundo Vice-Presidente • Leonardo Rego Vice-Presidente de Alimentação • Antonio de Oliveira Cerqueira VicePres...

Leia mais

Festa da boa mesa - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e

Festa da boa mesa - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Vice-Presidente de Restaurantes • Ricardo Bomeny Vice-Presidente de Fast Food • Manuel Capão VicePresidente de Lanchonetes, Bares e Similares • Roberto Maciel Vice-Presidente de Buffets • Mario Cha...

Leia mais

Garantia de segurança

Garantia de segurança Pedro de Lamare Presidente • Carlos Werneck Vice-Presidente • Manuel Marques de Souza Segundo Vice-Presidente • Leonardo Rego Vice-Presidente de Alimentação • Antonio de Oliveira Cerqueira VicePres...

Leia mais

Está na cara - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes

Está na cara - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes Pedro de Lamare Presidente • Carlos Werneck Vice-Presidente • Manuel Marques de Souza Segundo Vice-Presidente • Leonardo Rego Vice-Presidente de Alimentação • Antonio de Oliveira Cerqueira VicePres...

Leia mais

Renovação - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes

Renovação - SindRio - Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes Monteiro Vice-Presidente de Patrimônio • Cello Macedo Vice-Presidente de Relações Institucionais • Luis Antonio Cunha Diretor de Finanças • Fernando Pinheiro Diretor de Administração • Leonardo Fei...

Leia mais